Issuu on Google+

ED#89 A REVISTA DE MATO GROSSO DO SUL

EM PAUTA Destination Wedding: para quem quer aliar uma viagem inesquecível ao casamento dos sonhos. DECORANDO Saiba como utilizar a iluminação a favor da decoração TOP ÍMPAR Louco por massas? Confira as dicas que separamos para você

ROSE MODESTO Mulher de fé, força e trabalho

ANO 11


ED#89 E XPEDIENTE PUBLISHER GRAZIELLE MACHADO HERLON ZAPAROLI revistaimpar@revistaimpar.com.br CHEFE DE REDAÇÃO KASSANDRA CAMPOS MTB: 847/MS kassandracampos@revistaimpar.com.br ESTAGIÁRIAS DE REDAÇÃO CAROLINE CARVALHO FERNANDA FREITAS redacao@revistaimpar.com.br DIRETOR CRIATIVO VINICIUS RIGO criacao@revistaimpar.com.br EXECUTIVA DE CONTAS MAYARA OLIVEIRA atendimento@revistaimpar.com.br IMAGEM GIULIANO LOPES E MARCOS VOLLKOPF ATENDIMENTO CLIENTE E LEITOR ADRIANA RODRIGUES ALVES cliente@revistaimpar.com.br IMPRESSÃO GRAFF GRÁFICA E EDITORA

REVISTA ÍMPAR Rua Theotônio Rosa Pires, 485 - Itanhangá Park 79004-340 / Campo Grande – MS +55 (67) 3382-2110 Os textos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião da revista.


ABRE ASPAS

foto Giuliano Lopes

RETROSPECTIVA 10 ANOS

WHELTON BORGES O jornalista Whelton Borges, mesmo trabalhando de manhã e a tarde e dividindo-se como assessor parlamentar e diretor de Comunicação e Marketing de uma entidade filantrópica, sempre arranja tempo para fazer o que gosta. Trabalha com dedicação e paixão, e carrega sempre um sorriso no rosto pelas boas histórias provenientes de suas leituras. Gosta de cozinhar e não deixa de mencionar seu fascínio por temperos para uma boa gastronomia. Valoriza a boa companhia e a fé em Deus. NA FOTO EDIÇÃO 62 – ANO 7

E de repente por um convite da Revista Ímpar, parei para analisar, refletir e olhar os últimos dez anos da minha vida. Confesso que no dinamismo e na velocidade que nos envolvemos nas tarefas do dia a dia às vezes esquecemos de olhar um pouquinho para o passado e realizar nossa própria retrospectiva. Mas, posso dizer que foi uma década de grandes mudanças, no campo profissional e principalmente na vida espiritual. Por 12 anos, tive o privilégio de assessorar uma grande personalidade política do nosso Estado. Foram momentos de crescimento e aprendizado que levarei sempre comigo. E como a renovação e a transformação são características infalíveis da vida, não foi diferente comigo. Este ano tudo mudou! Iniciei uma nova trajetória profissional no mesmo segmento, assessoria política, porém com novos desafios e outros prismas. No início, aquele frio na barriga, um novo grupo, propostas, uma nova família, mas com a certeza de que nosso Pai Maior sempre reserva o melhor para cada vida. E não posso negar que, a cada dia, o entusiasmo e a paixão pelo que faço aumenta cada vez mais, principalmente pelo conhecimento e simplicidade que minha nova assessorada tem ao conduzir seu mandato como deputada estadual. Nos últimos anos, também me aproximei mais do trabalho que realizo no setor de comunicação e marketing de uma entidade filantrópica, em Campo Grande. Vejo a importância do Terceiro Setor, no sentido de preencher uma lacuna que dificilmente os outros setores conseguem suprir, que vem a ser o olhar solidário e sensível em ajudar de forma eficaz a população carente, que em sua grande maioria ainda está acompanhada por alguma enfermidade. Ações como estas nos faz despertar as mais puras emoções e diminuir o individualismo que a sociedade capitalista impregna aos nossos valores. Não poderia deixar de mencionar alguns valores que tomei consciência numa forma mais apurada, ou melhor, que tenho feito valer na prática. Valorizar e compartilhar a vida e os bons momentos com amigos e principalmente com a família. Não os troco por nada! Sobre a fé, a espiritualidade e, a este Deus misericordioso que nos rege, nos ama e nos protege constantemente, ah, ele tem ocupado o melhor e maior espaço em minha vida e, à Ele vou continuar seguindo por quantas décadas a minha vida tiver história neste plano.


ÍNDICE

#89 06

EXPEDIENTE

08

ABRE ASPAS

12

DE PERTO

14

EM PAUTA

20

COMPORTAMENTO

32

SAÚDE

34

BEM ESTAR

36

ARTIGO

38

DROPS

44

CENÁRIO

52

VITRINE

56

PERSONALIDADES

66

MEIO JURÍDICO

68

TOP ÍMPAR

70

DECORANDO

74

EVENTOS

90

ÍMPARES

14

EM PAUTA Na praia, no campo ou no exterior: conheça histórias de casais que optaram pelo destination wedding

32

SAÚDE Entenda os tipos de intolerância à lactose e saiba como diagnosticá-la

46

TURISMO Resort Kiaroa, no sul da Bahia, garante um cenário paradisíaco e oferece atividades para todos os gostos

58

ENTREVISTA A deputada estadual Antonieta Amorim fala sobre sua trajetória política e quais são seus projetos atuais

10 Ímpar


de perto

texto Kassandra Campos | foto Leca Photos


ROSE MODESTO Olhar apurado, comprometimento e dedicação Uma mulher dedicada, sensível e capaz de sorrir com os olhos. Assim é a professora Rose, como prefere ser chamada a vice-governadora e secretária de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, Rose Modesto. Mesmo com tão pouco tempo na vida pública, ela já mostrou que sabe fazer política e que o importante é trabalhar. “A política é um instrumento capaz de transformar vidas, mas a política boa, séria, a política saudável, focada na boa gestão do dinheiro público”, enfatiza a vice-governadora. Professora por formação, ela sempre se dedicou às salas de aula e nunca teve pretenção de seguir carreira política. Segundo ela, as coisas foram acontecendo. Ao dar aula em regiões humildes da Capital, Rose teve a oportunidade de conhecer de perto a realidade desses alunos e pôde perceber que muitos iam só por causa da merenda. Foi aí que decidiu criar um projeto social na escola, que utilizava a música para trabalhar a autoestima dos alunos e despertar o interesse pelas aulas. Deu tão certo que foi convidada pelo prefeito da época a implantar o projeto em outras escolas da cidade. Essa ação acabou projetando-a no âmbito político. “Nunca tinha me imaginado na política, mas depois disso meus colegas professores entenderam que eu poderia ser uma representante importante na Câmara para os debates relacionados à educação e cultura”, conta Rose, que em sua primeira candidatura teve uma votação expressiva, sendo eleita como a mais votada do PSDB e, posteriormente, reeleita como a segunda mulher com maior número de votos do Estado. Hoje vice-governadora, ela acredita que Deus é quem direciona as coisas e que nada acontece por acaso. Para Rose, ter o olhar de um homem e uma mulher no Governo do Estado é benéfico para Mato Grosso do Sul. “Reinaldo é sério, equilibrado, tem os pés no chão e não dá um passo se não tiver convicção de que será bom para o povo. Já o olhar da mulher, meu juntamente com o da Fátima, primeira-dama, está na sensibilidade, naquilo que muitas vezes poderia passar despercebido. E é por este motivo que Reinaldo me deu a missão de olhar para as subsecretarias para tratar de questões relacionadas a mulher, a juventude, o negro e o índio”, comenta. Ao ser questionada sobre qual foi seu maior desafio como agente política, Rose nem precisou pensar e logo respondeu: “Com certeza colocar em prática aquilo que foi falado durante a campanha. E eu tive a alegria de poder realizar, mesmo que em pequenas proporções”. Mesmo com toda a correria de início de governo, nos momentos de folga Rose procura sempre separar um tempinho para se distrair e cuidar de si. Gosta de ir ao cinema, ouvir uma boa música, participar da comunidade em que congrega e estar junto à família, nem que seja por alguma horas, já que os pais moram próximos à Capital. Para relaxar, nada melhor que um violão na mão. “Música cura a alma da gente, é terapia para mim”, finaliza ela.

modelo ROSE MODESTO fotograf ia capa ALEXIS PRAPPAS

Ímpar 13


eM eM pAUtA pAUtA

texto Kassandra Campos fotos divulgação

Escolha a data, o destino e embarque numa viagem inesquecível rumo ao altar


A troca de alianças é um momento especial na vida de um casal e marca o início de uma nova jornada. E idealizar um momento mágico para celebrar a união ronda a cabeça de muitas mulheres. Algumas sonham que o amor seja selado com uma grande festa, cheia de luxo e muita pompa, outras já preferem que seja num cenário paradisíaco ou histórico e com pouquíssimas pessoas.

Agora, imagina poder aliar o casamento dos sonhos a uma viagem inesquecível. Essa é a proposta do Destination Wedding, que tem conquistado cada vez mais adeptos no Brasil e no mundo. Os noivos escolhem o destino, idealizam a cerimônia e viajam com o objetivo de se casar. A ocasião se torna um momento único, onde a comemoração é realizada durante toda a viagem, desde o embarque até a volta.


