Page 1

– Ano XVII – Nº 207 – Dezembro de 2012

DEZ/2012 - Nº 207 - R$15,00

Revista

®

Circulação Nacional

A Revista FOCO deseja a todos os seus leitores, colaboradores, equipe e amigos

Boas Festas!


editorial

A Deus toda a honra e toda a glória pela realização desta revista

14

“Vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo”, lê-se no evangelho de Mateus, capítulo 2, versículo 2. O que é a estrela? Um sinal que indica aos Reis Magos o caminho de Belém, onde iriam reverenciar o Salvador. Assim é o Natal para muitas pessoas: um ponto de chegada e de partida, um momento para se reencontrar consigo mesmo, com aqueles que amamos e com Deus. Desenhe um Natal brilhante e colorido. Pule, brinde, festeje com criatividade e alegria... e muuuuuita energia positiva! Terminando mais um ano, vamos focalizar nesta edição: PEDRO GORDILHO: Comenta sobre Sergei Rachmaninov, o último romântico do século XX (I). MARA AMARAL: Escreve uma interessante matéria: Férias Verão e Férias Inverno. ESTILO: Turismo de luxo em alto mar, focando o MSC Yacht Club. RESTAURANTES: Restaurantes sofisticados apostam nos públicos consumidores dos grandes centros de compras. GASTRONOMIA: Adriana Nasser comenta que o nosso Brasil nunca esteve tão antenado às novidades gastronômicas como hoje. GUIA: Com mais de cem anos de existência, o Guia Michelin parece estar para durar a vida toda. AMBIENTES: Clausem Bonifácio focaliza a decoração dos quartos, um cômodo da casa onde geralmente se passa mais tempo. DICAS: Novidades em Foco. Estamos atentos em tudo que sai de mais recente no mercado mundial para lhe informar. BEBÊ: O bebê acordou à noite e está em prantos no berço? Calma. Deixar a criança chorar é uma tática eficaz e segura para ensiná-la a dormir sozinha. MODA: As novidades que a moda nos apresenta. MOTO: Triunph Motorcycles desembarca no país cheia de segredos no ano em que completa 110 anos. LANÇAMENTO: Harley-Davidson celebra aniversário com lançamento da CVO BreakOut 2013. HOTÉIS DE GRIFE: Diversas grifes que fazem parte do mundo da moda acabaram cedendo aos encantos da hotelaria, como Armani, Christian Lacroix, Bulgari, Missoni, entre outros. BOAS FESTAS: algumas delícias de fim de ano. VERÃO: Dicas de como usar protetores solares. LOOK: Dicas de roupas para o Révellion. EDUCAÇÃO: O que esperar na hora de matricular seu filho na escola. Para terminar, desejamos a todos vocês, leitores, anunciantes e amigos, que tenham um super fim de ano! Que seja leve, alegre, cheio de paz, prosperidade, saúde e amor! Beijos de toda a turma que faz parte da nossa FOCO. Até o ano de 2013!


Diretora-Presidente

Consuêlo Badra

consuelo@revistafoco.com.br Diretor Financeiro

Wladimir Bessa

financeiro@revistafoco.com.br Diretor de Arte

Rodrigo Augusto

Conselho Editorial Consuêlo Badra, Anna Paola Pimenta da Veiga, Aristóteles Drummond, Carlos Chagas, Florian Madruga, José Alberto Maciel, Paulo Castelo Branco, Pedro Gordilho e Ran­gel Ca­val­c an­t e Colaboradores Adriana Colela, Aluizio Torrecillas, Aristóteles Drummond, Carlos Brickmann, Carlos Chagas, Cláudia Pereira, Juliana Albuquerque, Dulce Alcântara, Fernando Lemos, Florian Madruga, Gilberto Amaral, José Alberto Maciel, Luís Turiba, Márcio Cotrim, Paulo Castelo Branco, Pedro Abelha, Pedro Gordilho, Ran­gel Ca­val­c an­t e, Mara Amaral e Pomona Politis

expediente

redacao@revistafoco.com.br

128. Educação Volta às aulas

24

Gerente Comercial Valéria Garcia valeriagarcia@revistafoco.com.br Assistente Comercial Eduardo Mota comercial@revistafoco.com.br Editor de Arte Anderson Lima criacao@revistafoco.com.br Design Gráfico Victor Imperatriz anunciofoco@gmail.com Projeto Gráfico Boibumbá Design

Fotografia Clausem Bonifácio, João Telles Sá, Paulo Lima, Ricardo Padue e Lorena Lopes Fotografia Colaboradores Alexandre Alves, Célio Costa, César Rebouças, Júlio César Dutra e Kazuo Okubo Impressão RR Donneley Contabilidade Pró-Contábil Dep. Administrativo Tânia Luíza de Souza tania@revistafoco.com.br

Contato SH/Sul Quadra 06, Conjunto “A”, Bloco “E”, Sala 809 Edifício Business Center I - CEP: 70.322-915 – Brasília-DF (61) 3248-7868 / 3532-4436

foco não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. A revista foco é uma publicação da Magazine Foco Editora Ltda, de circulação personalizada, via mala-direta e venda em bancas. Acesse www.revistafoco.com.br

36

Reportagem Colaboradores Clausem Bonifácio, Fernanda Caixeta, Flávia Landim, Marcelo Solmucci

Consuêlo Badra Em primeira mão

Reportagem Consuêlo Badra, Nathália Cardim, Camila Bocchino e Karina Jordão

Florian Madruga As previsões da cigana

38

Aristóteles Drummond Economia ideológica

40

Márcio Cotrim Divagar e sempre

42

Carlos Chagas Comunista, com muita honra!

44

José Alberto Couto Maciel Chapeuzinho vermelho

46

Paulo Castelo Branco Ordens são ordens

48

Mara Amaral Férias de Inverno / Férias de Verão

Foto: Shutterstock

52

Pedro Gordilho Sergei Rachmaninov (I)

56

Ambientes Intimidade Desejada

76

Novidades Foco nas novidades

82

Beleza Combata as linhas de expressão

86

Boas Festas Delícias de Fim de Ano

16


94

Etiqueta Respostas aos leitores

104

Boas e Novas Novidades da capital

106

Gente em Foco Destaques de Brasília

112

Restaurantes Alta gastronomia no shopping

118

Hotéis de Grife A grife que veste também hospeda

120

Lançamento 110 anos sobre duas rodas

122

90. Estilo

Moto

Turismo de Luxo

Moto de aventura

124

140. Verão

Look Com que roupa eu vou para 2013?

132

Nina Rocha

O verão... Ah, o verão!

Must Know

134

Olhar Olhar Lincoln Iff

144

Rangel Cavalcante Histórias miúdas

146

Renato Riella De A a Z

152

Gilberto Amaral A corte candanga

162

68. Moda

Cenas em Foco

Moda outono/inverno

Flashes

64. Natal

Máximo de elegância

98. Gastronomia É do Peru!

82. Beleza

Combata as linhas de expressão

17


FAtos e FOtos

Um grupo amigo esteve reunido no Restaurante Pampulha para descontraída e animada confraternização de Natal. Agradeço a Renata Torres pelo pão de mel distribuído às convidadas.

Vera Coimbra, Yara Curi e Mariza de Macedo-Soares

Samantha Sallum, Consuêlo Badra e Ilza Queiroz

consuêlo badra

Renata Torres Consuêlo Badra e Eunícia Guimarães

18

Glaucia Ferrer, Gláucia Benevides e Soraia Vieira

Cláudia Canhedo

Valéria Leão Bittar, Moema Leão e Janaína Abi-Ackel

Carla Lôbo, Vandira Peixoto e Ana Paula Fonseca


Rosália Peixoto, Glaucia Benevides, Soraya Debs, Odaísa Rodrigues e Ana Helena Rangel

Tânia Camargo e sua mãe, Lygia Camargo, Maria Regina Dias e Adriana Colela

Carla Amorim e Marcelo Chaves

Cosete Gebrim, grande oradora

Simonetta Santelli, Iracema Torres, Consuêlo Badra e Carmem Fonseca

consuêlo badra

Bertha Pellegrino, Bernadete Amaral e Augusta Lôbo

19


Marizalva Campelo, Brunilde Moraes, Elizabet Campos e Leinha Soares

consuêlo badra

Wilma Pereira e Cristina Gordilho

20

Bia Koffes, Consuêlo Badra e Lilian Gurgulino

Tâmara Bontempo

Pompéia Addário e Valeska Tonet de Camargo

Melissa e Ana Maria Gontijo


Mara Amaral, Mônica Oliveira e Theresa Neves

Cleire Peniago e Consuêlo Badra

Ivonete Granjeiro, Consuêlo Badra e Lúcia Passarinho

Abadia Teixeira

Gracia Cantanhede

consuêlo badra

Janine Britto

Deputada Liliane Roriz

21


Vera Bárbara, Consuêlo Badra e Valéria Garcia

Tiago Correia e Luana Oliveira

consuêlo badra

Márcia Lima e Soninha Abrantes

22

Ana Rosa Sabóia

Claudia Peralta

Odette Trotta

Maria José Santana

Fernanda Caixeta, Consuêlo Badra e Flávia Landin


promete render resultados muito positi­ vos para Brasília. A união já foi selada.

NATAL Maria José Santana, casada há 41 anos com o presidente da Fecomércio e ex­ senador Adelmir Santana, passa todos os natais reunida com a família. Este ano com o marido, os três filhos, seis netos, genros e noras.

A BOLA DA VEZ

Mércia Crema, amiga pioneira.

MADE IN BRASIL A partir de agora, em qualquer evento organizado pela Embratur no exterior ou para estrangeiros no Brasil, terá que ser servido vinho nacional. A intenção é aumentar as vendas do produto, em par­ ceria com o Instituto Brasileiro de Vinho.

Os empresários para o setor de turis­ mo alcançaram R$ 9 bilhões, de janeiro a outubro, contra R$ 8,6 bilhões no mesmo período do ano passado. Em 2011, a oferta de crédito na Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, BNDES, Banco do Nor­ deste e Banco da Amazônia registrou um crescimento de 33,5%, segundo o Minis­ tério do Turismo.

RÉVEILLON NOSSA PRAIA

consuêlo badra

Contagem regressiva para o melhor Réveillon de Brasília, o Nossa Praia, no Pontão do Lago Sul. Edição Especial Warung Beach Club 10 anos, com os me­ lhores DJs e toda a magia do club nº 1 do Brasil numa festa 100% open bar, com super queima de fogos, área VIP no bar­ co Lake Lounge, pista de música ao som anos 80 e sertanejo, palco Cidade Mara­ vilhosa, grandes shows e muito mais.

24

CONFRATERNIZAÇÃO Festa poderosa em Brasília foi a rea­ lizada pelo brilhante advogado Kakay de Almeida Castro e sua esposa Valéria. Receberam convidados para uma con­ fraternização de fim de ano na residên­ cia do casal.

PAROU POR QUÊ? Menos de um mês depois de lançar voo ligando o Rio a Orlando (EUA), a TAM suspendeu a rota. E não explicou o mo­ tivo. Quem comprou bilhete terá de fazer conexão em São Paulo ou pedir reem­ bolso integral da passagem. A empresa promete retomar a ligação direta no 2º semestre de 2013.

DESCONVITE O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (OT), teve que desconvi­ dar Abdon Henrique para a presidência do Banco de Brasília. Ele seria rejeitado pelo Banco Central. No Conselho do BRB, a indicação de Abdon ficou empatada.

po o símbolo máximo inglês, o The Times dedicou meia página da edição do últi­ mo dia 28 ao Hotel Maksoud Plaza, com a publicação de uma entrevista de seu diretor de operações, Henry Maksoud Neto, herdeiro do fundador e grande homem de ideias, Henry Maksoud. O hotel cinco estrelas, que está entre os mais completos do país e completou 33 anos de operação, foi apresentado quase como uma joia, no título “Bem no cora­ ção da vibrante São Paulo”.

“VACACIONES” Duas queridas amigas de nossa Brasília: Cosete Gebrim e Carla De Carli.

E MAIS Locadoras de veículos, hotéis, restau­ rantes, agências de viagem e parques foram as empresas que mais buscaram crédito junto aos bancos, usando linhas especiais como a BNDES Pró Copa.

Levantamento do buscador de viagens Mundi mostra Buenos Aires, na Argenti­ na, como destino internacional favorito dos brasileiros em janeiro e fevereiro. A capital concentrou 9,78% das consultas para as férias, à frente de Miami (9,64%) e Lisboa (5,19%).

ELE MERECE

Tâmara Almeida, deixando a nossa Brasília para residir no Rio de Janeiro, ganhou almoço de despedida das amigas no Restaurante Le Vin.

O empresário pioneiro Paulo Octávio celebra a chegada do fim de ano cheio de prêmios. Em São Paulo, ele foi eleito Lí­ der Empresarial do Centro-Oeste. Já em Brasília, o empresário recebeu diploma da OAB por ter sido um dos empresários que mais lutaram pela autonomia políti­ ca do DF.

Ministro Marco Aurélio Mello cercado por Flávio Lara Rezende e Toninho Drummond.

PARCERIA

MAKSOUD NO THE TIMES

HOMEM DO ANO 2013

Os presidentes da Alphaville e da Via Engenharia firmaram uma parceria que

O jornal mais respeitado da Inglater­ ra, que inclusive carrega em seu logoti­

O diretor da Câmara de Comércio Brasil-­ Estados Unidos, Sérgio Miller­

DESPEDIDA


man, comunicando o nome do escolhido para ser o Homem do Ano 2013. Trata­ se do presidente do BNDES, Luciano Coutinho. Uma bela escolha e, segundo Millerman, vai ser uma das mais es­ plêndidas festas já realizadas. Data: 16 de maio, dia do meu aniversário.

areias do Leblon. Em janeiro, chega Ma­ rio Testino. A GQ espanhola clicou Evan­ dro Soldatti, marido de Yasmin Brunet, em Ipanema. “O Rio é a maior locação mundial para os editoriais de moda-­ praia. Os gringos piram”, diz Sérgio Mat­ tos, da agência 40 graus.

Ministérios, aqui em Brasília, é bom lem­ brar a reação de Maria Eliza da Costa, filha de Lúcio Costa, quando lhe disseram, após a morte do pai, que iam homenageá-lo dando o nome do arquiteto ao Eixo Monu­ mental da cidade: “Será um desrespeito”, repito. Ele e Lúcio combinaram que nada em Brasília teria o nome de ninguém”.

RETORNO Filho de Simone e Celso Jabour, Guto Jabour se mudou de volta a Brasília de­ pois de ter passado anos estudando en­ tre Suíça e Brasil, na área de Business. Segunda geração da Sweet Cake, o rapaz, competente, por sinal, irá lançar em bre­ ve uma nova confraria enogastronômica na cidade, com o DNA de sua família.

PELO MUNDO A Brascuba, parceria do governo cuba­ no com a Souza Cruz, vai exportar cigar­ ros para mais quatro mercados em 2013: Brasil, Egito, Rússia e Dubai. Japão, Espa­ nha, México e Hong Kong já compraram. Remessas sairão de 155 milhões para 350 milhões de unidades.

LANÇAMENTO Viver com Fé, livro que Cissa Guimarães lança, obra dos relatos de superação ou­ vidos em seu programa, no GNT, com a amiga e produtora Patrícia Guimarães, pela editora Casa da Palavra.

GULOSEIMAS Abicab e Apex-Brasil levarão fabrican­ tes brasileiros de doces e chocolates à ISM, feira do setor, em Colônia (Alema­ nha), em janeiro. Há previsão de US$ 6 milhões em negócios. As 19 empresas vão lançar 90 produtos.

NIEMEYER DEU SAMBA Noca da Portela, comunista e amigo de Oscar Niemeyer desde que foi apresenta­ do a ele por Luiz Carlos Prestes, na volta do exílio em 1979, vai entregar à neta do arquiteto, Ana Lúcia, a letra do samba que fez em homenagem ao falecido. Veja a letra: “Oscar foi a estrela que projetou no Planalto / o brilho maior de sua beleza / Faz mais de 50 anos que uma estrela feliz derramou no Planalto / o brilho mais alto de sua beleza e acendeu no país o lampejo e o desejo de sua grandeza / Viva Brasília, Viva Oscar, JK”.

FALTA DE TEMPO Casal destaque: Odilon e Sandra Costa.

MUSEU DE SOLOS

PERFEITA SUGESTÃO

O Jardim Botânico do Rio vai ganhar o Museu Interativo de Solos. Os recursos do projeto, tocado pela Embrapa, virão do Orçamento da União, garantidos por emenda do deputado Edson Santos.

Marta Suplicy sugeriu a Haddad que renomeasse o Auditório Ibirapuera como Oscar Niemeyer, dia 25 de janeiro, ani­ versário da cidade.

FLORES EM VIDA

Bonita família: a mamãe Janine Britto cercada pelas filhas Natália e Deborah.

MEMORIAL NIEMEYER O artista plástico polonês, Frans Krajc­ berg, radicado no Brasil recebeu a mais alta condecoração da cidade de Paris, – Medalha de Vermail – onde lança, em janeiro do próximo ano, livro com 50 imagens da natureza brasileira.

Um projeto do professor Candido Men­ des pode sair do papel: transformar o an­ tigo centro de estudos da IBM no Memo­ rial Oscar Niemeyer. Fica na Estrada das Canoas 3.520, em São Conrado, no meio da Mata Atlântica. O lugar tem 300 mil metros quadrados e 52 suítes.

PASSARELA INTERNACIONAL

MEMÓRIA DE NIEMEYER

Michael Roberts acaba de fotografar um ensaio para a L’Officiel francesa nas

Neste momento, qundo se cogita dar o nome de Oscar Niemeyer à Esplanada dos

Sete em cada dez mulheres admitem que a falta de tempo as impede até de cui­ dar de si próprias. A pesquisa é do Insti­ tuto Feminista para a Democracia (SOS Corpo) e do Data Popular, de Renato Mei­ relles. O estudo examina a rotina femi­ nina e revela que a falta de tempo atinge mulheres de todas as classes sociais. Das entrevistadas, 58% responderam que fal­ ta tempo para ficar com a família; 42% dizem não haver tempo para diversão. Aliás, falta tempo até para descansar.

IMAGEM A Discovery lançará, no primeiro tri­ mestre de 2013, o canal Discovery Kids em alta definição. O grupo tem pressa em atender a um público que cada vez mais cedo tem acesso à tecnologia HD dos videogames e da internet.

consuêlo badra

Personalidades da cidade: Terezinha Falcão e Jane Carol Azevedo.

25


DA HORA

ATÉ BREVE

A Casio, japonesa de relógios, fará aporte de R$ 10 milhões no Brasil em 2013. É o dobro deste ano. Quer abrir loja conceito em São Paulo e escritório no Rio.

Embaixador Gherardo La Francesca e a embaixatriz Antonella, duas pessoas muito especiais que por aqui passaram, se despedem do Brasil. Foram passar fé­ rias na Itália e, depois, Antonella assu­ me posto de Embaixadora da Itália, no Paraguai.

ANIVERSARIANTES

Esta jornalista com duas queridas amigas: Mônica Nóbrega e Yara Curi.

EM CIMA DA VASSOURA Heloisa Perissé viverá a Bruxa Má do Oeste no musical Mágico de Oz. A versão brasileira do espetáculo tem direção de Charles Möeller e Claudio Botelho. A es­ treia será no dia 22 de fevereiro, no teatro Alfa, em São Paulo. Lucio Mauro Filho, Malu Rodrigues e Miele estão no elenco.

Contam tempo agora em dezembro: João Dória Jr., Raimundo Lira, Pedro Ro­ gério Moreira, Nathanry Osório, Leleco Barbosa, Claudia Gordilho, Sheila Do­ minici, Denise Roxo, jornalista Etevaldo Dias, Sophia Wainer, Guilherme Palmei­ ra, Fernando Nogueira, embaixador Ha­ dyl Vianna, Denise Zuba, Sergio Koffes, Silvinha Adriano, Sergio Moraes Cardo­ so, Anna Paola Pimenta da Veiga, Mayara Amorim, Raissa Baeta, Gustavo Carva­ lho, Silvestre Gorgulho, Maria Salomão, Cacau Abrantes, Luiz Carlos Coelho, Inas Valadares e Danielle Moreira.

Acredite. Do presidente da Ordem dos Advogados de Portugal, Antônio Mari­ nho e Pinto, num programa de TV, em Lisboa, sobre conterrâneas de Dilma que vão morar lá: “Uma das coisas que o Bra­ sil mais exporta para Portugal são pros­ titutas”. Pinto, jovem, morou alguns anos em Niterói, Rio de Janeiro, onde cursou o ensino médio. Ou seja, Pinto é ingrato. Calma, Pinto.

O ministro Gilmar Mendes, do STF, ficou surpreso com as declarações do deputado Júlio Campos que o “lançam” candidato ao governo de Mato Grosso. Afirma que não teve contato com ele e que descarta “total­ mente” a hipótese de se candidatar. “Estou integralmente dedicado às minhas ativida­ des judiciais e acadêmicas“, diz.

DE OLHO

consuêlo badra

BOM SABER

26

A portuguesa TAP, alvo do interesse da Avianca, deve fechar 2012 com alta no to­ tal de passageiros entre Brasil e Europa. Francisco Guarida, diretor de marketing, conta que, até setembro, o incremento era de 2%. Em 2011, a aérea levou 1,6 mi­ lhão de brasileiros ao Velho Continente. A TAP também não está cobrando extra de quem, a caminho de outras cidades euro­ peias, passa dias em Lisboa. Atrai brasi­ leiros e ajuda o turismo em Portugal.

O Le Figaro, jornalão francês, publicou matéria de meia página sobre o cresci­ mento do hábito de tomar champanhe no Brasil, creditando a onda a mais um milagre da economia de Lula somado ao gosto do brasileiro pela festa. O chef francês Roland Villard comenta um de­ talhe: “Champanhe é sempre consumi­ do na companhia de uma mulher”. Dois homens tomando champanhe juntos, no Rio, é feito enterro de anão. Nunca se viu.

PINTO NERVOSO NADA A VER

O delegado Waldomiro Milanesi, chefe da divisão de capturas de São Paulo, pe­ diu imagens das câmeras de segurança do restaurante da Vila Nova Conceição, onde o fotógrafo Fabrizio Fasano Jr. afir­ ma ter visto Roger Abdelmassih. O ex­ médico, condenado a 278 anos de prisão, está foragido desde 2011.

CHAMPANHE

PISCA-PISCA

NIVER

O Parque da Cidade Sarah Kubitschek recebeu iluminação especial de Natal nas árvores que ficam nas entradas do local. Adorei a iniciativa do parque. Ficou lindo.

E aniversariam em janeiro os amigos: Rita Camata, Maurício Lemos, Karina Curi Rosso, Elvira Barney, José Roberto Arruda, Wilson Pedrosa, Francisco Dor­ nelles, Sergio Barreto, Suely Abdulmas­ sih, Sebastião Valadares, Jarbas Passari­ nho, Adalgisa Teruszkin, Kelly Amorim, Henrique Hargreaves, nosso querido fotógrafo Paulo Lima, Manô Moraes, Ma­ rieta Cals, Cyro Fidalgo, Isabel Flecha de Lima, Rita Trindade, Maria do Carmo Vilaça, Iracema Torres, Francisco Rezek, Dion de Mello Telles, Betânia Venâncio, Luciana Hipólito, entre muitos outros. Continuarei quando retornar da viagem a Nova Iorque e Las Vegas.

A colaboradora da Foco Silvia Seabra e a mineira Heloísa Hargreaves.

Duas boas e aliadas amigas: Valdete Drummond e Odaísa Rodrigues.


VAI DAR SAMBA

O PAPA É POP

Atividade Partidária

Nos galpões da Cidade do Samba, no Rio de Janeiro, o comentário é que a Nike estará no carnaval carioca em 2014, ano da Copa. O alto escalão da Grande Rio já se reuniu com executivos da empresa no Brasil. Mangueira e Unidos da Tijuca es­ tão na fila.

Começa esta semana a produção do CD com as músicas para as missas da Jorna­ da da Juventude com o Papa. Os padres Fábio de Melo, Reginaldo Manzotti e Omar participam. Mazzola produz.

O ex-marido da presidente Dilma Rousseff, o gaúcho Carlos Araújo, que já foi deputado estadual no Rio Grande do Sul, pelo PDT, está ameaçando voltar à atividade partidária na agremiação que foi fundada por Leonel Brizola. O que se comenta é que Carlos Araújo preten­ de desbancar da presidência do PDT o ex-ministro Carlos Lupi. Lupi, como se sabe, é aquele que, ameaçado de demis­ são do Ministério do Trabalho, tentou se salvar, declarando: “Dilma, eu te amo”. Foi demitido.

FRANÇA-BRASIL Pode chegar a mil o número de compa­ nhias francesas no Brasil até 2017. Hoje são 500. A previsão é de Sérgio Malta, da Câmara de Comércio França-Brasil. Ele se animou com a reunião de Dilma e François Hollande, em Paris. Os presi­ dentes discutiram saídas para a crise.

Em prol de Salvador

CARNAVAL NO RIO Nossa presidenta Dilma conseguiu, durante sua visita à Rússia, um acordo no... samba. É que o primeiro ministro Dimitri Medvedey concordou em esticar sua visita ao Brasil, em fevereiro, para ver de perto nosso Carnaval.

ATRAÇÃO DO RÉVEILLON O campeão do programa The Voice Brasil, da TV Globo, será uma das atrações do Réveillon de Copacabana. A Riotur vai anunciar hoje a novidade com toda a pro­ gramação de fogos pela cidade.

Pessoas de destaque da cidade: jornalista Marcelo Chaves e empresário Fabiano Cunha Campos.

Exposição Modernidade Muito visitada a exposição Modernidade do Senado — Presidências de José Sarney, que está montada na biblioteca do Senado até fevereiro de 2013. A exposição conta os quatro períodos em que o senador José Sarney presidiu a Casa a partir de 1995. São destacadas as ações legislativas e ad­ ministrativas, além da criação do podero­ so sistema de comunicação, que inclui: jor­ nal, rádio, televisão, agência de notícias, marketing institucional e o DataSenado. O presidente Sarney anuncia que esta é a sua última presidência, que se encerra no dia 2 de fevereiro do próximo ano.

Mostrando que política não se faz com o fígado, o prefeito eleito de Salvador, de­ putado Antonio Carlos Magalhães Neto, do DEM, subiu a rampa do Palácio do Planalto conduzido pelo governador da Bahia, Jaques Wagner, do PT, sendo rece­ bido pela presidente Dilma Rousseff, em conversa que durou mais de uma hora. Eles são adversários figadais, mas mos­ traram maturidade e educação, colocan­ do os interesses da população acima dos seus pessoais. Quem vai ganhar é Salva­ dor, a bela cidade do Senhor do Bonfim.

De novo

YES Depois de 14 anos, a banda britânica Yes, considerada ícone do rock progres­ sivo, vem ao Brasil em 2013. Tocará dia 25 de maio, no Vivo Rio, o repertório intei­ ro de três discos clássicos – The Yes album (1971), Close to the edge (1972) e Going for the one (1977).

Querido casal: Lia Dinorah e Hugo.

Reeleição Numa demonstração de que as mulheres cada vez mais assumem posição de relevo na política e na cultura, a escritora Ana Maria Machado acaba de ser reeleita, por unanimidade, presidente da Academia Brasileira de Letras. A consagrada escritora tem como meta no seu segundo mandato popularizar a literatura, levando a ABL a participar de feiras de livros nas comuni­ dades pacificadas no Rio de Janeiro.

consuêlo badra

Casal pioneiro: ministro Carlos Mathias e Maria Luiza.

A campanha sucessória de 2014 já co­ meçou, tanto no âmbito federal, quanto no estadual. Os tucanos foram os pri­ meiros a colocar o carro na estrada, com o lançamento do nome do senador Aécio Neves, de Minas Gerais, para o Planalto, pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Em São Paulo, o governador Geraldo Alckmin dá os primeiros pas­ sos para sua reeleição, com o rearranjo em algumas secretarias. É bom lembrar aos políticos que antes da eleição haverá a Copa das Confederações, ano que vem, e a Copa do Mundo, em 2014, e que o hu­ mor dos brasileiros vai depender dos re­ sultados da seleção do Felipão.

27


Sob comando A família Alves continua comandan­ do a política no Rio Grande do Norte. O ministro Garibaldi Alves Filho, da Pre­ vidência Social, teve seu primo, Carlos Eduardo Alves, eleito prefeito de Natal. Seu irmão, Paulo Roberto Chaves Alves, foi eleito presidente do Tribunal de Con­ tas do RN. Seu sobrinho, Felipe Alves, fi­ lho de Paulo Roberto, se elegeu vereador em Natal. O deputado federal Henrique Eduardo Alves, líder do PMDB, também seu primo, está cotadíssimo para ser o próximo presidente da Câmara dos De­ putados. O filho de ministro, Walter Al­ ves, é um atuante deputado estadual, e o patriarca, Garibaldi Alves, vai muito bem no Senado Federal.

