Page 1

sobrecapa publicitária www.portalnegocios.com.br

descubra tudo sobre este evento

transformador O “Rock In Rio do Empreendedorismo”

w w w. f o r u m n e g o c i o s . c o m . b r


12 anos da revista negócios.net empresas & empresários do NE

Fórum Negócios Maior evento corporativo do ne será em novembro

brasil-alemanha Encontro de empresários dos dois países acontece em natal

as il e as br r ta so o b is la ar ev fa ud tr nho o m en ari e vã m u io s q ér a g m ro or f re

www.portalnegocios.com.br

Ed 81 - Natal - RN | Ano X | julho e agosto de 2019 | R$ 6,00

economia mp da liberdade econômica promete a desburocratização

tecnologia Oral estética inova com sistema digital de alta precisão

"o sUCESSO É TREINÁVEL" mENTOR JOEL JOTA é um dos palestrantes DO sUMMIT nEGÓCIOS, evento para profissionais que BUSCAM ALTA performance E qualidade de vida


| Editorial

Alta performance com qualidade de vida! A busca por mais (e melhor) qualidade de vida tem sido uma constante no mundo moderno. Associada a alta performance, a pessoa pode alcançar 'mente sã num corpo são', o equilíbrio entre o físico e o psicológico, fundamental na busca por bons resultados e por um propósito na vida profissional e pessoal. Nesta edição da revista NEGÓCIOS.net, apresentamos um especial sobre o Summit Negócios Saúde e Bem-Estar, evento corporativo para profissionais da área de saúde, que tem como objetivo, justamente, mostrar os caminhos para obter a alta performance com qualidade de vida. No evento, Joel Jota, um dos maiores treinadores em alta performance do Brasil, vai ministrar um workshop focado para empreendedores e executivos. Vão fazer companhia à JJ, nomes do peso de Thiago Panda, Fred Alecrim, Lílian Lins e Alexandre Dias. Além do especial sobre o Summit Negócios Saúde e Bem-Estar, esta edição traz uma entrevista com o secre-

expediente Direção Executiva Jean Valério

Fotografia

demis roussos

Diagramação - Terceirize www.terceirize.com E-mail jeanvalerio@gmail.com

12

tário especial da Previdência e do Trabalho, Rogério Marinho. O ex-deputado potiguar participou ativamente das reformas da Previdência e Trabalhista, e já articula a reforma Tributária. O "reformista" opina sobre as três reformas, custo-Brasil e muito mais. A Medida Provisória da Liberdade Econômica também é tema desta edição. A MP diminui a burocracia e facilita a abertura de empresas. Uma boa notícia para o empreendedor e para a economia do país. CEO da Oral Estética, Alexandre Dias, que compõe o seleto time de palestrantes do Summit Negócios Saúde e Bem-Estar, fala sobre os benefícios da tecnologia digital na odontologia, em entrevista exclusiva para a revista. Por fim, todas as informações do Fórum Negócios, inclusive, os registros do lançamento da loja do evento no Natal Shopping figuram nesta edição que chega em suas mãos. Boa leitura e até a próxima!

Reportagem e edição Jean Valério George Fernandes Comercial (84) 98856-1662 Email: jeanvalerio@gmail.com

Julho/agosto de 2019

Jean Valério, Diretor da Revista Negócios, CEO do Fórum Negócios

Tiragem 15 mil exemplares

SP Av. Faria Lima, 2121, Sala 43, Bairro Jardins, São Paulo (SP), CEP 01452-001

A Revista Negocios.net é um produto da Acarta Comunicação Ltda., que detém os direitos de produção e propriedade.

RN Av. Prudente de Morais 5121, Lagoa Nova, Natal (RN), CEP 59064-625 - Arena das Dunas

( 11 ) 95025.1662 | (84) 98856.1662 www.forumnegocios.com.br | www.portalnegocios.com.br


índice JULHO/AGOSTO de 2019

seções entrevista

Jean Valério

24

28

ROGÉRIO MARINHO

coluna

Saúde & negócios

Summit Negócios Saúde e criptoativos são destaques nesta edição

Procura por bem-estar movimenta mercado pomissor

16

Secretário Especial do Governo fala sobre as reformas no país

capa

reportagens

aÇAITERIA

oRAL ESTÉTICA

fÓRUM negócios

Maria Pitanga comemora um ano de sucesso no mercado potiguar

Alexandre Dias fala sobre os benefícios da tecnologia digital

Maior evento corporativo do NE vai contar com 24 palestrantes

liberdade econômica

rONCO e apnéia

aRTIGO

Fique por dentro da MP que facilita a abertura de empresas

Distúrbios podem ser tratados por dentistas especializados

34

48

14

Julho/agosto de 2019

38

52

46

58

Lilian Lins fala sobre a culinária Low Carb e sobre a 'Kale To Go'


ENTREVISTA

ENTREVISTA

ROGÉRIO MARINHO Secretário especial da previdência E TRABALHO

ROGÉRIO MARINHO Secretário especial da previdência E TRABALHO Marcelo Camargo/Agência Brasil

“O Brasil não é uma ferrari, o Brasil é um transatlântico”

16

O reformista. É como o potiguar Rogério Marinho, que

posta do governo federal para a reforma da Previdên-

ocupa o cargo de secretário especial de Previdência e

cia e já articula a reforma tributária. Nesta entrevista,

Trabalho no Governo Bolsonaro, vem sendo chamado

ele faz uma avaliação das reformas, analisa a situação

nos bastidores da política nacional. Relator da reforma

do Estado brasileiro e mostra os caminhos para o

trabalhista, Marinho participou ativamente da pro-

Brasil recuperar a capacidade de investimento:

Julho/agosto de 2019

Qual a sua avaliação sobre a votação da Reforma da Previdência? É importante dizer que o que está acontecendo no Congresso Nacional é absolutamente inusitado na história recente do país, nos últimos 50 anos, e também no mundo. Quando você trata de um assunto dessa magnitude, que afeta a vida do conjunto da população brasileira, via de regra a discussão termina perdendo a racionalidade. E o que assistimos foi que mesmo aqueles que votaram contrário ao tema não dizem que não há necessidade da reestruturação do nosso sistema. A crítica é: importante que haja uma reforma, mas não essa que o Governo Bolsonaro apresentou. Mudou o tom até da oposição. O que mandamos para o Congresso, em fevereiro, foi um projeto que se fosse aprovado na sua integralidade seria R$ 1,236 trilhão. O Congresso debateu o assunto e aprovou, por ampla maioria, com votação expressiva. Foi um dos maiores quóruns dos últimos 25 anos. Então, nós chegamos a um resultado de R$ 933 bilhões de reais, que acrescidos à Medida Provisória 871, que já foi votada há dois meses e se transformou também em Lei, já temos aí mais de duzentos bilhões de combate a fraude. Então, já temos aí, com a aprovação da reforma da Previdência, R$

"os mais interessados com a reestruturação do nosso sistema são os pobres, os mais humildes, os mais fragilizados economicamente"

1,133 trilhão, o que dá um impacto fiscal extremamente relevante, que vai permitir que o Estado recupere seu poder de investimento e possa prover as legítimas necessidades do povo. Os ajustes que foram feitos reduziram a margem da proposta inicial em quase trezentos bilhões. foi isso mesmo!? Um total de R$ 280 bilhões para ser mais exato. Mas, era previsível que isso fosse acontecer. Por isso, apresentamos um projeto, onde havia a possibilidade dessa negociação. afinal, a reforma da Previdência privilegia os mais ricos em detrimento dos mais pobres ou o

contrário é verdadeiro? Ouve-se muito falar que a reforma prejudicará os mais pobres, o trabalhador, em geral? Os mais interessados com a reestruturação do nosso sistema previdenciário são os mais pobres, os mais humildes e os mais fragilizados economicamente. E porquê? O Brasil, hoje, foi capturado pelas corporações, um processo gradativo ao longo de dezenas de anos. O povo não tem condição de pagar uma passagem aérea para ir à Brasília bater na porta de um parlamentar para defender os seus interesses. E isso ocorre naturalmente com os ‘lobbies’ das corporações privadas e públicas. É isso que tem ocorrido em nosso país. Com uma maior capacidade de investimento, a e d u c aç ão s e r i a um a prioridade? O governo precisa também, além de prover essas necessidades, recuperar a sua capacidade de investimento para melhorar, por exemplo, a nossa curva de proficiência, ou seja, de qualidade da educação pública, que há 14 anos não sai do lugar. Nós temos uma situação, em que nove entre dez crianças no Brasil, em média, na terceira série do ensino fundamental, não conhece as quatro operações matemáticas, nem consegue ler e decodificar um texto de dez linhas. Ou seja, eles Julho/agosto de 2019

