Page 1

DECORAÇÃO - DIY - LIFESTYLE - FOTOGRAFIA - GASTRONOMIA - MODA - VIAGEM

02

o Natal chegou!


foto: Ana Schuller


olá!

quando quiser comentar ou compartilhar, é só clicar no e recortar uma área da página

Boa leitura!


carta

das editoras

O fim do ano vem chegando e trazendo com ele aquele sentimento gostoso característico da época, aquela urgência em confraternizar, em reunir a família, os amigos, aquele desejo incontrolável de presentear, de celebrar, de saudar as pessoas, de expressar desejos de amor e paz. Pouco importa quais são suas crenças, tampouco se você tem alguma religião. Nesta época do ano, uma mágica linda acontece e as pessoas ficam mais tolerantes, mais amáveis, mais humanas, como se fosse derramado sobre nós o pozinho da gentileza, da fraternidade. Ah, como a vida seria mais suave se o mundo carregasse no coração esta atitude o ano inteiro, não é mesmo?! Nossa segunda edição está especialíssima, recheada desse amor sob as mais diversas formas. O amor próprio, o amor ao próximo, o amor ao ambiente que nos cerca. Estamos certas de que vocês se deleitarão em cada pedacinho desta publicação de fim de ano, que conta também com colaboradores recém-chegados – porque o coração da Oca é enorme e sempre cabe não apenas mais um, mas muitos mais. Em nossa matéria de capa, temos dicas lindas de como preparar duas mesas maravilhosas e super originais pro Natal, uma pros adultos e outra para os pequenos. Pra completar temos, de quebra, dicas valiosíssimas para que você organize a ceia, sem frescuras. A Oca de fim de ano traz uma variedade imensa de DIY para colocar a casa no clima do Natal: luzinhas decoradas, sabonetes natalinos, velas e terrários. Mas não para por aí, não. Tem também DIY para presentear: um jogo da memória encantador pra fazer com as crianças e deixar qualquer vovó nas nuvens e um porta-retratos que vai fazer brilhar os olhos daquele seu amigo que ama fotografia e decoração.

04_


ilustração: Traços de Maria

Temos também uma matéria linda com dicas de vários blogueiros sobre como "fazer você mesmo" um Natal feliz; receitinhas deliciosas; dicas de decoração sustentável; várias opções de embrulhos de presente maravilhosos e mensagens inspiradas pra te dar aquele empurrãozinho nas decisões de Ano Novo – ou seria mais apropriado dizer de dia novo? Além disso, vamos mostrar pra vocês o resultado do Pitaco da Oca e também as fotos dos leitores, compartilhadas pelas redes sociais, e selecionadas para a sessão #minhacasapop – cada uma mais linda que a outra! E você acha que acabou? Que nada! Temos também uma entrevista linda com uma youtuber queridinha e uma matéria inspiradíssima que conta sobre um projeto que é puro amor. Pra encerrar, um garimpão com dicas maravilhosas de presentes de Natal, e, claro, promoções especiais que só os leitores da Oca tem!

Leiam, desfrutem, compartilhem e divirtam-se! Boas festas a todos!

_05


Ă­n dice

10

16

42

54

64 102

86 120 148 150 154 06_


24

32

UMA PAREDE CHEIA DE HISTÓRIAS PARA CONTAR_10 15 DICAS PARA FAZER VOCÊ MESMO UM FELIZ NATAL_16 A BELEZA DO DESCARTÁVEL_24 EMBALAGENS ECO-FRIENDLY PARA ENFEITAR SEU PRESENTE DE NATAL_32

68

76

DESLIGUEI A TV... E DESCOBRI A FLAVIA CALINA_42 PRA LEMBRAR E SORRIR E BRINCAR..._54 PITACO DA OCA_64 A GRANDE VIRADA_68 QUIBE DE ABÓBORA_76

112 116

O NATAL CHEGOU!_86 VELAS E TERRÁRIO_102 PROMESSA DE ANO NOVO POR UM MUNDO MELHOR_112 GARIMPO DA OCA_116 UM ANO INTEIRINHO NOVO_120

126 138

O AMOR ESTÁ NO AR_126 SABONETES NATALINOS_138 FOTOGRAFIA NA DECORAÇÃO DO NATAL_148 #MINHACASAPOP_150 10 DICAS SIMPLES PARA QUE COZINHAR COM CRIANÇAS SEJA UM SUCESSO_154

160 164

COMO DECORAR LUZINHAS PARA O NATAL_160 ORGANIZANDO A CEIA DE NATAL_164

_07


conheça os colunistas desta edição

O que mais no Natal é...

-

Lá de Cas i a t a

Fran

Ba

ra

gn

08_

Fabian oK n

tógrafo - fo

... a energia positiva, reunião da família, os presentes e a comida.

my Tha

rez Ag ui

ar ra Rafa Olivei

as

... o sentimento de união que a data desperta nas pessoas.

... o clima natalino e ver as pessoas decorarem suas casas com muito carinho e amor.

p op

io

ur

ize sem F re gan r sc O -

Design St asa C ud -

g

a Erik Karpuk

e

... o som da vitrola tocando discos de Natal enquanto a família vai chegando...

s ue

as Coisinh -D as

Zilah Rod ri

C ub

... passear a noite nessa época do ano e ver cidade e as árvores iluminadas de São Paulo.

rman L ife s Ge

... chegar em casa e sentir o cheiro do pinheiro, ouvir as mesmas músicas de todos os anos e comer comidas natalinas como se não tivesse amanhã.

... cheiro do pinheiro natural típico aqui na Alemanha. o Dekor . údi EK t t Es

i Th

Ana Schull er

ros Mundo lei Af i o as

Bömmels dia -B u r la

amo

... a bagunça dos presentes e a comilança.


... o clima de amor, união e compaixão que paira no ar. orelinha lac

i

icionist utr a -N

Kar

... ver tudo iluminado!

ilustração: Traços de Maria

- Diycore

... todo mundo juntinho e de olho no purê de maçã com farofa de castanha! Porque Natal é assim: cada família tem suas manias e tradições!

la

m

o ri ad

... o espírito da disponibilidade para o reencontro e a reunião, seja entre familiares ou amigos, que mais me faz ansiar pela chegada do Natal.

... as comidas, o jantar com os meus pais e os piscas pelas

Deborah T or c

Co

Ma S tu mp

-

A

fotógraf o a n a

L ui za F l or e

n

Juli an a

z

Ma ch

Vi s

Casa de A o ma d d ma

vion Ro - L’a se o ad

Valéria

... a minha rua toda iluminada, as comidas, as bebidas, o clima bom entre as pessoas que fica mais evidente neste dia e sentar com meu pai na cozinha pra fazermos rabanada juntos!

os

A

Vivi

Decorviv n a i t en

... o fato de ser um momento em que nos unimos com aqueles que mais amamos para celebrar a vida e relembrar os momentos felizes. _09


10_


e d r e p a uma cheia de s i a ó r s t hi r t a o n c pra iva tin, do Decorv n e is V i iv V r po

As bisavós passaram a tradição para as avós, as avós para as mães... E adivinhem pra quem nossas mães passaram? Não sabe do que estou falando? Nem desconfia? Então pra acabar com o mistério do objeto que atravessa gerações, com vocês... O porta-retratos. Toda estante tinha, todo aparador tinha, todo piano tinha… E atire a primeira pedra quem nunca teve aquele monte de porta-retratos agrupadinhos em cima de um móvel.Alguém? Não sei se ainda é usual, mas certamente manter um número (grande) de porta-retratos na sala de estar, exibindo toda a família (com fotos dos 8 aos 80 anos para cada membro kkk) fez muito sucesso na decoração de casas no mundo inteiro, por gerações. Nada contra quem mantém a coleção até hoje, muito pelo contrário, acho muito bacana e afetivo expor fotos de

quem a gente ama. Eu tenho pena mesmo é de quem limpa. Ô dó! :-) Brincadeiras à parte, se hoje a gente deseja uma decoração mais clean, mais prática e mais descolada, manter muuuuuitos porta-retratos num mesmo ambiente pode não ser a melhor opção. Aqui em casa por exemplo, eu sempre tive muitos porta-retratos (herança da minha querida mãezinha) e, de uns tempos pra cá, comecei a achar que eles me davam trabalho. Primeiro, porque ocupavam muito espaço, segundo porque viviam sempre cheios de poeira e, em terceiro, porque cada um era de um modelo diferente, o que pesava muito no visual do ambiente. E foi exatamente pra resolver esses dilemas que me ocorreu uma ideia que pode ser útil pra você também: criar um painel!

_11


o i r á s s e c e n não é . e d a d i l i b a h m e n , a c i n c é t , a r t e l e d r a você vai tir olha só: 12_


Separe todos os porta-retratos que você deseja usar no seu painel (eu usei todos que eu tinha). Retire o suporte da parte de trás de cada um deles com a ajuda de uma chave de fenda. Eles saem com facilidade. Agrupe os porta-retratos formando a composição que você deseja para sua parede. Coloquei o maior no meio para dar mais suporte na hora de pendurar e também porque achei mais bonito. Teste várias composições até ficar satisfeito com o resultado. Usando uma super cola (tipo Super Bonder), una as laterais dos porta-retratos seguindo o esquema de montagem que você definiu, espere

uns 10 minutinhos até cada lateral secar e siga colando até o seu painel estar pronto. Note que todos os porta-retratos possuem formatos e profundidades diferentes, então lembre-se de alinhá-los pelos fundos, já que precisam ficar retinhos ao serem pendurados na parede. Depois de bem coladinhos, agora é a hora da diversão. Escolha a cor favorita do seu spray e deixe seu painel ainda mais lindo e colorido. Eu escolhi um amarelo clarinho que combinava bem com o espaço que eu queria decorar. Aplique 2 demãos bem fininhas com intervalo de 20 minutos entre elas. _13


E é isso! Seu mural está prontinho pra receber as fotos dos seus amados, dos lugares que você já visitou ou de qualquer outra coisa que você queira expor com carinho. Viu como é fácil? Em poucos minutinhos você ganhou uma peça de decoração novinha pra casa, apenas usando o que você tinha e sem precisar abrir mão dos objetos que você ama. E o melhor de tudo, com aquele orgulhinho gostoso de ter feito com suas próprias mãos. Que tal? Curtiu? Para essas e outras ideias de decoração e customização existe o nosso Decorviva!Acesse e descubra um mundo de possibilidades pra você se inspirar a deixar sua casa ainda mais incrível! Para projetos e consultoria de decoração, mande um e-mail para mim e eu te ajudo a deixar a decoração da sua casa do jeito que você sempre sonhou!

A Vivi é carioca, blogueira, publicitária por formação e decoradora por paixão. Sempre se achou criativa demais, até o dia em que precisou decorar a própria casa. Lotada de dúvidas, recorreu à internet buscando ajuda e, de tão inspirada que ficou, achou que poderia inspirar também. Como consultora de decoração, ajuda a levar mais beleza pra dentro da casa das pessoas.

14_


15 dicas para fazer você mesmo um

feliz por Karen Rampon

Não há festa mais familiar que o Natal! E embora sempre pensemos em verde, vermelho, Papai Noel... O Natal não precisa seguir um conceito estético formatadinho, pois cada família é diferente da outra, não é mesmo? Portanto, o Natal tem várias caras, vários estilos, dependendo da casa onde é celebrado. E como adoro (adoro!) um faça você mesmo, no mais amplo sentido da expressão, vou te dar várias dicas bacanas colhidas com pessoas, famílias e casas diversas pra te inspirar a fazer você mesmo um Feliz Natal aí na sua casa.

16_


l _17


foto: Michele Xavier

1.

Imprima seu estilo à festa

Sua casa é o reflexo de quem você é. E porque no Natal isso seria diferente? “Mesmo em se tratando de Natal, um tema cujas opções de decoração parecem já ter sido esgotadas, é importante sempre respeitar seu estilo. Aqui em casa amamos caveiras e rock and roll, então o Natal pode e deve ter essas influências também”, nos diz a Michele Xavier, do Minha Casa Container.

2.

Garimpe coisas “emprestadas”

Quando digo “emprestadas”, refiro-me a coisas que, aparentemente, nada tem a ver com o Natal. A ideia é garimpar objetos e dar-lhes uma interpretação diferente. Assim como a Michele Xavier, que fez um moedor de lâmpadas do Papai Noel e a Thaís Bisgaard que fez mini árvores de Natal usando sua coleção de botões. Você pode inclusive “pegar emprestado” da mãe natureza, enfeitar com luzinhas, bolas e adornos estilosos e fazer de um galho uma árvore exclusiva, como minha amiga Claudia fez :)

18_

3.

Agregue valor à festa

Uma toalha de mesa bordada que foi da sua avó, certamente agregará valor à decoração natalina. Um valor sentimental. “Por aqui, o mais gostoso da festa é a vontade de estar junto e fazer desse jantar e almoço (porque tem dia 24 e dia 25) especialíssimos. Seja pela décor caprichada que junta frutas, mesa com toalha bordada da avó, toques de dourado e vermelho, seja pela reunião de tradições que vêm desde quando me lembro como gente”, diz a Ma Stump, do blog Colacorelinha.


4.

Capriche nas embalagens

foto: Claudia Bossle

Dê importância também ao pacote de seus presentes. Não importa se é um presente caro ou apenas uma lembrancinha. Coloque carinho no pacote! Minha madrinha Shirlei, é advogada, empresária, conselheira de entidade empresarial, fundadora do Instituto Filhos (linda organização envolvida com questões relativas à adoção)… Enfim, é uma mulher multitarefa e super ocupada, mas que, mesmo assim, passa várias noites pré Natal em meio a fitas e papéis, fazendo laços, colocando flores… Não importa se o presente é aquele que sua filha pediu na cartinha ao Papai Noel ou aqueles que irão para as crianças do orfanato. Seu carinho embala todos os presentes, sem distinção. Confira a matéria da Ana Schuller e inspire-se com embalagens lindas e eco-friendly.

