Page 1

Banda Blitz se reinventa há quase quatro décadas Já pensou em uma nova bancada para a cozinha? Bons Exemplos: Cultura da Paz entre as crianças

Hotelaria acelera retomada Setor turístico planeja o pós-pandemia


MOMENTO QUALIDADE

ARQUITETURA DE SOLUÇÕES DE SOFTWARE COM DESCONTOS DE ATÉ 20% Atualmente o mercado está precisando de profissionais integrados às últimas tendências da área com aptidão para participar de atividades de concepção, projeto, desenvolvimento, manutenção, gerenciamento, administração e a utilização de soluções de arquitetura de software. O objetivo do curso é atender a demanda das organizações e os requisitos de formação, atualização e especialização de profissionais voltados para atuação em projetos de ambientes distribuídos. Colaborar para a formação do desenvolvedor de soluções de arquitetura de software, práticas sobre produtividade, qualidade de código, desenvolvimento de componentes, performance, segurança e usabilidade em aplicações web. O curso está composto por 3 módulos A) Gestao & Negócios, B) Arquitetura de dados e aplicações e C) Startup   As aulas serão ministradas nas 2das feiras e nas 4tas feiras (19h00 as 22h50) no campus UNIP Santos. MATRÍCULAS DISPONÍVEIS ATÉ MARÇO/2020. Para informações: (13) 4009-2051 / (13) 4009-2083


DIRETOR GERAL Sérgio Liberado DIRETOR DE REDAÇÃO Liberado Junior EDITOR-CHEFE Antonio Marques Fidalgo EDITORA ASSISTENTE Silvia Barreto REPORTAGEM Silvia Barreto Diego Brígido Miriam Freitas (Rio) PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO Kelvin Souza ASSESSORIA DE IMPRENSA Line Skin (Santos) COMERCIAL E MARKETING Sérgio Ricardo comercial@liberadojunior.com.br DEPARTAMENTO JURÍDICO Dr. João Freitas CENTRAL DE ATENDIMENTO Segunda a sexta, das 9 às 17h (13) 3237-6550 / ramal 16 E-MAIL jornalismo@maissantos.com.br CORRESPONDÊNCIA Matriz: Santos Av. Bernardino de Campos, 64 Vila Belmiro CEP 11075-000 Whatsapp: (13) 99700-8661

A revista MAIS SANTOS ONLINE é uma publicação semanal da LINE SKIN ASSESSORIA & CONSULTORIA LTDA. 2020 © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. PROIBIDA A REPRODUÇÃO SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E ESCRITA. TODAS AS INFORMAÇÕES SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS RESPECTIVOS AUTORES.


EDITORIAL

Em busca do turista perdido Esta edição da Mais Santos Online traz o que, de prático, o setor hoteleiro da região está projetando para o pós-pandemia. Depois do fundo do poço - em meio a uma pandemia sem precedentes - em que todos nós mergulhamos, sem opção, empresários do ramo turístico como um todo começam a vislumbrar uma luz... no fundo do tal poço. Em todo o Estado de São Paulo, foram 74% de perdas, segundo estimativas oficiais mas, em junho já se percebeu ligeira melhora em relação a maio, e assim será mês a mês, com certeza. O Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares da região faz as contas e vê ainda como “bem delicada” a situação, calculando perda econômica em torno de R$ 50 milhões. Nas cidades, obras, eventos e ânimo redobrado para atrair e trazer de volta os turistas, já que o chamado turismo doméstico estará fortalecido com as dificuldades de locomoção entre estados e também para o exterior. A hora da retomada está próxima, e pode ser a partir de agora!

Editor-chefe


Banda Blitz Lança novo clip e revisita a música ‘Pode ser Diferente’ Por Miriam Freitas (*)

FOTOS DIVULGAÇÃO

ENTREVISTA


O

clip foi gravado com cada um na sua casa, devido ao momento que estamos vivendo de isolamento social. “Esperamos que gostem, foi tudo feito com todo carinho e cuidado pensando em vocês”, dizem os integrantes da Blitz. O clip já está disponível no YouTube e Spotify. https://youtu.be/ mQt73h8fZuQ “Pode ser Diferente”, mais uma balada certeira da Blitz. Do alto da nossa imaginação... Pinta a cidade com cores fortes e lindas imagens, saídas debaixo dos lençóis dessa estranha quarentena que vamos atravessando, com remadas fortes para passar essas ondas enormes, e mergulhar nos abraços e beijos de quem amamos. “É muito bom te ver... É muito bom ver qualquer pessoa”. O sopro do sax de Milton Guedes deixa pistas e marcas no solo de uma praia do planeta, que devemos tratar melhor no futuro. A canção inspira a certeza de mais uma chance para cuidarmos juntos da nossa “casa”. “Pode Ser Diferente”, do álbum Aventuras II de inéditas, indicado

ao Grammy Latino. Fundador da Blitz, Evandro Mesquita, é carioca, casado com Andréa Coutinho, também backing vocal, a banda tem hoje como integrantes ainda Billy Forghieri (teclados), Juba (bateria), Rogério Manda (guitarra), Cláudia NieMeyer (Baixo) e Nicole Carne (backing vocal).


Um pouco da história da banda que faz sendo sucesso 38 anos depois Em 1982, a lona foi esticada sobre o Arpoador. Surgiu um espaço multicultural e democrático conhecido como Circo Voador. Naquele palco praiano nasce a Blitz. Em julho daquele mesmo ano a banda gravou o compacto “Você não soube me amar”. Em três meses, o disco vende 100 mil cópias e atinge a marca de um milhão de cópias vendidas, em plena crise da indústria fonográfica. Na sequência, lança o primeiro LP, “As aventuras da Blitz”, com venda mais impressionante que a do compacto. Foram muitas viagens pelo Brasil, EUA, Portugal, Japão e vários outros países. “As aventuras da Blitz” foi tema de um livro escrito por Rodrigo Rodrigues e também virou filme, em documentário de Paulo Fontenelle, que conta a história da banda carioca que, em 1982, abriu as portas da indústria do disco para o rock do Brasil. Em breve, pós-pandemia, com certeza teremos muitas novidades da banda e shows pelo mundo afora. É o que todos nós desejamos. (*) Colunista da revista A Mais Influente


DECORAÇÃO

Tipos de bancadas para cozinha por Larissa Queiroz

E

xistem vários tipos de materiais que podem ser utilizados para fazer a sua bancada da cozinha. Tem dúvida de qual escolher? Veja qual a melhor opção de bancada e quais as vantagens de cada uma. Granito A que é mais utilizada por ter o menor custo e ter muitas opções de texturas no mercado, e pode ser impermeabilizada; a desvantagem é que absorve líquido podendo manchar facilmente. Silestone O custo é mais elevado que a pedra de granito, porém por não ser porosa não mancha facilmente; tem alta resistência a impactos, tem durabilidade maior e, assim como o granito, tem variedade de texturas e de cores também.

