Page 1

MORATENSE RECEBE 10 CAIO APACHE VIP

interbuss ANO 10 • Nº 452 • 14 DE JULHO DE 2019

MOBILIDADE

&

TRANSPORTE

ISSO TEM SOLUÇÃO? VLT de Cuiabá, que deveria ficar pronto para a Copa do Mundo de 2014, continua abandonado e gastanto dinheiro


8 ANOS 400 EDIÇÕES MAIS DE 10.000 PÁGINAS

SEMPRE EM

A Revista InterBuss completa mais um ano de vida e chega à 400ª edição, mais uma vez renovada. Sempre acompanhando as tendências do mercado, buscando as informações onde elas estão e levando aonde o público está. Por isso estamos sempre mudando, pois estamos em movimento, assim como o transporte e a mobilidade urbana.


MOVIMENTO

interbuss MOBILIDADE

&

TRANSPORTE


Edição 4 5 2

14 DE JULHO DE 2019

NESTA EDIÇÃO

NOSSOS CONTATOS 06 EDITORIAL O presentão da prefeitura de Campinas para a sua população: aumento /portalinterbuss

Uma publicação da InterBuss Comunicação Ltda. ARTE E DIAGRAMAÇÃO InterBuss Comunicação SOBRE A REVISTA INTERBUSS A Revista InterBuss é uma publicação semanal do site Portal InterBuss com distribuição on-line livre para todo o mundo. Todo o conteúdo da Revista InterBuss provenientes de fontes terceiras tem seu crédito dado sempre ao final de cada material. As fotos que ilustram todo o material da revista são de autoria própria e a reprodução também é autorizada apenas após um pedido formal via e-mail. As imagens de autoria terceira têm seu crédito disponibilizado na lateral da mesma e sua autorização de reprodução deve ser solicitada diretamente ao autor da foto, sem interferência da Revista InterBuss. A impressão da revista para fins particulares é previamente autorizada, sem necessidade de pedido. PARA ANUNCIAR Envie um e-mail para contato@portalinterbuss. com.br ou ligue para (19) 99483-2186 e converse com nosso setor de publicidade. Você poderá anunciar na Revista InterBuss, ou em qualquer um dos sites parceiros do grupo InterBuss, ou até em nosso site principal. CONTATO A Revista InterBuss é um espaço democrático onde todos têm voz ativa. Você pode enviar sua sugestão de pauta, ou até uma matéria completa, pode enviar também sua crítica, elogio, ou simplesmente conversar com qualquer pessoa de nossa equipe de colunistas ou de repórteres. Envie seu e-mail para revista@portalinterbuss. com.br ou contato@portalinterbuss.com.br. Procuramos atender a todos o mais rápido possível. A EQUIPE INTERBUSS A equipe do Portal InterBuss existe desde 2000, desde quando o primeiro site foi ao ar. De lá pra cá, tivemos grandes conquistas e conseguimos contatos com os mais importantes setores do transporte nacional, sempre para trazer tudo para você em primeira mão com responsabilidade e qualidade. Por conta disso, algumas pessoas usam de má fé, tentando ter acesso a pessoas e lugares utilizando o nome do Portal InterBuss, falando que é de nossa equipe. Por conta disso, instruímos a todos que os integrantes oficiais do Portal e Revista InterBuss são devidamente identificados com um crachá oficial, que informa o nome completo do integrante, mais o seu cargo dentro do site e da revista. Qualquer pessoa que disser ser da nossa equipe e não estiver devidamente identificada, não tem autorização para falar em nosso nome, e não nos responsabilizamos por informações passadas ou autorização de entradas dadas a essas pessoas. Qualquer dúvida, por favor entre em contato pelo e-mail contato@portalinterbuss. com.br ou pelo telefone (19) 99483.2186, sete dias por semana, vinte e quatro horas por dia.

da tarifa do transporte coletivo

07 A IMAGEM MARCANTE

Confiram a foto de transporte de maior destaque da semana

08 A GRANDE MATÉRIA

Cuiabá agora terá cerca de 120 dias para solucionar de vez os problemas de mobilidade

10 MOBILIDADE NO BRASIL

Moratense recebe dez unidades do Caio Apache Vip para suas operações metropolitanas em SP