Além de ser uma ótima oportunidade para o casal desfrutar com mais tempo da presença dos convidados. O destino deve ser escolhido com cautela, os noivos devem levar sempre em consideração o quanto estão dispostos a investir. O cerimonialista e consultor internacional Antonio Osmanio Martins revela que, por incrível que pareça, realizar um casamento em cidades turísticas ou litorâneas aqui no Brasil, como, por exemplo, no Nordeste, pode ficar muito mais caro que optar por um destino no exterior. Isso devido os valores dos resorts e das passagens nacionais, que dependo do trecho escolhido, podem ter o preço mais elevado que uma passagem internacional. O que também influencia os gastos são o que os noivos desejam para a realização da cerimônia e da quantidade de pessoas que irão convidar. Um destination wedding, geralmente, é mais intimista porque nem todos que são convidados estão dispostos a investir a quantia necessária para custear o transporte e a estada no local. No caso de acontecer no exterior, Antonio explica que pode haver uma grande economia por parte do casal. “Por mais que eles arquem com as despesas pessoais, a locação do espaço no exterior 16 Ímpar

não tem o preço tão elevado, uma vez que os hotéis já possuem capela para mini wedding e salão de festa destinado a um número menor de pessoas”, afirma. Porém, o profissional alerta para algumas dificuldades que podem vir a aparecer quando o local do casamento é escolhido em lugares paradisíacos, como praias e montanhas, que em geral são afastados do grande centro e possui falta de infraestrutura e mão de obra para atender as demandas de um casamento. “O que dificulta, por exemplo, a contratação do decorador, cabeleireiro e maquiador”, ressalta Antonio. Para que tudo saia como desejado, profissionais da área de eventos aconselham planejar e organizar o destination wedding com pelo menos seis meses de antecedência. Tempo ideal para correr atrás de documentos necessários, contratar um especialista no assunto, comprar passagens, reservar hotel e providenciar transportes. Essa antecipação pode até render reais a menos na despesa total do destination. Conheça as exeperiências de quem embarcou nesta viagem rumo ao altar.


fadas

Conto de

Lidar com a ansiedade meses antes do casamento já é algo difícil, agora imagina se ele estiver marcado para acontecer no jardim de um castelo, na Itália, no dia 13 de julho deste ano. Até parece cenário de conto de fadas, mas esse foi o local e data escolhidos pela empresária da área de estética de Campo Grande, Aline de Sousa Ferreira, para celebrar e oficializar a união com o também empresário, Leandro Oliveira. O sonho de uma cerimônia de casamento sempre esteve presente na vida de Aline, mas estava longe de ser uma grande festa, com muitos convidados e a alta sociedade. Para o casal, o glamour necessário está no jardim do castelo Papadopoli Giol, com uma cerimônia mais intimista, sob o pôr do sol, com decoração simples e um jantar especial. Como boa parte da família reside lá, os noivos viram que seria a oportunidade de realizar o casamento num local dife-

rente, bonito e romântico. “Decidimos fazer na Itália porque vamos unir o útil ao agradável. Viajar, passear e viver o sonho de casar em um castelo. Antes eu achava que era coisa só de filme, mas depois de calcular o quanto gastaríamos fazendo uma cerimônia aqui em Campo Grande, vimos que valeria a pena e ainda sairia mais barato”, conta Aline, ainda deslumbrada com o que está prestes a acontecer. Ela diz que o primeiro passo foi escolher o destino e depois definir o que queriam para o grande dia. Para os gastos não saírem do controle foi elaborada uma planilha, onde todas as despesas são anotadas. “Essa foi a forma que encontramos para não gastarmos além da conta”, afirma a empresária. Com tudo idealizado em sua cabeça, Aline faz questão de participar de cada detalhe e escolha, e o que acontece longe dos olhos dela, a irmã manda por foto ou vídeo. Do Brasil, os noivos levarão somente as roupas para o grande dia, a decoração da cerimônia, que a noiva faz questão de escolher, e o fotógrafo, peça fundamental em um destination wedding. O ensaio que não pode faltar será realizado em duas cidades italianas e a lua de mel será num cruzeiro pela Itália, Grécia, Turquia e Croácia.


mar

À beira

Após 10 anos de namoro, Patricia Costa e Cassiano Pereira decidiram que era hora de dividir a vida juntos. Apesar de uma cerimônia de casamento, com festa e tudo que se tem direito nunca ter sido o sonho do casal, eles optaram em fazer tudo como manda o figurino. “Era um momento tão importante nas nossas vidas que merecia ser compartilhado com as pessoas que mais amamos”, conta Patricia. Mas como decidir qual seria o melhor local para realizar o casamento se eles estavam morando em Anápolis/GO, a família de Patricia em Campo Grande/MS, a de Cassiano no interior de São Paulo e os amigos espalhados pelo Brasil? Foi aí que Patricia pensou: “Porque não fazer o casamento em algum lugar diferente e que seja neutro e agradável para todos, como Juquehy, litoral norte de São Paulo?”. 18 Ímpar

Definido o destino, começaram os preparativos. Foram 10 meses de antecedência, mas Patricia estava tão envolvida no curso de formação militar que não tinha tempo e nem cabeça para organizar qualquer coisa, ainda mas em outra cidade. Nessa hora, contou com ajuda da mãe para acompanhar tudo de perto e de duas amigas, que na época estavam trabalhando com eventos. A cerimônia foi realizada em uma capela à beira mar, próxima a pousada onde estavam hospedados e que aconteceu a festa. “Foi uma comemoração pequena, apenas para familiares e amigos mais íntimos. O bom é que alguns convidados aproveitaram o convite e chegaram uns dias antes para curtir a praia”, lembra Patricia. “Tudo foi maravilhoso, como não idealizei nada também não criei expectativa. O que levo dessa experiência foram os momentos inesquecíveis que passamos ao lado daqueles que mais amamos”, conclui.


Cheia de

significado

Ela uma brasileira morando em Sydney, ele um australiano. Ambos com o objetivo de selar a união, mas com um detalhe importante: apresentar os pais da noiva aos pais do noivo. Uma celebração simples, cheia de significado, sem estresse ou mega produção, esse era o desejo de Caroline Zatt e Alexander Richardson. “Não queríamos fazer um evento para agradar os outros convidados. Era somente para nós e nossos pais, para curtirmos o momento sem interferências”, conta Carol. E advinha? Eles que estavam do outro lado do mundo escolheram desembarcar aqui, no nosso Estado, em Bonito. Ao chegarem já puderam aproveitar o local sem se preocupar com os detalhes da cerimônia, que foi realizada na Praia da Figueira. “Já tínhamos contratado o fotógrafo, alguém para

fazer a decoração e o cerimonialista, que foi essencial para realizar a cerimônia bilíngue, pois só assim nossos pais puderam entender o que estava acontecendo já que são de nacionalidades diferentes”. Após oficializar a união, o casal e os convidados realizaram um ensaio fotográfico para registrar de maneira descontraída a felicidade que transbordava corações. Conheceram as belezas naturais e desfrutaram da tranquilidade e da cultura do local, mas as comemorações não pararam por ai. Saindo de Bonito, viajaram ainda por algumas cidades do Brasil e embarcaram para a lua de mel no Peru, Bolívia e Chile. “O destination wedding é uma oportunidade única de focar no que você quer, sem ter a pressão de outras pessoas, além de dar a liberdade de criar uma situação fora da sua rotina. Todo mundo concorda que quando viaja de férias fica mais relaxado e se sente mais feliz. Então, porque não aproveitar esses benefícios em um dos dias mais especiais de sua vida?,” aconselha Caroline.


COMPORTAMENTO

texto Kassandra Campos | fotos Giuliano Lopes

O LOIRO DA VEZ Cabeleireira conta à Ímpar o que vai fazer a cabeça das mulheres nessa estação Se tem uma coisa que a loiríssima Ana Paula Kamy entende é de cabelo. Cabeleireira há 14 anos, ela reconhece a importância de estar sempre antenada e pronta para repassar tudo às suas clientes. A cada seis meses faz cursos e viaja atrás de tendências, o último foi de coloração, na renomada Clínica das Loiras, em Natal/RN. Atualmente atuando na Depillare, Ana Paula garante que o loiro continua em alta neste outono/inverno, mas com pequenas variações. “Com duas ou três cores, a raiz mais escura e as pontas mais claras. Tudo muito sutil. Uma ótima dica é usar o clareador com dourado e acobreado, que estarão com tudo na estação”, revela. Para as mulheres que não são loiras e querem clarear as madeixas, a cabeleireira aconselha começar devagar, com mechas bem finas feitas com tintura ao invés do pó descolorante. Ana Paula também chama atenção para os cuidados que o cabelo loiro exige. “Para manter o brilho e a saúde dos fios, o ideal é que tenha-se em casa um bom shampoo, máscara de tratamento e ampola, e a cada 20 dias realizar uma hidratação mais profunda no salão de beleza”, aconselha a cabeleireira.

20 Ímpar


“VALE RESSALTAR QUE CONTINUA EM BAIXA CABELOS DE UMA ÚNICA COR, MONOCROMÁTICO DESDE A RAIZ ATÉ AS PONTAS. PORÉM, RAIZ NATURAL CONTINUA EM EVIDÊNCIA”. Morena iluminada De acordo com a cabeleireira, este cabelo é uma boa dica para as morenas que querem acompanhar a tendência. “É uma mudança sutil, que utiliza raiz natural e pontas levemente clareadas. Nada marcado! Um degradê suave, normalmente em três tons: caramelo, bege e dourado, que proporcionam um efeito iluminador”.

B

Raiz natural Essa dica é para quem gosta de um efeito praia mais descolado. “Preservando a raiz natural, nesse loiro foi utilizado mechas claras em três tonalidades diferentes e várias espessuras, sendo que um dos tons de loiro adquirido foi feito com descolorante”, revela Ana Paula.

D Loiríssima “Essa é uma tendência que chegou para conquistar a cabeça das brasileiras. É um estilo mais ousado, com mechas mais próximas da raiz e camadas levemente marcada na extensão até o clareamento total das pontas. A técnica utilizada é das mechas trifásicas que neutraliza as outras tonalidades de cor”.

Ostentação “Um loiro chique e glamouroso, que celebridades internacionais ostentam e que proporciona requinte à aparência. Ele é feito com técnica invisible highlight responsável por criar mechas finíssimas e intercaladas, que dão um up no cabelo monocromático”, explica Ana Paula.

Ímpar 21


COMPORTAMENTO

texto Fernanda Freitas | fotos Giuliano Lopes

AMOR PELO QUE FAZ Advogada abre as portas do escritório para falar sobre os novos planos Prestes a inaugurar mais uma filial, dessa vez em Lisboa, a advogada Jane Resina, sócia-proprietária do Resina e Marcon Advogados Associados, inspira qualquer pessoa com a sua autoestima e confiança. Dona de uma bagagem profissional incontestável, Jane se prepara para mais uma etapa de sua vida, o doutorado. Batalhadora e bem resolvida, está sempre disposta a atender os incontáveis clientes, seja nos finais de semana ou feriados. ‘’Meu celular não fica desligado. Nas minhas férias eu fico o tempo todo online.’’ De personalidade ímpar, a advogada costuma ser bem clara e direta. Ela acredita que a disciplina e o estudo contribui e muito na hora de prestar uma assessoria jurídica. Mãe de duas moças e avó de três crianças, Jane divide o tempo livre entre a família e os amigos. Para se divertir prefere lugares calmos e com som ambiente. Uma prioridade em sua vida são as viagens. Ela conta que já esteve em lugares incríveis e que em uma dessas viagens conheceu o sul da França e Escócia, abordo de uma casa-barco que percorre os rios das belas cidades europeias. A profissão a fez tomar gosto pela leitura. Livros com conteúdo técnico ou especializado na área jurídica tem sido seus queridinhos, mas confessa que paralelamente lê dois ou três livros de uma só vez. Uma maneira de relaxar!

22 Ímpar


“EU GOSTO MUITO DE LER, FICAR COM MINHA FAMÍLIA E VIAJAR” Você pode falar com Deus Para não esquecer a importância da oração diária, Jane conta que mantem o livro, que ganhou de amigos, na cabeceira da cama. “No livro, o autor ensina a rezar através de exemplos concretos e mostra que a oração estabelece um canal de comunicação direto e verdadeiro com Deus”, enfatiza ela.