_19


Espalhe mini árvores de Natal pela casa

A Thaís Bisgaard faz isso todo ano: “Vou espalhando pela casa essas arvorezinhas: na mesa da ceia de Natal, na cozinha, no lavabo, no quarto de hóspedes... Fica fofolete demais!” Esse ano sua paixão por botões, herdada da avó, entrou na dança e foi através dos botões que Thaís resgatou a magia do lúdico, do sabor da infância… Ela ensina: “Tudo o que você vai precisar são: botões, cola quente, um pinheirinho e luzinhas para arrematar. Distribua os botões maiores nas folhagens do pinheiro, depois você pode preencher os espaços vazios com botõezinhos menores. Enrole luzinhas pequeninas na base do pinheiro e Feliz Natal!” “O legal é que as crianças - com a supervisão de um adulto - podem entrar na brincadeira e participar da decoração que é fácil-fácil, molemole”, finaliza Thaís.

6.

foto: Thaís Bisgaard

5.

Monte a mesa um dia antes

A OcaPopper Carla dá a dica: “Monte a mesa um dia antes. Assim, você terá mais tempo para botar em prática aquelas inspirações que guardou o ano todo; poderá brincar de misturar seus jogos de mesa sem pressa; pensar onde cada convidado irá se sentar (eles adoram quando tem plaquinhas com seus nomes); passar os tecidos amassados; lavar as louças guardas há muito tempo e até definir quais travessas e talheres usará para servir a ceia (escrevo o nome de cada item da refeição em um papelzinho e coloco dentro de cada recipiente para não me perder no dia seguinte). Com a ceia engatilhada e a mesa já posta, você terá mais tempo pra cuidar de si mesma: tomar um banho tranquilo, escolher o melhor look, fazer uma maquiagem, deixar o cabelo bonito... E abrir a porta de entrada com um belo sorriso no rosto!”

foto: Thamyrez Aguiar

7.

20_

Espalhe gentileza e amor nos detalhes

Eu costumo dizer que o amor mora nos detalhes. No Natal, já bordei tags com o nome dos convidados. Fica bacana colocá-las penduradas na árvore ou marcando o lugar na mesa, como sugeriu a Carla. Por mais simples que seja sua casa, sua decoração, sua ceia… Se você puder traduzir o amor nos detalhes, é isso que importa. E essa é justamente a dica da Thamyrez Aguiar, do Casa Design Studio: “Espalhar gentileza e amor nos detalhes da festa de Natal pode ser bem simples; como por exemplo reaproveitar potes de vidro, utilizando washi tape para dar um toque de encanto. Seus convidados ficarão surpreendidos com o mimo e, com certeza, o seu ato de cuidado com os detalhes será passado adiante. Afinal, gentileza gera gentileza, amor gera amor e cuidado gera cuidado!”


9.

Promova um amigo oculto temático

foto: Erica Palmeira

É diversão na certa e uma opção bem bacana pra tempos de crise. A dica é da Zilah (ou melhor, a Zizi né?), do blog Das Coisinhas, que já faz isso há anos: “No meu Natal não pode faltar família unida, muita alegria e gargalhadas. Uma ideia legal, a qual temos aderido nos últimos anos, é fazer um amigo oculto temático: de chocolates, de livros, de brincadeiras… A festa fica ainda mais completa e todo mundo ri bastante.”

8.

Pendure a família na árvore de Natal

Em certo Natal, levei comigo pra festa um gorro de Papai Noel e fotografei toda minha família, individualmente, vestindo o gorro. No Natal seguinte, montei a minha “Árvore da Famíla”, substituindo as tradicionais bolas por fotos dos membros de minha famíla. Sem dúvida, uma árvore carregada de amor - veja a foto de capa desta matéria!

10.

Inicie uma tradição em família

Pode ser um ritual, uma comida, uma decoração… Mas, na opinião da OcaPopper Erica, nada supera as tradições que envolvem a magia do mundo infantil: “Aqui em casa, demos início, no ano passado, a uma tradição deliciosa, o Elf on the Shelf. O Elf nada mais é do que um espião bagunceiro enviado pelo Papai Noel. A criança recebe um pacote vindo do Pólo Norte contendo um Elf e um livro que explica a tradição.” “Apesar de saber que esta é uma tradição que não durará muito tempo, porque já já as crianças perdem a inocência de acreditar nas coisas mágicas, pretendo curtir ao máximo enquanto puder e mais tarde, certamente, repetir com os netos e passar esta tradição por muitas e muitas gerações.” Se você tem crianças pequenas em casa, vai adorar conhecer a história do Elf na casa da Erica, lá no seu blog, o HomeSweetener. _21


11.

Faça do dia de montar a árvore um dia especial

Aqui em casa, eu costumava montar a árvore sozinha, à noite, quando minha filha já havia ido dormir. Mas lembrei-me de como gostava de ajudar a minha avó Irene a montar o presépio. Ela fazia uma montanha imensa com papel pardo, descendo pela parede e terminando em uma grutinha que abrigava a manjedoura com o Menino Jesus. Colocava grama, areia, espelhos imitando lagoas… Ah… É uma pena que não tenhamos registros fotográficos dos lindos cenários que ela montava. Estão registrados apenas em nossa memória. Assim, há dois anos, faço do dia de montar a árvore um dia especial, onde dançamos e cantamos músicas natalinas e cozinhamos biscoitos enquanto montamos nossa decoração de Natal.

13.

Espalhe o Natal por toda a casa

Lá na dica 5, você conferiu a Thaís espalhando mini árvores pela casa. A ideia é essa: não restringir a decoração natalina ao hall de entrada e sala de estar. Aqui em casa, aproveito a fornada de biscoitos e monto um cénario natalino comestível na cozinha. Sobre a bancada do armário ou num canto da mesa, deixo bowls com biscoitos em meio a um cénario montado com uma lousa com desenho ou um “Feliz Natal” escrito em letras bonitas, uma toalhinha bacana e algumas luzinhas. Também enfeitamos as bonecas da filhota com gorros de Natal e nosso esqueleto Achmed com luzinhas.

22_

12.

Presenteie com biscoitos feitos por você

Principalmente aquelas pessoas que são difíceis de presentear. Meu sogro era desses. Eu nunca sabia o que comprar pra ele. Até que resolvi que meu carinho e meu tempo seriam ótimos presentes. Comprei cortadores em formatos natalinos, um pote de vidro bonito, algumas fitas, fiz uma tag legal… E adicionei carinho ao preparo :) Não deixe de conferir, nesta edição, a receita de biscoito de Natal suíço da Claudia Bömmels, da Brasileiros MundoAfora.


foto: Ma Stump

14.

Registre o seu Natal

Natal é uma celebração que inspira uma porção de ideias que merecem registros para perpetuar as boas lembranças. Não deixe de fotografar a família, a decoração e até os animais de estimação. Siga as dicas da matéria do Fabiano Knopp e não só registre, como insira suas fotos na décor natalina.

15.

Encontre um sabor pro seu Natal

Lá em casa, o Natal tem gosto de Stuffoli, um doce típico italiano, a base de farinha de trigo e mel, que é tradição no Natal da família Omizzollo (o lado da família de minha mãe). Estou louca pra participar, esse ano da preparação que, por ser super trabalhosa, já é um evento à parte. Mas vale cada minuto gasto na cozinha! Para a Ma Stump, o Natal tem gosto de purê de maçã e farofa de castanha portuguesa, “assim misturado e com direito a vários repetecos”. “Porque Natal é uma data única e afetiva por ser produzida em equipe, com pratos feitos em casa, com tia, avó, irmã, mãe compondo uma fatia da festa. É artesanal e é sempre igual! Porque o ano só termina bem se assim for e é isso que nos recarrega de criatividade, amor e energia.” Falou tudo, Ma!

E é desejando que você encontre seu sabor, esteja com sua família, celebre, agradeça e faça você mesmo seu Natal feliz, que divido estas dicas com você e te convido a usar a hashtag #MeuNatalPop e compartilhar conosco, nas redes sociais, o seu Feliz Natal!

#meunatalpop

A Karen é... Curiosa. Multitarefa. Tem a pretensão de inspirar as pessoas. Acredita, sinceramente, que podemos mudar o mundo com uma atitude de carinho e amor de cada vez. E é nessa vibração que, com amor, edita a Revista OcaPop.

_23


Reutilizando materiais descartáveis e baratos na decoração por Erika Karpuk, do Estúdio Dekor | Ektube

24_


foto: Estúdio Dekor®

Repare numa simples caixa de ovos. Analise seu design, repare na sua estrutura e no material que é feita. Será que não existe beleza nessa embalagem considerada descartável?

_25


26_


é realmente um país de grandes contrates. Se de um lado as pessoas são calorosas e a natureza exuberante, do outro, montanhas de lixo são acumuladas diariamente provenientes das nossas próprias casas e trabalhos. O propósito desta reflexão não é apontar você como culpado. É mostrar que você pode ser a solução! Todos nós geramos lixo, e precisamos ter consciência disso. As informações vão aparecendo e nós, como sociedade, recebemos a informação, entendemos, filtramos, absorvemos e colocamos em prática. Acho que esse é o processo para tudo né? Mesmo que muitas vezes ele pareça evoluir a passos de tartaruga, ainda assim, é como a vida funciona.

E voltando a falar sobre contrastes, eles só existem por conta de uma palavra: consumo. Graças a esse sentimento do “ter” estamos transformando nosso planeta em uma “grande e única indústria”. Utilizando todos os recursos naturais para produzir “coisas”. Coisas de todos os tipos. Coisas que muitas vezes a gente quer e nem sabemos por quê. Coisas que queremos porque todo mundo tem. Coisas que usamos uma vez e descartamos porque foram feitas com essa intenção. Coisas e mais coisas que consumimos e consumimos sem freio ou consciência. Isso é muito sério gente! E é aqui que proponho a ideia de que precisamos deixar de ser o problema e nos tornarmos a solução!

foto: Estúdio Dekor®

O Brasil

_27


28_


foto: Estúdio Dekor®

O universo do design é muito maior do que imaginamos, ele está inserido em tudo o que vivemos e fazemos. Os pallets já ganharam as casas e corações de todos e conseguimos enxergar sua beleza e utilidade. O que proponho é uma reflexão sobre seu olhar para as coisas que consome, já com a intenção de reaproveitamento! Por que não comprar o shampoo pensando no que sua embalagem pode se transformar?

_29


foto: Estúdio Dekor®

Latas, rolhas, jornais e revistas, eletrônicos usados, garrafas. É um mundo de coisas com seus designs exclusivos, esperando serem descobertos. Já que precisamos consumir, que seja de forma consciente. Acredito piamente no poder do design sustentável. Mas ele só tem força se tivermos a consciência de que ele pode e deve ser usado por todos e para todos. Utilizando o maravilhoso universo da decoração de forma sustentável, podemos fazer a diferença no futuro do nosso planeta. ♥

30_

Erika Karpuk é designer de interiores e diretora do Estúdio Dekor®, especialista em Projeto de Decoração Sustentável e autora do conceito da Obra Limpa Dekor, também é criadora de conteúdo do EKtube, com ideias de Design DIY para decorar a casa. youtube.com/erikakarpuk | Projetos e Imagens: Erika Karpuk | Estúdio Dekor®


embalagens ECO-FRIENDLY para enfeitar seu presente

de Natal! por Ana Schuller, do This German Life

32_


foto: Ana Schuller

Mais um Natal se aproxima rapidamente e já está mais que na hora de começar a pensar com carinho nas pessoas que iremos presentear. Que tal usar a sua criatividade para fazer um natal diferente este ano? Que tal, além de trocar presentes sustentáveis também fazer uso de embalagens ecológicas, que podem deixar o seu presente ainda mais especial? Quem não gosta de receber algo elaborado com toda atenção e com toque pessoal? Mesmo que o seu presente seja apenas um mimo ou uma pequena lembrança, tenha certeza de que o embrulho vai demonstrar muito o quanto que a pessoa que o irá receber é importante, e para pessoas especiais vale muito a pena dedicar um pouco a mais de tempo criando algo bonito e personalizado.

_33


foto: Ana Schuller 34_

Eu adoro personalizar as minhas embalagens de presente e é exatamente nesta época do ano que mil ideias começam a passar pela minha cabeça. É o tempo de colocar a mão na massa e criar! Para mim, o embrulho se torna ainda mais significativo quando feito à mão e com materiais eco-friendly. Eu sou totalmente adepta da simplicidade e me apego na ideia de que menos é sempre mais. Adoro incorporar elementos naturais nas minhas decorações e sou fã incondicional da juta, do papel craft reciclado, do barbante e de plantas naturais. Acho essa mistura rústica muito rica e aposto nela sem medo de errar. Tenho notado que essa ideia de usar mais materiais naturais na decoração e em embalagens está ficando cada vez mais forte no Brasil e também aqui naAlemanha, o que eu acho muito legal.


_35

foto: Ana Schuller


36_

foto: Ana Schuller


foto: Ana Schuller

Sem dúvida, os presentes que possuem um toque pessoal, mesmo que seja apenas um pequeno raminho de pinheiro, uma embalagem de papel, algumas frutinhas vermelhas ou um laço delicado feito de barbante, são os que mais tem potencial de agradar. Portanto, se você está procurando uma forma mais natural de presentear e adicionar o seu toque e criatividade aos seus presentes, aqui estão algumas ideias de como embrulhar presentes de maneira simples, barata e bonita!

_37


foto: Ana Schuller

Os detalhes fazem sim toda a diferença, especialmente quando pensados com carinho. Por isso, mãos à obra! Use a sua imaginação e arrase neste Natal com embalagens criativas e naturais que ficarão tão lindas, que quem as receber poderá até ficar com pena de desembrulhar!

38_


_39

foto: Ana Schuller


foto: Ana Schuller

Desde jรก, boas festas!

40_


Nasceu em Fortaleza no Ceará, é doutora em química, beatlemaníaca, fotógrafa e blogueira. Foi para a Alemanha pela primeira vez há cinco anos atrás por causa da ciência e ficou de vez em nome do amor. Há dois anos é casada com um alemão que tem o espírito e o calor do povo brasileiro. É uma do-ityourselfer, ama decoração e está sempre procurando aprender coisas novas. É adepta da simplicidade e do minimalismo na vida e procura sempre levar a vida de maneira positiva.