Porcelanato Está se transformando no mais amado nos últimos tempos, por ser um material mais acessível do que as pedras anteriores, e por ter modelos que imitam todos

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Corian Assim como a silestone, não é porosa e por isso não mancha facilmente; tem alta resistência a impactos, tendo também variedade de texturas e cores. A corian não possui emendas e é possível fazer uma bancada translucida, ou até mesmo as nossas queridas cubas esculpidas; é possível polir e restaurar o material com o tempo. Com isso, o custo é maior que a da silestone e do granito.


os tipos de material. Dependendo do tamanho da bancada, é necessário fazer emenda, por isso é indicado ter mão de obra especializada. Também pode ser possível fazer cuba esculpida com o porcelanato. O material possui mais impermeabilidade que as pedras naturais e tem alta resistência a impactos assim como as anteriores. Aço inox Ela é fácil de limpar, é resistente à corrosão, tem uma boa resistência a variações de temperatura, possui resistência moderada a impactos e tem baixa porosidade. O bom da bancada em aço inox é que não acumula sujeiras e germes, por isso o custo é elevado, sendo mais utilizada em cozinhas de restaurantes. No entanto, é um material mais delicado e risca facilmente.


FOTO: FREEPIK

TECNOLOGIA

Influenciadores digitais Quem são, onde vivem, o que proporcionam e até que ponto valem a pena para a sua marca

N

Prof. Alberto Claro (*)

oNa coluna desta semana trato sobre o uso de influenciadores digitais para ajudar (ou não) a sua marca. A leitura a seguir será um pouco polêmica, mas cabe a mim lhe alertar para algumas anomalias envolvendo esse tipo de profissional. Aliar a sua marca a um ‘influencer’ é bem perigoso se você não tomar as devidas precauções. As empresas os usam como disseminação digital e mais gente se autoproclama como tal. Existem alguns tipos de influenciadores digitais os quais falo sobre eles a seguir. Um influenciador ganha legitimidade quando ele tem alcance, rele-

vância e ressonância, ou seja, o que ele fala realmente repercute na vida das pessoas ou a muda de alguma forma. Todos são influenciadores (ou pensam que são) Aqueles influenciadores tais como celebridades, artistas, jogadores famosos etc, que possuem milhões de pessoas os seguindo, já são influenciadores naturais justamente por serem celebridades conhecidas na mídia tradicional. Na outra ponta, existe algo super interessante que são os micro ou nano influenciadores. São pessoas que moram em determinada região, pró-


ximos ao seu público e que têm uma base interessante de seguidores, não em número mas em qualificação. Além disso, administram sua conta do Instagram ou outras redes sociais mais como uma conta pessoal do que uma conta de influenciador em tempo integral. Uma marca pode as utilizar para disseminar uma ideia. Principalmente porque esses seguidores são reais na maioria das vezes e não derivados de apps que vendem esse tipo de serviço. Aliás, fuja de influenciadores que se valem desse artifício. Quer saber se o seu influencer favorito comprou seus seguidores, me peça ajuda que te digo como. É fácil descobrir. Aliás, quem ainda acha que número de seguidores representa algo importante para profissionais de marketing? Há influenciadores que realmente influenciam Os influenciadores devem se tornar geradores de conteúdo, pois sustentar perfil só falando de “recebidinhos” não dá mais. Ainda mais em época de isolamento social e pós-Covid. Eles têm que gerar valor para o público. E de forma humanizada. Muitos ficaram sem assunto, sem lugares para ir, para viajar, para comer e para usar os itens de desejo e consumo. Ou seja, deixaram de ter o que dizer. Perderam relevância e foram abandonados. Ou pior: promoveram eventos com aglomeração, afrontando famílias que estavam tratando seus doentes ou chorando seus mortos. Mas, se o influenciador se adaptar ao contexto atual e futuro eles serão úteis, pois sabem fazer campanhas que engajam as pessoas com quem possuem discurso parecido. Nao sei se teremos mais lugar para 300 mil lives de crossfit em nosso cotidiano. Avise o seu amigo ou amiga influenciador para não ser tosco ou tosca a esse ponto. O público está mais interessado agora em influenciadores autênticos, mais vulneráveis e responsáveis pelos seus atos e falas. As marcas deveriam estar também. ‘Influenciador’ se tornou uma profissão legítima. Mas não sei se é para todo mundo. A economia da influência A tendência de uma marca investir dinheiro no marketing com influenciadores é algo fácil de entender. Em nossa cultura de conteúdo de streaming, as pessoas não veem os anúncios como costumavam. E se os veem, não acreditam neles. Mas as pessoas acreditam e confiam umas nas outras - em sua família, vizinhos e amigos. Ou em alguma figura que para eles é muito próxima.

