Page 1


Sumário

>>>>>>

Editorial........................................................................5 Lounge Empreendedor....................................................6 Entrevista.......................................................................8 Exper News.................................................................12

06

Matéria de Capa...........................................................14 Motivação....................................................................20 Comportamento............................................................22 Marketing do B.A.T.O.M................................................23 Liderança.....................................................................24 Gestão Empresarial.......................................................25

14 12

4 - Revista Exper

Legislação.........................................................................26


Editorial

>>>>>>

A mulher é o símbolo da ternura e do amor mens ou mulheres, são normalmente os que vão atrás, que agarram a oportunidade mesmo quando ela é inadequada, especialmente quando é inadequada”. O desempenho da mulher dentro do associativismo e em outros setores aumentou expressivamente. A mulher representa hoje 43% da população economicamente ativa no mundo e já está na hora de assumir mais cargos de alto comando. Desta forma mostre-se, faça muito network, participe de grupos internos e externos de sua área de atuação. Confie sempre no seu potencial, conhecimento, qualificação, Oscar Wilde dizia que a vida imita a arte muito mais do que a arte imita a vida. Seria verdade? Tão antigas como a arte, as nossas experiências em querer entender a origem do processo criativo. Será possível separar a arte dos outros aspectos da vida?

iniciativa, habilidades, competência e espírito de liderança, pois estas características contam no momento da escolha de uma profissional mais experiente. E procure, durante sua carreira profissional, ser uma líder inspiradora. Para auxiliar e inspirar nossas leitoras, contamos

Segundo Waleska Firmino nas artes estão as chaves

com um time de primeira: Fádua Sleiman, Ana Maria Magni

para a compreensão da experiência humana e de seus valo-

Coelho, Waleska Firmino e Leila Navarro, trouxeram nesta

res. E por falar em valores, a mulher está profissionalizan-

data comemorativa do Dia Internacional da Mulher dicas,

do muito mais e disputando vagas com os homens de igual

conquistas, premiações e reflexões.

para igual. A mulher está ocupando espaço como gestora, nas

E a mulher é mesmo interessante, mesmo brava é

áreas técnicas, operacionais, TI e comercial. Diversas áreas

linda, mesmo alegre, chora, mesmo tímida, comemora, mes-

que antigamente eram taxadas apenas para homens, hoje têm

mo apaixonada, ignora, mesmo frágil é poderosa!

mulheres fazendo um excelente trabalho. Áreas em que mui-

Um beijo a todas as mulheres e boa leitura.

tas vezes ficavam estabelecidos que fossem apenas masculinas.

Márcio Junior Segundo Tom Peters “aqueles que têm sucesso, ho-

Publisher

Expediente Publisher: Márcio Junior MTB 59904-SP. Editoração Eletrônica: Offmktweb. Assessoria Jurídica: Marcelo Inocêncio. Colunistas: Ivan Melo, Dr. Epaminondas Nogueira, Leila Navarro, Waleska Firmino, Nicolai Cursino, Anderson Alves e Ana Maria. Publicidade: 11 2819-4457 ou 11 94728104 / publicidade@revistaexper.com.br. Foto Capa: Leadership Worthington. A revista é distribuída em indústrias, universidades, entidades de classe, centros comerciais, shoppings e bancas do Alto Tietê. A revista não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios e as opiniões emitidas em artigos assinados são de responsabilidade dos autores.

Revista Exper - 5


Lounge Empreendedor

>>>>>>

Sensibilidade & Negócios Ana Maria Magni Coelho

www.loungeempreendedor.blogspot.com

Pedagoga com especialização em Coaching Executivo (ICI) e Gestão de Projetos (FGV/ SP), pós-graduação em Gestão do Conhecimento (Senac/SP) e Gerente de Cidades (FAAP) e MBA em Gestão Empresarial

D

(FGV/RJ).

iscutir a questão dos gêneros masculino e feminino

Algumas empresas ainda as veem como inferior

no ambiente empresarial é um tema sempre

e desigual para assumir postos de comando. Outras, mais

encantador, pois desvela, em cada discussão, um

modernas em termos administrativos, mas arcaicas em sua

novo tabu, preconceito ou estímulo. Não sou feminista e acredito que cada pessoa deva ser respeitada na medida de sua desigualdade frente aos

cultura organizacional, não duvidam de sua competência, mas desconfiam da disponibilidade da mulher em termos de tempo dedicado à família e ano trabalho.

demais. Contudo, reconhecer que a discriminação existe e é

Pois, saiba-se que ao mesmo tempo em que as

injusta, me mobiliza a sempre escrever sobre o assunto e a

mulheres são capazes de preparar e organizar seu ambiente

festejar cada conquista das mulheres no mercado de trabalho.

familiar, elas são responsáveis e conseguem conduzir

Não há quem duvide de que há tempos deixamos de

atividades empresariais. Em recente pesquisa do SEBRAE,

ser o “sexo frágil”. Com maior nível de escolaridade, perfil

elas já representam mais de 53% dos novos estabelecimentos

de liderança, habilidade para controlar situações tensas e

formalmente constituídos no país.

executar diversas tarefas ao mesmo tempo, as organizações

Atuam em áreas do próprio universo feminino

já perceberam que as mulheres podem e devem chefiar

(moda, cosméticos, alimentação) e optaram em abrir seu

grandes equipes. De acordo com estudo do Instituto Great

negócio por assumirem repentinamente a chefia da família,

Place to Work, as 100 melhores empresas para se trabalhar

para compor a renda doméstica, para ter mais tempo para si

concentram mais de 403 mil funcionários. Desses, quase

ou para garantir uma renda que o mercado não lhes oferece.

175 mil são mulheres e mais de 55 mil delas ocupam postos

São empreendedoras e deixaram de lado a competição direta

estratégicos. O cenário é positivo. Entretanto mesmo com

com os homens por postos nas organizações.

todos os avanços em relação às mulheres que ocupam cargos

Empreendedoras ou executivas, políticas ou civis,

gerenciais nas empresas, o preconceito e a discriminação

as mulheres brasileiras têm provado que sensibilidade e

instalados nas entranhas organizacionais ainda são poderosas

negócios podem gerar resultados positivos cultuando valores

barreiras à presença feminina nos negócios. Há uma geração

como lealdade, honestidade, sinceridade, valorização e

de mulheres que luta pelo seu reconhecimento.

respeito ao ser humano, companheirismo e reciprocidade.