11 MOBILIDADE NO MUNDO

Veículos elétricos deverão ter barulho artificial para alertar os passageiros nas ruas na Europa

12 PÔSTER

Marcopolo Torino, por Luciano Roncolato

14 DEU NA IMPRENSA

As notícias que foram destaque na grande imprensa especializada em transportes na semana passada

16 ACERVO PORTAL INTERBUSS

Confiram fotos que foram enviadas desde 2006 para o Portal InterBuss e foram publicadas na antiga Galeria de Imagens do site

20 REDES SOCIAIS

As melhores fotos de ônibus publicadas em redes sociais na última semana, com destaque para o movimento do feriado

22 VIAGENS & MEMÓRIA

Confira a coluna quinzenal de Marisa Vanessa N. Cruz


interbuss MOBILIDADE

TRANSPORTE

Mobilidade em Cuiabรก agora tem prazo para ser resolvido de uma vez

08 11

&

15


Editorial

A prefeitura de Campinas e o reajuste da tarifa Os governantes dos municípios brasileiros acharam um artifício para enganar a população, até porque falta pouco tempo para as eleições municipais do ano que vem. Agora, o reajuste da tarifa do transporte urbano, que é algo que tem muita repercussão negativa entre os munícipes potenciais eleitores, é feito em datas diversas, e não mais apenas no começo do ano. Em Campinas, cidade que já passa por grandes problemas em diversas áreas, virou este ano com uma notícia que soou um tanto quanto curiosa: não vai ter reajuste da tarifa de ônibus em 2019. Oras, se todos os anos tem, por que neste não teria? A população campineira está de saco cheio com a péssima qualidade das obras do sistema BRT que está levando muitos problemas para os moradores das imediações das avenidas John Boyd Dunlop e das Amoreiras, então por esse motivo a prefeitura resolveu fazer o papel de boazinha e não conceder um reajuste de tarifa, mas o que aconteceu na semana retrasada? Publicou na surdina, no Diário Oficial da cidade, uma tabela com o reajuste dos valores da tarifa do

transporte público, mantendo o valor como o maior de todo o país. Campinas há muito tempo tem a tarifa de ônibus mais cara do Brasil, e o “ótimo” secretário de transportes da cidade, Carlos José Barreiro, está fazendo todos os esforços para que isso continue acontecendo mas sem nenhuma melhoria aparente para a população. Poucas coisas estão mudando e o usuário segue com vários problemas em diversas linhas. Mas voltando para a questão do BRT, todo mundo sabe que não há progresso sem que haja algum transtorno temporário, mas o problema é que alguns lotes das obras desses corredores estão tão mal feitos que deverão passar por novas obras em breve ou então vão ficar desse jeito mesmo, com rachaduras como acontece em um trecho da Via Perimetral, que sequer tem circulação de veículos mas já está caindo aos pedaços com rachaduras inclusive no solo. O artifício arrumado pela prefeitura de Campinas para reajustar a tarifa no meio do ano foi uma campanha mentirosa que está sendo feita na televisão e nos meios digitais. Foram

chamadas jornalistas demitidas da EPTV, emissora afiliada da Rede Globo na região, mas que possuem grande apelo popular junto aos espectadores, para falar sobre projetos que a prefeitura estaria fazendo, com investimentos em diversas áreas. Em uma das campanhas mentirosas, foi dito que estão sendo investidos milhões no setor da saúde, sendo que a prefeitura está sendo investigada por supostos desvios de verbas em um dos hospitais da cidade. O objetivo dessas propagandas fajutas é tentar levantar a popularidade do prefeito da cidade, que está bastante em baixa justamente por conta da bagunça das obras do sistema BRT. Como essas campanhas estão sendo bastante comentadas, em sua maioria de forma negativa, mas estão na boca do povo, aliado às férias escolares e ao feriado estadual que aconteceu em 9 de julho, a prefeitura aproveitou todo esse cenário e fez o lançamento do reajuste da tarifa, com informações sem pé e nem cabeça: que o valor é menor que a inflação do período e que a cidade estava há 18 meses sem reajuste. Bom artifício para enganar o povo.


