Page 1


STYLING: Maria da Glória “Gogoi” FOTO: Sergio Sena MAKE: Suzzane Rodrigues MODELO: Luana Barbosa, 24 anos, veste Clip Clip REALIZAÇÃO: André Mendes Mariana Aquino Stürken

10

revistamulhermais.com.br


ABRIL

2013

16 24 26 38 42 44 46

+ FACE Traição virtual

52 54 56 57 66 73 79 80 82

+ BELEZA Pronta para a balada

+ CARREIRA Mulher maravilha existe? + OPINIÃO Com a palavra: Elas + MULHER Não se cale.Grite! + ESTILO Com Lilia Campos + TUTORIAL Aprenda a fazer unhas filha única + ESPECIAL Conheça a história do Estilista Feirense Aládio Marques

+ TESTE Você sabe confiar na medida certa?

facebook.com/rmulhermais

TODAS AS MULHERES ESTÃO LENDO. POR QUE A SUA MARCA AINDA NÃO ESTÁ AQUI?

+COMPORTAMENTO As mentiras que os homens contam +MODA Guarda roupa exclusivo +AMOR E SEXO Leve seu celular para a cama Qual o acessório eu devo usar hoje a noite?

R

E

V

I

S

T

A

www.revistamulhermais.com.br

+SAÚDE Exames de rotina. Veja a importância +CULINÁRIA Delicie-se com receitas saborosas e fáceis de fazer +DECORAÇÃO Para saborear com os olhos

3021.6213 Av. Adenil Falcão 1340C - Brasília Feira de Santana - Bahia 75


colaboradores Suzanne Rodrigues

Quando o assunto é make, Suzzane pode dizer com convicção: “Então me deixa passar, dá licença minha gente”. Ela comanda um blog (www.suzzanerodrigues.com) e é a responsável pelas makes da Mulher+. É olhar, admirar e aprender!

Luana Barbosa

Aos 24 anos, herdou de berço a paixão pela moda. A nossa modelo da capa abrilhantou esta edição da Mulher+ com seu estilo black e sua simpatia encantadora.

Lúcia Mendonça

Parceira, amiga. Ela acolheu a Revista Mulher+, acreditou no projeto e ajudou a acontecer a segunda edição. Lúcia, além de tudo isso, revelou mais um segredo. Na editoria decoração, ela deixa uma dica de como saborear com os olhos.

Camila de Jesus 25 anos, licenciada em letras com língua espanhola. Nova Integrante da Revtista Mulher+. Parabéns e seja bem vinda.

12

revistamulhermais.com.br

Anna Paula Calazans Abraçou o projeto e fez diferença nesta edição da Mulher+, mostrando seus looks customizados super criativos e lindos para o delírio de nós, mulheres. As leitoras vão ficar encantadas com as transformações feitas por ela.

Genário Borges

Chefe e consultor gastronômico, Genário preparou três receitas que vão lhe ajudar a prender o homem pela barriga. Além de deliciosas, elas são super simples de preparar. Aproveite a dica!

Jaqueline Borges

Está cada dia mais difícil escolher qual esmalte usar e qual cor escolher. Jaqueline, com sua experiência e criatividade nata, mostra às leitoras da Mulher+ um passo a passo de como fazer a unha tendência do momento: a unha filha única.


13


DIRETO DA

REDAÇÃO

E

sta edição, especial do mês da mulher, comemorado no dia 8 de março, aborda assuntos que elas adoram (unhas, make, sexo, moda e muito mais), além de falar sobre um drama que muitas mulheres vivem: a violência doméstica. Apesar das conquistas alcançadas nos últimos anos, por direitos iguais, muitas mulheres ainda sofrem em silêncio a violência dentro de casa. Nós vamos contar histórias de mulheres, que foram fortes o suficiente para levantar a cabeça e dizer não a agressão. Elas denunciaram! A edição traz ainda um texto especial sobre a mulher moderna, que trabalha, cuida dos filhos, da casa, fica linda para o marido, e ainda encontra tempo para estudar e se dedicar a carreira. Qual a conquista mais importante já alcançada pelas mulheres? O que ainda falta conquistar? Veja o que elas responderam. Falar de homem também é coisa mulher, por isso selecionamos algumas mentirinhas que eles sempre contam e que certamente, alguma vez na vida, você já ouviu. Para saber, basta conferir! Saúde, Moda, Decoração, Culinária, Amor e Sexo. Tudo isso você encontra aqui.

Editora de Redação Daniela Cardoso daniela@revistamulhermais.com.br diretor de arte André Mendes andre@revistamulhermais.com.br Produção Fotógrafica Sergio Sena relações pública Mariana Mendonça Stürken

Fica proibida a reprodução parcial de qualquer texto ou imagem deste produto sem autorização prévia dos responsáveis pela publicação. É proibida a venda de exemplares. Distribuição gratuita. As pubicidades veiculadas nesta edição são de responsabilidade exclusiva dos anunciantes.

todos os direitos reservados à

A MULHER+ é uma publicação da editora Casa de Sapê Av. Adenil Falcão 1340, CEP 44.060-000, Feira de Santana - BA

PARTICIPE DA MULHER+ NAS REDES SOCIAIS. ESPERAMOS SUAS SUGESTÕES! /rmulhermais /rmulhermais

ANUNCIE (75) 3021.6213

anuncie@revistamulhermais.com.br

14

revistamulhermais.com.br


15


TRAIÇÃO Será que uma pulada de cerca virtual, pode ser considerada uma traição ao ponto de colocar fim num relacionamento? Ouvimos a opinião da galera do Facebook. Vejam só o que elas e eles dizem.

