Page 1


4 Rodas ECL Mosteiro Devakan A. Reis Estilocast Móveis Futurmov Aços Granjo Farmais Murador Papelaria Aços Sudeste Ferdal Muratec Erosão Adecar Veículos Flor de Algodão Farmácia de Manipulação O Botequim Atala Engenharia Getafe Palácio dos Enfeites Atlântica Fitness Gomes Imóveis Pizzaria MESC Auto Escola Fórmula GVF Informática Pneus Paulinho Bar da Sinuca Haroluz Pousada Dona Francisca Baraldi Assessoria Empresarial Holanda Predileta Embalagens Brinell Holding Retífica Sapopemba Central Sport Bar Indeplast Segasp Sport Churrascaria Boiadeiro Laundry Service Silva Rocha Usinagem Comal Matrix Turismo Posto Contábil Bichler MGM Unikit Contábil Leonardis Microcast WG Funilaria e Pintura Desentupidora São Paulo Miro Doces Dinâmica Turismo Distribuidora Lima Fernandes DQ Auto Center


Editorial .........................................................3 Aniversário............................................4 a 7 Site...................................................................8 Empresa Sucesso.......................................9 Teatro............................................................10 Curtas.............................................................11 Memória.......................................................12 Ponto de Vista...........................................13 Handebol...........................................14 e 15 Futebol.........................................................16 Inclusão Social..........................................17 Torneio Início..................................18 e 19 Nave..............................................................20 Bichos............................................................21 Dia da Mulher...........................................22

Diretoria Executiva Presidente Executivo –Roberto G. Fuentes (Palhinha) Vice-Presidente Executivo - Antonio P. de Almeida Vice-Presidente Administrativo - João Augusto M. Martins Vice-Presidente Social - Elaine Stragliotto (Gaúcha) Vice-Presidente Esportes - Ulisses R. Alves Vice-Presidente Financeiro - Claudio da Cunha Diretor Secretário - Carlos A. M. Rodrigues Diretor Jurídico - Dr. Humberto C. Barbosa Diretor de Relações Públicas - Paulo Toyoda Diretor Administrativo - Claudinei Mazzini Diretor Tesoureiro - Mauro P. Costa Diretor de Patrimônio - Geraldo Ercolin Diretora Social - Alessandra M. Marchiolli Diretora de Assistência Social - Adalgisa C. A. Vieira Diretora Feminina - Margarete V. de Miranda Diretor de Futebol/Futsal - Antônio G. de Oliveira Diretor de Esportes de Mesa - Sebastião D. da Costa Diretor de Esportes de Salão - Renata E. C. Gundim Diretor de Tênis - Carlos Alberto S. de Souza Diretor de Bocha - Nelson Pires dos Santos Diretor de Outros Esportes - Rogério Sariev

N

<<<

Índice <<<

Editorial

os últimos anos, o MESC teve que ser administrado por mãos talentosas para driblar as dificuldades e encontrar caminhos para manter o clube em funcionamento, atendendo aos anseios dos associados, com qualidade e determinação. Agora, neste segundo mandato, é com honra que assumo a vice-presidência administrativa e coloco toda a minha experiência como experiente empresário a serviço da associação. Com determinação e com o apoio e confiança da presidência, as metas incluem planos ousados de Recursos Humanos para melhor atender os anseios da nossa força de trabalho, além de projetos administrativos que vão ao encontro da satisfação dos sócios. O novo site, já no ar, é um canal de informação rápido e eficiente que permite o contato entre o MESC e seus públicos, de maneira interativa e seguindo as principais tendências da comunicação na era da Conselho Deliberativo informação digital. O mural de recados em Presidente - José Esmenio Carneiro nossa página da Internet é um excelente Vice-Presidente - Dr. Evandro da Silva Marques exemplo dos canais de comunicação com 1º Secretário - Antonio Carlos B. Peres os quais queremos falar e ouvir as opiniões 2º Secretário - Angelo Garrucho Duran de todos. Eu os convido para experimentar! É importante destacar, também, que Conselho Fiscal meus objetivos estão alinhados com os Presidente - João José Cardoso de toda a diretoria e que o gramado do Secretário - Paulo César Martins campo de futebol é prioridade também Membro - Edílson Rodrigues para esta vice-presidência. Para tanto, peço o empenho dos associados para Expediente que os objetivos possam ser realizados. Diretor Responsável - Paulo Toyoda Nessa oportunidade, não poderia deiJornalista Responsável - Ana Paula Dini (MTB -23.198) xar de parabenizar e agradecer aos funCriação e Design - Mauricio M. Mancini e Xavier E. dadores do MESC, que nos deixaram Castillejo de presente esse maravilhoso espaço Comercial - Selma Magalhães para o convívio das famílias e amigos. Fotos - Mauricio M. Mancini e Sylvia P. Albuquerque Publicidade - Mauricio M. Mancini Redação - Sylvia P. Albuquerque

