Page 1

ISSN 1679-7620

Especial: E mais: Medida Provis贸ria dos portos

capa 272.indd 2

Embalagem Terceiros controlando terceiros

03/06/2013 17:43:09


anuncios 1 pagina.indd 2

23/05/2013 14:42:58


EDITORIAL

Hora de reclamar ou de agir?

F

ala-se muito, mas pouco é feito. Até quando? Vamos continuar colocando a “boca no trombone” até que um dia os gargalos melhorem? E eles acarretam muitos impactos na logística: mais estoques, mais pátios para estacionar caminhões; maiores despesas e, consequentemente, maior Custo Brasil, além de que estamos perdendo a competitividade com outras nações. A lição de casa precisa ser feita o mais rápido possível e a população, por sua vez, precisa exigir das autoridades a infraestrutura necessária para que o País cresça. Não podemos “deixar para lá”, reclamar sem cobrar ação dos governantes. A MP 595, ou MP dos Portos, como ficou conhecida, é um passo para eliminar os gargalos

Redação: Sylvia Schandert – MTb 32131 e Thaís de Paula – MTb 68655 Assistente: Débora de Andrade Conselho Editorial: Antonio C. Rezende, Eduardo Banzato, Eliane Oliveira, Kalid Nafal, Luiz Roberto Fonseca, Sidney Trama Rago e Wagner Salzano Colaboração: Alex Casado, Antonio Carlos Rezende, Carlos Santana, Cynthia Chiconi, Daniel Garcia, Dilson Campos, Fábio Regiani, Fábio Souza, Felipe Guimarães, Filipe Silva, Gilberto Pimenta, Guilherme Almada, José Carlos Rezende, Kalid Nafal, Luiz Fonseca, Mariana Picolo, Mauricio Lopes, Sidney Rago e Wagner Salzano Comercial: Alexandra Sicchieri

Boa leitura e até julho!

fale conosco

Para solicitar edições anteriores que não estiverem esgotadas: imam@imam.com.br. Assinaturas: imam@imam.com.br | Fone: (11) 5575.1400 | www.imam.com.br

www.revistaintralogistica.com.br

http://twitter.com/intralogistica

Publicidade: comercial@imam.com.br | Fone: (11) 5575.1400

a 1a revista de Logística, Movimentação e Armazenagem de Materiais, é uma publicação mensal. Registro no Cartório de Títulos e Documentos sob no 1086, em 16 de abril de 1980.

www.youtube.com/intralogistica

www.facebook.com/revistaintralogistica

Associado à

ISSN

1679-7620

não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados ou entrevistas. Não publicamos matérias redacionais pagas. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte do conteúdo desta revista poderá ser reproduzida ou transmitida, por qualquer meio e de qualquer forma, sem a autorização do Editor. O anunciante assumirá responsabilidade total por sua publicidade.

editorial 272.indd 3

encontre-nos na rede

Comentários, sugestões, críticas a reportagens, artigos e releases devem ser encaminhados a: Rua Loefgreen, 1400 - Vila Mariana 04040-902 | São Paulo - SP | e-mail: redacao@imam.com.br

Editoração e edição de arte: Kátia O. Gomes e Gabriele Freire dos Santos Circulação: Daniel Covo

dos portos. Apesar da correria – só passou pelo plenário do Senado horas antes de perder a validade – foram 53 votos a favor, sete contra e cinco abstenções. Ainda falta a aprovação da presidente Dilma Rousseff, que pode vetar trechos do que foi aprovado pelo Congresso. O que muda com a medida provisória e suas consequências você confere no artigo do especialista Marco Aurélio Dias, em reportagem que começa na página 52. Que venham os próximos passos! Outro destaque desta edição é o especial de Embalagens, que começa na página 31. Confira ainda as inovações internacionais para o segmento logístico (página 20) e os cases internacionais.

A Revista intraLOGÍSTICA é uma publicação do Grupo

28/05/2013 11:24:37


ISSN 1679-7620

Especial: ano 34 • número 272 • Junho 2013

E mais: Medida Provisória dos portos

ÍNDICE

Embalagem Terceiros controlando terceiros

capa 272.indd 2

Número 272 | junho 2013

28/05/2013 18:16:03

C A PA Embalagem

SEÇÕES 10 Mercado 20 Inovações em destaque 24 Mobilidade 30 Ideias e Dicas dos Consultores 58 Serviços Logísticos 60 Literatura Técnica 66 10 pontos sobre...

52

56

31 Para cada tipo uma aplicação 32 Papelão 34 Plástico 38 Metal 42 Madeira 44 Embalagens de proteção e acessórios

R E P O R TA G E N S

S É R I E S

6

Quarteirização logística

12 Logística pelo mundo

9

Informe Publicitário: Mevisa

16 Tecnologia da informação

26

Métodos de separação de pedidos

22 Segurança na MAM

48

ERP: Gerenciamento de ponta a ponta

28 Gestão da SCM

56

Modelo rápido de entrega

50 Transporte de cargas

57

Alternativa ao filme stretch

52 Infraestrutura logística

indice 272.indd 4

28/05/2013 19:17:58


uPaçã Perspectiva artística.

a

i

m

c

O

O

Uma escolha estratégica não pode esperar.

ediat

Estrada Sumaré, 334 - Sumaré/SP.

ABL: 43.000 m2 Módulos a partir de 1.100m2 • Pé-direito de até 12m • Piso com capacidade de até 8t/m² • Portaria 24 horas • Vigilância com circuito fechado de TV • Amplo estacionamento • Prédio de apoio • Vestiários • Jardinagem e manutenções em geral Imagem ilustrativa

• Serviço de limpeza

Acompanhe a Log Commercial Properties:

Comercialização: CREC I J 02.569

Fale direto com a Log:

facebook.com/LogCP twitter.com/LOGCPoficial youtube.com/logcommercialprope

anuncios 1 pagina.indd 1

Acesse pelo seu smartphone e saiba mais informações.

0800 400 0606

c ontato@log c p.c om.br

Commercial Properties

w w w.l ogc p. c om . br

23/05/2013 14:38:27


OPINIÃO

Quarteirização É cada vez mais comum termos terceiros controlando terceiros no desenvolvimento das atividades logísticas

A

logística empresarial tem se desenvolvido rapidamente nos últimos tempos, seguindo a mesma velocidade das transformações que tem ocorrido em todos os setores da sociedade. Lembro-me que há pouco mais de 20 anos, quando iniciei meus estudos e o desenvolvimento de minha carreira profissional na área de logística, existia uma dúvida estratégica colocada na mesa dos empresários que era justamente a questão da frota própria ou terceirizada. O tempo comprovou aquilo que os estudos na época já apontavam, ou seja, administrar uma frota de veículos é assunto para empresas de transportes e não para indústria de transformação. Assim o mercado partiu para ter6

ceirização de transportes intermunicipais e interestaduais. As empresas de transportes desenvolveram e os embarcadores focaram suas atenções a seus negócios específicos. Logo depois, no final do século passado, o próximo passo no setor de logística foi a terceirização das empresas de armazenagem. Até então as empresas de transformação, isto é os embarcadores, consideravam que armazenagem era assunto estratégico e que ninguém podia saber quais eram seus estoques. Mas essa idéia foi se perdendo no tempo. Os operadores logísticos foram surgindo com novas tecnologias e mostrando que podiam armazenar produtos com diferentes embarcadores com custos competitivos e com confidencialidade

na preservação das informações individuais de cada um. Atualmente o mercado de operadores logísticos no Brasil já é “adulto” e bem desenvolvido. Os melhores operadores utilizam WMS (“warehouse management system”, sistema de gerenciamento de armazéns) para gerenciar suas operações. Esse tipo de sistema apresenta elevados custos de aquisição e exige serviços de consultoria especializada para implantação, mas retornam com produtividade alta, excelente acuracidade dos inventários e confiança em processos operacionais complexos como por exemplo contagem cíclica, uso de coletores de dados para estocagem e separação (código de barras) dentre outros.

junho 2013

AF_anunc

inovaçoes na logistica.indd 6

28/05/2013 18:57:01


Praticamente todas as indústrias de transformação e comércio atacadista/varejista fazem uso de serviços desses operadores, seja buscando economia (redução de custos), seja buscando expertise e tecnologia profissional em movimentação de materiais. Dessa forma concentram suas energias no desenvolvimento e aprimoramento de seus próprios negócios. Olhando para evolução histórica podemos nos perguntar, então: • Os processos de terceirização em logística se esgotam ou será que ainda existem oportunidades para terceirizar novos processos? Olhando para dentro das organizações percebo que ainda existem atividades a serem terceirizadas. Vamos por partes. O movimento de terceirização das duas grandes atividades da logística que têm contato direto com o produto (o transporte e

a armazenagem) já está a todo vapor no mercado nacional, mas ainda tem o fluxo de informações que precisa ser melhor gerenciado. A complexa legislação brasileira exige que o transportador emita CTRC (Conhecimento de Transporte Rodoviário de Cargas), eletrônico ou não para NF emitida pelo embarcador (ou junção delas quando permitido). Isso gera uma quantidade monstruosa de documentos a serem conferidos e contabilizados, pois é nele que ocorre o cálculo do ICMS sobre o serviço de transporte, que pode ser creditado pelo embarcador quando opera na modalidade CIF. Ainda, o modelo de cálculos dos valores de frete é bastante complexo. Sendo o frete calculado através de uma grande quantidade de componentes, como frete-peso ad valores, gris, taxa de entrega, taxa de dificul-

vinicon

dade de entrega, taxa de restrição de trânsito, taxa de difícil acesso dentre outras especificas, torna-se necessário um sofisticado processo de conferência para assegurar que os transportadores estão tarifando corretamente, dentro do que foi acordado nas tabelas negociadas. Além disso, é preciso que os embarcadores tenham um registro altamente confiável sobre a NF que não foram entregues na primeira apresentação e exigem, então, uma renegociação ou ação para concluir a entrega (ou eventual retorno). Se não bastasse a conferência do cálculo do frete e o controle das ocorrências de entrega, como as transportadoras estão cada vez mais sobrecarregadas e os clientes cada vez mais exigentes nos seus requisitos para recebimento das mercadorias torna-se essencial medir o nível

®

Racionalização no transporte e armazenagem de produtos. • • • • • •

Redução do tempo e da mão de obra na carga e descarga. Container flexível multi way. Os containers flexíveis são dobráveis, ocupando pequenos espaços. Facilidade de estocagem em locais cobertos ou ao ar livre. Dimensões e capacidade: Consulte-nos. Assistência técnica em todo Brasil.

Grande São Paulo - Fone: (11) 2139-2888 | Demais regiões do Brasil: 0800 072 6789 e-mail: comercial@sansuy.com.br | www.sansuy.com.br AF_anuncio intralogistica vinicom.indd 1

15/05/2013 15:48:31

inovaçoes na logistica.indd 7

28/05/2013 18:57:09


de serviço de transportes que pode ser visto sob diversos ângulos: • Percentual de entregas no prazo; • Nível de avarias; • Nível de extravios e roubo de carga; • Etc. Essas atividades, para serem bem gerenciadas, exigem o uso de sistemas e tecnologias que estão disponíveis e são conhecidas no mercado como “transportation management system” (sistema de gerenciamento de transportes), ou simplesmente TMS. Mas a aquisição e implantação do TMS também exigem investimentos altos tanto na compra do software quanto nas inúmeras horas de consultorias especializadas na sua parametrização e implementação. Foi dentro dessa perspectiva de inovação que criamos do Bold

É necessário um sofisticado processo de conferência para assegurar que os transportadores estão tarifando corretamente os fretes Freight, uma empresa voltada à gestão de informações dentro da cadeia logística, ligando embarcadores e transportadores eletronicamente, e fazendo com que a troca de informações entre as duas entidades ocorra de forma ágil, sem erros e, acima de tudo, sem interferência humana. Isso confere segurança a todos os envolvidos, elimina possibilidades de fraudes das conferências manuais e integra os ambientes sistêmicos entre os embarcadores e os transportadores, evitando qualquer tipo de erro fiscal.

Para viabilizar o uso dessa tecnologia às empresas de médio porte, a Bold oferece seus serviços de gestão e seu TMS dentro de um modelo de negócios onde o embarcador paga somente custos variáveis, por NF gerenciada. A Bold não presta serviços de transporte e não tem caminhões. Armando Passeri é consultor e instrutor da IMAM Consultoria e sócio-diretor da Bold Freight

Você está satisfeito com seus cu$to$ de transporte? Invista em planejamento e

não somente na concorrência de preço.

Avalie seus padrões de custo (desempenho). Ganho mútuo: ganha o embarcador, ganha o transportador. Metodologia consolidada em mais

de 1.100 projetos.

Ganhos médios nos últimos 20 projetos: 10 a 15% dos custos de transporte.

www.imam.com.br | (11) 5575 - 1400

inovaçoes na logistica.indd 8

28/05/2013 18:57:45


informe publicitário

Investindo no futuro Empresa paulista investe em maquinário específico para produção de racks aramados

A

Mevisametal - que já trabalhava com reformas, compra, venda e locação de racks desmontáveis, mezaninos, estruturas porta paletes, paletes em aço e protetor de colunas, entre outros produtos – decidiu dar um passo em direção a um novo mercado e adquiriu maquinários com o objetivo de fabricar racks aramados e embalagens metálicas. O grupo Mevisa, do qual Mevisametal faz parte, também é composto pela Metalúrgica Vieira Santos, que trabalha com material elétrico e pela Log Color, empresa de pintura industrial. “A Mevisa trabalhava no início com materiais elétricos, mas começou a oferecer racks, mezaninos e agora entra no mercado de produtos aramados para armazenagem vertical como produtor, já que como vendedor, recebia muitos pedidos do produto. Faltava apenas o ferramental para iniciar a fabricação. Nossa ideia é expandir e fabricar todos os produtos da área de aramado. Para isso, alugamos mais um galpão”, explica Edison Costa, gerente de projeto. De acordo com Edison Rodrigues, gerente industrial, além de oferecer produtos de linha, a empresa proporciona soluções personalizadas. “Por isso, adquirimos um equipamento suíço de marca Schlatter que produz telas aramadas. A máquina tem alta performance e produz com muita qualidade. Pretendemos também produzir embalagem aramada para peças automotivas, cuja demanda é alta”, completa. A previsão do início da comercia-

lização dos novos produtos é para a segunda quinzena de junho deste ano. “Ainda estamos na fase de instalação de novo maquinário e treinamento. Falta mão de obra especializada, por isso estamos contratando”, comenta o gerente de projeto. Devido ao posicionamento da empresa em oferecer soluções e não apenas produtos, os colaboradores acabam auxiliando pessoas que entram em contato para pedir informações comerciais. “Há clientes que ligam dizendo que estão com a carga no chão e por isso necessitam de equipamentos para a pronta entrega. É importante. Temos vários projetos para atender

novos mercados mas falta tempo para colocar em prática. Apostamos as fichas no mercado de aramados. A expectativa é alta”, revela Edison Costa. “Temos representantes em todas as regiões do País e pretendemos atender outros países. Hoje a empresa está trabalhando em sua total capacidade e assim que estivermos instalados no novo galpão, já vamos produzir os novos produtos. O objetivo é ampliar e pulverizar, mas precisamos estar preparados”, disse Edison Rodrigues. O gerente industrial revela ainda que a empresa mantém estruturas porta paletes em estoque, “por isso nosso diferencial é a pronta entrega. junho 2013

mevisa.indd 9

9

28/05/2013 14:29:07


MERCADO Relação embarcador-cliente A GKO Informática lança a solução Confirma Fácil, que permite ao embarcador obter as informações de suas entregas em tempo real, com validade jurídica. O recurso promete estreitar a relação entre embarcadores e seus clientes de forma segura, além de obter a validade jurídica da comprovação de entrega por meio eletrônico do ambiente Sefaz. www.gkofrete.com.br | (11) 3086-2551

Bomba para extração de líquidos Para a extração eficaz de líquidos em tambores, a Yamada, representada pela Vibropac no Brasil, apresenta a Drum Pump, bomba pneumática acoplável a um sistema de tubos. Os modelos estão disponíveis em Polipropileno, PVDF (Kynar ®), alumínio e aço inoxidável que inclui um adaptador de 2” e 1 tubo de sucção com 800 mm de comprimento. www.vibropac.com.br | (11) 2108-5600

Nova geração de silos

Agilidade para granéis

A Kepler Weber, por meio do seu Centro Tecnológico Kepler – CETEK, está focada no desenvolvimento de novos produtos e inovações para a armazenagem e movimentação de grãos. A empresa apresenta sua nova geração de silos que tem a proposta de atender a necessidade de armazenar quantidades cada vez maiores e, ao mesmo tempo, garantir a segurança operacional e a qualidade do produto estocado.

A Raumak Máquinas oferece a empacotadora Automática Big Line. Com aplicações para produtos granulados e em pó, a Big Line conta com diversos recursos de adaptabilidade. Há opções de dois modelos de dosadores: um de rosca horizontal (Produtos Poeirentos) e outro de balança gravitacional (Produtos Granulados). www.raumak.com.br | (47) 3370-4540

www.kepler.com.br | (51) 3361-9600

Logística reversa é desafio para empresas A Mega Sistemas Corporativos disponibiliza um recurso customizado para empresas com diversos tipos de operação, como commodities, líquidos/químicos, fracionado/ lotação e operador logístico, que pode otimizar também as questões relacionadas à logística reversa. www.mega.com.br | 0800-770-6644

A logística que o seu serviço merece

Solução para indústria farmacêutica A Viastore systems fornece instalações turn-key de intralogística dos setores industrial e comercial e apresenta a solução de High Performance Picking System (HPPS) focada na distribuição de

Escolha ores trabalhad s temporário

medicamentos para a indústria farmacêutica e que consiste num sistema de separação de pedidos de alto desempenho e eficiência.

