Page 1


Editorial

Página 2 >>>>>>

A arte no mundo corporativo Existem ambientes de trabalho

principalmente era a funcionalidade e

que precisam ser formais, porém há ou-

adaptação dos móveis às necessidades

tros com a necessidade de serem descon-

das companhias, mas com a ajuda do de-

traídos, pois ajudam a estimular a criativi-

sign de uma arquitetura antenada e foca-

dade de seus colaboradores.

da no mundo corporativo, as companhias

Logo, a presença de obras de

querem agora, além de um ambiente con-

arte não podem faltar. É permitido utilizar

fortável para os seus funcionários, mo-

a síntese de duas imagens, acopladas uma

dernidade e beleza, que chame atenção de

a outra constrói uma nova forma com no-

forma delicada e que remeta a comodida-

vos signifi cados, e a estilização das linhas

de e traga um ar descontraído.

e dos volumes de um conjunto cria um

E nesta tarefa de ajudar o terre-

ritmo febricitante, dando-nos a impressão

no corporativo a ser tornar um ambiente

de movimento, telas com cores vibrantes,

mais confortável criamos a editoria Arte

salas de reunião com esculturas, espaços

e Cultura, onde apresentaremos artista

multifuncionais, plotagens em paredes e

plásticos da Região do Alto Tietê e Gran-

vidros e elementos de decoração, como

de São Paulo, para que nosso leitor possa

quadros, avisos e pufes não podem faltar.

conhecer, apreciar e aprender com cada

Tempos atrás, quando as empre-

um deles. Boa leitura.

sas pensavam em escritórios, em espaços

Márcio Junior,

corporativos, a primeira coisa exigida

publisher Exper News

Expediente Publisher: Márcio Junior MTB 59904-SP, Diagramação: Editora Off, Publicidade: 11 2819-4457, Colunistas: Nerival Rodrigues e Hugo Ferreira Braga Tadeu, Matéria de Capa: Gisela Mangabeira de Sousa e Yumi Fusse Madeira, Distribuição: Gratuita Tiragem: 10 mil exemplares, Foto Capa: Arquivo Pessoal, E-mail: exper@expernews.com.br Exper News é distribuído nas Indústrias e Comércios do Alto Tietê e Vale do Paraíba. O jornal não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios. As opiniões emitidas em artigos assinados são de responsabilidade dos autores.


Página 3 >>>>>>

Destaque Empresarial A TRANSYL foi fundada em 1983 na Cidade de Poá, tudo começou

rios, graxas e lubrifi cantes especiais para linha alimentícia, entre outros.

Agradecimento Especial A diretoria da ACIP deixa re-

Fotos: Divulgação

Informe ACIP

gistrado o seu agradecimento aos patro-

com um sonho de atender esse Merca-

Com isso a TRANSYL conso-

cinadores: Sleep Confort, Transyl, Mar-

do Automotivo do Alto Tietê, tanto na

lidou-se no mercado automotivo por

tins Despachos e Assessoria Aduaneira,

linha leve de veículos quanto na pesada

manter Alto Padrão de Qualidade, Agi-

Master Componentes, Marcenaria Poa,

(Caminhão, Trator, Ônibus, etc).

lidade e Preço. Em 2009 inovamos mais

Ótica Ferreira, Natureza de Poá, Co-

uma vez e criamos a TRANSYL COR-

pain Cartuchos, Brasil Treina, Pedras

Reward Idiomas, RA Indústria Meta-

RETORA DE SEGUROS.

Poá, Virgus Comunicacao Visual, Ateliê

lúrgica, Baboo Giovanni Pizzaria, Suzy

Caramelo Festas, Empório Esquina do

Flores, Exper News e Quincolor Etique-

Milho, Ponto S – Confi ança e Proteção,

tas e Rótulos Adesivos, a ajuda de cada

Atendemos indústrias no que se refere a lubrifi cante para maquiná-

O Brasil real segue em frente Na enxurrada de notícias ne-

mineradora CBMM abriu mercado nas

gativas da grande imprensa sobre in-

décadas passadas para o nióbio no mun-

vestigações, política e macroeconomia,

do inteiro e a Embraer colocou no ar o

escondem-se preciosas informações: O

cargueiro KC-390, a maior aeronave já

pólo automotivo em Camaçari (BA) em-

produzida no País. Esse é o Brasil que

prega hoje milhares de trabalhadores, a

funciona um dia após o outro...

uma dessas empresas tornou possível a realização de mais um brilhante evento no dia 18 de agosto. Outro agradecimento ao SEBRAE pela palestra Gestão fi nanceira em tempos de crise, que se realizou na Praça de Eventos de Poá.

No dia 17 de agosto, o Ten Cel

A ACIP está com seu outdoor

PM Sandro Heleno Leite, comandante

na rua, divulgar a entidade é funda-

do 32° Batalhão de Polícia Militar, au-

mental nos dias de hoje para propagar a

torizou a implantação do Programa Vi-

marca. Outra grande novidade será um

zinhança Solidária no bairro Fonte Áu-

evento junto a Secretaria de Turismo,

rea na cidade de Poá. Está ação pode ser

Contur e Sebrae para promover o Cir-

requerida por outros bairros através de

cuito Gastronômico de Poá, o local está

uma solicitação. O telefone para contato

sendo avaliado e provavelmente acon-

é o 11.4636.2147 ou 11.4639.9966.

tecerá na segunda semana de outubro.