Na verdade, não sei dizer que sim ou que não. Não consigo ver uma situação destas como algo fácil de ter uma solução prévia e certa. Cada situação é passível de entendimentos diferentes e, no meu ponto de vista, a dúvida seria a respeito da traição. Independente de ser pessoalmente, pela internet, por sms, ou sei lá o que. A questão é o ânimo de trair, a intenção de estar com outra pessoa, seja “ao vivo e a cores” . Para mim, independente da traição ocorrer pela internet, é traição. Então o perdão dependeria de outros detalhes que não esse.” Yalle Santiago Roseno, 29 Anos, Advogada

Uma traição? Perdoaria sim. Porque o mundo virtual é bem diferente do mundo real. As emoções são diferentes.” - Roberta Passos, 36 anos, Publicitária

16

revistamulhermais.com.br

“Não. Acredito que a traição acontece porque algo no relacionamento não está bom para um dos dois. E a partir do momento que alguém está insatisfeito, isso deve ser conversado entre o casal. A solução não deve ser buscada fora da relação, ainda mais numa traição virtual.” - Caroline Souza, 22 anos, Estudante


VIRTUAL Já passei por uma situação dessa e perdoei, porque gostava muito dela e não quis perder um relacionamento de anos, mas depois que isso aconteceu eu perdi a confiança, pois não tinha certeza se a traição foi somente pela internet mesmo ou não. Isso prejudicou muito nosso namoro.” Paulo Henrique, 32 anos, Representante Comercial

Não. Na internet e ao vivo, não vejo diferença alguma. O respeito vem, pra mim, em primeiro lugar, independente de qualquer situação ou posição!” Ricardo Rosário, 24 anos, Encarregado de Obras

Sim, pois na internet temos contato com várias pessoas e isso pode ocorrer. Mas só perdoaria se não passasse a ser uma traição física.” Leandro Martiniano, 23 anos, Tecnólogo

17


18

revistamulhermais.com.br


19


20

revistamulhermais.com.br


21


22

revistamulhermais.com.br


23


CARREIRA

por Marta G. Moraes de Figueiredo

24

revistamulhermais.com.br


Cinco horas da manhã, o despertador toca: hora da academia. Às seis, volta para casa, faz o café, arruma as crianças e as leva à escola, vai ao trabalho. Meio-dia: busca as crianças na escola, almoça, deixa as crianças no reforço escolar, ballet, inglês, karatê, volta ao trabalho. Mais tarde: pega as crianças novamente, volta para casa, janta, faculdade... ufa! Chega em casa para estudar, namorar, ficar linda... esta mulher ainda tem tempo para pensar na carreira? É possível? Depois que a mulher passou a buscar a igualdade de gêneros e a conquistar seu espaço no mercado de trabalho, ela precisa aprender a administrar bem o tempo para que todos estes papéis sejam cumpridos, a harmonia familiar seja mantida e a carreira não fique abandonada. E, normalmente, na rotina deste exemplo de mulher adulta, está incluso ainda: diversão, salão de beleza, cursos de especialização, idiomas, etc. A mulher atual quer fazer tudo, dar conta de tudo e esquece que “mulher maravilha” é obra de ficção! Sentir culpa não ajuda em nada, pois além de frustrações, elas ainda podem levar ao desenvolvimento de síndromes, ansiedade demasiada ou algo do gênero. Portanto, o recomendado é estabelecer objetivos e prioridades ao fazer as escolhas. Vejamos: multiplicando os sete dias da semana pelas 24 horas, temos 168 horas. Considerando que um indivíduo padrão gasta, por semana, 40 horas trabalhando,

49 horas dormindo, 14 horas comendo (incluindo cozinhar, lavar) 21 horas com a família, 3 horas lendo ou navegando pela internet, 9 horas saindo com os amigos, 8 horas fazendo compras e 4 horas praticando esportes, temos uma soma de 128 horas. Sobram ainda 18 horas semanais, que bem administradas são suficientes para matar qualquer culpa e perceber que existe tempo sim para se dedicar à carreira e fazer um curso de especialização ou inglês. Nem é preciso, aqui, listar a importância dos cursos para que aconteça uma ascensão profissional. Logo, quando alguém reclama que sua carreira não progride tanto quanto gostaria que progredisse, ou por que não consegue tempo para cursar uma pós-graduação ou um curso de idiomas, na maioria das vezes, qual é a desculpa? A famosa falta de tempo! Como não é possível aumentar as horas semanais, é necessário estabelecer objetivos e focar nas prioridades, com uma ressalva: se o objetivo for estudar mais para alavancar a carreira. Se a carreira não fizer parte da lista de objetivos, esqueça as especializações, o alemão, o Excel, e pode continuar fazendo as mesmas coisas de sempre. Ficará contente e com certeza será mais fácil. Escolhas precisam ser feitas e ter tempo é sinônimo de listar prevalências. Muitas vezes - embora nem sempre - deixar de estudar, não brincar com os filhos ou não sair com o namorado, não é resultado da falta de tempo, e sim da falta de prioridade. A super mulher não existe na vida real, contudo, o mundo está cheio de mães e filhas que são donas de casa, esposas felizes e profissionais de sucesso com uma história recheada de escolhas para contar. 25


