Page 1

AS MELHORES FOTOS DO PORTAL INTERBUSS, CONFIRA

interbuss PORQUE TRANSPORTE É VIDA | ANO 7 | N° 338 | 02 DE ABRIL DE 2017

ATIBAIA/SP COM NOVO TRANSPORTE

Sancetur, empresa da família Chedid, assume as linhas que eram operadas pela Viação Atibaia São Paulo GOVERNO DE SP LEILOARÁ LINHAS 5 E 17 DO METRÔ


UMA REVISTA

PARA QUEM QUER

SABER TUDO SOBRE TRANSPORTE

NO BRASIL

E NO MUNDO. TODO DOMINGO,

UMA NOVA EDIÇÃO.

interbuss PORQUE TRANSPORTE É VIDA

CONTEÚDO DE QUALIDADE COM RESPONSABILIDADE


PEÇAS PARA

BUSSCAR CONFIRA NOSSAS PROMOÇÕES!

TORNEIRA SANITARIO BUSSCAR ESPELHO RETROVISOR EXTERNO LE BUSSCAR MARTE MANUAL R$

1309,73

LANTERNA PISCA AMARELA BUSSCAR >01 R$

37,23

R$

170,00

PORTA DIANTEIRA PANTOGRAFICA LD BUSSCAR JUMBUSS 360 R$

7419,00

Linha completa de peças de reposição Busscar. Confiram em nossa loja virtual. Compre pela internet! www.apolloonibus.com.br

RUA MÁRIO JUNQUEIRA DA SILVA, 1580 JARDIM EULINA - CAMPINAS/SP

FONE: (19) 3395-1668 NEXTEL: 55*113*14504


NESTA EDIÇÃO A GRANDE MATÉRIA

Atibaia São Paulo deixa cida

Contrato estava vencido e emergencial foi assinado com empresa da F SUMÁRIO

6 NOSSA OPINIÃO

12 PÔSTER

7 A IMAGEM MARCANTE

14 DEU NA IMP

8 A GRANDE MATÉRIA

16 REDE SOCIA

O transporte no Rio de Janeiro

A foto que marcou a semana no setor de transportes

O novo transporte da cidade de Atibaia, em SP

10 ADAMO BAZANI

Valor pago na Busscar é cinco vezes menor e preocupa

Marcopolo Paradiso G7, p

As notas da imprensa espe

O seu espaço na InterBuss

18 O MELHOR D

As melhores fotos publicad


ANO 7 | Nº 338 | DOMINGO, 02 DE ABRIL DE 2017 | 1ª EDIÇÃO | CONCLUÍDA ÀS 20h32 (5ª) EDIÇÃO COM 24 PÁGINAS

ade natal

Família Chedid

por Chailander Borges

PRENSA ecializada

AL s

DA INTERBUSS das no Portal InterBuss

08

O MELHOR DA INTERBUSS

Confira o que já saiu de melhor nas galerias do Portal InterBuss

As melhores fotos já publicadas no antigo Portal InterBuss

18

A GRANDE MATÉRIA

Governo de SP lança edital de leilão de duas linhas do metrô

Linhas 5 e 17 (Monotrilho) vão ser privatizadas em julho

10

DEU NA IMPRENSA

Empresa de táxis de Londres abre fábrica de veículos elétricos

Primeiro táxi totalmente elétrico do mundo será produzido

14

REDE SOCIAL

Confira as melhores fotos que foram publicadas no Facebook

As melhores fotos da semana saem aqui na Interbuss!