_41


desliguei a TV ...e descobri a

Flavia Calina

por Carla Torci

fotos: Flavia Calina e AndrĂŠ Luiz Fotografia

42_


_43

foto: AndrĂŠ Luiz Fotografia


foto: AndrĂŠ Luiz Fotografia

oi, pessoal! tudo bem?

44_


É assim que ela começa todos seus vídeos e sempre com uma voz gostosa de ouvir. Pra mim, a história começou há mais de dois anos, quando o YouTube me recomendou um vídeo chamado Vlog: Vida Doméstica - não me lembro bem, mas acho que no momento eu estava assistindo a algum tutorial de como tirar mancha de roupa ou qualquer outra coisa do tipo. Cliquei no vídeo sugerido e foi aí que tive o primeiro contato com Flavia Calina: uma brasileira de trinta e poucos anos, casada, professora que mora nos Estados Unidos há dez anos e compartilha seu dia a dia com os quase um milhão de inscritos de seu canal. Uau! Esse primeiro vlog me levou a outro, depois a outro e a mais um... E quando vi, já tinha assistido a tantos vídeos, que estava me sentindo íntima da Flavia. Era como se eu tivesse pego uma série nova para assistir, não conseguia parar... E olha que são sempre vídeos longos, viu? Ao ouvir a vinheta de abertura, meu marido até falava (e ainda fala): Tá assistindo sua amiga, né? Naquela época, o canal tinha cerca de cem mil inscritos e ela ainda estava grávida de sua linda filhinha, a Victoria. A Flavia dividiu com o público o processo que enfrentou para conseguir engravidar, o período da gestação todinho e até o parto. Só que ela não mostrou só por mostrar, como se fosse um Big Brother. Foi tudo feito com cuidado, bom gosto e o principal: com sinceridade. Lá, você vê sempre uma pessoa real, nada de personagem. Como professora em escola com método de ensino montessoriano, ela acumulou uma bagagem na área da educação infantil muito

admirável e diferente do que estamos acostumados a ver. Isto já começou a aparecer nos vídeos antes mesmo de sua filha nascer, quando montou com o Ricardo, seu marido, um quartinho montessoriano. Com a chegada da Baby V, pudemos ver como todo o conceito que ela havia nos passado durante meses, realmente seria posto em prática todos os dias dentro de sua casa. Esta é a grande beleza do canal: ela não só explica o teoria, como mostra a aplicação dos métodos em sua rotina. O legal é que não precisa ser mãe ou estar grávida para aproveitar os vídeos. Não se trata só de um canal sobre educação infantil - até porque, ele começou falando de maquiagem - eu diria que é um canal inspirador, pra você aprender e se emocionar. Com seus quase um milhão de alunos espalhados pelo mundo, sinto que Flavia tem a mesma essência e simpatia de quando a conheci em 2013. Para vocês terem uma ideia... Chegou uma fase em que a família Calina recebia tantos, mas tantos, presentes do público, que no ano passado decidiram fechar a caixa postal para que a Baby V não achasse que aquilo era natural, comum. Atitude louvável, não acham? Além disso, é possível notar o quanto o canal se tornou mais profissional e reconhecido em outros meios, sem perder sua pureza e brilho. Dito isso tudo, imaginem a minha alegria quando recebi uma resposta positiva para entrevistá-la? Tive um treco! Além das perguntas, pedi para que ela escolhesse o canto favorito de sua casa para nos mostrar e contar mais sobre ele. Vamos então pro bate papo com a Flavia? Bora!

_45


sobre o canal... Carla: Flavia, qual o momento mais feliz que seu canal já te proporcionou e por quê? Flavia Calina: O momento mais feliz que o canal me proporcionou foi de ser convidada pela Deborah Secco para participar de um programa para o Gshow. Estar entre convidados como Fátima Bernardes e Tiago Leifert foi uma honra e ao mesmo tempo um reconhecimento do meu trabalho. Carla: Eu vibrei com você no dia em que a Deborah Secco te reconheceu! Te achei chiquérrima! Carla: No meio de tantos vlogs praticamente diários, qual seu filtro para decidir o que é conteúdo de YouTube e o que é vida particular? Você sente que de alguma forma está trabalhando desde o momento que acorda até a hora de dormir? Flavia Calina: Eu com certeza trabalho desde a hora que eu acordo até a hora que vou dormir. Não existe uma divisão em nossos dias e estamos tentando mudar um pouco isso, pois não é fácil quando o seu negócio depende de você. Eu escolho momentos do meu dia que acredito que passem uma mensagem de ensinamento ou de entretenimento para as pessoas, aí, fica mais fácil filtrar o que eu vou filmar.

sobre educação infantil... Carla: São tantas informações “novas” que você já apresentou a seu público, como: a linguagem de sinais para bebês, o quarto montessoriano, o evitar dizer palavra “não” e no lugar dar alternativas de decisão à criança, as atividades que vão além da brincadeira etc. Qual desses assuntos você sente gerar mais dúvida e qual gera mais polêmica no seu canal? Por quê você acha isso? 46_

Flavia Calina: Todos geram polêmica! Hahahahaha. Por serem teorias um pouco fora do que foi ensinado por nossos pais, as pessoas têm uma certa resistência. Mas o bacana é que posso mostrar os resultados em tempo real com minha filha. Mas para responder sua pergunta, acredito que o mais difícil das pessoas entenderem é o de não falar não. Algumas pessoas acham que quando falo para não falar não, quer dizer que estou permitindo que minha filha faça o que ela quer, mas na verdade, é o contrário, eu digo o que ela tem que fazer ao invés de falar o que ela não pode fazer. Por exemplo, ao invés de falar: “filha, não coloca a mão aí”, eu digo: “filha tira a mão daí” ou “filha, esse objeto é só para olhar”. Carla: Tenho a impressão de que, especialmente no Brasil, uma grande maioria das mulheres quando recebe a notícia que está grávida corre para providenciar o enxoval e a decoração do quartinho... Muitas vão em busca daquilo que está na moda, das grifes do mundo infantil. Vejo chás de bebê até mais suntuosos do que casamentos. Sinto que a importância dada a estes itens é, muita vezes, muito maior do aquela dada à busca pela informação do que é ser mãe/pai e de como colaborar da melhor maneira para o desenvolvimento da criança. Sinto também que muito dos conceitos que você nos traz vão contra tudo isso, pois são baseados puramente na paciência, no amor incondicional, no colocar-se no lugar da criança e até na criatividade. Finalmente minha pergunta: você como referência hoje para tantas famílias, que conselho daria para uma futura mamãe? Por onde começar? Flavia Calina: Nossa, eu simplesmente estou amando suas perguntas, você realmente conhece meu trabalho e entende minha proposta. Carla: NOOO WAAAY (bordão da Flavia)! Estou me achando agora! Haha :*


foto: André Luiz Fotografia

Flavia Calina: Quando estamos grávidas realmente procuramos do bom e do melhor para nossas crianças, mas às vezes nos esquecemos de pesquisar sobre o que mais importa, que é sobre o cuidado com os bebês e depois com as crianças. Claro que todos precisamos de um enxoval básico para levar o bebê para casa. Por isso, procurem na internet ou mesmo no YouTube uma lista com itens básicos que toda mamãe precisa e não se preocupe com o resto, pois depois de um tempo com o bebê em casa você vai ter uma ideia do que realmente seu bebê precisa e você pode comprar aos poucos. Mas a dica que eu realmente dou é de pesquisar sobre o desenvolvimento do bebê, sobre as fases que eles passam para que você entenda realmente como um bebê é. Com essas pesquisas você vai tomar a decisão de dormir com o bebê no quarto ou não, saber dos benefícios da amamentação, saber que o choro do bebê é uma forma de se comunicar e não por ser mimado. Procure textos e vídeos que se encaixam com o que o seu instinto te diz, pois a mãe sabe o que é melhor para o filho e com um pouco de informação você vai se sentir segura e ficar mais tranquila.

_47


48_


A Flavia elegeu a sala de estar como seu canto favorito na casa

foto: Flavia Calina

É aqui que ela passa a maior parte do tempo com a família, grava vários vídeos e onde estão concentradas diversas atividades para a Victoria explorar, brincar, aprender e se desenvolver. O propósito dessas atividades e como prepará-las, ela explica em diversos de seus vídeos (sugiro que você assista: Novo cantinho de atividades) e é sobre isso que conversamos a seguir.

_49


50_


foto: Flavia Calina

atrativa para que a criança queira explorar sem ficar confusa. O segundo motivo, é para a criança focar no real objetivo da atividade, por exemplo: a tesoura é para cortar e não para ficarmos distraídos com a bandeja da Branca de Neve. Outro motivo, é que muitos brinquedos e atividades já são coloridos e se você coloca todo o aparato (bandejas, prateleiras, potes etc) coloridos, pode estimular muito a criança e ela se desinteressar muito rápido da atividade. Carla: E como escolher e dispor as atividades no caso das famílias com mais de uma criança e de idades diferentes? Por exemplo: os tipos de atividades devem ser diferentes e dispostas em móveis separados? Devem existir algumas atividades para serem feitas individualmente e não em dupla ou grupo? Flavia Calina: Eu colocaria as atividades em

ordem da mais fácil para a mais difícil. Se tiver 2 prateleiras, melhor ainda, pois você pode fazer essa separação, mas não diria: essa prateleira é do João e essa é da Maria. Diria que cada atividade tem uma ordem a ser feita e tem coisas que o irmão mais novo vai ter que esperar para aprender para depois mexer. Escrevendo aqui parece esquisito pedir para uma criança esperar para mexer em um brinquedo, mas nas escolas Montessori as salas são com crianças de 3 as 6 anos, todos juntos, e as crianças de 3 anos não podem fazer certas atividades porque ainda não tiveram uma lição e elas respeitam e não toca nelas. Mas, para isso, precisa de uma dedicação muito intensa. Se a família trabalha fora o dia inteiro e fica por poucas horas no final do dia em casa, eu separaria a atividade que a criança mais nova não pode mexer e colocaria em um lugar especial para criança mais velha. _51


sobre a vida... Carla: As festas de fim de ano já estão chegando e com elas aumenta nossa vontade de estar com a família, fazer um balanço do ano que passou e estabelecer novas metas em todos os âmbitos da nossa vida. Acredito que tudo isso tenha muito a ver com a mensagem que você passa no seu canal. Qual a sua dica para que a gente carregue estes sentimentos positivos no dia a dia e não fique, talvez por pura comodidade, esperando dezembro chegar para poder vivenciá-los? Flavia Calina: Isso realmente é um desafio em nossas vidas, pois na correria do dia a dia acabamos vivendo um dia após o outro só cumprindo nossas obrigações. Uma sugestão que eu daria é de sempre ter seus objetivos e planos em um caderno perto de você para que tenha acesso sempre. Escrevo meus objetivos na minha agenda de trabalho e de ideias e quase todos os meses dou uma olhada para ver se estou no caminho ou se me perdi um pouco. Isso me ajuda a fazer um balanço frequente e a pensar se eu preciso fazer algo diferente para conseguir aquilo que eu quero. Carla: O que você diria para aquela Flavia lá daquele primeiro vídeo de maquiagem? Acredito que a mensagem possa encorajar muito aqueles que já fazem parte da sua “sala de aula de quase 1 milhão de alunos” e também aqueles que estão te conhecendo agora. Flavia Calina: Uau! Essa é uma ótima pergunta! Me fez pensar por um momento. Naquela época eu estava muito triste por não conseguir engravidar e sabia que precisava cuidar de mim. Tinha tantas dúvidas do que eu queria fazer da vida, se eu seria feliz sem filhos. Mas olhando para trás eu diria que o melhor investimento que você pode fazer na sua vida é em você mesmo. Tudo o que você investir em você, você terá resultado, se sentirá melhor, será mais produtiva, criativa e tudo conspirará para o bem. Quando estamos felizes, com energia e focados em o que nos faz bem, as coisas começam a acontecer. Não podemos confundir isso com egoísmo, que é uma coisa totalmente 52_

diferente, mas a gente nunca pode dar nada para alguém ou ser de serventia para alguém se não estamos bem. A gente só dá aquilo o que a gente tem, então se estivermos dispostos, saudáveis, determinados, podemos assim alcançar muitas coisas e no meio do caminho ajudar muita gente. Carla: Para encerrar (ahhhhhhh... não quero!): para quem já está morrendo de vontade de ir correndo lá no seu canal para te ver em ação, qual vídeo você recomenda? Aquele vídeo que mais representa a sua essência? Por que ele é especial para você? Flavia Calina: Você realmente tem as melhores perguntas! Hahahahaha O primeiro, é sobre o diário de gratidão. No momento mais difícil da minha vida, quando eu não conseguia ter filhos, percebi que precisava ser grata por tudo o que eu já tinha e isso mudou muito minha forma de pensar e de ser: 30 Coisas Para Fazer Antes dos 30 - Episódio 3 Diário de Gratidão. O segundo, é respondendo perguntas dos webespectadores sobre disciplina de crianças e como lido com birras. Esse vídeo mostra muito como lido também com frustrações e dificuldades do dia a dia: Como eu lido com a birra. Um vídeo que eu gosto muito é o vídeo que fiz sobre palmadas. Gosto de compartilhar minhas experiências que tive em sala de aula e nesse vídeo falo sobre minha visão sobre usar palmadas como forma de disciplina: Palmadas como método de diciplina? O último vídeo que gostaria de compartilhar é mais recente. É um vídeo especial que fiz para o Dia das Crianças. Nesse vídeo falo sobre como gostaria que todas as crianças fossem tratadas e criadas: O que desejo para minha filha e todas as crianças. Agradeço muito a Flavia pela conversa e por estar sempre nos trazendo conteúdo relevante e inspirador através do seu canal. Agora já sabe, né? Corre lá e assista à família Calina!


foto: Flavia Calina

(ops, acho que vi um pezinho da Victoria) A Carla é a editora caçula da OcaPop. Arquiteta que ama decoração desde criancinha e que há quase 4 anos botou a casa inteira em um container e mudouse com o marido para Alemanha.