Okay ... Quem deixou a Doris responsável por pedir as novas cortinas do armazém?

10

mercado.indd 10

www.br.viastore.com | (19) 3305-4100

junho 2013

28/05/2013 10:53:02


Open house

Prêmios em movimentação de materiais

A BMC - Brasil Máquinas de Construção promoveu o “Open House”, ação que tem por finalidade apresentar toda a gama de máquinas e serviços oferecido aos seus clientes, parceiros e convidados. O encontro acontece simultaneamente em várias unidades da empresa como São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Bahia.

A Crown Equipment Corporation recentemente ganhou dois prêmios em eventos internacionais do setor, incluindo um projeto para concessão de segurança na Exposição Internacional de Movimentação de Materiais (IMHX) na

www.empilhadeirashyundai.com

Inglaterra e o melhor produto para

| (11) 3036-4000

2013 na Logimat, exposição anual de intralogística na Europa. www.crownbrasil.com |

Contrato com aeroporto internacional A Beumer Latinoamericana Equipamentos firmou contrato com o Aeroporto Internacional de Viracopos, para projetar e instalar um sistema de manuseio de bagagens que pertence à Fase 1 do projeto do aeroporto, cujo objetivo é oferecer, futuramente, instalações de última geração com capacidade para processar 4.200 bagagens por hora e atender a 14,5 milhões de passageiros por ano.

(11) 4585-4040

Nova linha de veículos A Iveco forneceu 158 veículos Stralis

www.beumergroup.com | (19) 2129-1700

ao Grupo Bom Futuro, produtor de soja de Mato Grosso. A operação também revela, por outro ângulo, a complexidade das operações logísticas dentro das propriedades rurais que posicionam o Brasil como uma verdadeira potência do agronegócio mundial. www.iveco.com.br | 0800-704-8326

Balança com recursos de computador

Melhores índices e premiação

A Toledo do Brasil oferece a Prix 6 Touch, balança características bem parecidas com alguns eletrônicos modernos, como processador de 1,5 GHz, memória de 2 GB, HD de 320 GB, sistema operacional Windows Embedded, comunicação wireless e displays LCD. Há também a opção da Prix 6 com display tradicional para o operador, contando também com visualização de imagens e mensagens.

No mês do seu 20º aniversário, a Tolentino Engenharia recebeu o Prêmio de Melhor Representante Still do Brasil em 2012. Esta foi a 4ª vez que a Tolentino recebeu o Prêmio, o qual é conferido ao representante ano obteve os melhores índices de vendas. O prêmio foi entregue durante a Convenção anual da Still, realizada na sua nova e moderna fábrica de Indaiatuba (SP).

www.toledobrasil.com.br | (11) 4356-9000

www.tolentino.com.br | (81) 3441-5629

Novas portas seccionais A Rayflex está fornecendo cerca de 50 portas automáticas (entre Seccionais e rápidas RP) para a nova unidade industrial e centro de distribuição da Kimberly-Clark em Camaçari (BA). As portas Seccionais são resistentes, de operação silenciosa e têm abertura do tipo vertical. www.rayflex.com.br | (11) 4645-3360

junho 2013

mercado.indd 11

11

29/05/2013 10:56:30


LOGÍSTICA PELO MUNDO

Separação com qualidade Sistema de separação garante que cada embalagem chegue sempre ao cliente correto

O

serviço ao cliente é a base de qualquer negócio. Se os pedidos não são acurados, as chances dos clientes comprarem em outro lugar são altas. Por isso, o comércio por catálogo da Swiss Colony, empresa estabelecida em Winsconsin, nos Estados Unidos,

12

baseia-se na certeza que os itens na embalagem de um cliente correspondem exatamente ao que foi pedido. Com sistemas automatizados de impressão e aplicação de etiquetas de identificação, é importante prestar total atenção para que a etiqueta correta do cliente seja colocada na embalagem certa. Uma pequena falha no processa-

mento da etiqueta pode tirar centenas de pedidos da sequência. Para assegurar que os sistemas de identificação sejam acurados, a Swiss Colony emprega o processo Match Code nas suas instalações de distribuição em Madison (Wisconcin) e em Dwitt (Iowa). As operações usam leitoras a laser da Accu-Sort Systems

junho 2013

Logistica pelo Mundo swiss.indd 12

28/05/2013 15:24:08


para ler do código de barras. A Precision Drive & Control de Monroe foi a projetista e integradora desse sistema de controle.

O dado é fato? Um exemplo do processo Match Code pode ser visto em ação na instalação de Dewitt, Iowa. Para iniciar o atendimento de pedidos, uma etiqueta com código de barras é colocada nas caixas do pedido antes de iniciar a separação. Isso identifica que a caixa com o pedido de um determinado cliente e que está pronta para passar no equipamento de leitura e endereçá-la para as zonas de separação. Uma vez concluída a separação, cada caixa é encaminhada para uma linha de embalagem onde esta é selada e uma etiqueta com o endereço do cliente que também contém um código de barras é impressa e automaticamente aplicada no topo da caixa. A embalagem então passa por uma leitora que faz a leitura da etiqueta com código de barras colocado na lateral da caixa no início do processo de separação. Mais uma vez, essa etiqueta identifica aquela caixa com o pedido de um determinado cliente. Ao mesmo tempo, uma leitora interpreta os dados impressos em código de barras na etiqueta do cliente que

Leitora a laser da Accu-Sort Systems

O processo correto assegura a separação e a entrega do produto ao cliente foi colocada na caixa pelo sistema de impressão e aplicação. O sistema compara internamente os dados. Se as duas leituras não forem correspondentes, o sistema alerta o WMS de que existe um problema que necessita de correção. A vantagem desse projeto é que ele não precisa de PLCs (“programmable logic controller”, controlador lógico programável) externos para executar as funções do Match Code. Toda tecnologia necessária para a operação está dentro da leitora laser Axiom. O sistema oferece leituras altamente precisas de caixas espaçadas a apenas 7,5 a 10 cm uma da outra, sendo que a leitora é capaz de ler código de barras a até 1,80 m de distância. Usando o sistema Match Code, a Swiss Colony assegura que suas operações de identificação com etiquetas são totalmente precisas, processo que exigiria um grande número de colaboradores para inspecionar manualmente. Além das funções do Match Code, as leitoras são usadas em grande quantidade nas operações para outros processos. Alguns modelos são instalados em transportadores contínuos para escanear caixas em desvios para linhas de separação e também são usadas para uma função de verificação do peso, assegurando ainda mais acuracidade do pedido. Outras leitoras também são empregadas próximas da expedição para confiabilidade na leitura do código de barras da caixa para uma classificação antes da expedição. junho 2013

Logistica pelo Mundo swiss.indd 13

13

junho 2013

13

28/05/2013 15:24:15


ALUGUE UM GALPÃO MODULAR COM A GLP.

AG mu 18, pos ma

GLP GUARULHOS, GLP CAMPINAS e GLP RIBEIRÃO PRETO. As melhores opções de condomínios logísticos em São Paulo.

GL

GLP CAMPINAS

GLP RIBEIRÃO PRETO

GLP CAMPINAS - módulos de 1.200 m2 a 36.800 m2 178.609 m² DE *ABL - Rod. Anhanguera, km 104

GLP RIBEIRÃO PRETO - módulos de 1.050 m2 a 17.600 m2 64.453 m² DE *ABL - Rod. Anhanguera, km 317,5

GALPÕES CROSS DOCKING

PÉ-DIREITO LIVRE DE 12 m

LOCALIZADO NA ANHANGUERA C/ DOM PEDRO

Comercialização GLP Campinas:

(11) 5185.4688

industrial@cbre.com.br

CONDOMÍNIO COM ESTRUTURA COMPLETA

SPRINKLERS INSTALADOS (CATEGORIA J4)

MEZANINO SOB DEMANDA

Comercialização GLP Ribeirão Preto:

(11) 3504.1504 | (16) 3977.4400 glp@fortesguimaraes.com.br

GLP 432.3

VIA PRIV NA

OUTROS CONDOMÍNIOS LOGÍSTICOS GLP - LIGUE: (11) 3500-3700 • C o n f i n s • E m b u d a s A r t e s • G r a va t a í • I m i g r a n t e s • I r a j á • Pa v u n a • S. B. d o C a m p o

0000_GLP_AD_REV_INTRALOGISTICA_410x275.indd 1 anuncios 1 pagina.indd 5

29/05/2013 10:11:57


A GLP é um dos principais fornecedores de condomínios logísticos do mundo, com 506 empreendimentos em 206 parques logísticos, somando 18,3 milhões de m². Os GLPs Guarulhos, Campinas e Ribeirão Preto possuem galpões modulares e build-to-suit, com amplo pátio de manobras e pisos com resistência de 6 t/m2.

www.glprop.com.br

GLP GUARULHOS

m2

Disponível para locação imediata 100% locado

*Área Bruta Locável

Previsão de entrega: julho de 2013

GLP GUARULHOS – módulos de 7.300 m2 a 77.000 m2 432.347 m² DE *ABL – Rod. Presidente Dutra, km 207 VIADUTO PRIVATIVO NA RODOVIA

PÉ-DIREITO LIVRE DE 12 m

LOCALIZAÇÃO ESTRATÉGICA

MEZANINO SOB DEMANDA

Comercialização GLP Guarulhos:

(11) 3323-0000

industrial@colliers.com.br

24/05/13 18:38 anuncios 1 pagina.indd 5

29/05/2013 10:12:48


série

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO | 4ª parte

100%

de disponibilidade A UEL, situada em Lichfield, Reino Unido, responde à demanda de quase triplicar com o Slim4

A

UEL tem visto a demanda por seus produtos quase triplicar em menos de cinco anos, em especial no último ano. O aumento dos pedidos colocou uma enorme pressão sobre a disponibilidade de peças. Com isso, a empresa foi forçada a perceber que seu controle de estoques e gerenciamento de processos estavam aquém da meta e que

16

Serie TI_4 parte.indd 16

sua gestão de estoques não era tudo o que poderia ser. A UEL é designer, desenvolvedora e produtora de uma gama de motores de rotação para propulsão do tipo Wankel de alta qualidade, leves, para pequenos e médios veículos aéreos não tripulados (UAVs). Seus principais clientes são os especialistas em produzir aviões, cujos clientes destes são as próprias forças armadas. A guerra moderna e o sucesso dos

UAVs levaram a uma mudança radical no pensamento estratégico dos líderes militares. Há também um crescente apelo para o uso civil dos UAVs no controle das fronteiras, inspeção de dutos de óleo e outras atividades de vigilância que combinam com a reputação dos motores da UEL: excepcional relação potência-peso, baixa vibração, alta confiabilidade e baixa manutenção. “Nós estávamos em uma situação

junho 2013

28/05/2013 11:53:29


de demanda maciçamente crescente de peças e aumento dos níveis de estoque, com pouca melhora do nível de serviço”, diz Nathan Bailey, gerente de Operações da UEL - situação ajudada pelo programa de desenvolvimento agressivo da empresa, que estava atraindo a atenção de mais potenciais clientes.

Demanda irregular A UEL é uma clássica cadeia de suprimentos de campo minado: a demanda irregular, manutenção imprevisível, requisitos aleatórios, os clientes de alta visibilidade exigindo mais e mais material, mais de 24 semanas de lead-time de materiais e falta de cronograma de processamento voltada para o planejamento. Já estava visível: com muitas cargas nas instalações logísticas da UEL, a sua abordagem reativa significava que a empresa estava se esforçando para manter o ritmo, e todos os pon-

teiros indicavam que ela estava em curso para se tornar uma vítima do seu próprio sucesso com o aumento da demanda colocando ainda mais pressão sobre os seus sistemas.

Sinergia Foi quase por acaso que a empresa conheceu o Slim4, ferramenta de previsão e gerenciamento de estoques da Slimstock. Com o objetivo de ser uma solução completa de planejamento de estoques, o programa tem um histórico de reduzir os níveis de estoque em até 30%, melhorando os níveis de serviço. Nathan e sua equipe descobriram uma sintonia quando questionaram especialistas da Slimstock em gestão de estoques em uma feira comercial: em três meses, o Slim4 foi instalado, começou a funcionar e fazer sérios progressos na questão da disponibilidade das necessidades da UEL. “A decisão de instalar o Slimstock e contratar a

Slim4 foi um pressentimento. Parecia a coisa certa e se provou ser isso. Fomos de uma situação de dor de cabeça para outra na qual a disponibilidade é agora perto de 100% - e onde 100% de disponibilidade salva vidas. Essa é uma meta que vale a pena buscar”. Os benefícios do Slim 4 são simples, mas eficazes. Tomando os números de vendas dos últimos 24 meses e classificando-os em grupos de demanda clara, o programa calcula uma previsão de vendas para até um ano de antecedência.

Foco no nível de serviço Com base no nível de serviço definido pela logística e os parâmetros de compras, incluindo o estoque real, pedidos em quantidades mínimas e econômicas, prazos e outros, os níveis de estoque de segurança e níveis futuros podem ser previstos - como regra geral, e a um grau bem preciso. Estabelecer a verdadeira extensão da situação

junho 2013

Serie TI_4 parte.indd 17

17

29/05/2013 10:16:33


DVDs treinamento SUPPLY CHAIN MANAGEMENT GERENCIAMENTO DA CADEIA DE ABASTECIMENTO VID093 – 32 minutos

0,00 R$15

Este vídeo aborda o gerenciamento da cadeia de abastecimento e seu impacto em três empresas: na Hewlett Packard, onde os custos de inventário estão diminuindo através do gerenciamento da cadeia de abastecimento.

ARMAZENAGEM DE CLASSE MUNDIAL VID083 – 23 minutos

0,00 R$10

O vídeo “Armazenagem de Classe-Mundial” é uma turnê virtual dos melhores centros de distribuição e armazenagem nos EUA, Europa e Japão. O vídeo apresenta visualmente as melhores práticas em recebimento, estocagem, separação e expedição.

Adquira já! Tel.: (11) 5575-1400 www.imam.com.br

A nossa equipe da Consultoria está a disposição para esclarecimentos e apoio na implementação.

Aviões não tripulados (UAVs) utilizam motores da UEL

da UEL tornou-se a prioridade: os processos de previsão interna da cadeia de suprimentos e gestão de estoques, além de melhorar questões externas da cadeia trazem confiabilidade no fornecedor e engajamento do cliente. Nathan afirma: “O maior resultado único para a UEL é a capacidade de identificar problemas com antecedência: em vez de números não monitorados de ordens pontuais de compra, temos agora uma estratégia de compra planejada, distribuída por 12 meses”.

tes, análise de tendências, uso de um gatilho para compra pró-ativa, reduzido o número de ordens de compras. Além disso, automatizando o processo de planejamento para todos os itens regulares - no caso da UEL, cerca de 90% de todo o estoque - mais tempo pode ser dedicado a gestão de exceções e compras. “Sermos pequenos e relativamente compactos nos torna capazes de tomar decisões em tempo real. Isso nos deu a melhor base para progredir”, afirma Nathan.

Previsão da demanda

Resultados da implementação

Com base na demanda real, número de SKUs em torno de 3.000, e tendo em conta a demanda real e prevista, o desequilíbrio de estoque da empresa foi rapidamente exposto. O Slim4 destacou muitos itens de estoque obsoleto, com 50% do restante classificado como tendo demanda “irregular” (a demanda real provou ser exatamente como previsto!). O primeiro lote de resultados apontaram para superpopulação de 48% dos itens. Além disso, 20% se revelaram mais propensos a sair do estoque em semanas - situação que não poderia continuar. Mesmo admitindo que as ordens de compra pendentes chegaria no dia seguinte, o nível de serviço foi calculado em menos de 80% , fator que chamou a atenção para as questões que precisavam ser resolvidas.

Os primeiros benefícios que o Slim4 provou ter foram sua leveza, fácil implementação e adaptação ao ERP existente na empresa. A “facilidade de uso” possibilitou uma ampla aceitação do software pelo pessoal da UEL. No calendário de implementação em larga escala, o prazo era de trinta dias, mas os dados eram bons e disponíveis desde o primeiro dia, rapidamente demonstrando que itens necessitavam de atenção e de input, e identificando quais as melhores formas para reduzir o estoque atual e obsoleto. Os níveis de estoques permanecem nos mesmos patamares em que estavam antes do Slim4, mas com volume de negócios três vezes superior do que antes, o verdadeiro impacto do programa é posto em foco. A disponibilidade - para o alívio das forças de vendas - é alta, acima e 90%, mesmo mantendo o ritmo com a introdução de novos motores. Não só por isso, mas as visitas de segurança à fábrica de Lichfield por interessados em adquirir os motores caíram de pelo menos uma vez por mês para zero. Em grande parte graças ao Slim4. A IMAM Consultoria implementa o Slim4 no Brasil.

