Page 1

Panorama do

Turismo Sua viagem pela informação

Ano 12 | No 152 | Março | 2018

SANTIAGO você vai se surpreender nessa cidade!


Harmonia entre o antigo e o novo


Bem-vindo a Santiago!

Editorial

Charmosa metrópole da América do Sul, Santiago propicia a

Encantos chilenos

sequência da série de reportagens para cada mês desse ano, ajustada entre

capital do Chile pelo fato desse destino reunir predicados suficientes para

o Grupo BRT e a direção da revista Panorama do Turismo. Escolhemos a

Em busca de material para essa

edição de março, Panorama do Turismo

encantar o turista brasileiro. Termos certeza disso!

partiu para Santiago, seguindo roteiro de

visita elaborado pelos profissionais do

A cidade mantém bem vivos símbolos da sua história e

cultura. Contemporânea, da mesma forma deslumbra o visitante pela ou-

Grupo BRT, em articulação com parceiros locais. A propósito, vale

sada arquitetura dos seus envidraçados arranha-céus – aliás, o maior deles

salientar: a jornada do time da revista na

soma 62 andares e possui, no topo, um espetacular mirante com vista para

capital do Chile contou com o apoio da

os quatro pontos cardeais. A oferta de hospedagem é ampla, com hotéis

Chirak Operadora e do Torremayor Lyon

para os mais variados gostos. No roteiro da boa mesa sucedem-se bares,

Hotel, ambos do destino visitado, e da Travel Ace Assistence, empresa de seguro

restaurantes, cafeterias. E também constituem programa de turista

viagem internacional.

conhecer os cerros urbanos, os parques públicos, visitar museus e teatros,

fazer compras em elegantes shoppings e muito mais.

O itinerário básico estabeleceu

city tour em Santiago, mais visita ao

famoso Valle Nevado e três experiências

Santiago, igualmente, é base perfeita para explorar outros

atrativos chilenos, a exemplo do litoral banhado pelo Oceano Pacífico ou

de enoturismo, especificamente nas vinícolas Santa Rita, Veramonte e

da famosa estação de esqui de Valle Nevado. A cidade ainda configura

Matetic. Reforçando: o Chile é destino

ponto de partida para desvendar sensacionais caminhos do enoturismo.

preferencial para apaixonados por vinhos.

Com operações iniciadas em

Esse projeto de divulgação de destinos turísticos configura uma

1978, naqueles tempos sob a

das iniciativas para assinalar o transcurso, agora em 2018, da nossa atua-

denominação de Brementur, o Grupo

ção de 40 anos no mercado brasileiro de viagens.

BRT, em sua trajetória de quatro décadas no mercado, conquistou posição de

Eraldo Palmerini

destaque no cenário nacional e total reconhecimento por parte de parceiros e Eraldo Palmerini, o Grupo BRT, com sede em Curitiba e atuação voltada exclusivamente a agências de viagens, hoje aglutina a BRT Consolidadora, a BRT Operadora e a BRT Online. A corporação está presente em todo o Brasil, através de 20 bases, entre filiais e home offices. Boa leitura!

Diretor-Presidente | Grupo BRT Fotos Panorama do Turismo

clientes.Sob a presidência do empresário

Capa Santiago,Chile Foto Panorama do Turismo

Expediente Panorama do Turismo Ano 12 | No 152 | Março | 2018 Diretor e Editor Júlio Cézar Rodrigues (MTb 1050/07/27-PR) Contatos 41 | 99106-6852 redacao@panoramadoturismo.com.br Revista digital com conteúdo editorial próprio e periodicidade mensal. Disponível para download gratuito em www.panoramadoturismo.com.br, facebook.com/ panoramadoturismo, twitter/revistapantur e instagram/ panoramadoturismo. Distribuição em formato eletrônico, via e-mail, a partir de mailing próprio e de cadastro de parceiros institucionais e comerciais e de grupos de WhatsApp. Mais informações sobre o segmento em www.panoramadoturismo.com.br

Santiago e arredores, temas dessa edição

PANORAMA DO TURISMO | MARÇO 2018 |

3


Fotos Panorama do Turismo

Santiago, destino completo!

