Page 1

revista da estação primeira de

Man guei ra carnaval

# 2013

Surdo Um

em dose dupla na Sapucaí! Mangueira leva duas baterias para a Avenida neste Carnaval

Gracyanne Barbosa Evelyn Bastos

Mayra Cardi | Renata Molinaro Scheila Carvalho | Cibelle Ribeiro Ludmila Lopez | Joyce Pinheiro


UM CASO DE PAIXÃO PELA VIZINHA. Da nossa casa, em São Cristóvão, não cansamos de admirar o seu balanço, o seu ritmo e a sua alegria contagiante. Sempre bonita, se preparando para a grande festa. E a admiração evolui quando percebemos que temos muita coisa em comum: a inovação, a criatividade, o talento, a garra, a busca da perfeição e a vontade de fazer sempre melhor. Daí, é inevitável a sensação de euforia, toda vez que vemos você pisar na avenida. A nossa alma pula e o nosso coração dispara, se transformando em mais um instrumento dessa bateria alucinante. Mangueira, nós te amamos. A Minister foi eleita entre as 10 melhores gráficas do Brasil e tem o parque gráfico mais moderno do Rio, com 18.000 m2 de muita tecnologia.

graficaminister.com.br | tel. (21) 3878 8700

A Minister é certificada pelo FSC. Este selo garante que o papel utilizado por nós provém de florestas onde foram respeitados rigorosos critérios sociais, ambientais e econômicos e de outras fontes controladas.


Foto // Photo: Beto Roma

CUCA DESIGN


EXPEDIENTE // mangueira magazine

revista da estação primeira de

GRES Estação Primeira de Mangueira Rua Visconde de Niterói, 1.072 – Mangueira 20943-001 Rio de Janeiro – RJ 55 21 2567 4637 www.mangueira.com.br Presidente | Ivo Meirelles Vice-Presidente | José Sotério Vice-Presidente Administrativo | Aluízio Derizans

Man guei ra carnaval

# 2013

Vice-Presidente Financeiro | Paulo Frederico Vice-Presidente Cultural | Geisa Ketti Vice-Presidente de Projetos Especiais | Luciana Vidal Vice-Presidente Social | João Angelo Vice-Presidente de Esporte e Desenvolvimento Social | Francisco de Carvalho Vice-Presidente Jurídico | Armando Severino de Barros Filho Vice-Presidente Médico | Adalto Lima Vice-Presidentes do Grêmio Cultural Escola de Samba Mirim Mangueira do Amanhã | Matilde de Oliveira Sargedo | Deise Dias Vice-Presidente do Departamento Feminino | Alda Dória Secretária da Presidência | Hérika Pádua Assessores do Presidente | Diego Firmino | Claudia Fernanda Secretaria | Jorge Luiz Monteiro Presidente do Conselho Deliberativo | Ellis Pinheiro Diretor de Carnaval | Jeferson Carlos Responsável pelo Barracão | Daise Motta

Coordenação Editorial | Luciana Vidal Textos | Daniela Canedo | Ivo Meirelles Leandro Fregonesi | Rachel Valença | Valéria del Cueto Revisão Português Luciana Vidal | Maria Bia Versão em Inglês | Luciana Vidal Revisão Inglês | Maria Bia Fotos | Beto Roma | Rogério Faissal Valéria Del Cueto Projeto Gráfico e diagramação Cuca Design Diretora de arte | Cynthia Homsi Agradecimentos | Gráfica Minister Vanini Malharia

Coordenador de Ateliês de Fantasia | Wilker Junior Comissão de Carnaval | Wilker Filho | Roberto Benevides | Ellis Pinheiro | Marcelo Radar Marcio Perrota | Guanayra Firmino | Nilcemar Nogueira | Lacir Alves | Jorge Luiz Monteiro | Ailton Nunes Ricardo Henrique Dias | Tânia Bisteka | Asprilla da Harmonia | Marcão da Harmonia | Baluarte - Seu Nêgo Diego Firmino | Alemão do Cavaco | Wesley Assumpção Diretores de Harmonia | Alemão do Cavaco | Wesley Assumpção Diretoras de Promoções e Eventos | Tânia Bisteka | Catia Daflon Carnavalesco | Cid Carvalho Mestre de Bateria | Ailton Nunes Supervisor da Bateria | Gerson Lima | Márcia Diretores de Bateria | Marrom | Marronzinho | Hudson | Vitor da Candelária | Rodrigo Explosão Rainha de Bateria | Gracyanne Barbosa Intérpretes | Luizito | Zé Paulo Sierra | Ciganerey | Aguinaldo | Hudson Porta-Bandeira | Marcella Alves Mestre-Sala | Raphael Rodrigues Coreógrafos da Comissão de Frente | Marcelo Chocolate | Mauricio Wetzel Marcello Moragas | Sheila Aquino

2

Man guei ra _ carnaval # 2013

cucadesign.com


EDITORIAL // EDITORIAL

Gracyanne Barbosa foi clicada por Beto Roma em ensaio sensual realizado na laje da Academia Prata.com, no Morro da Mangueira // Gracyanne Barbosa was clicked by Beto Roma in a sensual photo shooting at Academia Prata.com’s cement slab in Mangueira

Clicadas por Rogério Faissal, as musas Renata Molinaro, Cibelle Ribeiro e Ludmila Lopez prometem arrancar suspiros da arquibancada // Clicked by Rogério Faissal the muses Renata Molinaro, Cibelle Ribeiro and Ludmila Lopez promise to take the breath away from the bleachers

Mais um carnaval se aproxima. E mais uma vez a Mangueira se coloca à frente de seu tempo. Tem sido assim ao longo de sua gloriosa história... Fomos os primeiros campeões, os primeiros a ter um mestresala, pôr guardiões no casal e inovar na performance dos mesmos. Os primeiros a pôr os “tenores” pra cantar no CD, os primeiros a pôr timbal na bateria e também a fazer o “paradão”... e agora os primeiros a pôr duas baterias na avenida! Também fomos os primeiros a fazer uma revista de Carnaval, que hoje todas fazem. Porém, hoje, estamos apresentando, pela primeira vez, um ensaio sensual em nossa revista que, certamente, vai ditar moda nas próximas revistas dos próximos Carnavais. Nossa rainha de bateria ficou bem à vontade e temos certeza que este é um aperitivo para nossos leitores. Toda tradição começa com um ato simples! É a Mangueira a todo vapor... tradicionalmente na vanguarda, mais uma vez! Saudações, Ivo Meirelles

// Another Carnival is coming. And once again Mangueira is ahead of its time. It has been like this through its glorious history... We were the first champions, the first one to have a master of ceremony, put guardians on the couple and innovate on their perfomance. The first one to have “tenors” singing on an album, the first one to put kettledrum in the drum section and also to have the “big stop”… and now the first one to have two drums sections on the avenue! We were the first ones to produce a Carnival Magazine too, and nowadays all the other schools do it. Although, we are now presenting for the first time a sensual photo shooting in our Magazine that will for sure make a hit over the next magazines of the next Carnivals. Our Drum Queen was feeling quite comfortable and we are sure this is an appetizer to our readers. Every tradition starts with one simple act! It’s Mangueira in its full strength… traditionally on vanguard, once again! Greetings, Ivo Meirelles

A jornalista Daniela Canedo entrevistou Ivo Meirelles em seu escritório no Barracão da Mangueira, na Cidade do Samba // The journalist Daniela Canedo interviewed Ivo Meirelles at Mangueira’s office in Cidade do Samba

Man guei carnaval # 2013 _ ra

3


Índice // INDEX

Pracinha dos Três Tombos

8

Rua da Prata

18

Ensaio_ Gracyanne Barbosa

// Photo shooting _ Gracyanne Barbosa

Perfil_ Mayra Cardi // Profile_ Mayra Cardi

Comunidade_ UPP // Community_ UPP

Comunidade_ Evelyn Bastos // Community_ Evelyn Bastos

Comunidade_ Bruno // Community_ Bruno

Comunidade_ Tidinha // Community_ Tidinha

4

Man guei ra _ carnaval # 2013

6 8 18 19 20 26 28

No Buraco Quente

Fala, Nação // Speak up, Nation!

20


Campinho Beco do Inferninho

26

38

// Community_ Telinha

Presidente_ Ivo Meirelles // President_ Ivo Meirelles

Artigo //Article Perfil_ Renata Molinaro // Profile_ Renata Molinaro

Comissão de frente_ Chocolate // Front Commission _ Chocolate

Homenagem_ Delegado // Tribute_ Delegado

Perfil_ Scheila Carvalho // Profile_ Scheila Carvalho

31 32 36

Três Tombos

Comunidade_ Telinha

Perfil_ Cibelle e Ludmila // Profile_ Cibelle and Ludmila

38

Harmonia // Harmony

39

// Profile_ Joyce Pinheiro

40 43

Perfil_ Joyce Pinheiro Samba-enredo // Samba plot História // History Mapa da avenida // Avenue Map

Olaria

Largo do Careca

44 43 49

44 46 49 50 52 58 Man guei carnaval # 2013 _ ra

5


fala, nação! // Speak up, Nation!

Mangueira é um link com nossa ancestralidade cultural. Um culto de amor ao samba e às nossas tradições Na Mangueira, tudo tem a sua história! Há 32 anos descobri isso! Amo!” // “Mangueira is a link to our cultural past. It’s a worship of love to samba and our traditions. In Mangueira, everything has its own history. I discovered that 32 years ago! I love it!” Marcio Perrotta, 46 anos, jornalista, Rio de Janeiro – RJ // Marcio Perrota, 46 years old, journalist, Rio de Janeiro – RJ

Seja feliz! Vá à Mangueira! Nesses 85 anos, milhares puderam sentir esta sensação”. // “Be happy! Go to Mangueira! During this 85 years, thousands of people experienced this feeling”.

Escola e comunidade – Paixões que me ensinaram “um modo novo de viver... de cantar, de sonhar e de sofrer...”. Ainda com Paulinho da Viola, “A Mangueira é tão grande que nem cabe explicação...” // “School and community – passions that taught me “a new way of living... singing, dreaming and suffering…” Still according to Paulinho da Viola, “Mangueira is so great that does not fit an explanation…” Meire Barbosa, 36 anos, designer de interiores e paisagista, Guaratinguetá – SP // Meire Barbosa, 36 years old, inner designer and landscape architect, Guaratinguetá – SP

Amar Mangueira é ‘do caramba’, faz brigar, faz chorar, faz rir... faz emocionar. Chico que me perdoe, mas me sinto pisando é em chão de diamantes quando levo meu coração prá lá.” // “Loving Mangueira is awesome, makes you fight, cry, laugh... get emotional. Forgive me, Chico, but I feel like stepping in diamonds floor when I take my heart over there”.

Antônio Lourençato, 57 anos, Ida Teresa Passos Diniz Santiago, advogada, 48 anos, Ribeirão Preto – SP economista, Cedral – SP // Antônio Lourençato, // Ida Teresa Passos Diniz Santiago, lawyer, 48 years old, Ribeirão Preto – SP 57 years old, economist, Cedral – SP

Morar na Mangueira é a maior felicidade da minha vida, aqui o Morro amanhece sambando e vai dormir sambando. Se tá ruim, tem samba, se tá bom, tem samba também!” // “Living in Mangueira is the greatest happiness of my life. Here the slum wakes up with samba and goes to bed with samba. If life gets bad, there’s samba, if life gets good, there’s samba too!” Demilson Lima de Oliveira Junior, 15 anos, estudante, Mangueira – RJ // Demilson Lima de Oliveira Junior, 15 years old, student, Mangueira – RJ

6

Man guei ra _ carnaval # 2013


Mangueira é força, é luz, é encanto e emoção. É a Verde e Rosa que invade o meu coração”. // “Mangueira is power, light, enchantment and emotion. It’s the Green and Pink that invades my heart. ” Heder Braga, 26 anos, ator, Marabá – PA // Heder Braga, 26 years old, actor, Marabá – PA

Estivemos no Palácio do Samba pela primeira vez em agosto de 2007 e foi como se tivéssemos nos apaixonando novamente, só que dessa vez pela Verde & Rosa! Mangueira não cabe explicação!”