Um grande abraço, João Augusto Minoso Martins Vice-presidente administrativo

Revista MESC é uma produção do Depto. de Relações Públicas - MESC Av. Robert Kennedy, 2113 - Jd. Beatriz - SBC - SP Fone/Fax: (0xx11) 4344 - 5564 E-mail: revista@mesc.com.br/ marketing@mesc.com.br /imprensa@mesc.com.br www.mesc.com.br Publicação mensal e distribuição gratuíta

2009 | Abril | Revista MESC - 03


Aniversário <<<

Noite de Festa

O

s sócios puderam comemorar o Jubileu de Ouro do MESC no restaurante Florestal na noite do dia 06 de março. Estavam presentes autoridades da cidade de São Bernardo do Campo, representantes de clubes da região, diretores e conselheiros do MESC e associados. Além de um jantar com cardápio bem variado, o cantor Benito di Paula foi a atração principal. Ele cantou os clássicos e seu filho, Rodrigo Veloso, fez uma breve, porém linda apresentação. Os convidados desejaram os parabéns para o clube. “Nesses últimos 50 anos, as montadoras se modernizaram e consequentemente a cidade de São Bernardo, porém o MESC cresceu

04 - Revista MESC | Abril | 2009

junto e isso é admirável no clube. Parabéns ao MESC e desejo mais 50 anos para o clube”, afirmou Evandro de Lima, Secretário de Relações Internacionais da Prefeitura de São Bernardo. O representante do prefeito, Secretário de Governo, José Albino, também fez seus votos. “Parabéns pelos 50 anos de serviços à comunidade. O clube já formou muitas atletas e ajudou famílias. A cidade deve muito ao MESC”. Haroldo Rocha, assessor e representante do vice-prefeito, disse que o Roberto Garcia Fuentes, o Palhinha, é um grande amigo dele e do Frank Aguiar. “Somos muito amigos e quero desejar que ele consiga conduzir esse grande clube com alegria e seriedade”.


Aniversรกrio

<<<

2009 | Abril | Revista MESC - 05


Aniversรกrio

<<<

06 - Revista MESC | Abril | 2009


Aniversรกrio

<<<

2009 | Abril | Revista MESC - 07


Site <<<

N

OVO PORTAL

ESTÁ NO AR

J

á está no ar o novo portal do MESC. O endereço é www.mesc.com.br. Além de um layout moderno, o site oferece uma maior interatividade entre os próprios sócios e a diretoria. Esta mesma edição da revista poderá ser lida na forma online. Os sócios que participam dos torneios promovidos pelo Departamento de Esportes poderão encontrar as tabelas dos times atualizadas diariamente, com horários e locais dos próximos jogos. A agenda do social, as fotos de cada evento do clube, notícias e todas as informações para que você saiba o que está acontecendo estão no espaço virtual do MESC. Visite o novo site, deixe um recado no mural e suas sugestões, afinal, ele foi feito pra você!

08 - Revista MESC | Abril | 2009


Empresa Sucesso

<<<

SORRISO SEGURO

VITTÁ ODONTOLOGIA é uma clínica especializada no atendimento de problemas das articulações associando ortodontia, reabilitação oral e tratamento de disfunção da ATM (articulação temporomandibular) na articulação, alterações no posicionamento dos dentes é importante procurar um profissional e fazer uma avaliação, as dores podem ser originadas pela DTM. Se você quer saber tudo sobre a VITTÁ basta acessar o site www.vittaodontologia.com.br. Lá você encontra detalhes da estrutura da clínica e conhece os profissionais que trabalham em cada especialidade, além de vários artigos sobre saúde. A Unidade I da VITTÁ fica na Rua Luiz de Góis, 30, Bairro Assunção. Telefone (11) 4356-6656. A Unidade II está localizada na Rua Poney Club, 1360, sala 2, Jardim das Orquídeas, telefone (11) 4358-3341.