B

E Agora? Publicado com a intenção de auxiliar o cidadão a sanar as questões sobre direitos e deveres, o livro esclarece, com perguntas e respostas dúvidas comuns do dia a dia. Com linguagem clara e objetiva, aborda temas jurídicos e de interesse coletivo, por exemplo, como se portar diante de um conflito ou impasse. O livro é organizado por Resina & Marcon Advogados Associados.

D A Bola de Neve Warren Buffet e o negócio da vida Nesse livro, a biografia de Warren Buffet é contada pela autora Alice Schroeder que se aprofunda na vida do empresário revelando sua personalidade, seus méritos e devaneios. Jane destaca que a obra é uma verdadeira aula de negócios, mostra a conduta ética e disciplinada do biografado. ‘’Vale a leitura!’’, recomenda a advogada.

Steve Jobs Um dos livros mais lidos nos últimos tempos! O autor colhe entrevista com Jobs por dois anos, além de amigos, familiares, colegas de trabalho e, claro, concorrentes. A biografia que foi escrita à pedido de Steve, mostra a personalidade difícil, carismática e incomum do homem mais admirado do mundo tecnológico.

Ímpar 23


COMPORTAMENTO

texto Fernanda Freitas | fotos Marcos Vollkopf

BEBÊ A BORDO! Blogueira dá dicas valiosas paras as mamães vaidosas! Ao bater o olho na jornalista e blogger Carmen Juliana, logo se percebe que as características que a definem são simpatia e alto astral! Grávida de sete meses, a mamãe de primeira viagem não vê a hora de ter Luísa em seus braços. Dona de uma agenda lotada de compromissos, Caju, como é chamada pelos amigos, tem uma vida agitada, mas para o bem da princesa que está a caminho, já pensa em diminuir o ritmo acelerado de trabalho. ”Pretendo mudar muito, dedicar o meu tempo só pra ela.” No começo deste ano, Carmen Juliana lançou o blog Caju in dica. Com dicas de moda, beleza, cuidados com o corpo, viagens e etc. O blog possui mais de 114 mil seguidores do mundo todo. Vaidosa, Carmen Juliana posta dicas do quem tem feito para ter uma gestação saudável e também para os cuidados da pele, já que a gravidez, por melhor que seja, muitas vezes pode deixar algumas marquinhas indesejáveis. O diferencial da Caju está na responsabilidade de indicar produtos para as seguidoras, a blogueira testa todos, e só recomenda se gostar da ação e ver resultados. Confira o que Carmem Juliana utiliza para cuidar do corpo enquanto espera Luísa. 24 Ímpar


TUDO QUE EU FIZER DAQUI PRA FRENTE VAI SER PENSANDO NA MINHA FILHA.

Gel Anti-Estrias “Super indico para quem não é fã de cremes e óleos que melecam o corpo!” O produto seca rápido, hidrata bem a pele e não possui cheiro, perfeito para quem costuma enjoar com determinados tipos de perfume. Além disso, tem um bico dosador que facilita muito a manipulação e evita o desperdício.

Luciara Esse creme ajuda a prevenir estrias durante a gravidez. Possui uma ação chamada Hidrodual, que hidrata profundamente prevenindo o aparecimento dos sinais tão indesejáveis. O produto não contém perfumes, conservantes, lanolina, álcool, entre outras substâncias cosméticas. “As grávidas procuram muito por ele, mas pode ser usado depois da gravidez também”, ressalta Carmen.

Bálsamo Para Amamentação Além de dar aquela sensação gostosa de pele hidratada, ele ameniza a sensação de pele esticada e irritada, além de nutrir, graças à ação da lanolina, ativo de origem natural. Este bálsamo é compatível com a amamentação, por isso nem precisa ser removido antes da mamada.

Azelan “Minha dermatologista indicou o Azelan para tratar manchas e espinhas que insistem em  não entender que já passei da adolescência!”, conta Carmem. O creme é muito indicado para o tratamento da acne leve e moderada, além de desordens da pele e queda de cabelo. Elimina os radicais livres, o que ajuda na “luta” contra o envelhecimento da pele. Também tem potencial anti-inflamatório  e pode ser usado na gestação sem problema algum. 

Ímpar 25


ENSA IO

texto Kassandra Campos

Mulheres fortes, destemidas e competentes, que buscaram seu espaço em diferentes áreas de atuação. Cada uma com sua peculiaridade e experiência de vida. Elas são mulheres de negócios, que atuam com destreza no campo profissional e ainda se desdobram para cuidar da família. Possuem paixões, sonhos, anseios e, o mais importante, determinação. Nesta edição, a Ímpar apresenta uma releitura da 5ª edição da exposição “Molduras Plaenge – Ensaios da Vida”, com personalidades que de alguma forma contribuem para uma sociedade melhor.


MÁR CIA ROLON foto Gugu Seppi

Ímpar 27


MÁR CIA REGINA MENDES IBRAHIM foto Marcus Moriyama

28 Ímpar


MARIANA MORATO foto Guilherme Molento

Ă?mpar 29


CÉL IA APARECIDA ZANETTI foto Marcos Vollkopf

30 Ímpar


SÔNIA CHINZARIAN MIGUEL foto Guilherme Molento

Ímpar 31


SAÚDE

texto Kassandra Campos | foto Divulgação

INTOLERÂNCIA À LACTOSE

Conheça os sintomas e as formas de diagnosticar esta doença, que é facilmente confundida com outras disfunções Basta consumir um copo de leite ou algum de seus derivados para os sintomas aparecerem: dores abdominais, inchaço, diarréia, náuseas e, as vezes, até vômito. Esses são os efeitos colaterais causados em quem possui intolerância à lactose, que acontece quando o corpo é incapaz de digerir determinado tipo de açucar encontrado no leite e em outros produtos lácteos. A nutricionista funcional Ticiane da Cruz Croda explica que existem três tipos de intolerância: a primária, que é resultado do envelhecimento e muito comum em pessoas idosas; a secundária, resultado de doenças ou ferimento; e a congênita, quando a pessoa nasce com o problema. Porém, a intolerância à lactose pode ser facilmente confundida com outras doenças e disfunções, como a síndrome do intestino irritável, doença de crohn ou alérgias alimentares - devido aos sintomas causados.

Como diagnosticar? A nutricionista conta que o diagnóstico é feito através de exames específicos. 32 Ímpar

- Exame de tolerância à lactose, que é realizado por meio da coleta de sangue que verifica a quantidade de glucose na corrente sanguínea após o paciente ingerir uma espécie de líquido rico em lactose. - Exame de hidrogênio expirado, em que o paciente também ingere um líquido com alta quantidade de lactose para que seja feita análise da quantidade de hidrogênio expelido pelo hálito do paciente. - Exame medidor de ácidos, que consegue identificar o nível de acidez produzido pelo organismo. Segundo estatísticas, 70% dos brasileiros apresentam algum grau de intolerância ao ingerir leite ou derivados. Quando isso acontece o melhor a fazer é buscar consumir outras fontes de cálcio, que podem ser encontradas em algumas frutas, vegetais verde-escuros, oleaginosas e outros. “Muitas vezes o cálcio presente em alguns vegetais, como por exemplo o brócolis, é melhor absorvido do que aquele encontrado no leite”, conclui Ticiane.


BEM ESTAR

texto Kassandra Campos | foto Divulgação

EXERCITE-SE Descubra o prazer de realizar atividades físicas ao ar livre e veja quais são os locais mais indicados para a prática na Capital

Criar uma rotina para praticar atividades físicas nem sempre é tarefa fácil. O primeiro passo para deixar o sedentarismo de lado é procurar opções que mais se encaixam ao estilo de vida de cada um. Enquanto uns preferem o ambiente de academia, fechado, com ar condicionado e televisão, outros gostam mesmo é de exercitar-se ao ar livre, estar em contato com a natureza e sentir o vento no rosto. Para o produtor cultural Leandro Caminha, que viaja bastante devido a rotina de trabalho, a atividade física ao ar livre funciona muito bem, pois alia disponibilidade de horário e qualidade de vida. “Posso treinar sempre que estou livre, no ar puro, e ao som que eu me proponho a escutar. A prática de atividade física demanda atenção e concentração, ainda mais quando falamos de respiração, por isso não acredito em quem vai para academia e assiste televisão enquanto malha”, conta rindo. Adepto de exercícios funcionais e corridas, Leandro gosta de variar as paisagens e locais que costuma praticar. “A atividade física dá várias possibilidades sem ser maçante e quando muda o ambiente é muito mais vantajoso, é sempre uma nova”, comenta. Optar por exercitar-se em ambientes abertos traz inúmeros benefícios à saúde fisíca e mental, como: a diminuição dos níveis de estresse, tensão, depressão, além do sol ser fonte de vitamina D, que é responsável por proteger o coração, fortalecer os ossos, e prevenir e controlar o diabetes. Porém, o personal trainer Marcio Atalaia dos Santos chama a atenção para a importância de um acompanhamento profissional para auxiliar na prática dos exercícios. “É necessário para que a pessoa aprenda a executar corretamente a atividade física de sua preferência, evitando lesões. Além de montar um treino específico de acordo com objetivo desejado”, explica o personal. Em uma cidade tão arborizada como Campo Grande/ MS o que não faltam são locais ideais para a prática de exercícios ao ar livre. O personal trainer revela que ambientes externos como praças e parques são propícios para alongamento, caminhada, corrida, Tai Chi Chuan, trabalho de força nas barras fixas, circuitos e outras atividades.

