Page 1

Ano III - Edição 21 Julho 2012

São Paulo Zona Norte

CORTESIA

A revista que lê você

PACAEMBU

O templo paulista do futebol

Destino

Embu das Artes

PALOMA BERNARDI Ela dá adeus à imagem de boazinha

CHOCOLATE

Sim, você pode

Bichos

Os primeiros dias com um bichano


Voz

EDITORIAL

Ativa

Agência de Notícias

Pés no chão e coração nas nuvens

U

ns querem muito, outros bem pouco, mas todo mundo quer alguma coisa. E por esse querer somos capazes de nos arriscar, largar situações confortáveis e enfrentar nossos medos. Tentamos, erramos, caímos, levantamos e continuamos a tentar, tropeçamos de novo... Até que um belo dia aquilo que, para muitos, era bobagem ou distante demais, enfim, acontece. Nesse momento, o que a gente espera dos que nos rodeiam? Aplausos, claro! Olhares admirados e orgulhosos pelo feito, afagos... Mas não, não caia na armadilha de achar que todos dirão lhe “amém”. Muitos acharão pouco, outros apontarão falhas, dirão o seu esforço não faz sentido, que não vale a pena. E não adianta tentar fugir. É preciso aprender a conviver com a crítica, o que, sem dúvida, é desafio para gente grande, impermeável, porque fere, faz esmorecer e, até, desistir. No entanto, esse veneno, que nos faz tanto mal, pode, também, ser um bem necessário. Sabe por quê? Porque quando nos acostumamos a receber só elogios, corremos o risco de acreditar em tudo aquilo o que dizem e, com o tempo, percebermos que nos resumimos a apenas àquilo. Em contrapartida, se de uma negativa soubermos separar o que tem fundamento do que é oco, teremos um combustível poderoso, capaz de nos fazer ir além de onde que achamos que podemos. E não se engane! Somos o que sentimos que somos, e não o que os outros pensam ou dizem. Sem dúvida, é prudente manter os pés firmes no chão, já o coração... Esse é bom deixar voar, ganhar o céu e se aninhar nalgum lugar, perto ou longe, quem sabe, além das nuvens! Boa leitura. Até mais!

EXPEDIENTE Editores Claudia Sá MTB: 49233/SP claudia.sa@revistahibisco.com.br Juliano Picceli MTB: 63853/SP juliano.picceli@revistahibisco.com.br Reportagem Silvana Silva redacao@revistahibisco.com.br Diagramação e Arte Pedro Ewbank MTB: 00013/ES arte@revistahibisco.com.br Foto da capa Sergio Baia/Divulgação Publicidade Reijane Barbosa da Cunha publicidade1@revistahibisco.com.br Administrativo Honny Sá adm@revistahibisco.com.br Circulação e Assinaturas Jéssica Sá jessica.sa@revistahibisco.com.br Colaboradores desta edição Michele Marreira e Rita de Cássia Furlan de Faria Pereira

Endereço: Av. Deputado Emílio Carlos, 118 - Sala 17 São Paulo - SP - CEP: 02720-000 Telefones: (11) 2389-9010 - 4304-4633 Hibisco (ISSN 2236-4692) é uma publicação mensal da Voz Ativa Agência de Notícias. As opiniões expressas em artigos assinados e textos dos anúncios são de responsabilidade exclusiva de seus autores/empresas. É proibida a reprodução total ou parcial das matérias e artes criadas pela editora sem autorização prévia, por escrito.

TIRAGEM: 10 MIL EXEMPLARES Claudia Sá, Editora-chefe

3


SUMÁRIO

Entrevista Destino Renda-se aos encantos de Embu das Artes pág. 22

Bichos Os primeiros dias com um bichano em casa pág. 30

Paloma Bernardi

Atriz viverá traficante de mulheres em “Salve Jorge” pág. 08

Lazer e Cultura O Rappa apresenta seu novo álbum no Credicard Hall pág. 28

Entrevista..............................................................................8 14 Eh, São Paulo!...................................................................

www.revistahibisco.com.br www.revistahibisco.com.br/blog

18 Vida Saudável...................................................................

.............................................................................................................................................................

22 Destino....................................................................................

....................................................................................................................................................

26 Lazer e Cultura............................................................... 30 Bichos........................................................................................