17


ENTREVISTA

ENTREVISTA

ROGÉRIO MARINHO Secretário especial da previdência E TRABALHO

ROGÉRIO MARINHO Secretário especial da previdência E TRABALHO

não têm a capacidade cognitiva adequada para continuar nas séries subsequentes do ensino fundamental de tal maneira que tenha uma educação que propicie a sua entrada no mercado de trabalho em condições vantajosas. São cálculos feitos em 2017 pelo Avaliação Nacional de Alfabetização, do MEC. E a saúde? Trago o Rio Grande do Norte como exemplo. Os hospitais regionais estão sucateados, não há dinheiro para se comprar insumos, máquinas, pagar a diária dos médicos, as filas dos exames de média e alta complexidade demoram meses, até anos, as pessoas morrem sem conseguir fazer um exame. Isso se dá porque a capacidade de investimento do Estado brasileiro se exauriu, ele foi capturado para pagar pensão, aposentadoria, salários de servidores e a dívida pública, que cresce de maneira exponencial há anos. A se gu r a nça pú b l ic a ta m bém sof r e com a falta de investimentos. A segurança pública ou a falta dela, que é percebida pela sociedade, se dar também pela falta de capacidade de investimento do Estado brasileiro que se perdeu ao longo do tempo. Antigamente, tínhamos uma capacidade e uma condição de resolver o problema com o aumento da atividade eco18

"os hospitais regionais estão sucateados, não há dinheiro nem para se comprar insumos"

nômica, que gerava aumento da arrecadação, e com o aumento da carga tributária. E isso se exauriu, tá estagnado. Faz cinco anos que o Brasil cresce a uma média de menos 1% ao ano. Em 2015 e 2016, tivemos uma queda do nosso PIB que beirou 7%, 8% acumulado. É a maior queda do PIB brasileiro nos últimos 100 anos. Como r e solv e r e st e s problemas? O que aconteceu com o Brasil é que eu recebi do meu pai um

Julho/agosto de 2019

país que crescia, em média, 6% ao ano. E estou entregando ao meu filho, um país que tá crescendo apenas 0,6% ao ano, em média. Esse não é o país que eu quero para os meus filhos nem para a população brasileira. E para resolvermos esta situação é que estamos equacionando a dívida causada pelo aumento das condições previdenciárias, tornando esse efeito equânime, cobrando mais de quem pode mais e menos de quem pode menos, porque nós temos um sistema injusto. A reforma da Previdência ataca quem ganha m a is e prot eg e qu em ganha menos. Quais pontos podem ser destacados para sustentar esse argumento do governo? Primeiro, a alíquota progressiva. Estamos mudando as alíquotas que incidem sobre o salário do trabalhador. Hoje, você paga 8% de alíquota até um de-

terminado patamar de renda. Ela sobe progressivamente até 11%. Então, 22 milhões que estão na base da pirâmide, até 1,5% salário mínimo, teve uma redução da alíquota de 8% para 7,5%. Isso é na veia, estamos diminuindo a alíquota dos menos privilegiados na pirâmide social brasileira. Por outro lado, quem tá acima dos trinta e nove mil reais, que são aqueles funcionários públicos, que conseguiram inclusive sentenças na justiça que permite um ganho acima do teto constitucional - e tem mais de mil funcionários nesta condição, ou seja, afrontando a própria Constituição - vão pagar 22%. Esses privilegiados pagavam alíquotas de 11% a 14%, antes, e passam a pagar alíquotas de 22%. Nós temos claramente um dado que demonstra que quem ganha mais paga mais e quem ganha menos paga menos. Qua l a proporção de brasileiros que contribuem com o INSS? Um total de 71 milhões de brasileiros contribuíram com o INSS no ano passado contra 1,4 milhão aposentados e ativos, funcionários públicos do regime próprio. Se você dividir o impacto que dá entre um e outro, são 14 vezes maior no regime próprio. Então, você impacta 14 vezes mais o funcionário público federal, que o trabalhador do regime geral. Isso claramente

"estamos mudando as alíquotas que incidem sobre o salário do trabalhador"

demonstra que o impacto maior foi sobre quem tem uma maior capacidade contributiva. Isso não significa uma punição para o funcionário público. De jeito nenhum. Estamos dizendo apenas o seguinte: o país não suporta subsidiar, após a sua aposentadoria, um indivíduo que com todos os méritos, passou num concurso público, é um profissional qualificado, mas pela distorção do sistema previdenciário está subsidiando alguém que ganha R$ 25 mil por mês, após a sua aposentadoria, trazido o recurso que ele contribuiu ao tempo presente e levando em consideração a sobrevida que ele terá 4,6 milhões por indivíduo. Enquanto alguém que contribui com o salário mínimo, que são 62% do regime geral, é subsidiado pelo governo federal em R$ 150 mil. Veja a desproporção e a injustiça do nosso sistema. Por isso, fico perplexo, quando gente letrada, iluminada e até com boas

intenções, protege esse sistema atual, como se fosse um sistema justo e não é. Ele subtrai recursos dos mais pobres para privilegiar os mais ricos, é um Robin Hood às avessas. E, infelizmente, nos deixa numa situação de prostração, porque retira a capacidade do Estado brasileiro de fazer o que lhe é próprio, ou seja, investir em saúde, educação, segurança, infraestrutura e programas de saúde. A nova previdência começa a vigorar a partir de quando e qual o impacto que causará na economia , em curto prazo? Nós acreditamos que o processo amadureceu, até pela discussão que antecedeu a votação no Congresso, que é o porta-voz do sentimento da população. As pesquisas já mostram que a grande maioria dos brasileiros entendeu que é necessário reestruturar a nossa previdência para que aqueles que já estão aposentados continuem a receber e aqueles que têm a perspectiva de recebimento tenham uma garantia de que não serão tungados. A reforma da Previdência vai reduzir o déficit público? A reforma da Previdência vai permitir a cessação do crescimento do déficit público, da dívida previdenciária. Ao longo dos

julho/agosto Julho/agosto de 2019 de 2019

19


ENTREVISTA

ENTREVISTA

ROGÉRIO MARINHO Secretário especial da previdência E TRABALHO

ROGÉRIO MARINHO Secretário especial da previdência E TRABALHO

próximos dez anos, a ideia é que essa dívida pare de crescer e comece a declinar de tal forma que a gente chegue num equilíbrio. E o que isso significa, na prática? Significa previsibilidade e segurança jurídica. A mudança previdenciária por si só não significa a geração de empregos e investimentos. Mas, ela vai permitir que quem quer empreender sinta segurança de que os compromissos que o país assuma serão honrados no futuro. E aí nos dar a capacidade, a legitimidade, o empoderamento de buscarmos o Congresso para fazermos as outras mudanças que são importantes, necessárias para o crescimento do país, como o novo pacto federativo, que é desconcentrar os recursos de Brasília para estados e municípios. Queremos mais Brasil e menos Brasília. As privatizações, que já estão acontecendo, são realmente necessárias? É necessário privatizar uma série de empresas que são meros cabides de emprego ou fontes de corrupção crônica; ou que não tenha a dinamicidade e capacidade de dar o retorno à sociedade. Há a necessidade de repensarmos o modelo do Estado brasileiro. O que esperar da reforma 20

"É necessário privatizar uma série de empresas que são meros cabides de emprego ou fontes de corrupção crônica"

Tributária? Sobre a reestruturação do sistema tributário, estamos falando de uma carga regressiva, eu diria até burra, que taxa o consumo e inibe o crescimento, extremamente árida, complexa,

