Issuu on Google+


E XPEDIENTE

E D# 8 4

PUBLISHER GRAZIELLE MACHADO gramachado@revistaimpar.com.br JORNALISTA RESPONSÁVEL REJANE MONTEIRO DRT: 257/MS rejanemonteiro@revistaimpar.com.br CHEFE DE REDAÇÃO EVELISE COUTO DRT: 948/MS evelise@revistaimpar.com.br ESTAGIÁRIA DE REDAÇÃO THAÍS LOPES PIMENTA redacao@revistaimpar.com.br DIRETOR CRIATIVO VINICIUS RIGO criacao@revistaimpar.com.br EXECUTIVA DE CONTAS MAYARA OLIVEIRA atendimento@revistaimpar.com.br IMAGEM GIULIANO LOPES E MARCOS VOLLKOPF ATENDIMENTO CLIENTE E LEITOR GISLAINE ALVES GONÇALVES REVISTA DIGITAL WTSITE IMPRESSÃO GRAFF GRÁFICA E EDITORA

Errata

Ao contrário do informado na edição 83, páginas 20 e 21, os pais da odontologista Danielle Startari não são dentistas.

REVISTA ÍMPAR Rua Theotônio Rosa Pires, 485 - Itanhangá Park 79004-340 / Campo Grande – MS +55 (67) 3382-2110 Os textos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião da revista.


ABRE ASPAS

Retrospectiva 10 anos

ESPEDITO DI MONTEBRANCO Espedito é um pernambucano apaixonado por Campo Grande, que se encantou com a arte da dramaturgia, do poesia, da cenografia e da iluminação. NA FOTO EDIÇÃO 59 - ANO 7, COM BIANCA ARANTES RAFFI.

Meus últimos 10 anos mostram o quanto é bom ficar mais velho sem perder a juventude. A palavra “trabalho artístico” deixou de ser uma rotina cotidiana, um fardo e se transformou definitivamente em opção de vida agregando a este fazer outra palavra chamada felicidade. Alguns jornalistas escreveram que sou um multiartista por ser dramaturgo, poeta, cenógrafo, iluminador, diretor teatral e ator de teatro, cinema e televisão, e por viver profissionalmente destes veículos em Campo Grande, mas me considero um “Severino das artes”. Várias experiências importantes aconteceram nestes 10 anos dentre elas receber cinco menções honrosas da Câmara de Vereadores e Assembleia Legislativa de MS por meus trabalhos artísticos. Poder atuar em tantos filmes ao lado de David Cardoso, Via Negromonte, Cassio Gabus Mendes, Eduardo Moscovis, Fábio Flecha, Matheus Nachtergaele, Bruno Moser, Paulo Simões, Marcelo Loureiro, Vitor Wagner... Graças à arte de atuar no cinema e no teatro já fui nos últimos 10 anos: prisioneiro, padre, pistoleiro, velho, taxista, diabo, pai, gaúcho, Rubens Corrêa, Manoel de Barros, Dom Quixote, pantaneiro, rei, pai, filho e tantos outros personagens que me completam. No teatro ter sido dirigido pelo ator global Paulo José, no espetáculo Murro em Ponta de Faca, de Augusto Boal estreado em temporada de um mês no teatro SESC Copacabana foi um reconhecimento. Ter estudado com Fernanda Montenegro, Jonas Bloch, Paulo Autran, Cacá Carvalho e tantos outros mestres foi um presente de Deus. Sou Pernambucano, mas leio Manoel de Barros desde os 10 anos. Sou um sonhador, mas com os pés no chão e posicionamento forte não deixando jamais de expor o que penso, seja para a felicidade de uns ou tristeza de outros. Acompanho política desde criança, acho que sou um líder pois quando percebo já estou no meio das pessoas discutindo e buscando soluções para um mundo mais humano e melhor. Tenho plena consciência do certo e errado e tento exercer da mais correta forma possível. “Viver é esperar angustiosamente a morte.” Sei que irei morrer, mas enquanto isso, aproveito para viver da melhor forma e o mais intensamente que puder. foto Giuliano Lopes


ÍNDICE

16

22

28

36

50

74

#84 EM PAUTA

16

08

EXPEDIENTE

Inspire-se com as histórias de quem decidiu mudar completamente de vida e seguir seus sonhos!

10

ABRE ASPAS

14

DE PERTO

ENSAIO

28

22

COMPORTAMENTO

Em sua coleção de inverno 2014, a marca Mandi traz elementos e estampas africanas.

36

BEM ESTAR

38

BEUTHY TOUR

42

DROPS

SAÚDE

A agitação das crianças nem sempre é normal. Em níveis extremos pode indicar hiperatividade, um dos sintomas da doença TDAH.

48

QUALIDADE

60

PERSONALIDADES

TURISMO

50

62

ENTREVISTA

O interior paulista guarda um dos hotéis-fazenda mais aconchegantes do país, o Hotel Fasano Boa Vista.

70

TOP ÍMPAR

72

BUSINESS

74

74

DECORANDO

Confira as novidades da Casa Cor Bolívia, que contou com o trabalho de mais de 60 profissionais.

80

EVENTOS

96

ÍMPARES

DECORANDO

12 Ímpar

34

56


DE PERTO


Emily Manica Um hobby que virou profissão. Designer é destaque no ramo de joias em Campo Grande O dom das artes não é para qualquer um, muito menos o do design. Pode-se dizer que aquele que o possui, é de fato um artista. Portanto, a bela e talentosa Emily Manica Amaral, empresária e designer de joias, é uma grande artista. O que começou como um hobby, quando a empresária ainda cursava Direito, acabou virando uma profissão. Inicialmente familiares e amigas mais próximas começaram pedindo para que ela trouxesse peças, joias para usar desde o dia a dia a eventos especiais, depois o negócio foi crescendo de tal forma que Emily não viu outra alternativa e decidiu abrir sua própria marca, a Emily Jóias. Há pouco mais de três anos, a empresária divide seu tempo entre as “joias”, e peças exclusivas para suas clientes. Realizada com o sucesso de seu trabalho, Emily confessa que se sente especial quando conclui uma venda e vê no rosto da cliente a satisfação com o produto adquirido. O mundo das vendas não é um cenário novo para Emily. Ela, que desde os 12 anos trabalha com a irmã na badalada boutique Karen Manica, sempre circulou muito bem nesse meio. Vaidosa, é daquelas mulheres que não dispensam uma boa drenagem linfática e bate cartão na academia todos os dias. Apaixonada por viagens, seu destino preferido são sempre as praias. Só para as areias do Caribe já foi cinco vezes. Evangélica, vê na palavra de Cristo a razão de tudo. Quando está sozinha em casa, adora cozinhar e é capaz de executar qualquer receita. Gosta tanto, que muitas vezes chega a cozinhar só para ela. A personalidade marcante reflete até no estilo de se vestir, nada é básico. Questionada sobre sonhos diz: “Quero ser reconhecida pelo meu trabalho.” texto Rejane Monteiro

modelo EMILY MANICA fotograf ia MARCOS VOLLKOPF make/hair STUDIO 7 produção executiva REJANE MONTEIRO Emily veste vestido bordado Caos para Karen Manica, Saia e Blusa Caos, coleção especial para Karen Manica e joias Emily.

Ímpar 15


EM PAUTA


DESEJO de mudar

Os dias vão passando e de repente você nota que está apenas levando a vida, sem sonhos ou perspectivas futuras. Três personagens contam como conseguiram tomar as rédeas da situação, tranformando sua rotina!

É fácil se deixar levar pela rotina. Isso não quer dizer que estamos parados vendo a vida passar, mas sim presos nas obrigações do dia a dia, o que nos distrai e as nuvens seguem passando, dia após dia. Se cuidar do cotidiano já é tarefa muitas vezes difícil e cansativa, como podemos fazer para tomarmos as rédeas e realmente domarmos nosso destino de acordo com nossa vontade? De vez em quando a vida acaba pregando algumas peças e só tendo força de sobra para superar e seguir em frente. Gente que conseguiu vencer a dor de uma perda ou de uma doença inesperada, além daqueles que decidiram mudar completamente contam como foram essas experiências.


ESTOU EM

remissão

O campo-grandense Jeferson Montreozol, de 30 anos, sempre teve o sonho de ser psicólogo e assim que entrou na faculdade descobriu outra paixão, a de ser pesquisador e lecionar aulas. Ele conseguiu. Logo depois que se formou no mestrado entrou para o corpo docente da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e da Unigran, e foi vivendo. Em um determinado momento começou a sentir dores no estômago. “Pensei que fosse algo relacionado com gastrite devido a correria do dia a dia”, assume ele. Foi quando decidiu ir ao médico e descobriu o inesperado: as dores eram um modo de o corpo mostrar que Jeferson estava com 12 nódulos no fígado, número alarmante para um jovem que ainda nem tinha chego em seus trinta anos. “Marcamos o primeiro dia de quimioterapia e eu compareci com muita ansiedade e medo. A sessão durou aproximadamente quatro horas, sai desta tranquilo, apenas com uma

“PENSEI QUE FOSSE ALGO RELACIONADO COM A GASTRITE DEVIDO A CORRERIA DO DIA A DIA”

dor de cabeça leve. Pensei: nossa, isso é quimioterapia?”, conta. Mas o processo começou a ficar dificultoso, nas sessões seguintes ele já sentia fortes enjôos, a imunidade caia cada vez mais e as dores no corpo vinham com toda a força. Além disso, teve que lidar com os diversos exames, por vezes doloridos, e idas ao hospital. “O ciclo dos 21 dias entre uma sessão e outra era assim: nos 10 primeiros dias passava mal e me recuperava, a partir do décimo dia a imunidade caia então eram cinco dias de injeções e mais dois pra me recuperar das dores nos ossos. Me restavam cinco dias para ‘viver melhor’ até a próxima sessão de quimio”, diz. Passados quase dois anos da descoberta, Jeferson conseguiu se livrar da doença e está em período de remissão completa, mas a experiência, com certeza, lhe rendeu aprendizados. Hoje ele comemora e voltou à sua rotina normal!


Meu sonho é ser escritora Fernanda Ramirez foi se deixando levar pela rotina e chegou ao ponto do intolerável. Quando ainda ministrava aulas na faculdade de educação física chegou a responder por 8 turmas de 110 alunos. “Tinha semestre que eu dava 30 horas de aula por semana. A universidade virou um sistema de massa. Como você corrige mil trabalhos por semana?”, desabafa. “Até os 29 anos fui professora porque não sabia o que fazer mesmo, estava perdida, literalmente.” Depois de refletir muito tomou coragem e pediu demissão, conseguiu uma bolsa de doutorado para se manter e traçou um plano tentar uma nova profissão, a de ser escritora. O planejamento incluía uma rotina rigorosa de escrita, tendo que escrever um número considerável de páginas por dia, e networking: ela passou a fazer contatos e se inscrever em concursos literários que encontrava no Google. “Fiz um livro de crônicas que foi premiado, consegui mídia, publiquei, me dediquei a isso.” O sonho só se tornou realidade para ela quando seu livro “Língua crônica” ganhou o Prêmio Funarte de Literatura. “Estou muito feliz e aliviada com minha rotina. Não carrego mais o fardo da incompreensão da universidade, não pego mais trânsito, tenho metas”, conta. 