6

@ Hibisco na rede:

2389-9010 • 4304-4633

facebook.com/revistahibisco


Capa

Paloma Bernardi

Atriz viverá traficante de mulheres em “Salve Jorge” Texto: Claudia Sá Entrevista: Ester Jacopetti

N

ascida em São Paulo, a doce Paloma Bernardi cresceu na zona norte da cidade, região onde vive até hoje e, também, onde mantém um espaço destinado à arte, em suas diferentes faces. “Costumo dizer que faço tudo por lá. Passo meus dias na Amarte, meu espaço cultural.”, diz a atriz. A estreia na TV ocorreu quando ela tinha apenas 11 anos, em “Colégio Brasil”, novela do SBT. Em 2008, interpretou Luna, uma menina apaixonada por um Mutante em “Os Mutantes Caminhos do Coração”, na Record. Em seguida, migrou para a Rede Globo, e, de cara, integrou o elenco de uma novela de Manoel Carlos, na pele da romântica Mia. Depois de viver a desinibia professora de educação física Alice, em “Insensato Coração”, ela interpretará uma personagem extremamente dramática em “Salve Jorge”. “Conversei com algumas mulheres traficadas e com delegadas também. É um sofrimento muito grande. Um comércio que a gente nem imagina, e que movimenta o mundo todo, entra muito dinheiro!”. A bela, que também é formada em Rádio e TV, explica a influência dessa formação em sua profissão. “Minha formação acadêmica me

8

deu uma noção do que acontece nos bastidores da TV, teatro e cinema”, ressalta Bernardi que, além de estar no elenco na novela global, está em cartaz nas noites de sexta, sábado e domingo, como a sensual Carmen Diaz, no espetáculo Fame, no Teatro Frei Caneca. A seguir, confira entrevista, concedida a nossa reportagem, em que ela fala sobre os desafios da carreira, seus trabalhos atuais e da relação com a zona norte de São Paulo. Revista Hibisco: Como define sua relação com a zona norte de São Paulo? Paloma: Nasci e vivo na zona norte. Costumo dizer que faço tudo por lá. Passo meus dias na Amarte, meu espaço cultural. Essa é a minha relação: a base da minha vida. Revista Hibisco: Seu último trabalho na TV foi em “Insensato Coração”, como Alice uma professora de educação física. Como foi essa experiência? Paloma: Foi ótima! Conheci pessoas maravilhosas, tive oportunidades incríveis. A produção e a direção do Denis Carvalho foi muito bacana. Revista Hibisco: Sua personagem em “Viver a Vida”, a Mia, foi um grande sucesso também. Como pintou a chance de fazer uma novela do autor Manoel Carlos? Paloma: Sempre quis fazer uma novela do Maneco. Na verdade, toda novela que passava, eu procurava uma personagem e sonhava em fazê-la. De repente, quando eu tinha finalizado “Os Mutantes”, o Luiz Antonio


Sergio Baia/Divulgação


Paloma em cena com Camila Pitanga, em Insensato Coração

Rocha, que era o produtor de elenco de “Viver a Vida”, perguntou se eu tinha algum vínculo com a Record, disse que não, então ele me chamou para um teste. Antes, eu já havia feito diversos testes na própria Record e na Globo, e recebido vários ‘nãos’, o que é natural para o ator e o que faz com que a gente aprenda a esperar a oportunidade, como foi o caso da Mia. Revista Hibisco: Na época, falavam que a Mia tinha muitas características suas. Havia muitas semelhanças mesmo? Paloma: Todo mundo me pergunta isso (risos). Tinha sim. A Mia sempre ajudava as pessoas, eu tenho isso também. Ela preferia uma conversa a uma briga. Nesse sentido, sou bem parecida com ela. Porém, era muito ingênua. Vivia em prol dos outros e deixava de viver a dela. Nesse ponto já sou diferente! Tenho uma bagagem de muitas conquistas, alegrias e obstáculos que enfrentei e me fez ser uma pessoa mais forte. Revista Hibisco: Como vem se preparando para compor uma traficante de mulheres em “Salve Jorge”, próxima novela de Glória Peres? Paloma: Tenho assistindo muitos filmes e visto algumas palestras com o pessoal da novela. Conversei com algumas mulheres traficadas. Foi uma conversa longa

10

É muito bom fazer a boazinha, como é legal fazer a sensual, vilã, ingênua, atrevida.