Na Mangueira reina a alegria. Porque nossa paixão é de primeira, o samba é o que move a gente! Tocar na Surdo Um e fazer parte da bateria desde moleque é felicidade que não cabe no peito. Eu faço parte dessa história, sou cria do Morro com orgulho!” // “In Mangueira reigns joy because our passion is pure, samba moves us! Playing in Surdo Um and being part of the drum section since I was a kid is a happiness that doesn’t fit on my chest. I’m part of this history, I was born in the slum and I’m proud of it! Alex Explosão, 29 anos, músico e cantor, vocalista do grupo Art Junior, Mangueira – RJ // Alex Explosão, 29 years old, musician and lead singer of the group Art Junior, Mangueira – RJ

// “We’ve been to Palace of Samba for the first time on August of 2007 and it was like we had fell in love all over again, except for this time with the Green & Pink! Mangueira is indescribable ” Nathalia e Germano Braga, 28 e 31 anos, servidora pública federal e administrador, Fortaleza, CE // Nathalia and Germano Braga, 28 and 31 years old, federal public servant and administrator, Fortaleza, CE

Man guei carnaval # 2013 _ ra

7


Agradecimentos // Thanks: Academia Prata.com, Márcia Reis e (// and) Diego Firmino. Locações // Locations: Rua da Prata e Palácio do Samba (// and Palace of Samba).

ENSAIO // Photo shooting

8

Man guei ra _ carnaval # 2013


Gra cya nne Barbosa texto // text_ Daniela Canedo fotos // photos_ Beto Roma produção // production_ Lívia Travassos figurino // costume_ Eduardo Rolly assistente de foto // photo assistant_ Diego Mere

Man guei carnaval # 2013 _ ra

9


n

ENSAIO // Photo shooting

Natural de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Gracyanne Barbosa, 29 anos, nunca imaginou que sua mudança para o Rio de Janeiro aos 17 anos daria em samba na Sapucaí. Ela veio estudar Direito na UFRJ e acabou se tornando dançarina do grupo de pagode Tchakabum, com quem trabalhou por 9 anos.

// Born in Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Gracyanne Barbosa, 29 years old, had never thought that moving away to Rio de Janeiro at 17 years old would end up in samba at Sapucaí. She came to study Law at the Federal University of Rio de Janeiro and ended up becoming a dancer in the group Tchakabum, where she worked for 9 years.

Do pagode para o samba, foi um pulo. “Bastou pisar na avenida para eu me apaixonar. Ali tem uma energia muito grande, é emoção misturada com adrenalina. Hoje, não saio do Carnaval por nada.” Este ano, Gracyanne será Rainha de Bateria da Mangueira pela terceira vez. Ela já ocupou o cargo em 2008 e 2009. Em 2011, foi musa. “É muito emocionante voltar para a Mangueira depois de um tempo fora e ser recebida da mesma forma por todos os integrantes da escola”, diz ela, que é casada com o cantor Belo e pretende desfilar grávida em 2014.

From pagode to samba was a leap. “All I needed was one step on the avenue and I fell in love. Over there there’s a huge energy, it’s emotion mixed up with adrenaline. Nowadays I don’t give up Carnival for nothing.” This year Gracyanne will be the Drum Queen for the third time. The other two were in 2008 and 2009. In 2011, she paraded as a muse. “It’s very exciting to come back to Mangueira after a while away and to be received just like the other times by the components of the school”, says Gracyanne, who is married to the singer Belo and intend to parade pregnant in 2014.

Gracyanne é mesmo muito querida pela comunidade. No dia das crianças do ano passado, levou 400 delas a um parque de diversões na Quinta da Boa Vista. No Natal, subiu o morro e distribuiu um caminhão de brinquedos para crianças de todas as idades, além de panetones para os adultos. Como se vê, a Rainha faz jus ao posto. E foi em nome de sua “escola do coração” que ela posou, poderosa, para as lentes de Beto Roma. Salve a Rainha!

Gracyanne is, indeed, much loved by the community. On last year Children’s Day, she took 400 kids to an amusement park at Quinta da Boa Vista. On Christmas, she went all the way up to the slum to give toys to the children from all ages and fruit bread to adults. As you can see, the Queen makes her throne worth it. And it was on behalf of her “beloved school” that she posed, powerful, to the lens of Beto Roma. Save the Queen!

Faço musculação com personal trainer três vezes por semana, em sessões de 50 minutos. Nos outros dias faço alongamento, transport, esteira, ou jogo vôlei.” // “I work out with a personal trainer 3 times a week in a 50-minute section. On the other days of the week, I stretch, use the transport, run or play volleyball.”

10

Man guei ra _ carnaval # 2013


Man guei ra

11


ENSAIO // Photo shooting

12

Man guei ra _ carnaval # 2013


A Mangueira é a escola do meu coração. Não pretendo mais sair independentemente do posto.” // “Mangueira is the school of my heart. I don’t intend to leave it, no matter my position.”

Man guei carnaval # 2013 _ ra

13


ENSAIO // Photo shooting

14

Man guei ra _ carnaval # 2013


15


ENSAIO // Photo shooting

As Medidas da Rainha // The Queen’s measurements Busto // Chest: 98 cm Cintura // Waist: 72 cm Quadril // Hips: 105 cm Coxa // Thigh: 68 cm Peso // Weight: 70 kg Percentual de gordura corporal // Corporeal fat percentage: 8 %

16

Man guei ra _ carnaval # 2013


17


PERFIL // profile

Mayra Cardi Jornalista e ex-BBB, Mayra Cardi, 29 anos, desfilará na Mangueira pela primeira vez este ano, como uma das musas da escola. Ela é novata na Mangueira, mas não no Carnaval. Em 2012, foi musa da X-9, de São Paulo, e de uma outra escola carioca. Mas o mais bacana é que Mayra nasceu em Cuiabá, cidade homenageada pela Verde e Rosa. “A Mangueira é uma escola tradicional, encantadora. O Ivo (Meirelles) é meu amigo e é a Mangueira em pessoa. Além disso, MINHA CIDADE SERÁ TEMA DA ESCOLA, então tem tudo a ver comigo”, explica Mayra, que trabalha como apresentadora de programas de TV há 10 anos. Abaixo, conheça um pouco mais sobre a musa cuiabana. // Journalist and former participant of the Big Brother Brasil show, Mayra Cardi, 29 years old, will parade in Mangueira for the first time this year as one of the school’s muse. She’s a newbie in Mangueira but not in Carnival. In 2012, she was muse of X-9, from São Paulo, and from another Rio’s school. But the cool thing is that Mayra was born in Cuiabá, the city that is going to be honored by the Green and Pink. “Mangueira is a traditional school, charming. Ivo (Meirelles) is a friend of mine and he represents Mangueira itself. Beyond that, my city will be the school’s theme, so it has everything to do with me”, explains Mayra, who works as a TV hostess for 10 years. Learn more about the muse from Cuiabá.

profissão

Apresentadora de um programa de Poker internacional e de dois programas de moda, um na TV UOL e o outro é um projeto do Google Virgem Veneza Doce Novembro Nada é o que parece ser, tudo é o que é! Djavan Maria Rita Richard Gere Glória Pires Sinceridade Sinceridade demais “Odeio.” “Energia incrível... amor, dedicação, alegria e garra.” // Job: TV hostess of an international Poker show and of two fashion programs, one by TV UOL and the other is a Google project Sign: Virgin Place in the world: Venice Favorite movie: Sweet November Theme that inspires her: “Nothing is what seems to be, everything is what it is.” Singer: Djavan Female Singer: Maria Rita Actor: Richard Gere Actress: Glória Pires Quality: honesty Flaw: too much honesty Soccer team: “I hate it.” Carnival is “an amazing energy...love, dedication and guts ”.

signo lugar no mundo filme preferido lema que a inspira cantor cantora ator atriz qualidade defeito time de futebol carnaval é

18

Man guei ra _ carnaval # 2013

Locação // Location: Beco do Robertinho Mayra veste // Mayra wears: Top Atelier Sonia Izidoro, Hot pants Kikorpo, pulseiras e brincos (// bracelets and earrings) Pink Biju Catete, sandália (//shoes) acervo pessoal (// collection)

texto // text_ Daniela Canedo foto // photo_ Rogério Faissal edição // ediction_ Cristina França produção // production_ Mariana Correia assistente // assistant_ Eliana La Roque beleza // beauty_ Inêz Barreiro


COMUNIDADE // community

UPP Mangueira em Sintonia com a Comunidade // UPP Mangueira in Tune with the Community texto // text_ Daniela Canedo

foto // photo_ Rogério Faissal

Todos já ouviram falar nas UPPs – Unidades de Polícia Pacificadora, presentes em 28 comunidades do Rio de Janeiro –, mas poucos conhecem o trabalho surpreendente realizado pelos policiais que ocupam os morros. Instalada em Novembro de 2011, a UPP Mangueira tem garantido a segurança da comunidade, as aulas nas escolas e a implementação de projetos pedagógicos e esportivos. “A comunidade já está começando a aceitar nossa presença maciça e a se aproximar de nós”, conta a Primeira Tenente Tatiana Lima, 28 anos e há cinco na Polícia Militar. A UPP Mangueira promove aulas de música (cavaquinho, canto, violão e percussão) e de esportes como caratê, vôlei e futebol. Todas ministradas por policiais que são músicos ou formados em Educação Física. “A musicalidade do povo aqui é impressionante. Você bota um cavaquinho nas mãos de um menino de 8 anos e ele já começa a tocar com aquela levada do samba porque nasceu ouvindo aquilo”, conta o Capitão Leonardo Nogueira, 35 anos e há 12 na Polícia Militar. Comandante da UPP Mangueira, o Capitão Nogueira é também percussionista. “Já fizemos apresentações musicais com as crianças na Quinta da Boa Vista e no Mundialito de Beach Soccer, na Praia de Copacabana. Os estrangeiros ficaram admirados com nosso trabalho”, revela.

// Everybody has already heard about the UPPs – Pacific Police Units, present in 28 communities of Rio de Janeiro –, but only a few know the amazing work provided by the Police officers that ocupate the slums. Settled since November of 2011, the UPP Mangueira has assured the community safety, the school classes and the implementation of projects on education and sports. “The community begins to accept our full presence and to get closer”, tells the First Lieutenant Tatiana Lima, 28 years old, and in Military Police for five years. The UPP Mangueira provides music classes (small guitar, singing, guitar and percussion) and sports as karate, volleyball and soccer. All of them are thought by policemen that are either musicians or have a degree in Physical Education. “The musicality of the people over here is amazing.You place a small guitar on the hands of an 8 years old boy and he starts to play with that samba feeling because he grew up listening to this”, tells Captain Leonardo Nogueira, 35 years old, and in the Military Police for 12 years. Commander of the UPP Mangueira, Captain Nogueira is a percussionist too. “We’ve done musical presentations with the children at Quinta da Boa Vista and on the Mundialito of Beach Soccer at Copacabana’s beach. The foreign were amazed by our work”, reveals.

Também tem o projeto Fala Tu, realizado nas escolas e voltado para os jovens, com o objetivo de discutir questões de cidadania, sociedade, segurança e cultura. “Nosso objetivo é formar cidadãos, mas se surgir um jogador de futebol ou um músico, maravilha”, diz o Capitão.

There’s also the Fala Tu project, that takes place at schools and it’s aimed to the young ones with the purpose of discussing matters of citizenship, society, security and culture. “Our goal is to conceive citizens, but if a soccer player or a musician appears, that’s wonderful”, says the Captain.

O bom trabalho das UPPs aumenta a confiança da comunidade na polícia. “O policial, que antes era mal visto, agora é chamado de professor. Essa mudança não tem preço.”

The UPPs good work increases the trust of the community on the Police. “The officer that used to be unwanted is now known as teacher. This changing is priceless.”

Man guei carnaval # 2013 _ ra

19


Evelyn 20

Man guei ra _ carnaval # 2013

Locação // Location: Buraco Quente

COMUNIDADE // community


Bastos, Rainha do Carnaval 2013 // Evelyn Bastos, 2013 Carnival Queen

texto // text_ Daniela Canedo fotos // photos_ Beto Roma produção // production_ Lívia Travassos figurino // costume _ Eduardo Rolly assistente de foto // photo assistant_ Diego Mere maquiagem // make_ Nat Rosa

Man guei carnaval # 2013 _ ra

21


A

COMUNIDADE // community

os 19 anos, Evelyn Bastos já chegou praticamente ao topo de sua carreira. Nascida e criada na Mangueira e filha de uma ex-Rainha de Bateria da escola, Evelyn começou a sambar aos 4 anos na Mangueira do Amanhã, o braço mirim da escola-mãe. Desde então, foi Rainha Mirim, Princesa Mirim e a passista mais jovem da história da Mangueira, estreando nos desfiles da Sapucaí em 2005, aos 12 anos. “O presidente na época me liberou para que eu desfilasse como passista embora a idade mínima fosse 18 anos”, conta a precursora. “De lá pra cá, a idade mínima caiu de 18 para 15 anos, o que abriu portas para outras meninas”, completa.