Com a palavra: ELAS Ao ser criado o Dia Internacional da Mulher, não se pretendia apenas comemorar, mas lembrar da história de diversas mulheres que lutaram para conquistar seu espaço. Muitos diretos foram alcançados, mas as mulheres ainda sofrem, com desvantagens na carreira profissional, violência masculina e preconceito. Qual a conquista mais importante já alcançada? O que ainda falta conquistar? Com a palavra: Elas por Daniela Cardoso Para mim, a maior conquista foi ela poder controlar quando quer engravidar, quantos filhos quer ter. A questão do planejamento familiar, que ajuda nas outras conquistas, como trabalhar naquilo que gosta e não apenas nas profissões ditas femininas apenas. Atualmente a mulher estrutura sua família a partir daquilo que quer construir. Ela planeja sau vida, seu trabalho, para que possa dar conta dos dois.

Marly Caldas, mãe/ professora/jornalista

As mulheres cada vez mais vêm conquistando seu espaço no mercado de trabalho, isso é público e notório. A valorização da mulher e o reconhecimento é um avanço, mas ainda existe muito preconceito.

Sulamita Pimentel, Fotógrafa

Ser mulher é conquistar, correr atrás das oportunidades apesar das adversidades. Acredito que a maior conquista da mulher foi no âmbito político e no mercado de trabalho. Antes algumas atividades eram realizadas principalmente pelos homens e hoje as mulheres conseguiram conquistar seu espaço. O que falta? Pra mim nada. Neste momento que vivemos depende de cada uma procurar o seu espaço e valorização. Felicidades a todas que constroem uma sociedade mais justa e solidária.

Gilberte Lucas, Diretora Presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana

As mulheres conquistaram muitas coisas nas últimas décadas, a exemplo, do direito ao voto (1932) e a sua inserção no mercado de trabalho. Atualmente elas competem em pé de igualdade com os homens altos cargos de confiança, no entanto, falta muito para nós recebermos os salários mais próximos dos pagos aos homens.

Monique Tâmara de Souza Costa, Psicóloga Dentre as conquista, para mim uma das mais importantes é o direito de votar e ser votada (eleita); que não é uma conquista atual, mas que colocou a mulher em um patamar de igualdade com os homens. Outra conquista importante é a criação da Lei Maria da Penha. O que falta é a sociedade machista se com conscientizar da igualdade que existe entre o homem e a mulher.

Cristiane Costa, Escrivã de Polícia.


Colete Bordado com Pedraria Couro Ecológico Referência: San Diego

Top Cropped Crepe Referência: Gabão

28

revistamulhermais.com.br


Saia Longa Crepe Afaiataria Referência: Nigéria

Camisa Crepe Listas Referência: Ruanda

29


30

revistamulhermais.com.br


Vestido Quadrado com Cinto ReferĂŞncia: Senegal

31


Top Chifon com Alças Referência: Camarões

Casaqueto Acrílico Metálico Manga 3/4

Referência: Chader Blusa

32

revistamulhermais.com.br


Vestido Crepe Recortes ReferĂŞncia: LĂ­bia

33


Blusa Chifon Gola Padre Botões Referência: Argélia

Short Acrílico Metálico Barra Desfiada Referência: Guiné

34

revistamulhermais.com.br


Blusa Camuflada com Aplicação de Bordado Referência: Huston

Saia Lápis Couro Ecológico Referência: Tunísia

35


Conjunto Renda Top Cropped Saia LĂĄpis ReferĂŞncia: Cabo Verde

36

revistamulhermais.com.br


Produção Executiva: Gabriela Carvalho Produção de Moda: Anna Paula Calazans Fotos: Sergio Sena Make: Suzzane Rodrigues Modelos: Luana Barbosa Aline Machado Realização: André Mendes Mariana Mendonça Stürken