16


EXPEDIENTE

Uma publicação da InterBuss Comunicação Ltda. DIRETOR-PRESIDENTE / EDITOR-CHEFE Luciano de Angelo Roncolato JORNALISTA RESPONSÁVEL Luciano de Angelo Roncolato REVISÃO Luciano de Angelo Roncolato ARTE E DIAGRAMAÇÃO Luciano de Angelo Roncolato AGRADECIMENTOS DESTA EDIÇÃO Agradecemos à todos os colaboradores de todo o país pelas fotos enviadas esta semana para capa, matérias e pôster. SOBRE A REVISTA INTERBUSS A Revista InterBuss é uma publicação semanal do site Portal InterBuss com distribuição on-line livre para todo o mundo. Seu público-alvo são frotistas, empresários do setor de transportes, gerenciadores de trânsito e sistemas de transporte, poder público em geral e admiradores e entusiastas de ônibus de todo o Brasil e outros países. Todo o conteúdo da Revista InterBuss provenientes de fontes terceiras tem seu crédito dado sempre ao final de cada material. O material produzido pela nossa equipe é protegido pela lei de direitos autorais e sua reprodução é autorizada após um pedido feito por escrito, e enviado para o e-mail revista@ portalinterbuss.com.br. As fotos que ilustram todo o material da revista são de autoria própria e a reprodução também é autorizada apenas após um pedido formal via e-mail. As imagens de autoria terceira têm seu crédito disponibilizado na lateral da mesma e sua autorização de reprodução deve ser solicitada diretamente ao autor da foto, sem interferência da Revista InterBuss. A impressão da revista para fins particulares é previamente autorizada, sem necessidade de pedido. PARA ANUNCIAR Envie um e-mail para contato@portalinterbuss.com. br ou ligue para (19) 99483-2186 e converse com nosso setor de publicidade. Você poderá anunciar na Revista InterBuss, ou em qualquer um dos sites parceiros do grupo InterBuss, ou até em nosso site principal. Temos diversos planos e com certeza um deles se encaixa em seu orçamento. Consulte-nos! PARA ASSINAR Por enquanto, a Revista InterBuss está sendo disponibilizada livremente apenas pela internet, através do site www.revistainterbuss.com.br. Por esse motivo, não é possível fazer uma assinatura da mesma. Porém, você pode se inscrever para receber um alerta assim que a próxima edição sair. Basta enviar uma mensagem para revista@portalinterbuss.com.br e faremos o cadastro de seu e-mail ou telefone e você será avisado. CONTATO A Revista InterBuss é um espaço democrático onde todos têm voz ativa. Você pode enviar sua sugestão de pauta, ou até uma matéria completa, pode enviar também sua crítica, elogio, ou simplesmente conversar com qualquer pessoa de nossa equipe de colunistas ou de repórteres. Envie seu e-mail para revista@ portalinterbuss.com.br ou contato@portalinterbuss. com.br. Procuramos atender a todos o mais rápido possível. A EQUIPE INTERBUSS A equipe do Portal InterBuss existe desde 2000, desde quando o primeiro site foi ao ar. De lá pra cá, tivemos grandes conquistas e conseguimos contatos com os mais importantes setores do transporte nacional, sempre para trazer tudo para você em primeira mão com responsabilidade e qualidade. Por conta disso, algumas pessoas usam de má fé, tentando ter acesso a pessoas e lugares utilizando o nome do Portal InterBuss, falando que é de nossa equipe. Por conta disso, instruímos a todos que os integrantes oficiais do Portal e Revista InterBuss são devidamente identificados com um crachá oficial, que informa o nome completo do integrante, mais o seu cargo dentro do site e da revista. Qualquer pessoa que disser ser da nossa equipe e não estiver devidamente identificada, não tem autorização para falar em nosso nome, e não nos responsabilizamos por informações passadas ou autorização de entradas dadas a essas pessoas. Qualquer dúvida, por favor entre em contato pelo e-mail contato@portalinterbuss.com.br ou pelo telefone (19) 99483.2186, sete dias por semana, vinte e quatro horas por dia.

NOSSA OPINIÃO

Editorial

A situação do transporte na cidade do Rio de Janeiro A cidade do Rio de Janeiro registrou grandes avanços no setor de transporte público nos últimos anos, sobretudo por conta da implantação dos corredores BRT, porém muitas empresas tradicionais na cidade seguem em crise financeira e estão fechando as portas, deixando milhares de pais de família na rua da amargura. Mas, o que está acontecendo afinal? Durante muitos anos o transporte público do Rio foi feito de forma desordenada, porém atendendo todo o público de uma forma que soava como eficiente: as linhas levavam os passageiros diretamente para onde eles queriam e com uma frequência muito boa, sobretudo nos trechos mais rentáveis. Os chamados “frescões” sempre andavam (e até hoje grande parte das linhas) muito cheios, mesmo com uma tarifa que era até o triplo do trecho base. As empresas ganhavam mais pois as linhas com itinerários mais longos tinham tarifas mais caras, e itinerários mais curtos tinham tarifas menores. Havia, digamos, um “balanceamento” do sistema. Quando foi criado o caixa único por intermédio de uma câmara de compensação, formato já seguido por várias cidades no país, muitas empresas começaram a perder grandes quantidades de dinheiro. Viram de uma hora pra outra sendo obrigadas a colocar ônibus nas ruas em linhas muito longas e receber menos da metade do que recebiam, enquanto outras linhas de outras empresas com itinerários menores passaram a ganhar mais dinheiro. O caixa único tem por objetivo garantir a melhor distribuição dos valores das passagens entre as linhas mais e menos rentáveis, garantindo que trechos que dão prejuízos sejam ao menos suficientemente operáveis. O problema é que pequenos empresários que sempre usaram formatos obsoletos de gestão não conseguiram se adaptar à essa nova realidade e acabaram fechando as portas. Com a chegada de um novo prefeito na cidade, voltou a esperança de que alguma coisa poderia melhorar, mas não é bem isso que está acontecendo. Por enquanto poucas ações foram tomadas para tentar solucionar único e exclusivamente o problema da população, que obviamente deve ser a prioridade, pois algumas linhas que haviam sido desativadas voltaram a operar depois da ordem da nova secretaria de transportes. As empresas ainda estão aguardando alguma ação que possa lhes ajudar mas até agora, nada concreto foi feito. Quase uma dezena de empresas estão prestes a fechar as portas por conta dessa crise que está assolando o sistema, e serão mais pessoas demitidas. Uma parte delas são contratadas pelas novas operadoras das linhas mas outra parcela acaba ficando sem o ganha-pão. A situação é bastante complicada ainda mais num lugar onde houve promessas de grandes mudanças no transporte, principalmente no que diz respeito à operação das linhas. Houve promessa do retorno à operação de várias linhas desativadas para um processo de integração e seccionamento, mas isso ainda está muito lento. Será que o eleitor carioca acabará ficando frustrado por ter votado em um candidato que não está refletindo a realidade do que foi passado na campanha eleitoral? Isso já está acontecendo há anos no Estado de São Paulo...