Benefícios do estoque Os benefícios foram inteiramente conforme especificado no briefing inicial: mapeamento claro do uso do estoque, a precisão da previsão e eficiência de compras, maior controle de estoque e melhoria dos níveis de serviço aos clientes. Valor também foi obtido a partir de categorização de componen18

Serie TI_4 parte.indd 18

junho 2013

28/05/2013 11:53:43


anuncios 1 pagina.indd 4

23/05/2013 14:44:31


INOVAÇÕES EM DESTAQUE

Supressão de pó

Separação de pedidos

O sistema DSH – Dust Supression Hopper (Moega Supressora de Pó) é suspenso sob um ponto de carga. A medida que enche, um agitador ajuda a extrair o ar do produto que está sendo transferido. No ponto de carga, a moega concentra a descarga dos materiais a granel secos como uma coluna rígida, conduzindo a carga ao destino de repouso.

Os sistemas de separação por luz automatizam a preparação dos pedidos dos clientes com rapidez e eficiência. Eles conseguem uma enorme compressão da estocagem e reduzem os tempos de caminhada e de separação dos pedidos. A SSI Schaefer, a Graz e a Neunkirchen desenvolveram duas variantes: o i-Pick e o pick@work. www.ssi-schaefer.com.br / (19) 3826-8080

www.resultaltda.com.br / (11) 3744-3948

Embalagem sob demanda

Porta com vedação

A Mity-Lite produz cadeiras e mesas leves. Quando a empresa decidiu melhorar a eficiência, cada método e ferramenta foram avaliados em relação a três fatores-chave operacionais determinantes: qualidade, entrega e custo. Em seguida, instalou um sistema de embalagem sob demanda da Packsize para otimizar a embalagem para transporte.

A Hörmann concluiu a instalação no Reino Unido de seu novo sistema Dobo que permite aos caminhões estacionarem em uma baia de carga na doca antes de abrir as portas traseiras. Fornecido para a empresa farmacêutica Teva, em suas instalações de Eastbourne, as docas de carga e descarga aumentam a segurança e reduzem a perda de calor pelas portas.

www.packsize.com / +1 801-944-4814

www.hormann.com.br / (11) 3053-9353

20

junho 2013

Inovações internacionais.indd 20

28/05/2013 10:57:24


Empilhadeiras com RFID

Protetor de paletes

A Mitsubishi Caterpillar Forklift America (MCFA) oferece um novo sistema de navegação para o mercado norteamericano. O sistema utiliza RFID (“radio frequency identification”, identificação por radiofrequência) para controlar as empilhadeiras equipadas com um sensor por um corredor muito estreito dentro dos armazéns.

O pointGUARD, protetor plástico de paletes patenteado pela United Pallet Services, foi criado para reduzir danos aos paletes que também podem ser causados pela empilhadeira em áreas de alto impacto. O produto proporciona durabilidade, além de ser mais adequado a ambientes fechados.

www.mcfa.com / +1 713-365-1000

www.unitedpalletservices.com / +1 209-538-5844

EMPILHADEIRA GLP

EMPILHADEIRA DIESEL COMPACTO

RK

O

CF

TE

EMPILHADEIRA DIESEL

Para comprar ou alugar, consulte-nos Loja da Fábrica no Brasil

Inovações internacionais.indd 21

São Paulo - SP. Tel.: 55 11 2615-2777 - 2615-3777 contato@tecfork.com.br - www.tecfork.com.br junho 2013 21

28/05/2013 10:59:45


série

segurança na mam | 14ª parte

Avarias e defeitos Conheça as principais causas de problemas nos cabos de aço

E

sta série já abordou diferentes causas de rompimentos e rupturas nos cabos de aço, alertando para a segurança de se trabalhar com equipamentos em boas condições. Nesta edição, encerra-se o assunto “problemas com cabos de aço”. A partir de julho os destaques serão para a segurança com outros equipamentos da movimentação e armazenagem de materiais.

Avarias provenientes da polia Se um cabo de aço entrar em uma polia com um ângulo de desvio, ele tocará primeiro no rebordo do canal. Em seguida ele parcialmente rolará e escorregará no fundo do canal. Este mecanismo torcerá o cabo, levando aos problemas de torção descritos nas 22

serie seguranca.indd 22

edições anteriores. Também levará ao aumento do desgaste na superfície do cabo de aço e no rebordo da polia. Tanto a torcedura quanto o desgaste podem ser reduzidos com a lubrificação do cabo de aço e abrindo-se a garganta do canal (por exemplo, 60°). Ao contrário do que se pensa, o risco do cabo de aço escapar da polia é menor em um ângulo da garganta de 60° do que em um de 45°. Uma polia apertada ou emperrada pode criar gaiolas de passarinho ou deformar seriamente os fios ou pernas externas do cabo de aço. Em geral é formada martensita na superfície do cabo. Se, por outro lado, o diâmetro do canal for muito maior que o diâmetro do cabo, o canal não apoiará o cabo suficientemente e criará uma pressão local muito alta, levando a falhas prematuras do cabo.

Se uma extremidade longa de um fio externo rompido se enganchar e for dobrada ao longo das pernas vizinhas, ela facilmente será apanhada entre o cabo de aço e a polia provocando avarias por entalhes. Isto é especialmente relevante para cabos com torceduras de fios paralelos onde as pontas expostas dos fios são sempre longas. Marcas negativas nos canais da polia podem ser criadas por diferentes mecanismos. Se, por exemplo, a circunferência da polia no fundo do canal for um múltiplo da distância da perna na condição curvada do cabo, durante cada giro da polia, os mesmos pontos do canal serão atingidos pelas coroas da perna, enquanto que as zonas vizinhas não serão sujeitas a desgaste. Uma indicação deste mecanismo é a deposição de lubrificante em inter-

junho 2013

28/05/2013 11:29:30


valos regulares nos rebordos da polia. Variações contínuas da carga levam a variações contínuas no comprimento da torcedura. Por isso, os cabos com cargas variáveis são menos propensos a produzir marcas negativas. As marcas normalmente não danificam o cabo que as criou. Contudo, um cabo novo será danificado pelas marcas, mesmo se ele for do mesmo tipo. As marcas nem sempre podem ser evitadas, mas podem ser postergadas através do endurecimento dos canais. A lubrificação e o leve giro do cabo também ajudam a evitar a formação de marcas negativas. Ao contrário dos cabos de aço convencionais, os cabos estampados não possuem coroas e vales e portanto geralmente não criam marcas negativas.

Avarias provenientes do tambor Os tambores à esquerda devem operar com um cabo torcido à direita. Os tambores à direita devem operar com um cabo torcido à esquerda. A violação desta regra pode levar a avarias por torceduras ou avarias estruturais no cabo de aço. Em um tambor com múltiplas camadas de canais especiais, as zonas de cruzamento são dispostas em paralelo ao eixo do tambor. Se o padrão de desgaste indicar que as zonas de cruzamento são inclinadas, o diâmetro do cabo ou é muito grande ou muito pequeno em relação ao passo do tambor. Nestas condições, o cabo sempre cruzará um pouco antes ou um pouco depois a cada volta consecutiva. Se o ângulo de desvio do cabo em relação à ranhura do tambor for muito grande, o cabo ou será puxado contra uma volta vizinha ou contra o rebordo do canal do tambor. Nos dois casos, a superfície do cabo será danificada. As avarias provocadas por bobinamento de múltiplas camadas podem ser reduzidas com o uso de cabos com tor-

cedura de fios paralelos e pernas externas compactadas. Os cabos estampados são particularmente adequados. No bobinamento de múltiplas camadas, os tambores com ranhuras tipo Lebus provaram ser muito superiores aos tambores com ranhuras helicoidais. No bobinamento de múltiplas camadas, é essencial uma boa pré-tensão das camadas inferiores do cabo no tambor. A falta de pré-tensão pode levar a sérias avarias no cabo de aço. No pior caso, o cabo poderá ser puxado entre as camadas inferiores durante o levantamento. Durante o abaixamento da carga, o cabo poderá não desenrolar do tambor e assim inverter o movimento da carga. Sob alta tensão, um cabo tende ser o mais redondo possível. Sem carga, um cabo pode ser deformado e achatado com muito mais facilidade. Consequentemente, as camadas superiores altamente tensionadas danificarão seriamente as camadas inferiores afrouxadas (e portanto vulneráveis). Se for aplicada uma carga em um cabo de aço, ele ficará mais longo. Por consequência ele escorregará nas primeiras voltas do tambor, gerando desgaste no cabo e no tambor. Se a carga for sempre aplicada no mesmo local, o desgaste se concentrará em um ponto. O encurtamento do cabo (pontas no tambor) ou o alongamento do cabo distribui o desgaste e complica a situação. No bobinamento de múltiplas camadas, pequenas diferenças de diâmetro entre dois cabos podem contribuir para diferenças consideráveis de comprimento enrolado em dois tambores idênticos. Por isso, cabos de aço que operam juntos devem ser pedidos em “pares casados”. Eles só devem ter pouquíssima diferença de diâmetro.

Outros fenômenos • Pelotas de sulfito de manganês na estrutura dos fios são extremamente duras e não se deformam no processo de trefilação dos fios. Em

geral elas aparecem na superfície dos rompimentos por fadiga, pois os fios tendem a apresentar defeito nas seções já enfraquecidas por estas inclusões. • A zona de fratura de um fio destruído por grave flexionamento (fadiga com ciclos muito baixos) é parecida com uma madeira rachada. • A superfície da fratura de um fio destruído por pura torção é parecida com um velho disco de vinil de 33 rpm.

Defeitos na geometria • A formação de laços pode ser (mas também não necessariamente pode ser) provocada por vão livre insuficiente entre os fios na perna. A falta de vão livre evita que estes fios se movimentem em relação aos seus vizinhos, provocando sobrecarga e escoamento. • Se o diâmetro da alma de aço do cabo for muito pequeno, as pernas externas não terão espaço livre suficiente e ocorrerão entalhes entre as pernas. A falta de vão livre reduz consideravelmente a vida útil por fadiga do cabo. junho 2013

serie seguranca.indd 23

23

28/05/2013 11:29:49


MOBILIDADE Coletores de dados A Honeywell Scanning & Mobility forneceu, ao Porto Itapoá, fornecer coletores de dados via radiofrequência e computadores móveis das linhas LXE MXX e VXX, que compõem o projeto de automação de operações e movimentação no cais. Ideais para o trabalho por longo período em campo, devido à qualidade de suas baterias de lítio-ion. www.honeywellaidc.com.br | (11) 3584-8222

Plataforma para lojas virtuais O decreto 7.962 estabeleceu regras mais rígidas para as lojas virtuais. Entre as principais exigências, todo site deverá exibir em local visível o CNPJ da empresa ou CPF do responsável, bem como endereço físico da loja ou email para contato. Uma alternativa para se adequar é a plataforma Loja Integrada que atende as regras e oferece serviços gratuitos.

RFID integrado A Intermec oferece os coletores de dados da Série 70 que são integrados por um leitor RFID, ampliando a performance do produto. Além disso, também disponibiliza a linha de portáteis CK3, que são portáteis e tem diferenciais como robustez e alto desempenho, características essenciais para os processos logísticos. www.intermec.com.br | (11) 3711 6770

Nota Fiscal Eletrônica O projeto piloto para Nota Fiscal Eletrônica para o Consumidor Final (NFC-e) está em pleno vapor nos estados do Maranhão, Acre, Sergipe, Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte. Este arquivo digital é o início da substituição da impressão de cupom fiscal, determinação da Secretaria da Fazenda (Sefaz), que entrará em vigor aos poucos em todo

Sistema de gerenciamento O novo sistema de gerenciamento de frotas e de acesso aos motoristas TruckLOG Generation 5 oferece muitos novos recursos. A interface do controle de acesso dos motoristas Smart Card oferece um controle de acesso flexível para motoristas e departamentos definidos. www.davisderby.com | +44 (0) 1332-227517

o território nacional.

Balcão de fretes eletrônico O Sascar Caminhoneiro, solução inovadora desenvolvida pela Sascar especialmente para o caminhoneiro autônomo, oferece um novo pacote de vantagens e assistência personalizada. Agora, o serviço passa a incluir acesso

Cadeias de suprimentos do futuro As cadeias de suprimentos do futuro serão de redes entrelaçadas com base nas respostas às mudanças da oferta e demanda à medida que forem ocorrendo e não depois dos fatos. As exceções das transações e embarques são comuns, por isso as empresas devem ser capazes de se responsabilizar por estas variáveis, permitindo uma cadeia de suprimentos pró-ativa. www.inboundlogistics.com | 212-629-1560

24

gratuito ao serviço de balcão de fretes, que viabiliza mais oportunidades de negócios para o caminhoneiro.

Câmeras industriais de conexão direta A Cognex Corporation lança uma série de câmeras industriais Cognex (CIC), uma nova linha de câmeras digitais industriais GigE Vision® projetadas para integração fácil com software de visão VisionPro® e CVL®. Os quatro primeiros modelos são compactas (29mm x 29mm)

H ID N

Nós Com a no ou o capa sust prot econ

monocromáticas de varredura por área.

junho 2013

BEU_SH_ Mobilidade.indd 24

28/05/2013 11:37:58


Sistema Ponto a Ponto moderniza pagamento de pedágio O projeto Ponto a Ponto é uma iniciativa do governo do estado de São Paulo que tem como objetivo atuar de forma mais justa na cobrança de pedágios, permitindo que os motoristas paguem por trecho percorrido. Para colocar esta ideia em prática, a Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) integrou um projeto piloto que contou com tecnologia de tags e antenas de leitura para automatizar o sistema. A Intermec foi a fornecedora das tags já desenvolvidas de acordo com o protocolo da Artesp, em rádio frequência de 915 Mhz. O sistema funciona por meio de pórticos distribuídos ao longo das rodovias e neles são alocadas as antenas que fazem a leitura das tags instalados nos automóveis. A cobrança pelos trechos percorridos é debitada dos créditos dos motoristas, por meio de sistema pré-pago. De acordo com o diretor de vendas da Intermec Brasil, Luiz Eng, as tags fornecidas para a Artesp foram desenvolvidas com tecnologia brasileira e representam uma inovação para os sistemas de cobrança automática de pedágio. “Os tags

oferecem alto desempenho e podem ser utilizados pelas operadoras para outros tipos de cobrança”, enfatiza. A Intermec já forneceu 250 mil tags para o projeto Ponto a Ponto. Os dispositivos atendem aos motoristas na Rodovia Engenheiro Constâncio Cintra (SP-360), que liga Itatiba a Jundiaí, em um trecho de 21 km; e na Rodovia Santos Dumont (SP-75), em trecho de 70 quilômetros entre Campinas e Sorocaba. O Sistema também está sendo implantado num trecho de 60 quilômetros entre Campinas e Mogi Mirim, passando por Jaguariúna, na Rodovia Governador Adhemar Pereira de Barros (SP-340). www.intermec.com.br | (11) 3711-6770

HÁ QUEM PENSE QUE A ESTABILIDADE IDEAL DA CARGA CUSTA MAIS. NÓS PENSAMOS DIFERENTE. Nós da BEUMER somos conhecidos por fazer as coisas um pouco diferente. Comparando o sistema de embalagem BEUMER stretch hood® em um setor onde a norma é a tecnologia de embalagens termorretráteis de alto consumo de energia ou o processo de embalagem por enrolamento com filmes estiráveis, o método de capa estirável BEUMER stretch hood® representa a última geração de alternativas sustentáveis. O resultado: melhor estabilidade da carga, maior rendimento e proteção ambiental, redução em até 10 vezes do consumo de filme e 90% de economia de energia. Para mais informações, visite www.beumergroup.com

junho 2013

BEU_SH_gen+food_Industry_IntraLogistica_205x140_PT .indd 1 Mobilidade.indd 25

25

03.04.13 13:06 28/05/2013 11:37:59


separação de pedidos

Dicas para escolher o melhor método Operadores têm a disposição sistemas manuais ou automáticos, dependendo da automação do armazém

E

m muitos armazéns, são usados múltiplos métodos e a grande maioria emprega seres humanos para separação de pedidos. Entre eles, o sistema no qual o separador caminha até as peças ou usa veículos, dependendo da extensão do armazém, é o mais comum. Os sistemas de peças até o separador incluem sistemas automatizados

26

metodos de separacao.indd 26

de estocagem e recuperação (AS/RS), a maioria usando transelevadores que recuperam uma ou mais cargas unitizadas (contentores: sistema de mini carga ou paletes) e a trazem até postos de separação. Nesse posto o separador retira o número de peças necessárias para o pedido do cliente. Outros sistemas usam um VLM (“vertical lift module”, módulo vertical

de elevação) ou carrosséis que também oferecem mini-contentores para o separador, que é responsável por retirar a quantidade certa. Sistemas de classificação são posicionados entre os sistemas de separador vai até a peça e peças vão até o separador, já que frequentemente combinam os dois princípios. Primeiro, o estoque o deve ser recuperado, o que pode ser feito com

junho 2013

28/05/2013 13:27:28


Métodos de Separação de Pedidos

Empregando pessoas

Separador até as peças

• Separação por item • Separação por pedido não por zona • Sequencial por zona • Paralelo (se for zona)

Empregando máquinas

Sistema de classificação

• Separação para classificação • Separar e passar • Separar e classificar • Separação por onda

o separador indo às peças ou as peças sendo entregues ao separador. Segundo, o transportador (geralmente um contentor) com essas peças é oferecido a um separador que distribui os itens conforme os pedidos dos clientes. Os

Peças até o separador

• • • • •

Separação automatizada

AS/RS Mini-carga VLM Carrossel Horizontal Carrossel Vertical

sistemas de classificação são particularmente populares, no caso de um grande número de linhas de pedidos de clientes terem que ser separadas num curto espaço de e pode resultar em aproximadamente 500 separações/hora

• Estrutura “A” • Dispensadores

em média por separador hora (para pacotes pequenos) em sistemas bem gerenciados. A ilustração acima mostra os diferentes métodos de separação de pedidos que podemos encontrar em diversos tipos de armazéns

junho 2013

metodos de separacao.indd 27

Robôs para separação

27

28/05/2013 13:33:36


série

GESTÃO DA SCM | 14ª parte

O uso da experiência Incentivar a nova geração de jovens líderes torna-se forma de transferir conhecimentos

O

papel dos líderes experientes tem um direcionamento diferente baseado em características que ele precisa desenvolver. Algumas pessoas argumentam que esse direcionamento é compartilhar não aprender. Entretanto, o espírito de aprendizagem contínua é sempre a melhor maneira de agir e esta é uma necessidade para que um profissional se desenvolva, mesmo que já seja muito experiente. Por isso, um líder experiente precisa usar seus próprios conhecimentos para construir um cenário no qual os colaboradores treinam e se desenvolvem constantemente.. Líderes mais experientes já vivenciaram diversos processos e novos negócios, viagens, sucessos e fracassos, lições aprendidas, entre outros.