Foto: Adilson Santos

Vizinhança Solidária em Poá Fala presidente

Francisco Quintino, presidente ACIP


Entevista

Página 4 >>>>>>

Epaminondas Nogueira O advogado Epaminondas Nogueira é referência em Direito Trabalhista em todo o Alto Tietê. Com mais de 50 anos de experiência no setor, sergipano, nasceu em 1941, entendeu durante toda a vida que o Direito é, em suma, a sua razão de viver. De família tradicional na área da advocacia – neto de advogados e pai de mais duas profissionais da área, Epaminondas faz questão de incentivar os novos advogados a ter confiança na profissão.

satisfação, desde 1988, temos uma Cons-

IAPI e mais cinco instituições se juntaram

tituição nova, que já está com 27 anos. É

para dar surgimento ao INPS, onde fiquei

uma Constituição muito boa, teve muitas

até 1971. Depois disso entrei no SESI,

reações, por conta da política, mas o fato

como advogado. Na instituição fiquei até

é que está funcionando. Eu inclusive tive

1981. Saí de lá no dia 12 de junho, eu me

a satisfação de ter sugerido a criação do

lembro porque era dia dos namorados, e

Precatório Alimentar, no artigo 100 da

me dei de presente um Comodoro e quan-

Carta Magna.

do cheguei para trabalhar o bilhete azul:

De modo que para mim, a data é

10 mil pessoas haviam sido despedidas

cheia de alegrias e significados, mais ou

de seu emprego no Estado de São Paulo,

menos com o Natal.

inclusive eu. Mas já tinha meu escritório

Exper News: Para que nossos leitores

Epaminondas Nogueira: Em 11 de agos-

possam conhecê-lo melhor, nos diga por

to de 1827, houve a criação dos Cursos

que escolheu o Direito?

Jurídicos no Brasil, em São Paulo e no

Exper News: Conte-nos um pouco de sua

de, então comecei a dedicar mais tempo

Epaminondas Nogueira: A advocacia é

Recife. O imperador Dom Pedro I decre-

trajetória profissional?

ao escritório.

uma atividade muito abrangente. E isso

tou e foram fundadas as duas academias.

Epaminondas Nogueira: Eu me formei

é uma coisa que me serve de norte des-

Até então não existia este curso aqui. O

em Santos, porque quando tinha 4 anos

Exper News: Que tipo de serviço seu es-

de que comecei a viver. A certeza de que,

Imperador precisou fazer isso, inclusive,

de idade, me mudei para aquele municí-

critório de advocacia oferece?

trabalhando bastante, nunca faltaria tra-

para fazer funcionar o País. Então a data

pio. Sai de lá depois de formado. Fui fazer

Epaminondas Nogueira: Quando me es-

balho. Eu decidi que deveria me formar

é um divisor de águas. E foi iniciada uma

pós-graduação em São Paulo e depois fui

pecializei na USP, optei por Direito do

em alguma coisa que pudesse garantir o

tradição. O Brasil tem juristas de renome

para Mogi das Cruzes. Já era advogado e

Trabalho e por Direito de Seguridade

meu sustento. Esse é um aspecto da sub-

como Vicente Rao, Pontes de Miranda,

cheguei na cidade para trabalhar no IAPI

Social. Então minha atuação sempre foi

sistência. Outro aspecto é do da satisfa-

entre outros. Temos muito que nos orgu-

– Instituto de Aposentadorias e Pensões

voltada para este segmento. O primeiro

ção. Ela decorre principalmente da sen-

lhar. O País está funcionando com maior

de Industriários. Em novembro de 1966, o

emprego que arrumei na vida foi em um

desde o primeiro dia que cheguei na cida-

sação de utilidade pública que você tem.

escritório de advocacia que trabalhava

Você efetivamente produz alguma coisa

com isso, no início da década de 60. De

e não recebe o seu dinheiro à toa. Mais

modo que sempre foi um assunto que des-

um aspecto é a importância da sua ativi-

pertou meu interesse. Você tem a sensa-

dade para a sociedade, pois não se pode

ção de ser útil, porque o sujeito quando

dispensar o Direito. Muito embora conste

procura um Instituto Previdenciário, está

na Legislação que, em alguns casos, não

idoso, precisa aposentar para usufruir do

é necessária a intervenção de advogados,

benefício que pagou. A maior dificuldade

o povo sente-se garantido quando aparece

ainda é lidar com alguns conflitos da Lei.

o advogado. O profissional tem atividade porque o cidadão assistido por advogado

Exper News: Como você analisa o pro-

fica mais seguro. Hoje em dia é possível

tagonismo do Judiciário em casos com o

ir sem advogado ao juizado, ir a Justiça

Lava Jato?

do Trabalho, mas na prática, todo mun-

Epaminondas Nogueira: Com tristeza. O

do prefere a presença de um profissional.

