Page 1

FR EE

ANO 3 - Edição 13 - Março 2013

www.revistanewsbrazil.com

Sinal verde! Acordo entre Brasil e Irlanda deve incrementar a economia da ilha e formar profissionais para impulsionar o desenvolvimento do Brasil Chris Bel

Acesso ao intercâmbio Saiba como participar da EXPO ESTUDE NO EXTERIOR e tire as dúvidas para realizar o sonho de estudar fora do Brasil

Economia na hora de viajar

Jornalista visita três cidades da Irlanda gastando aproximadamente  20

Já pensou em estudar na Irlanda ? Iniciativa privada vai premiar um jovem de cada estado do Brasil com uma bolsa de estudos para cursar inglês em Dublin


Divulgação

CONTEúdo

4 Palavra do editor

6 8

Capa

PANORAMAS

10 Educação

11 13

Entretenimento

IMIGRAÇão

15 16

Qual é a boa? ECONOMIA

18 22

CULTURA

Promoção

25 Comportamento 27 Gastronomia

28 30

TURISMo

Bem-estar

32 Culinária 34 ACONTECE

Mensagem do ministro irlandês da Educação e Habilidades, Ruairí Quinn

Na próxima década, o mundo vai ouvir falar muito mais do Brasil. É um País que tem um tamanho extraordinário, uma maravilhosa beleza natural e alberga algumas das pessoas mais amigáveis do mundo. Se tornou um poço econômico de energia e será o centro de atenção global quando for anfitrião da Copa do mundo e dos Jogos Olímpicos. É essencialmente importante para a Irlanda que nós fortalecemos nossa relação com o Brasil, e cumprir com isso é uma prioridade para nosso Governo. A educação está jogando um papel fundamental em nossos esforços. A sociedade irlandesa entende o poder transformativo de ensinar e aprender. Décadas de investimento em educação foram cruciais para transformar a nossa economia em uma das economias mais globalizadas e hi-tech no mundo, enquanto atraindo companhias internacionais como Google, Facebook e Apple. Como o Brasil embarca em uma transformação parecida, há muitas oportunidades para desenvolver relações mais estreitas entre nossos países. Nós temos sorte de já ter uma comunidade vibrante de estudantes brasileiros na Irlanda que estuda a língua inglesa. Mas nós queremos ver mais brasileiros que vêm aqui para ensino superior e nós estamos trabalhando para mudar isto. Há muitas boas razões para estudar na Irlanda. Nosso sistema de ensino está fortemente alinhado com as necessidades dos empregadores e uma educação irlandesa acrescenta um valor real às perspectivas de carreira dos estudantes internacionais. Nós somos os líderes mundiais em uma gama de disciplinas de microbiologia até ciência social. Irlanda é um dos países mais amigáveis e mais seguros no mundo e um dos melhores lugares para estudar. Um programa especial do Governo da Irlanda outorga bolsas internacionais de estudos para estudantes de alto calibre para estudar aqui durante um ano. Este ano, o esquema está sendo ampliado para o Brasil e oferece uma oportunidade perfeita para estudar aqui. Informação estará disponível em www. educationinireland.com No ano passado, a Irlanda se tornou um parceiro do Governo brasileiro no programa Ciência sem Fronteiras. Como parte deste importante acordo para a educação e a pesquisa, até 4,000 estudantes universitários bolseiros e 1,500 estudantes de Doutorado, totalmente subvencionados virão aqui para estudar durante os próximos quatro anos. Você pode descobrir mais sobre este Programa a www.cienciasemfronteiras.gov.br/ Assim, porque não se juntar aos milhares de outros estudantes brasileiros que já estão aqui e os que estarão entrando nos próximos anos? Nós esperamos o dar boas-vindas. Ruairí Quinn TD Ministro para Educação e Habilidades


Equipe

Março 2013

Colaboradores Diretor Raffael Abarca

Editor Daiani da Silveira

raffa@revistanewsbrazil.com

editor@revistanewsbrazil.com

Arte e design Gelson Pereira

Marketing Rodrigo Salgueiro rodrigo@revistanewsbrazil.com

Web design William Morais

Vendas e anúncios Raquel Nascimento raquel@revistanewsbrazil.com

Ana Patêz Psicóloga

Andrea Cordeiro Jornalista

Camila Cassasa Jornalista

Contribuições - Denisa Gabriela Gherghina - Ministério Irlandês da Educação - Peter O’Neil

- Richard Gibney - Immigration press office - UCD - Irish presidency

- Tourism Ireland - EPP media - Miley Sarah - Cristina Lima - Sofia Sunden

Revista News Brazil é uma publicação da DMP - Dreams Media Producers Endereço: 41 Lower Dominick Street , Dublin 1 Telefone: 018792365 Fax: 018792348 Dublin, Ireland. www.revistanewsbrazil.com Email info@revistanewsbrazil.com Todos os conteúdos da Revista News Brazil são apenas para informação geral e / ou utilização. Tais conteúdos não constituem aconselhamento e não devem ser usados na tomada (ou deixar de fazer) qualquer decisão. Algum conselho específico ou respostas a consultas em qualquer parte da revista é / são a opinião pessoal de tais peritos / consultores / pessoas e não são subscritas pela Revista News Brazil.

Henry Mira Jornalista

Juliana Lougue Gastróloga

July Lemos Jornalista

Lidya Bigley Jornalista

Palavra do editor Olá amigos leitores, A revista News Brazil volta a circular com novo layout e uma nova equipe, que está cheia de ideias e boas energias para 2013. Nosso objetivo é informar com qualidade, imparcialidade e respeito ao leitor. Mas as grandes novidades desta primeira edição do ano são as boas notícias que envolvem o nosso Brasil! Gosto muito de uma frase do líder político e ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 1993, Nelson Mandela: “A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo”. E é sobre esta transformação que está ocorrendo no Brasil, que vamos abordar nesta edição. Mesmo sendo um processo lento, já é possível visualizar alguns avanços. Reflexo disso são as oportunidades de acesso à educação para aqueles que, antes, apenas sonhavam com o ingresso acadêmico.

Outro indício de que estamos melhorando neste setor é o reconhecimento internacional dos esforços brasileiros, sejam públicos ou privados, para virar esta página na história do País. Um exemplo desta constatação pode ser conferido nas palavras do Ministro Irlandês para Educação e Habilidades, Ruairí Quinn TD, em mensagem publicada na página 3 desta edição. Algumas das oportunidades para a comunidade acadêmica brasileira você poderá conferir nas editorias de Educação e Capa. Como, por exemplo, o programa Ciências Sem Fronteiras do governo federal, que tem como objetivo oferecer, até 2015, 101 mil bolsas de estudos para estudantes brasileiros de Graduação e Pós-graduação. E ainda uma iniciativa privada que vai doar 27 bolsas de estudos para brasileiros cursarem inglês na Irlanda.

E por falar em brasileiros na Irlanda, nossa equipe dá um giro pela Ilha e o resultado você confere nas editorias de Cultura, Culinária, Acontece, Cartão Postal e Economia. Também vamos adiantar como estão os preparativos para a maior festa irlandesa. O San Patrick’s Day está chegando e, com ele, novidades da celebração na Irlanda e no Brasil, para você entrar no clima da festa, independente do País em que estiver. Faço um convite especial a você, leitor, para que nos escreva, contribuindo com dicas, sugestões e críticas. Assim poderemos aprimorar nossa publicação e seguir o objetivo de fazer uma revista de brasileiros para brasileiros na Irlanda! Obrigada e uma ótima leitura!

Daiani Silveira


Capa

Os tons Que deram

certo

Por Daiani Silveira

A

cor verde, que significa esperança, está relacionada tanto ao Brasil quanto à Irlanda. Presente nas bandeiras nacionais e na paisagem de ambos os territórios, a mistura destes tons está gerando belos resultados. No entanto, esta obra não será apreciada pelos amantes da arte, mas sim, pelos cidadãos brasileiros e irlandeses de uma maneira geral. E com uma pincelada especial àqueles que buscam o conhecimento. Isso porque um dos principais resultados do encontro entre as cúpulas brasileira e irlandesa, realizado no Brasil em outubro de 2012, é um acordo do programa Ciência Sem Fronteiras. Uma parceria que vai viabilizar, através de bolsas de estudos, a oportunidade para quatro mil estudantes brasileiros de graduação e pós-graduação o ingresso em instituições irlandesas de ensino durante os próximos quatro anos. Em nota oficial o ministro irlandês de Comércio e Desenvolvimento, Joe Costello, afirma a importância deste trato. “O acordo marca o início de um significativo e novo relacionamento entre instituições brasileiras e irlandesas de ensino superior. Este é um grande impulso para o setor da educação de terceiro nível internacional na Irlanda. Atualmente, a Irlanda hospeda apenas 100 estu-

6

dantes brasileiros de nível superior por ano, mas agora será um aumento verdadeiramente substancial”. Aumento que, ainda de acordo com informações do governo irlandês, deverá resultar para a economia do país um incremento de € 15 milhões em receitas e serviços e um adicional de € 19 milhões oriundos de gastos gerais. Outro destaque é o número de colaborações entre instituições das duas nações, que deverá passar das atuais 10 parcerias para mais de 100 até 2015. Além do ministro Joe Costello, a comitiva irlandesa que visitou o

Brasil foi composta pelo presidente Michael D. Higgin’s e empresários de setores como educação, material cirúrgico, farmacêutico, tecnologia da informação e agricultura. Conforme a Associação Irlandesa de Exportadores, em nota à imprensa, o país teve um aumento de 47% nas vendas para o mercado brasileiro em 2011. Os setores mais beneficiados com a relação comercial são os de manufatura, principalmente as empresas farmacêuticas multinacionais e aparelhos médicos, que apresentaram incremento de 17% nas vendas para o Brasil.