A

clínica atende as áreas odontológicas nas especialidades de ortodontia, ortopedia funcional dos maxilares, implantes dentários e também no tratamento das disfunções temporomandibulares, há mais de 14 anos no Bairro Assunção, em São Bernardo do Campo. A VITTÁ é uma das poucas clínicas do Grande ABC que tratam da DTM e dor orafacial (disfunção temporomandibular), que são os pacientes acometidos por dores faciais, estalos nas articulações, abrangendo cabeça, face, pescoço e boca por desarmonia na ATM (articulação temporomandibular) de origem neuromuscular, nervosa, dentre outras. O responsável e coordenador de pla-

nejamento clínico da VITTÁ ODONTOLOGIA, Dr. Rodrigo de Freitas, dá uma dica de tratamento. “As alterações do posicionamento dentário e do incorreto funcionamento articular podem levar a dores intensas projetadas para região de face, cabeça e pescoço. O diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento”, explica. Um diferencial da VITTÁ é o uso de laser no tratamento de DTM. O laser é indicado em diversas terapias e muito utilizado no pós-operatório de cirurgias e do tratamento ortodôntico da DTM, tornando-o mais confortáveis ao paciente. Dores na face, semelhante ao cansaço muscular, na cabeça e pescoço, estalos

2009 | Abril | Revista MESC - 09


Teatro <<<

Reapresentação de peça teatral anima associados

A

peça Uma trinca e um par, do Grupo Papelão, foi reapresentada na noite do dia 20 de março. Os associados compareceram em peso e aproveitaram para dar muitas risadas e se emocionar. O espetáculo é uma colagem de três temas formando uma única peça que envolve drama e comédia. Uma das cenas acontece entre dois mendigos que descobrem muita coisa mexendo no lixo (comédia). Outra é o drama de

10 - Revista MESC | Abril | 2009

um jovem que tem problemas com drogas e, por último, um anjo e um demônio pra lá de atrapalhados que tiram muitas risadas do público mesmo falando da morte. Para acompanhar a agenda do grupo, basta acessar o site: www.grupopapelao.com


<<< Seleções Brasileira e Argentina no MESC

T

reinaram no clube, nos dias 20 e 21 de março, as seleções de futsal do Brasil e da Argentina. A estrela do time, Alessandro Rosa Vieira, o Falcão, deixou um recado para os sócios mirins que sonham um dia ser como ele. “A personalidade do atleta é tudo. Mesmo quando estava jogan-

A

Vôlei

conteceu recentemente no MESC o Torneio de Vôlei de Areia para duplas masculino. Os ganhadores foram Gustavo e Silas, em segundo lugar, William e Douglas e em terceiro, João e Roberto.

O

Aprendendo...

professor de judô e jiu jitsu especialista em luta de solo, Marco Antonio Barbosa, fez uma visita ao MESC no último dia 20 de março e ministrou um treino especial para os alunos do judô. Todos ficaram admirados com as técnicas passadas pelo professor que deixou um recado para os que desejam chegar longe

Agenda Abril Tênis 11, 12, 18, 19, 25 e 26/04 Torneio da Liga ABC de Tênis Local: Quadra de Tênis MESC Horário: das 8 às 18h

Preparação...

A

s meninas do nado sincronizado do MESC estão treinando firme para o primeiro campeonato do ano, o Torneio Primeiro Passos, que acontece no dia 25 de abril. Boa Sorte!

Social 24/04 – Pagode do MESC Local: Salão Social Horário: 21h Ingressos na Secretaria. Handebol 09/05 – Noite da Pizza Local: Salão Social Horário: 20h Convites: R$ 15,00 (individual) e R$ 6 para

Curtas

do informalmente levava a sério e me preocupava em fazer jogadas bonitas e garantir a alegria do jogo”. A comissão técnica realizou uma Clínica de Futsal na qual mais de 60 crianças participaram de um treino com orientação dos técnicos da seleção brasileira. As equipes estiveram em São Bernardo para a disputa do Desafio Internacional de Futsal, no Ginásio Poliesportivo, no dia 22 de março. Jogo que terminou empatado em seis gols. no esporte. “Foi um prazer estar aqui e o segredo para se ter sucesso no esporte é deixar a preguiça de lado”.

crianças de 6 e 10 anos de idade. Os convites são limitados e estão à venda no Departamento de Esportes. Basquete 09/05 – Oficina de Basquete Local: Ginásio I Horário: à partir das 14h30 Para nascidos entre 93 e 98, masculino e feminino. A oficina é gratuita e as inscrições são no Departamento de Esportes até o dia 07/05.

Em virtude dos feriados no mês de abril, a MISSA DE

PÁSCOA será no dia 25 de abril às 18h.

