Issuu on Google+

Projeto

NutrirCom

SaĂşde


eXPeDIeNTe

LOReNA DORmAN

| 6º semestre de Nutrição - Uniceub

Meu nome é Lorena Dorman Leite Romeiro, nasci em Brasília, no dia 5 de abril, e me considero uma pessoa séria, perfeccionista, gosto de praticar atividade física, não vivo sem música e amo o litoral catarinense, onde sempre passo minhas férias. Sou formada em Administração & Marketing, um curso que considero válido para a vida, pois todos nós precisamos aprender a administrar nossas tarefas, nosso tempo, nossa casa, enfim, tudo que faz parte da nossa vida. Após alguns anos formada, resolvi fazer Nutrição, por ser um curso na área da saúde que sempre me fascinou. Como a maioria da população em geral, passei muito tempo da minha vida “brigando com o meu corpo”. Sempre fui muito magra e sofri bastante por isso. Cursar Nutrição pra mim, não está sendo apenas um aprendizado para prescrever dietas e promover a saúde para outras pessoas, mas também me proporciona entender melhor meu metabolismo e me ajuda a estar mais satisfeita comigo mesma, sem deixar de cuidar da minha saúde. Meu projeto é abrir uma clínica de Nutrição Esportiva e um espaço para estética. Quero contribuir para a saúde e também para a beleza dos meus clientes. Atualmente estou noiva e vou me casar dia 30 de junho de 2012. Estou muito feliz com essa etapa da minha vida. Amo demais o meu noivo e ter alguém que me apoia, me incentiva, me motiva e me ama, faz com que todos as dificuldades que surgem, se tornem mais fáceis de ser superadas. Hoje a Nutrição é uma das minhas paixões e espero poder fazer a diferença com o meu trabalho. Me dedicarei a cada dia, para isso!!!!

LOReNA FReITAS

| 6º semestre de Nutrição - Uniceub

Olá, meu nome é Lorena. Nasci em Minas Gerais, mais precisamente em Uberlândia, dia 04/11/1990. Já morei em Ribeirão Preto, Uberlândia e aos 8 anos me mudei para Brasília, e particularmente adoro esta cidade. Já pratiquei natação, ballet, jump, fiz teclado, piano, canto, inglês e espanhol, porém só conclui o curso de inglês. Estou com 21 anos, e no 6º semestre de Nutrição. Adoro viajar, cantar, dançar e namorar. Amo meu curso e o escolhi exatamente por sempre ter tido um relacionamento sério com a comida kkkkkkk... já fui gordinha mas atualmente estou com o peso considerado normal. Na verdade, comecei a me interessar pelo curso depois que a minha mãe me sugeriu que o fizesse, foi aí que eu reparei que sempre estava buscando saber mais sobre alimentação, dietas da moda e nunca tinha percebido. Comecei o curso com uma visão totalmente diferente da que tenho agora, no começo pensava só na estética, agora penso também na saúde. No futuro pretendo trabalhar em uma clínica de Nutrição (se Deus quiser) com gestantes e crianças.

NAY HeNNA

| 6º semestre de Nutrição - Uniceub

Meu nome é Nay Henna. Nasci em Formosa-Go no dia 5 de fevereiro de 1990. Acima de tudo eu amo o meu Deus e minha família. Sou evangélica, faço parte da Igreja Batista Betel de Formosa-GO, amo dançar e participo do ministério de dança da igreja, sou muito feliz por isso. Sempre fui apaixonada por tudo que envolvia a alimentação e amo cozinhar, então, tomei a grande decisão da minha vida: decidi cursar Nutrição, e como em Formosa não havia nenhuma faculdade que oferecesse este curso, tive que me mudar em 2009 para Brasília, aos 19 anos de idade. A partir de então, me vi com uma imensa responsabilidade, teria que morar sozinha, administrar minha própria vida, o que para mim não foi nada fácil, pois era muito dependende dos meus pais. Atualmente estou com 21 anos e cursando o 6º semestre de Nutrição. Amo muito meu curso e a cada dia que se passa me vejo mais apaixonada por tudo que envolve a nutrição e em especial a área de materno infantil (na qual pretendo me especializar). Sou muito grata a minha família que sempre me apoiou e me incentivou, sei que não é fácil para eles assim como também não é nada fácil para mim, lidar com a distância. E NÃO PODERIA ME ESQUECER DESSA PARTE DA MINHA VIDA: Quando soube que ia ter que me mudar, comecei a orar a Deus para que Ele providenciasse tudo, e principalmente as pessoas com as quais teria que conviver, pedi a Ele que colocasse em meu caminho as pessoas certas, e tenho muito que o agradecer e o louvo a cada dia pelas amizades que construi ao longo desses anos, mais em especial pela vida das minhas amigas: Beth, Lorena Araújo, Lorena Dorman, Silleymann e Tâmara, com as quais mais me indentifiquei, tenho certeza que Deus ouviu minhas orações e assim firmou nossa amizade.