Julho/agosto de 2019

burocrática e que impede que o empreendedor se sinta confortável para fazer um negócio no país. Defendemos o vendedor do cachorro quente, o barbeiro, a manicure, o dono da padaria. Este cidadão está afeto a mesma legislação do dono de magazine ou grande industrial. E esse cipoal de regras, de normas, de regulação excessiva, da tutela do Estado brasileiro sobre a vida das pessoas têm feito muito mal ao país. Então, é necessário uma série de micro reformas econômicas que passam pela definição ou redefinição do nosso modelo tributário. Aì tem a questão da mudança das carreiras do serviço público. Não é possível que alguém entre no Poder Público e com seis anos alcance o teto da remuneração de sua carreira. Aí ele perde motivação, perde a capacidade da sua resiliência, da meritocracia, da produtividade que se espera de um funcionário público. Então, é necessário rever essa situação para fazer com que as carreiras do servidor público sejam fortalecidas, com vontade de trabalhar pelo Brasil, porque isso interessa ao Estado. Precisamos redefinir o que é carreira do estado, precisa ser modificada, fortalecida, sistematizada, para permitir que tenha atratividade. E o que não é carreira do Estado precisamos nos livrar deste processo,. É usar o bom senso. E a reforma trabalhis-

ta já melhorou o ambiente para os negócios, no país? E para o trabalhador, houve algum avanço? Nós temos as normas regulamentadoras da saúde e da segurança do trabalhador. Hoje, temos 6.900 multas que podem ser imputadas a um empreendedor no país e 37 Normas Regulamentadoras - NRs. Nós estamos debruçados neste tema há cinco meses. Fui a vários lugares do Brasil e já encontrei galpões cheio de máquinas de última geração sem utilização, porque o nível de exigência que se faz para se adaptar a uma máquina dessa, importada do mercado comum europeu, é muito grande. No Brasil, você precisa gastar 40% ou 50% a mais para adaptar essa máquina à nossa realidade de regulação. É um trabalho talvez subterrâneo, mas que busca dar a competitividade sem que nós tenhamos nos afastados nenhum milímetro da necessidade de darmos segurança e saúde ao trabalhador, porque não interessa a ninguém que haja aumento de acidente no trabalho. Mas, também não interessa a ninguém que as empresas sejam impedidas de empreender e as pessoas continuem desempregadas. Nós sabemos onde estão os gargalos as dificuldades os obstáculos que precisam ser transpostos. Fala-se muito no aumento do ‘Custo Brasil’, que impede o crescimento. Como reduzi-lo? Quando se fala em custo Brasil,

oportunidade neste país.

"quando se fala em custo brasil, você encontra uma série de incongruências, de bizarrices, de maluquices" você encontra uma série de incongruências, de bizarrices, de maluquices, na nossa legislação, na nossa normatização, que precisam ser removidas pelo bem do Brasil, pelo bem de quem emprega, de quem trabalha, de quem empreende, porque quem gera emprego neste país, e eu não canso de repetir isso, não é o governo federal ou governo estadual, não é a justiça, não é o Ministério Público, não são os políticos, quem gera emprego neste país é o empreendedor, e digo mais, cerca de 70% dos empregos gerados no país são de micro e pequenos empresários, é o dono do barzinho, a dona do armarinho. E esse empreendedor está submetido a essas quase sete mil multas, precisa pagar não sei quanto alvarás, precisa percorrer uma via crucis para legalizar o seu negócio, numa burocracia absolutamente desleal. Este é o desafio. Não queremos desmontar o país não, pelo contrário, queremos modernizar o país, torná-lo mais humano, mais acolhedor e mais confortável para quem gera emprego e

O senhor é acusado de proteger o empresariado, em detrimento do trabalhador. Qual a sua opinião? Nunca foi a minha intenção ajudar empresário em detrimento de empregado. Minha visão de Brasil é uma visão liberal, de que o Estado brasileiro é muito maior do que a sociedade pode suportar, cobra impostos em demasia e presta serviço de qualidade inferior. Então, é necessário repensar o modelo de Estado para o país em benefício de todos. E basta olhar os números que estão no Portal da Transparência, de que as corporações se apropriaram do Estado brasileiro, as públicas e privadas. Nós temos R$ 340 bilhões em subsídios. É evidente que Jabuti não sobe em árvore, alguém foi lá e colocou. Eu vejo muita gente da esquerda reclamando destes subsídios, mas esquecem que 80% destes subsídios foram colocados nos governos Dilma e Lula. O Brasil precisa se livrar dessa tutela excessiva. As pessoas precisam ter mais liberdade para empreender, para gerar renda e emprego. O Brasil tem futuro? O Brasil não é uma Ferrari, o Brasil é um transatlântico. Você não pode dar um cavalo de pau no país, como se faria com um carro de corrida, por exemplo. Qualquer ajuste feito, precisa de um tempo de maturação, mas as pessoas são imediatistas.

julho/agosto de 2019

21


Negócios em Pauta<

| Chapéu

Chapéu |

jeanvalerio@gmail.com

Low- cost na aviação A JetSmart, companhia aérea do fundo norte-americano Índigo Partners, deu início ao processo de autorização para funcionamento no Brasil. De acordo com Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a empresa pretende começar a operação de rotas internacionais partindo da Argentina e Chile para o Brasil. O início das operações de companhias "low-cost" no Brasil começou a partir de uma resolução aprovada em dezembro de 2018, que tentou alinhar as regras de aviação do país a padrões internacionais. Desde a desregulação da franquia de bagagem, três empresas estrangeiras de baixo custo entraram no país, informa o SUNO Research.

Summit Negócios Saúde É com muito orgulho que o time do Fórum Negócios promove neste dia 31 de agosto o Summit Negócios Saúde e Bem-Estar. Uma oportunidade para as pessoas que querem aprender sobre como cuidar melhor da saúde e obter conceitos de felicidade e alta performance na vida e nos negócios. O evento entrega uma overdose de conteúdo prático e teórico, além de inovação, treinamento em marketing digital, conceitos de vendas online e novidades na área de saúde e bem-estar. Fica aqui o agradecimento aos parceiros e patrocinadores que acreditaram no propósito do evento.

Fórum Negócios Store

O “Rock In Rio do Empreendedorismo”

Foi inaugurada, no dia 22 de agosto, a loja Fórum Negócios Store, um espaço de negócios de destaque no Natal Shopping. O ambiente é reservado para conhecimento sobre negócios, venda de livros de vários autores sobre gestão, alta performance, inovação e empreendedorismo, além de produtos da Fórum Negócios Store e ingressos para o Summit Negócios Saúde e Bem-Estar. O Fórum Negócios 2019 já tem datas confirmadas: dias 8 e 9 de novembro, na Arena das Dunas.

Balança Comercial De acordo com balanço divulgado pela Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, a balança comercial brasileira registrou saldo positivo de US$ 30,963 bilhões desde o início do ano até o fim deste mês de agosto. O valor representa uma queda de 16,4% com relação ao mesmo período de 2018.

Liberdade Econômica A Medida Provisória nº 881/2019, conhecida como MP da Liberdade Econômica, traz providências de desburocratização e simplificação de processos para empresas e empreendedores. A matéria contou com amplo apoio da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). De acordo com o presidente da entidade, José Roberto Tadros, "essa medida dá mais liberdade econômica, estimula investimentos, a geração de empregos e aumento da autonomia, criando um ambiente mais atrativo e com maior segurança jurídica para as empresas. E a Confederação buscou contribuir da melhor forma, buscando o diálogo amplo com o maior número de parlamentares para esta aprovação. É um avanço para o Brasil". 24

Julho/agosto de 2019

Criptoativos Seguindo recomendação do Fundo Monetário Internacional (FMI), o Banco Central do Brasil reconheceu oficialmente criptoativos nas estatísticas envolvendo a balança comercial, conforme publicação em seu site oficial. A recomendação foi formalizada no estudo realizado pelo departamento de estatística do FMI denominado "Treatment of Crypto Assets in Macroeconomic Statistics", publicado em outubro de 2018. (Fonte: Época Negócios)

Palestras FECAM/RN A Federação das Câmaras Municipais do Estados do RN (FECAM RN), em parceria com o Instituto Potiguar de Direito Eleitoral (IPDE), está realizando ciclos de palestras pelo estado com o tema: "Encontro Regional - Eleições 2020: Desafios e Expectativas". O primeiro momento do evento aconteceu no dia 28 de agosto, no espaço CEMURE, com o objetivo de minimizar os erros e ampliar a área de conhecimento eleitoral para os interessados em se candidatar a uma vaga no pleito de 2020. “Ano que vem teremos campanha municipal para prefeituras e câmaras. É importante

sabermos como trabalhar o planejamento eleitoral, sem sermos pegos de surpresa com os imprevistos. Além disso, é necessário saber lidar com as prestações de contas e apresentá-las de maneira devida à população e ao eleitorado potiguar”, afirma o presidente da Federação das Câmaras, Paulinho Freire (foto).

