Issuu on Google+


EDITORIAL

ISSN 1983760-7

www.felizcidade.net

Quem somos

FelizCidade é a única revista semanal da Região Metropolitana do Vale do Paraíba. Tem como objetivo veicular matérias das mais diversas que informe, sensibilize e traga satisfação aos leitores, especialmente os de nossa região. Nossa preocupação maior é a de levar boas notícias, qualidade editorial e excelência quanto à forma, linguagem e conteúdo.

Abra a janela!

Conselho Gestor

Carlito Paes - Erich Prates - José Luiz Ovando Lázaro Carvalho – Marcos Madaleno

Mariana Madaleno Equipe Editorial

Editores

Erich Prates - Mariana Madaleno

Coordenação Executiva

facebook.com.br/mariceruks @mari_crks

Erich Prates

Jornalista responsável

Talyta Grandchamp – MTB 57.760

Revisores

Aline Costa - Wellington Bega

Direção de Arte Felipe Cavalcanti

Projeto Gráfico

Allan Marcel - Erich Prates

Designers

Lucas Anacleto - Júlio César Silva – Wagner Bonfim Fernando Lopes - Evelyn Ribeiro

Fotos

Acervo de fotografia Felizcidade

Capa

Felipe Cavalcanti

Anuncie (12) 3911-2228

anuncie@felizcidade.net - Márcio Keske

Informações

(12) 3941-4108 contato@felizcidade.net Rua Euclides Miragaia, 548 - Centro – CEP: 12245-820 São José dos Campos - SP A Revista FelizCidade é uma publicação semanal da Editora Inspire em parceria com a PIB em São José dos Campos. As publicidades contidas nesta edição são de única e exclusiva responsabilidade dos anunciantes, não cabendo a Editora Inspire qualquer obrigação de responder sobre o conteúdo e veracidade de tais peças. Fica também a critério da Editora Inspire selecionar as propagandas que serão veiculadas. O conteúdo e informações contidos nas matérias e artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos articulistas.

Circulação

Caçapava, Jacareí, Jambeiro, Paraibuna, São José dos Campos e Taubaté

Impressão

Allcor Gráfica

Distribuição

3.500 exemplares Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização prévia. Para solicitar autorização envie e-mail para revista@felizcidade.net

Auditagem __________________________________________________

Diretor Executivo Márcio Keske

Diretora de Redação

Mariana Ceruks Madaleno

Coordenação Editorial Viviane Godoy

D

edicamos a edição da FelizCidade dessa semana a um tema amplamente debatido, mas sempre atual e de extrema relevância: a educação. “Uma janela para o futuro”, como nomeamos a educação em nossa matéria de capa, é realmente uma comparação assertiva. Isso porque, deslumbrar o que pode vir pela frente sempre depende da visão de quem olha por essa janela. Ou seja, se suas lentes forem limitadas por uma formação deficitária, a paisagem que se coloca adiante será mais sombria. Da mesma forma, quando sua visão é alargada pelos benefícios da educação, aquele indivíduo tem maiores chances de vislumbrar novos caminhos, novas possibilidades e novas fronteiras. Como o filósofo Rousseau afirmou, “Só se é curioso na proporção de quanto se é instruído”. Em termos práticos, temos assistido à melhora gradual do cenário da educação em nosso país, o que não significa que estamos há anos-luz do aceitável para uma nação com as maiores economias do mundo. Em nossa matéria, saiba como nossa cidade tem se destacado em meio ao cenário paulista. O entrevistado da semana ilustra bem o quanto a educação e o acesso a novas competências podem transformar realidades. De origem simples, nascido no Vale do Jequitinhonha, Antonio Cirilo se tornou uma das grandes referências nacionais da música cristã, e já rodou o mundo com suas belas e inspiradoras composições. Um dia, alguém lhe ensinou os primeiros acordes no violão e o incentivou a seguir sua vocação. Mas como viabilizar a educação, de forma que ela alcance os potenciais músicos, médicos, escritores ou engenheiros escondidos em outros “Vales do Jequitinhonha”? Nesse quesito, é importante refletir sobre decisões estratégicas como a que apresentamos em nossa editoria Desenvolvimento, que trata da substanciosa quantia de dinheiro que vai ser repassada às cidades da RM do Vale do Paraíba e Litoral Norte por conta da exploração do petróleo do Pré-sal na região. Ainda nessa edição, não deixe de ler sobre as opções turísticas e culturais do distrito de São Francisco Xavier, que tem atuado em divulgar artistas da região, ao lado do turismo sustentável. E como sustentabilidade também é uma “janela para o futuro”, tão fundamental quanto, leia sobre o projeto de se alugar bicicletas para circulação no centro da cidade, em nossa editoria “Cotidiano”. A poetisa Cecília Meireles certa vez versou sobre “As pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela”. Esperamos que a educação, que vai além de conhecimentos técnicos, mas que tange a formação de cidadãos abra muitas dessas janelas, e deixe a luz entrar. Boa leitura!

Gerente Financeiro Natália Albuquerque

Informações

(12) 3911 2228 contato@editorainspire.com.br www.editorainspire.com.br felizcidade.net | 3


Fala leitor! Falou e disse

“A revista FelizCidade é sem dúvida para curtir e compartilhar. Matérias que inspiram, motivam, informam e nos fazem refletir os propósitos de Deus para nossa vida. Gosto muito do Falou e Disse”. Rodrigo Carneiro

Palmada Queremos sua participação no conteúdo da revista FelizCidade. Envie suas sugestões de matérias e faça parte da revista. e-mail: revista@felizcidade.net ou comente no Facebook. Você pode estar na proxima edição.

“A revista FelizCidade tem sido um meio de aprendizagem, como o artigo da Lei da Palmada que me fez refletir sobre minha infância, o modo como meus pais me educaram, de forma rígida, mas ao mesmo tempo não tínhamos medo, mas sim respeito. Meu filho já está a caminho e pretendo passar a ele parte dessa educação”. Luiz Fernando da Silva– Téc. Prótese Dentária

Você também pode acessar as edições anteriores da revista FelizCidade pelo site www.felizcidade.net e conferir todo nosso conteúdo.

SUMÁRIO

07 09 11 13 14 15 21

Entrevista Antonio Cirilo Gastronomia Pizza, mama mia! Universo Feminino “Bem me quer... mal me quer” Crer é Pensar... How He Loves Pais e Filhos E se só tivesse mais sete dias? Plano Daniel Oleaginosas Cultura Circuito de artes em São Francisco Xavier

22 25 26 27 28 31 34

Desenvolvimento Pré-sal traz riquezas para a região ABAP Mais saúde na clínica médica Meio Ambiente Tempo seco e queimadas Tecnologia Tablets e a postura Cotidiano Aluguel de bicicletas no centro de SJC Aconteceu Bienal do livro bate recorde de público Pense Bem Mais que professores, mestres!

17

Educação: Um dos direitos da sociedade ganha quarta melhor nota no IDEB em SJC

felizcidade.net | 5


Estoure a

BOCA DO BALÃO

na Dispemec!

TODO MUNDO GANHA: Comprando acima de 400 reais, você escolhe um balão e ganha um prêmio exclusivo! Venha estourar o seu!

Estoure a

BOCA DO Promoção válida para os clientes que comprarem na Dispemec nos sábados, durante os meses de agosto e setembro. Siga a Dispemec no Facebook: www.facebook.com/Dispemec

www.dispemec.com.br

Rua Paraibuna, 640 - Tel.: (12) 2139-5822


ENTREVISTA

Da zona rural de Minas Gerais, as canções de Antonio Cirilo se espalham pelo mundo O menino que sonhava em ser padre viu nas composições e na música a melhor forma de falar de Deus

H

omem sério e alegre, casado, pai de dois meninos e uma menina. Escritor, compositor, arranjador, cantor, produtor musical, fundador e líder do Santa Geração. Antonio Cirilo prega que “a música foi criada por Deus para nos confortar, para adorar e reconhecer nosso Pai”. Hoje o menino mineiro é uma referência em louvor, adoração e pregação do evangelho. Suas canções foram gravadas em vários cantos do mundo.