A imagem marcante

Taguatinga, DF

Quarta-feira, 10 de julho de 2019

A colisão de um ônibus com um poste em Taguatinga interditou o trânsito da Sandu Norte e deixou 6.482 casas sem energia elétrica. O impacto foi tão forte que o veículo pegou fogo e mobilizou 17 militares do Corpo de Bombeiros, mas ninguém ficou ferido. O motorista, de 34 anos, contou que perdeu o controle do veículo e acabou se chocando com o poste de iluminação, que quebrou e caiu sobre o ônibus. No momento da colisão, o transporte levava sete passageiros, que tiveram que desembarcar imediatamente devido ao fogo. O Corpo de Bombeiros verificou que nenhum dos envolvidos havia sofrido ferimentos e começou o combate ao incêndio com espuma química. As informações são do site Bombeiros DF.


A grande matéria

PRA DA MOB

• Do Governo de MT <matogrosso.mt.gov.br>

A comissão montada pela Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana, do Ministério de Desenvolvimento Regional, em parceria com o Estado de Mato Grosso, terá um prazo máximo de 120 dias para apresentar uma solução para a questão da mobilidade urbana para Cuiabá e Várzea Grande. A comissão foi formada após três reuniões realizadas em Brasília com as equipes dos governos estadual e federal. De acordo com o governador Mauro Mendes, durante as reuniões foi demonstrada a necessidade de se encontrar uma solução para essa situação, em parceria com o Governo Federal e órgãos de controle, como Tribunal de Contas da União, Controladoria Geral da União e Advocacia Geral da União. Principalmente porque a obra de mobilidade do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), que foi financiada com recursos federais para atender a Copa de 2014, não foi concluída até o presente

08 | www.portalinterbuss.com.br

momento, tendo passado duas copas do mundo e duas gestões, tendo consumido mais de R$ 1 bilhão. “O VLT foi financiado com recursos federais, tem dinheiro da Caixa Econômica Federal, por meio do FGTS, e a obra está parada com um contrato rescindido pela Justiça de Mato Grosso. Por isso é importante que essa decisão seja tomada em conjunto com todos os órgãos federais envolvidos”, destacou o governador. Mauro Mendes acrescentou que o problema envolvendo o VLT é muito complexo, pois existem três ações na Justiça contrárias às decisões que foram tomadas contra o modal e a execução da obra. Além da demora no término da obra e as questões judiciais que permearam o contrato, outro fato grave envolvendo o VLT é o esquema de corrupção delatado pelo ex-governador Silval Barbosa à Procuradoria Geral da República. “(…) o colaborador combinou com o

consórcio VLT que as propinas seriam pagas no montante de 3% do valor pago pelo Estado para o consórcio, cabendo ao consórcio efetuar os pagamentos dos retornos através das empresas pertencentes a João Carlos Simoni, pois esse prestava através de uma de suas empresas serviços para o VLT, dessa feita, o consórcio além de pagar os valores devidos pelos serviços prestados pelas empresas de João pagava um valor a maior referente à propina devida ao colaborador por cada medição realizada nas obras”, afirmou Silval Barbosa no Volume 1 da delação premiada, homologada pelo Supremo Tribunal Federal. O ex-governador Silval, que detalhou todo o esquema de corrupção na obra do Veículo Leve Sobre Trilhos, destacou que os “pagamentos das propinas eram efetuados conforme as medições e respectivos pagamentos do Estado do Mato Grosso perante o consórcio, pelo que o colaborador tem ciência todo o pagamento das propinas foram executados da forma citada (…)”, conforme trecho extraído da delação.


AZO PARA A SOLUÇÃO BILIDADE EM CUIABÁ Comissão foi montada para dar uma solução ao problema da mobilidade entre Cuiabá e Várzea Grande

www.portalinterbuss.com.br | 09


Mobilidade no Brasil Empresa renova com 10 carros

NOVOS MORATENSE • por Caio Induscar <caio.com.br> A Caio entregou recentemente, 10 unidades do urbano Apache Vip para Francisco Morato, cidade que pertence à Região Metropolitana de São Paulo, com mais de 170 mil habitantes. Os novos ônibus serão incorporados à frota da Auto Ônibus Moratense, empresa de transporte coletivo, responsável pela operação das 23 linhas municipais e 2 linhas metropolitanas da cidade. Mais sobre o Apache Vip O Apache Vip, reconhecido nacionalmente por sua robustez estrutural, durabilidade e design moderno, agrega ao transporte coletivo segurança, conforto e modernidade, características conquistadas pela marca Caio ao longo dos mais de 73 anos de história.

lâmpadas em LED, que possuem vida útil superior, proporcionando economia de energia.