Fotos: Chris Bel

Ex-presidente do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva, recebe a visita do Presidente da Irlanda, Michael D. Higgin’s e a esposa Sabina Higgin’s

Março 2013


Em São Paulo, o Presidente da Irlanda Michael D. Higgins se encontrou com o governador Geraldo Alckmin. No Rio de Janeiro conferiu a apresentação de crianças em Chapéu da Mangueira

Programa Ciência sem Fronteiras

O

programa Ciência sem fronteiras é resultado da parceria entre o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e o Ministério da Educação (MEC), por meio das suas instituições de fomento, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O principal objetivo do projeto é consolidar, expandir e internacionalizar a ciência e tecnologia, a inovação e competitividade brasileira através do intercâmbio e da mobilidade internacional. Uma das metas do programa é oferecer, até 2015, 101 mil bolsas de estudos para estudantes brasileiros de Graduação e Pós-graduação. Por

este motivo, foram criados acordos e parcerias com diversas instituições de ensino, programas de intercâmbio e institutos de pesquisa em vários países. Sendo estes: Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, China, Coreia do Sul, Dinamarca, Estados Unidos, Espanha, França, Holanda, Hungria, Índia, Irlanda, Itália, Japão, Noruega, Portugal e Reino Unido. De acordo com a organização do Ciências sem Fronteiras, no total de 101 mil bolsas, o CNPq e a Capes serão responsáveis por 75 mil e o restante, 26 mil, serão concedidas com recursos da iniciativa privada, ou seja, de instituições como: CNI, ABDIB, FEBRABAN, Petrobras, Elet ro b ra s ,

Vale, entre outras empresas, inclusive internacionais. Em entrevista ao programa semanal de rádio Hora da Educação produzido pela Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Educação, o Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, destacou que o programa permite a formação de pessoal altamente qualificado nas competências e habilidades que são necessárias para impulsionar o desenvolvimento do Brasil. Assim como, também estimula o conhecimento inovador, principalmente para aqueles que vão trabalhar nas indústrias, nas tecnologias, nos setores de ponta da economia.

Para outras informações, como por exemplo, requisitos e documentações necessárias; como se inscrever; a lista com as instituições de destino de cada país; modalidades de bolsas e valores de auxílio visite o site oficial do programa: www.cienciasemfronteiras.gov.br

www.revistanewsbrazil.com

7


Fotos: Tiago Gugz

Panoramas

No Brasil também é Saint Patrick’s Day Por July Lemos

C

omemorado há mais de mil anos na Irlanda, o Saint Patrick’s Day é o dia santo mais festejado ao redor do mundo atualmente. No dia 17 de março, feriado nacional e em países com grande número de imigrantes irlandeses como EUA e Austrália, todos são convidados a vestirem o verde e se divertirem. Um festival de cinco dias acontece todos os anos no Saint Patrick’s Day da Irlanda, com diversas atrações de dança, música, arte e o famoso desfile. A festa, que é considerada por muitos o carnaval dos irlandeses, acabou ganhando espaço no Brasil e hoje é possível comemorar o dia de São Patrício em uma versão brasileira. O país adotou a data comemorativa, importando os enfeites de trevos, as fantasias de duendes, as pints de Guinness e a atmosfera alegre dos irlandeses. Este ano, será Saint Patrick’s Day em diversos Estados brasileiros que celebram a cultura e gastronomia irlandesa nos pubs e bares das cidades de: São Paulo, Porto Alegre, Brasília,

Curitiba, Florianópolis e Campinas, com uma programação especial para o dia. Já o Saint Patrick’s Day da cidade de Belo Horizonte é comemorado anualmente em uma grande festa a céu aberto. Com seu curioso Chopp verde, o evento, criado há cerca de oito anos, cresceu bastante nas últimas edições. Para ser ter uma ideia, no ano passado 7 mil pessoas estiveram presentes no que foi visto como o maior Saint Patrick’s Day do Brasil. Com muita música ao vivo e pessoas fantasiadas, o público presente pode sentir um pouco a contagiante energia vivenciada na Irlanda. A cidade do Rio de Janeiro dá um toque ‘abrasileirado’ na data e o Cristo Redentor será vestido na cor verde, homenageando o dia do padroeiro irlandês. O anúncio foi feito

durante visita realizada na cidade pelo presidente da Irlanda, Michael D Higgin’s, e todos aguardam ansiosamente a iluminação especial. Todas as comemorações estão se popularizando pelo país, em razão do grande número de estudantes brasileiros na Irlanda. Por isto o Saint Patrick’s Day no Brasil está se tornando ponto de encontro não só para a comunidade irlandesa que vive no país, mas também para brasileiros que residiram na Ilha Esmeralda e agora sabem que todos viram irish no dia 17 de março.

Duendes animam a festa em Belo Horizonte.


Fotos: Divulgação/Gathering

Uma festa para todos Por Daiani Silveira

O

festival de San Patrick’s Day 2013 acontece de 14 a 18 de março, em Dublin, e oferece aos visitantes uma recheada programação, com atrações para todas as idades. Alguns dos destaques previstos são: concertos musicais em teatros e nas ruas, declamações de poemas, shows e workshop para crianças, exibições de filmes, corrida de rua de cinco quilômetros, entre outros. Um dos eventos mais esperados pelo público é o tradicional desfile de rua. Este ano a St. Patrick’s Day Parade vai ser realizada no domingo, 17 de março, percorrendo 2,5 quilômetros das principais ruas da capital

irlandesa. Em nota à imprensa, os organizadores destacam a estimativa de que oito mil pessoas do mundo inteiro estejam presentes na marcha. Jim Miley, Diretor de Projetos da Irlanda Gathering 2013, organizadora da parada, declarou que a mesma é um exemplo maravilhoso de que a Irlanda Gathering 2013 é tudo sobre: convidar os amigos, famílias e conexões do exterior para comemorar com os irlandeses. Além disso, o St. Patrick’s Festival representa um acréscimo na economia irlandesa de aproximadamente €43,7 milhões originados por gastos dos turistas e outros €50 milhões com o consumo dos dubliners.

Para mais detalhes da programação e outras informações visite o site www.stpatricksfestival.ie

Papa surpreende com renúncia

A

renúncia do Papa Bento XVI, em fevereiro, surpreendeu o mundo! O anúncio foi feito pessoalmente em um encontro de cardeais no Vaticano. De acordo com o Santo Padre a decisão foi tomada após muita reflexão e o principal motivo é a falta de forças, física e mental, para exercer suas obrigações do cargo, devido à avançada idade. Em nota oficial, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

(CNBB) disse que Bento XVI é um teólogo brilhante e que entrará para a história como o Papa do amor e o Papa do Deus Pequeno, que fez do Reino de Deus e da Igreja a razão de sua vida e de seu ministério. Assim como, também agradeceu a manifestação de carinho do Santo Padre para com a igreja no Brasil. Eleito para suceder João Paulo II, em 19 de abril de 2005, Joseph Ratzinger visitou o Brasil em maio de 2007 para participar da assembleia

Divulgação/HAAP Media Ltd

geral da Conferência Episcopal da América Latina e do Caribe (Celam), que ocorreu em Aparecida, São Paulo. Na mesma ocasião ele canonizou o primeiro santo brasileiro: Frei Galvão. De acordo com o Vaticano o novo Papa deverá ser escolhido até a Páscoa, que será celebrada este ano, no domingo 31 de março. O conclave, reunião de cardeais para eleger o novo Papa, deve ser realizado entre 15 a 20 de março.


