Page 1

interbuss

RELEMBREM AS FOTOS DA GALERIA DO INTERBUSS

PORQUE TRANSPORTE É VIDA | ANO 8 | N° 358 | 27 DE AGOSTO DE 2017

SCANIA PREMIARÁ MELHORES FOTOS DE ÔNIBUS

As 60 melhores fotos publicadas serão contempladas com passagens grátis; Jurados vão fazer as escolhas MOOVIT JÁ MAPEOU 1500 CIDADES PELO MUNDO


UMA REVISTA

PARA QUEM QUER

SABER TUDO SOBRE TRANSPORTE

NO BRASIL

E NO MUNDO. TODO DOMINGO,

UMA NOVA EDIÇÃO.

interbuss PORQUE TRANSPORTE É VIDA

CONTEÚDO DE QUALIDADE COM RESPONSABILIDADE


PEÇAS PARA

BUSSCAR CONFIRA NOSSAS PROMOÇÕES!

TORNEIRA SANITARIO BUSSCAR ESPELHO RETROVISOR EXTERNO LE BUSSCAR MARTE MANUAL R$

1309,73

LANTERNA PISCA AMARELA BUSSCAR >01 R$

37,23

R$

170,00

PORTA DIANTEIRA PANTOGRAFICA LD BUSSCAR JUMBUSS 360 R$

7419,00

Linha completa de peças de reposição Busscar. Confiram em nossa loja virtual. Compre pela internet! www.apolloonibus.com.br

RUA MÁRIO JUNQUEIRA DA SILVA, 1580 JARDIM EULINA - CAMPINAS/SP

FONE: (19) 3395-1668 NEXTEL: 55*113*14504


NESTA EDIÇÃO A GRANDE MATÉRIA

Scania premiará 60 melhor

Vencedores vão ganhar passagens de ônibus pelas empresas parceir SUMÁRIO

6 NOSSA OPINIÃO

12 PÔSTER

7 A IMAGEM MARCANTE

14 DEU NA IMP

9 A GRANDE MATÉRIA

16 REDE SOCIA

O caso curioso de Itapetininga

A foto que marcou a semana no setor de transportes

Moovit completa 1500 cidades mapeadas no mundo

10 ADAMO BAZANI

Idade média da frota de ônibus do Brasil aumenta

Marcopolo Viale, por Fran

As notas da imprensa espe

O seu espaço na InterBuss

18 O MELHOR D

As melhores fotos publica


ANO 8 | Nº 358 | DOMINGO, 27 DE AGOSTO DE 2017 | 1ª EDIÇÃO | CONCLUÍDA ÀS 20:38 (D) EDIÇÃO COM 24 PÁGINAS

res fotos

ras do concurso

ncisco Ivano

PRENSA ecializada

AL s

DA INTERBUSS

adas no Portal InterBuss

08

O MELHOR DA INTERBUSS

Confiram seleção de fotos que já foram publicadas na Galeria

Melhores fotos da Galeria do InterBuss estão de volta

18

ADAMO BAZANI

Idade média da frota de ônibus sobe e passageiros diminuem

Estudo apresentado mostra tamanho da crise no setor

10

DEU NA IMPRENSA

Mercedes-Benz apresenta novidades para seus ônibus

Mais tecnologia vai equipar chassis urbanos e rodoviários

14

REDE SOCIAL

Confira as melhores fotos que foram publicadas no Facebook

As melhores fotos da semana saem aqui na Interbuss!

16


EXPEDIENTE

Uma publicação da InterBuss Comunicação Ltda. DIRETOR-PRESIDENTE / EDITOR-CHEFE Luciano de Angelo Roncolato JORNALISTA RESPONSÁVEL Luciano de Angelo Roncolato REVISÃO Luciano de Angelo Roncolato ARTE E DIAGRAMAÇÃO Luciano de Angelo Roncolato AGRADECIMENTOS DESTA EDIÇÃO Agradecemos à todos os colaboradores de todo o país pelas fotos enviadas esta semana para capa, matérias e pôster. SOBRE A REVISTA INTERBUSS A Revista InterBuss é uma publicação semanal do site Portal InterBuss com distribuição on-line livre para todo o mundo. Seu público-alvo são frotistas, empresários do setor de transportes, gerenciadores de trânsito e sistemas de transporte, poder público em geral e admiradores e entusiastas de ônibus de todo o Brasil e outros países. Todo o conteúdo da Revista InterBuss provenientes de fontes terceiras tem seu crédito dado sempre ao final de cada material. O material produzido pela nossa equipe é protegido pela lei de direitos autorais e sua reprodução é autorizada após um pedido feito por escrito, e enviado para o e-mail revista@ portalinterbuss.com.br. As fotos que ilustram todo o material da revista são de autoria própria e a reprodução também é autorizada apenas após um pedido formal via e-mail. As imagens de autoria terceira têm seu crédito disponibilizado na lateral da mesma e sua autorização de reprodução deve ser solicitada diretamente ao autor da foto, sem interferência da Revista InterBuss. A impressão da revista para fins particulares é previamente autorizada, sem necessidade de pedido. PARA ANUNCIAR Envie um e-mail para contato@portalinterbuss.com. br ou ligue para (19) 99483-2186 e converse com nosso setor de publicidade. Você poderá anunciar na Revista InterBuss, ou em qualquer um dos sites parceiros do grupo InterBuss, ou até em nosso site principal. Temos diversos planos e com certeza um deles se encaixa em seu orçamento. Consulte-nos! PARA ASSINAR Por enquanto, a Revista InterBuss está sendo disponibilizada livremente apenas pela internet, através do site www.revistainterbuss.com.br. Por esse motivo, não é possível fazer uma assinatura da mesma. Porém, você pode se inscrever para receber um alerta assim que a próxima edição sair. Basta enviar uma mensagem para revista@portalinterbuss.com.br e faremos o cadastro de seu e-mail ou telefone e você será avisado. CONTATO A Revista InterBuss é um espaço democrático onde todos têm voz ativa. Você pode enviar sua sugestão de pauta, ou até uma matéria completa, pode enviar também sua crítica, elogio, ou simplesmente conversar com qualquer pessoa de nossa equipe de colunistas ou de repórteres. Envie seu e-mail para revista@ portalinterbuss.com.br ou contato@portalinterbuss. com.br. Procuramos atender a todos o mais rápido possível. A EQUIPE INTERBUSS A equipe do Portal InterBuss existe desde 2000, desde quando o primeiro site foi ao ar. De lá pra cá, tivemos grandes conquistas e conseguimos contatos com os mais importantes setores do transporte nacional, sempre para trazer tudo para você em primeira mão com responsabilidade e qualidade. Por conta disso, algumas pessoas usam de má fé, tentando ter acesso a pessoas e lugares utilizando o nome do Portal InterBuss, falando que é de nossa equipe. Por conta disso, instruímos a todos que os integrantes oficiais do Portal e Revista InterBuss são devidamente identificados com um crachá oficial, que informa o nome completo do integrante, mais o seu cargo dentro do site e da revista. Qualquer pessoa que disser ser da nossa equipe e não estiver devidamente identificada, não tem autorização para falar em nosso nome, e não nos responsabilizamos por informações passadas ou autorização de entradas dadas a essas pessoas. Qualquer dúvida, por favor entre em contato pelo e-mail contato@portalinterbuss.com.br ou pelo telefone (19) 99483.2186, sete dias por semana, vinte e quatro horas por dia.