2009 | Abril | Revista MESC - 11


Memória <<<

Eles trabalharam muito... A

ntônio Vanzella é um dos poucos que tem o orgulho de ter se tornado sócio em 1959. Ele diz que lutou juntamente com vários outros colegas pela concessão do terreno do clube. “Depois que o Laiynor da Costa faleceu queriam tirar o terreno da gente e tivemos que procurar meios de impedir isso”, contou. Ele foi vereador do município de

O

ex-presidente dos conselhos Deliberativo e Fiscal, Levi Carlos Frangiotti, recebeu a homenagem pelo trabalho prestado ao clube das mãos do próprio presidente Roberto Garcia Fuentes, o Palhinha. “Já trabalhei muito pelo MESC e fiquei feliz pela atitude da diretoria, a de reconhecer o traba-

São Bernardo do Campo de 1983 a 1989 e afirmou que em sua gestão sempre priorizou beneficiar as boas práticas, como o MESC. Hoje, Vanzella se sente orgulhoso por toda expansão. “Durante esses cinquenta anos o MESC cresceu e, o mais importante, soube se manter no topo. Espero que a chama de fazer o clube cada dia melhor nunca apague”. lho anterior”, afirmou Frangiotti. Ele contou que voltou a participar do Conselho e deseja muita sorte ao atual presidente, José Esmênio Carneiro. “O Pedro Jovita foi um dos melhores presidentes do Conselho e desejo ao Carneiro que ele se saia tão bem quanto ele”.

S

ócio desde 1969, Alcides Breda, tem muita história para contar. Ele já atuou na diretoria na gestão do ex-presidente, Vicente Martins Filho. Breda contou, com carinho, do tempo que distribuía, com outros sócios, alimentos nas favelas e brinquedos para as crianças carentes no Natal. “Tudo muda. Fico contente em ver que o MESC mudou para melhor. Apesar de saber que o clube perdeu um pouco desse caráter filantrópico, estou

O

momento comemorativo do Jubileu de Ouro contou com a participação do sócio Norberto Rocco. Ele foi presidente do Conselho Deliberativo e 1° secretário. “É um momento de festa e temos que agradecer as diretorias passadas que ajudaram a chegarmos aos cinquenta anos”, disse. E completou: “que a cada nova gestão 12 - Revista MESC | Abril | 2009

se faça melhor que a anterior”. Rocco afirmou que o maior desafio de ser presidente está em defender e seguir o Estatuto. “Durante os seis anos que estive na diretoria procurei, da melhor forma possível, seguir o Estatuto e acredito que foi uma grande contribuição”.

satisfeito com a administração”. Breda acompanhou a construção do Ginásio I, das piscinas, da capela e outras atividades que não paravam de acontecer. “Fazíamos a festa do sorvete, do chope, do vinho, enfim, o MESC sempre foi uma alegria na minha vida e tenho certeza que na vida de muitos”. Ele faz um pedido para a atual diretoria: “Gostaria que colocassem, novamente, a placa no Ginásio I que foi roubada.”


Ponto de Vista

<<<

Como dizer a verdade?

O

s desafios da profissão de médico constantemente ultrapassam as fronteiras do contato com o paciente no consultório ou no hospital. Para muitos profissionais, há dificuldades em momentos como falar de uma doença grave ou da própria morte. O médico José Maria, formado em 1986 na Universidade de Medicina de Pouso Alegre, Minas Gerais, encontra ainda hoje uma grande dificuldade em sua carreira: como dar a notícia da morte aos familiares do paciente. Atualmente, ele trabalha na Central Clinic, que trata pacientes com câncer, como cirurgião e é médico da UTI e auxilia no suporte a emergência do Pronto Socorro Central de São Bernardo do Campo. O trabalho dele como cirurgião vai além de tratar o paciente na mesa de operação. Ele conta que acompanha a pessoa no pré e pós-operatório. “O câncer é um impacto muito grande na vida de qualquer pessoa e dos familiares próximos e como mé-

dico dar essa notícia é complicado”. Ao longo de seu trabalho na UTI, o médico viu os casos de jovens envolvidos com drogas e, em decorrência disso, acidentes, convulsões e problemas relacionados, que têm crescido absurdamente. “Para o jovem que sai de casa para uma festa e no fim da madrugada sua mãe recebe um telefone para ir ao pronto socorro e lá recebe a informação, pelo médico do hospital, que seu filho faleceu, é um trauma