Os influenciadores são vistos como aqueles amigos de confiança e talvez, para muitos, como especialistas em algum assunto de interesse. Com isso, veio a confiança nas recomendações online tanto quanto nas recomendações pessoais. Os nano influenciadores ganham mais confiança do que celebridades e atletas, e isso leva as pessoas em geral a realizarem uma compra, com base na visão do que encontram em seus feeds ou vídeos assistidos em uma mídia social. Como os canais de marketing tradicionais sofrem quedas contínuas de audiência e atenção, as marcas migram naturalmente para esses profissionais da influência (ou nem tão profissionais assim). Mas, à medida que o distanciamento social fechou as lojas, restaurantes e cancelou/adiou viagens, itens que eram o grande foco da atividade influenciadora, as pessoas que as promoviam viram as receitas serem reduzidas para quase nada. Pode parecer que essa promissora área de marketing esteja em perigo... mas acho que não. O futuro do marketing de influência e a sua marca A pandemia mudará o marketing de influenciadores para sempre e, de certa forma, para melhor. Com esse golpe na renda, certamente haverá um declínio dramático no número de pessoas capazes de sobreviver a isso. Este é um momento de sobrevivência do mais preparado e apenas os criadores de conteúdo de qualidade chegarão ao outro lado. A crise atual proporcionará uma reconfiguração necessária ao campo dos influenciadores. Os que sobreviverem serão os que realmente sabem contar de histórias. Sua marca deveria estar procurando por eles neste momento. Há uma rápida inovação que ocorre nesta área provocada pela pandemia. Mas os fundamentos permanecem inalterados. As condições de mercado que levaram as marcas a adotar o marketing de influenciadores antes da pandemia serão ainda mais fortes após a crise. Agora, depende deles aprender como fazer isso e as marcas entenderem até que ponto os seus públicos aceitam essa influência. Com certeza, vamos acompanhar de perto. (*) Doutor em Comunicação Social; professor de Administração da Universidade Federal de São Paulo; diretor voluntário de Comunicação da Casa da Esperança; palestrante nacional e internacional na área de Administração, Comunicação e Marketing


CAPA

Litoral Sul tem praias que agradam pela simplicidade e receptivo local

Depois de 100% de queda,

Turismo da Região projeta crescimento do setor Cidades definem metas e investem em atrativos para entrar na pós-pandemia Por Silvia Barreto

D

epois de chegar ao pico de 74% de perdas, o setor de Turismo no Estado de São Paulo já começa a ganhar novos horizontes, acumulando um crescimento de 28% no mês de junho, comparado ao que foi contabilizado em maio, quando despencou de forma abrupta por conta da pandemia do novo coronavírus. Os dados são da consultoria Conversion, que fez um levantamento online em relação ao setor, que cresceu 39,7% em junho na comparação com o momento anterior ao início do período de pandemia. “Há um grande e irreversível movimento em prol do e-commerce, que está batendo recorde sobre recor-

de”, constata Diego Ivo, CEO da consultoria. Para conseguir movimentar esse setor, a Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo atuou em duas frentes: para as empresas, ainda em março, adaptou o Programa de Crédito Turístico que passou a ter uma linha para capital de giro, fundamental para as despesas do dia a dia, como salários e contas de consumo (água, energia elétrica etc). Já para os municípios turísticos do Estado – são 210 – a secretaria manteve os repasses financeiros para as obras em andamento, visando melhorar a qualidade do produto turístico. No primeiro semestre, foram mais de R$ 80 milhões repassados.


“Estes investimentos são fundamentais. As obras mantêm a atividade econômica e os empregos nos municípios e, ao mesmo tempo, os preparam para a retomada”, garantiu o secretário Vinicius Lummertz. Para o retorno das atividades, a secretaria estadual participou da elaboração dos protocolos de segurança sanitária de segmentos fundamentais, como hotéis, restaurantes, parques temáticos e centros de convenções. Também passou a discutir com o setor privado a criação de um plano comercial para o chamado “turismo de proximidade”, segmento que deve ser o primeiro a retornar, com as viagens rodoviárias a partir da Grande São Paulo, que tem mais de 20 milhões de habitantes, rumo à praias e cidades turísticas do Interior do Estado. O Estado de São Paulo deve fechar 2020 com menos 16,4 milhões de viagens devido à pandemia da Covid-19, uma queda de 35,4% do esperado para o ano. Com esse resultado, pelo menos R$ 15 bilhões deixarão de circular no Estado, já considerando os bons resultados do primeiro trimestre a expectativa de retomada nos próximos meses. A Baixada Santista também registra prejuízos, mas já se prepara para a retomada. As cidades têm planejamento, metas e opções para quem deseja visitar a região pós-pandemia. Conheça o panorama de cada setor na região (somente Itanhaém não respondeu às perguntas enviadas por nossa reportagem).

Santos aposta também no turismo de negócios, com o novo Centro de Convenções

SANTOS O impacto no segmento do turismo em Santos atingiu o pico máximo. Segundo dados da secretaria municipal, o índice chegou 100%, já que todos os equipamentos turísticos e hotéis foram fechados, assim como restaurantes, bares e similares, além da orla e da praia. A apenas 72 km do principal emissor de turistas do País, próxima de dois aeroportos e interligada por rodovias em excelentes condições, a Cidade se reorganiza para essa retomada. No ano passado, Santos recebeu pelo menos 1 milhão e 262 mil turistas em seus equipamentos e atrações, 13.500 a mais do que em 2018. “Nossa expectativa é das mais positivas, pois a Cidade aproveitou a quarentena para se revitalizar, ampliando as opções oferecidas a santistas e turistas desde o final do ano passado, quando começaram a ser entregues as obras da Nova Ponta da Praia. Neste momento de tantas dúvidas e indefinições, o brasileiro por certo não se arriscará a viajar para outros países, até porque muitos já impuseram fortes restrições para adentrar em seus territórios. Além disso, o dólar, o euro e a libra alcançaram patamares elevados, dificultando a viagem em família. Com essa conjunção de fatores, acredito que o turismo doméstico será especialmente favorecido e, nesse cenário, Santos desponta como opção das mais interessantes. Até porque, o segmento vem mostrando nítida ascensão”, projeta o secretário de Turismo, Odair Gonzalez. Desde o dia 11 de junho, a rede hoteleira encontra-se aberta, mas apenas para receber hóspedes corporativos ou para fins de moradia, conforme o capítulo VII do Decreto Municipal nº 8.969, de 7 de junho último. No dia 21 de junho, o calçadão da orla e a praia foram liberados para a prática esportiva individual, como corrida e

