Page 1


Sumário SETEMBRO 2014 26 | + CAPA Katê 36 | + AMOR E SEXO Produtos eróticos para colocar fogo na relação 40 | + CARREIRA Ficar desempregada pode ter suas vantagens 42 | + CORPO E BEM ESTAR Nutricosméticos: Beleza que vem de dentro 47 | + MODA Estilo e silhueta a seu favor 54 | + BELEZA Pele de Bebê. + TESTE 60 Você tem paixão pelo o proibido? 72 Você é carinhosa ou grudenta? 62 | + SAÚDE Câncer não é contagioso. Solidariedade sim. 86 | + ENTRETENIMENTO Amor de Cinema. Três filmes para você se apaixonar.


colaboradores Kessy Mamona @kessymamona

Fashion Designer, Personal Stylist, Blogueira, Produtora de Moda e Maquiagem, graduada em Publicidade e Propaganda, com Pós Graduação em Moda, Arte e Contemporaneidade. Kessy preparou uma matéria dando dicas sobre estilo e silhueta e foi a responsável pela produção de moda da nossa capa.

Suzanne Rodrigues @suzzanero

Estudante de moda e blogueira. Há sete anos escreve o Vitrine Virtual onde fala de moda, beleza e consumo feminino. Colaborou com esta edição na produção da nossa capa.

Tomaz Coelho Mais uma vez a responsabilidade de fotografar a nossa capa foi dele, o fotografo Tomaz Coelho.

José Ricardo @josericarddosantos

Cinegrafista e editor, mais uma vez ele preparou um super vídeo com o making of da produção do ensaio da capa.

revistamulhermais.com.br

@isabelasn

@tomazcoelho

Nossa maquiadora oficial é a responsável pela make da belíssima Katê, capa desta edição.

18

Isabela Nascimento

Ariane Moraes

@arianemakehair

Também colaborou com a produção da nossa capa, cuidado dos cabelos da cantora Katê.


DIRETO DA

REDAÇÃO

A vida da gente

E

xiste uma frase que diz que a vida é uma caixinha de surpresas... Ah, essas surpresas da nossa vida. Surpresas que mudam a direção, que

mudam o olhar, que mudam a nossa existência. O gosto da surpresa pode ser muito diferente para cada um de nós. Depende muito.

Existem as boas, as nem tão boas assim, as desejadas e as inexplicáveis. E como explicar a superação de vencer uma doença, de não deixar se abater e não desistir mesmo quando a própria vida foi desacreditada? Ser pego de surpresa com o

diagnóstico de um câncer não deve ser fácil e essa realmente é uma surpresa que

não muda somente a vida da pessoa, mas muda o modo da pessoa encarar a vida. A gente não sabe o que vai acontecer amanhã e depois, vivemos sempre o agora

e os planos do futuro podem mudar de acordo com cada ‘surpresa’ que nos é revelada. Ter garra para enfrentar as dificuldades, dignidade para lutar contra um câncer ou até dois e depois poder dizer: ‘estou viva, o importante é estar viva’, é saber escolher o melhor caminho. Essa é uma prévia da história de Djanira Maria

de Araújo Torres, que iremos contar nesta edição, em especial ao ‘Outubro Rosa’. A história de Djanira também é uma lição de solidariedade. Atualmente ela dedica

seu tempo a ajudar pacientes com câncer na Associação de Apoio a Pessoas com

e x p e d i e n t e

editora de redação daniela cardoso daniela@revistamulhermais.com.br

diretor / design andré mendes andre@revistamulhermais.com.br

contato anuncie@revistamulhermais.com.br

colaboradores ariane moraes camila de jesus isabela nascimento jelber cedraz josé ricardo kessy mamona suzzane rodrigues

todos os direitos reservados. fica expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo editorial. venda probida.

a revista mulher+ é uma publicação bimestral.

Câncer (AAPC), em Feira de Santana. Histórias como a de Djanira nos ensinam

que independente do caminho que trilhamos, o modo como enfrentamos os desafios da vida é o que nos define, o que define a vida da gente. E assim vamos vivendo, um dia após o outro.

revistamulhermais.com.br

+55 75 9248-9411 revistamulhermais.com.br

@danicardosoj

22

Deixe seu recado no WhatsApp

A MULHER+ é uma publicação da editora Casa de Sapê Av. Adenil Falcão 1340, 75 3021.6213 CEP 44.060-000, Feira de Santana - BA


