Page 1


revista

orato

A edição número zero d’O Rato é apenas uma “palhinha” da revista impressa que vem por aí. Como somos modernos pacas, estamos agilizando esse modelito digital para você já começar a roer aos poucos o conteúdo de curitibaneidades que estamos preparando para a edição n° 1. E veja que beleza, gratuitamente você poderá retirar o seu exemplar impresso nos botecos, sebos, espaços culturais e lujinhas parceiras. Em breve divulgaremos os pontos de distribuição. Por enquanto, queremos deixar você curioso e interessado no nosso bichinho de estimação..

Sinta-se a vontade na toca d’O Rato para fuçar as novidades...


ratoeira Cá estamos: o desafio de um rato urbano. Fugir das tantas armadilhas que já estão preparadas para nos pegar. Mas, nós somos espertos. A cada edição convidamos uma figura importante da cidade para dar seu parecer crítico sobre algumas realidades que não podem escapar da ratoeira. Na Edição nº 1, O Rato traz um camarada pra lá de Batata Quente: Robert Amorim, o nosso Beto Batata. Falou e disse muito sobre a condição humana e outros fascismos que passam despercebidos e que há tempos estão no ar.

humor do rato Nosso personagem merece uma atenção especial. Por isso, ele ganhará uma tirinha de humor especialmente ilustrada pelo nosso engenhoso desenhista, Victor Harmatiuk. Nem nós sabemos os heterônimos que poderão sair das mãos desse rapaz...


psicodelia brasileira A comunidade do Facebook “Psicodelia Brasileira” deu aval: uma vez por mês a coluna vai trazer dicas das sonoridades que embalaram a moçada durante os anos 60 e 70.

ARRR! a roupa roída do rato

Trocamos um lero com o Rei de Roma que ensinou a uma geração a habilidade de vencer um trava línguas com tranquilidade. Ele disse que há muito cansou de ser roído pelas traças da Batel e outros glamours da high society. Então, aqui falamos de moda e acessórios sem muito frufru. Trazendo conteúdo sobre os trabalhos da moçada que pegou a agulha, a máquina de costura e que também começou a estampar e pintar suas camisetas... e de repente virou moda entre os amigos. Assim como aconteceu com Renato Oliveira, que apreciador de uma boa roda de samba, irá contar na próxima edição como começou a estampar camisetas até chegar ao conhecido Zé da Venda.

o rato comeu Falamos muito sobre roer e roer, mas no fundo a pança continuou vazia. Por isso, separamos esse espaço para falar do que muito interessa a todos nós: comida, petisco, quitutes e outras gororobas. Selecionamos boas dicas sobre onde encontrar gordices curitibanas. Demos um pulo na Soft Tacos e filamos algumas maravilhas mexicanas que você poderá conferir na edição impressa. Bom apetite!


entrevistas

Bombardeamos a revista com várias entrevistas maneiras que O Rato conseguiu com artistas da cidade e também outros músicos que vem se destacando no cenário nacional. Toda malemolência musical de Tziu com seu trabalho autoral pelo campo astral. No camarim do Teatro Paiol, um bate papo com o cantor Cícero e sua primeira apresentação na cidade. Também pegamos carona no navio pirata da Confraria da Costa para uma entrevista deveras cadavérica com Ivan Halfon. E ainda toda a simpatia do charme do samba de Nilze Carvalho.

LAB Rato de laboratório passa por poucas e boas. São tantas pesquisas e injeções que o bicho ficou doidão. Entrou na Matrix e só quer saber de tecnologias e games...


matérias Da política ao traçado, toda a arte em campanha de Claudio Kambé em favor de uma sociedade mais pensante. E um elogio ao nosso vampiro Dalton Trevisan, que nos deixou um legado de personagens em uma Curitiba perdida. “Na criação de Dalton o ser humano é vítima e carrasco de si mesmo. Já nasce acorrentado a um destino atroz, pelo mero fato de ter nascido.”


ratphone

Como nem tudo é só velharia e antiguidade, o Ratphone estará focado nas novidades da música curitibana. Valorizando o trabalho novo da moçada. Dentro da sessão, a coluna “Queijitos” será uma lista de músicas para você dar o play em casa e sacar uns sons nacionais e internacionais quando estiver curioso e cansado da sua playlist.


preto com um buraco no meio Essa é a sessão responsável pelo surgimento do nosso personagem. Rato de sebo que é, nosso roedor traz uma sessão voltada somente para vinis. Além de indicações de bons álbuns, também trazemos a dica de onde encontrar aquele bolachão clássico com um preço justo. O Rato visita os sebos, bate na toca do dono e prepara uma entrevista exclusiva para você. Assim fizemos com o Werkley, do Espaço Alternativo.

entrevista do além Aqui o assunto é quase esotérico. Numa brincadeira bem humorada, O Rato entra em contato com nossos heróis que já foram encaminhados para o Céu, ou que ficaram estagnados no purgatório, e transcreve o bate papo na íntegra para nossos leitores.

O entrevistado da vez é o nosso mestre Cartola.


embaixo da poltona Procurando um filme para o Domingão depois do jogo?! Taí: dicas cinematográficas. Embaixo da Poltrona é o espaço para falarmos sobre filmes e pipocas. Para a edição nº 1: um pouco sobre as duas produções curitibanas que foram para as grandes salas de cinema neste segundo semestre: “Circular” e “Curitiba Zero Grau”.

sotão O Rato tem uma biblioteca interminável de livros que coleciona desde quando era um pequeno roedor, passando por furtos na Biblioteca Pública até encontrar os sebos de hoje. Traremos algumas beldades da literatura, escrotices poéticas e o que mais encontrarmos no universo dos escritores. Nada melhor do que começar pelo livro Os Beats, uma história narrada em quadrinhos sobre Jack Kerouac.


O rato Zero - Teaser  

A revista O RATO pretende percorrer os bastidores da cidade. Reunir informação, arte, política, cultura e entretenimento de maneira bem humo...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you