Page 1

ANO IX - EDIÇÃO 59

A REVISTA DO EMPRESÁRIO DO SETOR FUNERÁRIO

CEMITÉRIO APOSTA EM NOVA ABORDAGEM EM MÍDIAS SOCIAIS E VIRALIZA

Saiba como o Jardim da Ressurreição se transformou no #Cemi mais querido das redes sociais


2

nยบ 59| Ano IX


EDITORIAL Olá, bem vindo a mais uma edição da Revista InMemorian!

Em nossa 59ª edição, você poderá conferir como que um cemitério de Piauí conseguiu atingir um público maior através da inovação e da ousadia ao investir em mídias sociais. Aspáginasdessarevistaaindacontamcommatériasecuriosidadesinteressantíssimas.Entendamelhorcomoeraumfuneral viking,vejaquaissãooslugaresmalassombradosnacidadedeSãoPauloeconheçaahistóriadameninaquecriouumaplicativo para auxiliar as vítimas de Alzheimer! Confiratambémas41mortesmaisbizarrasnahistóriadahumanidade,asnovastecnologiasqueestãosurgindonoscemitérios daChina,comooscrematóriospodemajudarnasoluçãodasuperotaçãonoscemitériosevejaquaisforamosfamososqueapós tentarem cometer suícidio mudaram drásticamente suas vidas. Tem mais, ainda nessa edição veja como funcionavam alguns rituais de imortalidade e confira dicas de séries e livros para se entreter! Boa leitura!

nº 59| Ano IX

Equipe InMemorian

3


EXPEDIENTE Diretor geral ROBERTO MÁRCIO P. DE CARVALHO Direção de Marketing ROSA CARVALHO Administração Financeira SABRINA COSTA Redação Gabriella Carvalho Layout e diagramação Arte Final Comunicação

INMEMORIAN www.revistainmemorian.blogspot.com www.revistainmemorian.com.br twitter: inmemorian inmemorian.revista@gmail.com tel. (31)3241 6069

SINDINEF Av. Augusto de Lima, 479 sala 604 Bairro: Centro | CEP.: 30190-000 Belo Horizonte | MG | Tel.: (31)3273.8502 (31)3273.8503 www.sindinef.com.br

nº 59| Ano IX

ARTE FINAL COMUNICAÇÃO R. Artur de Sá, 131, Salas 403 e 404 União | CEP.: 31170-710 Edifício Torres del Paine Belo Horizonte | MG Telefax: (31)3241.6069 art@artfinal.com.br | www.artfinal.com.br

4


12 CURIOSIDADE

15 CAPA

23 nยบ 59| Ano IX

DECOLE

30 CURIOSIDADE

5


6

nยบ 59| Ano IX


FIQUE POR DENTRO

Trâmites funerários passam a ser mais rigorosos, a partir do dia 1º de janeiro em Manaus Afiscalizaçãonasempresasdeserviçosfuneráriosqueatuamem

amesmafaçacomcautelasuaescolha,emummomentoque

Manaus, a partir do dia 1º de janeiro de 2018, passará a ser mais

deveseramelhordespedidadeseuentequerido,umavezque

rígida,pelaPrefeituradeManaus.Osepultamentosópoderáser

é a última”, pontuou o presidente do Sefeam, ManuelViana.

possívelseaempresacontratadaestiverdevidamentecadastrada

Ele salientou que o novo procedimento põe em prática o

no portal da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da

que determina a lei municipal 1273/2008, que trata sobre

InformaçãoeControleInterno(Semef).Semtalregularidade,não

os cemitérios no município de Manaus, serviços funerários,

será possível realizar enterro nos cemitérios da cidade.

cremaçãodecadávereseincineraçãoderestosmortais,entre

Asnovasorientações,conformeosecretáriomunicipaldeLimpeza

outras providências.

Urbana,PauloFarias,foramamplamentediscutidasaolongodo

“Osistemafunerárioédeficitáriocomopoderpúblico.Muitas

ano–comreuniõeseumseminário–promovidopeloSindicato

empresas não pagam imposto, o que prejudica a economia

dasEmpresasFuneráriasdoAmazonas(Sefeam)-,envolvendoa

domunicípio.UmavezcadastradasnoportalSemef,haverá

Semef,Semulspedemaisrepresentantesdasempresasdosetor.

melhorias para o cidadão, e por extensão ao município

Farias chamou a atenção para o fato de que a população ao

que arrecada impostos, podendo investir em ações para a

contratar um serviço funerário deve verificar se a empresa está

população”, destacou.

devidamenteregularizadajuntoàPrefeitura,paraevitarpossíveis

Ainda segundo ele, nos casos em que a empresa funerária

transtornos.

contratada não estiver regularizada – impossibilitada de

“É uma preocupação oferecermos um serviço de qualidade aos

emitiraguia,paraefetuarosepultamento-,amesmadeverá

cidadãos num momento tão delicado.Todos (proprietários de

devolver o dinheiro ao cliente e indicar uma empresa, que

empresasdoramo)foramorientadossobreasnovasmudanças

esteja regular.“Com isso, a pessoa que se sentir prejudicada,

e também treinados, pelos técnicos da Semef, a se cadastrarem

poderámoverumaaçãocontraaempresa”,informouViana.

no portal. Até a sexta-feira à noite (29/12), das 28 empresas que atuamnosetor,noveestavamcadastradasnoportal.Aquelasque nãoseregularizarem,nãoterãocomoemitiraguiadepagamento

sepultamento no cemitério”, explicou Farias. Adequação “Osetorfuneráriotemapreocupaçãodeoferecerumserviçocom

nº 59| Ano IX

da Semef e quem não emite a guia, não tem como realizar o

qualidadeerespeitoaocidadão.Atéentão,osserviçosnãoestão adequados.Hácasosdeempresasqueficamnaportadehospitais pressionandoafamília,nummomentodelicado,nãodeixandoque

7


MERCADO I

2017 foi positivo para o Setor Funerário

POR REDAÇÃO Retrospectiva mostra que quem investiu em qualificação e melhorias sai na frente e revela que será necessário se unir ainda mais para enfrentar 2018 Não, não foi menos difícil driblar a crise ou ser bem sucedido nosnegócios,porém,osbeminformados,osmaisplanejados e aqueles que investiram em si mesmos puderam colher bonsfrutosesepreparamparaum2018torcendopormenos percalços e mais bonança para toda a nação. Numresumomuitobreve,podemoscontabilizar100novos

nº 59| Ano IX

profissionais de Tanatopraxia e Reconstituição Facial, formadosnoscursosoferecidospeloCTAFaolongode2017; mais de5.700empresasclientes;maisde15milleitores/mês da Revista Diretor Funerário, que completou 20 anos e 250 edições em fevereiro; e mais de 750 mil acessos / ano ao site www.funerarianet.com.br. A categoria sentou em novembro de 2016 em Indaiatuba – 8

SP para conhecer a própria realidade e traçar planos para o ano vindouro. Ao final de 12 meses é possível listar as ações que saíram do papel através do emprenho da ABREDIF e de todos os Sindicatoseentidadesdeclasse:aconquistadeumCNAEpróprio paraaatividadedecomercializaçãodePlanosFunerários;aação contraatravessadorese/ou“plataformas”eoquestionamentojunto aosórgãosreguladoresdesegurosnopaíssobrealegitimidadeda formaatualdecomercializaçãodoSeguroFunerário.Nãoestava no planejamento, mas no meio do caminho teve também um embatesobreacontaminaçãodosolodecemitérios e as formas eprodutospara“evitar”oextravasamentodelíquidosdoscorpos em decomposição. Tivemosalgumasperdaseparacitaralgumas:arevistadejaneiro de 2017 já estampava o luto pelas 71 vítimas do acidente com o aviãodotimedefuteboldaChapecoense–eenalteciaaagilidade dosfunerárioscolombianosqueem72horasrecolherameliberam os corpos para que as famílias brasileiras pudessem se despedir


de seus entes queridos. JacquesMarret,ofrancêsqueestevenoBrasilnaFunexpode97parafalarsobreTanatopraxia–pelaprimeiravez–aosDiretoresFunerários locais. E Ilso Sanchez Parra – o Voinho – cuja passagem entristeceu todo o setor, em setembro. PelaspaginasdaDiretorFuneráriodesteanopassaramtambémasvitóriasdemuitasempresas:OAFemAraruama–RJ,queinaugurouum belíssimo centro velatório ou aVale da Paz, de Iguape- SP, ou ainda a Funerária São Cristóvão – Angelus Prever, de PortoVelho – RO. A Gold SystemvencedoranaetapanacionaldeprêmiopromovidopeloSEBRAE ouoGrupoVila–MoradadaPaz–detentordoPursuitofExcellence Award 2017, concedido pela NFDA dos EUA em novembro. AOSSEL,parceiradoCTAFnocursodeTanatopraxia,comemorou50anosdetradição,aliadaamodernidade,emoutubro.ACristoRei,de Corumbá–MS,completou5anosdacampanhaqueestápromovendohábitosmaissaudáveisparaseusclientesetodaacidade.ARedeIdeal deAssistênciaFamiliar–deRibeirãoPreto(SP),estendeupara33cidadesdaregiãoedoSuldeMinasGeraisa“AçãoEstrelinhas”,queoferece funeral gratuito aos menores de 12 que falecem. Teveaindaos“conselhos”daABREDIF/SEFESPparaoscontratosdePlanosFunerários.CláusulasabusivasetemasqueaJustiçasempreveta

nº 59| Ano IX

foram contemplados.

