Page 1


Sumário Edição número 03 - Novembro/2010 Educação....................................................................................................06 FEMPI em foco..........................................................................................08 Cultura.......................................................................................................09 Entrevista....................................................................................................10 Exper News................................................................................................14 Matéria de Capa.........................................................................................16 Theatro e Outras Cousas.............................................................................20 Agronegócio.............................................................................................20 Liderança....................................................................................................22 Seguro........................................................................................................23 Motos........................................................................................................24 Empreendedorismo..................................................................................25 Motivação...................................................................................................26 Turismo......................................................................................................27 Direito........................................................................................................28 Financeiro...................................................................................................29 Comportamento..........................................................................................30

4 Revista Exper


Editorial

exper

Parabéns aos grandes inventores Reprodução

Neste mês comemoramos o dia do inventor, dia da cultura, dia

Publisher Márcio Junior

nacional da alfabetização, dia da criatividade, dia internacional do es-

Editor Cláudio Santos

tudante e dia universal da criança. Um belíssimo mês para ex-

Direção de Arte Marcelo Santos

plorar nossa criatividade. Afinal, é a chave do sucesso no século 21. A

Redação Estela Lobo MTB 43658-SP

competição global tornou-se um requisito fundamental para a sobrevi-

Assessoria Jurídica Marcelo Inocêncio

vência das corporações. A criatividade é uma habilidade valiosa; pessoas criativas são as mais bem-sucedidas

do a mais de 200.000 adultos e so-

e agregam valor extra aos produ-

mente 2% se mostraram altamente

tos e serviços de suas organizações.

criativos. O assunto despertou sua

Pesquisei sobre o processo

Expediente

curiosidade?

Ótimo,

a

imagina-

criativo nas crianças, e descobri que

ção faz parte do processo criativo.

no decorrer do tempo começa um

A repercussão da entre-

sutil movimento de inibição da cria-

vista com a palestrante Leila Na-

tividade natural. Em 1968, George

varro foi tão positiva e motivadora,

Land e Beth Jarman realizaram uma

que a convidei para ser colunista

pesquisa sobre criatividade com um

da revista e, para nossa grande sa-

grupo de 1.600 jovens. O estudo ba-

tisfação, ela aceitou prontamente.

seou-se nos testes usados pela NASA

Outra grande novidade é

para seleção de cientistas e engenhei-

que a partir desta edição, a revista

ros inovadores. No primeiro teste as

adota o slogan “comunicação em-

crianças tinham entre 3 e 5 anos e

presarial levada a sério”, criado pelo

98% apresentaram alta criatividade;

nosso amigo Manoel Cavalcante.

o mesmo grupo foi testado aos 10

O slogan conseguiu resumir a pro-

anos e este percentual caiu para 30%;

posta e o compromisso da revista.

aos 15 anos, somente 12% mantiveram um alto índice de criatividade.

Márcio Junior

Teste similar foi aplica-

Publisher

Colunistas Ivan Melo, Dr. Epaminondas, Manoel Cavalcante, Nicolai Cursino Waleska Firmino e Leila Navarro Tiragem 8.000 exemplares Impressão G4 Gráfica e Editora Publicidade 11 2819-4457 11 9472-8104 publicidade@revistaexper.com.br Foto Capa Modelo veste Sobretudo de Lã Hickey Freeman A Revista é distribuída em indústrias, universidades, shoppings, livrarias e bancas do Alto Tietê. Revista Exper é uma publicação mensal da Oriom Editora. A Oriom Editora não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios e as opiniões emitidas em artigos assinados são de responsabilidade dos autores.


Educação

ETM cria novos nichos de mercado

Em tempos de economia

Atualmente, a escola oferece

deve absorver, nos próximos cinco

aquecida, parceria é a palavra-chave

14 opções de cursos: Operador/Man-

anos, quatro mil vagas de emprego.

para que os negócios se desenvolvam

tenedor de Máquinas Florestais; En-

bem. Há 15 anos, a Escola Técnica

fermagem; Auxiliar em Enfermagem

cursos estão abertas.