SILLeYmANN RIBeIRO

| 6º semestre de Nutrição - Uniceub

Oi, eu sou a Silleymann. Nasci em Brasília numa manhã linda de 20/12/1962. Nunca morei em outros lugares mas adoro viajar e conhecer coisas diferentes. Sou casada e tenho dois filhos maravilhosos que me apoiam naqueles momentos tensos de estudo. Apesar de algumas reclamações, tenho total apoio do meu maridinho também. Atualmente estou no 6° semestre de nutrição e não me arrependo nem um pouco de ter começado minha graduação aos 46 anos porque me sinto mais jovem e melhor preparada do que se estivesse com 20 anos. Pensei em fazer o curso tentando unir a nutrição à gastronomia, pois gosto e acho que tenho facilidade na culinária, mas meu campo de visão se estendeu bastante e hoje tenho vontade de me aventurar em outras áreas da nutrição. Quem sabe o que o destino me reserva!! Minhas portas estão abertas para o mundo e sei que tenho um caminho lindo a trilhar.


INTRODUÇÃO

Projeto Nutrir com Saúde

N

os últimos tempos, expressões como qualidade de vidae alimentação saudável vêm atraindo a atenção de pessoas de diferentes idades, classes sociais e graus de instrução; de igualmodo, desperta interesse a possibilidadede se desenvolver estilosde vida saudáveis (BOOG, 2004). A constatação científica do fato de que a alimentação de má qualidade é umfator de risco para a saúde,fez com que a Educação Nutricional fosse lembrada como medida a ser considerada para reverter atendência ao crescente aparecimento de Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) entre a população de diversas faixas etárias (BOOG, 2004). Compete ao Nutricionista, no exercício de suas atribuições na área de Saúde Coletiva, prestar assistência e Educação Nutricional a coletividades ou indivíduos sadios ou enfermos, em instituições publicas ou privadas e em consultório de nutrição e dietética, através de ações, programas, pesquisas e eventos, direta ou indiretamente relacionados à alimentação e nutrição, visando à prevenção de doenças, promoção, manutenção e recuperação da saúde (BRASIL, 2005). Mas afinal, o que é Educação Nutricional? A educação é inerente à vida. O ser humano aprende e se desenvolve ao longo de sua existência no esforço por responder aos desafios cotidianos. A educação acontece nesse cotidiano social e também por intermédio de ações de instrução e ensino planejadas por pessoas capacitadas para tal (BOOG, 2004). Educar para a alimentação saudável exige: a confrontação de novas práticas com as representações sociais dos alimentos e com o significado simbólico deles para os sujeitos do processo educativo, a resignificação dos alimentos e a construção de novos sentidos para o ato de comer. Tudo isso deve ainda ter, como pano de fundo, além da saúde, o prazer, a coerência com as práticas de comensalidade, a convivência e a preocupação com a sustentabilidade ambiental que, mais cedo ou mais tarde exigirá que pensemos em de-

senvolver práticas alimentares mais solidárias com o meio ambiente e com as gerações futuras (GREIF, 2002). É na ação das pessoas no momento da escolha de um determinado alimento em detrimento de outros, que se pode verificar o grau de comprometimento que eles têm com padrões culturais (costumes regionais, tradições familiares, crenças, hábitos e tabus), capazes de impedir que alimentos existentes em abundância nas comunidades sejam consumidos (TRIGO, 1989). Não comemos nutrientes, mas alimentos e o significado deles na esfera afetiva, psicológica e nas relações sociais não podem jamais ser desconsiderados pela Educação Nutricional. Educar no campo da nutrição implica em criar novos sentidos e significados para o ato de comer. Foi-se o tempo em que se puxava da gaveta dietas prontas de 1200kcal que proibiam o consumo de tudo que não fosse arroz, bife grelhado e salada. Educar, no âmbito da alimentação, implica em conhecer profundamente o que é alimentação (BOOG, 2004). Com base no objetivo da disciplina Educação Nutricional, que consiste em desenvolver diferentes etapas no planejamento e execução de programas em educação alimentar e nutricional em nível individual e coletivo, no contexto que envolvem a escolha e o consumo alimentar para a promoção da saúde,