Onde nasceu e viveu a infância? Bom, meus pais eram lavradores. Nasci e cresci na zona rural do município de Rio Vermelho, Vale do Jequitinhonha, estado de Minas Gerais. Nos mudamos para a capital mineira quando eu era adolescente em busca de vida melhor. Quais eram os sonhos do Cirilo criança? Eu queria ser padre (risos), fui coroinha desde pequeno, subia no tijolo “para pregar”. Morava no interior, e ali cresci na presença da música, mas nunca pensei em ser músico. Já estava tudo certo para eu ir ao Seminário Católico e, na última semana, desisti. Meu irmão teve que ir em meu lugar (risos) e lá passou dois anos (risos). Me converti, e, como pastor, sempre ministrava louvor. Foi nesse cenário que Deus me chamou para levar a adoração a outros lugares. Por onde passou nesses anos de trajetória? Bom, pelo Brasil quase que todo (risos), mas, nas turnês internacionais, já fomos a vários países da Europa, também ao Japão, à África do Sul, aos Estados Unidos, ao Canadá e a alguns países do Oriente Médio.

Como é a preparação do CD? As nossas únicas motivações são adorar a Deus e atrair outras pessoas a fazer o mesmo. Quando preparamos um CD, nós imaginamos você dentro do seu quarto com as mãos para o alto adorando ao Senhor Jesus. Geralmente uma pessoa compra uma peça de roupa baseada no seu gosto pessoal. O mesmo acontece com muitas outras coisas. No entanto, no que diz respeito aos CDs de adoração, não deveria ser assim. Às vezes, quando lemos a Bíblia, nem sempre o texto nos agrada diretamente, porém, sabemos que ele é necessário para o nosso crescimento espiritual. Em outras palavras, você sentirá pessoalmente a presença de Deus, se entender que nós não produzimos CDs para simplesmente serem ouvidos, mas, para adorarmos juntos.

Como é ter tantas músicas tocadas em tantos lugares e ver essas músicas transformarem vidas? É um cumprimento da palavra de Deus. No livro dEle tem escrito nossa vida, existem vários níveis da vontade do Pai para nossas vidas. É a vontade de Deus que nos acessa. Há 12 anos, eu estava na fila de um bebedouro e uma mulher me disse: “Deus vai te usar para gravar CDs com músicas que irão mudar o coração, a mente e o comportamento das igrejas no Brasil e no mundo”. Eu nunca tinha saído do país naquela época. Duas semanas depois, sonhei com a canção: “Jesus quero ficar contigo, eu quero ser teu amigo...” e aí foi. Então, vejo que Deus apenas me usou como instrumento para cumprir sua Palavra.

Você considera que o “Santa Geração” tem uma carreira promissora? Sim, afinal são vinte CDs, cinco DVDs. Além do livro “O Arrependimento das Obras Mortas”, e de participação em vários outros trabalhos. A música “Poderoso Deus”, que dá título ao quarto CD da Série Santa Geração, é a de maior destaque. Ela tem se tornado um verdadeiro hino entoado por todo o Brasil. A música “Sua Presença É Real” já obteve 1º lugar geral em rádios seculares.

E a família como fica? É uma questão de disciplina, a maioria dos pais hoje são “ausentes”. O pedreiro trabalha o dia todo. Então, negocio com os filhos em ter bons momentos quando estamos juntos. Negocio a quantidade, nunca fico muito tempo sem dar atenção a eles, tem o dia deles. Minha vida é bem organizada; então, separo um tempo específico para ouvir o que eles têm a dizer, fazer o que eles gostam de fazer.

Como se sente como compositor? Puxa! Realizado em Deus. Tenho canções gravadas também em álbuns de alguns cantores evangélicos que me pedem para gravar inclusive em outros idiomas. O Santa Geração está despontando também no cenário de conteúdo digital, nossas músicas podem ser encontradas no formato ringtone ou truetone para celulares e fulltrack mp3 nos principais sites de comércio de mp3 do mundo, tais como iTunes, cdbaby.com e outros.

Dentre tantas, qual a música preferida? A canção “Poderoso Deus”, com certeza, afinal ela já cruzou fronteiras. Já transformou muitas nações, já cheguei no “mundo” árabe e vi as pessoas cantando na língua delas. Fui visitar, certa vez, os Estados Unidos na Igreja Americana, e o pessoal estava cantando, em inglês, a música. É uma canção que transcende a nacionalidade. Sem dúvida, é o poder de Deus.

felizcidade.net | 7


GASTRONOMIA

Pizza, mama mia! Chef Marco Antonio Pinheiro

A

doro comer uma pizza no final de semana com os amigos. Acredito que a pizza é um dos pratos prediletos de todo brasileiro. Você se lembra do seu primeiro pedaço de pizza? Com certeza, você ainda era uma criança, pois a pizza faz parte de nossa cultura gastronômica há muitos e muitos anos. A verdadeira personalidade da pizza surgiu depois que a Europa conheceu o tomate, levado para lá pelos exploradores espanhóis. No século XVII, Nápoles, na Itália, começou a produzir sua pizza, atiçando a imaginação e a criatividade dos padeiros que enriqueciam o prato usando azeite, alho, muzzarela, anchova e os pequenos peixes.  Em 1830, foi aberta a primeira pizzaria Napolitana, chamada Port Alba, que em pouco tempo se transformou no ponto de encontro de pintores, poetas e escritores famosos da época. O autor de “Os Três Mosqueteiros”, Alexandre Dumas, chegou mesmo a anotar a receita de uma pizza feita com banha, toucinho derretido, queijo e tomate. Outro caso curioso ocorreu em 1889, quando o Rei Umberto I e a Rainha Margherita passaram o verão em Nápoles no palácio Capodimonte. Foi, então, chamado ao palácio um conceituado pizzaiolo, Don Raffaelo Esposito, que ofereceu aos reis vários tipos de pizza, mas a que mais agradou foi a que tinha as três cores nacionais

da Itália (verde, branco e vermelho) ressaltadas pela mussarela, pelo tomate e pelo manjericão. Negociante esperto, Don Raffaelo a batizou de “Pizza Alla Margherita”, o que lhe rendeu muitos lucros em seu restaurante e notoriedade histórica na culinária Italiana. O berço das primeiras pizzarias do Brasil nasce no coração de São Paulo, no bairro do Braz, pelas mãos calejadas de imigrantes italianos. A primeira pizzaria (a já extinta, Santa Genoveva), que na verdade era uma cantina, foi fundada em 1910. Em 1924, foi fundada a octogenária Castelões, que mantém até hoje em seu cardápio pizzas com borda alta e massa grossa. Hoje, São Paulo é a segunda cidade do mundo em pizzarias, só perde em quantidade para Nova Iorque. São aproximadamente 6.000 casas especializadas que servem 1.500.000 pizzas por dia: tradicionais, modernas, artesanais, massa fina, massa grossa, com queijos, tomates, azeitonas e muito amor, com água, fermento, farinha, pitadas de carinho, açúcar e sal. O Vale do Paraíba não fica atrás, são centenas de pizzarias espalhadas por praticamente todos os bairros de São José dos Campos, Taubaté, Jacareí, entre outras. Convide os amigos e prepare você mesmo esta receita de pizza deliciosa.

Massa para pizza Ingredientes: 2 copos (240 gramas) de farinha de trigo 2 colheres (sopa) de óleo 1 colher de (café) sal 1 colher (sobremesa) açúcar 2 tabletes de fermento para pão 1 colher (sopa) de água morna

Modo de preparo: Coloque a farinha de trigo em uma tigela e acrescente o óleo, os dois tabletes de fermento dissolvidos no açúcar e sal. Mexa com uma colher e vá colocando a água morna aos poucos, sove a massa com as mãos até que ela desgrude das mesmas.  Deixe descansar por 30 min. Abra a massa e coloque o recheio de sua preferência.

felizcidade.net | 9


UNIVERSO FEMININO

“Bem me quer... mal me quer” Por Cássia Gabriela

E

ra só o coração se interessar pelo coleguinha de classe... Bastava encontrar uma florzinha qualquer pra começar a despedaçar suas pétalas, declarando em alto e bom som, as duas únicas alternativas que ela proporcionava: “bem me quer, mal me quer”. Claro que a expectativa era sempre positiva, e, se as pétalas acabassem na resposta negativa, a esperança não era abalada, afinal, era só pegar outra florzinha do jardim e começar a brincadeira novamente. “Ah, meiguices de menina...” engraçadas de se lembrar! Me faz refletir o quanto nosso coração, desde pequenas, anseia por respostas. Seja na parte afetiva, profissional, familiar, queremos nos firmar em alguma certeza se nossas escolhas e decisões vão dar certo. A verdade é que nós crescemos, e não saímos mais despedaçando florzinhas por aí. Onde, então, encontrar essas respostas? De uma coisa estou certa: Deus conhece seu passado, está ciente de como tem sido seu presente, e sabe tudo o que está por vir, no futuro que Ele mesmo tem preparado para você. Portanto, se Ele já conhece seu futuro, sabe quais passos serão necessários para que você chegue até lá. As respostas das questões mais íntimas estão em Deus! “Clama a mim, e te responderei, l he direi coisas grandiosas e insondáveis que você não conhece...”. (Jeremias 33.3) Deus já deixou bem claro, que, se perguntarmos a Ele, Ele nos ouvirá e nos responderá. Pensando em iniciar um namoro? Pergunte a Deus o que Ele pensa sobre isso! Dúvidas sobre a carreira profissional? Pergunte a Ele o que fazer! Uma situação sem saída? Pergunte a Ele, qual a melhor solução!

