Page 1

Imagens

Frases

Política

Brasil

Ceará

Mundo

Retrospectiva2010 Cenários2011

Adeus

omni EDITORA


www.omnieditora.com.br

140Brasil

Retrospectiva2010 Cenários2011

Sumário Carta do Editor

nn008Imagens nn052Frases nn076Política nn140Brasil nn186Ceará nn218Mundo nn246Adeus nn293Artes nn306Esportes nn318MAmbiente nn330Tecnologia nn340Cenários nn358Cronologia nn383ÍndiceGeral

34

A guerra do Rio Polícia reage ao avanço do narcotráfico 214Os

30 Cearenses Mais Influentes 2010 Às vésperas de completar 10 anos, a revista Fale! inicia seu ranking anual de Mais Influentes inspirada no modelo lançado há anos pela revista “Time”. O evento aconteceu no dia 24 de maio de 2010, no Gran Marquise Hotel, em Fortaleza LEIA MAIS NO SITE www. revistafale.com.br/ fale69/30cearenseslista.html

2 O LIVRO ANO 2010 _ 2011

141Guerra ao terror

As cenas que mais pareciam de um filme de guerra atravessaram o país e o mundo durante a invasão do complexo de favelas do Morro do Alemão, no Rio

154apagão. ameaça ao crescimento

Boa parte do Brasil ficou às escuras em 2010. Apagões causados por quedas de energia dão um sinal das falhas na distribuição da energia de norte a sul do país

161educação. Enem erra, mais uma vez Mais uma vez, milhares de alunos que se inscrevem no Enem, na esperança de conseguir uma vaga numa universidade pública, se frustram com os erros do MEC

170Economia 171 uma tRAgéDia grega

A crise de um país de 11 milhões de habitantes assombra toda a União Europeia. A Grécia sofreu com a concretização da falta de vigor que a economia da Europa já enfrenta há algum tempo

76Política O mapa eleitoral do Ceará Um gráfico mostra, com o uso de cores, o desempenho de candidatos e partidos no Ceará 206Ceará A equipe de secretários do segundo governo Cid Gomes


Artes

76Política 78era lula

Uma retrospectiva do Governo Lula (2003–2010), que se inicia com a posse de Luiz Inácio Lula da Silva e termina na posse da presidente Dilma Rousseff

Esses Clinton são todos tucanos.”

LULA, presidente da República, Página 65

92cronologia 330Tech A tecnologia digital e a internet são uma ameaça ao livro? Os tablets, pranchetas eletrônicas que reúnem funções de computadores e celulares inteligentes, põem em xeque o futuro do livro impresso

Oito anos de Lula no poder são mostrados passo a passo numa minuciosa cronologia

96mENSALÃO DO DEM

O escândalo de corrupção conhecido como “Mensalão do DF” deixou o governador José Roberto Arruda e o vice Paulo Octávio sem mandatos

100LULA E CUBA

Com sucessivas declarações polêmicas, o presidente Lula chamou a atenção no caso da morte, por greve de fome, de Orlando Zapata Tamayo, prisioneiro político cubano

293 Oscar 2010 Guerra ao Terror, um filme querido pela crítica, mas pouco visto pelo público, venceu o favorito Avatar ao ganhar o Oscar de Melhor Filme e consagrar a diretora Kathryn Bigelow

Adeus 246 Os que partiram em 2010 Nesta seção, pequenas biografias de pessoas influentes em vários setores

383.

Índice Geral

Busca rápida com nomes próprios e temas

340O país em 2011

A indústria brasileira em xeque A indústria do Brasil está em processo de perda no cenário global? Essa pergunta tem assustado o setor produtivo. A a valorização do real frente ao dólar americano é forte variável

62Frases

78opiniões das fontes

A seção Frases agrupa por temas e por fontes momentos importantes da política e da economia marcados pela polêmica e também pelo nonsense

Eleições2010 A cobertura das eleições no Brasil vai da página 108 à página 139

Política

108DILMA assume

Sem nunca ter disputado uma eleição e reinventada para se tornar uma candidata viável, a ex-ministra da Casa Civil Dilma Vana Rousseff será a primeira mulher a presidir o Brasil. Agora, os desafios são outros e remetem para educação e economia O LIVRO ANO 2010 _ 2011 3


ISBN 978-85-88661-38-7

Retrospectiva2010 Cenários2011

Editor&Publisher

Luís-Sérgio Santos

Editor Senior

Isabela Martin

diretor de Arte Jon

Romano

Fátima Porto, Yohanna Pinheiro Arte Jon Romano, Yohanna Pinheiro, Luís Sérgio Santos JR, Liana Costa, Fotografia Agência Brasil, Agência Estado, Jarbas Oliveira, Reuters estagiários (REDAÇÃO) Carlos Mazza, Cinara Sá, Liana Costa, Mariana Freire, Vandecy Dourado financeiro Fátima Souza Redação e publicidade Omni Editora Associados Ltda. Rua Joaquim Sá, 746 n Fones (85) 3247.6101 e 3091.3966 n CEP 60.130-050, Aldeota, Fortaleza, Ceará n e-mail: df@ fortalnet.com.br n www.omnieditora.com.br BRASíLIA (61) 8188.8873 Redação

Copyright © 2011 Omni Editora Associados Ltda. Todos os direitos

reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo desta obra de qualquer forma ou meio eletrônico, mecânico, fotográfico e gravação ou qualquer outro, sem a permissão expressa da Omni Editora (lei nº 5.988 de 14.12.73). n All rights reserved. Reproduction in whole or in part without permission is prohibited. n Impressão Prol Editora Gráfica n Impresso no Brasil Printed in Brazil. Outras publicações da Omni Fale! n Fale!Brasília n Poder Local n Ceará Pocket Guide IMPRESSÃO

SERVIÇO EDITORIAL

omni EDITORA diretor Luís-Sérgio

4 O LIVRO ANO 2010 _ 2011

Santos

PAPEL CERTIFICADO


Carta do Editor ANO DE 2010 foi marcado por eventos positivos para o brasil. A economia deu ao país números

robustos de crescimento com indicadores que mostraram mobilidade social ascendente de milhares de brasileiros, refletindo enorme expansão na base de consumo e conferindo cidadania — 23,5 milhões de brasileiros ascenderam das classes D-E para a classe média entre 2003 e 2008, um movimento propiciado principalmente pela elevação da renda. Se a tendência de crescimento econômico e redução das desigualdades continua, é possível que mais 14 milhões de brasilei- iMAGENS DA CAPA Real, XVI, Cid Gomes, ros saiam da Bento Dilma, Dólar, Incêndio, A eleição pobreza até Obama, Tablet, Lady Gaga, de Dilma 2014. Cré- Lula, Google, Copa, México, Rousseff consolida dito farto — Roberto Macêdo, Tropa de Elite, Fidel, Alencar, embora com Luizianne e Assange importante momento histórico taxas de juros elevadas — e renda em alta inflaram a do país, ainda classe C nos últimos cinco anos. mais pelo perfil O fato é que as perspectivas para o executivo da Brasil são muito boas, a despeito da presidente. tendência de elevação da Taxa Referencial de Juros, a Selic, e da crescente sobrevalorização da nossa moeda, o real, sobre o dólar. Essa sobrevalorização tem assustado setores da economia pordutiva, em especial a indústria, que vê sua competitividade ameaçada por países como a China, que avança sobre todas as economias globais. A campanha presidencial de 2010, que elegeu a primeira mulher à Presidência da República, foi outra demonstração do avanço político e institucional do Brasil. De fato, a eleição de Dilma Rousseff consolida importante momento histórico do país, ainda mais pelo perfil executivo da presidente, fixada em planejamento, gestão e firmeza nas posições. Por fim, editar mais um Livro do Ano mostra o compromisso da Omni Editora com a História. Esta já é a sexta edição desta série, que tem sido bem demandada como livro de referência e fonte de pesquisa. Esperamos, assim, estar contribuindo para que o Brasil cada vez mais seja um país de leitores — onde o hábito de leitura seja parte compulsiva do nosso cotidiano.n LUÍS-SÉRGIO SANTos, editor e publisher. Diretor da Omni Editora

O LIVRO ANO 2010 _ 2011 5


6 O LIVRO ANO 2010 _ 2011


O LIVRO ANO 2010 _ 2011 7


Catástrofes naturais, política, conflitos e luzes Imagens são documentos para a história e também para a história da fotografia, escreveu Boris Kossoy. “É a fotografia um intrigante documento visual cujo conteúdo é a um só tempo revelador de informações e detonador de emoções”. Susan Sontag lembra que “fotografar é apropriar-se da coisa fotografada. Isso significa colocar-se em uma certa relação com o mundo que se sente como conhecimento e, portanto, como poder”. A imagem fala com uma força intensa e é percebida, como um texto desenhado, de formas diversas, mas ela nunca se falseia. A imagem, um milagre da luz, é uma forma objetiva de informação 8 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


presidente Lula durante visita ao Museu do Holocausto — Yad Vashem —, em Jerusalém, Israel, no dia 16 de março de 2010 Foto de Ricardo Stuckert_PR

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 9

Imagens

HOLOCAUSTO. O


10 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Imagens ano novo. Milhares de pessoas observam a tradicional queima de fogos na praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, na virada do ano, em celebração ao Réveillon 2010, no dia 1o de janeiro foto agência estado

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 11


equilibristas. Presidente Lula

durante cerim么nia de entrega da Ordem do M茅rito Cultural 2010, no dia 2 de outubro de 2010, no Rio de Janeiro

12 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Imagens Foto: Ricardo Stuckert_ PR

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 13


A CÚPULA Da guerra cambial. A

cúpula do G20 em Seul aconteceu nos dias 11 e 12 de novembro de 2010 e teve como tema a desvalorização cambial competitiva — chamada pelo ministro Guido Mantega de “guerra cambial” — e seus efeitos sobre o comércio internacional. Trata-se em especial da desvalorização do yuan e do dólar, com a consequente valorização das moedas de outros países. Essa valorização dificulta as exportações desses países e causa distorções no balanço de pagamentos, encorajando-os também a desvalorizar suas moedas

14 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 15

Imagens

Foto: the 2010 G-20 Seoul Summit


NA PLATEIA. Presidente Lula participa

da cerimônia de entrega do Prêmio Craque Brasileirão 2010, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, no dia 6 de dezembro de 2010

16 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 17

Imagens

Foto Ricardo Stuckert _ PR


18 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Imagens china em chamas. Explosão em gasoduto. Os bombeiros andam entre altas chamas perto de uma explosão de gasoduto em um porto chinês de Dalian, na província de Liaoning, norte da China, no dia 17 de julho de 2010. O incêndio durou 15 horas e oficialmente ninguém ficou ferido Foto de Liu Debin _ Color China _ AP Images

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 19


20 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Imagens Erupção vulcânica na Islândia. As cinzas

expelidas pelo vulcão em Eyjafjallajö, na Islândia, deixam o céu nublado sobre o Reino Unido e Europa Ocidental, fechando o tráfego aéreo durante seis dias, em abril de 2010 foto Paul Souders _ Corbis

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 21


22 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


ANO NOVO EM FORTALEZA.

Milhares de pessoas se reúnem na Praia de Iracema, em Fortaleza, para celebrar a chegada do ano ao som de artistas locais e nacionais, tendo como ponto alto a queima de fogos

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 23

Imagens

Foto Estácio Jr. _ divulgação SETFOR


EVOLUÇÂO DAS GALÁXIAS. Uma nova imagem de duas galáxias emaranhadas foi liberada pela NASA. As galáxias Antennae, localizadas a cerca de 62 milhões de anos-luz da Terra, são mostradas nesta imagem composta do Chandra Observatory (azul), do telescópio espacial Hubble (dourado e marrom), e do telescópio espacial Spitzer (vermelho). Acredita-se que as galáxias começam como espirais, interagem com outras ou se fundem e terminam seu ciclo como galáxias elípticas. O telescópio espacial Spitzer é uma missão da NASA gerenciado pelo Laboratório de Propulsão a Jato (JPL, na sigla em inglês) foto: Spitzer Space Telescope _ NASA

24 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


em carne. A cantora Lady Gaga se apresenta usando um ex贸tico vestido de carne durante o MTV Video Music Awards 2010, em Los Angeles, Calif贸rnia, no dia 12 de setembro de 2010

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 25

Imagens

foto REUTERS _ Mike Blake


26 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


o sorriso do mineiro. Um garimpeiro sorri

enquanto desce em uma mina na provĂ­ncia de Manica, perto da fronteira com o Zimbabwe, na Ă frica, em 18 de setembro de 2010. Centenas de mineiros trabalham de modo avulso em terras arrendadas junto a fazendeiros locais

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 27

Imagens

foto REUTERS_Goran Tomasevic _ 18 de setembro de 2010


FIEC/AIRM

Crescer sozinho é mais difícil. Por isso a FIEC está ao lado da indústria e estimula o associativismo em todo o Ceará. Mantido e administrado pelo setor industrial, o Sistema FIEC, através do SESI, SENAI, IEL e CIN, proporciona às empresas apoio em áreas como educação profissional, comércio exterior, inovação, responsabilidade social e valorização da qualidade de vida do trabalhador, garantindo competitividade.


www.sfiec.org.br


LIXO NUCLEAR. Centenas de ativistas antinucleares deitaram-se nos trilhos da via férrea em Harlingen, próximo a Dannenberg, na Alemanha, no dia 8 de novembro de 2010. A polícia alemã prendeu cerca de 800 manifestantes que se recusaram a abandonar os trilhos depois que mais de 3.000 manifestantes bloquearam a ferrovia interrompendo a transferência de onze contêineres com resíduos nucleares alemães reprocessados que seriam levados ao depósito de armazenamento de Gorleben

30 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 31

Imagens

foto REUTERS _ Christian Charisius _ 9 de novembro de 2010


FÚRIA E HORROR. O Haiti, o

país mais pobre da América, sofreu um terremoto de magnitude 7 na escala Richter por volta das 19h50 (horário de Brasília) da terça-feira 12 de janeiro de 2010. O terremoto arrasou o país, derrubou o palácio presidencial e a sede da ONU e milhares de residências. Hotéis e casas desabaram após os tremores. O terremoto do Haiti matou 200 mil e feriu 300 mil habitantes

32 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 33

Imagens

foto REUTERS _ LOS ANGELES TIMES


foto Logan Abassi _ The United Nations United Nations delopmentProgramme e Stephen Matthews _ World Vision

dor e sofrimento. Um

menino haitiano recebe tratamento em uma clínica médica de acampamento após o terremoto que abalou Porto Príncipe no Haiti destruindo milhares de habitações. Ao lado, Etienne, 25 anos, procura desesperadamente o corpo do seu marido

34 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Imagens O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 35


FOTO DA CAPA. O governador Cid Gomes posa para o fotógrafo Jarbas Oliveira em sessão de fotos para a revista Fale! de janeiro de 2010. Cid foi a personagem de capa daquela edição em minuciosa entrevista

36 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 37

Imagens

fotos Jarbas oliveira


38 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


passagem molhada. O presidente Lula percorre um dos trechos afetados pelas

enchentes em Alagoas. Para fazer frente Ă s demandas dos estados afetados pelas chuvas, governo federal liberou R$ 500 milhĂľes no dia 24 de junho de 2010

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 39

Imagens

Foto Ricardo Stuckert _ PR


A Guerra do Rio.

Soldados empunhando armas durante uma operação contra traficantes de drogas no Complexo do Alemão, favela no Rio de Janeiro, no sábado, 27 de novembro de 2010 FOTO ASSOCIETD PRESS _ Felipe Dana

40 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Imagens O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 41


42 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Imagens

A Guerra do Rio.

Luxo em meio à pobreza: crianças brincam em uma banheira de água quente na casa de um traficante de drogas após uma operação no Morro do Alemão, no Rio FOTO ASSOCIETD PRESS

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 43


44 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Imagens

A Guerra do Rio.

Forças Especiais da polícia colocam em helicóptero parte de seis toneladas de maconha encontrada em um bunker durante uma incursão na favela do Morro do Alemão, em 28 de novembro de 2010, no Rio de Janeiro. Gangues reagiram à ofensiva com criação de obstáculos nas rotas principais para roubar os motoristas, ateando fogo em carros e ônibus e atirando em postos policiais. Crianças foram parte mais afetada emocionalmente em decorrência da ação do crime organizado e dos confrontos entre polícia e bandidos FOTOs getty images, ap e reuters

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 45


cristo novo. O arcebispo do

Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta, preside a cerimônia de reinauguração do Cristo Redentor, no dia 30 de junho de 2010. O monumento passou por uma demorada reforma

46 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 47

Imagens

foto agencia estado


100 anos. Um exuberante

ícone da arquitetura de ferro no Brasil, o Theatro José de Alencar completou 100 anos em 2010. Ele foi inaugurado dia 17 de junho de 1910, um projeto arquitetônico do capitão Bernardo José de Mello. As peças de ferro fundido que compõem a estrutura do teatro foram importadas de Glasgow, na Escócia

48 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 49

Imagens

foto jarbas oliveira


um exemplo de determinação e fé. Quinta-feira, 23 de dezembro de 2010, o presidente Lula e a

presidenta eleita Dilma Rousseff visitam o vice-presidente José Alencar, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. É mais uma etapa na luta de Alencar contra o câncer. Em 1997 foram descobertos tumores no rim direito e no estômago. Perde o rim direito. De lá para cá foram nove cirurgias. O empresário foi vice de Lula desde o primeiro mandato. Quando aceitou o desafio, citou o líder comunista chinês Deng Xiaoping: “Não importa a cor do gato, o que importa é que ele cace o rato”. Ou seja, não importa a coloração ideológica, o que importa é o bem comum. Alencar era determinado, tinha fé no Brasil e não abria mão do pragmatismo 50 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Imagens Foto Ricardo Stuckert _ PR

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 51


Vazamento é inerentemente um antiautoritário. É inerentemente anarquista. ... Nós recebemos informaç e-mail ... vetá-lo como uma organizaçã notícias regulares ... liberá-lo para o pú em seguida, nos defender contra os ine ataques jurídico e político. Julian Assange, programador e hacker, antes de se tornar porta-voz e editor-chefe do WikiLeaks, fundado por ele 2006. WikiLeaks — um wiki de denúncias e vazamento de informações. Os termos wiki [pronuncia-se uíqui ou víqui] e WikiWiki são utilizados para identificar um tipo específico de coleção de documentos em hipertexto ou o software colaborativo usado para criá-lo.

O Golfo do México é muito grande. O volume de óleo que está sendo derramado é muito pequeno em proporção. Tony Hayward, CEO da British Petroleum, responsável pelo desastre ecológico após a explosão de uma plataforma no Golfo

Weslian Roriz, do PSC, que substituiu o marido, Joaquim Roriz, na disputa pelo governo do Distrito Federal, cometendo ato falho durante debate eleitoral no dia 28 de setembro de 2010 com o oponente Agnelo Queiroz (PT) da Rede Globo-Brasília, no qual teve um desempenho patético

“Eu quero defender to 52 O LIVRO ANO 2010 _ 2011


Frases

ato um ato ções via ão de úblico e, evitáveis

Como publisher tenho de organizar nosso pessoal e administrar a sequência do material. Não pretendo ganhar dinheiro, mas levar conhecimento às pessoas para que entendam seu mundo. Julian Assange, que publicou documentos secretos da diplomacia americana

oda aquela corrupção!” O LIVRO DO ANO 200_2011 53


G UERRA C A M B IA L

O mundo vive atualmente uma ‘guerra cambial’ que ameaça a competitividade brasileira no comércio internacional. [...] O governo tem instrumentos para conter a valorização do real. [...] Não permitiremos que o Brasil seja prejudicado por causa da política cambial dos demais países. Guido Mantega, ministro da Fazenda do Brasil, no dia 27 de setembro de 2010, em evento em São Paulo

Os Estados Unidos desvalorizaram, a União Europeia também, o Japão está desesperado...Tem países matando cachorro a grito, exportando a qualquer preço. Guido Mantega, ministro da Fazenda do Brasil, idem

Esse cenário otimista ignora a confusão que pode surgir quando todos os países intervêm contra a sua própria moeda nos mercados cambiais, transmitindo um espírito de competição, em vez de cooperação.” Financial Times

[É como] jogar dólares de um helicóptero. Guido Mantega,

Todos já estavam pensando nisto, mas Guido Mantega, o ministro brasileiro da Fazenda, foi um dos poucos políticos a admitirem isso publicamente.” Financial Times, jornal inglês especializado em economia e negócios, no dia 28 de setembro de 2010

Há uma abundância de razões internas para a moeda ter se valorizado, incluindo uma economia em expansão, altas taxas de juros e uma recente onda de títulos de empresas brasileiras e emissões de ações.” Wall Street Journal,

comentando que a declaração de Guido Mantega é devido a uma forte apreciação do real frente ao dólar nos últimos anos, o que tornou a questão cambial uma das principais preocupações do governo brasileiro

criticando a decisão dos EUA, do dia 3 de novembro de 2010, de injetar US$ 600 bilhões em sua economia com a compra de títulos públicos estimulando a desvalorização do dólar e aumentando a competitividade das exportações do país

Autoridades brasileiras do presidente para baixo criticaram a decisão do Federal Reserve de baixar as taxas de juros comprando bilhões de dólares em títulos do governo, advertindo que isso poderia levar a medidas retaliatórias.” Financial Times

54 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Frases

Tem gente que acorda 2 horas da manhã para ficar tuitando. Levanta para falar: ‘Ai, acordei, perdi o sono’. O que eu tenho a ver com isso? Vai dormir, pô!

Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista ao portal Terra, no dia 23 de setembro de 2010, dando bronca em ministro que tuita sem parar

Quando eu entregar a presidência, gostaria de entregar a uma mulher. Perdoem-me os cavalheiros. hugo Chávez, presidente da Venezuela, expressando sua vontade de ter uma sucessora mulher, em 13 de março de 2010

Ao analisar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), temos a impressão de ser devolvidos ao século XIX. Leonardo Boff, teólogo, em 1o de março de 2010, condenando o que considera ser um desprezo pela natureza o que o governo Lula faz em obras como a Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu

Fiz de tudo para salvar o bigode. José Sarney, presidente do Senado, celebrando a manutenção do seu tradicional bigode depois da cirurgia para retirar um tumor na boca, em 6 de abril de 2010

Vou pegar um sol. Volto quando estiver moreninho.” Romeu Tuma Jr.,

secretário nacional de Justiça, em 11 de maio 2010, saindo de férias e driblando as pressões para que deixe o cargo

Vejo a proposta de alteração dos critérios do Bolsa Família como uma manobra eleitoral. O governo perdeu a vergonha. Não tem limite.

Sérgio Guerra, senador, presidente do PSDB, em 10 de janeiro de 2010, contra a proposta do ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, de flexibilizar os critérios de acesso ao Bolsa Família

Guido Mantega referindo-se aos críticos sobre possíveis efeitos negativos ao Banco do Brasil pelo incentivo do governo em ampliar o crédito para anular efeitos da crise

O objetivo do Bolsa Família é abranger toda situação de pobreza e de miséria.” Paulo Teixeira (PT-SP),

defendendo a ampliação do programa

“Caíram do burro.” O LIVRO DO ANO 200_2011 55


a s s i m f a lo u l u l a Frases marcantes do Presidente em 2010

A greve de fome não pode ser utilizada para libertar pessoas em nome dos direitos humanos. Imagine se todos os bandidos presos em São Paulo entrarem em greve de fome e pedirem liberdade. Luiz Inácio Lula da Silva, sobre a situação dos dissidentes políticos cubanos. Em entrevista à Associated Press, em 9 de março de 2010, ele comparou os presos políticos cubanos a criminosos comuns de São Paulo. Um dia após a morte do dissidente cubano Orlando Zapata, dia 24 de fevereiro, o presidente Lula vai a Havana visitar seu colega Raúl Castro e o líder Fidel Castro

Temos de respeitar a determinação da Justiça e do governo cubano, de prender as pessoas em função da lei de Cuba, assim como quero que respeitem o Brasil. [...] Gostaria que não houvesse [a detenção de presos políticos], mas não posso questionar as razões pelas quais Cuba os deteve, como tampouco quero que Cuba questione as razões pelas quais há pessoas presas no Brasil.” LULA, na mesma entrevista

LULA, presidente da República, a um assessor, segundo o jornal O Globo, sobre as críticas da secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, ao acordo do Brasil com o Irã. Dia 1o. de junho de 2010

“Esses Clinton sã 56 O LIVRO ANO 2010 _ 2011


Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República, durante um evento em Goiás

Quero contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Pretendo concentrar minha atenção na América Latina, Caribe e África. Lula, aparentemente de olho num cargo internacional quando deixar a Presidência, em artigo publicado no jornal britânico Financial Times, em 29 de junho de 2010

Nós não fazemos distinção de que partido é o prefeito e o governador. Você não pode deixar de dar comida para um porco porque você não gosta do dono do porco.”

LULA, na inauguração da primeira Unidade de Pronto-Atendimento do Sistema Único de Saúde no estado de São Paulo, em 29 de janeiro de 2010

Pelos sinais que eu vi, parece que, na ausência de discurso programático, vale chutar do peito para cima. O que eles [a oposição] não sabem é que eu sou capoeirista.” LULA, no dia 12 de janeiro de 2010, em discurso durante lançamento do programa Minha Casa, Minha Vida com a presença da ministra Dilma Rousseff, da Casa Civil

Esse babaca do Sérgio Guerra não sabe o que está falando quando diz que nada acontece de bom no Brasil. Lula, em reunião ministerial, sobre o presidente do PSDB, em 21 de janeiro de 2010

ão todos tucanos.” O LIVRO DO ANO 200_2011 57

Frases

O Brasil faz parte do G20, do G7, do G8, G3. Enfim, qualquer G que fizerem tem que chamar o Brasil. Somos o país mais preparado do mundo para encontrar o ponto G.


ASSI M F A L O U L U L A

Nunca os humildes foram tratados com tanta deferência e continuarão a ser com Dilma. LULA, em discurso durante solenidade de despedida

com servidores do governo e do Palácio do Planalto, no dia 31 de dezembro de 2010

Todo mundo tem apreço pelos aposentados. E no ano eleitoral aumenta o apreço de forma extraordinária. Lula, ao ser questionado se o reajuste de 7,7% nos benefícios da aposentadoria teria interesses eleitorais

Ministro que tirar o sapato deixará de ser ministro. Se tiver que tirar o sapato, volte para o Brasil.”

Lula, presidente do Brasil, em discurso em 20 de abril de 2010 ao novo corpo de diplomatas do Itamaraty. Era uma ironia ao episódio em que o chanceler do governo FHC, Celso Lafer, teve de tirar os sapatos para passar pela segurança de um aeroporto, em 2002. Para Lula, isso foi reflexo do “complexo de vira-lata” do Brasil, segundo ele superado em seus dois mandatos

Tem muita gente que se orgulha de dizer: ‘No meu país, a carga tributária é de apenas 10%’. Quem tem carga tributária de 10% não tem estado!”

lula, defendendo a carga tributária do Brasil, em junho

Greve é guerra, e não férias. Se o cara faz greve e recebe os dias parados, os domingos e ainda vai reivindicar hora extra, que diabo de greve é essa?” Lula, indignado com a greve dos funcionários da Caixa Econômica Federal, em 16 de junho de 2010

Hoje, mudou esse negócio de greve. Agora, não precisa mais fazer greve. No meu tempo, fazia passeata de milhares de pessoas para o governo poder ter medo. Hoje, eles contratam primeiro um cara para colocar faixa, aí vai um cara na frente e enche de faixa. Depois, contrata um cara com uma corneta, como essas vuvuzelas da África do Sul, para tocar o dia inteiro, e também um cara para soltar foguete de três em três horas. Parece aquela meninada avisando para o narcotráfico correr nas favelas. Virou uma coisa maluca. LULA, ainda sobre a greve

58 O LIVRO ANO 2010 _ 2011

s e ç ã o

Epa que tal? Aparecí como lo dije: a la medianoche. Pa Brasil me voy. Y muy contento a trabajar por Venezuela. Venceremos!! Hugo Chávez,

presidente da Venezuela, mandando seu primeiro tweet pouco antes de sua viagem ao Brasil, no dia 28 de abril, pelo endereço @ chavezcandanga

Não gasto um milímetro da minha paciência com drogados. Aguinaldo Silva,

autor de novelas, sobre a saída de Fábio Assunção da novela Insensato Coração. O ator foi afastado por supostamente ter voltado a usar drogas. @ aguinaldaosilva.

Cala a boca, Galvão!”

Frase replicada em todo o mundo depois que brasileiros disseram que “cala boca” em português significava “salve” e “Galvão”, “um pássaro raro ameaçado de extinção”,


Frases

A crise corrente enfrentada pelo euro é o maior teste que a Europa passa em décadas. O euro está em perigo. Angela Merkel, chanceler alemã, em entrevista no dia 19 de maio de 2010

Pode ser o sul-coreano won, o dólar australiano ou as moedas de países produtores de commodities como o Brasil. Enquanto é muito cedo para dizer [se o pacote da Grécia vai funcionar ou não], cada resultado possível [sucesso ou fracasso do plano] produz a mesma estratégia para o euro: venda-o. THE Wall Street Journal, colocando o real entre as boas opções para investidores internacionais, na medida em que o euro está instável. Em 11 de maio de 2010

Foi um PIBão! Paulo Bernardo, ministro do Planejamento, sobre o crescimento de 9% do PIB no primeiro trimestre, em 8 de junho de 2010

Se o Brasil teve um PIBão de 9% no trimestre, Minas pode comemorar um PIBaço de 12,2%.”

Há muito dinheiro empoçado querendo vir para o Brasil. O país virou o queridinho.” Paulo César Souza,

diretor comercial do Société Générale, sobre a facilidade para as empresas nacionais captarem recursos externos. Janeiro de 2010

A preocupação para Dubai é a de que o evento seja lembrado como uma segunda onda de arrogância.

David Butter, diretor regional para o Oriente Médio e o Norte da África da Economist Intelligence Unit, sobre a inauguração do maior prédio do mundo, o Burj Dubai, nos Emirados Árabes

Aécio Neves, ex-governador de Minas Gerais e senador eleito, celebrando no dia 17 de junho de 2010 o crescimento chinês do seu estado, Minas Gerais

lula, em seu programa semanal de rádio Café com o Presidente, no dia 17 de maio de 2010, comemorando o acordo nuclear assinado com o Irã e a Turquia, em que o Irã concordou em fazer a troca de combustível nuclear na Turquia

Burj Dubai 800 m

Taipei 509 m

Petronas Sears Empire Canary Towers Tower State Wharf Kuala Chicago Nova Londres Lumpur 442m York 235 m 452m 381 m

“A diplomacia venceu.” O LIVRO DO ANO 200_2011 59


Em 85, eu fui a Cuba e, em uma conversa com o presidente Fidel Castro, eu estava dizendo para ele que eu tinha desanimado porque eu tinha perdido uma eleição. O Fidel olhou para mim e falou o seguinte: “Ô, Lula, em que lugar do Planeta um operário metalúrgico teve 1,250 milhão de votos? Em que lugar? Não existe nenhum lugar do mundo que um metalúrgico, operário de fábrica, tenha tido 1,250 milhão de votos. Que história de perder é essa, Lula? LULA, em discurso de

despedida em 31 de dezembro de 2010

“O modelo cubano já não fun fidel castro, em entrevista ao jornalista Jeffrey Goldberg, da revista americana Atlantic Monthly. Ele publicou em seu blog, no dia 8 de setembro de 2010, que o expresidente de Cuba, Fidel Castro, afirmou que o modelo econômico comunista do país não funciona mais. Mas, dois dias depois, Fidel afirmou que suas palavras foram mal interpretadas e distorcidas pelo jornalista

O sistema capitalista é que já não serve aos interesses do povo dos Estados Unidos (EUA), e nem para o mundo. fidel castro, dizendo que esta foi sua verdadeira afirmação e que suas palavras foram mal interpretadas e distorcidas pelo jornalista da Atlantic Monthly

Surpreendeu-me o discurso em que [Fidel] disse ter sido mal interpretado, não só porque disse coisas parecidas antes, mas porque a realidade subjacente em Cuba mostra que o modelo cubano não funciona. Jeffrey Goldberg, retrucando

60 O LIVRO ANO 2010 _ 2011


Frases

Nos quiseram fazer acreditar que neste país só tinha espaço para aqueles que professam uma ideologia.” Yoani Sánchez,

filóloga e jornalista cubana, alcançou fama internacional e numerosos prêmios por seus artigos e suas críticas à situação social em Cuba sob o governo de Fidel Castro e de seu sucessor, Raúl Castro. Usa o twitter @ yoanisanchez

nciona nem sequer para nós.” Nesta ilha há espaço físico para abrigar a todos e espero que em 2011 fiquemos mais perto desse sonho.

Uma vez no exterior alguém me perguntou ‘Você é cubana de Fidel ou dos outros?’. O estereótipo é assustador.” Como é possível que uma nacionalidade possa ficar presa a uma ideologia, um partido, um homem? Yoani Sánchez, no

twitter

Há problemas de direitos humanos no mundo inteiro.”

Marco Aurélio Garcia,

assessor internacional de Lula, sobre a morte do dissidente cubano Orlando Zapata, ocorrida em 24 de fevereiro de 2010, após uma greve de fome

Quem tem que aparecer é o samba, não a cor da minha calcinha. Paola Oliveira,

atriz, madrinha de bateria da escola de samba Grande Rio, em fevereiro

Era para você estar aqui nesta noite. Te amamos, papai. Paris Michael, que recebeu o prêmio Grammy Póstumo ao pai Michael Jackson O LIVRO DO ANO 200_2011 61


José Dirceu,

ex-ministro-chefe da Casa Civil, referindo-se ao delegado federal Protógenes Queiroz, que o investigou na Operação Satiagraha, durante um evento em que os dois se encontraram, em 12 de junho de 2010

“Olha aqui o delegado que queria me prender!” c i r o gom e s f a l a

Quem manda no PMDB não tem o menor escrúpulo, nem ético, nem republicano, nem de compromisso público, nada. É um ajuntamento de assaltantes, na minha opinião.

Ciro Gomes, deputado federal em entrevista ao jornalista Kennedy Alencar, no programa “É Notícia”, da RedeTV! que foi ao ar na madrugada de 26 de abril de 2010

O Ibope, o [Carlos Augusto] Montenegro vende até a mãe para ganhar dinheiro. Esse aí eu conheço de longuíssima data! Mas vende [pesquisa] e vende mesmo!” ciro, no mesmo programa

Nas eleições gerais de 2010, vamos ter clareza, a aliança do PT com o PMDB é para traficar minutos de televisão; é para asfixiar o debate, não é para governar. Porque, para governar, a gente faz aliança depois. ciro, no mesmo programa Paulo Maluf, deputado federal pelo PP-SP, que

responde a processos por crimes financeiros e lavagem de dinheiro e é procurado pela Interpol fora do Brasil, em evento no dia 21 de junho de 2010

Olhe aqui: o Lula e o PT ficaram contra a Constituição brasileira de 1988. Vamos lá! O Fernando Henrique começou a experiência de governança dele, como presidente da República, já com a obra fundamental para a história brasileira em curso, que era o Plano Real. E o PT ficou contra! O Lula ficou contra! O Lula ficou contra o governo Fernando Henrique a ponto de o PT, não Lula, ter feito uma campanha golpista: ‘Fora FHC’.

ciro gomes, ainda no programa da RedeTV! do dia 26 de abril

“A minha ficha é a mais limpa do Brasil.” 62 O LIVRO ANO 2010 _ 2011


Soninha Francine,

ex-vereadora paulistana e subprefeita. Ela tirou fotos sem roupa para levantar fundos para ciclovias – cuja construção está bastante atrasada em São Paulo -, em 8 de fevereiro de 2010

Errei e peço desculpas. Na vida, às vezes, você se engana. O Brasil já tem uma presidente. É Dilma Rousseff. Carlos Augusto Montenegro,

presidente do Ibope, em entrevista à revista IstoÉ de 29 de agosto de 2010. Ele declarou em 2009 que o presidente Lula não faria o sucessor, apesar da alta popularidade

Se eu lhe encontrar, vai ser para enfiar a mão na sua cara, seu filho de uma p... Fernando Collor de Mello, candidato ao

governo de Alagoas, em telefonema ao jornalista Hugo Marques, da revista IstoÉ, que publicou na edição de 21 de julho uma nota sobre um pedido de impugnação de sua candidatura. Em 29 de julho de 2010

Ovo frito e carne de porco não fazem mal. Antigamente, só havia gordura de porco e ninguém morria assim!”

Frases

Eu entendi que não ia ser nada escandaloso, explícito e pornográfico, aí eu topei. São duas coisas em que eu acredito: o cicloativismo e a nudez.”

José Alencar,

vice-presidente da República, após uma cirurgia para desobstruir uma artéria. Dia 15 de julho de 2010

A Dilma é uma mulher de fibra, que já passou por tudo, não tem medo de nada. Vai herdar o senso de justiça social, um marco do governo Lula, um governo que não corteja os poderosos de sempre, não despreza os sem-terra, os professores, garis. Um governo que fala de igual para igual com todos, que não fala fino com Washington, nem fala grosso com a Bolívia e o Paraguai.”

Chico Buarque, cantor e compositor, no dia 18 de outubro, no Teatro Casa Grande, tradicional ponto de encontro e espetáculos da esquerda carioca na zona sul, onde mais de mil artistas, intelectuais e militantes reuniram-se em um ato em apoio à candidatura de Dilma Rousseff

Não sou eleitor deste governo, não fui antes, não o aprovo.” Ronaldo Bastos, compositor, sobre sua recusa a uma suposta oferta da Presidência da República pelo uso de sua canção “Nada será como antes”, em parceria com Milton Nascimento, como slogan de uma campanha do governo

O LIVRO DO ANO 200_2011 63


religião

O apedrejamento é um castigo físico imposto pela lei islâmica. Manouchehr Mottaki,

chanceler do Irã, em julho, sobre a sentença de morte por apedrejamento contra a iraniana Sakineh Ashtiani, de 43 anos. Sakineh foi condenada por adultério em 2006. O caso provocou comoção internacional, e mais de 500 mil pessoas protestaram. O chanceler Celso Amorim chegou a pedir que a Justiça reconsiderasse a sentença

Se começarem a desobedecer às leis deles para atender aos presidentes, vira uma avacalhação. Lula, justificando por que não interferiu no caso

Não fui torturada de forma alguma. Tudo isso são mentiras e rumores.”

Sakineh Ashtiani, no dia 15 de setembro, em uma declaração a uma TV estatal sobre a hipótese de ter sido forçada a confessar seu crime numa entrevista anterior

Defender uma pessoa julgada por assassinato não deveria se tornar uma questão de direitos humanos.” Ramin Mehmanparast,

porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano, em setembro, sobre as manifestações a favor de Sakineh Ashtiani

Hoje nós vemos de uma forma verdadeiramente terrível que a grande opressão da Igreja não vem de inimigos externos, mas nasce do pecado dentro da Igreja.” papa bento XVI,

em maio, sobre os escândalos de pedofilia cometidos por padres 64 O LIVRO ANO 2010 _ 2011

Uma mulher será executada nos Estados Unidos por assassinato, mas ninguém está protestando.” Mahmoud Ahmadinejad,

presidente do Irã, no dia 21 de setembro, comparando a Sakineh o caso de Teresa Lewis (foto), americana executada por injeção letal no Estado da Virgínia, acusada de comandar o assassinato do marido e do filho adotivo

Sou uma pecadora. Mulher identificada como Sakineh ashtiani, em programa

veiculado pela TV estatal iraniana no dia 15 de novembro, supostamente admitindo a culpa pelos crimes de adultério e homicídio pelos quais é acusada

O islã deveria se tornar a religião de toda a Europa. A cruz é um símbolo vazio, não quer dizer nada. Muamar Kadafi,

ditador da Líbia, em visita à Itália, em agosto. Ele se encontrou a sós com modelos para lhes oferecer a “conversão” ao islamismo. Elas teriam recebido o equivalente a R$ 150 para ir ao evento


Eu poderia ter feito mais se eu tivesse um diploma de ator ao invés de um diploma de geologia.

Que tipo de organização é essa que defende políticas que matam?”

Evo Morales, presidente da Bolívia, em março, defendendo a nova lei boliviana que prevê a perda da habilitação para motoristas flagrados dirigindo embriagados. A legislação gerou fortes protestos dos sindicatos de caminhoneiros do país

Talvez ele não tenha me visto porque estava ocupado cheirando cocaína.”

joe biden, vicepresidente dos EUA, em março, fazendo piada sobre os casos do golfista Tiger Woods para o primeiro-ministro da Irlanda

Wyclef jean, cantor que teve sua candidatura à Presidência haitiana impugnada, respondendo, no início de setembro, ao ator Sean Penn, que o acusou de autopromoção e de não estar no Haiti na época do terremoto, em janeiro

“Eu sei que decepcionei a todos. Sabia que minhas ações eram erradas, mas achei que as regras normais não eram para mim.” tiger woods, jogador de golfe, desculpando-se pelos escândalos de infidelidade conjugal 

teorizando

O frango que comemos está carregado de hormônios femininos. Por isso, os homens que comem esses frangos têm desvios em seu ser, como homens.” Evo morales, presidente da Bolívia, em abril,

insinuando que o consumo de frango de produção industrial é o responsável pela homossexualidade e pela calvície em alguns homens

Muitas mulheres não se vestem com modéstia, desencaminham os homens, corrompem sua castidade e disseminam o adultério pela sociedade, o que acaba aumentando os terremotos. kazem Sedighi, aiatolá iraniano, em abril, explicando a origem das atividades tectônicas

O LIVRO DO ANO 200_2011 65

Frases

Tony Hayward, ex-presidente da British Petroleum, em novembro, sobre como lidaria melhor com o vazamento de óleo no Golfo do México

O cargo tem suas vantagens. Como quando Tiger Woods me deu umas dicas. Dicas de golfe, rapazes.”


É tão vergonhoso, é tão escandaloso, e eu fico numa indignação, eu fico numa vergonha.” Joaquim Roriz, (foto), ex-governador, em fevereiro, indignado com o mensalão do Distrito Federal. Roriz renunciou ao mandato de senador para não ser cassado por corrupção 

Roriz é um tremendo cara de pau. Roberto jefferson, presidente do PTB, comentando a fala de Roriz

“[O golpe de 64] foi um mal necessário, tendo em conta o que se avizinhava.” Marco Aurélio Mello, ministro do STF, no programa É Notícia, da RedeTV!, em fevereiro

Há quem chegue às maiores alturas só para cometer as maiores baixezas.”

Ayres Britto, ministro do Supremo Tribunal da Justiça, em março, ao negar habeas corpus ao governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda

O Ministério Público é instituição cada vez mais odiada no Legislativo e, em razão disso, vão se multiplicando a cada dia iniciativas que têm o objetivo de Se Deus quiser me podar suas atribuições e prerrogativas e que são até certo ponto compreensíveis na levar agora, não precisa de câncer para isso. Se medida em que o parlamentar é alvo da atuação do Ministério Público.” ele não quiser que eu roberto gurgel procurador-geral da República, em maio, afirmando que o MP não é benquisto pelo Congresso por investigar os atos dos parlamentares

Vejo a proposta de alteração dos critérios do Bolsa Família como uma manobra eleitoral. O governo perdeu a vergonha. Não tem limite. sérgio guerra, senador, presidente do PSDB, em janeiro, contra a proposta do ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, de flexibilizar os critérios de acesso ao programa

66 O LIVRO ANO 2010 _ 2011

vá, não há câncer que me leve.” josé alencar,

vice-presidente da República (que luta há anos contra o câncer), no dia 2 de fevereiro, na abertura dos trabalhos do Congresso Nacional. A foto o mostra na UTI, com Dilma Rousseff, no dia 27 de dezembro


Nós somos a opinião pública.” luís inácio Lula da silva, presidente da República, criticando a imprensa em um comício em Campinas (SP), no dia 18 de setembro

O Ministério do Meio Ambiente é meio governo brasileiro. Age como uma organização paraestatal. Aldo Rebelo, deputado federal (PCdoB-SP), no dia 8 de fevereiro, reclamando da suposta proximidade da pasta com algumas ONGs contrárias aos interesses brasileiros

Eu sou paraestatal? Ele é pararruralista. Não entendo como um deputado que tem tradição progressista virou defensor dos ruralistas. Alguém fez uma manipulação genética para essa mutação comunistaruralista.” Carlos Minc, ministro

do Meio Ambiente, respondendo a Rebelo

Edison Lobão, ministro de Minas e Energia, em entrevista à Folha de São Paulo, publicada no dia 4 de janeiro. Até o momento o ministro não sabia o que provocou o apagão que afetou 18 Estados e o Distrito Federal no começo de novembro de 2009. O problema aconteceu em três linhas de transmissão da usina elétrica de Itaipu

Fiquei chocado. E olha que sou um magistrado muito vivido. Roberto Antonio Vallim Bellocchi,

desembargador, para O Estado de S. Paulo no dia 5 de janeiro, referindo-se aos 5.400 funcionários do Tribunal de Justiça de São Paulo afastados por alegados motivos de saúde

Eles comiam barro para sobreviver.”

Maxwell Padilha,

médico do Samu, contando como encontrou as famílias isoladas pelas chuvas no interior de Alagoas, em junho

O LIVRO DO ANO 200_2011 67

Frases

Ainda estamos fazendo novas investigações. Estou torcendo para que haja uma falha técnica para que ela possa ser corrigida. Mas até agora não apareceu.”


eleições 2010

É natural que a Dilma cresça, pois ela já está em campanha. Só ao meu estado [Pernambuco] ela foi três vezes neste ano. sérgio guerra, presidente nacional do PSDB, no dia 1º de fevereiro, comentando o crescimento das intenções de voto em Dilma Rousseff na pesquisa CNT/SENSUS

Dilma pode até subir em pesquisas préeleitorais, mas, quando entrar no jogo e o eleitor descobrir que a personagem nada tem a ver com Lula, vai sair dele. Cesar Maia, ex-prefeito do Rio, no dia 2 de março, em

seu blog

Eu vou concorrer à reeleição ao Senado, mas meu nome está muito, mas muito forte, e posso sair candidato como vice-presidente do José Serra.” mão santa, senador (PSC-PI), em janeiro, para uma rádio do Piauí, apresentando-se como candidato

Governantes costumam confundir projeto de governo com projeto de poder... O mandato venceu, mas o governante tenta a continuidade, fazendo o sucessor.” Ayres Britto,

presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no dia 16 de março, em julgamento realizado por uma reclamação da oposição, que acusa Lula de usar a máquina pública em favor da candidata Dilma Rousseff, fazendo campanha eleitoral antecipada

Vou ganhar a eleição. Anotem isso. Vocês estão falando com o próximo presidente do Brasil.” Ciro GOMES, deputado federal (PSB-CE), no dia 23 de março, brincando com os jornalistas

O santo Lula nesse assunto está errado. Mantenho a minha candidatura à Presidência da República...”

ciro, em fevereiro, discordando da avaliação de Lula, que afirmou que sua candidatura prejudicaria a da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff

Todos sabem da minha admiração, mas eu quero ser candidato. Vamos estar do mesmo lado político, mas não no mesmo palanque. ciro, no início de fevereiro, em resposta à Dilma, que, em meio à elogios, manifestou a vontade de dividir o palanque com o deputado

“Sou candidato para ganhar.” 68 O LIVRO ANO 2010 _ 2011


Em Vidas Secas está retratado todo o problema da miséria, da pobreza, da saída das pessoas do Nordeste para o Brasil.

Frases

dilma rousseff, candidata à presidência da República pelo PT, em entrevista à sua própria assessoria. No vídeo, divulgado no dia 2 de maio no site oficial da candidata, ela falou de seus projetos para a área da cultura e, comentando o filme Vidas Secas, de Augusto Nunes, separou o Nordeste do Brasil. O vídeo foi retirado do ar

Não posso ser responsabilizada pelo que faz o filho ou parente de alguém. dilma, no dia 8 de abril, se desligando dos escândalos de lobby e tráfico de influência na Casa Civil, em que Israel Guerra estava envolvido. Ele é filho da exministra Erenice Guerra, sua auxiliar no período em que comandou a pasta

A minha posição pessoal é contra o aborto, [mas] como presidente da República eu não posso deixar de encarar [a questão].” dilma, em outubro, em campanha em Minas Gerais. A questão do aborto teve grande polêmica durante as eleições presidenciais

O presidente Lula me deixou um legado [...], que é cuidar do povo brasileiro. Eu vou ser a mãe do povo brasileiro.”

dilma, no dia 28 de julho, em um comício em Natal (RN), pregando a continuidade do governo Lula em sua eventual eleição

dilma rousseff, no dia 31 de outubro, em seu primeiro pronunciamento como presidente eleita

“A igualdade de oportunidades para homens e mulheres é um princípio essencial da democracia. Gostaria muito que os pais e mães de meninas olhassem hoje nos olhos delas, e lhes dissessem: Sim, a mulher pode!” O LIVRO DO ANO 200_2011 69


Dizem que Serra não gosta do Nordeste. E dizem até que eu não me dou bem com ele. É verdade que eu não o acho bonito e nem cheiroso, mas na época em que ele foi ministro do Planejamento ele ajudou a fazer o Castanhão. TASSO JEREISSATI, senador (PSDB-CE), no dia 19 de abril, sobre a verba liberada para o açude Castanhão quando José Serra era ministro do governo FHC

Quem fez mensalão num caso permaneceu no partido, o outro foi posto para fora. Quem atuou melhor? José Serra, candidato à Presidência pelo PSDB, em

maio, comparando os mensalões do PT e do DEM, a uma jornalista que lhe perguntou se é possível governar sem mensalão

Você não está respondendo a esta pergunta [Quem atuou melhor?]. Se não responde, está se comportando partidariamente.”

serra, à mesma jornalista, que perguntou

se ele considerava “uma vergonha” o mensalão do DEM

Fiz três pedidos. Primeiro, que essa região possa progredir muito mais do que já progrediu. Segundo, pelos meus netos. Terceiro, pela eleição. José Serra, candidato à Presidência pelo PSDB, enumerando os pedidos que fez a Padre Cícero durante visita a Juazeiro do Norte (CE), no dia 17 de maio

70 O LIVRO ANO 2010 _ 2011

Considero o aborto uma coisa terrível. Num país como o nosso, se liberaria uma verdadeira carnificina. Isso aí liberaria gravidez para todo lado, porque [a mulher] vai para o SUS e faz aborto.”

serra, no dia 22 de junho, em sabatina realizada pelo jornal Folha de S.Paulo

Não sei quem é Paulo Preto. Nunca ouvi falar.”

serra, no dia 11 de outubro, afirmando desconhecer Paulo Vieira de Souza, ex-diretor do Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) na gestão tucana em São Paulo, que teria sumido com R$ 4 milhões de campanha eleitoral

Evidentemente que eu sabia do trabalho do Paulo Souza, que é considerado uma pessoa muito competente. serra, no dia seguinte à afirmação anterior


É uma obrigação ética dos candidatos valorizar o que de bom foi feito antes, mesmo por oponentes, e aperfeiçoar e inovar a partir daí."

Frases

Marina Silva, candidata do PV à Presidência, criticando o maniqueísmo na campanha eleitoral

Nunca fumei maconha nem bebi bebida alcoólica, só Biotônico Fontoura. E nunca tomei o daime. Marina Silva, candidata do PV à Presidência

Sabe aquela música do Caetano? ‘Beijou sua mulher como se fosse a última...’, ou ‘a única’, acho que é ‘a última’. Do Chico, desculpe. Tá vendo? É o inconsciente puxando o Caetano, porque ele diz que vota em mim. E o Chico, em que pese eu admirar tanto seus olhos verdes, ele ainda não disse isso.” Marina, candidata do PV à Presidência, em sabatina

Nós já temos 10% [das intenções de voto] sem ter a estrutura realizada pelo jornal Folha de S.Paulo dos outros candidatos. Neste negócio de desmatamento ilegal, parece que Lula está falando da Dilma há três anos. na República não escapa ninguém. Nem os que têm Serra é candidato desde mais compromisso com a sustentabilidade.” Aldo Rebelo, deputado federal, sobre a investigação que perdeu as últimas do Ibama na fazenda de Guilherme Leal, vice de eleições. Só quem entrou Marina Silva e presidente da Natura agora fomos nós, e 10% já é um bom começo, são Que mal faz um 15, 14 milhões de pessoas baseado?” Plínio de Arruda acreditando nessa Sampaio, candidato do proposta.” PSOL à Presidência, defendendo a legalização da maconha, em debate na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Marina, no dia 20 de agosto, comparando sua campanha com a do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, “que, no começo, não tinha tantos americanos votando nele”

O LIVRO DO ANO 200_2011 71


s e m p r e

Eu não sei se é namoro ou se é casamento, se é simpatia ou se é paquera. Luizianne lins, prefeita de Fortaleza (PT), no dia 15 de março, sobre a relação entre Cid Gomes (PSB), governador do Ceará, e o senador Tasso Jereissati (PSDB)

Estou engajadíssima. Luizianne, no dia 27 de julho, garantindo estar empenhada na campanha do candidato à reeleição Cid Gomes

Eu estou livre, não tenho mais compromisso com a prefeita.” Cid Gomes, governador do Ceará, em entrevista à

Rádio O Povo-CBN, no dia 8 de dezembro, afirmando que só vai apoiar o candidato da prefeita Luizianne Lins se ele for de sua concordância

Não me peça para avaliar a administração dela. Eu não vou fazer isso, não.” Cid Gomes, à mesma entrevista, referindo-se à gestão municipal de Luizianne Lins

Me preparo para eleger até um poste. E sem luz.” Luizianne lins,

prefeita de Fortaleza (PT-CE), ao ser indagada pelo jornalista Eliomar de Lima, do jornal O Povo, sobre os preparativos para sua sucessão em 2012, em 6 de dezembro

72 O LIVRO ANO 2010 _ 2011

ESTA L EIR O

A discussão agora não é mais sobre onde vai ser o estaleiro, mas sobre quem é contra e quem é a favor. CID GOMES, governador do Ceará (PSB), no dia 2 de fevereiro, sobre a construção do estaleiro no bairro Serviluz, em Fortaleza

Esta cidade tem prefeita! LUIZIANNE LINS, prefeita de Fortaleza (PT), demonstrando que, se depender dela, o projeto não sai do papel

Aquela área lá sempre foi uma área que ninguém se preocupou em resolver os problemas sociais de lá. A partir do momento que aparece um projeto como esse, aí, né?”

NELSON MARTINS, líder do Governo na Assembleia Legislativa, no dia 2 de fevereiro, em crítica à Prefeitura, que afirmou ter projetos desde 2006 para a região

foto jarbas oliveira

p ol í t i c a ,


Frases

Perco a eleição, mas não perco minha história. Essa é a frase que resume minha campanha.” Tasso jereissati,

senador (PSDB) não reeleito no Ceará, no dia 3 de outubro, em coletiva de imprensa na qual anunciou que não voltaria a disputar eleições

As pessoas mudam com o tempo. O poder é encantador. Ele [Ciro] não é nem sombra daquele jovem idealista de 25 anos atrás.” Tasso, na mesma

coletiva, ao ser indagado se estaria decepcionado com Ciro, de quem foi aliado por 20 anos mas não o apoiou para a sua reeleição

Na política, não há espaço para mágoas. Ciro Gomes, deputado

federal (PSB), no dia 5 de outubro, ao ser indagado sobre a crítica de seu expadrinho político Tasso Jereissati. O parlamentar lamentou a derrota de Tasso e disse que foi uma grave perda política

foto jarbas oliveira

Tenho certeza de que vou ganhar a eleição. Aguardem. MARCOS CALS, deputado estadual e candidato a governador do Ceará pelo PSDB, em entrevista coletiva no dia 24 de junho, mostrando-se otimista em relação à campanha estadual

O Cid nasceu do Ciro e o Ciro nasceu do PSDB. É o mesmo DNA. É um ciclo cansado Gomes-Jereissati. É preciso renovar. TASSO JEREISSATI, senador (PSDB-CE), durante a mesma entrevista, explicando que a escolha de Marcos Cals para candidato é uma tentativa de mudar o cenário político cearense, que presenciou poucas alternâncias no poder

Foi falha minha. Mas vou pedir.”

CID GOMES, governador do Ceará (PSB) e candidato à reeleição, no dia 28 de junho, durante a convenção que oficializou sua candidatura, se desculpando por não ter pedido votos à candidata petista à presidência, Dilma Rousseff

O LIVRO DO ANO 200_2011 73


C O PA D O M UND O

Se a pergunta é ‘Poderíamos realizar a Copa do Mundo amanhã de manhã?’, a resposta é ‘Não’. Jerome Valcke, secretário-geral da Fifa, sobre como se encontrava a África do Sul 100 dias antes do início do mundial de futebol, no dia 4 de março

Vou torcer pelo Brasil, mas não vou assistir à Copa. Gosto de jogar, não de apenas ver. Ronaldinho Gaúcho, jogador de futebol, no dia

19 de maio. O jogador foi incluído por Dunga na lista de sete reservas a serem chamados para a Copa somente em caso de lesão de um dos 23 convocados

Queremos uma seleção branca e cristã, sem pretos e muçulmanos.”

grupo de franceses que invadiu a federação de futebol da França, no dia 1º de julho, em mensagem dirigida ao presidente da entidade, Jean-Pierre Escalettes

Está tudo do avesso nessa Copa. A Alemanha jogando bonito, a Itália última do grupo, o Japão partindo pra cima. Só falta o Pelé acertar palpite.”

Dada Maravilha, reserva da Copa de 70, no dia 30 de junho, pelo seu twitter @dada_ maravilha

Vai ficar uma ferida. Foi uma fatalidade. Dunga, extécnico da Seleção Brasileira, sobre a derrota para a Holanda na Copa, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo no dia 8 de julho

74 O LIVRO ANO 2010 _ 2011

A torcida pode ficar tranquila. O sofrimento dela comigo no gol vai só até o final do ano."

Marcos, goleiro pentacampeão do mundo, no dia 4 de março, anunciando o fim da carreira após falhar na derrota do Palmeiras para o Santo André, no Campeonato Paulista

Quem nunca saiu na mão com a mulher?”

Bruno, goleiro do Flamengo, no dia 6 de março, minimizando a briga do colega Adriano com a noiva. Em julho, o goleiro foi indiciado como mandante do sequestro de sua ex-namorada Eliza Samudio

Aquele senhor moreno, que jogava com a [camisa] 10, disse que a Copa não podia ser jogada na África do Sul.”

Maradona, técnico da seleção argentina, referindo-se a Pelé durante uma coletiva na África do Sul, no dia 11 de junho

Não sei o motivo de ele falar tanto de mim, deve me amar.” Pelé, no dia 14 de junho, rebatendo as críticas feitas por Maradona dias antes


Não há como parar Messi. Seria preciso usar uma escopeta de caça. Gregorio Manzano, técnico do

Ele está fazendo tabelinha com Jesus.” Maradona, , sobre a fase fenomenal de Lionel Messi no Barcelona

Estou me sentindo como um menino que está adorando seu brinquedo novo. Michael Schumacher, piloto de Fórmula 1, em fevereiro, retornando às pistas ao volante de um Mercedes

Sai daí! É a única coisa que eu posso dizer a ele. Rubens Barrichello, em fevereiro, contando que conselho poderia dar a Nico Rosberg, companheiro de Michael Schumacher na equipe Mercedes

Não sei por que falam em derrota se somos campeões. É triste fazer tanto pelo país e ver essa palhaçada. Nunca pensamos em marmelada.”

Giba, capitão da seleção brasileira de vôlei, no dia 12 de outubro, sobre o “jogo da vergonha”, em que o Brasil teria perdido de propósito para a Bulgária para cair numa chave mais fácil no Mundial de Vôlei. Dias antes, o Brasil derrotou Cuba e conquistou o tricampeonato

Estão acostumados com o político, que fala o que as pessoas querem ouvir. Eu não sou político, eu falo o que as pessoas precisam ouvir. Às vezes não agrada.”

Dunga, técnico da seleção, no dia 11 de maio, durante a coletiva que deu após o anúncio da lista de jogadores convocados para a Copa do Mundo

Muitos dos prazos já expiraram, e nada aconteceu. O Brasil não está no caminho certo.” Jerome Valcke,

secretário-geral da Fifa, em entrevista a jornalistas brasileiros no dia 3 de maio, sobre o cronograma da Copa do Mundo de 2014

De gordo para gordo, Ronaldo: se interna num SPA. Senão, você não consegue. Quem te fala é uma pessoa que já pesou 160 quilos e que hoje pesa uns 90.” Jô Soares,

apresentador, na festa dada por Galvão Bueno no dia 17 de agosto, ao jogador do Corinthians, de acordo com a coluna de Mônica Bergamo na Folha de S. Paulo O LIVRO DO ANO 200_2011 75

Frases

Mallorca, falando de Lionel Messi, craque do Barcelona e da seleção argentina, Ele ganhou o prémio de melhor jogador do mundo pela FIFA.


Política

Presidente Lula se desloca pelo sistema de transposição de desnível dos rios Tocantins e Araguaia, eclusas de Tucuruí

76 O LIVRO ANO 2010 _ 2011


foto ricardo stuckert _ pr

governo federal

Era Lula, oito anos

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 77

Política

O Governo Lula (2003–2010) corresponde ao período da história política brasileira que se inicia com a posse de Luiz Inácio Lula da Silva à presidência, em 1o de janeiro de 2003, em sua quarta tentativa para chegar ao cargo presidencial, após derrotar o candidato do PSDB e ex-ministro da Saúde José Serra. Lula perdeu as eleições presidenciais nos anos de 1989, 1994 e 1998. Em outubro de 2006, Lula se reelegeu para a presidência, derrotando o candidato do PSDB Geraldo Alckmin, sendo eleito no segundo turno com mais de 60% dos votos válidos contra 39,17% de seu adversário. Sua estada na presidência terminou em 31 de dezembro de 2010.


O presidente Lula exibe amostra do primeiro óleo retirado da camada pré-sal do Campo Baleia Franca, na Bacia de Campos, em 15 de julho de 2010

A

gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se iniciou dando seguimento à política econômica do governo anterior, do presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). O capital internacional estava receoso à época, e para dar credibilidade à política econômica o presidente nomeou o economista Henrique Meirelles, ex-presidente do Bank Boston e deputado federal eleito pelo PSDB de Goiás em 2002, para a dire-

78 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

ção do Banco Central do Brasil. A nomeação foi um forte sinal para o mercado — principalmente o Internacional, em que Meirelles é bastante conhecido por ter sido presidente do Bank Boston — de que não haveria mudanças bruscas na política econômica no governo Lula. Nomeou o médico sanitarista e ex-prefeito de Ribeirão Preto Antônio Palocci, pertencente aos quadros do PT, como Ministro da Fazenda. Palocci ficou no cargo até 27 de agosto de 2009, quando foi substituído pelo economista e professor universitário Guido Mantega.


foto ricardo stuckert _ pr

Política

O Governo Lula caracterizou-se pela baixa inflação, redução do desemprego e constantes recordes da balança comercial. Promoveu o incentivo às exportações, à diversificação dos investimentos feitos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social — BNDES, estimulou o microcrédito e ampliou os investimentos na agricultura familiar através do Programa Nacional da Agricultura Familiar — Pronaf. Na gestão do presidente Lula observou-se o recorde na produção da indústria automobilística, em 2005, e o maior crescimento real

do salário mínimo, resultando na recuperação do poder de compra dessa parte da população. Também houve o refortalecimento da Petrobras, que culminou com o renascimento da indústria naval brasileira, que em 2009 passou a ser a sexta maior do mundo. Em 2010, Alan Mulally, presidente mundial da Ford, afirmou que graças aos programas de incentivo do Governo Lula foi possível ao país sair de forma efetiva da crise mundial. Durante a crise a retração do PIB foi de apenas 0,2%, mostrando um resultado melhor do que o que

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 79


80 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Política

Lula, presença mundial

Lula foi a todos os lugares, conversou com todas as pessoas e ocupou como pôde os espaços políticos no Brasil e no exterior O presidente Lula com Barack Obama, Gordon Brown, Nicolas Sarkozy, em reunião do G8. Lula em visita a Jerusalém ao lado do presidente Shimon Peres, em 15 março de 2010. Em Havana, conversa com Fidel Castro, ao desembarcar no Aeroporto Internacional José Martí, em 18 de setembro de 2005. Em Amã, na Jordânia, com o rei da Jordânia, Abdullah II, em 17 de março de 2010. Lula participa de festividades na comunidade Raposa Serra do Sol, em Roraima. E, antes da reunião bilateral reservada entre os dois líderes, o presidente Lula presenteou Barack Obama com uma camisa da Seleção Brasileira de Futebol. totos Ansa_Massimo Percossi , AFP_GALI TIBBON e Antonio Milena_ABr

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 81


Presidente Lula durante encontro com a Rainha Elizabeth II, no Palรกcio de Buckingham, em Londres, Reino Unido, em 5 de novembro de 2009 Foto Ricardo Stuckert_PR

82 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 83

Política

as grandes economias do mundo obtiveram. A classe média no país aumentou, entre 2009 e 2010 cresceu a demanda interna em 8%. Além disso, a inflação ficou controlada. Nos sete primeiros anos do Governo Lula, a taxa de inflação oficial do País, representada pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), manteve-se, em seis oportunidades, dentro da meta estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional — CMN. A exceção foi o primeiro ano da gestão, em 2003, quando o IPCA, mesmo mostrando uma alta menor, de 9,30%, ante a taxa de 12,53% de 2002, ficou acima da meta ajustada de 8,5% anunciada pelo Banco Central. Em 2004, depois de o CMN estipular uma meta de inflação acumulada de 5,5% para aquele ano, com tolerância de 2,5 pontos porcentuais para baixo ou para cima, o IPCA atingiu uma taxa final de 7,60%, bem próxima do teto estabelecido. Em 2005, a inflação oficial do País fechou o período com uma alta acumulada de 5,69%, dentro da meta de 4,5%, com tolerância de 2,5 pontos para cima ou para baixo. A partir de 2006, o CMN manteve o ponto central da meta inflacionária do Brasil em 4,5%, mas reduziu as margens para 2 pontos porcentuais para cima ou para baixo. Foi exatamente nesse ano que o IPCA atingiu a marca de 3,14%, a menor taxa desde o início de implantação das metas, em 1999. Em 2007 e 2008, a inflação acumulada avançou para os níveis de 4,46% e de 5,90%, respectivamente, mas estes ainda continuaram dentro do intervalo perseguido pelo Banco Central. Em 2009, em virtude principalmente da alta menor nos preços dos alimentos, o IPCA acumulado desacelerou para a marca de


25

2006

2002

1998

1994

% de votos PT — deputados federais

22 26 42 51 45 58

32

Diferença em pontos percentuais entre Lula e o PT (deputado federais) nas votações desde 1994

1994 1998 2002 2006

1994 1998 2002 1º turno 2002 2º turno 2006 1º turno 2006 2º turno

% de votos Lula

Distância entre Lula e PT

14

Diferença de votos recebidos por Lula (candidato à Presidência da República) e pelo Partido dos Trabalhadores (candidatos a deputado federal) nas eleições de 1994 a 2006

15

O lulismo se consolida

8 11 17 13

Observações Os percentuais referem-se ao total de eleitores que compareceram para votar em cada eleição em 2002 e 2006, primeiro turno das eleições presidenciais. Fontes: TSE, IpeaData, Sonia Terron, Gláucio Soares, Jairo Nicolau, Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP), da UERJ.

4,31%. O salário mínimo passou, em oito anos, de 200 para 510 reais — aumento de 155%. O nível de desemprego registrou queda no Governo Lula, caindo de uma taxa de 12% em 2003, para 9% em 2007. O PIB registrou expansão média de 3,55% ao ano, entre 2002 e 2009, segundo estudo do economista Reinaldo Gonçalves, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O valor fica abaixo da média de crescimento da economia do período republicano, de 4,55%, e coloca o Governo Lula na 21ª posição em ranking de 29 presidentes.

A

condução da política de juros do governo é considerada conservadora. Henrique Meirelles defende que, se o BC tivesse corrigido o atual modelo, o Brasil poderia ter tido um crescimento entre 1999 e 2008 parecido com o do milagre brasileiro de 1968-1973, ou seja, uma alta taxa média de crescimento, de

84 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

mais de 5% ao ano, sem pressões inflacionárias, o que não ocorreu. Mesmo altas, as taxas adotadas pelo governo Lula equivalem, nominalmente, a menos da metade do valor praticado pelo governo de seu antecessor, que estavam em torno de 25% no início de 2003. Analistas financeiros apontaram que a taxa de juros Selic saiu de 25% ao ano em 2003, quando Lula tomou posse, para 8,75% ao ano em julho de 2009 (no segundo mandato de Lula), a mais baixa da história. Na prática, porém, o juro real brasileiro (a taxa de juros descontando-se a inflação do país) continua sendo o mais alto do mundo. Em março de 2009, por exemplo, levantamento feito pela consultoria UpTrend mostrou que, considerando a inflação projetada para 12 meses posteriores, o juro real brasileiro é de 6,5% ao ano. A Hungria aparecia em segundo lugar, com 6,2% ao ano. Argentina e China vinham em seguida, com 4,3%. Esta redução dos juros provocou o deslocamento de muitos investimentos em títulos da dívida

pública para o setor produtivo, fazendo com que o Índice Bovespa — da Bolsa de Valores de São Paulo — saltasse de 40.000 pontos no início de seu mandato para mais de 60.000 pontos em 2007, aquecendo o mercado acionário e o capital social das empresas brasileiras. Críticos argumentavam que os números positivos do Brasil eram consequência da bonança financeira internacional; uma delas era a forte demanda asiática por produtos primários brasileiros, aumentando a sua cotação e consequentemente inflando o superávit comercial, que poderia mudar a qualquer momento, e que o país não disporia de um plano de desenvolvimento claro. Mas o fato é que na crise econômica que atingiu fortemente o mundo, no final de 2008 e início de 2009 (no segundo mandato de Lula), graças às políticas e ações feitas pelo governo Lula, além da manutenção de políticas de governos anteriores, o Brasil sofreu pouco, e isso foi reconhecido por outros países. De acordo com estudos da fundação da


foto ricardo stuckert _ pr

Alemanha Bertelsmann publicados em 2010, o Brasil foi um dos países que melhor reagiram perante a crise. Segundo os relatórios publicados, a fundação elogia os programas sociais do país e o controle austero sobre as instituições financeiras, e revela que o país alcançou posições econômicas melhores. Em 2010, o Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento — Bird, um organismo do Banco Mundial — afirmou que o país avançou na redução da pobreza e distribui-

ção de renda. Segundo a entidade, apesar da desigualdade social ser ainda elevada, conseguiu-se reduzir a taxa de pobreza de 40% em 1990 para 9,1% em 2006, graças a avanços perpetrados pelos governos Collor, Itamar, FHC e Lula. Os maiores motivos para a redução teriam sido a inflação baixa e os programas de transferência de renda. No mesmo ano, estudo da economista Sonia Rocha, do Instituto de Estudos do Trabalho e Sociedade (IETS), mostrou que o percentual de pobres caiu de

U

m relatório do IBGE, do fim de novembro de 2005, afirma que o governo do presidente Lula estaria fazendo do Brasil um país menos desigual. Com base na PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), a FGV divulgou estudo mostrando que a taxa de miséria de 2004 caiu 8% em comparação a 2003, ano em que Lula tomou posse. Ainda segundo a PNAD, oito milhões de pessoas saíram da pobreza (classes D e E) ao longo do governo Lula. Um programa social bastante conhecido do governo Lula é o Bolsa Família. Ele foi criado através do Decreto Nº 5.209 de 17

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 85

Política

Presidente Lula e o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, durante o 2º Fórum Banco Central sobre Inclusão Financeira em Brasília no dia 17 de novembro de 2010

maneira sustentável no Brasil entre 2004 e 2008, durante o governo Lula. O levantamento, que teve como base os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do IBGE, apontou que a proporção de pobres no país caiu de 33,2% para 22,9% no período pesquisado. Entre 2002 e 2007, o Brasil, embora tenha melhorado seu IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de 0,790 para 0,813, caiu da 63º posição para a 75ª posição no ranking dos países do mundo. O estudo é divulgado pelo PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), que esclareceu o recuo do país para a 75ª posição com dois fatores: a entrada de novos países no levantamento e a atualização de dados, que beneficiaram países como a Rússia. Países considerados de “Alto Desenvolvimento Humano” são aqueles com IDH superior a 0,800. No levantamento referente a 2007, uma nova categoria de países foi incluída no ranking: o IDH “Muito Elevado”, com número superior a 0,900.


O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva passeiam pelos jardins da Residência Oficial do Torto, no dia 7 de novembro de 2005. Com Barack Obama, na Casa Branca, em Washington, no dia 16 de março de 2009 Fotos Antonio Cruz_ABr (alto) e foto ricardo stuckert _ pr

86 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


pessoas com mais de 15 anos de idade possuem, em média, seis meses de estudo – contra os seis anos e quatro meses daqueles que moram nos centros urbanos. A situação seria mais desalentadora se não fosse refletido um crescimento na área. Apesar de insatisfatórios, os índices têm apresentado alguns avanços no decorrer dos anos. De acordo com o IBGE, a taxa de frequência escolar de crianças de 0 a 6 anos, em 2005, aumentou 13,3 % em relação a 1995. Atingindo o nível de 40,3%. Entre meninos e meninas de 0 a 3 anos, a taxa passou de 7,6% para 13,3%. Por sua vez, entre as crianças de 4 a 6 anos, em 1995, 53,5% iam à escola, enquanto em 2005 a frequência subiu para 72,7%. Ainda de acordo com a Síntese dos Indicadores Sociais 2006, do IBGE, analisada pela Agência de Notícias dos Direitos da Infância (Andi), na faixa etária de 7 a 14 anos, que corresponde ao ensino fundamental, a frequência estava “universalizada”. Apesar disso, dados do Inep revelam que apenas 53,5% dos alunos concluem a ultima série desta etapa em um prazo médio de dez anos.

E

xistem avanços como a criação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica — Fundeb, e o Programa Universidade Para Todos — Prouni, na área do ensino superior, o maior programa de bolsas de estudo da história da educação brasileira. Em 2005, o Prouni ofereceu 112 mil bolsas de estudo em 1.412 instituições em todo o país. O governo também criou 9 universidades públicas federais, interiorizando o acesso à educação pública gratuita. A partir de 2004, o governo Lula enfrentou crises políticas,

que atingiram seu grande desempenho em julho de 2005 quando denunciaram um suposto esquema de compra de votos de deputados no congresso e suposto financiamento de campanhas por “Caixa 2”. Várias outras denúncias de escândalos foram sendo descobertas, como o caso da quebra de sigilo de um caseiro pelo Estado, que levou à demissão do ministro Antonio Palocci, além da tentativa de compra de um dossiê por parte de agentes da campanha do PT de São Paulo. A crise no setor aéreo brasileiro ou “apagão aéreo”, como divulgado pela imprensa, é uma série de colapsos no transporte aéreo que foram deflagrados após o acidente do voo Gol 1907 em 29 de setembro de 2006. Apagão é um nome adotado no Brasil para referir-se a graves falhas estruturais em algum setor. Durante mais de um ano a situação no transporte aéreo de passageiros no Brasil passou por dificuldades, ocasionando inclusive a queda do ministro da Defesa do governo Lula, Waldir Pires. No início de 2008 começava uma nova crise: a crise do uso de cartões corporativos. Denúncias de irregularidades sobre o uso de cartões corporativos começaram a aparecer. As denúncias levaram à demissão da ministra da Promoção da Igualdade Racial, Matilde Ribeiro, que foi a recordista de gastos com o cartão em 2007. O ministro dos Esportes Orlando Silva devolveu aos cofres públicos mais de R$ 30 mil, evitando uma demissão. A denúncia que gerou um pedido de abertura de CPI por parte do Congresso foi a utilização de um cartão corporativo de um segurança da filha de Lula, Lurian Cordeiro Lula da Silva, com gasto de R$ 55 mil entre abril e dezembro de 2007. A investi-

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 87

Política

de Setembro de 2004.[39]. A finalidade do programa, que atende cerca de 12,4 milhões de habitantes, é a transferência direta de renda do governo para famílias pobres (renda mensal por pessoa entre R$ 69,01 e R$ 137,00) e em extrema miséria (renda mensal por pessoa de até R$ 69,00). O programa foi uma reformulação e ampliação do programa Bolsa-Escola do governo FHC, que tinha uma abrangência de 5,1 milhões de famílias. Apesar de receber algumas críticas de determinados setores da sociedade, que classificam o programa de meramente assistencialista, o Bolsa Família também é elogiado por especialistas pelo fato de ser um complemento financeiro para amenizar a fome das famílias em situação financeira precária. É apontado também como um dos fatores que propiciaram às famílias das classes mais pobres o consumo maior de produtos, o que beneficia a economia do país. Dados divulgados pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação mostram números preocupantes no Brasil. De acordo com a Campanha, existem 16 milhões de brasileiros analfabetos com mais de 14 anos de idade. Mais de 50% das crianças entre 0 e 6 anos não estão na escola, assim como 20% das pessoas entre 10 e 17 anos. “Isso significa que sete milhões de crianças e adolescentes estão privados do direito humano da educação fundamental. Na educação infantil, segundo o IBGE, o déficit chega a 14,6 milhões de vagas”, estampa a CNDE no seu sítio na internet. Estudos do Dieese mostram além. No anuário Estatísticas do Meio Rural foi divulgado que 53% das crianças com até sete anos que vivem no campo são analfabetas. Nos centros urbanos esse índice é de 26%. As


O presidente Lula e a primeira-dama Marisa Letícia durante a posse do primeiro mandato, 1° de janeiro de 2003 Foto AGÊNCIA BRASIL

gação, no entanto, contou com a abrangência desde o período de governo do então presidente Fernando Henrique Cardoso. A imprensa revelou que o Palácio do Planalto montou um dossiê que detalhava gastos da família de FHC e que os documentos estariam sendo usados para intimidar a oposição na CPI, mas a Casa Civil negou a existência do dossiê. Meses depois, sob críticas da oposição, 88 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

a CPI dos Cartões Corporativos isentou todos os ministros do governo Lula acusados de irregularidades no uso dos cartões e não mencionou a montagem do dossiê com gastos do ex-presidente FHC. No dia 14 de maio de 2005, aconteceu a divulgação pela imprensa de uma gravação de vídeo na qual o ex-chefe do Decam/ECT, Maurício Marinho, solicitava e também rece-

bia vantagem indevida para ilicitamente beneficiar um falso empresário — na realidade o advogado curitibano Joel Santos Filho, o denunciante da corrupção, que, para colher prova material do crime, faz-se passar por empresário — interessado em negociar com os Correios. Na negociação então estabelecida com o falso empresário, Maurício Marinho expôs, com riqueza de detalhes, o esquema


Política

de corrupção de agentes públicos existente naquela empresa pública, conforme se depreende da leitura da reportagem divulgada na revista Veja, com a capa “O vídeo da corrupção em Brasília”, edição de 18 de maio de 2005, com a matéria “O homem-chave do PTB”, referindo-se a Roberto Jefferson, o homem por trás do esquema naquela estatal. Escândalo do Mensalão ou

“Esquema de compra de votos de parlamentares” é o nome dado à maior crise política sofrida pelo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em 2005-2006 no Brasil. O neologismo mensalão, popularizado pelo então deputado federal Roberto Jefferson em entrevista que deu ressonância nacional ao escândalo, é uma variante da palavra “mensalidade” usada para se referir

a uma suposta “mesada” paga a deputados para votarem a favor de projetos de interesse do Poder Executivo. Segundo o deputado, o termo já era comum nos bastidores da política entre os parlamentares para designar essa prática ilegal. 2010, seu último ano do governo, Lula bateu recordes de popularidade e elegeu sua escolhi-

E

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 89


da pela sucedê-lo, a ministra da Casa Civil Dilma Rousseff. Com popularidade de 87%, a maior do mundo. Lula deixa o poder com a menor taxa de desemprego, ascensão da classe C, que passou a englobar mais da metade dos brasileiros, e melhoria dos setores da economia brasileira. Contudo, o último ano do governo Lula também foi marcado pela volta da inflação, o aumento da arrecadação de tributos federais e o recorde do gasto público do governo. Balanços, pesquisas e discursos apontam falhas e melhorias no último ano do governo Lula. A verdade é que, segundo pesquisa feita pela Confederação Nacional da Indústria, Luís Inácio Lula da Silva deixa seu mandato com 87% de popularidade, a maior do mundo. O desemprego no Brasil despencou, de acordo com o IBGE, o índice divulgado foi de 5,7%, o menor percentual desde 2002, uma comemoração histórica. De acordo com a Pesquisa Mensal do Emprego, a queda da taxa de desemprego em relação ao mês de outubro em 2010 foi de 0,4

ponto percentual. Em relação ao mesmo mês em 2009, ano da crise financeira internacional, a redução foi maior, de 1,7 ponto percentual. Já em novembro de 2010, a população desocupada diminuiu 5,9%, fechando o mês em 1.359 milhão. Uma redução de 20,7%, ou seja, 354 mil desempregados a menos. Em comparação a novembro de 2009, o crescimento de empregos formais foi de 3,7% ou 795 mil postos de trabalho. Outro ponto positivo para o governo Lula foi a ascensão econômica que a classe C apresentou. Formada por famílias que recebem ente R$ 1.116 e R$ 4.854,00 por mês, a nova classe apresenta uma mudança de hábitos de consumo e comportamento. De 2002 a 2008, a participação dessa faixa na população saltou de 28% para 34%, com base nas informações do Target Group Index. Em 2010, passou a responder por mais da metade da população do país, ou seja, quase 100 milhões de pessoas. São 32 milhões de pessoas com idade entre 12 e 64 anos, nas principais regiões metropolitanas de todo o

Brasil, que passaram a fazer parte de um grupo com características socioculturais próprias. Predominantemente jovem, a classe C é composta, em sua maioria, por afrodescendentes, 41% está em Salvador e 22% em Brasília. Já no setor da economia brasileira, a melhoria ocorreu no último trimestre de 2010. Foram 76 setores nas atividades primárias, de comércio, indústria e serviços em crescimento, todos com resultado positivo. Tudo devido à expansão da atividade econômica no país, aumento da renda, maior volume de crédito, ampliação dos prazos, queda da taxa de desemprego e isenções tributárias para alguns segmentos. Além de todos os pontos positivos, a ascensão da classe C também proporcionou o impulso da economia brasileira, exemplo disso foi o segmento de transporte aéreo, que registrou melhora pelo aumento do número de passageiros devido ao crescimento da renda média da população, com estratégias exclusivas para as classes C e D, e pelas facilidades de pagamento. O que também impulsionou o crédito para habitação. O

Popularidade do governo Lula ao longo dos 8 anos Dados apurados em pesquisa do Instituto Datafolha

nÓtimo-Bom nRegular nPéssimo Valores em % O governa Lula começa com 4 em cada dez brasileiros dizendo que ele é ótimo ou bom

43 43 40 42 10 11 24 a 26 jun 31 mar a 1 abr 2003

Escândalo envolvendo Waldomiro Diniz enfraquece José Dirceu e reduz avaliação positiva de Lula

42 43 41 38 15 17

45 45 35 17

40

13

Primeira pesquisa divulgada após denúncia do caso do mensalão

45 41 41 39 31 29 36 35 28 26 23 18

Começa o programa eleitoral gratuito e Lula tenta reeleição

52 52

Acidente da TAM na pista de Congonhas. Oposição culpa a má gestão do governo

48 48 50

Início da crise econômica mundial

64

65

67

36 35 33

17 14 14

15

28

Rio de Janeiro é escolhido para ser a sede das Olimpíadas de 2016

23 7

27 8

25 8

76

79

83

Lula deixa a Presidência com o maior índíce de aprovação de seus oito anos de governo

55

37 31 34

14

70

72

21 20 6

4

17

13 4 3

11 8 26 a 8a 16 a 17e 23 e 31 mai 19 a 14 a 21 a 29 nov 11 set 19 mar 18 dez 24 ago a 1 jun 17 dez 20 mar 22 ago 16 a 1e 25 25 a 11 a 25 e 14 a 26 out 13 dez 10 ago 17 mar 2 ago 13 ago 27 mar 28 nov 26 mar 17 dez 2005 2006 2007 2008 2010 2004 2009

8 a 1 mar

17 a 19 ago

90 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Política

O já ex-presidente Lula se despede em Brasília, no dia 1o de janeiro de 2011 Foto AGÊNCIA BRASIL

segmento da construção civil leve e o ciclo positivo de investimento do país, favoreceu a construção pesada. Apesar das melhorias e dos benefícios, o governo Lula também trouxe algumas mazelas que marcaram o ano de 2010. Dentre elas o aumento das arrecadações de tributos federais, que bateu recorde e encerrou o ano com um crescimento real, atingindo R$ 826,065 bilhões, um aumento de R$ 74,087 bilhões comparado com 2009. Outro recorde foi com os gastos dos cartões corporativos efetuados por órgãos ligados à Presidência da República, com um aumento de 28%, comparado também a 2009. Segundo informações da ONG Contas Abertas, os gastos do governo federal atingiram R$ 80 milhões, um aumento de R$ 15,5 milhões. Os maiores gastos foram feitos pelo Ministério do Planejamento em R$ 19.259

milhões, sendo a maior parte das despesas gastas pelo IBGE com o Censo. Em seguida vem a Presidência da República com R$ 18,9 milhões, com aumento de 26% comparado a 2009. O Ministério da Justiça aparece em terceiro lugar com gastos acima de R$ 14 milhões. As outras informações encontram-se disponíveis no Portal da Transparência do governo federal. Durante o governo Lula a Petrobras descobriu enormes reservas de petróleo abaixo da camada de sal no litoral brasileiro, que se estendem por cerca de 800 km, de Santa Catarina ao Espírito Santo — são cerca de 200 km de largura, em uma área de 112 mil km quadrados. Para atingir as jazidas de óleo e gás, entre 5 mil e 7 mil m de profundidade, é preciso perfurar até 2 mil m de sal, sob uma lâmina d’água entre 1 mil e 3 mil metros de profundidade. Estima-se que a camada do

pré-sal contenha o equivalente a cerca de 1,6 trilhão de metros cúbicos de gás e óleo. O número supera em mais de cinco vezes as reservas atuais do país. Só no campo de Tupi (porção fluminense da Bacia de Santos), haveria cerca de 10 bilhões de barris de petróleo, o suficiente para elevar as reservas de petróleo e gás da Petrobras em até 60%. O Brasil fica em vantagem em relação ao Catar, à China e aos Estados Unidos, que possuem 15,2 bilhões, 16 bilhões e 20,9 bilhões de barris de petróleo cru, segundo dados de 2008 da Agência Central de Inteligência americana-CIA. O ranking mundial na produção de petróleo é da Arábia Saudita — 266 bilhões de barris. O Brasil ficaria entre os seis países que possuem as maiores reservas de petróleo do mundo, atrás somente da Arábia Saudita, do Irã, Iraque, Kuwait e Emirados Árabes. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 91


Oito anos de Lula no poder, uma cronologia 1° de janeiro Posse.

2003

Decolagem turbulenta

Diante de 150 mil pessoas, o recém-eleito Lula recebe a faixa presidencial de Fernando Henrique Cardoso

11 de janeiro Ações pela pobreza.

Poucas mudanças

PMDB adere formalmente ao governo. Amir Lando vai para a Previdência e Eunício Oliveira assume as Comunicações

15 de janeiro

2005 Crise

Aerolula. Custando R$ 150 milhões, o Aerolula, novo avião da presidência, faz seu primeiro voo

15 de fevereiro Congresso Nacional. O

aliado político de Lula na Câmara, Luiz Eduardo Greenhalgh, perde a presidência para o deputado Severino Cavalcanti (PP-PE). Renan Calheiros, do PMDB, vence no Senado

13 de fevereiro O capitão Dirceu. Alguns dias depois de

chamar José Dirceu de “capitão” de seu governo, surge o escândalo Waldomiro Diniz, afetando Dirceu, ministro da Casa Civil na época

14 de maio Crise nos correios. O

diretor dos Correios, Maurício Marinho, aparece em vídeo recebendo propina e diz ser indicado do presidente do PTB, Roberto Jefferson. Era o início de uma crise política incomparável

15 de março Terceiro cassado. Pedro

2006

Reeleição

92 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

gem internacional que fez como presidente, Lula acompanha a posse do colega Lúcio Gutierrez, presidente do Equador, e almoça com Hugo Chávez

Ao lado dos novos ministros, o presidente inicia uma caravana pelas regiões mais pobres do país, em Minas Gerais e no Nordeste

21 de janeiro PMDB. Com dois ministérios, o

2004

15 de janeiro A primeira viagem. Na primeira via-

Correa, o presidente do PP, é cassado por envolvimento no escândalo do Mensalão. Ele é o último a ser cassado, pois os outros investigados renunciaram para não perderem o mandato

7 de junho Mensalão.

Em denúncia à Folha de São Paulo, Roberto Jefferson afirma que governistas pagavam mesadas a deputados, o famoso Mensalão

14 de março O escolhido. De

olho em São Paulo, José Serra desiste de disputar a presidência e Geraldo Alckmin é o candidato do PSDB contra a reeleição de Lula

14 de junho Lula inocentado.

Jefferson inocenta Lula e acusa Dirceu de ser a cabeça por trás do Mensalão, no Conselho de Ética da Câmara: “Sai daí, Zé. Sai daí logo antes que você faça réu um homem inocente, que é o presidente Lula”. Dois dias depois, Dirceu se afasta do ministério

27 de março Palocci cai. Acusado

de violar o sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa, Fernando Palocci deixa o Ministério da Fazenda. Com sua saída, Guido Mantega assume


30 de março Salário mínimo. Sob

protestos dos grupos sindicais, Lula anuncia um reajuste de 20% do salário mínimo. Com a mudança, o mínimo vai de R$ 200 para R$ 240

8 de julho Um boné polêmico. Lula causou desconforto entre base e oposição ao usar em público um boné do Movimento Sem-Terra

atividades do MST, a situação do campo fica complicada e o governo recebe críticas de todos os segmentos

21 de junho Dilma dá as caras. A

ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, assume a Casa Civil no lugar de Dirceu, ocupando um dos cargos mais importantes do governo

4 de julho Evidências.

Documentos provam que o PT recebia repasses do empresário Marcos Valério de Souza, acusado por Roberto Jefferson, na CPI, como ser o homem mala no esquema

4 de maio Sanguessugas. Para desmontar

um esquema de compra de ambulâncias superfaturadas, a Polícia Federal organiza a Operação Sanguessuga

2 de agosto Tucanos mensaleiros.

Foi descoberta, na campanha derrotada de Eduardo Azeredo ao governo de Minas Gerais, uma ramificação do mensalão no PSDB, com Valério também atuando como intermediário

do os programas Fome Zero, Vale Gás e outros para formar o Bolsa Família, Lula cria o grande carro-chefe social de seu governo

11 de novembro Luz para todos.

O presidente cria o programa “Luz para Todos”, uma versão aperfeiçoada do “Luz no Campo” de FHC

31 de outubro José Serra. Nas eleições munici-

pais, apesar do peso político de Lula, a prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, perde o cargo para José Serra. A vitória abriu o caminho para uma nova candidatura à presidência do tucano

14 de setembro Cassado. Acusado de fazer denúncias sem provas, Roberto Jefferson é cassado pela Câmara. “Tirei a roupa do rei. Mostrei ao Brasil o que é o governo Lula”, disse o ex-presidente do PTB

chega ao fim, sem conclusões. Com relatoria do petista José Mentor, ela garantiu que diversos políticos suspeitos de terem mandado remessas ilegais ao exterior escapassem ilesos

principais homens de confiança de Lula e ministro da Fazenda, Antonio Palocci se torna alvo da investigação e é acusado por ex-aliado de desviar dinheiro na prefeitura de Ribeirão Preto

são presos, depois de tentarem comprar dossiê contra José Serra. Os documentos supostamente ligariam o tucano ao escândalo dos sanguessugas

bros de alas mais radicais do PT, como Heloísa Helena, abandonam o partido, descontentes com a política econômica adotada por Lula

14 de dezembro Banestado. A CPI do Banestado

19 de agosto Petistas na mira. Um dos

15 de setembro Dossiês. Homens do PT e de Lula

14 de dezembro Dissidências. Mem-

29 de outubro Reeleito. Depois

21 de setembro Severino cai. Com

denúncia de cobrar “mensalinho”, para um dono de lanchonetes na Câmara, Severino Cavalcanti renuncia à presidência da Casa. Com a saída do peemedebista, Aldo Rebelo (PCdoB-SP) se elege

de um primeiro turno apertado, Lula vence o segundo turno contra Alckmin, por 60,8% contra 39,1%

24 de outubro Delúbio.

Delúbio Soares, outro homem de confiança de Lula, é expulso do PT. Ele foi acusado pelo partido de ser o único operador do mensalão

1 de novembro Caos aéreo. Sistema

aéreo brasileiro entra em crise. A demora do governo para reagir gerou críticas por todo o mundo

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 93

Política

1° de abril Abril Vermelho. Com a intensificação de

20 de outubro Bolsa Família. Unifican-


28 de janeiro PAC. O governo lança o

Programa de Aceleração do Crescimento, coordenado por Dilma Rousseff

2007

A todo vapor

30 de janeiro Cartões corporativos.

2008

Picos de popularidade

Após a descoberta de compras indevidas de membros do executivo com dinheiro público, que flagrou envolvimento de ministros e dirigentes de estatais, novo escândalo atinge o governo

4 de maio Estado laico.

Recebendo uma visita do Papa Bento 16, Lula defende o Estado laico, sem ensino religioso nas escolas públicas

7 de março A mãe do PAC.

2009

grama “Minha Casa, Minha Vida”, articulado pela ministra Dilma Rousseff e pelo chefe do gabinete do presidente, Gilberto Carvalho

A revista Veja denúncia que Renan Calheiros recebia dinheiro do lobista da construtora Mendes Júnior. Assim ele ajudava a sustentar um filho que teve com uma amante, Mônica Veloso

26 de junho Ocupação boliviana. Refinarias da Petrobras são ocupadas pelo presidente da Bolívia, Evo Morales. Lula, perturbado por não ter sido avisado antes da operação, pede calma

7 de maio Dilma depõe. Suspeita de possuir envolvi-

Em discurso no Rio de Janeiro, Lula apresenta Dilma como “a mãe do PAC”, abrindo o caminho para a petista como candidata à sucessão do Planalto

25 de março Mais casas. Lula lança o pro-

25 de maio Relações perigosas.

mento com vazamentos de informações sobre os gastos de FHC e sua mulher, Ruth, enquanto ocupavam o Palácio da Alvorada, Dilma Rousseff depõe em comissão do Senado. Ao falar da sua luta contra a ditadura, Dilma se emociona

2 de abril O cara. Em reunião do

G20, o presidente americano Barack Obama diz que “Lula é o cara”

25 de abril Câncer. Dilma anuncia

tratamento contra um câncer. Cinco meses depois, médicos anunciam a cura para o linfoma

Uma potência mundial

18 de fevereiro Escolhida. Mes-

2010

Sucessão garantida

mo tendo apenas dez anos no partido, Dilma Rousseff é a escolhida pelo Congresso do PT como próxima candidata à presidência pelo partido

94 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

17 de maio Xiita. Apesar

das críticas a seu relacionamento com o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, Brasil e Turquia fecham acordo nuclear com Teerã

12 de junho PMDB consolidado.

Aliança com o PMDB se concretiza, e Michel Temer é escolhido como candidato a vice-presidente

16 de setembro Erenice. Lula demite a

ministra da Casa Civil, Erenice Guerra, após uma série de denúncias de corrupção. Erenice teria sido deixada no cargo por sua ex-chefe, Dilma


17 de julho Desastre. Avião da TAM cai no aero-

porto de Congonhas, e a oposição acusa o governo de ter errado na reforma da pista. Para aplacar a crise, Lula acabou trocando, no dia 25 de julho, o ministro da Defesa, Waldir Pires, pelo ex-presidente do STF, Nelson Jobim

tra do Meio Ambiente, Marina Silva, pede demissão para voltar ao Senado. Substituída por Carlos Minc, ela alegou falta de apoio político no Ministério

19 de junho Atos secretos. Após

revelação de atos secretos, José Sarney fica sob pressão à frente do Senado. Temendo que o comando da casa passe para os tucanos, Lula apoia o antigo rival

3 de outubro Primeiro Round. Lula

perde a tentativa de eleger Dilma logo no primeiro turno. Com o crescimento da candidata Marina Silva, José Serra força o segundo turno com a candidata de Lula

anunciado como país-sede da copa do mundo de 2014

8 de julho Satiagraha. PF faz Ope-

ração Satiagraha, que termina com a prisão do banqueiro Daniel Dantas

8 de novembro Pré-sal. A Petrobras anuncia a

descoberta do megacampo de petróleo na camada do pré-sal. Em declaração de repercussão mundial, Lula diz que o país conquistou seu “passaporte para o futuro”

2 de setembro Primeiro poço. O presi-

dente participa da inauguração do primeiro poço de petróleo do pré-sal, no Espírito Santo

21 de setembro Zelaya. Lula permite que Manuel

Zelaya, presidente de Honduras deposto por golpe militar, se abrigue na embaixada brasileira do país

31 de outubro Presidenta. Dilma

Rousseff é eleita a primeira mulher presidente do Brasil, com 56% dos votos válidos. No discurso de posse, ela chora e agradece a Lula

23 de dezembro Despedida. Por meio de

anúncios de rádio e TV, Lula se despede dos brasileiros

15 de dezembro Derrota. Sena-

do derruba prorrogação da CPMF, o imposto do cheque. Com a derrota, o Senado se consolida como a maior oposição a Lula

15 de setembro Crise mundial. O mercado

financeiro mundial entra em crise, e o tradicional banco americano Lehman Brothers pede concordata. Enquanto isso, Lula pede calma

2 de outubro Olimpíadas. O Comitê Olímpico

Internacional concede ao Rio de Janeiro o título de cidade-sede para os Jogos Olímpicos de 2016

01 de janeiro Fim de uma era. Lula passa a faixa para

Dilma Rousseff e encerra, emocionado, seus 8 anos de governo

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 95

Política

13 de maio Marina renuncia. A minis-

30 de outubro Copa. O Brasil é


MENSALÃO DO DEM

A Caixa de Pandora Brasília, a capital federal construída por Juscelino Kubitschek, é palco de mais um grande escândalo de corrupção envolvendo políticos. O chamado “Mensalão do DF”, que deixou o governador José Roberto Arruda, o vice Paulo Octávio e o presidente da Câmara Legislativa, Leonardo Prudente, com a corda no pescoço

S

egundo a mitologia grega, a primeira mulher criada por Zeus, Pandora, foi a responsável, por ordem dos deuses, por abrir um recipiente onde se encontravam todos os males que, depois, se abateram sobre a humanidade. A lenda ficou conhecida como Caixa de Pandora, uma expressão que passou a designar aquilo que incita curiosidade, mas que é preferível não tocar. Talvez pelo seu significado, a expressão tenha sido a escolhida para denominar a operação da Polícia Federal que desvendou o escândalo envolvendo políticos influentes do Distrito Federal ligados ao partido dos Democratas. As investigações tiveram início em setembro de 2009. O secretário de Relações Institucionais do Governo de Brasília, Durval Barbosa, que respondia a pelo menos 28 processos na Justiça, foi interrogado pela Polícia Federal. Barbosa aceitou colaborar em troca de redução de sua pena em caso de condenação. Em seu depoimento, o então secretário Durval Barbosa tornou público um suposto esquema de caixa dois e pagamentos de propinas a políticos e outras autoridades em Brasília.

96 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

O esquema seria uma espécie de “pedágio” cobrado pelo então governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, juntamente com outros políticos aliados, para que empresas conseguissem contratos com o governo. Em 27 de novembro, a Polícia Federal deflagrou, então, a primeira ação da Operação Caixa de Pandora ao executar, com o cumprimento de mandados de busca e apreensão na residncia oficial do governador José Roberto Arruda, uma busca em secretarias do governo e em gabinetes de deputados na Câmara Legislativa. Nos 24 endereços onde foram realizadas as ações de busca e apreensão, foram apreendidos R$ 700 mil em dinheiro, US$ 30 mil, 5.000 euros, computadores, mídias e documentos. No mesmo dia, o governador Arruda exonerou os envolvidos nas investigações. Durante as investigações, de gavetas e computadores, milhares de documentos foram retirados. Eram agendas com anotações de pagamentos a políticos, livro-caixa com a contabilidade que


Política

José Roberto Arruda e a mulher, Flávia Arruda, deixando a prisão preventiva na carceragem da Polícia Federal, em Brasília, no dia 12 de abril de 2010 e, acima, um dos principais cartões postais de Brasília, a ponte Juscelino Kubitschek, conhecida como ponte JK foto josé cruz_abr

os investigadores suspeitam ser distribuição de propina, dossiês sobre corrupção em secretarias e empresas estatais, um mapa do loteamento político de mais de 3 mil cargos, remessas de dinheiro para o exterior e acertos para fraude em licitações públicas. Na pilha de papéis, chamou a atenção o material encontrado na casa e no gabinete de Domingos Lamoglia, conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Distrito Federal por causa do escândalo. Lamoglia foi o assessor mais próximo de Arruda nos últimos 20 anos. Até outubro de 2009, era seu chefe de gabinete e tinha o privilégio de ser o único auxiliar com escritório na residência oficial do governador. Na casa de Lamoglia, num setor de mansões em Brasília, O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 97


a PF apreendeu um livro-caixa, agendas e papéis com nomes e iniciais de políticos sempre relacionados a números que, para os investigadores, se referem a valores da suposta propina. Numa agenda de 2009, na data de 24 de agosto, os registros de possíveis pagamentos foram separados em dois grupos: “Pessoais” e “Política”. Entre os “Pessoais” aparece a anotação “Severo = 450”. Seria referência a Severo de Araújo Dias, dono do haras Sparta. A PF passou então a investigar a denúncia de que o proprietário oculto do haras seria Arruda. Em um depoimento à subprocuradora-geral da República Raquel Dodge, prestado em 9 de dezembro, Durval Barbosa afirmou que o haras foi comprado pelo governador como um presente para sua mulher, Flávia Arruda. Durval disse ter ouvido a confirmação do negócio de Heraldo Paupério, padrasto de Flávia e advogado do delator antes da deflagração da operação da PF. A revista semanal Época ouviu aliados e auxiliares próximos de Arruda. Sob a condição de não serem identificados, eles disseram que o verdadeiro dono do haras era Arruda. Contaram que, antes 98 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

O governador do DF, José Roberto Arruda e seu vice, empresário Paulo Octávio, pegos num turbilhão de fatos desabonadores. Ao lado, estudantes protestam no movimento “Fora Arruda” durante todo o mês de janeiro

de o escândalo estourar, aos sábados pela manhã Arruda agendava compromissos oficiais em locais próximos à propriedade. Terminada a programação, o governador dispensava assessores, seguranças e motorista e seguia dirigindo o próprio carro até o haras. No grupo “Política” havia registros como “Pesquisas = 100”, “Evangélicos = 80” e “Fraterna = 100”. Em outros documentos estão registrados pagamentos a pelo menos três institutos de pesquisa de opinião. Segundo os investigadores, “Fraterna” seria o Instituto Fraterna, ONG presidida pela mulher de Arruda. Durval afirmou ter recebido orientação do governador para usar 10% do que arrecadava de propina com empresas de informática para financiar a entidade da primeira-dama, instalada em um espaço cedido por uma empresa estatal. Durval Barbosa entregou ainda ao Ministério Público 30 vídeos

com imagens de negociações feitas por ele mesmo, que participava do esquema. Já como colaborador da Justiça, em troca de redução de pena no caso de uma condenação, Durval usou câmeras escondidas e, com autorização da Justiça, gravou diálogos com o governador e com o primeiro escalão do governo do Distrito Federal. Na gravação, Arruda disse a Durval para entregar ao chefe da Casa Civil, José Geraldo Maciel, o dinheiro para pagamento da base aliada. Segundo a investigação, o dinheiro, R$ 600 mil, teria vindo de quatro empresas que prestam serviços ao governo de Brasília. Em 28 de novembro, o Jornal Nacional mostrou trechos do vídeo, realizado em 21 de outubro deste ano, em que Barbosa conversa com o governador. A reunião seria para prestar contas da divisão do dinheiro. Em um segundo momento, a conversa é com o chefe da Casa Civil, José Geraldo Maciel. Eles acertam a partilha do dinheiro, com R$50 mil para cada um. Em outro trecho, Arruda quer saber como anda a despesa com políticos. Ao todo, são 55 minutos de gravação. Em 30 de novembro, Arruda aparece recebendo R$ 50 mil de


nossas vidas, para essa cidade, que o senhor contemple a questão do seu coração”. Em seu depoimento à polícia, Durval Barbosa disse ainda que os empresários já não aguentavam mais a cobrança de propina. Em outra gravação, a diretora da Uni Repro, Nerci Soares, uma empresa de São Paulo que prestava serviços ao governo, entrega uma sacola ao então secretário de relações institucionais e ele conta o dinheiro. Nerci deixa a sala e Durval mostra uma caixa cheia de dinheiro.

A

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 99

Política

Barbosa, em uma gravação de agosto de 2006. O vídeo levava à suspeita de que o esquema começou antes mesmo de Arruda ser eleito governador. No inquérito, Barbosa diz que um funcionário de Paulo Octavio, Marcelo Carvalho, era quem buscava o dinheiro, que seria distribuído fartamente sempre a portas trancadas. Segundo ele, Leonardo Prudente, presidente da Câmara Legislativa, recebeu uma quantia tão grande de dinheiro que ficou sem espaço nos bolsos e escondeu nas meias. Na gravação, a líder do governo na Câmara Legislativa, Eurides Brito, também recebe. Momentos depois, o deputado distrital, corregedor da Câmara — responsável por investigar eventuais desvios de conduta de parlamentares —, que é também representante da bancada evangélica, Junior Brunelli (PSC), e o presidente da Câmara, Leonardo Prudente e Durval Barbosa, fazem oração para agradecer o dinheiro recebido: “Pai, eu quero te agradecer por estarmos aqui. Sabemos que nós somos falhos, somos imperfeitos, mas é o teu sangue que nos purifica de todo bem. Pai, nós somos gratos pela vida do Durval, que tem sido um instrumento de benção para

meaçado de expulsão pelo partido, Arruda anuncia, no dia 10 de dezembro de 2009, seu desligamento do Democratas e sua desistência da vida pública, alegando ser alvo de “um triste espetáculo de cenas e imagens montadas com óbvias motivações políticas”. Arruda declarou deixar o partido a fim de poupar os companheiros de legenda de ter que decidir entre saciar a sede por atos radicias e mediáticos, ou “julgar com amplo direito de defesa e cumprimento dos prazos estatutários”. Na ocasião, o então governador alegou ainda que iria se dedicar “inteiramente à administração pública” local e “a trabalhar por Brasília”. Mas, em fevereiro de 2010, Arruda, já com a prisão decretada pelo Supremo Tribunal Federal por tentativa de suborno, entregou-se à Polícia Federal. O pedido de prisão era relativo à tentativa de suborno do jornalista Edmilson Edson dos Santos, o Sombra, testemunha do escândalo, que teria sido para obstruir as investigações do esquema de arrecadação e pagamento de propina. O pedido foi feito em denúncia apresentada contra Arruda e os outros cinco acusados por formação de quadrilha e corrupção de testemunha.

Além dele, o deputado Geraldo Naves (DEM), Wellington Morais, ex-secretário de Comunicação do DF, Haroldo Brasil de Carvalho, ex-diretor da Companhia Energética de Brasília, e Rodrigo Arantes, sobrinho e secretário particular de Arruda, tiveram suas prisões decretadas. Com a prisão de Arruda, o então vice-governador Paulo Octávio assumiu o governo. Enquanto isso, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) cassou o mandato do ex-governador por infidelidade partidária. Paulo Octávio, no entanto, durou apenas 12 dias no cargo, uma vez que seu nome também estava envolvido nas denúncias. Paulo Octávio foi substituído pelo presidente da Câmara Legislativa, Wilson Lima (PR), que foi obrigado a convocar eleições indiretas. Em abril de 2010, o advogado Rogério Rosso foi eleito governador para um mandato tampão até o dia 1º de janeiro, quando assume o petista Agnelo Queiroz, eleito no segundo turno das eleições. Em abril de 2010, no entanto, Arruda teve a sua prisão revogada pela Corte Especial do STJ. “Não mais subsiste a necessidade de prisão. Não há mais como o preso influir na instrução criminal, mesmo porque ele não sustenta mais a condição de governador de Estado”, afirmou o relator do caso, ministro Fernando Gonçalves, cujo entendimento foi seguido por maioria. A decisão do STJ valeu também para os outros cinco denunciados que estavam presos. Foram soltos, além de Arruda, o suplente de deputado distrital Geraldo Naves, o ex-secretário de Comunicação, Wellington Moraes, o conselheiro do Metrô, Antônio Bento da Silva, o secretário particular de Arruda, Rodrigo Arantes Diniz, e o ex-diretor da CEB Haroaldo de Carvalho. n


LULA E CUBA

As relações perigosas foto ricardo stuckert _pr

Com sucessivas declarações polêmicas — que causaram revolta entre a mídia internacional e dissidentes cubanos —, o presidente Lula chamou a atenção no caso da morte, por greve de fome, de Orlando Zapata Tamayo, prisioneiro político cubano

C

om raras exceções, os entraves da diplomacia brasileira sempre se basearam na defesa total e irrestrita da democracia e dos direitos humanos. Em marcas exemplares deixadas ao longo da história, nossa diplomacia esteve presente na criação do Estado de Israel, enviou tropas para combater o eixo nazista e investiu em missões de paz, como as do Timor Leste, Angola, e mais atualmente, Haiti. Apesar deste histórico louvável, o governo brasileiro tem, recentemente, se desviado dos caminhos traçados por seus ante100 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

cessores, tudo em nome de interesses econômicos – principalmente através do estabelecimento de relações com ditadores e tiranos. Depois de receber diversas críticas nos últimos anos, por ações como participar de encontros com ditadores e inimigos declarados dos Direitos Humanos, como o general líbio Muammar Khadafi ou o presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad, o presidente Lula causou espanto no mundo todo por seus comentários sobre o trágico desfecho da greve de fome de Orlando Zapata Tamayo, preso político cubano. Falecido em Havana no dia 23 de fevereiro deste ano, Zapata ficou sem se alimentar 85 dias em protesto

contra o regime de Fidel Castro, as condições desumanas na prisão e o estado de outros presos políticos no presídio de Holguín. Ação e reação. Ao receber a notícia da morte de Zapata, o presidente Lula provocou surpresa – uma vez que ele teria participado de uma greve de fome, durante a paralisação dos Metalúrgicos do ABC entre Lula tira uma abril e maio foto de Fidel de 1980 — e Raúl Castro ao declarar com Franklin que “lamen- Martins, tava profun- ministro das d a m e n t e ” Comunicações, a morte de no dia 24 de Zapata, di- fevereiro de zendo achar 2010 e, ao triste que lado, Guillermo Fariñas, uma pessoa jornalista e “se deixe” psicólogo morrer de cubano que fome, o que fez uma greve provocou re- de fome e fez volta entre críticas a Lula


Política

Com essa declaração, o que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva demonstra é seu comprometimento com a tirania dos irmãos Castro. GUILLERMO FARIÑAS,

psicólogo e jornalista cubano, sobre o posicionamento de Lula com os dissidentes cubanos

os prisioneiros políticos cubanos. “Eu acho que a greve de fome não pode ser utilizada como pretexto para libertar pessoas em nome dos direitos humanos. Imagine se todos os bandidos presos em São Paulo entrarem em greve de fome e pedirem liberdade”, disse Lula, comparando os prisioneiros políticos de Cuba com criminosos paulistas. Os prisioneiros políticos cubanos, que haviam endereçado cartas públicas ao presidente pedindo que ele intercedesse junto ao regime castrista para a liberação de prisioneiros de consciência, como Zapata, declararam-se decepcionados com a “traição” de Lula. Depois de uma segunda greve de fome, realizada durante 134 dias pelo psicólogo e jornalista Guillermo Fariñas, o governo de Cuba, pressionado internacionalmente, libertou 52 dissidentes políticos. Uma vez em seu asilo, em solo espanhol, os presos criticaram as ações do presidente

brasileiro. “Ele (Lula) estava apertando a mão de Fidel e Raúl e não levantou a voz para salvar uma vida. Aliou-se ao crime e não à Justiça. Zapata teria possibilidades de sobreviver se Lula tivesse intercedido pessoal e publicamente por ele”, disse Omar Rodríguez Saludes, um dos prisioneiros libertados. Sobre a carta assinada por pelo menos 50 dissidentes cubanos — que chega a apontar Lula como “um magnífico interlocutor” para se obter do governo cubano “as reformas econômicas, políticas e sociais urgentemente requeridas” na ilha, e confirmada como recebida pelo Planalto —, o presidente disse que não teve acesso ao seu conteúdo. “Eu não recebi nenhuma carta. As pessoas precisam parar com o hábito de fazer carta, guardar para si e depois dizer que mandaram para os outros”,

disse Lula, em outra declaração que obteve repercussão internacional. MÁRTIR. Nascido em Santiago de Cuba, em maio de 1967, Orlando Zapata Tamayo era membro do Movimiento Alternativa Republicana e do Conselho Nacional de Resistencia Civil, grupos considerados subversivos pelo governo cubano. Encanador e pedreiro, Zapata foi preso em 2002 por desacato e passou mais de três meses na prisão. Depois de libertado, foi novamente preso, sob acusação de desordem pública e desobediência civil, e condenado a 36 anos de prisão depois de uma série de processos judiciais. Falecido em 23 de fevereiro, Orlando Zapata se tornou o primeiro prisioneiro político de Cuba a morrer em uma greve de fome, desde a morte de Pedro Luis Boitel, em 1972. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 101


ficha limpa

Corruptos barrados Criada por iniciativa popular e sancionada pelo presidente Lula, a Lei da Ficha Limpa tornou mais rigorosos os critérios que impedem políticos condenados pela Justiça de se candidatarem a cargos eletivos

A

té pouco tempo atrás, ver parlamentares saindo impunes de escândalos de corrupção fazia parte da rotina do brasileiro. Protagonistas de investigações que provocaram indignação na sociedade, políticos como o ex-governador e senador do Distrito Federal, Joaquim Roriz, escaparam de processos de cassação – que os tornaria inelegíveis por oito anos — apenas renunciando aos seus mandatos, garantindo um retorno certo nas próximas eleições. Alcançando o Congresso por meio de um Projeto de Lei de Iniciativa Popular (PLP), a Lei Complementar nº 135 – mais conhecida como Lei da Ficha Limpa — chegou com a proposta de acabar com essa impunidade. Aprovado no Senado no dia 19 de maio de 2010, e sancionado pelo presidente Lula em 4 de julho de 2010, o Projeto de Lei da Ficha Limpa é amplamente considerado um avanço na política brasileira, no sentido de fortalecer mecanismos contra a corrupção no país. A Lei, elaborada por cidadãos comuns, surgiu de uma campanha de coleta de assinaturas para um projeto de lei contra candidaturas de pessoas condenadas pela Justiça. Ameaçando a permanência no poder de diversos parlamentares em investigação, só recebeu aval do Congresso devido à pressão popular, demonstrando uma rejeição crescente dos brasileiros aos políticos desonestos.