Vista parcial de Santiago, à esquerda o leito do Rio Mapocho

Encravada no Vale do Rio Mapocho, circundada

projetos arquitetônicos, valorizando arranha-céus

por montanhas, pertinho os picos gelados da Cordilheira

espelhados e de desenho futurista. Mas sempre tem o

dos Andes, a cidade de Santiago também realça em seu

homem como principal referência – isso se percebe nos

roteiro turístico urbano atrações nas alturas. Os cerros

amplos parques, no transporte privilegiando o coletivo,

Santa Lucía e San Cristóbal valem a visita. E o Sky

nas esquinas com amplas rampas para cadeirantes, nos

Costanera – mirante no 62º andar do Costanera Center, a

calçadões exclusivos para pedestres, no cuidado com a

300 metros do chão – literalmente a coloca aos pés dos

limpeza urbana.

visitantes.

incluir uma subida ao Cerro San Cristóbal, inserido na

Ao lado dessas três atrações, muitas outras

O passeio pela cidade deve, obrigatoriamente,

figuram no itinerário dos turistas em visita à capital do

área no Parque Metropolitano de Santiago, – onde faz

Chile. Aliás, o passear por suas ruas e largas avenidas,

sucesso um teleférico. Local de fundação da cidade pelo

de verdejante arborização, revela uma das mais belas e

conquistador espanhol Pedro de Valdívia, o Cerro Santa

completas metrópoles da América do Sul.

Lucía constitui outra parada interessante na região central.

Num city tour básico ainda são colocadas a Plaza

Santiago agrega o antigo e o novíssimo. De um

lado, preserva emblemas históricos, entre edificações,

das Armas, principal praça e marco zero da capital, a

monumentos e igrejas; de outro, abre-se a ousados

histórica e monumental Catedral Metropolitana de

Duas paradas obrigatórias no roteiro por Santiago: a Catedral e o Mercado Central

4

| MARÇO 2018 | PANORAMA DO TURISMO


Palácio do Governo, emblema do poder constituído

de Santiago e o Palácio de La Moneda. Mais o Mercado Central, onde bancas de pescados comprovam a fartura do Pacífico e onde receitas locais podem ser saboreadas em sofisticados ou singelos restaurantes.

Santiago é caminhar sem

pressa pelos jardins às margens do Rio Mapocho, é aproveitar a noite alegre no Bellavista - bairro onde fica La Chascona, antiga morada do poeta Pablo Neruda. É colocar o paladar à

Fotos Panorama do Turismo

Harmonia entre o antigo e o moderno

prova em aromas e sabores oferecidos pela gastronomia local. É passear pelos calçadões centrais.

Em todas as estações, Santiago

ainda configura base ideal para desvendar outros apelos chilenos, como as localidades à beira do Pacífico, os centros de esqui, os cenários singulares da Cordilheira dos Andes e as rotas do enoturismo.

Paseo Bandera, novo calçadão central

Sky Costanera, o mais alto mirante da América Latina PANORAMA DO TURISMO | MARÇO 2018 |

5


viva essa experiência!

No Chile, a indústria do vinho alcançou um

patamar de sofisticação e qualidade capaz de atender às

Fotos Panorama do Turismo

Enoturismo,

expectativas dos mais apurados paladares. Ninguém discute: as marcas de procedência chilena fazem sucesso ao redor do planeta. Esse posicionamento global, é verdade, traduz muito investimento, aperfeiçoamento das técnicas de cultivo, expertise na elaboração da bebida e constante inovação tecnológica. Os cuidados especiais vão dos vinhedos até o trabalho final de rotulagem das garrafas.

A produção de tintos e brancos afamados acabou

por fazer florescer no país outro segmento econômico, hoje, também importante: o enoturismo, responsável por expressivo crescimento no fluxo de visitantes, boa parte brasileiros. No Chile existem 16 zonas de cultivo de uvas viníferas, os chamados vales. E para além de 1.500 rótulos distintos. Só nas proximidades da capital mais de 50 vinícolas estão abertas à visitação, como a Santa Rita, a Veramonte e a Matetic.

Do seu hotel em Santiago, pois, o turista pode

partir para variadas rotas do enoturismo. E vivenciar experiências memoráveis: percorrer belos parreirais em vales emoldurados pelas cordilheiras chilenas, realizar visitas guiadas por sommelier inclusive em ambientes onde vinhos amadurecem silenciosos em barricas de carvalho, participar de exclusivas harmonizações para despertar todos os sentidos e identificar particularidades de terroirs diferentes, aproveitar festas da vindima. Ou apenas curtir um momento pessoal, saboreando o vinho do agrado em cenários encantadores - e a cada estação do

Acima, videiras

ano as áreas de cultivo têm um apelo especial.

emolduradas pelas

montanhas da

Além de oferecer oportunidades de imersão no

universo da enologia e vinhos de elevado padrão para

vizinhança - ao fundo,

prova e compra, algumas vinícolas possuem atrativos

os picos da Cordilheira

próprios. A Matetic, exemplificando, conta com um

dos Andes.

restaurante, o Equilíbrio, inserido no guia dos melhores

Ao lado, uvas prontas

do país. Na Veramonte, os visitantes são recebidos na Casona, uma espaçosa e elegante edificação no meio dos parreirais, agregando sala de degustação, loja e restaurante. Já na Santa Rita, o diferencial é o Museo Andino – surpreendente prédio, com acervo próprio de 3.000 preciosidades representativas da arte dos povos pré-colombianos e do passado chileno e sul-americano.