Assim como as pétalas, nem sempre as respostas serão positivas como você espera. Pode ser que não esteja na hora de iniciar um relacionamento, ou mudar de cidade, por exemplo. Tenha em mente que o “não” de Deus, não significa que Ele é um Deus rude e cruel, pelo contrário, Ele é um Pai amoroso, que só deseja coisas boas para você. Quando algo não acontece como gostaríamos, com certeza, é porque Ele tem coisa melhor. Lembre-se: enquanto vemos apenas a ponta da moldura, Ele já está vendo o quadro inteiro! “Os pensamentos Dele são maiores que os nossos...” (Isaías 55.8-9) Que você possa entender que Deus nunca “mal te quer”, na verdade, não existe ninguém mais interessado na sua felicidade do que Ele! Esteja com os ouvidos abertos para ouvi-lo, e o coração disposto a obedecê-lo. Ainda que não seja fácil abrir mão de nossos desejos e vontades, no final das contas, veremos o quão recompensador é seguir essas respostas, pois elas nos levam ao centro da vontade Dele!

DICA FEMININA Respostas para os grandes problemas da vida Alguma vez você já se perguntou... 
 Por que isto está acontecendo comigo? Como permanecer confiante em meio à crise? Como derrotar a depressão? Este livro irá responder essas e outras questões, tomando como base a palavra de Deus presente na Bíblia Sagrada. Do mesmo autor do bestseller cristão Uma Vida com Propósitos, este livro veio para dar aquela ajuda nos momentos em que mais necessitamos, quando estamos hesitantes, com dúvidas e dificuldades, que nos impedem de encontrar respostas por conta própria. Aqui as respostas são dadas por meio de ensinos bíblicos práticos que ensinam a lidar com os problemas mais comuns, podendo ainda servir como uma base confiável para ajudar outras pessoas a se tornarem mais do que vencedoras!

felizcidade.net | 11


CRER É PENSAR...

How He Loves A histÓria por trás desta canção

C

ompor uma canção, como todo processo de criação não é um caminho óbvio, tem suas mais diferentes maneiras como toda criação artística. Me lembro de um cântico do hinário cristão que diz “Os mais belos cânticos e poesias foram escritos nas tribulações” (NT. Momentos de dor) e isso me intrigou durante um bom tempo: Como pode alguém compor algo tão belo de se ouvir e, que nos causa boas sensações, justo em meio a dores e tristeza? John Mark McMillan passou por um processo de perda e muita dor no período em que compôs a canção “How He Loves”, hoje essa canção se tornou mundialmente conhecida e aqui no Brasil já foi regravada com uma versão em português. Ele estava gravando em um estúdio quando recebeu um telefonema, era um amigo de infância muito querido que havia falecido em um terrível acidente de carro. A notícia da morte do seu amigo deixou McMillan confuso, triste, magoado com Deus. Sua fé entrou em crise, muitas perguntas passavam pela sua cabeça: “Como o Senhor pode permitir isso? Com um filho tão amado e tão dedicado?” Tempos atrás eles estavam juntos orando quando esse amigo disse: “Senhor se tu moveres essa geração, essa juventude, eu te entrego a minha vida hoje” (entrega total a disposição da

obra) e, naquela mesma noite ele faleceu em um terrível acidente de automóvel, foi uma perda terrível para ele e para o grupo de jovens que eles lideravam. No dia seguinte, em meio a muitas lágrimas e dor, MacMillan escreveu essa canção, pois ele acreditava que aquela oração Deus havia respondido. A oração do seu amigo, mesmo não entendendo o porquê disso tudo. “Essa canção não é minha, essa é uma canção sobre dor da perda e ao escrevê-la nem achei que fosse uma canção de louvor e adoração mais eu a canto como uma oração”, disse McMillan em uma de suas apresentações, porém todas as vezes que ele a canta e por onde ela é entoada ele recebe cartas, e-mails de pessoas que foram impactadas por Deus no momento da canção, e tem sido assim em todos os lugares, sem dúvida já é uma das canções mais regravadas e com versões em diversos idiomas da história da música cristã mundial. No entendimento do McMillan essa canção e as coisas que ocorrem é uma resposta de Deus àquela oração feita pelo seu amigo Steven anos atrás, uma canção que provavelmente jamais seria composta e cantada sem que ele tivesse passado por aqueles momentos de dor intensa. Quem pode entender todos os propósitos de Deus? E o que faz com que algumas canções se destaquem de algu-

DJ Naldo de Sá é casado, conferencista, historiador da música gospel, músico, locutor de TV, correspondente internacional de música, na WKCR Rádio NY, Voz de Israel (Kfar-saba, Israel) e Adorainet (North Caroline USA). facebook: naldo de sá @djnowdoo www.naldodesa.com

ma forma mais que outras? Seja na letra ou melodia? Certamente isso vai além de meras explicações quando se trata de coisas que mexem com nossa alma, nossas emoções e espiritualidade, não podem ser explicadas formalmente, isso é a arte, dádiva de Deus. Muitas canções são forjadas em momentos difíceis e nada bonitos ou poéticos como se imagina, mais é nesses momentos que também Deus fala, age e inspira. Creio que de agora em diante você ouvira com outros ouvidos essa canção, e tantas outras que cantamos nas igrejas.

felizcidade.net | 13


PAIS E FILHOS

E se eu só tivesse mais sete dias de vida? DESPERTE E CRIE UMA NOVA HISTÓRIA PARA A PESSOA ESPECIAL QUE VOCÊ É! Dr. Wellington Bega

S

ou fascinado pela vida de palestrante e conselheiro, pois nunca sabemos o que um participante da Jornada Despertar ou um cliente pode relatar. Me lembro que, em um dos meus seminários de desenvolvimento pessoal, conheci a história de um pai e empresário. Ele me confidenciou que teve uma infância muito difícil e lembrava bem as vezes que teve que se esconder para fugir dos momentos de fúria do pai. Sua mãe era agredida com frequência, mas se esforçava ao máximo para proteger os filhos. Apesar dos esforços, não conseguia poupar os mesmos dos assustadores sons da violência. Após escutá-lo atentamente, eu lhe fiz uma pergunta: “Se você tivesse só mais sete dias de vida, o que faria?” E você, caro leitor, como você responderia a essa frase? O que você faria se só tivesse mais sete dias de vida? Reconheço que posso parecer um tanto sinistro, mas creio ser bom fazer uma “checagem da realidade” de vez em quando. Você não sabe como vai ser o dia de amanhã! Quem sabe se você estará aqui amanhã ou no ano que vem? Na vida, nada é garantido e a Deus pertence e, gosto de me lembrar constantemente dessa frase. Isso funciona como um desafio e me faz pensar em coisas que não posso deixar de lado. Não posso permitir que situações ruins do passado comprometam o meu presente e consequentemente o meu futuro. Posso estar deixando para depois, dizer para quem amamos que as amamos, assim como o pedido de perdão que venho ensaiando há tempos e assim por diante.