102 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

O projeto foi elaborado com o objetivo de tornar mais rigorosos os critérios que impedem políticos condenados pela Justiça de se candidatarem às eleições. Pela lei anterior, o político condenado ficava impedido de se candidatar somente quando todos os recursos estivessem esgotados. O problema é que o trâmite de recursos pode demorar anos, o que acaba beneficiando os réus. A medida mira nos políticos condenados por crimes graves, cuja pena de prisão é superior a dois anos, e naqueles que renunciarem ao mandato visando escapar do processo de cassação. Outra discussão que envolve a Lei é se políticos que já foram condenados pela Justiça perderão o direito de se candidatar, ou se a lei só va-


Manifestantes a favor da Lei da Ficha Limpa lavam a rampa do Congresso Nacional, em Brasília, no dia 4 de maio de 2010. Eles querem sensibilizar os parlamentares sobre a proposta foto jose cruz _ abr

Política

lerá para aqueles que receberem sentenças a partir da vigência das novas regras. CAMPANHA E IMPASSE. A campanha que deu origem ao projeto final foi convocada pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, rede composta por 50 organizações da sociedade civil brasileira. Durante a etapa de coleta de assinaturas, que ocorreu através de formulários impressos e ferramentas on-line, dois milhões de assinaturas foram coletadas em apoio à iniciativa — segundo dados do Supremo Tribunal Eleitoral de julho de 2010, seriam necessárias 1,36 milhões de assinaturas —, o que garantiu o avanço do projeto para a Câmara Federal. Mesmo passando por

diversas casas administrativas, a autoria da Lei da Ficha Limpa não é de nenhum parlamentar, é do povo brasileiro. A lei gerou polêmica por deixar em dúvida quanto a sua validade já para as eleições de 2010, com vários candidatos barrados pela Ficha Limpa entrando na justiça para obter o direito de se candidatar. Entre os apelos dos parlamentares estava a acusação de que a lei seria inconstitucional, ou que ela não poderia valer para aquele ano, já que vigora uma outra lei, contrária a alterações no processo eleitoral em ano de eleições. Os que se posicionaram a favor da aplicação da lei naquele mesmo ano alegaram que, entre outros motivos, a lei não alteraria o processo elei-

toral, mas apenas as regras de inscrição de candidatos. A menos de um mês das eleições — no dia 22 de setembro —, os ministros do Supremo Tribunal Federal começaram o julgamento de Joaquim Roriz, que havia renunciado ao Senado em 2007 para escapar de um processo por quebra de decoro parlamentar. Por isso, Roriz, que tentava disputar o governo do Distrito Federal pela quarta vez, teve seu registro impugnado pelos tribunais inferiores. Como foi o primeiro caso sob a nova lei, o julgamento de Roriz serviu para definir todos os outros casos que viriam naquela eleição. O resultado ficou empatado, com cinco ministros a favor e cinco contra, prolon-

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 103


STF julga recurso extraordinário do candidato ao governo do Distrito Federal, Joaquim Roriz (PSC)

gando as discussões. No julgamento de Jader Barbalho, que também terminou em empate, ficou decidido, por critério de desempate, que a lei valeria para as eleições de 2010. CONDENADOS E INOCENTADOS. Até agora, ocorreram dois casos emblemáticos de condenação pelo Ficha Limpa. O primeiro foi o que envolveu o ex-governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz. Declarado inelegível pelo TSE com base na Lei da Ficha Limpa, acabou renunciando antes do julgamento de seu recurso no STF. Foi substituído por sua esposa na campanha, que acabou derrotada pelo petista Agnelo Queiroz. O outro caso de grande repercussão foi o do polêmico Jader Barbalho, eleito senador pelo Estado do Pará, mas impedido de assumir pela nova lei. Ambos haviam 104 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

renunciado para escapar de cassações, o que não trazia quaisquer consequências para quem realizasse esse tipo de ação. Houve também vários casos de políticos que, mesmo tendo sido eleitos, não foram diplomados. Foi o que ocorreu, por exemplo, com os ex-governadores Cássio Cunha Lima (PB) e Marcelo Miranda (TO), além do Senador Paulo Rocha (PA). Mesmo com esses avanços, nem todos os casos obtiveram o efeito esperado, como o de Paulo Maluf. Nesse episódio, Maluf foi declarado inelegível pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo com base na Ficha Limpa, por uma condenação no Tribunal de Justiça de São Paulo. Porém, a poucos dias para a diplomação, o Tribunal de Justiça reformou a decisão e declarou Maluf inocente das acusações. Se a decisão tivesse sido manti-

da, Maluf estaria fora do mandato. Outro caso de exemplo de diplomação que deveria ter sido barrada pela Ficha Limpa foi a de Anthony Garotinho, que responde a um processo por abuso de poder econômico e político. Como teve anulada e determinada a reabertura de seu processo pelo TSE, Garotinho ficou livre para se candidatar novamente. Se houve alguma falha nesses casos, ela não foi da Lei da Ficha Limpa. O que é necessário para aumentar o nível da ética na política brasileira é uma vigilância mais forte da população, com uma cobrança do Judiciário para uma aplicação mais firme do projeto. Apesar disso, as perspectivas são positivas: o supremo só julgou até agora os casos de Roriz e Jader, e a tendência é que o número de condenações se amplie quando os julgamentos tiverem continuidade. n


Dilma e Erenice no dia 31 de março de 2010 FOTO FÁBIO POZZEBOM_ABR

Tráfico de influência A poucos metros da sala de Dilma Rousseff no Ministério da Casa Civil, um escândalo envolvendo nomes diretamente ligados ao seu tomou conta dos debates e chegou a derrubar o “braço direito” de Dilma

E

m setembro de 2010, a disputa eleitoral para a presidência já parecia estar decidida. Com ampla vantagem nas pesquisas e carregando os bons índices do governo Lula

na bagagem, Dilma Rousseff tinha 51% das intenções de voto — mais que o dobro do seu principal concorrente, o tucano José Serra, que tinha apenas 25% — e apresentava um discurso conciliador, que diminuía os atritos diretos com seus adversários nos debates. Contando com uma cal-

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 105

Política

O CASO erenice guerra

maria que deveria durar até o mês da votação, a candidata petista teve que rapidamente mudar de estratégia, quando uma verdadeira bomba estourou em seu gabinete. A poucos metros da sala de Dilma no ministério da Casa Civil, um escândalo envolvendo nomes diretamente ligados ao seu gabinete tomou conta dos debates e chegou a derrubar uma ministra do atual governo, considerada o “braço direito” de Dilma. No centro da controvérsia, que intensificou os ataques a Dilma e mudou os rumos da campanha eleitoral, estava Erenice Guerra, ministra-chefe da Casa Civil – cargo que Dilma ocupava até o final de março deste ano. Já envolvida no escândalo dos cartões corporativos, em 2008, Erenice ficou novamente sob o olhar da Justiça esse ano, quando foi protagonista de uma denúncia da revista Veja. Na reportagem, publicada em 11 de setembro, baseada em um depoimento do empresário Fábio Baracat, a revista acusou Israel Guerra, filho da ministra, de coordenar um esquema de tráfico de influência, em que Guerra cobraria propina de 6% para facilitar, por seu intermédio, negócios com o governo. No continuar das investigações, mais membros da família de Erenice Guerra tiveram seus nomes envolvidos no escândalo. Segundo a revista, a irmã da ministra, Maria Euriza Carvalho, teria, enquanto assessora jurídica da Empresa de Pesquisa Energética – entidade ligada ao Ministério de Minas e Energia –, contratado, sem licitação, um escritório de advocacia, que teria Antonio Alves de Carvalho, outro irmão da ministra, como sócio. Outro sócio responsável pelo escritório, Márcio Luiz Silva, era parte integrante da coordenação jurídica da campanha


da candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff. Defendendo-se das acusações, Erenice deixou à disposição da Justiça o sigilo fiscal, bancário e telefônico seu e de pessoas de sua família envolvidas na denúncia. Algumas horas após a veiculação da revista, o próprio Baracat publicou uma nota de esclarecimento, desmentindo as acusações publicadas. Também por meio de uma nota oficial, Erenice Guerra rebateu as informações da Veja, afirmando ser o adversário de Dilma, José Serra, o responsável pelas acusações. Na agressiva nota oficial, Guerra chama o candidato tucano de “aético e já derrotado”, usando um tom que foi amplamente considerado incompatível com o decoro de ocupante de cargo público, o que contribuiu para a sua queda. O presidente Lula escuta Erenice Guerra no dia 26 de agosto de 2010 e, abaixo, manchetes anunciam a queda foto antônio cruz_abr

106 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Chamo a atenção do Brasil para a impressionante e indisfarçável campanha de difamação que se inicia contra minha pessoa. ERENICE GUERRA,

ministra da Casa Civil, em nota à imprensa

Em meio a outras informações, desta vez publicadas pela Folha de São Paulo e baseadas em acusações feitas pelo empresário Rubnei Quícoli, a situação

de Erenice no governo se tornou insustentável. Erenice renunciou ao ministério em 16 de setembro de 2010, com apenas 5 meses de nomeação. No mesmo dia, seu filho e seu irmão foram demitidos. E Dilma, que havia achado a denúncia “mais um factoide”, opina que a saída de sua antiga colaboradora é a “atitude mais correta”. Alegando precisar de tempo para formular sua defesa, Guerra afirmou que foi “vítima de sórdida campanha contra sua imagem”, motivada por interesses eleitorais. O inquérito sobre o caso, aberto em 17 de setembro, ainda aguarda conclusão. Para que os resultados da investigação não fossem utilizados de forma arbitrária contra a imagem da candidata Dilma Rousseff, o inquérito já foi prorrogado duas vezes. n


Eleições2010

A presidenta Dilma Rousseff logo após receber a faixa presidencial do presidente Lula em Brasília, DF, no dia 1o de janeiro de 2011, sendo aplaudida por Marcela Tedeschi Araujo Temer, Michel Temer e Marisa Letícia Foto: Roberto Stuckert Filho _ PR

108 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


PRESIDÊNCIA da república do brasil

A hora e a vez de Dilma Sem nunca ter disputado uma eleição e reinventada para se tornar uma candidata viável, a exministra da Casa Civil, Dilma Vana Rousseff, será a primeira mulher a presidir o Brasil. Agora, os desafios são outros

O LIVRO ANO 2010 _ 2011 109


P

or volta das 22 horas do último dia 31 de outubro, Dilma Rousseff discursou pela primeira vez como a nova presidente do Brasil. Ao lado de aliados políticos, falou sobre honrar o compromisso com as mulheres, redução da carga tributária, erradicação da miséria, liberdade de imprensa, religiosa e de culto. Dilma foi eleita presidente com 55,5 milhões de votos, correspondentes a 56,01% dos votos válidos, derrotando o ex-governador de São Paulo José Serra, do PSDB, que teve 43,606 milhões de votos, ou 43,99% do total de votos válidos. Muita gente, dentro e fora do governo, também achava que isso seria impossível: embora a política tenha marcado toda a sua vida, Dilma nunca havia disputado antes uma eleição. “Dilma não tem jogo de cintura eleitoral”, “Dilma é durona e carrancuda”, “Dilma é uma técnica sem carisma”. “Dilma não tem trânsito entre os partidos e os políticos”. Tudo isso e muito mais foi dito sobre a então ministra-chefe da Casa Civil, quando, ainda

110 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

em 2008, começou a circular a notícia de que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pensava nela como candidata a sua sucessão. Nada disso valeu, Dilma ganhou ancorada também na popularidade do seu padrinho, o presidente Lula. O primeiro pronunciamento oficial, lido, durou cerca de 20 minutos. Emocionada, ela já parecia imaginar os desafios que a esperam. E não são poucos. Logo nos primeiros meses de seu mandato, Dilma deverá tomar decisões importantes para o


Dilma Rousseff faz o primeiro pronunciamento no dia 31 de outubro de 2010, no Hotel Naoun, em Brasília, ladeada pelo vice Michel Temer, pelo senador Magno Malta, deputado José Eduardo Cardozo, José Eduardo Dutra e Antonio Palocci foto Marcello Casal Jr _ ABr

Política

encaminhamento de seu projeto. Historicamente, os presidentes eleitos aproveitam o pouco desgaste de sua imagem para pôr em prática, nesse período, medidas acerca de assuntos delicados. De acordo com o atual momento do Brasil, em medidas delicadas leia-se reforma tributária e previdenciária. Elas são fundamentais para a continuação do crescimento do país, mas, por conta de alguns efeitos, elas enfrentam obstáculos para serem aprovadas. A reforma previdenciária significa criar regras mais rigorosas que

restringem o acesso e reduzem os benefícios. Medidas assim deixam a população insatisfeita e os parlamentares ficam receosos em aprovar esse tipo de mudança. Quanto à reforma tributária, o entrave é a pressão dos governadores contra a simplificação ou redução dos tributos, pois para eles isso representa perda de arrecadação. Mas essa reforma faz-se necessária. O Brasil possui uma das cargas de imposto mais altas do mundo: o equivalente a 33% do PIB nacional. A elevada tributação

prejudica a competitividade dos exportadores brasileiros e provoca distorções nos preços, complicando a vida de empresários e da população. Essas duas reformas são urgentes e Dilma já se mostrou disposta a avançar nesse sentido, mas não deu detalhes sobre como vai resolver a questão. O que se pode dizer é que a concretização ou não das reformas irá pôr à prova a capacidade de negociação da presidente no Congresso Nacional, já que as propostas têm de passar pelas mãos dos parlamentares e de-

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 111


A candidata Dilma faz campanha em Fortaleza no dia 26 de outubro de 2010 com o apoio da prefeita Luizianne Lins, do governador Cid Gomes e do deputado federal Ciro Gomes, senador Inácio Arruda e o candidato ao Senado Eunício Oliveira. No dia 26 de setembro esteve no Rio de Janeiro, em visita à Feira de São Cristóvão ao lado do governador Sérgio Cabral. No dia 15 de setembro foi a Varginha, Minas Gerais, para encontro com lideranças políticas da Região ao lado do candidato ao governo Hélio Costa. Na página oposta, manchete destaca metas Fotos de jarbas oliveira (Fortaleza) e Roberto Stuckert Filho (minas e rio)

112 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Política

pendem de suas decisões. A seu favor, Dilma conta com a maioria no Congresso: dos 513 deputados, a coligação que apoiou sua candidatura elegeu 311. No Senado, a situação também é favorável: 48 senadores dos 81 acentos. A escolha da composição dos Ministérios representou outro desafio para Dilma, pois ela teve de administrar a briga por cargos no novo governo, disputados pelos partidos da enorme coligação que a ajudou na eleição. A começar pelo PMDB, que não se contentaria com pouco; afinal, seu apoio foi fundamental para a vitória petista. Dilma ainda é desconhecida pela comunidade mundial e precisará trabalhar duro para construir uma boa imagem lá fora e mostrar autoridade para representar o Brasil. Terá de manter a posição privilegiada que o Brasil possui nos círculos internacionais e sua relevância nos debates, conquistados ao longo dos governos de FHC e Lula. Nesse sentido, Dilma foi levada para reunião do G20, na Coreia do Sul, para ser apresentada à comunidade internacional. Um bom começo: antes mesmo de tomar posse, ela já foi escolhida a 16ª pessoa mais poderosa do mundo, segundo a lista da Forbes. Ficou na frente até mesmo de Lula (33ª), Steve Jobs (17ª) e Nicolas Sarkozy (19ª). Estar no lugar de um dos presidentes mais populares da história do Brasil e ter de lidar com uma massa populacional acostumada com um líder carismático talvez seja o maior dos desafios. As expectativas em torno de Dilma não são pequenas e as com-

parações com seu ex-chefe serão inevitáveis. Ela deverá mostrar jogo de cintura para atender todas as demandas das cinco regiões brasileiras, enfrentar ataques da oposição e dialogar com as forças que movem a sociedade — entre elas, a imprensa austera. Nessa agenda desafiadora, Dilma precisa mostra-se forte e independente da sombra de Lula, que a acompanhou durante toda a construção de sua candidatura. Mas ao mesmo tempo, se não for habilidosa, corre o risco de, sem a ajuda do antecessor, não dar conta dos problemas. Um sinal desse processo de desvinculação da imagem de Dilma da figura de Lula aconteceu logo nos primeiros momentos depois da vitória petista: Lula não estava presente durante o primeiro pronunciamento da presidente. Ele também já avisou que não participará ativamente do próximo governo. O que poderá fazer, como costuma acontecer

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 113


Presidenta Dilma Rousseff e sua filha, Paula, acenam para populares após cerimônia de posse em Brasília, DF, no dia 1o de janeiro de 2011 Foto: Roberto Stuckert Filho _ PR

com ex-presidentes, é servir como conselheiro. “O governo de Dilma tem que ser a cara e à semelhança da Dilma”, afirmou Lula.

A

liberdade de imprensa mereceu destaque no primeiro discurso de Dilma pós-eleição. Ela disse que pretende zelar pela mais ampla liberdade de imprensa. E ressaltou que é “naturalmente amante da liberdade”, por ter lutado contra a ditadura militar. “Não nego a você que, por vezes, algumas das coisas difundidas me deixaram triste. Mas quem como eu lutou pela democracia e pelo direito de livre opinião arriscando a vida, quem como eu e tantos outros que não estão mais entre nós, dedicamos toda a nossa juventude ao direito de expressão, nós somos 114 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

naturalmente amantes da liberdade. Disse e repito que prefiro o barulho da imprensa livre ao silêncio”, disse. Durante a campanha, por várias vezes, Dilma reclamou de reportagens e de denúncias apócrifas que circularam na internet com temas polêmicos de fundo religioso. Dilma ressaltou que o papel da imprensa é fundamental para a democracia e que as críticas ajudam a perceber eventuais erros. “As críticas da imprensa livre ajudam o país, são essenciais aos governos democráticos, apontando erros e trazendo o necessário contraditório”. Dilma disse que assume o compromisso com os direitos humanos e com as liberdades religiosas. “Assumo o compromisso de valorizar a democracia em toda sua dimensão, desde o direito de opinião e

expressão até os direitos essenciais da alimentação, do emprego e da renda, da moradia digna e da paz social. Zelarei pela mais ampla e irrestrita liberdade de imprensa. Zelarei pela mais ampla liberdade religiosa e de culto. Zelarei pela observação criteriosa e permanente dos direitos humanos tão claramente consagrados em nossa constituição. Zelarei, enfim, pela nossa Constituição, dever maior da presidência da República”. Ao fazer parte da lista de mulheres que presidem países sul-americanos, Dilma já é protagonista de um capítulo importante para a história política brasileira como a primeira mulher a governar o país, e deverá se esforçar para se mostrar habilidosa na administração de seu capital político, adquirido com os 56% dos votos que recebeu. n


O primeiro pronunciamento de Dilma A presidenta do Brasil assume compromisso com a liberdade de imprensa e com a erradicação da pobreza

E

natural e possa se repetir nas empresas, nas instituições civis e representativas de toda a nossa sociedade”, disse a presidente eleita, que fez um pedido aos pais e mães de meninas brasileiras. “Gostaria que pais e mães de meninas pudessem olhá-las hoje e dizer: sim, a mulher pode”. Leia a íntegra do pronunciamento da presidenta Dilma Rousseff: “Minhas amigas e meus amigos de todo o Brasil, É imensa a minha alegria de estar aqui. Recebi hoje de milhões de brasileiras e brasileiros a missão mais importante de minha vida. Este fato, para além de minha pessoa, é uma demonstração do avanço democrático do nosso país: pela primeira vez uma mulher presidirá o Brasil. Já registro portanto aqui meu primeiro compromisso após a eleição: honrar as mulheres brasileiras, para que este fato, até hoje inédito, se transforme num evento natural. E que ele possa

O que mais me deu esperanças foi a capacidade imensa do nosso povo, de agarrar uma oportunidade, por mais singela que seja, e com ela construir um mundo melhor para sua família. Dilma Rousseff

se repetir e se ampliar nas empresas, nas instituições civis, nas entidades representativas de toda nossa sociedade. A igualdade de oportunidades para homens e mulheres é um principio essencial da democracia. Gostaria muito que os pais e mães de meninas olhassem hoje nos olhos delas, e lhes dissessem: sim, a mulher pode! Minha alegria é ainda maior pelo fato de que a presença de uma mulher na Presidência da República se dá pelo caminho sagrado do voto, da decisão democrática do eleitor, do exercício mais elevado da cidadania. Por isso, registro aqui outro compromisso com meu país: Valorizar a democracia em toda sua dimensão, desde o direito de opinião e expressão até os direitos essenciais da alimentação, do emprego e da renda, da moradia digna e da paz social. Zelarei pela mais ampla e irrestrita liberdade de imprensa. Zelarei pela mais ampla liberdade religiosa e de culto. Zelarei pela observação criteriosa e permanente dos direitos humanos tão claramente consagrados em nossa constituição. Zelarei, enfim, pela nossa Constituição, dever maior da Presidência da República. Nesta longa jornada que me trouxe aqui pude falar e visitar todas as nossas regiões. O que mais me deu esperanças foi a capacidade imensa do nosso povo, de agarrar uma oportunidade, por mais singela que seja, e com ela construir um mundo melhor para sua família. É simplesmente incrível a capacidade de criar e empreender do nosso povo. Por isso, reforço aqui meu

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 115

Política

m seu primeiro discurso como presidente da República, a petista Dilma Rousseff se emocionou ao agradecer ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com voz embargada, Dilma disse que “baterá à porta de Lula” e que tem a certeza de que a encontrará aberta. “Baterei muito à sua porta e tenho a certeza que a encontrarei aberta”. “Agradeço com muita emoção ao Lula. Ter a honra de seu apoio, privilégio de sua convivência, ter aprendido com sua imensa sabedoria são coisas que se guarda para a vida toda. Conviver durante todos esses anos com ele me deu a exata dimensão do governante justo e do líder apaixonado por sua gente”, disse Dilma. Eleita com 56% dos votos válidos, Dilma disse que a “alegria de sua vitória” se confunde com a “emoção da despedida” do governo do presidente Lula. “Sucedêlo é uma missão difícil e desafiadora”. Acompanhada do presidente do PT, José Eduardo Dutra, do exministro da Fazenda Antônio Palocci, do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, Dilma chegou ao hotel Naoum, em Brasília, onde muitos petistas, ministros e integrantes de partidos de sua coligação acompanharam a apuração. Ela leu um pronunciamento por cerca de 20 minutos. Primeira mulher a ser eleita presidente da República, Dilma assegurou que seu primeiro compromisso como presidente é com as mulheres. “Já registro meu primeiro compromisso: honrar as mulheres brasileiras para que este fato até agora inédito se transforme em um evento


compromisso fundamental: a erradicação da miséria e a criação de oportunidades para todos os brasileiros e brasileiras. Ressalto, entretanto, que esta ambiciosa meta não será realizada pela vontade do governo. Ela é um chamado à nação, aos empresários, às igrejas, às entidades civis, às universidades, à imprensa, aos governadores, aos prefeitos e a todas as pessoas de bem. Não podemos descansar enquanto houver brasileiros com fome, enquanto houver famílias morando nas ruas, enquanto crianças pobres estiverem abandonadas à própria sorte. A erradicação da miséria nos próximos anos é, assim, uma meta que assumo, mas para a qual peço humildemente o apoio de todos que possam ajudar o país no trabalho de superar esse abismo que ainda nos separa de ser uma nação desenvolvida. O Brasil é uma terra generosa e sempre devolverá em dobro cada semente que for plantada com mão amorosa e olhar para o futuro. Minha convicção de assumir a meta de erradicar a miséria vem, não de uma certeza teórica, mas da experiência viva do nosso governo, no qual uma imensa mobilidade social se realizou, tornando hoje possível um sonho que sempre pareceu impossível. Reconheço que teremos um duro trabalho para qualificar o nosso desenvolvimento econômico. Essa nova era de prosperidade criada pela genialidade do presidente Lula e pela força do povo e de nossos empreendedores encontra seu momento de maior potencial numa época em que a economia das grandes nações se encontra abalada. No curto prazo, não contaremos com a pujança das economias desenvolvidas para impulsionar nosso crescimento. Por isso, se tornam ainda mais

116 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Definitivamente, não alienaremos nossas riquezas para deixar ao povo só migalhas. Me comprometi nesta campanha com a qualificação da educação e dos serviços de saúde. Dilma Rousseff

importantes nossas próprias políticas, nosso próprio mercado, nossa própria poupança e nossas próprias decisões econômicas. Longe de dizer, com isso, que pretendamos fechar o país ao mundo. Muito ao contrário, continuaremos propugnando pela ampla abertura das relações comerciais e pelo fim do protecionismo dos países ricos, que impede as nações pobres de realizar plenamente suas vocações. Mas é preciso reconhecer que teremos grandes responsabilidades num mundo que enfrenta ainda os efeitos de uma crise financeira de grandes proporções e que se socorre de mecanismos nem sempre adequados, nem sempre equilibrados, para a retomada do crescimento. É preciso, no plano multilateral, estabelecer regras mais claras e mais cuidadosas para a retomada dos mercados de financiamento, limitando a alavancagem e a especulação desmedida, que aumentam a volatilidade dos capitais e das moedas. Atuaremos firmemente nos fóruns internacionais com este objetivo. Cuidaremos de nossa

economia com toda responsabilidade. O povo brasileiro não aceita mais a inflação como solução irresponsável para eventuais desequilíbrios. O povo brasileiro não aceita que governos gastem acima do que seja sustentável. Por isso, faremos todos os esforços pela melhoria da qualidade do gasto público, pela simplificação e atenuação da tributação e pela qualificação dos serviços públicos. Mas recusamos as visões de ajustes que recaem sobre os programas sociais, os serviços essenciais à população e os necessários investimentos. Sim, buscaremos o desenvolvimento de longo prazo, a taxas elevadas, social e ambientalmente sustentáveis. Para isso zelaremos pela poupança pública. Zelaremos pela meritocracia no funcionalismo e pela excelência do serviço público. Zelarei pelo aperfeiçoamento de todos os mecanismos que liberem a capacidade empreendedora de nosso empresariado e de nosso povo. Valorizarei o microempreendedor individual, para formalizar milhões de negócios individuais ou familiares, ampliarei os limites do Supersimples e construirei modernos mecanismos de aperfeiçoamento econômico, como fez nosso governo na construção civil, no setor elétrico, na lei de recuperação de empresas, entre outros. As agências reguladoras terão todo respaldo para atuar com determinação e autonomia, voltadas para a promoção da inovação, da saudável concorrência e da efetividade dos setores regulados. Apresentaremos sempre com clareza nossos planos de ação governamental. Levaremos ao debate público as grandes questões nacionais. Trataremos sempre com transparência nossas metas, nossos resultados,


O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 117

Política

realizar muitos de nossos objetivos sociais. Recusaremos o gasto efêmero que deixa para as futuras gerações apenas as dívidas e a desesperança. O Fundo Social é mecanismo de poupança de longo prazo, para apoiar as atuais e futuras gerações. Ele é o mais importante fruto do novo modelo que propusemos para a exploração do présal, que reserva à Nação e ao povo a parcela mais importante dessas riquezas. Definitivamente, não alienaremos nossas riquezas para deixar ao povo só migalhas. Me comprometi nesta campanha com a qualificação da educação e dos serviços de saúde. Me comprometi também com a melhoria da segurança pública. Com o combate às drogas que infelicitam nossas famílias. Reafirmo aqui estes compromissos. Nomearei ministros e equipes de primeira qualidade para realizar esses objetivos. Mas acompanharei pessoalmente estas áreas capitais para o desenvolvimento de nosso povo. A visão moderna do desenvolvimento econômico é aquela que valoriza o trabalhador e sua família, o cidadão e sua comunidade, Foto oficial da presidenta Dilma Rousseff, tendo ao fundo as colunas do Palácio da Alvorada, residência oficial dos presidentes oferecendo acesso a educação e saúde de da República. O material foi produzido no dia 9 de janeiro pelo qualidade. É aquela fotógrafo oficial da Presidência, Roberto Stuckert Filho. A sessão que convive com o de fotos durou uma hora e meia. A própria presidenta fez a meio ambiente sem escolha final da foto. Roberto Stuckert Filho é irmão de Ricardo agredí-lo e sem criar Stuckert, que foi fotógrafo de Lula e fez as fotos oficiais do expassivos maiores que as presidente nos dois mandatos conquistas do próprio desenvolvimento. nossas dificuldades. Trataremos os recursos Não pretendo me Mas acima de tudo quero provenientes de nossas estender aqui, neste primeiro reafirmar nosso compromisso riquezas sempre com pronunciamento ao país, com a estabilidade da pensamento de longo prazo. mas quero registrar que economia e das regras Por isso trabalharei no todos os compromissos econômicas, dos contratos Congresso pela aprovação que assumi, perseguirei de firmados e das conquistas do Fundo Social do Pré-Sal. forma dedicada e carinhosa. estabelecidas. Por meio dele queremos


Dilma e o vice-presidente Temer sobem a rampa do Planalto no dia da posse da nova presidente

Disse na campanha que os mais necessitados, as crianças, os jovens, as pessoas com deficiência, o trabalhador desempregado, o idoso teriam toda minha atenção. Reafirmo aqui este compromisso. Fui eleita com uma coligação de dez partidos e com apoio de lideranças de vários outros partidos. Vou com eles construir um governo onde a capacidade profissional, a liderança e a disposição de servir ao país será o critério fundamental. Vou valorizar os quadros profissionais da administração pública, independente de filiação partidária. Dirijo-me também aos partidos de oposição e aos setores da sociedade que não estiveram conosco nesta caminhada. Estendo minha mão a eles. De minha parte

118 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

não haverá discriminação, privilégios ou compadrio. A partir de minha posse serei presidenta de todos os brasileiros e brasileiras, respeitando as diferenças de opinião, de crença e de orientação política. Nosso país precisa ainda melhorar a conduta e a qualidade da política. Quero empenhar-me, junto com todos os partidos, numa reforma política que eleve os valores republicanos, avançando em nossa jovem democracia. Ao mesmo tempo, afirmo com clareza que valorizarei a transparência na administração pública. Não haverá compromisso com o erro, o desvio e o malfeito. Serei rígida na defesa do interesse público em todos os níveis de meu governo. Os órgãos de controle e de fiscalização trabalharão com

meu respaldo, sem jamais perseguir adversários ou proteger amigos. Deixei para o final os meus agradecimentos, pois quero destacá-los. Primeiro, ao povo que me dedicou seu apoio. Serei eternamente grata pela oportunidade única de servir ao meu país no seu mais alto posto. Prometo devolver em dobro todo o carinho recebido, em todos os lugares que passei. Mas agradeço respeitosamente também aqueles que votaram no primeiro e no segundo turno em outros candidatos ou candidatas. Eles também fizeram valer a festa da democracia. Agradeço as lideranças partidárias que me apoiaram e comandaram esta jornada, meus assessores, minhas equipes de trabalho e todos os que dedicaram meses inteiros a esse árduo trabalho.


Política

Agradeço a imprensa brasileira e estrangeira que aqui atua e cada um de seus profissionais pela cobertura do processo eleitoral. Não nego a vocês que, por vezes, algumas das coisas difundidas me deixaram triste. Mas quem, como eu, lutou pela democracia e pelo direito de livre opinião arriscando a vida; quem, como eu e tantos outros que não estão mais entre nós, dedicamos toda nossa juventude ao direito de expressão, nós somos naturalmente amantes da liberdade. Por isso, não carregarei nenhum ressentimento. Disse e repito que prefiro o barulho da imprensa livre ao silencio das ditaduras. As criticas do jornalismo livre ajudam ao pais e são essenciais aos governos democráticos, apontando erros e trazendo o necessário contraditório.

Agradeço muito especialmente ao presidente Lula. Ter a honra de seu apoio, ter o privilégio de sua convivência, ter aprendido com sua imensa sabedoria, são coisas que se guarda para a vida toda. Conviver durante todos estes anos com ele me deu a exata dimensão do governante justo e do líder apaixonado por seu pais e por sua gente. A alegria que sinto pela minha vitória se mistura com a emoção da sua despedida. Sei que um líder como Lula nunca estará longe de seu povo e de cada um de nós. Baterei muito a sua porta e, tenho certeza, que a encontrarei sempre aberta. Sei que a distância de um cargo nada significa para um homem de tamanha grandeza e generosidade. A tarefa de sucedê-lo é difícil e desafiadora. Mas saberei honrar seu legado.

Saberei consolidar e avançar sua obra. Aprendi com ele que quando se governa pensando no interesse público e nos mais necessitados uma imensa força brota do nosso povo. Uma força que leva o país para frente e ajuda a vencer os maiores desafios. Passada a eleição agora é hora de trabalho. Passado o debate de projetos agora é hora de união. União pela educação, união pelo desenvolvimento, união pelo país. Junto comigo foram eleitos novos governadores, deputados, senadores. Ao parabenizá-los, convido a todos, independente de cor partidária, para uma ação determinada pelo futuro de nosso país. Sempre com a convicção de que a Nação Brasileira será exatamente do tamanho daquilo que, juntos, fizermos por ela. Muito obrigada.” n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 119


A candidata à Presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff, vota na Escola Estadual de Ensino Médio Santos Dumont, em Porto Alegre, no dia 3 de outubro

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, após votar no Colégio Santa Cruz, no bairro Alto de Pinheiros em São Paulo

foto Wilson Dias_ABr

foto Fábio Pozzebom_ABr

Quem disputou com Dilma Os principais oponentes de Dilma foram José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV), ex-ministra do governo Lula. Foi o crescimento de Marina que provocou o segundo turno

A

hipótese de vitória da candidata do PT à sucessão presidencial, Dilma Rousseff, em primeiro turno foi amplamente considerada. Alguns cientistas políticos entrevistados pela Agência Estado consideravam ser pouco provável que algo interferisse na tendência de vitória de Dilma no dia 3 de outubro. Além disso, eles acreditam que a ascensão de Dilma nos principais colégios eleitorais do país, como têm mostrado as últimas pesquisas de intenção de voto, poderá causar mudanças no perfil atual das eleições estaduais, em benefício dos candidatos apoiados pela petista. O especialista em pesquisa eleitoral e em marketing político Sidney Kuntz aponta que o cenário para a vitória da candidata do PT em primeiro turno é ainda mais favorável do que foi o de 1998, quando o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) foi reeleito também em primeiro turno. Naquelas eleições, o tucano venceu em cinco dos sete maiores

120 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

colégios eleitorais do país, perdendo apenas no Rio de Janeiro e no Rio Grande no Sul. A mais recente pesquisa Datafolha, realizada nos dias 23 e 24 deste mês, mostrou que Dilma está na frente de seus concorrentes em todos esses Estados. “Só um escândalo ou algo realmente convincente, que faça com que os eleitores pensem que ela não merece a confiança deles, pode tirar a vitória da Dilma”, apontou o especialista. “Uma hecatombe”, ressaltou. Kuntz explicou ainda que, desde as eleições de 1989, ne-


Política

A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, antes de votar, na sede do Incra na capital do Acre, Rio Branco, no dia 3 de outubro FOTO Valter Campanato _ ABr

nhum candidato à sucessão presidencial que apresentou no fim do mês de agosto a vantagem que Dilma tem registrado nas últimas pesquisas de intenção de voto perdeu uma eleição. A consolidação de uma eventual vitória, de acordo com o especialista, deve levar a petista a direcionar a munição nos próximos dias para estados em que existe a possibilidade de o PT sofrer derrotas nas urnas. O gesto pode, segundo ele, modificar o quadro eleitoral estadual, com chances dos candidatos apoiados pela petista capitalizarem parcela do seu crescimento. Popularidade de Lula. O cientista político Humberto Dantas, conselheiro do Movimento Voto Consciente, atribui o crescimento de Dilma à capi-

É uma violação de direito que está acontecendo no Brasil. É grave, não se pode ficar apenas politizando o fato como forma de minimizar esse acontecimento. marina silva,

candidata do PV à Presidência da República, no dia 8 de setembro de 2010, sobre quebra de sigilo fiscal de pessoas ligadas ao candidato José Serra

talização (pela candidata) da popularidade do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O analista observa que, após dez dias do início do horário eleitoral gratuito, a candidata conquistou os votos dos eleitores que antes diziam não saber em quem votar e arrebatou uma parcela do apoio daqueles que diziam que votariam no candidato do PSDB na disputa, José Serra. “Tudo indica que [Dilma] vai ganhar em primeiro turno. É pouco provável que ela perca essa eleição”, afirmou Dantas. A pesquisa Datafolha de intenção de voto divulgada no dia 26 de agosto de 2010 mostrou que a candidata do PT abriu vantagem de 20 pontos percentuais sobre Serra. Na mostra, Dilma figurava com 49%, enquanto Serra teve 29%. Na comparação O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 121


O candidato José Serra é surpreendido por um correligionário durante campanha no segundo turno, em Juazeiro do Norte, no Ceará FOTO jarbas oliveira

com o último levantamento, realizado no dia 20, logo depois do início do horário eleitoral, Dilma oscilou de 47% para 49%, ao mesmo tempo em que Serra foi de 30% para 29%. A petista passou o adversário em colégios eleitorais que eram considerados a última fortaleza de Serra nas eleições deste ano, como São Paulo e Rio Grande do Sul. Se considerada a margem de erro de dois pontos percentuais, Dilma venceria em primeiro turno mesmo sem considerar os votos válidos. O cientista político Marco Antonio Carvalho Teixeira, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), endossou a tese de que o cenário no final de agosto é mais favorável a uma decisão em primeiro turno e observou que apenas “algo fora do pa-

122 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

O Lula só tem uma chance de ser candidato de novo em 2014: se eu ganhar. Se a Dilma ganhar, o Lula não se elege nem deputado. JOSÉ SERRA, candidato do PSDB à Presidência da República no dia 10 de setembro de 2010

drão” poderia ameaçar uma eventual vitória da candidata petista. “As pesquisas apontam que Dilma cresceu sobre os eleitores do Serra, principalmente depois do horário eleitoral gratui-

to”, esclareceu. De acordo com Carvalho Teixeira, o desafio do PSDB naquele momento era levar a disputa para o segundo turno e impedir que o crescimento da petista se reflitisse nos cenários estaduais, levando candidatos aliados a garimpar dividendos eleitorais da popularidade de Dilma. Só que a candidata Marina Silva, do PV, foi crescendo na intenção de voto paulatinamente e acabou provocando o segundo turno. Nas vésperas da eleição, Dilma Rousseff começou a perder pontos nas pesquisas de intenção de voto. Parte do seu eleitorado migrou para Marina Silva. O instituto Datafolha também divulgou pesquisa no começo de outubro onde apontou indefinição em relação a uma pos-


A voz das urnas

Os números da eleição em segundo turno no dia 31 de outubro Votos válidos 93,30% Votos brancos 2,30% Votos nulos 4,40%  Dilma Rousseff % 55.752.529 votos  José Serra % 43.711.388 votos

56,05

43,95

fonte: Tribunal Superior Eleitoral — tse

sível vitória no primeiro turno. Dilma aparecia ali com 50% dos votos válidos, contra 31% de Serra e 17% de Marina. O segundo turno aconteceria se a petista não alcançasse pelo menos 50% mais um dos votos válidos (excluídos brancos e nulos), ou seja, a maioria absoluta do eleitorado. Em um eventual segundo turno, Dilma desponta como favorita. Segundo o Ibope, ela teria 58% dos votos válidos, contra 42% de Serra. Nas ur-

nas, Dilma ficou com 56,05% dos votos válidos totalizando 55.752.529 votos. José Serra ficou com 43,95% dos votos válidos, totalizando 43.711.388 votos. Além de Dilma, José Serra e Marina Silva, também concorreram à Presidência da República candidatos de pequenos partidos: Ivan Pinheiro (PCB), José Maria Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Plínio Sampaio (PSOL), Rui Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU). n

Conheça um pouco da história de Dilma, Serra e Marina

Dilma Rousseff. A

mineira Dilma Rousseff, candidata do PT à Presidência da República, tem uma trajetória marcada pela militância contra o regime autoritário e por sua atuação no serviço público. Na juventude, foi presa e torturada por fazer oposição à ditadura militar. Depois de passar três anos na prisão, mudou-se para o Rio Grande do Sul. Lá, chegou ao primeiro escalão da administração estadual, comandando a Secretaria de Minas e Energia nos governos

de Alceu Collares (PDT) e de Olívio Dutra (PT). Graças ao seu conhecimento na área, foi convidada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para assumir o Ministério de Minas e Energia, em 2003. Dois anos depois, passou a comandar a Casa Civil, tornando-se uma das principais executivas da gestão Lula. Seu desempenho levou Lula e o PT a lançála para presidente. Essa é a primeira vez que Dilma disputa uma eleição. Filha de um empresário búlgaro e de uma brasileira,

a universitária Dilma deixou a família de classe média em Minas Gerais para ingressar na luta contra a ditadura militar, como militante do Comando de Libertação Nacional (Colina) e da Vanguarda Armada Revolucionária Palmares (VAR Palmares). Foi presa pelo Departamento de Ordem Política e Social (Dops) e torturada na cadeia. Na década de 70, depois de quase três anos presa, passou a viver no Rio Grande do Sul, onde engajou-se na campanha pela anistia e ajudou a fundar o PDT,

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 123

Política

O perfil dos principais candidatos


junto com o advogado e ex-deputado Carlos Araújo, com quem ficou casada por 25 anos. No PDT, participou da candidatura de Leonel Brizola à Presidência da República. Foi também no Sul do país que começou a carreira de gestora pública. Em 1986, foi nomeada secretária da Fazenda de Porto Alegre, na administração de Alceu Collares. Nos anos 90, assumiu a presidência da Fundação de Economia e Estatística (FEE). Depois, comandou a secretaria estadual de Minas e Energia. Em 2001, integrou o grupo que saiu do PDT para se filiar ao PT, partido pelo qual disputou, em outubro, a Presidência da República. Dilma ingressou no governo Lula no primeiro mandato, quando assumiu o Ministério de Minas e Energia. Entre outras ações, implantou um novo modelo para o setor. Dois anos depois, passou a chefiar a Casa Civil. No comando da pasta, gerenciou o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) — o que lhe rendeu o título de “mãe do PAC”, conferido pelo próprio presidente Lula — e se tornou uma das ministras mais influentes do Governo. Em abril de 2010, saiu da Casa Civil para tentar ser a sucessora de Lula no Palácio do Planalto. Antes disso, em 2009, passou por um tratamento para câncer no sistema linfático. Dilma é economista e tem uma filha e um neto.

José Serra. O exgovernador de São Paulo José Serra entrou na corrida pela Presidência da República nas eleições de 2010 como candidato do PSDB, partido do qual é um dos fundadores. A carreira política de Serra começou na militância estudantil nos anos 60, quando estava na universidade e foi eleito presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE). Com o golpe militar, exilou-se no 124 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Chile e nos Estados Unidos. Depois de 14 anos no exílio, Serra retornou ao Brasil e passou a lecionar no curso de economia da Universidade de Campinas (Unicamp). Nos anos 80, tornou-se secretário estadual de Planejamento no governo do peemedebista Franco Montoro (que morreu em 1999). Em 1986, ele foi eleito deputado federal por São Paulo pelo PMDB e participou da Assembleia Nacional Constituinte. Dois anos depois, ajudou a fundar o PSDB. Em 1990, conquistou o segundo mandato na Câmara dos Deputados. Na eleição seguinte, assumiu a vaga de senador. Licenciado do Senado, Serra comandou os ministérios do Planejamento (em 1995 e 1996) e da Saúde (de 1998 a 2002) na gestão do então presidente Fernando Henrique Cardoso. Na primeira pasta, desenvolveu programa de execução de obras do governo federal em parceria com estados e prefeituras. Na saúde, a administração dele foi marcada pela implantação do programa de combate à Aids — que serviu de modelo para outros países e teve reconhecimento da Organização das Nações Unidas (ONU). Em 2002, concorreu à Presidência da República e perdeu para Luiz Inácio Lula da Silva em segundo turno. Após dois anos, foi eleito prefeito de São Paulo. Em 2006, assumiu o governo estadual, eleito em primeiro turno. No início de 2010, renunciou ao posto para ser o pré-candidato dos tucanos à Presidência da República nas eleições de outubro. Filho de imigrantes italianos, Serra nasceu em 19 de março de 1945 na capital paulista. É economista e casado. Tem filhos e netos.

Marina Silva. A

senadora licenciada pelo Acre Marina Silva foi a candidata

à Presidência da República do Partido Verde (PV) nas eleições de outubro. Ela deu os primeiros passos nos movimentos social e sindical ao lado de Chico Mendes, líder seringueiro assassinado em Xapuri, em 1988. Antes de chegar ao Senado, em 1994, foi vereadora em Rio Branco e deputada estadual pelo PT. Alfabetizada apenas na adolescência, é formada em História pela Universidade Federal do Acre e pósgraduada em Psicopedagogia. Marina começou a carreira política em seu estado, em 1984. Sua trajetória é marcada por defender o crescimento sustentável, com proteção do meio ambiente. No Acre, ela foi uma das fundadoras da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Chegou ao Senado com 36 anos, como a mais jovem senadora do país. Em 2010 partiu para um desafio maior: disputar a Presidência da República pela primeira vez. Marina comandou o Ministério do Meio Ambiente, no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva — primeiro cargo a ocupar no Poder Executivo —, em janeiro de 2003. Em 13 de maio de 2008, Marina deixou o cargo, numa dissidência silenciosa. Em 2009, depois de quase 30 anos, desfiliou-se do PT. À época, disse discordar da proposta do partido de priorizar o desenvolvimento em detrimento da preservação ambiental. Casada, Marina tem quatro filhos. Nasceu em Breu Velho, um seringal localizado a 70 quilômetros da capital acriana. É a segunda mais velha de uma família de sete mulheres e um homem. Aprendeu a ler e escrever somente na adolescência, quando foi morar em Rio Branco e entrou em contato com religiosos. Em 2007, Marina Silva integrou a lista das 50 pessoas mais influentes para ajudar a salvar o planeta, feita pelo jornal britânico The Guardian. n


Primeiro turno para presidente

Conheça a votação Estado por Estado brasileiro em 2010

RR

n Dilma Rousseff, PT 46,91% n José Serra, PSDB 32,61% n Marina Silva, PV 19,33%

AP

AM

PA

MA

CE RN

Alagoas 2.033.483 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra .............50.92% Dilma ....................36.46% Marina Silva .........11.50% Em branco ................2.84% Nulos ........................6.49% Abstenção ...............22.11%

Amapá 419.158 eleitores Urnas apuradas ....99.50% José Serra ............47.32% Dilma ....................29.77% Marina Silva .........21.37% Em branco ................8.86% Nulos ........................3.19% Abstenção ...............14.87%

Amazonas 2.021.450 eleitores Urnas apuradas ....99.52% José Serra ............64.91% Dilma ....................25.78% Marina Silva .........8.47% Em branco ................1.05% Nulos ........................3.72% Abstenção ...............20.00%

Bahia

BA

Distrito Federal

Rondônia

1.833.942 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra ............41.96% Dilma ....................31.74% Marina Silva .........24.30% Em branco ................1.84% Nulos ........................3.27% Abstenção ...............15.44%

GO

1.078.348 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra ............45.40% Dilma ....................40.73% Marina Silva .........12.71% Em branco ................1.53% Nulos ........................3.72% Abstenção ...............21.55%

DF

MG

Espírito Santo

ES

MS

2.521.991 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra .............37.25% Dilma ....................35.44% Marina Silva .........26.26% Em branco ................2.48% Nulos ........................3.75% Abstenção ...............17.40%

SP

Goiás

Santa Catarina

2.259.186 eleitores Urnas apuradas ....99.89% José Serra ............67.08% Dilma ....................20.93% Marina Silva .........11.42% Em branco ................1.61% Nulos ........................6.84% Abstenção ...............19.83%

4.536.718 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra ............45.77% Dilma ....................38.71% Marina Silva .........13.99% Em branco ................2.44% Nulos ........................3.67% Abstenção ...............14.03%

Paraíba

Rio de Janeiro

São Paulo

2.738.313 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra ............53.21% Dilma ....................28.43% Marina Silva .........17.64% Em branco ................2.94% Nulos ........................7.81% Abstenção ...............18.48%

11.584.083 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra ............43.76% Dilma ....................31.52% Marina Silva .........22.53% Em branco ................3.18% Nulos ........................5.69% Abstenção ...............17.37%

30.284.432 eleitores Urnas apuradas ....99.98% José Serra ............40.66% Dilma ....................37.31% Marina Silva .........20.77% Em branco ................2.83% Nulos ........................3.39% Abstenção ...............16.44%

SC

Maranhão

RS

4.317.240 eleitores Urnas apuradas ....99.90% José Serra .............70.63% Dilma ....................15.09% Marina Silva .........13.60% Em branco ................1.57% Nulos ........................6.33% Abstenção ...............23.96%

271.400 eleitores Urnas apuradas ....99.89% José Serra ............51.05% Dilma ....................28.68% Marina Silva .........18.78% Em branco ................1.00% Nulos ........................3.04% Abstenção ...............13.98%

Piauí

PR

4.058.912 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra .............42.23% Dilma ....................39.48% Marina Silva .........17.18% Em branco ................2.09% Nulos ........................3.99% Abstenção ...............17.97%

RJ

Roraima

Mato Grosso

Minas Gerais

Paraná

Rio Grande do Norte

Sergipe

9.506.457 eleitores Urnas apuradas ....99.53% José Serra ............62.59% Dilma ....................20.96% Marina Silva .........15.79% Em branco ................2.33% Nulos ........................6.04% Abstenção ...............21.55%

2.093.236 eleitores Urnas apuradas ....99.91% José Serra .............44.17% Dilma ....................42.93% Marina Silva .........12.00% Em branco ................1.56% Nulos ........................4.10% Abstenção ...............20.96%

14.512.530 eleitores Urnas apuradas ....99.99% José Serra ............46.98% Dilma ....................30.76% Marina Silva .........21.25% Em branco ................2.88% Nulos ........................4.37% Abstenção ...............18.43%

7.597.99 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra ............43.94% Dilma ....................38.94% Marina Silva .........15.91% Em branco ................2.15% Nulos ........................3.28% Abstenção ...............16.46%

2.245.115 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra .............51.76% Dilma ....................28.14% Marina Silva .........19.16% Em branco ................3.37% Nulos ........................7.44% Abstenção ...............16.37%

1.425.334 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra ............47.67% Dilma ....................38.05% Marina Silva .........13.26% Em branco ................3.02% Nulos ........................5.51% Abstenção ...............16.87%

Ceará

Mato Grosso do Sul

Pará

Pernambuco

Rio Grande do Sul

Tocantins

5.876.069 eleitores Urnas apuradas ....99.95% José Serra ............66.29% Dilma ....................16.36% Marina Silva .........16.36% Em branco ................2.39% Nulos ........................6.31% Abstenção ...............20.05%

17.700.912 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra .............42.35% Dilma ....................39.86% Marina Silva .........16.88% Em branco ................1.57% Nulos ........................3.75% Abstenção ...............18.13%

4.738.919 eleitores Urnas apuradas ....99.37% José Serra ............47.87% Dilma ....................37.71% Marina Silva .........13.43% Em branco ................1.40% Nulos ........................2.96% Abstenção ...............21.13%

6.255.224 eleitores Urnas apuradas ....99.98% José Serra ............61.74% Dilma ....................20.30% Marina Silva .........17.37% Em branco ................3.26% Nulos ........................6.17% Abstenção ...............19.41%

8.107.550 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra ............46.95% Dilma ....................40.59% Marina Silva .........11.33% Em branco ................3.28% Nulos ........................2.85% Abstenção ...............14.86%

947.153 eleitores Urnas apuradas .....99.94% José Serra ............50.96% Dilma ....................28.00% Marina Silva .........20.56% Em branco ................1.05% Nulos ........................5.47% Abstenção ...............18.49% fonte: Tribunal Superior Eleitoral — tse

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 125

Política

AL SE

MT Acre

PE

TO

RO

465.928 eleitores Urnas apuradas ....98.49% José Serra .............52.16% Dilma ....................23.79% Marina Silva .........23.55% Em branco ................0.81% Nulos ........................2.95% Abstenção ...............22.53%

PB

PI

AC


Segundo turno para presidente

A votação Estado por Estado em 2010, em 31 de outubro

RR

n Dilma Rousseff, PT 56,05% n José Serra, PSDB 43,95%

AP

AM

PA

MA

CE RN

AL SE

MT Acre

Alagoas 2.033.483 eleitores Urnas apuradas ...100.00% Dilma ....................53.63% José Serra .............46.37% Em branco ................2.84% Nulos ........................6.49% Abstenção ...............22.11%

Amapá 419.158 eleitores Urnas apuradas ....99.50% Dilma ....................62.66% José Serra ............37.34% Em branco ................8.86% Nulos ........................3.19% Abstenção ...............14.87%

Amazonas 2.021.450 eleitores Urnas apuradas ....99.52% Dilma ....................80.57% José Serra ............19.43% Em branco ................1.05% Nulos ........................3.72% Abstenção ...............20.00%

PE

TO

RO

470.560 eleitores Urnas apuradas ....99.92% José Serra .............69.67% Dilma ....................30.33% Em branco ................0.81% Nulos ........................2.95% Abstenção ...............22.53%

PB

PI

AC

BA Rondônia

Distrito Federal 1.833.942 eleitores Urnas apuradas ...100.00% Dilma ....................52.81% José Serra ............47.19% Em branco ................1.84% Nulos ........................3.27% Abstenção ...............15.44%

GO

1.078.348 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra ............52.63% Dilma ....................47.37% Em branco ................1.53% Nulos ........................3.72% Abstenção ...............21.55%

DF

MG

Espírito Santo

Roraima

ES

MS

2.521.991 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra .............50.83% Dilma ....................49.17% Em branco ................2.48% Nulos ........................3.75% Abstenção ...............17.40%

SP

Goiás

Piauí

Santa Catarina

2.259.186 eleitores Urnas apuradas ....99.89% Dilma ....................69.98% José Serra ............30.02% Em branco ................1.61% Nulos ........................6.84% Abstenção ...............19.83%

4.536.718 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra ............56.61% Dilma ....................43.39% Em branco ................2.44% Nulos ........................3.67% Abstenção ...............14.03%

Paraíba

Rio de Janeiro

São Paulo

2.738.313 eleitores Urnas apuradas ...100.00% Dilma ....................61.55% José Serra ............38.45% Em branco ................2.94% Nulos ........................7.81% Abstenção ...............18.48%

11.584.083 eleitores Urnas apuradas ...100.00% Dilma ....................60.48% José Serra ............39.52% Em branco ................3.18% Nulos ........................5.69% Abstenção ...............17.37%

30.284.432 eleitores Urnas apuradas ....99.98% José Serra ............54.05% Dilma ....................45.95% Em branco ................2.83% Nulos ........................3.39% Abstenção ...............16.44%

PR

4.058.912 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra .............50.75% Dilma ....................49.25% Em branco ................2.09% Nulos ........................3.99% Abstenção ...............17.97%

SC

Maranhão

RS

4.317.240 eleitores Urnas apuradas ....99.90% Dilma ....................79.09% José Serra .............20.91% Em branco ................1.57% Nulos ........................6.33% Abstenção ...............23.96%

RJ

271.400 eleitores Urnas apuradas ....99.89% José Serra ............66.56% Dilma ....................33.44% Em branco ................1.00% Nulos ........................3.04% Abstenção ...............13.98%

Mato Grosso

Minas Gerais

Paraná

Rio Grande do Norte

Sergipe

9.506.457 eleitores Urnas apuradas ....99.53% Dilma ....................70.85% José Serra ............29.15% Em branco ................2.33% Nulos ........................6.04% Abstenção ...............21.55%

2.093.236 eleitores Urnas apuradas ....99.91% José Serra .............51.11% Dilma ....................48.89% Em branco ................1.56% Nulos ........................4.10% Abstenção ...............20.96%

14.512.530 eleitores Urnas apuradas ....99.99% Dilma ....................58.45% José Serra ............41.55% Em branco ................2.88% Nulos ........................4.37% Abstenção ...............18.43%

7.597.99 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra ............55.44% Dilma ....................44.56% Em branco ................2.15% Nulos ........................3.28% Abstenção ...............16.46%

2.245.115 eleitores Urnas apuradas ...100.00% Dilma ....................59.54% José Serra .............40.46% Em branco ................3.37% Nulos ........................7.44% Abstenção ...............16.37%

1.425.334 eleitores Urnas apuradas ...100.00% Dilma ....................53.56% José Serra ............46.44% Em branco ................3.02% Nulos ........................5.51% Abstenção ...............16.87%

Ceará

Mato Grosso do Sul

Pará

Pernambuco

Rio Grande do Sul

Tocantins

5.876.069 eleitores Urnas apuradas ....99.95% Dilma ....................77.35% José Serra ............22.65% Em branco ................2.39% Nulos ........................6.31% Abstenção ...............20.05%

17.700.912 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra .............55.13% Dilma ....................44.87% Em branco ................1.57% Nulos ........................3.75% Abstenção ...............18.13%

4.738.919 eleitores Urnas apuradas ....99.37% Dilma ....................53.20% José Serra ............46.80% Em branco ................1.40% Nulos ........................2.96% Abstenção ...............21.13%

6.255.224 eleitores Urnas apuradas ....99.98% Dilma ....................75.65% José Serra ............24.35% Em branco ................3.26% Nulos ........................6.17% Abstenção ...............19.41%

8.107.550 eleitores Urnas apuradas ...100.00% José Serra ............50.94% Dilma ....................49.06% Em branco ................3.28% Nulos ........................2.85% Abstenção ...............14.86%

947.153 eleitores Urnas apuradas .....99.94% Dilma ....................58.88% José Serra ............41.12% Em branco ................1.05% Nulos ........................5.47% Abstenção ...............18.49%

Bahia

fonte: Tribunal Superior Eleitoral — tse

126 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


A dança dos números

As pesquisas de intenção de voto e a realidade das urnas Dilma Rousseff - PT

55% 56% 57% 57,2% 58% 55,75%

2º turno

Margem de erro: 2% Margem de erro: 2%

Datafolha 30/out. Ibope 30/out. Vox Populi 30/out. Sensus 29/out. Boca de urna - Ibope 30/out. VOTOS VÁLIDOS - excluindo em branco, nulos e indecisos. TSE — resultado 55.752.529 votos, 56,05%

Margem de erro: 1.8% Margem de erro: 2.2% Margem de erro: 2%

José Serra - PSDB Margem de erro: 2% Margem de erro: 2%

Datafolha 30/out. Ibope 30/out. Vox Populi 30/out. Sensus 29/out. Boca de urna - Ibope 30/out. VOTOS VÁLIDOS — excluindo em branco, nulos e indecisos. TSE — resultado 43.711.388 votos, 44% dos votos válidos

Margem de erro: 1.8% Margem de erro: 2.2% Margem de erro: 2%

Dilma Rousseff - PT

50% 51% 53% 46,9% 51% 46,9%

1º turno

Margem de erros: 2%

Datafolha Ibope Vox Populi Sensus Boca de urna — Ibope VOTOS VÁLIDOS - excluindo em branco, nulos e indecisos. TSE — resultado 47.651.434 votos, o equivalente a 46,91% dos válidos — que exclui brancos e nulos

Margem de erros: 2% Margem de erros: 2.2% Margem de erros: 19.3% Margem de erros: xx%

José Serra - PSDB

31% 31% 30% 32,6% 30% 32,6%

Margem de erro: 2% Margem de erros 2%

Datafolha Margem de erro: 2.2% Ibope Margem de erro: 19.3% Vox Populi Sensus Boca de urna — Ibope VOTOS VÁLIDOS - excluindo em branco, nulos e indecisos. TSE — resultado 33.132.283 votos, 32,61% dos votos válidos Marina Silva - PV

17% 17% 16% 19.3% 18% 19.3%

Datafolha Ibope Vox Populi Sensus Boca de urna — Ibope VOTOS VÁLIDOS - excluindo em branco, nulos e indecisos. TSE — resultado 19.636.359 votos, 19,33%

Margem de erro 2% Margem de erro 2% Margem de erro 2.2% Margem de erro 19.3% Margem de erro Margem de erro Fonte: Datafolha, Ibope, TSE.

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 127

Política

45% 44% 43% 42.8% 42% 43.71%


Erro coletivo nas pesquisas

Todos os institutos de pesquisa do país erraram o resultado final das eleições. E o pior: extrapolando abruptamente a margem de erro

O

s erros cometidos pelas pesquisas de intenção de voto nas últimas eleições chamaram a atenção dos eleitores e de especialistas sobre o assunto. Até que ponto é benéfico para o processo eleitoral valorizar tanto, até sacralizar, as sondagens eleitorais dos institutos de pesquisa? Na maioria dos jornais, as pesquisas são tratadas como a principal manchete de primeira página. Todos os institutos de pesquisa erraram o resultado final das eleições 2010 no País. Datafolha, Ibope, Vox Populli e CNT/Sensus mostraram resultados díspares entre as últimas pesquisas, inclusive as pesquisas de boca de urna, e o resultado final das eleições. Aqui, errar não significa ficar dentro ou na periferia da margem de erro. Eles extrapolaram num ponto em que as pesquisas não podem descuidar: a margem de erro. Os resultados divulgados nos últimos dias antes das eleições cometeram de 4 a 7 pontos no resultado de Dilma Rousseff. Pontuação decisiva, pois indicava a tendência de um segundo turno. No caso do Ibope o erro foi mais grave. Eles erraram na pesquisa

em que a população tradicionalmente mais confia: a de boca de urna, que entrevista os eleitores no dia da votação e, preventivamente, tem amostra maior. Ainda que o instituto apresentasse a possibilidade de haver segundo turno, o resultado da pesquisa apontou 5 pontos a mais do que a realidade para a candidata Dilma Rousseff. Detalhe: foram ouvidas 4.300 pessoas e a margem de erro era de apenas 2 pontos. Além disso, a pesquisa de boca de urna, tradicionalmente divulgada pela Rede Globo às 18 horas, logo após o encerramento da votação, foi levada ao ar mais de

Resultado das urnas

Datafolha

Barrigada nas pesquisas

Institutos cometem erros técnicos que comprometem a credibilidade das pesquisas 69% 62%

CID

65%

61.27% 55%

19.51%

24%

LÚCIO INDECISOS

MARCOS branco 1 2

20%

19%

14% 10%

12%

14%

2%

3%

11/091

28/091

Margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

128 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

8%

02/101

19%

16.44% 03/10

11% 7% 6% 02/102


Ibope

61%

49%

CID

24% 17% 10% 6%

9% 5%

3% 02/091

01/081

LÚCIO INDECISOS

MARCOS branco

Cals, as pesquisdas não viram que ele chegaria em segundo

ada na última semana. Rachel Meneguello, diretora do Centro de Estudos de Opinião Pública da Unicamp, afirma que existem questões imponderáveis que as pesquisas sempre terão dificuldade para captar. Para ela, não se deve culpar totalmente os institutos por certos erros, mas sim a pressa na captação das opiniões. “Há tendências que surgem no eleitorado de última hora, que os institutos não conseguem captar com precisão. Se as pesquisas de campo tivessem tempo para serem feitas, com o devido cálculo das probabilidades nas amostras, os erros seriam diminuídos, mas há pesquisas sendo divulgadas todos os dias”, disse. Segundo Jairo Nicolau, cientista político e professor visitante do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Uerj, esse foi o maior erro coletivo já cometido pelos institutos do Brasil. “Todos os institutos erraram o resultado final”, lembra ele. “Erraram no que eles consideram como erro máximo das pesquisas [margem de erro]. O Ibope errou até mesmo a pesquisa de boca de urna, que entrevista os eleitores no

dia das eleições. A pesquisa ouviu 4.300 eleitores [a margem de erro anunciada é de no máximo dois pontos percentuais]; todos os candidatos chegaram fora dos limites definidos”. O professor também afirmou que em 1992 aconteceu na Inglaterra o mesmo tipo de erro com os institutos de pesquisa do país. “Após as eleições, os institutos montaram uma força-tarefa de sociólogos, cientistas políticos e estatísticos para analisar cuidadosamente o que tinha acontecido. O relatório dos pesquisadores apontou uma série de fatores: desde o ‘voto envergonhado’, que não se declarava sinceramente ao entrevistador, aos efeitos da abstenção”, disse. Segundo Nicolau, outra causa apontada foi o uso da pesquisa por quota, utilizada por todos os institutos de pesquisa do Brasil. O professor afirmou que os institutos ingleses abandonaram esse tipo de pesquisa desde então. “Minha sugestão é que os institutos brasileiros façam o mesmo. Convoquem pesquisadores, estudiosos da opinião pública e estatísticos para um estudo detalhado sobre as razões dos erros desta eleição”, disse. Nicolau afirma que as imprecisões das pesquisas de eleições passadas sempre são justificadas com a frase “tivemos mais acertos do que erro”. No Ceará, nem Ibope nem Datafolha apontaram que o candidato do PSDB, César Cals Neto, seria o segundo colocado com 19,51% dos votos válidos. Lúcio Alcântara, do PR, acabou chegando com 16,44% dos votos válidos e Cid Gomes, sempre favorito nas pesquisas, ficou com 61,27% dos votos válidos. Na boca de urna do Ibope, Cid apareceu com 64%, Marcos Cals com 15 e Lúcio com 19% dos votos válidos. Margem de erro: 3% para mais ou para menos. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 129

Política

uma hora depois quando a apuração oficial dos votos já estava com mais de 40%. De acordo com o resultado das pesquisas, fica claro que os institutos superestimaram o desempenho da candidata Dilma Rousseff e subestimaram a candidata Marina Silva. Em entrevista concedida ao programa Roda Viva, da TV Cultura, em 4 de outubro de 2010, Márcia Cavallari, diretora do Ibope Inteligência, defende as pesquisas e afirma que os institutos não erraram. “Ao longo da campanha, todas as tendências foram apontadas”, disse. Como saber? A única pesquisa aferível é mesmo a de boca de urna e, mesmo aqui, os institutos erraram. Márcia explicou que Marina Silva teve um crescimento mais lento em relação a Serra e Dilma, mas que avançou de forma acentu-


Ministério de Dilma

Relações Exteriores Antônio Patriota

Foi Embaixador do Brasil nos Estados Unidos. Ocupou também a Subsecretaria-Geral de Política do Ministério das Relações Exteriores. Ocupou postos de comando de missões brasileiras em organismos internacionais em Genebra, de 1999 a 2003, e a chefia da representação do Brasil na ONU.

A nova composição da Esplanada dos Ministérios no Governo Dilma Palácio do Planalto

Ministério da Justiça

Itamaraty

Bloco G Bloco F

Bloco R

Bloco E

Bloco U

Bloco D Bloco Q

Justiça

Bloco C Bloco P

José Eduardo Cardozo PT

Bloco O

Começou a militância política no Centro Acadêmico da Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Foi secretário de Governo do município de São Paulo e chefe de gabinete da antiga Secretaria de Administração Federal da Presidência da República. Exerceu duas vezes o mandato de vereador. Foi eleito deputado federal em 2002 e 2006.

Bloco N Bloco M Fazenda

Transportes

Alfredo Nascimento PR

É formado em Letras e Matemática pela Universidade Federal do Amazonas. Foi superintendente da Zona Franca de Manaus e secretário da Fazenda e de Administração do Amazonas. Foi prefeito de Manaus, como interventor, e vice-governador do estado.

Minas e Energia Edison Lobão PMDB

Começou na vida pública em 1962, como assessor do Ministério de Viação e Obras Públicas. Em 1979, foi eleito pela primeira vez deputado federal pelo Maranhão. Em 1991, foi eleito governador do estado, cargo que ocupou até 1994. Atualmente é senador.

130 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Guido Mantega PT

Economista, ocupa o Ministério da Fazenda desde 2006. Antes foi presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e ministro do Planejamento.

Comunicações Paulo Bernardo PT

Bancário, foi eleito deputado federal pelo PT para a legislatura entre 1991 e 1995. Reelegeu-se em 1994 e 2002. Licenciouse em 2005 para assumir o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

Ministério da Defesa Comando da Marinha

Defesa

Nelson Jobim PMDB

Foi duas vezes deputado federal pelo Rio Grande do Sul (1987 e 1991). Foi ministro da Justiça, de janeiro de 1995 a abril de 1997. Em 2004, assumiu a presidência do Supremo Tribunal Federal, mas se aposentou voluntariamente pouco antes do término do mandato.

Assuntos Estratégicos Moreira Franco PMDB

Foi governador do Rio de Janeiro de 1987 a 1991. Também foi prefeito de Niterói (RJ) e deputado federal. Começou a militância política ainda estudante como membro do diretório acadêmico e dirigente estadual da Ação Popular, chegando a ser preso durante a ditadura militar.

Advocacia Geral da União Luís Inácio Lucena Adams Turismo

Pedro Novais PMDB

É deputado federal desde 1979. Antes de exercer cargo eletivo, foi auditor fiscal do Tesouro Nacional e secretário da Fazenda do Maranhão. É for-

mado em Direito.

Ministério da Defesa Comando da Aeronáutica

Em 2006, foi nomeado procurador geral da Fazenda Nacional até ser escolhido, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para ocupar a Advocacia Geral da União, em outubro de 2009. Ele Substituiu José Antônio Toffoli.

Direitos Humanos Maria do Rosário PT

Iniciou a carreira política no PC do B e está no PT desde 1994. Foi vereadora em Porto Alegre, deputada estadual e está no terceiro mandato na Câmara dos Deputados. É especialista em direitos da infância e da adolescência.


Saúde

Previdência

AlexandrePadilha PT

Médico infectologista, graduado pela Universidade de Campinas (Unicamp) e pós-graduado em doenças infecciosas e parasitárias pela Universidade de São Paulo (USP). Foi diretor nacional da Saúde Indígena (Funasa).

Garibaldi Alves PMDB

Em 2008, assumiu a presidência do Senado Federal num momento de turbulência com a saída de Renan Calheiros (PMDB -AL). Em 2010, foi eleito novamente para o Senado.

Trabalho

Entrou na vida pública por intermédio do exgovernador do Rio de Janeiro Leonel Brizola. Em 1990, foi eleito deputado pelo PDT e, em 2004, assumiu a presidência do partido. Comanda o Ministério do Trabalho desde abril de 2007.

Pesca

Agricultura

Foi deputado estadual de 1982 a 1986, secretário da Casa Civil de Pernambuco entre 1985 e 1986, e deputado federal de 1986 a 1992. Ocupou a prefeitura de Petrolina (PE) por três mandatos (1992, 2000, 2004).

Ideli Salvatti PT

Desenvolvimento Social e Combate à Fome Tereza Campello PT

Wagner Rossi PMDB

Economista, coordenou projetos estratégicos na Casa Civil. Trabalhou nos governos de Olívio Dutra e Tarso Genro, no Rio Grande do Sul e na prefeitura de Porto Alegre. É formada pela Universidade Federal de Uberlândia (MG).

Foi presidente da Conab. Começou a carreira política em 1983 como deputado estadual. Foi deputado federal por três mandatos, até 2002. No governo paulista, já foi secretário estadual de Transportes, de Infraestrutura Viária, de Educação, de Esportes e de Turismo, além de presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp).

Bloco L

Bloco K

Desenvolvimento Agrário Afonso Florence PT

Historiador formado pela Universidade Federal da Bahia, iniciou sua militância política presidindo o Diretório Central dos Estudantes. Exerceu o cargo de secretário de Desenvolvimento Urbano da Bahia.

Bloco J

Educação

Cultura Fernando Haddad PT

Formado em Direito com mestrado em Economia e doutorado em Filosofia, é professor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Sociais da Universidade de São Paulo (USP). Trabalhou na Secretaria de Finanças de São Paulo.

Planejamento

Miriam Belchior PT

Foi secretária executiva do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Engenheira de Alimentos pela Universidade de Campinas (Unicamp), tem mestrado em Administração Pública e Governamental.

Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Fernando Pimentel PT

Começou a miltância política nos movimentos estudantis de 1968 contra a ditadura militar. Perseguido, viveu na clandestinidade, foi preso em 1970 e solto em 1973. Um dos fundadores do PT em Minas Gerais, foi prefeito de Belo Horizonte.

Com 20 anos de vida parlamentar na Câmara e no Senado, em 1994 foi candidato a vice de Lula. Exerceu o primeiro mandato de deputado federal em 1990. Foi eleito para o Senado em 2002.

Integração Nacional Fernando Bezerra PSB

É uma das fundadoras do PT em Santa Catarina. Começou a vida parlamentar em 1994 como deputada estadual. Foi deputada federal no final da década de 90. Em 2002, foi a primeira muher eleita senadora de Santa Catarina.

Bloco A

Ciência e Tecnologia Aloizio Mercadante PT

Esporte Anna de Hollanda

Cantora, compositora e atriz. Foi diretora do Centro de Música da Fundação Nacional de Artes (Funarte), sendo responsável pela retomada da Bienal de Música Contemporânea e do Projeto Pixinguinha.

Meio Ambiente Izabella Teixeira

Brasiliense formada em Biologia pela Universidade de Brasília (UnB), fez mestrado em Planejamento Energético e doutorado em Planejamento Ambiental na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Foi secretária executiva do Ministério do Meio Ambiente.

Orlando Silva PC do B

Indicado da quota do PC do B, militou no movimento estudantil nos anos 90. Foi presidente da União Nacional dos Estudantes, de 1995 a 1997, e da União da Juventude Socialista, de 1998 a 2001. Já foi ministro.

Igualdade Racial Luiza Helena de Bairros PT Foi secretária de Promoção da Igualdade Racial da Bahia. Formada em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, é doutora em Sociologia pela Universidade de Michigan, nos EUA.

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 131

Política

Bloco B

Carlos Lupi PDT


Ciro Gomes indica Cid como a grande liderança política do Ceará em 2010. Este retribui indicando que a liderança é Ciro

GOVERNO DO CEARÁ

A recondução de Cid Com 61,3% dos votos, Cid Gomes confirma sua hegemonia no estado e recebe dos cearenses mais quatro anos de governo

D

epois de uma campanha conturbada, marcada por duras críticas de seus adversários – intensificadas após a publicação, pela revista Veja, de uma acusação de suposto envolvimento em um escândalo de corrupção –, Cid Gomes (PSB) foi reeleito, logo no primeiro turno, governador do Ceará. Segundo dados da Justiça Eleitoral, Cid recebeu impressionantes

132 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

2.463.940 votos dos cearenses, equivalente a 62,3% dos votos válidos do estado. Em um resultado inesperado, quem conquistou o segundo lugar nas urnas foi o candidato Marcos Cals (PSDB), que recebeu 775.852 votos, ou 19,83% do total, ultrapassando a votação do candidato Lúcio Alcântara (PR), até então segundo lugar isolado nas pesquisas. Se por um lado a conquista do segundo mandato foi fácil, as cobranças para o próximo quadriênio podem ser maiores. A vitória de Cid dá espaço para que

o governador dê continuação a obras de sua gestão atual, como a conclusão da linha sul do metrô de Fortaleza e a quadruplicação do Porto do Pecém, além da inauguração de aeroportos no interior do estado. Entre as promessas que nortearam sua campanha e garantiram a supremacia de Gomes no Ceará, tiveram destaque as da área de segurança, como a da contratação – por concurso público – de mais 3 mil policiais militares. Outras promessas de Cid são a construção de 240 centros de educação infantil e 100 escolas de nível médio, a entrega de cinco hospitais – um em Fortaleza, outro na Região Metropolitana e três no interior – e a instalação de scanners com raio X nas estradas do estado, para combater o tráfico de ar-


Política

O presidente Lula e o governador Cid na campanha dos candidatos a senador José Pimentel e Eunício Oliveira

mas e drogas. POLÊMICAS. Nem mesmo denúncias da revista Veja, que tentaram vincular o governador a um escândalo de corrupção, foram capazes de derrubar a ampla vantagem do chefe do Executivo nas eleições desse ano. Segundo a publicação, a Polícia Federal (PF) estaria investigando um esquema de corrupção, envolvendo os irmãos Cid e Ciro Gomes e prefeituras do estado que, através de licitações fraudulentas, teria desviado – apenas entre os anos 2003 e 2009 – um valor que alcança a marca dos R$ 300 milhões. Apesar da PF negar qualquer envolvimento de Cid e Ciro na investigação, o caso foi explorado pela oposição. A coisa se tornou tão intensa que, nos bastidores de um dos debates

realizado pela TV Verdes Mares, no dia 28 de setembro, Ciro e o prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, trocaram insultos e precisaram ser contidos por seus respectivos assessores para evitar um confronto físico. BARBADA. Repetindo o que ocorreu em 2006, quando bateu Lúcio Alcântara (ex-PSDB, atual PR) com votação quase idêntica à conquistada no pleito desse ano, Cid conquistou a eleição logo no primeiro turno. Mesmo com os problemas, a corrida eleitoral não teve grandes reviravoltas, mantendo na sua conclusão a ampla liderança de Cid sobre os seus adversários, já antecipada pelas pesquisas eleitorais. A surpresa dessas eleições no estado ficou por conta do candidato do PSDB, Marcos Cals, que su-

perou o principal adversário de Cid, Lúcio Alcântara, e conquistou o segundo lugar na disputa pelo governo cearense. O ex-governador Lúcio, que sempre figurou como o segundo colocado nas pesquisas, teve queda na preferência do eleitorado durante os últimos dias de campanha. Entre os outros candidatos, Marcelo Silva, do Partido Verde, disse que vai processar o Estado, por ter sido considerado “ficha suja” pelo Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Ceará e depois absolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral. Já a candidata do Partido Comunista Brasileiro (PCB), Maria da Natividade, não teve seus votos computados, pois não consegue provar, junto à Justiça Eleitoral, que é filiada ao PCB — já que a sua ficha de filiação foi perdida. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 133


39,07% 31,94% 28,58%

71,9%

75,41%

72,83%

45,81% 39,73%

77,97%

Ararendá

52,32% 43,07%

77,98%

75,29%

52,32% 23,65%

3,61%

Aracoiaba

12,34% 8,16%

Aracati

45,81%

47,13%

41,92%

19,27% 32,97%

17,95% 4,67%

Aquiraz

Apuiarés

9,9%

Antonina do Norte

54,89% 27,39% 16,14%

Amontada

Alto Santo

21% 4,63%

Altaneira

16,03% 5,37%

Alcântaras

13,77% 12,79%

Aiuaba

13,76%

Acopiara

10,94% 9,75%

Acaraú

74,12%

53,03% 27,21% 17,86%

Acarape

18,95% 6,31%

Abaiara

39,01%

55,92%

70,32%

Frecheirinha

7,54% 30,43%

Fortim

7,75% 28,85%

Forquilha

8,58% 4,98%

Farias Brito

14,87% 6,3%

Eusébio

61,12%

62,41%

85,36%

76,02%

Ipu

9,01% 9,81%

Ipaumirim

79,78%

45,18% 17,35% 36,72%

21,27% 34,3%

Ipaporanga

43,43%

33,01% 56,87%

Independência

9,06%

Ibiapina

41,71% 49,3%

59,75%

64,35%

Jaguaretama

38,47% 18,31% 42,5%

6,58%

Itatira

Itapiúna

23,86% 14,94%

Itapipoca

19,22% 15,3%

Itapajé

Martinópole

8,74%

Marco

11,47% 5,06%

Milagres

6,64% 7,11%

Meruoca

12,26% 8,69%

Maranguape

48,94% 41,13%

82,6%

84,61%

72,74%

Pacoti

72,7%

56,97% 36,26%

17,16% 7,28%

Pacatuba

47,86% 49,38%

Ipu Hidrolândia

Crateús

Ipaporanga

Boa Viagem

Mons. Tabosa

Catunda

Tamboril

Ararenda Nova Russas

Ipueiras

Croatá

Poranga

Ubajara

Forquilha Flecheirinha Ipiapina Mucambo Cariré Groaíras Irauçuba Pacuja São Benedito Graça Carnaubal Reriutaba Varjota Gua. do Norte Pires Ferreira Santa Quitéria

54,51%

Maracanaú

Quixeramobim

Banabuiu

Quixadá

Morada Nova

Ibicuitinga

Tabuleiro do Norte

Limoeiro do Norte

Quixeré

Pedra Branca

61,51%

20,04% Eusébio Pentecoste Pacatuba Aquiraz 9,08% Apuiarés Paramoti Maranguape Itaitinga Pindoretama São Luis do Curu 44,68% Horizonte Palmácia Guaiuba 30,8% Paramoti Pacajus Pacoti Gen. Sampaio 23,74% Cascavel Redenção Guaramiranga Baturité Barreira Morada Nova Mulungu Acarape Chorozinho Beberibe 49,42% 15,41% Aratuba Aracoiaba Fortim Capistrano Canindé 33,86% Ocara Itapiuna Itatira Aracati Palhano Itaiçaba Icapuí Itarema Madalena Jaguaruama Choró Russas

Tejuçuoca

61.27%

Cid Gomes

Ceará

5,46% Pacujá 32,09% 52,25% 43,17% 67,9% 25,8% 16,93% 37,85% 24,16% 2,23% 11,88% 18,47% 49,67% 32% General Sampaio 9,04% Cariré 19,2% Massapê Jaguaribara 60,12% 51,9% Ibicutinga Palhano 51,77% 37,36% 38,95% 20,44% 35,99% 42,62% 37,15% 12,87% 8,21% 18,83% 22,83% 54,34% 10,43% Caririaçu 48,78% 33,64% 8,83% Mauriti Jaguaribe 77,26% Palmácia 75,06% 16,32% 36,16% 87,65% 22,74% 5,71% 13,95% Jijoca de Jericoacoara 8,05% 1,76% 48,89% 2,78% Madalena Jaguaruana Cruz Paracuru Camocim 69,63% Acaraú 34,62% Barroquinha 58,17% Itarema 27,56% 34,45% 13,49% 2,04% Martinopole 29,52% Chaval Bela Cruz 26,02% Milhã Granja Marco Paraipaba 38,97% Morrinhos Uruoca Senador Sá Amontada 39,19% 11,43% Trairi 14,65% 49,06% Paraipaba do Acaraú Santana Moraujo Miraíma Paracuru 44,98% Itapipoca Meruoca Miraima 52,44% Parambu Viçosa do Ceará Uruburetama Massare 71,17% 7,75% Tururu S. Gonçalo do Amarante Itapajé Alcântaras 19,28% 39,06% Sobral Umirim 8,8% Coreaú Tianguá Fortaleza Caucaia 64,32%

Caridade

57,35% 29,86% 11,85%

Capistrano

18,75% 9,68%

Canindé

55,2% 11,28% 32,71%

Campos Sales

3,96%

Camocim

FONTE TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL — CEARÁ

Santana do Cariri

41,2% 38,27%

53,73%

Sobral

6,44%

Senador Sá

55,18%

51,17%

37,81%

24,39% 23,11%

Senador Pompeu

31,09% 41,07% 25,94%

São Luís do Curu

25,25% 5,39%

67,43%

37,6%

46,08% São João do Jaguaribe

14,7%

São Gonçalo do Amarante

19,5%

São Benedito

26,01% 19,55%

Santa Quitéria

68,44%

58,06%

45,01%

51,29%

38,23% 50,75%

17,73% 23,21% 12,23% 16,92%

48,76%

16.44%

Lúcio

41,13%

Santana do Acaraú

3,37%

10,35% Salitre

Saboeiro

8,87%

Russas

19.51%

Marcos

%44.61

A decisão para o Governo do Ceará aconteceu em primeiro turno

%15.91

O mapa eleitoral do Ceará em 2010 %72.16


68,44%

70,49%

20,23% 6,39%

Brejo Santo

6,88%

Boa Viagem

72,76%

43,68% 48,91%

48,63% 36,53% 13,84%

Bela Cruz

61,06%

80,19%

33,04%

15,13% 14,76%

Beberibe

66,37%

39,9% 21,41% 37,51%

18,77% 9,46%

Baturité

5,05%

Barroquinha

15% 3,25%

Barro

Barreira

73,55%

35,76% 25,71% 37,53%

26,32% 5,26%

Barbalha

Banabuiú

79,12%

62,98%

70,34%

63,47% 33,33%

11,83% 13,74%

Baixio

2,09%

Aurora

6,9% 13,2%

Assaré

23,16% 11,14%

Arneiroz

5,67% 23,39%

Aratuba

76,01%

27,16%

8,09% 15,16%

Araripe

64%

31,04%

43,38%

49,55%

44,81% 48,13%

75,68%

77,14%

28,83% 50,58% 19,1%

7,02% 15,36%

Ererê

48,2%

37,31%

Dep. Irapuan Pinheiro

6,42%

Cruz

6,54%

Croatá

14,47% 7,04%

Crato

12,62%

Crateús

49,12% 35,57% 14,07%

Coreaú

45,02%

28,06% 24,58% 46,42%

48,27% 49,18%

74,37%

20,42% 33,46%

Chorozinho

Choró

1,83%

Cedro

14,62% 8,35%

Caucaia

31,23% 8,56% 59,85%

Catunda

23,29% 12,05%

Catarina

21,83% 46,46%

Cascavel

46,46%

31,04%

31,04% 21,83% 46,46%

21,83%

Carnaubal

Cariús

Salitre

Ibaretama

75,57%

47,56%

39,33%

41,8% 36,7% 20,41%

13,1% 9,85%

Horizonte

12,15%

Hidrolândia

51,84%

12,47% 33,89%

Guaramiranga

50,29%

38,64%

52,03% 42,19%

53,28%

37,55%

Guaraciaba do Norte

9,93%

62,76%

64,55%

32,03%

4,72%

Granjeiro

Araripe

Nova Olinda

Altanera

58,55% 33,64%

73,98%

46,77% 32,46% 18,87%

37,77%

54,98%

44,07% 34,26% 20,9%

19,13% 4,95%

Itaitinga

Itaiçara

3,31%

Irauçuba

Iracema

Jati

8,42%

50,88% 35,04% 13,04%

14,27% 14,14%

Maracanaú

67,56%

27,36% 4,34% Limoeiro do Norte 34,5% 11,67% 51,53%

67,54%

Lavras da Mangabeira

Jucás

80,11%

40,75% 26,76% 31,21%

Juazeiro do Norte

10,94% 6,68%

75,86%

45,31% 41,73%

64,55%

14,48% 8,26%

Pacajus

75,31%

36,45%

53,67%

58,5% 32,08% 9,84%

8,25% Orós

46,17% 20,2% 32,89%

Novo Oriente

Ocara

70,46%

80,15%

36,51% 15,59% 46,14%

Nova Russas

17,64% 10,79%

Nova Olinda

11,79% 6,98%

Mulungu

Morrinhos

64,46% 42,31% 38,34% 18,53% Mucambo 59,68% 30,49% 8,98%

27,83% 6,79%

Moraújo

49,42% 15,41% 33,86%

Morada Nova

59,66% 32,06% 7,32%

12,01%

Monsenhor Tabosa

Mombaça

18,2% 16,27%

Missão Velha

Pereiro

Ererê

Iracema

Potiretama

Alto Santo

S. João do Jaguaribe

Jaguaribara

52,9% 38,27%

Jijoca de Jericoacoara

Jati

Barro

Ipaumirim

Brejo Santo

11,98% 11,09%

Jardim

Aurora

Umari Baixio

Icó

Jaguaribe

Jaguaretama

Milagre Mauriti Abaiafa

Penaforte

Porteiras Jardim

Barbalha

54,74% 28,79% 14,09%

Itarema

Caririaçu Juazeiro do Norte Crato M. Velha

62,81%

Cedro

Quixelô

Orós

L. da Mangabeira V. Alegre Granjeiro

51,18%

22,07% 25,79%

7,05%

Ipueiras

Solonópole

Iguatu

58,79% 36,4%

6,35% 29,2%

Iguatu

Icó

2,94%

Cariús Farias Brito

Jucás

Santana Cariri

Icapuí

Potengi

Milha

Piquet Carneiro Irapuan Pinheiro

Acopiara

Tarrafas Assaré

Saboeiro

Catarina

Mombaça

Senador Pompeu

Antonina do Norte

28,34% 21,87% 48,4%

8,62%

Granja

Aiuaba

Arneiroz

Tauá

Campos Sales

10,59% 24,11%

Graça

4%

Guaiúba

Groaíras

Parambu

Quiterianópoles

Novo Oriente

Independência

Política

Quixadá

53,77%

50,62% 37,53%

41,4%

44,19%

61,93%

20,03% 25,46%

Reriutaba

10,62%

Redenção

12,86%

Quixeré

10,16% 27,06%

Quixeramobim

71,6%

43,67% 30,92% 23,87% 6,46% 20,22%

Quixelô

49,89% 43,81%

63,81%

92,05%

52,92% 19,44% 26,95%

Quiterianópolis

5,37%

Potiretama

49,47% 36,64%

7,31% 28,45%

Potengi

3,06% 4,25%

Porteiras

13,24%

Poranga

52,07% 35,66% 11,78%

Pires Ferreira

55,21%

82,24%

58,51%

18,44% 25,88%

Piquet Carneiro

9,92% 6,28%

Pindoretama

27,8% 12,7%

Pereiro

61,56% 36,08%

42,38% 17,89% 38,37%

Pentecoste

1,92%

Penaforte

14,03% 23,98%

44,79%

45,47%

74,91%

58,63%

2,69%

Viçosa do Ceará

26,93% 6,68%

Várzea Alegre

46,41% 50,46%

65,46%

42,5%

46,86%

42,11% 26,37% 30,45% 9,99%

Varjota

Uruoca

51,81% 30,94% 16,4%

Uruburetama

8,9%

Umirim

16,47% 7,78%

Umari

28,26% 12,04%

45,29% 36,86% 16,81%

51,16% 32,24% 15,45%

Ubajara

Tururu

Trairi

49,01%

39,63%

65,15%

60,09%

50,89% 12,73% 35,35%

Tianguá

10,6%

Tejuçuoca

14,36% 19,75%

21,6% 17,56%

Tarrafas

Tauá

45,17%

46,33%

61,6%

82,44%

51,3% 29,51% 18,21%

Tamboril

6,77%

Tabuleiro do Norte

10,14% 27,43%

Solonópole

5,58% 10,51%


Domingos Neto, filho do vice-governador Domingos Filho, foi o deputado mais bem votado

CONGRESSO NACIONAL

A nova cor da bancada

Os novos parlamentares cearenses, no Ceará e em Brasília, têm o desafio de atuar em bloco em defesa dos interesses regionais, mas nem sempre o cotidiano e os interesses partidários pontuais permitem um alinhamento

C

arregando o desafio de superar a performance da legislatura anterior, a nova bancada federal do Ceará em Brasília será marcada pela conciliação e pela presença de rostos já conhecidos pelo eleitorado. Além de eleger o governador e dois senadores, a ala governista cearense também aumentou sua bancada na Câmara dos Deputados. Dos

136 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

22 deputados federais eleitos pelo estado, 20 são de partidos que apoiam o Governo Federal. Os únicos opositores serão Raimundo Gomes de Matos — eleito para o seu quinto mandato consecutivo — e Manoel Salviano, ambos do PSDB. Em termos de renovação, palavra-chave para o início de um novo ciclo, o Ceará contará com uma bancada 44% renovada, com a presença de 13 deputados reeleitos. Com o fim do mandato de Patrícia Saboya

(PDT), que deixa o Senado para retornar à Assembleia Legislativa do Ceará, Gorete Pereira — deputada federal reeleita pelo PR — será a única parlamentar mulher representando o Ceará na capital. Com o resultado das eleições, a deputada irá compor uma bancada 96% masculina para apoiar a primeira mulher presidente do país. Os advogados são a categoria profissional com maior número de representantes entre os cearenses no Congresso Nacional. Na sequência, médicos e professores, seguidos de jornalistas e engenheiros. No que diz respeito aos segmentos empresarial e sindical, a bancada cearense irá contar com três deputados filiados ao movimento sindical, segundo dados do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap). Porém, os representantes do empresariado continuam sendo maioria, com oito depu-


A nova composição da Câmara dos Deputados

O PT tem maioria com 88 parlamentares, seguido pelo PMDB com 79

4 3 3 2 2 2 1 1

8

12

17 15 15

21

28

53

43 41 41

34

Total de deputados

153 20 15 10

Total de senadores

7

81

6 4 4 4 3 2 1 1 1

32 10

Bancada Eleita em 2006

PFL PMDB PSDB

PT PDT PTB

18

11

17

14

Senado 2010

39

2 1

Política

PT PMDB PSDB DEM PP PR PSB PDT PTB PSC PCdoB PV PPS PRB PMN PSOL PTdoB PHS PRP PRTB PSL PTC

88

79

5

4

PSB 3

PL PCdoB PP PRB 3

1

1

PRTB

1

Senado 2011

Senadores da base do governo Senadores de oposição Independentes

55 22 4

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 137

1


Os deputados Roberto Cláudio, José Albuquerque e Dr. Sarto farão parte da nova bancada do Ceará no Congresso Nacional

tados federais eleitos. BANCADAS. A bancada do PMDB, principal partido da base aliada do governo do presidente Lula, foi a que saiu com o maior número de cadeiras no Estado. Dos cinco peemedebistas eleitos pelo Ceará, só dois foram reeleitos – Aníbal Gomes e Mauro Benevides —, sendo os três restantes novatos no Congresso Nacional: Genecias Noronha, Raimundão e Danilo Forte. Já o PT, partido do presidente Lula, continua com quatro cadeiras na Câmara, conseguindo reeleger os deputados José Guimarães, Eudes Xavier e José Airton. Novato em Brasília, o deputado estadual Artur Bruno vai

138 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

ocupar a vaga de José Pimentel, que irá assumir o posto de senador pelo estado. O PSB, partido do governador reeleito Cid Gomes, foi a bancada que mais cresceu, dobrando sua participação na Câmara ao reeleger um deputado – o veterano Ariosto Holanda, que segue para o quinto mandato – e apresentar três novos nomes para a casa: Edson Silva, Antônio Balhmann e Domingos Neto. Já o PSDB, continuou com as duas cadeiras e reelegeu Raimundo Gomes de Matos e Manoel Salviano, que havia sido barrado pela Lei da Ficha Limpa e apenas no dia 6 de outubro teve a candidatura aprovada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

FENÔMENOS. Seguindo o modelo proporcional que vigora no sistema eleitoral do país, apenas dois dos 22 deputados federais tiveram votos suficientes para se elegerem sozinhos: Domingos Neto (PSB) e José Guimarães (PT). Os demais precisaram dos votos da legenda e dos outros candidatos para assegurar a vaga. A votação recorde, de 246.591 votos, obtida por Domingos Neto não foi por acaso. Natural de Tauá – na região dos Inhamuns –, o estudante de Direito de 22 anos é filho do ex-presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Domingos Filho (PMDB), eleito vice-governador de Cid Gomes nas últimas eleições, e da secretá-


A formação na Assembleia PSB tem a maior bancada, seguido pelo PSDB Mauro Filho Governo — Reeleito Ivo Gomes Governo — Reeleito Zezinho Albuquerque Governo — Reeleito Roberto Cláudio Governo — Reeleito Sérgio Aguiar Governo — Reeleito Sarto Nogueira Governo — Reeleito Antônio Granja Governo — Reeleito Mirian Sobreira Governo — Nova Elaine Novais Governo — Nova Sineval Roque Governo - Reeleito Welington Landim Governo - Reeleito

PSDB

Téo Menezes Governo - Reeleito Rogério Aguiar Oposição - Reeleito Moésio Loiola Oposição - Reeleito João Jaime Oposição - Reeleito Osmar Baquit Governo — Reeleito Gony Arruda Governo — Reeleito Fernando Hugo Oposição — Reeleito

PT

Camilo Santana Governo — Novo Nelson Martins Governo — Reeleito Rachel Marques Governo — Reeleito Dedé Teixeira Governo — Reeleito

PDT

Patrícia Saboya Governo — Novo Ferreira Aragão Governo — Reeleito Heitor Férrer Oposição — Reeleito Delegado Cavalcante Independente — Reentrante

PMDB

Lucílvio Girão Governo — Reeleito Neto Nunes Governo — Reeleito Carlomano Marques Governo — Reeleito

PR

Fernanda Pessoa Oposição — Novo Leonardo Pinheiro Oposição — Novo

PRB

Duquinha Governo — Novo Ronaldo Martins Governo — Reeleito Roberto Mesquita Governo — Novo Augustinho Moreira Governo — Reeleito

PV DEM PRP PCdoB PTB PSL PMN PTC PSDC PTdoB PHS PTN

Idemar Citó Independente — Novo Bethrose Governo — Nova Lula Morais Governo — Reeleito Vanderley Pedrosa Governo — Reeleito Hermínio Resende Governo

— Reeleito

Mario Hélio Governo — Reeleito Stanley Leão Governo — Reeleito Ely Aguiar Governo — Reeleito Paulo Facó Governo — Novo Tin Gomes Governo — Novo Júlio César Governo — Reeleito

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 139

Política

ria de Turismo de Fortaleza e ex-prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar. Além de José Guimarães, outro candidato que obteve votação expressiva foi Genecias Noronha, também da região dos Inhamuns. O ex-prefeito de Parambu foi o terceiro mais votado, com 176.286 votos. Uma das surpresas foi a não eleição de Marcelo Teixeira (PR). Eleito quatro vezes deputado federal, Teixeira ficou de fora, com 81.074. Outro candidato que ficou de fora foi Renato Roseno (PSOL), que, mesmo sendo um dos candidatos mais votados no Estado, com 113.705 votos, não entrou na Câmara Federal devido ao sistema proporcional. n

PSB


RIO DE JANEIRO

Guerra ao terror As cenas que mais pareciam de um filme de guerra atravessaram o País e o mundo durante a invasão do complexo de favelas do Morro do Alemão. As Forças Armadas reforçaram o trabalho da polícia e conseguiram libertar as comunidades das mãos dos traficantes. A guerra contra o crime parece ter finalmente ter triunfado no Rio de Janeiro, mas até quando? 140 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Militares mantêm ronda de soldados e blindados no Morro do Alemão

cidade maravilhosa. Um lugar dividido entre os mais pobres e os mais ricos. Enquanto a elite se concentrava nas mediações do litoral, o restante da população cercava o centro com ocupações ilegais. Por conta do aumento do preço do aluguel causado pela modernização autoritária, as favelas se proliferaram. Desde então, o que se tem visto são as péssimas condições de vida das pessoas que moram nas favelas. A desigualdade tamanha seria a razão para os conflitos frequentes que a cidade enfrenta? A operação para invasão do conjunto de favelas do Morro do Alemão partiu da onda de ataques realizada pela facção criminosa do Comando Vermelho que não aceitou a transferência de chefes do tráfico para o presídio federal de Catanduvas (PR). O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, afirmou também que os ataques seriam parte de “uma

resposta à política de segurança pública do Estado”, se referindo a ocupação das favelas pela polícia. Em seis dias, os criminosos amedrontaram os motoristas da cidade incendiando vans, ônibus e caminhões. Os ataques incluíram também saques e tentativas de assalto. De acordo com o balanço divulgado pela polícia, a onda de ataques deixou 23 pessoas mortas, 159 presos e 38 veículos incendiados. Depois de quase uma semana de ataques criminosos pela cidade, a Secretaria Estadual de Segurança Pública aumentou o efetivo de policiais nas ruas e prometeu agir rapidamente contra os criminosos. A violência, já comum na cidade, intensificou o estado de alerta dos moradores. Após a implantação das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) pela polícia militar, o poder de influência dos traficantes tem diminuído, assim como seu espa-

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 141

Brasil

O

s livros de História nos contam que quando o presidente da República Rodrigues Alves (19021906) decidiu fazer a revitalização da área central do Rio de Janeiro, milhares de ex-escravos e pobres tiveram que abandonar o local. A elite carioca queria se sentir como nas ruas largas e cheias de praças da Europa. Para isso, o governo mandou abrir avenidas e despejou os barracos da população pobre para dar lugar a jardins e palacetes exuberantes. A saída encontrada por essa população marginalizada foi ocupar as encostas e morros em volta da cidade. Essa história atesta a desigualdade que a sociedade carioca vive até hoje. Após a reurbanização, o Rio de Janeiro tornou-se, então, a


ço dentro das comunidades. Até os ataques, havia 12 UPPs funcionando dentro de 15 comunidades, localizadas principalmente na região da zona sul (área nobre da cidade). Uma das críticas da UPPs era justamente sua localização. A primeira tentativa de montar uma unidade na zona norte seria iniciada pela região da Penha, onde se encontram as comunidades da Vila Cruzeiro e do Complexo do Alemão. Com uma população de mais de 100 mil habitantes, o complexo de favelas do Alemão reúne 13 comunidades localizadas na Zona Norte do Rio de Janeiro, na Serra da Misericórdia. Estima-se que a região é responsável por 40% dos crimes na cidade e abriga os maiores traficantes de drogas do Brasil. O conjunto de favelas é dominado por esses traficantes, que exercem poder de polícia dentro das comunidades. O poder de influência dos traficantes é tamanho que o Estado não conseguia entrar na região. Para chegar ao Morro do Alemão, o Bope (Batalhão de Operações Especiais) realizou uma operação de busca de traficantes no dia 25 de novembro na Vila Cruzeiro. Depois de um tiroteio intenso, os traficantes ficaram acuados e foram obrigados a abandonar a comunidade. As cenas da fuga dos traficantes da Vila Cruzeiro em direção ao Complexo do Alemão foi destaque dos jornais no mundo inteiro. Com a intenção de reduzir o domínio dos traficantes na Vila Cruzeiro e no Alemão, foi formada uma força de segurança capaz de enfrentar o tráfico. As tropas das polícias civil e militar contaram com a ajuda dos homens do Exército, Marinha e Aeronáutica para ocupar as comunidades, há muito tempo dominadas pelo tráfico. A operação contou com táticas semelhantes às utilizadas

142 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Apoiamos a operação, mas ela deve ser feita, em todos os momentos, dentro do que manda a Constituição e a lei. wadih damous,

presidente da OAB-RJ

pelos militares brasileiros que integraram a missão de paz da ONU (Organização das Nações Unidas) no Haiti. INVASÃO. Na manhã do domingo, 28 de novembro, a invasão se desenrolou no Morro do Alemão. O evento histórico teve cobertura ao vivo da TV, que passou horas transmitindo a ocupação do local como um “reality show”. As forças de segurança chegaram munidas de armamento pesado e com o apoio de blindados da Marinha. No dia anterior à invasão, o comandante da Polícia Militar (PM) do Rio de Janeiro, coronel Mário Sérgio Duarte, deu o ultimato para que os traficantes se rendessem. Dessa forma, a chegada das forças não encontrou muita resistência, apesar de alguns tiroteios. A operação foi iniciada com o sobrevoo de helicópteros blindados, que ajudaram a mapear o local e fornecer informações para os homens que seguiriam a pé. Em seguida, os blindados da Marinha avançaram pelas ruas obstruídas por barreiras (carros e blocos de concreto) para limpar as vias para os agentes. A entrada dos militares foi rápida. Cerca de uma hora e meia depois do início da operação, o objetivo tinha sido atingido. O sucesso da ocupação

foi destaque dos principais veículos de comunicação do Brasil e do mundo. Em menos de uma semana após o início da ocupação, a Polícia Militar divulgou um balanço da operação. Foram encontradas 466 armas, sendo 136 fuzis, 35 metralhadoras, 18 submetralhadoras, 169 pistolas, 56 revólveres, 18 carabinas e 34 espingardas. Mais 38 granadas e 6 bombas artesanais também foram apreendidas. A quantidade de drogas apreendida surpreendeu a todos. Durante a operação de buscas, foram encontradas 33,8 toneladas de maconha, 313,9 quilos de cocaína, 1,9 quilo de haxixe e 54 quilos de crack. Mais do que o total apreendido no ano inteiro. A polícia conseguiu ainda prender 118 pessoas, das quais 84 estavam ligadas ao tráfico. ABUSOS. Os moradores do Alemão passaram dias de terror durante a invasão do morro. Muitos moradores ficaram presos em suas casas e outros sequer conseguiram chegar em casa. Em algumas regiões do morro, o fornecimento de água e luz foi interrompido. Boa parte do comércio também foi prejudicada pela ação policial. A situação teve que se prolongar por mais alguns dias devido ao trabalho de busca e investigação dos policiais nas casas dos moradores. Apesar da grande participação dos moradores do Complexo do Alemão na operação, muitos reclamaram dos abusos que os policiais militares se utilizaram para invadir as suas casas. Denúncias de tortura, ameaça de morte, invasão de domicílio, além de roubo e corrupção, foram coletadas em um documento feito por ONGs que trabalham no local e entregue à Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara. O documento também


Moradores do Alemão deixam bilhetes para policiais não arrombarem portas. Polícia mostra drogas, armas e munições apreendidas no Morro do Alemão

de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, salientou as condições dadas aos policiais para as investigações durante entrevista coletiva. “As casas são investigadas em condição de flagrante ou com a própria concessão do morador. Essa é a regra”, disse. A invasão de domicílio só pode ser realizada com um mandado de busca ou com consentimento do morador. O policial estará isento de um mandado quando for comprovada atividade ilícita na propriedade.

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 143

Brasil

foi encaminhado à ONU e à OEA (Organização dos Estados Americanos). A Defensoria Pública do Rio de Janeiro também recebeu diversas denúncias de abusos por policiais que patrulhavam a comunidade. A Defensoria montou um posto de atendimento especial no Alemão para acompanhar as denúncias direto do local. As revistas eram frequentes em todos os moradores do Alemão. Não só em casa, mas todos que subiam ou desciam o morro pelas ruas também eram revistados pelos policiais. O secretário

O caso mais comum de abuso era o de invasão de domicílio. Os policiais invadiam as casas em busca de suspeitos, mas não respeitavam o direito dos moradores. Não havia um mandado de busca na operação dentro da favela. “De fato, esta é uma situação de crise, em que criminosos podem estar escondidos em residências, mas a lei tem de ser respeitada. Apoiamos a operação, mas ela deve ser feita, em todos os momentos, dentro do que manda a Constituição e a lei”, ressaltou o presidente da OAB-RJ, Wadih Damous. Muitos trabalhadores não saíam de casa para evitar que suas propriedades fossem arrombadas pelos policiais. A falta de comunicação entre as tropas dificultava as buscas e o controle das revistas no local. Muitos moradores chegaram in-


Crianças aproveitam o domingo de sol para brincar no alto do Morro do Alemão

clusive a fazer bilhetes e colá-los na porta informando que a sua casa já tinha sido revistada. DENÚNCIAS. A ajuda dos moradores, principalmente através do serviço do Disque Denúncia do Rio de Janeiro, foi essencial para o sucesso da operação de ocupação das favelas. Segundo dados do Disque Denúncia, foram registradas quase 13 mil ligações em novembro. A maior parte das denúncias registravam a localização de traficantes e o esconderijo de armas e drogas. “Esse é o poder que a população do Rio de Janeiro tem de querer vencer o tráfico de drogas. A população já está cansada dessa criminalidade e dessa violência gratuita e está colaborando com as forças de segurança para que possamos derrotar, de uma vez por todas, o poder do tráfico de drogas”, afirmou o relações públicas do 144 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Esse é o poder que a população do Rio de Janeiro tem de querer vencer o tráfico de drogas. capitão ivan blaz,

relações públicas do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) Bope, o capitão Ivan Blaz. O governador Sérgio Cabral agradeceu em nota a participação dos moradores. “Mais uma vez, faço um agradecimento emocionado a toda a população do Rio de Janeiro, que nos apoia de maneira irrestrita nesse trabalho de reconquista das comunidades”, disse. E acrescentou: “Não tenho dúvida nenhuma de que, juntos, nós estamos virando

uma página na história do nosso estado”. A internet também funcionou como fonte difusora de informações sobre os acontecimentos dentro das comunidades. A Polícia do Rio utilizou o Twitter para atualizar as ações das tropas para a sociedade. Já os moradores, se utilizaram da mesma ferramenta para divulgar o que acontecia no Alemão e interagir com outras pessoas conectadas à rede social. Durante a operação da polícia, o adolescente de 17 anos, René Silva, junto com seus amigos do perfil da Voz da Comunidade, um jornal comunitário do Complexo do Alemão, atualizavam seus seguidores sobre os conflitos em tempo real. O perfil do jornal, que tinha 180 seguidores alcançou o número incrível de 18 mil seguidores em apenas dois dias. UMA NOVA CHANCE. As-


sim que a polícia divulgou que a operação tinha sido um sucesso e que o morro estava finalmente ocupado. Os moradores puderam desfrutar da liberdade que tanto sonharam. Muitos comerciantes, por exemplo, que mantinham suas lojas de forma irregular, puderam formalizar suas atividades. O isolamento alimentado pelo narcotráfico dentro do Alemão foi abolido e muitas empresas privadas já começam a investir na região. Bancos e empresas de telecomunicações e energia com intermédio do Governo estadual e federal agora terão a oportunidade de oferecer serviços a mais de 100 mil habitantes do Morro do Alemão. A energia, as antenas de TVs a cabo e a fiação das linhas telefônicas agora passam a ser oferecidos de forma legal. A primeira agência da Caixa Econômica Federal abriu sua filial quase um mês depois da ocupa-

Não tenho dúvida nenhuma de que, juntos, nós estamos virando uma página na história do nosso estado. sérgio cabral,

governador do Rio de Janeiro ção do morro. A Caixa pretende investir ainda na inauguração de uma agência lotérica em breve. O Banco do Brasil informou que também pretende abrir uma unidade no Alemão em 2011. A Prefeitura do Rio de Janeiro também participa do projeto de socialização das favelas e promete uma “invasão” de serviços

sociais. “Afirmo que não há limites de recursos da prefeitura para garantir condições de vida mais dignas à população dessas comunidades”, disse o prefeito da cidade, Eduardo Paes. Ele adianta que a prefeitura deve começar a normalizar o serviço de limpeza e recolhimento do lixo no local. Com a urbanização feita pelas obras do PAC, o Complexo do Alemão deve ganhar mais assistência e melhorias para seus moradores. Um teleférico que dá acesso ao topo do morro deve ser inaugurado em 2011. O presidente Luís Inácio Lula da Silva visitou o local após a operação sucedida da polícia. Serão construídas seis estações com 175 cabines que devem atender 30 mil pessoas por dia. Junto com o teleférico, o programa de urbanização de favelas no Alemão deve investir em redes de esgoto e espaços com equipamentos sociais e de lazer. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 145

Brasil

Lula e Sérgio Cabral participam dos testes do teleférico do Morro do Alemão


chuvas

Brasil debaixo d’água Uma quantidade excepcional de chuva provocou desastres no Nordeste e no Sudeste do país, afetando quase 8 milhões de pessoas. Em várias regiões, choveu mais em um dia do que era esperado para a média de todo o mês

146 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Brasil O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 147


O

ano de 2010 destacou-se pelo excepcional volume de água das chuvas que atingiu o país. Segundo a Secretaria Nacional de Defesa Civil, as chuvas provocaram a morte de 473 pessoas em 11 estados das regiões Sul, Sudeste, Norte e Nordeste. De acordo com a instituição, mais de 7,8 milhões de pessoas foram afetadas de alguma forma. Desses, 101.298 ficaram desabrigados — perderam tudo e precisam dos abrigos públicos — e outros 302.467 ficaram desalojados — podem contar com ajuda de vizinhos e familiares. POR QUE CHOVEU TANTO? Muitos dos acidentes causados pelas chuvas aconteceram devido à junção de fatores climáticos ou à ocupação desordenada. O aquecimento do Oceano Pacífico causado pelo fenômeno El Niño, somado às massas de ar frio e quente da Zona de Convergência do Atlântico Sul, provocou as fortes chuvas do início do ano. Em São Paulo, outro fator que contribui para as fortes pancadas de chuva foram as “ilhas de calor”, fruto da alta concentração populacional nos grandes centros urbanos e da consequente impermeabilização do solo por meio do asfaltamento das vias. Em abril, a combinação da vítimas, grande parte em conseforte massa de ar polar que entrou quência dos desabamentos e desno país, o aquecimento de 2ºC do lizamentos de terra no Morro do oceano e a umidade trazida pela Bumba, no início de abril. massa de ar vinda da Amazônia resultou em um temporal em SÃO LUIZ DO PARAITINcima do estado do Rio de Janeiro GA (SP). A cidade localizada que durou aproximadamente 72 no Vale do Paraíba, a 187 quilôhoras, sendo 14 dessas horas de metros de São Paulo, foi vítima chuva torrencial e ininterrupta. da maior enchente já registrada Em junho, as chuvas excepcio- no local. Com o grande volume nais no Nordeste também foram de chuva, o rio Paraitinga, que causadas em parte pelo aqueci- atravessa a cidade, subiu apromento do Oceano Atlântico. Esse ximadamente 15 metros e transaumento da temperatura causa bordou, inundando praticamente uma maior evaporação e forma- todo o município. Aproximadação de nuvens, que, combinadas a mente 9.000 pessoas, quase toda uma excepcional frente fria vinda a população da cidade, foram do sul da Patagônia, ocasionaram obrigadas a deixar suas casas. as fortes chuvas no Nordeste. Pelo menos seis dos 24 edifíA ocupação desordenada foi cios integralmente tombados pelo um dos agravantes em Angra Conselho de Defesa do Patrimôdos Reis (RJ), em São Luiz do nio Histórico, Arqueológico, ArParaitinga (SP) e na comunidade tístico e Turístico do Estado de do Morro do Bumba (RJ). Os São Paulo (Condephaat) foram deslizamentos de terra ocorridos destruídos. A igreja matriz, que nesses locais poderiam ter sido tinha cerca de 200 anos, não reevitados, caso existisse algum pla- sistiu e desmoronou. Como muinejamento e fiscalização. tos dos imóveis eram construídos O Rio é o Estado que regis- com taipa de pilão e pau-a-pique, trou mais óbitos decorrentes estruturas que levam principaldos temporais, com 316 mortes, mente barro em sua composição, de janeiro a novembro. Somen- as paredes amoleceram e desate em Niterói, o município mais baram. Aproximadamente 300 atingido, foram pelo menos 168 edificações — residências, pada148 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

rias, supermercados, farmácias, consultórios e até o prédio da prefeitura — foram total ou parcialmente destruídas. O que aconteceu foi resultado de um somatório de fatores. Um deles é a ocupação desordenada da região, que teve início na segunda metade do século XVIII. Desde então, a mata ciliar do Rio Paraitinga – que tem a função de conter enchentes e proteger o leito contra dejetos que deixam sua calha mais rasa – foi completamente destruída em seu trecho urbano. Desde a década de 90, as cheias têm se tornado frequentes. No ano passado, o rio transbordou seis vezes. A situação nesta enchente do porque choveu muito acima do normal. Para a recuperação do município, o governo de São Paulo investiu mais de R$ 100 milhões. O Governo Federal enviou R$ 15 milhões para obras emergenciais, como a contenção da margem do Rio Paraitinga. Destas, algumas estão concluídas e outras em andamento. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) investiu R$ 6 milhões para a reconstrução da Capela das Mercês e para o salvamento, limpeza, escoramento e restauração de imaginário da Igreja Matriz e da Capela da Mercês. Este trabalho permitiu que todas as imagens sacras das igrejas ruídas fossem restauradas, inclusive a imagem de Nossa Senhora das Mercês, que foi encontrada em 92 partes e foi totalmente recuperada. A prefeitura estima o prazo máximo de dois anos para a recuperação de todo o Centro Histórico, inclusive a Igreja Matriz. O novo conjunto habitacional — 151 moradias — está sendo finalizado e as unidades já foram entregues às famílias que perderam os imóveis no início do ano ou estão em áreas de risco. No dia 10 de dezembro, o município foi tombado como pa-


trimônio nacional em reunião do Conselho Federal do Iphan, no Rio de Janeiro.