Elogio para Dilma O suplente de senador, João Costa, do Partido da Pátria Livre, do Tocantins, subiu o tom nos elogios à presidente Dil­ ma Rousseff, em discurso na tribuna do Senado: “A presidente escreve seu nome na História do Brasil, ao lado de gran­ des personalidades, como a princesa Isabel”, afirmou, empolgado, o senador tocantinense. Esse arroubo monárquico do representante de Tocantins deveu-se à decisão republicana da presidente de destinar os royalties do petróleo do pré­ sal para a educação.

Está sendo estudada a possibilidade do trem de alta velocidade, como é chama­ do, passar por Curitiba, Belo Horizonte e Brasília, segundo anunciou o presidente da Empresa de Planejamento e Logística, Bernardo Figueiredo, responsável pelo projeto do trem.

consuêlo badra 28

Trem Bala O polêmico projeto do trem-bala, que ligará as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, passando por Campinas, e que tantas críticas tem recebido em razão do seu alto custo, poderá ter novos des­ dobramentos, atingindo outras cidades.

Homenagem Projeto de lei do Senado, de autoria do senador Marcelo Crivella, do PRB do Rio de Janeiro, e atualmente licenciado para exercer o cargo de ministro da Pesca, foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça. O inusitado do projeto é que obriga, em caráter permanente, home­ nagem a Santos Dumont em todos os ae­ roportos do país.

Tudo bem

Amigas inseparáveis: Jaqueline Roriz e Ana Rezende.

Santos Dumont merece todas as home­ nagens, mas o que os usuários dos aero­ portos gostariam mesmo era ter trata­ mento digno nos sucateados aeroportos brasileiros, que causam mais estresse do que conforto a quem os utiliza.

Respeito e simpatia do povo A cada dia que passa, a presidente Dil­ ma Rousseff se torna mais conhecida pelo brasileiro e angaria a simpatia do eleitor. Tanto é que pesquisa realizada pelo Ibope apontou que o nome de Dilma é mais lembrado que o do ex-presidente Lula para a eleição presidencial de 2014. É bom lembrar que essa pesquisa foi re­ alizada antes da Polícia Federal anunciar a operação Porto Seguro, que flagrou a ex-chefe de gabinete do escritório da Pre­ sidência em São Paulo fazendo malfeitos, e do publicitário Marcos Valério, o execu­ tivo do mensalão, fazer novas revelações envolvendo o nome de Lula.

Protesto

Pioneiros batalhadores: Chiquinho Dornas e Wanderval Calaça.

petista, adversário do candidato do seu ir­ mão, que acabou ganhando a eleição.

Se existe um aliado do Palácio do Pla­ nalto que gosta de fazer barulho e cutu­ car quem está no governo, ele atende pelo nome de Ciro Gomes, irmão do go­ vernador do Ceará, Cid Gomes, ambos do PSB, partido da base do Planalto. Em entrevista em Belo Horizonte, Ciro afir­ mou que a equipe do governo “é muito fraquinha”. E deu nome aos fracos: Ide­ li Salvatti, das Relações Institucionais; Alexandre Padilha, da Saúde; e Gleisi Hoffmann, da Casa Civil. Ciro Gomes está ressentido com o Planalto porque a presi­ dente Dilma e o ex-presidente Lula foram a Fortaleza pedir votos para o candidato

Os atores Marcelo Novaes e Débora Nascimento marcam presença no evento da Claro em Brasília, no ParkShopping, com Soraia Tupinambá, diretora da Claro no CO, e Ricardo Leão, gerente de Marketing da Claro no CO.

Agradecimento Ao ser homenageado pelo Senado Fe­ deral com a Comenda da Ordem do Congresso Nacional, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro e poeta Carlos Ayres Britto, dirigiu-se ao presidente do Congresso Nacional, sena­ dor José Sarney, agradecendo: “Esse re­ quisito fundamental de harmonia entre os poderes tem em Vossa Excelência um símbolo muito forte e até um sentido de encarnação. O presidente Sarney histo­ ricamente encarna a harmonia, a conci­ liação. É o ponto de contato, é o ponto de fusão, é o ponto de harmonia entre po­ laridades necessariamente e inevitavel­ mente contrapostas”. Realmente, Ayres Britto é jurista e poeta.


Frente Parlamentar

Sexton Depois de vencer a 5ª edição do projeto Seleção Brasil em Cena, no último mês de setembro, o espetáculo Sexton, escri­ to pela brasiliense Julianna Gandolfe e por Helena Machado, estreia no Centro Cultural Banco do Brasil Brasília, onde cumpre temporada de 10 de janeiro a 3 de fevereiro. Dirigido por Rodrigo Fis­ cher e estrelado pela jovem atriz Jessica Cardoso, o espetáculo conta a história da poetisa Anne Sexton entremeando as passagens de sua vida com poemas declamados em off. Depois de Brasília, a montagem com assinatura brasiliense segue para temporada no Rio de Janeiro.

O Quebra-Nozes Foi um sucesso a temporada do balé O Quebra-Nozes na sala Villa-Lobos do Te­ atro Nacional. O público se encantou e aplaudiu de pé o maestro Cláudio Cohen e sua orquestra, e também as coreógrafas Gisèle Santoro mãe e filha, que coman­ daram um corpo de baile de respeito encabeçado pela primeira bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Cláudia Mota.

Márcia Chaves (foto acima), presidente do grupo Oxilife Medicinal, veio com toda sua experiência e determinação moder­ nizar o mercado de oxigenoterapia domi­ ciliar e distúrbios do sono. Hoje a empresa ganha o prêmio Qualidade Brasil 2012, fruto de um excelente trabalho em equi­ pe, e equipamentos de altíssima qualida­ de. No intuito de sempre buscar o melhor para seus clientes, a empresa abre uma nova clínica com exames de polissono­ grafia, na clínica e em domicílio e outros, mantendo o mesmo padrão de qualidade. A Sonnus Clínica fica situada na Asa Sul.

INVESTIMENTO

Estilo de vida A Levi’s inovou mais uma vez e com­ provou que sustentabilidade e moda po­ dem e devem andar juntas. A partir de abril, as lojas da marca receberão a nova coleção de jeans Waste<LessTM. São mais de 400 mil peças fabricadas a partir de tecidos compostos por pelo menos 20% de materiais reciclados, em especial gar­ rafas pet e bandejas de alimentos. Du­ rante a ação, foram utilizadas mais de 3,5 milhões de garrafas. Entre as peças sustentáveis de destaque que chegarão às prateleiras estão o novo e moderno jeans Levi’s® 504 Straight Fit e a icônica Trucker Jacket da Levi’s®. Em Brasília, as lojas da marca ficam no ParkShopping e no Conjunto Nacional.

OXILIFE MEDICINAL

Gisèle Santoro (mãe), Cláudio Cohen e Gisèle Santoro (filha). Crédito para Lucian Fagundes.

RELAX Enquanto a maioria desacelera na reta final do ano, Raquel Vaz está a mil por hora. É que seu Golden Spa está com as agendas lotadas. Muitos clien­ tes concluem agora o tratamento verão com o nutricionista Omar de Faria. Já as perfumadas preparam-se para as festas sob os cuidados da dermatolo­ gista Cibele Tokarski.

De acordo com pesquisa recente, a rentabilidade dos centros médicos de alto nível situados em Taguatinga é 30% maior que a obsevada nos empreendi­ mentos do mesmo gênero instalados nas Asas Sul e Norte e até 50% superior quando comparada àqueles localizados no Setor Sudoeste. Não é à toa que o Pri­ me Excelência Médica & Mall chegou ao mercado já como um case de sucesso comercial. Localizado na área norte de Taguatinga, ao lado do Hospital Anchie­ ta, tornou-se oportunidade única para a instalação de novos serviços naquele que é o maior polo comercial do Distrito Federal. A Attos Empreendimentos e a Milênio, responsáveis pelo Prime, cele­ bram os resultados.

EXPERTISE Dois serviços da capital iniciam em 2013 mais um ciclo de especialização médica. O Hospital Pacini promoverá uma nova

consuêlo badra

Vânia Lucia de Souza e as irmãs Marcia e Dirce em Veneza.

No último dia 27 de novembro, foi lan­ çada no Congresso Nacional a Frente Par­ lamentar do Bem Estar. O evento, presi­ dido pelo deputado federal Ricardo Izar, contou com a presença de cabeleireiros e empresários do segmento de cosméticos de todo o Brasil. A Frente Parlamentar foi criada para tratar de assuntos ligados ao setor de beleza, como a regulamenta­ ção das profissões reconhecidas recen­ temente, como cabeleireiro, barbeiro, manicures, entre outras, e das questões tributárias que envolvem o setor. Os ca­ beleireiros Helio e Gustavo Nakanishi, do HelioDiff, sempre ligados às causas do segmento de beleza, fizeram questão de estar presentes à ocasião.

29


Parthenon

Encontro Anual Lopes Royal No dia 10 de dezembro, foi promovido o Encontro Anual Lopes Royal 2012. O even­ to reuniu cerca de 550 colaboradores e parceiros da imobiliária no auditório Par­ lamundi, na LBV. Os presentes assistiram a diversas palestras sobre a empresa e o mercado imobiliário. Após o encontro, os profissionais participaram de um jantar de confraternização na churrascaria Por­ cão, no Setor de Clubes Sul.

consuêlo badra

Atividades diferenciadas

30

A KindyROO oferece um serviço espe­ cial para os pais na hora de organizar a festa de seus filhos. Em um espaço com capacidade para 50 pessoas – entre crian­ ças e adultos – a KindyROO organiza toda a festa, da decoração ao bufê, e os pais só têm que se divertir junto a seus filhos e amigos. Como entretenimento, as crian­ ças poderão se divertir com as brincadei­ ras nos escorregadores, patinete, tram­ polim e cama elástica. Ainda poderão participar de atividades que estimulam o controle motor, a linguagem e habili­ dades cognitivas, tão importantes para o crescimento e socialização da criança. Tudo isso assegurado por uma equipe de profissionais especializados. Faça a festa de seu filho!

Pescar Sabin O Instituto Sabin comemora a formatu­ ra de mais uma turma do Projeto Pescar Sabin. Na noite do dia 3 de dezembro, a cerimônia de entrega dos certificados dos 23 formandos contou com a presença da embaixadora do Instituto Sabin, Janete Vaz, da secretária de Estado da Mulher, Olgamir Amância, como paraninfa da turma, e da delegada-chefe da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente e madrinha da turma, Valéria Martirena.

De cara nova!

Diretor Executivo da Lopes Royal, Marco Antonio Demartini.

Gama Shopping. Foram distribuídos mais de 1.000 presentes às crianças carentes. A chegada do Papai Noel de helicóptero cha­ mou a atenção, inclusive dos maiores, que realizaram uma grande festa. Houve a apresentação de diversos artistas, como as duplas Zé Paulo e Miguel, Marcos e Gusta­ vo, o cantor Rick Jr., bem como a presença do padre Alessandro Campos.

Aconteceu no dia 11 de dezembro a grande reinauguração do Parthenon Es­ paço de Festas, no Centro de Atividades nº 02 do Lago Norte. à frente dessa par­ ceria de grande sucesso estão as empre­ sárias Solange Araújo e Angélica Gontijo (foto abaixo). O espaço foi reformado e modificado para oferecer um ambiente ainda mais confortável e requintado em seus 1.000 metros quadrados.

A proprietária da Deux Maries, Madu Cobra, pretende começar 2013 em grande estilo. Para isso, a empresária fechará as portas de sua loja por uma semana para reforma. Assim, em meados de 2013 a loja estará de cara nova, em todos os sentidos. Isso porque Madu Cobra irá reformular a marca Deux Maries, sem, é claro, deixar sua essência, já tão conceituada na Capital Federal por vestir a sociedade de Brasília por mais de 30 anos. Aguardem que em breve Brasília ganhará mais um presente!

Foto: Cristiano Eduardo

turma do Programa de Fellowship, que oferece a médicos, já titulados em Oftal­ mologia, a oportunidade de aperfeiçoar conhecimentos e práticas em diversas sub­ especialidades. Já o Grupo Núcleos inicia mais um grupo de residência em medicina nuclear. Brasília tem feito escola.

Valéria Martirena, Janete Vaz e Olgamir Amância.

Cuidado!

REFERÊNCIA

O presidente da Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia Facial – ABOR, Dr. Ricardo Machado Cruz, orienta que o pa­ ciente deve procurar referências, com rela­ ção ao profissional, para a realização de um tratamento ortodôntico, uma vez que en­ volve vários riscos. No caso de tratamentos mais complexos, é importante, ainda, ou­ vir uma segunda opinião, o que gera mais segurança e tranquilidade. Isso ajudará o paciente a ter melhora em sua qualidade de vida, mastigação, respiração, fonação, deglutição, dentre outros. Fique atento!

A Orthos Odontologia celebra seu 14º aniversário com uma trajetória sólida e uma rede formada por unidades próprias e franquias. Por trás do sucesso da marca, que virou sinônimo de sorrisos perfeitos, estão os odontologistas Wells Trigueiro, Sérgio Marra e Edmundo Souza Júnior. Pioneira na introdução do Invisalign®, aparelho ortodôntico praticamente invi­ sível, a Orthos tem na inovação um im­ portante traço de seu DNA. “Trouxemos a tecnologia americana para o Brasil, com o objetivo de atender pacientes altamente exigentes. São modelos, jornalistas, pales­ trantes e empresários que necessitam da imagem em sua atividade profissional”, descreve Dr. Wells.

Natal Solidário A FM 104 realizou o Natal solidário para mais de seis mil pessoas, em frente ao


recordar é

viver Fotos: Henrique Guillen, Celio Costa, Rodolfo Stuckert e Emivaldo Silva

Chico Anisio Fernando Nogueira e João Maia (1990)

recordar é viver

Conceição Pinheiro, Olenka Castelo Branco, Maria Inês de Wit e May Moura (1983)

32

Luiz Estevão e o cantor Milton Nascimento

O pintor Rui Machado (1988)


Indiara Artiaga de Castro, Nathanry Osório Consuêlo Badra e Dulce Figueiredo

Enniuz Muniz, Márcia Kubitschek e Afranio Rodrigues da Cunha

Valéria Leão Bittar (1988)

Zuka Ribas (1988)

Delma Seraphim e Yara Figueiredo (1989)

recordar é viver

Sergio Naya, Mara Amaral, casal Lino e Marita Martins Pinto e Gilberto Amaral (1985)

33


Eraldo Alves da Cruz

Maria Teresa e Paulo Peres tendo Rafael Badra ao meio (1988)

recordar é viver

Paulo Octávio Pereira e sua Anna Christina

34

Yara Curi e Consuêlo Badra (1989)

Aloysio Faria de Carvalho (1986)

Wanderval Calaça (1980)


Consuêlo Badra, João Paulo Arruda e Cinira Arruda

Lenir Lampreia e Consuêlo Badra (1989)

Claudia Salomão (1988)

Vivianne Leão Piquet (1988)

Maria Lúcia de Borba Amaro (1988)

recordar é viver

Casal Ângela e Dácio Vieira e Ricardo Macedo e Ana Claudia Badra

35


Florian Madruga

As previsões da cigana

artigos

Q

36

uando liguei para Madame Sofia, ouvi, do outro lado da linha, a voz afetada do seu secretário e fiel escudeiro, Maiqui Dôglas, sem meio termo: – Madame está com a agenda lotada até o dia 30. Não atende no dia 31, que é dedicado aos preparativos de Iemanjá. Agora só em 2013. Tentei explicar-lhe que era sobre 2013 a minha conversa com ela. Não se tratava de consulta sentimental. Ele, mais afrescalhado ainda, respondeu: – Vou tentar uma janela na agenda. Deixe seu celular e CPF. Caso ela atenda, após o pagamento da consulta você será incluído no programa Nota Legal. Aqui é assim, tudo dentro da lei. Madame Sofia, para quem não conhece, mora no Recanto das Emas, numa casa confortável, com Maiqui Dôglas, seis gatos e dois cachorros. Atende todos os dias, menos à noite, que é dedicada à novela Salve Jorge, Zorra Total aos sábados e Fantástico, aos domingos. Ela é mineira, de Serra do Salitre, região do Paranaíba, perto de Patos de Minas. Seus pais eram ciganos, de origem tcheca, e ela diz que tem umas primas que moram em Praga, no bairro judeu. Seu leque de atendimento é amplo. Prevê o futuro; orienta candidatos a cargos eletivos; tira desânimo de quem está endividado com o cartão de crédito; anima quem não deu certo nos negócios; ensina o caminho da felicidade e, o mais legal de tudo, traz o amor perdido em 24 horas, por mais sumido que esteja o cara ou a cara. Quando cheguei à tenda de Madame Sofia, montada na ampla sala de sua casa, graças à presteza do Maiqui Dôglas e dos 20% do valor da consulta que ele me cobrou a título de comissão, ela me reconheceu do ano passado e foi logo dizendo: – Tinha certeza que voltaria. Tanto é que determinei ao Maiqui que abrisse uma vaga para você, cliente preferencial. O safado do Maiqui me levou 20% na esperteza. Madame Sofia continuou:

– Ano passado disse que um deputado recém-eleito não faltaria a nenhuma sessão na Câmara. Em compensação não faria nenhum pronunciamento. Pois bem, em 2013 ele vai discursar. E seu pronunciamento será sobre educação. E por falar em educação, será o tema mais debatido por autoridades, especialistas, jornalistas e esportistas, e a educação nas escolas e universidades continuará piorando. Nem o pré-sal vai dar jeito. A geração neném continuará crescendo. – Que geração é essa? perguntei. – A dos que nem estuda, nem trabalha, disse ela, complementando, só querem saber de Internet. E continuou: ­– No próximo ano, é possível que seja criado um novo programa: o PAP, Programa de Aceleração de Presídios. Depois do processo do mensalão a demanda para ocupação desses estabelecimentos tende a aumentar, e os atuais estão superlotados. Daí a necessidade de expansão, o que será ótimo, pois vai ativar a economia e criar muitos empregos. E o trânsito? Perguntei. Vai piorar, respondeu. E a saúde? Vai piorar. E a segurança? Vai piorar. Desanimado com a franqueza de Madame Sofia, arrisquei a última pergunta: e a seleção brasileira na Copa das Confederações e na Copa do Mundo em 2014? Madame foi de uma objetividade cartesiana. –­Meu negócio é o futuro. Não vejo o passado. Tenho a impressão de que ela se referia ao Felipão e a Carlos Alberto Parreira. Ia fazer a última pergunta quando o Maiqui Dôglas entrou na tenda e, afrancesado, disparou: – Mon cherri, tempo esgotado. Entregou-me a nota fiscal para concorrer ao Nota Legal. AOS MEUS DEZENOVE LEITORES, APROVEITANDO O PERÍODO NATALINO, A MENSAGEM DE NATAL: “Hoje uma luz brilhou para nós, hoje nasceu nosso Pai, o Senhor”. Salmo 97.


A Trousseau apresenta suas coleçþes de toalhas de banho e praia, confeccionadas com o mesmo conceito das camas: alegria, bem-estar e frescor em cores e materiais para a temporada.


Aristóteles Drummond

Economia ideológica

artigos

C

38

omeça a fazer certo sentido a preocupação de alguns setores da sociedade de que estamos vivendo uma fase com forte ênfase para uma visão mais ideológica do que pragmática em relação à economia e aos rumos do desenvolvimento nacional. Os instrumentos de política econômica são estatais, a começar pelos bancos e especialmente o BNDES, sem o qual os projetos de parcerias deixariam de ser atraentes. As agências reguladoras têm sido mais voltadas para fiscalizar e punir do que para regular e facilitar o ambiente de negócios em tantos setores. As obras que dependem de projetos ambientais não andam. Aprovações podem ser revogadas a qualquer momento. Por tudo isso, não existe um clima de simpatia para quem se disponha a investir. Nenhuma iniciativa oficial foi encaminhada ao Congresso para garantir pelo menos os projetos do PAC. Todos estão atrasados e, na maioria, por questões ambientais, ligadas a índios e aos chamados “quilombolas”. Para não falar no sindicalismo selvagem como agora na área das hidroelétricas, fato inédito na historia de um país que executou grandes obras. A questão tributária, que causa péssima impressão no investidor estrangeiro, não é reformada nem simplificada e muito menos desburocratizada. A carga fiscal, que é imensa, seria o de menos se os impostos tivessem apenas uma interpretação e não variasse de fiscal para fiscal, gerando insegurança.

Na verdade, o Brasil vive apenas do fato de possuir um imenso mercado consumidor em função de sua população e da elevação do padrão de vida das categorias mais humildes. Mas isso terá um limitador com a economia crescendo sempre abaixo da maioria dos demais países, inclusive da América Latina ou dos BRICs. Decisões da Justiça do Trabalho e uma vigorosa safra de leis protecionistas, que oneram os gastos com pessoal, desestimulam investimentos geradores de empregos. A Justiça do Trabalho, por meio de decisões, interfere na gestão das empresas, como ao definir o que pode ou não ser terceirizado. As dificuldades de nossas empresas no mercado argentino, o terceiro em nosso comércio, encontram indiferença no setor público, em que a única manifestação oficial foi a de pedir tolerância para com os vizinhos. Corremos riscos, e nesta temporada de verão vamos sofrer com a queda no turismo proveniente da Argentina, maior número entre os que nos procuram, pelas restrições cambiais lá e altos custos de nossa hotelaria e restauração. E nos demais mercados a falência na segurança pública certamente terá reflexos no turismo. As soluções são emergenciais e, portanto, de efeito efêmero. Precisamos de uma política industrial, comercial e cambial mais definida. E respeitar contratos, o que não vem ocorrendo na área de concessões. Os mercados são sensíveis e atentos. Inclusive pela ação política de simpatia por regimes e países que andam criando todo tipo de dificuldade para a livre empresa. O muro caiu, o modelo estatal fracassou, a demagogia populista-esquerdista quebrou a zona do Euro. E, aqui, parece se tentar êxito no que os outros falharam.


Márcio Cotrim

Divagar e sempre

ARTIGOS

É

40

como ensina Millôr Fernandes: catar as iscas e divagações do quotidiano, as saborosas e as amargas lembranças do ano que passou, igual a todos: dinheiro para pouquíssimos, miséria e humilhação para muitíssimos, emolduradas por indiferença e hipocrisia. De mal com a vida? Nem um pouco. Apenas atento espectador do que vem e que vai, com a única certeza de que morreremos todos – como advertia o painel afixado numa parede da redação do Jornal do Brasil em tempos idos. Dos fatos da vida brasiliense, um pitaco sobre a decoração de Natal no Eixo Monumental. Volto a 1979 e reencontro Haroldo de Castro, então diretor do DETUR, animado com sua proposta de criar uma iluminação espetacular e inédita naquela que é a mais importante via pública do país e a maior do planeta: pequenas luzes derramadas a partir do topo dos ministérios. Adotada pelo GDF, é até hoje um dos mais lindos cartões postais de Brasília. Assombra nativos e forasteiros, repercute no exterior. Verdadeira maravilha. Divagando ainda, mudemos completamente de assunto para um tema que me tem embatucado: o futebol feminino. Temos a melhor jogadora do mundo, Marta, objeto de desejo dos grandes clubes, que sonham em contratá-la para jogar até entre os marmanjos, por que não? Em plena divagação, uma sugestão que não quer calar e, tenho certeza, deve estar na cabeça de muita gente: mudar o tipo dos calções das jogadoras.

Sim, vesti-las com shorts mais justos, no estilo dos uniformes das nossas equipes femininas de vôlei, que acrescentam graça aos movimentos das atletas na quadra. A própria FIFA, por intermédio de seu presidente, Joseph Blatter, certamente aprovará a modificação, até como recurso adicional à conquista de novos patrocinadores. Os calções hoje usados, francamente, são um breve contra o mais mínimo interesse visual. Claro que pouca gente presta atenção à técnica do jogo entre as moças, está mesmo é de olho em suas formas, escondidas sob balofos e folgados panos – pior que eles, só as abomináveis burkas afegãs. Vivemos a época do prestígio da beleza e da eugenia numa nação exuberante como a nossa. Temos insuperável técnica no futebol masculino, que nos deu cinco títulos mundiais, e o feminino, que ainda engatinha, já é dos mais respeitados por sua criatividade e competência. Ora, por que não abandonar os atuais calções usados pelas jogadoras, que mais perecem horrendas cuecas samba-canção, vesti-las com shorts que nada atrapalham sua boa técnica e realçam as generosas curvas das garotas deste país tropical? Alguém há de criticar dizendo que a ideia é machista. Nada disso, querida leitora, apenas a conjugação da técnica com a beleza. Vida que segue, sob o atento olhar bifrontal do deus Janus que, contemplando ao mesmo tempo o passado e o futuro, inspira o mês de janeiro e acompanha estas pobres divagações.


Carlos Chagas

Comunista, com muita honra!

J

amais escondeu sua ideologia. Viveu e morreu comunista, ainda que reservasse para os amigos íntimos suas críticas ao que aconteceu na Rússia e no mundo. Por conta da fidelidade ao credo vermelho, teve sua obra ímpar na arquitetura mundial contestada durante o regime militar. Tentaram denegrir suas curvas e seus monumentos, alegando que não aproveitava o que Brasília tinha de mais característico, a luminosidade. Vingou-se ao erigir o panteão em honra de Juscelino Kubitschek, num dos pontos mais altos da Capital Federal. Colocou a estátua do ex-presidente envolta no que parece uma foice, sendo JK o martelo. Todas as manhãs, quando o sol nasce, ilumina o memorial e projeta a sombra do símbolo comunista precisamente sobre o setor militar urbano. Por isso um grupo de radicais buscou embargar a obra já quase concluída. Felizmente o então presidente João Figueiredo e o ministro Golbery do Couto e Silva reagiram, argumentando o ridículo da tentativa. Sairia pior a emenda do que o soneto. Até hoje, bem cedo, essa sombra pode ser vista por uns poucos minutos, quando o comunismo não existe mais, senão no coração e na memória de uns poucos, como existiu em Oscar Niemayer.

artigos

CUIDADO, PORQUE ELES NÃO DESISTEM

42

Parece inegável a pressão que as chamadas classes produtoras desenvolvem contra a presidente Dilma Rousseff. Por mais que ela distribua favores e benesses, os detentores do poder econômico afiam presas e garras em sinal de protesto contra a linha-mestra da política do atual governo. Rejeitam o raciocínio de que as crises não podem ser combatidas com aumento de impostos, de-

missões em massa, reduções salariais, cortes em investimentos sociais e privatizações. Ainda que cedendo aqui e ali, a presidente insiste em que só por meio do crescimento sairemos do sufoco que assola o planeta e já chegou ao Brasil. Trata-se de uma questão ideológica e por isso desperta reações violentas. Está nessa queda de braço a causa de o aumento do PIB estar quase no nível zero, este ano. Preferem prejudicar-se a ceder. Deve cuidar-se Dilma Rousseff, pois acima e além da blitz desenvolvida pela grande imprensa contra suas concepções, está a sucessão presidencial de 2014. Farão tudo, mesmo na sombra, para impedir sua reeleição. A menos, é claro, que ela dê o dito pelo não dito, como fez o Lula para conseguir oito anos de paz submissa aos interesses das elites.

O COMEÇO DO FIM OU O FIM DO COMEÇO? Espera-se que na sessão extraordinária marcada para a próxima segunda-feira, o Supremo Tribunal Federal dê por encerrada a fase principal do julgamento do mensalão. Até agora tem prevalecido a estratégia do relator Joaquim Barbosa, inflexível na decisão de ver duramente punidos os responsáveis pelo maior escândalo dos últimos tempos. A pergunta que se faz é se a Ação Penal 470 gera ampla descendência ou será tida como um episódio isolado. Porque lambanças como a que agora se condena existem aos montes. Cabe ao Poder Judiciário, em suas diversas instâncias, imitar a mais alta corte nacional de Justiça ou permanecer no marasmo de tantas décadas. Fracassou a tentativa de, no próprio Supremo, reduzir-se as condenações e seus efeitos. O problema é que nas diversas varas criminais e tribunais variados, torna-se mais fácil a proteção dos réus. As pressões são mais agudas. Podemos estar diante do fim do começo de uma nova era ou, no reverso da medalha, assistimos o começo do fim.