28

Líderes jovens, assim como os demais colaboradores, podem desfrutar de toda essa bagagem por meio do acesso a fatos, crônicas e suposições oferecidos pela geração anterior. Jovens profissionais precisam receber incentivos em seus aspectos profissionais e pessoais, como maturidade, perspicácia empresarial, know-how, construção de redes informais, influência e visão de liderança valor. Os pontos fortes de um líder experiente, sua capacidade de aprendizagem e a criação de oportunidades de incentivar os jovens. O sucesso futuro da empresa depende da habilidade de criar inovações e implementá-las. Algumas vezes, para que isso ocorra, um líder experiente precisa fazer críticas construtivas, mas tenha cuidado para não ser considerado excessivamente crítico e mantenha o respeito durante as conversas.

O fundamental é eliminar o propósito obsoleto de processos antigos, entendendo que a obsessão com a perfeição é o inimigo da mudança e o objetivo é eliminar o pensamento “sempre fizemos isso dessa forma” que as pessoas insistem em manter. Na tabela a seguir, abordaremos alguns atributos que um líder experiente deve ter para incentivar a colaboração e uma coexistência cultural:

Shekar Natarajan e Ron Hammond são especialistas em Supply Chain e parceiros da IMAM Consultoria Ltda.

junho 2013

Serie_Gestão da Supply Chain_14 parte.indd 28

28/05/2013 13:17:20


como usar sua experiência Características

Atributos

1

Conhecimento principal:

Líderes não têm apenas conhecimento dos processos atuais, mas o know-how necessário para transformar o futuro.

Usar os conhecimentos para incentivar, nos jovens líderes, soluções de equilíbrio, processos e tecnologia.

2

Histórico:

O um líder que faz uso de seu conhecimento histórico ajuda a conectar e construir redes informais valiosas e gerenciar mudanças.

Proporcionar uma compreensão sobre as novidades tecnológicas, a paisagem política e as condições favoráveis a mudança.

O líder experiente deve enxergar jovens profissionais como futuros líderes e equipá-los com as habilidades para que sejam bem sucedidos.

Incentivar os jovens a aprenderem em tempo real, transformar o seu pensamento e incentivar a perspicácia nos negócios.

3

Desenvolvimento:

4

Crítica construtiva:

Os líderes mais experientes podem transformar os pensamentos dos jovens líderes pela reformulação de ideias e fazendo críticas construtivas.

Líderes mais experientes podem facilitar este processo, empregar mais otimismo e boa vontade durante o diálogo.

5

Especialista em implementação:

Aproveitar a experiência em campo, a familiaridade com as partes interessadas e as suas motivações, assim como as referências históricas.

Líderes experientes devem usar sua experiência, atitude positiva e desenvoltura para ajudar na resolução de problemas.

6

Avaliador de intangíveis:

Ao utilizar uma estrutura objetiva para avaliar um processo suave e sensível, a barreira emocional se torna mais transponível.

Criação de um mecanismo de classificação para avaliar vários planos de viabilidade de implementação de redes de trabalho.

7

Tecnologia:

O fundamental é perceber o mundo a partir da perspectiva do jovem líder para se adaptar as inovações tecnológicas.

Ser visto como aberto à experimentação tecnológica e, proativamente, encontrar a área de aplicação mais indicada.

8

Mensagem:

Os líderes experientes precisam ajudar os mais jovens a construirem uma história e acrescentar itens a sua bagagem.

Comunicação não é somente apresentação em “power point”, mas elaborar mensagens compostas por conteúdo, tom e estilo.

9

Valores:

Líderes experientes precisam incentivar os jovens que já tenham um elevado senso analítico e habilidades para resolver problemas.

Liderar pelo exemplo, estabelecendo altos padrões de desenvolvimento pessoal e profissional e estabelecer métricas corretas.

10

Melhoria contínua:

Quebrar os seus próprios paradigmas e evoluir continuamente é umas postura que líderes experientes devem adotar

Mostrar, por meio de exemplos, que determinada solução estará apta a uma nova melhoria assim que estiver implementada

junho 2013

Serie_Gestão da Supply Chain_14 parte.indd 29

29

28/05/2013 13:17:24


IDEIAS E DICAS DOS CONSULTORES Confira o que os profissionais da IMAM Consultoria anotaram para este mês:

Silo tipo bolsa

Recarga Em alguns aeropotos e postos de rodovias no Brasil, assim como no Shopping Punta em Punta del Este, Uruguai, há um totem na praça de alimentação com cabos para recarregar diversos modelos de celulares, tablets, entre outros dispositivos móveis. Este totem também poderia ser utilizado dentro de um ambiente empresarial.

Tomada

A Marcher Brasil, localizada em Gravataí (RS) usam o Silo do tipo bolsa, cujas vantagens são baixo investimento inicial e rápido retorno; redução nos custos de manuseio e transporte; diminuição nas perdas e desperdícios dos grãos; possibilidade de manter os grãos estocados à espera do momento mais favorável para venda e não há necessidade de investimento em obras civis.

Os designers sul-coreanos Kyuho Song e Boa Oh desenvolveram o Window Socket, tomada portátil que funciona a partir do aproveitamento da energia fotovoltaica. O aparelho também é equipado com um bateria interna que suporta até 1.000 mAh. Quando completamente carregada, ela é capaz de fornecer energia suficiente para abastecer um celular.

Turbina eólica

e-commerce

A “Turbina eólica de eixo vertical” é capaz de aproveitar até dez vezes mais a energia dos ventos que passam por ela. A criação, idealizada pelo brasileiro Antonio Bossolan, tem um grande número de pás móveis, instaladas por quase toda a sua estrutura e que se posicionam sempre com a face no sentido vertical na direção dos ventos e horizontal no sentido contrário dos ventos.

Lâmpada eficiente A Philips anunciou a criação da lâmpada TLED de 7,5 watts que pode gerar a mesma quantidade de luz que uma incandescente de 100 watts. O modelo é de LED branco com tom quente e tem o formato de tubo que utiliza um elemento vermelho, combinado com dois azuis, coberto com um filtro de fósforo verde para gerar um luz de alta qualidade.

30

Dicas_consultoria-272.indd 30

Para não sofrer com a logística no e-commerce, vale prestar atenção a alguns aspectos: estruture sua empresa antes de vender pela internet; estabeleça um sistema de gerenciamento de estoque; mantenha o fornecedor informado sobre suas baixas de estoque; preste atenção na qualidade da embalagem e mantenha o cliente bem informado.

junho 2013

29/05/2013 10:17:57


especial embalagem

Versáteis e essenciais Não importa o material para sua fabricação: para cada tipo uma melhor aplicação

E

scolher a embalagem ideal para cada aplicação é uma premissa básica para quem quer unitizar de forma eficiente, proteger a carga de avarias e ainda obter produtividade. Não existe uma embalagem que melhor se aplique a todas as situações. Cada aplicação exige um modelo específico. Por isso, a revista intraLOGÍSTICA publica a seguir diferentes reportagens com os tipos de matérias-primas de embalagens logísticas mais comuns: papelão, plástico, metal e madeira, além dos acessórios de embalagem e embalagens de proteção. Para começar, confira os cinco erros que devem ser evitados na compra de uma embalagem para transporte:

5 erros na compra de uma embalagem para transporte

A escolha da embalagem de transporte apropriada é essencial para o cuidado e preservação do produto. Estas sugestões também se aplicam a outros itens de embalagens de transporte. 1. Comprar uma embalagem customizada quando o mais adequado é uma embalagem padronizada: pode ser conseguida uma economia substancial no peso e no custo inicial com o uso de embalagens padronizadas. 2. Comprar uma embalagem padrão quando o mais adequado é uma embalagem customizada: o tamanho mais aproximado disponível pode levar a uma embalagem muito pequena para proteger adequadamente o conteúdo, ou tão grande que ela provoca uma penalidade no custo sempre que é embarcada. Um tamanho único geralmente não serve para nada. 3. Usar o kit de espuma fornecido pela fábrica: alguns fabricantes de embalagens tratam seus interiores tardiamente e usam espuma de baixa qualidade. Um interior bem projetado, usando diferentes tipos de espuma e separadores, pode oferecer melhor proteção. 4. Não analisar os limites e os pontos de ruptura do embarcador: o principal benefício de um interior de embalagem bem projetado é que ele manterá a embalagem no mínimo peso e tamanho submúltiplo de um palete. 5. Esperar que uma etiqueta adesiva de “Frágil” proteja os itens frágeis: transportadores contínuos não sabem ler.

especial embalagem ABRE.indd 31

28/05/2013 14:52:18


especial embalagem PAPELÃO

Ideais para exportação

Embalagens de papelão são leves, o que facilita os fretes aéreos

A

s embalagens de papelão em geral são usadas na exportação de produtos, pois são leves, não são sujeitas aos regulamentos fitossanitários e quase todas tem um meio de serem recicladas. O palete de papelão, por exemplo, é leve - aproximadamente 10kg mais leve que a média dos paletes de madeira. Isso ajuda particularmente em fretes aéreos, que são cobrados por

32

peso. Também é ideal para o uso sem retorno. Para fretes marítimos, significa uma possibilidade de enviar um peso mais alto. As características incluem: • Nenhuma necessidade de fumigação; • Capacidade até uma tonelada; • Facilidade de montagem; • Portátil (montagem e desmontagem); • Economiza espaço no armazém; • Fabricado sob medida: pode ser projetado para aplicações específicas;

Habilidade para maximizar o espaço do caminhão usando paletes que são do tamanho exato necessário; • Facilidade de customizar tamanhos e outras necessidades. Os paletes de papelão não têm pregos, estilhaços, dentes ou protusões que possam causar lesões aos colaboradores ou danificar o produto. Eles são seguros para os colaboradores, reduzindo as indenizações por lesões com tempo perdido para colaboradores e produtos danificados.

junho 2013

especial embalagem_papelao.indd 32

28/05/2013 17:37:20


ESTANTERIA COM PISO Safe Box de papelão ondulado

Restrições Uma restrição dos paletes de papelão é a sua susceptibilidade à umidade. Além disso, a maioria não é resistente o suficiente para suportar cargas pesadas para ser estocada nos sistemas de estruturas porta-paletes. A construção de paletes de papelão mais resistentes é possível, porém aumenta o custo de forma substancial.

Caixa forte A Unibrac fabrica embalagens rastreadas, desmontáveis, com abertura e fechamento à distância, refrigerada (a carga é transportada dentro de um faixa mínima e máxima pré-determinada de temperatura), sacos/ malotes blindados (não furam, nem

Embalagens de papelão são leves, não são sujeitas aos regulamentos fitossanitários e quase todas tem um meio de serem recicladas

rasgam). A empresa emprega papelão, alumínio, poliuretano e tecido Kevlar na fabricação de seus produtos. Um destaque é a Safe Box de papelão ondulado, projetada em papelão ondulado e malha de aço estampada. A malha de aço, que reveste as seis faces da embalagem, torna-a inviolável por materiais cortantes. O produto tem inúmeras vantagens: minimiza a ação de furtos por conter uma blindagem com malha de aço estampada, proporciona agilidade na carga e descarga (por se tratar de uma embalagem unitizadora de carga) e a manutenção do sigilo do conteúdo; é desmontável, o que viabiliza a logística reversa. Devido à malha de aço ser estampada, há uma redução no peso da embalagem. Além disso, seu uso pode representar redução no valor do seguro, à medida que os sinistros diminuam. “Nossas embalagens tem como diferenciais a proteção, o controle e a garantia de não violação de seu produto em toda cadeia logística”, afirma o diretor da Unibrac, Mauro Kushima. “Em geral são aplicadas na logística aérea e rodoviária de produtos de alto valor agragado”, completa. junho 2013

especial embalagem_papelao.indd 33

33

Estanteria com Piso Isma Seu estoque mais organizado e acessível. • Ideal para produtos leves e com pequeno volume. • Sistema manual que permite fácil acesso aos itens armazenados.

O que faz da Isma a melhor escolha? A capacidade técnica e fabril da Isma permite maximizar seu espaço de armazenagem, atendendo qualquer tipo de negócio ou necessidade.

Consulte nossos profissionais.

www.isma.com.br Interior de São Paulo e outros estados (19) 3814-6000 armazenagem@isma.com.br São Paulo e Grande São Paulo (11) 3879-2011 junho 2013 33 armazenagem-sp@isma.com.br

28/05/2013 17:38:08


especial embalagem CONTENTORES PLÁSTICOS

Componenteschaves da logística Dê valor às caixas e contentores. Elas garantem um fluxo de produtos contínuo, eficiente e seguro por toda a cadeia de suprimentos

O

que é o que é, feito de plástico, tem seis lados e muito colorido? Se você respondeu ‘cubo mágico’, pode estar certo e errado. Se respondeu caixinhas, caixas e contentores de plástico, está correto. Ao contrário do cubo mágico, as caixinhas, caixas e contentores oferecem claras soluções. Disponíveis em centenas de tamanhos e configurações – e encontrados 34

por toda a cadeia de suprimentos – as caixinhas, caixas e contentores de plástico reutilizáveis oferecem muitas vantagens para a movimentação de materiais. Da redução das perdas de embalagem à maximização da proteção do produto, à otimização do gerenciamento do estoque por meio da padronização, as caixas retornáveis geram grandes retornos de custos e eficiência. Mas com tantas opções, como escolher?

Antes de você responder a esta pergunta é preciso garantir um bom sistema em circuito fechado. Em primeiro lugar, é necessário garantir o retorno dos contentores. Caso contrário, não haverá economia de custo. Com o seu sistema em circuito fechado em funcionamento, você deverá analisar com cuidado o contentor retornável necessário. Faça a você mesmo as perguntas certas para a recomendação do contentor certo. Por exemplo: Qual

junho 2013

especial embalagem plasticos - Com cortes.indd 34

28/05/2013 17:51:43


é a faixa de temperatura de uso? É necessária uma tampa? O contentor irá interagir com a automação? Qual é a vida útil necessária do contentor? Estude todas as suas necessidades de movimentação e receba a opinião de alguém experiente na área. Imaginando que o certo é começar com a proteção do produto para levá-lo com segurança de um ponto ao outro, você deve saber o que é necessário do produto desde o momento em que é fabricado até chegar a seu destino final. Isto inclui sua proteção, peças por contentor, distância da viagem, velocidade da cadeia de suprimentos e proximidade ao destino, ergonomia, fluxo de ar, interfaces com a movimentação de materiais e outros requisitos para aplicações específicas, como segurança dos alimentos, limpeza e necessidades de identificação.

Manufatura e montagem Caixas e contentores são todos incorporados nas operações de manufatura e montagem. Peças pequenas para montagem são organizadas em caixinhas cativas para a estocagem. As caixas que acondicionam o estoque em processo também são cativas, já que

Reinaldo, da Embatech: “Destaco como diferenciais das nossas embalagens o baixo custo, velocidade na fabricação e as inúmeras aplicações”

percorrem por diferentes estações de trabalho. As caixas internas costumam ser empilhadas e encaixadas. A eficiência vem da capacidade de empilhá-las quando cheias ou encaixá-las quando vazias. Estas caixas são dimensionadas considerando-se a forma e o peso do produto. As caixas e contentores não-cativos circulam em um sistema do tipo circuito fechado – transportados em caminhões da instalação do fornecedor cheias de componentes e chegando em ‘just-in-time’ à linha de montagem. A maioria das caixas é de parede reta e projetada de forma modular para que, ao serem reunidas, as áreas da bases menores combinem formando uma carga unitizada equivalente à área ocupada do palete padrão. A carga normalmente é completada por uma capa e presa para evitar deslocamentos. Os contentores maiores transportam peças maiores e são empilhados juntos para transporte. Como as áreas da base são padronizadas, o usuário tem a opção de caixas e contentores no comércio a partir de uma variedade de fornecedores. Os separadores customizados são usados para proteger o conteúdo. Quando o contentor é esvaziado, os separadores permanecem dentro dele, eliminando também a necessidade de desmontar. Os componentes e produtos acabados caros ficam seguros nos contentores de plástico robustos e duráveis, com interiores customizados que protegem as montagens delicadas contra avarias. Para sistemas em circuito fechado entre as operações de manufatura, a maximização do espaço nos caminhões é importante. Os fabricantes que transportam os produtos até os centros de distribuição querem cubar cargas completas de carretas, em seguida trazer de volta o número máximo de contentores vazios e desmontados (ou colapsíveis) para serem reabastecidos. junho 2013

especial embalagem plasticos - Com cortes.indd 35

35

28/05/2013 17:51:58


A Embatech fabrica embalagens plásticas pelo processo de vacum forming. A empresa tem duas extrusoras para laminação de matéria-prima, podendo trabalhar com as resinas ABS, PSAI, PEAD, PEAPM e NORYL de espessuras que variam entre 1,00 a 15 mm. “Hoje nossos melhores clientes estão na indústria de autopeças, contudo também atendemos indústrias frigoríficas em embalagens específicas para processo de congelamento de partes”, afirma o gerente de desenvolvimento e vendas da Embatech, Reinaldo Pereira. “Destaco como diferenciais das nossas embalagens o baixo custo, velocidade no processo de fabricação e as inúmeras aplicações”, completa.