9


VALE ASSISTIR

nº 59| Ano IX

Dark

10

Dark é uma série original da Netflix falada inteiramente

entreciênciaxreligião,estudoscientíficosprincipalmente

no idioma alemão. Com 10 episódios, a produção se

sobre o tempo.

concentra em contar a história do desaparecimento de

Dentro dessas famílias, os personagens principais é a

criançaspertodeumacaverna,localizadapróximaauma

família Kahnwald, com Jonas (Louis Hofman) e Hannah

usina nuclear. A partir do desaparecimento, as famílias

(Maja Schone), a família Nielsen, com Ulrich (Oliver

das crianças partem em busca de respostas, já que os

Masucci), Katharina (JordisTriebel), Martha (LisaVicari),

sumiçosnãoapresentaremquaisquervestígiosoutraços

Magnus (Moritz Jahn) e Mikkel (Daan Lennard Liebrenz),

para serem seguidos.

alémdafamíliaDoppler,comCharlotte(KarolineEichorn)e

A premissa é básica e como já mencionada, formulada.

Peter(StephanKampwirth).Todasessasfamílias,porconta

Stranger Things, outra produção original da Netlix

de a cidade ser pequena, se conhecem e possuem certos

começa contando a história do sumiço de um garoto.

segredosindividuaisguardadosasetechaves.Eporconta

Mas as divergências entre elas são em seus gêneros:

da iniciativa da série de utilizar a viagem no tempo – seja

enquantoaamericanautilizadafantasia,dohorroreaté

naconcepçãofísicaoufilosófica–estessegredosacabam

mesmodapurezainfantilparacaminhar,Darkinvesteno

sendo elementos chaves no desenrolar dos episódios,

desenvolvimentodeumahistóriaenvolvendoosconflitos

creditandograndeparterelativaaopassadodafamíliade


Charlotte.Policialinvestigativa,seuenvolvimentocom ocasodascriançasdesaparecidasevoluícadavezque juntapeçasnovaseascorrespondemaevidênciasdo passado. Com essa iniciativa de contrapesos sobre o estudo da ciência em relação ao tempo e espaço, dobrando e assim, podendo ir para o passado, Dark possui uma considerávelexpressãonarrativaquandoseeximede pesar esse conceito na série. Em fato, acredito que a produção alemã se concentrou mais em esmiuçar comoqueaspessoaslidamconsigomesmasmediante constatações que as fazem se colocar em situações já antes vividas. É o olhar no espelho e a pesquisa dentro da memória para buscar compreensão em seus próprios atos e na síntese de toda a história envolvendoosdesaparecimentoseacaverna.Háduas linhas narrativas na série – 1986 e 2019 – com ambas secorrelacionandoesendomontadasnaediçãopara argumentarcertosaspectospresentessomenteem uma ou outra. Por exemplo, as cenas no passado são para contar como eram os personagens que são adultos e mais velhos em 2019, além de também importar o conto de um experimento de“viagem no tempo”que sucedeu corretamente e como isso está afetando o presente. Dark,sérieoriginaldaNetflixcomprodução100%alemã consegueimprimircertosaspectosnovosaosgêneros daficçãocientíficaedaaventurajuvenil,valorizando visuaismaisfriaseconcentradas,buscandosebasear no desenvolvimento da narrativa como um todo.

nº 59| Ano IX

essestemascomoobjetivodecredenciarreferências

11


CURIOSIDADE

Como era o ritual de um funeral viking?

nº 59| Ano IX

Depois de morrerem, nobres guerreiros eram cremados com tudo que amavam: o barco, as armas... e as esposas, vivas!

12

Por Tiago Cordeiro Depois de morrerem, os nobres guerreiros escandinavos dos séculos 8 a 11 eram cremados com tudo que amavam: o barco, as armas… e as esposas, vivas! 1) Os vikings faziam sacrifícios para o deus Odin no Templo de Upsala, na atual Suécia. Mas o rito mais conhecido rolava no funeral de um grande guerreiro. Quando falecia em terra (e não durante alguma batalha), o corpo era queimado em seu barco favorito, lançado ao mar. Só que suas esposas e escravas também estavam a bordo! 2) O ritual funerário começava com uma festa de sete dias, com muita bebida e a narração dos principais feitos do morto. Só então ele era vestido com uma roupa elaborada para a ocasião e colocado no barco com suas armas. Elas seriam usadas em Valhala, onde, segundo a

mitologia nórdica, os militares mortos em combate ou despachados pelo mar reencontravam os deuses 3) Uma a uma, as mulheres do falecido se apresentavam para juntar-se a ele. Todas vestiam suas melhores roupas e joias. Com o corpo bem ereto, elas recebiam facadas entre as costelas, aplicadas por uma sacerdotisa que orientava o funeral e as posicionava no barco – as esposas mais queridas pelo morto tinham o direito de ficar mais próximas dele 4) O barco também era preparado para o evento. O casco era preenchido com palha e um suporte de madeira era construído no centro para apoiar o cadáver. A vela era posicionada para ser enchida. Queimar um instrumento militar tão útil pode parecer um desperdício, mas havia um motivo: era


CURIOSIDADE

nº 59| Ano IX

uma forma de alimentar a indústria naval local 5)Ninguém forçava as mulheres ao sacrifício, mas a própria sociedade já esperava que elas “se voluntariassem”. Alguns arqueólogos acreditam que elas eram colocadas a bordo com vida, porém drogadas. Para as escravas,nem havia “opção”. Inclusive há relatos de que, antes de serem mortas, elas tinham que fazer sexo com todos os companheiros do guerreiro 6) Ao longo da cerimônia, os outros guerreiros gritavam os méritos do amigo que se foi. A eles, cabia também a honra final de posicionar o barco na água e atear fogo com uma tocha. Com as velas abertas, a embarcação iniciava sua última viagem, que simbolicamente começava neste mundo e seguia para o próximo – enquanto pegava fogo e se rompia 7) Corpos que não eram queimados rapidamente acabavam afundando. O processo todo durava entre 40 minutos e uma hora. Em casos menos comuns, o barco era enterrado com as cinzas do dono HOMENAGEM FORÇADA Mulheres de outras civilizações também morriam com o marido A oferenda viking segue um padrão comum ao longo da história: o sacrifício de esposas e escravos dos nobres. Era assim no Egito, onde faraós eram enterrados junto com seu séquito inteiro, necessário para a vida no além. Também acontecia na ilha de Fiji, onde as viúvas eram estranguladas até a morte por seus irmãos. Outros exemplos são a Mesopotâmia, a Mongólia, a China e a Índia.

13


VALE A PENA LER

Extraordinário

“Extraordinário nos faz repensar nossos conceitos e é um enorme pedido por mais gentileza e amor ao próximo.”

Autora: R. J. Palacio Editora: Intrínseca Por Ariel Bentes

“O livro conta a história de August, um menino de 10 anos que nasceu com uma síndrome genética e por consequência possui uma severa deformidade facial. Sem nunca ter frequentado uma escola, devido às diversas cirurgias que fez no rosto, sua mãe lhe ensinava o que podia em casa até que ela e seu pai decidem que é hora de mudar.

nº 59| Ano IX

Após muita resistência, e sabendo do desafio que irá enfrentar, August começa a cursar o 5º ano do ensino fundamental na escola Beecher Prep. Lá ele terá que enfrentar piadas e perguntas cruéis, olhares curiosos, e provar para todos que, apesar da aparência incomum, é um garoto igual a todos os outros. Sendo o primeiro livro lançado da escritora R. J Palacio, Extraordinário é narrado em primeira pessoa, e possui uma linguagem simples que reflete exatamente a idade do personagem. Possuindo uma relação admirável com os pais, a irmã e os amigos Summer e Jack Will, August é um garoto consciente, compreensível, e com o decorrer do livro só fica cada vez mais maduro, e o leitor mais apaixonado por ele.


