Page 1

DECORAÇÃO - DIY - LIFESTYLE - FOTOGRAFIA - GASTRONOMIA - MODA - VIAGEM

décor, folia e ALEGRIA


foto: Luiza Florenzano


olá!

quando quiser compartilhar algo de que tenha gostado, é só clicar no e selecionar uma área da página

Boa leitura!


das editoras

04_ foto: Luiza Florenzano - ilustração: Traços de Maria - locação: Poeira da Lata

carta


Estamos no segundo mês de um novo ano cheio de possibilidades e essa Oca chega recheada de muita inspiração pra você. É verão! É calor! É fevereiro, mês de carnaval, de folia, de alegria! Por isso, nossa terceira edição vem envolta nessa atmosfera de alegria, de cores, de encontros... Sabemos que somos suspeitas, mas nos apaixonamos a cada edição... E com esta, não foi diferente. Temos pitadas de folia sob forma de projetos diy pra quem quer aproveitar o carnaval e também pra quem vai “pular” no sofá, apenas aproveitando os dias de descanso. E pras mamães que, gostando ou não de carnaval, caem na folia porque as crianças amam a energia deste feriado, trazemos não uma, mas cinco opções de fantasia super fáceis de fazer. E a alegria não para por aí... Inspirações lindíssimas e coloridas pra transformar pequenos objetos e também móveis... Casas reais e inspiradoras, acompanhadas de textos belíssimos que nos fazem pensar sobre nosso lar e nosso modo de viver... Experiências reais de quem escolheu um novo lifestyle... Delícias de receitas elaboradas com frutos do mar e inspiradas no verão italiano que te farão suspirar só de ler e também aquele sorvetinho caseiro pra desfrutar no quintal na companhia de amigos queridos. A seleção de casas de leitores compartilhadas nas redes sociais através da tag #minhacasapop, está novamente presente e passa a ter lugar cativo em nossas edições. Esta Oca traz também novos colaboradores estreando com assuntos inéditos, como dicas valiosas de apps pra quem mora sozinho e desvendando a fórmula de cosméticos. Sempre pensando em diversificar e promover encontros cada vez mais bonitos aqui na nossa “pracinha”. E, por fim, trazemos o nosso primeiro evento fora deste mundo virtual, o primeiro encontrinho da Oca, do qual já sentimos saudades e queremos repetir em breve. ;) Esperamos que você curta esta edição e sinta as vibrações de alegria que queremos emanar!

_05


Ă­n dice

10

28

58

62

70

90 130

96

156 164 168 06_


UMA CASA COM VAGAS_10

38

50

SUCULENTAS E CACTOS: OS QUERIDINHOS DO MOMENTO_28 5 DICAS PARA UM 2016 ESPECIAL_38 QUADRINHOS CONFETE_50 3 APPS PARA QUEM MORA SOZINHO_58 AFETIVIDADE E UTILIDADE_62

72

86

DO MAR PARA MESA_70 4 RECEITAS COM FRUTOS DO MAR QUE SÃO A CARA DO VERÃO_72 GARIMPO DA OCA_86 CUSTOMIZANDO ESPELHOS DE LUZ_90 OCA IN RIO - O PRIMEIRO ENCONTRO DA REVISTA OCAPOP_96

106 114

TER FÉ NO MÓVEL_106 TEM CARNAVAL TEM FANTASIA!_114 VAMOS SER SLOW?_130 UMA TARDE NO JARDIM_138 DESVENDANDO A FÓRMULA DE COSMÉTICOS AUSSIE 3 MINUTE MIRACLE_148

138 148

COLAR FOLIA_156 #MINHACASAPOP_164 POR QUE É POSSÍVEL UMA CASA EM CONTAINER, MAS NÃO SE ACEITA UM PRESÍDEO DESSE MATERIAL?_168 A MAGIA DOS ENCONTROS_176

176 180

DIY PARA ANUNCIAR O FILME DO DIA NA MARATONA DE CARNAVAL_180

_07


conheça os colunistas desta edição

A cor que

- Studio 2 es 01 v 2 Al

m

o ri ad

- Diycore

ivre l - V da i V

e re

ora Bag enh un -S ça s

ha

... aquele azul esverdeado/verde azulado, sabe? Lembra imensidão, infinito, mar, tranquilidade e ao mesmo tempo é alegre!

... dourado! A cor ilumina e dá um toque de glamour!

... amarelo! Por que é uma cor vibrante, que exala criatividade!

Layde Lin

a Drumond & ois l Al e H

c

u da rt

Deborah T or

So

i

icionist utr a N -

das - Ma mã Cal e e in

E la in

... amarelo! É uma cor vibrante e que me traz lembranças do calor, do sol e da alegria do verão. Talvez por isso meu quarto seja metade amarelo !

... verde! É a cor da natureza, crescimento, equilíbrio e vida, além de ser a cor das ervas e temperos que dão um toque especial e delicioso aos pratos que preparo.

08_

... branco! É leve combina com tudo, além de transmitir paz e equilibrar todas as demais cores.

ozinha do Jo -C ão ra

Jõao Junq

ue i

Kar l

a

A

a Di

... azul! Sou apaixonada por ele, seus vários tons, com seus encantos e segredos. Acho o azul uma cor elegante e acolhedora ao mesmo tempo e que sempre vem acompanhada de boas notícias.

Joel & M ir na

SAS & A Di ca ACA R O d C E

o

a Ferrari ávi -D l F

meu coração é...

la egra

... branco! Acho uma cor pura e simples e que me estimula a criatividade. E é uma cor que, quando misturada com outras cores na décor, tem efeito maravilhoso. Amo o branco!


-

hele Xavi er

Mic

Tha

de Amado sa s a -C Juliana Am ad o

Veronica Kra em

co

... nunca soube responder! Eu tenho que olhar para uma coisa e gostar, e isso tem muito mais a ver com a composição do que com as cores em si.

s

a Com Mui eit to F E

sm o er

any Rodri gu eph t S e

s

dice Feli Cân pp i

... toda a paleta com cara de outono! Acho chique, elegante e ultra acolhedora!

... azul! Não consigo imaginar a vida sem esta cor! Azul acalma e dá paz no coração. Podem reparar: se o céu está azul, a gente fica mais disposto!

... verde bandeira! Ela é uma cor que me faz sentir leve.

udio da Lu - St i t n

r ie

da Rua lém At -A el r e

Luciana Col es a

O ll

Ve

o

Helka

... preto! É clássico. Tudo combina com ele. Usado com cuidado pode ir na parede, no teto e nos móveis.

Pa p

k Würges Ric &

r ve i l

Thi - Lápis

... azul turquesa! No momento é a cor que me alegra (ainda mais) os olhos. Por ser uma cor luminosa e que ao mesmo tempo transmite serenidade. ...azul! Por que me lembra o mar e me faz sentir como se fosse parte dele. ... amarelo! O amarelo é a cor do sol, orma Plura vibrante e alegre. É quentinha como o -F l abraço - o que mais gosto de ganhar! so

da em Cosm cia ét i V i -

e

el

Valéria

Ma ch

L’avion Ros e o ad

... verde em tom fechado! Porque tem uma elegância bem peculiar.

Casa Cont ai n

r

myrez Ag ui ar

a nh i M

io

... rosa neon! Confesso que quando vejo, instantaneamente me alegro!Usado com moderação, acredito que as tonalidades neon trazem alegria para qualquer lar.

Design St asa C ud -

... branco! É a cor que me traz paz de espírito e que me deixa alegre. E como não amar uma cor que pode ser combinada com qualquer outra? Seja na decoração, na roupa ou na vida... O branco é muito amô! _09


10_


uma casa com vagas

por Helka Velloso, do Forma Plural

Tem gente que sonha com a casa perfeita, aquela digna de capa de catálogo, com móveis e acessórios impecáveis, com espaço meticulosamente calculado pro tamanho da felicidade genérica.

_11


eu

12_

sempre flertei com as casas imperfeitas e morei em vårias delas. Pra mim, casa perfeita nunca passou de lenda, por isso prefiro casa com vagas, sempre pronta a receber intervençþes, presentes, festas, amigos.


_13


14_


ACREDITO QUE CASA É O ALICERCE QUE MOLDAMOS COM O TEMPO, QUE RETRATA NOSSAS MUDANÇAS E CONTA A NOSSA HISTÓRIA MAS QUE, ACIMA DE TUDO, É O LUGAR QUE NOS ACOLHE E PRA ONDE SEMPRE TEMOS VONTADE DE voltar .

_15


por aqui é assim

uma casa com crianças, bichos, parentes e até desconhecidos que se tornam amigos. Nada é definitivo. Permanente é só a possibilidade de uma nova mudança. Os móveis vivem em crise de identidade e levam uma vida cigana, os jardins sempre têm uma nova companhia, os cômodos se reinventam e até o dia e a noite se misturam.

16_


_17


É uma casa que serve de moradia e trabalho; onde se dança, canta, reza, ri e chora. Onde os enfeites decidem por conta própria trocar de lugar ou onde as pessoas se sentem à vontade para doar um objeto de caso pensado onde deve ficar. Nem sempre as coisas estão como imaginei, estão do jeito que ficaram. E quer saber? Tá ótimo, faz um bem danado um layout versátil.

18_


_19


20_


Conto com a sorte de viver numa casa cheia, onde posso ver mais do que os meus olhos enxergam: as celebrações nas marcas de copo no aparador de madeira, a animada brincadeira nos fios puxados do tapete, as inúmeras lembranças naquela gaveta emperrada e as barulhentas reuniões dos passarinhos nas sementes que brotam ao acaso.

_21


22_


Até mesmo as louças mais metidas já entenderam que nessa casa elas precisam estar prontas a qualquer dia e qualquer hora, porque não acreditamos em datas especiais, acreditamos sim que tornar o banal extraordinário é mais uma questão de estado de espírito do que de calendário.

_23


brindamos

e acendemos velas em todas as estações do ano, sempre temos vagas para quem chega e também para aqueles que decidem pernoitar e usar nossa casa como férias. A piscina é pequena e aquecida a calor humano e a grama surrada é reflexo de muito jogo de bola.

24_


_25


E embora tudo pareça um total descompromisso, uma casa com vagas é o resultado de muito envolvimento e observação, regados a uma baita dose de alegria.

Produtora executiva de projetos audiovisuais e mãe de duas figurinhas carimbadas, Helka cultiva grande admiração por cores, estampas e móveis cheios de história pra contar. Em seus momentos de folga, conversa com eles por horas a fio, até encontrar uma roupagem que julgue à altura de seus anos de vida. Inquieta que é, sempre está pronta a trocá-los de lugar e lhes arranjar novas companhias, pois acredita que uma casa é um organismo vivo, dotado do espírito daqueles que moram nela.

26_


suculentas e cactos: OS QUERIDINHOS DO MOMENTO por Joel Alves, do Studio 1202 Até bem pouco tempo, minha esposa e eu morávamos em uma casa que mais parecia um santuário das plantas. Não importava muito qual a espécie que tivesse lá, elas sempre se davam bem apesar da clara falta de habilidade dela em cuidar das plantas. Foi então que nos mudamos de casa, de país e até de continente…

28_


_39


30_


Antes mesmo de ajeitar as coisas, uma dúvida começou a me incomodar. Como poderia ter algumas plantas em um apartamento se passo pouco tempo em casa e estou sempre em uma correria danada com o blog e outras tarefas dessa nova fase de nossas vidas? Foi aí que me lembrei que, há muito tempo, não tinha minhas duas plantas favoritas: os cactos e as suculentas! Elas são ótimas pedidas para essa fase por que são pequenas, precisam de pouca manutenção e o melhor, são extremamente baratas e se adaptam facilmente a qualquer canto. Além de todas as vantagens acima, tem mais uma que se ressalta: se você tem dificuldade de cuidar das plantas, seja porque se esquece delas ou até porque as afoga (:P), acredite, as suculentas e os cactos serão as melhores opções por serem muito resistentes, super fáceis de se cultivar e, é claro, lindas! Vou começar falando de cada uma e dando algumas dicas sobre elas e, no final, você também vai querer ter a sua.

_31


Adoro tanto elas que as chamo carinhosamente de “gordinhas” por causa do formato de suas folhas que guardam líquidos – daí o nome. Elas são pequenas e existem em inúmeros gêneros e espécies, com diversas formas, cores e tamanhos. As suculentas são plantas de baixa manutenção e no geral precisam de pouca luz direta. Devem ser regadas 1 vez por semana no verão e a cada 15 dias no inverno, mas você pode umidecer a terra quando achar que ela está seca (não encharque ok?) e nunca molhe as folhas. Outra dica bem bacana para te ajudar a dosar na quantidade de água é observar as folhas da sua planta. Se elas começarem a ficar enrugadas e murchas precisam de mais água, se ficarem gelatinosas e transparentes precisam de menos. Por serem originárias das regiões áridas, algumas delas requerem bastante luz natural e ventilação então, se atente a isso antes de escolher a sua. ;) Elas são bem fáceis de transplantar e podem ser colocadas em qualquer tipo de vaso. Para torná-las parte da sua decoração, use sua imaginação. Xícaras, latas, copos e vasos de barro são ótimas opções, mas sua criatividade não precisa ter limites!

