Page 1

edição especial 10 anos

Chapéu

www.revistanegocios.net.br

Natal - RN | Ano X | Novembro e dezembro de 2017 | R$ 15,00

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

INDÚSTRIA Radiografia da indústria potiguar e previsões para 2018 investimentos onde aplicar: Bitcoin, imóveis, previdência, títulos, poupança turismo paraísos do nordeste: Um mergulho em pipa, galinhos e noronha

economia reage. otimismo renasce. entenda porque e` hora de investir. oportunidades, ^ tendencias e ` ~ inovacoes

fique atualizado ideias, líderes, produtos, startups, advocacia, veículos, gastronomia

Bye Bye Crise! que venha 2018!


24

34

60

78

94

109

114

122 10 >

Legislação Trabalhista

turismo Paraísos do Nordeste: um mergulho nas praias da Pipa, Galinhos e Noronha

131

indústria

gastronomia Passeio pela alta gastronomia natalense. Investimentos e inovações dão o tom

160

imóveis

saúde Corporações investem em modernização e tecnologia para ampliar seus serviços

185

startups

automóveis Setor já colhe os frutos da reação da economia. Jeep Compass lidera vendas

208

shoppings

advocacia Destaques e tendências da advocacia empresarial . Veja quem faz a diferença

216

Gestão pública O planejamento estratégico na gestão pública da Assembleia Legislativa do RN

224

educação Conheça os empreendimentos que se destacam em todas as faixas de ensino

230

premiação Prêmio "Negócios Transformadores" reconhece líderes e empresas do RN

238

Fique por dentro de tudo sobre as novas regras trabalhistas e tire proveito disso

Otimismo está de volta à indústria potiguar. MAIS RN aponta potencialidades e soluções

É hora de investir em imóveis. Saiba porque o momento está propício para aquisições

Conheça startups do RN que ganharam o Brasil, atraem investidores e "tubarões"

Na contramão da crise, empreendimentos consolidam atuação em nichos de mercado

marketing digital

Fique atento às dicas e ferramentas para impulsionar marcas, produtos e negócios

Investimentos Bitcoin e outras opções. Fique atento e aplique recursos corretamente em 2018

Negócios 10 anos

História da economia do RN testemunhada pelas páginas da publicação especializada

> novembro/dezembro de 2017


Editorial

Um brinde à superação A estrada é longa. Por vezes prazerosa. Na maior parte pedregosa. Nós seguimos firmes. Acreditamos na superação. Faz parte do nosso DNA. Trabalhamos com “pés no chão”, mas focados no futuro promissor. Esta Edição Especial da REVISTA NEGÓCIOS. e o FÓRUM NEGÓCIOS, o maior evento empresarial do Rio Grande do Norte, são a prova daquilo que defendemos: Oportunidades não nascem. Elas são criadas. A Revista Negócios se dedicou por 10 anos a contar a história da economia potiguar. É testemunha documental de capítulos importantes. O Estado passa por um momento de dificuldade. Mas o “elefante” é forte. Balança e não cai. É rico em oportunidades e recursos naturais. Tem vocação para o turismo e agricultura. É primeiro lugar em geração de energia limpa (eólica, fotovoltaica). É o melhor produtor de camarão e pescado do país. E temos muitos motivos para acreditar que viveremos dias melhores. No contexto nacional, o “caos” já não existe mais. O país voltou a crescer. Há oito meses o desemprego diminui. O poder aquisitivo do assalariado aumentou. A inflação está controlada. O superávit comercial é recorde. A confiança do consumidor, comerciante e

expediente Direção Executiva Jean Valério

Fotografia

demis roussos

Bruno Póvoa

Diagramação - Terceirize www.terceirize.com E-mail jeanvalerio@gmail.com jeanny.damasceno@gmail.com

14 >

industrial, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), está em alta. A taxa básica de juros a 7 pontos. Os juros reais a 3% a.a. A onda de crescimento está sendo surfada nas economias emergentes. Isso reforça o impulso brasileiro. A previsão é de, no mínimo, 3% a mais no PIB em 2018. A recuperação econômica é realidade. E impacta na decisão das empresas e consumidores em investir. O círculo virtuoso aumentará. Será reforçado pelo crédito, com prazos. Significa investimento em inovação e produtos. As reformas estruturais, como a trabalhista (em vigor) e a previdenciária, ajudam na base. É hora de voltar a crescer. Esta edição agrega tudo sobre regras trabalhistas, indústria, agronegócio, investimento imobiliário, turismo, inovação, startups. Traz sessões dedicadas às coberturas automotiva, gastronômica, jurídica, saúde, educação. E revela os homenageados no Prêmio “Negócios Transformadores”, outorgado às empresas e empresários que prestam serviços relevantes à economia do RN.

Jean Valério – Diretor da Negócios.net

Boa leitura. Um brinde à superação! E um 2018 de bons NEGÓCIOS.

Reportagem e edição Jean Valério George Fernandes Tainá Rodrigues Comercial (84) 98856-1662 Email: jeanvalerio@gmail.com

> novembro/dezembro de 2017

Tiragem 15 mil exemplares

As matérias assinadas não expressam necessariamente a opinião da Revista

Endereço Av. Romualdo Galvão, 773, Sala 806 8º andar Edifício Sfax - Tirol - Natal-RN Fone: 84-3302-7212 - 988561662 Site: www.revistanegocios.net.br


NegóciosChapéu em Pauta< jeanvalerio@gmail.com

Outsiders pedem passagem Mais de 80% da população brasileira rejeita os “velhos” políticos. Querem votar “fora do establishment”. Procuram um “outsider”. E daí surgem especulações em cima de vários nomes, tanto para eleições presidenciais como locais ao Governo do RN. No Brasil, destacam-se o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o treinador de voley Bernardinho, o apresentador Luciano Huck e o ex-ministro do Supremo, Joaquim Barbosa. No Rio Grande do Norte, prevalecem “outsiders” com perfil empresarial, como Marcelo Alecrim (ALE), Fernando Bezerra (ECOCIL), Marcelo Queiroz (FECOMERCIO), Augusto Vaz (CDL) e José Vieira (FAERN). Excelentes nomes.

Azul maltrata o RN Natal perdeu seu único vôo direto para a ilha de Fernando de Noronha. A companhia Azul Linhas Aéreas, que recebeu do Governo do RN incentivos fiscais para comprar querosene de aviação mais barato, prometeu investir. E fez o contrário.

Drogarias A chegada das grandes redes sufoca as drogarias locais, que aos poucos vão saindo de cena. Drogasil, Pague Menos e Ultrafarma já dominam o mercado natalense. Em cada esquina, uma delas. Drogarias como Paiva e Globo, vendida há alguns anos para grupo piauiense, perderam velocidade e ficaram para traz. A exceção são aquelas que usam modelo do cooperativismo, como a Unifarma, criando redes de lojas e resistindo bravamente.

frases

números 2017

Ou pago o servidor ou pago os poderes

anos Miranda

Do governador do RN, Robinson Faria, refletindo sobre a “escolha de Sofia”, em manchete do jornal AGORA RN

30 30

anos Destaque

O Brasil não consumirá o que produz em 2019

anos Rio Center

Do empresário Cristiano Maia, o “rei” do camarão, na FENACAM, prevendo crescimento estrondoso na produção em 2018

300 lojas

16 >

> novembro/dezembro de 2017

80

Riachuelo


Chapéu

Foto: Magnus Nascimento

Medalha Walter Dore A FIERN - Federação das Indústrias do Estado do RN anunciou os nomes das personalidades que serão agraciadas este ano com a Medalha do Mérito Industrial Walter Byron Dore. Receberão a homenagem no dia 15 de dezembro os empresários Fernando Bezerra (Grupo Ecocil, ex-presidente da FIERN, da CNI e ex-senador), Flávio Rocha (Grupo Guararapes/ Riachuelo) e Severino Dantas (Construtora S. Dantas), in memorian, e o deputado dederal Rogério Marinho, relator da reforma trabalhista. A homenagem é outorgada anualmente aos que se destacaram como apoiadores e incentivadores do progresso da indústria do Rio Grande do Norte. A Medalha contribui para a valorização do empreendedorismo e lembra Walter Dore, que construiu história como líder da indústria Dore.

Tributos

Mercatto Buena Vista

O Código Tributário do Município de Natal será alterado. Uma mudança prática será a destinação das receitas oriundas dos impostos pagos pelas administradoras de cartões de crédito. Hoje, esses recursos são enviados para a cidade-sede da empresa que opera o cartão. A partir de agora, a arrecadação desses tributos vai ser aplicada em melhorias para a cidade, ou seja, o valor do imposto será investido no município onde o cliente do cartão mora.

Já dura 11 anos a disputa judicial entre o Ministério Público Estadual e os proprietários do empreendimento Buena Vista, localizado na entrada de Natal às margens da BR 101, vizinho ao Rio Pitimbu. No final de novembro, um colegiado do Superior Tribunal de Justiça (STJ) considerou válida perícia que apontava viabilidade ambiental do projeto, contrariando decisão anterior favorável ao MP, que deverá recorrer da sentença. Enquanto a decisão de mérito não vem, o empresário idealizador do Buena Vista, Adelino Marinho, vai fazendo sucesso com outro proje-

to, a Padaria Mercatto. Ele comemora a conquista da edição 2017 do prêmio Baker Top, espécie de “Oscar da Panificação” brasileira, na categoria Padaria do Ano.

ANCAR compra Natal Shopping A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a aquisição pelo grupo Ancar Ivanhoe de uma fatia de 50 por cento da SPE Mônaco detida atualmente pela BR Malls. Com a operação, a Ancar Ivanhoe, que atua no mercado de participação, desenvolvimento e prestação de serviços de administração de shopping centers, passará a deter 100 por cento da SPE Mônaco, que é detentora do Natal Shopping. novembro/dezembro de 2017 <

< 17


Entrevista Vagner Araújo - Secretário de gestão e metas do governo do rn

Chapéu

"Crise só se supera com trabalho e é isso que o governo do rn faz"


Entrevista

Chapéu

O secretário de Gestão e Metas do Governo do RN – Coordenador do Projeto Governo Cidadão, Vagner Araújo, tem larga experiência como gestor público. No governo estadual, já exerceu os cargos de secretário de Planejamento (2003 a 2009), Casa Civil (2009 a 2010), Trabalho e Ação Social (1994 e 2001). Na Prefeitura de Natal foi secretário de Turismo, Comércio e Indústria (2002), Gestão Estratégica, Logística e Modernização Administrativa (2011 a 2012) e na esfera federal ocupou o cargo de Delegado do Ministério de Minas e Energia no RN (1996). No seu curriculum ainda constam experiências internacionais atuando na formulação de programas de governo em Angola, no Panamá e na Argentina. Atualmente o desafio de Vagner é cumprir as metas acordadas no empréstimo com o Banco Mundial. Até o momento são 478 obras em andamento, sendo 158 somente de acesso à O senhor está à frente do Projeto Governo Cidadão há um ano. Como avalia o ano de 2017? Avalio positivamente, o Governo Robinson deu ordens de serviços e assinou convênios com mais de 470 obras no Estado. A maioria delas tem prazo de 18 meses para conclusão, outras como as adequações da rede materno-infantil em 21 unidades de saúde foram entregues e equipadas. Está previsto para o início de 2018 a entrega do novo prédio do SINE, entrega das redes de urgência e emergências de sete hospitais regionais, investimento de quase R$ 51 milhões que visa desafogar a “ambulâncioterapia” do Hospital Walfredo Gurgel, a reforma da biblioteca Câmara Cascudo que estava fechada desde 2012. Ainda temos 22 Centrais do Cidadão que estão sendo construídas, elas vão gerar economia para o executivo, uma vez que todas estão sendo erguidas em terrenos próprios. Estamos iniciando investimentos de R$ 200 milhões em novas estradas como a do Melão, da Castanha, estrada da produção, assim como estrada de Jucurutu. Em 2018 concluímos o saneamento de São Miguel do Gostoso.

água nas comunidades rurais, que incluem barragens submersas, sistemas de irrigação, mini adutoras e construção de banheiros. “Estamos no século XXI e ainda tem gente que não possui água nas torneiras de suas casas e banheiros. Com esses projetos estamos levando dignidade e autoestima para quem vive no campo”, destaca. Melhorias dos serviços públicos também constam nas metas do Governo do RN, que apesar da crise tem trabalhado para ofertar infraestrutura e um bom atendimento à população. Segundo Vagner, mais de três mil servidores das nove secretarias envolvidas no projeto - saúde, segurança, turismo, desenvolvimento econômico, educação, assistência social, agricultura, planejamento, administração e o DER - foram capacitados para prestar serviços de excelência à comunidade. Na entrevista, o secretário fala do ano de 2017 e avalia os principais desafios para o ano de 2018.

Governo Robinson deu ordens de serviços a mais de 470 obras no rn O valor do empr éstimo com o Banco Mundial é de U$ 360 milhões. Essa carta de crédito está para ser r enovada podendo chegar a U$ 540 milhões, quais os novos projetos que o Governo do RN está trabalhado para inserir? Estamos finalizando os estudos e discussões sobre esses novos projetos. Mas a segunda etapa deve focar em projetos estruturantes para melhorar a capacidade do estado de atrair investimentos e gerar empregos, também, para melhorar a qualidade de vida dos norte-rio-grandenses em todos os setores e em todas as regiões.

A população do Rio Grande do Norte já consegue perceber e usufruir dos investimentos do Governo Cidadão? Como isso se dá? Sim, você pode ir na Central da Agricultura Familiar na Ceasa e ver que está em funcionamento, os produtos vendidos são produzidos pelos nossos agricultores. Se tiver oportunidade visite o Museu Café Filho que foi restaurado e feita toda a acessibilidade. Em Natal, na Avenida Capitão Mor Gouveia, você vai observar que as obras dos laboratórios de exames de prevenção ao câncer e colo do útero estão quase finalizadas. Em Mossoró, com a compra do tomógrafo mais de mil exames são realizados mensalmente, salvando vidas das pessoas. O Hospital de Mossoró é consi der a do u m a da s principais obras, quando será publicado o resultado da licitação? C o m o o h o s pi ta l va i mudar a r ealidade dos habitantes da região? Já estamos na fase final da licitação e acredito que o resultado deve sair nos

novembro/dezembro de 2017 <

< 19


Entrevista Vagner Araújo

Chapéu

próximos dias. O Hospital Materno-Infantil de Mossoró será referência para as regionais de saúde do município, Pau dos Ferros e Assú. Serão 118 leitos e orçamento de R$ 19 milhões, configurando o maior investimento do projeto na área da saúde. O terreno do hospital pertencente à UERN terá leitos de observação do pronto socorro, internação, terapia intensiva e cuidados intermediários, além de salas de parto humanizado e de cirurgias de obstetrícia, eletivas, Banco de Leite Humano, Casa da Gestante e o Centro de Parto Normal. Esperamos com isso permitir o acesso à população de menor poder aquisitivo ao atendimento de saúde de qualidade, além de proporcionar a oportunidade de tratamentos na saúde da mulher e neonatal sem precisar de longos deslocamentos. No ano que vem iniciaremos a construção do Hospital da Mulher, com investimento aproximado de R$ 50,89 milhões. No turismo houve investimentos vultosos, desde obras até divulgação do destino. Como foi feita essa divisão de in vestim e n to s no t u r i smo e quais projetos você pode destacar? O Rio Grande do Norte tem uma vocação natural para o turismo e uma reclamação geral do trade era que o RN não estava participando das feiras. Essa realidade mudou, os investimentos no turismo incluem as principais feiras locais, nacionais e internacionais, e até o momento foram capacitados 2.700 agentes de viagens. Dados do Ministério do Turismo afirmam que neste ano houve um incremento de 47% para 72% de ocupação dos 52,5 mil leitos hoteleiros do Estado, sendo a maior taxa em quatro anos. Contratamos e estamos executando do Plano estratégico de Ma-

20 >

Vamos focar em projetos estruturantes para melhorar a capacidade do Estado de atrair investimentos e gerar mais empregos

rketing no Turismo, onde comtemplamos todos os pólos. A interiorização é outra meta que estamos cumprindo, aliamos toda a divulgação com distribuição de kits originários dos produtos da agricultura familiar e do artesanato potiguar. Podemos destacar, ainda, o turismo religioso, onde os devotos visitam Santa Rita de Cássia e agora temos outros destinos de fé com a santificação dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu. Para região Agreste contratamos o Projeto de Dinamização do Turismo das Serras,

> novembro/dezembro de 2017

que contempla Passa e Fica, Serra de São Bento e Monte das Gameleiras, e em breve teremos um novo destino que é o turismo de aventura. Claro que nosso cartão-postal maior será sempre as praias e como Pipa já é saneada, o Governo decidiu fazer o esgotamento sanitário de São Miguel do Gostoso, já com 60% de execução, orçado em R$ 25,3 milhões. Sem falar que equipamentos culturais como a Biblioteca Câmara Cascudo que estava fechada há 4 anos, conseguimos vencer as questões burocráticas e iniciamos a obra. Restauramos o Museu Café Filho, vamos entregar de volta à população o Teatro Adjuto Dias (Caicó) e trabalhamos para reabrir Teatro Alberto Maranhão (Natal), Teatro Lauro Monte Filho (Mossoró) e a Fortaleza dos Reis Magos (Natal). O semi-árido vem sofrendo com 6 anos de seca. O que o Projeto Governo Cidadão vem fazendo para minimizar os efeitos? Acreditamos que oferecer alternativas de sobrevivência às pessoas que vivem na zona rural é um dos meios de minimizar os efeitos da estiagem. Estamos com 158 obras de acesso à água, que incluem perfuração de poços, construção de mini adutoras, sistema de distribuição, construção de barragens submersas em execução que totalizam R$ 33 milhões. É muito gratificante ver quando os poços são perfurados e jorra a água, é uma alegria indescritível. Estamos no século XXI e ainda tem gente que não possui água nas torneiras de suas casas e banheiros, então estamos levando dignidade e autoestima para quem vive no campo. Temos hoje em execução projetos de economia solidária em 43 associações e 35 municípios, totalizando R$ 11 milhões em investimentos que incluem construção de minifábricas de confecções, casas de fari-


Entrevista

Chapéu

nha, agroindústrias de polpa de frutas, entre outros negócios. São 24,3 mil pessoas beneficiadas, sendo 72% mulheres e 29% jovens, de 1.200 famílias. Empreendemos esforços na elaboração de um projeto-piloto de combate à desertificação, na região do Seridó, com a implantação de planos socioambientais de recuperação de áreas suscetíveis a este processo, no valor de R$ 700 mil. A popu l aç ão r ecl a m a muito da segurança. É uma área que o projeto também está in v estindo. Quais ações você pode destacar e que benefícios poderão trazer para as pessoas? Na área da segurança, o Banco Mundial investe na prevenção. Faremos a instalação de câmeras de alta tecnologia que vão funcionar online com a central de monitoramento 24 horas. Essas câmeras detectam as placas de todos os veículos que passarem nas vias monitoradas e toda vez que passar algum veículo com problema, vai acender um alerta e esse veículo será abordado e checado. Isso vai criar um perímetro de segurança na Grande Natal. Onde esse sistema foi instalado, em várias cidades do mundo, teve redução grande de criminalidade, assaltos e roubos. Só por saber que está tendo esse monitoramento os criminosos preferem não atuar. Fizemos a ampliação do CIOSP de Mossoró e Caicó e adquirimos rádios, computadores, equipamentos de informática, totalizando um investimento de R$ 3 milhões. A interligação do Ciosp de Mossoró com o de Natal também foi feita, realizando um sonho de mais de 20 anos dos profissionais da segurança. Foram investidos R$ 564,5 mil na aquisição de veículos, entre eles uma viatura técnica para suporte e manutenção ao videomonitoramento e rede de dados e uma van para

são 158 obras de acesso à água que totalizam R$ 33 milhões. Cerca de 25 mil pessoas são beneficiadas diretamente pela nossa ação

o deslocamento da equipe para os municípios com o projeto Cinema Itinerante. Também aplicamos dinheiro no fortalecimento das ações realizadas pela Coordenadoria da Defesa dos Direitos da Mulher e das Minorias – CODIMM. Realizamos a primeira etapa da digitalização do acervo civil e criminal e laudos de criminalística do ITEP, perfazendo um total de R$ 4 milhões. Temos dois projetos em licitação: um deles é a digitalização da

segunda etapa do acervo de identificação do Itep, no valor de R$ 7,4 milhões, e outro é a aquisição do sistema de coleta e gerenciamento de dados biométricos para confecção de registro civil, no montante de R$ 2,41 milhões. Adquirimos um Datacenter e investimos pesado em treinamentos e capacitação da equipe de tecnologia da informação da Sesed, assim como equipamos em comunicação, informática, sinalização e proteção individual o programa Ronda Cidadã. O orçamento da segurança ainda inclui a aquisição de 23 veículos do tipo furgão, adaptado para a base comunitária móvel, que já está em fase de entrega. Como super ar a crise financeir a que assola os estados e municípios brasileiros sem deixar de investir em obras estruturantes? Não há mágica, crise só se supera com trabalho e é o que o Governo do RN vem fazendo. O Rio Grande do Norte não é diferente dos outros Estados da nação, estamos em dificuldade, a folha de pagamento e o custeio, que são verbas da Fonte 100, estão em desequilíbrio. Esses investimentos estruturantes e de pessoal que estamos fazendo com recursos do Acordo de Empréstimo como Banco Mundial são verbas carimbadas que não podem ser aplicadas na folha de pagamento. Tanto as obras, como os investimentos tecnológicos, compra de tomógrafo computadorizado com 26 canais, Data Center, estruturação tecnológica do CIOSP, por exemplo, além da capacitação profissional dos servidores, são fundamentais para o desenvolvimento do Estado. Nosso trabalho é cumprir as metas acordadas com foco sempre na população, trabalhando para melhorar os indicadores sociais e econômicos do RN.

novembro/dezembro de 2017 <

< 21


www.revistanegocios.net.br

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

Atenção à nova lei Reforma moderniza relação de trabalho e melhora ambiente de negócios, gerando expectativa 24 >

A perda de competitividade, decorrente do excesso de regras rígidas no mercado de trabalho, transformou o país num ambiente hostil para os negócios. É o que afirmam o deputado Rogério Marinho (PSDB-RN) e o empresário Flávio Rocha. De acordo com o

> novembro/dezembro de 2017

ranking “Doing Business”, produzido pelo Banco Mundial e apresentado recentemente pelo CEO do Grupo Riachuelo no 3º Congresso Nacional do MBL (Movimento Brasil Livre), em 2017 o Brasil ocupa a 125ª posição entre 190 países. Com a reforma traba-


Mercado de trabalho

COMO ERA

COMO FICA

férias As férias de 30 dias podem ser divididas em dois períodos, nenhum deles pode ter menos que 10 dias. 1/3 das férias pode ser pago em forma de abono.

Podem ser divididas em até três períodos, mediante negociação. Um deles tem que ter no mínimo 14 dias e os demais não podem ser inferior a 5 dias.

Jornada Diária: 8h (até 2h extras por dia) Semanal: 44h Mensal: 220h

Diário: 12h (com 36h de descanso e até 2h extras por dia)* Semanal: 44h | Mensal: 220h *Estipulada mediante acordo coletivo.

Remuneração Salário mínimo ou piso da categoria. Benefícios, porcentagens e prêmios integram os salários.

Pagamento do piso ou salário mínimo não será obrigatório em remuneração por produção. Trabalhadores e empresas poderão negociar todas as formas de remuneração.

Horário de almoço Trabalhadores com jornadas diárias de 8h dispõem de 1h ou 2h para o horário de almoço.

lhista, Flávio Rocha acredita que o país pode “ganhar 35 pontos” e subir no ranking. Os dois potiguares se destacaram na mídia nacional, depois da aprovação da nova legislação trabalhista. Segundo eles, as relações entre empregador e empregado serão modernizadas. As novas regras entraram em vigor no dia 11 de novembro e tem como principal característica formalizar a relação de

Pode ser negociado entre trabalhadores e empresas, desde que não seja inferior a 30min*. *O não cumprimento do tempo mínimo acarreta em indenização de 50% da hora normal de trabalho sobre o tempo não concedido.

Tempo na empresa Tempo à disposição do empregador. Tempo de deslocamento no transporte oferecido pela empresa para se locomover até o trabalho cuja localidade é de difícil acesso.

Tempo à disposição do empregador. Sem contabilizar deslocamento, alimentação, interação entre colegas etc.

novembro/dezembro de 2017 <

< 25


Mercado de trabalho trabalho de 90 milhões de brasileiros, segundo o deputado, relator do projeto. “Essa nova legislação permite os que não estão sobre a égide da CLT e da Constituição possam ser formalizados. São pessoas que hoje não são alcançadas pelos benefícios da CLT e da legislação trabalhista", comenta o deputado. "Havia a necessidade de modernizar a legislação para que o país ingressasse no século 21", reforça. Gestor de um grupo que está presente em toda a cadeia produtiva da moda, Flávio Rocha aposta na flexibilidade e no trabalho intermitente para garantir novos empregos. "a jornada flexível e o trabalho intermitente são imprescindíveis", ratifica. "Os serviços têm que ser prestados na hora em que o cliente quer, nos fins de semana, por exemplo", complementa. O CEO da Riachuelo tem se notabilizado no Brasil pelos fortes posicionamentos na imprensa, críticas ao peso e à burocracia estatal e inclusive ao que ele chama de “empresário moita” (aquele que fica na surdina esperando que as mudanças caiam do céu). Flávio tem travado uma disputa jurídica e midiática contra a Procuradoria do Trabalho no Rio Grande do Norte, que tenta multá-lo em mais de R$ 35 milhões sob acusações de ter burlado direitos trabalhistas. O dono da Riachuelo se tornou réu na Justiça Federal do RN acusado pelo Ministério Público Federal de coação, calúnia e injúria contra uma procuradora. O empresário contratou o advogado potiguar Erick Pereira para atuar na sua defesa. Ele evita comentar o processo. Opina apenas sobre a lei trabalhista. "O anacronismo da lei trabalhista era mais perceptível no setor de serviços, que se transformou no grande empregador nas últimas décadas. Estávamos vivendo a era Getúlio Vargas em termos de legisla26 >

> novembro/dezembro de 2017

Flávio: a personificação da luta pela atualização das leis do trabalho

Para Marcelo, modernização era necessidade urgente do Brasil


Mercado de trabalho

COMO ERA

COMO FICA

Banco de horas As horas extras de um dia podem ser compensados em outro. Não podem ultrapassar 2h diárias. Não pode exceder, no período de um ano, a soma de jornadas semanais previstas.

Pode ser pactuado por acordo individual escrito, desde que a compensação se realize no mesmo mês.

Plano de cargos e salários Deputado Rogério Marinho (PSDB), relator e defensor das novas leis ção. Naquela época, a única expectativa de emprego formal era na indústria, com rigidez e horários fixos. Hoje, a indústria representa menos de 9% dos empregos. Os serviços, que têm característica diferente, respondem por 75%", explica Flávio Rocha. Ele ressalta ainda que, além do excesso de regras e normas trabalhistas, a carga tributária no Brasil deu um salto nos últimos anos, saindo de 22% do Produto Interno Bruto (PIB), no final dos anos 80, para 37% nos últimos anos. Ao mesmo tempo, o país tem que competir internacionalmente com mercados emergentes com carga tributária menor (15% do PIB). Empresários e dirigentes de entidades de classe apoiam a dupla potiguar e também apostam nos benefícios das novas regras de relação de trabalho para o país sair da crise. “A modernização das leis trabalhistas era uma necessidade urgente para o Brasil, que trava uma batalha para se reerguer", comentou Marcelo Queiroz, presidente da Fecomércio.

Deve constar no contrato de trabalho e ser homologado no Ministério do Trabalho.

Pode ser negociado entre trabalhadores e empregadores, sem necessidade de homologação ou registro no contrato.

Rescisão contratual A homologação da rescisão contratual deve ser feita em sindicatos.

A homologação pode ser feita na empresa, com a presença de advogados de ambas partes.

Negociação sindical Pode prevalecer a lei se conferir ao trabalhador direitos superiores aos já previstos.

Pode prevalecer a lei sem necessariamente conferir ao trabalhador direitos superiores aos já previstos.

Gravidez Mulheres grávidas ou lactantes são proibidas de trabalharem em lugares com condições insalubres. Não há limite de tempo para avisar a empresa sobre a gravidez.

Grávidas e lactantes podem trabalhar em ambientes insalubres, desde que a empresa apresente atestado médico que garanta que não há riscos ao bebê, nem à mãe. Mulheres demitidas têm até 30 dias para informar a empresa sobre a gravidez.

novembro/dezembro de 2017 <

< 27


Mercado de trabalho O que pode ser negociado Jornada de trabalho Banco de horas Intervalo para almoço Plano de cargos e salários Representação dos trabalhadores no local de trabalho Teletrabalho, trabalho intermitente e regime de sobreaviso Remuneração por produtividade, incluindo gorjetas e prêmios Participação nos lucros ou resultados Trabalho em ambientes insalubres --------------------------------O que não pode ser negociado Salário mínimo FGTS Valor do 13º salário Remuneração do trabalho noturno superior à do diurno Horas extras, no mínimo de 50% Repouso semanal remunerado Férias anuais, com adicional de um terço Salário-família Licença-maternidade e licençapaternidade Aviso prévio Seguro-desemprego Normas de saúde, higiene e segurança do trabalho Adicional para atividades penosas, insalubres ou perigosas Seguro contra acidentes de trabalho Prazo de prescrição para ações trabalhistas Proibição de discriminação de deficientes Proibição do trabalho de menores de 16 e restrições para menores de 18 Liberdade de associação sindical Direito de greve

28 >

COMO ERA

COMO FICA

Demissão Em caso de pedido de demissão ou demissão por justa causa, não há direito ao saque FGTS e multa de mais de 40% sobre esse valor. *Aviso prévio: trabalhador e empresa deverão comunicar o fim do contrato com 30 dias de antecedência. A empresa pode optar por pagar o salário referente ao mês sem que o funcionário precise trabalhar.

Poderá ser extinto em comum acordo. Garante metade do aviso prévio e metade da multa de 40% sobre o saldo do FGTS. O trabalhador poderá ainda movimentar até 80% do valor depositado pela empresa no FGTS, mas não terá direito a seguro-desemprego.

Validade das normas sindicais Após o fim da vigência de um acordo coletivo, ele permanece valendo até que sejam feito novos acordos.

Sindicatos e empresas decidem sobre prazo de validade dos acordos, assim como sobre manutenção ou não dos direitos ali previstos. Em caso de expiração, novas negociações deverão ser feitas.

Contribuição sindical Pagamento obrigatório, feito uma vez por ano, por meio de desconto, equivalente a um dia de salário do trabalhador.

Opcional.

Representação Assegura a eleição de um representante dos trabalhadores nas empresas com mais de 200 empregados, mas não há regulamentação sobre isso.

> novembro/dezembro de 2017

Os trabalhadores poderão escolher 3 funcionários (não precisam ser sindicalizados) que representarão em empresas com mais de 200 funcionários, nas negociações com patrões. Os sindicatos continuarão atuando nos acordos e convenções coletivas.


Mercado de trabalho

COMO ERA

COMO FICA

Trabalho intermitente A CLT não contempla essa modalidade.

O trabalhador pode ser pago por período trabalhado, recebendo por horas ou diária. Tem direito a férias, FGTS, previdência e 13º salário proporcional. O empregado deverá ser convocado com, no mínimo, 3 dias de antecedência e poderá prestar serviço a outros contratantes, nos períodos de inatividade.

Para Rodrigo (ANATRA), lei traz avanços e também retrocessos nova legislação modifica mais de 100 artigos da CLT 11 de novembro de 2017. Entra em vigor a nova legislação trabalhista, aprovada em julho do mesmo ano. A reforma modifica mais de 100 artigos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), criada em 1943 e adaptada ao longo dos anos, incluindo os que dispõem sobre jornada de trabalho, férias, remuneração e benefícios. Um dos projetos mais polêmicos do governo Temer, a reforma promete flexibilizar as relações trabalhistas no atual momento de crise, entretanto, recebe críticas de que irá precarizar o mercado. O presidente da Associação Norterio-grandense dos Advogados Trabalhistas ANATRA, Rodrigo Menezes, defende que houve avanço, mas levanta críticas sobre o trâmite do processo. “Com a alteração de tantos artigos, não dá para dizer que a reforma é de toda negativa. Existem pontos de avanço e de retrocesso. Mas, é preciso recriminar a forma célere de tramitação de algo que impacta diretamente na vida de milhões de brasileiros”, argumenta.

Trabalho parcial Até 25h semanais, sem hora extra. Férias proporcionais de até 18 dias, sem possibilidade de venda.

Até 30h semanais, sem hora extra ou 26h semanais, com até 6h extras. . Férias proporcionais de até 18 dias, sendo possível vender 1/3 do período.

Trabalho remoto (home office) Tudo que o trabalhador usar em casa será formalizado via contrato, como equipamentos e gastos com energia e internet. O controle do contrato será feito por tarefa. A troca da modalidade do trabalho deverá ser informada 15 dias antes, se feita unilateralmente.

A CLT não contempla essa modalidade.

Contrato temporário Possibilidade de 90 dias, com prorrogação de até 90 dias.

Possibilidade de 180 dias, com prorrogação de até 90 dias.

novembro/dezembro de 2017 <

< 29


Mercado de trabalho Com o aspecto flexibilizador, o advogado explica que, apesar de contratos anteriores à reforma não serem impactados, espera-se redução nas demandas da justiça do trabalho. Por outro lado, acredita-se em aumento na procura por consultoria trabalhista. “Muitos profissionais irão focar na consultoria, já que agora as empresas precisarão redigir explicitamente os próprios contratos de trabalho. Além de outros cuidados que serão necessários tomar, como o perigo da terceirização exagerada e os acordos nos demais pontos que poderão ser feitos sem a mediação do sindicato”, ilustra. Dentre os artigos modificados, alguns têm atraído com mais intensidade a curiosidade dos trabalhadores. Confira agora como eram e como ficam esses pontos.

DIREITOS HA QUEM GAN

TIPOS DE AÇÃO

COMO ERA Terceirização Permitido apenas para atividades-meio (que não são as primordiais da empresa).

Justiça gratuita a quem recebe até dois salários mínimos ou declarar que não tem condições de pagar. Trabalhador pode faltar até 3 audiências. Honorários são pagos pela União.

Justiça gratuita aos que recebem menos de 40% do teto do INSS e ou quem comprovar que não possui recurso. Trabalhador é obrigado a comparecer a todas as audiências e, caso perca a ação, arca com as custas do processo.

Multa A empresa está sujeita a multa de um salário mínimo regional, por empregado não registrado, acrescido de igual valor em cada reincidência.

A multa para empregador que mantém funcionário não registrado é de R$ 3 mil por empregado, que cai para R$ 800 para pequenas empresas.

Danos morais

RAS

30 >

Permitido para qualquer atividade. Deverá ter as mesmas condições de trabalho que os efetivos, como segurança, alimentação, transporte e capacitação. A empresa não poderá demitir trabalhador contratado para recontratá-lo como terceirizado pelo período de 18 meses.

Ações jurídicas

NOVAS REG

DEVERES

COMO FICA

Os juízes estipulam o valor das ações envolvendo danos morais.

> novembro/dezembro de 2017

Há teto de 50 vezes o último salário contratual para caso de ofensas graves cometidas pelo empregador.


10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

www.revistanegocios.net.br

Novo horizonte para a

indústria potiguar Os números positivos, a volta do consumo e as projeções otimistas dos economistas são fatores que fortalecem a crença na recuperação do setor industrial no Rio Grande do Norte, depois de dois anos de crise. A indústria da pesca, automotiva, de sal, agronegócio, turismo, reciclagem, energia, mineração e construção civil já começam a enxergar um horizonte mais favorável aos negócios. As perspectivas para 2018, ano de eleições gerais e mesmo apresentando um cenário político ainda indefinido e tumultuado, são boas.