6 - Revista Exper


Entrevista

>>>>>>

Fádua Sleiman Fisioterapeuta, Pós-Graduada em Administração de Marketing, em Finanças e Economia, empresária e palestrante. Precursora em Empreendedorismo Corporativo Feminino. Especialista em Vendas no Varejo, Serviços e Desenvolvimento de Negócios.

Revista Exper - Quem é Fádua Sleiman? Fádua Sleiman - Empresária, palestrante, consultora em franquia e negócios. Sou filha de comerciantes libaneses que tiveram sucesso na área atacadista. Nasci em Mogi das

somente um dólar ele investiria em

Revista Exper - Para

Cruzes, morei com minha família no

marketing, os empresários precisam

res tudo é mais difícil. Você trilhou

Líbano por três anos e retornamos

ter um olhar mais atento à necessi-

uma belíssima carreira. Foi difícil?

devido a Guerra Civil. Sou formada

dade de posicionar sua empresa em

Fádua Sleiman - Sim, apesar de

em Fisioterapia, Pós-Graduada em

um mundo cada vez mais competitivo.

ter nascido em uma família libane-

as

mulhe-

sa e conservadora, meus pais foram

Marketing, em Finanças e Economia. Fui franqueada de uma escola de

Revista Exper - Você realiza pa-

grandes empreendedores e sempre

idiomas durante 16 anos. Montei a

lestras e workshops. Quais os be-

motivaram a mim e aos meus irmãos,

Sleiman

nefícios e objetivos a serem al-

a investirem em nossas carreiras.

va que passo a franquear este ano.

cançados

participantes?

Aproveitei minha experiência para

Falo quatro idiomas. Fui diretora

Fádua Sleiman - Não existe lugar

transformá-la em oportunidades de

de marketing da rede por 4 anos.

para a “mesmice” ou repetições,

trabalho e recentemente obtive uma

Sou

Associa-

procuro sempre levar as novidades e

nova conquista em minha carreira,

ção Comercial de Mogi das Cruzes,

respostas às tendências do mercado.

estreou meu programa televisivo com

vice – Coordenadora do Conselho

Respeito o público que vai assistir,

o mesmo nome do meu primeiro livro,

Estadual da Mulher pela FACESP

me preocupo com o conteúdo e sem-

o marketing de B.A.T.O.M. Propagar

Federação

Co-

pre ofereço algo que o participante

o universo feminino para as mulhe-

mercias do Estado de São Paulo.

possa acrescentar no seu cotidiano.

res é um trabalho muito gratificante.

vice-presidente

da

Corporati-

das Associações

Trabalho mais de 14 horas por dia (me considero uma passionholic) tenho paixão por trabalho, gosto de ler, adoro viajar e fazer compras. Revista Exper - Quais

as

li-

ções colhidas durante sua atuação no mundo do marketing? Fádua Sleiman - O sucesso está interligado com o marketing. Lembrando Ford que afirmou que se restasse

8 - Revista Exper

Fotos Divulgação

Universidade

pelos


Revista Exper - 9


Entrevista

>>>>>> nunca vistos em nossa história. Quanto a responsabilidade social, para um empreendedor é interessante colaborar para que a população esteja bem alimentada, com seu filhos recebendo uma excelente educação, com moradia e dignidade. Só assim teremos colaboradores mais eficazes e motivados. É benéfico para a economia mundial Revista Exper - Quais ços sas

alcançados nesta

pelas

tripa

avanempre-

responsabilida-

Revista Exper - Você também atua

mens são de Marte e as mulheres do

de? E o que pode ser melhorado?

na ACMC e na FACESP, conte-nos

Shopping”, é uma alusão do com-

Fádua Sleiman - O consumidor pas-

um pouco sobre esta trajetória?

portamento de compras da mulher.

sa a ter um olhar mais simpático para com as empresas que já praticam e

Fádua Sleiman - Há 15 anos parResponsa-

estimulam a tripla responsabilidade

Responsabilidade

e assim passam a consumidor mais,

minino, e logo estava participan-

Ambiental e Responsabilidade So-

a acreditar na marca. Este compor-

do das atividades da FACESP, com

cial, representa a Tripla Responsa-

tamento também serve de referência

a responsabilidade de implantar

bilidade Corporativa. Qual a rele-

para micro e pequenas empresas.

um conselho em cada associação

vância da ética nos negócios e da

do estado, fomentar novos negó-

responsabilidade social e ambien-

Revista Exper - Que conselho daria

cios e buscar novas oportunidades.

tal no dia a dia das corporações?

as mulheres que estão entrando no mer-

Fádua Sleiman - É preciso resga-

cado de trabalho ou àquelas que vis-

pou-

tar o compromisso e sensibilizar as

lumbram crescer profissionalmente?

co mais sobre o livro B.A.T.O.M.?

pessoas de que somos responsáveis

Fádua Sleiman - Nada acontece

Fádua Sleiman - O livro se tornou

pela grande maioria das mudanças

sem um bom planejamento, foco e

um Best Seller. Foi um dos primeiros

climáticas que ocorrem no planeta. A

principalmente

livros a abordar o mundo corpora-

partir do momento que agirmos com

Estimule seu lado empreendedor e

tivo feminino. O termo B.A.T.O.M.

ética, estaremos colaborando por

procure crescer sempre. E para cres-

vem da necessidade das mulheres

um mundo mais justo e igualitário.

cer é importante ter uma educação

aplicarem esta estratégia para o su-

Neste verão de 2011 assim como em

financeira, educação corporativa e

cesso. A mulher precisa ser mais

dois verões anteriores, tivemos uma

procure de todas as formas não de-

desafiadora. Já estamos na tercei-

prova de como a falta de responsa-

sistir de seus sonhos. Para a mulher

ra edição e em breve lanço “Os ho-

bilidade ambiental leva a desastres

moderna o mundo não têm limites.

tiu um convite para fazer parte do

Revista Exper - Hoje

Consef - Conselho Empresarial Fe-

bilidade

Revista Exper - Fale

10 - Revista Exper

um

Ética,

comprometimento.