32_


suculentas

_33


cactos

34_


Os cactos também fazem parte das plantas de fácil manutenção. São pequenos e trazem um ar mais despojado ao ambiente. Algumas espécies, ainda nos presenteiam com flores de tempos em tempos. Assim como as suculentas, os cactos também possuem a capacidade de armazenar água e, seus espinhos são como as folhas das demais plantas, portanto, nada de arrancar ou cortá-los ok? Nos meses de verão a rega deve ser feita 1 vez a cada 10 ou 15 dias e no inverno a cada 20 ou 30 dias.

Quanto ao solo, opte por substratos que não retenham muita água como cascalhos, pedras, folhagens e areia. Você pode montar decorações com os cactos em composições com mais de uma espécie em um mini terrário ou tê-los separadamente (também ficam super charmosos). Apenas se lembre de deixá-los fora do alcance de crianças e animais já que os espinhos são terríveis e, bem chatinhos às vezes. Existem mais de 600 gêneros e 1200 espécies de cactos e você, com certeza, vai encontrar uma infinidade deles disponíveis em lojas, não existindo um gênero ou espécie predominante.

_35


36_


Não importa qual delas você prefira, ter plantas em casa é uma alegria. Elas têm o poder de transformar o ambiente em que vivem e acabam virando as queridinhas da casa. Aproveite que você já sabe um pouquinho mais sobre essas queridas e tome coragem para escolher a sua. Você só tem a ganhar! Espero que você tenha gostado dessa matéria feita especialmente para você. Lá no blog Studio 1202 sempre escrevemos vários posts com diversas dicas para você decorar a sua casa com muita elegância e bom gosto e o melhor, sem gastar muito.

Ele formado em Design de Interiores e ela em Engenharia Elétrica, juntos há quase 12 anos formam um casal atípico, divertido e mão na massa. São adeptos ao design de baixo custo e adoram ensinar as pessoas a montar suas próprias casas lá no blog do Studio 1202.

_37


5 especial dicas para um 2016 por Flรกvia Ferrari, do DECORACASAS e A Dica do Dia

38_


Quando a Erica, em nome das meninas da OcaPop, veio me convidar para escrever nesta edição foi uma alegria tremenda. Já havia visto a edição de lançamento da revista e fiquei maravilhada com o capricho e amor que cada página emanava. A segunda estava a ponto de sair e eu teria um espaço na terceira, reservado com todo carinho. Quanta responsabilidade! Será que dou conta de tudo isso? Será que consigo atender às expectativas das meninas e de quem acompanha a Oca? Bateu um medinho, confesso, mas não tão grande a ponto de me paralisar. Vamos em frente! Conversa daqui, conversa de lá e eu escreveria sobre como começar o ano com o pé direito. Poderia listar 10 boas práticas para colocar a casa em ordem, como já mostrei com sucesso no DECORACASAS, ou dividir algumas dicas práticas compiladas das experiências em vídeos do A Dica do Dia. Mas decidi fazer diferente e, ao meu ver, de uma forma especial. Procurei compilar ideias simples para aquecer o nosso coração neste 2016 que se inicia com o objetivo que todos os nossos dias sejam tão caprichados e amorosos quanto cada página da Oca. Espero que gostem das sugestões tanto quanto eu gostei e me alegrei durante todo processo de pesquisa e produção destas linhas para vocês. Um beijo,

Flávia

_39


40_


ENCANTE-SE

diariamente Cada dia traz consigo um encantamento, um momento único – e temos que aproveitar destas belezas. Fazer o encantamento acontecer não deve ser difícil nem trabalhoso, ele mora em pequenos detalhes colocados em nossa vida. Pode ser um bolo simples, feito em uma forma especial, ou dois brigadeiros charmosos para acompanhar aquela xícara de café preto. Até mesmo uma simples fatia de melancia pode se tornar especial quando cortada em formato de estrelas! Um momento de encantamento a cada dia rende várias horas felizes – quiçá o dia inteiro. Invista na arte de se encantar.

_41


USE O QUE

você tem Deixe de lado aquelas crenças de que deve guardar as melhores toalhas, talheres e louças para os dias de festas. Use-os com você. Quando deixamos estas tais “coisas especiais” para “datas especiais” elas amarelam e perdem a vida. A vida é hoje, é agora e é com você. Eu aprendi a usar as toalhas bordadas que herdei da minha mãe, minhas melhores louças e talheres, bem como montar uma mesa bonita para mim – mesmo que seja para almoçar sozinha.

42_


Você e as pessoas que estima são A FESTA.

_43


celebre! Tudo pode ser motivo para festa: uma conquista profissional, uma mudança de endereço, a lua cheia ou mesmo... Festa sem motivo. É bacana e fácil celebrar a vida. Hoje, com tantas fontes de inspiração, fica fácil e prático montar uma festa bacana – é só colocar a criatividade em uso. Uma vez, montei uma comemoração temática express – com o tema boa sorte - usando fita adesiva colorida e algumas fitinhas do senhor do Bonfim para adornar garrafinhas de água. Recortes de papel rendado também garantem um super visual para a decoração de uma festa rápida. Aposte na alegria e transforme seus dias de 2016 em datas de celebração.

44_


_45


floresรงa 46_


Florescer: colocar flores em sua casa e sua vida! Os antigos diziam que as flores captam as energias negativas, impedindo que o mal chegue aos donos da casa. Por isso, era (e ainda é) de bom-tom presentear o anfitrião de uma casa ou festa com flores. E fazer florescer não é tão complicado assim: copos de vidro podem tomar o lugar de vasos de cristal com charme e delicadeza. O que vale é a intenção de embelezar a casa e a vida. _47


Coloque capricho em tudo o que você faz. Pode no projeto novo de um cantinho especial em sua casa, pode ser a forma como você arruma a comida que será servida nas suas refeições cotidianas, ao cortar uma fruta ou pensar um detalhe. Capricho está em tudo! E a energia boa que você transmite por meio das suas mãos quando faz algo caprichado chega aos corações de todos.

48_

ca pri che.


Engenheira por formação, Flávia Ferrari tornou-se “dona de casa profissional” por opção. Abandonou uma carreira executiva para dedicar-se à maternidade e à vida doméstica e percebeu que havia um hiato de conhecimento sobre o tema. Começou a registrar todas as suas “descobertas” no DECORACASAS, que gerou vários desdobramentos: revistas e programas de TV aberta e fechada. Sua mais nova empreitada é o canal A Dica do Dia no YouTube, onde posta vídeos com dicas domésticas todas às terças e quintas.

_49


quadrinhos

por Karla Amadori, do DIYcore

50_


Época de festejar, de sacudir e jogar a poeira pra cima! É só pensar em carnaval que já me vem duas coisas na cabeça: muuuuuitas cores e confete pra todo lado! E foi pensando nessas coisinhas que me veio a inspiração de fazer arte, literalmente, aqui em casa, haha. Esses quadrinhos são capazes de colorir e alegrar qualquer ambiente! Você pode soltar a imaginação e deixar a criatividade fluir na hora de criar os seus, o importante é que eles tenham as cores e o estilo que você gosta e que te deixem feliz.

_51


tinta spray

adesivos de bolinha

52_


telas de pintura

_53


54_


1- Apoie sua tela de em um local seguro e coberto para não sujar a casa toda com a tinta spray :) Eu gosto sempre de fazer esse tipo de coisa na rua e com um papelão em baixo. Para criar uma base, antes da "mágica das bolinhas", pinte a tela com diversas cores, uma sobre a outra, criando um efeito de degradé com as tintas. Não esqueça de sempre deixar predominar a cor que você quer que as bolinhas tenham no final. 2- Agora é a hora do truque! Cole os adesivos de bolinhas aleatoriamente, de acordo com seu gosto. Ah, não se esqueça de colar também nas bordinhas da tela! 3- Agora pinte novamente a tela! Tente cobrir toda a área pintada anteriormente, principalmente por cima das bolinhas coladas. Agora a cor que predominar será a cor principal do seu quadrinho, não se esqueça ;)4 4- Espere secar, retire as bolinhas eeee...

_55


TCHA

RAM!

Sua arte inspirada no carnaval está pronta e linda! Solte a imaginação, crie vários e depois faça composições de quadrinhos pela sua casa.

A Karla é petlover, viciada em sushi, odeia cebola e tenta não cair do roller desde pequenininha. Já trabalhou como projetista de móveis planejados, depois em escritório de arquitetura e agora está se aventurando com a vida de youtuber e blogueira.

56_


A vida sozinha é cheia de aventuras e dramas. Tem horas que tudo é ótimo, tem horas que bate uma vontadezinha de voltar atrás. Muitas vezes dá saudade da comidinha da mamãe ou de passar o final de semana inteiro, sem ter que se preocupar se terei que passar uma vassoura na casa ou se o cesto está transbordando de roupas pra lavar. Porém, pelo menos pra mim, existe um prazer quase viciante de fazer as coisas do meu jeito. Esse é um dos maiores privilégios de quem mora sozinho. Depois que entrei nessa “aventura”, instantaneamente tive que me tornar uma pessoa mais organizada e responsável. Não que antes não fosse, mas quando passamos a tomar conta de diversas coisas, desde o pagamento das contas, até a organização de uma casa inteira, temos que ter o dobro do “senso dona de casa”. Uma das coisas mais difíceis pra mim, principalmente no início, foi a organização das contas e a união da minha vida profissional, doméstica e pessoal. Não conseguia colocar uma lista de prioridades, como deixar de sair com os amigos para limpar a casa ou saber que posso fazer tudo aos poucos, para equilibrar o que fosse necessário, com tudo que fosse essencial. Felizmente, o tempo coloca tudo em seu lugar, hoje levo a vida de morar sozinha com uma facilidade tão grande, que não me imagino morando com meus pais novamente. Uma das coisas que mais me ajudou foi a tecnologia. Os smartphones e seus aplicativos são fantásticos para auxiliar qualquer pessoa desorganizada ou esquecida. E quero deixar a sugestão de 3 aplicativos disponíveis para iOS e Android que ajudam principalmente quem mora sozinho, mas se você não mora, também pode utilizá-los.

3 apps PARAquem por Stephany Rodrigues, do Feita Com Muito Esmero

58_


_59


e c i l S me

Ho

a t s i L a

Bo

s l l i b o M 60_

Esse aplicativo foi feito para quem divide a casa com alguém. Dividido pelas categorias suplementos, tarefas e contas, o aplicativo permite que os moradores interajam entre si e mantenham a casa organizada, a despensa abastecida e as contas pagas, sem sobrecarregar uma pessoa específica. O aplicativo funciona na base de listas e cada um dos itens destas listas possuem a opção de ativar (verde) ou desativar (vermelho). A lista de compras pode ser permanente, só sendo necessário sinalizar quando tem o item na despensa ou se este está em falta. Para contas, é lançada a referência da conta (água, luz, internet), o valor e o vencimento. A categoria que acredito ser a mais interessante é a categoria de limpeza da casa, um dos principais motivos de discórdia pra quem mora com mais alguém (como em repúblicas). Nela, você pode lançar as tarefas a serem feitas e quando forem concluídas, é só sinalizar em verde. Organização da casa, sem nhenhenhém. :)

Ahhh, listas de compras! Preciso confessar o meu amor quase louco por elas. Se tornaram simplesmente essenciais no meu dia a dia, nas mais breves idas ao supermercado ou na famosa compra de mês. E, desde que conheci o aplicativo Boa Lista, minhas listas são ainda melhores. Além do app permitir a seleção de um produto específico por marca, ainda exibe a média de preço do item e faz um cálculo aproximado do valor final da sua compra. Também localiza os mercados mais próximos de acordo com a sua região. Ah, mais um detalhe: a lista separa por departamentos de compra, ou seja, ele já mostra todos os itens do hortifruti, mercearia, limpeza, etc, o que facilita muito na hora da compra no mercado. Simplesmente incrível na praticidade e economia, ideal para quem mora sozinho.

Não poderia terminar minhas indicações sem mencionar meu amor pelo app queridinho, que não consigo mais viver sem! O Mobills Financeiro me auxilia no dia a dia com o controle financeiro de todas as minhas despesas. Não só isso! Ele ainda me mostra o quanto estou gastando com cada um dos segmentos de despesas, como lazer, moradia, alimentação, transporte, etc. Além de conter gráficos, que torna visualmente mais rápida a compreensão dos meus gastos. Ele também ajuda a controlar o que poderei gastar no mês. É só estipular uma meta de gastos e, quando estiver se aproximando, ele lhe informa. Simples, fácil e com um controle ótimo das finanças, um dos pontos mais importante de quem leva a vida (e as contas) sozinho.