À mesa de harmonização, novos saberes e sabores

6

| MARÇO 2018 | PANORAMA DO TURISMO

para a colheita, normalmente realizada até o mês de abril. Abaixo, uma das vinícolas instaladas no Valle Casablanca


À frente, o Pacífico Para quem chegou ao belo Valle Casablanca, onde estão a Veramonte e a Matetic, entre outras vinícolas, mais uns 35 quilômetros de estrada levam ao Oceano Pacífico. E vale a pena aproveitar essa proximidade para conhecer mais duas localidades referenciais do Chile. Principal porto do país, uma delas é a centenária Valparaíso, local de uma segunda residência do poeta Pablo Neruda, aberta à visitação. A outra é Viña del Mar, cidade balneário também famosa por um festival anual de música disputadíssimo entre artistas de nações de língua espanhola. No caminho, uma parada no Restaurante Rio Tinto assegura saboroso bufê e vários vinhos a

Fotos Panorama do Turismo

preços promocionais.

Prédio histórico, onde funciona o Museo Naval y Marítimo de Valparaíso

Turistas visitam cave de maturação

A uva emblema Quando está em pauta a vinicultura do Chile, é impossível deixar falar da Carménère, considerada sua uva emblemática – assim como a Malbec lembra a Argentina, a Tannat, o Uruguai... Essa cepa foi trazida pelos primeiros colonizadores europeus e se adaptou bem à região; por volta de 1860, uma praga dizimou os vinhedos da casta na Europa e imaginaram-na extinta do planeta. Contudo, a geografia do país, com a Cordilheira dos Andes de um lado e o Oceano Pacífico do outro, ajudou a preservar as pioneiras mudas transplantadas e, 1994, ampelógrafos confirmaram ser de Carménère parreirais chilenos tidos como de Merlot. Ou seja, a espécie estava salva!

Relógio de flores, cenário para fotos em Viña de Mar PANORAMA DO TURISMO | MARÇO 2018 |

7


Sugestões de pratos com frutos do mar

são uma constante no cardápio dos restaurantes de Santiago. Afinal, das frias águas do Pacífico, distante pouco mais de 100 quilômetros da capital chilena, chegam todos os dias peixes, mariscos, crustáceos, camarões, lulas etc. Tudo fresquinho, para os chefs locais incrementarem suas criações.

Se o desejo forem receitas preparadas

com insumos do mar, portanto, o conselho é visitar o Mercado Central. Consagrado local de compra dos santiaguinos e parada de turistas, ele concentra muitos quiosques de venda de pescados e grande variedade de restaurantes especializados – um deles, o El Galeon leva à mesa delícias como o ceviche e a centolla, aquele caranguejo gigante, de águas profundas.

Mais duas dicas de bons restaurantes: o

Giratório e o Como Água Para Chocolate. No 18º andar de um edifício da região da Providência, todo envidraçado, o primeiro ainda revela inusitados ângulos da cidade ao fazer um giro de 360º em cerca uma hora. Instalado num casarão antigo e charmoso no boêmio Bellavista, o segundo promete cozinha com magia. E por falar nesse bairro, ainda vale experimentar as opções gastronômicas do Pátio Bellavista.

As cafeterias, por outro lado, constituem

indicação para quem passeia pelas ruas centrais de Santiago e pretende uns momentos de descontração. A rede Starbucks, exemplificando, multiplica-se por toda a parte. E tem uma invenção chilena: os cafés com pernas, estabelecimentos onde o serviço, com o necessário respeito, é realizado por garçonetes trajando saias curtinhas ou shorts, a exemplo do concorrido Bombay.

No alto à esquerda, o Restaurante Como Água Para Chocolate. Acima, prato com frutos do mar, presente nos cardápios. Ao lado, o Bombay, elegante café com pernas localizado numa das vias centrais de Santiago

8

| MARÇO 2018 | PANORAMA DO TURISMO

Fotos Panorama do Turismo

Pelos caminhos da boa mesa


Fotos Panorama do Turismo

Contemplação no Valle Nevado

Para turistas em visita ao Valle

Nevado – um dos mais famosos centros de esqui da América do Sul, localizado na Cordilheira dos Andes e distante cerca de sessenta quilômetros da capital Santiago –, esse é um período de contemplar a natureza em sua plenitude. E respirar ar puríssimo!

