Page 1

Ano XII Nº 192

No ano em que completa 27 anos de emancipação nossa cidade registra 289 anos de história se formos tomar como referência o ano de 1726 que carregamos na nossa bandeira. Existe registro dos Campos de Cidreira nos escritos dos jesuítas, quando se referiam às terras do Caminho das Praias. Em tempos mais atuais encontramos registros da vinda de famílias para passar a temporada de verão em nossa praia desde o ano de 1870. Vinham famílias inteiras com as carretas abarrotadas de víveres e toda a sorte de mantimentos e ferramentas para passar os 3 meses de calor na beira da praia. Depois de lutar para ultrapassar as altas dunas de areias brancas as famílias formavam um grande acampamento e passavam os dias entre b a n h o s d e m a r, p e s c a r i a s , c a ç a s e divertimentos ao vento. CIDREIRA FAZ BEM A SAÚDE Pelos idos de 1910 muitas pessoas vinham para a beira do mar para fazer tratamento de saúde. O ar marinho e os banhos de mar eram recomendados para o tratamentos da bronquite, asma e tratamento das vias aéreas, assim como as propriedades salso-iódicas do nosso mar era tratamento para artrites, bursites e outras infecções nas juntas. As pessoas, muito devotas, faziam promessas para melhorar de saúde, pois algumas doenças de

Memorial do Marisco - Festa na Capella da Cidreira em 1924

pulmão era consideradas graves e às vezes fatais. Ao alcançarem a graça da cura queriam pagar as suas promessa, mas não ti8nham onde rezar, agradecer e depositar os ex-votos. Foi então que um grupo de veranistas se reuniu e em uma ação coletiva ergueram a Capella da Cidreira. Como a maioria dos agradecimentos era para a Saúde, a Capella da Cidreira, posteriormente foi consagrada à N. Sra. da Saúde e por esta razão que N.Sra. da Saúde é a padroeira de Cidreira. Nossas águas, nossas dunas, nossos campos e o nosso mar continuam fazendo muito bem para a saúde de todos e de todas! Parabéns Cidreira!


opinião 2

Cidreira 289 anos de histórias e culturas Nossa praia, entre tantas qualidades, destaca-se pelo fato de ser a pioneira das praias do Estado RS. As famílias vinham passar o verão em Cidreira e daqui iam para Tramandaí, Capão, Quintão e outras destas praias mais antigas. Desde o tempo das viagens de carreta que demoravam mais de 7 dias de aventuras pelas dunas, passando pelas viagens de navio a vapor que saiam de Porto Alegre, vinham pela lagoa ao porto de Palmares e dali viajavam de trem rumo a Osório, mas paravam nas Pitangueiras e pegavam cavalos e carretas para chegarem na praia, desde estes longínquos tempos que vem se escrevendo a história da nossa Cidreira. Desde as lições do Professor Juvêncio, o primeiro mestre da Escola Raul Pilla que está completando 88 anos, desde há muito tempo que esta bela história vem sendo escrita. Nossa vocação para o turismo é evidente e precisamos nos ater a esta condição e aos temas que nos beneficiam. A saúde é uma boa chamada, a natureza é uma bela atração e a nossa história e cultura singulares são importantes molas propulsoras para o nosso desenvolvimento turístico, mas é claro, precisamos de competências e envolvimentos com gente de verdade.

FOI NÃO VINI!

Igreja N.Sra. da Saúde enfeitada para a festa A Igreja da N.Sra da Saúde, padroeira de Cidreira por obra de seus fiéis está com pintura nova e apresentando uma nova proposta com o nome e anjos grafitados na fachada. Realmente ficou muito bonita a Igreja consagrada à nossa padroeira. Desde os idos tempo em que muitas pessoas vinham para Cidreira na busca de cura seus males que a nossa igreja faz parte do nosso cotidiano. Seja para as tradicionais missas de Domingo seja para depositar os ex-votos na forma de um braço ou joelho que era curado pela ação medicinal das nossas águas marinhas. Um sem número de pessoas que vinham para Cidreira curavam-se de males muito graves como as doenças pulmonares, e sempre deixavam fitas e flores para agradecer ou pagar uma promessa feita pela graça alcançada. Nossa padroeira já agraciou à muitos veranistas e

moradores com as suas e nos dias de hoje por conta da ação carinhos dos seus fiéis se enfeita de branco e azul para comemorar conosco mais um aniversário de nossa cidade. Desde a Capella da Cidreira até a Igreja de N.Sra da Saúde já se passaram longos anos e a presença sempre marcante de3 nossa padroeira é sentida e adorada por todos os que vieram, vem e virão para Cidreira.