Hoje, Evelyn é musa da Mangueira, cargo que ocupa desde 2009, e vencedora de dois concursos realizados no ano passado: Musa do Carnaval 2012 do Caldeirão do Huck e Rainha do Carnaval 2013, este último promovido pela Riotur em Novembro passado e disputado por 36 mulheres. Este ano, Evelyn entrará na avenida no Abre Alas da Mangueira, junto com a Corte Real do Carnaval, composta por Rainha, Rei Momo e duas princesas. “A Corte Real foi escolhida pela Riotur e, a princípio, desfilaria à frente de todas as agremiações, tanto do Grupo de Acesso quanto do Grupo Especial, mas o presidente Ivo Meirelles conseguiu trazer a Corte para a Mangueira”, comemora Evelyn, que sonha em, um dia, tornar-se Rainha de Bateria da Verde e Rosa.

// At the age of 19, Evelyn Bastos has virtually reached the top of her career. Born and raised in Mangueira and daughter of a former Drum Queen of the school, Evelyn started to samba when she was four years old in Mangueira do Amanhã, the junior segment of the mother school. Since then, she has been Junior Queen, Junior Princess and the youngest samba dancer in the history of Mangueira, debuting on Sapucaí’s parades in 2005, when she was 12 years old. “The president that time allowed me to parade as a samba dancer even though the minimum age was 18 years old”, tells the pioneer. “From then untill now, minimum age has dropped from 18 to 15 years old, and that created opportunities to other girls”, adds. Nowadays, Evelyn is the muse of Mangueira, status that she keeps since 2009, and she’s the winner of two contests from last year: Muse of the 2012 Carnival of Caldeirão do Huck show and 2013 Carnival Queen, this last one promoted by Riotur in last November and battled by 36 girls. This year, Evelyn will enter the avenue on Mangueira’s Opening section along with the Carnival Real Court, composed by Queen, King Momo and two princesses. “The Real Court was chosen by Riotur and, at first, would parade ahead of all schools, Access Group and Special Group, but President Ivo Meirelles managed to get the Court to Mangueira”, celebrates Evelyn, who dreams of becoming the Green and Pink Drum Queen someday.

Ser musa da escola e Rainha do Carnaval é uma grande responsabilidade até mesmo fora do Carnaval, pois acabamos servindo de exemplo em tudo para as crianças da comunidade.” // “Being a school muse and Carnival Queen is a big responsibility even outside Carnival, because we become an example to the kids in the community.”

22

Man guei ra _ carnaval # 2013


Man guei carnaval # 2013 _ ra

23


COMUNIDADE // community

24

Man guei ra _ carnaval # 2013


Fiz seis anos de aula de samba, mas sempre é preciso melhorar mais um pouquinho.” // “I took six years of samba classes, but it’s always necessary to improve a little bit more.”

Man guei carnaval # 2013 _ ra

25


COMUNIDADE // community

A Força da Juventude // The Strengh of the Youth texto // text_ Daniela Canedo

foto // photo_ Beto Roma

Aos 23 anos, Bruno de Oliveira Silva trabalha como auxiliar administrativo no barracão da escola e, à noite, reúne-se à Família Surdo Um – apelido carinhoso da bateria verde e rosa – para os ensaios. “É Surdo Um porque, ao contrário de outras escolas, a gente só dá um pancadão no surdo. As outras têm segunda e terceira pancadas”, explica Bruno, que começou a tocar aos 9 anos na bateria da Mangueira do Amanhã. Entrar para a escola-mãe e estrear na Sapucaí em 2007, aos 17 anos, foi a realização de um sonho de criança. “Sempre me inspirei nos mais velhos, como Cartola e Ivo Meirelles, e ficava andando na rua atrás deles. Também vivia brincando de tocar com os meus amigos e até levava bronca do mestre de bateria”, lembra. Bruno só não imaginava que a avenida lhe levaria a outras passarelas. Descoberto por um olheiro, ele chegou a desfilar no Fashion Rio para a grife Chiaro em 2007, 2008 e 2009. Hoje eventualmente ainda faz uns trabalhos como modelo. “Eu amei, os dois tipos de desfile mexem comigo. A diferença é que na Sapucaí eu sempre choro de emoção.”

// At 23 years old, Bruno de Oliveira Silva works as na administrative clerk at the school Office, and, at night, gathers to the Surdo Um Family – tender nickname of the Green and Pink drum section – to rehearse. “It’s called Surdo Um because, in opposite to other schools, we just give one big hit at the tambour. The others have second and third hits”, explains Bruno, that started to play when he was 9 years old in Mangueira do Amanhã’s drum section. Getting to the mother school and debut at Sapucaí in 2007 at 17 years old was my child dream coming true. “I’ve always been inspired by the old ones like Cartola and Ivo Meirelles and I would follow them all over the street. I used to pretend that I was playing an instrument with my friends all the time, the drum Master was always giving me a dressing-down for that”, he reminds. Bruno never thought that the avenue would take him to other runways. Discovered by a scout, he has paraded at Fashion Rio to the brand Chiaro in 2007, 2008 and 2009. Nowadays, he eventually parades as a model. “I loved it, both kind of parades touch me. The difference is that at Sapucaí I always break down in emotional tears.”

26

Man guei ra _ carnaval # 2013


A bateria está no meu sangue, não saio daqui por nada. Essa quadra é minha segunda casa.”

Locação // Location: Largo do Careca

// “The drum section runs in my blood, I will never leave this. This school is my second home.”

Man guei carnaval # 2013 _ ra

27


COMUNIDADE // community

Tidinha,

59 Carnavais texto // text_ Daniela Canedo

28

foto // photo_ Rogério Faissal

// Tidinha, 59 Carnivals

Presidente da Mangueira do Amanhã desde 2009, coordenadora da ala de casais mirins de mestre-sala e porta-bandeira desde 2007 e ex-primeira porta-bandeira da Mangueira (1988-1992), Matilde Oliveira Sargedo, conhecida com Tidinha, tem 59 anos e desfila há 59 Carnavais. Isso mesmo. “Meu primeiro desfile foi aos 3 meses de idade, no colo do meu pai. Naquela época, as fantasias tinham capa, então quando passava pelo juiz de menores, meu pai me escondia debaixo da capa”, conta ela, que já desfilou de todas as formas na Mangueira. “Já fui terceira, segunda e primeira porta-bandeira, rainha de bateria, passista e também já dancei em ala.” Conheça, a seguir, um pouco mais sobre esta veterana do samba e o bonito trabalho que realiza na Mangueira do Amanhã.

// President of Mangueira do Amanhã since 2009, coordinator of the junior master of ceremony and flag-bearer couples section since 2007 and former flag-bearer of Mangueira (1988-1992), Matilde Oliveira Sargedo, also known as Tidinha, is 59 years old and has been parading for 59 years. That’s right. “My first parade happened when I was only 3 months old, in my father´s arms. During that time, costumes had cape, so when we passed through the juvenile judge my father would hide me under the cape”, she says, who has already paraded in every possible way in Mangueira. “I’ve already been third, second and first flag-bearer, Drum Queen, samba dancer and also danced in section.” Find out more about this veteran of the samba world and the beautiful work she develops in Mangueira do Amanhã.

Repórter: Você desfila há 59 anos. Ainda se emociona na avenida?

Reporter: You’ve been parading for 59 years. Do you still feel butterflies on the avenue?

Tidinha: A emoção é sempre como se fosse a primeira vez. Quando aquela sirene toca e avisa que a escola vai entrar é uma grande emoção. Essa escola só está levando bordoada ultimamente, mas esse choque não adianta que não arrebenta a gente de jeito nenhum, só dá mais ânimo, incentivo e força para a gente chegar lá e demonstrar o que isso aqui é, foi e o que ainda será. Só de falar, me dá vontade de chorar. A Mangueira é uma emoção só.

Tidinha: The emotion is always like it’s the first time. When the alarm sounds and announces the school entering is a big emotion. This school has only been beaten lately, but this shock is useless because will absolutely not destroy us, it only brings excitement, encouragement and strength to get there and show what this is, what it was and what is yet to be. It makes me wanna cry just to talk about it. Mangueira is a hell of an emotion.

Repórter: Como funciona a Mangueira do Amanhã?

Reporter: How Mangueira do Amanhã works?

Tidinha: São 2.000 crianças que a nossa escolinha leva para a

Tidinha: Our junior school brings 2.000 kids to the avenue. On

avenida. Às segundas, quartas e sextas temos aulas de mestre-sala e porta-bandeira, bateria e passista. Às segundas-feiras, juntamos todo mundo no ensaio da Mangueira do Amanhã. Nós aceitamos crianças de qualquer comunidade. O importante é ser Mangueira. Mas a criança só pode desfilar se tiver passado de ano e tirado

Mondays, Wednesdays and Fridays we have master of ceremony and flag-bearer, drum and samba dancers classes. On Mondays, we gather everybody to the Mangueira do Amanhã’s rehearsal. We take children from any community. What matters is to be Mangueira. But the kid can only parade if get good grades at school. It’s necessary to bring

Man guei ra _ carnaval # 2013


Essa escola só está levando bordoada ultimamente, mas esse choque não adianta que não arrebenta a gente de jeito nenhum.” // “This school has only been beaten lately, but this shock is useless because will absolutely not destroy us.”

Man guei carnaval # 2013 _ ra

29


COMUNIDADE // community

boas notas. Tem que trazer o boletim e a declaração escolar. Se na declaração constar que repetiu de ano, a criança terá que esperar o ano seguinte para desfilar.

// the report card and a school declaration. If the declaration notices that the kid has failed, she’ll have to wait until next year to parade.

Repórter: 2.000 crianças?!

Reporter: 2.000 kids?!

Tidinha: Pois é, eu digo que não tive filhos, mas tenho 2.000 na escola. Para mim, é maravilhoso. Já trabalho com crianças há muito tempo. Fiz parte do projeto de mestre-sala e porta-bandeira do Mestre Manoel Dionísio. Comecei a ensinar Mateus e Vitória, o casal mirim de mestre-sala e porta-bandeira que veio comigo hoje, quando eles tinham 3 anos. Hoje ele tem 16 e ela, 15 anos. É muito gratificante. Uns me chamam de titia, outros de Tidinha mesmo, ou de mãe. Então essa quadra aqui é nossa segunda casa, e a gente setorna uma família. O samba é uma grande família, sem fronteiras.

Tidinha: That’s right, I didn’t have children but I have 2.000 of them in the school. For me it’s wonderful. I’ve been working with kids for a very long time. I was part of the Master Manoel Dionísio’s Project on master of cerimony and flag-bearer. I started to teach Mateus and Vitória, the junior master of ceremony and flag-bearer couple that came with me, when they were 3 years old. Today, he’s 16 and she’s 15. It’s very rewarding. Some call me aunt, others just use Tidinha, or mommy. So, this school is our second home and we became a family. Samba is a large family without limits.

Repórter: O que vocês prepararam para o Carnaval

Reporter: What have you prepared for this year Carnival?

deste ano?

Tidinha: Na escolinha, nós reeditamos os Carnavais da escola-mãe porque fica mais fácil para as crianças aprenderem um samba já conhecido. Este ano, vamos trazer “Mangueira é Música do Brasil”, de 2010. Cada ala representará um estilo musical, e as fantasias são sempre leves para as crianças poderem brincar e se divertir.

Repórter: Você deve ter muitas histórias para contar. Conta pra gente algo que lhe marcou. Tidinha: Aos 4 anos, fui capa de um LP com o Jamelão na avenida. Eu, pequeninha, sambando ao lado dele. Isso era uma coisa que eu tinha que ter guardado, mas não guardei.

Tidinha nos tempos áureos de porta-bandeira da Mangueira // Tidinha in the heyday, as flag-bearer

30

Man guei ra _ carnaval # 2013

Tidinha: In the junior school, we redo the mother school Carnivals because it’s easier for the kids to learn an already known samba. This year we’ll bring “Mangueira é música do Brasil” from 2010. Each section represents a musical style and the costumes are light so the kids can play and have fun. Reporter: You must have a lot of stories to tell. Tell us something that was unforgettable to you. Tidinha: When I was 4 years old, I was on the cover of a Jamelão’s album on the avenue. I was dancing beside him, just a little girl. They took a picture that ended up being the cover of a Carnival album. This was something I should’ve saved, but I didn’t.