Av. Marechal Deodoro, 98 - Gonzaga - Santos Tel. (13) 3284.4244

Rua Azevedo Sodré, 03 - Boqueirão - Santos Tel. (13) 3221.8749


caminhada, além do surfe, canoagem individual, ‘stand up paddle’ e natação (exclusivamente para fins de treinamento) no mar. Paralelo a este cenário, desde 18 de maio, a Setur e o Santos Convention & Visitors Bureau promovem cursos de qualificação empresarial à distância para hotéis, restaurantes, cervejarias, agências de viagens e demais estabelecimentos do trade turístico da Cidade. O objetivo do programa, que terminou nesta quinta-feira (9), foi não apenas apoiar essa rede de serviços na superação dos efeitos da quarentena, mas sobretudo prepará-la para novos desafios. Novidades - Até o final do ano, Santos projeta a entrega de diversos equipamentos atrativos aos olhos dos turistas. Entre eles estão a nova Estação Rodoviária de Santos e a remodelação de vias do Gonzaga, além do novo Mercado de Peixes, dotado de um restaurante (construção já finalizada e totalmente diferente do espaço atual). Além disso há a expectativa de inauguração do novo Centro de Convenções, complementando o inovador projeto da Ponta da Praia, que começou a ser entregue em dezembro. Isso sem contar com o layout especial da Rua Gastronômica - a Tolentino Filgueiras, no Gonzaga - e o novo viaduto em curva, na entrada da Cidade, com iluminação cênica capaz de reproduzir nada menos que 67 milhões de cores. Embora com entrega prevista para agosto, esse viaduto já desponta como o novo cartão postal santista. Para completar, começaram esta semana as obras do novo Quebra-mar, no Parque Roberto Mário Santini (emissário submarino), que passará a oferecer opções de lazer e esportes destinadas a crianças, jovens e adultos, esportistas iniciantes ou profissionais. Outro ponto importante é a recuperação do Deck do Pescador, que entrou em sua segunda fase de obras, com a recuperação de 70 metros com estrutura pensada para suportar os efeitos das fortes ressacas. Além disso, com os serviços especiais de manutenção também

Cubatão tem a oferecer belas trilhas e cachoeiras, desconhecidas até por muitos moradores da região

concluídos, o Museu Pelé, equipamento internacional da Cidade, reabrirá as portas após a pandemia, oferecendo aos visitantes novas atrações: um mural ilustrado pelo cartunista Seri, mostrando os mais bonitos gols do Atleta do Século XX, com destaque para o milésimo deles, e uma exposição em parceria com o Sesc contando a história dos três times locais: Santos FC, Jabaquara AC e Associação Atlética Portuguesa. “No último Verão (considera-se o período entre 1º de dezembro e 29 de fevereiro), a Cidade registrou um crescimento de 3,23% na ocupação dos hotéis, comparado com o anterior. Volume que se torna mais expressivo se levado em consideração o crescimento de 1.740 para 1.965 leitos na rede nesse mesmo período. Além disso, todos os equipamentos turísticos, sem exceção, registraram aumento de visitantes. Só a título de exemplo, o Aquário passou de 156.562 para 180.604 visitantes; o Museu de Pesca, de 13.704 para 20.159; Monte Serrat, de 10.040 para 12.029, enquanto a Linha Turística do Bonde registrou 35.876 passageiros, contra 25.783 no Verão 2018/2019”, afirmou o secretário. CUBATÃO O turismo em Cubatão não é um turismo de massa. É uma atividade monitorada, organizada pelo poder público, que coordena - principalmente, por razões de segurança - visitações a sítios históricos, trilhas na Mata Atlântica e áreas de manguezais. Neste sentido, pode-se dizer que, desde o início da pandemia, houve uma queda de frequência 90% na atividade turística local. Mas, a Cidade está prepa-


rada para o reinício das atividades pós-pandemia. Em parceria com o Governo do Estado, estão sendo construídos acessos às cachoeiras no Parque Ecológico do Perequê (Véu da Noiva) e da Cota 95 (Lagoa Azul). Já está adaptado o ônibus do Educando para o Turismo, um projeto das secretarias de Turismo e Educação, cuja finalidade é levar estudantes aos pontos turísticos locais, orientando e preparando as novas gerações para serem receptores turísticos. Será retomado o Turismo de Base Comunitária, na Cota 200, que não tem funcionado neste período de quarentena. Já está pronto para atuar o grupo de 35 monitores recentemente organizado pela Secretaria Municipal de Turismo. Estão sendo reprogramadas as visitações às trilhas do Rio Pilões, Passareúva e da Usina, integrantes do projeto de Turismo Ecológico. MONGAGUÁ Outra cidade que sofreu 100% de impacto nesse setor foi Mongaguá. Todos os seus pontos turísticos ainda estão fechados para a visitação do público. E o comércio local, agora na fase amarela do Plano São Paulo, deve ampliar o atendimento até então restritivo. Desde o dia 23 de março, a Prefeitura adotou várias medidas para conter a Covid-19: fechamento dos pontos turísticos; circulação de pessoas na

Turismo doméstico é a aposta do setor hoteleiro, com a facilidade de acesso à Baixada

faixa de areia da praia, apenas para a prática de atividades físicas individuais e sem aglomeração, de segunda a sexta-feira; proibição da instalação de barracas, guarda-sol, mesas e cadeiras; autorizado o funcionamento de hotéis, pousadas e similares a capacidade de 30% de funcionamento apenas para hospedagens de prestadores de serviços ou profissionais da saúde; bloqueios de trânsito, na entrada da Cidade, para controlar o fluxo e conscientizar os visitantes a retornarem às cidades de origem. Para impulsionar o setor estão em estudo ações de marketing promocional para fomento do turismo da Cidade, alavancando assim o retorno dos turistas e, consequentemente, a movimentação do comércio local, meios de hospedagens e pontos turísticos. PRAIA GRANDE Conteúdo de qualidade em formato online. Essa é a proposta da secretaria de Cultura e Turismo de Praia Grande nesse período de pandemia. A Cidade já realizou seis lives com artistas locais, que puderam mostrar seu trabalho e buscar patrocinadores a serem divulgados durante as apresentações nas redes sociais da Prefeitura. Além disso, a iniciativa também teve caráter social: arrecadou mais