ZONA LESTE DE SÃO PAULO. De janeiro a novembro, 43

RIO DE JANEIRO. No dia 5 de abril, a forte chuva que inundou o Rio de Janeiro durou mais de 36 horas e provocou centenas de deslizamentos. Mais de 250 pessoas morreram e outras 10.800 perderam suas casas. A tragédia foi considerada um dos maiores desastres naturais do país. Como consequência das chuvas, as escolas e universidades suspenderam as aulas e muitos estabelecimentos comerciais e es-

critórios mantiveram suas portas fechadas porque seus funcionários não conseguiram chegar aos locais de trabalho. Só em Niterói, município mais afetado pelas chuvas, ao menos 146 pessoas morreram, sendo que 46 moravam no Morro do Bumba, onde um grande deslizamento de terra destruiu casas. A comunidade cresceu em cima de um antigo aterro sanitário, desativado há mais de 20 anos. Quando a população se recuperava das fortes chuvas, aconteceu o inesperado. Cerca de 600 metros de terra deslizaram, soterrando pelo menos 40 casas. Uma grande quantidade de terra, pedras e lixo tomaram a comunidade. Um plano de prevenção de riscos elaborado por pesquisadores da Universidade Federal Fluminense (UFF), com financiamento do Ministério das Cidades e da própria prefeitura, previa ações em vários pontos suscetíveis à ocorrência de desastres causados pela ação do tempo, mas não foi posto em prática. A Polícia Civil abriu um inquérito para apurar eventual responsabilidade do poder público no deslizamento. Entretanto, segundo a Secretária Estadual do Ambiente do Rio, Marilene Ramos, o deslizamento pode ter sido provocado por uma explosão ocorrida quando o gás metano do lixo entrou em contato com a atmosfera, movendo a terra que já estava debilitada pelo acúmulo de água da chuva. De acordo com a Secretaria Estadual de Obras, as drenagens profundas e os projetos de terraplanagem para a recuperação do morro já estão concluídos. Foram demolidas 180 residências e 86 mil toneladas de resíduos retirados. Um conjunto habitacional será entregue para 180 famílias. Em dezembro, Eduardo Paes, prefeito do Rio, afirmou que a prefeitura investiu mais de 250 milhões de reais em limpezas de rios, O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 149

Brasil

pessoas morreram em decorrência de enchentes e deslizamentos em São Paulo. O estado teve o segundo mês de janeiro mais chuvoso da história, com acúmulo de 480,5 mm de chuva. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), faltaram apenas 0,9mm para bater o recorde de janeiro de 1947, 481,4 mm. Nas três primeiras semanas de 2010, foram registrados mais que o triplo de alagamentos do mesmo período de 2009. Os rios Tietê e Pinheiros transbordaram e invadiram as Marginais, duas das vias mais importantes da cidade. Outros alagamentos contribuíram para criar congestionamentos de mais de 100 quilômetros. Transbordaram também os rios Tamanduateí e os córregos Morro do S, Pirajuçara, Jaguaré, Aricanduva e Ipiranga. Pelo menos duas linhas de trens metropolitanos foram paralisadas. Duas pessoas morreram vítimas de deslizamentos. No dia 3 de fevereiro, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, decretou estado de calamidade pública na região do Jardim Romano, que fica às margens do rio Tietê, região do Jardim Pantanal. A água invadiu o conjunto habitacional. Os moradores viveram mais de 50 dias no meio da enchente. No dia 6 de dezembro, a Prefeitura de São Paulo anunciou a entrega das primeiras 1.071 habitações populares para famílias atingidas pelas enchentes no Jardim Pantanal, Jardim Romano e Parque das Flores. Trezentas unidades serão entregues em abril e o restante, em outubro. Ainda não há data definida para que as outras 1.229 famílias removidas dos três bairros sejam

atendidas com habitações. As obras para contenção de enchentes foram iniciadas em abril de 2010 no Jardim Romano e já estão em fase final. As intervenções incluem a construção de uma canaleta coletora de águas pluviais, um dique e um pôlder (piscinão) para combater alagamentos na região. As obras são fruto de uma parceria entre o Governo do Estado, que investiu R$ 38,9 milhões, e a Prefeitura, R$ 31,6 milhões. Integram o futuro Parque Várzeas do Tietê. No futuro, a estrutura do dique será usada para a implantação de uma via de circulação, ciclovia ou pista de caminhada. Lançado em julho de 2009, o Governo do Estado de São Paulo idealizou o Parque Várzeas do Tietê, que tem como objetivo recuperar e preservar a função ambiental das várzeas do rio Tietê, assegurando o controle das cheias. Será o maior parque linear do mundo, com 75 km de extensão e 107 km de área, beneficiando diretamente 3 milhões de pessoas na zona leste de São Paulo e, indiretamente, toda a população da região metropolitana. Tem custo final estimado em R$ 1,7 bilhão A primeira etapa do projeto foi concluída em outubro, com o investimento de R$ 377 milhões, sendo 30% do governo do Estado de São Paulo e 70% financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O projeto deverá ser concluído em 2016.


O que restou da Igreja Matriz de São Luiz de Tolosa, em São Luiz do Paraitinga

contenção de encostas, drenagem, dragagem e recuperação de vias. De acordo com o prefeito, 95% das obras de abril já estão concluídas, mas a cidade continua com problemas. No dia 18 de dezembro, Paes entregou diversas obras emergenciais para a população de Jacarepaguá, um dos bairros mais atingidos pelas chuvas de abril. Na ocasião da entrega, também foram lançadas as obras do Parque São Dimas, na Taquara, onde R$ 2,3 milhões serão investidos em pavimentação, drenagem, construção de calçadas e implantação de rampas para deficientes. Dois mil agentes de Defesa Civil foram dispostos para ajudar a prefeitura em casos de emergência e em áreas vulneráveis de 79 comunidades em toda a cidade. Os profissionais são responsáveis por coordenar as primeiras ações em situações como chuvas, alagamentos, deslizamentos de encosta e risco de desabamentos. Segundo Eduardo Paes, os agentes vão repassar os alertas e orientações da Defesa Civil para os moradores das localidades onde atuam através de 150 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

SMS (mensagens de celular), dizendo onde vai chover muito, em quais pontos da cidade.

ALAGOAS E PERNAMBUCO. No dia 18 de junho, uma enchente destruiu mais de 100 cidades em Pernambuco e Alagoas. Diferente de outras inundações registradas no Nordeste, a destruição não foi causada por deslizamentos de encostas, mas por uma forte enxurrada que arrastou tudo que estava no caminho. Sessenta cidades decretaram estado de emergência e 35, estado de calamidade pública. Só em Pernambuco, 11.407 casas, mais de 2.103 quilômetros de estradas e 79 pontes foram destruídos. Nos dois estados, morreram 57 pessoas e mais de 300 mil ficaram desabrigadas. As chuvas que caíram sobre a Zona da Mata de Pernambuco e Alagoas romperam barragens nos rios da região, derrubaram pontes, casas e destruíram estradas. Os níveis de cerca de 15 rios subiram pelo menos 5 metros. Carros foram encontrados a distâncias de até 50 quilômetros de onde haviam sido deixados pelos seus proprietários. De acordo

com dados do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (Cptec), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), entre os dias 16 e 18 de junho, choveu o equivalente a 455,8 mm em Recife (PE), quando o previsto para todo o mês de junho era de 369,2 mm. A chuva concentrou-se próximo à cabeceira de rios, provocando o transbordamento. Em Alagoas, a chuva também foi forte e em um curto espaço de tempo. Na Zona da Mata choveu 180 mm em 3 dias, quando a média histórica para o mês é de 150 mm na região. Na Zona da Mata, as cidades de União dos Palmares, Branquinha, Murici, São José da Laje e Santana do Mundaú foram invadidas pela enxurrada, provocada pelo rompimento da Barragem de Bom Conselho (PE), que fez transbordar o Rio Mundaú. Em Branquinha, nenhum prédio público resistiu à força das águas. Na Grande Maceió, a cidade de Rio Largo, cortada pelo Mundaú, foi uma das mais atingidas. Na cidade, mais de três mil casas foram completamente destruídas pela enchente. n


Ma Mar Sua marca 405 vezes maior que na revista.

Tamanho é só uma das vantagens de anunciar sua marca em um grande

formato. Se você precisa de serviços de impressão digital para mídia exterior,

sinalização ou projetos especiais, conte com a gente. Nossa área industrial,

com 1.500m2, reúne os melhores equipamentos e equipe treinada de

marcenaria e metalúrgica para montagem de cenários, decorações, painéis com apliques e tudo que você imaginar em grandes formatos, além de um novo maquinário para fabricação de moldes 3D em madeira, acrílico e

85 3215.6600

outros materiais. Tudo para sua marca aparecer como você gosta: grande.

www.colorgrafdigital.com


Em Angra dos Reis, Morro da Carica, a destruição

angra dos reis

Tragédia na virada

Fortes chuvas no início do ano provocam um deslizamento de terra em Angra dos Reis, interrompendo as comemorações de ano novo e causando 33 mortes

A

s fortes chuvas dos últimos dias de 2009 transformaram em um cenário trágico uma das mais paradisíacas regiões do Rio de Janeiro. E logo na virada do ano. O deslizamento de uma encosta atingiu uma pousada e sete casas na Ilha Grande, na baía de Angra dos Reis, matando 33 pessoas. No estado todo, 53 pessoas morreram em consequên-

152 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

cias dos temporais do começo de ano. A tragédia aconteceu na noite de Réveillon. Segundo os bombeiros, cerca de 65 pessoas que estavam hospedadas na Pousada Sankay – prédio atingido pelo desabamento –, na praia do Bananal, escaparam do incidente com vida. Entre os mortos, está a filha dos proprietários da pousada Yumi Faraci, de 18 anos, que ficou sob os escombros e não resistiu. Seus pais, Geraldo e Sonia Faraci, escaparam com vida. Em Ilha Grande, além da pou-

sada Sankay, o deslizamento de terra atingiu outras 17 casas na Praia do Bananal. Ao menos 26 pessoas morreram. No Morro do Carioca, no centro histórico da cidade de Angra dos Reis, ao menos 20 casas foram atingidas por um deslizamento de terra e cerca de 13 pessoas morreram. A maioria das vítimas era composta de turistas que visitavam a região e de membros das famílias Pereira, Bassim, Repetto e Narciso, segundo o Instituto Médico Legal do Rio de Janeiro. Mais de 100 pessoas, entre bombeiros, médicos e voluntários, foram mobilizadas para a operação de resgate na cidade. Militares da Marinha também ajudaram. Helicópteros e navios foram empregados no transporte de equipamentos e de pelo menos 10 feridos. O comandante geral


Deslizamento na Ilha Grande, no Rio de Janeiro

Brasil

do Corpo de Bombeiros do Rio e subsecretário estadual de Defesa Civil, Pedro Machado, e o secretário de Saúde e Defesa Civil do Rio, Sérgio Côrtes, foram a Angra e ajudaram no trabalho de resgate. DANOS. De acordo com o Formulário de Avaliação de Danos sobre os deslizamentos provocados pelas fortes chuvas, o desastre ocorrido em Angra dos Reis foi de nível 4 – a maior intensidade no índice de avaliação da Codificação de Desastres, Ameaças e Riscos do Conselho Nacional de Defesa Civil. O formulário aponta que 2.284 pessoas ficaram desalojadas (temporariamente na casa de familiares), 652 desabrigadas (ficaram em abrigos públicos) e 80 deslocadas (deixaram a cidade após as chuvas). Além das mortes, foram registradas 31 pessoas com

ferimentos leves e nove em situação grave. O número de mortos na tragédia de Angra superou a quantidade de vítimas das chuvas que atingiram a cidade em dezembro de 2002. Na ocasião, 40 pessoas morreram devido a deslizamentos de terras, desabamentos de casas e enchentes. Cerca de 1.500 pessoas ficaram desabrigadas e foram removidas para oito abrigos. Na época, a prefeitura estimou em R$ 40 milhões os prejuízos causados pelos temporais. APOIO FEDERAL. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que estava de férias na Praia de Inema, na Base Naval de Aratu, em Salvador, telefonou para o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB). A intenção de Lula era saber como estavam os trabalhos

de resgate às vítimas das chuvas no estado. Segundo Sérgio Cabral, Lula fez questão de expressar a sua solidariedade durante o telefonema, que durou cerca de 10 minutos. TWITTER. Pelo Twitter, famosos promoviam uma campanha de arrecadação de alimentos para os desabrigados em Angra. A cantora Preta Gil, que estava em Angra dos Reis no Réveillon e teve de deixar a cidade de helicóptero, escreveu em seu microblog: “levarei pessoalmente o que arrecadarmos, quem tá comigo?”. Outro que usou a página da internet foi o apresentador Luciano Huck, que escreveu: “Recebi muitos twitts de gente querendo ajudar, vou falar com o prefeito daqui, Tuca Jordão, para saber como podemos ajudar. E informo”. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 153


apagão

À luz de velas Boa parte do Brasil ficou às escuras em 2010. Apagões provocados pela queda no fornecimento do serviço dão um sinal das falhas na distribuição de norte a sul do país

A

s frequentes quedas de energia varreram quase todo o território brasileiro. Em mais da metade dos estados foi registrado queda no fornecimento do serviço. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) teve que se explicar diversas vezes mas acabou não fornecendo argumentos consistentes. O Nordeste foi a região mais afetada. Em pelo menos duas ocasiões no ano, a região ficou sem energia temporariamente. Desde o apagão de 2001, que o país não passava por interrupções frequentes. Para especialistas, a explicação dessas oscilações está na falta de investimento na distribuição. Os casos de falta de energia começaram logo no começo do ano. Por quase cinco horas, os estados do Acre e Rondônia ficaram totalmente às escuras no início de janeiro. Segundo explicações da Eletronorte, empresa responsável pela transmissão de energia da região Norte, o blecaute aconteceu devido a falhas técnicas no sistema que liga os dois estados. O defeito foi encontrado to Federal ficaram sem luz por na linha de transmissão entre mais de quatro horas. Segundo os municípios de Vilhena e Ji- investigações da Eletronorte, o -Paraná, ambos em Rondônia. problema foi causado devido Desde 2008, os estados foram à aproximação de um galho incorporados à rede nacional de árvore que atraiu a energia de energia ou Sistema Interli- para o chão, paralisando a disgado Nacional (SIN). O apa- tribuição da corrente. O fato gão deixou mais de 1 milhão aconteceu a 5 km da subestação de pessoas sem energia, cerca de Miracema (TO), mas, como de 60% da população. Bancos os sistemas são interligados, o e hospitais funcionaram com problema em Tocantins prejuauxílio de geradores. dicou a transmissão que interliga as regiões Norte e Nordeste. PARTE I. Antes do Carnaval, A energia foi sendo restabeos nove estados do Nordes- lecida ao poucos entre 40 mite e os estados de Tocantins e nutos no caso do Ceará e duas Pará sofreram um grande ble- horas, no Maranhão e na Pacaute simultâneo. O maior em raíba. De acordo com o ONS número de estados que ficam — Operador Nacional do Sissem energia, depois do apagão tema —, a distribuição de enerde novembro do ano passado, gia interrompeu a transmissão onde 18 estados mais o Distri- de 3,1 megawatts, um terço

154 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

da demanda regional, cerca de 30% da carga para o Nordeste e 20% para o Norte. O apagão foi responsável por interromper o fornecimento de energia de 90% das cidades do Rio Grande do Norte. A ameaça de um novo apagão durante o Carnaval foi logo descartada pelas companhias energéticas. As empresas prometeram investir em ações preventivas para evitar a queda no fornecimento de energia, principalmente nas cidades do Nordeste, onde, no Carnaval, a demanda por eletricidade cresce assustadoramente por causa do aumento do número de turistas que aproveitam o feriado. O Ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, acrescentou mais estratégias para prevenir os apagões no Carnaval, com plantões para engenheiros e técnicos de operação e manutenção. PARTE II. O segundo maior blecaute em proporções nacionais deixou os mesmos estados do primeiro apagão às escuras.

O sistema de transmissão de energia do Brasil é robusto e moderno. Não há no mundo nada mais moderno. Edison Lobão,

ministro de Minas e Energia


Dessa vez, o apagão foi causado por um incêndio na linha de transmissão Gurupi/Miracema, em Tocantins, em pleno feriado da Independência. O incêndio foi responsável por forçar o desligamento automático das linhas de transmissão que interligam as regiões Norte/Nordeste e Sul/Sudeste/Centro-Oeste. Apesar de ter atingido um grande número de estados, os prejuízos desse apagão foram minimizados pelo fechamento de boa parte de instituições como

bancos, escolas e o comércio, por conta do feriado. Em algumas cidades, os desfiles tradicionais da Independência foram comprometidos pela falta de energia. Os estados ficaram sem luz por cerca de uma hora. Depois de um ano cheio de falhas, a Aneel garante que o país continua autossuficiente em energia e não há por que se preocupar com a possível volta de um apagão generalizado. A agência regulamentadora previu um aumento de cerca de 8% no

consumo de energia em 2010. A agência, no entanto, já estuda formas alternativas de gerações de energia para atender a demanda crescente de energia. Já estão previstos novos leilões para a utilização de fontes alternativas, além de aperfeiçoar o serviço de distribuição e abastecimento de energia elétrica em todo o território nacional. A meta da agência é compensar os períodos de baixa nos reservatórios das hidrelétricas através da energia solar e do uso da biomassa. n

Brasil O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 155


BELO MONTE

Um rio de polêmicas Após uma batalha judicial que fez com que ele fosse suspenso duas vezes, o leilão do consórcio da Usina de Belo Monte é realizado de acordo com as expectativas do Governo. Mas, com previsão de funcionamento para 2015, a usina ainda desperta polêmicas

R

eservatório de 516 km² espalhados em cinco municípios, capacidade de geração de energia de 11.233 MW (megawatts), custo estimado de R$ 19 bilhões e possibilidade de geração de 18 mil empregos diretos e 80 mil empregos indiretos. A Usina de Belo Monte, localizada no rio Xingu, Pará, já é considerada a segunda maior obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e uma das principais bandeiras do governo Lula que, em 2010, as156 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

segurou a sua construção a partir da realização de um leilão para decidir qual consórcio seria o responsável pela obra. As prospecções a respeito do potencial de geração de energia da Bacia do Xingu começaram ainda nos anos 1970 e, já na década seguinte, havia a previsão da construção de seis usinas na região, entre elas Belo Monte. Após protestos de líderes indígenas e de ambientalistas, o projeto de Belo Monte foi remodelado e reapresentado em 1994 e, somente em 2008, depois de uma série de idas e vindas, o Conselho Nacional de Política Energética definiu que a

hidrelétrica seria a única a explorar o potencial energético do rio Xingu. Em fevereiro de 2010, o Ibama concedeu a Licença Prévia para Belo Monte e, no dia 20 de abril, foi realizado o leilão que determinaria qual grupo de empresas seria o responsável pela construção da usina. O leilão, anteriormente previsto para ocorrer em 21 de dezembro de 2009, foi realizado no dia 20 de abril de 2010, apesar de uma série de suspensões impostas pelo Ministério Público. O governo federal havia estabelecido que o vencedor do pregão seria o grupo que oferecesse o menor preço para a produção do megawatt-hora (MWh) de energia em Belo Monte, respeitando-se o teto estabelecido de R$ 83 por MWh. Quem levou a melhor foi o consórcio Norte Energia, que tem participação da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), subsidiária da Petrobras, da Galvão Engenharia e de outras


que o governo Lula deixa para o país insistindo nessa obra”, disse o grupo, em comunicado. RESISTÊNCIA. Entre os grupos contrários à instalação da usina de Belo Monte estão ambientalistas, membros da Igreja Católica, representantes de povos indígenas e ribeirinhos e analistas independentes. Além disso, o próprio Ministério Público ajuizou uma série de ações contra a construção da usina, apontanto supostas irregularidades. Coordenador de um painel de especialistas críticos ao projeto, Francisco Hernandez, pesquisador do Instituto de Eletrotécnica e Energia da Universidade de São Paulo, afirma que a instalação de Belo Monte cria uma interrupção do rio Xingu em um trecho de cerca de 100 km, o que reduziria de maneira significativa a vazão – quantidade de água – do rio. “Isso causará uma redução drástica da oferta de água dessa

região imensa, onde estão os povos ribeirinhos, pescadores, duas terras indígenas e dois municípios”, diz Hernandez, que afirma que a instalação de Belo Monte também afetaria a fauna e a flora da região. Além disso, outras críticas ao projeto são direcionas à sua capacidade de geração de energia. Segundo dados do governo, o rio Xingu perde vazão no verão, época de seca. Por conta disso, a expectativa é de que Belo Monte, que terá capacidade instalada de 11.233 MW, tenha uma geração média de 4.500 MW. Em época de cheia pode-se operar perto da capacidade e, em tempo de seca, a geração pode ir abaixo de mil MW. Para críticos da obra, isso coloca em xeque a viabilidade econômica do projeto. FATOR AVATAR. Os protestos contra a construção de Belo Monte, que há décadas já ocorriam, ganharam repercussão interna-

Os “nós” da hidrelétrica de Belo Monte Leilão da usina teve a participação de dois consórcios

1

Custo

Não se sabe ao certo quanto a obra custará. O governo fala em R$ 19,6 bilhões; investidores estimam que os custos serão de até R$ 30 bilhões

Estimativa de custo Em R$ bilhões

Mercado 19,6 Governo Como a usina afetará o rio Rod. Transamazônica Altamira

2

Impactos

Há dúvidas sobre os impactos ambientais

Inundação O projeto foi refeito para inundar um terço da área inicial (516 Km²), graças ao uso do fio d’água (sem acúmulo de água)

30 Rio

Casa de força principal

Rio Xingu

Terra indígena Paquiçamba

Intervenções do projeto Futuro leito do rio Trecho de vazão reduzida

Barragem principal 0

5 Km

Reservatório

Potência

A capacidade de geração de energia a partir do potencial instalado é muito mais baixa do que a média das hidrelétricas Capacidade instalada em mil MW Produção média em mil MW médios Belo Monte

A diminuição da vazão pode afetar a pesca e a locomoção dos índios e ribeirinhos. Teme-se a redução em um trecho de 100 Km de rio

Diques

3

11,2 4,6

Jirau

3,3 2,0

Santo Antônio

3,1 2,2

Nas épocas de seca, Belo Monte tem como garantir a produção de apenas 40% de sua capacidade

Terra indígena Arara da Volta Grande do Xingu O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 157

Brasil

seis empresas. O preço oferecido pelo grupo vencedor foi de R$ 77, 97, um deságio de 6,02% em relação ao teto que havia sido oferecido. Já o valor oferecido pelo consórcio derrotado, que era formado por seis empresas e liderado pela construtora Andrade Gutierrez, não foi divulgado. Nesse grupo, estavam ainda duas subsidiárias da Eletrobras: Furnas e Eletrosul. Pouco antes do leilão, cerca de 500 manifestantes de organizações de vários movimentos sociais protestaram em frente ao prédio da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Integrantes do Greenpeace despejaram um caminhão de esterco de vaca na entrada do prédio. Em cima do monte formado, foram colocadas duas placas com os dizeres “Belo Monte de... problemas” e “Belo Monte de m...”. Segundo o movimento, essa “era a única maneira de resumir, em uma imagem, a herança maldita


O diretor de cinema James Cameron visita os índios que vivem na região de Belo Monte

cional no dia 12 de abril, quando o diretor do filme Avatar, James Cameron, e os atores Sigourney Weaver e Joel David Moore participaram de um ato público, em Brasília. “Vocês podem perguntar o que estou fazendo aqui, mas se assistirem meu filme vocês saberão qual é meu sentimento sobre isso”, tentou resumir o diretor. Segundo Cameron, a usina vai desalojar a população ribeirinha e pode acelerar o aquecimento global. Ele explicou que a construção da hidrelétrica vai provocar a inundação da vegetação nativa e gerar gás metano. “Washington deve ter interesse [em evitar a usina]. É um problema internacional. O reservatório vai provocar o impacto do metano, que é 20 vezes mais danoso do que o gás carbônico”, afirmou. O diretor também defendeu que os Estados Unidos contribuam com a preservação da floresta Amazônica através de financiamentos para projetos ambientais. “Se evitar o aquecimento 158 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

global significa preservar a floresta Amazônica, então os Estados Unidos devem contribuir, inclusive financeiramente”. Cameron não se encontrou com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas desafiou o presidente a suspender a construção da usina e tornar-se “um herói do século 21”, colocando o país como líder na elaboração de projetos mais eficientes e sustentáveis de energia. “Não sou um cientista, mas acredito que existem outras formas para países como Estados Unidos, Canadá e Brasil produzirem energia”, disse o diretor, citando como exemplo a produção de energia solar e eólica. “É um dever vir aqui porque eu venho do que será o seu futuro”, disse o diretor, em menção à situação dos povos indígenas nos Estados Unidos, onde mora, que segundo ele foram praticamente “destruídos”. LULA. Em visita a Altamira, região paraense onde será construí-

da parte da usina de Belo Monte, o presidente Lula respondeu às críticas e disse estar “irritado” com os manifestantes presentes no local. “Se eles tivessem paciência de ouvir, eles teriam a paciência de ouvir o que já aprendi nesse tempo todo. Quando tinha a idade deles, ia para o Paraná para me manifestar contra a construção de Itaipu. Dizíamos que Itaipu seria utilizada para inundar a Argentina. Os contrários, como esses meninos, por falta de informação, diziam que ia ter terremoto na região”, afirmou Lula. Em relação às dúvidas sobre a viabilidade financeira de Belo Monte, o presidente afirmou que parte do custo da obra será destinada a ajudar os prejudicados. “Ao invés de ser contra, proponha alternativa para usar os R$ 4 bilhões que estamos usando no processo. Vamos discutir como a gente vai usar esses R$ 4 bilhões para melhorar a vida da população ribeirinha, dos índios”, criticou Lula. n


TORTURa contra criança

Um ato covarde

sean goldman

Entre dois países

A procuradora de Justiça aposentada Vera Lúcia de Sant’Anna Gomes foi condenada por agredir e torturar uma criança que estava provisoriamente sob sua guarda

A batalha judicial e política pela guarda do menino Sean Goldman, filho de uma brasileira com um americano, mostra a que ponto pode chegar uma relação insana

m outubro, a procuradora aposentada Vera Lúcia de Sant’Anna Gomes foi condenada a oito anos e dois meses de reclusão, em regime fechado, sob a acusação de crime de tortura contra uma criança de dois anos. A decisão do juiz Mário Henrique Mazza, da 32ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, foi mantida pela 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça fluminense. Por tratar-se de decisão em primeira instância, a defesa de Vera pode recorrer, mas a pena também poderá ser aumentada. O recurso será julgado pela 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. A denúncia foi feita no mês de abril pelos empregados de Vera Lúcia. Segundo eles, a procuradora agredia fisicamente e xingava a menor, encontrada pelo Conselho Tutelar no apartamento da procuradora com sinais de maustratos. Segundo o conselheiro, a criança estava no chão do terraço onde fica o cachorro. De lá, a menina foi levada para um hospital, onde precisou passar três dias internada. Decretada a sua prisão, Vera Lúcia passou 7 dias foragida e depois se entregou à Justiça. Segundo seu advogado, Jair Leite Pereira, durante o tempo em que esteve foragida Vera Lúcia se hospedou na casa de amigos, no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio. Ao passar por exame de corpo de delito, a procuradora foi levada para o Presídio

disputa pela guarda de Sean Bianchi Goldman foi uma história que parece ter sido talhada para um filme. O modelo americano David Goldman e a estudante de moda Bruna Bianchi Carneiro Ribeiro se conheceram em Milão, em 1998. Em um relacionamento que parecia ter sido tirado de roteiro de filme, os dois começaram a namorar e se casaram em Eatontown, Nova Jérsei, apenas um ano depois, em 17 de dezembro de 1999. No ano seguinte, o casal teve o primeiro fruto de seu relacionamento, Sean Goldman, nascido em Red Bank, Nova Jérsei, em 25 de maio de 2000. Vivendo uma vida caseira e aparentemente feliz, o pai David achava que Sean, uma criança saudável e inteligente, tinha tudo para crescer em um ambiente familiar normal e tipicamente americano. No entanto, a mãe de Sean tinha outros planos. No dia 16 de junho de 2004, David Goldman dirigiu sua esposa e filho para o Aeroporto Internacional de Newark, para que os dois embarcassem em um avião com destino à terra natal dos pais de Bruna, o Brasil. Ao se despedir de Sean, David não tinha noção de que a partida do filho significaria o início de uma longa disputa judicial, quando a viagem planejada para terminar em duas semanas acabou se transformando em uma estada permanente. O caso acabou na Justiça e depois de idas e vindas o presidente do STF, Gilmar Mendes, cassou a liminar e determinou que Sean fosse entregue ao pai biológico. n

E

Nelson Hungria, no complexo penitenciário de Gericinó, em Bangu, zona oeste do Rio. Ela permanece em cela individual, numa ala destinada a presos com direito a prisão especial para quem possui diploma de curso universitário. A Vara de Infância, Juventude e Idoso da Comarca da Capital determinou o pagamento de tratamento psicológico e psiquiátrico para a criança, em unidade da rede particular de saúde. Abandonada pela mãe em um abrigo, a menina de dois anos foi levada em março

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 159

Brasil

para o amplo apartamento de luxo da promotora, em Ipanema, onde teria sofrido agressões e humilhações. Segundo a empregada, a doutora batia na criança na frente dos outros funcionários da casa. A menina foi levada de volta para a instituição pelo Conselho Tutelar, onde permanece sob os cuidados de psicólogos e terapeutas até ser submetida a novo processo de adoção. “É feito um trabalho psicológico antes de se colocá-la para nova adoção, para que ela perca todo o trauma recebido por tal tratamento”, afirmou a juíza titular da Vara da Infância e da Juventude do Rio de Janeiro, Ivone Caetano. n

A


caso isabela nardoni

Condenados O casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá foi condenado pelo assassinato da menina Isabella Nardoni, atirada do 6° andar de um prédio na zona norte de São Paulo

Q

uase dois anos depois da morte da menina Isabella Nardoni, jogada do 6° andar do edifício London, na zona norte de São Paulo, em 29 de março de 2008, Alexandre Nardoni, Anna Carolina Jatobá e Ana Carolina de Oliveira — pai, madrasta e mãe da menina — voltaram a ficar frente a frente. Os três entraram juntos, no dia 22 de março de 2010, em uma sala de tribunal, para o julgamento do crime que encerrou a breve infância da menina, de apenas cinco anos de idade. De frente para o júri, eles se confrontaram pela primeira vez desde que foram interrogados, em maio de 2008. Após cinco dias de julgamento e expectativa da opinião pública, o casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá foi condenado, na madrugada do dia 27 de março de 2010, pelas acusações de frau-

160 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

de processual – em razão de alterações da cena do crime, como a limpeza do sangue da menina no apartamento — e homicídio triplamente qualificado da menina Isabella Nardoni, pelo Tribunal do Júri, no Fórum de Santana, na zona norte de São Paulo. Pouco depois da meia-noite do dia 27 de março, o juiz Mauricio Fossen sentenciou Alexandre Nardoni a 31 anos, 1 mês e 10 dias de prisão e Anna Carolina Jatobá a 26 anos e 8 meses. Entre os agravantes, o fato de o crime ter sido cometido de forma cruel, contra vítima menor de 14 anos. Por ter praticado o crime contra sua filha, Nardoni recebeu um aumento de pena. Ambos receberão mais 8 meses de prisão, em regime semiaberto, pelo crime de fraude processual. O julgamento teve uma série de fatos inusitados que geraram repercussão externa: uma jurada chorou durante o depoimento da mãe de Isabella, o juiz Mauricio Fossen se irritou com a defesa do casal, o advogado dos Nardoni,

Roberto Podval, que foi agredido na rua do Fórum de Santana - prova de como a população brasileira acabou se envolvendo emocionalmente e pessoalmente com o desenrolar do caso - e um jornalista convocado como testemunha danificou, acidentalmente, a maquete do prédio em que ocorreu o crime. O promotor ressaltou aos jurados que a madrasta de Isabella tinha “rompantes e descontroles” frequentes, principalmente quando Isabella ia visitar o pai. O apelo final do promotor pedia a justiça, ressaltando os dados que mostravam crueldade na ação do casal e lembrando aos jurados o grande número de incongruências apresentadas pelos dois em seus depoimentos, realizados no princípio e durante as investigações. Com o veredito do júri, a população brasileira finalmente viu chegar ao fim uma das histórias de violência e crueldade que mais repercutiram na mídia de sua história. n


Brasil

educação

Enem erra, mais uma vez Por mais um ano, milhares de alunos que se inscrevem no Enem na esperança de conseguir uma vaga numa universidade pública se frustram com os erros do MEC. Desta vez, a falha de impressão em um dos cadernos da prova prejudicou os inscritos

P

ara quem esperava uma prova mais justa e que testasse as competências dos alunos para ingressar em uma universidade pública, ao invés de apenas memorizar fórmulas, o Enem parece ter atendido a esses pedidos, porém, desde a sua adoção por boa parte das universidades federais do Brasil, a prova tem sido alvo de várias polêmicas.

Em 2009, um vazamento na gráfica que imprimia as cópias das provas foi descoberto e a prova teve que ser cancelada às vésperas da data de aplicação. Esse ano, o tema da redação vazou parcialmente na Bahia e dados sigilosos dos inscritos caíram na rede. No primeiro dia de aplicação da prova, uma falha na impressão de uma das provas e na folha resposta foi identificada, o que causou revolta nos alunos inscritos, que se sentiram prejudicados com o erro.

Cerca de 12 mil dados de alunos inscritos nos anos de 2007, 2008 e 2009 do Enem foram parar na internet. O Inep informou que devido a uma fragilidade no sistema as informações pessoais dos alunos ficaram visíveis. “As informações sobre os inscritos, dispostas em banco de dados do Inep, eram armazenadas em área reservada da página eletrônica do instituto, com endereço específico, e liberadas para as instituições de educação superior que as pedissem para utilização em O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 161


seus processos seletivos. As instituições comprometiam-se a não divulgar os dados e teriam acesso a eles por meio de usuário e senha”, esclareceu em nota divulgada à imprensa. O site do Inep ficou fora do ar por algumas horas para solucionar o problema. ERROS DE IMPRESSÃO. Durante o exame, estudantes de todo o Brasil estranharam a ordem de questões dispostas no cartão de respostas. Além disso, o caderno amarelo da prova continha erros de impressão que causaram confusão aos estudantes. Em algumas salas, os erros foram reportados aos fiscais, que acrescentaram mais 30 minutos ao prazo final de entrega. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) tentou anular a prova para que todos os estudantes pudessem refazê-la, mas o MEC só autorizou a realização da prova para os alunos “identificados

como prejudicados com os erros de impressão do caderno de prova da cor amarela, independente de nova inscrição”. O MEC abriu uma página especial para que os candidatos tirassem suas dúvidas e realizassem as suas reclamações. A prova foi remarcada em 218 cidades de 17 estados apenas para os estudantes prejudicados. Dos 9.500 candidatos convocados para a prova, metade não compareceu. Por meio da conta no Twitter do MEC, a assessoria ameaçou alguns alunos que falaram mal da prova do Enem na internet. “Alunos que já ‘dançaram’ no Enem tentam tumultuar com mensagens nas redes sociais. Estão sendo monitorados e acompanhados. Inep pode processá-los”. Minutos depois, a conta do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) amenizou o tweet (a informação) anterior: “Acompanhamento do

Twitter: monitoramento do Inep diz respeito a quem dizia utilizar celular durante a prova, e não aos comentários na rede”. PROTESTOS. Estudantes de todo o país saíram às ruas para protestar contra as irregularidades da prova do Enem que em mais um ano apresentou problemas. Os protestos aconteceram principalmente nas cidades de São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Fortaleza. Muitas dessas manifestações foram organizadas através da Internet. Muitos candidatos usaram o Orkut e o Twitter também para manifestarem suas insatisfações contra o MEC. No Ceará, cerca de 400 estudantes interditaram a Avenida da Universidade com cartazes, nariz de palhaço e caras pintadas nas cores verde e amarela para mostrarem o descontentamento com o exame. O protesto seguiu até a

Quem é quem nos erros do provão Conheça as áreas de competência dos órgãos envolvidos no Enem Inep (órgão do Ministério da Educação)

Elaboração e Checagem da prova

Segundo o edital, cabe à gráfica imprimir e montar as provas (etapa em que houve problemas nas versões amarelas) e ao Inep checar os exames (fase que poderia evitar o problema no gabarito)

Gráfica RR Donnelley

Impressão, diagramação e embalagem do exame

Aplicação e correção da prova

Ficou em 2º na concorrência, mas venceu após o MEC alegar na Justiça que a 1ª colocada (Plural) não apresentou os documentos necessários

Foi escolhida sem que houvesse licitação

Valor do Contrato,

68

128

milhões 162 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Consórcio Cespe/ Cesgranrio

milhões

em R$ Gráfica RR Donnelley

Consórcio Cespe/Cesgranrio


Se nós não entendermos que o Enem é para democratizar o acesso, que ele é moderno e necessário, vamos ficar presos aos detalhes do projeto, que podem ser superados, e vamos perder a essência. FERNANDO HADDAD,

ministro da Educação

Brasil

Praça do Ferreira, onde os estudantes leram o documento de manifesto do “Protesto Enem 2010”. DESORGANIZAÇÃO. A confusão gerada nesses incidentes põe em questão a capacidade do Ministério da Educação de gerir uma prova de alcance nacional como o Enem. “A mudança de conceito do exame foi grande, e realizada em pouco tempo, sem o devido preparo das pessoas envolvidas”, diz Álvaro Chrispino, doutor em educação e professor da Fundação Getúlio Vargas — FGV-RJ.

A falta de organização da prova causou constrangimento ao ministro Fernando Haddad, pois inúmeras vezes teve que se explicar e convencer os alunos da credibilidade do Inep e do MEC para realizar a prova. “Se nós não entendermos que o Enem é

para democratizar o acesso, que ele é moderno e necessário, vamos ficar presos aos detalhes do processo, que podem ser superados, e vamos perder a essência do projeto”, defendeu. Apesar das críticas, o ministro da Educação se mantém no cargo no governo da presidente Dilma. Em 2010, mais de 4 milhões de alunos se inscreveram para participar da prova de olho nas mais de 80 mil vagas nas universidades de todo o país que adotaram a nota do Enem como critério de seleção. A credibilidade da prova é questionada e muitas dúvidas surgem sobre se o método utilizado é o mais correto. FUTURO. Especialistas acreditam que o país ainda não conta com a logística necessária para a aplicação de uma prova nacional do porte do Enem. “Não sei de

quem foi a responsabilidade total, já que virou um caso judicial e as responsabilidades são cruzadas. Claro que fazer uma prova para mais de 3 milhões de pessoas em um país com uma infraestrutura precária é sempre complicado”, conta o ex-presidente do Inep, Otaviano Augusto Helene. De acordo com um estudo sobre educação da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), o Brasil conta com altos índices de reprovação nas escolas de ensino médio, principalmente nas públicas. Os números são responsáveis por um dos piores níveis educacionais na América Latina. Em um Brasil onde seus representantes não têm dado a atenção necessária para o ensino, o país prova que ainda está distante de oferecer uma educação de qualidade. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 163


violência

Sexo frágil na mira No ano de 2010, uma série de crimes bárbaros, cometidos de forma brutal, contra mulheres, evidenciou uma triste constatação: a instalação da violência contra a mulher em todos os níveis da sociedade brasileira

N

a última década, dez mulheres foram assassinadas por dia no Brasil. Em outros números tristes, no período entre 1997 e 2007, 41.532 mulheres morreram vítimas de homicídio – índice que equivale a 4,2 mulheres assassinadas por cada 100 mil habitantes. Segundo um mapa da violência do Instituto Zangari, apesar de morrerem em número e proporção bem mais baixos do que os homens (92% das vítimas), o nível de assassinato feminino no Brasil fica muito acima do padrão internacional – em países europeus, esses índices não ultrapassam 0,5 caso por 100 mil habitantes. No ano de 2010, uma série de crimes bárbaros, cometidos de forma brutal, contra mulheres, chocou a população brasileira e resgatou um antigo apelo das instituições em defesa do sexo feminino no país,

164 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

que faz parte de uma triste constatação: a violência contra a mulher está presente todos os dias no Brasil, em todas as regiões, níveis de escolaridade e condições sociais. Apesar dos quatro anos de aprovação da lei Maria da Penha – lei número 11.340 –, que representou um grande salto para a defesa das mulheres em estado de vulnerabilidade, esses casos de repercussão nacional e os dados da recente pesquisa mostram que muito ainda deve ser feito. A polícia prendeu sete pessoas e apreendeu um menor, suspeitos de estarem envolvidos no desaparecimento — desde o início de junho de 2010 — da modelo e atriz Eliza Samudio, ex-amante do goleiro titular do Flamengo, Bruno Fernandes. Eliza, vista pela última vez no dia 4 de junho, brigava na Justiça para que Bruno reconhecesse a paternidade de seu filho de quatro meses. Quando a mãe desapareceu,

O jogador Bruno, preso acusado de homicídio

o menino foi encontrado – no dia 25 de junho – na casa de uma amiga da ex-mulher de Bruno, Dayanne Rodrigues do Carmo Souza, o que aumentou a suspeita de que o goleiro teria tido participação direta no desaparecimento da modelo. Após ouvir o depoimento de dois suspeitos, incluindo um menor —que afirmou ter participado ativamente do crime, inclusive chegando a atingir a modelo com coronhadas —, a polícia conclui que Eliza teria sido sequestrada no flat onde morava com o filho, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, e levada para o sítio do goleiro em Esmeralda, Minas Gerais. Também segundo a versão da polícia, a jovem então teria sido morta na casa do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte. O corpo de Eliza nunca foi encontrado. n


O baú quebrou

O autor da famosa frase “Quem quer dinheiro?” agora estende a mão por um empréstimo para salvar o seu banco da falência

E

m outubro, Sílvio Santos, um dos homens mais ricos do Brasil, com um patrimônio estimado em quase R$ 3 bilhões, pediu um empréstimo de R$ 2,5 bilhões para evitar a quebra de seu banco PanAmericano. Autorizado pelo Banco Central (BC), o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) supriu a demanda. O FGC é uma entidade sem fins lucrativos que protege os correntistas, poupadores e investidores. São as próprias instituições financeiras que contribuem com uma porcentagem dos depósitos para a manutenção do FGC – sem recursos públicos. Depois de muitos boatos no

mercado financeiro, a operação foi anunciada no final do dia 26 de outubro. Feita em nome do grupo Sílvio Santos, não é prevista a cobrança de juros, apenas o pagamento de correção monetária com base na variação do Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM). O empréstimo terá o prazo de dez anos, com três de carência. Depois disso, a quitação será feita em parcelas semestrais. Em razão do empréstimo, o empresário tomou uma decisão incomum: assumiu integralmente a responsabilidade pelos danos e ofereceu como garantia todo o seu patrimônio empresarial, composto por 37 empresas

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 165

Brasil

sílvio santos

e estimado em R$ 2,7 bilhões. Estão aí incluídos o SBT, as lojas do Baú da Felicidade, a empresa de cosméticos Jequiti, o hotel Sofitel Jequitimar, a Liderança Capitalização (que opera a Tele-Sena), empreendimentos agropecuários e imobiliários como a Sisan e o próprio PanAmericano. Segundo o BC, se o empréstimo não tivesse sido feito e o banco fosse liquidado, o prejuízo poderia chegar a R$ 900 milhões – exata diferença entre o valor do empréstimo e o patrimônio líquido do banco, de R$ 1,6 bilhão. O problema no PanAmericano foi detectado, de acordo com o BC, no início de outubro. Uma série de erros contábeis nos balanços foi descoberta – uma fórmula irregular de contabilização das operações de crédito estava sendo aplicada. Como o volume de empréstimos é limitado pelo capital, o PanAmericano vendia partes de sua carteira de crédito para fundos de investimento e instituições financeiras, com o objetivo de abrir espaço a novos empréstimos. Entretanto, não se dava baixa nos créditos repassados a terceiros. O banco os mantinha no balanço, gerando uma dupla contagem, o que inflava os resultados, aumentava os dividendos dos acionistas e gerava mais bônus para os executivos. Quando o BC comparou as informações do PanAmericano com as dos bancos que haviam comprado seus créditos, os números não batiam – e a fraude foi descoberta. De acordo com Henrique Meirelles, presidente do BC, também foi identificado um rombo adicional na área de cartões de crédito, de cerca de R$ 400 milhões. O processo fraudulento mascarava a real situação financeira do banco, transformando prejuízos em lucro. n


pulseiras do sexo

Polêmica em cores Um modismo alienante. Cada cor representa um ato afetivo ou sexual que, em teoria, as meninas precisariam fazer, caso um menino consiga arrebentar a pulseira. Esses atos vão desde um inocente abraço até sexo oral e relações sexuais completas

A

quelas pulseiras feitas de silicone e com cores vibrantes — fáceis de encontrar nos pulsos de crianças e adolescentes — são aparentemente comuns e inocentes, não fosse a brincadeira com apelo sexual que está por trás delas. Tudo começou na Inglaterra, onde as pulseiras são chamadas de “shag bans” (algo como pulseiras da transa, na tradução do inglês) e deram origem ao jogo “snap” (estouro, em inglês), que funciona assim: quem tiver sua pulseira

quebrada por alguém é obrigado a se submeter ao ato que a cor do adereço corresponde. Daí o porquê do dicionário de cores. Pulseira amarela equivale a um abraço, vermelha a uma dança erótica e a preta significa que ambos têm que fazer sexo. A moda chegou ao Brasil no final de 2009, mas só em 2010 começou a preocupar pais e educadores, quando o verdadeiro significado do acessório veio à tona através de uma reportagem do tablóide inglês “The Sun”, que fazia um alerta para a associação entre o uso da pulseira e a brincadeira. A partir daí, o cenário mu-

dou. A pulseira começou a ser vista como uma ameaça à integridade de crianças e adolescentes, chegando a ser proibida em escolas de várias cidades brasileiras (outras ignoram seu uso). Houve um caso, em Londrina (PR), em que uma adolescente de 13 anos foi estuprada por 3 rapazes e, segundo a polícia, a brincadeira da pulseira “cool” teria sido a motivação. A nova moda causou polêmica, mas também pode ser vista como uma oportunidade de ampliar o diálogo sobre sexualidade entre pais e filhos. Falta conferir se os pais vão saber aproveitar. n

A lógica da brincadeira As pulseirinhas coloridas feitas de silicone são febre na Inglaterra e chegaram ao Brasil em 2010, onde também ganharam os pulsos de milhares de jovens Ao contrário de sua aparente inocência, por trás de cada cor existe um código para experiências sexuais. As cores dão o grau de intimidade, que vai desde um abraço até o sexo propriamente dito Caso a garota se negue, quem quebrou a pulseira “pode” forçar a barra e obrigá-la a fazer o que prevê a cor da pulseira Esse “jogo” também veio da Inglaterra. Funciona assim: a garota está com uma pulseira de determinada cor e um garoto a quebra. Ele tem o “direito” de fazer com ela o que está implícito na cor da pulseira

166 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Amarela significa dar um abraço Significado das cores

Verde são as dos chupões no pescoço Dourada fazer todas as intimidades citadas acima

Cor-derosa a menina tem de mostrar os seios Vermelha tem de fazer uma lap dance (dança sensual ou stripe tease

Laranja significa uma “dentadinha de amor”

Azul Fazer sexo oral

Roxa dá direito a um beijo com língua Preta significa fazer sexo com o rapaz que arrebentar a pulseira


homofobia

Parasitas e preconceito

“U

quando, em 2008, um casal gay foi expulso de uma festa da faculdade de veterinária porque estava se beijando. Em nota na internet, os responsáveis pelo jornal divulgaram, de forma anônima, pedidos de desculpas pela publicação. Disseram que foi “um exageiro” e pediram desculpas por “ter colocado em evidência o nome da instituição”. Também disseram que a publicação tem o objetivo de apenas fazer humor, sem possuir intenção de “divulgar mensagens homofóbicas ou de incitação a violência”. Um projeto de lei, aprovado recentemente na Câmara, criminaliza a discriminação e o preconceito contra homossexuais. As penas vão de multa a prisão por até três anos. Falta a votação no Senado. n

instituto butantan

Patrimônio incinerado

O

maior acervo de cobras do Brasil — e um dos maiores e mais importantes do mundo — foi destruído por um incêndio causado por um curto-circuito que atingiu o Instituto Butantan em maio. O fogo atingiu cerca de 75% do prédio, destruindo cerca de 80 mil amostras de serpentes e 450 mil amostras de artrópodes, como aranhas e escorpiões, que eram conservados em formol. As perdas científicas foram consideradas inestimáveis, pois muitas das espécies perdidas não tinham avaliação econômica. Isso se deve ao fato de que algumas das espécies ainda

não haviam sido catalogadas pela ciência e outras já estavam extintas. A coleção do Instituto, que é vinculado ao governo de São Paulo, foi iniciada há mais de cem anos e era considerada um patrimônio da história da biologia no país. Entre 15% e 20% das cobras que estavam no prédio puderam ser recuperadas em julho, de acordo com Francisco Franco, o curador do acervo de serpentes do Butantan. Cerca de metade das “espécies-tipo” — os exemplares mais importantes por terem sido usadas para descrever espécies novas — também foram resgatadas.

O episódio chamou a atenção para as más condições de infraestrutura e de conservação do Instituto Butantan. O Instituto recebeu quase R$ 1 milhão, entre 2007 e 2008, da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), dinheiro que visava o reforço do prédio, que já tem mais de 90 anos. Além desse dinheiro, a instituição enviou propostas para outros editais, entre eles para um programa de apoio à infraestrutura de instituições científicas, mas com planejamento de informatização das coleções e do acervo dos documentos históricos. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 167

Brasil

não possui nenhuma ligação com a entidade estudantil oficial – infringiu a Lei Estadual 10.948, que trata do combate à homofobia. Em inquérito instaurado no dia 26 de março, pela delegada titular da Decradi, Margarette Corrêa Barreto, a Polícia Civil iniciou uma investigação para apurar quem foram os responsáveis pelo texto. Os próprios estudantes e membros do círculo acadêmico da USP repudiaram a nota, organizando inclusive um “beijaço contra a homofobia” – espécie de beijo coletivo, sem nenhuma forma de discriminação – em frente ao prédio do curso de farmácia. Evidenciando o retrato de perpetuação de uma triste situação na universidade, o próprio jornal “O Parasita” cita um outro caso de homofobia na USP,

ltimamente nossa gloriosa faculdade vem sendo palco de cenas totalmente inadmissíveis”. É dessa forma que membros do O Parasita, periódico mantido por estudantes de farmácia da Universidade Federal de São Paulo, descreveram, na edição de abril deste ano, a liberdade de expressão da homossexualidade de estudantes da USP. O “jornal”, que oferece um convite a uma festa aos estudantes que jogarem fezes em homossexuais, pode até ter começado como uma brincadeira de mau gosto, mas acabou crescendo e se tornando caso de polícia. De acordo com a defensora Maíra Diniz, coordenadora do Núcleo de Combate à Discriminação, Racismo e Preconceito, “O Parasita” – que


A

ameaça a 50 anos de gastos públicos em benefícios sociais para a população é real. É essa a situação pela qual passam vários países do Velho Mundo. Entre as medidas para conter a crise está a diminuição do Estado do Bem-Estar Social, que surgiu como resposta à industrialização e aos problemas sociais decorrentes da exploração do trabalho e que melhor caracteriza — ou caracterizava — o sistema governamental do continente europeu. A Grécia é o país mais afetado pela crise que ameaça de perto toda a zona do euro. A economia grega é baseada principalmente na agricultura e no turismo e sempre sofreu déficits fiscais, desde que entrou na zona do euro e adotou a moeda comum. Isso acontece porque o país não pode administrar sua própria moeda e desvalorizá-la para tornar seus produtos mais atrativos no mercado internacional. Além disso, a economia grega é bem pouco competitiva quando comparada a outras da União Europeia. Quando a Europa abriu seus cofres para ajudar os setores mais críticos de sua economia a diminuir os efeitos da crise de 2008, originária dos Estados Unidos, os problemas financeiros decorrentes do custoso Estado do Bem-Estar Social foram intensificados.

A Grécia foi a primeira do continente a sentir os efeitos da crise, que no país foi intensificada pela fraca economia e pelos al- se se agravasse e levasse a Gré- virão da UE e o restante será tos gastos públicos. No fim de cia a um calote de sua dívida, por parte do FMI. Já em 2010 2009 a dívida grega chegava e também de que outros países foram tomados mais 54 bilhões a 294,9 bilhões de euros, que europeus de situação financei- de euros em empréstimos, o que corresponde a 113,4% do seu ra fraca, como Portugal, Itália, fez a dívida grega chegar ao paProduto Interno Bruto. O défi- Espanha e Irlanda, fossem con- tamar de 120% do PIB e o déficit no orçamento do país, que taminados nas mesmas — ou cit orçamentário atingir 12,7% em 2009 foi de 13,6% do PIB, piores — proporções. do seu PIB. foi um dos índices mais altos da A União Europeia e o FMI, Europa, mais que quatro vezes que têm a missão de ajudar pa- CONTROLE E PROTESTOS. acima do tamanho permitido íses com dificuldades de pagar Para receber a ajuda financeira, pelas regras da zona do euro, suas dívidas, ofereceram ajuda o governo grego teve de adotar que é de 3%. à Grécia para conter a crise. O medidas de austeridade para No dia 23 de abril de 2010 plano aprovado em maio prevê colocar seu déficit sob controle. os temores da Europa frente a liberação de 110 bilhões de O pacote de medidas, que preà crise foram agravados, pois, euros (equivalente a R$ 253 bi- via o corte de seu déficit para na data, a Grécia pediu oficial- lhões) para o país, num prazo 8,7% em 2010, e para menos de mente ajuda financeira ao Fun- de três anos. É o maior emprés- 3% até 2012, foi aprovado pelo do Monetário Internacional timo já efetuado pelo FMI e parlamento da Grécia em maio e à União Europeia. O maior por outros Estados na história. e inclui aumento de impostos receio da UE era de que a cri- Deste valor, 80 bilhões de euros e uma redução no Orçamento 168 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


crise na zona do euro

Tragédia grega A crise de um país de 11 milhões de habitantes assombra toda a União Europeia. A Grécia sofreu com a concretização da falta de vigor que a economia da Europa vem sofrendo há algum tempo. As consequências para os países europeus podem ser graves e culminar com a dissolução da zona do euro

Economia O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 169


através de corte de cargos no funcionalismo público, redução de salários dos servidores, congelamento de aposentadorias. As medidas tomadas para garantir a ajuda da UE e do FMI não foram bem recebidas pela população. Medidas “muito severas e socialmente injustas”, foi como classificaram o sindicato de empregados civis Adedy e a Confederação Geral de Trabalhadores. Após a aprovação do pacote houve uma série de protestos por todo o país e a população entrou em greve em importantes setores. Na quarta-feira, dia 5 de maio, o país amanheceu parado. Escolas e administrações públicas foram fechados, hospitais ofereceram apenas os serviços de emergência, o transporte público foi paralisado, além dos transportes aéreos, marítimos e ferroviários, e bancos e grandes empresas do setor público funcionaram com poucos funcionários. Até mesmo a imprensa foi incluída, com os serviços jornalísticos de rádios, TVs e jornais interrompidos em todo o país. CRISE NO TIGRE CELTA. Outro país europeu abalado com uma forte crise foi a Irlanda. Desde 2008 o setor imobiliário do país, que crescia bastante e aquecia a economia, 170 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

vem sofrendo um forte golpe. O valor dos imóveis caiu mais de 50% e o número dos empréstimos de risco cresceu rapidamente nos bancos irlandeses. Para cobrir as dívidas dos bancos o governo abriu os cofres do país e liberou recursos de emergência que chegaram a 45 bilhões de euros. Isso deixou um déficit no orçamento irlandês equivalente a 32% de seu PIB e provocou a retração da arrecadação. Para mais uma vez evitar que uma crise contaminasse toda a Europa, os países do bloco ofereceram, no final de novembro, um pacote de 85 bilhões de euros financiado pela UE e pelo FMI — que, a princípio, sofreu rejeição do governo e da população irlandesa. Os acontecimentos seguintes são muito semelhantes aos que sucederam a liberação do empréstimo na Grécia: o governo anunciou um plano de austeridade e a população protestou: 50 mil cidadãos foram às ruas em Dublin, capital da Irlanda. EFEITO DOMINÓ. Os 22 países que compõem a União Europeia podem ser contagiados, em maior ou menor grau, pela crise. Os países apelidados de Piigs — sigla formada com as iniciais de Portugal, Irlanda, Itália, Grécia e Espanha e que

em inglês significa “porcos” —, porém, são os mais ameaçados, por conta de suas frágeis economias e os altos déficits e dívidas. A Espanha, por exemplo, tem um índice de desemprego que alcança 20% de sua população ativa. Além dos demais Piigs, a Itália também figura entre os ameaçados por conta de sua alta dívida e do seu baixíssimo crescimento. O esforço da União Europeia em ajudar tem como maior objetivo evitar a dissolução do bloco, além de tentar evitar uma crise sistêmica no continente europeu. O medo da dissolução do grupo é real, mas a situação é considerada improvável. A saída da zona do euro poderia ser vantajosa para os países em crise, que desvalorizariam sua moeda e melhorariam sua competitividade no mercado estrangeiro. A medida, porém, causaria grandes rupturas nos mercados financeiros e, potencialmente, levariam ao fim da união monetária. Por isso, a UE demonstrou que quer manter a zona do euro unida e rejeitou a ideia de que os países possam abandonar a moeda. Os países ricos da UE tecem críticas às medidas fiscais antes adotadas pelos países em crise, mas não têm nenhum interesse em colocá-los fora do bloco. n


Crise na Zona do Euro

Grécia Resquício da crise de crédito que se iniciou nos EUA e abalou o mundo em 2008, o estopim da crise na Grécia aconteceu no final de 2009. Os altos gastos públicos e os déficits fiscais que chegavam a 13,6% de seu PIB e sua dívida a 113,4% do PIB. Para auxiliar a recuperação do país, a UE e o FMI ofereceram um empréstimo de 110 bilhões de euros em troca de medidas de austeridade, como o congelamento e redução de salários, aposentadorias e pensões.

É a pior crise desde sua criação, em 1999. Os países que ultrapassaram as metas da UE sobre a dívida e o déficit públicos são apelidados de Piigs e estão em uma situação econômica delicada. Irlanda e Grécia são os países mais afetados, mas o risco de que os efeitos se espalhem por todos os países da União Europeia é real

Itália A força da economia italiana pode ajudar o país a se livrar da crise que ameaça os Piigs, mesmo levando em conta a sua dívida, que é uma das maiores do mundo, chegando a 120% do seu PIB, o déficit fiscal de 5,3% e seu crescimento que pode ser considerado nulo. Planos de reativação econômica lançados pelo governo italiano fizeram o seu sistema bancário se tornar um dos menos vulneráveis, o que afasta a possibilidade de a Itália ser afetada pela crise.

Irlanda Em 2010 se instalou, no Tigre Celta, uma crise que já vinha se desenhando desde 2008 com a desvalorização do mercado de imóveis, principal setor que aquecia a economia irlandesa. 45 bilhões de euros foram liberados pelo governo para saldar a dívida dos bancos e o país registrou um déficit orçamentário de 32% de seu PIB. A UE e o FMI ofereceram para a Irlanda um pacote de 85 bilhões de euros em troca de controle fiscal.

Suécia

Finlândia Rússia

Noruega Estônia Letônia Lituânia Irlanda

Belarus

Reino Unido

Holanda

Polônia

Bélgica Alemanha Rep. Theca

Portugal Com a crise batendo à porta, Portugal precisou recorrer à ajuda do FMI e da UE. Buscando driblar o crescimento quase nulo do país e diminuir o déficit fiscal de 9,4% e a dívida de 74,7% do PIB, o Governo português não aprovou medidas de austeridade. A meta é de que o déficit diminua para 4,6% do PIB em 2011. Em decorrência, o país sofreu a maior greve geral de sua história em novembro.

França

Portugal Espanha

Suíça

Ucrânia

Moldovia Eslováquia Austria Hungary Romênia Islovênia Croácia Bosina Sérvia Bulgária Herzegovina Itália Macedônia Albânia Grécia

Mar Mediterrâneo

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 171

Economia

Espanha Especialistas dizem que, apesar das ameaças de crise, por ser um país com economia grande, é muito difícil que a Espanha quebre. Se isso acontecer, porém, eles acreditam que também será muito difícil que a UE consiga ajudá-la. O déficit do país chega a 11,2% de seu PIB e o índice de desemprego é de 20% da população ativa. Para evitar uma grande crise, o governo tem apelado a cortes de gastos e privatizações.


PETROBRAS

Gigante verde e amarelo A Petrobras passou, em setembro, pelo maior processo de capitalização já realizado no mundo, o que a tornou a segunda petrolífera de capital aberto do mundo. A exploração da camada pré-sal é a grande promessa da companhia, que agora vale cerca de US$ 220 bilhões

N

em Getúlio Vargas, no auge da campanha nacionalista “O petróleo é nosso”, poderia imaginar uma empresa tão grande. Após 57 anos de sua fundação, a Petrobras realizou o maior processo de capitalização na história do sistema capitalista, o que lhe rendeu US$ 69,97 bilhões (R$ 120,36 bilhões). Até então, a maior capitalização havia sido realizada pela japonesa NTT, que movimentou US$ 36,8 bilhões em 1987. Hoje a Petrobras é uma gigante. Em valor de mercado é a segunda maior empresa do continente americano e quarta maior do mundo. A companhia, que se tornou a segunda maior petroleira do mundo, está atrás apenas da americana Exxon (US$ US$ 313 bilhões) e à frente da PetroChina (US$ 266 bilhões). A Petrobras emitiu, no dia 23 de setembro de 2010, 2,294 bilhões de ações ordinárias e 1,78 bilhão de ações preferenciais — as primeiras concedem ao acionista poder de voto nas assembleias da empresa, as últimas oferecem preferência na distribuição de resultados ou no reembolso do capital em caso de liquidação da companhia — para serem negociadas nas bolsas de valores de Nova York e de São Paulo. Segundo o ministro da Fazenda Guido Mantega, a capitalização elevou o valor de mercado 172 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

da estatal para cerca de US$ 270 bilhões. O principal objetivo da capitalização da Petrobras era obter recursos para executar os projetos de exploração do pré-sal, uma das últimas reservas de petróleo e gás conhecidas no mundo, localizada em águas muito profundas, na costa brasileira. De acordo com a empresa, estão previstos gastos de US$ 224 bilhões de 2010 até 2014. A capitalização foi escolhida porque a Petrobras não possui o dinheiro previsto para gastar no período, além de não poder fazer mais empréstimos. A dívida da petroleira chegou a R$ 118,4 bilhões em junho e corresponde a 34% do patrimônio da empresa, o que está muito próximo do teto estabelecido, que é de 35%. CAPITALIZAÇÃO. A venda do total de 4,27 bilhões de novas ações seguiu as expectativas dos especialistas ao render mais de R$ 120 bilhões — se mais dinheiro for necessário para os investimentos previstos pela Petrobras, a diferença pode vir por meio de um empréstimo, se a companhia diminuir sua dívida até a época, ou por meio de uma capitalização futura. As ações foram colocadas à venda por R$ 29,65 as ordinárias (ON) e por R$ 26,30 as preferenciais (PN). Até setembro, mês da capitalização, as ações da Petrobras haviam caído cerca de 28%, o que representou uma perda de US$ 56 bilhões no valor de mercado da empresa.

Apesar da queda durante o ano de 2010, as ações voltaram a se valorizar no dia seguinte à capitalização. Quem já era acionista da empresa teve prioridade na compra das novas ações — através de reserva — para que pudessem manter a mesma proporção de participação acionária de antes da capitalização, o que seria feito se comprassem todos os papeis colocados a sua disposição. Conhecidos como investidores prioritários, eles foram selecionados com base nos investimentos em papéis da Petrobras no dia 10 de setembro, a primeira data de corte. Parte das ações foi reservada também para o governo, que participou do processo para manter sua condição de acionista majoritário da Petrobras — com 32% do seu capital e 55,6% das ações ordinárias. De acordo com Guido Mantega, depois da capitalização, a parte do governo no capital total da empresa subiu de 40% para 48%. Essa parcela corresponde ao que foi comprado pela União, pelo BNDESPar, pela Caixa Econômica Federal e pelo Fundo Soberano do Brasil — o último detém agora 3% da empresa. A União comprou as ações por meio de uma operação conhecida como cessão onerosa: em vez de pagar com dinheiro, foram cedidos à Petrobras até 5 bilhões de barris de petróleo da camada pré-sal, que ainda não foram retirados. n


Por que a Petrobras precisa de dinheiro? Para investir no pré-sal (tanto no desenvolvimento de tecnologia como na extração em si) e para contruir novas refinarias no Nordeste, prometidas pelo presidente Lula

De quanto será a capitalização Em teste, o aumento de capital poderá variar do valor negociado com a União (que depende do preço e da quantidade de barris) a até três vezes esse montante US$ 87 Bilhões (150 bilhões) é o teto autorizado pelo conselho da Petrobras para a capitalização

$ Como vai funcionar a capitalização $ $

Compra Cada sócio poderá comprar ações dentro da participação que já tem

Proporção Se um acionista não comprar sua parte proporcional, continuará com as ações que já tinha, mas sua participação será menor $

Paga com títulos da dívida pública

Cede até 5 bilhões de barris $

Dá títulos da dívida pública

US$ 8,51 é o preço do barril na cessão onerosa, definido ontem Para chegar a esse valor, foram consideradas, além do preço da commodity (sujeito a flutuações de mercado, o custo da extração no pré-sal (como mão de obra, dificuldade de perfuração e tecnologia) O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 173

Economia

$

$

Oferta Se sobrarem ações, os papéis restantes serão oferecidos aos outros sócios ou então vão a mercado


Henrique Meirelles na solenidade de lançamento da nova família de cédulas do Real

real

Moeda nova

Anunciadas no início de 2010, as novas cédulas são marcadas por várias mudanças na aparência e por avanços tecnológicos que visam impedir as falsificações. A substituição começou em 2010, mas só deve ser completada em 2012

A

pós mais de 15 anos de adoção do Real como moeda brasileira, e sem grandes alterações na primeira família das cédulas, foi lançada a segunda geração das notas. Com a campanha “O Real ficou ainda mais forte”, o objetivo da mudança é tornar as cédulas mais seguras contra a falsificação e também se adaptar à tendência

174 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

de outros países, além de aumentar em 30% a vida útil das notas de menor valor. O projeto é desenvolvido desde 2003 pelo BC e pela Casa da Moeda do Brasil (CMB), que será a responsável pela sua produção. As novas cédulas são assinadas pelo presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, e pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega. Vários itens de segurança foram incluídos nas novas cédulas, como imagens tridimensionais, marcas d’água,

elementos fluorescentes, altorrelevo e microimpressões. Nas notas de R$50 e R$100 há também uma faixa holográfica com desenhos personalizados, o que, segundo o BC, é um dos mais avançados métodos antifalsificação existentes. As medidas adotadas podem ser vistas como preventivas, uma vez que desde a implementação do Real não foram registrados grandes incidentes em termos de volume de falsificação. Em 2009 foram apreendidas 408 mil notas falsas no Brasil, o equivalente a R$23 milhões, um volume que não chega a prejudicar a economia. Os grandes danos da falsificação são sentidos pela população, o que torna uma questão de responsabilidade social a necessidade de impedir as fraudes.


da dos deficientes visuais para reconhecer os valores. Previstas para entrar em circulação ainda no primeiro semestre de 2010, as notas de R$50 e R$100 foram lançadas no dia 13 de dezembro. Elas foram as primeiras a circular, pois necessitam de maior segurança contra falsificações por serem as de maior valor. As cédulas de R$10 e R$20 serão lançadas este ano e as de R$5 e R$2 circularão em 2012. A troca das 4,2 bilhões de unidades de cédulas — ou R$ 111,5 bilhões, correspondente a 97% do dinheiro em circulação — existentes hoje será gradual: elas entrarão em circulação por meio de caixas eletrônicos, agências bancárias e pelo comércio. As notas velhas só serão retiradas de circulação por conta do desgaste natural, e, enquanto isso, as duas famílias irão coexistir sem que as antigas cédulas percam seu valor, por isso não será necessário

Foram conservadas as cores características de cada cédula, assim como os animais nelas representados. As alterações no layout podem ser identificadas no modo como os elementos serão organizados na cédula: na frente, por exemplo, a efígie da República foi mantida, mas há do lado esquerdo um grafismo com figuras do habitat de cada animal. Já no verso, as figuras foram modificadas e colocadas na horizontal. Outra mudança das novas cédulas é a diferenciação nos seus tamanhos, a exemplo de 83% das moedas de outros países, entre elas o euro. As antigas cédulas possuíam o formato padrão de 140 x 65 mm, enquanto as novas têm dimensões que variam desde 121 x 65 mm na menor — a de R$ 2 — até 156 x 70 mm na maior — a de R$ 100. A variação de tamanhos, além do aprimoramento das marcas táteis, atendem à deman-

trocá-las nos bancos. INVESTIMENTOS. As primeiras cédulas começaram a ser produzidas no dia 6 de agosto. Para isso foi necessária uma modernização dos equipamentos da CMB que custou cerca de R$ 400 milhões, dos quais cerca de R$ 230 milhões foram em novas máquinas para produção das novas cédulas. Com isso, há no Brasil hoje tecnologia para imprimir qualquer moeda existente no mundo, inclusive o euro e o dólar. Além dos investimentos em equipamentos, os custos para a produção das novas cédulas também são altos: as notas da segunda família do Real custam de 25% a 28% a mais que as da primeira, segundo o BC. O custo para produzir mil cédulas passou de R$ 170 para cerca de R$ 200, o que, nos primeiros três anos de implantação, vai custar aproximadamente R$ 84 milhões a mais que o orçamento previsto anualmente. n

Segurança reforçada Número escondido O valor da nota é impresso com uma tinta transparente e ligeiramente brilhante. A impressão torna-se visível quando se coloca a nota na posição horizontal, na linha dos olhos, em um ambiente bem iluminado Faixa holográfica A faixa holográfica foi adotada pela primeira vez nas notas de R$ 20 da primeira família do Real. Antes era produzida pela Arjo Wiggins, fabricante do papel moeda. Agora, as faixas também são feitas pela Casa da Moeda Elementos fluorescentes Os elementos fluorescentes, que ficam visíveis quando observados sob a luz violeta, são impressos com uma tinta luminescente. A Casa da Moeda também possui tecnologia para fazer a mesma impressão em materiais à base de polímero Fontes: Banco Central e Casa da Moeda do Brasil

3

Altorrelevo A Impressão de itens em altorrelevo já era adotada nas famílias de cédulas mais antigas. Até a década de 60, esse tipo de impressão, também chamada “talho doce”, era feito com o uso de chapas de aço, que recebiam talhos no formato das imagens a serem impressas em altorrelevo. Hoje, os “talhos” são feitos por computação gráfica em um software 4 1

2

5

Quebra-cabeça A Impressão de figuras no formato de quabra-cabeça foi incluída para reforçar a segurança. A olho nu, o que se vê na cédula é uma pequena figura com imagens geométricas. Colocada contra a luz, a imagem forma o número do valor de cada nota. Esse resultado é obtido com uma impressão em tinta transparente complementar à impressão que é vista a olho nu

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 175

Economia

Novas tecnologias ajudam a evitar falsificação


pib

A década de ouro Com a maior taxa de crescimento

das duas últmas décadas, a economia brasileira se recuperou da crise financeira em um ritmo “quase chinês”

O

Brasil retomou o ciclo de expansão interrompido com a crise internacional. O crescimento de 7,6% do PIB em 2010 é, inclusive, o mais expressivo da década. A indústria mostra o melhor desempenho entre os setores de atividade. Estas são algumas informações relevantes do documento “Perspectiva da Economia Brasileira 2010-2011”, da Confederação Nacional da Indústria. Ali, entre outras coisas está a projeção de crescimento de 4,5% para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2011 e uma estimativa de expansão de 7,6% em 2010. Segundo a CNI, o fim das desonerações tributárias adotadas para atenuar os efeitos da crise econômica, o Programa de Sustentação do Investimento do BNDES e as restrições ao crédito ao consumidor devem

diminuir o ritmo de expansão do consumo em 2011. Um dos principais responsáveis pela queda é o consumo familiar. Ele, que foi o carro-chefe da elevação do PIB em 2010 – considerado pela CNI como o mais expressivo da década – deverá crescer 5,1% em 2011, em oposição à expansão de 7,9% alcançada em 2010. Outros indicadores registrarão, igualmente, desaceleração em 2011, conforme as estimativas da entidade. A indústria, cujo PIB fechou 2010 com um incremento de 10,9%, irá aumentar 4,5% este ano, enquanto os investimentos, que se expandirão 24,5% e representam um grande fator no aumento do PIB em 2010, devem reduzir seu crescimento quase pela metade em 2011, com um aumento de 13,5%. A inflação, que deve atingir 5,8% este ano — bem acima do centro da meta inflacionária de 4,5% –, cairá a 5% em 2011, pressionada pelos preços Guido Mantega, ministro da Fazenda em grande parte do período que registrou o grande crescimento do Brasil

Câmbio e competitividade Há um descompasso entre a evolução da demanda doméstica e a evolução da produção. O forte ritmo de expansão do investimento e do consumo não tem alcançado na mesma intensidade a produção da indústria de transformação. Essa avaliação fica nítida no segundo semestre, quando reduziu o crescimento da indústria. A valorização cambial está na raiz desse problema. Reverter esse processo não é trivial. O câmbio valorizado tem suas

176 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

funções na economia. De um lado, favorece o controle da inflação e o acesso a bens e insumos importados. De outro, viabiliza a absorção de poupança externa em uma economia de baixa taxa de poupança. Essa situação é uma ameaça ao processo de crescimento sustentado. A provável alta dos juros, em resposta à aceleração da inflação, irá criar maior pressão sobe o câmbio, exacerbando as dificuldades de competição dos produtos brasileiros. Restrições à com-

petitividade limitam crescimento da indústria. O balanço da manufatura nos dois anos pós-crise mostra que os segmentos sujeitos à competição internacional, tanto nos mercados globais como no mercado doméstico, seguem em dificuldade. As perdas são concentradas na indústria, o que torna sua percepção pela sociedade mais difícil. A continuidade desse processo terá como consequência uma indústria menor e menos diversificada. n


A evolução do Produto Interno Bruto do Brasil

Desempenho é excelente desde 1986 14%

15 12 9

7,50%

7,50% 6,10%

5,70%

6

4,30%

3,20%

2,70%

3

1,30%

4,0%

5,20%

1,10%

-0,60%

0 1973

1986

2001

2000

2002

2003

2004

2005

2006

2007

-3

2008

2009

2010 Fonte: IBGE

Taxa de crescimento (%) do PIB Ceará e Brasil

no período 2000-2010

(*) (**)

Crescimento do PIB no Ceará

8,49

8,02

Ceará

7,90

Brasil

7,50

5,71

4,88

4,84

6,09 3,34

4,31

1,47

3,16

2,66

1,31

5,16 3,10

2,81 3,96

1,47 1,15

-0,20 2000

2001

2002

2003

2004

2005

2006

2007

2008

2009

2010*

* Os valores de 2009 e 2010 são preliminares e podem sofrer alterações ** Valores de 2006 e 2009 foram revisados Fonte: IPECE — IBGE

 O Produto Interno Bruto (PIB) é a soma de tudo que foi produzido nos três setores da economia cearense, Agropecuária, Indústria e Serviços. Além disso, o documento destaca os resultados obtidos na ultima década, fazendo uma comparação com o Brasil. A economia cearense cres-

ceu 7,9% sobre 2009, taxa mais elevada que a média nacional, de 7,5%. O resultado positivo foi influenciado pelos setores Indústria (9,7%) e Serviços (7,5%), já que a Agropecuária sofreu uma queda de 8,1%. Vale salientar que esses resultados são preliminares e podem sofrer alterações. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 177

Economia

5,15

dos alimentos, prevê a CNI. A taxa nominal de juros subiu de 10,75% em 2010 para 12% em 2011, enquanto o juro médio real se elevou de 4,6% para 6,3%. A taxa de desemprego diminuiu em quase um ponto percentual, refluindo de 6,8% da População Economicamente Ativa (PEA), em 2010, para 6% em 2011. A edição especial do Informe Conjuntural fez projeção que o déficit público nominal cresceria de 2,9% do PIB, em 2010, para 3,2% em 2011, e o superávit público primário cairia de 2,3% para 2,2% do PIB. Já a dívida pública líquida registraria ligeiro decréscimo, atingindo 40,8% do PIB em 2010 e 40,4% em 2011. As exportações, que deveriam fechar o ano em US$ 198 bilhões, subirão para US$ 228 bilhões em 2011, mas a elevada expansão das importações, que passarão de US$ 183 bilhões a US$ 224 bilhões, pela valorização do câmbio, reduzirá drasticamente o saldo comercial. Prevê a CNI que o superávit da conta de comércio cairá de US$ 15 bilhões em 2010 para


US$ 4 bilhões em 2011. A taxa nominal de câmbio não deve se alterar, permanecendo em R$ 1,70 até o final de 2011. CRESCIMENTO. A economia brasileira encerrou o ano de 2010 com o maior nível de crescimento econômico das últimas duas décadas, com taxa ao redor de 7,5%. Para que o Brasil atinja essa marca será necessário apenas que o PIB tenha desempenho de 5% no último trimestre do ano quando confrontado com o mesmo período de 2009. No entanto, para o PIB atingir os 8% projetados pelo governo federal, em especial pelo ministro Guido Mantega, será necessário que o PIB apure desempenho de 7% no último trimestre, fato que não é nenhum desatino, mas com baixa probabilidade de ocorrência considerando que a taxa já está em desaceleração desde o segundo trimestre. O carro chefe deste crescimento quase chinês ficará a cargo dos

setores industrial e de serviços, ambos apoiados sobre o estímulo fiscal e monetário empenhado pelo governo federal ao longo de 2009 e 2010. Dessa forma, o Brasil deverá encerrar o ano de 2010 como a 8ª maior economia do mundo, e já em 2011 deverá ultrapassar com facilidade a Itália e ocupar a 7ª posição, refletindo tanto a debilidade do país europeu como a forte valorização do real que potencializa o PIB em dólares. Além de toda comemoração que o governo Lula fará ao passar o bastão para Dilma, e transferir parte de seu capital político pelas condições econômicas em que se encontra o país, a nova comandante terá pela frente, de acordo com especialistas, uma “década de ouro”, graças às condições internacionais favoráveis ao Brasil, proporcionadas por eventos de relevância mundial como a Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Aumento da despesa primária do Governo Federal Despesas primárias crescem 2,0 p.p do PIB entre dezembro de 2008 e outubro de 2010 20%

19%

18%

17%

16% Jan 2008

Jul

Jan 2009

178 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Jul

Jan 2010

Jul Fonte: STN_MF

SITUAÇÃO HETEROGÊNEA. A crise internacional, que se instaurou após setembro de 2008, ocasionou uma série de problemas à indústria de transformação brasileira. Passados dois anos desde o início desse período, pode-se avaliar, a partir dos dados relativos à produção, exportação, importação, faturamento e emprego, como os diversos setores da indústria se encontram. A principal conclusão é a grande heterogeneidade de recuperação dos diversos setores da indústria de transformação em relação ao período pré-crise (acumulado de janeiro-setembro de 2008). Constata-se que existe espaço para reabilitação da produção e das exportações em determinados ramos e uma entrada considerável de produtos importados em diversos segmentos industriais. Analisando os efeitos da crise em cada setor a partir da produção industrial (PIM-PF-IBGE), tem-se o seguinte cenário: na comparação com o ano de 2009, dos 26 setores analisados, 24 apresentam crescimento da produção, com destaque para Máquinas e equipamentos, Veículos automotores, Produtos de metal e Metalurgia básica – todos com taxa de crescimento superior a 20% na comparação entre janeiro e setembro de 2010 e 2009. Os dois primeiros setores receberam fortes estímulos de políticas públicas no período de crise, como redução de impostos (IPI) e/ou juros mais baixos. Todavia, na comparação entre o período de 2010 e 2008, dos 26 setores, 12 apresentam taxa negativa, ou seja, não recuperaram o nível de produção do pré-crise. O documento da CNI aponta que os principais ramos industriais com produção inferior ao


De olho no futuro O crescimento do consumo doméstico deverá se sobrepor à demanda externa como principal estímulo de crescimento da economia. Outro ponto positivo é a recuperação dos emergentes Bebidas Farmacêuticas Perfum., sabões, deterg. e prod. de limpeza Outros equip. de transporte Equip. de instrum. méd. -hospitalar, ópticos e etc Alimentos Produto de metal Minerais não metálicos Mobiliário Diversos Celulose, papel e prod. de papel Outros prod. químicos Veículos automotores Máquina para escrit. e equip. de informática

-30

-20

-10

0

10

20

30

Fonte: PIM_IBGE

período pré-crise são material eletrônico, aparelhos e equipamentos de comunicações, máquinas, aparelhos e materiais elétricos, fumo, madeira e metalurgia básica — todos com nível 5,0% inferior a 2008. Na mesma base de comparação, os setores que melhor se recuperaram são bebidas, farmacêutica, perfumaria, sabões, detergentes e produtos de limpeza e outros equipamentos de transporte – com taxas de crescimento superiores a 5,0%. Esses setores — à exceção de outros equipamen-

tos de transporte — estão ligados ao aquecimento da economia doméstica e ao crescimento do poder de compra da classe C. Outro indicador importante da evolução dos setores da indústria é o valor das exportações e das importações (SECEX-MDIC). Os dados das exportações no acumulado janeiro-setembro demonstram que, dos 22 setores analisados, apenas dois apresentam queda entre 2010 e 2009. Frente ao mesmo período de 2008, 19 desses 22 setores exibem varia-

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 179

Economia

Edição, impr. e reprod. de gravações Refino de petróleo e álcool Máquinas e equipamentos Vestuário e acessórios Borracha e plástico Têxtil Calçados e artigos de couro Metalurgia básica Madeira Fumo Máq., apar. e materiais elétricos Material elétr., apar. e equip. de comunicações

ção negativa nas exportações. Essa situação realça a perda de mercado externo das indústrias nacionais, refletindo tanto o câmbio apreciado como a queda de dinamismo do comércio internacional. Os setores com queda mais expressiva nas exportações (superior a 20,0%) frente a 2008 são outros equipamentos de transporte, material eletrônico e de comunicações, produtos de madeira, confecção de artigos do vestuário e acessórios, metalurgia básica (um dos principais setores da pauta de exportação nacional) e edição, impressão e reprodução de gravações. Os três setores com crescimento das exportações em relação a 2008 são celulose, papel e produtos de papel, produtos alimentícios e bebidas e produtos químicos — setores com grande participação na pauta de exportação brasileira. Nas importações o cenário é de aumento do valor importado para todos os setores frente a 2009. Em relação ao mesmo período de 2008, dos 22 setores pesquisados, 17 cresceram. Esse fato demonstra o aumento da entrada de produtos importados de variados setores da indústria de transformação na economia nacional, que ocorreu em função principalmente do câmbio valorizado e do aquecimento do mercado doméstico. Os setores em que as importações superaram o período pré-crise em mais de 20,0% são confecção de artigos do vestuário e acessórios, veículos automotores, reboques e carrocerias, produtos de minerais não metálicos, máquinas, aparelhos e materiais elétricos, móveis e indústrias diversas e produtos têxteis. Esses são segmentos da indústria que, na sua maioria, estão fortemente ligados ao atendimento do mercado interno. n


As 100 maiores marcas do mundo

E

ste é o ranking de 2010 das 100 Marcas Globais Mais Valiosas criado pela renomada consultoria de marketing Interbrand, fundada em Londres em 1974. Os valores estão representados em bilhões de dólares americanos. Esta 11ª edição do ranking confirma o sucesso atual das empresas de tecnologia nas áreas de computação e serviços de internet. Entre as 10 empresas mais valiosas em 2010, metade pertencem a esta área. E entre as que encabeçam a lista — com exceção da Coca-Cola que é a número um desde o primeiro ranking — estão a IBM, a Microsoft e o Google. Do ranking, as marcas que tiveram os maiores ganhos em seu valor no último ano são reconhecidas empresas de tecnologia: Apple (+37%), Google (+36%) e BlackBerry (32%). A Apple aumentou o valor da marca usando o buzz marketing em

A relação entre marcas e clientes tem mudado irrevogavelmente. E o motor da mudança é o comportamento do consumidor: menos fiel e mais cético em relação às marcas.” Alejandro Pinedo,

diretor geral da Interbrand no Brasil torno de lançamentos de novos produtos e o carisma de Steve Jobs para dar explicações em público sobre o defeito na antena de seu iPhone4. O BlackBerry continua a ser o smartphone mais popular para os executivos, apesar da pressão da Apple. Também obtiveram ganhos ex-

pressivos as empresas do setor financeiro JPMorgan (+29%) e Allianz (28%) por terem conseguido sair da crise com a reputação intacta e em claro movimento de recuperação. No grupo das marcas que perderam valor está a Harley Davidson, que caiu (-24%). Entre outras razões, em tempos de crise, a legendária motocicleta se tornou uma compra irrelevante. A Toyota (-16%), cuja marca era sinônimo de eficiência e confiança, foi fortemente impactada por um recall anunciado em janeiro envolvendo diversos modelos defeituosos. A Nokia (-15%) reagiu muito lenta à invasão dos smartphones. A Dell (-14%) vem enfrentando dificuldades com o desenvolvimento de sua marca e submarcas. O Citi, com perda de (-13%), estava entre as instituições financeiras mais impactadas pela crise econômica de 2008.

A L ISTA Posição em 2010 1

Posição em 2009

Marca

Found from website recreated PMS

1

A invenção de um líquido em uma tarde de verão no ano de 1886 viria a se tornar parte da história do mundo e das civilizações. Uma marca conhecida por 99,9% da população mundial, que dificilmente alguém nunca

2

2

Hoje em dia, os sistemas eletrônicos de processamento de dados têm fundamental importância nas atividades de exploração espacial, produção e aproveitamento de energia nuclear e em inúmeros outros campos da ciên-

3

3

Com a recessão global, a Microsoft viu a sua primeira queda em receita anual - uma redução de 3% a partir de 60,4 bilhões dólares no ano fiscal 2008 para 58,4 bilhões de dólares em 2009. Nos últimos anos, a Microsoft gastou mais tempo criando produtos defensivos do que ino-

4

7

Uma página em branco com uma marca colorida e um pequeno espaço para uma linha de texto representa o que existe de mais bem-sucedido na Internet: o site de busca Google. Mesmo quem não usa (será que alguém não usa?) a Internet, conhece o Google, sabe que ele é um mecanismo de busca, sabe que basta digitar um

5

4

Locomotivas rodando em milhões de quilômetros de trilhos. Turbinas que impulsionam centenas de aviões diariamente. Serviços financeiros que financiam e emprestam dinheiros a milhões de pessoas e empresas.

180 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

País

Setor

E.U.A

Bebidas

comprou. A Coca-Cola tem consumidores do Tocantins ao Timor Leste. No mais remoto local deste planeta, você será capaz de achar uma. Além disso, pode ser encontrada desde o mais requintado ambiente até

E.U.A

Serviços Comerciais

cia e da indústria. Os computadores são vitais para que a vida, quer seja privada ou profissional, caminhe em direção ao futuro. E a IBM, chamada carinhosamente pelos americanos de “big blue”, foi uma das principais

E.U.A

Softwares de Computador

vadores — os lançamentos do Xbox para competir com o Sony Playstation, Bing para concorrer com o Google, o Kin Windows Phone, logo abandonado, para competir com o iPhone da Apple, o Windows 7 competir com o Linux e outros softwares como Visual Studio, Microsoft

E.U.A

Serviços de Internet

termo para procurar assuntos relacionados e de longe conhece o logotipo do serviço. Se alguém falar em Internet, vai ter que falar em Google, que hoje oferece muito mais que uma simples busca, oferecendo serviços online, redes sociais, sistema de anúncios e uma centena de outras funções e possibilidades. Não é exagero dizer

E.U.A

Diversificado

Eletrodomésticos presentes em milhões de cozinhas do mundo. Presença marcante no setor energético. A General Eletric, ou simplesmente GE, é um enorme conglomerado que literalmente faz o mundo rodar. A ideia é

Valor da Marca 70,452

Variação do Valor da Marca 2%

o mais simples estabelecimento comercial. Esta é a marca Coca-Cola. Ela se adaptou rapidamente à mídia social, com 11 milhões de fãs no Facebook e 96.385 seguidores no Twitter em agosto de 2010.

64,727

7%

responsáveis por isso tudo. Em 2010, a IBM exibiu sua inovação através de uma série de iniciativas de mídia social. A IBM também lidera em sua categoria quando o assunto é cidadania corporativa.

60,895

7%

Office e Microsoft DirectX. Ainda assim, apesar dos muitos rivais, a Microsoft mantém a sua posição como o sistema operacional número um no mercado. Em 2010, ela provou que ainda é capaz de inovar com a introdução do Xbox Kinect, que utiliza tecnologia original.

43,557

36%

que o Google já domina o mundo! Afinal um sistema de buscas sabe o que as pessoas gostam, onde elas gostam de ir, o que elas ouvem, comem, bebem e lêem. Nenhuma outra empresa simboliza tão bem e de forma tão abrangente o início do século 21 quanto o Google. O alcance do marca e seu recorde de inovação é indiscutível.

42,808

-10%

criar práticas de gestão para captar novas oportunidades, essencialmente a um baixo custo, como modelo empresarial de rápido desenvolvimento de mercado e traduzi-las para o mundo desenvolvido.


6

6

Líder da categoria, a McDonald’s continua a ser globalmente versátil, acessível e inspiradora de confiança, no momento em que o concorrente Burger King vem decli-

7

9

E.U.A

Restaurantes

nando. Já sendo uma forte e sólida marca, a recessão ajudou a destacar o valor da empresa. A McDonald’s aproveitou a oportunidade para atrair um novo público

E.U.A

Eletrônicos

Quando muitas empresas recuaram, a Intel continuou em outras direções, indo além do mercado de PCs e a crescer, investindo bilhões de dólares em instalações servidores, lançando chips para tudo, de celulares a Found from website recreated PMS de produção. A empresa procurou expandir o negócio TVs inteligentes. Agora, deve equilibrar sua tradição

8

5

Mesmo liderando o mercado global de celulares, a Nokia ficou para trás onde os setores mais rentáveis do mercado se desenvolveram: os smartphones. A marca

9

10

Em 2010, a marca anunciou que iria reformular suas lojas para torná-las mais temáticas e interativas. Incentivos como bilhetes gratuitos para trabalho voluntário,

10

11

A HP continuou a aumentar seu portfólio de produtos desde a aquisição do EDS em 2008, expandindo a marca na categoria serviços. A diversificação dos

11

8

Fabricante número um de automóveis em 2008, a Toyota tinha se estabelecido como líder em segurança, confiabilidade, eficiência, longevidade, inovação e

12

12

Em tempos difíceis, a Mercedes-Benz se prendeu aos seus valores centrais (segurança, luxo, excelência e inovação) e obteve benefícios. Os clientes que priorizam

13

13

A empresa introduziu novas tecnologias no mercado, mais do que qualquer outro concorrente, mas muitas das inovações são facilmente copiadas, como creme

14

14

A Cisco continua a evoluir, a capturar e abordar as novas tendências que representam os rompimentos do mercado,esforçando-se na criação de experiências

15

A BMW vem sofrendo grande concorrência das principais companhias do ramo, como a Mercedes-Benz e a Audi. Por isso, a empresa pretende renovar 60% de

16

16

Marca de moda de luxo e de bagagem, Louis Vuitton permanece em seu sucesso, diferenciando-se ao focar na arte de seus produtos, apesar de enfrentar

17

20

A Apple teve mais um grande ano. Os rumores negativos sobre o nome do iPad foram rapidamente substituído pelas ótimas vendas do produto, além

18

17

A Marlboro tem um passado sólido, porém vem tentando tornar a marca mais contemporânea ao fazer uso de mais juventude e modernidade nas campanhas.

19

19

A Samsung está na vanguarda das tecnologias digitais e de design, desenvolvendo novos produtos e aumentando a presença em todos os seus mercados. O cres-

20

18

A Honda recuperou parte das perdas de 2009, embora sofra ainda com a queda do seu valor em 2008. As vendas de suas motocicletas mantiveram-se estáveis,

Eletrônicos

E.U.A

Mídia

além de descontos sobre a entrada no parque e estadias em hotéis, mantiveram a demanda dos parques — o que foi necessário devido a um declínio no turismo.

E.U.A

Eletrônicos

negócios para alcançar um público amplo cria grandes desafios. À medida que evolui como prestadora de serviços e em oferta de software, a HP precisa mostrar

Japão

Automotivo

sustentabilidade através de seus pioneiros motores híbridos. Entretanto, como a Toyota usa peças e tecnologias comuns em modelos diversos, quando há um

Alemanha

Automotivo

a qualidade voltaram para a marca, apesar dos concorrentes possuírem produtos mais baratos. Procurando atrair o público jovem, a Mercedes-Benz tem feito esfor-

E.U.A

Produtos de Consumo

de barbear, gel e lâminas. Nos últimos anos, a Gillette tem usado mídias online para aumentar a popularidade entre os usuários mais jovens. Em 2010, a campanha

EUA

Serviços Comerciais

mais atrativas para os consumidores. Sua presença e relevância no mercado continuam ascendendo. A marca mantém um intenso foco na China e na Índia,

Alemanha

Automotivo

seus produtos até 2012, além de fazer o lançamento de novos. A marca continua a ser conhecida como a maior empregadora do mundo e também lidera em termos

França

Luxo

contínuos problemas de falsificação. A empresa espera ver um crescimento contínuo na Ásia, especialmente no Japão. Não só a marca cultiva uma forte presença

E.U.A

Eletrônicos

de seu iPhone 4 alcançar a marca de 1,5 milhão de unidades comercializadas. Os anúncios publicitários e os sites interativos continuam mantendo a imagem da

E.U.A

Tabaco

Como resultado, a imagem da marca se tornou pouco clara. Apesar disso, continua com uma boa postura em relação aos riscos associados aos seus produtos,

Coreia do Sul

Eletrônicos

cimento econômico, mesmo em tempos de recessão, demonstra a habilidade da empresa no gerenciamento de seus negócios. As vendas de seus celulares continu-

Japão

Automotivo

graças ao crescimento da marca na região do Pacífico asiático, porém a empresa enfrenta um declínio nos EUA e na Europa. Apesar disso, o também crescimento

4%

e impulsionar ainda mais as vendas aprimorando o seu café e incluindo no menu opções mais saudáveis, iniciativa que tende a dar resultado a longo prazo.

32,015

4%

como empresa centrada no PC para se tornar uma marca para o futuro da computação - onde os telefones, TVs e carros são inteligentes.

29,495

-15%

despreparada para a explosão de aplicativos e sistemas operacionais em que são executados, tornando difícil construir um ecossistema eficiente para seus produtos.

28,731

1%

Enquanto continua a se expandir, a marca poderia se adaptar melhor às necessidades dos clientes de diferentes partes do mundo.

26,867

12%

conhecimento e inovação em hardware. A diversidade das suas concorrentes exerce pressão sobre a marca, que precisa considerar os aspectos locais e globais.

26,192

-16%

problema técnico em um carro, também existirá em outros modelos. Ainda assim, a Toyota tem resistido à recessão. Não está claro se ela irá superar a crise.

25,179

6%

ços para agregar valores de esportividade a sua marca. Como praticamente todas as marcas em seu setor, a empresa está levando a consciência ecológica a sério.

23,298

2%

com lendas do esporte como Tiger Woods e Thierry Henry gerou uma onda de publicidade negativa, depois que ambos foram envolvidos em escândalos.

23,219

5%

países que podem gerar importantes oportunidades de crescimento, e o seu slogan “Welcome to the Human Network”, criado em 2006, continua forte.

22,322

3%

de cidadania corporativa. Lançou a campanha “What’s next?”, voltada para a sustentabilidade, além de modelos híbridos que entram no mercado em 2011.

21,860

4%

nas mídias sociais, como Facebook e Twitter, como também suas iniciativas cidadãs são notáveis, como a redução na quantidade de energia consumida.

21,143

37%

marca em destaque. Porém, a empresa tem algumas falhas, como sua posição neutra em relação à cidadania corporativa.

19,961

5%

assegurando a legalidade das fazendas de tabaco da empresa e investindo na educação de crianças e na prevenção da violência doméstica.

19,491

11%

am fortes, além de ter a maior produção de HDTV nos EUA. Porém, enquanto a Samsung continua esculpindo sua reputação, falta à marca melhor consistência.

18,506

4%

no mercado latino e a presença significante nas mídias sociais ajudaram a impulsionar a Honda, que está envolvida em ampla gama de iniciativas sustentáveis.

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 181

Economia

15

Finlândia

chegou atrasada ao mercado e é nesta nova categoria que o crescimento, a relevância e a conexão emocional com a marca são construídos. A empresa foi pega

33,578


21

21

Suécia

Vestuário

16,136

5%

22

24

E.U.A

14,881

9%

23

23

E.U.A

Serviços Comerciais Bebidas

14,061

3%

24

22

E.U.A

13,944

-7%

25

26

E.U.A

13,706

4%

26

27

Alemanha

12,756

5%

27

25

Suíça

Serviços Financeiros Artigos Esportivos Serviços Comerciais Bebidas

12,753

-4%

28

28

Suécia

12,487

4%

29

37

E.U.A

12,314

29%

30

30

E.U.A

12,252

4%

31

31

E.U.A

Mobiliário Doméstico Serviços Financeiros Bebidas Alcoólicas Transporte

11,826

2%

32

32

10%

33

Serviços Financeiros Eletrônicos

11,561

33

Reino Unido Japão

11,485

10%

34

29

Japão

Eletrônicos

11,356

-5%

35

34

E.U.A

11,041

6%

36

43

E.U.A

9,665

23%

37

38

E.U.A

9,372

1%

38

39

Japão

Produtos de Consumo Serviços de Internet Serviços Financeiros Eletrônicos

8,990

-2%

39

40

Canadá

Mídia

8,976

6%

40

36

E.U.A

8,887

-13%

41

35

E.U.A

Serviços Financeiros Eletrônicos

8,880

-14%

42

42

Holanda

Eletrônicos

8,696

7%

43

46

E.U.A

8,453

15%

44

41

Itália

Serviços de Internet Luxo

8,346

2%

45

44

França

7,981

3%

46

48

E.U.A

7,534

4%

47

45

E.U.A

7,481

-3%

48

50

Espanha

Produtos de Consumo Produtos de Consumo Serviços Comerciais Vestuário

7,468

10%

49

47

Alemanha

Diversificado

7,315

0%

50

49

E.U.A

Automotivo

7,195

3%

51

52

E.U.A

6,919

6%

52

57

E.U.A

6,911

8%

53

55

Alemanha

Produtos de Consumo Serviços Financeiros Automotivo

6,892

6%

54

63

Canadá

Eletrônicos

6,762

32%

55

54

E.U.A

Mídia

6,719

3%

56

53

França

6,694

3%

57

58

Suíça

6,548

4%

58

60

França

6,363

7%

59

56

E.U.A

Serviços Financeiros Produtos de Consumo Produtos de Consumo Eletrônicos

6,109

-5%

60

61

E.U.A

Restaurantes

5,844

2%

182 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


-

E.U.A

Bebidas

5,777

n/a

62

62

Alemanha

5,495

2%

63

65

Alemanha

Artigos Esportivos Automotivo

5,461

9%

64

67

E.U.A

5,072

3%

65

69

Coreia do Sul

Produtos de Consumo Automotivo

5,033

9%

66

64

E.U.A

4,958

-3%

67

81

Alemanha

4,904

28%

68

-

Espanha

4,846

n/a

69

70

França

Serviços de Internet Serviços Financeiros Serviços Finaceiros Luxo

4,782

4%

70

66

E.U.A

Diversificado

4,704

-6%

71

71

E.U.A

4,536

3%

72

74

Alemanha

Produtos de Consumo Automotivo

4,404

4%

73

75

Japão

Eletrônicos

4,351

3%

74

-

Reino Unido

4,218

n/a

75

80

E.U.A

4,155

8%

76

76

E.U.A

Serviços Financeiros Produtos de Consumo Luxo

4,127

3%

77

77

França

Luxo

4,052

2%

78

-

E.U.A

4,036

n/a

79

82

França

4,021

7%

80

-

Suíça

4,010

n/a

81

92

Holanda

Bebidas Alcoólicas Bebidas Alcoólicas Serviços Financeiros Energia

4,003

24%

82

94

E.U.A

3,998

26%

83

79

E.U.A

Serviços Financeiros Restaurantes

3,973

2%

84

78

E.U.A

Eletrônicos

3,961

1%

85

-

México

3,847

n/a

86

72

Suíça

3,812

-13%

87

86

Alemanha

3,734

5%

88

95

E.U.A

3,626

15%

89

84

3,624

-2%

90

-

Reino Unido E.U.A

Bebidas Alcoólicas Serviços Financeiros Produtos de Consumo Software de Computador Bebidas Alcoólicas Diversificado

3,586

n/a

91

88

Itália

Automotivo

3,562

1%

92

-

n/a

-

3,516

n/a

94

-

Suiça

3,496

n/a

95

89

Itália

Bebidas Alcoólicas Bebidas Alcoólicas Serviços Financeiros Luxo

3,557

93

Reino Unido Holanda

3,443

4%

96

91

França

3,403

5%

97

90

E.U.A

Produtos de Consumo Restaurantes

3,339

2%

98

73

E.U.A

Automotivo

3,281

-24%

99

100

E.U.A

3,241

5%

100

98

Reino Unido

Produtos de Consumo Luxo

3,110

0%

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 183

Economia

61


indústria

Um crescimento acima da média Unindo taxas de investimento inéditas a gestores com perfis desenvolvimentistas, criativos e competentes em liderança, o Ceará — estado que cresce mais que o Brasil — acelerou o desenvolvimento, aumentando sua participação na economia nacional e se tornando referência em diversos setores do mercado

B

ons ventos guiaram o Ceará em 2010. Somando taxas de investimento inéditas a perfis desenvolvimentistas, criativos e competentes em liderança, o estado superou índices de crescimento do país e do Nordeste, aumentando sua participação na economia nacional e se tornando referência em diversos setores do mercado. Direcionando R$ 4 bilhões apenas para investimentos — o maior índice da história do estado –, o governo do Ceará provou que é possível crescer e melhorar a qualidade de vida de sua população. Nesses últimos anos, a construção civil no Ceará não teve descanso, desenvolvendo obras de infraestrutura que não pararam de acontecer um só momento — foram criadas estradas, metrôs, escolas e hospitais, aeroportos interioranos, entre outras obras, como a instalação do cinturão digital e a operacionalização do porto do Pecém. De perfil enérgico, criativo e empreendedor, o governador Cid Gomes foi liderança nessa onda de crescimento no estado. “Se muito foi feito, o que nos resta para fazer é incomensurável”, disse o reeleito Cid, traçando planos para o próximo quadriênio. “Seremos a terra da dignidade, do respeito humano. A terra da luz”, completa.

184 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Foto JARBAS OLIVEIRA

Ceará

Construção da Transnordestina no sul do Ceará

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 185


Se muito foi feito, o que nos resta para fazer é incomensurável. cid gomes,

governador do Ceará reeleito para novo mandato até 2014

CRESCIMENTO. Dando continuidade à trajetória de crescimento acentuado que alcançou nos últimos anos – acima da média do Nordeste e do país –, o estado do Ceará registrou um aumento de 8,43% no seu Produto Interno Bruto, superando a média de crescimento do PIB brasileiro, de 6,7%. No que diz respeito ao acumulado do período compreendido entre os meses de janeiro e setembro de 2010, o Ceará cresceu 8,67%. No Brasil, esse desempenho foi menor, atingindo índices de 8,4% de crescimento. Os números, maior resultado do estado desde o ano de 2002, são de uma pesquisa do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará – Ipece. Meta do governo Cid Gomes desde o início da sua gestão, o aumento da participação do Ceará na economia nacional vem se intensificando, principalmente através do crescimento de investimentos no setor de serviços, como 186 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

na construção civil e na indústria. Apesar dos claros avanços, ainda há um longo caminho a ser percorrido, pois, mesmo com os bons resultados das últimas pesquisas, a participação do PIB do estado — soma de todos os bens e serviços finais produzidos em uma determinada região — nos indicadores nacionais é de apenas 2%. INDÚSTRIA É LÍDER. Entre os setores que foram líderes de crescimento em 2010, a indústria foi a mola propulsora do Produto Interno Bruto do Ceará, com crescimento de quase 50% no ano — gerando 15.764 vagas até novembro, contra 10.579 vagas no mesmo período, em 2009. A sequência confirma a tendência de alta do setor, que cresceu 9,2% durante o primeiro trimestre, 12,1% no segundo e 14,7% no terceiro. Dentro do segmento, a indústria da transformação mostra uma alta de 15,66%, influenciada principalmente pela produção de

alimentos e bebidas (20,1%), minerais não metálicos (10,8%) e calçados (7,9%), segundo estudo também do Ipece. Obras do governo do estado como o Metrofor e o Centro de Eventos do Ceará, entre outras, refletem também o bom momento da construção civil no Estado, que cresceu 11,53% durante 2010. Por outro lado, o setor da agropecuária sofreu uma grande baixa, com queda de 13,06% durante o terceiro semestre, acentuando a sua tendência de queda — no primeiro semestre, o setor teve baixa de apenas 1,59%. Com as obras para a realização da Copa do Mundo de 2014, que vão requerer extensas reformas e construções no estado, os economistas esperam que ocorra uma continuidade do crescimento. A Federação das Indústrias do Estado do Ceará continua apostando no crescimento do estado acima do Brasil para 2011. A unidade de Economia e Estatística do


Os municípios e o PIB do Ceará Confira a colocação dos maiores e menores PIBs do Ceará Os 15 municípios com maiores PIB preços (vezes mil) de mercado Ceará — 2004 - 2008

2004

Municípios 01

2008

17.623.128 17.623.128

Fortaleza

02 Maracanaú

2.151.090

2.151.090

03 Juazeiro do Norte

770.443

770.443

04 Caucaia

1.085.418

1.085.418

05 Sobral

1.341.383

1.341.383

06 Eusébio

575.618

575.618

07 Horizonte

421.949

08 Maranguape 09 Crato

Aquiraz

Itaitinga

Caucaia

Maracanaú

421.949

Chorozinho

Maranguape

384.867

384.867

Eusébio

Pacajus

439.435

439.435

Fortaleza

Pacatuba

Guaiúba

São Gonçalo

Horizonte

do Amarante

10

São Gonçalo do Amarante 108.314

108.314

11

Iguatu

364.614

364.614

12

Aquiraz

298.221

298.221

13

Itapipoca

344.258

344.258

14

Limoeiro do Norte

218.775

218.775

15

Pacatuba

212.326

212.326

Os 15 municípios com menores PIB preços (vezes mil) de mercado Ceará — 2004 - 2008

Municípios

01

2004 2008 18.502

02 Pacujá

12.622

18.991

03 Altaneira

10.966

19.619

04 Baixio

12.992

21.199

05 Ererê

13.456

23.182

06 Senador Sá

15.534

23.856

07 Guaramiranga

15.919

23.867

08 Antonina do Norte 13.817

23.982

09 Umari

14.681

24.039

10

Potiretama

14.761

24.124

11

Moraújo

15.935

24.556

12

Tarrafas

14.426

25.021

13

General Sampaio 12.344

25.256

14

Jati

14.280

25.913

15

Martinópole

16.083

26.692

15

06

05 13 10 04

11

01 02

06 15

08 13 07

02

07 12

14 10

11 12

05

01 04

08

09

N

03 09 Fonte: IBGE

03 14 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 187

Ceará

9.702

Granjeiro

Municípios da Região Metropolitana


Instituto de Desenvolvimento Industrial (Indi) prevê uma expansão do PIB cearense em torno de 5,5% em 2011, embora a equipe econômica do governo Federal projete um crescimento nacional de 4,5%. Ainda de acordo com estudo do Indi, o setor de construção civil continua sendo um forte puxador do índice, principalmente devido à aproximação da Copa do Mundo de 2014, e o programa do governo Minha Casa, Minha Vida. “No ano passado afirmei que atuo sempre na faixa do otimismo. Nem eu mudei nem as condições deixaram de ser favoráveis. Pelo contrário”, diz o presidente da Fiec, Roberto Macêdo. Para ele, negócios como a Copa do Mundo, a siderúrgica do Pecém, Refinaria Premium II e ZPE, cuja personalidade jurídica foi criada,

colocam o Ceará como um estado “promissor” para a década. Mas o governo de Dilma Rousseff precisa fazer reformas estruturantes para combater o que Roberto Macêdo chama de “concorrência predatória”. Ele reforça: “Temos de criar um ambiente moderno e condições de competitividade para reverter a ameaça de desindustrialização, configurada pela concorrência predatória, sobretudo da China e da Índia”. MAIS EMPREGOS. Junto com o crescimento do PIB, o estado do Ceará se destacou também na promoção de novos empregos. Durante 2010, um grande número de cearenses conquistaram a carteira assinada, sendo contabilizada — no acumulado do ano até novembro – a criação de 73.143 novos postos de trabalho

formal, contra 64.436 criados durante o ano de 2009. Esse número representa um crescimento de aproximadamente 26,2% entre os dois anos. Além disso, os números da pesquisa do Ipece batem todos os recordes de geração de empregos formais desde a primeira divulgação desses dados pelo Ministério do Trabalho, em 1999. Durante 2010, foram contratadas 379.542 pessoas, enquanto 313.249 foram dispensadas. Entre os setores que se destacaram nesse impulso da geração de empregos estão o de serviços (crescimento de 24.908 postos de trabalho), construção civil e comércio. Em queda, apenas o setor da agropecuária, que fechou o acumulado do ano com redução. Foram 1.493 postos de trabalho a menos. Com um crescimento total

Economia Cearense

Principais Indicadores (%) 3º Trim./ 2010 3º Trim./2009

Acum. de Jan. Set./10 - Jan. Set./09

Acum. dos últimos quatro trimestres

- 13,06

-8,26

-8,71

14,73

12,02

9,04

Extrativa Mineral

-7,00

-16,86

-13,49

Transformação

15,66

11,48

6,41

Construção

11,53

15,59

13,64

Eletricidade, Gás e Água

17,72

13,54

12,48

Setores/Atividades Agropecuária Indústria

Serviços

8,11

7,79

7,26

Comércio

15,47

13,63

13,92

Alojamento e Alimentação

7,59

8,02

6,93

Transportes

10,95

9,54

8,21

Intermediação Financeira

7,58

7,58

6,49

Aluguéis

8,16

7,84

7,31

Administração Pública

1,56

1,42

1,47

Outros Serviços

6,77

8,09

6,87

Valor adicionado e preços básicos

7,58

7,63

6,59

Impostos

15,05

16,48

13,30

Produto Interno Bruto (PIB) preços de mercado

8,43

8,67

7,38

Fonte: IPECE

188 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


FOTO JARBAS OLIVEIRA

Temos de criar um ambiente moderno e condições de competitividade para reverter a ameaça de desindustrialização, configurada pela concorrência predatória, sobretudo da China e da Índia. roberto macêdo,

presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará

Estimativa de crescimento da economia Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central (BC) mantiveram as projeções para o crescimento da economia. A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) permanece em 7,61% para 2010, e em 4,5% para 2011. As informações constam do boletim Focus, publicação semanal elaborada pelo BC com base em estimativas de analistas do mercado financeiro para os principais indicadores da economia e divulgado em dezembro. A expectativa para a expansão da produção industrial este ano também não sofreu mudança, mantendo-se em 10,66%. Para 2011, a projeção caiu de 5,40% para 5,31%. A projeção para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2010 subiu de 40,88%, na semana passada, para 40,95%. Na projeção para 2011, foi regis-

trada uma variação de 39,55% para 39,80%. A expectativa para a cotação do dólar se manteve em R$ 1,70, ao final de 2010, e em US$ 1,75, ao fim de 2011. Também ficou estável a estimativa do déficit em transações correntes (registro das transações de compra e venda de mercadorias e serviços do Brasil com o exterior), em US$ 50 bilhões, este ano, e em US$ 69,05 bilhões, em 2011. A previsão para o superávit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) subiu de US$ 16,4 bilhões para US$ 16,63 bilhões, este ano, e permaneceu em US$ 8 bilhões, em 2011. A expectativa para o investimento estrangeiro direto (recursos que vão para o setor produtivo do país) para 2011, a projeção caiu de US$ 38,5 bilhões para US$ 38 bilhões. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 189

Ceará

de 7,4% nos 10 primeiros meses de 2010, já descontados os efeitos sazonais, a geração de empregos no Ceará conquistou para o estado, pela quarta vez consecutiva, a maior expansão acumulada de ocupação assalariada entre as 14 regiões participantes da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário – Pimes –, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Para a mesma pesquisa, o instituto apontou um crescimento de 3,4% para a indústria nacional e de 5,2% para a indústria nordestina. Por outro lado, no que diz respeito ao número de horas pagas, o resultado cearense apontado pela Pimes já não alcançou dados tão positivos. Segundo a pesquisa, a indústria do Ceará figura na última posição entre as regiões pesquisadas, com apenas 2,8% de crescimento, abaixo das médias do Brasil e do Nordeste – 4% e 4,2%, respectivamente. n


centro de convenções

Na rota dos grandes eventos Pensado para incluir o estado na rota do mercado de eventos nacionais e internacionais, o Centro de Eventos do Ceará une inovação e sustentabilidade

O

Ceará investe novamente. Com o objetivo de entrar de cabeça na competição por espaço em um dos segmentos que mais geram renda na área do turismo – o do mercado de eventos –, o governo do estado aumentou os investimentos e acelerou as obras para a construção do Centro de Eventos do Ceará (CEC). Com um orçamento que alcança a marca dos R$ 307 milhões, o centro se destaca como o segundo maior da América Latina, com capacidade para receber em suas instalações até 30 mil pessoas em um único evento. 