37


MULHER

38

revistamulhermais.com.br


Em 2012, a cada hora, dez mulheres escondidos. Poucos desconfiavam do que foram vítimas de violência doméstica acontecia, já que eu não tinha coragem no Brasil. O estado da Bahia ficou em de dá a entender ou contar tudo para terceiro lugar no ranking anual do Ligue alguém. Escondia porque tinha vergonha 180, com 931 registros para cada 100 que as pessoas descobrissem a realidade mulheres. A Delegacia Especializada no que eu vivia e também, porque tinha Atendimento a Mulher (Deam), de Feira medo, pois ele me ameaçava.” de Santana, atende uma média de 20 Para, Morana Scher, psicóloga do mulheres por dia. Segundo mostra o Centro de Referência Especializado de Mapa da Violência 2012, em 70% dos Atendimento à Mulher (CREAM) Maria registros de violência contra a mulher Quitéria, em Feira de Santana, a vergonha no Brasil, o agressor é resultado da violência Eu apanhava é o companheiro ou psicológica, a qual pode o cônjuge da vítima. ser considerada uma das praticamente toda Acrescentando os demais mais graves, pois atinge semana, às vezes mais, a autoestima da mulher, vínculos afetivos, como ex-marido, namorado e impedindo-a de sair do outras vezes menos, ex-namorado, o número relacionamento e procurar era um sofrimento sobe para 89%. Ainda, de ajuda. “Muitas vezes, nessas acordo com o estudo, a silencioso. Ele me batia situações, a mulher não residência da mulher é o se sente capaz e também em casa, no quarto, local onde preponderam não encontra nenhum tipo as situações de violência. ninguém sabia, não era de apoio positivo. Tem 71,8% dos incidentes mulheres que passam pelo para ninguém saber. ocorrem dentro de casa, problema sem ninguém permitindo entender que Ele me batia nas costas, da família saber, porque é no âmbito doméstico sentem vergonha de barriga e pernas, sempre terem perdido o sonho onde se geram a maior parte das situações de do casamento perfeito, escolhia os locais violência vivida pelas do ‘felizes para sempre’. mais fáceis de serem mulheres. A comerciante, A maioria delas quando A.S., 45 anos, conviveu chegam ao Centro de escondidos. com esse drama durante Referência, estão muito 12 anos. abaladas psicologicamente, “Foram 12 anos de sofrimento e então trabalhamos a autoestima, o humilhações. No início as agressões autoconceito, para incentivar a saída do aconteciam menos, mas com o passsar ciclo de violência em que elas vivem.” do tempo, elas se tornaram frequentes. Em segundo lugar, a via pública, Eu apanhava praticamente toda semana, com 15,6% dos atendimentos, também às vezes mais, outras vezes menos, era aparece como local de ocorrência dos um sofrimento silencioso. Ele me batia incidentes violentos. Foi assim com em casa, no quarto, ninguém sabia, não C.M., 28 anos, que conviveu cinco anos era para ninguém saber. Ele me batia sofrendo agressões do companheiro e nas costas, barriga e pernas, sempre muitas vezes a violência foi em público. escolhia os locais mais fáceis de serem “Ele sempre foi agressivo, mas na rua

39


só me agredia verbalmente. Até que um dia, num casamento de uma pessoa da nossa família, ele me deu um tapa na frente de todos. Foi a maior vergonha que eu passei na vida e não soube como lidar com a situação. Mas ali mesmo ele me pediu desculpa e ficamos bem, se é que alguma vez estivemos bem. Depois desse dia, aconteceram outras agressões em público, não muitas, mas o suficiente para eu dar um basta. Certa vez, fomos ao supermercado e no caminho, com várias pessoas passando, começamos a discutir. Em seguida, me xingando muito, ele me empurrou aos gritos e eu caí. Naquele momento não tive coragem para levantar, pois via pena nos olhos das pessoas. Ele foi embora e eu fiquei ali, pensativa, foi então que decidi não voltar mais para casa, fui direto para a delegacia. Não foi fácil, mas consegui. Em muitos outros momentos já havia pensado em denunciar, mas acreditava que um dia ele poderia mudar. Quando denunciei, foi no momento em que eu percebi que se continuasse ali, nunca teria a última vez.” A psicóloga explica que perdoar e acreditar na mudança são atitudes comuns a maioria das mulheres que vive o drama da violência doméstica. Segundo ela, isso ocorre porque, o ciclo não é apenas de violência. “Depois que o homem ameaça e agride a mulher, ele pede desculpas e tenta reverter à situação com atitudes carinhosas. Muitas vezes, eles culpam a própria mulher pelo que aconteceu. E depois do pesadelo, vem à fase da lua de mel, onde eles dão presentes, carinho, prometem que não vai acontecer de novo, e então a mulher

perdoa. Com o tempo, o ciclo de violência começa novamente.” Conforme a psicóloga Morana Scher, se amar e se colocar como prioridade no relacionamento e, principalmente, na vida, são os fatores que levam muitas mulheres a dizerem não a violência doméstica. “Eu percebo que as mulheres saem do ciclo de violência e procuram ajuda a partir do momento em que decidem se amar. Elas precisam acreditar no potencial que possuem, devem procurar ajuda e se informar sobre o assunto. Todas são capazes de sair desse ciclo, o qual gera muitas consequências, tais como: doenças psicológicas, transtornos e depressão e também doenças orgânicas, como hipertensão e dores crônicas.” A estudante de Serviço Social, Vanusa Marques, de 32 anos, percebeu a importância de se colocar em primeiro lugar. Ela conta que sofreu agressões verbais durante os oito anos que conviveu com seu ex-companheiro, pai das suas duas filhas, e que na primeira vez que sofreu a violência física, decidiu denunciar. “A única vez que ele me bateu, foi com muita intensidade e eu resolvi de imediato denunciar. Para mim o momento mais difícil foi encarar a sociedade, pois as pessoas nos julgam sem saber a realidade das coisas, mas eu não abaixei a cabeça, pois tive total apoio da minha família. As mulheres não devem aceitar essa situação. Elas devem se valorizar acima de qualquer coisa. Para quem está passando por essa situação e não encontra coragem para reagir, só posso dizer uma coisa: Não se cale. Grite!”

Depois que o homem ameaça e agride a mulher, ele pede desculpas e tenta reverter à situação com atitudes carinhosas.