34 >

> novembro/dezembro de 2017


Indústria

Na percepção dos empresários potiguares, as condições atuais dos negócios estão menos negativas na comparação com os últimos seis meses (junho a novembro), por exemplo. O Índice de Confiança do Empresário Industrial – ICEI alcançou o maior valor para um mês de novembro desde 2013, quando o indicador atingiu 57,2 pontos. Segundo a FIERN, o ICEI passou de 52,0 para 52,1 pontos, de outubro para novembro deste ano. No que diz respeito às expectativas para os próximos seis meses, as avalições são positivas, ainda segundo publicação da FIERN – Federação das Indústrias do Estado do RN. Executivos dos dois segmentos pesquisados (indústria da construção e indústrias extrativa e de transformação) registraram indicadores acima de 50 pontos, o que significa confiança. Já o ICEI nacional, divulgado pela Confederação Nacional das Indústrias - CNI, subiu, mantendo a trajetória de resultados positivos iniciada em agosto.

Indústria representa 20% da economia do RN Segundo dados da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN), a economia do Estado possui uma estrutura produtiva com forte participação do setor de Comércio e Serviços, que representa mais de dois terços do valor agregado do EN. A indústria representa aproximadamente 20%. A de transformação tem 7% de participação no valor agregado, enquanto que a indústria extrativa e a agropecuária têm 8,4% e 3,7%, respectivamente, o que mostra o potencial industrial para o beneficiamento dos recursos naturais potiguares. A indústria extrativa se destaca devido à exploração de metais não-metálicos, petróleo e gás natural, que são vendidos para fora do Estado com baixo valor agregado. O setor de serviços é o de maior participação e já representa quase um terço da agregação de valor do Estado,

com grande importância do turismo. A agropecuária tem foco em fruticultura irrigada, especialmente a colheita de melões e melancias, produção de castanha de caju e cana-de-açúcar, pesca industrial e carcinicultura. A pecuária é dispersa e tem baixa produtividade, sem relevância na agregação de valor do Estado, mas responde por 82% do emprego formal do setor. O Rio Grande do Norte tem um comércio exterior modesto e concentrado em produtos de baixo valor agregado, especialmente frutas e minerais, com destaque para “melões frescos”, que contribuem com 21% do volume exportado. A economia potiguar está em pleno desenvolvimento e oferece oportunidades em todos os tipos de setores. O mercado do Rio Grande do Norte tem inúmeros espaços a serem aproveitados com novos investimentos.

Indústria representa

20%

Indústria de transformação

7%

Indústria extrativa

8,4 %

Indústria agropecuária

3,7 %

Melão

21%

(do volume exportado)

novembro/dezembro de 2017 <

< 35


Indústria

Apesar da repercussão negativa que a política do país exerce na economia, Amaro Sales, presidente da FIERN, diz ter confiança em uma retomada do setor em 2018, mesmo que lenta. Em entrevista à revista NEGÓCIOS, o dirigente expôs as feridas provocadas por três anos de crise, mas apresentou dados que fortalece a crença de um novo crescimento. “A indústria do Rio Grande do Norte vem se recuperando a passos lentos, seguindo o ritmo do setor nacional, que começou a reduzir perdas antes de todos os demais setores, mas ainda não conseguiu uma arrancada consistente”, avalia Amaro. “Nossos empresários industriais já estão confiantes em relação ao cenário que se desenha para os próximos seis meses”. E para se ter um ambiente favorável ao desenvolvimento dos negócios, o dirigente revela ainda que há a necessidade de investimento em empreendedorismo e a contrapartida do Estado: equilibrar as finanças públicas; atrair novos investimentos privados; combater a burocracia; ofertar crédito mais barato. “Não é tão complexo. É preciso priorizar e pactuar”. Confira a entrevista:

AMARO SALES Presidente da FIERN A confiança do industrial está de volta? A Fiern acredita num movimento de reação econômica? Em que níveis? A confiança, em geral, está retornando, mas não é um processo rápido. Avançamos um pouco, mas há retrocessos quando ações da vida política repercu-

36 >

> novembro/dezembro de 2017

tem negativamente na economia. Acreditamos que as reformas planejadas podem imprimir um melhor ritmo na reação econômica. Os investidores precisam acreditar no País. O Estado, por sua vez, pode também investir em infraestrutura e em outros programas que estimulem o desenvolvimento.


ENTREVISTA

A crise financeira do Rio Grande do Norte, mais notadamente nas finanças públicas, interferem na produtividade da indústria e no consumo? O consumo é, em última análise, a força motriz da economia. Sem consumo, o comércio não vende e a indústria para. No Rio Grande do Norte, é fato público e notório que somos muito dependentes da circulação de renda a partir das folhas dos servidores públicos estaduais e municipais. Com os atrasos (de salário) atuais do Governo do Estado e de algumas Prefeituras, infelizmente, há uma retração no consumo e toda a cadeia produtiva é afetada. Em algumas partes do mundo, a Indústria vem perdendo participação na geração de riqueza. É um caminho sem volta ou o setor conseguirá recuperar o brilho do passado? A indústria é inquieta, a reinvenção é constante. Creio que a nova indústria tende a ser melhor, mais sustentável, inovadora, produzindo soluções que tenham valor agregado. O novo brilho, portanto, poderá ser tão intenso quanto o passado. Qual o atual cenário da Indústria no RN, neste momento de recuperação econômica? E como está a geração de emprego no setor, aqui no Estado? A indústria do Rio Grande do Norte vem se recuperando a passos lentos, seguindo o ritmo do setor nacional, que começou a reduzir perdas antes de todos os demais setores, mas ainda não conseguiu uma arrancada

Nossos industriais já estão confiantes em relação ao cenário que se desenha consistente. A reação na indústria de transformação potiguar vinha ocorrendo de forma mais restrita às empresas de médio e grande porte (com mais de 50 empregados). No entanto, em outubro, as pequenas indústrias assinalaram crescimento, o que em 2017 só havia ocorrido em maio, segundo a Sondagem Industrial da FIERN. Claro que isto não é garantia de uma retomada, significa apenas a reação do segmento industrial mais fortemente atingido pela crise em todo o país. Também em outubro, a utilização da capacidade instalada do conjunto da indústria potiguar correspondeu a 66%, muito abaixo de sua média histórica, porém a das pequenas indústrias potiguares era ainda mais baixa, 59%. Isto significa que estas indústrias estão utilizando pouco mais da metade do seu potencial de produção em termos de máquinas, equipamentos e demais

instalações físicas. A outra parte está ociosa. Nossos empresários industriais estão confiantes em relação ao cenário que se desenha para os próximos seis meses. Todavia, ainda não estão suficientemente otimistas com as condições atuais. Em termos de segmentos industriais, os melhores desempenhos em 2017 vêm sendo registrados pelo ramo de têxteis (exceto vestuário) e de alimentos. Em contrapartida, o conjunto do setor da construção civil ainda não cresceu. Mesmo assim, já se observa uma reação em relação à 2016. Nestes três últimos anos de crise, a instalação de parques eólicos é que conseguiu amenizar um pouco as perdas de emprego provocadas pela situação. Um boa informação é que a Caixa Econômica anunciou no início de novembro um orçamento suplementar do FGTS para o Minha Casa Minha Vida destinado à faixa de renda de até R$ 4 mil. Os recursos são na ordem de R$ 8.7 bilhões para todo o país. Parte deste recursos sendo aplicados no RN devem estimular uma série de atividades e gerar empregos. É indispensável destacar que perdemos investimentos que independem da crise, mas de mudança de estratégia de algumas empresas em relação ao estado. Isto quer dizer que a retomada da indústria não necessariamente contará com o crescimento destas atividades. A exemplo da crise da construção, os desinvestimentos da Petrobras impactaram negativamente toda a cadeia de supri-

novembro/dezembro de 2017 <

< 37


Indústria

mentos industriais direta e indiretamente interligada à extração de petróleo e gás natural, queimando uma proporção significativa dos nossos melhores empregos, sem contar a redução na receita dos royalties do Estado e dos municípios. Por fim, cabe registrar, ainda, que seis anos contados de seca até os dias atuais também prejudicaram a indústria de alimentos. No que diz respeito ao emprego do setor em 2017, se computarmos os vínculos com carteira assinada, temos um saldo negativo correspondente a mais de dois mil postos de trabalho na indústria entre janeiro e outubro. O maior volume de baixas ocorreu na construção civil (-941) e na indústria de transformação (-907), com maiores perdas, no último caso, nos segmentos de fabricação de calçados, de açúcar, de confecção do vestuário e de castanhas. Contudo, se olharmos para o conjunto do emprego formal e informal, a situação torna-se mais amena. Entre o segundo e o terceiro trimestre do ano, o total de pessoas ocupadas na indústria potiguar (incluindo a construção), independentemente do vínculo de trabalho, aumentou de 222 mil para 238 mil, um incremento de 16 mil empregados. Por fim, é importante destacar que a taxa de desocupação das pessoas de 14 anos ou mais de idade, considerando todas as atividades, recuou de 15,6% para 13,7% no Rio Grande do Norte entre o trimestre finalizado em junho e o terminado em setembro. Um total de 29 mil pessoas conseguiram uma

38 >

Precisamos de um ambiente favorável para os negócios ocupação no período, mas ainda temos 209 mil desempregados. Inovação, tecnologias digitais, big data e inteligência artificial já é realidade no processo produtivo no Brasil e no mundo? E no Rio Grande do Norte, qual é a situação? A indústria potiguar conta com centros de apoio, tanto no âmbito governamental – Universidades, Institutos, Fundações – quanto no Sistema Industrial, através do SESI, SENAI e IEL, sem prejuízo de outras iniciativas privadas igualmente relevantes. Ocorre que tudo exige investimentos e, não raro, a burocracia e o crédito caro inibem mais iniciativas no campo da pesquisa e inovação. Contudo, a indústria potiguar também está no rumo da inovação. Há algum movimento do setor para além do projeto MAIS RN? Como está este projeto? O MAIS RN indicou caminhos, recomendou providências, estimulou projeto s. Apresentamos a sociedade. Algumas ideias ali contidas já

> novembro/dezembro de 2017

foram defendidas por muitos. O documento continua atual, mas precisa de consequências, sobretudo, à cargo dos Poderes Públicos. O que fazer, de forma prática, para reanimar a indústria e a economia do RN? Precisamos de um ambiente favorável ao desenvolvimento de negócios. A primeira providência é entendermos que o empreendedorismo é a força que nutre o Estado. Para avançar precisa que os agentes públicos – de todos os níveis – pense, diante de qualquer problema, o seguinte: o que posso fazer para ajudar aquela empresa que gera empregos e recolhe impostos? As providências seguintes são, em síntese, na minha modesta opinião: equilíbrio das finanças públicas; atração de novos investimentos privados; combate eficaz a burocracia; oferta de crédito mais barato. Não é tão complexo. É preciso priorizar e pactuar. Qual a região mais promissora no Estado? O Rio Grande do Norte tem uma matriz econômica diversificada, o que também favorece suas regiões. O Mato Grande, por exemplo, tem um potencial imenso a partir dos parques de geração de energia eólica; Natal e o Litoral (norte e sul) continuam como grandes potenciais para o turismo; o Seridó e o Oeste podem ter indústrias de confecções, tanto na modalidade facção, quanto marcas próprias. Não podemos esquecer Mossoró que é uma terra de bravos empreendedores. Enfim, todas as regiões se apresentam com potencialidades.


Indústria

Petrobras reduz investimentos e será cobrada pelo Governo do RN Ao longo dos últimos dois anos, na esteira da Operação Lavajato e da sua reorganização empresarial, a Petrobras vem desmontando sua estrutura e reduzindo investimentos no Rio Grande do Norte, priorizando o pré-sal e ignorando todo o passivo ambiental gerado em décadas de exploração dos campos terrestres e marítimos potiguares. Como forma de suavizar este desmonte, a Petrobras tenta anunciar com pompa o que chama de início da “cessão da totalidade de seus direitos de exploração, desenvolvimento e produção”. Em outras palavras, a estatal está privatizando a exploração de petróleo em terra, atividade que o Rio Grande 40 >

do Norte já exerceu liderança nacional, chegando a produzir, nos tempos áureos, mais de oitenta mil barris por dia. Uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte destacou uma redução dos investimentos da Petrobras no Rio Grande do Norte nos últimos 10 anos da ordem de 77% em relação ao que a empresa chegou a investir no Estado, no tempo em que a estatal era mais forte e atraía investimentos de empresas prestadoras de serviços. O impasse com a Petrobras se tornou ainda maior depois que a empresa acenou com a possibilidade de rebaixar o status da refinaria Clara Camarão, em Guamaré.

> novembro/dezembro de 2017

Estatal de petróleo vai desmontando seus ativos aos poucos, priorizando investimentos no sul

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Flávio Azevedo, é uma voz ativa na defesa da economia potiguar e da manutenção dos planos da Petrobras no Estado. Azevedo qualifica de “desastrosa” a redução de investimentos no Rio Grande do Norte. “Existe, realmente, uma redução da nossa capacidade de produção, mas ela não tem essa magnitude. Essa história está mal explicada e a petrolífera tem responsabilidade com o estado, não apenas econômica, mas também social. E já estamos sendo impactados pelas demissões em massa”, critica o secretário. Em entrevista ao Portal no Ar,


Indústria

Flávio Azevedo acrescentou que o desinvestimento da Petrobras no RN é “muito grave” e é necessário um entendimento entre a empresa e o governo. “Por muitos anos a estatal só tirou do Rio Grande do Norte. Caso as coisas continuem a acontecer dessa forma, do jeito que ela quer, nós poderemos cobrar o seu passivo ambiental, que é enorme”, falou. Ao longo dos últimos anos, a Petrobras tem comunicado que a quantidade menor de recursos alocados no RN são consequência da diminuição da capacidade de produção. De acordo com Azevedo, o governo irá cobrar de forma “enérgica” respostas da petrolífera. Ele diz não acreditar que a diminuição da atividade de exploração do óleo seja pela perda de potencial dos campos porque eles não tiveram uma redução “do dia para a noite”. Para a Petrobras, os desinvestimentos representam a redução das suas dívidas, garantindo a sobrevivência no médio e longo prazos. Flávio Azevedo ainda critica o rebaixamento da refinaria Clara Camarão para “Ativo Industrial de Guamaré”. Para ele, não há justificativa plausível para a mudança. Em 2017, a refinaria Clara Camarão bateu dois recordes na produção de querosene de aviação, sendo uma janeiro e outra em setembro, quando atingiu 19.841 metros cúbicos. O processo de reestruturação das unidades operacionais foi iniciado em outubro pela Petrobras, prevendo ajustes internos nas áreas de exploração e produção, refino e gás natural. A Clara Camarão faz parte do conjunto de mudanças. Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico 42 >

Secretário de Desenvolvimento, Flávio Azevedo critica Petrobras Flávio Azevedo, a Petrobras não pode seguir a lógica empresarial para tomar decisões nos Estados onde opera. Ex-presidente da Federação das Indústrias no Rio Grande do Norte, ele ressalta o papel social da estatal no Estado e, como tal, deve pensar nas pequenas empresas e nas pessoas que dependem dela. – O rebaixamento da refinaria Clara Camarão é uma péssima notícia e a consequência direta é a redução de investimentos. A produção em terra no Rio Grande do Norte frente a produção do pré-sal é insignificante, não equivale a um poço. Então, não vou nem tirar a

> novembro/dezembro de 2017

razão do ponto de vista comercial porque empresarialmente você coloca o dinheiro onde rende mais. Mas a Petrobras não é uma empresa comercial, ela tem uma função social. E uma delas é manter uma exploração, sustentando as pessoas e a atividade que foi desenvolvida pelos empresários no Estado e no entorno. A Petrobras não pode simplesmente dispensar uma refinaria como a Clara Camarão como se dispensa um equipamento ultrapassado, existe uma responsabilidade social com as empresas e com os empregados. Não pode seguir a lógica empresarial.


Indústria

Roberto, presidente do Sindrecicla, trabalha para tornar setor conhecido

Indústria da reciclagem cresce e mira no futuro Há um segmento que vem crescendo e se destacando na indústria potiguar. É representado por 25 empresas do Sindicato da Indústria de Reciclagem e Descartáveis do Estado do RN (SINDRECICLA-RN). Através de novas tecnologias, as indústrias estão reciclando, reutilizando e até exportando para mais

44 >

de 5 países, gerando receita e milhares de empregos. Além de ser ambientalmente correta, esta atividade econômica é muito rentável. Com possibilidades imensas de crescer, visto que há diversos nichos que podem ser explorados. Para se desenvolver ainda mais rápido, as empresas

> novembro/dezembro de 2017

sonham com um programa de incentivos fiscais, a exemplo do que ocorre em outros Estados como Ceará e Pernambuco. Presidente do SINDRECICLA-RN, Roberto Serquiz destaca que a indústria de reciclagem tem potencial para gerar empregos e contribuir com soluções para o tratamento de resíduos. Empresas locais já atuam com expressivos resultados, como as que reciclam material da construção civil. A brita usada nas obras dos viadutos sob a BR 101 e na obra de contenção do mar na praia de Areia Preta, por exemplo, foi produzida por empresas potiguares a partir do reaproveitamento, o que demonstra a capacidade do setor. Além da luta por condições tributárias mais adequadas, a indústria da reciclagem reconhece que enfrenta outros três desafios: a comunicação, o combate à informalidade e o aumento da base sindical. Na visão do presidente, as empresas precisam mostrar mais o trabalho que desenvolvem, a favor do meio ambiente e da economia potiguar. A formalização das empresas e a sua associação a Sindicato é outro foco de atuação.


Indústria

Indústria da pesca unida para recuperar liderança nacional Vocação, profissionalismo e empreendedorismo. Estas são características que colocam o Rio Grande do Norte como pioneiro no Brasil no desenvolvimento da pesca industrial. O Estado liderou, por muitos anos, a produção e exportação nacional neste segmento, com ênfase na atividade pesqueira de alto mar com a captura de atuns e afins, bem como a atividade de lagosta e camarão. Perdeu a liderança, mas não a esperança de retomar os tempos áureos. “Nosso segmento é vocaciona46 >

do, capacitado e pronto para retomar a liderança nacional da pesca industrial. O problema é a falta de apoio e o ambiente hostil. Precisamos de regras claras para continuar gerando emprego”, afirma o presidente do Sindicato das Indústrias de Pesca do RN (Sindipesca-RN), Jorge Bastos. As indústrias de pesca, a maioria localizada no “Polo Atuneiro da Ribeira”, estão unidas para fortalecer a atividade. “Este é o propósito do Sindipesca. Nossa cobrança permanente é para que as empresas

> novembro/dezembro de 2017

do setor sejam tratadas com respeito, pois todas elas respeitam as leis, o meio ambiente, geram oportunidades e contribuem para a economia potiguar de forma significativa”, destaca Jorge. Ele reforça que o Estado é vocacionado para a atividade de pesca e aqüicultura. “Temos uma costa imensa, atributos naturais e geográficos, como temperatura e proximidade da Europa e África. E uma indústria qualificada. Com apoio e respeito iremos longe”, conclui Bastos. De janeiro a outubro de 2016, o


Indústria

Estado exportou 2.000.047 quilos, equivalente a US$ 14.499.467. A queda em 2017 foi significativa. No mesmo período deste ano, a indústria potiguar exportou 1.742.949 quilos, com receita de US$ 11.640.555. “É parte do mercado, do momento econômico. Mas é uma prova de que o Governo precisa agir, incentivar quem produz alimento e emprego”, finaliza o presidente. Uma das medidas importantes, aguardadas pelo setor todos os anos, é a renovação do Programa de Equalização do Preço do Óleo Diesel para Embarcações Pesqueiras, do Governo do RN. A ação confere mais competitividade à pesca potiguar. “A subvenção do óleo diesel é fundamental, mas precisamos avançar muito mais”, destaca Jorge Bastos, lembrando que o setor aguarda outras ações, como a conclusão do Terminal Pesqueiro.

Presidente do Sindipesca-RN, Jorge Bastos destaca união do segmento

QUADRO DE EXPORTAÇÕES

De janeiro a outubro de 2016, o Estado exportou 2.000.047 quilos equivalente a US$ 14.499.467. A queda em 2017 foi significativa. Até outubro, o RN exportou 1.742.949 quilos que significa US$ 11.640.555.

EXPORTAÇÕES PESQUEIRAS DO RN

JAN/OUT 2017 JAN/OUT 2016 US$ Kg US$ Kg Peixes 11.640.555 1.742.949 14.499.467 2.000.047 Lagosta 2.107.602

64.217

2.861.300

91.065

TOTAL 13.747.602 1.807.166 17.360.767 2.091.112 - 26,28% novembro/dezembro de 2017 <

< 47


www.revistanegocios.net.br

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

A força dos

dos ventos

do Rio grande do norte

O Rio Grande do Norte é o estado brasileiro que mais gera energia pela força dos ventos e dispõe da maior capacidade eólica instalada do país. A liderança em capacidade instalada em operação, com 3,4 gigawatts (GW) gerados em 127 usinas eólicas instaladas no estado, tende a se manter durante muito tempo. Isso porque o Estado terá condições de participar dos próximos leilões federais a serem realizados no dia 18 de dezembro e 20 de dezembro. O primeiro é para entrega de energia na data de 1 de janeiro de 2021. O segundo leilão será dia 20 de dezembro, desta vez com empreendimentos que deverão estar prontos para entregar energia num prazo de seis anos. O gargalo que impede um crescimento ainda maior é a falta de linhas de transmissão. E será necessária uma mobilização estadual para que o Rio Grande do Norte seja inserido nos editais federais para construção de novas linhas. Consultor estrutural da DOISA Engenharia, uma das maiores empresas do Brasil especializada em construção de parques eólicos, o engenheiro George Maranhão alerta que é preciso estar atento politicamente para manter o Estado sempre no rol dos investimentos federais. “Nosso Estado é o que apresenta maior potencial no setor de energia eólica. E a DOISA é uma das maiores do país capacitada para obras civis. Estamos prontos pra qualquer desafio”, destaca. Atualmente, o RN conta com 3,5 gigawatts (GW) de capacidade instalada em operação, gerados por 127 usinas. A maior parte dos empreendimentos está localizada na região do Mato Grande, que engloba as duas principais cidades produtoras: João Câmara e Parazinho.

48 >

> novembro/dezembro de 2017


Energia

Antônio e Sérgio Azevedo: aposta no mercado imobiliário

DOISA Engenharia é referência no país Empresa genuinamente potiguar, a Dois A Engenharia tem se destacado no cenário nacional e internacional pelos resultados em eficiência obtidos no segmento de energia eólica, com ênfase na construção de parques e entornos. De olho no futuro, a empresa investiu em novas tecnologias e se associou a players mundiais nas áreas de energia e concreto. Representada pela DTS (Dois A Tower System), seu braço para o setor de energia (em parceria com T&A Construções Ltda), a Dois A foi destaque no maior evento de energia eólica da América Latina, o Brazil Windpower, realizado no Rio de Janeiro. E se associou às

empresas ATS - Advanced Tower System e Lafarge Holcim S.A, como detentoras da tecnologia DUCTAL, para construção de torres eólicas de concreto de alta performance. “É mais um passo importante na vida da nossa empresa, que se posiciona de forma ousada num segmento extremamente competitivo. Acreditamos que esta tecnologia tem muito a contribuir para o mercado nacional e internacional”, destacou Sérgio Azevedo, CEO da Dois A Engenharia. A formação do consórcio teve aval do Ministério da Ciência, Indústria, Tecnologia e Comunicações e do Consulado da Holanda e poderá revolucionar o

mercado de construções de torres eólicas, reduzindo custos de produção e ampliando os resultados na geração da energia por torre. Tecnologia Ductal A tecnologia Ductal vai possibilitar a construção de torres eólicas de concreto de alta performance, resultando em redução aproximada de 50% do peso dos módulos de concreto pré-moldado, com um aumento de até 300% da resistência à compressão e redução nos custos. O Ductal é um material de alta tecnologia que combina matriz mineral de ultra alta performance com fibras metálicas ou poliméricas.

novembro/dezembro de 2017 <

< 49


www.revistanegocios.net.br

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

Riquezas do campo

Agronegócio

Estado é rico em potencilidades e já lidera ranking nacional de exportação de frutas frescas e de camarão. O desafio é conquistar apoio do Governo para continuar o processo de crescimento, investindo em inovação, tecnologia e qualidade.

50 >

> novembro/dezembro de 2017


Agropecuária

Apoio do estado é fundamental para o desenvolvimento do agronegócio no rn Com potencial de crescimento no agronegócio, principalmente, no setor agropecuário, o Rio Grande do Norte só precisa de um ‘empurrãozinho’ dos Governos, Estadual e Federal, para avançar. É a avaliação do empresário José Vieira, presidente da FAERN-SENAR: “Precisamos de políticas adequadas para promover o desenvolvimento da economia rural”. Atualmente, a fruticultura irrigada assume o papel de líder no ranking de exportações do campo. O melão é o líder. Só no primeiro semestre deste ano, foram comercializadas 65,7 mil toneladas da fruta, gerando uma receita de US$ 39,2 milhões. “Além do melão, temos a melancia, o abacaxi, a manga, a banana... podemos avançar muito mais, desde que tenhamos áreas aptas para irrigação”,

José Vieira (Faern) defende incentivo para iniciativa privada investir no Estado acrescenta José Vieira. E continua: “o que nós precisamos é, justamente, de uma gestão de governo, federal e estadual, disponibilizando novas áreas, possíveis distritos de irri-

gação e aí incentivar a iniciativa privada a se instalar no Rio Grande do Norte para que possamos continuar aumentando cada vez mais a nossa produção de agricultura irrigada”. Ainda segundo ele, o Estado já conta com várias ferramentas que estão sendo adotadas e legislações que estão sendo adequadas para promover a produção agrícola e pecuário do RN. “Temos, hoje, por exemplo, a segurança jurídica dos produtores de leite com os queijos artesanais, que não ficam mais na vulnerabilidade da fiscalização”, revelou Vieira.

novembro/dezembro de 2017 <

< 51


Agropecuária

Agropecuária recebe R$ 150 milhões em investimentos O termômetro agropecuário este ano foi a Festa do Boi. Maior evento do segmento no Estado e um dos mais tradicionais do Nordeste, a Exposição de Animais e Máquinas Agrícolas, realizada em outubro, no Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim, mostrou a pujança do setor e as boas perspectivas para 2018, mesmo enfrentando ainda um período de sete anos de seca. “O sucesso da Festa do Boi demonstra a força do nosso agronegócio, a capacidade dos nossos produtores e a qualidade da pecuária. A Festa é uma tradição de 55 anos e a cada ano estará melhor”, destaca Marcelo Passos, presidente da Associação Norterio-grandense de Criadores (ANORC), organizadora do evento agropecuário. “Estamos enfrentando as adversidades para fortalecer o homem do campo, fortalecer a agropecuária, fortalecer o agronegócio. Seguimos investindo, fomentando, injetando recursos, acreditando e valorizando o produtor rural do RN”, disse o governador do Estado, Robinson Faria. Ele destaca ainda os investimentos em perfuração de poços, adutoras, programas de acesso a água, dessalinizadores, licenças ambientais e os dados positivos na vacinação de rebanhos, que chegou aos 97% de cobertura, meta histórica para o RN. "Temos muito a prestar contas. São mais de R$ 150 milhões investidos no 52 >

setor nos últimos anos", destacou Robinson. O chefe do Executivo estadual ressaltou que o RN vem batendo anualmente o recorde nas exportações de frutas. Em 2016, por exemplo, o estado registrou o valor de U$S 135 milhões em volume de frutas exportadas. “Os fruticultores estão migrando de outros estados para o RN por encontrar um ambiente favorável e com segurança jurídica para produção”, disse Robinson. Além disso, o RN está apto a exportar frutas para novas fronteiras como Argentina, Chile, EUA e China, com negociações em curso. Secretário de Agricultura, da Pecuária e da Pesca, Guilherme Saldanha deu novo ritmo às ações ao assumir o comando da pasta. Saldanha vem desempenhando com êxito a missão determinada pelo governador de realizar muito com poucos recursos. “Abrimos a Central de Agricultura Familiar, distribuímos as sementes, ampliamos a oferta de crédito intermediando com as instituições, aperfeiçoamos a questão dos licenciamentos ambientais e estamos finalmente entregando o terminal pesqueiro”, afirma Guilherme. O secretário lembra ainda que foi a atual gestão sancionou a Lei dos Queijos Artesanais, formalizando mais de 500 pequenas queijeiras. "Essa lei já está servindo de modelo e vem sendo copia-

> novembro/dezembro de 2017

da em todo o país", enfatizou. Guilherme destaca ainda a retomada da produção de camarão, graças à instituição da lei Cortez Pereira que permite a legalização dos empreendimentos e a conquista da Feira Nacional do Camarão (FENACAM) de volta para o Rio Grande do Norte. Na pecuária, o governo está apoiando mais de 12 exposições agropecuárias em todas as regiões do estado. Sobre o rebanho potiguar, Robinson enfatizou que recordes estão sendo batidos nos índices de vacinação da aftosa. "Saímos de 79% em 2014 para 97.5% em 2016, o maior índice do Nordeste e um dos maiores índices do Brasil". O resultado da vacinação permite que o rebanho potiguar circule livremente no país. Na agricultura, Robinson ressalta que o governo vem apoiando cerca de 40 associações de agricultores de agricultura irrigada.


Agropecuária

Governador, secretário de Agricultura e empresários visitam a Fenacam

Natal volta a ser capital nacional do camarão Após três anos fora do Rio Grande do Norte, a XIV Feira Nacional do Camarão retornou ao solo potiguar e reuniu mais de três mil participantes no Centro de Convenções, numa demonstração de força do segmento. O evento sinalizou a retomada da carcinicultura nacional. “Vamos unir esforços, celebrar parcerias e transformar as potencialidades em oportunidades reais de negócios. Reafirmo minha profissão de fé no futuro do setor aquícola brasileiro”. A declaração é do presidente da ABCC – Associação Brasileira de Criadores de Camarão, Itamar Rocha, um entusiasta do segmento que conseguiu reunir 100 empresas do segmento na exposição. “O Rio Grande do Norte recebe 54 >

de volta a FENACAM com muita honra. Este é o renascer da atividade. O camarão une nós nordestinos como irmãos”, declarou Orígenes Monte, presidente da ANCC - Associação Norteriograndense de Criadores de Camarão. Os maiores representantes do setor entendem que o momento é positivo mas fazem um discurso uníssono apelando para união. “Faço um apelo para que o setor público e o privado caminhem juntos pelo crescimento do país. O Brasil precisa voltar a crescer e já começou a dar os primeiros sinais. A gente sente a economia avançando e o setor também. Estamos investindo. Tiro pela nossa empresa. Em 2018 voltaremos a expor-

> novembro/dezembro de 2017

tar. O Brasil não consumirá o que produz em 2019”, prevê o empresário e presidente da Associação Cearense de Criadores de Camarão – ACCC, Cristiano Maia. Apesar de reforçar sua crença no setor, o presidente da ABCC Itamar Rocha fez duras críticas ao que chama de “equívocos da política brasileira na produção de camarão e aquicultura”. Ele alerta que o país apresenta desempenho pífio e vem perdendo espaço para países como Equador e Vietnã, que mesmo com condições adversas produzem e exportam muito mais do que o Brasil. “Precisamos de gente que enfrente a esquerda ambientalista que vive de criar dificuldade para micros, pequenos e médios produtores”, denunciou. Itamar Rocha revela que o desejo dos produtores é pela permanência da Feira no Rio Grande do Norte. "A Feira foi um sucesso. O interesse de 100% das pessoas que estão aqui é de que a Fenacam permaneça no RN muito pelo investimento que o estado tem feito no setor". Para o secretário da Agricultura e Pesca, Guilherme Saldanha, o resultado é reflexo do ambiente favorável criado pelo Governo. "Isso fez com que novas empresas se instalassem no estado, fortalecendo a cadeia. E estamos viabilizando o retorno das exportações para 2018", falou. O governador lembrou, ainda, que dentro desses investimentos está a legislação que regulamenta o cultivo de camarão sancionada na atual gestão. "Uma espera de mais de 10 anos que acabou no nosso governo", enfatizou o chefe do Executivo. Estimativa do governo é de que a atividade gera 100 mil empregos diretos e indiretos no RN.


Agropecuária

Grupo Santana leva tecnologia

para o campo e consolida liderança no Nordeste A agricultura nordestina está se modernizando e avança rumo ao futuro. Investimentos em equipamentos e inovação tecnológica, aliados a um solo de boa qualidade, estão transformando algumas áreas rurais da região Nordeste, criando polos importantes de produção de grãos. O Grupo Santana, que atua há 25 anos, contribui de forma relevante para esta nova realidade. Sediada no Rio Grande do Norte, a companhia consolida mais um projeto pioneiro desta vez no Estado de Alagoas. “A nossa proposta é trazer inovação tecnológica. A agricultura precisa se modernizar no campo. Estamos investindo em pesquisa e maquinário. Nosso foco é a eficiência na colheita e na qualidade do produto”, afirma Ivanilson Araújo, presidente do Grupo Santana. O Grupo comemora a expansão e a consolidação da liderança regional na produção e fornecimento de sementes. Dono de uma expertise única que lhe permite ampliar resultados de produtividade, a companhia comanda um projeto ousado nos Estados do Rio Grande do Norte, Paraíba e mais recentemente em Alagoas. 56 >

> novembro/dezembro de 2017


Agropecuária

Agronegócio está no DNA da companhia

Ivanilson Araújo, fundador do Grupo Santana

O Grupo Santana surgiu através do empreendedorismo do seu fundador, o empresário Ivanilson Araújo, que iniciou suas atividades em 1994. Logo ampliou suas áreas de produção e atuação e hoje a empresa lidera o segmento de produção de sementes no Nordeste. O Grupo Santana mantém todas as suas atividades associadas ao agronegócio. A Santana Sementes, a empresa mãe do Grupo, produz e comercializa sementes de alta qualidade, atuante em vários estados do Brasil. O Grupo também opera com a Santana Algodoeira, empresa de beneficiamento de algodão, comercializando pluma, óleo e torta vegetal. Faz parte da Organização

Empresarial do Grupo, também, a Santana Agroindustrial, onde concentra-se a parte logística/ industrial. Destaca-se a Unidade de Beneficiamento de Arroz, em Igreja Nova (AL), que comercializa arroz branco no atacado e varejo. sando tecnologia de produção, colheita e armazenagem com o uso de inoculantes, a Silagem Santana agrega inúmeras vantagens como garantia de produção mesmo no período seco, planejamento anual, boa aceitação dos animais, redução de mão de obra. Com toda produção em sua moderna fábrica, a Silagem Santana é fornecida a granel, em silobeg de 1 tonelada ou fracionada em embalagem a vácuo de 25 quilos com exclusiva tecnologia Silvac.