23


24

revistamulhermais.com.br


25


CAPA

26

revistamulhermais.com.br


27


28

revistamulhermais.com.br


T

otalmente envolvida com a música, além de cantora Katê é compositora e adora o que faz. Atualmente, ela segue carreira solo, mas já enfrentou muitos desafios ao longo da carreira para chegar até aqui. Os desafios foram muitos, mas, com bom humor e alto astral ela conseguiu revertê-los todos a seu favor. Entre os maiores desafios, o receio da família, que não amava a escolha feita por Katê de seguir a carreira musical. “Eu nasci artista. Desde pequena minha família dizia que seria artista por causa do meu jeito. Aos 14 anos descobri a paixão pelo canto. Minha mãe morria de medo por tudo que sempre ouviu falar a respeito do meio musical. Talvez essa pudesse ser a minha maior dificuldade, mas desde pequena eu sempre fui muito determinada, então segui meu sonho. Me formei em Publicidade e Propaganda pra fazer minha mãe feliz, mas o meu amor e foco sempre foi a música. Graças a Deus não foco nas dificuldades, talvez por isso não consiga lembrar de muitas. Lembro sim de muitas oportunidades e pessoas do bem para me apoiar e me ajudar ao longo da minha carreira musical”, afirma. Entre os empregos que surgiram antes de se firmar na carreira musical, estão um estágio numa agência de publicidade na época da faculdade, e depois trabalhou como produtora de eventos, onde ela aproveitava para conhecer pessoas do meio artístico e tentar oportunidades de se apresentar como cantora. E foi assim que tudo começou! Do início da carreira, Katê guarda lembranças alegres e divertidas, com a participação de amigos e até mesmo da avó, que era sua empresária. Katê conta que quando começou a cantar montou uma banda

de amigos. Eles gravaram o primeiro CD ao vivo e através disso, ela conheceu o primeiro empresário. “São histórias para guardar e rir pro resto da vida (risos). Minha avó é muito engraçada, digo que ela é prima de Dercy Gonçalves e isso tornava as nossas histórias ainda mais divertidas. Foi uma época muito legal, tenho muitas lembranças boas. Minha vida é pra música. Graças a Deus, desde quando comecei minha carreira nunca tive motivos ou alguma situação que me levasse a pensar em desistir”, afirma. Katê nasceu numa terça-feira de Carnaval e define sua relação com a festa, uma relação de amor. Claro que a estreia como cantora no Carnaval de Salvador não poderia estar de fora dos momentos mais marcantes da carreira. Ela conta que esse momento foi inesquecível e destaca outros, a exemplo de parcerias musicais com diversos artistas que cresceu ouvindo e era fã, e que se transformaram em boas amizades, a exemplo de Netinho, Ivete Sangalo e os músicos da banda Harmonia do Samba. “Eu amo o carnaval! Era um grande sonho cantar nessa festa. Meus pais nunca participaram, e eu, desde pequena, perguntava quando poderia ir. Comecei a perguntar aos nove anos e quando fiz 14, meus pais deixaram e eu fiquei ainda mais apaixonada. Em 2010 pude comemorar meu aniversário no carnaval, à frente do bloco ‘Nu Outro Eva’. O troféu Dodô e Osmar após o meu primeiro carnaval também foi inesquecível! Além dos dois troféus que ganhamos, Ivete me chamou de surpresa no meio da cerimônia pra cantar com ela e foi um dia que jamais esquecerei. Já vivi muitos momentos maravilhosos e marcantes”, afirma.

29


30

revistamulhermais.com.br


31


32

revistamulhermais.com.br


A parceria com Xanddy na música ‘Vem Ficar Comigo Amor’ foi, para a cantora, a realização de um sonho. “Eu sempre fui fã de Xanddy, desde novinha, do artista e da pessoa maravilhosa que ele é. Gravamos uma música de composição de um grande amigo meu de infância. Então foi uma sensação maravilhosa ouvir e lembrar que quando meu amigo, Anderson, fez essa música, nós tínhamos 14 anos e eu era fã de Xanddy, e agora estava eu aqui, gravando essa linda canção com ele. Foi emocionante e especial. Assim é a nossa vida, por isso ensino sempre aos meus fãs, lutar pelo que se quer e realizar os sonhos, sempre agradecendo a Deus e pedindo proteção e força para vencer”, disse.


Versatilidade Uma cantora extremamente popular, Katê afirma que seu gosto musical reflete nos shows. Ela começou cantando pagode, samba, pagode romântico, ritmos que ela é apaixonada. Nos shows, diversifica os ritmos e canta de pagode a arrocha. As referências musicais também são diversas. De Elis Regina a Exaltasamba, de Lulu Santos a Harmonia do Samba. “Eu sempre ouvi todos os artistas da Bahia, do Axé e Pagode. Tenho um gosto musical bem eclético. Amo também Mariah Carey, Stevie Wonder, Tim Maia, Cássia Eller, Djavan... No show canto arrocha, axé, música romântica. Canto o que amo e o que o povo gosta. Cantora de Axé pra mim significa ser cantora da Bahia, e como o pagode, o axé e o arrocha são daqui, então está tudo em casa!”, ressalta. A cantora também é compositora! As inspirações, segundo ela, vêm de situações que viveu, de situações que aconteceram com amigos, de temas atuais, e, às vezes, do sonho. “Tudo ao meu redor, tudo que vivo é inspiração. Eu amo compor e a situação

mais inusitada até agora foi quando estava viajando com a banda e acordei no meio da noite falando: ai meu Deus, cadê o gravador? Peguei o gravador rápido e cantei a música todinha, acho que fiz no sonho, não sei de onde aquela música veio, daquele jeito, completa pra mim”, lembra.