Revista Exper - 11


Exper News

>>>>>>

Ricardo Fort deixa Coca-Cola na Índia O brasileiro Ricardo Fort

Jovens recebem apoio para entrar no mercado

Yogurt) da Danone em Paris.

está deixando a Coca-Cola da Índia,

O executivo encerra desta

onde ocupa a posição de vice-presi-

forma um ciclo de 13 anos na Coca-

dente de marketing, para assumir o

Cola, onde começou como gerente

posto de diretor global de marcas de

das marcas Sprite e Coca-Cola, foi

Cruzes

iogurte (Global Brand Director For

diretor global de marketing esportivo,

programa

passando quatro anos na sede da com-

no

panhia, em Atlanta (EUA).

é necessário ter experiência. O

Os jovens de Mogi das gratuito

mercado

de

de

um

inclusão

trabalho.

Não

setembro de 2009 respondeu pela

da Associação Comercial de Mogi

direção de marketing da Coca-Cola

das Cruzes (ACMC) e Associação

Brasil. Formado em engenharia civil,

Mogiana Oficina dos Aprendizes

Fort iniciou carreira como trainee na

(Amoa), que realiza cursos de rotinas

Unilever, onde atuou por dois anos

administrativas, serviços telefônicos,

antes dos três passados na equipe da

contabilidade, informática, etc. Adolescentes entre 14 e 17 anos de idade são capacitados para

iniciar

uma

profissão.

A

iniciativa é baseada na Lei 10.097, que determina que as empresas de Google/Divulgação

A já conhecida procura do Facebook por um executivo capaz de comandar suas operações na América Latina acaba de terminar. pela

disposição

Movimento Degrau tem uma parceria

Facebook ‘rouba’ da Google seu principal executivo no Brasil

enviado

à

Entre setembro de 2006 e

Kellogg’s.

Comunicado

têm

rede

médio e grande porte são obrigadas a colocar à disposição no mínimo 5% e no máximo 15% de suas vagas para aprendizes. Qualquer pessoa que corresponda a esta faixa etária pode

social de Mark Zuckerberg acaba de

participar. Os interessados devem

anunciar oficialmente a contratação

entrar em contato com a Amoa, pelo

de Alexandre Hohagen, até então

telefone (11) 4799-9071. O

o nome do Google para a América foi

Latina.

criado

Movimento pela

Degrau

Federação

das

Hohagen, que há pouco

vendas para a região. O executivo irá

Associações Comerciais do Estado de

tempo havia sido alçado ao posto

liderar as operações do Facebook no

São Paulo (Facesp), pela Associação

de vice-presidente do Google para

continente e estruturará uma equipe

Comercial de São Paulo (ACSP) e

a América Latina, irá se juntar à

para

pela Rede Brasileira de Entidades

companhia como vice-presidente de

marcas locais e globais

12 - Revista Exper

trabalhar

diretamente

com

Assistenciais Filantrópicas (Rebraf).


Mundial de bodyboard volta ao Brasil

Espetáculo Teatral

O Rio de Janeiro será casa do

Kátia,

uma

psicanalista

Campeonato Mundial de bodyboard

com 29 anos de clínica, recorre ao

em 2011. Marcus Cal Kung, precursor

cancioneiro popular brasileiro para

do esporte no Brasil e criador da

ilustrar musicalmente a crônica dos

primeira associação de bodyboard

desencontros amorosos dramatizados

no mundo, recebeu autorização do

no consultório. O espetáculo é

presidente da International Surfing

inovador, já que envolve Arte e

Board (ISA), Fernando Aguerre, para

Ciência. Kátia Conta & Canta o que

trazer o evento para território nacional

Freud Explica” será apresentado no

pela primeira vez em seis anos. As

Theatro Vasques, situado na Rua Dr.

cotas de patrocínio para o campeonato

faz parte da agenda anual da ISA

já estão em negociação.

World BodyBoarding Games, único

formato de campeonato aprovado

A última vez que o Brasil foi

palco do torneio foi em 2004. O evento

pelo Comitê Olímpico Internacional.

Corrêa, 515 – Largo do Carmo, nos dias 26/03, 16/04 e 20/08, às 20h30 (ingressos R$ 50,00 inteira e R$ 25,00 estudantes e melhor idade). Confira!

Governo Federal anuncia nova marca

Mauro Vaz se filia ao PV vimento

O secretário de DesenvolEconômico,

Trabalho,

Negócios e Turismo da cidade de Suzano, Mauro Vaz, se filiou ao Partido Verde. “Depois de anos de contribuição pelo crescimento cachê e teria doado os direitos de uso

da cidade pelo PC do B, me sinto

tou a nova marca e a assinatura “Pais

da marca ao novo governo.

honrado de fazer parte de um partido

rico é pais sem pobreza”, que sucede

que nas últimas eleições demonstrou

a anterior - “Brasil, um país de todos”.

vulgado pela Secretaria de Comuni-

um excelente resultado”, disse Vaz.

A criação é toda assinada por

cação da Presidência da República

Marcelo Kertész, VP de criação da

(Secom), a marca é uma evolução

do PV de Suzano e contou com a

Africa, que deixou a agência do grupo

da marca anterior criada por Duda

presença do dirigente estadual e

ABC durante as eleições para integrar

Mendonça e “traduz a prioridade do

regional do PV, Ricardo Silva, do

a campanha chefiada por João Santa-

governo federal com a erradicação da

vice-presidente regional, Romildo

na que elegeu Dilma Rousseff. Ker-

miséria e redução da pobreza extre-

Campello e do presidente do diretório

tész, segundo a Secom, não recebeu

ma”.

de Suzano Eduardo Caldas.