14 | felizcidade.net

Amado pai e amada mãe, será que você está de fato demonstrando o amor que sente pelos seus filhos? Será que não está deixando que o seu dia a dia atribulado, repleto de tarefas e compromissos tire de você momentos inesquecíveis com a sua família? Há quanto tempo você não diz a eles que os ama? Você tem tido tempo para ouvir suas fantasias, seus desejos, suas tristezas, sua alegrias, suas derrotas e conquistas? Convido você a experimentar concluir a frase “se só tivesse sete dias de vida, eu...”. Tentando concluir a frase sugerida, tenho a certeza que você vai se surpreender ao ver como as desculpas desaparecem! Nunca é tarde demais para mudar. Todos nós temos a oportunidade de alterar o nosso epitáfio. Nunca é tarde demais para reescrevê-lo. O controle está em nossas mãos. Ninguém pode fazer isso por você. Assim como fiz com algumas pessoas do meu relacionamento, desejo desafiar você a, nos próximos sete dias, reservar um tempo tranquilo e pensar cuidadosamente no que pode ser escrito a seu respeito. Depois dessa íntima e imensurável reflexão, parta para a atitude e aplique algumas mudanças que criem uma nova história adequada à pessoa especial que você é. Desperte para a vida! Forte abraço! Desperte e confie porque você está nas mãos de Deus. www.programadespertar.com.br


PLANO DANIEL

Oleaginosas Por Viviane Franco Jallais - Nutricionista

E

sse é um dos nomes dados aos “frutos” de diversas plantas, que habitualmente são usados no consumo humano, in natura, torradas, salgadas, das quais se extraem óleos comestíveis. Nesse grupo, encontramos as castanhas, nozes, pistache, amêndoas, avelãs e também alguns amendoins, apesar desses últimos serem também classificados junto aos feijões (leguminosas) por alguns autores. As castanhas e nozes, de maneira geral, são ricas fontes de ácidos graxos insaturados (ômegas), proteínas, fibras, minerais, vitaminas e compostos bioativos. Por isso, podem retardar o processo de envelhecimento, estimular o sistema imunológico e proteger contra doenças cardíacas e certos tipos de câncer. Já existem muitos estudos científicos que buscam identificar, classificar e estudar as funções dos diversos compostos existentes nesse grupo de alimentos e as constatações dos benefícios à saúde não param de ser evidenciadas. Nozes comuns, nozes Pecã, amendoins e amêndoas mostraram atividades antiproliferativas em um desses estudos, indicando ação benéfica sobre o câncer. Outro estudo identificou a redução dos níveis de colesterol total e LDLc e aumento dos níveis de HDLc com a ingestão de 37g a 73g de amêndoas por dia. E outro, ainda, de longo prazo, com efeitos benéficos em pacientes diabéticos tipo II e não diabéticos, também no perfil lipídico. Há também estudos que relatam que a ingestão diária de castanhas e nozes tendem a estimular a perda de peso, reduzir o risco de câncer de cólon retal e de doenças cardiovasculares com a diminuição do colesterol.

Atualmente, a alimentação adequada, considerada por pesquisadores de alimentos, vai além do fornecimento de energia e nutrientes, pois visa prevenir e retardar doenças crônico-degenerativas como as doenças cardiovasculares, câncer, infecções intestinais, hipertensão, osteoporose, dentre outras. Através da ação fisiológica de compostos bioativos (isoprenoides, compostos fenólicos, ácidos graxos e aminoácidos essenciais, fibras, fitosteróis, carotenoides), que possuem atividade antioxidante, modulam de enzimas de desintoxicação, estimulam o sistema imune, reduzem a agregação plaquetária, atividade antibacteriana e antiviral, entre outras. E esses compostos podem ser encontrados nas oleaginosas. Portanto vale incluir em nossa rotina diária o consumo de 1-2 colheres de sopa desses alimentos durante todo o ano. Mas vale aqui também um alerta: algumas pessoas podem apresentar alergias e/ou intolerância a alguns desses alimentos.

felizcidade.net | 15


CAPA

Educação: mais que um direito, uma necessidade para gerações futuras São José dos Campos apresenta a 4ª melhor nota no IDEB/MEC do estado paulista, mas o ensino médio em todo país ainda passa por dificuldades Ao completarmos 223 anos da Declaração dos Direitos do Homem e da Cidadania, ainda há muito a ser feito. Vivemos em um país onde a desigualdade social é gritante, onde crianças ainda deixam de ir à escola para trabalharem com seus pais. Precisamos de políticas públicas de atendimento à criança, ao adolescente e ao jovem, garantindo às novas gerações melhor acesso à educação de qualidade, assim, melhores condições de vida saudável e de sucesso. É nesse cenário que a educação do nosso país vive

atualmente. Embora seja um problema do poder público, também é social. Enquanto algumas crianças desistem de lutar pelo dia na escola, outras batalham, seja com sol ou chuva, para alcançar seus sonhos. Em zonas rurais, as crianças enfrentam verdadeiras batalhas para chegar à escola, que nem sempre é a mais apropriada. Há bairros, aqui mesmo em nossa região, em que crianças caminham 12 km todos os dias para chegar à escola, precisam sair ainda no escuro da madrugada para não perder a hora. E fazem isso sorrindo, pois acreditam que podem conquistar algo diferente no futuro.


N

essa semana, o Brasil conheceu um exemplo de investimento na educação: Tábata Cláudia Amaral Pontes, de apenas 18 anos, de família paulista simples, a mãe é vendedora de flores e o pai,  cobrador de ônibus. Essa jovem manteve o sonho, conquistou bolsa de estudos, mais de 30 medalhas em olimpíadas de matemática pelo mundo e foi aceita por mais de cinco das maiores universidades do mundo, entre elas Harvard (EUA), “Estabeleci um sonho ‘meio grande’ há cinco anos  e fiz de tudo para conseguir. Na verdade, no final, não acreditava. Dá trabalho, mas não é impossível. É bem provável que escolha Harvard, mas quero pensar direitinho. Quero conhecer as universidades que me convidaram, visitar laboratórios, pensar na minha vida e digerir o que aconteceu. Na volta, tomarei uma decisão bem pensada”, disse Tábata.

Resultados da educação

Os países que detêm uma boa educação, respeito, zelam para o cumprimento das leis, condenam a corrupção e os privilégios e praticam a cidadania, como consequência, desenvolvem-se.  A educação é fundamental para a transformação de uma nação. Por outro lado, os países que não valorizam a ética, o trabalho e a educação em geral, apresentam economia frágil, os rendimentos são inferiores, refletindo em todos os seguimentos, como habitação, saúde, qualidade e expectativa de vida. A maioria da população desse tipo de país visa uma mudança de vida sem dedicação e esforço, deseja uma ascensão a partir de prêmios lotéricos, no ramo artístico ou esportivo. 

Educação desde os primeiros passos

A educação nem sempre foi vista como prioridade. A infantil menos ainda. Para se ter uma ideia, o Ministério da Educação, promulgou uma Lei de Diretrizes e Bases, há apenas 10 anos,  reconhecendo a educação infantil como parte da educação básica de qualquer brasileiro. Isso se reflete no que é oferecido às famílias, pois, entre outras coisas, indica ser fundamental a especialização do educador. Mas basta prestar um pouco a atenção nas reações das crianças: elas experimentam o prazer de aprender e começam a gostar ou não. A escola aguça a curiosidade da criança e diz a ela “olha que interessante é a vida!”. “É nesse momento que aprendem a ser e a conviver com os outros. Conquistam independência, ser ou não gentil, é o momento da formação de caráter”, diz Karina Rizek Lopes, coordenadora da Área de Educação Infantil, da Secretaria de Educação Básica do MEC.


IDEB

Há alguns dias, o governo federal divulgou os índices nacionais do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), que compreende Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. Os indicadores mostram uma evolução na qualidade da educação oferecida no país nesses segmentos avaliados. Esta nota é obtida através da média entre os níveis de aprovação divulgados através do Censo Escolar e o desempenho de alunos das redes públicas nas avaliações do INEP, Prova Brasil e no Saeb (nas áreas de Português e Matemática). Assim, para que o IDEB cresça, é preciso que o aluno aprenda, não repita o ano e frequente regularmente a sala de aula. Apesar do pouco crescimento, houve melhora no aprendizado.

Ensino de qualidade para pequenos e adultos

Vale ressaltar que as escolas privadas não são obrigatoriamente avaliadas, e, sim, seguem por amostragem. Há 26 anos em São José dos Campos, a Escola Cristã Batista Regular tem alcançado índices excelentes nas avaliações das quais tem participado.  A média nessas avaliações externas é de 8,1 para séries iniciais (1º ano ao 5º ano) e de 7,8 para as finais (6º ao 9º ano) do Ensino Fundamental. O Ensino Médio é avaliado através dos indicadores do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e obteve, na última divulgação, a 5ª posição no ranking da cidade. “Avalio que nossos indicadores tão expressivos são fruto de muita oração e muito comprometimento de toda equipe em seus diversos setores. Nosso rigor acadêmico é conhecido no meio educacional e fora dele”, afirma Iolene Lima, diretora pedagógica da escola.

Ensino médio

Já o Ensino Médio apresentou o pior quadro: crescimento e desempenho em um ritmo muito mais baixo, e, mostrou o lado frágil e problemático do investimento público. Justamente no momento em que os alunos deveriam receber bom nível de ensino para concorrer a vagas em boas universidades, não encontram qualidade. A diretora acredita que o problema no Ensino Médio esteja relacionado à falta de investimentos e capacitação continuada dos docentes. O currículo dos profissionais também precisa de mudança. Há um número excessivo de disciplinas, o que contribui para esvaziamento de qualidade no Ensino Médio. Os bons índices do IDEB alcançados pelas escolas militares comprovam que a disciplina consciente e vigente, juntamente com um corpo de professores competentes, traz bons resultados.