Educação

A porta de entrada para o intercâmbio

O

s brasileiros interessados em intercâmbio terão a chance de buscar informações e tirar dúvidas em uma das mais importantes feiras de intercâmbio cultural. A EXPO ESTUDE NO EXTERIOR será realizada de 26 de fevereiro a 14 de março, em oito cidades do Brasil: Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Brasília, São Paulo, Campinas e Recife. Organizado pela FPP – Edu Media, empresa com 12 anos de experiência em realização de feiras, este evento possibilita que o participante converse com diretores e representantes das principais instituições de ensino do mundo. Assim como, também realize o contato com as melhores agências de intercâmbio do Brasil. E o melhor de tudo isso, em num só lugar! Entre os expositores estarão presentes, por exemplo,

escolas e universidades do Canadá, dos Estados Unidos, da Austrália, da Inglaterra, da Itália, da França, da Alemanha, de Portugal, da Espanha e da Irlanda. Além de esclarecer sobre cursos de idiomas, a feira também abrange os setores de Graduação, Pós, MBA, Extensão, Ensino Médio, Estágios e Cursos de Férias no exterior. E ainda, para que o estudante realize o sonho de um intercâmbio com segurança, tudo sobre vistos e seguros necessários para o embarque.

AGENDA Local

Data

Belo Horizonte 26 de Fevereiro Curitiba

28 de Fevereiro

Porto Alegre

03 de Março

Rio de Janeiro

05 de Março

Brasília

07 de Março

São Paulo

09 e 10 de Março

Campinas

12 de Março

Recife

14 de Março

Recife - 14 de Março

Como Participar

A

EXPO ESTUDE NO EXTERIOR é um evento com vagas limitadas, por este motivo, o interessado em participar deve realizar um cadastro no site http:// edufindme.com/expo/br . Quando o cadastro na feira é realizado, o participante cria uma conta na Rede Mundial da Educação - EDUFINDME e recebe um convite com um código de barras. De acordo com a FPP – Edu Media, esse código de barras é uma espécie de identidade e conecta o estudante aos expositores que tiver interesse. No evento, o participante deve apresentar o código de barras ao exposi-

10

Brasília - 07 de Março

Belo Horizonte - 26 de Fevereiro tor, que através de um aplicativo, vai ler este código de barras e, Rio de Janeiro Campinas - 12 de Março 05 de Março automaticamente, será criada uma conexão virtuSão Paulo - 09 e 10 de Março al entre estudante e instituição, no EDUFINDME. Curitiba - 28 de Fevereiro Este contato pós-feira facilita para o expositor conhecer as necessidades Porto Alegre - 03 de Março do estudante e oferecer uma melhor proposta de intercâmbio. Assim como, possibilita ao estudante o acesso a perfis completos das instituições com informações sobre programas, Para outras informações visite o site http://edufindme.com/expo/br fotos e vídeos.

Março 2013


Entretenimento

When the boys

were in town O Thin Lizzy mostrou durante uma década que há mais influência vinda do rock irlandês que apenas o U2

Por Henry Mira

U

m homem magro, alto, com seu black power chacoalhando, sua voz ecoando ao som de guitarras distorcidas e palhetadas agressivas se contorce no centro do palco. Não, não é o lendário guitarrista americano Jimi Hendrix. A semelhança física é grande, a sonora, de certa forma, também, mas há duas grandes diferenças: Phil Lynott, o fundador do Thin Lizzy, a figura no palco, é baixista. E sua banda, irlandesa. Formado em 1969, em Dublin, o Thin Lizzy era capitaneado pelo baixista e vocalista - também compositor - Phil Lynott, e contou com diversos músicos em sua formação até 1983, último álbum da banda com Lynott, que faleceria três anos

depois, após complicações causadas pelos anos de abuso de álcool e drogas. Nos primeiros anos, o som era diretamente influenciado pelo blues e pelo folk americanos, mas, ainda na metade da década de setenta, ampliaram seus horizontes e passaram a gravar sons mais pesados, guitarras mais distorcidas e também seus primeiros grandes hits, como Whiskey in the Jar e The Boys Are Back in Town, músicas que atingiram enorme sucesso e até hoje aparecem em comerciais de TV e são lembradas por bandas em pubs e bares do Brasil (e também em Dublin). A influência de Phil Lynott e sua banda é maior do que se pode imaginar. O Thin Lizzy, junto a grupos como o Black Sabbath, foi uma das

primeiras bandas a buscar esse som mais sujo, mais pesado, que seria popularizado com o sucesso de bandas como Motorhead e AC/DC, alguns anos mais tarde. Não é só de Bono que vive a Irlanda em termos de rock n’ roll e de representatividade. A importância do Thin Lizzy é facilmente percebida através bandas nascidas após o estouro dos Irlandeses - basta ouvir a gravação que o Metallica fez de Whiskey in the Jar, em 1999. A banda retornou alguns anos após a morte de Lynott com alguns membros remanescentes e músicos convidados, permanecendo na ativa durante períodos alternados. Não foi lançado nenhum novo álbum, mas seguem fazendo shows em forma de tributo ao baixista e líder.

ONCE, o musical Baseado no filme homônimo de 2007, musical leva a música de Glen Hansard para a Broadway Glen Hansard já é figura carimbada para quem procura mais informações sobre o poprock irlandês. O músico, que integra a banda The Frames, hoje também com carreira solo consolidada, atuou em uma produção cinematográfica rodada inteiramente em seu país em 2007, junto à compositora Markéta Irglová. Hansard fez o papel de um “busker” (expressão que denomina os músicos de rua que deixam cartolas ou cases de seus instrumentos no chão para www.revistanewsbrazil.com

receber moedas dos transeuntes), que tocava músicas pop durante o dia, para levantar algum dinheiro, e suas composições durante a noite. O músico encontra em Markéta a parceira ideal para levar sua música adiante ao gravar um álbum. A trilha sonora, composta por Hansard, foi bem avaliada por críticos e chegou a ser indicada a dois Grammy Awards e vencendo, com a música Falling Slowly, o Oscar de melhor canção original em 2007. Todo esse

sucesso de crítica levou a criação do músico irlandês ser transportada para um musical da Broadway em 2011, que utiliza todas as canções compostas por Hansard e duas originais e segue de perto a história do filme. O musical já recebeu 8 Tony Awards - semelhante ao Oscar, mas voltado ao teatro, incluindo o de melhor musical. Once estará em turnê por Dublin entre os dias 22 de fevereiro e 9 de março no Dublin’s Gaiety Theatre.

11


Apresenta

Menu Especial

Estudante

Feijoada Completa * **

Chicken Fillet

ou

Bebida

apenas

5

95

,

ACOMPANHAMENTOS

* Arroz, Farofa e Couve ** Arroz, Feijão, Farofa, Purê de batata e Salada mista (escolher 02)

*** Conheca

Cafe Regional

Cuzcuz, Tapioca, Bolo de milho, Bolo de Aipim 01, LOWER, RATHMINES RD RATHMINES, DUBLIN 06

tambem

***

Encomendas para festas

Coxinha de frango, Bolinho de queijo, Kibe, Tortas doces e salgadas

01 445 4927

/CAFETROPICAL BRAZIL


Fotos: Divulgação/NB

Official Source DEPARTMENT OF JUSTICE AND EQUALITY

Blueprint targets €1.2 billion earnings annually from foreign education sector

T

he Government today launched a major new strategy aimed at increasing international student numbers in higher education by 50% and in English language schools by 25% by 2015. On the full implementation of the five year blueprint - Investing in Global Relationships - the international education sector will be worth €1.2 billion per year to the Irish economy by 2015. It is currently worth an estimated €900m annually. The Government also launched a new immigration regime for international students - reforming entry requirements but imposing safeguards to prevent abuse of the system. The strategy was launched today by the Taoiseach, Mr Brian Cowen, T.D., Tánaiste and Minister for Education and Skills, Ms Mary Coughlan TD, and Minister for Justice and Law Reform, Mr Dermot Ahern TD. The Taoiseach said: “Our aim is for Ireland to be regarded as a worldleading provider of international education. This strategy and new student immigration regime sets out a shared vision for how Ireland can compete to the highest international standards and recruit talented students from overseas.” The Tánaiste said: “Ireland has a tremendous opportunity to become a global leader in the provision of high-quality education to the next generation of leaders, entrepreneurs,

Government Launches new strategy to significantly expand international student numbers and decision-makers, who will make a difference in their own countries and who will form vital networks of influence for Ireland. An education in Ireland should be a transformational experience that adds significant value to the career outcomes and personal development of students. We offer the highest standards of education but we must also offer a unique student experience so that we can compete internationally for the top students.” The Minister for Justice said: “Advanced non-EEA graduates, alongside Irish and EU graduates, have the potential to become entrepreneurs, high skills employees or scientific researchers in key sectors of the economy of the future. It is therefore important that we provide an opportunity for such non-EEA graduates to progress within the immigration system after their graduation and for those students to utilise their skills to the benefit of the Irish economy.”