CAPA

Saiba como o Jardim da Ressurreição se transformou no #Cemi mais querido das redes sociais 15

nº 59| Ano IX

CEMITÉRIO APOSTA EM NOVA ABORDAGEM EM MÍDIAS SOCIAIS E VIRALIZA

15


CAPA

Por Gabriel Grunewald

A parceria se iniciou em 2015 com mensagens

No bairro de Gurupi em Teresina (PI) está localizado o motivacionais, correntes que falassem de saudade. Cemitério Jardim da Ressurreição. Coordenado pelo grupo As

postagens

gradativamente

começaram

a

Geraldo Oliveira o empreendimento realiza velórios e usar expressões como “estou morto de fome” e sepultamentos desde 1973. Tradicional na região, a empresa “humanização” das estátuas para trazer mais leveza sabia que precisava atualizar o discurso e convidou uma à página oficial. A virada ocorreu quando um post agência digital para cuidar de sua imagem nas redes sociais.

usou a liberação do casamento gay nos Estados Unidos para falar de cremação.

Coordenada pelo casal Cyntia Freitas e Eudes Júnior, a Daí pra frente os seguidores multiplicaram, o CJflash aceitou a missão e começou a pensar formas para trabalho da agência de Teresina já apareceu em

nº 59| Ano IX

aumentar a base e engajar o público a partir de uma fanpage jornais de várias partes do mundo e hoje o tradicional que começaria do zero. Desde o primeiro momento, a ideia empreendimento do Nordeste do país é o #Cemi mais da dupla era trazer mais leveza a um tema tão pesado como querido da internet. a morte. Vista com otimismo pelos clientes, a estratégia do casal foi bem aceita e eles puderam trabalhar suas ideias no Para entender como tudo isso aconteceu conversamos Facebook. 16

com Cyntia Freitas, sócia da CJFlash e atendimento da


CAPA conta do grupo Geraldo Oliveira, e o time da CJFlash.

jazigos e sim trabalhar o tema morte deixando-o mais

Confira abaixo a entrevista:

leve, facilitando a atuação do comercial, que é o que vem acontecendo e nos deixou muito feliz.

Como surgiu a ideia de tratar de modo bemhumorado um tema tão sério?

Hoje as pessoas já aceitam intervenções midiáticas com muito mais naturalidade.

A CJFlash já atendia o Grupo Geraldo Oliveira há algum tempo, então no nosso planejamento propomos

Como a CJ Flash, agência que administra a conta,

ao cliente criar uma página no Facebook, com a ideia

equilibra briefing, visão do cemitério, resposta dos

de desmistificar o tema morte, quebrar esse tabu

familiares que enterraram seus entes e o público?

tratando o assunto com naturalidade e com humor. A CJFlash tem bem definido o propósito da Página: Quando os vendedores iam visitar os clientes, muitos

desmistificar o tema morte, e torná-lo um assunto

não queriam nem receber, com “pavor” de pensarem

leve. Ninguém pode fugir dessa realidade. No início,

que um dia morreriam. Expomos os riscos, e traçamos

assim que iniciamos o processo de mudança indo

a estratégia para o cliente e ele deu carta branca

para uma linha mais humorística, tivemos algumas

pra gente, o que foi determinante para o sucesso. O

reações negativas inclusive do público local, mas logo

grande propósito da página não era fazer vendas de

passaram a entender que a página não estava tirando onda com a memória e/ou das pessoas que estavam sepultadas no cemitério.

Já nos perguntaram se os velórios e sepultamentos no cemitério são “zoeiros” como os posts. Claro que não. A CJFlash e o cliente reproduzem o acolhimento que cada ambiente necessita, no virtual todo mundo quer se divertir, sorrir, zoar, já no real, temos um ambiente leve, com capelas, jardins, serviço especializado, criando todo um contexto pra acolher da melhor

aquele momento tão triste.

Hoje isso é bem claro também para o público e

nº 59| Ano IX

maneira aquelas pessoas que estão passando por

ficamos muito orgulhosos do cliente também confiar

17


CAPA na nossa estratégia.

Em meados de 2015 apareceram as primeiras postagens bem-humoradas. Como se deu a trajetória para que um cemitério privado como outros tantos se tornasse o #cemi mais famoso da web?

Queríamos ser diferentes e acreditamos nisso desde o início. Como sabíamos do risco de sermos um hit negativo na internet por tentar fazer uma rede social de cemitério e ainda mais estando no Piauí, decidimos adotar a estratégia de iniciar com testes de postagens bem planejados.

Começamos com mensagens motivacionais, depois

De que maneira o aumento no número de seguidores

tentamos criar uma corrente referenciando saudade,

na fanpage reflete financeiramente na marca?

pouco de humor tipo “estou morto de fome”, “vou te

O primeiro ponto é o fato de o Jardim da Ressureição

matar de beijos”..., e então passamos para o momento

não ser mais um corpo estranho, a maioria das

de humanização com as estátuas e começamos a

pessoas ou o tem no bolso, no computador ou já

brincar de fato também com o público, mas ainda

ouviu falar, então isso facilita o trabalho do comercial

era muito tímido, deveríamos ter apenas uns 800

por não ter uma alta taxa de rejeição como antes, e

seguidores...quando aconteceu a virada com o post da

no último ano o aumento das vendas foi de 40%. A

purpurina homenageando a liberação do casamento

diretoria da empresa acompanhou as mudanças com

gay nos EUA, fomos uma das primeiras página da

investimentos no local, inclusive equipe comercial e

internet a fazer o post e então dentro de poucos

estrutura física.

minutos caímos na graça do público que começou a compartilhar o post e exaltar o cemitério.

Como Gurupi, bairro de Teresina onde está localizado

nº 59| Ano IX

o Jardim da Ressurreição, se relaciona com o #cemi A situação era muito fora da caixa, um cemitério, do

da cidade?

Piauí, falando de casamento gay e cremação, então a partir daí a página passou a ser o “cemi”, e ganhamos

Ótimo, muita gente usa o espaço pra caminhar e

uma legião de fãs e defensores.

relaxar, além de frequentar os cultos e missas que

nº 52| Ano VIIII |m ar| ab r il 2016

mudamos e começamos a falar de morte com um

acontecem na capela do cemitério. As missas aos domingos estão cada vez com mais pessoas. Há 18


CAPA domingos que chega a 400 participantes.

veículos nacionais e até aparecer na BBC o que esperam do futuro?

Já houve algum problema sério com a publicação de alguma postagem?

Queremos continuar crescendo com a página do cemi e de outros clientes que nos derem (ao menos

Problema sério não, mas já tivemos algumas rejeições

parcialmente) liberdade criativa. O interessante é

no início e já apagamos alguns posts que os fãs não

que todos querem ser o “cemi”, mas ninguém aceita

curtiram e sugeriram que fossem apagados. Temos

correr riscos.

uma relação muito boa com os seguidores inclusive existe um grupo fã do cemi onde recebemos várias

Nós da CJFlash estamos reestruturando o setor de

sugestão de posts, feedbacks e muita conversa inbox.

marketing digital para atender o mercado fora de Teresina também. Já estamos com uma conta de uma

Nesse período acho que tivemos apenas umas 3

empresa do Rio Grande do Sul e uma de Miami/Brasil

ou 4 postagens que tiramos do ar rapidamente por

e vimos que é perfeitamente possível, graças às novas

sugestão do público, que sempre fazem as críticas

tecnologias, gerarmos resultados desta forma.

construtivas no privado...isso é fantástico pra gente, porque sentimos a preocupação que eles têm com a página falam com a certeza que vão ser escutados e respeitados.

Quais os cinco posts que vocês mais gostaram de ter feito?

Pergunta difícil de responder, tem muitos posts bacanas inclusive alertando para várias causas como homofobia, suicídio, trânsito, estupro,... mas os que mais nos enchem de orgulho são os de maior alcance, rsrsrsr. O da Purpurina do casamento gay, foi

Filme Star Wars, a do Potinho divulgando crematório também e por último, essa do meme “se juntas imagine juntas” que nos deu um alcance de 8 milhões

nº 59| Ano IX

o marco da virada, depois tivemos a do lançamento do

de pessoas.