190 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Vista aérea do Centro de Eventos do Ceará, em foto de outubro de 2010 e, abaixo, a maquete horizontal com detalhe da fachada da obra Foto JARBAS OLIVEIRA

Ceará O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 191


Com projeto lançado em julho de 2008 pelo governador Cid Gomes, o prédio está localizado em uma posição geograficamente favorável, na Avenida Washington Soares, vizinho ao atual Centro de Convenções Edson Queiroz — o que concederá ao local fácil acesso, proximidade ao Aeroporto Internacional Pinto Martins e à boa rede hoteleira da região. Dono de uma estrutura capaz de suportar diversos eventos, palestras, feiras, workshops, shows, congressos, exposições, seminários e outras realizações de forma simultânea, o Centro teve o início de suas obras em 2009, com previsão de entrega para o primeiro semestre de 2011, segundo o secretário de Turismo, Bismarck Maia. Dono de um design arrojado, moderno e de alto padrão, o projeto arquitetônico do Centro de Eventos do Ceará demonstra toda uma inspiração alimentada por aspectos típicos da paisagem e do artesanato cearense. As variadas cores e formas que dão configuração às falésias das praias do litoral leste estarão presentes na fachada do CEC, que terá em sua estrutura acabamentos cuidadosamente elaborados, que lembram o bordado suave das rendeiras cearenses. Ao todo, serão 176 mil metros quadrados de área construída em um terreno de 17 hectares, com 21 mil metros quadrados de jardins e 3,5 mil vagas de estacionamento, além da existência de doca, vestiários para ambos os sexos, refeitórios, ambulatórios, banheiro família e fraldário, salas para a produção de eventos, administração, segurança, brigada de incêndio, juizado de menores, vigilância sanitária e ouvidoria. Com um enorme repertório de instrumentos e aparelhos dispostos em suas instalações, o Centro de Eventos do

192 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

O Centro de Eventos do Ceará vai mudar a perspectiva do Ceará no segmento mais importante do Turismo, que é o de feira de eventos, devido ao potencial gerador de negócios. bismarck maia,

secretário do Turismo do Ceará

Ceará visa potencializar a geração de negócios. Além disso, outra característica marcante do Centro de Eventos do Ceará é a sustentabilidade. Focado neste quesito, fundamental para a situação global da atualidade, toda a construção dos pavilhões principais foi pensada de maneira sustentável: funcionando de forma integrada, refrigeração, iluminação e sanitários atendem aos principais requisitos de conservação de energia e preservação do meio ambiente. O sistema de climatização, presente em todos os setores do empreendimento, possui central de água gelada e tanque de termoacumulação, o que ajuda a reduzir consideravelmente o consumo de energia,

além de prolongar a vida útil do sistema. Além disso, os sanitários possuem sistemas de escoamento de dejetos a vácuo, o que reduz o consumo de água na sua utilização. Além de sustentável, o projeto também possui um foco especial para a acessibilidade. O projeto também permite a realização de vários eventos simultâneos, variando entre os mais diversos portes, através de divisórias móveis de até 14 metros de altura, que podem ser utilizadas para dividir os espaços do Centro de Eventos do Ceará entre eventos diferentes. O centro possui dois salões principais, cujas áreas somadas chegam a 27.570 metros quadrados, e 36 salas de apoio, cada uma possuindo cerca de 400 metros. A possibilidade de uni-las faz do Centro de Eventos do Ceará o centro de eventos mais moderno do país. Complementar às obras do Centro de Eventos do Ceará, estão sendo priorizados os acessos ao equipamento e a melhoria do tráfego na região. Cinco túneis e trincheiras de 9,5 metros de largura, orçados em aproximadamente R$ 78 milhões, estão sendo construídos com o intuito de promover a mobilidade do trânsito local. Os túneis serão concluídos juntamente com o Centro de Eventos, de acordo com o secretário de Turismo, Bismarck Maia, por volta de junho de 2011. O secretário de Turismo comemora o avanço da obra, destacando a importância do turismo para a construção de uma Fortaleza melhor. “O turismo pode realizar uma transformação social do dia para a noite e o Centro de Eventos do Ceará vai mudar a perspectiva do Ceará no segmento mais importante do Turismo, que é o de feira de eventos, devido ao potencial gerador de negócios”, avalia Bismarck. n


Computação gráfica mostra o Acquario

TURISMO

O Acquario do futuro Com caráter multifuncional, o Acquario Ceará servirá de suporte para as áreas educacional, científica, turística e de entretenimento no estado

O

Além do caráter turístico, a construção do empreendimento tem a finalidade de avançar a produção de pesquisas científicas ligadas à área marítima. Alguns professores do Instituto de Ciências do Mar (Labomar) da Universidade Federal do Ceará (UFC) já estão sendo capacitados para atuarem no novo equipamento do governo estadual. Para Bismarck Maia, o Acquario será “um local de lazer e educação”. Conforme a Setur, o Acquario terá 21,5 mil metros quadrados de área construída e tanques com capacidade para 15 milhões de litros de água. Possuirá quatro pavimentos que contarão com diversas áreas de lazer, além de dois cinemas HD, simuladores de submarino, equipamentos interativos e túneis submersos, onde o visitante poderá avistar animais ma-

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 193

Ceará

Acquario Ceará é a grande aposta do governo para fomentar o turismo de lazer no estado. Estima-se que cerca de 1,2 milhões de visitantes passará a cada ano pelo empreendimento, o que deve gerar uma receita de R$ 21,5 milhões só em entradas e consumos internos. Segundo Bismarck Maia, secretário de Turismo do Ceará, a obra deve ser concluída até o final de 2012. A Secretaria de Turismo (Setur) ainda calcula que o Acquario vai criar 150 empregos diretos, 1.600 indiretos e 18 mil postos na cadeia produtiva. “Seremos ícones para o Brasil”, prevê o secretário.

rinhos. “O Acquario Ceará vai ser uma referência para o turismo do estado”, afirmou Bismarck Maia, argumentando que o equipamento trará “turistas de maior poder aquisitivo e nível intelectual”. A obra será viabilizada através do empréstimo de U$ 120 milhões junto ao Ex-Im Bank, instituição financeira de fomento dos Estados Unidos que atua no exterior. Segundo Bismarck, as transações com o banco foram autorizadas pelo Governo Federal há 12 anos, mas “esta é a primeira vez que um ente público capta financiamentos com o Ex-Im Bank”. Devido ao caráter multifuncional – educacional, científico, turístico e de entretenimento –, o empreendimento é considerado por Bismarck Maia como “um marco de grande obra pública do Ceará”. Segundo o secretário, o Acquario possui “características diferenciadas e difíceis de encontrar em outros lugares”. Para Bismarck, trata-se de “um local que engloba educação, trato da vida marinha e que tem tudo a ver com a nossa história e com a nossa cultura”. n


Foto JARBAS OLIVEIRA

ESTALEIRO

A batalha pelo Titanzinho Dividindo opiniões e gerando controvérsia, a proposta para a construção de um estaleiro na praia do Titanzinho tomou ares políticos e gerou um conflito que abalou relações entre a Prefeitura e o Governo do Estado

194 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


A praia do Titanzinho é o berço para muitos surfistas que praticam o esporte na cidade

L

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 195

Ceará

ogo no primeiro dia de atividades da Câmara Municipal de Fortaleza, no dia 2 de fevereiro, o clima amigável que a volta das férias dos parlamentares deixava no ar foi rapidamente alterado. O ano de 2010 mal havia começado, e a Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Estado do Ceará já entravam novamente em conflito. A causa do embate foi a tentativa da implantação do estaleiro Promar Ceará, na praia do Titanzinho – anexo ao porto do Mucuripe, no bairro do Serviluz –, marcada pela divergência de posições entre Cid Gomes, governador do Estado, e Luizianne Lins, prefeita da capital. A discussão, que começou com questionamentos entre os moradores sobre os impactos da obra – muitos temiam ter suas casas, em situação irregular, desapropriadas –, saiu da comunidade e ganhou ares políticos. A obra, avaliada em US$ 110 milhões e que virou uma fratura exposta na relação entre o Governo do Estado e Prefeitura, foi defendida por Cid Gomes, que afirmou – durante uma fala na Assembleia administrativa – que o local, situado a apenas 700 metros da avenida Beira Mar, cartão-postal da capital, era a única alternativa viável para a instalação do empreendimento, pelo espaço e por possuir profundidade satisfatória. Ainda em seu pronunciamento público, Cid explicou que outro local possível para a obra era a área do Porto do Pecém, mas que a construção do estaleiro nesta localidade demandaria uma maior quantidade de recursos. A meta era construir oito navios, de grande e médio porte, seguindo o desejo do ex-presidente Lula de produzir embarcações em território nacional.


OPOSIÇÃO. Apesar dos apelos do Governo do Estado, que argumenta que, além dos aspectos técnicos e econômicos da obra, o estaleiro geraria 1.200 empregos diretos na área, com impactos ambientais mínimos, a Prefeitura se mostrou — desde o início das discussões — contrária à instalação do empreendimento no Titanzinho. Segundo a Prefeitura, a região possuiria uma “vocação” para o turismo, além de se tratar de uma Zona de Proteção Ambiental, não podendo comportar a construção das edificações necessárias para a instalação do estaleiro. Em contrapartida, o Governo do Estado alega que, na realidade, ela se trata de uma área de porto. Para que o projeto saia do papel, há necessidade de licença por parte do Município. Além da questão ambiental, a Prefeita afirmou, na primeira sessão da Câmara do ano, que a construção do estaleiro iria contra o Plano Diretor da cidade, pois comprometeria dois projetos de urbanização já existentes para aquela região – o Aldeia da Praia e o Prodetur Nacional Fortaleza —, que juntos trariam investimentos de cerca de US$ 260 milhões para o bairro. Apesar da polêmica, até o final de 2010, as obras não haviam sequer começado. O secretário de Infraestrutura, Luciano Feijão, esclareceu, ainda, que a instalação do estaleiro fere o Estatuto da Cidade, a Lei de Ocupação e Uso do Solo e o próprio projeto da Orla de Fortaleza. ENTRE ONDAS. Há também o medo de que, por conta dos aterramentos necessários da obra, a água avance e acabe inundando a faixa de praia. Entre as possíveis consequências da construção do estaleiro, uma que chamou atenção é a que diz respeito ao impacto da obra na prática do surfe no Titanzinho. Celeiro de surfistas

196 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Essa cidade tem prefeita! LUIZIANNE LINS, prefeita de

Fortaleza (PT), demonstrando que, se depender dela, o projeto não sairá do papel

É só nadar um pouco mais. Cid gomes,

governador do estado, sugerindo que surfistas do Titanzinho pratiquem o esporte 700 metros mais adiante do local onde pretendia ver construído o estaleiro A prefeita de Fortaleza e o governador do Ceará: impasse

do Serviluz, a praia atrai esportistas de todas as partes do Brasil e já revelou nomes que brilham no cenário mundial, como Tita Tavares. “Se construírem o estaleiro nesta praia, vai ser um problema para os atletas. O Titanzinho tem as melhores ondas para treinamento de Fortaleza. As ondas grandes e fortes daqui deixam os atletas mais preparados para os circuitos nacionais”, disse Flávio Sukita, pai e treinador da surfista Larissa dos Santos, 11 anos, vencedora do Circuito Petrobras de Surf de 2010. A Prefeitura de Fortaleza realizou estudo técnico das alternativas de localização do Estaleiro Promar Ceará. O documento apontou que o litoral de Fortaleza não era o mais adequado para receber o empreendimento, já que os impactos ambientais, sociais e urbanísticos seriam

bastante significativos. Mesmo com o desejo do governador do estado, a obra ficou sem aval da prefeitura e nunca saiu do papel. Depois de ter rejeitada sua licença ambiental de instalação na cidade de Fortaleza, o estaleiro Promar anunciou a transferência dos investimentos de US$ 150 milhões para o Porto de Suape (PE), confirmando a tendência de se instalar no local um novo polo de construção naval. O governo de Pernambuco apressou-se em conceder a licença ambiental prévia para a instalação do estaleiro em área de 100 hectares próxima ao Porto de Suape. E fez mais: levou a Assembleia Legislativa a aprovar, a toque de caixa, lei que permite a destruição de 692 hectares de mata nativa para a instalação do estaleiro Promar e de outros empreendimentos da indústria naval. n


A cronologia da polêmica

Porto d » 19 de janeiro. O governador Cid Gomes anuncia a decisão do governo de construir, em parceria com o setor privado, um estaleiro para a praia do Titanzinho. » 21 de janeiro. O governador se reúne com o então presidente da Câmara, Salmito Filho (PT) e com vereadores votados no bairro Serviluz, onde fica a praia do Titanzinho. A prefeita Luizianne Lins diz que “a cidade tem prefeita”, em uma clara reação às ações do governador, principalmente em relação ao estaleiro. Em oposição ao estaleiro, ela diz que a prefeitura tem um projeto social para o mesmo local.

» 5 de março. A STX

to le ac An sé Jo a Ru

o Mu

curip

Norway Offshore anunciou que investirá US$ 100 milhões na criação de um novo estaleiro em Fortaleza (CE). A empresa, subsidiária da STX Europe, deve realizar o projeto junto com o parceiro local PJMR, empresa com a qual tem um estaleiro em Niterói (RJ), onde já construiu mais de 20 embarcações offshore.

» 9 de março. O vereador Salmito Filho entrega um abaixo-assinado com 10.400 assinaturas de moradores do Serviluz ao governador. Eles apoiam o estaleiro ali. A prefeita Luizianne diz que o documento é clara “manipulação”.

» 18 de março. O Ministério Público pede uma cópia do projeto do estaleiro.

nid

aV ice

nte

de

Cas

tro

e » Abril. Intensifica-se o impasse em torno da obtenção de licença e posse do terreno no Titanzinho. Alagoas e Pernambuco se interessam pelo estaleiro. » 22 de maio. Prefeitura diz: “Fortaleza não precisa de estaleiro”.

» 2 de julho. Após ter licença ambiental rejeitada, o estaleiro Promar anuncia transferência de US$ 150 milhões para o Porto de Suape, em Pernambuco.

» Outubro. Quatro meses e meio após o fim do impasse, programas de urbanização que foram anunciados pela Prefeitura sequer começaram. Ainda não há recursos e as obras só devem começar no próximo ano. O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 197

Ceará

» 1o de fevereiro.

Ave

c o n A p ra i a torn do bairada pe Titanzi ro S l o p n h o er v opul ,  iluz oso

Confira passo a passo as discussões em torno da instalação do estaleiro no Titanzinho, região portuária de Fortaleza


Alanis Maria Laurindo de Oliveira foi sequestrada na porta de uma igreja e assassinada logo depois

CASO ALANIS

Um crime monstruoso Bárbaro e sem sentido, assassinato de menina de cinco anos, que sonhava ser bailarina, chocou a população da capital cearense

L

ogo no início de 2010, o estado do Ceará parou diante de um crime bárbaro e sem sentido. O caso, que chocou até mesmo a perícia e causou revolta entre a população da capital, foi o rapto, estupro e morte da menina Alanis Maria Laurindo de Oliveira, de apenas cinco anos de idade. O rapto aconteceu no dia 7 de janeiro, enquanto os frequentadores da Igreja Matriz do Conjunto Ceará, realizavam o “Paz de Cristo” – momento em que os fiéis se cumprimentam e fazem votos de felicidade e paz uns aos outros. Separada de sua mãe na hora de confraternização, Alanis brincava no pátio da igreja quando foi raptada por Antônio Carlos dos Santos Xavier, o “Casim”. Desde a noite do desaparecimento de Alanis, policiais civis e do Ronda do Quarteirão

198 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

já vistoriavam toda a área do entorno da igreja e bairros adjacentes. As buscas tiveram um triste fim quase 24 horas depois, quando o corpo da menina foi encontrado abandonado em um matagal, em Antônio Bezerra. Encontrada sem roupas e com claros sinais de violência física, a morte de Alanis causou comoção entre moradores da capital. Na sua missa de corpo presente – na Igreja Nossa Senhora da Conceição —, foi formada uma multidão, que pedia por justiça. Uma força-tarefa foi montada para coordenar as investigações sobre o rapto seguido de morte da menina. Como o caso acabou ganhando projeção nacional, além do 12º Distrito Policial (Conjunto Ceará) e da Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa), dois outros órgãos

da Polícia Civil se juntaram à apuração do caso: o Departamento de Inteligência Policial (DIP) e a Divisão Antissequestro (DAS). Durante a investigação, imagens do circuito interno dos ônibus e do terminal do Antônio Bezerra foram analisadas, por causa da suspeita de que o assassino tenha fugido da cena do crime de ônibus. Essa suspeita foi levantada com base em denúncias de moradores da Zona Oeste, que participaram ativamente no desenrolar do caso. Emoção e solidariedade fizeram parte do ato religioso, realizado no dia 11 de janeiro, na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, no Conjunto Ceará, em homenagem à menina Alanis. Aproximadamente 300 pessoas, vestidas com roupas brancas e acenando bexigas e bandeiras que estampavam o rosto da garota, lotaram a Igreja em um ato de solidariedade à família. A celebração, uma iniciativa da comunidade religiosa do bairro, teve uma série de cânticos e orações, pedindo paz. No fim do ato, a mãe da menina, Ana Patrícia, agradeceu o apoio da comunidade. n


Não foi o soldado do Ronda que atirou. Foi o Estado. HEITOR FÉRRER,

deputado estadual, criticando a política de segurança pública do governo do Ceará tendo como gancho a morte do garoto Bruce Cristian

bruce cristian

Morto pelo policial A tese de tiro acidental contra o adolescente foi descontruída pelo inquérito policial. A arma utilizada no incidente só dispara se acionada

Y

de tarde do dia 25 de julho de 2010. A moto pilotada pelo pai de Bruce trafegava pela rua Beni de Carvalho e fez a curva, à esquerda, na avenida Desembargador Moreira. Naquela esquina, estava estacionada a viatura do Ronda do Quarteirão de número 1031. “Foi uma abordagem de rotina. Os policiais deram ordem para a moto parar porque havia dois homens em uma moto, usando capacetes, houve suspeita. Ocorreu um único disparo. O tiro de pistola foi efetuado pelo soldado Silveira, que estava na viatura”, informou o major Valberto Melo, que esteve no local, ao jornal Diário do Nordeste. Segundo ele, “a atuação foi desastrosa e infeliz”. Bruce era o filho mais velho – de três – de Francisco das Chagas. Foi preciso que

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 199

Ceará

uri Silveira Alves Batista, oficial do Ronda do Quarteirão, saca uma pistola ao realizar uma abordagem e mira em um dos pneus da motocicleta que seguia em sua frente. O tiro, no entanto, desvia o seu caminho e atinge a cabeça do garoto Bruce Cristian, transportado na garupa da motocicleta pelo pai, Francisco das Chagas. A partir daí, as cenas que se seguiram foram um misto de desespero e terror. Flagrado pelo celular de uma testemunha, estava Seu Francisco, de braços abertos, chorando em desespero, gritando por ajuda tardia sobre o corpo do filho. O assassinato que chocou o estado aconteceu em um dos pontos mais movimentados da capital, em um fim

tios do garoto chegassem ao local para consolar Francisco e convencê-lo a deixar que o rabecão da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) levasse o corpo do adolescente. Depois disso, sentado na calçada ainda em estado de choque, o pai recebeu o apoio de freiras da igreja. A comoção popular se misturava à revolta. As pessoas que permaneciam ali reclamavam do despreparo dos policiais militares, que deixaram o local sob os gritos de “assassinos”. O inquérito foi conclusivo: não houve, ao contrário da versão defendida pelo acusado, tiro acidental. A arma utilizada só dispara se acionada. Yuri Silveira foi, então, processado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e por lesão corporal, com o agravante de abuso de poder. Mas, após permanecer quatro meses detido no Presídio Militar e ter sido expulso oficialmente da corporação, Silveira recebeu o direito de responder ao processo em liberdade. n


fiec

Nova fase na FIEC Representatividade e integraçãos das forças são os pilares da nova gestão da Federação das Indústrias do Ceará, eleita em 2010 em um processo eleitoral inovador conduzido por Roberto Macêdo

D

esde 1950, as indústrias cearenses são representadas pela Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), que, atualmente, congrega 39 sindicatos ligados ao setor. A entidade é integrada ao Sistema Confederativo da Representação Sindical da Indústria – que por sua vez é liderado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A FIEC foi constituída com o intuito de defender e coordenar os interesses dos industriais do estado. Com 60 anos de trajetória, completos em 200 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

2010, a FIEC é consolidada como um espaço de discussões sobre questões industriais – dos âmbitos nacional e regional – e como uma impulsionadora de negócios, o que amplia e fortalece sua interferência na conjuntura social e econômica do Ceará. Em 2010, a entidade seguiu com essa postura, mas acrescentou elementos inovadores em sua política interna. A começar pelas eleições para a nova diretoria, que foram marcadas por um intenso processo participativo. Os industriais escolheram pelo voto direto os futuros dirigentes da federação. Eram 1.046 credenciados para votar em 39 zonas eleitorais. Estive-

ram presentes em seus respectivos sindicatos, no dia 19 de agosto, 703 empresários interessados em moldar, com o voto, a instituição que representa sua classe. “Tem empresário que nunca foi à Federação e não tem o menor interesse. Isso fez com que o empresário comparecesse à federação. Cada presidente de sindicato, cada diretoria se empenhou em trazer seus eleitores”, afirma o atual presidente – reeleito – da entidade, o empresário Roberto Macêdo, sobre o que chamou de “a festa da eleição”. A democratização do processo eleitoral foi implantada pela atual gestão através de uma reforma no


pectativa, segundo o presidente, é que em pouco tempo (não de imediato) metade das federações adotem esse mesmo sistema eleitoral. A gestão do último quadriênio tinha como pilares a reunificação da instituição, a dinamização dos sindicatos, a renovação de suas diretorias, a modernização da gestão — através de planejamento e mapa estratégicos —, início da implantação do Movimento Empresarial para Inovação (MEI) – que busca consolidar uma cultura de inovação – e o fortalecimento da governança sindical. Para esta última plataforma, a mudança no processo eletivo e o aumento da representatividade foram conquis-

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 201

Ceará

Estatuto e Regulamento Eleitoral. A partir dessa reforma, a Comissão Eleitoral passou a ser escolhida pelo Conselho de Representantes e não mais indicada pelo próprio presidente da instituição, como era até então. Segundo Macêdo, o lançamento do novo processo causou espanto na CNI. “Alguns diziam que a federação ia perder o controle. Acho que não. Acho que a partir de agora está no controle de quem merece e dos que são os donos do negócio: os empresários”, diz. Outros enxergaram as mudanças como grandes avanços, que servirão de inspiração para as federações de outros estados. A ex-

tas festejadas. Para o segundo mandato a diretoria pretende ampliar a sua representatividade político-social, uma das principais formulações do Planejamento Estratégico da gestão. Para isso, irá fortalecer sua imagem empresarial, com a intensificação do associativismo e ações compartilhadas com a sociedade e com as diversas áreas dos diferentes níveis governamentais. A nova gestão também quer consolidar a cultura de inovação através do já implantado MEI, que deve assumir a mesma dimensão e importância do Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade (PBQP), que deu peso à economia brasileira, colocando-a em nível competitivo no mercado mundial. Consolidará também a cultura da exportação, visando exportar mais de 2 bilhões de dólares em 2014. Para os próximos quatro anos será fundamental a implantação de um sistema de marketing de comunicação interna e externa para expor aos empresários e à sociedade o diferencial e a excelência dos serviços prestados pelo Senai, Sesi, IEL e pela CNI, promovendo uma integração interna e o alinhamento com as demandas dos sindicatos e das empresas. Com o marketing interno, a entidade vende seus serviços e mostra aos empresários as atividades disponíveis, pois, muitas vezes, eles contribuem, mas não sabem o que está ao seu dispor. E o marketing externo ajuda a criar a imagem da federação junto à sociedade, a outras instituições e ao governo; além de criar o clima de atração para os associados que ainda não se aproximaram. “Os empresários vêm nesse processo de acomodação e não procuram seus sindicatos. Se associam, mas não participam”, diz o presidente. Esse trabalho de marketing corporativo ajudará também a entidade a mudar sua imagem de espaço apenas


Brasil, Nordeste e Ceará Taxa de crescimento das principais variáveis econômicas

Acumulado de janeiro a novembro de 2010 sobre janeiro a novembro de 2009, em % Variável Produção industrial Vendas industriais Exportações* Exportações industriais* Arrecadação ICMS na indústria Consumo de Energia na indústria

Ceará 10,8 12,12 17,53 21,27 9,33 9,57

Nordeste 9,6 — 36,60 30,97 — —

Fonte: IBGE, IPECE, MDIC, INDI/FIEC, SEFAZ e COELCE — (*) Janeiro a dezembro de 2010 sobre janeiro a dezembro de 2009

para os “grandes”. O comprometimento com a representatividade também inclui o empenho em fortalecer as cadeias produtivas. Dar continuidade a um trabalho que passa por essas cadeias será um dos objetivos da gestão, já que a complementaridade entre as indústrias de transformação pode ser uma grande oportunidade de atrair novos investimentos, o que dá mais competitividade para as indústrias locais. Nessa mesma linha, a diretoria pretende, por exemplo, agrupar os sindicatos da indústria têxtil, do algodão e da confecção, no sentido de uni-los em torno de interesses comuns. “Melhor é reunir todo mundo em um sindicato, pois os empresários vêm aqui, discutem um assunto geral e quando sair alguma coisa para melhor é bom para todo mundo. Se for o contrário, você se enfraquece”, afirma Roberto Macêdo. A valorização de novas lide-

202 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Brasil 11,1 10,40 31,98 22,66 — —

do de acordo com as necessidades e a capacidade de cada empresa e de cada setor da economia. Mas ele ressalva que reduzir a jornada de trabalho para 4 horas, por exemplo, não garante mais emprego, como alguns acreditam. Pode até mesmo desempregar, pois o empregador tem de respeitar a força do mercado. “Tem outras coisas que a gente precisa fazer para melhorar. Reduzir os impostos e a ineficiência do Estado, por exemplo. Isso é que precisa ser trabalhado”, sugere. Encerrando o mandato com ações inovadoras, pulverizando o poder de decisões da instituição – sem enfraquecê-la, é preciso dizer — e lançando propostas consistentes que darão continuidade ao trabalho que está sendo realizado, a atual gestão legitimou seu esforço ao ser reeleita, democraticamente, pelo voto dos próprios empresários. “Eu não quero fazer história. Eu não quero, em nenhum momento, que prevaleça a minha vontade e, sim, aquilo que é possível”, palavras do presidente. n

Roberto Macêdo, presidente reeleito da FIEC

ranças também figura entre as prioridades dessa nova gestão. Identificar e desenvolver líderes emergentes faz parte de um processo renovador fundamental para o fortalecimento dos sindicatos e da federação. “Tenho certeza que no dia seguinte em que houve a eleição, o pessoal já começou a querer se movimentar para saber quem vai substituir o Roberto”, afirma o presidente. Ele diz que é preciso saber quem são as lideranças e formar novas opções para que, assim, a instituição continue se renovando. Sendo uma entidade representativa, a Federação das Indústrias do Ceará deverá enfrentar outros novos desafios — além de continuar a encarar os seus antigos. Um dos temas mais discutidos e que estão na zona de interesse da instituição é a redução da jornada de trabalho. Roberto Macêdo afirma que essa já é uma realidade no Brasil. A redução, segundo ele, já existe de forma negociada, varian-


O governador Cid Gomes, ao lado da primeiradama Maria Célia e do vice-governador Domingos Filho, anuncia o secretariado para seu segundo mandato

SECRETARIADO

Os muitos braços de Cid Com a convocação de um membro do PSDB e com um suplente como seu líder na Assembleia, o novo secretariado de Cid Gomes promete uma postura mais conciliadora. A manutenção de vários membros do primeiro mandato garante continuidade à gestão

P

dicações, algumas delas provocadoras de controvérsia entre a mídia e parlamentares. Além disso, o governador anunciou a criação, em janeiro, de mais novas pastas: a Controladoria Geral de Segurança e a Secretaria da Pesca, além da secretaria Extraordinária da Copa, que será comandada pelo ex-secretário de Esportes, Ferruccio Feitosa (PSB). Entre os nomes que geraram mais repercussão no meio político está o de Gony Arruda (PSDB), que assume a Secretaria do Esporte do Estado – Sesporte –, e o de Antônio Carlos (PT), que, apesar de não possuir nenhuma experiência em cargos no Legislativo, assumirá a função de líder do governo na Assembleia. O convite do tucano Gony

Arruda para o governo gerou inquietação entre a comitiva do PSDB, que havia anunciado que iria fazer oposição à administração de Cid Gomes, posicionamento diferente do tomado há quatro anos pela legenda. O deputado Fernando Hugo, também do PSDB, disse que o convite feito ao colega foi uma ação “pontual e específica” de Cid Gomes para com Gony, deixando claro que a Executiva Estadual do partido não foi consultada e sequer comunicada por qualquer um dos dois. Em sua página do Twitter, o deputado estadual Marcos Cals, que assumirá o comando estadual do PSDB a partir de março de 2011, reagiu duramente contra a convocação de Gony. “O deputado Gony Arruda deveria O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 203

Ceará

elo que tudo indica, mudança e conciliação farão parte do governo do Ceará nos próximos quatro anos. No anúncio da composição de seu novo secretariado — realizado na residência oficial do governador, já nas vésperas do ano novo, no dia 27 de dezembro de 2010 —, que agora conta com 26 nomes, o governador reeleito Cid Gomes aproveitou o clima de renovação que a virada do ano trazia e garantiu a continuação, com energias renovadas, de sua plataforma política. Sem muitas surpresas, o governador manteve em sua equipe importantes nomes ligados ao seu primeiro governo, e causou surpresa com novas in-


O secretariado de Cid Gomes 2011_2014

Casa Civil Arialdo Pinho

Gabinete Ivo Gomes

Fazenda Mauro Benevides F.

Turismo Bismarck Maia

Esporte Gony Arruda

Filiado ao PSB. Natural de Fortaleza, é Secretário do Turismo do Ceará, desde 2007. É atualmente presidente da Fundação CTI, órgão colegiado de Secretários do Nordeste. De 1991 a 1995, foi diretor de Turismo do Estado. De 1995 a 2002, exerceu o cargo de diretor de Economia e Fomento, da Embratur. Em 2002, foi eleito deputado federal.

Filiado ao PSDB. Natural do Rio de Janeiro, foi reeleito em 2010 para o quarto mandato de deputado estadual. É atualmente vice-presidente da Assembleia Legislativa, de onde também foi primeiro secretário. É presidente da Frente Parlamentar pela Copa do Mundo 2014 em Fortaleza (CE) desde 2007.

Cultura Francisco Pinheiro

Casa Militar Joel Brasil

Filiado ao PT. Natural de Jaguaribe, é graduado em História e concluiu mestrado e doutorado em História Social na Universidade Federal de Pernambuco. Ex-vereador de Fortaleza, foi presidente do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores de Fortaleza. Foi vice-governador de Cid e eleito deputado estadual nas últimas eleições.

Sem filiação partidária. Natural do Rio de Janeiro, é Coronel da Polícia Militar do Ceará e mestrando profissional em Economia do Setor Público, especialização em Gestão Pública. Desenvolveu e coordenou o Programa de Governo do Ronda do Quarteirão. Foi secretário executivo da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (2007-2010).

Recursos Hídricos César Pinheiro

Conselho Estadual da Educação Edgar Linhares

Saúde Arruda Bastos

Filiado ao PSB. Nascido em Sobral, é funcionário da Prefeitura de Fortaleza como procurador. Foi Chefe de Gabinete e Secretário de Educação da Prefeitura de Sobral durante as administrações de Cid Gomes. Foi eleito deputado estadual em 2002, 2006 e em 2010. Ocupou a Chefia de Gabinete do Governador de 2007 a abril de 2010.

Filiado ao PSB. Natural de Fortaleza. Assumiu a Secretaria de Finanças de Fortaleza na gestão de Ciro Gomes. Em 1990 foi eleito deputado estadual e assumiu a Secretaria de Planejamento do Ceará. Foi reeleito para a Assembleia Legislativa em 2002, 2006 e 2010. Foi Secretário da Fazenda de 2007 a abril de 2010.

Copa Ferruccio Feitosa

Educação Izolda Cela

Filiado ao PSB. Nascido em Fortaleza, é empresário e advogado, formado pela Universidade de Fortaleza (Unifor). Trabalhou na área de transporte por 21 anos. Foi Secretário do Esporte (2007-2010) na administração passada. É interlocutor da Sede Fortaleza na Copa do Mundo, junto ao Comitê Organizacional Local LOC/FIFA e Governo Federal.

Filiada ao PSB. Natural de Sobral, é graduada em Psicologia e mestranda em Gestão e Avaliação da Educação Pública. Professora da Universidade do Vale do Acaraú, foi secretária adjunta e depois secretária de Educação de Sobral, durante as gestões de Cid Gomes e de Leônidas Cristino. Desde 2007 é titular da pasta da Secretaria de Educação do Estado.

Controladoria Geral João Melo

Procurador Geral Fernando Oliveira

Sem filiação partidária. Natural de Lima Duarte, em Minas Gerais. Cursou Economia, Administração e Ciências Sociais. Em 2006, coordenou a campanha de Cid Gomes e ocupou a Secretaria da Casa Civil. Em 2010, voltou a coordenar a campanha de reeleição de Cid e de Dilma Rousseff à Presidência da República. As duas campanhas saíram vitoriosas.

Filiado ao PMDB. Natural de Iguatu, possui extensa formação acadêmica, sendo doutorando pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. Ocupou cargos no Banco do Nordeste do Brasil a partir de 1973, ocupando a presidência do banco de 1992 a 1995. Também ocupou diversos cargos na administração pública.

Sem filiação partidária. Natural de Fortaleza, é procurador da Fazenda Nacional no Estado do Ceará, desde 1993. Procurador Geral do Estado do Ceará, no período de janeiro de 2007 a maio de 2010. Procurador Chefe da Procuradoria da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, no período de 1997 a 2003.

204 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Filiado ao PSB. Natural de Santa Quitéria (CE), foi diretor de escolas no Piauí, São Paulo, Brasília e Ceará. Também atuou como assessor da Secretaria Geral do MEC de 1979 a 1986. Tem 62 anos de magistério e atualmente preside o Conselho Estadual de Educação.

Filiado ao PC do B. Natural de Fortaleza, é médico e servidor público concursado da Secretaria de Segurança Pública desde 1982, lotado como médico no Hospital da Polícia Militar do Ceará. Arruda Bastos é Secretário da Saúde do Estado desde abril de 2010, onde deu continuidade ao trabalho que iniciou junto com João Ananias.

Filiado ao PMDB. Natural de Senador Pompeu, exerceu carreira política em São Paulo até 1992. Integrou a administração do prefeito Antonio Cambraia, atuou como coordenador do PMDB (1997-2003), diretor de infraestrutura hídrica do DNOCS (2003-2006) e secretário dos Recursos Hídricos do Estado do Ceará (2007-2010).

Segurança Pública Francisco Rodrigues

Sem filiação partidária. Natural de Fortaleza, é coronel da PM do Ceará e foi secretário-chefe da Casa Militar do Governo do Estado do Ceará (2007-2010). Possui vasta formação na área policial, e atuou em diversas situações como instrutor em diversas áreas, principalmente na área de gerenciamento de crises e abordagem policial.


O secretariado de Cid Gomes 2011_2014

Trabalho e Desenvolvimento Social Evandro Leitão

Ciência, Tecnologia e Educação Superior René Barreira

Justiça e Cidadania Mariana Lobo

Infraestrutura Adail Fontenele

Cidades Camilo Santana

Conselho de Gestão e Política do Meio Ambiente Paulo Henrique Lustosa

Conselho de Desenvolvimento Econômico Ivan Bezerra

Desenvolvimento Agrário Nelson Martins

Pesca Flávio Bezerra

Líder de Governo Antonio Carlos

Filiado ao PDT. Bacharel em Ciências Econômicas, pela Universidade de Fortaleza (Unifor) e em Direito, pela Faculdade Integrada do Ceará (FIC). É funcionário público da Secretaria da Fazenda como auditor adjunto e presidente do Ceará Sporting Club.

Filiado ao PMDB. Natural de Fortaleza, é administrador de empresas com especialização em Administração Financeira e mestre em Política Social pela Universidade de Brasília (UnB). Deputado federal eleito em 2006. Filho do ex-ministro Paulo Lustosa

Filiado ao PSB e cearense de Jaguaribe. Professor da UFC, exerceu nesta instituição diversas funções: presidente da Associação dos Docentes, diretor do Centro de Humanidades, pró-reitor de Extensão (199599), vice-reitor (1999-2004) e reitor (2004-2007).

Filiado ao PSB. Criou uma das maiores empresas brasileiras da indústria têxtil, a Têxtil Bezerra de Menezes, e também ocupou a presidência de um dos maiores bancos brasileiros, o Banco Industrial do Ceará. Na Federação das Indústrias do estado do Ceará, integra a diretoria da FIEC.

Filiado ao PT. Natural de Hidrolândia (CE), ingressou por concurso público no Banco do Brasil e foi presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, por dois mandatos. Foi eleito vereador de Fortaleza em 1996 e reeleito em 2000, e deputado estadual em 2001 e 2006. Foi líder do governo na legislação passada.

Filiado ao PRB. Natural de Viçosa do Ceará, iniciou carreira em 1974 na Prefeitura de Fortaleza. Em 1994 assumiu a Secretaria do Transporte, Energia, Comunicação e Obras. Em 1995, assumiu a diretoria-geral da Assembleia Legislativa do Estado, indo em 2007 para a Secretaria da Infraestrutura do Estado do Ceará (Seinfra).

Filiado ao PRB. Nascido em Natal, foi militar e delegado sindical. Em 2006, elegeu-se deputado federal pelo Ceará, levantando a bandeira de defesa da atividade pesqueira no Estado. Logo no início de seu mandato, em 2007, criou a Frente Parlamentar da Pesca e Aquicultura, que contou com a adesão de 209 deputados e 10 senadores.

preocupação com a área de Segurança Pública. “Essa área é um dos principais desafios, por não depender exclusivamente das políticas de governo. Pela expectativa da população, procurei uma pessoa que terá o perfil esperado para trazer os avanços esperados para a área”, disse o governador ao anunciar o nome do Coronel Francisco Bezerra Rodrigues, que é o atual chefe da casa militar, como titular da secretaria de Segurança Pública e Defesa Social. PARTIDOS. Depois do PSB, partido que tem como presidente

Filiado ao PT. Natural do Crato, foi Presidente do Centro Acadêmico de Agronomia e diretor do DCE da UFC. Foi Superintendente adjunto do Ibama no Estado do Ceará em 2003 e 2004, e Secretário do Desenvolvimento Agrário do no governo Cid Gomes de 2007 e 2010. Foi eleito deputado estadual mais votado nas últimas eleições.

Filiado ao PT. Suplente de deputado estadual e vicepresidente do PT no Ceará, foi a grande surpresa dos novos líderes de Cid Gomes.

o próprio governador Cid Gomes, ganhou seis vagas no novo governo. O PT foi a sigla mais contemplada, com quatro pastas, além de ter conquistado novamente a vaga de líder do Governo na Assembleia Legislativa a partir de 2011, através de Antônio Carlos Freitas, aliado político de Luizianne Lins (PT). O PMDB foi contemplado com três secretarias, o PRB com duas e o PDT e o PCdoB com uma pasta cada um. O restante dos nomes do secretariado de Cid, cinco, não tem filiação partidária. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 205

Ceará

ter consultado, previamente, o PSDB antes de aceitar para compor o primeiro escalão do próximo governo”, disse Cals, ameaçando inviabilizar a aproximação entre PSB e PSDB. Por outro lado, a indicação de Antônio Carlos para a liderança do governo na Assembleia surpreende, pelo fato dele ser um político que nunca assumiu cargo no Legislativo, que recebe a confiança de Cid mesmo sem possuir intimidade com o regimento e jogo interno da Casa. Em seu discurso, o governador Cid Gomes deu destaque a sua

Sem filiação partidária. Defensora Pública do Estado do Ceará desde 2003, foi presidente da Associação dos Defensores Públicos do Ceará 2008-2010 e vice-presidente da Associação Nacional dos Defensores Públicos. Foi membro da Comissão Especial de Direitos Humanos da Presidência da República.


O presidente da OABCeará, Valdetário Monteiro. Na página oposta, grupo de advogados é recebido pelo governador do Ceará, Cid Gomes foto andre de lima

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL - CEARÁ

Uma revolução no judiciário Segundo o Conselho Nacional de Justiça, o Poder Judiciário do Ceará é o mais congestionado dos estados brasileiros. Conheça o movimento da OAB-CE que pretende mudar essa realidade

Q

uase 87 milhões de processos se encontram tramitando na Justiça brasileira. Praticamente um processo para cada dois habitantes no país. A taxa de congestionamento no judiciário nacional é de 71%, ou seja, de cada 100 processos que ingressam no Judiciário Federal, apenas 29 são solucionados no mesmo ano. Esse é o retrato da Justiça brasileira divulgado pelo relatório Justiça em Números, do Conselho Nacional de Justiça referente ao ano de 2009. No Ceará, a situação ainda é mais preocupante. O estado tem o maior índice de congestionamento em processos de segunda instância do país – 90%. 206 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

A gravidade dos dados revelados pelo CNJ obrigou a criação de iniciativas que visassem à diminuição da estagnação do Judiciário local. A principal delas partiu da Ordem dos Advogados do Brasil, secção Ceará: o movimento “Justiça Já – não dá mais para esperar”. “O movimento não se detém apenas às críticas ao Poder Judiciário, mas apresenta sugestões e soluções para se combater a morosidade do Judiciário. Ele será referência e exemplo nacional na luta pela agilidade da Justiça no Brasil”, explica Valdetário Monteiro, presidente da OAB-CE. A luta pela melhora do Judiciário cearense começou, ainda em junho, quando a OAB-CE, juntamente com suas seccionais,

pesquisou o funcionamento das Comarcas no Interior e na Capital. Os problemas identificados foram desde a falta de juízes ao excesso de terceirização de funcionários. “Em Aracati, faltam juízes e servidores. Em Iguatu, a cada dez servidores, apenas dois são do Judiciário. Precisamos não só de magistrados como de técnicos treinados e competentes. Qualquer forma de letargia deve ser considerada grande injustiça”, afirmou Valdetário. Na tentativa de solucionar as deficiências identificadas, foi instalado o Fórum Estadual Permanente em Defesa da Justiça – a primeira ação do “Justiça Já”. O objetivo do fórum é apontar soluções para a morosidade dos julgamentos no estado. “O fó-


ao governador Cid Gomes um documento contendo sugestões para acabar com a morosidade do Judiciário cearense, durante reunião realizada na residência oficial do governador. Dentre as ações reivindicadas pela OAB-CE estão a realização de concursos públicos para a contratação de servidores e de novos juízes, ampliação de 30% do orçamento do Poder Judiciário, promoção da Semana da Sentença e criação de novas comarcas do Tribunal de Justiça. A reunião foi uma oportunidade para que o movimento manisfestasse ao governador a preocupação de entidades como a OAB com a falta de agilidade do Poder Judiciário cearense, evidenciada pelo relatório do CNJ, e a necessidade de que medidas urgentes devem ser tomadas para reverter a situação. “O Judiciário no Ceará precisa de um choque de gestão já”, sustentou Ophir ao participar de audiência com o governador. Diante das reivindicações, Cid

Gomes mostrou-se solícito e declarou apoio ao “Justiça Já”. O governador afirmou ter conhecimento dos problemas da Justiça, embora não estivesse ciente da gravidade da situação até a visita dos advogados, e se comprometeu a analisar e a tomar as providências que estiverem ao alcance do executivo cearense. Segundo o presidente da OAB nacional, a iniciativa da seccional cearense é um momento histórico, não apenas para a OAB-CE, mas para toda a advocacia brasileira. “Justiça Já é um movimento a partir dos anseios da sociedade, e o advogado, como integrante da Justiça, pede que o Judiciário saia desse estado de letargia e sirva à sociedade”, pontuou Ophir. Mas, para ele, é necessário que o Judiciário também faça a sua parte. “Tenho muito orgulho da advocacia do Ceará e espero que esse movimento sirva como exemplo para todas as seccionais do Brasil se engajarem na luta por uma Justiça melhor”. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 207

Ceará

rum virá para contribuir com as políticas públicas, fazendo movimento pela agilidade. Esperamos ocupar o espaço institucional que nos cabe, criar consciência da importância da participação de todos os segmentos da sociedade”, disse Edmir Martins, coordenador da iniciativa. De acordo com ele, o fórum será composto por pelo menos 11 grupos da OAB-CE e representantes do poder público, da imprensa e da sociedade civil organizada. Em novembro, as iniciativas do “Justiça Já” atingiram seu ápice com o ato cívico realizado em frente ao Fórum Clóvis Beviláqua, um dos símbolos do Poder Judiciário cearense. O movimento reuniu mais de 500 pessoas, entre elas, o presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante, que participou da caminhada que partiu do fórum em direção ao Palácio Iracema. Após a manifestação, o presidente nacional da OAB e a diretoria da OAB-CE entregaram


foto jarbas oliveira

DOMINGOS FILHO

De olhos no futuro As ações do deputado Domingos Filho no comando da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará ajudaram a aproximar a sociedade do Poder Legislativo. Ele cumpriu dois mandatos consecutivos marcados por grandes empreendimentos

L

egitimação da legislatura, comunicação e infraestrutura. Essas foram as palavras-chave que nortearam os trabalhos do deputado estadual Domingos Filho (PMDB), durante seus quase quatro anos à frente da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Ceará. Presidente da casa por duas gestões consecutivas (20072008 e 2009-2010), o deputado aproveitou sua despedida da posição — em virtude de sua renúncia ao cargo para assumir a vice-governadoria do estado — para fazer um balanço de suas atividades no comando da AL. Em sua última sessão como presidente, no dia 22 de dezembro, discursou sobre suas ações à frente do Poder Legislativo, traçadas em um período que é considerado por muitos um dos mais ativos e empreendedores da história da Casa.

208 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Durante os quatro anos de gestão Domingos Filho — que compreenderam, somente em 2010, 278 sessões, 29 eventos e mais de 1.235 pronunciamentos —, a Assembleia Legislativa deu um visível salto de qualidade, tanto no que diz respeito aos serviços prestados, quanto em sua estrutura física e capacitação de servidores. Do impulso à área de comunicação, com a instalação de diversos veículos – rádio, revista, jornal, portal, televisão e agência de notícias –, às reformas e ampliações que tomaram conta de suas instalações, a administração da AL não parou de atuar e inovar um só momento. Redesenhada para melhor atender aos pleitos que atuam em suas sessões, a Assembleia Legislativa do Ceará se destacou na criação de mecanismos-modelo para a participação do cida-


Posse do governador reeleito Cid Gomes (PSB) e do vice-governador, Domingos Filho (PMDB), realizada no Plenário 13 de Maio da Assembleia Legislativa, na manhã de 1º de janeiro de 2011, em sessão presidida pelo deputado estadual Gony Arruda

LEGITIMAÇÃO. Em sua avaliação, Domingos Filho afirma que o maior legado deixado por sua administração será o da participação efetiva da sociedade cearense, em todas as instâncias, no Legislativo Estadual. “Nosso maior feito foi trazer o povo para o centro das decisões do parlamento cearense”, diz. Falando sobre o projeto de Iniciativa Compartilhada, onde a sociedade não apenas controla seu deputado, como também tem oportunidade de apresentar seus próprios projetos de lei e até mesmo propostas de emendas constitucionais, destacou a possibilidade de, através desse tipo de projeto, configurar legitimidade efetiva à legislatura. “Isso [a legitimação] só se dá com a participação, com proposição da sociedade, com respeito à crítica e humildade para receber as contribuições”,

Não se tinha debates simultâneos. Hoje temos três, quatro audiências diárias. Passamos a ser referência do diálogo social. domingos filho,

sobre o aumento da particiapção da sociedade nas atividades da Casa devido à ampliação da infraestrutura avalia o parlamentar. A consolidação da participação popular ganhou respaldo nas mudanças que a gestão Domingos Filho promoveu na Constituição estadual, em um

ato pioneiro que teve repercussão nacional e foi copiado por diversos outros parlamentos estaduais do país. “Com a revisão, a Carta Magna cearense ousou ao estabelecer a democracia participativa, que é o principal pilar do Estado Democrático de Direito”, afirma. Na prática, a medida assegurou a inserção na Constituição estadual do projeto de Iniciativa Compartilhada, consolidando o acesso da população às Comissões Técnicas – o “pulmão do parlamento”, segundo o próprio Domingos Filho. “É a garantia da participação da sociedade no processo de discussão dos assuntos com reflexos diretos na vida do povo”, esclarece. Ainda sobre o fortalecimento de relações da Assembleia com a sociedade cearense, Domingos Filho destacou a ampliação da Ouvidoria ParO LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 209

Ceará

dão e prestação de contas dos seus parlamentares, encurtando ainda mais a distância da Casa com a sociedade.


foto jarbas oliveira

O deputado Domingos Filho recebe troféu e diploma da lista “Os 30 Cearenses Mais Influentes 2010” entregue pela jornalista Isabela Martin, em evento no Gran Marquise Hotel

lamentar e o recém-lançado Disque Assembleia, serviço de call center, completamente gratuito, que possibilita o envio de críticas e sugestões, e a comunicação mais direta da Casa com a população. “Abrimos as portas para receber aqueles que temos a honra de representar. A ouvidoria Parlamentar recebeu mais de quatro mil sugestões e muitas delas conduziram nossa forma de administrar”, disse, durante sua última sessão na Assembleia. COMUNICAÇÃO. Cada vez mais transparência, seja através de sinal de televisão, ondas de rádio, internet ou em publicações impressas. Segundo a assessoria da Casa, nos últimos quatro anos, a estrutura de comunicação social da Assembleia Legislativa – outro dos eixos fundamentais da gestão Domingos Filho

210 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

— deu um salto de quantidade e qualidade ímpares em sua história. Antes, onde se tinha apenas uma revista semestral, um site e uma emissora de televisão recém-criada, hoje se encontra um verdadeiro complexo de comunicação, formado por uma vasta equipe de funcionários. Um jornal mensal, um serviço de mensagens informativas via telefone celular e uma emissora de rádio também foram frutos da última gestão. Segundo Domingos, medidas que acabaram com a distância entre Parlamento e cidadão, permitindo ao povo uma interferência em tempo real no andamento dos trabalhos dos deputados estaduais. “A construção da cidadania passa pela correta informação sobre as atividades dos representantes”, afirma o parlamentar. Liderado pela jornalista Sílvia Goes, o

Complexo de Comunicação Social, em pleno funcionamento, confere visibilidade a tudo que acontece no Legislativo – seja em transmissões ao vivo ou com pronta repercussão. Outro veículo que sofreu um crescimento destacado durante a gestão Domingos Filho foi a TV Assembleia, segundo a assessoria do próprio órgão. Em sua criação, no ano de 2006, o sinal da emissora alcançava somente 25% do estado. Já em 2007, primeiro ano da gestão Domingos Filho, uma parceria com a TV Ceará – gerenciada pelo governo do Estado — possibilitou que todo o Ceará captasse as imagens da TV Assembleia. Segundo a assessoria da AL, atualmente as 29 maiores cidades do estado possuem antenas coletivas, com conversor de sinal digital, para assistir 24


Domingos Filho e Roberto Claudio na primeira sessão do ano de 2011 da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará. Roberto Cláudio é o sucessor de Domingos Filho na presidência da Casa

horas por dia a TV Assembleia.

do dos Presidentes das Assembleias do Brasil, cargo ao qual renunciou em dezembro. Com a vitória do governador Cid Gomes nas eleições, Domingos Filho renunciou - no dia 29 de dezembro – à posição e assumiu a vice-governadoria do Ceará em janeiro de 2011. No momento da renúncia de Domingos Filho, o deputado Gony Arruda asusmiu provisóriamente o comando da casa, até o encerramento das atividades da mesma no ano de 2010. Com o início da Legislatura da Assembleia de 2011, o deputado governista reeleito Roberto Cláudio assume a presidência da mesa diretora da Casa. O novo presidente recebe a AL em ótimo momento, e tem o desafio de continuar os avanços constantes que marcaram as duas gestões de Domingos Filho. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 211

Ceará

INFRAESTRUTURA. Em outro feito que se tornou destaque, a gestão Domingos Filho criou o moderno Complexo das Comissões, para que as Comissões Técnicas pudessem funcionar com mais eficiência. Obra pioneira e única entre assembleias do país – com sete auditórios, de 60 lugares cada, e toda uma infraestrutura própria de comunicação –, a iniciativa significou um aumento substancial na produção de trabalhos do órgão, atingindo uma margem de crescimento de 80%. De acordo com Domingos Neto, nos últimos quatro anos, foram apreciadas 3.170 proposituras. Dessas, 2.018 foram aprovadas, 1.085 rejeitadas, retiradas ou arquivadas. Apenas 67 continuam tramitando. Isso significa que

98% das propostas apresentadas à Casa foram apreciadas. Já os requerimentos apresentados totalizaram 17.156. Outro investimento de grande importância, não apenas para a Assembleia, mas para a educação do Ceará, foi a implantação da Universidade do Parlamento Cearense, a única do gênero no país. Instituição voltada para a qualificação e formação dos servidores da Casa, a universidade abriga hoje mais de dois mil alunos, do ensino fundamental e médio, aos cursos de pós-graduação. Entre outros feitos que tornaram sua administração da Assembleia Legislativa do Ceará um exemplo para o futuro, Domingos Filho dedicou-se também à luta pelo fortalecimento dos legislativos estaduais, tendo presidido, em 2010, o Colegia-


Evangelista Torquato

Ernesto Sabóia

Carlos Fujita Beto Studart

Paulo Oliveira Flávio Paiva Ivens Dias Branco

Valdetário Monteiro José Pimentel

Deusmar Queirós

Roseane Medeiros

os 30 cearenses mais influentes 2010

Fale! lista os mais influentes Às vésperas de completar 10 anos, a revista Fale! inicia seu ranking anual de Mais Influentes inspirada no modelo lançado pela revista “Time”. O evento aconteceu no dia 24 de maio de 2010 no Gran Marquise Hotel, em Fortaleza

212 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


foto jarbas oliveira

Salmito Filho

Eunício Oliveira

José Guimarães

José Carlos Pontes

Domingos Filgo Guaracy Aguiar representa Ubiratan Aguiar

Lustosa da Costa Mairton Lucena

Roberto Cláudio

Luizianne Lins

Ceará

No famoso Dicionário Aurélio o adjetivo Influente é definido como “quem influi ou exerce influência”. Ele traduz prestígio, reconheci­mento e credibilidade. Credibilidade, também, de quem elabora a lista. Por isso, foram necessários 10 anos de Fale! para maturar e desenvolver esta ideia. A revista criou cinco catego­rias: Políticos, Empresários & Empreendedores, Artistas & Intelectuais, Profissionais Liberais e Esportes. luís-sérgio santos, editor e diretor da Omni Editora, que edita Fale!

A lista dos 30, a seguir 

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 213


Os 30 Cearenses Mais Influentes 2010

Adísia de Sá

Para resumir a brilhante carreira de Adísia Sá, e grande parte de sua vida, só há uma palavra: jornalismo. Celebrada como um dos maiores nomes do jornalismo cearense, Maria Adísia Barros de Sá tem 55 de seus 80 anos marcados pela paixão ao exercício da profissão que a tornou pioneira em diversas áreas do jornalismo no Ceará.

Airton José Vidal

Beto Studart

Jorge Alberto Vieira Studart Gomes, mais conhecido como Beto Studart, aos 22 anos começou uma carreira que, até hoje, é marcada pelo empreendedorismo e o sucesso nos negócios. Logo após se formar em Administração de Empresas pela Universidade Estadual do Ceará, em 1970, aos 23 anos, assumiu a presidência da Agripec.

Cid Gomes

O jovem governador do Ceará, Cid Ferreira Gomes, é certamente um dos mais talentosos políticos de sua geração. Nascido na cidade de Sobral, Ceará, a 27 de abril de 1963, é filho do político José Euclides Ferreira Gomes com Maria José Ferreira Gomes.

Domingos Filho

Um fortalezense com raízes tauaenses e espírito público voltado para todo o Ceará. Esse é o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Domingos Gomes de Aguiar Filho, do PMDB. Nascido em 9 de outubro de 1963, é filho de Domingos Gomes de Aguiar e Mônica Moreira Gomes de Aguiar, ambos com vocação política transmitida ao filho.

Evangelista Torquato

Nascido em Nova Russas, no dia 25 de outubro de 1968, o médico especialista em reprodução humana, Evangelista Torquato, herdou do pai a vocação profissional. Precoce, aos cinco anos já anunciava à família sua intenção de medicar quando se tornasse adulto. Veio estudar em Fortaleza aos 11 anos.

Carlos Fujita

Ernesto Sabóia

Flávio Paiva

O presidente da Fundação Edson Queiroz e Chanceler da Universidade de Fortaleza, Airton José Vidal Queiroz, lidera um dos mais diversificados e significativos conglomerados empresariais do Ceará, o Grupo Edson Queiroz.

Nascido em Fortaleza, no dia 23 de junho de 1964, Carlos Roberto Carvalho Fujita é formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Ceará e mestre em Gerenciamento de Construção e atualmente está também cursando Direito.

Ciro Gomes

Queiroz

Alexandre Pereira

César Asfor

Deusmar Queirós

Eunício Oliveira

Ivens Dias Branco

Aos 44 anos, o empresário Alexandre Pereira parece ter gosto pelos desafios e mudanças. Formou-se em Administração na Universidade Estadual do Ceará e fez uma série de cursos de pós-graduação e MBA em gestão pública e privada, que incluíram a Fundação Dom Cabral, a UFC e até a renomada escola de negócios francesa INSEAD.

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Francisco César Asfor Rocha, nascido em Fortaleza no dia 5 de fevereiro de 1948, foi o primeiro cearense a ocupar o posto máximo da segunda mais importante corte judiciária do Brasil.

214 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Mesmo tendo nascido em Pindamonhangaba, São Paulo, em 6 de novembro de 1957, sua atuação política no estado, desde 1979, qualificam Ciro Ferreira Gomes como um dos cearenses mais influentes.

O presidente da maior rede de farmácias do país, e uma das maiores empresas brasileiras, nasceu em Amontada, no interior do Ceará, e aos oito anos de idade já trabalhava para ajudar a família. Francisco Deusmar de Queirós percorreu uma longa trajetória, formando-se em Ciências Econômicas e Administrativas pela Universidade Federal do Ceará.

Ele nasceu em Fortaleza, filho de Ernesto Sabóia de Figueiredo e Albetiza Aguiar, vindo de uma família de seis irmãos – entre os quais a escritora Joyce Cavalcante. Casado com Geórgia, pai de três filhos, conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Ceará desde o dia 17 de março de 1999.

Quando Eunício Oliveira migrou de Lavras da Mangabeira para Fortaleza, aos 12 anos, tinha a intenção de chegar à universidade. Com dois diplomas pelo Centro de Ensino Unificado de Brasília, CEUB, em Administração de Empresas e Ciências Políticas, o deputado federal conseguiu mais que isso. É empresário e político.

Roteirista, cantor, escritor, jornalista, assessor, compositor, poeta, engajado, muitas são as palavras que podem servir de sinônimo para Flávio Paiva. Nenhuma capaz de traduzi-lo em sua essência múltipla. Também muitas foram as obras legadas por ele, desde que veio para Fortaleza em 1976.

O megaempresário cearense Ivens de Sá Dias Branco nasceu em Cedro, no dia 3 de agosto de 1934, filho dos portugueses Manoel Dias Branco e Maria Vidal de Sá Branco. É casado com Maria Consuelo Dias Branco e pai de Francisco Ivens, Francisco Marcos, Francisco Cláudio, Maria Regina e Maria das Graças.


Os 30 Cearenses Mais Influentes 2010

José Carlos Pontes

Luizianne Lins

Nelson Martins

Roberto Macêdo

Tasso Jereissati

José Guimarães

Lustosa da Costa

Paulo Oliveira

Roseane Medeiros

Ubiratan Aguiar

Mairton Lucena

Roberto Cláudio

Salmito Filho

Valdetário Monteiro

Nascido em 20 de dezembro de 1951, o engenheiro civil – formado pela UFC – e empresário José Carlos Valente Pontes é presidente de um dos maiores grupos empresariais do Ceará, a Marquise.

Do interior em Quixeramobim, José Nobre Guimarães, advogado formado pela UFC e deputado federal, tornou-se voz contundente na liderança no Partido dos Trabalhadores.

O deputado federal e há até pouco tempo Ministro da Previdência Social, José Barroso Pimentel, pode não ter nascido em terra cearense, mas há mais de trinta anos é figura constante na arena política do estado.

Filho de Francisco Ferreira Costa e Maria Dolores Lustosa da Costa, paraibano de nascimento – na cidade de Cajazeiras, no dia 10 de setembro de 1938 – mas “sobralense em tempo integral”, como costuma definir, o jornalista e escritor Francisco José Lustosa da Costa construiu de fato sua vida profissional em Sobral – e por extensão, no Ceará.

O neurocirurgião Mairton Lucena comanda, pela terceira vez consecutiva, a maior cooperativa de médicos no Ceará, a Unimed Fortaleza. Como a oitava maior do plano no Brasil e a maior das regiões Norte-Nordeste e Centroeste.

Liderar a base parlamentar de um governo com amplíssima maioria – 41 de 43 deputados estaduais – pode parecer tarefa fácil para um observador menos atento. Não quando se tem PT e PSDB no mesmo arco de sustentação.

O jornalista Paulo Oliveira nasceu no ano de 1951 em Fortaleza. Começou como locutor em 1969, na Rádio Dragão do Mar. Antes, já ensaiava técnicas de locução recitando cordéis para o avô. Em 1988, ingressou na Rádio Verdes Mares e, desde então, passou a comandar o “Programa Paulo Oliveira”, líder de audiência em seu horário no estado.

Renovação política. Assim poderíamos definir o papel que Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra está desempenhando no parlamento cearense. Nascido em Fortaleza, no dia 15 de agosto de 1975, filho do ex-reitor da UFC e ex-presidente do Conselho Nacional de Educação.

À frente de um dos maiores grupos empresariais cearenses, Roberto Proença de Macêdo continua o legado de seu pai, o ex-senador e industrial José Dias de Macêdo, com atuação que contribui para o crescimento econômico do estado.

A marca feminina no Centro Industrial do Ceará foi deixada somente noventa anos após a fundação da entidade empresarial, com a eleição para presidente de Roseane Oliveira de Medeiros, que fez história em 2010 ao ser a primeira mulher a presidir o órgão, uma das entidades empresariais mais antigas do estado.

O jovem presidente da Câmara Municipal de Fortaleza desde cedo esteve envolvido nos movimentos políticos da cidade, se destacando na política primeiramente como liderança estudantil no Partido dos Trabalhadores. João Salmito Filho, 35, sociólogo, concluindo mestrado em Sociologia Política pela Universidade Federal do Ceará.

Nascido em 15 de dezembro de 1948, na cidade de Fortaleza, o senador Tasso Ribeiro Jereissati é considerado pelo atual governador Cid Gomes, do PSB, “o maior político cearense vivo”. O elogio não é à toa.

Ubiratan Aguiar é exemplo de uma vida inteira dedicada ao serviço público, ocupando lugares de destaque. Desde que ingressou na política como vereador de Fortaleza, ainda estudante, influencia os processos políticos no Ceará, e, desde o ano de 2008, ocupa a presidência do Tribunal de Contas da União (TCU).

Nascido em Arneiroz no dia 10 de julho de 1972, Valdetário Andrade Monteiro trouxe de suas origens no interior do Ceará – tendo passado parte da vida em Iguatu – o desejo de descentralizar as ações da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Ceará, entidade que preside desde o início deste ano.

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 215

Ceará

José Pimentel

Meteórica. Assim pode ser definida a ascensão de Luizianne de Oliveira Lins, desde que assumiu a presidência do DCE da UFC, em 1990, ainda como estudante de Comunicação Social, até chegar ao segundo mandato como prefeita de Fortaleza.


a terra TREME

A destruição que vem do solo 20.669 abalos sísmicos sacudiram diversas partes do mundo em 2010, segundo o Centro Nacional Norte-Americano de Pesquisa Geológica (USGS, na sigla em inglês). Como consequência, o ano ficou marcado como o segundo pior da década em número de mortes causadas por tremores de terra. A foto mostra a destruição no Haiti 216 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


E

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 217

Mundo

m 2010 foi registrado o segundo maior número de catástrofes naturais desde 1980 (ano em que se começou a coletar os dados). Foram, ao todo, 950 desastres — 165 a mais que a média anual da década, que é de 785 —, entre eles eventos climáticos e terremotos. Por conta deste alto número, o ano teve recorde de mortes por desastres naturais: mais de 295 mil, número menor apenas que o contabilizado em 1983, quando mais de 300 mil pessoas morreram, especialmente em decorrência da seca da Etiópia. Além do enorme número de mortes, os desastres naturais também causaram um grande prejuízo econômico: US$ 130 bilhões, dos quais apenas US$ 37 bilhões estavam assegurados.


Onde fica o Haiti Haiti

República Dominicana

Porto Príncipe

Criança brinca sobre os escombros do terremoto do Haiti

Aconteceram 20.669 sismos em 2010. A população não notou a ocorrência de muitos deles, pois tiveram tão baixa magnitude que foram sentidos apenas pelos equipamentos que fazem a medição, mas outro grande número foi responsável por causar pânico, grandes estragos e várias mortes. Ainda não é possível prever um abalo sísmico com grande antecedência, tampouco preveni-lo. A principal medida que pode atenuar os efeitos de um terremoto de alta magnitude é a construção de prédios resistentes aos tremores. Estados Unidos e Japão têm desenvolvido formas de construção antissísmica que conseguem evitar mortes e destruição. Quando áreas despreparadas são atingidas, porém, o terremoto pode causar tragédias de níveis inimagináveis. Das mortes em decorrência

218 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

de desastres naturais, 226.895 delas foram causadas por tremores de terra, o que levou o ano a se tornar o segundo pior da década em número de mortes por grandes sismos — em 2004 foram contabilizadas 228.802 vítimas de terremotos, o maior número desde 2000. Os quatro primeiros meses de 2010 tiveram uma intensa atividade sísmica, com vários terremotos de alta magnitude na escala Richter, entre eles o do Haiti (7,3 graus), o do Chile (8,8 graus), e o da China (6,9 graus), que estão entre as cinco maiores catástrofes naturais do ano. De acordo com especialistas, os terremotos são independentes entre si e não tiveram relação direta, pois aconteceram em placas tectônicas diferentes. O que é considerado “mero acaso” pelos cientistas tem outra

explicação, de acordo com o aiatolá iraniano Kazem Sedighi. Para o religioso, a causa do aumento do número de terremotos é o grande número de relações sexuais ilícitas. “As catástrofes naturais são o resultado de nosso próprio comportamento”, disse Sedighi. “Muitas mulheres mal vestidas [que não respeitam a roupa islâmica] corrompem os jovens, e o aumento das relações sexuais ilícitas faz crescer o número de terremotos”, declarou. TRAGÉDIA HAITIANA. O sofrimento do Haiti pode ser considerado crônico: país mais pobre das Américas, de economia primária, com grande parte da população abaixo da linha de pobreza, situação política instável e dependente da Minustah (Missão das Nações Unidas para a Estabilização no


um desastre deste tamanho. Não é comparável a nenhum outro”. O país caribenho sofreu com a situação caótica que se instalou após o terremoto. A esperança para a reconstrução veio com a mobilização de 30 países e organizações internacionais — entre eles o Banco Mundial, os Estados Unidos, a União Europeia, a Venezuela, a China e o Brasil —, que prometeram ajuda humanitária e econômica (mais de US$ 2,5 bilhões). Apesar das promessas, após um ano do desastre, os trabalhos de reconstrução ainda caminham com dificuldade. Segundo autoridades, a falta de integração entre o governo local e as organizações não governamentais é o principal empecilho, além da demora na ajuda financeira dos países — apenas 45% do dinheiro prometido chegou ao país. Um ano após o terremoto, o Haiti ainda tem mais de um milhão de pessoas desabrigadas, vivendo em alojamentos improvisados. Entidades internacionais calculam que apenas 5% dos escombros tenham sido retirados. Uma epidemia de cólera atingiu o Norte e o Centro do Haiti dez meses depois do terremoto e chegou a Porto Príncipe. As condições precárias de higiene, o grande número de desalojados a falta de sistemas adequados de saneamento da capital contribuíram para a disseminação da epidemia, que matou mais de 3.400 pessoas até o fim de 2010. DEVASTAÇÃO. 500 vezes mais energia liberada que no terremoto do Haiti. Foi com essa magnitude — 8,8 graus na escala Richter — que o Chile foi atingido no final de fevereiro. O terremoto teve três minutos de duração, causou uma enorme devastação e foi sentido em países vizinhos, como o Brasil e a Ar-

gentina. Apesar de ter sido bem mais forte que o terremoto do Haiti, cerca de um mês antes, o número de vítimas (520) foi bem menor. Isso se deu pois o Chile tem construções preparadas para a exposição a terremotos. O maior terremoto do ano — e o quinto mais forte já medido na história — foi também a tragédia mais cara do ano: o Chile teve perdas totais de US$ 30 bilhões, o que equivale a 17% de seu PIB. “O dano patrimonial causado pelo terremoto vai ser próximo de US$ 30 bilhões. Estou falando de imóveis destruídos, hospitais colapsados, escolas com graves danos, danos a nosso aparelho produtivo e nossa infraestrutura e muitas outras coisas”, afirmou o presidente do Chile, Sebastián Piñera. O terremoto também gerou um tsunami com ondas de 10 metros que atingiu o país meia hora depois, deixando vítimas principalmente na cidade de Concepción. O alerta de tsunami foi enviado para o Havaí, as Américas do Sul e Central e boa parte da Costa do Pacífico. Durante os dias seguintes, o Chile ainda sofreu com diversos terremotos menores, mas de magnitude significante. O terremoto foi tão forte que deslocou o eixo terrestre em 8 centímetros, encurtando a duração dos dias em 1,26 microssegundos (um microssegundo é a milionésima parte de um segundo), segundo a Nasa. A mudança foi mais acentuada que a que sucedeu o terremoto de magnitude 9,1 que atingiu Sumatra em 2004. Isso se dá porque o terremoto chileno aconteceu numa falha geológica mais profunda e num ângulo mais acentuado, além de ter sido mais ao sul da linha do Equador, fatores que fizeram com que o terremoto tenha sido mais eficaz ao deslocar verticalmente a massa da Terra. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 219

Mundo

Haiti) para garantir a paz. No dia 12 de janeiro de 2010 um terremoto de 7,3 graus na escala Richter atingiu o país a aproximadamente 22 quilômetros da capital, Porto Príncipe, e teve resultados devastadores. Cerca de 80% das construções de Porto Príncipe foram destruídas, entre elas importantes prédios, como o palácio presidencial, o edifício do parlamento, a catedral de Notre-Dame de Port-au-Prince e a sede da ONU, onde funcionava a Minustah. A crise não tinha limites: os feridos não tinham para onde ser levados, pois todos os hospitais foram destruídos ou danificados; problemas de comunicação dificultavam a divulgação de informação sobre danos e vítimas; a chegada de ajuda foi atrapalhada, pois os aeroportos foram fechados. Segundo o premier haitiano Jean-Max Bellerive, a catástrofe deixou 316 mil mortes e 350 mil pessoas feridas. Segundo a ONU, o terremoto deixou cerca de 220 mil vítimas. Apenas o terremoto de Tangshan, na China, em 1976, teve mais vítimas (242 mil). Pelo menos outras 33 réplicas sismológicas — das quais 14 tinham mais que 5 graus — foram registradas pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). Por conta do medo, a população se alojou nas ruas da capital, junto a escombros e corpos de vítimas que ainda não tinham sido retirados. Segundo a Cruz Vermelha, mais de 3 milhões de haitianos foram afetados pela catástrofe. A porta-voz do Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários, Elisabeth Byrs, considerou o terremoto do Haiti como o pior desastre que a ONU já enfrentou em sua história. Segundo Byrs, “é um desastre histórico. Nunca antes na história das Nações Unidas enfrentamos


o mundo em chamas

A fúria islandesa O vulcão islandês Eyjafjallajokull, de difícil pronúncia, paralisou o espaço aéreo europeu e atrapalhou a viagem de milhares de passageiros no mundo inteiro

U

m vulcão adormecido há 187 anos causou imensos prejuízos ao redor do mundo. A erupção causada pelo vulcão islandês Eyjafjallajokull (eia-fiátla-iocutl) gerou uma enorme nuvem de poeira vulcânica que durou quase uma semana e foi responsável por parar o espaço aéreo europeu por quase um mês. Cerca de 800 mil islandeses da zona rural do país foram obrigados a abandonar o local. O incidente natural que gerou uma nuvem de cinzas vulcânicas impediu as companhias aéreas de liberarem suas aeronaves para voos. Inglaterra, França e Alemanha foram os países mais prejudicados. Nesses países, nenhum voo foi liberado por cinco dias seguidos, causando uma crise sem precedentes. A paralisação se deu pelo medo de que a poeira entrasse nos motores dos aviões e danificasse os motores das aeronaves. A nuvem chegou a alcançar 11 quilômetros de altura. A poeira era composta por uma mistura de partículas de vidro, areia e rocha que poderiam entupir as turbinas dos aviões. Como esse episódio era desconhecido, as companhias preferiram aguardar os resultados de testes para analisar as condições de voos. Por determinação da Agência Europeia para a Segurança na Navegação Aérea (Eurocontrol), os aeroportos de boa parte do continente também foram fechados para pouso e decolagem por medida de segurança. Os prejuízos causados chegaram perto de 6 bilhões de euros. Filas gigantescas se formaram durante o

220 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Onde fica o Islândia Islândia Reykjavik

Geleira Eyjafjallajokull, onde está o vulcão

caos aéreo europeu. Estima-se que mais de 95 mil voos foram cancelados. Esse foi o maior fechamento do espaço aéreo do continente desde a Segunda Guerra Mundial. O carregamento de flores e verduras vindos da África teve que ser destruído, porque não foi possível embarcar os produtos em aeronaves com destino à Europa. A entrega de encomendas também foi comprometida pelo fechamento dos aeroportos europeus. A solução encontrada por milhares de passageiros que tiveram seus voos cancelados foi a busca por transportes alternativos como trens, ônibus, balsas e até táxis. Mais de 10 milhões de passageiros no mundo todo foram prejudicados. Até os times do Barcelona, Lyon, Milan e Bayern de Munique tiveram que viajar de trem para cumprirem as datas das semifinais da Liga dos Campeões da Europa. O nome curioso do vulcão é resultado da união das palavras eyja, fjalla e jökull, que significam, respectivamente, ilha, montanha e geleira. Numa tradução literal, Eyjafjallajokull significa a “geleira da montanha da ilha”. O vulcão de 1.660 metros de altura está localizado em uma geleira, ao sul da Islândia, a cerca de 120 km da capital do país, Reykjavik. A ilha europeia fica no meio da Dorsal Meso-Atlântica, uma fenda no meio do Oceano Atlântico, entre as placas americana e europeia. O pequeno país abriga muitos dos vulcões mais ativos do planeta. A última erupção na geleira foi registrada em 1821 e durou dois anos. n

Mundo

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 221


A explosão do Eyjafjallajökull As erupções em 2010 do vulcão Eyjafjallajökull causaram drásticas interferências nas viagens aéreas em quase toda a Europa. A segunda erupção do ano, em 14 de abril, produziu uma enorme nuvem de cinzas que impossibilitou as saídas da maioria dos voos. Aqui está uma recapitulação dos detalhes e seus efeitos na indústria aérea

Ey ja AYE

YA

fja lla jö kull FAYAH DLA

JOW KUDL

Ele cobre mais de 100 mi de metros quadrados e sua cúpula tem 1.666 metros Os três vulcões mais altos, em comparação:

Lascar - Chile 5,592m

Guallatiri - Chile 6,071m

A Islândia tem 31 vulcões ativos, tornando-a uma das áreas mais ativas de vulcanismo no mundo

Cotopaxi - Equador 5,89m

A erupção criou muita cinza porque o vulcão está sob uma geleira Todo o vapor fez as nuvens de cinzas chegarem a 11 quilômetros de altura NUVEM DE CINZAS OLD FAITHFUL* Isso é 108 vezes a altura da OLD Faithfull A cada segundo, 750 toneladas de cinzas foram expelidas desde o início da erupção A nuvem de cinzas consiste de vapor e cinzas vulcânicas

O Eyjafjallajökull também tem muitas quedas d’água, tornando-o um dos principais pontos turísticos da Islândia A primeira erupção do vulcão foi em 20 de março... Mas a segunda erupção, em 14 de abril, foi 20 vezes mais forte 20 de março

É muito abrasivo e corrosivo

Danifica o exterior e o motor das aeronaves facilmente

14 de abril Algumas cinzas são microscópicas e impossíveis de ver durante o voo

222 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


CHUVA é a única solução para limpar as nuvens de cinzas Até que na Europa chovesse bem, os aeroportos ficaram fechados intermitentemente

Até 23 de abril, a maioria dos voos europeus estavam de volta na programação Países com o ESPAÇO AÉREO comprometido pela erupção Total de voos cancelados 100.000

Total de passageiros retidos 7 milhões Áustria

Efeitos na população

Bélgica

República Checa

Britânicos retidos no exterior

Irlandeses retidos no exterior

Dinamarca

Estônia

Finlândia

Alemanha

Hungria

Irlanda

Itália

Letônia

Lituânia

Luxemburgo

Holanda

Polônia

Romênia

Eslováquia

Eslovênia

Suécia

Suíça

Reino Unido

200.000

30.000 Franceses retidos no exterior 20.000 Passageiros usando o Eurostar, serviço de trem do Canal da Mancha, diariamente

46.000 Consequências econômicas

$

Os hotéis aumentaram as taxas significativamente para tirar proveito da demanda Hotel em Sidney antes da interrupção Hotel em Sidney depois da interrupção Hotel em Hong Kong antes da interrupção Hotel em Hong Kong depois da interrupção

$138 $322 $330

A indústria de aviação perdeu $200 milhões por dia

$1.055

$

Viajantes retidos nos aeroportos também pagaram por métodos mais caros para chegar em casa $1.338 $2.500 $5.100

A economia europeia perdeu $1,9 bilhão nos primeiros 6 DIAS O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 223

Mundo

Passe EuroRail para uma pessoa Um trecho de aluguel de carro pela Europa Um trecho de corrida de taxi pela Europa


WIKILEAKS

Inimigo Público Revelando uma série de informações confidenciais de governos de todo o mundo, o porta-voz do site WikiLeaks gerou crises diplomáticas internacionais, virou inimigo público número um dos Estados Unidos e se tornou um ícone de uma rebelião digital

N

uso excessivo de força e a responsabilidade pela morte dos repórteres, sustentando que os mortos na ação seriam insurgentes iraquianos. A farsa americana foi quebrada no dia 5 de abril deste ano, quando o site WikiLeaks vazou na internet o vídeo gravado pelo helicóptero, até então confidencial. Batizado de assassinato colateral, a gravação se tornou símbolo da brutalidade e falta de respeito aos direitos humanos promovido pelos americanos no Iraque, gerando uma verdadeira crise diplomática internacional e transformando o criador do WikiLeaks, o hacker e jornalista australiano Julian Assange, em uma celebridade instantânea – e um dos maiores inimigos públicos do governo norteamericano. Nos meses após o incidente de Nova Bagdá, uma enxurrada crescente de documentos confidenciais passou a ser divulgada pelo WikiLeaks, causando diversas situações constrangedoras para vários líderes mundiais.

o dia 12 de julho de 2007, dois funcionários da agência Reuters — o fotojornalista Namir Noor-Elden e o seu motorista em serviço, Saeed Chmagh, ambos iraquianos DIÁRIOS DE GUERRA. Criado em 2006 por — caminhavam pelas ruas uma série de jornalistas, hackers, matemáticos e desérticas de Nova Bagdá, um dos nove distritos dissidentes chineses, o WikiLeaks tem como obadministrativos da capital iraquiana, exercendo, jetivo, segundo o próprio Julian Assange, o “fim apesar dos muitos riscos envolvidos, o seu traba- da opressão, pela exposição organizada de seus segredos. Chegamos à lho: documentar os horrores conclusão de que a criação da guerra. Curiosos com as de um movimento munlentes de Noor-Elden, jovem dial de vazamento maciço de apenas 22 anos e des(de informações) é a forma cendente de uma família de de intervenção política de jornalistas, um grupo de iramelhor custo-benefício”, quianos que se refugiava nas afirma Assange no maniconstruções próximas se aprofesto de criação da organiximou dos dois homens. Muização, que, segundo o site tos nunca nem tiveram tempo oficial da mesma, em sua para avaliar o preço que pagacriação já contava com ram por sua curiosidade. 1,2 milhões de documenPor trás da cabine de tos classificados. proteção de um helicóptero A situação ficou ainda Apache do exército amerimais grave no mês de jucano, um soldado abre fogo lho, quando o WikiLeaks contra a aglomeração de vazou mais 90 mil docuriosos. Em apenas alguns cumentos do Pentágono minutos de ação bárbara e sobre a guerra do Afegainjustificável, documentanistão, batizado de Diário da pela câmera do próprio afegão. A revelação trazia Apache AH-64 utilizado no provas de séries de violamassacre, duas crianças são ções dos direitos humanos feridas e 18 pessoas são brupelo exército americano e talmente assassinadas, en- Filho de Saeed Chmagh segura foto do tre elas os repórteres e mais pai após o seu assassinato. O WikiLeaks do planejamento de execu10 civis inocentes. Em seus desmascarou o massacre que teve como ções de líderes da rede Alpronunciamentos oficiais, o vítima 12 civis inocentes. Ao fundo, Julian -Qaeda. Por outro lado, o vazamento também serviu exército americano nega o Paul Assange, fundador do WikiLeaks 224 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


para que membros da própria Al-Qaeda tomassem conhecimento das identidades de informantes dos americanos — e os executassem. Com a repercussão gerada pelas consequências ambíguas desse ato, a imagem de Assange começava a adquirir as feições que o tornariam o personagem mais controverso de 2010. Se por um lado o australiano era visto como paladino virtual da justiça, representante de uma resistência com coragem para revelar segredos de Estados opressores, por outro era visto apenas como um anarquista criminoso e irresponsável, incapaz de medir as consequências reais de seus atos. Em declaração oficial, a Secretária de Estado americana, Hillary Clinton, condenou a organização e afirmou que, ao revelar informações confidenciais militares, Assange atrapalhou o andamento da operação no Afeganistão e colocou em risco a vida de diplomatas americanos e civis afegãos. A declaração da Casa Branca não chegou a intimidar Assange. Pouco tempo depois, no dia 22 de outubro, o site do WikiLeaks, em associação com o jornal americano New York Times, o inglês Guardian e a revista alemã Der Spiegel, promoveu outro baque em Washington, liberando mais 400 mil documentos do exército americano, produzidos entre 2004 e 2009. Entre as informações classificadas, a denúncia, com detalhes, de torturas e execuções de civis promovidas pelos americanos no Iraque.

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 225

Mundo

VAZAMENTOS. Em 28 de novembro, o site deu início ao vazamento de mais de 250 mil despachos diplomáticos americanos. A extensa corrente de documentos confidenciais – publicados de modo direto, sem nenhum tipo de edição ou checagem de informações – trazia vários fatos e comentários constrangedores. Embora não houvesse nenhuma revelação realmente perturbadora, o novo vazamento bastou para mostrar o poder da organização, e levar o nome de Assange às manchetes de todo o mundo. Na mesma publicação, foram vistas também, pela primeira vez, revelações que envolviam o Brasil, na divulgação da visão e preocupação dos diplomatas americanos sobre vários ministros do governo Lula, entre eles Dilma Rousseff. Para seu vasto grupo de admiradores, tantas revelações em tão pouco tempo garantiram a Assange o status de herói, com 560 mil seguidores no Twitter e 1,4 milhão de amigos no Facebook. Por outro lado, para o governo americano, o status do australiano de inimigo público número um foi confirmado. No prosseguimento do caso, a Casa


Assange é abordado por muitos jornalistas na saída da Suprema Corte de Londres, após pagar fiança da acusação de crimes sexuais na Suécia

Branca descobriu que os vazamentos foram resultados de um furto, promovido pelo soldado Bradley Manning, que foi preso e processado. PRISÃO. Em novembro, a polícia sueca expediu um mandado internacional de prisão contra Julian Assange, pela acusação de estupro por ter mantido relações sexuais em que o preservativo teria rompido – na Suécia, esse tipo de ação é considerada estupro, com pena que vai até dois anos de prisão. Assange, por outro lado, acusa a polícia sueca de estar armando contra ele. “Há uma ameaça contra a minha vida. Minha equipe está ameaçada”, diz o hacker, que afirma que, caso sofra um atentado, os segredos mais contundentes em poder do WikiLeaks serão revelados no mesmo instante. No dia 7 de dezembro, ele se apresentou à polícia londrina e foi preso. Foi solto no

226 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

O WikiLeaks é o 11 de setembro da diplomacia internacional. Franco FRATtINI,

primeiro-ministro italiano

dia 14 do mesmo mês, após o pagamento de uma fiança de 200 mil libras, fornecida por apoiadores. Seu passaporte foi confiscado, e ele permanece na Inglaterra aguardando julgamento. Entre os dias de julgamento de Assange, uma legião de hackers passou a atacar sites de governos e corporações em apoio ao australiano. Sob o codinome de Anonymous, ou anônimos, um grupo de manifestações da internet chegou a promover atos públicos, em que apareciam com máscaras inspiradas em Guy Fawkes, re-

belde anarquista inglês, famoso por tentar explodir o parlamento britânico. Enquanto se desdobram os conflitos entre governos e o WikiLeaks, a dúvida sobre a legitimidade das revelações continua em debate. É verdade que a sociedade tem a ganhar com a publicação de informações sigilosas de interesse público, mas o caráter das mesmas também exige que elas recebam um tratamento profissional, que não coloque vidas em risco e garanta a preservação das fontes. Porém, nenhuma dessas dúvidas parece perturbar Assange, que se diz apenas interessado em contribuir para um mundo mais justo, em que os poderosos não possam mais guardar segredos. Seria apenas o registro preciso e inadaptável da realidade, como aqueles que a câmera de Namir Noor-Elden, abandonada entre os destroços de Bagdá, costumava protagonizar. n


Kate Middleton e o príncipe William no anúncio das bodas

REINO UNIDO

Outro conto de fadas 29 anos depois do enlace de Charles e Diana, o mundo vê de novo a história que parece sair de livros infantis: o casamento do príncipe William e Kate Middleton

F

te neste momento”, explicou William. O pedido aconteceu no mês anterior ao anúncio, enquanto o casal passava um feriado no Quênia. “Chegou a altura”, explicou, simplesmente, William. “Foi muito romântico”, revelou Kate que, como Diana há quase 30 anos, escolheu um vestido azul, desenhado pela brasileira Daniella Helayel, para a sua apresentação oficial como noiva real. As duas têm, apesar de tudo, muito em comum. Ambas passaram a infância em colégios internos e já adolescentes frequentaram escolas exclusivas que garantem o convívio com a mais promissora sociedade e dão acesso às mais repu-

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 227

Mundo

oi com o anel de noivado que pertenceu a sua mãe que o príncipe britânico William pediu a plebeia Kate Middleton em casamento. Ela disse sim. Juntos desde 2003, William e Kate anunciaram oficialmente o noivado no dia 15 de novembro deste ano, diante de grupos de jornalistas presentes no Palácio de St. James, em Londres. Na ocasião, Kate já tinha no dedo o anel de safira azul debruado de diamantes que, em fevereiro de 1981, a princesa Diana recebeu do pai do noivo, Charles, o príncipe de Gales. “Foi a minha maneira de me certificar de que a minha mãe estava presen-

tadas universidades. Além disso, quando criança, Diana sonhava namorar com Charles; Kate adormecia a olhar para o poster de William que colara na parede do seu quarto. E também como Diana, Kate era uma adolescente elegante e esguia, talentosa, criativa, dotada para o esporte e popular entre os colegas. A rainha Elizabeth II declarou que está “muito feliz” com o noivado de seu neto. De acordo com o comunicado do Palácio de Buckingham, “tanto a Rainha quanto o Duque de Edimburgo estão totalmente contentes pelos dois”. O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, também se manifestou sobre o noivado: “Este é um grande dia para nosso país”. A declaração foi feita na frente da porta da residência oficial do primeiro-ministro. O casamento, que está marcado para o dia 29 de abril de 2011, será realizado na Abadia de Westminster, em Londres. n


iraque

A volta para casa Após sete anos de ocupação do Iraque, o presidente Barack Obama cumpre o compromisso de retirar as tropas americanas do país um problema a menos para os Estados Unidos

O

anúncio feito pelo exército americano que as tropas americanas sairiam do Iraque soou com um alívio para o governo americano. Após sete anos de ocupação no país, cerca de 90 mil soldados americanos deverão abandonar os campos de batalha no país árabe. Os soldados darão lugar a diplomatas que acompanharão os passos do país. A retirada faz parte da promessa de campanha do presidente Barack Obama. Em discurso feito em uma base da Marinha no estado da Carolina do Norte, o presidente Obama ratificou o anúncio dos militares. “Hoje, eu venho aqui falar a vocês como a guerra no Iraque terminará. Deixe-me dizer tão diretamente quanto possível: em 31 de agosto de 2010, nossa missão de combate no Iraque terminará”, afirmou. A retirada aconteceu gradualmente. A primeira tropa de 12 mil soldados americanos começou a deixar o país no início de agosto junto com mais 4 mil soldados britânicos. As 12 brigadas

228 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

restantes, com cerca de 50 mil soldados, permanecerão em Bagdá para manter a segurança no país e realizar treinamentos com os soldados iraquianos. O prazo fixado entre os Estados Unidos e o governo iraquiano para a retirada total das tropas é até o fim de 2011. Os dois países assinaram um pacto de segurança em 2008 se comprometendo a zelar pela segurança da população. No mesmo dia do anúncio, um ataque suicida deixou 32 mortos e mais de 60 pessoas feridas em Bagdá. A autoria do atentado não foi divulgada, mas rumores dão conta de que o grupo terrorista Al-Qaeda tenha participação no ato. Atentados desse tipo continuam acontecendo com frequência em todo o território iraquiano. O país continua a ser uma região insegura para seus habitantes e as tropas iraquianas não são suficientes para controlar a situação no local. Durante uma conferência sobre defesa em Bagdá, o general de guerra do exército iraquiano, Babakir Zebari, declarou que a situação do país continuará delicada sem a ajuda dos soldados americanos. “A essa altura, a retirada está indo bem porque eles ainda estão

aqui. Mas o problema vai começar depois de 2011. Os políticos precisam encontrar outras formas de preencher o vazio após 2011”, alerta o general. Mesmo assim, o número de atentados diminuiu consideravelmente desde a ocupação americana no país. O povo iraquiano, no entanto, teme que os insurgentes se rebelem e aumente o número de grupos radicais. As mortes de civis aumentaram muito um mês antes da retirada das tropas. Explosões, tiroteios e ataques diários são as causas mais comuns de morte no país. Após a saída das tropas, uma série de atentados foi registrada no Iraque, o que mostra a fragilidade na segurança iraquiana. Em agosto, mais de 100 pessoas morreram em atentados pelo país. No mês de julho foi registrado o maior números de mortes fatais no país desde 2008. RETIRADA. O vice-presidente, Joe Biden, chegou ao país para participar da cerimônia oficial de retirada das tropas em Bagdá. O vice-presidente se reuniu com dirigentes iraquianos para tratar acerca do futuro do país depois da


Sete anos de guerra e milhares de vidas perdidas A suposta produção de armas de destruição em massa foi o pretexto utilizado para a invasão do Iraque. Nada que provasse a acusação movida especialmente pelos EUA foi encontrado. Já se passaram sete anos, e milhares de vidas — militares e civis, iraquianas e americanas — foram perdidas. O desafio agora é retirar as tropas do país e deixar o Iraque independente Janeiro Dezembro Novembro Saddan Mês com mais Hussein é mortes america- executado nas 137 Dezembro Janeiro Saddam Hussein Maio Primeiras eleifoi capturado Presidente George ções no Iraque 20 W. Bush anuncia 8 fim dos grandes 844 combates

as das trop Perdas no Iraque nas america

150 120 90 60

Total anual

2003 0 7.30

2004

16.800

os Ataques aquian Civis ir estimativa) terroristas s( Nos quais pelo menos morto 20 civis foram mortos

20.200

34.500

2009

6,400

2007

2006

4,408

Fevereiro As of 10 a.m. Obama anuncia o ET, aug. 31 plano de retirada das tropas

148

2008

2005

2003-10 total

313

486

486

30

Começa o aumento de Outubro tropas de tropas 903 Pico americanas no Iraque: 166.300

23.600

Bagdá 22 Mais de 50 mortos 3

Bagdá 60 Mais de 50 mortos

19

De 20 a 50 mortos 19

De 20 a 50 mortos

41

48

2010

825

3,000

3-10 200al de t to 25 112ivis.6 ortos m c

Bagdá 21 Mais de 50 mortos

9

De 20 a 50 mortos 12 Fonte: departamento de estado dos eua

necessário para estabilizar a situação que vem piorando no Afeganistão”, disse. O presidente do Irã Mahmoud Ahmadinejad apoiou a retirada americana em discurso feito pela TV, “Se o presidente Barack Obama quer fazer algo útil, deve comprometer-se a não interferir mais nos assuntos iraquianos, retirar o conjunto das tropas do Iraque e reconhecer a independência deste país”, disse Ahmadinejad. O presidente iraniano tenta estreitar os laços com o vizinho na tentativa de diminuir a influência ocidental no país. ANTECEDENTES. A ocupação americana começou em março de 2003 durante o mandato de George W. Bush, mesmo sem o apoio da comunidade internacional. Bush afirmava que o país mantinha um arsenal com armas de destruição em massa, o que nunca foi comprovado. Com apoio do Reino Unido e de países aliados, os americanos conseguiram prender o presidente

iraquiano Saddam Hussein e destitui-lo do poder. Dois anos após ser preso, Saddam foi condenado à pena de morte. CRISE AMERICANA. Especialistas dizem que a verdadeira causa da retirada das tropas tem haver com a grande crise econômica que os americanos estão atravessando. Em uma das guerras mais caras da história, com gastos acima de US$ 1 trilhão, os críticos afirmam que o montante inflacionou a economia americana. A esperança de viver dias melhores, após a eleição do presidente Obama, frustrou por completo os planos dos americanos de enfrentar essa crise. O presidente não convenceu e a crise parece aumentar. Os problemas decorrentes do vazamento de petróleo da BP em 2010 e a alta taxa de desemprego também entram na lista de razões para abandonar o Iraque. Enquanto isso, o Iraque segue em conflito. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 229

Mundo

saída dos soldados. Biden debateu principalmente sobre o cenário político do Iraque depois das últimas eleições conturbadas que aconteceram em março deste ano. Biden também anunciou a operação “Novo Amanhecer”, que será responsável por fiscalizar os caminhos do país nas áreas de política e de segurança. “[A retirada} não só supõe uma mudança de comando, mas o começo de um novo capítulo nas relações com o Iraque. O nosso objetivo não é só conseguir a segurança do Iraque e a sua prosperidade econômica, mas desenvolver laços comerciais, culturais e educativos”, discursou o vice-presidente. Porém, a estratégia do exército americano é enviar parte desse contingente para o Afeganistão. Segundo relatório divulgado pelo exército, os grupos islâmicos teriam aumentado no país. Barack Obama já anunciou o aumento do número de soldados que irão para o país mulçumano. “O aumento é


FAIXA DE GAZA

Excesso de força Em uma operação desastrada para impedir um navio de furar o bloqueio à Faixa de Gaza, Israel mata nove pessoas e paga um alto preço político por isso

O

pequeno litoral da Faixa de Gaza, com apenas 40 km de extensão, é um dos mais vigiados do mundo. Desde junho de 2007, nenhuma embarcação consegue aportar na Cidade de Gaza, capital do Estado Palestino, sem passar despercebida pela Marinha de Israel. Portanto, não era nenhuma surpresa para os oficiais israelense que seis navios vindos da Turquia se aproximavam da costa de Gaza levando a bordo cerca de 700 pessoas e 10.000 toneladas de mantimentos para os palestinos. O que surpreendeu mesmo foi a reação israelense diante da iminente chegada da autointitulada Flotilha da Liberdade. Por volta das 4 horas do dia 31 de maio, quando os navios 230 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

do comboio se encontravam a 70 km de Gaza, em águas internacionais, embarcações israelenses cercaram a flotilha. Em uma cena digna de um filme de ação, soldados israelenses desceram de helicópteros em cordas para invadir o navio principal, o Mavi Marmara, de bandeira turca, onde havia pelo menos 500 ativistas. Os militares foram recebidos a tiros e golpes de faca. E revidaram. Ao final, o saldo da operação foram nove mortos e mais de sessenta ativistas feridos e dez feridos entre os israelenses. Montado por organizações internacionais, o comboio de ajuda humanitária contava com o apoio extraoficial da Turquia e era composto por seis navios, três deles turcos. Segundo a rede de notícias CNN, outros dois possuíam bandeira norte-americana. Os barcos transportavam ativistas das ONG’s Free Gaza (Gaza Livre) e Fundação de Aju-

da Humanitária (IHH, na sigla em turco). Também estavam a bordo a ganhadora do prêmio Nobel da Paz Mairead Corrigan Maguire, da Irlanda do Norte, legisladores europeus e Hedy Epstein, sobrevivente do Holocausto de 85 anos. O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, alegou “legítima defesa” de seus soldados ante a “ameaça da tripulação”, que tinha paus e facas a bordo. O governo acusou a IHH, uma das organizadoras da viagem, de ter vínculos com o Hamas — responsável pelo lançamento, desde 2001, de mais de 12 mil foguetes vindos de Gaza contra Israel e pela morte de mais de 1.000 israelenses. Os depoimentos de quem estava a bordo do Mavi Marmara se concentravam em reforçar uma imagem de truculência de Israel. Apesar do intuito declarado de levar mantimentos à população de Gaza, a viagem do Flotilha


da Liberdade tinha, segundo sua própria tripulação, um conteúdo mais político do que humanitário. O objetivo da ação era, na verdade, furar o bloqueio de Gaza imposto por Israel para sufocar o grupo radical Hamas, que passou a controlar o território em 2007 e não reconhece o Estado de Israel. E os israelenses morderam a isca.

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES DA TURQUIA, em

comunicado oficial região e no mundo”, advertiu Abu Rudeina. Por sua vez, o primeiro-ministro palestino, Salam Fayyad, leu diante das câmaras um comunicado no qual assegura que “nada pode justificar o crime” cometido hoje por Israel. Além da reação palestina, o ataque israelense na Faixa de Gaza provocou protestos e críti-

RELATÓRIO. Em setembro, a ONU, que já havia se posicionado contra o bloqueio de Gaza, publicou, através do Conselho de Direitos Humanos, um relatório sobre o incidente. Segundo o documento, os militares israelenses agiram com “força desproporO LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 231

Mundo

REPERCUSSÃO. O presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, declarou três dias de luto na Cisjordânia. “O que Israel cometeu a bordo do Frota da Liberdade foi um massacre”, disse. O porta-voz da ANP, Nabil Abu Rudeina, qualificou a ação de “crime contra a humanidade, já que foram atacados ativistas que não estavam armados e tentando romper o bloqueio sobre Gaza fornecendo ajuda”. “A agressão israelense terá perigosas consequências na

Mais uma vez, Israel mostrou claramente que ignora a vida humana e as iniciativas pacíficas ao mirar civis inocentes.

cas da Organização das Nações Unidas, da União Europeia e de diversos países, como a França, o Irã e a Turquia, que apoiava a missão humanitária. O governo turco convocou seu embaixador em Israel. Em comunicado, o Ministério das Relações Exteriores da Turquia classificou a ação israelense como inaceitável, advertindo para possíveis “consequências irreparáveis” para a relação entre os dois países. “Mais uma vez, Israel mostrou claramente que ignora a vida humana e as iniciativas pacíficas ao mirar civis inocentes”, dizia o comunicado. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu ao primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, que reunisse todos os fatos sobre o acidente o mais rápido possível. O porta-voz da Casa Branca, Bill Burton, disse que os EUA “lamentam profundamente a perda de vida e os ferimentos causados e estão trabalhando para entender as circunstâncias por trás dessa tragédia”. A União Europeia, por sua vez, pediu uma investigação para apurar as mortes e exigiu que Israel permita a chegada de ajuda humanitária à Faixa de Gaza. Entre os inimigos históricos de Israel, a Síria pediu uma reunião de emergência da Liga Árabe. O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, disse que a interceptação dos barcos foi “desumana”. O ministro iraniano da defesa, Ahmad Vahidi, pediu que os países ao redor do mundo cortem relações com Israel.