TV Globo/Márcio Souza

TV Globo/João Miguel Jr

Capa


Capa

com as delegadas também. É um comércio que a gente nem imagina! Movimenta o mundo todo, entra muito dinheiro! Revista Hibisco: Já dá para definir a personalidade da sua personagem? Paloma: A princípio ela não é uma vilã. Ela foi traficada. Existe isso dela se aliar, porém não sei como vai se desenvolver. Talvez seja uma falha de caráter ou uma questão de sobrevivência. Revista Hibisco: Depois de interpretar três mocinhas em novelas anteriores, como está sendo fazer uma personagem mais dramática? Paloma: Estou adorando. Nós, atores, gostamos de diversificar ao máximo. É muito bom fazer a boazinha, como é legal fazer a sensual, vilã, ingênua, atrevida... Revista Hibisco: Qual a importância da sua formação acadêmica em Rádio e TV na carreira de atriz? Paloma: Sempre quis ser atriz, então fui fazer artes

cênicas. Depois, fiz Rádio e TV, que trabalha produção, direção, cenário, figurino e sonoplastia. No Amarte, esse conhecimento é importante, porque eu consigo administrar com um olhar geral. Na televisão não é diferente: quando estou gravando, o diretor pede algo em relação à luz, à câmera e à edição, eu já estou sintonizada, porque vi isso na faculdade. Revista Hibisco: Fame é seu primeiro musical. Fale sobre sua personagem nos palcos. Paloma: Carmen Diaz é uma jovem empolgante que não mede esforços para conseguir ser famosa. Não é uma vilã, mas também não é um bom exemplo a ser seguido. Seu sonho é chegar a Hollywood! Revista Hibisco: E, para finalizar, com essa correria, como tem cuidado do corpo? Paloma: O próprio processo de ensaio de segunda a sábado, das 14h às 22h já é minha aeróbica (risos). Nem dá tempo de pensar em outra coisa.


Eh, Sรฃo Paulo!

Pacaembu Estรกdio do

O templo paulistano do futebol

14


Da Redação

GRANDES MOMENTOS O primeiro jogo do Pacaembu aconteceu um dia após a inauguração, quando o Palestra Itália, atual Palmeiras, venceu o Coritiba por 6 a 2. Completando a rodada dupla, o Corinthians iniciava sua trajetória no estádio, vencendo o Atlético Mineiro por 4 a 2. Mas nem só de futebol viveu o Pacaembu em seus primeiros anos. Na década de 1940, os pugilistas Atílio Lofredo e Antônio Zumbano, o “Zumbanão”, arrastavam multidões para assistir às suas lutas no ginásio. Foi lá também, que em 1943, surgia um dos maiores nomes do boxe brasileiro: Eder Jofre. Com apenas 7 anos de idade, ele subiu ao ringue pela primeira vez para uma exibição de luta-mirim, vencida por ele. Começava ali o início de sua carreira no boxe, composta por muitos capítulos vividos no ginásio do Pacaembu.

Fotos de Claudia Sá / Revista Hibisco

Í

cone do futebol paulista, o estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu, foi inaugurado em 1940, com a presença do presidente Getúlio Vargas, do interventor Adhemar de Barros e do prefeito Prestes Maia. Na ocasião, 15 mil atletas desfilaram para mais de 50 mil pessoas, que se admiravam com aquele, que, então, era o maior estádio da América Latina, com capacidade para 70 mil espectadores. Em estilo art déco, a obra foi projetada pelo escritório de Ramos de Azevedo, responsável por grande parte das mais imponentes construções paulistanas da primeira metade do século 20. Além do campo, o conjunto arquitetônico possui ginásio poliesportivo, piscina olímpica, quadra externa de tênis, quadra poliesportiva, pista de atletismo, salas de ginástica, posto médico e um salão para eventos. O projeto original contava, ainda, com uma concha acústica, que foi substituída por mais uma arquibancada – o tobogã, em uma das intervenções realizadas ao longo dos anos. Em 1998, o Pacaembu foi tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat). No tombamento foram incluídos: a ponte da Av. General Olympio da Silveira sobre a Av. Pacaembu, o muro do Cemitério do Araçá, na lateral da Av. Major Natanael e a Praça Charles Miller.