para os familiares, mas também para o profissional”, explica José Maria. Assim como o José Maria, muitos outros médicos se vêem envolvidos nesse momento de dor. Ele explica que já tentou de todas as maneiras amenizar, mas para ele não existe fórmulas. O médico afirma que tem crescido muito o número de mortes por envolvimento com drogas. “Quando a pessoa vem parar na minha mão, nem sempre existe possibilidade de cura”, afirma. Pelo conselho de ética de medicina somente o médico que esta no caso do paciente pode dar a notícia. O médico e escritor, Drauzio Varella, escreveu um livro, Por um fio, Editora Companhia das Letras, em que ele conta dos seus mais de 40 anos como profissional, a mesma dificuldade de notificar a família sobre o óbito. Ele conclui dizendo que apesar de toda a modernização e evolução da medicina, uma hora ou outra todos nós iremos passar por isso e que enquanto ele for médico terá que dar a notícia.

2009 | Abril | Revista MESC - 13


Handebol<<< Handebol <<<

Odair Borges

Rogério Carreon

M

Equipe Infantil

O

trabalho começ

Equipe Mirim

C

om mais de dez anos oferecendo a modalidade de handebol, o MESC se tornou referência no trabalho de base. Os resultados nem sempre são imediatos, mas com o tempo eles começaram a aparecer. Entre os títulos que as equipes conquistaram, o cadete foi campeão Paulista e o infantil tricampeão. Tudo começou com uma parceria entre o MESC e a Prefeitura de São Bernardo do Campo, mas que hoje não existe mais. Atualmente, integram a equipe técnica: Jaqueline Silva, Odair Borges, Rogério Carreon e o preparador físico, Marcelo Arloti, além do supervisor Waldomyr Rodolfo, conhecido como Babi.

14 - Revista MESC | Abril | 2009


on

Marcelo Arloti

Jaqueline Silva Equipe Cadete

lho de base meça aqui O técnico Rogério Carreon, do infantil, diz que o trabalho de base possibilita acompanhar todo o desenvolvimento da atleta. “Nas diferentes categorias que já trabalhei, o infantil é a que mais me possibilitou ver o desenvolvimento das atletas, por ser um trabalho a longo prazo. Temos que ter persistência e, este ano, quem sabe chegaremos na final do Paulista novamente”, afirma. Carreon já teve a oportunidade de ser técnico da Seleção Brasileira no Sul-Americano, em 2005, no Paraguai e este ano vai ser técnico novamente da equipe no mesmo campeonato, em Jaraguá do Sul, Santa Catarina.

O treinador do mirim, Odair Borges, diz que o seu trabalho no handebol vai além das quadras. “O nosso interesse é formar atletas e pessoas para a sociedade por meio do esporte. Que elas possam usar e fazer a diferença onde quer que estejam”. Desde 1998, a técnica Jaqueline Silva integra a equipe. A primeira categoria que ela treinou foi a adulta e faz um balanço desses mais de dez anos no handebol, hoje no cadete. “O MESC se tornou muito conhecido quando iniciamos a modalidade e muitas atletas, hoje, estão pelo Brasil. Quero convidar os sócios e toda a diretoria a acompanhar de perto o nosso trabalho”. São cerca de 100 atletas que o clube recebe diariamente, entre elas uma das mais antigas é a Camila Midori, 14 anos, que está na categoria infantil e joga no clube há quase cinco anos. Para este

ano ela quer ajudar sua equipe a chegar longe. “Espero que esse ano todas consigam se sair muito bem. Gosto muito de treinar aqui e como a maioria das outras meninas, meu sonho é integrar a Seleção Brasileira e, para isso, os técnicos nos ajudam exigindo o nosso melhor”.

Camila Midori

2009 | Abril | Revista MESC - 15


Futebol <<<

Quarta-Nobre: uma paixão na vida de Moacir Monteiro de Oliveira

C

om 69 anos de idade, o sócio Moacir Monteiro de Oliveira se sente em plena forma. A causa dessa jovialidade é o futebol. Sócio desde 1976, sempre jogou nos campeonatos internos e há quinze anos participa da Quarta-Nobre. Veio para o MESC a convite de um amigo para jogar no time dos veteranos e desde que pisou pela primeira vez no clube nunca mais quis ir embora. “O sargento Costa tomava conta do time e me chamou para jogar, ele já faleceu, mas eu continuo aqui”, conta Oliveira. Casado há 47 anos, pai de dois filhos que cresceram no clube, ele diz que mais importante que os resultados conquistados no futebol, são as valiosas amizades que ganhou. “Os irmãos Tofanello são meus grandes amigos, só tenho o que agradecer ao MESC por proporcionar a chance de fazer amigos”.