Mercado Financeiro O mercado financeiro reduziu a projeção para o crescimento da economia e a estimativa de inflação para este ano. Segundo o boletim Focus, pesquisa divulgada todas as semanas pelo Banco Central (BC), a previsão para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – foi ajustada de 0,83% para 0,80% em 2019. Segundo a pesquisa, a previsão para 2020 também caiu, ao passar de 2,20% para 2,10%. Para 2021 e 2022 não houve alteração nas estimativas: 2,50% (Fonte: Agência Brasil). julho/agosto de 2019

25


| Performance

Performance |

Saúde um negócio de

‘mente sã e corpo são’ Produtos e serviços de saúde e bem-estar são promissores e atraentes

'Mens sana in corpore sano' (mente sã num corpo são, em tradução livre). De acordo com o wikipedia, trata-se de uma famosa citação latina, derivada da Sátira X do poeta romano Juvenal. Encontrar o equilíbrio físico e mental tem sido um mantra às portas da terceira década do Século 21. E essa busca por mais qualidade de vida tem contribuído sobremaneira para o aumento da demanda de produtos e serviços de saúde e bem-estar, influenciando o comportamento dos consumidores e inspirando novos modelos de negócios. De acordo com dados do Sebrae, o mercado de saúde e bem-estar é um dos mais promissores e atraentes, e foi favorecido com o avanço de novas tecnologias na medicina e o desenvolvimento de medicamentos com preços acessíveis. A profissionalização do setor, a personalização de serviços de bem-estar e a oferta de atividades inovadoras proporcionam novas experiências aos clientes. Empreender neste segmento pode ser rentável, mas requer alta performance e resiliência. E o retorno vem a longo prazo.

Mercado Fitness Segundo dados recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS), praticamente a metade da população brasileira é sedentária - aproximadamente 47%. A OMS recomenda 150 minutos por semana para a pessoa se manter saudável. Os números alimentam a alma fitness, um dos segmentos que mais cresceram nas duas últimas décadas. Além das academias, outros negócios ligados à saúde e bem-estar acabam ganhando com essa procura por qualidade de vida, bem-estar e vida saudável: nutrição esportiva (suplementos), tecnologia (monitores de condicionamento), moda (roupas e tênis para malhar) e até beleza (cosméticos específicos para esportistas).

28

Julho/agosto de 2019

Só a indústria de atividades físicas movimenta 2,1 bilhões de dólares no Brasil — a maior da América Latina, de acordo com dados da IHRSA - International Health, Racquet & Sportsclub Association, associação comercial sem fins lucrativos que representa instalações de saúde e fitness, ginásios, spas, clubes esportivos e fornecedores em todo o mundo. De acordo com o levantamento de 2018 da IHRSA, há mais de 34 mil academias no Brasil, o que torna o país o segundo do mundo com maior concentração de estabelecimentos do tipo, atrás apenas dos EUA. Juntos, esses espaços somam 9,6 milhões de clientes.

julho/agosto de 2019

29


| Performance

Performance | saúde | bem-estar | alta performance

saúde | bem-estar | alta performance

Summit Negócios Saúde E é com o propósito de revelar o melhor caminho para alcançar a alta performance na vida pessoal e profissional e como empreender no segmento ‘saúde’ que os organizadores do Fórum Negócios resolveram reunir profissionais da área para realizar um evento inédito em Natal. Trata-se do Summit Negócios Saúde, Bem-estar e Alta Performance, que acontece dia 31 de agosto, no Espaço Di Trento, um lugar de harmonia entre natureza e paz, localizado em Pium, perfeito para sediar um. O evento conta com a participação de conferencistas médicos, nutricionistas, odontólogos e demais profissionais da saúde. E entre os palestrantes estão Joel Jota e Thiago Panda. O primeiro, um dos maiores treinadores em alta performance do Brasil, vai ministrar um workshop focado para executivos, com ênfase para profissio-

nais de saúde. Já o segundo, uma das maiores autoridades nacional de marketing para o mercado fitness e de saúde, vai falar sobre 'posicionamento digital'. Será um dia de imersão para quem busca alta performance, focada numa vida abundante, produtiva, feliz e saudável", informa André de Paula, um dos organizadores do evento ao lado do jornalista Jean Valério. A programação foi idealizada especialmente para profissionais da saúde - educador físico, personal trainner, médico, nutricionista, enfermeiro, psicólogo, fisioterapeuta, terapeuta, fonoaudiólogo, farmacêutico -, mas qualquer outro profissional que busca informação e alta performance pode participar. "O Summit é a oportunidade para as pessoas que querem aprender sobre como cuidar melhor da saúde e obter conceitos de felicidade e

alta performance na vida e nos negócios", diz Jean Valério. "O Summit vai entregar uma overdose de conteúdo prático e teórico, além de inovação, treinamento em marketing digital, conceitos de vendas online e novidades na área de saúde e bem-estar". Amante da gastronomia low carb, a nutricionista Lilian Lins também terá um espaço no palco. Idealizadora do programa de alimentação Kale Fit, ela vai mostrar ao público do Summit a importância desta nova forma de se alimentar para manter uma saúde saudável. O potiguar Alexandre Dias, CEO da clínica Oral Estética, professor e profissional em Reabilitação Oral, Implantes e Prótese e Membro da Academia Brasileira de Odontologia Digital - ABOD, também se apresenta no evento. Ele fala sobre o tema para o qual se especializou.

Temas tratados no SUMMIT Saúde, Bem-estar e Alta Performance: Lilian Lins

- Os segredos do antienvelhecimento - Dermatologia estética e clínica cirúrgica - Novidades do mercado de bem-estar - Inovações da odontologia que todo mundo precisa saber - O aparelho ortodôntico invisível que é febre no mundo - Programas de emagrecimento saudável - A melhor dieta é a dieta da mente - Técnicas anti-hipertensivas - O bom combate contra a depressão - Técnicas para dormir bem - Produtos e serviços indispensáveis para a saúde - Terapias e tratamentos que transformam - Fisioterapia inovadora: reabilitação do movimento é vida

30

Julho/agosto de 2019

Jean Valério

Joel Jota

fred alecrim

thiago panda

Conheça algumas tendências e ideias para negócios de saúde e bem-estar: Coaching de Saúde - Treinamento personalizado para adoção de um novo estilo de vida. Espaços de Bem-Estar - Projetos arquitetônicos de ambientes planejados com materiais leves e naturais que proporcionem o conforto e o equilíbrio mental. Saúde Calibrada - Análise do DNA para identificação de riscos de doenças e recomendação de tratamentos individualizados. Autorrealização Virtual - Atividades esportivas com simulações de realidades virtuais que proporcionam uma experiência divertida, prazerosa e desafiadora aos praticantes.