Conheça as áreas de atuação do Grupo Santana Produção, beneficiamento, armazenagem e comercialização de sementes de milho, feijão, algodão, arroz, sorgo, mamona e girassol Produção e beneficiamento, armazenagem e comercialização de grãos Produção e beneficiamento, armazenagem e comercialização de algodão

Produção e comercialização de torta e óleo vegetal Prestação de serviços de limpeza, secagem, classificação, beneficiamento, padronização, ensaque e armazenamento de sementes e grãos Prestação de serviços de patrulha mecanizada Indústria de silagem

novembro/dezembro de 2017 <

< 57


www.revistanegocios.net.br

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

agora! A hora de investir em imóveis é

Depois de dois anos difíceis, de recessão, redução do poder de compra, juros altos e baixa oferta de crédito, o mercado imobiliário potiguar começa a projetar dias melhores, seguindo a tendência de retomada da economia. Para quem está disposto a voltar a investir, o segmento imobiliário é a proposta mais vantajosa do momento. Isso porque os estoques de imóveis estão cada vez menores, mas os preços ainda continuam vantajosos. A tendência é que essa realidade mude em alguns meses, com 60 >

a valorização do metro quadrado em todas as áreas da cidade. Para entender melhor este movimento, é preciso estar atento aos números. O Sindicato da Indústria da Construção Civil do RN (SINDUSCON-RN) faz um trabalho permanente de monitoramento com as pesquisas “Indicadores do Mercado Imobiliário”, divulgadas a cada três meses. Todas as sondagens realizadas em 2017 apontam que o segmento imobiliário continua sem lançamentos, processo que se

> novembro/dezembro de 2017

repete há dois anos. Hoje há um estoque de menos de 2 mil unidades na Grande Natal. Isso significa que, em alguns meses, não haverá pouca disponibilidade e a tendência é que os preços subam. Portanto, a melhor hora de comprar imóvel é agora. Em termos econômicos, para quem pensa em investir em imóveis, o momento também é excelente porque as construtoras e incorporadoras seguraram preços e criaram inúmeras facilidades para reduzir estoques.


Imóveis e construção

Mercado já projeta crescimento Os maiores especialistas e profissionais do mercado imobiliário estão cautelosos, mas apontam sinais de crescimento e retomada para o próximo ano. Para Ricardo Abreu, diretor da Brasil Brokers Abreu e um dos mais experientes profissionais do Brasil, ao que tudo indica, 2018 será positivo, mas o crescimento será gradual. “Acredito que 2018 pode ser um ano de retomada dos lançamentos, mas pontuais, de condomínios verticais, alguns do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’. Será uma retomada muito em cima do imóvel pronto, que já começa a ter uma boa procura”, afirma. Ele acredita fortemente na venda de final de estoque, que ficou encalhado no período da crise. “Eu não estou vendo ainda as empresas incorporadoras programadas para grandes lançamentos em 2018. A tendência é para a venda de final dos estoques”, ratifica. “Enquanto tiver estoque, dificilmente teremos novos grandes lançamentos de empreendimentos. Isso faz com que as incorporadoras atravessem 2018 ainda com algumas dificuldades”. E para liquidar o estoque no ano que vem e projetar um ano mais robusto, o empresário revela que a parceria com os bancos será fundamental. “Dependemos ainda de alguns fatores, um deles é como se comportará a Caixa Econômica, se vai voltar a financiar o imóvel pronto, que vem enfrentando uma certa dificuldade atualmente. E os outros bancos também. Além do programa ‘Minha Casa, Minhas Vida’. Isso aí são fatores determinantes. Mas, no que depender da gente, estamos nos programando

para um ano bem robusto”, aponta Abreu. Presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Rio Grande do Norte (Sinduscon/ RN), o empresário Arnaldo Gaspar Júnior diz que a retomada do crescimento no setor depende de outros fatores como a estabilidade política no país. “Esperamos que essa estabilidade política possa voltar para que nós possamos retomar os lançamentos”. Ainda segundo ele, a crise e o futuro incerto congelou os lançamentos imobiliários em Natal e

região metropolitana nos últimos dois anos, o que acabou refletindo na queda de estoque dos imóveis e tendo impacto social negativo, com o alto número de desemprego. O Rio Grande do Norte perdeu aproximadamente 17 mil postos de trabalho desde 2014. “É muito importante que essa retomada do mercado aconteça agora. Já sentimos sinais bastante promissores com a economia entrando nos eixos”, avalia o empresário, projetando um cenário mais otimista e o mais importante: a retomada do emprego no setor.

Ricardo Abreu: "Momento é propício para o comprador de imóveis"

novembro/dezembro de 2017 <

< 61


Imóveis e construção

Momento é propício ao comprador de imóveis Otimista, Ricardo Abreu acredita que o momento é do comprador de imóveis. Segundo ele, diferente de 10 anos atrás, Natal tem hoje o metro quadrado mais barato do Nordeste. Mas, ao mesmo tempo faz um alerta: “Com a falta de perspectiva de novos lançamentos e com a queda rápida dos estoques, a tendência é para que o preço do metro quadrado cresça a patamares bem mais alto dos que estão sendo praticados hoje”. Luiz Antônio França, presidente da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), defende a possibilidade de retomada real do setor. A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve fechar 2017 em 3,2% e chegar a 4,3% em 2018, o que mostra que as perspectivas para o mercado imobiliário no próximo ano são otimistas. A inflação reflete diretamente no poder de compra dos brasileiros e torna o investimento em imóveis mais atraente. O mercado está confiante em relação à queda nas taxas de juros. Para 2018, caso aconteça, as taxas de juros sendo reduzidas vão favorecer o poder de compra do consumidor, estimulando a aquisição de imóveis. “Hoje nós temos o menor índice de inflação desde o início do Plano Real. Nós nunca fechamos com a inflação tão baixa. Temos juros que caíram para patamares mais baixos da história do Real. A Selic está muito baixa e não de forma artificial como foi em 2011, e sim de forma estrutural”, afirma Gaspar. 62 >

Presidente do Sinduscon, Arnaldo crê na retomada de lançamentos no RN

Cautela é a estratégia da Cyrela para 2018 O que lançar, como lançar e quando lançar? Esta é a reflexão que Samir Hagge, diretor comercial da Cyrela Plano&Plano Rio Grande do Norte, faz para 2018. E para responder a estas questões, ele diz precisar, primeiro, vender o estoque de 35 unidades que ainda tem em Natal e Parnamirim e sentir o termômetro do mercado. “Temos como missão finalizar esse estoque para poder se capitalizar e comprar os terrenos que já temos avaliados. E, claro, sentir o mercado. Se haverá demanda para novos lançamentos”, revela. Ainda segundo ele, essa avaliação deve ser feita apenas no segundo trimestre do ano que vem. “Estamos numa fase de adaptação e captação de recursos”, diz. A projeção da empresa é chegar no final do primeiro trimestre de 2018 com pelo menos 20 unidades do estoque vendidas

> novembro/dezembro de 2017

- dos 35 imóveis prontos para negociar, 33 estão localizados no IN MARE BALI, praia de Cotovelo, litoral sul potiguar, e duas coberturas no Infinity, em Natal. “Estamos investindo em ações de marketing e vamos aproveitar a chegada do verão para oferecer esta segunda morada, que é a casa na praia (In Mari Bali, em Cotovelo)”, explica Samir, que assegura ser um bom investimento, já que o valor do metro quadrado lá está beirando R$ 6 mil, quando o valor de mercado aproximado chega a R$ 11 mil. “São 45% de desconto no preço final”, destaca o diretor. Um ponto que ainda precisa ser ajustado para reaquecer o mercado imobiliário em Natal, de acordo com ele, é o financiamento bancário. “A Caixa Econômica só financia, hoje, até 80% do imóvel. Ou seja, 20% fica por conta do


Imóveis e construção

comprador”, explica. “O crédito ficou mais apertado nos bancos, de uma forma geral”. Ele diz esperar que a recuperação da economia possa implicar positivamente numa nova política de financiamento dos bancos. MUDANÇA – A partir do mês de janeiro de 2018, as vendas das unidades de estoque da Cyrela passam a se concentrar no empreendimento IN MARE BALI, na praia de Cotovelo. O atendimento ao cliente, além dos setores jurídico e financeiro, vai estar funcionando no escritório da empresa, localizado no edifício PRO-NATAL PROFESSIONAL CENTER, Avenida Miguel Castro, 1095, Lagoa Nova, Salas 503/504, telefone: 3344-9900.

Samir da Cyrela: In Mare Bali é uma oportunidade na praia de Cotovelo

Condomínio vende 50% dos lotes em quatro horas O mercado imobiliário potiguar vem dando sinais concretos de recuperação, embora esta análise aconteça em exemplos específicos. Verdadeiro “case de sucesso”, o empreendimento YBY Natureza, da Habitax Urbanismo, vendeu mais de 50% das suas unidades habitacionais apenas 4 horas. Vendido como primeiro condomínio horizontal reserva do Estado, o empreendimento localizado no eixo de desenvolvimento urbano Natal/ Parnamirim é repleto de atrativos e por isso atraiu tanta atenção dos investidores, que correram para garantir os melhores lotes. Moisés Dantas, empresário responsável pelo YBY, avalia que o mercado ansiava por novidades e havia uma grande demanda por um condomínio com essas características. “Muitas pessoas precisam estar próximas ao centro, mas não abrem mão de sofisticação e do contato perene com a

YBY Natureza é "case de sucesso". Produto é único no mercado do RN

novembro/dezembro de 2017 <

< 63


Imóveis e construção

natureza. Por essa razão, a recepção foi tão positiva”, explica ele. A proposta do empreendimento é de que os moradores possam viver integrados à cidade, mas rodeadas pelo verde, graças a uma área três vezes maior que a do Bosque dos Namorados totalmente preservada. ATRATIVOS - O YBY Natureza Condomínio Reserva possui lotes a partir de 390m² em uma área de 450 mil m², dos quais 30% são de área verde, incluindo duas reservas naturais. Esse diferencial permite que os imóveis ladeiem a mata e tenham vista privilegiada para um vale preservado. “Reunimos o melhor de todos os condomínios em um só”, orgulha-se Moisés Dantas, que tem na retaguarda o trabalho de profissionais referências nacionais, como o urbanista Fabiano Pereira, o paisagista Benedito Abbud e o arquiteto Leonardo Maia, responsáveis pelo projeto. O YBY tem um Club House com piscinas coberta e descoberta integradas a espaços de conforto chamados de Pool Houses; salão de festas; fitness; pet place; quadras poliesportiva, de tênis e de beach tennis. O condomínio contará com moderno circuito fechado de monitoramento abrangendo do boulevard, que antecede à entrada principal, aos recantos verdes do condomínio. A portaria contará com sistema de leitura biométrica. O acesso ao empreendimento atualmente se dá por meio de vouchers obtidos no Espaço YBY, stand de vendas sofisticado e projetado pelo arquiteto Leonardo Maia, no prolongamento da Rua Professor Olavo Lacerda Montenegro. No site (www.ybynatureza.com.br) ou nas redes sociais (@ybynatureza), há mais informações. 64 >

Daniel, da Sinergy, avisa que restam poucas unidades do Reserva da Pipa

praia da Pipa oferece opções especiais de investimento Um dos empreendimentos mais atrativos do mercado imobiliário no momento é o Condomínio Residencial Reserva da Pipa, em Tibau do Sul, construído ao redor da natureza e com acesso direto, por trilha, à praia mais preservada da Pipa que é a Praia das Minas. Restam poucas unidades e não deverão durar até o verão, acredita Daniel Aran Fernandez, diretor da Sinergy Imóveis, empresa especializada em imóveis na praia da Pipa. Com diferenciais exclusivos, o condomínio já está com parte da infraestrutura comum pronta. Vista para o mar, brisa constante, segurança e acesso exclusivo à praia são apenas alguns dos diferenciais do empreendimento. Considerado de alto padrão, o condomínio está localizado em região privilegiada e tem a proposta de oferecer uma Pipa exclusiva aos moradores, com contato direto com o mar e a natureza. São mais de 45 mil metros quadrados de área, distribuídos

> novembro/dezembro de 2017

em 48 lotes que variam entre 600 e 1.200 metros quadrados e ocupação máxima de 30%, características dos chamados “bairros jardins”. O condomínio contará com academia, área gourmet, piscina adulto e infantil, playground, segurança e acesso à praia. A segurança do condomínio é reforçada por muro perimetral, cerca elétrica e portaria 24 horas. As áreas comuns (academia, espaço gourmet, área das piscinas e a portaria) serão entregues totalmente equipadas. Daniel Fernandez trabalha com expectativa da comercialização de 100% dos lotes em um curto espaço de tempo. Os idealizadores do projeto têm vasta experiência no mercado imobiliário de Pipa e Tibau do Sul, com assento no Conselho da ADIT - Associação para o Desenvolvimento Imobiliário e Turístico do Brasil. Eles são responsáveis por diversos projetos executados na Praia da Pipa, o que garante segurança jurídica e tranquilidade aos investidores.


Imóveis e construção

Constel projeta crescimento de 10% para 2018 Com projeção de crescer 10% em 2018, em relação a 2017, a Constel mostra confiança na recuperação da economia do país. Francisco Ramos, diretor executivo da construtora, revelou, inclusive, que há a intenção de lançar novos empreendimentos já no início do ano. “Estamos confiantes que 2018 deverá marcar a virada da crise instalada no mercado imobiliário nos últimos três anos. Estamos aguardando o momento certo para podermos iniciar as pré-vendas (de novos lançamentos), o que deve ocorrer já no início de 2018”, ratificou Ramos. A boa nova chega depois de um longo período de estagnação (três anos, como o próprio Francisco Ramos citou). “Suspendemos alguns lançamentos, que estavam previstos para esse período, para focarmos nossos esforços nos empreendimentos que estavam em andamento”, revelou o dirigente. “Direcionamos todos os nossos recursos financeiros e operacionais com objetivo de concluir e entregar esses empreendimentos”. Para se manter na crise, a construtora também reduziu os custos administrativos e otimizou os custos operacionais. “Como consequência, reduzimos nosso quadro funcional”, disse Ramos. Diante da euforia de retomada do crescimento, o diretor executivo da Constel faz um alerta. “Em razão da suspensão de novos lançamentos, as empresas do mercado imobiliário de Natal e região metropolitana permaneceram vendendo apenas seus estoques. Dessa forma, atualmente, o estoque de imóveis das empresas que fazem parte da pesquisa de Índice de Velocidade

Francisco Ramos aposta na virada da crise. Constel tem produtos prontos de Vendas (IVV), realizada pelo Sinduscon, é de apenas 25% do que tínhamos há três anos. O estoque da Constel acompanhou esse mesmo percentual. Tivemos uma redução de 75% do que tínhamos anteriormente”, Informou Francisco Ramos.

Esse é um dado preocupante para o mercado, avalia. “A oferta de imóveis não cresceu e, com a retomada da economia, teremos um desbalanceamento entre oferta e demanda, com uma possibilidade real de termos um aumento de preços dos imóveis”.

EMPREENDIMENTOS Green Life Mor Gouveia Condomínio Clube 45 mil m2 de terreno Padrão médio Avenida Capitão Mor Gouveia Apartamentos de 55 e 70 m2 Últimas unidades, prontas para morar. Manhattan Business Alto padrão Esquina da Rua Ceará-Mirim

com a Avenida Campos Sales 285 salas comerciais (34 a 290 m2 de área privativa) 54 apartamentos de 215 e 220m2 (torre residencial) 2 torres de 30 pavimentos (2 condomínios independentes) 371 vagas de garagem para os condôminos 120 vagas de garagem para visitantes Entrega: setembro/2018

novembro/dezembro de 2017 <

< 65


Imóveis e construção

Tradição e qualidade da DOISA agregará aos empreendimentos

DOISA prepara projetos

imobiliários para 2018 Maior empresa do Nordeste e uma das maiores do país na construção de parques eólicos e obras de alta complexidade, a DOISA Engenharia iniciará 2018 investindo em projetos imobiliários. A empresa decidiu retornar às suas origens (a DOISA iniciou trajetória desenvolvendo loteamentos e obras de infraestrutura) levando toda a sua expertise, know how e qualidade técnica ao segmento imobiliário. Em breve a DOISA anunciará e disponibilizará ao mercado dois projetos inovadores. Um deles será de alto padrão mas a um custo acessível, voltado para o mercado

68 >

de segunda residência, na Lagoa do Bonfim. “Reunimos os melhores parceiros e profissionais da engenharia e arquitetura para oferecer um produto de extrema qualidade e bom gosto a preço e condições acessíveis a todos”, antecipa Sérgio Azevedo, diretor da DOISA Engenharia. Com mais de 50 anos de tradição, a DOISA também vai lançar empreendimentos para moradia, tipo loteamentos de casas, em municípios da Grande Natal. Já no início de 2018 deverá apresentar um novo conceito de moradia para atender a demanda de quem procura a casa própria. A empresa

> novembro/dezembro de 2017

entende que há espaço para crescer ofertando qualidade a preço baixo neste mercado mais popular. Sérgio Azevedo afirma que ainda é cedo para avaliar se a tendência de recuperação econômica vai refletir em imediata reação do mercado imobiliário, mas explica que a sua companhia está preparada para receber a demanda reprimida do consumidor por produtos imobiliários de qualidade, em todas as suas faixas de consumo. “Nossos projetos terão a marca da DOISA que é a qualidade. O preço será justo. Independente para qual público estivermos vendendo”, destaca Sérgio.


10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

Multiuso Arena das Dunas é o espaço dos eventos

70 >

> novembro/dezembro de 2017

Ricardo Lira e Ítalo Mitre comemoram crescimento e projetam planos para 2018. Prioridade é ampliar relacionamento com o público e a comunidade de eventos.


Mercado de eventos

Arena das Dunas

celebra resultados positivos

A Arena das Dunas está completa quatro anos de operação com números positivos que consolidam sua participação no cenário esportivo, cultural, de lazer e eventos do Rio Grande do Norte. Desde da sua inauguração, em dezembro de 2014, a Arena já recebeu mais de 2,5 milhões de visitantes. O desempenho de 2017 será o melhor da sua história, até agora com 71,43% de ocupação e média de 1 evento a cada 1,4 dias, entre eventos de terceiros e próprios Para 2018, a Arena das Dunas está focada em aperfeiçoar a gestão, ampliar número de eventos realizados, aproximar-se ainda mais do seu público e dos clientes consolidando-se como o maior empreendimento multiuso do Estado. O fortalecimento de projetos como o Arena Tour, o Música na Arena e o Domingo na Arena, também estão

nos planos. A utilização da Arena para realização de eventos está aumentando ano a ano. Em 2014, foram 114 eventos realizados. Em 2017, já são 152 eventos e este número será ampliado até o final do ano. Em 2014, ano da Copa do Mundo, a ocupação média foi de 1 evento para 2,2 dias (44,93%). A média atual é de 1 a cada 1,4 dias (71,43%). Ao todo, a Arena realizou 190 eventos não esportivos em 46 meses de atividade, com público de mais de 1 milhão e quatrocentas mil pessoas. No futebol, o recorde de público em jogos oficiais foi na Copa 2014 no jogo Itália x Uruguai com 39.706 torcedores. Há dois anos, a Arena foi classificada pelo Sistema Brasileiro de Classificação de Estádios (Sisbrace) como a melhor arena do país, o único estádio a receber nota máxima em todos os quesitos.

Palco da COpa se consolida no rn A Arena das Dunas está consolidada como o maior centro de eventos de Natal. Palco de quatro jogos da Copa do Mundo FIFA 2014, é uma das únicas arenas do Brasil construída na Copa que deixa legado de atividade esportiva, cultural e de lazer. Erguida em dois anos e meio, teve seu jogo de futebol inaugural no dia 26 de janeiro de 2014, com rodada dupla entre América (RN) e Confiança (SE) pela Copa do Nordeste e ABC (RN) x Alecrim (RN) pelo Campeonato Potiguar. Com capacidade para 31.375 torcedores, a Arena, presidida hoje pelo executivo Ricardo Lira com apoio do diretor Ítalo Mitre, foi concebida para receber não somente eventos esportivos, mas desde pequenos eventos particulares ou corporativos, à grandes shows.

novembro/dezembro de 2017 <

< 71


Mercado de eventos

Espaço Di Trento

um local mágico para a festa dos sonhos Um ambiente para viver e reviver emoções. Assim é o Espaço Di Trento, um novo conceito de casa de recepção e entretenimento, localizado em Pium, litoral sul do Rio Grande do Norte. O objetivo do espaço, segundo Rodrigo Trento, proprietário da casa, é o de transformar sonhos em realidade. Um local de eventos onde tudo pode, tudo tem, tudo acontece. Focado no pensamento de atender às necessidades, não apenas dos clientes, mas também de todas as equipes que trabalham nos eventos, o Di Trento surgiu de um sonho pessoal antigo do empresário para se unir a outros 72 >

sonhos de quem decidir alugar o espaço. A casa foi construída em um terreno pertencente à família do empresário há 27 anos e inaugurado no dia 20 de setembro, depois de um ano e seis meses de obra. Em respeito à memória e identidade familiar, tudo o que antes havia ali foi reutilizado de alguma forma: árvores que se tornaram móveis ou areia que virou algum tipo de piso. Praticamente, tudo o que está no local foi construído lá mesmo para garantir unicidade e exclusividade. A preocupação com os detalhes transformou o Espaço Di Trento em um local que oferece

> novembro/dezembro de 2017

não apenas beleza, mas conforto, segurança, praticidade e diversão para todas as idades. A infraestrutura conta com cabos de energia subterrâneos e luzes de LED. Há ainda uma área recuada, na entrada, com extensão de 30 metros da portaria, que oferece tranquilidade, conforto e segurança para quem entra e sai. Uma estrutura de ‘primeiro mundo’. Para quem precisa de um dia especial, a casa oferece um espaço aconchegante e com serviços de qualidade. Por exemplo, explica Rodrigo, num casamento, as madrinhas teriam o espaço delas, com direito a equipe de maquia-


Mercado de eventos

gem e massagista. Numa conferência coorporativa, a equipe de executivos da empresa pode usufruir deste ambiente requintado. Rodrigo Trento pensou em tudo e as crianças não poderiam ficar de fora. A Casa dos Sonhos é preparada para atender as demandas dos convidados mirins. Tem um pouco de tudo: brinquedoteca, sala de amamentação, banheiro infantil, armários para os pertences e quartos com berços e camas. Todos os ambientes são monitorados por câmeras que estão acessíveis através de aplicativos para smartphones. O propósito, segundo o empresário, é que as crianças também se divirtam e que os pais possam checá-las sempre que acharem necessário. Uma área verde bem preservada, rica em fauna e flora, com jardins, piscinas e lagoas, circunda os espaços de área construída, deixando o local ainda mais aprazível. Em parceria com a Camicado – uma loja de utensílios para casa -, o Di Trento pode oferecer aromatização do ambiente e a redecoração do local a cada quatro meses. As relações de parceria são o que movem e fazem os eventos acontecerem, diz ele. E, por isso, o empresário pensou também na praticidade para os demais fornecedores. Desta forma, no Espaço Di Trento, os cerimoniais possuem sala própria, os fotógrafos contam com armários para guardar equipamentos, os floristas aproveitam a sala refrigerada para guardar os arranjos e buffet; conta ainda com espaços para guardar material, além de uma cozinha principal e duas de apoio. Os fornecedores também dispõem de estrutura própria para refeições e descanso. “Construímos uma área

Rodrigo Di Trento: projeto agrega o que ele viu de melhor no mundo reservada no fundo da propriedade”, ratifica. Todo o ambiente foi construído com corredores escondidos para entrada e saída discreta, se necessário. Entre tantas opções de descanso, lazer e entretenimento, um ambiente em especial chama a

atenção dos visitantes: a Casa de Cristal. Trata-se de um salão construído com uma estrutura translúcida que gera uma sensação de bem-estar ao ar livre, sem correr o risco da ação de vento ou chuva. Ideal para festas noturnas à luz da lua, por exemplo.

novembro/dezembro de 2017 <

< 73


Mercado de eventos

SOCIAL Um espaço com o porte do Di Trento oferece muitas opções de trabalho e o empresário não abre mão da ‘prata-da-casa’. “Nós temos muita preocupação em gerar emprego, seja direta ou indiretamente, principalmente, para as pessoas da própria região. Temos que dar oportunidade e valorizar nossos cidadãos e profissionais”, afirma Rodrigo. O lado social é muito forte, revela o empresário. Todo evento que se alugam dispositivos extras como a carruagem britânica, heliponto ou alguma frota de automóvel de alto padrão, os recursos correspondentes são reinvestidos em algum tipo de ação social escolhido diretamente pelo cliente contratante. “Costumamos fazer, com a colaboração de par74 >

ceiros, ações sociais com as comunidades da região. Acho isso muito importante”, destaca. É nesse princípio de “entre, a casa é sua” que o Espaço Di Trento foi idealizado e realizado. Da forma mais completa, exclusiva, neutra e adaptável possível e com o apoio de uma equipe de profissionais locais capacitados, que criaram e mantém a integridade da propriedade. “Esse é um espaço para as pes-

> novembro/dezembro de 2017

soas usarem a imaginação. Tudo aqui é inovador e adaptável, de acordo com o desejo do cliente, porque todos os seus sonhos cabem aqui dentro”, conceitua o empresário. Não é apenas uma festa que se faz no Espaço Di Trento, é uma experiência que se vive. E não é só qualquer experiência, mas a experiência de um sonho. Afinal, “sonho” é uma palavra que não está repetida diversas vezes nesse texto por acaso.


10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

André de Paula, CEO Fala Síndico, comunicação para condomínios

Vitor, CEO My Brand, quer que o cliente vista sua própria marca

Startups Dominando o Brasil Modelo de negócio que vem conquistando cada vez mais adeptos no Brasil, as startups romperam as fronteiras do Sudeste do país. E a região Nordeste já é pródiga em semear negócios promissores. O Rio Grande do Norte tem apresentado iniciativas de ponta: Fala Síndico, Findme, Surfmappers, Greenpallets e E-RELEASE. estas são as startups do momento. Você ainda vai ouvir falar delas. Debutante no mercado potiguar, o Fala Síndico é um exemplo de startup que deu certo. As telas do Fala Síndico estão presentes em 78 >

elevadores e lobbys de condomínios de São Paulo (SP), Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), Natal e Mossoró (RN), veiculando notícias, informações do síndico e publicidade. Já é a maior rede de mídia indoor do Brasil no segmento de prédios residenciais. Fala Síndico é uma ferramenta que ajuda o síndico a enviar mensagens on line aos condôminos através das telas. A empresa e os franqueados cuidam da instalação. Os ganhos advém da venda dos espaços publicitários. O projeto é ecologicamente correto, moderno e

> novembro/dezembro de 2017

www.revistanegocios.net.br


Novos Negócios

Victor, CEO Surfmappers, atende surfistas e fotógrafos do mundo

Diogo, CEO Findme, mudou de Natal para a nova sede em SP

Fala Síndico já expandiu para cinco praças e chegou em São Paulo

dinâmico e tem como diferencial o aplicativo para smartphone, disponível nas plataformas Android e iOS, gratuitamente. Com custo operacional baixíssimo, funciona no modelo franchising e é uma das franquias mais promissoras de mídia. A empresa não cobra royalties e tem meta de chegar aos 27 Estados brasileiros nos próximos três anos. "Tornamos a comunicação entre síndico e condôminos mais simples e rápida. E criamos um canal de comunicação altamente segmentado para marcas e anunciantes. Estimamos até 2018 instalar o sistema, único no mercado, nas principais capitais do Brasil”, destaca André de Paula, um dos sócios da empresa Condor Franchising, mantenedora do produto Fala Síndico. Ainda no segmento de comunicação e marketing, surgiu esse ano

na capital potiguar - com boas perspectivas de crescimento para o resto do país em 2018 - o E-RELEASE. A empresa é especializada em assessoria de imprensa digital para micro e pequenos negócios e é mais uma startup criada no ‘quintal de casa’, como acontecia com a maioria das startups fundadas nos Estados Unidos durante a 'bolha da internet', no final da década de 1990. "Com uma estratégia assertiva e uma ferramenta (software) inteligente, o E-RELEASE é o canal para transformar um negócio em notícia na imprensa por um valor que cabe no bolso do empreendedor", explica, resumidamente, o jornalista George Fernandes, idealizador do E-RELEASE, que já negociou uma parceria com a agência Acarta Comunicação, para expandir o negócio.

novembro/dezembro de 2017 <

< 79


Novos Negócios

Green Pallets enfrenta Shark Tank Brasil

Findme: 12 estados e sede na Avenida Paulista A Findme, plataforma de gestão inteligente de equipes de segurança, é outra startup genuinamente potiguar que está fazendo barulho no mercado de segurança do Brasil. No Brasil o mercado de segurança movimenta mais de R$ 50 bilhões por ano e há 600 mil vigilantes registrados. As empresas de segurança utilizavam ferramentas obsoletas para monitorar funcionários. A FindMe trouxe inovação para este mercado tradicional e carente de novas tecnologias, através de monitoramento em tempo real via smartphone, geolocalização e utilização de beacons. A startup ingressou no programa de aceleração ACE Growth - melhor aceleradora da América Latina - em outubro de 2016 e 6 meses depois obteve excelentes resultados. A empresa cresceu mais de 10 vezes durante esse período e hoje tem operações em 12 estados do Brasil. Feedbacks recebidos dos seus mais de 40 clientes encorajam a startup a ir mais longe. “É simples e didático para o vigilante e o mapa em tempo real é interessante para a operação”, 80 >

Mídia de elevadores veicula publicidade e informações diz Everton Hoffmann, coordenador do Grupo Poliservice (PR). Tudo isso despertou o interesse de vários fundos de venture capital que atuam dentro e fora do mercado brasileiro. “A FindMe veio revolucionar o mercado de segurança do Brasil. Nossa meta é gerenciar pela plataforma FindMe 20% das operações de ronda e supervisão das empresas de segurança do Brasil até o final de 2018”, diz Diogo Vinícius, CEO da FindMe, do alto da sua nova sede, no coração da Avenida Paulista.

> novembro/dezembro de 2017

Do sonho de levar para dentro da casa das pessoas mais vida, design e harmonia, nasceu a concepção inicial da Green Pallets: marca potiguar de móveis e decoração com diferenciais criativos e conceituais. André Jimmy, Parizot Magalhães e Hermes Araújo, três jovens empreendedores de Natal, nunca tiveram dúvidas do potencial daquilo se propuseram a fazer. Só não imaginariam que teriam a oportunidade de estar cara a cara com as celebridades do programa Shark Tank Brasil – Negociando com Tubarões. Os empreendedores convenceram os “tubarões” e voltaram para casa com R$ 150 mil de investimento e mais um grande ativo: Camila Farani e Caito Maia (Fundador da Chille Beans) como sócios com 10% da startup. Agora o desafio do trio aumenta. Além do know-how


Novos Negócios

de design, é preciso encontrar o modelo rentável e o caminho eles já sabem: focar no design e terceirizar parte da produção para aumentar produtividade reduzindo os custos. Já colocaram no ar o e-comerce com todos os produtos da fábrica de móveis para life style e objetos decoração, feitos com madeira pinus de reflorestamento e madeira de descarte. O insumo para a produção vem do descarte de outras empresas, em pallets e caixas que seriam jogadas no lixo. Além disso, a matéria prima também é comprada de fornecedores especiais. A empresa possui uma loja física no bairro de Ponta Negra em Natal. E a linha de produção funciona numa fábrica em Cidade da Esperança. Recentemente, a Green Pallets montou um espaço coworking dentro do Natal Shopping, nos padrões e filosofia da marca. Responsável pela criação, Parizot Magalhães define bem o caminho que querem seguir: “Construímos designs, compartilhamos conceitos”, afirma.

Surfistas compram suas fotos a fotógrafos direto da plataforma

Surfmappers é promessa mundial Foi para intermediar a comunicação entre surfistas e fotógrafos que foi fundado o Surfmappers. com, startup inovadora natalense que criou e botou para funcionar uma plataforma online segura para compra e venda de fotos de surf de forma transparente, ágil e segura. O portal Surfmappers.com já conta com mais de 40 mil surfistas e fotógrafos cadastrados. São usuários do mundo inteiro, principalmente do Brasil, países da América do Sul e Estados Unidos. Há registros de fotógrafos em grandes picos do surfe nacional e interna-

cional, em praias do Havaí, Peru, El Salvador, Marrocos, Santa Catarina, São Paulo, Ceará, Espírito Santo, Bahia, Pernambuco. CEO fundador do Surfmappers. com, o programador e surfista Victor Hugo faz planos ousados para o futuro. Fechou parceria com grandes nomes do surfe e da fotografia e quer construir uma grande rede de surfistas e profissionais fotógrafos. “Seremos a maior ferramenta para unir e compartilhar momentos maravilhosos”, vaticina, comemorando o crescimento do faturamento e a procura dos investidores.

novembro/dezembro de 2017 <

< 81


Novos Negócios

My Brand: cada cliente usará sua própria marca Com proposta e processo inovadores, a My Brand, E-commerce especializado em vestuário masculino (social e esporte fino) será lançada oficialmente para o mercado nacional em janeiro de 2018, mas já chama atenção de clientes e investidores. A Condor Participações, aposta no sucesso dessa startup que pretende criar um conceito único de se vestir. A ideia é que cada cliente possa usar sua própria marca. A My Brand comercializará peças adulto e infantil. Na prática, o cliente acessa o site e escolhe a peça, sendo direcionado para área de personalização da marca onde encontrará uma cartela de modelos de logos, figuras, imagens, brasões e fontes pré-definidas que os auxiliarão na construção de sua própria marca, tudo isto de maneira simples e intuitiva. A My Brand aposta em uma tendência cada vez mais presente na jornada dos consumidores: a

82 >

personalização. “Os consumidores procuram ser cada vez mais autênticos e exclusivos. A ideia é que eles vistam sua essência. Vamos dar a oportunidade dos clientes gravarem em suas peças uma marca que diga sobre sua personalidade, sua vida, seus sonhos e realizações, seus hobbies, etc, fazendo com que tenham uma nova experiência

> novembro/dezembro de 2017

ao se vestir”, diz Vitor Ribeiro, investidor e mentor da empresa. A My Brand apostará no processo inovador para um segmento extremamente tradicional. “Já temos uma geração inteira que nasceu conectada, os consumidores estão cada vez mais maduros, pesquisas indicam que o comércio eletrônico vai dobrar".


Novos Negócios

O ECOSSISTEMA DE STARTUPS DO RN Se você tem ou está criando uma startup, já deve ter ouvido falar de ecossistema de startups. Mas o que isso realmente significa? Com ecossistema de startups nós nos referimos a todas as empresas e orgãos que contribuem para empresas nascentes se desenvolverem. A Revista Negocios solicitou ao coordenador Startup Day no Rio Grande do Norte e gestor do Projeto de Tecnologia da Informação e Comunicação (Protic) do Sebrae, Carlos von Sohsten, uma análise resumida sobre o “Ecossistema de Startups no Estado”. Carlos Von é um dos maiores incentivadores, entusiastas e verdadeiro guru do segmento. “O Ecossistema de Startups do RN é relativamente jovem. Por aqui, começamos a “surfar essa onda” por volta de 2012. 84 >

É nessa época que o espírito de comunidade – fundamental para constituir um ecossistema do tipo – começa a se consolidar, a partir da ação de diversas instituições e, principalmente, pela iniciativa de empreendedores “pés no chão e cabeça nas estrelas”. Atualmente, a Comunidade Startup RN é uma referência para o ecossistema nacional. Temos startups do RN expandindo suas operações para o Brasil inteiro, outras sendo aceleradas por investidores do eixo Sudeste, e já tivemos até um projeto brilhando no Shark Tank, programa do canal Sony. Hoje, temos o Parque Tecnológico de Natal em franco estágio de implementação; as instituições acadêmicas intensificando suas atuações através de importantes incubadoras; orga-

> novembro/dezembro de 2017

Carlos Von Sohsten, Sebrae, o "mago das Startups"

nizações de mobilização e fomento – como o SEBRAE, SENAC, SENAI e a Anjos do Brasil/RN – desenvolvendo ações para os diversos estágios de maturidade das startups: Curiosidade, Ideação, Operação e Tração; o que nos coloca em uma posição bastante favorável de fortalecimento e avanço. A Inovação Tecnológica é uma vocação do RN! Junto com a Paraíba, que possui o Parque Tecnológico de Campina Grande, e Pernambuco, cuja excelência do Porto Digital/CESAR é reconhecida internacionalmente, formamos uma região com potencial fantástico para abrigar nossos criativos, revolucionários e ousados jovens empreendedores! Que venha a primeira startup unicórnio do Brasil concebida e gerada no Ecossistema do RN!”