At its heart, the strategy sets out 10 core actions to improve Ireland’s performance, including a partnership-based approach between Government and the education sectors and a rejuvenated national education brand which is being managed by Enterprise Ireland. The international education strategy and the new student immigration rules were developed in tandem and are mutually complementary. The High-Level Group which developed the new strategy comprises senior representatives from the universities, institutes of technology, private higher education colleges and English language schools as well as from the relevant Government Departments and State agencies. The Tánaiste thanked the members of the Group for their contribution to the development of this new approach. The strategy is available on the website of the Department of Education and Skills and on www.educationireland.com.


boa? Qual é a

Milano Milano é uma cidade que respira design, então vim respirar aqui. Sou Viliane Turatti uma designer brasileira em terras italianas. Eu diria que os lugares mais fascinantes da Itália devem ser descobertos. Eu trocaria o tradicional por algo a se descobrir, moro aqui há dois anos e ainda encontro lugares interessantes para conhecer. A cidade é o epicentro de eventos importantes como a Settimana della Moda e o Salone Internazionale del Mobile e Fuori Salone em abril, este último se espalha por todo a cidade, é uma semana de mostras e eventos de design que se concentram principalmente em bairros como Navigli, um dos bairros mais underground de Milão, o Brasil está sempre presente na mostra, trazendo trabalhos de arquitetos e designers que se destacam em terras brasileiras. Festivais de cinema, de documentários, de cinema independente costumam fazer parte da cena cultural milanesa, certamente terá algum festival na cidade quando você chegar, aproveite. O Duomo, catedral em estilo gótico, é quase sempre o ponto de partida para conhecer a cidade, uma pausa para aproveitar o café-damanhã cappuccino e brioche al cioccolato é bem-vinda enquanto você tenta desvendar todas as estátuas e detalhes incríveis do Divulgação/NB

Duomo. Seguindo pela via Dante se chega ao Castelo Sforzesco com seu Parco Sempione, lugar de piqueniques no verão e uma serena paisagem de neve no inverno.

A cidade é conhecida pela noite mais badalada da Itália, nada disto é perceptível até que a luz do dia acabe. Ao entardecer muitos passeiam ao longo da Galleria Vittorio Emanuele II, um sorvete artesanal nesta hora cai muito bem, de pistacchio e cioccolato fondente melhor ainda, mas te conselho a correr riscos e escolher os sabores que não faz idéia, um com gosto amanteigado che se chama “caramella al burro salato” no bairro de Brera é ainda um dos meus favoritos. Depois disto, tudo te leva para o bairro Navigli, com uma atmosfera particular, dividido por canais onde encontramos osterie, bares de jazz e clubes, uma boa dica é começar a noite com o tradicional “aperitivo”. Ou então o charmoso bairro de Brera, con suas cafeterias e restaurantes em mesas de toalha xadrez nas ruas de paralelepípedos, A gastronomia é um orgulho nacional e com razão, uma boa pizza margherita ou uma massa trofie al pesto pode fazer muito bem aos teus sentidos e vai dar toda a graça a esta experiência cultural na Itália, e tudo termina com um café, é claro. Viliane Turatti Designer gráfica


Economia

abala a europa Por Andreia Cordeiro

D

esde janeiro a Irlanda está envolvida com o escândalo da carne de cavalo, problema atualmente presente em vários países da Europa, e que foi conhecido através da venda de alguns produtos em grandes redes de supermercados. Depois do Lidl e Tesco terem sido autuados com a comprovação da presença de DNA equino em suas carnes, o País está sob alerta constante. A rede de fast-food Burger King, também admitiu que alguns de seus hambúrgueres fabricados na Irlanda continham carne de cavalo. Em um comunicado, a companhia afirmou que exames em amostras de carne processadas no frigorífico Silvercrest, na Irlanda, constataram a presença do DNA de cavalo. “Os resultados de nossos testes de DNA independentes dos produtos retirados dos restaurantes foram negativos para DNA equino. Mas quatro amostras recolhidas recentemente da fábrica de Silvercrest mos-

16

traram a presença de níveis muito pequenos de DNA equino”, informou a empresa na nota. Em entrevista para a NewsBrazil, o consumidor irlandês Cormac Farrely, 44 anos, disse que, hoje, só compra carne proveniente das “butchers shops”, ou seja, açougues, pois lá ele pode ver a carne. “Comprei algumas vezes em supermercados, mas depois desse escândalo, nem a fast-food vou mais”, afirma Farrely. Não apenas a Irlanda está sofrendo com o problema. Outros países, como por exemplo, o Reino Unido, também passam por isso. Em alguns territórios onde o consumo de carne de cavalo é tabu, as autoridades confirmam, ainda, que a marca de lasanha de vaca Findus continha até 100% de carne de cavalo e apuraram que este teve procedência da Romênia. Segundo o governo Irlandês, a origem do problema está na Romênia, onde alguns matadouros ven-

deram carne de cavalo picada, como sendo carne de vaca. Os distribuidores, as marcas e os supermercados querem apurar responsabilidades. Porém, diante das acusações, o primeiro-ministro da Romênia, Víctor Ponta, assegurou que as inspeções realizadas nos matadouros do país provam que as empresas romenas não exportaram carne de cavalo etiquetada como carne bovina em produtos do fabricante de congelados Findus. “Não houve nenhuma violação das normas europeias por parte das empresas romenas ou das que estão estabelecidas em território nacional”, disse Ponta em entrevista coletiva junto ao comissário europeu de Agricultura, Dan Ciolos. Além dos casos provados na Irlanda e no Reino Unido, também a França e a Alemanha estão agora no eixo do combate a este problema de saúde pública. Traços de carne de cavalo foram encontrados, ainda, na Noruega e na Suíça. Março 2013

Fotos: Divulgação/NB

Caso da carne de cavalo


Medidas

O

governo inglês pondera avançar com uma proposta de combate à importação de carne na Europa. Já a ministra alemã dos Assuntos do Consumidor, Ilse Aigner, declarou que é “um claro caso de enganação dos consumidores”. O desdobramento dessa história está se tornando gigantesco. Testes encontraram carne de cavalo em refeições escolares, comida de hospital e pratos de restaurantes no Reino Unido, acentuando o escândalo sobre produtos adulterados para além de produtos de supermercados. Os resultados chegaram há alguns dias, depois que autoridades de segurança sanitária obrigaram supermercados e fornecedores a testar refeições identificadas como

contendo carne bovina para buscar traços de carne de cavalo. Autoridades informaram que a carne estava presente em tortas entregues a 47 escolas no condado de Lancashire, no norte da Inglaterra. Vários hospitais da Irlanda do Norte também receberam hambúrgueres bovinos que continham carne de cavalo, informou o diretor da Organização de Serviços Comerciais (BSO, na sigla em inglês) do país, David Bingham. “Agimos imediatamente, tão logo soubemos que podia haver um problema de confiança retiramos o produto”, assegurou Bingham. A União Europeia (UE) anunciou na última semana uma campanha de testes de DNA em todos os Estados-membros e a coordenação das in-

vestigações pelo Serviço Europeu de Polícia (Europol), depois de uma reunião de emergência em Bruxelas. Além dos 2.500 testes de DNA em toda a Europa em produtos a base de carne bovina, a UE pediu aos Estados a realização de cerca de 4.000 inspeções para detectar a possível presença de fenilbutazona, um anti-inflamatório para cavalos, o que tornaria a carne imprópria para consumo. Já a Europol, coordenará, por sua vez, as investigações judiciais em vários países da UE para determinar como a carne de cavalo pôde ser usada em vez da carne bovina. Segundo todas as empresas envolvidas, os produtos foram retirados das prateleiras imediatamente e os consumidores podem ficar mais tranquilos.

Prisões

A

polícia britânica deteve três pessoas na Inglaterra e no País de Gales por envolvimento com o escândalo da carne de cavalo encontrada em produtos etiquetados como bovinos. Três homens foram detidos em duas plantas de processamento industrial de carne nas localidades de Aberystwth, em Gales, e Todmoreden, no condado de West Yorkshire, ao norte da Inglaterra. Os detidos, sob suspeita de ter cometido uma fraude, permanecem à espera de serem interrogados tanto pela polícia como pela FSA, que inspecionou ambas as fábricas. “Podemos confirmar que três pessoas suspeitas de ter violado a lei contra a fraude foram detidas”, afirmou um porta-voz da polícia do condado galês de Powys, destacando que as detenções ocorreram no marco de uma “operação simultânea” com a polícia de West Yorkshire.

www.revistanewsbrazil.com

17


Cultura

O milagre da

multiplicação! Está sem planos para o próximo final de semana e não pode gastar muito dinheiro? Que tal aproveitar o tempo livre para conhecer três cidades da Irlanda com menos de 15 euros?