Depois de ganhar as redes sociais, importantes 18

19


COMPORTAMENTO

Algumas pessoas são supercriativas, outras não – e A negação da morte agora sabemos o motivo

Conseguiram mapear o ponto do cérebro onde a criatividade acontece – e entender porque ela é mais frequente em uns cérebros que em outros.

Por Ana Carolina Leonardi

Para que serve uma meia? Pense um pouco nessa pergunta – e tente evitar respostas como “para deixar os pés quentinhos”. Imaginar usos não-convencionais para objetos banais é uma das formas mais utilizadas por cientistas para testar a criatividade das pessoas.

nº 59| Ano IX

E foi graças a um experimento como esse que cientistas conseguiram mapear, no cérebro, as regiões que se conectam para gerar “alta criatividade” – e responder porque a pensamentos criativos se manifestam mais em certas pessoas do que nas outras.

20

O estudo pediu que 163 voluntários dessem suas respostas sobre o uso de meias e outros objetos. Cada resposta foi avaliada por quão divergente e original ela era – ideias como “meias podem servir para filtrar água” recebiam altas notas, por exemplo. Só que enquanto respondiam a essas perguntas divertidas, os participantes passavam também por um exame de ressonância magnética. Portanto, os


COMPORTAMENTO

Os neurocientistas, então, buscaram correlações entre a pontuação das pessoas e as áreas cerebrais que eram ativadas no momento do exercício. Depois, foram pescar, no meio desse mar de informação todo, quais eram as áreas estavam conectadas umas às outras durante o processo criativo. O resultado foi o “Mapa Cerebral da Alta Criatividade”.

A Trindade Criativa do Cérebro O circuito criativo que eles encontraram combinava regiões que pertencem a três sistemas cerebrais diferentes. Temos, primeiro, a Rede de Modo Padrão, nome oficial do “piloto automático do cérebro”. Faz todo sentido: essa rede mantém seu cérebro funcionando enquanto você faz atividades repetitivas, que não merecem sua atenção. Seu cérebro fica livre, então, para sonhar acordado e gerar novas ideias – processos essenciais para a criatividade. O segundo sistema que apareceu no mapa foi a Rede de Controle Executivo. Essencialmente, ela é o oposto da anterior: é ativada quando uma tarefa exige atenção, foco e controle sobre o pensamento. Aí é que está o mais curioso: essas redes não costumam funcionar juntas. Pense que você está viajando de carro. Se vai para um lugar desconhecido, seus pensamentos ficam concentrados em não

errar o caminho. Não sobra espaço para mais nada. É o controle executivo em ação. Já quando vai para o mesmo lugar muitas vezes, sua cabeça “desliga”. Você faz todas as tarefas necessárias para chegar ao destino, sem nem perceber. Essa é a rede de modo padrão no comando. Naturalmente, você não “desliga” e “foca” ao mesmo tempo. Ou era o que nós pensávamos. No novo estudo, tudo indica que a criatividade só pode existir se esses dois sistemas opostos trabalharem juntos. E aí que entra o terceiro sistema, a Rede Saliente. Ela funciona como a ponte, conectando a ação das outras duas redes. É possível, inclusive, que ela funcione como um interruptor, alternando qual rede está ativa.

A receita básica da criatividade cerebral Mas porque isso importa para a geração de ideias criativas? Como falamos, a Rede de Modo Padrão dá luz a novas ideias, permite que seu cérebro saia da caixa e favorece o pensamento abstrato. Mas uma ideia criativa não é só diferente do padrão – ela precisa ser boa. Não adianta sugerir que uma meia seja usada como substituto para papel sulfite. É uma ideia divergente, só não serve para nada. Entra aí o Controle Executivo. Ele parece atuar no processo de avaliação de ideias, para descartar os resultados menos úteis das “viagens” do Modo Padrão. Para que tudo isso aconteça praticamente

nº 59| Ano IX

cientistas sabiam quais regiões em cada cérebro ficavam mais ativas durante o teste.

21


COMPORTAMENTO ao mesmo tempo, entra a Rede Saliente, a “comunicação interna” que sincroniza os dois processos anteriores. Se tudo der certo, o resultado é uma grande Eureca.

Porque existem os criativos e os não criativos Se você é criativo, o sistema descrito acima funciona melhor. E os cientistas podem provar: eles mostraram que, entre as pessoas com as respostas mais criativas, existiam conexões mais fortes entre essas três áreas do cérebro. Quanto mais conectadas as áreas eram, melhores as respostas do que fazer com a meia. Depois, eles testaram essa conclusão com três levas de voluntários totalmente diferentes. Só olhando para o cérebro delas, os cientistas conseguiram prever com uma precisão razoável o quão criativas seriam as respostas.

nº 59| Ano IX

A conclusão deles é que o cérebro dos supercriativos é melhor em fazer os sistemas opostos de Modo Padrão e Controle Executivo funcionarem juntos.

22

Mas calma: se você até agora não conseguiu pensar em nada útil e diferente para fazer com uma meia, não se assuste. O próximo passo dos pesquisadores vai ser entender se atividades como aulas de desenho são capazes de fortalecer as conexões entre os sistemas e tornar as pessoas mais criativas suando a camisa (e as meias).


DECOLE

Lugares com fama de mal assombrados em São Paulo São lugares que trazem a historia do passado, gravados de mistério e suspense. Vale a pena conhecer.

CASTELINHO DA RUA APA O Castelinho da Rua Apa é uma casa abandonada na cidade de São Paulo que, em maio de 1937, foi palco de um assassinato envolvendo Álvaro Reis que matou seu irmão e sua mãe, tirando a própria vida em seguida. Entretanto, este rapaz teria sido encontrado com duas balas na cabeça, fato pouco comum em casos de suicídio. A polícia acredita que existiu uma quarta pessoa envolvida no crime, mas nada foi comprovado. Até hoje a casa é vista como mal assombrada e o crime nunca foi resolvido.

Em fevereiro de 1974 aconteceu um incêndio no Edificio Joelma que ocasionou 179 mortes e 300 feridos. Uma das tragédias que mais impressionou foi o fato conhecido como Mistério das Treze Almas. Na hora do incêndio, 13 pessoas tentaram escapar por um elevador, mas não obtiveram sucesso, morrendo carbonizadas. Devido ao estado dos cadáveres, os corpos não foram identificados. Todos foram enterrados lado a lado no Cemitério São Pedro.

nº 59| Ano IX

EDIFICIO JOELMA

23


EDIFÍCIO MARTINELLI Entre 1947 e 1960, dois assassinatos aconteceram no local – no primeiro, um menino foi estrangulado e jogado no poço do elevador por um assassino chamado Meia Noite. No segundo, cinco bandidos estupraram e mataram a menor Márcia Tereza em um dos apartamentos. Existe também uma lenda de que uma mulher loira e sem rosto caminha pelo prédio durante a noite. Também há relatos de portas de armários que batem sem uma explicação lógica.

nº 59| Ano IX

CASA DE DONA YAYÁ

24

O local abrigou durante mais de três décadas Sebastiana de Mello Freire, popularmente conhecida como Dona Yayá. Ela foi a única herdeira de uma das famílias mais ricas de seu tempo. Considerada louca na década de 1920, por decisão judicial, teve que se mudar para o casarão que ficava numa chácara isolada do centro da cidade. A construção foi adaptada para o seu tratamento psiquiátrico. Dona Yayá morreu em 1961, mas reza a lenda que seu espírito ainda paira sobre o local. Uma senhora de 74 anos que permaneceu confinada em sua casa desde 1925, e dela só saíra para morrer, condenada a viver isolada para sempre em seu cárcere particular por conta da doença mental aos 32 anos de idade. Era uma das mulheres mais ricas de seu tempo, mas por pouco tempo pôde gozar de sua imensa fortuna. Sua riqueza, sua felicidade e sua juventude foram perdidas junto com a sua lucidez, e penou durante mais de 40 anos como uma morta-viva, cercada do maior luxo sem poder usufruí-lo.


DECOLE

CAPELA DOS AFLITOS Localizado no bairro da Liberdade, a capela foi construída no primeiro cemitério público da cidade – Cemitério dos Aflitos -, onde eram enterrados criminosos, escravos doentes e indigentes. Próximo a ela, onde é a atual Praça da Liberdade, ficava a forca da cidade de São Paulo. Nela aconteceu o enforcamento do soldado Francisco José das Chagas, o “Chaguinha”. Em sua execução a corda rompeu duas vezes e o público que assistia atribuiu isso como “milagre”. Seria um milagre, mesmo? Há rumores de ruídos estranhos e fantasmas nos depósitos entre os moradores próximos a casa.