A Stephany é taurina, teimosa, admiradora nada secreta do Sr. Google, uma curiosa constante. Corintiana, adora muita e pouca cor, é meio nerd e recém-formada em administração de empresas. Adora maquiagens, esmaltes e feminices, mas também é fã de futebol e games.

_61


62_


e UTILIDADE Quando, na minha primeira entrevista de emprego (já faz um tempinho, rsrs), o entrevistador me perguntou o que eu gostaria de fazer se não trabalhasse ali, respondi: Ser fotógrafa!. Desde bem novinha eu tinha essa ligação visual com registros de momentos, aquela eternização dos bons tempos passados.

por Elaine Vidal, do Vivre

_63


Hoje, quando minhas tias encontram fotos dos meus avôs, de momentos da família, e até documentos, como carteirinha escolar, os enviam para mim. Não, não parei no tempo e nem fico remoendo o passado, pois acredito no hoje. Com o passar do tempo, naturalmente, esse “acervo afetivo” ampliou-se para objetos que atualmente estão inseridos na decoração da casa. Muitas pessoas me perguntam sobre o que fazer com aquelas recordações que estão guardadas lá no fundo do armário, pois acreditam que não se encaixam no décor atual. A boa notícia é: a mistura do contemporâneo com o antigo está em alta! Então, que tal fazer aquela faxina no armário, doar roupas, objetos, brinquedos e, ao dar de cara com aquela peça que você nem lembrava mais onde estava, colocá-la ali no aparador ou na mesa de centro? Num dia desses, a minha tia me chamou na sua casa e, carinhosamente, me disse: “esse açucareiro é a última peça que sobrou do enxoval da sua avó, quero que fique com você.” – que fofo, né gente!? Para quem acompanha nossa galeria lá no Instagram, já deve ter visto o açucareiro lá! Às vezes ele é usado como vasinho de flor, outras como peso de papel e o que mais a nossa imaginação permitir, porque a nossa essência está na constante mudança dos ambientes, em pequenas doses, que acompanham a mudança que nós, os moradores, passamos. Como dizemos, esse é o #jeitovivre de nos relacionarmos com a casa, com os ambientes que criamos para que os momentos que passamos ali sejam sempre permeados pelo bem-

64_

estar e pelo prazer de estar em casa. Então, o nosso movimento é esse: dar à casa a cara do nosso astral no momento. Uma simples modificação no ambiente, muda tudo! O que não muda é o valor que aquele lugar, escolhido para ser nosso porto seguro, tem. A minha relação com a casa e com as sensações que sentimos lá é tão forte que, há dois anos, quando fiz uma viagem com uma amiga, preferi alugar um imóvel por temporada no 6º andar (sem elevador) do que ficar no 3º andar só por causa da pintura das paredes. Imagina você passar um mês naqueles estúdios pequenininhos de Nova York com as paredes todas vermelhas?! Eu ia surtar! Todo dia, quando chegávamos exaustas da rua, e olhávamos todos aqueles degraus pra subir, ela só olhava pra mim com aquela cara de quem não estava acreditando naquilo! A louca, né? Não! É o poder da cromoterapia, gente! Por coincidência, essa mesma amiga, a criativa e talentosa designer Izabel Barreto tem um projeto – infelizmente engavetado ainda por falta de tempo – sobre memória afetiva. Em sua casa, por exemplo, ela tem um saco de café de exportação que vai emoldurar. Ótima ideia para uma decoração com atmosfera industrial!


_65


66_


No burburinho do bairro de Botafogo, aqui no Rio, moramos numa casa de vila com árvore no quintal (pasmem!) que lembra um pouco as brincadeiras de quando era criança nas férias na casa da minha avó (que tinha até galinheiro). Na reforma que fizemos na varanda encontramos espaço para inserir galinhas (calma gente, de madeira!) que trazemos de viagens e me remetem àquele tempo tão bom na casa da vó. Ali também está uma escada de ferro antiga toda manchada de tinta que foi do avô do meu marido e usamos atualmente como revisteiro. No nosso refúgio na serra, onde temos contato com a natureza e relaxamos desse agito da cidade e onde fazemos as produções e fotografias autorais para inspirar nossos seguidores, também temos algumas peças de valor afetivo como bules e xícaras que eram da minha mãe e estão decorando as prateleiras da cozinha (e, claro, de vez em quando, viram vaso de flor ou porta-talheres). É uma sensação muito boa ter esses objetos nos rodeando e fazendo parte das nossas casas e histórias.

_67


Despeço-me com o trecho de uma música recebido de uma amiga numa carta datada de 1994 que, junto com tantas outras cartas que enviávamos uma a outra, está envolvida num cordão cor-de-rosa representando os sonhos e devaneios da adolescência e agora, num cantinho com decoração feminina e delicada, vive: “e se há calor no ninho, há pedras no caminho que ainda assim é belo.”

Elaine: 39 anos, formada em MKT, com cursos em fotografia, criadora do @vi.vre – galeria de produções e fotos autorais de decoração. Adora planejar e organizar. Também adora mudar as coisas de lugar com frequência. Hobbies e interesses: passeios ao ar livre, flores em casa, fotografia e decoração, é claro.

68_


do mar

para

MESA

por Deborah Torci, nutricionista Verão pede comidas mais leves. Além das clássicas saladas, essenciais para hidratar, aumentar o teor de fibras da alimentação e dar mais saciedade, outra boa pedida para essa época do ano são os peixes e os frutos do mar. Na costa brasileira, contamos com uma diversidade imensa deles: camarão, lula, ostras, mexilhões, polvo, vieiras, lagostas, caranguejos, siris e peixes de várias espécies! Além de gostosas, essas proteínas de alto valor biológico são de fácil digestão e possuem diversas propriedades interessantes para nossa saúde. Os peixes são famosos por fornecer ômega-3, um ácido graxo essencial super anti-inflamatório, que ajuda a aumentar o colesterol bom e é importantíssimo para o sistema cognitivo desde a fase da gestação até os mais idosos. Algumas dicas: consuma peixes da sua região! Escolha aqueles que vivem soltos, não os criados em cativeiro para ter esses benefícios. Quanto menor o peixe, menor sua contaminação por mercúrio – um metal pesado encontrado nos mares. Você pode comprar o peixe 70_

fresco e congelar por até 2 semanas que seu sabor e textura ficam preservados. Já os frutos do mar são excelentes fontes de iodo, mineral essencial para o bom funcionamento da tireóide. Além de serem fontes de complexo B, zinco e magnésio, nutrientes importantes para a sinergia do organismo. Ah, procure preparos saudáveis para aproveitar seu ingrediente fresquinho e nutritivo! Faça ceviches, grelhados, ensopados, moquecas, assados e use até mesmo a churrasqueira... Fica uma delícia! Use temperos naturais que valorizam os peixes e frutos do mar: limão, coentro, cebolinha, pimenta dedo de moça, cebola roxa, vinho branco... Atenção! Mesmo com todos os benefícios acima, algumas pessoas podem ter alergia a esses alimentos. Se você já apresentou algum sintoma como coceira, urticária ou até fechamento de glote, consulte um médico ou nutricionista para saber se (e como) você deve reintroduzir esses alimentos no seu cardápio!


A Deborah é nutricionista clínica funcional, respeita a individualidade bioquímica, preferências e estilo de vida de cada paciente. Apaixonada por comida de verdade e preocupada com a educação alimentar com ênfase em saúde com vitalidade positiva.

_71


4

receitas com frutos do mar

que são a cara do verão por João Junqueira, do Cozinha do João É verão! É verão! O povo da Sicília, no sul da Itália, manda suas lembranças. Estive lá no verão passado e trouxe algumas inspirações para fazer essas receitas que trago para vocês. Além de lindas praias e vulcões, a região tem peixes e frutos do mar deliciosos!

72_


Apresento aqui um menu que montei para esse clima de festa e calor que vivemos nesta época do ano. São receitas com frutos do mar, afinal, no verão, todo mundo quer comer leve. Elaborei um cardápio que pode ser seguido na ordem, mas sinta-se livre para preparar qualquer prato em qualquer ocasião.

Começamos com três tipos de ostras diferentes, com limão e sal, com molho de gengibre e com vinagrete. Depois, ainda como entrada, temos os mexilhões à provençal, que na França são servidos com batatas fritas e denominados moule et frites. Em seguida, de primeiro prato, temos um robalo com ervadoce, tomates cerejas e limão, tudo isso feito no alumínio. Após um tempo no forno, seu sabor fica extraordinário. Para terminar, um spaghetti ao vôngole, no qual se pode sentir o gosto do mar como em nenhum outro prato. Sirva uma taça de vinho branco, entre nesse clima delicioso e vamos lá!

_73


1

2

3

(

(

As ostras s達o muito refrescantes e combinam tanto com um vinho branco bem mineral, quanto com um belo espumante.

74_


OSTRAS DE TRÊS MANEIRAS Ostra é bem assim: ame ou odeie. Eu amo! Nham, nham, nham! O único cuidado que você tem que ter ao se comer ostras cruas é ter certeza que elas são de qualidade e que estão super frescas. Dito isso, vou mostrar três jeitos diferentes de serem apreciadas! VOCÊ VAI PRECISAR DE: 12 ostras 2 limões sicilianos ¼ cebola picada em cubinhos 1 gengibre ralado alguns ramos de tomilho 75ml de vinagre de vinho tinto 75ml de vinagre de vinho branco sal a gosto O mais complicado de se comer ostras cruas é abri-las, já que para comer elas super frescas é necessário abri-las na hora. Há uma faca específica e a técnica é mais ou menos assim: com um pano (há uma luva específica também, caso você esteja levando a brincadeira a sério), segure a ostra por sua parte maior, apoiado em uma tábua de madeira. Coloque a faca na bunda da ostra e vá mexendo até a faca entrar entre as duas conchas da ostra. Aí vá virando a faca até as conchas se soltarem uma da outra. Coloque ela sobre o gelo, para na hora H, estar geladinha. Agora vamos aos molhos. O tradicional (3) é apenas com limão espremido e sal. Para mim, é o que você sente mais o gosto da ostra, aquele gosto de mar. Hum... uma delícia! Vale uma pitada de tabasco também. Uma outra variação é o molho feito com cebola picada em cubos bem fininhos, vinagre de vinho tinto, algumas folhinhas de tomilho e sal (2). Esse fica muito bom também. Para terminar, temos o molho de gengibre (1): rale um pedaço de gengibre e misture com vinagre de vinho branco e sal. Supimpa!

_75


MEXILHÃO À PROVENÇAL - o moules et frites brasileiro A tradicional maneira brasileira de preparar mexilhões é a mariscada, onde eles são cozidos apenas com água e depois são temperados com vinagrete de cebola e tomate. É muito gostoso, combina bastante com calor e praia. Mas há o método francês, à provençal, que é um pouco mais refinado e igualmente saboroso. Uma observação é que, como todos os frutos do mar, o segredo é ter os mexilhões bem frescos. VOCÊ VAI PRECISAR DE: 3kg de mariscos frescos 10 dentes de alho picados em cubinhos 2 cebolas roxas cortadas em fatias 1 erva-doce cortada em rodelas tomilho fresco 100ml de creme de leite 1 garrafa de vinho branco seco azeite de oliva manteiga

76_

Antes de começar, limpe bem as cascas dos mexilhões, tirando alguma sujeira que tenha ficado nelas. Corte aquelas "graminhas" que ficam presas entre as cascas. Enquanto vai fazendo a limpeza, deixe-os em água salgada. Com os mexilhões limpos, começamos. Em uma panela grande, doure a cebola, o alho e a erva-doce no azeite de oliva. Cuidado para não queimar o alho, senão ele fica amargo. Vale adicioná-lo um pouco depois dos outros. Quando estiver tudo dourado, acrescente os mariscos. Adicione o vinho branco, mexa bem e tampe. Uns 10 minutos devem ser necessários para os mariscos abrirem. Nesse momento, adicione o creme de leite. Deixe mais uns 2 minutos. Em seguida, adicione um belo pedaço de manteiga e o tomilho. Mais um minutinho para a manteiga derreter e o tomilho pegar o gosto. Desligue e sirva os mariscos com o caldo. O legal é fazer em uma panela bonita, assim você já serve nela. Os mariscos que não abrirem devem ser descartados. Uma ótima combinação para este prato são batatas fritas. É o tradicional prato francês moules et frites, que significa mexilhões e batatas fritas. Mas de qualquer maneira, os mexilhões são deliciosos!


(

(

A melhor parte da festa ĂŠ usar as conchas como colheres e ir tomando o caldinho que sobra no fundo.