Chapéu Artigo George Fernandes *

Vire notícia para gerar valor ao seu negócio Gerar valor, dar visibilidade, criar autoridade e passar credibilidade são apenas algumas vantagens conquistadas ao ter sua marca ou negócio noticiado positivamente na imprensa. Com o auxílio de um serviço estratégico de assessoria de imprensa, a microempresa, o pequeno negócio, seja startup ou franquia, o profissional liberal ou microempreendedor pode virar notícia e alcançar os mesmos benefícios de imagem e reputação dos grandes negócios. A comunicação, principalmente através da notícia, do conteúdo jornalístico, tem o poder de destacar, ampliar e consolidar uma marca ou negócio no mercado. Em tempos de redes sociais, chegou-se a duvidar do poder atribuído a imprensa. Mas quando nos deparamos, por exemplo, com o entusiasmo e o orgulho de consultores e especialistas em marketing digital – gente que usa apenas os seus meios de comunicação na internet (redes sociais, e-mail ou blogs) para se promover – por ter virado notícia em jornais, revistas, rádios ou TVs, conclui-se que, sim, estar na imprensa vale à pena. Portanto, não, o jornalismo não morreu e ser noticiado de forma positiva na imprensa, sim, gera negócios em curto, médio e/ou longo prazo. Outra vantagem: diferentemente de um anúncio publicitário, que também é importante, mas tem vida útil, uma informação publicada na imprensa pode se eternizar na in-

ternet. É só pesquisar em ferramentas de busca, como Google ou Yahoo. Startup especializada em assessoria de imprensa, o E-RELEASE (e-release.com. br) tem as ferramentas necessárias para a divulgação jornalística na mídia. O processo é rápido, simples e cabe no bolso de qualquer empreendedor. Investimento pontual, sob demanda. Ou seja, não há contrato ou custo fixo mensal relacionado ao serviço. E como funciona? O jornalista do E-RELEASE entende o negócio do empreendedor, produz o release (texto com conteúdo jornalístico) e distribui na imprensa – por e-mail, para jornalistas, e para os meios de comunicação, através de um programa especial de disparo e distribuição. Divulgação garantida em agências de notícias, como Globo e Estado, ou em veículos de comunicação nacionais, como Terra, Infomoney e Exame.com, e locais: portalnegocios.com, novonoticias.com. O release ainda é divulgado em cerca de 30 blogs/sites parceiros. Este mesmo release, matéria-prima na construção da notícia, é adaptado para divulgação em mídias sociais ou aplicativos de mensagens, como o whatsapp, por exemplo, e ganha divulgação fixa no site do próprio E-RELEASE (e-release.com.br), que também funciona como uma agência de notícias corporativas. Virar notícia pode gerar valor ao seu negócio!

gerar valor, dar visibilidade, criar autoridade e passar credibilidade são as vantagens para quem vira notícia positiva na imprensa

*George Fernandes é jornalista empreendedor, especializado em Assessoria de Imprensa, produtor de conteúdo e editor do portalnegocios.com e revista NEGÓCIOS

86 86>

> Setembro/outubro de 2017


Serviços

Acrilart: 20 anos inovando Empresa projeta cenário para 2018 Um cenário otimista, mas com os pés no chão. É assim que a Acrilart, empresa que oferece produtos e serviços utilizando o acrílico como matéria-prima, avalia a economia do país para 2018. Armando Nóbrega Paiva, administrator da empresa, diz acreditar que o otimismo muito se dá pelo volume de serviços que estão aparecendo neste fim de 2017. “Ainda existem nuvens escuras que dificultam que enxerguemos o horizonte com clareza. Mas, já me consideraria feliz se conseguirmos pelo menos manter o que nós conseguimos esse ano anterior, em virtude também do que se fala do próximo ano”, destaca Armando. Ele diz ainda desconfiar que as eleições de 2018 podem influenciar no rumo da economia. “Apesar de todo otimismo, nós ainda estamos reféns das eleições, por exemplo. Temos um quadro político cheio de interrogações. Então, depende disso e daquilo e nós ficamos apenas na esperança de que as melhores decisões sejam tomadas (em nível nacional) para que a coisa possa andar”, analisa. “Pensando friamente, eu acho que se a gente manter esse volume de crescimento constante já estaria de bom tamanho”, projeta, esperançoso. A Acrilart é uma empresa que está há 20 anos no mercado potiguar oferecendo serviços e produtos em acrílico para segmentos do comércio, indústria e serviço. “O acrílico é um produto muito versátil. Ele tem penetração em todos os segmentos do mercado. Contamos 90 >

Armando Filho e Armando Paiva atuam em nichos

Acrilart é pioneira no RN em trabalhos com acrílico com uma carteira de clientes grande e variada”, revela Armando. A empresa fabrica produtos sob medida, desde organizadores e porta-gibis, a troféus, medalhas, placas para formatura e sinalização, caixas de sugestões e decoração em geral. “O que mais frequen-

> novembro/dezembro de 2017

temente sai são produtos ligados à sinalização de empresas, placas internas. Fazemos muita coisa para arquitetos, também, como divisórias. A nossa grande vantagem é a capacidade de atender uma gama de clientes das mais diversas áreas”, orgulha-se Armando.


#totalmenteexcelente

ANDRÉ DE PAULA

Empresário

Um cúrio roots

Hold your horses Em janeiro, o grupo Veneza lançará o novo “new fiesta” 2018, com design externo modificado e com a conectividade como ponto alto, o carro abraça diretamente o segmento jovem brasileiro. Além disso, o grupo apresenta para o mercado ‘papa jerimum’ o novo Mustang 2018. O carro do cavalinho é um dos mais desejados do mundo e por aqui, na terra potiguar, não é diferente.

Zhe O Zhe que abriu suas portas na Romualdo Galvão, aqui na capital. Trata-se de uma mistura de restaurante, boteco e também um tipo de Grab And Go, onde você pode pegar algumas iguarias já preparadas e ir degustar na sua casa ou a onde você quiser.

Com uma pegada moderna, mas sem perder as raízes nordestinas, o novo boteco mais bombado da cidade aterrissa em Ponta Negra. Com um ar “cult cangaceiro”, apresenta alta gastronomia de boteco, com bebidas regionais, drinks bem elaborados e cervejas artesanais. O que realmente chama a atenção além da variação bem elaborada do cardápio é o ambiente muito bem projetado e aconchegante. Esse Curió começou cantando muito alto!

Grupo WBS FOODS apresenta a Hoggs Com inspiração na temática britânica e no rock in roll, nasceu a Hoogs, marca inovadora da pizza e o novo investimento do Grupo WBS FOODS, detentor da marca de sucesso Wayne´ s Burger Star, famosa hamburgueria presente em 5 estados com 15 unidades franqueadas. Os empresários Frederico Lima e Jozimar Alves de Lima, criadores da Wayne´ s, prometem algo “surpreendente e inovador” com a HoggsKings of pizza. Aposta no conceito “Store in Store” ou “loja dentro da loja”, validado nos Estados Unidos e difundido por grandes players.

A Grécia é aqui! Janeiro, na praia de Pirangi, será bem diferente pra quem quer curtir um ‘day use’ ou fazer um esquenta para os shows do verão. Está sendo construída, literalmente, uma paradisíaca ilha grega no nosso litoral. O GREKKO Beach Club. Arquitetura, história e sofisticação da Grécia foi a fonte de inspiração para a criação deste ousado equipamento. O Beach Club promete trazer uma programação diversificada com atrações locais e nacionais. Viva a Grécia ! novembro/dezembro de 2017 <

< 91


www.revistanegocios.net.br

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

shoppings de Natal na contramão da crise Com novas estratégias de sucesso, apostando em inovação, conforto e segurança, o setor de shoppings centers no Rio Grande do Norte vem fazendo a diferença e atraindo novos negócios, mesmo num cenário econômico ainda hostil. Em Natal, quatro importantes shoppings apresentam resultados positivos em 2017 e boas perspectivas para 2018. Natal Shopping, Praia Shopping, Cidade Jardim e Midway Mall estão na mira de novos investidores. Cada um ao seu modo tem apresentado estratégias diferenciadas, não só para atrair 94 >

> novembro/dezembro de 2017

parceiros, mas ao público em geral, através de um mix de serviços e entretenimento. Estes empreendimentos navegam no seu oceano azul particular, têm seu público fiel e não há motivos para se preocupar com a concorrência, uma vez que eles cultivam clientelas já cativas. Segundo a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping Centers (ABRASCE), shoppings centers do Brasil devem elevar em 5% as contratações temporárias no fim de ano, apostando em aumento de cerca de 7% nas vendas de Natal. Para os shoppings de Natal, essa expectativa é ainda maior.


Shopping center

Felipe Furtado, superintendente do Natal Shopping, celebra crescimento

Mix de serviços e entretenimento são atrativos do Natal Shopping Varejo, serviço e entretenimento são os três pilares que fazem do Natal Shopping um dos mais atraentes do Rio Grande do Norte. O equilíbrio deste mix é apontado pelo superintendente do estabelecimento comercial, Felipe Furtado, como o diferencial do shopping center. “Nós contamos com estes três pilares sempre no nosso radar, tentando equilibrá-los de modo que o shopping fique bastante parrudo e com bastante atratividade. É isso que fomos mostrando, desde que chegamos, em janeiro de 2016, aos investidores, franqueados e lojistas locais. Essa aproximação e o vento soprando a favor fizeram com que as coisas começassem a acontecer

já em 2017, o que começamos a construir ainda em 2016”, revela. Ao detalhar a área de entretenimento, ele aponta como diferenciais o cinema (Cinépolis) com sala vip, boas opções de alimentação, eventos do marketing voltado para a família, estrategicamente, toda semana; no varejo, o estabelecimento trabalha com marcas exclusivas, com uma variedade de loja dentro do mix, e no serviço, os atrativos vão, segundo Felipe, desde um estacionamento vip, passando por um espaço coworking gratuito, até operações de serviços, como academia e uma alameda com casa lotérica e pague fácil. “A gente está aqui desde janei-

ro de 2016 realizando um trabalho forte de prospecção com investidores e lojistas, mostrando quem é o Natal Shopping, a história do shopping, seus diferenciais, potenciais... isso criou uma aproximação grande nossa com investidores e franqueados”, revelou o superintendente. A estratégia deu certo e o Natal Shopping voltou a ser ocupado quase que em sua totalidade, o que deve acontecer em 2018 com a perspectiva de mais 15 novos negócios. “Para 2018, vamos continuar fazendo um trabalho forte de prospecção com investidores, franqueados e lojistas locais, para complemento de mix. Estamos planejando para o ano que vem algo em torno de 15 novos negócios, sempre com pensamento nesse tripé: serviço, entretenimento e lazer”. Em 2017, apesar da crise, houve um aumento de 200% no volume de negócios, se comparado ao ano anterior. De acordo com Felipe, o shopping encerra 2017 com 98% do seu espaço ocupado, ou seja, 175 lojas e 40 quiosques. “É bastante satisfatório”, comemora Furtado. Para ele, o fato de o shopping ser o mais antigo de Natal agrega valor às negociações e mostra ao público e aos lojistas que a organização conseguiu se manter de pé em boas condições durante essas quase três décadas, que viu o país passar por turbulências econômicas. “Essa história de 25 anos, com certeza, agrega valor. A gente tem muitos clientes que viveram histórias aqui, que são fiéis. Isso para o mercado, tanto para os investidores quanto para os clientes que não conhecem o Natal Shopping, é algo interessante, gera curiosidade”, destacou.

novembro/dezembro de 2017 <

< 95


Shopping center

Superintendente Maria Paula Rabelo apresenta ala de clínicas de saúde

Praia Shopping reforça conceito “Tudo num só lugar” Entender para atender bem. É a tarefa diária empreendida pelo Praia Shopping, empreendimento que está focado em resolver as demandas da zona sul de Natal com serviços, lazer e compras. No ano em que completa 20 anos de fundação, o Praia consolida o conceito “Tem o que você precisa”, atraindo mais dois grandes investimentos: uma academia com amplo estacionamento e o primeiro centro clínico da região. Juntos, os negócios representam investimentos de mais de R$ 2 milhões. O Praia Shopping acredita que a academia Selfit e o centro clínico devem incrementar o fluxo em mais 1000 pessoas por dia. O primeiro centro clínico na zona sul tem 1400 metros quadrados e conta com mais de dez especialidades, 96 >

laboratório de análises clínicas, oftalmologia, exames de imagem, odontologia e medicina do trabalho. Ao todo, o shopping conta com 100 operações num mix de lojas variado, formado por marcas locais, regionais e nacionais, uma loja âncora com 1.400 m2, sete salas de cinema digitais, serviços bancários, espaço para recreação infantil, agência de viagem e passeios, casa de câmbio, academia de ginástica com mais de 1.200 m2. “Estamos investindo para atender o que o nosso público procura. Somos um shopping que oferece tudo num só lugar. O nosso desafio é entender para satisfazer nosso cliente”, destaca Maria Paula Rabelo, superintendente do Praia Shopping. Ela informa que o empreendimento recebe em média

> novembro/dezembro de 2017

600 mil pessoas por mês. 89% desse público mora a menos de 5 quilômetros do shopping. Na zona sul de Natal residem aproximadamente 180 mil pessoas. A região que concentra ainda a rede hoteleira com mais de 25 mil leitos que recebem cerca de 1 milhão de turistas por ano. Turistas que ajudam a incrementar as vendas e a circulação de pessoas na alta temporada. “O Praia vem se preparando para atender a zona sul de Natal com o que há de melhor em serviços, lazer e compras. Em breve teremos mais novidades sempre com o único objetivo de ofertar ao público uma vida mais prática, mais fácil e divertida”, destaca Daniele Leal, gerente de marketing do Praia Shopping.


Shopping center

Afrânio Marinelli, superintendente Midway, foco na gestão e resultados

Gigante Midway é case entre shoppings do país Inaugurado em abril de 2005, o gigante Midway Mall completou doze anos em 2017. Fruto da ousadia e empreendedorismo do seu criador, empresário Nevaldo Rocha, o equipamento se consolida como um dos principais centros de lazer da região Nordeste, registrando fluxo aproximado de 80 mil clientes por dia nos seus corredores. “Nosso compromisso é com a gestão e o resultado. Os números comprovam que estamos no caminho certo”, comemora Afrânio Marinelli, superintendente do shopping, amigo e

homem de confiança do fundador Nevaldo Rocha. O crescimento do fluxo, das vendas e o resultado EBITDA (Sigla em inglês do indicativo financeiro que calcula lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) do Midway impressiona até os maiores shoppings e holdings do segmento como Multiplan, BR Malls e Iguatemi, que buscam informações do gigante potiguar. O superintendente não confirma, mas a Revista Negócios apurou que o Midway fatura anualmente R$ 1,1 bilhão e

faz parte do seleto grupo de shoppings no país com faturamento acima do patamar de R$ 1 bilhão. Com quase 300 operações, o Midway Mall atribui hoje grande parte de seu sucesso à filosofia de trabalho do Grupo Guararapes, que investe ininterruptamente no empreendimento desde sua inauguração. O Shopping já passou por três grandes expansões que representaram mais de R$ 200 milhões em investimento. O Midway mantém desde a inauguração estacionamento gratuito e oferece ao cliente o que existe de melhor no varejo do país, nos mais variados segmentos. A oferta de novos serviços também foi uma aposta do Midway, que trouxe para o mix operações como a Academia Smart Fit, maior rede de academias da América Latina, e no primeiro piso (lateral do EXTRA) a Clínica do Shopping, com médicos de cerca de 20 especialidades e os mais variados exames laboratoriais. O Midway também agregou lojas como a Artex; a paulista Loungerie, o Magazine Luiza, segundo maior varejista do país; a Camicado, especializada em casa e decoração, e a Ri Happy Baby. O gigante Midway possui 231 mil m2, conta com 15 âncoras, praça de alimentação, área gourmet com quatro restaurantes, sete salas de cinema multiplex da rede Cinemark, e o Teatro Riachuelo com capacidade para até 2.800 pessoas, além de seis pavimentos de estacionamento coberto e gratuito com lotação de 3.900 veículos. O empreendimento pertence ao Grupo Guararapes, cujo proprietário (Nevaldo Rocha, o 19º mais rico do Brasil) também é dono da rede de lojas de departamento Riachuelo.

novembro/dezembro de 2017 <

< 97


Shopping center

Amélia Dutra, gerente de marketing: foco é "atender 100% o cliente"

Cidade Jardim oferece

diversidade e qualidade Localizado no coração da cidade, no entroncamento das principais artérias da Zona Sul, Avenida Engenheiro Roberto Freire e Avenida Ayrton Senna, por onde trafega um fluxo de mais de 110 mil veículos por dia, está o primeiro shopping de Natal, o Shopping Cidade Jardim. Verdadeiro case de sucesso, o equipamento encerra 2017 registrando aumento de fluxo, de vendas e com vacância praticamente zero. Ou seja, os espaços ali são muito valorizados. O shopping oferece um diversifi98 >

cado mix e recebeu novas lojas e investimentos que se destacam na área de alimentação e vestuário. O Cidade Jardim cresce a cada ano e continua sendo um excelente negócio para lojistas e clientes. O crescimento (fluxo e vendas) é expressivo. Este ano, o equipamento inaugurou novas operações como a Rutra, Piticas, Creperie84, Bia Plus, Aynnek e Davolli, fruto da visão empreendedora de quem avalia o shopping como espaço ideal para investir neste momento de reaquecimento. “Além das

> novembro/dezembro de 2017

novas operações, temos lojistas que estão aqui há mais de trinta anos. E empresários que estão ampliando, aumentando espaço das suas lojas”, destaca Ronaldo Fernandes, gerente de comercial do Shopping Cidade Jardim. Com um fluxo em média de quinze mil clientes diários, o Cidade Jardim é um empreendimento oferece excelente custo/ benefício aos lojistas. O mix diversificado de lojas é outro diferencial com operações como: Boticário, CVC Turismo, Ecológica, Sport Master, Miranda Computação, Chilli Beans, Multicoisas, Tim, Adega São Cristovão, Americanas Express, entre várias outras. No segmento infantil destacam-se a Caixa de Brinquedos, Aire, Divirta Kids, Bamboo, Stock Fino, Maré Kids e muito mais. A área de alimentação do Cidade Jardim é outro ponto forte, contando com operações já consagradas como Real Botequim, Nemo Sushi, Restaurante Bella Natal, São Braz Coffee Shop, Pittsburg, Empório do Sabor, Creperie 84, Pé de Moleque, Subway, Bob's, Cafeteria Pé de Café, entre outros. A prestação de serviços bancários também é um atrativo e o shopping dispõe de agência do Bradesco, caixas rápidos da Caixa Econômica Federal e Banco 24 Horas, além do 4º Ofício de Notas, serviço lotérico, conserto de joias e relógios, casas de câmbio, consertos e ajustes de roupas, consertos de celulares, entre outros. “O Cidade Jardim tem o que o cliente precisa. Aqui ele resolve a sua vida com grande praticidade. Estamos atentos para atender 100% o cliente”, revela Amélia Dutra, gerente de Marketing. .


Shopping center

Missão: Levar grife e moda de qualidade para todos Levar moda de qualidade para todas as classes sociais, proporcionar o acesso às grifes mais cobiçadas do mundo, a um preço acessível. Este é o mantra que está na cabeça de Hugo Costa, empreendedor potiguar inquieto que há mais de dez anos atua no comércio de roupas de grife em Natal. Hugo é o fundador da loja que leva o seu nome e que vem se destacando no cenário local: Hugo Multimarcas. Ali o cliente encontra Tommy Hilfiger, Lacoste, Ellus, Replay, Diesel, Zapália, 100 >

Hugo Costa: Todos podem comprar roupas de qualidade a preço justo

Acostamento, Richards, Lança Perfume, Reserva, Noir Le Lis, Animale, Calvin Klein, John John, New Balance, Foxton, Pineaple. “Trabalho para que todos possam comprar roupa de qualidade pelo preço justo”, afirma. Hugo avalia que três pilares são fundamentais no seu negócio: atendimento acima da média, peças de qualidade e preço baixo. “Não tem segredo. A gente negocia bem com fornecedores e tem um lucro reduzido. isso permite entregar a mercadoria ao cliente pelo preço

> novembro/dezembro de 2017

que ele pode pagar e que é justo”. Uma das lojas Hugo Multimarcas que mais vendem ocupa uma boa localização no Shopping Cidade Jardim. O lugar ficou pequeno diante de tanta procura. A Hugo Multimarcas tem planos ousados de expansão. Em breve vai inaugurar mais uma loja Hugo Multimarcas, no Partage Norte Shopping. “Levamos anos para construir credibilidade e confiança junto a estas grandes marcas. Agora queremos levar moda para todos. Esta é a nossa missão”, conclui Hugo.


Shopping center

Rio Center comemora 80 anos com planos de expansão A Rio Center completou 80 anos de fundação em 2017 e se transformou num verdadeiro símbolo do varejo potiguar. O grupo comemora oito décadas com o vigor de um adolescente e anuncia expansão, com investimento em duas novas lojas até 2019. A Rio Center tem se reinventado ao longo deste período e encerra o ano com um dos seus melhores resultados econômicos. A história da rede genuinamente potiguar começou pela década de 1930, quando o fundador do Grupo, o visionário Alcides Araújo extraiu da Segunda Guerra Mundial uma excelente oportunidade de fazer da sua loja de tecidos, a primeira loja de departamentos do Rio Grande do Norte. O sucesso começou com a venda de meias de seda e perfumes franceses para os soldados americanos. “Confecção só existia em boutiques. A gente é que foi inserindo as roupas no meio dos tecidos e quando vimos, o negócio se

102 >

> novembro/dezembro de 2017

transformou”, lembra Flavio Araújo, atual diretor presidente do Grupo Rio Center. Nestas oito décadas, a Rio Center se consolidou sem perder a identidade. A pluralidade é uma marca. No segmento da moda, representa nomes de peso como Reserva, Dudalina, Aramis, Cia Marítima, Colcci e Lilica Ripilica, mas também se destaca nos setores de perfumaria, Casa e Decor e sapataria. A rede possui três unidades em Natal – Natal Shopping, Centro e Lagoa Nova –, e projeta para o próximo ano a inauguração de mais duas – Alecrim e Zona Norte. “A expectativa é que a gente consiga expandir para essas duas áreas até o final de 2019, estamos falando em curto prazo. Já fizemos a reserva de espaço nos dois empreendimentos”, confirma Flávio, sobre o ingresso como âncora em um shopping na Zona Norte de Natal e no Alecrim, o bairro que tem uma imensa forca comercial.


www.revistanegocios.net.br

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

Muito além dos

likes Você já ouviu falar em marketing digital e com certeza sabe do que se trata. Já sabe também que o mundo é digital e que este é um processo inevitável. A maioria dos que estão lendo esta matéria certamente já comecou a se mexer e implantou (mesmo de que forma amadora) iniciativas digitais no negócio ou trabalho. Se não iniciou ainda, não procrastine mais. Bem vindo ao digital.

108 >

> novembro/dezembro de 2017


Marketing digital

O marketing digital é inovação constante. É uma área que cresce de forma rápida, se reinventa a todo momento. Professora e pesquisadora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Lissa Ferreira define como “conjunto de estratégias voltadas para a promoção de uma marca na internet e seus meios”. Ela explica que o marketing digital se diferencia do tradicional por envolver canais online e demandar uma interação mais rápida e frequente com o público, além da criatividade e inovação. Muitas empresas têm usufruído da ferramenta para consolidar a marca e atrair a atenção do consumidor. Um exemplo é o Colégio Facex e o Centro Universitário Unifacex, que juntos acumulam mais de oito mil seguidores no Instagram e quase 46 mil curtidas no Facebook. “Nós estamos sempre preocupados em produzir conteúdo de qualidade que agrade nosso público e se enquadre nas particularidades de cada tipo de rede social”, explicou o gerente de

Jeanny Damas, da Acarta Comunicação

Flávio Sales aposta em gestão, planejamento e inovação marketing das empresas, Gustavo Maia. As instituições também estão presentes do Twitter e Youtube. Os centros educacionais dispõem de setores próprios para lidar em tempo real com as demandas das mídias sociais e site, além de realizar análises comportamentais dos consumidores. “Prezamos muito por interagir e atender as necessidades digitais dos nossos clientes. Fazemos conteúdo integrado, informamos sobre notícias internas e externas voltadas ao segmento educacional e é muito bacana notar o orgulho dos nossos alunos e funcionários ao replicarem os conteúdos. Isso tudo nos ajuda a fortalecer o posicionamento da marca”, frisou Gustavo. Muitas empresas e instituições preferem delegar a tarefa do digital para profissionais especializados no ramo. Há no mercado natalense empresas especializadas em comunicação e marketing digital. É o caso das empresas Acarta Comunicação e Maxmeio referências no mercado que oferecem apoio através de equipes qualifica-

das. “Marketing digital não é só fazer uma arte legal e postar. Precisa de planejamento, investimento, e principalmente, gestão. E tem sido bacana ver que as empresas estão redirecionando suas verbas para investir nessa área”, comentou Flávio Sales, diretor da Maxmeio Digital. Jeanny Damas, executiva da Acarta Comunicação, explica que é muito importante a oferta do serviço personalizado e direcionado aos clientes, por isso destaca a necessidade de um estudo de perfil do mercado e do público. “É impossível generalizar o marketing digital. Memes, por exemplo, estão em alta. Mas o que funciona no Sudeste, não necessariamente vai funcionar aqui. Precisamos estar frequentemente nos aperfeiçoando e atentos às mudanças que estão em alta. Na Acarta temos um outro diferencial que é o bom relacionamento com os influenciadores digitais”, informa Jeanny. Apesar do mercado digital ser tendência e estar crescendo cada vez mais, não pode ser a mídia de divulgação única.

novembro/dezembro de 2017 <

< 109


Marketing digital

ENTREVISTA | Thiago Schioppa marketing digital? Um blog é fundamental. E um blog que é subdomínio do site dá mais autoridade para a marca, por exemplo: nome do domínio, barra, blog (www.nomedodominio/blog).

Resultados Digitais A Revista Negócios participou do CONEXÃO DIGITAL, realizado em Natal, em outubro, pela Fácil Comunicação. Entrevistamos Thiago Schioppa, palestrante e representante da Resultados Digitais, empresa criadora da ferramenta RD STATION, que gera conteúdo e cria interatividade. Por que investir em marketing digital? O digital hoje é um dos maiores canais que existe nas mídias. Uma marca precisa está no digital para ser promovida, divulgada, entender o perfil do consumidor, atrair novos clientes e fidelizar. a marca que não investe no digital está fadada ao fracasso nos negócios? Acho radical falar que está fadado ao fracasso. Mas há grande possibilidade desta marca não ter êxito por não estar no digital. É fundamental uma empresa que queira ter novos visitantes, ter novos clientes e nutrir um relacionamento, ter um site, por exemplo. Para se fazer marketing 110 >

digital, a marca precisa investir em conteúdo. marketing de conteúdo é o coração do Marketing Digital? Sim, exatamente. Eu acredito que o marketing de conteúdo e o investimento em mídias pagas são o que regem o marketing digital. Claro, que existem casos de empresas e marcas que nunca investiram em mídias pagas, porque eles produzem um marketing de conteúdo excepcional. No entanto, a gente não pode deixar de levar em consideração de que se a marca ou empresa quiser uma ação mais rápida, tem que aliar o conteúdo com a mídia paga. O blog é fundamental numa estratégia de

> novembro/dezembro de 2017

E quem está apto a produzir conteúdo para web? O jornalista, publicitário, relações públicas, profissional do marketing ou alguém da área de tecnologia? Acho que o jornalista, o publicitário, o profissional do marketing e o relações públicas podem trabalhar com o marketing de conteúdo. Vai depender muito da redação deste profissional. É uma área muito estratégica, mas muito técnica também, porque o conteúdo tem que está relacionado ao SEO, a palavra-chave do Google. Então, o que as empresas ou marcas fazem? Pegam um jornalista ou publicitário, por exemplo, que escreva bem, solicita a produção da matéria, do conteúdo, enfim, e encaminha para o técnico em SEO para que este profissional possa tratar o conteúdo para deixa-lo bem ranqueado no Google. Fala-se em ‘conteúdo rico’, no marketing de conteúdo. Como definir ‘conteúdo rico’? É tudo aquilo que a marca transmite para o seu leitor, visitante ou lead e que traga conhecimento para ele, que faça com que ele te enxergue como autoridade. O conteúdo rico vai trazer gratuitamente para o seu lead uma informação que ele procura.


Chapéu www.revistanegocios.net.br

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

Bitcoins

realidade ou ficção do mundo digital? Entender o que é bitcoin é um processo gradativo, segundo alguns especialistas do mercado. Em geral, no entanto, para facilitar o entendimento, segue um conceito: trata-se de uma forma de dinheiro, com a diferença de ser digital e não ser emitido por nenhum governo. Para transações online, é a forma ideal de pagamento, pois é rápido e seguro. Uma tecnologia inovadora. Tecnicamente, é um programa de código-aberto compartilhado por redes com vários computadores conectados. E foi criado, protocolado e divulgado pelo misterioso Satoshi Nakamoto. Possivelmente, um japonês que já ultrapassou os 40 anos de idade. Porém, não se sabe ao certo se é realmente uma pessoa ou um grupo de programadores. Cada vez mais popular na internet, a unidade da criptomoeda está avaliada em R$ 29 mil aproximadamente. O valor é determinando livremente por indivíduos do mercado.

114 >

> novembro/dezembro de 2017

Na Empiricus, maior empresa de análise de investimentos do Brasil, um dos questionamentos mais comuns é sobre a segurança da nova moeda. “A segurança do bitcoin é garantida graças a um código matemático complexo e único. Soma-se a isso o fato de que toda moeda é gerada e fiscalizada por uma rede de transações chamada blockchain, uma tecnologia que funciona como um livro de registros ou um livro contábil. Todas as transações feitas no mundo inteiro com a moeda virtual estão registradas ali. Dessa forma, é garantida a segurança e a integridade da moeda à prova de hackers. Toda vez que uma transação é feita, um novo código é gerado e adicionado ao código preexistente do bitcoin, tornando impossível sua falsificação”, explicou Vinicius Bazan, analista da Empiricus. No Brasil, as plataformas para compra e venda de bitcoin têm se popularizado. As mais famosas são


Investimentos

Mercado Bitcoin, Bitcointoyou e Foxbit. A cada dia, mais pessoas apostam nas criptomoedas e no espírito de “livre mercado” puro, sem interferência de governos. Espalhado na rede, pode ser garimpado. Para isso, é preciso quebrar a criptografia dos bitcoins. Se bem-sucedido, a moeda vai para sua carteira virtual. Nakamoto estabeleceu a existência de apenas 21 milhões de bitcoins. Até o momento, foram encontradas 11,7 milhões. Por isso, a ideia de mineração está ficando cada vez mais difícil, dizem os especialistas. Assessor financeiro da Apex Investimentos, afialiada da XP Investimentos, Ranylson Machado, alerta para os cuidados com as especulações. “O alerta que faço é quanto a especulações financeiras com esta moeda. As oscilações são fortes e sugiro que se estude bastante esta nova modalidade de investimento antes de se aventurar nesta seara”, recomenda Ranylson. “É preciso saber que atualmente existem grandes movimentos especulativos (procura e oferta) acarretando uma grande oscilação no mercado de câmbio, o que interfere em seu valor, o qual é definido livremente ao longo do dia”. Ele acredita que haverá uma migração natural, gradual e ininterrupta para a criptomoeda. "A minha opinião é a de que esse meio de pagamento eletrônico, que já é uma realidade, aos poucos se consolide como tal em nível global, promovendo uma migração gradual – não muito rápida, mas ininterrupta - do pagamento através do papel moeda para as bitcoins, ou outros protocolos digitais que estão surgindo com esta finalidade".

Qual o melhor investimento para 2018? Mesmo ainda sob um cenário de crise política, a economia brasileira começa a dá sinais de recuperação. E com o fim do ano batendo à porta, uma pergunta começa a fazer eco no mercado financeiro: qual o melhor investimento no Brasil em 2018? “Precisamos traçar cenários para melhor responder a esta pergunta. Temos atualmente um ambiente econômico bem melhor do que tínhamos há um ano e meio: inflação controlada; juros próximos à mínima histórica; uma modesta, mas promissora, retomada econômica. Por outro lado, temos um ambiente político conturbado, com uma eleição em 2018 que certamente propiciará muita oscilação ao mercado financeiro”, analisou Ranylson Machado, assessor financeiro, da Apex Investimentos, afiliada da XP Investimentos. “A minha aposta é para que não tenhamos uma mudança brusca nos rumos da economia em 2018. Penso que o melhor investimento para o próximo ano está na diversificação da carteira, acreditando na gradual retomada da economia, com juros e inflação mantidos em patamares baixos”. E sugere: “A minha sugestão para investir no mercado financeiro passa por um mix de produtos que envolvem a renda fixa (CDB, LCI, LCA...), fundos multimercados, fundos imobiliários, COE (certificado de operações estruturadas) e fundos ou carteira de ações”. Neste caso, segundo ele, a definição do peso de cada tipo de produto no portfólio vai depender da análise do perfil de investidor

Ranylson Machado, assessor financeiro da Apex (conservador, moderado ou agressivo) e da necessidade de resgate para atender ao fluxo de caixa de cada um (carência para resgate no curto, médio e longo prazos). Autor do livro Tesouro Direto Simplificado e especialista em finanças, Victório Amoedo revelou recentemente em seu blog que não há uma resposta pronta para essa questão. "É complicado determinar qual o melhor investimento. O risco está associado às variáveis macroeconômicas: inflação, taxas de juro básica (Selic), PIB, entre outras", ensina Amoedo. Ele alerta ainda para um erro que muitos cometem, principalmente, quem está ingressando neste universo do mercado financeiro. "Investir não é simplesmente rankear com base na rentabilidade e pronto. Há uma série de variáveis que diferenciam os diversos tipos de investimentos do mercado financeiro. Em regra, quanto maior o prazo maior a rentabilidade oferecida". Liquidez, risco de crédito e risco de mercado também são apontados por Amoedo como variáveis importantes a ser avaliada na hora de investir.

novembro/dezembro de 2017 <

< 115


Investimentos

Tipos de Investimento Caderneta de poupança A preferida e mais tradicional aplicação financeira escolhida pelos brasileiros tem um formato simples de adesão. Basta procurar qualquer instituição bancária, apresentar documentos de identificação, residência e pronto! Você poderá começar a poupar o seu dinheiro e fazer com que ele renda um percentual por mês. A poupança é mais escolhida em função de não ter cobranças de impostos e pela certeza de rendimentos todos os meses.

