Page 10

CAPA

Micro e pequenas

empresas viram alvo da fiscalização da Fazenda analisados.

A ação, bati-

zada de Concorrên-

Cerca de R$ 100 milhões em impostos atrasados foram recolhidos até setembro

E Adilson Cordeiro Presidente CRCSC

cia Leal, também marcou o início de uma nova fase na relação do Fisco estadual com as empresas de pequeno porte. “A frase ‘peixe pe-

m dezembro de 2012, a Secretaria da

queno não é pego’, ainda hoje utilizada por

Fazenda deflagrou uma operação que,

alguns empresários, deixou de ter senti-

numa tacada só, apontou irregularida-

do”, constata o presidente do Conselho

des em 72 mil micro e pequenas empre-

Regional de Contabilidade de Santa

sas (MPEs) catarinenses, dentro de um

Catarina (CRCSC), Adilson Cordeiro.

universo de 130 mil empreendimentos

O trabalho da Fazenda está calcado Foto: Divulgação

em um amplo cruzamento de dados, que seria praticamente impossível até poucos anos atrás. A partir de 2008, porém, com a implantação gradativa do Sistema de Público de Escrituração Digital (Sped), as empresas começaram a migrar para o universo digital, passando a enviar informações online para a Receita Federal e às secretarias da Fazenda ou de Finanças nos estados e municípios. Era o início da Nota Fiscal eletrônica (NF-e) e, também, do surgimento de equipes especializadas em “ler” as informações enviadas pelo contribuinte. Em Santa Catarina, criou-se o Grupo de Especialistas em Simples Nacional (Gessimples), que tem à frente o auditor Luiz Carlos de Lima Feitoza. De acordo com ele, no caso da Operação Concorrência Leal, foram confrontados dados decla-

10

|

Novembro/Dezembro - 2013

32ª Edição - Revista O Empresário  

32ª Edição - Novembro/Dezembro 2013 - Revista O Empresário

32ª Edição - Revista O Empresário  

32ª Edição - Novembro/Dezembro 2013 - Revista O Empresário

Advertisement