MUSEU DO FUTEBOL Construído sob as arquibancadas frontais do estádio, o museu possui 6,9 mil metros quadrados. Inaugurado em 2008, é um lugar que, assim como o futebol, consegue atrair até os menos fanáticos pelo esporte. Por meio de experiências visuais e sonoras, o visitante passeia pelas origens e toda a trajetória da paixão nacional. Descobre, entre outras coisas, como o futebol, um esporte inglês, de elite, tornou-se popular, e conhece (ou relembra) a história das Copas do Mundo. Pelos diversos ambientes, crianças e marmanjos podem se deliciar com jogadas de Pelé e Garrincha, ouvem narrações antigas de momentos históricos de clubes. Além disso, é possível calcular a velocidade de um chute, jogar com bola virtual, praticar pebolim e se aprofundar na história do esporte.

O PACAEMBU É DE TODOS OS PAULISTANOS O complexo esportivo do Pacaembu oferece uma programação diversificada, que inclui iniciação em vôlei, futebol de salão e basquete, além de aulas de ioga e alongamento. Para participar, não precisa ser morador da região - qualquer pessoa residente na cidade de São Paulo. Para se associar, basta ir, pessoalmente, à secretaria, na Rua Capivari, portão 23, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, com uma cópia da carteira de identidade (RG), uma cópia simples de um comprovante de residência e uma foto 2 x 2. Menores de idade devem levar, também, uma autorização dos pais ou responsáveis.

15


Vida Saudável

Chocolate Sim, você pode! Da Redação

18

Fotos de sxc.hu

O

chocolate é visto como o vilão da dieta e beleza, não é mesmo? Mas, ao contrário do que muitos pensam, aquele pedacinho tão desejado e temido por quem está lutando contra a balança pode ajudar a emagrecer. É o que garante uma pesquisa realizada na Universidade Real de Copenhaghen, na Dinamarca. No estudo, verificou-se que uma porção de 25 a 30g de chocolate amargo pela manhã aumenta a saciedade e auxilia na redução de peso. Mas, é claro que não basta comer um delicioso pedaço de chocolate, pois sozinho ele não faz milagres! Com essa quantidade por dia, segundo a nutricionista do Spa Sorocaba Renata Fidelis, “é possível ter uma alimentação saudável, que deve ser complementada com exercícios físicos regulares”, diz a especialista. Além disso, ela assegura que o chocolate também “pode ser uma boa pedida para quem quer combater o envelhecimento da pele e deixar as madeixas mais sedosas e macias”. Isso porque o alimento é composto por gordura, proteína, vitaminas A, E e C, antioxidantes e ácido oleico. “Estes elementos auxiliam na eliminação de radicais livres, promovem a renovação e a cicatrização da pele, deixando-a mais saudável”, explica. Para Renata, o consumo diário de 30g de cacau em pó sem açúcar, chocolate amargo ou chocolate amargo com 70% de cacau, pode, ainda, prevenir doenças cardiovasculares e ajudar na circulação sanguínea, sem falar que o chocolate ainda tem o magnésio, que é capaz de melhorar o seu humor.

FIQUE DE OLHO! Segundo a nutricionista, é importante lembrar que os diferentes tipos de chocolate têm variação em sua composição, o que torna uns mais outros menos saudáveis. “O melhor mesmo é o consumo do chocolate amargo ou com até 70% de cacau, pois eles preservam os flavonoides e as vitaminas, e contêm importantes benefícios à saúde”, diz Renata. O chocolate branco, por exemplo, contém, pelo menos, 20% de manteiga de cacau e perde o componente ativo que é o flavonoide. Já o chocolate ao leite, além de agregar maior proporção de gordura saturada, possui 25% de cacau com adição de açúcar, sendo assim altamente calórico e engordativo.


BRIGADEIRO LIGHT Já que o chocolate, associado a uma dieta balanceada e a exercícios físicos regulares, faz tão bem à saúde, a nutricionista preparou uma receita de um brigadeiro light delicioso de apenas 18 calorias por porção. Delicie-se sem peso na consciência!