A IMAGEM MARCANTE

Ponta Grossa, PR

Quarta-feira, 29 de Março de 2017

Pelo menos onze pessoas ficaram feridas em um acidente na BR 376, em Ponta Grossa, no começo da manhã de quarta-feira (29). Segundo a Polícia Rodoviária Federal, um ônibus Volkswagen não conseguiu desviar de um caminhão que estava parado na rodovia com problemas mecânicos. O ônibus saiu de Belém (PA) e seguia para Florianópolis (SC). Outras seis pessoas tiveram ferimentos leves. As informações são da CBN Curitiba.


A GRANDE MATÉRIA

Mercado

Caio entrega outros 25 Apache Vip à Sancetur Ambas as unidades receberam o chassis Mercedes-Benz O-500RSD

Da Caio Induscar | assessoria Após a aquisição de 24 unidades do ônibus urbano Apache VIP para operarem em Valinhos, SP, o Grupo Sancetur realizou a compra de mais 25 unidades do mesmo modelo, para Atibaia, SP. Os Apache VIP em produção irão atender ao novo sistema de transporte da cidade, o SOU Atibaia, que entrará em operação a partir do mês de abril de 2017. Luiz Arthur Abi Chedid, diretor da Sancetur, afirma “A nova geração do Apache Vip foi escolhida para que possamos proporcionar aos usuários uma viagem segura e confortável, afirmando

08 interbuss | 02.04.2017

nosso compromisso com a Prefeitura de Atibaia em oferecer um transporte moderno e de qualidade à população”. O Prefeito de Atibaia, Saulo Pedroso, que esteve na unidade fabril da Caio Induscar em Botucatu para inspecionar os ônibus em processo, complementa, “Quero agradecer a fabricante Caio pela recepção e pela qualidade na montagem dos ônibus que estarão à disposição de toda a população a partir de 1º de abril”. Os veículos possuem bloqueador de portas, itinerários eletrônicos em Led e 100% de acessibilidade, com elevador e assentos para pessoas com deficiência

(PCD), mobilidade reduzida e idosos. Poltronas ergonômicas, vidros na cor fumê e três portas de acionamento pneumático garantem o conforto e fácil acesso aos usuários. Os ônibus possuem capacidade para transportar 39 passageiros sentados, incluindo portador de necessidades especiais, e lotação total de 83 pessoas. Atender às necessidades de cada cliente, contribuindo para o avanço do Sistema de Transporte Público, faz parte da missão da Caio Induscar. O que move a nossa empresa há mais de 70 anos, é produzir carrocerias que ofereçam conforto e bem-estar aos usuários.


Conforto

Viação Garcia mostra poltrona em shopping

Objetivo é apresentar ao passageiro o conforto de seus ônibus

Da Marcopolo | assessoria A Viação Garcia Ltda., uma das principais operadoras de transporte rodoviário de passageiros do Brasil, realizou, nos meses de fevereiro e março, ação promocional no Shopping Center Catuaí, em Londrina, Paraná, para demonstrar o elevado padrão de conforto da poltrona leito-cama dos ônibus da empresa. A poltrona é produzida pela Marcopolo e equipa os veículos recentemente adquiridos. Segundo Carla Panza, coordenadora de marketing do Grupo GBS, o objetivo é demonstrar a evolução das poltronas dos ônibus rodoviários. “Muitas pessoas não imaginam o nível de conforto que oferecem. Iniciamos a ação no dia 10 de fevereiro e se estendeu até o dia 19 de março, porém pretendemos transformá-la em itinerante. É importante que outras cidades e mais pessoas conheçam as vantagens de viajar confortavelmente em nossos ônibus”, revela. “A parceria com a Viação Garcia é

estreita, de muitos anos e eles sempre investem muito na elevação da qualidade dos serviços. Principalmente com os ônibus de dois andares, de última geração e que agregam várias inovações tecnológicas para proporcionar aos passageiros viagens mais seguras e confortáveis. Esta ação demonstra como a viagem de ônibus pode ser agradável e confortável”, explica Paulo Corso, diretor de operações comerciais e marketing da Marcopolo. A família de poltronas dos ônibus Marcopolo foi desenvolvida para proporcionar mais conforto e ergonomia aos passageiros. Concebidas com base na pesquisa realizada com os usuários, apresentam inovações únicas, como a utilização de espumas especiais (viscoelástico) na região da cabeça e do pescoço, novos apoios de pernas e pés, além de apoios de braço mais largos e macios. As poltronas contam com sistema de acionamento da reclinação do encosto suave e prático, com sete diferentes posições, descansa-braço central mais