PRIMEIRO

passo

Se já está na hora de mudar, o primeiro passo é focar exatamente no que se quer melhorar, seja na perspectiva do trabalho, nas relações pessoais ou na qualidade de vida. Escolher isso implica em um passo básico que é sair da zona de conforto. Sandra Maia, socióloga, explica, “Sair da zona de conforto implica num custo emocional muito grande. Mudar é partir para o desconhecido, que é assustador”. Por exigir esforço, coragem e dedicação, é necessário avaliar o quanto uma mudança é significativa e se ela vale todo o investimento. Segundo a psicoterapeuta Ediane Palhano, “Esse processo depende também em grande parte da nossa capacidade de resiliência influenciada tanto por elementos ambientais que afetem o modo de adaptação ao estresse, quanto por características inatas.” Ela completa, “De uma forma geral, todo

ser humano possui essa capacidade, uns mais, outros menos e tantos outros nem tem conhecimento de que a possuem.” Mudar nunca é uma coisa agradável, mas geralmente acaba valendo a pena. O estresse por vezes pode ser até bom. “Normalmente pensamos que o estresse é algo ruim, mas ele também pode ser visto como energia vital para superarmos frustrações, desenvolvimento da maturidade e da autoestima e também no aprimoramento da resiliência. Quanto mais somos expostos a situações de estresse maior a nossa capacidade de aprender a lidar com eles”, diz a psicóloga. Quem quer transformar o corpo, por exemplo,deve abandonar hábitos antigos de alimentação e a ajuda dos familiares é muito importante para continuar. “Muitos aspectos ambientais também contribuem para a mudança tais como o apoio e suporte emocional de familiares ou de pessoas queridas por você. Falar sobre o problema e relatar o evento traumático contribui muito para elaboração de tudo e seguirmos adiante”, diz Ediane. Ímpar 19


134

quilos A advogada Tatiana Barbiero nunca foi uma criança gorda, se encaixava mais no perfil de ‘cheinha’, mas no colégio recebia apelidos de mau gosto. “Toda vez que era chamada de baleia, por exemplo, mais vontade tinha de comer, principalmente porque passei boa parte da minha infância e adolescência com meus avós maternos. Minha avó passava o dia cozinhando e eu passava o dia comendo, já que criança ‘gordinha’ era sinônimo de saúde”, explica ela. Aos 16 anos ela começou a tomar anorexígenos receitados por um endocrinologista, que lhe tiravam a fome e apetite, chegando ao ponto de emagrecer oito quilos por mês. Consequentemente, ao longo dos anos os efeitos negativos dessas medicações já eram irreversíveis: o efeito sanfona era uma constante. “Tentava passar a imagem de que era feliz porque assim não era excluída, queria convencer a mim e ao mundo que era bom assim. Só depois de emagrecer percebi que me enganei por muito tempo. Sofria com isso, não só na aparência, alterava minha autoestima, minha saúde e minha mente”, diz ela. Mesmo com as mudanças em seu corpo ela não conseguiu colocar os cuidados com a saúde em primeiro plano. “Abandonei as reuniões que fazia com uma turma de ree20 Ímpar

ducação alimentar acreditando que, como já havia emagrecido 25 kg, estaria livre daquele peso e que daria conta do recado. Em menos de quatro anos já tinha recuperado os 25 quilos e mais uns 15. Tentei um acompanhamento com dieta e academia, de segunda a sexta, e em seis meses perdi 18 kg”, desabafa. “Sempre fui sedentária e me sentia mal na academia. Os espelhos me irritavam e aquelas pessoas com o corpo bonito faziam eu me sentir ainda mais fora do padrão. Novamente abandonei e larguei mão de tudo. Como última tentativa, tomava shakes, fazia aquelas dietas de restrição de determinado grupo alimentar, mas todas sem manutenção”. Quando chegou aos 134 quilos ela se assustou e acabou optando pela cirurgia de redução do estômago. “Estava com 46 de IMC (índice de massa corpórea), com 40 já é considerado obesidade mórbida, de acordo com OMS (Organização Mundial de Saúde). Não adquiri diabetes, que é a doença que mais me causa medo, em razão das complicações que a doença acarreta. Tinha dores na coluna, nos calcanhares, vivia mal humorada. Um dia antes da cirurgia meu manequim era 64 de roupa e meu abdômen media 150 centímetros” Os resultados não podiam ser melhores, “Com o emagrecimento, tudo mudou. Cinco anos após a gastroplastia posso comprar roupas em qualquer loja, usar salto alto, me sinto à vontade com o espelho, e tenho disposição para realizar coisas bem simples, como andar no shopping de um lado a outro ou até mais, sem cansar ou ficar irritada. As dores acabaram, e meu coração agradece a perda de peso”, finaliza. texto Thaís Pimenta fotos Divulgação


COMPORTAMENTO fotos Giuliano Lopes

Sem rotina Jornalista conta sobre sua trajetória, planos e paixões Edson Godoy é nome conhecido em Campo Grande. Com suas passagens pelo telejornalismo e atuação no jornalismo comunitário, caiu nas graças do público e, mais do que isso, tornou-se ciente dos problemas que a população enfrenta, o que o credenciou a lançar-se na política. Hoje, é suplente de vereador pelo PSC e, a convite do prefeito Gilmar Olarte, comanda a pasta da Superintendência de Comunicação da Prefeitura Municipal de Campo Grande. Como na vida de todo jornalista profissional, não tem uma rotina comum. “Os desafios a serem vencidos são tranformados numa prazerosa vida profissional, marcada por muitos relacionamentos e amizades”, conta. Para relaxar, ele não dispensa uma leitura de qualidade e um bom filme, mas afirma que sua grande paixão é a pesca esportiva. “Quando sobra um tempo vou para o distrito de Palmeiras e no rio Aquidauana pratico o pesque-e-solte. A pesca renova o ânimo”, confessa. Quanto ao futuro, Edson acredita que o homem faz planos, mas o realizar vem de Deus. “Só posso dizer, eis-me aqui!”, finaliza.

22 Ímpar


“AS AMIZADES CONQUISTADAS NOS LONGOS ANOS

texto Evelise Couto fotos Divulgação

COMO PROFESSOR E JORNALISTA ME GARANTEM UM DIA SEMPRE CHEIO DE EXPECTATIVAS E REALIZAÇÕES” A

A Lincoln B

“A persistência do primeiro presidente dos EUA certamente é marcante na vida de qualquer pessoa que se sente vocacionada para o serviço público”, afirma.

B O Mordomo da Casa Branca “Conta a trajetória de um homem que apesar de ter sofrido todas as agruras, conseguiu vencer os preconceitos com muita fé”, explica.

C D

C O Discurso do Rei “Tem em seu roteiro elementos de determinação, fundamental pra quem tem um ideal”

D A Sombra e a Escuridão O filme é inspirado na história real dos incidentes de Tsavo, em 1898, quando na construção da ferrovia, operários são atacados por leões.

Na cabeceira Leituras selecionadas por Edson para relaxar e refletir

Guerra e Paz

O Invencível

A Bíblia Sagrada

de Liev Tolstói: “Leitura obrigatória para quem gosta de filosofia”.

de Laura Hillenbrand: A historia de um atleta que superou as adversidades e se transformou num campeão da vida.

“Minha grande bússola”, confessa.

Ímpar 23


COMPORTAMENTO fotos Giuliano Lopes

Da balada Famoso no mundo dos eventos da Capital, empresário fala sobre seu dia a dia e baladas que valem a pena O nome é Gustavo de Arruda Castelo, mas todo mundo o conhece mesmo por Cegonha. Conhecido na cena das baladas campo-grandenses, o empresário está no ramo dos eventos desde 1989. Sempre pronto para um desafio passou a produzir shows próprios, festas de todo tipo, eventos corporativos e até produções culturais como os festivais de Inverno em Bonito e da América do Sul em Corumbá. Junto de outros amigos e sócios montou boates e bares conhecidos na cidade e deu um grande passo em sua carreira como produtor com o Aniversário de Brasília e também o Revéillon, duas comemoraçoes de grande destaque em nivel nacional. Hoje trabalha como gestor da Arena CG Hall, um novo espaço para eventos que será implantado na cidade. Casado há 10 anos, ele procura dividir seu tempo entre família e amigos, “É daí que tiro minha energia para os trabalhos”, afirma. Baladeiro de carteirinha, ele dividiu com a equipe Ímpar quais baladas ele considera imperdíveis.

24 Ímpar


“SOU UM CARA APAIXONADO PELA

texto Evelise Couto fotos Divulgação

NOITE E SUAS VERTENTES” A A Musiva Recém inaugurada em Cuiabá, é uma casa completa, com qualidade de atendimento e um projeto fantástico de iluminação.

B

B Warung Essa balada catarinense é conhecida pela perfeita união de música eletrônica com a natureza.

C

C Coco Bongo Em Cancún, “Totalmente diferente daquilo que estamos acostumados a ver.”

D Tomorrowland O maior festival de música eletrônica do planeta. “Ainda não conheci mas devo ir em um futuro próximo”, conta.

D

Na noite O que não pode faltar em uma boa festa para o Cegonha

Boa música

Boa bebida

Bons convidados

“Vivo constantemente a música, por isso é fundamental”

É um dos ingredientes que fazem a diferença.

Fazem a festa se mover.

Ímpar 25


COMPORTAMENTO fotos Giuliano Lopes

Flores e amores Apaixonada por flores, arquiteta embeleza eventos com muita cor e carinho Delicada e cheia de ideias, a arquiteta Micheli Scariot resolveu substituir as pranchetas e réguas por uma rotina mais colorida. Proprietária de floricultura, os aromas, tons e os mais diferentes tipos de plantas e flores fazem parte de sua rotina. Amante de flores, como ela mesma se considera, seus projetos agora embelezam casamentos, formaturas e todo tipo de evento que precise da beleza delas em sua decoração. Os casamentos, confessa, são os mais especiais: “Adoro ouvir as noivas contando seus sonhos, suas ideias e tento interpretar e levar o estilo delas para o projeto individualizado de cada uma. Tento deixar os detalhes com a cara delas, interpretando seu estilo, desde a mais romântica até a mais ousada”, conta. Para Micheli, as flores têm o dom de libertar os sentimentos intrínsecos na alma das pessoas. “Aqueles que quando sentimos um perfume nos vêm à memória. As flores filtram nossas energias acumuladas e nos deixam mais leves e alegres”, acredita. Com todo o seu conhecimento na área, ela separou para a Ímpar algumas flores especiais para o grande dia do sim.