Edição N°192 - I de Outono 30 de abril de 2015

ATÉ QUANDO? Até quando Cidreira vai conviver com a barbaridade das invasões de áreas públicas? Hoje já temos mais moradores em áreas públicas e invasões, do que moradores com imóveis regularizados e documentados. Tem gente LOTEANDO as áreas públicas e para legitimar as transações levam as esposas para assinar os contratos. As ocupações irregulares, além de não gerar nada para o município, causam diversos problemas, já bem conhecidos. Eu não sei como os orgãos fiscalizadores não fiscalizam, tanto dos orgãos púbicos como os associativos, como o CRECI que não vê ou faz que não vê que tem corretores de imóveis colocando placas para vender imóveis em áreas verdes e APPs, o que é absolutamente ilegal e criminoso. Até quando? SOLUCIONAR OU CRIAR PROBLEMAS. As pessoas quando elegem alguém para qualquer orgão público esperam que os eleitos façam algumas coisas para solucionar os problemas. Em Cidreira as coisas não são bem assim, senão vejamos: Nos casos de invasões de áreas públicas e particulares, desde a primeira gestão, estou denunciando e nada foi feito. As Guias de ITBI, que é obrigação da Prefeitura do Município, falo desde a emancipação e nada foi feito. Agora vou repetir, já tem duas pessoas sendo processados por ocultação de cadáver e isto é crime grave. É da responsabilidade da Prefeitura Municipal, só liberar espaço no Cemitério Municipal, para quem tenha feito a Declaração de Óbito, assinada por um médico e o Atestado de óbito, fornecido pelo cartório competente. Tem-se notícias de diversas pessoas enterradas em nosso município, sem a documentação necessária e isto é crime. Digamos que o marido, resolva matar a mulher, basta matar, cavar uma cova no cemitério e enterrar. Isto é crime hediondo e passível de prisão. Onde estão nossas autoridades, responsáveis pelo problema? MOVIMENTAÇÕES POLÍTICAS Já se iniciaram as movimentações políticas, tanto em nível federal, estadual e também nos municípios. Eu que venho de outras épocas e políticas, não estou entendendo mais nada. O PPS quer se fundir com o PSB. O PTB com o DEM, em Cidreira o PSB é coligado com o PMDB, o DEM também. O PPS é absolutamente contra o PMDB e PSB. Como vamos entender? E, onde ficam as ideologias ou ninguém sabe mais o que e isto? O PT vai ficar onde e com quem? Eu já não entendo mais nada. Desisto. Acho que não vou votar mais. Só acho. HOMENAGENS AOS AMIGOS. Eu sempre dou muita importância aos amigos e as amizades e sempre que posso presto algum tipo de homenagem aos amigos. Nos dias 11 e 12 do mês de abril prestei homenagem ao meu amigo Egon Scherdien, amigo de toda a vida. Como gosto dele até hoje, mesmo depois de morto, também gosto de toda sua família. Passamos um belo fim de semana lá na Fortaleza e eu quero registrar meus agradecimentos à estes AMIGOS DE VERDADE. Sempre lembrando o exemplo de homem que era o meu AMIGO EGON. SOU CIDREIRENSE E NÃO DESISTO NUNCA.

