Page 9

Fique sabendo

Página 9 >>>>>>

Curiosidades do dia 1º de maio ram a redução das jornadas de trabalho de

te, aluga-se a força de trabalho sem des-

é inevitável, ainda que alguns tenham du-

13 para 08 horas diárias em um espaço de

pesa de capital nenhum, se o trabalhador

rante algum tempo uma situação cômoda,

tempo relativamente curto e mais direitos

abandonar o serviço basta contratar outro,

privilegiada, ele – o tempo – não pode

foram e vêm sendo alcançados sem retro-

se ficar inválido, doente, morrer ou for

ser parado e a ilusão dessa possibilidade

cesso.

acidentado o problema é transferido para

custa muito atraso, muito prejuízo e, não

a previdência social.

raras vezes, muito sangue.

quando a abolição era discutida muitos

se alarmavam e indagavam quem faria

o trabalhador livre é um consumidor en-

problemas definitivos e sim questões

os serviços mais rudes, mais vexatórios

quanto o escravo só consumia o indispen-

cujas soluções ainda são ignoradas.

como limpar os penicos, cuidar dos por-

sável à sua própria sobrevivência.

cos, engraxar os sapatos etc.

Tanto isso é certo e verdadeiro

mos a memória dos idealistas e heróis que

dia 1º de maio é feriado nacio-

Parecia àquelas pessoas que

que as regiões mais pobres do Brasil e

empenharam as suas vidas pela liberdade,

nal aqui no Brasil desde 1925

quem falava do trabalho livre delirava,

dos Estados Unidos são aquelas em que

pelo desenvolvimento social, pelo bem de

por decreto do presidente Artur

era um lunático, queria inverter a ordem

predominou a escravidão e as mais desen-

todos, inclusive, o bem daqueles que os

Bernardes e nesses 90 anos muita água

natural das coisas e nesse medo muitas

volvidas aquelas que mais cedo adotaram

perseguiram.

passou por debaixo da ponte.

eram sinceras.

o trabalho livre, motivo por que os capi-

Tão rapidamente passa o tempo que com

Mas, o fato é que o progresso so-

talistas não têm motivos para ter saudades

por isso siga a divisa: ora et labora.

frequência deixamos de avaliar os signi-

cial veio e se impôs, não tem volta e está

do regime antigo. Caros amigos, tal é a

Viva o trabalho, viva a liberdade.

ficados das datas que são os degraus da

sendo muito melhor para todos sem exce-

lição da história: não se deve ter medo do

evolução.

ção.

futuro, não se deve ter medo da liberda-

Mogi das Cruzes - Av. Narciso Yague

Basta se considerar a situação

de, não se deve ter medo da ciência, da

Guimarães, 664, Centro Cívico – Tel: (11)

ravam o primeiro desses feriados da abo-

dos senhores de escravos que tinham

tecnologia e de tudo que possa significar

4799-1510. São Paulo – Barra Funda, Rua

lição da escravatura, a qual por sua vez

que comprar e pagavam muito pelos seus

progresso humano.

do Bosque, 1589, Ed. Capitolium, Bl. II,

fora a principal forma de trabalho por mi-

trabalhadores, tinham que bem ou mal

Conj. 1207 - Tel: (11) 3392-3229.

lênios ao longo da história até os fins do

sustentá-los como fazemos com os nossos

século XIX, ou seja, ontem.

animais, assumiam o prejuízo de perdê-

Apesar disso, da antiguidade da

los nos casos de fugas, invalidez, morte,

escravidão, os trabalhadores conquista-

acidentes ao passo que hoje, simplesmen-

Fotos: Divulgação

Dr. Epaminondas Nogueira

O

Vejam que apenas 37 anos sepa-

Naqueles tempos da escravidão

Demais disso cabe observar que

E não se deve ter mesmo porque

É certo, portanto, que não há

Nesse dia do trabalho invoque-

Nada resiste ao trabalho e bem

Dr. Epaminondas Nogueira -

Jornal Exper News  

Edição Número 02

Jornal Exper News  

Edição Número 02

Advertisement