LOCAIS EM CAMPO GRANDE PARA PRÁTICA DE ATIVIDADES AO AR LIVRE: • P ar qu e d a s Na ç õ e s Indíg ena s • A lt o s d a Av enid a A f on s o P ena • P arqu e d o s P od e re s • Or l a Morena • P r a ç a B el mar F id al g o • P r a ç a It anhang á

34 Ímpar


ARTIGO

foto Divulgação

QUEM “SOMOS” EU? Maria Eugênia C ar valho Amaral é mestra e doutora em Ecologia pela U N ICAMP, ar ticulista de periódicos e escritora. Seu blog é w w w.mariaeugeniaamaral.com

A pergunta é exatamente esta: Quem “somos” eu? (O revisor, é verdade, chegou a ficar confuso). Mas vamos entendê-la por partes. O periódico “Popular Science” e o site http://hypescience. com/ têm publicado várias informações instigantes. Selecionei alguns trechos: “Não há absolutamente nada de errado com seu corpo, formado por várias células. Disso você já sabia. O que talvez não saiba é que, para cada célula dele, existem outros 10 organismos que são essenciais para o desempenho de várias de ‘nossas’ funções. Há cerca de 100 trilhões — vamos repetir: 100 trilhões! — de organismos vivendo sobre ou dentro de você neste momento. Eles entram por qualquer entrada de seu corpo e aquilo que você considera ser você é apenas uma fração do que realmente é... você. Nós chamamos este sistema de seres vivos morando em nós de microbiota. Estas minúsculas criaturas contêm cerca de 22 milhões de genes, com seus próprios DNAs, e são fundamentais para vários processos do nosso corpo. Elas auxiliam na digestão, mantêm o sistema imunológico saudável e controlam nossa fome, ajudando a nos fazer sentir ‘cheios’. Elas até podem alterar nosso humor.” Embora apenas 10% de você sejam você, os 90% restantes, formados pelos microrganismos, podem ser modificados. Veja de que forma: “Tudo o 36 Ímpar

que você come afeta sua microbiota. Comidas que possuem prebióticos e probióticos, por exemplo, introduzem novas e saudáveis bactérias. Por outro lado, alimentos processados são tratados com produtos químicos que matam as más bactérias, mas com o efeito colateral de matar as boas também.” Ou seja, não ingerir alimentos processados faz muita diferença sobre “quem vive com você”. Tais revelações (e muitas outras mais) sobre a vida microscópica que, em grande parte, nos controla (pelo menos fisiologicamente) têm feito um rebuliço em nossa mente, tão habituada à sensação de individualidade. Vamos então refletir sobre o significado de “eu sou”: O mestre Houaiss esclarece que “ser” denota “ter identidade, característica ou propriedade intrínseca”. Já o pronome “eu” designa “a individualidade da pessoa humana” e, por extensão, a “forma assumida por uma personalidade num momento dado” (como em “meu eu de outrora não mais existe”). Mais revelador é que a palavra “eu” também designa a “tendência de um indivíduo a não levar em consideração senão a si mesmo; egocentrismo; egoísmo”. É isso! “Meu eu de outrora não mais existe”. Definitivamente, somos não só eu, mas também o outro e muitos mais...


DROPS

texto Caroline Carvalho e Fernanda Freitas | foto Divulgação

NO CINEMA! Com corridas de tirar o fôlego e carros pra lá de espetaculares, o sétimo filme da franquia dá sequência a mais um sucesso de bilheteria. Dirigido por James Wan e escrito por Chris Morgan, Velozes e Furiosos 7 estreia no dia 02 de abril, aqui no Brasil. Pelo trailer dá pra perceber que ação não vai faltar! As cenas começaram a ser gravadas em setembro de 2013 e, dois meses após o início, Paul Walker morreu em um grave acidente de carro. Com o consentimento da família cenas inéditas do ator foram usadas na trama. Com Jason Stathan, Vin Diesel, Michelle Rodriguez e Ludacris, a sequência vai contar ainda com a lutadora de MMA Ronda Rousey.

TULIPA RUIZ PREPARA NOVO DISCO Desde fevereiro, Tulipa Ruiz tem se dedicado a gravação do terceiro disco. Enquanto o Brasil todo estava em ritmo de carnaval, a cantora e compositora paulista se concentrou em um estúdio entre guitarras, bateria e baixo para trabalhar no seu novo CD. Com uma pegada de pop rock suave e com lançamento confirmado para maio, a artista renovou patrocínio com o Projeto Natura Musical que lançou ‘’Tudo Tanto’’, em 2012. Muitos a consideram a próxima grande revelação da música brasileira. Agora é esperar para conferir!

AH! O AMOR... O escritor campo-grandense Ismael Diniz Cardoso lança seu primeiro livro intitulado “Nudez”, publicado pela Life Editora. A obra reúne 75 poesias, divididas em mais de 100 páginas, sendo a maioria delas sobre o amor, em suas mais diversas manifestações. O escritor, de 52 anos, conta que escreve desde os 13 anos, sempre que a inspiração chega a ele. Seu estilo, que ele mesmo define como “romântico”, é inspirado principalmente no cantor Roberto Carlos e no poeta e compositor Vinicius de Moraes, dois sentimentais assumidos. Segundo Ismael, falar de amor em um mundo onde as coisas são tão difíceis é uma atitude nobre. E quem poderá discordar?

ENTRE REALIDADE E FICÇÃO A série House of Cards estreia sua terceira temporada na Netflix (plataforma de vídeos online). O drama político narra a história de Frank Underwood e sua ambição para alcançar um alto cargo público em Washington. A série, que já ganhou três Emmys, obteve grande sucesso de crítica e encantou, inclusive, personalidades políticas reais, como por exemplo o presidente Barack Obama. Na estreia da segunda temporada, ele comentou em seu twitter: “Sem spoilers, por favor”, se referindo a menção de qualquer detalhe sobre ela. E a terceira, o que será que ele vai achar?

38 Ímpar


DROPS

texto Caroline Carvalho | foto Divulgação

DO ANALÓGICO PARA O DIGITAL Para quem é apaixonado por Vinil, mas ao mesmo tempo quer toda a praticidade de poder ouvir suas músicas preferidas em qualquer lugar, agora pode converter seus LP’s para MP3. O conversor, que funciona também como toca-discos, transfere as músicas do aparelho para o computador através de cabo USB. Deste modo, depois das músicas serem convertidas, podem ser transferidas para celular, MP3, tablet e até gravado em CD. O aparelho, da marca Novy, pode ser encontrado no endereço www.lojamaissimples.com.br.

CLUBE DA LUTA EM QUADRINHOS A primeira regra do Clube da Luta é não falar sobre o Clube da Luta. Porém, mesmo depois de 15 anos que o filme foi lançado, os fãs ainda não deixaram de comentar sobre ele. O mesmo vale para Chuck Palahniuk, autor do livro homônimo que originou o filme, que anunciou recentemente a publicação de uma sequência para sua obra. Em Clube da Luta 2, o alucinado personagem Tyler Durden será retratado em quadrinhos. A trama se passa após 10 anos da história original e será ilustrada pelo artista Cameron Sterwart. A série terá 10 volumes e será publicada pela editora Dark Horse Comics ainda este ano.

COZINHA DIVERTIDA Quem gosta de ficar na cozinha e preparar as mais variadas receitas, seja para si mesmo ou para receber os amigos e parentes em casa, vai adorar utilizar esses utensílios criativos para incrementar a cozinha e, assim, inspirar o humor e a criatividade. Foi pensando nisso, que o design Ototo criou uma colher de sopa com o formato do monstro do Lago Ness. Ideal pra quem tem crianças em casa ou simplesmente busca uma refeição mais divertida. Pode ser encontrada no site www.animicausa.com, que entrega para o mundo todo.

NO TEATRO! O distinto monólogo “Um gole e um trago”, estreado em fevereiro, com espetáculos de quinta a domingo, continuará suas exibições, mas agora com o nome “Baixio dos Doidos”. Será apresentado duas vezes por mês, de abril até dezembro. Interpretado pelo músico campo-grandense Begèt de Lucena, o espetáculo narra os últimos 60 minutos de um homem no apartamento onde viveu um grande amor. O ator utilizando da dramatúrgia biográfica, encena sua própria vida, desde o nascimento até o fim do relacionamento. A peça é dirigida por Fernando Lima, Ligia Prieto e Marcelo Leite, e tem produção conjunta entre os grupos Fulano di Tal e Grupo Casa.

40 Ímpar


DROPS

texto Caroline Carvalho e Fernanda Freitas | foto Divulgação

PARA AS MADEIXAS Serioxyl: esse é o nome da nova linha de produtos para crescimento e fortalecimento capilar, desenvolvido pela marca L’Oréal Professional. O kit é composto de shampoo, condicionador, mousse e sérum – que juntos prometem acabar com a baixa densidade e espessura capilar. A queda de cabelo tem diferentes causas, que vão desde o estresse a má nutrição. Em vista desse problema, muitas pessoas buscam remédios caseiros, que nem sempre fazem bem para os fios. O Serioxyl, por outro lado, representa uma grande novidade no mercado e promete, em 3 meses de tratamento, o crescimento de até 1700 fios.

ESTILO: MILITAR Fugindo do tradicional verde-militar, novas estampas camufladas apostam em diferentes cores, que vão desde o nude até as cores mais vibrantes, trazendo mais versatilidade e liberdade. As estampas podem ser encontradas em blusas, casacos e até sapatos. Tudo vale para inovar o guarda-roupa. Neste outono, prefira cores neutras que dão um ar de sofisticação nas estampas, que já são chamativas. Se preferir, use apenas um acessório, como um cinto ou uma bolsa, complementando o look.

SEMPRE ELIS

PELE LISA

Elis Regina, dona de uma voz poderosíssima e capaz de encantar gerações com as emoções transmitidas por suas músicas, é personagem da obra “Elis Regina – Nada Será Como Antes”, escrito pelo jornalista Julio Maria. Para escrever a biografia inédita, o repórter do Estado de São Paulo entrevistou mais de 125 pessoas, como Ney Matogrosso, Ronnie Von, Dona Ercy (mãe de Elis) e outros, que contam fatos nunca revelados sobre a cantora. O resultado, segundo o autor, é um perfil mais humano e descontaminado de paixões ou ódios. Tem mais de 400 páginas e pode ser adquirido nas melhores livrarias.

A linha Nativa Spa Pitaya, de O Boticário, lança mais um produto composto de textura e perfume irresistíveis. Inspirado na fruta asiática pitaya, também conhecida como dragon fruit, o Açúcar Esfoliante Pitaya – item mais vendido da linha - possui uma combinação de óleo e esfoliante com grânulos em tamanho ideal para remover as impurezas da pele. Para deixar o banho ainda mais prazeroso, ativar a circulação e deixar a pele lisinha, a marca lança em edição limitada a Esponja Pitaya, que contém pedaços de espumas encapsulados. A linha toda leva notas de framboesa, morango e cranberry. O resultado é um cheiro inesquecível.

42 Ímpar


cenรกrio

texto Kassandra Camposo | foto Giuliano Lopes


CASA PARK HOME RESTRÔ Com o lema “sinta-se em casa”, espaço vira referência ao aliar boa gastronomia a área verde Um local tranquilo, com um lindo jardim, um bosque e a rusticidade que lembra estar fora da cidade. Essa foi a proposta da empresária da área da gastronomia, Mara Ceolin, ao idealizar a Casa Park Home Retrô que, inicialmente, surgiu para atender a pequenos grupos de amigos de maneira personalizada, valorizando a arte da culinária e os pratos oferecidos, porém de forma intimista. Mas bastou as pessoas conhecerem o espaço para começar a surgir propostas para a realização de casamentos no local. Não demorou muito e lá estava Mara, apaixonada pela arte de realizar casamentos. Especializando-se cada vez mais na área, a empreendedora sabe bem o quer e faz questão de atender e realizar sonhos de casais que se enquadram no perfil do seu empreendimento, que geralmente são pessoas que prezam por cerimônias mais intimistas, ao ar livre, durante o dia e com cardápio personalizado. A inspiração e tipo de atendimento realizado na Casa Park é fruto da experiência que viveu na Europa enquanto realizava cursos de culinária. “Lá eles acolhem as pessoas, não é apenas um negócio. Tanto que no dia do casamento abro a minha casa para receber os noivos”, revela Mara, que reside no próprio local. “Isso virou um ritual, a noiva utiliza os meus quartos, minha sala, acompanha o movimento dos preparativos e ainda utiliza o meu jardim para fazer o ensaio fotográfico”. Como no momento os casamentos são realizados somente durante o dia, para este ano, devido à procura, a empresária tem um projeto de montar um espaço fechado, com acústica, para atender aqueles clientes que querem que a festa se estenda até mais tarde. Porém, os eventos na Casa Park não se resumem somente à celebração de enlaces matrimoniais. O espaço atende aniversários, jantares de negócios, eventos de empresas e pessoas físicas, lançamento de produtos e outras ocasiões, sendo para no mínimo 20 pessoas.