jornalomarisco@gmail.com Insc. Municipal N°008/06 - Insc. Estadual: Isento

Rua Caubi da Silveira, 286 - Praia da Cidreira - RS - CEP: 95.595-000

/jornalomarisco

51.3681.3456

/jornalomarisco /jornalomarisco

51.9981.5593


tarrafadas * Cidreira 289 anos de história! 28 anos de emancipação! A pioneira das Praias! * Espetacular o Encontro do Boizinho da Praia com o violonista Marcello Caminha que acontece na Escola Herlita Teixeira. Um dos maiores violonistas do RS trocando uma ideia com a gurizada do Boizinho da Praia sobre arte, técnica e cultura gaúcha. * Rodeio de Cidreira tá bombando! Grandes atrações estão levando excelente público ao Parque de Rodeios do CTG Vaqueanos do Litoral na Zona Rural da Fortaleza! Tá valendo a pena! * Está acontecendo o Projeto UFRGS de Portas Abertas! O Campus do Litoral Norte localizado em Tramandaí está aberto para a visitação e conhecimentos das comunidades praieiras. E a Casa da Cultura do Litoral foi convidada! Bora visitar a universidade! * Estão sendo acertados os últimos preparativos para que sejam iniciadas as oficinas do projeto Cinemar - Vamos fazer cinema na praia do Ponto de Cultura Flor da Areia! Inscrições Abertas! * Continuam abertas as inscrições para o Cinemar! Envie solicitação para o email flordaareia@gmail.com ou acultura.litoral@gmail.com aproveite para participar das oficinas de roteiro, direção, fotografia, produção, edição e finalização. Participe! * Concurso de vitrines do aniversário de Cidreira está inspirando lojistas. E quando o assunto é Cidreira, a nossa cultura e a nossa história são sempre lembradas! * A histórica cidade de Cidreira está de aniversário e comemora quase 300 anos de história. Aqui em Cidreira começa a ser escrita a história dos veraneios do Estado do Rio Grande do Sul. * Os 88 anos da Escola Estadual Raul Pilla são comemorados com muito entusiasmo e carinho por toda a comunidade escolar. * O Rincão dos Mamelucos está expandindo seus horizontes e está se firmando como espaço popular de aprendizado e valorização das lidas campeiras gaúchas, das tradições e das culturas do nosso Estado. * Tem Torneio de Laço com Vaca Mecânica no Rincão dos Mamelucos nos dias 16 e 17 de maio! Vamos participar! * O Boizinho da Praia vai estar na Festa do Pescador em Terra de Areia levando a cultura popular da região praieira gaúcha, cantando, registrando e resgatando as festas populares da beira da praia. * Leo Monassa do Grupo Freguesia está compartilhando um pouco da sua vivência com o violão para os amigos do Projeto Boizinho da Praia! * É iniciativa do gabinete do Vereador Osmar Júnior do PV do Imbé recolher lacres de latinhas para trocar por cadeiras de rodas! Exemplo! * Vem aí a “ConsciênTINTAção” destaque para os espaços exclusivos para pessoas com dificuldades de locomoção em nossa cidade! A iniciativa é da Casa da Cultura do Litoral, do Ponto de Cultura Flor da Areia e do Projeto Boizinho da Praia! Cidadania e Acessibilidade! Participe! Tá ficando difícil até de votar...

Agora ta tudo junto...

* Depois da tragédia da chacina dos seis guris de Cidreira os vereadores parece que se acordaram e resolveram pedir ao prefeito a volta da Banda Municipal, pois só agora se deram conta que não existe nenhum projeto cultural para a gurizada da praia! * E o pior é que eles entendem que a Banda até pode voltar mas sem as bolsas para os músicos! É ruim mesmo! * Parece que os políticos de Cidreira, depois da morte de uns quantos, se deram conta da falta que faz ter projetos culturais e esportivos prá canalizar as boas energias dessa gurizada. * Então os políticos de Cidreira vão fazer voltar a Banda, mas não vão pagar as bolsas para os músicos, ou seja, a gurizada até pode ter o projeto, mas a prefeitura não vai gastar dinheiro com a gurizada! * Parece que para os políticos e Cidreira, a gurizada da praia não merece que se gaste dinheiro com eles! Tá loco! * A maioria dos guris que morreram na Chacina de Cidreira eram músicos! Tocavam e cantavam! E não tinham palco! Porque a Prefeitura de Cidreira não mantém nenhum projeto cultural que oportunize para a nossa gurizada espaços de manifestação artística e cultural. * O Lixo está tomando conta da cidade! Não há mais lugar que não tenha lixo! O Lixo está nas ruas, nos terrenos, nas dunas e nas estradas! * No entorno da Escola Herlita o Lixão só faz aumentar, colocando em risco a saúde das nossas crianças, mas nós já sabemos que a vida das nossas crianças está valendo bem pouco para os políticos de Cidreira. * Daí o pessoal fala que é falta de educação do carroceiro que bota lixo em locais inadequados. A pergunta é: Qual é o local adequado para descarte de lixo sólido em Cidreira? Onde é o depósito de resíduos sólidos de Cidreira? Onde é o lugar certo que o carroceiro tem que colocar o lixo que recolhe das reformas, das limpezas, das casas? Onde é?! * Cultura de Cidreira há mais de 12 anos sem representante legal. Sem Conselho Municipal de Cultura. Sem Fundo Municipal de Cultura. Uma péssima gestão da cultura feita pela secretaria de Educação e Cultura! * Os gestores da Educação e da Cultura de Cidreira não estão se importando muito com esta omissão pois, por enquanto, até porque não são os filhos deles que estão sendo assassinados e chacinados pela cidade. * Parece que a rainha foi abandonada mesmo! Não tem mais vogal e muito menos consoantes. Nem mais partido. Tá tudo no pacote. * E os bufões espavoridos correm para babar os culotes do velho reizinho.