Parabéns aos aniversariantes do mês de março da Quarta-Nobre

Batata Carlinhos Luís Márcio Nilton 16 - Revista MESC | Abril | 2009

Paulinho Rato Rivelino Ricardo Márcio -Senai

Ele jogou no Verona durante quatro anos e garante que foi quatro vezes campeão. “Em quatro anos só perdemos duas partidas”, relembra. Torcedor do Santos, mas isso nunca atrapalhou a amizade com os irmãos Tofanello que torcem pelo Palmeiras. A saúde de Oliveira, segundo ele, também deve ao futebol. “Eu me sinto muito bem. Pratico esporte a semana toda e sempre que vou ao médico está tudo em ordem. No dia que ele mandar eu paro, mas até lá estou na Quarta-Nobre”. Já foi conselheiro na gestão de Vicente Martins Filho e se sente emocionado ao estar no clube no ano em que completa o Jubileu de Ouro. “Já fiz parte de diversas associações, mas realmente o MESC é a melhor. Acredito que os responsáveis por isso são os administradores que conduzem com amor o clube”.


Inclusão Social

<<<

Entendendo melhor as deficiências Deficiência Intelectual

A

deficiência intelectual, ou deficiência mental, é muitas vezes confundida com doença mental, mas são diferentes. A doença mental configura-se pela alteração da percepção individual da realidade, o que, nem sempre, acontece com pessoas com déficit intelectual, as quais não apresentam sintomas patológicos verificados nas doenças mentais como as neuroses graves ou psicoses agudas. Portanto, as pessoas com deficiência intelectual não devem ser tratadas como doentes, pois isso pode prejudicar seu desenvolvimento. As pessoas com deficiência intelectual levam mais tempo para aprender e compreender solicitações, o que exige paciência, explicando quantas vezes forem necessárias para que ela possa entender, sempre estimulando e favorecendo a integração, com posturas positivas. É importante permitir que a pessoa com deficiência intelectual, que mantém íntegra a percepção dela mesma e da realidade, faça ou tente fazer tudo sozinha, seguindo seu ritmo muitas vezes mais lento, obtendo somente algum auxílio externo para o que for estritamente necessário.

Dicas

sendo essencial essa interação.

Quando for conversar, fale de maneira adequada, nem muito rápido, nem lento demais, evitando os diminutivos, exceto com bebês e crianças. Seja coerente com a idade da pessoa em questão. Evite termos pejorativos. Ao apresentar uma pessoa com deficiência para outras pessoas, chame-a pelo seu nome, como fazemos com qualquer pessoa. Se for pedir alguma coisa, certifique-se de que ela compreendeu seu pedido, respeitando seu ritmo. Pode demorar, mas em geral o resultado é supreendente. Ao contrário do que muita gente pensa, pessoas com deficiência intelectual podem e devem trabalhar. Esse contato torna a pessoa economicamente ativa, colaborando para sua inserção na sociedade. Uma rotina de trabalho com tarefas simples e bem explicadas funciona para que o dia transcorra produtivamente.

Elas são agressivas e perigosas, dóceis ou cordiais. As pessoas com deficiência intelectual, assim como as demais pessoas, refletem o ambiente em que vivem. A personalidade é socialmente construída.

Mitos Pessoas com deficiência intelectual só estão bem com seus iguais. O relacionamento com pessoas sem deficiência pode ajudar no desenvolvimento delas,

Existe um culpado pela condição da deficiência. Não há culpados. Não seja superprotetor. As pessoas com deficiência devem ser tratadas com dignidade e respeito, como tratamos todas as pessoas. Pessoas com deficiência intelectual só aprendem até um determinado limite. Mentira. Dadas as condições de aprendizado, elas aprendem de tudo, inclusive a abstrair, que é um exercício mental. O meio ambiente pouco pode fazer pelas pessoas com deficiência intelectual. Costumamos dizer exatamente o contrário: o meio é que é deficiente, não as pessoas. Fonte: Manual de Convivência – Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida – 2ª Edição, ampliada e revista. Realização: Mara Gabrilli