O governo federal apresen-

Segundo o comunicado di-

A filiação ocorreu na sede

Revista Exper - 13


Matéria de Capa

>>>>>>

A arte da vida Por Waleska Firmino

S

erá possível separar a arte dos

Acredita-se

que,

naquele

um impulso criador puro, próprio do

outros aspectos da vida? A

período, a arte circulava entre os

produção artística dos seres

diferentes aspectos da vida de modo

humanos começou já na Pré-História.

indistinto. A vida prática, os conceitos

entre gregos e romanos, a arte passa

Pinturas

Na

antiguidade

clássica,

desenhos

rupestres,

de religião, economia e política não

a ter uma certa autonomia, separada

instrumentos

musicais

eram separadas do fazer artístico.

do utilitário dos artesãos; mas é no

rústicos... É impossível termos certeza

O cotidiano flutuava entre o mítico

renascimento que os artistas podem

de como era a relação do homem pré-

e o místico. Nada era puramente

produzir “arte pura”, patrocinados por

estatuetas,

e

homem.

histórico com aquela produção.

Algumas

correntes

que,

diferentes

A estética, uma das áreas da

fazem é levantar hipóteses e

períodos, o homem atribuía

Filosofia, é o pensamento que estuda

tentar defendê-las através

poderes mágicos ao produto

a arte e o belo. A palavra estética

artístico; outras defendem

é derivada do termo grego aísteses

que o fazer daquela

(percepção), ou seja, entender o que

arte obedecia a

nos cerca através de uma apreensão

O que os estudiosos da área

de métodos científicos.

utilitário. afirmam

em

seus mecenas.

sensível, a intuição da beleza. E sempre buscamos o belo, o harmônico. Mas o mundo de hoje venera o “utilitarismo”, a idéia de que o valor

depende

inteiramente

da

utilidade. Daí, um dos motivos do empobrecimento no mundo moderno: o culto da eficiência, e a idéia de que a própria natureza, submissa ao ser humano, é mera fonte a ser explorada. Em grande parte da cultura ocidental, o conceito do útil bate-se com a vivência da Beleza e do Prazer. Nossa vida torna-se unidimensional e insatisfatória. Então, o utilitarismo leva ao reducionismo, e finalmente,

14 - Revista Exper


Fotos Reprodução

à sociedade de consumo. No consu-

Na Renascença, por exemplo, a

e as obras de arte. Divindades da

mismo, o indivíduo, que nasce pleno

arte e a educação eram vistas como

Beleza, eram elas que espalhavam a

de potencialidades e possibilidades, é

caminhos para aprofundar nossa

alegria na Natureza e no coração dos

reduzido a um status de consumidor,

existência na Terra. Nessa visão, o

homens, e até no dos deuses. Foram

a uma engrenagem do sistema de

humanitarismo não está separado

elas que teceram a veste da deusa

produção e consumo. O resultado

da vida diária, mas espelha os temas

Harmonia.

dessa corrente é a destruição do

eternos que fazem parte da vida. A

mundo natural.

partir desta perspectiva, a arte não

evoluiu, e então ele percebeu que nada

pode ser separada da vida diária; e

ocorria por acaso, e que não existia

“A conquista do supérfluo provoca

viver é uma arte.

a interferência dos deuses relatados

uma excitação espiritual superior à

Segundo

os

gregos

dos

A consciência do homem

no período mitológico. No período

conquista do necessário”.

tempos primordiais, a alma artística

cosmológico,

Gaston Bachelard

vivia sob a proteção das Três Graças,

origem e transformação da natureza

três belas irmãs, companheiras de

através de mitos e divindades são

Existe a necessidade urgente

Atena, deusa do Intelecto, e também

substituídas por explicações racionais

de se reafirmar a dignidade humana

de Afrodite, Eros e Dionísio, perpetu-

e suas causas. Entende-se a criação do

e a noção de que a finalidade da vida

amente enlaçadas em sua dança

mundo a partir de um princípio natural

não é apenas a sobrevivência em

circular. As Graças e as Musas, que

e que a natureza cria seres mortais

nome da utilidade, mas a experiência

faziam parte do séqüito de Apolo,

a partir de sua imortalidade. Nessa

da beleza, do prazer e da criatividade.

influenciavam os trabalhos do espírito

linha de raciocínio, segundo Sêneca,

as

explicações

da

Revista Exper - 15


as Três Graças representam nossos

celebrados

poderes de dar, aceitar e devolver as

são questionados. A formação do

considerado arte? O que fica? O

graças. Não continua sendo divino,

júri dos festivais de teatro segue o

que dura? O que é descartável? Será

apesar de humano?

princípio da formação dos tribunais

que as respostas dependem de gosto

nesse

de Direito, e tudo é feito em nome

pessoal? Tais perguntas são feitas

momento. Ao final de três dias de

da Cidade, de acordo com suas

há muito tempo, e continuam sem

concurso, um júri popular sorteado

regras de funcionamento. Pode-se

respostas. Quem inicia o estudo

escolhia

os

dizer, assim, que, com a Tragédia, é

e a prática de alguma linguagem

três grupos, de três dramaturgos

a Cidade que se interpreta ela mesma

artística deveria conhecer as origens

concorrentes. Sobre esse fato, o

diante do público. E os temas todos

do que quer aprender; mas vivemos

helenista francês Jean-Pierre Vernant

nós sabemos. Seus protagonistas (em

tempos de pressa, de resultados.

afirma que o nascimento da tragédia é

grego “o primeiro que sofre a angústia,

As

inseparável da organização cívica, da

a agonia, a inquietação”) sofrem as

experimentação e aproximação da

elaboração da democracia ateniense.

mesmas angústias que perturbam a

arte clássica, da “grande” arte são

É o período em que, nas cidades

humanidade até os dias de hoje. As

raras, privilégio de poucos, e não

gregas, se institui o Direito, em que

tragédias gregas são eternas, pois

necessariamente uma questão de

são fundados os tribunais compostos

os grandes dilemas ainda habitam a

extrato social. Muitas pessoas com

por cidadãos. O desenvolvimento

mente do homem.

excelente poder aquisitivo não se

A tragédia

o

chega

vencedor

entre

como

valores,

agora

intelectual avança com a medicina, a

Século

XXI.

oportunidades

de

O

que

é

vivência,

interessam e desconhecem a produção

geometria, a filosofia... Assistimos a

“O Romance é a arte de destelhar

dos mestres do passado. Museu,

uma ruptura com o modo de pensar

casas sem que os transeuntes

às vezes pode parecer sinônimo de

arcaico. Estamos em um período

percebam”.