26 Ímpar


: “FLORES NA CASA, FLORES NA

texto Evelise Couto fotos Divulgação

ALMA. FLORIR É PRECISO.” A A Astromélias Perenes e versáteis, são muito apreciadas por sua beleza e cores variadas. “Se encaixam em todo tipo de decoração”, conta.

B

B Lírios Além do perfume muito agradável, trazem equilíbrio às composições.

C Rosas

C

Tradicionais, têm um significado forte, além de uma durabilidade incrível.

D Orquídeas Têm grande durabilidade, são de fácil cultivo e de estética suave e delicada. “Simbolizam renovação e longevidade”, explica.

D

Em casa Micheli separou três sugestões de plantas que cabem bem na hora de decorar um ambiente

Bambu look

Palmeira raphis

Bambu mossô

Conhecido também como bambu da sorte. Representa a prosperidade.

Usada no mundo todo. Excelente para interiores.

Tolera interiores, desde que bem iluminados.

Ímpar 27


ENSA IO

COSMOPOLITA Este foi o cenário no qual a Mandi se inspirou para apresentar a nova coleção Inverno 2014. O toque de glamour africano refinado, roupas perfeitas e sólidos arquétipos dessa tribo, aparecem através de elementos naturais em padrões simétricos e gráficos techno-tribal com base na tecnologia. Peças chaves como o moletom, perfeito para aquecer no frio, também chegam com opções versáteis nas mais diversas cores e modelos que permitem deixar as produções com uma pegada esportiva ou até casual. Na cartela de cores, tons terrosos, marinho, verde e cinzas que se misturam com as cores saturadas como o vermelho, caqui e o  azul bic dando cor ao inverno.

Fotograf ia TAVINHO COSTA Modelos NATHALIA NOVAES, THIAGO VOLPATTO E LUCAS BERNARDINI Styling EQUIPE MANDI Produção executiva ALE QUEIROZ Beleza ROBERTO ESTEVÃO Texto REJANE MONTEIRO


SAÚDE

220 volts

34 Ímpar

Como saber quando a agitação infantil indica algum tipo de transtorno?


Crianças costumam ser bem agitadas, querem fazer de tudo ao mesmo tempo, brincar, pular, conversar. É tanta energia que fica difícil acompanhar o pique. Mas como saber quando essa agitação é, na verdade, hiperatividade? A  criança hiperativa  mostra atividade maior que outras crianças da mesma idade. É comum as crianças serem ativas, sem que isto seja uma hiperatividade anormal ou patológica. A diferença é que a criança hiperativa mostra um excesso de comportamentos, em relação às outras crianças, além de dificuldade em manter a concentração,  impulsividade  e agitação. A criança hiperativa é um desafio para seus pais, familiares e professores. “Todas as crianças são agitadas, umas mais outras menos; o que acontece é que essa agitação muitas vezes pode ser fruto do meio no qual ela está inserida, incomodando desta forma o mundo dos adultos e quase que imediatamente os ‘pequenos’ são rotulados como hiperativos, crianças-problemas, essa inquietação pode ser ocasionada por fundos emocionais e não orgânicos”, diz a psicóloga Raíssa Simões. Ela completa que para ter um diagnóstico certo os pais precisam procurar ajuda de especialistas da área, Assim, médicos e psicólogos infantis iniciarão o tratamento correto para que o mesmo possa ser efetivo na vida de cada indivíduo. Foi o que aconteceu com a analista de mídias sociais Nannarhara Bessa. Após 20 anos ela foi diagnosticada com TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção) e acredita que durante toda sua vida sofria desse transtorno. “Pelas informações que tive ao longo dos anos, notei que sempre fui hiperativa. Desde a desatenção durante conversas, hiperfoco em assuntos que me interessavam, impulsividade, dificuldade em me organizar, me distraía facilmente com estímulos externos, sentia dificuldades em algumas matérias”, diz ela. Vale lembrar que quanto mais rápido o diagnóstico melhor será o cotidiano dessa criança,

que muitas vezes sofre sem saber que seu desajuste pode ser amenizado. Para Nannarhara, por exemplo, o diagnóstico na infância teria ajudado. “Teria tido um acompanhamento médico que me ajudaria bastante, principalmente na transição da infância para a adolescência, e também teria aceitado que algumas coisas eram parte do transtorno”, afirma ela. Para os pais esse momento costuma ser complicado, mas não pode ser adiado. Muitos se sentem perdidos, ansiosos, sem saber o que fazer com essa nova realidade, portanto é de extrema importância que o profissional responsável oriente-os, explicando o que é o distúrbio e como proceder no cotidiano do seu filho. “A psicologia tem muito a oferecer nesse momento, acolhendo, acompanhando o desenvolvimento escolar, orientando os pais e dessa forma realizando um processo de inclusão social”, explica Raíssa. Além do acompanhamento com um profissional, o uso de medicamentos pode ser uma solução. Mas muito cuidado nessa hora, vale a pena consultar com mais de um profissional antes de decidir optar pela medicação. “Sou rigorosa em relação ao critério do por quê medicar, quem medicou e como se chegou ao diagnóstico, pois muitas vezes a solução mais fácil de resolver o problema é com a medicação a qual irá eliminar os sintomas com mais rapidez, mas nem sempre ela é necessária. É preciso ficar atento a isso”, diz. A criança que toma remédios para amenizar os sintomas do TDAH deve ter um acompanhamento mais rigoroso com os profissionais. Saber como está reagindo ao tratamento é muito importante. Notar se os efeitos colaterais estão sendo mais prejudiciais que o próprio distúrbio ou se estão sendo efetivos é de extrema importância já que o organismo de uma criança é mais sensível que de um adulto. texto Thaís Pimenta Ímpar 35


BEM ESTAR

CrossFit Conheça as características do treino que se tornou popular no mundo todo por misturar ginástica, levantamento de peso e atletismo Queridinho dos famosos, o treino conhecido por “CrossFit” ganhou status de milagroso e virou febre nas academais brasileiras. Sua popularização se consolidou por ser uma atividade de alta intensidade em um curto espaço de tempo, podendo ser praticado por todos, em qualquer lugar e qualquer hora.  O treino atua na resistência cardio-respiratória e muscular, na força do corpo, melhora a flexibilidade do praticante, a coordenação, agilidade e equilíbrio. Quando o treino for um pouco mais pesado pode chegar a queimar 800 calorias. “Claro que existem vários tipos de treinamento mas garanto que essa atividade ajuda muito a dar aquela secada no shape! Dependendo da sua alimentação, os resultados são notados bem cedo”, confirma o coach e personal trainner Rodrigo Mendes. A atividade existe desde 1995 e foi criada pelo treinador americano Greg Glassman, que montou o primeiro ginásio CrossFit no mundo. O treino chamou atenção do Departamento de Polícia de Santa Cruz, na Califórnia (EUA), que convidou Glassman para treinar os oficiais. A partir daí ele continuou a ser usado em academias de polícia, grupos de operações táticas (como SWAT), unidades de operações especiais do exército americano (como os US Marines) e hoje foi adaptado para que todos possam praticar, ao ar livre ou dentro de academias. Durante o treinamento são usados diversos instrumentos, como pneus, cordas, caixotes, bolas, kettlebells, barras, anilhas e elásticos. Como sua prática pode ser feita em qualquer local, 36 Ímpar

os materiais podem serem adaptados. “Academias e estúdios de treinamento costumam utilizar todos os materiais. No meu caso realizo os treinamentos em parques e áreas abertas, aí é mais difícil ter o mesmos produtos. Mas no CrossFit o que importa mesmo é seu corpo. Ele é a sua máquina”, complementa Rodrigo Mendes. Esse “esporte fitness” pode ser praticado inclusive por portadores de deficiências físicas, sempre respeitando suas limitações. “O objetivo do Crossfit é superar os seus próprios limites”, finaliza o coach.

Como é? As aulas costumam seguir um mesmo padrão, sendo dividas em quatro partes. No início há um aquecimento, depois começa um trecho conhecido como “técnica”, no qual os movimentos são cuidadosamente realizados e aperfeiçoados, tomando cuidado com a segurança do aluno. Só aí começa o workout of the day (WOD), ou o treino do dia, em português. Nessa parte, séries de exercícios sem intervalo e em alta intensidade num tempo curto são realizados e, por último, rola um alongamento. Vale experimentar!

texto Thaís Lopes Pimenta foto Divulgação


BEAUTY TOUR

38 Ímpar


Maquiagem Definitiva APOSTE NA MAQUIAGEM DEFINITIVA PARA ACABAR COM FALHAS NAS SOBRANCELHAS As sobrancelhas são consideradas as molduras do rosto. E com razão. “São elas que dão forma ao olhar e definem a expressão da face. As sobrancelhas podem dar uma feição triste, raivosa ou feliz. Basta mudar o formato delas”, define a designer de sobrancelhas, Marli Barros, proprietária do Ateliê de Sobrancelhas Marli Barros. O difícil é acertar no desenho e conseguir a definição perfeita, sem falhas. No caso de pessoas que têm defeitos naturais nos pelos, a solução é investir em produtos de maquiagem. Existem lápis, sombras e pincéis feitos especialmente para corrigir a sobrancelha com naturalidade. Para quem não leva jeito ou não tem tempo de fazer a maquiagem, há a opção da micropigmentação, conhecida como maquiagem definitiva. O processo na verdade, não é mais permanente. O resultado da técnica, chamada de micropigmentação, desaparece com o tempo, após um período de até dois anos. “É como uma tatuagem, mas os pigmentos ficam nas camadas mais superficiais da pele. Por isso, a cor sai com a renovação natural das células”, explica a designer. A aplicação é feita com uma caneta que tem uma agulha na pontinha ou com uma máquina com várias agulhas. “O profissional pode fazer riscos que imitam pelos ou esfumaçar o traço, de acordo com a falha de cada sobrancelha”, diz a especialista. A técnica também pode ser usada para aumentar os lábios ou delinear os olhos. No caso das sobrancelhas, é importante escolher bem o tom que será utilizado. Ele deve se aproximar o máximo possível da cor natural dos pelos. Engana-se quem pensa que a técnica é utilizada apenas para mulheres com mais de 50 anos. Criada para melhorar os traços não tão harmoniosos da sobrancelha como as falhas, olhar caído, pelos muito claros e cicatrizes a técnica fio a fio vem sendo muito utilizada por adolescentes e mulheres mais jovens para corrigir imperfeições de um modo totalmente suave e natural, dando mais simetria ao rosto. Além das correções, ainda estimula o crescimento dos fios naturais, fortalecendo o bulbo capilar (área em que nascem os fios). O efeito no visual é excelente acabando de vez com aquela expressão de olhar cansado e também com os retoques diários. Depois do procedimento o recomendado é evitar o sol durante 15 dias e sempre usar protetor solar na região, pois a pele fica muito sensível após a aplicação. Também são indicados o uso de hidratantes e pomadas que ajudam a manter a coloração e o traço perfeito da sobrancelha.