Mercado de Ações O Modalidade muito conhecida, principalmente pela mítica Wall Street e todos os filmes sobre o assunto. Esse mercado é extremamente sensível, pois a ação pode ter um valor alto no começo do dia e, ao final, esse valor pode estar abaixo do esperado, por exemplo. As ações vendidas são participações societárias nas empresas, ou seja, você se torna um dos donos da empresa. Basicamente, existem dois tipos de ações: as ordinárias (ON), em que o titular tem direito de voto em assuntos corporativos nas assembleias, e as preferenciais (PN), em que o titular não vota, mas tem preferência no recebimento dos dividendos. As ações PN são as mais comuns e mais fáceis de serem compradas e vendidas no mercado. No Brasil, a compra e venda de ações ocorre na Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBovespa) por intermédio das corretoras habilitadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). 116 >

Ouro Em função da instabilidade econômica mundial, o ouro acaba tornando-se oscilante, o que faz aumentar o risco no investimento. Assim como no câmbio, investidores mais experientes levam vantagem nesse tipo de investimento por terem um perfil de risco mais agressivo, sabendo o momento ideal de investir para obter lucros futuros. Estes momentos normalmente são antecipados por crises econômicas. Outro dado curioso: a valorização do dólar, a crise europeia, a queda nos juros e os resultados da bolsa de valores influenciam o valor do grama do ouro. Para realizar sua compra é necessário realizar os mesmos procedimentos usados para comprar ações: acessar o site BM&FBovespa e procurar uma corretora de valores credenciada. Títulos Públicos ESão os títulos do governo federal emitidos pelo Tesouro Nacional, com a mesma finalidade das debêntures, com a diferença de que servem para captar recursos para o financiamento das atividades públicas. Por serem atreladas ao governo são vistas como rendimentos de baixo risco. A remuneração para esse tipo de investimento também ocorre na modalidade de pré ou pós-fixadas, em que o valor unitário é uma estimativa do valor futuro descontada a taxa de juros. Os investimentos em títulos públicos podem ser feitos por meio do site do Tesouro Direto mediante cadastro e contratação de uma corretora de valores credenciada para realizar a formalização da compra e venda dos títulos.

> novembro/dezembro de 2017

CDB Os Certificados de Depósitos Bancários têm a finalidade de captar recursos para os bancos, como se você estivesse financiando ou emprestando dinheiro para que a instituição financeira realize empréstimos para outras pessoas. Existem dois tipos de modalidades de CDB, os prefixados (taxas de remuneração fixas no contrato) e os pós-fixados (não se sabe sobre a sua remuneração na contratação). Para escolher entre as duas modalidades, o ideal é acompanhar a taxa SELIC, que nos oferece duas hipóteses: se o cenário apontar uma queda da taxa, o ideal é escolher os certificados prefixados. Se ocorrer o contrário e as expectativas forem de alta da inflação e da taxa Selic, o pós-fixado é a modalidade ideal. O investimento acompanha a alta do mercado financeiro, e ambos os tipos podem ser resgatados a qualquer momento.

RDB Existe uma semelhança muito grande entre o CDB e o RDB (Recibo de Depósito Bancário). O RDB também é uma modalidade em que há um empréstimo para o banco. A diferença é que neste modelo o investidor não tem a opção de retirada do valor antes do prazo estipulado. No RDB também há a possibilidade de se optar entre um rendimento prefixado ou pós-fixado. Assim como a poupança, o CDB e o RDB também são investimentos com baixo grau de risco.


Dicas de livro

Confira a lista de seis livros que podem ajudá-lo a cuidar melhor do seu dinheiro:

Memórias de um operador da Bolsa Edwin Lefèvre Lefèvre conta a história de Larry Livingston, pseudônimo de Jesse Livermore, um dos maiores especuladores de todos os tempos. Livermore começou a apostar em pequenas corretoras fraudulentas e ganhou milhões logo após o final da Primeira Guerra Mundial. E sempre que havia algum movimento estranho nas Bolsas, Livermore era tido como o culpado, devido a suas especulações constantes.

O jeito Warren Buffett de investir Robert G. Hagstrom Hagstrom apresenta em sua obra o pensamento e a filosofia do homem que ficou bilionário utilizando ferramentas disponíveis para qualquer um. Para isso, o autor apresenta os 12 princípios que orientam a filosofia de investimentos de Buffett, independentemente da situação econômica e da quantia disponível de cada investidor.

Ações comuns, lucros extraordinários Phil Fisher Um clássico da área de investimentos em ações, o livro de Fisher oferece uma boa compreensão do mercado acionário e explora técnicas de avaliação para que haja um maior envolvimento entre o investidor e seu investimento. Para isso, o autor elabora uma lista com 15 pontos considerados fundamentais na hora de escolher bons investimentos na bolsa.

O investidor inteligente Benjamin Graham Considerado pelo magnata Warren Buffett o melhor livro de investimentos da história, a obra de Graham ensina fundamentos básicos da análise fundamentalista que um investidor precisa saber antes de aplicar dinheiro em renda variável. Para ilustrar esses conceitos, o autor utiliza relatos de eventos históricos.

Os segredos da mente milionária T. Harv Eker Eker apresenta aos leitores como é possível substituir uma mentalidade destrutiva por aquilo que ele chama de “arquivos de riqueza”. Para isso, o autor elenca 17 modos de pensar que distinguem as pessoas ricas das demais.

Os grandes investidores Glen Arnold O livro de Arnold condensa as filosofias dos principais investidores ao redor do mundo, como Buffett e George Soros, além de outros. Ele mostra como essas personalidades acumularam riqueza e o que pode ser aplicado nas estratégias de investimento de cada um.

118 >

> novembro/dezembro de 2017


www.revistanegocios.net.br

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

2007

2008

2009

2010

2011

10 anos contando a história da economia potiguar O ano era 2007. Como editor de economia do extinto O Jornal de Hoje, o jornalista Jean Valério acompanhava com atenção o desenvolvimento do Estado, necessidades, gargalos, setores que se destacavam, a atenção do poder público para os grandes temas da economia. Sua dedicação à temática, a proximidade com as entidades de classe e o empresariado o encorajaram a

122 >

criar um veículo de comunicação à serviço da livre iniciativa. Nasceu então a Revista RN Negócios, pronta para narrar, com isenção e compromisso, a história da economia potiguar. “Nunca tive medo de desafios. Este foi um dos que tenho orgulho de ter topado. Criamos um veículo de comunicação para defender a livre iniciativa. Assim foi ao longo destes dez anos. As páginas da

> novembro/dezembro de 2017

Revista trouxeram centenas de histórias de empresas, pessoas, líderes, retratos de momentos importantes para a economia”, lembra o jornalista Jean Valério, diretor da Revista Negocios.Net, que se modernizou, ajustou formato, a marca, agregando plataformas on line e digital. As mais de 70 edições da revista são recortes de passagens marcantes que definiriam os rumos


História

2012

2013

da economia local. “Celebramos, por exemplo, a Agenda do Crescimento, projeto implantado em 2007 pela então governadora Wilma de Faria. Acompanhamos passo a passo o que era investido em diversos segmentos econômicos”, lembra Jean. Em 2007, Jean Valério conta que uma das primeiras edições foi preparada especialmente para ser lançada em São Paulo, num encontro entre secretários de Estado potiguares com empresários paulistas, na sede da na Federação das Indústrias de São Paulo (FIESP). “Levamos para São Paulo um

2014

2015

dossiê da nossa economia, apresentando potencialidades e setores pujantes”, destaca Jean Valério. Depois do evento “Rio Grande do Norte: um grande negócio”, realizado em São Paulo, a Revista Negocios foi utilizada em outros encontros nacionais e internacionais. Cobriu desde a Agenda do Crescimento, passando pela construção da Arena das Dunas, o aeroporto de São Gonçalo do Amarante, até as mais recentes viagens governamentais em busca de investimentos, como foi a missão à China tendo como resultados o interesse da Chint em

2016

investir no Estado na construção da maior indústria de placas fotovoltaicas da América Latina. Marcada pelo perfil agressivo sempre na defesa das causas econômicas estaduais, a Revista RN Negocios preencheu uma lacuna deixada pela antiga Revista RN Econômico, projeto jornalístico dos anos 70 e 80 que seguia o mesmo padrão e objetivos. “Revistas como a RN Econômico e a Empresas & Empresários, do meu saudoso amigo Ronaldo Soares, são inspirações para que a gente continue lutando para manter vivo este trabalho”, destaca.

novembro/dezembro de 2017 <

< 123


História Meta (2006 a 2010)

R$ 15,72 bilhões Quadro apresentado pela Revista em 2007 – Análise da Agenda do Crescimento Setores beneficiados Energia, petróleo e gás

Mineração

Meio ambiente

Pesca e aqüicultura

Transporte

Ciência e Tecnologia

Turismo, urbanismo e imobiliário

Recursos hídricos

Social-habitacional

R$ 6,202 bilhões R$ 40 milhões R$ 5,770 bilhões

2007

R$ 150 milhões R$ 980 milhões R$ 439 milhões

2008

2009

R$ 122,5 milhões R$ 57,3 milhões R$ 874,7 milhões

2010

2011

O que dizem os líderes empresariais sobre os 10 anos da Revista Negócios

Amaro Sales Presidente da Federação das Indústrias do do RN-FIERN

Zeca Melo Diretor presidente do SEBRAE-RN

José Vieira Presidente da Federação da Agricultura do RN-FAERN

A Revista Negócios foi testemunha de uma década de avanços, inovações e conquistas da indústria potiguar. Contou parte dessa história em suas páginas e merece nossas homenagens.

O SEBRAE RN reconhece a Revista Negócios como importante canal de notícias apoiador da livre iniciativa e das pequenas empresas potiguares. Parabéns e vida longa à publicação.

O agronegócio é o motor que sustenta a economia potiguar. Com talento e trabalho, os produtores rurais têm superado adversidades. E a Revista Negócios tem um papel fundamental no apoio às causas do homem do campo..

124 >

> novembro/dezembro de 2017


História

Origem dos investimentos Governo do Estado

Setor privado

(dos quais R$ 281,5 milhões já foram aplicados)

(dos quais 1,06 bilhão já foram aplicados)

Governo Federal

Outras fontes

(dos quais 332,8 milhões já foram aplicados)

(dos quais R$ 1,3 bilhão já foram aplicados)

R$ 1,34 bilhão

R$ 7,33 bilhões

R$ 1,62 bilhão

R$ 5,43 bilhões

Volume total investido no primeiro ano:

2012

2013

Marcelo Queiroz Presidente do SISTEMA FECOMERCIO A evolução e a diversificação da nossa base econômica são retratadas com esmero e competência, há dez anos, pela Revista Negócios, que vem noticiando com singular profissionalismo o crescimento, sobretudo, dos setores ligados ao comércio, turismo e serviços do Estado. Por isso a revista e toda a sua equipe merecem nosso respeito e nosso aplauso. Vida longa à publicação

R$ 3,03 bilhões

2014

2015

2016

Augusto Vaz presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas CDL Natal

José Odecio Júnior presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis ABIH RN / FIERN

A história do empreendedorismo natalense se confunde com as páginas da Revista Negocios, que notícia com seriedade, há mais de dez anos, iniciativas e empresas de destaque. O comércio e os lojistas de Natal reconhecem o valor da Revista Negocios

A força do Turismo Potiguar, esta nossa vocação que movimenta e alimenta mais de 50 atividades econômicas, é retratada de forma competente nas páginas da Revista Negocios. A indústria hoteleira reconhece o valor de um veículo que prima pela defesa da livre iniciativa.

novembro/dezembro de 2017 <

< 125


www.revistanegocios.net.br

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

O MELHOR DO TURISMO

ESPEC

Pipa, Noronha e Galinhos Verdadeiros paraísos do Nordeste

IAL TU

RISMO


ChapĂŠu Turismo

Turismo de fazer inveja

O paraĂ­so ĂŠ aqui! Vamos aproveitar

132 >

> novembro/dezembro de 2017


Chapéu ESPEC

IAL TU

RISMO

Pipa, Galinhos e Noronha É aqui, onde o Mapa do Brasil faz a curva, na cidade de Natal, no Estado do Rio Grande do Norte, que pulsam os cenários mais paradisíacos e de natureza abundante com piscinas naturais no meio do oceano, falésias costurando a praia, dunas em formatos diversos e rios abundantes que se confundem com o mar. É

#aventura

tanta beleza que fica difícil não ser clichê. E quase impossível selecionar de forma limitada indicações para os turistas que visitam o Estado e até mesmo para os norte-rio-grandenses, que poderiam desfrutar muito mais destes paraísos. Topamos o desafio e enumeramos destaques de três destinos imperdíveis:

s o t n a c #en

novembro/dezembro de 2017 <

< 133


Pipa eChapéu Tibau do Sul

Pipa o Paraíso do Nordeste Antes de ser um dos destinos turísticos mais cobiçados do Brasil, Pipa era uma rústica vila de pescadores, revelada por surfistas nos anos 70. Desde então, o povoado entrou na rota de turistas do mundo. São 18 quilômetros de praias exuberantes e belezas naturais exclusivas emolduradas por falésias gigantes. Este ano, a gestão pública municipal iniciou um trabalho profissional e Pipa já recebe metade dos turistas de praia que vêm para o Rio Grande do Norte. O distrito pertence à cidade de Tibau do Sul e está localizado a 80 quilômetros de Natal, no Rio Grande do Norte, Brasil. Fica bem próximo a João Pessoa (Paraíba) e Recife (Pernambuco). Pipa já é conhecida como um destino de sete dias e sete noites. Oferece praias para todos os gostos: com e sem ondas, com e sem agito, com e sem barracas, com e sem pessoas; diversas opções de passeios de aventura e uma noite agitada e cosmopolita. Pipa é democrática e atrai tanto quem deseja relaxar em pousadas aconchegantes (ALIÁS ESTE É UM PARÊNTESE IMPORTANTE POIS PIPA POSSUI AS MAIS FANTÁTICAS ESTADIAS DO PLANETA) e nadar com os golfinhos, como quem quer se aventurar e badalar nos bares e restaurantes com sotaques variados. O lugar foi eleito pela “Revista 4 Rodas” como um dos mais belos do litoral brasileiro, e pelo site Trivago como um dos destinos com a melhor relação de custo-benefício para se conhecer no Brasil.

134 >

> novembro/dezembro de 2017


ESPEC

IAL TU

praias exclusivas

RISMO

Praia do Madeiro A praia do Madeiro é um excelente pico de Surf para iniciantes, com escolinhas da modalidade. As águas quentes e calmas, cor de esmeralda, vão te oferecer banho tranquilo e até passeio de caiaque, alugado na praia. Baía dos Golfinhos A Baía dos Golfinhos é um pequeno recôncavo formado pela Praia do Curral. Recebe esse nome porque atrai golfinhos que se exibem de manhã bem cedo e no final da tarde. Você vai poder nadar ou navegar ao lado deles, enquanto se encanta com seus belos saltos e acrobacias. Praia do Centro Conhecida como Praia da Pipa ou Praia Principal, é praia mais movimentada. De qualquer ponto da Avenida Baía dos Golfinhos chega-se ao local. Tem uma larga faixa de areia e piscinas naturais de águas mornas na maré baixa. Diversas barracas servem iguarias regionais e frutos do mar. Praia do Amor Do alto do mirante do Chapadão, você entenderá o porquê do nome dessa praia: ela tem formato de coração. Isolada por enormes falésias, é a favorita dos surfistas devido às ótimas ondas. A larga faixa de areia convida para uma caminhada ou uma relaxada na sombra das barracas. Praia das Minas A mais deserta de Pipa. A faixa de areia, local de desova de tartarugas marinhas, é boa para caminhadas. Neste ponto, o mar é repleto de correnteza e ventos fortes – por isso, tornou-se a queridinha dos kitesurfistas.

novembro/dezembro de 2017 <

< 135


Pipa e Tibau do Sul

Belezas mil de Tibau do Sul-Pipa Lagoa de Guaraíras Cenário do pôr do sol único e mais bonito do Brasil (SÓ SABE QUEM VIVEU), a Lagoa de Guaraíras, sempre habitada por golfinhos saltitantes, é uma das mais emocionantes atrações de Tibau do Sul. A laguna é repleta de ilhotas que podem ser acessadas através dos passeios de barco, lancha, canoa e até banana boat. Catamarãs realizam festas e passeios sunset para grupos fechados. A contemplação da despedida diária do sol, à tardinha, é única nesse cantinho ímpar do Brasil. Balsas fazem a travessia de veículos pela laguna até a praia de Malembá, de onde é possível seguir de 4x4 até as praias próximas a Natal. A fauna e a flora são privilegiadas, pois Guaraíras tem uma extensa área de mangue. 136 >

Praia de Tibau do Sul A praia de Tibau do Sul - ou da Barra – fica na região de encontro da Lagoa de Guaraíras com o mar. É dividida pela movimentação da balsa que traz bugueiros que vêm e voltam para Natal pela orla. A praia é repleta de barracas que comercializam culinária regional e frutos do mar. Praia do Giz Logo após das barracas de Tibau do Sul, começa a Praia do Giz. Própria para banho, é tranquila e tem longa faixa de areia, que amparam o início das famosas falésias. No Giz, os pescadores, em noite de lua escura, preparam o tradicional "Aratu no Facho".

> novembro/dezembro de 2017


ESPEC

IAL TU

RISMO

Praia de Cacimbinhas É também na Praia de Cacimbinhas que os kitesurfistas fazem a festa. Praia de águas profundas e vento constante, por ser uma enseada aberta, somente nadadores experientes devem se aventurar. Nas falésias que se erguem de Cacimbinhas é possível fazer voo de parapente. Dunas de Cacimbinhas Oferecem uma visão privilegiada de toda a orla entre Tibau do Sul e Pipa. Os passeios a cavalo no pôr-do-sol, dão um toque de magia e romantismo ao local. Sandboard e esqui-bunda são sugestões de diversão garantida. Sibaúma Com uma bela praia de águas calmas, cheia de arrecifes e piscinas naturais extensas, mas com áreas de mar aberto. Sibaúma é um vilarejo originado de um antigo quilombo, que guarda muitas tradições. novembro/dezembro de 2017 <

< 137


Pipa e Tibau do Sul

de tirar o fôlego Chapadão O famoso Chapadão de Pipa é uma enorme falésia de tom avermelhado. De seus mirantes é possível avistar a Praia do Amor e a Praia das Minas, em um lindo visual panorâmico em harmonia com o mar. O contraste do céu azul com o mar verde e as areias avermelhadas das falésias vai lhe render fotos incríveis. Santuário Ecológico de Pipa No Santuário Ecológico Pipa você vai ficar em contato com uma das mais importantes reservas de Mata Atlântica do Rio Grande do Norte. Lá, existem 16 trilhas com diferentes graus de dificuldade. Qualquer que seja o roteiro escolhido, não deixe de conhecer os mirantes da Prainha e das Tartarugas, ambos com vista para o mar. Se sobrar fôlego, desça a escada de 150 degraus que leva à bela Praia do Madeiro. De janeiro a junho, aberturas de ninhos de tartarugas marinhas, coordenadas pelo Projeto Tamar. Vida Noturna Uma das marcas da praia da Pipa é que lá você pode desfrutar de 24 horas de lazer e diversão. De dia aproveite a praia e a natureza. Durante a noite, a programação é diversificada nos bares e restaurantes, baladas e até boates abertas na madrugada entrando pela manhã. Por isso, Pipa é o Paraíso cosmopolita, para todos os gostos. Na praia da Pipa são realizados grandes eventos nacionais como o Festival Literário da Pipa (FliPipa), Festival de Bossa e Jazz, Encontros Gastronômicos, Congressos e shows artísticos. 140 >

> novembro/dezembro de 2017


ESPEC

IAL TU

RISMO

Parque Estadual Mata da Pipa – PEMP Pipa possui muitas áreas de natureza preservada, inclusive uma das maiores de Mata Atlântica. Vegetação, fauna e flora, dunas e falésias que formam precioso complexo ambiental. Compras e diversão A praia da Pipa é formada por diversas ruas, ruelas e galerias, sendo a Avenida Baia dos Golfinhos a principal artéria que as conectam. Há bares, restaurantes, hotéis, lojas, centros de compras e até shopping center. Turistas do mundo inteiro se encontram na Av. Baia dos Golfinhos formando a mais cosmopolita avenida praiana do Brasil, com opções diversificadas de produtos e serviços para todos os gostos e bolsos. novembro/dezembro de 2017 <

< 141


Pipa e Tibau do Sul

O mais badalado Réveillon 2018 do Brasil é na Pipa Anitta será o grande nome da temporada de ano novo no novo hotspot da virada brasileira. A musa pop participará do projeto “Let’s Pipa”, que consiste em uma maratona de festa reunindo astros do pop e DJs. Além de Anitta, “headliner” no dia 28 de dezembro, o projeto terá o DJ alemão Robin Schulz e o trio brasileiro Make U Sweat. Na noite da virada, a atração será a DJ Marina Diniz. Atrizes e atores globais e digitais influencers já estão procurando a praia da Pipa. Recentemente desfrutaram do paraíso Ísis Valverde, Gabriela Pugliesi, Mariana Rios, entre outros. Atores como Caio Castro e Cléo Pires já são dados como presença garantida na festa da virada do ano.

Anitta é uma das atrações confirmadas para a prévia de reveillon

Hospedaria e gastronomia seis estrelas: Isso é Pipa Gastronomia premiada Pipa é o Paraíso da Gastronomia, dos sabores extremos, dos frutos do mar, de comidas e bebidas inesquecíveis. Reúne centenas de excelentes e premiados restaurantes, de cozinhas regional, nacional e internacional, administrados por chefs de cozinha reconhecidos. Incríveis docerias, sorveterias artesanais, adegas de vinho. Em Pipa é possível viver uma memorável experiência gastronômica. Hospedaria de excelência A praia da Pipa é o bom gosto na hospedaria. São mais de seis mil leitos disponíveis, formando a mais aconchegante estadia do Brasil. Pipa e Tibau do Sul têm hotéis e pousadas para todos os gostos e charmes, repleta de árvores, rústicas, modernas, de frente para o mar, pé na areia, com parque aquático, e tudo o que um hóspede pode sonhar. Pipa é morada de um povo feliz e hospitaleiro. Os pipenses e tibauenses do sul são experts em receber bem os turistas que visitam suas terras. 142 >

> novembro/dezembro de 2017


Pipa e Tibau do Sul

ONDE FICAR SOMBRA E ÁGUA FRESCA Hotel, SPA e Resort. O Sombra e Água Fresca está localizado na Praia do Amor, no ponto mais alto de Pipa com vista panorâmica de tirar o fôlego. Sonho de consumo de qualquer turista e preferido dos influenciadores digitais, o Sombra dispõe de amplas e luxuosas acomodações, piscinas panorâmicas com vista para o Chapadão e a Praia do Amor, bar molhado, área de relaxamento, lounge, estacionamento privativo e um sofisticado e acolhedor restaurante de cozinha internacional e regional. http://sombraeaguafresca.com.br/ PIPA LAGOA HOTEL O Pipa Lagoa Hotel é um lugar deslumbrante onde o turista pode desfrutar do pôr do sol mais bonito do planeta, de frente pra Lagoa que abriga golfinhos e tartarugas, perto do centro da Vila de Pipa. O hotel foi concebido para complementar a beleza natural do entorno, composta de Lagoas, praias, dunas e mata atlântica. Amplas piscinas e um parque aquático para crianças. Quartos e chalés são aconchegantes e luxuosos. A estrutura está inserida na vegetação de coqueiros onde o verde predomina. http://www.pipalagoa.com/ TOCA DA CORUJA A Toca da Coruja é um lugar especial, mágico, diferente de tudo. Pertence ao Roteiros de Charme e foi construída em área cercada por 25 mil m2 de jardins bem cuidados, com árvores e plantas naturais. Refúgio dos globais e de quem sonha com uma estadia 100% integrada com a natureza, a Toca tem duas piscinas ionizadas – uma delas com hidromassagem – com serviço de bar. Tem studio funcional, sauna, sala de leitura e jogos, videoteca com mais de 1.000 títulos de filmes, loja com os artesanatos, restaurante (Restaurante Oca Toca), adega climatizada, Bar da Praia e serviços de massagem - Spa by L ́Occitane. http://tocadacoruja.com.br/ HOTEL PONTA DO MADEIRO O Hotel Ponta do Madeiro é único em muitos aspectos: A localização dos sonhos, a integração com a natureza e a hospitalidade. Situado na deslumbrante Praia do Madeiro, localizado numa área de 1.500.000 m² de exuberante Mata Atlântica, ele tem uma vista panorâmica inesquecível. O atendimento cordial e personalizado é uma característica marcante deste lugar. Acomodações incríveis, uma barraca exclusiva na beira da praia. Sem falar na piscina e restaurante próprios que são do nível excelência http://pontadomadeiro.com.br/ 144 >

> novembro/dezembro de 2017

ESPEC

IAL TU

RISMO


"Ilha" de Galinhos

Galinhos

Natureza exuberante ao nosso alcance

A apenas 170 quilômetros de Natal, há um lugar paradisíaco onde as dunas móveis escondem lagoas e o rio se confunde com o mar. Esse lugar é a cidade de Galinhos, uma península entre o rio Aratuá e o oceano atlântico que abriga cerca de dois mil habitantes. O acesso à cidade ilhada se dá apenas por barcos que saem do Pratagil, onde fica o estacionamento de quem chega motorizado. Galinhos é diferente de tudo. Um vilarejo rústico com charretes e bugues como únicas opções de transporte, lagoas que viram piscinas naturais entre dunas, praias isoladas, montanhas de sal e torres eólicas, mangue, fauna e flora preservados. A península tem cenários incríveis para passeios gastronômicos de barco inesquecíveis, onde as ostras frescas são colhidas na hora, os peixes pescados e transformados em ceviches e sashimis. De todas as belas fotografias, talvez a imagem do pôr do sol seja a mais marcante. Há dois locais obrigatórios para curtir o entardecer: a Duna do André e o Farol de Galinhos. São dois ângulos distintos e exclusivos de apreciar o mais belo espetáculo da natureza. O farol é uma atração à parte. Erguida em 1931, essa construção orienta as navegações no litoral da região e se localiza em posição estratégica para observar o mais belo pôr do sol. Entre uma duna e outra, além do centro de Galinhos, há o distrito de Galos, que abriga quase metade da população. Ali 148 >

> Setembro/outubro de 2017


ESPEC

IAL TU

RISMO

ONDE FICAR está situado um vasto mangue e o estuário, que servem como berço para espécies nativas de pássaros, crustáceos, e animais marinhos usam o habitat para se reproduzir e se alimentar, como o cavalo marinho. Além da imensa quantidade de peixes, Galos abriga a rara garça-azul. Os elevados níveis de salinidade permitem que os turistas desfrutem da experiência de flutuar na água. Em Galinhos há lagoas azuladas de águas mornas, como a exibida na Duna do Capim, mas há ambientes na praia propícios para a prática do kitesurf. A região é uma das melhores opções para o esporte. Além disso, de Galinhos partem as embarcações fretadas por surfistas em busca das ondas gigantes da Urca do Tubarão, a algumas milhas da costa.

AMAGALI A Amagali Pousada foi construída em 2010 em um coqueiral de 2 hectares de frente para o braço de mar. Esta parte da ilha goza de uma situação ideal para relaxar. Está a apenas cinco minutos a pé do centro de Galinhos. A partir da piscina ou no seu quarto, você vai desfrutar de uma vista incrível. Todo entardecer você pode assistir o pôr do sol e suas cores. São 22 quartos espaçosos e confortáveis. http://www.amagali.com/ CHALÉS OÁSIS Uma estadia única, na beira do rio, em aconchegantes e rústicos chalés. Piscina, hidromassagem, sauna úmida, mini-academia, sala de TV, música, comida típica e internacional, solarium, cama balanço, cama redonda entre outros recantos. Um lugar onde os detalhes fazem a diferença e o toque especial de carinho torna a estadia ainda mais inesquecível. Perto de tudo. http://oasisgalinhos.com/ BRÉSIL AVENTURE Localizada à beira mar, a pousada possui estacionamento gratuito, restaurante, 14 quartos (01 quádruplo) e os outros são triplos e duplos todos com ar condicionado, TV LCD, frigobar, Wifi (gratuita) e varanda privada com redes e vista para o mar e para o farol de Galinhos. Pratos internacionais ou regionais, drinks, caipirinhas ou caipiroscas. Tudo feito no local de forma especial. novembro/dezembro de 2017 <

< 149


Fernando de Noronha

Noronha

Lugar Mágico e encantador

O arquipélago de Fernando de Noronha dispensa apresentações. É a pura essência da natureza. As ilhas são as partes visíveis de uma cadeia de montanhas submersas. Noronha é composta por 21 ilhas, ilhotas e rochedos e possui área total de 26 km². A ilha principal compreende 91% da área do arquipélago, com 17 km2, sendo 10 km de comprimento e 3,5 km de largura no seu ponto máximo. Ao contrário do que muitos propagam, Fernando de Noronha nunca pertenceu ao Rio Grande do Norte, mas está localizada mais próxima dele geograficamente. A 150 >

> novembro/dezembro de 2017

ilha pertence ao estado de Pernambuco. Esse paraíso foi descoberto pelo navegador Américo Vespúcio, em 1503. Hoje possui 3.500 habitantes e se tornou reduto de preservação com enorme diversidade. Foi consagrado pelo UNESCO como Patrimônio Mundial Natural. Viajar para Fernando de Noronha é bom em qualquer época do ano. E há vôos diários e diretos saindo de Natal. Se você gosta de água calma e mergulho, é melhor entre agosto e outubro, quando o mar está mais sossegado e límpido. Para os surfistas, a melhor tempo-


ESPEC

IAL TU

rada começa em novembro e vai até o final de março, com ondas que podem chegar aos seis metros, especialmente na Praia da Cacimba do Padre, o melhor point da ilha. Para quem vai pela primeira vez, a dica básica é fazer o reconhecimento do paraíso no passeio chamado Ilha Tour. Dura 8 horas e explora todos os cantos de Noronha. Passa pela Baía do Sancho, eleita a praia mais bonita do Brasil, com areias claras, água cristalina e calma, perfeita para fazer um mergulho e apreciar a fauna marinha. E continua pela Praia do Porto, Baía do Sueste, onde é possível nadar com tartarugas, o Mirante da Praia do Leão, Cacimba do Padre e Baía dos Porcos, perfeita para fazer snorkel e apreciar os cardumes de peixes. Em toda a ilha, há lugares fantásticos para vivenciar o pôr do sol. Mas o deck do Bar do Meio, que fica entre a praia de Conceição e a praia do Meio, é a indicação mais concorrida. Durante o dia, tem passeio de barco, mergulho, acqua sub, monitoramento de tartarugas do Tamar. Outro local bacana pra curtir o pôr-do-sol é no forte Nossa Senhora dos Remédios ou no Restaurante Mergulhão. O forte fica próximo a Vila dos Remédios e tem uma vista deslumbrante do Morro do Pico com os Dois Irmãos. Viver Noronha é conectar-se com a natureza, é pisar em praias paradisíacas, desfrutar de passeios, mergulhos e gastronomia deliciosa – com opções simples e sofisticadas. Uma viagem para curtir o dia e a noite. De tudo o que Noronha oferece, os cenários de areia branca e mar azul são os que mais marcam os turistas. São paisagens realmente dos sonhos. Só mesmo vivendo pra saber.

RISMO

A ilha “potiguar” de Pernambuco O chef potiguar Auricélio Romão é uma das figuras de destaque da ilha. Ele já comandou as cozinhas do restaurante da Pousada Zé Maria, da Maravilha, e fundou dois dos restaurantes mais badalados de Fernando de Noronha: o Varanda e o Cacimba. Hoje ele está focado na administração do Varanda, restaurante que vale a pena visitar. Auricélio é o “Chef das Estrelas”, alcunha que ganhou após ter gravado o programa “Estrelas” com a apresentadora Angélica. Outro potiguar “da ilha” que é querido e admirado por todos é o surfista Aldemir Calunga, big rider aposentado que encantou o mundo surfando ondas gigantes. Há cinco anos, Calunga sofreu grave acidente que quase lhe tirou a vida, no México. Após cair de uma onda, em Puerto Escondido, a prancha perfurou sua bochecha.

Ele foi resgatado pelos salva-vidas com Parada Cardiorrespiratória (Grau 6), levado para um hospital em UTI aérea. Ficou em coma por longo período. “Nasci de novo. E estou vivendo essa nova vida desfrutando dos amigos e da natureza”, afirma Calunga, que adotou Noronha como sua casa. A ilha é cheia destas personalidades. Uma delas é o nativo Gerson, que administra um restaurante a beira mar dentro da sua casa e pousada “Casa do Gerson”. O pequeno empreendimento tem três acomodações e é simples. Porém, os quartos, herdados da sua família que habitava o local, estão localizados na beira da praia. O visual da praia do Boldró é compensador. Ali Gerson recebe turistas e nativos, trata e prepara o peixe na hora. A especialidade é o inconfundível peixe na bananeira. Vale muito a pena.

novembro/dezembro de 2017 <

< 151


Fernando de Noronha

Prato da Boa Lembrança é uma das atrações do Restaurante Varanda

ONDE COMER Mergulhão A varanda do Mergulhão é um espetáculo. Um dos melhores restaurantes da ilha, encanta clientes com cubos de queijo coalho com mel e capim limão, ceviche em lâmina de batata doce, bolinhos de carne seca ou bobó de camarão e o peixe com farofa de banana. O pôr do sol é incrível com visão privilegiada do porto e 180 graus da ilha. Faz reserva para eventos. www.mergulhaonoronha.com.br Varanda Uma excelente opção para almoçar ou jantar é o Restaurante Varanda, na Vila do Trinta. Especializado em frutos do mar, o lugar é aconchegante. A comida é maravilhosa e cheia de sofisticação. Eles não fazem reservas. Os pratos são individuais. www.restaurantevarandanoronha.com.br 152 >

Mergulhão: um cenário encantador para viver e compartilhar momentos

Restaurante Varanda é comandado por Auricélio, o "chef das estrelas"

> novembro/dezembro de 2017


Fernando de Noronha ESPEC

IAL TU

RISMO

ONDE FICAR PEDRAS SECAS É uma das melhores opções de estadia em Fernando de Noronha. Lugar aconchegante, de infraestrutura impecável por valor justo. Com uma construção rústica e charmosa, a Pousada Pedras Secas tem vista panorâmica da ilha, está localizada na região da Floresta Nova, próximo à Praia da Conceição, a restaurantes, bancos, correios, igreja, escolas de mergulho e a sede administrativa da ilha. Café da manhã e chá da tarde estão inclusos na hospedagem. www.pousadapedrassecas.com.br

ECOCHARME Atuando desde 2012 em Fernando de Noronha, o Grupo EcoCharme oferta excelentes opções aos hóspedes: conforto, atendimento e preços competitivos. A hospedagem representa conceito sustentável, aliado a hospitalidade. A conexão com o meio ambiente faz parte da cultura do grupo. As pousadas EcoCharme contam com móveis feitos de madeira de reflorestamento e pallets.

154 >

Pousada Pedras Secas: indicação perfeita de acomodação na Ilha

LENDAS DAS ÁGUAS Localizada na Vila da Floresta Nova, local com maior concentração de pousadas e fácil acesso às praias urbanas, centro histórico e restaurantes, a Pousada Lenda das Águas dispõe de dez suítes, todas equipadas com ar condicionado, frigobar, tv a cabo e ducha quente. Café da manhã e chá da tarde estão inclusos na hospedagem. A pousada Lenda das Águas é um lugar bem aconchegante, num ambiente rústico, simples e de bom gosto. Pra se sentir em casa.

> novembro/dezembro de 2017

POUSADA DO MARCÍLIO Integrante do Grupo Ecocharme, a Pousada do Marcílio tem localização privilegiada, a apenas 150m do Projeto TAMAR, onde acontecem palestras diárias do ICMBio, e bem próxima das famosas praias do Boldró, Conceição, Cacimba do Padre e Sancho. O Aeroporto está a menos de 10 minutos. A pousada dispõe de Wifi nas áreas comuns, recepção e lounge frontal, piscina ao ar livre e extensa área verde de onde é colhido parte de café da manhã. Os chalés possuem varanda térrea com rede e suítes possuem ar condicionado Split, TV por assinatura SKY, frigobar e banho quente.