Todas as unidades contam com tomadas USB para recarga de dispositivos móveis, conferindo comodidade aos passageiros. Também a iluminação interna das carrocerias e os itinerários eletrônicos possuem

A acessibilidade é garantida por meio de elevador na porta central e assentos exclusivos para pessoas com deficiência, mobilidade reduzida e idosos. Os Apache Vip produzidos têm capacidade para acomodar

10 | www.portalinterbuss.com.br

79 passageiros, sendo 37 sentados. A Caio, em sua constante busca por oferecer as melhores soluções para o transporte coletivo de passageiros, agrega em seus produtos, características como qualidade superior, tecnologia e inovação em todos os detalhes.


Mobilidade no Mundo

ELÉTRICO, MAS COM BARULHO

Carros elétricos que saírem de fábrica deverão ter “barulho artificial” para alertar pedestres • Do Tec Mundo <tecmundo.com.br> Desde segunda (1), todos os novos modelos de carros elétricos comercializados em países da União Europeia terão que emitir um barulho artificial quando estiverem circulando a menos de 19 km/h ou em marcha à ré. A medida passará a valer para todos os veículos elétricos, não apenas os novos, a partir de julho de 2021. Essa nova regulamentação exige que os carros instalem um AVAS (Sistema de Alerta Acústico de Veículos, na sigla em inglês) que reproduz um som quando as condições acima são reconhecidas. No tweet abaixo, publicado pela BBC, você pode ouvir alguns exemplos de sons que serão utilizados. As montadoras têm autonomia para criar esses efeitos, desde que eles não sejam mais altos que o barulho de um motor tradicional. Entre os que celebraram a aprovação da lei está a Associação de CãesGuias para Cegos, entidade sem fins lucrativos que ajuda deficientes visuais no Reino Unido com o fornecimento de cães-guias. De acordo

com a instituição, a falta de barulho dos carros elétricos pode colocar em risco a vida de pedestres que utilizam o som na hora de atravessar a rua. Mesmo assim, a associação acredita que o ideal seria obrigar os veículos a produzirem esses ruídos em qualquer circunstância e não apenas

quando ele está abaixo de uma certa velocidade. Os países da União Europeia não são os únicos interessados em regular o som dos veículos elétricos. Nos Estados Unidos, o governo também vai exigir que esses carros produzam sons artificiais a partir de setembro de 2020.

www.portalinterbuss.com.br | 11


interbuss MOBILIDADE

&

TRANSPORTE

LUCIANO RONCOLATO Ouro Verde, em Sumaré/SP


Deu na imprensa

Volkswagen amplia os contratos de manutenção com empresas de ônibus

CONTRATO FECHADO • Da Transporte Mundial <www.transportemunidial.com.br> Os contratos de manutenção é boa forma do transportar conhecer se realmente o pós-venda de uma marca é competitivo, pois o instrumento permite uma previsibilidade de gastos, principalmente na forma mais completa. Oferecido por todas as montadoras para caminhões, agora, a Volkswagen Caminhões e Ônibus amplia a oferta das opções de contratos para os produtos Volksbus. São quatro possibilidades: Volkstotal Prev, Powertrain, Primeserv e Plus, já oferece para os caminhões VW e MAN. Os contratos de manutenção para ônibus contemplam os veículos nas aplicações de fretamento e rodoviário com até 10 mil quilômetros ou seis meses de operação. Com os mesmos pacotes de serviços preparados de acordo com as necessidades dos clientes, o Volkstotal

14 | www.portalinterbuss.com.br

é uma alternativa para a administração da frota e controle de custos. Com o novo sistema, o contrato de manutenção acompanha o número do chassi na hora da revenda, além de cadastro automático do cliente com a rede de concessionários, garantindo agilidade na hora da contratação.

“Estamos com o objetivo de desenvolver e potencializar as vendas de contratos de manutenção para atender cada vez mais as necessidades dos clientes, ampliando a gama de serviços ofertados”, comenta Ricardo Alouche, vicepresidente de Vendas, Marketing e Pós-Vendas da Volkswagen Caminhões e Ônibus.