Ímpar 45


TUriSMo

texto Caroline Carvalho fotos Assessoria

KIAROA

Nascido da união perfeita entre luxo e sustentabilidade, o resort é um verdadeiro paraíso em terras brasileiras


Quem não gosta de relaxar junto a natureza para esquecer das inquietudes do cotidiano? Descansar sob as árvores, sentir a água do mar e observar a natureza livre de preocupações? Quem lê algo assim imagina que terá que viajar para muito longe em busca desse objetivo. Porém, cada lugar do mundo tem sua particularidade e, inclusive, no Brasil é possível encontrar magníficas paisagens sem precisar ir muito longe. É o caso da Península de Maraú, localizada no sul da Bahia, que é praticamente um éden brasileiro. Eleita pelo Guia

Quatro Rodas como o lugar eco-turístico mais bonito do Brasil, a Península, sem dúvidas, conserva sua beleza regada por um riquíssimo sistema marinho e uma imensa biodiversidade em sua fauna e flora. Aproveitando a localização privilegiada, o resort Kiaroa não faz por menos: seu lema é oferecer “o melhor da natureza a quem quer o melhor da vida”. Começando pelo nome, inspirado numa pérola negra natural da Polinésia, o resort homenageia diversos lugares do mundo, também contempla-


dos por belezas naturais, assim como, é claro, a própria Mata Atlântica, pela qual o resort está cercado. Prezando pela sustentabilidade, o Kiaroa utiliza energia solar em parte do hotel, assim como o tratamento da água é feita em estação própria. O artesanato local também é valorizado e pode ser encontrado na decoração dos quartos e áreas comuns. O luxo não é deixado de lado e os hóspedes começam a receber um tratamento diferenciado antes mesmo de chegar ao hotel. Trata-se do transporte oferecido para chegar até o local, que pode ser aéreo ou terrestre partindo, respectivamente, do aeroporto de Salvador e de Ilhéus. E, no caso do avião, o resort ainda possui aeródromo exclusivo, que deixa o cliente a apenas 50m da recepção, enquanto o transfer terrestre oferece um verdadeiro tour ecológico por dentro da Mata Atlântica. Somado a isso, o conforto das instalações foi pensado nos mínimos detalhes. Como as roupas de cama em algodão egípcio da conceituada marca Trussardi, os travesseiros em plumas de ganso e os produtos de banho L’Occitane e Bulgari. Completam a experiência um restaurante de padrão internacional, um bar à beira-mar, uma piscina de 800 m², um spa completo com 1000 m² de área construída em sintonia com a natureza e uma grande variedade de opções

48 Ímpar


de passeios. Sem dúvidas, o resultado de tudo isso salta aos olhos e leva a uma experiência inesquecível.

Acomodação

As cinco opções de aposentos são inspiradas em quatro regiões paradisíacas do planeta, como Bali (Indonésia), Malindi (Quênia), Moorea (Polinésia) e ambientes tropicais. A primeira, referente a uma das muitas ilhas da Indonésia,

com areias brancas, densas florestas e templos de pedra, corresponde ao Bangalô Bali Luxo, que possui decoração rústica e oferece dois ambientes: sala e quarto, além de jardim e piscina com deck privativo, e vista para o mar. Na sequência, temos o Bangalô Malindi inspirado na charmosa praia do Quênia. Assim como a África que é conhecida por sua bela fauna e flora, essa suíte também é uma


das mais naturais opções. Apresenta um deck com hidromassagem e esplêndida vista para a floresta. Depois, há duas acomodações inspiradas em Morea, a grandiosa ilha vulcânica localizada na Polinésia Francesa, que são o Bangalô Moorea Luxo e Bangalô Moorea Master. Apesar de ambos apresentarem ambientes parecidos, com quarto e sala, o primeiro oferece vista para o jardim e tem

piscina privativa com deck, enquanto o segundo possui vista para o mar, piscina e jardim privativo de 400 m². Por último, para homenagear o próprio bioma tropical da Mata Atlântica, que cerca os aposentos, há a Suíte Tropical Master, cuja decoração é toda trabalhada para honrar essa atmosfera, com vários elementos naturais, dispõe de duas varandas com deck e vista para o jardim.


O que fazer Pra quem gosta de relaxar curtindo a natureza, participar das mais emocionantes aventuras ou simplesmente conhecer mais a história da região, aproveitando assim suas particularidades, o hotel disponibiliza passeios náuticos e terrestres em diversas localidades do sul da Bahia. Tem para todos os gostos: quem gosta de tranquilidade poderá fazer um mergulho nas piscinas naturais de Taipus de Fora, aproveitar o pôr do sol na Ponta de Mutá, subir nos mi-

rantes da região ou até curtir um jantar a dois à luz de velas em um dos bangalôs. Já os mais aventureiros podem andar de bicicleta nas trilhas que levam até as piscinas naturais ou navegar de Duck em Barra Grande ou Taipus de Fora, entre outras opções. Sem dúvida nenhuma, o Kiaroa Eco-Luxury Tour une o melhor dos dois mundos: ecologia e requinte, tranquilidade e aventura. A união perfeita entre dois pólos opostos, que, como dito no clichê, se atraem e se equilibram.

Ímpar 51


vitrine

texto Kassandra Campos fotos Giuliano Lopes


NOCAUTE PROPAGANDA Inaugurada recentemente pelos publicitários Tadeu Braga e Angela Albuquerque, a agência Nocaute chega com a proposta de descartar a publicidade meramente ilustrativa e apostar na originalidade. A dupla de criação coleciona diversos prêmios na área, como Prêmio Morena de Criação e

J. Barbosa Rodrigues. Angela está no mercado desde 2007 e atuou nas principais agências da Capital. Tadeu possui experiência de grandes centros e trabalhou em agências que atendem grandes contas em São Paulo e Sydney, na Austrália, além de atuar como professor de pós-graduação.

Como surgiu a ideia de criar a Nocaute Propaganda?

Há mais ou menos seis anos, somos dupla de criação. Juntos, trabalhamos em várias agências e sempre deu muito certo. Toda nossa experiência nos preparou e nos amadureceu para essa evolução; uma agência com a nossa cara, onde poderemos colocar em prática nossa forma de trabalhar e o que pensamos sobre fazer propaganda.

Seria por que o trabalho de vocês se propõe a ser agressivo no mercado?

Quais os serviços que a Nocaute oferece?

A Nocaute é uma agência “full service”, ou seja, nosso trabalho contempla as mídias tradicionais (TV, Rádio, Impressos) e as mídias não tradicionais (Ações de Guerrilha, de Ativação), além de marketing direto, promoção de eventos e web. Tudo isso baseado em um cuidadoso trabalho de Branding para zelar pela marca do cliente. A Nocaute não chegou para ser uma gráfica de luxo e a intenção não é oferecer aquele enxoval de peças pré-determinadas sem conhecer a real necessidade do cliente. Nós fazemos propaganda de acordo com o que o cliente precisa comunicar e de olho nas oportunidades do mercado.

Não, ele se propõe a ter impacto. Tanto que nos definimos como uma agência de propaganda, web, promo e “punch” (da linguagem dos ringues, fazendo referência à publicidade que acerta em cheio e surpreende). Queremos chamar a atenção pela qualidade, pela ideia e pela pertinência de cada peça. Publicidade é isso, é a criatividade aplicada e o acompanhamento de todas as etapas do brief até a campanha nas ruas. Só assim é possível impactar, surpreender e trazer resultado.

Pra vocês, qual seria uma boa estratégia para reagir a esse momento de instabilidade financeira?

Sempre é tempo de criatividade. Investir em soluções criativas é, com certeza, o melhor caminho para driblar as dificuldades e se firmar no mercado. Coragem, ousadia e criatividade é o melhor caminho para se manter forte. Não há crise que sobreviva a uma boa ideia

Quais são as inspirações de vocês?

O cotidiano é nossa grande inspiração. Quem trabalha com publicidade trabalha com referência. E disso é feito nosso dia a dia, nossa história, nossos ambientes. Tudo isso enriquece a publicidade que fazemos. Boa parte dos nossos cases de sucesso foram criados usando histórias reais de pessoas próximas. Acreditamos que quando uma campanha vai para o ar, quem assiste se identifica, pois são coisas que não acontecem só com a gente, e acaba aproximando o público do nosso cliente, gerando uma empatia.

Por que Nocaute?

Queríamos um nome que fosse desconexo dos sinônimos de comunicação, mas que tivesse peso e fosse compreendido por todo mundo. Então, surgiu Nocaute, que não está diretamente ligado, mas que tem força e traduz bem o que queremos: brigar pela criatividade.

Ímpar 53


Qual o diferencial da Nocaute, já que vocês ressaltam que querem descartar a publicidade meramente ilustrativa para apostar na originalidade?

Brigamos pela criatividade, pela ideia que vai muito além de um layout bonito. Nosso objetivo ao criar uma peça é tocar quem será impactado com um conceito forte, pensado de um jeito novo. Um novo ponto de vista que traduz a imagem do cliente e do seu produto. Acreditamos que a estética é sim parte da publicidade, mas ela não deve estar acima de um conceito forte e inédito.

O Tadeu possui experiência de outros mercados. Como foi e de que forma isso acrescenta para a Nocaute?

“BRIGAMOS PELA CRIATIVIDADE, PELA IDEIA QUE VAI ALÉM DE UM LAYOUT BONITO. NOSSO OBJETIVO É TOCAR QUEM SERÁ IMPACTADO COM UM CONCEITO FORTE, PENSADO DE UM JEITO NOVO.”

54 Ímpar

Trabalhei em Sydney, na Austrália, com propaganda online. Em São Paulo, que considero ser um dos cinco maiores mercados do mundo, trabalhei em grandes agências e tive a oportunidade de aprender na prática como é criar para grandes contas ao lado de profissionais que hoje estão nos principais anuários de propagada do mundo. Isso tudo fez com que meu senso crítico para publicidade ficasse mais apurado, mais rico em referências. Aprendi a ter segurança no meu trabalho, no que julgo ser ou não criativo, além de ter mais critérios para seleção de fornecedores e parceiros. Isso acrescenta muito na minha carreira e no padrão que buscamos para Nocaute.