Promoção turística

Turismo em alta ABIH-RN investiu mais de R$ 500 mil em divulgação da hotelaria do RN Atuação da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis-RN em prol do turismo e da hotelaria potiguar contribui para o desenvolvimento do setor A atual gestão da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte – ABIHRN, presidida por José Odécio Rodrigues Júnior, não tem medido esforços para desenvolver o segmento turístico do Estado, através da hotelaria. A entidade reúne os 156 >

principais hotéis, resorts, pousadas e meios de hospedagens de diferentes categorias, com sede ou estabelecimento no RN. Fomentar o desenvolvimento da indústria hoteleira do Estado abrangendo as atividades a ela relacionadas, é um dos objetivos

> novembro/dezembro de 2017


Promoção turística

da entidade. Assim, a ABIH-RN participou das principais feiras nacionais e internacionais de Turismo, e realizou diversas outras ações de promoção do destino em vários eventos no Brasil e no Exterior, com o apoio do Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Turismo e Emprotur, Natal Convention e Fecomércio. Nos últimos dois anos, o destino RN foi apresentado em eventos nacionais de Campinas, São Paulo, Foz do Iguaçu, Rio de Janeiro, Ribeirão Preto, Belo Horizonte, Cascavel, Sorocaba, Piracicaba, Volta Redonda, Brasília, Goiânia, João Pessoa, Campina Grande e Recife. Fora do Brasil, a entidade participou de eventos em Lisboa e Buenos Aires, e capacitações na Embaixada do Brasil, em Assunção, no Paraguai e Montevidéu, no Uruguai, garantindo a divulgação do turismo do RN. Essas ações promoveram a capacitação de mais de 1.000 agentes de viagens.

Com o lema “a força da rede hoteleira potiguar”, a entidade reúne hoje empresas da rede hoteleira presentes nos municípios de Natal, Parnamirim, Maxaranguape, Nísia Floresta, Tibau Do Sul / Pipa e Mossoró. Os planos são para expandir ainda mais a atuação da associação realizando parcerias com os municípios turísticos do Estado, os quais vem reconhecendo a importância do trabalho realizado pela ABIH-RN para o fortalecimento do destino e do setor hoteleiro. Segundo o presidente da Associação, o viés turístico contribui positivamente com a economia dos municípios e do Estado, fortalecendo diversos setores: “É muito importante lembrar que, quando o turista se desloca, não são os hotéis que são beneficiados, mas toda a economia do Estado se beneficia com o Turismo”, garante José Odécio. Com o incremento do segmento turístico, as empresas do segmento hoteleiro encontram na Associação amparo e defesa dos interesses gerais da indústria hoteleira em diversas frentes. “As vantagens para associados são inúmeras. A ABIH-RN promove o bem-estar social e o congraçamento da classe hoteleira em todo o território estadual e colabora com o Poder Público no estudo e solução dos problemas da indústria hoteleira, além, é claro, de apresentar e divulgar o destino turístico do Rio Grande do Norte no Brasil e no Exterior”, diz José Odécio. Segundo ele, os associados dispõem de espaço destacado no site da ABIH-RN para divulgação de seu estabelecimento com fotos e contatos, veiculação em mídia regional e nacional, entre outras vantagens. A associação também promove cursos e eventos voltados para o setor e em benefício do associado. Recentemente, realizou capacitação para agentes de viagens e um

novembro/dezembro de 2017 <

< 157


Promoção Turística

FAMPRESS com profissionais da imprensa do Paraguai, com o objetivo de divulgar o potencial turístico e a infraestrutura hoteleira do RN – ação que encantou jornalistas paraguaias, lembra o Presidente. Na ocasião da visita ao Rio Grande do Norte, a apresentadora de rádio e tv Lurdes Altamirano destacou que “o estado é um destino incrível, com muitas atrações, boa gastronomia e muita hospitalidade de todos”. Aos associados, a entidade também promoveu, gratuitamente, workshop sobre a Reforma trabalhista com a advogada especialista em Direito do Trabalho, Monalissa Dantas Alves.

Presidente da ABIH, José Odécio destaca divulgação do destino RN

principais feiras nacionais e internacionais de Turismo 06/03/2016 28ª Edição Da Btl - Feira Internacional de Turismo Lisboa 09/03/2016 Feira Aviesp Campinas 22/03/2016 Reunião com Diretoria Apavt Natal 31/03/2016 Feira Wtm São Paulo 10/06/2016 Parceria Em Trade - Divulgação Rn - Grade Sbt Natal 16/06/2016 Festival de Turismo - Cataratas Foz do Iguaçu 16/06/2016 Noite Potiguar - Festival Cataratas Foz do Iguaçu 31/07/2016 Ação de Promoção do Rn - Media Center - Emprotur Rio de Janeiro 05/08/2016 Feira Avirpp 2016 Ribeirao Preto 14/08/2016 Participação Casa Brasil - Olimpiadas 2016 - Emprotur Rio de Janeiro 23/08/2016 Workshop Belo Horizonte 25/08/2016 Workshop Campinas 30/09/2016 44ª Abav São Paulo 04/10/2016 Fit Buenos Aires 09/10/2016 Mega Famtour Natal 10/10/2016 Livro Edição 30 Anos Abih Natal 31/03/2017 Road Show Frt Foz | C. Leste | Cascavel 31/03/2017 Bolsa De Turismo de Lisboa Lisboa 31/03/2017 Adesivação Aeronaves Gol Natal 08/04/2017 8º Forum de Turismo - Femptur Natal 11/05/2017 Road Show Sorocaba|Piracicaba | S.J.Campos | Campinas 05/06/2017 Campanha Shopping Campinas Cvc Campinas 09/06/2017 Feira Agaxtur Campinas 28/06/2017 Festival Das Cataratas 2017 Foz do Iguaçu 28/06/2017 Capacitação Rio de Janeiro | Volta Redonda 03/08/2017 Road Show Brasilia | Goiânia 04/08/2017 Avirpp 2017 Ribeirao Preto 31/08/2017 Road Show João Pessoa | C. Grande| Recife 29/09/2017 Feira da Abav São Paulo 31/10/2017 Feira Internacional de Turismo Buenos Aires 31/10/2017 I Forum de Negócios Natal 31/10/2017 Projeto Mártires Potiguares Natal 31/10/2017 Revista Viagem e Turismo Natal

158 >

> novembro/dezembro de 2017


www.revistanegocios.net.br

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

A alta

Há uma antiga máxima que aponta a alta gastronomia um segmento de muito prestígio e pouco lucro. Mas vários exemplos de empresas potiguares estão escrevendo uma história diferente. Além de bons de cozinha, eles têm controle de caixa e recursos bem aplicados. Acima de tudo, entendem o cliente para atender bem. A Revista Negócios selecionou alguns empreendimentos gastronômicos no Rio Grande do Norte que estão se notabilizando pela elevada qualidade, conceitos inovadores e somas altas de investimentos.

160 >

> novembro/dezembro de 2017

gas tro no mia

potiguar


Alta gastronomia

Erick Jacquin, MasterChef, comanda cozinha do restaurante natalense

La Brasserie de La Mer entre os 10 melhores do Brasil A alta gastronomia potiguar está bem representada pelo restaurante francês La Brasserie de La Mer, localizado no Hotel Majestic, em Ponta Negra. O La Braserie está entre os dez melhores restaurantes no Brasil, no ranking “Traveller’s Choice Awards 2017”, organizado anualmente pelo TripAdvisor, o maior site de viagem do mundo. Sob o comando do famoso Chef francês Erick Jacquin, o “terror do MasterChef”, o La Braserie figurou ao lado de nomes consagrados da gastronomia nacional, como o Voilà Bistrot (Pousada Caminho do Ouro / Paraty), o L’Etoile (Rio de Janeiro/RJ), o Restaurante Höppner (Gramado/ RS), o Glouton (Belo Horizonte/BH), entre outros. O La Brasserie de La Mer foi o único restaurante do Nordeste a ingressar na seleta lista. O ranking reúne os restaurantes sofisticados com as maiores notas de avaliação dadas pelos usuários, ranqueando-os de acordo com a preferência das pessoas. “Trabalhamos para oferecer gastronomia de qualidade, com ingredientes selecionados e um ambiente com estilo clássico europeu. Nossa equipe é dedicada ao que faz, com os chefs Erick Jacquin e Karin Gosson sempre focados em oferecer a melhor experiência ao cliente, define o empresário Abdon Gosson, diretor do Hotel Majestic. novembro/dezembro de 2017 <

< 161


Alta gastronomia

EXCLUSIVO Master Chef revela:

“Já fui à falência. E os amigos

A Revista Negócios conversou, com exclusividade, com o chef francês Erick Jacquin, que fez grandes revelações da sua trajetória empresarial e de como aportou no Rio Grande do Norte. Confira, com EXCLUSIVIDADE, a entrevista em vídeo completa no Portal Negócios (www.portalnegocios.com.br). Antes de ficar famoso no Brasil por conta do programa de TV MasterChef, Jacquin teve suas competências como chef de cozinha questionadas. Seu restaurante em São Paulo foi à falência. Mergulhado em dívidas e problemas trabalhistas, muitos amigos o abandonaram. “Eu quebrei. Não soube administrar. Fui à falência. E todos os amigos sumiram”, revelou o ‘MasterChef’. Poucos foram os amigos que estenderam a mão para Erick Jacquin no momento em que ele mais precisou de apoio. Um deles foi o empresário potiguar Abdon Gosson, empreendedor do Hotel Majestic e fundador do Lá Braserie de Lá Mer, o restaurante natalense que leva o mesmo nome do antigo La Braserie de Jacquin. “Sou muito grato por tudo. Aqui me reergui, conseguimos implantar um restaurante alto nível. E continuo a parceria de sucesso. Tenho acima de tudo carinho por esta família e por Natal”, revela Jacquin. O empreendedor Abdon Gosson conhecia o talento do chef francês. Mas não imaginava 162 >

sumiram. Recebi apoio em Natal”

que ele se transformaria num pop star após projeção do MasterChef. Era como se o empresário tivesse comprado um bom lote de ações em baixa e estes papéis de repente se valorizassem rapidamente. Hoje o cachê de Erick Jacquim está em alta. Sua agenda está lotada de compromissos. Mas ele não abre mão de trabalhar em Natal, em parceria com quem acreditou nele num dos momentos mais difíceis de sua vida profissional. “Aqui venho e continuarei vindo uma vez no mês. Tenho compromisso com Natal e com o La Braserie de La Mer”. A propaganda de Jacquim ajuda. Mas o que sustenta mesmo é o trabalho incansável da equipe em levar qualidade para a mesa dos clientes. O sabor dos alimentos e a exclusividade são ingredientes

> novembro/dezembro de 2017

especiais. Erick Jacquim compartilha um pouco deste segredo. “É selecionar melhores ingredientes do mundo, alimento fresco e de qualidade, produzir o melhor sabor. Dar o máximo de si”, ensina. Para o mais querido Masterchef, o sucesso surge naturalmente com o exercício do trabalho e o dinheiro é consequência disso. “Hoje eu não penso mais em dinheiro. Graças a Deus estou me recuperando do tombo que levei ao fechar o restaurante. Mas tenho uma equipe que cuida de tudo pra mim. E eu sigo fazendo o que gosto e sei fazer com muito amor”, destacou Erick. Na cozinha do Lá Braserie em Natal, Jacquim toca terror. A turma leva bronca, fica nervosa. Mas sabe que aquele momento é único. Quantos desejariam estar ali, ao lado do mestre cuca pop star.


163


Alta gastronomia

DICAS YURU

Chef Joca Pontes comanda cozinha que agrega regional ao sofisticado

Cozinha regional de alta gastronomia conquista natalense O restaurante Yuru é o grande exemplo de como a cozinha regional nordestina pode representar bem a alta gastronomia. Instalado no primeiro andar do hotel Golden Tulip, em Ponta Negra, Natal, o empreendimento contratou para assinar o cardápio da casa o chef pernambucano Joca Pontes, considerado uma das 10 maiores promessas gastronômicas do Brasil. O Yuru é uma excelente opção para quem aprecia comida regional sofisticada. O cardápio é diversificado e possui menu degustação, onde pratos com entradas e sobremesas podem ser saboreados a preço fixo. A carta de vinhos também é um diferencial. O Yuru

explora sabores regionais de forma única. Há opções marcadas pela fusão de elementos típicos da região como queijo de coalho, caju e castanha com ingredientes da alta gastronomia. “Produtos que revelam nossa cultura”, destaca Joca Pontes. O restaurante possui salões que acomodam até 110 pessoas e atende de domingo a domingo no almoço, das 12h às 15h, e no jantar, das 19h às 23h. Além de abrir para café da manhã – para hóspedes e o público em geral, das 6h às 10h durante a semana, e das 6h às 10h30 aos sábados, domingos e feriados. Neste turno, oferece bufê regional e opções volante.

Para as entradas, as sugestões são ceviche Mahi Mahi (lâminas de dourado marinadas no limão com cubinhos de tomate, uvas, pétalas de cebola roxa agridoce e ervas frescas, sobre ajo blanco de castanha de caju, palha de batata doce e alho-poró) e rosbife arretado (rosbife de filé mignon meia cura, selado na manteiga de garrafa, em finas fatias sobre carpaccio de tomates, mostarda de umbu e macaxeira chips). As opções de pratos principais são o filé de peixe grelhado sobre tartare de banana, manga e maracujá, arroz castanho, mix de folhas verdes ao vinagrete balsâmico e macaxeira chips, zero glúten e zero lactose, com opção vegetariana sem filé de peixe; baião très chic (arroz castanho puxado no creme de leite fresco com lascas de carne de sol, tirinhas de acelga, uvas verdes do São Francisco, queijos coalho, minas padrão e manteiga, coroado com camarões grelhados, farofa panko e couve crocante), e filé mignon grelhado ao molho do assado, purê de batatas ligado no mix de queijos coalho, manteiga e minas, e macaxeira chips. Já para sobremesas, as opções são o cajou (queijo de manteiga, passa de caju, castanha, mel de engenho e canela) e o capuccino de frutas vermelhas (coulis de frutas vermelhas, sorvete de creme, chantilly de cupuaçu e crumble de castanha de caju).

Restaurante Yuru Avenida Engenheiro Roberto Freire, 4382 No 1º andar do Golden Tulip Ponta Negra Ponta Negra – Natal/RN | Fone: (84) 3646-0100

164 >

> novembro/dezembro de 2017


Alta gastronomia

Affogato Bistrô, Gelato & Café investe em quatro unidades Inaugurando um conceito inovador da alta gastronomia natalense, com foco na qualidade do atendimento, design, cardápio inspirador e ênfase nos queijos especiais, o Affogato Bistrô, Gelato & Café conquistou a cidade. O grupo fecha o ano de 2017 inaugurando mais três restaurantes, além do 166 >

original, localizado em Lagoa Nova. Ao todo, os natalenses contam agora com quatro opções de Affogato: Lagoa Nova, Tirol, Petrópolis e Capim Macio. Uma das atrações do Affogato é o Raclette, nome do prato e do queijo suíço utilizado para prepará-lo. O queijo é servido derretido

> novembro/dezembro de 2017

sobre porções de camarão, file mingnomn ou lagosta – e champignon, cebolinhas em conserva, palmito e pão. O queijo é derretido numa máquina artesanal, com incremento de maçarico, na frente dos clientes, que acabam compartilhando a novidade nas mídias sociais. Essa tem sido a maior propaganda. O queijo pode ser adicionado a outros pratos se o cliente quiser. O empresário Marcelus Cassius, que está à frente do empreendimento, estudou bastante antes de investir no segmento. Ele revela que o foco é oferecer produtos de qualidade, inovações da culinária a preços acessíveis. O grupo é um dos que mais cresce na gastronomia natalense. “Sabemos que há demanda pelos seviços que estamos oferecendo e por isso acreditamos na expansão”, destaca. Unidades (Lagoa Nova, Tirol, Petrópolis e Capim Macio) Mais informações e reservas: 84 99928 0124


Alta gastronomia

Real Botequim passou a oferecer cardápio de almoço Tio Armênio

Real: O melhor boteco da cidade Inspirado nos bares cariocas, o Real Botequim é considerado o melhor boteco da cidade. Este ano o restaurante, localizado no Shopping Cidade Jardim, completou dez anos trazendo inovações na sua culinária. A maior delas foi a implementação do cardápio de um dos mais tradicionais restaurantes de Recife (PE), o Tio Armênio, conhecido pela melhor da culinária Portuguesa com toque regional. Quatorze pratos do Tio Armênio já estão disponíveis no horário do almoço. Os valores, bastante convidativos, tem preço médio de R$ 24,00. Bacalhau, arroz de rabada e panelinha de cordeiro são alguns 168 >

dos destaques dos novos pratos que integram o menu do Real Botequim. Com ambientação diferenciada, destacando o piso de ladrilho e as paredes de azulejos, o Real é um point seguro para os boêmios da cidade, apreciadores de ótimos petiscos e cerveja gelada. Outro ponto forte é o atendimento, com garçons circulando pelo amplo salão, além da varanda, oferecendo de forma simpática e descontraída opções salgadas diversas.

Av. Engenheiro Roberto Freire, 340 – loja 64 – Shopping Cidade Jardim | (84) 3217-8999 Horários de funcionamento: 2ª a 5ª das 12h à 0h; 6ª e sábado das 12h à 1h; Domingo das 12h às 23h

> novembro/dezembro de 2017


Alta gastronomia

Pizza mais consumida do mundo conta com três lojas em Natal

Pizza Hut se consolida como a grande pizzaria de Natal O ano de 2017 foi de consolidação da marca e das três unidades da pizza mais desejada do mundo em Natal. Em pouco mais de dois anos, a Pizza Hut já tem a preferência dos natalenses. As lojas estão sempre repletas de clientes apaixonados pelos seus produtos e sabores. Os empresários Bezerra Júnior, Márcio Bezerra, José Bezerra e João Montenegro estão otimistas com o final de ano e acreditam numa reação da economia e um maior poder de compra das pessoas. A primeira unidade da fran170 >

quia em Natal foi inaugurada no Midway Mall. A segunda loja da Pizza Hut, com conceito slice bar, foi aberta na avenida Alexandrino de Alencar, esquina com Prudente de Morais, no Barro Vermelho. A Pizza Hut da zona sul da capital foi a terceira e fica na avenida Roberto Freire, Capim Macio. Esta unidade funciona em formato Super Delco - com mesas, vendas para viagem e delivery. A Pizza Hut está presente nos 5 continentes em mais de 90 países. A rede conta com mais de 14.000 restaurantes ao redor do

> novembro/dezembro de 2017

mundo e emprega mais de 250.000 funcionários apenas nos Estados Unidos. Por dia, 11,5 milhões de pizzas são vendidas para mais de 4 milhões de consumidores da Pizza Hut no mundo. No Brasil, são mais de 90 restaurantes distribuídos pelos estados, atingindo o número de 1 milhão de pessoas consumindo Pizza Hut por mês.

Pizza Hut – 3 lojas em Natal/RN Midway, Avenida Alexandrino de Alencar e Avenida Roberto Freire Horário de funcionamento: das 12h às 23h


Alta gastronomia Chapéu

Pipa + Caxangá: Combinação perfeita A praia de Pipa, em Tibau do Sul, Rio Grande do Norte, oferece inúmeras opções gastronômicas, desde os bares e restaurantes mais simples até os mais sofisticados. Mas, sem dúvida, o melhor restaurante a beira-mar é o Caxangá Restaurante. O Caxangá fica na Praia do Centro, a principal de Pipa. Na maré alta, a água do mar bate no restaurante e na maré baixa é possível ser servido em mesas na areia da praia, mas há também opções de mesa na parte interna do restaurante. A vista que se tem do Caxangá é uma das mais privilegiadas: o mar e as falésias de Pipa. Tem na decoração rústica pinturas de artesãos locais e um aquário de 172 >

Restaurante Caxangá tem cardápio completo: frutos do mar são o forte três metros. Frescos, os caranguejos são abatidos na hora do pedido. O cardápio traz opções variadas, com destaque para frutos do mar e peixe. A moqueca de peixe e camarão é única. Os pratos são bem servidos. Qualquer uma das opções escolhidas será com certeza uma experiência gastronômica feliz. O atendimento é outro diferencial. Um dos destaques do cardápio é o Mistão do Mar, prato para seis

> novembro/dezembro de 2017

pessoas e que combina um quilo de lagosta, 700 gramas de posta de cioba ou dourado mais 600 gramas de camarão ao lado de abacaxi grelhado, batata, salada e pirão. O risoto de cioba ou dourado, camarão e queijo de coalho chega à mesa na panela de barro.

Restaurante Caxangá - Praia do Centro - Pipa - RN


Alta gastronomia

Goumeria inaugura conceito inovador na gastronomia Uma mercearia gourmet completa especializada em produtos diferenciados. E o melhor: Se o cliente desejar, pode transformar as iguarias das prateleiras em pratos e saboreá-los na hora. Este lugar existe, é incrível e fica no Tirol, na Avenida Afonso Pena. Seu nome é Gourmeria Beer & Food. O empreendimento foi aprovado pelo público e faz inveja a qualquer mercearia gourmet paulista de alto nível. Salsichas alemãs, picanha argentina, hamburgão, queijos especiais, cervejas gourmet, vinhos, massas, temperos, azeites, pimentas, manteigas, antepastos, frios, frutos do mar, congelados. Frequentar a Gourmeria é ter a certeza da satisfação, seja por levar uma cestinha de iguarias ou apreciar o preparo do chef no local, em um dos três ambientes, entre eles o deck perfeito para happy hour com amigos. “Criamos um lugar que a gente

174 >

gostaria que existisse em Natal. Somos um mercado que oferece produtos que não se encontram num supermercado comum”, destaca Rodrigo Soares. Junto com seu sócio, o também engenheiro Marcos Borges, Rodrigo conta que já pensa no projeto de expansão, diante do elevado sucesso da marca. “O público entendeu a proposta. Estamos sempre procurando inovar para atender bem o desejo do nosso cliente”, destaca. A inovação na Gourmeria é constante. Há alguns dias, a loja passou a ofertar Knackchibaswurst, a salsicha defumada; e a Schweinweisswurst, a salsicha branca. As salsichas são produzidas pela Chiberium, charcutaria artesanal potiguar comandada pelo chef Rodrigo Chibério. Também introduziu a Schneider Weisse Hopfenweisse, um novo estilo de cerveja de trigo. Dourada clara, tem um intenso aroma floral que lembra frutas tropicais como o

> novembro/dezembro de 2017

abacaxi. A Goumeria Beer & Food tem proposta de ofertar produtos de marcas exclusivas como Master Gourmet, Grupo Josep Llorens, massas da La Fabrica della Pasta (conhecida por seguir receita secular para a confecção de 140 formatos de massas), Elle & Vire. Iguarias como o Patê de Pato os natalenses só encontrarão na Gourmeria. E se achou muito. A casa tem queijo holandês, presuntos espanhóis, bacalhau, salmão, polvo, três tipos de camarão, filé de agulhinha, patola de caranguejo, carne de siri, aratu e mexilhões, cordeiro uruguaio, galinha caipira, foie gras, peito, sobrecoxa e pato. Petiscos prontos como ova de curimatã, picado, moela, buchada, carpaccio, brusqueta e caponata congelada. 150 rótulos de cervejas e vinhos. GOURMERIA BEER & FOOD Aberto todos os dias, a partir das 10h Av. Afonso Pena, 964, Tirol | 3302-5000


Alta gastronomia

Restaurantes do Ocean Palace: opção para os natalenses Pouca gente em Natal sabe, mas os restaurantes do melhor hotel cinco estrelas de Natal, o Ocean Palace, são abertos diariamente ao público. O Sunrise (Almoço) e o Le Soleil (Jantar) oferecem incríveis cardápios, com o melhor da cozinha nacional e internacional. No Ocean, você pode conferir ainda drinks exóticos e petiscos assinados por renomados chefs, além da adega com mais de 1.400 garrafas. O Le Soleil, restaurante que abre para o jantar, é um convite para degustar o melhor da culiná176 >

ria francesa harmonizada com toques da cozinha internacional. O Sunrise é a pedida para o almoço. Ambos têm seus próprios chefs e oferecem uma diversidade de opções a preços justos. Além dos pratos elaborados, destaca-se a estrutura impecável do restaurante e a localização e vista privilegiada do mar. Via Costeira Senador Dinarte de Medeiros Mariz – Nº 7829 CEP – 59090-002 Ponta Negra - www.oceanpalace.com.br 3220-4144 - Não trabalha com reserva. SUNRISE - Almoço das 12:00 as 16:00 LE SOLEIL - jantar das 20:00 as 01:00

> novembro/dezembro de 2017


Alta gastronomia

Marechal é mistura da cozinha de excelência com um ousado ambiente

Marechal é o audacioso restaurante do 880 O edifício de número 880 da Avenida Hermes da Fonseca, no Tirol, chama atenção pela arrojada arquitetura. Muita gente que passa na frente não sabe que ali dentro pulsa um dos restaurantes mais vips de Natal. É o Marechal, audacioso projeto gastronômico que funciona no primeiro andar e combina muito bem com o edifício. Tudo no Marechal é sofisticado. A começar pelo moderno ambiente. A cozinha é comandada pela talentosa Sonia Benevides, chef executiva do Marechal. O chef fixo é Marcelus Benevides. A casa segue a linha contemporânea, prezando pela qualidade dos ingredientes, mas persegue a prática do preço acessível. Lançou agora um cardápio exclusivo para o almoço (sextas e sábados). O menu conta com três entradas, seis pratos principais e três sobremesas, e as opções têm preço fixo: entradas e 178 >

sobremesas custa R$ 19,00 cada; e cada prato principal, R$ 59,00. O restaurante é dividido em dois ambientes. O interno climatizado, com mármore negro, madeiras nas paredes e piso, e uma grande adega com centenas de garrafas. O outro ambiente é um bar, numa espaçosa varanda arejada, com jardins suspensos e uma bela vista dos bairros de Tirol e Petrópolis. O projeto, do prédio 880 e do restaurante, é assinado pelo arquiteto Felipe Bezerra. O Marechal é um investimento do potiguar Uelinton Ribeiro, empresário dos ramos da construção civil e de pedras ornamentais (Companhia do Mármore), que decidiu incrementar o prédio de sua propriedade, o Hermes 880, empreendimento com design arrojado, e estacionamento para 84 carros. O empresário convidou para sócio Rodrigo Lima, dono da

> novembro/dezembro de 2017

importadora Grand Cru em Natal. Outros diferenciais da casa são os petiscos, entradas frias e quentes, e também sanduíches e sobremesas. Há preparações com peixe, camarão, carne bovina, pato, barriga de porco, polvo e frutos do mar. Na parte de bebidas, além dos vinhos, o Marechal vai oferece carta de drinks assinada pelo mixologista Marcos Marinho, com nove drinks tradicionais e nove exclusivos, cervejas e whiskies. O Marechal funciona para jantar de terça-feira a sábado, das 19h à meia-noite. Às sextas-feiras, o restaurante abre para almoço, a partir das 12h, estendendo o atendimento até a noite chegar. O bar, que fica na área externa, abre de terça a sábado às 17h30. Restaurante Marechal Av. Hermes da Fonseca, 880 – Empresarial Hermes 880 Tirol – Natal/RN | Fone: (84) 3025-1136


Chapéu www.revistanegocios.net.br

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

Empresas que fazem a diferença

Destaques da saúde Para se manter no topo, corporações do segmento da saúde precisam estar atentas permanentemente às demandas do mercado e exigências dos clientes. Clínicas médicas, odontológicas, hospitais, planos de saúde. Confira a seguir quem são os destaques da saúde.

novembro/dezembro de 2017 <

< 185


Destaques da saúde

Promover soluções em saúde com sustentabilidade, qualidade e inovação é a principal missão da Unimed Natal. A cooperativa, que celebra 40 anos de atuação no estado, possui 134 mil beneficiários, mais de 1.500 profissionais cooperados, além de convênio com 129 clínicas, 13 hospitais, 35 laboratórios e estruturas próprias para oferecer serviços de qualidade. Dez vezes reconhecida pelo prêmio Top Natal, a Unimed tem o único hospital do estado com Selo de Acreditação Hospitalar, a mais importante certificação de qualidade para serviços de saúde, fornecido por instituição credenciada à Organização Nacional de Acreditação (ONA). Em entrevista exclusiva à revista NEGÓCIOS, o presidente da instituição, Dr. Fernando José Pinto de Paiva, retrata como a Unimed Natal se tornou um exemplo de gestão estratégica no estado, na área de saúde. O dirigente também analisa os desafios que o setor de planos de saúde enfrenta atualmente, explica os programas desenvolvidos pela cooperativa e conta sobre os planos de ampliação na oferta dos serviços.

Cooperativismo com foco em resultado para o público Que avaliação o senhor faz nestes 40 anos de Unimed em Natal? O que mudou, desde o primeiro ano? A Unimed Natal foi fundada visando garantir mercado de trabalho para os médicos cooperados. Nestes 40 anos, superando desafios econômicos e regulamentares, a cooperativa cumpre fielmente o

186 >

> novembro/dezembro de 2017

seu papel, cresceu de forma sólida e responsável, de forma a se tornar de grande relevância na economia da nossa capital e do estado do Rio Grande do Norte e gerando mais de 1500 empregos diretos e mais de 2000 indiretos. O grande diferencial nestes anos foi a ampliação dos nossos serviços próprios (centros


Destaques da saúde

clínicos, farmácia, fisioterapia, SOS Unimed e homecare), além de uma rede ampla de credenciados garantindo uma assistência de qualidade aos nossos usuários. Qual o maior desafio na direção da Unimed Natal? Tornar a cooperativa mais sólida e competitiva trazendo novos modelos de gestão e novos modelos assistenciais que a consolidarão ainda mais no cenário das operadoras de planos de saúde. Uma questão de extrema relevância é o envelhecimento da população e o crescimento de doenças crônicas. Para a sustentabilidade, não só da Unimed Natal, como do mercado de saúde suplementar no Brasil, faz-se urgente a conscientização da nossa população no que diz respeito à hábitos mais saudáveis de vida. O caminho que vimos adotando, portanto, é o da promoção e incentivo à qualidade de vida. Para isso, investimos em projetos como o Autocuidado Apoiado, que surgiu com a necessidade de implementar estratégias de vigilância contra o aparecimento de determinadas doenças, monitorando pacientes crônicos e incentivando sempre hábitos saudáveis de vida. Qual a análise que o senhor faz da atual conjuntura da área de saúde no Brasil e no Rio Grande do Norte? Tem-se um modelo atual focado na assistência e uma constante incorporação de novas tecnologias a essa área. O Índice de Variação de Custos

Nestes 40

população brasileira possui planos de saúde, no estado esse número cai para 19%. A Unimed Natal mantém-se atenta a esse cenário e busca cada vez mais crescer e solidificar os resultados, investindo na profissionalização e austeridade da gestão buscando modelos mais sustentáveis de atenção à saúde, buscando incessantemente oferecer ao cooperado melhores condições para exercer sua profissão além de atendimento digno e de excelência aos nossos beneficiários.

anos superando desafios econômicos, a unimed cumpre seu papel Médico-Hospitalares (IVCMH), principal indicador utilizado pelo mercado de saúde suplementar como referência sobre o comportamento de custos, registra constantes elevações de tais custos, bem superiores aos índices gerais de inflação, apresenta também a escassez de leitos hospitalares, destacando a judicialização da medicina como um fator que dificulta a gestão de recursos da saúde, incentivando o mercado a buscar cada vez mais a conscientização, o autocuidado e modelos focados em atenção primária. Como o senhor avalia o mercado de planos de saúde no Brasil e, em particular, no Rio Grande do Norte, atualmente? O cenário econômico conturbado pelo qual o Brasil tem passado impactou em todos segmentos e o da saúde suplementar não poderia ser diferente. No Brasil, apenas 24% da

O que a Unimed Natal tem feito para melhorar os serviços para seus clientes, cooperados e conveniados? O maior diferencial da nossa cooperativa é o cliente ser atendido pelo dono, o cooperado. Que garante mercado de trabalho e remunerações justas com o trabalho desempenhado. Com foco nos serviços ofertados aos nossos beneficiários, garantindo atendimento nos prazos regulamentares, serviços de excelência com maior eficiência e com menor custo, buscando cada vez mais investir em medicina preventiva e não apenas na medicina curativa. Para isso, estamos investindo em tecnologia, oferecendo ao beneficiário novas formas de interação com a Unimed Natal, ampliando nossos serviços próprios, investindo na verticalização e qualificação da rede assistencial. Ao cooperado, é imprescindível transparência e inovação, com isso em mente estamos modernizando e integrando os sistemas de informação da nossa cooperativa.

novembro/dezembro de 2017 <

< 187


Destaques da saúde

Uma das maiores reclamações em relação aos planos de saúde, ultimamente, diz respeito à demora na marcação de consultas. O que a Unimed Natal tem feito para resolver esse problema? Visando evitar esse tipo de problema estamos investindo em tecnologia. O cliente Unimed Natal, além contar com o nosso Teleatendimento 24h, pode utilizar o chat online e a marcação online para agendar consultas. É bem simples, basta acessar unimednatal.com.br. Outra ação que desenvolvemos constantemente é a abertura de vagas para o ingresso de novos cooperados, sempre de acordo com a demanda que identificamos. O mercado é monitorado pela ANS através do IDSS - Índice de Desempenho da Saúde Suplementar e a Unimed Natal vem apresentando resultados muito satisfatórios com elevação constante nos seus indicadores de satisfação. Há algum projeto de ampliação do atual hospital da Unimed Natal ou até mesmo de construção de mais unidades? Sim, o projeto de ampliação e modernização do Hospital Unimed está em pleno desenvolvimento e a primeira fase desse projeto, foi a abertura do Pronto Atendimento Pediátrico 24 horas, a ampliação de 10 novos leitos pediátricos clínicos, e a transferência do nosso Centro Clínico Pediátrico, que agora está localizado na Avenida Deodoro da Fonseca, num espaço mais amplo, confortável e

188 >

O cliente unimed tem atendimento 24 horas e pode utilizar também o chat online moderno para atender aos nossos pequenos beneficiários. A Unimed Natal, comprometida em garantir a melhor assistência aos nossos beneficiários está sempre em busca de novos dispositivos para atendermos aos clientes, sendo meta da nossa gestão a ampliação dos nossos serviços. É verdade que a rede de médicos cooperados tem diminuído? Se sim, a que se deve esta redução? Não é verdade. Atualmente, dispomos de mais de 1.450 médicos cooperados em todas as especialidades médicas da Associação Médica Brasileira. Importante ressaltar que o ingresso de cooperados na Unimed Natal é dado através de edital e processo seletivo. E esse número de vagas que abre para cada especialidade é determinado a partir de estudo realizado pela nossa cooperativa de acordo com nosso número de beneficiários. Qual a situação atual do programa SOS Unimed? Tem perspectiva

> novembro/dezembro de 2017

de crescimento? O SOS Unimed consiste em nosso serviço mais antigo. Trata de um atendimento móvel de urgência e emergência criado em 1997 e que hoje é referência em todo o Sistema Unimed. Ele dispõe de atendimento médico pré-hospitalar de urgência, conta com uma equipe multiprofissional especializada e de alto nível, UTIs móveis 24 horas com padrão de primeiro mundo, totalmente equipadas. Possuem equipamentos que podem fazer toda a diferença no atendimento das vítimas, enfim, unidades prontas a atender as mais rigorosas situações de risco, com mais conforto e plena segurança. Temos muito orgulho do SOS Unimed, por sua solidez e por tudo que ele nos ajudou a alcançar. Como a tecnologia tem impactado na gestão de processos da Unimed e no atendimento aos clientes, cooperados e conveniados? De uma maneira geral a incorporação de novas tecnologias, quando usadas racionalmente proporcionam ganhos a toda a população, seja nos processos de gestão ou assistenciais. O maior problema enfrentado no setor de saúde suplementar são os excessos, ou indicações não contempladas no Rol de Procedimentos da ANS, que como falei anteriormente provocam, além da elevação do índice de Variação de Custos Médico-Hospitalares, a elevação da judicialização do setor em busca desses recursos, que por não constarem em diretrizes não estão contemplados nos cálculos atuariais e podem provocar um desequilíbrio em uma operadora.