Mogiana atua baseada em uma filo-

do Trabalho; Radiologia; Farmácia;

sofia de ensino que tem por objetivo

Estética; Administração; Segurança

colocação profissional precisa se pre-

sanar as dificuldades que as empresas

do Trabalho; Instrumentação Indus-

parar paras os novos desafios. As ma-

têm de encontrar mão de obra qualifi-

trial; Contabilidade; Meio Ambiente;

trículas para as turmas do primeiro

cada para seus quadros de funcioná-

Química; Edificações e Logística.

semestre de 2011 estão abertas para

rios.

13 cursos entre técnicos e profissiona-

A grande novidade ainda

As matrículas para todos os Quem está em busca de uma

O cenário atual retrata bem o

para este ano é a criação do curso de

lizantes.

papel da ETM: economia em franco

Operador/Mantenedor de Máquinas

Concurso de Bolsas

desenvolvimento, aumento das ofer-

Florestais, idealizado e criado em par-

A ETM está com as ins-

tas de emprego, mas sobram vagas

ceria com a empresa Ponsse. Trata-se

crições abertas para o Concurso de

por falta de profissionais qualificados.

de um curso profissionalizante, com

Bolsas, e concederá descontos de até

“Assim, novos cursos são

duração de nove meses que, além de

100% nas mensalidades do primeiro

criados à medida que as empresas ne-

oferecer a oportunidade de um início

semestre de 2011, de acordo com o

cessitam de mão de obra específica”,

de carreira profissional, quer suprir a

desempenho do candidato na prova,

detalha o diretor-presidente da ETM,

demanda por este tipo de mão de obra,

que será realizada no dia 16 de janei-

Ivan Melo.

já que o setor de celulose no Brasil

ro. Convênio

A ETM também firma con-

vênios que permitem que funcionários de empresas e indústrias de toda a região tenham desconto na mensalidades. ______________________________ ETM - Rua Tenente Manoel Alves dos Anjos, 580, Centro, Mogi das Cruzes. Horário de funcionamento (Secretaria): de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h e aos sábados, das 8h às 14h. Telefone: 4727 7782. www.escolatecnicamogiana.com.br


FEMPI em Foco

Carlos Lapique assume FEMPI

A FEMPI – Frente Empre-

exemplos o Conselho FIESP/CIESP

sarial Pró-Itaquaquecetuba é uma

ALTO TIETÊ, Associação Comercial

entidade empresarial, formada e ad-

e Empresarial de Mogi das Cruzes,

ministrada por empresários, destina-

onde exerce o cargo de 2° Tesoureiro,

da a gerir e organizar suas demandas

o rotariano Carlos Lapique assume a

quanto ao desenvolvimento tecnoló-

presidência da FEMPI.

gico, econômico e social na cidade de

Itaquaquecetuba.

mais

Tomou posse como novo

Executiva a imprimir nosso estilo de

presidente interino o Carlos Lapique,

administração e engajamento, em fun-

diretor-presidente do Grupo Petite

ção do afastamento médico do amigo

Marie, que agrega as empresas de pro-

e presidente José Longo, que nos

dutos aromáticos L`Essence Fragran-

deixa “órfãos” nestes próximos 180

ces e Petite Marie e a de aromas em

dias, mas junto com todos os demais

alimentação Lapiendrius Flavors, em

diretores e associados vamos o mais

razão do licenciamento do presidente

rápido possível dar prosseguimento

José Longo Filho.

nos projetos que já estão dando resul-

tados, e colocar em prática novos pro-

Com notório envolvimento

em entidades empresariais, como a

“Fui convocado pelos decompanheiros

da

Diretoria

jetos para novas demandas”, pontua.