Oriente Médio Israel Fronteira Mar

med it

er r â

neo

marítima Israelense

Tel Aviv

Ashdod Faixa de Gaza

Território sitiado Como o fluxo de pessoas e mercadorias na Faixa de Gaza é controlado por mar e terra

Israel administrou a Faixa de Gaza entre 1967 e 2005. Depois de o grupo radical Hamas expulsar o rival Fatah e tomar o controle de território, em 2007, Israel impôs um bloqueio marítimo e restringiu o funcionamento dos postos de fronteira terrestre Sob controle egípcio Sob controle israelense

Jordânia

Egito 50 Km

Karni Fechado para mercadorias e moradores de Gaza em geral desde 2007. Doentes ou palestinos e egípcios com altos cargos têm permissão especial para passar Khab Yunes

População 1,6 milhão Área territorial 362 Km2

2 Km

cional” e demonstraram um “nível inaceitável de brutalidade” ao atacar a frota de navios. No relatório de 56 páginas, a organização afirma que os militares desrespeitaram as leis internacionais. “Tal conduta não pode ser justificada ou tolerada sob a justificativa de segurança ou sob qualquer outra justificativa. Constitui uma grave violação da lei dos direitos humanos e da lei humanitária internacional”, diz o documento. Os investigadores da ONU também afirmaram que o bloqueio israelense ao território

Nahal Oz Tem dutos para fornecer gasolina, diesel e gás a Gaza. Seu funcionamento foi reduzido em 2008, após ataque que matou dois soldados

Uma cerca de metal com aproximadamente 60 Km de perímetro circunda a Faixa de Gaza para impedir a entrada de palestinos em Israel

Sufa Antes usado para a entrada de material de construção em Gaza, foi fechado em março de 2009 após ataques com morteiros palestinos na região e nunca mais reabriu O bloqueio israelense é legal? Kerem Shalom Única ponte de entrada A carta da ONU permite o uso do de mantimentos em Gaza por Israel. O Hamas bloqueio marítimo para “manter vinha dificultando o ingresso de caminhões com ou restaurar a paz e a segurança mercadorias retiradas da flotilha internacional”, o que se encaixaria na situação de guerra entre Israel palestino é “ilegítimo”, pois há e o Hamas Rafah Reaberto por tempo indeterminado, um dia após o ataque à flotilha turca

(99% muçulmanos)

232 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Cidade de Gaza

Passagem de mantimentos ou combustível Passagem de altos funcionários ou pessoas com problemas de saúde Passagem de palestinos em geral

Nenhuma embarcação pode aportar na Faixa de Gaza sem autorização de Israel. O país ofereceu o porto de Ashdod para a flotilha descarregar os mantimentos. A proposta foi recusada, levando Israel a se decidir pelo ataque

População abaixo da linha de pobreza: 70%

Erez Usado apenas para a entrada de grãos e produtos para animais. Está fechado para outras mercadorias desde junho de 2007, logo depois de o Hamas tomar o poder em Gaza

uma crise na Faixa de Gaza e “qualquer negação desse fato não pode ter bases racionais”. O relatório lembra ainda que Israel tenta justificar o bloqueio alegando razões de segurança e afirma que o disparo de foguetes na Faixa de Gaza em direção a Israel constitui uma grave violação das leis internacionais e leis humanitárias internacionais. “Mas a ação em resposta que constitui punição coletiva da população civil na Faixa de

Gaza não é legítima nas atuais circunstâncias ou em quaisquer circunstâncias”, diz o documento. Israel rejeitou as conclusões do documento e desacreditou qualquer investigação do Conselho de Direitos Humanos, considerando-o “obsessivo” com o Estado judeu. O relatório, no entanto, recebeu o apoio de várias delegaçõe. n


narcotráfico

Chacina no México O massacre de Tamaulipas, onde 72 corpos foram encontrados em valas, é somente mais um capítulo da sangrenta batalha travada entre as forças policiais do governo e o narcotráfico

Policiais mexicanos enfrentam traficantes na fronteira dos EUA

O

siderada a maior da história do México. Somente em 2010, essa é a terceira vez que autoridades encontram valas clandestinas com dezenas de corpos das vítimas de narcotraficantes. Houve outros dois massacres violentos: um em Guerrero, com 55 mortos, e outro em Monterrey, com 51 vítimas. Mas o caso de Tamaulipas chama a atenção por envolver vítimas brasileiras, além de equatorianos, hondurenhos e salvadorenhos. O único sobrevivente, Luis Fredy Lala, um equatoriano de 19 anos ferido à bala na garganta e que permanece internado, contou que os imigrantes se dirigiam à fronteira, de onde pretendiam atravessar para o lado americano próximo a Brownswille, no Texas. Os atiradores, também pertencentes ao Los Zetas, teriam “eliminado” quem não aceitasse a oferta de trabalhar como matador de aluguel para a organização criminosa. Fredy só se salvou porque se fingiu de morto. LOS ZETAS. A fronteira entre

o México e os Estados Unidos é um dos mais movimentados pontos de passagem de drogas do mundo, apesar de mais de 30.000 agentes de segurança participarem da operação contra o crime organizado no país. Tamaulipas, localizado a noroeste do país, na fronteira, é cenário de fortes disputas entre o Cartel do Golfo e seus antigos aliados, os Los Zetas, liderados por soldados de elite desertores, acusados pelas autoridades de cometer diversos massacres e realizar sequestros em massa. Segundo a Comissão de Direitos Humanos, em 2009, ao menos 10.000 imigrantes, a maioria centroamericanos, foram sequestrados no México. Em todos os casos os sobreviventes identificaram os criminosos como sendo membros do cartel Los Zetas. Integrantes do grupo também são responsabilizados pelo assassinato do prefeito da cidade de Santiago, Edelmiro Cavazos, no estado de Nuevo León. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 233

Mundo

s 72 corpos encontrados no dia 25 de agosto na cidade de San Fernando, no estado de Tamaulipas, México, próximo da fronteira com os Estados Unidos somam-se a um número surpreendente de vítimas de chacinas no país: cerca de 30 mil mortes, desde 2006 — primeiro ano de governo do presidente Felipe Calderón — , dos quais 12.456 ocorreram em 2010. A maioria, imigrantes ilegais que se envolveram com o narcotráfico. Os cadáveres dos 58 homens e das 14 mulheres foram descobertos quando um homem ferido avisou à corporação que havia sido atacado por homens a mando de traficantes. A Marinha enviou aeronaves ao lugar e, quando os pistoleiros viram as autoridades, abriram fogo e tentaram fugir em uma caravana. A chacina de Tamaulipas é con-


Mineiro é resgatado da mina no Chile. Ele e mais outros 32 trabalhadores passaram 69 dias presos debaixo do solo

CHILE

Lição de superação O resgate de 33 trabalhadores soterrados numa mina no Chile atraiu a atenção mundial. Após 69 dias do acidente, os mineiros foram resgatados um a um, numa bem-sucedida e planejada ação

O

dia 13 de outubro foi o dia mais importante de uma história que durou mais de dois meses e que fez os olhos do mundo se voltarem para a mina de ouro e cobre San José, a 800 km ao norte da capital chilena. Lá, a quase 700 metros de profundidade, 33 homens passaram 69 dias vivendo em condições precárias, lutando para sobreviver ao que foi considerado o pior acidente da mineração no Chile. Até então, não havia registro de alguém que tivesse sobre-

234 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

vivido tanto tempo em condições tão adversas e precárias quanto o grupo de mineiros chilenos. O ministro da Mineração do Chile considerou “escassas” as probabilidades de encontrar alguém com vida sete dias após o acidente. No dia 5 de agosto o principal acesso ao túnel da Mina San José ruiu numa profundidade entre 400 e 500 metros e impediu a saída dos homens que trabalhavam sob a terra. Até mesmo a comunicação foi prejudicada: somente após 17 dias eles foram encontrados, graças a uma sonda. “Estamos bien en el refúgio los 33” foi a mensagem que os mineiros enviaram à superfície por

uma sonda inserida num duto de cerca de 13 centímetros de diâmetro, aberto pelos serviços de resgate. A perfuração do primeiro duto de resgate começou no dia 30 de agosto, e a primeira estimativa era de que o resgate fosse concluído até o Natal. Apesar do longo tempo, a esperança dos mineiros e dos que acompanhavam o desenrolar da história não diminuiu. Na região da mina foi montado o acampamento Esperanza, onde os que trabalhavam no resgate dividiam espaço com os familiares dos refugiados e jornalistas. Sob a terra, os 33 mineiros esperavam o resgate dividindo um espaço de 50 metros quadrados, com pouca iluminação – mantida por lanternas e veículos deixados lá, já que não foi enviada energia elétrica, para evitar o risco de incêndio e outros acidentes – e a uma temperatura média de 33 ºC e alta umidade. Eles recebiam suprimentos através de canais de 11


Lira Neto venceu o prêmio Jabuti na categoria Melhor Biografia do Ano por sua obra sobre Padre Cícero

continha três homens – para que cuidassem dos pares. Eles eram estimulados também a fazer exercícios abdominais para se manter em forma e não dificultar o resgate. Livros, revistas, jogos de videogame e músicas foram enviados para ajudar a “passar o tempo”, enquanto o resgate chegava. “O programa inclui cantos, jogos com movimentos, cartas, lápis e tudo o que possa ser utilizado por eles”, explicou o ministro da Saúde do Chile, Jaime Mañalich. No dia 9 de setembro foi finalizado o duto de resgate, concluído após duas outras tentativas – o mesmo duto já havia sido concluído antes, no dia 17 de agosto, mas precisou ser ampliado para a passagem da cápsula de resgate. O avanço médio foi de entre 20 e 30 metros por dia, e o gasto estimado para cada metro perfurado foi de US$ 41 mil – ao final, a operação de salvamento custou cerca de US$ 22 milhões. Após a finalização do duto, ainda foi

preciso o revestimento de uma parte do canal e a montagem do sistema que iria içar a cápsula de resgate. Às 00h11 do dia 13 de outubro a cápsula Fênix II chegou à superfície trazendo o primeiro mineiro, Florencio Ávalos. Seis socorristas desceram à mina para auxiliar o resgate. Um a um, os 33 mineiros soterrados foram sendo içados, e após mais de 22 horas de seu início o último trabalhador, Luis Urzúa, chefe do grupo, foi resgatado. O resgate foi bem mais rápido que a previsão, que era estimada entre 36 e 48 horas. Depois de duas horas a operação foi totalmente concluída com a saída de Manuel González, o último socorrista. “Quero felicitar todos vocês pela demonstração de companheirismo, fé, coragem e esperança que tiveram durante todo esse tempo”, disse aos mineiros o presidente chileno, Sebastián Piñera, após a conclusão do resgate. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 235

Mundo

centímetros de diâmetro e 1,7 metro de comprimento, que levavam alimentos desidratados, água, tubos de oxigênio, lanternas e remédios. Para a comunicação dos mineiros com a superfície era utilizado um interfone. Pelos canais de provisões também eram enviadas mensagens de familiares. Durante tanto tempo sob a terra, os mineiros enfrentavam riscos à sua saúde e segurança. Entre as medidas de prevenção estavam a avaliação diária do estado emocional dos 33 homens por um psicólogo, para evitar quadros de depressão, e a medição periódica da pressão arterial, da saturação de oxigênio e do nível de glicose no sangue e na urina dos trabalhadores. Além disso, eles eram proibidos de ficar só e de circular fora do abrigo, tanto por questões emocionais quanto para evitar outros riscos. Os mineiros se organizaram em duplas – apenas um grupo


REINO UNIDO

Todos os homens da rainha Com vitória dos Conservadores de David Cameron, as eleições gerais para o Parlamento do Reino Unido lançaram novos nomes na política britânica e acabaram com a hegemonia do Partido Trabalhista, de Gordon Brown, na Câmara dos Comuns

David Cameron, primeiro-ministro do Reino Unido

236 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


F

amoso por seu sistema eleitoral bipartidarista, que facilita a maioria de um único partido sobre os demais, o parlamento britânico viu uma situação polêmica e quase inédita emergir do resultado de suas urnas em 2010. Acontecendo no dia 6 de maio, as eleições para eleger membros para as 650 cadeiras da Casa dos Comuns – a câmara baixa britânica, equivalente a uma câmara de deputados brasileira – foram decididas sem uma maioria absoluta, fenômeno que não acontecia na política britânica desde as eleições de 1974. Além disso, o Parlamento da Grã-Bretanha viu também o crescimento de uma nova força na sua política, com a expressiva e inédita votação recebida pelo Partido Liberal-Democrata, liderado por Nick Clegg. Em uma situação inusitada, nenhum dos três partidos conquistou a maioria de assentos na câmara – o que seria equivalente a 326 cadeiras. O Partido Conservador, liderado por David Cameron, conquistou a maioria

dos votos e assentos, com 306 cadeiras. O Partido Trabalhista, liderado pelo ex-primeiro ministro Gordon Brown e vencedor das últimas três eleições, perdeu 91 cadeiras, terminando o pleito com apenas 258 assentos. A surpresa da vez foi o Partido Liberal-Democrata, que, apesar de historicamente possuir um número muito inferior de votos, conquistou este ano 57 cadeiras no Parlamento britânico. Esta situação gerou um hung parliament – fenômeno onde nenhum dos partidos possui maioria na câmara, obrigando o governo a formar coalizões com outros partidos se quiser aprovar novas leis. Seguindo as discussões para a formação de uma coalizão entre Conservadores e Liberal-Democratas, no dia 11 de maio, o primeiro ministro Gordon Brown renunciou ao posto de primeiro-ministro do Parlamento britânico, encerrando um período de 13 anos de governo do Partido Trabalhista. A renúncia de Brown foi aceita pela Rainha Elizabeth II, que convidou David Cameron, como primeiro-ministro, para formar um novo governo. Em 12 de maio, apenas um dia

após a renúncia de Brown, os liberal-democratas declararam, após uma reunião de sua executiva nacional, que uma coalizão entre eles e os conservadores havia sido “aprovada majoritariamente”, confirmando uma coalizão estável para o governo. Em mais um episódio inesperado, nenhum dos três líderes de partido havia anteriormente liderado uma campanha para eleições gerais, o que não ocorria no Reino Unido desde as eleições de 1979, e alterou os rumos da corrida eleitoral. Durante a campanha, os líderes dos três principais partidos se reuniram para uma série de debates televisivos, os primeiros a acontecerem na história das eleições gerais britânicas. O Partido Liberal-Democrata recebeu grande destaque após o primeiro debate, quando seu candidato, Nick Clegg, foi amplamente considerado o melhor debatedor. Esse espaço concedido aos outros partidos que não o Conservador e o Trabalhista também se mostrou proveitoso, uma vez que seus votos contabilizaram os 35%, em votação recorde desde as eleições de 1918. n

Parlamento dividido Veja abaixo como ficou a distribuição de cadeiras entre os três principais partidos do Parlamento britânico Líder Partido Eleições anteriores Cadeiras ganhas

Gordon Brown

Nick Clegg

Conservador

Trabalhista

Liberal-Democrata

198 cadeiras (32,4%)

355 cadeiras (35,2%)

62 cadeiras (22,1%)

306

258

57

10.703.754 (36,1%)

8.609.527 (29%)

6.836.824 (23%) O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 237

Mundo

Votos

David Cameron


I

ncansável, prometendo e aspirando a uma nova América, Obama pregou seu discurso em 2008 misturando esperanças com grandes promessas. “Nós podemos escolher outro futuro, portanto, junte-se a mim”. Hoje, esse ponto de vista é mais difícil de ser encontrado em Indiana (EUA), pois os Hoosiers, como são conhecidos seus moradores e que lembram ter votado em Obama, se sentem desanimados, frustrados e irritados com a economia do país. Com a taxa de desemprego local acima de 12% e subindo novamente nesse verão, cidadãos desanimam e desconfiam do trabalho do presidente Barack Obama. Julie Griffin, que votou em Obama em 2008, sentada na borda de uma sala, bem vestida e desanimada, conta que depois de 23 anos como administradora da folha de pagamento de uma empresa local, foi despedida e está sem trabalho há 18 meses. “Realmente, o que ele tem feito?”, disse a desempregada quando questionada sobre os esforços que Obama tem feito para ajudar pessoas na mesma situação que ela. “Eu não sei o que ele está fazendo”, reforça, numa reportagem da revista Time. Essa é a mudança de percepção – de Obama como um salvador político para Obama como criatura de Washington. Quando Obama chegou ao cargo, em janeiro de 2009, o seu índice de aprovação no Instituto Gallup foi de 68%, uma alta para um líder recém-eleito não visto desde John Kennedy em 1961. Hoje, a aprovação do seu trabalho está em torno dos 40%, o que significa que pelo menos um em cada quatro americanos mudou de opinião. Assessores da Casa Branca explicam essa mudan238 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

barack obama

O declínio do Sr. Popularidade A alta taxa de desemprego nos EUA traz insatisfação à população americana e faz com que a taxa de aprovação do presidente caia para 40%

ça como um reflexo inevitável, em grande parte, dos ciclos da história. Médias porcentagens são quase sempre más para presidentes no primeiro mandato. “O público está frustrado e irritado com a economia”, diz Dan Pfeiffer, diretor da assessoria de comunicação, explicando a linha da Casa Branca. Nos momentos mais confiantes, os assessores admitem que o pico da popularidade de Obama pode ter sido inflado, um resultado fugaz de alegria com a perspectiva de mudança e de orgulho nacional na eleição do primeiro presidente

africano-americano. Como disse um assessor da Casa Branca citado por Time, “Era uma espécie de farsa”. A sensação de desapontamento, na fronteira com a traição, tem vindo a crescer em todo o país, especialmente em estados como Indiana, onde as pessoas agora dizem abertamente que não entenderam bem o presidente em quem votaram em 2008. “Nós compramos o que ele disse. Ofereceu muita esperança”, diz Fred Ferlic, um eleitor de Obama e cirurgião ortopédico da cidade de South Bend


25%, onde ainda permanece. No entanto, Obama ofereceu o governo como a principal solução para a maioria dos males da nação, apelando para os grandes novos investimentos em saúde, educação, infraestrutura e energia. Por outro lado, o salvamento das empresas de automóveis, o resgate da Wall Street e a nova regulamentação dos bancos e do setor financeiro aumentou o ceticismo da opinião pública. Agora, assessores do presidente esperam que as reformas controversas na área da saúde e as regras financeiras produzam

benefícios. O ponto, resultando em déficits, que tem sido muito ampliado pela perda de receitas fiscais para o abrandamento econômico, tem assustado a todos que, simplesmente não confiam em Washington para solucionar os problemas que vem passando o país. Mesmo em Indiana, a decepção é acompanhada por um desejo real de um líder que pode fazer a diferença. “Acho que ele está tentando”, diz Julie Griffin, a desempregada que disse não saber o que Obama tinha feito por ela. “Ninguém pode mudar isso de repente”, enfatiza. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 239

Mundo

que, irritado com a sua escolha, aponta falhas nos compromissos com a reforma da saúde, nos negócios e do alto crescimento dos gastos no governo. “Ele está tentando nos ‘europeizar’, e os europeus estão indo para outro lado”, continua Ferlic. Uma explicação para o declínio de Obama é que sua presidência repousa sobre o que Frank Newport, do Gallup, chama de “paradoxo” entre Obama e o eleitorado. Em 2008, observa Newport, sua confiança no governo federal estava em uma baixa histórica, caindo para


Sob forte censura desde que iniciou seus trabalhos na China, o Google fecha escritório após ataque de hackers

censura

O Google contra o dragão chinês A disputa travada entre o Google e o governo chinês culminou no fechamento do seu escritório por lá, e até o vazamento do WikiLeaks alimentou as suspeitas de espionagem pelo governo chinês

L

ogo no início do ano, o Google reagiu ao governo chinês após ter sido atacado por hackers chineses que espionaram e roubaram informações do gigante da internet em dezembro de 2009. Segundo a empresa americana, outras 20 empresas sofreram ataques semelhantes aos seus servidores. Em troca, o Google liberou o filtro de restrições que mantinha nas buscas da página chinesa. Por conta disso, as relações entre a empresa e o governo chinês ficaram abaladas. O Google ame-

240 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

açou, inclusive fechou o escritório que mantinha no país por não mais aceitar as exigências impostas pelo governo comunista. Até os funcionários da filial chinesa foram investigados sobre se participaram do ataque. Em março, o Google redirecionou a página de buscas chinesa para a página do Google Hong Kong. Por não se sujeitar à maioria das leis chinesas, os usuários de Hong Kong não sofrem as mesmas restrições do restante do país. Meses depois, porém, o governo bloqueou o redirecionamento. Quem acessa hoje a página do Google China só encontra

um link para acessar a página de Hong Kong. No país, desde 2006, o Google vinha cumprindo as determinações das autoridades chinesas para funcionar no país. Vários outros sites como o Wikipedia, YouTube, Facebook e Twitter são bloqueados pelos servidores do governo. Nem mesmo sites de organizações que lutam a favor dos Direitos Humanos, como a Anistia Internacional, estão disponíveis para usuários chineses. Termos relacionados a Dalai Lama, Tibet, Taiwan e ao massacre da Praça da Paz Celestial também são proibidos.


Um contato bem posicionado alega que o governo chinês coordenou as recentes invasões ao sistema do Google. De acordo com o nosso contato, a operação sigilosa foi comandada em nível do Comitê Permanente do Politburo. documento vazado pelo site WikiLeaks

Pirâmide moderna

Q

uase um quilômetro. Essa é a altura do prédio mais alto do mundo, o Burj Khalifa, em Dubai, nos Emirados Árabes, inaugurado em 4 de janeiro de 2010. Com 828 metros de altura e 60 andares, o prédio supera, e muito, o antigo detentor do título de prédio mais alto do mundo, o Taipei 101. A construção da torre, iniciada em 2004 pela norte-americana Skidmore, Owings e Merrill (SOM), custou US$ 4,1 bilhões e envolveu cerca de 380 engenheiros. Na estrutura – que se ergue entre o deserto e o mar – foram utilizados 330 mil m2 de concreto – recorde mundial –, 31.400 toneladas de aço e 28 mil painéis de vidro. O edifício tem 57 elevadores, que trafegam a uma velocidade média de 10 m/s. No 124º andar está localizado o deck de observação mais alto do mundo. O edifício abriga ainda 1.044 apartamentos, 49 andares de escritórios e centros comerciais, restaurantes, uma mesquita e o primeiro Hotel Armani do mundo, com 160 apartamentos e diárias em torno de U$ 1.400,00. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 241

Mundo

Apesar de negar o suposto ataque, o governo chinês restringiu ainda mais a abrangência da empresa de busca no país. O partido chinês mantém um “grande firewall” na rede chinesa que censura e vigia o conteúdo na internet e está em funcionamento desde novembro de 2003. Segundo documentos da diplomacia americana vazados pelo WikiLeaks em dezembro, o governo chinês foi responsável pelos ataques aos servidores do Google. O documento vazado atesta que um integrante do Partido Comunista Chinês não ficou satisfeito com a ferramenta de buscas por não proibir o acesso a informações no google.com. Ele mesmo teria buscado pelo seu nome e teria encontrado muitas críticas na ferramenta de busca. O jornal americano The New York Times publicou também que o ataque sofrido pelo Google foi coordenado pelo Gabinete de Informações do Conselho de Estado, sob a supervisão de dois membros do Politburo do Partido Comunista, Li Changchun e Zhou Yongkang. n

burj khalifa


MUNDO ÁRABE

De olhos vendados Símbolo da atual revolução em telefonia móvel, os smartphones como o BlackBerry foram censurados no mundo árabe por “razões de segurança”

O

s meios de comunicação livre nunca tiveram um bom relacionamento com governos centralizadores. Em plena era da informação, onde avanços tecnológicos dão novos instrumentos para a comunicação e expandem fronteiras antes inimagináveis, duas monarquias do Golfo Árabe, a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos, chamaram a atenção do mundo ao anunciarem a proibição de algumas funções de um dos mais cobiçados instrumentos dessa revolução

tecnológica, o smartphone Blackberry – um dos gadgets mais populares da atualidade – em seus territórios. O motivo, alegam os órgãos de telecomunicações desses países, são “razões de segurança”. Os Emirados Árabes Unidos bloquearam o envio de e-mails, o acesso à internet e o envio de mensagens instantâneas de um aparelho para o outro, enquanto a Arábia Saudita proibiu apenas o envio de mensagens instantâneas. No centro da questão, os dois países demonstram-se irritados por não poder monitorar esse tipo de comunicação entre os aparelhos, porque as mensagens enviadas de um Blackberry

Algumas funções do Blackberry foram proibidas na Arábia Saudita e nos Emirados Árabes Unidos

242 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

para outro são automaticamente codificadas e enviadas para servidores fora dos países, mantidos pela proprietária do Blackbery, a canadense “Research in Motion” (RIM). O membro da diretoria da Saudi Telecon — empresa saudita estatal de telefonia — Abdulrahman Mazi admitiu que, com a proibição, o governo da Arábia Saudita pretende pressionar a RIM a liberar dados das comunicações entre os usuários, “quando necessário”. O governo saudita, com uma estimativa de 400 mil usuários do Blackberry em seu país, é notável por suas recorrentes denúncias de expressiva e sistêmica corrupção, além da prática de torturas, repressão política — não existem eleições ou partidos de oposição no país – e de outros cerceamentos de Direitos Humanos. Já nos Emirados Árabes Unidos, país com 500 mil usuários do smartphone, o órgão regulador de telecomunicações, a TRA, afirmou que a recusa da RIM em cumprir com as leis locais levantou “preocupações judiciais, sociais e nacionais”. Negando a prática de censura, o diretor-geral da TRA, Mohammed Al-Ghanem, afirmou que a suspensão ocorreu devido ao não cumprimento das regulamentações de telecomunicações no país. Em 2007, a RIM recusou à TRA o acesso aos códigos das redes codificadas do aparelho, para que o órgão pudesse monitorar e-mails e outros dados enviados por Blackberry. Os Emirados, famosos pelo seu papel de liderança tecnológica no mundo árabe, foram repreendidos pela organização internacional “Repórteres Sem Fronteiras”, que criticaram a existência de “leis repressoras” e uma “tendência geral de vigilância interna” no país. n


A lógica do BlackBerry O aplicativo de mensagens do BlackBerry criptografa o tráfego de informação em trânsito entre o servidor BlackBerry e os aparelhos automaticamente Países com preocupações de segurança

A Arábia Saudita suspendeu o serviço de mensagens EAU suspenderão os serviços do BlackBerry em 2011 Bahrein França Índia

Smartphone Blackberry A informação permanece criptografada em trânsito e nunca é decifrada fora do firewall

1. Uma chave

2. Informação

3. A

criptografada privada é guardada na conta de segurança do email do usuário

enviada do e para o smartphone é criptografada usando a chave privada retirada da caixa de email do usuário

informação criptografada viaja segura até o smartphone, onde é decifrada com a chave lá guardada

Firewall

Servidor Blackberry

Redes wireless Internet

Aplicativos existentes no servidor

Tráfego de Informação Aplicativos Emails e mensagens Voz

Sistema Móvel de Voz do servidor Blackberry

Emails e mensagens existentes no servidor Ambiente coorporativo PBX*

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 243

Mundo

* PBX: private branch exchange, um dispositivo telefônico que serve um escritório ou empresa particular Fonte: Research in Motion Limited


244 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


O escritor que nunca se escondeu José Saramago foi o escritor português mais prolífero e conhecido do século XX. Ganhou o prêmio Nobel de Literatura em 1998, o que valeu elogios e críticas até a hora de sua morte. E deixou um vasto legado em obras que, mesmo abordando temas polêmicos e difíceis, transformaram-se em best-sellers e influenciaram muitas gerações de leitores

J

osé Saramago morreu no dia 18 de junho de 2010. Não sabemos se teve ou não um encontro com Deus, no céu, no inferno, ou no “desqualificado purgatório”, mas podemos ter a certeza que ambos precisavam ajustar as contas. Ateu convicto, José Saramago tem Deus como um dos temas-fetiche das suas obras. Ele encontra-se agora, porventura, num, seu e claro, vazio inconsciente. Um homem alto, austero, com um jeito de diretor de escola primária, Saramago ganhou fama internacional por romances como Memorial do Convento e Ensaio sobre a Cegueira. Ele foi o primeiro escritor da língua portuguesa a ganhar o Prêmio Nobel de Literatura, em 1998. Mas Saramago era tão conhecido pelo seu inabalável comunismo quanto pela sua ficção. Anos mais tarde, ele usaria sua posição de prêmio Nobel para ministrar palestras em congressos internacionais sobre o tema, acompanhado por sua esposa, a jornalista espanhola Pilar del Río. O escritor descrevia a globalização como o novo totalitarismo e lamentava o fracasso da democracia contemporânea para conter o cres-

cente poder das corporações multinacionais. Saramago nasceu em uma casa humilde na pequena aldeia de Azinhaga, Portugal. A família se mudou para Lisboa quando ele tinha dois anos, e Saramago abandonou a escola cedo para contribuir para as contas da casa trabalhando como mecânico. Gradualmente, ele progrediu através de inúmeros trabalhos até alcançar seu interesse central pela literatura. Ele trabalhou

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 245

Adeus

JOSÉ SARAMAGO, 1922-2010


como desenhista, como tradutor freelancer e no departamento de produção editorial de uma editora. Ele também trabalhou em vários jornais, incluindo um emprego como crítico literário do periódico Serra Nova. Como escritor profissional, Saramago teve um sucesso tardio. Seu primeiro romance, publicado quando tinha 23 anos, foi seguido por 30 anos de silêncio. Ele se tornou um escritor em tempo integral somente na metade de sua vida, depois de trabalhar como mecânico, burocrata, gerente de impressão, revisor, tradutor e colunista de um jornal. Em 1975, um contragolpe derrubou a revolução comunista liderada em Portugal no ano anterior e Saramago foi demitido como editor-adjunto do jornal português Diário de Notícias. “Ser demitido foi a maior sorte da minha vida”, disse ele em uma entrevista ao The New York Times Magazine, em 2007. “Isso me fez parar e refletir. Era o nascimento da minha vida como escritor”. Seu primeiro grande sucesso foi a divertida história de amor Memorial do Convento. Ambientado em um Portugal do século XVIII, o livro retrata as desventuras de três excêntricos ameaçados pela Inquisição: um padre herético que constrói uma máquina voadora e os dois amantes que o ajudam – Baltasar, um ex-soldado aleijado, e Blimunda, filha de uma feiticeira que tem visão de raio-X. Em um determinado momento, o casal decide refugiar-se durante a noite em um palheiro. “Não há cheiro mais satisfatório do que o de feno virado” – Saramago escreveu —, “dos corpos sob um cobertor, de alimentar os bois na manjedoura, o cheiro de ar frio através da filtragem

246 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. JOSÉ SARAMAGO

de fendas no palheiro, e talvez o perfume da lua, para toda a gente saber que a noite assume um cheiro diferente quando há luar, e até mesmo um cego, que é incapaz de distinguir a noite do dia, vai dizer ‘A lua está brilhando’, acredita-se que Santa Lúcia fez esse milagre, por isso é realmente apenas uma questão de inspiração. Sim, meus amigos, que esplêndida lua esta noite.” O romance criou uma legião de fãs de Saramago, vindos de todos os cantos do mundo. O crítico Irving Howe, enaltecendo a sua união de “realismo duro” e “fantasia lírica”, descreveu Saramago como “uma voz de ceticismo europeu, um conhecedor de ironias”. “Eu acho que ouço em sua prosa ecos de uma iluminada sensibilidade, cáustica e arguta”, disse Howe. Paradoxo era o principal diferencial de Saramago. Um ateu

militante que defendia uma história humana teria tido muito mais tranquilidade se não fosse pela religião – seus romances ainda eram preocupados com a questão de Deus. Seu romance O Evangelho Segundo Jesus Cristo – no qual Jesus, na cruz, pede desculpas à humanidade pelos pecados de Deus – foi considerado blasfemo por alguns fiéis e profundamente religioso por outros. Quando o governo português, sob pressão da Igreja Católica, bloqueou a entrada da obra para o Prêmio Europeu de Literatura, em 1992, Saramago escolheu ir para o exílio nas ilhas Canárias, uma possessão espanhola. As origens de Saramago não pareciam predestinar-lhe uma vida de letras. Nascido em 1922, na aldeia de Azinhaga, a 60 quilômetros de Lisboa, ele foi criado pelos avós maternos, enquanto seus pais procuraram trabalho na cidade grande. Em seu discurso na cerimônia do prêmio Nobel, Saramago falou com admiração sobre esses avós, camponeses analfabetos, que, no inverno, dormiam na mesma cama que seus leitões, o que lhe transmitia um gosto pela fantasia e pelo folclore, bem como o respeito pela natureza. Um dos últimos livros de Saramago, e um de seus mais tocantes, foi um livro de memórias de infância intitulado As Pequenas Memórias. No livro, ele narra o trauma de ser transplantado da casa rural de seus avós para Lisboa, onde seu pai havia conseguido um emprego na força policial. Alguns meses mais tarde, Francisco, seu mais velho e único irmão, morreria de pneumonia. Saramago gostava de contar a história da origem de seu sobrenome. Seu nome de origem era Sousa, mas, quando tinha 7 anos de idade, ele apareceu


Estamos afundados na merda do mundo e não se pode ser otimista. O otimista, ou é estúpido, ou insensível ou milionário.

JOSÉ SARAMAGO

vez mais macabros entre o fantasma de Pessoa e seu alter ego ficcional, é uma delicada meditação sobre a identidade e o nada, a poesia e o poder. Em seus últimos anos, a ficção de Saramago tornou-se mais duramente alegórica. Em romances como Ensaio sobre a Cegueira, em que uma cidade inteira é acometida por uma praga de falta de visão que reduz a maioria de seus cidadãos à barbárie, os leitores encontram uma poderosa parábola sobre a fragilidade da civilização humana. Ensaio sobre a Cegueira, que foi filmado em 2008 por Fernando Meirelles, era, como disse Saramago, uma metáfora para a forma como os países ricos cada vez procuram mais riqueza, sem importar o empobrecimento das nações já pobres. A parábola intrínseca completa, ele sugeriu, poderia ser resumi-

da na seguinte pergunta: “um mundo no qual as 300 pessoas mais ricas possuem tanto quanto os 40% mais pobres juntos é uma grande realização?” Embora tivesse uma filha, Violante, de seu primeiro casamento com Ilda Reis, Saramago considerava seus livros como sua verdadeira prole. Ele os defendia vigorosamente e, conforme os concebia, aumentava a sua já enorme coleção de doutorados e prêmios. Divorciado de Ilda, em 1988, casou-se com a jornalista espanhola Pilar del Río. Em 1992, depois do furor ocasionado pelo O Evangelho Segundo Jesus Cristo, mudaram-se para Lanzarote, nas Ilhas Canárias. Dado seu início atrasado como romancista, talvez não seja surpreendente que um dos últimos desejos que Saramago expressara foi o de pausar o mundo por 50 anos. “Não”, ele apressou-se em acrescentar, não era para ganhar mais prêmios para si, mas para que nós, coletivamente, pudéssemos “encontrar a coragem de dizer se o estágio de desenvolvimento a que chegamos é bom o suficiente e de dedicar todas as nossas energias para ajudar, durante meio século, os milhões de pessoas que foram deixadas para trás.” José Saramago morreu no dia 18 de junho de 2010. Saramago não pertence ao céu, para onde voou o fumo da combustão do seu corpo, mas sim à terra, local onde agora repousam as suas cinzas. Se de perto tocar Saramago as estrelas, será sentado na “sua” passarola, onde a bordo conta a Blimunda Sete-Luas e a Baltasar Sete-Sóis O Contoda Ilha Desconhecida (1997). A nós, Saramago deixa seus Os Poemas Possíveis (1966), e todas as letras encadeadas, Deste Mundo e do Outro (1971). n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 247

Adeus

para seu primeiro dia de escola e apresentou sua certidão de nascimento. Foi descoberto que um funcionário em sua aldeia natal havia registrado o garoto como José Saramago. Saramago, que significa nabo, era o apelido pelo qual o pai do escritor era comumente insultado. “Meu pai não era muito feliz, mas se era esse o nome oficial de seu filho, bem, então ele também tinha que levá-lo”, contou em entrevista, em 2007. Segundo o escritor, a família ficou tão pobre que, a cada primavera, sua mãe penhorava seus cobertores, esperando ser capaz de comprá-los de volta no inverno seguinte. Embora ele fosse um bom aluno, devido a dificuldades financeiras de sua família, Saramago foi obrigado a abandonar a escola secundária aos 12 e mudar-se para uma escola profissional, onde foi treinado como um mecânico de automóveis. Sobre sua influência mais opressiva, porém, ele raramente escreveu: o regime fascista que governou Portugal de 1926 a 1974. O Ano da Morte de Ricardo Reis, considerado sua obra-prima, é o único romance que lida diretamente com a ditadura de Antônio de Oliveira Salazar. Ocorrido em 1936, em uma Europa escurecida pela ascensão de Hitler, Mussolini, Franco e Salazar, o livro conta a história do personagem-título, um médico e poeta que vive no Brasil e que regressa à Lisboa fascista quando ouve sobre a morte de seu amigo Fernando Pessoa, grande poeta modernista português. O que dá ao livro uma mistura onírica de realidade histórica e ilusão é o fato de que Ricardo Reis era realmente um dos pseudônimos que Fernando Pessoa usou para publicar muitos de seus versos. O romance, que consiste em encontros cada


dennis hopper, 1936-2010

O eterno “Easy Rider” O mais icônico dos atores rebeldes dirigiu e atuou em clássicos de Hollywood como Sem Destino (1969) e Veludo Azul (1986). A sua personalidade, dentro e fora da tela, representava o idealismo perdido dos anos 1960

E

m 26 de março, quando ganhou uma estrela na Calçada da Fama, em Hollywood, o ator e diretor Dennis Hopper tinha ataduras na cabeça e na mão direita. Estava frágil, mas sorridente na cerimônia que celebrava seus mais de 50 anos de carreira. O câncer de próstata, diagnosticado em setembro de 2009, em estágio avançado, o havia deixado magro e abatido. O ator em nada mais lembrava os rebeldes que interpretou nos marcos da indústria cinematográfica Sem Destino (1969), Apocalypse Now (1979) e Veludo Azul (1986). Já não havia muito o que fazer contra a doença. Ele sabia, mas continuava trabalhando. Morreu dois meses depois, em 29 de maio, em sua casa em Venice, na Califórnia, cercado por amigos e familiares. Hopper ganhou seus primeiros elogios ainda adolescente, em 1955, pelo seu papel de um epiléptico na série da NBC Medic e para um pequeno papel no filme do astro James Dean, Juventude Transviada. Mas o ator só confirmou seu status de estrela em ascensão no ano seguinte, como o filho de um rico fazendeiro interpretado por Rock Hudson em

248 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Assim Caminha a Humanidade, o western épico também estrelado por Elizabeth Taylor e Dean. Mas o sucesso como uma estrela de Hollywood trouxe consigo uma crescente arrogância, e em 1958 Hopper encontrou-se em uma batalha de egos com o diretor Henry Hathaway no set de Caçada Humana. A história tem várias versões, mas a mais popular delas é que a recusa de Hopper em reproduzir uma cena da maneira como o diretor pediu resultou no ator teimosamente realizando mais de 80 tomadas até que ele finalmente seguisse ordens. Ao encerrar a cena – Hopper recordou mais tarde – Hathaway disse que a carreira do ator em Hollywood havia terminado. Foi só após o seu casamento em 1961 com Brooke Hayward – que, como a filha de Leland Hayward, um produtor e agente, e Margaret Sullavan, a atriz, fazia parte da realeza de Hollywood – que Hopper recebeu propostas de papéis no cinema novamente. Hopper interpretou papéis pequenos em filmes de grandes estúdios, como Os Quatro Filhos de Katie Elder (1965) – dirigido por seu ex-inimigo Henry Hathaway –; Rebeldia Indomável (1967) e A Marca da Forca (1968). Dennis Hopper foi se aproximando do amigo de infância de sua esposa Peter Fonda, que, com Hopper e alguns outros, começou a refletir Dennis Hopper ganhou fama ao interpretar personagens cheios de rebeldia


sua atuação em Apocalypse Now (1979). Em 1993, em uma entrevista ao jornal britânico The Guardian, Hopper credita a Marlon Brando, a estrela do filme, a ideia de fazê-lo interpretar um fotojornalista, ao invés do papel menor de um agente da CIA, para o qual ele foi originalmente escalado. Mas o estilo de Hopper continuou a afetar o seu trabalho. Em Francis Ford Coppola - O Apocalipse de Um Cineasta, um documentário sobre a execução do filme, o diretor Francis Ford Coppola é visto lamentando que Hopper não con-

Eu pensei que quanto mais louco você se comportasse, melhor artista você seria. E houve um momento em que eu tinha muita energia para mostrar a loucura.

dennis hopper

seguia decorar suas falas. Depois de ficar sóbrio em 1980, Hopper começou a fazer inúmeros papéis por ano, tornando-se um dos atores mais famosos de Hollywood. Ele ganhou uma segunda indicação ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por seu papel como o pai alcoólico de um astro do basquete colegial perturbado em Momentos Decisivos (1986), e ele aprimorou sua interpretação de vilões desarticulados em filmes como Veludo Azul (também em 1986), Velocidade Máxima (1994) e Waterworld (1995), assim como na primeira temporada da série televisiva 24 Horas (2002).

Hopper praticou diversas atividades artísticas além dos filmes. No início de sua carreira, ele pintava e escrevia poesia, embora muitas de suas obras tenham sido destruídas em um incêndio, em 1961. Naquela época, a Sra. Hayward lhe deu uma câmera de presente, e Hopper passou a fotografar. Suas imagens íntimas de celebridades como Ike e Tina Turner, Andy Warhol e Jane Fonda foram objetos de mostras em galerias e foram coletadas em um livro, 1712 North Crescent Heights. O livro, cujo título era o seu endereço em Hollywood Hills, em 1960, foi editado por Marin Hopper, filha da Sra. Hayward. Nascido em 17 de maio de 1936, em Dodge City, Kansas, e criado em uma fazenda próxima, Dennis Hopper Lee se mudou com sua família para San Diego no final de 1940. Ele estudou no Old Globe Theater ali, enquanto estava no ensino médio. Em seguida, assinou um contrato com a Warner Brothers e se mudou para Los Angeles. Os cinco casamentos de Hopper incluem um de oito dias, em 1970, com a cantora Michelle Phillips, do The Mamas and the Papas. Ele deixou quatro filhos: Marin; Ruthanna, filha de Daria Halprin, sua terceira esposa; um filho, Henry Lee, cuja mãe é Katherine LaNasa; e Galen, filha de sua última esposa Victoria Duffy. Em 2009, durante uma turnê promocional, o ator adoeceu e, logo em seguida, começou uma nova rodada de tratamentos para um câncer de próstata, que ele dizia ter sido diagnosticado pela primeira vez uma década atrás. Hopper foi hospitalizado em janeiro, ocasião em que também entrou com pedido de divórcio de sua quinta esposa, Victoria Duffy. “Eu desejo o melhor para Vitória, mas quero passar estes dias difíceis cercado por meus filhos e amigos próximos”, disse Hopper. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 249

Adeus

sobre um filme cuja história retratava tradicionais temas de velho-oeste. Mas com motos substituindo cavalos. Esse filme, Sem Destino, que Hopper escreveu com Fonda e Terry Southern e dirigiu ele próprio, retrata um par de motociclistas em busca da verdade – Fonda e Hopper – em uma viagem até Nova Orleans. O filme ganhou prêmio de Melhor Filme de Diretor Estreante no Festival de Cannes 1969 – embora tenha enfrentado apenas um concorrente. Hopper também compartilhou uma indicação ao Oscar pelo roteiro do filme, enquanto a nomeação de Melhor Ator Coadjuvante foi para um pouco conhecido Jack Nicholson. Sem Destino introduziu sua audiência – se não Hopper – à cocaína, e o sucesso acelerado do filme deu início a um período intenso de drogas e álcool que, Hopper disse mais tarde, quase o mataram e transformaram-no em um pária profissional. Ganhando cerca de US$ 1 milhão pela Universal para a continuação de um projeto, Hopper reuniu um grupo de hippies no Peru para filmar The Last Movie, um filme alucinógeno sobre a realização de um filme. A produção ganhou um prêmio no Festival de Veneza de 1971, mas não foi sucesso de crítica ou de bilheteria. Hopper editou o filme enquanto vivia em Los Gallos, uma casa de 22 quartos em Taos, Novo México, que ele rebatizou de “Palácio de Lama”, uma ode à contracultura de Hollywood. Foi lá o ápice de sua paranoia induzida por drogas. “Eu era muito ingênuo naquela época”, disse Hopper ao The New York Times, em 2002. “Eu pensei que quanto mais louco você se comportasse, melhor artista você seria. E houve um momento em que eu tinha muita energia para mostrar a loucura.” Hopper voltou à fama com


JOSÉ EPHIM MINDLIN

Amor aos livros Membro da Academia Brasileira de Letras, José Mindlin era considerado o maior bibliófilo do país. Apaixonado pelos livros, deixou a atividade empresarial para dedicar-se à caça por raridades literárias

Mindlin abandonou a carreira de negócios para se dedicar à sua paixão pelos livros

LADY LAURA

Inspiração Principal inspiração na carreira de Roberto Carlos, a mãe do cantor teve seu nome eternizado e passou a ser conhecida no país inteiro

“L

ady Laura, me leve pra casa/ me conta uma história/ me faça dormir”. Dessa forma, o cantor brasileiro Roberto Carlos despediu-se de sua mãe, Laura Moreira Braga, a Lady Laura, fale-

250 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


cida no dia 17 de abril deste ano, vítima de um choque séptico. Ela tinha 96 anos e já estava internada devido a uma infecção respiratória. A mãe do cantor ficou conhecida nacionalmente pela música Lady Laura, parceria do filho com Erasmo Carlos. A canção, composta pelo “Rei” em 1976, em um momento de solidão num quarto de hotel, tornou-se também uma de suas canções que mais fazem sucesso fora do Brasil. Na gravação de Lady Laura, em 1978, Roberto chorou no estúdio e a música teve

ilustrações e até curiosidades como dedicatórias e erros tipográficos. “Há livros modernos mais difíceis de encontrar do que muitas obras de séculos atrás”, garantia Mindlin. Entre as mais curiosas aquisições do bibliófilo está a primeira edição de O Guarani, de José de Alencar, publicada em 1857, pela qual o bibliófilo esperou 17 anos. A primeira notícia que teve sobre a obra foi na década de 60, quando um grego, no Rio de Janeiro, chegou a oferecê-la por mil dólares. Mindlin soube disso tarde demais. O grego já havia desaparecido. Só em 1977 o bibliófilo conseguiu realizar o seu sonho, adquirindo o livro em um leilão de livros raros em Paris. Para isso, teve que travar um verdadeiro embate com o grego, que, então, já pedia pelo livro muito mais do que havia oferecido no Rio. Sempre com um livro debaixo do braço, Mindlin agradecia a Deus — embora fosse agnóstico - ao ficar preso em congestionamento no trânsito, para poder devorar bons romances. Acredita-se ter lido, em cálculo otimista, oito mil volumes. Segundo o bibliófilo, ele lia de seis a oito livros por mês. Mas, com a idade, vieram os problemas de visão, e seu volume de leitura foi reduzido, pois necessitava recorrer a uma lupa. Mesmo assim, mantinha uma pilha de livros na cabeceira e um sempre próximo à mão. Dono de uma das mais importantes bibliotecas privadas do país, Mindlin doou, em 2006, cerca de 45 mil volumes para a Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, na Universidade de São Paulo (USP). No mesmo ano, Mindlin tornou-se, como a maioria dos autores em sua biblioteca, um imortal, ocupando a cadeira número 29 na Academia Brasileira de Letras. “Mas, no fundo, eu sou leitor e não escritor”, dizia. n

que ser repetida várias vezes. Ao escutar a música pela primeira vez, Lady Laura disse ter sentido uma “alegria imensa” e que “a música e a letra são presentes que jamais me sairão da memória”. Foi ela que levou o filho a uma de suas primeiras aparições públicas, em uma rádio em Cachoeiro de Itapemirim, onde Roberto nasceu. Foi também Lady Laura, devota de Nossa Senhora, Cosme e Damião e São Judas Tadeu, quem passou a forte religiosidade para o filho.

Roberto Carlos só foi informado sobre o falecimento da mãe após o show que fazia em Nova York, parte de uma turnê internacional pelos 50 anos de carreira do cantor. Caiu em prantos. Ao deixar o local, o cantor acenou para os fãs, que desejaram “força”, e foi embora calado, sem falar com a imprensa. No show, ainda sem saber que a mãe tinha morrido, Roberto Carlos havia interpretado Lady Laura — uma última homenagem, de seu maior fã. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 251

Adeus

A

relação dos homens com os livros, em particular a dos bibliófilos — aqueles que por eles se apaixonam — passa por três estágios. Primeiro, os homens pensam que conseguirão ler uma quantidade de livros maior do que o possível. Em um segundo estágio, passam a desejar ter em mãos o maior número de obras e autores admirados. Na terceira fase, surge o interesse pelas obras raras, pelas primeiras edições, e o livro passa a ser visto como um objeto de arte. “Quando se chega a esse estágio, aquele que pensava em ser na vida apenas um leitor metódico está irremediavelmente perdido”, definia José Mindlin, o maior bibliófilo brasileiro, falecido no dia 28 de fevereiro de 2010. José Ephim Mindlin nasceu em São Paulo, em 8 de setembro de 1914. Formou-se em Direito em 1936, pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Advogou até 1950, quando foi um dos fundadores e presidente da Metal Leve S/A, empresa pioneira em pesquisa e desenvolvimento tecnológico próprio no seu campo de atuação. Em sua atividade empresarial desenvolveu grande esforço em prol do avanço tecnológico brasileiro e no processo de exportação de produtos manufaturados brasileiros. Mas foi sua paixão pelos livros que o tornou reconhecido. O primeiro livro raro adquirido por Mindlin foi Discurso sobre a História Universal, de Bossuet, de 1740, quando ele era ainda um garoto de 13 anos. A experiência de bibliófilo, entretanto, acabou mostrando que não bastava um livro ser antigo para ser raro. Outros fatores contam também, como o conteúdo da obra, o valor histórico, a tradução, as


GLAUCo Villas Boas

Crime brutal Criador de quadrinhos ácidos, engraçados e sem censura, Glauco era dono de um traço descompromissado mas cheio de expressividade. Duas gerações de cartunistas e leitores lamentam juntas

G

lauco Villas Boas foi um dos cartunistas mais admirados do país. Suas tirinhas, publicadas regularmente desde 1984 pela Folha de S.Paulo, eram recheadas de humor, ironia e acidez. Criador de personagens clássicos como Geraldão, um solteirão que mora com a mãe neurótica; Dona Marta, secretária ninfomaníaca que assedia o chefe e colegas de trabalho; Doy Jorge, roqueiro fracassado que se deixou levar pelas drogas; entre outros, desde a madrugada do dia 12 de março, os personagens de Glauco não ganharam novas estórias. O cartunista e seu filho, Raoni Villas Boas, foram brutalmente assassinados em sua própria casa. Nos anos 70, Glauco ia prestar vestibular para Engenharia, quando conheceu o jornalista José Hamilton Ribeiro, diretor do Diário da Manhã, em Ribeirão Preto. Foi quando o garoto publicou pela primeira vez uma de suas tirinhas, Rei Magro e Dragolino, num jornal. Em 1984, quando a Folha de S. Paulo dedicou espaço diário à nova geração de cartunistas brasileiros, Glauco passou a publicar ali suas tiras. Para o caderno Folhinha, do mesmo jornal, Glauco criou um personagem voltado para o mundo infantil, o Geraldinho, inspirado no famoso Geraldão. No decorrer dos anos, as tirinhas de Glauco se adaptaram às mudanças de comportamento, à moda e às problemáticas da atu-

252 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

alidade, mas nunca perderam o traço individual do desenhista. O cartunista utilizava nanquim no papel. O computador só era necessário na hora de colorir as tirinhas, depois de escanear os desenhos feitos à mão. Angeli, outro grande cartunista brasileiro, diz que já se inspirou em Glauco para criar personagens como Rhalah Rikota. “Perdi boa parte da minha história com a morte do Glauco”, disse Angeli. Glauco era praticante da doutrina do Santo Daime, manifestação religiosa surgida no começo do século XX na região amazônica. As práticas do Santo Daime têm como base o uso de uma bebida alucinógena sagrada chamada ayahuasca – permitida por lei para o uso religioso –, produzida a partir da folha da planta chacrona e do cipó de mariri (também chamado jagube). O preparo da ayahuasca é um dos rituais do Santo Daime, chamado de “feitio”, e que pode se estender por até um mês. Glauco costumava se referir à bebida como “o vinho da floresta”. O cartunista tomou o Daime pela primeira vez na igreja fundada pelo escritor Alex Polari, em Visconde de Mauá, interior do Rio de Janeiro. Logo na primeira prática, Glauco diz ter visto “a luz” que modificaria sua vida para sempre. Assim, começou sua caminhada na doutrina como mestre, reunindo um pequeno grupo de amigos em uma pequena casa no Butantã, em São Paulo. Os vizinhos da casa de reuniões do Butantã não eram nada

satisfeitos com a prática do Daime liderada por Glauco. Era comum os trabalhos terminarem com a presença da polícia. Ainda assim, a missão de Glauco foi reconhecida pela igreja central do Daime no país, a Céu do Mapiá, no Acre. Assim, com a benção das lideranças, o cartunista montou sua própria igreja, chamada Céu de Maria, em um grande ter-


Adeus

O cartunista Glauco publicava tiras no jornal Folha de S.Paulo. Acima, homenagem do colega Angeli

reno comprado próximo ao Pico do Jaraguá. Em alguns rituais, Céu de Maria chega a reunir cerca de 300 pessoas. Duas versões foram dadas para explicar o assassinato de Glauco e seu filho: uma do advogado da família e outra da polícia. A primeira versão, explicitada pelo advogado Ricardo Handro, diz que o crime ocorreu

após uma tentativa de assalto na residência da família em Osasco, na Grande São Paulo, que havia sido invadida por dois homens aparentemente drogados. A família morava num lugar afastado, numa comunidade de apenas dez casas, onde também abrigava a igreja Céu de Maria. O CRIME. De acordo com Handro, os homens renderam a enteada do cartunista quando ela tentava entrar em casa. Eles entraram na residência e anunciaram que levariam toda a família. Glauco negociou para que apenas ele fosse levado. Durante a negociação, o cartunista levou um golpe no rosto. Ao saírem do local, o filho Raoni voltava da faculdade e se assustou com o pai sangrando e com uma arma apontada para a cabeça. Ele tentou negociar e neste momento os bandidos deram quatro tiros em Raoni e outros quatro em Glauco. Um dos tiros acertou o rosto do cartunista. A mulher e a enteada de Glauco presenciaram tudo. A polícia, no entanto, identificou um suspeito que foi preso a partir do depoimento de testemunhas. O acusado, que confessou ter praticado o crime, era

um estudante universitário de classe média alta, ex-frequentador da igreja fundada por Glauco e conhecido da família: Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, de 24 anos. A informação dada pela polícia descarta a hipótese de tentativa de assalto e aponta para um desentendimento entre o suspeito e Glauco. O jovem, que era dependente químico e já tinha passagem pela polícia por porte de drogas, estaria sofrendo de distúrbios psíquicos. O crime ainda teve a participação de outro jovem: Felipe Iasi, de 23 anos. Segundo Cássio Paulette, advogado de Iasi, o jovem teria recebido uma ligação de Carlos Eduardo momentos antes do crime para se encontrarem: “um programa normal de jovens, sair para conversar e beber”, disse. Felipe, então, foi apanhar Carlos Eduardo em sua residência de carro. De acordo com o advogado, Carlos entrou no veículo apontando uma arma para Felipe, dizendo que se tratava de um sequestro e mandou Iasi seguir até a casa do cartunista. Segundo Paulette, Iasi não procurou a polícia logo após o crime porque estava “apavorado e achou que estava sendo perseguido por Cadu”. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 253


Conhecido por sua beleza e por sua fama de mulherengo, Tony Curtis é considerado por muitos o primeiro galã de Hollywood

tony curtis

Queridinho de Hollywood Beleza e charme: os dois ingredientes fundamentais que fizeram Tony Curtis chegar ao topo de Hollywood e exportar seu padrão para o mundo

T

otalmente despreparado, Tony Curtis chegou a Hollywood essencialmente por sua aparência. No entanto, o que não faltava ao ator era força de vontade. Quando se observa a filmografia de Curtis, percebe-se que sua ascensão na profissão foi lenta, porém firme. O ator, queridinho das jovens dos anos 1950, faleceu no dia 30 de setembro em sua cama, aos 85 anos, vítima de um ataque cardíaco. Tony interpretou personagens de características bem diferentes e atuou em filmes diversificados, desde simples comédias a dramas de conteúdo sério. Alguns de seus principais sucessos foram: Quanto Mais Quente Melhor (1959), contracenando ao lado de Marilyn Monroe; Spartacus (1960), clássico do aclamado diretor Stanley Kubrick; e Acorrentados (1958), filme em que Curtis foi indicado ao Oscar de Melhor Ator. Em 50 anos de profissão, atuou em mais de 140 filmes: a maioria deles

254 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Bem, por um lado você pode dizer que eu era tremendamente abençoado. Por outro, eu estava definitivamente amaldiçoado. tony curtis


para ganhar experiência. O mais curioso da carreira de Tony é que foram as fãs que o descobriram nesses pequenos papéis: faziam campanha, enviavam cartazes para o estúdio e, assim, tornaram Curtis um verdadeiro astro de Hollywood. Além de ser conhecido pela beleza e pela profissão, Tony Curtis tinha uma grande fama de mulherengo. Ao todo, o ator casou-se seis vezes. O romance mais conhecido de Curtis foi com a também atriz Janet Leigh, que lhe rendeu dois casamentos. O relacionamento dos dois, apesar da fama de sedutor de Curtis, era considerado perfeito pelas revistas de fofoca da época. Um dos casos mais conhecidos do ator foi com a não menos sedutora Marilyn Monroe. Curtis insinuava que o filho que Monroe esperava durante as filmagens de Quanto Mais Quente Melhor poderia ser dele. O último casamento de Tony aconteceu em 1998, com Jill Vanderberg, sua viúva. Tony Curtis teve ótimos momentos na carreira de ator. No entanto, o excesso no consumo de drogas e sexo nos anos 70 fez com que ele se tornasse um sujeito esquisito. Perdeu a beleza dos primórdios e passou a viver apenas de glórias passadas. Apesar de tudo, Curtis foi um dos maiores galãs da história cinematográfica e atuou em filmes inesquecíveis, o bastante para eternizá-lo como uma lenda do cinema americano. n

EDITH SHAIN

Um beijo para a História

N

a captura precisa da câmera, um gesto que simbolizava a volta da paixão e da felicidade para uma juventude dominada pelo horror da guerra. Era o beijo da despedida, o fim de um período negro, de terror e más notícias. E neste ano, foi a vez da autora dele se despedir. Edith Shain, a enfermeira que ficou famosa por protagonizar umas das imagens mais memoráveis do mundo moderno, e que virou uma espécie de celebridade

por décadas após a Segunda Guerra Mundial, morreu aos 91 anos no dia 20 de junho de 2010. Em uma foto de Alfred Eisenstaedt para a revista Life em 1945, a enfermeira aparecia recebendo um cinematográfico beijo de um marinheiro em meio às comemorações, em plena Times Square, do dia da vitória dos Estados Unidos sobre o Japão na Segunda Guerra Mundial, que significaram o fim do conflito global. Em 2005, no aniversário de 60 anos da rendição japonesa, Shain foi recebida com entusiasmo pela aliança da Times Square, onde reencenou, usando um uniforme de enfermeira fiel ao da foto, o momento capturado por Eisenstaedt mais de meio século antes. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 255

Adeus

como protagonista. No entanto, o ator teve a carreira prejudicada por problemas com álcool e cocaína. Além das telas de cinema, Curtis dedicou-se à pintura nos anos 80. Os quadros do ator chegaram a ser vendidos por até US$ 50.000 e um deles está exposto no Metropolitan Museum of Art de Nova York. Apesar do glamour de Hollywood, Tony Curtis teve uma vida conturbada até chegar às telas de cinema. Cresceu no Bronx, em Nova York. Sua mãe e um de seus dois irmãos sofriam de esquizofrenia, motivo pelo qual Curtis e seu outro irmão – falecido ainda quando criança num acidente de trânsito – tiveram de morar num orfanato. Durante a Segunda Guerra Mundial, Curtis serviu à Marinha Americana e assistiu à rendição japonesa na Baía de Tóquio. De volta aos Estados Unidos, passou a estudar teatro e, devido à bela aparência, foi contratado pelo estúdio Universal de Hollywood. Nascido em 3 de junho de 1925, Tony fazia o estilo machão dos filmes de delinquentes juvenis, quando jovem. Durante toda a vida, nunca perdeu o forte sotaque do Bronx, mesmo quando atuava em filmes de época. Ao ser contratado pelo estúdio Universal, o garoto, conhecido como Bernard Schwartz, teve seu nome mudado para Anthony Curtis, e finalmente para Tony Curtis. Os primeiros trabalhos hollywoodianos do ator foram pequenos: pontinhas de filmes, só


zilda arns

Uma vida cheia de solidariedade Com persistência de formiga e pequenos gestos, Zilda Arns construiu uma trajetória silenciosa que mudou o destino de milhões de pessoas

Z

ilda Arns foi uma mulher à frente de sua época: médica e sanitarista num período em que as mulheres eram primeiramente donas de casa. Nascida em Forquilhinha, Santa Catarina, em 1934, era filha de descendentes de alemães. Aos 18 anos, a contragosto do pai, decidiu ingressar na faculdade de Medicina. Poucos anos depois, graduou-se pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), em 1959. Além de médica, era também casada com Aloísio Bruno Neumann e mãe de seis filhos: Marcelo, Rubens, Nelson, Heloísa, Rogério e Sílvia. Aprofundou-se em saúde pública, pediatria e sanitarismo para lutar contra a mortalidade infantil e a desnutrição. Ainda jovem, percebeu que a educação era o melhor caminho para evitar doenças simples e a marginalidade das crianças. Zilda Arns, fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança e da Pastoral da Pessoa Idosa, faleceu tragicamente no terremoto que devastou o Haiti no dia 12 de janeiro, deixando um grande legado para a saúde pública mundial. O trabalho de Zilda Arns com crianças começa no Hospital Cezar Pernetta, na capital paranaense, entre 1955 e 1964. Após concluir a graduação, a médica nunca deixou de se aprofundar: sempre aliou o conhecimento científico ao conhecimento e cultura popular. Teve como suporte teórico diversos cursos de especialização: Educação em Saúde Materno-Infantil, pela Universidade de São Paulo (USP); Saúde Pública para Graduados em Medicina, também pela

256 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Devemos cuidar de nossos filhos como um bem sagrado, promover o respeito a seus direitos e protegê-los.

zilda arns

USP; Administração de Programas de Saúde Materno-Infantil, pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde; Pediatria Social, pela Universidade de Antioquia, na Colômbia; Pediatria, pela Sociedade Brasileira de Pediatria; e

Educação Física, pela UFPR. Devido a sua experiência, a Dra. Zilda Arns foi convidada em 1980 para coordenar a campanha de vacinação Sabin. Naquela época, acontecia a primeira epidemia de poliomielite no Brasil. Em 1983, Dom Paulo Evaristo Arns, então Cardeal de São Paulo e irmão de Zilda, convidou a médica para encabeçar uma ação da Igreja Católica contra a mortalidade infantil. Assim, nasceu a Pastoral da Criança: projeto promovido pela Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e apoiado pelo Unicef, agência da ONU que apoia técnica e financeiramente projetos e ações pela sobrevivência, desenvolvimento e proteção de crianças e adolescentes. A primeira ação da entidade aconteceu em Florestópolis, no Paraná, onde o índice de mortalidade chegava a 127 mortes a cada mil crianças. Após um ano de atividades, o número de mortes para mil nascimentos caiu para 28. O sucesso inicial estimulou a Igreja a expandir a Pastoral da Criança para todos os estados do Brasil. Atualmente, cerca de 2 milhões de crianças e quase 95 mil gestantes são acompanhadas pelos 260 mil voluntários em 42 mil comunidades pobres do país. O trabalho de Zilda na entidade serviu de modelo para vários países, como Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Timor Leste, Filipinas, Paraguai, Peru, Bolívia, Venezuela, Argentina, Chile, Colômbia, Uruguai, Equador e México. Em algumas dessas nações, a própria médica ministrou cursos sobre como estruturar as atividades. Além de coordenadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns foi fundadora e também coordenadora da Pastoral da Pessoa Idosa, criada em 2004 e também promovida pela CNBB. A ideia da entidade nasceu a partir de uma conversa, que durou quase um dia


disse que a irmã “morreu de uma maneira muito bonita”, defendendo uma “causa em que sempre acreditou”. Dra. Zilda Arns, que sempre lutou pela “vida em abundância”, faleceu de forma trágica, aos 75 anos. A médica havia interrompido suas férias e estava em visita ao Haiti para palestrar sobre o trabalho da Pastoral da Criança a um grupo de religiosos haitianos. Ao fim do discurso, que ocorria em um prédio de três andares, deu-se o terremoto que devastaria

um país inteiro e findaria com a vida de umas das mais fortes mulheres brasileiras. Os três andares do prédio transformaram-se em um amontoado de pedras e vigas de metal. Zilda Arns morreu na hora, atingida na cabeça por uma viga do teto que desabou. Outros quinze religiosos que estavam presentes no local também morreram. O corpo da médica chegou a Curitiba três dias depois do triste incidente, onde foi transportado em carro aberto e aplaudido por onde passava. n

Zilda Arns fundou a Pastoral da Criança

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 257

Adeus

inteiro, entre a médica e o geriatra João Batista Lima Filho – então Presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) —, durante uma longa espera no Aeroporto de Londrina, por motivos de mau tempo. Dra. Zilda dizia: “Muitos líderes idosos da Pastoral da Criança me pedem orientações para seus problemas de pressão alta, urina solta, insônia e outros. Quando eu visito as comunidades com a Pastoral da Criança, ouço as líderes dizerem que ao visitar as famílias, além de gestantes e crianças, também encontram pessoas idosas; e estas líderes gostariam de saber orientar também sobre questões de envelhecimento, porém, não conhecem esta área”. A instituição visa capacitar líderes locais para ajudar idosos a controlar vacinas, evitar acidentes domésticos e identificar doenças físicas e emocionais. O trabalho de Zilda na área social foi merecidamente reconhecido com um Prêmio Nobel da Paz, em 2006. Além do Nobel, a médica foi condecorada com dezenas de outros prêmios, como: Woodrow Wilson, da Woodrow Wilson Fundation, em 2007; o Opus Prize, da Opus Prize Foundation, em 2006; Heroína da Saúde Pública das Américas, da Opas, em 2002; 1º Prêmio Direitos Humanos, da USP, em 2000; Personalidade Brasileira de Destaque no Trabalho em Prol da Saúde da Criança, do Unicef, em 1988; Prêmio Humanitário, do Lions Club Internacional, em 1997; Prêmio Internacional em Administração Sanitária, também da Opas, em 1994; e diversos títulos de Doutor Honoris Causa em cinco universidades. Além das premiações, Dra. Zilda é Cidadã Honorária de dez estados e 35 municípios brasileiros. O arcebispo emérito de São Paulo, dom Paulo Evaristo Arns,


GLORIA STUART

A eterna Rose

Q

uando Gloria Stuart foi nomeada para o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por sua performance em Titanic (1997), havia poucos espectadores que se lembravam dos primeiros anos de sua carreira, na década de 1930. Stuart interpretou a senhora de 101 anos de idade — representada no resto do filme por Kate Winslet – que relembra a época em que ela tinha 17 anos e estava a bordo de um dos navios mais famosos da história. A atriz faleceu em 26 de setembro deste ano. Apesar do reconhecimento tardio por parte do grande público e crítica, a atriz teve muitos e variados papéis ao longo de sua

carreira. Pouco antes de narrar a saga do casal Jack e Rose no filme de James Cameron, ela havia abandonado o cinema. Voltou à ativa quando Cameron lhe telefonou e pediu que fizesse teste para o papel. Na época, chegou a brincar, em entrevista ao jornal The New York Times, que só foi escolhida porque era uma das poucas atrizes com a sua idade que ainda era “viável para trabalhar, não era alcoólatra, reumática e não ficava caindo”. Após o fenômeno Titanic, o cinema a redescobriu e, de acordo com Gloria, foi convidada a fazer diversos papéis de “senhoras bondosas”. Ela descartou todos, dando preferência aos personagens mais intensos, como uma mulher misteriosa em O Hotel de Um Milhão de Dólares (2000), de Wim Wenders. n

258 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Claude Chabrol

Um cineasta contra o conservadorismo Pioneiro do cinema de autor e eterno crítico da hipocrisia da classe média, o cineasta ajudou a derrubar barreiras da conservadora indústria cinematográfica francesa

N

o final dos anos 1950 e início dos 1960, o então conservador cinema francês passava por uma verdadeira revolução de narração, edição e estilo. Quebrando paradigmas sociais e rejeitando a forma clássica do cinema, a nouvelle vage implantava um espírito jovem, contestador e iconoclasta no cinema europeu, mudando o tom da indústria cinematográfica para sempre. Entre os nomes que ajudaram a estabelecer o movimento chamado de Nouvelle Vague, o pioneiro foi Claude Chabrol, crítico e cineasta francês falecido no dia 12 de setembro de 2010, vítima de uma “severa anemia”, segundo sua assessora de imprensa. Chabrol, realizador de filmes de estilo, repletos de suspense, como Le Boucher (1970) e La Femme Infidèle (1969), tinha 80 anos. Chabrol era um jovem crítico de cinema trabalhando para a revista Cahiers du Cinéma, junto com François Truffaut, Eric Rohmer e Jean-Luc Godard, quando uma herança lhe deu liberdade para formar sua própria companhia de produção. Em 1956 ele produziu e escreveu o roteiro do curta Coup de Berger, dirigido por Jacques Rivette. Alguns anos depois, produziu com seu próprio dinheiro o seu longa de estreia, Le Beau Serge (Nas Garras do Vício, de 1958), que trata de temas an-

tiburgueses e que é considerado o primeiro filme Nouvelle Vague e do cinema de diretor. Os primeiros filmes do diretor francês foram mais do que obras-primas. Eles serviram de mostra para a fechada e conservadora indústria cinematográfica francesa, de que um diretor exterior aos grandes círculos da elite do cinema parisiense poderia invadir o sistema e fazer longas que atingissem sucesso comercial e de crítica. Com isso, Chabrol acabou estabelecendo uma tendência que seria seguida por seus companheiros e por novos cineastas durante as próximas décadas. À MARGEM. Apesar de nunca ter alcançado o mesmo nível de fama dos colegas de Nouvelle Vague, Truffaut e Godard, Chabrol continuou a explorar questões que envolviam a classe trabalhista e a sexualidade em filmes como Les Bonnes Femmes (1959) e L’Oeil Du Malin (1961). Ávido admirador do cinema americano – ele e o diretor Eric Rohmer chegaram a escrever um influente estudo sobre o trabalho de Hitchcock em 1957 -, Chabrol também aceitou realizar propostas mais comerciais, como o thriller Landru (1962). Como os profissionais de Hollywood que tanto admirava, Chabrol recusou poucos dos projetos que vieram ao seu caminho. Como resultado disso,


Cinema ousado

D

urante os anos 1960 e 1970, os cinemas, palcos de teatro e canais de televisão passavam por uma grande revolução. No auge da efervescência cultural do final dos anos 60, esses meios encorajavam fortemente a experimentação, a inovação e a adoção de temas desafiadores, em produções que abordavam a violência e o sexo de maneiras nunca antes vistas. Entre os realizadores das artes que tiveram mais importância nessa quebra de tabus estava o americano Arthur Penn — na foto com Faye Dunaway — que faleceu no dia 28 de setembro de 2010, aos 88 anos. Penn foi encontrado morto

Le Beau Serge, de Chabrol, inaugurou o Nouvelle Vague

A estupidez é infinitamente mais interessante que a inteligência. A inteligência tem limites, a estupidez, não.

Claude chabrol

ele estabeleceu uma média de dois ou três filmes por ano, durante os anos 1960 e 1970, alternando filmes pessoais como La Femme Infidèle (1968) com co-produções internacionais como La Décade Prodigieuse (1971), longa de grande sucesso e que estrelou nomes de renome no cinema, como Orson Welles, Anthony Perkins e Michel Piccoli. Apostava no distanciamento de seus personagens, dis-

farçando uma profunda compaixão por seus problemas, enquanto vítimas, do que ele considerava ser um hipócrita moralismo da classe média. Mas por trás das boas maneiras que ostentava, era possível encontrar um seco, irônico senso de humor – uma qualidade que Chabrol carregou sempre durante suas frequentes participações em talk shows franceses. n

em sua casa em Manhattan, vítima de uma falência cardíaca, segundo sua filha. Seu filme mais famoso, Bonnie and Clyde, de 1967, foi o marco inicial da onda de filmes da “Nova Hollywood”, que mudou os rumos da história do cinema e a forma como os americanos viam a sua própria sociedade. Estrelado por Warren Beatty e Faye Dunaway, foi baseado na história de uma gangue de ladrões de banco da grande depressão da década de 1930, chocou crítica e público. Foi indicado a 10 Oscars (incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor), ganhando dois deles (Fotografia e Atriz Coadjuvante para Estelle Parsons). Com a morte de Penn, o mundo perde um dos maiores nomes da contracultura dos anos 1960. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 259

Adeus

Arthur Penn


alexander mcqueen

Gênio da Moda

M

elancólico, perturbado e genial, o excêntrico estilista Lee Alexander McQueen entrou em ação assim que se formou na Central Saint Martins, em Londres. Uma mistura, segundo a estilista Isabella Blow, de fotojornalista de moda, cineasta, psicólogo e showman. McQueen conseguiu juntar, entre todas essas atividades, algo em comum: o exercício de uma arte baseada em contradições e impulsos constantes. Alexander McQueen, o estilista britânico conhecido por produzir algumas das coleções mais provocativas das últimas décadas, foi encontrado morto em um guarda-roupa de sua casa em Londres, no dia 11 de fevereiro deste ano. Ele tinha apenas 40 anos. Após o incidente, a família de McQueen não se pronunciou sobre o seu falecimento, o que causou especulação da mídia sobre qual teria sido a causa de sua morte. No dia 17 de fevereiro, a corte de

A rotatividade da moda é muito rápida e descartável e eu acho que isso é parte do problema. Não existe mais longevidade.

alexander mcqueen

Westminster anunciou oficialmente que a morte de McQueen havia ocorrido por asfixia e enforcamento, e no dia 28 do mês de abril. A morte do estilista foi oficialmente registrada como suicídio. McQueen morreu um mês antes de seu aniversário de 41 anos, mas nunca admitiu estar na vida adulta. Como o caçula de seis filhos, Lee falava vez por outra de sua “síndrome de bebê da família”. O falecimento de McQueen ocorreu no primeiro dia de exibição das coleções de outono do New York Fashion Week, o que chocou centenas de editores de revistas de moda e entusiastas que se reuniam no evento em Bryant Park. O estilista por vezes mostrava um lado mais “obscuro” em suas coleções, comentando sobre a brutalidade direcio-

260 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


nada às mulheres e do vazio que ele via no mundo da moda. Apesar de ter possuído um histórico reconhecido de abuso de substâncias químicas e comportamento instável, amigos próximos de McQueen disseram que ficaram surpresos com a notícia de sua morte. Ele havia sido afetado profundamente, em 2007, pelo suicídio de sua protetora e fiel companheira, a excêntrica estilista Isabella Blow, e estava completamente devastado pela morte, após anos de luta contra o câncer, de sua mãe, Joyce, em 2 de fevereiro, apenas nove dias antes de seu suicídio. “Criatividade é uma coisa muito frágil, e Lee era muito frágil”, disse o designer Philip Treacy, que havia trabalhado com McQueen. Treacy disse que havia visto McQueen duas semanas antes de sua morte, quando ele estava preparando uma coleção de outono que seria apresentada em Paris, no dia 9 de março. “Não é fácil ser o Sr. McQueen”, disse Philip. “Somos todos humanos. A mãe dele tinha acabado de morrer, e ela era uma grande apoiadora do talento dele”. Quando alguém tão conhecido aos olhos do público morre jovem, sua vida é rapidamente reduzida a duas dimensões. Mas para realmente entender os mitos, é exigido um maior aprofundamento. McQueen adorava seus cachorros Minter, Juice e Callum. Era também apaixonado por pássaros, que eram uma inspiração constante em seu trabalho, como símbolos de liberdade e poder. Cozinhava muito bem e era mergulhador certificado. Disse uma vez: “faço esse trabalho porque é o único trabalho que sei fazer. É um pouco triste”. McQueen in-

sistia que tudo que buscava era aceitação. Quando lhe perguntava de quem, sua resposta era imediata. “De mim mesmo. Às vezes não sinto muito orgulho do que faço”. Ele tinha apenas três anos de idade quando desenhou seu primeiro vestido, influenciado pelo filme Cinderela, da Disney. Saiu da escola aos 16 anos e por quatro foi estagiário na Savile Row, um centro de manufatura londrinho. Depois disso, McQueen fez vários bicos com os estilistas Koji Tatsuno e Romeo Gigle, e garantiu uma vaga no curso de mestrado da Central Saint Martins. Quando Isabelle Blow comprou sua coleção de formatura e a vestiu para uma matéria na Vogue, em 1993, oficialmente lançou o estilista no mundo da moda. Seguiu-se uma série de desfiles espantosos que sacudiram o establishment da moda de uma maneira tão intensa quanto o movimento punk havia feito com o mundo da música duas décadas antes. Ao mesmo tempo que causava controvérsia, a qualidade de suas coleções eram tão evidentes que, aos 27 anos, foi convidado para o cargo de head designer da marca francesa Givenchy, onde ficou até 2001. Muito se adjetivou sua obra – “linda, chocante” –, mas a palavra mais aplicada sempre foi sombria. No início de sua carreira, Alexander McQueen virou sensação por mostrar seus designs em modelos de visual medonho, que pareciam ter sido fisicamente abusadas ou cosmeticamente alteradas, tudo isso enquanto provocava a audiência com comentários rudes. “Eu não estou interessado em ser gostado”, disse uma vez para a plateia. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 261

Adeus

Os modelos de McQueen eram os preferidos de atrizes como Sarah Jessica Parker e Drew Barrymore


DORINA GOUVÊA NOWILL

Pioneira na educação dirigida para cegos Criadora da Fundação para o Livro do Cego no Brasil, Dorina Gouvêa Nowill é reconhecida internacionalmente como uma das mais atuantes na inclusão e acessibilidade de pessoas com deficiência visual

E

m 2004, a Turma da Mônica ganhou mais uma personagem. Com um visual moderno, óculos escuros e uma bengalinha na mão, Dorinha, deficiente visual de nascença, só andava acompanhada de seu labrador Radar — um cão-guia, na realidade Dorina participou da fundação da primeira imprensa Braille de grande porte no país

262 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

— e surprendeeu os seus novos amigos com a sua capacidade de sentir o mundo através do tato, audição e olfato. Dorina Gouvêa Nowill, a ativista pelos direitos dos cegos que inspirara a personagem de Maurício de Sousa, faleceu em 29 de agosto deste ano. A professora ficou cega aos

17 anos por causa de uma doença que os médicos nunca conseguiram entender. Decidiu então dedicar a vida à luta pela inclusão de pessoas na mesma condição. Com um grupo de amigas, criou em 1946 a Fundação para o Livro do Cego no Brasil, que em 1991 recebeu seu nome. Junto com o Instituto Benjamin Constant, no Rio de Janeiro, a Fundação Dorina Nowill Para Cegos foi uma das pioneiras na produção de livros em Braille, na distribuição gratuita dessas obras para deficientes visuais e no desenvolvimento de técnicas mais modernas para que o cego conseguisse ler – como livros falados e vozes sintetizadas no computador. Dorina foi a primeira aluna cega a matricular-se numa escola regular em São Paulo. Na época, deficientes visuais praticamente não tinham acesso à cultura e à informação por causa da falta de livros adaptados. Em 1945, conseguiu convencer a Escola Caetano de Campos, onde cursava o magistério, a implantar o primeiro curso de especialização de professores para o ensino de cegos. Após diplomar-se, viajou para os Estados Unidos com uma bolsa de estudos paga pelo governo americano para frequentar um curso de especialização na área de deficiência visual, na Universidade de Columbia. Quando regressou ao Brasil, concentrou esforços na fundação da primeira imprensa Braille de grande porte do país. Hoje, a editora é uma das principais fontes de renda da fundação e produz 80% dos livros do Ministério da Educação para deficientes visuais e encomendas especiais de cardápios para restaurantes, instruções de segurança de companhias aéreas, best-sellers etc. Dorina dedicou-se também à regulamentação da educação para cegos. Na Secretaria de Es-


Tudo me dá prazer! Formo minhas ideias, meus próprios conceitos e me satisfaço com aquilo que posso obter. A capacidade de poder sentir é resultante da confiança em si mesmo.

dorina nowill

ternacional da Pessoa Deficiente, ela falou na Assembleia Geral das Nações Unidas como representante brasileira. Dorina também trabalhou intensamente para a criação da União Latino-Americana de Cegos e foi diversas vezes premiada por seu trabalho. Em 1989, o Congresso Nacional ratificou a Convenção 1599 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que trata da reabilitação, treinamento e profissionalização de cegos. Este foi mais um desdobramento do trabalho que Dorina havia começado 18 anos antes, com o primeiro centro de reabilitação para cegos criado por sua fundação. n

PADRE JOSÉ NILSON

Um homem acolhedor

U

m educador, um pai dos pobres da comunidade de pescadores do Mucuripe, um evangelizador. Assim é descrito o padre José Nilson de Oliveira Lima por seus fiéis frequentadores da Igreja de Nossa Senhora da Saúde, no bairro do Mucuripe, em Fortaleza. O padre que doou mais da metade de sua vida em prol da comunidade católica do Mucuripe. Cearense, natural de Aratuba, a 128 quilômetros de Fortaleza, ele faleceu em abril deste ano, vítima de insuficiência renal. Conhecido por sua generosidade, o padre José foi muito criticado quando prestou trabalho evangelizando as prostitutas do Farol do Mucuripe. Fez muito pela comunidade e ajudou os pescadores e os mais pobres a sonhar com uma vida diferente calcada na fé católica. Chegou à paróquia de Nossa Senhora da Saúde ainda na década de 1950 e,

desde então, prestava serviço à comunidade, que irá sentir, sem dúvida, a falta de um de seus mais memoráveis moradores. Um dia antes de sua morte, o Padre José Nilson passou mal durante a noite e foi levado um hospital particular em Fortaleza. Depois de uma insuficiência renal seguida de uma parada cardíaca, os médicos confirmaram a morte do clérigo. A missa de corpo presente foi presidida pelo arcebispo de Fortaleza, Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, sob os plausos dos fiéis, que foram à Paróquia da Saúde para se despedir do padre.

“As pessoas que deixam a Igreja Católica e procuram essas igrejas evangélicas, é que não tinham a verdadeira fé que se quer ao cristão católico”, disse certa vez Padre Nilson, um arraigado católico. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 263

Adeus

tado da Educação de São Paulo, foi responsável pela criação do Departamento de Educação Especial para Cegos. Em 1961, graças a seu empenho, o direito à educação ao cego virou lei. Dorina também dirigiu o primeiro órgão nacional de educação de cegos no Brasil, criado pelo Ministério da Educação, Cultura e Desportos. Realizou programas e projetos que implantaram serviços para cegos em diversos estados, além de eventos e campanhas para a prevenção da cegueira. Em 1979, a professora foi eleita presidente do Conselho Mundial dos Cegos. Em 1981, Ano In-


J. D. Salinger

Literato recluso De costas para o sucesso, J. D . Salinger foi o autor de livros que inspiraram a rebeldia e influenciaram gerações. E ainda continua a influenciar

J.

D. Salinger, considerado pela crítica literária um dos escritores mais importantes a se estabelecer no período após a Segunda Guerra Mundial, mas que virou as costas ao sucesso e adulação, morreu no dia 27 de janeiro de 2010, aos 91 anos. O autor, famoso por não querer ser famoso e que não dava entrevistas desde 1980 nem se deixava fotografar, morreu em sua casa em Cornish, New Hampshire, onde havia vivido recluso por mais de 50 anos. A morte, de “causas naturais”, foi anunciada pelo filho do autor, o ator Matt Salinger, a partir de um comunicado emitido pela representante literária de Salinger, a Associação Harold Ober, que também informou a imprensa sobre um repen264 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

tino declínio da saúde do escritor após o ano novo. A reputação literária de Salinger repousa sob um curto, mas enormemente influente trabalho publicado: o romance O Apanhador no Campo de Centeio, a coleção Nove Histórias e duas compilações, cada uma com duas longas histórias sobre a fictícia família Glass: Franny e Zooey e Carpinteiros, Levantem Bem Alto a Cumeeira e Seymour, uma Introdução. O Apanhador, seu trabalho mais popular, foi publicado em 1951 e, desde o seu primeiro parágrafo, que ecoa Mark Twain, introduziu um novo tom de inconsequência na literatura americana: “Se querem mesmo ouvir o que aconteceu, a primeira coisa que vão querer saber é onde eu nasci, como passei a porcaria da minha infância, o que meus pais faziam antes que eu

nascesse, e toda essa porcaria estilo David Cooperfield, mas, se você quer saber a verdade, eu não sinto vontade de falar sobre isso.” Apesar de nem todos, principalmente professores e bibliotecários, terem inicialmente apostado nisso na época, O Apanhador virou quase que imediatamente um best-seller, e seu narrador e personagem principal, Holden Caulfield, um adolescente recém-expulso de uma escola preparatória, se transformou em um ícone mundial da geração pós-guerra. Com sua linguagem cínica, chula e repleta de gírias, cativante conhecimento sobre a adolescência e seu rígido e alienado senso de moralidade, além da grande falta de confiança no mundo adulto, o romance atingiu em cheio a América da Guerra Fria e rapidamente adquiriu um status “cult”, especialmente entre


Adeus

Eu sou uma espécie de paranoico invertido. Eu suspeito o tempo todo que as pessoas estão tramando algo para me fazer feliz.

j.d. salinger

os mais jovens. O livro criou a cultura jovem e estabeleceu a adolescência como uma fase da vida, não apenas uma transição entre a infância e a vida adulta, cheia de questionamentos e pensamentos próprios. Ler o Apanhador chegou a se tornar, nos Estados Unidos, uma espécie de ritual de passagem para a maturidade. O legado do romance persiste até hoje, e mesmo se algumas das preocupações de Holden agora pareçam um pouco ultrapassadas, ele continua a vender mais de 250 mil cópias anualmente. O romance também ganhou notoriedade por causa de Mark David Chapman, assassino do ex-Beatle John Lennon em 1980, que afirmou que a explicação para o crime poderia ser encontrada nas páginas do livro, carregado por ele no momento do assassinato. Salinger também era muito elogiado pela crítica literária pelas suas afiadas observações sociais, diálogos coloquiais perfeitos — o autor era considerado não um mestre da linguagem literária, mas sim um mestre da linguagem falada -, e pelo jeito com que ele demolia tudo que havia restado da arquitetura tradicional das histórias curtas – a velha estrutura de início, meio e fim – para substitui-la por uma arquitetura da emoção, onde a história poderia tomar rumos totalmente novos com pequenas alterações de humor ou ironia. n

JEAN SIMMONS

Uma estrela britânica

E

m 1950, Jean Simmons foi eleita a mais popular estrela do cinema britânico. A atriz, que encenou a Ofélia, no Hamlet de Laurience Olivier, cantou com Marlon Brando em Gatinhas e Gatões e contracenou com Gregory Peck, Paul Newman e Kirk Douglas, morreu em 23 de janeiro, aos 80 anos. Simmons estreou no cinema em 1944, na produção britânica Give Us the Moon. Depois de pequenas participações em alguns filmes, o diretor David Lean deu a ela o papel de Estella, destaque no filme Grandes Esperanças, de 1946. Dois anos depois, ela atuou na versão de Olivier para Hamlet, premiada pelo Oscar, no qual a atriz foi indicada como Melhor Atriz Coadjuvante. Ela também foi indicada ao Oscar como Melhor Atriz em 1969, pelo filme Tempo para Amar, Tempo para Esquecer, antes de

seguir carreira na televisão, entre as décadas de 70 e 90. Seu trabalho na série dos anos 80 Os Pássaros Feridos lhe rendeu um Emmy. Mesmo na idade de Vivien Leigh e Elizabeth Taylor, Simmons possuía autenticidade. A atriz mudou-se para Hollywood, acompanhada de seu futuro marido Stewart Granger. Lá eles foram recebidos pelo milionário Howard Hughes, que os levou para se casarem em Tucson, no Arizona. Em entrevista, em 1964, ela afirmou ter descoberto na ocasião que “havia sido vendida por J. Artur Rank (produtor britânico) para Hughes”, mas nunca foi incomodada por ele. Simmons acabou processando Hughes para ter direito de atuar em filmes de outros estúdios. Em 1960 divorciou-se. Depois casou-se e divorciou-se de Richard Brooks, com quem teve uma filha. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 265


A

louise bourgeois

A dama da arte contemporânea Provocativa e inovadora, Louise Bourgeois começou uma carreira artística tardia, Suas obras inspiradas nas percepções do corpo humano estão expostas nos principais museus do mundo

Louise Bourgeois ganhou fama com suas esculturas de aranhas

té os seus 50 anos, Louise Bourgeois, que morreu no dia 31 de maio de 2010, era conhecida pelas celebridades de Nova York apenas como a encantadora senhora francesa que aparecia em reuniões particulares nos braços de seu marido americano, o historiador de arte Robert Goldwater. Mas nem Nova York poderia prever que a recatada francesa se tornaria uma das “grandes damas” da arte contemporânea, com obras espalhadas no mundo inteiro. Somente quando o Museu de Arte Moderna (Moma) realizou uma retrospectiva das obras de Bourgeois, em 1982, quando ela já tinha 70 anos, que a artista finalmente tomou seu lugar como “rainha de Nova York”, uma das escultoras mais inventivas e perturbadoras do século e, mais tarde, a primeira artista a organizar uma comissão para um trabalho temporário para governar os vastos espaços da sala de turbinas Tate Modern, museu britânico de arte moderna.

solomon burke

O rei do rock & soul

J

erry Wexler, o cofundador da Atlantic Records, descrevia Solomon Burke como “astuto, muito inteligente, um vendedor de proporções épicas”. Burke, que morreu em 10 de outubro de 2010, era realmente grande, mesmo confinado em uma cadeira de rodas nos últimos anos de sua vida devido ao seu excesso de peso. Mas Burke também possuía um excesso de talento que levou muitos a considerá-lo o maior cantor de soul da História. O cantor é considerado um dos padrinhos do soul ao lado de Ray Charles e Sam Cooke, nos anos 1950. Aclamado por críticos e amantes da música, Burke nunca obteve o mesmo nível de fama de astros do soul como James Brown ou Marvin

266 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Gaye. Alguns dos primeiros sucessos que o consagraram foram Got To Get You Off My Mind e Just Out Of Reach (Of My Two Empty Arms). Burke passou a ser conhecido por muitos como o rei do “rock e do soul” depois da canção Tonight the Night, que escreveu, em 1964. Everybody Needs Somebody to Love, outro de seus grandes clássicos

dançantes, que foi cantado pelos Rolling Stones, Wilson Pickett e The Blues Brothers, entre outros. Após numerosos sucessos internacionais — entre eles I Have a Dream, que compôs em homenagem a Martin Luther King –, em 2002, lançou Don’t Give Up On Me, um disco com o qual ganhou um Grammy, além de contar com participações de Bob Dylan, Elvis Costelo, Van Morrison, Brian Wilson, Tom Waits e Nick Lowe. Burke deixa um legado musical de 35 álbuns e mais de 17 milhões de discos vendidos. Um de seus maiores fãs foi o papa João Paulo II, que o convidou a cantar várias vezes no Vaticano. “A única coisa que não sei é em que nota chorei quando vim a este mundo”, costumava dizer Burke, que também foi líder de uma igreja norte-americana em paralelo à sua carreira artística. n


mas delas diretamente associadas às figuras do pai e da mãe. Celas, uma série de instalações que deu à artista reconhecimento internacional no fim dos anos 1980, é composta por grandes jaulas metálicas, cujo conteúdo remete à infância da artista e a seu papel de esposa. ARANHA-MÃE. Em Cela Nr. 7, por exemplo, o observador se depara com uma réplica da casa dos pais de Bourgeois, com uma aranha de bronze representando a figura da mãe, camisolas antigas e uma cama na qual se encontra um objeto perfurado por pregos. “Minha mãe era minha melhor amiga: sensata, paciente, consoladora, sutil, empenhada, indispensável e sobretudo uma tecedeira, como uma aranha”, esclareceu a artista. Em 1974, a artista, 20 anos após a morte de seu pai domina-

dorothy height

Luta pelos direitos civis

U

ma mulher elegante, com fortes habilidades diplomáticas e um gosto memorável para chapéus. A maneira equânime de Dorothy Height às vezes podia esconder a sua forte determinação e empenho ao longo da vida para uma sociedade aberta em que afro-americanos poderiam escapar do que ela chamou de “as raízes profundas da pobreza”. Considerada uma irmã mais velha por Martin Luther King e seus colegas, Dorothy Height, talvez a mulher mais proeminente do movimento pelos direitos civis nos Estados Unidos, morreu em 20 de abril deste ano. Uma das últimas remanescentes do ativismo social da era do New Deal, Height teve uma carreira nos direitos civis que durou

quase 80 anos. Dos protestos antilinchamento no início dos anos 30 até a posse do presidente Barack Obama em 2009. Treinada originalmente como assistente social, Height foi presidente do Conselho Nacional das Mulheres Negras de 1957 a 1997, supervisionando uma série de programas que tratavam de questões como direito de voto, pobreza e, nos últimos

dor, reverenciou-o em Destruição do Pai, refeição canibal numa caverna iluminada por uma sombria luz vermelha. Bonecas gigantes, em sua maioria com seios fartos e enormes genitais femininos acentuaram na obra de Bourgeois uma discussão sobre o papel de vítima da mulher na sociedade, confirmando mais uma vez o rótulo de “artista feminista radical” atribuído a ela. Várias de suas obras foram sendo construídas em noites sem dormir, contou a artista em 2005, já em idade avançada. “Sofro de insônia, o que é terrível. Convivo com a insônia e não tomo tranquilizantes. Trabalho nos meus desenhos à noite, na cama, debruçada sobre travesseiros. Às vezes ouvindo um pouquinho de música ou o ruído da rua. Guardo cuidadosamente meus desenhos. Eles me fazem relaxar e me ajudam a dormir”, dizia a artista. n

anos, Aids. Uma executiva de longa data da Associação Cristã Feminina, ela presidiu a integração em suas unidades de todo o país nos anos 40. Com Gloria Steinem, Shirley Chisholm, Betty Friedan e outras, ela ajudou a fundar o Fórum Político Nacional das Mulheres em 1971. Em 1963, Height estava sentada no palco à distância de um braço de King enquanto ele fazia seu discurso histórico “Eu tenho um sonho”, na Marcha em Washington. Ela foi uma das principais organizadoras da marcha e era uma oradora premiada. Mas não pediram a ela que falasse, apesar de muitos outros líderes negros — todos homens — terem se dirigido à multidão naquele dia. Por toda sua carreira, ela respondeu de forma discreta mas firme, trabalhando com uma mistura característica de energia ilimitada e gentileza inabalável para aliar os dois movimentos na luta pela justiça social. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 267

Adeus

Nascida em 1911, Bourgeois estudou Artes em Paris, sua cidade natal, nos anos 1930, tendo sido aluna, entre outros, de Fernand Léger. Em 1938, deixou a França com o seu marido, o historiador da arte norte-americano Robert Goldwater, com quem se mudou para Nova York. Apesar de insistir sempre que sua arte era fruto “da experiência nova-iorquina”, Bourgeois creditava à sua infância na França todo o fundamento de seu trabalho. No país onde nasceu, dizia ela, “aconteceu tudo o que para mim é importante. Toda a minha motivação, meu prazer e meu sofrimento vêm de lá. Sua concretização, porém, é americana”, explicou a artista há poucos anos à 3 Sat, emissora de TV pública alemã. O fato de que a força motriz de criação de Bourgeois tenha residido em sua infância pode ser sentido em várias de suas obras, algu-


ezequiel neves

O descobridor de Cazuza

E

zequiel Neves foi um dos primeiros produtores-jornalistas-amigos-conselheiros de bandas de rock do país, com todas as implicações que esse incesto de showbiz traz. “Descobridor” de Cazuza — de camisa branca, na foto — e produtor do Barão Vermelho, Zeca, como era conhecido, morreu exatamente na data de aniversário de 20 anos da morte de seu pupilo, no dia 7 de julho deste ano. Foi devido à insistência de Ezequiel que João Araújo, então presidente da gravadora Som Livre, concordou em lançar o grupo que tinha como cantor e letrista seu filho, Cazuza, ao lado de Roberto Frejat, Guto Goffi, Dé Palmeira e Maurício Barros. Além de ter coproduzido os discos do Barão e os da carreira solo de Cazuza, foi coautor de clássicos

do rock brasileiro como Por Que a Gente É Assim?, Codinome Beija-Flor e Exagerado. No período em que atuou como produtor da Som Livre, Ezequiel também trabalhou com ícones da MPB como Elizeth Cardoso e Cauby Peixoto. Como jornalista pop, atuou num tempo em que não havia ainda uma cena musical definida.

wilson martins

O último crítico literário

W

ilson Martins nunca deixou de escrever o que pensava. Era um crítico de “linha de frente”, que analisava obras no calor da hora, ao contrário de colegas acadêmicos, que esperavam décadas antes de se pronunciar. “O último crítico literário”, como ele mesmo se considerava, faleceu em 30 de janeiro de 2010. Autor de diversas obras, destacou-se pela fundamental História da Inteligência Brasileira, com diversos volumes. Igualmente fundamental é a Crítica Literária no Brasil, história da atividade crítica no país. Com suas obras, Martins ganhou alguns dos principais prêmios literários nacionais, como o Jabuti e o Prêmio Machado de Assis. O escritor foi também

268 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

professor de Literatura Francesa na Universidade Federal do Paraná e lecionou por 26 anos em Nova York. No entanto, apesar da sólida carreira acadêmica, era na crítica literária jornalística que se sentia mais em casa. Sua base cultural foi formada

Por conta disso, sua atuação de crítico e cronista se confundia com a de padrinho e deflagrador. Escrevia na primeira versão da Rolling Stone brasileira, sob a batuta de Luiz Carlos Maciel. Ali, escreveu, em 4 de julho de 1972, sobre o clássico disco Exile on Main Street, dos Stones: “É uma covardia deles com os outros grupos”. Doido de pedra, excêntrico de berço, ajudou a formar uma geração de cronistas musicais, como Ana Maria Bahiana, Jamari França e José Emílio Rondeau. No filme ficcional sobre Cazuza, dirigido por Sandra Werneck, Ezequiel é figura central. Assume o papel de principal conselheiro e incentivador da banda. O filme mostra que Cazuza foi poeta por acaso, cantor por exclusão e líder de uma geração por acidente. n em especial pelo autodidatismo. Lia sem parar, desde criança, e, mais tarde, escrever sobre aquilo que lia lhe pareceu tão natural como beber um copo d”água. Seu primeiro emprego como crítico foi no Estado de S. Paulo, em substituição ao então mitológico Sergio Milliet. Desde o início, Martins não negligenciou o fato de que para apreciar uma obra era preciso compará-la. E o cânone literário, hoje descartado como politicamente incorreto, seria a melhor tábua de comparação disponível. Mesmo porque ele não foi formado de maneira arbitrária, mas por um consenso que vem de um longo assentimento. Shakespeare, Proust, Machado de Assis não ocupam o lugar que ocupam por acaso. n


Um império pornográfico Fundador da revista Penthouse, Bob Guccione construiu uma fortuna em cima da indústria pornográfica oferecendo uma sensualidade crua e sem rodeios

B

ob Guccione tentou a vida religiosa e, antes disso, passou anos tentando tornar-se um artista de sucesso. Pode-se dizer que Guccione era um fracassado, ou “loser”, em bom inglês, antes de encontrar o nicho deixado por Hugh Hefner no final dos anos 1960 e construir um império multimilionário no ramo de publicações. O fundador da revista Penthouse morreu no dia 21 de outubro deste ano, vítima de uma longa batalha contra o câncer. O império de Guccione começou em Londres, em 1965, com um empréstimo bancário, uma ideia e um acidente. O empréstimo foi de US$ 1.170. A ideia era uma nova revista com fotos de nudez explícita capaz de superar a Playboy, de Hugh Hefner. E o acidente foi uma lista de endereços antigos, de modo que os folhetos promocionais com amostras de imagens pornográficas foram enviados a clérigos, colegiais, aposentados e esposas de membros do Parlamento. O protesto foi enorme. Naquela época, vale lembrar, havia uma multa de US$ 264 para o envio de materiais indecentes. Mas todos os 120 mil exemplares da primeira edição da Penthouse foram vendidos em poucos dias. Enquanto a revista de Hefner, a Playboy, procurava cercar suas pin-ups com uma imagem de luxo, a Penthouse partia para uma abordagem bem mais direta. Guccione, um ex-aspirante a artista de New Jersey, estava a

Bob Guccione e sua principal criação, a revista Penthouse

caminho de tornar-se um magnata. No início dos anos 1980, Guccione já era um dos homens mais ricos da América, dono de um império editorial de US$ 300 milhões, a General Media. Além da Penthouse, com uma circulação mensal de 4,7 milhões de cópias em 16 países, a empresa detinha 15 outras revistas, incluindo a Omni e a Penthouse Forum, bem como títulos sobre fotografia, musculação e computadores, além de divisões de vídeos, livros e merchandising. Guccione interpretava o papel de um pornógrafo libidinoso. Bronzeado e musculoso, ele usa-

va calças slim e camisas de seda abertas, mostrando os cordões de ouro em um peito peludo. Sua personalidade era volátil, mas seus sócios afirmavam que Guccione não bebia, fumava ou usava drogas. “Ele era um amontoado de contradições, capaz de gerar uma lealdade feroz e um desprezo igualmente feroz”, disse Patricia Bosworth, ex-editora executiva da revista Viva. Com a Penthouse, Guccione revolucionou a indústria pornográfica. Suas imagens de mulheres, muitas vezes tiradas pelo próprio Guccione, deixavam pouco à imaginação. Comparadas com as Coelhinhas da Playboy, como as modelos Hefner eram conhecidas, as garotas da Penthouse eram fotografadas em poses mais provocantes. A revista enfureceu as feministas e os conservadores, mas outros elogiaram-na por quebrar tabus. Em 1984, fotos explícitas de Vanessa Williams, tiradas dois anos antes dela se tornar a primeira Miss América negra, e rejeitadas pela Playboy, foram publicadas na Penthouse. Williams perdeu sua coroa e processou a revista em US $500 milhões, mas o caso foi abandonado e a Penthouse relatou um rendimento extraordinário nas bancas de US$ 14 milhões. Mas o império de Guccione foi derrubado por uma série de investimentos errados e pelas mudanças no setor da pornografia. Em 2003, a empresa anunciou falência e um investidor da Flórida adquiriu a Penthouse no ano seguinte em um leilão – a revista havia se transformado na primeira grande vítima da internet. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 269

Adeus

bob guccione


andy irons

ilha de Kauai, no Havaí, perdeu seu surfista mais brilhante. Andy Irons nasceu no mar, entre as ondas e os recifes perigosos da ilha. Além de dominar a prancha de surfe com destreza, Irons também ficou conhecido pela rivalidade com o surfista Kelly Slater, considerado por muitos um mito. Aos 32 anos, Andy Irons deixou a esposa grávida de oito meses e milhares de fãs. O surfista faleceu no dia 2 de novembro, vítima de dengue he-

do medo e da vida dos judeus no Holocausto. Miep Gies era a última sobrevivente do grupo que protegeu Anne Frank e a pessoa responsável por garantir que o testamento da adolescente judia fosse preservado e repassado para as gerações seguintes. Gies morreu em 11 de janeiro, na Holanda, aos cem anos de idade. Miep Gies nasceu em 15 de fevereiro de 1909, como Hermine Santrouschitz, em Viena. Quando ela tinha 11 anos, foi enviada para Leiden para ser cuidada por uma família holandesa, sendo uma dentre as muitas crianças austríacas que sofreram com a escassez de alimentos na I Guerra Mundial. Ela recebeu o apelido holandês

exemplificou os pontos fortes e fracos do ambiente político do qual ele veio. Seus anos de formação foram as longas décadas sombrias da era comunista da Polônia. Ele e seu irmão gêmeo, Jaroslaw, idolatravam o pai, um veterano do exército polonês. Todas as noites antes de dormir, os dois rapazes costumavam cantar o hino nacional do país: “A Polônia ainda não está perdida, enquanto nós ainda vivemos”. Em 10 de abril deste ano, Kaczynski, a mulher, Maria, e mais uma delegação polonesa de 88 pessoas perderam a vida na queda do avião Tupolev 154 na região de Smolensk, no oeste da Rússia. Kaczynski ajudou a negociar

morrágica, deixando um imenso legado para o surfe mundial. Com apenas oito anos, o garoto Andy Irons começou a surfar. Logo influenciou o irmão mais novo, Bruce Irons, também surfista profissional. A primeira vitória de Andy foi em 1996. Dois anos depois, com a conquista em Huntington Beach, o surfista entrava de vez para a elite do surfe mundial. A glória de Irons aumentou em 2002, quando venceu quatro etapas do ASP World Tour (Circuito Mundial de Surfe), o primeiro título mundial de sua carreira. n

de Miep e mais tarde adotou o sobrenome da família. Aos 13 anos, sua família mudou-se para Amsterdã e, em 1933, Gies tornou-se secretária de Otto Frank, que estava supervisionando a filial holandesa de uma empresa alemã. Em maio de 1940, a Holanda sob domínio alemão e, em julho de 1942, quando milhares de judeus holandeses estavam sendo deportados para campos de concentração, a família Frank se escondeu no escritório do Sr. Frank. Foi Gies quem os escondeu e protegeu. n

miep gies

Lech Kaczynski

a rendição do regime comunista em 1989 e foi um dos vencedores do período eleitoral que se seguiu. Logo depois, ele tornou-se ministro da segurança, desenvolvendo uma aversão duradoura para a continuada influência de antigos espiões comunistas na vida pública. Ele pediu demissão após se desentender com seu antigo amigo, o líder do Solidariedade que virou presidente, Lech Walesa – mais tarde acusado de ter colaborado com a polícia secreta comunista. Depois, Kaczynski assumiu o cargo de prefeito de Varsóvia. Jaroslaw é considerado o autêntico artífice e a versão mais radical do partido Direito e Justiça. Em sua campanha presidencial, ele ressaltou seus vínculos com a Polônia tradicional e católica confirmada por sua atitude intolerante. Como prefeito da capital polonesa proibiu passeatas de igualdade organizadas pelos ho-

Surfista maior que a onda

A

Protetora de Anne Frank

Uma figura controversa

S

C

e você não reconhece o nome desta senhora, provavelmente não leu O Diário de Anne Frank, um relato verdadeiro

270 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

harmoso na vida privada, estranho em público. Escrupulosamente honesto e um pouco fora de sintonia, Lech Kaczynski


soas haviam ido vê-la cantar –, Lincoln era o oposto de uma diva do jazz. Em algumas de suas performances em Londres, já na década de 1990, a cantora sentava calmamente ao lado do piano, sentando em cima da própria roupa, como alguém que entrou em ação por acidente. Lincoln, que faleceu aos 80 anos, começou a cantar em 1957, quando Fitzgerald, Sarah Vaughan, Dinah Washington e Carmen McRae estavam no auge. Foi militante dos direitos humanos e raciais nos anos 60 nos EUA. Fez sucesso no cinema mas se aposentou, até que reapareceu com força na década de 1990 como cantora, compositora e líder espiritual. Abbey contracenou com Ivan Dixon em 1964, no drama racial Nothing But a Man, e com Sydney Poitier em Um Homem para Ivy de 1968. Sua música foi derivando desde os experimentos mais estridentes e rupturistas do africanismo militante até um repertório de baladas, com uma doce suavidade inspirada em Billie Holiday. n

abbey lincoln

alex holanda

Última grande dama do jazz

Mestre na percussão

S

U

e Abbey Lincoln se sentiu pressionada por ter sido proclamada como a “última das cantoras de jazz”, ela nunca deixou transparecer. Assim como suas contemporâneas e principais influências, as cantoras de jazz Billie Holiday – a primeira a falecer, em 1959 – e Betty Carter — a última, em 1998 —, Lincoln manteve firmemente sua dignidade como artista, investindo em músicas que aprofundavam o significado da vida e exalavam a busca pelo amor perdido. A cantora faleceu em 14 de agosto deste ano. Como Ella Fitzgerald — que sempre subia ao palco surpresa ao descobrir que as pes-

ma das coisas que mais chamavam a atenção na personalidade do instrumentista cearense Alex Holanda era a sua constante alegria, sempre muito bem exteriorizada por um sorriso estampado no rosto em todos os lugares que frequentava. Espirituoso, cheio de energia e bom de papo, o músico vivia cercado de companheiros, quase todos eles ligados ao mundo da música ou das artes em geral. Diante de tamanha vivacidade, juventude e dedicação pelo ritmo, aqueles que estavam presentes em seu show, no dia 18 de agosto, no Bar do Papai, em Fortaleza, jamais poderiam imaginar que aquele seria o seu último. Alexandre de Holanda Campos, 47 anos, viria a

falecer pouco tempo depois, no dia 12 de outubro. Arranjador, compositor e instrumentista renomado, Alex foi percussionista de grupos como o Kaoma e Hanói-Hanoi, além de ter contribuído com grandes nomes da música nacional, incluindo Tim Maia, Caetano Veloso e Luiz Melodia. Entre suas obras, estão os discos Alex Holanda (1994), Nave do Futuro (1996, gravado em parceria com o violonista Nonato Luiz), Mares (1998) e Hope (2003, com o pianista Tony Maranhão. Outro trabalho do músico que obteve destaque foi o disco do Midnight Quartet, com os baixistas Arthur Maia e Jamil Joanes e o

trompetista Márcio Montarroyos. Juntamente com Montarroyos e o violonista Manassés. Alex Holanda fez uma de suas mais memoráveis apresentações na edição de 2006 do Festival de Jazz & Blues de Guaramiranga. n

mitch miller

Maestro e pioneiro

M

itchell William Miller, o famoso músico e executivo musical, faleceu no dia 31 de julho, aos 99 anos, vítima de uma doença não revelada. Como músico e líder de banda, Mitch Miller, por um breve tempo, revolucionou os tipos de gravações. No período em que trabalhava na Columbia, Miller tinha o poder singular de fazer ou quebrar carreiras inteiras com base no seu gosto. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 271

Adeus

mossexuais. Sucessor do social-democrata Aleksander Kwasniewski na presidência, Kaczynski defendia a reconciliação com a Alemanha e a Rússia, ao mesmo tempo em que explorava o temor pelos dois grandes vizinhos. Também defendia uma profunda reforma da Polônia com base “na justiça, na solidaridade e na honra”. Com o passar dos anos na Presidência e a saída de seu irmão gêmeo do primeiro escalação do Governo, Kaczynski suavizou sua postura em relação à União Europeia e à vizinha Alemanha, salvo pontuais discordâncias pelas diferenças históricas nunca totalmente superadas. n


Wesleu Duke Lee é um dos pioneiros da pop art no Brasil. No detalhe, O Velocípede de Ouro, desenho de 1962

wesley duke lee

Ele foi Inquieto, inovador e inspirador Pioneiro da pop art no Brasil, Wesley Duke Lee causou frisson nos anos 1960 e 1970 com seus happenings artísticos e fundou a galeria Rex

I

nquieto e provocador. Assim poderia ser definido o artista plástico paulistano Wesley Duke Lee, precursor da pop art brasileira e dos primeiros happenings artísticos do país, falecido no dia 12 de setembro, vítima de complicações respiratórias. Duke Lee sofria do Mal de Alzheimer e estava internado em uma clínica em São Paulo. O “realista plástico à sua disposição” é como o Duke Lee brincava ao se apresentar para as pessoas. Desenhista, gravador, pintor e professor, Wesley Duke Lee nasceu em 21 de dezembro de 1931, neto de norte-americanos e portugueses. O artista iniciou seus estudos no curso de desenho livre do Museu de Arte de São 272 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Paulo (Masp), em 1951. No ano seguinte, embarcou para os Estados Unidos e estudou em Nova York, onde entrou em contato com obras de pioneiros das artes como Robert Rauschenberg, Jasper Johns e Cy Twombly. A década de 1960 foi especial para o artista, um dos introdutores da Nova Figuração no Brasil. Na época, ele promoveu ações polêmicas que se tornaram emblemáticas para a sua carreira, como a realização do happening O Grande Espetáculo das Artes, em outubro de 1963, em São Paulo, onde o artista apresentou para uma multidão desenhos eróticos de sua famosa Série das Ligas, vistos com lanternas em meio a um

strip-tease. 1963 também foi o ano de criação do movimento Realismo Mágico, inspirado na Semana de Arte Moderna de 1922 e que teve Duke Lee como um de seus fundadores. Na década de 1960, Duke Lee também passou a trabalhar com objetos tridimensionais. Obras como O Trapézio ou Uma Confusão (1966) e O Helicóptero (1967) são exemplos desta fase. Em 1969, morou na Califórnia, nos Estados Unidos, onde fez experiências com novas tecnologias e lecionou na Universidade do Sul da Califórnia, em Irvine. Durante a década de 1970 se interessou por cartografia, caligrafia oriental e desenhos de botânica. Em 1979, ele realizou no Centro de Reprodução Xerox, em Nova York, as primeiras experiências com a técnica, que resultaram nos 400 originais da série Papéis. A partir disso, Duke Lee passou a pesquisar outras possibilidades da xerox, do vídeo, polaroid e demais formas de reprodução eletrônica da imagem. São de autoria de Wesley Duke Lee dois painéis de 240 metros exibidos no metrô de São Paulo. Feitos em 1990/1991, as obras da série Os Trabalhos de Eros reproduzem pinturas da história da arte no Brasil. Em um vídeo publicado na Enciclopédia Itaú Cultural Artes Visuais, declarou: “Sou um artesão de ilusões. O que realmente me interessa é a qualidade da ilusão. Se você conseguir atravessar o espelho e tiver a coragem de olhar para trás, você não vai ver nada”. n


dr. borges

Da polícia para a política

Um iconoclasta

E

rroneamente dado como morto pelo jornal Folha de S. Paulo do dia 24 de setembro, Romeu Tuma realmente faleceu um mês depois, no dia 26 de outubro. Internado havia dois meses, o senador passou por uma cirurgia cardíaca no início de outubro. O procedimento consistia em colocar um dispositivo de assistência ventricular chamado Berlin Heart, uma espécie de coração artificial. O político faleceu em decorrência de falência múltipla dos órgãos, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Nascido na capital paulista em 4 de outubro de 1931, Romeu ingressou na Polícia Civil do estado em 1951. Anos depois, concluiu o curso de Direito na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, para, então, tornar-se delegado em 1967. Dois anos depois, começou a trabalhar no temido Dops (Departamento Estadual de Ordem Política e Social), órgão cujo objetivo era controlar e reprimir movimentos políticos e sociais contrários ao regime ditatorial. Tuma passou a dirigir o Dops em 1975, durante a gestão do coronel Erasmo Dias na Secretaria de O senador Romeu Tuma fez uma carreira política consistente

Segurança. O senador também colaborava com o SNI (Serviço Nacional de Informações). Com a extinção do Dops em 1983, Tuma foi transferido para o cargo de superintendente regional de São Paulo, da Polícia Federal. Na PF, combateu as remarcações de preços praticadas por donos de supermercados durante o Plano Cruzado. Quando Collor foi eleito, Tuma foi convidado a acumular a direção da Polícia Federal e da Receita Federal. Com a renúncia do então presidente da República, em 1992, Romeu foi afastado do cargo de diretor da Polícia Federal pelo ministro da Justiça da época, Maurício Correa. Romeu Tuma começou sua carreira política quando foi eleito senador de São Paulo, em 1994. No entanto, projetou-se nacionalmente como policial. Em 2000, foi candidato à prefeitura de São Paulo, ficando em 4° lugar. Reelegeu-se senador em 2002. Candidatou-se às eleições de 2010, mas seu estado de saúde já estava debilitado, impossibilitando-o de empenhar-se na campanha. Tuma obteve apenas 3,8 milhões de votos. n

N

os dias 27 e 28 de janeiro, as bandeiras da Universidade Regional do Cariri (Urca) foram hasteadas a meio mastro. Os estudantes, pegos de surpresa, tiveram suas atividades acadêmicas suspensas. O falecimento de Raimundo de Oliveira Borges, o Dr. Borges, foi o motivo do luto da Universidade. Brilhante, ético e esmerado profissional, foi advogado de ofício dos pobres e teve participação ativa na política no Cariri, chegando inclusive a testemunhar eleições do século passado

na região. Falecido no dia 27 de janeiro, aos 102 anos, Dr. Borges possuía um histórico de realizações acadêmicas e profissionais como poucos. Como promotor de Justiça, vereador, candidato a deputado estadual e a prefeito de Caririaçu – sua terra natal –, acompanhou os principais embates políticos da região. Homem de muitos feitos – atuou como jurista, professor, advogado, escritor e político –, Dr. Borges publicou mais de 20 livros e fundou a revista Ytaytera e as faculdades de Direito e Economia do Crato, onde por muitos anos atuou como mestre e diretor. Anos mais tarde, levou a Exposição Agropecuária e Industrial do Ceará (Expoece) para o Crato e participou da fundação das subseções do Cariri (hoje de Juazeiro do Norte), Crato e Ceará, da Ordem dos Advogados do Brasil. Tinha forte ligação com a Urca e o mundo acadêmico. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 273

Adeus

romeu tuma


georges charpak

Físico e educador

G

eorges Charpak ganhou o prêmio Nobel de Física, em 1992, pela invenção e pelo desenvolvimento posterior da câmara multifios proporcional (MWPC), um tipo de detector de partículas amplamente utilizado em física de alta energia da partícula, biofísica e medicina. Charpak morreu em 30 de setembro deste ano. “Eu tenho trabalhado em muitos detectores. Alguns eram muito elegantes e inúteis”,

disse uma vez. O MWPC estava longe de ser inútil. A invenção de Charpak rapidamente se tornou uma ferramenta padrão da física de partículas. A câmara, conhecida como Câmara de Charpak, permitiu que partículas fossem controladas com uma precisão maior do que um milímetro. Como resultado, várias novas partículas subatômicas efêmeras foram descobertas, como a tau-lépton – uma versão pesada do elétron - e variedades exóticas de quarks. Hoje, seus detectores são usados como componentes essenciais em experimentos do Large Hadron Collider do Cern (Conselho Europeu para Investigação Nuclear). Charpak foi um forte defensor da energia nuclear, mas é mais conhecido na França por ter mudado radicalmente o modo como a ciência é ensinada nas escolas francesas.