mofo; música erudita, de tédio; teatro

intermediário: os heróis mitológicos,

Carlos Drummond de Andrade

clássico, de sono... Nossa capacidade

16 - Revista Exper


de apreciação ficou com sabor de

ouvir Mozart, por exemplo. Na pré-

pode acontecer pela apreciação das

fast food. Este fenômeno é objeto de

escola, aos quatro ou cinco anos,

artes plásticas, das artes cênicas, e

análise e as conclusões devem estar

ninguém ainda nos disse que aqueles

todas as outras formas de arte. Não

ainda muito distantes. Tudo deve ser

sons são um aborrecimento, coisa de

se trata aqui de condenar as formas

imediato, e o tipo de arte que exige

velhos, ou “música para gente rica”.

de arte popular, muito pelo contrário.

deglutição e consciência pode ser

A melodia toca o cérebro e pode

Ambas tem valores inconfundíveis.

considerada “difícil”, antiquada.

abri-lo, deixá-lo pronto para outras

Mas nosso cérebro é chamado a

Parâmetros

experiências distantes do nível raso

ligações, conexões e elaborações mais

(1997):

oferecido pelos programas exibidos

profundas, quanto mais complexa for

abre

na TV de casa. E uma vez tocada

a obra de arte. Nossos atos e escolhas

perspectivas para que o aluno tenha

pelas Graças, a criança pode levar

são influenciados por preconceitos

uma compreensão do mundo na qual

a apreciação da arte para dentro de

variados, e a recusa em dar ao nosso

a dimensão poética esteja presente: a

casa, para a família. Mas essa criança

cérebro a chance de reconhecer o

arte ensina que é possível transformar

pode ser feliz sem conhecer Mozart?

belo em obras de deglutição mais

continuamente a existência, que é

Sim, pode, mas com a sensibilidade

trabalhosa é uma perda lamentável.

preciso mudar referências a cada

aguçada pela proximidade com uma

momento, ser flexível. Isso quer

arte maior, mais exigente do cérebro

“Toda obra de arte é filha do seu

dizer que criar e conhecer são

de quem a aprecia, o indivíduo

tempo e muitas vezes, mãe de

indissociáveis e a flexibilidade é

crescerá

sentidos,

nossos sentimentos. Cada época de

condição fundamental para aprender”.

literalmente. Cabe aqui, mais uma

uma civilização cria uma arte que

vez, minha defesa e crença na Teoria

lhe é própria e que jamais se verá

Segundo

Curriculares “O

os

Nacionais

conhecimento

da

arte

Antes que a criança tenha

em

todos

os

seus limites reduzidos pela dura

das

de

renascer”.

realidade

Howard Gardner. O mesmo processo

Kandinsky

nacional,

é

importante

Inteligências

Múltiplas,

Revista Exper - 17


tem muito menos chance de evoluir se ele se isola, se não arrisca outro passo. Nas artes estão as chaves para a compreensão da experiência humana e de seus valores. Essa é sua maior função, e por isso existe desde que o mundo é mundo, senão já teria desaparecido. A forma de conhecimento da Arte é anterior à forma de conhecimento da Ciência. Muito antes de a Ciência responder a qualquer pergunta, o fazer estético já existia. Na Natureza também. Se não houvesse uma função, se o belo não fosse uma forma de conhecimento, ele “Um quadro vive apenas através

simplesmente por não quererem sair

não estaria no mundo. Os machos das

de quem o contempla. Na arte

da cômoda posição de espectadores

espécies atraem suas parceiras com

não existe passado nem futuro; a

passivos. A Arte Contemporânea

“enfeites” providos pela Natureza e

arte que não está no presente não

quer e precisa de espectadores tão

passarinhos e insetos são atraídos pela

existirá nunca”.

ativos quanto seus artistas. Não é

beleza das flores.

Pablo Picasso

nenhum crime querer permanecer na zona de conforto, mas o ser humano

A arte é sempre reflexo do

tempo em que foi realizada. Se tudo sofre transformações, por que seria diferente com a arte? A arte figurativa perdeu a função de imitar a realidade após a invenção da fotografia, dando surgimento aos ismos: abstracionismo, impressionismo, cubismo, dadaísmo, e por aí afora. Daí, além de apreciar, é preciso que nos relacionemos com ela. Só então é possível descobrir o que ela pode despertar em cada um de nós. Da mesma forma como deveríamos abrir nossa sensibilidade ao clássico, é preciso aceitar a liberdade de criação e a busca pela evolução de todas as linguagens, ousar, e ver no que vai dar. O desconhecimento das pessoas faz com elas se mantenham afastadas

18 - Revista Exper

“O homem produz ciência,


tecnologia e poesia com igual valor

e dos dogmas religiosos. No final

na criação do pensamento racional

das contas, é no cérebro humano

e imaginativo”.

que tudo acontece: no hemisfério

Gaston Bachelard

esquerdo, racional, lógico e analítico; e no direito, intuitivo e criador. E

É imensa a complexidade

os compartimentos têm troca, não

dos sistemas que regem o planeta

são absolutamente estanques.

e o ser humano, e não levamos isso

muito a sério. Há grande número

pelos romances ou poemas que lê,

de

em

pelas músicas que ouve, pelos filmes e

curso e futuras, por causa dessa

peças que assiste, pelas artes plásticas

complexidade mal trabalhada. Mas

que aprecia. O artista cria dentro

as ciências tecnológicas e biológicas

do seu tempo, influenciado pelos

não

extinções

consumadas,

desenvolveram

teorias

O cientista é influenciado

para

filosofia opera através do pensamento

avanços tecnológicos e científicos

entender tudo. Entre essas duas e as

reflexivo; a ciência usa a observação

que o cercam. Mas a valorização

ciências humanas não deve haver

e a experimentação; a religião apóia-

da criatividade e da imaginação só

hierarquia. A arte deve ser vista como

se na crença ou fé; e já a arte utiliza

aconteceu muito recentemente. O

forma de conhecimento, mas a arte

a ficção, a fantasia, a imaginação.

filósofo Karl Popper ao observar as

não é mais especial por causa disso,

Mas a ficção poética não quer dizer

pesquisas de Einstein, que considerava

porque tudo é conhecimento. O que

mentira. Pelo contrário, a finalidade

o mais importante cientista do século

distingue o saber artístico de outros

da arte é mostrar verdades mais

XX, percebeu que toda descoberta

tipos de conhecimento é o meio: a

profundas, apartadas das convenções

daquele

cientista

encerrava

um

“elemento irracional”, uma “intuição criadora”. Para o filósofo alemão Nietzsche, a arte é mais gratificante do que a ciência: “temos a arte para não morrer pela verdade”.