Por Bruna Souza Cruz

H

owth, Malahide e Bray. Você sabe o que essas cidades têm em comum? Além de serem regiões litorâneas próximas a Dublin, é possível conhecê-las gastando pouco. E pensando em mostrar seus principais atrativos a Revista NewsBrazil traz nesta edição um pequeno diário de viagem da visita a esses locais. Com menos de 15 euros conseguimos explorar essas três belas cidades. O transporte utilizado para essa jor-

nada foi o Dart (Dublin Area Rapid Transit), sistema ferroviário de Dublin, e todas as viagens tiveram como início a estação Connolly, na região central da cidade. Se você gostou da ideia não perca tempo! Pegue sua câmera, separe um bom par de tênis, roupas leves e confortáveis, e permita-se aproveitar ao máximo o que a Irlanda oferece. Ah, e se quiser economizar ainda mais leve seu lanche de casa.

Howth

O

sol acompanhou boa parte da visita à primeira cidade da lista. Localizada a 20 minutos da estação Connoly, Howth é o tipo de lugar para quem gosta de pescar. Logo ao chegar pude avistar pessoas pescando próximas à marina. Ao longo do píer também foi possível ver inúmeros barcos de pesca prontos para sair em alto mar. O primeiro passo do passeio foi encontrar o centro de informações ao turista. Com o mapa em mãos tracei minha rota para as próximas horas: explorar um pouco mais a ma-

rina, percorrer uma das trilhas e visitar o Castelo de Howth. Seguindo o mapa fui ao encontro de uma das trilhas existentes na cidade. Decidi por fazer com nível de dificuldade fácil e a com menor duração, para dar tempo de conhecer melhor a região. A trilha inicia próxima à estação do Dart, porém como já havia andado para conhecer o píer subi a rua Thormanby Road e a peguei no meio do caminho. Ela possui uma distância total de 6 km e tem a duração estimada entre 1h30 e 2h30. A visão

Valor da viagem: 5 euros (ida e volta) Tempo: 20 minutos (ida) + 20 minutos (volta) Acessos: Você pode visitar a vila por meio do DublinBus número 31 ou 31B saindo do centro de Dublin (www.dublinbus.ie). O ônibus para na parte alta da vila de Howth, sendo assim você descerá pelos cliffs e poderá voltar pelo Dart, localizado na parte baixa da cidade. Para conhecer mais sobre a cidade e sobre o Castelo acesse os sites: www.howthismagic.com www.howthcastle.ie

do mar nos acompanha em praticamente todo o percurso. Além disso, é possível também apreciar a rica flora e fauna do lugar. Ao final da trilha – de aproximadamente 1h – fui em direção ao Castelo de Howth. De acordo com o site Howth Castle, o local pertence a família Gaisford-St Lawrence e a casa normalmente é fechada para o público. Junto à construção há uma escola de culinária que oferece vários cursos ao longo do ano.

Fotos: Bruna Souza Cruz

18

Março 2013


Malahide

L

ocalizada ao norte de Dublin, Malahide é uma vila que muito lembra as ruas e as construções da cidade de Campos do Jordão, no Estado de São Paulo. Mas ao contrário dessa, o clima que toma conta do ar é o de uma cidade de veraneio, na qual muito demonstra ser um local para as pessoas relaxarem e curtirem a natureza à beira mar. Apesar do frio que fazia, o sol ajudou a me manter aquecida e disposta para o passeio que me aguardava. Peguei o trem na estação Connoly por volta das 10h e após 30 minutos cheguei ao destino desejado. Logo ao sair da estação foi possível ver o mapa da vila com os principais pontos turísticos da região. Menos de 10 minutos de caminhada depois já me deparei com a entrada do Castelo de Malahide, um dos grandes destaques da vila. Até chegar em sua entrada pude passear pelos bosques e gramados das terras do Castelo. Um pouco mais adiante me deparei com um grande playground para

crianças de todas as idades. Segundo o portal enjoymalahide, o parque infantil foi recentemente renovado e conta agora com uma variedade de balanços, escorregadores e mesas para piquenique. Mais alguns minutos de caminhada e um campo aberto a perder de vista surgiu em minha frente. Crianças correndo sobre o verde da grama, donos passeando com os cachorros e casais enamorados completaram a cena do passeio. A entrada do Castelo ficava logo mais adiante, porém não foi possível a visita, por motivos de reforma. Apesar do empecilho, o passeio continuou a valer a pena. Alguns passos sobre o gramado foi possível, enfim, ver todo o Castelo de Malahide. A visão é belíssima. Algumas fotos depois e um lanchinho (pois ninguém é de ferro) segui em busca do mar (vale ressaltar que levei o lanche de casa para economizar). A praia de Malahide fica a apenas 10 minutos do centro da vila e possui

2 km de extensão. De acordo com o site enjoymalahide, andando ao longo da praia o visitante passa por três pontos importantes da área litorânea: estuário, rocha baixa - popular para quem gosta de nadar – e rocha baixa – para um mergulho mais desafiador. Uma característica que é possível notar na praia da vila é que ela é coberta por pedregulhos e areia, cada pedra mais bonita que a outra. Pedras azuis, cinzas, pretas e até vermelhas, de todos os formatos. A variedade de cores ao caminhar pela costa é bem interessante. A caminhada pela praia (ida e volta) – contando com as paradas para as fotos – demorou em média 1h30. Mas, claro, cada um tem o seu ritmo. O importante é relaxar e apreciar a bela vista do mar. Ao voltar desse passeio finalizei minha estadia em Malahide com um bom café e segui de volta para Dublin. Valor da viagem: 4,70 euros (bilhete ida e volta) Tempo: 30 minutos (ida) + 30 minutos (volta) Acessos: Também é possível visitar a vila viajando de ônibus. Se você está no centro de Dublin pegue o número 42, Malahide. Para conhecer os demais pontos turísticos que a vila oferece acesse o site http://www.enjoymalahide.com

www.revistanewsbrazil.com

19


Bray

A

cidade litorânea fica a cerca de 19 km ao sul de Dublin e é um dos locais favoritos dos dublinenses. Ela é considerada uma das mais antigas estâncias balnearias da Irlanda. Com um clima também de cidade interiorana, os turistas aproveitam o tempo livre para curtir a natureza e aproveitar o tudo que ela dispõe. Finalizando essa jornada, cheguei à estação Connolly às 11h20 e peguei o trem logo em seguida. Depois de 30 minutos desembarcava na estação Bray. O tempo não era o mais convidativo, mas um dia nublado na Irlanda não é coisa rara, não é mesmo?! Assim que saí da estação olhei um mapa da cidade e procurei o centro de informações ao turista. Apesar de ter pesquisado previamente os possíveis locais a serem visitados, achei melhor me certificar do que estaria funcionando no dia. Segui as placas indicativas e 10 minutos depois encontrei o escritório de informações. O primeiro procedimento foi pegar um mapa e

me familiarizar com a região. Em seguida peguei alguns folders e a guia disse que eu não poderia ir embora sem fazer a caminhada The Cliff, que liga Bray a Graystones. Segundo ela, como o passeio é longo – estimado em 2h30 – seria melhor começar por ele e seguir para outros pontos turísticos após essa primeira etapa. Segui o conselho e fui rumo a um dos mais famosos pontos da cidade. Caminhei 20 minutos até a entrada do The Cliff Walk e no caminho pude passear pelo calçadão ao longo da praia de Bray. De acordo com o site do passeio, The Cliff Walk, a caminhada, como é conhecida hoje, foi construída em meados de 1840 como forma de acesso de materiais aos trabalhadores durante a construção da ferrovia que liga as cidades. Fiz o percurso de 6,2km em quase 2h – com direito a parada para fotos – e ele só não foi perfeito porque uma forte chuva me pegou nos últimos 30 minutos do passeio. Mas, sem dúvida, a paisagem que se tem do alto do penhasco é formidável. De alguns

pontos é possível visualizar boa parte de Bray. A caminhada não é pesada, no entanto requer atenção em alguns pontos mais íngremes. Para voltar há duas possibilidades: Fazer o mesmo percurso para o retorno ou Ir até a estação de Graystones e pegar um trem até Bray. Como a chuva não parava optei pela segunda alternativa. Segui em direção à estação da cidade e depois de 15 minutos de caminhada comprei o ticket para Bray. Como já havia comprado em Dublin o bilhete de ida e volta, acabei gastando 2,50 euros a mais do que o esperado. Menos de 10 minutos depois desembarcava em Bray. O interessante foi ver da janela do trem uma boa parte do caminho percorrido a pé. Já na estação aguardei um novo trem sentido Dublin e após 30 minutos estava novamente na Connoly. Infelizmente não deu tempo de ir para a etapa dois da jornada, que seria conhecer o aquário The National Sea Life Centre – único na costa leste. Como a chuva teimava em continuar decidi retornar direto para Dublin. Valor da viagem: 5,20 euros (bilhete ida e volta) Tempo: 30 minutos (ida) + 30 minutos (volta) Para mais informações acesse: www.bray.ie www.braytourism.ie www.thecliffwalk.ie

Serviço: Estação Connoly - Amiens Street/Dublin 1 06h30 - 21h - Mon-Sat 08h30 – 21h - Sun Site: www.irishrail.ie/connolly * Viagens realizadas entre os dias 13 e 20 de julho de 2012. Valores sujeitos a alterações de acordo com a empresa.