Judiciário deve se limitar à aplicação da

Tudo isso compõe esse panorama e é nes-

Lei como a Lei é feita. No tempo em que

se sentido que eu me movo.

eu estudava, o juiz era considerado mudo e só falava nos autos. Não dava entrevis-

Exper News: Dia 11 de agosto comemo-

tas e não se expunha. Nem mesmo os pro-

ramos o dia do advogado, o que essa data

motores. Não tinha juiz vedete como hoje.

representa?

Com todo respeito os promotores não de-


veriam conceder entrevistas, até porque

cedimento é fiscalizado pelo interessado

de vários lugares diferentes. Então decidi

ponto de vista Cultural, quanto dos Tribu-

os processos são públicos.

direto, que é o povo. Acredito que o Judi-

situar-me em São José que é a principal

nais de Ética. A entidade de fato controla

ciário tentará agilizar o trabalho, porque

cidade do Vale do Paraíba. Lá também é

o exercício profissional. Eu só tenho elo-

o torna mais exposto.

um escritório de apoio. Inclusive porque

gios a tecer.

Exper News: A população reclama da demora dos processos. A que se deve isso?

a Justiça do Trabalho de São José se re-

Epaminondas Nogueira: O pior de tudo é

Exper News: Além do escritório em Mogi

porta ao Tribunal Regional de Trabalho

Exper News: Que conselho daria aos no-

aquele juiz que é burocrata, que não sente

e São Paulo, você abriu um escritório em

de Campinas. Em razão disso precisei

vos advogados, que ingressarão, em bre-

que o papel a frente dele é de gente, repre-

São José dos Campos, fale mais sobre

expandir, mas não outros escritórios, são

ve, no mercado de trabalho?

senta gente que tem necessidade, pressa,

esse novo endereço?

departamentos da sede situada em Mogi

Epaminondas Nogueira: Eu diria aos no-

coisas para fazer e para receber. É tudo

Epaminondas Nogueira: Isso é uma coi-

das Cruzes.

vos colegas que encarem com otimismo o

muito burocratizado e esse é um problema

sa natural. Os Tribunais estão em São

difícil de resolver, porque a burocracia é

Paulo, então tem muita coisa que é trata-

Exper News: Como avalia o trabalho da

de cometer erros. Ninguém aprende a

como uma droga: vicia. Ele acostuma a

da na Capital. É um ponto de apoio. Com

Ordem dos Advogados do Brasil?

andar sem engatinhar e cair. Então o im-

protelar ou delegar para os outros. Ago-

relação ao escritório do Vale do Paraíba,

Epaminondas Nogueira: A OAB é uma

portante é o saber que mais cedo ou mais

ra com a informatização tenho esperança

aos poucos, foram aparecendo questões

instituição realmente modelar. Sempre de-

tarde vai obter sucesso. Precisa de uma

que melhore. Não porque o procedimento

em Paraíbuna, Santa Branca, não uma

fendeu a legalidade, defendeu a democra-

dose de confiança no País, em si próprio e

vai ficar mais rápido, mas porque o pro-

clientela volumosa, mas uma afluência

cia tem uma atividade constante, tanto do

principalmente em Deus.

Fotos: Arquivo Pessoal

futuro e que não tenham receio ou medo


Matéria Capa

Página 6 >>>>>>

LOGÍSTICA mais inteligente, rentável e ecologicamente CORRETA... por Gisela Mangabeira de Sousa e Yumi Fusse Madeira

A

logística reversa é um tema de importância crescente que vem alterando a dinâmica do mercado

e preocupando as empresas, o governo e a sociedade. Diversos motivos impulsionam a relevância deste tema, tais como a redu-

ção do ciclo de vida dos produtos, o avanço da tecnologia da informação, o aumento do comércio eletrônico e a conscientização da necessidade de um desenvolvimento sustentável, principalmente relacionada à escassez de recursos e à poluição ambiental.

Pode-se definir a logística re-

versa como “o processo de planejamento, implementação e controle da eficiência, custo efetivo do fluxo de matérias-primas, estoques em processo, produtos acabados e informações relacionadas do ponto de consumo ao ponto de origem, com o propósito de recuperação de valor ou disposição adequada” (ROGERS; TIBBEN-LEMKBE, 1998). Este fluxo reverso pode ser classificado em dois tipos (Figura 1): de bens pós-venda e de resíduos pós-consumo, am-

imagem corporativa (LEITE, 2009).

lei N° 1.413, que dispõe sobre o controle

O objetivo do presente artigo é apresentar

bos com o mesmo objetivo – recuperação

A logística reversa de resíduos

da poluição do meio ambiente provocada

o desenvolvimento da operação de logís-

de valor, seja econômico, de prestação de

(LRR) pós-consumo é a área de atuação

por atividades industriais. Por outro lado,

tica reversa de resíduos pós-consumo no

serviços, ecológico, legal, logístico ou de

da logística reversa responsável pela ges-

a LRR de resíduos pós-consumo domésti-

mundo e no Brasil, ilustrando o envolvi-

tão e operacionalização dos fluxos físicos

cos ainda não é tão madura e tem legisla-

mento de diversos atores, principalmente

e de informações correspondentes aos

ção recente.