Ingredientes

• 1 xícara de chá de leite em pó desnatado • ½ xícara de chá de água • 1 colher de sopa de maisena • 1 colher de sopa de margarina light • 120g de chocolate em barra diet • ½ xícara de chá de leite desnatado • 5g de adoçante em pó • Raspas de chocolate diet

Modo de preparo

No liquidificador, bata o leite em pó com a água, a maisena, a margarina e o leite. Despeje em uma panela, misture o chocolate e leve ao fogo até engrossar. Retire do fogo, misture o adoçante, coloque em um prato untado e leve à geladeira. Depois de frio, molde pequenas bolinhas e passe-as o chocolate granulado e sirva-se! RENDIMENTO: 50 porções de 18 calorias cada.


Destino

Renda-se aos encantos de

Embu das Artes Da Redação

que deu início à construção do município, e tem o seu legado preservado até hoje. A vocação artística vem desde os primórdios, com os jesuítas e alimentada por nomes importantes que foram surgindo ao longo do tempo, como o pintor Cássio M´Boy, em 1920. Nos anos seguintes, destacaram-se Assis do Embu, mestres Sakai e Gama, Solano Trindade e Ana Moysés, entre outros. A fama internacional de reduto das artes teve início em 1964, com a realização do 1º Salão das Artes. Em 1969, foi fundada a feira de arte e artesanato, que, desde então, ganha as ruas do Centro nos fins de semana e atrai gente de todos os cantos do mundo.

O Centro de Embu das Artes é repleto de ateliês, antiquários e lojas de decoração

22

Fotos de Miguel Schincariol / Divulgação

B

em pertinho da capital, Embu pode ser o destino perfeito para quem quer viajar com a família e voltar para casa no fim do dia. Famosa por seus ateliês, restaurantes e cafés, além da feira de artes e artesanato, a cidade também possui atrativos naturais e culturais para todos os gostos. O lugar, que passou a se chamar, oficialmente, Embu das Artes em 2011, teve origem na Aldeia do M’Boy, “cobra grande” em tupi-guarani, que surgiu entre 1555 e 1559. Em 1624, as terras do vilarejo foram doadas pelo casal Fernão Dias e Catarina Camacho à Companhia de Jesus,


O idealizador do Museu do Índio, Walde-Mar de Andrade Silva, viveu oito anos no Parque Nacional do Xingú

O QUE VISITAR MUSEU DO ÍNDIO: planejado pelo artista plástico e pesquisador da cultura indígena, Walde-Mar de Andrade e Silva, o espaço conta com vasto acervo bibliográfico sobre costumes, hábitos, idioma, crenças, arte, rituais, vida comunitária e relação com a natureza. Além disso, exibe, também, diversos acessórios indígenas. Endereço: Rua da Matriz, 54, Centro. Tel.: (11) 4704-3278. MUSEU DE ARTE SACRA DOS JESUÍTAS: o conjunto arquitetônico, que inclui a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, apresenta particularidades do estilo barroco paulista. Possui um acervo rico em

imagens de anjos, santos e personagens bíblicos entalhados em madeira, modelados em terracota e em armações de roca, produzidos entre os séculos 17 e 19. A maior parte das peças expostas foi esculpida pelos jesuítas auxiliados pelos índios. Endereço: Largo dos Jesuítas, 67. Centro. Tel.: (11) 4704-2654. FONTE DOS JESUÍTAS: descoberta em 1944, a fonte é uma das mais antigas do Brasil. É aberta aos visitantes de segunda a sábado, das 8h às 17h. A Sociedade Ecológica Amigos de Embu coordena passeios de duas horas e meia, das 8h30 às 11h e das 13h30 às 16h, para grupos, com percurso por trilha, informa-

ções sobre ecologia e oficina. A entrada é gratuita para visitas diárias e grupos de escolas públicas. Endereço: Avenida Professor Cândido Motta Filho, 286, Centro. CIDADE DAS ABELHAS: um passeio pelo parque ecológico, cultural e de lazer Cidade das Abelhas também pode render muita diversão e surpresas. Localizado em uma área de preservação ambiental da Mata Atlântica, os visitantes exploram o mundo das abelhas. Lá, é possível passar pela experiência de ter por alguns minutos a visão do inseto, acompanhar a movimentação de diversas abelhas dentro de uma colmeia de vidro e, ainda, degustar

23


Destino

PARQUE FRANCISCO RIZZO: com 217 mil metros quadrados de natureza preservada e um lago de 56 mil metros quadrados, o parque conta com playground, pista com iluminação para caminhada noturna e aparelhos de ginástica. Quem optar por um passeio monitorado tem a oportunidade de conhecer a horta comunitária,

a brinquedoteca, a biblioteca sobre meio ambiente e um viveiro de mudas. Endereço: Rua Alberto Giosa, 300 (km 282 da Rodovia Regis Bittencourt). Tel: 4781-4953.