20

Março 2013


CRP: 06/70856

Juliana Izabel Polydoro

Psicóloga Brasileira Mestre em Psicologia da Saúde 10 anos de experiência

Atendimento no centro de Dublin

Fone: 087 194 7633 • Email: jpolydoro@hotmail.com

www.revistanewsbrazil.com


Promoção

Divulgação/NB

Promoção vai contemplar 27 brasileiros com bolsas de estudo na Irlanda Uma das maiores promoções já vistas na história brasileira de intercâmbios!

O

resultado de uma parceria entre a Agência I2 Intercâmbios Inteligentes e os sites Brazukas em Dublin e Cupollilar, vai transformar a vida de 27 brasileiros. A partir de março será distribuída uma bolsa de estudo em um dos Estados brasileiros, todo mês a promoção estará focada em um diferente Estado, assim, em um período de 27 meses, todos os Estados terão participado do projeto. De acordo com Jose Amaral, diretor de marketing da agência I2 Intercâmbios o objetivo é dar oportunidade àquelas pessoas que sempre tiveram o sonho de realizar o intercâmbio. “Quando eu decidi vir morar na Irlanda eu tive o apoio de uma amiga que já morava aqui, ela me auxiliou em tudo: documentação, procura por emprego, moradia. Por-

22

tanto, eu sei como é importante você ter um apoio no intercâmbio”. O suporte que os 27 contemplados receberão será de uma bolsa de estudo de seis meses de curso de inglês na International Education Academy (em Dublin); três meses de acomodação e alimentação ; direito a visto de um ano de permanência no país e um ano de seguro saúde. Também está incluso no pacote a recepção no aeroporto, o translado, um chip de celular e um adaptador para aparelhos eletrônicos. No entanto, as surpresas não param por aí. Os novos estudantes vão receber um Mini City Tour, importante para aprender a se localizar na capital irlandesa. Assim como, o auxílio para realizar as documentações no banco, no departamento da imigração e o PPS (Personal Public Service).

Este último, um registro necessário para trabalhar legalmente na Irlanda. Lembrando que, para o visto de estudante é permitido trabalhar 20 horas semanais durante os seis meses de curso e 40 horas semanais durante o período de seis meses de férias. Por falar em trabalho, no pacote de regalias o contemplado irá receber ajuda para elaborar um currículo em inglês e também a Internation Student Card: um cartão estudantil que através de convênios, possibilita descontos em vários locais, como lojas, cinemas e restaurantes. Mas não pense que a vida estudantil na Irlanda será de apenas seis meses. A promoção ainda inclui 20 aulas extras de conversação, três meses de curso de espanhol, um curso preparatório para o Cambridge e o prêmio no valor do exame, para os aprovados.

Março 2013


Gelson Pereira

COMO PARTICIPAR

V

ocê deve fazer um vídeo de até 3 minutos contando um pouco da sua história de vida e dizendo o motivo pelo qual você merece uma bolsa de intercâmbio. O título do vídeo deve estar da seguinte forma: “27 Bolsas de Intercâmbio | Paulo Silva - SP” Note que o Paulo Silva é o nome completo do participante e SP é a sigla do estado em que ele mora. Você deve iniciar o vídeo com a seguinte frase: “Olá pessoal da I2 Intercâmbios e International Education Academy! Eu sou o ‘Paulo Silva’ do estado de São Paulo”. Após criar o vídeo você deve fazer o upload do seu vídeo no YouTube copiar e enviar o link do vídeo para o Brazukas Fórum. Lembrando que, só estarão participando da promoção os vídeos que forem enviados ao Brazukas Fórum (http://forum.brazukasemdublin.com/index.php).

SELEÇÃO

A “Eu sei como é importante você ter um apoio no intercâmbio” José Amaral, diretor de marketing da agência I2 Intercâmbios

www.revistanewsbrazil.com

Divulgação/NB

seleção será feita por estado e os estados não concorrem entre si. Por exemplo, os participantes do estado de São Paulo só vão concorrer com os participantes do mesmo estado, ou seja, São Paulo. Dentre os participantes, os 10 vídeos com mais likes/curtidas no BRAZUKAS FÓRUM serão pré-selecionados e desta pré-seleção apenas 3 vídeos serão os finalistas. Na escolha do ganhador (Live Stream todo último domingo do mês) todos os participantes da promoção poderão ajudar a escolher o vencedor. Para mais detalhes e outras informações visite o site www.bolsasdeintercambio.com

23


PACOTE DE VANTAGENS I2 INTERCÂMBIOS 01 Um ano de Intercâmbio 02 Um ano de seguro saúde 03 Sete dias de acomodação 04 Sete dias de almoço grátis (Comida Brasileira) 05 Recepção no aeroporto 06 Translado 07 Mini City Tour 08 Chip de Celular 09 Adaptador para aparelhos eletrônicos 10 Auxílio PPS 11 Auxílio Banco 12 Auxílio Moradia Definitiva 13 Auxílio Imigração 14 International Student Card 15 Auxílio CV 16 Três meses de curso de Espanhol* 17 20 Aulas extras de conversação* 18 Todos os livros para todos os níveis (em sala de aula)* 19 Curso preparatório para o Cambridge por 6 meses* 20 Prêmio no valor do exame do Cambridge para os aprovados* *Disponível apenas para alunos que optem pela International Education Academy - Orchid 41, Lower Dominick Street, Dublin 1 Fone: + 353 (0) 1 8792360


Comportamento

Saindo da zona DE

conforto...

e agora?

Por Ana Patêz

Psicóloga

M

uitas vezes o ser humano apresenta a tendência de querer lidar com o que lhe é peculiar, e por uma questão de comodidade, prefere repetir ações já inseridas dentro de uma rotina ao invés de inovar e descobrir diferentes caminhos e alternativas. Isso porque todo processo de mudança, implica em esforço contínuo e muita determinação. Enquanto para algumas pessoas lidar com imprevistos pode ser muito estimulante, para outras pode ser um tanto quanto embaraçoso e isso está ligado ao nível de flexibilidade que cada um consegue apresentar diante de fatores estressantes. Ou seja, quanto maior for a capacidade do estudante em se ajustar aos possíveis contratempos ele será melhor sucedido quanto ao alcance de seus objetivos durante o período em que estiver estudando em outro país. O intercâmbio estudantil, abre uma gama de possibilidades: aprendizagem de outros idiomas, melhores oportunidades no mercado de trabalho brasileiro, vivência em outras culturas, conhecer muitas pessoas e lugares inusitados. Contudo, também é um momento de muitas incertezas, no qual o estudante se vê em meio a tantas adversidades e estímulos diferentes, que a vida cotidiana que levava em seu país aos poucos será deixada para trás.

É a hora de sair da zona de conforto, isso significa, passar por mudanças tão impactantes que irão transformar sua vida em vários sentidos! Ao chegar em seu destino e desfazer as malas não esqueça de abandonar velhos hábitos, desprender-se de pré-conceitos e algumas idéias que vieram na bagagem. Pois acredite: muitas delas não caberão em seu cenário atual! Para o intercambista se torna crucial traçar metas, assumir riscos e enfrentar desafios, que vão desde administrar suas finanças até atingir a fluência do idioma estrangeiro e regressar ao seu país. Estar flexível para ouvir outras idéias e aprender com pessoas totalmente diferentes também poderão ajudar nessa nova empreitada, principalmente, em países que possibilitam o contato com aspectos multiculturais e não apenas com a cultura local. Para tanto, é necessário mergulhar nessa experiência, não ter medo de ousar, criar oportunidades, construir parcerias, gerir de forma adequada tempo e recursos, e avistar todas as possibilidades de crescimento e aprendizado que a vivência do intercâmbio tem para oferecer. Portanto, “mãos à obra”! Pois tirar o melhor proveito desse momento único e tão almejado, só depende de você! Enjoy it!

Participe do grupo de apoio Motivação, coordenado pela psicóloga Ana Patêz, todas as sextas-feiras às 6 pm na International Education Academy (41, Lower Dominick Street, Dublin 1). Divulgação/NB

www.revistanewsbrazil.com

25


Awarding Body Cambridge ESOL - Exam Preparation Centre CTH - Confederation of Tourism and Hospitality ETS - TOEIC Approved Test Centre

Diploma Courses Business Studies Tourism Management Hospitality and Tourism Management

Language Courses English

French

Spanish

Portuguese

Italian

German

Polish

Contact us

Phones: +353 (0)1 8792360 +353 87

749 3535

41, Lower Dominick Street contato@iiecollege.com • www.iiecollege.com


Divulgação/NB

Gastronomia

Cada Um com o Seu

Feijão!