Indicadores de Impacto - Tecnologia de feedback instantâneo de saúde para motivação e melhoria da performance. Diagnóstico Distribuído - Formas estratégicas e inovadoras de aproximação dos clientes para acesso a serviços de saúde. Aperfeiçoamento Pós-demográfico - Abrangência de comportamentos além do gênero, renda, idade e localização para prospecção de clientes interessados em saúde e bem-estar. FONTE: SEBRAE

julho/agosto de 2019

31


| Franquia

Franquia |

Maria Pitanga Açaiteria completa um ano de sucesso Empresa franqueada de self-service no ramo de açaí, cremes e gelatos gourmet é administrada pela empresária Ivonara Ramalho A Maria Pitanga Açaiteria Natal comemora no dia 31 de agosto de 2019 seu primeiro aniversário. A empresa franqueada de self-service no ramo de açaí, cremes e gelatos gourmet é administrada pela empresária Ivonara Ramalho, que tem se destacado no mercado potiguar. Ela trouxe uma proposta diferenciada para os consumidores exigentes do açaí ao criar um ambiente aconchegante, com acessibilidade por toda loja, espaço kids, área climatizada, área aberta, pet-friendly, música ambiente de qualidade, wi-fi de fibra ótica e o principal: um atendimento de excelência. A unidade está localizada em uma região central da capital potiguar, no bairro de Lagoa 34

Julho/agosto de 2019

Nova, por trás do supermercado Nordestão da Avenida Salgado Filho e em frente a Academia Pulse. A qualidade da matéria-prima adquirida junto a um grupo seleto de fornecedores do Pará fez a diferença e permitiu que a Maria Pitanga avançasse rapidamente no mercado, obtendo um crescimento sustentável, além das fronteiras cearenses. Com o slogan ‘mais que açaí, um estilo de vida’, a franquia de Natal procura sempre trazer benefícios e novidades que agreguem mais saúde e bem-estar aos clientes, inclusive, recentemente, o cliente já podem apreciar uma confortante massagem relaxante na poltrona de massagem automática loca-

lizada no deck da loja ao completar o cartão fidelidade. Outra grande novidade da Maria Pitanga Açaiteria é que o natalense, caso não queira sair de casa ou até mesmo esteja preso no trabalho, pode optar por receber os produtos no conforto de onde estiver, através do serviço de delivery, solicitando através de whatsapp ou das plataformas ifood ou ubereats. A empresa se orgulha de ser a única açaiteria da cidade que têm expostos o Certificado Federal do Ministério de aprovação da qualidade e procedência do Açaí pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e também o Alvará da Vigilância Sanitária atualizado.

Açaí puro

Benefícios à saúde

O açaí possui um preparo peculiar, com cremosidade diferenciada, entretanto, natural, com alta concentração de fibra do fruto, sem corantes e sem conservantes, ausência de xarope de guaraná em sua composição e se apresenta nas formas de açaí puro de raiz, típico do paladar nortista, açaí tradicional, açaí Fit zero açúcar adoçado com stevia (único adoçante natural zero caloria e indicado por nutricionistas), açaí com whey protein adoçado com stevia, o queridinho açaí com morango e uma grande diversidade de cremes e gelatos gourmet. Hoje são ao todo 32 produtos superando as expectativas dos clientes, com alguns sabores exclusivos da franquia como o gelato de ninho Fit (adoçado com stevia) e algumas opções veganas, como o sorbet de morango e o cupuaçu.

Com qualidade de excelência, o fruto consegue cumprir com transparência seus inúmeros benefícios à saúde, pois todo o produto é pasteurizado na fábrica de Fortaleza, onde em seguida distribuído para as suas quase 60 lojas espalhadas pelo país, hoje completando 9 anos de experiência no mercado brasileiro. O processo de fabricação obedece rígidos processos de qualidade, sob orientação técnica de empresa específica no suporte na área de sorvetes e gelatos, além de modernos equipamentos na área de produção, que são incorporados gradualmente, de acordo com a evolução dos negócios. Ivonara Ramalho reforça a importância do açaí. “Não se trata, simplesmente, de um produto refrescante e gostoso, e

sim, de um superalimento rico, completo e muito importante para a saúde de qualquer indivíduo e faixa etária”, destaca a empresária. Estudos com comprovação de fins medicinais de 2018 viram que o açaí combate ao câncer e doenças neurológicas como o Alzheimer, melhorando o quadro de imunidade. O alto poder que este segundo maior antioxidante natural, nível mundial, possui, vem do seu pigmento roxo, chamado de antocianina, pertencente ao grupo dos flavonoides, que é comprovadamente eficaz no crescimento de tumores em estudo de pesquisa norte-americano e finlandês. “Um litro de açaí possui 33 vezes mais antocianina do que um litro de vinho. Mas não basta ser açaí, tem que ser de qualidade. Açaí é saúde, é vida!”.

julho/agosto de 2019

35


| Comércio

Natal sedia Encontro Econômico

Brasil-Alemanha Evento será realizado na FIERN, entre os dias 15 e 17 de setembro

Com o tema 'Parceria Brasil-Alemanha em tempos de mudança global', Natal sedia de 15 a 17 de setembro a 37ª edição do Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA). O evento, organizado pela Federação das Indústrias Alemãs (BDI) e Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) e Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN), será realizado na sede da Casa da Indústria do Rio Grande do Norte. O EEBA reúne autoridades governamentais e lideranças empresariais de ambos os países para discutir a ampliação de investimentos e novas formas de cooperação; é considerado um dos mais importantes eventos focado nas 36

Julho/agosto de 2019

relações entre os dois países. A cada edição do encontro, empresários estreitam relações, fecham parcerias, fazem intercâmbio de tecnologias e efetivam negócios. "É uma grande oportunidade para trocar experiência e fazer negócios. E este ano vamos receber este evento em nossa cidade", destaca Amaro Sales, presidente da FIERN. O encontro possui três propósitos principais: troca de informações entre as duas seções e os participantes; discussão de propostas para melhoria do ambiente de negócios entre Brasil e Alemanha; e estabelecimento de relacionamentos (networking) com vistas a novos negócios. O público-alvo compreende empresários brasileiros e alemães interessados em fortalecer as relações bilaterais.

Sobre a BDI – Federação das Indústrias Alemãs A Federação das Indústrias Alemãs - BDI é a entidade que congrega associações e grupos relacionados ao setor industrial alemão. É responsável pela representação de 36 federações de indústrias e possui 15 escritórios regionais. A BDI representa mais de 100.000 empresas privadas, as quais geram mais de oito milhões de empregos no país. A BDI é um centro de competência para a política econômica na Alemanha. Uma entidade comprometida com crescimento sustentável cujo princípio básico é a economia de mercado. A associação é voluntária. Anualmente, a CNI e a BDI, com apoio da Câmara de Comércio Brasil-Alemanha (AHK) organizam o Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA).


ENTREVISTA

ENTREVISTA

Alexandre Dias CEO da clínica Oral Estética

Alexandre Dias CEO da clínica Oral Estética Quais são os benefícios da tecnologia digital na odontologia, em relação ao procedimento convencional? Menor tempo de tratamento, maior precisão e previsibilidade. Quanto tempo é reduzido ou qual a otimização do tempo no procedimento dentário, utilizando a tecnologia digital? Enquanto num tratamento convencional a realização de uma coroa pode levar algumas sessões, na tecnologia digital o procedimento poderá ser realizado numa única sessão. As radiografias digitais permitem imagens imediatas, assim como reduz o tempo de cirurgias, por meio das cirurgias guiadas, empregando esta tecnologia.

“Tecnologia digital na odontologia permite mais segurança e comodidade” Maior precisão, otimização do tempo, assertividade e previsibilidade. A tecnologia digital redesenhou os procedimentos odontológicos. “No método tradicional, os materiais de moldagens, os modelos obtidos sofrem distorções, enquanto, na tecnologia digital, não é necessário estas etapas, pois a moldagem é substituída pelo escaneamento das arcadas e o modelos são impressos a partir das imagens obtidas através do escaneamento

38

Julho/agosto de 2019

intra-oral”, atesta Alexandre Dias, CEO da clínica Oral Estética e especialista em reabilitação oral. Nesta entrevista, ele detalha ainda mais essas novas técnicas e reforça que a tecnologia digital permite realizar um projeto de novo sorriso, com apresentação prévia ao paciente. “Além de ajudar o cliente na decisão, melhora o grau de confiança e aceitação ao tratamento”, avalia Alexandre. Confira a entrevista à seguir:

Consi de r a n do qu e os procedimentos artesanais podem gerar distorções que in flue nciam na qualidade do trabalho, como reduzir as alterações dimensionais durante um procedimento? No método tradicional, os materiais de moldagens, os modelos obtidos sofrem distorções, enquanto, na tecnologia digital, não é necessário estas etapas, pois a moldagem é substituída pelo escaneamento das arcadas e o modelos são impressos a partir das imagens obtidas através do escaneamento intra-oral.