What’s: (13) 9 9192-7431 e-mail: thefoxeventosemodelos@gmail.com


Que tal ver a Baixada por um novo ângulo? Saltos em São Vicente são destino certo!

de 15 toneladas de alimentos e milhares de itens de higiene pessoal. “As nossas ações neste momento são para evitar que os turistas venham ao Município sem necessidade. Praia Grande sempre recebe todos de braços abertos, mas agora o turismo não está permitido. Pedimos para que as pessoas respeitem o isolamento social para que possamos sair deste momento difícil o mais rápido possível”, pondera o secretário de Cultura e Turismo, Esmeraldo Vicente dos Santos, o Dinho. Outra ação realizada foi a visita virtual da exposição “Ode à Vida”, de autoria do artista Walter Miranda. Contando com vídeo e imagens explicativas, o público tem a possibilidade de “andar” pela Galeria Nilton Zanotti e prestigiar a mostra nas redes sociais da Prefeitura. Desde a semana passada, o Município permite que os permissionários de carrinhos de ambulantes comercializem seus produtos em até 300 metros de sua residência. A iniciativa do Decreto Municipal nº 6994 visa seguir com o Plano de Retorno Responsável da Atividade Econômica, pois possibilita que esses comerciantes voltem a trabalhar. “Pensando no futuro, nós já estamos analisando os eventos pelo País e no mundo para saber como os locais estão se comportando, para uma volta com toda segurança necessária. A saúde sempre será nossa prioridade. Buscaremos um modelo eficiente, respeitando as diretrizes do Plano São Paulo e todos os protocolos sanitários”, afirma Dinho. SÃO VICENTE Em São Vicente, nos primeiros seis meses deste ano as empresas do ramo do turismo sofreram impacto, analisado por estimati-

va, de 89% em relação a 2019. Devido à pandemia, os setores mais atingidos foram a rede hoteleira, os organizadores de eventos e a infraestrutura de apoio para eventos, que tiveram que fechar as portas por período indeterminado. O forte comércio de São Vicente teve um curto intervalo de fechamento. Pelo fato da Cidade passar à fase laranja, foram abertos somente o comércio essencial, seguindo protocolos emitidos pelo Governo do Estado; o setor gastronômico conseguiu fazer o remanejamento de suas vendas, atendendo por drive-thru e delivery. A Secretaria de Turismo de São Vicente aplicou uma pesquisa para acompanhar o andamento do setor, desde o início da pandemia, e 100% dos entrevistados afirmaram que tiveram impactos severos durante o período. Entre as ações desen-


volvidas nesse período para ajudar o setor, a cidade destaca a distribuição de 1.500 cestas básicas para profissionais das áreas de hotéis, bares, restaurantes e quiosques, em parceria com a Secretaria de Assistência Social. As lives também fizeram parte das ações realizadas na Cidade, mostrando pontos turísticos e postagem de vídeos dos restaurantes, com as receitas mais conhecidas do público e feitas pelos proprietários. A proposta da Secretaria de Turismo para a pós-pandemia é formar parceria com as empresas locais do setor, e incentivar promoções, divulgar e apoiar serviços de eventos. Além disso, há o objetivo de se formar parcerias com outros comércios do Turismo, oferecer descontos e promoções; retomar o Festival Gastronômico, com nova data, para que possam atrair seus clientes, oferecendo promoções em seus pratos principais. GUARUJÁ Na pérola do Atlântico o impacto na rede hoteleira chegou a 80%. Projetando a retomada dos visitantes, o setor elaborou um ‘voucher’ de incentivo de vendas antecipadas, criação de uma cartilha de protocolo com as peculiaridades da Cidade para a liberação gradual; decretos de prorrogação de IPTU para hotéis, bem como taxas de alvará e Refis prorrogados para dezembro. Além disso está prevista a criação de ações pontuais em eventos; capacitação de trabalhadores do setor turístico para que não somente façam um bom atendimento, mas que também possam ser agentes multiplicadores da Cidade na questão turística, gerando maiores experiências no receptivo turísticos; investimento em infraestrutura como os mirantes, avenidas de acesso, iluminação de orla, entre outros. “Acreditamos muito em uma retomada primeiramente regional, turismo caseiro. Guarujá tem se preparado para que, tão logo tudo seja normalizado, possamos receber da melhor forma possível nossos turistas. Estamos focados na infraestrutura receptiva, na maior segurança, uma orla mais iluminada e, claro, que tudo isso é e será feito sem baixar a guarda nas questões sanitárias, seguindo todos as recomendações de combate ao vírus”, avaliou Fábio Santos, Secretário de Turismo. PERUÍBE Peruíbe também contabiliza prejuízos. O setor de Turismo calcula que reduziu em 80% o número de turistas, mas garante que aumentou a quantidade de veranistas. Um dos tradicionais eventos locais - o Festival

Gastronômico - será online. A 13ª edição será feita totalmente de forma virtual, mas a assessoria municipal não informou a nova data. A Prefeitura estará iniciando ações de divulgação como destino turístico, principalmente o regional, sem grandes trajetos. “O Turismo foi um dos setores mais afetados pela pandemia, porque o perfil dessa área é sempre de aglomeração, grupos, entre outros. As agências estarão trabalhando dessa forma, com grupos mais reduzidos. Penso que será assim por enquanto. Acredito na potência da região no turismo, e creio que em breve retomaremos as atividades de como era anteriormente”, avalia Edilson Almeida, diretor do Departamento Municipal de Turismo. BERTIOGA O município de Bertioga informou ter investido em melhorias para o setor, como a entrega de monumentos; letreiros e iluminação da entrada da Cidade (“Eu amo Bertioga”), além da revitalização da Praça dos Emancipadores. Segundo o diretor de Turismo Filipe Toni Sofiati, “Bertioga possui características únicas no Estado, conseguindo concentrar em uma única cidade o turismo histórico, cultural, ecológico, náuticas e o de sol e praia. Nossa Cidade possui quase 90% de áreas turísticas protegidas, com mais de 20 atividades diferentes disponíveis e sendo única em sua qualidade ambiental, também é a cidade do Litoral Norte com maior proximidade do principal polo emissor de turismo, que é a Capital, e fácil acesso ao Aeroporto de Guarulhos”. Outra iniciativa da Administração foi a aproximação com o Trade Turístico, acompanhando de perto suas necessidades e propostas, fazendo parcerias com os grupos organizados representantes do setor e montando o Programa de Recuperação Comercial e Social de Bertioga, que busca trazer cursos, projetos, orientações e capacitações direcionadas as necessidades do trade, como linhas de financiamento, marketing digital, gestão empresarial, entre outros. A primeira grande ação regional e que surgiu como ideia do próprio trade de Bertioga, foi o Projeto de Antecipação de Vendas, no qual a Prefeitura e a região Litoral Norte, fecharam parcerias. Questionada sobre as ações pós-pandemia, a pasta informa apostar na proximidade da Capital, de aeroportos e a qualidade do meio ambiente e do turismo de Bertioga para uma rápida retomada da economia. “Estamos trabalhando forte na divulgação do turismo local e regional, associado à oferta de melhores produtos, o que promoverá o turismo como o principal setor da recuperação econômica da Cidade”, projeta o secretário.