Memorial Sakai abriga escola de esculturas em terracota

Miguel Schincariol / Divulgação

mel. O local possui, ainda, um playground, quase todos com formato de abelha, uma trilha aérea, conhecida como “arbelhismo”, com mais de três metros de altura e 20 pontes no meio da mata. Endereço: Estrada da Ressaca, KM 7. Tel.: (11) 4703-6460 / (11) 4614-0609.

MEMORIAL SAKAI: além de realizar exposições periódicas de artistas plásticos, tem em seu acervo obras do mestre que inspirou a criação do Memorial. Considerado um dos maiores representantes da escultura em terracota no Brasil, Sakai veio do Japão com apenas 14 anos, e se apaixonou por Embu. O lugar abriga, ainda, uma escola de cerâmica. Endereço: Rua Rebolo Gonzáles, 185, Vila Cercado Grande. Tel.: (11) 4241-5993. COMO CHEGAR: a apenas 30 minutos da capital, Embu pode ser acessada pelas Rodovias Regis Bittencourt e Raposo Tavares.


Lazer e Cultura Roteiro 100 ANOS DE NELSON RODRIGUES

Alinne Moraes estreia “Doroteia”, no Teatro Raul Cortez

Divulgação

Depois de uma temporada no Rio de Janeiro, “Doroteia” estreia em São Paulo em 28 de julho, no Teatro Raul Cortez, no Centro, com Alinne Moraes no papel principal e direção de João Fonseca. A peça, que tem texto de Nelson Rodrigues, narra a história de uma mulher que abandona a prostituição após perder o filho, e procura a família como salvação. Para aceitá-la, suas primas viúvas, três figuras medonhas, interpretadas por homens: Gilberto Gawronski (D. Flávia), Alexandre Pinheiro (Carmelita) e Paulo Verlings (Maura), impõem uma condição: que ela também fique feia. Completam o elenco Keli Freitas, que vive a jovem Das Dores, e Marcus Majella, que também dá vida a uma mulher: D. Assunta da Abadia. A obra, que Nelson Rodrigues escreveu em 1949 e definiu como “uma farsa irresponsável”, foi encenada, pela primeira vez, em 1950, por Zbigniew Ziembinski, tendo Eleonor Brunol como protagonista. A montagem lembra os 100 anos do autor.

Onde: Rua Dr Plínio Barreto, 285, Bela Vista Quando: de 28/07 a 14/10. Sextas, às 21h30, sábados, às 21h, domingos, às 19h Ingressos: R$ 60 (sexta e domingo); R$ 70 (sábado) Telefone: 4003-1212

TEATRO

Divulgação

Peça reflete sobre encontros e desencontros

Onde: Rua Capote Valente, 1323, Pinheiros Quando: até 2/09. Aos sábados, às 21h, e domingos, às 19h. Ingressos: R$ 30 (inteira) R$ 15 (meia) Reservas: 7341-1605 email: brutaflorproducao@gmail.com

26

Divertida, imagética e poética, “Bruta Flor do Querer” conta a história de um casal que transita entre o passado e o presente para entender um ao outro e a si mesmo. Em cartaz no Espaço Viga, até 2 de setembro, a peça, que tem texto e direção de Maria Giulia Pinheiro, defende que o (des) encontro é um ciclo de cinismo, crueldade e dominação e que se prender nele é uma escolha. Os personagens, interpretados por Thomas Basso e Carla Lamarca, revivem um relacionamento que já acabou. Imaginação? Memória? Realidade ou representação? Quando os personagens são atores e o espaço é o próprio teatro, quase não há limite entre a verdade e a traição.