"O sistema permite que você personalize, apresentando um banco de dados com diferentes formas de dentes"

Qual o grau de previsibilidade, rapidez e precisão nos procedimentos, utilizando a tecnologia digital? O alto grau de previsibilidade, rapidez e precisão é possível decorrente do processo de escaneamento que reproduz com detalhes as imagens das áreas escaneadas, onde os resultados são comprovados nas pesquisas científicas e clínicas. D e n t i s ta e pa c i e n t e podem visualizar antecipadamente o resultado do tratamento? Sim, a tecnologia digital permite realizar um projeto do novo sorriso e apresentar previamente ao paciente. Isto, além de ajudar o

cliente na decisão, melhora o grau de confiança e aceitação ao tratamento proposto. Há a possibilidade de comunicação e colaboração r emota e ntr e os profissionais envolvidos no tratamento, com o software utilizado na tecnologia digital? Sim, eu posso fazer acesso remoto numa máquina e realizar o projeto do novo sorriso. Como avaliar o nível de personalização? O sistema permite que você personalize, apresentando um banco de dados com diferentes formas de dentes que o profissional vai individualizar, de acordo com cada pessoa. Os preços são mais acessíveis, em relação aos tratamentos convencionais? Na nossa estrutura não há diferença com relação a este aspecto, utilizamos a tecnologia para melhorar e otimizar o tempo dos nossos resultados clínicos. A Oral Estética oferece o serviço, usando a tecnologia digital, com segurança e comodidade? Exatamente, a tecnologia digital além das vantagens já citadas, permite ao nosso cliente uma maior segurança e comodidade.

julho/agosto de 2019

39


| Store

Store |

Fórum Negócios inaugura ESPAÇO no Natal Shopping Loja funciona para troca de conhecimento e também vende produtos ligados ao evento Maior evento corporativo do Nordeste, o Fórum Negócios lançou oficialmente no dia 22 de agosto o seu espaço no Natal Shopping. E na abertura do Fórum Negócios Store, o jornalista e CEO do Fórum, Jean Valério, bateu um papo sobre 'conhecimento que transforma' com o mentor e palestrante Fred Alecrim. O ambiente reservado para o bate-papo, no corredor do shopping, em frente a loja, lotou e quem participou ainda teve acesso ao sorteio de livros de vários autores 42

de gestão e empreendedorismo, além de camisas da Fórum Negócios Store e ingressos para o Summit Negócios Saúde e Bem-Estar. O Fórum Negócios 2019 já tem datas confirmadas: dias 8 e 9 de novembro, na Arena das Dunas. O ingresso para o 'Rock in Rio do empreendedorismo', como Caíto Maia, dono da Chilli Beans, classificou o evento no ano passado, pode ser adquirido pelo site www.forumnegocios.com.br e na nova loja do evento, no Natal Shopping.

Julho/agosto de 2019

julho/agosto de 2019

43


| Evento

Evento |

O “Rock In Rio do Empreendedorismo”

números 2018

3.600

Público: pessoas por dia

15palestrantes no palco Arena 30 palestrantes no FÓRUM NEGÓCIOS

Fórum Negócios confirma

600 profissionais diretos envolvidos

24 palestrantes e 20 horas de programação

R$300 mil

Vendas de ingressos do 'Rock in Rio do empreendedorismo' seguem pelo site www.forumnegocios.com.br; evento será realizado nos dias 8 e 9 de novembro, na Arena das Dunas Consolidado como o maior evento de empreendedorismo da região Nordeste do Brasil, o Fórum Negócios 2019 será realizado nos dias 8 e 9 de novembro, na Arena das Dunas. Os ingressos para o 'Rock in Rio do empreendedorismo', como Caíto Maia, dono da Chilli Beans, classificou o evento no ano passado, podem ser adquiridos pelo site www.forumnegocios.com.br. Foram escalados para a edição deste ano 24 palestrantes dos mais diversos segmentos: economia, liderança, gestão, psicologia, produtividade, foco em resultado, marketing digital, vendas, 46

Julho/agosto de 2019

alta performance, inovação, tecnologia, criatividade e empreendedorismo. Nomes do peso de Felipe Miranda, Thiago Nigro, Augusto Curi, Conrado Adolpho, Alfredo Soares, Edgar Ueda, Geraldo Rufino, Gil Giardelli, Rogério Marinho, Leila Navarro, Luís Artur Nogueira, Rodrigo Cardoso, Gleber Duarte, Juliana Albanêz, Pablo Paucar e Oséias Gomes se juntam aos palestrantes que se destacaram no ano passado como João Kepler, Ben Zruel, Silvia Patriani, Fred Alecrim e Fernando Godoy. Em 2018, o Fórum gerou dez milhões de reais em negócios, aproxima-

damente. Foram mais de 40 palestras, 600 profissionais envolvidos diretamente, 45 empresas expositoras, 30 horas de conteúdo rico para 3,6 mil pessoas e 36 rodadas de negócios. Os números por si só mostram a grandeza do evento, que, este ano, deve ter um crescimento superior aos 50%. "Os números estão aí para provar que, realmente, conseguimos fazer um trabalho diferenciado, com muito carinho, para atender um público qualificado", comentou André de Paula, um dos sócios do evento, ao lado de Jean Valério, Jeanny Damas e Vitor Ribeiro.

investidos em startups

Feira

Estrutura O evento vai se concentrar no setor Oeste da Arena das Dunas, envolvendo parte da arquibancada e área de hospitalidade. Para quem ainda não conhece o estádio que sediou quatro jogos da Copa do Mundo de 2014, fica do lado da Avenida Prudente de Morais. Um grande palco será montado à beira do campo, com frente para a arquibancada. A área de hospitalidade será utilizada para relacionamentos, ações e ativações de marcas, através de workshop, feiras de oportunidades e gastronômica, Coffe Station e Happy Hour. O Fórum Negócios tem o apoio revista e portal Negócios.net, ACarta Comunicação,

Click Eventos e Condor Participações. “O Fórum Negócios é uma grande oportunidade para adquirir uma evolução completa do mundo empreendedor, com líderes do mercado nacional e internacional. Não medimos esforços e vamos aproximar os participantes desta jornada do primeiro escalão das mentes que fazem o mercado brasileiro acontecer”, afirma o jornalista e CEO do evento, Jean Valério. "Será dois dias de imersão num evento completo de empreendedorismo, realizado numa arena de futebol", reforça o jornalista. Mais informações: www.forumnegocios.com.br

de oportunidades e negócios 45 empresas expositoras rodadas de 36 negócios realizadas

Milhões de reais em negócios fechados

horas de conteúdo 30 sem parar

julho/agosto de 2019

47


Legislação

| Legislação

Entenda as principais mudanças na MEDIDA PROVISÓRIA Registro de ponto

Abuso regulatório

Registro dos horários de entrada e saída do trabalho passa a ser obrigatório somente para empresas com mais de 20 funcionários, contra mínimo de 10 empregados atualmente.