Como todo teatro antigo, este também parece ter algo de macabro. Segundo crenças, os espíritos dos artistas que se apresentaram nos palcos do estabelecimento perambulam pelas dependências do local. Alguns vigias e funcionários que trabalham no período noturno dizem já terem visto luzes acenderem sozinhas, escutado o dedilhar no piano e percebido movimento nos camarins e no palco, enquanto o local está vazio.

nº 59| Ano IX

TEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO

25


FIQUE POR DENTRO

Aplicativo ajuda vítimas do Alzheimer a reconhecerem parentes

Se a pessoa não se lembrar de alguém, basta apontar seu smartphone para ela - e o app diz quem é Por Lucas Baranyi

Quando Emma Yang tinha 8 anos de idade, sua avó passou a ter problemas de memória. Nos anos seguintes, a situação piorou – era o Alzheimer se manifestando. Yang, então, decidiu utilizar seus talentos em programação para ajudar a familiar. Sua ideia: criar um aplicativo que pudesse facilitar o reconhecimento de entes queridos.

nº 59| Ano IX

O ‘Timeless’, que ainda está em desenvolvimento, funciona da seguinte maneira: o paciente de Alzheimer tira uma foto da pessoa que ele não reconheceu, e o app diz quem ela é (filho, sobrinho, neto, cônjuge, etc). “A inteligência artificial e o reconhecimento facial estão evoluindo e sendo aplicados em mais áreas, especialmente no ramo da saúde”, disse a menina ao podcast americano Sincerely Human. Ela se uniu à empresa Kairos, que criou o software de reconhecimento facial utilizado pelo ‘Timeless’.

26

O aplicativo também irá incluir uma tela de lembrete que lista tarefas diárias, junto com uma aba de contatos que mostra fotos dos membros da família e seus nomes. Outra função importante percebe se uma ligação foi feita recentemente, e pergunta se o paciente realmente deseja ligar outra vez para a mesma pessoa. Por fim, há um menu com informações pessoais – como nome, idade, número de telefone e endereço – que podem ser úteis ao paciente e pessoas que precisem eventualmente ajudá-lo. Yang criou uma campanha de crowdfunding para financiar seu projeto – que irá envolver testes reais com pacientes de Alzheimer.


FIQUE POR DENTRO

Crematório, uma saída na falta de espaços em cemitérios

A falta de espaço para sepultamento deve elevar a procura nos próximos anos. Para entender melhor a pratica da cremação vamos esclarecer alguns fatores importantes da cremação A cremação é o processo de queima de um corpo sem vida, em alta temperatura, reduzindo-o a cinzas, substituindo, assim, o sepultamento. É realizada através de um equipamento de grande avanço tecnológico, planejado exclusivamente para esta finalidade. A cremação é uma forma de utilizar o espaço urbano de forma adequada e consciente, já que não causa qualquer tipo de poluição ambiental e é um processo eficaz na destruição de micróbios. Religiões e doutrinas como espiritismo, budismo, hinduísmo e umbanda não fazem qualquer restrição ao processo de cremação. A religião católica também permite a cremação. Somente o judaísmo e o islamismo não a permitem. Os crematórios surgiram como método higiênico e ritualístico de se despojar dos cadáveres. A principal causa que levou o uso da cremação pela primeira vez foi a necessidade de diminuir o acúmulo de cadáveres, por ocasião de grandes e mortíferas epidemias que devastavam países inteiros e das vítimas de sangrentos combates. Atualmente, o processo de cremação é de grande importância, tanto no aspecto ambiental como também para economia de espaço e recursos públicos, pois as populações urbanas crescem sem parar e o número de óbitos também, vindo a requerer soluções para tanto. A cremação pode ser feita tanto para corpos humanos quanto para animais. Este

nº 59| Ano IX

O ato de cremar esta sendo a cada dia melhor aceito pela população.

27


FIQUE POR DENTRO

nº 59| Ano IX

perfil de negócios trata somente de tópicos relacionados à idéia de negócio: crematório ecumênico de corpos humanos O mercado No ano de 1997, existiam no Brasil somente três crematórios. Já em 2012, segundo a SINCEP – Sindicato dos Cemitérios Particulares do Brasil, esse número aumentou para aproximadamente 34 crematórios espalhados pelo país, o que permite concluir que a cremação tem crescido consideravelmente nos últimos anos. Esse aumento no número de crematórios é resultado de constantes mudanças nos costumes do povo brasileiro. A crença religiosa é um fator que implica na escolha pela cremação ou pelo sepultamento, pois conforme exposto no capítulo “Apresentação de Negócio”, algumas religiões ainda proíbem essa prática. Contudo, a religião Católica ainda predomina em nosso país e, depois de reformulações feitas pelo Papa João Paulo II no sentido de consentir a cremação, o número de adeptos a esse procedimento aumentou. A preocupação com o meio ambiente está presente entre os motivos que impulsionam o aumento no número de cremações. O processo de cremação impede a formação de um líquido proveniente da decomposição do corpo humano, chamado de necrochorume, comumente visto nos sepultamentos tradicionais. Ademais, existem, atualmente, fornos crematórios com emissão de CO e O² reduzida, possuindo taxa de emissão 70% abaixo do limite estabelecido pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA.

28

“Ao contrário do que muitos pensam, a cremação não é um procedimento exagerado caro. Apesar de exigir equipamentos e recursos de alta tecnologia, a cremação tem custos consideravelmente acessíveis, quando feito de forma racional. Um túmulo no cemitério requer investimento semelhante, cuidados e despesas permanentes. A cremação, além de mais econômica que a compra de um jazigo, túmulo ou gaveta, não exige taxa de manutenção necessariamente, já que as cinzas podem ser levadas para casa ou espargidas na natureza.” O tamanho do mercado consumidor dos crematórios é definido pelo número de óbitos da região, onde se busca conquistar o máximo possível de clientes dos já tradicionais cemitérios. De acordo com o SINCEP (2007), no Brasil, a cada 1000 pessoas mortas, 85 delas são cremadas (8,5%), porcentagem essa aplicável em locais onde há a disponibilidade de cremação. Esse percentual não restringe, segundo o SINCEP, o público-alvo de acordo com sexo, credo, classe social e/ou renda, tornando-se um dado para aproximação bruta da quantidade de pessoas que são cremadas. O público-alvo dessa atividade é caracterizado pelos familiares de pessoas falecidas, que usualmente são as pessoas que procuram os serviços fúnebres.


BOA LEITURA

Cemitério e Crematório Morada da Paz vence prêmio internacional de excelência Prêmio de reconhecimento internacional em excelência no atendimento funerário, chega ao Brasil pelas mãos do Grupo Vila

comunidade. Se comparado a América Latina, o Morada da Paz está entre as três empresas que receberão o título de excelência, juntamente com as funerárias colombianas La Esperanza e San Vicente, Que ganharam o titulo em virtude da competência exemplar no atendimento as vítimas da tragédia com o voo da Chapecoense e também por realizar o funeral do ex-presidente venezuelano, Hugo Chávez. A premiação é promovida anualmente pela National Funeral Directors Association (NFDA), maior associação de serviços funerários do mundo. Entre os requisitos necessários que deram ao Morada da Paz o prêmio internacional de excelência, está o cumprimento dos regulamentos nas esferas estadual e federal, as oportunidades de educação e desenvolvimento pessoal e profissional oferecidas, a existência de programas e recursos excepcionais para famílias desamparadas, a manutenção de um nível ativo de envolvimento na comunidade, a participação no mercado aderindo a práticas éticas, além da demonstração de excelência em marketing, publicidade, assessoria de imprensa e relações públicas.

nº 59| Ano IX

O cemitério e crematório Morada da Paz, marca pertencente ao Grupo Vila, é a primeiro do Brasil a ganhar o prêmio Pursuit of Excellence Award e essa coroa chegou neste ano em 2017. O importante titulo foi conquistado por demonstrar excelência no atendimento dos serviços funerários oferecidos pela empresa, entre os itens analisados os destaques são os padrões éticos e profissionais rigorosos adotados, proporcionando um atendimento excepcional às famílias enlutadas transparecendo isso para

29


CURIOSIDADE

Como é um ritual de imortalidade? Diversas civilizações criaram métodos para garantir a imortalidade da alma ou do corpo Por Leandro Saioneti Os métodos variam de acordo com a cultura. Mas, de modo geral, os antigos rituais não tinham o intuito de conceder a imortalidade para os vivos, mas dar eternidade à alma dos falecidos – e, em alguns casos, torná-la divina. Há algumas lendas, porém, que citam várias maneiras de alcançar a vida eterna. Os artifícios mais bizarros incluem carne de sereia e ervas misteriosas nas receitas. O fato é que, até hoje, não existe uma fórmula milagrosa. A pessoa que chegou mais longe nessa empreitada foi a francesa Jeanne Calment, que morreu aos 122 anos e 164 dias. Seu segredo? Um cigarro e uma taça de vinho por dia.