Se correr o bixo pega Se ficar... Tanto faz dá na cabeça quanto na cabeça dá!

... e misturado

3

Só que ninguém sabe o lado...

RÁDIO


4

reflexo Janice Teixeira mais uma vez representará o Brasil na modalidade Fossa Olímpica no Tiro Esportivo, nos Jogos Pan-americanos em julho de 2015, na cidade de Toronto no Canadá. Janice conquistou a vaga na Copa das Américas em outubro de 2014 em Guadalajara no México. Janice está em forte treinamento em Curitiba em preparação não somente para os jogos mas para as Copas do Mundo realizadas no Chipre, Afeganistão e Mundial na Italia. Filha do saudoso Tio Pedro e da Dona Suria, atualmente reside no RJ, mas sempre que vem para o RS, faz questão de vir para Cidreira, cidade onde cresceu.

Aproxima-se o longo invernão e nós que somos da praia sabemos bem como é passar por estes tempos bicudos aqui pela beira da praia. Volta e meia o São Pedro e a Mãe Iansã resolvem mandar uns ventos, raios, chuvas e trovões meio exagerados para o nosso lado. Então como sempre é melhor prevenir do que remediar, aí está instalada a defesa Civil da nossa cidade. Quem comanda o divisão é o Sr. Dario Letona.

O DVD está a venda em www.marcellocaminha.com

Depois de notabilizar-se nos festivais nativistas e conquistar a marca de ser um dos maiores e melhores violonistas do Estado RS, o veterinário Marcello Caminha lança com o apoio do MINC - Ministério da Cultura, o DVD Influências, com um repertório de ritmos gaúchos, com influência da música brasileira e latino americana. Por sua técnica apurada e por seu talento singular, Marcello Caminha é um artista diferenciado que eleva o tom da musicalidade e da arte gaúcha e brasileira.

A gurizada do CTG Piazito do Litoral esteve representando Cidreira no Rodeio do Imbé. Dançaram, cantaram e encantaram o público presente ao grandioso evento na Praia do Imbé. Parabéns prá gurizada e vamos brincar!

Esse pessoal anda mesmo muito brincalhão. São uns pândegos! Olha só o que colocaram numa área onde deveríamos ter dunas preservadas, deveríamos ter iluminação pública, deveríamos ter água tratada para a população, e só tem lixo! Pois é exatamente na Vila da Antena um dos espaços mais carentes de toda a Cidreira que alguns piadistas colocaram que vai ser o Parque Industrial de Cidreira! Parque Industrial de Cidreira? Mas que Parque? Mas que Indústria? Mas o povo da Vila da Antena pede há anos que coloquem água e luz decente e não conseguem. Imagina onde vão ligar um parque industrial, na areia?!


Engana-se quem acredita que a cidade está muito comovida com o brutal assassinato dos jovens de Cidreira. Algumas pessoas estão assustadas, outras chocadas, possivelmente quem estava mais de perto esteja de fato comovido, triste, arrasado. Mas para a um bom pedaço, é só mais uma notícia, como tantas outras. O fato inusitado, desacomoda mais que as vidas perdidas. A cidade vem há anos anunciando suas tragédias. E não vemos qualquer movimento por parte da cidade para reagir. Todos assistem pálidos e impotentes. Covardes e coniventes. Os jovens de Cidreira sendo assassinados todos os dias, pelas pousadas, pelos muquifos, pelas malocas, pelas dunas, pelos lixões, pelos becos, pelas ruas, pelas avenidas, pelas escolas... pela cidade. Ignorantes e desavisados apontam a gurizada caída e acusam de drogados, desviados, marginais e muito mais que isso. Se fossem filhos dos secretários, dos vereadores, de algum comerciante mais poderoso, a comoção teria outro