_77


78_


_79


80_


ROBALO COM ERVA-DOCE NO ALUMÍNIO Se você quer comer um peixinho light mas de uma maneira muito saborosa, essa receita é pra você! Cozinhar o robalo no alumínio com diversos temperos dá a ele um aroma e sabor maravilhosos. O truque de colocar algumas rodelas de limão junto com o peixe deixa ele ainda mais suculento e super macio. PARA ESTA RECEITA, QUE SERVE 4 PESSOAS, VOCÊ VAI PRECISAR DE: 4 postas de robalo 2 corações de erva-doce cortados ao meio 1 limão espremido 2 limões cortados ao meio 20 tomates cereja cortados ao meio 12 dentes de alho inteiros e descascados 8 ramos de alecrim inteiros 8 talos de cebolinha picados 400ml de vinho branco azeite de oliva sal e pimenta do reino a gosto papel alumínio Primeiro, deixe as postas de robalo temperando em uma mistura de limão espremido, sal e pimenta-do-reino. Após uns 10 minutos, é a hora de montar os papelotes. Pegue uma folha de papel alumínio e dobre ela em dois, para ter certeza que não vá vazar. Então, coloque o robalo com ½ coração de erva-doce, 5 tomates cereja, ½ limão, 2 ramos de alecrim, 3 dentes de alho e um pouco de cebolinha picada. Adicione 100ml de vinho branco. Tempere com mais sal e pimenta-do-reino a gosto. Para terminar, dê uma boa regada com azeite de oliva. (Caso queira levar a receita um pouco mais além, como eu fiz na foto, adicione 4

cogumelos Paris cortados ao meio e alguns camarões 7 barbas já cozidos: mas esta parte é opcional.) Em seguida feche bem o papelote de alumínio. Faça isso com as outras 3 postas de robalo. No forno já preaquecido, coloque os papelotes em uma assadeira para facilitar na hora de tirar. Deixe-os no forno por 30 minutos (em forno médio). Em seguida, é só retirar os papelotes e servir um por pessoa. Deixe ela mesma fazer as honras. Logo quando se abre o papelote, sobe um vapor aromatizado que é parte essencial da brincadeira.

_81


SPAGHETTI AO VÔNGOLE Este prato, que começou como comida de camponeses vietnamitas, se tornou um clássico italiano. Nesta receita, que é uma das prediletas da atriz italiana Sophia Loren, o gosto do mar proveniente dos vôngoles se mistura ao vinho branco e resulta em um gosto incrível. A receita é super fácil, mas o segredo, mais uma vez, é ter os vôngoles frescos. PARA ESTA RECEITA, QUE SERVE DUAS PESSOAS, VOCÊ VAI PRECISAR DE: ½ kg de vôngole 200g de spaghetti 400ml de vinho branco 4 dentes de alho picados alguns ramos de salsinha picada azeite de oliva sal e pimenta calabresa seca a gosto Primeiro, vamos preparar os vôngoles. O ideal é comprar eles frescos e dentro da casca. A graça deste prato está justamente no gosto do produto fresco. Deixe eles de molho em água fria e salgada por uma hora, para limpar a areia. Escorra e repita o processo por mais meia hora. No final, passe em água corrente. Jogue fora as conchas que abrirem ou estiverem quebradas. Coloque a massa para cozinhar em água fervente com sal. Doure o alho em bastante azeite de oliva, com cuidado para não queimá-lo. Em seguida, adicione os vôngoles, a salsinha, a pimenta e o vinho branco. Misture e deixe o molho apurar uns 5 minutos. Neste momento, a massa deve estar al dente. Escorra e adicione a massa aos vôngoles. Misture bem para o molho incorporar na massa. Descarte os vôngoles que não abriram. Sirva colocando as conchas por cima, assim o visual do prato agradece.

82_


(

(

Se a Sophia Loren gostava, nós gostamos também. Saúde, Sophia!

_83


Ah, o verão!

João Junqueira trabalha como editor de arte no mercado editorial. Apaixonado por fotografia, boa comida e bons drinks, comanda os fogões aos finais de semana. O Cozinha do João é justamente a junção dessas suas paixões. Com muita irreverência, apresenta receitas fáceis de serem executadas, mas que não deixam de apresentar muito sabor. No Cozinha também há espaço para resenhas de restaurantes ao redor do mundo, afinal, de vez em quando, todo chef tem que descansar.

84_


CASA_alegre Todo mundo sabe que nossa Oca é pura alegria, né? Pois então, o garimpo desta terceira edição tem uma missão especial: alegrar sua casa, enchendo sua vida de cores. Se você se amarra num colorido, estampado e divertido, vem com a gente... Mergulhe na curadoria da folia, porque o que não falta aqui é opção pra tirar seu cantinho do preto e branco.

3.

1. 4. 2.

5.

6.

1. abajur ilhéus - R$ 275,00 - Me Bajule 2. chaleira de cerâmica gato azul - R$ 189,00 - Collector 3. toalha de mesa as cores de um certo ambiente - a partir de R$150,00 - Tereza Põe a Mesa 4. toyart sereia (sob encomenda) - preço sob consulta - Studio Liá 5. mesa lateral caixote natural e crochê - R$ 179,90 - Tadah! 6. banqueta flores (sob encomenda) - preço sob consulta - Ju Amora

86_


7.

da

garimpo

clique e acesse os links

8.

9.

10.

11.

7. pôster sonhe grande - a partir de R$ 31,90 - Casa Zen Studio 8. santinho Nossa Senhora Aparecida - R$ 69,00 - Lápis Papel 9. passadeira listras - pink & orange - R$ 135,30 - Manufatura de Tapetes Voadores 10. puxadores de cerâmica ilustrados - preço sob consulta (encomendas: airuma@marianamansur.com) - Airumã 11. pote do parque - preço sob consulta - Jardim no Pote

_87


12.

13.

16.

14.

15.

17.

18.

12. luminรกria carmenzita - R$ 79,00 - Toda Coisinha 13. almofada patch 8 - R$ 130,00 - Lรก na Ladeira 14. rede pausa pro balanรงo - R$ 199,90 - Imaginarium 15. vaso sky planter verde - R$ 135,00 - Casa que Tem 16. cartaz mika - a partir de R$ 65,00 - Amanda Mol 17. azulejo flor (kit com 20 adesivos 15x15cm) - R$ 59,00 - Gecko 18. banqueta baixa honey amarelo canรกrio - R$ 179,10 - Meu Mรณvel de Madeira

88_


20.

22.

da

garimpo

19.

21.

23.

24.

19. luminária de origami - preço sob consulta (encomendas: oruorigamis@gmail.com) - Oru Origamis 20. shape estampada - preço sob consulta (encomendas: ledaledb@gmail.com) - Led.A Led.B 21. pôster diamond - a partir de R$ 44,00 - Na Casa da Joana 22. vaso de lua pequeno - R$ 36,00 - Casa Doce Casa 23. ladrilho hidráulico geométrico - preço sob consulta - Dalle Piagge 24. abajur quadrado g - R$ 140,00 - 100t

_89


customizando

ESPELHOS DE LUZ por Veronica Kraemer, do Além da Rua Atelier Pessoas queridas, hoje vamos customizar espelhos de luz e deixar tudo bem lindo, colorido e cheio de vida! Usaremos os espelhos de luz de plástico mais comuns e outros bem antigos, que parecem de metal (mas não são). Espero que vocês gostem deste passo a passo e que se inspirem muito!

90_


_91


92_


passo a passo 1

Aplicar o fundo branco. Utilizei um pincel médio e dei uma demão de tinta PVA branca (você pode usar primer). Não pule esta etapa! O fundo branco é a base para a pintura e, se você não aplicá-lo, a tinta colorida poderá descascar rapidamente. Espere o fundo secar por 30 minutos.

2

3

4

Lixar os espelhos com lixa 60 para madeira, deixando a superfície bem porosa, para que a tinta possa aderir. Gente, é pra lixar com vontade! Nada de preguiça nessa hora!

Escolha as cores e aplique de 2 a 3 demãos, para obter uma cobertura perfeita. Eu utilizei o mesmo pincel com o qual apliquei o fundo branco e usei tinta PVA fosca para artesanato. O tempo de secagem entre as demãos levou cerca de meia hora. Para proteger a pintura, apliquei verniz acrílico acetinado, pois gosto do acabamento levemente brilhante. Você pode usar também o verniz fosco ou brilhante, dependendo de seu gosto. Lembre-se de usar sempre verniz à base de água, que não interfere nas cores e não prejudica a pintura. Aplique o produto com ajuda de uma estopa. Espere secar por 30 minutos.

_93


decorando os espelhos

!

94_

Esta é a melhor parte! Eu costumo fazer pinturas bem delicadas com pincel (números zero e um, bem fininhos) e ensinarei a vocês uma delas, uma florzinha bem fácil... Pra perder o medo de pintar! A florzinha é feita apenas com pontinhos: primeiro, faço o miolo e depois, as pétalas. Pontinhos que viram flores :) Pra quem tem medo de pintar, sugiro o trabalho com estêncil ou com adesivos. Fica lindo demais! Os espelhos de luz mais antigos tinham relevos, então passei as tintas coloridas apenas neles, para contrastar com a cor de fundo. Ficaram MARA! Viram como é simples? Quero ver todo mundo customizando espelhos de luz! Vamos deixar a casa linda e colorida!


A Vero tem um atelier em Perdizes, um lindo bairro de São Paulo, onde ministra cursos e trabalha com mosaicos, pintura em vasos e telas, pintura e customização de móveis e objetos de decoração. Adora reutilizar objetos que iriam para o lixo, transformando-os em peças decorativas. Adora fazer passo a passo e tentar ensinar um pouco de seu conhecimento.

_95


A gente adora demais os encontros que a internet nos proporciona. A própria OcaPop nasceu de um destes encontros. Isso não é novidade! Se é novidade pra você, dê uma olhadinha em nossa primeira edição, mais especificamente na matéria “Do que é feita nossa Oca”.

96_


in Rio o primeiro encontro da Revista OcaPop por Karen Rampon fotos: Luiza Florenzano

_97


Os encontros virtuais são maravilhosos, nos proporcionam tantas trocas, tantas inspirações... E tudo sem sair do aconchego de nosso lar e, porque não dizer, da segurança detrás da tela. Nós mesmas, as OcaPoppers, trabalhamos muito bem à distância. Mas desde que nos encontramos pela primeira vez lá em Barcelona (tá tudo na matéria que mencionei) e vimos o quanto era real nossa conexão, decidimos que faríamos o que fosse possível para estarmos juntas (de verdade) mais vezes. E assim foi, exatos sete meses depois, quando estivemos novamente reunidas durante uma semana, desta vez no Rio de Janeiro.

98_

Só que agora, com a OcaPop já com duas edições publicadas, com uma rede virtual bacana, sentimos que não éramos mais apenas nós... O ponto de encontro, a pracinha da blogosfera, que sonhamos construir já tinha um endereço. Já estávamos conseguindo promover encontros lindos na nossa Oca. Então acreditamos que já era possível tocar, ver, sentir o encontro. E foi assim e por isso que no dia nove de janeiro rolou o primeiro Encontrinho da Revista OcaPop, no Rio de Janeiro. Mais especificamente no café Poeira da Lata, o café da loja Poeira Design.


_99


A escolha do local foi um acaso feliz. Um achado da Carla e da Erica caminhando pelas ruas do Leblon. Sentiram-se atraídas pelo lugar, entraram, foram super bem recebidas pela proprietária Monica, o lugar estava disponível para o dia que queríamos e pronto. No sábado seguinte estava tudo deliciosamente lindo nos esperando: uma décor show, um brunch com pães artesanais da The Slow Bakery, geleias delícia, frutinhas e o melhor, pessoas lindas que nos proporcionaram uma manhã feliz e inspiradora.

100_


_101


102_


Algumas pessoas já conhecíamos, outras adoramos conhecer. Mas é incrível como a atmosfera foi bacana, como houve entrosamento entre todos. Foi tão incrível que tivemos a certeza de que queremos repetir a dose. Que nossa Oca será um ponto de encontro virtual na maior parte do tempo, mas terá eventos “olho no olho” sempre que possível. Encontrinhos assim, despretensiosos, mas que nos lembram do quão bacana e importante é a gente desvirtualizar as relações.

_103


Poeira da Lata Rua Humberto de Campos, 1056 Leblon - Rio de Janeiro poeiradalata@poeiradesign.com 21 2529-6438

104_


A gente quer agradecer de coração e de alma as presenças lindas da Thamyrez (do Casa Design Studio), da Juliana (do Casa de Amados), da Iná (do Nosso Apê), da Talita (do Inside the Office), da Fernanda (do Casa da Dona Santa) e também da Renata, da Thiara, da Gisele, do Diego, da Nina e da Luiza (que fez estas fotos ma-ra-vi-lho-sas).

A Karen é... Curiosa. Multitarefa. Tem a pretensão de inspirar as pessoas. Acredita, sinceramente, que podemos mudar o mundo com uma atitude real de carinho e amor de cada vez. E é nessa vibração que, com amor, edita a Revista OcaPop.