José Alberto Couto Maciel

Chapeuzinho vermelho

aritgos

A

44

té hoje não entendo como as histórias para crianças, contadas antigamente e até hoje repetidas, foram sempre admiradas pelos pais e mesmo por psicólogos, sem ninguém reparar que, com características de histórias infantis, são contos de terror, assustando mais do que alegrando ou educando as crianças. Fico até mesmo em dúvida quanto ao objetivo dos autores, mas como antigamente as crianças eram educadas na base do susto e de algum terrorismo, acredito que aí talvez esteja a origem das histórias narradas, com tanta delicadeza, para que o menino dormisse, certamente que com pesadelos. Mas vejamos a história mais famosa, que é a do Chapeuzinho Vermelho. Conta-se que Chapeuzinho Vermelho era uma menina com aproximadamente 15 anos e que pretendia levar comida para a vovozinha, que morava em uma choupana, no meio da floresta. Vê-se logo que alguma coisa está mal contada, pois não poderia sua mãe deixar a vovó residindo sozinha em uma casa no meio da floresta. Além do mais, havia um risco grande nessa ida à casa da vovó, e esse risco estava em determinado caminho onde se escondia o temido lobo mau. Por tais razões, a mãe de Chapeuzinho esclareceu-lhe que existiam dois caminhos para chegar na casa da vovó: um no qual a estrada era larga e movimentada,

sem risco de lá se encontrar o lobo, e o outro em que teria ela de passar numa estrada escura e deserta, na qual muitas vezes escondia-se o terrível lobo. Não se sabe o porquê, e isso a história não conta, Chapeuzinho Vermelho, desobedecendo à mamãe, resolveu seguir para a casa da vovozinha pela estrada perigosa, com sua cestinha de guloseimas, possibilitando ao lobo mal verificar que ela se dirigia para a casa da velha. Diz então o autor que o lobo correu por um atalho, chegou na casa bem antes da menina, certamente que comeu a velhinha e, pegando de suas roupas, inclusive a touca (naquele tempo toda avó usava touca), vestiu-se e aguardou a netinha na cama, travestido de vovó. Começou então aquela conversa que todos nós sabemos: – que orelhas grandes?, que nariz grande?, que olhos tão grandes? E, quando chegou em – que boca grande?, a resposta foi: – É para te comer... Ora, vamos analisar superficialmente tal história. Tem nexo que seja contada para criança? É claro que não! Inicialmente, vê-se uma menina, já com certa idade, desobedecendo à mãe e seguindo o caminho do perigo por sua própria vontade. Encontra ela na casa da vovó alguém deitado na cama da velha que, evidentemente, não era quem ela conhecia e, no entanto, fica fazendo perguntas idiotas sobre o tamanho de suas orelhas, dos olhos, nariz e boca. Finalmente, ao invés de correr de imediato, fica sentada na cama e deixa o lobo, que ela já sabia estar por perto, acabar “comendo-a” (com outra conotação), depois de comer a vovó. Meu Deus, será isso história para criança?


Paulo Castelo Branco

Ordens são ordens

Artigos

P

46

edro nasceu no exterior e voltou ao Brasil às vésperas de completar três anos de idade. A família ficou em polvorosa com a chegada da criança. Há anos não havia na casa a fala divertida de um menino. Pedro falava portunhol e ninguém entendia quase nada do que dizia. A avó assumiu o controle da situação e iniciou o método educacional que aplicara a todos os filhos. O menino adorou o carinho da avó até conhecer o avô, que, à época de sua chegada, estava trabalhando numa fazenda em outro estado. O avô chegou de botas, chapéu e canivete suíço preso ao cinto. Pedro ficou olhando o personagem sem dar uma palavra. O avô, cansado da viagem, passou a mão sobre a cabeça do garoto e disse: – Depois conversamos, e foi dormir. No dia seguinte, bem cedo, Pedro pegou um tamborete e se sentou à porta do quarto do avô, aguardando que ele se levantasse para o café da manhã. Esperou por alguns minutos e nada do avô sair. Colou o ouvido na porta e não escutou nada. Curioso, abriu a porta e viu que o avô não estava dormindo. Correu para a cozinha, dizendo que o avô havia desaparecido. A avó explicou que o avô acordava antes do sol nascer para resolver pendências acumuladas nos dias em que ficava na fazenda. Ele voltará às onze horas para almoçar, disse a avó. Pedro achou estranho que alguém almoçasse tão cedo. Ficou postado no quintal, esperando o avô chegar. Por volta das onze horas, o avô surgiu à porta. Estava sem chapéu, botas e canivete. Vestia calça jeans, sapatos de grife e uma camisa de manga comprida com um cavalo estampado. Estava completamente diferente.

O avô estendeu a mão para o neto e o levou para a varanda da casa. Colocou o menino sobre o joelho e fingiu trotar. Pedro riu até engasgar. O avô tirou do bolso uma barra de chocolate e deu ao garoto. Pedro ficou com os olhos brilhando e sorriu, enquanto se lambuzava com a guloseima. Não trocaram palavras. Só sorrisos e olhares amistosos. Avô e neto lavaram as mãos e sentaram-se à mesa. O avô mostrou como se usava o guardanapo e o comportamento adequado à mesa. Pedro seguiu os movimentos do avô e fez tudo direito, sem deixar cair restos de comida. Depois da sesta, feita a dois na rede da varanda, finalmente o avô falou: – Soube que você não sabe falar português direito e eu vou ensiná-lo, para que possamos conversar. Pedro gostou de o avô pronunciar as palavras e, em poucos dias, já falava de forma inteligível. Os dois passaram a ser inseparáveis. Aonde o avô ia, levava o neto. O menino ficou esperto e falante. Perguntava sobre tudo e mexia no computador, no canivete e no equipamento de exercícios que tremia o corpo todo. A avó reclamava que o avô estava estragando o menino ao permitir que ele fizesse o que bem quisesse. O avô fingia que iria mudar de comportamento, mas não fazia nada. A cada dia Pedro estava mais ousado, a ponto de pedir para ir à fazenda com o avô, que prometeu levá-lo na primeira viagem. Os pais vetaram a viagem e a avó ficou dias sem falar com o companheiro. No dia marcado para a viagem, o motorista chegou cedo com a caminhonete. No banco de trás estava a cadeirinha para Pedro viajar em segurança. A avó disse que ele não iria a lugar nenhum. Pedro olhou para o avô e perguntou: – Vovô, quem manda aqui? O avô, rindo, respondeu: – É a sua avó, e você pode fazer tudo que quiser, desde que não contrarie as ordens dela. Quando eu voltar montaremos a árvore de Natal.


FĂŠrias

Foto: Kazuo Okubo

INVERNO

mara amaral

Aos nossos leitores, Boas Festas e Feliz Natal!

48

1

2

3 4


Fテゥrias

5 6

7

8

mara amaral

VERテグ

49


DESTINO INVERNO PRAGA

1

Uma das cidades mais antigas da Europa, Praga é a charmosa capital da República Tcheca. Situada bem no centro da Europa. É tão imponente quanto aconchegante. Uma das atrações religiosas e que atrai uma multidão de turistas é o menino Jesus de Praga, imagem cuja origem até hoje é nebulosa. Ele pode ser visto na igreja da Virgem Maria Vitoriosa. Hotéis Esplanade (Washington — 19) que mantém o clima dos tempos antigos; Palace, o mais caro de Praga, o bem localizado intercontinental, no bairro judeu, às margens do Rio Vitava.

DISNEY WORLD — FLORIDA

2

Há certas situações que não têm prazo de validade — estar jovem, por exemplo. Isso é garantido pela manutenção de uma centelha interna em cada um de nós, e quem disser que se trata de lenda, é porque não conhece a Disney World. Se você acha que agora é tarde, não sabe o que esta perdendo. O fantástico passeio ao mundo criado pela genialidade de Walt Disney lhe dá a sensação de voltar ao passado, experimentando um gosto de futuro e, melhor que tudo, viver com intensidade o presente. Hotéis Grand Floridian & SPA, Iate e Beach Club, dentro do complexo da Disney, ambos maravilhosos. Warldorf Astoria com requintes novaiorquinos.

mara amaral

LAS VEGAS

3

Mesmo se você não for um jogador, encontrará bastante diversão em Las Vegas.

Las Vegas strip é o trecho ao sul de Las Vegas Boulevard, onde estão localizados os maiores, mais modernos e espetaculares hotéis e cassinos. O cenário é incrível, parece que você foi transportado até um mundo de fantasia, onde tudo é em tamanho gigante. São quilômetros de luzes coloridas e neons que deixam até o mais exigente turista entusiasmado. Hotéis Aria Resort & Cassino Wynn e Encore espetaculares

ASPEN — COLORADO

4

Entre as montanhas rochosas do Colorado Central, Aspen é linda. Cheia de charme e história, fica localizada na base da área de esqui de Aspen Mountain. No complexo conhecido como Aspen/ Snowmass estão quatro imponentes montanhas, cada uma com sua própria personalidade, seus próprios segredos: Aspen Mountain, Aspen Highlands, Snowmass e Buttermilk. Por mais de 50 anos, tem sido um dos nomes que o mundo associa como o melhor em resort alpino. Hotéis Jerôme — Tradicional The Little Nell

FéRIAS — ­ DESTINO VERÃO PUNTA DEL ESTE

5

Um balneário incrivelmente lindo, limpo, com muita gente bonita e muitas vantagens:facilidade da língua, distância (duas horas de voo, saindo de São Paulo), gastronomia e muita diversão. A estância balneária de pouco mais de dez mil habitantes não conjuga sua beleza natural com preços baixos. Muito pelo contrário: é um lugar muito caro. As chácaras marítimas — casas confortáveis, de frente para o mar, geralmente são alugadas no verão. Hotéis Hotel L’Auberge Hotel Fasano Conrad Hotel, com movimentado cassino

NANNAI BEACH RESORT - PERNAMBUCO

6 Situado em Porto de Galinhas, na paradisíaca praia de Muro Alto, o resort Nannai é um verdadeiro refúgio de luxo, conforto, privacidade e diversão. Apartamentos e bangalôs em estilo polinésio criam um clima exclusivo e pessoal. Todos os bangalôs possuem piscina privativa, porém, apenas 10 deles possuem vista para o mar. Protegida por arrecifes que formam piscinas de águas cristalinas, areia branca e temperatura média de 26 graus, Muro Alto é uma das praias mais bonitas e preservadas do litoral pernambucano. Neste cenário, dominado pelo sol que brilha praticamente o ano inteiro. Reservas: (11) 3257 3111

JURERÊ INTERNACIONAL — FLORIANÓPOLIS

7

Capital do estado de Santa Catarina e uma das três ilhas-capitais do brasil. A bela Floripa com suas mais de 40 praias e belezas naturais, atrai turistas de todo o país e do mundo Jurerê Internacional fica a cerca de 30 minutos do centro da cidade e 45 minutos do aeroporto internacional Hercílio Luz. Imagine um grande resort, ao longo de toda a extensão da orla, com as mais variadas opções em hotéis, gastronomia, muitas balada, compras, lazer e esportes. Assim é Jurerê Internacional. O Jurerê Beach Village é um hotel de padrão internacional com o mar a seus pés. Il Campanario Villagio Resort, imperdível

PRAIA DO FORTE — BAHIA

8

O coração da praia do forte é a antiga vila de pescadores. Lá estão concentrados bares, restaurantes, bancos e muita gente bonita. Tivoli Ecoresort: 0800 286 6606. E-mail: maraamaral2002@hotmail.com

50


pedro gordilho

SERGEI RACHMANINOV

52

O ÚLTIMO ROMÂNTICO DO SÉCULO XX (I) O elegante jovem Rachmaninov


Ú

ltimo romântico do século XX, intérprete da Rússia eterna, Sergei Rachmaninov não escapou de nenhum bordão. Mas quem foi verdadeiramente esse virtuose, tão celebrado pelos amantes da música clássica, quanto odiado pela vanguarda? Adulado pelas multidões e esnobado pela intelligentsia: tal foi na França, como entre os melômanos de todo o mundo, a situação desconfortável de Rachmaninov até a década de 1980. A reabilitação da música que se dirige ao coração em meados do século XX contribuiu para o retorno em estado de graça de uma música que foi durante muito tempo tida por anacrônica. Longe de estar à margem de seu tempo, as obras de Rachmaninov são a encarnação musical da Rússia. Inumeráveis fotografias popularizaram a silhueta do grande compositor: alto, magro, erecto, os cabelos em corte militar de antigo oficial da guarda imperial. Como todas as velhas famílias nobres, os Rachmaninov remontam aos fundadores da Moldavia. Nascido em Oneg, perto de Novgorod, em 1873, Sergei logo integra o grupo de pagens que preparam os oficiais da Guarda. Com as dificuldades financeiras, que cedo aparecem, deverá seguir uma precoce vocação musical. A numerosa família se vê compelida a vender o domínio de Oneg para se instalar em Petersbourg e nosso herói se acha inscrito no Conservatório. No dizer do seu primo Siloti, professor de piano no Conservatório de Moscou, existe um único meio de disciplinar o jovem talentoso mas indisciplinado: enviando-o a Moscou, longe de sua família, para

Sergei Rachmaninov estudar piano sob o comando de Nicolas Zverev. Esse eminente pedagogo recebe em sua própria casa alguns alunos, os mais dotados de sua classe no Conservatório. Eles devem se submeter a uma disciplina no limite da natureza humana e a um trabalho verdadeiramente draconiano, iniciando-se às seis horas da manhã. Ganha, Sergei, uma postura irretocável, uma vontade de ferro e um total controle de si. Tchaikovski é toma-

do de afeição pelo jovem músico e encoraja seus primeiros passos: esta solicitude de um mestre coberto de honrarias permite que se tenha a medida da forte impressão produzida pelos dons excepcionais do jovem pianista. Pianista que já então apresentava suas primeiras composições. E vendo confirmada sua vocação, entra em conflito com o velho mestro Zverev, que julga o piano incompatível

Rachmaninov (sempre com o alfinete traspassando o colarinho) e seus netos Sophie e Alexandre em 1936

pedro gordilho

Eu sou um compositor russo e meu país natal influenciou meu temperamento e minha mentalidade (...). A música de um compositor deve exprimir o espírito do país no qual ele nasceu, seu amor, sua crença, sua fé.

53


pedro gordilho

Rachmaninov de pé no meio mais à direita. Scriabin está sentado à esquerda com uniforme

54

com a composição: os dois homens qua- acomete frequentemente os jovens quer a dedicatória, quer a partitura e se entram em vias de fato e Rachmaninov escritores em seu primeiro romance, até mesmo a apresentação em primeira deixa a escola para se instalar com seus assim foi a Primeira Sinfonia de Rach- audição. Para dizer o mínimo, a suíte primos Satine (1889). Ele encontra aí maninov. Além da crítica, os pósteros tem um espiral infindável: deriva de um ambiente verdadeiramente fami- confirmam os mistérios que cercaram um Dies Irae gregoriano, o que não deixa de inquietar tratando-se liar e sua prima Natalia vem a se de uma partitura vinda de um tornar, mais tarde, sua devotada jovem e brilhante músico de esposa. apenas 22 anos. O Dies Irae, por Suas primeiras composições definição, é o julgamento final. são aplaudidas com louvor. A inOra, a partitura manuscrita fluência cigana deixara traços trazia no preâmbulo uma citaperceptíveis nos finais frenéticos ção de São Paulo: “A vingança é dos concertos. O sucesso lhe abre minha, eu me vingarei.” Podeas portas do Bolshoi, onde ele é -se perceber que Rachmaninov ovacionado aos 20 anos de idade. tinha um programa na cabeça. Tchaikovski deixa o público notar A partitura tinha também uma seus aplausos ao jovem composimisteriosa dedicatória: “À A.N.”. tor, celebrando-o com ostentação. As iniciais são de uma jovem Anuncia-se uma carreira brimulher de origem cigana pela lhante. As obras se somam: Conqual Rachmaninov teria se deicerto nº 1, Prelúdio em dó menor, Moxado siderar por uma paixão mentos Musicais, Trio Elegíaquo nº 2, ardente. Anna, seu primeiro à memória do bem amado Tchainome. A frase de São Paulo é kovski, brutalmente desaparecijustamente citada por Tolstoi na do. Já era tempo do jovem compoapresentação do seu romance sitor pensar numa sinfonia para laureado Anna Karenina. Mesgranjear a glória definitiva. mo prenome, mesma situação Obra ambiciosa, daquela ambição profusa, pletórica, que Foi com o grande maestro Eugene Ormandy que Rachmaninov amorosa. gravou pela primeira vez o seu Concerto nº 1 para piano e orquestra


pedro gordilho

Com sua dedicada esposa Natalie em 1907 (Dresde) A apresentação foi um desastre. Pou- como um certo Freud, cuja notoriedade co importa que a obra tenha sido criada já estava chegando àquelas lonjuras. em primeira audição sob a direção de De janeiro a abril de 1900, nosso herói um Glazounov notoriamente embria- encontra-se, regularmente, com o mégado, como o confirmam todas as tes- dico, aliás excelente melômano. Cada temunhas que deixaram seus registros. sessão é ocupada por um ritual imuPortanto, a obra foi bem condenada e tável: Sergei instalado num sofá, meio votada ao fracasso pela sua própria na- adormecido, recebendo fórmulas encotureza, como se a partitura padecesse de rajantes que lhe murmura o eminente males sem fim. professor: “Você começará a escrever o Daí em diante, incapaz de compor, o seu concerto. Você o comporá com granautor padece sob a depressão. Sem, não de desafogo. O seu concerto será de exobstante, abandonar a música, ele se celente qualidade e receberá aplausos atribui uma vocação de maestro. Parte calorosos”. O milagre se produziu, a para Londres em turnê como regente e neve derreteu. como pianista. Tchekhov tenta conforA primavera retorna. As flores detá-lo: “Você será um grande homem!”. sabrocham de novo mais vivas do que Entretanto, duas visitas a um Tolstoi nunca. Não somente o celebrado Conhostil, glacial e moralizador terminam certo nº 2, para Piano e Orquestra, mas por deprimi-lo de vez. Por sugestão de também a Segunda Suíte, a Primavera seus primos, ele resolve, então, recor- (tão bem intitulada). Toda uma página rer ao médico psicoterapeuta Niels Dahl da História da Música se escreve com a (1899). O Dr. Dahl é médico neurologis- cumplicidade ativa de um magnetizata por formação, mas adepto da hipnose dor, o Dr. Dahl. Deve ser um caso único

no mundo da música. Cativo pela recuperação de seus domínios, Rachmaninov dedica merecidamente o Concerto nº 2 ao seu médico. Encontra o equilíbrio afetivo (com autorização do Tsar e ao final de um complexo procedimento administrativo e religioso) em sua prima irmã Natália Satine, excelente pianista. Natália será uma esposa devotada e modesta, de uma fidelidade incomparável. No final desses anos de maturação, Rachmaninov, de agora em diante, é ele mesmo, tal como nos revela sua música. Vejamos o que significa este segundo concerto para divisar os espíritos: primeiramente, um som magnificente, uma massa orquestral com belíssimos acordes, piano luxuriante evoluindo num conjunto inolvidavel. A disposição sonora é sobretudo de um enlaçamento voluptuoso mais do que em um conflito. Em seguida, um lirismo torrencial que caracteriza o primeiro movimento (moderato). Depois o concerto se torna evasivo, mas a riqueza melódica paira durante muito tempo no coração do ouvinte, tal como um velho bourgogne, um long en bouche. Finalmente, o terceiro movimento (Allegro Scherzando), trepidante, melodia em que se abrigam tantos corações, generosa, imperecível, a despeito de tão gasta em arranjos medíocres e filmes que não mereceriam sua presença. Abrem-se os 15 anos mais felizes de sua vida, turnées triunfais o levam até os Estados Unidos, permanece no estrangeiro para estimular ainda mais sua inspiração (Dresde, Roma). São circunstâncias favoráveis à eclosão de uma linha de obras memoráveis, verdadeira contrapartida musical do simbolismo russo, agora em seu zênite. Seu rosto nobre e impenetrável de um patrício romano é uma mascara que dissimula as angústias ainda hoje difíceis de confirmar. O caráter sombrio e trágico da música se impõe com uma força tal que é impossível duvidar da sinceridade do sentimento. Como todas as grandes obras, as obras duráveis, a obra de Rachmaninov é determinada pela vida e deixa entrever o homem abrigado atrás do artista. O mistério dissimulado atrás da máscara altiva dessa esfinge muito contribui para fascinar as multidões.

55


Ambientes

Intimidade d

56


desejada

Texto e fotos: Clausem Bonifacio

Ambientes

O

quarto é o cômodo da casa onde geralmente se passa mais tempo. Nos dias de hoje o quarto exige várias funções. Além do descanso, há atividades de leitura, TV e trabalho. Para acomodar tudo isso com funcionalidade sem perder o lado aconchegante que esse ambiente deve ter, a escolha do layout do mobiliário e a seleção de peças e materiais de acabamento são fundamentais. Nessa matéria vamos conhecer três projetos especialmente preparados para essa área intima e importante da casa.

57


Clássico e sofisticado Nesta proposta, a arquiteta Alessandra Fatureto usou como base uma cor tranquilizante que é o verde menta. Destaque para a parede da cabeceira, que possui painel em laca bege com iluminação interna, cabeceira estofada em seda e papel de parede em tons de verde e dourado envelhecidos. Realçando o lado clássico e sofisticado, foram usadas peças em madeira rústica e espelho bronze e também um lustre em vidro preto instalado numa posição não convencional, ao lado da cama. Um enorme e confortável tapete ampliou o espaço de 24.00 metros quadrados, projetado inicialmente para moça mas que também serve para um casal, por causa de suas cores neutras.

Ambientes

Moderno com o antigo

58

Inspirado na aviação, este quarto presta uma homenagem aos profissionais que fazem do sonho de voar uma opção de vida. Com detalhes e cores que remetem ao cotidiano de um aviador, o projeto desenvolvido pelas arquitetas Gislaine Garonce, Ju Lima e Val Monteiro, do escritório Gisa Arquitetura e Design, para a Casa Cor, buscou referências nos pioneiros da aviação mundial e nos pilotos da atualidade. O glamour e arrojo típicos desses profissionais serviram de inspiração para a mescla de opções tecnológicas de ponta com detalhes e peças históricas, criando um contraste harmônico e único. Nos 54 metros quadrados do ambiente, as arquitetas utilizam com maestria detalhes que remetem ao tema da Casa Cor Brasília 2012, “Moda, estilo e Tecnologia”. Para contrapor o estilo moderno com o antigo, as profissionais lançam mão de objetos de colecionadores e de uma hélice de avião como objeto de composição do espaço.


A arquiteta Larissa Dias projetou esse quarto para uma jovem moça em um estilo romântico, sem ser exagerado. Um ambiente intimista que dá prazer e conforto em utilizá-lo. Para estimular a permanência foram utilizados tons claros que permitem futuramente ousar em detalhes. O grande destaque é a delicadeza do tapete com um desenho floral. Os móveis são em laca branca, com a cabeceira no tom camurça e alguns elementos em destaque como os criados, a cadeira e a poltrona em branco provençal. As cortinas são em seda, o que traz mais elegância ao espaço. Os espelhos ampliaram bastante o quarto por estarem um na frente do outro e refletem detalhes de algumas peças. Nos adornos foram utilizadas peças antigas, para dar um ar um pouco retrô, como a pequena vitrola, a lupa e a luneta. A última, no caso, é objeto muito querido pela dona do quarto.

Ambientes

Romântico, sem ser exagerado

59


A arte de projetar

ambientes A arquiteta e urbanista Renata Dutra fala sobre suas realizações profissionais e confirma o sucesso, ocupando uma posição destacada no mercado da capital

Arquitetura

C

60

om Com formação em Arquitetura e Urbanismo pela primeira turma do Centro Universitário de Brasília – UniCEUB, no ano de 2003, Renata Dutra é também Pós-graduada em Design de Interiores e Iluminação pela Universidade Castelo Branco/RJ. Seu escritório, Renata Dutra Arquitetura e Interiores, localizado na QI 09/11 do Lago Sul, conta com a parceria de uma equipe com mais três profissionais da área e é responsável por desenvolver grandes projetos de arquitetura, interiores residenciais, corporativos, comerciais, detalhamento de mobiliário e iluminação. “O foco do escritório é fazer projetos personalizados e criativos que sejam caracterizados pela personalidade do cliente. Procuramos estudar o perfil, a história de vida e o dia a dia das pessoas que contratam os nossos serviços para fazermos projetos exclusivos que atendam às necessidades de cada um deles. Por esse motivo,

dificilmente algum projeto do escritório sairá parecido com outro”, declara Renata. Outro ponto que merece destaque é o acompanhamento feito por Renata em todas as etapas do projeto para que o sucesso seja obtido de forma completa com a entrega. “Desde o início até o fim, estaremos presentes. Temos um serviço de comprar incluso no orçamento, que se entende por ajudar em todas as escolhas do cliente dentro do projeto. Desde material bruto até os objetos de decoração”, diz a arquiteta e urbanista. A parceria firmada com a Superloja da Construção Só Reparos foi importante para obter ainda mais sucesso nas execuções dos projetos. Lá se encontra em um só ambiente desde todo o material bruto, como parte de fração, a revestimento e detalhamento. Tudo com muito estilo e beleza. “Meus clientes ficam

muito satisfeitos. A Só Reparos atende às principais necessidades e oferece ótimo atendimento”, conta Renata. Vale lembrar que tudo que é realizado está de acordo com cada orçamento. A Renata prioriza o projeto executado por completo: “Não adianta começarmos e deixarmos inacabado ou mudar tudo no meio do caminho. Hoje, os clientes que procuram esse serviço querem fazer e terminar”. Buscar soluções diferentes do que já existe no mercado com criatividade e exclusividade é o que traduz o espírito e a marca do Escritório Renata Dutra. “As pessoas que buscam o meu trabalho e já me conhecem costumam dizer que estou sempre surpreendendo e inovando, nunca faço parecido com o que já fazem”, finalizou. Serviço: Tel.: 3551-7701


Máximo da

Elegância

A tradicional noite de celebração cristã é uma data que deve ser festejada com toda a pompa e todo o luxo. As minúcias e os cuidados oferecem graciosidade na refeição familiar mais aguardada do ano: a ceia de Natal. Reserve um tempo extra para confeccionar pessoalmente cada detalhe

NATAL

1. Os guardanapos de tecido são extremamente elegantes e sempre devem ser usados em ocasiões formais. O ideal é que fiquem à esquerda ou sobre o prato, dobrados de forma simples. Argolas, fitas e outros enfeites podem servir para prendê-los, oferecendo um toque delicado à produção da mesa.

64

2. É inegável: o sousplat faz toda a diferença na organização da mesa. O suporte, geralmente de madeira, tem apenas função estética, mas serve de moldura para os pratos colocados sobre ele. Em mesas rústicas, use as versões em madeira, cerâmica ou acrílico. Nas montagens mais clássicas, abuse de vidro ou metal.


65

NATAL


3. O aparelho de louças tem espaço reservado na montagem do jantar. Combine as louças coloridas com toalhas lisas, trabalhadas nas barras ou em jogos americanos. Já os pratos brancos ou em tons crus podem ser acompanhados com estampas, bordados e texturas. 4. As velas criam um clima agradável e uma iluminação muito especial. Aproveite esse recurso para que haja um toque aconchegante durante todo o jantar.

NATAL

5. Os arranjos florais precisam ser preparados no próprio dia do

66

evento – de preferência no final da tarde. As flores devem estar em harmonia com os tons predominantes no resto da decoração. Evite fazer arranjos altos para não atrapalhar a comunicação dos convidados. 6. Aproveite a neutralidade do ambiente para transformá-lo com as cores-tema dessa clássica comemoração. O verde e o vermelho foram explorados em toda a produção da mesa. Prato, jogo americano, guardanapos, porta-guardanapos e até mesmo as taças são dessas tonalidades e proporcionam o clima desejado sem deixá-lo sobrecarregado.


MODA OUTONO/ INVERNO Por Consuêlo Badra – Fotos: Divulgação

moda

A globalização está em marcha. A Foco foi atrás dos lançamentos da coleção outono/inverno no exterior, tanto em Nova York, quanto em Milão e Paris. As coleções de pret-à-porter para o próximo outono/inverno têm um estilo tipicamente parecido. Uma moda viável, sem excessos, refinada e extremamente feminina, que nos recorda aquela imagem de uma mulher com um conjunto masculino-feminino de Saint Laurent obtida nos anos sessenta.

68

Vestido Chanel negro em tweed de lã com estratégicos frunces e iluminado com um sofisticado bordado-joia.


Chanel

1

2

1 e 2. Calças ajustadas com casacos, um na tonalidade bordô e o outro com estampado abstrato. 3 e 4. Calças também ajustadas na perna com elegantes jalecos, de linha trapézio, decorados com bolsos XL.

4

moda

3

69


moda

ÓSCAR DE LA RENTA

70

1

2

1 e 2. Vestido em lã e crepe azul céu, com bordados imitando broches antigos que se iluminam com pérolas e cristais. O outro com blusa na cor marfim e um casaco de caxemira e seda. Calça em cintura um pouco baixa em twill de seda azul céu.


VALENTINO

moda

Vestido em gase nude, com decote reto, suntuosamente bordado com ramalhetes florais e arabescos prateados. Os sapatos em seda cinza prata, iluminados com uma chuva de cristais. Blusa solta em seda na cor bronze, ricamente bordada. Saia larga em seda, estrategicamente com pregas. Vestido em guipur vermelho, belĂ­ssimo.