Telinha: Dedicação às Baianas // Telinha: Passion and Dedication Aos 57 anos,Vera Lúcia de Oliveira, a Telinha, é a baiana-chefe da Mangueira. Presidente da Ala das Baianas desde 2009, ela tem que recrutar baianas, treiná-las e colocar pelo menos 80 delas na avenida. “Com menos que isso, a Mangueira perde ponto”, explica Telinha, que se reúne com suas baianas toda segunda quarta-feira de cada mês, de Janeiro a Dezembro.

texto // text_ Daniela Canedo

foto // photo_ Rogério Faissal

// At 57 years old,Vera Lúcia de Oliveira, known as Telinha, is the head baiana of Mangueira. President of the baianas section since 2009, she has to recruit baianas, train and get at least 80 of them ready on the avenue. “With less than that, Mangueira will be punished”, explains. She gathers her baianas every second Wednesday of the month from January to December.

Para ela, a Ala das Baianas é uma paixão. “Estou nela há 10 anos In her life, the Baianas section is a passion. “I’m in it for 10 years e dela eu não saio. Enquanto estiver viva e com saúde, serei uma and I will never get out. As long as I’m alive and healthy I’ll be a baiana. É a coisa mais maravilhosa que existe.” Mas Telinha faz bem baiana. It’s the most wonderful thing in the world.” But Telinha does mais que isso. Ela tem que dividir seu tempo entre chefiar as baianas, much more than that. She has to share her time between leading comandar a cozinha da escola de cursos profissionalizantes em the baianas, take control over the school kitchen and its technical que trabalha, criar dois netos que moram com ela e ainda abrir o courses, raise two grandchildren that live with her and open the “Trailer da Telinha”, que funciona há mais de 20 anos em frente à “Telinha’s Trailer” that works for over 20 years on samba’s day in quadra da Mangueira nos dias de samba. front of Mangueira’s court. No trailer, ela vende refrigerante, cerveja, cachaça, mocotó, sopa de ervilha, entre outros comes e bebes. Também foi no trailer que criou os netos. “Fazia o berço deles ali. Na hora em que o samba acabava, eu fechava o trailer e levava eles para casa, para terminar de dormir”, conta. Mas nem a rotina intensa de trabalho é capaz de tirar sua disposição. “Viver na Mangueira é maravilhoso porque aqui é festa todo dia e toda hora. Estou doida para botar minhas 80 baianas na avenida.”

On the trailer she sells soda, beer, sugar cane brandy, mocotó and pea soup, among others snacks and drinks. It was also on the trailer that she raised her grandchildren. “I used to make their cribs over there. By the time the samba was over, I would close the trailer and took them home so they would continue to sleep”, tells. But even the intense work routine isn’t capable of taking her willing. “To live in Mangueira is wonderful because here it’s party every day and every hour. I can wait to put my 80 baianas on the avenue.”

Man guei carnaval # 2013 _ ra

31


PRESIDENTE // PRESIDENT

Meirelles

turbilhão de ideias e pancadão para ninguém botar defeito

Ivo Meirelles: a whirlwind of ideas and a flawless big hit //

texto // text_ Daniela Canedo

32

Man guei ra _ carnaval # 2013

fotos // photos_ Rogério Faissal


Ousado e carismático, o músico e compositor Ivo Meirelles, de 50 anos de idade e quatro à frente da Estação Primeira de Mangueira, esbanja criatividade sem medo de arriscar na Avenida. Desde 2010 inovando nos desfiles da Mangueira, Meirelles agora levará duas baterias para a Marquês de Sapucaí, fato inédito na história do Carnaval. Em um breve bate-papo com a Revista da Mangueira, Meirelles explicou essa novidade de arrepiar, fez um balanço dos Carnavais de sua gestão (2010, 2011 e 2012) e falou sobre as dificuldades enfrentadas pela Mangueira nos últimos anos.

Repórter: Como é que essas duas baterias vão funcionar na Avenida? Meirelles: É muito simples. A gente vai levar para o sambódromo o calor dos ensaios técnicos, em que o carro de som é precário. Então, uma bateria vai fazer o desfile tradicional, com o som plugado, com bateria amplificada distribuída pelas caixas do desfile, e a segunda bateria tem a função acústica, que é a função do ensaio técnico. Quando uma estiver tocando plugada, nos moldes tradicionais do desfile, a outra se aquieta. Quando a segunda bateria entrar, a que está plugada para, e a que está acústica fará a performance de ensaio técnico para todo mundo perceber a força que tem o canto de uma escola de samba.

Repórter: Mais alguma novidade para este Carnaval? Meirelles: Estamos apostando no Chocolate como coreógrafo responsável pela Comissão de Frente. Ele está na Mangueira há muito tempo e é um daqueles caras que quando a gente dá uma oportunidade, ele vai lá e faz com amor. Eu acho que esse é o diferencial da Mangueira. Há pessoas específicas cumprindo determinadas funções que têm a paixão, que tem o DNA verde e rosa, que não estão ali apenas contratados para executar e amanhã tchau. Repórter: Que análise você faria dos Carnavais de sua gestão? Meirelles: A A gente assumiu a Mangueira em 2010 com um passivo de R$ 7 milhões e com descrédito na praça. Com o samba ‘Mangueira é Música do Brasil’, fizemos um desfile em 2010 que surpreendeu não só os mangueirenses, mas também muita gente que sabia da situação da Mangueira. Em 2011, a gente já foi com um pouco mais de confiança retratar Nelson Cavaquinho, e a bateria, que já tinha começado um trabalho bacana em 2010, foi a grande protagonista daquele desfile. Já em 2012, quando celebramos o Cacique de Ramos, a gente conseguiu quase que uma unanimidade no Rio de Janeiro. O Cacique de Ramos é um bloco que deixou de ser bloco, já está acima disso. Foram, então, três Carnavais que fizemos no maior sacrifício, apenas com a colaboração de alguns parceiros, como a Unimed e a OGX. A gente só lamenta não contar com esses parceiros agora em 2013 por causa desse imbróglio político em que a Mangueira se transformou. Mas o balanço dos Carnavais foi super positivo.

Não consigo aceitar convites para outros Carnavais, porque eu não estaria sendo verdadeiro. Não vou ficar pulando em alguma coisa que não bate no meu coração.” // “I can’t accept invitations to other Carnivals because I know I wouldn’t be being true. I won’t be jumping on something that doesn’t beat on my heart.”

// Bold and charismatic, the musician and compositor, Ivo Meirelles, 50 years old and ahead Estação Primeira de Mangueira for four years, shows a lot of creativity with no fear of taking risks on the avenue. Since 2010, innovating on Mangueira’s parades, Meirelles decided to take two drums to the Marquês de Sapucaí, something never seen before over the history of Carnival. In a chat with Mangueira’s Magazine, Meirelles explained that freaking news, made a sum up of the Carnival from his administration (2010, 2011 and 2012) and talked about the difficulties faced by Mangueira’s fans through the last years.

RepOrter: How those two drums are going to work on the Avenue? Meirelles: It’s very simple. We’re gonna take to the sambrodome the hit from the technical tryouts, where the sound is precarious. So, one drum section is gonna make the traditional parade with the plugged sound, with amplified drum spread through the parade’s speakers, and the second drum section has the acoustic function, which is the technical tryout function. When one of them is playing plugged, in the traditional parade’s mode, the other one is quiet. When the second one comes in, the plugged one stops and the acoustic one will perform like in the technical tryout, so everybody can notice how strong is a samba school singing. RepOrter: Any other news for this Carnival? Meirelles: We’re betting on Chocolate as Front Comission responsible choreoghaper. He’s been in Mangueira for a very long time and it’s one of those guys that once you give him an opportunity he take it and perform with love. I believe that’s the thing about Mangueira.There’s specific people doing certain things that have the passion, have green and pink’s DNA, that aren’t there just because got hired and tomorrow bye.

Man guei carnaval # 2013 _ ra

33


PRESIDENTE // PRESIDENT

Minha vida foi Carnaval o tempo todo. Fui pintar os cabelos porque me considero um carnavalesco. Já pintei de tudo quanto é cor. Com os cabelos pretos é que me sinto mais estranho, acho que não sou eu.” // “My life was Carnival all the time. I started dyeing my hair because I consider myself a Carnival man. I’ve dyed it every color. I feel weird with black hair, it’s like it’s not me.”

Repórter: Que crise política foi essa? Você se sentiu atacado injustamente? Meirelles: Em todas as esferas, quando existe disputa política, não existe humanidade. O tempo vai mostrar tantas injúrias que foram colocadas, tantas publicações indevidas, tantos comentários de pessoas que não viram o galo cantar. Isso acabou repercutindo negativamente para a escola. Quando fui oposição na Mangueira, e eu fui durante muito tempo, nunca joguei lama na bandeira da Mangueira, mesmo sabendo de coisas erradas que ocorreram. Então, essa coisa de sair inventando histórias, não provando e publicando histórias que ouviu falar não dá. Repórter: Apesar da perda de patrocínio, você acha que a Mangueira está numa curva ascendente agora? Meirelles: Sim. A Mangueira está voltando a ser uma escola cotada, respeitada. Em 2013, vamos, de novo, apostar na criatividade. Acreditamos que não dá para desperdiçar o material humano que a Mangueira tem. Não consigo acreditar que uma alegoria bonita vale mais do que um grupo de pessoas que canta, samba e dá o suor pela escola. Então, é nisso que vamos apostar. Não vamos relaxar nas alegorias, mas estamos apostando no “chão” da Mangueira, que é sempre forte.

34

Man guei ra _ carnaval # 2013

// RepOrter: What’s your biggest contribution to the school over these last years?

Meirelles: We took over Mangueira in 2010 with a 7 million reals debt and discredit by others. With ‘Mangueira é Música do Brasil’ we made a parade in 2010 that surprised not only Mangueira’s fans but the whole bunch of people that knew about Mangueira’s situation too. In 2011, we chose Nelson Cavaquinho with a little bit more confidence, and the drum section that had already began a fine job in 2012 was the big protagonist of that parade. In 2012, when we celebrated Cacique de Ramos we got close to a unanimity in Rio de Janeiro. Cacique de Ramos is a street Carnival group that quit being a group, it’s already above that. So, we made three Carnivals with the biggest sacrifice with only the collaboration of a few partners like Unimed and OGX. Our only sorrow is to have lost those partners to 2013 Carnival due the political mess Mangueira got into. But the Carnivals feedbacks are very positive. RepOrter: What’s this political crisis about? Have you felt undeservedly attacked? Meirelles: In every sphere, when there’s a political battle, there’s no humanity. Time will show the several lies that were placed, several wrong publicity, several comments from people that don’t know what they are talking about.That ended up bringing negativity to the school. When I was on the opposition side, and I was for a long time, I never smudged Mangueira’s flag, even knowing about wrong things that happened. So, to come up with histories, do not prove them and publish what you only heard, that is unacceptable. RepOrter: In spite of having lost sponsorship, do you believe Mangueira is in an upswing right now? Meirelles: Yes. Mangueira is againg being a listed, respected school. In 2013, we’ll, once again, bet on criativity. We believe that Mangueira’s human material cannot be wasted. I can’t believe that a beautiful costume will be more worth than a group of people that signs, sambas and sweats for the school. So, that’s our bet. We won’t loose on the costumes but we’re betting on Mangueira’s “floor” that it’s always strong.


Repórter: Qual foi sua maior contribuição para a escola nesses últimos anos? Meirelles: Não consegui zerar a dívida, mas consegui zerar as pendências da Mangueira junto ao ICMS, por exemplo. Quietinho, sem fazer barulho, vou deixar a barra limpa para uma próxima gestão. Se no futuro lembrarem de mim pelas coisas ruins, que não esqueçam de mencionar também as positivas, porque vou deixar a Escola voando em céu de brigadeiro. Repórter: Agora em abril vai haver nova eleição para presidente. Qual é sua expectativa? Meirelles: Só vou pensar nisso depois do Carnaval. Vou me reunir com meu pessoal para fazer uma análise do Carnaval deste ano e decidir se temos candidato ou não, se serei candidato ou não, ou se vamos apoiar alguém.