O

feijão é rico em ferro, vitaminas, proteínas, cálcio, carboidratos e fibras. Existem vários tipos de feijão diferentes em cores e tamanhos, que estão presentes na culinária brasileira e outras pelo mundo. No México o tradicional Chilli é feito com feijão cozido, carnes e muita pimenta. No Japão o feijão é doce e servido como sobremesa, e, aqui na Irlanda ele compõe o Tradicional Irish Breakfast. Lembro-me que ao chegar aqui ouvi Brasileiros dizendo que o Baked Beans era doce e muito ruim. No entanto, mudei para uma casa de família Irlandesa e como boas vindas eles me serviram o famoso café da manhã Irlandês. O Bacon (rashers) não é defumado como o do Brasil, a salsicha também não é defumada, ambos são fritos ou grelhados. O pudding (embutido) que pode ser branco ou preto tem sabor bem parecido com o quibe feito no Brasil, porém, este é composto por sangue de animal (porco, vaca, pato, cabra ou ovelha) e grãos, também são fritos. Já os ovos podem ser fritos ou cozidos; os cogumelos e tomates são grelhados; as batatas são cortadas em rodelas, cozidas, empanadas e fritas; o pão de forma é tostado e o temido Baked Beans (feijão ‘adocicado’) finaliza o prato. O pré-conceito que eu tinha com relação ao feijão foi desfeito na primeira garfada e hoje ele faz parte

27 www.revistanewsbrazil.com 27

do meu lanche da tarde. Apesar de não ser o café da manhã usual dos Irlandeses, que preferem um bom porridge (mingau feito com aveia, açúcar e leite), o Irish Breakfast é bastante apreciado em dias de hangover (ressaca), principalmente nas manhãs após o Saint Patrick’s day onde há muita bebedeira. Eles acreditam que ter um café da manhã calórico ajuda a curar ressaca. A grande diferença entre este e o café da manha Inglês, em minha opinião, é o sotaque! E para brasileiros, adicionando arroz vira um bom almoço! Por falar em almoço, sempre cozinho para as crianças que cuido, em especial preparo arroz, feijão e farofa. Um dia, eu estava de folga e a mais nova pediu feijão para a mãe, que por sua vez, lhe serviu baked Beans, a menina o rejeitou na hora, e disse: “esse não é o meu feijão”! Feijão aqui é sinônimo de jantar refinado, pois nem todo mundo tem acesso ao nosso feijãozinho de todo o dia do Brasil, portanto, faço questão de servir feijão nos jantares que promovo. Uma amiga Tailandesa teve certo receio de provar o feijão, isso porque na Tailândia, assim como no Japão, o feijão é doce. Porém, após ela conhecer o prato, aprovou e hoje em dia se delicia com o feijão brasileiro. De fato, eu ainda não provei feijão mais saboroso que o nosso. E você?

Por Juliana Vicente Lougue

Gastróloga Blog: alquimiadosabor.blogspot.ie

Próxima edição: Portugal, surpreendente e belo. Lugar onde as amizades feitas são sólidas; as conversas se exaltam e a comida… Ah! A comida é espetacular!

Março 2013 27 Março 2013


Turismo

Cartão postal:

Dublin Holger Leue

Divulgação/NB James Fennell

Por Lydia Bigley

A

cidade de Dublin foi fundada através de um acordo Viking no século IX e apresentou rápido crescimento no século XVII, época em que foi considerada a quinta maior cidade na Europa. Atualmente a capital da Irlanda está no ranking das 30 cidades globais da Rede de Pesquisa Globalização e Cidades Mundiais, um trabalho do Departamento de Geografia da Universidade de Loughborough, na Inglaterra, que estuda as relações entre cidades do mundo no contexto da globalização. Com uma população de aproximadamente 1,2 milhões, Dublin é o maior centro urbano da Irlanda e o principal em termos de governo, economia, artes e cultura. Dublin do século XXI é contemporânea e urbana, mesmo assim, apresenta mais espaços verdes do que qualquer outra capital europeia, tornando-se um convite aos visitantes para conferir um dos muitos parques

28

que oferece. Os dois parques mais famosos são o Phoenix Park, considerado o mais extenso da Europa com 707 hectares, e o St. Stephen’s Green Park. Este último, por estar localizado no centro da cidade, é um popular destino de almoço em dias quentes para empregados de escritório locais, estudantes e clientes. A vida noturna de Dublin tem uma reputação lendária por todo o mundo e há abundância de cervejarias e clubes para agradar todos os gostos. Se você quer uma autêntica noite Dublina fique longe do Temple Bar, considerado local para turistas, e procure visitar os lugares em que os moradores locais estarão. Para um tradicional Pub a dica é tentar o Doyles na D’Olier Street, ou o McDaids situado na Harry Street, e ainda o Byrne de Davy, que era um dos favoritos de James Joyce, na Duke Street. O The George localizado em South Great George’s Street é o mais

antigo e conhecido bar gay da cidade. Já nas áreas ao redor da Leeson Street, Harcourt, William South Street e Camden / Rua George’s estão os principais hotspots clubes. Quando o assunto é música ao vivo, as alternativas estão espalhadas por toda a cidade. Entre os locais mais populares estão o Whelan’s em Wexford Street, o Olympia em Dame Street e Vicar Street em Thomas Street. Já os locais como: O2 nas regiões das docas, os RDS em Ballsbridge, e o Estádio Aviva são utilizados para a realização de grandes concertos e ambos estão localizados aproximadamente 3 quilômetros ao sul da cidade. Se você gosta de sair para as “compras” terá muitas opções de escolha em Dublin, pois há tudo, desde mercados pequenos a grandes centros comerciais. As principais áreas para compras na cidade são localizadas ao redor da O’Connell Street e HenMarço 2013


Divulgação/NB

ry Street no lado norte, e Grafton Street no lado sul. Já o Georges Street Arcade é um mercado de interior raro com mais de 40 lojas vendendo tudo de roupas, presentes colecionáveis e antiguidades. Você também não pode deixar de conferir a loja Designer Mart at Cow’s Lane, no Temple Bar. Uma espécie de mercado ao ar livre que acontece todos os sábados e exibe o melhor da arte irlandesa feita à mão. No segmento de alimentação, Dublin oferece opções para quase todos os gostos e orçamentos. Experimente desde o tradicional peixe & fritas do Beshoffs à experiência de Divulgação/NB um elegante jantar no restaurante L’Ecrivain em Lower Street Baggot. Para uma refeição mais contemporânea, e menos caro, a dica é Crackbird na Dame Street, ou virando na esquina da Crane Lane, você poderá optar por restaurantes trendy “pop u”com menus ecléticos. Se você é um fã de esportes, pode descobrir mais sobre as atividades tradicionais da Irlanda, como por Jaap van den Beukel exemplo, o Futebol Gaélico e o Hurling através da visita tour ao Croke Park. Estádio este, que é o quarto maior na Europa e sede da Gaelic Athletic Association (GAA). Se

você não é sortudo suficiente para poder assistir a um jogo, poderá visitar o museu da GAA e aprender sobre a história da organização e do estádio. O sistema de transporte de Dublin não é sempre fácil para turistas. A cidade não tem nenhum metro e o volume do transporte gira em torno de ônibus. Há também um serviço limitado de trem elétrico (Luas) e o Dart, um trem suburbano que cobre as áreas costeiras. Como o centro de Dublin é muito compacto, se você precisar de um transporte mais rápido, você pode alugar uma bicicleta da ‘Dublin Bikes’ e pedalar pelo caminho que estiver à sua volta. As estações para retirar ou entregar as bicicletas são localizadas por todo o centro, visite www.dublinbikes.ie para outras informações. Como você talvez imagine Dublin tem um vasto leque de acomodação que inclui desde albergues baratos e alegres a hotéis de luxo, confira outras informações e ofertas especiais no site www.visitdublin.com. Se você quer permanecer em algum lugar com história, a dica é optar por um quarto no famoso Hotel Shelbourne em Stephen’s Green Street ou no histórico Hotel Gresham na O’Connell Street. Dublin oferece muita história, cultura, e atrações de lazer para manter os visitantes ocupados durante muito tempo, então se você vai estar aqui apenas por um final de semana, o melhor a fazer é pesquisar e descobrir o que vai acontecer nos dias em que você estiver visitando a capital da Ilha Esmeralda.

Educação de Dublin Dublin é o principal centro de educação da Irlanda com uma grande e diferente população de estudantes. É o lar de três das sete universidades irlandesas: University College Dublin ( UCD) ,a maior universidade do país; Trinity, a mais antiga, e Dublin City University (DCU). Assim como universidades há também vários institutos de tecnologia, o maior é

www.revistanewsbrazil.com

o Instituto de Tecnologia de Dublin (D.I.T), atualmente com seis campus espalhados pela cidade. A Faculdade Nacional de Arte e Projeto (NCAD), principal instituição de estudo de arte do país. E a Escola de Negócio de Dublin (DBS), o terceiro maior instituto privado da Irlanda. Outras faculdades incluem o Dún Laoghaire Instituto de Arte, Projeto e a Tecnologia (IADT), a Faculdade Real

de Cirurgiões na Irlanda (RCSI), A Faculdade Nacional da Irlanda (NCI), e os Institutos de Tecnologia em Tallaght e Blanchardstown. Há muitas e diferentes opções de assuntos e cursos disponíveis. Se você tem interesse em estudar em Dublin faça uma busca no site individual de cada faculdade e com certeza encontrará o curso que procura.