274 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Depois de ter feito a descoberta surpreendente de que apenas 3% das escolas apresentam a ciência a seus alunos, Charpak criou o La Main à la Pâte, que incentivou as crianças a investigar simples problemas científicos, a nível prático, e não apenas a teoria do estudo. Sua última intervenção pública data de agosto, com um artigo no jornal “Libération”, no qual se pronunciava claramente a favor do abandono do projeto internacional para construir o reator experimental de fusão nuclear (Iter), previsto no sudeste da França, considerado por ele excessivamente caro e inútil do ponto de vista científico. n

na mesma época em que era desenvolvido um trabalho semelhante pelo economista americano Paul Samuelson e pelo economista britânico John Hicks, ambos ganhadores de prêmios Nobel na década de 1970. Sua prova matemática de que os mercados clássicos funcionam de forma tão eficiente como Adam Smith teorizara forneceu fundamentos para que seu pupilo Gérard Debreu ganhasse o Nobel em 1983. Allais descobriu o que veio a ser chamado de “regra de ouro” do crescimento econômico: a renda real é acumulada de forma mais eficiente quando a taxa de juro é igual à taxa

Maurice allais

de crescimento da economia. O economista escreveu mais de 1.000 artigos e três dúzias de livros, todos cheios de fórmulas matemáticas complexas. Mas ele também encontrou tempo para aconselhar o governo francês sobre questões econômicas. n

‘Regra de ouro’ da economia

M

aurice Allais, o primeiro francês a ganhar o Prêmio Nobel de Economia, destacou-se tanto pela qualidade original de seu pensamento quanto pela falta de reconhecimento que obteve fora da França – pouco de seu trabalho foi traduzido para o inglês, língua preferida dos economistas, pois, até o final da vida, Allais relutava em escrever em inglês. O economista, reconhecido pelos seus insights sobre influência nos mercados, riscos, taxas de juro e uma miríade de outros fenômenos econômicos, teve sua morte anunciada pelo governo francês em 9 de outubro deste ano. Seu trabalho sobre a teoria dos mercados foi realizado

cléber aquino

Educador e pesquisador

A

lgumas pessoas são lembradas por terem um temperamento forte e por gerarem controvérsia. Cléber Pinheiro de Aquino era uma dessas pessoas. De personalidade marcante, o professor Cléber – como gostava de ser chamado – não era do tipo que levava desaforo para casa. Provocador e polêmico, Cléber


leslie nielsen

A cara da paródia

O

ator Leslie Nielsen conseguiu sucesso parodiando estereótipos. Após abandonar uma carreira de três décadas de atuações românticas e dramáticas para se aventurar no mundo da comédia, em filmes clássicos do estilo da paró-

dia, como Corra que a Polícia Vem Aí e Apertem os Cintos, o Piloto Sumiu!, Nielsen faleceu, no dia 28 de novembro, em um hospital de Fort Lauderdale, na Flórida, aos 84 anos. Nielsen é provavelmente mais lembrado pelo seu papel como o tenente Frank Drebin, na franquia Corra que a Polícia Vem Aí, mas viveu uma prolífica carreira, tanto no cinema quanto na televisão, que se estendeu por mais de sessenta anos. O seu perfil de galã trouxe sucesso nos anos 1950, fazendo papéis de heróis, aristocratas, militares importantes e líderes de governo. Após três décadas protagonizando personagens

Ingrid Pitt, famosa por papéis em filmes de terror nos anos 1970. A atriz morreu de insuficiência cardíaca em 23 de novembro, dois dias depois do seu aniversário de 73 anos. A estreia de Ingrid em Hollywood aconteceu em 1965, em um pequeno papel no premiado Doutor Jivago. Mas o sucesso veio quando estrelou Os Vampiros Amantes (1970), A Casa Que Pingava Sangue (1970) e A Condessa Drácula (1971), todos da Hammer Film Production, estúdio britânico pelo qual ficou conhecida. Suas marcas registradas

densos em produções dramáticas, Leslie atuou na produção Apertem os Cintos, o Piloto Sumiu!, como um médico estúpido a bordo de um avião condenado. Sua atuação cômica o fez cair nas graças do público e da crítica, e sua carreira renasceu. “Eu queria ver o quão longe eu poderia esticar e continuar fazendo o ‘burro e estúpido’ e o drama, e ver se era possível ser aceito em ambos. Existe uma linha com uma audiência que nem sempre você pode cruzar. Às vezes, ela só quer ver você sendo engraçado.” n

eram o sotaque europeu e a beleza marcante, que a fizeram conquistar fãs mundo afora. De origem judia, Ingrid Pitt, cujo nome verdadeiro era Ingoushka Petrov, e sua família foram presos por três anos em um campo de concentração durante a Segunda Guerra Mundial. Ingrid Pitt escreveu vários livros, dentre os quais “The Ingrid Pitt Bedside Companion for Vampire Lovers”, em 1998, e a autobiografia “Life Is A Scream”, em 1999, onde relata o período de sua vida em que esteve presa pelos nazistas. Ingrid teve três casamentos e uma filha, Steffanie Pitt, que também se tornou atriz. Seus últimos trabalhos foram em Minotauro (2005), filme estrelado por sua filha, e em Sea of Dust (2008). n

ingrid pitt

Ela foi a diva do terror

U

ma das mais belas atrizes do mundo. É assim que será lembrada a polonesa

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 275

Adeus

não fazia concessões quando seus princípios e crenças estavam em jogo. Como ele mesmo anunciava, gostava de tirar as pessoas de sua “zona de conforto”, fazê-las enxergar além das questões e da realidade cotidiana, usando de seu talento único para a ironia e senso de humor afiado. E foi assim – com esse vigor dos que são apaixonados por uma causa – que o educador e consultor Cléber Pinheiro de Aquino, falecido no dia 2 de abril de 2010, viveu uma vida de dedicação à formação. Cearense de Maracanaú, Cléber se formou na Escola de Administração da Universidade Estadual do Ceará, e, em seguida, foi para São Paulo, onde concluiu mestrado e doutorado na Universidade de São Paulo, onde mais tarde atuou como professor. Seu maior prazer como educador era cercar-se de jovens talentosos, para ajudá-los a liberar todo o seu potencial questionador e criativo. Prezava por uma formação diferenciada, que unia uma postura intelectual sólida ao conhecimento prático e de contribuição para a sociedade, com o objetivo final de ver seus alunos desabrocharem, como “cidadãos do mundo”. Neste ambiente de ensino, via-se um homem feliz e entusiasmado, trabalhando com uma paixão que transbordava para seus alunos e colegas e os contagiava. n


A

morte, sempre, surpreende e espanta. A de Néstor Kirchner eclodiu em um vazio de um feriado provocado pelo recenseamento nacional, no dia 27 de outubro deste ano. Mas o ex-presidente argentino teve sorte: ele morreu em El Calafate, província de Santa Cruz. Os médicos diagnosticaram “morte súbita”. “Súbita: precipitada, impetuosa e violenta em suas obras ou palavras”, é o que diagnostica o dicionário. Teve, Néstor Kirchner, portanto, uma morte que coincidiu com sua vida. Nascido em 25 de fevereiro de 1950, em Santa Cruz, foi o pri-

néstor kirchner

Populista heterodoxo Um estadista apaixonado e passional, Nestor Kirchner, o ex-presidente argentino de forte influência peronista, governou a Argentina por anos e criou uma forma de “ditadura eletiva” entre marido e mulher

276 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


meiro presidente patagônico da história da Argentina. Kirchner militou na política e exerceu seu poder com ênfase, às vezes quase frenética — o que afetou sua saúde repetidamente. O primeiro alerta dessa perigosa relação soou na noite de seu despertar político, em setembro de 1987. Quando soube que tinha ganho a prefeitura de sua cidade natal de Rio Gallegos com apenas 111 votos de diferença, desmaiou, resultado de estresse e exaustão. Até então, Kirchner era um advogado formado pela Universidad Nacional de La Plata. Após sua formatura, em 1976, retornou à sua casa como militante. Foi em La Plata, que o ex-presidente ingressou

A presidente Cristina Fernández de Kirchner, com seus filhos, Florença e Max, no Salão dos Patriotas Latino-Americanos da Casa Rosada, sede do governo, em Buenos Aires, onde é realizado o velório de seu marido Néstor Kirchner, que morreu no dia 27 de outubro, aos 60 anos

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 277

Adeus

FOTO CASA ROSADA


A presidente Cristina Fernández de Kirchner no Salão dos Patriotas Latino-Americanos da Casa Rosada, no velório do marido. Ao lado, em foto do dia 27 de abril de 2007, o presidente Lula, Néstor Kirchner e sua esposa Cristina de Kirchner, na Residência Presidencial de Olivos, em Buenos Aires. Acima, dois jornais argentinos noticiam a morte de Kirchner

Foto Ricardo Stuckert_PR

278 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Sou um soldado de Cristina. nestor kirchner,

em 2008, quando questionado sobre a eficácia dos apelos da presidente pelo fim dos protestos agrícolas

Este é o seu tempo.

kirchner,em 2007, à mulher e sucessora, Cristina, em seu último ato como presidente

o apoio de Eduardo Duhalde e a manutenção das linhas econômicas que Roberto Lavagna traçara. A desistência de Carlos Menem nas eleições desse ano impediu que Kirchner alçasse uma vitória segura e uma porcentagem de votos mais legítima do que os 22 pontos percentuais obtidos no primeiro turno. A economia da Argentina estava em frangalhos, quando Kirchner assumiu o cargo em 2003. Quase um ano antes, o país deu o calote em sua enorme dívida externa e os bancos tinham fechado suas portas, aprisionando as economias da vida de muitos argentinos, que estavam em pé de guerra. Mas, ao contrário de todas as previsões, Kirchner conseguiu conduzir o país para uma recuperação econômica espantosa. Ele se recusou a aplicar as orientações do Fundo Monetário Internacional e obteve o apoio do presidente venezuelano, Hugo Chávez, que bombeou petrodólares para a Argentina. O fato irritou o governo Bush, em

Washington, que viu Chávez e Kirchner como aliados perigosos de uma nova esquerda autoritária na América. Mas a bonança econômica de Kirchner não foi sem custo. O crescimento acabou produzindo uma tendência inflacionária que afetou principalmente as classes mais pobres, as quais Kirchner chamou de “vencedoras”. Mesmo assim, o presidente conseguiu se manter popular o suficiente para vencer facilmente uma reeleição em 2007. Em vez disso, contudo, ele abriu mão de uma vitória esmagadora e ofereceu à sua esposa, a senadora Cristina Fernández, a candidatura peronista, embora ela estivesse atrás dele nas pesquisas. Cristina Kirchner tornou-se a primeira mulher eleita para a presidência da Argentina. Néstor Kirchner, no entanto, era uma figura muito forte para ser ofuscado por seu sucessor, e ele permaneceu como presidente do partido peronista, uma posição que rivalizava inclusive com a própria presidência. Ele continuou a segurar as rédeas do poder e era amplamente esperado para concorrer ao cargo novamente. Aliados e rivais se referiam à “presidência compartilhada” do casal, que estava prevista para durar ininterruptamente até 2020. Mas estes mandatos sucessivos os deixou abertos a duras críticas dos adversários, que os acusaram de planejar se sucederem indefinidamente, ignorando a restrição constitucional contra servir mais de dois mandatos consecutivos. María Eugenia Estenssoro, uma senadora do partido de oposição Coalizão Cívica, acreditava que a democracia estava em risco. “Esse casal usurpou o poder com o que equivale a uma ditadura eletiva”, alertou. Kirchner possuía um estilo

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 279

Adeus

na Federação Universitária da Revolução Nacional (Furn), com Carlos Kunkel e Carlos “Cuto” Moreno, e conheceu Cristina Fernández, com quem se casou em maio de 1975. Com o golpe militar argentino, em 1976, o casal se radicou em Rio Gallegos, onde abriram um estúdio que se tornou um dos maiores da província. Nesses anos, graças a execuções hipotecárias e à crise econômica da América Latina, o casal Kirchner acumulou 22 propriedades. Era o germe de uma polêmica sobre o patrimônio de ambos, que os acompanhou em sua escalada ao poder. Kirchner acumulou dinheiro com uma convicção: a melhor forma de fazer uma política séria – costumava repetir – era ter alguma independência econômica e o controle do caixa. A premissa foi aplicada por ele quando prefeito, governador e presidente. Nomeado chefe da Caixa da Previdência Social provincial entre 1983 e 1984, demitiu-se para enfrentar o governador que o colocara lá. E, depois de sua primeira vitória eleitoral em 1987 – para prefeito, provocando o desmaio mencionado –, ele nunca perdeu uma eleição nos 22 anos seguintes. Dessa aurora política é também a unidade básica de Rio Gallegos, onde criou “Os Meninos Peronista” com dois homens que o acompanhariam sempre: Rudy Ulloa e Carlos Zannini. Em 1991, Kirchner venceu a disputa pelo governo de Santa Cruz, depois de vencer por apenas 3.000 votos para o segundo candidato peronista. Durante seu mandato, reformou a Constituição provincial, e estabeleceu o limite de mandatos, que abriu as portas para que Kirchner fosse reeleito duas vezes, em 1995 e 1999. Para chegar à Casa Rosada, em 2003, foi fundamental


Presidente Lula veste camisa do Racing, equipe de futebol argentina, recebida de Néstor Kirchner, em São Paulo no dia 25 de abril de 2006 Foto: Ricardo Stuckert_PR

de confronto que levou a conflitos estrondosos com políticos da oposição, críticos da mídia conservadora e os agricultores, que se ressentiam com o aumento dos impostos sobre seus produtos. Mas para a maioria peronista, ele era um discípulo de Juan Perón, ex-presidente argentino que ocupou o cargo por três mandatos, entre 1946 e 1974. “Desde Perón e sua esposa Evita, ninguém fez tanto para os trabalhadores como Néstor Kirchner”, disse o líder trabalhista argentino, Hugo Moyano. Mesmo um dos seus adversários mais ardentes, o escritor e comentarista político Jorge Asís, admitiu que o ex-presidente manteve o domínio incontestável sobre a Argentina. “Ser contra Kirchner foi infinitamente melhor do que estar sem Kirchner”, escreveu Asís. COMOÇÃO. No dia da morte do ex-presidente, os argentinos agruparam-se em uma longa fila na Praça de Maio, onde aguardavam para se despedir de Néstor Kirchner. “Força Cristina, Gracias Néstor” eram algumas das frases estampadas em cartazes e também ditas durante as últimas horas por milhares de pessoas que se aproxi280 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Sempre tive em Nestor um grande aliado e um fraternal amigo. LULA , em carta oficial a Cristina Kirchner

maram da sede do governo. Kirchner foi velado na Casa Rosada, sede do Executivo argentino. No velório, presidido por sua esposa Cristina Kirchner, se reuniram familiares, amigos e membros do gabinete para acompanhar o caixão fechado e coberto por uma bandeira argentina. Líderes de toda a América do Sul compareceram à cerimônia. Estiveram presentes o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Hugo Chávez, Juan Manuel Santos e Fernando Lugo, José Mujica, Evo Morales, Rafael Correa e Sebastián Piñera. Cristina abraçou e conversou com cada um deles. Evo, que se disse órfão com

a morte do colega, disse que “as recomendações e conselhos de Kirchner” quando assumiu a presidência da Bolívia “foram muito importantes”. Correa, por sua vez, afirmou que a maior homenagem que se pode fazer para o argentino é “realizar seu sonho de construir a grande pátria da América Latina”. Mujica expressou suas condolências e disse que “todos os uruguaios são solidários com a morte de Kirchner”. “É certo que um rio nos separa, mas esse mesmo rio também nos une”, disse o presidente da nação vizinha. Piñera, por sua vez, lamentou a “grande perda” de toda a América do Sul. “O mais importante é reconhecer uma vocação e uma vida inteira dedicada não só à Argentina mas a toda a América”, disse. No Brasil, Lula decretou luto oficial por três dias pela morte do ex-presidente da Argentina. A decisão foi anunciada por meio de nota oficial, divulgada pela Secretaria de Imprensa da Presidência. Nela, Lula lamentou a morte do “grande aliado e fraternal amigo” e elogiou o notável desempenho do ex-presidente argentino na reconstrução econômica, social e política daquele país. “Sempre tive em Néstor Kirchner um grande aliado e um fraternal amigo. Foram notáveis o seu papel na reconstrução econômica, social e política de seu país e seu empenho na luta comum pela integração sul-americana. Os brasileiros se associam à dor de


INCERTEZAS. A morte de Kirchner às vésperas das eleições de 2011 fragilizou a presidência de sua esposa e parceira política Cristina Fernández de Kirchner e deixou um estado órfão. Kirchner — e sua popularidade como presidente — não só ajudou Cristina a eleger-se, mas também exerceu uma influência significativa nos bastidores de seu governo, atuando na gestão da economia e como chefe do partido peronista. Juntos, eles formaram um dos mais poderosos casais políticos, apelidados de “pinguins”, por causa da estreita associação de Kirchner com a sua província de origem patagônica de Santa Cruz. Como presidente, Cristina Kirchner foi mais a face pública de seu parceiro, enquanto ele era seu operador e mestre político, puxando a alavanca da máquina peronista. Néstor Kirchner foi o responsável pela coligação que lhe permaneceu intacta e leal, principalmente nos níveis políticos mais baixos, como sindicatos, através de subsídios, clientelismo, e do

crescimento da economia em um ritmo rápido, mesmo à custa de inflação. Muitos argentinos também apostavam que ele, e não sua esposa, iria concorrer à presidência em 2011, parte do que os analistas frequentemente chamavam de estratégia do casal para criar uma dinastia duradoura, passando a presidência entre eles várias vezes. A morte de Nestor poderia tanto reforçar como prejudicar o futuro político de Cristina, dizem analistas. O governo da presidenta foi extremamente impopular em seus dois primeiros anos, mas veio crescendo nos últimos meses em meio a uma economia em que o Banco Central da Argentina previu crescer em 9,5% em 2010. Nos últimos índices de aprovação, Cristina pairou acima de 45%, bem acima dos 30% de meados de 2009. A Argentina não tem respondido bem quando presidentes ou cônjuges influentes falecem prematuramente. Depois da morte de Eva Perón, em 1952, um golpe militar, três anos depois, expulsou seu marido, o general Juan Perón, do poder. Dois anos depois que Perón morreu, em 1974, uma junta militar derrubou o governo de sua terceira esposa, Isabel. O país, no entanto, é muito mais estável agora. Kirchner “é inteligente, e há uma chance dela jogar politicamente para se manter no poder, com a mensagem de manter os ‘pinguins’ no poder”, disse Federico MacDougall, analista político da Universidade de Belgrano, em Buenos Aires. Mas, segundo analistas, é provável que um grupo de peronistas dissidentes e leais lutem agora por poder e influência, já que não mais existe a “mão forte” de Néstor Kirchner para controlá-los. n

MOACIR LOPES

Escritor do mar

F

oi nas ondas que Moacir Costa encontrou seu caminho. Marinheiro de carreira e escritor por ofício, o escritor tinha no mar a principal matéria-prima para seus romances e contos. Autor de mais de 20 livros, o cearense radicado no Rio de Janeiro faleceu em 21 de novembro de 2010, vítima de câncer. Moacir Costa Lopes nasceu em 11 de junho de 1927, em Quixadá, Ceará, mas morou em Baturité, Fortaleza e posteriormente no Rio de Janeiro. Desde criança, lia compulsivamente cordéis e folhetins que chegavam à terra dos monólitos. Mas foi em 1942 que Moacir Lopes encontrou seu caminho ao ingressar na Escola de Aprendizes Marinheiros do Ceará. O autor embarcou em vários navios, em missões de comboios e patrulhamentos navais. Enquanto embarcado, Moacir escrevia poesias diariamente e lia, nas viagens, as primeiras obras de ficção, começando pelos clássicos franceses, depois russos, portugueses, ingleses, e chegando, por fim, aos brasileiros, antigos e contemporâneos. Moacir publicou, dentre outros, Chão de Mínimos Amantes (1961); Cais, Saudade em Pedra (1962); A Ostra e o Vento (1964); Belona, Latitude Noite (1968), todos eles com grande repercussão no Brasil e no exterior. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 281

Adeus

nossos irmãos argentinos neste momento amargo”, escreveu. Dezenas de pessoas acamparam na fila desde a noite do dia 28, quando ocorreram homenagens ao ex-presidente na Praça de Maio. O velório, que começou às 10 horas locais, se prolongou durante três dias. As ruas próximas da Casa Rosada foram interditadas e tomadas por uma gigantesca fila. Até três mil pessoas por hora passaram pelo caixão de Kirchner. A multidão, que levava cartazes e faixas de homenagem ao presidente e em apoio a Cristina, gritava “Néstor não morreu, Néstor vive no povo” e “Vamos, Cristina!”. A entrada de bandeiras, câmeras e cartazes foi proibida.


A história do descobrimento do Brasil precisa ser recontada como ela realmente aconteceu e não como querem que ela tenha acontecido. Com todo o respeito a Pedro Álvares Cabral, não foi ele o primeiro europeu que pisou no Brasil: foram dois espanhóis, Vicente Pinzón e Diogo de Lepe. O primeiro na ponta do Mucuripe, em janeiro de 1500 e o segundo, um mês depois, no cabo de Santo Agostinho, perto do Recife.

rodolfo espínola

rodolfo espínola

othon sidou

O jornalista historiador

Um jurista

N

ascido entre os livros e criado sob a luz da fina Literatura, a curiosidade sempre foi uma característica marcante de sua personalidade. Apaixonado pela história do nosso povo e de nossas terras, esse traço de sua individualidade – tão evidenciado em seu bom humor constante – foi o mesmo que o levou a dedicar uma vida ao jornalismo e à pesquisa. No dia 30 de outubro de 2010, o jornalista e historiador Rodolfo Espínola dirigia seu carro pela Avenida Santos Dumont, na Praia do Futuro, quando um infarto o fez perder o controle do veículo. Desgovernado, o carro acabou batendo em um poste. Equipes de emergência foram acionadas e o levaram para o Hospital São Mateus, mas o jornalista acabou falecendo horas mais tarde, vítima de uma parada cardíaca. Com a morte de Rodolfo Espínola, que tinha 62 anos, o jornalismo cearense perde um de seus maiores nomes.

282 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Profundamente ligado às letras, Rodolfo herdou do pai, o poeta Hildebrando Espínola, o talento que o tornou correspondente – durante 32 anos – do Estado de S. Paulo no Ceará. Um dos fundadores da Agência Estado e assessor de comunicação da Companhia Docas do Ceará e, mais atualmente, da Secretaria Especial dos Portos, Rodolfo também era autor de livros-reportagem que tratavam de personagens e eventos históricos do Brasil. Em 2010, publicou o livro Caravelas, Jangadas e Navios – Histórias do Ceará: Resgates e Contrastes, resultado de uma pesquisa baseada na tese de que Vicente Pinzón teria sido o real descobridor do Brasil, ao invés de Pedro Álvares Cabral. Reconhecido internacionalmente pelo seu trabalho histórico e admirado por gerações de jornalistas cearenses, Rodolfo Espínola deixa três filhos e uma neta, além de um legado exemplar de dedicação à pesquisa. n

O

Direito perdeu um de seus maiores juristas. Nascido em Fortaleza, José Maria Othon Sidou era reconhecido como um dos mais produtivos e importantes autores do meio jurídico nacional. Jornalista e doutor em Direito pela Faculdade de Direito do Recife, Sidou participou da fundação, em 1975, da Academia Brasileira de Letras Jurídicas. Ele morreu no dia 21 de fevereiro, vítima de uma parada cardíaca, aos 91 anos. José Maria Othon Sidou publicou mais de 80 títulos sobre Direito, além de escrever o Dicionário de Letras Jurídicas para a academia que fundou. Seus livros receberam reconhecimento internacional. ele foi homenageado diversas vezes em países da Europa. Envolvido com a advocacia, Sidou foi Conselheiro Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – entre os anos de 1975 e 1987 – e também foi diretor-tesoureiro e presidente da Terceira Câmara da OAB. Sempre ativo, ainda desenvolveu carreira como jornalista e professor. n


Cláudio pereira

Ativista da cultura, amante da cidade Ele começou sua militância cultural ainda jovem, na década de 1960. Fundador da Funcet, contribuiu para o crescimento das atividades culturais em Fortaleza

S

em dúvida, Cláudio Pereira foi um dos cearenses que mais trouxe contribuições para a cultura do Ceará. E o mais impressionante: sem nunca ter escrito um livro, composto uma música, nem pintado uma tela sequer. Jornalista — mas bacharel em Direito — Cláudio Pereira foi também funcionário do Banco do Nordeste e fundador da Fundação Cultural de Fortaleza (Funcet). Pereira era um agregador de artistas, ativista da cultura e incentivador de talentos. Em 12 de maio, o que ele mais dizia ter medo aconteceu: a morte. Nascido no município de Maranguape, o jornalista estudou no Liceu do Ceará, onde já articulava movimentos e jornais culturais.

Entre 1964 e 1968, destacouse como uma das lideranças do movimento estudantil cearense, quando criou caravanas culturais que adentravam o interior – elas ficaram conhecidas como as “Caravanas do Pereira”, famosas entre os jovens intelectuais da época. Cláudio dirigiu o Gruta – Grupo Universitário de Teatro e Arte – e foi responsável pelo primeiro festival cearense de música no Ceará. Foi preso e torturado durante o período da ditadura militar. Poucos anos depois, um acidente marcou profundamente a vida de Cláudio Pereira. Em 18 de novembro de 1973, o jornalista e mais dois amigos voltavam de uma viagem a Recife, onde estavam organizando uma exposição. Quando já estavam em For-

taleza, na Avenida João Pessoa, o carro em que vinham capotou. Cláudio, que estava dirigindo, passou 40 dias em coma no hospital. Já os passageiros passaram apenas cinco dias internados. Em decorrência do acidente, o jornalista ficou paraplégico. Na época, os médicos estimaram que só restava a Pereira apenas mais dois anos de vida. Para a alegria das noites boêmias, dos amigos, dos artistas e amantes da arte, Cláudio conseguiu mais 37 anos – intensamente vividos. Em 1985, começavam as primeiras conversas sobre a criação de uma secretaria de cultura na cidade. No mesmo ano, aconteciam as primeiras eleições diretas para prefeito: Maria Luiza Fontenele elegeu-se pelo Partido dos Trabalhadores (PT). Ainda que Cláudio Pereira fosse engajado na campanha de outro candidato, Paes de Andrade, a então Prefeita de Fortaleza convidou o jornalista para integrar sua equipe. Segundo Pereira, ele não foi bem visto inicialmente pelos demais secretários, pois havia feito campanha declarada contra o PT naquelas eleições. Mesmo assim, Pereira assumiu o cargo e sempre disse que se orgulhava de ter participado da “heroica experiência” de integrar a equipe de Maria Luiza. Ainda na gestão da petista, Cláudio inaugurou a Funcet, da qual foi presidente nas gestões de Ciro Gomes, Juracy Magalhães e Antônio Cambraia. Casado, desde 1979, com a professora Martine Kunz, amor não era algo que faltasse a Pereira. Em 2009, depois de quase 40 anos em cadeira de rodas, o corpo já não era o mesmo e o jornalista entrava e saia de internação. Aos 66 anos, Cláudio Pereira morreu vítima de falência múltipla dos órgãos, em Fortaleza, cidade que tanto amou e contribuiu para seu engrandecimento. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 283

Adeus

Cláudio Pereira foi um dos maiores agitadores culturais do estado


EXPEDITO MACHADO

Política em tempo integral

U

m dos grandes nomes da política nacional, o político cearense Expedito Machado da Ponte nos deixou vítima de complicações pulmonares agravadas por um câncer. Expedito Machado tinha 92 anos e era casado com Dayse de Oliveira há 67 anos. Natural dos Inhamuns, da cidade de Crateús, Expedito Machado dedicou a maior parte de sua vida à política nacional. Expedito era formado em Agronomia e iniciou sua participação na política em 1946 à frente do Partido Social Democrático, como membro do diretório regional do Ceará. Elegeu-se deputado estadual em outubro de 1954, e deputado federal em outubro de 1958 e 1962. Trabalhou como ministro da Viação e Obras Públicas (atual cargo de ministro dos Transportes) durante o governo de João Goulart.

Expedito foi um exemplo de determinação em tudo que abraçou, tanto na área política quanto na empresarial.

Fernando Cirino Gurgel,

empresário Nos anos de ditadura, Expedito foi cassado pelos generais e teve seus direitos políticos suspensos por dez anos com base no Ato Institucional nº 1. Posteriormente teve que se exilar em Paris, na França, só retornando ao Brasil no período de anistia, em 1979. Um ano depois, com a extinção do bipartidarismo, ajudou a fundar o Partido Popular (PP) no Ceará. Mais tarde, se juntaria ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro. Expedito ajudou ainda a organizar o Centro Democrático, conhecido por Centrão. Ele liderava o grupo constituído por 178 parlamentares conservadores, que eram favoráveis a uma Constituição mais liberal. Com a aprovação da Constituição em 1988, ele continuou como deputado federal até o

284 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Adeus

Expedito Machado nos anos 50, na página ao lado e ao lado de dona Dayse de Oliveira Machado, com quem foi casado durante 67 anos e teve cinco filhos cumprimenta a então ministra Dilma Rousseff

final do seu mandato. Expedito se afastou da vida política em 1991 para se dedicar a atividades empresariais. Em homenagem ao grande político que representava para seus companheiros, a Assembleia Legislativa do Ceará teve a sessão plenária suspensa a pedido do deputado Gony Arruda (PSDB) por conta da morte de Expedito. “Posso dizer que ele deixa uma lacuna na política cearense, também como ser humano que foi. Ele gostava muito

de estar com a juventude, que ouvia suas histórias, seus conhecimentos e, sobretudo, seus sonhos. Nós que fazemos a vida pública do estado ficamos tristes com seu falecimento, mas prestamos aqui nossa homenagem”, afirmou Gony Arruda. O político cearense ainda foi lembrado pela Federação Cearense de Futebol. Mauro Carmélio, presidente da FCF, decretou luto de três dias e, nos jogos do final de semana de sua morte, os jogadores prestaram

um minuto de silêncio em memória do político. Um de seus filhos, o ex-senador Sérgio Machado, liderou as homenagens ao seu pai no funeral. “Paizinho, quando o senhor nasceu, o senhor chorou e todos à sua volta sorriram. Hoje, o senhor está sorrindo pela vida de exemplo que deixou e nós estamos chorando de saudades”, despediu-se emocionado. Ele, que seguiu a carreira do pai, atualmente exerce o cargo de presidente da Petrobras Transporte S.A — Transpetro. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 285


armando nogueira

Poeta da bola Dono de uma escrita única, poética e apaixonada, o fundador do Jornal Nacional revolucionou a linguagem jornalística de sua época e criou frases que entraram para a História

“P

ara Garrincha, a superfície de um lenço era um latifúndio”. Assim, Armando Nogueira construía um estilo elegante, claro e consistente para falar de uma das paixões do brasileiro, o futebol. Aqui ele resumia a genialidade de de Mané Garrincha. Mestre da crônica esportiva, botafoguense fanático e um dos nomes mais importantes do jornalismo brasileiro, Armadno Nogueira tinha uma memória incrível e era um minucioso contador de histórias. Entre seu trabalho em diversos veículos impressos do país e sua participação na fundação – na TV Globo, em 1969 – do Jornal Nacional, Armando viveu uma vida de total dedicação e esmero pela linguagem jornalística. Falecido no dia 29 de maio deste ano, vítima de um câncer no cérebro, aos 83 anos, Armando Nogueira deixa um legado jornalístico que se fez de paixão, poesia e principalmente credibilidade e domínio da técnica. Filho de cearenses que emigraram para o Acre, Armando nasceu

286 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

em Xapuí, no Acre, no dia 14 de janeiro de 1927. Foi para o Rio de Janeiro com 17 anos, formou-se em Direito e trabalhou como ensacador, antes de iniciar a carreira de jornalista em 1950, no Diário Carioca. Trabalhando na seção de esportes do jornal, conviveu com grandes nomes do jornalismo carioca da época, como Rubem Braga, Fernando Sabino e Otto Lara Resende, o que acabou sendo uma verdadeira escola de jornalismo para Armando. Nos anos 1950, passou a colaborar também para o Diário da Noite e trabalhou nas revistas Manchete e O Cruzeiro, e depois no Jornal do Brasil, onde foi redator e assinou a coluna diá-

Foi o homem que criou esse gigante que é o Jornal Nacional. Tudo que eu disser sobre ele será menor do que o que ele representou.

william bonner, editor e apresentador do Jornal Nacional, da Rede Globo

Armando Nogueira foi um dos fundadores do Jornal Nacional

ria “Na Grande Área”. De 1966 a 1990, período no qual foi diretor de jornalismo da TV Globo, fez parte de uma geração marcante de cronistas esportivos, ao lado de Nelson Rodrigues. Nesse período, sagrou-se como poeta da bola, cunhando frases antológicas e estabelecendo padrões no texto jornalístico brasileiro. Porém, nessa mesma época, foi personagem de uma das maiores crises de ética do jornalismo do país. Nas eleições presidenciais de 1989, esteve no centro de um polêmico episódio que envolvia um debate supostamente editado para beneficiar o candidato Fernando Collor, então em disputa com Lula, levado ao ar pelo Jornal Nacional enquanto Armando era diretor de Jornalismo da emissora. Na época, Armando atribuiu a responsabilidade ao então diretor Alberico de Souza Cruz e ao editor de política do jornal, Roland de Carvalho. Terminando sua parceria de 25 anos com a TV Globo, que teve como fruto, além do Jornal Nacional, o Globo Repórter, Armando Nogueira voltou a se dedicar ao jornalismo esportivo. Nos


INSPIRADOR. Armando fugia dos lugares comuns que proliferavam na crônica esportiva. Afetuoso, e hiperbólico, era bom frasista e descreveu Garrincha como o “anjo das pernas tortas”, e não raramente extravasava sua veia poética para demonstrar sua admiração pelo esporte e por seus ídolos. Apaixonado por aviação – era piloto de ultraleve –, futebol e, principalmente, pelo Botafogo, escreveu dez livros, todos eles sobre futebol. O mais conhecido, Na Grande Área, é uma antologia de crônicas publicadas no Jornal do Brasil e foi muito bem recebida por nomes da área, como Luís Fernando Veríssimo e Otto Lara Resende, colega de Armando no Diário Carioca. “Descobria-se ali que textos sobre futebol também podiam ser bonitos, criativos, líricos, cômicos e – o supremo teste de valor literário – compiláveis”, definiu Veríssimo, no posfácio do livro. Desde a sua estreia no Diário Carioca, em 1950, Armando Nogueira realizou a cobertura de 15 Copas do Mundo e 6 Jogos Olímpicos. Foi um dos precursores dos debates esportivos na televisão, em mesas redondas com comentários inflamados e polêmicos. Até o ano de 2009, mantinha o fôlego para os debates esportivos no SporTV e na Rádio CBN. “Ele deixou a marca de seu talento excepcional por onde passou: no jornalismo impresso, na crônica esportiva e, para nós, muito especialmente na televisão”, disse o vice-presidente das Organizações Globo, João Roberto Marinho. n

dário de castro alves

Um luso-brasileiro

D

curso no serviço diplomático brasileiro. Formado pelo Curso de Preparação à Carreira Diplomática em 1951 no Instituto Rio Branco, Dário exerceu postos em Buenos Aires, Moscou, Roma e na sede das Nações Unidas em Nova York, antes de chegar à embaixada brasileira em Lisboa. Em seus 59 anos de ofício, acumulou um impecável histórico de realizações, denunciado pelo sem-número de cartas de agradecimento – mantidas discretamente guardadas e as quais, humilde, jamais fazia menção. Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal do Ceará, Dário Castro Alves é também “acadêmico de mérito” da Academia Portuguesa de História. Um apaixonado pela língua portuguesa e fino apreciador da literatura, Dário Castro Alves escreveu vários livros, como “Era Lisboa e Chovia”, “Era Tormes e Amanhecia” e “Era Porto e Entardecia”, além de “Luso-Brasilidades dos 500 anos”, todos publicados no Brasil e em Portugal. Além disso, tinha um particular fascínio pela obra de Eça de Queirós – a quem chamava ironicamente de “minha doença” –, tendo sido convidado de honra nas comemorações dos 160 anos da morte do romancista, organizadas pela embaixada portuguesa em Brasília em 25 de novembro de 2005. n Castro Alves, em Portugal de 1979 a 1983 ário Moreira de Castro Alves, ex-embaixador do Brasil em Portugal e famoso por dinamizar a relação entre os dois países, morreu em Fortaleza, no dia 6 de junho de 2010. Castro Alves tinha 83 anos e sofria de uma doença prolongada. O diplomata, nascido em Fortaleza, esteve à frente da embaixada brasileira em Portugal entre 1979 e 1983, tendo depois atuado como embaixador na Organização dos Estados Americanos, em Washington, e presidente do conselho permanente dessa mesma organização. Nascido em 14 de dezembro de 1927, o diplomata cearense concluiu o curso de Ciências Jurídicas e Sociais na Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro em 1949, mesmo ano em que ingressou por con-

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 287

Adeus

anos 1990, foi colunista do Estado e comentarista do programa Cartão Verde, da TV Cultura e da TV Bandeirantes. Mantinha também uma coluna reproduzida em 62 jornais brasileiros, um programa de debates esportivos no canal por assinatura SporTV, um programa de rádio e um site na internet.


J. C. Alencar Araripe (à direita) foi um dos fundadores do curso de Comunicação Social da UFC

JOSÉ CAMINHA ALENCAR ARARIPE

Jornalista, editor e notável memorialista Um dos fundadores do curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Ceará, o escritor e jornalista realizou extensa produção intelectual. Por longos anos foi editor do jornal O Povo, de Fortaleza

E

mbora mais conhecido como jornalista e escritor, José Caminha Alencar Araripe foi um daqueles raros homens que conseguiram, sempre com competência e determinação, realizar e obter sucesso em diversas atividades diferentes. A atuação de J. C. Alencar deu-se em um amplo leque de realizações culturais, de política e de pesquisa histórica e sociológica. Falecido no dia 11 de junho de 2010, o cearense de 89 anos encontrava-se internado havia um mês no hospital São Carlos, de Fortaleza, onde havia passado por quatro cirurgias na luta contra um câncer de intestino. J. C. Alencar Araripe nasceu no município de Jardim, indo para Fortaleza anos mais tarde para terminar o ensino ginasial – hoje chamado de segunda parte do ensino fundamental. Trineto da revolucionária Bárbara Alencar, 288 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

formou-se em Ciências Contábeis e Atuariais e frequentou vários cursos de extensão. Foi um dos professores fundadores do curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Ceará, onde ocupou diversos cargos, como o de chefe de departamento. Na política, exerceu os cargos de vereador e prefeito municipal interino de Fortaleza. No jornalismo, área onde atuou por quase toda a sua vida, J. C. Alencar Araripe percorreu o caminho desde revisor e repórter até o cargo de editor e de membro da direção do jornal O Povo. Mais à frente em sua carreira, atuou também como colaborador do jornal Diário do Nordeste. Também foi presidente por 12 anos (de 1977 a 1986 e de 1992 a 1995) da Associação Cearense de Imprensa (ACI) e membro do Instituto do Ceará. Sua produção jornalística é extremamente prolífica em for-

ma de ensaios, artigos, reportagens e crônicas. Araripe ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo, em 1958, por uma reportagem sobre açudagem e piscicultura no Nordeste. Segundo a jornalista Izabel Pinheiro, ex-chefe de reportagem do Diário do Nordeste e vice-presidente da ACI, “a imprensa cearense deve muito a Araripe, uma pessoa educada e muito tratável, sempre presente para amigos e família”. Membro da Academia Cearense de Letras, J. C. Alencar Araripe escreveu vários livros, a exemplo de “Luzes no Túnel da Memória”, “O Mundo em Três Dimensões” (ambos coletâneas de crônicas e artigos jornalísticos), “Alencar, o Padre Rebelde” (biografia de José Martiniano de Alencar), “A Glória de um Pioneiro – A Vida de Delmiro Gouveia” e “Bárbara e a Saga da Heroína”. Sua obra sobre o padre José Martiniano de Alencar, pai de José de Alencar, não só explora personagens históricos, como também oferece um retrato fiel do estado do Ceará durante o Império. “Araripe foi um jornalista completo. Começou na revisão do jornal O Povo e lá chegou à editoria geral. Nesse percurso, foi repórter premiado, editorialista e articulista. Mais à frente, publicou também artigos no Diário do Nordeste. Foi professor fundador do curso de Comunicação Social da UFC, onde fui aluna dele. Realmente uma pessoa muito relevante para o jornalismo do Ceará, sempre zeloso pelo conteúdo”, diz a jornalista Ivonete Maia. n


Ícone do jornalismo cearense

O

jornalista cearense Heitor Faria Guilherme faleceu no dia 12 de dezembro, aos 75 anos. Faria Guilherme estava internado há alguns dias em um hospital particular. A morte foi confirmada, mas as causas que levaram à morte do jornalista não foram divulgadas. Faria Guilherme era visto com frequência na Praça Waldemar Falcão, conhecida como a Praça dos Correios, no centro de Fortaleza. Faria Guilherme foi um dos fundadores do curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Ceará. Em 1965, assumiu pela primeira vez o cargo de coordenador do curso, sendo responsável pela criação do primeiro laboratório de cine-

-foto e pela primeira sala de redação, além da publicação da primeira revista semestral do curso, a Revista Comunicação Social, que divulgava a produção dos alunos. Fez parte da chefia do Departamento de Comunicação Social e Biblioteconomia e foi diretor do Centro de Humanidades (CH) da UFC. Faria Guilherme

francisco gros

Executivo pragmático

T

ranquilo, reservado e bem-humorado, Francisco Roberto André Gros transitava com desenvoltura nas diversas instâncias de poder. Mesmo que não desfrutasse de consenso para suas ideias, focadas no conceito de redução do Estado na economia, ele defendia com elegância seu ponto de vista. O economista, ex-presidente do Banco Central, morreu em 20 de maio de 2010. Formado pela Universidade de Princeton, nos EUA, iniciou sua carreira profissional em Wall Street, num banco de investimentos, aos 29 anos. A formação no mercado financeiro o acompanhou por toda a vida. No Brasil, ocupou postos de destaque nas principais

instituições governamentais, como a presidência do Banco Central, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Petrobras. Também na iniciativa privada presidiu companhias do porte da Aracruz, Fosfértil e OGX. Mas foi a visão de mercado, delineada desde os primeiros

escreveu e publicou um livro de referência, o Manual de Revisão, editado pela Imprensa Universitária da UFC, em 1967. Faria lecionou muitas disciplinas voltadas para produção gráfica e editoração no Curso de Comunicação da UFC, tendo marcado várias gerações de jornalistas, onde se incluiu o editor deste Livro do Ano, Luís-Sérgio Santos. Como jornalista, ele trabalhou nos jornais O Povo e O Nordeste, nas décadas de 1960 e 1970. Era membro da Academia Cearense da Língua Portuguesa (ACLP), dono da cadeira de número sete. Filiado ao Sindicato dos Jornalistas do Ceará, também chegou a integrar a diretoria da Associação Cearense de Imprensa (ACI). Faria Guilherme já estava aposentado. n

tempos da Multiplic, corretora que dirigiu em 1975, até a representação no Brasil do Morgan Stanley (1993 a 2000), que marcou definitivamente sua carreira. No último ano do governo Fernando Henrique, Gros, presidia a Petrobras. No BC, ele implantou o regime colegiado, delegando poderes aos diretores. No primeiro governo Fernando Henrique, assumiu a presidência do BNDES, entre 2000 e 2002. Em 2007, Gros aceitou o convite do empresário Eike Batista para assumir a presidência da OGX, a incipiente empresa de petróleo e gás do grupo. Ficou até 2008, quando decidiu se afastar das funções executivas para dedicar-se às representações em conselhos de administração de diversas empresas. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 289

Adeus

HEITOR FARIA GUILHERME


orestes quércia

Político e empresário Fundador e militante histórico do PMDB, Quércia construiu uma carreira fulminante. Deixou um patrimônio declarado de R$ 117 milhões, muitas suspeitas de corrupção e nenhuma condenação

A

política brasileira perdeu uma de suas mais influentes e controversas figuras em 2010 — o ex-governador do estado de São Paulo, Orestes Quércia. No início de setembro, Quércia teve diagnosticado um tumor de próstata que havia sido tratado há mais de dez anos. Dias depois, o peemedebista desistiu de sua candidatura ao Senado para tratar da doença, vindo a falecer no dia 24 de dezembro. Jornalista, advogado e administrador de empresas por formação, Orestes Quércia nasceu em Pedregulho, interior de São Paulo, em agosto de 1938, e começou sua carreira pública em 1962, quando foi eleito vereador em Campinas pelo Partido Libertador. Com a instauração do regime militar em 1964, Quércia se filiou ao MDB — o único partido de oposição aceito no período da ditadura. Pelo MDB, ele foi eleito deputado estadual em 1966 e prefeito de Campinas em 1968. Quércia elegeu-se senador em 1974, ano em que o MDB teve uma vitória expressiva — a legenda elegeu 16 senadores e aumentou a bancada na Câmara de 87 para 160 deputados. Era o primeiro sinal de descontentamento da população com a ditadura. Em Brasília, Quércia teve uma postura crítica ao governo de Ernesto Geisel. Em depoimento dado à Justiça em 1994, Geisel disse ter informações de que Quércia negociou com o governo militar para não ser cassado sob a acusação de sonegação e enriquecimento ilícito. Ele negou 290 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

o fato ao jornal Folha de S.Paulo em 2002. Na década de 80, com o retorno do pluripartidarismo, ajudou a fundar o PMDB e, pelo partido, foi eleito vice-governador de São Paulo na chapa de Franco Montoro. Apoiou as Diretas Já e a condução de Tancredo Neves à Presidência no processo de redemocratização. Em 1986, sucedeu Montoro impulsionado pelo movimento apelidado de “quercismo”, onda de apoio por parte de eleitores fiéis a Quércia, principalmente no interior de São Paulo. À frente do governo paulista, enfrentou uma série de acusações de enriquecimento ilícito, estelionato e importação superfaturada de equipamentos de Israel para universidades, fraude em licitação e contratação sem concurso público pelo extinto Banespa e pela Cetesb. Foi responsabilizado, ainda, pela quebra financeira do Estado por diversos setores da sociedade. Quércia, cujo mandato terminou em 1991, nunca foi condenado em última instância. As frequentes denúncias de corrupção que recaíam sobre Quércia motivaram a ruptura com lideranças do partido. Foi assim que Franco Montoro, Fernando Henrique Cardoso, Mário Covas e José Serra, entre outros, fundaram em 1988 o PSDB, legenda que anos mais tarde voltaria a ser apoiada por Quércia. A exceção foi Ulysses Guimarães, que permaneceu fiel ao PMDB até sua morte, em 1992. A disputa interna na legenda, então, passou a ser contra Michel Temer, presidente nacional da sigla

vice-presidente eleito na chapa de Dilma Rousseff. Depois de deixar o governo de São Paulo, Quércia tentou, mas nunca mais conseguiu se eleger a um cargo público. Mesmo assim, viu seu patrimônio crescer 562% entre 1998 e 2002 com suas empresas no ramo imobiliário (shoppings e fazendas) e das comunicações (rádios, jornal e emissoras de TV). Na declaração de bens publicada pelo Tribunal Superior Eleitoral em 2010, o então candidato ao Senado disse possuir R$ 117.479.196,24. Em um acordo com o PSDB nas eleições de 2008, Quércia apoiou o candidato de José Serra à prefeitura de São Paulo, o prefeito Gilberto Kassab, do DEM. Com isso, pôde se candidatar ao Senado na chapa tucana nas últimas eleições, em outubro. Seus planos, porém, foram interrompidos e ele retirou sua candidatura para se dedicar ao tratamento contra o câncer. n


Artes

OSCAR 2010

A rainha da noite Guerra ao Terror, um filme querido pela crítica, mas pouco visto pelo público, desbancou o favorito Avatar e outros blockbusters ao ganhar o Oscar de Melhor Filme e consagrar Kathryn Bigelow como a primeira mulher a ganhar o Oscar de Melhor Direção


D

esta vez, James Cameron não pôde subir ao palco como “o rei do mundo”, ou o rei do Oscar, por assim dizer, pelo seu blockbuster Avatar (2009). Em seu lugar, brilhou uma velha conhecida, sua ex-mulher, Kathryn Bigelow, vencedora das estatuetas de Melhor Direção e Melhor Filme com o drama sobre soldados no Iraque, Guerra ao Terror (The Hurt Locker, 2008). Kathryn também fez história ao ser, após 82 anos de premiação, a primeira mulher a levar o Oscar de Melhor Direção. Cotado como um dos favoritos – apesar de sua alma de telefilme – em razão de vários outros prêmios que já havia embolsado, entre eles o Bafta, o Oscar inglês, Guerra ao Terror ganhou, no total, seis estatuetas durante a noite, incluindo a de Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Roteiro para Mark Boal, Melhor Edição de Som, Melhor Som e Melhor Montagem. O filme retrata o drama pessoal de um desarmador de bombas a serviço do exército americano que ocupa o Iraque. Nele, Kathryn procura disfarçar caminhos ideológicos, concentrando-se na história do anti-herói que, apesar de estar revestido de uma enorme carga explosiva, aparece como vítima. Avatar, que estava cotado pelos críticos e pelos entusiastas de inovações cinematográficas para receber vários prêmios, terminou a noite com os Oscar técnicos de Direção de Arte, Fotografia e Efeitos Especiais. Como consolo, a superprodução de Cameron sobre o satélite Pandora e seus habitantes Na’vi permanece como a maior bilheteria da História, com orçamento de 500 milhões de dólares. Entre os momentos mais emocionantes da noite, pontua-se o

292 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Oscar de Melhor Ator para Jeff Bridges, um dos atores mais celebrados de Hollywood, mas que nunca havia tido seu trabalho reconhecido pela Academia. Bridges, que já havia sido indicado ao prêmio outras quatro vezes, levou a estatueta pela sua interpretação do astro da música country Bad Blake, em Coração Louco. Igualmente lacrimejante foi o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante para Mo’Nique, a mãe bruta e brutalizada de Preciosa. Assim como aconteceu quando Bridges ganhou o prêmio, Mo’Nique foi aplaudida de pé, no que pareceu ser um consenso sobre sua interpretação imbatível no filme que também levou o prêmio de Melhor Roteiro Adaptado, por Geoffrey Fletcher.

Não há raça, religião, classe social ou orientação sexual que nos faça ser melhor que outra pessoa. Sandra Bullock, ao receber a estatueta de Melhor Atriz por sua atuação em Um Sonho Possível. Ela interpreta uma mãe que adota um jovem pobre e negro que vira astro do futebol americano

Um dos momentos mais estranhos da noite se concretizou quando Sandra Bullock subiu ao palco para receber seu prêmio. Ela, que 24 h antes da premiação estava no Framboesa de Ouro – paródia do Oscar que premia os piores filmes do ano – para receber o prêmio de Pior Atriz do Ano por Maluca Paixão, levou o Oscar de Melhor Atriz por sua interpretação de Lei-

Entre os premiados da noite estão Mo’Nique, Jeff Bridges, Sandra Bullock e Christoph Waltz

gh Anne Tuohy — mãe de família e empresária que, no alto de sua riqueza, decidiu adotar um jovem negro e o encorajar na carreira de jogador de futebol americano – em Um Sonho Possível. Em seu melhor momento, o diretor Quentin Tarantino foi, mais uma vez, ignorado pela Academia. Das oito categorias em que estava concorrendo, a sua autointitulada obra-prima Bastardos Inglórios levou apenas uma, a de Melhor Ator Coadjuvante, prêmio concedido ao austríaco Christoph Waltz por sua interpretação do sádico coronel nazista Hans Landa. A maior surpresa da noite ficou com a categoria estranha à indústria hollywoodiana, a de Melhor Filme Estrangeiro. A Fita Branca, de Michael Haneke, era a aposta mais segura para levar a estatueta da categoria. Mas eis que o envelope se abre e o nome anunciado é O Segredo dos seus Olhos, filme argentino que desbancou o favorito concorrente alemão, dono da Palma de Ouro em Cannes em 2009. n


Artes

Os Premiados Melhor filme

Guerra ao Terror

Melhor direção

Kathryn Bigelow, Guerra ao Terror

Melhor atriz

Sandra Bullock, Um Sonho Possível

Melhor ator

Jeff Bridges, Coração Louco

Melhor ator coadjuvante

Christoph Waltz, Bastardos Inglórios

Melhor atriz coadjuvante

Mo’Nique, Preciosa

Melhor filme estrangeiro

O Segredo dos Seus Olhos (Argentina)

Melhor animação

Up – Altas Aventuras

Melhor edição (montagem)

Guerra ao Terror

Melhor documentário

The Cove

Melhores efeitos visuais

Avatar

Melhor trilha sonora

Up – Altas Aventuras

Melhor cinematografia (fotografia)

Avatar

Melhor mixagem de som

Guerra ao Terror

Melhor edição de som

Guerra ao Terror

Melhor figurino

A Jovem Rainha Vitória

Melhor direção de arte

Avatar

Melhor roteiro adaptado

Preciosa

Melhor maquiagem

Star Trek

Melhor curta-metragem

The New Tenants

Melhor documentário em curta-metragem

Music by Prudence

Melhor curta-metragem de animação

Logorama

Melhor roteiro original

Guerra ao Terror

Melhor canção

The Weary Kind, Coração Louco

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 293


emmy 2010

O Oscar da TV

M

aior premiação da TV norte-americana, o Emmy 2010 tinha tudo para ser a consagração da comédia musical Glee, febre nos Estados Unidos e, agora, também no Brasil. Mas não foi. O “Oscar da TV” começou com um número musical dos atores de Glee, homenagem rasgada ao seriado que concorria em 19 categorias, mas que, ao final da noite, faturou apenas três prêmios, o de Melhor Atriz Coadjuvante, para Jane Lynch, estrela da série; o de Melhor Ator Convidado, pela atuação de Neil Patrick Harris, e o de Melhor Direção de Série Cômica. As séries Mad Men e Modern Family foram as grandes vencedoras da noite. Mad Men

Eric Stonestreet, Coadjuvante conquistou pela terceira vez o prêmio de Melhor Drama, vencendo títulos como Breaking Bad, Dexter e Lost. Já o prêmio de Melhor Comédia de Televi-

são ficou com a novata Modern Family, quebrando o perfil da categoria, dominada por 30 Rock desde 2007. Mas a noite foi mesmo do canal HBO, que ficou com 25 Emmys, dos 101 a que concorria. O seriado de guerra The Pacific, cuja produção executiva é assinada por Tom Hanks, levou 8 prêmios das 24 categorias em que concorria, inclusive o de Melhor Minissérie Dramática. Estimada em US$ 200 milhões, a atração foi considerada a mais cara da história da televisão. Square Garden e, segundo jornal New York Daily News, é “provavelmente a maior estrela de quem você não ouviu falar”, pelo menos para quem não é brasileiro. n

grammy 2010

Beyoncé, Taylor Swift e um tributo a Michael

C

omo esperado, Beyoncé brilhou na 52ª edição do Grammy, mais prestigiado prêmio da indústria musical. A morena, que já contabilizava dez indicações, levou o prêmio em seis delas. O maior destaque da noite, no entanto, foi para a cantora country de 21 anos Taylor Swift, que faturou o Grammy de Melhor Álbum do Ano, desbancando a favorita Beyoncé e tornando-se a cantora mais jovem a vencer a categoria. Swift venceu o prêmio mais importante por seu disco Fearless, e ainda voltou para casa com os gramofones de Melhor Disco Country, Melhor Canção Country e Melhor Performance Country. A banda de rock Kings of Leon também teve o seu momento de destaque. A banda

294 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Taylor Swift, Melhor Álbum levou os prêmios de Melhor Gravação do Ano, Melhor Música de Rock e Melhor Performance de Rock de Duo ou Grupo, por Use Somebody. Na categoria Dance, Lady Gaga venceu os

Grammys de Melhor Gravação Dance e Melhor Álbum Dance. The Black Eyed Peas, indicado a seis prêmios, foi contemplado com os gramofones de Melhor Performance de Grupo, Melhor Álbum Vocal Pop e Melhor Vídeo Musical Curto. O ponto alto, no entanto, foram as duas homenagens ao “rei do pop”, morto em julho de 2009, Michael Jackson. A primeira foi um prêmio especial, recebido pelos dois filhos mais velhos do cantor, Prince Michael, 12, e Paris, 11. Depois, Carrie Underwood, Celine Dion, Jennifer Hudson, Smokey Robinson e Usher cantaram o hit Earth Song, diante de um vídeo em 3D que deveria ter feito parte dos shows da turnê This is It de Michael, que aconteceria em Londres. n


globo de ouro 2010

A festa de Cameron

N

Cameron, Melhor Diretor glórios; Mo’Nique, Melhor Atriz Coadjuvante por Preciosa; “The weary kind”, de Coração Louco, Melhor Canção Original, e Up – Altas Aventuras, da Pixar,

conquistou o tricampeonato em Melhor Animação. Sandra Bullock, indicada duas vezes como Melhor Atriz nas categorias Drama por Um Sonho Possível e Comédia ou Musical por A Proposta, levou apenas o prêmio na categoria Drama. Entre os premiados da TV, destaque para Dexter, que teve Michael C. Hall e John Litgow premiados nas categorias de Melhor Ator e Melhor Ator Coadjuvante, e Mad Men, eleita pela terceira vez consecutiva como Melhor Série Dramática. A melhor comédia foi Glee, que ainda estava em sua primeira temporada e confirmou o status de fenômeno. n

vma 2010

Diva de carne e osso

O

ano de 2010 estava marcado para ser o ano Lady Gaga do MTV Video Music Awards (VMA), premiação dos melhores videoclipes do ano. E foi. A cantora levou oito troféus das treze indicações que recebeu e que a fizeram bater o recorde de nomeações em toda a história da premiação. Gaga faturou ainda o principal prêmio da noite – o de Clipe do Ano – com sua produção Bad Romance. E foi o mesmo clipe que lhe rendeu outros seis astronautas do VMA, nas seguintes categorias: Clipe Pop, Vídeo de Artista Feminino, Vídeo Dance, Coreografia, Direção e Edição. Lady Gaga também ganhou o prêmio de melhor colaboração, por sua participação em “Telephone”, com Beyoncé.

Lady Gaga levou oito troféus no VMA 2010 A cantora, famosa por seu gosto um tanto original no figurino, recebeu o prêmio de melhor clipe das mãos de

Cher, e mais uma vez ousou no visual. Gaga subiu ao palco trajando um vestido com pedaços de carne pendurados, o mesmo que usou na capa da revista Vogue do Japão. E a cantora cumpriu a promessa feita aos fãs e anunciou o nome do seu próximo CD, com direito a ‘palhinha’ da faixa-título, Born This Way. Além da diva pop, outros queridinhos do público faturaram estatuetas. O ídolo teen Justin Bieber ganhou o prêmio de Melhor Vídeo Revelação do Ano, por Baby, e o rapper Eminem faturou os prêmios de Melhor Clipe Masculino e Melhor Clipe de Hip Hop, ambos por Not Afraid, mostrando que o rap/ hip hop continua forte, mesmo em uma premiação dominada por ídolos pop. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 295

Artes

os últimos anos, o Globo de Ouro não tem feito jus à fama de ser o maior termômetro do Oscar. E na edição 2010 do Prêmio da Associação da Imprensa Estrangeira em Hollywood, que escolhe os melhores do cinema e da televisão, não foi diferente. O épico moderno Avatar ganhou os prêmios de Melhor Filme Dramático e Melhor Diretor, figurando como uma promessa não cumprida de sucesso no Oscar. Outros atores, no entanto, tiveram repetido no Oscar o sucesso no Globo de Ouro: Jeff Bridges, Melhor Ator Dramático por Coração Louco; Christoph Waltz, Melhor Ator Coadjuvante por Bastardos In-


“De Picasso a Gary Hill” trouxe a Fortaleza obras de arte de alguns dos mais importantes nomes da arte do século XX

artes no ceará

Muniz e Picasso Vik Muniz e “De Picasso a Gary Hill” movimentaram o circuito artístico

F

ortaleza foi contemplada por diversas exposições artísticas durante o ano de 2010. Duas mostras, no entanto, marcaram de maneira singular os amantes da arte na cidade: a exposição de obras do fotógrafo e artista plástico Vik Muniz, no Espaço Cultural Unifor; e a mostra “De Picasso a Gary Hill”, no Museu de Arte Contemporânea (MAC) do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. A exposição “Vik Muniz” contou

com 141 obras. Para o artista, humor é o fator essencial de seus trabalhos. Para tanto, Muniz utiliza materiais não convencionais, como papel picado, algodão, sucata, molhos, macarrão e, até mesmo, geleia. Trabalhos inusitados estiveram presentes na exposição, dentre os quais a Mona Lisa de geleia e pasta de amendoim ou a Medusa de macarrão e molho marinara. Vik Muniz é um artista paulistano radicado há 25 anos em

296 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Nova York. Ganhou projeção internacional no cenário artístico com fotografias de trabalhos feitos com materiais inusitados. O mais curioso é que Muniz tornou-se fotógrafo por acaso, enquanto fotografava suas peças para documentá-las. Através da fotografia, o artista percebeu que conseguia produzir os efeitos que desejava numa determinada escultura. Já a mostra “De Picasso a Gary Hill” teve como base a produção artística

desenvolvida no século XX, passando do cubismo de Picasso às interações com as artes visuais nos meios eletrônicos. A mostra reuniu obras de 35 nomes da arte consagrados mundialmente, como Pablo Picasso, Henri Matisse, Marc Chagall, Salvador Dalí, Christian Boltanski e Gary Hill. A exposição é fruto de uma parceria do MAC com o Ivam (Instituto Valenciano de Arte Moderna), um dos museus de maior renome da Espanha. n


ivete em ny

Nossa Beyoncé

N

O dia em que Fortaleza tremeu Principal atração da 10ª edição do Ceará Music, o quarteto norte-americano Black Eyed Peas levou os fãs à loucura com um show inesquecível para o público cearense

B

atidas supersônicas, laser, coreografias calculadas e roupas futuristas — um show milimetricamente calculado, de precisão tecnológica. Foi o que o público do Ceará Music pôde conferir no show do Black Eyed Peas na 10ª edição do festival, o maior evento de música do estado. Foram 2h10 de um show retrofuturista, que misturava figurinos e conceitos militares a robôs de luz e naves interplanetárias. Fergie, Will.i.am, Apl.de.ap e Taboo entram e saem de um contêiner no centro do palco, sob a banda, localizada em um platô ao fundo, aproximadamente da altura de um prédio de seis andares. A apresentação é permeada por apresentações individuais de seus quatro vocalistas. Taboo tenta comunicar-se com os brasileiros através do espanhol e canta com a participação virtual do músico colombiano Juanes no telão; Apl.de.ap ensaia uma coreografia de break

no chão e Fergie faz um mash-up de sucessos de sua carreira solo, sustentando por três vezes um sonoro grave sob a multidão. Mas o momento mais marcante foi quando Will.i.am, líder do grupo, surge em uma armadura de robô, levantado por um elevador hidráulico no centro do palco. Ali, com apenas um laptop, o cantor manda uma sequência de hits super conhecidos do público, culminando com uma pequena homenagem a Michael Jackson – músico que Will ajudava a produzir o próximo álbum do artista na época de sua morte. O show marcou a estreia da turnê do grupo norte-americano no Brasil. É a maior turnê de um músico internacional no país, com nove capitais no roteiro e 300 mil ingressos vendidos. E, detalhe: não se trata de um artista decadente. O Black Eyed Peas está no auge e é, provavelmente, a banda de maior sucesso no Brasil atualmente. n

televisão, transmitido pelo canal Multishow. Ivete não escondeu a emoção e chorou duas vezes durante a apresentação. “O que estou sentindo é o que vocês estão sentindo. Quero que sintam orgulho de mim e do show que trouxe para NY”, disse no início do show. Carismática e com o pique de sempre, a baiana ganhou espaço na imprensa americana, que elogiou sua performance “eletrizante”. Ivete foi a primeira brasileira a se apresentar como atração principal do Madison Square Garden. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 297

Artes

ceará music

o dia 4 de setembro, cerca de 15 mil pessoas lotaram o Madison Square Garden, uma das casas de shows mais tradicionais de Nova York. A atração da noite foi a cantora brasileira Ivete Sangalo. A produção custou US$ 5 milhões e representou o primeiro passo da cantora rumo à carreira internacional. Alguns artistas deram sua contribuição ao show, dividindo o palco com Ivete, como a canadense Nelly Furtado, o colombiano Juanes e o brasileiríssimo Seu Jorge. Com um público majoritariamente brasileiro, o show esgotou seus ingressos – um grande feito, dado o relativo anonimato da cantora e de suas músicas nos Estados Unidos – e tinha como principal objetivo servir de cenário para a gravação de um DVD e um programa especial de


literatura

O último grande poeta brasileiro O poeta comemorou aniversário de 80 anos com o lançamento de peça teatral e livro. Na obra, poesias inéditas foram reunidas e selecionadas com cuidado ao longo dos últimos anos

H

omem de inúmeros talentos, singular e plural na arte da escrita, José Ribamar Ferreira — o Gullar — completou 80 anos de vida no dia 10 de setembro. Em comemoração à data, o poeta lançou, além da peça O Homem como Invenção de Si Mesmo, o livro Em Alguma Parte Alguma. A obra reúne uma série de poesias inéditas, selecionadas cuidadosamente pelo escritor durante os últimos anos. O último livro publicado por Gullar chegou às prateleiras das livrarias há mais de 10 anos. Trata-se de Muitas Vozes (1999). A grande visibilidade do autor, ganhador do Prêmio Camões – principal distinção dada a escritores de língua portuguesa –, é o motivo pelo qual Gullar não lança livros com frequência. “É por isso que eu publico pouco. Não posso escrever besteira”, disse. Em Alguma Parte Alguma possui três partes sem nome que podem ser separadas apenas pelo conteúdo. A primeira parte fala do cosmos, da galáxia, da

vida e da luz. A segunda possui poemas que se relacionam ao livro anterior de Gullar, Muitas Vozes (1999). Já na terceira, o poeta faz um jogo entre a ordem e a desordem. O autor afirma que “a linguagem é ordem. Fora da linguagem, a emoção e a vivência são desordem, porque ainda não estão organizadas em linguagem”. Segundo Gullar, a poesia do livro se desenrola num jogo dialético. Juntamente com o novo livro, Gullar ainda lançou a peça O homem como Invenção de Si Mesmo, que marca o retorno do poeta ao gênero teatral após 30 anos, depois de Um Rubi no

298 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Umbigo (1979). A nova peça teatral nasceu a partir de uma teoria elaborada pelo escritor: “a vida é uma coisa inventada”. Para Ferreira Gullar, nós inventamos nossa vida e, assim, nos inventamos. Para ele, os valores, a religião e a ciência são coisas inventadas, e não da natureza. Gullar afirma que nosso corpo é natureza, mas que nós vivemos no mundo da cultura: “são os valores que nos constituem”. “Como não sou filósofo, não iria escrever um tratado para mostrar minha teoria, entendeu? Então, resolvi escrever uma peça, um monólogo engraçado em que essa teoria é ex-

A linguagem é ordem. Fora da linguagem, a emoção e a vivência são desordem, porque ainda não estão organizadas em linguagem.

ferreira gullar

posta”, afirma o poeta. Considerado o “último grande poeta brasileiro” por ninguém menos do que Vinícius de Moraes, em 1976, Ferreira Gullar escreveu seu primeiro livro aos 19 anos. Desde então, dedicou totalmente sua vida à arte da escrita, seja como poeta, dramaturgo, jornalista ou tradutor. Exilado durante seis anos no período da ditadura militar, o poeta morou em Buenos Aires, Moscou, Santiago e Lima. Em meio à solidão – longe de seu país – assinou duas de suas maiores obras-primas: Poema Sujo (1975) e Dentro da Noite Veloz (1975). n


astros teen

Ricos e famosos

E

Artes

les alcançaram o sucesso e a fama, são invejados por muitos e estão nas prateleiras de maior destaque. Por onde passam, hordas de fãs enlouquecidas se jogam aos seus pés e gritam por seus nomes. Tudo isso sem muitos deles mal terem passado pela puberdade. Fortemente afinados com o público jovem, em especial as meninas adolescentes, a variada atuação destes astros teens — eles estavam em toda parte: na música, na televisão e até mesmo no cinema – mostra a capacidade da garotada de pautar o que vende e o que vira sensação atualmente. A onda começou logo no dia 18 de janeiro, quando o cantor americano Justin Bieber, na época com apenas 15 anos, emplacou no topo das paradas de sucesso do mundo inteiro o hit “Baby”. O single, lançado pela Island, vendeu mais de 2 milhões de unidades somente nos Estados Unidos. No Brasil, o ator e cantor Fiuk, 20, alcançou o estrelato com sua banda de teen pop Hori, o personagem Bernardo Oliveira, protagonista do seriado adolescente Malhação, e o longa “As Melhores Coisas do Mundo”, Outro que esteve o tempo inteiro sob os holofotes foi o cantor Luan Santana, 19, que, apesar de ter lançado seu último disco em 2009, alcançou o topo da Billboard brasileira pelo single “Meteoro” em agosto de 2010. n

LITERATURA

Contador de vidas Especialista em biografias, o escritor Lira Neto é um dos ganhadores do Jabuti, o mais importante prêmio da Literatura brasileira

E

ntre os vencedores da categoria “Melhor Biografia do Ano” do prêmio Jabuti de Literatura de 2010, está o escritor cearense Lira Neto, pelo seu trabalho “Padre Cícero: Poder, Fé e Guerra no Sertão”. Lançado em 2009 pela Companhia das Letras, o livro é uma biografia do polêmico padre Cícero Romão Batista, figura icônica da história do Ceará. Envolvente e detalhista, o livro entrou rapidamente para a lista de mais vendidos do final de 2009, e seu ritmo chamou a atenção de diretores e produtores de cinema. O livro ficou em segundo lugar na categoria, compartilhando o prêmio com Nem Vem que Não Tem – A Vida e o Veneno de Wilson Simonal, de Ricardo Alexandre, e Bendito Maldito – uma biografia de Plínio Marcos, de Oswaldo Mendes, que receberam o primeiro e terceiro lugar, respectivamente. Com 46

anos de idade, cearense de Fortaleza, Lira Neto concluiu o ensino médio na antiga Escola Técnica Federal do Ceará, atual Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, onde cursou Estradas e obteve diploma de técnico em Topografia. Sem nunca exercer a profissão, dedicou sua vida à escrita e ao jornalismo, trabalhando também como professor de Redação, Literatura e História em vários colégios de Fortaleza. Cursou Jornalismo, Filosofia e Letras, começando a atuar no jornalismo, carreira que decidiu seguir, como revisor do Diário do Nordeste, de Fortaleza. Posteriormente, foi para o jornal O Povo, também da capital cearense, onde atuou como, entre outras funções, repórter especial, editor do caderno de cultura e ombudsman do jornal. Radicado na cidade de São Paulo, Lira Neto abandonou o mundo das redações, apesar de ainda publicar artigos, entrevistas e reportagens em diversos jornais e revistas do país. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 299


CINEMa BRASILEIRO

Recorde de bilheteria Após 34 anos de números inquebráveis, Dona Flor e seus dois maridos perde o reinado para o longa do diretor José Padilha

T

ropa de Elite 2 conseguiu o que parecia ser impossível. Após 34 anos, o recorde de público do cinema brasileiro foi finalmente quebrado. O longa do diretor José Padilha ultrapassou o antigo campeão, Dona Flor e seus dois maridos (1976), de Bruno Barreto, que contava 10.735.525 espectadores. O número foi alcançado por Tropa de Elite 2 no dia 8 de dezembro, com um total de 10.736.995 espectadores após nove semanas de exibição. “É milagroso”, afirmou Padilha após o anúncio do recorde. Por vários motivos o aconteci-

A grande diferença é que Nascimento agora é um personagem muito mais consciente do que está acontecendo wagner moura

mento parecia ser impossível. Em 1976, ano de estreia de Dona Flor, o cinema era um dos principais meios de diversão popular da época: o ingresso de entrada custava o equivalente a um bilhete de condução. Havia também

Os 10 filmes brasileiros mais vistos Tropa de Elite 2 — 2010 Dona Flor e seus dois maridos — 1976

A Dama do Lotação — 1978 Se eu Fosse você 2 — 2009

2º 3º

O Trapalhão nas Minas do Rei Salomão — 1977

4º 5º

6º 7º 8º

9º 10º

Lúcio Flávio, Passageiro da Agonia — 1977 Os Dois Filhos de Francisco — 2005 Os Saltimbancos Trapalhões — 1981 Os Trapalhões na Guerra dos Planetas — 1978 Os Trapalhões na Serra Pelada — 1982

300 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

mais salas e cinemas de rua, onde os frequentadores variavam desde o pobre ao rico. Do tempo de Dona Flor e seus dois maridos para cá, o cinema só se elitizou: migrou para os shoppings e virou entretenimento quase que exclusivo da classe média. Além disso, atualmente existem várias possibilidades de acesso a filmes: televisão a cabo, internet, celular, tablets etc. Agora, Tropa de Elite 2 fará vários estudiosos reverem os conceitos acerca da força que as salas de cinema ainda possuem. Tropa de Elite 2, desbancando a regra de que todo primeiro filme de uma franquia é melhor do que a sua continuação, sur-

O ator Wagner Moura interpreta o Capitão Nascimento no filme Tropa de Elite 1


Dona Flor vs. Capitão Nascimento Na disputa por bilheteria, um duelo de excelentes produções do cinema brasileiro Dona Flor e seus dois maridos

Tropa de Elite 2

Artes

Espectadores 10.735.525

10.736.995

Preço Médio do Ingresso* US$ 4,94

US$ 0,39

Total de Salas no País 2.098

3.161

População do Brasil 190 milhões

110 milhões

Pùblico Total no Ano 250.530.851

1976

112.762.168

Comparação

2010

1 em cada 10 brasileiros viu Dona Flor no cinema

1 em cada 17 brasileiros viu Tropa de Elite 2 no cinema

1 em cada 23 Ingressos vendidos foi de Dona Flor

1 em cada 10 ingressos vendidos foi de Tropa de Elite 2

O brasileiros foi, em média, 2,2 vezes ao cinema naquele ano

O brasileiro foi, em média, 0,6 vezes ao cinema naquele ano

O Brasil tinha 1 sala de cinema para cada 35 mil habitantes

O Brasil tem 1 sala de cinema para cada 90 mil habitantes Fonte: G1

preendeu dos espectadores mais leigos aos mais críticos. Até Wagner Moura, ator que interpreta o personagem central da trama – Nascimento – admite que o segundo filme da saga é melhor do que o primeiro em todos os aspectos. “Tudo foi mais pensado e culmina com a maturidade de Nascimento”, disse. Do primeiro para o segundo filme, a narrativa dá um salto de treze anos. Agora, Nascimento está mais experiente, divorciado e com um filho adolescente. Os espectadores viram o capitão ser promovido a tenente-coronel e a subsecretário de Segurança do Rio de Janeiro. No segundo filme, em vez de farda, Nascimento usa terno e gravata, e lida com os verdadeiros criminosos do país. “A grande diferença é que Nascimento agora é um personagem muito mais consciente do que está acontecendo”, afirma Wagner Moura. n

*Corrigidos pelo Ipea data, os valores seriam R$1,71 e R$8,44 hoje.

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 301


rachel de queiroz

O centenário da dama das letras 2010 marcou o centenário de nascimento da original escritora brasileira Rachel de Queiroz, que ganhou o estrelato aos 20 anos com o seu memorável O Quinze

A

escritora cearense Rachel de Queiroz completaria 100 anos em 2010, se estivesse viva. Os longos anos dedicados à escrita lhe renderam centenas de prêmios e uma cadeira da Academia Brasileira de Letras — a primeira mulher a integrar o seleto clube. Além de escritora, Rachel também foi professora, jornalista, teatróloga e tradutora de obras estrangeiras. Nascida em Fortaleza, no dia 17 de novembro de 1910, desde cedo Rachel já demonstrava um perfil inquieto que logo se tornaria uma

302 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

de suas marcas registradas. O histórico cheio de importantes conquistas e realizações não se deu desde o início de sua vida. Aos sete anos, teve que se mudar para o Rio de Janeiro fugindo de uma forte seca. Esse evento se transformaria em uma história que a colocaria mais tarde como uma das escritoras mais importantes do Brasil. Em 1930, com suspeitas de tuberculose, Rachel se isola em casa para se tratar da doença. Assim, a escritora teve tempo de relembrar a fuga da família da seca e escrever sua obra-prima, “O Quinze”, ganhador do Prêmio da Fundação Graça Aranha, em 1931.

Aos 15 anos, Rachel se formava como professora. Dois anos mais tarde, iniciaria sua carreira como jornalista, tendo trabalhado nessa área boa parte de sua vida. Contribuiu para os jornais O Estado de S. Paulo e Diário de Pernambuco, e trabalhou também na revista O Cruzeiro. Apesar de ter passado anos se dedicando à escrita, a escritora sentia vergonha de seus textos e não os mostrava a ninguém. Dizia que escrevia porque era preciso ter de onde tirar seu sustento. Além de “O Quinze”, a autora escreveu também “As Três Marias”, “Dora, Doralina”, “O Galo de Ouro” e “Memorial de Maria Moura”. Sua obra inclui ainda uma vasta cole-


Estátua da escritora eterniza sua presença Praça General Tibúrcio, em Fortaleza

Artes

ção de mais de duas mil crônicas. As homenagens ao centenário da escritora correram pelo ano inteiro. O ex-presidente Lula instituiu 2010 como o ano nacional de Rachel de Queiroz. Na cidade de Quixadá, onde mantinha uma fazenda, um projeto de lei instituiu o dia 17 de novembro como o Dia da Mulher Quixadaense. Em comemoração aos 140 anos de emancipação política, a prefeitura de Quixadá realizou ainda o concurso de redação “O Centenário de Rachel de Queiroz”. Para encerrar as festividades, foi entregue o restauro do prédio que abriga o Memorial de Rachel de Queiroz. Além da reforma, o prédio agora conta com o acervo pessoal da escritora, doado por familiares e amigos. Na abertura da Bienal Internacional do Livro de Fortaleza, foi entregue a familiares da escritora cearense a Comenda Centenário de Rachel de Queiroz. Durante a

O amor eterno é o amor impossível. Os amores possíveis começam a morrer no dia em que se concretizam. A arte é um resumo da natureza feito pela imaginação. rachel de queiroz

Bienal, a autora foi lembrada em mesas-redondas e palestras e ganhou espaços com nomes de suas obras. Na Academia Cearense de Letras, numa parceria com o grupo O Povo, foi lançado o Prêmio Rachel de Queiroz de Literatura,

agraciando três escritores divididos nas categorias: autor nacional (Ariano Suassuna), jovem autora (Carola Saavedra) e autor cearense (Artur Eduardo Benevides). O Senado Federal também prestou homenagem à escritora. O senador cearense Inácio Arruda (PC do B) ressaltou o legado de Rachel para a literatura brasileira em plenária especial. No Instituto Moreira Salles, no Rio de Janeiro, o livro de poemas inéditos “Mandacaru” foi lançado. O local abriu suas portas ainda para uma exposição com cerca de 5 mil itens, entre livros, periódicos, recortes de jornais e manuscritos da autora. Rachel de Queiroz morreu em 2003 enquanto dormia em sua casa no bairro do Leblon, na zona sul do Rio de Janeiro, a poucos dias de completar 93 anos. A escritora possuía diabetes e acabou sendo vítima de um infarto do miocárdio. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 303


copa do mundo

O mundo é dos vermelhos Campeã da Eurocopa em 2008 e classificada com 100% de aproveitamento nas eliminatórias, a seleção espanhola chegou à África como a grande aposta para a Copa do Mundo. Alguns tropeços no início do campeonato não impediram que La Fúria Roja se consagrasse, pela primeira vez, campeã mundial 304 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


O Soccer City Stadium, em Johannesburgo, na África do Sul

Esportes

N

ão foi o jogo mais bonito da história das copas, tampouco foi uma vitória com um placar digno de uma decisão, mas certamente foi uma partida da qual os espanhóis vão se orgulhar muito. Foram necessários 115 minutos de sofrimento para que a Jabulani — a bola especialmente feita para a partida, que chegou à prorrogação — entrasse no gol e selasse a primeira vitória espanhola em uma final de Copa do Mundo. Com o título, a Espanha se tornou a oitava equipe a vencer o mundial, um seleto rol que inclui também Brasil, Itália, Alemanha, Argentina, Uruguai, França e Inglaterra. Depois da Copa, a Espanha voltou ao topo do ranking mundial da Fifa, que em maio e em abril pertenceu ao Brasil, onde

permaneceu até o final de 2010, e pela terceira vez consecutiva Los Rojos —“os vermelhos”, como são conhecidos” – conquistaram o título de Seleção do Ano. A atuação espanhola na final foi condizente com tudo o que mostrou durante a Copa: predominância das trocas de passes, controle da partida, defesa eficiente e ataque moderado. O placar da partida contra a Holanda foi o mesmo que a Espanha conquistou em toda a fase de mata-mata: 1 a 0 contra as seleções de Portugal, Paraguai e Alemanha, consecutivamente. A Copa de 2010 foi a que mais teve partidas terminadas em 1 a 0, a Espanha foi a que mais contribuiu para tal recorde. A maior surpresa – uma verdadeira zebra – envolvendo a Fúria na Copa aconteceu no seu jogo de estreia: os espanhóis foram derrotados pela Suíça, que se destacava justamente por sua

defesa. O único gol da partida foi marcado pelo suíço nascido em Cabo Verde Gelson Fernandes. A derrota fez crescerem as dúvidas sobre a possibilidade da conquista espanhola, que tem a fama de “amarelar” em momentos decisivos, especialmente em copas do mundo, onde seu melhor desempenho, até então, havia sido um 4º lugar em 1950. A Fúria sempre foi vista como uma seleção forte, mas nunca teve um desempenho de destaque. Na Copa da África, a 13ª que participou, a seleção espanhola era vista como a grande favorita por conta da excelente campanha que fez: dos 61 jogos que disputou desde o fim do Mundial de 2006, La Roja ganhou 52 e empatou 4, chegando ao índice de mais de 87% de aproveitamento nos quatro anos – além de uma campanha perfeita nas eliminatórias. O “fantasma amarelão” voltou a atormentar na partida semifinal

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 305


da Copa das Confederações, em 2009, quando a Espanha perdeu para os Estados Unidos por 2 a 0 e foi eliminada da competição. Esse “fantasma”, porém, foi completamente esquecido na Copa, especialmente depois da partida contra a Suíça. A partir dali o que se viu foi um show de futebol, especialmente de trabalho em grupo. A seleção espanhola não tem um craque em especial, como Ronaldo foi para o Brasil em 2002, mas tem uma equipe eficiente e entrosada – com 8 jogadores do Barcelona e 5 do Real Madrid –, que consegue deixar para trás os adversários. O toque de bola rápido e envolvente fez com que a Espanha pudesse impor seu ritmo de jogo na Copa, inclusive na final, quando chegou a ter 63% da posse de bola. Outra grande característica da Fúria foi sua defesa, que só levou dois gols nos sete jogos que disputou, ambos na fase inicial da Copa. A seleção espanhola permaneceu toda a fase de mata-mata sem sofrer gols, feito inédito até então, e o goleiro Casillas alcançou mais de 400 minutos invicto. O mérito é de toda a defesa, uma verdadeira “muralha”, mas Casillas teve seus momentos de glória em defesas como o pênalti do paraguaio Oscar Cardozo. O capitão Casillas teve destaque durante toda a Copa por sua boa atuação na Fúria, o que lhe rendeu o título de melhor goleiro do campeonato, e também pelo seu namoro com a repórter de TV Sara Carbonero. A repórter recebeu críticas por acompanhar a seleção espanhola e foi acusada por um jornal inglês de desconcentrar o goleiro, especialmente na partida contra a Suíça. Após a final vitoriosa, Casillas beijou a namorada durante uma entrevista ao vivo que concedia a ela,

306 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

que foi vista mais de um milhão de vezes no YouTube. VIOLÊNCIA. A partida de decisão entre Espanha e Holanda foi o jogo mais violento de uma Copa do Mundo. No total, foram distribuídos pelo árbitro inglês Howard Webb 14 cartões – 13 amarelos e um vermelho. A Holanda, que mais contribuiu para a pancadaria, recebeu 9 dos cartões, e teve o zagueiro Heitinga expulso na prorrogação. O grande número de cartões foi um reflexo do também alto número de faltas, 47 no total, das quais 28 foram da Holanda. A seleção holandesa também se destacou pela dureza das faltas que cometeu, como o lance em que De Jong derrubou Xabi Alonso após der dado um chute no peito do espanhol. Apesar da violência, o holandês foi punido apenas com um cartão amarelo. No segundo tempo, Iniesta agrediu Van Bommel sem bola e na prorrogação Heitinga fez uma falta dura próximo à área, o que culminou com sua expulsão. Por conta do grande número de faltas dos jogadores durante a final, a Fifa resolveu punir as duas seleções. No código disciplinar do maior órgão do futebol mundial há uma cláusula que faz com que uma federação seja multada quando sua seleção tem pelo menos cinco jogadores punidos em uma partida. Assim, a Federação Holandesa e a Real Federação Espanhola de Futebol terão de pagar 15 mil e 10 mil francos suíços à Fifa, respectivamente. TRÊS VEZES VICE. As expectativas eram grandes sobre as grandes seleções que chegaram à decisão em Joanesburgo. A tradição e a qualidade da seleção holandesa, a primeira europeia a se classificar para o campeonato,

sempre são fatores relevantes a serem considerados em um Mundial. Em 2010 foi a terceira vez que a Holanda foi à final da Copa, com grandes esperanças pelo bom futebol que vinha mostrando e por não perder uma partida desde setembro de 2008 – com um total de 27 jogos disputados. A campanha de destaque na África rendeu ao holandês Sneijder a bola de prata, prêmio para o segundo me-


O capitão Casillas, da Espanha, levanta a taça e consagra a seleção espanhola campeã do mundo, na primeira Copa na África

Esportes

lhor jogador da Copa. O histórico no Mundial, porém, parece que foi esquecido e a Holanda parecia não se encontrar no jogo, acertando mais os adversários do que a bola, marcando a saída de bola, mas recorrendo a chutes longos para a frente e com medo de atacar. O futebol ofensivo apresentado até então deu prioridade ao setor defensivo, com momentos em que os 11 jogado-

res estavam na intermediária. A postura que a Holanda apresentou destoou do que se esperava, e acabou recebendo críticas de Johan Cruyff e de Ronald de Boer, ídolos do futebol holandês. A atuação holandesa em campo não superou a Espanha, que se consagrou campeã do mundo, e foi a terceira vez que a Holanda terminou a Copa do Mundo em segundo lugar, continuando sem

nenhum título no campeonato. Apesar da derrota na final, a Holanda conquistou o título de seleção que mais progrediu no ano, por ter somado o maior número de pontos no ranking em relação ao ano anterior – 465 unidades a mais que em 2009. Com o progresso, a seleção holandesa chegou ao segundo lugar no ranking mundial da Fifa, onde permaneceu até o fim do ano. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 307


Os principais jogadores A Copa do Mundo da África do Sul teve vários momentos importantes e curiosos. Alguns personagens ficaram conhecidos no mundo inteiro pelos feitos durante o Mundial. Confira a principal escalação da Copa de 2010

1. Vuvuzela O hit mais tocado. Não houve nenhuma partida que não fosse embalada pela famigerada corneta sulafricana. O “instrumento” é tão tradicional na África do Sul que foram construídas vuvuzelas gigantes em cada cidade-sede da Copa. Cada vez que um time marcava um gol, ela animava a torcida.

2. Polvo Paul O principal profeta. Acertou o placar dos oito jogos em que foi consultado, inclusive a vitória da Espanha no Mundial. A previsão de Paul funcionava com potes de comida em seu aquário: ele era atraído por mexilhões colocados em dois recipientes iguais adornados com as bandeiras dos países que iriam se enfrentar.

3. Dunga x Imprensa O maior confronto. Antes de começar o Mundial, o técnico da seleção brasileira já reclamava do assédio da imprensa aos jogadores. Durante o Mundial, a situação ficou pior, o que culminou em uma série de xingamentos de Dunga ao repórter Alex Escobar, da Rede Globo, em uma entrevista coletiva.

4. Mick Jagger O maior pé frio. Sempre que o astro do rock comparecia a um jogo da Copa, o medo das torcidas

308 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

5. Jabulani

O vídeo mais visto. Após a conquista do Mundial pela seleção espanhola, Sara Carbonero entrevistou o namorado Casillas, que beijou a repórter em rede nacional. O vídeo ficou famoso na web.

A mais temida. Bola que, cujo nome significa “celebração” no dialeto Zulu, ficou conhecida no país por “Jabulaaaaniii”, na voz de Cid Moreira. Considerada imprevisível e sobrenatural, a bola oficial da Copa causou temor aos jogadores pelos movimentos inesperados.

O mais convencido. Após afirmar que tinha convicção da conquista do Mundial pela seleção argentina, o técnico Maradona disse que desfilaria nu pelas ruas do centro de Buenos Aires caso o desejo se concretizasse.

tomava conta do ar: “Para qual seleção Jagger está torcendo?”. O resultado da partida logo se definia: o time que o cantor torcia, perdia.

6. Larissa Riquelme A “namorada” do Mundial. A modelo paraguaia ficou conhecida mundialmente sem ao menos ter ido à África do Sul. Larissa virou símbolo da seleção paraguaia por suas fotos com decotes ousados, envolta da bandeira do país.

7. Sara Carbonero A maior polêmica da Copa. A jornalista e namorada do goleiro espanhol Iker Casillas chamou a atenção do mundo pelo seu trabalho de cobertura do Mundial pelo canal espanhol Telecinco. A imprensa europeia insinuou que a jovem se envolveu emocionalmente com sua notícia – o craque espanhol – perturbando a tranquilidade da partida.

8. O Beijo de Casillas

9. Maradona

10. “Cala a boca, Galvão” A expressão mais comentada do Twitter. Conhecido pelas gafes e frases feitas, o famoso locutor esportivo da Rede Globo foi alvo de comentários no microblog Twitter. Além dos tweets, um vídeo que foi febre na internet, durante o Mundial, falava que Galvão era uma ave em extinção no Brasil. O locutor tirou a brincadeira de letra.

11. Nelson Mandela O mais estimado sulafricano. Apesar da perda da neta durante o Mundial e do frágil estado de saúde, o ícone da luta contra o apartheid fez o possível para prestigiar a Copa do Mundo da África do Sul, país onde é tão querido e respeitado.


10

9

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 309

11

Mandela

Cala a boca

8

Casillas e Sara

7

6

5

Sara

Larissa

Jabulani

4

Mick Jagger

Esportes

Maradona

1

3

2

1

Dunga

Polvo Paul

Vuvuzela


copa do mundo

Sonho adiado Campeão da Copa das Confederações em 2009 e então líder do ranking da FIFA, o Brasil chegou à África do Sul com grandes chances de levantar, pela sexta vez, a taça do mundo. As apostas não se confirmaram e a seleção voltou para casa amargurando o 6º lugar

Robinho chora pela eliminação do Brasil na Copa do Mundo, após a derrota para a Holanda

M

ais uma vez o Brasil chegou a uma Copa do Mundo como um dos favoritos. A campanha vitoriosa na Copa das Confederações alimentou ainda mais os sonhos do hexa dos brasileiros. Muitos já sonhavam com a conquista do hepta em casa, em 2014, e para isso seria preciso passar pela Holanda no seu quinto jogo na África. Mas não passou. Foi a quinta vez que o Brasil foi eliminado nas quartas de final de uma Copa – fase que mais mandou os brasileiros para casa, inclusive na edição anterior, 2006. Depois da eliminação, inúmeros problemas foram apontados, e entre eles sempre figurava Felipe Melo, volante da seleção. O certo é que não há um motivo só para o mau desempenho no Mundial, mas um conjunto deles.

310 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

A convocação dos que iriam à Copa não gerou muitas surpresas, mas também não se encaixou no que os torcedores esperavam. O time que foi à África tinha características defensivas, uma média de idade considerada avançada – 29,3 anos, o time mais velho da Copa e da história do Brasil em Mundiais –, e sem as apostas Neymar e Paulo Henrique Ganso. Desde a primeira partida, a seleção brasileira dividia as opiniões dos críticos e dos torcedores por suas características mais defensivas. Uns diziam que faltava criatividade ao time, outros diziam que era a melhor estratégia. O dilema entre o futebol conservador, de Dunga, e o “futebol arte” a que os brasileiros estão acostumados já era bem antigo e permeou todo o Mundial. A seleção brasileira teve sorte em cair no Grupo G, o preferido pela equipe técnica por ter os melhores horários e locais de jogo.

Apesar de não ser um “grupo da morte”, os brasileiros tinham dois difíceis oponentes: Portugal e Costa do Marfim, além da fraca Coreia do Norte. Contra esta, na estreia, o Brasil venceu com um apertado 2 a 1. Os outros resultados também não foram obtidos com muita facilidade: a vitória por 3 a 1 contra a Costa do Marfim e o empate sem gols contra Portugal. O Brasil se classificou para as oitavas de final no primeiro lugar de seu grupo, mas sem convencer e sem empolgar. No primeiro jogo do “mata-mata” a seleção começou a dar esperanças de uma possível recuperação, na vitória por 3 a 0 contra o Chile. O futebol ofensivo dos chilenos deixou os brasileiros com maior liberdade para mostrar o seu potencial. Contra a também defensiva Holanda as expectativas eram as melhores. O primeiro tempo teve um belo gol de Robinho, com as-


Torcedor brasileiro lamenta a derrota da seleção e já faz planos para a Copa de 2014, no Brasil. No detalhe, o treinador Dunga

sistência de Felipe Melo, que chegou a empolgar, mas a habilidade mostrada foi deixada no vestiário e o Brasil voltou do intervalo com uma postura bem diferente. O gol de Sneijder logo no início do segundo tempo abalou os brasileiros, que perderam o foco da partida. Foi nesse momento que os dois maiores medos dos torcedores se concretizaram.

Esportes

A seleção se desestabilizou. O descontrole emocional do Brasil, tanto dos jogadores quanto de Dunga, se materializou em Felipe Melo, que prejudicou o Brasil ao ser expulso por ter pisado na coxa do holandês Robben. No sufoco, uma seleção que priorizava a defesa não tinha jogadores com características ofensivas, capazes de decidir a partida. Sneijder – pela primeira vez de cabeça – fez o gol da virada da Holanda, do desespero dos torcedores e da eliminação da seleção brasileira. Com a derrota, o hexa foi adiado para, pelo menos, 2014. O Brasil terminou a Copa do Mundo em 6º lugar, logo atrás da arquirrival Argentina. A eliminação causou também a queda da seleção brasileira no ranking da FIFA para a 3ª posição, atrás da Espanha (1ª) e da Holanda (2ª), campeã e vice do Mundial, respectivamente. ENTRE O AMOR E O ÓDIO. Dunga despertou desconfiança

desde o anúncio de sua contratação como técnico em 2006, após a derrota brasileira na Copa da Alemanha, especialmente por nunca ter comandado nenhum time, muito menos uma seleção. A inexperiência, no entanto, contrastava com a campanha vitoriosa como capitão canarinho em 1994. Apesar das duras críticas que recebeu nos quatro anos comandando a seleção, os resultados afastavam qualquer dúvida sobre a sua competência. Foram 21 vitórias e 3 empates em 26 jogos amistosos, o que gera um índice de 84,6% de aproveitamento. A seleção conquistou a Copa América em 2007 e a Copa das Confederações em 2009, além de ter se classificado em 1º lugar nas eliminatórias da Copa.

Na África do Sul, a seleção brasileira passou por 26 dias de intensa reclusão na concentração para o torneio mundial. Grande parte dos treinos foi fechada para a imprensa e para os torcedores. Esse método, considerado por muitos um exagero, criava um forte contraste com o pré-Copa de 2006, que chamava a atenção por ser tão aberto. A relação de Dunga com a imprensa, que já não era amigável em 1994, estourou em 2010 como um dos principais pontos de tensão do técnico. Desgastado pelas críticas e pela derrota, o ex-capitão e campeão mundial não saiu da seleção da forma que desejava: foi demitido, com toda a comissão técnica, quando chegou ao Brasil, dois dias depois da eliminação nas quartas de final. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 311


COPA DO MUNDO

Rumo ao Oriente Fifa confirma Rússia e Catar como países-sede das Copas do Mundo de 2018 e 2022, respectivamente. Os países sediarão o Mundial pela primeira vez

P

ela primeira vez um país do Leste Europeu e um do Oriente Médio vão sediar uma edição da Copa do Mundo. A Rússia venceu a disputa para sediar a Copa do Mundo de 2018 contra as fortes candidaturas de Inglaterra e Espanha/Portugal. O Catar foi escolhido para ser sede do Mundial em 2022 batendo os Estados Unidos e o Japão. A decisão tomada pelo Comitê Executivo da Fifa foi anunciada pelo presidente desta federação internacional de futebol, Joseph Blatter, na sede da entidade em Zurique, na Suíça. Apesar da ausência do Primeiro Ministro russo, Vladimir Putin, o vice, Igor Shuvalov, agradeceu a confiança depositada pelo Comitê da Fifa e prometeu “não desapontá-los”. O comitê russo aposta na sua população para lotar os estádios e conseguir a façanha da Copa nos Estados Unidos em 1994, que continua sendo até hoje a maior média de público de todas as edições. Os russos vêm investindo na promoção de eventos esportivos mundiais. O país fará sua estreia na Fórmula 1 em uma parceria com a equipe Virgin Racing na temporada 2011, além de sediar os próximos Jogos Olímpicos de Inverno em 2014, na cidade de Sochi. Para realizar a Copa do Mundo, a Rússia pretende construir 13 dos 16 estádios incluídos no projeto, com previsão de gastos superiores a 6,5 bilhões de reais. O entrave da candidatura, no

312 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Blatter anuncia a Rússia como país-sede da Copa de 2018

entanto, é a longa distância entre as 13 cidades-sede. O governo russo promete melhorar a malha ferroviária e modernizar os aeroportos já existentes. CATAR. Desbancando as candidaturas de Estados Unidos e Japão, o pequeno país árabe com o maior PIB per capita do mundo conquistou o direito de realizar uma edição da Copa do Mundo. O Catar se localiza no Oriente Médio e sua área total não passa de 12 mil m². O país apresentou uma proposta audaciosa. O comitê organizador do Catar promete instalar centrais de ar-condiconado nos estádios, já que em junho a temperatura no país atinge a casa dos 40° C. Outra proposta ousada apresentada ao Comitê da Fifa foi a construção de estádios à base de

módulos que serão desmontados após o evento. O Mundial também estará em sintonia com o meio ambiente. O comitê do país garante emissão zero de carbono e uso de energia solar durante todo o evento. O comitê organizador do Catar irá construir nove dos doze estádios dentro de um raio de 60 km, em sete cidades diferentes. O custo da obra está avaliado em 5,1 bilhões de reais. A Fifa assumiu o desejo de realizar um rodízio pelos continentes para sediarem uma Copa do Mundo e vem cumprindo. Foi assim em 2002, quando a Copa do Mundo teve seus representantes asiáticos, o Japão e a Coreia do Sul. Em 2010, foi a vez da África do Sul representar o continente africano e o Brasil é o representante do continente sul-americano em 2014. n


Copa do Mundo Brasil 2014 “Os brasileiros estão confiantes e adorando o desafio de apresentar uma bela Copa do Mundo em 2014”, disse o ex-presidente Lula ao revelar o logotipo oficial da Copa

O Brasil terá 12 sedes

6.5 Fortaleza

Natal Recife

2.2

Salvador

Manaus

R$ 18,6 bilhões serão investidos em: Transportes

Brasília Cuiabá

Belo Horizonte

Estádios

2.0 1.0

Aeroportos Telecomunicação/ TI/Energia Segurança Hotéis

0.6

São Paulo Curitiba

PROPOSTA DE ESTÁDIOS*

Fonte: Reuters, FIFA, Ministério dos Esportes, Emst & Young e Fundação Getúlio Vargas

As despesas dos visitantes deve crescer até 42%... em bilhões de reais*

Sem a Copa

18,2

30.8 Com a Copa

27.1

Em construção * Dados provisórios

Portos Marítimos

O turismo deve crescer mais de 14% durante o torneio... em milhões de visitantes

Em reforma

Porto Alegre

Saúde 0.4

Rio de Janeiro

Com a Copa

12,8 Sem a Copa

* 1 U$= 1.76 R$

2.7

Esportes

3.2

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 313 FOTO Tarso Sarraf em 31 de maio de 2010


Vettel beija o troféu em Abu Dhabi e se torna o mais jovem campeão da história da Fórmula 1

FÓRMULA 1

Uma geração de campeões Em um ano marcado por debates sobre as regras do esporte e polêmicas envolvendo equipes e corredores, a temporada de Formula 1 de 2010 trouxe diferentes gerações para as pistas e celebrou a vitória de seu mais jovem campeão

E

m 2010, mudança foi a palavra-chave da 61ª temporada de Fórmula 1. Com uma série de desentendimentos entre federação e equipes, e trocas de escuderias e carros, além de diversas mudanças — que causaram polêmica e controvérsia no mundo do esporte — nas regras da modalidade, o mundo do automobilis-

314 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


Alonso terminou o Mundial em segundo lugar e Massa em sexto. As polêmicas estratégias da Ferrari deixaram a equipe apenas com o terceiro lugar no Mundial de Construtores

Vettel, seguido de perto – a diferença entre os dois foi de apenas 4 pontos – pelo bicampeão espanhol Fernando Alonso. Com sua vitória garantida na última corrida da temporada, Vettel – de apenas 23 anos – quebrou recordes do mundo da Fórmula 1 e se tornou o mais jovem campeão do mundo. EFEITOS DA CRISE. Em uma temporada marcada por debates entre a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e a Associação das Equipes de Fórmula 1 (Fota), o mundo da velocidade foi palco de uma série de controvérsias em 2010. Seguindo desentendimentos de 2009, quando o então presidente da FIA, Max Mosley, propôs um limite de orçamento para as equipes, seis membros da Fota — Ferrari, BMW Sauber, Toyota, Renault, Red Bull e Toro Roso – anunciaram intenções de se retirar das competições em 2010.

Após uma série de negociações complicadas, que comprometeram a continuidade da presidência de Max Mosley na FIA, as equipes acabaram entrando na disputa, desde que fosse respeitado o antigo regulamento sobre orçamento. MASSA DÁ VITÓRIA A ALONSO. No Grande Prêmio da Alemanha desta temporada, a Ferrari causou controvérsia e foi investigada após supostamente enviar ordens ilegais ao corredor Felipe Massa. A direção da equipe teria ordenado que o brasileiro deixasse o companheiro de escuderia, Fernando Alonso, ultrapassá-lo. Massa, que manteve a liderança durante toda a corrida, seguido do espanhol na segunda posição, recebeu uma mensagem de rádio da equipe e deixou que Alonso tomasse a dianteira pouco tempo depois, na 47ª volta do percurso. Apesar das negações do presidente da Ferrari, Stefano Domenicali, a equipe foi multada em US$ 100 mil por quebrar o regulamento do esporte. SCHUMACHER NAS PISTAS. “O Deus das corridas voltou. A lenda vai pilotar outra vez”. Foi com essa manchete que o popular jornal Bild anunciou a volta de Michael Schumacher às corridas de Fórmula 1. E foi nesse clima de expectativa e apreensão que o sete vezes campeão mundial realizou seu retorno ao mundo das pistas. Agora correndo pela Mercedes GP ao lado de Ross Brawn e do piloto alemão Nico Rosberg – após um jejum de três temporadas –, Michael Schumacher voltou a correr em 2010, no Grande Prêmio do Bahrain, onde finalizou na sétima posição – atrás do brasileiro Felipe Massa, que conquistou o segundo. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 315

Esportes

mo acompanhou novos recordes serem batidos e viu cair por terra muito de seu tradicionalismo, mantendo a tendência de surpresas que vem apresentando nas últimas temporadas. Nesse ano, os fãs de Fórmula 1 também viram um de seus maiores ídolos, o alemão Michael Schumacher, voltar às pistas. Mesmo sem conquistar nenhum pódio sequer, a volta do alemão, ainda em adaptação após o jejum de três anos, trouxe novos ares à competição. Apesar da experiência de Schumacher, a surpresa ficou por conta de jovens corredores, alguns deles até então ilustres desconhecidos no acelerado mundo dos circuitos da Fórmula 1. No campeonato das escuderias, a grande campeã foi a Red Bull, que liderou com folga praticamente toda a temporada, terminando o campeonato com grande vantagem sobre a segunda colocada – a McLaren-Mercedes. Entre os pilotos, o mais rápido foi o alemão Sebastian


MeioAmbiente vazamento de petróleo

Sangue negro O vazamento de óleo no Golfo do México, que jogou quase 5 milhões de barris no oceano, trouxe sérios prejuízos para a costa americana. Milhares de pessoas foram prejudicadas, animais foram mortos e bilhões de dólares foram gastos para conter o derramamento de óleo. O desastre natural pôs em cheque a utilização do petróleo como fonte de energia no futuro

316 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


S

Logomarca da BP, a British Petroleum Company, responsabilizada pelo desastre ambiental no Golfo do México

método utilizado ameaçava não apresentar resultados imediatos. Com a grande quantidade de óleo invadindo o mar, a BP colocou à disposição mais de 30 navios e dezenas de aviões para espalhar agentes dispersantes sobre a mancha que vazava do poço. O mau tempo atrapalhou os trabalhos e as ações tiveram que ser interrompidas por um período. A mancha de óleo atingiu as praias da Flórida, Alabama e Nova Orleans, assim como áreas de conservação ambiental do Golfo do México. O petróleo formou uma mancha equivalente a uma área maior que a da Jamaica. O governo dos Estados Unidos também cooperou com a limpeza e coordenação de esforços para impedir que a mancha de óleo chegasse às áreas protegidas. O presidente americano Barack Obama divulgou uma nota confortando a população atingida nessas regiões. “Nossa principal prioridade é proteger os nossos cidadãos e o meio ambiente. Estes recursos são críticos para mitigar o impacto da

mancha de petróleo em nossa costa”, disse. Militares americanos, em parceria com a Guarda Costeira da região, foram mobilizados para ajudar a conter o petróleo. Em uma entrevista coletiva, o chefe de operações da BP, Doug Suttles, afirmou que a empresa não estava conseguindo conter o avanço do óleo e o vazamento ao mesmo tempo. “Nós montamos a maior operação de emergência jamais feita no mundo e utilizamos toda a tecnologia disponível. Nós continuamos a desenvolver novas opções, tanto para lidar com o contínuo vazamento como para minimizar o impacto no meio ambiente. Toda nova ideia, e toda oferta de apoio, tanto do governo local como federal é bem vinda”, afirmou. Em visita à região atingida pelo óleo, o presidente Obama voltou a mencionar que seu governo faria o que fosse necessário para controlar e impedir que a mancha contaminasse mais praias. O presidente afirmou ainda que está disposto a ajudar as pessoas que foram afetadas com o desastre ambiental. “É enfurecedor e triste, e nós não vamos descansar enquanto este vazamento não for contido, enquanto as águas e costa estiverem limpas, e enquanto as pessoas injustamente punidas por este desastre causado pelo homem não forem reparadas”, afirmou Obama. O desastre trouxe conse-quências negativas principalmente para a população que vive da pesca local. Milhares de pescadores foram proibidos de trabalhar por conta da grande quantidade de óleo que se espalhou pelas águas do mar. O risco de contaminação dos animais era muito grande. Por falar em animais, muitos deles perderam suas vidas em razão da grande

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 317

MeioAmbiente

eria mais um derramamento de óleo no mar, se não fossem as dimensões catastróficas do vazamento de óleo que atingiu toda a costa do Golfo do México, nos Estados Unidos, em abril. Uma plataforma de exploração de petróleo da empresa britânica British Petroleum (BP) explodiu e causou a morte de 11 funcionários, além de abrir um buraco na válvula do poço de petróleo. A plataforma Deepwater Horizon puxava óleo e gás natural a cerca de 1,5 mil metros de profundidade e afundou dois dias depois da explosão. A plataforma Deepwater Horizon, que pertence à empresa suíça Transocean, estava sendo operada pela BP. Segundo relatório da Guarda Costeira americana, nos primeiros dias foram jogados cerca de 100 barris de petróleo por dia (equivalente a 42 litros cada). Os esforços para conter o vazamento começaram assim que foi comunicada a explosão da plataforma. A BP conseguiu resgatar mais de 100 funcionários que estavam na plataforma, quatro deles estavam gravemente feridos. Ao todo, 126 funcionários trabalhavam na plataforma durante o acidente. No início, os especialistas da empresa exploradora de petróleo não sabiam lidar com o problema, já que a abertura feita pela explosão era muito profunda, o que dificultava reparos com ajuda humana. A saída encontrada foi utilizar robôs submarinos com câmeras para tentar fechar as válvulas e acabar com o vazamento. Essa foi a primeira experiência usada para conter um vazamento com a ajuda de aparelhos controlados a partir de um navio. Apesar do esforço desprendido pela empresa, o


Satélites da Nasa fotografaram a mancha de óleo (área cinza), que no dia 11 de maio tinha mais de 1,5 mil quilômetros quadrados

maré negra que foi formada pelo óleo. Tartarugas, golfinhos, camarões, baleias e pelicanos foram os mais atingidos. Diversas espécies ameaçadas de extinção aumentaram o risco de desaparecer. O comércio nas cidades litorâneas do Golfo foi bastante afetado. Com a chegada das férias de verão, o setor hoteleiro também sofreu por falta de turistas na região. Os avisos de perigo de contaminação nas praias por causa da mancha de óleo e a falta de peixe que abastecia os restaurantes afastaram os turistas que geralmente frequentavam a região nesse período. Estima-se que US$ 1,6 bilhão (R$ 2,9 bilhões) já foram gastos pelos estados atingidos por conta dos prejuízos. Já para a BP, depois do acidente, a empresa perdeu rios de dinheiro. As ações da empresa registraram quedas acentuadas.

318 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

O montante gasto pela empresa já ultrapassa US$ 8 bilhões (cerca de R$ 14 bilhões). Segundo a companhia, só a quantia paga com indenizações chega a US$ 399 milhões (R$ 680 milhões) aos prejudicados com o incidente. A empresa amargou o pior resultado da companhia em 18 anos. A BP fechou o segundo trimestre de 2010 com US$ 16 bilhões a menos. Um dos maiores prejuízos da história corporativa do Reino Unido. O Departamento de Justiça dos Estados Unidos processou a petroleira BP e mais oito empresas envolvidas no vazamento no Golfo do México. Segundo o procurador geral americano, Eric Holder, as companhias desrespeitaram as normas de segurança federal e devem ser responsabilizadas pelos custos de limpeza e indenizações. As empresas Anadarko, Transocean, Moex Offshore, Triton As-

set Leasing GMBH e QBE Underwriting Ltd/Lloyd’s Syndicate 1036 (seguradora da BP) foram acusadas formalmente de não tomar precauções com a segurança do poço. Devido ao incidente com a BP, o governo americano restringiu a exploração de novos campos de petróleo em águas profundas num período de seis meses. A revisão de políticas de energia e regulamentação do setor deve ganhar um acompanhamento incisivo, já que as empresas que exploram petróleo em alto-mar adotavam suas próprias políticas, inclusive as de segurança. “Nós iremos fazer inspeções em todas as plataformas em águas profundas antes de podermos dar o sinal verde para retomar a exploração”, afirmou o diretor do Escritório de Gerenciamento, Regulação e Sanção do Gerenciamento de Energia do Oceano, Michael Bromwich, em


Os números do vazamento no Golfo Enquanto o vazamento de óleo do Golfo do México de 2010 põe as plataformas continentais em discussão, aqui estão os números por trás da mancha negra

Perfuração de Petróleo no Golfo do México cerca de 175 plataformas de perfuração aproximadamente 4 mil plataformas de produção

74.3

Galões de petróleo produzidos diariamente no Golfo do México

milhões

818.9 milhões

Galões de petróleo consumidos nos EUA por dia

282.8 Milhões

Derramamento de óleo Quantia estimada que o vazamento de petróleo no Golfo do México custaria, em última análise, à British Petroleum (BP)

2.100Km 25.750 Costa do Alaska afetada pelo vazamento de Exxon Valdez em 1989

Quilômetros de costa do Golfo, em território dos EUA, incluindo baías e outras águas interiores

1.7

trilhão

$4.6

bilhões

(Se o Congresso elevar o limite de indenizações de US$75 milhões para US$10 bilhões, conforme proposto)

Valor do lance da BP em março de 2008 para adquirir a plataforma Mississipi Canyon Block 525, que inclui o poço de petróleo que vazou em abril de 2010

$34

bihões

11

Produção de petróleo do Golfo Número de barris por dia

Barris (em milhões)

2.0

milhões Galões liberados durante o vazamento de Exxon Valdez, no Alaska em 1989

140

Galões lançados pelo poço milhões de petróleo Ixtoc I, em 1980, tornando-se o maior derramamento de óleo do Golfo

1.5

1.0

0.5 Anos 1992

11 1993

1994

1995

1996

1997

Espécies de baleias e golfinhos que habitam o norte do Golfo do México

1998

1999

2000

2001

2002 2004 2006 2008 2003 2005 2007 2009

73%

da safra de camarão dos EUA vem do Golfo Espécies de tartarugas marinhas que habitam o Golfo do México

Trabalhadores mortos por uma explosão na plataforma marinha de petróleo Deepwater Horizon, em abril de 2010

59%

253,000

do total da safra de ostra dos EUA

Estimativa de animais mortos pelo vazamento do Exxon Veldez em 1989

Fonte: ODS - Petrodata, NOAA, EPA, U.S. Energy information Administration, Exxon Valdez Oil Spill Trustee Concil, U.S. Departament of the Interior Minerals Management Service

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 319

MeioAmbiente

Galões produzidos nos EUA por dia

Galões de petróleo não descoberto, economicamente recuperáveis, estimados estarem em águas americanas fora do Golfo do México


Protesto do fotógrafo James Fulton contra o desastre ambiental no Golfo do México

entrevista coletiva. Os esforços para conter o vazamento de petróleo se prolongaram por quase três meses. Depois de várias tentativas sem sucesso, finalmente a empresa britânica achou uma saída eficaz. O poço foi selado com uma cápsula, uma espécie de tampa que vedou a saída de óleo dos dutos. Os engenheiros conseguiram substituir uma válvula que estava danificada e contiveram o vazamento. A BP instalou dois tubos próximos ao local para bombear lama e cimento na tentativa de fechar definitivamente a abertura responsável pelo vazamento. 320 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Os especialistas que estudaram as condições da água do mar da região divulgaram relatório satisfatório, confirmando que 75% do petróleo derramado no Golfo do México já tinha sido limpo ou dissipado por forças da natureza. O presidente Obama comentou sobre o resultado positivo em um discurso durante uma organização sindical. “E o relatório divulgado hoje por nossos cientistas mostra que a vasta maioria do petróleo derramado foi dispersa ou removida da água, então a longa batalha para acabar com o vazamento e conter o petróleo está finalmente

chegando ao fim”, disse. Segundo investigações da BP, o vazamento de óleo foi causado por uma falha técnica humana. Uma falha no sistema de segurança, que pode ter acarretado a explosão na plataforma. Tanto a BP quanto a empresa americana Halliburton, responsável pela cimentação do poço, podem ter interpretado incorretamente os resultados dos testes de segurança. O Serviço de Administração Mineral dos Estados Unidos já havia realizado inspeções na plataforma nos meses de fevereiro, março e abril, mas não conseguiu encontrar nenhuma violação às normas de segurança. “Uma série complexa e interligada de falhas mecânicas, julgamentos humanos, projetos de engenharia, implementação operacional e relacionamento de equipe”. Foi o que a BP explicou em um relatório interno de 193 páginas divulgado em seu site, avaliando as causas da explosão da plataforma Deepwater Horizon. A BP acusa no documento empresas terceirizadas pela falha na segurança da plataforma. A Transocean retrucou as acusações dizendo que a BP está tentando fugir das responsabilidades do caso. As consequências de um desastre com essas proporções põem em dúvida as políticas de exploração de petróleo no futuro. Mais e mais empresas buscam extrair petróleo em alto-mar e se esquecem do perigo que vazamentos como esse podem causar à natureza e ao homem. A partir de agora, as empresas sofrerão ainda mais com restrições regulatórias para exploração e terão que arcar com exorbitantes quantias para o pagamento de seguros contra acidentes. A substituição do petróleo por uma fonte de energia mais segura e limpa ainda parece distante. n


A população russa recorre às fontes para amenizar o calor. Ao lado, pessoas usam máscara para se proteger da alta concentração de monóxido de carbono e substâncias venenosas no ar

europa

Os extremos do clima

o

clima da Rússia parece ter adquirido uma espécie de gosto peculiar pelo extremo. Indo de temperaturas altíssimas e escaldantes às mais baixas registradas durante 2010, os russos sofreram com índices de calor que bateram recordes, e encararam o inverno que os meteorologistas marcaram como o mais frio dos últimos 1.000 anos. Prováveis consequências diretas do aquecimento global, essas mudanças bruscas e quase imprevisíveis do clima colocaram em risco milhares de vidas humanas e construções históricas de Moscou. O clima tenso gerado pela catástrofe colocou os meteorologistas em estado de pânico e botou os governantes para pensar em estratégias para minimizar os danos.