40

revistamulhermais.com.br


Viviane Experidão

Vanmilla Freitas

Andrea Carvalho

Luma Torres Idelzuite Freitas

Luciana Araújo

Luci Silva

Susana Vega


Carol Carvalho

Deborah Duarte

Karinne Guirra Olívia Rivas

Carina Cotias

Liz Santana

Maria Falcão Ana Rita Esteve

Ivy Maia

Glenda Lemos

Jessica Almeida Dinaúrea Alvarez

43


TUTORIAL

nail art Jaqueline

Borges

realização André

C

fotos Sergio Sena Mendes

hamada nos Estados Unidos de ring finger manicure, a ‘unha filha única’ conquistou várias mulheres. A ideia é pintar apenas o dedo anelar com uma cor diferente, que pode ser desenhada ou não.

1 - Passe uma demão de base. Pinte todas as unhas com esmalte rosa, deixando uma para o desenho. 2 - Pinte a unha que você deixou para o desenho com um esmalte da cor branca. 3 - Faça o contorno do coração com esmalte preto. 4 - Pinte as bolinhas com a mesma cor. 5 - Preencha o coração com esmalte rosa. 6 - Para finalizar, passe uma demão de extra brilho.

44

revistamulhermais.com.br


ESPECIAL

46

revistamulhermais.com.br


Dentre tantos talentos, Feira de Santana está bem representada. Na edição anterior da Mulher+ mostramos um pouco da história do jovem estilista feirense, Vitorino Campos. Desta vez, um novo talento, uma nova história: Aládio Marques, que recebeu a nossa equipe na casa dos seus pais, os maiores incentivadores da sua carreira.

Atualmente Aládio mora em Salvador, mas sempre que tem tempo, está com sua família que mora em Feira de Santana. Seus pais são empresários e nenhuma das suas três irmãs trabalham com moda. Durante a entrevista ele lembrou com carinho a sua infância e nos contou como descobriu o seu talento e sua paixão pela moda.


C

om apenas 11 anos de idade o estilista feirense já desenhava figuras humanas e modelos de sapatos. Ele ainda não sabia, mas o desenho se tornaria sua profissão. Assistindo a alguns desfiles de moda, Aládio sentiu um arrepio no corpo e percebeu que ali estava sua inspiração. Ele apostou no talento e hoje com 24 anos, é formado em Design de Moda e um dos destaques no cenário baiano. “Naquele momento, eu percebi que era aquilo que queria para trilhar meu futuro. Mas, na verdade, o meu inconsciente já sabia, há muito tempo, o que eu queria seguir, só não tinha despertado ainda a vontade dentro de mim. Comecei a buscar cursos como de desenvolvimento de coleção, de desenho, entre outros, para me aprimorar. Só após finalizar o ensino médio busquei uma faculdade de moda para aprofundar ainda mais meus conhecimentos”, declara o estilista. Em 2011 Aládio venceu o concurso Novos Talentos, promovido pelo Shopping Barra em Salvador. A partir daí ele teve maior visibilidade nos meios de comunicação. “Foi importante, pois tive meu trabalho reconhecido. Todo designer de moda precisa do reconhecimento de que faz um bom trabalho para continuar atuando na área. Depois do concurso uma gama de pessoas, que até então não me conhecia, passou a conhecer meu trabalho. O concurso veio para despontar minha marca no mercado de moda baiano”. Além da moda feminina, o feirense trabalha também com camisas masculinas. O investimento deu tão certo, que até o cantor Saulo Fernandes vestiu suas camisas no Carnaval de Salvador deste ano e também em outros eventos. Segundo o estilista, a ideia surgiu de uma necessidade pessoal.

48

revistamulhermais.com.br


“As camisas surgiram de forma bem espontânea, há tempos sentia falta de camisas com estampas bacanas, daí comprei alguns tecidos com estampas não muito comuns para homem e fiz camisas para meu uso. Assim que usei, vários amigos e pessoas que eu não conhecia me perguntaram quem tinha feito, onde eu tinha comprado. Então percebi a oportunidade e decidi investir na linha de camisa masculina”, afirma o estilista. Os sapatos que Aládio desenhava quando tinha 11 anos, ainda faz parte da sua vida. A seis meses, ele assina a criação de uma indústria de calçados na cidade de Lauro de Freitas, que vai produzir seus calçados para o Dragão Fashion, um dos maiores eventos da indústria de moda do estado do Ceará, que será realizado entre os dias 13 e 18 de abril. No evento, Aládio também vai apresentar sua coleção verão 2014. Ele afirmou que as expectativas para o desfile são as melhores possíveis, pois poderá mostrar seu trabalho em escala nacional. Em janeiro deste ano, o estilista feirense já havia apresentado no Sarau do Brown em Salvador, um preview da sua próxima coleção de verão 2014, onde a aposta será o minimalismo.

“Apresentei modelos inspirados na arquitetura e vestimentas dos antigos egípcios. As formas geométricas e a leveza da indumentária egípcia foi o recorte utilizado dentro do tema”. Para se inspirar e desenvolver suas coleções, o estilista diz que pesquisa o tema, depois monta painéis de imagens

retiradas das ruas, para assim fazer a contextualização. Depois disso ele retira formas, cores e características dando corpo a coleção. Seu plano para o futuro é lançar e fortalecer a sua marca no mercado de moda nacional. Ele acredita que o sucesso vem como recompensa de um trabalho bem feito.

49


BELEZA

52

revistamulhermais.com.br


53


teste

Você sabe confiar nele na medida certa?

Dar uma investigada de vez em quando não faz mal a ninguém. Mas algumas mulheres não conseguem largar do pé do namorado. Descubra se você faz o gênero cuidadosa ou paranoica.