29


Bem-estar

Divulgação/NB

Bateu o frio,

e agora? Por Camila Casassa

P

ara quem vem do Brasil, onde o clima normalmente é ameno e agradável, enfrentar o frio da Irlanda pode ser uma tarefa nada fácil. Chegou a época de selecionar as peças e escolher quais delas devem ficar no fundo do armário! O inverno é a época do ano em que as pessoas mais investem em acessórios de destaque, como cachecóis e gorros. Estes dão um ar mais chique ao visual, mas são as peças simples que compõem o necessário para aguentar o frio, como blusas térmicas e meias de lã. Das roupas para usar ao ar livre às de ambientes

fechados, planeje para o máximo de conforto. Para ambientes abertos, invista em blusas de segunda pele e meias de lã, cachecóis e luvas, além do bom e velho casaco. Parcas e jaquetas oferecem proteção térmica para tempestades e ventos pesados, além de trazer um ar mais moderno para o seu visual. Já em ambientes fechados, é mais fácil ousar. Use e abuse de sweaters, cardigans e lenços, que dão mais versatilidade ao seu guarda-roupa. Deixe para a próxima estação peças leves, como blusinhas e vestidos de tecido fino. Outros acessórios po-

dem ser utilizados com meias finas quentes, que podem até ser coloridas ou de renda. Além de se proteger contra o frio com roupas adequadas, também é necessário manter a hidratação do corpo. Para isso, beba muita água, use diariamente protetor solar e sempre que possível, use hidratantes no rosto, mãos e corpo. Proteção nunca é demais! Lembre-se que para estar na moda, não é necessário vestir peças caras. Usar a criatividade e saber combinar os itens é o que faz a diferença.


Belfast & Giant’s Causeway One day trip

Highlights:

Belfast city

The Rope Bridge

The Giant’s Causeway

Conheça as maravilhas que a Irlanda Oferece Preço inclui:

·Motorista e guia qualificados ·Fotógrafo e cinegrafista que registrarão os melhores momentos da viagem.

·Uma matéria na próxima edição da Revista News Brazil com os melhores momentos.

·Camisetas gratis para os 20 primeiros vendidos Reserve o seu lugar: Rodrigo - 087 701 4194 Raquel - 087 117 8906 info@revistanewsbrazil.com

Saída: 08am em frente ao ST. Stephens Green Park Retorno: 09pm* em Dublin (horário previsto)

Dunluce Castle

3o0nly 23

th

Mar


Culinária

De boca em boca Comidas típicas do Brasil, cada vez mais conhecidas por pessoas de diferentes países. Fotos: Juliana Menezes

Por Juliana Menezes

J

Divulgação/NB

unte um“bocadinho” da culinária portuguesa, acrescente uma porção de especiarias indígenas, uma boa dose do tempero africano e várias pitadas da cozinha italiana, alemã e espanhola e vai perceber que o resultado é uma comida que já é parte do seu menu há muito tempo. A comida brasileira é assim, cheia de influências e com um sabor de mestiçagem, gostinho de misturas inter-raciais, como a origem do seu próprio povo. “A culinária brasileira reflete uma rica variedade”, apontou Linda Lisovska, nascida na Letônia e fã da comida do Brasil. “Pratos que nunca vi em parte alguma do mundo, eu vi na Bahia, como o “caruru” e o “vatapá”, por exemplo, completa Linda, ressal-

32

tando a estranheza que sentiu de sabores e formas “pra lá”de diferentes. Em um dos raros domingos ensolarados de Dublin, quatro amigas decidiram caminhar pela cidade, em busca de um almoço mais “original”. Acabaram se deparando com uma fila de pessoas de diferentes países, ansiosas para abocanhar a tão consagrada feijoada. Para muitos, o episódio não foi novidade. Sentir o cheirinho da comida brasileira está ficando cada vez mais comum na Irlanda. Os pães de queijo, as coxinhas, as farinhas e os quibes se espalham nas prateleiras de mercadinhos e restaurantes, brasileiros e internacionais, e eventos frequentes na capital deste pequeno país. “A culinária brasileira é um

grande sucesso, e vai crescer mais e mais na Europa. A resposta, para quem não acredita, está no site www. theworlds50best.com, onde um restaurante de São Paulo é o quarto melhor do mundo e o primeiro da América Latina”, diz o chef Gerson Bonenberger, que trabalha com a comida brasileira e internacional em Dublin há quatro anos. Gerson conta que os pratos brasileiros são muito apreciados pelo público europeu que chega ao restaurante onde trabalha diariamente. Por outro lado, na visão de alguns, as comidas do cotidiano do brasileiro podem ser um pouco pesadas. “Para quem não está acostumado, comer o nosso feijão pode resultar em uma tarde lutando para ficar acordado no Março 2013


Quem também acredita que boa parte das comidas brasileiras é rica em calorias é o polonês Damian Wielechowski. Recém-chegado de uma visita ao Brasil, ele conta sobre as diferenças de sabores e hábitos alimentares que lá percebeu. “Para mim, é surpreendente como as pessoas jantam tarde e comem uma grande refeição à noite. Muito arroz, feijão, mandioca e lanches pesados. Muito carboidrato”,comenta. E apesar, de citar a enorme quantidade de frutas e comidas deliciosas que se tem no Brasil, não abandonou as preocupações com a alimentação saudável. “Adorei a comida brasileira, mas, com ela, é muito fácil ganharmos uns quilinhos a mais”. Para o chef Gerson, o que mais atrai o paladar dos estrangeiros “é a nossa carne, destacando a picanha, algo difícil de se encontrar em açougue por aqui! Entre os europeus, é o prato mais vendido”, revela. Porém, de todas as opiniões que o chef ouviu sobre a comida brasileira, nenhuma delas foi tão imbatível quanto “ver os pratos voltando sem um grão de arroz. Isso diz mais que mil palavras!”, responde Gerson, orgulhoso.

Damian Wielechowski

Linda Lisovska

Lourianne Chapon

Armando Tammaro

www.revistanewsbrazil.com

Divulgação/NB

escritório”, brinca o chef. “As pessoas misturam feijão em tudo!”. Você já ouviu alguém falar algo assim sobre a comida do Brasil? Pois essa é a opinião da francesa Laurianne Chapon e de muitos que provaram e aprovaram as delícias e quitutes brasileiros. Laurianne, que já experimentou pratos diversos do Brasil em vários países, conta que, há anos, um amigo brasileiro lhe preparou uma feijoada e que até hoje ainda lembra do sabor. “Foi delicioso e estranho ao mesmo tempo. Todos os alimentos necessários, reunidos em um só prato”, diz a francesa admirada. A estranheza sentida por uns contrasta-se na fala de outros. Para o italiano, Armando Tammaro, a cozinha brasileira é símbolo de simplicidade em que se mistura ingredientes comuns, como o feijão, o arroz, as carnes e as verduras. Ao contrário de Laurianne, Tammaro não acha nada estranha essa culinária, mas crê que muitos pratos não são tão saudáveis. “A comida brasileira é muito gostosa, mas, ao mesmo tempo, um pouco pesada já que há muitas comidas fritas”.

33


Fotos: Kenia Miranda

A casa de eventos The Academy, em Dublin, recebeu no dia 27 de janeiro o grupo brasileiro Falamansa. Os fãs do forró lotaram o local para conferir os antigos sucessos da banda e as canções do novo álbum, As Sanfonas do Rei, uma homenagem aos cem anos do músico Luiz Gonzaga. Confira as imagens deste grande show!

II Festival Internacional de Capoeira Cecab - Irlanda

34 Fotos: Mamaozinho


JOIN

tOday!

Become an Independent Avon Representative today! Opportunity to earn extra money Choose your own hours Have fun and meet new people

SEJA UM REPRESENTANTE DA AVON NA IRLANDA Rose Keane

Oportunidade para ganhar um dinheiro extra

Avon Business Developer 086 037 0842 www.avondublincity.com

introducing NEW

Buy from Brochure 7 2013

now in

25

stunning

shades just

€3.25 sAvE €4.75

THE DIRECT SELLING ASSOCIATION OF IRELAND Avon Cosmetics Ltd, Corby, NN17 4AZ 62159 C5/13/ROI/46/DC9/13

NewsBrazil - Março/2013  

Edição de março de 2013 da revista NewsBrazil. www.revistanewsbrazil.com