ONDA DE CALOR. Durante os meses de junho e julho, uma onda de calor infernal, daquelas capazes de deixar até mesmo os

habitantes dos trópicos esbaforidos, abateu-se sobre a Rússia. Os termômetros, que por quase um mês se mantinham acima dos 30 graus, alcançaram os 39 graus no centro de Moscou, durante dois dias seguidos. Pode não parecer muito para um fortalezense, mas a temperatura mais alta já registrada na capital russa foi de 37,2 graus, em agosto de 1920. Com essa situação extrema, o verão de 2010 se consagrou como o mais quente da história do país, desde que se iniciaram os registros metereológicos, em 1880. A situação só piorou, quando temperaturas 20 graus acima da média russa causaram incêndios florestais que cobriram Moscou com fumaça tóxica. Das 83 regiões do país, um terço entrou em estado de emergência, por causa do fogo e da fumaça. Segundo as autoridades, apenas na capital, a taxa de óbitos diários ultrapassou 700 em decorrência do calor. Outras 1.200 pessoas se afoga-

INVERNO. Se por um lado, a Rússia enfrentou recordes de calor durante o seu verão, o inverno mostrou-se igualmente rigoroso. Após uma onda de nevascas e acidentes relacionados com o frio, meteorologistas afirmam que o próximo inverno europeu pode ser o mais frio do continente, nos últimos 1.000 anos. Mesmo mal tendo começado — a previsão para a intensificação das baixas temperaturas é para os primeiros meses do ano –, o inverno europeu já deixou sua marca, com nevascas que fecharam aeroportos. A mudança é relacionada à velocidade da corrente do Golfo – corrente marítima quente que sai do Golfo do México e corta o oeste europeu –, que diminuiu para a sua metade durante os últimos anos. Cientistas poloneses dizem que a desaceleração da corrente significa que ela não será mais capaz de compensar pelo frio dos ventos árticos. Ainda segundo eles, quando a corrente parar completamente, será o início de uma nova era do gelo na Europa. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 321

MeioAmbiente

Mudanças bruscas e imprevisíveis de clima colocaram em risco milhares de vidas humanas na Rússia, causando pânico entre população e autoridades

ram em piscinas, praias e lagoas em várias partes do país quando, depois de ingerirem bebidas alcoólicas, tentavam se refrescar em águas perigosas.


cop16

Um encontro para a Terra Tentando superar o fracasso de sua última edição, a 16ª Conferência das Partes para a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima discutiu metas e medidas para a redução do aquecimento global e da emissão de gases estufa.

322 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


T

ão polêmicos quanto o aquecimento global são os sucessivos fracassos protagonizados por aqueles que tentam reduzi-lo. Tentando reverter essa situação, chefes de Estado e de Governo de 194 países se reuniram em Cancún, no México, entre os dias 29 de novembro e 10 de dezembro de 2010, na 16ª sessão da Conferência das Partes – COP16 – para Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima. Buscando soluções para vencer uma batalha que há muito tempo se dá como perdida, os países participantes pensaram sobre o atual momento do clima mundial, além de lançarem as bases da discussão sobre o sucessor do famoso Protocolo de Quioto – medida de 1997 que limita a emissão de gases estufa –, que tem seu vencimento decretado para o ano de 2012.

Ativistas do Greenpeace fazem manifestação na praia de Cancún no último dia da COP16

MeioAmbiente

Encontro anual da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, o COP16 teve como seu principal fruto um acordo que visa limitar, de forma voluntária, que o aquecimento global suba mais de 2 graus acima dos níveis pré-industriais. Além disso, o acordo prevê a criação de um “Fundo Verde”, que entraria em vigor a partir de 2020, para ajudar países emergentes a programarem medidas de combate às mudanças climáticas. Instituindo também reduções na emissão de dióxido de carbono e um mecanismo de proteção para as florestas tropicais, a convenção também chamou a atenção de países ricos para a redução da emissão de gases estufa. Apesar do acordo, foi adiada novamente a criação de um mecanismo legal para forçar países como Estados Unidos e China a reduzirem suas emissões de gases estufa. A Conferência de Cancún ocorre em um momento decisivo para os debates sobre o clima mundial, que se intensificaram após o fracasso da 15ª edição da COP. Ocorrida em Copenhague, em 2009, a Conferência não conseguiu, mesmo com a presença de mais de 150 chefes de Estado e Governo, chegar a um entendimento pleno sobre a redução das emissões de gases estufa em uma escala global. A Conferência acabou resultando apenas em um acordo mínimo, concluído e assinado às pressas por vinte chefes de Estado, que apenas estabelecia metas sem especificar meios para atingi-las. Para o encontro de Cancún, esperava-se obter maior envolvimento dos países emergentes, já que, na primeira fase do Protocolo de Quioto, foram esses países que não se comprometeram a reduzir suas emissões. A formulação de um tratado climático em escala mundial tem esbarrado em diversos impasses internacionais, principalmente protagonizados pelos Estados Unidos, China e Japão, entre outros países. Na reunião desse ano, o Japão destacou que não irá se comprometer com uma segunda fase do Protocolo de Quioto caso outros grandes emissores de gases estufa continuem sem reduzir seus níveis de emissão. Por outro lado, os Estados Unidos — que assinaram, mas nunca ratificaram o Protocolo — avisaram que não vão concordar com cortes obrigatórios, a menos que a China

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 323


Novembro 2010

— 4.1 — 4

—2

—1

— .5

L—OTI (C°) Anomalia vs 1951—1980 Land Ocean Temperature Index fonte nasa-giss

— .2

.2

.5

1

2

4

10

O mapa liberado pela Nasa mostra desvios da média da temperatura de novembro de 2010, com base na média de temperatura do planeta no período de 1951 a 1980. A escala de cor mostra o aumento ou diminuição da temperatura em Celsius

e outras economias emergentes também limitem suas emissões de gases estufa. As autoridades brasileiras que marcaram presença na COP16 saíram quase exultantes da reunião, por dois motivos. O primeiro foi o anúncio, realizado durante a reunião, de que o desmatamento na Amazônia, durante 2009 e 2010, alcançou baixos índices. Com 6.451 quilômetros quadrados desmatados, o país desmatou 13,6% a menos que no período anterior, os menores indicadores da última década. Outra razão para o otimismo brasileiro foi o anúncio, durante a convenção, do decreto presidencial que, ao regulamentar a lei nacional da política de clima, prevê que o país em 2020 esteja emitindo, no máximo, 2,1 bilhões de toneladas anuais de gases estufa. Sem essa exigência, seguindo o ritmo atual de emissões nacionais, o 324 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Brasil poderia chegar a emitir 3,2 bilhões de toneladas anuais naquela data. Com o decreto assinado pelo ex-presidente Lula, o Brasil se torna o primeiro país a apresentar um cenário concreto de redução de emissões. Organismos públicos e privados brasileiros também apresentaram na COP16 o Projeto Biomas, com o qual pretendem aumentar a produção agrícola sem desflorestar o país nos próximos anos, promovendo entre os produtores brasileiros práticas que estimulem o desenvolvimento sustentável. O Brasil também obteve destaque protagonizando manifestações durante o evento, tecendo críticas ou elogios ao evento. Uma manifestação na Cancunmesse, uma das sedes da COP16, trouxe a foto da top brasileira Gisele Bündchen apoiando a campanha “Pare de falar. Comece a plan-

tar”. A proposta das fotos – em que crianças cobrem a boca de personalidades – é conscientizar a respeito dos problemas causados pelas mudanças climáticas. Durante a reunião, o Greenpeace divulgou uma ação voltada diretamente para a senadora Kátia Abreu (DEM-TO), presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Ela teria recebido de uma ativista do movimento indígena da Amazônia uma réplica dourada de uma motossera, na entrada do hotel em que está hospedada em Cancún. O prêmio “motosserra de ouro” seria uma crítica à “bancada da motosserra”, que estaria trabalhando na CNA para que “novo e enfraquecido código florestal seja votado a qualquer preço, ainda nesse ano”. Para a organização, o novo código representa um retrocesso na legislação florestal brasileira. n


icid +18

Soluções para o semiárido Umadasprincipaisconferênciassobremeioambiente,oIcidretornaàsterras cearensesapós18anoscomomesmoobjetivo:buscarsoluçõesparaasáreassecas

E

m 2010, o mundo voltou seus olhos para Fortaleza. É que a cidade foi, pela segunda vez, sede de um dos principais eventos sobre meio ambiente do mundo, a Segunda Conferência Internacional: Clima, Sustentabilidade e Desenvolvimento em Regiões Semiáridas — Icid +18. A conferência reuniu mais de 2000 estudantes, pesquisadores e formuladores de políticas públicas nos vários auditórios do Centro de Convenções de Fortaleza com um objetivo: debater o futuro das terras secas. Em sua primeira edição, em 1992, o Icid conseguiu pautar discussões na Cúpula da Terra — a ECO-92, a mais famosa das conferências sobre meio ambiente — e florescer, dentro da Organização das Nações Unidas, uma preocupação com os efeitos da seca, a de326 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

O prefeito mirim de Maracanaú, David Santos, fez um apelo, em nome de “toda criança”, pela conservação do meio ambiente visando o futuro, sob o olhar do governador Cid Gomes. No detalhe, capa da edição especial da revista Fale!

vastação das savanas e a vulnerabilidade das regiões semiáridas face às mudanças climáticas. Prova disso foi a utilização de documentos e discussões produzidos no evento para apoiar a decisão da Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Unced) em estabelecer um Comitê de Negociação Intergovernamental para preparar uma Convenção de Combate à

Desertificação. 18 anos depois, a Icid+18 surgiu como um aprimoramento das discussões realizadas em 1992, com novas propostas, novas metodologias a serem aplicadas no Brasil ou nos outros países participantes e, ainda, como canal indutor para a promoção da consciência universal sobre os cuidados necessários com os recursos naturais do nosso planeta. E, dessa vez, as discussões sediadas pelo evento serviriam de subsídio para a produção de um documento com sugestões e soluções no combate à desertificação: a Declaração de Fortaleza.


Uma década para os desertos Projeto da ONU promete salvar as regiões do planeta mais atingidas pela fome e pelas mudanças climáticas

U

JEFREY SACHS. Um dos que mais contribuíram com a elaboração do documento foi o economista e conselheiro do secretário-geral da ONU, Jeffrey Sachs. Sua aula, entitulada “O enfoque da pobreza nas discussões das regiões secas do mundo”, era uma das mais aguardadas do evento. Em poucos minutos, Sachs apontou a relação existente entre o clima e a pobreza, enfatizando que as regiões mais secas do mundo são as mais vulneráveis às mudanças climáticas e, também, onde há mais pobreza. “E isso não é coincidência”, apontou. Sachs, sozinho, contribuiu com quatro propostas dirigidas à Declaração de Fortaleza. A primeira delas era que a Declaração deve ser dirigida aos chefes dos estados localizados nas áreas secas, alertando sobre os impactos das mudanças climáticas nessas regiões. “Os líderes devem entender que eles estão em um lugar especial do mundo. As mudanças climáti-

perdendo, a cada ano, cerca de 12 milhões de hectares de terra. É uma área equivalente à de Benin, na África, terra natal de Luc Gnacdja, secretário-executivo da Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação (UNCCD) e responsável pelo lançamento da Década das Nações Unidas para os Desertos e de Combate à Desertificação, no Icid+18, em Fortaleza. A Década é resultado do Ano dos Desertos e de Combate à Desertificação, e faz parte dos Objetivos do Milênio, conjunto de metas propostas pelas Nações Unidas, em 2000. Ela teve início em 2010 e vigorará até 2020.

cas os afetam de uma forma especial”, disse. Em segundo lugar, Sachs sugeriu que a Declaração deveria propor o agendamento dos conflitos em áreas secas pelo Conselho de Segurança da ONU, solicitando uma reunião especial sobre o tema. “Mesmo que por apenas um dia, isso poderia ajudar a mudar entendimentos e mentes”, afirmou o economista, que sugeriu também que a Declaração deveria propor uma aliança entre os países que possuem áreas secas. Para o economista, esses governos também deveriam concentrar boa parte de seus recursos na geração de energia solar em áreas desérticas, pois lá “é sol o dia inteiro”. DOCUMENTO. As sugestões de Sachs, juntamente com as ideias produzidas nas discussões e mesas redondas do evento, foram acatadas na produção da Decla-

ração de Fortaleza, documento que marcou o encerramento da conferência. Fruto de 300 trabalhos e 72 sessões, ela sintetiza, em sete páginas e 22 itens, a preocupação de que algo precisa ser feito para reverter a situação. “É uma carta simples”, disse Antonio Rocha Magalhães, direto do Icid +18, lamentando a falta de compromisso das autoridades, fazendo alusão à ausência de ministros e governadores, afirmando não ser desculpa “agenda cheia”. O documento, intitulado “O semiárido em evidência”, foi encaminhado para a Organização das Nações Unidas (ONU), percorreu Cancún (Cop 16) e Japão, e deverá servir de base para a Rio+20, em 2012. Mas, para Magalhães, as discussões em torno das mudanças climáticas podem desencadear conflitos ou servir para promover a união do planeta. “A Icid não termina aqui. Ela é um processo”. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 327

MeioAmbiente

ma em cada três pessoas chama os desertos de lar. São cerca de 2 bilhões de pessoas vivendo em áreas secas. Uma população 25 vezes maior do que a da Etiópia, país de Chuqulisa. “A seca é um problema sério agora. Doenças se espalham, crianças padecem, as pessoas não conseguem se alimentar. Viver tornou-se caro. Não há nada bom da desertificação”, diz. Assim como a Etiópia, outros 100 países enfrentam o problema da desertificação. São áreas férteis, de enorme biodiversidade, responsáveis pela maior produção de cereais do mundo. Mas elas estão

Nesse período, a ONU promoverá ações, em conjunto com os governos dos países atingidos pela desertificação, para promover a melhoria de vida da população e dos ecossistemas residentes nas áreas desérticas. “Nosso objetivo, nesta década, é forjar uma parceria global para reverter e prevenir a desertificação e a degradação da terra, além de atenuar os efeitos da seca nas áreas afetadas, a fim de promover a redução da pobreza e a sustentabilidade ambiental.”, disse Luc Gnacdja, na conferência de abertura do Icid. Segundo Luc, atualmente, existem dois caminhos a serem trilhados. “Um deles é prejudicando o meio ambiente. O outro é a abertura de um canal de coletividade para minimizar os efeitos devastadores no semiárido”. n


superbactérias

Perigo à vista

Uma nova geração de pragas resiste aos antibióticos até se tornarem invencíveis. E todos nós estamos vulneráveis a ela

A Escherichia coli é uma das bactérias que pode conter o gene NDM-1

L

embra daquele cidadão que não tinha uma doença grave e tomou antibiótico de qualquer jeito? Um dia ele vai parar no hospital por qualquer razão e deixa lá exemplares de sua flora bacteriana resistente. Provavelmente receberá alta algum tempo depois e nem se dará conta do crime que ajudou a consumar no plano microscópico. Poderá comemorar sua recuperação no almoço de domingo, sem ter a consciência de que contribuiu para a morte de dezenas (ou centenas, ou milhares) de outras pessoas. As vítimas são os doentes graves, que têm baixa imunidade, e estão internados há muito tempo nas UTIs ou fora delas. O culpado? As superbactérias. Poucos dias após o anúncio da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o fim da pandemia de Gripe A, uma nova leva de bactérias colocou a comunidade científica novamente em

328 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

alerta. Trata-se do gene NDM1 (metalo-beta-lactamase 1 de Nova Délhi), orginado na Índia e detectado pela primeira vez na Grã-Bretanha, em 2007. Mas foi em 2010 que um grupo de cientistas britânicos da Universidade de Cardiff publicou um artigo na revista médica Lancet alertando: o NDM-1 pode se tornar uma ameaça global. Segundo o estudo, o gene pode ser encontrado em dois tipos comuns de batérias, a Klebsiella pneumoniae, causadora da pneumonia, e a Escherichia coli (E.coli), bactéria mais antiga e comum ao homem, causadora de vários tipos de infecções. O NDM-1 seria o responsável por tornar as duas bactérias resistentes aos principais grupos de antibióticos, os carbapenens – normalmente utilizados como última tentativa em tratamentos de emergência em pacientes em que os antibióticos não fazem mais efeito. De acordo com os cientistas

britânicos, as bactérias foram levadas ao Reino Unido por pacientes que viajaram à Índia e ao Paquistão para a realização de cirurgias eletivas – cirurgias que podem ser agendadas – inclusive estéticas. Dos 37 casos analisados, pelo menos 17 haviam viajado para um dos dois países em 2009. “É uma bactéria que pode viajar por causa da globalização, mas ela é transmitida dentro de um ambiente hospitalar”, explica Luiz Fernando Aranha Camargo, infectologista do Hospital Israelita Albert Einstein. O Ministério da Saúde britânico informou que a maior parte das infecções com micróbios com o gene NDM-1 são passíveis de tratamento. No entanto, pelo menos um tipo de infecção por NDM-1 estudado pelos cientistas é resistente a todos os tipos de antibióticos disponíveis. PERTO DE NÓS. Depois da repercussão do número de pacientes infectados pelas superbactérias mundo afora, os primeiros casos de contaminação começaram a ser identificados no Brasil. Nessas ocasiões, os pacientes estavam infectados pela bactéria KPC, abreviatura de Klebsiella pneumoniae, portadora do gene NDM-1. No Distrito Federal – o primeiro a identificar infecções pela KPC – a bactéria atingiu ao menos 20 hospitais. De janeiro a outubro, 207 pessoas foram colonizadas pela bactéria. Ou seja: tiveram contato com ela, mas não adoeceram. Dessas, 54 sofreram efetivamente infecção (tiveram sintomas). Nesse grupo, 22 morreram. A superbactéria também foi detectada em outros estados, como São Paulo, Paraná, Espírito Santo e Paraíba. No Ceará, até outubro, foram identificados 150 possíveis casos de contaminação pela KPC. A maioria deles é oriunda de pessoas que estiveram internadas em


O que é?

O vírus H1N1 versus o gene NDM-1 Vírus

Fonte: G1

Vírus são compostos apenas por material ganética e películas protetoras conhecidas como envelopes. Usam a estrutura celular dos corpos que invadem para poder se reproduzir, são sempre parasitas e mais simples que bactérias.

Bactéria

Bactérias são organismos com apenas uma célula, com genes como o NDM-1 espalhados pelo citoplasma. Podem ser parasitas ou viver em harmonia com humanos, como no caso das bactérias no intestino.

H1N1

NDM-1

Vírus, disseminado pelo mundo

Restrição a países

Em 2009, houve recomendações Até o momento, não há restrição para o turismo à Índia para evitar viagens ao México

Local

Os primeiros casos foram identificados na América do Norte

Unidades de Tratamento Intensivo. Para controlar o avanço da superbactéria, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desenvolveu o chamado Plano Nacional de Microagentes Multirresistentes. O Plano Nacional ataca as superbactérias no Brasil principalmente em duas frentes. A primeira é tentar diminuir a comercialização indiscriminada de antibióticos. A Anvisa estabeleceu uma nova norma obrigando as farmácias a reterem uma cópia da receita médica quando vender antibióticos. As embalagens dos remédios também mudaram. “A venda sem prescrição representa mais um elemento que pode agravar o aparecimento de micro-organismos resistentes aos antibióticos”, afirma Dirceu Barbano,

Bactéria com NDM-1, em hospitais.

Bactérias multirresistentes, com NDM-1, foram adquiridas na Índia

diretor da Anvisa. A segunda é tentar acabar com a disseminação dentro dos hospitais, principais focos das infecções, obrigando-os a colocar álcool em gel em salas onde há pacientes e em cada quarto e a notificar à vigilância sanitária a ocorrência de infecções por superbactérias em seus pacientes. SUICIDAS. Mas as superbactérias podem ser vencidas pelo próprio altruísmo. Levando a sério o termo trabalho em grupo, esses micro-organismos são capazes de se autodestruir em prol da sobrevivência de uma colônia. A descoberta, feita por pesquisadores do Howard Hughes Medical Institute (HHMI), na Inglaterra, surpreendeu os cientistas e pode ajudar a desenvolver novas drogas que

combatam uma das características mais desafiadoras desses seres unicelulares: a resistência que criam contra os medicamentos. A pesquisa, publicada pela revista especializada Nature, mostra que, quando o grupo está ameaçado, as bactérias mais fortes se sacrificam em prol das outras. Quando defrontadas com um ataque violento de antibióticos, a mais resistente, Escherichia coli, por exemplo, produz – ao custo da própria energia – uma proteína que desencandeia um mecanismo de proteção às mais fracas. Quando degradada, essa proteína gera um composto orgânico conhecido como indol, responsável por fortalecer as bactérias vizinhas à custa de muito gasto energético da superbactéria que o produz. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 329

MeioAmbiente

Transmissão


TABLETS

O fim do livro impresso? O desenvolvimento da tecnologia digital e da internet são uma ameaça ao livro? Os tablets, pranchetas eletrônicas que reúnem funções de computadores e celulares inteligentes, põem em xeque o futuro do livro impresso 330 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


U

ma nova geração de aparelhos promete transformar a maneira como as pessoas vão se informar, trabalhar, estudar e divertir-se. Os tablets são pranchetas que conjugam celulares que trazem múltiplas possibilidades e acesso à internet. Os novos aparelhos possuem tela sensível ao toque — touchscreen —, que respondem aos movimentos dos dedos, permitindo “folhear” páginas da internet — como jornais on-line — fotos e livros digitais.

Steve Jobs, executivo-chefe da Apple, no lançamento do iPad

Os tablets são maiores que os smartphones: o iPad, da Apple, um dos tablets mais desejados,

Rivais do tablet da Apple O iPad não está sozinho. Vários são os concorrentes que trazem vantagens e desvantagens sobre o tablet líder de mercado

Galaxy Tab

HP Slate Operando com Windows 7, o HP Slate possui 64 GB de memória e tela de 8,9 polegadas. O tablet também conta com câmera frontal VGA e outra de 3 megapixels na parte de trás, além de processador Atom de 1,86 GHz e 2 GB de RAM. US$ 800

Dell Streak

BlackBerry PlayBook

Com pele de smartphone e coração de tablet, o Dell Streak possui tela de apenas 5 polegadas. O tablet funciona com sistema operacional Android 1.6, e possui mais de 100 aplicativos disponíveis para download. Acompanha cartão microSD de 16 GB, além de processador Snapdragon de 1 GHz e 512 MB de RAM. Possui também bluetooth 2.1, câmera de 5 megapixels na parte traseira e câmera VGA frontal para videochamadas. US$ 550

O PlayBook possui tela widescreen de 7 polegadas, além de processador de núcleo duplo de 1 GHz e 1 gigabyte de RAM. O tablet também tem integração com o BlackBerry e compatibilidade com os BlackBerry Enterprise Severs. O PlayBook também possui saída de vídeo HDMI, permitindo reproduzir vídeos em FullHD, e câmeras frontal e traseira, ambas de alta definição. Ainda sem preço

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 331

Tecnologia

O tablet da Samsung é considerado o mais forte concorrente do iPad. Ultra compacto e bem acabado, o Galaxy Tab faz tudo o que o tablet da Apple não faz: telefona, fotografa, grava vídeo, roda Flash – e, de quebra, funciona como TV portátil, sob medida para o padrão brasileiro de televisão digital. O grande problema do dispositivo é a dimensão da tela: de apenas 7 polegadas. R$ 599 a R$ 2700


iphone 4

Elegância que não acaba

Q

ueridinha dos amantes de tecnologia e dona dos gadgets mais cobiçados do mundo, a Apple não dá nem tempo para a concorrência pensar. Apenas um ano após mostrar ao mundo o iPhone 3GS, a empresa de Steve Jobs já tomou novamente as rédeas do mercado com o lançamento do iPhone 4, novo modelo do smartphone mais desejado do planeta. O celular foi lançado oficialmente em 24 de junho nos Estados Unidos, chegando ao Brasil apenas no dia 17 de setembro de 2010. Entre as novidades do iPhone 4 estão um novo design, revestido de vidro e mais fino do que nunca, uma tela de alta definição e a presença de uma câmera frontal com flash, que permite conversas em videoconferência através do aplicativo FaceTime – a grande aposta da Apple para a nova

possui tela de 9,7 polegadas de dimensão e pesa 730 gramas. Essas características fazem com que eles sejam mais agradáveis para ler textos longos e assistir a vídeos. Essa nova linhagem de eletrônicos tem como característica comum a capacidade de conectar-se à internet móvel. De acordo com uma pesquisa do banco de investimentos Morgan Stanley, o tráfego de dados nas redes móveis deve crescer 66 vezes entre 2008 e 2013. Com esse boom tecnológico, como fica a situação dos livros, revistas e jornais impressos? Na obra Não Contem Com o Fim do Livro, o semiólogo e escritor italiano Umberto Eco, juntamente com o roteirista de cinema e escritor francês Jean-Claude Charrière, mediados pelo jorna332 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

geração. Ele usa o processador Apple A4 e tem 512 MB de memória RAM, o dobro do seu antecessor e quatro vezes mais do que o iPhone original. A tela do smartphone usa uma tecnologia batizada de “Retina Display”, de 3,5 polegadas – 89 mm – de LED de cristal líquido, com resolução de 960 por 640 pixels. Com mais de 600 mil pré-vendas nas primeiras 24 horas de comercialização, o novo modelo do iPhone esgotou seu estoque rapidamente no mundo todo e alcançou a casa do 1,7 milhão de unidades vendidas apenas nos seus três primeiros dias de disponibilidade. Nos Estados Unidos, o iPhone 4 custa US$ 199 – aproximadamente 336 reais - para o modelo 16 GB, e US$ 299 – aproximadamente 500 reais - para o modelo 32 GB. No Brasil, por conta dos altos

lista Jean-Philippe de Tonnac, colocam inteligência e bom humor a serviço do esclarecimento deste assunto tão polêmico. Na página 16 da obra, Eco afirma que “das duas uma: ou o livro permanecerá o suporte da leitura, ou existirá alguma coisa similar ao que o livro nunca deixou de ser, mesmo antes da invenção da tipografia”. Para o autor, as variações em torno do objeto não modificaram sua função, nem sua sintaxe, em mais de quinhentos anos. Para Eco, o livro é como a colher, o martelo, a roda ou a tesoura. “Uma vez inventados, não podem ser aprimorados. Você não pode fazer uma colher melhor do que uma colher”, afirma o autor na obra. Portanto, não há motivos

impostos, o pequeno prodígio de Steve Jobs sai pelo salgado preço de R$ 1.799,00 para o modelo 16 GB, e de R$ 2.099,00 para o modelo 32 GB. n

para pânico, amantes do livro. Ao que parece, eles ainda vão demorar a desaparecer. Durante esse meio tempo, no entanto, infinitos tipos de gadgets irão surgir. Por mais que o nascimento desenfreado de geringonças eletrônicas causem polêmicas acerca do desuso de outros produtos – como foi com o cinema, o videocassete e o DVD –, eles só aparecem para facilitar a vida. A propósito, você imagina como seria a vida moderna sem tablets, celulares, leitores de MP3 ou smartphones? O MAIS DESEJADO. Depois do sucesso do iPhone, o iPad, apresentado ao mundo em janeiro, é a nova sensação da Apple. Segundo Steve Jobs, presidente da companhia, o produto é um


O livro, para mim, é como uma colher, um machado, uma tesoura, esse tipo de objeto que, uma vez inventado, não muda jamais. Continua o mesmo e é difícil de ser substituído. O livro ainda é o meio mais fácil de transportar informação. UMBERTO ECO

é possível comprar dois iPads nos Estados Unidos. Apesar da inovação e praticidade, o tablet da Apple está longe de contar com todos os recursos que as pessoas gostam de ter em seus aparelhos eletrônicos. Não possui câmera fotográfica, leitor de CDs ou cartão de memória e entrada USB, além de não rodar Flash, software-padrão dos vídeos da internet. As dimensões da tela são ótimas para visualização, o que o torna grande demais para caber no bolso. Também não funciona como telefone celular, ao contrário de outros tablets concorrentes. A Apple tem duas grandes metas com a criação do iPad. A primeira é entrar no multi-

bilionário mercado de jogos. Empresas já desenvolvem jogos especialmente para o iPad e sua tela sensível. Já a segunda é entrar para o crescente mercado de livros digitais, criado pelo e-reader Kindle, da Amazon. A Apple preparou um aplicativo, o iBook, e uma loja on-line de livros para o iPad. Ainda que a primeira versão do iPad mal tenha sido lançada, sites especializados em tecnologia já comentam o possível lançamento de uma segunda versão do tablet para abril de 2011. Especula-se que o novo modelo do dispositivo seja mais fino, com uma câmera frontal e tenha o recurso FaceTime, tecnologia que permite fazer chamadas em vídeo. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 333

Tecnologia

intermediário entre os laptops e os smartphones. Com design similar a um iPhone aumentado, o iPad foi desenvolvido para o uso de diversas mídias, inclusive jogos, vídeos, fotos, livros eletrônicos, revistas e jornais. Em dezembro, começou a ser vendido em terras brasileiras. O aparelho pesa 730 gramas e possui tela de 24,6 centímetros, com suporte para multitoque, como no iPhone. O processador, produzido pela própria Apple, é de 1 GHz. O tablet está disponível para venda nas versões de 16, 32 ou 64 GB, além de acesso à internet via Wi-Fi e 3G. No Brasil, o tablet chegou com um preço apimentado: entre R$ 1.650 e 2.660, dependendo do modelo. Com o que se paga aqui


células-tronco

Em setembro, a empresa começou a selecionar pacientes para participar da terapia chamada GRNOPC1. Os voluntários devem possuir lesões na medula espinhal ocasionadas por acidentes. Os testes deverão durar cerca de dois anos, e cada paciente deverá ser estudado pelo período de um ano. No entanto, como método de segurança, a empresa informou que cada voluntário será monitorado por cerca de quinze anos após os testes. A liberação dos testes em humanos causou polêmica nos Estados Unidos. Esse tipo de pesquisa aplicada em humanos sempre foi algo restrito no governo Bush: elas só foram realmente apoiadas na gestão de Barack Obama. Na era Bush, a verba federal para cientistas era limitada para determinadas linhas de pesquisa. n

Testes liberados

Depois de muitas pesquisas e discussões sobre o caráter ético, EUA autorizam testes em pessoas com células-tronco retiradas de embriões humanos

A

Food and Drug Administration (FDA), órgão que fiscaliza medicamentos e alimentos nos Estados Unidos, autorizou a realização do primeiro teste em humanos com células-tronco embrionárias do mundo, em julho de 2010. As células-tronco embrionárias são consideradas mais versáteis do que as células-tronco adultas, pois podem se transformar em qualquer tipo de célula no corpo. A principal questão que torna o assunto polêmico é o fato de o embrião humano ser destruído após a

retirada das células. A empresa responsável pela pesquisa, Geron Corp. (Gern), dará continuidade aos testes iniciados no começo de 2009, paralisados sete meses depois pela FDA por resultados inesperados em testes com camundongos, ao tentar curar lesões na medula espinhal. De acordo com a Geron, os animais haviam desenvolvido cistos espinhais. Em 2010, um ano depois, a empresa disse que encontrou uma nova forma de testar sua terapia e que não apareceram cistos em outros estudos separados com animais.

Quando começa a vida?

Tempo decorrido desde a fecundação

5 dias

Instante Blastocismo zero fecundação

viabilidade pulmonar

12 semanas estrutura cerebral completa

40 semanas nascimento

Neste estágio o embrião é destruído para a retirada das células-tronco

O que são células-tronco embrionárias? São células encontradas no embrião humano. Elas têm a capacidade de desenvolver qualquer tipo de tecido e podem ser usadas no estudo de várias doenças ainda

334 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

24 a 28 semanas

início dos batimentos cardíacos

20 dias rudimento de sistema nervoso

Célulastronco O

que são e para que servem

3a4 semanas

Fonte: Folha Press

sem cura nos seres humanos. A principal objeção contra essa prática é porque o embrião é destruído quando as células são retiradas. . O que são células-tronco adultas? São células

encontradas em diversas partes do corpo humano, como na medula óssea e no cordão umbilical. Estas têm capacidade limitada de diferenciação. Ou seja, não podem gerar qualquer tipo de tecido. n


Lago Mono, onde foi encontrada a bactéria que contém arsênio em sua composição

nasa

Uma nova noção de vida Cientistas da Nasa anunciaram uma descoberta que, segundo eles, iria “impactar a busca por vida extraterrestre”. A revelação não coincidiu com o que muitos esperavam, mas modifica a maneira de procurar companhia no universo

A

senciais para a vida: carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio e enxofre — que juntos com o fósforo compõem a sigla CHONPS. As bactérias conseguiram se adaptar, se desenvolver e se multiplicar no meio e passaram também a agregar o arsênio em sua estrutura celular. Segundo a pesquisadora do de Astrobiologia da Nasa e do Serviço Geológico dos Estados Unidos, Felisa Wolfe-Simon, que liderou a pesquisa, o fósforo e o arsênio são elementos semelhantes, e por isso a substituição na composição celular foi possível. “O que nós descobrimos foi um micro-organismo fazendo algo diferente do que conhecemos como vida – construindo partes de seu corpo com arsênio”, disse Felisa na entrevista coletiva. Vários cientistas criticaram a descoberta, que foi publicada na revista Science. O principal questionamento era sobre a incorporação do arsênio pela bactéria, uma vez que alguns suspeitaram da contaminação das amostras, mas os cientistas da Nasa afir-

mam ter utilizado protocolos padrões de extração de DNA, lavando as células antes. A equipe de pesquisadores admite a necessidade de mais estudos, e por isso a agência espacial ofereceu a cultura da bactéria para testes que comprovem a substituição dos elementos. Mesmo sem ter sido completamente confirmada, a descoberta tem grande impacto na concepção que os cientistas têm da vida. Antes, para ser considerado um ser vivo, o organismo tinha que conter os seis elementos considerados fundamentais — o CHONPS. Todas as formas de vida na Terra têm essa composição, e por isso as buscas por vida em outros planetas seguiam a mesma lógica: as naves e sondas utilizadas nas missões espaciais foram projetadas para detectar tais elementos e suas reações. As buscas por vida extraterrestre terão o horizonte ampliado, pois quaisquer elementos podem compor um ser vivo, tornando inúmeras as opções possíveis. n O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 335

Tecnologia

s especulações foram grandes quando a Nasa anunciou a organização de uma entrevista coletiva na tarde do dia 2 de dezembro: a expectativa maior era pelo anúncio da descoberta de vida fora do nosso planeta. De fato, se tratava do achado de uma nova forma de vida, mas na Terra. Um grupo de cientistas financiado pela agência espacial norte-americana (Nasa) descobriu uma bactéria que possui o elemento arsênio em sua composição. O micro-organismo da família Halomonadaceae foi encontrado no lago Mono, na Califórnia, um ambiente hostil à formação de vida por conta de sua hipersalinidade e pela alta concentração de arsênio, que é tóxico à maioria dos seres vivos. Os cientistas isolaram uma cultura das bactérias do lago em um ambiente criado em laboratório. A solução em que foram colocadas não continha fósforo, mas era rico em arsênio e nos demais elementos considerados es-


aids

A busca da cura AvançoscientíficosnadireçãodacuradaAidsforamdestaqueem2010.Osestudosdadoença,que atualmenteéconsideradaumapandemia,jáapontamoprimeiropacientecuradoechegamcadavez mais perto de um tratamento eficaz para os infectados

N

o início dos anos 1980 foi descoberto o causador da síndrome que, até hoje, já matou mais de 25 milhões de pessoas, a Aids. Desde então se busca uma forma de vencer o HIV, mas nunca a ciência chegou tão perto, nem fez tantos progressos, quanto em 2010. O ano foi marcado por duas descobertas científicas que podem revolucionar os estudos sobre a doença. O anúncio de um paciente que foi curado da doença e de uma vacina capaz de inibi-la deram esperanças para os 33,4 milhões de portadores da doença existentes em todo o mundo, segundo a ONU.

Timothy Ray Brown, paciente americano de 42 anos, é o primeiro paciente no mundo a ser diagnosticado como curado da síndrome da imunodeficiência adquirida. O ineditismo da conquista impressionou cientistas e leigos — infectados ou não — ao redor do mundo, mas os especialistas preferem não alimentar falsas expectativas baseadas no seu caso. O que o tornou tão específico foi a combinação de raros fatores que contribuíram para a cura: além de ser soropositivo, Brown também tinha leucemia. Foi um transplante de células-tronco de medula óssea, tratamento para o câncer no sangue,

que curou o americano. Pesquisadores da Universidade de Medicina de Berlim, responsáveis pelo estudo, divulgaram um estudo na revista Blood onde afirmam que “nossos resultados sugerem fortemente que a cura do HIV tenha sido alcançada nesse paciente”. Brown recebeu as células-tronco de um doador resistente ao HIV pois possui uma mutação genética que o impede de produzir a proteína CCR5, que o vírus utiliza para penetrar nas células imunológicas. Após três anos do fim do tratamento, a doença não foi mais identificada nos exames de Brown. O sucesso do tratamento com o americano foi recebido

A derrota do HIV

Como um paciente conseguiu se livrar do vírus após um transplante de medula Para se reproduzir, o HIV precisa utilizar o material presente no núcleo das células de defesa humano. Depois de se reproduzir, a célula morre e, como consequência, as defesas do corpo contra infecções são destruídas

Vírus HIV

Vírus HIV produzido

1. Quando o vírus chega

Célula do sistema de defesa

Receptores da célula

Medula óssea

É na medula ósseaquesão produzidas as células de defesa

Membrana destruída Material genético do HIV

Núcleo da célula DNA da célula

336 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

numa célula imunológica, ele se instala na sua superfície e insere seu material genético, que se mistura aos genes humanos. Assim, a célula passa a produzir somente o HIV. Quando o vírus sai da célula, ela é destruída.


O HIV pode se encaixar em um recpetor CCR5

O vírus também pode se acoplar ao receptor CXCR4

Receptor CCR5 Receptor CD4

Receptor CXCR4

Cálula do sistema de defesa

2. Para invadir uma célula, o HIV faz conecções com receptores existentes na superfície celular. A reação funciona como a relação de uma chave e um cadeado. Cada tipo do vírus possui uma chave com formato diferente, que abre um cadeado específico. O vírus se liga primeiro a um receptor chamado CD4 e depois a um segundo, que pode ser o CCR5 ou o CXCR4.

Cálula do sistema de defesa

3. Uma mutação genética, presente em 1% da população de descendência europeia, confere resistência à Aids. Essas pessoas não possuem, em suas células de defesa, o receptor CCR5, que é utilizado pelo HIV para invadi-las. Como não consegue entrar na célula, o vírus também não consegue se reproduzir.

Doador com mutação genética Célula-tronco doada (capaz de originar vários tipos de célula) Paciente portador de leucemia e HIV Célula com receptor CCR5

Vírus HIV

Célula de defesa herdada do doador

TERAPIA E PREVENÇÃO. Encontrar uma vacina que impeça a contaminação pelo HIV é outra meta dos cientistas que estudam a Aids, mas os resultados nunca foram muito promissores. O que anima os pesquisadores do Instituto Nacional de Alergias e Infecções dos Estados Unidos é a descoberta de dois antígenos, batizados de VRCO1 e VRCO2. Eles impediram, em laboratório e com eficácia inédita, a infecção de células humanas em mais de 90 tipos do HIV que existem hoje. Os anticorpos foram descobertos no sangue de soropositivos e são produzidos naturalmente pelo organismo dos pacientes. Com a descoberta, os cientistas começaram a desenvolver uma vacina que pode induzir o sistema imunológico humano a produzir anticorpos neutralizadores semelhantes aos antígenos VRC01 e VRC02 em grandes quantidades.n

4. Os pesquisadores alemães submeteram Brown ao tratamento de sua leucemia, que consiste no transplante de células-tronco da medula óssea. Além de geneticamente compatível, os médicos conseguiram encontrar um doador que tinha uma mutação que lhe conferia resistência ao HIV.

5. Após o transplante, Brown começou a produzir dois tipos de célula. As que tinham o receptor CCR5 foram infectadas pelo vírus para sua reprodução e destruídas. As que não tinham o receptor, herança do doador, não foram afetadas pelo HIV 6. Assim, as células do sistema imunológico que não continham o receptor foram recuperando o nível normal. O número de anticorpos contra o HIV foi diminuindo até não poder ser detectável, o que significa que o vírus não era mais uma ameaça ao paciente. Brown teria alcançado a cura

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 337

Tecnologia

A cepa do HIV que encaixa com o receptor CCR5 não consegue invadir a célula Receptor CD4 Receptor CXCR4

com entusiasmo, mas a comunidade científica não considera que seja uma forma promissora de tratamento em longa escala. Isso se deve a vários fatores, dos quais os principais são a raridade de pessoas portadoras de tal mutação — presente em apenas 1% a 3% da população branca de ascendência europeia — e ao alto risco representado pelos transplantes de medula — um terço dos pacientes morrem durante o procedimento. Mesmo com tais ressalvas, a descoberta é um grande avanço na luta pela cura da Aids. Os estudos futuros devem se ater à proteína CCR5 e ao seu papel na cura da doença. A teoria dos cientistas é de que seja possível inibir a produção da CCR5, o que impediria que o HIV entrasse nas células dos infectados. Ainda não se sabe como isso seria possível, mas a aposta é em terapia genética ou em transplantes.


Risco de uma indústria sem competitividade O Brasil não está em processo de desindustrialização? Essa pergunta tem assustado o setor produtivo, principalmente devido à valorização do real frente ao dólar americano. Mas indicadores apontam para outro caminho, a despeito da ameaça potencial de uma infraestrutura que opera no seu limite, colocando em risco os planos de crescimento econômico do Brasil. Por Ricardo Leopoldo CONJUNTURA 344

Geopolítica em movimento A opinião de especialistas 338 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

CIDADES 350

Mobilidade nas cidades Uma explosão de automóveis


O

dendo participação relativa na formação do PIB. Contudo, ele aponta que os setores manufatureiros compõem um complexo fabril grande, diversificado e que precisa ser fortalecido. “Nós não podemos ter uma estrutura produtiva só calcada nas commodities”, comentou. “Não podemos esquecer a indústria manufatureira e os serviços sofisticados”, afirmou.

Com base em dados do IBGE dessazonalizados, Sarti apontou que a produção do setor manufatureiro de transformação avançou 30,16% em termos reais entre janeiro e março de 2003 e o terceiro trimestre deste ano. “Estes dados indicam que não há um movimento clássico de desindustrialização, que se caracteriza pelo esvaziamento da atividade e da errada ao dizer que há desingeração de postos de trabalho dustrialização no Brasil. “Um pelas empresas do setor”, co- país que importa US$ 125 bilhões em máquinas e equipamentou. Sarti destacou que é “sim- mentos, em que o desemprego plista” a avaliação segundo chega a 6,1% e a indústria proa qual o incremento dos im- duz a pleno vapor, com resultaportados no Brasil neste ano dos trimestrais apontando que necessariamente significa uma nunca tiveram tanta rentabilionda de desindustrialização no dade, falar em desindustrializaPaís, como afirma a Fiesp e a ção é um paradoxo”, afirmou. “Mesmo com a entrada de CNI. “É preciso avaliar que, a partir de 2004, a economia máquinas no país em maior vonacional começa a crescer com lume, o setor que engloba fao grande reforço do mercado bricantes destes equipamentos doméstico, que passou a elevar é um dos que mais está crescende forma expressiva a demanda do no Brasil”, disse o professor Fernando Sarti. Ele destacou agregada”, comentou. “Desde 2006, os investi- que tal expansão das indústrias mentos em toda a economia de máquinas e equipamentos cresceram em maior velocidade nacionais reflete que comque o PIB por 19 trimestres se- panhias de todos os setores, guidos, o que dá uma dimensão como os produtores de alimende quanto as indústrias passa- tos, roupas, eletrodomésticos e ram a ser mais relevantes no carros, estão produzindo bem desenvolvimento do nível de mais para atender o incremento do consumo da população atividade interno”, ressaltou. Para o ministro do Desen- nacional nos últimos seis anos. Luciano Coutinho não acrevolvimento, Indústria e Comércio, Miguel Jorge, a Fiesp está dita que as indústrias estão per-

Importados. Mas o forte ingresso de importados, que para essas autoridades e analistas ainda não trouxe a desindustrialização para o país, não pode persistir no longo prazo. Se isso ocorrer, poderá, sim, haver impactos sobre as fábricas nacionais e sobre os milhares de empregos. O mesmo argumento é reforçado por entidades empresariais do setor, como Fiesp e CNI, que, ao contrário das avaliações feitas, enfatizam com vigor que a desindustrialização no país já avança rápido. Na avaliação dos especialistas, a indústria nacional enfrenta um assédio “preocupante” de concorrentes internacionais por causa de dois fatores. Um deles é o câmbio valorizado. De acordo com a série temporal do BC 11.753, a cotação efetiva do real ante o dólar em outubro de 2010 apresentava uma apreciação de 32,29% ante junho de 1994. “O câmbio é um problema muito sério que prejudica a capacidade de competição muito difícil das empresas nacionais do setor com suas concorrentes internacionais”, comentou Sérgio Vale.

sindustrialização. Esta é uma avaliação comum entre autoridades do governo, como o ministro da Fazenda, Guido Mantega, o presidente do BNDES, Luciano Coutinho; acadêmicos, como os professores Fernando Sarti, da Unicamp e Antônio Correa de Lacerda, da PUC-SP; e analistas, entre eles o economista-chefe da MB Associados, Sérgio Vale. “A indústria criou, pelo menos, quatro milhões de empregos entre 2003 e 2010”, comentou Sarti.

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 339

Cenários

Brasil não está em processo de de-


Um outro elemento importante é a fraca recuperação da economia mundial, que leva muitos países desenvolvidos a exportarem com avidez para manter os empregos de fábricas que não conseguem vender produtos nos seus mercados domésticos. De acordo com o IBGE, os importados apresen-

taram uma alta de 7,4% no terceiro trimestre ante abril e junho deste ano, enquanto subiram 40,9% em relação aos mesmos três meses de 2009. Tal velocidade foi bem superior à registrada pelas exportações, pois de julho a setembro de 2010 subiram 2,4% na margem e aumentaram 11,3% em

comparação ao mesmo período do ano passado. O professor Ricardo Carneiro salienta que embora boa parte das mercadorias importadas seja de máquinas e equipamentos que ajudam a expandir a produção nacional, algumas indústrias estão perdendo a capacidade de operar em razão da disputa

GUIDO MANTEGA

Um soldado do partido

Eleépragmáticoedeveráassumir,nonovogoverno,opapeldegestorausterodas contas públicas, segundo opinião do mercado

G

uido Mantega é um soldado do PT. Se a presidente eleita Dilma Rousseff pedir para ele viabilizar um superávit primário de mais de 3,1% do PIB em 2011, ele certamente vai cumprir essa missão”. O comentário do cientista político Carlos Melo, professor do Insper, sintetiza a avaliação dos especialistas ouvidos pela Agência Estado sobre a mudança de discurso — para um viés mais fiscalista — que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, passou a adotar assim que foi convidado por Dilma para permanecer no comando dessa pasta. Segundo o diretor do Eurasia Group para a América Latina em Nova York, Christopher Garman, o ministro da Fazenda é pragmático e deverá assumir, no novo governo, o papel de gestor austero das contas públicas. Isso porque, continua Garman, esta é a orientação da presidente eleita Dilma Rousseff: “Mantega tem um perfil de executor de medidas, não é

340 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

um formulador.” Na avaliação dos agentes econômicos, Mantega se tornou nos últimos dois anos uma autoridade pública menos preocupada com o equilíbrio das contas federais e mais empenhada em levar o país a um crescimento muito forte, sobretudo num ano eleitoral e sob o comando do popularíssimo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. De acordo com o próprio ministro, o crescimento deve chegar perto de 8%, “para fechar

2010 com chave de ouro”. Na entrevista coletiva realizada recentemente em Brasília, na qual foi feito um balanço dos quatro anos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Mantega disse que o governo vai diminuir as despesas de custeio da máquina administrativa. Segundo ele, tal postura será necessária para que o Banco Central possa reduzir os juros e ampliar os investimentos no país. O ministro ressaltou que a meta do superávit primário para 2011 é de 3,1% do Produto interno bruto e será cumprida à risca. Para o economista Felipe Salto, da Tendências, o ministro Guido Mantega merece o “benefício da dúvida” quanto à elevação do superávit primário em 2011. “É preciso, contudo, que o governo apresente uma proposta formal à sociedade sobre como vai conter os gastos”, disse. De acordo com um diretor de um grande banco internacional que atua em Nova York “há sinais fortes de que o novo governo deve


cambial bastante desigual. “Se o yuan apresenta perto de 30% de depreciação ante o dólar e o real está sobrevalorizado em quase 30% em relação à moeda norte-americana, isso gera uma diferença de 60% a favor da mercadoria chinesa que ingressa no Brasil ou compete com o produto nacional no exterior”,

Desconfiança. Apesar da mudança do discurso do ministro Mantega sinalizar o compromisso com a austeridade fiscal, alguns analistas econômicos vêem essa repaginação com certa des-

confiança. O ex-ministro da Fazenda e sócio da Tendências Consultoria Integrada, Mailson da Nóbrega, prefere dar um crédito de confiança a Dilma e a Mantega no quesito política fiscal: “Prefiro dar a eles um crédito de confiança. Pelo menos o benefício da dúvida”. No entanto, avalia que as dúvidas ainda são muitas porque “continua na Fazenda o ministro responsável por uma grande deterioração da política fiscal” nos últimos oito anos. O que tem deixado os analistas um tanto céticos com a mudança de discurso de Mantega é o fato de que o próprio ministro e a presidente eleita (que comandou a Casa Civil do governo Lula) - que agora fazem um discurso com viés austero - são os mesmos que afiançaram a política expansionista do governo do presidente Lula. Na avaliação do professor da PUC-SP, Antônio Corrêa de Lacerda, do ponto de vista político é normal que um governo em final de mandato não queira tomar medidas impopulares e é mais aceitável que um governo em início de mandato tome medidas amargas. “Então vejo este discurso como uma diretriz, certamente dada pela própria Dilma, que não quer correr o risco, principal-

juros reais, que estão hoje ao redor de 6%. A presidente eleita Dilma Rousseff (PT) quer reduzir tais taxas para 2% em 2014. De acordo com o novo governo, um ajuste fiscal pouco superior a 3% do PIB, a começar em 2011, é necessário para que nos próximos quatro anos tal redução dos juros se torne um fato. n mente na área fiscal, o que implicaria em alguma forma de ajuste”, diz. Além disso, continua Lacerda, as decisões na área econômica têm de ser olhadas muito em função do contexto. Lula, de acordo com ele, teve como um dos seus principais desafios vencer a crise. Mas Dilma vive outro momento. “Nós estamos vivendo uma guerra cambial internacional. o Brasil terá um crescimento razoável neste ano, mas cujo desafio é garantir uma sustentabilidade. Então, ela precisa de mais realismo. Tem que pensar mais com a cabeça de economista, com mais racionalidade”, defende. O economista-chefe da Prosper Corretora, Eduardo Velho, acredita que pelo menos boa intenção a equipe econômica de Dilma tem. “Me parece que estão debruçados sobre as planilhas procurando uma forma de reduzir as despesas desde que foi formada a equipe de transição do governo Dilma”, diz ele. A questão, de acordo com Mailson da Nóbrega, é saber se o que a presidente eleita tem defendido “vem mesmo do coração” ou é apenas a repetição do que escreveram para ela. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 341

Cenários

anunciar no começo de janeiro, logo após a posse, um programa fiscal bem rígido” com o objetivo de conquistar a confiança dos agentes econômicos em relação ao compromisso de Dilma Rousseff de administrar bem o caixa federal até 2014. Para o economista da Tendências, o superávit das receitas sobre as despesas deve avançar em 2011, mas não deve atingir o objetivo de 3,1% do produto interno bruto, pois deve chegar a 2,6% do PIB. “Se a meta de 3,1% do PIB de superávit for atingida no ano que vem será um bom sinal de que o governo estará engajado para melhorar a eficiência das contas públicas, o que é fundamental para permitir que o BC corte os juros no médio prazo”, disse. “O mandato de um ministro está atrelado a resultados, inclusive na área fiscal. Se Mantega não cumpri-los, sua permanência no novo governo será curta”, avalia o professor Carlos Melo.

ressaltou o professor Antônio Correa de Lacerda. Carneiro, Lacerda e outros economistas destacam que, no curto prazo, a solução para este problema deve começar pela redução da força do real ante o dólar. E tal mudança no câmbio, segundo eles, requer redução gradual e contínua dos


CONJUNTURA INTERNACIONAL

Uma geopolítica em movimento Em dezembro de 2010 o programa Globo News Painel promoveu um debate com Roberto Abdenur, embaixador com passagem pela China, Alemanha e pelos EUA e também secretário-geral do Itamaraty, é membro do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (CBRI), com sede no Rio de Janeiro; Ricardo Sennes, cientista político, coordenador do Gacint da USP (Grupo de Análise e Conjuntura Internacional), além de ser sócio-diretor da Prospectiva Consultoria; e Eduardo Giannetti, economista e sociólogo, professor do Insper de São Paulo. O objetivo central, com mediação do jornalista William Waack, foi ver em que medida as consequências da grave crise econômica internacional se refletem na diplomacia, levando em consideração o “desnudamento” da diplomacia norte-americana através do vazamento de documentos pelo site WikiLeaks.

R

oberto Abdenur “Eu acho que o diplomata, ao debruçar-se sobre um tema muito atual e que vai ter implicações no futuro, que você tenta, digamos, prever tanto quanto possível, você precisa olhar um pouco pra trás e contextualizar os acontecimentos. Nós estamos vivendo, neste momento em que falamos, os últimos dias, os últimos momentos da primeira década do novo século e do novo milênio.

342 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Eu realmente estou muito curioso para saber o que vai acontecer nos próximos 90 anos. Eu queria lembrar o seguinte: esse século começou com alguns acontecimentos de extraordinário impacto, alguns terrivelmente visíveis, como o 11 de setembro. Seguiu-se a isto, três meses depois, um acontecimento totalmente despercebido na opinião pública, mas com imenso impacto na ordem internacional: a entrada da

China na Organização Mundial do Comércio, o que viabilizou o acesso garantido da China a mercados estrangeiros, um imenso fluxo de investimentos diretos pra China e a explosão do crescimento chinês, que hoje virou um ator central nas relações internacionais. Os anos 1990 tinham sido já um período de grande avanço para a globalização, mas nós entramos no século 21 com esses dois acontecimentos importantes.

E depois tivemos acontecimentos lamentáveis. Tocou-me ser embaixador do Brasil nos EU na era Bush, ver a prevalência do pensamento neoconservador agressivo, com a barbaridade da invasão ao Iraque. O governo Bush, de certo modo, plantou as sementes, que nós podemos, de maneira grosseira e simplificada, dizer que geraram a decadência relativa dos EUA hoje no plano da política


externa e no plano econômico.

R

icardo Sennes “Em 2011 nós vamos continuar esse ‘período de transição’. Mais do que reposicionamento clássico e consolidado, nós vamos continuar, em um bom período, o deslocamento rápido da posição relativa dos países, sem uma consolidação muito evidente, ou seja, é difícil imaginar que a partir de 2010 tenha surgido um novo formato na política internacional. Você tem um período da história onde os movimentos se aceleram. Você vem com tendências lentas e, de repente, alguns mecanismos ou alguns eventos disparam isso. Nós estamos em um desses

E

duardo Giannetti “Existem dois tipos de movimentos: os movimentos de longo prazo, lentos e muito profundos, e os movimentos de superfície, acontecimentos que chamam muita atenção. Do ponto de vista da economia, aquela tese do decoupling, do “descolamento”, está cada vez mais sendo afirmada. Os países desenvolvidos, ricos, vão continuar com uma economia desaquecida, claudicante, e os países emergentes, liderados pela China, pela Índia e, em menor medida, o Brasil também, vão continuar com uma taxa de crescimento bem superior. Os países desenvolvidos vão viver, em 2011, uma situação de saída dos

fortes estímulos monetários e fiscais que foram adotados para conter os efeitos da crise financeira. O estímulo monetário já deu o que tinha que dar. Até do lado fiscal estão retirando – agora na Europa muito agressivamente com o ajuste fiscal, e também nos EUA, porque o Obama não tem mais fôlego para dar incentivo fiscal. A analogia que a gente pode usar, em relação aos países desenvolvidos, é mais ou menos, a de uma pessoa que estava começando uma depressão, tomou remédio antidepressivos violentíssimos e agora vai ter que sair, vai ter que fazer a redução desse antidepressivo e ninguém sabe muito bem como reage diante dessa nova realidade que vai se impor.

R

oberto Abdenur “Os EUA se meteram em dois pantanais de política exterior e estão fracassando, sobretudo no Afeganistão e no Iraque. Eu diria que o terceiro pantanal é eles terem se omitido, durante toda a “era Bush” em relação ao problema de Israel e da Palestina – e o governo Oba-

ma está fraquejando na tentativa de levar isso adiante. Há situações de mais curto prazo e eu acho que a mais dramática é a situação da crise econômica. Até que ponto a redução dos estímulos vai permitir, ou vai atrapalhar, a desejada recuperação. Nós estamos em uma certa situação de risco, que é a fragmentação da Europa e, eventualmente, uma perda do euro, uma perda de um aspecto importante da integração europeia, que é preocupante também. Eu estive agora, depois de onze anos de ausência, em duas viagens à China, em uma delas para um seminário político de certa importância, e me impressionei muito com o vigor com que a China vem aí. A sensação que prevalece na academia chinesa é de que os EUA estão hoje tentando conter a vigorosa entrada em cena da China no mundo, e essa interação China-EUA vai ser um elemento fundamental de definição do futuro. Não necessariamente em 2011, mas ao longo dos próximos anos. 2011 será um ano ainda extremamente complicado. Ainda

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 343

Cenários

momentos onde a movimentação está muito rápida. Nós vemos surgir o G20, que já existia, mas não tinha papel relevante e, de repen-

te, ganha um papel; nós vemos algumas questões na área militar, que eram pouco relevantes e, de repente, voltam a ser fortes. Então a projeção de 2011 é ainda um ambiente com muito pouca definição. 2011 vai continuar sendo um período de muita movimentação, com pouca consolidação de posições para os próximos anos.


há muita insegurança com a recuperação da economia. Em relação aos problemas políticos, os EUA vão ter que encontrar uma saída honrosa do Afeganistão sem, digamos, “vencerem a parada”. Claramente, nós vemos agora, com mais nitidez, algo que já vinha começando de antes, que é o deslocamento não só do eixo dinâmico da economia internacional para a Ásia, mas também o eixo das grandes confrontações geopolíticas indo para a Ásia. Você tem China versus EUA, que não é uma confrontação, mas uma defrontação, e você tem outros problemas secundários.

R

icardo Sennas “Essa dicotomia [o dinamismo das economias emergentes e a estagnação das grandes potências], quando vai para o lado político, não se replica. Muitas vezes, nós temos a tendência de mecanicamente transpor esse dinamismo dos emergentes e o declínio das potências desenvolvidas como se isso fosse refletir em um rearranjo político também polarizado, o que não vai acontecer. O

interessante desse jogo vai ser como as cartas vão se embaralhar a partir dessa dicotomia. Esse processo, então, não vai ser dicotômico, não vai ser mecânico. Vai ser um processo que vai bagunçar as cartas e, de novo, Brasil, Índia e China vão ter que redesenhar sua estratégia. E certamente a chamada “aliança dos emergentes” é a menos provável de ocorrer.

E

duardo Giannetti “A grande indagação hoje, talvez não para o próximo ano, mas para a próxima década, é se EUA e China farão um jogo cooperativo ou um jogo de conflito. E o mais preocupante no cenário do conflito é a maneira com que a China, de forma agressiva, vem comprando e dominando o fornecimento de matérias-primas, especialmente minerais, em escala planetária. Outro dia o Wall Street Journal publicou um mapa com bolas sinalizando todas as minas que a China já adquiriu no planeta: Oceania, Ásia, África, Europa, América do Sul, América Central e América do Norte. É um projeto em

344 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

escala planetária de controle de fornecimento de matérias-primas. E esse é um enredo de conflito.

A China hoje já emite mais CO2 equivalente do que os EUA, já é a maior consumidora mundial de energia primária e, no entanto, o consumo per capita chinês é um quinto do americano. E a voracidade com que eles vão demandar energia e recursos naturais é uma conta que não fecha. Eu não sei como isso vai se resolver, mas só olhar o mapa e as bolas sinalizando as compras que a China já fez no mundo dá pra ficar muito preocupado.

R

oberto Abdenur “Basicamente a ascensão da China — e eu testemunhei isso nos meus anos como embaixador lá – eu diria que é positiva para o mundo, porque é mais diversificação, mais dispersão do poder. Isso tudo eu acho que

abre mais espaços para o Brasil. Há uma nova configuração, há uma reconfiguração da ordem internacional que nos abre bastante oportunidades se nós soubermos fazer o dever de casa interno, de resolver os nossos graves problemas e deficiências, e soubermos atuar com realismo no plano internacional.

Em matéria de recursos naturais, eu não vejo necessariamente a reprodução do conflito que houve na 2ª Guerra, por exemplo, em que a Alemanha precisava do espaço vital e o Japão não tinha petróleo. Hoje, você resolve problemas de abastecimento competindo no mercado. Eu não creio necessariamente que isso seja a razão de uma confrontação estratégica. O problema da defrontação estratégica entre China e EUA está mais na questão da segurança,


na questão China versus Taiwan, China versus Japão, China versus Índia. Os EUA, por exemplo, desde a 2ª Guerra tem o domínio absoluto e inquestionado naval no Pacífico Ocidental. E isso agora começa a ser questionado pela China. Eu acho que prevalecerá ao longo do tempo uma acomodação difícil, penosa, gradual, mas talvez relativamente segura.

R

E

duardo Giannetti “A estratégia chinesa claramente não é de comprar no mercado os recursos minerais que eles vão precisar, é de tomar posse comprando os ativos, as fontes de fornecimento. E isso cria uma reserva para ele. Eles estão comprando as minas, eles estão adquirindo a propriedade de fontes para as próximas décadas, de fontes que farão falta para o mundo também. Eles não estão indo comprar petróleo no mercado, eles estão comprando poços de petróleo, o fornecimento direto. Eles estão se tornando proprietários de ativos naturais diretamente, no mundo. Eles estão garantindo fornecimento por décadas. E estão vindo inclusive no

Brasil comprar.

R

oberto Abdenur “Tornou-se público, no momento em que eu saí do Itamaraty, que uma das razões que levou à minha saída foram declarações que eu fiz alguns anos atrás indicando que a China começava a surgir como um competidor para o Brasil, no plano comercial. Isto porque na época se procurava dar a impressão de uma quase aliança entre Brasil e China, em que a China era quase que liderada pelo Brasil. E não, a China já é uma grande potência. Agora, uma reflexão detida sobre isso, ao meu ver, mostra o seguinte: não há incompatibilidade entre competição de validade e parceria. Isso é natural no exercício das relações internacionais. O que é importante é que as duas partes possam bem administrar isso. Eu me orgulho de ter contribuído para o lançamento da parceria estratégica Brasil-China no final da minha gestão, em 1993. Depois, lancei uma outra com a Alemanha, em 2002. Fui embaixador nos

EUA e nunca procurei uma parceria estratégica. O que é interessante é o seguinte: isso é triste de dizer, em 1989 a economia brasileira era maior do que a economia chinesa. Hoje, a China tem um produto bruto de US$ 5 trilhões e 700 bilhões e o Brasil tá com US$ 2 trilhões, o que não é mal. Mas é triste ver que nesses vinte anos a China cresceu mais de 10% e o Brasil a cerca de 2,5%, em média. Então a relação estratégica que começou com simetria tornou-se crescentemente assimétrica. E o interessante, na nossa relação com os EUA é que, embora ela seja assimétrica em termos da proporção, a dinâmica da relação Brasil-EUA mudou completamente e passou a ser uma dinâmica de duas mãos. Então a nossa relação hoje é, de certo modo, mais equilibrada, ou menos desequilibrada com os EUA, e mais desequilibrada com a China, o que jogou sobre os nossos ombros a maior responsabilidade em bem definir os termos da interação com a China. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 345

Cenários

icardo Sennas Quando essa disputa por recursos escassos, seja por mercados, seja por fontes energéticas, se transforma de uma competição em um conflito? Alguns autores remetem à ideia de que isso remete a um conflito quando esses dois polos que estão estruturando essa disputa, essa competição, começam a estruturar arranjos dinâmicos e distintos, padrões de comércios distintos, padrões de investimentos distintos, padrões monetários distintos. Quando essa competição se transforma em uma competição de sistema, e não necessariamente em uma competição de

países, esse grupo de literatura indica que aí a chance de desandar para um conflito militar é muito maior, ou seja, talvez o elemento para seguir essa linha seja o seguinte: teria China o interesse de realmente montar um esquema econômico paralelo, como o que a Alemanha montou no entreguerras.


América Latina e Caribe

Uma recuperação robusta O crescimento na América Latina e no Caribe se recuperou de uma forte 1

queda, devido ao crescimento do consumo interno. Os níveis de produção aumentaram acentuadamente, especialmente no Brasil. A crescente recuperação tem como suporte as melhores condições financeiras. Os preços das ações reverteram as quedas e até excederam os níveis anteriores à crise em algumas economias. Apesar da política monetária acomodativa, os bons fundamentos da economia estão ajudando a região a atrair fluxos de capital, levando à valorização da moeda, em alguns casos 15

América Latina: Contribuição para o crescimento2 (variação percentual trimestral anualizado)

Produção Industrial (variação trimestral anual pela média móvel trimestral| %)

40

10

20

5 0

0 Mundo

-5 -10 -15 -20 150

120

Crescimento real do produto Consumo total Investimento bruto Exportações líquidas

2006

07

-20

América Latina3

-40 Brasil

08

09 Q4

Preço das Ações (jan. 2008= 100)

2007

08

09

-60

Fev. 10

Obrigações, Ações e Empréstimos4 (em bilhões de U.S. dólares)

100

Chile

Brasil

80 Brasil México Outros

90

60 40

México

Colmbia

60

20 Peru

30

2008

346 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

09

Abril 10

2007

08

09: q4

0


A

necessidade de se atribuir maior importância ao risco sistêmico na análise de políticas e de incorporar uma perspectiva de medidas macroprudenciais na formulação das políticas econômicas. Essa necessidade é especialmente relevante nas condições de financiamento externo favorável aos excessos financeiros e econômicos — ativos com bolhas nos preços, a exuberância de crédito e a demanda emergente. Países latino-americanos já têm utilizado as ferramentas da prudência para propósitos de prevenção de excessos. A despeito da emergente consciência de que há a necessidade de adotar uma abordagem de macroprudências para a formulação de novas políticas, sua implementação será um desafio. crise pôs em evidência a

O atual ciclo econômico na América Latina, América do Sul em particular, pode constituir um desafio, dada a forte recuperação econômica que pode ser cada vez mais objeto de grandes fluxos de capital. Mais especificamente, os excessos podem surgir não só através do setor bancário — o núcleo do sistema financeiro na região — mas também através de outros mercados em desenvolvimento (por exemplo, mercados de títulos e derivativos) que podem não estar sob um controle completo. Portanto, será importante incorporar à análise da medida do possível risco sistêmico na formulação de políticas para assegurar uma macroestabilidade financeira. Taxa5 de juros (mudança de

As discussões internacionais ainda estão em evolução sobre a concepção de um quadro de políticas macroprudenciais. Países latino-americanos estão agora enfrentando pressões de fluxo de capital externo que podem conduzir a um excesso de crédito estimulando booms e bolhas de preços de ativos, ainda mais devido à exuberância do aumento da demanda interna. Tudo isso aumenta o risco sistêmico. As economias emergentes podem ser particularmente propensas a booms de crédito e/ou bolhas nos preços dos ativos. Falta de flexibilidade cambial e as restrições de crédito podem fazer a procura interna particularmente sensível às condições financeiras externas. Políticas macroprudenciais, sobretudo quando as tradicionais políticas macroeconômicas falharem, podem adequar os excessos financeiros em setores específicos. n

160

Taxa de câmbio por dólar amerciano (Jan 2008 = 100)

2 setembro de 2008 para março de 2010; percentual)

Brasil

0

140

Chile Mexico

-2

120

-4 100

Peru Colômbia

-8

Brasil

Chl

Col

Mex

Per

2008

09

Abril 10

80

Fonte Bloomberg

Financial Markets; Dealogic; Haver Analytics; IHS Global Insight; e IMF staff calculations. América Latina inclui Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México, Peru, Uruguai e Venezuela 2 América Latina sem o Uruguai 3 América Latina sem o Equador e o Uruguai 4 Emissão total 5 BRA: Brasil; CHL: Chile; COL: Colômbia; MEX: México; PER: Peru 1

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 347

Cenários

-6


Mobilidade, um desafio para as grandes cidades O boom da economia e a ascensão de grande parte da população acelerou o inchaço nas grandes cidades. 47% dos domicílios possuem automóveis ou motocicletas. Em 2008 o número era de 45,2%, segundo estudo que prevê elevação desse porcentual. Por Renan Carreira e Circe Bonatelli 348 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011


O

urbana no Brasil se repetem há anos: excesso de veículos nas ruas, transporte coletivo deficitário e em alguns casos precário, execução lenta de obras de infraestrutura e falta de ações conjuntas entre municípios da mesma região metropolitana. De uns tempos para cá, no entanto, a situação está se agravando. Com o bom momento da economia brasileira e o estímulo da indústria automotiva, ficou mais fácil comprar um veículo. Já chega a 47% o total de domicílios no país que possuem automóveis ou motocicletas para atender o deslocamento dos seus moradores. Em 2008 o número era de 45,2%, segundo estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que prevê elevação desse porcentual. Esse movimento vai na contramão do que defendem especialistas de trânsito. Segundo eles, se não houver investimentos volumosos no transporte coletivo, a mobilidade deve ficar cada vez mais comprometida e a cena urbana frequente será a dos congestionamentos. s problemas de mobilidade

habitante. Em 2010, essa saturação causou em média congestionamentos de 99,3 quilômetros nos horários de pico. Os desafios da mobilidade nas grandes cidades, no entanto, não são causados só pela multiplicação dos carros nas ruas. Em Salvador e no Rio de Janeiro, a configuração das vias é espremida entre os morros e o mar, o que dificulta a fluidez do trânsito e impõe soluções de engenharia distintas. Lentidão na execução de obras de infraestrutura é um

Há uma excessiva motorização individual. Você exclui crianças e idosos e tem quase um carro para cada dois habitantes. O sistema de transporte público está sobrecarregado. Fábio Duarte,

professor da PUC-PR

CURITIBA

Estímulo ao baixo uso de automóveis

Pioneira em projetos de transporte urbano, Curitiba luta para continuar como cidade de referência nessa área. Para isso, tenta fazer com que a população diminua o uso do carro. “O auO LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 349

Cenários

Ao mesmo tempo, as principais capitais estão diante de uma oportunidade única, ao ter pela frente dois grandes eventos que podem mudar esse cenário. Com a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016, o país deve receber bilhões em investimentos, dos quais uma boa fatia para a infraestrutura de transportes. Os principais projetos envolvem ampliação e construção de novas vias e principalmente a implantação do sistema Trânsito Rápido de Ônibus (BRT, na sigla em inglês), uma estrutura que permite o deslocamento rápido dos passageiros por meio de estações de transferência e corredores exclusivos. Das 12 cidades-sede da Copa, nove têm projeto nesse sentido. As propostas, segundo fontes consultadas pela Agência Estado, não vão resolver todos os problemas, mas podem diminuir de forma considerável os gargalos da mobilidade urbana. A cidade de São Paulo é de longe o maior exemplo do excesso de veículos nas ruas, com sua frota de 6,9 milhões ante uma população de 11,2 milhões - uma média de um veículo a cada 1,6

outro entrave. São Paulo e Cidade do México, por exemplo, começaram na mesma época a construção do metrô, no início da década de 1970. Hoje, a capital mexicana possui uma malha quatro vezes maior em extensão. Além disso, há uma forte demanda por transporte coletivo de qualidade, o que, na visão de especialistas, significa atender itens como conforto, pontualidade, frequência e cobertura do trajeto aliados a uma tarifa condizente. Sem essas condições, a população prefere migrar para o transporte individual. A implantação do BRT é o principal projeto de mobilidade urbana apresentado pelas cidades-sede da Copa para aliviar os gargalos. A proposta consiste em um sistema de ônibus que trafegam em corredores exclusivos e possuem embarque e desembarque ágil, sem degraus (a plataforma fica no mesmo nível do ônibus), maior número de portas e cobrança da tarifa fora do veículo, antes do embarque. O modelo foi implantado com sucesso em Curitiba e exportado para Bogotá, na Colômbia. De acordo com especialistas, como a demanda por transporte coletivo é alta nas cidades, o BRT corre o risco de já nascer operando no limite. O ideal, nesses casos, seria a implantação do metrô, mas que tem um custo final mais alto.


tomóvel não é sustentável dentro de uma sociedade moderna”, afirma Marcos Isfer, presidente da Urbanização de Curitiba (Urbs), responsável pelo planejamento de transporte e trânsito. Para se ter uma ideia, a capital paranaense registrava em outubro de 2010, segundo o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), 1,1 milhão de veículos, dos quais 845.774 automóveis e 109 mil motos, para uma população de 1,7 milhão de habitantes — Censo 2010 do IBGE). “Há uma excessiva motorização individual. Você exclui crianças e idosos e tem quase um carro para cada dois habitantes. Além disso, o sistema de transporte público está sobrecarregado. Muita gente da região metropolitana usa o transporte de Curitiba”, diz Fábio Duarte, professor do programa de Gestão Urbana da PUC-PR. Para ele, uma das soluções seria a criação de “órgãos gestores de escala metropolitana com poder de decisão”, a fim de que estado e municípios adotem medidas conjuntas para melhorar o transporte público. “Hoje tenta-se resolver no nível municipal um problema que tem escala metropolitana.” A Urbs planeja implantar até a Copa de 2014 o Sistema Integrado de Mobilidade — SIM, um conjunto de obras, equipamentos e softwares para gerir o trânsito e o transporte coletivo de Curitiba. O SIM, por exemplo, terá o Controle de Tráfego em Área (CTA). “Sensores vão acionar o sinal verde quando o ônibus estiver se aproximando do semáforo. Isso prioriza o transporte público e diminui o tempo de viagem dos ônibus”, segundo a Urbs. Também haverá o Circuito Fechado de Televisão (CFTV), com acompanhamento em tempo real do tráfego das principais vias. Assim, em painéis luminosos, os motoristas vão receber as informações de como se encontra o trânsito nas quadras seguintes. Novas tecnologias vão benefi-

350 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

ciar os usuários de ônibus - são 2,4 milhões transportados por dia útil, em um sistema integrado com tarifa única que atende 93% da demanda, segundo a Urbs. Está prevista uma operação para permitir que a pessoa saiba em quanto tempo o ônibus vai chegar ao ponto e em que local o veículo se encontra. Existe também a expectativa de introduzir a bilhetagem eletrônica, para que o usuário recarregue o cartão de transporte dentro do ônibus. E serão instaladas câmeras nos veículos e em terminais para proporcionar mais segurança. A Urbs destaca que desde 2005 todas as obras de reforma ou implantação de equipamentos públicos são feitas de acordo com as normas de acessibilidade. “No sistema de transporte, o índice de acessibilidade passou de 42%, em 2004, para 86%, em 2010, e a meta é chegar a 100% até 2012”. O órgão também informou que Curitiba tem atualmente cem quilômetros de ciclovias e pretende investir em sua ampliação. “Está em fase final de elaboração um plano diretor cicloviário.”

são paulo

População gigante, problemas enormes

São Paulo tem problemas de mobilidade proporcionais ao porte de sua população de 11,2 milhões de habitantes e, principalmente, da sua frota de veículos (6,9 milhões). A média é de um veículo a cada 1,6 habitante, o que já denota uma alta proporção entre motores e pessoas. Os analistas de trânsito chamam esse fenômeno de “individualização dos transportes”, cenário caracterizado pelo excesso de

veículos nas ruas e pelos congestionamentos frequentes. Tanto que, hoje, a velocidade média de deslocamento na maior cidade brasileira é de 16 km/h, a mesma de uma carroça. A principal explicação para esse atraso está no desenvolvimento vagaroso da rede de transportes coletivos - ônibus, lotação, trem e metrô. Na capital paulista, a proporção da população que usa esses meios para sair de casa é de apenas 36%, a mesma de 20 anos atrás, de acordo com uma pesquisa da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô), que levantou dados de 1987 e 2007. Em Barcelona, cidade considerada modelo nesse quesito, são cerca de 70%. “Sofremos de uma histórica falta de investimentos nos modais coletivos. Hoje, pagamos o preço caro da ilusão da ‘sociedade do automóvel’”, critica Maurício Broinizi, coordenador da Rede Nossa São Paulo, instituição de defesa de direitos civis. Os problemas não resolvidos ao longo de décadas desembocaram na adoção de medidas coercitivas. Em 2010, a Prefeitura de São Paulo restringiu o tráfego de caminhões entre as 5 e 21 horas nas marginais e nas principais vias da zona sul. Em 2009, as restrições foram impostas à circulação dos ônibus fretados. Ao mesmo tempo, cresceu a quantidade de equipamentos para fiscalização. Os 530 radares espalhados pela cidade conseguem flagrar, além das restrições já citadas, o desrespeito ao rodízio municipal de veículos e a invasão de faixas exclusivas para ônibus por automóveis. De acordo com a prefeitura, essas iniciativas, associadas a um novo trecho do Rodoanel e a novas estações do metrô, reduziram a média de congestionamento nos horários de pico em 2010 para 99,3 km. O número ficou abaixo dos 100 quilômetros pela primeira vez desde 2007. Apesar de melhorias para o


trânsito no curto prazo, as medidas restritivas são consideradas insuficientes por analistas. De acordo com Broinizi, é necessário um conjunto de medidas de curto, médio e longo prazo para mudar a situação. Sua proposta, junto com outras organizações da sociedade civil, está em um documento chamado “Plano de Mobilidade e Transporte Sustentável”, já aprovado pela Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara de Vereadores paulistana. O plano de ação pede mais agilidade na construção do metrô e de uma série de corredores expressos de ônibus (BRTs). Além disso, também recomenda a descentralização dos serviços públicos e centros funcionais, com o objetivo de desconcentrar o tráfego.

RIO DE JANEIRO

Geografia e malha ferroviária favoráveis

A forte setorização — bairros distante uns dos outros —, resultante do desenho de Brasília, contribui para dificultar a dinamização do espaço. Valério Medeiros,

arquiteto e urbanista

em aumentar a largura delas. Essas ações atendem pontualmente, mas a longo prazo voltam os congestionamentos.” Como solução para os principais gargalos de locomoção, Paschoal enumera um planejamento em três pontos. Primeiro, de estratégia, o que significa fazer um diagnóstico da qualidade com que os meios de transporte operam na capital fluminense. Depois, uma ação tática. Com os dados estratégicos em mãos, implantar simulações para observar o impacto que intervenções propostas teriam no sistema de transporte. Por fim, um planejamento operacional. “Acompanhar os efeitos resultantes das ações de estratégia e tática.” Sansão lembrou que a Prefeitura do Rio promoveu em setembro de 2010 a primeira licitação do sistema de passageiros de ônibus de sua história. Em vez de 47 empresas, o sistema passou a ser operado por quatro consórcios. Para ele, o novo marco jurídico permitirá a gestão integrada de uma rede de transporte hierarquizada e com integração tarifária. “O Bilhete Único, que garante a realização de duas viagens (ônibus mais ônibus) ao custo de apenas uma tarifa (R$ 2,40) já está em vigor e vai mudar o padrão das viagens realizadas no município.” Para os Jogos Olímpicos de 2016, Sansão afirma que o Rio contará com quatro corredores de Trânsito Rápido de Ônibus (BRT, na sigla em inglês), sistema que viabiliza o deslocamento rápido dos passageiros por meio de estações de transferência e corredores exclusivos. Serão eles: Transcarioca, TransOeste, TransOlímpica e Avenida Brasil. Para Paschoal, o governo passará a dar mais atenção ao sistema de transporte com a Copa de 2014 e a Olimpíada. “Vai melhorar a mobilidade. Mas logo, logo estará tudo congestionado de novo”, diz, tendo décadas de ausência de planejamento como respaldo para sua previsão.

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 351

Cenários

A geografia do Rio de Janeiro premia a cidade como uma das mais belas do mundo. No entanto, por estar entre o mar e montanhas, a capital fluminense oferece um desafio constante em relação à mobilidade urbana. Some-se a isso seguidos anos de ausência de planejamento e de prioridade no sistema de transporte, principalmente o coletivo. Um dos resultados desse descaso está em estudo divulgado em dezembro pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Considerando as regiões metropolitanas, o Rio de Janeiro possui o menor percentual de trabalhadores que se deslocam diretamente para o trabalho com tempo inferior a 30 minutos: apenas 43,9%. O doutor em Engenharia de Transporte e professor de En-

genharia Civil da Universidade Federal Fluminense (UFF), Walber Paschoal, afirma que falta transporte público para atender a demanda. “E o pouco que é oferecido, é de má qualidade”. Segundo ele, um entrave na questão da mobilidade também passa pela atenção à “convergência radial” do Rio. “A configuração da cidade é a seguinte: existe um centro comercial e a maioria das viagens converge para aquele ponto. Para esse tipo de situação, o ideal, mostram estudos, é investir em transporte de massa para desafogar as vias”, explica. O secretário municipal de Transportes do Rio, Alexandre Sansão, diz que o percentual da população que se utiliza de transporte público é de 70% entre as viagens motorizadas, ante um índice de 50% verificado em São Paulo. “Nossa maior tarefa para melhorar os índices de mobilidade é dar eficiência ao transporte coletivo, tanto em velocidade operacional quanto em adequação entre oferta e demanda”. Ele admite que há uma oferta de ônibus excessiva nos bairros da zona sul e escassa em regiões mais distantes, como a zona oeste. “Nossa tarefa é reverter esse quadro.” Paschoal concorda, mas mostra certa precaução com promessas: “Há anos é preciso mudar esse quadro, e o poder público insiste em investir em novas vias,


BRASÍLIA

Planejamento obstrui a mobilidade urbana

Cidade planejada, Brasília deveria ser hoje exemplo em mobilidade urbana. Não é. A capital brasileira, com 2,5 milhões de habitantes, segundo o Censo 2010 do IBGE, enfrenta os mesmos problemas que outras capitais de mesmo porte. “Há um rápido adensamento da cidade e do entorno sem controle do uso e ocupação do solo, carência de um sistema viário eficiente e falta de políticas integradas entre os governos federal, distrital e municipal”, afirma o secretário dos Transportes, Paulo Barongeno. O arquiteto e urbanista Valério Medeiros cita que a “forte setorização — bairros distante uns dos outros —, resultante do desenho de Brasília, contribui para dificultar a dinamização do espaço”. Ele lembra que a cidade detém o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, distinção que impede certas mudanças em sua arquitetura. Medeiros afirma que, além de buscar a integração entre meios de transporte e incentivar a população a diminuir o uso do automóvel, é preciso trabalhar com uma gestão metropolitana. De acordo com ele, além dos cerca de 30 municípios em torno do plano piloto - o projeto urbanístico - há cidades até de Goiás que sofrem influência de Brasília. “Existe a necessidade de uma postura metropolitana, que considere movimentos diários entre todas as cidades. Os municípios crescerem não é um problema. É só necessário que esse crescimento seja acompanhado por políticas públicas.” A Secretaria dos Transportes informa que está em execução

352 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

o Plano de Transporte Urbano (PTU), a fim de implantar uma “nova concepção de operação do sistema de transporte público coletivo, fundamentada na ideia de integração entre itinerários ônibus/ônibus e ônibus/metrô”. O órgão também aponta que trabalha com um projeto cicloviário para Brasília e destacou as obras no Lago Sul e no Lago Norte que preveem sinalização e o “compartilhamento harmônico” das vias entre bicicletas e veículos. Medeiros vê com bons olhos os projetos de ciclovia, pois, segundo ele, Brasília já possui uma das maiores malhas de ciclovia do país. “O terreno (da cidade) é suave, sem grandes subidas e descidas”. O urbanista só lamenta o “preconceito” que algumas pessoas têm em relação ao ônibus e à bicicleta, como se utilizá-los denotasse perda de status. “É preciso uma mudança de cultura.” A obra de maior impacto em Brasília para a Copa do Mundo de 2014 será a implantação de um sistema de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), um trem urbano com menos capacidade e velocidade que os trens do metrô, porém menos poluidor e barulhento. A verba para a construção do VLT, que custará R$ 263 milhões e vai ligar o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek ao Terminal da Asa Sul, estão garantidas, segundo o governo.

salvador

Transportes coletivos ruins, carros demais

Salvador perdeu o título de capital brasileira para o Rio de Janeiro em 1763. Passados 247 anos, a capital baiana quer se reerguer e

chegar longe, tornando-se “Capital do Mundo”. Este é o título do projeto apresentado em 2010 pela Prefeitura de Salvador, que pretende investir em infraestrutura e mobilidade urbana com o objetivo de preparar a cidade para a Copa do Mundo de 2014. O desafio, porém, será desafogar o trânsito e garantir acesso ao transporte público a todos os cidadãos. Salvador tem os mesmos gargalos das maiores cidades do país, como excesso de carros, aglutinamento da região metropolitana e escassez de transporte de massa. Além disso, a topografia da cidade é acidentada, com praias e morros, cidade alta e cidade baixa, o que dificulta ainda mais o deslocamento. “O trânsito em Salvador é como um caminho de água. Ele escoa das partes mais altas e estreitas para os vales, de maior fluidez. Só que isso tem sobrecarregado as principais vias, que ficam nos vales”, explica a pesquisadora Ilce Marília de Freitas, do Departamento de Transportes da Universidade Federal da Bahia — UFBA. Para evitar congestionamentos de veículos, é necessário aumentar a eficiência do transporte coletivo de Salvador, que transporta apenas 1,7 passageiro por quilômetro, enquanto o ideal seria entre 2,5 e 5 passageiros por quilômetro, segundo Ilce. A ineficiência se deve a falhas na cobertura do itinerário dos ônibus, baixa frequência das viagens e tarifa considerada cara pela população de baixa renda (R$ 2,30). Isso explica porque 25% a 30% da população se deslocam a pé todos os dias, um índice alto. “Andar a pé ou de bicicleta é bom, mas não serve para grandes distâncias”, diz Ilce. O pacote “Salvador, Capital do Mundo” reúne mais de 20 projetos de mobilidade, entre eles a ampliação da Avenida Paralela, uma das principais vias da cidade, e a construção de duas novas avenidas. O principal projeto é a implantação do sistema de Trânsito Rápido de Ônibus (BRT),


inspirado no modelo de Bogotá, na Colômbia. O BRT soteropolitano prevê 20 km de vias, tráfego em corredores exclusivos e ligação com o aeroporto e com a zona metropolitana. Orçado em R$ 570 milhões, ele faz parte da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal e deve ficar pronto em 2013, segundo a prefeitura. “O sistema foi escolhido porque é três vezes mais barato que o metrô e aproveita condições de infraestrutura da cidade”, afirma Renato Araújo, chefe da Superintendência de Trânsito e Transportes de Salvador. Para a pesquisadora da UFBA, o sistema é bem-vindo, mas não resolverá sozinho o problema, pois Salvador demanda transporte de grande capacidade, como o metrô. Nesse quesito, a evolução é lenta: após oito anos de obras, a primeira etapa do metrô (Lapa-Acesso Norte) ficará pronta em 2011.

RECIFE

Transportes coletivos ruins, carros demais

Com esse crescimento da frota, não há investimento público em túneis e viadutos que suporte a demanda. O transporte coletivo ficou insustentável. Ramon Victor Cesar,

presidente da BHTrans, de Belo Horizonte

integrado e estação do metrô de Camaragibe quanto ao futuro terminal e estação de metrô de São Lourenço. Nos mesmos moldes será o BRT Norte-Sul, que vai conectar Igarassu, o terminal Joana Bezerra e o centro do Recife. Com 15 km de extensão, terá conexão com os projetos Corredor da Via Mangue e Corredor Caxangá Leste-Oeste. Este abrigará faixa exclusiva de ônibus, ligando a Avenida Conde da Boa Vista à Caxangá, com meta de beneficiar 900 mil pessoas e 27 mil veículos que circulam pela via. Aquele será uma via expressa de 4,5 km com corredor exclusivo de tráfego de veículos para a zona sul da cidade. O projeto também contempla uma ciclovia. O consultor em transporte urbano Germano Travassos afirma que o “Recife está caminhando para ter uma rede [de transporte] tão densa quanto a de Curitiba”. A capital do Paraná é pioneira no país em projetos nessa área e vista como referência. “A região metropolitana do Recife foi a que mais avançou [no país] em termos de ações integradas”. O governo espera que essas obras deem qualidade ao transporte público e melhorem a mobilidade urbana. Travassos, no entanto, diz que pouco tem sido feito para dar conforto e segurança para quem usa ciclovias. “Não temos muito o que apresentar a não ser boas intenções no quesito bicicleta.”

BELO HORIZONTE

Transportes coletivos ruins, carros demais

Belo Horizonte é uma das capitais onde o transporte público mais perdeu espaço nesta década. O número de carros, motos,

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 353

Cenários

Pernambuco quer aproveitar a Copa de 2014 para dar ênfase na qualidade do transporte público na região metropolitana do Recife. Com isso, pretende incentivar a população a usar ônibus e metrô e a diminuir o uso do automóvel. A meta é melhorar a mobilidade urbana. O secretário das Cidades do Estado de Pernambuco, Dilson Peixoto, explica que o objetivo é necessário porque as ruas do Recife já estão “fartamente” ocupadas, e a frota de veículos cresce mais de 7% ao ano. “Para piorar, por ser antiga, a cidade possui ruas estreitas e qualquer obra viária razoável tem um custo muito alto

de desapropriação”. Peixoto, que acumula o cargo de presidente do Grande Consórcio Recife, responsável por gerenciar o transporte público da capital e região metropolitana, admite que hoje não há qualidade no ônibus e no metrô. “O transporte público tem capilaridade, mas não tem qualidade. É preciso garantir eficiência, conforto e pontualidade para incentivar as pessoas a usá-lo, deixando o carro em casa.” Para a Copa, uma das metas do governo é construir o Terminal de Metrô Cosme e Damião. Com 39,5 km de extensão e 28 estações, a rede de metrô do Recife é atualmente composta pela linha Centro e pela linha Sul. O terminal ficará na linha Centro, entre as estações Rodoviária e Camaragibe. A obra permitirá que passageiros que cheguem à rodoviária tenham acesso à linha BRT Leste-Oeste, ainda em fase de projeto. A Leste-Oeste terá a implantação de Trânsito Rápido de Ônibus (BRT), sistema que viabiliza o deslocamento rápido dos passageiros por meio de estações de transferência e corredores exclusivos, e vai ligar a Avenida Caxangá à Cidade da Copa, onde serão realizados os jogos, em um trecho de três quilômetros, em São Lourenço da Mata. Nesta região, o BRT fará o atendimento tanto ao terminal


FORTALEZA

Uma crise de mobilidade urbana

Fortaleza passa hoje por uma crise de mobilidade urbana. E, pior, sem uma luz no fim do túnel. A cidade, a quinta maior capital do país, com uma população de 2.447.409 habitantes, de acordo com o Censo 2010, possui uma frota de 615.527 veículos que, somente nos últimos sete anos, cresceu 35%. No mesmo período, a oferta de transporte coletivo não cresceu sequer 10%, além de ter sido comprometida por uma série de greves e paralisações em 2010. Mas, de olho na Copa do Mundo de 2014, o Governo Federal vem investindo em uma série de obras que podem amenizar o problema do congestionamento na capital cearense. Entre as principais apostas do poder público está a implantação do Trânsito Rápido de Ônibus (BRT, na sigla em inglês), um tipo de transporte coletivo sobre pneus rápido, flexível e de alto desempenho, que combina elementos físicos e operacionais em um sistema integrado, com uma identidade única e capacidade de transporte de passageiros similar à de um sistema de veículo leve sobre trilhos (VLT). Em Fortaleza, os BRTs deverão ser implantados em pontos estratégicos, visando ao transporte durante a Copa, como as avenidas Alberto Craveiro e Raul Barbosa, que realizarão a ligação viária do setor hoteleiro ao estádio Castelão; a Avenida Paulino Rocha, que ligará a principal via de acesso à cidade — a BR 116 — ao Castelão; e a Avenida Dedé Brasil, que ligará o terminal rodo-metroviário da Parangada ao estádio. Também são obras do Governo Federal a construção do chamado Corredor Norte-Sul e a finalização do metrô de Fortaleza, que estão em andamento há 11 anos. n

ônibus e caminhões nas ruas da capital mineira cresceu 84% em nove anos. O salto foi de 706 mil veículos em 2001 para 1,3 milhão em 2010, de acordo com dados da Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans). Entre todas as categorias, o maior crescimento foi visto na frota de transportes individuais: motos (114%) e car354 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

ros (38,8%). Os ônibus aparecem em terceiro lugar (24%). O fenômeno é avaliado por analistas de trânsito como o resultado de políticas públicas que privilegiaram, ao longo dos anos, o transporte individual em vez do coletivo. Aumentaram drasticamente os congestionamentos nas ruas, o que configurou um “atentado à mobilidade urbana”.

“Com esse crescimento da frota, não há investimento público em túneis e viadutos que suporte a demanda”, afirma Ramon Victor Cesar, presidente da BHTrans. Ele conta que, ao mesmo tempo em que a cidade viu expandir sua frota nas últimas duas décadas, o transporte coletivo perdeu muita qualidade, o que acelerou a migração


falta de recursos, eles não entraram no pacote de infraestrutura para a Copa.

porto alegre

Transportes coletivos ruins, carros demais

Entrar em Porto Alegre pode ser uma tarefa difícil. Sair também. A dificuldade de acesso à capital gaúcha se explica pelos gargalos viários logo no entorno da metrópole, de acordo com avaliação do professor Luis Antonio Lindau, do Laboratório de Transportes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul — UFRGS. Na zona norte, o problema está na saturação da rodovia BR 116, principal passagem para veículos de passeio e carga entre a capital gaúcha e a região metropolitana. A rodovia federal recebe cerca de 120 mil veículos por dia, uma saturação que obriga os motoristas a reduzir a velocidade para 40 km/h em vários trechos. Na sequência da rodovia fica outro gargalo — a ponte do Rio Guaiba — que liga Porto Alegre ao sul do Estado. A ponte, de 1960, sofre constantes problemas técnicos para içar o trecho por onde passam navios. “Tem vezes que ela sobe e não desce, parando o trânsito”, conta o professor. Segundo ele, a tecnologia de içamento está ultrapassada e não serve mais para o cenário atual, em que o fluxo de veículos na região é consideravelmente maior. Hoje, a solução para os dois pontos de afogamento da mobilidade urbana depende de grandes obras de infraestrutura. No eixo norte, o prolongamento da Rodovia do Parque, da BR 386 até a BR 290, deve ficar pronto em dois anos, e criará uma rota alternativa entre a região do Vale dos Sinos e parte da zona metropolitana com

destino à capital. Já a conexão com o sul do Estado depende de uma outra ponte, que não condicione o tráfego a interrupções, segundo Lindau. Dentro de Porto Alegre, o excesso de veículos (frota estimada de 542 mil) e motos (72 mil) é o principal problema, associado a corredores de ônibus lotados. A situação tende a se agravar com o crescimento anual da frota estimado em 5%, o equivalente a 30 mil carros e motos a mais por ano. “A motorização será mais forte na periferia, onde os aumentos recentes da renda familiar têm possibilitado à população a compra de veículos”, afirma Lindau. “O uso do carro não é um mal em si. O problema está no uso em excesso e nos horários de pico”, ressalva. O único jeito de escapar à paralisia está no investimento pesado em transportes coletivos e alternativas complementares. Nesse quesito, o cenário é otimista. A Prefeitura de Porto Alegre tem dois projetos ambiciosos. O primeiro deles é o de Trânsito Rápido de Ônibus (BRT), um tipo de corredor expandido, com estações fechadas, veículos maiores e faixas exclusivas para o tráfego. Até a Copa de 2014, estão previstas 11 estações, em vias como as avenidas Bento Gonçalves, Assis Brasil e Protásio Alves. De acordo com a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) de Porto Alegre, o BRT associado a outras intervenções urbanas, como túneis e viadutos, vai desafogar o trânsito no centro da cidade. A prefeitura também aposta no maior projeto de ciclovias do Brasil. O Plano Diretor Cicloviário, já sancionado, quer expandir a rede atual, de 7,9 km de ciclovias, para 495 km. Desse total, a prefeitura espera entregar 14 km nas Avenidas Ipiranga e Serório em 2011. “Não pensamos a bicicleta apenas como lazer. Buscaremos integrar as ciclovias ao transporte público, para que o cidadão possa utilizar a bicicleta e ônibus para deslocamentos”, afirma fonte da EPTC. n

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 355

Cenários

para o transporte individual. “O transporte coletivo ficou insustentável”, diz. Para o presidente da BHTrans, a melhora na mobilidade urbana depende do renascimento dos transportes públicos na matriz de tráfego. Hoje, na capital mineira, 55% dos deslocamentos são feitos por transportes coletivos (ônibus e trens). “Nossa meta é chegar a 70% até 2030, como na cidade de Barcelona”, afirma Cesar. “No início da década de 90, esse índice já alcançou 65%, mas foi perdendo participação para os carros”. A Copa do Mundo de 2014 pode acelerar o cumprimento da meta. Belo Horizonte foi a primeira cidade a fechar com o governo federal recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) destinados a melhorias da mobilidade urbana. Até 2014, serão investidos R$ 1,23 bilhão nas obras que incluem o sistema de Trânsito Rápido de Ônibus (BRT) nas avenidas Presidente Antônio Carlos, Dom Pedro I, Dom Pedro II, entre outras, além da ampliação da Central de Controle de Tráfego da BHTrans. Em outra vertente, a cidade também aposta em um ambicioso projeto de 345 quilômetros de ciclovias, o segundo maior do Brasil, atrás somente de Porto Alegre, com 495 km. Na opinião do professor Nilson Tadeu Nunes, chefe do Departamento de Engenharia de Transportes e Geotecnia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), os BRTs — principais projetos das cidades brasileiras para a Copa — são muito úteis. “Não dá para permitir a concentração em apenas um meio de transporte”, diz. Por outro lado, correm o risco de iniciar o funcionamento já no limite da capacidade. Em algumas vias, segundo Nunes, a demanda já supera 40 mil passageiros por trecho a cada hora. O ideal para este fluxo é o transporte por trens urbanos, mas, por


Cronologia Janeiro

5. A Justiça francesa anulou a decisão da FIA que bania o italiano Flavio Briatore do automobilismo mundial. 8. Duas pessoas morrem em ataque terrorista ao ônibus da seleção deTogo indo a Angola, onde disputaria a Copa Africana de Nações. * Sob a direção de Guy Ritchie, o lendário detetive Sherlock Holmes chega aos cinemas interpretado por Robert Downey Jr. 11. Ambientada em São Paulo e protagonizada por Antonio Fagundes, estreia na Globo “Tempos Modernos”, novela de Bosco Brasil. * Uma chuva de granizo surpreende os moradores deTauá, distante 344 km de Fortaleza. De acordo com a Funceme, a chuva atinge 56 milímetros e dura apenas 40 minutos, tempo suficiente para provocar alagamentos e deixar apreensivos os moradores, que veem com admiração as pedras de gelo caírem. O granizo destelha casas e derruba árvores, levando medo à população, que nunca tinha visto nada parecido, numa região seca como a dos Inhamuns.

12. Sem vaga na Fórmula 1, o piloto

brasileiro Nelsinho Piquet acerta ida para a Nascar. 16. O argentino Rubén Magnano é contratado para ser o técnico da seleção brasileira masculina de basquete. * O espanhol Carlos Sainz (carros) e o francês Cyril Despres (motos) vencem o Rally Dakar. 17. O iraquiano Ali Hassan al-Majid, primo do ex-ditador Saddam Hussein, conhecido como “Ali Químico”, é condenado à morte. 18. Polícia turca deteve 20 pessoas na província de Adana sob suspeita de envolvimento com a rede terrorista Al-Qaeda. 19. Suspenso dois anos, flagrado em exames antidoping durante o Brasileirão, o atacante Jobson revela ser usuário de crack. 21. Os velejadores ingleses Iain Percy e Andrew Simpson são campeões do Mundial da classe Star, no Rio. 25. Apesar da inexpressividade no Ibope, a TV Gazeta completa 40 anos no dia do aniversário de São Paulo. * O São Paulo ganha do Santos na final e conquista o título da Copa São Paulo de Futebol Júnior. 27. Porfirio Lobo é empossado como o novo presidente de Honduras, após meses de tumulto político decorrente da deposição por um golpe militar. 28. Morre, aos 91 anos, o escritor Jerome David

356 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

‘J.D.’ Salinger, autor do clássico “O Apanhador no Campo de Centeio”. * O Santos acerta o retorno do atacante Robinho, emprestado pelo Manchester City por seis meses. 29. A ginasta Daiane dos Santos é suspensa por cinco meses após ter sido flagrada no exame antidoping. * Estreia o filme “Invictus”, dirigido por Clint Eastwood, com Morgan Freeman interpretando o presidente Nelson Mandela.

30. A norte-americana Serena Williams vence a belga Justine Henin na final e é campeã do Aberto da Austrália. 31. O Egito derrota Gana na final e ganha o terceiro título seguido da Copa Africana de Nações, somando sete conquistas. * O suíço Roger Federer vence o escocês Andy Murray na final e é campeão do Aberto da Austrália, conquistando seu 16º título em torneios de Grand Slam.

Fevereiro

1. O Ibama libera a licença ambiental prévia para projeto da hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, Pará. * Pesquisa CNT/Sensus

mostra José Serra com 33,2% das intenções de voto, contra 27,8% de Dilma Rousseff, em cenário com Ciro Gomes. 2. Famoso como o ET da dupla “ET e Rodolfo”, o humorista Cláudio Chirinhan, 46 anos, morre após sofrer uma parada cardíaca. * O setor industrial fecha 2009 com queda de 7,4%, pior resultado em 20 anos. 3. O governo federal divulga a previsão de R$ 17,2 bilhões de gastos com estádios e melhoria urbana para a realização da Copa de 2014 no Brasil. * O governo lança nova família de cédulas de notas de 50 e 100 reais para chegar às mãos dos brasileiros a partir de abril e maio. * O Sistema Interligado Nacional (SIN) bate novo recorde, atingindo o pico de 70.170 MW, reflexo da retomada na produção industrial.  4. Dilma Rousseff faz último balanço do PAC como ministra. O dinheiro alocado passa de R$ 400 bilhões, 63,3% do total previsto. 5. A inflação de 0,75% medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo em janeiro é a maior taxa mensal desde maio de 2008. * O árbitro gaúcho Carlos Eugênio Simon é confirmado como representante brasileiro na Copa da África do Sul, seu terceiro Mundial seguido. * O longa-metragem “Guerra aoTerror”, de


Kathryn Bigelow, estreia no cinema após receber nove indicações ao Oscar 2010.

* O zagueiroTerry perde a faixa de capitão da seleção inglesa após o escândalo sexual em que se envolveu junto com o lateral Bridge.  6. O deputado Michel Temer é reeleito presidente do PMDB, apesar da resistência do grupo liderado pelo exgovernador de São Paulo Orestes Quércia.

* Berlim abre seu festival de cinema, que se estendeu até dia 21, em um ano considerado especial: o Festival de Berlim completou 60 anos. 12. O atleta georgiano Nodar Kumaritashvili morre durante um treino de luge, abalando a abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Vancouver.

* O grupoTitãs anuncia a saída do baterista Charles Gavin, que está no grupo desde 1984. Os motivos foram pessoais. * O ministro Marco Aurélio Mello, do STF, recusa pedido dos advogados de Arruda para que ele fosse colocado em liberdade. 13. Os pré-candidatos José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) cumprem agenda carnavalesca nas principais capitais em busca dos votos dos foliões. 14. O “mensalão do DEM” e a prisão do governador Arruda viram enredo do Pacotão, bloco de rua tradicional de Brasília. A distribuição de panetones embalou marchinhas com letras sobre esquema de corrupção no DF. * O Jogo das Estrelas da NBA registrou o recorde de público na história do basquete mundial, com 108.713 torcedores no Cowboy Stadium, em Dallas. *Tropas dos EUA e afegãs iniciam a maior ofensiva contra oTaleban desde a invasão do Afeganistão em 2001. 15. A ministra Dilma Rousseff vai ao Sambódromo do Rio e divide as atenções com a cantora Madonna, no camarote do governador Sérgio Cabral.

16. Rosas de Ouro sagra-se campeã do Carnaval de São Paulo em 2010. A escola não vencia há 16 anos.

17. Unidos daTijuca vence o Carnaval 2010 do Rio. A comissão de frente impecável foi o ponto forte da agremiação. 18. Após sinalizar que deixaria o cargo, o governador em exercício do DF, Paulo Octávio, anuncia que optou por permanecer. * Barack Obama reúnese com o líder tibetano Dalai-Lama por mais de uma hora na Casa Branca, apesar dos pedidos da China para que o encontro não ocorresse. 19. Com astros do alto escalão de Hollywood no elenco, o diretor Garry Marshall estreia a comédia romântica “Idas e Vindas do Amor”. * Em sua primeira aparição após o escândalo sexual em que se envolveu, o golfista norte-americano Tiger Woods pede desculpas pelo seu comportamento.

* O PT adota teses radicais para o programa de governo da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, no 4º Congresso Nacional do partido. * Veleiro-escola canadense, com 48 adolescentes, naufraga a cerca de 560 quilômetros da costa fluminense. * Médicos de Fortaleza desvendam o mistério das “lágrimas de sangue” da dona de casa Quitéria Calisto de Lima, de Caririaçu, que há oito meses apresentava sangramento no olho. Por não dispor de condições para realizar o tratamento, a

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 357

Cronologia

7. Na volta ao futebol brasileiro, Robinho marca um gol de letra que deu a vitória ao Santos no clássico contra o São Paulo * O New Orleans Saints vence o Indianapolis Colts e conquista o título do Super Bowl, a grande final do futebol americano. 8. A vice-presidente e candidata do governo à presidência da Costa Rica, Laura Chinchilla, vence as eleições. Aos 50 anos, ela será a primeira mulher a ocupar a presidência do país. * O cantor sertanejo Pena Branca morre aos 70 anos, vítima de enfarte.  9. A Camex aprova lista de retaliação contra os Estados Unidos em função dos subsídios concedidos

aos produtores e às exportações de algodão daquele país. * A crise econômica de 2009 derruba também o emprego no setor industrial. A ocupação cai 5,3%, pior resultado da série histórica anual do IBGE em oito anos. * O canalAXN estreia, com apenas uma semana de diferença em relação aos Estados Unidos, a sexta e última temporada da série “Lost”. 10. Karina Bacchi vence a segunda edição do reality “A Fazenda”, da Record, e fatura um milhão de reais. * O ministro da Defesa, Nelson Jobim, afasta o chefe do Departamento Geral do Pessoal do Exército, general Maynard Marques de Santa Rosa, por críticas ao governo para investigar crimes contra os direitos humanos, no período da ditadura. 11. O SuperiorTribunal de Justiça manda prender o governador do Distrito Federal (DF), José Roberto Arruda, por tentativa de coação de testemunhas e obstrução da Justiça.


Prefeitura providencia a vinda da dona de casa, que apresentava o sangramento no olho direito, para a Capital, onde os médicos diagnosticam que tudo não passava de uma farsa. Os vizinhos chegam a acreditar que tratava-se de milagre. 20. O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), e a vice, Alda Marco Antonio (PMDB), são cassados pelo juiz da 1ª Zona Eleitoral, por doações consideradas ilegais na campanha de 2008. 21. O Botafogo derrota o Vasco por 2 a 0 e conquista o título daTaça Guanabara, no primeiro turno do Campeonato Carioca. * O técnico Ricardo Gomes sofre um pequeno Acidente Vascular Cerebral após a derrota do São Paulo para o Palmeiras e ficou três dias no hospital. * O torcedor palmeirense Alex Furlan de Santana, de 29 anos, morre após um confronto com torcedores são-paulinos na Rodovia dos Bandeirantes. 22. O atacante Ronaldo prorroga seu contrato com o Corinthians por mais um ano, até o final de 2011, quando promete se aposentar.

* Recurso do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, junto aoTRE suspende sentença da Justiça Eleitoral que cassou o seu mandato e

o da vice-prefeita, Alda Marco Antonio. 15. Alunos do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (Unifeb) jogam creolina contra sete calouros durante um trote. Eles sofreram queimaduras. * Morre o preso político cubano Orlando Zapata, em greve de fome há dois meses. Começa uma série de protestos fora de Cuba e uma onda repressiva dentro da ilha. * O governador em exercício do Distrito Federal, Paulo Octávio, anuncia que deixa o DEM e renuncia ao cargo.

24. Senado aprova, em votação simbólica, ampliação de visto de brasileiros para os EUA de 5 para 10 anos. 25. Um dos maiores campeões da história do vôlei, Nalbert anuncia a aposentadoria aos 35 anos. * Viktor Yanukovich toma posse como o novo presidente da Ucrânia. 26. A Corte Constitucional da Colômbia rejeita proposta de referendo que permitiria ao presidente Álvaro Uribe candidatarse a um terceiro mandato em maio. * O deputado distrital Leonardo Prudente renuncia para evitar a perda de direitos políticos.

Março

1. A Justiça Federal no Ceará condena, por improbidade

358 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

administrativa, parte da ex-diretoria do Banco do Nordeste do Brasil a ressarcir prejuízo causado à instituição, que pode chegar a R$ 7 bilhões. 2. Bandidos incendeiam um micro-ônibus em Cidade de Deus, no Rio, ferindo treze pessoas. * No último amistoso antes da convocação para Copa, o Brasil derrota a Irlanda por 2 a 0, em Londres. 3. Em visita ao Brasil, a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, insinua que o Irã está manobrando a boa-fé do Brasil, daTurquia e da China, e defende a adoção de novas sanções contra a república islâmica.

* O governo brasileiro decide abrir espaço de 30 dias para negociar com os Estados Unidos a suspensão da retaliação contra produtos e direitos de propriedade intelectual americanos. * O técnico espanhol Carlos Colinas é contratado para comandar a seleção brasileira feminina de basquete. * Protagonizada por Gabriela Durlo, aTV Record estreia “A História de Ester”, que abre a safra de obras bíblicas no canal.  4. CPI da Pedofilia pede ao provedor Google a transferência de 1.200 perfis de suspeitos de pedofilia postados no Orkut. * O governador do Distrito Federal, José

Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM), sofre duas derrotas no mesmo dia. O STF nega pedido de habeas corpus e a Câmara Distrital abre processo de impeachment.  6. A International Board, que regula as regras do futebol, veta o uso de tecnologia para ajudar os árbitros. 8. Governo divulga lista com 103 itens de produtos dos Estados Unidos para serem retaliados, com base no julgamento da OMC pela ilegalidade dos subsídios aos produtores americanos de algodão. * O promotor de Justiça José Carlos Blat, da 1ª Promotoria Criminal da Capital, estima que pode ultrapassar a cifra de R$ 100 milhões o total do desvio de recursos da Bancoop.  9. A indústria de panificação ameaça reajustar o preço do pão francês por causa da elevação, para 30%, do Imposto sobre Importação do trigo dos Estados Unidos. O trigo estava entre os 103 itens de retaliação aos EUA. * Depois de 11 dias afastado, Adriano volta a treinar no Flamengo. No período, ele serviu à seleção brasileira e também se envolveu numa polêmica briga com a namorada na favela.

* O município de Alagoinha, no agreste pernambucano, registra 47 tremores de terra em dois dias.


* Repercute negativamente até entre aliados entrevista do presidente Lula, na qual comparou os dissidentes políticos cubanos aos presos comuns no Brasil. 10. IBGE informa que a indústria de São Paulo superou em janeiro, pela primeira vez desde o início da crise, o nível de produção que registrava em setembro de 2008. * O STF elege o ministro Cezar Peluso para novo presidente do tribunal no biênio 2010-2012. * O velocista jamaicano Usain Bolt e a tenista norte-americana Serena Williams ganham o Prêmio Laureus, considerado o Oscar do Esporte. * Sebastián Piñera Echenique, o primeiro presidente de direita a ser eleito em 52 anos no Chile, assume o cargo com o dever de reconstruir uma grande parte do país devastada pelo terremoto e pelo tsunami de 27 de fevereiro.

11. IBGE informou que

* Carlos Eduardo

Sundfeld, o Cadu, é preso em Foz do Iguaçu (PR) por ter assassinado o cartunista Glauco e o filho dele, Raoni.

* Numa dobradinha da Ferrari, o espanhol Fernando Alonso vence a etapa de abertura da Fórmula 1, no Bahrein. * O australiano Will Power venceu a estreante etapa de São Paulo, que abriu a temporada da Fórmula Indy. * O presidente Lula chega a Israel para encontros políticos e econômicos. A viagem inclui também a Palestina e a Jordânia. 15. Após sofrer grave lesão no jogo do Milan, o meia inglês David Beckham passa por cirurgia que impede sua participação na Copa. 16. CVM condena o acionista da Sadia Flávio Fontana Mincaroni por uso de informação privilegiada na compra de ações em julho de 2006, quando a companhia fez uma oferta pela Perdigão. * Por 4 votos a 3, o TRE-DF determinou a cassação do mandato do governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, por desfiliação partidária sem justa causa. * Sem jogar desde novembro, por causa de escândalo sexual, o americanoTiger Woods anuncia sua volta ao golfe em abril. 17. A CEF regulamenta o uso do Fundo de Garantia doTempo de Serviço (FGTS) no

consórcio imobiliário para que trabalhadores possam usar o dinheiro das contas para abater prestações. * Pesquisa CNI/Ibope aponta José Serra com 35% das intenções de voto e Dilma Rousseff com 30%. Em fevereiro, de acordo com o mesmo instituto, a distância entre os dois era de 11 pontos. 18. Morre a coreógrafa Roseli Rodrigues, 54 anos, vítima de câncer. Seu estilo que mistura jazz com balé clássico se transformou em referência nacional. * O governo federal anunciou corte de R$ 21,805 bilhões das despesas do Orçamento da União em 2010. * O presidente Lula é multado peloTSE em R$ 5 mil por propaganda eleitoral irregular em favor de Dilma Rousseff durante cerimônia de inauguração de obras com recursos do PAC.