Sistemas automatizados As instalações com automação – em especial as com sistemas automáticos de estocagem e recuperação miniload (AS/RS) – incorporam caixas de plástico reutilizáveis como carga unitizada padrão para maximizar seus investimentos, especialmente para movimentação e estocagem de produtos da doca de recebimento até os locais de separação.

Existem duas filosofias sobre qual tipo funciona melhor: empilhável ou encaixável. As caixas empilháveis otimizam a cubagem, gerando de 10% a 20% mais eficiência volumétrica que uma caixa encaixável, dependendo da altura. De forma alternativa, quando a caixa completa seu circuito e chega ao final da linha vazia, as caixas encaixáveis são mais compactas e podem ser manuseadas com mais facilidade. Embora existam muitas caixas padronizadas e disponíveis no mercado, as caixas customizadas são criadas com frequência para estas aplicações. Mas a customização pode ser cara. A criação de um novo molde pode custar várias centenas de milhares de reais. Além disso, os tempos de teste e de produção de uma unidade customizada em média levam 12 meses, por isso se o seu sistema de automação for feito em torno de uma caixa com medidas padronizadas, estes tempos e gastos serão economizados. Não se deve ignorar a importância de um projeto de contentor apropriado antes de ser instalado um sistema de automação. Os projetos Embalagens de plástico de diferentes tamanhos podem formar um palete, facilitando o transporte

36

junho 2013

especial embalagem plasticos - Com cortes.indd 36

36

junho 2013

29/05/2013 10:19:34


de contentores customizados podem ser proibitivos em termos de custo em determinados sistemas, por isso é importante examinar primeiramente os produtos disponíveis ao se projetar sistemas automatizados.

As caixas e contentores de plástico reutilizáveis em sistemas em circuito fechado podem oferecer economias de custo além de benefícios ambientais

Distribuição A maximização das eficiências das cargas completas de caminhão é uma consideração importante na distribuição do armazém ao varejista, porém muitas empresas hoje estão adotando uma visão mais ampla na otimização da cadeia de suprimentos total, separando para os corredores das lojas para reduzir o custo total de distribuição. As separações internas customizadas nos contentores reutilizáveis dimensionados corretamente padronizam o número de peças por contentor e, em última análise, por carga completa de caminhão, permitindo melhores capa-

cidades na realização dos pedidos, nas estimativas de custo e no planejamento da logística e do transporte. Normalmente definidas por separações de cargas inferiores a uma caixa, as caixas encaixáveis com tampas basculantes antirroubo são a opção ideal para esta aplicação. Por serem encaixáveis, elas podem ser empilhadas de forma compacta quando estão vazias, aguardando a viagem de volta do varejista para o centro de distribuição, o que minimiza os custos do transporte. As caixas de plástico podem resistir cerca de 300 viagens de ida e volta,

não esmagam quando empilhadas e a alça moldada as torna mais fáceis de manusear.

Vantagens verdes Sustentabilidade e embalagens reusáveis andam de mãos dadas. As iniciativas verdes aumentaram o interesse e a necessidade de produtos reusáveis e sustentáveis e os contentores atendem a esses requisitos. Os clientes procuram contentores reusáveis e que sejam feitos de material reciclado para demonstrar que estão participando do movimento global.

junho 2013

especial embalagem plasticos - Com cortes.indd 37

37

29/05/2013 10:19:44


especial embalagem METAL

Escolha de um unitizador metálico Escolher a melhor opção definirá a economia em custos e proporcionará maior vida útil

O

s paletes de metal fabricados em aço ou alumínio podem não ser tão comuns quanto os paletes de plástico e madeira, porém em algumas aplicações, eles levam vantagens reais, especialmente para empresas que têm um enfoque de longo prazo em seus ativos. Ao examinar um palete de aço, estamos falando de clientes que têm uma carga útil pesada e que procuram algo que seja estocável em estruturas porta paletes, à prova de incêndio e com a qualidade de ser higiênico. Nos últimos anos, os paletes de aço foram adotados para a estocagem de produtos de papel em diversas empresas, já que a água não pode ser

38

absorvida pelo aço diferentemente da madeira. E, embora os volumes tenham sido pequenos, os paletes de aço também foram adotados por algumas empresas do setor de baterias, pneus e até de alimentos. Da mesma forma, os paletes de alumínio foram adotados por alguns embarcadores de cargas aéreas. Embora os paletes de alumínio sejam mais caros que os de aço, eles são mais leves que os paletes similares de madeira ou de plástico, o que os torna uma opção natural para os embarques aéreos. Como vantagem adicional, o alumínio não deixa marcas de ferrugem. Eles também funcionam perfeitamente com sistemas de transportadores contínuos. Entretanto, os paletes de aço e de alumínio

são caros e, embora as comparações de custo variem com base em situações específicas, custam cerca de uma vez e meia mais que um palete de plástico. Por esse motivo, o maior fator de vendas dos paletes de aço ou de alumínio é a durabilidade. Existem paletes que estão em uso há mais de 30 anos e ainda continuam firmes. São produtos testados e aprovados que podem durar por um longo tempo. Os paletes de metal podem ser atingidos por uma empilhadeira e continuar em operação: Estudos de simulação demonstraram um índice de avarias de apenas 5% durante um período de cinco anos de uso normal. E o mais importante é que as simulações previram praticamente nenhuma avaria à plataforma

junho 2013

especial embalagem metal.indd 38

28/05/2013 16:51:38


superior da base que tem mais chance de provocar avarias ao produto. Não é de surpreender que a área militar seja usuária substancial dos paletes metálicos. Tudo é uma questão de retorno sobre o investimento. Se você for um usuário final, que consegue controlar seus ativos e adotar uma visão de longo prazo, o palete de metal é o mais durável.

Rigorosos critérios e a técnica de produção adequada garantem a qualidade das embalagens

Personalização

hoje transporta dois eixos, dentro do peso máximo e das dimensões máximas para transporte. “Nosso principal diferencial competitivo é a inovação e criatividade ao projetar nossas embalagens. Percebemos a embalagem não apenas como uma simples caixa ou um simples palete, mas sim como uma oportunidade de, além de proteger os produtos dos nossos clientes, levar a cada um deles uma solução para outras necessidades que por ventura tenham”, explicou Welington Lina. Uma embalagem bem projetada pode oferecer ganhos no processo, integrando a embalagem à linha de produção e também otimizar o espaço no estoque dos nossos clientes. Há possibilidade de oferecer redução de custos no transporte, quando se projeta uma embalagem que consiga aumentar a quantidade de produtos transportados por viagem”, explicou Welington Lina.

A Adezan tem um portfólio de embalagens diversificado. “Utilizamos vários tipos de matéria prima, tais como: metal, madeira, papelão, polionda, chapas de OSB e Compensado, papel laminado, papel colmeia, entre outros. Além disso, projetamos e fabricamos embalagens especiais de grandes dimensões para embalar peças para hidrelétricas, turbinas, cilindros para máquinas industriais de grande porte e dimensão, etc.”, disse Welington Lina, gerente de fábrica. Em outro exemplo, a empresa criou um engradado para um cliente que transporta eixos para caminhões. No princípio, a embalagem utilizada transportava apenas um eixo, pois eles tinham limitações de peso e dimensional no transporte. Conseguimos, através de nossa equipe de Engenharia de Embalagens, desenvolver um engradado que

Desenvolvimento

Welington, da Adezan: “Nossos diferenciais são a inovação e a criatividade”

“Para atrair ainda mais clientes, pense no óbvio: construa o melhor palete e a indústria toda baterá à sua porta”, declarou Young Lee, diretor executivo da AL Pallet USA. Lee e seus colegas acreditam que construíram um palete com um desenho patenteado de boa aparência, leve e que carrega uma carga relativamente pesada. “Nosso palete é do tipo ‘sem retorno’ (‘one-way’) e pesa cerca de 4,8 kg”, afirma. A AL Pallet desenvolveu um processo de manufatura exclusivo que permite fabricar conforme qualquer junho 2013

especial embalagem metal.indd 39

39

28/05/2013 19:32:50


Paletes de plástico WWW.COMPREPALLET.COM.BR

Contentores intermediários para graneis (IBC) em aço inox

PROMOÇÃO!! R$ 55,00 / UNID. PROMOÇÃO VÁLIDA P/ PALLET CÓDIGO “COMP1” ATÉ DURAREM NOSSO ESTOQUE.

Características CÓD. PRODUTO: DIMENSÕES (mm):

COMP1 1.100 x 1.100 x 120

ENTRADAS:

4

PESO UNITÁRIO:

7,1 Kg

MATERIAL:

PP

COR:

PRETO

CARGA ESTÁTICA:

2.000 Kg

CARGA DINÂMICA:

1.000 Kg

MOVIMENTAÇÃO 1:

PALETEIRA

MOVIMENTAÇÃO 2:

EMPILHADEIRA

especificação. O palete não exige fumigação ou tratamento térmico para atender aos requisitos de exportação e é não magnético, por isso não atrai poeira. Por último, ele tem um valor de sucata de alumínio quando atinge o fim de sua vida útil, que Lee estima ser de cerca de 20% do valor do palete original. Na Coreia, a AL Pallet tem focado com sucesso nos clientes de produtos eletrônicos de alta tecnologia, incluindo a Samsung, LGE Mobile, AT&T e Nokia TMC. Cada um destes clientes fabrica produtos de alto valor que são embarcados por frete aéreo. Para eles, existem pelo menos três argumentos de venda. O primeiro é que o palete funciona bem em um ambiente de manufatura limpo. O mais importante é que seu peso leve economiza os custos de frete aéreo em comparação aos paletes mais pesados de madeira ou até de plástico. Por último, além dos paletes de alumínio, a AL Pallet produz um contentor de alumínio para embarques mais seguros. Dado o custo no varejo de um telefone celular, qualquer redução vai direto ao resultado financeiro.

Contentores de aço inox ATENDIMENTO

A Rentank produz contentores intermediários para graneis (IBC)

em aço inox (disponíveis nas capacidades de 500, 750, 1000 e 1500 litros) e contentores Bag in box (disponíveis na capacidade de 1000 litros). A empresa aplica tecnologia na produção que proporciona economia e segurança para transporte de produtos perigosos, e serviços de descontaminação e inspeção periódica certificada pelo Inmetro. “Os contentores Rentank são utilizados para o transporte, armazenagem e auxilio no processo de fabricação de produtos líquidos e viscosos nas industriais químicas, farmacêuticas, petroquímicas, cosméticas, alimentícias e de tintas. São homologados para transporte de produtos perigosos e serviços de descontaminação e inspeção periódica certificada pelo Inmetro”, disse Mônica Jesus, responsável pelo marketing. Mônica revelou ainda que a empresa está apostando no mercado de logística, oferecendo a modalidade full service aos clientes, ou seja, além dos serviços de locação dos contentores, disponibiliza serviços de entrega e retirada, gerenciamento, limpeza, inspeção e manutenção. “O cliente se preocupa em produzir e a Rentank em transportar, adequando a embalagem e o processo”, completou.

TEL/FAX: (11) 3681 2112 EMAIL: contato@ecowidia.com.br

especial embalagem metal.indd 40

40

junho 2013

28/05/2013 19:32:32


O IMAM leva você mais longe... Treinamentos junho/julho 2013 S&OP (PREVISÃO DE DEMANDA, PLANEJAMENTO DE VENDAS E PRODUÇÃO) 21 de junho | 8 horas em 1 dia PLANEJAMENTO E CONTROLE DE ESTOQUES 25 e 26 de junho | 16 horas em 2 dias ORGANIZAÇÃO DE ALMOXARIFADOS 28 e 29 de junho | 16 horas em 2 dias PLANEJAMENTO E CONTROLE DA MANUTENÇÃO 28 e 29 de junho | 16 horas em 2 dias FORMAÇÃO DE EQUIPES DE MELHORIA 1 e 2 de julho | 16 horas em 2 dias ADMINISTRAÇÃO DO TEMPO 2 de julho | 8 horas em 1 dia

SET D

S

T

Q

Q

S

S

16 a 21 2013

GERENCIAMENTO ESTRATÉGICO DE TRANSPORTES E FROTAS 3 e 4 de julho | 16 horas em 2 dias INTRALOGÍSTICA (LOGÍSTICA INTERNA) 3 e 4 de julho | 16 horas em 2 dias TÉCNICAS DE ORATÓRIA E APRESENTAÇÃO 10 de julho | 8 horas em 1 dia

SEMINÁRIO

Supply Chain Intelog Soluções para Integração na Cadeia de Suprimentos

METODOLOGIA PRÁTICA PARA DIMENSIONAMENTO DE ESTOQUES (COM EXCEL) 11 e 12 de julho | 16 horas em 2 dias NEGOCIAÇÃO PARA COMPRADORES 12 de julho | 8 horas em 1 dia PPCP - PLANEJAMENTO, PROGRAMAÇÃO E CONTROLE DA PRODUÇÃO 15 a 18 de julho | 16 horas em 2 dias

Inscrições com de desconto até 05/08/2013

10%

Dia 20 de Agosto de 2013, em São Paulo-SP

PROGRAME-SE PARA OS CURSOS DA SEMANA DA MOVIMAT De 16 a 21 de setembro, em São Paulo

Faça já sua inscrição: www.imam.com.br/inscricao ou ligue: +(11) 5575-1400

Cursos272.indd 1

29/05/2013 10:20:43


especial embalagem MADEIRA

Garantia de fluxo O conjunto de embalagens e paletes proporcionam continuidade das cadeias de suprimentos

U

ma cadeia de suprimentos só é tão forte quanto o seu elo mais fraco. A integridade de uma base de cargas unitizadas sobre um palete de madeira pode afetar todo o fluxo. Nas melhores situações, os padrões ajudam a evitar problemas. No Brasil, o padrão PBR tem medidas de 1,00 x 1,20m. Já os EUA, por exemplo, o padrão GMA é de 48 X 40, com quatro entradas para os garfos de empilhadeiras. O ganho e a eficiência proporcionados pela padronização tiveram um impacto drástico nas cadeias de produtos de giro rápido. Entretanto, mudanças nas embalagens tornaram a tarefa dos paletes mais importante do que nunca. A tendência ambientalmente sustentável para a redução e eliminação das embalagens dificultou mais a obtenção dos produtos com os rigores do transporte e da distribuição sem danificar. As empresas de produtos embalados para consumo estão aprendendo a ligação entre a redução do material das embalagens e a instabilidade das cargas unitizadas e os danos resultantes nos produtos em toda a cadeia. 42

especial embalagem.indd 42

“O portfólio de embalagens da Adezan é bem variado. Procuramos sempre adequar nossas embalagens às necessidades específicas de cada cliente. No caso específico da madeira, que hoje é a nossa principal matéria prima na fabricação de embalagens, exigimos dos nossos parceiros o fornecimento de madeiras comprovadamente provenientes de reflorestamento e de manejo sustentável. Para todos os fornecedores, é imprescindível que nos forneçam comprovante de idoneidade da matéria prima”, comenta Welington Lina, gerente de fábrica da Adezan. As mudanças na automação da movimentação de materiais também exigem uma carga unitizada sólida. As altas velocidades dos transportadores contínuos

proporcionam ganhos, pela estocagem e recuperação automatizada e pelos veículos guiados automaticamente exige consistência dimensional precisa na plataforma de embarque. E a mesma coisa na paletização automatizada. “A embalagem logística ideal seria aquela projetada de maneira mais adequada ao sistema de logística de cada empresa, para que possa garantir a correta movimentação, armazenagem e transporte seguro de seus produtos a custo reduzido”, disse Edla Anton – diretora administrativa e comercial da Madeico, que produz paletes de madeira, entre outros produtos. O fato de muitas instalações serem minimamente supervisionadas durante estas operações significa que há menos

junho 2013

28/05/2013 16:46:35


pessoas ao redor durante a paletização dos produtos e a colocação nas estruturas porta paletes para fazer “ajustes” ao que poderia ser uma carga unitizada menos que perfeita. A automação é eficiente, precisa e pode operar continuamente dia e noite, porém as máquinas só podem fazer o que são programadas ou comandadas. As máquinas não podem ver ou ouvir quando as coisas começam a dar errado. De acordo com Edla, as embalagens de madeira são utilizadas em todo mercado industrial de bens de capital e de bens de consumo duráveis e não duráveis. Nas empresas de operação logística, nas redes de supermercados e de empresas comércio em geral. Dessa forma, a embalagem do produto e os paletes devem ser projetados para serem mais robustos possíveis já que não há flexibilidade na operação das máquinas ou dos padrões de carga unitizada para compensar o “desco-

nhecido” que sempre ocorre em um ambiente de produção. Além disso, para atender às necessidades dos clientes é importante considerar o estado da arte. “O estado da arte das embalagens surge quando o nosso cliente está plenamente satisfeito com o uso das mesmas. Mas, na Adezan, temos uma ferramenta conduzida por nossa equipe de Engenharia de Embalagens que é o Plano de Melhoria Contínua, onde buscamos, através de aperfei-