2009 | Abril | Revista MESC - 17


Torneio Início <<<

Confira classificação do Torneio Início de Futebol TURISMO POSTO Campeão Adulto

AUTO ESCOLA FÓRMULA Vice-Campeão Adulto

18 - Revista MESC | Abril | 2009

AÇOS GRANJO Campeão Veterano

BRINELL Vice-Campeão Veterano


MIRO DOCES Campeão Veteraníssimo

LAUNDRY SERVICE Campeão Master

PALÁCIO DOS ENFEITES Campeão Sênior

MATRIX Vice-Campeão Veteraníssimo

MGM RETÍFICA SAPOPEMBA Vice-Campeão Master

COMAL Vice-Campeão Sênior

2009 | Março | Revista MESC - 19


Nave <<<

NAVE TEM EXCELENTES PROFISSIONAIS Nas próximas edições da Revista vamos divulgar o perfil dos professores do NAVE (Núcleo de Aprendizagem e Vivência Esportiva) para que pais, alunos e sócios conheçam os profissionais Nome: Julio Jacopi Filho Idade: 28 anos Profissão: formado em Educação Física pela FEFISA em 2002 NAVE: 8 anos como professor de judô Carreira: pratica judô desde 1989, faixa preta, 2° Dan, duas vezes campeão da Copa Hispanedad, na Argentina. Participou de torneios na Itália, treinamentos com a Seleção de Judô do Japão e com as seleções da Bélgica e Suécia. Lazer: judô Declaração: “Procuro passar a disciplina do judô para que as crianças aproveitem não somente no esporte, mas na escola, em casa e para toda vida”.

20 - Revista MESC | Abril | 2009

Nome: Rafael Vieira da Silva Idade: 28 anos Profissão: Formado em Educação Física pela FEFISA em 2003 NAVE: 7 anos como técnico do futsal e técnico das equipes de competição Carreira: já jogou futebol de campo pelo São Bernardo e futsal pelo São Caetano Lazer: ficar com a filha de 1 ano, Kauanny Sthephanie Vieira Declaração: “No NAVE as aulas são voltadas para o aspecto lúdico, visando a formação, sem esquecer do caráter e da disciplina da criança”.


<<< <<<

Retratação Bichos

Papagaios - uma paixão nacional O

s papagaios são aves de porte médio que pertencem à família dos psitacídeos (aves que apresentam o bico curvo), nesta família encontramos as calopsitas, agapornis, periquitos, cacatuas, araras. Existem várias espécies de papagaios, a maioria das pessoas no Brasil possuem em casa os chamados papagaios verdadeiros (Amazona aestiva), estas aves pertencem à fauna de nosso país, portanto não podem ser comercializadas, salvo em criatórios legalizados pelo IBAMA. A expectativa de vida da ave é de aproximadamente 60 anos em cativeiro quando bem manejada, passando de geração em geração. A melhor forma de alimentá-las quando filhotes são com papinhas industrializadas, dando com colheres de hora em hora tomando-se o cuidado com papinhas aquecidas em microondas, pois podem acarretar em queimaduras de papo. Já os pássaros adultos devem receber rações extrusadas (semelhante às dos cães) e água fresca à vontade; pode-se ainda oferecer mistura de sementes, mas nunca só giras-

sol, que é uma semente oleosa e pode levar a problemas futuros de fígado, verduras verde escuras ricas em vitamina A como almeirão, rúcula, espinafre, couve devem ser fornecidas e também vagem, milho, giló, pimenta dedode-moça, frutas, pedra de cálcio e não dê comida caseira tipo pão, café, bolachas, arroz. Os papagaios não apresentam diferenças externas onde possamos classificá-los como macho ou fêmea, mas sabe-se que o macho é falante, ainda existe uma técnica de palpação de duas protuberâncias ósseas localizadas próximo a cloaca, onde o médico veterinário poderá dizer se é macho ou fêmea; a precisão só é alcançada com exame de DNA feito em laboratório em amostra de sangue ou penas. A época reprodutiva está entre os meses de setembro à janeiro, a postura é de 3 a 4 ovos e a duração do choco de 28 dias. Hoje estes pássaros são domesticados, alguns deles são criados soltos, portanto é conveniente que

se faça o corte das penas de uma das asas (uma vez a cada 4 meses), para não correr o risco de se perder o pássaro voando e também fazer o aparo das garras se necessário. Em dias frios coloque a gaiola dentro de casa e cubra com um lençol, deixando só um espaço para a troca de ar, cuidado com correntes de vento, os pássaros são muito sensíveis ao frio, podendo adquirir pneumonia de difícil tratamento. Pode-se banhar os pássaros em dias quentes, uma vez por semana, com uso de borrifadores, banheiras ( 20 min.), ou simulando chuva com finas gotas de água de uma mangueira; sol até às 10:00 hs da manhã e após às 16:00 hs com pequena exposição de 30 minutos. Os papagaios não precisam ser vacinados, mas sim de vermifugações periódicas, e a qualquer sinal de diarréia, leve o pássaro para uma consulta com veterinário. Dr. Fábio Thomaz Médico Veterinário especialista em pássaros.