A Avisa que a Ana ligou e, como quem não quer nada, pergunta quem é. B Atende e vai logo perguntando: “Está querendo o quê com o meu namorado?” C Fica na sua. Ela que deixe recado.

2.

3. Já bisbilhotou os e-mails dele?

A Inventaria um pretexto para comentar algum defeito da moça.

A Uma ou duas vezes.

Se descobrisse que ele ainda fala com a ex, você certamente...

B Criaria um caso do qual ele jamais se esqueceria! C Não ligaria. Concretamente... qual o problema?

54

1.

Seu namorado está no banho e o celular dele toca. Na tela, o nome de uma tal de Ana. Você...

revistamulhermais.com.br

B Qual é?! Seria invasão de privacidade. C Toda semana. É uma ótima maneira de descobrir se está aprontando.


4.

Uma amiga de infância convida seu namorado para um happy hour. Você... A Diz a ele que tudo bem, mas prefere que seja um almoço. B Tem um ataque. “Ela é solteira? Não mente pra mim!” C Diz: “Sem problema, divirta-se”.

5.

Ele chega em casa de uma festa às 4h da manhã. Você pergunta... A Se foi uma daquelas festas com garotas de programa. B Quem eram as mulheres que estavam lá - todas elas! C Nada - isso é assunto dele.

7.

6.

Há três noites ele não quer transar. Você acha que... A Ele precisa de um tempo - antes, quer ter certeza de que não está apenas evitando seus carinhos.

Quando pega seu namorado secando um mulherão na praia, você... A Fica ofendida, mas reconhece que a bandida é um espetáculo.

B Ele tem outra.

B Pergunta: “Quer que eu faça uma plástica? Se não, pare de olhar!”.

C Só pode ser estresse. Nada com que se preocupar.

C Finge que nem notou.

Maioria A Compreensiva Às vezes você se mete onde não é chamada, mas não a ponto de achar que ele se envolveu com uma agente do serviço secreto. Se aquela amiga conta como foi jogada às traças, fica solidária sem achar que também pode ser chutada a qualquer momento. Telefonemas misteriosos e convites para jantar não a fazem perder a cabeça: pelo contrário, conversa com ele a respeito e esclarece suas dúvidas e preocupações. Como está aberta a ouvir, ele se sente encorajado a falar sobre qualquer assunto, o que cria um laço de confiança entre o casal. Show!

Maioria B Danada desconfiada

Maioria C Desavisada demais

Por você, homem andaria de coleira. Você confia cegamente e faz vista Na certa, foi passada para trás por um grossa quando ele, por exemplo, diz ex ou testemunhou uma amiga ser que só vai tomar um chopinho com miseravelmente traída. Por isso fica os amigos e surge com ressaca brava, agressiva com os homens e acredita típica de quem badalou até altas horas. que, se não ficar na defensiva, será O motivo desse seu comportamento enganada. Ao vasculhar e-mails e permissivo? Receia pegar pesado e ser telefonemas dele, dá a si mesmo a considerada possessiva e chata. Mais: desculpa de agir em legítima defesa, tem medo de se machucar se insistir pois os safados só esperam uma em saber a verdade e ver ou ouvir distração sua para pular a cerca. Só qualquer coisa que indique ele não que a marcação cerrada é insana - e ser tão apaixonado quanto gostaria. inútil! Se não consegue ser menos Claro que o fato de ele, por exemplo, desconfiada, disfarce. passar dias sem transar não quer dizer necessariamente que as coisas estão mal; o que não deve é ignorar evidentes sinais de alerta.


COMPORTAMENTO

As mentiras que os homens contam “Não tinha sinal… Acabou a bateria” Qual é a mulher que nunca ouviu essa desculpa? Acredito que a maioria responderá que sim. A gente liga, liga e nada, a chamada sempre cai na caixa de mensagem e quando finalmente conseguimos falar com ele, eis a explicação: “Não tinha sinal...” “Acabou a bateria...” Essa é clássica!!

“Não vi sua ligação...” “O telefone estava no silencioso, toque baixo, estava longe...” É sempre assim, no momento em que você liga, ele está impossibilitado de atender – por motivos que você não pode saber, claro – essa é a desculpa preferida da maioria deles.

Dia primeiro de abril é, tradicionalmente, conhecido como o dia da mentira. Em especial a essa data, a Mulher+ selecionou algumas mentirinhas, beeeem básicas, que certamente toda mulher já ouviu, alguma vez na vida, de algum homem.

por Daniela Cardoso “Eu diferente” foto sou Sergio Sena

Essa também é bem comum. Você acabou de sair de um relacionamento complicado e o paquerinha não sai do seu pé, você diz que precisa de um tempo, conta as decepções passadas e então ele diz: “Eu sou diferente!” Será que realmente dá para acreditar?