preço. E até poderiam ser drogados. Mas não! Eram só uns guris da vila. Que escolheram o caminho errado. Mas que escolha? Que caminho? Quem ofereceu outro caminho? Quem está fazendo o quê por esta gurizada? Apenas a punição não conduz a coisa alguma. A educação da cidade que está emparedada, ineficiente, sem capacidade de olhar, apenas finge que não vê, e deixa matar. A cultura oficial não existe! Quem ofereceu a oportunidade de participar de uma peça de teatro? De uma Banda de Música? Faziam música, eram músicos, eram jovens de Cidreira e hoje são apenas os assassinados que não tinham onde tocar. Quem ofereceu um palco prá cantar? Quem tentou? Quem tentou até o fim? A cidade? Não! A cidade está parada... estagnada... doente... e deixando matar os jovens de Cidreira.

Dra. Andréa Ritter Vivemos em um planeta água... 70% do planeta é formado por água salgada que é imprópria ao consumo e a água doce forma apenas 12%. Consoante dados da ONU, mais de 1 Bilhão de habitantes não tem acesso à água tratada e 1.6 milhões de pessoas, morrem de problemas de saúde decorrentes da falta de água, e o Brasil, neste ano de 2015, deverá reduzir pela metade, o número de habitantes sem acesso permanente à água. Cidades e pessoas sofrem com a falta de água, há colapso no abastecimento e falta de serviços de saneamento, distribuição e esgotos. Necessário mudar hábitos em prol da sustentabilidade e da vida e não é só a população que deve mudar, mas sim também o Poder Público deve ter conduta proativa e seguir os ditames das Leis 9433/97 e 11445/2007, que estabelecem a Política Nacional de Recursos Hídricos e Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos e as Diretrizes Nacionais de Saneamento Básico, respectivamente. Necessário racionalizar o consumo, otimizar e reaproveitar a água. Cidades passam por racionamento e estão em alerta, mas poucos municípios, consoante os dados disponibilizados pelo IBGE sobre a política de saneamento e abastecimento de água, tem Planos Municipais e Políticas de Abastecimento de água. Lamentáveis são os dados: 70% dos municípios não tem políticas de saneamento, 48,7% não fiscalizam a qualidade da água; 3995 cidades não obedecem a lei de saneamento básico e elaboraram os planos municipais; 73% dos municípios não tem normas para qualquer serviço de saneamento básico; 46% possuem planos de saneamento e esforços para ações de emergência e contingência; 30% da água é desperdiçada.

Necessário sustentabilidade e responsabilidade, isto é, utilizar, preservar o direito à água da geração presente e das gerações futuras com comprometimento, significando o quantitativo, qualitativo e o acesso equitativo, com ações efetivas de educação ambiental. Necessário priorizar a água nos orçamentos públicos e nas políticas públicas, manter os mananciais de água e um sistema eficaz de gerenciamento, capaz de produzir e distribuir água de qualidade. Síria, Líbano, Jordania, India e Paquistão vivem guerra hídrica, o nordeste do Brasil está com problemas nas bacias e falta para os nossos municípios um tratamento especial, com articulações legais e institucionais entre as entidades da União, dos Estados e dos Municípios. Problemas são causados pela ocupação desordenada do solo, pelas áreas vulneráveis, pela pratica inadequada do isso do solo e da água, pela falta de infraestrutura de saneamento, precariedade no sistema de esgoto sanitário, manejo pluvial, resíduos sólidos, remoção da cobertura vegetal, erosão e atividades com descumprimento da lei ambiental. Tais situações provocam doenças e morte das populações , daí que para a manutenção e sustentabilidade do recurso água é necessário desenvolver de forma consciente um sistema de proteção, planejamento e utilização da água . Necessário preservar à vida, necessário defender os recursos hídricos e o consumo consciente. Se nós precisamos alterar hábitos para defender o direito à água, por certo o Poder Público necessita ao menos alterar a estatística e fazer parte dos municípios que cumprem metas e mantém vidas.


6

comunidade

Ciente de que a nossa gurizada precisa de projetos culturais para canalizar as boas energias o presidente da Amor Antena - Associação dos Moradores da Vila da Antena, Jorginho da Antena fez valer seus conhecimentos junto a ações comunitárias em nosso litoral e trouxe de Torres um projeto que proporciona o aprendizado de ritmos e cadências, através da formação de uma bateria de escola de samba. Os instrutores são de Torres e estão vindo para Cidreira para formar colaboradores para que toquem prá frente a ideia de criar um grupo de ritmistas comunitários da Vila da Antena. Cultura é fundamental para a nossa gurizada disse o presidente Jorginho da Antena.