prevenção e controle de doenças, nós alunas do sexto semestre do curso de nutrição, realizamos o projeto NUTRIR COM SAÚDE, com 7 funcionários da limpeza do UniCEUB, durante o segundo semestre de 2011, utilizando dinâmicas interativas, vídeos, palestras utilizando multimídia de acordo com o grau de instrução, tipo de grupo e situação sócio-econômica do público alvo. Por intermédio da interação entre as discentes e os participantes do projeto, e do diálogo sobre essatemática , houve a possibilidade de deslocar o “problema” do outro para si mesmo, e entender melhor o trabalho em equipe, criando assim, possibilidades da construção conjunta de significadospara a promoção da alimentação saudável (BOOG, 2008). Para o projeto pudemos contar com a colaboração do LABOCIEN (Laboratório de Ciências da Saúde do UniCEUB, o qual operacionaliza as aulas práticas de pesquisa e de estágio para a complementação de carga horária de diversos cursos de graduação), através da coordenadora Magda Verçosa e sua equipe, que nos apoiaram abrindo as inscrições e informando o projeto aos interessados, também contribuíram cedendo os espaços físicos e todo o material utilizado para que as atividades fossem realizadas dentro das instalações do UniCEUB, e transformaram nosso trabalho em um Projeto de Extensão, possibilitando aos participantes o recebimento de certificados.

03


Projeto nutrir com saúde

1º DIA

Antropometria, interação e Conhecimento

e cada um permaneceu no lugar exato em que estava. Então cada participante deu a mão a outrapessoa que estava a seu lado (sem sair do lugar, ou seja, de onde estiver ) Depois disso começaram as tentativas de voltar pro mesmo círculo do começo da dinâmica. Após movimentos de várias pessoas, os participantes conseguiram reorganizar o círculo, estando cada uma á direita da mesma pessoa do início da dinâmica. Os participantes gostaram muito desta dinâmica, houve muita animação e aproveitando a descontração, todos conversaram um pouco sobre a importância do trabalho em equipe. Após esta dinâmica, outra intera ção foi realizada com relação a saúde dos participantes. Ela se deu da seguinte forma: As pessoas ficaram em pé, formando um círculo, e conforme a música ia tocando, uma bola ia sendo passada de mão em mão. Quando a música parava, a pessoa que estava segurando a bola respondia às perguntas: - O que tenho feito para melhorar minha alimentação? - O que não tenho feito para melhorar minha alimentação? Todos os participantes responderam as duas perguntas e foi observado que a maioria dos participantes tinha uma alimentação inadequada e achavam estar comendo corretamente.

No dia 01/11/2011 tivemos nosso primeiro contato com o grupo o qual vamos trabalhar: os auxiliares de serviços gerais do LABOCIEN – UniCEUB. Os encontros foram marcados para às 13:30h. O primeiro dia de atividades foi realizado no Auditório 1 do LABOCIEN. Após chegarem todos os integrantes que se inscreveram para participar do nosso projeto, foram feitas as apresentações de cada um e todos contaram uma breve história sobre suas vidas. Eles chegaram um pouco tímidos, sem saber ao certo como seria o projeto e o que eles fariam, mas como todos eles já se conheciam, não houve problemas para o grupo se soltar. Logo após as apresentações, foi realizada a antropometria e anamnese alimentar de todos eles eo termo de consentimento livre e es-

04

clarecido (TCLE) foi explicado. Houve uma breve explanação sobre como seria o projeto. Depois de todos teremassinado o TCLE, foi pedido para que eles respondessem a um questionário epelas respostas obtidas, foram constatadas algumas patologias nutricionais como anemia, o sobrepeso e a hipertensão, e também a osteoporose, que apesar de não estar diretamente relacionada à nutrição, é uma doença que necessita de discussão e esclarecimento. Foi dado início então, às dinâmicas: a primeira (Dinâmica do Nó) foi feita da seguinte forma: Os participantes de pé, formaram um círculo e deram as mãos. Foi necessário memorizar quem estava ao lado direito. Após esta observação, o grupo caminhou livremente. A um sinal do animador o grupo parou de caminhar