NOSSA OPINIÃO

Editorial

O curioso caso do transporte na cidade de Itapetininga/SP A cidade de Itapetininga, localizada no interior de São Paulo, vive um momento no mínimo curioso no seu setor de transporte coletivo urbano por ônibus. Na semana passada a prefeitura municipal local anunciou a substituição da empresa de ônibus que opera por lá. Até agora, o transporte é realizado pela Empresa de Transportes Rosa, que ganhou o processo licitatório há alguns anos, e iniciou sua operação com uma frota totalmente nova, substituindo a Viação Nossa Senhora Aparecida, pequena empresa local que tinha uma frota relativamente antiga, e que estava fazendo a compra de alguns ônibus mais novos. A chegada da Rosa na cidade foi uma grande sensação, pois houve muita pompa na época já que se tratava de novidade nas ruas. No início tudo funcionou perfeitamente, com os ônibus novos circulando na maior normalidade possível, os horários sendo cumpridos, mas isso não durou muito tempo. Com o passar do tempo a Rosa foi apresentando um quadro de insolvência financeira. Os veículos mais novos foram retirados das ruas e remanejados para outras operações da empresa, e apenas parte foi reposta por ônibus mais antigos. Os horários já não eram mais cumpridos à risca e o atraso nos salários dos funcionários culminavam em sucessivas greves. A paciência da população foi se esgotando até que a prefeitura fez uma audiência pública para discutir os problemas no setor de transporte. A empresa Rosa se pronunciou e prometeu melhorias, o que não aconteceu desde então. Os problemas foram se acumulando e nenhuma solução a curto prazo estava em vista. Apesar de todos esses problemas, a saída da empresa Rosa da cidade acabou pegando todos de surpresa pois como se tratava de algo já licitado, dentro da lei, mesmo se houvesse uma declaração de desistência das linhas ou até a contratação de uma empresa em caráter emergencial, mas a prefeitura simplesmente anunciou que uma nova empresa vai operar as linhas da Rosa, e quem é ela? A Nossa Senhora Aparecida! Em um histórico recente não nos lembramos de um fato como esse nas histórias dos sistemas de transporte coletivo municipal no Brasil. Geralmente as empresas que não agradam o poder público são retiradas de circulação por intermédio de licitações (em sua grande maioria fajutas e viciadas), cassações de contratos e chamamentos emergenciais através de cartas-convite enviadas para empresas que são do agrado do prefeito ou de algum secretário. Agora, uma antiga empresa voltar a operar em uma cidade, particulamente nunca foi visto. Inclusive se alguém souber de alguma história similar à esta, por favor, deixe seu recado em nossa página no Facebook para que possamos fazer a retratação neste mesmo espaço. A Rosa já enfrenta uma crise financeira há algum tempo e parece que suas operações estão enfrentando dificuldades por todo canto. Para focar em operações mais rentáveis, a empresa está abrindo mão de outras que dão prejuízo, como a de Itapetininga, que tem uma forte concorrência com os táxis (os taxistas fazem preços mais baratos para viagens em grupo), inclusive foi esse o motivo que levou a Nossa Senhora Aparecida a deixar a cidade. Vamos ver o desfecho desse curioso caso.