macio e largo e apoio para pés com sistema de catraca, que possibilita ajuste de posição dos pés de acordo com a altura do usuário. Foram concebidas com foco na sustentabilidade. O revestimento traseiro, em peça única de plástico reciclado, melhora o acabamento e elimina processo de “ensacamento” na fabricação. A base do assento também é feita em plástico injetado e sistema de molas que sustenta a espuma de dupla densidade. Fundada em 1934, a Viação Garcia se destaca entre as cinco maiores empresas do setor no País e é reconhecida pelos investimentos em novas tecnologias para garantir cada vez mais conforto e segurança para seus passageiros. A moderna frota, de mais de 800 ônibus, percorre 5,5 milhões de quilômetros por mês nas linhas que ligam os estados do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro. A frota moderna e atualizada também está disponível nos fretamentos para transporte de grupos para lazer, turismo, negócios e outros e fretamento para transporte de funcionários. 02.04.2017 |

interbuss 09


A GRANDE MATÉRIA Ferrovias

Governo de SP leiloará as linhas 5 e 17 do Metrô Edital de concessão foi publicado e leilão vai acontecer em 04/07 Do Governo de SP | assessoria O governador de São Paulo Geraldo Alckmin lançou, nesta quinta-feira (30), o edital de concessão para as Linhas 5-Lilás do Metrô e 17-Ouro de monotrilho. “O leilão será 4 de julho na Bovespa. O lance mínimo é R$ 189,6 milhões e nós esperamos dentro do prazo da concessão 3 bilhões de investimentos e reinvestimentos”, explicou Alckmin. Com a concessão, a operação comercial das duas linhas será administrada pela iniciativa privada por 20 anos. O valor estimado do contrato é de R$ 10,8 bilhões. Isso corresponde à soma das receitas tarifárias de remuneração e de receitas não operacionais, como exploração comercial de espaços livres nas estações, por exemplo. O investimento previsto do parceiro privado é de R$ 88 milhões, que serão aplicados em melhorias e infraestrutura das linhas, visando atender aos indicadores de desempenho exigidos do concessionário para oferecer serviços de qualidade à população paulista.

5-Lilás do Metrô e a Linha 9-Esmeralda da CPTM.

trecho em julho de 2019, atendendo a 185 mil usuários por dia.

Linhas 5 e 17 A Linha 5-Lilás terá 17 estações ao longo de 20,1 quilômetros, ligando Capão Redondo à Chácara Klabin, incluindo dois pátios de estacionamento e manutenção de trens. A demanda estimada para a linha completa é de 850 mil passageiros por dia. O trecho fará interligação com as linhas 1-Azul, 2-Verde e 17-Ouro do Metrô, Linha 9-Esmeralda da CPTM e três terminais integrados de ônibus. Já a Linha 17-Ouro integrará o Aeroporto de Congonhas à rede metroferroviária da capital paulista, com tecnologia de monotrilho. O trecho de 7,7 quilômetros de extensão compreenderá oito estações elevadas (Congonhas, Jardim Aeroporto, Brooklin, Vila Paulista, Vereador José Diniz, Campo Belo, Vila Cordeiro, Chucri Zaidan e Morumbi) e um pátio de estacionamento e manutenção, Águas-Espraiadas. Com demanda diária prevista de 200 mil passageiros, a linha 17 será integrada com a linha

Mais melhorias Também foi lançado o edital de licitação para a construção da estação Morumbi do monotrilho da Linha 17-Ouro. A nova estação será elevada e ficará na Marginal Pinheiros, entre a estação Morumbi da CPTM e a margem do rio Pinheiros, permitindo acesso rápido e gratuito à Linha 9-Esmeralda. A contratação também inclui obras de adequações na estação da CPTM, com a construção de um mezanino ao final da plataforma, além do acréscimo de duas escadas rolantes, elevador e uma escada fixa. A estação Morumbi será a última estação do trecho prioritário da Linha 17Ouro, que terá 7,7 quilômetros de extensão e oito estações, entre Congonhas e Morumbi (CPTM), além de conexão com a Linhas 5-Lilás, na estação Campo Belo. Atualmente, cerca de 900 pessoas trabalham nas obras de implantação da Linha 17 e no pátio de manutenção. A expectativa é de concluir o

Obras de ampliação O Ministério das Cidades e a Caixa Econômica Federal aprovaram duas novas contratações para a continuidade das obras de extensão da Linha 9-Esmeralda até Varginha. Com essa aprovação, a CPTM receberá recursos do PAC da Mobilidade para a implantação de Suprimento de Energia e do Sistema de Integração ao Centro de Controle Operacional (CCO). “Nossas obras nas áreas de ferrovia estão gerando, atualmente, 13 mil empregos diretos, registrados em carteira”, contabilizou Alckmin. A Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú) transporta atualmente cerca de 570 mil usuários/dia. Com a ampliação de 4,5 quilômetros entre Grajaú e Varginha, a projeção é que sejam acrescentados à linha 110 mil usuários atendidos. O valor previsto para a obra é da ordem de R$ 790 milhões. Até o momento, a obra foi executada com recursos financeiros do Governo do Estado.