Criação do Hall Empresarial de Exposições da Prefeitura

Em solenidade de abertura,

Comércio, do empresário Ernani Ma-

cipal da Indústria e Comércio, Aveli-

o Presidente da FEMPI, Carlos Lapi-

riano, foi quem fez a inauguração do

no Martins de Vasconcelos, estão de

que, esteve presente na inauguração

espaço, que será destinado a empresá-

parabéns por esta importantíssima

do Hall Empresarial de Exposições,

rios dos setores da indústria, comércio

iniciativa”.

exercendo seu apoio institucional jun-

e prestação de serviços, com o obje-

to a Secretaria Municipal de Indústria

tivo de apresentar a população tudo

administração por esta oportunidade

e Comércio, onde juntamente com as

que é produzido e comercializado em

e parabéns a nossos parceiros Milton

entidades FEMPI, CIESP - Alto Tietê

Itaquaquecetuba.

Sobrosa, Manoel Camanho e Maurí-

e AICID - Associação Comercial e In-

De acordo com o Presidente

cio Simões da CIESP - Alto Tietê e

dustrial de Itaquaquecetuba trabalha-

da FEMPI, Carlos Lapique “a Admi-

Luciano D’ávila da ACIDI, que de-

ram conjuntamente com a Secretaria

nistração Municipal, tendo à frente o

monstraram que com a união de for-

para a realização do evento.

Prefeito Armando Tavares Filho, jun-

ças e dedicação pode-se realizar gran-

tamente com o atual Secretário Muni-

des conquistas.

A empresa DHF Indústria e

6 Revista Exper

Nossos agradecimentos à


Cultura

Livraria Nobel em Mogi das Cruzes

Fundada em São Paulo no

ano de 1943, a livraria Nobel logo se destacou pela qualidade dos serviços prestados aos seus clientes. Por isso, não é surpresa que hoje ela ocupe o posto de maior rede de livrarias do Brasil, com mais de 180 lojas distribuídas por todo o país e exterior.

E agora pode contar com a

qualidade Nobel em Mogi das Cruzes. A Livraria está situada na Rua Coronel Souza Franco, 241, Vila Oliveira. Nessa unidade existe um mix completo de produtos: livros, CDs, DVDs, revistas, jornais, papelaria e presen-

vraria, um centro de entretenimento

loja é muito maior do que ser apenas

tes. Muito mais que uma simples li-

e cultura. O conceito da Nobel como

uma livraria. A loja de Mogi das Cruzes foi pensada para ser um verdadeiro centro de lazer e entretenimento na Cidade. Por isso são organizados constantemente eventos culturais, infantis e noites de autógrafos.

Promovemos a integração

com o cliente, disponibilizando espaços de convívio como Cyber Cafés, um amplo cyber café

Espaço Infantil e Áreas de Leitura. Além disso, as lojas têm visual mo-

espaço para as crianças

derno, funcional e convidativo.

A Nobel de Mogi das Cruzes

oferece uma gama enorme de lançamentos para este final de ano. São livros para todos os gostos e bolsos.

Para maiores informações

ligue para (11) 4725-9537 ou visite o uma centena de revistas e jornais

papelaria, xerox e área de leitura

site www.nobelmogi.com.br

Revista Exper 09


Entrevista

Cláudio Costa Revista Exper - Conte-nos sobre

sua

trajetória

profissional

até assumir a presidência para a

América

Latina

da

Ponsse?

Cláudio Costa - Tenho mais de 32 anos de experiência profissional,

A Ponsse foi fundada em 1970, na Finlândia, e atualmente possui 14 unidades em todo o mundo, com exportações para 40 países. A matriz fica em Vieremã, na Finlândia. A unidade mogiana atenderá países que utilizam o eucalipto como matéria-prima para fábricas de papel.

dentre os quais, 20 anos em posições

da relação junto aos nossos clien-

Revista Exper - Quais as conquis-

de alto comando em áreas de RH,

tes, entendendo suas necessidades

tas da Ponsee no segmento de ven-

Industrial, Marketing, Vendas e Pós

e buscando soluções que possam

da, produção, manutenção e tec-

Vendas. Nos últimos seis anos venho

contribuir para o resultado final.

nologia

de

máquinas

florestais?