Finalizando, cito o poeta

Ferreira Gullar, a respeito de Don Quixote, que enlouqueceu de tanto ler livros de cavalaria:

“Só mesmo um personagem

como este e uma história como esta, para nos exporem à nossa própria e invencível

contradição:

queremos

a sensatez que protege, mas não resistimos à loucura que arrebata. E, por isso, inventamos a arte, que nos permite experimentar a loucura sem correr o risco de ir parar num hospício”.

Revista Exper - 19


Motivação

>>>>>>

O sentido da vida é buscar pelo sentido da vida Leila Navarro

Conferencista, Especialista

Comportamental. Autora de 13 livros, ganhou por duas vezes o Prêmio de “Palestrante do Ano” (2005 e 2009).

P

erdi a conta das vezes que ouvi pessoas se queixa-

senão investir em cursos, idiomas e qualificações – buscando

rem de que, na vida, nada acontece conforme o que

muitas vezes, fórmulas milagrosas que as transformem em

elas desejam. É o empresário que tem dificuldades

vencedoras da noite para o dia -, e deixam adormecidos de-

para equilibrar seu negócio, é o casal de namorados que não

sejos pessoais e a realização de muitos sonhos.

consegue juntar dinheiro suficiente para casar, é o profissio-

O terceiro equívoco é achar que a fluidez é coisa do

nal que há anos luta para conseguir a tão desejada promo-

“destino” de cada um. Depende de onde se nasce, de onde

ção no emprego. Com frequência, ouço frases do tipo: “não

se cresce, da educação que se recebe, de quem se conhece,

consigo o que quero”, “os caminhos parecem fechados para

da felicidade de ser a pessoa certa na hora certa e no lugar

mim”.

certo. Porém, para que a vida de cada um de nós flua não é Existem três conceitos equivocados que faz muita

necessário que sejamos ricos, poderosos, muito menos ser os

gente perder o rumo na busca de um sentido de vida, um pro-

melhores em tudo ou predestinados ao sucesso. É necessário,

pósito, uma missão. O primeiro é achar que a vida só flui se

apenas, saber quem verdadeiramente somos, onde estamos e

tem progresso material, quando se tem “resultados”. Como

para onde vamos.

a ideia de sucesso está ligada à obtenção de poder, prestígio,

Saber qual é o seu propósito e o que é importante

influência e riqueza, as pessoas acham que as coisas só ca-

para que ele seja realizado direciona as escolhas que você

minham à medida que percebem estar conquistando, ainda

faz em todas as áreas de sua vida. Da profissão que exerce

que lentamente, esses resultados. Mas, se isso fosse verdade,

ao lugar onde mora, o tempo que dedica ao trabalho, seus

não haveria tantas pessoas que poderiam ser chamadas de

hábitos de consumo, seu lazer, seus interesses culturais, sua

bem-sucedidas, mas se sentem perdidas, insatisfeitas e de-

disponibilidade para a família e para os amigos... Tudo co-

primidas.

meça a se encaixar com a missão. A pessoa cria um senso

A segunda questão é achar que a vida só tem sentido

forte de identidade e sente-se dono da própria vida. Quando

quando se tem muita competência. Isso é até compreensível

se está empenhado na realização de um sonho, cada peque-

porque para conquistar o sucesso precisamos ter muitos co-

na conquista é motivo de muita comemoração e, assim, nos

nhecimentos e habilidades, pois o mundo é um lugar com-

tornamos capazes de fazer da busca pelo sentido de vida o

petitivo. Assim, muita gente pensa que não há outra saída

nosso verdadeiro sentido de vida.

20 - Revista Exper


Revista Exper - 21


Comportamento

>>>>>>

Quem quer um “alegrador”? Márcio Junior Publicitário, jornalista, palestrante, diretor de marketing da Offmktweb, publisher da revista Exper e autor do livro “Um dia Maravilhoso”.

V

ivemos em um mundo repleto de novidades tec-

campo, na praia ou mesmo em uma praça da sua cidade, mas

nológicas, onde a comunicação a distância é praxe

você não o fez. Ontem alguém realmente estava precisando

em países desenvolvidos e em desenvolvimento.

de um abraço, e esta pessoa foi se deitar sem receber este

Não estou aqui para fazer apologia contra a internet ou apa-

gesto de carinho. Sugiro que PARE O QUE ESTIVER FA-

relhos de celular. Todos esses avanços são parte de uma na-

ZENDO. E dê um abraço nas pessoas que estão ao seu redor,

ção que não pode parar de crescer, e onde o tempo é cada vez

elas não vão entender nada, e também não vão questionar.

mais valioso e uma vez perdido, não temos como recuperar.

VÃO ADORAR.

O que deixamos de fazer ontem, não tem como mudar, é pas-

Os antigos já diziam: “Dê um alegrador e um risador para os pitiquinhos do seu sangue. Um risador é me-

sado. Desta forma devemos viver o presente intensamen-

lhor do que um chorador no seu casuá”. Dê um abraço e

te, e fazer com que o dia seja sempre melhor do que outrem.

um sorriso para sua família. Troque a tristeza pela alegria

Em hipótese alguma podemos deixar de oferecer e dar cari-

dentro de sua casa.

nho, afeto e atenção aos nossos entes queridos. Em hipótese

- Estão de olho gordo nas suas coisas. Dê um alegrador.

alguma podemos deixar de agradecer e elogiar nossa famí-

- Estão desejando o mal para você. Dê um alegrador.

lia, pois é sangue do nosso sangue. Alimentar o corpo com

- Estão ofendendo e te espetando. Dê um alegrador.

alimento e água é importante, buscar a Deus independente

- A pessoa não gosta de você. Dê um alegrador.

de sua denominação é fundamental, mas também precisamos

A regra é simples, uma pessoa te deseja o mal e

alimentar nosso coração, fazer com que o sangue que passa

você devolve com o bem. Ela começa a refletir e vai dizer:

por ele, esteja repleto de alegria, paz e harmonia.