ATELIÊ DE SOBRANCELHAS MARLI BARROS Rua Luiz Freire Benchetrit, 484 Telefone: 3222-0676

texto Rejane Monteiro foto Jean Vollkopf

Ímpar 39


ARTIGO

Esses companheiros inseparáveis... Nossos bichos!

Divulgação

Maria Eugênia Amaral é mestra e doutora em Ecologia pela U N ICAMP, ar ticulista de periódicos e escritora. Seu blog é w w w.mariaeugeniaamaral.com

Passei muitas noites de minha infância agarrada a um leãozinho de retalhos de pano. Com sua longa juba de listras amarelas e duros olhos negros de botões, ele me protegia de seres noturnos enigmáticos que habitavam a fazenda nas fases de lua nova, quando tudo ficava escuro como breu e inundado por ruídos indecifráveis. Com os olhos cerrados eu enxergava grilos gigantes, curiangos com olhos esbugalhados e onças que passavam lentamente por minha janela. Guardião de meus sonhos, aquele leãozinho afugentava os monstros de meus pesadelos. Bichos de retalhos são raros hoje em dia. Foram substituídos por pelúcia e outros materiais sintéticos, antialérgicos. O meu ficava imundo e mudava a cada lavada... Desfiava, desbotava, envelhecia – um leão perecível, tal qual a vida a meu redor. E, aos poucos, seu rígido olhar de botões foi substituído por olhares mansos e mutáveis. Aprendi a conviver com o medo e a apreciar, mais e mais, os animais vivos. Ah, nossos bichos... em nome deles, e graças a eles, damos vazão a muitos sentimentos e atendemos necessidades de alimentação, de segurança, de companhia. Assim, evolutivamente, passamos de coletores e caçadores a “criadores”, domesticando nossa comida, e também introduzindo bichos no 40 Ímpar

convívio doméstico. Selecionamos, século após século, as qualidades desejadas: agressividade, mansidão, obediência. Cães não nos amam incondicionalmente. Simplesmente fizemos a seleção de cruzamentos de raças dóceis que tivessem, cada vez mais, a propalada fidelidade canina e aquele olhar de entrega que derrete corações. Pesquisas arqueológicas revelam que a domesticação dos cães ocorreu há pelo menos 10 mil anos, e algumas escavações mostram que eles alcançaram tanto prestígio que eram enterrados com seus donos. No Egito e na Grécia, os cultos ao deus Chacal e a Argos – o cão de Ulisses – são testemunhos de nossas profundas e místicas relações. Mas ninguém supera os gatos em questões sobrenaturais. A historiadora Mary Del Priore relata que em tempos remotos eles eram vistos como enviados dos deuses e tinham tanta importância entre os egípcios que, se um gato morresse, toda a família se enlutava. Séculos de convivência... cães e gatos povoam nosso cotidiano e continuam a encantar meninos e meninas (e adultos também). Acredito que ganhamos pontos na escala evolutiva com esse convívio. Aprendemos com os bichos como é ficar mais humanos.


DROPS

Divulgação

RAPIDINHA Já pensou ler um livro de 300 páginas em apenas 90 minutos? É o que a desenvolvedora de softwares Spritz promete. A velocidade média de leitura de uma pessoa é de 220 palavras a cada sessenta segundos, mas o app propõe um “treinamento” para o olho humano, começando com 250 palavras por minuto e indo até 1000. O cérebro vai, aos poucos, se acostumando ao aumento de velocidade, para que se consiga usar o aplicativo na potência máxima e, assim, ler e adquirir conhecimento de um jeito totalmente express. Disponível no celular Galaxy S5 e no smartwatch Galaxy Gear 2, a Spritz pretende licenciar o software para outras companhias e a meta dos desenvolvedores é fazer com que 15% de tudo que é lido no mundo até 2016 seja por meio do software.

GELATINA DETOX A moda do detox – abreviação para desintoxicação – tem invadido as redes sociais e as conversas da galera mais antenada em vida saudável e fitness. Depois do suco, a novidade fica por conta da gelatina detox. Feita de ágar-ágar, uma substancia extraída de algas marinhas, ela ajuda a eliminar líquidos retidos no organismo e promove saciedade. Segundo a nutricionista Marúbia Chimenes, ela auxilia também na eliminação de gorduras e, caso a pessoa siga um programa de reeducação alimentar e atividade física, pode chegar a perder quatro quilos em um mês. “Ela ajuda, mas sozinha não faz milagres. Você pode ingerir até duas porções por dia”. explica. Além disso é rica em minerais, ajuda no sistema imunológico, auxilia na elasticidade da pele, deixando-a com aspecto saudavel e fortalece os tecidos do corpo, dentre outros beneficios. A gelatina detox pode ser encontrada nos mercados e em lojas de venda de produtos naturais e suplementos alimentares. Para prepará-la é muito simples: basta adicionar uma colher do pó de ágar-ágar em uma xícara do seu suco de fruta preferido sem açúcar e com adoçante (caso prefira). Leve ao fogo deixando ferver, e depois para a geladeira até que forme uma espessura de gelatina. Em forma de hidrogel, ela não precisa nem ser refrigerada, a não ser que a temperatura do ambiente esteja muito quente.

42 Ímpar

Os livros de Fernando Sabino estiveram presentes na infância de muita gente. Um dos mais marcantes, O Menino No Espelho, ganha agora uma versão para o cinema. Com direção de Guilherme Fiuza Zenha, autor do livro Meu Nome Não É Johnny e filme homônimo, o enredo se passa nos anos 1930 em Belo Horizonte. Fernando (vivido por Lino Facioli, que deu vida ao personagem Robert Arryn na série Game of Thrones) é um garoto de 10 anos cansado de fazer as coisas chatas da vida. O sonho de ter um sósia que fique responsável por essas tarefas enquanto ele se diverte se realiza quando o reflexo de Fernando deixa o espelho e ganha vida. A produção traz Mateus Solano e Regiane Alves no elenco e trata de valores universais como a infância, a amizade e a descoberta do amor. A estreia está prevista para 19 de junho.

Divulgação

Divulgação

VIROU FILME


Divulgação

Créditos Raphael Valente

DROPS

ROCK JUSTICEIRO

Em ano de Copa, os temas brasileiros estão com tudo! Prova disso é que a Victorinox, tradicional grife suíça que completa 130 anos em 2014, lança exclusivamente no país a coleção Brasil Limited Edition. A linha possui estampas exclusivas: o tradicional canivete vermelho com a bandeira do Brasil, as fitas do Senhor do Bonfim e cores da bandeira brasileira como pintura no corpo do canivete. Em três modelos diferentes, Spartan, Climber e Classic, eles são uma mão na roda para qualquer hora, pois apresentam-se em variadas ferramentas, tudo para facilitar o dia a dia agora com estilo exclusivamente brasileiro.

Mesmo com repertório em Inglês, a banda Horse Society não se intimidou em chegar de vez no cenário do rock sul-mato-grossense. A banda formada por João Ricardo e João Pedro Tognini - respectivamente pai e filho - Paulo Netto e Sandro Trindade ganhou a denominação de “rock justiceiro” da imprensa local. Isso porque a banda lançou no início do ano seu primeiro single, a música “Two Young Fellows”, que faz uma homenagem aos jovens Breno Luigi Silvestrini de Araújo e Leonardo Batista Fernandes que foram brutalmente mortos na Capital em 2012. Um disco será lançado em breve com canções autorais e inéditas da Horse Society.

Divulgação

Divulgação

SUIÇO, AGORA BRASILEIRO

ESSE PODE? Querendo surfar a onda saudável da vez, a marca americana Haagen-Dazs surpreendeu os consumidores com o lançamento de dois sabores inusitados de sorvete: cenoura com toque de laranja e tomate com uma pitada de cereja. A novidade faz parte da linha ‘Spoon Vege’ que terá aproximadamente 8,5% de leite integral, pouco menos da metade do que contêm os sabores tradicionais da marca. Segundo a empresa, a ideia é que as pessoas possam ter opções de ingerir sua cota diária de legumes e verduras na sobremesa. Por enquanto a novidade só pode ser encontrada no Japão, mas fica a pergunta: você experimentaria?

44 Ímpar

TUDO LARANJA Muita gente se rendeu ao Netflix por conta da praticidade de encontrar filmes e séries em streaming por um preço mensal justo, mas o que tem prendido a atenção dos espectadores é a fama que os seriados produzidos exclusivamente para o serviço têm alcançado. Com alta qualidade de produção e tramas envolventes, muitas pessoas têm trocado a novela das oito pela programação do Netflix. Uma prova disso é o sucesso de Orange is the New Black , cuja segunda temporada estreia ainda no mês de junho. Com elementos de drama e comédia, ele conta a vida de uma mulher que se despede de sua vida confortável em Nova York para cumprir pena de 15 anos por um deslize do passado. Vale conferir!


DROPS

Divulgação

MÚSICAS PARA: viajar

MODA DAS ESTRELAS Enquanto os fãs esperam o lançamento dos novos filmes de Star Wars, a moda já dá conta de usar os personagens em suas produções. É o caso da Triton que escolheu a saga para estrelar uma coleção cápsula. Ao todo, são 35 peças femininas e masculinas que trazem nas estampas personagens como Darth Vader, R2D2, C3PO, Chewbacca, e os Stormtroopers em camisetas, shorts, bermudas e moletons. A identificação com uma marca clássica, mas de espírito sempre jovem, foi o ponto de partida de Karen Fuke e Igor de Barros para a escolha do tema da coleção. As peças já estão à venda nas lojas da Triton e multimarcas do Brasil.

Robson Pereira, arquiteto e vocalista da banda Whisky de Segunda. John Lee Hooker - Boom Boom Eric Clapton & B.B. King- Help The Poor Howlin Wolf - Spoonful Muddy Waters - The Blues Had A Baby And They Named It Rock and Roll Imelda May - Johnny Got A Boom Boom (For One Night Only)

Divulgação

o mundo Geek

GARIMPO CULTURAL Foi da vontade de ter uma loja que funcionasse também como um espaço de interação cultural entre as pessoas, que o empresário e agitador cultural Pietro Luigi resolveu abrir a Subcultura Records. A loja, localizada na Antiga Rodoviária, traz em suas prateleiras e araras CDs, LPs, livros e roupas. O espaço com pinta de alternativo tem como diferencial também trabalhar com material pouco divulgado, de artistas independentes da música, literatura e arte em geral e ainda promover eventos como shows, exibições de filmes, exposições e muita cultura. Vale a pena garimpar a loja em busca de clássicos da música e da literatura. 46 Ímpar

Cleidson Lima, jornalista e curador do Museu do Video Game Itinerante. The Main Theme From Star Wars, John Williams The Power of Love (tema De Volta para o Futuro), Huey Lewis and the News. Super Mario Bros. Original Theme by Nintendo, Koji Kondo Legend of Zelda Ocarina of Time, Koji Kondo The Terminator ( O Exterminador do Futuro ), Brad Fiedel.