_53


PARA LEMBRAR E SORRIR E BRINCAR.. por Francine Bagnati, do Lรก de Casa

54_


O que faz de nós o que somos, como agimos, como nos relacionamos com as pessoas e com o mundo? Para além das questões genéticas, de traços inatos de personalidade... Aquilo que somos “por natureza” vai sendo moldado aqui e ali pelas nossas vivências.Alguém discorda? É claro que a gente não consegue ter uma clareza objetiva disso, mas tudo o que vivenciamos imprime em nossa alma um sentimento, um aprendizado (dizem os entendedores que é na primeira infância que isso acontece de forma mais significativa)...

E se a gente pudesse revisitar essas sensações? _55


um jogo de mem贸ria afetiva!

56_


_57


58_


Vamos pro passo a passo? Pra começo de conversa, corte o que será a base de cada peça. Eu optei por usar madeira balsa, que é leve e resistente à ação de mãozinhas de criança, mas ela pode ser substituída por papelão, plaquinhas finas de MDF, papel Paraná, cortiça, feltro... Se o seu filho for participar do processo de confecção, essas serão opções até mais fáceis. Use um estilete, uma régua de metal e uma base de corte para fazer plaquinhas com 6,5cm de lado. Se quiser pular essa etapa, encomende já no tamanho desejado em uma loja que venda caixinhas e peças para artesanato. Depois de cortadas, dê uma lixada de leve nos lados de cada plaquinha. Eu fiz 32, para 16 pares de imagens. Achei um bom número de peças. Deixe-as temporariamente de lado e passe para a tarefa mais legal! Prepare um chá, sente-se em uma cadeira confortável e delicie-se revendo o seu histórico de fotos do Instagram ou os arquivos de imagem do computador mesmo! Mas cuidado, hein? Mantenha o foco, senão esse presente fica pronto lá pro carnaval! Rs

Separe as fotos do seu filho com aquele amigão do coração, parceiro pra toda hora! Tente identificar quais são as que mais vão fazer sentido para eles – seu filho poderá dar todas as dicas necessárias nessa hora! Disponha as fotos em um arquivo de photoshop ou CorelDraw no tamanho para impressão. Como eu queria as fotinhos com tamanho 5,7x5,7cm, colei-as em grupos de 6 em um arquivo 13x18cm. Salvei como .jpeg e enviei para impressão como fotografia mesmo. Corte as sobras de cada lado e cole a foto sobre uma das faces adesivas de um papel dupla-face. Como plano B, você pode colar usando cola branca ou imprimir em uma gráfica já em papel adesivo. Corte cada fotinha. O estilete e a régua vão te ajudar bastante nessa hora também. Agora vem mais uma diversão: colar cada uma em sua plaquinha! Veja que eu também colei no verso de cada, um quadradinho de papel de scrapbook, usando o papel duplaface. Só pra dar um charminho a mais – afinal, "crafiteira" eu sou!

_59


Tรก pronto o jogo!

60_


_61


Eu costurei rapidinho um saquinho de tecido para guardar as peças, mas você pode fazer isso usando uma caixinha de mdf. Claro que aqui em casa rolou um test drive do presente, que foi super aprovado! Os meninos se divertiram tentando achar os seus momentos preferidos!... Tô doida pra ver a carinha das amigas quando ganharem o presente... Espero que vocês tenham gostado! Um beijo grande, cheio das boas vibrações de final de ano...

A Fran é médica de formação e muito feliz com seu trabalho, entretanto, é também dona de uma “incompletude” constante, que a faz querer aprender sempre alguma coisa diferente – crafitagem, costurices, marcenaria, filme, fotografia… uma coisa de cada vez ou tudo ao mesmo tempo. É uma genuína aprendiz, que acredita fortemente que não precisamos ser uma pessoa só. Procura dar espaço em sua vida para as várias Frans, sempre dando o melhor de si em tudo o que faz.

62_


_87


pitaco

da

Logo após o lançamento da primeira edição da Oca, lançamos também nosso primeiro concurso cultural. Pedimos que vocês nos mandassem fotos de cantos críticos das casas de vocês, acompanhados de um texto emocionado contando porque precisavam de ajuda. O prêmio, a princípio, seria somente o Pitaco da Oca, sob forma de uma consultoria rápida e online, com dicas no melhor estilo bbb (boas, bonitas e baratas) pra transformar, num piscar de olhos, seu canto em crise, num canto cheio de encantos. O concurso, que era pra durar uma semana, acabou durando quase duas, quando resolvemos ampliar os prêmios e oferecer um voucher de 500 reais (com frete gratis) que a linda Meu Móvel de Madeira gentilmente disponibilizou para presentearmos um de nossos leitores. E qual não foi nossa

surpresa, quando, já quase encerrando o prazo para participação, a maravilhosa Me Bajule nos enviou um email cheio de amor, oferecendo uma almofada e um abajur, da nossa escolha, para presentear o vencedor do Pitaco?! Foram diversos cantos com as mais diferentes crises. Uns textos nos fizeram chorar, outros foram tão criativos que nos arrancaram sorrisos. Mas apenas uma pessoa poderia ser a vencedora, então… tivemos a árdua tarefa de escolher – não foi fácil, viu? Nós 3 lemos todas as crises e analisamos as fotos de todos os cantos. No fim das contas, levou o Pitaco o canto com a história que mais nos tocou – fazer o que se somos manteigas derretidas? Não vamos contar aqui o drama em detalhe, mas vamos apresentar pra vocês a Kátia e o nosso pitaco :)

A Kátia é uma crafiteira multitalentos (você pode conhecer o trabalho dela aqui: facebook.com/maisondacriacao). É mãemaravilha de um menininho lindo e é do tipo que leva a vida com o sorriso no rosto, por mais que as coisas não estejam lá muito boas. Ela nos escreveu contando seu drama e mandou pra gente a foto do seu canto em crise, um quarto que divide com seu filhote. Seu desejo era transformar aquele quarto de dimensões tímidas, em um espaço multifunções, que possibilitasse o descanso, o trabalho e as brincadeiras do pequeno, já que é lá que a dupla passa a maior parte do tempo. 64_


Para que fosse possível elaborar os Pitacos, recebemos da Kátia uma planta esquemática e fotos do ambiente e de itens que poderiam ser reformados e reutilizados no design. Tendo isso em mãos, bolamos uma proposta acessível, a ser executada nos moldes DIY, para transformar aquele quarto num espaço lúdico, funcional e aconchegante, que atenda às necessidades e desejos da mamãe e do filhote.

...SAI UM CANTO EM CRISE, NTO: ENTRA UM CANTO CHEIO DE ENCA

_65


Nosso Pitaco começa assim: dando uma pincelada de cor e alegria, para quebrar a brancura do quarto com duas meias paredes em azulAPATITA. Mas por que não pintar as paredes inteiras? Uma das preocupações da Kátia era não fazer parecer menor o quarto de dimensões já limitadas, então uma excelente solução para não abrir mão das cores é deixar o branco na altura dos olhos e jogar à vontade com as cores na parte inferior da parede (anote aí, você que tem um quarto pequeno). Repaginar itens existentes com pintura nova ou forração em tecido foi outra sugestão para trazer cor e textura ao ambiente. Para a paleta de cores, levamos em consideração não só cores de itens existentes, como a do edredon (rosa), como também a criação de um equilíbrio entre tons relaxantes (azul) e estimulantes (amarelo), promovendo um ambiente unisex, que atenda aos gostos da mãe e do filho. Gavetas avulsas recebem tinta e tecido e transformam-se em nichos para parede; prateleiras existentes ganham cores novas; criado mudo é completamente forrado com tecido e recebe puxadores novos ; porta instalada sobre mãos francesas vira bancada de trabalho, brinquedos dividem o espaço com objetos decorativos; até os pôsteres que mandamos em nossas primeiras newsletters aparecem na proposta. De maneira simples e acessível, propomos uma profunda transformação para o ambiente.

66_


MAS E OS PRESENTES DA MEU MÓVEL DE MADEIRA E ME BAJULE, ONDE ENTRAM?

Nem só de objetos repaginados vive esta transformação, e graças às nossas parceiras Meu Móvel de Madeira e Me Bajule, o quarto da Kátia ganhou presentes lindos que, além de funcionais, ajudarão a trazer ainda mais alegria e aconchego ao ambiente.

1 3 2

5 4

pitaco

1- Os primeiros pôsteres enviados gratuitamente para download aos assinantes da newsletter da Oca. 2- O abajur Capri, além de lindo, possibilita aquele momento de leitura à noite, que beneficia não só a mamãe, como o pequeno – que criança não curte uma historinha antes de dormir? 3- As duas prateleiras brisa ajudam a organizar brinquedos e servem também para a aparar os pôsteres emoldurados. 4- A almofada patchwork que, com diferentes estampas, reúne todas as cores utilizadas no quarto, fica na mais completa harmonia com o entorno. 5- A cadeira amarelo canário fica perfeita para a área de trabalho, se utilizada em conjunto com uma almofada.

concedido, esperamos que a Kátia consiga trazer para a realidade as intervenções sugeridas, que embora simples e acessíveis, promeverão com certeza uma mudança radical no espaço, criando um ambiente prático, lúdico e lindo. Que esta seja a primeira de muitas outras iniciativas em parceria para ajudar a espalhar cantos cheios de encantos por aí. Vida longa ao Pitaco da Oca!

_67


a

GRANDE

virada por Thamyrez Aguiar, do Casa Design Studio fotos: Ana Cantarini

68_


foto: Ana Cantarini

Não existe começo e nem fim, apenas constantes ciclos das nossas experiências. Infelizmente, apenas percebemos esses ciclos quando avançamos mais um ano no calendário. Cada momento da vida é um novo ponto de começo, à medida que percebemos que somos responsáveis por tudo que nos acontece. Cada pensamento que temos está criando nosso futuro.

_69


70_

foto: Ana Cantarini


Sempre fiz anotações da minha vida, coisas que sinto no agora e desejos para o futuro. E um dia desses encontrei um caderno com todos os meus planos e o que eu queria alcançar com o Casa Design Studio, o meu blog. Nesse momento eu ainda trabalhava para uma empresa, tinha o meu horário fixo, minha carteira de trabalho assinada, minhas obrigações e um pesar muito grande. Um sentimento muito esquisito, uma necessidade enorme de assumir a autoria da minha própria existência. Levei um bom tempo para desenvolver uma atitude de coragem para correr atrás das coisas que eu desejava conquistar. Talvez por ter sido sensível demais ao que há de ruim na vida. Não desejava fracassar nos meus planos e o medo de faltar algo me assombrava. Num processo natural de amadurecimento, percebi que esses medos eram auto impostos por mim, e isso só fazia com que eu perdesse chances legítimas para o sucesso dos meus planos. Não tinha consciência de que tudo o que é bom começa com a aceitação do que existe dentro do próprio ser, começa com amar a si mesmo. Quando aprendi a me amar e a aprovar até as coisas que eu julgava serem ruins, foi o momento da minha grande virada. Quando compreendemos que somos diferentes, únicos e especiais, saímos da

competição que estávamos em toda a nossa vida. Parece que tudo que a gente batalhou para conquistar não faz mais sentido algum. Não temos que conquistar o que a sociedade espera de nós. Tentar ser o que esperam da gente só serve para atrofiar nossa alma. Estamos aqui e agora para expressar quem somos e nada mais. Portanto, acredite em você. Você é muito mais incrível do que acredita. Uma das anotações que encontrei naquele caderno, era o desejo de um trabalho que eu amasse, que me deixasse entusiasmada, com vontade de acordar cedo e dar o melhor de mim. E vendo tudo o que passei, desde o dia que escrevi isso em meu caderno e onde estou agora, fico feliz em perceber que consegui realizar algo que um dia achei ser impossível. Hoje vejo que nada é impossível! Apenas as limitações que nós mesmos acreditamos. Hoje também vejo que não devemos ficar congelados na nossa proposta inicial quando estamos construindo novos paradigmas para a nossa vida. Tenho um novo caderno, mas dessa vez preferi não escrever desejos, mas sim, um propósito maior para a minha existência, quero contribuir para que o mundo fique um pouquinho melhor, porque eu vivi nele.

_71


O desequilíbrio do nosso dia a dia não nos permite enxergar os nossos melhores aspectos. Por isso é importante nutrir o seu ser completo: Corpo, Mente e Espírito. Há várias formas de você alimentar a sua essência, muitos caminhos para explorar. Há pessoas que praticam yoga, outras preferem surfar, correr na praia, alguns escolhem não comer carne, outros viajam todos os finais de semana. Tem quem prefira meditar, há quem goste de fazer suas orações, tem gente que não perde uma brincadeira com o seu filho... Não há um método certo, isso é algo que você terá que descobrir sozinho. Para quem ainda está no processo de se descobrir, acordar bem é o começo de sua qualidade corporal, mental e espiritual. Qual a primeira coisa que você diz pela manhã ao acordar? Lamenta por ter mais um dia pela frente? Ou acorda vibrando alegria e gratidão? Passe a observar qual é a sua escolha. Você se doa mais para a vida, quando está com o astral lá em cima. Procure fazer pequenas coisas nas suas manhãs para que elas comecem serenas, cheias de amor e luz. Talvez você precise acordar ainda mais cedo, para fazer as coisas com calma, reservar alguns minutos para meditar, ou fazer uma leitura, ouvir uma boa música, qualquer coisa que elimine as preocupações da sua cabeça e que faça você prestar atenção na sua respiração. Ou seja, acorde cedo com muito amor, pois terá um momento muito especial em comunhão com você mesmo.

72_


_73

foto: Ana Cantarini


Acorde sorrindo e brilhando de dentro para fora. Eleve o seu astral, faça com que tudo continue bem com você, sejam quais forem os acontecimentos externos. Leia tudo o que possa expandir a sua percepção e o seu conhecimento sobre si mesmo. E vá dando passos cada vez mais largos no seu caminho para o crescimento interior. Isso é trabalho para uma vida toda, quanto mais você aprender e colocar em prática, mais verá a sua vida florir, porque o seu sol irá brilhar de dentro para fora. Como estamos constantemente criando cada momento de nossas vidas, não vejo sentido em te desejar um Feliz Ano Novo. Todos os dias, podemos dar nossa grande virada, portanto desejo que você celebre a cada dia vivido desde o momento em que abrir seus olhos, até fechá-los para dormir. Não se esqueça que hoje é especial, e que seus pensamentos de hoje vão criar o seu futuro.

foto: Ana Cantarini

feliz DIA novo!