Eu desejo o mal e ela me devolve com o bem. Essa reflexão

Ontem você poderia ter abraçado seus filhos, sua

é muito importante para esta pessoa. Seja o propagador e o

esposa, seu marido, seus pais, mas você não o fez. Ontem

responsável pela cura destas pessoas. A partir de hoje temos

você podia ter reunido a família e feito um prato delicioso,

mais uma obrigação além de todas as outras que carregamos.

para que todos pudessem confraternizar e sorrir, mas você

Com um diferencial. Estamos levando luz onde existe ape-

não o fez. Ontem você podia ter levado todos para passear no

nas escuridão.

22 - Revista Exper


Marketing do B.A.T.O.M.

>>>>>>

Homenageadas do Consef Fádua Sleiman Vice-Presidente da Associação Comercial de Mogi das Cruzes e Superintendente do Consef

A

Por Kátia Guimarães

em suas próprias vidas e nas de suas famílias quanto nas

Associação Comercial de Mogi das Cruzes

de seus clientes, pacientes ou alunos, em alguns casos. São

(ACMC), por meio do Conselho Empresarial

pessoas empreendedoras, que orgulham a classe feminina

Feminino (Consef), apresentou as dez homena-

e quem têm algo a acrescentar à sociedade”.

geadas deste ano do evento anual do Consef em comemoA festa

ração ao mês da mulher, que será realizado no próximo dia 22, no Centro Municipal de Formação Pedagógica (Cemforpe).

As homenagens serão feitas durante um evento no Cemforpe, no dia 22 de março, a partir das 19 horas. A pa-

Durante um café da manhã para a Imprensa, a vi-

lestrante desta edição será a personal trainer e apresentado-

ce-presidente da ACMC e superintendente do Consef, Fá-

ra Solange Frazão, que vai falar sobre como é possível ser

dua Sleiman, apresentou as médicas Ana Carolina Fernan-

uma mãe presente, uma boa dona de casa, uma profissional

des Antunes, Vera Lucia Ribeiro Fuess e Tânia Trípode, a

bem-sucedida e, ainda, conseguir manter-se bonita e com

dentista Fabiana Argentino Knitel Nunes, as empresárias

saúde.

do ramo da beleza Glória Aparecida Malvão Vasconcelos

O evento começará com um coquetel, seguido da

e Lívia Tilly Mont’Alegre, a psicóloga e pedagoga Candi-

entrega dos troféus e algumas surpresas para as homenage-

da Maria Plaza Teixeira, a presidente da Rede Feminina de

adas. Em seguida, terá início a palestra da Solange Frazão

Combate ao Câncer “Guiomar Pinheiro Franco”, Eugenia

e, por fim, haverá um bate-papo entre a apresentadora e os

Maria Franco Lapin Atuí, e Maria Helena de Paiva e Rita

convidados. “Já faz alguns anos que o perfil deste evento

de Cassia Nogueira, essas duas últimas formadas em Edu-

anual passou a ser mais empreendedor. Deixou de ser um

cação Física e proprietárias de academias de ginástica.

evento mais social para ser empresarial, de fomento para

Fádua explicou o motivo de elas terem sido es-

os negócios. As mulheres hoje representam grande parte

colhidas pela diretoria da entidade para a homenagem de

do mercado de trabalho e é importante que elas tenham

2011: “O tema deste ano é qualidade de vida. E nós sele-

este espaço também foram do seu ambiente profissional”,

cionamos mulheres da cidade que representam isso, tanto

complementou Fádua.

Revista Exper - 23


Liderança

>>>>>>

Vivendo a aventura da vida Nicolai Cursino Consultor, treinador, palestrante e sócio-diretor da Iluminatta Brasil Desenvolvimento Humano.

N

a aventura da nossa vida, a paixão é indispensá-

Aprendemos a ter medo das paixões. Um dragão

vel. Apaixonado por alguém, você vai chorar e vai

descontrolado, assustador e fascinante. Aprendemos que é

rir, por que não há como separar as duas partes da

melhor pensar antes de fazer, evitar conflitos, fugir das do-

mesma vida. Se você se atira numa carreira incerta apaixo-

res, ter certeza das coisas. O dragão parece distante, como

nado por sua profissão, você vai se frustrar, e vai se iluminar.

uma sombra na lua.

Você vai se sentir impotente quando não conseguir aquilo

E evitamos a grande aventura da vida. Vivemos de

que esperava, e vai sentir toda a força do mundo quando con-

um jeito morno. Quando fechamos os olhos para as coisas

seguir muito mais do que imaginava.

feias do mundo, também não vemos o espetáculo das pai-

Quando você é apaixonado pela vida, fatalmente

sagens. Quando fechamos o coração para as dores, também

você quebra sua cara. Divide-se no meio, fica confuso. Cul-

impedimos a entrada da alegria. A porta é a mesma. Quando

pa-se por ter errado tantas vezes e metidos os pés pelas mãos.

tapamos os ouvidos para o estrondo, também não ouvimos a

Cria dificuldades, magoa pessoas, machuca a si mesmo. O

melodia maravilhosa de uma música divina.

rio segue arrebentando pelas pedras. E também sente o fogo, o brilho nos olhos, a imensa força. Você se movimenta, conhece lugares, pessoas, desbrava ideias e encanta por onde quer que você passe. Afinal, as pessoas apaixonadas encantam. Eu me pergunto se você tem vivido com paixão. Ou se ela foi perdida ao longo do caminho. Como o brilho de um diamante que foi se enchendo de poeira. As decisões em sua vida, o modo como aproveitam

O que aconteceria com nossas vidas se nos atirássemos nessa aventura agora? Para que a gente possa olhar para trás em nosso último minuto e se dar conta. Errei, chorei, ri, lutei, conheci, acertei, briguei, machuquei, fui machucado, sonhei, dei certo e dei errado, amei, vivi, intensamente! Nos versos de Vinícius de Moraes: “quem já passou por essa vida e não viveu pode ser mais mas sabe menos do que eu

seu final de semana, o lugar onde trabalha e o que faz hoje

porque a vida só se dá pra quem se deu

todos os dias desde a hora que desperta até a hora que vai

pra quem amou pra chorou pra quem sofreu

dormir.

quem nunca viveu uma paixão Quantos minutos são intensos e apaixonados?