Novos horizontes Após cinco anos no comando dos vocais da banda Voadois, Katê decidiu seguir carreira solo, para assim seguir com um trabalho autoral. “Apesar de amar a Voadois e tudo que vivi com ela, eu queria seguir o meu trabalho autoral. A música nos dá diversas possibilidades, mas só a verdade constrói uma longa história. Eu sou uma das poucas cantoras - compositoras da Bahia, acredito na verdade musical do artista, e resolvi seguir a minha”, explica. Com a carreira solo, além de seguir com o trabalho autoral, Katê conquistou novos públicos. Na Micareta de Feira de Santana ela comandou nos anos de 2013 e 2014 o bloco infantil Zerinho, uma experiência que a cantora define como maravilhosa e que pretende viver outras vezes. “Fiquei encantada

“A música nos dá diversas possibilidades, mas só a verdade constrói uma longa história. Eu sou uma das poucas cantoras - compositoras da Bahia, acredito na verdade musical do artista, e resolvi seguir a minha”

34

revistamulhermais.com.br


demais! Eu sou uma criança grande, amo criança e quando a gente se junta, parece que tenho a mesma idade. Depois do meu primeiro ano à frente do Zerinho, tive certeza que jamais deixaria de cantar pra elas e pretendo, num futuro breve, fazer algum trabalho específico para crianças”. Enquanto isso não acontece, Katê segue no ritmo forte de trabalho para lançar suas músicas e, recentemente, lançou o novo site de trabalho (www.katepravoce.com.br). “Lançamos esse site e duas músicas novas. Agora, no mês de setembro, vamos lançar um CD ao vivo e, em breve, lançarei meu primeiro DVD”.

Sempre Linda Em meio a um ritmo acelerado de muito trabalho, Katê não se descuida do visual e sempre encontra algum tempinho para cuidar da beleza. Ela conta que aprendeu a ser vaidosa devido à profissão, pois na adolescência era muito ‘piveta’. Atualmente, ela sempre anda com uma bolsinha de maquiagem e quase sempre está com, pelo menos, base, rímel e batom. Tratamentos estéticos para o corpo, além de uma rotina de exercícios físicos e dieta personalizada para cada fase do ano, também fazem parte da rotina de beleza. “Sempre vou ao salão para cuidar do meu cabelo. Também cuido da pele e do corpo com aparelhos estéticos, além de cuidados com o sorriso. Cuido da minha alimentação e peso, malho pelo menos três vezes na semana, acompanhada por meu pai e Personal, Carlinhos Espinheira, e jogo bola uma vez na semana. Faço limpeza de pele e pelling. Também uso hidratante e tônico diariamente. Pronto, já sabem todos os meus segredos”, brinca. Para o carnaval, a preparação e os cuidados com o corpo e beleza são especiais. A voz recebe uma atenção especial. “Eu sempre tenho acompanhamento com um otorrino. Todos os dias faço os exercícios e mantenho sempre minha voz aquecida e colocada para o uso. O desaquecimento da voz também é importantíssimo, principalmente após os shows. Dessa forma me preparo durante todo o ano e no Carnaval, o que faço diferente é tentar usar menos a voz falada durante os intervalos de show”, revelou Katê.

35


AMOR E SEXO

36

revistamulhermais.com.br


37


U

sar os produtos eróticos do jeito certo pode proporcionar muito prazer e noites inesquecíveis entre quatro paredes. Atualmente existem acessórios sexuais em cosméticos, com cheiro, para ativar a visão, para melhorar a sensibilidade e aumentar o prazer. A sexóloga Paula Milena afirma que todos os produtos eróticos têm a função de melhorar os cinco sentidos e dar mais prazer para o casal. Diante de tanta variedade é importante o casal ficar atento na hora de escolher o produto mais adequado. Paula Milena aconselha que as pessoas mais tímidas comecem com os géis, aqueles de esquentar e de esfriar, pois assim, segundo explicou, ela vai se soltado e depois pode começar a comprar outros itens como fantasias e vibradores. Conversar com parceiro também é uma boa dica para descobrir o que mais combina com o casal. “Tem casais que topam tudo, outros são mais tímidos então o melhor é o diálogo”, afirma. Alguns cuidados são importantes na hora de comprar e também de usar os produtos eróticos. Acessórios que são para introduzir, a exemplo dos vibradores, devem ser higienizados com água e sabão ou com produtos específicos, que são vendidos em sex shops. Segundo a sexóloga Paula Milena existem várias marcas, mas todas com mesma função: limpar esses acessórios. Ela ainda sugere outra opção: “Se a pessoa quiser também pode usar o vibrador com a camisinha. Quem quiser usar sem, tem que

38

revistamulhermais.com.br

ficar atendo com a higiene para não ter risco de infecção”, alerta. Com relação aos cosméticos, a sexóloga afirma que o cuidado deve estar voltado para a data de validade e também se a fábrica do produto tem o registro da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). “Tirando isso, a pessoa deve escolher de acordo com a preferência. Uma dica é que ela experimente diversas marcas e sabores para saber do qual vai gostar. Cada um deve descobrir o gosto próprio”, salienta. A sexóloga Paula Milena separou sugestões de alguns produtos que são bastante utilizados. Veja as dicas e escolha o que melhor de adequar com o seu gosto e do seu parceiro.