Escolas de São José (meta do Ideb era de 4,7)

Nota 6,5 | 4ª melhor do estado de SP | José Mariotto Ferreira Major Aviador | Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA)

Entre as 10 melhores municipais do estado de SP (meta era 5,3)

Nota 6,3 | EMEF Professor Waldemar Ramos | Vista Verde | Zona Leste Nota 6,3 | EMEF Professora Mercedes Carnevalli Klein | Jardim Satélite | Zona Sul Nota 5,4 | Geral do ensino municipal de São José | Nota 4,5 | Rede estadual | Meta era 4,7


CULTURA

Opções de arte e lazer logo ali, em São Francisco Xavier DISTRITO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS OFERECE ATRATIVOS CULTURAIS PARA TODOS OS GOSTOS

O

charmoso distrito, com mais de 100 anos de idade, foi caminho antigo dos tropeiros e  ainda guarda muito da tradição e cultura da região. É um lugar cheio de belezas naturais ainda não plenamente descobertas pelos cidadãos joseenses. Mesmo tão perto, São Francisco Xavier é mais frequentado por paulistanos em busca de descanso garantido pelas boas acomodações das suas charmosas pousadas, de ar puro e verde exuberante proporcionado pela Mata Atlântica conservada. Além da gastronomia diversa e do ecoturismo e turismo de aventura, o visitante pode conferir um atrativo cultural que a cada dia se torna mais forte na pequena Vila, o Circuito das Artes. Os artistas mais expressivos organizaram seus ateliês e exposições no que eles denominaram Circuito das Artes de São Francisco Xavier, que continua em crescimento na medida em que artistas de diferentes procedências encontram ali um

lugar fértil para a criação e divulgação de sua arte. Por lá, é possível encontrar todos os tipos de artes, peças claras, em metais com desenhos em papel vegetal. Flores exóticas e da Mata Atlântica em recortes de madeira e alto relevo. Trabalhos em óleo, aquarela e acrílico sobre tela, com cores marcantes e temas urbanos e rurais. Utensílios ou objetos de decoração. Peças de cerâmica que unem terra, água, fogo e ar na transformação de cada uma delas. Enfim, chegamos às máscaras feitas com papel reciclado, protegidas contra fungos e antialérgicas. Tudo isso, feito por artistas renomados, que viajaram o mundo todo e escolheram a pequena São Francisco Xavier para se instalar. O Circuito das Artes está bem sinalizado ao longo das estradas de São Francisco Xavier e, no comércio, facilmente você encontra mapas com orientações para chegar aos ateliês.

felizcidade.net | 21


DESENVOLVIMENTO

Riquezas do Litoral Norte se distribuem pelas cidades da região OS ROYALTIES DA EXPLORAÇÃO DO PRÉ-SAL QUE COMEÇA EM 2013, EM SÃO SEBASTIÃO, DEVEM CHEGAR MUITO MAIS LONGE

O

s municípios que compõem a Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte devem ser beneficiados com a redistribuição das riquezas geradas pela exploração do petróleo, no próximo ano, com o valor expressivo de R$ 473 milhões. Ainda é necessária a aprovação do projeto, que está na Câmara dos Deputados, em Brasília. A Câmara regulamenta esse repasse dos royalties às prefeituras da região. Com 40% do total arrecadado no Estado de São Paulo, se aprovado o projeto, as cidades da RM do Vale terão seus recursos direcionados. A arrecadação com o petróleo do mar no Brasil foi de R$ 24,2 bilhões em 2011. Desse total, a União ficou com R$ 9,7 bilhões. Os estados e municípios receberam juntos, R$ 13,4 bilhões e o fundo especial R$ 1 bilhão. Pensando nessa estimativa, a exploração do Pré-sal distribuiria aos municípios R$ 8 bilhões já em 2013 e chegaria em 2020 com R$ 24 bilhões. Dessa forma, o deputado federal Carlos Zaratini (PT), autor do projeto, acredita que garante ao estado e aos municípios com terminais petrolíferos, como no caso São Sebastião, a mesma receita de 2011 até 2020. Assim também, ficam obrigados a destinar 40% à educação, tecnologia ou infraestrutura, 40% à saúde e 20% ao que acharem melhor.

Divergências

De acordo com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), a proposta apresentada por Zaratini com texto alterado e votado no Senado  de autoria do senador Vital do Rego (PMDB), aumenta em 105% a distribuição dos royalties aos 39 municípios. A mudança prevê uma arrecadação máxima de R$ 229 milhões na região, menos da metade proposta por Zaratini. Na proposta do deputado, que ainda pode sofrer alterações, 311 municípios são beneficiados, sendo que mais de 5 mil cidades sofrem reduções. Da RM do Vale, apenas 30 cidades receberiam royalties. São Sebastião, cidade sede da exploração do pré-sal, fica com a maior quantia, de R$ 190,6 milhões, seguida de Caraguatatuba, Ilhabela e Ubatuba. Pelas regras do projeto, as cidades que são afetadas de alguma forma pela exploração são as mais beneficiadas.

As outras nove teriam redução nos valores, entre elas: R$190,6 milhões R$135,6 milhões R$102,1 milhões R$1,9 milhão

São Sebastião Caraguatatuba Ilhabela Ubatuba

R$ 329.124 R$ 308.978 R$ 301.382 R$ 143.547

Mais soluções Jacareí Taubaté Pindamonhangaba São José dos Campos

*Dados da Confederação Nacional dos Municípios (CNM)

22 | felizcidade.net

A Dersa também aguarda o licenciamento ambiental do Contorno Norte, de Caraguatatuba, do trecho de Serra da Tamoios, que deve ser protocolado até o final de agosto. A aprovação do Contorno Norte deve ser emitida em 40 dias.


Legislação atual

Mas o relator acredita que apenas o Rio fique de fora na próxima votação, já que, pelo ponto de vista dele, todos saem ganhando. “Temos que pensar no Brasil e não somente no meu ou no seu Estado”, relata. Alguns políticos da RM do Vale acreditam que vamos perder com isso. Toninho Colucci, presidente do Amprogas (Associação dos Municípios Produtores de Gás Natural e Petróleo), acredita que esse repasse para outros municípios que nem estão próximos da região é mais uma questão política, “Não concordo com eles quererem discutir os valores que serão repassados”, afirma    . Para Paulo Ziulkoski, presidente da

CNM, a proposta do deputado retrocede e não atualiza o projeto de exploração do petróleo, graças à retirada dos recursos dos Fundos Especiais para distribuição. “O fundo especial perderia nos próximos três anos, em relação à regra aprovada pelo Senado, nada menos que R$ 5 bilhões”, alerta. Mas há um consenso entre todos, a lei de 1997 precisa ser alterada, “A receita do Pré-sal vai reduzir a desigualdade social no Brasil, por isso é tão importante orientarmos como esses valores devem ser gastos. Áreas de segurança, saúde e educação devem ser prioridades”, afirmou o senador Vital do Rego.

Nova via de acesso – Contorno Sul

construção do Contorno Sul, que vai ligar Caraguatatuba a São Sebastião. A previsão é que a obra inicie em março de 2013. O projeto vai ligar a Rodovia dos Tamoios (SP-99)  até a Rodovia Dr. Manoel Hipólito do Rêgo (SP-55), na altura do Porto de São Sebastião  com 5 km de túneis. De acordo com o presidente da

Dersa, Laurence Casagrande Lourenço, a previsão é de conclusão dos serviços em 36 meses. A futura via vai custar R$ 1,6 bilhão aos cofres públicos. Laurence afirmou que a obra tem como objetivo criar uma via alternativa à SP-55 e melhorar as condições de tráfego na região. “Essa aprovação mostra que o nosso projeto é ambiental e socialmente correto”, disse.

Apesar de estar no começo, a produção da Bacia de Santos deve trazer benefícios para Ilhabela e São Sebastião. “Hoje São Sebastião recebe mais por causa do Tebar (Terminal Almirante Barroso), são critérios diferentes. Ilhabela deve ficar com a fatia maior, apesar de estar distante”, esclarece Zarattini. Se aprovado o novo projeto, os municípios devem ganhar bem mais do que se ganha hoje com os royalties. Por exemplo, no acumulado de maio de 2011 a abril de 2012, as quatro cidades do Litoral Norte  receberam R$ 75,3 milhões. Com a proposta, esse valor sofreria um aumento de 471,4% em relação aos valores atuais. O projeto só deve ser votado após as eleições. Uma tentativa já aconteceu em julho, mas sofreu forte rejeição dos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, que devem sofrer perdas na arrecadação com a redistribuição dos poços já em andamento.