A IMAGEM MARCANTE

Japoata, AL

Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

Um ônibus com o ex-presidente Lula é recebido por apoiadores em Japoata (AL). Lula está fazendo uma caravana por cidades do Nordeste, dentro desse ônibus da foto. A foto é de Paulo Whitaker, da Agência Reuters


A GRANDE MATÉRIA

Concurso

Scania vai premiar 60 melhores fotos de ônibus

Promoção faz parte das ações de sessenta anos da montadora Da Scania | assessoria No ano em que comemora 60 anos de presença no Brasil, a Scania apresenta mais uma ação comemorativa. Quem tirar uma foto com o selo da promoção #VouDeScania e postar no Facebook ou Instagram vai concorrer a uma passagem de ônibus rodoviário, ida e volta, com destino às cidades de atuação das empresas de transporte parceiras da Scania neste concurso. O regulamento completo está no www.voudescania.com.br. O Vou de Scania terá duração até 15 de setembro de 2017 e vai premiar, no total, 60 pessoas. As 13 empresas de transporte rodoviário que são parceiras da Scania são: Auto Viação Catarinense, Auto Viação Cometa, Auto Viação 1001, Viação Progresso, Viação Reunidas Paulista, Viação Expresso de Prata, Viação Penha, Viação Cidade do Aço, Viação Gontijo, Viação União Santa Cruz, Viação Santo Anjo, Empresa Cruz e Viação Real Maia. Para poder concorrer, o participante deve tirar uma foto em que apareça a logomarca da campanha seja com folhetos da promoção, ônibus das companhias parceiras, rodoviárias, banners, cartazes ou outras mídias e postar a imagem no seu Facebook ou Instagram (ambos em modo público) com seu nome e localização no momento. Não há limite de envio de fotos por participante, desde que sigam o regulamento. A escolha das 60 melhores fotos será feita por uma comissão julgadora, composta por profissionais de Marketing da agência de comunicação Rino Publicidade, Scania e das empresas de transportes parceiras. Serão levados em conta, para definir os vencedores, os critérios de originalidade, beleza, nitidez da foto e criatividade. A divulgação dos contemplados será no dia 29 de setembro a partir do meio dia na página oficial da Scania no Facebook, nos endereços www.voudescania.com.br e www.scania.com.br, e também em forma de comentário nas fotos dos ganhadores nos seus respectivos perfis das redes sociais. “A promoção Vou de Scania é mais uma forma de celebrar com nossos clientes

08 interbuss | 27.08.2017

e seus passageiros os 60 anos de Scania no Brasil. Os ônibus Scania fizeram e fazem parte da vida de muitas pessoas e, com certeza, são integrantes de histórias inesquecíveis”, afirma Márcio Furlan, gerente de Marketing e Comunicação da Scania no Brasil. “Não poderíamos deixar de homenagear os ônibus neste ano tão festivo para nós.” Sobre a Scania A Scania é um dos principais fabricantes mundiais de caminhões pesados, de ônibus e de motores industriais e marítimos. Os serviços têm participação crescente nos negócios da empresa, assegurando aos clientes soluções de transporte econômicas e com alta disponibilidade operacional. Em 2016, a Scania completa 125 anos de fundação e tem como objetivo ser líder em soluções de transporte sustentável. Com 44,4 mil colaboradores, a empresa está presente em mais de 100 países, com linhas de

produção na Europa, Ásia e América Latina e com possibilidade de intercâmbio global de componentes e veículos completos. Em 2015, a receita líquida da Scania alcançou 94,89 bilhões de coroas suecas e o lucro líquido do exercício, após a dedução de impostos, foi de 6,7 bilhões de coroas suecas. SCANIA 60 ANOS Em 2017, a Scania comemora 60 anos no Brasil marcada por uma trajetória sólida que dispõe de uma engenharia de ponta, qualidade dos produtos, força da rede de concessionárias e foco na necessidade do cliente. Ao desembarcar no país, no final dos anos de 1950, foi constituída como Scania-Vabis do Brasil S/A – Motores Diesel - e se instalou no bairro do Ipiranga, sendo a primeira subsidiária da marca fora da Suécia. Em 1962, inaugurou sua fábrica em São Bernardo do Campo, na região do ABC Paulista.


Aplicativo

Moovit completa 1500 cidades mapeadas

Mapeamento começou em Israel e já tem 70 milhões de usuários Da Moovit | assessoria

O Moovit, aplicativo líder de mobilidade urbana no mundo, anuncia hoje a inclusão da cidade número 1.500, consagrando-se como o app mais completo para se locomover - incluindo ônibus, metrô, ferry, bonde, trem, bicicletas, caronas compartilhadas - em 77 países. A empresa atinge esse marco em apenas quatro anos e meio de história. São mais de 1,1 bilhões de pessoas beneficiadas com o serviço com um potencial número de motoristas estimado em 550 milhões de pessoas. A cidade americana de Dayton - a 1.500 do ranking, em Ohio, foi uma das nove cidades adicionadas recentemente ao Moovit até agora, em agosto. O Estado de Ohio também abriga a cidade de Atenas - a 1.501 na inclusão (diferente da Atenas na Grécia, onde Moovit foi lançado em 2014). Ainda foram incluídas, recentemente, cidades da Austrália, Brasil, Bulgária, Chile, China, França, Polônia, Portugal, Espanha e os EUA. Em geral, o Moovit lança uma nova cidade a cada 15 horas. Em breve será é Gopiapo, no Chile, Plovdiv, na Bulgária, seguido por Volta Redonda, no Brasil e MaryboroughHervey Bay, na Austrália. O Moovit, que foi eleito pelo Google um dos melhores apps de 2016, detém uma base de dados que o diferencia dos demais apps. Unificando dados públicos aos horários e informações dos transportes em tempo real, com dados de crowdsourcing de seus mais de 70 milhões de usuários e da comunidade local de 180 mil colaboradores voluntários, a empresa acumulou o maior repositório de dados de transporte do mundo. Com isso, o Moovit transforma esses dados no aplicativo para fornecer aos passageiros as informações que eles precisam para percorrer a cidade por meio do transporte público da maneira mais fácil e mais conveniente, incluindo horários e pontos de parada. A inteligência do app também transformou seus dados em um conjunto de ferramentas ideal para ajudar governos e desenvolvedores com o planejamento urbano em um futuro que inclui veículos autônomos, viagens mais lon-