Lazer e Cultura Roteiro

SÉTIMA ARTE

Inédita no Brasil, a exposição “Georges Méliès, Mágico do Cinema” toma conta, até 16 de setembro, de dois andares do Museu da Imagem e do Som (MIS). Conhecido como o “pai dos efeitos especiais”, Georges Méliès (1861-1938), o mágico inventor da Belle Époque tem na mostra sua vida e carreira revisitadas. Dividida em seis seções, que remontam a trajetória do artista e suas invenções revolucionárias na Sétima Arte, a mostra também conta com uma instalação exclusiva, em que o público pode criar seus próprios filmes em stop motion, com cenários baseados na obra de Méliès. Além dos objetos originais expostos, como cartazes, desenhos, figurinos, fotografias e documentos, o público pode assistir a onze filmes, em projeções em algumas das paredes do museu. Já a obra-prima do artista, Viagem à Lua (1902), será exibida dentro de uma nave espacial inspirada no filme. A mostra, produzida pela Cinemateca Francesa, é proveniente de duas fontes: a reunida desde 1936, na própria Cinemateca; e a herdada por sua neta, Madeleine Malthête-Méliès.

Fotos de Divulgação

MIS homenageia Georges Méliès, o pai dos efeitos especiais

Onde: Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo - SP. Quando: até 16 de setembro. Terças a sábados, das 12h às 21h; domingos e feriados, das 11h às 20h. Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Site: www.mis-sp.org.br TelEFONE: 2117-4777

27


Lazer e Cultura Roteiro FIM DO RECESSO!

Uma das mais importantes bandas brasileiras surgidas nos anos 1990, O Rappa está de volta. Após um recesso de quase dois anos, os cariocas se reúnem para a turnê do disco e DVD Rappa – Ao Vivo, gravado na Favela da Rocinha, no Rio de Janeiro e fazem uma única apresentação em São Paulo, no dia 28 de setembro, no Credicard Hall. Para montar a turnê e o álbum, a banda voltou às origens: instalou-se numa garagem desativada, disposta a capturar novamente a força que a consagrou no palco. Assim, Falcão (vocais), Xandão (guitarra), Lauro Menezes (baixo) e Marcelo Lobato (bateria) fizeram de Rappa – Ao Vivo uma espécie de retrospectiva da trajetória vitoriosa do grupo. Os ingressos já estão disponíveis e podem ser adquiridos pela internet (www.ticketsforfun.com.br), pelo telefone 4003-5588 (válido para todo o País), nos pontos de venda espalhados pelo Brasil e na bilheteria do Credicard Hall.

Divulgação

O Rappa apresenta seu novo álbum no Credicard Hall

Onde: Av. das Nações Unidas, 17955, Santo Amaro, São Paulo – SP Quando: 28/09/2012 (sexta-feira), às 22h Ingressos: de R$ 60 e R$ 300 (inteiro)


Bichos

Os primeiros dias com um bichano em casa Por Rita de Cássia Furlan de Faria Pereira

O

s gatos, quando ainda são filhotes, não interferem na vida dos moradores, ao chegar ao novo lar. São bichos resignados e não demonstram se incomodar com nada. Contudo, ele estará sentindo falta da mãe e dos irmãos, com medo e, talvez, com fome, já que eles não comem enquanto não estiverem se sentindo seguros. Os principais cuidados que se deve ter, ao adotar ou adquirir um bichano, devem ser com a segurança. Isso porque, desde novinhos, eles já conseguem pular janelas e se esgueirar, rapidamente, por qualquer buraco por onde passe sua cabeça. Você irá se decepcionar se comprar uma cama cara, linda e bem fofa para seu novo bichinho. Ele preferirá se enfiar em baixo de sofás, da máquina de lavar, do guarda-roupa e em qualquer lugar onde se sinta protegido. Não perca tempo nem dinheiro! Deixe a cama bonita para quando ele estiver adaptado à família. Até que isso aconteça, uma caixinha de papelão semifechada, com alguns paninhos, em local sossegado, livre de curiosos, será suficiente. Ao seu lado, coloque a ração apropriada para a idade, água e a caixa higiênica, e deixe-o sozinho.