A exploração do Pré-sal está aí, em 2013. Com ela, chegam novos desafios, por isso a via Contorno Sul, com 32 km de extensão deve trazer muitas facilidades. Na semana passada, foi aprovada por unanimidade, pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema), a

felizcidade.net | 23


ABAP

Mais saúde na Clínica Médica PROJETO BENEFICIA CERCA DE 500 PESSOAS AO MÊS, EM ATENDIMENTOS NAS VÁRIAS ÁREAS DA SAÚDE

A

tendimento em saúde sempre foi o gargalo de qualquer município. Em São José dos Campos, não é muito diferente, embora a missão da Secretaria de Saúde da cidade seja atender cada vez melhor o cidadão joseense, a espera por atendimentos é grande. Dentre os projetos de grande relevância da ABAP, está, “sem dúvida”, a Clínica Médica, conforme registra Sérgio Ivo, Coordenador de Projetos da ABAP. O projeto criou uma rede paralela para agendamento de consultas e mobiliza profissionais de todas as áreas da saúde dispostos a ajudar gratuitamente. Além de atendimentos, atualmente a ABAP oferece nesse projeto, fornecimento de medicamentos na Farmácia Comunitária, que podem ser adquiridos pela população, basta apenas apresentar a receita médica.

Atendimento

A assistência prestada, conta com dois consultórios odontológicos para atendimento dos acolhidos pela entidade. Neles, os pacientes são devidamente atendidos pelo Serviço Social e encaminhados para o tratamento. Além de atendimento com optometrista, todas às quintas-feiras no período da tarde, ginecologistas e um grupo de psicólogos. A Clínica Médica atende as famílias cadastradas pelo projeto Mercado Solidário, que, após passarem por triagem, são encaminhadas às diversas especialidades, de acordo com cada necessidade. ABAP – Associação Beneficente de Ajuda ao Próximo Registro de Utilidade Pública Municipal: Lei n° 5.758 de 05 de outubro de 2000. Registro de Utilidade Pública Estadual: Lei nº 13.520 de 29 de abril de 2009. Avenida Deputado Benedito Matarazzo, 8333. Vila Betânia - São José dos Campos/SP.

A ABAP também conta com a parceria de laboratórios para exames de diagnóstico como a UTR e o Oswaldo Cruz. De acordo com Sérgio Ivo, esse projeto somente é possível devido à participação de profissionais voluntários e parceiros que contribuem de diversas formas, dentre elas doação de medicamentos. “Você profissional da área da saúde, venha fazer parte da equipe de voluntários da ABAP para mudar realidades e transformar vidas”, convida Ivo. A ABAP beneficia cerca de 500 pessoas por mês, com atendimentos nesse programa.

Contato: (12) 3923-1544 www.abapsjc.org.br Contribua para a continuidade dos projetos. Banco Bradesco: Agência: 2858-4 Conta Corrente: 19780-7 CNPJ da ABAP 01.372.496/0001-97

felizcidade.net | 25


MEIO AMBIENTE

Tempo seco facilita o avanço de queimadas, é preciso correr para preservar a natureza SEJA PARA ABRIR PASTAGEM OU POR DESCUIDO, O PROBLEMA ESTÁ AÍ: 13% DAS ÁREAS DE PROTEÇÃO NO PAÍS SÃO ATINGIDAS POR FOGO

O

tempo seco, característico do inverno, mantém a umidade do ar baixa e facilita o avanço das queimadas. De acordo com o INPE, nossa região está sob atuação de uma massa de ar seco, que tem provocado um índice de umidade relativa do ar abaixo de 20%, nível considerado muito baixo. O fato traz alerta a toda população, que precisa beber bastante água, evitar a exposição ao Sol e exercícios ao ar livre nos horários de calor. Infelizmente, nesse período, as queimadas das plantações são comuns. Os agricultores aproveitam a facilidade com que o fogo se espalha. Mas há também os maus hábitos, por exemplo: jogar restos de cigarros na beira das estradas causa grandes áreas devastadas pelo fogo. Toda essa queimada traz problemas para saúde das pessoas e para a terra. Uma nova pesquisa revela que restos de plantas carbonizadas na Mata Atlântica – uma consequência das queimadas na agricultura – estão vazando do solo para rios, chegando até o oceano. A entrada desse resíduo (chamado de carbono negro) no ecossistema marinho pode prejudicar espécies animais e vegetais – mais testes são necessários para confirmar essa hipótese. Ou seja, colocar fogo em plantações pode causar muitos problemas que vão além do que nossos olhos veem.

26 | felizcidade.net

Reservas nacionais

As queimadas atingem 210 das 1.570 áreas de preservação do país, 13% do total. Os focos de incêndio foram registrados nos 15 primeiros dias deste mês e afetam inclusive 92 terras indígenas, de acordo com o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). O total de focos em áreas protegidas (3.652), nesse período, já representa 83% do registrado em todo o mês de agosto de 2011 (4.369).

Ajuda de satélites

Os satélites do INPE divulgam, em tempo quase real, alertas sobre focos de incêndio no país. “O fogo, na maioria das vezes, vem de fora da terra indígena, e os próprios índios tentam controlar. Muitas vezes é por falta de pessoas para fazer esse trabalho”, diz Darlan Lopes, da Funai de Grajaú (MA), responsável pela reserva de Bacurizinho. A maior parte dos incêndios tem origem na ação do homem, principalmente para abrir ou manter pastagens. Neste ano, no entanto, o fogo ganhou força porque em 2011 houve menos queima e “sobrou” matéria orgânica para ser consumida agora. Vamos ficar de olho, cuidar e ajudar. Se você ver algum princípio de incêndio, ligue para os bombeiros, afinal, é preciso que cada um faça sua parte pela preservação da natureza.


TECNOLOGIA

Tablets: as novidades tecnológicas trazem benefícios e problemas para a postura Equipamentos tecnológicos podem causar dores tensionais e, com o tempo, se tornarem vilões da saúde

A

cada dia, o acesso aos equipamentos eletrônicos fica mais fácil e os tamanhos deles reduzem ainda mais. Mas esse acesso rápido e constante a tablets e celulares pode trazer muitos problemas à postura. Essa informação já não é novidade. Com a chegada do computador e da televisão, esse problema já é antigo. Afinal, passar horas na mesma posição e fazendo o mesmo movimento traz problemas ao corpo. A questão é que, com o tablet e celular à mão, esse tempo tende a ser prolongado. Dessa forma, a pessoa triplica o esforço da musculatura para suportar o peso da cabeça. Como fica quase impossível não usar esse tipo de equipamento hoje em dia, é importante manter na rotina, um tempinho entre um toque e outro na tela, para o relaxamento da coluna. Você pode levantar e abaixar a cabeça, por cinco vezes. Em seguida, virá-la da direita para esquerda. Vale lembrar que esses movimentos são para alongar, podem ser feitos várias vezes durante o dia e não devem causar dor. No fim do dia, também é possível colocar uma bolsa de borracha de água quente na região de tensão, isso ajuda, e muito, a relaxar.

Mas, afinal, o que está tão errado no uso do tablet?