çoamentos. deixar a embalagem o mais otimizada possível, oferecendo ganhos financeiros,”, explica Welington Lina. As tendências na embalagem e automação dos produtos exigirá dos engenheiros de embalagem e provedores de plataformas de embarque muito mais empenho. Além disso, eles precisão adotar mais de um método para que cada carga unitizada percorra toda a cadeia de suprimentos e atenda às demandas desde a fabricação até o transporte e seu destino.

junho 2013

especial embalagem.indd 43

43

29/05/2013 10:23:23


especial embalagem ACESSÓRIOS

Entregando proteção

A embalagem de proteção oferece uma riqueza de opções para atender aos diferentes requisitos dos produtos

U

ma embalagem eficaz que garanta a entrega do produto em perfeitas condições é vital para qualquer operação de distribuição. A seleção de uma embalagem de proteção adequada envolve diversas considerações – orçamento, instalações internas de embalagem, o ambiente de embarque e, cada vez mais, o perfil ambiental da embalagem – porém o mais importante 44

é que a embalagem atenda às necessidades do produto. Produtos que necessitam ser embalados exigem soluções tais como sacos bolhas ou almofadas de ar. Elas apresentam fileiras ou cédulas de ‘bolhas’ com ar aprisionado bloqueado entre camadas de filme de polietileno de baixa densidade ou polietileno co-extrudado. Estes materiais oferecem proteção contra choques e vibrações,

intercalação, proteção de superfícies, funções de envoltório e preenchimento de espaços vazios. Pelo fato de o material ser elástico e flexível, ele é adequado para uma enorme gama de produtos, desde objetos delicados e leves tais como, cerâmicas e artigos domésticos, até artigos de vidro e componentes eletrônicos mais volumosos e mais pesados, incluindo equipamentos para escritório

junho 2013

especial embalagem acessorios.indd 44

28/05/2013 17:00:33


e computadores para os quais existe a embalagem de bolhas com propriedades antiestáticas. Amauri Leonardi, supervisor de vendas, revela que os diferenciais das embalagens da Sealed Air são a maior rentabilidade, já que as espumas se expandem até 280 vezes e filmes mais finos e resistentes. “Os produtos certos geram maior economia; além da resiliência dos materiais que garante proteção certa, nossos produtos proporcionam uma apresentação atraente na embalagem final. Outra vantagem está no aspecto sustentável, já que nossos produtos podem ser reutilizados por diversas vezes e recicláveis; também são produzidos a partir de fontes renováveis”, completa. “Nossos produtos são desenvolvidos com tecnologia de última geração, testados em laboratórios modernos, e nem por isso são complicados de utilizar. São cada vez mais ‘amigáveis’ com os usuários. Os sistemas de embalagem da Sealed Air são criados a partir dos desejos de nossos clientes. As aplicações são infinitas - estamos presentes em quase todos os ramos de atividade”, afrima Mary Kasahara, responsável pelo setor de administração de Vendas & Marketing

Uma ampla variedade de produtos significa que eles podem ser customizados para diferentes requisitos de produtos com diferentes tamanhos de células e composição estrutural (filme monocamada, co-extrusão ou laminação), dependendo de quanto o produto precisa ser amortecido. Outro grande requisito de proteção é o preenchimento de espaços vazios para criar bloqueio e escoramento eficaz, para o qual os saquinhos infláveis e as almofadas de ar ou papel amassado são algumas das opções. Os saquinhos infláveis e as almofadas de ar oferecem a opção de preenchimento de espaços vazios mais leve, enquanto que a embalagem de bolhas é fornecida para a fábrica em bobinas perfuradas, são normalmente criadas sob demanda nas estações de embalagem através de uma unidade independente. Os rolos desinflados de filme de almofadas de ar ocupam menos de 1% do volume inflado, permitindo aos fabricantes maximizarem o espaço dos caminhões e do armazém. Os saquinhos e as almofadas costumam apresentar câmaras de ar muito maiores do que as embalagens de bolhas, embora as células “híbridas” menores também possam ser fabricadas por unidades construídas para essa finalidade.

Motivos para ECONOMIZAR alugando na

• Reconhecida por sua excelência operacional; • Mais de 95% de disponibilidade garantida; • Atende a todo o território nacional; • Perfeita para a otimização da sua frota; • Possui flexibilidade e agilidade; • Oferece soluções rápidas.

Agora, você tem mais motivos para alugar empilhadeiras na Bauko, a melhor opção para quem quer ter produtos

de

qualidade

e,

ao

mesmo tempo, economizar.

* Venda para os estados de RJ, BA e ES.

junho 2013

especial embalagem acessorios.indd 45

45

11 3693 - 9339 www.bauko.com.br 28/05/2013 17:00:46


Pelo fato de serem criadas sob demanda, estas opções de preenchimento de espaços vazios em geral são encontradas nos centros de distribuição e em alguns setores de embalagem. Os operadores da linha simplesmente destacam o número adequado de almofadas para cada embalagem. As almofadas de ar oferecem proteção e mantêm no lugar a variedade de produtos e são disponíveis numa variedade de larguras e dimensões. “Nos dedicamos a fabricação ou conversão de produtos para fechamento e proteção de embalagens, dentre os quais destacamos nosso filme stretch e fitas adesivas lisas ou personalizadas. Buscamos por produtos de melhor performance e não somente de menor preço, desta forma com baixo custo as empresas tem solucionado eventuais problemas e padronizados suas aplicações”, comentou Sandro Medeiros, responsável por clientes corporativos da Manuli Fitasa. Em termos de credenciais ambientais, muitos filmes incluem conteúdo reciclado e 100% reciclável. Além disso, as opções biodegradáveis e oxidegradáveis 46

também são disponíveis. Outra opção para preenchimento de espaços vazios é o papel amassado que certamente aumentou em popularidade nos mercados atuais mais ambientalmente conscientes. O amortecimento com papel tipo Kraft pode ser configurado em vários padrões para criar funções de amortecimento, envoltório, bloqueio e escoramento, com uma variedade de tamanhos de máquinas disponíveis para atender aos ambientes de trabalho e de embalagens. Versátil e eficaz, o papel amassado é usado desde a linha de embalagem até o mercado do varejo. De acordo com Sandro Medeiros, o filme stretch é fabricado na Europa há 40 anos com tecnologia e resinas especificas que dão maior resistência e poder de contenção, proporcionando segurança a carga unitizada com menor consumo de filme, alinhando a questão de custo por palete e a questão ambiental. As aplicações das embalagens da Manuli Fitasa são em logística, segmento alimentício, bebidas, automotivo, entre outros. “Trabalhamos com três tipos de adesivos e suas mais variadas medidas, tendo assim mais ferramentas para encontrar o adesivo correto para o tipo de caixa usada pelo cliente e temperaturas que esta embalagem fica exposta”, disse Sandro Medeiros. Outra solução flexível de embalagens de proteção para uma ampla variedade de produtos é o EPS (polietileno expandido) que vem na forma de proteções de extremidades moldadas, blocos, chapas ou preenchimentos soltos de espaços vazios normalmente conhecidos como “pelotas” ou “flocos”. As alternativas com biomateriais também entraram, no mercado. Entre os benefícios estão pouco peso, o menor custo e a possibilidade de reuso.

Os envelopes acolchoados podem transportar tudo, desde livros até peças. As alternativas de plástico que são leves, a prova de água e disponíveis em vários tamanhos são feitas normalmente de polietileno e podem incluir uma camada interna de plástico bolha. Os envelopes acolchoados todo em papel criam proteção adicional com papel macerado entre as camadas internas e externas. Eles também são disponíveis em uma variedade de tamanhos, são renováveis e recicláveis e em geral apresentam uma fita para fácil abertura. A espuma customizada, a espuma aplicada no local, as estruturas em forma de favo de mel e a polpa moldada são formatos de proteção adequados para produtos com formatos grandes, incomuns ou desajeitados e podem ser customizados para se adequar às suas dimensões exatas. As estruturas de espuma são feitas de polipropileno ou polietileno em uma ampla variedade de densidades e espessuras. Estes produtos podem ser posteriormente convertidos (em lâminas) para proteção adicional ou para realizar uma função específica, porém com mais frequência as estruturas básicas são customizadas em sua forma estrutural final. Limpa e não abrasiva, a forma em folhas oferece absorção a choques, amortecimento de vibrações, insertos de caixas, proteções de extremidades e amortecimento superior e inferior para qualquer coisa, desde eletrônicos a acessórios domésticos. Em termos de iniciativas ambientais, os produtos de espuma fabricados também são aplicados em sistemas de suprimento em circuito fechado, retornando os materiais usados e evitando que sejam enviados para aterros sanitários. O poliuretano em espuma aplicada no local é moldada na hora através da mistura de dois produtos químicos contidos em um saco fino de polietileno de baixa densidade.

junho 2013

especial embalagem acessorios.indd 46

28/05/2013 17:02:20


A mistura se expande rapidamente em torno do produto a ser protegido, oferecendo uma solução customizada de acordo com as suas dimensões exatas. Esta forma de embalagem é ideal para objetos maiores, mais pesados e de formato irregular que são de volume menor e exigem um alto grau de proteção. A estrutura hexagonal em forma de favo de mel é uma das formas mais usadas de embalagem de proteção à base de papel. Feitas de 10% de papel tipo Kraft e adesivos à base de água, as estruturas em forma de favo de mel são disponíveis em folhas, protetores de bordas e cantos, travessas, blocos e paletes e oferecem excelente resistência, amortecimento e funções de bloqueio e escoramento para uma ampla variedade de aplicações de embalagens de proteção. Muitas estruturas em forma de favo de mel incluem uma porcentagem de conteúdo reciclado.

Existem diversas formas de proteger cargas com alternativas inteligentes de embalagem, como filme stretch, plástico bolha e espuma As soluções de proteção com polpa moldada também estão ganhando maior atenção. Feitas de uma combinação de jornais e papelão corrugado reciclados, elas são moldadas numa variedade de formatos para atender a aplicações específicas e podem ser transportadas em um perfil compacto de encaixe oferecendo mais benefícios ambientes em termos de redução do impacto no transporte. Embora as soluções de embalagens de proteção sejam normalmente à base de papel ou de plástico, podem ser desenvolvidas soluções customizadas usando os dois materiais. Entre os exemplos estão os envelopes de papel tipo Kraft revestidos com plástico bolha

para criar proteção de amortecimento e as embalagens térmicas com gel, amortecimento com plástico bolha e muito mais. Com tantas opções, como primeiro passo importante no processo de tomada de decisão é necessário conversar com um profissional de embalagens de proteção. Este diálogo também é vital no desenvolvimento continuo e no aperfeiçoamento dos produtos padrão para atender a necessidade do mercado, que vive em constante transformação, e garantir que todas as soluções de embalagens de proteção continuem a proporcionar o máximo equilíbrio entre proteção e economia.

junho 2013

especial embalagem acessorios.indd 47

47

28/05/2013 17:02:31


TI

Gerenciamento de ponta a ponta Especialista na distribuição de produtos de higiene, descartáveis e embalagens, Wide Stock adota ERP e Módulo Call Center WinThor

P

ara amparar o seu crescimento, traduzido em um novo centro de distribuição de 6 mil metros quadrados, e garantir o prazo de entrega em 24 horas para toda a Grande São Paulo, a Wide Stock, distribuidora com um mix de aproximadamente dois mil produtos, entre higiene, descartáveis e embalagens, buscou uma solução de gestão empresarial que atendesse às suas necessidades de forma ampla e assertiva. A escolha deu-se pelas soluções de ERP (“enterprise resource planning”, planejamento dos recursos empresariais) e módulo Call Center da PC 48

Sistemas, especializada há 27 anos em sistemas de gestão para toda a cadeia de suprimentos. O WinThor, ERP carro-chefe da empresa, foi implementado para apoiar todos os processos gerenciais da Wide Stock e proporcionar total controle sobre as suas rotinas logísticas. Um dos principais ganhos com a ferramenta foi a redução de erros na separação dos produtos. No cenário anterior à implementação, não havia tempo hábil para a conferência das mercadorias e o faturamento era feito antes da expedição. Isso significava perdas e um alto índice de falhas no carregamento. Já com o WinThor, o

processo ficou automatizado e, com isso, mais ágil e preciso. Com essas melhorias, a empresa também obteve outros benefícios e diminuiu seus custos com as horas extras dos funcionários, que precisavam exceder a jornada de trabalho para cumprir as etapas entre a venda e o faturamento dos produtos. Esta otimização possibilitou à Wide Stock o retorno sobre o investimento (ROI, “return of investiment”) realizado com as tecnologias em apenas seis meses, sem mensurar os outros ganhos. O ERP mudou toda a estrutura de vendas e representou ganhos financeiros para a companhia, que conseguiu aumentar suas vendas a preços mais competitivos e, ainda, ampliar sua atuação para os setores de atacarejo e de varejo, melhorando a sua margem de lucro. Ainda falando sobre benefícios e melhorias nos processos, destaca-se a implementação do módulo Call Center, solução para a gestão de relacionamento com os clientes, também da PC Sistemas, que proporcionou à Wide Stock total controle sobre a sua carteira ativa, que inclui o registro de informações detalhadas de toda a sua base compradora. Por meio de relatórios sobre o perfil de cada cliente, a empresa pode visualizar seu desempenho individual de vendas e, com isso, ampliar e

junho 2013

gerenciamento pto a pto.indd 48

28/05/2013 18:50:34


trabalhar novas ofertas, além das já utilizadas, de acordo com o nicho de atuação e de interesse dos consumidores. Dessa forma, a Wide Stock consegue fomentar, constantemente, novos produtos à sua base, o que resulta em um aumento exponencial na força de vendas. “O módulo Call Center é a porta de entrada da companhia. Ele armazena dados importantes sobre os nossos clientes, suas preferências e seus hábitos de consumo, informações que nos possibilitam direcionar corretamente as nossas ações. Em paralelo, o WinThor é a porta de saída, gerenciando todos os nossos processos internos e culminando numa logística controlada e de acordo com o que garantimos ao mercado: uma entrega rápida e segura”, explana Leonardo Martins, sócio-proprietário da Wide Stock.

Leonardo, da Wide Stock: “Fomos assertivos na parceria”

O executivo ainda destaca a importância dessas soluções para suportar e acompanhar o desenvolvimento da empresa. “Fomos muito assertivos na escolha da PC Sistemas para uma par-

ceria que nos apóie nessa fase de crescimento e de expansão no mercado. Além de ferramentas eficientes e dinâmicas, a companhia tem qualidades fundamentais que a diferenciam da concorrência nos quesitos atendimento, pós-venda e suporte”, conclui Martins. Para Rodrigo Almeida, executivo de negócios da base São Paulo da PC Sistemas, o retorno positivo quanto ao nível de satisfação da Wide Stock em relação ao projeto como um todo mostra que a PC Sistemas está no caminho certo. “Com soluções especialistas e confiáveis, podemos apoiar o crescimento dos nossos clientes e melhorar os seus processos para fomentar os seus negócios. Estamos em alinhamento com os objetivos da Wide Stock para nos posicionarmos como um parceiro que está sempre um passo à frente no suporte às suas necessidades”, finaliza Almeida.

junho 2013

gerenciamento pto a pto.indd 49

49

28/05/2013 18:50:52


série

TRANSPORTE DE CARGAS | 2ª parte

A infraestrutura do TRC no Brasil Quais são os planos para desafogar o modal mais utilizado (59%) e que tem impacto direto no Custo Brasil e na competitividade das empresas e do País?