71


moda

CHRISTIAN DIOR

72

Elegância e sutileza nos desenhos, assim como uma cuidadosa seleção de tecidos, fazem destes vestidos Dior autênticas joias.


Conjunto em seda, saia em lĂŁ, com um painel decorado com artĂ­sticos grafitis. Blazer em couro. O outro modelo de Gaultier, sempre buscando surpreender, apresenta uma saia-abrigo de couro metalizado.

moda

GAULTIER

73


PNEUS E PODER Com mais de cem anos de existência, o Guia Michelin parece estar para durar toda a vida. Todos os anos alvo das maiores críticas em todo o mundo, consegue resistir a modas e tendências. Dificilmente haverá outro assim Pela Redação — Fotos: Divulgação

comportamento

M

74

ichelin significa, no imaginário dos automobilistas, pneus, mapas e guias, não necessariamente por esta ordem. Certo é, contudo, que os pneus eram, no início do século XX, o assunto mais importante para a marca. Era fundamental cativar e fidelizar clientela para o produto no qual ainda hoje é um dos principais players do mercado. A ideia de associar o seu comércio e assistência a casas onde se comia boa e genuína comida foi a fórmula definida por André Michelin, sem se dar conta de que estava criando uma senda imparável de organização e classificação de restaurante. Foi em 1900 que o guia conheceu a primeira edição, dedicada a França, e a aposta foi forte: tiragem de 30 mil exemplares, quando se sabia que em França não havia mais do que cinco mil carros. Era evidente que a Michelin tinha um plano. Nos primeiros 25 anos, o target eram os chauffeurs, para que pudessem estabelecer rotas e pontos de paragem para as pessoas que transportavam. A informação era coligida pelo próprio André que se encarregava de visitar todos os lugares referenciados. Todos, sem exceção, eram locais de qualidade. A distribuição era gratuita. O princípio da generosidade aplicado em pleno. Em 1926, nascia o sistema de estrelas e o guia passava a ter um preço, embora acessível. As estrelas não tinham exatamente o significado que têm hoje, porque tinham em conta o preço que ia pagar-se

pela refeição. Quem ia a um três estrelas sabia que ia comer muito bem, mas haveria que pagar o luxo. Vistas bem as coisas, pensava-se que estava em retomada econômica, após a Primeira Grande Guerra e era uma questão de bom senso. Como ainda hoje é. O plano dos irmãos Michelin dava de repente lugar a um dos mais sólidos sistemas de classificação de restaurantes de sempre. A opinião bouche-oreille que tradicionalmente respondia à questão de “onde se come bem” deu lugar a uma base de dados estruturada, alimentada por uma brigada anônima de inspetores. Saliente-se que os guias tinham simbologia própria para descrever em pormenor os restaurantes, mas ao longo de cem anos nada mais se dizia acerca de cada casa. Essa “revolução” só aconteceu na edição de 2000. E só no ano seguinte as listagens foram finalmente disponibilizadas em formato digital, no website ViaMichelin. São conhecidas as tragédias ocorridas ao longo dos anos pela perda de estrelas. Grandes chefs como Bocuse ou Ducasse, por outro lado, fixaram um firmamento estável, criando uma espécie de caminho imaterial para chegar às estrelas. A ideia simples que outrora era apenas complemento do negócio de pneus tornou-se instrumento de poder a um tempo temido e desejado. Uma coisa parece certa: o Guia Michelin mantém-se como o padrão, apesar dos múltiplos pretendentes ao título. E se um dia for substituído por outro melhor, terá sido sempre em função do Michelin.


nas novidades Por Consuêlo Badra – Fotos: Divulgação

LUXO E CONFORTO

O novo XF Sportbrake da Jaguar (11 3066 3344) é uma robusta station wagon de luxo, derivada do sedã, que atrai pelo nível de tecnologia embarcada, design refinado e um espaço interno impressionante. O design tem um toque de esportividade, que pode ser sentido nas entradas de ar laterais, inspiradas nas hélices das turbinas. A SW de luxo é impulsionada por uma gama de potentes motores diesel, requintados e eficientes, que transmitem a sua potência às rodas traseiras por meio de uma caixa automática de oito velocidades, o JaguarDrive Control, controlada por meio do JaguarDrive Selector. Esta eleva-se até a mão do condutor quando é apertado o botão Start.

novidades

FERA DAS PICK-UPS

76

Você não precisa ser nenhum Tiesto ou Fatboy Slim para comandar as pick-ups da balada. O novo sistema de som da Philips, chamado de FWP3200D DJ-Dock, é para DJ nenhum botar defeito. Ele vem com duas plataformas de conexão simultânea para iPhones ou iPods Touch e, por meio das funções “mix” e “scratch”, é possível criar efeitos sonoros especiais. O aparelho vem com dois alto-falantes que entregam um som de 300 watts de potência e uma iluminação que pisca de acordo com a batida da música. www.philips.co.uk


DALMORE

Localizada na península do Cromarty Tirth, região em que se cultiva a melhor cevada da Escócia, a Dalmore utiliza alambiques de cobre com o topo achatado. São quatro no total, de diferentes tamanhos e formatos, que proporcionam aos whiskies complexidade e personalidade. O processo de maturação é feito em barris de Bourbon e de Jerez, onde o whisky ganha sabor, estilo e caráter únicos. Em algumas edições são também utilizadas pipas e barris de diferentes vinícolas exclusivas. Os whiskies Dalmore disponíveis no Brasil são os 12, 15 e 18 anos. www.casflora.com.br

FLIPERAMA EM CASA

A Atari Arcade veio para matar a saudade dos clássicos games dos anos 80 e das antigas máquinas de fliperama. Trata-se de um case compatível com iPad 1 e iPad2 que traz exatamente os mesmos botões e o formato do joystick dos velhos arcades, com a vantagem de ser compacto e, com isso, poder ser facilmente transportado. Basta baixar o aplicativo Atari’s Greatest Hits para você voltar no tempo ao ver surgir na tela jogos como Asteroids, Centipede e Missile Command. www.colette.fr

CARTIER

MINI ARROZ

Em parceria com a MIE Brasil, o chef Alex Atala lança a linha de alimentos Retratos do Gosto. O mini arroz, variedade inédita produzida pelo agricultor José Francisco Ruzene, no Vale da Paraíba, está disponível nas versões polido e integral, e pode entrar no preparo de saladas, de pratos salgados ou doces, segundo o chef.

novidades

Hoje, podemos encontrar variações dos modelos Cartier como o Santos 100, cujo estilo é mais contemporâneo, mas ainda respeitando os moldes do seu modelo original; e o Santos – Dumont, que une classe e elegância, sendo o mais fiel possível ao relógio original. Essa foi uma entre as diversas grandes criações de Louis Cartier, a exemplo do Tank Frasnçaise e o Tank Americaine, e agora o mais novo membro da família, Tank Anglais (foto), mas certamente o Santos foi a invenção que podemos considerar como a mais brasileira de todas.

77


FONDUE ELEGANTE

A Ceraflame lança o conjunto para fondue feito de cerâmica atóxica e 100% resistente a micro-ondas e forno convencional. Formado por réchaud, panela com capacidade para até 2.000ml, queimador, seis garfos e seis molheiras, pode ser encontrado nas cores preto, chocolate, pomodoro, curaçau e malbec.

MÚSICA SUSTENTÁVEL

A Etón Corporation, empresa americana especializada em tecnologia verde, criou o novo Soulra C1, um sistema de som e estação capaz de carregar iPod e iPhone por meio da energia solar. O aparelho possui um painel composto por baterias de íons lítio que captam a energia do sol e a transformam em eletricidade, além de oito alto-­ falantes que oferecem o total de 22 watts de potência. Os dispositivos da Apple podem funcionar até cinco horas quando conectados ao Soulra X1 e levam cerca de quatro horas para serem carregados por completo. Nos EUA custa US$ 250. www.etoncorp.com

FRANCÊS NO GUARUJÁ

Patrick Ferry, que está no Brasil desde 1997 e ganhou vários prêmios como chef do Sofitel São Paulo Ibirapuera, assumiu a gastronomia do elegante Sofitel Guarujá Jequitimar, onde poderá mostrar seu estilo, com criações franco-brasileiras, nos três restaurantes do hotel. Nos Les Épices, com um menu mais requintado; no Mar Casado, explorando os peixes e frutos do mar; e no Brisa, com a cozinha internacional. A Patâtisserie Et Boulangerie Le Fournil, doçaria da rede Sofitel famosa pelo Mil Folhas, também está a cargo do chef.

novidades

CACHAÇLA PREMIUM

78

A Cambraia 5 anos é um blend de cachaças artesanais produzidas em alambiques do interior de São Paulo e de Minas Gerais. Envelhecida em tonéis de carvalho francês, é suave e aveludada, combinando o sabor da cana com toques de madeira. R$ 140 a garrafa de 700ml.


ON THE ROCK’N’ROLL

Um uísque com aroma de frutas secas e cacau composto por cinco single maltes, um deles datado de 1962. Eis o lançamento da japonesa Suntory para homenagear os 50 anos dos Rolling Stones. Uma joia digna de colecionador, ainda sem preço divulgado. A embalagem é uma atração à parte: o design da garrafa é inspirado no logotipo da banda, a famosa boca com a língua para fora. As outras 144 unidades, em compensação, são capazes de fazer qualquer fã dos Stones desembolsar a quantia de US$ 6,3 mil sem pensar duas vezes.

ESTANTE FOCO

• Os Melhores Menus de Gordon Ramsay (Ed. Senac São Paulo), livro do chef britânico famoso pelo programa Hell’s Kitchen, traz 52 menus que podem ser combinados, totalizando 140 mil sugestões, inspiradas nas cozinhas de diversas regiões. • O livro Cozinha de Chakall – receitas rápidas para o bom humor. São receitas para diversas ocasiões como comer a dois, receber amigos e família, entre outras. • As charmosas panelinhas de porção individual da marca francesa Le Creuset ganharam um livro com receitas exclusivas. Mini Cocottes (Ed. Alles Trade) é uma festa para os olhos e para o paladar.

Acondicionados em garrafas de design premiado, os azeites Quinta de São Vicente são encontrados em três versões: o extravirgem, feito com as variedades Cobrançosa e Arbequina, tem aromas delicados e sabor suave, com leve amargor; o Colheita Premium (Cobrançosa, Arbequina Verdeal e Cordovil) é fresco, exuberante, encorpado e com final picante; o Dom Diogo (Cobrançosa, Arbequina e Picual) é bem herbáceo, picante e com um toque amendoado. www.mxbrands.com.br

novidades

AZEITE ALENTEJANO

79


PEÇAS INTERESSANTES Blusa em algodão, acrílico, poliamida e lurex, da Mango. Anel mil folhas em ouro, Antônio Bernardo. Óculos com armação em metal e acetato, Oliver Peoples.

ESTILO RETRÔ

O liquidificador Deluxe da Arno combina a tecnologia moderna com o charme do visual dos anos 1950. Com base cromada em aço inoxidável, o Deluxe tem corpo de vidro, o que facilita a limpeza e impede a retenção de odores. Preço sugerido: R$ 220.

RELÓGIO ESPORTIVO

Relógio de acrílico, bem esportivo, Marc by Marc Jacobs.

80

Lançamento na Claro

A Claro traz para seus clientes o tão aguardado iPhone 5. A nova versão do celular da Apple chega às lojas da operadora com três opções de capacidade de memória interna: 16 GB, 32 GB e 64 GB. O aparelho vem com novo design, tela Retina de quatro polegadas e o poderoso chip A6. O iPhone 5 pode ser encontrado em qualquer loja da Claro com ofertas especiais e os clientes ainda aproveitam todos os benefícios do Claro Ilimitado, que oferece ligações ilimitadas (locais e DDD de Claro para Claro), torpedos ilimitados e a melhor internet ilimitada do mercado, o 3G Max.


82

Beleza


Combata linhas de expressão Faça você mesma o seu tratamento contra os sinais de envelhecimento

C

uidar da pele desde cedo, com proteção solar e hidratação, é fundamental para combater os sinais do envelhecimento. Estima-se que os cuidados mais efetivos com a pele devem começar aos 25 anos. Geralmente, é nessa fase que aparecem os primeiros sintomas, como mudança na textura, aparecimento das primeiras rugas de expressão, como os pés de galinha e as rugas da testa. Variando de acordo com alguns aspectos bem particulares de cada um, como alimentação, hábitos, genética, cuidados diários e exposição ao sol, principalmente, o declínio do vigor facial, com aparecimento de rugas finas, manchinhas de sol e um nítido ressecamento nunca visto antes, é a prova concreta de que a pele do rosto começa a perder sua vitalidade e a sofrer com a falta de hidratação. Para buscarmos a solução e combatermos esses sinais com os ativos indicados para essa fase, fizemos algumas perguntas para a Gerente de desenvolvimento de produto da Natura, Andrea Costa, que nos falou sobre o benefício dos cosméticos antissinais.

Quais são os benefícios ao utilizar um cosmético antissinal? Como eles agem em nossa pele? No caso de Natura Chronos,

além da classificação por idades ou “faixa etária”, os produtos são divididos por “estado da pele” ou “intensidade de sinais”, diferenciando os tratamentos através das necessidades de cada faixa etária e das necessidades específicas de acordo com a história de vida de cada mulher. Cada um representa a melhor combinação de ativos e tecnologias que agem de forma completa nos mecanismos de envelhecimento, reduzindo os sinais e trazendo mais vida à pele. Também possuem textura e sensorial adequados para cada necessidade da pele. Em cada faixa etária, a mulher pode escolher o hidratante de uso diurno que melhor atenda às suas necessidades de tratamento cosmético, com as seguintes opções: Primeiros Cuidados, Poucos Sinais, Sinais e Muitos Sinais. Além disso, a linha traz o hidratante noturno, formulado para mulheres de todas as faixas etárias e intensidades de sinais, que complementa o tratamento de Chronos Antissinais Dia. O protetor solar também é um aliado ao combater os sinais faciais? Sim, o protetor solar é imprescindível. Toda linha Chronos antissinais oferece adequada proteção solar contra os raios UVB com FPS 15 e 30 e UVA (90% de proteção), mantendo essa proteção fotoestável por 8 horas. Já para a mulher que busca alta proteção contra

Beleza

Por Nathalia Cardim – Fotos: Divulgação

83


a radiação solar com sensorial diferenciado e tratamento antissinais, lançamos o Natura Chronos Fluído Protetor Facial Ultraleve com FPS 60. O novo produto é para uso diário e conta com alta proteção fotoestável UVA e UVB, textura ultraleve com toque seco e tecnologia antissinais. Indicado para todos os tipos de pele, o fluído apresenta uma combinação de filtros fotoestáveis que proporcionam ampla camada de proteção por até 8 horas. A proteção UVA é de suma importância, já que resguarda a pele do envelhecimento precoce, associados à formação de rugas, sinais de envelhecimento e manchas. Já a proteção UVB protege a pele de queimaduras solares, associadas a eritemas (vermelhidão) e formação de bolhas.

Beleza

Quais são os elementos que precisam ter em um hidratante que auxilie no combate ao envelhecimento? Por que eles são importantes na composição? Depende. Aquelas que necessitam dos primeiros cuidados contra os sinais do envelhecimento, uma formulação com Elastinol+R, CAO, agente umectante de origem vegetal, Flavonoides de Passiflora e adequada proteção solar é o ideal, como em Chronos 25+. Quando há flacidez e rugas na pele, os produtos de Chronos ideais seriam os das linhas Sinais e Muitos Sinais, que contêm uma combinação de ativos específica e adequada para tratar os sinais de envelhecimento e flacidez, assim como prevenir o surgimento e a progressão desses sinais. Esses ativos são o Elastinol+R, a Proteína de Soja e os Dermoglicídeos. Os Dermoglicídeos são capazes de evitar o processo de glicação e potencializar a produção de colágeno e elastina do Elastinol+R, bem como diminuir a degradação das macromoléculas. A Proteína de Soja é capaz de proporcionar efeito tensor imediato, enquanto os ativos agem no tratamento da pele.

84

Muitas pessoas que utilizam os produtos Natura afirmam que obtêm resultados positivos rapidamente. Qual seria o elemento que os diferem dos demais produtos de outras marcas? Somos uma empresa que investe fortemente em inovação, e estamos sempre estudando mais sobre a pele da mulher

brasileira, além de novas tecnologias e novos ativos que tragam mais benefícios para as mulheres. Em decorrência da necessidade de combinar diferentes benefícios, e também da descoberta de diferentes intensidades de sinais de envelhecimento em mulheres da mesma faixa etária, Natura Chronos simplificou e desenvolveu uma formulação ideal para cada mulher. Num mesmo pote são encontrados benefícios diferentes, através da melhor combinação de ativos e tecnologias, oferecendo à consumidora um produto mais específico para atender às suas necessidades. Quais cuidados devemos tomar na juventude para obtermos uma pele saudável ao envelhecer?

O estilo de vida e os hábitos de cada mulher influenciam a aparência de sua pele, tanto quanto a sua idade biológica. Por isso, Natura Chronos desenvolveu essa nova linha com produtos específicos para que cada mulher possa eleger o produto que melhor atende as suas necessidades de tratamento cosmético, levando em conta seus sinais e história de vida. Além disso, o envelhecimento da pele é determinado também por fatores como o tabagismo, ingestão de bebidas alcoólicas, má alimentação, sedentarismo, contato com poluição, exposição solar, entre outros. Isso explica porque alguns indivíduos têm aparência mais envelhecida do que outros da mesma idade.


ACTIVE GENES A linha antissinais Active Genes, de O Boticário, tem presente em sua formulação o exclusivo complexo Act-Pro, que estimula as células da pele a trabalharem como se fossem mais jovens. Além disso, a nanotecnologia empregada no conteúdo dos produtos permite que os ingredientes ativos de Act-Pro penetrem mais fácil e profundamente nas camadas da pele, potencializando os resultados. Active Genes tem uma linha completa de produtos antissinais, que atendem faixas etárias de 30, 45 e 60 anos. O mix vem com um creme para o dia (com FPS 25), outro para noite, com seus respectivos refis, além de um especifico para a área dos olhos. “Active trata a beleza do rosto e sempre acompanha as inovações do mercado antissinais para trazer as melhores soluções em tratamento. A formulação avançada, com nanotecnologia, somada à oferta de produtos para atender às necessidades específicas das consumidoras, é uma aliada importante para que elas se sintam mais jovens e lindas”, diz Vanessa Schroeder, gerente de categoria

Cuidados Pessoais de O Boticário. “É importante destacar que todo cuidado para deixar a pele mais firme, luminosa e com tom uniforme precisa ser contínuo para que o resultado seja eficaz. Fazer a limpeza e tonificação diariamente também ajuda a potencializar o tratamento”, resume a gerente. IMMORTELLE L’OCCITANE Com uma ação intensiva para suavizar as rugas e dar firmeza à pele, este óleo seco de rápida absorção – Ultra Precioso Antissinais Concentrado Immortelle L’Occitane – ajuda a estimular a produção de colágeno e a micro-circulação e protege a pele dos radicais livres. Desde as primeiras aplicações, a pele fica com um aspecto mais jovem, firme, suave e regenerada. Rico em ômega 3 e 6, sua fórmula única inclui: óleo essencial de Immortelle orgânico (o equivalente a 3000 flores numa única embalagem), óleo essencial de gerânio, óleos de girassol orgânico e de prímula. É um produto potencializador dos benefícios do Creme Precioso e Creme Ultra Precioso L’Occitane.


Delícias de

fim de ano As festas de fim de ano estão chegando e com elas muitas comidas gostosas para provar. Saiba o que fazer para a sua ceia ficar ainda mais saborosa. A dica é inovar! Boas festas

Por Nathália Cardim – Fotos: Divulgação

86

N

atal e Réveillon são sinônimos de confraternização, o que envolve ceias e muitas comidas. Os alimentos comuns dessas festas são bem diferentes dos consumidos durante o ano. Carnes típicas, farofas, arroz com passas e nozes, doces, tender, panetone, chocotone e as

avelãs, entre outros, compõem o cardápio. Há uma variedade de pratos, um mais elaborado e cheiroso que o outro. Para aqueles que desejam inovar suas ceias, incrementá-las ou até mesmo encomendar as delícias para surpreender nessa noite tão especial e esperada, a Revista Foco traz dicas imperdíveis. Anote!


Mil Frutas Brasília

CEIA TERCEIRIZADA Seja devido à agenda lotada ou simplesmente para surpreender a família, cresce o número de pessoas que decidem terceirizar a ceia de Natal. As opções são muitas, mas o cuidado deve ser redobrado em relação à procedência e à qualidade dos produtos, já que outra confraternização como essa só em 2013. E foi por causa dos pedidos de seus clientes que a banqueteira Renata La Porta passou a oferecer, há alguns anos, um cardápio digno do Noel mais exigente. A chef destaca que, após algumas temporadas natalinas, o menu clássico é mesmo o predileto. “Nossos clientes gostam de manter a tradição e os campeões de venda são o peru recheado, o tender e o bacalhau”, revela. Como nos últimos anos, seu buffet oferecerá duas modalidades de ceia: completa sem ou com serviço – a segunda incluirá cozinheiro, copeiro, garçons e todo o material necessário. “Utilizaremos louça Vista Alegre, taças vermelhas e guardanapos de linho cereja, além de bandejas decoradas com motivos típicos”, conta Renata. Ela calcula que atenderá 100 eventos na véspera de Natal – com um público que deverá variar entre 20 e 50 convidados por festa. Entre as delícias servidas por La Porta estão: Bacalhoada Portuguesa, Tender Natalino com Molhinho Butterscotch e Farofinha Natalina de Cream Cracker da Dona Carolina com Passas, Castanhas, Azeitonas e Ervas.

Para quem gosta de servir sobremesas refrescantes nas ceias de fim de ano, que tal dar nova roupagem aos clássicos do Natal? Boas pedidas são os sorvetes natalinos da Mil Frutas, feitos à base das sobremesas que não podem faltar nas festas de fim de ano. A novidade para a temporada é o sorvete de cereja francesa, além dos clássicos de panetone e rabanada. O de Chocolate Etc, chocolate amargo com flor de sal e nozes pecan defumadas caramelizadas, lançado em 2012, é outra opção para as festas, assim como o de nozes com ovos moles, outro clássico da sorveteria nas festas de fim de ano, ao lado do toucinho do céu. Para o Réveillon, o menu gelado da sorveteria que abriu no ParkShopping, o seu primeiro endereço em Brasília, traz o sabor amora com champanhe, exclusivo para essa data, e o sucesso pêssego com champagne. Promete fazer sucesso também o chocolate com whisky.

Amor aos Pedaços Para proporcionar boas lembranças, a doçaria Amor aos Pedaços traz deliciosas opções para deixar as festas de fim de ano ainda mais doces. Os produtos são ótimas escolhas tanto para presentear, como para levar à mesa e saborear as mais apetitosas sobremesas que agradam a todos os gostos. Entre as alternativas estão: O bolo inglês: produzido com massa amanteigada com frutas secas (tâmara, nozes e uva passa), especiarias (canela e noz moscada) e um sachê de açúcar de confeiteiro. A versão com 450g tem preço de R$36 e o mini custa R$17. O Bolo Dragée Ouro: contempla gostos mais delicados, a delícia já impressiona por sua apresentação. O bolo é de brownie recheado com doce de leite, coberto e decorado com chocolate e dragées ouro (R$4, 430g).

Boas festas

SOBREMESAS

87


Cacahuá Os lançamentos para a época natalina da Cacahuá vão desde novos sabores de macarons, como champagne, avelã, café e chocolate branco, até a releitura de uma tradicional sobremesa francesa: os bûches, que significa tronco de Natal. O doce teria sido inspirado na prática dos franceses de deixar um tronco de árvore queimando na lareira, na véspera da noite natalina. Hoje o formato da sobremesa combina mousses leves com biscuit de amêndoas. A Cacahuá dispõe dos sabores chocolate branco, chocolate, triplo chocolate, morango, morango com pistache e avelã com decoração temática para a data. A unidade com 900g custa R$29,00. A chocolateria também criou um violino de chocolate para ser recheado com os mais diversos doces decorativos da loja.

APRENDA E FAÇA Arroz do Papai Noel Receita da Banqueteria Rio 40 Graus Ingredientes: 300g de arroz cozido; 50g de cebola; 30g de manteiga; Sal quanto baste; 15g de damasco; 15g de castanha-do-pará; 20g de amêndoas; 15g de tâmara ou uva passa. Modo de preparo: • Em uma frigideira, aqueça a manteiga e coloque a cebola cortada em cubos pequenos, deixando-a douradas. Acrescente as amêndoas e as castanhas, deixando-as torrarem levemente. Depois coloque as frutas secas e o arroz, corrija o sal e está pronto. • Tempo de preparo é de 10min. • Rendimento é de uma porção.

Farofa Trufada Receita da Banqueteria Rio 40 Graus

Boas festas

Ingredientes: 250g de farinha de mandioca fina e torrada; 300g de cebola; 100g de manteiga; Sal quanto baste; 2 colheres de sopa de azeite trufado.

88

Modo de Preparo: • Em uma frigideira, aqueça a manteiga e o azeite e coloque a cebola cortada em cubos pequenos, deixando-a bem dourada. Acrescente a farinha e espere torrar durante cinco minutos. • Tempo de preparo é de 20min. • Rendimento é de uma porção.


90

TURISMO DE LUXO

ESTILO


Em alto mar, piscina exclusiva, mordomo, restaurante com chef francês, helicóptero... É tanta mordomia que nem parece um cruzeiro

ESTILO

T

er piscina exclusiva, mordomo 24 horas à sua disposição, restaurante VIP comandado por chef francês premiado com três estrelas no Guia Michelin, traslados de helicóptero e muitas outras regalias eram, até agora, serviços oferecidos apenas por hotéis de luxo. Eram. A companhia italiana MSC Cruzeiros projetou um transatlântico, o MSC Fantasia, com 71 suítes que oferecem tudo isso e mais um pouco, sem perder a capacidade de acomodar até quatro mil pessoas – nos andares de baixo, é claro – de uma só vez. O meganavio está em águas brasileiras para a temporada de verão. “É o início de uma revolução no mercado mundial de viagens marítimas”, afirma Adrian Ursilli, diretor da companhia no Brasil. “Conseguimos unir o melhor dos dois mundos: a grandiosidade de um cruzeiro e a exclusividade de um iate em um só navio”.

91


ESTILO 92

A área exclusiva na embarcação, de fato, lembra um iate em vários detalhes, a começar pelo nome: MSC Yacht Club. O espaço, desenhado por designers franceses em parceria com o renomado escritório italiano De Jorio Design Internacional, funciona como a cobertura do navio, em posição privilegiada na proa. Os quartos oferecem decoração e mimos semelhantes aos de hotéis, como hidromassagem privativa, banheiro spa decorado com mármore e solarium, além de lençóis de algodão egípcio, roupões e menu de travesseiros e colchões. “O setor de cruzeiros, já saturado em uma Europa em crise, está aprimorando seus serviços em novos mercados, como o Brasil, e vencendo a resistência dos clientes que não abrem mão do requinte”, diz o italiano Giano Ferrara, consultor de mercado de turismo de luxo.


Ursilli. O conceito do MSC Yacht Club, definido como “um navio dentro de um navio”, não vai contornar a costa brasileira por acaso. A guinada de luxo da MSC Cruzeiros, a líder no país, tende a aquecer a concorrência no mercado local, disputado nó a nó por gigantes como Royal Caribbean, Costa Cruzeiros, Ibero e

ESTILO

O acesso exclusivo pela recepção com concierge possui uma extensa escadaria de cristais Swarovski, lounge panorâmico, área de lazer e um complexo luxuoso de piscinas totalmente isolado. “A proposta de oferecer hospedagem de luxo em alto-mar é inédita no Brasil e algo ainda muito novo na Europa”, afirma

Pulmantur. Segundo a Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos, 20 transatlânticos contornaram o litoral do país e transportaram 793 mil pessoas no ano passado. Em 2005, a indústria de cruzeiros era bem menor, com apenas seis navios, que transportaram 139 mil passageiros. “Estamos crescendo de maneira impressionante e poderemos acelerar ainda mais essa expansão com a melhoria da infraestrutura portuária do Brasil, que ainda não possui áreas apropriadas para transatlânticos que estão a caminho”, diz o diretor da MSC. Os navios são, realmente, gigantescos. O MSC Fantasia será a maior de todas as embarcações de cruzeiros que já atracaram no litoral brasileiro. Com 333,3 metros de comprimento e 66,9 metros de altura, a embarcação oferece mais de 25 mil metros quadrados de áreas comuns, incluindo cinco piscinas, uma com teto retrátil, 12 jacuzzis, 25 elevadores e teatro para mais de 1,5 mil pessoas. A estrutura gastronômica é proporcionalmente colossal. Os 20 bares oferecem culinária mexicana, francesa e italiana, além de ambientes temáticos como o Sports Bar, Casino Bar e também lounges, discoteca, squash, quadra poliesportiva, pista de jogging, cinema 4D, simulador de Fórmula 1, entre muitas outras atrações. Quem sabe essa nova proposta de luxo consiga ajudar a melhorar a imagem de um setor marcado pela recente tragédia com o Costa Concórdia, no litoral da Itália, e, assim, atrair um público mais exigente.