os prestadores de serviço logísticos.

bens descartados depois de finalizada sua

utilidade original pelo primeiro possuidor,

adequação das cadeias de suprimentos em

retornando ao ciclo de negócios ou ao ci-

cadeias ambientalmente adequadas, isto é,

clo produtivo (LEITE, 2009).

em cadeias de suprimentos sustentáveis,

consumo, na Europa (UE 27), a geração

Os resíduos pós-consumo podem

atendendo, assim, às três dimensões da

de resíduos sólidos domiciliares represen-

ter origem industrial ou doméstica, sendo

sustentabilidade: ambiental, social e eco-

tou cerca de 8% do total, somando 221 bi-

que o primeiro caso já se encontra em es-

nômica. A Figura 2 mostra como estas di-

lhões de toneladas em 2008 (EUROSTAT,

tágio mais desenvolvido de gestão. Isto se

mensões se relacionam e os aspectos refe-

2012).

deve à existência de regulamentações re-

rentes à construção de valor numa cadeia

lacionadas desde 1975, como o decreto de

de suprimentos sustentável.

representar de 28% a 58% dos resíduos

Nesse contexto, é inevitável a reLRR pós-consumo: visão geral Tomando o tema de resíduos pós-

Os resíduos orgânicos podem


Operação de LRR pós-consumo

domiciliares, a depender dos hábitos de

ambientais. Em 2000, regulamentou-se

consumo de cada país (CABRAL, 2012).

a lei sobre recolhimento e destinação de

Sendo assim, podemos fazer uma estima-

resíduos de embalagens de agrotóxicos e,

duos pós-consumo não-industriais pode

pagam às prefeituras por essa atividade.

tiva aproximada de que os resíduos sóli-

em 2010, foi estabelecida a Política Na-

ser feita através de coleta seletiva porta

dos domiciliares pós-consumo devem re-

cional de Resíduos Sólidos (PNRS).

a porta e de pontos de coleta. Cada tipo

ta a porta, existem pontos de coleta para

presentar cerca de 4% do total de resíduos

As metas brasileiras para o vo-

de resíduo tem uma alternativa mais ade-

diversos tipos de resíduos, que podem

sólidos gerados.

lume de resíduos que deve ser coletado e

quada, que proporciona maior adesão da

ser em estabelecimentos varejistas ou até

No Brasil, em 1981, concebeu-

reciclado ainda estão em processo de defi-

população.

mesmo bombeiros. A implantação destes

se a lei 6.938 Política Nacional de Meio

nição. No entanto, já está prevista na lei a

Na Holanda e em Portugal, o

pontos de coleta exige negociação com

Ambiente. A partir dessa lei, em 1990

meta para acabar com lixões/aterros, fato

serviço de coleta seletiva de embalagens

os estabelecimentos devido a dificuldades

iniciaram-se diversas discussões, que cul-

esse que deve levar a uma mudança na

é realizado pelas prefeituras e remunerado

como gestão da movimentação e espaço

minaram na formulação da Lei das Águas

representatividade das destinações finais

pela indústria. As prefeituras, comumente,

para armazenagem dos resíduos.

em 1997, além da revisão do Conama para

para resíduos pós-consumo no País nos

terceirizam o serviço, contratando pres-

os critérios utilizados para licenciamentos

próximos anos.

tadores de serviços logísticos especiali-

como a Holanda, por exemplo, os pontos

Basicamente, a coleta dos resí-

zados. Os custos dessa operação são negociados com as entidades gestoras, que Em Portugal, além da coleta por-

Vale citar que em alguns países,


Matéria Capa

Página 8 >>>>>>

de coleta de materiais eletrônicos são re-

vância legal desse item na operação com

munerados pelo serviço de recebimento e

resíduos.

armazenagem do resíduo, enquanto que

em outros casos esse custo é responsa-

logísticos já realizam atividades de trans-

bilidade do estabelecimento. A entidade

porte e movimentação de resíduos pós-

gestora é quem faz a negociação e remu-

consumo, como a Translix, por exemplo.

neração, quando necessário.