P

or mais de uma década, tanto os técnicos das empresas privadas, estudiosos e associações de classe têm alertado sobre as dificuldades geradas pelas deficiências em infraestrutura no transporte rodoviário de cargas, cujos custos representam aproximadamente 5% PIB. Vejam notícias de 10 anos atrás: • Os custos dos transportes são afetados pelo mau estado de conservação das estradas, chegando a triplicar os gastos com manutenção (NTC Notícias de 10 de junho de 2003); • Aumenta significativamente o tempo do material em trânsito, além dos danos causados à carga na viagem; • Risco de colapso nos transportes em função do crescimento da safra de produtos agrícolas, estimada entre 110 e 120 milhões de toneladas em 2004 (São 170 milhões de toneladas em 2013!). 50

junho 2013

Serie_Transporte_2 parte.indd 50

28/05/2013 19:30:11


TECNOLOGIA AVANÇADA EM PORTAS RÁPIDAS, SECCIONAIS E NIVELADORES DE DOCA PARA MÁXIMA EFICIÊNCIA DOS SEUS PROCESSOS

A previsão é implantar rodovias com pistas simples e duplas, duplicar algumas existentes nos estados da BA, ES, MG, GO, TO, DF, MS e MT, em uma extensão total de 7.563,9 km O Brasil conta com 1.691.215 km de rodovias, sendo que apenas 219.846 km são pavimentados, segundo dados do DNIT, de 28/12/2012. As tentativas de adequar a infraestrutura rodoviária a partir de verbas, orçamentos e planos federais têm sido absolutamente inócuas (programa de tapa buracos, planos plurianuais, CIDE, etc). Ao longo dos anos, o governo do Estado de São Paulo adotou uma política de privatizações das estradas, muitas vezes criticado, pois o modelo acarretou em uma elevada taxa de pedágio. Em contrapartida, levou as estradas paulistas a serem classificadas como as melhores do País. Um estudo da CNT de 2011, que comparou os custos de transportes tomando como referência as estradas em ótimo estado de conservação, concluiu que existem os seguintes acréscimos de custos: 18,8% quando a rodovia está em bom estado, 41,0% em estado regular, 65,0% em estado ruim e 91,5% em péssimo estado. Como a situação estava cada vez mais crítica e independente de razões político e ideológicas, o governo federal flexibilizou alguns critérios para atrair os investidores e lançou o “Programa de Investimentos em Logística”, que inclui a infraestrutura rodoviária.

O Programa de Investimentos A previsão é implantar rodovias com pistas simples e duplas, além de duplicar algumas existentes nos estados da BA, ES, MG, GO, TO, DF, MS e MT, em uma extensão total de 7.563,9 km. Foi desenvolvido um modelo a partir do qual se espera estimular a

CENTROS LOGÍSTICOS

participação das empresas privadas neste lote de concessões assim como nos demais. Alguns tópicos relevantes (DNIT): Escopo do projeto: • Prazo de concessão de 30 anos renováveis; • TIR (taxa interna de retorno) 5,5%; • Cobrança de pedágio após a recuperação emergencial e 10% da duplicação; • Duplicação total da rodovia em cinco anos; • Conservação e operação por 30 anos com: monitoramento eletrônico, socorro médico, etc; Financiamento: • Prazo de financiamento de 25 anos, com carência de cinco anos; • Juros: TJPO + até 1,5% a.a. Outras Obrigações: • Licenciamento ambiental; • Alocação de riscos; • Gestão de contratos; • Estudos de viabilidade; e • Participação social.

Otimizar o fluxo de trabalho Assegurar o prazo de entrega Proteger as pessoas e os bens da empresa ■

A SOLUÇÃO MAIS EFICIÊNTE PARA

FRIGORÍFICOS

Reduzir os custos de energia Evitar formação de gelo Reduzir a entrada de ar quente ■

A SOLUÇÃO MAIS EFICIÊNTE PARA

HANGARES E ESTALEIROS

Manter o local isolado Evitar danos aos produtos Reduzir o tempo de abertura da porta ■

A SOLUÇÃO MAIS EFICIÊNTE PARA

INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA

Assegurar a qualidade do produto Automatizar a produção Reduzir acidentes de trabalho ■

A SOLUÇÃO MAIS EFICIÊNTE PARA

SALAS LIMPAS

Conclusão Se as ações acima não são totalmente satisfatórias, pelo menos teremos algo para acompanhar, avaliar, fazer ajustes, melhorar, e manter a esperança que teremos uma infraestrutura rodoviária melhor e que nos tornemos mais competitivos.

Antonio Carlos da Silva Rezende é instrutor e gerente de projetos da IMAM Consultoria

Manter a pressão do ambiente Evitar fugas de ar Afastar a contaminação ■

A SOLUÇÃO MAIS EFICIÊNTE PARA

INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA

Respeitar as normas de higiene Facilitar a limpeza Afastar a poeira e os insetos ■

Empresa Brasileira Fornecedor oficial do CREA

Nossas soluções atendem todas regulamentações dos principais órgãos nacionais e internacionais de controle de cargas.

junho 2013

Serie_Transporte_2 parte.indd 51

A SOLUÇÃO MAIS EFICIÊNTE PARA

51

www.rayflex.com.br Tel.: 11 4645.3360 Fax: 11 4645.0566

Ative o QR Code com o seu celular e conheça nossa linha completa de produtos ou acesse: www.rayflex.com.br

28/05/2013 19:30:16


série

INFRAESTRUTURA LOGÍSTICA | 4ª parte

O que muda com a MP-595? Medida provisória visa aumentar eficiência dos portos brasileiros

A

pesar de todas as dificuldades, da ação feroz dos lobbies e da falta de coordenação política por parte do governo, aprovou-se um conjunto de normas capazes de abrir um novo ciclo de modernização num elo estratégico da precária infraestrutura brasileira, os portos. Sabemos que só a medida provisória não resolve. Vai depender da

52

fundamental integração de projetos de ferrovias e rodovias e de um programa associado à ampliação da capacidade de armazenagem. Portos mais modernos pouco poderão ajudar no aumento da competividade do país se não estiverem também ligados a uma infraestrutura robusta e eficiente. É frequentemente comentado e sabido por todos profissionais de logística que não é suficiente ter uma alta efici-

ência logística de “chão de fábrica” ou, como dizem, do portão para dentro. Se não tivermos essa mesma eficiência nos transportes, seja em qualquer modal, na movimentação externa da carga, em portos, em aeroportos e em ferrovias, todo esse ganho interno será perdido ou até mesmo em algumas situações teremos um aumento de deficiência. Para termos uma visão geral da importância da medida Provisória 595 em

junho 2013

Série Infraestrutura Logistica - Com Cortes.indd 52

28/05/2013 14:27:54


termos de importância para o futuro da infraestrutura logística brasileira, vamos simplificar alguns pontos mais importantes e como eles influenciarão no futuro e suas expectativas de melhorias.

Interesses em jogo São muitos e bem diversos os interesses envolvendo a MP-595. Existem muitos conflitos de interesse, e de forma bem simplista, quando existe um ganhador de alguma forma, têm-se, por consequência, os perdedores, e eles influenciaram muito a decisão de avaliação da medida. a) Governo Federal: quer abrir o setor para atrair R$ 54,2 bilhões em investimentos privados até 2017, licitando nos próximos meses os arrendamentos vencidos ou por vencer de modo centralizado com objetivo de obter ganhos de gestão nesse processo;

Série Infraestrutura Logistica - Com Cortes.indd 53

b) Governos Estaduais: buscam manter o controle político das Cias Docas regionais, com o poder sobre a administração dos portos e autonomia para promover novas licitações em suas regiões; c) Setor Produtivo: procura pagar menores tarifas pela movimentação e conseguir mais espaço para comercializar seus produtos, com maior facilidade para importar e exportar. d) Empresas com contratos anteriores a 1993: querem a renovação dos contratos vencidos, cerca de 50, ou por vencer por pelo menos mais dez anos, mediante promessas de investimentos imediatos. e) Empresas com contratos pós-1993: querem antecipar a renovação de seus contratos (são cerca de cem) que vencem até 2017, pelo mesmo período do contrato em vigor, em troca de compromissos de expan-

são e novos investimentos. O governo deve licitar os que não têm cláusula de renovação. As empresas que tem contrato a vencer, após 2017, com cláusula de renovação, querem já antecipar essa renovação, em troca de novos investimentos e regra semelhantes aos novos portos da MP. f) Trabalhadores portuários: querem conquistar mais direitos em relação ao sistema alternativo. Como são contratados nos portos públicos, querem tornar igualitária a contratação nos portos privados, tantos nos portos antigos como nos futuros.

Conceitos 1. Portos públicos O que são: são os portos administrados pelo governo federal e pelos Estados. São operados por empresas

28/05/2013 14:28:09


públicas ou privadas. A área pertence à União, e as empresas pagam taxas de movimentação. Os terminais que operam no porto público querem a antecipação da renovação dos contratos e fim da obrigação de contratar mão de obra avulsa do OGMO. Após a MP: os contratos em vigor poderão ser renovados por 25 anos se as empresas fizerem investimentos. Nas novas licitações dos novos terminais serão escolhidos os operadores com menores tarifas e maiores volumes de carga. O que ainda pode mudar: o governo pode vetar esse ponto para ter mais liberdade para retomar áreas em vez de renovar contratos. 2. Portos privados O que são: são as empresas autorizadas a operar terminais próprios fora dos portos públicos. Só podem movimentar carga própria. Em alguns casos, podem transportar cargas de outras empresas. Após a MP: o projeto aprovado acaba com essa distinção. Operadores desses terminais ficam livres para movimentar carga de qualquer empresa, o que pode atrair mais negócios hoje feitos nos portos públicos e estimular investimentos.

Sessão extraordinária da Câmara dos Deputados para votar a MP dos Portos em 15 de maio de 2013

3. Regimes de trabalho e mão de obra O que são: terminais em portos públicos são obrigados a contratar trabalhadores do OGMO, o que aumenta custos. Portos privados podem contratar quem eles quiserem. Após a MP: ampliou o número de categorias de trabalhadores que têm sua contratação administrada pelo OGMO. Portos privados continuarão livres para contratar fora desse sistema. 4. Contratos antigos O que são: muitos terminais em portos públicos são operados por empresas contratadas antes da atual Lei dos Portos, que é de 1993. Esses contratos nunca foram enquadrados nas novas regras, mas continuam em vi-

gor. Eram concedidos para a iniciativa privada por meio de licitação. Quem oferecesse maior valor de outorga, pagasse mais alto, ganharia a licitação. Após a MP: a proposta original do governo era cancelar esses contratos e contratar novas empresas para operar esses terminais. O projeto aprovado permite que esses contratos sejam renovados por mais 10 anos, desde que haja investimentos. Vão continuar sendo concedidos por licitação, mas, para vencer a disputa, a proposta terá de incluir maior capacidade de movimentação de toneladas e oferecer o menor custo. O que ainda pode mudar: esse dispositivo ainda pode ser vetado, pode ocorrer uma nova licitação. Existe uma maior pressão para solução dos custos portuários feitos pela atividade agrícola. Nesse ano, percebeu-se em Santos o maior reflexo desses problemas. O embarque de granel sólido foi o maior problema. O impacto não teve na mesma proporção para os embarques de contêineres. 5. A figura dos Estados O que é: empresas controladas por governos estaduais administram vários portos públicos e são responsáveis pelas licitações que escolhem as empresas encarregadas da operação de seus terminais. Após a MP: o governo federal queria assumir o controle dessas licitações, mas recuou. Empresas estaduais

54

A o

Vão

w

junho 2013

B_AnTopic

Série Infraestrutura Logistica - Com Cortes.indd 54

28/05/2013 14:28:27


poderão continuar a frente da escolha dos operadores, se forem autorizadas pelo governo. 6. Chamamento público Quando for autorizar o funcionamento de novos portos privados, o governo fará um chamamento público, ou seja, uma consulta para saber se há mais interessados em operar aquela área. 7. Prazo de corte Os pedidos de instalação de terminais protocolados até dezembro de 2012 precisam se submeter aos termos da MP 595.

Os principais pontos críticos 1. Falta de coordenação burocrática: não existe um órgão que se responsabilize pela chegada e saída dos produtos. Até dez órgãos públicos podem participar do processo de forma descoordenada.

2. Tamanho dos portos: as retroáreas dos terminais são pequenas e impedem que grandes volumes sejam movimentados. Grandes navios também não conseguem atracar. 3. Trabalhadores: estudos recomendam a permanência da mão de obra do OGMO, mas indicam que ela precisa melhorar, incentivando competitividade e qualificação. 4. Infraestrutura precária: em média, o atraso nos planos de dragagem foi de 2,3 anos na última década. Sem dragagem, os navios com maior calado são impossibilitados de atracarem nos portos. 5. Gestão: as Companhias Docas, todas estatais, foram consideradas incapazes de fazer seu trabalho. Existem falhas no sistema de indicação de gestores, baixa capacitação de funcionários, ausência de cultura meritocrática, altas dívidas e baixa arrecadação.

Existem ainda os riscos de alguma alteração ou mudanças na MP595, até a regulamentação muitas coisas podem acontecer. Porém, o impacto desse movimento e o envolvimento de vários setores nacionais tornaram muito clara a comparação e uma boa correlação: a importância da MP-595 é tão grande como foi a abertura dos portos por Dom João. Mesmo sabendo que os interesses da época não eram para os brasileiros ou para o Brasil, ele na verdade não tinha nenhuma outra opção, até por sobrevivência econômica.

Marco Aurélio Dias

é diretor da Frette Logística & Multimodal

LOCAÇÃO E VENDA DE GALPÕES

Armazenamos o que realmente importa: o patrimônio da sua empresa.

Armazenagens | Eventos | Infláveis

Vão totalmente livre de 5 a 40 metros I Rápida entrega e montagem I Lona de maior resistência e durabilidade

Acesse o nosso site:

www.topico.com.br B_AnTopico_210x140mm_Intralogistica_JUNHO_AF 2.indd 1

Série Infraestrutura Logistica - Com Cortes.indd 55

Fale com a Tópico:

+55 11 2344.1200

junho 2013

55

18/11/12 22:34

28/05/2013 14:28:38


distribuição

Modelo rápido de entrega Saiba como desenvolver um processo ágil para reabastecimento de lojas

V

elocidade é o nome do jogo no panorama do varejo dos dias atuais. O verdadeiro segredo para ganhar velocidade e aumentar seus giros de estoque é garantir um sistema de reabastecimento bem sucedido e econômico. A rapidez com que os produtos são comprados das prateleiras das lojas depende de uma infinidade de fatores: preferência do consumidor, promoções especiais e reconhecimento da marca, só para citar alguns. Durante os últimos anos, muitos fabricantes de bens de consumo têm usado cada vez mais o modelo de EDL (entrega diretamente para as lojas) como alternativa às redes de atacadistas e distribuidores tradicionais. Esse modelo

Como empregar o modelo Se os seus produtos e a cadeia de suprimentos tiverem os requisitos a seguir, você poderá ser um bom candidato para este modelo:

• O controle das entregas é muito importante para evitar problemas de desvio de produto ou desperdício.

• O modelo precisa considerar o tamanho dos almoxarifados das lojas, que • • •

56

costumam ser pequenos e não podem estocar excesso de estoque e exigem reabastecimentos frequentes. O contato direto com os varejistas é um elemento crucial para a satisfação do cliente e, portanto, os motoristas que fazem as entregas intermediam a relação com os varejistas. Usando o exemplo dos refrigerantes, se os produtos de uma marca de refrigerante não estiverem nas prateleiras do varejista, mas as concorrentes sim, o consumidor irá comprá-las. A segurança ou o furto de produtos é um problema, especialmente no caso de produtos de alto valor como tabaco, álcool e joias.

estabelece uma rede em circuito fechado a partir do armazém do fabricante de bens de consumo até as diversas lojas do varejo, fazendo várias paradas antes de retornar ao ponto de origem. A seguir, apresentamos algumas dicas para a implantação do modelo EDL: Crie o perfil da demanda. Talvez o elemento mais crítico da implantação de um modelo de EDL é entender quem são seus varejistas e como é a demanda deles, ou seja, qual o exato volume de pedidos. Crie a rota das entregas. Deve levar em consideração variáveis, como os padrões de tráfego, os limites de velocidade os cálculos das distâncias e dos tempos e as horas de serviços dos motoristas. Prevenção de perdas. Monitorar furtos de produtos é uma consideração muito importante. Além do GPS e das câmeras de segurança, o treinamento dos motoristas sobre como identificar comportamentos suspeitos é fundamental. Captura do comprovante de entregas. Uma variedade de novas tecnologias permite a prova eletrônica das entregas, principalmente com dispositivos portáteis. Isto causa um enorme impacto no tempo de ciclo do pedido à entrega, economizando tempo. Melhoria contínua. Com a linha básica como ponto de partida, é possível medir a eficácia das melhorias incrementais e contínuas na rede, por meio das economias de custo e dos aumentos de eficiência.

junho 2013

modelo de entrega rápida.indd 56

28/05/2013 14:52:29


LANÇAMENTO

Alternativa ao filme stretch Adesivo pode ser utilizado sobre diferentes materiais

A

fabricante brasileira de adesivos industriais Adecol está lançando uma alternativa sustentável e econômica ao filme stretch para paletização de cargas. Trata-se de um adesivo antiderrapante à base de água (PVA), ou hotmelt (PSA), para a utilização em embalagens durante a paletização. Para 50 mil paletes, a substituição do filme stretch pelo adesivo chega a economizar 83% durante no período de um ano, resultando uma economia para empresa de até 1 milhão de reais. O adesivo não deixa resíduos ou marcas e não afeta o produto/caixa, pois além

Para 50 mil paletes, a substituição do filme stretch pelo adesivo chega a economizar 83% durante no período de um ano, resultando em economia para empresa de até 1 milhão de reais de atóxico, pode ser utilizado sobre diferentes materiais, como caixas de papelão resinadas e sacarias de PE, PP e BOPP. “Nosso adesivo para paletização é ideal para unir as caixas de papelão e outros materiais não porosos como as sacarias de PE e PP”, explica Alexandre Segundo, diretor comercial da Adecol.

Além disso, com o uso do adesivo em substituição ao filme stretch no processo de paletização, pode-se destacar apenas os produtos de uma entrega, sendo que os subsequentes continuam firmemente presos ao bloco de cargas, o que auxiliará em casos de entregas múltiplas.