gas e formas alternativas de trânsito. “O mundo está no limiar de uma enorme revolução de transporte”, diz Nir Erez, co-fundador e CEO do Moovit. “A mobilidade urbana é uma das principais prioridades para cidades inteligentes estarem melhor preparadas para lidar com populações em expansão. Ao ofertar um completo repositório de dados, que conta com milhões de informações adicionadas diariamente, e um conjunto de ferramentas analíticas ​​que especifica a demanda por transporte nas cidades, o Moovit é exclusivamente qualificado na área de mobilidade como serviço (MaaS) para ajudar a trazer o futuro da mobilidade urbana para a realidade”. Crowdsourcing: a vantagem competitiva do Moovit Só este ano, o Moovit já integrou 250 novas cidades do mundo ao app. Destas, mais de 150 foram possíveis graças à contribuição da comunidade de 180 mil voluntários chamados de “Mooviters” que fazem do Moovit a Wikipédia do transporte público. O app permite que os Mooviters façam o mapeamento das informações de transporte em suas cidades usando uma ferramenta própria elaborada para que editor local possa adicionar pontos de paradas, rotas, horários e outras informações no aplicativo. Esse esforço melhora significativamente a experiência de transporte e revela heróis locais. Curiosidades sobre algumas cidades mapeadas pelos Mooviters: Nos Estados Unidos: os passageiros de Knoxville, Tennessee, não tinham planejador de viagens para sua rede de transporte até maio de 2015, quando o residente local Joseph Linzer mapeou os 1.243 pontos de parada da cidade no Moovit. Joseph atualiza regularmente sua cidade e recente-

mente ajudou a levar o app Moovit para os motoristas de transporte público da vizinha Clarksville. No Brasil: com a população de quase um milhão, João Pessoa foi a primeira cidade lançada pela comunidade Mooviter no país, em 2014. Vitor Rodrigo Dias liderou e concluiu o mapeamento de 3.249 pontos de ônibus em menos de dois meses. Dias se tornou um dos primeiros Embaixadores Mooviter do Moovit e continua a liderar projetos de mapeamento de cidades em todo o Brasil. Na Turquia: em maio de 2017, Fatih Aktaş, que tem 90% de deficiência visual, queria disponibilizar o Moovit para os mais de 330 mil habitantes de sua cidade de Balikesir, na Turquia. Ele solicitou ao órgão responsável na cidade para compartilhar informações sobre sua rede de transporte público online. Aktaş pediu a 20 amigos que o ajudassem a mapear as rotas e adicionar os horários no app. O Moovit Country Manager local, Busra Yurgun, juntou-se à maratona do Mapathon de Aktaş e, em uma semana, todas as 60 linhas que operavam na cidade foram adicionadas ao Moovit. Aktaş e sua equipe continuam atualizando as informações da cidade. Além disso, ele pretende se unir aos grupos de teste de acessibilidade do Moovit para novos recursos no aplicativo que ajudam as pessoas com deficiência. Graças à tecnologia do app somada à contribuição do programa Mooviter, a empresa agora tem mais de 2 mil cidades em seu plano de lançamentos e disponibiliza uma nova cidade a cada 15 horas. “Alcançar o marco de 1.500 cidades disponíveis no Moovit é apenas o começo. Nosso objetivo é melhorar a informação, a acessibilidade e a experiência de transporte público a todos que tenham acesso ao serviço”, explica Erez. 27.08.2017 |

interbuss 09


COLUNAS

NOSSO TRANSPORTE ADAMO BAZANI | adamobus@gmail.com

Ônibus no Brasil perderam 3 milhões de passageiro por dia e estão ficando mais velhos Cada vez menos pessoas usam ônibus no Brasil. É o que aponta levantamento divulgado nesta quinta-feira, 24 de agosto de 2017, pela NTU – Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, que reúne em torno de 500 empresas de ônibus em todo o País. Entre 2015 e 2016, a queda no número de passageiros foi de 8,2%, o que segundo a associação, significa que três milhões de pessoas por dia deixaram de usar ônibus em seus deslocamentos. Juntas, estas nove cidades reúnem 37% da demanda de passageiros de ônibus no Brasil. Cada ônibus também está menos produtivo. Apesar de o mercado oferecer modelos maiores, como superarticulados e biarticulados, a quantidade de passageiros transportados por veículo caiu 4,6% em 2016 na comparação com o ano de 2015. A queda no número de passageiros transportados por veículo começou a se intensificar em 2013. Em 24 anos de acompanhamento dos números, a redução de pessoas transportadas por ônibus para o mês de outubro, usado como referência, é de 46,3%. Os índices atuais mostram uma regressão aos números das primeiras pesquisas. É como se o setor andasse para trás. Como não há uma expansão significativa na malha de trens e metrô no Brasil, significa que toda esta demanda está indo, na maior parte das vezes, para o transporte individual, o que resulta em mais trânsito e poluição nas cidades. Assim, a perda de passageiros pelos ônibus é preocupante e mostra que ainda não há políticas consistentes em prol dos transportes coletivos que devem contemplar redes com sistemas de trilhos, ônibus urbanos e metropolitanos e ônibus fretados. Além deste problema, que é estrutural e bem antigo no país, o presidente executivo da NTU, Otávio Cunha, diz que a crise econômica atual, que gera desemprego, é um dos principais fatores que acentuaram essa queda no número de passageiros e também cita distorções no financiamento do transporte coletivo. “Certamente, são fatores que interferem na dinâmica da mobilidade urbana das cidades, mas temos que levar em conta também outras distorções do sistema de transporte urbano, como a falta de fontes de financiamento para a tarifa, hoje