QUAL IDADE

Empório do Banho

Loja traz produtos diferenciados para quem acredita que um bom banho é fundamental Para muita gente, a hora do banho é um momento especial, de relaxamento e cuidado. Há quem encare isso como um verdadeiro ritual e para essas pessoas o mercado traz novidades dia após dia. São sabonetes, sais de banhos, esponjas, cremes especiais e muitos outros itens que deixam os minutos do banho ainda mais preciosos. Foi pensando nessa turma que as irmãs Auricélia da Silva Lima Addor e Aurimar da Silva Lima e a sobrinha Maria Clara Lima dos Rios resolveram abrir em Campo Grande uma loja especializada neste segmento, o Empório do Banho. A loja, em área nobre da cidade, é um verdadeiro oásis em meio à agitação urbana. A combinação de aromas, o clima agradável e o ambiente como um todo agradam muito a quem vai em busca de produtos de cuidado e bem estar. “Trabalhamos não só com itens para banho. Procuramos diversificar, então também temos difusores para ambientes, cremes hidratantes, sachês para carros e armários e muito mais”, conta Auricélia. Dessa maneira, fica mais fácil montar kits exclusivos para presentear, uma vez que o Empório do Banho trabalha com as linhas feminina, masculina, infantil e bebê e também com o segmento casa, além de oferecer acessórios femininos como bijuterias. Marcas de qualidade como Madressenza, Feito Brasil, Atelier do Banho e São Raizeiro são destaques na loja e merecem atenção. A Feito Brasil, por exemplo, é totalmente preocupada com a sustentabilidade, seus produtos são veganos, 100% orgânicos e sem nenhuma origem animal.

48 Ímpar

Quem procura por elegância e sofisticação pode apostar nos itens da Madressenza que, além de terem um visual impecável, ainda ajudam a perfumar e embelezar os ambientes com seus difusores e sabonetes. Hidratantes, sabonetes líquidos e outros itens para deixar a pele mais saudável e cheirosa são destaque. Bebês e crianças também têm sua vez no Empório do Banho. As linhas Soninho e Carinho são um verdadeiro mimo, com cheirinhos para roupas e ambientes e sachês para gavetas também. Além disso, o banho pode se tornar um momento de pura diversão para os pequenos com as toucas em formato de patinho e sapinho e as esponjas totalmente diferentes, em formas divertidas. Uma novidade que chama muito a atenção é a linha gourmet, com aromatizadores em spray para ambientes e sabonetes líquidos específicos para quem se aventura na cozinha e não gosta de ficar com aquele cheirinho de alho e cebola nas mãos. Com facilidade de estacionamento e atendimento de qualidade, uma visita ao Empório do Banho é uma experiência ímpar. texto Evelise Couto foto Giuliano Lopes

EMPÓRIO DO BANHO Rua Almirante Sadock de Sá, 3519. Sala 5 Campo Grande-MS Fone: (67) 3211-7266


TURISMO

Hotel Fasano Boa Vista Trazendo o requinte do nome Fasano, hotel fazenda é opção para quem aprecia exclusividade e bom gosto

50 Ímpar


Em um projeto requintado e ao mesmo tempo rústico, o primeiro hotel de campo do grupo Fasano tem tudo para agradar quem quer desacelerar da correria do dia a dia e desfrutar de muito conforto. Localizado no interior paulista, dentro da Fazenda Boa Vista (um condomínio de alto luxo da construtora JHSF), ele tem seu projeto assinado pelo renomado arquiteto brasileiro Isay Weinfeld, mesclando o requinte da grife Fasano com o descontraído ambiente do campo. O hotel dispõe de 27 apartamentos deluxe, 11 suítes duplex e um suíte de dois quartos. Todas as acomodações têm amplas varandas com vistas panorâmicas da fazenda. As suítes, e muitos dos apartamentos, contam também com acesso direto ao lago do hotel, facilitando um mergulho refrescante para os hóspedes. Os quartos têm televisão full HD 40”, TV a cabo, conexão para iPod, ar condicionado, além de workstation com acesso à internet WI-FI banda larga, cofre e frigobar. As camas têm lençóis de algodão egípcio de 300 fios e travesseiros de pluma de ganso.

Ímpar 51


As delícias Quando se fala no nome Fasano, rapidamente associa-se a uma tradição e experiencia de mais de 100 anos no ramo da gastronomia. No Boa Vista, portanto, não poderia ser diferente. Em um incrível cenário campestre, com vista para o lago do hotel, o restaurante traz um ambiente aconchegante perfeito para refeições descontraídas entre atividades na fazenda. Para os fãs do movimento locavore, a equipe colhe diariamente frutas, legumes e ervas aromáticas da Fazenda Boa Vista para a cozinha do restaurante. O cardápio traz os aromas e sabores da culinária brasileira para a tradição italiana do Grupo Fasano, servindo refeições todos os dias para café da manhã, almoço e jantar. Para refeições rápidas e petiscos, uma boa pedida é o Bar da Piscina, com deliciosos paninis e refeições leves para os hóspedes que preferirem petiscar na piscina.

52 Ímpar


Quem quiser ter uma das vistas da propriedade, em uma atmosfera retrô encantadora, o Restaurante do Golfe é o cenário perfeito para um almoço descontraído entre rodadas ou descansar depois de um jogo longo. Outra opção interessante é o bar do lobby, que serve coquetéis, aperitivos e refeições leves durante todo o dia aos clientes no bar, salão de jogos e lobby. Perfeito para uma refeição rápida e informal, jogando baralho ou observando o sol poente.

Lazer e relaxamento A fazenda oferece diversas atividades de lazer com programação para todas as faixas etárias. A piscina do Fasano Boa Vista, com borda infinita e vista campestre, fica aberta até o pôr do sol. Ela possui uma raia de lazer e uma para esporte de 25 metros. No deck, espreguiçadeiras em espaço perfeito para tomar um banho de sol. Dispõe de vestiários equipados com duchas, armários, toalhas e secadores de cabelo, entre outras comodidades. Para quem ama cavalos, é possível também disfrutar de um centro equestre completo, com estábulo, selaria, serviço veterinário, pista de equitação, campo de polo e outras facilidades. Com design de Isay Weinfeld, suas dependências estão entre as melhores do país e são oferecidas também aulas de equitação para iniciantes ou praticantes com mais experiência, passeios a cavalo e jogos de polo. Em 2011, a Fazenda Boa Vista sediou a 1ª Copa Hermès do Brasil, em associação com a centenária sela-


COMO CHEGAR O hotel está localizado na Fazenda Boa Vista, no municipio de Porto Feliz, a 100 quilometros de São Paulo. O acesso pode ser feito pela rodovia Castello Branco. O empreendimento possui heliponto privativo e está a 124 km do aeroporto de Guarulhos, 89 de Viracopos e 103 de Congonhas.

54 Ímpar


ria francesa. Foi a primeira vez que a marca deu seu aval a um evento de hipismo fora da França. Passeios de charrete e de bicicleta, trilhas e rotas de jogging tambem são uma boa pedida para quem pretende disfrutar da área externa do hotel, uma vez que a fazenda também abriga 13 matas nativas espalhadas pela propriedade com trilhas de diferentes níveis de intensidade com até cinco quilômetros, cercadas de vegetação natural. No clube de golfe é possível praticar o esporte em um campo de 18 buracos e 6800 jardas, e lá ainda, são oferecidas aulas para iniciantes ou ja praticantes. O mesmo acontece para os fãs de tênis, que podem usufruir de uma quadra rápida (lisonda) e outra de saibro. Para as crianças até 12 anos, a diversão é garantida no Kids Club. O hotel conta ainda com um spa, para quem quiser revigorar as energias e relaxar. Nele, quatro piscinas internas - uma climatizada, duas aquecidas e uma fria-, sauna seca e a vapor e ducha escocesa ajudam a recarregar as baterias. Além disso, o espaço conta ainda com um fitness center, salão de cabeleireiro e nada menos que oito salas de massagens. texto Evelise Couto fotos Assessoria


VITRINE

D’PIL CAMPO GRANDE

Com método eficaz, indolor e seguro, franquia comemora quatro anos de bons resultados em Campo Grande

56 Ímpar


Ficar com a pele lisinha sem precisar passar pelos métodos doloridos de depilação. Parece um sonho, não é mesmo? Mas isso já é possível com a D’pil Estética. Usando a tecnologia da Luz Intensa Pulsada, em poucas sessões já é possível dizer adeus aos pelos. Pioneira no Centro-Oeste, a empresária Pamella Ramos abriu há quatro anos a unidade campo-grandense. Em entrevista, ela conta um pouco da trajetória da D’pil e ainda como funciona o método e suas vantagens.

Como surgiu a ideia de trazer a D’pil para Campo Grande? Nossa unidade já existe há quatro anos e foi a primeira de todo o Centro-Oeste. Sempre tive espírito empreendedor. Desde a faculdade de Administração tinha em mente investir em uma franquia e, em uma feira de franquias em Minas Gerais, conheci a D’pil. Ela é uma empresa 100& brasileira e com know how espanhol que rapidamente encontrou mercado no Brasil, sendo inclusive pioneira na depilação utilizando luz pulsada. Logo me encantei pela estrutura e pela alta tecnologia empregada para o bem-estar e qualidade de vida de nossos clientes. Foi um sucesso quando abrimos as portas em Campo Grande e tem sido assim desde então. A marca também cresce dia após dia, são 468 unidades espalhadas pelo país e 32 franquias distribuídas entre Venezuela, México, Itália e Alemanha. E ela ocupa hoje a primeira posição em centros de fotodepilação e fototerapias no Brasil. Quais serviços a D’pil oferece? Além da fotodepilação, temos também métodos para redução de manchas e acne, rejuvenescimento cutâneo, limpeza de pele e massagens. Atendemos clientes de todas as faixas etárias, tanto mulheres quanto homens. Eles, aliás, têm procurado cada vez mais nossos serviços. Como funciona a fotodepilação? Ela consiste na eliminação do pelo por meio da Luz Intensa Pulsada. O calor dela é absorvido pela melanina presente no pelo, o que provoca um superaquecimento do folículo piloso e das células terminativas que ficam ao seu redor, destruindo assim o folículo e os vasos que o nutrem. Dessa maneira, o pelo não nasce mais. Cada sessão leva de 10 a 50 minutos, dependendo da área feita na ocasião. Durante o tratamento, é proibido tomar sol, é necessário evitar banhos muito quentes nas primeiras 48 horas e, principalmente, não se pode fazer uso de nenhum mé-