DO BRASIL

LÍDER em soluções logísticas,

para os mais diversos sistemas de separação de pedidos: • Separação pedido a pedido • Separação de varios pedidos por vez • Separação com varios operarios na mesma área • Kitting e sequenciação de componentes • RFID com visor rastreável • Separação por displays sem fios

Tecnologia japonesa, nº 1 no mundo • A maior variedade de modelos do mercado • Led multicolorido (7 cores) • Plug & Pick • Máxima flexibilidade • -30ºC / +50ºC • Modelos personalizáveis • Controle versátil através da rede AI-NET

www.picktolightsystems.com.br +55 11 3711-5940 • infobr@ptlsystems.com

adecol.indd 57

INNOVAÇÃO EM TECNOLOGIA

junho 2013

57

28/05/2013 17:41:41


SERVIÇOS LOGÍSTICOS Novo condomínio logístico

Certificado de especialistas internacionais

A Retha Imóveis & Serviços e a DVR Participações inauguram o “DVR Business Park Embu”, Condomínio Industrial e Logístico, localizado na Rodovia Régis Bittencourt, no quilômetro 282 (ao lado do Rodoanel), no município de Embu das Artes (SP).

desde 2010, o CIS - Certified

www.retha.com.br | (11) 4777-9800

estabelecer uma transformação

A DHL Express promove, International Specialist, programa de desenvolvimento e treinamento da empresa que tem como objetivo cultural e alto nível de capacitação dentro da companhia e reforçar sua liderança no mercado

Terminal Redex para exportação A T&D Logística, do Grupo Embnews, acaba de se tornar a décima empresa do Porto de Santos a receber homologação da Receita Federal para se tornar um terminal Redex. Assim, a empresa passa a oferecer ganho logístico e diminuir o custo, graças a possibilidade do despacho aduaneiro ser feito antecipadamente. www.tedtransportes.com | (13) 3322-7730

internacional de logística. www.dhl.com.br | (11) 3611-2994

Colhendo resultados A Codical Distribuidora adotou a ferramenta HB.MDM da HBSIS, para monitoramento de entregas em tempo real. Depois de um processo de implantação que, segundo o gerente administrativo e financeiro da empresa, Allyson Mendes, foi rápido e dentro do acordado no início do projeto, os resultados começam a aparecer. www.codical.com.br | (75) 3631-1047

Redução de consumo de combustível

Distribuição de merenda escolar

Em um esforço para diminuir seu consumo de combustível e colaborar para o equilíbrio ambiental, a Lufthansa Cargo investe, desde o final de 2011, em containeres de materiais compostos leves, como os novos containeres padrão LD3, que estão sendo utilizados com painéis laterais fabricados em polipropileno reforçado em formato hexagonal.

A Brado Logística e a Cecapa Distribuidora de Alimentos firmaram parceria para realizar os serviços de armazenagem e distribuição de empanado de peixe e tiras de frango congelado para a merenda escolar da rede de ensino do Estado do Paraná. A Brado é responsável pela entrega em 2.330 escolas estaduais de 399 municípios paranaenses.

www.lufthansa-cargo.com | (11) 2161-7500

www.brado.com.br | (13) 2202-7800

58

serviços logísticos.indd 58

Seguro para caminhões O Mutual RCF Vip Caminhão é um seguro de responsabilidade civil destinado aos proprietários de veículos de transportes de cargas. Além do preço competitivo, os diferenciais incluem a dispensa de vistoria prévia para caminhões com até 20 anos de uso e a emissão imediata da proposta. www.mutualseguros.com.br | (11) 5508-6000

junho 2013

29/05/2013 10:30:08


Investimentos no Brasil A FedEx Express está expandindo sua infraestrutura de logística integrada para otimizar suas rotas no Brasil. Até o começo do segundo semestre deste ano, será finalizada a abertura de três novas e modernas instalações, estrategicamente localizadas para aproveitar o aumento da demanda nas regiões Nordeste e Sudeste do país, e fortalecer a capacidade da companhia, que já conecta 95% do PIB brasileiro.

Convênio com a Justiça Federal A Appa (Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina) assinou um convênio com a Justiça Federal do Paraná. O objetivo do acordo é promover a “transferência de conhecimento”, promovendo a troca de informações entre as duas entidades, buscando a transparência e o aprimoramento das práticas. www.portosdoparana.pr.gov.br | (41) 3420-1100

Montagem da plataforma do pré-sal

Construção de condomínio avança

A Locar Guindastes e Transportes Especiais foi contratada para atuar na montagem de diversos módulos do navio-plataforma *FPSO Cidade de Ilha Bela, que atuará na exploração de petróleo na camada de pré-sal na região do campo Sapinhoá, na Bacia de Santos, a 300 m da costa e 2.140 m de profundidade.

O Mega Centro Logístico Curitiba, localizado em Campina Grande do Sul (região metropolitana de Curitiba), terá sua primeira fase inaugurada em junho. No mês de Abril, a Capital Realty iniciou a montagem da estrutura metálica da cobertura e a pavimentação em peças de concreto intertravado (Paver).

www.locar.com.br | 0800 770 0618

www.capitalrealty.com.br | (41) 2169-6850

junho 2013

serviços logísticos.indd 59

59

junho 2013

59

29/05/2013 10:30:21


LITERATURA TÉCNICA

Especial dos expositores

De 16 a 19 de setembro no Expo Center Norte

Identificação e coleta de dados A Intermec traz em seu catálogo os coletores de dados portáteis, como as linhas fabricadas no Brasil CN3/CNe e CK3; coletores de dados fixos e veiculares; tecnologia RFID; leitores de códigos de barras e impressoras de códigos de barras comerciais, portáteis ou de alto rendimento. www.intermec.com.br / (11) 3711-6770

WMS integrado A Sythex apresenta em seu catálogo seu sistema WMS que pode ser integrado com diversas tecnologias, como separação por voz; automação com sistemas pick by light e put to light; sorter e esteiras, além de etiquetas RFID. O sistema está disponível nas versões Full, Web, Express, Operador Logístico e Indústria. www.sythex.com.br/ (11) 5506-0861

Tecnologia em equipamentos A Marksell oferece em seu catálogo equipamentos para movimentação de cargas e pessoas, aplicados à veículos ou estacionários, com grande ênfase em acionamentos eletro-hidráulicos, como niveladoras de docas, plataformas elevatórias de cargas veiculares, entre outros. www.marksell.com.br / (11) 4789-3690

Movimentação, armazenagem e ergonomia A Artama atua no segmento de movimentação, armazenagem e ergonomia e oferece em seu catálogo carros hidráulicos, elevadores, empilhadeiras, equipamentos especiais, mesas elevadoras, mesas pantográficas e plataformas niveladoras de docas. www.artama.com.br / (47) 3274-1111

Embalagens de papel A Storopack mostra em seu catálogo o produto PAPERplus, uma opção em embalagens de proteção para peças pesadas ou pontiagudas. A embalagem usa a técnica de amassamento do papel desenvolvido para garantir o travamento das peças dentro das caixas, além de preencher os espaços vazios. www.storopack.com.br / (11) 5677-4699

Carrinhos e equipamentos A Cromo Steel traz em seu catálogo sua linha de carrinhos composta pelos tipos Plataforma Chapa, Abastecimento com Fundo de Madeira, Frigorífico, Abastecimento Alto, Estacionamento, Estacionamento para Caixa Plástica, Plataforma com Abas Laterais, Plataforma Autoempilhável com seis Rodas, Plataforma Madeira, Plataforma Pneumático com Puxador e Aba Removível, entre outros. www.cromosteel.com.br / (11) 4646-1600

60

Literatura tecnica 272.indd 60

junho 2013

28/05/2013 11:09:20


Paletes, racks e caixa embalagem A José Braulio Paletes oferece em seu catálogo paletes de madeira ou plástico padrão PBR-01 e PBR-02 (Padrão Abras), one-way, cativo, bins, carros hidráulicos, equipamentos, paletes de plástico, paletes de aço, racks, carros hidráulicos, equipamentos diversos, entre outros. www.josebraulio.com.br / (11) 3229-3893

Sistema de alcochoamento A Sealed Air traz em seu folder o sistema NewAir I.B.TM Express que infla automaticamente um filme liso de polietileno, fornecendo uma embalagem de acolchoamento. O filme tem uma estrutura patenteada de polietileno com barreira, chamada Barrier Bubble®, que retém o ar entre suas camadas por mais tempo. www.sealedair.com / (11) 3833-2807

Soluções e projetos A Rentank traz em seu catálogo soluções em armazenagem, como galpões para venda e locação com fechamento em telha metálica trapezoidal e lona de PVC, desenvolve projetos e operações, faz montagem rápida e segura sem necessidade de fundações e oferece acessórios. www.rentank.com.br / (11) 4138-9266

Equipamentos para intralogística A Saur traz em seu catálogo equipamentos para movimentação intralogística, como aparelho giratório, basculador frontal e lateral, caçamba hidráulica, garfos telescópicos, garras para blocos de concreto, garra suspensa para blocos, posicionador duplo de garfos, entre outros. www.saur.com.br / (11) 2148-1012

junho 2013

Literatura tecnica 272.indd 61

61

28/05/2013 11:09:29


LITERATURA TÉCNICA

Especial dos expositores

De 16 a 19 de setembro no Expo Center Norte

Sistemas e soluções A ITW / See Sistemas oferece em seu catálogo soluções em movimentação de materiais, como transportadores de correia, de corrente, de roletes, modulares flexíveis, a ar e silos; sistema integrado de robótica, movimentação de paletes, de distribuição e movimentação; de paletização e despaletização, entre outros. www.seesistemas.com.br / (11) 3623-6500

Embalagens de ar

Sistema

A Best-Pack Brasil traz em seu catálogo o Air Pad, embalagem em forma de bolsa plástica preenchida por ar indicada para o acondicionamento de produtos de tamanhos diversos. Além disso, também oferece o AirPaq, filme plástico com válvulas de alta resistência que ao serem infladas criam canaletas de ar independentes que envolvem o produto.

A Travema oferece em seu catálogo sistemas de armazenagem (Porta paletes, Drive-in, Cantilever, Push back, Porta paletes dinâmico e Estantes) e acessórios para proteção logística (Almofada Isotérmica para portas de armazéns, Calço para pneus, Proteção 90º, Proteção frontal, Trilho guia, Guard Rail laminado, Guard Rail tubular com 300mm de altura, entre outros).

www.bestpack.com.br / (11) 3757-1899

www.travema.com.br / (11) 3831-8911

Supply chain A ID Logistics mostra em seu catálogo um conjunto de serviços de supply chain, transporte, organização, consolidação e soluções que atendem às necessidades específicas da logística refrigerada ou em temperatura ambiente e da logística do e-commerce. www.id-logistics.com.br / (11) 3809-3416

Operador logístico A Brasil Maxi oferece em seu catálogo serviços, como desenvolvimento de projeto logístico; operações logísticas in house e taylor made; gestão logística in bound, out bound, transportes e distribuição fisíca; coleta; armazenagem “inclusive em contêineres”; serviços de picking, embalagem, etiquetagem; entre outros.

Projetos em diversas áreas A Ulma Handling Systems oferece em seu catálogo a soluções logísticas que implementou em diversos segmentos, como alimentação, bebidas e fumo; têxtil, confecção e calçado; papel, edição e artes gráficas; químico e farmacêutico; metalurgia e fabricação de prdutos metálicos; entre outros. www.ulmaconstruction.com.br / (11) 3711-5940

www.brasilmaxi.com.br / (11) 4142-3436

62

Literatura tecnica 272.indd 62

junho 2013

28/05/2013 11:09:48


Customização de empilhadeiras A Combilift traz em seu catálogo sua linha de empilhadeiras três em uma, já que tem características de reach, sideloader e contrabalançada. Estes equipamentos podem ser a diesel, GLP ou elétrica. A empresa oferece customização de acordo com a necessidade do cliente. www.combilift.com.br / 353 47 80500

Operadores em pé A Still mostra em seu catálogo a empilhadeira elétrica com operador a pé com capacidade de carga de 1,4 t e 1,6. Além disso, a empresa também oferece a transpaleteira elétrica com operador a pé e capacidade de carga de 1,8 t e 2 t. www.stillbrasil.com.br / (11) 4066-8100

Equipamento retrátil A Schioppa apresenta em seu catálogo sua linha de rodas e rodízios. Além disso, a empresa oferece o Towi, um equipamento retrátil e de pequeno porte, ideal para a movimentação de altas cargas dentro de um armazém. O equipamento está disponível em três modelos. www.schioppa.com.br / (11) 2065-5200

Coberturas e galpões A Tópico oferece em seu catálogo soluções em coberturas. A empresa trabalha com venda e locação para todo o Brasil e alguns países da América Latina. Além disso, também oferece uma linha completa de galpões (tendas) indicadas para armazenagem. www.topico.com.br / (11) 2344-1200

junho 2013

Literatura tecnica 272.indd 63

63

28/05/2013 11:09:48


LITERATURA TÉCNICA

Especial dos expositores

De 16 a 19 de setembro no Expo Center Norte

Automação A Águia oferece em seu catálogo porta paletes, autoportante, dinâmico, drive-in, push back, mini load, deslizante, mini porta paletes, flow back, transportador, container tubular e container aramado. www.aguiasistemas.com.br / (11) 3721-4666

Embalagens, carrinhos e paletes A MZA oferece em seu catálogo sua linha completa de embalagens customizadas com acesso frontal para as mãos, paletes termoformados, carrinhos de ferro, caixas da linha Euroforte indicadas tanto para volumes leves quanto pesados, entre outros. www.mza.com.br / (19) 3231-1267

Sistema de gerenciamento A Ehrhardt + Partner oferece em seu catálogo o sistema de gerenciamento de armazém LFS 400 que tem a capacidade para uso internacional e multilíngüe no setor comercial bem como na produção e nos operadores logísticos. www.ehrhardt-partner.com / (11) 3373-7545

Gerenciamento de fretes A GKO oferece em seu folder o software de gerenciamento de fretes que elimina 2% do valor geral do frete por meio da auditoria; reduz de 3% a 6% do valor geral do frete com o uso da simulação; ajuda a ampliar entregas no prazo e reduzir reentregas, devoluções e extravios com avaliação das transportadoras. www.gkofrete.com.br / (11) 3086-2551

Soluções em sistemas A Store Automação oferece em seu catálogo as soluções Store/WMAS (operações automatizadas); Store/ TMS (com três módulos distintos e independentes: TMS/Transportador, TMS/Embarcador e TMS/Pneus) e Store/REDEX (operações informatizadas). www.storeautomacao. com.br / (11) 3087-4400

Estruturas pré-fabricadas A Galleon traz em seu folder diversos serviços e produtos, como estruturas pré-fabricadas de concreto para obras comerciais, industriais e rurais; fundações profundas (estacas) e rasas (blocos, sapatas e vigas baldrames). www.galleon.com.br / (11) 4790-1503 Continua na próxima edição...

64

Literatura tecnica 272.indd 64

junho 2013

28/05/2013 11:10:01


10 PONTOS SOBRE...

Roubo de cargas A

s empresas podem tomar várias ações para melhorar a segurança de suas instalações e veículos. As próximas dicas podem ajudar a prevenir e eliminar perdas associadas ao roubo de cargas.

1. Trabalhe

com alta tecnologia: rastreamento por GPS, soluções de limitação geográfica e de imobilização do veículo.

2. Aplique lacres e travas para proteger o veículo e a carga, como as pinadas, que impedem que o cavalo e a carreta sejam separados e as travas de válvulas de freio a ar.

3. Fique alerta. Observe sinais de que sua operação está sob vigilância, como pessoas não autorizadas dentro ou em volta da instalação e veículos seguindo seus motoristas.

4. Reporte todas as atividades suspeitas e/ou roubos para a Polícia. Frequentes alarmes falsos podem ser sinal de que indivíduos suspeitos estão testando o sistema de segurança.

5. Conheça a transportadora e o motorista programado para coletar sua carga. Monitore os programas e rotas de entrega.

6. Realize

as práticas de segurança básicas. Mantenha o veículo trancado e estacione em local bem iluminado. Assegure que os sistemas de alarme estão funcionando e são monitorados.

7. Selecione e treine os colaboradores. O roubo frequentemente tem contribuição interna. A rigorosa seleção da vaga ajudará a eliminar aqueles que podem vir a roubar.

8. Considere a segurança no trânsito. Peça aos motoristas que não parem nos primeiros 300 km, utilizem estacionamentos e evitem pontos de propensão a roubos. Evite destinar cargas caras a motoristas novos.

9. Faça auditorias periódicas na cadeia de suprimentos para encontrar falhas na proteção dos embarques.

10. Exerça a contravigilância. Coloque seguranças além dos perímetros em busca de pessoas observando você.

66

10 pontos.indd 66

junho 2013

28/05/2013 11:31:03


anuncios211xpagina.indd 3 Anuncio 28.indd 1

23/05/2013 14:44:12 22/03/2013 12:35:14


anuncios 1 pagina.indd 6

28/05/2013 18:46:36


Revista intraLOGÍSTICA - Edição 272 - Junho/2013  

A MP 595, ou MP dos Portos, como ficou conhecida, é um passo para eliminar os gargalos dos portos. Apesar da correria – só passou pelo plená...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you