“Já estou chegando...” Horário marcado, você “Vou terminar com por Daniela Cardoso se arruma, corre para a outra” não se atrasar e ele não Esta é uma mentira chega. Espera mais um típica daquelas que se pouco, olha no relógio, envolvem com duas mulheres ao mesmo já se passaram 20 minutos e nada! Você então tempo. Ele diz que está apaixonado por resolve ligar, ele atende e... “já estou chegando, você e em crise com ‘a outra’: esposa ou amor”. Passam-se mais 20 minutinhos e nada. namorada. Quando tem filhos, sempre No final das contas, depois de muita espera, ele encontram uma desculpa a mais, e o fato chega. E para explicar os motivos do atraso – em é que, normalmente, eles mentem e no alguns casos – eles desenvolvem mais algumas final das contas tudo fica do mesmo jeito, outras mentirinhas. isto é, ele ‘vai levando com as duas’. 56

revistamulhermais.com.br


moda moda

57

revistamulhermais.com.br


Casaquinho transformado em jaqueta, com pegada militar! Calca do bofe, transformada em shortinho destroyed. Dei uma efeito de saia na frente, com cortes nas laterais e bolsos compridos para equilibrar o cumprimento e ficar um look bacana!

58

revistamulhermais.com.br


Shortinho destroyed com spiks rosĂŞ nas laterais e bolsos bastante destruĂ­dos. Efeito maravilhoso!!! Aquele velho casaquinho sem uso, transformei em uma jaquetinha super tendĂŞncia e toda trabalhada na pedraria. O design ficou show!

59


Blusa do bofe com silker bacana. Bem simples de fazer. Nada que uma boa tesoura nĂŁo dĂŞ um jeito. Fiz um corte fundo e largo nas laterais e vĂĄrios cortes de tiras finas e alinhadas no fundo!

60

revistamulhermais.com.br


Transformei a bermudinha branca, em shortinho com fundo destroyed e frente com sobreposição de telinha preta!

61


Ousei bastante em minha cal莽a jeans apertadinha, e adorei o resultado. Ficou um shortinho destroyed e, ao mesmo tempo, grudadinho nas pernas, delineando bem os cortes!! Meu xod贸!!!

63


Blusinha com aplicações nas mangas em tricô. E mais uma vez, calça do bofe em alta. Destroyed mais folgadinho totalmente destonado. E com aplicações do símbolo da paz na frente!!! O fundo também ficou show! Recortando o contorno do bolso e fazendo efeito destroyed no mesmo, e assim, evitando deixá-lo vulgar!

64

revistamulhermais.com.br


65


AMOR E SEXO

66

revistamulhermais.com.br


My Vibe Vibrador, óleos quentes para massagem, fantasias e jogos eróticas... É comum as pessoas recorrerem a esses produtos para dar um ânimo a mais na relação. Mas na era da tecnologia, os jogos eróticos digitais vem ganhando espaço. Com os aplicativos eróticos, o seu celular pode se transformar num discreto acessório sexual. Conheça alguns aplicativos.

é uma espécie de vibrador. Ele funciona com um botão de liga/ desliga e apresenta duas setas que controlam a intensidade, de 0 a 100, com pulsos rápidos ou mais longos.

Quem nunca brincou de ‘verdade ou desafio’? O famoso jogo de perguntas e respostas também está digital com o

Truth or Dare. A diferença é que ao invés de você usar uma garrafa ou outro objeto, você vai utilizar o seu celular. Os desafios também são mais ousados, como tirar peças de roupas e beijar diferentes partes do corpo. O Kama Sutra não poderia ficar de fora do iPhone. O aplicativo iKamasutra coloca à sua disposição ilustrações de posições do livro do sexo. Existem duas versões disponíveis, a gratuita, que possui 30 posições diferentes, e a paga que traz 110 posições. Você pode marcar quais posições já experimentou, aquelas que gostaria de colocar em prática e as demais que não interessa ao casal. As ilustrações vêm acompanhadas de instruções de como fazer.

Sexytime Dice Lite é uma espécie do joguinho de dados eróticos, só que na versão digital. Esse aplicativo, com download grátis, lista seis partes do corpo (orelhas, boca, pernas, barriga, braços e pescoço), onde o parceiro poderá praticar seis preliminares, como beijar, lamber, tocar, acariciar, fazer cócegas e esfregar. Para usar, segure a tela com o polegar e sacuda o celular.

Outro jogo bem conhecido e que certamente todo mundo conhece é o jogo da memória, que também ganhou uma versão erótica para iPhone.

O Sex Memory é composto por diferentes níveis de dificuldade, que variam de acordo com o número de posições sexuais que você deseja combinar.

67


68

revistamulhermais.com.br


69


72

revistamulhermais.com.br


por Ana

Carolina

fotos Sergio

Sena

1 Balada

Com certeza você já se fez esta pergunta, na dúvida de qual acessório usar para compor o look. Pois faz toda a diferença quando, depois de vestidas, colocamos aquele maxi brinco, ou aquele maxi colar, para finalizar a produção. Ou ainda aquele lindo conjunto de semi joia que irá deixar sua produção mais iluminada. Temos que saber o que utilizar em cada ocasião. Seja para ir à balada, casamentos, formaturas ou um jantar a dois.

Vai sair à noite para balada? Escolha o que há de mais atual para utilizar. Se optar por um maxi (que pode ser maxi brinco, maxi colar ou maxi pulseira) modere nas outras peças para não ficar muito exagerado. Não esqueça os famosos anéis de falange, que fica muito lindo e é muito moderninho.

2

Formatura e Casamento

Por se tratar de festas mais sofisticadas e refinadas pode-se ousar e utilizar mais brilhos. E vai ser o acessório certo que irá finalizar e deixar a sua produção ainda mais perfeita. Então abuse do esplendor das pedrarias e cravejados que podem ser em joias ou semi joias. Tenha cuidado para não pecar na produção se for usar uma roupa com muito bordado, brilho ou cintilação. Escolha um acessório em pedraria sem cravejamento para não deixar a produção over. Se for usar um vestido clean, com poucos detalhes, aí sim invista em acessório com tons vibrantes e brilhosos.