Destaques da saúde

Diretoria DNA Center: Dra. Gioconda Leão, Dr. Roberto Chaves e Dra. Andrea Fernandes

Laboratório DNA Center:

17 anos de história no RN Inaugurado nos anos 2.000 com a proposta inicial e inovadora de ofertar serviços em Biologia Molecular, Trombofilias (estudo coagulação) e Citogenética, o Laboratório DNA Center conta hoje uma história de 17 anos de sucesso no Rio Grande do Norte. Com o objetivo de desbravar o mercado em tecnologia de DNA, instalando o primeiro sequenciador genético no estado potiguar, o DNA Center tem em seu DNA a sequência do pioneirismo: é o único laboratório do Rio Grande do Norte especialista em tecnologia de DNA, o que lhe capacita para oferecer um vasto leque de exames que tem ajudado pacientes e médicos na busca do diagnóstico precoce e dos resultados precisos, agilizando os prognósticos e tratamentos direcionados. Os números não poderiam ser melhores: são 17 anos desde a sua inauguração e até o final de 190 >

2017 serão 17 unidades em pleno funcionamento na capital e no interior do Rio Grande do Norte, sendo uma delas em Caicó, a primeira no Seridó. Toda essa expansão deve-se ao compromisso firmado em oferecer o que há de mais moderno em medicina laboratorial. Uma das metas para 2018 é ficar cada vez mais próximo da população norte-rio-grandense, contemplando diferentes públicos em diferentes regiões da capital e do estado, proporcionando assim melhor acesso com mais comodidade a todas as pessoas que escolhem o DNA Center para realizar seus exames. Toda a dedicação e a vontade de ir além faz do DNA Center uma jovem empresa que carrega em seu seio a credibilidade e a responsabilidade de estar à frente, buscando incessantemente a confiança no resultado.

> novembro/dezembro de 2017

DNA CENTER HOJE - Contamos com 173 colaboradores dedicados e responsáveis diretos pelo sucesso do DNA Center, dos quais 22 são bioquímicos capacitados; - Dezessete unidades localizadas em pontos estratégicos da capital e do interior do estado; - Tecnologias de ponta para resultados mais precisos: Química Seca que dispensa o uso de água nos procedimentos, contribuindo para a preservação do meio ambiente; - O DNA Center é o único laboratório no Rio Grande do Norte com sequenciador genético para testes de paternidade; - Conta com parelho de RealTime PCR para diagnóstico molecular das mais diversas doenças genéticas e infecciosas. - 42 mil exames de DNA (Teste de Paternidade) realizados até o momento; - Nas análises clínicas, atende em média 22 mil pacientes-mês, somando um total de 180 mil exames em média.


Destaques da saúde

Natal Home Care oferece assistência de qualidade

Atenção e cuidado o tempo todo são

os maiores compromissos da Geap Imagine uma empresa que oferece planos de saúde, em média, 40% mais baratos? E além disso, ampla rede de atendimento e programas que estimulam a medicina preventiva, prezando pelo o bem-estar integral. Essa empresa existe e é a Geap. A Operadora, que há 72 anos atende servidores públicos de todo o país, é referência quando o assunto é promoção da saúde e prevenção. Mas a Geap sabe que nem só de cuidados preventivos vive um plano de saúde. Existem aqueles imprevistos, doenças que surgem e uma série de situações que exigem cuidados diferenciados. É por isso que a Geap oferece, também, a

192 >

melhor assistência domiciliar. Os beneficiários com restrições de mobilidade e perda de autonomia para utilização da rede credenciada contam com atenção domiciliar de baixa e média complexidade, conduzida por uma equipe multiprofissional e com engajamento da família. As ações, de caráter preventivo e assistencial, têm como objetivo: reabilitação funcional; educação em saúde; incentivo ao autocuidado e autonomia; prevenção de complicações e manifestações mais avançadas da doença; redução do número de internações e do tempo de permanência hospitalar; e diminuição do risco de infecção.

> novembro/dezembro de 2017

No Rio Grande do Norte, a Geap tem uma série de prestadores de serviço. Um deles, para serviços de assistência domiciliar, é a Natal Home Care, que atua, há mais de 15 anos no setor. O Programa de Gerenciamento Residencial (PGR) atende pacientes com quadro clínico mais simples que os elegíveis para Home Care. Oferece serviços preventivos, de reabilitação, acompanhamento, por profissionais da área da saúde, para administração de antibióticos, cuidado com lesões de pele e curativos específicos, entre outros tratamentos. Médicos, fisioterapeutas, psicólogos, fonoaudiólogos, nutricionistas, e enfermeiros fazem parte da equipe multidisciplinar da Natal Home Care, além de estrutura completa e tecnologia, para atender dos casos mais simples aos mais complexos. A empresa trabalha com sistema de acompanhamento de pacientes on-line, com prontuário eletrônico e uso de tablets para comunicação rápida e eficiente, objetivando mais agilidade na comunicação interna e tomada de decisões. Segurança, conforto, experiência, transparência, profissionalismo, qualidade de vida, humanização e confiança são algumas das palavras que podem definir a parceria entre a Geap e a Natal Home Care. Quer entrar para Geap? Confira nossas opções no site: www.geap.com.br. Escolha seu plano e venha para a Geap!


Destaques da saúde

Oral Estética quebra paradigmas na odontologia potiguar Com auxílio da tecnologia, a Oral Estética quebrou paradigmas na odontologia potiguar e tem provocado uma revolução no planejamento e confecção das restaurações protéticas. O espaço oferece precisão no procedimento odontológico através do Sistema CAD/CAM, técnica que associa conhecimentos de informática e engenharia às necessidades da clínica, especialmente nas restaurações protéticas e nas áreas de ortodontia e cirurgia oral. “Com este sistema, o desenho de uma restauração indireta é transferido para um computador e, depois, ocorre sua confecção por uma máquina de fresagem, atuando como uma impressora 3D. Esta tecnologia permite confeccionar restaurações com diferentes materiais, como cerâmica, resina reforçadas, titânio, entre outros, e proporciona mais precisão, rapidez e qualidade na confecção das peças protéticas”, explica o reabilitador oral Alexandre Dias, que atua na Clínica Oral Estética, localizada na avenida Jaguarari em Natal. A tecnologia pode ser aplicada Técnica A técnica se baseia em três componentes fundamentais: sistema de leitura da preparação dentária (scanner), software de desenho da restauração indireta (CAD) e sistema de fresagem da estrutura da restauração. A ferramenta de digitalização (scanner) transforma a geometria real do dente humano em dados digitais que são proces-

196 >

Alexandre Dias: alta tecnologia é um dos diferenciais da Oral Estética como uma ferramenta de análise para ortodontia e cirurgia oral e também em desenhos de restaurações para coroas, onlays, inlays, facetas, copings, estruturas de próteses, aparelhos removíveis de reabilitação protética, aparelhos ortodônticos, próteses sobre implantes, incluindo pilares e coroas, guias cirúrgicos, entre

sados pelo computador e o software transforma o conjunto de dados no produto desejado, a restauração indireta. CAD - Computer Aided Design (corresponde ao desenho assistido pelo computador ou software). CAM Computer Aided Manufacturing (refere-se ao

> novembro/dezembro de 2017

outras aplicações. Com o desenvolvimento e aperfeiçoamento dessa tecnologia, o trabalho laboratorial deixou de ser artesanal e passou a ser automatizado. Outro benefício é que não há a necessidade de confecção de moldes e a fabricação das restaurações dentais ocorre no próprio consultório odontológico.

desenho assistido pela máquina ou máquina fresadoras). Oral Estética Dr. Alexandre Dias - Odontólogo R. Jaguarari, 1975 - Lagoa Nova (84) 99983-9327/3606-3000 oralestetica.com.br Insta: @oralestetica


Chapéu

Ronco e apnéia

podem ser tratado pelo dentista

O ronco incomoda e pode causar até a morte, se associado com a apnéia, que é uma parada da respiração por alguns segundos devido à obstrução da passagem de ar durante o sono. Durante essa parada na respiração o coração trabalha em sobrecarga para manter os níveis de oxigênio do sangue, aumentando em 30% as chances de se ter uma arritmia cardíaca, aumento da pressão arterial, AVC e enfarto do miocárdio, que podem levar a morte do paciente. Mas, há tratamento. E simples. A cirurgiã-dentista Larissa Laércio de Paula, por exemplo, faz parte do grupo de profissionais de Natal que oferecem o tratamento através de uma placa intra-oral. “É feito um molde da arcada dentária e a placa fica sendo utilizada para dormir. O aparelho avança a mandíbula para frente, promovendo um aumento do espaço aéreo superior fazendo com que o ar passe livremente sem promover a vibração dos tecidos, barulho conhecido como ronco”, afirma Larissa. Segundo ela, a placa utilizada 198 >

para o tratamento do ronco e da apnéia é de fácil adaptabilidade para os pacientes. Mas, apesar da praticidade e do ótimo prognóstico é de fundamental importância uma avaliação criteriosa dos dentes e da cavidade bucal com exames complementares de radiografias e avaliação do exame do sono, a polissonografia, que juntamente com o laudo do médico otorrinolaringologista vai dar as coordenadas se o aparelho é o melhor tratamento para o paciente. Mais de 40% das pessoas roncam, mas no consultório de Dra. Larissa, a maioria vai buscar tratamento apenas por insistência dos parceiros, que se incomodam com o barulho à noite. Entretanto, ela ressalta que o problema é bem maior para quem ronca. Além da sobrecarga no coração, noites mal dormidas deteriora a qualidade de vida do paciente, que pode acordar com dores de cabeça, sonolência diurna excessiva, perda da capacidade de concentração e da memória, depressão, impotência sexual, diminuição da libido e dificuldade em perder peso..

> novembro/dezembro de 2017

Dra. Larissa Laércio de Paula Mestre em Odontologia Ed. Harmony Center - Sala 1311, Rua Coronel Joaquim Manoel, 615 – Petrópolis Fone: (84) 3014-6128 (84) 981074710 Oral Estética – Av Jaguarari 1975-Lagoa Nova Fone: (84) 3606-3000 (84) 987866267


ChapĂŠu

novembro/dezembro de 2017 <

< 199


Destaques da saúde

Tradição e modernidade

no Setor Hospitalar de Natal

Inaugurada em 1952, a Casa conta com 760 funcionários, 133 leitos hospitalares e é destaque na preferência e confiança dos natalenses Com 72 anos de história, a Casa de Saúde São Lucas é até hoje referência no segmento hospitalar em Natal. A primeira configuração do hospital surgiu em outubro de 1945, quando um grupo de nove médicos e uma obstetra decidiu se unir, visando aprimorar suas habilidades técnicas e amenizar a escassez de leitos hospitalares em Natal. Mas foi só em janeiro de 1952 que o hospital iniciou suas atividades. Desde o início até hoje o conceito sempre foi fazer Medicina com seriedade e compromisso e isso se evidenciou até no nome escolhido para a estrutura: São Lucas, eleito por unanimidade entre os fundadores por remeter a um ícone bíblico 200 >

que transmite tranquilidade, confiança e, acima de tudo, por ser considerado patrono dos médicos. O início das atividades nos anos 50 contou com a colaboração de freiras da ordem Franciscanas Hospitaleiras Portuguesas, que contribuíram para a construção de uma capela anexa ao hospital, até hoje um marco de religiosidade católica no bairro do Tirol. Com uma administração moderna e visionária, que prima por investimentos em conforto e equipamentos de última geração, mas não abre mão da essência familiar e do bom relacionamento entre seus funcionários e pacientes, a Casa de Saúde São Lucas

> novembro/dezembro de 2017

oferece uma gama de serviços aos natalenses. Entre eles estão o serviço médico-hospitalar de emergência e urgência em clínica médica, cardiologia, neurologia, ortopedia e traumatologia, terapia intensiva geral e cardiológica, internação de clínica médica e clínica cirúrgica e centro cirúrgico. São 760 funcionários empregados, dos quais 75 possuem nível superior. A estrutura conta com 76 apartamentos e 36 leitos de enfermaria, centro cirúrgico completo e duas UTIs – uma geral e outra para pacientes cardíacos, com 21 leitos, totalizando 133 leitos hospitalares em toda a estrutura.


Destaques da saúde

Clínica Pedro Cavalcanti qualidade e satisfação há 30 anos Qualidade e satisfação no atendimento são diferenciais da Clínica Pedro Cavalcanti. Há 30 anos em Natal, o complexo especializado no diagnóstico e tratamento de ouvido, nariz e garganta já conta com sete unidades. A mais nova está sendo inaugurada no final deste ano, no espaço clínico criado no Praia Shopping, estabelecimento comercial da zona sul da cidade. São 300 mil pacientes cadastrados, usufruindo de espaços confortáveis, com moderna infraestrutura e área de entretenimento para crianças. A Clínica Pedro Cavalcanti consolidou-se como Hospital-Dia, e Laboratório do Sono, utilizando tecnologia de 204 >

última geração para a realização de procedimentos de baixa e média complexidade. Seguindo sua vocação, a clínica é pioneira na utilização das mais avançadas técnicas cirúrgicas especializadas, dentre elas, as técnicas para a realização de procedimentos Vídeo-Endoscópicos Minimamente Invasivos, Navegação Guiada por Imagem (Neuronavegação ENT) e Monitorizacão Intra-Operatória de Nervos Craneanos. A Clínica Pedro Cavalcanti foi fundada em 1986, dando início a um sonho do médico Pedro Cavalcanti. A primeira sede foi constituída na Avenida Café Filho, na Praia do Meio, imóvel da

> novembro/dezembro de 2017

Pedro Cavalcanti é referência em otorrinolaringologia

família; três anos depois passou a funcionar na Avenida Rodrigues Alves, no Tirol. Todas as unidades contam com atendimento humanizado, médicos e colaboradores capacitados. A Clínica Pedro Cavalcanti é referência de qualidade tecnológica em Otorrinolaringologia, reconhecida no Brasil e no exterior, investe em pesquisa, tecnologia e pessoal para tornar a vida do paciente ainda mais prazerosa, segundo o próprio fundador da clínica, que conta com 4 unidades em Natal, 1 em Nova Parnamirim, 1 em Caicó e 1 em Mossoró. E de acordo com informações da clínica, são 100 mil atendimentos realizados anualmente.


IMPLANTES DENTÁRIOS SEM dor, sem PONTOS E EM APENAS ALGUNS MINUTOS

Com Mestrado em Implantodontia, pelo renomado Centro de Pesquisas Odontológicas e Faculdade São Leopoldo Mandic, Campinas-SP, Dr. João Marcelo se tornou pioneiro no Estado ao unir a técnica que permite repor dentes perdidos sem a necessidade de pontos e cortes extensos na gengiva, com a utilização de implantes suíços de diâmetro reduzido. Essa união diminui drasticamente a necessidade de enxertos ósseos e reduz para apenas 21 dias o período de espera para que o implante se integre ao osso e possa receber a prótese definitiva. Além de resultar em mais conforto, segurança e rapidez nos tratamentos, os implantes instalados com a utilização dessa tecnologia possuem garantia vitalícia, um detalhe fundamental que garante o investimento no novo sorriso e é explicado em detalhes no momento da consulta.

Dr. João Marcelo Arcoverde - CRO-RN 3482 • Mestrado em Implantodontia pela São Leopoldo Mandic Campinas-SP • Pós-graduado em Reconstrução Tecidual Óssea e Periimplantar pelo Grupo ImplantePerio – SP • Membro do International Team for Implantology


ODONTOLOGIA ESTÉTICA COM TECNOLOGIA DE PONTA E NATURALIDADE Na Odontologia Estética, Dr. João Marcelo Arcoverde utiliza o que há de mais moderno: tecnologia digital com precisão alemã aliada ao senso artístico de ceramistas reconhecidos internacionalmente alocados nos melhores laboratórios distribuídos pelo Brasil. O sistema CAD/ CAM e impressão 3D proporcio-

nam mais precisão, agilidade e reduzem de sobremaneira o tempo de tratamento. Dependendo da urgência, muitas vezes é possível realizar em pouquíssimos dias um tratamento reabilitador estético completo. Bem diferente das inúmeras semanas e longas consultas que eram necessárias antigamente.

consultório de alto padrão | segurança | fácil localização coffee lounge | espaço infantil | fraldário | excelência em biossegurança | Impressão e prototipagem 3d na própria clínica

Garantia vitalícia dos implantes e MENOR TEMPO DE CICATRIZAÇÃO DO MERCADO

Av Campos Sales 632 - Petropólis | Cep: 59.020-300 - Natal/RN Tel/fax (84) 3211-4522 - Secretária direta (84) 99954-9762

www.joaomarceloarcoverde.com.br


www.revistanegocios.net.br

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

Setor automotivo potiguar

tira o pé do freio Com a retomada da economia, mesmo que ainda tímida, o setor automotivo do Rio Grande do Norte tirou o pé do freio e está acelerando aos poucos. De acordo com pesquisa apresentada pelo Sindicato dos

208 >

> novembro/dezembro de 2017

Concessionários e Distribuidores de Veículos do Rio Grande do Norte - Sincodiv/RN, houve um crescimento de 7,99 % na venda de automóveis. Foram vendidos 14.999 em 2016; até outubro de 2017 foram 16.198.


Veículos

Crescimento reafirmado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores das Montadoras - Anfavea. Pesquisa divulgada pela entidade mostra que nos últimos 12 meses a produção automobilística no Brasil teve um crescimento de 23,5%. “A expectativa é de crescer em média 5% nos próximos três anos. Mas, acreditamos que esse percentual possa ser ainda maior”, comenta João Paulo Melo, diretor executivo do segmento de autos do Grupo Veneza no Rio Grande do Norte, sem esconder o otimismo. “Por mais que o mercado tenha retraído até o ano passado, o Grupo (Veneza) teve crescimento, principalmente, pelas operações com as marcas âncoras, Jeep e Hyundai”, revela. Além do crescimento, ainda que tímido, na produção e nas vendas neste período de crise, outro aspecto que espelha este momento positivo do mercado é a disposição dos bancos em aumentar a oferta de crédito para a compra de veículos. Bradesco e Banco do Brasil, por exemplo, voltaram a registrar aumento trimestral no financiamento de veículos, enquanto o Itaú/ Unibanco já está mais próximo de inverter a trajetória de queda.

Venda de SUV’s cresce e Jeep Compass lidera o ranking De acordo com dados da Fenabrave, o ano está sendo bom para o segmento de SUV. Durante os dez primeiros meses, o segmento de utilitários esportivos no Brasil teve um expressivo crescimento, foram emplacados cerca de 329.903 unidades até outubro, contra 302.301 em 2016 e 306.146 em 2015. E o Jeep Compass, lançado há um ano, está em primeiro lugar nas vendas. Foram 39.488 unidades, esse foi o melhor mês de vendas do utilitário, desempenho que já o torna o SUV mais vendido do país. “A Jeep tem participação de 4% no mercado nacional e no RN 7%. É uma prova de que o Estado é comprador de SUV”, diz João Paulo. No ranking dos 10 SUVs/ crossovers mais vendidos, que leva em consideração desde

modelos compactos até luxuosos de grande porte, o Jeep Compass, que é fabricado em Goiana (PE), lidera o ranking entre os mais vendidos, assumindo a posição ocupada pelo Honda HR-V. Quem aparece em terceiro é o Creta e em quarto lugar está a Jeep novamente com o Renegade, cuja a procura ainda continua intensa. Com o lançamento da versão a Limited Diesel, a expectativa de vendas do modelo Compass para 2018 é ainda maior. A versão é mais sofisticada e luxuosa da linha, podendo vir com rodas de aro 19 e pacote high tech que inclui controle de velocidade adaptativo e avisos de colisão frontal e desvio de faixa, partida remota de motor e sistema Park Assist (sistema que estaciona o carro sozinho).

novembro/dezembro de 2017 <

< 209


Veículos

Grupo Veneza: presença marcante no Nordeste

João Paulo Melo, do Grupo Veneza, tem boas expectativas para 2018

Vendas de seminovos surpreende e mantém crescimento estável Se para os SUV’s o ano foi bom, para o mercado de seminovos o ano foi surpreendente. Dados apurados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores - Fenabrave, entidade que representa mais de 7,4 mil concessionários de veículos no Brasil, a transferência de veículos seminovos e usados cresceu 8,16%, até outubro de 2017 foram 11.709.473 veículos vendidos, contra 10.825.889 em 2016. “O mercado de seminovos cresceu na crise. O Grupo Veneza, por exemplo, começou a operação de seminovos em abril do ano passado. No meio da crise, tivemos a ideia de investir no mercado de seminovos. Foi uma grande sacada, na hora certa. Construímos o prédio da Atlanta Seminovos e concentramos 100% dos seminovos lá. E acabou virando uma das operações principais do nosso grupo”, conta João Paulo. “Hoje, as vendas da gente passam de três dígitos no mercado local. E a ten210 >

dência é que continue numa crescente boa, mesmo com a recuperação do mercado de carros novos”, avalia o empresário. Para os segmentos de automóveis e comerciais leves somados, o total transferido também registrou alta de 0,95% ante o mês de setembro. No total, foram negociadas 900.062 unidades no décimo mês do ano, contra 891.628 em setembro. Se comparado com o mês de outubro/2016, o resultado de transações de usados para estes segmentos apresentou crescimento de 15,17%, chegando a 781.530 unidades comercializadas no período. No comparativo dos dez meses de 2017 e 2016, foi registrado crescimento de 9,06%, totalizando 8.104.253 no ano passado, contra 8.838.634 neste ano. Do total de automóveis e comerciais leves usados negociados, os veículos com até 3 anos de fabricação representaram 16,62 % do total transacionado em outubro, e 14,59% do acumulado do ano.

> novembro/dezembro de 2017

O Grupo Veneza tem 37 anos de história, está presente em todos os nove estados do Nordeste e no estado de São Paulo. Seu foco é concessionárias de automóveis, caminhões e ônibus e máquinas e equipamentos pesados. Atualmente, representa as marcas: Citroën, Ford, Hyundai, Jeep, Troller, Volvo, Volkswagen Man e John Deere. A primeira empresa do grupo surgiu em 1980, aqui em Natal, na área de distribuição de peças para veículos a diesel. Em 1985 expandiu sua operação para Recife, no mesmo segmento. No ano de 1993 iniciou uma empresa no setor de venda de caminhões e ônibus seminovos, em Recife. E em 1998 foi nomeado concessionário Volkswagen nas capitais do Rio Grande do Norte e Pernambuco. Foi a partir daí que as portas se abriram no segmento de concessionárias. As empresas de automóveis e caminhões e ônibus estão concentradas nos estados do Rio Grande do Norte e Pernambuco. Já as empresas de máquinas e equipamentos John Deere estão por todo o Nordeste e estado de São Paulo. Além disso, o grupo possui empresas de corretora de seguros, transporte público, turismo e fretamento. Recentemente, o grupo iniciou suas atividades no ramo de venda de carros seminovos. Em 2016, foi inaugurada a Atlanta Seminovos.


Veículos

Montadoras de carros de luxo se animam com a economia aquecida Talvez este seja o momento que marcas como a Volvo estavam esperando para reconquistar o mercado. Em agosto, a montadora sueca lançou o novo XC60 em todo o Brasil e já estipulou uma ambiciosa meta de venda entre 2.300 a 2.500 carros. Isso porque o XC60 não é qualquer carro, ele é simplesmente o modelo sueco mais vendido. O SUV foi lançado em 2008 e já vendeu mais de 1 milhão de unida des em todo o mundo. Passados nove anos, os clientes já estavam ansiosos por uma roupagem do modelo. E a sueca veio surpreendendo. Reforçou o design escandinavo e ofereceu mais conforto e potência, sem deixar de lado a segurança. Quando se fala de carros da Volvo, não se pode deixar de citar segurança. Antes mesmo do estabelecimento de leis rígidas de segurança, a montadora já 212 >

estava na vanguarda da engenharia deste segmento. Criou e patenteou, por exemplo, o cinto de três pontos. E não é só jogada de marketing. O carro atingiu nota máxima no teste de segurança da Euro NCAP, entidade que periodicamente coloca a prova os carros lançados na Europa por meio de crash testes e avaliações de sistemas. O SUV tirou 98% no índice de proteção para ocupantes adultos, sendo consagrado como o carro mais seguro do mundo. O novo XC60 conta com segurança passiva, ativa e até autônoma. O sistema City Safety, destacado no comercial da montadora para promover o carro, freia automaticamente ao detectar uma colisão iminente com carros, pedestres, animais ou objetos. O Sensus Navegation permite que em velocidade mais altas o carro seja capaz de

> novembro/dezembro de 2017

corrigir o volante para se manter dentro da faixa de rodagem. Faróis full-led com acionamento e ajuste automáticos e Active High Beam, com eles você simplesmente terá a melhor visão sem ofuscar os outros veículos. Mas se por ventura algo der errado, você ainda pode contar com o Volvo On Call, o sistema pode assinar o socorro automaticamente. Achou pouco, o carro conta com sistema Hands Free, com ele você só precisa passar os pés por debaixo do para-choque para abrir o porta-malas, você já não precisa mais colocar tudo no chão para acionar a chave ou apertar o botão do porta-malas. E motorização Drive-E que fornece potência, eficiência e baixa emissão de poluentes. Talvez não seja a toa que a tradução de Volvo seja eu rodo, ou melhor, eu guio.


Autos

e d s e õ ç p o s a s r e v a Di p o p e rd

o t o m em

MATÉRIA AUTOS

assistência técnica especializada

214 >

> novembro/dezembro de 2017


10 anos da revista negĂłcios.net empresas & empresĂĄrios do RN

www.revistanegocios.net.br

Destaque nacional

AndrĂŠ Elali Advogados apontado entre os melhores do Brasil


Destaque jurídico

Saiu a mais nova edição da Análise Advocacia 500, o mais importante ranking do segmento jurídico nacional. E o escritório potiguar André Elali Advogados figura mais uma vez como um dos escritórios mais admirados do Brasil. O advogado André Elali também está entre os profissionais mais admirados do Brasil, aponta a publicação especializada. Com 15 de anos de atuação e expertise na área tributária, o escritório é um dos poucos do Nordeste e o único do Rio Grande do Norte citado na Análise Advocacia 500 na categoria tributário. A pesquisa é baseada na opinião dos departamentos jurídicos das 1.800 maiores empresas do Brasil, sendo analisados diversos aspectos da prestação de serviço. André Elali Advogados está sediado em Natal e possui filiais em São Paulo, Brasília, Recife e João Pessoa. O escritório também atua nas áreas societária, regulatória, arbitragem e compliance. E conta com uma equipe de advogados focadas em buscaros melhores resultados para seus clientes.

Time de André Elali Advogados pronto para atender demanda especializada empresarial

novembro/dezembro de 2017 <

< 217


Destaque Jurídico

Escritório do futuro A assessoria jurídica empresarial foca na prevenção de problemas 218 >

> novembro/dezembro de 2017


Destaque Jurídico

Equipe Guerreiro Costa Marques Advogados atenta às tendências

A advocacia se reinventou e apresenta agora um conceito moderno de assessoria jurídica: a que muda a atuação na solução de litígios para a prevenção de problemas. O novo modelo tem sido intensamente aderido por empresas. Apresenta não apenas impacto nos resultados financeiros, mas também diferencial competitivo no mercado. O escritório Guerreiro Costa Marques Advogados e Consultores está atento a esta demanda. O sócio Rodolfo Guerreiro comenta que a transição tem sido uma quebra de paradigmas, uma vez que a ideia comum é a de que o profissional jurídico só ganha através do dano ou perda de alguma parte. “Estamos saindo de um pensamento de relações baseadas na perda do cliente igual a ganho do advogado, para uma relação de ganho-ganho. Isso nos aproxima e gera confiança nos nossos clientes. É assim que o escritório moderno precisa pensar”, argumenta. O especialista defende que a advocacia está criando um novo perfil que se caracteriza pela inclusão da tecnologia, adesão de um sistema de gestão de processos e pelo famoso lema “melhor prevenir do que remediar”. Dessa forma, os escritórios têm buscado equipes preparadas, proativas e dispostas a se adaptarem às culturas das empresas para, assim, prestar o melhor serviço. Afinal, o objetivo é que os clientes tenham menos problemas e, consequentemente, mais tempo para pensar na busca por resultados e nas estratégias para a competição do mercado. “Nós buscamos ter um papel fundamental no planejamento e gestão dos nossos clientes. Analisamos desde as demandas trabalhistas, sociais e ambientais até as tributárias e financeiras. Essa consultoria é importante porque podemos identificar os gargalos das empresas e reduzir ou excluir certos prejuízos”, esclarece Rodolfo, ao afirmar que é um desperdício deixar a relação escritório-cliente voltada meramente para funções judiciais, que geralmente são onerosas e poderiam, possivelmente, ser evitadas. Quando questionado sobre o que tem movido essa adaptação da prestação do serviço jurídico, o advogado responde que, com os novos tempos, surgem novas demandas e a busca por um trabalho que resulte em economia de tempo e investimento. Isso gera satisfação em ambas às partes. “O segredo é passar a ver o cliente não apenas como um cliente, mas como um parceiro”, finaliza. novembro/dezembro de 2017 <

< 219


Chapéu

Artigo Advogada, pós-graduada em Direito e Processo Tributário - Carolina Vidal

Advocacia Estrategista e Desafios para 2018: como crescer na crise Com a turbulência sofrida na política brasileira, a economia vem sendo significativamente afetada

E sendo o nosso país um dos mais “eficientes” no quesito fabricação de leis (só em 2017, foram 108 leis federais, fora as Medidas Provisórias, as leis estaduais, etc), o sentimento do empreendedor é de “Como crescer nessa crise, num país onde toda hora tem uma lei nova alterando as regras do jogo?” Dentre as leis mais comentadas publicadas em 2017, é possível citar a reforma trabalhista, além de outras não tão conhecidas, como a recente lei que alterou o Código de Defesa do Consumidor, criando mais uma obrigação ao fornecedor de serviços e produtos, e, na área tributária, a lei que instituiu o PERT – Programa Especial de Regularização Tributária. Há muito se fala da advocacia preventiva como identificadora de riscos e que visa antever os problemas empresariais antes de eles ocorrerem, porém ela se reciclou como antigo modelo, e abriu espaço a um movimento de transformação no mundo dos negócios, com a chamada advocacia estrategista. Além de prevenir problemas, a advocacia estrategista promove o diálogo entre os setores financeiro, operacional, comercial, jurídico, marketing, tecnologia da informação, buscando o objetivo do negócio, em conformidade com: resultado de distribuição de lucros, redução de passivos, melhoria contínua dos processos internos e credibilidade social. É a advocacia direcionada ao negócio, e não o negócio submetido, estritamente, ao “jurídico”, de forma isolada. Sustentase num modelo que interage com os demais setores e rompe as barreiras de

220> 220

> julho/agosto novembro/dezembro de 2017 de 2017

“departamentos”, criando uma unicidade de objetivos e ganhos corporativos, com segurança jurídica. Nesse modelo de advocacia, o empresário poderá contar com importantes medidas que trarão reflexo positivo para o seu crescimento em 2018, como, por exemplo, o planejamento trabalhista e a recuperação tributária. O planejamento trabalhista, diante da lei da reforma trabalhista em vigor e já com a Medida Provisória 808 em curso, torna-se prioridade número 1 no ambiente corportativo. Esse tipo de medida identificará, por área de negócio, os temas laborais de maior importância na cadeia produtiva da empresa, e com esse foco, além de capacitar, sem juridiquês, os gestores e líderes sobre a aplicação responsável e adequada dos novos dispositivos da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), fará o acompanhamento dos enunciados e julgados nos tribunais regionais e superiores do trabalho, a fim de emitir orientações jurídicas que vão contribuir na adoção das decisões empresariais com o respaldo da segurança jurídica tão desejada. E o que a empresa ganha com isso? Alinhamento dos seus processos internos que por si só já reduz custos e, consequentemente, gera a diminuição dos valores relativos ao passivo trabalhista (oculto ou contencioso), além de fomentar a imagem de credibilidade de uma empresa que atua conforme a legislação. Aliás, a palavra da moda é “compliance”, isto é, agir conforme, sendo este um excelente investimento a garantir o


Artigo

desenvolvimento ascendente e contínuo das empresas, moldando uma imagem de atuação empresarial e social em sintonia com a ética e as leis, evitando autuações com multas pesadas e, o pior, o descrédito social. Afinal, o nível, maior ou menor, de investimento que se deseja injetar numa empresa é diretamente proporcional à imagem e à reputação que ela ecoa no mercado, isto é, se ela é saudável, se atua ou não conforme, e se está ou não envolvida em corrupção, seja de qualquer grau. Na área de recuperação tributária, os tribunais superiores já têm sinalizado, inclusive com alguns julgamentos que não cabem mais recursos, como é o caso da não incidência do ICMS sobre PIS e COFINS, dentre outros. Contudo, na maioria das vezes, esses tributos são recolhidos de forma automática, sem a respectiva distinção, havendo a necessidade da recuperação tributária pelo empresário, seja administrativa ou judicialmente, que irá gerar a compensação futura, uma forma de se obter

uma receita segura e legítima. Para os que vão começar o ano de 2018 com a abertura do seu negócio, a advocacia preventiva continua sendo ótimo investimento para apoiar o empresário e sanar os riscos indesejados num momento importante, que é o da constituição social e exige determinada atenção. Sendo assim, entende-se, na contramão, que a crise atual como sendo problema é um ponto de vista. Para o empresário, na verdade, ela pode ser um nicho de possibilidades de redução de custos e aumento de receitas, desde que haja investimento em conhecimento para superação dos desafios. Portanto, readaptar-se não é mais algo facultativo, na verdade, é obrigatório pra quem deseja permanecer no mercado a médio e longo prazos, e o melhor investimento para driblar a crise e superar a concorrência é a conjugação do poder da informação aliado à estratégia do seu negócio e ao seu ambiente de relações. Boas escolhas, para um ótimo 2018!

Planejar a empresa dentro das novas regras de trabalho torna-se prioridade número 1

julho/agosto de 2017 <

<221


ChapĂŠu

novembro/dezembro de 2017 <

< 223


224 >

> novembro/dezembro de 2017


Empresas

JUCERN se moderniza e cria

“novo ambiente de negócios” no RN

Instituição secular, com 118 anos de atividade, a JUCERN – Junta Comercial do RN tem sido um verdadeiro termômetro da recuperação econômica potiguar. Em toda essa trajetória, a autarquia estadual viveu grandes momentos, mas é atualmente que ela passa pelo período de maior maturidade com modernização dos seus serviços e democratização do acesso aos empreendedores do Estado. Hoje tudo é digital, integrado e é possível abrir uma empresa em 24 horas. “Estamos trabalhando muito para implantar uma gestão moderna, eficiente e voltada para todas as empresas e a população do do Estado”, destaca Samya Aby Faraj Linhares Bastos, presidente da JUCERN e uma das responsáveis, junto com sua equipe técnica, pela revolução e modernização da Junta. “Há comprometimento em levar ao cliente o melhor atendimento, as melhores ferramentas e contribuir para que ele saia satisfeito daqui”, destaca Samya. A JUCERN apresentou, no penúltimo trimestre do ano, números superiores de solicitação de abertura de comércios em relação ao mesmo período do ano passado. Entre julho e setembro de 2016, foram 636 novos negócios. Já nos mesmos meses de 2017, foram 741, o que caracteriza um aumento de 16%. O destaque foi o mês de agosto, que apresentou acréscimo de 57%. “Estamos criando um novo ambiente de negócios em nosso Estado”, destacou.