PERSONAL IDADES

texto Fernanda Freitas | foto Assessoria

CASSIO REIS Em turnê, o ator Cassio Reis, que interpreta Jonh Adams na peça de teatro ‘Callas’ se apresentou no palco do teatro Glauce Rocha no começo de março. Após passar por 27 cidades em 2014, a peça recomeçou este ano em Campo Grande. O ator que viaja com o espetáculo, contou à Ímpar os planos para 2015. É a primeira vez que você vem à Campo Grande? Não! Essa é a quinta vez, mas é a segunda que estou aqui para fazer teatro. Em 2004 eu fiz “Qualquer Gato Vira-lata” e já fiz alguns eventos também. Fale um pouco sobre a peça que retrata a vida de Maria Callas. A peça se passa numa galeria de arte de Paris em 1977, eu faço o jornalista Jonh Adams, um grande admirador, fã de Maria Callas, que prepara essa exposição em homenagem a ela. Com interesses profissionais de fazer um biografia posteriormente, ele prepara tudo e a recebe um dia antes dessa exposição pra saber se está tudo certo, se ela vai gostar da organização e nesse encontro várias coisas acontecem, ele grava essa conversa e várias revelações e surpresas acabam surpreendendo-a e surpreendendo o público. Como é ser dirigido por Marília Pêra? Maravilhoso! Eu já tinha trabalhado com Marília em ‘Cobras e Lagartos’’, na Globo, conheço ela há muitos anos. Muito preciosa e precisa ao mesmo tempo, rigorosa, ela é um gênio do meio artístico, uma das melhores atrizes do Brasil e do mundo, sabe tudo! Sabe o que está falando e o que está fazendo. Foi uma aula de vida, uma aula profissional que tive a oportunidade de ter. Como foi a preparação para viver o jornalista, John Adams, que você interpreta na peça? A Maria Callas é um personagem que existiu, o meu não existiu. O autor o criou como um jornalista com licença poética. É um personagem que foi criado da junção de todos os amigos, admiradores e jornalistas que entrevistaram Maria Callas, então eu tive dois trabalhos: de criar um personagem junto com o autor e a Marília, e de estudar a personagem de Maria Callas. Eu precisava saber de quem eu estava falando, com quem estava falando e para quem. Foi uma dupla jornada, mas foi um processo muito gostoso de ensaiar. Apesar de ter sido mais difícil estudar os dois personagens, foi muito proveitoso. Quais são seus planos para 2015? Esse primeiro semestre estou focado na peça. Talvez no segundo semestre eu faça um filme, na verdade é um longa, e 56 Ímpar

estou fazendo uma locução para a Globo Sat para um programa que vai estrear em um novo canal, também estou vendo outros trabalhos para TV a cabo. Nessa correria do dia a dia como que você faz para matar a saudade do filho? É divido. Ele passa a semana comigo, quando eu tenho que viajar nos finais de semana, ele fica com a mãe. Quando estou no Rio, ele fica comigo. É assim, temos uma boa relação mesmo com toda essa correria. Faz algum tempo que você não faz novela. Sente saudades de atuar nas telinhas? Tenho saudade de fazer novela, mas durante seis anos fui apresentador. Apresentei o programa da TAM por seis anos, depois fui para a Rede Record, onde apresentei um quadro de viagens no Hoje em Dia, depois apresentei duas temporadas do Ídolos Kids e aí comecei a fazer teatro... Talvez o teatro seja a mais árdua das artes, é mais rigoroso para o artista porque requer mais esforço, dedicação, tem que estar ali, desprendido de tudo para fazer bem o personagem. Então, eu continuo me apresentando nessa peça maravilhosa, que conta uma história linda e verdadeira. Amo o que eu faço. Como tem sido sua relação com as fãs já que o teatro proporciona maior proximidade com o artista? Eu nunca tive problema nenhum em me relacionar com fã, adoro o carinho que recebo. Mesmo antes de fazer teatro, eu sempre viajei, sempre estive em todos os lugares do Brasil, sempre fui muito bem recebido. É sempre uma relação cordial e de carinho, tanto da parte das fãs quanto da minha, é muito bom receber carinho de verdade, e você sabe quando as pessoas gostam de você, do seu trabalho. Você está namorando? Como foi a volta com a Fernanda Vasconcelos? Estou namorando! (risos) Está tudo certo, graças as Deus. Nessa rotina de artista, como você faz para manter a boa forma? Corro, é sempre bom dar uma corridinha. Mas confesso que ando meio sem tempo.


Ă?mpar 57


ENTREVISTA

texto Kassandra Campos | fotos Giuliano Lopes

ANTONIETA AMORIM

58 Ă?mpar


Eleita com mais de 20 mil votos, a deputada estadual Antonieta Amorim é uma das três mulheres que ocupam uma cadeira na Assembleia Legislativa. Engajada há 23 anos como agente política, ela é a primeira suplente do senador Waldemir Moka, foi secretária de Assistência Social, primeira-dama da Capital, presidente do Instituto Mirim e presidente do Fundo de Apoio a Comunidade (FAC). Por gostar do embate, Antonieta sempre trabalhou a favor da vida e contra as injustiças sociais. Gosta de estar em contato direto com a população e acredita que somente assim é possível descobrir a real necessidade do cidadão. Em entrevista à Ímpar, a deputada fala de sua candidatura, de suas preocupações e o que os sul-mato-grossenses podem esperar do seu mandato. Deputada, o que te levou a disputar as últimas eleições? Como uma agente política, militante de um partido, estou sempre à disposição. E o partido avaliou que meu nome vinha ao encontro dos anseios da população, que faltava um perfil de mulher, alguém para atuar mais nas questões sociais. Atendi o chamado e como boa soldada, não fugi do desafio. Na sua opinião, sua candidatura se deve a que? Ao trabalho e ao reconhecimento, que eu tenho certeza que a população sul-mato-grossense teve. São 23 anos de trabalho político. Sou suplente do senador Moka e trouxe muitos recursos para Campo Grande, em torno de 1 milhão. Também fui secretária de Assistência Social, primeira-dama da Capital, presidente do Instituto Mirim, presidente do Fundo de Apoio a Comunidade (FAC). Acredito que meu trabalho deixou um legado diferenciado na área social, eu trabalhei pela vida, e minha proximidade com as pessoas veio num reconhecimento de afinidade, que acabou se transformando em voto. Quais são suas principais preocupações? Uma grande preocupação é o aumento do número de moradores de rua e usuários de drogas na Capital e no Estado. Estou trabalhando não só para contribuir na mudança deste cenário, como também participo de quatro comissões voltadas às questões sociais. Com o conhecimento e o aprendizado que adquiri como agente política e no Executivo, contribuo na elaboração de políticas e propostas de legislação que atendam de forma especial às mulheres e famílias, a educação, ao fomento do turismo, a preservação ambiental e desenvolvimento sustentável. Sempre trabalhei com a população, visitando os bairros e ouvindo as

pessoas, sentindo de perto suas necessidades e a realidade daqueles que o meu mandato representa. A proximidade com as pessoas é essencial para a minha atuação. O que a população pode esperar do seu mandato? Trabalho, muito trabalho. Ativa no gabinete, no momento das sessões, do parlamento e das discussões, independente da área, pretendo sempre estar com a população e fiscalizar a atuação do Poder Executivo. Só assim para sabermos a real necessidade da população para criar emendas e fazer cumprir a lei. Também farei um mandato municipalista, quero cuidar dos municípios. Ajudá-los a levar as demandas tanto para o Governo Estadual quanto ajudar os colegas que estão em Brasília a trazer recursos. E pela experiência que tive no Executivo estou pronta para atuar junto aos prefeitos do interior. É muito importante para o desenvolvimento do Estado o parlamentar ter esse olhar municipalista. A senhora possui algum projeto destinado as mulheres sul-mato-grossenses? Sim. A violência contra a mulher cresce muito a cada dia e isso é fruto da instabilidade financeira e da desagregação familiar. Então, eu criei e já está tramitando na Assembleia a Comissão Permanente dos Direitos da Mulher e Combate à Violência Doméstica e Familiar, que deve ser votado em breve. Assim vou poder trabalhar junto ao Governo do Estado, senadores e deputados federais e criar emendas para que possamos profissionalizar a mulher, melhorar a autoestima e contribuir com a independência financeira, dando empoderamento a essa mulher que sofre agressões, discriminação ou falta de oportunidade. Pois só assim ela conseguirá se defender da situação imposta pelo agressor.

Ímpar 59


As mulheres estão ganhando cada vez mais espaço no cenário político. Como a senhora avalia isso? Vejo isso com muita alegria, mas ao mesmo tempo eu vejo que a mulher para ter voz, ela precisa ter voto. Ela tem que ampliar espaços e ter coragem para se candidatar e ser representante da população. Apesar de ter aumentado o número de mulheres na política, ainda somos poucas. No nosso Estado temos a vice-governadora Rose Modesto, a Simone Tebet no Senado, a Tereza Cristina como deputada federal. Já na Assembleia, de 24 cadeiras, somente três são ocupadas por mulheres e na Câmara, 60 Ímpar

de 29 cadeiras, apenas quatro são de mulheres. Isso quer dizer que ainda é um número mínimo. A sociedade precisa de um equilíbrio desses dois olhares. Friso que buscamos um equilíbrio e não a disputa. Isso é benéfico para a sociedade. Como é a Antonieta fora do cenário político? Dificilmente você vê a Antonieta fora do cenário político. Mas eu gosto de reunir os amigos em casa, de curtir a família, os filhos, o neto, o outro netinho que está quase chegando. Gosto muito de alegria, de sorriso... de ser feliz!


v it rine

texto Kassandra Campos fotos Giuliano Lopes


CÍRCULO DE LÍNGUAS Referência na Capital, o Círculo de Línguas oferece diversas opções para quem tem interesse em ingressar em um curso de idioma. Com cursos regulares e VIP, a escola é capaz de atender desde o aluno que quer realizar o curso completo, como aquele aluno com objetivos específicos, que fará um intercambio ou provas de exame internacio-

nal, como por exemplo o TOEFL. Em entrevista à Ímpar, a empresária e professora de inglês, francês e português para estrangeiros, Tânia Varela, fala sobre os diferenciais da escola, a didática utilizada para facilitar o aprendizado e de que forma ela atua quando o objetivo do aluno é o intercâmbio.

Quais são os idiomas oferecidos?

Inglês, espanhol, francês, alemão, italiano e português a estrangeiros, em todos os níveis.

A qual público é destinado?

A qualquer pessoa a partir de 6/7 anos, desde que já alfabetizada e em fase de letramento. Atendemos crianças, adolescentes e adultos, do principiante ao avançado, do acadêmico que necessita desenvolver apenas a leitura de textos técnicos ao professor de idiomas que busca aperfeiçoamento, do adolescente que quer fazer intercâmbio ao profissional que tem que negociar em língua estrangeira, do turista que precisa apenas de conhecimentos básicos ao interessado em obter um certificado internacional de idiomas.