// RepOrter: What’s your biggest contribution to the school over this last years?

Meirelles: I couldn’t zero the debt but I zeroed Mangueira’s debt regarding ICMS, for example. Quiet, without noise, I’m clearing the area for the next administration. If in the future they remember me for the bad things, I hope they don’t forget to mention the good ones too, because I’m leading the School back to its glory days. RepOrter: There’s going to be a new election on April. What’s your expectation? Meirelles: I’ll only think about that after Carnival. I’ll gather my people to have a sum up over this year Carnival and decide either we have a candidate or not, if I’ll be a candidate or not or if we are going to support someone.

Man guei carnaval # 2013 _ ra

35


ARTIGO // Article

É Surdo Um, mané! // It’s Surdo Um, loser! texto // text_ Ivo Meirelles

36

Man guei ra _ carnaval # 2013

fotos // photos_ Rogério Faissal


“T

odo mundo lhe conhece ao longe... pelo som de seus tamborins e o rufar do seu tambor!” Sim, estou falando da bateria “Surdo um”, o coração da Estação Primeira de Mangueira! A bateria de marcação única, aquela onde o surdo é de primeira... sem resposta, sem terceira! O surdo pequeno, que corta, é chamado de “surdo mór”. Essa bateria nunca precisou de “mestres famosos”! Ela forma seus próprios mestres, em uma troca contínua, onde não cabem estrelismos. Ela, a bateria, é a estrela da companhia! Ao longo dos anos, sua marca sempre foi a de conduzir o ritmo, sem “firulas” ou “paradinhas”... Uma bateria tradicional, firme, competente e forte! Na virada do milênio, o Regulamento mudou! Agora, tem que haver “ousadia e criatividade”, exigência explícita! A “Surdo Um” precisou mudar um pouco o seu perfil. Veio galgando, vagarosamente, o status de bateria ousada. Em 2010, surpreendeu a todos com a performance da “prisão” de seus ritmistas – que vinham cercados de grades e vestidos com a simbólica roupa listrada. Em 2011, atingiu sua maturidade, “inventando” o paradão. Com 20 segundos de silêncio fez toda a Marquês de Sapucaí se arrepiar e arrebatou todos os prêmios que a crítica especializada de carnaval ofereceu.

// “Everybody knows you from distance... by the sound of your tambourines and the noise from your tambour!” Yes, I’m talking about “Surdo Um” drum section, the heart of Estação Primeira de Mangueira! The drum section of unique sound, where the tambour is number one… without answer, without third! The small tambour, that cuts, is called “tambour mór”. This drum section has never needed “famous masters”! It creates its own masters, in a continuous exchange where the stars have no room. It, the drum, is the company star. Through the years, its brand was always to lead the rhythm, with no “mix up” or “quick stops”… A traditional drum section, steady, competent and strong! On the millennium’s passage, the rules changed! Now, there’s got be “daring and creativity”, explicit demand! “Surdo Um” had to change its style a bit. It built slowly its bold drum status. In 2012, amazed everybody with the “prison” of its components performance – they came out surrounded by grids and dressed with the stripe clothes. In 2011, hit its maturity, “coming up” with the big stop. Within 20 seconds of silence made the entire Marquês de Sapucaí shiver and won all the prizes from the specialized Carnival critic.

Em 2012, se abriu para dar passagem a um “carro de pagode” e ao casal de Mestre-sala e Porta-Bandeira, e parou de tocar por três longos minutos... Todos ficaram boquiabertos com tamanha ousadia! Em apenas 10 anos, a bateria que tinha em suas características apenas ditar o ritmo marcante, sem firulas, se transformou na bateria mais aguardada dos desfiles da Marquês de Sapucaí. E vem, ano após ano, ousando... Correndo riscos e inovando, em prol desse espetáculo grandioso que é o Carnaval do Rio de Janeiro!

In 2012, room was made for the “pagode car” and for the Master of Cerimony and Flag-bearer couple, and the drum section stopped playing during three long seconds... Everybody got amazed by the incredible daring! In just 10 years, the drum section that was knew only for leading the outstanding rhythm, with no “mix up”, became the most expected drum section at the Marquês de Sapucaí’s parades. And year after year keeps innovating… Taking chances and innovating, toward this grand show that is Rio de Janeiro’s Carnival!

Para 2013, a proposta que parece complicada é simples: levar para o sambódromo o calor dos ensaios técnicos! Nunca se viu, em desfiles de escolas de samba, tamanha ousadia e criatividade! O regulamento pediu e a Bateria “Surdo um” da Estação Primeira de Mangueira atendeu... Com um show EM DOSE DUPLA!

For 2013, what seems complicated is simple: to take to sambodrome the hit from the technical tryouts! Such daring and creativity on a samba school parade had never been seen! The rules asked and Estação Primeira de Mangueira’s “Surdo Um” drum section answered... With a DOUBLE SHOT show!

Ivo Meirelles

Ivo Meirelles

Man guei carnaval # 2013 _ ra

37


PERFIL // profile

Renata Molinaro

texto // text_ Daniela Canedo foto // photo_ Rogério Faissal edição // edition_ Cristina França produção // production_ Mariana Correia assistente // assistant_ Eliana La Roque beleza // beauty_ Inêz Barreiro

profissão

signo filosofia de vida qualidade defeito lugar no mundo cantora ator atriz show filme preferido time de futebol hobby uma curiosidade sobre você carnaval é

Modelo e Panicat Peixes “Nada é Impossível” Sinceridade Sinceridade demais Tailândia Joss Stone Tony Ramos Camila Morgado Carnaval Em Busca da Felicidade Flamengo Dançar “Acho uma delícia dormir no chão.” Alegria. // Job: Model and Panicat Sign: Pisces Life filosofy: “Nothing is impossible.” Quality: honesty Flaw: too much honesty Place in the world: Thailand Female Singer: Joss Stone Actor: Tony Ramos Actress: Camila Morgado Show: Carnival Favorite Movie: The pursuit of happyness Soccer team: Flamengo Hobby: dancing A curiosity about you: “I think it’s a delight to sleep on the floor.” Carnival is “Joy”.

É muita responsabilidade desfilar como musa logo na primeira vez. Estou fazendo aulas de samba para ficar perfeito.” // “It’s a huge responsibility to parade as muse on my debut. I’m taking samba classes to be perfect.”

38

Man guei ra _ carnaval # 2013

Locação // Location: Beco do Inferninho Renata veste // Renata wears: corselet Patrícia Vergara, Hot pants Kikorpo, brincos (// earrings) Fiszpan, pulseira/ sandália/ cabeça (// bracelets/ shoes/ head) acervo pessoal (// collection)

Sucesso na TV como uma das Panicats do programa Pânico na Band, a carioca Renata Molinaro, 24 anos, estreia na Sapucaí este ano já em grande estilo: como Super Musa da Mangueira. “Desfilar sempre foi um sonho, principalmente na Mangueira. Minha família por parte de pai é toda mangueirense. Se minha avó estivesse viva, me vendo desfilar, ia ter um troço. Ia ser o maior orgulho da vida dela”, conta Renata, que namora um personal trainer e malha todos os dias com o auxílio do amado. Saiba mais sobre a musa a seguir. // A TV hit as one of the Panicats from the TV show Pânico na Band, Renata Molinaro, from Rio, 24 years old, debuts this year as Sapucaí in great style: as Mangueira’s Super Muse. “To parade has always been a dream of mine, especially in Mangueira. In my dad’s family there are only Mangueira’s fans. If my grandmother was alive, she would be thrilled by watching me parade. It would have been her biggest proud”, tells Renata, who dates a personal trainer and works out every day with her lover’s help. Lear more about the muse.


comissão de frente // Front Commission

Marcelo Chocolate:

“Larguei a Marinha para viver de dança.” // Marcelo Chocolate: “I dropped the Navy to live by dance.” texto // text_ Daniela Canedo

foto // photo_ Rogério Faissal

Maurício Wetzel, Marcelo Chocolate e Marcello Moragas são grandes amigos, além de colegas de trabalho // Maurício Wetzel, Marcelo Chocolate and Marcello Moragas are great friends and coworkers

Chocolate, 42 anos, era fuzileiro naval quando um colega com quem jogava vôlei na Marinha o introduziu no mundo da dança de salão. Foi assim que conheceu Carlinhos de Jesus, que o convidou para integrar a Comissão de Frente da Mangueira, em 1998. Hoje, Chocolate é o coreógrafo responsável pela Comissão de Frente da escola e estreia no cargo este ano. “Tremi quando recebi o convite do presidente Ivo e do diretor de Carnaval, Jefferson. É uma responsabilidade muito grande e serei eternamente grato a eles por depositarem essa confiança toda em mim e na minha equipe”, diz Chocolate, que, para cumprir a missão, convocou seus parceiros e também coreógrafos Sheila Aquino, Marcello Moragas e Mauricio Wetzel.

// Chocolate, 42 years old, was a mariner when a friend, with whom he used to play voleyball, led him into the ballroom dancing world. That’s how he met Carlinhos de Jesus.The dancer invited him to be part of the Front Commission of Mangueira in 1998. Nowadays, Chocolate is the responsible choreographer of the Front Commission of the school and this year it’s his debut on the job. “I shook when I received the invitation by President Ivo and director of Carnival, Jefferson. It’s an enormous responsibility and I’ll be forever grateful to them for putting their trust in me and my team”, says Chocolate, who for fulfilling this mission called together his partners and, also, the choreographers Sheila Aquino, Marcello Moragas and Mauricio Wetzel.

Fora do Carnaval, ele é professor de dança em sua própria academia no Catete (RJ) e no Ipiranga (SP) e também já participou quatro vezes do quadro Dança dos Famosos, do Faustão, onde já dançou com Kelly Key, Mariana Weickert, Emanuelle Araújo e Bárbara Paz. Mas agora é hora de brilhar sob os holofotes da Sapucaí.

Outside Carnival, he’s a dance teacher in his own gym at Catete (RJ) and Ipiranga (SP) and, also, has participated four times in the show Dança dos Famosos from Faustão, where he has already danced with Kelly Key, Mariana Weickert, Emmanuelle Araújo and Bárbara Paz. But now is time to shine under the Sapucaí’s spotlights.

Nascido em Santa Cruz, Chocolate é mangueirense de coração. “O Carnaval pra mim é verde e rosa. Me apaixonei pela quadra e pela comunidade, que me recebe muito bem.” Em sua estreia, ele quis selecionar para a Comissão de Frente pessoas da própria comunidade que são formadas em dança. “Não é preciso trazer gente de fora. Estamos ensaiando todos os dias desde Outubro, das 23h às 4h da manhã”, conta. “Já estou emocionado antes de entrar na avenida. Às vezes, eu fico arrepiado vendo o nosso trabalho.”

Born in Santa Cruz, Chocolate is a Mangueira’s fan with all his heart. “Carnival for me is Green and Pink. I fell in love for the court and for the community that welcomes me so fine.” In his debut, he wanted to choose for the Front Commission people of the community that have a degree in dancing. “It’s not necessary to bring people from outside. We’ve been rehearsing every day since October, from 11pm to 4am”, he tells. “I’m already thrilled before entering on the avenue. Sometimes I shiver looking at our work”.

Como o enredo esse ano será sobre a cidade de Cuiabá, Chocolate conta que incluiu na coreografia alguns passos do Siriri, dança típica da Região Centro-Oeste. “Fui a Cuiabá umas quatro vezes para fazer pesquisa.” Como se vê, os preparativos prometem um verdadeiro show na avenida. Agora é torcer.

As the plot this year will be about Cuiabá, Chocolate tells that he included on the choreography some Siriri steps, typical dance of the Middle-west Region. “I’ve been to Cuiabá about four times to research.” As you can see, the preparations promise a truly show on the avenue. Now all that we can do is to root.

Man guei carnaval # 2013 _ ra

39


HOMENAGEM // Tribute

Quem te viu, não pode mais ver… // Who saw you, can no longer see you...

texto // text_ Valéria del Cueto

1 40

fotos // photos_ Valéria del Cueto

Existem coisas que os olhos não devem mirar, aquelas que pra entender… Sei lá, não sei não, porque não cabe explicação. Foi assim na homenagem a Delegado, lendário Mestre Sala e Presidente de Honra da Estação Primeira de Mangueira, no sábado seguinte a sua partida. Tudo era igual, mas muito diferente. // There are things eyes should not stare,those that to understand...Whatever, I don’t know, because there is no explanation. It was just like that in the tribute to Delegado, legendary Master of ceremony and Honorary President of Estação Primeira de Mangueira, on the first saturday after his departure. Everything was the same, except very different.