Trabalho fora do estabelecimento deverá ser registrado

MP

Permissão de registro de ponto por exceção, por meio do qual o trabalhador anota apenas os horários que não coincidam com os regulares. Prática deverá ser autorizada por meio de acordo individual ou coletivo

Alvará e licenças Atividades de baixo risco, como a maioria dos pequenos comércios, não exigirão mais alvará de funcionamento

Medida Provisória também facilita a abertura de empresas, principalmente, de micro e pequeno porte

da Liberdade Econômica reduz burocracia

Com o objetivo de diminuir a burocracia e facilitar a abertura de empresas, principalmente de micro e pequeno porte, o Senado aprovou em 21 de agosto a Medida Provisória da Liberdade Econômica. Para permitir a aprovação da MP, o governo fez um acordo e prometeu editar um decreto para deixar claro que a dispensa de licenças para atividades de baixo risco não valerá para questões ambientais. Entre as principais mudanças, a

48

Julho/agostode 2019

proposta flexibiliza regras trabalhistas e elimina alvarás para atividades de baixo risco. O texto também separa o patrimônio dos sócios de empresas das dívidas de uma pessoa jurídica e proíbe que bens de empresas de um mesmo grupo sejam usados para quitar débitos de uma empresa. Outro ponto que provocou questionamentos foi uma brecha que, para alguns senadores, autorizam o desmatamento automático caso órgãos do meio ambiente atrasasse a

emissão de licenças ambientais. Os senadores retiraram do texto três artigos que alteravam o trabalho aos domingos. O texto aprovado pela Câmara autorizava que a folga semanal de 24 horas do trabalhador fosse em outros dias da semana, desde que o empregado folgasse um em cada quatro domingos. Os parlamentares entenderam que o trabalho aos domingos era estranho ao texto original e poderia gerar questionamentos na Justiça por causa de uma dec

Poder Executivo definirá atividades de baixo risco na ausência de regras estaduais, distritais ou municipais Governo federal comprometeu-se a editar decreto para esclarecer que dispensa de licenças para atividades de baixo risco não abrangerá questões ambientais

Fim do e-Social O Sistema de Escrituração Digital de Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (e-Social), que unifica o envio de dados de trabalhadores e de empregadores, será substituído por um sistema mais simples, de informações digitais de obrigações previdenciárias e trabalhistas

A MP cria a figura do abuso regulatório, para impedir que o Poder Público edite regras que afetem a "exploração da atividade econômica" ou prejudiquem a concorrência. Entre as situações que configurem a prática estão: Criação de reservas de mercado para favorecer um grupo econômico; Criação de barreiras à entrada de competidores nacionais ou estrangeiros em um mercado; Exigência de especificações técnicas desnecessárias para determinada atividade; Criação de demanda artificial ou forçada de produtos e serviços, inclusive "cartórios, registros ou cadastros"; Barreiras à livre formação de sociedades empresariais ou de atividades não proibidas por lei federal.

@

NAME

SEND

?

Carteira de trabalho eletrônica Emissão de novas carteiras de Trabalho pela Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia ocorrerá “preferencialmente” em meio eletrônico, com o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) como identificação única do empregado. As carteiras continuarão a ser impressas em papel, apenas em caráter

!

excepcional A partir da admissão do trabalhador, os empregadores terão cinco dias úteis para fazer as anotações na Carteira de Trabalho. Após o registro dos dados, o trabalhador tem até 48 horas para ter acesso às informações inseridas. Julho/agosto de 2019

49


| Legislação

Legislação | Pontos retirados da MP na câmara

Desconsideração da personalidade jurídica Proibição de cobrança de bens de outra empresa do mesmo grupo econômico para saldar dívidas de uma empresa;

Patrimônio de sócios, associados, instituidores ou administradores de uma empresa será separado do patrimônio da empresa em caso de falência ou execução de dívidas;

Negócios jurídicos

?

Partes de um negócio poderão definir livremente a interpretação de acordo entre eles, mesmo que diferentes das regras previstas em lei

Somente em casos de intenção clara de fraude, sócios poderão ter patrimônio pessoal usado para indenizações.

Fundos de investimento MP define regras para o registro, a elaboração de regulamentos e os pedidos de insolvência de fundos de investimentos

Trabalho aos domingos Texto aprovado na comissão especial da Câmara garantia folga obrigatória em apenas um domingo a cada sete semanas.

Motoboys MP acabaria com adicional de periculosidade de 30% para motoboys, mototaxistas e demais trabalhadores sobre duas rodas.

Fins de semana e feriados Autorização para trabalho aos sábados, domingos e feriados em caso de necessidade do agronegócio.

Fiscalização e multas Fiscais do trabalho aplicariam multas apenas após a segunda autuação. A primeira visita seria educativa;

Direito Civil MP permitiria que contratos de trabalho acima de 30 salários mínimos fossem regidos pelo Direito Civil em vez da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Apenas direitos trabalhistas assegurados pela Constituição seriam mantidos.

Decisões trabalhistas seriam definitivas em primeira instância, se prazos de recursos fossem esgotados;

Caminhoneiros MP criaria o Documento Eletrônico de Transporte, que funcionaria como contrato único para cada transporte de bens no território nacional; Anistia a multas por descumprimento da tabela do frete.

Termo de compromisso lavrado por autoridade trabalhista teria precedência sobre termo ajuste de conduta firmado com o Ministério Público. Corridas de cavalos Entidades promotoras de corridas seriam autorizadas pelo Ministério da Economia a promover loterias vinculadas ou não ao resultado do páreo

Súmulas tributárias Comitê do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais da Receita Federal (Carf) e da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) terá poder para editar súmulas para vincular os atos normativos dos dois órgãos

Extinção do Fundo Soberano Fim do Fundo Soberano, antiga poupança formada com parte do superávit primário de 2008, que está zerado desde maio de 2018

50

Julho/agostode 2019

Documentos públicos digitais Documentos públicos digitalizados terão o mesmo valor jurídico e probatório do documento original

Pontos retirados da MP no Senado Trabalho aos domingos A MP abria espaço para que a folga semanal de 24 horas do trabalhador fosse em outros dias da semana, desde que o empregado folgasse um em cada quatro domingos; Pagamento em dobro (adicional de 100%) do tempo trabalhado no domingo ou no feriado poderia ser dispensado caso a folga seja determinada para outro dia da semana; Se folga não ocorresse, empregado continuaria a ter direito ao adicional de 100% pelo domingo ou feriado trabalhado julho/agosto de 2019

51


| Tratamento

Ronco e Apnéia

podem ser tratados pelo dentista

Cirurgiã-dentista Larissa Laércio de Paula faz parte do seleto grupo de profissionais de Natal que oferece o tratamento através de uma placa intra-oral O ronco incomoda e pode causar até a morte, se associado com a apnéia, que é uma parada da respiração por alguns segundos devido à obstrução da passagem de ar durante o sono. Durante essa parada na respiração o coração trabalha em sobrecarga para manter os níveis de oxigênio do sangue, aumentando em 30% as chances de se ter uma arritmia cardíaca, aumento da pressão arterial, AVC e enfarto do miocárdio, que podem levar a morte do paciente. Mas, há tratamento. E simples. A cirurgiã-dentista Larissa Laércio de Paula, por exemplo, faz parte do grupo de profissionais de Natal que oferecem o tratamento através de uma placa intra-oral. “É feito um molde da arcada dentária e a placa fica sendo utilizada para dormir. O aparelho avança a mandíbula para frente, promovendo um aumento do espaço aéreo superior fazendo com que o ar passe livremente sem promover a vibração dos tecidos, barulho conhecido como ronco”, afirma Larissa. Segundo ela, a placa utilizada para o trata52

Julho/agostode 2019

mento do ronco e da apnéia é de fácil adaptabilidade para os pacientes. Mas, apesar da praticidade e do ótimo prognóstico é de fundamental importância uma avaliação criteriosa dos dentes e da cavidade bucal com exames complementares de radiografias e avaliação do exame do sono, a polissonografia, que juntamente com o laudo do médico otorrinolaringologista vai dar as coordenadas se o aparelho é o melhor tratamento para o paciente. Mais de 40% das pessoas roncam, mas no consultório de Dra. Larissa, a maioria vai buscar tratamento apenas por insistência dos parceiros, que se incomodam com o barulho à noite. Entretanto, ela ressalta que o problema é bem maior para quem ronca. Além da sobrecarga no coração, noites mal dormidas deteriora a qualidade de vida do paciente, que pode acordar com dores de cabeça, sonolência diurna excessiva, perda da capacidade de concentração e da memória, depressão, impotência sexual, diminuição da libido e dificuldade em perder peso.


Giro da NEGÓCIOS

Giro da NEGÓCIOS

Em

Mais emprego I Franquias em expansão O faturamento do setor de franquias nacional teve crescimento de 6,4% no primeiro semestre do ano. A receita subiu de R$ 79,496 bilhões para R$ 84,586 bilhões. Os dados são da Associação Brasileira de Franchising (ABF). Nos últimos 12 meses, a receita do mercado de

franchising evoluiu 6,9%, atingindo R$ 179,933 bilhões. Já no segundo trimestre io setor registrou crescimento nominal de 5,9%, em comparação a igual período do ano passado, com a receita evoluindo de R$ 40,734 bilhões para R$ 43,122 bilhões.