No entanto, a PNRS estabelece a inclusão

Com relação aos equipamentos

de catadores na cadeia reversa. Atualmen-

de coleta, existem os mais variados tipos,

te, as cooperativas de catadores não têm

a depender do resíduo e da operação dese-

estrutura adequada para executar as ati-

nhada: contêineres, latões, coletores sub-

vidades de coleta de altos volumes. Elas

terrâneos, automáticos e multiresíduos,

não são pagas pela prestação de serviços e

entre outros. A especificidade do processo

ganham apenas com a venda dos resíduos.

de coleta desenhado estende-se também

Sua disponibilidade de veículos depende

aos veículos a serem utilizados para o

de doações e apoio financeiro de empre-

transporte. De forma geral, são utilizados

sas terceiras. Nesse contexto, diversas

caminhões comuns com poucas adap-

soluções de baixo custo para os veículos

tações, dado que para a maior parte dos

são encontradas, como bicicletas e moto-

No Brasil, alguns operadores

resíduos a prensagem pode ser prejudicial

meio de registros rastreáveis, de acordo

e licenças específicas para cada tipo de

cicletas adaptadas, por exemplo.

ao processo de reciclagem. No entanto,

com o projeto previamente aprovado pe-

resíduo. Pilhas e baterias, por exemplo,

nas cidades que utilizam contêineres sub-

los órgãos previstos em lei ou regulamen-

são itens que necessitam do Cadri – Cer-

duos passam, na maioria dos casos, por

terrâneos, por exemplo, o veículo a ser

tação específica; proibição do transporte

tificado de Movimentação de Resíduos de

uma etapa de triagem ou processamento.

utilizado é especial.

conjunto de perigosos com outro tipo de

Interesse Ambiental.

É nessa etapa que eles são selecionados de

categoria, entre outros.

A disponibilização de relatórios

forma a atender aos requisitos necessários

cada operação, os requerimentos de trans-

Nesse contexto, prestadores de

e serviços especiais de rastreamento traz

para sua destinação final. Embalagens,

porte e armazenagem dos resíduos variam

serviços logísticos que pretendem ope-

diferencial competitivo aos prestadores

por exemplo, são organizadas quanto ao

em função das suas características e clas-

rar resíduos devem obter as certificações

de serviços nessa atividade, dada a rele-

material que as compõe, formando lotes

Além das especificidades de

Após a etapa de coleta, os resí-

sificação legais. Podemos destacar alguns

para direcionamento para as diferentes in-

tópicos regulatórios (ANTT, 2010) como:

dústrias recicladoras (papel, plástico PET,

a necessidade de licenciamento das ins-

PP, PE, alumínio, etc.). Nesse processo, já

talações e operações; monitoramento por

se faz uma separação inicial dos resídu-


Matéria Capa

Página 9 >>>>>>

os “sem serventia”, refugos que não têm

tadores de serviços devem surgir para su-

como serem direcionados para reciclagem

prir a necessidade no mercado brasileiro e

ou reuso, tendo, em alguns casos, a pos-

terão de lidar com a obrigatoriedade legal

sibilidade de recuperação energética (ex.

de inclusão dos catadores nesse contexto,

incineração).

indicadas na PNRS.

Resíduos de produtos eletrôni-

Além da triagem, resíduos clas-

cos passam por um processo de triagem

sificados como perigosos devem passar

diferenciado, como o denominado urban

por processamentos para descontamina-

mining (mineração urbana). Nesse pro-

ção antes de serem direcionados para reci-

cesso, os equipamentos eletrônicos têm

clagem ou outras destinações. Lâmpadas

seus componentes separados de forma a

fluorescentes estão nessa situação.

tornar possível a extração de metais preciosos, como ouro e cobre. Nesses casos,

Consolidação de volumes

a operação tende a ser automatizada, de-

e venda dos resíduos

vido à grande variedade de produtos a se-

rem desmontados e aos materiais envolvi-

por cooperativas de catadores não é ven-

dos. A separação dos componentes pode

dido diretamente às indústrias reciclado-

ser feita através de equipamentos que de-

ras. Isto ocorre porque existem poucas

tectem as diferentes densidades e caracte-

recicladoras e estas só compram materiais

rísticas dos materiais, sendo um processo

em grandes quantidades e de boa qualida-

complexo.

de.

Na Europa, de forma geral, as

Atualmente, o volume coletado

No Brasil, a cadeia de reciclagem

atividades de triagem são realizadas por

possui a figura dos chamados intermediá-

prestadores de serviços especializados,

rios, ou atravessadores, que compram os

que utilizam equipamentos de porte in-

resíduos das cooperativas, consolidam

dustrial devido aos altos volumes movi-

volumes e vendem para as indústrias,

mentados. No Brasil, atualmente, a tria-

alcançando melhores condições de nego-

gem é realizada pelas cooperativas de

ciação no preço de venda dos resíduos. O

catadores, que não têm condições para

Quadro 1 mostra as principais exigências

investir em equipamentos de porte indus-

impostas pelas recicladoras aos seus for-

trial ou mão de obra especializada. Pres-

necedores.