Cláudio Costa - A Ponsee está presen-

atuando com CEO da Ponsse para a America Latina e acumulo uma das

Revista Exper - Você poderia nos rela-

te em todos os grandes fabricantes de

quatro Vice Presidencias da empresa

tar um case de sucesso durante todos

celuloses e só se consegue este feito

em nível mundial. Durante 13 anos

esses anos de companhia que possa

com excelentes produtos e excelente

fui Vice-Presidente da ANFAVEA.

servir de exemplo a outros executivos?

estrutura de apoio de peças e serviços

Cláudio Costa - Temos vários cases Revista Exper - A unidade Mogi

tanto no Brasil quanto no Uruguai

Revista Exper - A Ponsee se conso-

das Cruzes é considerada uma

e Chile. Em todos esses países so-

lida a cada ano no mercado. Quais

das três maiores do mundo na fa-

mos líderes no nosso segmento, e

as precauções e os desafios que o

bricação de maquinário florestal.

nosso sucesso se diferencia princi-

CEO tem que ter para manter esse

Quais os desafios para adminis-

palmente por buscar soluções cus-

crescimento ao longo do tempo?

trar uma companhia deste porte?

tomizadas que vão ao encontro das

Cláudio Costa - Os desafios estão em

Cláudio Costa - Em Mogi têm o

necessidades dos nossos clientes.

entender toda a dinâmica mundial e

Centro de operações para a Amé-

Somos rápidos, criativos e agressi-

seus impactos nos segmentos em que

rica Latina que inclui atualmente a

vos (no bom sentindo) porque nesse

atuamos, e tornar a empresa cada

Central de Distribuição de Peças, a

negócio tempo é muito importante e

vez mais preparada e flexível para

Central de Serviços e Apoio Técnico

a busca por soluções e redução de

se adequar as essas necessidades,

e o Escritório Central. Os desafios

custos é, sem dúvida, uma constante.

tanto no crescimento, como em uma

são inúmeros mas os principais são: o desenvolvimento da Marca, (antes não conhecida nesse mercado), a escolha e o desenvolvimento de produtos para atender a demanda local e, sem dúvida, o desenvolvimento

10 Revista Exper

A empresa planeja novos lançamentos, mantidos em segredo, para a Expoforest 2011.“Como líderes que somos, é importante mantermos nossa imagem e, ao mesmo tempo, criar oportunidades de encontrarmos nossos clientes tradicionais e verificar in loco toda a tecnologia aplicada em nossos produtos”.


Entrevista módites. Para mudar isso precisamos rever nossa política cambial. Revista Exper - Com sua vasta experiência em gestão de pessoas, quais características o gestor brasileiro tem que o diferencia de profissionais que atuam em outros países? Cláudio Costa - Algum tempo atrás, ouvi de um Guru indiano que reside nos USA dizer que a melhor definição de líder é aquele que consegue identificar os profissionais certos para as posições certas. Neste senti-

Cláudio Costa e o Presidente da Ponsse Mundial Juho Nummela

do entendo que os gestores brasilei-

possível recessão. Manter a empre-

ser uma Superpotência Mundial. Você

ros têm mais aptidão ou feeling para

sa com boa lucratividade e com seus

concorda com essas afirmações?

entender os valores individuais dos

custos fixos sob controle, sem dúvida,

Cláudio Costa - Sem dúvida, os mem-

profissionais e ajudá-los a encontrar

é uma obrigação de todos os CEO.

bros do BRIC têm certa tendência,

uma posição que possa dar o me-

porém, começamos a observar algu-

lhor resultado para a organização.

Revista Exper - Quais os planos e

mas oportunidades também na África.

“Não existe um profissional ruim;

perspectivas de negócios para 2011?