A UAB - Universidade Aberta do Brasil do Balneário Pinhal com muita dedicação e alegria formou a sua primeira turma de Pedagogia. A formatura conta da luta para a implantação do curso de Pedagogia ampliando a possibilidade de acesso para o ensino superior público e gratuito, tornando a cidade do Balneário Pinhal uma referência na educação regional privilegiando a sua comunidade e a região.

A Escola Raul Pilla completou 88 anos no dia 05 de maio e para abrir as comemorações com chave de ouro inovou seu método educativo, propondo projetos de pesquisa de cunho social em seu currículo escolar, viabilizando assim, a construção de políticas afirmativas. Com este propósito, os professores Valdomiro Nunes, Edison Luis Romanelli da Silva, juntamente com as alunas Dhara Gabrielle Nunes Charão e Joice Carolaine da Silva, desenvolveram um projeto de pesquisa relacionado a violência doméstica em nosso município, o qual foi encaminhado à Câmara de Vereadores sob a proposição de criarmos o “Agosto Roxo “ em Cidreira, como forma de alertarmos a comunidade local, exercitarmos a cidadania e erradicarmos este tipo de violência. Tal iniciativa foi acolhida de pronto pelo legislativo que aprovou por unanimidade, com a presença da direção, professores, alunos e demais membros da comunidade. Preparar o aluno para o exercício da cidadania é o compromisso da escola contemporânea e a escola Raul Pilla já está fazendo o seu papel, não se educa somente com números e letras, mas também com ações e exemplos.

Representando Cidreira Vitória Andrade trouxe a faixa de 1ª Princesa do Concurso Rainha do Sol

O Atelier Atitude reúne mulheres do Balneário Pinhal cooperativando com criatividade e atitude.

Rádio O Marisco

98.9FM

Os estudantes da Professora Valquíria Matos foram fazer uma visita à Corsan para conhecer o funcionamento da estação de tratamento de água de Cidreira e ver o processo que torna a nossa água potável e com excelente qualidade para o consumo. A aula foi proveitosa e a gurizada adorou!


“A libertação através da educação é um esforço coletivo” Paulo Freire

A educação em nosso município vem há tempos sofrendo um processo de estagnação. A percepção de que educação é muito mais do que paredes, tijolos e tintas, que nossas crianças precisam de um maior comprometimento com o que está sendo apresentado como proposta de educação em nosso município é flagrante. Nossa juventude está atirada sem qualquer perspectiva, tanto dentro da cidade quanto fora dela. Se hoje a educação propostas por Cidreira tem como foco o mercado de trabalho, então estamos muito mal, pois nossa juventude não está sendo preparada nas escolas para a acirrada competitividade do mercado de trabalho e muito menos para assumir posições de enlevo neste mundo de ganhar e ganhar. Segundo o Ideb - Índices de Desenvolvimento da Educação Básica estamos com problemas sérios em quase todas as áreas, tanto em escolas municipais quanto estaduais.

Considerando os índices, a Escola Estadual Herlita Teixeira está em 1º Lugar entre as Escolas de Cidreira, nos estudos de 4ª série ou 5º ano e a Escola Municipal Marcílio apenas cumpre as metas enquanto a Escola Municipal Alfredo Pedro não conseguiu alcançar nenhuma meta até agora.

Quando vamos analisar as 8ª séries ou 9º ano vemos as coisas piorarem em muito pois apenas a Escola Raul Pilla chega na meta, quanto as demais não conseguem aprovar, destacando que a Escola Municipal Marcílio Dias chega ao pior índice de todos os tempos. Fica muito claro que na medida em que as nossas crianças vão crescendo vai piorando em muito a qualidade da educação oferecida. Importante destacar que esta má qualidade de educação não é de hoje, isso vem acontecendo há quase 10 anos em nossa cidade. Enquanto nossas crianças aprendem pouco ou morrem assassinadas, os gestores da educação e da cultura da nossa cidade se eternizam com suas práticas equivocadas e anacrônicas, Não é apenas com ônibus colorido que vamos conseguir educação de qualidade para os filhos de Cidreira.