Agora, o clássico da Volkswagen volta na versão elétrica

A VOLTA DA KOMBI • Da Transporte Mundial <www.transportemunidial.com.br> A Volkswagen quer se tornar uma provedora de serviços de mobilidade que funcionem em todas as áreas da cadeia de valor do transporte, de acordo com Thomas Sedran, presidente da empresa. A partir de 2022, a fábrica de veículos comerciais leves, em Hannover, na Alemanha, seria voltada para a produção de utilitários movidos a eletricidade – alguns deles autônomos – que formariam parte da nova família ID Buzz do Grupo Volkswagen. “Estamos investindo fortemente no desenvolvimento de soluções de mobilidade elétrica para pessoas e bens em áreas urbanas. Queremos levar esta tecnologia de acionamento a um novo nível no uso diário. Estamos trabalhando muito para criar uma gama abrangente de produtos e serviços que ofereçam valor agregado à sociedade e ao meio ambiente ”, afirmou.

De acordo com Sedran, no período de transformação, a fábrica continuaria a produzir veículos com motores a diesel, bem como aqueles com motores híbridos. No entanto, uma prioridade seria equipar a força de trabalho com as habilidades necessárias para construir a nova família de veículos elétricos, incluindo aqueles que seriam equipados com acionamento autônomo. Ele acrescentou que caberia aos políticos do país garantir o estabelecimento de uma infraestrutura de cobrança nacional e transfronteiriça que seria necessária para a ofensiva de e-mobilidade.

Alexander Hitzinger, chefe de desenvolvimento técnico da VW Veículos Comerciais, disse em uma apresentação de estratégia de produto que o avanço da digitalização estava mudando fundamentalmente a natureza da mobilidade. “Nosso objetivo é oferecer transporte autônomo de mercadorias e passageiros. Isso fará uma contribuição duradoura para melhorar o fluxo de tráfego e a segurança nas estradas ”. Neste contexto, Hitzinger explicou a interação de sensores individuais utilizados para a condução autônoma e os desafios em relação à cooperação e complexidade de diferentes sistemas veiculares.