Arte e Cultura

Página 10 >>>>>>

Nerival Rodrigues: artista, filosofo e batalhador de criadora da ruptura com o passado e

obras e com o passar do tempo se tornou um

Arte e Cultura do portal e do jornal Exper

até corporal, pois a arte passou então da

grande filosofo. Tanto o filosofo quanto o

News. “A proposta deste editorial é unir

vanguarda, para o modernismo. O evento

artista são seres criativos e criadores de no-

os artistas do Alto Tietê, a classe artística

marcou época ao apresentar novas ideias

vas leituras de mundo. O filosofo através do

está muito desunida. Os artistas precisam

e conceitos artísticos. Tarsila do Amaral,

uso da razão cria conceitos que são palavras

de um espaço para divulgarem seus traba-

considerada uma das grandes forças do

que resolvem problemas do mundo e ino-

lhos”, salienta.

modernismo brasileiro serviu de inspira-

vam a percepção sobre a realidade. Já os ar-

ção para o consagrado artista naïf do País,

tistas através da sua criatividade produzem

dei duas referências na região, quando o

Nerival Rodrigues, que explora os temas

obras de artes que exprimem uma percep-

assunto é escultura, Lúcio Bittencourt e

folclóricos, urbanos e rurais e destaca

ção de mundo não pautada exclusivamente

Maurício Chaer, outros estão sendo pro-

plantações tipicamente brasileiras, como

na razão abstrata e sim nos sentimentos e na

curados para compor as páginas do portal

o café, a cana-de-açúcar e o abacaxi, mes-

sensibilidade que lhe são característicos.

e do jornal. Acredito que com esta pequena

Semana de Arte Moderna re-

clando simplicidade, modéstia e vibração.

Basta alguns minutos de conversa

ação não deixaremos nossos artistas cair

presentou

Além de um grande artista plásti-

para percebermos em Neriral minúcias de

no ostracismo. Para saber mas sobre os tra-

renovação de linguagem, na

co, Nerival é um grande pensador, sempre

filosofo e artista. Inquieto e batalhador tem

bahos deste brilhante artista acesse www.

busca de experimentação, na liberda-

estudou para levar a cultura através de suas

agora outro desafio, coordenar a coluna

nerival.art.br

Nerival Rodigues artista plástico e autodidata

A

uma

verdadeira

CHAER transforma a terra em ARTE

M

presentação da figura dos homens e dos

ro, uma matéria simples e fá-

animais condensa os diversos ângulos das

cil de se encontrar. Evidente

formas, enriquecidas sempre pela pátina

que a essa matéria, o artista inclui outros

Bittencourt explora a sucata de metal

B

ittencourt explora a sucata de

que chegam a 30 metros de altura e que

metal criando novas formas

estão instalados em praças públicas de

e provando a cada peça que o

diversas cidades. Tem cerca de 200 prê-

que as enobrece. O artista revela, na mos-

talento e a imaginação geram resultados

mios, sendo o primeiro em 1979 no Salão

ingredientes que a torna mais maleável,

tra atual, a sua potencialidade de escultor

estéticos vigorosos e harmoniosos.

Oficial de Taubaté. Já participou de cerca

sensível e apta à queima necessária.

demonstrando também a sua magnífica

Suas esculturas, reconhecidas

de duas mil exposições coletivas e indi-

capacidade técnica em transformar a terra

pelo apuramento técnico, caminham entre

viduais nacionais e internacionais e tem

um trato com a história da criação, prati-

em objeto de criação.

o abstrato e o figurativo com raro refina-

suas obras espalhadas por diversos luga-

cam um ritual que implica sensibilização

mento plástico.

res do Brasil e no exterior, como Lisboa,

táctil das mãos, instrumento que filtra

grandes esculturas, sua diversidade com

Lyon, Porto Rico e Paris.

a ancestralidade criadora e transforma

materiais e formas impressionam. Para

Cruzes (SP), iniciou sua carreira artística

a argila em formas coloridas. Por isso a

saber mais acesse www.mauriciochaer.

em 1979 e partir daí já produziu mais de

artista o telefone é 11 4792.4998 ou pelo

obra de Chaer, versando toda para a re-

com.br ou ligue para 11 4761-8267.

12 mil peças entre elas 200 monumentos

site www.bittencourtesculturas.com.br

Ceramistas como Chaer tem

Chaer produz de bijuterias até

Nascido em 1953, em Mogi das

Para entrar em contato com o

Fotos: Divulgação

aurício Chaer trabalha o bar-

Nesta primeira edição convi-


Arte e Cultura

Página 11 >>>>>>

Antônio e Victor Wuo compartilham o amor pela arte

Antônio Wuo não se considera

e pintar muito cedo e fazia tudo

um artista, nunca teve esse desenvolvi-

por intuição. No ginásio teve

mento técnico que o irmão adquiriu, pro-

uma professora que incentivou e isso só fez

fessor e diretor da área de comunicação

aumentar, ainda mais, o gosto pela arte. Na

da Faculdade de Mogi das Cruzes (FMC)

família seu pai pagou o curso na Escola Pa-

por cerca de 25 anos, Antônio Wuo conta

namericana de Arte, vale lembrar que este

que, em paralelo, sempre esteve envolvido

curso era por correspondência, teve apoio

com a natureza. “Tenho 63 anos e desde

do tio Chico e do tio Rubens que o ensinou

os 3 anos tenho uma conexão forte com a

a desenhar árvores. Naquela época a arte

natureza e sempre gostei de desenhar, mas

era discriminada, não era ocupação era coi-

nunca segui orientação de professor, gosta-

sa de desocupado, ignorada, marginalizada

va mesmo de correr atrás de passarinho”,

e não oferecia futuro. Victor era frequenta-

salienta Antônio.

