Page 59

Sofá Búzios

Percebi que aqueles troncos da minha infância, nos quais eu brincava, poderiam se tornar realmente móveis para gente grande

LIVING: De onde surgem as inspirações para suas novas criações? MONICA: Viajar e conhecer várias culturas e lugares. Sem dúvida, abrir a mente é muito importante, pois sempre volto mais criativa de minhas viagens. Volto diferente. Tem vezes que, quando chego, consigo ver uma forma mais inusitada de executar determinada peça. LIVING: De que maneira você acredita que a sua arte acrescenta na vida de quem a adquire? Você pensa nisso na hora de criar? MONICA: Sempre penso no que eu posso trazer de melhor nas peças. Eu recebo o cliente individualmente, explico o processo de trabalho, o comportamento da madeira e deixo claro o que ele está comprando. É importante sentir o seu estilo de vida e saber o que ele gosta. A partir disso vou à procura do melhor material e do design para o projeto ou móvel. LIVING: Há novidades previstas ainda para este ano? MONICA: Sim, estou executando uma coleção de luminárias que é um trabalho bem específico. Começarei a trabalhar novamente com a mistura de pedras e madeira, utilizando as pedras balinesas, e introduzindo aço corten em projetos maiores, como cozinhas gourmet e lavabos.

Mesas Garça

Lareira a álcool Construflama

Foto: Paulo Falcão/Divulgação

LIVING | ABRIL 2015

59

Profile for Revista Living

Revista Living - Edição nº45 - Abril de 2015  

Pés, para que os quero, se tenho asas para voar?

Revista Living - Edição nº45 - Abril de 2015  

Pés, para que os quero, se tenho asas para voar?

Advertisement