_105


ter

106_


por Valéria Machado, do L’avion Rose

Existe uma tendência atual da valorização do único. Um conceito muito interessante de preencher os espaços das casas com personalidade, de ir buscar ao baú as histórias, as memórias e os velhos objetos, transformando-os com criatividade e alguma ousadia. Só assim, desapegando das regras e dos padrões pré estabelecidos, conseguiremos um lar pessoal e intransmissível. _107


108_


Eu não sou uma pessoa clean e, ao contrário da maioria, não me importo de arriscar com cores e combinações nada óbvias. Gosto também do lúdico, do divertido, de tornar informal o que à priori é visto com sobriedade. Foi assim que nasceu a ideia deste oratório, que mais não era do que um velho móvel de banheiro, daqueles que ficavam colocados logo acima do lavatório, com um pequeno espelho na porta, e auxiliavam na hora de escovar os dentes, pentear-se, guardar os remédios, a loção do cabelo e a dentadura num copinho com água. Falamos de uma estética e hábitos dos anos 50, bem entendido.

_109


Por ter estado anos em contato com a umidade, chegou às minhas mãos, num mísero estado, e quando peguei nele ainda duvidei que a reciclagem que pretendia fazer, chegasse a bom porto. Foram horas para decapar a velha tinta e bastante massa de preenchimento para atenuar as falhas do pequeno móvel e, para voltar a pintá-lo, só foi possível com umas belas camadas de tinta spray! E assim, com uma tela em branco acabada de sair do forno, chegava a hora de dar asas à imaginação. O ponto de partida, a minha inspiração quando me proponho transformar alguma peça, costuma ser sempre o que tenho em casa. Eu sabia que queria um visual com algum excesso de mistura, algo que traduzisse a alegria de viver e uma certa vitalidade, então fucei o

110_

meu acervo de tecidos e de guardanapos de papel e tentei achar padrões, cores e acessórios que colocados lado a lado funcionassem bem. Parti para os elementos alegres, as cores vivas, estampas variadas, tecidos florais e adornos que, de alguma forma, lembrassem as composições Gypsy, puxassem para o Folk e tivessem um pézinho no Boho. Tendências que apesar de terem origens distintas, apresentam uma estética bem parecida. Se bem que a minha convicção é, que numa peça que acaba de ser transformada e que inclusive mudou de função, o estilo não é o importante.


_111


fundamental

mesmo é que objetos que carregam memórias de gerações passadas, que foram usados pelo tempo e pelas pessoas, que estavam condenados e de repente ganham uma nova vida, continuem a ter uma identidade própria. De preferência se tornem peças felizes, agradáveis aos olhos e, principalmente, reflitam o seu jeito de ser.

112_

Valéria de Assis Machado, portuguesa filha de Brasileiros, arquiteta. Gosto do simples, despretensioso e insólito. De cores, padrões e tulipas. Do improvável, do plano B (que na maioria das vezes resulta melhor que o A) e das felizes coincidências. Do que é imperfeito e não combina. Entendo-me e dialogo melhor com as casas do que com as pessoas. Adoro as manhãs e gosto de sair de casa quando a cidade ainda mal acordou. Minha cabeça nunca para e a corrida de rua é o meu equilíbrio.


“O carnaval chegou, vamos correndo invadir a avenida Já separei um monte de confete e também de serpentina Venha pra cá dançar, mas não esqueça de trazer a fantasia No carnaval é tudo colorido e cheio de energia.” Carnaval do Bita – Mundo Bita

114_


tem CARNAVAL tem

! a i s a t fan por Aline Caldas e Heloisa Drumond, do Mamãe Sortuda fotos: Dione Lopes Fotografias maquiagem: Marina Fonseca Make Up

Vem pessoal, é carnaval! Já sabe como vai se vestir para a folia? Prepare-se! Nós adoramos projetos DIY e para o carnaval não seria diferente! Vamos te ensinar a produzir acessórios com materiais encontrados em casa, que darão todo charme para seu look de folião. Se você faz parte do nosso time de mães, faça como a gente e se inspire nesses acessórios para toda a família. Vamos lá?

_115


materiais do turbante: 1 prato de papelão 2 canudinhos de papel 2 pedaços de tecido papéis coloridos diversos para frutas cola quente tesoura caneta Trace duas linhas no prato marcando dois semicírculos, deixando uma faixa no meio. Em seguida, corte os semicírculos. 116_

Pegue uma faixa de tecido larga e dê um nó no meio. Posicione-a em um dos semicírculos centralizando pelo nó e com as outras partes de tecido bem abertas. Trace o limite do tecido no prato e recorte o papelão nesta marcação. Cole o nó e as pontas do tecido.Vire o prato e vá colando o pano na parte de trás, deixando-o frouxo para dar volume. Imprima moldes de frutas, passe para os papéis coloridos e recorte. Vá encaixando como se as frutas estivessem empilhadas e sem deixar espaço. Aproveite os retalhos do prato e reforce a parte de trás das frutas cortando-os em tirinhas, se for necessário. Finalize colando o canudinho na parte de trás.


materiais do bracelete: papéis tipo cartolina ou color set faixas de tecido cola quente tesoura régua

Carmem

MiRANda

Corte o papel em tiras da largura que você deseja os seus braceletes. Pingue cola na ponta da tira e forme uma argola. Pegue a faixa de tecido e cole uma de suas pontas na argola. Enrole-a dobrando as extremidades para não ficar desfiado e dar um efeito de ondas em seu bracelete. Para terminar, cole e finalize a pulseira fazendo o arremate na parte interna. Coloque todos os acessórios e desfile por aí de Carmen Miranda! Se animar, bole um look completo usando tecido para um top e saia branca do seu guarda-roupa. Faça em dobro! Você não vai se arrepender ao ver sua filha como você. _117


piratA 118_


materiais: 1 prato de papelão 2 canudinhos 1 folha de papel preto tecido vermelho caneta tesoura cola quente

Pegue o prato e desenhe o tapa olho do pirata. Recorte deixando-o com a parte circular. Pegue o papel preto e desenhe o tapa olho usando seu prato de molde. Cole o tapa olho no prato. Abra o tecido vermelho e corte um quadrado maior do que o tamanho da máscara. Passe cola em cima da linha preta do tapa olho e cole o tecido fazendo uma bainha. Vire o prato e cole o tecido na parte de trás, deixando-o um pouco frouxo (com um lenço amarrado). Pegue uma faixinha do tecido vermelho, faça um nó no centro e arremate as pontinhas. Cole na ponta oposta ao tapa olho. Pegue o canudinho e cole na parte de trás. Pronto! Você já pode subir em seu navio pirata! _119


120_


os bichos est達o soltos! tem coelho, raposa e urso para pular uma marchinha bem animada!

_121


materiais da máscara: 1 prato de papelão tinta guache branca molde de orelhinhas papel color set branco e preto EVA rosa (ou papel rosa) fio elástico caneta tesoura furador pincel cola quente e régua 122_

O prato vem com uma marquinha delimitando o fundo. Retire este fundo, deixando apenas o círculo da borda. Em seguida, pinte-o de branco. Use as orelhas de molde (via Google ou feitas à mão) para marcar no papel branco. Recorte as orelhinhas no papel branco e o centro em EVA rosa. Depois, cole o centro da orelha cor de rosa sobre orelha branca. No papel preto, trace três linhas com 1cm de largura. Recorte-as e corte ao meio, formando 3 bigodinhos para cada lado da máscara. Hora de colar tudo! As orelhas no pratinho e os bigodinhos nas laterais, na parte da frente. Fure as laterais e passe um fio elástico. Prontinho!!!


materiais do arquinho: materiais: molde de orelhinhas papel color set branco EVA rosa (ou papel rosa) caneta tesoura cola quente arco de cabelo

Recorte as orelhinhas em papel branco e o centro em EVArosa. Cole o centro da orelha cor de rosa sobre orelha branca. Se sua crianรงa quiser participar, aproveite! Tome cuidado com objetos cortantes e cola quente. Cole as orelhas na base do arquinho. Use bastante cola! Coloque na cabeรงa e se divirta!

COELHINHos para pais e filhos

_123


materiais: 1 prato de papelão tinta guache branca e laranja (ou misture as cores amarelo e vermelho)

papel color set branco canetinha preta tesoura pincel cola quente régua

124_

Divida o prato na metade e reserve uma metade para fazer outra máscara. Desenhe o contorno do rostinho da raposinha com canetinha preta. No nariz, desenhe um triângulo pequeno. Use o potinho de tinta como molde para riscar o lugar dos olhos. Recorte. Pinte de laranja o centro e a parte de fora, de branco. Para fazer as orelhinhas, recorte 2 triângulos com base de 3 cm e laterais de 4 cm. Pinte-os de laranja e desenhe o buraquinho do ouvido com canetinha preta. Na parte de baixo da máscara, faça um pique circular para as bochechas. Cole o canudinho de papel atrás do pratinho.


RAPOSINHa _125


126_

URSINHa


materiais: 1 prato de papelão tinta guache marrom (ou misture as cores preto e vermelho)

papel color set branco e preto fita tesoura pincel cola quente régua

Aproveite a metade do prato de papelão do último DIY. Pinte-a de marrom. Use o potinho de tinta como molde para os olhos. Marque e recorte. No papel branco, recorte o focinho (use uma pulseira ou um copo para marcar) e o centro das orelhinhas. No papel preto, recorte as orelhas (desenhamos manualmente) e faça um triângulo para o nariz. Após recortado o triângulo, que aqui é equilátero, arredonde as bordas. Cole o focinho e o nariz. Em seguida, cole o centro da orelha sobre a orelha. E cole o conjunto na parte traseira da máscara. Faça um lacinho de fita e cole em uma das orelhinhas. E está pronta mais uma máscara! _127


Heloisa Drumond – contadora por formação, blogueira por amor, cozinheira por osmose e criadora de projetinhos DIY fofos! Mãe da Marina, criadora dos blogs Mamãe Sortuda e Noiva Sortuda. Ama colocar sua boa energia em tudo que faz!

128_


Para fazer suas máscaras, faça uma coleta de materiais interessantes pela casa e solte a imaginação! Temos certeza que você vai se divertir muito com sua família! E na hora de fazer seu carnaval em casa ou na rua, não se esqueça de nos marcar com as tags #revistaocapop e #MamãeSortuda. Boa folia!

Aline Caldas – movida por amor tornou-se pedagoga, casou-se, virou mamãe sortuda da “deliCiça” e é blogueira no mundo materno. Desenvolve projetos DIY e faz da sua rotina com a Cecília seu campo de aprendizado e ensinamento constante. O amor é a base de suas escolhas!

_129


vamos ser

por Oliver Thi, do Lápis Papel

A MELHOR DEFINIÇÃO DE SLOW LIFE É ESSA: VIVER UMA VIDA LEVE E GOSTOSA, SEM PRESSA. PARECE UM SONHO, NÃO É MESMO? MAS É ASSIM MESMO, COMO TUDO DEVE SER - SIMPLES. 130_


?

_131


slow life.

132_


Muito se fala sobre este conceito por aí, mas na prática, como é viver assim? Nós, o Thi e o Rick, lá no LÁPIS PAPEL, contamos para você nossa aventura neste estilo de vida tão novo - e que, na verdade, é mais dos tempos dos avós que nós imaginamos! Desde que assumimos de verdade este estilo de vida, muitas coisas boas aconteceram. E muitas mudanças também. A principal, sem dúvidas, foi algo tão desejado por todos: tempo. Tempo para fazer o que se gosta, aproveitar momentos de verdade ou mesmo não fazer nada. Tempo para nós mesmos (tem coisa melhor?). Sempre brincamos que somos um casal de vovôs, que gosta de fazer as coisas calmamente e sem essa correria danada do mundo moderno. Ver a vida acontecendo de verdade. Nosso dia a dia é bem gostoso: assim que acordamos, um bom café da manhã - e nem precisa de muitas coisas, viu? Um café ou chá para dar aquela acordada, pães, frutas e bolos nunca faltam! Aproveitando este momento e sentindo o sabor de tudo de verdade. Depois disso, sempre que possível, um passeio matinal pelo bairro ou pela rua de casa

mesmo, para olhar e admirar o dia. Logo depois, o início do trabalho, e uma música calminha para entrarmos no clima. O almoço é regrado: todos os dias, no mesmo horário! Sem tecnologias, música ou TV, apenas silêncio e um bom batepapo! Antes de voltar ao trabalho, um café ou uma olhada na janela para ver a vida passar (cinco minutinhos, que sejam!) e de volta ao trabalho. No fim da tarde, pausa para o café! Durante a noite, o repouso. Um jantar preparado na hora (assim como no almoço), uma leitura ou TV para nos distraírmos (NetFlix com seus desenhos, filmes e seriados incríveis!) e enfim a hora de dormir. Nos finais de semana, tudo é imprevisível (apenas a alimentação se mantém, sempre que possível). Viajar, passear, não fazer nada, conversar, ver os amigos! No final das contas, as regras não existem, apenas deixamos o fluxo da vida acontecer naturalmente, sem pressão e tentando diminuir cada vez mais a ansiedade por mais e mais rápido.