Sem o manto branco do inverno,

as montanhas deixam à mostra exuberante beleza e diversidade. Nessa época, com neve apenas nos picos mais extremos, a vista descobre particularidades antes escondidas. A rocha bruta desnuda, com colorações variando segundo a angulação solar. Pequenos córregos de gélidas águas em velocidade encosta abaixo. A vegetação de altitude, apesar de rala, mostrando vida e cores em singelas flores.

Soberano dos céus, o condor plaina

ao sabor das correntes ascendentes de ar. Muitas vezes, bandos deles oferecem singular bailado no azul celeste. Da mesma forma, reinam absolutos sobre os telhados dos silenciosos hotéis de Valle Nevado, agora fechados, esperando a volta dos meses das baixas temperaturas e, junto, do burburinho dos esquiadores.

Essa estação de esqui chilena vale

também pela viagem. Para chegar aos seus 3.000 metros de altitude, o visitante segue por uma serpenteante estrada na qual, suavizando a subida, se sucedem pelo menos umas 40 curvas; em cada uma delas a surpresa de uma paisagem diferente e extasiante.

Fora da época de neve, apenas o

restaurante do Valle Nevado Ski Resort está aberto ao público, oferecendo variado cardápio, cervejas e bons vinhos.

Derretida a neve, a vida pulsa mais colorida nos Andes. E o ciclista solitário põe à prova sua resistência na estrada para Valle Nevado

Com envergadura podendo alcançar até 3,30 metros quando adulto, o condor é o símbolo dos altos recantos da Cordilheira dos Andes. Ave de rapina, tem voo gracioso, sabendo aproveitar as correntes de ar para economizar energia. Nessa época, ele domina os cenários de Valle Nevado PANORAMA DO TURISMO | MARÇO 2018 |

9


suvenires e orientação

Localizado no bairro da Providência

– um dos mais estratégicos de Santiago, com

Fotos Panorama do Turismo

Hospedagem,

comércio variado, restaurantes, cafeterias, supermercados, bares etc. –, o Torremayor Lyon Hotel é um dos endereços inseridos em pacotes de viagem para brasileiros. Ele fica perto do Parque Linear do Rio Mapocho, do Sky Costanera e do Restaurante Giratório. A rede hoteleira da capital chilena, a propósito, Acima, joias

é bastante diversificada, com opções para

feitas com

todos os tipos de gosto e de bolso.

lápis lazúli.

São famosas em Santiago as joias,

Ao lado, o

bijuterias e lembranças do destino

Torremayor

elaboradas com lápis lazúli, pedra nacional

Lyon, dica de

do Chile, de belos tons azuis. Ao adquirir

hospedagem no

peças criadas com essa gema, contudo, é

bairro

preciso ter cuidado e buscar endereços de

Providência.

confiança, pois tem espertalhão colorindo

Abaixo, uma

pedras comuns e vendendo como originais.

das avenidas

Nesse caso, o barato pode sair caro, com o

larga da cidade, toda arborizada

azulado característico sumindo com o passar do tempo.

Para turista com viagem marcada

para a capital chilena, ou já na cidade, e ansioso por informações sobre o destino, o Consulado do Brasil em Santiago mantém uma página na internet com orientações variadas. Para obtê-las, basta acessar o endereço http://cgsantiago.itamaraty.gov.br. Localizado na Rua Los Militares 6.191, Las Condes, o consulado também atende pelo telefone local 22820-5800 ou pelo e-mail cgsantiago@itamaraty.com.br. Para casos de emergência, serviços consulares podem ser solicitados pelo celular 99334-5103.

Panorama do Turismo viajou a Santiago com apoio dessas empresas

Perfil do destino Santiago: maior cidade e capital do Chile Localização: vale central do país, ao lado da Cordilheira dos Andes Área: 641 quilômetros quadrados Altitude: 570 metros acima do nível do mar Moeda: peso chileno Idioma: espanhol População: 6,62 milhões (estimativa de 2016) Data de fundação: 12 de fevereiro de 1541 Gentílico: santiaguino

10

| MARÇO 2018 | PANORAMA DO TURISMO


Panorama do Turismo de Marco  

Revista sobre a cidade de Santiago, capital do Chile, destacando também enoturismo e Valle Nevado

Panorama do Turismo de Marco  

Revista sobre a cidade de Santiago, capital do Chile, destacando também enoturismo e Valle Nevado

Advertisement