Qual a metodologia e programa de ensino oferecidos nos cursos de idiomas para jovens e adultos?

Quais os diferenciais do Círculo de Línguas?

Primeiro, os professores que são altamente qualificados e capazes de lidar com as mais variadas necessidades dos alunos, que vão desde as metas mais modestas – como comunicar-se em uma viagem de turismo ou ler textos acadêmicos – às mais desafiadoras, como os alunos principiantes que aos 30 ou 40 anos querem mudar de profissão, tornando-se diplomatas ou professores de idiomas de alto nível. Segundo, é o amplo espectro de possibilidades à disposição do aluno. Dos seis/sete anos à terceira idade, do principiante total ao professor de idiomas que busca aperfeiçoamento e certificação internacional, dos objetivos e interesses mais comuns aos mais singulares, sempre há uma modalidade de curso no Círculo de Línguas que atende a esse aluno. 

Trabalhamos com dois programas principais: o Curso Regular, que é mais estruturado, mas não inflexível, e o Curso VIP, de estrutura aberta e flexível. No Curso Regular são de quatro a 10 alunos por sala que segue o semestre letivo. Desde a primeira aula dos níveis iniciais a ênfase é na conversação, a princípio guiada pelo professor, porém mais livre nos níveis intermediários. Nos níveis avançados, a ênfase é na preparação aos certificados internacionais. Além disso, os grupos intermediários e avançados praticam discussões, mesas redondas e estudos de casos. A modalidade VIP é individual e personalizada. O curso, a metodologia e, às vezes, também o material são totalmente adaptados às necessidades e interesses do aluno, quer sejam para viagens, pós-graduação, negócios, etc. O aluno sugere suas preferências de conteúdo e metodologia, contrata um número de aulas (pacote) e as cumpre conforme sua conveniência. O horário é razoavelmente flexível e o início pode ocorrer em qualquer época do ano.

Qual a didática utilizada para facilitar o aprendizado?

Normalmente, o aluno principiante chega cheio de dúvidas e mitos quanto à aprendizagem de línguas, mas nós trabalhamos para o esclarecimento sobre o real processo de aquisição de um idioma e orientamos sobre métodos de estudos mais eficientes. Nos níveis avançados, os professores auxiliam o aluno a otimizar seu aperfeiçoamento, sugerindo e apontando um caminho que não está nos livros ou sites, preparando-o para situações mais específicas e exigentes. Ímpar 63


De que forma o Círculo de Línguas auxilia o aluno que tem o objetivo de realizar um intercâmbio?

Preparamos o aluno para a sua comunicação inicial no país estrangeiro. E essa preparação vai muito além do vocabulário, das estruturas e expressões idiomáticas, pois dedicamos uma atenção especial às diferenças culturais que, se negligenciadas, podem causar desentendimentos, prejuízos e até acidentes. Também preparamos esse aluno para os exames internacionais de idiomas. Nos últimos quatro anos, os casos mais comuns foram os universitários participantes do programa governamental “Ciência sem Fronteiras”.

“DOS OBJETIVOS E INTERESSES MAIS COMUNS AOS MAIS SINGULARES, SEMPRE HÁ UMA MODALIDADE DE CURSO NO CÍRCULO DE LÍNGUAS PARA ATENDER O ALUNO. ”

64 Ímpar

A escola oferece algum curso focado no exame internacional TOEFL?

Sim, nos níveis avançados preparamos os alunos interessados para o TOEFL e para todos os principais certificados internacionais de idiomas. Desde sua fundação, o Círculo de Línguas obtém com frequência 100% de aprovação anual de seus alunos em todos os exames internacionais (TOEFL, IELTS, FCE, CAE, CPE, DELE, DELF, DALF, etc.), nacionais (CELPE-BRAS - português a estrangeiros, oferecido pelo MEC) e para mestrado ou doutorado.


MEIO JURÍDICO

Texto Kassandra Campos | foto Giuliano Lopes

Henrique Lima

66 Ímpar


Dividindo-se entre a advocacia e a escrita, o advogado Henrique Lima recentemente lançou seu terceiro livro: Tsedacá – Justiça dos judeus, boas obras dos cristãos. Atrás de respostas para suas próprias indagações, Henrique realizou pesquisas e percebeu que tinha em mãos um bom material para escrever sobre o assunto. Em entrevista à Ímpar, ele conta o que é o Tsedacá e o que é fundamental para conciliar as duas paixões.

O senhor é um advogado bastante atuante no mercado e que recentemente lançou seu terceiro livro. Como se divide entre a advocacia e a escrita? Em 2012 estava fazendo um curso em que uma das atividades era colocar no papel os sonhos, os objetivos e as metas pessoais e profissionais, e eu deveria descrever também “quando” e “como” pretendia alcançá-los. Foi então que me dei conta que o tempo estava passando bem mais rápido do que percebia e eu não tinha nem ideia de como iria concretizar o objetivo de escrever livros, que acredito ser um sonho comum dos que gostam de ler bastante. Defini aquilo que é prioridade para minha vida pessoal e profissional, busquei ter disciplina, foco e me esforcei bastante, pois atendo clientes não só aqui no MS, mas também em outros estados. De onde surgiu a ideia de escrever este livro? Os estudos que deram origem a esse livro foram motivados pela intenção de conseguir respostas para as minhas próprias indagações com relação à verdadeira visão bíblica do assunto finanças. No meio evangélico existe um veneno chamado “teologia da prosperidade” que incentiva as pessoas a “darem para receber”, numa espécie de barganha com Deus. Algo terrível. Assim passei a pesquisar o assunto “dinheiro” em textos conhecidos como “clássicos”, dos séculos XVII e XVIII, pois acreditava que eles não estariam contaminados pelo mercantilismo. Pesquisei também em textos do judaísmo e foi assim que cheguei ao princípio da Tsedacá, que os rabinos explicam ser um dos mandamentos divinos mais importantes. Foi surpreendente descobrir que Jesus falou constantemente de Tsedacá. Quando comecei a compartilhar com os amigos sobre o assunto, surgiu a necessidade de escrever o livro. E o que é Tsedacá? Os judeus entendem a Tsedacá como “justiça”, no sentido de que todos devemos obrigatoriamente, não importa se ricos ou pobres, destinar parte de nossas rendas para ajudar os que estão vivendo momento de dificuldade, seja com alimentos, roupa, remédios, etc. A ajuda pode

ser pessoalmente ou também por meio de instituições de caridade. Em nossa cultura, isso é o que nós, cristãos, costumamos chamar de boas obras. Uma das diferenças é que para os judeus a ajuda não deve ser feita com valores irrisórios, que chamamos de esmola. Deve haver proporcionalidade entre a renda de quem dá e o valor doado. Penso que dá para imaginar a surpresa que foi para mim procurar entendimento sobre finanças e chegar ao assunto obras sociais, e ainda fundamentada numa grande quantidade de passagens bíblicas que relacionam prosperidade com a ajuda aos necessitados. Imagino que todos nós, ou pelo menos a grande maioria, ficamos constrangidos de ver, principalmente na televisão, pessoas utilizando o Evangelho para conseguir recursos. Mas o interessante é que no judaísmo existe algo que é semelhante e também ao mesmo tempo muito diferente, se é que me entende. É natural rabinos que são mais intensos do que muitos pastores ao pedir que seus fiéis doem dinheiro, porém no judaísmo isso nem de longe escandaliza. O motivo é bastante simples, o objetivo do dinheiro não é para enriquecimento pessoal do sacerdote ou de seu ministério, mas é para a prática da ajuda aos pobres, conhecida como Tsedacá. Eles levam isso muito a sério e transmitem confiança de que o dinheiro verdadeiramente chegará nas mãos de quem mais precisa, fazendo toda diferença. A que tipo de público ele é destinado? A diversos públicos, mas principalmente aos que querem entender uma das razões porque os judeus são tão prósperos financeiramente e também aos que querem entender, na visão bíblica, qual a postura que devemos ter com relação aos bens materiais. Quais são seus planos para este ano? Existe algum outro tema que deseja abordar em um próximo lançamento? Para este ano e até meados de 2016, continuarei trabalhando numa obra de Direito do Trabalho e também pretendo começar a elaborar um livro de estudos para o Tsedacá, pois existem igrejas trabalhando com ele na forma de reuniões semanais.

Ímpar 67


TOP ÍMPAR

texto Fernanda Freitas | fotos Assessoria

MAMMA MIA! Outono-inverno se aproxima e não há nada melhor que se deliciar com aqueles pratos que deixam a estação ainda mais gostosa! Só de lembrar, dá água na boca! Nesta época do ano, o gosto pelas refeições passa a ser por pratos quentes, como as deliciosas massas. Acredita-se que a gastronomia italiana começou a espalhar-se pelo mundo em 1553, ano do casamento da italiana Catarina de Médici, com o francês, Henrique II. Encorajada pelo poder da família Médici, Catarina determinou os padrões gastronômicos e de refinamento na França, elevando a culinária do norte da Europa a um patamar único e muito

requisitado. Logo depois, se espalhou pelo mundo, e hoje está presente em todos os países. A medida que a cultura gastronômica foi ganhando fama nos continentes, os pratos começaram a ganhar toques da cultura local, recebendo novos ingredientes, como tomates, açafrão, alecrim, berinjela, e, em alguns casos, até pimenta. Presente no cardápio de diversos restaurantes da Capital, as massas se destacam pela elaboração e combinação dos ingredientes utilizados. Pensando nisso, a Ímpar selecionou as melhores e mais apetitosas massas da cidade. Mamma mia!

Fetuccine de Campania Um prato colorido que preza pela harmonia dos ingredientes combinados. Esse é o Fettuccine di Campania que foi introduzido no cardápio no ano passado e caiu no gosto dos clientes de paladar mais refinado. É uma opção mais light, que leva massa integral, tomate pelado, berinjela, manjericão, muçarela de búfala e azeite. O prato irá participar da 10º edição do Festival Brasil Sabor, que acontece de 14 a 31 de maio em todo Brasil. Cantina Romana - Rua da Paz, 237 Jardim dos Estados.

Penne ao Pesto O mais pedido no Jojô! De cozinha contemporânea, mas com tradições italianas, os pratos são tão importantes quanto os clientes. Por isso, o penne é feito com ingredientes ímpares: castanha, nozes, azeite de oliva e massa penne. Para finalizar, um leve toque de manjericão, alho e parmesão. Uma maravilha! Jojô Cozinha Contemporânea Rua Euclides da Cunha, 228 - Jardim dos Estados.

68 Ímpar


Adega Penne A Casa Colonial, uma galeteria típica do sul do Brasil mas com toque sul-mato-grossense na gastronomia, prepara uma sensacional massa ao penne. Temperado com alho e cebola e finalizado com molho branco, o Adega Penne faz

o maior sucesso com os clientes. O toque master chef fica por conta do parmesão que deixa-o ainda mais gostoso. Vale a pena experimentar! Casa Colonial, Avenida Afonso Pena, 3997 - Centro.