10 interbuss | 02.04.2017


COLUNAS

NOSSO TRANSPORTE ADAMO BAZANI | adamobus@gmail.com

Sindicato diz que dinheiro obtido com venda da Busscar não será suficiente para pagar dívidas foi adquirida por sócios da Caio por preço mais de cinco vezes trabalhistas Encarroçadora menor que o proposto em primeira tentativa de leilão no ano passado

Na primeira tentativa de leilão da fabricante de carrocerias Busscar, em 2016, que ocorreu há mais de um ano, em 15 de março, as três unidades fabris adquiridas nesta semana por sócios da Caio, encarroçadora do interior paulista, custariam R$ 369.305.922,65 (trezentos e sessenta e nove milhões, trezentos e cinco mil, novecentos e vinte e dois reais e sessenta e cinco centavos). Mas, o grupo paulista, comandado pela família Ruas, a maior operadora de ônibus municipais de São Paulo, conseguiu da Justiça homologação da compra, no dia 21 de março de 2017, com assinatura no dia 22, por R$ 67,15 milhões, valor cinco vezes e meia menor que o estipulado inicialmente há um ano. O montante foi dividido em um sinal de R$ 9,4 milhões e mais 50 parcelas do restantepelos próximos quatro anos, compreende as unidades da Busscar em Joinville, Pirabeiraba e Rio Negrinho, assim como seus terrenos, edificações, maquinário e móveis. As parcelas terão correção monetária. Esse deságio é uma das preocupações expressadas pelo Sindicato dos

Mecânicos de Joinville, que representa os trabalhadores que foram desligados da Busscar. A encarroçadora, fundada em 1946, pela família Nielson, teve a falência decretada pela primeira vez em 2012, abrindo margem para disputa judicial. De acordo com a entidade sindical, as dívidas da Busscar giram em torno de R$ 1 bilhão. Somente os débitos trabalhistas, somam R$ 250 milhões e 5,5 mil trabalhadores cobram na Justiça os direitos. Pela negociação, aprovada pela justiça, o grupo da Caio não foi obrigado a assumir as dívidas da antiga administração. Isso porque, a Caio não adquiriu a marca Busscar e sim os patrimônios, equipamentos e gabaritos dos ônibus da empresa. A maior esperança de arrecadação seria justamente a venda dos patrimônios. Para pelo menos tentar diminuir aflição dos trabalhadores, o sindicato faz um abaixo assinado com o objetivo de conseguir a divisão igual ou proporcional a todos os empregados. Pelas regras atuais, alguns deles poderiam ficar sem nenhum recurso neste primeiro momento. Com arrecadação bem abaixo dos

valores das dívidas, os trabalhadores temem não receber integralmente seus direitos até o final da vida. Os outros credores, como bancos, fornecedores e o próprio poder público, já que há um grande volume de impostos em atraso, também temem. Se não houver nenhuma contestação na justiça, ou algum problema de documentação, o que praticamente está descartado, a Caio assume agora, em abril, a administração. Em maio, deve começar a contratar trabalhadores, dando preferência a ex-funcionários da Busscar. Entretanto, ainda não há uma data para o início das operações. A tentativa é para o segundo semestre. A encarroçadora paulista é líder no segmento de urbanos, com pouca expressividade nos ônibus rodoviários, e quer investir justamente neste ramo de atuação dos transportes, hoje liderado pela Marcopolo. A Busscar chegou por diversos momentos a ser líder nacional de produção de ônibus, em especial de modelos rodoviários, embora era também expressiva entre os ônibus urbanos e metropolitanos. 02.04.2017 |

interbuss 11


interbuss

CHAILANDER BORGES Marcopolo Paradiso G7 1200 Expresso do Sul, em São Paulo/SP


DEU NA IMPRENSA

Transpo Online

RESUMO DAS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DA IMPRENSA ESPECIALIZADA