2009 | Abril | Revista MESC - 21


Dia da Mulher <<<

E s p e c i a l M u l h e r es

No dia 8 de março as mulheres estavam em peso no clube. Elas receberam uma singela lembrança e algumas deixaram a sua opinião para a revista sobre o Dia Internacional da Mulher. Vivian Alves de Oliveira “Para mim hoje foi um dia muito importante e as parabenizo pela superação e espaço alcançado na sociedade.” Marilda Paterno “Sinto-me bem colocada no mercado de trabalho e o que mais admiro nas mulheres é que mesmo tendo que trabalhar, temos a capacidade de ser boa mãe e esposa”

22 - Revista MESC | Abril | 2009

Odete de Jesus Fernandes “Fiz engenharia eletrônica e era uma das poucas mulheres da faculdade na época. Diziam que estávamos ali para arrumar marido. Atuo na área há 30 anos. Sou mãe, esposa, profissional e me orgulho de ter quebrado muitas barreiras na minha vida e mostrado o contrário do que todos diziam” Joyce Romanelli “Sou contra o dia da mulher. Somos poucas nos cargos de liderança ainda.”

Ivete Lucia do Sacramento “A mulher está por dentro de tudo e fazemos várias coisas que antes não tínhamos direito. Isso é uma conquista e motivo de orgulho.” Susane Iseri “Hoje estamos independentes e conseguimos espaço no mercado de trabalho. Os homens que se cuidem!”


HORÁRIO DE ATENDIMENTO DA SECRETARIA Segundas-feiras: 14h às 20h30. Terças às sextas-feiras: 8h às 20h30. Sábados: 8h às 16h. Domingos e feriados: 8h às 12h.

CONTATO 4344-5560 secretaria@mesc.com.br

TABELA DE PREÇOS 2ª via do Cartão Magnético: R$ 8,00. Armário do Conjunto Aquático: R$ 20,00 (aluguel anual). Entrada de visitantes: R$ 6,00 (abaixo de 12 anos e acima de 60 anos são ISENTOS)*. Exame Médico: R$ 10,00 válido por 3 meses. Quiosque pequeno e grande: R$ 8,00. Sauna para não-sócios: R$ 18,00. Sauna para sócios: R$ 9,00 (Cartela com 10 saunas por R$ 81,00) Transferência familiar: R$ 300,00. Transferência individual: R$ 150,00. (Obs.: Pagamento com Cheque ou Cartões VISA, MASTERCARD, DINERS CLUB e REDE SHOP). COMUNICADO IMPORTANTE: A partir de 02/04/09, fica PROIBIDA A ENTRADA nas dependências do clube, do (a) sócio (a) com mais de 60 DIAS de atraso com a mensalidade. Negocie seu débito. Parcelamento com cartão de crédito Visa e Master Card. Regularize sua situação.

* Só é permitida a entrada de visitantes mediante a apresentação de associado titular e pagamento da taxa acima descrita. * A senha de reserva dos quiosques é distribuída na Segunda-feira das 13h às 14h. O pagamento é feito no ato da reserva; * Em caso de aluguel de quiosques, o associado poderá trazer 10 convidados por quiosque, pagando o valor de R$ 8,00 (por pessoa), que deve ser pago até 2 dias antes do uso do quiosque; * O associado tem o direito de alugar somente, 01(um) quiosque por dia; * Para a sua comodidade, você pode efetuar seus paga-

mentos também na secretaria do tênis; (Não aceitamos cartões na Secretaria do Tênis). * É expressamente proibido a permanência de associados(as) em trajes de banho fora do Conjunto Aquático; * Os objetos recolhidos dos armários não renovados na data de validade, ficarão por um prazo de 03 (três) meses disponíveis para a retirada; * Os objetos não retirados do armário no prazo estipulado serão encaminhados à uma Instituição Social; * Venda do Cartão do Exame Médico somente com a apresentação do Cartão Magnético e mensalidade em dia.

A

criação ao lado foi feita pela sócia, Renata Calhado. Ela tem apenas 16 anos de idade e já se especializou em desenhar mangá.


Revista Abril  

Mesc Revista Abril

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you