10 interbuss | 27.08.2017

paga exclusivamente pelo usuário” Nos últimos três anos, o comportamento histórico da demanda de passageiros não se alterou, ou seja, a média que os ônibus perdem por ano continua a mesma, entretanto, somadas essas médias ano a ano, há uma queda acumulada que preocupa o setor. ÔNIBUS COM BAIXO DESEMPENHO: No Brasil, praticamente não há redes consideráveis de corredores de ônibus e nem sequer de faixas. Isso se reflete, além de um número menor de passageiros por veículo (queda de 4,6%) de 2015 para 2016, também uma quilometragem menor por coletivo. Entre 2015 e 2016, a quilometragem produzida caiu 2%, comparando-se os meses de abril e outubro destes anos. O IPKe – Índice de Passageiros Equivalentes por Quilômetro, ou seja, o total de passageiros pagantes transportados a cada quilômetro do ônibus em operação, caiu 6,2% entre 2016 e 2015. A queda maior foi de outubro, 8,8% contra 3,7% de perda em abril. Ainda de acordo com o anuário da NTU, depois de ganhos na produtividade destes ônibus, a partir de 2013 houve consecutivas quedas. Nos primeiros anos da média histórica, o IPK chegou a ser de 2,42 e 2,48 em 1994 e 1995, respectivamente, considerando a média dos meses de abril e outubro. Em 2016, o índice foi de 1,51. A queda no número de passageiros equivalentes também reflete o número de aumento das gratuidades. Existem menos passageiros totais nos sistemas de ônibus e menos ainda passageiros que pagam a tarifa. A velocidade dos ônibus também caiu de maneira significativa. De acordo com a NTU, nos últimos 20 anos por causa dos congestionamentos cada vez mais intensos nos centros urbanos de grande e médio porte, os ônibus estão 50% mais lentos. A situação se reflete no seguinte quadro: mais ônibus para fazerem o mesmo trajeto e atenderem menos pessoas. SALÁRIOS DE MOTORISTAS: A média salarial dos motoristas de ônibus nas nove capitais pesquisadas é de R$ 1900, após correção pelo IGP-DI, da Fundação Getúlio Vargas. Segundo a NTU, o custo de mão

de obra representa 40,3% de todos os gastos das empresas de ônibus. As companhias de ônibus dizem que entre 2013 e 2016 a média salarial teve poucas alterações. Ainda em valores corrigidos, os motoristas ganhavam mais entre 1998 e 1999. Nesses dois anos a média salarial da categoria era de R$ 2600 (com correção) se fosse nos dias de hoje. ÓLEO DIESEL SOBE MAIS 214% QUE A INFLAÇÃO EM 18 ANOS: Segundo o anuário da NTU, o preço do óleo diesel registrou queda de 1,7% entre 2015 e 2016. Entretanto, de acordo com o acompanhamento da associação, no acumulado de 18 anos, o preço do óleo diesel subiu 214,1% mais que a inflação e 191,3% mais que a gasolina e o etanol. O acompanhamento realizado pela NTU, a partir de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE referentes ao custo dos principais insumos do setor, revela que nos últimos 18 anos (1999-2017) a variação acumulada dos preços do óleo diesel foi 214,1% maior que a variação acumulada do Índice de Preços ao Consumidor Amplo-IPCA. Comparativamente com o custo da gasolina, principal combustível do modo de transporte individual e motorizado, a variação acumulada do óleo diesel foi 191,3% superior. Diante disso, faz-se oportuno e necessário evidenciar a falta de sintonia entre as diretrizes


os

Dados são do anuário da NTU, que reúne mais de 500 empresas em todo o País, e demonstram os efeitos da crise econômica, mas principalmente da falta de prioridade ao transporte público A não atualização das tarifas gerando desequilíbrio econômico-financeiro dos sistemas. Essa situação foi enfrentada na última negociação para reajuste tarifário nos dois maiores centros urbanos do país, Rio de Janeiro-RJ e São Paulo-SP, que juntos possuem 22.291 ônibus. Essa situação poderá comprometer a aquisição de novos veículos durante o ano de 2017; e • Inexistência de programas de financiamento que apresentem condições atraentes para aquisição de veículos, especialmente, prazos e taxas de juros condizentes com as realidades operacional e econômica do setor. O pico de idade média na série histórica foi entre 2003 e 2004, com 5,73 anos em abril.

definidas pelo governo federal para as políticas do setor econômico e de mobilidade urbana.

do a NTU, se dá pela redução do preço do diesel entre os dois anos e pelo envelhecimento da frota.

TARIFA MÉDIA: A tarifa média ponderada em 2016 nas nove capitais (Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo) foi de R$ 3,59. Segundo as empresas de ônibus, entre 2015 e 2016, a inflação pelo IPCA foi de 6,3% e, com atualização pelo IGP-DI (FGV), as tarifas subiram 2,6% Conforme indicado pela linha de tendência destacada na Figura 7, verificase que existem dois momentos na série histórica. O primeiro é o período caracterizado por reajustes mais significativos, de 1994 até 1999, consequência da elevação dos custos dos principais insumos do setor (mão de obra e combustí- vel), que historicamente são reajustados com índices superiores à inflação. Entretanto, nos últimos 17 anos, o valor da tarifa média encontrase estabilizado entre uma faixa de valores com média de R$ 3,50. Essa situação caracteriza o segundo momento histórico Ainda de acordo com levantamento, a tarifa média ponderada em 1994 era de R$ 2,35.