The London Taxi inaugura fábrica de carros elétricos

Do site | notícias

A The London Taxi Company (LTC) anunciou a abertura oficial da primeira fábrica de automóveis do Reino Unido dedicada exclusivamente à produção de veículos elétricos para longa distância. Essa nova e moderna fábrica de veículos fica em Ansty, Coventry, onde será fabricado o primeiro táxi elétrico do mundo. A LTC, subsidiária totalmente controlada da Geely, investiu mais de £ 300 milhões em sua nova unidade e na próxima geração de táxis de Londres, que serão produzidos na fábrica e exportados para todo o mundo. O investimento e a expansão da LTC criaram mais de 1.000 novos empregos, incluindo 200 para engenheiros e 30 para aprendizes. A fábrica tem capacidade para produzir mais de 20.000 veículos por ano — veículos projetados para serem os melhores veículos comerciais de emissão ultrabaixa do mundo. O veículo-táxi usa as comprovadas tecnologias e componentes do sistema de trem de potência elétrica da Volvo Car, contendo uma nova plataforma peso leve de veículo elétrico, ao mesmo tempo que retém a tradição do icônico modelo reconhecido em todo o mundo. Outros derivados dessa nova arquitetura de veículo elétrico virão a seguir. Todos os veículos produzidos nessa fábrica serão submetidos ao mais rigoroso regime de testes da história da empresa. Cada veículo de teste irá cobrir quase 500.000 quilômetros, frequentemente em condições severas, para assegurar que sua entrada não seja proibida em qualquer cidade. Esse programa irá habilitar a LTC para fornecer os melhores veículos comerciais urbanos do mundo, que cumpram os mais altos níveis de qualidade, confiabilidade e utilidade, projetados para o propósito de enfrentar os exigentes ciclos de rodagem diários. O taxi elétrico inteiramente novo será vendido primeiramente em Londres no quarto trimestre de 2017 e, então, globalmente no início de 2018. O novo veículo será altamente competitivo, com custos de energia substancialmente mais baixos do que os dos táxis anteriores.

14 interbuss | 02.04.2017

A tecnologia por trás da nova fábrica e do veículo é de vanguarda. Ela foi desenvolvida com outros membros do grupo Geely, incluindo a Volvo Cars, ao mesmo tempo que recorre à tradição e à expertise da LTC no desenvolvimento de táxis construídos com um propósito. Essa parceria fez com que o veículo

mantivesse seus recursos essenciais, tais como ser acessível a cadeira de rodas e ter um alto nível de dirigibilidade, ao mesmo tempo que incorpora novos recursos, tais como uma cabine espaçosa, com assentos para seis passageiros, e um sistema altamente sofisticado de trem de transmissão elétrica.


Transpo Online

Caminhões Mercedes ganham nova cabine

Do site | notícias

Os motoristas dos novos caminhões Mercedes-Benz irão contar com grande conforto no interior das cabines, que foram completamente renovadas para as linhas Atego, Axor e Actros. O principal destaque é a nova geração de bancos, projetada pela engenharia brasileira para o perfil do operador brasileiro. Para Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing e Peças & Serviços Caminhões e Ônibus da MercedesBenz do Brasil, trata-se de um importante diferencial da marca no mercado nacional de caminhões. “O novo posto de trabalho assegura um alto nível de ergonomia e facilita a operação no dia a dia do motorista, o que se traduz em maior conforto e produtividade”, disse. “Ao trabalhar de uma forma mais cômoda e prática, o motorista obtém melhor desempenho do veículo, com mais segurança e economia, contribuindo assim para a redução de custos operacionais e, consequentemente, para a rentabilidade da empresa de transporte. Além disso, o bemestar a bordo garante a tranquilidade e a satisfação do motorista”, completou. Novos bancos – Projetada para atender ao biotipo do brasileiro, a nova geração de bancos é o principal aspecto da evolução no posto de comando dos motoristas. Tanto o banco do motorista, quanto o do acompanhante, foram concebidos e produzidos pela equipe do Centro de Desenvolvimento Tecnológico da Mercedes-Benz do Brasil, em parceria com fornecedores. Com design diferenciado e oferecidos nas versões Estático e Pneumático – “Standard” e “Conforto”. Os novos bancos se caracterizam pelo encosto com perfil mais envolvente, como à de um automóvel premium. Os assentos tiveram sua espessura de espuma aumentada em 10 mm em relação à versão anterior. O novo acabamento, em tecido ou vinil, está mais macio, aumentando a sensação de conforto, além de facilitar a limpeza. Todos os bancos (motorista e 1° acompanhante) têm cintos de segurança integrados, aumentando ainda mais o conforto dos profissionais da estrada. Os apoios laterais envolventes propiciam melhor acomodação das costas em qualquer situação.

Além disso, o ajuste lombar pneumático, disponível na versão “Conforto”, tem duas bolsas infláveis para apoio lombar e duas para apoio lateral, propiciando um ajuste perfeito para cada biotipo de motorista. “O desenvolvimento local levou em conta as características do transporte e os hábitos de quem dirige caminhão pelo imenso território nacional, o que foi captado em clínicas, pesquisas, demonstrações, eventos e test-drives. Como resultado, oferecemos o melhor banco do mercado, feito aqui mesmo no Brasil e pensando nas expectativas e na satisfação dos nossos motoristas”, garantiu Leoncini. Os bancos possuem 12 regulagens: ajuste do encosto das costas, baixar/levantar o assento pneumático, ajuste da altura do banco, ajuste da inclinação do assento, ajuste do amortecedor, amortecimento horizontal, ajuste horizontal, ajuste da profundidade do assento, dois apoios de braço, baixar/levantar o encosto das costas e ajuste lombar (na versão “Conforto”). A Mercedes-Benz também agregou novidades às camas disponíveis nas Cabinas Leito e Estendidas, sendo que o revestimento passou a ser confeccionado com um tecido de mais elasticidade. A espuma é laminada, com espessura de 120 mm, propi-