Os caminhos da hotelaria Por Diego Brígido

Desde o dia 15 de junho, os hotéis puderam reabrir as portas em Santos, após a apresentação de um protocolo à Prefeitura, pelo Santos Convention & Visitors Bureau (em 22 de maio). Nem todos os empreendimentos, no entanto, decidiram voltar com as operações; alguns seguem com as portas fechadas. Algumas condições foram impostas para a reabertura do setor, seguindo as orientações do Plano São Paulo, para cidades na fase laranja da retomada, como era o caso de Santos (na última sexta-feira, 10, o Governo do Estado classificou a Baixada Santista para a fase amarela). As principais delas são que os hotéis só poderiam operar com 30% de sua capacidade e aceitar apenas reservas jurídicas, com hóspedes corporativos. Turistas de lazer ainda não podem frequentar a Cidade, tampouco se hospedar nos hotéis locais. Para o presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (SinHoRes), Heitor Gonzalez, a situação do setor na região é bem delicada, pois calcula-se uma perda econômica de R$ 50 milhões. “Já é sabido que a maior parte da receita dos estabelecimentos locais é gerada no período do Verão, outra parte nas férias de Inverno, que foram adiadas, e outra parcela no turismo de negócios, que movimenta em maior escala as cidades de Santos e Guarujá. Algumas

Dispenser de álcool em gel logo na entrada do hotel

Na recepção do hotel todos os protocolos de segurança

cidades da região não são destinos que se enquadram no segmento de hospedagem corporativa, por isso ainda permanecem sem receber hospedes”, afirma. Alternativas - Diante deste cenário, os hotéis estão negociando e organizando suas contas, em busca de uma alternativa. Alguns empresários optaram por fechar as portas e retomar as atividades apenas no próximo ano, durante a temporada de Verão, e outros estão em busca de alternativas para retomarem o quanto antes. Gonzalez afirma ainda que “os hotéis que já estão recebendo hóspedes precisaram se adequar às normas de segurança, implantando medidas como uso de máscaras, recipientes com álcool em gel, sinalização para distanciamento e medidor de temperatura, dentre outras”. O Comfort Hotel, da Rede Atlântica, em Santos, foi um que abriu as portas para os clientes corporativos tão logo a prefeitura autorizou. O gerente do hotel, Felipe Gonçalves, explica que o empreendimento fez uma pesquisa prévia junto à carteira de clientes, para entender qual seria o público potencial em uma possível reabertura. “Nossos hóspedes, desde a reabertura, são profissionais ligados às áreas de serviços essenciais e portuária, que têm nos garantido de 20 a 30% de ocupação neste período”, conta. O hotel fez a implantação de uma série de protocolos de segurança, padronizados pela rede,


juntamente com o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMU/SP (Incor), que será auditado pelo Bureau Véritas. “Entendemos que esta será nossa demanda nos próximos três meses; esperamos um reaquecimento do turismo de lazer para a temporada de Verão, já que as pessoas devem viajar para lugares mais próximos”, conclui.

da de Verão, um plano de marketing será colocado em prática, com a implantação de um selo de destino seguro, além da criação de um grupo de trabalho para acompanhamento das ações e sensibilização da governança e dos profissionais da linha de frente. Para o presidente do Visite Santos, Leonardo Carvalho, este projeto vai mostrar para os novos tuPlano de Retomada ristas de Santos que a Cidade está se preparando do Turismo em Santos para ser ainda mais segura, em todos os aspecO Santos Convention & Vitos, acolhedora e atraente. “E, sitors Bureau - entidade que mais importante que isso, nosso promove a marca Visite Santos, plano de retomada vai propor para o fomento do turismo na que todos os setores do turismo, Cidade - apresentou, na última comércio e sociedade deem as sexta (10 de julho), aos seus asmãos para que a Cidade seja o sociados, um plano de retomadestino procurado para a próxida do turismo local. ma temporada”, celebra. O projeto foi desenvolvido Carvalho aponta ainda que pelo especialista em Turismo e “a tendência é que os deslocaHospitalidade, jornalista Diego mentos sejam curtos, de carro, e Brígido, e passou pela aprovaprovavelmente em grupos famição da Secretaria de Turismo liares. Por isso devemos receber do Município. Dividido em quaturistas de cidades distantes até tro eixos temáticos, o plano de 300 km. Muitos desses visitanLeonardo Carvalho, retomada propõe a criação de presidente do Visite Santos tes, talvez, já conheçam Santos, uma nova identidade para o tumas o que vamos mostrar é uma rismo em Santos, no pós-pandemia, com envolCidade ainda mais preparada, não só com novos vimento de toda a cadeia produtiva e apoio da atrativos, como a nova Ponta da Praia, o Centro de governança local. Atividades Turísticas e o Mercado de Peixes, mas Durante os próximos meses, até a temporacom uma nova proposta de acolhimento”.