19. A Petrobras anuncia lucro líquido de R$ 28,982 bilhões em 2009, com queda de 12% em relação ao ano anterior. * Estreia “Um Sonho Possível”, filme que rendeu a Sandra Bullock o Oscar de Melhor Atriz. * Pela primeira vez, durante entrevista a um programa deTV, o governador de São Paulo, José Serra, admite que deixará o cargo e sugere que se lançará candidato no início de abril. 20. Em busca da reeleição, o governador

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 359

Cronologia

as vendas do comércio varejista subiram 2,70% em janeiro em relação a dezembro de 2009, na maior elevação neste tipo de comparação registrada na série histórica do indicador do instituto, iniciada em janeiro de 2000. * O Senado recua e apenas suspende por 90 dias o ex-diretor da Casa, Agaciel Maia, tido como responsável por centenas

de atos usados para a contratação de aliados políticos e senadores e até para aumentos de salário dos funcionários. 12. IBGE informa que o emprego industrial subiu 0,3% em janeiro em relação a dezembro de 2009. Na comparação com janeiro do ano passado, houve queda de 1,1%. Para o instituto, os dados mostram “continuidade de uma recuperação gradual do emprego”. * O cartunista Glauco Vilas Boas e o filho dele, Raoni, são assassinados na casa deles, em Osasco, na Grande São Paulo. * Réus confessos no maior escândalo de doping do atletismo brasileiro, dois técnicos foram suspensos por quatro anos e cinco atletas receberam pena de um ano. 13. A rede varejista Carrefour Brasil anuncia a intenção de eliminar até 2014, de forma gradual, o uso de sacolas plásticas tradicionais em suas lojas. * Surgem novas denúncias sobre a Bancoop. Desta vez, a revista “Veja” revela que o tesoureiro do PT, João Vaccari, recolhia propina para o partido. 14. A brasileira Fabiana Murer conquista a inédita medalha de ouro do salto com vara no Mundial Indoor de Atletismo, em Doha, no Catar.


da Bahia, Jaques Wagner (PT), costura apoio até mesmo com antigos aliados do ex-governador Antonio Carlos Magalhães (morto em 2007). * O papa Bento XVI, em carta aos fiéis irlandeses, pediu desculpas por abusos sexuais cometidos por bispos da igreja no país.

22. Acabando com uma briga que eclodiu em 2007, o técnico Bernardinho inclui o levantador Ricardinho na pré-lista de convocados da seleção brasileira para a Liga Mundial. * O estudante Felipe de Oliveira Iasi é indiciado por ter levado o assassino confesso do cartunista Glauco, Carlos Eduardo Sundfeld, o Cadu, à casa dele. * O governador cassado do DF, José Roberto Arruda, desiste de recorrer aoTSE e assim deixa o governo. Porém, mesmo preso, mantém os seus direitos políticos. 23. Investigações do Conselho Nacional do Ministério Público chegam ao ProcuradorGeral de Justiça do DF, Leonardo Bandarra, suspeito de receber R$ 1,6 milhão no chamado “mensalão do DEM”. * O cineasta Fábio Barreto tem alta do hospital Copa D’Or (Rio) onde estava internado desde 20/12 por causa de um acidente de carro. * O ministro das Relações Exteriores da Grã-

Bretanha, David Miliband, anuncia a expulsão de um diplomata israelense do país pelo suposto uso de passaportes britânicos falsificados no assassinato de Mahmoud al Mabhouh, líder do Hamas, em janeiro, num luxuoso hotel de Dubai. 24. A exemplo do que fez no auge do mensalão, em 2005 e na campanha para reeleição em 2006, o presidente Lula acusa a imprensa de agir de “máfé” e dar informações erradas sobre o governo. * O chileno José Miguel Insulza é reeleito para o cargo de secretáriogeral da Organização dos Estados Americanos (OEA). Insulza ocupou o cargo em 2005 e foi eleito para outro mandato de cinco anos.

25. A taxa de desemprego apurada pelo IBGE nas seis principais regiões metropolitanas do país sobe de 7,2% em janeiro para 7,4% em fevereiro. * O presidente da emissora venezuelana Globovisión, Guillermo Zuloaga, e o deputado dissidente Wilmer Azuaje são detidos sob a acusação de ofender o presidente Hugo Chávez. Zuloaga é libertado na mesma noite. * Pela segunda vez, o presidente Lula é multado peloTSE, desta vez em R$ 10 mil, por propaganda dissimulada em favor de Dilma Rousseff. 19. As Forças Armadas Revolucionárias da

360 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Colômbia (Farc) libertam o soldado José Daniel Calvo, de 23 anos, capturado em 20 de abril de 2009. * O Ministério da Fazenda reduz de 10% para 5% a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre móveis, painéis de madeira, aglomerados de madeira e placas laminadas. * Um navio sul-coreano com 104 pessoas a bordo afunda perto da fronteira marítima do país com a Coreia do Norte e o caso vira incidente internacional. 27. Pesquisa Datafolha aponta José Serra com 36% das preferências de voto, enquanto a petista Dilma Rousseff pontuou 27%. 29. Anunciada a fusão das redes de varejo Ricardo Eletro e Insinuante, que formaram a “Máquina de Vendas”, com o objetivo de atingir um faturamento de R$ 10 bilhões em quatro anos, com atuação nas regiões Nordeste, Norte, Centro Oeste e Sudeste. * Duas mulheres-bomba se explodem em duas estações de metrô de Moscou, provocando a morte de pelo menos 39 pessoas. * Jornalista Armando Nogueira morre de câncer, aos 83 anos.

* Numa solenidade que custou R$ 170 mil aos cofres públicos, o presidente Lula reúne 30 ministros, 18 governadores e centenas

de prefeitos para apresentar a segunda versão do Programa de Aceleração do Crescimento - o PAC 2. 30. A coalizão do primeiro-ministro Silvio Berlusconi vence as eleições regionais da Itália. * Atacado por sua cadela, Maradona passa por cirurgia e leva 10 pontos na boca. * O Ministério Público Federal pede à Justiça Federal que condene o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), a devolver aos cofres públicos os valores que ganhou acima do teto constitucional nos últimos cinco anos. O valor estimado é de R$ 1,4 milhão.

31. Pesquisa Datafolha aponta José Serra com 36% das preferências de voto, enquanto a petista Dilma Rousseff pontuou 27%.

Abril

1. Os Estados Unidos apresentam oferta ao governo brasileiro e abrem a negociação de uma solução alternativa à aplicação de retaliações contra 102 produtos americanos. * O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, anuncia que não deixará o cargo para disputar eleições. 2. Levantamento da consultoria Brand Finance coloca bancos


brasileiros no topo de ranking das marcas mais valiosas do Brasil, com Bradesco, Itaú e Banco do Brasil. * O filme “Chico Xavier” é visto por cerca de 590 mil pessoas, na sua estreia. A cinebiografia do médium, baseada no livro de Marcel Souto Maior, “As Vidas de Chico Xavier” vira a maior bilheteria da história do cinema nacional desde 1995, nos três primeiros dias de exibição.

das mais movimentadas avenidas da Barra da Tijuca. * O STF nega pedido do deputado cassado Roberto Jefferson para incluir o presidente Lula como réu no processo do mensalão.

 9. O vice-presidente,

7. A base aliada, comandada pelo PT e PMDB, manda para a “geladeira” projeto de lei que impede a candidatura de políticos com ficha suja e adia a votação para a primeira semana de maio. * A indústria de São Paulo, que representa cerca de 40% da produção nacional, registra aumento de 2,2% na produção em fevereiro, em relação ao mês anterior, segundo o IBGE. * Uma revolta contra o presidente do Quirguistão, Kurmanbek Bakiyev, termina com a morte do ministro do Interior Moldomus Kongantiyev. Bakiyev deixou o país. Roza Otunbayeva, ex-ministra de Relações Exteriores, assume interinamente. 8. “Vida Alheia” estreia na Globo e mostra, com texto de Miguel Falabella, o lado cômico do assédio da imprensa às celebridades. * Atentado mata Diego, filho do bicheiro Rogério de Andrade, em uma

José Alencar (PRB), anuncia que desiste de se candidatar às eleições devido aos seus problemas de saúde.

10. Diante de 3 mil pessoas, em Brasília, PSDB, DEM e PPS lançam a pré-candidatura de José Serra à Presidência. * O presidente da Polônia, Lech Kaczynski, sua esposa, Maria Kaczynski, e uma delegação de autoridades do alto escalão do governo do país morrem num trágico acidente de avião na Rússia. 11. As primeiras eleições multipartidárias em 25 anos no Sudão duram cinco dias e são marcada por problemas. O presidente Omar al-Bashir, há 30 anos no poder, é reeleito e enfrenta uma ordem internacional de prisão por crimes de guerra. * O PV promove convenção para lançamento de suas

pré-candidaturas; em São Paulo é escolhido o ambientalista Fabio Feldman e, no Rio é confirmado Fernando Gabeira. 12. Apostando na linha espiritualista, Elizabeth Jhin assina “Escrito nas Estrelas”, novela das 6 da Globo protagonizada por Nathália Dill. * James Cameron, o diretor canadense de Avatar, a maior bilheteria do cinema mundial, participa em Brasília de ato pelo cancelamento do leilão da usina de Belo Monte, marcado para o próximo dia 20 de abril.

* O número dois do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, faz comentários polêmicos, no Chile, vinculando os escândalos de pedofilia envolvendo religiosos ao homossexualismo. * O STJ decide, por 8 votos a 5, soltar José Roberto Arruda, exgovernador do DF, preso desde o dia 11 de fevereiro numa cela da Polícia Federal. 13. Entra em vigor o novo Código de Ética Médica, que legitima a prática da ortotanásia suspensão do tratamento que mantém o paciente vivo artificialmente. * Pesquisa considerada polêmica pelo PSDB, feita pelo instituto Sensus, aponta empate técnico entre José Serra (33%) e Dilma Roussef (32%). * Pesquisa de emprego

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 361

Cronologia

* O vice-governador paulista Alberto Goldman (PSDB) assume interinamente o cargo devido à renúncia de José Serra.  4. Na terceira etapa do Grande Prêmio de Fórmula 1, a equipe Red Bull confirma bom momento com dobradinha de Sebastian Vettel em primeiro e Mark Webber no segundo lugar. Felipe Massa (Ferrari) chega em sétimo e passa a liderar o Mundial, com 39 pontos. 5. A Câmara de Comércio Exterior (Camex) decide zerar a alíquota de importação do etanol, que era de 20%, até o dia 31 de dezembro de 2011. * Em sua estreia em palanques sem a presença do presidente Lula, Dilma Rousseff diz que os tucanos são “lobos em pele de cordeiros”.  6. Com um discurso em defesa da ética na política, Alberto Goldman assume o governo

paulista no lugar de José Serra. * Sob rumores de que estaria sendo pressionado para liberar a construção da hidrelétrica de Belo Monte, o presidente do Ibama, Roberto Messias Franco, pede para ser exonerado do cargo. Para o seu lugar, é nomeado Abelardo Bayma de Azevedo.


em março, divulgada pela Fiesp, mostra que, pela primeira vez desde abril de 2007, nenhum setor da indústria paulista teve saldo negativo de empregos. 14. Um ciclone com ventos de mais de 160 quilômetros por hora demole dezenas de milhares de casas no nordeste da Índia, matando pelo menos 114 pessoas nesse país e mais duas em Bangladesh. * Um forte terremoto atinge uma comunidade pobre de maioria tibetana na China, no sul da província de Qinghai, matando pelo menos 1.994 pessoas. 15. O governo projeta em R$ 535,91 o valor do salário mínimo que valerá em 2011, primeiro ano do sucessor do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. * O MST intensifica onda de invasões de terras e prédios públicos em 16 estados. Segundo balanço da entidade, são 42 ações. 16. A Justiça Federal em Mato Grosso anuncia a prisão preventiva do ex-petista Valdebran Padilha, envolvido no escândalo dos aloprados, por fraudes na Funasa daquele Estado.

* O BNDES anuncia participação de até 80% do total do investimento necessário para a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA), com orçamento estimado

pelo governo em R$ 19 bilhões. 17. Pesquisa Datafolha feita após o lançamento de José Serra como pré-candidato mostra o tucano com 38% das intenções de voto, à frente da petista Dilma Rousseff, com 28%. 18. Morre Lady Laura, mãe do cantor Roberto Carlos.

19. A Justiça Federal do Pará suspende, pela segunda vez em menos de uma semana, o leilão da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA). * Eleito de forma indireta para completar o mandato de José Roberto Arruda, Rogério Rosso (PMDB) é empossado como novo governador do Distrito Federal.

* O monsenhor Luiz Marques, de Arapiraca (AL), tem prisão preventiva decretada sob acusação de abusar de ex-coroinhas. 20. O governo derruba a liminar e o diretor geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hubner, confirma que o consórcio vencedor do leilão da usina de Belo Monte foi o Norte Energia, constituído por nove empresas. 21. O grupo controlador do Banco Patagônia anuncia a

362 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

venda de 51% das ações da instituição para o Banco do Brasil por US$ 479,66 milhões. * Pesquisa Ibope/Diário aponta José Serra com 36% das intenções de voto, enquanto Dilma Rousseff aparece com 29%. * O corpo do líder comunitário José Maria Filho, de 42 anos, é encontrado na estrada que liga Limoeiro do Norte ao sítioTomé, a 15 km da sede do município. Conhecido como Zé Maria doTomé, ele se destacava na luta contra a contaminação por agrotóxicos na Chapada do Apodi. Sua morte e sua luta ganham repercussão internacional quando 34 ONGs europeias divulgam carta em repúdio à situação na Chapada do Apodi e de solidariedade aos movimentos sociais brasileiros. O líder comunitário foi assassinado com 18 tiros. 23. Brasil e outros emergentes se opõem à adoção de novas taxas sobre os bancos, durante reunião de ministros de Finanças e presidentes de bancos centrais do G20. * Dirigido por Sandra Werneck, o filme “Sonhos Roubados” lança um olhar feminino sobre a realidade das comunidades cariocas. * O Arizona é o primeiro estado norte-americano a tornar a imigração ilegal um crime. Além de ser alvo de recursos, a lei também atraiu para o estado pedidos de vários grupos para um boicote turístico e de produtos fabricados no local. *Toma posse na presidência do STF o

ministro Cezar Peluso. 24. Na presença de Dilma Rousseff, o PT-SP lança as pré-candidaturas de Aloizio Mercadante ao governo e de Marta Suplicy ao Senado. * A UNE decide que irá se manter neutra nas eleições presidenciais. 25. Os brasileiros Antônio Luiz Seabra, dono da Natura, e Lily Safra foram incluídos na lista das maiores fortunas do mundo pelo “Sunday Times”, com patrimônio superior ao da própria Rainha da Inglaterra. 26. Ministério da Saúde divulga balanço informando que 25% dos brasileiros têm hipertensão. * O deputado Paulo Maluf é condenado pela 7ª Câmara de Direito Público doTribunal de Justiça de São Paulo na ação de improbidade administrativa em que era acusado de superfaturar a compra de frangos para a Prefeitura de São Paulo, em 1996.

* O ex-ditador do Panamá, Manuel Noriega, que ficou preso por 20 anos nos Estados Unidos, é extraditado para a França, onde será julgado por lavagem de dinheiro do tráfico de drogas. 27. Após consulta às bases, o PSB decide que não lançará candidato às eleições presidenciais, pondo fim à pré-candidatura de Ciro Gomes. * O Bradesco e o Banco do Brasil anunciam a


criação da “Elo”, uma nova bandeira brasileira de cartões de crédito e débito. * O senador paraguaio Robert Acevedo é alvo de um atentado em Pedro Juan Caballero, cidade que faz fronteira com a brasileira Ponta Porã (MS). Um segurança e o motorista do senador morreram. * STJ legaliza adoção de duas crianças por casal de lésbicas no Rio Grande do Sul. 28. Em visita a Brasília, o presidente venezuelano Hugo Chávez anuncia que seu “coração está com Dilma”.

* O fim da redução do IPI afeta a confiança da indústria em abril, de acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). O índice cai 1% em abril em relação a março.

Maio

1. A Cimed ganha do Montes Claros na final e conquista seu terceiro título seguido da Superliga Masculina de Vôlei. 2. Santos, em São Paulo, Grêmio, no Rio Grande do Sul, e AtléticoMG, em Minas Gerais, conquistam títulos estaduais. 3. Duas mães que vivem em Goiás destrocam os bebês que acreditavam ser seus filhos, após mais de um ano de convivência. A troca foi

feita três dias depois de exames de DNA comprovarem que os bebês foram identificados incorretamente no Hospital e Maternidade Santa Lúcia, em Goiânia, no dia 25 de março de 2009. * Uma pintura de Pablo Picasso de 1932 é vendida por US$ 106,5 milhões, um recorde mundial em leilões de uma obra de arte. “Nu, Folhas Verdes e Busto” era avaliada entre US$ 70 milhões e US$ 90 milhões antes do leilão e foi vendida pela casa de leilões Christie’s a uma pessoa não identificada, que fez o lance por telefone. O quadro, retratando a musa e amante de Picasso MarieTherese Walter, mede 1,5 m por 1,2 m.

 4. O governo anuncia o Plano Nacional de Banda Larga, com metas a serem implantadas de 2011 a 2014, para massificar os serviços de internet rápida no país.

 6. Morre Maria Amélia Buarque de Hollanda, dona Memélia, mãe do cantor Chico Buarque e viúva do historiador Sérgio Buarque de Hollanda, aos 100 anos. Dona Memélia faleceu de causas naturais em

seu apartamento, em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. Deixou 7 filhos, 13 netos e 12 bisnetos. 7. O porta-voz da British Petroleum informa que foi instalado um domo de concreto e aço de 100 toneladas sobre o grande vazamento de petróleo no fundo do Golfo do México. O domo foi assentado no lodo, a mais de 1 quilômetro de profundidade. 8. O Bayern de Munique conquista o título do Campeonato Alemão pela 22ª vez na história.  9. O Chelsea conquista o título do Campeonato Inglês pela quarta vez na história.

* O piloto australiano Mark Webber, da Red Bull, vence o GP da Espanha de Fórmula 1. 11. O técnico Dunga anuncia a lista de 23 convocados para defender a seleção brasileira na Copa do Mundo na África do Sul. 12. Sete crianças e dois adultos são mortos a facadas em um ataque a uma escola na província chinesa de Shaanxi. Outras 11 pessoas ficaram feridas. Depois do ataque, WuHuanming, de 48 anos, voltou para casa e cometeu suicídio. Foi o quinto ataque em escolas primárias no país em dois meses, com 17 pessoas mortas e cerca de 100 feridos. * Um menino holandês de 10 anos é o único

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 363

Cronologia

* O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) eleva o juro básico da economia em 0,75 ponto percentual, colocando-o em 9,50% ao ano. * O SuperiorTribunal de Justiça derruba a patente do Viagra, cuja exclusividade de produção é do laboratório Pfizer. 29. O Supremo Tribunal Federal conclui que a Lei de Anistia é válida e rejeita sua revisão, impedindo processos e punições a agentes de Estado que atuaram na ditadura e praticaram crimes contra os opositores do regime. * A procuradora de Justiça aposentada Vera Lúcia Sant’Anna Gomes é indiciada por torturar uma criança de 2 anos e 9 meses. * A revista norte-

americana “Time” coloca o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no topo de sua lista das pessoas mais influentes do mundo. * Previsões certeiras fizeram do Bradesco o grande vencedor da quarta edição do Ranking AE Projeções. 30. A principal autoridade das Nações Unidas para direitos humanos, a sul-africana Navi Pillay, considera “muito ruim” a decisão do STF em manter a Lei de Anistia inalterada no País. * Estreia a sequência de “Homem de Ferro 2” com Robert Downey Jr. pela segunda vez na pele do super-herói blindado.


sobrevivente da queda de avião da companhia líbia Al Afriqiyah Airways, com 104 pessoas a bordo, no momento de aterrissagem emTrípoli.

13. Depois de sofrer pressão de diversos setores da sociedade, o governo brasileiro publica uma nova versão do Programa Nacional de Direitos Humanos. No novo texto desaparecem as expressões “repressão ditatorial” e “perseguidos políticos”, que descontentavam os militares. * O Ministério da Fazenda do Brasil anuncia redução de R$ 10 bilhões nos gastos federais. A medida visa conter o superaquecimento da economia e o risco de inflação.

* O Dia da Indústria marca o começo da celebração dos 60 anos da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec). Na data, é outorgada a Medalha do Mérito Industrial a três personalidades que promoveram o desenvolvimento da indústria e da economia cearenses: o presidente da Fundação Edson Queiroz, chanceler Airton Queiroz; o vice-presidente da Confederação Nacional

da Indústria (CNI), Jorge Parente; e o empresário Vicente Paiva (in memoriam). 14. O ônibus espacial Atlantis parte em sua última missão oficial. Seu objetivo é levar novas baterias e um novo aposento para a Estação Espacial Internacional, em viagem que deve durar 12 dias. Depois, o Atlantis será o primeiro ônibus espacial aposentado, depois de 25 anos em atividade. 16. A Inter de Milão conquista o quinto título e o 18º de sua história no Campeonato Italiano. * O Barcelona consegue o segundo título seguido e o 20º de sua história no Campeonato Espanhol. * O piloto australiano Mark Webber, da Red Bull, vence o GP de Mônaco de Fórmula 1. 19. O juiz da 27ª Vara Cível de Belo Horizonte condena os pais de um estudante da 7ª série de um colégio particular de Belo Horizonte a pagarem indenização de R$ 8 mil por bullying contra uma colega de sala. * Por unanimidade, o Senado brasileiro aprova o Ficha Limpa, projeto de lei que impede a candidatura de políticos condenados por órgão colegiado e aumenta de três para oito anos o tempo que o “ficha suja” ficará sem poder concorrer quando for condenado pelo Judiciário. * Um único ladrão entrou no Museu de Arte Moderna de Paris e levou obras de arte avaliadas em R$ 224 milhões. As pinturas roubadas são “O Pombo e as Ervilhas”, de Pablo Picasso, “A

364 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Pastoral”, de Henri Matisse, “A Oliveira Próxima a Estaque”, de Georges Braque, “A Mulher com Leque”, de Modigliani e “Natureza Morta com Candelabros”, de Fernand Léger.

21. O Banco Central lança moeda comemorativa da Copa do Mundo de 2010. Com valor de R$ 5, a moeda de prata será vendida no site do BC. África do Sul, Portugal, França, Espanha, Alemanha e Austrália foram alguns dos países que também cunharam moedas comemorativas da Copa. * Os crimes cometidos pelas Forças Armadas do Brasil na região do Rio Araguaia, no Pará, entre 1972 e 1975, começam a ser julgados pela Corte Interamericana de Direitos Humanos, da Organização dos Estados Americanos, com a participação de familiares dos desaparecidos. 22. A Inter de Milão derrota o Bayern de Munique e conquista o título da Liga dos Campeões da Europa.

24. A decisão do governo da Jamaica de capturar e extraditar o traficante Christopher Dudus Coke para os EUA inicia uma onda de violência na capital,

Kingston, que resulta na prisão de 200 pessoas e na morte de outras 73. 25. Detido desde março, o cineasta Jafar Panahi deixa a prisão de Evin, emTeerã, depois de pagar o equivalente a R$ 370 mil de fiança. A decisão do tribunal iraniano foi tomada uma semana depois de Panahi ter iniciado greve de fome. 26. O delegado Clayton Leão, de 35 anos, é assassinado enquanto concede entrevista ao vivo pelo telefone a uma rádio. Seu carro estava estacionado na Estrada da Cascalheira, entre Salvador e Camaçari, quando foi abordado por três homens, que estavam num carro branco, furtado momentos antes. O delegado levou dois tiros na cabeça e morreu na hora. * A Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do Pecém é aprovada pelo Conselho nacional das Zonas de Processamento de Exportações (ZPEs), em Brasília. 27. A polícia da África do Sul resgata um empresário brasileiro que foi sequestrado na cidade de Kensington. Acreditase que ele foi vítima de um grupo de nigerianos que atrai estrangeiros para a costa sul-africana com propostas de negócio e depois os sequestram, pedindo resgate a suas empresas.

28. Juan Manuel Santos, candidato


Junho

1. Os litorais Norte e Sul de São Paulo enfrentam surto de dengue com 22.346 casos registrados desde janeiro. Em nove cidades, o número de mortes causadas pela doença saltou de 1 para 51. 2. A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprova o fim da prisão especial para quem tem diploma de curso superior e para autoridades como ministros, governadores e deputados. * Um fenômeno paranormal afeta estudantes, a maioria meninas, da Escola de Ensino Fundamental Eduardo Barbosa, no Distrito de Cachoeira, Município de Itatira, no Sertão Central, distante 220 Km de Fortaleza. As autoridades do município não sabem explicar o que estava acontecendo. De acordo com depoimentos das vítimas, os sintomas são: dores musculares, de cabeça, sufoco no peito, palidez, calafrio, dificuldades para caminhar, náusea, paralisia muscular, aumento nos batimentos do coração, pressão alta, desmaio, inquietação e medo de morrer. 3. A Petrobras anuncia uma nova descoberta na camada pré-sal da Bacia de Campos, no campo de Marlim. 5. A tenista italiana Francesca Schiavone conquista o inédito título de Roland Garros.  6. O tenista espanhol Rafael Nadal conquista o título de Roland Garros pela quinta vez na história.

7. O presidente da Apple, Steve Jobs, apresenta a nova versão do celular iPhone, que começa a ser vendido nos Estados Unidos com preço aproximado entre US$ 199 a US$ 299. * 43,7 milhões de brasileiros terão acesso aos novos procedimentos médicos incluídos na cobertura obrigatória dos planos de saúde. As mudanças valem para contratos assinados a partir de 1999 e abrangem desde consultas simples a transplantes de medula. 8. Na tentativa de driblar a concorrência dos medicamentos genéricos contra a disfunção erétil, a Pfizer anuncia a redução de 50% no preço do Viagra.

 9. Banco Central dá continuidade ao processo de aumento do juro básico da economia, a Selic: a taxa foi elevada em 0,75 ponto percentual, para 10,25% ao ano. 10. OTribunal Superior Eleitoral proíbe políticos condenados por crimes graves em decisões colegiadas (tomadas por mais de um juiz) de se candidatarem já nas eleições de outubro. * Começa a 42ª edição do Festival Internacional deTeatro de Londrina, mais antigo e tradicional evento de teatro no país. 13. O Exército colombiano resgata quatro militares sequestrados pelas Forças Armadas

Revolucionárias da Colômbia. A operação foi considerada como o resgate mais bemsucedido desde a liberação de Ingrid Bettancourt, em 2008. * O piloto inglês Lewis Hamilton, da McLaren, vence o GP do Canadá de Fórmula 1. 14. Morrem 191 pessoas em confrontos entre grupos da etnia quirguiz e da minoria usbeque, a maioria das vítimas foi linchada ou morta no interior de suas casas, incendiadas pelos quirguizes. * Pesquisa realizada pelos Estados Unidos revela que o Afeganistão possui US$ 1 trilhão em reservas minerais como lítio, ferro, ouro, nióbio e cobalto. * O primeiro-ministro britânico, David Cameron, faz um pedido oficial de desculpas pelo massacre de 14 manifestantes norte-irlandeses por soldados britânicos na Irlanda do Norte em 30 de janeiro de 1972 - episódio conhecido como Domingo Sangrento. 15. O Brasil começa a Copa do Mundo de Futebol com vitória sobre a Coreia do Norte por 2 a 1. * O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anuncia a sanção, pelo presidente Lula, de aumento de 7,7% aos aposentados que ganham mais de um salário mínimo.

16. A Fifa e a CBF confirmam oficialmente

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 365

Cronologia

do presidente Álvaro Uribe, vence o primeiro turno das eleições presidenciais da Colômbia com 46% dos votos, resultado que surpreendeu o candidato do Partido Verde, Antanas Mockus, que aparecia empatado com Santos nas pesquisas de intenção de voto. * Pelo menos 71 pessoas morrem e 200 ficaram feridas, no descarrilamento de um trem perto de Sardiha, no leste da Índia. Autoridades indianas suspeitam que o acidente foi causado por uma sabotagem nos trilhos. 30. O piloto escocês Dario Franchitti vence as 500 Milhas de Indianápolis, na Fórmula Indy. * O piloto inglês Lewis Hamilton, da McLaren, vence o GP daTurquia de Fórmula 1. 31. O escritor paraense Wilson Bueno, de 61 anos, é encontrado morto, com duas perfurações de faca no pescoço, em sua casa na VilaTingui, em Curitiba. O jovem Cleverson Schimitt, de 19 anos, confessou ter assassinado o escritor depois de uma discussão sobre um cheque no valor de R$130, que o jovem teria usado para pagar dívidas. * Reconhecida internacionalmente por suas esculturas de aranhas gigantes, criadas entre 1994 e 2003 — uma delas instalada na entrada do Museu de Arte Moderna de São Paulo — , a artista nascida na França e naturalizada norte-americana Louise Bourgeois morre aos 98.


a exclusão do estádio do Morumbi para a Copa do Mundo de 2014. * A menos de quatro meses das eleições, os deputados da Comissão deTrabalho da Câmara aprovam reajuste médio de 56% para os servidores do Poder Judiciário. * Admiradores do escritor irlandês James Joyce (1882- 1941) de todo o mundo, inclusive do Brasil, comemoram o Dia de Bloom, data que marca o romance “Ulysses”, um dos mais importantes da literatura de língua inglesa.

17. O Los Angeles Lakers vence o Boston Celtics na final e conquista o título da NBA pela 16ª vez na história. 20. O Brasil derrota a Costa do Marfim por 3 a 1 na segunda rodada da Copa do Mundo. 22. Justiça aceita denúncia do Ministério Público Federal contra a empresáriaTânia Bulhões, dona de uma loja de móveis e artigos de luxo em São Paulo, e mais 13 pessoas, acusadas de integrar esquema de importação fraudulento entre 2004 e 2006. 23. A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, aparece pela primeira vez na liderança da pesquisa eleitoral realizada pelo Ibope e encomendada pela Confederação Nacional das Indústrias. Dilma tinha 40% das intenções de voto contra 35% do tucano José Serra.

* Morre Edith Shain, a enfermeira que aparece na famosa fotografia de Alfred Eisenstaedt, na qual é beijada por um marinheiro na celebração do fim da Segunda Guerra Mundial naTimes Square, em Nova York, aos 91 anos, de câncer.

* Quase nove anos depois do ataque terrorista ao WorldTrade Center, são encontrados os restos de corpos de 72 vítimas. O material foi achado dentre os destroços depois de uma nova busca iniciada em abril. 24. Depois de sete anos de espera, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) aprova o tombamento do prédio que abriga oTeatro Oficina, no bairro do Bixiga, em São Paulo. * Quebrando todos os protocolos, o presidente americano Barack Obama leva o líder russo Dmitri Medvedev para comer hambúrguer em uma de suas lanchonetes favoritas, a Ray’s Hell Burger, em Virgínia.

a tratamentos de prolongamento da vida após acidentes ou em caso de doença terminal. * O Banco Central eleva a alíquota do compulsório sobre depósitos à vista para evitar o crescimento excessivo do crédito. * O Brasil empata com Portugal por 0 a 0 na última rodada da primeira fase da Copa do Mundo. 23. São divulgadas imagens feitas durante a instrução de alunos que vão se tornar policiais militares do Ronda do Quarteirão denunciando situações constrangedoras e até desumanas, nas quais os alunos são obrigados a beber água em vasilhas usadas por cachorros da Polícia Militar, e recebem choques durante a demonstração de arma utilizada pela PM. 26. Morre, aos 66 anos, o jornalista, ator, diretor e escritor Alberto Guzik, que sofria de câncer no estômago e estava internado desde fevereiro. 27. O piloto alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, vence o GP da Europa de Fórmula 1. 28. O Brasil ganha do Chile por 3 a 0 nas oitavas de final da Copa do Mundo. 30. Funcionários da USP votam pelo fim da greve, que durava 57 dias.

por ter sido condenado peloTribunal de Justiça do Piauí por uso de publicidade de obras públicas para promoção pessoal. 2. O Brasil perde para a Holanda por 2 a 1 e foi eliminado nas quartas de final da Copa do Mundo.

* Um tribunal internacional intima a modelo britânica Naomi Campbell a depor no julgamento do expresidente da Libéria CharlesTaylor sobre um diamante bruto que ele supostamente teria lhe presenteado em 1997. Os promotores querem usar o testemunho de Naomi para provar queTaylor negociou os chamados “diamantes de sangue”, extraídos em zona de guerra. 3. A tenista norteamericana Serena Williams conquista o título de Wimbledon pela quarta vez na história.  4. A CBF oficializa a demissão do técnico Dunga, após a eliminação precoce na Copa do Mundo.

Julho

1. O ministro do 25. A mais alta corte da Alemanha emite sentença histórica, legalizando o suicídio assistido em casos em que o paciente tenha manifestado seu desejo de não ser submetido

366 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

SupremoTribunal Federal, Gilmar Mendes, concede a primeira liminar permitindo a candidatura de “fichas sujas” para o senador Heráclito Fortes. A medida suspende os efeitos da Lei da Ficha Limpa. Pela lei, o senador não poderia se eleger,

* O tenista espanhol Rafael Nadal conquista o titulo de Wimbledon pela segunda vez na história.  6. A comissão especial da Câmara dos Deputados aprova


descobertos, chamados de VRC01 e VRC02, foram encontrados no sangue de um paciente infectado.  9. Ao vivo na TV, o astro LeBron James anuncia sua troca de equipe na NBA, deixando o Cleveland Cavaliers pelo Miami Heat. * EUA e Rússia realizam a troca de 14 espiões no aeroporto de Viena, na Áustria. Por quatro americanos condenados por espionagem em Moscou, Washington libertou dez agentes russos presos em 27 de junho em uma operação do FBI. * O vigia Evandro Bezerra Silva, de 38 anos, suspeito de envolvimento na morte da advogada Mércia Nakashima, é preso em casa de parentes no município de Canindé de São Francisco, interior de Sergipe. Silva teve a prisão temporária decretada pela Justiça paulista e era considerado foragido.

* As autoridades iranianas anunciam que Sakineh Mohammadi Ashtiani, cuja condenação à morte por adultério motivou uma campanha internacional pelo cancelamento da execução, não será morta por apedrejamento. Mas Ashtiani, presa desde 2006, ainda poderá ser enforcada, observa o governo iraniano. 10. A Justiça de Guarulhos ( SP) decreta a prisão temporária do exnamorado da advogada

Mércia Mikie Nakashima, o advogado e ex-PM Mizael Bispo de Souza. Ele é o principal suspeito pelo assassinato da advogada. 11. O piloto australiano Mark Webber, da Red Bull, vence o GP da Inglaterra de Fórmula 1. * O presidente da França, Nicolas Sarkozy, defende o ministro doTrabalho, Eric Woerth, acusado de ter recebido doações ilegais de até 150 mil euros para sua campanha presidencial. É a mais grave crise política enfrentada pelo líder francês desde 2007. * Um grupo islâmico da Somália ligado à AlQaeda faz um ataque que deixa pelo menos 74 mortos em Kampala, capital de Uganda. As vítimas assistiam à final da Copa do Mundo em um restaurante e em um clube de rúgbi quando as bombas foram detonadas. Os mortos eram 60 ugandenses, 10 etíopes, 2 americanos, 1 irlandesa e 1 asiático de país não revelado. Outras centenas de pessoas ficaram feridas. 12. A ex-refém das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Ingrid Betancourt, nega a intenção de processar o governo colombiano, apesar de pedir uma indenização de US$ 6,8 milhões pelos mais de seis anos em que ficou em cativeiro das Farc.

13. A polícia italiana

prendeu pelo menos 320 pessoas em operações em todo o país contra a poderosa máfia calabresa, a Ndrangheta, numa das maiores investidas contra o crime organizado. 14. O governo lança edital do leilão do trem-bala entre São Paulo e Rio de Janeiro, que custará R$ 33 bilhões. Será criada uma empresa estatal de transporte ferroviário para ser sócia do negócio. A estatal terá participação prevista de 33%, além do poder de veto para algumas questões. Segundo estimativa do governo, a construção do trem deverá criar 72 mil empregos diretos e indiretos. O leilão é marcado para o dia 16 de dezembro, na Bovespa. * O quadro “Enterro”, de Candido Portinari, avaliado em R$ 1,2 milhão, é furtado do Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco (MAC), em Olinda. A obra fazia parte da “Série Azul” do artista e pertencia ao acervo do museu desde 1966. 15. Por 60 votos a 39, o Senado americano aprova o projeto de reforma regulatória do sistema financeiro do país. A nova lei representa a maior reforma de Wall Street desde a Grande Depressão dos anos 20. A legislação tem o objetivo de evitar outra crise financeira, impondo mais limites à capacidade de investimentos especulativos dos bancos, e estabelece maior proteção para o consumidor. 16. Morre, aos 75 anos,

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 367

Cronologia

a proposta de reforma do Código Florestal que libera cerca de 90% dos proprietários de terra do país da exigência de recuperar a vegetação nativa em uma parcela de suas terras. As pequenas propriedades - o tamanho do módulo varia de 5 a 110 hectares - ficam dispensadas de manter reserva legal em pelo menos 20% do terreno. * Após polêmico teste de sexualidade, a sulafricana Caster Semenya é liberada para voltar a participar de competições oficiais de atletismo. 7. A Igreja Católica cubana divulga a lista dos cinco presos políticos de Cuba que serão libertados como parte de um acordo em soltar 52 dissidentes. O compromisso foi assumido pelo líder Raúl Castro com o cardeal de Havana, Jaime Ortega, e o chanceler espanhol, Miguel Ángel Moratinos. 8. A procuradora aposentada Vera Lúcia Gomes pega 8 anos e 2 meses de prisão pelo crime de tortura. Ela foi denunciada em abril por empregados por espancar uma menina de 2 anos que estava sob sua guarda provisória. Adotada pela procuradora em março, a menina foi encontrada pelo ConselhoTutelar no dia 14 de abril com hematomas no rosto, no apartamento de Vera Lúcia, em Ipanema, zona sul do Rio. * Cientistas americanos descobrem dois anticorpos capazes de impedir que mais de 90% das variações conhecidas do vírus da Aids, o HIV, invadam células humanas. Os anticorpos


de falência múltipla dos órgãos, o ator e redator Gilberto Fernandes, mais conhecido como Gibe, que interpretava o personagem Papai Papudo, do Bozo, programa infantil do SBT.

Argentina, Cristina Kirchner, promulga lei que aprova o casamento entre pessoas do mesmo sexo no país. “Hoje somos uma sociedade um pouco mais igualitária que na semana passada”, disse Cristina em ato oficial na Casa Rosada.

19. Dois integrantes do Sendero Luminoso morrem durante um confronto com soldados do Exército do Peru, na região de Ayacucho, informa o Comando Conjunto das Forças Armadas. 20. O juiz José Antônio de Oliveira Cordeiro, de Caratinga, concede à professora aposentada Rosemary de Morais, de 55 anos, o direito de adotar o sobrenome do vice-presidente da República, José Alencar Gomes da Silva, em ação de investigação de paternidade. Rosemary alegou que a mãe, Francisca Nicolina de Moraes, conheceu Alencar em 1953, quando ambos moravam em Caratinga. O vicepresidente se recusou a fazer o exame de DNA, atitude que foi interpretada pelo juiz como presunção de paternidade. * A mulher do ministro doTrabalho da França, Florence Woerth, é interrogada por policiais que investigam as finanças da herdeira do império de cosméticos L’Oreal, Liliane Bettencourt - a mulher mais rica da França. 21. A presidente da

* A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, apresenta um novo pacote de sanções econômicas contra a Coreia do Norte, a fim de pressionar o país a desistir de seu programa nuclear. As sanções têm como alvo o comércio de armas. Em resposta, o governo norte-coreano disse que os EUA e a Coreia do Sul devem cancelar imediatamente os exercícios militares programados na região e recuar das novas sanções, caso contrário colocarão a região em perigo. * Quinze pessoas são presas em Corumbá (MS) por organizar caçadas a onça no Pantanal e no Parque Iguaçu (PR). A prisão foi fruto de dois anos de investigação da Operação Jaguar, da Polícia Federal, e do Ibama. 22. Declarada de forma unilateral em 17 de fevereiro de 2008 e reconhecida até agora por 69 países, a independência de Kosovo é considerada legal pela Corte Internacional de Justiça, de Haia, tribunal ligado à ONU. Instantes após a

368 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

divulgação da sentença, a Sérvia declarou que não vai reconhecer a independência e insiste que Kosovo é parte de seu território. 23. Convidado pela CBF, o técnico Muricy Ramalho não aceita ser o substituto de Dunga no comando da seleção brasileira. 25. Após recusa de Muricy Ramalho, Mano Menezes é contratado como novo técnico da seleção brasileira.

25. Cerca de 77 mil documentos secretos do Exército dos Estados Unidos relacionados à Guerra do Afeganistão são divulgados pelo site WikiLeaks.org, revelando um grande crescimento da força da insurgência Taleban e que as tropas do Paquistão estão ajudando os rebeldes no território afegão. * O Brasil derrotou a Rússia na final e conquista o título da Liga Mundial pela nona vez na história. * O ciclista espanhol Alberto Contador conquista o título da Volta da França pela terceira vez na história. 26. A festa de Nossa Senhora Santana, em Santana do Cariri, é marcada pelo boato de que o padre Adalmiran Vasconcelos, vigário da cidade, estaria “virando lobisomem”. Depois fica comprovado que tudo não passa de uma brincadeira realizada por um grupo de jovens da paróquia.

Eles protestam contra a determinação do vigário de proibir a realização de eventos culturais, considerados “profanos”, junto com a programação religiosa de festa. 27. Sem acordo, Maradona deixou o cargo de técnico da seleção argentina.

28. Um ônibus lotado atinge bomba colocada à margem de uma estrada no sul do Afeganistão, matando 25 pessoas que estavam a bordo. O veículo viajava da província de Nimroz para a capital Cabul. 29. Entra em vigor a lei que obriga agentes policiais a interrogar pessoas suspeitas sobre seu status migratório no Estado americano do Arizona. É a primeira lei dos Estados Unidos que criminaliza imigrantes sem documentos. * A auxiliar de enfermagem francesa Dominique Cottrez, de 45 anos, é presa por ter sufocado oito recémnascidos, seus filhos. Os corpos dos bebês são encontrados em Villersau-Tertre, vilarejo de 700 habitantes no norte da França. Mãe de duas filhas na faixa dos 20 anos, ela declarou que “não desejava ter mais filhos e nem consultar médicos para utilizar meios contraceptivos. * A coalizão de centrodireita que sustenta o primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi sofre um forte abalo após o


premiê romper a aliança com o presidente da Câmara, Gianfranco Fini, seu aliado de longa data. * A Procuradoria-Geral da Fazenda estabelece nova regra autorizando homossexuais a incluir o companheiro ou companheira como dependente na declaração do Imposto de Renda (IR). * O trânsito de caminhões na Marginal Pinheiros e nas Avenidas dos Bandeirantes e Jornalista Roberto Marinho estará proibido, na cidade de São Paulo. A multa para quem desrespeitar as regras será de R$ 84,15 e acarretará quatro pontos na carteira. A medida, esperada desde a abertura doTrecho Sul do Rodoanel, em março, foi anunciada pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM). 30. O líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Alfonso Cano, propõe o diálogo ao presidente eleito do país, Juan Manuel Santos.

Agosto

1. Agentes do IBGE iniciam o Censo Demográfico 2010, que permitirá conhecer, pela primeira vez, também, o número de pessoas que residem em penitenciárias, orfanatos e asilos, e poderá ser respondido pela internet. * O piloto australiano Mark Webber, da Red Bull, vence o GP da Hungria de Fórmula 1. 2. Após sete anos em guerra, o presidente americano Barack Obama decreta o fim das operações militares americanas no Iraque. * O presidente Lula sanciona lei que cria estatal responsável pela administração dos contratos de exploração na camada pré-sal. 3. As paralisações para os jogos brasileiros na Copa do Mundo e os estoques elevados derrubaram em 1% a produção industrial em junho em relação a maio, como revelou o IBGE.  4. Após superar o Vitória na final, o Santos conquista o título da Copa do Brasil pela primeira vez na história.

* O Cade aprova aquisição de 71,25% do capital social e votante da Nossa Caixa pelo Banco do Brasil. 5. As aplicações na caderneta de poupança

superam as retiradas no mês de julho em R$ 6,84 bilhões, valor recorde para o mês da série (1995). * A juíza Marixa Fabiane Lopes, do 1ºTribunal do Júri do Fórum de Contagem (MG), aceita denúncia do Ministério Público Estadual contra o goleiro Bruno e outros oito acusados pelo desaparecimento de Eliza Samudio.

* O primeiro debate na tevê entre os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB), Marina Silva (PV) e Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), na Band, acaba se transformando em um duelo entre Dilma tentando puxar para os números e realizações do governo Lula e Serra para a Saúde.

 6. É reduzida a zero a alíquota de importação de aeronaves, aparelhos de treinamento de voo e aquisições no exterior de partes e peças destinadas a fabricação, reparo, manutenção, transformação, modificação ou industrialização de aeronaves. 7. A Hypermarcas fecha a compra da Mabesa do Brasil, fabricante de fraldas

descartáveis, absorventes higiênicos femininos e lenços umedecidos. O valor do negócio está estimado em R$ 350 milhões.  9. O Banco do Brasil assina com o Bradesco e o Banco Espírito Santo S.A. (BES) memorando de entendimento para estabelecer parceria estratégica na África. 10. Na estreia do técnico Mano Menezes, a seleção brasileira ganha amistoso contra os Estados Unidos por 2 a 0. * Registrado aumento de 4,9% no emprego industrial em junho na comparação com igual mês do ano passado, maior taxa de crescimento e recorde da série histórica mantida pelo IBGE, iniciada em 2001. 11. As vendas do comércio varejista, medidas pelo IBGE, sobem 1% em junho em relação a maio e 11,3% na comparação com julho do ano passado. 13. A Petrobras anuncia lucro de R$ 8,285 bilhões no segundo trimestre de 2010, praticamente igual ao resultado do mesmo período do ano anterior, apesar de ter registrado grande aumento nas vendas. No semestre, a companhia acumula lucro de R$ 16,021 bilhões, alta de 11%.

* A brasileiraTAM e a chilena LAN anunciam uma fusão para criar a Latam, maior companhia

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 369

Cronologia

* Os ex-policiais militares Anderson dos Santos Salles, Joaquim Aleixo Neto, Moisés Alves dos Santos e Rodolfo da Silva Vieira são condenados a 18 anos e 8 meses de prisão pela morte de Antônio Carlos Silva Alves, portador de deficiência mental, em outubro de 2008. Eles faziam parte do 37º Batalhão da Polícia Militar de São Paulo e são suspeitos

de integrar grupo de extermínio conhecido por “Highlanders”, que decapitava suas vítimas.


aérea da América do Sul, com receita de US$ 8,4 bilhões, operação em 23 países e 40 mil funcionários. 14. As brasileiras Juliana e Larissa conquistam o título antecipado do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, sendo campeãs da competição pela quinta vez na história. * Criada para revelar novos astros do esporte, a primeira edição dos Jogos Olímpicos da Juventude começa a ser disputada em Cingapura. 15. O Exército de Israel inicia a remoção de uma barreira de concreto erguida há 9 anos para proteger o bairro judeu de Gilo, em Jerusalém, dos ataques palestinos. 16. A Suprema Corte do México dá aval à lei aprovada na capital do país que autoriza casais homossexuais a adotarem crianças. * Um Boeing 737-700 da companhia aérea colombiana Aires partese em três pedaços ao fazer um pouso de emergência no Aeroporto Gustavo Rojas Pinilla, na ilha caribenha de San Andrés, no norte da Colômbia. Uma passageira morreu e cinco pessoas ficaram em estado grave. 17. BNDES aprova incentivos ao investimento no setor de turismo para modernizar e ampliar a rede hoteleira, capacitando o país com infraestrutura turística adequada para a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos, em 2014 e 2016. * O Parlamento do Líbano aprova lei que concede, pela primeira vez aos palestinos, o

direito de trabalhar como qualquer outro estrangeiro no país. Antes da legislação, os cerca de 400 mil refugiados palestinos no Líbano só podiam trabalhar em serviços simples de baixa remuneração. 18. A última brigada de combate do exército dos Estados Unidos deixa o Iraque. Segundo o capitão Christopher Ophardt, a última unidade da 4ª Brigada Stryker, da 2ª Divisão de Infantaria, cruzou a fronteira com o Kuwait nas primeiras horas do dia. * Cade aprova a fusão entre Itaú e Unibanco, quase dois anos depois de as instituições financeiras terem anunciado o negócio, em novembro de 2008. * O Inter derrota o Chivas na final e conquista o título da Libertadores pela segunda vez na história. * O Internacional consegue o segundo título da Copa Libertadores da América de sua história. Com os 3 a 2 sobre o Chivas Guadalajara, em Porto Alegre, o time gaúcho coroou uma campanha com altos e baixos na competição. 19. A brasileira Fabiana Murer conquista o título da prova do salto com vara na Diamond League, o circuito de competições que reúne a elite do atletismo mundial.

* O atacante Neymar recusa oferta milionária do Chelsea e decide

370 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

continuar no Santos. * O Ministério do Trabalho informa que o saldo líquido de empregos criados com carteira assinada no país em julho foi de 181.796 vagas. Com o resultado de julho, a geração de vagas de emprego supera as demissões em 1.655.116 postos formais de trabalho desde janeiro de 2010. * O fotógrafo José Albano lança o “Manual do Viajante Solitário Rodando de 125 cc nas estradas do Brasil”, o relato da vida, dia após dia, com a consciência de ser verdadeiramente humano e absolutamente livre dentro do tempo, no Centro Cultural Banco do Nordeste.

20. A juíza Márcia Cunha de Carvalho, em exercício na 1ª Vara Empresarial do Rio, decreta a falência da antiga Varig, que atualmente operava com a bandeira Flex, e de duas outras empresas do grupo: Rio Sul Linhas Aéreas e Nordeste Linhas Aéreas. 21. Engenheiros iranianos e russos iniciam o abastecimento de combustível da usina de Bushehr, a primeira usina nuclear de geração de energia elétrica do Irã. 23. O balanço de pagamento do Brasil, que registra as transações do país com o exterior, registra em julho superávit de US$ 1,845 bilhão, uma queda de

60,5% em relação ao superávit de US$ 4,672 bilhões obtido no mesmo mês do ano passado. 24. A confiança do consumidor em agosto alcança nível recorde ao atingir 120,8 pontos, o maior da série do indicador, iniciada em setembro de 2005. * Um avião de passageiros E-190, fabricado pela empresa brasileira Embraer, com 96 pessoas a bordo, sofre um acidente ao tentar aterrissar no aeroporto da cidade chinesa de Yichun, perto da fronteira com a Rússia. Das 96 pessoas a bordo, ao menos 43 morreram e 53 foram resgatadas com vida. * Um megaengarrafamento numa estrada do norte da China completa dez dias e, de acordo com autoridades locais, é possível que persista ainda por mais algumas semanas. O congestionamento foi causado por interdições realizadas para o andamento de obras na estrada e se estendeu por cerca de cem quilômetros. 26. O Brasil termina a primeira edição dos Jogos Olímpicos da Juventude, em Cingapura, com sete medalhas conquistadas, sendo três de ouro, três de prata e uma de bronze. 27. O governo decide aumentar o capital da Caixa Econômica Federal e do BNDES com a transferência de ações ON da Petrobras. 29. A seleção brasileira feminina de vôlei fica com o vicecampeonato no Grand Prix, que foi vencido pelos Estados Unidos. * O piloto inglês Lewis


Hamilton, da McLaren, vence o GP da Bélgica de Fórmula 1. 30. A Polícia Federal mexicana exonera 3.200 agentes, o que equivale a quase 10% de seu efetivo, por suspeita de corrupção e envolvimento com o crime organizado. Outros 1.020 estão sujeitos a medidas disciplinares não especificadas.

Setembro 1. Governo e

Petrobras fecham a primeira etapa do processo de capitalização da estatal, com a aprovação do valor da operação de transferência de barris de petróleo que a União fará para a empresa. Ficou acertado que a operação custará US$ 42,533 bilhões à petrolífera, o que representa um valor médio de US$ 8,51 por barril, conforme antecipado pelo Grupo Estado. * O Corinthians completa 100 anos de fundação, com uma grande festa em São Paulo.

3. A compra da participação da Portugal Telecom (PT) na Vivo pela Telefônica recebe o sinal verde da Procuradoria Especializada da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). * O Club Athletico Paulistano veta a inclusão do companheiro de um sócio como seu dependente. O motivo é que o estatuto da entidade reconhece apenas união entre homem e mulher.  4. A Justiça ordena

que aTAM faça a modificação nos aviões que vão entrar em operação. As novas aeronaves terão de ter espaço mínimo entre os assentos de 84 cm e largura mínima de 50 cm. Caso não cumpra a decisão, a empresa terá que pagar multa diária de R$ 100 mil. 5. O grupo separatista basco ETA (Pátria Basca e Liberdade) declara cessar-fogo em um vídeo divulgado pelo site do jornal “Gara”. Não fica claro se o cessar-fogo é definitivo. A declaração foi recebida com ceticismo pelo governo da Espanha.

 6. O ex-presidente do Bradesco Márcio Arthur Laurelli Cypriano anuncia a renúncia do cargo de membro do Conselho de Administração do banco. * O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anuncia pacote de US$ 50 bilhões a fim impulsionar a economia estagnada e conter o desemprego, que atingiu 9,6% em agosto. 7. O Brasil perde para a Argentina e é eliminado nas oitavas de final do Mundial Masculino de Basquete. 8. A Corte Federal de Apelações de Washington suspende temporariamente o veto imposto por um juiz federal ao financiamento público de pesquisas com células-tronco embrionárias nos Estados Unidos.

* O Irã suspende a execução por apedrejamento de Sakineh Ashtiani, acusada de adultério. A iraniana, no entanto, continua respondendo por suposto envolvimento no assassinato de seu marido. Ativistas de direitos humanos interpretaram a decisão como manobra do governo deTeerã para ganhar tempo e aliviar a pressão da comunidade internacional. * Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2009 revela que a crise global ajudou a formar um acréscimo de 1,3 milhão de pessoas no contingente de desempregados entre 2008 e 2009. 10. O governador do Amapá, Pedro Paulo Dias (PP), e outras 17 pessoas, entre servidores públicos, agentes políticos e empresários, são presos durante a Operação Mãos Limpas, deflagrada pela Polícia Federal em Macapá.Todos são suspeitos de integrar um grupo que desviava verba pública do Estado e da União, por meio da contratação irregular de empresas privadas.

* Terry Jones, pastor de uma pequena igreja evangélica da Flórida, desiste da ideia de queimar exemplares do Alcorão, o livro sagrado do Islã, depois de receber críticas dos governos dos Estados Unidos, Alemanha e Líbano, além

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 371

Cronologia

* O presidente americano, Barack Obama, anuncia o término da missão americana de combate no Iraque. Cinquenta mil soldados americanos ainda permanecerão no Iraque para treinar as forças de segurança locais. A retirada completa está prevista para dezembro de 2011. * A Espanha desmantela

uma rede de prostituição de jovens brasileiros que atuava em pelo menos quatro cidades, explorando cerca de 80 vítimas - 64 homens e 16 mulheres e travestis. A quadrilha, formada por 16 pessoas, foi descoberta em uma investigação iniciada em fevereiro, nas cidades de Palma de Mallorca, Barcelona, Leon e Alicante. 2. A Petrobras aproveita as negociações para a cessão onerosa para reaver áreas do pré-sal que já teve sob sua concessão, mas acabou devolvendo para o governo por razões diversas. * OTribunal Superior Eleitoral decide que o deputado paraense Jader Barbalho, do PMDB, não poderá disputar cadeira no Senado nas eleições deste ano. Jader Barbalho foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que entrou em vigor neste ano.


da União Europeia e da Santa Sé. 11. A tenista belga Kim Clijsters conquista o bicampeonato do US Open. 12. O judô brasileiro encerra sua participação no Mundial do Japão com três medalhas de prata e uma de bronze. * O piloto espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, ganha o GP da Itália de Fórmula 1. * Os Estados Unidos derrotam a anfitriã Turquia na final e conquistam o título do Mundial Masculino de Basquete.

13. O governo de Cuba informa que cortará meio milhão de empregos públicos a partir do primeiro trimestre de 2011, para “tornar mais eficiente o atual processo produtivo e laboral” e “avançar na construção do socialismo”. * O tenista espanhol Rafael Nadal conquista o título do US Open pela primeira vez na carreira. 14. A norte-americana Sarah Shourd é libertada após mais de um ano de prisão no Irã. A medida foi um ato de clemência e marcou o feriado do Eid al-Fitr, encerrando o mês sagrado do Ramadã. 14. O senado francês aprova, por 246 votos a 1, o veto ao uso de trajes islâmicos que cobrem todo o rosto, como a burca e o niqab. A lei já havia sido aprovada na Câmara em 13 de julho e prevê multa de €150

para quem usar esse tipo de traje nas ruas e em edifícios públicos. * O Tesouro Nacional volta ao mercado internacional e vende US$ 500 milhões de títulos da dívida externa com vencimento em 2041. * Segundo o relatório anual da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), cai pela primeira vez em 15 anos o número de famintos no mundo, de 1,02 bilhão em 2009 para 925 milhões em 2010. * Turistas são retirados daTorre Eiffel e do parque vizinho ao monumento após ameaça de bomba. Horas mais tarde, a polícia francesa informa que não encontrou nenhuma bomba no local. 15. O caseiro Francenildo dos Santos Costa, personagem central do episódio que resultou na demissão do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci, ganha na Justiça o direito a indenização por danos morais de R$ 500 mil, pela violação de seu sigilo bancário pela Caixa Econômica Federal.

17. Seis homens são presos em Londres suspeitos de planejar um atentado terrorista contra o papa Bento XVI. Os suspeitos trabalhavam para uma empresa terceirizada que faz a limpeza 18. Pelo menos 17 pessoas morrem no Afeganistão durante as

372 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

eleições legislativas, o primeiro pleito desde a reeleição do presidente Hamid Karzai em 2009. Cerca de 2,5 mil candidatos concorreram a 249 cadeiras no Parlamento. * Roseli Feitosa conquista o primeiro título mundial do boxe feminino brasileiro, ao ganhar competição em Barbados. * Com casa cheia ao longo de 12 horas de shows, cortejos, exposições, performances de dança, teatro e poesia, uma grande “virada cultural” marca a celebração dos 30 anos do disco “Massafeira Livre” e o lançamento de sua reedição em CD, acompanhada de livro, no Theatro José de Alencar. * O Ministério da Saúde confirma o primeiro caso, no ano, de raiva humana transmitida por cão, no país.Trata-se de um rapaz de 26 anos, de Chaval, agredido pelo seu cão. 19. O poço da britânica BP no Golfo do México, que provocou o maior vazamento de petróleo em alto mar da história dos EUA, foi declarado oficialmente desativado. * O vazamento de óleo no Golfo do México, provocado pela explosão de uma plataforma da British Petroleum em abril, é dado oficialmente como contido, segundo a Guarda Costeira dos Estados Unidos. 20. Na contramão do discurso de que adotaria maior controle de gastos a partir do segundo semestre, o governo brasileiro decide desbloquear mais R$ 1,72 bilhão das despesas do Orçamento de 2010. 21. A cidade de

Guarulhos, na Grande São Paulo, é atingida por uma forte chuva de granizo que destelha casas, derruba árvores e provoca o transbordamento de córregos. O gelo chegou à metade da altura dos carros. * A polícia financeira da Itália apreende € 23 milhões (US$ 30 milhões) de uma conta do Banco do Vaticano, em investigação sobre suposta lavagem de dinheiro. A Santa Sé se declarou “perplexa e surpreendida” pela investigação. * A poucos dias da conclusão da operação de aumento de capital da Petrobras, o Brasil começa a receber uma enxurrada de dólares: US$ 9,021 bilhões em cinco dias, valor 67% maior que o ingresso de dólares acumulado em todo o ano de 2010 até a segunda semana de setembro. * O Senado americano rejeita a abertura do debate sobre projeto de lei que pode permitir a homossexuais servirem nas Forças Armadas, revelando abertamente sua preferência sexual. Hoje, gays são admitidos, mas podem ser expulsos se revelarem seu homossexualismo, numa política conhecida como “Don’t ask, don’t tell” (não pergunte, não declare).

* O governo da Argentina apresenta acusações


formais contra os chefes dos principais jornais do país, “Clarín” e “La Nación”, alegando que agiram em cumplicidade com a ditadura militar. Os donos dos jornais falam em “aberração moral e jurídica”. 22. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, informa que o Fundo Soberano do Brasil (FSB) atuará no mercado de câmbio via Banco Central. 23. A megacapitalização da Petrobras termina marcada por forte alta das ações da empresa. O Conselho de Administração da companhia se reúne para definir o preço dos papéis, a partir do qual será conhecido o valor total do negócio, que, segundo projeções, deve variar entre R$ 110 bilhões e R$ 120 bilhões. * O Exército da Colômbia anuncia a morte do guerrilheiro Mono Jojoy, um dos líderes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia. O guerrilheiro era o chefe militar da guerrilha e considerado o número 2 na escala de comando do grupo, atrás apenas do líder, Alfonso Cano.

27. Para viabilizar a participação do BNDES na capitalização da Petrobras, o governo publica Medida Provisória autorizando que oTesouro emita até R$ 30 bilhões em títulos públicos para o banco 28. A Justiça da França considera que a queda do voo 447 da Air France, em 31 de maio de 2009, foi homicídio involuntário. O tribunal entendeu que os problemas com os sensores de velocidade detectados antes do voo configuram negligência da empresa. Pela primeira vez na história se fala em crime envolvendo um acidente aéreo. * OTribunal Regional Federal da 2ª Região mantém decisão favorável à divulgação da remuneração de executivos de companhias de capital aberto, revogando liminar impetrada pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef). 29. Com derrota para a

anfitriã República Checa, o Brasil é eliminado na segunda fase do Mundial Feminino de Basquete. * Os serviços de inteligência dos Estados Unidos, Alemanha, França e Reino Unido desvendam um plano de ataque terrorista simultâneo em Paris, Londres e Berlim. A operação teria sido planejada pela Al-Qaeda no Paquistão. * Astrônomos descobrem um planeta na chamada zona habitável da estrela Gliese 581. O novo planeta, batizado de Gliese 581g, tem tamanho próximo ao da Terra e fica a 20 anos luz de distância, o que é relativamente perto. A descoberta foi publicada na revista “Astrophysical Journal” por um grupo de cientistas da Universidade da Califórnia e do Instituto Carnegie, de Washington. 30. Foi de R$ 31,88 bilhões o reforço de receita que o caixa do governo recebeu com o processo de capitalização da Petrobras. Esses recursos entram no caixa da União e garantem em setembro o maior superávit primário das contas do governo central (Tesouro, INSS e Banco Central) da história.

* Galã de Hollywood na década de 50,Tony Curtis morre aos 85 anos, de parada cardíaca, em sua casa, em Las Vegas. Curtis ficou consagrado pelo seu papel na comédia de Billy Wilder

“Quanto Mais Quente Melhor”, de 1959, na qual contracenou com Marilyn Monroe e Jack Lemmon. * Israelenses e palestinos retomaram as negociações diretas de paz no resort egípcio de Sharm el-Sheikh.

Outubro

1. A Comissão de Ética Pública da Presidência da República arquiva o processo contra o ex-secretário Nacional de Justiça, RomeuTuma Júnior, por considerar que “nenhum dos deslizes éticos apontados foi comprovado”. * A Polícia Federal apreende em Roraima R$ 100 mil jogados, dentro de um pacote, em matagal próximo ao escritório do senador e candidato à reeleição Romero Jucá (PMDB), no bairro Canarinho, em Boa Vista. * O Ministério Público Eleitoral reapresenta à Justiça o pedido de cassação do registro do candidato a deputado federal pelo PR, Francisco Everardo de Oliveira da Silva, o Tiririca, sob a alegação de falsidade documental e ideológica.

* O presidente do Equador, Rafael Correa, decreta três dias de luto nacional pelas 8 mortes na crise eclodida após o motim de policiais em rejeição ao fim de gratificações profissionais. * O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 373

Cronologia

* A escolha do filme “Lula, o Filho do Brasil”, que conta a biografia do presidente da República, para representar o país na disputa por uma das cinco vagas de indicados ao Oscar de filme estrangeiro de 2011 é

recebida com choro e emoção na casa da família Barreto, no Rio de Janeiro. 25. O Fundo Soberano do Brasil (FSB) terá 3% da Petrobras após a conclusão do processo de capitalização da estatal. A informação consta no prospecto definitivo da oferta. 26. O piloto espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, vence o GP de Cingapura da Fórmula 1.


proíbe a divulgação de pesquisas registradas pelo Datafolha e pelo Alvorada Pesquisas, de Londrina, além de negar recurso apresentado pelo Ibope para rever a decisão. * STF decide dispensar título de eleitor e exigir só documento com foto para votar. 2. Milhares de pessoas participaram de uma manifestação contra Silvio Berlusconi em Roma neste sábado, dias após um voto positivo de confiança no Parlamento a favor do primeiroministro italiano. * O piloto escocês Dario Franchitti conquista o título da Fórmula Indy pela terceira vez em sua carreira. 3. A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e o presidente do país, Christian Wulff, comemoram o aniversário de 20 anos da reunificação do país ao destacar o crescente sentimento de orgulho nacional e a importância de integrar os imigrantes.

* Com quase 1,4 milhão de votos, o palhaço Tiririca, ou Francisco Everardo Oliveira Silva, do PR, torna-se o deputado federal mais votado das eleições. Ao todo,Tiririca teve mais que o dobro de eleitores que o segundo colocado em São Paulo, Gabriel Chalita (PSB), e arrasta candidatos de sua coligação à Câmara dos

Deputados. * O PV fecha o primeiro turno das eleições em clima de festa e com um tremendo dilema pela frente. A festa é pelos surpreendentes 19,6 milhões de votos. * Os Estados Unidos ganham da anfitriã República Checa na final e conquistam o título do Mundial Feminino de Basquete. * Os filhos da iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, condenada à morte por apedrejamento - sentença suspensa posteriormente -, apelam por asilo ao governo da Itália. O filho e a filha da iraniana dizem que estão sendo ameaçados por supostos agentes do governo iraniano. 5. Campeã mundial juvenil e grande revelação do atletismo brasileiro, Geisa Rafaela Arcanjo foi flagrada no exame antidoping. * Investigação da Receita Federal desmente o servidor petista Gilberto Souza Amarante, lotado em Formiga (MG), e afirma que ele acessou intencionalmente, sem motivação funcional, o banco de dados fiscais do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, em 3 de abril de 2009.

* Os filhos da ex-ministra Erenice Guerra, Israel e Saulo, recusam-se a prestar depoimento no inquérito da Polícia Federal que investiga o caso de tráfico de influência.

374 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

 6. A comissária para Assuntos Internos e Segurança da União Europeia (UE), Cecilia Malmström, disse em Tripoli que o bloco não tem os 5 bilhões de euros que o líder líbio Muamar Kadafi pediu para bloquear a imigração clandestina ainda nos portos africanos.

* Após dois dias de intenso debate, a Câmara Municipal aprova a emenda à Lei Orgânica que obriga a Prefeitura de Fortaleza a direcionar pelo menos 1% da receita orçamentária anual para o Orçamento Participativo e mais 0,01% para as emendas propostas por cada parlamentar da Casa. Ao todo, o Legislativo passa a ter poder sobre a aplicação de 1,41% do Orçamento anual do Município. 7. A seleção brasileira derrota o Irã por 3 a 0, em amistoso disputado em Abu Dabi. * Auditoria aprovada pelos ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) aponta desvio de recursos públicos no pagamento indevido de servidores do Senado, inclusive de horas extras. As irregularidades constatadas na administração da Casa causaram um prejuízo de cerca de R$ 180 milhões, na avaliação dos auditores. 8. O primeiro balanço feito pela ControladoriaGeral da União (CGU)

sobre os prejuízos do escândalo de corrupção conhecido como “farra das propinas” revela que R$ 25 milhões foram desviados dos cofres públicos da Prefeitura Municipal de Dourados. * O senador Romeu Tuma (PTB-SP), de 79 anos, é submetido a uma cirurgia para colocação de um dispositivo de assistência circulatória Berlin Heart - equipamento de metal utilizado em casos de insuficiência cardíaca. * Recomeça a propaganda eleitoral gratuita para o segundo turno com os candidatos Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB). Cada coligação passa a ter dez minutos para a veiculação naTV do programa eleitoral em bloco no período da tarde, às 13 horas, e outros dez à noite, às 20h30. No Rádio, os programas são transmitidos às 7 horas e ao meio-dia. * A candidata derrotada do PV à Presidência, Marina Silva, apresenta dez tópicos - subdivididos em 42 propostas ou exigências - do PV para negociar o apoio a Dilma Rousseff (PT) ou José Serra (PSDB) no segundo turno.  9. Início do SWU Music and Arts Festival, que terminou em 11 de outubro. O evento foi realizado na Fazenda Maeda, no município de Itu, a cerca de 70 km de São Paulo. As bandas Lonkin Park e Range Against The Machine foram algumas que se apresentaram no festival. 10. A primeira pesquisa do segundo turno da eleição


Serra no segundo turno das eleições. Depois de mais de seis horas de reunião, os integrantes da Executiva do partido sinalizaram a tendência de liberar seus filiados para manifestações pessoais de apoio. 14. Pesquisa Ibope/ Estado/TV Globo feita após o debate entre os presidenciáveis e a volta da propaganda eleitoral, mostra Dilma Rousseff com 49% das intenções de voto e o tucano José Serra com 43%. 16. Em meio à crise no processo de paz, o Ministério de Habitação israelense publicou uma licitação para a construção de 238 casas em dois bairros de Jerusalém Oriental: serão 158 unidades em Ramot e 80 em Pisgat Zeev.

17. Estreia da turnê de shows do grupo Black Eyed Peas na Praia de Iracema, em Fortaleza. 18. A ex-governadora do Alasca e emblema doTea Party, Sarah Palin, promoveu o primeiro comício do tour que o movimento ultraconservador fez durante 15 dias pelos Estados Unidos para captar votos às eleições de 2 de novembro. * Começam a ser vendidos os ingressos para o show de Paul McCartney, para o show do cantor no Estádio do Morumbi, zona sul de São Paulo, em 21 de novembro.

* Globo News ganha novo cenário - vinhetas, logotipo, títulos e cenários -, com o propósito de ficar mais moderno e ágil. 19. Estreia da minissérie “As Cariocas” - são dez capítulos com histórias sobre as mulheres, baseadas na obra homônima de Sérgio Porto. 22. Estreia da 34ª Mostra de Cinema de São Paulo, com mais de 450 filmes. * O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, prometeu rápida solução para a crise do lixo no sul do país, ao dizer hoje que o governo passará a gerenciar um aterro sanitário na periferia de Nápoles, perto do qual a polícia e moradores travaram confrontos nesta semana. Ele prometeu pagar 14 milhões de euros (US$ 20 milhões) em compensação aos moradores. 23. A brasileira Ana Marcela Cunha conquista o título da Copa do Mundo de Maratona Aquática, após ficar em terceiro lugar na última etapa. * A ginasta brasileira Jade Barbosa conquista a medalha de bronze na prova de salto no Mundial de Roterdã. * O nadador norteamericano Fran Crippen, de 26 anos, morre durante a disputa da última etapa da Copa do Mundo de Maratona Aquática, em Al Fujairah, nos Emirados Árabes Unidos. 24. O piloto espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, vence o GP da Coreia do Sul de Fórmula 1.

27. Um novo massacre deixou pelo menos 15 pessoas mortas no estado de Nayarit, na região central do México, informou uma funcionária do governo estadual. 28. O número de mortos pelo surto de cólera no Haiti ultrapassa 300, e a doença continua se alastrando pela população, que já tem mais de 4.722 infectados, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS). 31. A belga Kim Clijsters conquista o título do Masters da WTA, torneio que reuniu as oito melhores tenistas da temporada.

Novembro

1. A gráfica do jornal Correio Mariliense, em Marilia (435 quilômetros de São Paulo), é arrombada e quase teve o prédio incendiado. 2. O vice-presidente eleito MichelTemer é formalmente designado como coordenador político dos trabalhos de transição entre as equipes do atual e do futuro governo.  4. Estreia do filme “José e Pilar”, sobre a vida do escritor português José Saramago e sua mulher, Pilar Del Río. * Chico Buarque é o vencedor do 52º Prêmio Jabuti de Literatura. * A Empresa Brasileira de Correios eTelégrafos oficializa a nomeação de Fábio Vieira César para o posto de diretor de Operações. * O Ministério Público Federal em São Paulo ajuiza ação civil pública visando a declaração da responsabilidade civil

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 375

Cronologia

presidencial mostra a petista Dilma Rousseff com 48% das intenções de voto, contra 41% para o tucano José Serra. Segundo o instituto Datafolha, o candidato do PSDB foi o principal beneficiário da migração de votos de Marina Silva (PV). * O piloto alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, venceu o GP do Japão de Fórmula 1. * O piloto espanhol Jorge Lorenzo conquistou o título antecipado da MotoGP, ao terminar a etapa da Malásia na terceira posição. 11. A seleção brasileira derrotou a Ucrânia por 2 a 0, em amistoso disputado em Derby, na Inglaterra. * Supostos narcotraficantes atacaram um grupo policial que patrulhava uma rodovia no Estado de Sinaloa, no México, matando oito policiais. 12. José Serra sai em defesa do ex-diretor da Dersa, Paulo Vieira de Souza, e classifica como “fantasiosas” informações de que ele teria arrecadado R$ 4 milhões para a campanha presidencial do PSDB e depois desaparecido com o dinheiro. 13. Milhares de xiitas libaneses ofereceram uma vibrante recepção ao presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, no início de uma visita que deve agravar as preocupações do Ocidente com a crescente influência iraniana no Líbano. * O PV decide não apoiar formalmente nem a petista Dilma Rousseff nem o tucano José


de quatro militares reformados sobre mortes ou desaparecimentos forçados de pelo menos seis pessoas, além de tortura contra outras 20, todas detidas pela Operação Bandeirante (Oban), nos anos 70, auge da repressão. * Quase um ano depois do escândalo do “mensalão” do DEM no Distrito Federal, sai a primeira denúncia à Justiça. Os promotores Leonardo Bandarra e Deborah Guerner são denunciados por envolvimento no esquema de corrupção em Brasília. 5. A Polícia Federal do Rio Grande do Norte desarticula uma quadrilha que desviou R$ 2 milhões em superfaturamento das obras de duplicação da BR 101, no trecho entre a cidade de Arez (RN) e a divisa com a Paraíba. Entre os acusados está o diretor regional do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT), Gleidson Maia, sobrinho do ex-diretor geral do Senado Agaciel Maia e do deputado João Maia (PR-RN). * Lançamento do CD “É a gente sonhando”, de Milton Nascimento * Show do rapper Eminem no Jockey Club de São Paulo. * O candidato derrotado à Presidência pelo PSDB, José Serra, desfere, em Biarritz, França, críticas ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva, que considerou populista e “de direita”. Quando reclamou da política externa e da aproximação como Irã, ouviu de um membro mexicano da

plateia: “Por que não se cala?”. * A Polícia Militar começa a cumprir a ordem determinada pela juíza Maria do Socorro Montezuma Bulcão, da 1ª Vara de Aracati, e efetua o fechamento dos 22 estabelecimentos comerciais localizados na orla da Praia de Canoa Quebrada. No dia 10, a desembargadora Sérgia Miranda, doTribunal de Justiça do Ceará, cassa a liminar que determinava a interdição das barracas da Praia de Canoa Quebrada.  6. O brasileiroThiago Pereira conquistou o título da Copa do Mundo de Natação em piscina curta, totalizando 19 medalhas de ouro e três de prata nas sete etapas disputadas. * O surfista norteamericano Kelly Slater conquistou o título mundial pela 10ª vez na carreira.  07. O general Miguel Dalmao foi processado e enviado à prisão em Montevidéu pelo crime de “homicídio especialmente qualificado” de uma militante comunista em 1974, no primeiro caso de um militar em atividade processado por um crime cometido durante a ditadura uruguaia (1973-1985). * O piloto alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, venceu o GP do Brasil de Fórmula 1. 8. O ex-almirante argentino Emilio Eduardo Massera, de 85 anos, morreu no Hospital da Marinha em Buenos Aires. Massera foi um dos líderes do golpe militar de 1976 na Argentina. * Oito anos após haver

376 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

comandado a histórica transição entre as administrações de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010), Antonio Palocci volta ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), para iniciar a transição entre os governos de Lula e Dilma Rousseff.

 9. O ex-presidente dos EUA, George W. Bush, cuja autobiografia chegou às livrarias, declarou ter “largado a política” e defendeu decisões que tomou na Casa Branca. “Muita gente não achava que eu soubesse ler, muito menos escrever”, disse Bush na entrevista, destinada a promover seu livro “Decision Points”. * A presidente eleita Dilma Rousseff viaja com o presidente Luiz Inacio Lula da Silva para participar do G20, em Seul, na Coreia do Sul. 10. A Polícia Federal do México prendeu Manuel Fernández Valencia, conhecido como “La Puerca”, um sócio do chefão do narcotráfico Joaquín “El Chapo” Guzmán, informaram autoridades do país. * O delegado Protógenes Queiroz, criador da Operação Satiagraha, é condenado pela Justiça Federal a três anos e quatro meses de prisão pelos crimes de violação de sigilo funcional e fraude processual. * OTribunal de Contas

da União (TCU) relaciona 18 obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) entre as 32 que apresentam irregularidades graves e que, portanto, devem ser paralisadas. * Sete prefeitos são presos pela Polícia Federal na Bahia, na Operação Carcará, acusados de envolvimento em um esquema de fraude em licitações e desvio de verbas repassadas pela União aos municípios do Estado. * Uma força-tarefa da Polícia Civil e do Ministério Público Estadual (MPE) prende o chefe do setor de Educação da prefeitura de Analândia, Luiz Carlos Perin, de 44 anos, acusado de ser o mandante do assassinato do vereador Evaldo José Nalin (PSDB), executado com sete tiros no dia 10 de outubro. 11. A 50 dias de sua posse, a presidente eleita Dilma Rousseff faz sua estreia na política externa, em Seul, durante a cúpula do G20. * O presidente doTribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), desembargador Walter de Almeida Guilherme, afirma que o deputado eleito Francisco Everardo Oliveira Silva, o palhaço Tiririca (PR), conseguiu ler e escrever no teste a que foi submetido. * O vice-presidente da República, José Alencar, sente-se mal e a equipe médica que o atendia diagnostica enfarte agudo do miocárdio. 12. O promotor de Justiça Eleitoral da 1ª Zona da Capital, Maurício


são indiciados por fraude em licitação, corrupção passiva e formação de quadrilha no inquérito que investigou o superfaturamento de R$ 44 milhões na compra de maquinários para o Programa “MT 100% equipado” pelo então governador, Blairo Maggi (PR). 16. Em meio à disputa pelo comando da Câmara dos Deputados e em busca de espaço no futuro governo Dilma Rousseff, o PMDB monta superbloco parlamentar, com cinco partidos, que reunirá 202 deputados. * O promotor de Justiça Maurício Lopes, acusador deTiririca - palhaço que 1,3 milhão de brasileiros elegeram deputado pelo PR - requer anulação da audiência realizada na última quinta feira, quandoTiririca foi submetido e aprovado em teste de escrita e leitura. 17. A polícia grega entrou em choque com manifestantes hoje, em frente à Embaixada dos Estados Unidos em Atenas, durante um protesto marcado para lembrar um levante popular de 1973 contra a ditadura militar. * A seleção brasileira levou um gol de Messi no final e perdeu para a Argentina por 1 a 0, em amistoso disputado em Doha. 18. A banda Creedence Clearwater Revival faz show no Via Funchal, São Paulo. * O juiz Antonio Augusto Galvão de França Hristov, do fórum de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, condena Marcos Roberto Bispo dos Santos a 18 anos de prisão pela

participação no sequestro e assassinato do prefeito de Santo André (SP), Celso Daniel. 19. A presidente eleita, Dilma Rousseff, faz um discurso emocionado aos petistas reunidos em Brasília, no Diretório Nacional. Ela exaltou e agradeceu ao PT e pediu apoio para governar o país e compreensão na relação com os partidos aliados, que formaram a coalização que a elegeu. * A PrimeiraTurma do SuperiorTribunal de Justiça (STJ) acolhe recurso do Ministério Público Federal e torna a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius, novamente ré em processo na Justiça Federal que apura o escândalo do Detran gaúcho. * Começa a venda dos ingressos para o Rock in Rio, dez anos após a primeira edição. * O vice-presidente José Alencar dá entrada no Hospital Sírio-Libanês para realizar uma transfusão de sangue, um dia depois de ter alta e ter permanecido 24 dias internado. * Estreia o filme “Harry Potter e As Relíquias da Morte - Parte 1”. 20. A seleção brasileira de futebol feminino conquistou o título do Campeonato Sul-Americano e garantiu a vaga na Olimpíada de Londres. * O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, sofre tentativa de agressão, durante a abertura oficial da Virada Esportiva, no Vale do Anhangabaú, no Centro de São Paulo. Um vendedor ambulante

tentou acertar o prefeito com uma sacola plástica com gelo dentro. 21. Acontece a quarta edição do festival Planeta Terra, no Playcenter, em São Paulo 22. A chuva que cai no final da tarde em Brasília alaga o subsolo do Palácio do Planalto. * A banda americana Scissors Sisters faz show no Via Funchal, na capital paulista. * O deputado Paulinho, da Força (PDT-SP), é condenado pela Justiça Federal de São Paulo em ação civil de improbidade administrativa a devolver aos cofres públicos R$ 235.490,00 e ao pagamento de multa de R$ 471 mil. * O ex-governador Orestes Quércia volta a ser internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para dar continuidade ao tratamento contra um câncer. 23. A presidente eleita, Dilma Rousseff, escolhe para o comando do Banco Central (BC) o economista Alexandre Tombini, diretor de Normas da instituição, e define Miriam Belchior, assessora especial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e coordenadora do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), para o Ministério do Planejamento. * O vice-presidente José Alencar volta a ser internado no Hospital Sírio-Libanês para fazer exames relacionados ao tratamento do câncer no abdome, doença que enfrenta há mais de 10 anos. * Íris Abravanel, mulher do empresário

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 377

Cronologia

Antonio Ribeiro Lopes, anuncia mandado de segurança para que o deputado eleito Francisco Everardo Oliveira Silva (PR-SP), oTiririca, seja submetido a novo teste para aferir seu grau de alfabetização. 13. O Parlamento do Iraque aprovou por unanimidade a iniciativa do presidente da região autônoma do Curdistão iraquiano, Massoud Barzani, que abriu caminho para dissolver a crise política na qual o país estava imerso. * O SupremoTribunal Federal (STF) concede habeas corpus aos prefeitos detidos pela Polícia Federal baiana durante a Operação Carcará. Das 43 pessoas presas, deve ficar na cadeia somente Edson dos Santos Cruz, empresário apontado pela PF como o líder do esquema.14. O Brasil perdeu para a Rússia na final e ficou com o vicecampeonato no Mundial Feminino de Vôlei. * O partido Socialista do atual governo da Grécia venceu com ligeira vantagem o segundo turno da eleição local no país. A legitimidade do partido Socialista foi testada novamente em 11 das 13 regiões e cerca de 221 municipalidades. * A jazzista Norah Jones e sua banda se apresentam no Parque do Ipiranga, em São Paulo * O piloto alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, venceu o GP de Abu Dabi e conquistou o título da Fórmula 1. 15. Nove empresários e três servidores da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra)


e apresentador Silvio Santos, lança o livro de crônicas de autoajuda “Recados Disfarçados”. 24. Abertura do 43º Festival de Cinema de Brasília. * A presidente Dilma Rousseff confirma em nota oficial o economista AlexandreTombini, no Banco Central, anuncia a permanência do economista Guido Mantega à frente do Ministério da Fazenda, e confirma a engenheira e coordenadora do PAC, Miriam Belchior, no Ministério do Planejamento. * O papa Bento XVI aceita a renúncia do bispo de Caçador (SC), D. Luiz Carlos Eccel, de 58 anos. Antes do segundo turno das eleições, ele declarou apoio à então candidata Dilma Rousseff (PT) e denunciou como caluniosa uma campanha que ela vinha sofrendo por supostamente ser partidária da descriminalização do aborto. * Quase 300 semterra ligados ao MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra), invadem a sede do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) em Campo Grande (MS), em protesto contra a paralisação do Incra no estado. 25. Joe Jackson, pai de Michael Jackson, lança o livro “O Que Realmente Aconteceu a Michael Jackson” (Mundo Editorial). * O deputado Antonio Palocci Filho (PT-SP) é o novo ministro da Casa Civil. Ele aceitou convite da presidente

eleita, Dilma Rousseff, que comandou a pasta de junho de 2005 a março deste ano.

* A decisão da Justiça de Chaval, de adotar o “toque de recolher” para jovens e adolescentes com menos de 18 anos, após 23 horas, reacende a discussão de tal medida, que já foi adotada em outros municípios, como Eusébio, Quixadá, Irauçuba, Canindé e Aiuaba. 26. O vereador de Guarujá, Luís Carlos Romazzini, do (PT), é assassinado a tiros em sua casa , no distrito de Vicente de Carvalho. O crime ocorreu por volta das 2 horas da madrugada, quando três homens armados e não identificados invadiram sua casa atirando. * Estreia do filme de Woody Allen “Você Vai Conhecer o Homem dos Seus Sonhos”. * O Ceará comemora 50 anos de televisão. A Cidade contava apenas com cerca de cem televisores e foi neles que se pôde assistir à Festa daTelevisão. 27. A Série B do Brasileiro terminou com o acesso de Coritiba, Figueirense, Bahia e América-MG e o rebaixamento de Brasiliense, Santo André, Ipatinga e América-RN. 28. Eleitores espanhóis da Catalunha derrubaram o Partido Socialista, do primeiro-ministro José Luis Rodríguez

378 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Zapatero, e garantiram maioria dos nacionalistas conservadores nas eleições regionais ocorridas hoje. A Convergência e União (CiU) já conseguiu 62 das 135 cadeiras, enquanto os socialistas ficaram com 28 assentos. * O ministro da Defesa, Nelson Jobim (PMDB), permanecerá no cargo no governo de Dilma Rousseff. O convite foi feito pela presidente eleita e aceito horas antes de Jobim aparecer em rede nacional chancelando o apoio das Forças Armadas no combate ao crime no Rio de Janeiro. 29. Com uma atuação de gala no Camp Nou, o Barcelona goleou o Real Madrid por 5 a 0 no superclássico do Campeonato Espanhol. * O PPS desligou o prefeito de Jaguariúna, Gustavo Reis, do partido, por infidelidade partidária. Reis manifestou publicamente seu apoio à candidatura de Dilma Rousseff (PT) à Presidência, e contrariou assim a decisão do PPS de se coligar a José Serra (PSDB). * Os 16.683 políticos que disputaram o primeiro turno da eleição de outubro gastaram R$ 2,77 bilhões nas campanhas, o que representa uma média de custo de R$ 20,41 por eleitor. * O estudante Cícero Augusto Carvalho Abreu, da Escola Pedro Brito, no município de Graça, está entre os 20 vencedores da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, cuja festa de premiação, em Brasília, conta com as presenças

do presidente Lula e do Ministro da Educação, Fernando Haddad. Ele venceu na categoria Memórias Literárias concorrendo com sete milhões de alunos da rede pública. 30. O Hospital SírioLibanês divulga nota informando que o vicepresidente da República, José Alencar, segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Cardiológica, por ter apresentado piora na função renal. * O Ministério Público Federal em Alagoas requer à Justiça Federal a inclusão dos nomes dos ex-governadores de Alagoas, Manoel Gomes de Barros e Ronaldo Lessa, no rol de denunciados em virtude de má gestão de recursos de verbas destinados às obras de macrodrenagem doTabuleiro dos Martins.

* O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, é convidado pela presidente eleita, Dilma Rousseff, a comandar o Ministério das Comunicações no novo governo, e aceita.

Dezembro

2. Operação Terremoto, incluindo Polícia Civil e Federal, prende o delegado regional da Polícia Civil de Juazeiro do Norte, Levi Gonçalves Leal, os inspetores Anderson Soares Pimenta e Francisco Márcio Correia da Cruz,


campeão brasileiro . O título do bi vem após a vitória (1x0) sobre o Guarani/SP, no Maracanã. Além dele, o Cruzeiro (vice), o Corinthians (3º) e o Grêmio (4º) estão na Libertadores de 2011.  6. O governo federal lança, em Brasília, a segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), durante cerimônia de assinatura dos convênios com estados e municípios. Fortaleza e outros 21 municípios do Ceará deverão ser contemplados com cerca de R$ 754,25 milhões. Ao todo serão destinados R$ 18,55 bilhões para 1.258 cidades das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país. 7. O colégio Ari de Sá, de Fortaleza, dirigido pelo educador Oto de Sá Cavalcante, comemora os 10 anos de sua fundação .

8. A arte cearense perde o pintor e desenhista J. Fernandes, de 83 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos. * O frio não impede milhares de fãs de irem ao Central Park para lembrar dos 30 anos de morte do ex-Beatle John Lennon. No dia nove de outubro, o autor de “Imagine” completaria 70 anos.  9. O ator Wesley Snipes se entrega, em

uma prisão federal norte-americana, no estado da Pensilvânia, para começar a cumprir sentença de três anos por fraude fiscal. O astro dos filmes da série “Blade”, de 48 anos, foi condenado, em 2008, por uma corte da Flórida, por não ter relatado devoluções de impostos no período de 1999 a 2001. * Fundador e exproprietário do grupo italiano Parmalat, Calisto Tanzi, é condenado, por um tribunal de Parma, a 18 anos de prisão, por falência fraudulenta e formação de quadrilha no rombo de 14 bilhões de euros em seu império de laticínios. 10. O prefeito de Jandira (SP), Walderi Braz Paschalin (PSDB), é assassinado. Ele sofre um atentado ao deixar a Rádio Astral, onde participava do programa “Bom Dia, Prefeito”. O crime acontece em meio à investigação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), por suspeita de corrupção envolvendo vereadores que, segundo o promotor Roberto Porto, receberiam propina para aprovação de projetos da Prefeitura. Quatro suspeitos do crime estão presos. * O Papa Bento XVI assina o decreto que formaliza a condição de beata de Irmã Dulce. A Congregação para Causa dos Santos do Vaticano já havia reconhecido a autenticidade de um milagre atribuído

à freira baiana. Irmã Dulce passa a se chamar agora “Bemaventurada Dulce dos Pobres”. A concessão do título de beato ou bem-aventurado é o reconhecimento de que a pessoa viveu as virtudes cristãs em “grau heroico”. * A 16ª Conferência das Partes (COP16) é realizada em Cancún, no México, entre 29 de novembro e 10 de dezembro, sem a presença da maioria dos chefes de governo, que mandam apenas representantes, numa demonstração de desânimo em relação aos acordos referentes ao clima, ainda mais considerando que a vigência do Protocolo de Kyoto acaba em 2012 e é necessário apontar caminhos para mitigar danos climáticos.

11. Centenário do compositor carioca Noel Rosa. Seu conterrâneo, Martinho da Vila, presta homenagem no álbum “Poeta da Cidade Martinho Canta Noel”. 13. Novas cédulas do Real começam a circular. A princípio, entram no mercado as notas de R$ 50,00 e R$ 100,00. * A 7ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) julga improcedente ação de improbidade administrativa ajuizada

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 379

Cronologia

além do ex-PM José Erasmo Gomes de Moraes, sob a acusação de formarem uma quadrilha para extorquir dinheiro de donos de veículos irregulares. Um habeas corpus libera o delegado Levi no mesmo dia. * O mundo conhece os dois países que sediarão as copas do mundo de futebol de 2018 e 2022. O anúncio é feito pela Fifa, em Zurique (Suíça). Os vencedores são, respectivamente, Rússia e Qatar. 3. A Polícia Militar anuncia a criação da operação “Cinturão de Divisas”. O objetivo é bloquear as divisas com os estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí e Pernambuco, através de blitze e barreiras, a fim de evitar a entrada de bandos armados e de traficantes foragidos do Rio de Janeiro, após a ocupação do Complexo do Alemão.  4. Polícia Civil investiga a morte da estudante Stephanie dos Santos Teixeira, de 12 anos. Segundo boletim de ocorrência registrado no 73º DP, a vítima recebeu vaselina na veia, ao invés de soro, quando estava internada no Hospital São Luiz Gonzaga, em São Paulo. A menina dá entrada no hospital com dores abdominais, diarreia e vômito. Lá, é medicada e recebe soro. Depois, começa a passar mal. A garota é transferida para a Santa Casa, no Centro de São Paulo.  5. O Fluminense é


pelo Ministério Público contra o deputado Paulo Maluf (PPSP), por suposta compra superfaturada de frangos para a Prefeitura de São Paulo, em 1996. Ele concorre nas eleições, mesmo com registro indeferido, com base na Lei da Ficha Limpa, e obtém quase 500 mil votos, número suficiente para ser reeleito e, com a decisão, é diplomado.

15. O vereador petista Acrísio Sena é eleito presidente da Câmara Municipal de Fortaleza (CMF) para o biênio 2011/2012. Ele obtém 26 votos contra 14 de Salmito Filho, também do PT, que buscava a reeleição. O resultado é considerado uma vitória da prefeita Luizianne Lins, que apoia Acrísio. O restante da Mesa Diretora é o seguinte: 1º vice-presidente, Adail Junior (PRP); 2º vice-presidente, Carlos Mesquita (PMDB); 1º secretário, Luciram Girão (PSL); 2º secretário, Casemiro Neto (PP) e 3º secretário, Antônio Henrique (PTN).

* Morre Blake Edwards, aos 88 anos, em sua casa, ao lado

da esposa, a atriz Julie Andrews, e dos dois filhos adotivos do casal. Um dos maiores mestres da comédia de todos os tempos, Edwards foi o criador da “Pantera cor de Rosa” e dirigiu clássicos, como Bonequinha de Luxo e Vício Maldito, nos anos 1960.

* O empresário Nenê Constantino, pai do sócio-fundador da Gol Linhas Aéreas, é preso. Ele teve a prisão preventiva decretada pelo juiz Fábio Martins, do Tribunal do Júri de Taguatinga/DF. A decisão sai durante audiência para a oitiva de seis testemunhas de acusação em processo no qual o empresário e outras quatro pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público devido ao homicídio de Márcio Leonardo de Sousa Brito. Os outros acusados são João Alcides Miranda, João Marques dos Santos, Victor Bethonico Foresti e Vanderlei Batista Silva. A prisão, entretanto, estaria relacionada a uma tentativa de assassinato de Eduardo Queiroz, o genro do empresário, que aconteceu em 2008. * Os PMs envolvidos no episódio da morte do coordenador do Afroreggae, Evandro João da Silva, em 2009, são condenados por prevaricação. O capitão

380 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Dennys Leonardo Nogueira recebe pena de um ano e o cabo Marcos de Oliveira de seis meses de detenção, ambos em regime aberto. Os dois omitiram socorro à vítima, não impediram que os assaltantes fugissem e ainda tomaram para si os objetos roubados. * Cientistas da Alemanha anunciam que o americano radicado em Berlim Timothy Ray Brown, de 44 anos, foi curado do vírus da Aids usando células-tronco. Ele era portador de HIV, mas não desenvolveu a Aids. Para evitar, ele tomava diariamente antirretrovirais, quando descobriu que estava com leucemia e que precisava passar por um transplante de medula óssea. Esse tipo de interrupção faz a doença aparecer em semanas. Em Brown, isso não aconteceu.

16. A revista norteamericana Time aponta o criador do site de relacionamentos Facebook, Mark Zuckerberg, de 26 anos, como a personalidade do ano. Zuckerberg junta-se a nomes importantes, como os presidentes americanos Barack Obama e Bill Clinton, já homenageados pela revista. Figurões da tecnologia que já estamparam a capa

especial da Time incluem o fundador da Amazon, Jeff Bezos, e o próprio Bill Gates, da Microsoft. 18. A Inter de Milão conquista o tricampeonato mundial de clubes da Fifa ao vencer (3x0) o Mazembe, do Congo, em Abu Dabi, Emirados Árabes Unidos. O Inter/RS, que decepciona sua torcida ao ser derrotado pelo Mazembe, nas semifinais, ficou em terceiro, ao bater o time sul-coreano do Seognam por 4x2.

19. A atriz Lupe Gigliotti, de 83 anos, irmã do humorista Chico Anysio, morre de um câncer de pulmão. Talento reconhecido na TV, atuou em 19 novelas, e no cinema, em 11 filmes. * Com três ouros (dois de César Cielo, nos 50 e 100 m livre, e um de Felipe França, nos 50 m peito), uma prata (Kaio Márcio, nos 200 m borboleta) e quatro bronzes), o Brasil consegue o seu segundo melhor desempenho no mundial de piscina curta em Dubai, Emirados Árabes Unidos. Termina em 7º. 21. O escritor cearense Moacir Costa Lopes morre, no Rio, aos 83 anos, vítima de câncer. Autor de mais de 20 livros, um deles, ganhou destaque: “A Ostra e o Vento”, adaptado para o cinema em 1997, pelo diretorWalter Lima Jr. n


Índice geral A

B

Banco PanAmericano 165 Barrichello, Rubens 75 Belo Monte 55, 156158, 356, 361, 362 Bento XVI 64, 360, 372, 378, 379 Beyoncé 294, 295, 297 Bieber, Justin 295, 299 Bigelow, Kathryn 291293, 357 BlackBerry 180, 182, 242, 243, 331 Black Eyed Peas 294, 297, 375 BMW 181, 315 Boas, Glauco Villas 252, 253, 359, 360 Borges, Raimundo 273 Bourgeois, Louise 266, 267, 365 Branco, Ivens Dias 212-214 Brasileirão 16, 356 Brasília 52, 85, 89-91, 96-99, 102, 103, 108, 111, 114, 115, 136, 138, 205, 214, 287, 290, 313, 340, 351, 352, 357, 361, 363, 364, 376, 377, 378, 379 Bridges, Jeff 292, 293, 295 British Petroleum 52, 65, 229, 316-320, 363, 372 Brown, Gordon 81, 236, 237

Brown, Timothy Ray 336, 380 Buarque, Chico 63, 363, 375 Bullock, Sandra 292, 293, 295, 359 Burke, Solomon 266 Bush, George W. 86, 229, 279, 334, 342, 343, 376

C

Cabral, Sérgio 112, 141, 144, 145, 153, 357 Cals, Marcos 73, 129, 132, 133, 205 Cameron, David 227, 236, 237, 365 Cameron, James 158, 258, 292, 361 Câncer 51, 66, 94, 124, 248, 249, 261, 269, 281, 284, 286, 288, 290, 336, 359, 360, 377, 380 Cardoso, Fernando Henrique 78, 88, 92, 120, 124, 290, 376 Castro, Fidel 56, 60, 61, 81, 100 Cavalcante, Oto de Sá 379 Ceará Music 297 Células-tronco 334, 336, 337, 371, 380 Centro de Eventos 186, 190-192 Chabrol, Claude 258 Chacina 233 Charpak, Georges 274 Chávez, Hugo 55, 58, 92, 279, 280, 360, 363 Chile 222, 234, 235, 256, 310, 346, 347, 359, 361, 366 China 5, 19, 84, 91, 188,

189, 218, 219, 240, 323, 342-345, 357, 358, 362, 370 Cielo, César 380 Cláudio, Roberto 138, 139, 211, 213, 215 Clinton, Bill 380 Clinton, Hillary 56, 225, 358, 368 Coca-Cola 180 Collor, Fernando 63, 83, 273, 286 Constantino, Nenê 380 COP16 322-324, 379 Copa do Mundo 74, 75, 95, 178, 186, 188, 204, 304-309, 310-313, 349, 352, 354, 355, 363, 364, 365, 367, 369, 370, 375, 376 Costa, Lustosa da 213, 215 CPI 87, 88, 93, 358 Crise Econômica 84, 90, 176, 180, 229, 279, 342, 343, 357 Cristian, Bruce 199 Crusius, Yeda 380 Cuba 56, 60, 61, 75, 100, 101, 358, 367, 372 Curtis, Tony 254, 255, 373

D

Dirceu, José 62, 90, 92, 115 Disney 181, 261 Dólar 5, 14, 54, 175, 189, 338, 339, 341, 347 Dunga 74, 75, 308-311, 363, 366, 368

E

Edwards, Blake 380 Elizabeth II 82, 227, 237

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 381

Cronologia

Aborto 69, 70, 378 Acquario Ceará 193 África 27, 57, 58, 59, 74, 183, 221, 304-313, 327, 344, 356, 363, 364, 369 Aguiar, Ubiratan 213, 215 Ahmadinejad, Mahmoud 64, 94, 100, 229, 231, 375 Aids 124, 267, 366, 367, 380 Alagoas 39, 63, 67, 125, 126, 150, 197, 378 Alais, Maurice 274 Alencar, José 50, 63, 66, 361, 368, 376, 377, 378 Allen, Woody 378 Alonso, Fernando 315, 359, 372, 373, 375 Alves, Dário de Castro 287 Aneel 154, 155, 157, 362 Angra dos Reis 148, 152, 153 Apagão 67, 87, 154, 155 Apple 181, 331, 365 Aquino, Cléber 274 Arábia Saudita 91, 242, 243 Araripe, J. C. Alencar 290 Arns, Zilda 256, 257 Arruda, José Roberto 96-99, 359, 360, 361, 362, 363, 364 Asfor, César 214 Ashtiani, Sakineh 64, 371 Assange, Julian 52, 53, 225, 226 Assassinato 64, 160, 164, 198,199, 224, 225, 233, 252, 253, 360, 367,

371, 376, 377, 380 Assembleia Legislativa do Ceará 72, 136-139, 196, 203-205, 208-211, 214, 285 Avatar 157, 158, 291293, 361


Emirados Árabes Unidos 59, 91, 241, 242, 375, 380 Emmy 265, 294 Enchentes 39, 148, 149, 153 Enem 161-163 Espanha 168, 170, 171, 296, 306-308, 311, 312, 363, 364, 371 Espínola, Rodolfo 282 Estaleiro 72, 194-197

F

Facebook 225, 240, 380 Faixa de Gaza 230-232 Fale! 36, 212, 326 Fernandes, Bruno 164 Ficha Limpa 102-104, 138, 364, 371, 380 Fiec 188, 200, 202, 205, 364 Fifa 74, 75, 204, 305307, 310-313, 365, 379, 380 Filho, Domingos 136, 203, 208-211, 214 Filho, Salmito 197, 213, 215 Fórmula 1 75, 312, 314, 315, 356, 359, 361, 363, 364, 365, 366, 367, 369, 371, 372, 373, 375, 376, 377 Fortaleza 23, 72, 112, 122, 132, 134, 139, 162, 187, 192, 195-197, 204, 205, 212, 214, 215, 263, 271, 281-283, 287-289, 296, 297, 299, 302, 303, 313, 326, 327, 354, 356, 357, 365, 374, 375, 379, 380 Fujita, Carlos 212, 214

G

Gates, Bill 380 General Eletric 180 Gies, Miep 270 Gigliotti, Lupe 380 Girão, Luciram 380 Glee 294, 295 Globo de Ouro 295

382 O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011

Goldman, Sean 159 Golfo do México 52, 65, 318-321, 363, 372 Gomes, Cid 36, 72, 73, 112, 129, 132, 134, 138, 184, 186, 192, 195-197, 203-205, 207, 214, 326 Gomes, Ciro 62, 68, 73, 112, 132, 133, 204, 214, 283, 356 Gomes, Vera Lúcia de Sant’Anna 159, 363, 367 Google 180, 240, 241, 358 Grammy 61, 266, 294 Grécia 59, 168-171, 377 Greenpeace 157, 321 Gros, Francisco 289 Guccione, Bob 269 Guerra, Erenice 69, 94, 105, 106, 374 Guerra, Sérgio 55, 57, 66, 68 Guilherme, Heitor Faria 289 Guimarães, José 138, 139, 215 Gullar, Ferreira 298

H

Haddad, Fernando 131, 163, 378 Haiti 32, 34, 65, 100, 142, 216, 218, 256, 257, 375 Height, Dorothy 267 Henrique, Antônio 380 Holanda, Alex 271 Homofobia 167 Hopper, Dennis 248 HP 181, 331

I

IBM 180 ICID+18 326, 327 Incêndio 19, 155, 167, 192, 234, 249, 321 Indústria Brasileira 176, 178, 338, 349, 358, 363 Indústria Cearense 186, 188, 200-202, 364

Indústria Paulista 359, 361, 362 Inep 87, 161-163 Inflação 79, 83, 84, 85, 90, 116, 176, 281, 356, 364 Intel 181 Interbrand 180 Irã 56, 59, 64, 91, 94, 229, 231, 358, 370, 371, 372, 374, 375, 376 Iraque 91, 225, 228, 292, 342, 343, 369, 370, 371, 377 Irmã Dulce 379 Irons, Andy 270 Islândia 21, 221, 222 Israel 9, 100, 230-232, 290, 343, 359, 370

J

Jackson, Michael 61, 294, 297, 378 Jereissati, Tasso 70, 72, 73, 215 Jerusalém 9, 81, 370, 375 Jobs, Steve 113, 331, 332, 365 Junior, Adail 380

K

Kaczynski, Lech 270 Kadafi, Muamar 64, 374 Kirchner, Cristina 278, 280, 281, 368 Kirchner, Néstor 276280

L

Lady Gaga 25, 294, 295 Lee, Wesley Duke 272 Lennon, John 265, 379 Lincoln, Abbey 271 Lins, Luizianne 72, 112, 195-197, 205, 215, 380 Lobão, Edison 67, 130, 154 Lopes, Maurício 377 Lopes, Moacir 281, 380 Lucena, Mairton 215 Lula 9, 12, 16, 39, 50, 55-64, 67-69, 71,

76-95, 100, 101, 103, 105, 106, 108, 110, 113-124, 130, 131, 133, 138, 139, 145, 153, 156-158, 173, 178, 195, 225, 279, 280, 286, 303, 311, 324, 340, 341, 359-363, 365, 369, 373, 376-378

M

Macêdo, Roberto 188, 189, 200, 202, 215 Machado, Expedito 284, 285 Mad Men 294, 295 Mais Influentes do Ceará 212-215 Maluf, Paulo 62, 104, 362, 380 Mantega, Guido 14, 54, 55, 79, 92, 130, 174, 176, 178, 339, 340, 365, 373, 378 Maradona, Diego 74, 75 308, 360, 368 Martins, Nelson 72, 139, 205, 215 Martins, Wilson 268 Massa, Felipe 315, 361 Massera, Emilio 376 McDonald’s 181 McQueen, Alexander 260, 261 Medeiros, Roseane 212, 215 Meirelles, Henrique 78, 84, 85, 165, 174, 360 Mensalão 66, 70, 89, 90, 92, 93, 96, 357, 360, 361, 376 Mercedes-Benz 75, 181, 315 Mesquita, Carlos 380 Messi, Lionel 75, 377 México 52, 65, 233, 256, 316-323, 329, 346, 347, 349, 363, 370, 372, 375, 376, 379 Microsoft 180, 380 Middleton, Kate 227 Miller, Mitch 271


Minc, Carlos 67, 95 Mindlin, José 250, 251 Modern Family 294 Mo’Nique 292, 293, 295 Monteiro, Valdetário 206, 212, 215 Morales, Evo 65, 94 Morro do Alemão 43, 45, 140-145 Moura, Wagner 300, 301 MST 93, 362, 378 Muniz, Vik 296

N

Nardoni, Isabela 160 Nasa 24, 219, 249, 318, 324, 335 Neto, Lira 299 Neto, Casemiro 380 Neves, Ezequiel 268 Nielsen, Leslie 275 Nilson, José 263 Nogueira, Armando 286, 287, 360 Nokia 181

O

OAB 142, 143, 162, 206, 207, 282 Obama, Barack 71, 81, 86, 94, 228, 229, 231, 238, 239, 267, 317, 334, 357, 366, 369, 371, 380 Olimpíadas 90, 95, 178 Oliveira, Alanis Maria 198 Oliveira, Eunício 92, 112, 133, 213, 214 Oliveira, Paulo 212, 215 ONU 32, 124, 130, 142, 143, 219, 231, 232, 256, 327, 336, 368 Oscar 249, 254, 258, 259, 265, 291, 292, 294, 295, 357, 359, 373

PAC 55, 94, 124, 131, 145, 156, 340, 353, 355, 356,

Q

Queirós, Deusmar 212, 214 Queiroz, Airton 214, 364 Queiroz, Rachel de 302, 303 Quércia, Orestes 2990, 357, 377

R

Real 54, 59, 62, 84, 91, 144, 165, 168, 170, 171, 174, 175, 177, 178, 210, 227, 239, 274, 306,338, 339, 341, 346, 350, 378, 379 Réveillon 11, 23, 152,

153 Rio de Janeiro 11, 12, 16, 40, 45, 46, 94, 95, 112, 120, 125, 126, 130, 131, 141-145, 148, 149, 152, 153, 159, 162, 164, 178, 204, 251, 252, 262,281, 286, 287, 301-303, 313, 342, 349,3 351, 363, 367, 373, 378, 379 Roriz, Joaquim 52, 66, 102, 104 Rosa, Noel 379 Rousseff, Dilma 50, 57, 63, 66-69, 73, 90, 93-95, 105, 106, 108-129, 188, 225, 285, 290, 340, 341, 356, 357, 359-362, 366, 369, 374-378 Rússia 85, 171, 270, 271, 312, 321, 361, 367, 368, 370, 377, 379

S

Sá, Adísia de 214 Sabóia, Ernesto 212, 214 Salinger, J. D. 264, 265, 356 Sangalo, Ivete 297 Santos, Sílvio 165, 378 Saramago, José 245247, 375 Sarkozy, Nicolas 81, 113, 367 Sarney, José 55, 95, 360 Schumacher, Michael 75, 315 Secretariado 203-205 Sena, Acrísio 380 Serra, José 68, 70, 77, 92, 93, 95, 105, 106, 110, 120-127, 290, 356, 357, 359-362, 366, 369, 374-376, 378 Sidou, Othon 282 Silva, Marina 71, 95, 120-125, 127, 129, 369, 374, 375 Simmons, Jean 265

Snipes, Wesley 379 Stuart, Gloria 258 Studart, Beto 212, 214 Superbactéria 328 Swift, Taylor 294

T

Tablets 300, 330-333 Tanzi, Calisto 379 Temer, Michel 94, 108, 111, 290, 357, 375 Terremoto 32, 34, 65, 158, 218, 219, 256, 257, 269, 362, 378 Torquato, Evangelista 212, 214 Toyota 181, 315 Tropa de Elite 2 300, 301 Tuma, Romeu 55, 273, 373, 374

U

União Europeia 54, 168-171, 231, 271, 372, 374

V

Vazamento de óleo 65, 316, 317, 319, 320, 372 Vettel, Sebastian 315, 361, 366, 375, 376, 377 Video Music Awards 295 Vila, Martinho da 379 Vulcão Eyjafjallajökull 21, 220, 222

W

Waltz, Christoph 292, 293, 295 WikiLeaks 52, 224, 226, 240-242, 268

Z

Zapata, Orlando 56, 61, 100, 101, 358 Zapatero, José Luís 378 Zelaya, Manuel 95 Zuckerberg, Mark 380

O LIVRO DO ANO 2010 _ 2011 383

Cronologia

P

359, 360, 376, 377-379 Padilha, José 300 Paiva, Flávio 212, 214 Palocci, Antonio 79, 87, 92, 93, 111, 115, 372, 376-379 Paschalin, Walderi 379 Penn, Arthur 259 Pereira, Alexandre 214 Pereira, Cláudio 283 Pereira, Thiago 376 Pernambuco 68, 125, 126, 131, 150, 196, 197, 204, 302, 353, 367, 379 Petrobras 79, 91, 94, 95, 156, 172, 173, 196, 286, 289, 359, 365, 369, 370-373 PIB 59, 83, 84, 111, 168, 170, 171, 176-178, 186-189, 219, 312, 339-341 Pimentel, José 133, 138, 212, 215 Pitt, Ingrid 275 Pontes, José Carlos 213, 215 Praia do Titanzinho 194-197 Pré-sal 78, 91, 95, 117, 172, 173, 365, 369, 371 Príncipe William 227


Retrospectiva2010 Cenários2011

O Livro do Ano, uma referência de pesquisa em sala de aula Já virou tradição. Há seis anos a Omni Editora entrega ao mercado leitor o Livro do Ano, um dossiê com o relato e a análise dos principais acontecimentos nacionais e internacionais que se prepara agora sua sexta edição. O livro tem dois grandes capítulos, a Retrospectiva 2010 e as Perspectivas 2011

APOIO EDITORIAL

e, dentro deles, uma série de subdivisões. No capítulo Retrospectiva estão as seções Imagens do Ano, uma coletânea das fotografias marcantes assinadas por profissionais do mundo inteiro numa parceria com a agência Reuters. Seguemse as seções Frases, Brasil, Economia, Política e Adeus, o obitário do ano.

www.omnieditora.com.br (85) 3247.6101 (61) 8188.8873

omni EDITORA