Issuu on Google+

Campinas SP Nilton Monteiro e Bruno Tiltscher

LINHA PROFISSIONAL

AÇO INOXIDÁVEL DESIGN MODERNO QUALIDADE E RESISTÊNCIA ALICATES TESOURAS Conheça PALITOS toda a PINÇAS linha! CORTADORES

www.apexcosmeticos.com.br .ape apexdistribuidora LAFI News | 21


22| LAFI News


CRAFT COLLECTION – ALFAPARF MILANO assinada pelo Eliabe Moreira, Diretor Artístico Alfaparf Group Brasil A palavra craft em Inglês serve para descrever um ofício, estando em algum lugar entre uma arte (o que depende de talento e técnica) e uma ciência (que se baseia no conhecimento). Por esse motivo a nova coleção da Alfaparf Academy se chama Craft Collection, uma coleção desenvolvida especificamente para a mulher brasileira fazendo uso de técnicas únicas, exclusivas e artesanais de corte e cor. Volta-se ao tempo onde não existia produções em massa e cada objeto portanto se tornava singular, é essa arte do artesão que a Craft Collection resgata e traduz em três propostas diferentes: • Unique: Assimétrico e sofisticado • Delicate: Andrógeno e sexy • Elegant: Linhas redondas e desconectadas

LAFI News | 23


24| LAFI News


LAFI News | 25


DeBRITO

Notícia quente. Chapa Vulcan. A primeira e única com 250ºC.

Mui t o quente. Secador Vulcan. Potência máxima: 2400 watts.

CHAPA VULCAN • Temperatura de 250ºC • Visor digital • Emissão de íons negativos • Bivolt Automático

SECADOR VULCAN • Potência de 2400W • Motor AC Vulcan V12 - Alta Rotação • Emissão de íons negativos • Nas voltagens de 127V e 220V

26| LAFI News

Q


dson Ereitas F

Entrevista

“Em primeiro lugar, pergunte a você se realmente ama o que faz. Este é o conselho, crucial em qualquer trabalho”

Q

uem já não ouviu falar de Edson Freitas (50 anos), o cabeleireiro que ganhou fama nacional ao ser convidado para participar do quadro “Transformação” no programa da Xuxa, na TV Globo. Ele agarrou a oportunidade com unhas e dentes e fez dela o seu grande trampolim de sucesso. Hoje, com 30 anos de profissão é proprietário de nove salões e dois centros de treinamento. Conhecido como o cabeleireiro das celebridades, tem na sua agenda nomes como de Vanessa Giácomo, Fabiana Karla e Eriberto Leão. Recentemente, Edson estreou participação

fixa no quadro “Vai dar Namoro”, no “O Melhor do Brasil”, da Rede Record, um dos programas de maior audiência da emissora. E é com o diretor técnico da rede Edson Freitas Hautée Coiffeur, o marido de Cristiane Freitas e pai de Adriano Freitas (30), Louize Freitas (20) e Sarah Freitas (10), a nossa entrevista desta edição. Ele nos revela um pouco da sua história de vida, da sua origem humilde, das dificuldades enfrentadas, da perda da mãe aos 12 anos e do início de uma carreira que o consagrou como um dos melhores profissionais da área no país.

LAFI News | 27


“O trabalho foi a principal constante na minha vida. Com 12 anos comecei a trabalhar na feira e já sustentava a casa”

LN -Edson, vamos começar falando um pouco sobre a sua infância... Tive uma infância humilde no subúrbio de Senador Camará, na zona oeste do Rio de Janeiro. Foi uma época de muito trabalho, em razão da perda precoce de minha mãe. Eu também não tive pai, pois ele nos abandonou quando minha mãe estava com apenas três meses de gestação. Por isso, o trabalho foi a principal constante na minha vida. Com 12 anos comecei a trabalhar na feira e já sustentava a casa. Aos 14 anos, era cobrador de ônibus e, com 15 anos, trabalhava como “marreco”, auxiliando clientes no supermercado a arrumar suas compras e levava seus carrinhos até os carros, no estacionamento. Aos 16 anos, trabalhei como guardião de piscina em um clube. Era o responsável pelo bom funcionamento da piscina do local, cuidando do tratamento da água, monitorando e orientando os usuários da piscina, etc. Aos 17 anos, decidi cortar o cabelo. E foi neste dia que me encantei, porque percebi o quanto aquilo mexeu com minha autoestima. Tive uma infância difícil e por causa disso que minha autoestima era baixíssima. O corte de cabelo me deixou mais bonito, vistoso, e assim pude ver que fazia toda a diferença! Foi assim, ao me olhar no espelho, naquele momento, que decidi o que queria fazer da minha vida. Principalmente porque concluí que, cortando cabelos, eu poderia ajudar a elevar a autoestima de outras pessoas. Acredito que esta atividade é essencial para a felicidade. LN - O que mais marcou esta época da sua vida? A morte de minha mãe, quando eu tinha apenas 12 anos, foi um fato que marcou muito a minha infância. Este fato causou muitas transformações em minha vida. Tive de amadurecer na marra e começar a trabalhar, por exemplo. Foi mesmo um divisor de águas em minha vida.