dor assíduo da Igreja, ficou encantado com

as obras de pintura executadas na Matriz,

valos, aprendeu a observar a anatomia do

em 1949, pelos exímios artistas Srs. Antô-

animal e aperfeiçoou a técnica de manei-

nio e Miguel Limones em comemoração

ra tranquila e independente. Acompanhou

ao Aniversário de Salesópolis. Nas aulas

de perto o desenvolvimento do seu irmão

de catecismo ficava observando a pintura,

Victor Wuo e nessas conversas, Victor

afinal estava ali apenas para ganhar os in-

Fotos: Divulgação

V

ictor Wuo começou a desenhar

Victor Wuo e Antonio Wuo em frente a Igreja Matriz de Salesópolis

Sempre gostou de desenhar ca-

Constança desperta a nossa criança interior

C

onstança de Queiroz Telles

é importante porque sutilmente estamos

sempre primou pela criativi-

ligados em nossa única casa que é o pla-

dade. Ao defrontar-se com seu

neta Terra. Suas cores alegres e vibrantes,

pedia dedicação, pois tinha talento neces-

trabalho, é impossível falar que a mesma

com figuras estilizadas, são enriquecidas

gressos para entrar no cinema.

sário para começar a desenhar de maneira

começou há apenas 10 anos. Sempre em

por formas que transmitem dinamismo,

Com o avanço dos estudos co-

consistente, e foi no bico de pena que sua

posse de papel e caneta, rabisca seus es-

movimento e as vezes quietude. De for-

meçou a adquirir técnicas, conhecer tipos

paixão ganhou sentido. “O bico de pena é

boços, que já passam de mil, para depois

ma solta demonstra flexibilidade. Sua

de lápis e outros papeis. Depois de algum

preto no branco, tem de ser exato, se for

selecionar os que mais agradam e transfe-

inspiração acontece de forma espontânea,

tempo mudou-se para Mogi das Cruzes,

desenhar uma artéria sobre um músculo do

rir para as telas.

seus trabalhos nos levam a um reino onde

onde iniciou sua graduação em Artes Plás-

cavalo e errar, fica monstruoso, afirma An-

A Arte Una valoriza o essencial,

impera a alegria genuína, despertando a

ticas. Essa mudança para Mogi das Cruzes

tônio.

a vida. Em torno da figura principal, exis-

nossa criança interior com os mais no-

na década de 60, possibilitou a oportunida-

Começou sua carreira na Associa-

tem formas que a adornam, como se qui-

bres sentimentos, contribuindo assim para

de de Victor ministrar aulas no Estado em

ção Brasileira de Cavalos Árabes, onde foi

sessem dizer: você é uma, única ou una. O

um mundo melhor. Em novembro Cons-

seguida na Faculdade. Paralelo a sua ativi-

contratado para desenhar os 12 garanhões

paradoxo de ser único mais estar inserido

tança vai expor na cidade de Vinhedo,

dade acadêmica começou a ilustrar livros

mais premiados do mundo, suas obras

com outros elementos nos faz refletir que

janeiro à março em Luiz Carlos e abril

para editora da USP, eram livros de medi-

eram tão primorosas que a Associação

nunca estamos sozinhos, a união de todos

no Solar do Barão, em Jundiaí.

cina, biologia, esporte, etc. Seu talento o

cedeu um espaço permanente nas feiras e

levou para a TV Cultura no programa X

evento para Antônio ministrar workshops

Tudo, onde ensinava arte para as crianças,

para as crianças e outras centenas de vi-

criou vários personagens utilizando núme-

sitantes do mundo que passavam por ali.

ros, letras e formas geométricas. Esse mo-

Como era o único artista plástico nesses

delo foi reproduzido no programa da Ana

eventos seu nome quebrou todas as barrei-

Maria Braga e no Bom dia e Companhia.

ras. Suas gravuras chegaram nas mãos de

grandes autoridades da Arábia Saudita.

“Sem pensar muito na minha car-

reira, as coisas foram acontecendo, pintei

Outra paixão de ambos é dedicar

retratos para personalidades do mundo

parte do tempo a ajudar crianças carentes

todo entre eles: Albert Sabin, Roberto Car-

com material e orientação. “Compramos

los, todos entregue em mãos. Nunca che-

caixas de lápis de cor e papel para doar nos

garia até essas celebridades se não fosse

bairros menos favorecidos da cidade” fala

por meio da arte”, salienta o artista.

Antônio.


Exper News

Página 12 >>>>>>

O Pequeno Príncipe agora na tela grande

Franquias de marketing saõ a bola da vez

Empresas do Grupo Ferrero lançam produtos licenciados do filme

A cada dia o sistema de franquia torna-se mais difundido pelo mundo

Fotos: Divulgação

Com representatividade baixa,

Martins, vice-presidente de marketing e

esse setor fatura R$ 1,8 bilhão por ano e

vendas da DocSystem. Segundo a ABF, o

é a penúltima categoria, entre 11, dos R$

setor de marketing e mídia foi o que mais

128,9 bilhões movimentados por todo o

cresceu em 2014, com alta de 27%, ante

setor de franquias no Brasil em 2014.