Acostumamos a usar esse equipamento tão leve e portátil na horizontal, no colo. Isso faz com que a gente olhe para baixo por muito tempo, resultando em dores na região da cervical. Muitas pessoas passam horas na mesma posição e, com isso, acabam ganhando sintomas indesejáveis como dores de cabeça, mal-estar e tontura. O ideal é reduzir a inclinação da cabeça e manter a coluna reta. Uma almofada pode ajudar. Ficar segurando o tablet ou celular por muito tempo sem apoio para os braços também traz tensão na musculatura cervical. Se você apoiar os braços em uma mesa, o peso é mais bem distribuído e não sobrecarrega os ombros, nem o pescoço. Outro erro constante da era moderna é atender ao telefone com o ombro, isso causa uma tensão na musculatura cervical e sobrecarregar as articulações. O correto é usar um fone de ouvido para ter as mãos livres. E, seja com tablets, celulares, computadores, notebooks, o ideal é que a cada 30 a 40 minutos de uso, você pare, descanse e relaxe a musculatura. Assim, você aproveita o que há de melhor da vida moderna sem levar de brinde o que há de pior nela.

felizcidade.net | 27


COTIDIANO

Bicicletas de aluguel podem ser a solução para falta de vagas EM SETEMBRO, A PREFEITURA INICIA TESTE PARA ALUGUEL DE BICICLETAS NO CENTRO. A INICIATIVA VISA REDUZIR OS PROBLEMAS COM A CRESCENTE FROTA DA CIDADE

S

ão quase 630 mil habitantes em São José dos Campos e metade dessa população já está motorizada. Analisando os números dessa forma, fica fácil imaginar por que o trânsito está cada vez mais carregado  e, na hora de encontrar uma vaga para estacionar, ainda mais! Essa é quase uma caixinha de surpresas. Nos shoppings, no centro da cidade, nas ruas dos bairros, em todos os cantos é assim: sair de casa à espera de “sorte” para encontrar uma vaga e parar o carro. De acordo com a Secretaria Municipal de Transportes, a região central da cidade tem, em média, 1.000 vagas de estacionamento em ruas e avenidas, controladas por parquímetros da zona azul. Mas, com tantos carros nas ruas, essas vagas valem ouro para os motoristas. Nessa busca, alguns motoristas têm adotado carros mais compactos, para facilitar na hora de achar aquela vaguinha. Mas isso não é suficiente, a solução está mesmo nos transportes coletivos. Para isso, o Projeto Corredores, que prevê vias de uso exclusivo para ônibus, assim como em São Paulo, deve facilitar e agilizar o transporte público. O estacionamento de carros de passeio foi proibido nas avenidas São João e Adhemar de Barros. As vagas subterrâneas ainda estão no papel, mas podem ser uma ajuda nesse caos.

Estacionamentos particulares

Um levantamento da ACI (Associação Comercial e Industrial) de São José dos Campos aponta que são 27 estacionamentos particulares espalhados pelo centro da cidade e que totalizam 1.600 vagas. O valor é um pouco salgado, de R$ 3 a hora e mais R$ 2 com o tempo excedido. Na zona azul, a hora custa R$ 1,20. Muitos têm aproveitado para alugar áreas privadas.

28 | felizcidade.net

Vida saudável e trânsito livre

Em setembro, a Prefeitura da cidade vai disponibilizar bicicletas para aluguel na região central. O projeto-piloto começa na Praça Cônego Lima, João Mendes e no Largo da Igreja de São Benedito. Inicialmente, 30 bicicletas ficam disponíveis de graça nesses locais para deslocamento. Ainda não está definido o tempo limite, mas a previsão é de uma hora. Após o cadastro, o usuário utiliza o cartão do ônibus para pegar uma delas. O teste acontece durante seis meses, se der certo, será aberta licitação para escolha de uma empresa e novas estações devem ser criadas. Claro  que, para isso, ciclofaixas devem ser criadas para facilitar o transporte dos ciclistas. Alguns especialistas também alegam que é preciso tirar os carros estacionados nas ruas para facilitar a circulação das bicicletas, além da conscientização dos motoristas para que haja mais respeito.


MODA

Como usar o sapato Slipper SLIPPER, O NOVO SAPATO QUERIDINHO DA ESTAÇÃO Por Paula Talmelli

N

a edição passada, apresentamos o Slipper para vocês, o modelo de sapato que está em voga nesta estação. Veja abaixo algumas ideias para você usá-lo.

arrisque um Slipper com estampa animal ou glitter. Se esfriar um pouco, complete com um cardigan ou um blazer comprido.

Slipper com Saia:

Slipper com Short + Camisa:

Para um visual de fim de semana, use-o com uma saia rodada acima do joelho e uma blusa sequinha.

Slipper com Saia + Cardigan:

Para um jantar informal ou sair com os amigos, use com uma saia longa, uma camiseta básica por dentro da saia e um cardigan. Arremate com um cinto marcando a cintura. Se sua silhueta é mais do tipo oval, deixe a camiseta para fora da saia e use o cinto na altura dos quadris. Puxe um pouco a camiseta para cima, fazendo um efeito soltinho sobre o cinto.

Slipper com Vestido:

Look básico e charmoso é usar um vestido em tons pastéis ou florido, com um cinto e o Slipper. Se o vestido for de cor lisa,

Aqui a mistura de estilos dá um ar elegante ao visual. A camisa é uma peça mais clássica, e o short, mais despojado. Combinando essas duas peças com o Slipper você fica moderna e chique. Se a camisa for lisa, vale também complementar com um lenço ou um colar grande.

Slipper com Calça + Blazer:

A dica para este look funcionar é usar uma calça com a boca justa. Complemente com uma camisa ou camiseta soltinha e um blazer longo. Esse look fica bom para todo tipo de silhueta, pois o blazer alonga. Para mais dicas, fotos e ideias de como usar o Slipper, acesse: www.glammais.com.br

felizcidade.net | 29


ACONTECEU

Bienal Internacional do Livro de São Paulo bate recorde de público A feira apresentou cerca de 1.800 lançamentos de autores renomados e novos talentos.

C

om o tema central “Livros transformam o mundo, livros transformam pessoas”, a 22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, se encerrou, no último domingo, com a participação de 750 mil pessoas em 11 dias de feira. De acordo com a presidente da CBL (Câmara Brasileira do Livro), Karine Pansa, o evento mostra que os livros continuam um sucesso, “encerramos o maior encontro literário da América Latina com a certeza de que a leitura continua crescendo no interesse da população. Somente no sábado (18/8), passaram pelo Pavilhão de Exposições do Anhembi 123 mil visitantes, batendo todos os recordes da história do evento”. A CBL, em parceria com as editoras, conseguiu levar para São Paulo cerca de 1.180 autores, dentre consagrados e novos talentos, 18 deles internacionais. E apresentou, aproximadamente, 1.830 lançamentos de livros nos 34 mil metros de exposição. Os livros dividiram espaço com 1.340 horas de atrações nos espaços culturais, por onde passaram cerca de 12 mil pessoas, além da programação paralela de 480 expositores — 346 nacionais e 134 internacionais (representados pela Alemanha, Suíça, França, Espanha, Bélgica, China, Coreia

do Sul, Japão, Colômbia, Peru e Canadá).  Para Karine, o grande encontro do livro no país em 2012 é a comprovação de que toda ação em prol do incentivo à leitura será sempre gratificante. “Posso dizer, em nome da organização do evento e seus curadores, que superamos as nossas expectativas em todos os sentidos”.   

Acesso à leitura

Cerca de 120 mil alunos de escolas públicas e particulares, passaram pela Bienal, tanto da capital, quanto do interior do Estado de São Paulo, passaram pela Bienal. Os alunos puderam comprar livros por meio do “Vale-Livro” oferecido pelo Estado (R$ 20,00) e pelo Município (R$ 10,00). Já o vale dos professores da rede estadual foi de R$ 50,00. No total, foram distribuídos R$ 750 mil em Vales-Livros, aos dois públicos. Nas redes sociais, a Bienal do Livro SP também fez sucesso com 84,7 mil seguidores pelo Facebook, e 12 mil compartilhamentos. Já no Twitter, foram 17,3 mil seguidores e dois mil retweets.  

Depósito Betânia Materiais para Construção

Tel: (12) 3907-6786 e-mail: depositobetania@gmail.com Estrada do Bairrinho, no 1.300 - Santa Hermínia - São José dos Campos-SP felizcidade.net | 31


PARA INSPIRAR

O que acontece quando eu falo com Deus?

Nunca é tarde para ensinar uma criança a orar. Quando você ora, você conhece Deus como um amigo muito legal. E mesmo que você ainda seja pequeno(a), suas orações são muito importantes para ele. Não importa nem quando, nem onde você ora, ele ouve você. E alguma coisa sempre acontece quando você conversa com Deus. Stormie Omartian é autora de sucessos como O poder da esposa que ora, O poder do marido que ora e A Bíblia da mulher que ora, entre outros.

Mulher tu estás livre

Um livro para cura das mulheres vítimas de maus-tratos. As muitas mulheres que passam por traumas e adversidades estão em busca de respostas para a dor que enfrentam. Neste livro, o bispo T. D. Jakes trata de forma magistral assuntos delicados que têm dominado e oprimido muitas mulheres. Seu texto contém um toque de prescrição médica com suavidade, sensibilidade e eficácia. Ao terminar de ler este livro, você, mulher, vai notar que suas dores mais profundas terão sido curadas. Como disse Jesus há mais de dois mil anos: “Mulher, tu estás livre!”