DICA DA ESPECIALISTA “Todo produto de sex shop é vendido em pequenas quantidades, mas não deve ser usado em dosagem única. A pessoa tem que começar usando em pequenas quantidades e ir aumentando aos poucos. Nunca deve passar muito de vez, pois pode provocar uma alergia”, alerta.


LUBRIFICANTE AQUAGEL

Algumas mulheres têm dificuldade de lubrificar e ele serve para ajudar, pois a lubrificação vaginal faz com que a mulher não sinta dor e o sexo fica melhor tanto para ela, como para o homem. Tem de todos os saberes e também o neutro. O saber é ideal, caso a pessoa queira fazer sexo oral.

P DE PIRAÇÃO

É um produto que esquenta e depois esfria, dando um choque térmico, que aumenta a sensibilidade vaginal da mulher, dando mais prazer para ela e também para o parceiro.

POWER CHOQUE

Pode ser colocado tanto na vagina como no pênis e dá uns pequenos choques em forma de prazer. Também pode ser usado no beijo de língua e tem sabores variados.

ANEL VIBRATÓRIO

O homem coloca na base do pênis e ao apertar a base ele retarda a ejaculação do

homem e aumenta o prazer da mulher, pois em cima tem uma vibração que vai bater na região clitoriana. Ele aumento o prazer, fazendo com que os dois cheguem até a ter orgasmos ao mesmo tempo, mas isso também é questão de treinamento do casal. Esse é um dos produtos mais vendidos do sex shop.

BULLET

Ele serve para ajudar as mulheres no treinamento diário da musculatura, tanto para melhorar o prazer, como para melhorar a força do músculo. Pode ser usado para treinamento de pompoarismo e também para melhorar o prazer. A mulher liga e deixa na parte interna da vagina por cerca de 20 minutos. Ele também pode ser usado durante o ato sexual, enquanto o homem está na penetração, o bullet pode ficar vibrando na região clitoriana.

39


CARREIRA

E

ssa afirmativa pode parecer paradoxal, pois além de gerar a preocupação com as contas a pagar, traz uma sensação ruim quando acontece de maneira inesperada. Então, como isso pode ter vantagens? A primeira delas é o tempo obrigatório para uma reflexão. Chegou o momento de questionar a razão da demissão e aprofundar esta questão. A pergunta a ser feita é: por que eu fui demitido? Quase sempre a resposta é uma só: “Eu sou dispensável e os outros não”. Pode ser uma resposta cruel. Contudo, era a situação necessária para o indivíduo começar a buscar habilidades que façam dele um talento, afinal, as empresas buscarm atrair e manter os seus. Nada adianta colocar a culpa no colega de trabalho, no governo, na crise ou no chefe. Nada disso demite um funcionário. Uma vez encarado a verdade cruel sobre o fato de ser desnecessário à empresa, o desespero não vai pagar as contas. Fazer-se de vítima de um sistema capitalista injusto apenas paralisa a tomada de ações e a reversão da situação. Portanto, o momento é de agir. Recolocar-se no mercado de trabalho exige um grande esforço: envio de currículo, entrevista, dinâmicas de grupo e exames. Pode ser exaustivo e enquanto isso é imprescindível manter-se atualizado. A melhor maneira de incrementar o currículo 40

revistamulhermais.com.br

é fazer cursos de idiomas, informática e especializações para desenvolver novas habilidades profissionais. Existem no mercado virtual alguns cursos gratuitos, caso não tenha direito a receber o seguro desemprego, logo, estudar on-line é uma boa maneira de engordar o currículo. Visite eventos, feiras e congressos voltados à carreira. Outra atividade muito valorizada pelas empresas é o trabalho voluntário. Além de ocupar o tempo, oferece um sentimento de humanidade para quem o recebe e quem o realiza. Ademais, é uma forma de desenvolver uma área de atuação que realmente goste e ainda ganhar experiência para novas entrevistas. Por fim, não tenha vergonha de dizer que está desempregado. Uma das maneiras de encontrar um trabalho é informando sobre a disponibilidade. Aproveite o desligamento para contatar clientes e fornecedores da antiga empresa. Use as redes sociais a seu favor. Cultive um bom networking digital. Comunique seus colegas do trabalho que está deixando a empresa, agradeça a experiência trocada, converse com amigos e professores, comunique sutilmente a todos que está à procura de um emprego. Oportunidades poderão surgir através desses relacionamentos. O mais importante é não perder o otimismo. Aparecerão obstáculos e eles devem ser vistos como oportunidades para o crescimento.