93


ETIQUETA Por Consuêlo Badra e Silvia Seabra

1

etiqueta

O marido de uma amiga vive dando em cima de mim. Já cortei, mas ele insiste. Tenho medo de contar para ela e acabar com a amizade. Primeiro, avalie se você tem sido suficientemente enfática e clara ao repudiar as cantadas e avanços dele. Homens costumam dar de pavão quando acham que têm espaço para tal. Se vislumbram o risco de a investida fracassar, desistem e vão cantar em outra freguesia. Portanto, é preciso dizer com todas as letras que você não nutre nenhum interesse por ele. Se a sedução continuar, afaste-se da convivência com o casal e tente manter contato apenas com sua amiga, em programas que não incluam o marido. Ninguém conhece os detalhes da relação deles. Pode ser que ela até saiba do desejo do marido por você ou que o casamento deles esteja atravessando um momento de crise. De todo modo, é melhor contornar o caso sem falar nada para ela.

94

2

Minha filha vai fazer quatro anos e quer muito que um amiguinho da rua vá à festa. Na casa dele moram mais 13 pessoas da família, entre irmãos, mãe, tios, avô e avó. Como restrinjo o convite ao menino e à mãe? Ou seria melhor não chamá-lo?

Você não tem obrigação nenhuma de convidar a família toda. E isso é totalmente justificável. Mais convidados implicam uma mudança de programação em relação a comidinhas, bebidas e até espaço físico. Se a festa será, por exemplo, para 60 pessoas, não faz sentido que 13 sejam parentes de um amigo com os quais você não tem intimidade. Mas não vá dizer isso tudo à mãe do menino. Simplesmente ligue, explique que a festa será pequena e, como o garoto é muito amigo de sua filha, gostaria que ela o trouxesse. Falar a verdade com gentileza é a melhor solução.


3

Na cama, devo avisar ao meu namorado que estou menstruada? Sem dúvida e, de preferência antes de começarem os jogos eróticos. Deixe que ele decida se vocês devem ou não prosseguir. E, mesmo que não cheguem até o fim, vocês podem continuar nas carícias sem constrangimento, uma vez que ele vai saber exatamente o que está acontecendo. Mas, por favor, não precisa entrar em detalhes como quantidade de fluxo, periodicidade, sintomas de TPM etc. Nem que você namore um ginecologista.

4

Quero me aposentar com uma renda próxima à minha hoje: 8 mil reais. Com 36 anos, só poupei 20 mil. E agora? Planejamentos financeiros de longo prazo não são simples e estão sujeitos a muitas variáveis. A independência financeira tem quatro pilares: moradia e recursos próprios, a previdência oficial e a privada. Para adequar suas expectativas à realidade, visite os sites dos bancos, onde é possível simular a renda de planos de previdência. Caso se aposente com o teto do INSS (hoje de 3.900 reais), você precisará de outra renda, 4.100 reais, para alcançar seu objetivo. Por isso, invista seus 20 mil em um plano da previdência privada com taxa de carregamento zero e procure manter aportes mensais de 1.360 reais até 2036, quando fará 60 anos e poderá parar. Atenção: para aplicar bem seu dinheiro, consulte um expert que calcule tributação, taxas, projeção de rendimento e inflação.

Como um hóspede pode poupar o anfitrião? Se receber bem é um dom, não incomodar é uma arte. Quer ver? Não confunda agitação com alegria. Hóspedes sempre agitados provocam uma tensão permanente na casa. Nada de tentar criar um clima festivo o tempo todo. - Não invada a intimidade de seus anfitriões: mantenha-se na área social da casa, evitando os quartos e as salas íntimas. Armários e gavetas: nem é preciso comentar, certo? Eles devem ser invisíveis para você. - Palpites e críticas na decoração são totalmente dispensáveis. Não meta o nariz onde não é chamada. - Procure não ficar grudada 24 horas por dia nos donos da casa. Vá passear sozinha ou fique uma manhã em seu quarto para que tenham tempo de respirar. - Café da manhã de camisola é uma intimidade da qual ninguém é obrigado a compartilhar. Fique à vontade, mas na medida certa. - Em hipótese alguma deixe objetos de uso pessoal espalhados pela casa. Pensando bem, não deixe nada espalhado. Tirou do lugar, guarde. - Muito importante: não fique doente de jeito nenhum. Disfarce a gripe, vá comprar remédios sozinha, suma de vista quando estiver mal. Claro que doença não é culpa de ninguém, mas só peça socorro ao seu anfitrião na hora de ser internada no hospital. E se não der para ir sozinha.

6

Eu adoro as preliminares, mas ele gosta de ir direto ao assunto. Como fazer para que ele entenda? É um problema, não é? Mas saiba que isso acontece com a maioria das mulheres. Os homens se ligam muito mais rápido e não dependem tanto de clima e pequenos detalhes como nós. Falar com jeitinho, explicando que você demora mais para esquentar do que ele, é importante. Mas, como os homens se excitam em grande parte pelo contato visual, tente usar uma roupa de baixo especial que lhe dê prazer de olhar. Na hora que ele quiser tirá-la, prolongue essa etapa com jogos e carícias de modo a “distraí-lo” até chegar o seu momento. Também não há problema algum em dizer claramente o que é que

vai ajudá-la a ficar pronta mais depressa. Apenas escolha uma forma carinhosa e sensual de falar e não vá simplesmente “narrando” suas preferências como um locutor de futebol.

7

Odeio que meu namorado durma comigo depois de transar. Como pedir a ele para ir embora sem agredi-lo? Pedindo. Com todo o carinho, claro. Só não vale fazer isso logo depois de transar, sem ao menos dar tempo para passar mais alguns minutos juntos. Explique seus motivos sempre com suavidade e peça que ele compreenda. Para não magoar e demonstrar que não é nada pessoal, peça a ele para ligar quando chegar em casa para um último beijo de boa­ noite, ou então ligue você no dia seguinte, assim que acordar.

8

Minha filha vai fazer 15 anos e, para facilitar a organização da festa, gostaria que as pessoas que vão participar do baile chegassem antes e confirmassem a presença pelo telefone. Como devo colocar isso no convite? Quando fizer os convites da festa, deixe um espaço em branco para ser preenchido à mão com o horário da recepção. Assim, poderá pedir para algumas pessoas chegarem com meia hora de antecedência, tempo suficiente para organizar a entrada. No canto inferior direito do convite, escreva o traje, e no esquerdo, o pedido de confirmação, com o número do telefone, o nome da pessoa que deve ser contatada e a data final da espera.

etiqueta

5

95


12

9

etiqueta

Adoro receber convidados, mas sempre me atrapalho com a quantidade de comida e de bebida. Como devo calculá-la? A quantidade a ser servida numa festa depende principalmente do horário e do público convidado. Os bufês usam como referência o seguinte cálculo

96

ALMOÇOS E JANTARES:

COQUETÉIS SEM PRATO QUENTE:

- Churrasco ou feijoada: 350 gramas por pessoa. - Filé de peixe, carne ou frango com um prato único: 200 gramas por pessoa. - Filé de frango, carne ou frango com dois pratos: 150 gramas por pessoa. COQUETÉIS COM PRATO QUENTE: - 5 salgadinhos por pessoa.

- 10 salgadinhos por pessoa. BEBIDAS (previsão para 100 pessoas): - Vinho branco: 5 caixas com 12 garrafas (cada garrafa equivale a 5 copos). - Vinho tinto: 2 caixas com 12 garrafas (cada garrafa equivale a 5 copos). - Uísque: 1 caixa com 12 garrafas (cada litro equivale a 18 doses.

10

só de “imaginar” como será. Por que não alongar essa fase um pouquinho mais?

É correto transar no primeiro encontro? Quem sabe do seu ritmo é você. O primeiro encontro é um mito e, se você for uma mulher criativa e de bem com a vida, todos os encontros posteriores terão a magia do primeiro. Foi-se o tempo em que a mulher era vista como uma coitadinha, vítima de homens aproveitadores interessados apenas em uma noite de prazer para depois abandoná-la no sereno. Se o clima estiver propício e você realmente quiser, vá sem medo. E se, de fato, depois da primeira noite o rapaz não a procurar mais e evitar seus telefonemas, pense bem: o que você iria fazer ao lado de um tipinho desses? No entanto, lembre-se de que uma das melhores fases no jogo da sedução é justamente aquela que antecede o primeiro encontro, quando sentimos uma deliciosa sensação de antecipação e um frio na barriga

11

No restaurante somos obrigados a aceitar o couvert? Em muitos restaurantes o couvert pode parecer uma invenção para fazer a gente gastar mais. Paga-se um absurdo por três fatias de pão e alguns gramas de manteiga. E o que é pior: o couvert é cobrado por pessoa. Se você perceber que caiu numa cilada dessas, não tenha a menor dúvida: recuse e peça ao garçom que leve embora a “cesta de pães” que só fará estragar o seu apetite. É claro que nem sempre é assim e há restaurantes que servem couverts maravilhosos, com petiscos que, por si, já valem. Na dúvida, pergunte mesmo no que consiste o couvert (ou espie o que está sendo servido na mesa ao lado). Não é gafe. Pior é ser tapeada por vergonha de perguntar.

Quem faz o pedido ? A etiqueta tradicional manda que somente o homem fale com o garçom ou com o maître. Pessoalmente, discordo e jamais sigo essa regra absurda. Ora, quem sabe dos meus desejos sou eu, além de adorar fazer descobertas gastronômicas. Por isso, faço questão de dirigir-me pessoalmente a esses profissionais. Mas é claro que devemos ter um certo tato para não atropelar nossos companheiros. Assim, aconselho-a a deixa-lo falar e fazer as perguntas que quiser e depois, delicadamente, coloque você também suas dúvidas, assumindo o pedido. No entanto, se a situação for mais formal, vale o absurdo “telefone sem fio”: a mulher conversa com seu acompanhante e ele faz o pedido. Inclusive na hora de pedir mais água ou pão. Chato, não.

13

A maioria dos hospitais não permite flores no quarto. Por isso, fico na dúvida se devo mandá-las à maternidade, sabendo que elas ficarão no corredor, ou se é melhor escolher outro presente ou esperar que a mãe e o bebê estejam em casa? Em vez de flores, mande um telegrama ou um e-mail. Além de superprático, é uma forma gentil e marca presença. Deixe para levar o presente quando for visitá-los em casa.

14

Viajei de avião recentemente e coloquei uma mala no bagageiro da poltrona ao lado. O passageiro que estava no assento ficou bravo e mandou que eu tirasse a bolsa. Esse espaço não é livre? Que sujeito indelicado! O espaço é livre, sim. O ideal, claro, é colocar a bagagem em cima do seu assento – assim você se levanta e puxa a mala, facilitando o desembarque de todo mundo. Agora, se o compartimento já estiver ocupado, tente acomodá-la em outro, de preferência próximo à sua poltrona. Se alguém reclamar, apenas diga: “Ok, talvez a comissária nos ajude com essa questão”. Depois, mantenha uma postura calma e deixe-a resolver o impasse.

Aulas de etiqueta com Silvia Seabra – (61) 3366-2277 / 9257-6173 – E-mail: sseabra@gmail.com


98

Foto: Duo Fotografia

gastronomia

Ă&#x2030; do


Peru! Por Adriana Nasser – Fotos: Divulgação

gastronomia

N

unca o Brasil esteve tão antenado às novidades gastronômicas. O mundo globalizado, com acesso à Internet de qualquer lugar, nos dá uma amostra do que acontece lá fora. E, entre as culinárias badaladas, a que tem recebido maior destaque é a peruana, que vem protagonizando uma verdadeira revolução nos últimos anos. A culinária peruana é de longe – pra mim – uma das melhores do mundo. Arrisco dizer que é melhor até do que a brasileira. Não é sem razão que Lima virou a meca das escolas de culinária. Até a tradicional Cordon Bleu, de Paris, tem lá uma de suas filiais mais concorridas. Lima, a capital, é reconhecida atualmente como o principal centro gastronômico da América do Sul por reunir chefs renomados de diversos países em restaurantes que fundem a gastronomia local com elementos da cozinha internacional. Os aromas, sabores e variedades da cozinha peruana encantam quem a experimenta. Toda essa riqueza de ingredientes se deve à diversidade climática. O país reúne 84 dos 104 ecossistemas existentes no mundo. Essas zonas são agrupadas em três grandes regiões: costa, serra e selva. A primeira disponibiliza mais de mil espécies comestíveis entre peixes e frutos do mar. Da segunda, que fica nos Andes, chegam a batata, o milho, além de carnes de cuy (um porquinho-da-índia) e ají. Já a última, a da região Amazônica, é regida por carnes de caça que normalmente são acompanhadas de banana e mandioca, além de peixes de rio. Boa parte dessa fartura é herança Inca. Foram eles os responsáveis pelo cultivo de mais de quatro mil tipos de batatas e milhos, dois dos mais importantes ingredientes do país. O consumo de carne de alpaca e de cuy também era costume dos incas, além do uso de pimentas: são mais de 40 tipos, entre eles o ají, usado no ceviche. Com a chegada dos espanhóis, que, por sua vez, sofreram influência árabe, novos ingredientes foram

99


incorporados à culinária peruana, como trigo, uvas, arroz, laticínios, cebolas e azeitonas. Durante o período da colonização espanhola, começou a surgir uma fusão entre a culinária dos conquistadores e a das culturas andinas. E as misturas culturais não param por aí. Com a imigração de chineses, italianos e japoneses, além da contribuição indiscutível da cultura africana, a cozinha peruana adquiriu as características que possui atualmente. Aqui em Brasília, o autêntico representante dessa culinária é o Taypá, uma expressão peruana que significa fartura e que dá nome ao elogiado endereço gastronômico da nossa cidade.

O restaurante contemporâneo e com cardápio inspirado na cozinha novoandina é reconhecido pelo governo do Peru como o melhor restaurante peruano no Brasil. Por lá, quem comanda a cozinha é o chef Marco Espinoza, que utiliza a base da cozinha contemporânea com a típica peruana. A maior parte dos ingredientes usados na preparação dos pratos, como o milho, as pimentas e a lúcuma, é importada daquele país e servem de base para a criatividade e originalidade de Espinoza. E para quem acha que a culinária da moda é difícil, o chef nos dá uma receita de Ceviche, um prato refrescante à base de pescado que fará sucesso nesse Verão.

Ceviche Clássico

gastronomia

Ingredientes: 4 pessoas

100

• 800g de filé de peixe branco; • 300g de cebola roxa; • 500g de limão; • 25g de coentro; • 3 dentes de alho; • 10g de gengibre; • 2 talos de aipo; • 250g de milho fresco.

Modo de fazer:

Coloque o couscuz numa tigela e hidrate com o caldo de galinha morno até que ele dobre de volume. Misture com as frutas secas, nozes e castanhas. Tempere com o azeite, o sal e a pimenta-do-reino.

Base do leite de tigre:

• 2 talos de aipo; • 2 pimentas aji (ou dedo de moça); • 2 dentes de alho;

Preparação:

• Cortar o peixe limpo, em 2x2cm em cubos; • Para base do leite de tigre mistura se o aipo, gengibre, alho e um pedaço de peixe branco e suco de limão com sal e pimenta a gosto e reserve; • Corte em cubos pequenos o aji, aipo e alho; • Por fim misture o peixe, legumes picados, base do leite de tigre, cebola picadinha em tiras e tempere a gosto.


Confira o que rola na cidade neste Verão! Para comemorar 26 anos, o Lagash, que fica na 308 Norte, está com novidades. A chef Fátima Hamú acaba de lançar o menu executivo, com preços especiais tanto para o almoço como para o jantar. Por R$39,00, o almoço tem entrada, prato principal e sobremesa. O jantar sai por R$65. Entre os pratos principais estão a perdiz recheada com miúdos acompanhada de dois purês ou o lombo de cordeiro recheado com figo turco, damasco, acompanhado de batata assada ao molho de coalhada e tahine. De sobremesa, creme de damasco com amêndoas, belewa e frutas.

O Mil Frutas, que abriu recentemente no ParkShopping, tem 78 sabores de sorvetes que não levam adição de gordura trans e nem qualquer tipo de corantes ou conservantes. Para quem ainda não conhece a marca, um dos sorvetes mais pedidos é o Goiabada com Queijo. Mas tem ainda delícias como o de Pão de Mel, Toucinho do céu e um que fará sucesso nesse Verão: morango com lichia e hortelã.

O Califórnia Coffee, no Terraço Shopping, está de menu novo. Entre as novidades estão: Tourmaline, Dodgers, Lombard Street e Rodeo Drive. O Califórnia Coffee é uma franquia do Rio de Janeiro especializada em mais de 30 tipos de bebidas à base de café.

gastronomia

O BierFass do Pontão do Lago Sul está com um novo cardápio de sobremesas. Entre as novidades, o bolinho bêbado Bierfass (um bolinho com calda de cerveja, frutas e chantilly), o moka, a bavaroise de morango, o crocante de banana com sorvete de açaí, o brownie de chocolate com mousse de maracujá e sorvete de creme, o pudim de pão com papaya e sorvete de tapioca, entre outras delícias. Irresistível!

Pra quem gosta de boa comida e praticidade, a dica fica por conta do delivery de comida portuguesa Muito Giro! Se você se animou com a dica, anote aí o que eles podem entregar na sua casa ainda hoje: Bacalhau Muito Giro, Bacalhau à Amália, Bacalhau a Zé do Pipo entre outros. Tem também bolinho de bacalhau, azeitonas, acompanhamentos e sobremesas. O atendimento é de terça a sábado, das 11h às 16h e das 18h às 23h. O telefone para pedidos é o 3248-4951 http://www.muitogiro.com.br

101


GDF e governo federal cada vez mais juntos

GDF

O

102

Foto: Roberto Barroso

Projetos trarão mais de R$ 2 bilhões em investimentos que irão beneficiar toda a população do DF governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, garantiu uma série de parcerias com o apoio da Presidência da República em importantes áreas que beneficiarão toda a população do Distrito Federal. Apenas nos primeiros dias de dezembro foram assinados convênios nas áreas de Combate às Drogas, Habitação, Turismo e Mobilidade Urbana. O governador esteve, ainda, ao lado da Presidenta Dilma Rousseff na cerimônia de divulgação dos jogos da Copa das Confederações de 2013, em São Paulo. O jogo de abertura será realizado em Brasília, da Seleção Brasileira contra a do Japão. Combate ao Crack – Em uma força-­ tarefa, GDF e governo federal se uniram, pela primeira vez, no combate ao crack. No início do mês, o governador Agnelo Queiroz assinou convênio com a ministra de Desenvolvimento Social, Tereza Campello, e a secretária Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, Regina Miki. “Enfrentar o crack só é possível por meio de uma política pública integrada e articulada, senão já começaríamos derrotados. Estamos comprometidos em fazer isso não somente como uma política pública, mas também de Estado”, afirmou Agnelo Queiroz. Serão R$42,2 milhões em repasses e aplicação direta da União. Uma das principais medidas é a contratação de 500 servidores para atuar nas áreas de Saúde, Assistência Social e Segurança Pública. O objetivo é aumentar a oferta de tratamento e a atenção aos usuários de drogas, enfrentar o tráfico e as organizações criminosas e ampliar as atividades de prevenção. Habitação – Outra importante parceria foi firmada com a assinatura do primeiro contrato do programa Morar Bem destinado à faixa 1 (de menor renda), por meio do Minha Casa, Minha Vida. Ele garantirá casa própria para mais de 6 mil famílias do DF. Serão 27 condomínios em local regularizado e com infraestrutura completa: água encanada, energia elétrica e asfalto. “O atendimento das classes mais

Governador Agnelo Queiroz na assinatura do plano de combate ao crack

Governador ao lado da presidenta Dilma Rousseff: GDF e governo federal cada vez mais juntos

pobres da população é nossa prioridade absoluta e encontrou grande entusiasmo no governo federal”, ressaltou o governador Agnelo Queiroz. No total, já são 30 mil imóveis lançados pelo Programa Morar Bem, do GDF. Já foram publicados editais para construção de outros 35 mil e a meta é lançar 100 mil unidades até 2014. Centro de Convenções – Até a Copa do Mundo de 2014, o Centro de Convenções Ulysses Guimarães terá 39% de sua estrutura ampliada. Parte dos recursos (R$9,7 milhões) foi liberada com a assinatura do Pacto pelo Desenvolvimento do Turismo, no Ministério do Turismo, pelo governa-

dor do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, e o ministro da pasta, Gastão Vieira. O valor total dos recursos para a primeira etapa da ampliação é de R$14,7 milhões. Os outros R$4,9 milhões restantes serão liberados em 2013. PAC da Mobilidade – Outro avanço significativo nas tratativas com o governo federal vai possibilitar investimentos de R$1,08 bilhão na área de Transportes. Com a aprovação do Plano Diretor de Transportes Urbanos (PDTU), após 36 anos sem planejamento para o setor, o DF pôde se credenciar para receber recursos federais e captou empréstimo na Caixa Econômica Federal, em linha especial de Mobilidade em Grandes Cidades, do PAC. O valor do empréstimo representa mais da metade dos R$2 bilhões previstos para investimentos no PDTU. O GDF já cumpriu todas as etapas e aguarda a liberação da verba. Desse total, R$561 milhões são para o BRT (Bus Rapid Transit – sistema de ônibus articulados) e R$517 milhões para as obras do Eixo Oeste, intervenções viárias em Taguatinga e Ceilândia, além de obras nas estradas parques Indústrias Gráficas e Setor Policial Militar – áreas que concentram 50% da demanda por transporte público no DF.


Boas

e Novidade na Art Vip A Art Vip mais uma vez sai na frente e lança uma linda e surpreendente lembrança, que promete ser o maior sucesso nas festas de Brasília. Aos clientes que desejam surpreender com uma lembrança única, a melhor opção é a caneca na hora, que funciona da seguinte maneira: o convidado é fotografado ao chegar na festa pela equipe de fotógrafos dedicados, treinados e capacitados para conquistar as crianças, e ao final recebe como lembrança uma linda caneca de porcelana personalizada com a foto dele e uma arte exclusiva da festa. Vai ser o maior sucesso, não fique fora dessa novidade, seus convidados irão adorar!

Tel.: (61) 3552-5404 / 3435-9730

Não desejamos feliz aniversário: realizamos! Localizado no Jardim Botânico, Lago Sul, o Espaço Yannis foi projetado especialmente para atender aos mais diversos tipos de eventos: festas infantis, aniversários, casamentos, 15 anos, confraternizações corporativas e comemorações em geral. Com um paisagismo encantador, que contém um lindo lago, fonte, gazebo e iluminação, o espaço conta ainda com um amplo estacionamento e ambiente totalmente climatizado, proporcionando mais conforto, interatividade e segurança a seus convidados. Visite e se encante com a mais linda casa de festas de Brasília. Pacotes promocionais de inauguração! E-mail: espacoyannis@gmail.com

Tel.: (61) 3427-2376 / 8205-0879

Seu animal é especial Chega a Brasília o mais completo Pet Shop do Brasil. Tudo o que o seu animalzinho de estimação precisa num só lugar, além de Clínica Veterinária e Centro de Estética próprios. O Grupo Pet Center Marginal tem o pioneirismo como marca registrada. Foi a primeira loja do mundo, voltada ao segmento pet, a funcionar 24 horas. Também foi a primeira a implantar uma campanha de fidelização, um projeto de responsabilidade social, a registrar em cartório o compromisso público de menor preço e a implantar um setor de Ouvidoria. Traga seu amiguinho de patas para passear e aproveite para conhecer a loja. Abertos de segunda a domingo, das 8h às 22h. A loja se localiza no SIA, trecho 2, lotes 65/95.

Tel.: 3042-9400 104


Primeiro salão de beleza acessível No último dia 10 de novembro, aconteceu a inauguração do primeiro salão de beleza acessível em Brasília. O salão, que foi projetado arquitetonicamente para atender com conforto pessoas com mobilidade reduzida, recebeu em sua inauguração cerca de 100 convidados, entre empresários, médicos, advogados, engenheiros, e jornalistas. O Joia Rara Coiffeur, que contou com um delicioso brunch, teve um faturamento de R$5.000. No lançamento, o espaço, que também é um salão de negócios, foi contemplado com as exposições dos parceiros lojistas da Morena Rosa, Atelier Mix e Leds Íntima. Além disso, o salão foi agraciado com a presença de três cadeirantes que já se tornaram clientes. O Joia Rara Coiffeur escolheu o Vitrinni Shopping, em Águas Claras, como seu espaço de atendimento.

Tel.: (61) 3382-0059

1ª Boutique para meninas da região Há 15 anos a Márcia Barbieri vem consolidando sua marca no segmento de moda infantil. Com um conceito inédito, expande suas operações e conquista o público onde suas portas abrem. Recentemente, a população do DF ganhou uma loja Márcia Barbieri e agora já pode conferir a beleza das roupas e o encanto que a loja proporciona. Inaugurada no Taguatinga Shopping, a franquia da rede conta com um ambiente totalmente projetado para atender as “princesinhas” da região. Nas roupas se percebe uma combinação de alegria e elegância. Na loja, magia e inovação. Tudo isso porque, por trás dos produtos e da estrutura, a marca defende o resgate dos valores típicos da infância. A Márcia Barbieri se preocupa em desenvolver roupas de menina para menina, preservando o conforto e a docilidade num mundo de sonhos que se tornam realidade.

Tel.: (61) 3562-6990

Mais uma Schutz para as brasilienses Conhecida por lançar tendências com atitude e inovação, a Schutz chega ao Brasília Shopping em grande estilo e promete ser destino certo para as brasilienses mais antenadas no mundo fashion. Renan Fernandes, responsável por trazer para a cidade a terceira loja da marca, tem como objetivo oferecer um serviço personalizado. O espaço, que ocupa uma área de 69 metros quadrados, conta com um design moderno e um mix de produtos selecionados. Detalhe que merece destaque é o modo de exposição dos sapatos, que sempre foi horizontal, com os cubos desnivelados, e que agora também faz parte das paredes, exibindo os modelos com um design em efeito 3D, por conta da iluminação em LED. De portas abertas de domingo a domingo, a loja está sempre disposta a receber seus clientes no estilo “Living for Pleasure”, marca registrada de todas as Schutz.

Tel.: (61) 3327-2222 105


Artista nato O paulistano Alex Sanderson é cantor, compositor e ator. Ao longo de seus nove anos de carreira, já se apresentou nos principais bares e festivais do DF, com destaque para a abertura de shows como Capital Inicial, Titãs, Skank, Milton Guedes e Barão Vermelho. Sanderson, que possui mais de 70 músicas de sua autoria, chama muita atenção também pelo timbre de voz semelhante ao do poeta do Rock Nacional, Renato Russo. Inclusive, tal semelhança rendeu convites para o cinema: Em 2011 interpretou Renato Russo em dois longas: o documentário Rock Brasília, de Vladimir de Carvalho e Faroeste Caboclo, de Rene Sampaio.

DJ e percussionista Carlos Maffra carrega desde os 12 anos de idade a paixão por qualquer tipo de batida. Em sua bagagem, podemos encontrar apresentações com inúmeros artistas e bandas consagradas como: Los Hermanos, Paralamas, Barão Vermelho, Titãs, Monobloco, Kiko Perez (ex-Natiruts), Capitão do Cerrado e outros. Percussão acústica é o seu grande forte. Como DJ, teve início em 2002, tendo destaque no Reveillon Blue Tree (Brasília), três vezes tocando no aniversário de Brasília, dois anos e meio no O’Rilley, Gates Pub e clubs Green Club, Calaf, Maeva, Hype, Moena, Arun, Velvet, Hill, Heat. Festas do Branco, Funfarra, Residente em festas do Balako, Temprano Lounge, anos 80, Festival de Blues de Brasilia, Dudu Bar, Pinella café, 2º Clichê e várias outras festas e casas noturnas.