Designer de produto por formação, na decoração por amor, trabalha há 5 anos com o design em várias esferas, o que lhe trouxe um senso de estética bem diversificado. Hoje trabalha como freelancer em projetos exclusivos na área de visual merchandising para grandes marcas de moda, atuando também no design gráfico. Há um ano descobriu que ama ensinar a prática milenar do Yoga, começando com a sua jornada como professora.

74_


_87


QUIBE DE ab贸bora por Luiza Florenzano, fot贸grafa

76_


Em tempos de home office intenso, onde surge uma preguiça/desânimo na hora de ter que parar tudo para pensar no almoço, trago aqui mais uma receita vegetariana que me conquistou por ser fácil de preparar e também ser uma delícia. Além do ingrediente principal ser abóbora, uma das maravilhas do meu mundo, ela inclui hortelã, cebola roxa e fica melhor ainda quando misturada com pimentas. A preparação do quibe em si é extremamente fácil, o mais difícil em todo o processo é a espera pra ficar pronto.

_77


ingredientes para aprox. 4 porçþes

78_


2 xícaras da abóbora de sua preferência (usei a japonesa) 1 xícara de trigo para quibe ½ xícara de hortelã picada 1/2 cebola roxa processada shoyu e azeite para pincelar sal e pimenta a gosto

_79


preparo

80_

Cozinhe a abóbora cortada em cubos até que fiquem bem moles, quase desmanchando. Escorra a água, deixando um fundinho e esmague os pedaços de abóbora até que fiquem com a consistência de um purê. Acrescente o trigo, misturando bem, e deixe descansar por meia hora para que ele absorva a água da abóbora e fique molinho. Após o descanso, tempere a mistura com o restante dos ingredientes: cebola, hortelã, sal e pimenta. O shoyu será usado somente na finalização, portanto não salgue muito. Espalhe o quibe uniformemente em uma travessa untada com azeite. Para finalizar, pincele o quibe com a mistura de uma colher de sopa de shoyu para meia colher de sopa de azeite (assim ele vai ganhar uma corzinha). Feito isso, leve a travessa ao forno médio preaquecido, por cerca de 40 minutos (ou até que a superfície fique sequinha).


_81


Enrico Augusto deixou umas babinhas pingarem pelo chão da cozinha, além de ter abocanhado um pedaço crú de abóbora que caiu no chão devido a força de sua mente. Jota observou calmamente, o que é um milagre: descobri que o branquelo não é muito chegado em abóbora.

82_


A Luiza é uma colecionadora de histórias e se define oficialmente como fotógrafa de famílias, mesmo que atualmente esteja se dedicando também para fotografia de arquitetura e interiores. Vive em São Paulo e divide um apartamento com seus dois musos inspiradores: Enrico Augusto, um dachshund genioso, e Jota, um vira-lata estabanado.

_83


visite: lflorenzano.com.br

instagram: @lflorenzano


o 86_


!

chegou por ValÊria Machado, do L’avion Rose

_87


E de repente, quando damos conta, 12 meses passaram-se e é Natal novamente! Não reparamos, mas nas ruas, a azáfama típica da quadra instalou-se, luzes coloridas piscam por todo o lado, as crianças já sonham com os presentes, as lojas estão vestidas a rigor e ofertas pipOCAm a cada canto. Parece que chegou a hora de ir à arrecadação, abrir caixas, relembrar enfeites guardados há 1 ano, talvez aproveitar alguns ou então comprar novos.

Pera aí! Comprar? Não. Reunir o que temos em casa e dar-lhes nova vida, dispondo-os de forma CRIATIVA. A cabeça borbulha de ideias, e esta é a época perfeita para se colocar novas propostas em prática, testar materiais e ver no que dá! Vamos a isto? Ainda temos tempo!

88_


_89


Foi com este pensamento que as estrelas pink que enfeitaram a árvore de há 2 anos transformaram-se em bases para os copos, as pequenas formas de pastel saíram da cozinha e viraram porta velas e os caixotes de vinho e marmelada converteram-se em centros de mesa. Lá porque é Natal, isso não quer dizer que montemos as mesas só com itens temáticos ou que usemos o tradicional verde e vermelho.

90_


_91


92_


A

verdadeira originalidade vem na arte da conjugação, na mescla de objetos do quotidiano com um ou outro símbolo da quadra. Não existem regras, mas harmonia e coerência são, para mim, as palavras chave. Desde que haja uma afinidade e que as peças dialoguem entre si, então, estamos no bom caminho e tudo flui sobre rodas! Basta escolher um elemento que sirva de fio condutor e equilibrar cores, texturas e padrões.

_93


Quando as OcaPoppers convidaram-me a participar da 2ª edição da revista, com um flavour de Natal, sabia que elas esperavam de mim um colorido intenso (porque não vivo sem cores) e uma combinação de objetos que a priori não se coordenam, mas depois de colocados lado a lado, parecem não mais poder existir um sem o outro. Confesso que poucas coisas estimulam-me mais que este tipo de desafio: abrir os armários de casa, tirar tudo para fora, baralhar e tornar a ordenar. Tudo (ou quase tudo) que está colocado nas mesas que ilustram estas páginas, são elementos que podem ser usados os 365 dias do ano, em qualquer evento. A louça romântica está longe de ser natalícia, os guardanapos adquiri-os numa coleção de verão, os sousplats são os utilizados em refeições informais e as flores que enfeitam são as da época para nós, europeus: cravos e cravinas, hipéricos, vivazes e gerberas.

94_


_95


Nesta época mágica, as crianças são protagonistas e merecem uma mesa dedicada só a elas, onde tudo é descartável, lúdico e manipulável. Lápis, canetas e desenhos para colorir estão à disposição e o papel craft que forra a mesa pode e deve ser rabiscado. Aqui e ali, uma bailarina, um anjinho, uma árvore em feltro e botões, outras enfeitadas com jujubas, isso sim, nos recorda que é dezembro e estamos a comemorar o Natal. Mas assim como todo bonito embrulho de presente não está completo sem um belo e grande laço a arrematar, há algo que não pode faltar e que torna única esta festa da família: muito brilho e luzes. Esse é o toque final, o pó de pirlimpimpim que faz os objetos do dia a dia darem o pulo do gato, ganharem vida e passarem de corriqueiros a festivos. Vamos abusar do dourado, das velas e do que é cintilante. Notaram que há uns brilhos que se espalham pelas paredes e piso e que envolvem o todo num ambiente feérico?Adivinham o que poderá ser?

96_


_97


98_


_99


Fim da charada: uma bola de espelhos vinda diretamente de uma discoteca dos anos 80! Um Natal mĂĄgico, ĂŠ o que desejo a todos os leitores da Oca!

100_


Valéria de Assis Machado, portuguesa filha de Brasileiros, arquiteta. Gosto do simples, despretensioso e insólito. De cores, padrões e tulipas. Do improvável, do plano B (que na maioria das vezes resulta melhor que o A) e das felizes coincidências. Do que é imperfeito e não combina. Entendome e dialogo melhor com as casas do que com as pessoas. Adoro as manhãs e gosto de sair de casa quando a cidade ainda mal acordou. Minha cabeça nunca para e a corrida de rua é o meu equilíbrio.

_101


veelas io terrรกr

decorados para deixar sua mesa de Natal mรกgica e com um toque de carinho

102_


por Zilah Rodrigues, do Das Coisinhas

Natal chegando e aquela sensação gostosa de família unida, aconchego, férias e comilança chegando junto. Tem coisa mais gostosa do que essa baguncinha de fim de ano? Digo baguncinha sendo generosa, pois na casa da minha mãe, desde a infância, essas festas foram caracterizadas pelo auê, pelos aniversários que emendam com o Natal e Reveillon e por dias de festa ininterruptos. Sem dúvida é uma época deliciosa para quem curte estar com a família e comer bastante (sou dessas). E aí falo de família, de comida e lembro da conversa fiada em volta da mesa que fica perto da cozinha. Incrível como nós mineiros, especialmente, gostamos de uma conversa perto do fogão ou em volta de uma mesa bem grande. E na casa da minha mãe sempre foi assim. As minhas lembranças são de que a gente sempre se divertiu sem muita coisa, só pelo fato de estarmos juntos comemorando algo. Mas à medida em que fui crescendo, comecei a colocar a mão na massa. Na verdade, desde pequena sempre ajudei minha mãe com os preparativos de fim de ano: embrulhava

presentes, ajudava na limpeza da casa, saía às compras desesperadas de fim de ano junto dela, montava a árvore de Natal, enfeitava a casa com um monte de coisinhas e quando cheguei na adolescência, comecei a ajudar na cozinha. Porém logo percebi que esse não era muito bem o meu ramo. A graça dos preparativos de Natal começou a me encantar pelos pequenos detalhes ou pelos pequenos carinhos, como gosto de dizer. Percebi que a gente nunca havia se importado com uma decoração especial para a mesa, logo o lugar que a gente mais usava! E no primeiro ano em que fiz um centro de mesa, foram só elogios! Na verdade não era um centro de mesa, era um galho cheio de cogumelinhos (claro!) que ficava suspenso sobre a mesa. Depois disso, não teve mais nenhum ano que se passou e que eu não tivesse feito um carinho especial para a mesa. Então vou mostrar aqui um, um não, dois passo-a-passo simples que vão dar todo aquele toque especial à sua mesa de Natal e deixar a reunião em família ainda mais colorida e aconchegante.

_103


104_


s o n e u q e p ( carinhos) _105


pote de vidro sal grosso bibel么s natalinos folhinhas (artificiais ou naturais)

106_


terrário a montagem... mais simples, impossível! 1. Despeje o sal grosso no vidro até alcançar a altura desejada. 2. Depois, acomode seus bibelôs e folhinhas no vidro, formando um pequeno cenário. O legal é que o sal grosso dá estabilidade aos objetos e acomoda tudo perfeitamente!

_107


vela

velas de tamanhos diferentes cola em bastĂŁo ou fita dupla face sisal plantinhas (artificiais ou naturais)

108_


passo a passo 1.Passe a cola ou a fita dupla face em volta da vela. 2.Acomode as folhas também em volta da vela. Para formar, amarre com um fio de sisal. Ajeite a folhagem com o sisal ainda frouxo e depois amarre para dar um acabamento bonito. 3.Apare sobras de galhos que possam ter ficado. Você pode testar também composições diferentes com as folhas e até mesmo usar frutinhas típicas.

_109


eu disse que seria bem fácil, não é? Usei a passadeira de juta que foi parte da decoração da minha festa de casamento para dar um toque mais rústico e também artesanal. Usei mais algumas folhagens, fiz um pequeno arranjo com folhas simples e flores de Bougainvillea e vê só que decoração simples e bonita para sua mesa de Natal!Ah! E o melhor: com o custo bem baixo! Se você fizer uma visitinha ao meu blog, o Das Coisinhas, e procurar pelos posts de Natal encontrará muitos outros pequenos carinhos por lá.

A Zizi tem 30 anos e é mãe de uma mocinha linda de 15. Acredita que as melhores coisas da vida estão nos pequenos detalhes do dia a dia, nas coisas feitas de coração e em outras muitas coisinhas que não têm preço. Aprendeu cedo que o melhor da vida é o amor e não consegue separar suas paixões do seu trabalho. É artesã, publicitária, blogueira, empreendedora criativa, dona de casa, fotógrafa e multi apaixonada. Deu pra perceber, né?

110_


promessa de ANO NOVO por um

mundo melhor por Deborah Torci, nutricionista

112_


Não precisa ir a uma consulta com nutricionista para saber que quanto mais colorido o prato, mais saudável ele é! Nossas mães e avós já pegam no nosso pé desde a primeira infância sobre a importância de encher o prato de frutas, legumes e verduras para crescermos fortes e com saúde. Mas será que esses lindos alimentos criados pela natureza contém apenas vitaminas, minerais e fitoquímicos? Infelizmente não. Pesquisas científicas têm mostrado excesso de substâncias químicas nocivas à saúde em grande parte dos alimentos pesquisados. Desde 2008 o Brasil lidera o ranking de maior consumidor de agrotóxicos do mundo! Uma análise feita pela ANVISA no ano passado, mostrou que 31% dos alimentos que compõem a cesta básica do brasileiro tinham agrotóxicos proibidos ou acima da quantidade permitida. O que isso significa? Que a nossa comida de todo dia é carregada de uma quantidade absurda de veneno. Sim, veneno! Recentemente foi liberado por

aqui o uso de uma substância muito perigosa para a saúde utilizada para matar pragas que atrapalham o cultivo da cana-de-açúcar. Aí você pensa: “fácil, é só começar a consumir alimentos orgânicos!”. Para quem tem condição (esses alimentos custam mais caro) e acesso a esses produtos, essa é a melhor opção. Mas o buraco é muito mais embaixo. Ao consumir orgânicos, você e sua família estão livres dos pesticidas e mais seguros, mas e o resto do mundo? Quem mais sofre com o uso de agrotóxicos são os agricultores que aplicam e manuseiam diretamente essas substâncias, as comunidades em torno das plantações e a própria natureza. Alguns insetos essenciais para polinização das plantações, como por exemplo as abelhas, estão entrando em extinção devido ao uso de defensivos tóxicos. Além disso, essas substâncias são pulverizadas por aviões e carregadas pelo vento até os lençóis freáticos, afetando a saúde dos peixes e até a qualidade da água que bebemos.