24 - Revista Exper

nunca vai ter nada não ...”


Gestão Empresarial

>>>>>>

Ética Empresarial Ivan Melo MBA Executivo – Gestão Empresarial Estratégica. Mestre em Semiótica, Tecnologia da Informação e Educação. Autor do Livro: Empreendedorismo para a Sala de Aula

N

os últimos anos, por uma necessidade de sobrevi-

mica e empresarial, pois esta atrai para si uma grande quan-

vência mercadológica, cada vez mais as empresas

tidade de fatores humanos e os seres humanos conferem ao

estão se preocupando com esse assunto. E, atual-

que realizam, inevitavelmente, uma dimensão ética. A em-

mente, muitas destas empresas já se encontram num estágio

presa, enquanto instituição capaz de tomar decisões e como

bastante elevado, aonde o seu Código de Ética é a bíblia em

conjunto de relações humanas com uma finalidade determi-

que todos os colaboradores devem rezar.

nada, já tem, desde seu início uma dimensão ética”.

Uma empresa ou entidade tem que ser, obrigato-

Expressões como responsabilidade social corpora-

riamente, percebida como um elemento ativo do contex-

tiva, filantropia, cidadania empresarial, marketing empresa-

to social, cultural, político e econômico. Esse fato remete,

rial, ética empresarial, terceiro setor e balanço social, entre

obrigatoriamente, a compromissos e responsabilidades que a

outras, entraram no vocabulário econômico e ganharam

empresa deve ter com a sociedade.

aceitabilidade nos discursos sociais, empresariais e políticos,

O conceito de ética empresarial ou organizacional

sem muita reflexão sobre seu significado e conseqüências.

tem a ver com este processo de inserção. A empresa ou enti-

Visto por outra ótica, o discurso sobre ética no

dade devem estar presentes de forma transparente e sempre

mundo empresarial e nas organizações civis tem enfatizado

contribuir para o desenvolvimento comunitário, praticando a

a idéia de responsabilidade diante das expectativas da socie-

cidadania e a responsabilidade social.

dade e dos complexos dilemas morais que nos confrontam

A ética empresarial se pratica internamente, recru-

em vários níveis. O termo preferido na literatura empresarial

tando e formando profissionais e executivos que compar-

para caracterizar essa questão tem sido responsabilidade so-

tilham desta filosofia, privilegiando a diversidade e o plu-

cial corporativa. São várias as suas definições e múltiplas

ralismo, relacionando-se de maneira democrática com os

as dimensões subentendidas: desde a tentativa de definir o

diversos públicos, adotando o consumo responsável, respei-

compromisso das empresas com seus próprios empregados e

tando as diferenças, cultivando a liberdade de expressão e a

clientes, passando pela normatização de seus procedimentos

lisura nas relações comerciais.

internos e chegando ao compromisso com a sociedade, com

O Instituto Ethos define precisamente: “ A ética não é um valor acrescentado, mas intrínseco da atividade econô-

os direitos humanos, com a preservação do meio ambiente e com o desenvolvimento sustentável.

Revista Exper - 25


Legislação

>>>>>>

A jornada e os salários Dr.

Epaminondas

Nogueira

Mogi das Cruzes - Av. Narciso Yague Guimarães, 664, Centro Cívico – Tel: (11) 4799-1510 São Paulo – Barra Funda Rua do Bosque, 1589 – Ed. Capitolium, Bl. II, Conj. 1207 - Tel: (11) 3392-3229

A

rmando Monteiro Neto, pelo “não” e Paulo Pe-

nais, sempre com respeito às opiniões divergentes, ignora

reira da Silva, pelo “sim”, tentaram responder. As

que segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e

questões de fundo são o desemprego e o custo da

Estatística (IBGE), o Brasil tem 191,5 milhões de habitantes.

produção. Tenho como evidente que os argumentos do “não”

Em São Paulo (com 41,4 milhões de habitantes), Minas Ge-

são falsos.

rais (20 milhões) e Rio de Janeiro (16 milhões) concentra-se

A tecnologia que cada dia dispensa mais a mão de obra vai obrigar a economia capitalista a reduzir cada vez mais e mais aceleradamente as jornadas de trabalho para que o mercado possa subsistir. À medida que as indústrias aumentam a sua capacidade de produzir mais com menos gente; cresce o problema de para quem se vai produzir isso porque o desempregado deixa de ser consumidor. Para manter o sujeito consumidor é indispensável uma fonte de renda ou um emprego.

40,4% da população brasileira e estão superando a crise com menos percalços que os países citados. Devemos defender, ampliar e exportar a ideia que o nosso Direito do Trabalho é melhor a medida em que distribuímos mais renda, ou seja, devemos exportar a CLT, a nossa ideologia, a nossa forma de viver. Dinheiro atrai dinheiro e miséria atrai miséria, este é o princípio da CAUSAÇÃO CIRCULAR, do economista GUNNAR MYRDAL. Se o sujeito não tiver o suficiente para comprar alimentos ficará mais fraco e sua incapacidade

Ninguém deve ter a ilusão que diminuir salários e

será sempre maior, um círculo vicioso, ao passo que se tiver

empregos se prospera. O tamanho da economia não é basea-

mais capacidade, mais instrução, mais tecnologia terá mais

do na produção e sim no consumo.

capacidade e este é um círculo virtuoso.

Diminuindo a capacidade de consumo, as indústrias

Nada pode ser mais vantajoso para o empresaria-

ficam ociosas e têm que se ajustar ao limite dos consumido-

do que ver a massa de empregados sempre ganhando mais

res.

e gastando mais. Está é a forma de se transferir o dinheiro Logo, a resposta do “sim” é a que esta correta. O

argumento do “não” que a Alemanha, Dinamarca, Inglaterra, Argentina, Chile e México têm jornadas de 48 horas sema-

26 - Revista Exper

de quem tem menos (o consumidor) para quem tem mais (o empresário), ou não é? Portanto, que venham as 40 horas.


28 - Revista Exper

Revista Exper  
Revista Exper  

Edição Número 06

Advertisement