Gnocchi de Mandioquinha com Carne seca Este sim se destaca no cardápio do Território do Vinho Adega Gourmet! O prato resgata a cultura pantaneira sul-mato-grossense, com uma clássica combinação tupiniquim de carne-seca e mandioquinha. Para acompanhar esse manjar dos deuses, que tal um vinho Estadunidense Columbia Crest H3 Horse Heaven Hills Chardonnay? Sugestão do Sommelier Charles. Território do Vinho - Rua Euclides da Cunha, 485 - Centro.

Fettuccine Artesanal Esse prato recebe salmão defumado, espinafre, massa tipo mascarpone e raspas de limão siciliano. Por prezar pela qualidade do produto final, o próprio restaurante produz a massa utilizada no preparo das refeições. O ambiente lembra perfeitamente os verdadeiros sabores, cores, ingredientes e formatos da típica gastronomia italiana. Giro na Itália - Rua Antônio Maria Coelho, 3210 - Vila Planalto. Ímpar 69


DECORANDO

texto Fernanda Freitas | Fotos Cena iluminação

TODA ILUMINADA A iluminaçåo certa é capaz de deixar sua casa mais aconchegante e sofisticada, proporcionando leveza ao ambiente.

70 Ímpar


Foi-se o tempo que as luminárias tinham somente a função de clarear o ambiente. Elas ganharam espaço, novos design, cores e é pensada em conjunto com a decoração da casa ou estabelecimento comercial, de acordo com aquilo que se quer transmitir ou evidenciar. As soluções de mercado para iluminação residencial tem assumido papel relevante na lista do consumidor. A iluminação pode ser caracterizada como “luz dia a dia, que é aquela que oferece condições de uso ao ambiente no

período noturno, por ser precisa, intensa, eficiente e confortável. Tem a “luz destaque” que evidencia detalhes trabalhados em madeira, tecido ou até mesmo em papel de parede. Já a “luz cenário” permite “brincar” com o ambiente alterando as condições de uso, e propicia uma iluminação aconchegante, que pode desacelerar, acalmar e decorar ao mesmo tempo. Pensando nisso, a Ímpar convidou a Cena Iluminação para apresentar sugestões que podem ser aplicadas em diferentes arquiteturas. Confira!

AMBIENTES EXTERNOS A fachada da residência apresenta sofisticação com a iluminação dia a dia. Evidenciando a arquitetura e o paisagismo, dá destaque a passarela da entrada da casa. Oferece também melhor visão da garagem que ganha profundidade e aspecto clean. Esse tipo de iluminação pode ser usado sempre, sem erro.

VARANDA GOURMET Como é o local ideal para receber visitas, a iluminação foi trabalhada de forma precisa e eficiente, juntamente com uma luz própria para destacar e valorizar os detalhes, como o forro de madeira e o lado direito do ambiente. A luz cenário fica por conta das lâmpadas logo acima do teto da churrasqueira, propiciando um ambiente aconchegante.


ELEGÂNCIA Mesmo com o luxuoso sofá vintage, a sala transmite modernidade. Deste modo a luz destaque e a luz cenário foram trabalhadas juntamente. Na parede ao fundo, o efeito geométrico é tendência no mundo decor. Aqui as luzes foram utilizadas na parede próxima a escada, mas também podem ser instaladas no degrau de forma que fiquem protegidas.

FUNCIONAL A atração principal é o aspecto clean. Por isso, a iluminaçåo dia a dia é absoluta em ambientes externos. Aquela sensaçåo de dia acontece porque as luzes estão direcionadas para a parede creme. Com a iluminação adequada, a piscina ganha destaque e proporciona leveza e bem estar a quem desfruta do ambiente.


RÚSTICO SIM O que não pode faltar no espaço gourmet é luz e aconchego. Ótimo para relaxar, desacelerar da correria do dia, o ambiente uniu as três soluções de iluminação deixando-o confortável e prático. Nas paredes, a luz cenário se fez presente, destancando as almofadas, o piso e os móveis rudes.

USUAL A luz destaque pairou como uma luva na sala de TV. Na horizontal, ela emite uma sensação de maior espaço, e os móveis escuros permitem que a mesma luz seja absorvida diminuindo a luminosidade no painel da TV. Ímpar 73


NA MEDIDA Pode investir em iluminação em um ambiente que recebe luz dia a dia? Deve! Para dar um ar alegre e luxuoso, as luzes permeiam o jardim de forma clássica e refinada, proporcionando brilho e luminosidade na medida necessária.

AUTÊNTICA As luminárias de formatos diferentes, logo acima da mesa, tem dupla função: decorar e iluminar. A luz cenário possibilita essa mobilidade, e a interação pode ser feita em qualquer cômodo da residência sem interferir na autenticidade da decoração.


BRINQUEDOTECA Para permitir maior interação da criança com o espaço, foi utilizada a iluminação dia a dia e a destaque, chamando a atenção para o papel de parede e para os nichos. A luz direcionada mais intensa é ideal e ajustada para proporcionar uma boa leitura no sofá.

DETALHES O quarto do casal precisa e deve ser o ambiente mais bem trabalhado da residência. Detalhes arquitetônicos que dão charme e elegância podem ser inseridos com iluminações cenário e dia a dia, como o gesso do teto que projeta a luz e favorece a arquitetura.

DECORAÇÃO Neste quarto de menina foram usadas o trio de iluminação: dia a dia, efeito e destaque. A luminária compacta e delicada une o ambiente, que passa a sensação de conforto e amplitude, destacando o teto do quarto com um efeito divertido.


EVENTO

fotos André Abreu

ANIVERSÁRIO

JEFFERSON DE ALMEIDA

Requinte e sofisticação marcaram a tradicional festa de aniversário do jornalista Jefferson de Almeida, na Estância Havaí. Na ocasião, os convidados puderam se deliciar com o o buffet Lá no Jardim, alfajores de Ana Paula Alfajor, bem vividos de Maria Elizabeth e palha italiana by Boutique do Açucar. A decoração rica em detalhes ficou por conta de Maria Inês Martinusso. 1

2

4

3

6

5

#1 Jefferson de Almeida #2 Patrícia Faracco, Jefferson, Marcos Vollkopf e Cinthia Damasceno Vieira #3 Orlando Lima e Mara #4 Pedro Chaves dos Santos Filho e Reni Domingos dos Santos #5 Leandro e Suzana Freitas #6 Gustavo Alcântara de Carvalho e Sabrina

78 Ímpar


7

8

9

10

11

12

#7 Fernanda Penko, o aniversariante e João Claudio #8 Jeorgeana e Roberto Falcão #9 João Silva e Geise #10 Juliana Caligiuri e Roque Silva #11 Maria Inês Martinusso e Marcelino Duarte #12 Alessandra Terra Costa, Renata Fetter e Tatiana Terra.

Ímpar 79


EVENTO

fotos André Abreu

INAUGURAÇÃO

VALLEY TAI

Os campo-grandenses agora contam com uma nova casa noturna na Capital, a Valley Tai. Inspirada na temática tailandesa, desde a arquitetura até alguns pratos do cardápio, o empreendimento é pura ostentação. No espaço disponível com lounges, bangalôs e mesas bistrôs, o público pode curtir o que tem de melhor da música eletrônica. 1

2

4

3

6

5

#1 Stephanie Moura #2 Sergio Longo, Luis Pedro Scalise, Daniela Longo e Flaviano Longo #3 Detalhes da decoração #4 Ambiente externo #5 Ana Marangoni, Paolla Hey, Luiza Penna, Pamella de Castro e Tati Coimbra #6 Stephanie Moura

80 Ímpar


7

8

9

#7 Bar

e os lounges #8 Luiza Penna, Ana Marangoni, Tati Coimbra, Paola Hey e Pamella de Castro #9 Stephanie Moura, Ana Marangoni e Tati Coimbra #10 Nando Rodrigues e Mau Lobeiro #11 Flaviano Longo e Tayanne Vilasanti #12 Crys Gabiatti

10

11

12

Ă?mpar 81


EVENTO

fotos Andre Barbosa

INAUGURAÇÃO

IMAKAY

Um grupo de empresários inaugurou recentemente, no Shopping Campo Grande, o restaurante Imakay. O novo empreendimento tem a proposta de promover a fusão entre a gastronomia peruana e japonesa. A decoração rica em detalhes, moderna e cheia de cores encanta a quem chega. A nova casa tem aguçado a curiosidade e o paladar dos campo-grandenses. Confira quem passou por lá!

82 Ímpar


Ă?mpar 83


EVENTO

fotos Giuliano Lopes

ANIVERSÁRIO

HERLON ZAPAROLI (SHAO)

Com muita alegria, descontração e cercado de amigos e familiares, o publicitário e diretor da revista Ímpar, Herlon Zaparoli, comemorou seus 40 anos. A decoração ficou por conta de Micheli Scariot, que tematizou o Park’s Bar e Choperia levando os convidados para a década de 70.

86 Ímpar


Ă?mpar 87


EVENTO

fotos Marcos Vollkopf

CASAMENTO

MARILIA E JUNIOR

A união de Marilia e Junior, no Yotedy Buffet, foi marcada pelo tom sofisticado da decoração de Renata Veloso. Patricia Faracco foi a responsável pelo cerimonial e o DJ Danilo Bachega por animar a festa. A make da noiva foi assinada por Hair Family e o vestido por Gleide Flores. 1

2

4

3

6

5

#1 A noiva #2 Os noivos #3 Junior e os pais Sonia Almeida e Cicero Gralha #4 Marilia e os pais Lilliam Maksoud e Mario Marcio Orro #5 Noivos, Mario Maksoud e a namorada Fernada, e Juliana Maksoud e o esposo Felipe Mahana #6 Os noivos, Leonardo Gralha e Patricia.

88 Ímpar


7

8

9

10

11

12

#7 Casal #8 Expectativa da noiva #9 A benção #10 Os noivos #11 Hora da dança #12 Marilia e Junior com as daminhas e os pajens

Ímpar 89


EVENTO

fotos Marcos Vollkopf

CASAMENTO

NATALIA E MURILO

O casamento de Natalia e Murilo foi marcada pela vibração de se comemorar o grande dia. O local escolhido para a festa foi o Yotedy Buffet, com cerimonial de Patricia Faracco e a decoração de Renata Veloso. A animação dos convidados ficou por conta do DJ Danilo Dan. Helder Marucci foi o responsável pela maquiagem da noiva, enquanto o vestido foi confeccionado pela Vis a Vis.

90 Ímpar


Ă?mpar 91


ímpares

fotos Marcos Vollkopf

“CRIATIVIDADE É A BASE DE TUDO” Selma Maria Rodrigues



Revista Ímpar #89