comportamento

7

2016 Algumas reuniões, entre partidos, ocorreram nesta semana na cidade. Algumas jamais imaginadas. Você já imaginou, o Sessim e o PT, juntos em uma eleição? Pois há esta possibilidade! Máfia do Lixo I Vereador denunciou esquema da propina com empresas do recolhimento do lixo, no litoral norte. Alguns prefeitos receberiam até 20% do contrato com as empresas. Máfia do Lixo II Na denúncia aparecem também os nomes de dois deputados, um estadual e outro federal. Alguns prefeitos em nota, alegaram que no processo, que corre no Fórum de Torres, eles não foram denunciados. Mas as investigações prosseguem! TCE - E casualmente, após as denúncias, o ex-prefeito de Cidreira, do PMDB, foi apontado pelo MPC, por superfaturamento no contrato do lixo. Bom, 20% de muito, é muito! 20% de nada é nada! Entendeu? Polícia Civil - Fez nesta semana paralisação de suas atividades como aviso ao governo estadual, que não deu promoções, cortou horas extras e pretende não pagar a lei do reajuste do subsídio da categoria. Se não pagar, a PC e BM, juntamente com a Susepe irão parar por tempo indeterminado BM - Em pronunciamento forte, as associações da Brigada Militar, se manifestaram a respeito do governo Sartóri. Se o governo não precisa cumprir a lei, nós também não precisamos. Com refêrencia a greve da categoria! Candidatos – Por enquanto temos três pré candidatos ao governo do município. Milton Bueno, Custódia e Sessim. Acredito que fique somente um, contra o governo atual. Partidos – Deverá ocorrer filiações e desfiliações em alguns partidos da cidade e de gente importante. Alguns perdem e outros ganham! Governo Municipal – Deverá perder aliados em breve, enfraquecendo sua base. Tem gente louca pra largar tudo, mas vão mamar mais um pouquinho. Enquanto isso, outros vão só pegando preço! Sessim – Tem feito muitos contatos e reuniões na cidade, já virou arroz de festa, está em todas. Enquanto alguns pensam, ele tem trabalhado. Está com muita vontade e humildade para tentar uma vaga, como candidato a prefeito da cidade. Chacina – Sete jovens de nossa cidade foram mortos em um mesmo local, ponto de tráfico de drogas, infelizmente este é o caminho das drogas. A culpa? De todos, mas é preciso criar meios para tirar estes jovens das ruas e da drogadição. Poder público, comunidade e escolas precisam ter um papel fundamental nesta luta contra as drogas e defesa da nossa juventude. Da Frase - As vezes precisamos deixar a educação e tolerância sentadas na fileira de trás e agir com firmeza e agressividade, para que os de mau caráter, não nos confundam mais com otários. Educação não é sinônimo de covardia!


eir a ai

cul

tu r

r ap

Ponto de Cultura Flor da Areia vista a Sedac/RS

Ivo Ladislau, Felipe Janicsek, Vinícius Brum e Ivan Therra no IGTF

O Ponto de Cultura Flor da Areia representando pelo seu Coordenador Ivan Therra, juntamente Felipe Janicsek, coordenador do Ponto de Cultura Coração de Tambor, foram recebidos pelo Ivo Ladislau, diretor de Pesquisa e pelo Vinícius Brum, presidente no IGTF - Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore. Em uma descontraída reunião foram trocadas ideias a respeito de ações para o desenvolvimento e fortalecimento das culturas populares da região praieira gaúcha, onde tanto os pontos de cultura quanto o Igtf se mostraram dispostos a desenvolver ações em parceria para destacar as culturas populares praieiras. Conhecidos de muito tempo, pelas participações nos festivais nativistas, todos foram unânimes em apontar a música da região praieira gaúcha como uma importante e singular manifestação que contribui em muito para a diversidade do RS.

Pontos de Cultura do Litoral visitam a Secretaria da Cidadania e Diversidade

Ivan Therra e Felipe Janicsek foram recebidos pelo amigo Leoveral Soares, Diretor da Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural da Sedac/RS, onde trataram de assuntos referentes ao convenio realizado entre a Sedac/RS, o MINC e os Pontos de Cultura do Estado do RS. Bom papo!

A gurizada do Boizinho da Praia, agregando cada vez mais qualidade ao projeto inicial, recebe em seu Encontro semanal o grande violonista gaúcho Marcello Caminha para bater um papo, trocar uma idéia sobre fazer música e ouvir o talento deste baita violeiro!

O MARISCO 192  

Cidreira, 27 anos de emancipação e 289 anos de história! / Jovens de Cidreira - A Chacina / Direito a água / Encontro do Boizinho da Praia

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you