Quanto ao Brasil, têm algumas ques-

na verdade, o que existe é o su-

Já existem lançamentos de novos pro-

tões de infra-estrutura que precisam

jeito errado na posição errada”.

dutos previstos dentro e fora do país?

ser sanadas. Pessoalmente, acredito

Cláudio Costa - Estamos crescen-

que o Brasil irá crescer acima de

Revista Exper - Para finalizar,

do de maneira sustentada e deve-

6% ate 2016. Depois é outra fase.

qual o conselho que você pode dar para os jovens que estão entrando

remos continuar neste sentido, porém, ainda estamos trabalhando

Revista Exper - Falando ainda no

no mercado de trabalho ou aque-

com planejamento de curtíssimo

potencial

especifica-

les que vislumbram crescer pro-

prazo, pois a economia mundial

mente, quais são as oportunida-

fissionalmente em suas empresas?

ainda está bastante inconstante.

des do Brasil no comércio de seus

Cláudio Costa - Invista bastante

produtos para a América Latina?

na sua formação profissional não

Revista Exper - Os especialistas di-

Cláudio Costa - Depende muito

na quantidade de cursos, mais sim

vulgam que os países com maiores

da política cambial. Hoje, o país

na qualidade. Fale no mínimo três

perspectivas de crescimento, desen-

está deixando de ser um país in-

idiomas e fique preparado que sua

volvimento e potencial de consumo

dustrial, de transformação e está

oportunidade irá aparecer quando

são os BRIC, e que o Brasil poderá

somente como um produtor de co-

você menos esperar. Acredite nisso!

12 Revista Exper

brasileiro,


Exper News

Instituto Terra estará presente em Feira

O comércio eletrônico fatu-

A UBM Brasil, organizadora

vamos divulgar os trabalhos através

rou R$ 7,8 bilhões no Brasil no pri-

de eventos e feiras de negócio, realiza

de vídeos e vendas de camisetas e

meiro semestre de 2010, uma alta de

pela segunda vez a ONG Brasil - Feira

chaveiros”, salienta Solange Parada.

41,2% em relação ao mesmo período

e Congresso Internacional de ONGs,

Essa feira acontece para que investi-

do ano passado. Os dados elevam o

que reúne o terceiro setor, o governo,

dores do Brasil e do Exterior possam

e-commerce a um novo patamar de

a iniciativa privada e grande público.

conhecer os trabalhos das Ongs. A

importância, já que ele ultrapassa

O evento, que acontece de 25 a 27 de

diretoria do Instituto Terra Solange

as vendas dos shopping centers da

novembro, no Pavilhão Vermelho do

estará presente, se revezando nesses

Grande São Paulo.

Expo Center Norte, em São Paulo, irá

dias, mas precisamos de voluntários

contar com a participação de mais de

para ajudar na divulgação. O site da

comparação envolve diferentes geo-

500 Ongs Expositoras e deverá rece-

feira é www.ongbrasil.com.br.

grafias, pois os dados são nacionais

ber 10.000 visitantes nos três dias.

para o comércio eletrônico e apenas

todos nesta grande feira.

“No stand do Instituto Terra,

Esperamos a participação de

da Grande São Paulo para shoppings. Se considerada apenas a região me-

Facebook alcança 9 milhões de visitas

Vale destacar que a base de

tropolitana para o e-commerce, o número cai para R$ 1,25 bilhão, o que

Um estudo da comScore

não deixa de ser uma alta expressiva.

mostrou o panorama das redes sociais no Brasil. O Orkut segue sendo a rede

Topshop e Sephora no Brasil

mais visitada, de acordo com dados do mês de agosto, com mais de 29 mi-

de agora.

lhões de pessoas que acessaram o site.

Ele teve um crescimento de

cebook, que teve alta de 479% nas

30% na comparação entre as visitas

visitas, atingindo um total de 8,9 mi-

Arcadia, o bilionário Philip Green,

recebidas em agosto de 2009 com as

lhões de visitantes.

colocou o Brasil como uma peça es-

A grande novidade foi o Fa-

Anatel renova mandato do presidente

O dono do grupo britânico

tratégica na sua cruzada pela construção de uma marca global.