Man guei ra _ carnaval # 2013


Era um canto forte, um canto alto. Para ser ouvido por todo lado. Inclusive lá onde, agora, Delegado se encontra cercado de bambas que fizeram a história da festa que virou o maior espetáculo popular da terra. // It was a strong singing, a high singing. To be heard all over the place. Including there, where now Delegado is, surrounded by the greatest, who made the history of the party that became the biggest popular show on earth.

Ausência... // Absence...

2

4

Até ser convocada para receber as reverências, depois de Ézio, um dos filhos de Delegado, cantar um samba (é claro!). // Until be announced to receive the reverence, after Ézio, one of Delegado´s suns, sings a samba (off course!).

3


HOMENAGEM // TRIBUTE

5

Era hora de homenagear! // It was time to honour!

6

7

Muitos viram. // Many people saw.

O teto retrátil da quadra estava aberto. // The retractable ceiling of the samba court was open.

*Valéria del Cueto é jornalista, cineasta e gestora de carnaval. Esta crônica faz parte da série “É carnval” do SEM FIM. delcueto.cia@gmail.com // Valéria del Cueto is a journalist, film-maker and carnival manager. This chronicle is part of the series “É carnaval” from SEM FIM.

42

Man guei ra _ carnaval # 2013


PERFIL // perfil

Scheila Carvalho

Locação // Location: Três Tombos

Scheila veste // Scheila wears: maiô (// swuimsuit) Victor Dzenk, colares (// necklaces) Santa Fina, sandália (// shoes) Miesko, brincos (// earrings) Fiszpan

texto // text_ Daniela Canedo foto // picture_ Rogério Faissal edição // edition_ Cristina França produção // production_ Mariana Correia assistente // assistant_ Eliana La Roque beleza // beauty_ Inêz Barreiro

Linda, carismática e super bem-humorada, a eterna Morena do Tchan, 39 anos, foi Musa da Mangueira no ano passado e repetirá o feito este ano. “Sempre fui apaixonada por Carnaval, é uma energia muito gostosa. Já cheguei a pegar avião após sete horas de trio elétrico em Salvador para emendar no Carnaval do Rio”, conta Scheila, que começou a torcer pela Verde e Rosa aos 11 anos. “Minha tia carioca, com quem eu passava férias, é apaixonada pela Mangueira e dizia que, um dia, iria me ver desfilando pela escola. EM 2012, dediquei minha estreia a ela, foi muito emocionante.” A seguir, mais sobre Scheila Carvalho. // Beautiful, charismatic and good-tempered, the eternal Tchan’s brunet, 39 years old, paraded last year as a muse in Mangueira and will do it again this year. “I’ve always been in love with Carnival, it’s a delightful energy. I’ve already got on a plane after seven hours on top of a stereo car in Salvador to go straight to Rio’s Carnival”, says Scheila, who started to root for the Green and Pink when she was 11 years old. “My aunt from Rio, with whom I used to spent vacations, is in love with Mangueira and used to say that one day she would see me parading for the school. In 2012, I dedicated my debut to her, it was very exciting.” Learn more about Scheila Carvalho.

profissão

Há 11 anos apresenta o programa de TV Bom Demais, exibido na Bahia e na Record Internacional Libra Ser muito paciente Ser um pouco desorganizada Uma praia deserta Ivete Sangalo Tony Salles Antônio Fagundes Fernanda Montenegro “O que o Tchan fez em Angola, no pós-guerra.” O Mistério da Libélula Flamengo “Dedico meu tempo livre à minha filha, Giulia, de dois anos e meio.” “Passo tantos cremes que meu marido brinca que um dia vou escorregar da cama e acordar no chão.” “Energia, emoção, festa e alegria.” // Job: TV hostess for 11 years of the program TV Bom Demais, showed in Bahia and international Record Sign: Libra Quality: patience Flaw: a little bit messy Place in the world: a desert beach Female singer: Ivete Sangalo Singer: Tony Salles Actor: Antônio Fagundes Actress: Fernanda Montenegro Show: the one done by Tchan in post war Angola Favorite movie: Dragonfly Soccer team: Flamengo Hobby: all of my spare time is dedicated to my two and a half years old daughter Giulia A curiosity about you: “I use so many lotion that my husband teases me that one day I’ll slide off the bed and wake up on the floor.” Carnival is “energy, emotion, party and joy.”

signo defeito lugar no mundo cantora cantor ator atriz show filme preferido time de futebol hobby uma curiosidade sobre você carnaval é qualidade

Man guei carnaval # 2013 _ ra

43


PERFIL // profile

Cibelle Ribeiro Ludmila Lopez texto // text_ Daniela Canedo foto // photo_ Rogério Faissal stylist // stylist _ Cristina França produção // production_ Eliana La Roque beleza // beauty_ Aurora Porto

Aos 25 anos, a modelo e atriz goiana Ludmila Lopez é Miss Bumbum Goiás 2012 e já foi ring girl – aquelas moças que entram no ringue para anunciar o início do próximo round. No Carnaval, desfilará na Mangueira pela primeira vez, como musa. “Sempre gostei de Carnaval. Assistia pela TV quando morava em Goiânia, e ano passado desfilei numa escola do Grupo de Acesso”, conta. “Em 2012, chorei na avenida vendo a Mangueira desfilar. Neste ano,vou realizar um sonho”, completa Ludmila. // At the age of 25, model and actress from Goiânia, Ludmila Lopez is 2012 Goiás Miss Butt and has already been a ring girl – those girls that walk into the ring to announce the beginning of the next round. During Carnival, she will parade in Mangueira for the first time as a muse. “I’ve always liked Carnival. I watched on the TV when I lived in Goiânia, and last year I paraded in a school from the Access Group”, she tells. “In 2012, I cried on the avenue watching Mangueira parades. This year I’ll make a dream come true”, Ludmila completes.

todos os problemas e sonhar.” // Sign: Gemini Place in the world: Rome Favorite movie: The notebook Theme that inspires her: “If you want it right, do it yourself” Singer: Ray Charles Female singer: Tina Tunner Actor: Denzel Washington Actress: Nicole Kidman TV show: 220 Volts of Multishow Quality: spontaneity Flaw: anxiety. A curiosity about you: “I’ve already took a survival in the jungle course.” Soccer team: Flamengo Carnival is “Glow, fantasy, peace and love! Time to forget all the problems and dream.”

that inspires her: “In the end, everything will come out fine. If not, it’s because it’s not over.” Singer: Thiaguinho Actor: Antônio Fagundes Actress: Lília Cabral TV show: Soap-opera Quality: tender Soccer team: Brazil A curiosity about you: “I’m like a little surprise box, each one has from me what deserves.”

lugar no mundo “Qualquer um, desde que filme preferido À Espera de um signo Gêmeos lugar no mundo Roma filme preferido lema que a inspira “No final, tudo vai dar certo. Se Diário de uma Paixão lema que a inspira “Se quer bem feito, cantor Thiaguinho ator Antônio faça você mesmo.” cantor Ray Charles cantora Tina Tunner atriz programa de TV Novelas ator Denzel Washington atriz Nicole Kidman programa qualidade time de futebol Seleção Brasileira de TV 220 Volts do Multishow qualidade Espontaneidade uma curiosidade sobre você “Sou uma caixinha de defeito Ansiedade uma curiosidade sobre você “Já fiz surpresas, cada um tem de mim o que merece.” // Sign: cancer Place in the world: “Anywhere, as long as the curso de sobrevivência na selva.” time de futebol Flamengo carnaval é “Brilho, fantasia, paz e amor! Momento de esquecer company is special.” Favorite movie: The Green Mile Theme

44

Man guei ra _ carnaval # 2013

signo

Locação // Location: Campinho Cibelle veste // Cibelle wears: sutiã (// bra) Atelier Sonai Izidoro, calça (// pants) Cyan, pulseiras e brincos (// bracelets and earrings) Fiszpan, sapato (// shoes) acervo pessoal (// collection) Ludimila veste // Ludimila wears: maiô (// swimsuit) Kikorpo, pulseiras e brincos (// bracelets and earrings) Pink Biju catete, sapato (// shoes) acervo pessoal (// collection)

Cearense de Fortaleza, Cibelle Ribeiro, 27 anos, é modelo formada em Administração de Empresas e traz no currículo títulos como Musa do Brasileirão 2011, pelo time do Ceará, e Miss Bumbum Ceará 2012, entre outros trabalhos. No momento, dedica-se exclusivamente ao Carnaval. “Quero fazer bonito na minha estreia na avenida, estou me esforçando bastante para isso”, conta, entusiasmada. “Estou ansiosa para entrar na avenida e brilhar com a Verde e Rosa! É uma honra ser musa de uma escola tão esplendorosa!”. A seguir, mais sobre Cibelle. // From Fortaleza, Ceará, Cibelle Ribeiro, 27 years old, is a model with a degree in Bussiness and carries on her resume titles such as 2011 Brasileirão’s Muse by Ceará team and 2012 Ceará Miss Butt, among others jobs. For now, she’s full time dedicated to Carnival. “I want to debut beautifully on the avenue, I’m working hard”, tells excited. “I’m looking forward to enter on the avenue and shine with the Green and Pink! It’s an honor to be muse of such splendorous school!” Find out more about Cibelle.

Câncer a companhia seja especial.” Milagre não deu, é porque não acabou.” Fagundes Lília Cabral Carinhosa


man guei carnaval # 2013 _ ra

45


harmonia // Harmony

Emoção à flor da pele, dedicação e responsabilidade estão entre os inúmeros sentimentos neste momento. Carnaval é uma das coisas mais sérias deste país!” // “Emotion is in full bloom, dedication and responsibility are among the various feelings right now. Carnival is one of the most serious things of this country!”

46

Man guei ra _ carnaval # 2013


Alemão do Cavaco:

Mestre

em Harmonia // Alemão do Cavaco: master in Harmony

texto // text_ Daniela Canedo

fotos // photos_ Rogério Faissal

Bacharel em violão e cavaquinho e líder do grupo de samba de raiz Dose Certa, o paulistano Alexandre Panzoldo, 38 anos, mais conhecido como Alemão do Cavaco, fez história no Carnaval de São Paulo e também já deixou sua marca no Carnaval carioca, por onde anda ultimamente. “Estou há 25 anos no Carnaval. Aprendi e aprendo muito. Já desfilei em bateria, carro de som, sou compositor e trabalho na Harmonia. Independentemente de ter ou não uma dessas responsabilidades, amo o desfile e tudo que envolve este grande teatro ambulante”, diz.

// Bachelor of guitar and small guitar and leader of the root samba group Dose Certa, Alexandre Panzoldo, from São Paulo, 38 years old, better known as Alemão do Cavaco, made history in São Paulo’s Carnival and has already succeeded in Rio’s Carnival, where he has been lately. “I’ve been in Carnival for 25 years. I learned and learn a lot. I’ve paraded in drum, stereo car, I’m a composer and I work in Harmony. Regardless having or not a responsibility, I love the parade and everything that involves this big walking theatre”, he says.

Em São Paulo, Alemão já emplacou oito sambas-enredo na Gaviões da Fiel como compositor, tendo sido campeão do Carnaval três vezes. Também foi diretor musical da escola por 13 anos. Já no Rio de Janeiro, cidade que escolheu para morar, Alemão já desfilava em carros de som e baterias de outras escolas antes de abraçar a Mangueira em 2005, quando começou a disputar os concursos de samba-enredo da escola. “Amo o Rio de Janeiro e sempre tive vontade de fazer parte da Nação Mangueirense. Como dizia Nelson Cavaquinho, ‘A Mangueira me chama, eu vou...’”, diz ele, que desde 2000 já frequentava a quadra da Verde e Rosa com os amigos.

In São Paulo, Alemão has already composed eight sambas plot to Gaviões da Fiel, and with three of them the school won the Carnival. He was also musical director of the school for 13 years. In Rio de Janeiro, city that he chose to live, Alemão had already paraded in stereo cars and drum section from another schools before he embraced Mangueira in 2005, when he started to battle in the sambas plot contest of the school. “I love Rio de Janeiro and I’ve always had the desire to be a part of the Mangueira’s Nation. As Nelson Cavaquinho used to say, ‘Mangueira calls me, I go…”, he says. Alemão already attended the Green and Pink court with his friends since the year 2000.