Saga da eternidade Conheça as técnicas utilizadas por diferentes civilizações para dar (ou tirar) a imortalidade

nº 59| Ano IX

(Alexandre Camanho/Mundo Estranho)

30

Retorno da múmia

Os egípcios realizavam rituais que transferiam a alma de um morto ao seu corpo mumificado. Os sacerdotes escreviam o nome do falecido em hieróglifos (considerados escritas mágicas) sobre pedras. A prática, segundo a crença, “legitimava” o caráter imortal da pessoa. Para tirar a imortalidade de alguém, bastava destruir todos os registros de sua existência


CURIOSIDADE

(Alexandre Camanho/Mundo Estranho) Os romanos acreditavam que a lembrança era a chave da eternidade. Quando um imperador morria, automaticamente se tornava uma divindade para proteger os habitantes do mundo terreno. Templos eram construídos em sua homenagem e, enquanto fosse cultuado, permanecia imortal. Arrancar a cabeça das estátuas acabava com o privilégio

nº 59| Ano IX

Templo da memória

31


CURIOSIDADE

As 41 mortes mais bizarras do mundo Para morrer basta estar vivo. Mas para morrer de um jeito estúpido é preciso se esforçar mais (ou ter uma falta de sorte danada) Por Felipe van Deursen

Os trapalhões

Reis e pessoas comuns, em qualquer período da história, podem partir desta vida de um jeito pra lá de tosco

nº 59| Ano IX

(João Montanaro/Mundo Estranho)

32

DIREITO DE MORRER

O político e advogado americano Clement Vallandigham defendia um homem acusado de assassinato, em 1871. Ao demonstrar no tribunal que a suposta vítima poderia, na verdade, ter se matado sem intenção, ele atirou nele mesmo sem querer! Vallandigham acabou morrendo, mas o argumento foi o suficiente para o réu, Thomas McGehan, ser inocentado


CURIOSIDADE

Em 1567, Hans Steininger, governante de Braunau, na Áustria, ostentava uma barba de 1,40 m de comprimento (o que deixaria qualquer hipster lenhador com cara de bebê). Ele usava uma bolsa de couro para carregar aquela montanha de pelos enrolada. Mas, um dia, estava sem o acessório e acabou tropeçando na própria barba. Caiu e quebrou o pescoço

NO CÉU TEM GANSO

Martim 1º de Aragão era um rei espanhol do século 15. Certa vez, após um banquete, ele se deitou com indigestão por ter devorado um ganso inteiro. O bobo da corte Borra foi vê-lo, e Martim perguntou onde ele havia se metido. “Eu estava no vinhedo, onde vi um cervo pendurado pela cauda, como se tivesse sido punido por roubar figos.” O rei riu tanto da piada que acabou morrendo

ELIXIR DA VIDA

Qin Shi Huang Di (259-210 a.C.) foi o primeiro imperador da China. Governante implacável, ele queria mandar no país para sempre. Mesmo. Tanto que topou o experimento de seu alquimista, que dizia ter a chave da imortalidade: tomar altas doses de mercúrio. Qin morreu envenenado, e foi enterrado com o seu hoje famoso exército de estátuas de terracota

CONTRA TUDO ISSO AÍ

David Phyall era um inglês que sabia como protestar contra a especulação imobiliária e a gentrificação. Último morador de um bloco de apartamentos

que seria demolido, ele se recusou até o fim a se mudar. Em 2008, quando viu que não tinha mais jeito e que teria que abandonar sua casa, Phyall apoiou a cabeça em uma mesa de sinuca e se decapitou com uma motosserra

PIADA DE ADVOGADO

Em 1993, um advogado do Canadá chamado Garry Hoy quis demonstrar a um grupo de colegas no escritório onde trabalhava, no 24º andar de um prédio em Toronto, como as janelas eram inquebráveis. Ele já havia feito a mesma coisa muitas vezes antes: jogar-se em direção à janela. Mais uma vez, o vidro não quebrou. Em vez disso, ele se soltou, e Hoy caiu para a morte • Em 2013, Roger Mirro, de Chicago, EUA, procurava o celular nos sacos de lixo nas caçambas do bairro onde morava. Cego, não reparou que o compactador de lixo estava ligado, e acabou esmagado Mortos pela boca Comidas, bebidas (e coisas que não são nada disso) fizeram muito mal a pessoas sem noção e malucos em geral

MÉ PORRETA

Segundo relatos, o médico de Carlos 2º, rei de Navarra no século 14, propôs uma cura bizarra para sua doença: dormir com um lençol embebido em aguardente! Na Idade Média, os destilados eram vistos como remédio. O problema é que uma vela tocou no lençol, e o rei morreu carbonizado

nº 59| Ano IX

SE ESSA MODA PEGA

33


CURIOSIDADE

(João Montanaro/Mundo Estranho)

EXPLOSÃO DE SABOR

Em 1919, um tanque industrial de melaço, produto usado para adoçar alimentos, explodiu em Boston, EUA. A onda doce de 56 km/h matou 21 pessoas e feriu 150. A inusitada tragédia virou folclore na cidade, e a área atingida, em dias quentes, tinha cheiro de melaço por anos

O QUE É QUE HÁ, VELHINHO?

nº 59| Ano IX

O inglês Basil Brown, entusiasta de dietas extremas, resolveu se entupir de suco de cenoura, em 1974. Ele bebia 3,8 litros por dia, apesar dos muitos avisos de que poderia sobrecarregar o fígado. Foi o que aconteceu. Basil teve uma overdose de vitamina A e, em dez dias, bateu as botas

MANJAR DOS DEMÔNIOS

Adolfo Frederico, rei da Suécia, era um glutão. Em 1771, ele mandou ver um banquete com lagosta, caviar, chucrute, kipper (um peixe pequeno) e champanhe. De sobremesa, 14 semlas, um tipo de pão doce tradicional escandinavo, recheadas com pasta de amêndoas. Morreu de indigestão. Errrrrou!

FEZ A CONTA ERRADA 34

Kurt Gödel foi um importante matemático e filósofo austríaco que imigrou para os


CURIOSIDADE EUA. Quando sua esposa foi hospitalizada, ele sofreu um surto e não conseguia comer as refeições preparadas por ninguém que não fosse ela. Paranoico, Gödel morreu de inanição, em 1978

REALIDADE LÍQUIDA

Na Flórida, em 1977, Tina Christopherson decidiu beber 15 litros de água por dia, pois achava que se curaria de um câncer. Isso eliminou a doença – e a mulher. Mas pelo menos ela tinha um motivo sério. Já Jennifer Strange, da Califórnia, morreu em 2007 de tanto beber água em um concurso para ganhar um Nintendo Wii!

INVERTEBRADOS, UNI-VOS!

Em 2012, a cidade de West Palm Beach, EUA, recebeu um bisonho concurso de comer, eca, baratas. O intrépido Edward Archbold, 32 anos, se candidatou para o desafio. Infelizmente, ele se “sufocou com pedaços de artrópodes”, segundo o boletim médico, e morreu. Pelo menos Edward venceu a competição

PURA VERDADE

Robert Mwaijega, 47 anos, era um pescador de Kyela, na Tanzânia. Em 2016, após uma pescaria bem-sucedida, um peixe que ele havia pego, ainda vivo, escapou e saltou diretamente em sua boca. O animal desceu pela garganta e se alojou no peito do homem, que morreu. Pior. História. De pescador. Possível

nº 59| Ano IX

Artistas azarados A arte imita a vida quando mata pessoas de um jeito estúpido

(João Montanaro/Mundo Estranho)

35


CURIOSIDADE NADA IMAGINÁRIA

O francês Molière, que viveu no século 17, foi um dos grandes mestres da dramaturgia. Em 1673, ele teve um colapso de tosse hemorrágica no palco. Seria só mais um caso de um gênio perdido para a tuberculose, doença que matava muito no passado. Mas virou lenda devido à ironia da peça em questão: Le Malade Imaginaire (“o doente imaginário” em francês), que conta a história de um hipocondríaco…

PARA O ALTO E…

Em 1873, a atriz romena Matilda Pascaly interpretava um anjo na peça Don Juan de Maraña, obra do francês Alexandre Dumas inspirada no mito de Don Juan. Você já pensou que algo poderia dar errado quando artistas são erguidos por cabos e roldanas em espetáculos? Pois é. A equipe técnica errou feio os movimentos e transformou Pascaly em um objeto voador desgovernado. O anjo foi atirado em um muro, e a atriz morreu com o choque

nº 59| Ano IX

NAS COXAS

36

Em 1911, o maestro austríaco Felix Mottl sofreu um ataque cardíaco enquanto conduzia a ópera Tristão e Isolda, de Richard Wagner. Em 1968, o maestro alemão Joseph Keilberth teve um colapso e também morreu, no mesmo lugar em Munique, Alemanha, e na mesma cena da ópera. Mas o mais bizarro foi esse trecho em questão: um coito interrompido entre os protagonistas. Imagine o esforço dos maestros para parar a orquestra…

QUEM SABE FAZ AO VIVO?