30

Durante a noite, ele sairá de sua “toca” para explorar o novo ambiente e poderá até comer, se estiver se sentindo seguro. Se for adulto, a adaptação poderá ser mais custosa, pois, nessa fase eles são extremamente desconfiados. Procure ganhar sua confiança aos poucos, não tente segurá-lo à força, nem fazer brincadeiras agressivas ou movimentos bruscos. Em hipótese alguma deixe crianças segurá-lo, pois é bem possível que o animal tente pular do colo e, no impulso, arranhe quem estiver com ele. Se você mora em apartamento sem telas de proteção nas janelas, deixe-as fechadas. No primeiro dia, fique sentado no sofá e deixe que ele escolha o local onde será seu “esconderijo”. Em, no máximo, 12 horas o animal, se não for incomodado, dará suas primeiras escapadelas para explorar os arredores. Daí para chegar aos primeiros afagos é fácil! Mas não o force a nada, haja naturalmente, como se ele não estivesse ali. Quando você menos esperar, ele estará te espiando por uma porta entreaberta e, a partir de então, será só alegria. Se você mora em casa, o cuidado com as saídas deverá ser ainda maior. Monte o “acampamento” de seu felino em um cômodo mais reservado. Deixe-o lá por, pelo menos, três dias, visitando-o de vez e quando para tratá-lo e acariciá-lo, mas sem forçar a aproximação. Se, quando você entrar, ele se esconder, converse com ele - sem tentar capturá-lo, jamais! Após esse período, passe levá-lo para conhecer o restante da casa, deixe-o passear pelos ambientes, sempre com a sua supervisão. Fazendo isso, em, no máximo, sete dias seu animal estará convencido que o novo lar é o melhor lugar do mundo para viver. RITA DE CÁSSIA FURLAN DE FARIA PEREIRA é especialista em comportamento de animais domésticos. E-mail: ritaconsultoriapet@gmail.com


Informe Publicitário

Benefícios da prática no tênis para crianças, jovens e adultos Por Monna Brandão

O

tênis é um esporte completo, que oferece diversão para todas as idades. O Brasil está inserido no programa “Play and Stay” (jogue e fique) da ITF – Federação Internacional de Tênis, em que as aulas são programadas para cada nível no tênis, com conteúdos divertidos. Além disso, os clubes e academias possuem programas voltados para cada público específico, a fim de proporcionar aos praticantes um maior gosto pelo esporte e um desenvolvimento mais rápido. Mas você deve estar se perguntando, porque fazer aulas ou colocar meus filhos no tênis? Como o esporte pode ajudar no desenvolvimento da minha família? Quais os benefícios? Primeiramente, para quem busca saúde e bem estar, o tênis é um esporte completo, que trabalha todos os membros do corpo e diversas capacidades físicas, como coordenação motora, agilidade, equilíbrio, força, entre outras. Além da questão física, vale citar os benefícios cognitivos e psicológicos que o esporte agrega. Por ser muito estratégico e com regras claras, é importante no desenvolvimento intelectual e na aquisição de disciplina, que pode ser utilizado para todas as áreas da vida. O desenvolvimento social também é bastante evidente no tênis. Ao mesmo tempo em que é jogado individualmente, há situações de duplas e grupos, tanto em aula como em competições, o que desenvolve a competição saudável e cooperação, cada um em seu momento certo, como na vida e carreira profissional. Outros benefícios pouco divulgados e muito importantes estão ligados ao retorno financeiro que o esporte

pode trazer para o jogador e a família. Quando a criança se torna um jogador de tênis profissional, consegue um retorno financeiro muito elevado, que acontece em poucos esportes de alto nível. Para os jogadores que não têm perfil para tênis profissional, ou começam mais tarde, até mesmo na adolescência, as universidades americanas oferecem centenas de bolsas todos os semestres para jogadores de tênis as representarem nas ligas universitárias. No Brasil, há algumas universidades que oferecem descontos para atletas de tênis também. Quando começar a jogar tênis? É um esporte que pode ser iniciado com qualquer idade. Mas, se há o objetivo de competir como profissional, ou de bolsas em universidades americanas para os filhos, eles devem começar cedo. O indicado é que comecem entre 3 e 5 anos com as aulas de Baby Tênis. Vivo o tênis há mais de 20 anos, desde os 3 anos de idade. É um esporte que contribui muito para nosso desenvolvimento de competências. Recomendo!

MONNA BRANDÃO (CREF – 086534- G/SP) é coordenadora da equipe de desenvolvimento juvenil da Limão Academia de Tênis. Possui níveis I e II da ITF e participou de diversos congressos nacionais e internacionais na área do tênis.


Use e Compre .............................................................................................................................................................


Hibisco edição 21  

Publicação sobre vida saudável, cultura e cotidiano, distribuída gratuitamente na zona norte de São Paulo, nos bairros: Casa Verde, Freguesi...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you