8,8% de toda a área de franquias.

Apesar do pouco volume em fa-

A franquia DivulgaPão, espe-

turamento, as empresas do setor de comu-

cializada em mídia em saco de pão, por

nicação associadas à Associação Brasi-

exemplo, demanda um capital inicial de

leira de Franchising (ABF) possuem uma

R$ 16 mil e faturamento estimado de R$

margem de retorno maior do que a média.

12 mil. “Nossa demanda de investimento

Enquanto uma marca de alimentação pode

é baixa, mas o nível de trabalho é alto”,

render até 10%, empresas do segmento de

diz Wagner Rover, fundador da empresa

comunicação dão retorno de até 60%. “O

que identificou um nicho e atualmente

A história delicada d’O Peque-

equipe de marketing da Paris Filmes

faturamento do setor é mais baixo, mas a

possui 280 unidades pelo País.

no Príncipe, escrita pelo aviador Antoi-

inclui anúncios em mobiliário urbano,

lucratividade acaba sendo relativamente

ne de Saint-Exupéry e lançada em plena

displays, pôsteres e materiais especiais

alta comparada com os segmentos tradi-

cado brasileiro de franquias ganhou 239

Segunda Guerra, chega aos cinemas em

nos locais de exibição (incluindo esta-

cionais”, diz José Rubens Oliva Rodri-

novas marcas em 2014, chegando a um

formato de animação nesta quinta-feira

cionamento de shoppings), TV aberta e

gues, diretor de microfranquias da ABF.

total de 2.942 marcas e 125.641 unidades.

20, com distribuição da Paris Filmes.

paga, rádio e meios online, como Insta-

Na categoria Comunicação estão

Esse volume coloca o Brasil em 4º lugar

gram, Twitter, YouTube, Facebook, Vine

empresas de software e serviços de mí-

no ranking mundial do World Franchise

(Kung-fu Panda e Monstros x Alieníge-

e Spotify.

dia, publicidade e marketing digital. “A

Council, atrás apenas da China, que tem

nas), a obra cinematográfica tem a res-

Parceiros como Sadia, Saraiva,

expectativa de crescimento do setor está

4.000 marcas; Estados Unidos, que subiu

ponsabilidade de fazer jus a um incrível

Bimbo, Ultragaz, Vivo e Cacau Show,

entre 15% a 30% este ano, mesmo com o

do 4º para o 2º lugar, com 3.828 marcas e

fenômeno editorial: o livro, lançado em

além das redes de cinema Kinoplex,

atual cenário da economia”, diz Lecivânia

Coreia do Sul e suas 3.691 redes.

1943, já foi traduzido para mais de 250

Cinemark e Cinépolis, terão ações pro-

línguas e dialetos e vendeu mais de 145

mocionais relativas à animação, dublada

milhões de cópias.

pelos atores Marcos Caruso e Priscila

Amorim.

Dirigida por Mark Osborne

A estratégia de divulgação da

Infantis fazem SBT crescer na semana

Disney prepara parque de Star Wars

O CEO da Disney, Bob Iger,

duas atrações principais e em uma as pes-

anunciou durante o evento D23 Expo que

soas poderão pilotar um Millennium Fal-

parques temáticos do Star Wars serão lan-

con. Como em outros parques e atrações,

pe Media, relativo à semana de 3 a 8 de

çados em breve no complexo da Califórnia

os restaurantes e lojas serão comandados

agosto, houve pouca movimentação de

e no de Orlando. Com cerca de 56 mil me-

por funcionários caracterizados como per-

programas na comparação com o período

tros quadrados, as áreas temáticas serão as

sonagens da franquia, esses parques esta-

anterior. A audiência média da Globo e da

maiores expansões de um único tema em

rão abertos ao público, na mesma época do

Record, porém, caiu – principalmente na

um parque Disney. As novas áreas terão

novo filme da franquia, em dezembro.

Grande São Paulo – e, entre as maiores

No top five de audiência do Ibo-

Um ano e o aquecimento para os Jogos

emissoras, o SBT cresceu. No engajamen-

to no Twitter, destaca-se a subida de Ver-

Um intenso calendário, com 166

sul carioca foram apenas o começo de uma

dades Secretas e novos programas na lista

dias de competições, já está em curso

série de eventos teste que tomarão as ruas

dos top 15. O SBT, no entanto, viu subir

como preparação para os Jogos Rio 2016.

do Rio de Janeiro ainda este ano. No total,

audiências de Chiquititas (cujos episó-

serão 45, reunindo 7,8 mil atletas e 12 mil

dios finais dividiram tempo com estreia de

voluntários.

Cúmplices de um Resgate) e Carrossel.

As disputas de triatlon que acon-

teceram no último final de semana na zona

De acordo com a ABF, o mer-

Jornal Exper News  

Edição Número 05

Advertisement