Dentre as várias inconformidades encontradas na alimentação, as principais foram: mal fracionamento das refeições, consumo excessivo de industrializados e baixa ingestão de frutas, legumes e verduras diarimente. Além disso, a baixa renda dos participantes (investigada na ficha de cadastro) e falta de tempo relatada por eles, podem ter contribuído para piora desta alimentação.Outro fator que deve ser considerado, é que todos os participantes são sedentários, o que colabora para o sobrepeso. Nesse mesmo encontro foi mostrada a pirâmide dos alimentos e os participantes foram questionados em relação à forma de pirâmide e o porque da divisão em andares. Cada um respondeu o que achava. Depois da resposta de todos, foi dada uma breve explicação sobre a pirâmide, seus grupos alimentares, a importância de cada grupo na alimentação e no organismo.


Questionário aplicado 4 – Quantos copos de água você bebe em média por dia? 25% dos participantes responderam de 1 a 2 copos 25% dos participantes responderam mais de 8 copos 50% dos participantes responderam de 6 a 8 copos

5 – Qual seu consumo de frutas por semana? 25% dos participantes responderam que não comem fruta 25% dos participantes responderam de 1 a 2 vezes por semana 50% dos participantes responderam mais de 5 vezes por se

1 – Quantas refeições você faz durante o dia?

mana

6 – Qual seu consumo de fruta diário? 25% dos participantes responderam: 2 refeições 50% dos participantes responderam: 3 refeições

25% dos participantes responderam que não comem fruta

25% dos participantes responderam: 4 refeições

25% dos participantes responderam de 3 a 4 frutas por dia

2 – Quais são as refeições feitas durante o dia? 25% dos participantes responderam: Café da manhã, lanche da tarde

50% dos participantes responderam mais de 5 frutas por dia

7 – Qual seu consumo de legumes e verduras por semana?

50% dos participantes responderam: Café da manhã, almoço e jantar 25% dos participantes responderam: Café da manhã, lanche da manhã,

25% do participantes responderam de 1 a 2 vezes por semana

almoço e jantar

25% dos participantes responderam de 3 a 4 vezes por semana

3 – Você tem alguma dessas doenças? ( ) Diabetes

50% dos participantes responderam mais de 5 vezes por semana

8 – Qual seu consumo de legumes e verduras diário?

( ) Hipertensão (pressão alta) ( ) Obesidade

100% dos participantes responderam de 1 a 2 legumes e ver-

( ) Dislipidemia (Colesterol alto)

duras por dia.

( ) Doença Celíaca (Alergia ao glúten) ( ) Outros ______________________________________

9 – Quantas vezes você pratica atividade física por semana?

50% responderam que não tem nenhuma doença. 25% responderam que tem anemia.

100% dos participantes responderam que não praticam ativi-

25% responderam que tem osteoporose.

dade física.

05


Projeto nutrir com saúde

2º DIA Dinâmica e Palestra

No dia 03/11/2011 foi nosso segundo encontro, realizado no Auditório 2 do LABOCIEN – UniCEUB. Os participantes chegaram ao local, todos bem animados. As atividades desse dia foram iniciadas com uma dinâmica que aconteceu ao som de músicas animadas, e que consistia em colocar um papel em branco nas costas de cada participante e todos deveriam se movimentar, e ao pausar a música eles poderiam escrever ou desenhar no papel localizado nas costas do colega da frente, algo sobre a patologia citada, que poderia ser: obesidade, pressão alta, anemia ou osteoporose. Ao final da dinâmica foram retirados os papéis das costas dos participantes e discutidas as patologias citadas. Todos participaram e tiraram suas dúvidas. Em seguida foi realizada uma palestra com exposição de slides sobre dicas para obter uma alimentação mais saudável; houve também um debate sobre o assunto e algumas dúvidas foram esclarecidas. Após a palestra, foram exibidos quatro vídeos explicativos sobre as patologias abordadas durante a dinâmica: obesidade, pressão arterial, anemia e osteoporose. Para o encerramento do nosso 2º encontro, cada participante recebeu uma cartilha com o resumo dos temas abordados nos dois primeiros encontros. Esse dia foi bastante produtivo, no sentido de explicar aos participantes a gravidade das doenças crônicas e também a importância de hábitos saudáveis como forma de evitá-las. Eles puderam contar suas experiências e gostaram bastante dos vídeos exibidos, por serem divertidos e didáticos, facilitando assim, o aprendizado.