CORPO E BEM-ESTAR

42

revistamulhermais.com.br


C

om a finalidade de potencializar os efeitos dos tratamentos estéticos, os nutricosméticos cada vez mais têm ganhado espaço no dia a dia, principalmente, das mulheres. Eles ajudam a complementar uma alimentação habitual, já que a falta de nutrientes pode provocar doenças e até mesmo refletir na aparência, causando enfraquecimento de cabelos e unhas, flacidez da pele, envelhecimento, sobrepeso e obesidade, formação de celulite, entre outros problemas. Os nutricosméticos são suplementos alimentares que têm por objetivo nutrir o organismo de dentro para fora, sob o conceito In&Out de nutrição, onde nutrientes específicos como vitaminas, minerais e aminoácidos, são criteriosamente manipulados em cápsulas, shakes, sopas ou gomas, segundo explicou a nutricionista especialista em Nutrição Clínica e Fundamentos Metabólicos, Rita de Cassia Paz. Ela ressaltou que os nutricosméticos são considerados suplementos nutricionais e não substituem cremes, tratamentos estéticos e nem dietas, porém auxiliam no desempenho dos princípios ativos e também nos tratamentos estéticos com uma dieta equilibrada em concomitância. CADA ORGANISMO, UM RESULTADO A nutricionista explicou que não tem como determinar, matematicamente, um prazo para que os resultados comecem a aparecer, uma vez que se trata de nutrientes e metabolismo. Sendo assim, cada paciente tem o seu tempo.

INDICAÇÃO MÉDICA É FUNDAMENTAL Os nutricosméticos não precisam ser prescritos pelo médico, mas existem algumas contraindicações e, por isso, necessitam ser prescritos por um nutricionista habilitado. “Os nutricosméticos são prescritos por um nutricionista para auxiliar ou para colocar em evidência nutrientes destinados a melhorar os resultados dos tratamentos estéticos. Por serem nutrientes, também precisam ser calculados para que se estabeleça a quantidade ideal de cada um”, destacou Rita de Cassia, acrescentando que uma pessoa pode ingerir pílulas diferentes ao mesmo tempo, dependendo de como foi feito o planejamento. TIPOS MAIS COMUNS Segundo a nutricionista, existem vários tipos de nutricósmeticos. Ela elencou alguns exemplos. “Ácido elágico presente na romã, na amora, nas cerejas, que possui atividade antioxidante, fotoprotetora e clareadora da pele. Além do sulfato de glicosamina (glicose + aminoácido) que apesar de ser sintetizado no nosso corpo, encontrado na cartilagem, com o tempo, reduzimos a sua produção e pelos nutricosméticos podemos viabilizar o seu oferecimento via oral. O Exsynutriment que atua diretamente na reestruturação e reorganização do tecido conjuntivo, devolvendo elasticidade, tonicidade e firmeza local após massagens redutoras.”

43


44

revistamulhermais.com.br


45


46

revistamulhermais.com.br


MODA

47


48

revistamulhermais.com.br


49


50

revistamulhermais.com.br


51


52

revistamulhermais.com.br


53


BELEZA

54

revistamulhermais.com.br


D

ez em cada dez mulheres desejam uma pele viçosa, saudável, livre de acne e rugas. Atualmente, muitas são as opções de tratamentos estéticos, faciais e corporais, que podem proporcionar este objetivo e utilizam a tecnologia como aliada para potencializar os resultados. Durante o inverno, estes tratamentos tornam-se os queridinhos das antenadas de plantão. “No inverno não ficamos tão expostos aos raios ultravioletas, por isso é o momento propício para os tratamentos que afetam mais a epiderme, porque há uma regeneração que deixa a pele muito sensibilizada, que pode reagir de forma muito intensa a qualquer exposição ao sol, manchando-a. Por isso, os mais diversos tipos de peeling (secativo de acne e clareamento) e o laser de CO2

fracionado, indicado para cicatrizes de acne, acidentes, catapora e até para estrias, são feitos no inverno”, explica a dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Deborah Duarte. Mas não é somente nesta estação que devemos dedicar mais cuidados ao nosso rosto e corpo. Ainda de acordo com Deborah, que é especialista em cosmiatria e membro da American Academy of Dermatology, a pele pode e deve ser tratada em qualquer época. “Embora os tratamentos mais abrasivos sejam indicados entre os meses de junho e setembro, temos muitas opções no mercado que podem ser feitas ao longo de todo o ano, que ajudam a garantir a manutenção de uma pele saudável, como o botox ou preenchimento”, esclarece.

COMO A ESTAÇÃO MAIS FRIA DO ANO ESTÁ CHEGANDO AO FIM (TERMINA EM 23 DE SETEMBRO) FOMOS BUSCAR AS OPÇÕES DISPONÍVEIS NO MERCADO QUE PODEM SER FEITAS A QUALQUER MOMENTO. DÁ PARA TRATAR A SUA PELE JÁ!

Hidratação Profunda - Skinbooster

Ter uma pele hidratada é fundamental para garantir seu viço. Com o envelhecimento, as fibras colágenas e elásticas diminuem e a pele fica mais fina, mais enrugada e desidratada. Um dos tratamentos mais modernos para melhorar a flacidez, a aparência e a textura da pele é o Skinbooster, que promove um rejuvenescimento. “O tratamento consiste em aplicar ácido hialurônico na pele, devolvendo a hidratação, firmeza, elasticidade e diminuição das rugas”, explica Deborah. Segundo a dermatologista, o resultado é muito natural e pode ser associado com outros métodos para obtenção de melhor resultado. As áreas mais tratadas são rosto, pescoço, colo e mãos e, normalmente, são indicadas três sessões com intervalos de um mês. “É praticamente indolor, pois a agulha é muito fina e só pode ser realizado por um médico e em consultório”, destaca. Os primeiros resultados são visíveis a partir de 30 a 45 dias.