Café da manhã e refeições servidos apenas nos apartamentos


MAIS SANTOS EMAIL: REDACAO@LIBERADOJUNIOR.COM.BR

REVISTA MAIS SANTOS | WWW.MAISSANTOS.COM.BR

Bons Exemplos

FOTO:PREFEITURA DE SANTOS

SILVIA BARRETO

Público infantil ganha obra inédita sobre Justiça Restaurativa Santos tem três vertentes do projeto, que atuam no Executivo, Legislativo e Judiciário


MAIS SANTOS EMAIL: REDACAO@LIBERADOJUNIOR.COM.BR

REVISTA MAIS SANTOS | WWW.MAISSANTOS.COM.BR

SILVIA BARRETO

“A

Justiça Restaurativa não é fazer. A Justiça Restaurativa é ser!” A afirmação veio de Iara Cristina de Lima Silva, facilitadora da prática no Núcleo de Educação para Paz na Secretaria de Educação, durante a formatura da 1ª Turma de Facilitadores em Círculos de Construção de Paz do Legislativo, realizada pela Câmara Municipal de Santos, juntamente com o lançamento do livro infantil “Um dia de Paz Restaurativa”, em formato de e-book. A obra tematiza os princípios e valores da Justiça Restaurativa, que fazem parte da Cultura de Paz nas escolas. Essas ações representaram as comemorações pelo Dia da Justiça Restaurativa em Santos, lembrada sempre no dia 11 de Julho, e instituído pela Lei n°3.527/2019 e que consta no calendário oficial da Cidade. A produção deste livro, escrito por Liliane Claro de Rezende, coordenadora do Programa Municipal de Justiça Restaurativa, e Vanessa Ratton, jornalista e escritora, surgiu da necessidade em criar uma linguagem apropriada para os facilitadores que atuam no setor. A iniciativa é voltada à área escolar, com a aplicação de práticas restaurativas, em que há o diálogo entre as partes, com destaque para a abordagem de conceitos que as levam à reflexão, conscientização, responsabilização e reparação do dano causado, bem como a restauração de relações. O destaque da obra vai também para a apresentação escrita pela professora norte-americana Kay Pranis, que atua na realização círculos de construção de paz. “Com isso, pretendemos que o livro toque o cora-

Vanessa Ratton

Liliane Rezende

çãozinho das crianças do mundo inteiro, uma vez que haverá também a versão em inglês, visando melhorar a convivência escolar e previnir principalmente o bullying, que causa danos psicológicos na vida adulta. Acreditamos que a mudança e transformação dessa cultura punitiva e violenta que está posta na sociedade para uma Cultura de Paz se dará por meio das crianças, próximas gerações”, destaca Liliane. Durante o encontro virtual, mediado pela facilitadora voluntária Tammy Marmol, e organizado por Mônica Croce e Liliane Rezende, os 11 formandos do primeiro Núcleo de Justiça Restaurativa em Legislativo do País, receberam os certificados online, de forma simbólica. A secretária de Educação, Cristina Barletta, destacou os resultados da aplicação das técnicas de reparação na rede municipal de ensino: “A grande quantidade de alunos atingidos, relacionamentos equilibrados, a cada ano, mostra o quanto isso é benéfico para a comunidade escolar e para a Cidade”. Participaram da reunião remota cerca de 90 pessoas, entre elas o presidente da Câmara de Santos, Rui de Rosis; a vereadora Audrey Kleys; a juíza do Juizado Especial Criminal de Santos, Renata Gusmão; o juiz da Vara da Infância e Juventude de Campinas, Marcelo Bergo, representando o Grupo Gestor do Tribunal de Justiça de São Paulo; e a procuradora geral do Município, Renata Arraes. Para Mônica Croce, responsável pelo Núcleo da Justiça Restaurativa no Legislativo, o livro pode ser considerado um marco histórico por ser o primeiro livro in-


MAIS SANTOS EMAIL: REDACAO@LIBERADOJUNIOR.COM.BR

REVISTA MAIS SANTOS | WWW.MAISSANTOS.COM.BR

SILVIA BARRETO tribuir para o bem-estar de todos, com mais igualdade, empatia e felicidade. A arte tem o poder de transformar a sociedade, creio que esse é seu grande papel, ajudar a criança a ler o mundo e mostrar desde cedo como ele pode ser mudado para melhor”. Aluna do 5º ano da Escola Municipal Pedro II, Antonia Cristina Oliveira Vieira, de 10 anos, indica o livro “porque fala sobre respeito e sobre as pessoas, que são todas iguais, não importa se é gorda, magra, negra, branca, verde, todo mundo é igual do jeito que é.” NÚCLEOS Atualmente, Santos tem três núcleos atuantes considerados interinstitucionais, integrando os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. O primeiro núcleo criado foi em 2018, dentro da Secretaria de Educação; em seguida o projeto foi instaurado no Poder Judiciário e, por fim, no Legislativo, sendo este o primeiro criado no Brasil, cumprindo as normas dessa prática, atuando na Escola do Legislativo, mantida na Câmara de Santos.

FOTO:PREFEITURA DE SANTOS

fantil sobre o tema no Brasil. Em breve, a obra será lançada em formato físico e doado às bibliotecas da rede municipal de ensino da Baixada Santista. Essa ação acontecerá devido a destinação de uma emenda elaborada pela vereadora Audreys Kleys. Além dela, os também vereadores Braz Antunes, Telma de Souza e Zequinha Teixeira destinaram emendas parlamentares voltadas à aplicação do Programa Municipal de Justiça Restaurativa. As autoras doarão 70% das vendas do e-book para a construção de novos núcleos de Educação para a Paz nas escolas municipais. A coordenadora do programa ressalta a redução de conflitos no convívio escolar. “Temos resultados de mais de 90% na redução e a literatura irá nos ajudar a sensibilizar ainda mais as crianças, para os valores do respeito às diversidades, a importância do diálogo respeitoso e do cuidado dos sentimentos, do pertencimento à comunidade escolar e dos vínculos afetivos entre as pessoas”, analisa. A escritora Vanessa Ratton acredita na força da literatura infantil. “É maravilhoso poder ajudar a construir a Cultura de Paz no coração das crianças e, assim, con-

As comemorações pelo Dia da Justiça Restaurativa, assim como o lançamento do livro e a formatura dos facilitadores em círculos de construção de Paz do Legislativo, aconteceram de forma virtual


MAIS SANTOS EMAIL: REDACAO@LIBERADOJUNIOR.COM.BR

REVISTA MAIS SANTOS | WWW.MAISSANTOS.COM.BR

SILVIA BARRETO

Qual é o seu melhor lugar do mundo?