06


Projeto Nutrir com saúde: Dicas de uma boa alimentação e Prevenção de doenças


Projeto nutrir com saúde

3º DIA

Oficina de receitas

saudáveis

08

No dia 08/11/2011 tivemos nosso terceiro encontro com os par-

ce e limão, e pelo bolo de abobrinha. O grupo 2 ficou responsável pelo

ticipantes no qual foi realizada uma oficina com receitas saudáveis e práticas,

preparo do doce de ameixa, da farofa colorida e mini pizzas com pão de

no laboratório de técnica dietética do LABOCIEN - UniCEUB. No primeiro mo-

forma integral. Depois de separados os grupos, todos lavaram as mãos,

mento foram dadas as instruções de como seria feita a oficina e um cader-

colocaram toucas e foram para suas respectivas cozinhas. Finalizadas as

ninho de receitas foi distribuído para cada participante, depois foi feito um

preparações os grupos se juntaram para degustá-las, tornando esse mo-

sorteio para dividi-los em dois grupos para o preparo das receitas que seriam:

mento descontraído, prazeroso e um momento de reconhecimento com

um suco, duas receitas doces (doce de ameixa e bolo de abobrinha) e duas

elogios pelas preparações feitas pelos colegas do outro grupo. Todas as

receitas salgadas (uma farofa colorida e pizza com pão de forma integral). O

receitas foram aprovadas pelos participantes e foi uma forma bem simples

grupo 1 ficou responsável pelo preparo do suco de Erva Cidreira com alfa-

de mostrar como fazer receitas nutritivas, rápidas e de baixo custo.


Projeto nutrir com saúde

Livrinhos de receita

Discentes: Lorena Araújo, Lorena Dorman, Nay Henna e Silleymann 6º semestre 2/2011 Novembro de 2011 Cuidados no preparo e na manipulação de alimentos

09


Projeto nutrir com saúde

4º DIA

Encerramento e entrega de brindes

No dia 10/11/2011 tivemos nosso

último encontro com os auxiliares de serviços gerais do UniCEUB. Foi um encontro muito divertido e dinâmico realizado na sala de dinâmicas (sala 9009 – térreo do bloco 9).

À medida que os participantes fo-

ram chegando, eles foram se sentando em colchonetes que estavam no chão, como uma forma de descontração e relaxamento. Nesse momento foram tiradas fotografias dos participantes usando perucas divertidas. Após a chegada de todos, foi repetida a dinâmica do primeiro encontro (dinâmica da bola), porém, perguntando o que eles haviam aprendido sobre ter uma alimentação saudável. Todos participaram contando como havia sido o projeto para cada um, e o que ficou realmente como aprendizado. Nesse momento ficou claro para nós, que realizamos um ótimo trabalho em Educação Nutricional, e que tudo valeu à pena.

Logo após a dinâmica, foram exibi-

dos dois vídeos; um sobre a importância do trabalho em equipe (História da Ratoeira), e outro sobre motivação (Gato e Cachorro – Daniel Godri). Também foi distribuída uma cartilha sobre a importância da atividade física, que continha alguns exercícios e alongamentos para serem feitos em casa.

Como demonstração de carinho e

agradecimento, foram distribuídos brindes a cada um dos participantes. Era um kit contendo um copo e algumas colheres de medidas caseiras, para facilitar a elaboração de preparações em casa.

Para finalizar, foi oferecida uma

deliciosa salada de frutas e foram tiradas algumas fotos para o nosso portfólio. Nos despedimos e nos sentimos bastante felizes de termos realizado um trabalho tão gratificante, com um grupo de pessoas humildes, e que por diversas vezes, são ignoradas pelo tipo de trabalho que exercem. Saber que colaboramos de alguma forma, para que haja uma mudança de hábitos em busca de uma vida mais saudável vale mais do que qualquer nota!

10


Conclusão “O projeto Nutrir com saúde foi muito proveitoso. Além de abrir minha mente para novas idéias ainda fez com que eu não apenas ensinasse as pessoas, mas também aprendesse muito com elas. Foram momentos ótimos e que com certeza serão lembrados para o resto da vida. Trocamos informações e experiências valiosas, sendo assim todo mundo aprendeu um pouquinho com o outro. Foi muito importante para o meu crescimento pessoal, e principalmente profissional.Adorei! Um dos melhores trabalhos que já fiz na vida”! LORENA ARAÚJO FREITAS “Alguns trabalhos de faculdade serão lembrados pra sempre, com certeza, esse será um deles pra mim. Educação Nutricional é uma disciplina que vai além da sala de aula, é uma disciplina prática e prazerosa. Desenvolveresse portfólio, me possibilitou vivenciar na prática