Em 2011, Alemão venceu o concurso de sambas-enredo com “O Filho Fiel, Sempre Mangueira”, uma homenagem a Nelson Cavaquinho que ele compôs junto com Rifai, Xavier, Cesinha Maluco, Aílton Nunes e Pê. Hoje, Alemão divide a Direção de Harmonia da escola com Wesley da Silva Assumpção, o Wesley da Mangueira, 34 anos. Enquanto Alemão desempenha o papel de diretor musical, coordenando o canto da escola, Wesley concentra-se no ritmo, de forma que haja entrosamento entre canto e ritmo.

In 2011, Alemão won the samba plot contest with “O Filho Fiel, Sempre Mangueira”, a tribute to Nelson Cavaquinho that he composed with Rifai, Xavier, Cesinha Maluco, Aílton Nunes and Pê. Today, Alemão shares the school Harmony Control with Wesley da Silva Assumpção, known as Wesley da Mangueira. While Alemão plays the role of musical director, coordinating the school singing, Wesley focus on the rhythm, so that singing and rhythm are connected.

Man guei carnaval # 2013 _ ra

47


harmonia // Harmony

Wesley da Mangueira divide a direção de Harmonia com Alemão do Cavaco, responsabilizando-se pela percussão // Wesley da Mangueira shares the Harmony control with Alemão do Cavaco, who is responsible for the percussion.

Como diretor musical, Alemão escreve os arranjos do samba e ensaia com a Ala Musical (carro de som). “Acertamos tudo que será feito, gravamos, repassamos efeitos de técnica e de cordas, abertura de vozes, e tudo o mais necessário. No dia do desfile, fico no carro de som, regendo e coordenando esta parte. Mas depois que tudo começa e está em seu lugar, se faz necessário uma fiscalização entre baterias e carro de som, principalmente nos momentos chaves de saídas de recuo ou retomadas para a pista”, diz Alemão. É neste momento que Wesley entra em ação. “Este é meu segundo ano como diretor de Harmonia com foco na parte percussiva. O presidente Ivo entrará à frente da bateria Surdo Um, e eu vou desfilar à frente da segunda bateria, que será comandada pelo Mestre Marrom”, explica Wesley, que começou na Mangueira como ritmista em 1987, tornando-se diretor de bateria nos períodos de 1998 a 2002 e 2007 a 2010. Será a primeira vez na história do Carnaval que uma escola de samba entrará com duas baterias na avenida. Alemão está tão entusiasmado com a novidade quanto Wesley. “Foi uma ideia genial de nosso presidente Ivo Meirelles. Não estamos dividindo a bateria em duas partes. Fizemos outra bateria com as mesmas características da Surdo Um. São 500 ritmistas tocando alternadamente, que darão um show na Marquês de Sapucaí. Será um grande desafio, mas com certeza um grande espetáculo. Mais uma vez a Mangueira inova e fará história em nosso Carnaval!”, comemora Alemão.

// As a musical director, Alemão writes the samba arrangements and rehearses with the musical section (stereo car). “We go through everything that is going to be done, record it, go over techniques and strings effects, voices openings, and everything else that is going to be necessary. On the parade’s day, I remain on the stereo car, guiding and coordinating this part. But after everything starts and it’s on place, a control is necessary in between the drum and stereo car, especially over the key moments of withdraw exit or retake to the floor”, Alemão says. It’s during this moment that Wesley comes to action. “This is my second year as a Harmony director, focusing the percussion part. President Ivo will enter ahead of the Surdo Um drum, and I’m gonna parade ahead of the second drum that is gonna be commanded by Master Marrom”, Wesley explains. He started in Mangueira as a percussionist in 1987, and became drum director during 1998 – 2002 and 2007 – 2010. It´s going to be the first time in the history of Carnival that a samba school walks in with two drums on the avenue. Alemão is so as excited with the news as Wesley. “It was a brilliant idea of our president, Ivo Meirelles. We are not spliting the drum in two pieces. We made another drum section with the same characteristics of Surdo Um. There will be 500 percussionists playing alternately that gonna make a show at Marquês de Sapucaí. It’s going to be a big challenge, but definitely a big show. Once again, Mangueira innovates and is going to make history in our Carnival” Alemão celebrates.

48

Man guei ra _ carnaval # 2013


PERFIL // perfil

Joyce Pinheiro

Locação // Location: Olaria

Joyce veste // Joyce wears: maiô (// swimsuit) Atelier Sonia Izidoro, bijus Pink Biju Catete, sapato (// shoes) acervo pessoal (// collection)

texto // text_ Daniela Canedo foto // photo_ Rogério Faissal stylist // stylist _ Cristina França produção // production_ Eliana La Roque beleza // beauty_ Aurora Porto

Nascida em Guanhães, a mineira Joyce Pinheiro, 29 anos, é bailarina formada e coreógrafa do cantor Latino – isto é, uma Latinete – e também fã de Carnaval. “Estreei ano passado na Grande Rio. Agora estou realizando o sonho de ser musa da Mangueira”, diz Joyce, que foi ao barracão da Verde e Rosa em busca do título de musa. “Desde nova, ouvia falar na Mangueira e sempre tive a escola no meu coração. Minha família vinha ao Rio só para ver o desfile dessa escola maravilhosa.” Saiba mais sobre Joyce, a seguir. // Born in Guanhães, from Minas Gerais, Joyce Pinheiro, 29 years old, is a graduated ballet dancer and the choreographer of the singer Latino – in other words, a Latinete – and also a Carnival fan. “My first time was last year in Grande Rio. Now I’m making my dream come true by being a muse in Mangueira”, says Joyce, who went to the Green and Pink office searching for the muse title. “Since I was a kid, I heard about Mangueira and always had the school in my heart. My family used to come to Rio just to watch the parade of this wonderful school”. Learn more about Joyce.

signo Áries lugar no mundo Ilhas Gregas filme preferido Amor além da Vida cantor Usher cantora Rihanna ator Bruce Willis atriz Fernanda Montenegro programa de TV Programa do Jô Soares qualidade Objetividade defeito Teimosia time de futebol Fluminense uma curiosidade sobre você “Meu bumbum é natural.” carnaval é

“A melhor festa do ano. É alegria, é cor, é incomparável.” // Sign: Aries Place in the world: Greek Islands Favorite movie: What dreams may come Singer: Usher Female Singer: Rihanna Actor: Bruce Willis Actress: Fernanda Montenegro TV show: Jô Soares’s Show Quality: objectivity Flaw: stubborn Soccer team: Fluminense A curiosity about you: “My butt is not artificial.” Carnival is “the best party of the year. It’s joy, color, it’s incomparable”.

Man guei carnaval # 2013 _ ra

49


Samba-Enredo // Samba plot

Quarteto bicampeão 2012-2013 //Bi-champion quartet 2012 - 2013 texto // text_ Daniela Canedo

50

foto // photo_ Rogério Faissal

Paulinho Carvalho, Junior Fionda, Igor Leal e Lequinho venceram, pelo segundo ano consecutivo, o concurso para seleção do samba-enredo verde e rosa. Foram cerca de dois meses trabalhando diariamente das 22h às 4h da manhã para compor “Cuiabá: Um Paraíso no Centro da América”, que superou outras 17 letras candidatas a samba-enredo 2013. // Paulinho Carvalho, Junior Fionda, Igor Leal and Lequinho won, by the second consecutive year, the green and pink samba plot contest. They’ve worked daily for two months from 22pm to 4am to compose “Cuiabá:Um Paraíso no Centro da América”, that beat others 17 candidates to the 2013 samba plot.


Cuiabá:

Um Paraíso no Centro da América Dai-me insipiração, oh Pai! Pois em meus versos quero declamar A capital da natureza, eternizar Embarque na Estação Primeira O mestre a nos guiar Bambas imortais O eldorado dos antigos carnavais Num relicário de beleza sem igual Fonte de riqueza natural Cidade formosa,verde, rosa Teu nome reluz,Vila Real do Bom Jesus O apito a tocar, preste atenção! Mistérios e lendas de “assombração” Segui com coragem, mostrei meu valor Eu sou Mangueira a todo vapor Em cada lugar, um “causo” que o povo contou Em cada olhar, na arte um poema brilhou Um doce sabor,tempero pro meu paladar Procure seu par, a festança vai começar Na benção de São Benedito eu vou Dançar com o meu amor, o sonho enfim chegou Ao paraíso, emoldurado em cintilante céu azul Benditas seja terra amada No coração da América do Sul É hora de darmos as mãos Agora seguir na missão Sustentar a mesma direção Mangueira, no trem da emoção Viaja na imaginação Teu samba é madeira, é jequitibá É poesia dedicada a Cuiabá

Man guei carnaval # 2013 _ ra

51


HISTória // History

texto // text_ Leandro Fregonesi

M A N G U E I R A O I T E N T A E C I N C O A N O S

orro do Telégrafo, Morro de Mangueira // Slum of Telegraph, Slum of Mangueira

ntes, os Cordões que embalavam as brincadeiras // Before, the Cords that used to rock the jokes egros, brancos, todas as matizes brasileiras // Black, white, all the brazilian colors alhardia e festa, com a alma Arengueira // Gallantry and celebration with a Troublemaker soul m só ideal, uma bandeira, o verde e o rosa // One ideal, one flag, the green and the pink

is uma Escola, que é de Samba, é primorosa // Here’s a School that is made of Samba, it’s perfect

nvocada, audaz, com os seus versos, seus cantores // Amazing, audacious, with its verses, its singers everenciada por se assemelhar às flores // Revered for its likeness to flowers casa, a raiz de geniais compositores // The house, root of brilliant composers

uço as Pastoras, tamborim, caixa e ganzá // I hear the Female Priests, tambourine, box and rattle

mponente e bela vem Mangueira a desfilar // Imposing and beautiful comes Mangueira to parade raz herança, história, cheia de ziriguidum // Brings inheritance, history, full of ziriguidum

ntra na Avenida a explosão do Surdo Um // Enters on the avenue the explosion of Surdo Um asce na lembrança uma vontade de rever // A desire to watch again rises on the memory antos baluartes que ajudaram a fazer// So many pioneers that helped doing Estação Primeira, hoje palácio, hoje nação // The Estação Primeira, now palace, now nation

eu rendo homenagem, com respeito e emoção: // And I surrender a tribute with respect and devotion:

adência, a mais bonita, Delegado que ensino // Cadence, the most beautiful, Delegado who taught

ntérprete eterno é o grande mestre Jamelão // Eternal performer is the great master Jamelão os sambas de Mangueira aprendi que, pra compor // On Mangueira’s sambas I learned that to compose

aneta e papel têm de servir à inspiração // Pen and paper have to serve for inspiration exemplo é Cartola, é Cavaquinho, é Xangô // The example is Cartola, is Cavaquinho, is Xangô

inda tem Carlos Cachaça, Zé Com Fome e Gradim // There are still Carlos Cachaça, Zé com Fome and Gradim omes tão pouco lembrados, de poesia sem fim // Names not often reminded of endless poetry u o Cícero, o Pelado, Sargento, Tantinho, Darcy // Or Cícero, Pelado, Sargento, Tantinho, Darcy

em falar de Hélio Turco, Padeirinho e Jurandir. // Not to mention Hélio Turco, Padeirinho and Jurandir.

52

Man guei ra _ carnaval # 2013


*Leandro Fregonesi é cantor e compositor que se destaca no samba pela consistência de seu trabalho autoral e também nos palcos. Já foi gravado por Beth Carvalho (músicas “Chega” e “Samba Mestiço”, em seu disco vencedor do Grammy Latino 2012 “Nosso Samba Tá Na Rua”) e por Diogo Nogueira (“Força Maior” e “Amor Imperfeito”, esta em dueto com Alcione). Artista com dois discos lançados, teve o seu segundo álbum, “Festa das Manhãs”, indicado ao Prêmio TIM nas categorias “Melhor Disco” e “Melhor Cantor” de Samba. Saiba mais: www.leandrofregonesi.com.br ou www.leandrofregonesi.blogspot.com. // Leandro Fregonesi is a singer and a composer that excels in samba music for the consistence of his authorial work and also in stages. He was already recorded by Beth Carvalho (music “Chega” and “Samba Mestiço” from the Latin Grammy 2012 winner album “Nosso Samba Tá Na Rua”) and by Diogo Nogueira (“Força Maior” and “Amor Imperfeito”, this last one in duet with Alcione). Artist with 2 released albums, in which the second one, “Festa das Manhãs”, was nominated to the Tim Award on the categories “Best album” and “Best samba singer”. Learn more on www.leandrofregonesi.com.br or www.leandrofregonesi.blogspot.com.