MENOS ÔNIBUS: O levantamento também mostra uma queda no número de ônibus prestando serviços no país. O índice de frota caiu 3,1% em abril e 4,3% em outubro de 2016 na comparação com os mesmos meses de 2015. A queda vem se acentuando desde 2013, com exceção de 2014, quando por causa da inauguração de faixas exclusivas e sistemas de BRT, principalmente nas cidade-sedes da Copa do Mundo, houve uma pequena elevação. Ainda de acordo com a NTU, a racionalização das linhas e a substituição de veículos menores por modelos articulados, superarticulados e biarticulados também explica essa redução no índice de frota.

CUSTO POR QUILÔMETRO: O custo por quilômetro dos ônibus nas nove capitais brasileiras entre 2015 e 2016, já corrigido pelo índice de inflação caiu 2,6%, entretanto, o resultado, segun-

ÔNIBUS MAIS VELHOS: Os ônibus urbanos que servem as nove capitais analisadas pelo anuário da NTU também estão mais velhos. A média de idade em abril foi de 5,1 anos e, em outubro, 5,4 anos, no total de frota de 37.158 ônibus urbanos em Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo Segundo a NTU, a falta de incentivo para comprar veículos novos e os desequilíbrios econômicos dos sistemas auxiliam a entender a situação.

VENDAS DE ÔNIBUS RETOCEDEM EM 12 ANOS: Uma verdadeira bola de neve. A crise econômica diminui as atividades gerais na indústria, serviços e comércio, há menos passageiros para o transporte de pessoas, as tarifas são congeladas por decisões políticas, as empresas de ônibus renovam menos a frota e as fabricantes amargam prejuízos e quedas nas vendas. De acordo com o anuário, entre 2015 e 2016, houve uma queda de 12,1% nas vendas de ônibus e de 42,9% na comparação com 2014. A NTU explica que o número de vendas de ônibus é o mais baixo desde 2004. A comercialização de veículos do tipo ônibus e micro-ônibus em 2016 foi menor em relação ao último ano, período no qual a redução da quantidade de unidades vendidas já havia atingido 42,9% comparativamente com o desempenho das vendas em 2014. Em 2016, um total de 10.159 unidades foi comercializado. Esse total representa uma redução de 12,1% em relação a 2015. Os dados referem-se às carrocerias produzidas e comercializadas no país e que são registrados e disponibilizados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus-FABUS. O segmento ônibus urbano sofreu uma redução de 15,2% em relação ao ano anterior. Especificamente para a classe de veículos tipo microônibus, houve um pequeno incremento das vendas (0,9%). A quantidade de ônibus adquiridos pelas operadoras de transporte é a menor desde 2004. Além disso, chama a atenção a forte queda no padrão das vendas nos dois últimos anos. 27.08.2017 |

interbuss 11


interbuss

FRANCISCO IVANO

Marcopolo Viale Empresa de Transportes Andorinha, em Presidente Epitรกcio/S


SP


DEU NA IMPRENSA

Transpo Online

RESUMO DAS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DA IMPRENSA ESPECIALIZADA

Mercedes-Benz aumenta tecnologia em seus ônibus Do site | notícias A Mercedes-Benz anuncia a introdução de avançadas tecnologias para os chassis de ônibus da marca. A partir de agosto, estará disponível no País o sistema de desligamento automático do motor e, a partir do início de 2018, o inédito módulo de recuperação de energia elétrica. Esses dois lançamentos consolidam a linha de ônibus da Mercedes-Benz como a mais tecnológica do Brasil, destacando-se por 18 avançados itens que visam maior padrão de desempenho, economia, conforto e segurança no transporte de passageiros. “Além da redução do custo operacional para os clientes, essas novas tecnologias diminuem o consumo de combustível e melhoram a eficiência energética, trazendo ganhos para as empresas de transporte de passageiros, para a qualidade do ar e a preservação do meio ambiente”, afirma Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing de Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. A oferta de equipamentos e sistemas como esses amplia o leque de possibilidades para que os clientes configurem os seus ônibus de acordo com suas demandas, tipo de operação e condições de topografia onde irão atuar. EIS – sistema de desligamento automático do motor – Toda a linha de chassis de ônibus urbanos e rodoviários da Mercedes-Benz será equipada, como item de série, com o EIS (Engine Idle Shutdown), inovador sistema de desligamento automático do motor para o segmento de ônibus. Se o ônibus está parado, porém com motor ligado, câmbio no ponto morto e freio de mão acionado, numa situação que perdure por um longo período – por exemplo, 4 minutos – sem que o motorista acelere o veículo ou acione o freio de serviço, o sistema entra em ação e automaticamente desliga o motor. Nessas circunstâncias, o EIS entra em ação, proporcionando economia no consumo de combustível, além de reduzir as emissões de poluentes e de ruídos. Esta solução acaba por contribuir para a conscientização do motorista quanto à necessidade de se desligar o motor se o veícu-

14 interbuss | 27.08.2017

lo ficar parado por um tempo prolongado. A introdução dessa tecnologia atende a uma demanda crescente das empresas de transporte de passageiros pela redução dos custos operacionais. O sistema EIS já é utilizado com amplo sucesso em ônibus Mercedes-Benz na Europa. RKM – sistema de recuperação de energia elétrica – Recurso também utilizado nos ônibus Mercedes-Benz na Europa, o sistema de recuperação de energia elétrica RKM estará disponível no Brasil, inicialmente, para os chassis de ônibus articulados e superarticulados da linha O 500, bem como para os modelos O 500 U e M. O gerenciamento inteligente do RKM aproveita a reserva de capacidade de energia elétrica produzida pelos alternadores do veículo, principalmente nos momentos de desaceleração, e a armazena em potentes super capacitores, que atuam de modo autônomo. A energia elétrica armazenada é utilizada como fonte adicional durante os momentos de aceleração do ônibus.