73


3 Jantar a Dois

É muito bom se produzir para sair com a pessoa amada. Faz bem ao ego receber aquele elogio. E por ser tão gostoso, essa é a parte mais fácil. Para montar esta produção teremos de nos guiar pelo nosso gosto: seja ele mais romântico, sofisticado, ou sensual. Sugiro então que siga a sua personalidade e o desejo do dia.

Sofisticada Utiliza acessórios e peças feitas por designers para ter exclusividade e estar sempre atualizada com o que há de mais atual na moda

Sensual

Monta a sua produção com peças que irão valorizar o que se tem de mais bonito sem se tornar vulgar. Como um lindo colar de pedraria num colo com um belo decote.

Romântica Opta por acessórios delicados, cravejados e normalmente com pérolas, coração ou flores.

75 3024.0684 | Rua Comandante Almiro, 6 loja 03 Kalilândia.

74

revistamulhermais.com.br


75


76

revistamulhermais.com.br


77


78

revistamulhermais.com.br


saúde

CONHEÇA A IMPORTÂNCIA DOS EXAMES FEMININOS DE ROTINA por Daniela Cardoso

Os exames de rotina em ginecologia são de grande importância, principalmente, para a saúde reprodutiva da mulher. Pois além da prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, podem ser identificadas patologias do aparelho reprodutor feminino. De acordo com Liana Rangel de Moura Albuquerque, especialista em Ginecologia e Obstetrícia, algumas patologias não apresentam sintomas inicial, tais como câncer de mama e colo uterino que só são identificadas precocemente através de exames de prevenção. As patologias uterinas e ovarianas, a exemplo de miomas uterinos, cistos de ovário e endometriose, também podem ser identificadas através dos exames de rotina. Portanto, toda mulher deve sempre realizar seus exames preventivos anualmente. Além dos exames laboratoriais, a ginecologista Liana Rangel ressaltou a importância da mulher realizar também os seguintes exames:

Papanicolau

Conhecido na linguagem popular como

preventivo ginecológico, é o exame de eleição para triagem de câncer de colo uterino. Deve ser realizado em mulheres que já iniciaram vida sexual, e deve ser feito anualmente.

Mamografia

Exame para diagnóstico de câncer de

mama. Por recomendação do Ministério

da Saúde, deve ser realizado anualmente

em mulheres a partir dos 40 anos e idade.

Pacientes com histórico familiar de câncer de mama devem realizar a partir dos 35 anos.

Ultrassonografia transvaginal

Exame com grau de importância em menor escala, realizado para identificação de

miomas uterinos e cistos ovarianos e/ou outras patologias pélvicas.

Ultrassonografia mamária

Realizado para identificação de cistos

ou nódulos mamários. Não substitui a mamografia.

Densitometria óssea

Realizado para identificação de

osteoporose. Indicado para mulheres que já entraram na menopausa.

79


culinรกria

80

revistamulhermais.com.br


Salada irresistível

Ingredientes 30g de manjericão 100g de cenoura ralada 50g de azeitona sem caroço 50g de uvas passas 1 maça cortada em tiras 20 ml de azeite de Olívia 10 ml de suco de limão Modo de fazer Lave e descasque a cenoura, em seguida rale e reserve. Depois de cortar a maçã em tiras, junte os demais ingredientes e monte a salada decorando com folhas de manjericão. Rendimento: 2 pessoas

Maracujá crocante

CREME DE ABÓBORA COM CARNE SECA

Ingredientes 1 abóbora pequena 300g de carne de sertão (retirada o sal) 200g de abóbora cozida com pouco sal 1 caixa de creme de leite 2g de sal Modo de fazer Lave a abóbora, depois coloque-a inteira no forno para cozinhar no papel alumínio. Reserve. Depois retire o sal da carne de sertão e frite sem óleo. Em seguida passe no liquidificador. Abra a parte de cima da abóbora, retire as sementes e utilize a polpa para a preparação do creme. Faça o creme com a abóbora cozida, creme de leite e sal, se necessário. Coloque o creme e a carne dentro da abóbora. Rendimento: 2 pessoas Ingredientes 3 colheres (sopa) de açúcar 100g de chocolate meio amargo 3 unidades de maracujá ½ caixa de creme de leite ½ caixa de leite condensado 8 unidades de biscoito (Maria) maisena Modo de fazer Cozinhe o maracujá com açúcar e passe na peneira, deixando um pouco dos caroços para decorar. Junte o maracujá com o creme de leite, o leite condensado e bata bem no liquidificador. Monte o utensilio com os biscoitos junto ao chocolate derretido e deixe endurecer. Coloque o mousse de maracujá e decore com os caroços.


DECORAÇÃO

N

ão precisa esperar uma ocasião especial

para montar uma mesa linda não é mesmo?

Veja três exemplos de decoração que podem ser usadas no dia a dia, afinal, é tão bom

receber os amigos ou almoçar com a família com uma mesa bem decorada.


84

revistamulhermais.com.br

Revista Mulher Mais - 2ª Edição  
Revista Mulher Mais - 2ª Edição