Benefícios além da estética As aulas de cycling indoor viraram febre nas academias de ginástica pelo Brasil afora. Para o professor de Cycling Indoor da academia Clube Coat Fitness, Daniel Bruno Marcondes – graduado em Educação Física e Nutrição. “Além de ser uma prática aeróbia, diminui riscos cardíacos, ajuda no controle da glicemia, na qualidade de vida e bem estar. É uma modalidade que não tem impacto, diminuindo o risco de lesões, além de trabalhar todos os estímulos: potência, resistência, estímulos aeróbios, anaeróbios, poder de raciocínio, num só treino”, salienta o professor e nutricionista, que completa: “ter hábitos saudáveis na alimentação, força de vontade nos exercícios, aliando o Cycling Indoor, ou a atividade física, é fundamental não somente para o projeto verão, mas como projeto de vida eterno. Nessa tríade está o segredo: viver feliz”. 106


Primeiro endereço em Brasília A residência de Valéria Leão Bittar, às margens do Lago Paranoá, serviu de cenário para a comemoração de abertura da primeira loja Adriana Degreas em Brasília. “Estamos numa fase de crescimento, com inaugurações de novas lojas previstas, e Brasília não poderia ficar de fora. Estou muito feliz em poder me aproximar das minhas clientes da cidade”, diz Adriana Degreas, que conferiu o evento ao lado do marido, César Degreas, e dos responsáveis pelo primeiro endereço da marca na cidade, os empresários Rafael Albuquerque e Cinthya Santos. Localizada no ParkShopping, a loja com 60 metros quadrados e projeto da arquiteta Bia Prado abriu as portas com “Bahia de Todos os Santos”. A coleção Verão 2013 de Adriana Degreas vai até as raízes da cultura brasileira e decifra o “que a baiana tem” por meio de suas estampas e modelagens.

Representatividade da gastronomia brasileira A Embratur e a Associação Brasil à Mesa assinaram o Acordo de Cooperação Técnica para a valorização internacional da gastronomia brasileira. O alvo da parceria é fomentar a gastronomia do Brasil no exterior e agregar valor às atividades de turismo da Embratur. O maior objetivo do acordo é que o setor da gastronomia tenha alta representatividade nas ações do turismo do Brasil, valorizando a riqueza culinária do país, seu imenso potencial e seus profissionais de qualidade. “Se a cultura é a alma de um povo, a gastronomia é uma de suas mais precisas e, ao mesmo tempo, ricas traduções. E como a Embratur escolheu a cultura como um tema estratégico para seu trabalho, nada mais natural que dedicarmos cada vez maior espaço à gastronomia em nosso cardápio promocional”, avalia Flávio Dino, presidente da Embratur.

De olho no sucesso Renan Fernandes inaugurou em Brasília a terceira loja da Schutz, localizada no Brasília Shopping. O jovem é o responsável por trazer a primeira franquia da marca para a capital federal. A Schutz ainda tem duas lojas próprias na cidade: uma no ParkShopping e outra no Iguatemi. A loja ocupa uma área de 69 metros quadrados e vem com o conceito moderno de varejo da marca. “A nova proposta da Schutz se encaixa no meu perfil de empresário, é fashion e bacana”, afirma o proprietário da franquia. Entre as inovações está um grande videowall: nove telas de 40 polegadas cada, que, juntas, ocupam uma parede inteira e exibem vídeos de campanha e projetos da Schutz. “Como franquia, temos a obrigação de prezar pela qualidade. Nosso objetivo é oferecer um serviço personalizado, que aproxime nossa marca dos consumidores de Brasília”, afirma Renan. 107


Veja, ouça, visite e divirta-se Domingo no Pátio

A Arte do Presépio Brasileiro Para comemorar uma das épocas mais aguardadas do ano, as festividades de Natal e Ano Novo, a Ortiga inaugurou, no dia 8 de dezembro, a exposição “A Arte do Presépio Brasileiro”. Com curadoria de Luiz Fernando Pontes e Denise Ortiga, a mostra tem como objetivo proporcionar ao público a oportunidade de apreciar visões diferentes de artistas populares sobre um mesmo tema, o presépio. As peças da exposição, que vai até o dia 6 de janeiro, serão vendidas na multimarcas. Dentre os expositores, nomes como Antonio Poteiro, José Cordeiro, Maria de Lurdes Cândido, Doralice Horn e Elza O. S. A entrada é franca. Censura livre. Das 9h às 19h – de segunda-feira a sábado. Mais informações pelo telefone: (61) 3349-3036.

Foto: João P. Teles

As peças de teatro do Domingo no Pátio de dezembro estão sendo dedicadas às festas de fim de ano: o Natal e o Réveillon. O grupo Sopa de Teatro está encenando cinco espetáculos diferentes baseados na vida de Fernandinho, que será tomado pelo espírito natalino e pela descoberta da reciclagem inteligente. Todos os cenários foram feitos com material recicláveis. No dia 23 de dezembro, a peça terá o tema “Já nasceu o Deus menino”, onde o pequeno Fernandinho enfrentará problemas quando descobrir que o Natal não se resume à troca de presentes e que, nesta data, se comemora o nascimento de Jesus Cristo. Já no dia 30, será a vez da peça “A espera de um ano novo”. Os espetáculos acontecem sempre às 16h30, na Praça Central do Pátio Brasil. Entrada franca e classificação indicativa livre. Informações: (61) 4003-7780.

agenda cultural

1968 – Tempos Incômodos

108

Uma seleção de fotografias do alemão Michael Ruetz compõe a mostra intitulada 1968 – Tempos Incômodos, que apresenta fragmentos da história de uma Alemanha dividida no pós-guerra e de uma década que viu eclodir os movimentos sociais em todo o mundo. O trabalho de fotojornalismo de Ruetz registrou bem de perto e eternizou em imagens as manifestações estudantis, os protestos da sociedade civil, as reações da polícia e vários dos desdobramentos políticos que marcaram a construção da história no século passado. A exposição está na Caixa Cultural Brasília, na Galeria Vitrine. Visitação: de 5 de dezembro a 27 de janeiro, diariamente, das 9h às 21h.


À luz da criação De 7 de dezembro a 10 de fevereiro de 2013, o Museu Nacional da República recebe exposição de Armando Reverón, um reconhecido artista venezuelano que, diferentemente de seus contemporâneos, renunciou à glória dos grandes salões e retirou-se para um solitário lugar da costa do Caribe em busca de um estilo próprio. A mostra Relâmpago Capturado, uma realização do Museu Nacional da República, por meio da Secretaria de Estado de Cultura do Distrito Federal, em parceria com os Ministérios das Relações Exteriores do Brasil e da Venezuela e as embaixadas com sede nos dois países irmãos, no âmbito do Mercosul, traz 174 obras, entre pinturas, desenhos, objetos e fotografias, deste pintor nascido em Caracas, em 1889, e falecido na mesma cidade, em 1954. Visitação: de terça a domingo, das 9h às 18h30.

The End Factory Project A mostra da artista Adriana Tabalipa é composta por pinturas, objetos, instalações e desenhos, registrando o trabalho de 20 anos de produção artística numa exposição sob a curadoria do crítico colombiano Santiago Rueda Fajardo. As instalações de Tabalipa impressionam pela poesia de seus arranjos estéticos na utilização de materiais simples do cotidiano, como meias, sabonetes e caixas de remédios, que imprimem novo significado ao conceito de factory e aos objetos industrializados. Visitação: de 5 de dezembro a 13 de janeiro, de terça-feira a domingo, das 9h às 21h, nas Galerias Piccola I e II da Caixa Cultural Brasília. Classificação indicativa: livre para todos os públicos. Entrada franca.

Exposição Dois A Caixa Cultural Brasília apresenta a exposição DOIS. A mostra exibe como tema a singularidade das relações afetivas e a relação homem-espaço, somando a produção audiovisual de Katia Maciel à contemporaneidade videográfica de André Parente e ao uso de novas mídias nesse fazer artístico, convergindo na interatividade do visitante com as obras. Apresentada pela primeira vez na cidade, a exposição ficará aberta até 13 de janeiro de 2013 e pode ser visitada a partir das 20h. A exposição é resultado de um processo colaborativo entre os artistas, mediante videoinstalações e performances em vídeo, criando um conjunto de obras formado por imagens em movimento de vivências comuns em paisagens construídas e redesenhadas por meio da interação visual. A entrada é franca. Acesso para pessoas com necessidades especiais.

A Câmara dos Deputados recebe a exposição “Diálogos entre Tesselas”, do grupo Ciranda dos Mosaicos. A palavra “mosaico” tem origem na palavra alemã moussen, a mesma que deu origem à palavra “música”, que significa “próprio das musas”. É uma forma de arte decorativa milenar, que nos remete a 1438, período grego-romano. O mosaico, na linguagem artística, é um desenho feito com vários materiais (pedras, vidro, areia, conchas, cerâmica, azulejos, de várias cores, cortes e tamanhos. O grupo Ciranda do Mosaico participa com nove dos onze artistas que participam desta mostra. Cada artista cria uma parte da imagem, que juntas formam um mosaico em painéis e intervenções urbanas espalhadas por Brasília, pelo Brasil e por outras partes do mundo. De 6 a 29/12 (segunda a sexta), das 9 às 17h.

agenda cultural

Mostra Diálogo entre Tesselas

109


ALTA GASTRONOMIA NO

SHOPPING Restaurantes sofisticados apostam nos públicos consumidores dos centros de compras. Será que combina? RESTAURANTES

Pela Redação – Fotos: Divulgação

112

M

esas comunitárias, espaços abarrotados de pessoas, barulho, fast-food... O requinte costuma passar longe quando o assunto é praça de alimentação Nos últimos tempos, os apreciadores da boa culinária – avessos a esses ingredientes indigestos – impulsionam um movimento recente nos shoppings do país: a instalação da alta gas-

tronomia nos centros de compras. É claro que os espaços em questão são os empreendimentos de luxo que se destacam nas grandes metrópoles do país. Lugares como o ParkShopping, em Brasília, o JK Iguatemi e o Iguatemi, ambos em São Paulo, ou o BarraShoping, no Rio de Janeiro, oferecem opções gastronômicas para satisfazer o público de paladar mais exigente. A necessidade de diferenciação levou o ParkShopping a investir em uma ala gourmet com filiais de restaurantes tradicionais


Evangelista Foto: Gilberto

The Fifties

La Tamboille

no mercado, como o paulista La Tambouille, o paulista e carioca Le Vin e o carioca Antiquarius Grill. Tem muito a ver com a busca dos consumidores pela praticidade sem perder a qualidade de serviço. Você vai ao shopping, faz compras e pega uma sessão de cinema sem precisar andar muito para encontrar a boa gastronomia. Investimentos de porte, como os R$5 milhões aplicados na construção da nova unidade do italiano Ter Bicchieri, balizam essa tendência de mercado. O restaurante, famoso na região dos Jardins, na capital paulista, abriu as portas em meados de outubro no JK Iguatemi sob o nome Ter e já na primeira semana funcionava quase com capacidade máxima, para 130 pessoas. Entre seus frequentadores, estão homens e mulheres de negócios que aproveitam a locaAntiquarius

RESTAURANTES

Barbacoa

113


Francisco Barroso, proprietário do Le Vin

lização privilegiada do shopping – nos arredores da movimentada avenida Faria Lima – para apreciar um prato preparado por um autêntico chef. Não foi à toa que, depois de dois anos de existência no bairro dos Jardins, os proprietários do Ter Bicchieri escolheram o JK Iguatemi para sua primeira expansão. É uma boa localização, porque o público consumidor do shopping tem o mesmo perfil dos frequentadores do restaurante. Outros nomes da gastronomia paulistana também escolheram os shoppings de luxo para instalar sua primeira filial. É o caso do tradicional Rodeio, localizado na rua Hoddock Lobo, na capital paulista, há mais de 50 anos, e que desde o ano passado também tem uma unidade no shopping Iguatemi. Silvia Levorin, sócia-proprietária do local, conta que sua preocupação

era fazer um restaurante com a mesma aura da matriz. Por isso, não economizou para montar a filial, que ocupa uma área de 850 metros quadrados e exigiu investimentos de R$5 milhões. As pessoas costumam dizer que nem se lembram que estão dentro de um shopping. Entre seus frequentadores – e admiradores da famosa picanha fatiada acompanhada de arroz biro-biro e palmito de pupunha assado (R$ 263,50 para duas pessoas) – estão o ex-jogador Ronaldo Fenômeno e o lutador Anderson Silva. Ainda no Iguatemi, está localizada a boutique-restaurante Petrossian, tradicional marca francesa de caviar, que durante os almoços serve pratos requintados. “A gente percebe que os almoços também movimentam as compras na loja”, afirma Patrícia Abdalla, proprietária da loja e filha do milionário Toninho Abdalla.


Entrevista com o palestrante comportamental e Master Coach Alessandro Martinêz – FOCO ferente e dela participar como protagonistas de algo maior, pelo qual realmente valha a pena trabalhar e lutar. O que é e como surgiu esse novo conceito, o MARKETCOACHING?

(Entrevista com a revista FOCO no Instituto Marketcoaching) Dr. Alessandro, fale-nos um pouco da sua história.

MARKETCOACHING

B

116

em, minha formação inicial foi em odontologia. Logo depois, me pós-graduei em Ortodontia e exerci minha profissão por mais de 12 anos, mas sempre fui antes de tudo um empreendedor. Cheguei a ter cinco clínicas espalhadas pelo DF e então, em 2005, comecei a perceber as mudanças no mercado, razão pela qual passei a me dedicar mais ainda à busca por conhecimentos na área de gestão. No início, assim como a maioria, achava que a solução estava em fazer propaganda, o que se mostrou insuficiente, então decidi fazer uma pós-graduação em Marketing aplicado às clínicas e consultórios. Aí não parei mais, nos últimos dois anos terminei mais duas pós-graduações, sendo que uma delas foi em Gestão de Pessoas com Coaching, para ser especialista em marketing, palestrante comportamental e master coach, mas prefiro me ver como um visionário com a missão de mudar mentes e comportamentos, fazendo com que as pessoas possam enxergar a vida de forma di-

Durante os vários cursos que fiz de marketing, neurolinguística e coaching, percebi uma congruência muito forte em relação ao propósito de desenvolver. Enquanto o marketing possui uma visão mais macro para o desenvolvimento da empresa, o coaching e a neurolinguística possuem uma visão mais voltada para o desenvolvimento do ser humano. Acontece que todos os grandes nomes da gestão contemporânea atentam para a importância das pessoas em qualquer corporação. Se você parar para pensar, quem inova em uma empresa? Quem desenvolve relacionamentos? Quem vende? Quem lidera? Quem gera lucros? Consegue notar um ponto em comum? O “QUEM” são as pessoas, somos nós, então, por que não unir o marketing ao coaching e à neurolinguística em uma abordagem sistêmica que possa realmente potencializar os seres humanos de uma organização? Então esse conceito, na realidade, é um curso com a união dessas metodologias?

O instituto MARKETCOACHING do Brasil foi fundado com o propósito de oferecer cursos, palestras e soluções para o desenvolvimento pessoal e empresarial. Alguns dos cursos são: Marketcoaching para líderes e executivos e Marketcoaching para profissionais da área de saúde. São cursos de pequena duração e, por isso, com um conteúdo altamente relevante, envolvendo os temas marketing, neurolinguística, coaching, liderança e negociação. Ou seja, com uma abordagem sistêmica, abrangente e uma proposta inovadora que permite ao empresário de qualquer segmento conhecer mais sobre o comportamento humano, sobre neuromarketing, sobre como o seu cliente percebe e valoriza os seus serviços e produtos e como aplicar ferramentas consagradas de desenvolvimento em seus liderados, no seu ambiente corporativo e em si próprio.

www.marketcoaching.com.br


Como são estruturados os Cursos?

Todos os cursos possuem uma linguagem customizada para cada segmento e são ministrados por uma equipe de palestrantes formada por master coaches, professores da Fundação Getúlio Vargas e consultores com experiência e cases de sucesso. Para finalizar, você gostaria de deixar alguma mensagem?

Certamente! Estamos vivendo um momento claro de hipercompetitividade em vários setores, nossos cérebros nunca receberam tantos estímulos diários e talvez nunca tivéssemos tido tantas cobranças. É como se estivéssemos em uma panela de pressão. Pressão da concorrência, pressão pela falta de dinheiro no mercado, pressão do funcionário, do cliente, do governo, pressão em casa, pressão da sociedade etc. Aí, as pessoas ficam estressadas e desmotivadas e as empresas buscam soluções nas palestras motivacionais. Séculos se vão e nós, seres humanos, mantemos uma atração pelo caminho mais fácil. Ou seja, é mais fácil paliar os efeitos do que descobrir e enfrentar suas causas. Leio e vejo frequentemente muitas mensagens motivacionais de tons semelhantes que nos dizem, na realidade, o que já sabemos. No entanto, saber como agir de forma consistente e conseguir alterar comportamentos e crenças limitantes é o que realmente faz a diferença, e pequenas mensagens, por mais motivadoras que sejam, não causam essas mudanças. Todos sabemos que é preciso lidar com a pressão do mundo contemporâneo e vencer os desafios, mas é tempo de olhar para fora da panela para saber como se controla o fogo.

(Palestra no Instituto Marketcoaching)

Um novo conceito revolucionário de desenvolvimento pessoal e

MARKETING, COACHING, NEGOCIAÇÃO, LIDERANÇA E NEUROLINGUÍSTICA associados e integrados em um único treinamento de 24 horas. www.marketcoaching.com.br contato@marketcoaching.com.br

(61) 3201-8787

MARKETCOACHING

empresarial.

117


HOTÉIS DE GRIFE

O Hotel Moschino, em Milão, tem uma decoração inspirada em suas criações

118

A GRIFE QUE TE VESTE TAMBÉM TE HOSPEDA

Fotos: Divulgação

A

união entre o mundo da moda e o da hotelaria de alto padrão nunca esteve tão em alta. A tendência começou sutil, algum tempo atrás, mas ganhou espaço nas estratégias das grandes grifes. No início, eram apenas assinaturas de estilistas em suítes de hotéis consagrados. Christian Lacroix participou da reformulação no design interior dos parisienses Petit Molin, Le Bellechasse e Le Notre Dame. Diane von Furstenberg emprestou seu estilo ao Claridge’s, charmoso prédio no centro de Londres. Hoje, as grifes de moda investem em suas próprias redes de hotéis. A Bulgari, por exemplo, hospeda seus clientes em hotéis exclusivos em Milão, Bali e Londres. Xangai está no roteiro para 2015. A Armani e a Missoni também investem no setor, porém, de maneira mais discreta.


MARCAS DE LUXO CONSAGRADAS NO MUNDO DA MODA INVESTEM EM HOTELARIA DE ALTO PADRÃO

A grife Missoni replicou em seus hotéis o colorido típico de suas coleções de roupas e acessórios

A cidade de Milão abriga uma das três unidades do elegante Hotel Bulgari

O Hotel Armani, em Dubai: dez andares do prédio mais luxuoso da cidade

HOTÉIS DE GRIFE

Essa estratégia é conhecida como “brand stretching”, diz Roberto Miranda, especialista em hotelaria de luxo. A expressão é utilizada para definir quando a marca aposta em um mercado em que ainda não tem tradição. No caso da aliança entre moda e hotelaria, essa tática é bem vinda em grifes que já usufruem de uma aura de exclusividade e atenção aos mínimos detalhes. “A excelência de serviço e a busca pelo design são tão comuns na hotelaria de luxo que já viraram obrigatoriedade do setor”, explica Miranda. “Por isso os hotéis pertencentes a grifes de moda fazem tanto sucesso. É um diferencial em um mercado em que leva a melhor quem conseguir se diferenciar cada vez mais”. A ofensiva das marcas de moda tem o intuito de atrair seus próprios clientes, que antes dessa tendência, optavam por requintadas suítes em redes tradicionais da hotelaria de alto padrão, como o Four Seasons e o St. Regis. Mas agradar a um público que, de tão seleto e endinheirado, é capaz de pagar US$ 7,5 mil por uma noite – no caso do hotel Bulgari de Bali e suas luxuosas villas com vista para o Oceano Índico –, tem tudo a ver com proporcionar experiências marcantes. E quem melhor para fazer isso do que as grifes europeias? O diferencial desses hotéis é que, além de terem a assinatura da grife, são estilizados e decorados dentro dos padrões de qualidade que consolidaram a marca no universo da moda. “O hóspede sabe que vai encontrar nesses hotéis a mesma qualidade pelas quais suas roupas e acessórios ficaram tão conhecidos”, afirma o especialista. No hotel Moschino, em Milão, o apelo fashion fica evidente com o uso de abajures, cadeiras, entre outros, que remetem a manequins ou são revestidos com peças de moda – como uma cama em que a cabeceira é no formato de vestido –, fazendo com que o hóspede se sinta em um salão de alta-costura. Mas não é preciso ser tão liberal na decoração. A Armani, por exemplo – com unidades em Milão e Dubai –, imprime seu estilo minimalista nas cores e linhas retas de sua arquitetura. “O hotel é a realização do sonho de oferecer a minha filosofia e meu estilo de vida ao público”, costuma dizer Giorgio Armani, fundador da grife. Tanto requinte tem um preço. A suíte presidencial da unidade de Dubai não sai por menos de 11 mil euros e vem acompanhada de mimos, como iPods que contêm músicas selecionadas pelo próprio estilista. A Missoni é outra grife que não passa batida entre os hotéis de moda. Com hotéis em Edimburgo, na Escócia, e no Kuwait – e suas suítes com diárias de até US$ 1,3 mil –, a marca se faz lembrada com uma decoração colorida, típica de suas coleções desfiladas nas semanas de moda italiana. Ao que tudo indica, as grifes de luxo descobriram mais uma mina de ouro e não devem parar por aí. “Elas têm um longo e bem sucedido caminho para percorrer na hotelaria de alto padrão”, diz Miranda.

119


110 ANOS SOBRE DUAS RODAS Harley-Davidson celebra aniversário com lançamento da CVO BreakOut 2013 LANÇAMENTO

Fotos: Divulgação

120

G

rosseiramente escrito à mão na porta de um barracão de madeira, que media dez metros por 15, era possível ler “Harley Davidson Motor CO”. Ali dentro, no ano de 1903, William S. Harley e Arthur Davidson construíram sua primeira motocicleta na cidade de Milwaukee,

estado de Wisconsin, nos Estados Unidos. Um centenário e uma década passaram. Neste ano, a marca Harley-Davidson ostenta a mais longa história entre os fabricantes de motocicletas nas Américas, o que faz essas motos serem muito mais do que um ícone da cultura de duas rodas norte-americana.


LANÇAMENTO

Para comemorar o 110º aniversário, a CVO BreakOut 2013 chegou como um presente para os apaixonados por vento no rosto. O chassi é baseado na linha Sogtail, amortecedores traseiros estão ocultos sob a caixa de transmissão, o motor Scramin Eagle Twin Cam 110B garante potência junto com sistema eletrônico de controle de aceleração e transmissão “Cruise Drive” de seis marchas. As novidades não terminam aqui. Os assentos receberam um desenho de crocodilo gravado em relevo. Já sua pintura chama atenção especial com bastante perolização e um brasão comemorativo de aniversário inserido no tanque. Nem todos poderão ter uma dessas, pois apenas 1.900 unidades serão produzidas por um preço estimado, nos EUA, de US$ 26.499.

121


MOTO DE AV Triunph Motorcycles desembarca no país cheia de segredos no ano em que completa 110 anos

Da Redação – Fotos: Divulgação

moto

D 122

epois de se mudar da Alemanha para a Inglaterra, em 1889, Siegfried Bettmann fundou a Triumph Cucle Company, onde o engenheiro alemão Mautriz Schulte iniciou a produção de bikes no país da Rainha Elizabeth. Alguns anos se passaram até que, em 1902, a primeira motocicleta Triumph foi desenhada e produzida pelo mesmo engenheiro, Schulte. Chamada de Nº 1, ela foi fabricada na Bélgica com um motor 2.25bhp Minerva.

Passada uma década, as motos da marca evoluíram para uma forma mais agressiva. Em 1915 nasceu o modelo H Roadster, usado na Primeira Guerra Mundial. Na década seguinte, em 1927, a marca já produzia mais de 30 mil unidades de motos. Desde a primeira filha da Triumph Motorcycles até hoje, são 110 anos de história e é neste ano comemorativo que a marca chegou ao Brasil. De acordo com a assessoria de imprensa, a fábrica da grife britânica já está em processo de produção,


VENTURA mas não divulgou quais modelos serão produzidos neste primeiro momento. Sabe-se apenas que o modelo Tiger Explorer, com 1.215cc de três cilindros, será importado. Essa supermáquina chegou ao país depois de estabelecer um novo padrão de motos de aventura. O som produzido pela Tiger explode nos ouvidos de quem estiver por perto, o que ostenta o alto nível de emoção de quem a pilota. Um ponto positivo da Tiger é que sua manutenção pode ser feita a cada 16 mil quilômetros de uso – ideal para corridas de longa distância. Quem estiver na garupa poderá curtir o vento contra o corpo, já que o assento é largo e equipado com grandes garras para segurar. Seu tanque tem capacidade de 20 litros, o que garante longo tempo de viagem, sem precisar parar frequentemente. Os garfos dianteiros ajustáveis (46 milímetros) permitem que o piloto adeque a Explorer Tiger às suas necessidades, pois sua suspensão e roda podem lidar até com estradas não pavimentadas. São três lindas cores disponíveis: azul

safira, grafite e phantom black. O valor não foi divulgado. SEGREDO ABSOLUTO A chegada oficial da Triumph Motorcycles se deu no dia 30 de outubro, quando a marca se apresentou para a imprensa brasileira. Com informações guardadas a sete chaves, a assessoria de imprensa limita-se a informar que a fábrica está localizada em Manaus e já começou a primeira etapa de fabricação das motocicletas. No dia 10 de novembro último, a primeira concessionária foi inaugurada na Avenida Juscelino Kabitschek, 360, no bairro do Itaim, em São Paulo. As vendas estão “bombando”. MAIS DO QUE CENTENÁRIA Entre os dias 31 de agosto e 2 de setembro, a marca armou o Triumph Live 2012, que atraiu diversos visitantes no condado de Leicestershire, no Leste da Inglaterra. Durante o evento, os amantes de motos puderam ver exposições de modelos raros da marca, visitaram a feira comercial, além de pilotarem motos exclusivas da Triumph Motorcycles.


look

Com q eu vou

124


que roupa ou para 2013? Dicas de moda para aquela que ainda não decidiu o que usar para brindar a chegada de 2013 Por Fernanda Caixeta – Fotos: Julio Dutra e Telmo Ximenes

look

A

s festas de Réveillon sempre pedem uma produção à altura, até porque um outro ano se inicia e se deve estar preparada. E nada melhor do que um look com a sua cara, não é mesmo? As opções são variadas e devem ser usadas de acordo com a ocasião. Para aquelas que irão comemorar 2013 na praia, a roupa deve seguir o clima, com peças mais descontraídas, mas cores e brilhos também são muito bem-vindos, no entanto, de uma forma mais contida e, principalmente confortável. Assim, as rasteirinhas ou as sapatilhas podem formar um look perfeito. A Basic Collection fez uma combinação de sapatilha com short e blusa branca e um blazer vermelho que dá um up na produção e indica muita paixão para 2013. Além disso, pode-se trocar a regata branca a ser usada por baixo do blazer por outras de cores mais abertas como o amarelo e laranja. Para as festas mais sofisticadas, a mulherada pode se jogar nos saltos – o desejo de todas elas – o que garante mais sofisticação e assim a roupa pode ser um vestido, ou uma combinação de saia e blusa. A empresária Madu Cobra, da loja Deux Maries, mesclou duas grandes tendências do verão 2013, as franjas e a seda, mostrando que na festa de fim de ano as cores podem e devem ser usadas, tirando assim a obrigatoriedade do branco puríssimo. Ela indica, por exemplo, uma regata de seda coral com uma saia off white de franjas na ponta com destaque para o maxi colar que confere um glamour extra. Outra sugestão que vai arrasar para a virada é a camisa cor branca, com silk bordado e pedrinhas da mesma cor. Seu decote é redondo, baixo e fica justa no corpo. Para aqueles que querem “causar” neste fim de ano, a cor ideal

125


look 126

é a dourada. Além de estar super em alta nesta estação, confere um brilho especial, podendo ser usada tanto para produções mais sofisticadas quanto para as mais básicas e descontraídas. Por isso, significa poder. Também relacionada com os grandes ideais, a sabedoria e os conhecimentos. Há quem acredite que a cor dourada revitaliza a mente, as energias e afasta coisas ruins. Mesmo tendo sua prevalência concorrida com as outras cores, o branco tem o seu valor e pode ser mesclado com cores mais vivas. A loja Deux Maries sugere um vestido branco mullet – outra tendência forte da estação – usado com uma clutch azul turquesa e um maxi colar de pedra vermelha, misturando as cores e mesmo assim deixando em evidência o branco, símbolo da paz, ideal para o ano que se inicia. As empresárias Janaina Ortiga Abi-Ackel e Fabiana Ortiga Hoff, da Ortiga, ao trabalharem na coleção para o Ano Novo, pensam nos locais escolhidos pelas suas clientes para a virada do ano: praia, campo, cidade e festas descontraídas ou sofisticadas. Já a marca brasiliense de moda feminina Avanzzo criou uma coleção cheia de estilo. Nas cores branca, dourada, prateada e amarela, as peças em seda, renda e tricot são sofisticadas, charmosas e darão o brilho necessário para a festa de Revéillon. Assim como as roupas, as joias também são parte es-


Para você que ainda não se decidiu com relação à cor que usará na noite, vão algumas sugestões: • Branco: transmite paz, calma e pureza. Significa inocência e esperança no bem. Revela sinceridade e verdade; repele energias negativas e eleva as vibrações espirituais. Equilibra a aura e facilita o contato com os guias espirituais, promovendo o equilíbrio interior e a sensação de proteção. • Prata: relaciona-se com a parte feminina e emocional, os aspectos sensíveis e com a mente. • Dourado: expressa vibração elevada, vigor, inteligência superior e nobreza. • Roxo: simboliza respeito e dignidade. Assim como o preto, o roxo remete a nobreza e poder. • Azul: é uma cor fresca, tranquilizante, que se associa com a parte mais intelectual da mente. • Rosa: é uma cor emocionalmente descontraída, que influi nos sentimentos, convertendo-os em amáveis, suaves e profundos. • Laranja: libera as emoções negativas, nos faz sentirmos menos inseguros, menos penosos, mais compreensivos com os defeitos dos outros e contribui para a vontade de perdoar. • Verde: cria um sentimento de conforto e relaxação, de calma e paz interior, que nos faz sentir equilibrados interiormente. • Preto: a independência e a decisão.

sencial para as produções de fim de ano. Grandes ou pequenas, elas devem combinar com o estilo da mulher resgatando sua feminilidade. Então, o anel em prata 950 com uma pedra turmalina da Galeria Ornata para adornar os belos dedos da mulherada é uma ótima opção. Neste caso, a roupa não precisa combinar perfeitamente com a joia, o ideal é que ela reine em harmonia com o look. Desse modo, as pedras devem ter a sua participação especial, como o colar em prata 950, couro crisoprássio na rocha matriz, que pode combinar perfeitamente com um branco ou coral. Há ainda o colar em couro, prata 950, com granadas, peridotos e brilhante, ideal para quem gosta de peças exóticas. A Ornata oferece peças de designers brasileiros e estrangeiros e tem o diferencial da exclusividade na criação de joias contemporâneas que fogem do fatídico. A ideia principal para as roupas a serem usadas na noite de réveillon é que elas se harmonizem entre si e, principalmente, com o seu corpo, deixando-a feliz e confortável à espera de um 2013 mais feliz e agradável.

look

Onde encontrar? Ortiga: (61) 3349-3036, Deux Maries: (61) 3364-0757, Basic Collection: (61) 3345-4366 , Ornata: (61) 3364-0156, Avanzzo: (61) 3361-0331. Colaboração: Enielle Freitas

127


VOLTA àS AULAS

Conheça algumas opções de escolas para matricular as crianças no próximo ano

Educação

Por Karina Jordão/ Fotos: Divulgação

128

C

omeçou a temporada das matrículas escolares para o ano de 2013, e, para muitos pais, a chegada do final do ano é um período de decisões importantes. Escolher a escola do filho e até mesmo reavaliar a possibilidade de troca de instituição é uma tarefa que requer atenção a pequenos detalhes, que vão desde as atividades extracurri-

culares até o tipo de exposição que a instituição realiza em seus murais. De acordo com especialistas, não existe escola ideal, e sim escola que ensina e educa. É por isso que cada vez mais você precisa pesquisar instituições que levem em consideração os ideais da sua família, para que a escola certa seja similar ao modelo educacional que a criança tem em casa. Pensando nisso, a Revista Foco selecionou algumas escolas para matricular o seu filho no próximo ano.