www.portalinterbuss.com.br | 15


Acervo Portal InterBuss

As fotos publicadas na antiga Galeri

Tiago de Grande

José Geyvson da Silva

Vinicius Christófori

Ricardo Zambianco

Caio Apache Vip Mercedes-Benz OF-1722M Viação São Roque

Marcopolo Paradiso G7 1050 Volvo B9R 1001

16 | www.portalinterbuss.com.br

Marcopolo Viaggio G6 1050 Volvo B10R Rimatur

Marcopolo Viaggio G7 1050 Mercedes-Benz O-500R São João


ia de Imagens do Portal InterBuss

a

Igor Drumond Soares

Marcopolo Paradiso G6 1550LD Scania K380 Juceltur

Nicolas Gordiano Caio Apache Vip Mercedes-Benz OF-1418 Via Sul

www.portalinterbuss.com.br | 17


Acervo Portal InterBuss

As fotos publicadas na antiga Galeria

Giovani Pereira Alencar

Fรกbio Tanniguchi

Gabriel Guedes Barbosa

Felipe Pessoa de Albu

Marcopolo Paradiso G7 1050 Scania K340 Piracicabana

Busscar Vissta Buss Mercedes-Benz O-400RSD Emprsa Santo Antonio

18 | www.portalinterbuss.com.br

Alexander-Dennis Enviro 200 First Capital Connect

Marcopolo Viaggio G6 1050 Mercedes-Benz O-500RS Jauรก


a de Imagens do Portal InterBuss

uquerque

Diogo Amorim

Marcopolo Paradiso G7 1200 Mercedes-Benz O-500RS Expresso Luxo

Emerson Henrique SilvĂŠrio Comil Campione Volksbus 17 230 CMW

www.portalinterbuss.com.br | 19


Rede Social

As melhores fotos de Ă´nibus publicadas nas redes sociais

Marcio Garcia

Rafael Silva

Gabriel Henrique Lima

Raphael Malacarne

Tecnobus Tribus Particular OCD Holding

Marcopolo Ideale Rio Ita OCD Holding

20 | www.portalinterbuss.com.br

Marcopolo Torino Trans Nova OCD Holding

Marcopolo Paradiso G7 1200 Catarinense OCD Holding


Rafael Pavan

Marcopolo Paradiso G7 1800DD Penha OCD Holding

JosĂŠ Franca Neto Caio Millennium BRT VIP OCD Holding

www.portalinterbuss.com.br | 21


Viagens & Memória

MARISA VANESSA N. CRUZ

O bairro Cosme Velho, no Rio de Janeiro

Com a tarifa de ônibus aos atuais R$ 4,05, algumas empresas ainda sofrem dificuldades para se manter, priorizando o pagamento aos funcionários a renovações da frota. Outras se resistem comprando ônibus seminovos para manter o mínimo aceitável de conforto aos passageiros.

Nos meus dois passeios ao Rio de Janeiro, um em maio e outro em julho, senti saudades das empresas que deixaram de operar, principalmente a Transportes São Silvestre que operava na zona sul carioca. Quando visitei o bairro Cosme Velho, nas proximidades do trem que leva ao Cristo Redentor, e cuja praça repleta de pontos finais de ônibus sendo que sua maioria era ocupada por linhas da São Silvestre, eu encontrei uma mistura de ônibus de diversas empresas operadas pelo Consórcio Intersul. A Troncal 7 (linha 117 em direção à Central do Brasil) estava sendo operada pelas empresas Alpha e Transurb. A linha 583 (Circular

22 | www.portalinterbuss.com.br

Cosme Velho – Jóquei - Leblon – Copacabana) pela Braso Lisboa e Graças, e a linha 584 (Circular Cosme Velho – Copacabana – Leblon – Jóquei) pela Real e Braso Lisboa. Estas duas últimas eram operadas pela extinta empresa.

Há uma linha circular, e uma das mais curtas da cidade, a 580, que sai do Largo do Machado e faz circular em Cosme Velho, operada por micro-ônibus da Transurb e Alpha. Na época da Transportes São Silvestre, fazia integração ao Metrô, e não tenho alguma informação se ainda é válida. Além do mais, a Transurb opera a linha 422 para o bairro do Grajaú, isso há muito tempo. Ainda no terminal Cosme Velho, eu senti falta de duas linhas tradicionais da região da Penha que não está mais fazendo final lá, no caso a 497 Penha, operada atualmente pela Viação VG e atualmente está fazendo ponto final no bairro Laranjeiras, assim como a 498 Penha Circular, também pela Viação VG, que faz ponto final agora no

Largo do Machado. Nota: em julho, como sentimos falta da linha 497 partindo do Cosme Velho, pois o hotel onde estava uma turma de busólogos de São Paulo ficava na Lapa, e como era a única linha que passava entre esses bairros, resolvemos ir e voltar de Uber (nem a 422 e nem a Troncal 7 passava nesses bairros). Observei que há várias linhas inoperantes aos finais de semana, como a Troncal 8 (118), que sai do Cosme Velho até Rodoviária, e na Zona Sul, fora do Cosme Velho, não cheguei a ver as linhas 581 (Circular Leblon – Urca – Cosme Velho) e 582 (Circular Leblon – Cosme Velho – Urca). Após a criação dos consórcios por volta de 2010, e também após a criação de linhas troncais e integradas, eu reparei que várias empresas começaram a “sufocar” financeiramente, o que resultou no fechamento de 14 viações de 2015 até então. Espero que haja solução para que mais empresas não fechem as portas.


A MOBILIDADE DEVE SER PARA TODOS. PARA QUEM ANDA NA RUA E NA CALÃ&#x2021;ADA.

interbuss MOBILIDADE

&

TRANSPORTE


A INTEGRAÇÃO DOS MODAIS NÃO É UMA UTOPIA. CIDADE SUSTENTÁVEL É CIDADE INTEGRADA.

interbuss MOBILIDADE

&

TRANSPORTE

Profile for Revista InterBuss

Revista InterBuss | Edição 452 | 14.07.2019  

Edição com 24 páginas | Confira nesta edição matéria sobre as obras de mobilidade em Cuiabá, que seguem paradas. Vejam também as fotos de ôn...

Revista InterBuss | Edição 452 | 14.07.2019  

Edição com 24 páginas | Confira nesta edição matéria sobre as obras de mobilidade em Cuiabá, que seguem paradas. Vejam também as fotos de ôn...

Advertisement