O comediante Tommy Cooper fazia grande sucesso na Inglaterra dos anos 80. Em 1984, ele teve um ataque cardíaco ao vivo, durante um programa. A produção e o público acharam que era parte do show. Enquanto

ele se contorcia sem ar no chão, as pessoas riam sem parar. No dia seguinte, a morte dele, assistida por milhões de pessoas, foi confirmada

GALÃ SEM SORTE

Jon-Erik Hexum era um ator e modelo em ascensão em Hollywood. Em 1984, ele estrelava a série Retrato Falado, que passava na saudosa TV Manchete. Durante um dia no set, entediado com os atrasos nas filmagens, ele resolveu brincar de roleta russa com um revólver apontado para a têmpora. Bum. Apesar de ser uma bala de festim, foi o suficiente para arrancar um naco do crânio e causar uma hemorragia fatal • Em 1993, Brandon Lee, filho de Bruce Lee, também morreu devido a um tiro acidental em uma gravação

OLIMPÍADAS DO FAUSTÃO

Wong Ka-kui, vocalista e guitarrista da banda de Hong Kong Beyond, que fez sucesso na Ásia nos anos 90, participava de um programa de variedades japonês em 1993. O chão estava bastante estreito e escorregadio, e ele acabou levando um tombo de uma altura de quase 3 m. Bateu a cabeça, entrou em coma e morreu dias depois. Por causa de um mero cenário televisivo

MALHAÇÃO DO JUDAS

Na Páscoa de 2000, o italiano Renato Di Paolo interpretava o apóstolo Judas numa peça da Paixão de Cristo, em um vilarejo a 70 km de Roma. Seguindo a história bíblica, ele se enforcava em sua cena final, arrependido de trair Jesus. Na primeira apresentação, correu tudo bem. Mas, na segunda, ele se empolgou demais e, quando pulou de uma pedra, o nó da corda se fechou, enforcando-o de verdade. Quando os colegas se deram conta, já era tarde demais


O importante é sobreviver Atletas, profissionais ou não, que tiveram um fim imbecil

AZAR DE CAMPEÃO

Uma tremenda tempestade atacou a ilha de Ibiza, na Espanha, em 2007. Enquanto os sensatos buscaram abrigo, um praticante de kitesurf de 40 anos foi para a água. Mas ele não durou muito no kite, pois o vento o empurrou de volta para a terra firme, jogando-o contra prédios por quase 1 km. A história de sua morte foi finalista do Darwin Awards (veja mais adiante) daquele ano

MMA PRA VALER

Arriquion, praticante de pancrácio, luta das Olimpíadas da Antiguidade, disputava a final do torneio, em 564 a.C., quando foi imobilizado pelo adversário. Seu treinador o provocou, e ele reagiu. Chutou o oponente com o pé direito e forçou o corpo para o lado esquerdo, conseguindo o desarme. O movimento deu a vitória a Arriquion, mas também quebrou o pescoço dele!

CALMA, FERA

Em 1994, Jeremy Brenno, um adolescente americano de 16 anos, se irritou além da conta enquanto praticava um esporte que exige calma e concentração. Ao errar um buraco em uma partida de golfe, ele explodiu. Bateu com o taco em um banco, e o instrumento, de madeira, se espatifou. Um pedaço afiado se voltou em direção ao jovem e perfurou seu coração

Lobo do homem Até bichos inofensivos podem ser fatais se você for tonto o suficiente MEU QUERIDO PET Heráclito foi um dos maiores filósofos da Antiguidade. Suas ideias, como a “tudo flui”, sobre um mundo em constante movimento, são estudadas até hoje. Infelizmente, ele teve uma morte cruel e bisonha ao mesmo tempo, pelo menos segundo uma das versões sobre o assunto. Em 475 a.C., Heráclito sofria de edema, e tentou se tratar cobrindo-se de esterco (!), o que atraiu cachorros vorazes, que o devoraram (!!)

UMA TRAGÉDIA

Vinte anos após Heráclito, outro grande grego foi morto por um animal. Por dois, na verdade. Em 455 a.C., o dramaturgo Ésquilo, que escrevia suas peças bêbado, de acordo com um relato sobre ele, foi morto por uma águia. O que a ave fez? Atingiu o pobre homem com uma tartaruga na cabeça. Mario ficaria com inveja

A PRAÇA É NOSSA, NA VERSÃO GREGA

Crisipo de Solis, filósofo grego do século 3 a.C., avistou um burro comendo seus figos. Segundo relatos da época, ele ordenou a um escravo que desse vinho ao animal para ajudar a engolir. Aparentemente, isso era muito engraçado em 206 a.C., e Crisipo morreu de tanto rir OUTRO QUERIDO PET Em 2008, uma irlandesa conheceu um homem em um chat de fetiches. Resultado do bate-papo: ela transou com o pastor-alemão dele. O sêmen do bicho desencadeou uma alergia letal. O homem foi condenado, e se tornou o primeiro a infringir a lei de bestialidade do país, de 1861

nº 59| Ano IX

CURIOSIDADE

37


CURIOSIDADE

(João Montanaro/Mundo Estranho)

nº 59| Ano IX

1996 – JACK ASS POLONÊS O fazendeiro Krystof Azninski enchia a cara com os amigos quando eles decidiram fazer desafios de masculinidade uns aos outros. Começaram se batendo com nabos congelados. A estupidez chegou a tal ponto que um dos caras cortou o próprio pé (sim!). Azninski, que não estava a fim de perder a disputa, deu a cartada final: com uma motosserra, cortou a própria cabeça (não!!!)

38

1999 – TERROR NO RELÓGIO Um grupo de terroristas armou dois carros-bombas em Jerusalém. Os motoristas ajustaram o relógio para o horário de verão, mas esqueceram o cronômetro dos explosivos. É que Israel adotara o horário de verão havia apenas um ano, e a Autoridade Palestina não

aderiu à novidade. A divergência no relógio fez as bombas estourarem antes, matando-os 2004 – ESTAVA SEM TINTA Um italiano conhecido apenas como Fabio largou o emprego em uma fazenda de ostras para virar motorista de caminhão. No meio-tempo, ele inventava bugigangas à la 007 (ou Agente 86, vai). Em um bar com amigos, exibiu sua nova criação: uma pistola disfarçada de caneta. Quis tirar uma onda, e testou nele mesmo. Apontou para a cabeça e, bem, ela funcionou 2010 – MORTE NO YOUTUBE Na Coreia do Sul, um sujeito impaciente, dirigindo um desses carrinhos motorizados comuns em shopping, não entrou no elevador a tempo. Ele não quis saber e forçou a


porta até arrombá-la. O elevador, claro, já havia partido, e ele despencou no vão. Assista por sua conta e risco 2011 – DEITADO NO PRECIPÍCIO No auge da moda do planking, um australiano envergonhou a comunidade planker (sim, ela existia) do país. O sujeito quis se equilibrar em uma sacada no 7º andar de um prédio, e caiu. Para os plankers responsáveis, ele representava uma minoria 2012 – COISA DE DESENHO O americano Gary Banning estava na casa de um amigo e confundiu uma jarra de drinque com gasolina. Ele percebeu na hora, e cuspiu o conteúdo. Pena que não reparou que havia combustível na roupa quando teve a excelente ideia de acender um cigarro 2014 – TRENZINHO FURACÃO Em outra competição masculina idiota, dois trouxas de Roterdã, Holanda, se desafiaram a deitar na linha do trem e ver quem sairia por último. Um ficou no meio, sobre os dormentes, enquanto o outro pôs a cabeçorra no trilho. Acabou decapitado. É claro que eles estavam bem bêbados

• Em 2013, um americano venceu o Darwin ao descer pelos cabos do elevador e se espatifar Quem ganhou mais É difícil superar o país do Trump no Darwin Awards ORIGEM EUA – 10 títulos Reino Unido – 2 Holanda – 1 Polônia – 1 Palestina – 1 Itália – 1 África do Sul – 1 Brasil – 1 • Em 2008, Adelir Antônio de Carli, mundialmente conhecido como Padre dos Balões, quis viajar com mil balões de festa, mas foi levado pelo vento para o mar e morreu. Único representante brasileiro no Darwin, seu caso foi o segundo mais votado da história do prêmio, atrás apenas do coreano raivoso Coreia do Sul – 1 Austrália – 1 Gênero Homem – 20 Mulher – 3

nº 59| Ano IX

CURIOSIDADE

39


BOA LEITURA

A tecnologia chegou nos cemitérios da China

nº 59| Ano IX

São 90 mil mortes na capital chinesa por ano. Os cemitérios da cidade começam a ficar sem espaço e a cremação é defendida como a melhor alternativa.