SEB DÍNATOS COC A Unidade SEB COC Brasília surgiu com o firme propósito de oferecer aos alunos e a seus familiares um Projeto Pedagógico moderno, sustentado no desenvolvimento de competências essenciais à aquisição de conhecimentos e ao exercício da cidadania. A metodologia de ensino é baseada na discussão de fatos, na crítica de situações, na análise de dados, na pesquisa, na troca de experiências, com a participação ativa do aluno no processo. Nesse contexto, é necessária uma prática capaz de instigar nos docentes o espírito de busca, a sede da descoberta e a imaginação criativa. De acordo com compromissos que norteiam as atividades curriculares, o SEB DÍNATOS COC elaborou um projeto sustentado no aprendizado contínuo e diário, com empenho nas atividades de leitura e de produção de conhecimento, acrescidas de pesquisas que levarão o aluno a desenvolver princípios de metodologia científica nas diversas áreas do saber. Atividades paralelas sociais e esportivas embasam o desenvolvimento do respeito, da responsabilidade social e da participação construtiva no sucesso do grupo.

COLÉGIO MARISTA Os colégios do Grupo Marista são comprometidos com a proposta de educar e evangelizar as crianças e jovens, tornando Jesus Cristo conhecido e amado, formando bons cristãos e virtuosos cidadãos. Em sua prática pedagógica, considera que, para a aprendizagem acontecer de maneira dinâmica e significativa, é preciso levar em conta todo o processo de ensino, aprendizagem e avaliação. Isso requer análise contínua das práticas com vistas a mobilizar os saberes para que cada aluno possa se apropriar dos conhecimentos e enfrentar as dificuldades que podem surgir no decorrer do ano letivo. Nessa dinâmica, professores, coordenadores e diretores unem esforços na organização de planejamentos, registrados em planos de ensino anuais, semestrais, trimestrais ou bimestrais; na escolha de sequência didática apropriada à realidade dos alunos; no exercício de uma mediação que desencadeie a produção de processos mentais mais complexos; na elaboração de instrumentos de avaliação que permitam desenvolver os objetivos selecionados, observar os indicadores de aprendizagem e favorecer a comunicação entre professores, estudantes e familiares.

Educação

Colégio Seriös Tendo como alicerce a concepção do pensador e psicólogo Lev Vigotsky, para quem o brincar é a principal atividade da criança e o conhecimento é uma construção histórica e social, o Colégio Seriös alia teoria à experimentação. Alinhada às tendências, a instituição, além do inglês, é a primeira em Brasília a incluir mandarim na grade do Ensino Fundamental. Em franca expansão, as particularidades desse idioma permitem a exploração de uma cultura diferenciada, resgate de valores e ampliação da capacidade criativa e cognitiva das crianças. Da Educação Infantil ao Ensino Fundamental, a padronização é substituída pelo estímulo ao criativo. O universo da criança se mescla ao conteúdo programático, em uma estratégia que torna a escola um lugar prazeroso, mágico, que respeita as etapas da vida das crianças. O dia a dia dos pequenos se faz presente no material didático exclusivo, elaborado pela diretoria pedagógica, equipe que atua junto há mais de uma década.

129


COLÉGIO SAGRADO CORAÇÃO DE MARIA Os Colégios Sagrado Coração de Maria contextualizam sua ação educativa por meio de uma aprendizagem significativa, possibilitando ao educando contínua reflexão, análise e discernimento da realidade. A Proposta Pedagógica está direcionada em desenvolver os processos educacionais de formação e informação, de forma equilibrada, estimulando o exercício da liderança e a formação de habilidades que capacitem o educando a participar e atuar na sociedade com espírito crítico, iniciativa, criatividade, autonomia e responsabilidade social.

Educação

COLÉGIO GALOIS O Colégio Galois é uma escola “laica”, mas declaradamente Católica, Apostólica, Romana. Respeita todos os credos, mas reserva-se o direito de fazer celebrações exclusivamente católicas em suas dependências. A instituição busca trabalhar com seriedade, prudência e responsabilidade os conhecimentos inerentes a cada série e, com base nos Parâmetros Curriculares Nacionais, também desenvolver o gosto pelos estudos, bem como o hábito diário de estudar. A proposta pedagógica procura manter, cultivar e, se necessário, desenvolver os valores vivenciados em casa e na família. São valores simples e importantes para a boa convivência, tais como: respeito, honestidade, obediência, responsabilidade, veracidade, generosidade, humildade e ética. A vivência diária desses valores faz-se presente em todos os momentos e locais da escola, por meio de normas que todos procuram cumprir (diretores, professores, monitores, funcionários, alunos e pais).

130

COLÉGIO MACKENZIE No Mackenzie Brasília, inovação, conforto, tradição e segurança são aspectos que se associam a um corpo docente qualificado, a uma orientação psicopedagógica e educacional bem estruturada e a uma proposta educacional voltada para formação integral dos jovens e crianças. O objetivo é que o estudante desenvolva valores fundamentais, como respeito a Deus, a si mesmo, ao próximo e ao meio ambiente. Com investimento em infraestrutura, recursos tecnológicos, treinamento e capacitação, o colégio busca a melhor forma de ensinar, sem jamais perder de vista a missão e os princípios que norteiam o Instituto Presbiteriano Mackenzie. A proposta pedagógica do Mackenzie visa a oferecer aos seus alunos uma educação sólida e atual, de modo a assegurar aos estudantes seu desenvolvimento integral, valorizando conteúdos imprescindíveis à formação acadêmica, aliados a atividades esportivas, artísticas, culturais e sociais.


Mustknow Espuma, tinta e Indie Rock. Essa combinação te parece perfeita? A noite de Brasília ganhou festas temáticas com muita gente bonita. Ficou animado? Pode aguardar ansioso porque em 2013 tem mais!

Nina rocha

Os sócios Alexandre Coelho, Felipe Madruga, Eduardo Coelho e Eduardo Mujica

132

alternativo Amigos de longa data, Alexandre e Eduardo Coelho, Felipe Miranda e Eduardo Mujica estavam cansados da mesmice da noite na cidade. Viram no público considerado “alternativo” a oportunidade de produzir festas com um diferencial. Deu certo. Em dezembro, realizaram a terceira edição da Get Glow. O evento, sempre aos sábados, é garantia de gente bonita, animada, música boa e muita, muuuuita tinta! Os ingressos esgotaram e cerca de três mil jovens dançaram e se pintaram ao som de bandas como The Killers, Jet, Franz Ferdinand e Arctic Monkeys.

Espuma Imagina uma balada com bóia, touca de banho e um canhão de espuma? Não, você não está em Ibiza ou em Cancun, e sim na FOAM. Realizada em novembro, a festa foi o must go da temporada e já promete uma nova edição. Quem não foi, perdeu. Vai ter que esperar até março para brincar, na tinta ou na espuma!

Marina Nardi, Thais Castro, Juliana Laurito, Luiza Lima na FOAM


Profile

Guto Jabour

Nome: Luiz Augusto Bolognani de Souza Jabour. Idade: 22 anos. Profissão: Empresário. Para agitar no fim de semana: Villa Mix Brasília. Para ir a dois: Tratoria da Rosario. Para beber uns bons drinks: Enfim Restaurante. Destino preferido nas férias: Formentera, na Espanha. Quem vem a Brasília não pode deixar de: Conhecer uma das lojas de Sweet Cake e ver o pôr do sol em uma lancha no Lago Paranoá.


134

OLHAR


135

OLHAR


Tesouros, Mitos e Mistérios das Américas ParkShopping promove exposição sobre a história da América ancestral por meio de objetos e obras de arte diversas

PARKSHOPPING

A

136

fascinante cultura das grandes civilizações americanas, suas histórias, superstições e legados são tema da mostra “Tesouros, mitos e mistérios das Américas”, que chega ao ParkShopping no dia 10 de janeiro, como uma boa opção de férias para quem estiver na cidade. Até o dia 3 de fevereiro, réplicas de monumentos como os Moais da Ilha de Páscoa, a Pirâmide de Chichén Itzá e as Ruínas de San Agustín estarão expostas para visitação na Praça Central do mall. Outros elementos, como o Calendário Maia, o ouro e cerâmica da Colômbia e um personagem indígena também poderão ser vistos. A mostra apresentará ao público a riqueza das míticas sociedades formadas a partir do ano 3000 a.C. Para deixar as instalações fidedignas, o projeto contou com o trabalho minucioso de uma vasta equipe de designers industriais, paleontólogos, consultores em efeitos especiais, designers gráficos, antropólogos e assistentes de produção. “Essa é uma oportunidade para quem for ao ParkShopping de conhecer mais sobre a herança deixada pelos povos ancestrais”, explica a curadora da exposição Monica Kudrnac, da empresa Euroemeka, que trabalhou

em parceria com a Fundação de Ciências Naturais Felix de Azara. Visando a despertar o interesse dos visitantes de todas as idades pelo assunto, Tesouros, Mitos e Mistérios da América foi pensada de acordo com rigorosos critérios culturais, científicos e educativos. “O ParkShopping é endereço certo para o brasiliense que busca, além de um mix variado de lojas, diversão e entretenimento, principalmente nesse período de férias. Essa mostra vai instigar a curiosidade do brasiliense, independentemente de sua idade”, destaca Natália Vaz, gerente de marketing do ParkShopping. Os visitantes irão se surpreender com o tamanho das construções. Algumas delas, como as Ruínas de San Agustín, a Estela de Quiriguá e o Calendário Maia, foram retratadas em suas escalas reais, o que significa que chegam a ter até 4,5 metros de altura. Ao todo, 120 peças estarão à disposição em sete instalações principais. A réplica do Calendário Maia, por exemplo, desperta a curiosidade dos presentes por ter sido fonte de uma teoria que diz que o mundo terminaria em 2012. A peça de três metros, como a original, revelará os segredos do povo conhe-

cido como “Senhores do Tempo”. Outra atração que promete chamar a atenção da mostra é a Pirâmide de Chichén Itzá, que alcança 4,5 metros de altura. As Ruínas de San Agustín, originalmente na Colômbia, estarão representadas em Tesouros, Mitos e Mistérios da América. O legado deixado pelo povo escultor daquela região estará presente em nove réplicas em tamanho real, com dois metros de altura. As figuras entalhadas misturam seres humanos com aves, répteis, primatas, felinos, além de símbolos como cinzéis e martelos sugerindo divindades criadoras. Os visitantes poderão conferir ainda peças como pulseiras, cocares, colares, brincos, peitorais, figuras humanas e animais que eram utilizadas como bens comerciais, mas também como oferenda para mortos ou deuses. Serviço: “Tesouros, mitos e mistérios das Américas” no ParkShopping Data: de 10 de janeiro a 3 de fevereiro de 2013 Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 11h às 22h Informações: 4003-4137 e www.parkshopping.com.br


Casamento de Marina Sakamoto e Kaká Barros

Cerimonial: Patrícia Nunes (Renato Nunes) Convites: Valéria Estrela Som e Iluminação: Grillo Audio Painéis: Real Festas Fotografia: Monjardim Noleto Filmagem: Omni Video Joias: Deise Aviz Traje noiva: Maristeles Crossara Traje do noivo: Mr. Spencer Traje damas: Nagela Maria Maquiagem: Luis Carlos

casamento

Cabelo: Junô

138

Catedral Metropolitana de Brasília

Padre Rodrigo na benção das alianças

Willian da Rocha

Buquê da Arte Flora

Decoração da Onoyama Flores

As damas Roberta Azevedo, Carolina Sakamoto Coraini e Marina Michalsky


A família da noivo

Monjardim Noleto Fotografia

Salão de festas Villa Rizza

O brinde dos noivos

Banda DF Music e Dj Marcelinho BG

A noiva com as poderosas dos shoppings

Heloisa e Henrique Hargreaves com a noiva

O noivo fazendo o que mais gosta: tocar bateria

O grupo Batukenjé

Os modelos da Scouting

Marina Sakamoto e Ming Liao Tao

Os noivinhos do bolo presenteados pela Ateliart

casamento

A família da noiva

139


140

Ver達o


O verão...

Ah, o verão! Mundialmente conhecido como um lugar de praias perfeitas, o Brasil conta com um verão que atrai muitos turistas para o litoral e, por isso, mais vendas de protetores solares Por Camila Bocchino – Fotos: Divulgação

“O protetor solar é um produto de extrema importância na prevenção do fotoenvelhecimento e do câncer de pele”, garante Dr. Gilvan Alves

Verão

S

ol, muito calor e tudo de bom que o verão pode trazer. Aquela sensação de férias que vem quando você olha pela janela de casa e vê aquele dia lindo e cheio de luz. A vontade é de pegar uma toalha, colocar uma roupa bem fresquinha e curtir uma água bem fresquinha que alivie o calor do sol na pele. Essa é uma boa definição de verão, mas o que não podemos esquecer em casa, até em “dias de branco”, em que trabalhamos muito, é o bom e velho protetor solar. Companheiro em bons momentos da vida, ele ajuda a prevenir o envelhecimento da pele e a amenizar os efeitos daquele sol de praia que chega nessa época de férias. Desde meados do século XXI, a família moderna mudou completamente sua relação com o sol. Surgiram expressões como efeito estufa, aquecimento global, radiação ultravioleta, os raios UVB e os raios UVA, que ingressaram no vocabulário e não saíram mais, mudando o comportamento das pessoas. Mas não foi só isso que mudou. Nos últimos tempos, a Agencia Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, tem mudado constantemente seus critérios para a produção e

141


A linha Golden Plus, de O Boticário, chega às lojas com mais novidades

venda de protetores solares. Podem ser alterações simples ou não, mas estão sempre visando ao bem-estar do consumidor. Recentemente, procurando melhorar a identificação dos produtos e atender a um novo perfil de consumidor, a Agência estabeleceu uma nova legislação, promovendo medidas mais rigorosas e deu às empresas dois anos para se adequar as novas regras. Essas mudanças ajudam o consumidor a identificar o produto que su-

pra melhor suas necessidades, seja ele adulto ou criança. A importância do protetor solar deve ser ensinada desde cedo pelos pais. “O protetor solar é um produto de extrema importância na prevenção do fotoenvelhecimento e do câncer de pele. Pode iniciar o seu uso a partir dos seis meses de idade. Deve-se observar o veículo que pode ser um creme para pele seca, gel para pele oleosa, espuma para pele mista ou spray para área com muito pelo, varia

As principais mudanças são: PROTETORES SOLARES

Qualquer cosmético cujo benefício de proteção contra a radiação UV seja a finalidade principal do produto

2

6

FPS máximo

Sem limite

Menor que 100

Sem citação

1/3 do valor de FPS

2,0 – 6,0

6,0 – 14,9

Média Proteção

6,0 – 12,0

15,0 – 29,9

Alta Proteção

12,0 – 20,0

30,0 – 49,9

Maior que 20,0

Maior que 50 e menor que 100

FPUVA Baixa Proteção

Verão

Muito Alta Proteção

142

COMO ERA COMO FICOU

FPS mínimo

PRINCIPAIS MUDANÇAS • Proibidas expressões como bloqueador e 100% de proteção • Após testes específicos, poderão declarar resistência à água e ao suor • Indicar a necessidade de reaplicação do produto

de acordo com o tipo de pele”, explica o dermatologista Gilvan Alves. A falta de uso diário desse produto pode garantir um envelhecimento precoce da pele e também pode causar, a longo prazo, câncer de pele. Os riscos são muitos e o uso correto desse produto deve ser parte da rotina de cada um. “Em primeiro lugar deve- se lembrar que o uso de protetores solares não quer dizer que você tem um passaporte para ir para o sol. Ele deve ser usado diariamente, até mesmo em dias nublados, não é porque a luminosidade esta diminuída que as pessoas não estão expostas aos raios UVA e UVB”, comenta a dermatologista Wadad Abdala. “A recomendação é que seja passado 30 minutos antes da exposição e reaplicado a cada 2h”, continua a média. Esse intervalo deve ser menor se a pessoa entrar na água ou em caso de exercício físico por conta do suor. Mas não são só as consequências ruins da exposição ao sol que devem ser levadas em consideração. Tomar um belo banho de sol revigora as energias e faz bem à saúde. Ajuda na produção de vitamina D, que ajuda na prevenção de algumas doenças crônicas, além de proporcionar um bronzeado que não conseguimos sem ele. Com o sol tudo fica mais claro e mais


Preocupados com o consumidor, a Natura já tem seus produtos adequados às novas regras da Anvisa

“Enquanto as embalagens não estão adequadas a nova lei, para pessoas que ficam muito tempo na água em praia ou piscina, uma ótima opção é o filtro infantil”, Dra. Wadad Abdala

o filtro infantil, pois tem melhor fixação e maior resistência à água. Na falta destes, o uso de protetores em creme, porque as opções em gel e oill free saem com mais facilidade”, termina a dermatologista.

Sempre pensando no seu consumidor, as marcas nacionais Natura e O Boticário já começam a adequar suas linhas de proteção solar às exigências da Anvisa. “Nós cumprimos a determinação da Anvisa quanto ao fator mínimo de proteção, mas vamos além, pois mantemos em nossos produtos multifuncionais a proporção de 1/3 entre os fatores FPS e FPUVA”, explica a Gerente Fórmula I – Rosto e Fotoproteção, da Natura, Joana Miranda Formigone. Agora os produtos passam a ser multifuncionais para melhor se adequar à rotina de todos. Mesmo quem não passa o dia na praia ou exposto ao sol precisa fazer uso de proteção solar, por isso as duas marcas lançam suas linhas tradicionais, a Golden Plus de o Boticário e a Natura Fotoequilíbrio, que se adéquam a todos os tipos de pele e podem ser usadas a qualquer hora. Com essas mudanças de legislação e a adequação dos produtos a ela, você pode tomar aquele banho de sol caprichado e sem medo de que danos maiores do que aquele bronze bonito possam acontecer com a sua pele. Responsáveis técnicos Dra. Wadad Abdala – CRM 8131 Dr. Gilvan Alves – CRM/DF 7940

Verão

bonito, por isso devemos nos cuidar cada vez mais para podermos desfrutar dele por mais tempo. “No verão, além do protetor, deve se ingerir muita água, cerca de dois litros por dia e tomar banhos mais rápidos com água mais pra fria, além de aplicar hidratante nos primeiros cinco minutos após o banho”, aconselha o Dr. Gilvan. “O sol danifica as fibras colágenas e elásticas causando flacidez, além de agredir os melanócitos e causar manchas escuras e brancas. Mas o mais sério é o câncer de pele, que pode ter consequências mais graves”, lembra o médico. Enquanto as empresas de adéquam aos novos requisitos impostos pela Anvisa, o que não pode faltar são dicas de especialistas sobre como adequar o uso dos produtos já existentes no mercado às suas necessidades diárias. “Acho que a grande dica é bom senso. Expor-se ao sol em horário adequado antes das dez horas e depois das 15 horas, usar protetor solar com fator de proteção igual ou maior que 30 e reaplicar a cada duas horas”, comenta a Dra. Wadad. “Outra dica, enquanto as embalagens não estão adequadas à nova lei, para pessoas que ficam muito tempo na água em praia ou piscina, uma ótima opção é

143


rangelcavalcante@uol.com.br

Mucuripe é longe O padre Pita, que marcou sua longa passagem por várias paróquias cearenses com um montão de episódios pitorescos, era professor de português na antiga Escola de Cadetes de Fortaleza. Nada adepto da pontualidade, costumava chegar atrasado ao colégio para as aulas, que se iniciavam às sete da manhã. Muito constrangido, o comandante decidiu chamar a atenção do bondoso sacerdote, cujos atrasos não eram um bom exemplo para os demais integrantes do corpo docente. Como desculpa, padre Pita explicou que celebrava missa todos os dias e que o Mucuripe – bairro onde se localiza o porto da capital – era muito longe do Colégio. O comandante aceitou, pesaroso, a explicação do professor. Mais tarde, durante o almoço, comentou com outros oficiais o elogiável esforço do sacerdote, que, mesmo já idoso, enfrentava diariamente a cansativa viagem desde a zona portuária até o início da Aldeota para ministrar as suas aulas, razão pela qual perdoava os constantes atrasos. Foi aí que um dos circunstantes deu conta de que essa história era conversa fiada, pois o padre Pita jamais celebrara ou morara no Mucuripe. O comandante decidiu interpelar o professor, dizendo-se decepcionado com a desculpa que ele apresentava quando chegava atrasado. Padre Pita sentiu-se ofendido. E protestou: – Não aceito que o senhor me chame de mentiroso. Eu jamais disse que celebrava missa no Mucuripe, mas apenas que celebrava todos os dias e que o Mucuripe é muito longe. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Ele celebrava na igreja de Santa Luzia, E o Mucuripe é mesmo muito longe de lá.

O primeiro

rangel cavalcante

Mauricio Fruet, um dos mais ilustres homens públicos do Paraná, que foi prefeito de Curitiba, cargo para o qual o seu filho Gustavo acaba de ser eleito de modo consagrador, tinha um amigo prefeito de uma cidadezinha do interior paranaense que gostava de tomar umas e outras. Certa noite vinha ele dirigindo o próprio carro por uma das avenidas da cidade quando foi parado por um guarda de trânsito. Sem reconhecer o motorista, o guarda foi logo mostrando sua autoridade: – A carteira! O prefeito tinha esquecido o documento em casa e tentou explicar-se. – Olha, “seu guarda”, eu sou prefeito da cidade e esqueci a carteira em casa. Dê-me um tempo e vou rapidamente buscá-la. O guarda se mostrou inflexível. – Não é possível O senhor está multado. E entregando o talão da multa, vangloriou-se: – O senhor é o primeiro prefeito que eu multo na minha carreira. Não gostou da resposta. – Pois fique sabendo que o senhor é o primeiro guarda que eu vou transferir para bem longe daqui. Duas semanas depois chegou da capital a ordem de transferência do guarda para um vilarejo lá na divisa com São Paulo.

144

Jesus Essa também vem lá do Paraná, contada pelo Malucelli. Dá conta de um candidato a vereador que se chamava Jesus. Usava cabelos longos, barba e fazia de tudo para se parecer ao máximo com o seu xará, o filho do Homem. Durante um comício num bairro da capital, foi saudado por um cabo eleitoral, desses apaixonados, que exaltava no palanque para a pequena plateia as qualidades do candidato, principalmente o seu nome e aparência. Gritava alto: – Olhem aqui o nosso candidato. Ele tem o nome de Jesus, o cabelo de Jesus, a barba de Jesus, o rosto de Jesus.... Não pôde continuar, já que o comício foi dissolvido graças à bagunça provocada por um gaiato que gritou bem alto: – Pois crucifica esse “fio” de uma égua!


Os anais Foi de uma pequena escola situada no pobre município de Águas Lindas, no interior alagoano, que o saudoso ministro Humberto Gomes de Barros, um dos grandes juristas, magistrados e escritores que Alagoas deu ao país, nos trouxe esta historinha que muito bem integra o seu “Nossa Senhora do Brasil”. Lá tudo era de graça e a escolinha vivia em estado de insolvência, sobrevivendo de umas poucas subvenções estatais e de pequenas doações dos moradores da cidade. Num esforço para manter a escola aberta, o Arcebispo decidiu entregar a sua direção a uma professora, dona Zuleide, a Tia Zu, logo guindada à presidência da mantenedora, a Fundação Jesus Redentor. Já faltava comida para as crianças, os salários das professoras e serventes em atraso. Logo no dia da posse Tia Zu mostrou a sua força. Cada convidado – e ali estavam as autoridades e comerciantes do ligar – era intimado a assinar, logo à entrada, um livro de ouro, marcando as suas doações em dinheiro. Quem abriu a lista foi o próprio marido dela, que fez uma doação de um conto de réis (a moeda da época), uma grana preta. Os demais convidados não quiseram ficar atrás e todo mundo deu a mesma coisa, ou até mais. Terminada a festa, lá estavam 20 contos de réis. Dava para quitar todos os débitos e e ainda garantir as despesas da escola por vários meses. Entusiasmada com o acesso de caridade dos seus cidadãos, tia Zu determinou à sua secretária: – Faça registrar no anal da Fundação essa manifestação de generosidade dos nossos cidadãos, detalhando todas as contribuições e os nomes dos seus respectivos doadores. Percebendo os sorrisos irônicos de muitos presentes, a secretária, humildemente, advertiu a presidente: – Tia Zu, o nome certo é anais. A presidente reagiu de pronto: – Não, senhora. A Fundação Jesus Redentor é uma instituição séria. Só tem um anal.

O evangélico A notável colunista Regina Marshall conta a história da família que tinha uma empregada doméstica, a Idalina, daquelas que todo mundo sonha ter em casa. Já há mais de dez anos no serviço, cuidava de tudo na casa, que mantinha impecavelmente limpa e arrumada. Praticamente criou os filhos dos patrões. Pois um dia a doméstica modelo pediu demissão. A patroa, surpresa, quis logo saber as razões do gesto, já que a considerava um membro da família. E deu-se o diálogo: – O que houve? É questão de salário? Eu aumento. – Não, senhora, explicou. É que somos evangélicos e o meu marido foi transferido para uma igreja no Paraná, onde vai ter que viajar com muita frequência e eu tenho que acompanhá-lo. – O seu marido é pastor? Quis saber a patroa. – Não, mas o pastor só confia nele. – E o que ele faz na igreja? – Ele é quem faz o papel daquele aleijado que se levanta e sai andando com as muletas para o alto durante o culto, na hora dos milagres... A Regina diz que quem contou a história, o Rui S. da Cruz, garante que é verdade.