todo depilatório que retire o pelo pela raiz, como a cera ou a linha. No entanto, é possível fazer o uso de lâminas que cortam o pelo. Quantas sessões são necessárias até que o processo esteja completo? São necessárias, em média, de quatro a oito sessões, dependendo do organismo de cada pessoa. É possível fazer uma aplicação por mês em cada área do corpo, o que não impede de você fazer mais de uma área no mesmo dia. Quais são as vantagens da fotodepilação? Primeiro de tudo: não dói! Muitas pessoas têm medo da dor, mas a boa notícia é que o método é indolor. Além disso, não machuca, não traz vermelhidão e ainda tem a vantagem de literalmente tratar a pele do cliente. A luz pulsada além de eliminar os pelos, trata a pele, deixando-a mais viçosa, estimula a produção de colágeno, ajuda a fechar os poros e traz uma aparência saudável. Quem normalmente procura a fotodepilação? Mulheres, em sua maioria, mas também homens que preferem eliminar totalmente os pelos ou que tendem a ter muitos problemas com a foliculite, o popular pelo encravado. Homens cujas profissões exigem sempre a barba feita também costumam nos procurar. Não há contra-indicações para quem quiser fazer a depilação por luz pulsada, mas não recomendamos às grávidas e em alguns outros casos específicos. A equipe para executar esse procedimento precisa ser especializada? Com certeza! E esse é um de nossos diferenciais. As profissionais que fazem as aplicações são enfermeiras e a massagista é fisioterapeuta. Além da experiência profissional, todas elas fizeram os cursos da franquia em São Paulo, que é bastante completo.

Ímpar 57


Como são as formas de pagamento? É necessário comprometer-se com pacotes? Essa é uma das grandes vantagens da D’pil. Muitas empresas acabam fechando pacotes que os clientes nem sabem se vão acabar usando ou não. Aqui o pagamento é feito por sessão realizada, o que dá mais liberdade e controle para o cliente.

A LUZ PULSADA ALÉM DE ELIMINAR OS PELOS, TRATA A PELE E TRAZ UMA APARÊNCIA SAUDÁVEL.

Nesses quatro anos, qual balanço você faz da satisfação dos seus clientes? O balanço é extremamente positivo! A grande maioria dos que iniciaram as aplicações com a gente nos procuraram novamente para tratamentos em outras áreas, além disso, percebo que a propaganda boca-a-boca é bastante expressiva. Sempre aparece algum cliente por indicação de algum conhecido que já esteve por aqui. Além disso, é importante lembrar que a D’pil está em constante evolução, sempre pesquisando o que há de mais moderno, seguro e eficaz no setor mundial de estética e trabalhamos sempre para proporcionar o melhor atendimento e custo-beneficio aos nossos clientes, de maneira eficaz. texto Evelise Couto fotos Giuliano Lopes


PERSONAL IDADES

ESTRELA DAQUI Com o primeiro clipe de seu mais recente trabalho lançado, Maria Cecília, da dupla sertaneja Maria Cecília e Rodolfo, inaugura nova fase na carreira. Mais maduros, mas conservando aquela pegada romântica de sempre, o casal está fazendo sucesso com a música “Espalhe Amor”, lançada junto de um EP com seis músicas. Em entrevista ela conta um pouco de sua rotina agitada, a vida a dois e sua relação com a terra natal, Campo Grande. Para muitos casais, trabalhar juntos e dividir uma vida a dois é tarefa complicada. Como é essa situação para você e para o Rodolfo? Muito tranquila. É muito difícil a gente brigar. Na maioria das vezes discutimos coisas a respeito da carreira. Como o Rodolfo sempre diz, é melhor trabalhar com quem a gente ama do que trabalhar com quem a gente não gosta.    Você viaja por todo o Brasil e gasta muita energia durante os shows. Qual é o segredo para não perder o pique? Foi uma adaptação. São quase sete anos de carreira. É uma correria louca, não é sempre que consigo malhar, então procuro fazer isso quando estou em Campo Grande. Temos uma personal que fica no nosso pé, mas na estrada o cuidado maior é com o sono, que é o principal remédio para a voz. O sucesso da dupla veio de muito trabalho. Você imaginou que um dia alcançariam os topos das paradas de sucessos nacionais? Nunca imaginei chegar tão longe, nem ser a precursora nesse novo sertanejo. Não esperava que fosse acontecer tão rápido. Sempre fui sonhadora, mas Deus me deu muito mais do que eu sonhava: um marido maravilhoso, fãs fiéis e uma carreira sólida. Com a agenda lotada, ainda dá tempo de voltar a Campo Grande? Nos demos esse luxo de morar em Campo Grande. É fundamental para nossa carreira poder estar perto de nossa família. Nosso refúgio e nosso porto seguro é estar aqui. Não nos vejo morando em outro lugar. O que não pode faltar em uma visita a Campo Grande?  Somos bem caseiros. Gostamos de ter a casa cheia de amigos, então não pode faltar um churrasco e muita música! texto Evelise Couto foto Assessoria

60 Ímpar


ENTREVISTA

PASTORA JANETE MORAIS

62 Ímpar

À frente de instituição, pastora ensina a arte de fazer o bem


Filha do empresário Antônio Morais dos Santos, um dos maiores filantropos do País, a pastora Janete Morais criou uma instituição para promover ações em favor das pessoas carentes em Campo Grande, o Instituto Veredas da Fé. Em entrevista à Ímpar, ela fala das ações que desenvolve hoje, dos planos para o futuro e conclama a população a se unir em doação aos mais necessitados.

A família Morais passou a ter uma grande visibilidade a partir de ações de seu pai Antônio Morais dos Santos. O bem ao próximo, sempre foi assunto em casa? Sempre. Meu pai ainda não era rico em 1951 e logo que chegou à Dourados ele fez a sua primeira grande ação de caridade, que foi a doação de um terreno para a construção de uma maternidade. É uma virtude que sempre foi dele e que ele procurou passar para nós. Em que momento surgiu o Hospital de Câncer de Barretos? Exatamente na época em que sua investida no Hospital de Câncer Alfredo Abrão não deu certo. Foi quando surgiu a ideia de construir o Centro de Diagnóstico do Hospital do Câncer de Barretos em Campo Grande, hoje uma realidade. Temos a unidade fixa, mas o carro-chefe é a carreta preventiva, dotada com o que existe de mais moderno em equipamentos para a detecção da doença que, se descoberta e tratada a tempo, tem grande chance de ser extinta do organismo. Como é o funcionamento dessa unidade móvel? A carreta vai percorrendo os bairros de Campo Grande. O atendimento é realizado por meio de consulta marcada através de ligações com os cadastros da Prefeitura por meio dos postos de saúde. Como exemplo, vamos imaginar que a carreta vai estar na região do Tiradentes, onde ela vai permanecer por alguns dias. Os agentes de saúde irão convidar as pessoas de casa em casa. Além disso, a Prefeitura nos ajuda com uma ampla divulgação da presença da carreta no bairro. Os pacientes serão atendidos com hora marcada. Na unidade móvel são realizados os exames preventivos. Feito isso, dentro de mais ou menos 30 dias a equipe do hospital vai saber quais as pessoas têm câncer, nos variados graus da doença. Vai ser então agendada consulta no Centro de Diagnóstico. Se houver necessidade de intervenção cirúrgica, o paciente é encaminhado

ao Hospital de Câncer Alfredo Abrão. Já os casos gravíssimos são encaminhados para Barretos. O seu pai doou todo o complexo hospitalar e a unidade móvel? Exatamente. Foram R$ 15 milhões. Ele só não doou o terreno, providenciado pela prefeitura. A nova unidade está dotada de aparelhos que não existem nem em grandes hospitais. São equipamentos de última geração. Ele também cobriu os custos com a ida dos médicos campo-grandenses a Barretos, onde foram definidos os protocolos de atendimento e mesmo após a sua morte ainda cumprimos o compromisso de repassar mensalmente R$ 150 mil, que será feito até o mês de agosto. E o Instituto Veredas da Fé? Em verdade, tudo começou com o programa na rádio. Sou pastora e estava muito incomodada porque após meu pai ter ficado doente eu não podia mais pregar, pois ficou muito mais difícil, cuidando das coisas, ajudando. E então surgiu essa oportunidade, bem na hora do meu almoço. Então, ao invés de eu almoçar, vou pregar. Com um certo tempo de programa, vi a necessidade de visitar as pessoas, estar em contato. Quando estávamos no décimo programa, passamos a ir todos os sábados aos bairros para levar a palavra de Deus. Mas a palavra estabelece que a fé sem obras é morta. Quando você chega no bairro, nas casas e vê as necessidades das pessoas, que carecem de cadeira de rodas, de agasalho, de alimentos, de todo tipo de ajuda, seu coração vai ficando comovido. E então você começa a se questionar: do que adianta eu trazer a palavra se tem fome nesta casa? É uma situação chocante? Sim, e para ajudar comecei a colocar a mão no bolso, só que eu não sou o Antonio Morais. Sou filha do Antonio Morais. Foi exatamente há um ano que iniciei as visitas na região da Cidade de Deus, logo na semana seguinte ã minha passagem por lá sofremos com uma onda de frio muito intensa. Ímpar 63


Não consegui dormir pensando na situação daquelas famílias morando em barracos de lona. Lembrei-me daquelas pessoas sem fogão, nas lonas furadas sobre os barracos e nos colchões instalados diretamente no chão. Eu não vi fogão naquelas casas, mas apenas fogareiros no chão, à base de lenha e tijolos, no lado de fora daqueles precários abrigos. Na segunda-feira, às seis da manhã, telefonei para uma das nossas parceiras no projeto e disse a ela: Não sei como vamos fazer, mas eu quero 600 cobertores de casal, umas 300 cestas básicas, 300 quilos de carne e pelo menos 600 litros de leite. Na hora do almoço estávamos com o caminhão carregado e seguimos para a distribuição na Cidade de Deus. Todos os anos, quando chega a época de inverno surgem as campanhas do agasalho, algumas utilizadas até como estratégia de marketing. Esse tipo de campanha não teria de ser constante? Você sabe o que acontece? Não adianta a gente ficar levando as coisas. Nós temos que mudar a realidade dessas pessoas. É com esse intuito que nasceu o Instituto Veredas da Fé. Como não

“SE MUITOS FIZEREM UM POUCO, NÃO SERÁ MAIS NECESSÁRIO QUE POUCOS CONTINUEM A FAZER MUITO”.

