Page 72

A negligência é a causa principal dos vazamentos em Hollywood. Uma das principais formas de disseminação de conteúdo sigiloso é o da mídia social, como o Facebook. Apesar de não comentar a sua atuação na Fox por questões de sigilo contratual, o indiano Nigam ressalta que os estúdios de cinema começaram a dividir com mais rigidez as fases de produção de suas obras. A cada fase de desenvolvimento de um projeto, profissionais-chave são designados para o controle e a segurança. Nas ilhas de edição e sonorização, um complexo jogo de senhas envolvendo o número de social security (documento semelhante ao nosso CPF) dos editores foi criado para o acesso aos arquivos digitais de áudio e vídeo. Isso é prática comum hoje na indústria do entretenimento. Nem mesmo os roteiros de filmes e seriados foram poupados da sanha fiscalizadora. De acordo com Nigam, uma prática comum é a de in-

serir chaves de segurança nos documentos eletrônicos dos roteiros. Essas chaves têm a função de corromper o arquivo caso alguém tente copiá-lo. Segundo Bryan Ellenburg, vicepresidente de distribuição e segurança de conteúdo da Paramount, os momentos críticos na distribuição de um filme são dois: a primeira semana no cinema e o pré-lançamento do DVD e Blu-Ray. É quando, respondeu ele por e-mail a INFO, costumavam ocorrer os vazamentos mais graves. Não há fórmula eficaz para conter a pirataria. Um estudo da consultoria Frontier Economics, de Londres, estima que o custo da pirataria de produtos digitais tenha sido de 35 bilhões de dólares em 2008 (aí incluídos não só produtos de entretenimento, mas também da indústria de software). Poderá subir a 240 bilhões de dólares em 2015. Em 2010, o filme mais pirateado foi Avatar, com 21 milhões de downloads ilegais. No

mais segurança Na estreia de

Jogos Vorazes os convidados deixaram os celulares na portaria para evitar fraude

ano passado, Velozes e Furiosos 5 teve 9,3 milhões de downloads. “A capital mundial da pirataria de filmes ainda é Nova York”, disse a INFO Ernesto, pseudônimo de um usuário do site TorrentFreak.

Mestres da paraNOIa Hollywood foi bater à porta do Vale do Silício em busca de receitas antipirataria. Em dezembro de 2011, no Hotel Hilton, em Los Angeles, o executivo Aaron Kornblum, diretor de segurança da Microsoft, deu uma concorrida palestra a executivos do entretenimento sobre os processos de segurança empregados no lançamento mundial do Kinect, o sensor de movimento para o Xbox 360 e Windows. Executivos da Warner Brothers visitaram a Apple,

74 / INFO Maio 2011

IN316_Seguranc a Hollywood.indd 74

4/25/12 7:12:35 PM

MAI-316  
MAI-316  

Revista INFO 316, de MAIO de 2012

Advertisement