_113


O consumo repetido de alimentos com resíduos tóxicos corrobora para o aparecimento de doenças extremamente graves como desordens nutricionais e reprodutivas, danos hepáticos e renais, diabetes, disfunções imunológicas, distúrbios cognitivos e neurológicos como alzheimer, autismo e hiperatividade e diversos tipos de cânceres. Eu não estou falando para você parar de consumir produtos do hortifruti! Frutas, legumes e verduras devem ser a base da nossa alimentação! São eles que carregam os micronutrientes necessários para nossa saúde e bem-estar. Os alimentos industrializados também sofrem essa contaminação, pois a base desses produtos na maioria das vezes são soja, milho e trigo, alimentos que além de hoje serem geneticamente modificados, crescem com o uso de glifosato, substância presente no pesticida mais utilizado na produção dos alimentos acima. A toxicidade provocada pelo glifosato se assemelha com o autismo. Instituições grandes de pesquisa como o INCA, a FIOCRUZ e diversas outras pedem ajuda para divulgação, pois a população é massacrada pela indústria tóxica. Por isso, resolvi disseminar essas informações também nesse espaço, sabendo que o intuito da revista é falar de assuntos leves e divertidos, mas com certeza você se preocupa com a sua saúde e de todos que estão a sua volta. Para você que está lendo, isso tudo deve parecer revoltante. Como, mesmo sabendo de todos esses riscos à saúde, esses produtos são liberados no Brasil? Pelas razões de sempre: dinheiro e interesses políticos. Obs: o CSA é um trabalho conjunto entre produtores de alimentos orgânicos e consumidores: um grupo fixo de consumidores se compromete por um ano (em geral) a cobrir o orçamento anual da produção agrícola. Em contrapartida os consumidores recebem os alimentos produzidos pelo sítio sem outros custos adicionais.

114_


Não existe fiscalização eficiente nos centros de distribuição e lavouras, a legislação por aqui é mais permissiva que em países da União Européia, Estados Unidos e China e a indústria mundial do agrotóxico bombardeia o Brasil com substâncias tóxicas, já que aqui "pode tudo"! O que podemos fazer para nos defender? Lavar muito bem os alimentos é essencial (mas essa medida não garante a remoção completa dos pesticidas) e retirar as cascas dos alimentos (que em tese carregam a maior parte dos nutrientes) são os controles que podemos fazer com o produto já adquirido. Procure consumir alimentos sazonais e regionais, pois estes produtos, além de custarem menos, precisam de menos substâncias químicas para o seu cultivo. Com a internet, podemos ir atrás da informação e batalhar pelos nossos direitos, pois essas informações são facilmente disseminadas por aqui. Priorizar o consumo de alimentos locais e frequentar feiras orgânicas para dar mais força aos pequenos produtores, são atitudes que aumentam a demanda e garantem o crescimento da agricultura familiar. Comece já! Não espere o ano novo para fazer mudanças significativas na sua vida... Comece a valorizar os alimentos e produtores da sua região, aproveite a sazonalidade dos alimentos, se informe sobre as feiras locais, filie-se a um programa de CSA (Comunidade que Sustenta a Agricultura) da sua região e repasse essas informações para todos à sua volta! Se todos fizermos a nossa parte, podemos mudar o mundo!

A Deborah é nutricionista clínica funcional, respeita a individualidade bioquímica, preferências e estilo de vida de cada paciente. Apaixonada por comida de verdade e preocupada com a educação alimentar com ênfase em saúde com vitalidade positiva.

_115


Presentes para comprar sem sair de casa Pra você que vive na correria e não consegue arrumar tempo pra fazer você mesmo as lembrancinhas de Natal, mas tem muitos amigos e uma família enorme, garimpamos presentinhos lindos pra deixar todo mundo dando pulinhos de alegria.

até R$ 50 1. clique e acesse os links

2.

3.

4.

5.

6.

7.

1. rinoceronte wood toy - R$35 - Meu Móvel de Madeira 2. colar coruja - árvore da vida - R$30,90 - Jardim no Pote 3. pôster bicho do mato - a partir de R$35 - Na Casa da Joana 4. adesivo de parede que brilha no escuro - R$30 - Gecko 5. prato preto - pintura em cerâmica - preço sob consulta - Airumã 6. bloco de colorir - R$35 (leitor da oca tem desconto de 10% com o cupom: ocapop) - Amanda Mol 7. jogo americano poás - R$35 - Tereza Põe a Mesa

116_


da

garimpo

de R$ 50 até R$ 100 8.

9.

10.

11.

12.

13.

14.

8. candelabro craft - R$65 - 100t 9. cachepô abacaxi - preço sob consulta - Oru Origamis (encomendas: oruorigamis@gmail.com) 10. vaso terrarium pentágono - R$76 - Casa que Tem 11. kit mini copos Star Wars - R$56,91 - Imaginarium 12. luminária maria - R$79 - Toda Coisinha (leitor da Oca tem desconto de 10% com o cupom: ocatodacoisinha) 13. nuvem personalizada - preço sob consulta - Studio Liá 14. banquetinha Moranguito - R$98 - Ju Amorinha

_117


de R$ 100 até R$ 200 15.

16.

17.

18.

19.

20.

21.

15. nicho gaveteiro colorido - R$168,20 - Tadah! 16. ladrilho hidráulico personalizado - preço sob consulta - Dalle Piagge 17. pote de cerâmica abacaxi dourado - R$ 125 - Collector 18. almofada em patchwork - R$130 - Lá na Ladeira 19. shape decorada - preço sob consulta - Led A Led B 20. abajur imperial com base de vidro - R$168,96 - Me Bajule 21. passadeira listras - R$135,30 - Manufatura de Tapetes Voadores

118_


de

22.

23.

24.

25.

26.

27.

da

Diz aí se não é uma delicia, uma verdadeira honraria receber um presente feito à mão especialmente pra você? Nós adoramos! E, inspiradas nisso, fizemos uma coletânea de projetos postados no DIY Coletivo, nosso parceiro querido, que é referência para assuntos faça você mesmo. Dá só uma olhada:

garimpo

Presentes para você mesmo fazer

22. letra decorativa - Casa de Amados 23. porta-trecos artsy - Casa Design Studio 24. tela flores de Frida - HomeSweetener 25. globo amar/viajar - Feita Com Muito Esmero 26. vaso caveira mexicana (Manolo e La Muerte) - Pot-pourri da Karen 27. mini terrário de cactos (de mentirinha) - The Blue Post

_119


um ano inteirinho

ĂŠ ainda melhor do que uma segunda-feira por Ma Stump, do Colacorelinha

120_


Comparar ano novo à segunda-feira? Isso lá tem cabimento? Tem gente que encara a segunda-feira com um pesar dos grandes. É aquele dia que a gente acorda já pensando em mil afazeres e em como é que vamos dar conta de tudo. O domingo "das pernas pra cima" acaba de dizer até logo mas a preguicinha parece não ter ido junto... Ok, ok. Esse mal bate para todos, não tem casa premiada, o karma da segundona está sempre presente. Mas e se encararmos como recomeço e uma boa oportunidade de novas páginas e hábitos? Essa faceta faz o dia da semana se parecer um pouco com a sensação de novo ano?

_121


Sejamos francos,

mas otimistas

foto: Ana Cantarini

Como às segundas, gerar mil expectativas para o dia 01 do ano pode ser too much. Ninguém acredita mais em coelho da Páscoa para cair na promessa da dieta 0% lactose, 0% glúten e esporte todo dia da semana se essas práticas nunca fizeram parte da sua rotina... Escrever no papelzinho da carteira uma lista de hábitos que obrigatoriamente terão que ser inclusos em seu dia a dia também não parece muito genial. Vai dizer?

122_

Em uma segunda você faz tudinho que planejou fazer? Ou também é de carne e osso e falha em uma ou outras muitas tarefas? Bora ser otimista e jogar real com nós mesmas: dá para incluir novos pensamentos, novas formas de ver a rotina e a vida, mas se de todos os planos, apenas o de usar uma agenda nova vingar, abrace esse. É ok! E está aí um que é sempre essencial tanto nas segundas como nos dias 01 de todo e qualquer mês.


Agenda nova,

vida renovada Falar que é fã assumida da agenda de papel te constrange? Bota para fora esse desabafo! Ninguém precisa ser gadget e app addicted tempo integral. Tem um monte de organizador de tarefa online que quebra um galho nesta vida, mas ah... Que encanto têm as agendas e as anotações no papel! Elas jamais serão substituídas por completo. E se você é uma criativa que ama material de papelaria, pronto, prato cheio para jamais dispensar esta prática.

Falando nela, está aí uma que se renova a cada início de semana ou ano. Encontrar o planner ou agenda perfeita parece entrar na lista como número 1 para dar o primeiro passo. Mas junto com este diário que te acompanhará o ano inteiro, por que não somar atrativos? Post its, canetas coloridas, adesivos, carimbos... Vai lá, se joga! Traçar planos e ir atrás deles depois de escritos no papel pode parecer muito mais fácil!

_123


A vida depois da segunda-feira ou do dia primeiro ganha o ritmo que sempre existiu, mas o impulso colorido e cheio de gás é tão motivador! Bora ser realistas, não cobrar demais, mas encher de washi tapes e papéis coloridos essa nova etapa que se inicia? Se a segunda é um dia 01, e o dia 01 é como uma segunda, qual a sua tarefa número 01 para essa jornada? Comece pelo que mais te dá prazer, e se for escrever qualquer tarefa na agenda, que seja com caneta de glitter e com toda a injeção de ânimo que as cores podem trazer! Ah, antes de partir, um adendo: este texto foi escrito em uma segunda-feira.

Bom ano, boa semana e bom recomeço!

Formada em Publicidade e Propaganda e especializada em marketing via meios digitais, é produtora de conteúdo online freelancer desde que as mídias sociais se tornaram fundamentais para as marcas e empresas. É observadora em tempo integral e tem a antena ligada sete dias por semana para novos temas e tendências. Adora desenvolver novos crafts e criações sob encomenda. Trabalho único? Tsc tsc… Multifunções is the new black!

124_


o AMOR

126_


esta no ar #WordRocksProject t s i L d r a w r o F t I e v o #L por Erica Palmeira Foi numa segunda de manhã, que recebi, através do email da Oca, uma mensagem curtinha que apresentava, muito brevemente, um projeto lindo, o mais lindo de que tive notícia nos últimos tempos, não pela grandiosidade, pelo contrário, foi a simplicidade, a espontaneidade, a modéstia que me cativou. Fui fisgada e instantaneamente impulsionada a tornar-me, de alguma forma, parte dele. Fui conhecer o projeto e descobri que na verdade são dois. E a ideia inicial, plantada há 4 anos, segue se ramificando, florindo e frutificando. Talvez você nunca tenha ouvido falar de nenhum destes projetos de afeto, mas eu tenho certeza absoluta que assim como eu, que em cima da hora decidi arquivar a matéria que havia preparado para esta segunda edição da Oca e assim abrir espaço para algo maior e mais importante, você também vai se sensibilizar com esta iniciativa generosa e cheia de amor lançada pela Carol e seu filhoAntônio.

_127


128_


Foi caminhando pela praia, quando passava por um momento difícil de sua vida, que a Carol resolveu levar para casa algumas pedras bonitas que encontrou pelo caminho. A ideia era nelas pintar palavras positivas e as espalhar pela casa, pra que a inspirassem. Naquela tarde, seu filho, com então 10 anos, chegou do colégio e, maravilhado com aquelas pedras mensageiras, teve a mais linda ideia: em vez de ficar com as pedras, espalhá-las pela cidade, para que outras pessoas pudessem, ao acaso, se beneficiar daquelas palavras motivadoras. Me toca profundamente a sensibilidade, pureza e inteligência emocional das crianças… E quem se nega a atender um pedido destes? Foi assim que, em parceria com seu filhote, a Carol, uma jornalista brasileira que mora nos Estados Unidos, começou a pintar pedras e espalhá-las por onde quer que fosse: parques, praias, bancos de praça, farmácias, supermercados,

estacionamentos, portões de colégios, portas de casas aleatórias…Até em maçanetas de carros. O que no início era uma ação de apenas duas almas, foi tomando proporções maiores, cativando voluntários e logo se transformou em um projeto organizado. Junto às pedras, vai uma etiqueta que diz assim: “Se encontrar, é sua. Acesse www.wordrocks.me”. Quando a pedra é muito pequena, vai apenas a hashtag #wordrocks no verso. A iniciativa de espalhar pedras mensageiras aleatoriamente, ramificou-se para chuvas de cartas direcionadas, uma verdadeira enxurrada de amor, o projeto Love it Forward List, um grupo de centenas de pessoas que, quando acionadas, enviam cartas, cartões, desenhos, mimos e até doações a quem está passando por alguma crise, seja ela de que natureza for. Troquei emails com a Carol para saber mais detalhes e a cada linha que lia, mais envolvida eu ficava. Acompanhe a seguir a entrevista.

_129


130_


_131


132_


Carol: Sim, sim!! Penso em oferecer um workshop para crianças ensinando a preparar vários tipo de mensagens de amor (através de pedras, cartas, folhas de árvore, pequenas notas). Tenho interesse especialmente em oferecer para crianças, como uma maneira de criar uma geração mais atenta ao outro. Mas, no momento, falta tempo para organizar isto. Erica: De que maneira estes projetos atuaram/atuam em sua vida pessoal? O que eles acrescentam a sua vida e o que eles absorvem de você? Carol: Quando mais o tempo passa, mais eu me interesso pelo ser humano. E é justamente através dos projetos que eu entro em contato com tanta gente, fico sabendo de tanta história. Isso tudo me deu uma dimensão bem diferente da vida. Passei a dar mais crédito ao que de fato importa. Prefiro comprar uma caixa de tintas ou de envelopes ao invés de mais uma blusa. Quando você aprende a olhar mais pros outros, além de tirar o foco dos seus próprios problemas, aquilo de certa forma atua como uma cura para você. Quanto mais amor eu dou, juro, mais leve e feliz eu me sinto. Erica: Seu projeto começou espontaneamente, como uma ideia despretenciosa e tem hoje alcance mundial, crescendo a cada dia. Como você se sente? Como o seu filho enxerga tudo isso? O que ele acha de todo este processo e de toda esta resposta positiva? De que forma ele, que é claramente uma pessoa extremamente sensível e humana, encara a repercussão desta iniciativa? Carol: Eu me sinto muito grata. Por ter encontrado um canal para dar vazão ao amor que carrego e a minha vontade de trazer carinho à vida das pessoas. Antônio teve esta ideia aos dez anos, ainda criança. Hoje ele é um adolescente de 14 e, como todo adolescente, tem outros interesses. Acho que a repercussão o deixou espantando. O que era pra ser só nosso de repente estava na televisão, em capa de revista, e ele é uma pessoa muito low profile. Mas, assim como eu, ele acha que a repercussão serve para a coisa mais bacana de todas: divulgar ainda mais o projeto e, desta forma, tocar cada vez mais as vidas humanas. Erica: Hoje, olhando para trás, como você descreveria aquele dia em que ilustrou suas primeiras pedras? Carol: Eu diria que foi um momento mágico. Muito mágico. Eu saí de um momento de vida difícil e passei a ter a linda oportunidade de tocar os corações. E isso é inexplicável.