28| LAFI News

LN - Como foi que você se descobriu cabeleireiro? Aos 17 anos, quando entrei em um salão e um cabeleireiro fez o primeiro corte de cabelos da minha vida. Fiquei encantado com o ofício de cabeleireiro, ao ver o poder do corte de cabelos no visual de uma pessoa e o que aquilo é capaz de fazer pela autoestima. LN - O que mais chamou a sua atenção para que você optasse pela profissão? O poder do cabeleireiro em transformar para melhor a vida das pessoas. Isso aconteceu comigo e foi o principal motivo para a escolha da profissão. LN - Você lembra onde foi o seu primeiro trabalho que lhe proporcionou a grande oportunidade de sua vida? Lembro sim. Foi no salão de Walter Cabral, na Galeria Ritz em Copabacana, no Rio de Janeiro. LN - Nos seus primeiros trabalhos, quem foram suas “cobaias”? Muita gente! Parentes e pessoas da comunidade onde eu morava. Arranjar cobaias nunca foi problema...(risos) LN - Como foi a sua formação (onde realizou cursos, aperfeiçoamento...)? Trabalhei por três anos em Nova Iorque (EUA), fiz cursos na Académie Franck Provost, em Paris e na Toni & Guy, na Inglaterra. Na Espanha, estudei no Instituto Llongueras. E também fiz cursos na Wella na Alemanha. Todos os anos, nos meses de março e novembro, respectivamente, participo de cursos em Nova Iorque (EUA) e Londres (Inglaterra). No Brasil, fiz cursos no Senac.


LN - E hoje, como você se recicla? Realizo com frequência viagens a grandes centros de beleza, como Nova Iorque, Londres, Paris e Itália. Como profissional, estou sempre buscando as últimas tendências em colorações, cortes e tratamentos.

LN - Quanto tempo durou esta parceria? Seis anos.

LN - E depois da Xuxa, o que aconteceu com Edson Freitas? Fui fazer um quadro no programa Note e Anote de Ana Maria Braga na Rede Record. Em seLN - O quadro “Transformação”, o qual guida, atuei na TV Bandeirantes e desde o ano apresentou no programa “Planeta Xuxa”, foi passado estou no programa “O Melhor do Brao que lhe abriu portas? sil”, com Rodrigo Faro, exibido aos domingos Sim, com certeza. Foi uma parceria muito sau- na Rede Record. dável e produtiva. Tenho o maior carinho pela Xuxa, ela é uma pessoa maravilhosa, muito es- LN - Hoje você é um profissional reconhecido pecial. As participações no programa dela me e admirado por muitos. E o que vem chamanprojetaram para o mundo. do a atenção das pessoas é essa sua atitude de

“Aos 17 anos, decidi cortar o cabelo. E foi neste dia que me encantei, porque percebi o quanto aquilo mexeu com minha autoestima” LAFI News | 29


“As pessoas devem buscar aquilo que faz bem para elas, independente dos movimentos da moda”

Vanessa Giácomo

não ficar apenas para si o conhecimento adquirido nesses anos todos de profissão. Falenos um pouco desse método que você lançou e quem tem ajudado muita gente. O que é o D’Fato? Diante da dificuldade enfrentada por donos de salões de beleza à frente dos negócios, resolvi criar uma alternativa. O D´Fato é uma espécie de telecurso que ensina micro e pequenos empresários do setor a melhorarem a gestão de seus negócios. As vídeo-aulas foram gravadas em 60 DVDs. O conteúdo ensina desde a parte técnica do negócio, como o uso correto de equipamentos e os produtos mais indicados para cada tipo de cabelo, até a parte de gestão, que envolve controle de estoque, finanças e investimentos para expansão da empresa. Nos DVDs, ensino tudo aquilo que ‘apanhei’ para aprender em anos de prática. LN - A rede de Salões Edson Freitas Hautée Coiffeur , só tem crescido. Como está hoje e o que mais vem pela frente? Atualmente a rede Edson Freitas Hautée Coif­ feur conta com nove salões de beleza, todos situados no estado do Rio de Janeiro, Brasil. A grande novidade é a expansão internacional da rede. No momento, estamos visando Nova Iorque (EUA). Em maio (e farei isso todos os meses) estive na cidade americana realizando cortes durante 10 dias seguidos, no Carlos Lobo Salon (localizado na 46 W 56th St, New York, NY 10019). A intenção, neste momento, é conhecer o mercado e as demandas do público americano, para expandir nossa rede no local. E no Brasil, pretendemos expandir nossas franquias, inaugurando unidades também no Estado 30| LAFI News

Sthefany Brito

de São Paulo e em cidades da região Sudeste. Está prevista também, para este ano, a abertura de um novo centro técnico na região de Jacarepaguá (Rio de Janeiro, Brasil). LN - Sua esposa também atua na área? Sim. Inclusive a Cristiane é proprietária de um dos salões da rede Edson Freitas Hautée Coiffeur, localizado na Barra da Tijuca, no Condomínio Waterways. LN - Quantos empregos o Edson Freitas Hautée Coiffeur oferece? Empregamos atualmente cerca de 400 pessoas. LN - Você atende muitas celebridades. Poderia nos citar algumas delas? Vanessa Giácomo, Bruno de Lucca, Vitor Fasano, Polliana Aleixo e Sthefany Brito são alguns deles. LN - Quanto custa um corte no seu salão? Varia conforme a unidade da rede. Em média sai R$ 85. Se o corte for comigo, a partir de R$ 330. LN - O grisalho masculino está super em alta. O ator Reinaldo Gianecchini aderiu à moda e anda fazendo o maior sucesso. Você poderia nos falar dessa técnica? Acredito que o grisalho precisa ser muito bem dosado para não envelhecer a pessoa. Gosto bastante da técnica do reflexo invertido, que valoriza os brancos naturais do homem, sem causar o efeito de envelhecimento. Com o reflexo invertido, é possível escurecer boa parte dos fios brancos da cabeça, modulando o look. Ele é indicado para quem já tem uma quantidade


Rev3