Page 50

ESPECIAL HIPISMO

Mãe e filho unidos no hipismo

C

porte completo, que além de ensinar a vencer obstáculos e superar desafios, ajuda a adquirir novas habilidades e tomar decisões. “São apenas dois minutos em média na pista, e neste tempo tudo precisa dar certo”, explica. Para isso, segundo Jeann, são necessários muita concentração e total interação entre cavaleiro e o animal. A primeira égua, Pérola, hoje está com a mãe, Daniela, mas ainda é lembrada pelo

om 23 anos e formado em Administração,

cavaleiro com muito carinho, devido ao tem-

Jeann Caldas Domingos ainda encontra

peramento do animal, e às alegrias e vitórias

tempo para treinar três a quatro vezes por

que conquistaram juntos. Atualmente Jeann

semana e participar de inúmeras competições,

tem formado conjunto com VDL Vivaldi, e

muitas delas acom-

competido na categoria Amador Top (1,30 m).

Fotos: Divulgação

Em dez anos de hipismo, o cavaleiro

panhado da mãe, Daniela

Caldas.

trouxe vários troféus para casa, com desta-

“Desde

criança

que para o terceiro lugar por equipes no Bra-

sempre fui apaixo-

sileiro de Amador, vários troféus de campeão

nado por cavalos.

do Ranking estadual (da categoria 1,00 m até

Aos 13 anos fui fa-

1,20 m), além de inúmeras classificações em

zer uma aula na So-

provas nacionais.

Hípica

No início da carreira, Jeann contou

Catarinense, e nun-

com as aulas do instrutor Oelintom Machado

ca mais parei”, lem-

Feliciado (Elinho), a quem credita boa parte

bra Jeann.

de seu aprendizado. A interação foi tão pro-

ciedade

Para ele, o hipismo é um es-

50

|

veitosa, que Elinho é hoje seu instrutor particular.

Daniela Caldas foi seduzida pelo esporte

paz de proporcionar a sensações de liberdade

que o filho Jeann, passou a praticar. Aos 42 anos,

e alegria, e nos dá a oportunidade de explorar-

a amazona pratica o hipismo há cinco, e 2013

mos formas de lidar com os nossos próprios

foi seu último ano saltando 1,0 metro, na cate-

medos”, diz.

goria Amador B. Formando conjunto com Péro-

Sempre juntos nas competições, mãe e

la (que foi a primeira égua de Jeann), conquis-

filho tornaram-se ainda mais próximos por meio

tou o primeiro lugar por equipe e terceiro lugar

do esporte e dividem alegrias e conhecimento.

na categoria individual no campeonato brasilei-

“Quando o Jeann pode, está ao meu lado e cha-

ro, e em outubro conquistou a terceira coloca-

ma minha atenção para alguns detalhes que

ção no campeonato indoor, realizado em Curitiba.

para ele são muito claros, até pela convivência

Completamente apaixonada pelo espor-

anterior que teve com a Pérola. E eu tenho muito

te, Daniela treina quatro vezes por semana e lis-

orgulho de estar com ele em campeonatos”,

ta uma serie de benefícios que a convivência

vibra Daniela.

com os animais traz. “Essa troca entre amazona

Além da égua Pérola, Daniela possui

e cavalo mexe com a auto-estima e nos faz acre-

também Arthos da Ixía, que está sendo prepa-

ditar o quanto somos capazes de realizar gran-

rado por Leandro Cardoso, atual instrutor da

des coisas no nosso dia a dia. O hipismo é ca-

amazona.

Novembro/Dezembro - 2013

32ª Edição - Revista O Empresário  

32ª Edição - Novembro/Dezembro 2013 - Revista O Empresário

32ª Edição - Revista O Empresário  

32ª Edição - Novembro/Dezembro 2013 - Revista O Empresário

Advertisement