_133


Reconhecemos que, quando se escolhe trabalhar em casa ou em seu próprio negócio, temos mais liberdade para fazer tudo isso. Mas quem disse que na cidade grande e na agitação do mundo não podemos fazer pequenas mudanças para também ser mais slow? Como sempre dizemos, tudo é uma questão de escolha. Escolher e fazer trocas inteligentes: na alimentação, na forma de viver e se relacionar com tudo. Não há necessidade de fazer uma mudança radical, como parar de comer o que se gosta, de fazer o que se curte ou frequentar os lugares que sempre se vai. É uma mistura de tudo, sempre se questionando o que de fato é importante, aproveitando o tempo sem pressa... E ela: a vida. Trocar o almoço no fast-food por um restaurante orgânico ou com comida de verdade. Ou o nosso preferido - preparar sua própria refeição. Trocar o turbilhão de emails, mensagens, notificações por um café com os amigos ou um batepapo de verdade. Permitir-se dez minutinhos entre uma reunião e outra para simplesmente olhar o céu ou apreciar o sol. Trabalhar mais focado, para sobrar mais tempo para não fazer nada ao

134_

invés de tentar fazer tudo ao mesmo tempo e nunca concluir as tarefas (quem nunca!). Consumir menos e melhor. Respeitar o tempo das coisas e aproveitar cada momento como se fosse o último (este é cliché, mas é o que mais funciona!). Escrever cartas, trocar histórias, criar laços. Aproveitar uma tarde de sábado para cozinhar aquele bolo que só está na receita da gaveta, ouvir a música favorita e relaxante ou mesmo tomar um banho bem devagarinho naquele climinha bom de chuva? Até o filminho com pipoca vale! Assim, devagarinho vamos nos reconectando com nós mesmos, com nossa essência, e redescobrindo a vida como era antes - sem pressa. E buscando o que realmente importa. Criar essa relação com o tempo e com nós mesmos, com o alimento (seja produzido por você mesmo ou não) e fazendo escolhas conscientes. Entender que tudo depende de um todo, e não somente da gente. Entender que a vida tem essa magia incrível e que deve ser compartilhada e aproveitada. Então, pronto para pôr o pé no freio, olhar em voltar e viver mais intensamente, mais slow?


Rick Würges & Oliver Thi - Um casal de handcraft designers que busca um estilo de vida mais calmo e tranquilo. Fundadores do ateliê de criação Lápis Papel, acreditam que o amor está nas coisas simples da vida e querem mostrar isso em tudo o que fazem: ilustrações, crafts e plush toys feitos com dedicação e carinho, sem pressa, e cheios de criatividade e personalidade.

_135


publieditorial

Eles são uma fofura, Encantam até o mais durão. São lindos, cheios de estilo e Quase cabem na palma da mão. Se você ainda não os conhece, meu Deus, não percamos mais tempo! Vamos te apresentar aqui, rapidinho, Não levará mais que um momento.

FOFINHOS, FEITOS À MÃO, FAZEM TUM-TUM NO SEU CORAÇÃO…


Eles são plushes fofinhos, bem gostosos de apertar. São orgânicos, feitos bem devagarzinho, Você vai se apaixonar. Tem meninos, tem meninas, Tem cachorros e santinhos, Eles assumem diversas formas e E são feitos com muito carinho. Primeiro o Rick ilustra, Depois, vem o Thi colorir. É tanto amor envolvido, Que fica impossível não sorrir. Mas como surgiu a ideia? Chega mais, vou te contar: Começou com o Thi e o Rick, Fazendo seus próprios plushes E os levando pra passear. Pra onde quer que fossem, Lá estavam suas miniaturas, Posavam cheias de pompa Em todas as suas aventuras. Logo vieram amigos e Colegas querendo também. Quem não quer virar um PlushYOU? Neste mundo não existe ninguém! Hoje, se você quiser, eles fazem um pra você. Conte seus gostos, mande uma foto e o resultado vai te envolver.

WWW.LAPISPAPEL.COM.BR


uma tarde no

jardim por Luciana Colesanti, do Studio da Lu

138_


Como já havia comentado com vocês na 1ª edição da Oca, além de decoradora, adoro me aventurar no mundo do forno e fogão. Então, conversando com as meninas, decidi que faria uma receitinha daquelas bem simples e, como vem fazendo muito calor por aqui, serviria a receita no meu quintal, compartilhando tudo com vocês.

_139


140_


No nosso encontro anterior, mostrei um pouco aqui de casa e também um pouco do meu jardim. Jardim esse que adoro e que, junto do meu jardineiro, fiz com tanto amor e carinho. Plantamos e vimos crescer cada mudinha dele... E posso garantir que é um dos meus lugares preferidos pra estar com minha família e amigos! Gosto tanto desse espaço que, mesmo durante o inverno, arrumei uma maneira de poder curti-lo também. Foram muitas fogueiras regadas a boa comida e bons vinhos. Acho muito legal receber no jardim, até porque, com o verde, flores e no caso aqui, frutas, a decoração pra qualquer almoço ou jantar já está a meio caminho andado! ;)

o jardim... _141


...o sorvete de morango A receita que fiz aqui, foi de sorvete de morango. O preferido do meu filho! Foi uma tarde super delĂ­cia e tenho certeza de que aĂ­ tambĂŠm vai ser!

142_


Ingredientes: 2 caixas de morango (cerca de 30 morangos) ½ litro de creme de leite fresco 1 lata de leite condensado

Preparo: Bata tudo no liquidificador até a mistura ficar densa e cremosa. Leve ao freezer por quatro horas. Retire do freezer e bata (na mão mesmo) novamente. Volte ao freezer até que o creme adquira consistência de sorvete.

_143


Sempre sugiro que em um espaço tão descontraído como um jardim, vale tudo na hora de decorar. No verão então.... Não tenha medo: misture cores, estampas e texturas e use os objetos do dia a dia na composição.

144_


_145


Leve a toalha e as almofadas de dentro de casa lá pra fora e agrade seus amigos com boa música. Tenho certeza de que este será um dia inesquecível!

Beijo, abraço apertado e ro! até nosso próximo encont

146_


A Lu é decoradora e adoradora de plantas e flores. Vira e mexe vai pra sua cozinha de estar, e lá, inventa moda também, pilotando seu fogão. Nas horas vagas, é com sua câmera fotográfica que se entende, e noutras fica com as tintas e lápis de cor. É tão apaixonada por antiquários e feirinhas de antiguidade, que tem certeza que viveu muitas vidas passadas.

_147


desvendando a fórmula de

ilustração: Traços de Maria

cosméticos:

148_

Aussie 3 minute miracle

É sempre uma surpresa quando olhamos os rótulos de nossos cosméticos e percebemos que todos eles têm uma lista com muitos nomes estranhos. Parece impossível de entender, não é mesmo? Mas é mais simples do que a gente pensa. Leia a matéria e entenda mais sobre seus cosméticos. O rótulo de um cosmético não serve apenas para trazer informações de marketing e benefícios, mas também para informar ao consumidor a composição química do produto. Todos os ingredientes de produtos cosméticos devem estar listados no rótulo e seus nomes seguem um sistema internacional de codificação chamado INCI (International Nomenclature of Cosmetic Ingredient), que é reconhecido e adotado mundialmente. Esse sistema foi criado com a finalidade de padronizar os ingredientes na rotulagem dos produtos cosméticos, já que existem mais de 12 mil ingredientes e muitos possuem, além da

denominação química, mais de um nome comercial. Imagine só a confusão que seria se não existisse o INCI. Para saber a função de um ingrediente cosmético que está na composição de seus produtos, é bem simples. Basta entrar neste site, digitar o nome do ingrediente e clicar em “search”. Pronto, assim, você poderá tirar suas dúvidas sobre os ingredientes de seus produtos. Um dos cosméticos que se tornou queridinho de loiras, morenas e amantes de bons produtos capilares é o Aussie 3 minutte miracle, e é dele que iremos falar mais sobre a fórmula. O produto é um condicionador capilar feito para cabelos ressecados e danificados, que promete, em 3 minutos, melhorar a hidratação dos cabelos. Basta aplicar durante o banho, após o uso do xampu, deixar agir por 3 minutos e você sentirá seus cabelos muito mais hidratados.


por Cândice Felippi, do Viciada em CosmÊticos

_149


mas o que tem na fórmula deste produto que o deixa tão bom? Sua fórmula é completa, com bons ativos para o condicionamento capilar, silicones que ajudam na melhora do brilho e da aparência, além de ingredientes que melhoram a penteabilidade, devido ao alto poder de hidratação. O produto tem um pH compatível com o pH dos nossos cabelos (4,5 a 5,5) e isso é extremamente importante, já que produtos com pH fora desta faixa podem agredir os fios, principalmente se forem usados diariamente.

150_


O Aussie 3 Minute Miracle contém 15 ingredientes no total e a seguir você poderá entender cada um deles. 1. Water/Eau A água é o ingrediente em maior concentração na maioria dos cosméticos. Praticamente 100% dos cosméticos contém água em suas fórmulas. A água potável (que recebemos em nossas casas) contém uma série de componentes, como cátions, ânions e contaminantes microbiológicos, que poderão gerar instabilidades às formulações cosméticas, portanto, a água utilizada em cosméticos deve passar por um tratamento para eliminar ou diminuir o teor desses componentes, para que não comprometam a formulação, com contaminação, oxidação e alteração de cor, ou desestabilização das emulsões. Todas as indústrias de cosméticos possuem complexos sistemas para ter uma água de qualidade e são fiscalizados por órgãos que certificam-nas sobre a adequabilidade da água. 2. StearylAlcohol O álcool estearílico é um álcool graxo insolúvel em água apresentado na forma de cera. Ele é extremamente suave e utilizado na maioria das formulações cosméticas, onde atua como agente de consistência (espessante) e emoliente. A principal função é aumentar a viscosidade do produto, dando a sensação de cremosidade. Também forma um filme sobre os cabelos, aumentando sua hidratação. 3. Cyclopentasiloxane É um silicone volátil. Sua função é melhorar a espalhabilidade, conferir penteabilidade e dar brilho. Além disso, ajuda a reduzir o tempo de secagem dos cabelos. 4. CetylAlcohol É um álcool graxo com função de emoliência e doador de consistência. Utilizado em quase todas as formulações cosméticas de cremes, loções, bronzeadores e condicionadores capilares.

5. Stearamidopropyl dimethylamine É um agente condicionante que proporciona maciez ao cabelo. Ele também é um agente catiônico, ou seja, anula a carga negativa proporcionada pelos xampus, tornando-a positiva e esse efeito ajuda no selamento e suavização das cutículas do cabelo, reduzindo o frizz e desembaraçando os fios. Além disso, ele também é considerado um agente emulsionante, facilitando a mistura de óleos e água, criando uma emulsão mais estável. Explicando mais um pouquinho: Emulsões são misturas (na realidade são dispersões coloidais, mas não quero complicar demais :)) entre dois líquidos que não se misturam, por isso são instáveis e precisam de um agente que confira estabilidade que é o agente emulsionante. Curiosidade: A palavra emulsão vem do latim emulsu, que quer dizer ordenhado (por causa do aspecto leitoso da maior parte das emulsões). Leite, maionese, manteiga, margarina, cremes… São exemplos de emulsões. Portanto, este ingrediente é um dos principais do produto Aussie, pois tem funções específicas e necessárias. 6. Dimethicone É um silicone capaz de espalhar-se facilmente sobre os fios, formando uma película protetora (ação filmógena: forma um filme) que impede a evaporação de água, evitando a desidratação e auxiliando a manter em equilíbrio o teor lipídico (a gordurinha natural) dos cabelos. 7. Ecklonia Radiata Extract É uma espécie de alga marinha Australiana. É um ativo que tem função condicionante e hidratante para os fios. É devido a este ingrediente que podemos entender o nome do produto que é Aussie, já que a marca é Americana e não Australiana, como muitos pensavam.