V

ivemos tão apressados que hoje em dia o abraço, considerado um gesto de afeto, não faz mais parte do nosso dia a dia. Ele foi substituído por telas dos celulares, agraciadas com mais toques e demoras do que os afetos dos tempos atuais. Mas, criando até um ar de #TBT na edição desta semana, pedi aos convidados o envio de lugares, momentos ou registros feitos em lugares considerados, naquele instante, o melhor lugar do mundo para cada um. Quantas gratas surpresas tive ao receber cada material

e reviver o momento especial e o click escolhido. Colecionar lembranças é sempre um alimento para a alma, que nos faz reviver cheiros, toques, comidas, paisagens enfim; é aquele capítulo da sua vida que merece, sim, voltar à tona. Portanto, o convite desta semana é conhecermos qual é o melhor lugar do mundo para nossos selecionados. Te convido também a fazer isso em casa, buscando em fotos antigas qual você escolheria para que faça da sua história, algo realmente inesquecível e que seja o seu melhor lugar do mundo, como uma extensão do paraíso.


MAIS SANTOS EMAIL: REDACAO@LIBERADOJUNIOR.COM.BR

REVISTA MAIS SANTOS | WWW.MAISSANTOS.COM.BR

SILVIA BARRETO

O melhor lugar do mundo é qualquer lugar no mundo onde vivo, amo e sou feliz. E todo dia agradeço esse mundo, que é a família que tenho nesse mundo. Estando juntos, qualquer lugar no mundo, vivo, amo e sou feliz. Ana Cristina, presidente da ASFAR acompanhada pelo esposo Airton e a filha Ana Carolina Valera

Tenho vários melhores lugares do mundo para citar: minha casa, o colo da minha mãe, dentro de mim mesma... mas, hoje, escolho a orla de Santos com o pôr do sol mais fantástico que eu conheço. É diante dele que eu encontro poesia e paz para recarregar minhas energias! Adriana Cocco e o esposo Gerson

Um dos melhores lugares do mundo, sem dúvidas é a Disney, lugar feliz e de renovação, onde toda família facilmente se diverte e recarrega as energias para encarar o dia a dia. É quase sempre o nosso local escolhido para férias. Fábio Sartori, Fundador do Grupo Sartori DHO com a esposa Silvia e seu filho Pedro


MAIS SANTOS EMAIL: REDACAO@LIBERADOJUNIOR.COM.BR

REVISTA MAIS SANTOS | WWW.MAISSANTOS.COM.BR

SILVIA BARRETO Tive a oportunidade e o privilégio de estar em vários lugares do mundo, lindos e inesquecíveis. Mas o melhor, onde quer que estivesse, era aquele que meu coração estava em paz, conectado com o que tenho de mais especial, minha família e minha fé... com certeza esse é o melhor lugar do mundo! Alessandra Lanza, empresária

GRATIDÃO O melhor lugar do mundo é com minha família, especialmente junto com meus 5 netos: Gabriel, Daniel, Felipe, Giuliana e Alexander, dos meus 3 filhos: Marcelo, Bettina e Alexander. O grande projeto de seus pais, assim como a família, é o projeto de Deus. São especiais à continuidade da família. Nossa herança! A união entre eles, com alegria e saúde é meu maior prazer. Quando estamos juntos, o amor está no ar. (Na foto) Estamos no aniversário de um sobrinho. É a oportunidade de sempre tirarmos fotos, marcando o momento é nossa história. Regina Chirico, Diretora e coordenadora da Escola Geração Futuro

Feijoada Calixto No próximo dia 25, das 12 às 14hs, acontecerá o delivery beneficente em prol da Associação de Amigos da Pinacoteca Benedicto Calixto. O Novotel estará preparando e entregando uma deliciosa feijoada, que servirá bem para duas pessoas. O valor é R$ 100,00. As encomendas devem ser feitas até o dia 23, via depósito bancário em nome da Pinacoteca. Atenção para os telefones de contato para receber mais informações: (13) 988520873 e (13) 99123 - 1993

Uma viagem inesquecível, em um lugar encantador. Marcelo Teixeira Filho, diretor da Unisanta e diretor geral da Santa Cecilia TV


MAIS SANTOS EMAIL: REDACAO@LIBERADOJUNIOR.COM.BR

REVISTA MAIS SANTOS | WWW.MAISSANTOS.COM.BR

SILVIA BARRETO

NOVO CICLO

A resposta para o lugar onde mais gosto de estar, seria: Conhecendo o mundo. Mas há uma condição especial p isso: Estar dentro de mim. Só quando estou focada no meu eu interior consigo aproveitar as belezas do mundo. Estar dentro de si é a melhor condição para estar em outros lugares. Letícia Henrique, Jornalista e Advogada

Momentos Felizes , sao muitos na nossa vida: com familia, amigos, viagens e na cultura: Vou destacar um momento feliz na minha exposiçao de Mandalas do Litoral, onde a Artista Plastica, e amiga Bel Braga, me honrou com seu prestígio. Foto: Juninho Janice Bifulco, artista plástica e Bel Braga, organizadora de Eventos Culturais

Amigos, parentes, clientes .... foram tantos abraços e demonstrações de carinhos, virtuais, que a alegria conferida nesta foto do advogado João Freitas não poderia ser diferente. A coluna registra aqui, também, os votos de parabéns por sua nova idade e que tenha um ciclo repleto de realizações, saúde e muitas felicidades!


PRÓPRIOS

A SUA DISPOSIÇÃO

13 99720 5941 Agende!

Baixe nosso APP DISPONÍVEL EM:

Responsável Técnico: Dr. Carlos Eduardo Pires de Campos CRBM:3.051 13 3225 2586 |

13 99647 9224

CELLULAMATER

Profile for Mais Santos

Hotelaria acelera retomada  

Hotelaria acelera retomada  

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded