Page 1

AS MELHORES FOTOS DO PORTAL INTERBUSS, CONFIRA

interbuss PORQUE TRANSPORTE É VIDA | ANO 7 | N° 337 | 26 DE MARÇO DE 2017

VALE A TROCA DO RODÍZIO PELO PEDÁGIO URBANO?

Discussão está cada vez mais forte principalmente por conta do caráter ineficiente do rodízio paulistano MERCEDES-BENZ VENDE 270 CHASSIS PARA 4 GRUPOS


UMA REVISTA

PARA QUEM QUER

SABER TUDO SOBRE TRANSPORTE

NO BRASIL

E NO MUNDO. TODO DOMINGO,

UMA NOVA EDIÇÃO.

interbuss PORQUE TRANSPORTE É VIDA

CONTEÚDO DE QUALIDADE COM RESPONSABILIDADE


PEÇAS PARA

BUSSCAR CONFIRA NOSSAS PROMOÇÕES!

TORNEIRA SANITARIO BUSSCAR ESPELHO RETROVISOR EXTERNO LE BUSSCAR MARTE MANUAL R$

1309,73

LANTERNA PISCA AMARELA BUSSCAR >01 R$

37,23

R$

170,00

PORTA DIANTEIRA PANTOGRAFICA LD BUSSCAR JUMBUSS 360 R$

7419,00

Linha completa de peças de reposição Busscar. Confiram em nossa loja virtual. Compre pela internet! www.apolloonibus.com.br

RUA MÁRIO JUNQUEIRA DA SILVA, 1580 JARDIM EULINA - CAMPINAS/SP

FONE: (19) 3395-1668 NEXTEL: 55*113*14504


NESTA EDIÇÃO ADAMO BAZANI

Chegou a hora do pedágio

Artigo de especialista publicado por Adamo Bazani levanta a polêm SUMÁRIO

6 NOSSA OPINIÃO

12 PÔSTER

7 A IMAGEM MARCANTE

14 DEU NA IMP

8 A GRANDE MATÉRIA

16 REDE SOCIA

O transporte no Rio de Janeiro

A foto que marcou a semana no setor de transportes

Sampaio fecha compra de dois novos Double Decker

10 ADAMO BAZANI O rodízio paulistano precisa mudar

Busscar Urbanuss Pluss, po

As notas da imprensa espe

O seu espaço na InterBuss

18 O MELHOR D

As melhores fotos publicad


ANO 7 | Nº 337 | DOMINGO, 26 DE MARÇO DE 2017 | 1ª EDIÇÃO | CONCLUÍDA ÀS 21h41 (5ª) EDIÇÃO COM 24 PÁGINAS

urbano?

mica questão

or Wesley Araujo

PRENSA ecializada

AL s

DA INTERBUSS das no Portal InterBuss

10

O MELHOR DA INTERBUSS

Confira o que já saiu de melhor nas galerias do Portal InterBuss

As melhores fotos já publicadas no antigo Portal InterBuss

18

A GRANDE MATÉRIA

Sampaio fecha a compra de dois novos ônibus de 2 andares

Veículos foram encarroçados com chassis Mercedes-Benz

10

DEU NA IMPRENSA

Mercedes-Benz fecha a venda de 270 chassis a quatro grupos

Unidades vão ser direcionadas para diversas empresas

15

REDE SOCIAL

Confira as melhores fotos que foram publicadas no Facebook

As melhores fotos da semana saem aqui na Interbuss!

16


EXPEDIENTE

Uma publicação da InterBuss Comunicação Ltda. DIRETOR-PRESIDENTE / EDITOR-CHEFE Luciano de Angelo Roncolato JORNALISTA RESPONSÁVEL Luciano de Angelo Roncolato REVISÃO Luciano de Angelo Roncolato ARTE E DIAGRAMAÇÃO Luciano de Angelo Roncolato AGRADECIMENTOS DESTA EDIÇÃO Agradecemos à todos os colaboradores de todo o país pelas fotos enviadas esta semana para capa, matérias e pôster. SOBRE A REVISTA INTERBUSS A Revista InterBuss é uma publicação semanal do site Portal InterBuss com distribuição on-line livre para todo o mundo. Seu público-alvo são frotistas, empresários do setor de transportes, gerenciadores de trânsito e sistemas de transporte, poder público em geral e admiradores e entusiastas de ônibus de todo o Brasil e outros países. Todo o conteúdo da Revista InterBuss provenientes de fontes terceiras tem seu crédito dado sempre ao final de cada material. O material produzido pela nossa equipe é protegido pela lei de direitos autorais e sua reprodução é autorizada após um pedido feito por escrito, e enviado para o e-mail revista@ portalinterbuss.com.br. As fotos que ilustram todo o material da revista são de autoria própria e a reprodução também é autorizada apenas após um pedido formal via e-mail. As imagens de autoria terceira têm seu crédito disponibilizado na lateral da mesma e sua autorização de reprodução deve ser solicitada diretamente ao autor da foto, sem interferência da Revista InterBuss. A impressão da revista para fins particulares é previamente autorizada, sem necessidade de pedido. PARA ANUNCIAR Envie um e-mail para contato@portalinterbuss.com. br ou ligue para (19) 99483-2186 e converse com nosso setor de publicidade. Você poderá anunciar na Revista InterBuss, ou em qualquer um dos sites parceiros do grupo InterBuss, ou até em nosso site principal. Temos diversos planos e com certeza um deles se encaixa em seu orçamento. Consulte-nos! PARA ASSINAR Por enquanto, a Revista InterBuss está sendo disponibilizada livremente apenas pela internet, através do site www.revistainterbuss.com.br. Por esse motivo, não é possível fazer uma assinatura da mesma. Porém, você pode se inscrever para receber um alerta assim que a próxima edição sair. Basta enviar uma mensagem para revista@portalinterbuss.com.br e faremos o cadastro de seu e-mail ou telefone e você será avisado. CONTATO A Revista InterBuss é um espaço democrático onde todos têm voz ativa. Você pode enviar sua sugestão de pauta, ou até uma matéria completa, pode enviar também sua crítica, elogio, ou simplesmente conversar com qualquer pessoa de nossa equipe de colunistas ou de repórteres. Envie seu e-mail para revista@ portalinterbuss.com.br ou contato@portalinterbuss. com.br. Procuramos atender a todos o mais rápido possível. A EQUIPE INTERBUSS A equipe do Portal InterBuss existe desde 2000, desde quando o primeiro site foi ao ar. De lá pra cá, tivemos grandes conquistas e conseguimos contatos com os mais importantes setores do transporte nacional, sempre para trazer tudo para você em primeira mão com responsabilidade e qualidade. Por conta disso, algumas pessoas usam de má fé, tentando ter acesso a pessoas e lugares utilizando o nome do Portal InterBuss, falando que é de nossa equipe. Por conta disso, instruímos a todos que os integrantes oficiais do Portal e Revista InterBuss são devidamente identificados com um crachá oficial, que informa o nome completo do integrante, mais o seu cargo dentro do site e da revista. Qualquer pessoa que disser ser da nossa equipe e não estiver devidamente identificada, não tem autorização para falar em nosso nome, e não nos responsabilizamos por informações passadas ou autorização de entradas dadas a essas pessoas. Qualquer dúvida, por favor entre em contato pelo e-mail contato@portalinterbuss.com.br ou pelo telefone (19) 99483.2186, sete dias por semana, vinte e quatro horas por dia.

NOSSA OPINIÃO

Editorial

A situação do transporte na cidade do Rio de Janeiro A cidade do Rio de Janeiro registrou grandes avanços no setor de transporte público nos últimos anos, sobretudo por conta da implantação dos corredores BRT, porém muitas empresas tradicionais na cidade seguem em crise financeira e estão fechando as portas, deixando milhares de pais de família na rua da amargura. Mas, o que está acontecendo afinal? Durante muitos anos o transporte público do Rio foi feito de forma desordenada, porém atendendo todo o público de uma forma que soava como eficiente: as linhas levavam os passageiros diretamente para onde eles queriam e com uma frequência muito boa, sobretudo nos trechos mais rentáveis. Os chamados “frescões” sempre andavam (e até hoje grande parte das linhas) muito cheios, mesmo com uma tarifa que era até o triplo do trecho base. As empresas ganhavam mais pois as linhas com itinerários mais longos tinham tarifas mais caras, e itinerários mais curtos tinham tarifas menores. Havia, digamos, um “balanceamento” do sistema. Quando foi criado o caixa único por intermédio de uma câmara de compensação, formato já seguido por várias cidades no país, muitas empresas começaram a perder grandes quantidades de dinheiro. Viram de uma hora pra outra sendo obrigadas a colocar ônibus nas ruas em linhas muito longas e receber menos da metade do que recebiam, enquanto outras linhas de outras empresas com itinerários menores passaram a ganhar mais dinheiro. O caixa único tem por objetivo garantir a melhor distribuição dos valores das passagens entre as linhas mais e menos rentáveis, garantindo que trechos que dão prejuízos sejam ao menos suficientemente operáveis. O problema é que pequenos empresários que sempre usaram formatos obsoletos de gestão não conseguiram se adaptar à essa nova realidade e acabaram fechando as portas. Com a chegada de um novo prefeito na cidade, voltou a esperança de que alguma coisa poderia melhorar, mas não é bem isso que está acontecendo. Por enquanto poucas ações foram tomadas para tentar solucionar único e exclusivamente o problema da população, que obviamente deve ser a prioridade, pois algumas linhas que haviam sido desativadas voltaram a operar depois da ordem da nova secretaria de transportes. As empresas ainda estão aguardando alguma ação que possa lhes ajudar mas até agora, nada concreto foi feito. Quase uma dezena de empresas estão prestes a fechar as portas por conta dessa crise que está assolando o sistema, e serão mais pessoas demitidas. Uma parte delas são contratadas pelas novas operadoras das linhas mas outra parcela acaba ficando sem o ganha-pão. A situação é bastante complicada ainda mais num lugar onde houve promessas de grandes mudanças no transporte, principalmente no que diz respeito à operação das linhas. Houve promessa do retorno à operação de várias linhas desativadas para um processo de integração e seccionamento, mas isso ainda está muito lento. Será que o eleitor carioca acabará ficando frustrado por ter votado em um candidato que não está refletindo a realidade do que foi passado na campanha eleitoral? Isso já está acontecendo há anos no Estado de São Paulo...


A IMAGEM MARCANTE

São Paulo, SP

Quarta-feira, 22 de Março de 2017

Um ônibus em alta velocidade atropelou e matou uma pessoa antes de colidir contra duas casas e danificar a estrutura dos imóveis, na noite da última quarta-feira em São Paulo. Além da vítima fatal, outras 12 pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas para hospitais da região. Segundo informações, o ônibus estaria em alta velocidade, teria desrespeitado um sinal vermelho e, em seguida, batido em um micro-ônibus. O coletivo perdeu o controle, atingiu três carros e entrou na garagem de uma das casas. A foto é da Band.


A GRANDE MATÉRIA

Mercado

Sampaio compra duas unidades de Double Decker com a Marcopolo

Ambas as unidades receberam o chassis Mercedes-Benz O-500RSD

Da Marcopolo | assessoria A Marcopolo fará a entrega de dois ônibus Paradiso 1800 Double Decker (dois pisos) para a Viação Sampaio, operador de transporte rodoviário de passageiros do Rio de Janeiro. A aquisição faz parte do processo de renovação de sua frota com veículos de padrão ainda mais elevado de conforto, sofisticação e segurança. Os dois Paradiso 1800 DD da Viação Sampaio têm chassi Mercedes-Benz

08 interbuss | 26.03.2017

O500 RSD 2436 Euro 5. Contam com 48 poltronas semileito com descansa-pernas, no piso superior, e 12 poltronas leito com monitores individuais, no piso inferior, tomadas para carregamento de equipamentos eletrônicos, geladeiras, aparelho de DVD e sistema de monitoramento. Ideal para o transporte em viagens de médias e grandes distâncias, o Paradiso 1800 DD possui desenho arrojado, com para-brisas panorâmicos, maiores e curvos, que ampliam a visibilidade para o motorista e passageiros. Isso faz

com que os viajantes da parte dianteira superior tenham a percepção de “visão total” do trajeto e da paisagem. Internamente, o veículo possui portas mais largas e escadas com desenho inédito para os degraus, que tornam as operações de entrada e saída mais confortáveis. A segurança também é garantida pelos corrimãos posicionados de forma mais acessível e iluminação em LEDs por meio de sensores de presença que acendem e apagam as luzes automaticamente.


Pneus

Bridgestone lança novo pneu conceitual Pneu foi desenvolvido para o Chrysler Portal e reúne novidades

Da Bridgestone | assessoria A Bridgestone Americas, Inc. (Bridgestone) acaba de anunciar o desenvolvimento de um modelo de pneu conceitual de última geração que foi apresentado no novo veículo Chrysler Portal. O automóvel representa um olhar do futuro para o transporte familiar pretendido para as próximas gerações. O pneu conceitual da Bridgestone foi projetado especificamente para se integrar com perfeição ao design do Portal, incorporando diversos elementos de design do veículo em sua lateral e na banda de rodagem. À medida que os automóveis incorporam tecnologias para atender a estilos de vida dinâmicos e sempre conectados, os pneus também estão sendo redesenhados. Os engenheiros de pneus da Bridgestone vêm desenvolvendo tecnologias inovadoras para atender às novas necessidades dos motoristas e fabricantes de automóveis, permitindo o monitoramento em tempo real das condições meteorológicas e da pista, um melhor desempenho e uma redução no consumo de combustível. “A tecnologia está revolucionando rapidamente o setor automotivo, e as inovações em pneus têm um papel fundamental nesse processo”, afirma Mike Martini, Presidente de Equipamentos Originais das Divisões de Vendas de Pneus para o Consumidor nos EUA e Canadá da Bridgestone Americas Tire Operations. “Os pneus têm um impacto importante sobre a performance de um veículo. Suas características são fundamentais para proporcionar o desempenho desejado pelos fabricantes de automóveis e atender às necessidades e expectativas da próxima geração de motoristas.” À medida que os carros autônomos oferecem aos motoristas a oportunidade de estar sempre conectados, a Bridgestone continua impulsionando a inovação com foco na eficiência, performance e segurança. A Bridgestone está à frente do desenvolvimento e da implementação de

tecnologias de pneus que consigam determinar as condições superficiais da pista com base no conceito de Sensoriamento de Informações da Área de Contato (CAIS, do inglês Contact Area Information Sensing). Essa nova tecnologia utiliza a área de contato do pneu para analisar as mudanças nas condições da pista e compartilha essas informações com o motorista, ajudando a maximizar a segurança ao volante. A Bridgestone também está à frente do desenvolvimento de uma tecnologia de pneus que permite o consumo eficiente de combustível, ajudando os fabricantes de automóveis a cumprir com os padrões de Economia de Combustível Média Corporativa (CAFE, do inglês Corporate Average Fuel Economy). Em 2016, a Bridgestone Corporation recebeu o prêmio Qualitas Foundational Principles Award da FCA US como reconhecimento pela elaboração, engenharia e fabricação dos melhores pneus do setor. O Chrysler Portal, com pneus conceituais da Bridgestone para direção autônoma, foi apresentado no CES 2017 em Las Vegas e esteve em exibição no North American International Auto Show em De-

troit, nos Estados Unidos. Sobre a Bridgestone Americas, Inc. A Bridgestone Americas, Inc. (BSAM), sediada em Nashville, Tennessee, é a subsidiária nos EUA da Bridgestone Corporation, a maior empresa do mundo em pneus e borracha. BSAM e suas subsidiárias desenvolvem, fabricam e comercializam uma vasta gama de produtos Bridgestone, Firestone e pneus da marca associados para abordar as necessidades de uma ampla gama de clientes, incluindo os consumidores, fabricantes de equipamentos originais de veículos automotivos e comerciais, e os da agricultura, silvicultura e indústrias de mineração. As empresas também estão envolvidas em operações de recauchutagem de todo o hemisfério ocidental e produção molas de ar, coberturas e materiais, fibras industriais e têxteis. A família BSAM de empresas também opera a maior rede mundial de centros de pneus e serviços automotivos. Guiado por sua equipe e uma mensagem para o Planeta, a empresa está dedicada a alcançar um impacto ambiental positivo em todas as comunidades que chama de lar. 26.03.2017 |

interbuss 09


A GRANDE MATÉRIA Monitoramento

Tecnologia no controle de veículos de empresas Telemetria ajuda a reduzir custos com monitoramento de frotas Da Going2 | assessoria O uso da tecnologia na gestão das frotas, seja de pequeno, médio ou grande porte, traz diversas vantagens ao empresário. São muitos processos, que representam custos altos, a controlar: revisões preventivas, controle de paradas, manutenções corretivas, sinistros, histórico de troca de peças, garantias, abastecimento, despachante, licenciamento, multas, controle de CNH, entre outras. Uma demanda que exige expertise e leva um tempo cada vez mais raro. Diante de tantos processos, é comum entre as empresas o não conhecimento exato do custo real das suas frotas ou mesmo o controle de apenas uma pequena parte do processo, o que dificulta a adição de ferramentas de melhorias do processo que podem gerar economias e melhores performances dos carros. Opções no mercado Para facilitar o dia a dia dos gestores, existem no mercado diversos softwares que auxiliam no controle de todos os processos da frota, permitindo aos empresários que não possuem know how em frotas analisar claramente os processos, promovendo melhorias que geram economia e melhores performances. Entre os softwares no mercado está o Carrorama Fleet Starter, que se destaca pela facilidade de utilização. Desenvolvido para promover a gestão de frotas de todos os portes, o programa auxilia na administração dos processos envolvidos, incluindo auxilio no controle de manutenções preventivas e corretivas, pneus, sinistros, abastecimentos, pedágios, estacionamento, multas, controle de CNH dos colaboradores, status dos veículos, histórico de desmobilização da frota entre outras funções. O Carrorama Fleet Starter utiliza plataforma web e mobile, possibilitando o acesso em qualquer lugar e em tempo real, com segurança e agilidade. O sistema armazena todas as informações em nuvem,

10 interbuss | 26.03.2017

utilizando servidores com alta segurança, possibilitando relatórios e dashboards completos para visão ampla da frota. A solução permite interação com smartphones com plataforma Android e iOS, oferecendo opções de mobilidade e abrangência na operação. O software também permite ajudar as empresas que possuem a frota pool (na qual os motoristas compartilham os veículos), direcionando os custos dos veículos e ainda identificando os responsáveis por multas e ocorrências de transito. Todo o histórico de utilização fica registrado, à disposição do usuário. O recurso contribui para uma direção mais responsável dos colaboradores e ainda reduz custos. Facilidade na operação O Carrorama Fleet Starter foi o software escolhido pelo gerente de logística Sérgio Ricardo de Andrade. O gestor conhece na prática as dificuldades que a gestão da frota pode representar. Hoje, ele atua no segmento de construção e gerencia uma frota com 14 veículos. A empresa, da família, até recentemente mantinha uma “gestão caseira” na base do caderninho. Diante da necessidade, Sérgio procurou a tecnologia para modernizar e melhorar o controle da frota. “Escolhemos esta solução diante das facilidades de utilização, sem a necessidade de treinamentos complexos para a equipe. Nosso objetivo, a

curto prazo, será a real percepção dos processos a fim de gerar redução nos custos”, comenta Andrade. Going2 Corporation S/A A Going2 Corporation S/A é uma empresa focada em soluções IoT (Internet das coisas) e Mobile. A Plataforma Carrorama foi criada pela Going2 e surgiu com o desenvolvimento do aplicativo Carrorama lançado em 2013, direcionado para o público geral que faz o controle do seu próprio carro. O aplicativo atingiu a marca de mais de 600 mil downloads e é muito bem avaliado por seus usuários na App Store, Google Play e sites especializados, que elegeram o aplicativo como um dos mais completos do mercado. O lançamento do Carrorama levou a empresa a mergulhar no segmento automotivo, com investimentos em estudos e o desenvolvimento de novas soluções também para o mercado corporativo. A empresa investiu e trouxe profissionais do mercado de Gestão de Frota, desenvolvendo soluções especificas para o mercado corporativo. Atualmente são 03 soluções disponíveis: CARROMA FLEET STARTER (software de auto-gestão e controle de custos da frota), CARRORAMA ELITE (Rastreamento e Telemetria com tecnologia OBD) e CARRORAMA GESTÃO DE FROTAS (serviços e operação completa no gerenciamento dos veículos corporativos).


COLUNAS

NOSSO TRANSPORTE ADAMO BAZANI | adamobus@gmail.com

Rodízio muda? Muda Rodízio!

Bem que podia ser verdade, mas acabo de saber que as notícias sobre uma revisão geral no Programa de Rodízio do Município de São Paulo que circulam na internet, não passam de boatos

O Rodízio de Veículos de São Paulo é um programa obsoleto, tecnicamente inadequado, improdutivo, socialmente desequilibrado, injusto e elitista; no entanto, como a Síndrome de Estocolmo da mobilidade urbana, essa tragédia administrativa é cegamente aceita e considerada por todos como “um bem” para a comunidade paulistana. Mas, como em todo início de mandato de governo, estamos na hora boa de avaliar em profundidade esse paradigma para mudá-lo para algo que faça sentido e que caminhe progressivamente para um futuro melhor, mais fluido. Olhando bem, além de não fazer diferença relevante no status dos congestionamentos e de não cumprir seu papel em relação ao seu controle, o Rodízio favorece somente quem tem meios para flexibilização de horários e os que tem mais de um carro disponível. Do ponto de vista da equidade social, é uma piada de mau gosto. Um programa tecnicamente adequado e justo de restrição de uso do transporte individual – principal causa do caos da mobilidade urbana – é aquele que onera o uso do sistema viário congestionado pelo meio motorizado privado e poluente, com tarifas de uso flexíveis, progressivas e diferenciadas, proporcionais ao potencial poluidor dos veículos, e que incide somente nos trechos e horários onde esses se encontram congestionados. O monitoramento eletrônico, de baixo custo atualmente, permite o registro seguro da presença de um dado veículo, de placa tal, num dado trecho e num dado horário. Os registros individuais de uso do sistema viário congestionado dão origem à cobrança, recolhida dos usuários de automóveis como se fora uma conta de luz, ao final de cada mês. Essa contribuição é obrigatoriamente transferida para o financiamento da melhoria da qualidade e aumento da oferta do transporte público local. Na pior das hipóteses, se a tarifação não for suficiente para eliminar os congestionamentos, pelo menos esses serão progressivamente menos poluentes, contribuirão para a contínua melhoria da qualidade do transporte público e haverá cada vez mais alternativas de deslocamento com conforto e rapidez para quem não usa o automóvel.

Para o usuário médio, estamos falando de uma conta de cinco reais por dia, ou ao final do mês, de cerca de cem reais pelo uso efetivo diário do viário congestionado – o equivalente a meio tanque de combustível cancerígeno que um cidadão consome em seu automóvel movido a gasolina ou diesel, por exemplo. Numa cidade como São Paulo, isso representaria uma receita de cinco bilhões de reais por ano; em dez anos, cinquenta bilhões de reais de investimento garantido para o transporte público com prioridade e preferência de circulação no viário. Isso significa menos carros nas ruas, menos contaminação, menos mortes associadas a ela, menos tempo perdido – por todos – nos congestionamentos, menos deseconomias multifacetadas, e ao mesmo tempo, mais fluidez, mais oferta, mais qualidade e mais conforto no uso do transporte público. Tudo isso como contrapartida de um irrisório ônus de cinco reais por dia por parte dos causadores desse câncer que assola o mundo urbano. Por sua vez, o que o Rodízio (individual) já fez pelo transporte público (social) até hoje? Não … não perca seu tempo pensando. Com um programa avançado de

restrição ao uso desequilibrado do sistema viário, que olhe para o futuro, haverá progressivamente mais equidade social na mobilidade urbana, onde os causadores do caos financiarão a solução do problema que eles mesmos criaram. Este é o conceito do PUI – Pedágio Urbano Inteligente: a única saída para evoluirmos rumo a uma mobilidade urbana motorizada mais sustentável nas grandes cidades congestionadas. Olimpio Alvares é Diretor da L’Avis Eco-Service, especialista em transporte sustentável, inspeção técnica ambiental e de segurança e emissões veiculares; concebeu o Projeto do Transporte Sustentável do Estado de São Paulo; é membro fundador da Comissão de Meio Ambiente da Associação Nacional de Transportes Públicos – ANTP; Diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades – SOBRATT; colaborador do Instituto Saúde e Sustentabilidade, Instituto Mobilize, Clean Air Institute, Climate and Clean Air Coalition – CCAC e do International Council on Clean Transportation – ICCT; é ex-gerente da área de controle de emissões veiculares da Cetesb; é membro da coordenação da Semana d a Virada da Mobilidade. 26.03.2017 |

interbuss 11


interbuss

WESLEY ARAÚJO Busscar Urbanuss Pluss Litorânea, em Paraibuna/SP


DEU NA IMPRENSA

Transpo Online

RESUMO DAS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DA IMPRENSA ESPECIALIZADA

Canal do Panamá terá novo sistema de agendamentos

Do site | notícias

A Quintiq, uma das marcas da Dassault Systèmes, especializada em planejamento e otimização da cadeia de suprimentos (SCP&O), anuncia que seu software foi selecionado pela Autoridade do Canal do Panamá (ACP) para planejar, agendar e otimizar todas as operações de trânsito de embarcações através do Canal, com o objetivo de reduzir custos e aumentar a segurança, a eficiência e a precisão como um todo. “Por mais de um século, o Canal do Panamá tem se orgulhado de seu legado de inovação. Este sistema auxiliará essa herança a ir adiante, nos permitindo aproveitar todo o potencial da tecnologia para oferecer melhores soluções aos nossos clientes enquanto aumentamos gradativamente o gerenciamento do trânsito e nos adaptamos às mudanças do comércio global”, afirma Jorge L. Quijano, Administrador do Canal do Panamá. A solução da Quintiq irá transformar a forma como o Canal do Panamá planeja e agenda as operações de trânsito. Pela primeira vez, o Canal será capaz de executar um plano operacional completamente integrado para todos os seus recursos críticos, incluindo rebocadores, pilotos e operadores de linha. O maior conhecimento das situações e dos dados geram melhores decisões que, por sua vez, ajudam a diminuir os riscos operacionais. Além disso, a Quintiq ajudará a reduzir custos por meio da otimização da forma pela qual o Canal planeja e programa seus recursos. A solução da Quintiq impactará os carregadores que quiserem transitar na via fluvial, diminuindo o tempo de espera dos navios, aumentando o número potencial de slots para navios a cada dia e melhorando a precisão da rota em geral. A decisão de adotar o sistema da Quintiq foi simples. Após a abertura bem sucedida da expansão no ano passado, o Canal experimentou um aumento da carga e do trânsito de maiores navios Neopanamax e, de fato, já bateu vários recordes de tonelagem até o momento. Em determinados momentos, o afluxo na atividade precisou de recursos adicionais para garantir que o alto desempenho e os padrões de se-

14 interbuss | 19.03.2017

gurança fossem mantidos. Entretanto, uma vez implantada, a nova solução permitirá que o Canal gerencie essas demandas e capacidades maiores com a máxima eficiência possível. ”Utilizando uma linguagem avançada de modelagem, seremos capazes de alavancar a matemática e os algoritmos de otimização de trajeto, restrições e programações gráficas para aperfeiçoar o agendamento e a utilização de recursos”, explica Arnoldo Cano, Gerente de Programa do Canal do Panamá para os Processos de Renovação e Sistemas Centrais do ACP. “De forma simples, a tecnologia é a melhor que existe e estamos animados em trabalhar com nossos parceiros da Quintiq para oferecê-la ao Canal e a seus clientes.” Para Camilo Gaviria, Diretor da Quintiq para a América Latina: “O quebracabeça do planejamento do Canal do Panamá nos oferece a oportunidade de provar como a tecnologia de otimização da Quin-

tiq, em tempo recorde, pode ajudar a incrementar o valor dos negócios. A alta eficiência é essencial para a operação do Canal e um planejamento de processo mais simplificado irá, por fim, oferecer a seus clientes uma significativa melhora de seu nível de serviço.” “Estamos honrados por termos sido selecionados pelo ACP como seu sistema de planejamento. Estamos confiantes que a solução da Quintiq ajudará o Canal do Panamá a alcançar maior lucratividade e permitir que ainda mais navios possam transitar por lá nos próximos anos”, afirma Rob van Egmond, CEO da Quintiq. A Quintiq estará totalmente integrada com as operações do Canal ao longo dos próximos dois anos. O módulo responsável pelo gerenciamento do agendamento das embarcações na via está planejado para funcionar no final do ano fiscal, em setembro de 2017.


Transpo Online

Mercedes-Benz vende 270 chassis a 4 grupos

Do site | notícias A Mercedes-Benz anunciou que empresas de transporte de São Paulo, Espírito Santo e Ceará adquiriram mais de 270 chassis rodoviários O 500 RS, RSD, RSDD e OF 1721L para suas renovações de frota. Esses modelos de ônibus são indicados para operações regulares de curtas, médias e longas distâncias, além de serviços diferenciados no transporte de turismo de luxo. Com mais essa operação a Mercedes-Benz reafirma sua posição de líder em vendas de ônibus rodoviários no País, com 50% de participação desde 2016. As empresas de transporte de São Paulo (Viação Cometa e Grupo Comporte Participações), Espírito Santo (Viação Águia Branca) e Ceará (Viação Expresso Guanabara) optaram por esses modelos devido ao elevado padrão de tecnologia e segurança que toda a linha O 500 de chassis de ônibus

rodoviários Mercedes-Benz oferece. “Esse expressivo volume de vendas reafirma a liderança da MercedesBenz no segmento de ônibus rodoviários, como também no mercado de ônibus como um todo. E se a expectativa de melhoria da economia do País se comprovar, esperamos por mais negociações durante o decorrer do ano” afirma Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing de Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Assim, continuamos contando com ampla aprovação dos clientes na hora da renovação ou ampliação de suas frotas”. Liderança nas vendas de ônibus – Ao longo de 2016, a Mercedes-Benz confirmou sua liderança nas vendas de ônibus no Brasil, acima de 8 toneladas, com participação de 58,4%. No segmento rodoviário, a marca obteve 50% de market share, com 758 unidades vendidas. Entre as novas tecnologias dis-

poníveis para os ônibus rodoviários da linha O 500 da Mercedes-Benz destacam-se: AEBS – Advanced Emergency Braking System (Sistema de Frenagem de Emergência); LDWS – Lane Departure Warning System (Sistema de Aviso de Faixa); e TPMS – Tyre Pressure Monitoring System (Sistema de Monitoramento da Pressão e Temperatura dos Pneus). Além do pacote tecnológico, a linha O 500 inclui câmbio automatizado Mercedes PowerShift GO 240 de 8 marchas, sem pedal de embreagem e com retarder integrado, sistema ESP de controle da estabilidade, freio eletrônico EBS, sistema antitravamento ABS, controle de tração ASR, freios a disco, piloto automático, eixo de apoio traseiro direcional ERA, coluna de direção regulável com comando pneumático, volante multifuncional com teclas e o exclusivo painel com as funções EcoSupport, Tour e Econômetro. 19.03.2017 |

interbuss 15


REDE SOCIAL

AS MELHORES FOTOS DA SEMANA NO FACEBOOK

Raphael Malacarne | Irizar i6

Rafael Xarão | Ciferal Padron Cidade

Caio César | Neobus Mega Tôni Cristian | Monobloco MBB O-400RSD

Tiago Aredes | Caio Foz Super

16 interbuss | 26.03.2017

Lucas Borges | Neobus New Road N10 360


Luiz Petriz | Busscar Urbanuss Pluss TĂ´ni Cristian | Mascarello Gran Via

JosĂŠ Franca Neto | Marcopolo Paradiso G6 1350

Silvano Prado | Busscar Jum Buss 380

Heron Junior | Marcopolo Paradiso G7 1800DD

Douglas Lopes | Caio Apache Vip

26.03.2017 |

interbuss 17


O MELHOR DA INTERBUSS

UMA SELEÇÃO DAS MELHORES FOTOS PUBLICADAS NAS GALERIAS DO PORTA

Willian Schimitt Marcopolo Viale MBB OF-1721 | Viação Tindiquera

Willian Schimitt Marcopolo Torino MBB OH-1621 | Transgrebos

Wilson Míccoli CIMA Flecha Azul Scania K1113CL | Viação Cometa

Wilson Míccoli Marcopolo Paradiso G6 1200 MBB O-400RSE | Transpen

Adam Xavier Rodrigues Lima Marcopolo Torino MBB OF-1418 | Viação Piracicabana

Adam Xavier Rodrigues Lima Caio Apache Vip MBB OF-1418 | Translitoral

18 interbuss | 26.03.2017


S Jร TAL INTERBUSS

Willian Schimitt Marcopolo Paradiso G6 1800DD Volvo B12R | N. S. Penha

Willian Schimitt Irizar PB Scania K420 | Expresso Nordeste

Windy Silva dos Santos Marcopolo Viale Volvo B10M | Transol

Ygor Fagner Neobus Spectrum Road MBB OF-1722 | Redentor

Adamo Bazani Caio Vitรณria MBB OF-1318 | Expresso SBC

Adamo Bazani Mascarello Gran Micro MBB OF-1418 | Empresa Urbana 26.03.2017 |

interbuss 19


O MELHOR DA INTERBUSS

Welder dos Santos Dias Marcopolo Paradiso GV 1150 MBB O-400 RSD | Salutaris

Welder dos Santos Dias Marcopolo Paradiso G6 1200 MBB O-500 RSD | Central Bahia

Welder dos Santos Dias Marcopolo Paradiso G6 1200 MBB O-500 RSD | N. Horizonte

Welder dos Santos Dias Marcopolo Paradiso G6 1200 MBB O-370 RSD | Itapemirim

Wesley Araujo Caio Apache S22 MBB OF-1418 | STU

Wesley Araujo Marcopolo Paradiso G7 1200 MBB O-500RS | Expresso Luxo

20 interbuss | 26.03.2017


Wéverton Leonardo Marcopolo Torino Volksbus 17 230 EOD | São José

William Schembergue Marcopolo Torino Volvo B10M | Viação Campos Gerais

Wesley Araujo Neobus Mega 2000 MBB OF-1417 | Prefeitura de Praia Grande

Wesley Araujo Busscar Jum Buss 380 Volvo B12R | Viação Itapemirim

Wesley Araujo Caio Apache Vip Volksbus 15 190 | Viação Arujá

Wesley Araujo Neobus Mega MBB OF-1418 | Jundiá 26.03.2017 |

interbuss 21


COLUNAS

VIAGENS & MEMÓRIA

NOVA INTERBUSS.

MARISA VANESSA N. CRUZ | ideiaselembrancas@gmail.com

Os 10 anos do Expresso Tiradentes – parte II Quando o então candidato a prefeito de São Paulo, Celso Pitta, disse em 1996 que no seu mandato, iria construir o “Fura-Fila” – na época era uma espécie de ônibus elétrico, biarticulado, que circularia sobre trilhos... um VLP, veículo leve sobre pneus. Até a Marcopolo fez o carro protótipo, e divulgou para o mundo inteiro na Fórmula 1, no GP do Brasil de 1998, na pista de testes ao lado do Autódromo de Interlagos. Meses depois, ainda em 1998... as obras pararam. Nem sua sucessora continuou as obras. Em 2005, com o prefeito José Serra, ele mesmo pensou em demolir toda a estrutura construída, já que as obras não serviram para mais nada. Então, ele remodelou todo o sistema para um simples... corredor exclusivo de ônibus! Um projeto bem mais barato e de baixo custo de manutenção que uma simples ferrovia. E renomeado para “Expresso Tiradentes”. Ano seguinte, aproveitando a construção do corredor, a Caio lançou o novo modelo articulado, o Mondego HA. Seu protótipo, pintado em demonstração para a Viação Campo Belo, foi parar comercialmente na Via Sul, com o prefixo 5 2500, rodando até os dias atuais. E foi o modelo padrão nos primeiros anos daquele Expresso. Eu lembro nos primeiros meses após a inauguração, em 2007. Rodavam os articulados Mondego e os híbridos da frota pública, que eram os 14 Gran Viale encarroçados sobre os chassis Tutto UPB C2 EX DRG, os mesmos que rodaram na Gatusa entre 2003 e 2006. Os únicos diferenciais encontrados nos ônibus adaptados para o Expresso Tiradentes, exclusivos para a linha 5105 (Terminal Mercado – Terminal Sacomã) são até hoje: ausência do banco do cobrador e a ausência da campainha para o desembarque, já que o sistema obriga a parada de todos os pontos de embarque e desembarque. São ajustes internos, e não são ônibus pré-fabricados exclusivamente para esse sistema. Quando há remanejamento de ônibus articulados do Expresso Tiradentes para o sistema comum, a catraca e o banco do cobrador são posicionados novamente e a campainha ajustada para funcionar. Outro fator favorável para o Expresso Tiradentes foi o tempo de embarque do Terminal Mercado para o Terminal Sacomã: menos de 15 minutos. Antes da inauguração, o trajeto em uma antiga linha radial de

NOVO CONTEÚDO

NOVA VISÃO TUDO NOVO TUDO POR VOCÊ interbuss um ponto a outro demorava, em horários de pico, cerca de 50 minutos. É claro que os ônibus do corredor não falam “Portas fechando” como no sistema de ônibus de Curitiba, mas seria interessante como sugestão para os próximos ônibus a serem produzidos. De lá pra cá, a frota mudou. Em 2010, vieram os 10 ônibus biarticulados, e com o passar dos anos, a frota foi renovada em novos articulados Mondego, e também os primeiros ônibus superarticulados, de 23 metros.

Em novembro de 2014, a convite da Associação Paulista de Busólogos (APBus), visitei o Centro de Controle Operacional do sistema, localizado no Terminal Mercado, com direito a palestra e explicações sobre o Expresso Tiradentes. O Expresso Tiradentes ajudou a facilitar a vida de muitos usuários do transporte público, reduzindo o tempo de deslocamento de um ponto a outro. Uma pena que só existe na região do Sacomã e Vila Prudente ao centro, mas foi uma experiência de projeto e tanto.

PORQUE TRANSPORTE É VIDA

22 interbuss | 26.03.2017


ANUNCIE NA

INTERBUSS E FIQUE PERTO DO SEU PÚBLICO E DOS SEUS POTENCIAIS

CLIENTES CONTACTE-NOS E FAÇA UM BOM NEGÓCIO

revista@portalinterbuss.com.br

interbuss PORQUE TRANSPORTE É VIDA


NOVA INTERBUSS. NOVO CONTEÚDO

NOVA VISÃO TUDO NOVO TUDO POR VOCÊ interbuss PORQUE TRANSPORTE É VIDA

Revista InterBuss | Edição 337 | 26.03.2017  

Edição com 24 páginas | Concluída na quinta, 23/03 | Confira as melhores fotos de ônibus da semana e também mais um lote de fotos já publica...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you