_151


8.Aloe Barbadensis Leaf Juice É o famoso Aloe Vera ou babosa, na forma de suco da folha. O Aloe Vera é uma planta natural do norte da África que possui inúmeras propriedades medicinais. No cabelo, a principal é a hidratação. Quem já não fez em casa uma super hidratação com a famosa babosa? E o resultado é realmente incrível. 9. Simmondsia Chimensis Seed Oil Popularmente conhecida como jojoba, no produto está sob forma de óleo da semente da jojoba. Sua principal função nos cabelos é doar brilho e hidratar os fios. Usuários da jojoba dizem que ela ajuda também na queda capilar, o que pode ser verdade considerando-se a queda por quebra, pois este óleo evita o ressecamento dos fios, deixando-os mais hidratados e resistentes à quebra. 10. Glutamic acid O ácido glutâmico ou glutamato é um aminoácido de propriedades ácidas que compõe diversos tipos de proteínas dos seres vivos. É derivado da cana-deaçúcar. Seu emprego em produtos capilares é como agente neutralizante ou controlador de pH, além disso, age como aditivo, melhorando a hidratação e a maciez dos cabelos. Devido o pH alto, quando aplicado no cabelo, dilata sua estrutura e abre a cutícula, permitindo facilmente a entrada dos ativos. 11. Fragrance/ Parfum As fragrâncias são essenciais e na maioria dos produtos exclusivas, dando seu toque diferencial. Uma fragrância é composta por várias matérias primas, que podem ser de origem natural (animal ou vegetal) ou sintética. A falta de variedade, o baixo rendimento nos processos de obtenção de óleos essenciais e, principalmente, o alto custo dos óleos naturais, têm obrigado os perfumistas a desenvolverem fragrâncias sintéticas. A fragrância do produto Aussie agrada a maioria dos consumidores, mas infelizmente, sua origem não é divulgada.

152_

12. BenzylAlcohol O álcool benzílico é um conservante do tipo fenólico. Os conservantes são essenciais em cosméticos, pois evitam a proliferação de fungos e bactérias e aumentam a vida útil, mantendo o aspecto íntegro do produto. 13. EDTA O nome EDTA vem do inglês, Ethylenediamine tetraacetic acid, no português é ácido etilenodiamino tetraacético. Ele é um composto orgânico que age como quelante, formando complexos muito estáveis com diversos íons metálicos, por exemplo, os presentes na água. Explicando mais um pouquinho: A água que usamos para lavar o cabelo (água potável da rua) contém metais. A queratina do nosso cabelo tem uma estrutura carregada de cargas negativas e os metais possuem cargas positivas, por isso, eles têm uma afinidade enorme pelos cabelos. Portanto, quanto mais poroso estiver o cabelo, maior será a deposição de metais sobre os fios, tornando-os opacos, sem maleabilidade e com aparência suja. A presença de EDTA no xampu e condicionador é muito importante, pois ele impede que os metais contidos na água se depositem sobre os fios. Os metais se ligam ao EDTA e são totalmente removidos do cabelo durante o enxágue. 14. Methylchoroisothiazolinone Conservante. 15. Methylisothiazolinone Conservante. Os itens 5, 6, 7, 8, 9, e 13 são ingredientes que auxiliam na restauração e condicionamento dos fios, deixando este produto com um ótimo potencial de hidratação. Sua fórmula no geral é simples, mas bem completa, com ingredientes de qualidade e bons ativos para auxiliar na hidratação. Isso pode ser comprovado utilizando o produto, pois esse efeito é sentido em apenas uma aplicação.


Em relação à restauração e manutenção da cor dos loiros, ele não é o produto mais indicado, já que este tipo de cabelo necessita de ingredientes mais específicos para uso diário. O ideal é que loiras utilizem esse produto no máximo 1 x na semana e escolham outros produtos específicos desenvolvidos especialmente para quem tem mechas ou faz o uso de descolorantes. O produto é Americano, mas você pode encontrar em diversas redes de farmácias, supermercados e sites de vendas. Aqui no Brasil os valores variam entre R$35 e R$50 reais, mas nos EUAvocê pode encontrá-lo por $3 a $6 dólares.

_153


ilustração: Traços de Maria

curiosidades sobre produtos cosméticos

Você sabia que não temos como saber a concentração dos ingredientes nos cosméticos? Isso é um grande problema, pois às vezes o ingrediente consta na fórmula, mas em uma concentração tão pequena que é incapaz de proporcionar um efeito perceptível. Portanto, só usando o produto para ter ideia se é de qualidade, já que a qualidade está diretamente relacionada com a elevada concentração de ativos. Os ingredientes cosméticos não estão em ordem decrescente de proporção no rótulo de cosméticos, como estão nos rótulos de alimentos. Então, fica mais difícil ainda saber se temos boas concentrações de ativos nos produtos.

A Cândi é gaúcha de Porto Alegre. Farmacêutica, com mestrado em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Sempre amou o mundo dos cosméticos e, há 10 anos, atua como pesquisadora na área. Além de ser colorada, pintora e cozinheira nas horas vagas.

154_


colar

folia por Layde Linhares, do Senhora Bagunรงa fotos: Elizeu Vieira de Lima

156_


Em primeiro lugar, deixa eu me apresentar. Meu nome é Layde Linhares e tenho um blog recém nascido, ironicamente chamado de Senhora Bagunça DIY. Ainda não me acostumei a ser chamada de blogueira, acredito que seja porque ainda me considero uma aprendiz. E ao contrário do que pensam, sou uma pessoa extremamente tímida pessoalmente, talvez seja por isso também que eu amo tanto esse mundo da blogosfera, e graças a ele é que tive o privilégio de conhecer as criadoras da OcaPop e receber o convite para um DIY bem colorido e cheio de folia.Amei, claro! Desde que me conheço por gente, sempre gostei de trabalhos manuais e de ver as coisas criando formas diferentes. Depois do casamento então, esse gosto por criar e recriar coisas ganhou mais força, quando percebi que era muito adepta do "faça você mesmo". Buscava inspirações e soluções práticas por aí, no mundo das redes sociais e em revistas de decoração. Via projetos tão lindos e tão bem feitos, que minhas mãos coçavam para tentar fazer também. Passei por cima do medo e botei a mão na massa. Fizemos nossos próprios convites, lembrancinhas de casamento e então comecei a fazer peças artesanais por encomenda para amigos e a buscar inspirações para decorar minha própria casa. Foi aí que aprendi que é possível sim, decorar a casa ou criar um look diferente, sem precisar limpar a conta bancária. A inspiração vem sempre com mais força, quando passo por um aperto financeiro (rs)! Porque é nessa hora que precisamos botar para fora a criatividade, para se ter soluções econômicas. E sempre que chega o começo do ano, é um Deus nos acuda, o dinheiro passa voando pelas nossas mãos, tem as dívidas com os presentes de final de ano e, juntando com as contas pra pagar, a grana fica curta mesmo, normal!

_157


Mas aí, chega o mês da foliaaaaaaa! Onde até quem não pula carnaval quer dar um pouco mais de cor na vida, como eu, rs! Os próximos dias serão de muita alegria em quase todo o Brasil. E é gostoso de ver as pessoas nesse clima, em várias culturas diferentes, gente feliz, cheia de cor, famílias viajando, recebendo amigos em casa, fazendo festas. Bem que poderia ser assim os 365 dias do ano, não é mesmo? E mesmo para nós, que estamos com a grana curta, é possível sim curtir todo esse clima de folia, dentro ou fora de casa. Afinal serão quatro dias lindos de feriadão, o que é motivo de sobra pra pular de alegria e jogar confete no meio da sala, hehe! Resolvi então, deixar a preguiça de lado e me jogar nos braços da inspiração, mais uma vez. Como sempre gostei de me inspirar na arte hippie e no estilo rústico, decidi juntar as duas coisas com o colorido do carnaval. Eu queria poder receber os amigos em casa nesse clima, então pensei logo em um acessório cheio de cor e, porque não, usar o mesmo adereço para decorar e colorir a casa? Ideia que a Erica teve junto comigo. ;) Eu já tinha alguns materiais sobrados de projetos anteriores, guardados em casa. Então resolvi buscar mais inspiração nos meus próprios ingredientes, e mesmo se você estiver com a grana curta, dá pra comprar esses materiais em lojas de armarinhos e pagar baratinho. Bora então dar uma visual colorido para o look e para sua casa?

158_


linha bem grossa ou l達 quadrado de papel達o de 10x10cm

argolinhas

tesoura

cord達o de couro ou barbante (+/- 1,5m)

alicate com ponta

_159


160_


Primeiro, temos que fazer os tassels. Comece colocando um pedaço de fio sobre o papelão e envolva a linha sobre ele. Quanto mais você enrolar o fio em torno do seu cartão, mais grosso será o tassel. Quando estiver enrolado o bastante, faça um nó na parte superior com o pedaço de fio que você deixou por baixo. Com a tesoura, corte a parte inferior dos fios e retire-os do papelão. Com mais um pedaço de linha, enrole-a em volta do topo, até que fique bem apertado e prenda com um nó. Apare as franjas até que estejam uniformes na maior parte do comprimento. Repita o processo para fazer outros tassels de várias cores. Com o alicate, passe a argolinha pela linha que foi dado o nó, na parte superior do tassel. Ainda com a ajuda do alicate, prenda a argolinha ao cordão de couro ou ao barbante. Faça isso com todos os tassels, até que todo o cordão esteja preenchido com eles.

_161


Seu colar está pronto! Agora é só inserir em seu look e partir para a folia! E ainda dá pra usar como uma peça decorativa no seu cantinho e receber os amigos nesse mesmo clima carnavalesco. Bacana, não é? Espero que tenham gostado e... Bora para a folia!

Layde Linhares, casada, viciada em sashimi, odeia rotina e é apaixonada por Deus. Adora se jogar nos braços da inspiração. Desde a sua infância já montava e criava casinhas todas decoradas, com caixas de papelão. Descobriu sua paixão quando teve que arregaçar as mangas para preparar seu casamento. Seu amor à arte, a decoração e ao DIY, a levou ao mundo da blogosfera.

162_


p o p a s a c a h n i #m + Já são mais de mil fotos compartilhadas usando a tag #minhacasapop! Todos os dias nos deparamos com novos cantinhos, novas inspirações e novos talentos lá no Instagram. Agradecemos demais a todos que deixam a Oca entrar em suas casas! Quem marca uma foto usando a tag, já sabe que pode ir parar lá no nosso perfil, deixar todo mundo babando e ganhar um monte de likes carinhosos... Pode também virar destaque aqui em uma das páginas da revista (como estas quatro belezuras aí ao lado)... E pode, além de tudo isso, ser a mais votada por nós, junto com nossos queridos colaboradores, e levar pra casa um presente surpresa!

164_

O presente da vez tem tudo a ver com esta edição: é super decorativo, colorido e alegra qualquer ambiente! A foto escolhida vai ganhar, não uma, mas duas almofadas divinas doAtelier Lá na Ladeira! Nós três estivemos juntinhas no começo do ano lá no Atelier para uma sessão de fotos e ficamos apaixonadas pela beleza e qualidade dos produtos. Esperamos muito que as almofadas encham de alegria o coração e a casa do(a)... Bora descobrir qual foi a casa mais pop desta edição?


:

as finalistas

A luz, as janelas azuis, o detalhe do piso fazendo vez de tapete, a presença da madeira natural na decoração e a composição charmosa sobre o sofá. Tudo isso nos fez morrer de amores pela sala da Roberta!

AVany arrasou na escolha das cadeiras amarelas! Elas fizeram um diálogo perfeito entre os móveis, a cor das paredes e os objetos decorativos estampados e vibrantes. E quem resiste ao charme do chapéu e do vasinho pendurados no corredor?

@roberta.careli

@vanypaulino

@gilvaecia_lar

@garage_decor

Uma sala cheia de vida e criatividade! A mesinha de centro é um carretel de madeira, a gaiola amarela na parede guarda plantinhas e a escadinha ao lado da poltrona, serve como mesa de apoio e mini-estante! E sempre com muita cor pipocando aqui e ali...Adoramos, Gilva!

Lá fora também faz parte da casa, também merece uma décor bacana e também tem que ser pop! Ficamos imaginando a delícia que é este espaço iluminado à noite e com esta mesinha de palete cheia de amigos em volta! Aiai... Fernanda, será que tem vaga para o próximo encontrinho da Oca aí no seu jardim? _165


a mais votada @katinycoli

166_

!

"Este ambiente tem tudo o que adoro! TĂŞm luz, parede branquinha, cor, plantas e um toque rĂşstico, tudo na medida certa. Tem harmonia, leveza e simplicidade." Zilah, Das Coisinhas


Parabéns, Kati! Cada detalhe da sua cozinha arranca suspiros! Obrigada por compartilhar sua criatividade e por nos ajudar a inspirar os leitores da OcaPop. Vem participar você também, é fácil! Basta, toda vez que postar uma foto da sua casinha, marcar com a nossa tag #minhacasapop. Quem sabe ela aparece na próxima edição da Oca, hein? Deixamos aqui nosso agradecimento a todos vocês que vêm usando nossa tag e ao nosso querido parceiro Atelier Lá na Ladeira, pelo presentão! Beijos e até a próxima ;)

_167


por que é possível uma casa em container, MAS NÃO SE ACEITA UM PRESÍDIO DESSE MATERIAL? por Michele Xavier, do Minha Casa Container

Uau, Michele! É isso mesmo? Vim até uma revista para saber mais sobre decoração, arquitetura, DIY... E acabo me deparando com um texto sobre presídios?