ciando maior conforto ao motorista no seu período de descanso. Novidades do ECONFORT – Agora, os modelos Atego, Axor e Actros recebem o novo pacote multimídia com painel, volante multifuncional, sistema de som e tacógrafo digital. Entre os itens disponíveis, como série ou opcional, incluem-se sintonizador de FM com RDS-EON, sintonizador AM para ondas curtas, médias e longas e pré-sintonias; toca CD compatível com MP3 e WMA; entradas auxiliares Mini-USB e AUX; Bluetooth com facilidade de viva-voz; e volante multifuncional com comando sem tirar as mãos do volante para operar o rádio e o celular, além de navegar as operações do computador de bordo no painel. São três os pacotes multimídia disponíveis: Preparação (antena, cabo e alto-falantes), Básico (itens da Preparação mais tweeter e rádio/CD) e Conforto (itens do Básico mais o volante multifuncional, disponível somente para Atego, Axor e Actros). Com quatro raios e dois conjuntos de botões, um em cada lado, o volante multifuncional conta com teclas de acionamento para os comandos do painel de instrumentos. Todos os comandos estão ao alcance dos polegares. 02.04.2017 |

interbuss 15


REDE SOCIAL

AS MELHORES FOTOS DA SEMANA NO FACEBOOK

Jovani Cecchin | Marcopolo Torino

Rafael XarĂŁo | Marcopolo Torino

Fernando Martins Antunes | Busscar Urbanuss Pluss

Junior Almeida | Marcopolo Viaggio G6 1050

Fernando Martins Antunes | Marcopolo Paradiso G71200

Junior Almeida | Marcopolo Paradiso G7 1600LD

16 interbuss | 02.04.2017


Cleber de Souza | Busscar Vissta Buss Egon Souza | Marcopolo Torino G4 LN

Rayllander Almeida | Marcopolo Paradiso G7

Cleber de Souza | Irizar Century

Junior Almeida | Marcopolo Viale

Egon Souza | Marcopolo Viale BRT

02.04.2017 |

interbuss 17


O MELHOR DA INTERBUSS

UMA SELEÇÃO DAS MELHORES FOTOS PUBLICADAS NAS GALERIAS DO PORTA

Derles Borges Pichoff Marcopolo Paradiso G6 1200 Volvo B12R | Viação Cometa

Derles Borges Pichoff CMA Flecha Azul Scania K113CL | Viação Cometa

Dennis Hofstetter Marcopolo Senior Midi Agrale MA 12.0 | Cooperatas

Dennis Hofstetter Marcopolo Senior Midi Agrale MA 12.0 | Cooperatas

David Alessandro Ciferal Citmax MBB OF-1418 | Viação Piracicabana

David Alessandro Marcopolo Torino MBB OF-1418 | Viação Piracicabana

18 interbuss | 02.04.2017


S JÁ TAL INTERBUSS

Derles Borges Pichoff Caio Millennium Volksbus 17 260 EOT | Eucatur

Derles Borges Pichoff Caio Millennium Volksbus 17 260 EOT | Eucatur

Dennis Hofstetter Busscar Urbanuss Pluss MBB O-500MA | VB Transportes

Dennis Hofstetter Caio Apache Vip MBB OF-1722 | VB Transportes

David Alessandro Caio Apache Vip MBB OF-1418 | Viação Piracicabana

David Alessandro Caio Apache Vip MBB OF-1722 | Viação Piracicabana 02.04.2017 |

interbuss 19


O MELHOR DA INTERBUSS

Chailander Borges Marcopolo Paradiso GV 1150 Scania K113TL | Sertaneja

Chailander Borges CMA Estrelão Scania K124 | Viação Cometa

Anderson Ribeiro Marcopolo Torino MBB OF-1721 | Viação Boa Vista

Anderson Ribeiro Caio Apache Vip MBB OF-1722M | Viação Boa Vista

Alex Fiori Neobus Mega Volksbus 17 210 Reencarroçado | Itajaí Transportes

Alex Fiori Neobus Mega Volksbus 17 210 Reencarroçado | Itajaí Transportes

20 interbuss | 02.04.2017


Chailander Borges Marcopolo Paradiso G7 1050 MBB O-500R | Atual

Chailander Borges Marcopolo Paradiso G6 1200 MBB O-500RSD | Viação Cometa

Anderson Ribeiro Neobus Mega Volksbus 17 230 | Transcorp

Anderson Ribeiro Busscar Jum Buss 400 MBB O-500RSD | Expresso Itamarati

Alex Fiori Caio Apache Vip Volksbus 17 230 | Itajaí Transportes

Alex Fiori Caio Apache Vip Volksbus 17 230 | Itajaí Transportes 02.04.2017 |

interbuss 21


COLUNAS

VIAGENS & MEMÓRIA

MARISA VANESSA N. CRUZ | ideiaselembrancas@gmail.com