Com os super capacitores carregados, o RKM disponibiliza uma carga de energia elétrica que normalmente é fornecida pelos alternadores, que são acionados pelo motor do veículo. Ao liberar os alternadores dessa função, o sistema propicia uma economia no consumo de combustível de cerca de 2%. Os super capacitores são extremamente eficientes e funcionam com baixa tensão de 24 V. Uma grande vantagem na utilização dessa tecnologia é a rápida recarga desses super capacitores. Com isso, a energia elétrica armazenada pode ser aproveitada imediatamente por qualquer componente que consuma energia, de acordo com a operação do veículo. Entre as características mais importantes desta tecnologia inovadora também se destaca um benefício para as baterias e os alternadores do veículo, com o prolongamento da vida útil desses componentes. E além da redução do consumo de combustível, o RKM assegura diminuição nas emissões de CO2 (Dióxido de Carbono).


Transpo Online

Evento vai debater futuro da concessão de rodovias

Do site | notícias Em sua 10ª edição, o Congresso Brasileiro de Rodovias e Concessões (ABCR), programado para os dias 12 e 13 de setembro, em Brasília, reunirá representantes de poderes concedentes, parlamentos, órgãos de controle e concessionárias de rodovias para debater sobre temas críticos para a continuidade das concessões de rodovias no Brasil. Os painéis de discussão dissecarão os temas da eficácia do planejamento da infraestrutura, financiabilidade dos programas de concessão de rodovias, a função dos órgãos de controle, o papel do poder Judiciário na evolução da jurisprudência envolvendo o setor de concessões de rodovias, e a atuação do Congresso Nacional e órgãos de controle em relação ao tema. Será ainda apresentado estudo de-

senvolvido pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, sobre os Corredores Logísticos Estratégicos. Estudo inédito no Brasil, ele envolve o setor público e privado, desenvolvido pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil – MTPA, DNIT, ANTT, ANTAQ, VALEC e EPL e parceiros de instituições governamentais – MAPA, CONAB, MPDG e IPEA, além dos parceiros de instituições representativas – CNA, ANUT, ACEBRA, ABIOVE, entre outras. A ideia é exibir uma radiografia completa sobre o tema, debatido por especialistas durante o painel especial do evento. “Apesar dos 20 anos de experiência e do sucesso comprovado, as concessões de rodovias passam hoje por um momento de definição sobre o seu futuro”, comenta César Borges, presidente-executivo da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias – ABCR, promotora do congresso. “Todos

os setores envolvidos, públicos e privados, reconhecem que concessão de rodovia é a solução mais adequada, se não a única, para as necessidades logísticas do Brasil. No entanto, vivemos um impasse em relação às regras que definirão a sobrevivência das concessões existentes e o sucesso das que ainda serão lançadas. A proposta do Congresso ABCR é apontar os caminhos para solução desse impasse”, comenta o presidente da ABCR. O Congresso e a BRASVIAS são realizados a cada dois anos e reúnem representantes de empresas concessionárias associadas à ABCR, fornecedores de produtos, prestadores de serviços, agências reguladoras, órgãos de Governo (nas três esferas), professores e estudantes das principais universidades do Brasil e do Exterior. Esta é a segunda vez consecutiva que o Congresso ABCR será realizado na capital federal. 27.08.2017 |

interbuss 15


REDE SOCIAL

AS MELHORES FOTOS DA SEMANA NO FACEBOOK

Rafael Xarão | Comil Campione DD

Luiz Eduardo | Ciferal Padron Cidade

Ailton Florencio | Marcopolo Viaggio GV1000

Fernando Martins | Caio Apache Vip

Douglas Lopes | Marcopolo Torino

Caio César | Neobus Thunder

16 interbuss | 27.08.2017


Danilo PessĂ´a | Caio Apache Vip

Fernando Martins | Busscar Urbanuss Pluss

Adriano Minervino | Marcopolo Viaggio GV 1000

Gustavo Bayde | Neobus Mega

Ailton Florencio | Busscar Jum Buss 360

Tiago Baldan | Busscar Vissta Buss

27.08.2017 |

interbuss 17


O MELHOR DA INTERBUSS

UMA SELEÇÃO DAS MELHORES FOTOS PUBLICADAS NAS GALERIAS DO PORTA

Franz Hecher Busscar Urbanuss Ecoss Volksbus 17 230 | ODM Transportes

Anderson Ribeiro de Paula Marcopolo Paradiso G7 1050 Scania K340 | São Paulo São Pedro