Adeus às rugas - Radiesse

Os sinais de envelhecimento, um processo natural do nosso corpo, são ainda mais aparentes no rosto. As rugas, que incomodam tanto as mulheres, são um destes sinais. Felizmente, a tecnologia tem sido usada para diminuir e atenuar essas marcas, que também são provenientes da perda de colágeno. Um dos mais modernos tratamentos é o preenchimento com Radiesse, uma substância à base de hidroxiapatita de cálcio, que está presente em nosso organismo. “Sua aplicação faz com que as células produtoras de colágeno, multipliquemse, garantindo maior elasticidade, firmeza e volume à pele da área aplicada”, revela Deborah. Como o Radiesse é uma substância absorvível, recomendam-se sessões anuais para manutenção dos resultados. O procedimento, que também só pode ser feito por médico em consultório, tem rápida recuperação. A região malar, o sulco nasogeniano (bigode chinês) e as mãos são as áreas mais indicadas para o Radiesse.

Eliminando a Flacidez - Sculptra

Os tratamentos para a melhora do aspecto da pele não se restringem apenas ao rosto. Outras partes do corpo, como glúteos, pernas e coxas também sofrem com a ação do tempo e de outros fatores internos e externos. A flacidez, um problema que amedronta muitas mulheres, pode ser reduzida de forma significativa com o Sculptra, que também ativa a produção de colágeno, aumentando a espessura da pele. Ao estimular a produção do colágeno pelo próprio organismo, o Sculptra apresenta resultados evidentes a partir da segunda sessão e também tem indicação para redução da celulite. “O número de sessões, assim como a quantidade de produto aplicada é uma decisão médica, que leva em consideração particularidades de cada paciente”, considera Deborah. Em média, são necessárias de duas a três sessões de aplicação, com intervalo de quatro a seis semanas entre elas.

Aplicação de Botox

Muita gente acredita que o Botox é uma ação para atenuar as rugas, mas ele na verdade é mais uma ação de prevenção. “O momento em que o movimento da face sugere uma ruga, é o ideal para a colocar o botox, para justamente evitar que a ruga se aprofunde e se torne uma marca”, alerta Deborah. Este também é um procedimento que pode ser realizado em qualquer mês do ano.

COMO AINDA TEREMOS ALGUNS DIAS DE INVERNO PELA FRENTE, PEDIMOS À DRA. DEBORAH ALGUMAS DICAS PARA MANTER A PELE BONITA E HIDRATADA. CONFIRA: • O Protetor solar deve ser um companheiro diário. A incidência de raios UVA e UVB no inverno e em dias nublados se mantêm praticamente a mesma dos dias ensolarados de verão. O ideal é aplicar o protetor de duas a três vezes ao dia, principalmente pela manhã e depois do almoço, já que, mesmo no inverno, entre 10h e 15h, a intensidade dos raios ultravioleta é maior; • O frio pede um banho com a água mais quente, mas a temperatura adequada é entre fria e morna;

56

revistamulhermais.com.br

• A pele deve estar sempre hidratada, por isso não esqueça de passar o hidratante em todo o corpo, logo após o banho; • No inverno sentimos menos sede, por isso a vigilância com a ingestão de água deve ser ainda maior. A orientação é beber bastante líquido sempre. Faz bem à pele e ao corpo; • Uma alimentação saudável também é prérequisito para a saúde do corpo. Manter um dieta equilibrada é fundamental a uma pele bonita.


57


58

revistamulhermais.com.br


teste

60

revistamulhermais.com.br


61


SAĂšDE

62

revistamulhermais.com.br


63


E

nfrentar momentos difíceis, levantar a cabeça diante de um desafio da vida, ter com quem contar... Pacientes que estão na luta contra o câncer encontram na AAPC mais do que apoio para enfrentar a doença, encontram apoio para seguir em frente. O advogado Roque Mota, que está na presidência da AAPC há mais de um ano, afirma que a associação é um patrimônio de Feira de Santana e que precisa do apoio da sociedade. Ele destaca que além de doações materiais, é importante que as pessoas doem um pouco de tempo e atenção para os pacientes. “Precisamos de uma sociedade mais solidária, mais acolhedora. A pessoa que vier aqui conversar com o paciente, que perceber a dignidade com que ele enfrenta a morte, a paz espiritual... com certeza esse visitante vai se ajudar, pois aqui mudamos os nossos conceitos de vida. Algumas pessoas têm preconceito com os pacientes de câncer, mas não deveriam, pois o câncer não é contagioso e nem mesmo as pessoas com doenças contagiosas deveriam ser discriminadas”, afirma. A AAPC vive exclusivamente de doações da comunidade e

64

revistamulhermais.com.br

recebe da prefeitura Municipal de Feira de Santana o valor referente ao aluguel do imóvel, que está localizado na Rua Tereza Cunha Santana, nº191, bairro São João. Entre as metas do presidente da instituição, está consegui firmar uma parceria privada, para ter um orçamento mínimo e poder assumir uma folha de pagamento, já que, segundo ele, muitos voluntários trabalham em tempo integral. “Atualmente arrecadamos valores que suprem as necessidades da instituição, mas ainda não temos condições de manter uma folha de pagamento, então nossa meta é ter essa parceria. Temos mais de 20 voluntários, mas alguns nós remuneramos. Ninguém ganha um salário mínimo, é apenas uma ajuda de custo, pois algumas pessoas trabalham o dia todo e damos essa ajuda que varia de R$ 300 a R$ 600”, informa.