Mangá Messias

Diretamente das páginas do livro mais vendido do mundo, vem a história mais grandiosa que já se ouviu: sobre o homem mais polêmico que já existiu sobre a face da Terra, e que aqui é contada no formato gráfico mais genial do planeta. Baseado exclusivamente em histórias bíblicas, este volume aborda os 4 evangelhos. O estilo mangá nasceu no Japão (quer dizer “gibi”). Mas, fora daquele país, o conceito de mangá está vinculado ao desenho característico dos gibis japoneses, um estilo que ganhou popularidade fenomenal e se espalhou pelo mundo afora.

Amor e respeito

Neste livro de Emerson Eggerichs você aprende como manter um relacionamento conjugal da forma bíblica e usufruir do melhor para o seu casamento. Para isso, basta aprender uma coisa, na verdade duas: o homem tem de ser respeitado e a mulher tem de ser amada! A relação entre a necessidade de amor e de respeito no relacionamento conjugal tem tudo a ver com o tipo de casamento que você terá. E, à medida que ambos teimam em desrespeitar essa lei básica da convivência do casal, dão vazão ao que destrói a harmonia conjugal. Experimente o conselho do sábio Salomão: “Desfrute a vida com a mulher a quem você ama”.

EM NOTA

Vestibular Unitau

A Universidade de Taubaté marcou para o dia 9 de dezembro as provas do vestibular 2013. As inscrições feitas nos dias 12 e 13 de setembro dão, ao candidato, o direito de 50% de desconto na taxa, que custa, a partir de 1º de novembro, R$ 70. A Unitau oferece 45 cursos em unidades espalhadas por toda cidade. Informações 0800-557255.

Concurso - Conselho Regional de Medicina Veterinária

As provas acontecem no dia 2 de setembro em Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São Paulo e Taubaté. Com as inscrições abertas para concurso público, o CRMV pretende preencher 24 vagas e formar cadastro de reserva em cargos de nível fundamental, médio/técnico e superior. Os salários variam de R$ 1.125 a R$ 5.287. Inscrições até 24 de agosto pelo site www. quadrix.org.br.

Dengue na RM do Vale e Litoral Norte

Balanço divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde mostra que houve queda significativa neste ano nos casos de dengue, mas, ainda assim, a região continua como líder do ranking dos casos de dengue em São Paulo em 2012. São 6.299 ocorrências registradas de janeiro a julho, o que corresponde a 31,6% dos casos em todas as regiões do Estado. Já no comparativo com 2011, a região teve queda nos números: foram 14.308 registros no ano passado.

32 | felizcidade.net

Voluntariado para Copa do Mundo 2014

Já estão abertas as inscrições para quem quer ser voluntário durante os jogos da Copa das Confederações (2013) e da Copa do Mundo (2014). Para se inscrever, é preciso ter no mínimo 18 anos (no ano dos jogos) e estar disponível durante 20 dias na cidade. Os selecionados recebem apenas uniforme, refeição e transporte na cidade que servir. Inscrições pelo link: http:// pt.fifa.com/worldcup/organisation/volunteers/welcome.html.

Tenista de São José comemora vaga em universidade dos EUA

O tenista Thiago Pinheiro está vibrando com a oportunidade. O jovem de 19 anos ganhou uma bolsa para estudar na Universidade da Carolina do Sul, nos Estados Unidos. Graças ao esporte, ele cursa Business, aprende outra língua e ainda compete tênis em alto nível. O ápice da carreira do joseense foi a disputa das Olimpíadas das Américas, em 2010, na cidade de Medellín, na Colômbia.

Fórum político na PIB

No próximo dia 31 de agosto, a PIB realiza, no Campus Colina, às 18h, o Fórum Cristão de Cidadania, que vai reunir os candidatos à prefeitura de São José dos Campos. A ideia é que eles apresentem suas propostas, seus valores e princípios à população presente. O evento conta com a participação de cinco igrejas. Para quem não puder acompanhar pessoalmente, o evento vai ser transmitido pelo site www.pibnet.com.br e pela rádio Cidade AM 1.120.


felizcidade.net | 33


PENSE BEM

Mais que professores, mestres!

Q

uando criança eu sempre estudei em escolas públicas no interior, na região da baixada fluminense, estado do Rio de Janeiro. O professor sempre era muito respeitado pela sociedade, pelas famílias e especialmente pela escola e no meio estudantil. Era algo nobre pertencer à classe; os salários nunca foram bons, todavia com relação aos professores havia uma dignidade especial e um lugar de destaque junto à comunidade, tanto que as meninas tinham quase sempre como desejo profissional serem professoras. Hoje esta história mudou. Recentemente um amigo, professor no Rio Grande do Sul, me disse que o material escolar mais barato é o professor. Agora, de forma mais recente e explícita, o que dizer sobre as ameaças, abusos e violências que os professores estão sofrendo pelos alunos dentro da sala de aula? Será que podemos construir uma grande nação, ignorando e desprezando o grupo que mais tem a capacidade, depois dos pais, de influenciar diretamente a vida das crianças e dos jovens? Jesus foi um mestre, inovador e até revolucionário na pedagogia, didática e conteúdo do seu ensino para seu tempo, tanto que suas instruções continuam influenciando e transformando a vida das pessoas até hoje. E será também que, justamente por Jesus ter sido um mestre nos ensinos, foi o motivo dele ter dedicado a esta função tão nobre com tanto zelo? Não tenho dúvida que, um dos caminhos para transformação da sociedade, é a educação de qualidade. Por outro lado, hoje, até mesmo as ideias político-educacionais são mais relevantes do que a figura humana do professor. Se todos os direitos não lhes fossem negados, não dariam atenção exagerada a eles. Talvez, sem esses problemas da “profissão” por perto,

pudéssemos enxergar um professor mais humano, que sofre, que também é família, que é gente, que se diverte, come, dorme, viaja, adoece, se alegra, ama, tolera, sente e fica indignado. Sem dúvida, haveria um maior destaque à condição humana do professor. Que bom seria se todos os professores vivessem mais como irmãos uns dos outros, sem grandes revanchismos e desafetos e se os mesmos fossem mais amigos e criassem um ambiente de família na escola. Que bom seria se os professores cuidassem uns dos outros como uma verdadeira necessidade de sobrevivência. Que bom seria se os professores aceitassem seus erros e percebessem, com isso, crescimento e mudança. Que bom seria se os professores fossem verdadeiros leitores e entendessem a missão de ser mestre! Que bom seria se os professores continuassem a ser aluno. Eu creio que o bom professor é aquele que ajuda a colocar ordem na vida de seus alunos, formando não somente indivíduos, mas verdadeiros líderes. É lamentável perceber que grande parte das pessoas não foi bem-sucedida na vida porque não ouviu seus professores. Nesse sentido, o professor é o nosso maior conselheiro: um pai, amigo, confidente e irmão. Jamais um fardo a ser tolerado, mas um ser apaixonado pela vida que merece ser celebrado. O aluno saberá a quem deve ouvir. Só ele saberá quem, de fato, o ensinará muito melhor do que todas as desventuras da vida, o professor. Este, sim, lhe mostrará uma verdade magnífica: a vida é um aprendizagem. Sempre precisamos aprender com ela, porém o professor tem o dom maravilhoso de se antecipar a ela e mostrar a seus alunos, em meio a pior das concorrências, que é possível ser feliz.

Carlito Paes Pastor Sênior da Primeira Igreja Batista em São José dos Campos/SP

Sem dúvida, o professor tem a vocação de Deus para ser um profeta, semelhantemente ao último nascido de mulher, segundo as palavras de Jesus Cristo, João Batista que clamava em pleno deserto a vinda salvadora do Messias, o filho de Deus. Como este profeta, o professor tem a graça feliz de anunciar para todos que só é possível redimir a sociedade dos políticos corruptos pela educação. O professor é a voz dos que tem fome e sede de justiça. É o professor quem acredita que a educação transforma vidas, que a educação não perde vidas, mas as encontra e as ensina como viver diferente, com sucesso e dignidade. As adversidades da vida – quer sejam os recursos, estruturas, perdas, decepções ou até mesmo as doenças – não podem ser mais fortes do que as ideias que construímos e reconstruímos, criamos e recriamos e depois compartilhamos com nossos professores a partir dos livros didáticos e das experiências adquirimos. Só mesmo os professores para nos ensinar a olhar diferente! Eles nos ajudam a arrumar a cabeça, a escolher melhor, a sair das ciladas da vida e a rever valores através da educação. Eles, e só eles, preservam e zelam pela ideia de que a educação é a base da sociedade. Professores têm a missão de preparar vidas para melhorar o mundo! Pense bem nisto! Pr. Carlito Paes



revista_77