Page 70

68 LAZER

Museu da Farmácia porto Texto Marta Araújo › Fotografia Medesign

5 mil anos de História

O desejo de preservar a memória da Farmácia portuguesa surgiu na década de 80, face à onda de modernização que então se impôs por toda a Europa. Foi para evitar a perda irreversível de importantes espólios e traçar a história da profissão que a Direção da ANF (Associação Nacional das Farmácias) decidiu criar, primeiro em Lisboa, em 1996, o Museu da Farmácia. Mais tarde, em 2010, foi a vez do Porto receber também este Museu, através da inauguração de um espaço próprio na cidade. A nortemédico foi conhecer este espaço onde centenas de peças mostram cerca de 5 mil anos de grandes avanços na arte e na ciência de curar.

A

existência de um Museu da Farmácia em Portugal, à semelhança do que acontecia noutros países ocidentais, passou a ser uma ambição dos farmacêuticos portugueses nos anos 1980. Corria o ano 1996 quando esse objetivo foi finalmente cumprido. Primeiro, com a inauguração do Museu da Farmácia em Lisboa e, em 2010, com a inauguração de um idêntico espaço na cidade do Porto. Ainda antes da existência de um espaço físico capaz de receber memórias relacionadas com a evolução da Saúde e da cura das doenças, a ANF fez um apelo às farmácias portuguesas, a incentivar a doação de peças. Reunidos os objetos que iriam construir o espólio português, era hora de expandir a narrativa histórica além-fronteiras, de modo a abranger o conceito de Farmácia no mundo.

Nortemedico 72  
Nortemedico 72  
Advertisement