temos dois anos de atividade, ainda não podemos ainda receber dinheiro, mas já estamos procurando um terreno, onde vamos executar o principal projeto do IVS e mudar essa realidade. De que forma as pessoas podem auxiliar o instituto? Podem doar qualquer coisa. Alimentos, guarnição para cozinha como panelas, pratos, fogão; roupas e cobertores. O que for doado será bem-vindo. E precisamos também que os as classes A e B participem. O mesmo digo com relação à comunidade cristã, independente de opção religiosa. Também os céticos, os ateus, podem e devem ajudar, pois a caridade independe de crença e religião. Eu costumo repetir sempre o que dizia um pastor de minha igreja: se muitos fizerem um pouco, não será mais necessário que poucos continuem a fazer muito. No cenário político, ventila-se a possibilidade da sua entrada na política como possível candidata nas próximas eleições. Por estarmos em evidência com a nossa instituição, vários partidos já vieram nos procurar. A maioria dos convites são para sair Deputada ou Senadora, mas nesses cargos eu não poderia resolver quase nada. Para nós, o que interessa é um cargo no Executivo como governadora ou prefeita para que possamos executar, na prática, nossos projetos. Mas, a política nunca me passou pela cabeça. texto Rejane Monteiro fotos Marcos Vollkopf


VITRINE

ALYSSON DE ANDRADE

Especialista investe em cursos de

RODRIGUES

de implantes

66 Ímpar

atualização para melhorar técnicas


Especialista em implantodontia pela APCD de São José do Rio Preto, o dr. Alysson de Andrade Rodrigues, divide-se entre sua clínica particular e os diversos congressos, cursos e palestras de atualização e especialização nas áreas de implantes, reabilitação oral e cirurgias avançadas que participa anualmente. Recém chegado de um curso de atualização sobre manipulação de tecido mole para melhorar a finalização estética nos casos de implantes, ele recebeu a equipe Ímpar e falou sobre técnicas e o acesso da população aos implantes dentários.

Hoje, o implante dentário pode ser uma realidade na vida de qualquer cidadão? Sim, com toda certeza o implante pode ser uma realidade na vida de qualquer cidadão tanto na parte financeira, em que os preços e formas de pagamentos ficaram bem acessíveis, quanto na parte biológica, com o advento de diversas técnicas e materiais biocompatíveis que estão nos ajudando a realizar cirurgias em casos que antes estavam condenados e não poderiam ser reabilitados. Hoje conseguimos resultados funcionais e estéticos mais rápidos e melhores. Em sua clínica, qual a técnica utilizada? Não há uma técnica específica, cada caso é um caso. É pedida uma documentação prévia para o planejamento do caso, para traçarmos o melhor tratamento. Mas realizo muito a técnica da carga imediata na qual o paciente faz a cirurgia de implante e logo já instalamos a prótese podendo ser um único dente bem como todos os dentes substituindo a famosa “dentadura”, que denominamos protocolo. Estou sempre estudando e atualizando minhas técnicas em grupos de estudos, cursos e congressos. Realizo muitas cirurgias pré-implantes como enxertos ósseos com biomateriais entre outros para adequar a área para receber o futuro implante. Pode haver rejeição ao implante? Não existe rejeição ao implante, o titânio é um material totalmente biocompatível com o tecido ósseo. Se o paciente perder um implante pode estar relacionado com outros fatores como: tabagismo, diabetes, bem como com os próprios cuidados de higiene por parte do paciente ou até mesmo a má execução e planejamento por parte do profissional. O número de implantes no Brasil deu um salto de 10 mil cirurgias anuais para 200 mil, se-

gundo dados do setor. A que o senhor atribui um crescimento tão grande? Relaciono este crescimento tanto aos valores que ficaram mais acessíveis quanto também à consolidação da implantodontia que com a tecnologia dos biomateriais tornaram as cirurgias mais rápidas e estéticas. Fato que posso presenciar in loco com o crescente número de atendimentos em minha clínica, a CEIOP - Centro Especializado de Implantodontia Ortodontia e Prótese, na rua Albert Sabin. Estética ou saúde, o que pesa mais na hora de procurar um profissional da área? Por quê? Hoje em dia a saúde e a estética andam juntos, as pessoas querem estar bonitas mas não dispensam uma boa mastigação que, sem dúvida, é importantíssima para a saúde como um todo. A realização de implantes é um procedimento seguro e eficaz. Estudos mostram que implantes de boa procedência apresentam taxas de sucesso acima de 90% no maxilar superior e 97% no inferior. Para o procedimento ser bem sucedido é preciso atender não somente às necessidades funcionais, mas também estéticas do paciente. Pacientes que não têm osso podem receber implantes? Com a tomografia odontológica que nos dá precisão no planejamento e execução do caso, bem como com o advento de biomateriais que induzem a formação óssea e com técnicas como a dos implantes curtos e dos implantes inclinados que nos auxiliam a implantar em locais “border line”, ou seja casos considerados limites, tornam possível a reabilitação de pacientes que “não têm osso”.   E o novo dente já pode ser colocado no mesmo dia? Sim. Com a técnica de carga imediata é possível  instalar a prótese sobre implante no mesmo

Ímpar 67


dia, no entanto, enfatizo sempre no planejamento prévio do caso como exame clínico e radiográfico que já nos dará as diretrizes do tratamento como a quantidade e qualidade óssea, a oclusão do paciente entre outros.

“A GRANDE VANTAGEM É QUE O PACIENTE PASSA A TER DENTES FIXOS NA BOCA, OU SEJA, DENTES NÃO REMOVÍVEIS, FAZENDO COM QUE TENHA MAIS SEGURANÇA AO FALAR, AO SORRIR E AO MASTIGAR”.

Planos para 2014? Este ano estamos realizando um curso de atualização sobre manipulação de tecido mole para melhorar cada vez mais a finalização estética dos casos de reabilitação com implantes. Fizemos também o credenciamento em Toxina Botulínica para fins terapêuticos para cefaleia, bruxismo, apertamento dental e sorriso gengival. texto Rejane Monteiro fotos Jean Vollkopf


TOP ÍMPAR

Beer time

Nesta edição separamos cinco cervejas especiais, uma de cada canto do mundo, que podem ser encontradas em Campo Grande Quem não concorda que cerveja é tudo de bom? E nem é preciso ter um motivo formal para apreciar a bebida, a gente gosta mesmo é do que o ritual de abrir a latinha representa. Ela dá início a novas amizades, histórias de amor, e une toda a família no churrasco de domingo.

Para acompanhar esses momentos vale investir, vez ou outra, em uma bebida diferenciada, como as cervejas importadas. Por isso separamos cinco opções que valem a pena não só pelo sabor, mas também pelas histórias que carregam dentro da garrafa.

Erdinger Weissbier Ponto de encontro para ver jogos de futebol, o Mercearia bar aos poucos foi se especializando no ramo das cervejas especiais e a Erdinger Weissbier, feita com trigo premium, se tornou uma mais pedidas no lugar. Carro-chefe da cervejaria Erdinger, a Erdinger clara é uma cerveja de trigo com levedura fina e tradicional maturação dentro da própria garrafa, similar aos champanhes. Tanto sucesso se deve às características mais “atenuadas” do estilo, como a acidez típica de outras representantes, às vezes excessiva e desagradável para alguns paladares menos acostumados. É uma cerveja leve, viva e muito aromática. O sabor não deixa a desejar, com toques cítricos, harmonizando bem com peixes e frutos do mar, saladas, grelhados, salsichas e pratos apimentados. Vai deixar de experimentar. Mercearia, r. 15 de Novembro, 1064.

Brooklyn Lager Na DUFFest, conveniência especializada em cervejas lager e pilsen fica difícil escolher, em meio a tantas opções, qual marca é a mais interessante. Em 2010 a Brooklyn Lager ganhou o selo “Cerveja do Ano” pela revista Prazeres da Mesa justamente por seu sabor diferenciado. O malte de sua receita ao entrar em contato com o amargor dos lúpulos Vanguard, Cascade, e Hallertauer Mittelfrueh, proporciona um leve aroma floral. Além disso, ela é muito versátil quando acompanhada de comida, por isso combina tanto com aquela feijoada de domingo e quanto com uma massa especial. Seu teor alcóolico é de 5,2%, resultando em uma cerveja dourada, aromática, cremosa e refrescante. DUFFest, r. Amazonas, 441. 70 Ímpar


Trappistes Rochefort Na Casa do Chef, loja especializada em churrasco e artigos masculinos, é fácil notar a presença das cervejas importadas. Dentre as várias opções disponíveis, a belga Trappistes Rochefort, chama atenção. Ela é produzida sob a supervisão de monges da Ordem Trapista. Quer mais exclusividade que

isso? Altamente encorpada e complexa, possui coloração acobreada escura, intensidade licorosa e caramelizada, um tanto picante e com notas frutadas de ameixa e cacau. O teor alcóolico também chama atenção: 11,3%. Casa do Chef, r. Euclides da Cunha, 360.

Badger First Gold Boteco diferenciado na cidade, o Maracutaia é tão acolhedor que dá vontade de ficar bebendo a noite toda. A cozinha é o carro-chefe do boteco, onde são preparadas verdadeiras delícias regionais. Nada melhor que uma cerveja excêntrica para acompanhar os petiscos e pratos do lugar, como a Badger First Gold, um cerveja do tipo “ale” clássica de Dorset, na Inglaterra. Com 4% de teor alcóolico, tem cor clara, com notas de laranja e especiarias do lúpulo, perfeita para acompanhar pratos assados e tortas. Maracutaia, r. 07 de Setembro, 1971

Bamberg Helles Lozalizado no centro de Campo Grande, o Democrático Bar guarda algumas delícias dentro de seus freezers. Uma delas é a cerveja Bamberg Helles, com baixa fermentaçã e 5,0% de teor alcoólico, por isso é fácil de ser saboreada. De cor clara, harmoniza com pratos le-

ves, não gordurosos e pouco temperados, mas devido à uma lúpulagem marcante, combina também com petiscos. Uma boa pedida para aquele happy hour. Democrático Bar, R. 15 de Novembro, 2090.


BUSINESS

72 Ímpar


MERCEARIA DA DANÇA Loja especializada atende todos os tipos de dança na Capital Sapatilhas, tutus, muita delicadeza e brilho fazem parte do espaço da Mercearia da Dança. Localizado em área nobre da cidade, ela apresenta em suas araras e prateleiras, collants e camisetas exclusivas, sapatos, acessórios e muitos outros itens relacionados ao universo da dança. Da cabeça aos pés, tudo com muito charme! A ideia de abrir uma loja onde o dançarino se sentisse em casa e pudesse encontrar do bom e do melhor moveu os passos da bailarina e empresária Patricia Signoretti. Iniciada no mundo da dança ainda criança, viveu boa parte de sua vida dançando e ensinando esta arte, construindo assim uma vasta experiência. Bailarina do grupo Ginga por 15 anos e professora de dança desde os 16, ela chamava atenção não só por seu talento mas pelo capricho com as roupas e acessórios que usava. Dez anos depois de se aposentar dos palcos, após uma viagem à Europa que abasteceu seu repertório de boas ideias, ela e o marido, o engenheiro André Malta, resolveram arriscar e abriram a Mercearia da Dança, em novembro de 2013. Focada em qualidade e conforto, Patrícia trouxe à loja o melhor do momento, no que diz respeito a sapatos para dança, dentre eles, as famosíssimas sapatilhas de ponta Gaynor Minden, queridinhas das bailarinas profissionais e importadas dos Estados Unidos. Os produtos que ela oferece, no entanto, não se limitam a atender apenas ao ballet, dançarinos de outras modalidades também se sentem em casa na Mercearia da Dança. “Se é dança, você encontra aqui!”, garante Patrícia. Vale a pena também uma visita à loja para quem quer simplesmente relaxar. O ambiente é tão acolhedor e agradável, que muitas clientes estendem o período na Mercearia da Dança para uma boa conversa.