ALGUMAS PESSOAS TÊM PRECONCEITO COM OS PACIENTES DE CÂNCER, MAS NÃO DEVERIAM, POIS O CÂNCER NÃO É CONTAGIOSO E NEM MESMO AS PESSOAS COM DOENÇAS CONTAGIOSAS DEVERIAM SER DISCRIMINADAS”


A doação de alimentos também é uma necessidade constante, já que alguns pacientes passam a semana acolhidos na instituição e outros recebem cesta básica. A ideia de Roque Mota é desenvolver um projeto, onde as instituições de ensino da cidade assumam, uma em cada mês do ano, uma campanha para arrecadação de alimentos, para que a AAPC tenha regularidade na dispensa.

ACOLHIMENTO INFANTIL Até o ano passado a AAPC só atendia adultos. Com a criação do setor oncológico do Hospital Estadual da Criança (HEC), surgiu à demanda, já que muitos pacientes não são de Feira de Santana e necessitam de um local para se abrigar durante o tratamento. “Vieram nos procurar e começamos a hospedar essas crianças. Uma instituição de Salvador percebeu que algumas crianças, que antes ficavam lá, não estavam voltando. Eles procuraram saber e descobriram que estavam aqui na AAPC, desse modo eles disponibilizaram o aluguel de outro imóvel, que pretendemos inaugurar em breve, para

“A mulher quando descobre que está com câncer, sofre discriminação, que vem da sociedade, da própria família. Existem casos que o marido expulsa ela de casa. O câncer de mama é terrível no psicológico da mulher, mexe com a feminilidade com a autoestima, a vaidade” acolhermos essas crianças. Será um ambiente com biblioteca, brinquedoteca, onde elas possam se sentir acolhidas”, informa.

CÂNCER DE MAMA A maioria das mulheres acompanhadas na AAPC tem o diagnóstico de câncer de mama. Roque Mota não soube informar ao certo quantas mulheres estão sendo acompanhadas atualmente, já que, segundo ele, existe uma grande rotatividade. “Algumas ficam aqui durante a semana. As que não podem se locomover ficam aqui até que melhorem ou venham a óbito. A mulher quando descobre que está com câncer, sofre discriminação que vem da sociedade, da própria família. Existem casos que o marido expulsa ela de casa. O câncer de mama é terrível no psicológico da mulher, mexe com a feminilidade, com a autoestima e a vaidade. A mulher fica muito abalada, por isso oferecemos assistência psicológica, assistência


jurídica, amparo assistencial do INSS - Instituto Nacional de Seguridade Social, entre outros serviços”, destaca. Para as mulheres que fazem a retirada da mama, a instituição oferece a prótese mamária externa, que é de silicone e também é mantida através de doações da comunidade. Como as doações não têm regularidade, sempre que é necessário, o valor é retirado do orçamento da AAPC para a aquisição. Roque Gomes destaca a importância da prótese para as mulheres. “Não deixamos faltar essa prótese, pois entendemos a necessidade que ela tem para a mulher. Uma vez uma senhora veio escolher a prótese e ela estava buscando uma que fosse próxima ao seio sadio. Eu disse que ela ficaria bem com a nova prótese e ela disse que estava escolhendo próxima a realidade, pois estava com medo do marido não lhe desejar mais. Ela estava preocupada mais com a reação do marido do que com a doença. Esse marido deveria estar junto com ela, ajudando a escolher ou até dizer que ela não precisaria daquela prótese. Muitos homens não dão o apoio que é tão necessário para a mulher”, afirma.

66

revistamulhermais.com.br

Perucas também são doadas para as mulheres, que devido ao tratamento com a quimioterapia perderam os cabelos. As perucas são doadas e, segundo o presidente da instituição, não atende a demanda. Ele destacou ainda o comportamento de algumas pacientes que se negam a usar a peruca e assumem a postura de ficarem carecas. “Quando a pessoa recebe um diagnóstico de câncer, uma das coisas que passa pela cabeça é que é uma sentença de morte, mas não é. Algumas mulheres percebem isso e não se abatem, estão sempre se arrumando, se maquiando. Elas têm uma alegria, uma vontade de viver muito grande”, conta Roque Gomes.

