Page 85

aromas prósperos Nome: Mônica Burgos

Número de funcionários: Todo o Grupo

Investimento inicial: R$ 8 mil no total.

Avatim conta hoje com 180 funcio-

R$ 4 mil de cada sócio.

nários, dos quais 135 pertencem à

Faturamento anual: Não informado

unidade fabril.

A vida tem reviravoltas. Surgem novas nuances e cores. No caso da empresária Mônica Burgos, novos aromas. Após 10 anos atuando como advogada, Mônica resolveu mudar e estudar moda no Rio de Janeiro. “No Rio, tive a oportunidade de conhecer a importância dos cheiros no mundo empresarial e, pesquisando sobre o assunto, enxerguei a lacuna no mercado”, lembra. A paixão pelo segmento foi tamanha que, ao retornar a Bahia, se tornou representante de uma marca de aromatizantes, se dedicando exclusivamente à sua venda. “Com seis meses vendendo unicamente na cidade de Salvador, um amigo me chamou para começar a fabricar meu próprio aromatizante. E assim aconteceu...aceitei o convite do amigo e hoje sócio Cesar Fávero, mesmo achando que poderia ser uma loucura trocar o certo pelo duvidoso, mas a vontade de fazer melhor, aprimorar, deixar mais bonito e com mais qualidade, soou aos meus ouvidos como uma valsa de Strauss. E tudo começou”, relata Mônica. Isso foi em 2002. Passados 12 anos, a Avatim se tornou

foto divulgação

uma potência nacional que nasceu no sul da Bahia. Desde 2010, com a implantação do sistema de franchising, foram abertas 47 unidades, das quais 11 lojas próprias. Hoje, está com seis lojas em processo de construção e a meta é chegar ao final de 2014 com 60 unidades e, até 2017, dobrar esse número, tendo 120 unidades.

Diariamente, ela lida com receitas, cujos resultados são deliciosos

linda do mar. Começamos pequenos, transformamos a casa de

pratos, mas para chegar ao estrelato, Daniela Façanha, proprie-

praia em pousada”, lembra. Estudante de letras e professora,

tária da pousada Morro dos Navegantes, em Ilhéus, não acredita

Daniela sempre foi amante da gastronomia. Se tornar chef de

em fórmulas. “Não existe receita para o sucesso. Não é como ba-

cozinha veio da necessidade de servir bem seus hóspedes. “En-

ter um bolo, existe muita força de vontade, trabalho e foco no ob-

tão mudei de estudante de letras para estudante de gastrono-

jetivo”, destaca. Antes de se tornar a pousada e restaurante Morro

mia, discípula Laurent Suaudeau”, destaca. Dinâmica, sempre

dos Navegantes, referendados internacionalmente, o local era

em busca de melhorias e novidades para o seu negócio, se sente

uma casa de praia onde costumava passar as férias com o marido.

orgulhosa por fazer parte do crescimento do sul da Bahia. “Fico

“Escolhemos Ilhéus, por sua imensa beleza natural e o lugar

muito feliz em saber que fiz a escolha certa e que somos pionei-

onde é o Morro dos Navegantes em especial por ter uma vista

ros e parte integrante deste crescimento”.

Cidadelle 85

Revista Cidadelle - Ed.03  
Revista Cidadelle - Ed.03  

Publicação de luxo voltada para a classe A. 10.000 exemplares auditados são distribuídos em Ilhéus, Itabuna, Itacaré, Porto Seguro, Salvador...

Advertisement