Man guei carnaval # 2013 _ ra

53


HISTória // History

centenários Mangueirenses e // Mangueira’s fans

and centenaries

texto // text_ Rachel Valença (pesquisadora // researcher ) fotos // photos_ Mangueira

Eram negros, nasceram em 1913 e amaram a Mangueira. Creio que estas eram as únicas coisas em que se pareciam. No mais, eram personalidades bastante diferentes e até opostas. // They were black, born in 1913 and loved Mangueira. I believe those were the only things they had alike. In everything else they were two characters pretty different and, better yet, oppose.

54

Man guei ra _ carnaval # 2013


Ela, Euzébia Silva de Oliveira, a Dona Zica, tornou-se conhecida como exímia cozinheira e esposa de um dos maiores gênios que nossa música popular conheceu, o mestre Cartola. Mas não só por isso: Dona Zica ficou famosa, sem dúvida, pela sua incrível facilidade de se comunicar, pelo prazer da convivência, observável em qualquer situação, pela enorme alegria que transbordava de seu sorriso contagiante, mesmo quando as coisas não estavam fáceis. Já em idade avançada – morreu aos 90 anos –, não recusava convite e gostava de participar de tudo com uma animação incrível. É claro que a vida não terá lhe sorrido sempre. Mas acho que ela sempre sorriu para a vida e atribuía isso ao fato de ter nascido num domingo de carnaval. Foi, imagino, essa alegria transbordante, aliada à sabedoria que algumas mulheres do povo desenvolvem na dureza da vida, que conquistou o amor do Poeta. Amor que virou casamento na idade madura, quando já se sabe o que se quer da vida. Impossível falar dela sem lembrar o Zicartola, restaurante e ponto de encontro e de resistência do samba tradicional, que na época, a década de 1960, andava meio desprestigiado. Mais do que isso, reduto de jovens intelectuais que estavam aprendendo na pele o duro aprendizado da luta contra a ditadura militar. Ali reinava absoluta a grande dama, que mesmo depois que Cartola nos deixou, em 1980, teve forças para se tornar uma das matriarcas da Estação Primeira. Pouco do que foi dito se aplica a José Bispo Clementino dos Santos, conhecido como Jamelão, intérprete da Mangueira entre 1949 e 2006, na mais longa carreira de puxador de samba-enredo de que se tem notícia no carnaval, e em uma mesma escola de samba, algo impensável para o frio profissionalismo hoje em voga. Usei, acima, a palavra ‘puxador’, que Jamelão odiava, e peço desculpas por isso. É que eu a adoro, acho-a digna e importante, sobretudo, eficiente para caracterizar o que faz esse cantor peculiar, que tem a responsabilidade de empolgar, de motivar, de puxar o componente da inércia para a euforia.

// She, Euzébia Silva de Oliveira, known as Dona Zica, became known as an excellent cook and as the wife of one of the biggest genius our popular music has ever heard, master Cartola. Even though in advanced age – died when she was 90 years old –, would not refuse an invitation and loved to participate in everything with an incredible excitement. But life didn’t always smile at her. But I believe she always smiled at life and would explain that with the fact that she was born on a Carnival Sunday. I guess it was that amazing joy allied with a wisdom that some women develop over the roughness of life that won the poet’s heart. Love that became marriage on the mature age, when you already know what you want for your life. It’s impossible to mention her without remembering Zicartola, restaurant and meeting and fighting point of the traditional samba that during that time, the 60’s, was feeling worthless. More than that, place of young intellectuals that were learning with their own body how tough it was like to battle against military dictatorship. Over there, the great lady reigned absolutely. Even after Cartola left us, in 1980, Dona Zica had the strength to become one of the matriarchs of Estação Primeira. Just a few words that were said applies to José Bispo Clementino dos Santos, known as Jamelão, Mangueira’s interpreter between 1949 to 2006, the longest samba puller career in Carnival, and in the same samba school, something that is now hard to imagine due the coldness of the careers nowadays. I used the expression ‘samba puller’ that Jamelão hated and I apologize for that. It’s only because I adore it, I think it’s worthy and important, most of all, efficient to characterize what this peculiar singer does, which is the responsibility to excite, to motivate, to pull the component from inertia to excitement.

Pois bem, esse animador de multidões era circunspecto, calado, um pouco ranzinza, fechado, bem diferente da extrovertida dama acima descrita. Foi cantor de sucesso no rádio, gravou muitos discos e atingiu fama e sucesso, mas a isso reagia com indiferença e até com alguma impaciência. Sorriso aberto, fisionomia desanuviada e feliz só mesmo para comemorar os campeonatos da Verde e Rosa. Era lindo de se ver.

Very well, this crowd animator was circumspect, quiet, a little bit surly, closed, quite different from the extroverted lady above. He was a hit singer on the radios, recorded many albums and got himself fame and success, but would react to that with indifference and some impatience. Open smile, unclouded physiognomy and happy only when it was time to celebrate the Green and Pink championship. It was beautiful to look at it.

A Estação Primeira de Mangueira está em festa neste ano de 2013, porque comemorou em 6 de fevereiro o centenário da muito querida Dona Zica e vai festejar em 12 de maio os cem anos do saudoso Mestre Jamelão. E a festa não é só mangueirense: é do samba e da negritude do Rio de Janeiro.

Estação Primeira de Mangueira is celebrating the year of 2013, because on February 6th the dearest Dona Zica commemorated 100 years old and on May 12 the wistful Master Jamelão will celebrate 100 years old. And the party is not only for Mangueira’s fans: is for the samba and blackness of Rio de Janeiro.

Man guei carnaval # 2013 _ ra

55


HISTória // History

Samba, Agoniza mas não morre, Alguém sempre te socorre, Antes do suspiro derradeiro. Samba, Negro, forte, destemido, Foi duramente perseguido, Na esquina, no botequim, no terreiro. Samba, Inocente, pé-no-chão, A fidalguia do salão, Te abraçou, te envolveu, Mudaram toda a sua estrutura, Te impuseram outra cultura, E você nem percebeu, Nelson Sargento Novo Presidente de Honra da Mangueira // The new Honorary President of Mangueira

56

Man guei ra _ carnaval # 2013


Rua Buenos Aires, 287 e 300 - Saara - Centro - Rio de Janeiro - t. 21 2507.0598


Mapa da avenida // Avenue Map

5º SETOR – FESTA DE SANTOS 24ª Ala – Mangueira com São Benedito Figurino: Coroação de São Benedito

6º SETOR - PORTAL DO PARAÍSO

25ª Ala – Mangueira me chama. Figurino: o Trança Fitas 2º Casal de MS & PB

32ª Ala – Ursinhos Edu e Beto Figurino: Peixes Amazônicos

Bateria 1 Musas da Surdo Um: Scheila Carvalho Mayra Cardi | Joyce Pinheiro

33ª Ala – Verde Que Te Quero Rosa (1) Figurino:Vitórias Régias

7° SETOR – SUSTENTABILIDADE, A BOLA DA VEZ: A VITÓRIA DA VIDA 40ª Ala – Mangueira Fonte de Riqueza Figurino: Tatu - a Bola da Vez da Sustentabilidade 41ª Ala – Acauã Figurino: A Cobra – Craque do Time 42ª Ala – Mangueira Terra Amada Figurino: A Garça Perna De Pau 43ª Ala – Vem Comigo Figurino: Cigarra Juiz 44ª Ala – Mangueira no Paraíso Figurino: Tamanduá Bandeira: o Bandeirinha

Bateria 2

34ª Ala – Panteras Figurino: Sinfonia do Cerrado

26ª Ala – Baianas Granfinas Figurino: Toureiros Cuiabanos

35ª Ala – Brasinhas e Brasões Figurino: Flor do Cerrado

27ªAla – Seresteiros Figurino: Palhaço das Touradas

36ª Ala – Príncipe das Matas Figurino: Macacos: Chapada dos Guimarães

28ª Ala – Embaixadores Figurino:Viva São João

37ª Ala – Realidade Figurino: Papagaios: Chapada dos Guimarães

29ª Ala – Baianinhas Figurino: Sinhazinhas de São João

38ª Ala – Somos Mangueira (2) Figurino: Jacaré do Pantanal

30ª Ala – Crianças Figurino: Boi-A-Serra

39ª Ala – Amigos do Embalo Figurino: Tuiuius do Pantanal Musas: Cibelle Ribeiro | Ludmila Lopez Nathalia Ioune

CARRO 4 Cerâmica e Palha, Cores e Sabores de Cuiabá

31ª Ala – Mangueira a todo vapor Figurino: Imperador do Divino Musos e Musa: Mário | Renan | Renata Molinaro

45ª Ala – Somos Mangueira (1) Figurino: A lavadeira da Equipe 46ª Ala – Voz do Morro (2) Figurino: O Sapo Olheiro

O RR

6

CA

O RR

5

CA

O RR

4

47ª Ala – Impossíveis Figurino: Lagartas-Borboletas – Balizas da Equipe

O RR CA

7

CA

CARRO 7 Sustentabilidade, a bola da vez: a vitória da Vida

58

CARRO 6 Cuiabá, a Cidade Verde: Portal do Paraíso

CARRO 5 Arco da Anunciação: a força da fé ilumina Cuiabá


CARRO ABRE-ALAS O Morro com seus barracos de zinco: Mangueira, a Estação Primeira

O RR A S CA E-AL R B A

CARRO 2 Reino do Eldorado: Em busca do ouro, o nascimento de Cuiabá

CA

O RR

2

CARRO 3 O Minhocão: o protetor das águas do rio Cuiabá

1º SETOR – PRIMEIRA ESTAÇÃO, MANGUEIRA Comissão de frente

CA

O RR

3

1º Casal de MS & PB

2º SETOR – ELDORADO

3º SETOR – MITOS E LENDAS 9ªAla – Fala Mangueira (1) Figurino: Boitatá, a Cobra de Fogo 10ª. Ala – Força de Expressão Figurino: Tibanaré, o Pássaro Encantado

4º SETOR – ARTE E SABOR 16ª. Ala – Botequim do Cachaça Figurino: Artesanato Indígena 17ª. Ala – Carcará Figurino: Artesanato Africano

1ª Ala – Verde que te quero rosa Figurino: Bandeirantes 2ª Ala – Nós Somos Assim Figurino: O Ouro 3ª Ala – Cavaleiros e Damas Figurino: Nativos do Eldorado

11ª. Ala – Baianas. Figurino: As Mães D’Água

4ª Ala – Opção. Figurino: Nobres do Eldorado

12ª. Ala – Manto Sagrado Figurino: Minhocão

5ª Ala – Balanço da Mangueira Figurino: Peixes do Eldorado

13ª. Ala – Ursinhos Edu e Beto Figurino: Pacu, Peixe Casamenteiro

6ª Ala – Depois eu digo Figurino: Frutas do Eldorado

14ª. Ala – Raça, Amor e Paixão Figurino: Noiva Fantasma, a Mulher de Branco

7ª Ala – Eles e Elas Figurino: Flores do Eldorado

15ª. Ala – Fala Mangueira (2) Figurino: O Barco Fantasma

8ª Ala – Voz do Morro (1) Figurino: Esplendor do Eldorado

Musos e Musa: Luiz Felipe | Anderson | Caren

Musas: Claudiene | Cristiane | Andressa | Rafaela

18ª. Ala – Mangueira das Artes Figurino: Arte Sácra Muso e Musas: Índio | Glaucia | Juliana 19ª. Ala – Passista Masculino Figurino: Artesanato Cuiabano 20ª. Ala – Caprichosas. Figurino: Zé Boloflor- O Poeta das Ruas Cuiabanas Musa: Keila 21ª. Ala – Passista Feminino Figurino: Estampado Cuiabano 22ª. Ala – Aliados. Figurino: Bolinho de Arroz com Café 23ª. Ala – Vendaval. Figurino: Cajuada Musas: Dão | Flavia | Amanda Mattos

Man guei carnaval # 2013 _ ra

59


CUCADESIGN.COM


Salve o novo Palácio do Samba”! O sonho continua vivo! // “Praise the new Palace of Samba! The dream is still alive!” Ivo Meirelles

Revista da Estação Primeira de Mangueira_ Carnaval 2013  

Mangueira Magazine_ Carnival 2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you