como é contribuir para que pessoas humildes e sem muita instrução, tenham uma vida com mais qualidade, da mesma forma que pessoas com um nível mais elevado também têm. Trabalhar com os funcionários da limpeza do UniCEUB me fez amadurecer e ver que, somos todos iguais, com nossas limitações, nossos defeitos e qualidades. Fazer amizade com eles, me fez perceber que, independente do uniforme sem graça, da vassoura na mão, do lixo recolhido, existem ali pessoas muito preciosas e prontas a aprender, como qualquer um que ocupe cargos altos. Estou feliz por ter realizado esse projeto e por ter escolhido essa profissão, que me possibilita ajudar tanto os mais carentes, como os menos”. LORENA DORMAN LEITE ROMEIRO “Adorei este projeto porque tudo nele foi acontecendo com naturalidade e espontaneidade de nossa parte e eu acho

que este fato fez com que ele fosse bem aceito pelos participantes. Aprendi que podemos educar nutricionalmente utilizando uma linguagem simples, clara, mas que encante e desperte o interesse por hábitos nutricionalmente saudáveis”. SILLEYMANN RIBEIRO “O projeto Nutrir com Saúde foi maravilhoso!! Todos estes dias de encontro serviram não só para aprendizagem dos participantes mais também para a minha aprendizagem. É muito gratificante ver a mudança das pessoas em relação a sua alimentação. A cada dia aprendo mais sobre os alimentos, que são fonte de vida e saúde. Amo a nutrição e educar sobre alimentação é muito prazeroso, sem dúvidas esta foi uma experiência inigualável”. Nay Henna Soares Bastos

Referências BOOG, M C F. Educação nutricional: por que e para quê? Jornal da Universidade Estadual de Campinas, 2 a 8 de agosto de 2004. BOOG, M C F. Atuação do nutricionista em saúde pública na promoção da alimentação saudável. Rev. Ciência & Saúde, Porto Alegre, v.1, n.1, p. 33-42, jan/jun.2008. BRASIL. Conselho Federal de Nutricionistas. Resoluçãono.380/2005. Dispõe sobre a definição das áreas deatuação do nutricionista e suas atribuições, estabelece parâmetros numéricos de referência por ares de atuação edá outras providências. Brasília; 2005 GREIF, S. Sustentabilidade econômica e ecológicamediante a opção pelo vegetarianismo. Cadernos de Debate; 2002 TRIGO, M. Tabus alimentares na Região do Norte do Brasil.Rev. Saúde Pública, São Paulo, v.23, n.6, p.455-464,1989. VÍDEOS: vídeo sobre PRESSÃO ARTERIAL, disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=hB3ieSTJqww&fea ture=related Vídeo sobre OBESIDADE, disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=bu_ M2fSvhUM&feature=related Vídeo sobre ANEMIA, disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=0DVX-DUlog4&feature=relmfu Vídeo sobre OSTEOPOROSE, disponível em:

http://www.youtube.com/watch?v=IoPTGePUuAk acessado em novembro de 2011. Vídeo sobre MOTIVAÇÃO, disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=UItBiEKUNDs&feature=related Vídeo sobre a parábola A RATOEIRA, disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=sBAtDyvQ4Ms DINÂMICAS: Dinâmica sobre PATOLOGIAS, disponível em: REZENDE, A; MARTINS, S. INMETRO: A importância da atividade física na maturidade e prevenção de doenças, Brasil, 2009. Dinâmica”O que você parece para mim”. Disponível em:http://www.jogosbrincadeiras.com.br RECEITAS: DOCE DE AMEIXA: Disponível em:http:// www.cybercook.terra.com.br/pave-de-ameixa-com-baba-demoça-na-comunidade.html?código=67673 LANCHE RÁPIDO DE PIZZINHA: Disponível em http://www.receitas.com Cozinha Brasil, Brasília, 2007. Receita do bolo de abobrinha e do suco de erva cidreira com alface e limão FAROFA COLORIDA: Disponível em: http://www.almanaqueculinario.com.br/receita/molhos-e-entradas/farofa-crua-19544.html SAWAYA, AnaLydia. Comida e Educação. Estud. av. vol.20 n° 58 São Paulo. sept/dec.2006

11


Projeto

NutrirCom

SaĂşde


Projeto Nutrir com Saúde