O total de vagas abertas pelos pequenos negócios é 50 vezes maior que o saldo de empregos gerados pelas médias e grandes empresas neste ano. Puxaram esse saldo positivo os pequenos negócios do setor de Serviços, com 20 mil postos de trabalho, tendo destaque o ramo imobiliário (15,2 mil). Em seguida vem as micro e pequenas empresas da Construção Civil com a geração de 14 mil novas vagas (Fonte: Agência Sebrae).

54

Julho/agosto de 2019

Estrategista dos bons, Michikazu Matsushita, presidente da subsidiária da Panasonic no Brasil, disse em entrevista recente à revista Isto É Dinheiro que “existem grandes oportunidades para explorar esse novo mercado. Já consolidada em território nacional, a Panasonic vai investir em novas tecnologias para tornar seus produtos mais eficientes e econômicos, além de apostar na 'internet das coisas', que conecta objetos à rede de computadores. Há seis anos, a marca inaugurou em Extrema (MG), a sua primeira fábrica de eletrodomésticos fora da Ásia. A empresa japonesa investiu R$ 200 milhões na instalação com o objetivo de ganhar escala no Brasil e transformar o país em um dos seus cinco maiores mercados.

Mais emprego II

Indústria em evolução I

No acumulado de janeiro a julho deste ano, os pequenos negócios do setor de Serviços também se destacam na geração de empregos, sendo responsáveis pela criação de 273,1 mil novos postos de trabalho, 62,4% do total de postos criados por esse nicho de empresas no período. Já as MPE ligadas ao Comércio continuam registrando saldo negativo de emprego, com o fechamento de 44,1 mil vagas, o que significa que mais demitiram do que contrataram nos primeiros sete meses de 2019.

A Sondagem das indústrias Extrativas e de Transformação do Rio Grande do Norte, elaborada pela FIERN, revelou que na percepção dos empresários, a produção industrial potiguar cresceu em julho. Acompanhando o desempenho positivo da produção, o nível médio de utilização da capacidade instalada (UCI) passou de 70% para 71%, mas foi considerado pelos empresários consultados como abaixo do padrão usual para meses de julho, comportamento que vem se repetindo ininterruptamente desde agosto de 2018.

Home Office Adeptos do home office estão produzindo mais que funcionários de escritório. Na verdade, um estudo descobriu que o número de pessoas que não conseguem se concentrar em suas mesa aumentou 16% desde 2008. O número de quem diz não ter acesso a lugares calmos para fazer um trabalho focado também cresceu: 13%. Um dos motivos pelos quais trabalhadores remotos produzem mais, segundo Brian de Haaff, CEO do Aha!, é que a distância exige mais

Internet das Coisas

comunicação. "Sem poder se apoiar na proximidade física, os trabalhadores remotos devem se aproximar uns dos outros com frequência e com propósito. Isso leva a uma colaboração e camaradagem mais fortes". E todos aqueles chats de vídeo a longa distância? 92% dos trabalhadores dizem que a colaboração em vídeo realmente melhora o trabalho em equipe (Fonte: Canal MEIO).

alta Mercado exterior Nos últimos anos, mais de 8 mil micro e pequenas empresas (MPE) brasileiras buscaram o mercado exterior para comercializar seus produtos. Pelo menos três fatores ajudaram na decisão de exportar: a taxação de impostos, menor que no Brasil, a aceitação da mercadoria e a satisfação pessoal por transpor barreiras. É o que aponta a pesquisa feita pelo Sebrae em junho de 2019, que traz percepções dos empresários sobre as dificuldades em fazer a 1ª exportação e manter suas vendas para o exterior. De acordo com o levantamento, diversos entraves ainda impedem que os pequenos negócios façam um maior volume de vendas para outros países, como a excessiva burocracia, o custo da logística, entre outras razões (Fonte: Agência Sebrae).

Indústria em evolução II Como a ociosidade ainda é elevada, o número de empregados registrou queda, mantendo a tendência que vem sendo observada desde outubro de 2017. Mesmo com o aumento na produção, os estoques de produtos finais recuaram em relação a junho e ficaram abaixo do nível planejado pelo conjunto da indústria. As expectativas da indústria potiguar para os próximos seis meses apontam crescimento da demanda, das compras de matérias-primas e da quantidade exportada dos produtos, mas preveem redução no número de empregados, ainda que em menor intensidade.

Julho/agosto de 2019

55


Artigo Lilian Lins nutricionista

Lilian Lins empreende com paixão e inovação A escolha por fazer nutrição veio prematuramente quando, bem antes de prestar vestibular, já sabia da minha paixão pela culinária, pela estética e pela performance. E sabia que tudo isso poderia ter um resultado ainda melhor aliado a uma nutrição adequada. Tinha a certeza de que como nutricionista queria trabalhar com saúde e com a busca incessante de ver os olhos dos meus clientes brilharem com a conquista da autoestima, vigor e energia. Hoje enxergo que CINCO elementos centrais foram os pilares que motivaram a minha caminhada para o empreendedorismo. A CORAGEM foi o primeiro deles, pois mesmo quando não tinha recursos financeiros resolvi enfrentar os desafios e com 'jeitinho, ousadia e confiança no meu potencial' conseguia estar em excelentes cursos na minha área - mesmo que para isso passasse o ano pagando as prestações desse investimento. Desde aí já começava a fazer excelentes escolhas, mesmo que não tivesse nem noção que isso me ajudaria a chegar até aqui. Com muito ENTUSIASMO, fui envolvendo no mundo da nutrição todas as pessoas ao meu redor e as que passavam em meu consultório, mostrando os caminhos para que pudessem conquistar seus objetivos. Ao mesmo tempo eu vivia e aplicava na vida real tudo aquilo que falava e que pregava.

58>

> Julho/agosto de 2019

"HOJE ENXERGO QUE CINCO ELEMENTOS CENTRAIS FORAM OS PILARES QUE MOTIVARAM A MINHA CAMINHADA PARA O EMPREENDEDORISMO"

Tomei como base técnica SEGUIR A CIÊNCIA da nutrição e com isso estudar bastante, com o olhar sempre voltado para o novo. Essa INOVAÇÃO me fascinava e consequentemente, também, ao meu cliente, que começava a confiar no meu diferencial. A COERÊNCIA em crescer em cima da verdade me fez ter vários mestres como referência. Tomava os ensinamentos como inspiração e criava sempre o meu estilo próprio de atender, calcular dietas, testar e criar receitas saborosas e funcionais para melhorar a adesão do cliente ao novo estilo de vida que era proposto. E assim passaram-se quinze anos de formação, mui-

tos cursos de gastronomia na área da nutrição funcional, quatro pós-graduações, muitos finais de semana separada da família e dedicada aos estudos. E foi a partir destes cinco pilares que nasceu o KALE TO GO, um restaurante que tem como base a culinária LOW CARB “BICHO E PLANTA” e funcional, com a presença de muitos fitoquímicos. O sistema TO GO foi inspiração de vários países e cidades por onde tive o prazer de viajar, garimpar ideias, observar as tendência da vida moderna em trazer a praticidade e a simplicidade para quem quer seguir um estilo de vida saudável e não tem tempo, boa vontade e paciência de providenciar tudo para cozinhar e praticar uma dieta em que se possa comer de forma saudável e ter prazer ao mesmo tempo. A Culinária LOW CARB mantém reduzido os níveis do hormônio insulina. Isso favorece o uso da gordura como principal combustível de energia e auxilia no tratamento e prevenção de várias doenças como diabetes, resistência à insulina, obesidade, dislipidemias, doenças autoimunes, além de auxiliar no emagrecimento e na redução do acúmulo de gordura corporal, gerando um movimento de saúde preventiva e prazerosa. Espero que o ‘case de sucesso’ do KALE TO GO possa motivar as pessoas a chegarem aonde elas nem imaginam chegar.


Profile for Revista Negócios

Revista Negócios JUL-AGO  

Revista Negócios JUL-AGO  

Advertisement