Eduardo de Souza Sá Caio Apache Vip Volksbus 17 230 | Urubupungá

Diego Almeida Araujo Marcopolo Viaggio G7 1050 MBB O-500R | Alvorada

Graciliano Passos Marcopolo Viaggio G7 1050 MBB OF-1722M | Viação Lopes

Diego Almeida Araujo Marcopolo Paradiso GV 1150 Volvo B10M | Nordeste

18 interbuss | 27.08.2017


S JÁ TAL INTERBUSS

Gustao Bayde Marcopolo Paradiso G7 1200 MBB O-500RSD | Viação Sampaio

Anderson Ribeiro de Paula Busscar El Buss 320 MBB OF-1721 | Viação Serro

Anderson Ribeiro de Paula Caio Apache Vip MBB OF-1722M | Viação Boa Vista

Thiago Vinicius Marcopolo Paradiso G6 1200 MBB O-500R | Guanabara

Emerson Henrique Silvério Marcopolo Paradiso GV 1450 | Turística Rio Preto

Emerson Henrique Silvério Marcopolo Viaggio GV 1000 Scania K113 | Visol 27.08.2017 |

interbuss 19


O MELHOR DA INTERBUSS

Victor Hugo Guedes Pereira Marcopolo Torino MBB OF-1722M | Cidade Verde

Glauber Santana Comil Campione Volksbus 17 230 | São João

Anderson Ribeiro de Paula Marcopolo Paradiso G6 1200 Scania K124IB | Golfinho

Tiago de Grande Caio Apache Vip Volksbus 15 180 | Viação Arujá

Igor Drumond Soares Marcopolo Paradiso G6 1550LD Scania K124IB | Gold Tur

Igor Drumond Soares Ciferal Líder | Santa Elizabeth

20 interbuss | 27.08.2017


Glauber Santana Comil Campione Volksbus 17 230 | São João

Glauber Santana Comil Campione Volksbus 17 230 | São João

Kevin Willian Martins Marcopolo Viale MBB O-500MA | Tindiquera

Tiago de Grande Marcopolo Torino MBB OF-1417 | Viação Ilhabela

Graciliano Passos Thamco Scorpion MBB OF-1318 | ViaDiesel

Emerson Henrique Silvério Nielson Diplomata 380 | Vame Turismo 27.08.2017 |

interbuss 21


COLUNAS

VIAGENS & MEMÓRIA

MARISA VANESSA N. CRUZ | ideiaselembrancas@gmail.com

Duas histórias de linhas mantidas pelos usuários de ônibus de São Paulo Com a força da população, passageiros estão apelando em redes sociais para fortalecer o movimento para não extinguir ou voltar aquela linha de ônibus que seus usuários o pegavam sempre. Um bom exemplo é a volta da linha 2175 (Jardim Guançã – Terminal D. Pedro II), da empresa Sambaíba. Até o cancelamento a linha ia até a Praça da Sé e tinha seu atendimento de derivação, a antiga 2175/31, renomeada anos atrás para 2204, e cancelada no início deste ano. Houve até audiência em uma subprefeitura da região, levando moradores prejudicados pelo cancelamento, e até um especialista em transporte que foi argumentar pela volta da linha, pressionando toda a direção da SPTrans e até da Sambaíba, incluindo inúmeros abaixo-assinados na Internet. E deu certo! A SPTrans admitiu falha no cancelamento e a volta ocorreu neste último sábado, dia 26. Observando a tabela de horários de sábado, a linha é operada por 3 carros no período da manhã, 4 no horário entre picos e 4 no horário da tarde. 253F Outra linha que com a pressão dos usuários não foi quebrada em duas foi a 253F (Terminal São Mateus – Terminal A. E. Carvalho) atualmente da Vip A. E. Carvalho. Esta linha anteriormente ia até o bairro de Jardim Helena, em São Miguel Paulista, e com essa última alteração proposta, iria seccionar na estação de trem CPTM Dom Bosco, deixando de passar em São Mateus a partir de 19 de agosto. Graças à pressão dos moradores do bairro Gleba do Pêssego que a linha por pouco não foi modificada, pelo bairro estar carente de oferta de ônibus na região. O que a população deve fazer é pressionar bastante os órgãos de transporte público, como a SPTrans, para não serem prejudicados. Devem criar abaixo-assinados, protestar em redes sociais, e mostrar à SPTrans que a população tem força o bastante para que aquela linha não seja bastante prejudicada. Mas uma coisa que me chamou a atenção foi o cancelamento de inúmeras linhas de “bifurcação”, que terminam com “/41”. Por exemplo: na região da Avenida Cupecê, desde a década de 1960 a extinta Viação Canaã atendia a região da Vila Im-

22 interbuss | 27.08.2017

pério, via Paulo Mangabeira Albernaz, e até semanas atrás a Mobibrasil fazia a linha 6358/41 em duas partidas do período da manhã com percurso somente de ida. Era bifurcação da 6358/10 Jardim Luso – Terminal Bandeira. A Vila Império – Terminal Bandeira existiu há mais de 50 anos e somente agora foi cancelada. E a minha opinião: deveria ter

mantido essas duas partidas do que cancelado, pois não iria fazer tanto mal às finanças da empresa impondo responsabilidade social no bairro, e a região da Vila Império dispõe no máximo ônibus midi para atender a população, mas pela demanda no horário de pico, duas partidas de ônibus ajudaria bastante os passageiros.


ANUNCIE NA

INTERBUSS E FIQUE PERTO DO SEU PÚBLICO E DOS SEUS POTENCIAIS

CLIENTES CONTACTE-NOS E FAÇA UM BOM NEGÓCIO

revista@portalinterbuss.com.br

interbuss PORQUE TRANSPORTE É VIDA


NOVA INTERBUSS. NOVO CONTEÚDO

NOVA VISÃO TUDO NOVO TUDO POR VOCÊ interbuss PORQUE TRANSPORTE É VIDA

Revista InterBuss | Edição 358 | 27.08.2017  

Edição com 24 páginas | Concluída domingo | Confira nesta edição matéria sobre a premiação que a Scania vai distribuir em comemoração aos se...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you