_133


134_


Engraçado como as coisas acontecem, né? Não é exagero quando dizem que até mesmo das piores situações pode-se extrair algo positivo. Naquele dia triste, a Carol não sabia disso, mas estava começando a usar as pedras no seu caminho para construir degraus que levariam amor a outras pessoas. Tenho certeza que esta história linda ainda vai gerar muitos frutos e muitas alegrias. Nós aqui na Oca, já estamos estudando uma maneira de contribuir com este projeto lindo, então aguardem, porque vem novidade por aí! Enquanto isso, vamos todos espalhar o amor? Deixo aqui dois desafios pra vocês, dois passo-a-passo, duas fórmulas para levar amor a quem precisa:

vamos todos

espalhar o

A M O R?

1- Word Rocks pedras mensageiras do amor

2- Love it Forward cartas de amor

Material necessário: - pedras encontradas por aí - tintas coloridas - pincel

Material necessário: - papel - caneta - envelope - selo - opcional: desenhos, fotos, mimos

Modo de fazer: Saia para caminhar e cate pedras de tamanhos e formas variadas. No caminho de volta, pense em mensagens bonitas, palavras que inspirem, que motivem, palavras que confortem. Usando tintas coloridas, liberte a criança que existe em você e pinte as pedras com cores diversas. Em algumas, desenhe corações, noutras escreva uma palavra, uma frase, se couber. Deixe secar. Saia novamente, desta vez para distribuir as pedras mensageiras. No banco da praça, na porta do vizinho, na beira da praia, na entrada de um hospital, de um asilo… Resultado: a certeza de que alguém, passando por um momento difícil irá encontrar sua mensagem e saberá que não está só, que o amor existe e se manifesta também através de pedras no caminho. Sua pedra decorada levará com ela, não só as cores para alegrar um dia cinza, mas a energia que você colocou nela, o amor que te motivou a decorá-la.

Modo de fazer: Reserve uma horinha do seu dia, sente-se à mesa, pegue a caneta e escreva sobre o papel palavras de carinho. Preencha toda a superfície com mensagens de conforto, que afaguem o coração de quem vai ler. Acrescente um desenho no final, uma fotografia bonita, ou mesmo um pequeno mimo feito por você. Junte tudo, coloque no envelope, cole o selo, preencha o remetente e o destino e coloque no correio. Aguarde uns dias. Resultado: um sorriso, às vezes seguido de uma lágrima de alegria, prova de que seu amor foi recebido.

_135


Para ser um voluntário do WRP, entre em contato com a Carol através do email: wordrocks.me@gmail.com e ela enviará as instruções. Se quiser ir além e entrar para a lista daqueles que enviam cartinhas de afeto, basta enviar um email para loveitforwardlist@gmail.com e você receberá as informações sobre como ajudar. Ah, e se você encontrar uma pedra do projeto, tire uma foto e poste no Intagram usando a hashtag #wordrocks :)

136_


Facebook: Word-Rocks Instagram: @word_rocks_project

A Erica é carioca da gema, eterna arquiteta apaixonada, blogueira old school e mãe babona de dois molequinhos. Após a maternidade, reinventou-se interior stylist e agora é também editora da Oca.

_137


sabonetes

NATALINOS por Karla Amadori, do Diycore

138_


Q

uando chega essa época linda de comemorarmos a vi da , co me ça aq ue la correria para deixar a casa todinha colorida e enfeita da para receber os amigos e familiares da melhor fo rma possível. Mas além de toda a preocupação com as tradiç ões e decorações, quem é que não gosta de dar um agradi nho para uma pessoa amada?

Eu amo!

_139


É, eu amo… Mas é aí que começa a aparecer um monte de dúvida na minha cabeça: o que comprar? Quanto gastar? Compro só uma lembrancinha? E eu imagino que você deve passar pelo mesmo, por isso eu tenho aqui uma ideia fofa, útil, barata, cheirosa e o melhor: você mesma fará do seu jeitinho e com todo amor. Quer presente mais gosto do que um feito com as nossas próprias mãos? Esses sabonetinhos natalinos são lindos para presentear ou enfeitar a sua casa de uma forma criativa e cheia de personalidade. Sabonete é uma coisa que todos nós usamos, então porque não criarmos os nossos presentes com um cheirinho que um familiar ou amigo ama, com a cor que mais nos deixa feliz e com enfeites que representam essa data tão maravilhosa?

140_


_141


glicerina transparente 1kg de glicerina rende cerca de 10 a 12 sabonetes

essência de sua preferência lauril (líquido de espuma) forma para sabonete ou recipiente no formato que você deseja

enfeites de natal

podem ser tecidos, brinquedos, decorações, bolinhas ou o que mais você quiser

142_


_143


144_


Corte a barra de glicerina em pequenos cubos e coloque tudo dentro de uma panelinha esmaltada. Em banho-maria, derreta por completo a glicerina. Pelo amor de Deus, não coloque a panela com a glicerina direto no fogo, ou a lambança será geral! Tem que ser em banho-maria, gente. Quando a glicerina já estiver toda derretidinha, coloque 6 tampinhas (do frasco) de lauril, 6 tampinhas da sua essência e mexa bem. Essas medidas de 6 tampinhas, são referentes a 1kg de glicerina ;) Retire do banho-maria e, com cuidado, preencha sua forminha com o líquido até a metade, coloque os enfeites de sua escolha e então despeje o restante até encher. Lembre-se que a frente do seu sabonete é na parte debaixo da forminha, então os enfeites têm que ficar, de preferência, virados para baixo. Faça o mesmo no restante das formas e brinque de combinar os enfeites até ficar do jeitinho que você quer. Caso a mistura comece a engrossar, volte com a panela para o banho-maria até ela ficar líquida novamente e então continue trabalhando. Espere secar por pelo menos 2 horas em temperatura ambiente e então desenforme seus sabonetes. E pronto! Não foi fácil?

_145


Agora você pode soltar a imaginação e embrulhar num pacotinho bem lindo para presente, amarrar uma fita ao redor deles ou enfeitar a sua casa, e se preparar para comemorar esta data de paz e harmonia com quem amamos, independente de crenças ou convicções.

A Karla é petlover, viciada em sushi, odeia cebola e tenta não cair do roller desde pequenininha. Já trabalhou como projetista de móveis planejados, depois em escritório de arquitetura e agora está se aventurando com a vida de youtuber e blogueira.

146_


A I F A R G O T O F o Natal d o ã ç a r o c na de p, fotógrafo p o n K o n a i b por Fa

om o Natal chegando, sempre ficamos em dúvida na questão decoração, não é? Queremos sempre inventar algo diferente. Ao menos eu, sempre quero. Então, resolvi juntar duas coisas que curto muito: a décor e a fotografia. A ideia é fazer algo simples e rápido com o que temos em casa, montando um cenário natalino e, melhor ainda, sem gastar um tostão. Vamos lá?

C

Faça porta-retratos usando vidros diversos sem rótulos (ou até mesmo copos) e fotos coloridas ou em preto e branco; enfeite com adornos diversos ao seu gosto e ilumine a cena com luzinhas de Natal. Para que suas fotos fiquem bem bacanas, câmera profissional é o ideal (eu costumo usar lente 24-70mm 2.8), mas caso não tenha, pode usar as do tipo Cyber Shot compactas.

148_

Como fotografar : Coloque a câmera em um tripé, apague todas as luzes e ligue as luzinhas natalinas. Configure a câmera da seguinte forma: Ÿ coloque no modo manual; Ÿ ajuste a velocidade do obturador entre 1/25 e 1/30; Ÿ ajuste a abertura entre f/2.8 e f/3.2; Ÿ ajuste o ISO entre 800 e 1.000; Ÿ ajuste a distância dos objetos em +/- 60 cm. Lembre-se de que as configurações descritas aqui não são regra. Vai depender da quantidade de luz sobre os objetos fotografados assim como a distância escolhida para o click. Algumas dicas : 1. É imprescindível não usar flash. Se você usá-lo, a luz vai bater direto nos objetos fotografados e estragar completamente o efeito. 2. Para a foto não ficar tremida, em função da baixa velocidade do obturador, você deve usar um tripé ou apoiar a câmera em alguma mesa ou superfície para que ela não se mexa na hora do click.


Você também pode enrolar sua família em luzinhas natalinas e brincar à vontade com esse efeito. Use e abuse da criatividade! Experimente e divirta-se!

40 anos, fotógrafo, designer. Adora tudo que é ligado à criatividade. Sonha ter uma Harley e sair livre pelas estradas, sentindo o vento no rosto, sem destino certo e acompanhado de sua câmera, claro!

_149


#minhacasapop

Esta foi a primeira tag que lançamos lá no Instagram, para trazer nossos leitores queridos pra dentro da Oca. Porque vocês sabem, né? A gente adora receber curtidas, comentários e compartilhamentos, mas o que a gente quer mesmo é que vocês sintam-se parte da galera. Queremos ver vocês circulando neste nosso ponto de encontro, estampados e cheios de pompa nas páginas em nossa revista. Queremos que ela faça parte da vida de vocês, então nada mais justo que vocês façam parte da Oca, né não? Enfim, nós pedimos que vocês marcassem fotos das suas casas com a nossa tag #minhacasapop. Vocês marcaram e nos deixaram com sorrisos de orelha à orelha, com tanta lindeza :) Como não dá pra publicar todas as fotos que recebemos (vontade não falta, viu?), pedimos a ajuda de nossos colaboradores para selecionar as 5 casas que entrariam nesta edição. Pra completar, tivemos comentários especiais de 5 colaboradores, dizendo o que eles mais curtiram nos ambientes. Ah… E ainda tem a cerejinha do bolo: a foto mais votada foi premiada com um voucher de R$100,00 para gastar como quiser na:

alguns dos participantes

150_

@elaineclv @giparziale @mila.dulceamor @mundinhodemirita @vanypaulino @sendomilapedra @elaineclv @formaexpressa @blognossoape @designer_daniela @casinhaderetalhos_ @ondeeuflor @casa.colorida.com.bossa


bora conferir

?

_151


:

as finalistas

"Decoração simples de bom gosto. Adorei as cores escolhidas e a solução prática da pintura gráfica na parede!" (Erika Karpuk - Estúdio Dekor®)

@formaexpressa

@designer_daniela

@elaineclv

@casinhaderetalhos_

“Eu amei esse ambiente por ele apresentar um aspecto despojado e organizado, há um mix de estilos que eu adoro. Objetos naturais são sempre bem-vindos na decoração de uma casa, o pendente de palha e o terrário no centro da mesa conferem um estilo natural; o design moderno das cadeiras Eames, confere um estilo moderno; a prateleira repleta de livros, obras de arte e retratos, traz a alma, a personalidade das pessoas que ali habitam.” (ThamyrezAguiar - Casa Design Studio) 152_

“Eu gosto muito da simplicidade dessa imagem porque apesar de não ter muitos elementos, o vaso com as flores e os pôsteres ao fundo, criam uma harmonia que mostra o quanto se pode fazer com apenas alguns objetos que gostamos” (KarlaAmadori - Diycore)

“O que mais me atrai nesse ambiente é ver como, com vontade, dá pra se ter um ambiente moderninho e acolhedor! O uso dos caixotes já é bastante conhecido há algum tempo mas, pra mim, o fato de eles não terem sido pintados (com cores fortes como vemos por aí) foi um grande ponto! O tom da madeira ficou mais elegante, deixando o colorido por conta dos objetos!” (Luciana Colesanti - Studio da Lu)


"Eu amei a sala de jantar da Mila, porque ela uniu elementos coloridos, lúdicos e afetivos num mesmo espaço, conseguindo um efeito super aconchegante e cheio de história pra contar. Destaque para a parede de lousa, para as cadeiras de mesmo modelo com de cores diferentes, para a composição de quadrinhos e memórias e até mesmo para a instalação da luminária central. Notem que ela não foi instalada direto no teto, seu fio sobe pela quina da parede e fica suspenso no centro da mesa. Parabéns, Mila!Arrasou!" (Vivi Visentin - Decorviva)

a mais votada

!