40

Na capital do país, está cada vez mais claro a escassez de espaço para sepultar. Com uma população local de quase 22 milhões de habitantes, a necessidade de proteger o meio ambiente e a ditadura tecnológica provocaram grandes mudanças na maneira de lembrar e honrar os mortos. E assim nasceram ideias que vão desde enterros ecológicos a caixas de correio para enviar cartas ao além e códigos QR em vez de lápides. Pode parecer bizarro, em se tratando do difícil momento de se despedir de um ente querido, mas, no cemitério Changqingyuan de Pequim, são muitos os que já contratam estes serviços. “Meu marido e eu viemos até aqui para

ver em que consistem estas novas formas de enterro”, disse Yang, de 50 anos e natural da capital chinesa, à Agência Efe. Yang olha com curiosidade uma pequena parte de um gramado cercado de cerejeiras floridas e que aparentemente não tem nada em particular, mas um dos trabalhadores do cemitério explica que sob essa terra “descansam” as cinzas de 31 pessoas.

Smartphone como Lápides “É possível acessar as informações pessoais do falecido no Smartphone com um código QR”, acrescentou Wu


Yajun, diretor deste cemitério nos arredores da capital e que abriu suas portas em 2001. Yajun mostrou vários modelos de códigos gravados em plástico com formato de flor ou de coração e contou que as próprias famílias decidem seu conteúdo, desde músicas e poemas até fotos ou vídeos dos falecidos. “Estas pequenas placas com o código QR não são colocadas em nenhum lugar do cemitério, já que nos enterros ecológicos as lápides não existem”, explica Wu. As famílias levam as placas para casa e enviam o código a outros parentes e amigos com os quais desejam compartilhar essa informação, “mas não é algo que seja público, por uma questão de privacidade”.

Espaço Verde como opção No último dia 25 de março foi inaugurado este novo espaço “verde”, que os responsáveis do cemitério esperam popularizar muito em breve para resolver a escassez de terra e que o governo tenta promover com alguns incentivos. A realização de enterros em locais “verdes”, eventualmente canteiros ou debaixo de árvores. Para a própria câmara, estas são, no entanto, opções menos viáveis que espalhar as cinzas dos entes queridos no mar. Apesar disso, a cremação não é praticamente escolhida pelos habitantes da cidade. Nos últimos 20 anos, apenas foram feitas 11, 876 cremações. Pequim já promove um funeral gratuito no espaço verde do cemitério, já que os

convencionais custam muito caro para o país. Para atenuar as perdas econômicas a cemitérios como o de Changqingyuan, este recebe um subsídio governamental de 4 mil iuanes (R$ 1,8 mil) para cada serviço funerário do tipo. Fontes do Escritório de Assuntos Sociais de Pequim assinalam que um metro quadrado no cemitério pode abrigar os restos de até dez pessoas, se estas forem cremadas de forma ecológica, enquanto da forma tradicional caberiam somente uma ou duas. “Cerca de 70% das pessoas que estão aqui foram enterradas de maneira’ecológica”, afirmou Wu – outros cemitérios da cidade aderiram a este novo sistema há poucas semanas. No último sábado, o cemitério Changqingyuan recebeu 15 mil visitantes, o dobro do que deve atrair na festividade que começa amanhã, aparentemente pela curiosidade gerada pelos novos sistemas. “Venho todos os anos porque meus pais estão enterrados aqui, e para mim é como um ritual”, disse Liu, nascido em Pequim e que nesta ocasião foi ao cemitério acompanhado de sua filha, “para que experimente esta atmosfera”. Liu contou não ter ouvido falar dos códigos QR, nem dos enterros “ecológicos”, mas acredita que é algo “positivo” se for para proteger o meio ambiente e “solucionar o problema da terra”. Enquanto ele e sua filha se ajoelham junto ao túmulo de seus antepassados e os homenageiam com bandejas de frutas, doces e dinheiro, outra mulher

nº 59| Ano IX

BOA LEITURA

41


BOA LEITURA colocava um papel em uma das muitas caixas de correio que levam mensagens ao além. A carta dizia: “renovar-se ou morrer”. Ou, neste caso, renovar-se ao morrer.

O custo de sepultamentos tradicionais

nº 59| Ano IX

Para que as pessoas deixem de querer enterrar os seus entes queridos e passem a cremá-los, a autarquia decidiu este ano aumentar para o dobro o valor da concessão de um espaço nos cemitérios. De dois mil yuanes (300 euros), a tabela passou para quatro mil (600 euros), um valor pouco acessível para a maioria dos cidadãos, cujo salário médio não ultrapassa os 5,793 yuanes (870 euros). Além disso, para estimular a opção pela cremação, as empresas envolvidas asseguram o transporte gratuito até ao porto de Tianjin, local onde as pessoas podem espalhar no mar as cinzas dos familiares ou amigos. As empresas oferecem ainda um ramo de flores para complementar as cerimônias.

42


SAÚDE MENTAL

4 famosos que tentaram se suicidar, falharam e mudaram suas vidas Por Sabrina Brito Muitas vezes, a depressão e outras doenças mentais possam fazer parecer que essa é uma solução aceitável, tirar a própria vida nunca é a melhor saída. Sempre existe uma luz no fim do túnel. Abaixo está uma lista de quatro pessoas famosas que tentaram cometer suicídio e, sendo malsucedidas, transformaram suas vidas por completo.

Martin Luther King Jr. O pastor e líder do movimento pelos direitos dos negros nos Estados Unidos chegou a tentar tirar a própria vida. Aos 12 anos, após sua avó sofrer um acidente e ele se sentir responsável, Luther King Jr. se atirou da janela do segundo andar. Felizmente, ele sobreviveu sem grandes ferimentos. Martin Luther King Jr. acabou por se tornar uma das pessoas mais importantes do século 20 e um dos símbolos da batalha pela igualdade social e de direitos.

A atriz norte-americana passava por momentos difíceis na adolescência quando, aos 14 anos de idade, cortou os próprios pulsos em uma tentativa de cometer suicídio. Após alguns anos difíceis passando por clínicas de reabilitação, Drew Barrymore se recuperou e é hoje uma das mais bem-sucedidas mulheres de Hollywood. Em uma entrevista em 2010, Barrymore afirmou nunca ter estado tão feliz e disse que todas as dificuldades pelas quais passou a tornaram uma pessoa mais forte e uma atriz melhor.

nº 59| Ano IX

Drew Barrymore

43


Eminem No final da década de 90, a vida de Marshall Mathers não parecia muito promissora: após se separar da namorada e perder a guarda da filha, o rapper que viria a ser conhecido como Eminem tentou provocar uma overdose ingerindo remédios. Sobrevivente, Eminem se tornou um dos rappers mais famosos de todo o mundo, tendo vendido mais de 170 milhões de discos.

nº 59| Ano IX

Oprah

44

Duas vezes a ex-apresentadora de talk show norte-americana Oprah Winfrey tentou tirar a própria vida. Na primeira, com apenas 14 anos, ingeriu detergente. Na outra, em 1981, aos 27 anos, bateu o carro propositalmente. Após alguns anos, ela se reinventou, ficou conhecida como uma das mulheres mais poderosas do mundo e hoje possui um patrimônio de quase US$ 3 bilhões. Oprah possui várias organizações e entidades, uma das quais ajuda na educação de garotas sul-africanas.


45

nยบ 59| Ano IX

Ed 59  
Ed 59  
Advertisement