Este cenário positivo de reação econômica pode ser creditado a fatores internos do órgão. Um deles é o Escritório do Empreendedor, projeto implantado na atual gestão que disponibiliza, em um único espaço, todos os serviços necessários para o registro e legalização de empresas. A redução da burocracia foi drástica: de 200 dias para 24h o tempo médio para abertura de um novo empreendimento. “Somos o primeiro estado do Brasil com escritório do empreendedor nesta dimensão, com todos os órgãos integrados”, orgulha-se o governador do RN Robinson Faria. O Escritório reúne, entre outros órgãos, a JUCERN, a Secretaria de Tributação, IDEMA, Corpo de Bombeiros, AGN, SUVISA e Receita Federal. O espaço orienta sobre expansão ou mudanças que podem ser feitas depois que o negócio é aberto. E ajuda o empreendedor a descobrir oportunidades na crise. O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio), Marcelo Queiroz, destacou o quanto o escritório facilita o dia-a-dia do empresário. O presidente da Federação da Indústria (Fiern), Amaro Sales, também parabenizou a iniciativa: “Sobrará tempo para o empreendedor empreender”, afirmou. O presidente do conselho deliberativo do Sebrae, José Álvares Vieira, pontuou o incentivo ao pequeno empreendedor: “O que a população espera é um governo desburocratizado, e é isso que estamos vendo”. novembro/dezembro de 2017 <

< 225


Gestão Pública

Planejamento Estratégico inaugura conceito na gestão da AL Planejar para administrar. Esse é o entendimento levado à risca na Assembleia Legislativa desde 2015, quando teve início a implementação do Planejamento Estratégico da Casa. Os frutos têm sido colhidos e, apesar da crise financeira que atinge o Brasil, o Poder Legislativo do Rio Grande do Norte tem conseguido bons resultados no ponto de vista econômico e administrativo. Desde o ano 2000, o Brasil tem em vigor a Lei de Responsabilidade Fiscal, que impõe o controle de gastos do ser226 >

> novembro/dezembro de 2017

viço público nas esferas federal, estadual e municipal em todos os poderes. Uma das diretrizes da LRF é o limite de gastos com pessoal, que nos estados tem o teto em 60% para este fim, sendo 49% para o Executivo, 6% para o Judiciário, 2% para o Ministério Público e 3% para Assembleia e Tribunal de Contas do Estado. Em todo o serviço público, as quedas recorrentes nos recursos disponíveis fazem com que ocorra, além do aperto financeiro, o aumento do percentual da receita corrente líquida destinada aos gastos com


Gestão Pública

pessoal. Porém, para a Assembleia Legislativa tem conseguido baixar o percentual utilizado. Ao assumir o comando do Legislativo, o presidente Ezequiel Ferreira (PSDB) determinou a aplicação de um planejamento estratégico para os quatro anos. “Foram reduzidos aproximadamente mil cargos, otimizados os recursos e renegociados os gastos com fornecedores. A gestão imprimiu mais celeridade econômica à Casa, num momento em que todo o setor público exige cada vez mais eficiência e economicidade”, afirmou o parlamentar. A renegociação de contratos do Legislativo com fornecedores já proporcionou significativa redução de gastos no Legislativo. Além disso, o enxugamento da máquina propriamente dita, com redução em custos desde a energia até com telefonia, têm contribuído para a economia dos recursos públicos. Para se adequar à LRF, no entanto, é preciso mais. O secretário-geral da Assembleia, Augusto Carlos Viveiros, explica que se enquadrar à LRF durante a crise financeira é tarefa difícil para os Poderes porque não há a dependência somente das ações da Casa, já que, com a queda da receita corrente líquida do Estado, é necessária a compensação na gestão administrativa do Legislativo. Mesmo assim, a Assembleia cortou cargos, saneou as receitas e vai possibilitar novas ações dentro do Legislativo, como a efetivação da Reforma Administrativa desenvolvida pela Fundação Getúlio Vargas. "A situação do país é delicada e, por isso, é preciso que tenhamos sempre cautela. Estamos com a queda contínua no comprometi-

Presidente da Assembleia, Ezequiel cita medidas para equlibrar gestão mento (das receitas com pessoal) e isso faz parte do nosso planejamento estratégico, que vai proporcionar a realização da nossa reforma administrativa em breve”, disse Viveiros. A cada quadrimestre, o Poder Legislativo tem conseguido reduzir o percentual da receita comprometido com gastos de pessoal. Em

2017, apesar da crise financeira, a Assembleia Legislativa conseguiu redução no percentual nos dois quadrimestres. Enquanto a Casa teve gastos de 2,21% no primeiro quadrimestre do ano, o valor referente ao segundo ficou em 2,13%. O percentual está abaixo não só do limite legal, mas também do limite prudencial e de alerta.

novembro/dezembro de 2017 <

< 227


www.revistanegocios.net.br

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

Excelência do setor educacional no RN

Destaques da educação A educação privada do Rio Grande do Norte tem sido responsável pelos melhores índices de qualidade nos últimos anos. Prova disso é o UNIFACEX, escolhido por dois anos consecutivos o melhor centro universitário do país. Em matéria exclusiva, a revista NEGÓCIOS apresenta dados e mostra como o UNIFACEX alcançou este resultado. O Colégio Marista de Natal também ganhou um espaço especial para contar como mantém uma tradição quase centenária sem perder a qualidade, formando bons cristão e virtuosos cidadãos. O NEC Pinguinho de Gente é outro espaço de educação que merece registro pela tradição e excelência em formar crianças. Por fim, o ensino à distância, que vem ganhando cada vez mais adeptos na educação do país, tem como bom exemplo, no Rio Grande do Norte, o projeto do Instituto Tecnológico Brasileiro (ITB) Prospere, instituição educacional especializada em cursos técnicos e profissionalizantes na modalidade EAD.


Destaques educação

Prospere ITB oferta ensino técnico acessível para todos pela internet

Instituto do RN é recordista nacional junto ao Ministério da Educação na oferta de cursos on line do PRONATEC voluntário O projeto PROSPERE, idealizado pelo Instituto Tecnológico Brasileiro (ITB), com sede em Natal, já é o maior ofertante brasileiro de vagas para o PRONATEC voluntário, programa do Ministério da Educação que disponibilizará mais de dois milhões de vagas gratuitas para Formação Profissional no Brasil até o final de 2017. Em todo o país, somente na sua primeira fase, foram inscritos 400 mil alunos, sendo que quase 200 mil foram inscrições realizadas na plataforma do PROSPERE, um marco para a educação do país e do Rio Grande do Norte. Alunos de todo país encontraram na plataforma PROSPERE a possibilidade de qualificação à distância. Os alunos que se inscreverem nos cursos de qualificação profissional do PRONATEC volun-

tário estarão automaticamente estudando e se aculturando na nova plataforma de formação tecnológica ITB. “Estamos investindo para ofertar oportunidades de qualificação para a população e promover o avanço tecnológico brasileira através do ensino técnico”, destacou Paulo de Paula, empresário idealizador do projeto. Esta atuação no PRONATEC é uma iniciativa voluntária que alcançou o Brasil e ajuda a democratizar o ensino técnico ampliando a qualificação profissional. Mas o trabalho do PROSPETE ITB continua e a plataforma está disponível para ensino à distância a custos muito baixos. É o primeiro passo para a profissionalização do trabalhador e para que ele consiga um certificado que ateste qualificação profissional. novembro/dezembro de 2017 <

< 231


Destaques educação

Odontologia Unifacex contará com modernos laboratórios de estudo

UNIFACEX melhor centro universitário do Brasil Pelo segundo ano consecutivo, o UNIFACEX foi considerado o melhor centro universitário do Brasil. O resultado foi divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que estabelece os Indicadores de Qualidade da Educação Superior. De quebra, ainda lidera o ranking estadual no segmento de Instituições de Ensino Superior. Os cursos do UNIFACEX se destacam como os melhores entre as instituições públicas e privadas. “Essa é uma conquista não só nossa, mas do Rio Grande do Norte”, comemora Oswaldo Figueiredo, Diretor Financeiro da Mantenedora. “É o resultado de um trabalho coletivo muito forte. Mesmo depois da entrada de grandes grupos nacionais e internacionais no mercado, a partir de 2002, continuamos investindo no nosso DNA potiguar e perpetuando esse projeto que foi iniciado pelo nosso Chanceler, José Maria 232 >

> novembro/dezembro de 2017

Figueiredo, há quase cinco décadas”, conta. Para alcançar a nota máxima em excelência acadêmica, o dirigente aponta para um único caminho: investir em qualidade. “Decidimos que para se manter no mercado só haveria uma possibilidade: ter qualidade. Pactuamos com nossos colaboradores, criamos e reformulamos os projetos pedagógicos da Instituição, aliando tudo isso a uma gestão acadêmica muito forte. A meta, a partir desse pacto de 15 anos atrás, era para que a gente, gradativamente, fosse conquistando e galgando resultados no sistema de avaliação, subindo ano a ano”. Segundo avaliação do Inep, realizada com 2.130 Instituições de Ensino Superior, o Centro Universitário Facex - UNIFACEX conquistou Conceito 4 no Índice Geral de Cursos (IGC), indicador de qualidade que avalia as instituições de Ensino Superior. “O nosso


Destaques educação

Qualidade na formação presencial e na educação à distância

Oswaldo Figueiredo comemora: "a conquista é do Rio Grande do Norte" desempenho no IGC está acima de todas as outras instituições do Estado, sejam elas faculdades, centros universitários e universidades”, comenta o Pró-Reitor Acadêmico, Richard Medeiros. Para o Reitor, Raymundo Gomes Vieira, o resultado é reflexo do empenho dos professores, coordenadores e demais profissionais,

que atuam com responsabilidade em todas as áreas da Instituição, desde o ensino até a gestão. “Ser avaliado e reconhecido, pela segunda vez consecutiva só mostra que o trabalho que desenvolvemos é feito de forma contínua e buscando sempre a excelência”, avalia Professor Vieira, como é mais conhecido.

Instituição investe nos cursos de odontologia e publicidade Com o título de Melhor Centro Universitário do Brasil garantido, pelo segundo ano consecutivo, o UNIFACEX parte para mais um desafio: a abertura dos cursos de Odontologia e Publicidade e Propaganda. As inscrições para as turmas de 2018.1 já estão abertas. Para abrir os dois novos cursos, a Instituição precisou investir em estrutura. “Estamos criando uma estrutura de fazer bilhar os olhos”, confirmou Oswaldo. “Igual a nossa pré-clínica, que já está instalada, segundo palavras do técnico que fez a instalação, só existem quatro, no Brasil, iguais”, revelou. Para o curso de Publicidade e

Propaganda foi construído um estúdio para criação de peças publicitárias, localizado na Unidade Deodoro, prédio da antiga escola CIC. “O curso de Publicidade e Propaganda está muito 'redondo' e temos bastante interesse em formar profissionais qualificados para este mercado tão importante e desafiador da comunicação”, comunicou o dirigente. “A ideia é preparar uma estrutura para que os alunos que entrem nestes cursos possam ser formados numa condição diferenciada e poder agregar ao mercado de trabalho, assim como já acontece com os demais cursos”, destacou.

Ao longo de 44 anos, o UNIFACEX já formou mais de 11.000 alunos para o competitivo mercado de trabalho, profissionais capacitados, com espírito inovador e empreendedor. Resultado, segundo Oswaldo, de um investimento num corpo docente qualificado, que possui professores Especialistas, Mestres e Doutores, dedicados a preparar seus discentes com uma formação profissional e humana. A Instituição conta com cinco unidades em Natal. Todas as instalações são modernas, bem equipadas e adaptadas às Pessoas com Necessidades Especiais, permitindo, assim, o amplo funcionamento das atividades acadêmicas, desenvolvidas no ensino, extensão e iniciação científica. E esta mesma qualidade na formação presencial está sendo projetada para a implantação da educação a distância. “Esse será o nosso desafio no ano que vem. Já estávamos maturando essa modalidade de ensino há pelo menos cinco anos, e estamos trabalhando forte há pelo menos um ano e meio. A nossa preocupação é com a qualidade. Depois de muita pesquisa, estamos desenvolvendo essa base tecnológica e de pessoas para poder oferecer um serviço com muita qualidade, igual ou melhor ao que já oferecemos presencialmente”, explicou Oswaldo Figueiredo.

novembro/dezembro de 2017 <

< 233


Destaques educação

Formação desde o maternal

garante excelência na educação Os excelentes resultados acadêmicos e aprovações nas principais universidades públicas do país são frutos de um planejamento pedagógico-pastoral estratégico do Colégio Marista de Natal, da educação infantil ao 3º ano do ensino médio. Tudo em sintonia com os valores e a missão marista de formar “bons cristãos e virtuosos cidadãos”, conforme Carisma de São Marcelino Champagnat A excelência acadêmica, contudo, não seria alcançada sem a parceria escola-família, uma característica forte da instituição. No Colégio Marista de Natal, as famílias são interlocutoras e corresponsáveis pela curva ascendente dos resultados obtidos em sala de aula e em atividades curriculares e extracurriculares, como competições esporti234 >

vas, espetáculos artísticos, ações solidárias e evangelizadoras e ainda: as olimpíadas pedagógicas (matemática, ciências e línguas portuguesa, por exemplo) e o ENEM. “As famílias acreditam e interagem com o Projeto Educativo Marista e com a missão de evangelizar e educar as crianças, os adolescentes e os jovens, inspirada em Maria e fundamentada em São Marcelino Champagnat, que deseja formar cristãos e cidadãos comprometidos na construção de uma sociedade sustentável, justa e solidária”, afirma Irmão José de Assis Elias de Brito, diretor da unidade. “As famílias que nos escolhem esperam a aprovação em universidades federais. Investimos nessa motivação, orientando sobre os cursos e buscando indicadores

> novembro/dezembro de 2017

comparativos da qualificação das universidades escolhidas para sermos assertivos nas metas”, complementa Adelina Maria, coordenadora do 3º ano do ensino médio. Para sustentar a excelência e a tradição da marca na cidade e manter um ensino de qualidade, o Marista de Natal está sempre inovando e acompanhando a evolução dos tempos, sem perder a sua identidade cristã católica. O Colégio oferece, atualmente, uma ampla estrutura com salas de aula, laboratórios, complexo esportivo, parque tecnológico, teatro, espaço verde, lanchonete/restaurante, biblioteca, dois estacionamentos, ambiente exclusivo e seguro para a educação infantil, além de dois novos serviços: loja LIKE e Marista ID (centro de idiomas).


Destaques educação

NEC Pinguinho de Gente:

cuidado pessoal com cada aluno NEC Pinguinho de Gente: cuidado pessoal com cada aluno Fundada em Natal há 45 anos, o Núcleo de Educação Criativo Pinguinho de Gente se reinventa a cada ano para atender às necessidades educativas do mercado e se adaptar às transformações sociais. A escola nasceu ofertando Educação Infantil. Com o passar dos anos, implantou o Ensino Fundamental até a 4ª série. Hoje dispõe de turmas até o 9º ano, com preocupação e foco constantes em: Manter nível e qualidade de ensino elevados sem perder de vista o tratamento personalizado aos alunos e pais, que terminam sempre apaixonados pela instituição. A inovação é presente o tempo inteiro e alunos têm à disposição,

236 >

além da grade normal de aulas, diferenciais como educação financeira, robótica, neuroeducação, língua inglesa e produção textual, e métodos pioneiros para aperfeiçoamento no esporte como o Gustavo Borges na natação. “São cinco níveis de educação oferecidos, a partir dos 16 meses de vida das crianças. Trabalhamos forte a educação escolar e preparamos para a vida. Por isso nossa escola é referência para muitas gerações”, destaca o pedagogo e Diretor Administrativo da Escola, Luciano Rocha. Ele lembra dos constantes investimentos na infraestrutura, aperfeiçoada para alocar todos os alunos de forma confortável. “Contamos com salas amplas, parque infantil, auditório com pro-

> novembro/dezembro de 2017

jeções em 3D, laboratório de ciências, dormitório e banheiros adaptados a portadores de necessidades especiais, entre outros”, enumerou. Educação integral com diferenciais competitivos Atentos aos novos conceitos de educação interativa e conectada, as salas do ensino fundamental são todas equipadas com lousa interativa digital, equipamento de audio e internet banda larga. Além disso, a escola agora oferece o NEC+, uma proposta de educação estendida para alunos do contra turno. O projeto é oportunidade para os alunos, que desenvolvem habilidades específicas importantes, e para os pais, que podem ocupar o dia dos filhos com atividades no seu horário de expediente de trabalho.


ChapĂŠu

novembro/dezembro de 2017 <

< 237


www.revistanegocios.net.br

10 anos da revista negócios.net empresas & empresários do RN

transformadores Em sua edição histórica, a Revista Negócios lança o prêmio Negócios “Transformadores”, outorgado às empresas e empresários que prestaram serviços relevantes para o fortalecimento da economia potiguar. O objetivo é homenagear estes “transformadores” da realidade, que doaram talento e trabalho contribuindo de forma significativa para o Estado e a sociedade. Sejam empresários ou empresas, todos os escolhidos possuem histórias, iniciativas e projetos com valioso impacto econômico. A homenagem é uma forma de valorizar o empreendedorismo norte-rio-grandense e estimular, a cada ano, a indicação e escolha de novos “transformadores”. A seguir, conheça os agraciados com o selo Negócios “Transformadores”.

238 >

> novembro/dezembro de 2017

do RN


Transformadores

MANOEL ANDRADE LIMA FILHO

Graduado em Turismo, trabalha na hotelaria desde 1985, quando começou como recepcionista. Passou por vários setores. Aprendeu um pouco sobre cada função. Chegou a gerente geral. Atuou em hotéis de rede nacional e internacional. Em 2010 abriu, junto com seus sócios, sua própria operadora hoteleira, de nome Aram Hotéis. O Aram Ponta Negra Hotel foi o primeiro da rede. Atualmente o seu grupo administa cinco hotéis nas seguintes cidades: dois em Natal, um em João Pessoa, um em Maceió e um em Juazeiro do Norte. O seu grupo emprega hoje 350 funcionários. Andrade faz um trabalho comercial importante, geralmente de bastidores, mas fundamental para manter a ocupação média dos hotéis do Grupo

Médico, Otorrinolaringologista, casado, Dr. Pedro Cavalcanti tem 61 anos e nasceu em Natal. É graduado na UFRN, pós-graduado no Instituto Brasileiro de Otorrinolaringologia/RJ, fellowship na Alberta University – Canadá. Foi presidente da Sociedade Norteriograndense de Otorrinolaringologia, presidente fundador da Sociedade Norte-Nordeste de Otorrinolaringologia, presidente da Sociedade Brasileira de Rinologia, presidente do 35º e 40º Congresso Brasileiro de Otorrinolaringologia realizados em Natal/RN. É membro do Conselho Editorial das Revistas da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia e da Fundação Otorrinolaringologia da USP/ SP. Membro do Conselho Executivo e Científico da Associação Panamericana de Otorrinolaringologia e da Sociedade Iberolatinoamericana de Otorrinolaringologia. Pedro Cavalcanti é convidado para ministrar palestras em dezenas de países da América do Sul, América Central, Estados Unidos e Europa. Foi secretário de Saúde do Rio Grande do Norte. É fundador e presidente do grupo econômico Clínica Pedro Cavalcanti, composto por 7 clínicas localizadas em 5 municípios do RN, uma unidade hospitalar, um laboratório de Medicina do Sono e cerca de 400 mil clientes cadastrados em 31 anos de serviços prestados. A clínica já foi agraciada com 23 prêmios “Top of Mind” consecutivos, desde 2003.

PEDRO CAVALCANTI

novembro/dezembro de 2017 <

< 239


Transformadores

MARCELO ALECRIM

A trajetória do empresário Marcelo Alecrim, presidente da ALE, começou em 1976, quando trabalhava no posto de gasolina do pai, em Canguaratema, a 78 quilômetros de Natal. Cursou faculdade de administração, investiu esforços em expandir os negócios e, em cinco anos, quintuplicou as vendas. Em 1996, fundou a Satélite Distribuidora de Petróleo (SAT). Atendia a demanda dos pequenos postos. Oito anos depois, a SAT atraiu investimentos internacionais, com uma associação ao Darby Overseas Investments nas Américas. Em 2006, a SAT se uniu à mineira ALE, dando origem à AleSat Combustíveis S/A. Atualmente, a companhia tem abrangência nacional e atuação regional com aproximadamente 2 mil postos em 21 Estados brasileiros e faturamento anual de cerca de R$ 12 bilhões. Um marco na trajetória de Alecrim foi o case sobre sua carreira publicado, em agosto de 2007, pela conceituada Universidade de Harvard. Ele também já foi eleito Jovem Empreendedor do Ano, pela Exame e Ernest & Young, em 2000, e Empreendedor do Ano 2010 na categoria Máster, sendo escolhido para representar o empreendedorismo brasileiro em Mônaco, em junho de 2010. Hoje, Marcelo Alecrim também é um dos embaixadores, no Nordeste, da Endeavor, maior organização de apoio a empreendedorismo e empreendedores de alto impacto.

Apaixonado por educação, Zé Maria trata sua empresa como um filho. Simples, espirituoso e emotivo, não necessariamente nesta ordem. Visionário e apaixonado por educação. Este é José Maria Figueiredo, chanceler da UNIFACEX. Fundador da Facex há cinco décadas, Zé Maria, como é mais conhecido, trata seu negócio como um filho. E sempre que alguém o questiona por quanto venderia a empresa, ele responde com uma pergunta no melhor estilo Zé Maria: "Você venderia seu filho? A Facex é meu filho mais velho. Então, não está à venda". A Facex começou no bairro da Ribeira com 30 alunos e hoje o complexo Facex/Unifacex conta com mais de 8 mil estudantes, em Capim Macio e no Centro. Ousado e amante de desafios, uma das mais recentes façanhas foi a compra do prédio do CIC, uma tradicional instituição de ensino católico de Natal, que fechou as portas em 2014. Torcedor apaixonado do América de Natal, já chegou a presidir o clube de coração. Depois de muitas alegrias e algumas tristezas no futebol, voltou a tomar conta apenas do seu 'filho mais velho', com a colaboração especial dos seus filhos, Oswaldo e Candysse Figueiredo.

240 >

> novembro/dezembro de 2017

JOSÉ MARIA FIGUEIREDO


Transformadores Chapéu

José de assis de brito MARISTA DE NATAL

Presente em 83 países dos cinco continentes, o Marista celebra o bicentenário em 2017 atento aos avanços sociais e tecnológicos observados ao longo destes 200 anos. Guiado pelo Projeto Educativo Marista, o Instituto tem a missão de evangelizar e educar às crianças, os adolescentes e os jovens, inspirado em Maria, Boa Mãe, e São Marcelino Champagnat, o fundador, para formar “bons cristãos e virtuosos cidadãos" comprometidos na construção de uma sociedade sustentável, justa e solidária. Neste século 21, é referência em educação, pastoral e ação social, reconhecida pela excelência acadêmica, formação em valores e compromisso com a comunidade eclesial e com a sociedade. Em Natal há 86 anos, com o Colégio Marista, teve a honra de contribuir na formação de grandes profissionais. Em parceria com as famílias, a unidade educacional tem logrado êxito na formação do cidadão e na preparação dos estudantes, da educação infantil ao ensino médio, gerando excelentes resultados acadêmicos, que culmina em aprovações nas melhores universidades públicas do país.

A Arena das Dunas completa quatro anos de operação com números positivos que consolidam sua participação no cenário esportivo, cultural, de lazer e eventos do Rio Grande do Norte. Desde a inauguração, em dezembro de 2014, o equipamento já recebeu mais de 2,5 milhões de visitantes. O desempenho de 2017 será o melhor da sua história, até agora com média de 1 evento a cada 1,4 dias. Para 2018, a Arena das Dunas está focada em aperfeiçoar a gestão, ampliar número de eventos e se consolidar como o maior empreendimento multiuso do Estado. O fortalecimento de projetos como o Arena Tour, o Música na Arena e o Domingo na Arena, também estão nos planos da gestão, comandada pelo diretor Ricardo José de Lira Esteves. A utilização da Arena para realização de eventos está aumentando ano a ano. Em 2014, foram 114 eventos. Em 2017, já foram 152 eventos até novembro. Ao todo, a Arena realizou 190 eventos não esportivos em 46 meses de atividade, com público de mais de 1,4 milhão de pessoas. Há dois anos, a Arena foi classificada pelo Sistema Brasileiro de Classificação de Estádios como a melhor do país

242 >

> novembro/dezembro de 2017

ricardo José de lira ARENA DAS DUNAS


Transformadores

FLÁVIO AZEVEDO

Secretário de Governo Engenheiro Civil formado na Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Flávio Azevedo foi engenheiro do DNER – Departamento Nacional de Estradas de Rodagem, professor de Mecânica dos Solos da Escola Técnica Federal do Rio Grande do Norte e de Matemática Financeira da Escola Técnica Visconde de Cayrú. Já exerceu funções de Engenheiro Chefe do Departamento de Engenharia de Trânsito do DNER/RN e Diretor Presidente da CAERN. No seu vasto currículo profissional, o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado também já passou pela presidente da FIERN – Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte; foi representante da CNI – Confederação Nacional da Indústria e fundador, diretor-presidente da Construtora A. Azevedo e Dois A Engenharia.

Engenheiro Civil, formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte e pós-graduado em Engenharia Econômica e Administração de Negócios pela Utah State University – Estados Unidos, Fernando Bezerra, 66 anos, tem participação destacada na iniciativa privada (Ecocil), na área governamental e política do Brasil. Foi senador da República por dois mandatos, entre 1994 e 2007; Presidente da CNI – Confederação Nacional da Indústria, eleito em 1995 e reeleito em 1999, e presidente por cinco mandatos da FIERN – Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte. Também foi membro do Conselho de Administração do Banco do Nordeste do Brasil S/A, e assumiu o cargo de Ministro de Estado da Integração Nacional, no Governo Fernando Henrique, de 1999 a 2001. Assumiu a liderança no Senado do Governo Fernando Henrique Cardoso, de 1994 a 1999, e do Governo Luís Inácio Lula da Silva, de 2003 a 2007. Foi relator de matérias importantes no Senado Federal, como a Lei de Patentes, o Código de Mineração, a Lei Geral das Telecomunicações e a Lei do Sistema de Financiamento Imobiliário, entre outras.

244 >

> novembro/dezembro de 2017

FERNANDO BEZERRA


Transformadores

fernando paiva UNIMED natal Promover soluções em saúde com sustentabilidade, qualidade e inovação é a principal missão da Unimed Natal. A cooperativa que completa 40 anos de atuação no estado possui 134 mil beneficiários, mais de 1.500 profissionais cooperados, além de convênio com 129 clínicas, 13 hospitais, 35 laboratórios e estruturas próprias para oferecer serviços de qualidade. Reconhecida por dez vezes pelo prêmio Top Natal, a Unimed tem o único hospital do estado com Selo de Acreditação Hospitalar, a mais importante certificação de qualidade para serviços de saúde, fornecido por instituição credenciada à Organização Nacional de Acreditação (ONA). A instituição tem na presidência, atualmente, o Doutor Fernando José Pinto de Paiva, para quem a Unimed Natal se tornou um exemplo de gestão estratégica no Estado.

Engenheiro de Pesca formado na primeira turma de Engenharia de Pesca do Brasil, na Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE, Itamar de Paiva Rocha é presidente da Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC), cuja a sede ele transferiu há alguns anos para o Rio Grande do Norte. É em Natal que a ABCC realiza, todos os anos, a FENACAM – Feira Nacional do Camarão, que atrai público de três mil congressistas. Itamar é o maior defensor da carcinicultura brasileira. Já liderou inúmeras lutas do setor junto ao Governo Federal e ao Congresso Nacional. Itamar Rocha atuou como pesquisador em diversas universidades, foi responsável técnico pela elaboração e implantação de centenas de projetos de cultivo de camarão no Brasil e no mundo, em grandes empresas. É diretor presidente da MCR Aquacultura (PB), responsável pela operacionalização de mais de 100 projetos de cultivo de camarão marinho (L. vannamei) e de camarão de água doce (M. rosenbergii), bem como de peixes de água doce (Tilápia). Participou de cursos internacionais e viajou a cerca de 40 países para estudos e visitas técnicas a projetos de criação de camarão e aquicultura. Publicou cerca de 100 trabalhos técnicos em revistas científicas.

Itamar de Paiva Rocha

novembro/dezembro de 2017 <

< 245


Transformadores

CARLOS ANTÔNIO caixa econômica

Funcionário de carreira na Caixa Econômica Federal (CEF) há 35 anos, antes de se tornar superintendente, Carlos Antônio de Araújo (“Carlinhos”) desempenhou várias funções gerenciais, sendo as duas últimas no exercício de Gerente Regional da Construção Civil, onde coordenou a execução do Programa Minha Casa Minha Vida no Rio Grande do Norte, de Gerente Regional de Governo e Judiciário e Superintendente Regional Adjunto. Exerceu também as funções de Diretor Presidente da Companhia de Habitação do Estado do Rio Grande do Norte - CEHAB, no período de agosto e 2015 a agosto de 2016, quando retornou para assumir a Superintendência Regional da CAIXA. Cursou Engenharia pela UFRN, Administração pela UNP, Especialização em Finanças Corporativas pela UFRN, Gestão Pública pela Universidade Corporativa CAIXA e formação em Gestão de Projetos Uranos e Projetos em Habitação pelo Ministério das Cidades.

Presidente da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Galvão Ferreira de Souza, foi por quatro vezes consecutivas o parlamentar que mais apresentou Requerimentos e Projetos de Lei na Assembleia Legislativa, no período de 2004 à 2007. Apresentou projetos visando principalmente a geração de emprego e distribuição de renda no meio rural. Dentre os quais destaca-se a luta pela construção da Estrada da Produção, interligando toda Serra de Santana e possibilitando a escoação agrícola daquela micro-região; também trabalha para revitalizar a cultura do algodão através de Projeto de Lei, em uma tríplice parceria entre Governo do Estado, empresas de beneficiamento e o produtor rural. É autor de leis importantes. Em seu quarto mandato, sua gestão como presidente da Assembleia é marcada pela modernização. Implantou o Planejamento Estratégico da casa, conquistando bons resultados no ponto de vista econômico e administrativo, apesar da crise no Estado e no país. A Assembleia cortou cargos, saneou receitas, otimizou recursos, renegociou contratos com fornecedores. Imprimiu mais celeridade econômica à casa, num momento em que o setor público exige cada vez mais eficiência e economicidade.

246 >

> novembro/dezembro de 2017

DEPUTADO EZEQUIEL FERREIRA de Souza


Transformadores

Juliska azevedo DETRAN - governo RN

A campanha criada pela Agência Executiva Propaganda para o Detran/Governo do RN venceu o prêmio nacional do Denatran como melhor campanha educativa de trânsito de 2017. Supervisionada pela Assessoria de Comunicação Social do Governo, que tem à frente a secretária Juliska Azevedo, a campanha, cujo tema é #CurtoDirigirBem, foi lançada em junho no Natal Shopping. A ação colocou, em área privativa do shopping, veículos destruídos em acidentes de trânsito. A ideia foi impactar as pessoas. Por meio de realidade virtual foi possível experimentar os efeitos do álcool gerados no condutor embriagado. A campanha apontou várias situações em que vidas perdidas poderiam ter sido preservadas se o condutor tivesse respeitado a legislação de trânsito. Esta não é a primeira campanha vitoriosa do Detran. A Executiva e a secretária Juliska Azevedo criaram uma nova cultura de propaganda educativa, digna de registros e premiações.

O empresário Paulo de Paula foi fundador e ex mantenedor da UNP – Universidade Potiguar. Trabalhou décadas para construir uma das maiores universidades privadas do Nordeste. Neste período, também investiu em projetos sociais que mudaram a vida de inúmeras famílias. Um deles é a Escola Municipal 4º Centenário, que até hoje funciona nas instalações físicas da UNP (Universidade Potiguar) da Avenida Floriano Peixoto, em Petrópolis. Outro é a Escola das Dunas de Pitangui, onde milhares de alunos já foram beneficiados. Encerrou atividades na universidade, quando a vendeu para um grupo internacional. Mas manteve atuação na educação. A sua "menina dos olhos" é o PROSPERE ITB - Instituto Tecnológico Brasileiro (ITB), com sede em Natal, que já é o maior ofertante brasileiro de vagas para o PRONATEC voluntário, programa do Ministério da Educação que disponibilizará mais de dois milhões de vagas gratuitas para Formação Profissional no Brasil até o final de 2017. Em todo o país, somente na primeira fase, foram inscritos 400 mil alunos, sendo 200 mil inscrições realizadas no PROSPERE, um marco para a educação do país e do RN.

PAULO DE PAULA

novembro/dezembro de 2017 <

< 247


Artigo

Ricardo Amorim

Não à indignação seletiva Ultimamente, qualquer conversa acaba caindo na indignação geral com a corrupção que tomou conta do país e com a impunidade que pune a todos nós brasileiros, enquanto líderes políticos saem ilesos. Considerando a extensão e a profundidade dos escândalos, seria chocante se isso não acontecesse. Só vamos construir o país que queremos combatendo a cleptocracia que se apoderou do Estado brasileiro. Isso só acontecerá reformando-se legislações que perpetuam a impunidade e a corrupção, como a indicação política de ministros dos tribunais de contas e do STF e o foro privilegiado de congressistas, presidente e governadores. O que me surpreende é não encontrarmos a mesma indignação e mobilização popular para eliminarmos outras ilegalidades que também limitam nosso desenvolvimento e o bem estar dos brasileiros, como sonegação de impostos e fraudes. Como exigir punições exemplares de nossos líderes políticos enquanto permanecemos coniventes com outras práticas ilícitas? Felizmente, iniciativas para mudar este quadro já estão brotando. Bom exemplo é o Movimento Combustível Legal, liderado pelo Sindicom – Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes. Ele combate a sonegação de impostos e

as fraudes no setor. Só no ano passado, R$ 4,8 bilhões em tributos deixaram de ser arrecadados. Sonegadores aproveitam a lentidão e frouxidão da Justiça, que não diferencia devedores contumazes – que adotam o não pagamento de impostos como prática – dos eventuais – que alguma vez atrasaram o pagamento de algum imposto. Com o valor sonegado daria para bancar o ensino de quase 2 milhões de crianças durante um ano. Outras alternativas? Que tal pagar os salários anuais de mais de cem mil policiais ou duplicar 1.100Km de estradas? Tão maléficas quanto a legislação que permite a impunidade dos políticos, são as leis que favorecem devedores contumazes. O Movimento Combustível Legal combate também as bombas fraudadas e a adulteração de produtos, práticas que lesam os consumidores há tempos. Aqui, o principal problema é a fiscalização, que fica muito aquém do necessário. A solução? A criação de forças-tarefas permanentes lideradas pelos estados, com o apoio da ANP, Secretarias da Fazenda, Ministério Público, Procon, IPEM e polícia. Precisamos de mais movimentos assim. Vamos apoiar as novas iniciativas que surgirem. Nenhum salvador da pátria vai resolver os problemas do país por nós. Só nos mesmos podemos fazer isso.

Valor sonegado daria para bancar o ensino médio de quase 2 milhões de crianças durante um ano

* Ricardo Amorim, autor do bestseller Depois da Tempestade, apresentador do Manhattan Connection da Globonews, o economista mais influente do Brasil segundo a revista Forbes, o brasileiro mais influente no LinkedIn, único brasileiro entre os melhores palestrantes mundiais do Speakers Corner e ganhador do prêmio Os + Admirados da Imprensa de Economia, Negócios e Finanças.

248


Revista Negócios 71  
Revista Negócios 71  
Advertisement