Uma breve história da Auto Viação Triângulo Em maio de 1966, surge a Auto Viação Triângulo, fundada por Rubens Fortunato Audino. Sua primeira linha era São Bernardo do Campo (Rudge Ramos) - São Paulo (Aeroporto), operada anteriormente pela Viação Santa Amélia, e identificado pelo número 5647-DER-1967. Anos depois, a linha foi transferida para Praça da Liberdade, via Domingos de Moraes. Sua segunda linha era a 7405DER-1974, que partia da região da Vila Nova Santa Luzia, em Diadema, com direção à Praça da Liberdade. Em março de 1976, suas duas linhas foram seccionadas no Metrô Saúde, e em 1978, com a EMTU já criada sendo desvinculada do DER, a linha 5647 passou a ser chamada de 050 e a linha 7405 passou a ser chamada de 051. E para não perder sua linha até o centro, os proprietários tiveram uma ideia: continuar indo até o centro de São Paulo, porém via Av. do Cursino e Ipiranga. Com isso, surgiu a linha 212, saindo do centro de Diadema até o Parque D. Pedro II, em São Paulo. E em 1984, uma outra linha foi criada: 236 Diadema (Jardim Campanário) - São Paulo (Pq. D. Pedro II). A Triângulo operava duas linhas municipais em São Bernardo do Campo, ligando o bairro do Taboão até Vila Esperança. Em 1988 a viação passou todo o seu setor municipal para a Viação Alpina, do grupo ABC. Para as linhas intermunicipais, em 1988 a empresa comprou 3 Caio Vitória, prefixos 301 a 305, é 7 Thamco Águia, prefixos 307 a 319. Em 1990, a empresa foi vendida para o grupo Baltazar. Com a mudança, apareceram inúmeros ônibus novos, tais como: - 2 Caio Vitória sobre chassi Scania, prefixos 113 e 115. Meses depois vieram mais dois, o 149 e 151, mas eu não conseguria responder se eram prefixos renumerados ou não. - 16 Thamco Scorpion, prefixos 117 a 147. - 10 Busscar Urbanus, prefixo 321 a 325 e 401 a 413. Não confirmo se são os mesmos da Viação Diadema, prefixos 990 a 1080. OBS: A Triângulo sempre numerava seus ônibus com prefixos ímpares, e seu antigo setor municipal numerava

22 interbuss | 26.03.2017

seus ônibus com prefixos pares. Por outro lado, o grupo Baltazar adquiriu a Viação Represa, do grupo Constantino, rebatizou como Viação Imigrantes em 20 de agosto de 1990 e operou por 4 meses na região do Eldorado (Diadema) com a frota de 31 Caio Amélia ex-Barão de Mauá. Em seguida, fundiu-se com a Triângulo, pegando outras linhas como: 112 SBC Acampamento dos Engenheiros - São Paulo (Santo Amaro) via Vila Joaniza - passou em 1993 para a Riacho Grande voltando ao trajeto original via Estrada do Alvarenga. A Triângulo tinha sua variante, a 112A Diadema (Vila Paulina) até São Paulo (Santo Amaro), extinta em 1993. E em 1 de janeiro de 1991 assumiu a linha 044 Diadema (Centro) - São Paulo (Itaim Bibi) que era da Viação Diadema. Outras três linhas, ligando bairros de Diadema ao Jabaquara, foram seccionadas no Terminal Diadema, tornando-se linhas municipais. E também a 050 foi prolongada até o centro de SBC e a 051 foi prolongada até Vila São José, em Diadema. Em seguida, surgem mais duas novas linhas: 358 Diadema (Vila São José)

O INÍCIO Alguns autos do antigo DER (Departamento de Estradas de Rodagem), que administrava as linhas intermunicipais dentro do Estado de São Paulo antes da EMTU, com autorizações para a Triângulo - São Paulo (Metrô Saúde) e 359 São Bernardo do Campo (Centro) - São Paulo (Metrô Saúde) via Caminho do Mar. Em 1996, veio mais seis ônibus novos, modelo Busscar Urbanus, numerados entre 169 e 179. Se não me engano, foram um dos seus últimos modelos novos na empresa. Em 1999/2000, parte de suas linhas foram repassadas para a novamente ressuscitada Viação Imigrantes, ficando a Triângulo somente com as linhas 050 e 359, e em 1/12/2000 a linha 044 foi repassada para a Imigrantes. Hoje a Imigrantes opera somente a 050, 050EX1 (uma extensão até o Aeroporto de Congonhas) e a 359.


ANUNCIE NA

INTERBUSS E FIQUE PERTO DO SEU PÚBLICO E DOS SEUS POTENCIAIS

CLIENTES CONTACTE-NOS E FAÇA UM BOM NEGÓCIO

revista@portalinterbuss.com.br

interbuss PORQUE TRANSPORTE É VIDA


NOVA INTERBUSS. NOVO CONTEÚDO

NOVA VISÃO TUDO NOVO TUDO POR VOCÊ interbuss PORQUE TRANSPORTE É VIDA

Revista InterBuss | Edição 338 | 02.04.2017  

Edição com 24 páginas | Concluída na quinta, 16/03 | Confira as melhores fotos de ônibus da semana e também mais um lote de fotos já publica...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you