De A a Z ANTONELLA DE LA FRANCESCA deixa de ser embaixatriz em Brasília para assumir o cargo de embaixadora da Itália no Paraguai. Para quem não sabe, ela é diplomata de carreira, muito competente. Terá o enorme desafio de atuar em um país latino-americano que fará eleições presidenciais no início de 2013, sob clima de tensão interna e externa. O Paraguai está fervendo. BRANCO, aquele famoso lateral do Fluminense que conquistou a Copa de 90, agora é um senhor rechonchudo que trabalha como técnico do futebol. Ele foi contratado para dirigir o time do Sobradinho, uma equipe que surge no Campeonato Brasiliense tentando disputar espaço com Brasiliense, Gama e outros mais tradicionais.

renato Riella

CRISTIANO ARAÚJO, deputado distrital e secretário de Desenvolvimento Econômico, tem o mérito de estar redimindo o programa Pró-DF, que andou sofrendo graves abalos nos últimos anos. É um desafio do governo Agnelo, pois leva progresso às diversas regiões do DF, criando empregos em áreas periféricas. Merece todo o incentivo possível.

146

GILBERTO AMARAL, sempre à procura de novas emoções, juntou-se à lotérica da QI 15 do Lago Sul (Daniela Nast) e a Márcia Lima e lançou o Bolão do Gigi, tentando conquistar a Mega-Sena da Virada, que será sorteada no dia 31 de dezembro, com prêmio avaliado em R$200 milhões. Gente de Brasília pode passar o Ano Novo com motivo extra para comemorar. ELLEN OLÉRIA chama-se Ellen Gomes de Oléria, uma negra de corpo volumoso, lançada nacionalmente no programa The Voice da Rede Globo. Brasiliense, foi criada no Chaparral, uma

zona da Ceilândia antes abandonada, que vai se estruturando aos poucos. Ellen já era conhecida no DF e transforma-se agora numa das maiores cantoras jovens do Brasil. Tem 30 anos. IBANEIS ROCHA venceu a eleição para presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – DF. Ele promete rever (para baixo) a anuidade paga pelos advogados, o que foi fator determinante para a vitória, pois há muitas reclamações nessa área. Ibaneis quer também uma OAB-DF mais independente, capaz de questionar situações de interesse da sociedade sem meias palavras. LINDBERG AZIZ CURY foi o principal homenageado em sessão especial da OAB-DF, quando se comemorou a passagem dos 25 anos do direito de voto no DF. Na época, ele presidia a Associação Comercial do DF e abriu campanha para que os brasilienses pudessem escolher governadores, deputados e senadores. Por isso a merecida homenagem. RENATA REBELO é uma empresária que está oferecendo interessantes opções de cesta de Natal na 203 Norte Comercial. A empresa Renata Rebelo Doces resolveu focar nesse produto no mês de dezembro, com ofertas de cestas individuais, mais baratas do que as cestas comerciais conhecidas. A proposta tem obtido boa aceitação do público. RODRIGO ROLLEMBERG será mesmo candidato a governador em 2014. A maior prova disso é a posição que conseguiu aprovar dentro do PSB, decidindo afastar o partido do governo Agnelo, inclusive entregando os importantes cargos do primeiro e segundo escalão. Assim, o PSB agora é oposição declarada no DF. E a campanha eleitoral está começando cedo. SÉRGIO GRAÇA é o coordenador do projeto da Copa do Mundo no Governo do DF e tem se desdobrado ao levar delegações de todo tipo para visitar a construção do Estádio Mané Garrincha. Ele é experiente na área e na década de 90 dirigiu o antigo Defer. Caberá a Sérgio aproximar Brasília dessa obra até agora vista de longe por todos nós.


Últimos eventos de que participamos

O casal Serra Azul e Luiz Carlos Cerqueira, presidente da Casa do Poeta

O Casal Serra Azul com Marlene e o esposo, novo acadêmico da Academia Brasiliense de Letras

O Casal Serra Azul e o vice-presidente da O casal Serra Azul e o ministro do STF Ayres Brito Academia de Letras de Brasília, Romildo Azevedo

Raimunda Serra Azul, João Henrique ladeando a delegada federal e vice-presidente do Clube Soroptimista, Sônia Stella

O casal Serra Azul, com o presidente da Academia Taguatinguense de Letras e mais três acadêmicos

Serra azul

Aspecto geral da entrega do diploma “Mulheres que Brilham” vendo-se à frente a Superintendente da Policia Federal Dra. Silvana Helena, a Delegada Federal e Sônia Stella, a professora Maju da UnB o casal Serra Azul e a Delegada Evangelina Cariné, Corregedora-Geral da Polícia Federal. Na mesa Wilon Lopes, que conferiu os diplomas

148

Mulheres que brilham vendo-se à frente, Raimunda Serra Azul, a superintendente da Polícia Federal, Dra. Silvana Helena, a delegada Evangelina Cariné, corregedora-geral da Polícia Federal, Maju, professora da UnB, e Perla Soares Rodovalho, do TJDFT, entre outras

O casal Serra Azul e o Dr. Silvio Breckenfeld no dia do lançamento de seu livro

O casal Serra Azul, com Gustavo Dourado, presidente da Academia Taguatinguense de Letras e esposa, a jornalista Maria Felix, o maestro Sebastião e Wilon, da OAB e do jornal Satelite

Padre Aleixo, o acadêmico Rosini, o empossando Napoleão Valadares, a escritora Lívia, Flávio de Souza Coutinho, a Srª Nirciene e o ministro do TST Alberto Scarfisi

Cariné e Raimunda Serra Azul com o diploma de Acadêmicas Beneméritas ao lado de João Henrique e Serra Azul


Fotos: Paulo Lima

Adriana Colela “Todos os dias temos prova da existência de Deus: a luz do sol, as flores no jardim, o sorriso de uma criança... mas foi na noite de Dezembro, anos atrás, que Ele se mostrou misericordioso conosco, colocando o Filho do seu amor entre nós. Por isso, esperamos que essa essência dessa chama divina esteja sempre nos nossos corações e que ela traga um Natal de paz e um ano novo de alegrias”.

adriana colela

Ana Rosa e Luiz Sabóia

150

“É Natal! Quanta alegria, esperanças, lembranças e desejos novos nos enchem os corações! Desejamos que todos eles se realizem. Feliz Natal e um maravilhoso Ano Novo são nossos desejos”.

Gislene, Larissa e Wando Borges


Fotos de Paulo Lima No churrasco que Maria Luiza e o ministro Carlos Fernando Mathias de Souza ofereceram em torno dos participantes do IX Seminário Ítalo-Ibero-Brasileiro, Marcello Maria Fracanzani, da Universidade de Udine; a anfitriã; Eduardo Vera-Cruz, de Lisboa; Augusto Martin de la Vega, de Salamanca; e o anfitrião

Ministro Roberto Rosas e Célia, ministra Assusete Magalhães e Júlio Magalhães Fernanda e Rubinho de Souza e Cristiane Frota

gilberto Amaral

Embaixador de Portugal, Francisco Ribeiro Telles, a embaixatriz de Portugal, Eni, Antônio Carlos Portugal e a embaixatriz Antonella la Francesca

152

Ministro Antônio de Pádua Ribeiro e Ivis Glória, Jussara e o desembargador federal Jirair Meguerian


Os secretários Sálvio Medeiros, Carlos Alberto Barreto, Zayda Manatta, Everardo Maciel e Carlos Marcial, e o adido Tributário e Aduaneiro do Brasil, Jorge Rachid

Festa estrelada

N

o último dia 30, a noite brasiliense brilhou ainda mais com as comemorações em torno dos 44 anos da Receita Federal. Evento realizado no Porto Vittoria reuniu grande parte dos servidores que, entre brindes e sorrisos, festejaram até altas horas. Registrei a presença de velhos amigos e personalidades, que fizeram e ainda hoje contribuem para a construção de instituições sólidas e respeitadas da República.

D

Um sábado dos mais elegantes reuniu personalidades no almoço que a ministra Cristina Peduzzi ofereceu para os amigos em comemoração ao seu aniversário. Presença de vários ministros dos Tribunais Superiores e, no jardim, não faltou a turma dos charuteiros, entre eles o novo ministro do Supremo, Teori Zavascki, que fumava um Partagas. Para completar a elegante tarde, um conjunto tocava no volume ideal, e os convidados podiam conversar alegremente. Na foto, a aniversariante com o marido, ministro Luiz Carlos Madeira

Carlos Ayres Britto e Rita Também na tarde, o ministro Marco Aurélio com as filhas Priscila e Letícia e o genro Bruno Assunção

A beleza da noite: Patrícia Dias Gonçalves Chaves

T

ambém enriqueceram a festa o superintendente José Oleskovicz; o diretorgeral da Esaf, Alexandre Motta; e o gerente do Banco do Brasil, Vasco Creso, que patrocinaram e prestigiaram a entrega dos prêmios e da Medalha Noé Winkler aos servidores laureados no ano. Parabéns ao governo e à sociedade brasileira pelos 44 anos da RFB.

gilberto Amaral

Na comemoração, Ana Paula Pedrosa Giglio, Elzy Ferro Mendes Campos, José Carlos Dias, Elzy Ferro Mendes Campos e Ana Paula Pedrosa Giglio

entre eles, os ex-secretários Sálvio Medeiros, Carlos Marcial, Everardo Maciel e Jorge Rachid, que foram recepcionados pelo atual titular da Receita Federal, Carlos Alberto Freitas Barreto, por sua elegante substituta, Zayda Manatta, e pelo chefe de gabinete, José Carlos Dias.

153


Prontas par

gente fina

A

154

moda passou por um processo drástico de aceleração nos últimos dez anos. Conceitos e fronteiras estéticas foram radicalmente repensados, e a comunicação de moda foi inteiramente revista, saltando da imprensa escrita para a tevê e a internet, saindo dos salões elitistas para a cena noturna, do chic ao cool, do cool ao cult, do cult aos salões. Paulo Lima clicou as prontas para brilhar nos acontecimentos de nossa Brasília.

Ana Cristina Campelo

Deputada Liliane Roriz

Carmella Tonet de Camargo

Christina Queiroz Hedwiges Siqueira


ara brilhar Fotos: Paulo Lima

Yara Curi

Isabela Oliveira

Cleire Peniago

Conceição Pinheiro

gente fina

Sanzia Maia

155


Retinopatia da prematuridade

Exame de RN prematuro (DO AUTOR) Por DR. RODOLFO ALVES PAULO DE SOUZA — OFTALMOLOGISTA

A

organização mundial de saúde (OMS) estima que existam mais de 50.000 crianças cegas por retinopatia da prematuridade no mundo. É uma das mais importantes causas de deficiência visual ou cegueira em crianças nascidas prematuramente. A falha de encaminhamento precoce por parte dos pediatras e a falta de profissionais oftalmologistas (com preparo em exame do prematuro) para fazer o diagnóstico correto e indicar o tratamento apropriado são provavelmente os fatores responsáveis pela enorme quantidade de crianças cegas anualmente por retinopatia da prematuridade, que atualmente é a segunda maior causa de cegueira em nosso país, perdendo apenas para o glaucoma congênito.

CBV

O QUE É A RETINOPATIA DA PREMATURIDADE? Uma doença que não é bem conhecida pelos pais e por alguns profissionais e precisa ser mais valorizada e acompanhada. A retinopatia da prematuridade é o crescimento caótico dos vasos sangüíneos que suprem a retina, que é uma estrutura das mais nobres e está localizada no fundo do olho. Esse crescimento desorganizado dos vasos pode levar a sangramento dentro do olho ou a um descolamento de retina, ocasionando então a cegueira do bebê. Isso acontece nos prematuros pela imaturidade desses vasos sanguíneos. Os vasos terminam de se formar até o final da gestação e nos prematuros não estão totalmente formados.

156

QUANDO FAZER O EXAME? O exame deve ser feito entre 4 e 6 semanas de vida. Em prematuros com idade gestacional menor ou igual a 32 semanas e/ou com peso de nascimento menor ou igual a 1.500 gramas. Alguns fatores de risco devem ser considerados, como: síndrome de desconforto respiratório, infecções neonatais, gemelaridade, transfusões sanguíneas, hemorragia intraventricular, hiperglicemia. Na presença desses fatores de risco, o exame deve ser solicitados em bebês nascidos antes de 36 semanas e com peso abaixo de 1.600 gramas.

Um dos fatores mais importantes é a oxigenoterapia. As UTIs não podem abrir mão do uso do oxigênio para salvar vidas ou para não deixar sequelas, mas o nível de oxigênio utilizado hoje é mais baixo do que antigamente, sem que isso cause dano ao bebê. COMO É O EXAME E COMO DEVE SER O ACOMPANHAMENTO DO PREMATURO? O exame deve ser realizado por oftalmologista habilitado em retinopatia da prematuridade para identificar a localização e as alterações retinianas seqüenciais, pois reduz o tempo do exame e consequentemente o desconforto do paciente. Depois de dilatada a pupila, deve-se instilar colírio anestésico, auxílio de uma enfermeira ou auxiliar de enfermagem para conter o prematuro (enrolar o bebê), assim como considerar o uso de glicose durante o exame e sucção não nutritiva (chupeta) são métodos utilizados para diminuir a dor. O agendamento dos exames subsequentes deverá ser determinado pelos achados do primeiro exame: a cada duas semanas se não tiver risco de cirurgia. Com risco de cirurgia, de três a sete dias, dependendo do estágio. Se a retina estiver vascularizada o bebê recebe alta e deverá fazer acompanhamento a cada seis meses com oftalmologista para evitar problemas como estrabismo e outros relacionados. Caso o bebê apresente necessidade cirúrgica, ele deverá ser indicado em até 72 horas para melhor resultado. O tratamento é feito com laser ou crioterapia na retina doente, a fim de evitar o sangramento e descolamento da retina.

Certificação de Qualidade

Resp. Tec.: Dra. Maria Regina Chalita Oftalmologista CRMDF 14147

CBV — Centro Brasileiro da Visão (61) 3214-5000 www.cbv.med.br L2 Sul 613 - Asa Sul - Brasília - DF


aniversário

Estenio e Ana Cristina

158

Marizalva e Ministro Valmir Campelo

O casal Ana Cristina e Estenio Campelo recebeu, no dia 8 do corrente mês, os padrinhos, familiares, alguns amigos e o celebrante de seu casamento, Padre Aleixo Brandi, em um jantar na cobertura de seu apartamento, por ocasião do transcurso de um ano de feliz união matrimonial. De alguns estados deslocaram-se padrinhos e amigos, revivendo aquela inesquecível noite no Recanto das águas, que marcou a lembrança de todos. O cocktail/ jantar foi realizado pelo Buffet Renata La Porta, com a cobertura do Programa Gilberto Amaral e fotos colhidas pelo repórter fotográfico Paulo Lima. A noite transcorreu num clima de muita alegria e felicidades.

Casal Leila Rejane e Ministro Brito Pereira do TST em entrevista para o programa do Gilberto Amaral


Estenio e Ana Cristina, Regina e Jose Carlos

O casal Estenio e Ana Cristina e familiares da anfitriã

Estenio e Ana Cristina com Gilson e Zelia Pena

O casal anfitrião com Eliane e Ministro do TST Carlos Alberto

Padrinhos Elbio e Betania Mendes com o casal Estenio e Ana Cristina

Estenio e Ana Cristina com a filha e o genro do anfitrião, Andrea e Marcelo Feitosa

Jornalista Claudio Humberto, Tais Braga, Ana Cristina e Estenio

Luis Bandeira e Angélica

O genro Marcelo, a filha Andréa, o filho Renan, a nora Carol e o filho Guilherme

Ana Cristina ladeada por Mara e Bernadete Amaral

aniversário

Os Ministros Brito Pereira,Valmir Campelo e o advogado Estenio Tais Braga, Vera, Sergio Ross e Claudio Humberto Os padrinhos Cleuber e Maria com Ana e Estenio

159


Os padrinhos Maurício e Elaine com os anfitriões

O casal anfitrião com Embaixador Pedro Luiz Rodrigues e Mara

Os padrinhos cariocas, Jorge Pinto e Mirtes com o casal

Os padrinhos Coutinho e Vilneide com os anfitriões

aniversário

Estenio e Ana Cristina com os padrinhos Carol e Guilherme Campelo (filho do anfitrião)

160

Os padrinhos Macario Mota e Darcy com os anfitriões

Os casais Wanderval e Emilze, Antonio Carlos e Claudia com os anfitriões

Padre Aleixo (celebrante do casamento) casal anfitrião e Celso Kaufmann

Estenio e Ana Cristina com os padrinhos Maria Helena e Carlos Motta


cenas

em

Fotos: Paulo Lima, Telmo Ximenes, Lincoln Iff, Cléo Passos, Cesar Rebouças

FO CO

Janete Vaz, presidente do Clube Soroptimista de Brasília, promoveu na residência de Eterna Araújo, no Lago Sul, a confraternização de Natal das sócias do Clube.

Janete Vaz, Nathanry Osório e Eterna Araújo

Foi um sucesso a noite de autógrafos do livro Brasília, Meu Porto Seguro, do médico veterinário Silvio Breckenfeld, no Grande Oriente do Brasil.

flashes

Paulo Octávio entre Silvio e Izabel Breckenfeld

162

João Henrique e Raimunda Serro Azul e Luiz Carlos Siqueira

Brunilde Morais e Cosete Gebrim

Marlene de Souza, Rita Márcia Machado e Maria José Santana

Elaine Caldas, Fabíola Loureiro e Kátia Kouzak

Vânia Oliveira, Cristiane Breckenfeld e Cláudia Cunha


Valeska Tonet de Camargo recebeu para elegante happy-ho querida Marina Jardim.

Valeska Tonet, Consuêlo Badra e Marina Jardim

Marcela Bastos, Isabela Guerra e Carmela Tonet

ur em sua residência, em torno da

Stela Querra, Marina Jardim, Adrienne Jobim, Ana Maria Gontijo e Pompéia Addário

Mariza Macedo-Soares, embaixadora Maria Adili Romei, Valeska Tonet de Camargo e embaixatriz Antonella La Francesca

O G-15 comemorou com almoço de aniversário seus quatro anos de existência.

Glelany Cavalcante e Alessandra Silveira

Carlos Augusto Veloso, Sandra Costa e Gustavo Lourenço

flashes

Vanessa Mendonça, Consuêlo Badra e Joel Jorge

163


Ana Cristina e Estênio Campelo comemoraram em grande estilo o aniversário de um ano de feliz matrimônio.

lo

José Honorato e Berta ao lado do casal Ana Cristina e Estênio Campe

Marizalva e ministro Valmir Campelo

Gilson e Zélia Pena

Maria Helena e Carlos Motta

Jacira Arantes abriu sua residência no Lago Sul para confraternização da Academia Internacional de Cultura.

flashes

Isabella e Antonio Rodrigues com Jacira Abrantes

164

Cláudia e Antônio Carlos Martins

Rita Márcia Machado, Claudia Galdina e Maria Olimpia Gardino

Marly Vianna e Neusa Soares


A coleção “Alessandra Ambrósio by Colcci” desembarcou na cidade junto com a top Alessandra Ambrósio, que assina a coleção e lotou a loja Colcci do Shopping Iguatemi Brasília. Alessandra autografou os catálogos dos clientes.

Alessandra Ambrósio Alessandra Costa e Sarah Gomes

Eunícia Guimarães, Gerardo Aguiar e Augusta Lôbo

Carol Taurisano e Silvia Venâncio

Ivan David, Gil Rodrigues e Cleyton Lima

Guto, Paulo, Antão e André Borin

flashes

Angélica Medina, Céres Flores e Mariana Juruena

165


A ministra Assusete Magalhães do STJ foi homenageada com o título de Cidadã Honorária de Brasília, pela Câmara Legislativa, proposto pelo deputado Distrital Dr. Michel.

Governador Agnelo Queiroz, deputado Dr. Michel e a ministra Assusete Magalhães

Deputados Chico Leite e Agaciel Maia e ministro Hermes Benjamin

Elimar Koenigkan e Júlio Magalhães

Osmar Tunholo, Eliene Bastos e ministro Cláudio Santos

flashes

Ministro Hamilton Carvalhido e Mauro Campbell

166

Roberto e Célia Rosas Desembargador João Mariosi e o reitor Getúlio Lopes


inúmeras clientes A designer de joias Vânia Ladeira recebeu em sua bonita loja sua joalheria. para brindar com happy-hour o aniversário de três anos da

Luana Oliveira, Vânia Ladeira e Divanda Pereira

Carol Hudson e Nathanry Ibiapina

Cláudia Peralta e Bia Guimarães

Márcia Moreira, Vera e Vanessa Ladeira

Marcus Maia e Gabriella Miziara

Cosete Gebrim e Lucila La Porta

flashes

Em recente evento social em nossa Brasília.

Senador Paulo Davim e Sanzia ao lado do casal Paulo e Cláudia Marins

167


Comemoração em grande estilo dos 15 anos da VERT na casa de festa Unique, com show de Marina Lima. Noite iluminada. Sérgio Marques (um dos proprietários) com a família: Adriana, Sérgio, Viviane, Carla, Arthur, Larissa, Pedro e Luiza Marques

Hiran Franco (um dos proprietários da Vert) com os filhos Vitor e Marcelo e a esposa Rosângela A cantora Marina Lima, que abrilhantou a noite

flashes

Adriane e Eduardo Borem, Fernanda Salgado e Flávio Souza

168

Eulália e Evaldo Costa

Luana Oliveira, Caroline Borges e Tiago Correia

Vera e Paulo Castelo Branco ao lado da filha Elisa e de Vitor Colombo


Foi um sucesso a 27ª Ciranda de Natal, realizada no Clube Naval de Brasília.

i

Minuzz Embaixadora Gabriela Garcia, embaixatriz Laura Mbeng e Carmem

Rita Pepitone, Lucia Itapary e Alice Jarjour

Clotilde Chaparro e Maria Luiza Vendruscolo

Adriene e senador Clésio Andrade ao lado do senador Paulo Davim

Senador Romero Jucá e Rosilene

Ana Carolina, Eduardo e Bruna Andrade

Paulo e Cláudia Marins

flashes

Ivanilde Tavares, Ana Maria Gontijo e Eliana Starling

A Confederação Nacional do Transporte, através de seu presidente, senador Clésio Andrade, homenageou, com o 19º Prêmio de Jornalismo, diversos profissionais que se destacaram nos meios de comunicação do país sobre o tema Transporte.

169


O Sindiatacadista comemorou 11 anos e organizou uma festa de confraternização. Noite de grandes empresários presentes.

Roberto Gomide, deputada Liliane Roriz e Fábio de Carvalho

Isabela Oliveira e Eunícia Guimarães Deputada Celina Leão e deputado Olair Francisco

Deputado Agaciel Maia e sua Sanzia ao lado do deputado Siqueira Campo

flashes

s

170

Luise e Rodrigo Mamede

Lia Freire e Bruno Jaime Eric e Cintia Furtado


60 anos da mini Prestigiadíssimo o almoço de aniversário comemorativo dos Peduzzi em sua residência no Lago Sul.

stra Cristina

i, Felipe e Osmar Cortez

a Peduzz Ministro Luiz Carlos Madeira, Ana Luiza e Caio Cortez, ministra Cristin

Ministro Ayres Britto e sua esposa Rita

Ministro Marco Aurélio com as filhas Priscila e Letícia e o genro Bruno Assunção

Eduardo Ferrão e ministro Aldir Passarinho

Valeska e Paulo Tonet de Camargo

José e Mônica Maciel ao lado de Rafael e Paula Azambuja

171


Confraternização de Natal do Clube Internacional realizada “comme il faut” no Clube do Exército.

Maria Luiza Mathias e Cecília de Martins

Hely e Mariane Vicentini

Lenir Fonseca, Ana Paula Vianna e Valdete Drummond

Mércia Crema abriu sua Pousada em Pirenópolis para comemorar, com um delicioso almoço, o aniversário de 90 anos de sua mãe, Bárbara Oliveira. A festa foi animada pela banda Sertão de Goiânia.

flashes

Marize Oliveira, Marcus Vinícius Ney, Bárbara Oliveira, Mércia Crema, Márcia Cunha e Marco Antônio da Silva

172

Ever e Terezinha Figueiredo

Luzinete Cadede, Francisca Guimarães e Isabel Breckenfeld

Roberto Crema falando belas palavras ao microfone

Elizabet Campos e Maria Teresa Cunha


se com festão em casa dos pais, Aniversário de Elias Mokdissi Neto agitou a sociedade brasilien os seus 23 anos. na QI-09 do Lago Sul. Em clima de balada, o jovem celebrou

Samir, Priscila, Paloma, Elias e Paula Mokdissi

Rogério Siqueira Campos e Laurice Lima

Isabela Lobão, Sabel Alves e Tatiane Canhedo

Elias Mokdisse e Mônica de Oliveira

reunindo mais de 1.500, A Villa Mix inaugurou seu grande espaço em nossa Brasília, Jorge & Mateus. convidados que assistiram ao show do cantor Jorge da dupla

Gabriela Calmon, Jorge e Vanessa Jorge

Afonso Benevides, Flávia Mendes e Valmir Amaral

Camila Asseury, Bruno Pessoa e Carmella Tonet de Camargo

flashes

Lilian Ferri e Rodrigo Veni

173


Emocionante o casamento de Luciana Câmara com Leonardo Faria na Capela Nossa Senhor a Aparecida, no Recanto das Águas.

José Alberto Faria e Simone Novaes (pais do noivo) e Fernando Câmara (pai da noiva)

Leonardo Faria e Luciana Câmara Pedro, Felipe e Isabella de Faria

Fernando Sávio, Carolina Martins, Fernanda e Marcella Câmara tendo ao lado Felipe Dias

flashes

Joselito e Patrícia Garrote, Hedwiges Siqueira e Helio Fausto

174

Maria e Geraldo Vasconcelos

Beth e Habib Naoum


mento urbano de novas áreas, a Focada em potencializar o conhecimento e a experiência no desenvolvi atura do contrato ocorreu no dia 12 Alphaville acaba de anunciar parceria com a Via Engenharia. A assin Fotos: Telmo Ximenes de dezembro de 2012, no Welcome Center do Alphaville.

Fernando Queiroz e Marcelo Willer

Anna Paola Pimenta da Veiga, Kátia Oliveira e Vanessa Mendonça

Fernando Queiroz e Marcelo Willer

Jacques Simbalista, Tarcísio Ferreira Leite, Fernando Queiroz, Luiz Fernando Domenico, José Luis Wey de Brito e Frederico Martins

Patrícia Garrote, Janine Brito e Yara Curi

José Luis Wey de Brito, Tarcísio Ferreira Leite, Fernando Queiroz, Marcelo Willer, Kátia Oliveira, Luiz Fernando Domenico, Frederico Martins e Jacques Simbalista

Kátia Oliveira e Jacques Simbalista

Dr. Iran Augusto Gonçalves Cardoso, presidente do CRM-DF, e Dra. Adília Segura, diretora-médica do laboratório Exame

Adília Dr. Iran Augusto Gonçalves Cardoso, presidente do CRM-DF; Dra. ues de Rodrig Hermes Dr. Exame; ório laborat do ca a-médi diretor , Segura F CRM-D do idente ex-pres e ores fundad Alcântara, um dos

flashes

pelo laboratório Exame e pelo Médicos de Brasília com 50 anos de carreira foram homenageados CRM-DF presenteou o Dr. Hermes Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal. Na ocasião, o uição, com uma placa de homenagem Rodrigues de Alcântara, um dos fundadores e ex-presidente da instit Fotos: Aliram campos pelos serviços prestados à comunidade médica.

175


Fotos: Edgar Marra

A diretoria do Centro de Câncer de Brasília (Cettro) pilotou recepção em grande estilo nos salões do Palace Hotel. O evento celebrou a primeira década do Cettro e, também, a conquista do selo de Acreditação por Excelência, concedido pela ONA/Ministério da Saúde pela primeira vez a um serviço da especialidade no Centro-Oeste. A noite guardou ainda a apresentação do Hospital do Câncer, com inauguração prevista para 2014. O catering foi assinado pela banqueteira Renata La Porta e o décor pelas irmãs Palhares. A banda Let It Beatles embalou os convidados.

Claudia Boaventura, Odillon e Sandra Costa Carlos Flávio Marcílio e Janete Vaz

Elizabet Campos, Eliane Bacelar e Maria do Socorro Macedo

flashes

Mara Taddei, Adilson e Elizabet Campos

176

Glaúcia Pascoalato

Erickson Blun, Mariliz Lima, Andrea e Murilo Buso


Fotos: Alan Santos

Ortiga lançou Alto-Verão 2013 com abertura da exposição “A Brasileiro” no dia 08 de dezembro.

Arte do Presépio

Adriana Orlandi

Denise Ortiga e Luiz Fernando Pontes, curadores da exposição A Arte do Presépio Brasileiro

Palmira Ortiga e Valeria Gonçalves

Nilson Portuguez e Marco Antônio Vieira

flashes

Danielly Britto, estilista da marca Seal Angel & Co

177


Revista Foco 207  

Revista Foco

Advertisement