“Quando a pessoa recebe um diagnóstico de câncer, uma das coisas que passa pela cabeça é que é uma sentença de morte, mas não é. Algumas mulheres percebem isso e não se abatem, estão sempre se arrumando, se maquiando. Elas têm uma alegria, uma vontade de viver muito grande”


“Apareceu uma alteração, eu passei a mão e achei que fosse um nervo alterado, pois nunca tinha ouvido falar em câncer de mama. Fui ao médico e ele me encaminhou para um mastologista. Eu fui no dia seguinte e ele me falou que pelo tamanho do nódulo, eu tinha que fazer uma mamografia e uma série de exames. A mamografia demoraria um tempo pra ficar pronta, mas já recebi o resultado no outro dia. Não fiz biopsia e já fui para Campinas (SP) fazer a cirurgia. Eu pesava mais de 70 quilos e estava perdendo peso rápido demais. Eu acreditava que não era aquilo, mas o câncer se espalhou. Fiz a cirurgia, que foi bastante delicada, pois os nódulos estavam bem grandes e minha mama era pequena, além do meu quadro de perca de peso. Minha família teve que assinar um termo, para que eu pudesse fazer a cirurgia, pois a situação era muito delicada. Eu pedi a uma enfermeira para me avisar, caso a minha mama fosse retirada. Entrei na sala de cirurgia 13h e saí por volta de 22h. Eu olhei para a enfermeira e ela balançou a cabeça

As plaquetas baixaram, tive anemia e fiquei indo e voltando do hospital, até que um médico disse que não tinha mais o que fazer e pediu que minha família me levasse de vez pra casa para que eu tivesse uma morte digna fazendo um gesto que sim. Depois disso entrei num quadro mais delicado e havia a necessidade de me transferir para uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Por volta das 4h tive uma melhora e tiraram a metade dos aparelhos. Depois uma assistente social conversou comigo e me disse tudo que tinha acontecido. No dia seguinte colocaram um espelho em cima de mim e eu estava com um dreno, uma situação muito feia. Eu perguntei ao médico quais eram as minhas chances e ele me disse que o pior quadro eu já tinha passado e que íamos lutar juntos. Ninguém tinha me falado ainda sobre a quimioterapia. 67


Fui pra casa e com oito dias um médico me explicou que eu não poderia voltei para tirar os pontos, que mais andar. Perguntei pra ele se eu ia viver e ele eram muitos. Uma parte da minha me disse que estávamos ali para isso. Quando costela havia sido cerrada, meu ele foi embora, pedi pra uma colega pegar um braço saiu do lugar. Com 15 rodo do pessoal da limpeza e esconder. Pedi pra dias retornei para retirar o resto ela pegar também panos e uma agulha. dos pontos e o médico falou da A minha intenção era que ela me ajudasse a quimioterapia, falou que meus andar. De madrugada ela foi me arrastando cabelos iriam cair. Eu poderia fazer por uma rampa que tinha no hospital e todas uma transfusão, mas meu coração as noites a gente fazia isso. Depois pedi para poderia não aguentar, pois estava ela passar a agulha na minha perna para ver se muito debilitada. Fiz seis meses de já estava sentido... Uma médica nos observava quimioterapia e na última sessão e ela disse pra mim que ficava emocionada quase fui. Tive que fazer a quando via minha luta. radioterapia também. Depois de um tempo A situação não foi fácil. tive alta e vim pra casa, Descobri um cisto no mas o local da cirurgia ovário, que se rompeu. não pôde ser costurado Não tenho explicação As plaquetas baixaram, e sim colado. O local para definir a satisfação tive anemia e fiquei indo abriu. Fiquei uns dias na e voltando do hospital, até de trabalhar aqui e ajudar cama com o local aberto, que um médico disse que mas graças a Deus fiquei pessoas que estão passando bem. Depois procurei o não tinha mais o que fazer e pediu que minha família pelo que passei, é uma coisa médico que desacreditou me levasse de vez pra casa que eu iria sobreviver muito linda... O importante e disse para ele nunca para que eu tivesse uma morte digna. Eu ouvi o que é estar viva. Me sinto bem desacreditar enquanto o médico disse e pedi que uma pessoa estivesse aqui, me sinto protegida minha família me levasse batendo os olhos. para outro hospital. Lá, No meio de toda essa o médico disse que iria luta pela vida, conheci marcar uma cirurgia de a AAPP através de urgência. Ele conseguiu uma colega. Eu vim, marcar, mas na hora o anestesista fiz o cadastro para receber uma cesta básica falou que não ia aplicar a anestesia, e também para ser ajudada, pois estava com pois era perda de tempo. depressão. Me enturmei bem com todos, passei Outro anestesista disse que a fazer parte da diretoria. Nesse período minha aplicaria, mas que precisaria de irmã teve câncer e veio a falecer. Não tenho uma UTI pronta. A cirurgia foi explicação para definir a satisfação de trabalhar realizada junto com um cirurgião aqui e ajudar pessoas que estão passando pelo ortopedista, pois a região da bacia que passei, é uma coisa muito linda. Quando estava toda comprometida. Eu já chega alguém aqui eu explico a doença, digo tinha mau cheiro de tanto tirar um pelo que já passei e digo que estou viva. O pedaço daqui, um pedaço dali. Fui importante é estar viva. Me sinto bem aqui, me para UTI, após a cirurgia e depois sinto protegida”. 68

revistamulhermais.com.br


69


70

revistamulhermais.com.br


71


teste

72

revistamulhermais.com.br


73


74

revistamulhermais.com.br


75


76

revistamulhermais.com.br


77


78

revistamulhermais.com.br


79


entretenimento

80

revistamulhermais.com.br


82

revistamulhermais.com.br


83


84

revistamulhermais.com.br

Revista Mulher Mais - 9ª Edição  
Revista Mulher Mais - 9ª Edição