@sendomilapedra

z que m, é fácil! Basta, toda ve Vem participar você també ha, marcar com a nossa tag sin postar uma foto da sua ca o da sua casa sai na próxima ediçã s #minhacasapop. Quem sabe ito obrigada a todos você mu sso no ui aq s mo ixa De Oca, hein? rceira e, claro, a nossa querida pa tag ssa no do an us m vê e qu ;) tão! Beijos e até a próxima Casa que Tem, pelo presen _153


154_


10 dicas sucesso

simples para que cozinhar com crianças seja um

Cozinhar com as crianças é muito divertido e caótico. Mas isso faz parte, e cozinhar é uma grande oportunidade de passar um tempo juntos fazendo algo delicioso. Eu cozinho com as crianças, no mínimo, uma vez por semana, fazendo uma simples macarronada ou um bolo mais elaborado. A minha experiência é que, cozinhando, as crianças descobrem de forma leve e divertida sobre medidas, novos sabores, ingredientes e valorizam uma refeição feita em conjunto. Além disso, as crianças aprendem também a se organizar, a fazer contas de matemática e a pensar logicamente. Eu adoro cozinhar com meus filhos de nove e seis anos, atividade que fazemos desde muito cedo. Muitas vezes cozinhamos também com seus amiguinhos, e é diversão garantida. Eu acredito que essa é também uma maneira muito interessante de se começar uma nova tradição em família. Então, vou apresentar 10 dicas simples para que cozinhar com os pequenos seja um sucesso!

por Claudia Bömmels, da Brasileiros Mundo Afora

_155


am -s e!

divirt

156_


1

23

4

5 6 7

8

9 10

Comece de forma simples. Com certeza não é nada realista achar que você e seu filho vão conseguir fazer "aquele" suflê. Comece com algo simples e com algo que seu filho goste de comer. Planeje bastante tempo, para que cozinhar com as crianças não se torne um momento estressante. Traga paciência, tempo e bom humor, pois com certeza a farinha de trigo vai cair no chão, um ovo vai quebrar ou o leite vai derramar. Ao cozinhar com seus filhos, lembre-se de que bagunça é parte do processo. Dê tarefas específicas e uma de cada vez para os pequenos. Permita que as crianças cheirem os alimentos e especiarias. É uma ótima oportunidade de introduzir novos ingredientes. Tocar as ervas e os ingredientes também é uma ótima maneira para seus filhos se conectarem a novos alimentos. Supervisionar. Criar um ambiente seguro para cozinhar pode parecer óbvio, mas é sempre bom lembrar que você nunca deve deixar seus filhos, sem supervisão, com facas ou perto do fogão. Pratique matemática deixando seus filhos medirem os ingredientes, a fim de ajudá-los a desenvolver suas habilidades. Para crianças pequenas, isso pode ser algo tão simples como contar quantas vezes eles precisam mexer uma massa ou quantos são os ingredientes em uma receita. Crianças em idade escolar podem ler a receita, treinando assim também a leitura. Não se esqueça da limpeza. Cozinhar é o acontecimento principal, mas a limpeza é ainda parte desse evento. Certifique-se de que seus filhos ajudem na limpeza da cozinha. Com o tempo, eles devem gradualmente ajudar a limpar mais.

_157


Receita bem legal e divertida Mailänderli _biscoito de Natal típico suíço INGREDIENTES 500 gramas de farinha de trigo 2 colheres de chá de fermento 150 gramas de açúcar 1 pacotinho de açúcar de baunilha (cerca de 8g) 1 pitada de sal 3 ovos 250 gramas de manteiga ou margarina

MODO DE FAZER Bata uma clara em neve e separadamente uma gema. Reserve. Peneire a farinha de trigo e o fermento juntos. Acrescente o açúcar, o açúcar de baunilha, sal, dois ovos e a clara. Misture. Acrescente a farinha de trigo gradativamente e misture. Acrescente a manteiga em pedaços e pressione tudo junto formando uma massa lisa e homogênea. Guarde a massa em um recipiente de vidro e deixe descançar na geladeira até o outro dia. Retire a massa da geladeira, abra com o rolo e divirta-se com os pimpolhos dando forma à fantasia deles. Depois basta colocar a massa já recortada em uma assadeira forrada com papel manteiga. Pincele com a gema de ovo batida e leve ao forno (180°) até que fique levemente dourada. Retire da assadeira e espere esfriar. IMPORTANTE: nunca guarde seus biscoitos em vasilhas plásticas, pois eles ficam moles e com gosto ruim.Amelhor opção é uma lata própria para guardar biscoitos.

158_


Yasmin

Filme preferido: Frozen Comida preferida: lasanha e trigo em grão Lugar preferido: Brasil O que não gosta: feijão Brinquedo preferido: bonecas Brasil para você é…: piscina, água de coco e praia

A Claudia nasceu em Zurique e cresceu em Marabá, no estado do Pará, onde formou-se em Administração. Mora na Europa desde 1994 e já trabalhou como vendedora de brinquedos, designer de jóias até com informática. De tempos em tempos se reinventa. É mãe de duas crianças de oito e cinco anos, e atualmente trabalha em uma redação online em Berlim. Além disso é idealizadora, designer e diretora de redação da revista Brasileiros Mundo Afora.

_159


como decorar

luzinhas para o Natal

por Juliana Amado, do Casa de Amados Adoro festas de fim de ano. Apesar de algumas adversidades, do ritmo frenético tão típico desta data, das lojas cheias, tenho a sensação de que o ar fica mais leve. Geralmente é nessa época que costumamos nos lembrar de mandar cartões para quem mora longe. É quando ligamos até para os parentes mais distantes, que quase não vemos, para desejar um Feliz Natal. É quando funcionários passam por cima das diferenças existentes e comemoram o fim de ano na empresa. É quando fazemos uma limpa nos armários e nas gavetas. É quando decoramos nossa casa para uma data específica. É quando as famílias se reúnem de forma diferente do usual e fazem festa por dois dias seguidos. Há quem chame tudo isso de falsidade de fim de ano, que não adianta “ser bom” só em dezembro. E eu sempre me pergunto: será que não adianta? Prefiro enxergar essa época como uma oportunidade de exercitarmos os bons sentimentos. Sempre acreditei que podemos comparar os nossos pensamentos e

160_

também nossos sentimentos com os DIYs que fazemos para nossa casa: é praticando que se aprende e se aperfeiçoa. Todo final de ano, eu gosto de inventar um novo objeto feito à mão para a minha décor de Natal. Já fiz árvore com rolos de papel higiênico, luminária de cone, guirlanda, copo dos desejos para o ano vindouro... Dessa vez resolvi brincar com o óbvio e corriqueiro: luzinhas de Natal. No final do ano, é comum vêlas em pinheiros que decoram as casas, nas varandas, e enroladas nas árvores da rua. Porém, há alguns anos, as luzinhas ganharam força na decoração, sobretudo em cabeceiras, penteadeiras, cozinhas e nas proximidades da TV. Ganharam versões com bolinhas de ping- pong, papel de brigadeiro, frutinhas de plástico... Então, porque não usar essas luzinhas de um jeito que cumpra as duas funções: decorar a casa e decorar para o Natal? É bem rápido e te juro que leva poucos minutos! Vem comigo!


_161


162_

Materiais:

Como fazer:

- luzinha de Natal (eu usei a que não pisca) - flores com haste de arame (comum em embalagens de presente) - enfeites de Natal que possuam arame para prender na árvore

Enrole a haste da flor pelo fio. Se a haste for da mesma cor que o fio, pode descer, sem se preocupar muito. Se não for, tente enrolar tudo num mesmo ponto, preferencialmente na mesma altura da flor, de forma que a haste não fique muito visível. Entre uma flor e outra, "pule" algumas luzinhas, deixando espaço para os enfeites de Natal. Com a mesma técnica acima, prenda os demais enfeites de Natal entre as flores.


Viu só? Com apenas dois passos você tem um enfeite novo para o seu fim de ano! Se quiser continuar usando suas luzinhas na décor depois das festas, basta retirar os enfeites de natal e deixar as flores. Super prático, não?

Boas festas para você!

Muita luz! A Ju é museóloga e pós graduada em fotografia que sempre sonhou em ter um cantinho para chamar de seu. Ao realizar este sonho, descobriu que mais divertido que ter uma casa é decorá-la a custo acessível, colocando a mão na massa, e consequentemente, personalizá-la. Criou o blog, o amor por tudo isso cresceu, e hoje é estudante de design de interiores.

_163


ilustração: Traços de Maria

Se você pretende fazer a ceia em sua casa e não sabe por onde começar, separei algumas dicas para você se organizar melhor nesse dia tão especial. Vamos ver?

CONVIDADOS A primeira coisa a fazer é uma listinha de convidados. Mande o convite por e-mail ou convide por telefone.

CARDÁPIO

ceia de

Natal organizando a

por Rafa Oliveira, do Organize sem Frescuras

164_

Pronto! Depois dos convites, chegou a hora de bolar o cardápio dos pratos que serão servidos. Você pode botar a mão na massa ou, se quiser facilitar a vida, encomendar todos os pratos (inclusive as sobremesas) em restaurantes ou lugares que fazem esse serviço. Se optar por encomendar, ligue o quanto antes. Aqui em casa, já encomendei a ceia uma vez e deu super certo. O único trabalho que tive foi de colocar os pratos sobre a mesa e comê-los com gosto rss. Para quem for cozinhar em casa, se organize no dia para não cozinhar em cima hora.

COMPRAS BÁSICAS

Faça uma listinha de compras com antecedência, contendo todos os itens que serão servidos: alimentos (se for fazer em casa), bebidas que serão servidas, guardanapos, gelo (se quiser), louças que estiverem faltando, entre outros.


QUANTIDADE DE COMIDAxCONVIDADOS Em relação aos pratos quentes, cada pessoa come em média 550g, sendo que crianças comem menos e, alguns adultos, mais. Dois perus de 5kg servem mais ou menos 24 pessoas. Cuidado com comidas muito exóticas, pois podem não agradar. Dia de festa não combina com casa suja e bagunçada. Separe um dia ou alguns dias antes e dê uma geral na casa. Só não deixe para fazer estas tarefas no dia, reserve o dia da ceia para preparar os pratos, organizar a mesa e checar a decoração.

CASA ORGANIZADA E LIMPA

Esta parte é minha preferida. Acho que a decoração não precisa ser exagerada, porém simples com estilo. Uma árvore montada com os presentes embaixo, alguns enfeitinhos natalinos, velas decoradas e uma mesa especial ficarão perfeitos. Se quiser sair do básico vermelho, verde e dourado, aposte em cores da sua preferência nos objetos e na toalha de mesa. Utilize uma cor mais ousada lisa e trabalhe com outras cores para dar contraste. Como é um dia especial, a decoração da ceia não precisa combinar com a decoração da casa.

DECORAR GASTANDO POUCO Isso é ótimo, né? Se não quiser gastar com a decoração da ceia, pense numa palavra: improviso!

ORGANIZAÇÃO

Para qualquer festa ser um sucesso, a organização com antecedência é fundamental. Para você ficar tranquilo

nesse dia, deixe a mesa montada a tarde, por exemplo. Coloque sobre ela, uma toalha de mesa bem linda que combine com o Natal e, para dar um “up”, conte com ajuda de sousplats, guardanapos de pano ou de papel decorado, taças/copos, velas e mais velas. Para facilitar a vida dos convidados, separe uma mesa (ou aparador) para as saladas e sobremesas e coloque os demais pratos na mesa principal. As bebidas, coloque-as na mesa somente na hora ou, se quiser, coloque um cooler com bebidas em algum cantinho para que os convidados se sirvam à vontade.

POUCO ESPAÇO Minha casa é pequena e não sei onde acomodar todos... Se sua casa é pequena, afaste os móveis para não atrapalhar a circulação e você ganhar mais espaço. Se não tiver cadeiras ou bancos suficientes, ofereça um apoio ou uma bandeja de colo para alguns convidados.

PRATICIDADE

Vamos tornar esse dia mais prático? Invista nos pratos, taças e copos descartáveis. Em lojas de festas tem modelos lindíssimos de plástico e descartáveis. Uma ótima pedida, assim você não fica horas e horas lavando o mundaréu de louças e não corre o risco de ter louças quebradas.

DICA IMPORTANTE Um ambiente que às vezes é esquecido nesse dia é o banheiro ou lavabo. Troque as toalhas, deixe mais de um rolo de papel higiênico no local e acenda uma vela aromática para perfumar.

A Rafa é personal organizer, formada em design de produto e pós graduada em design de interiores. Apaixonada por sua profissão, adora compartilhar suas experiências com a organização e ajudar a todos que queiram fazer o mesmo que ela. Tem sempre dicas bacanas para deixar a casa linda, organizada e o principal: a vida mais prática.

_165


Ano I - novembro/2015 - Edição 02 Concepção, execução e edição: Erica Palmeira (erica@revistaocapop.com), Carla Torci (carla@revistaocapop.com) e Karen Rampon (karen@revistaocapop.com) Colaboradores desta edição: Ana Schuller (This German Life), Claudia Bömmels (Brasileiros Mundo Afora), Deborah Torci, Erika Karpuk (Estúdio Dekor/EKtube), Fabiano Knopp, Francine Bagnati (Lá de Casa), Juliana Amado (Casa de Amados), Karla Amadori (Diycore), Luiza Florenzano, Marcela Stump (Casacorelinha), Rafaela Oliveira (Organize sem Frescuras), Thamyrez Aguiar (Casa Design Studio), Valéria Machado (L’avion Rose), Vivi Visentin (Decorviva) e Zilah Rodrigues (Das Coisinhas). Ilustrações: Maria Carolina Simas Simões (Traços de Maria) Agradecimentos especiais: Claudia Bossle, Ma Stump, Michele Xavier, Shirlei Omizzollo, Thaís Bisgaard, Thamyrez Aguiar e Zilah Rodrigues (por compartilharem suas preciosas dicas natalinas); Flavia Calina (pela gentileza em dividir suas experiências e conhecimentos); Fernanda Nascimento (por toda gentileza e prontidão em fornecer as informações para a matéria da Carla); Carol Arêas (por ter topado compartilhar conosco, aos 45min do segundo tempo, seus lindos projetos #WordRocksProject e #LoveItForwardList). Fotos de capa: Valéria Machado (L’Avion Rose) Conteúdo sob licenciamento Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International (CC BY-NC-SA4.0) Esta licença permite que remixem, adaptem e criem a partir do nosso trabalho para fins não comerciais, desde que atribuam à Revista OcaPop e ao blogueiro/fotógrafo colaborador os devidos créditos e que licenciem as novas criações sob termos idênticos. Fale conosco: Para sugestões, elogios, críticas e blábláblá: contato@revistaocapop.com Para colaboração: colabore@revistaocapop.com Se preferir à moda antiga: Cx Postal 34022 CEP 22460-970 - Rio de Janeiro-RJ http://revistaocapop.com http://facebook.com/revistaocapop http://instagram.com/revistaocapop http://twitter.com/revistaocapop

166_


curte a proposta da Oca? quer fazer parte do nosso ponto de encontro criativo?

entre em contato com a gente!

clique aqui

Vem pra TambĂŠm!


Revista OcaPop - Edição 02  

Recheada de matérias inspiradoras para deixar seu Natal e todos os outros dias do ano ainda mais especiais!

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you