Page 44

42 NOTÍCIAS

VI Fórum de Discussão Pedagógica do ICBAS/CHP

Burnout médico foi um dos principais temas em debate No passado dia 18 de setembro, o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) e o Centro Hospitalar do Porto (CHP) promoveram, pela sexta vez, o Fórum de Discussão Pedagógica. O evento teve lugar no Auditório Prof. Alexandre Moreira e contou com a presença do Presidente do Conselho Regional Norte da Ordem dos Médicos (CRNOM), António Araújo, no painel de oradores.

Texto Liana Rego › Fotografia Medesign

de acordo com António Araújo, “está muito preocupada” com este problema, a apresentação elucidou a plateia sobre o alarmante número de médicos afetados. “Cerca de 66% dos colegas que responderam tinham um nível alto de exaustão emocional”, “cerca de 39% apreBurnout na Classe Médica sentavam já níveis altos Estudo Nacional de despersonalização” e OM / ICSUL – 2016 Aceda ao documento com “cerca de 30% reportaos principais resultados deste estudo, disponível ram uma elevada dimidirectamente através do nuição da sua realização código QR ou no no site da Ordem dos Médicos. profissional”, enumerou https://ordemdosmedicos. pt/principais-resultados-doestudo-nacional-burnout-nao dirigente da SRNOM. classe-medica/ Alguns dos principais fatores que acentuam esta problemática relacionam-se com a idade dos filhos (quanto mais novos forem, maior é a probabilidade de os mé d ic os m a n i fes t a rem níveis elevados de exaustão emocional), a insatisfação com a remuneração, o trabalho no setor público e um menor número de anos de prática. Uma menor identificação com a classe médica, uma maior carga horária e trabalhar menos em equipa são, também, factores que contribuem significativamente para o desenvolvimento de burnout nos médicos. Nas palavras de António Araújo, a natureza epois das indo trabalho dos médicos tervenções initorna-os muito suscetíciais de Seraveis a desenvolver esta fim Gonçalves, Sofia síndrome, “que envolve Ribeiro e Pedro Vita, exaustão emocional, desera chegada a ocasião personalização e dimide António Araújo tomar a palavra. Penuição da realização profissional”. Para rante um auditório praticamente cheio o Presidente do CRNOM, aquela reação com estudantes e internos de medicina, disfuncional ao stress profissional proo Presidente do CRNOM esmiuçou as longado deve-se a fatores muito enraizaprincipais causas que podem levar os dos na atividade dos médicos, nomeadaprofissionais de saúde, em particular os mente o facto de serem “sempre muito médicos, a um “burnout” emocional. ‘bombeiros’, estarem sempre disponíBaseando-se num estudo feito a nível veis para ver mais um doente e fazer nacional, realizado a pedido da OM que, mais uma consulta extra”, rematou. n

D

Nortemedico 72  
Nortemedico 72  
Advertisement