MERCEARIA DA DANÇA r. Nortelândia, 684. Santa Fé. Telefone: 3028-1754 texto Evelise Couto foto Giuliano Lopes

Ímpar 73


DECORANDO

Casa Cor Bolívia Na segunda versão da franquia brasileira em Santa Cruz de La Sierra, mais de 60 profissionais transformaram casarão centenário

CASA DE VERÃO Construída em apenas 12 horas utilizando um sistema que elimina o uso de vigas, ela reúne um amplo living, cozinha, banheiro, quarto e uma galeria decorados em estilo moderno e contemporâneo.

74 Ímpar


Santa Cruz de La Sierra recebeu novamente mais uma edição da Casa Cor. Após o sucesso da primeira, o projeto da vez foi elaborado a partir de uma grande casa centenária que abrigou as ideias de 68 profissionais de arquitetura, design, decoração e paisagismo. Foram nada menos que 38 espaços transformados na mansão

construída na primeira década do século XX e preservada pelo Plano do Centro Histórico de Santa Cruz de la Sierra. Todas as intervenções seguiram normas apostando no processo de recuperaçõo do prédio de maneira integral. Confira alguns dos ambientes da mostra que trabalhou de maneira consciente os 2.659 m2 da Casa Ortiz.

DETALHES A Casa de Verão foi projetada para hospedar um casal. Nos detalhes, modernidade e juventude dão o tom.

Ímpar 75


PRAÇA CASA COR Em meio às ruínas do casarão nasceu o projeto com características de uma praça que bem poderia ter sido o pátio ou o jardim da residência. A ideia foi gerar vários ambientes conectados visualmente mas que mantivessem linguagens diferentes com a utilização de materiais como plantas, água, fogo, além de diferentes revestimentos e pisos.

76 Ímpar


RESTAURANTE E BAR O ambiente chama a atenção não só pelas cores claras e iluminação marcante, mas pela sua altura que se verticaliza mais ainda graças à utilização de nervuras que sobem por quatro metros formando uma estrutura que cria um céu falso.

ESTÚDIO DO MÚSICO Traz uma releitura da arquitetura regional com um toque romântico e boêmio. Um ambiente vanguardista e descontraído.

Ímpar 77


BANHEIRO Esse espaço confere relaxamento e traz uma espécie de spa à mostra. No ambiente foram usados impressões personalizadas, diferentes texturas e luzes que conferem um tom aconchegante ao espaço.

78 Ímpar

COZINHA DA VOVÓ Um ambiente acolhedor que mistura o moderno e o clássico. Um convite para sentar-se e degustar as delícias que as vovós de antigamente faziam.


LOFT AUDI Ganhou o primeiro lugar no concurso Audi Design transformando uma garagem em um loft. Nele, sala, quarto, cozinha-bar e banheiro com jacuzzi se incorporam à garagem.

COZINHA JOVEM Essa cozinha foi projetada para agradar ao público jovem, com elementos decorativos em tons de laranja e o uso de luzes e plantas, conferindo um aspecto prático, dinâmico e acolhedor.

texto Evelise Couto fotos Assessoria

Ímpar 79


EVENTO

INAUGURAÇÃO

CASA PAROSCHI

Requinte e sofisticação são os diferenciais da nova loja de Decoração em Campo Grande, a Casa Paroschi, comandada pelos irmãos Rossana Jafar e Jamil Paroschi. Com representação exclusiva da Trousseau no Estado, a loja reserva um andar inteiro dedicado à grife Premium de enxovais. A conceituada coleção Trousseau Petit também está inclusa no portfólio. Veja quem passou por lá no coquetel de inauguração. fotos Marcos Vollkopf

80 Ímpar


Ă?mpar 81


EVENTO

POSSE

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MS

Com uma cerimônia marcada pela emoção, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul deu posse ao mais novo membro da corte, o desembargador Marcelo Câmara Raslan, na magistratura sul-mato-grossense há 26 anos. Sua neta, acompanhada de familiares, foi quem fez a entrega da toga.

1 2

3

5

4

6

#1 Simone e o marido, desembargador Marcelo Rasslan #2 Marcelo Rassalan e o pai Aniz Rassalan #3 Recebimento da toga #4 Amanda, Yohan e Marcela Rasslan #5 Os desembargadores João Bastista da Costa Marques, Joenildo Chaves e o general Juarez Aparecido de Paula Cunha #6 Clarice Maciel e o presidente do TJ-MS, Joenildo Chaves

82 Ímpar


7

9

8

11

10

#7

Carlos Naegele, Tatiana Ujacow, Sônia e o desembargador Ruy Celso Florence #8 Antônio Augusto Coelho e o vice-presidente do TJ-MS, João Batista da Costa Marques #9 Carlos Alberto Anjos, Alcilene Machado e Mario Jose Esbalqueiro Junior #10 Dina e o juiz de direito Alexandre Pucci #11 Jamil Name e Carlos Stephanini #12 Wilson Leite e Nélio Stabile

12

fotos Gabriel Santos

Ímpar 83


EVENTO

FESTA

ABREC 26 ANOS

Já são 26 anos de trabalho e conquistas em prol dos renais crônicos do Estado. Cada ano de existência carrega as vitórias alcançadas ao longo desse caminho de trabalho e dedicação. Para celebrar a data, a ABREC (Associação Beneficente de Renais Crônicos de Mato Grosso do Sul) realizou o já tradicional almoço beneficente para angariar recursos para a entidade. O local escolhido foi o Buffet Yotedy. A animação ficou por conta do Cordão Valu. Veja quem passou por lá.

1 2

3

5

#1 Deputado Arroyo e Dra. Cidinha Arroyo #2 Fadel Yunes e Terezinha #3 Vera Ota e Anagildes #4 Telma e Edgar Marcon #5 Kinha e Luis Carlos Feitosa #6 Danusa e Ricardo Ayache

84 Ímpar

4

6


7

10

8

11

9

12 #7

Equipe ABREC #8 Leni Fernandes e Edimara Rita #9 Governador André Puccinelli e equipe de cerimonial #10 Dr. Paquera e Heda Rodrigues #11 Mabel Inácia, Marcelo e Valentina #12 Solange e Roneu Brum fotos Diego Vollkopf

Ímpar 85


EVENTO

ANIVERSÁRIO 

CAROL LÚCIO SEMIJOIAS E ACESSÓRIOS

As empresárias Carolina Correia Lúcio e Maria Angela Azevedo Correia celebraram com suas amigas e clientes o primeiro aniversário da loja. O evento contou com a presença ilustre das designers de semijoias Gabriela Pires e Melissa Ayach. A decoração e organização levaram a assinatura do Ateliê da Du,  as lembranças foram assinadas por Lembranças da Maricota, o buffet ficou por conta da La Riviera e doces por Nathalie. fotos Marcos Vollkopf

88 Ímpar


Ă?mpar 89


EVENTO

CASAMENTO

JENYFFER E HERMES

A cerimônia de casamento de Jenyffer e Hermes foi decorada por Furquim&Scalise e teve cerimomial assinado por Patricia Faracco. O buffet ficou por conta do Paladar e o DJ Beto animou os convidados com sua playlist. O make levou assinatura de Helder Marucci.

1 2

3

4

5

#1

Recém casados #2 Claudecir, Jenyffer e Eliz Mingroni #3 Claudio, Hermes e Sueli Lima #4 Telma e Edgar Marcon #5 Detalhe do vestido da noiva #6 Noiva

90 Ímpar

6


7

9

8

11

10

12 #7

Noivos #8 Hermes e Hevery Lima #9 Noivos e Laide Lima #10 Wilson Fernandes, Jenyffer e Terezinha Duarte #11 Francisco, noivos e Nadir Mingroni #12 O Casal fotos Marcos Vollkopf

Ă?mpar 91


EVENTO

ANIVERSÁRIO

MARIA EDUARDA

A festa de 15 anos de Maria Eduarda foi toda decorada por Renata Veloso e teve buffet do Yotedy. O cerimonial foi assinado por Patricia Faracco e a make da aniversariante feita pelo Studio 7. A festa contou ainda com show da dupla Bruninho e Davi e com o DJ Rodrigo Vieira D3.

1 2

3

4

5

#1 A aniversariante #2 Maika Amaral, Maria Eduarda e Delcídio do Amaral #3 Wellington L C Cenze, Maria Eduarda #4 Comemorando #5 Hora do parabéns #6 Dança especial

92 Ímpar

6


7

9

8

11

10

12 #7

Maria Eduarda #8 Giovanna, Maria Eduarda e Gabrielle #9 Bruninho Cerri, Maria Eduarda Cenze e Davi Vila #10 Bruninho Cerri, Maria Eduarda Cenze #11 MĂĄrcia Cenze, Maria Eduarda e Wellington Luis Cenze #12 Naim Dibo Neto, Carol Dibo, aniversariante, Naim Dibo Filho e a pequena Sofia Dibo fotos Jean Diego Vollkopf

Ă?mpar 93


EVENTO

ANIVERSARIO

ISADORA ZANUTO

A festa de 15 anos de Isadora aconteceu no Loft Garden, com buffet do Paladar. A decoração do espaço ficou por conta de Furquim&Scalise e o cerimonial foi assinado por Patricia Faracco. A festa foi animada pelo dj Beto Andrade e contou ainda com apresentação de Dani Barilli.

1 2

3

5

4

6

#1

Isadora Zanuto #2 Isadora e sua mãe, Laurete #3 Isadora Jean Morais, Lucas Abreu, Marco Faita e Isadora #5 Aniversariante #6 Isadora e Lauriano Jesus #4

fotos Marcos Vollkopf

94 Ímpar


ÍMPARES

Amélia Beatriz Fernandes “DEUS É MEU MELHOR AMIGO. SEMPRE QUE PRECISO TOMAR UMA DECISÃO, TIRAR UMA DÚVIDA OU DESABAFAR, BUSCO ELE EM ORAÇÃO”. foto Jean Vollkopf



Emily Manica - Talento, beleza e vocação