168_


_169

foto: Pablo Castilho - Delta Containers


início da instalação dos perfis metálicos para receber os revestimentos

170_


Calma lá, pessoal. Não é bem assim. Há uma razão para esse título e prometo que o tema passará apenas superficialmente sobre o assunto prisões. É que, há algum tempo, várias pessoas me questionaram sobre a decisão de um juiz de direito que determinou o fechamento de containers usados como prisão em Santa Catarina. O argumento do magistrado, dentre outras coisas, trazia a seguinte frase de impacto: “Nem animais devem ser mantidos em container!”. E ele estava errado ao assim falar? De forma nenhuma. Mas como assim? – vocês vão me perguntar. Afinal, não vou eu mesma morar em uma casa feita com container? Sim, irei. Mas há uma diferença gritante entre uma coisa e outra e é justamente sobre essa diferença que vou discorrer. Talvez vocês já tenham visto pessoas questionando o quão quente vai ser uma casa container em regiões como o Norte e Nordeste do País e, do mesmo modo, o quão frias no Sul. Pode ser que vocês mesmo já tenham se questionado sobre isso. E se trata de questão que realmente pode ser uma realidade se determinados cuidados não forem tomados. O container, conceituando-o de uma forma bem simplória, nada mais é do que uma caixa de transporte. Como toda caixa – mais ainda por ser de metal (aço) –, tende a trocar temperatura com o ambiente. É só pensarmos em um carro fechado: no verão, após algumas poucas horas no sol, ele fica insuportavelmente quente. Já no inverno, quando se enche o carro com o máximo de ocupantes possíveis e se mantém os vidros fechados, em pouco tempo já se perceberá os vidros embaçados e as pessoas começando a sentir calor. Mas, ao abrir as janelas, o ar pode atravessar o veículo e diminuir a temperatura novamente.

_171


Agora voltemos ao container. No caso dos presídios em Santa Catarina, os utilizados eram do tipo dry – que saem de fábrica sem nenhum tipo de isolamento térmico, ao contrario dos containers reefers, usados inclusive para cargas refrigeradas –, não receberam nenhum tipo de tratamento, as aberturas permitiam que chovesse dentro (a água chegava alcançar 40 cm) e havia mais pessoas ali alocadas do que a capacidade permitia. Ou seja, além do sol direto sobre os containers, fazendo com que o material esquentasse, a situação era agravada pela ausência de isolamento térmico, as aberturas deficientes e a completa insalubridade do local. Somando isso a nossa realidade nacional – superpopulação carcerária –, o resultado era nada menos do que uma sauna durante o dia e uma câmara fria durante a noite e dias chuvosos. Realmente é impossível para qualquer animal viver assim, muito menos seres humanos, estando perfeitamente justificada a ação do magistrado ao determinar o fechamento daquelas unidades. Por isso, quando alguém suscita a questão do calor ou do frio em uma casa container, a resposta deve ser sempre a soma de um bom planejamento de ventilação cruzada com isolamento térmico. A primeira diz respeito às janelas e portas de um ambiente colocadas de forma a permitir a melhor circulação do ar, geralmente sendo feitas em paredes opostas ou adjacentes, no sentido dos ventos locais. Isto garante tanto a limpeza do ar, com sua renovação frequente, como a

172_

diminuição da temperatura no interior dos ambientes. Já o isolamento térmico pode ser de vários tipos, sendo os mais comuns a lã de rocha e a lã de pet. Há quem use, também, OSB e isopor para esse fim. Quando o container eleito para a construção for o reefer, não há essa preocupação, pois uma placa de isolamento térmico já vem aplicada de fábrica, ficando entre as chapas internas e externas de metal. Já no container dry, o mais comum, essa etapa é imprescindível e pode ser aproveitada para esconder as tubulações hidráulicas e elétricas. O revestimento posterior, para cobrir o material isolante e as tubulações, poderá ser qualquer um, como gesso, madeira, steel frame e assim por diante. Eis o segredo, portanto, daquelas casas containers que encontramos em países muito quentes e outros muito frios. E não deve ser esquecido mesmo em locais onde a temperatura seja mais amena. Ouso dizer que, em alguns casos, uma casa container terá uma temperatura mais agradável que muitas casas de alvenaria, pois o concreto não é um bom isolante térmico e raramente é usado algo nesse sentido nas construções comuns. E, como dito acima, não basta apenas isso. As aberturas precisam ser pensadas da mesma maneira, estejam vocês trabalhando com container ou com qualquer outro material estrutural. Uma casa de alvenaria mal projetada, sem um bom planejamento de ventilação, poderá ser tão ou mais quente que uma casa container nas mesmas condições.


colocação das placas de OSB sobre a lã de vidro e as instações de elétrica e hidráulica

instalação das placas de gesso acartonado

placas de gesso acartonado instaladas e emassadas

instalação do revestimento cerâmico concluída

_173


Complementando a frase daquele magistrado: pessoas podem ser alojadas em containers, desde que estes recebam o devido isolamento térmico e sejam sopesadas as aberturas para permitir a circulação do ar. Aliás, toda e qualquer casa deveria ser pensada sob essas diretrizes.

Michele é gaúcha de nascimento, paranaense de coração e catarinense por adoção. Mora em Florianópolis, mas raramente coloca os pés na areia da praia. Nem por isso deixou de escolher um terreno com vista para o mar para construir sua casa. Não é formada em arquitetura ou design de interiores, mas sempre foi interessada pelos temas. O Direito é a área da profissão, mas o hobby é a verdadeira paixão. Eclética, vai do Rock ao MPB e do clássico ao moderno. Misturar é sua palavra de ordem.

174_


a por Thamyrez Aguiar, do Casa Design Studio 176_

dos encontros


Nem sempre somos transparentes com nós mesmos. Quantas vezes temos ideias, desejos e emoções tão contraditórias, que se refletem em estados de espírito angustiantes? O medo surge e a ansiedade parece governar todos os outros sentimentos. Confesso que passei por longos momentos sendo governada pela Senhora Ansiedade e é incrível o potencial que ela tem para não nos deixar ver as coisas boas que nos acontecem, por maiores que sejam. Ela esteve tão preocupada com o futuro, com coisas que talvez nunca fossem acontecer, que o meu presente parecia não ter mais aquele brilho próprio, que irradia de mim e contagia pessoas e lugares. Compreendo que ela aparece somente quando anseio não conhecer o mundo da maneira tão rica quanto ele merece, quando vivo uma vida pequena, sem coragem e sem atitude de lutar por meus sonhos, que eu sei, que são possíveis de

serem realizados, e somente eu tenho a capacidade e a autorização de transformá-los em realidade. E assim costuma acontecer, até que topamos com pessoas que parecem agarrar algo que sentimos, que têm a força e a coragem necessária para viver seus sonhos. Conheci a Glenda Salgueiro (do Atelie Bora Pra Casa) pelo Instagram. Ela me enviava mensagens fofas, sempre com muita positividade, até que fui visitar seu perfil na rede social. E não tive como não me apaixonar pelo seu constante contentamento pela sua arte. Hoje posso dizer que somos amigas, e a presença dela com toda a sua coragem, me traz uma clareza em meus pensamentos que nunca tinha notado antes. Pessoas especiais têm passado em minha vida, assim como ela, que fazem dos seus sonhos, a sua meta, o seu caminho, a sua direção. _177


178_


estado de alegria, concordei, pois sinto em meu coração que os meus sonhos já estão sendo realizados. Enquanto fotografava sua arte, lembrei o quanto eu sabia desenhar e só ali, me dei conta de como essa habilidade, que um dia já foi um sonho, estava adormecida, entorpecida e esquecida pelas obrigações do dia a dia. A vitória é o nosso destino, é o meu, o seu e de todos que acreditam e sabem que nada fazemos sozinhos. Juntos somos muito maiores. Quem vive em harmonia com a dor e a alegria do outro, percebe que há muito mais vida, além daquela vida de medo, de angústia e de ansiedade, que acreditávamos ser a única vida possível de ser vivida. Lembre-se de estar com o coração aberto para a magia acontecer! Voltei a desenhar!

A Thamyrez é Designer de produto por formação, na decoração por amor, trabalha há 5 anos com o design em várias esferas, o que lhe trouxe um senso de estética bem diversificado. Hoje trabalha como freelancer em projetos exclusivos na área de visual merchandising para grandes marcas de moda, atuando também no design gráfico. Há um ano descobriu que ama ensinar a prática milenar do Yoga, começando com a sua jornada como professora.

_179


d.i.y.

para anunciar o filme do dia na

MARATONA DE CARNAVAL

por Juliana Amado, do Casa de Amados

180_


neiro sabe: Quem cresceu no Rio de Ja a cidade mais um dos feriados em que mais que os lota é o carnaval. Por olonguem os transportes públicos pr ento, locomohorários de funcionam tarefa difíver-se passa a ser uma , durante mais cil, já que todos os dias s nas ruas. de uma semana, tem bloco egria. Para Para uns é motivo de al ço parte do outros, nem tanto. Fa ja porque não segundo time. Talvez se sou fã de multidão. r a folia na Mas o fato de não curti o aproveitar rua não é motivo para nã que eu não o feriadão. Nos anos em res no inteviajo para cidades meno ar diversão rior, a ordem é busc pessoas na dentro de casa e reunir edite, eu não mesma vibe que eu. Acr sou, conheço sou um alienígena! Se smo planeta outros oriundos do me versões mais que eu! E uma das di dão é fazer clássicas nesse feria que a gente maratona de filmes. E já não unir o A-D-O-R-A um DIY, porque r um especiútil ao agradável e faze a? amente para essa maraton

Para fazer o quadrinho e anunciar o filme do dia, você precisará apenas de um portaretrato velho, pedaços de papel, tesoura, washi tapes e caneta posca. Você pode usar um papel inteiro, recortar no tamanho do porta-retrato e então decorar com as washi tapes. Mas se tiver pedaços de papel que já utilizou outras vezes, porque não reaproveitá-los e remendar com as washi? Eu preferi a segunda opção. E pronto! Agora é só escrever com a posca no vidro o nome do filme! Para apagar e anunciar outro filme no dia seguinte, basta usar um paninho com álcool. A Ju é museóloga e pós graduada em fotografia que sempre sonhou em ter um cantinho para chamar de seu. Ao realizar este sonho, descobriu que mais divertido que ter uma casa é decorá-la a custo acessível, colocando a mão na massa, e consequentemente, personalizá-la. Criou o blog, o amor por tudo isso cresceu, e hoje é estudante de design de interiores. _181


Ano II - fevereiro/2016 - Edição 03 Concepção, execução e edição: Erica Palmeira (erica@revistaocapop.com), Carla Torci (carla@revistaocapop.com) e Karen Rampon (karen@revistaocapop.com) Colaboradores desta edição: Cândice Felippi (Viciada em Cosméticos), Deborah Torci, Elaine Vidal (Vi.vre), Flávia Ferrari (Decoracasas e A Dica do Dia), Helka Velloso (Forma: Plural), Heloisa Drumond e Aline Caldas (Mamãe Sortuda), João Junqueira (Cozinha do João), Joel Alves (Studio 1202), Juliana Amado (Casa deAmados), KarlaAmadori (Diycore), Layde Linhares (Senhora Bagunça DIY), Luciana Colesanti (Studio da Lu), Michele Xavier (Minha Casa Container), Oliver Thi (Lápis Papel), Stephany Rodrigues (Feita Com Muito Esmero), Thamyrez Aguiar (Casa Design Studio), Valéria Machado (L'Avion Rose), Vero Kraemer (Além da RuaAtelier). Ilustrações: Maria Carolina Simas Simões (Traços de Maria) Agradecimentos especiais: Giselle, por nos acompanhar nas aventuras pelo Rio de Janeiro e Monica, do Poeira da Lata, por acolher nosso encontro de maneira tão espontânea. Fotos de capa e contracapa: Fotógrafa: Luiza Florenzano Locação: Poeira da Lata Café Conteúdo sob licenciamento Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International (CC BY-NC-SA4.0) Esta licença permite que remixem, adaptem e criem a partir do nosso trabalho para fins não comerciais, desde que atribuam à Revista OcaPop e ao blogueiro/fotógrafo colaborador os devidos créditos e que licenciem as novas criações sob termos idênticos. Fale conosco: Para sugestões, elogios, críticas e blábláblá: contato@revistaocapop.com Para colaboração: colabore@revistaocapop.com Para publicidade: anuncie@revistaocapop.com Se preferir à moda antiga: Cx Postal 34022 CEP 22460-970 - Rio de Janeiro/RJ http://revistaocapop.com http://facebook.com/revistaocapop http://instagram.com/revistaocapop http://twitter.com/revistaocapop

182_


curte a proposta da Oca? quer fazer parte do nosso ponto de encontro criativo? entre em contato com a gente!

i u q a e u q i l c

Vem pra ! m ĂŠ b m a T


Revista OcaPop - Edição 03  

Decorações coloridas e inspiradoras, projetos DIY para casa e para o Carnaval, receitas para o verão e muito mais!

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you