Ronaldo Sardenberg conti-

de novembro de 2011, mesma data em

nuará na presidência da Agência Na-

que também chega ao fim o seu man-

movimento que continuará com as

cional de Telecomunicações por mais

dato de conselheiro da Anatel.

inaugurações de Sephora (gigante

um ano. A decisão foi pelo presidente

Diplomata, Sardenberg foi

francesa do ramo de cosméticos) e

Luiz Inácio Lula da Silva, juntamen-

ministro chefe da Secretaria de As-

as aguardadas, mas não confirmadas,

te com o ministro das Comunicações,

suntos Estratégicos da Presidência en-

chegadas de outras grifes com am-

Jose Artur Filardis.

tre os anos de 1995 e 1998. No mes-

bições globais, como a sueca H&M,

Pela decisão, Sardenberg dá

mo governo, também ocupou o posto

a japonesa Uniqlo e a americana

continuidade ao mandato até o dia 5

de ministro de Ciências e Tecnologia.

Victoria’s Secret.

14 Revista Exper

A Topshop dará início a um


Roberto Lima permanece no comando da Vivo O presidente da Vivo, Ro-

anuência da Agência Nacional de Te-

berto Lima, continuará na gestão da

lecomunicações (Anatel). As demais

operadora. O executivo firmou acordo

parcelas serão pagas em dezembro - 1

com a Telefônica, nova controladora

bilhão de euros; e em outubro do ano

da Vivo, para permanecer como o pre-

que vem - 2 bilhões de euros.

sidente da empresa. Lima é o princi-

pal executivo da Vivo desde julho de

guns membros do conselho da Vivo.

2005.

Renunciaram três nomes indicados

Também foram alterados al-

Em setembro a Telefôni-

pela Portugal Telecom, antiga co-

ca pagou a primeira parcela, de 4,5

proprietária da Vivo, detentora antes

bilhões de euros, do total de 7,5 bi-

de 50% das ações, e assumiram outros

lhões que serão pagos pelo controle

três novos conselheiros, nomeados

da Vivo. Esse pagamento dependia de

pela Telefônica.

Cláudio Vargas assume posto na Sony Music

Fotos Reprodução

CVC e Avis anunciam parceria inédita Valter Patriani, presidente

plia sua oferta nas mais de 500 lojas

da CVC, e Afonso Celso de Barros

exclusivas e 8 mil agências de viagens

Cláudio Vargas, depois de

Santos, presidente da Avis Rent a Car

multimarcas, o serviço de locação de

quatro anos como diretor do setor

firmaram parceria. A Avis pretende

automóveis individualmente ou atre-

digital e de novos negócios da Sony

sextuplicar sua rede de distribuição

lado à compra de pacotes. A novidade

Music Brasil, assume novo posto na

para venda de serviços de locação de

terá campanha publicitária a ser de-

multinacional. Agora ele será vice-

automóveis. A CVC, por sua vez, am-

senvolvido pela GP7.

presidente da mesma área, mas para toda América do Sul.

Além do mercado brasileiro,

Vargas agirá diretamente na Região Andina (Colômbia, Perú e Venezuela) e SUR (Argentina, Chile e Paraguai). “Agora com um papel regional, vou poder levar um pouco da experiência do Brasil para outros países e viceversa: aprender com outros mercados para trazer novas ideias e continuar desenvolvendo grandes projetos aqui no Brasil”, afirmou.

Valter Patriani (segundo da esq. para dir.) e Afonso Celso (terceiro da esq. para dir.)

Revista Exper 15


Matéria de Capa

Como preparar crianças para serem “O ideal é que todo esse trabalho familiar seja complementado nas escolas. O tema empreendedorismo deve ser abordado de maneira transversal no ambiente escolar, de forma complementar ao aprendizado de cada disciplina. Visitar empresas relacionadas ao que se estuda, são ideais nessa fase”

gurar o instinto, pedindo para fazer as

necessidades ou retirar a fralda. Nesse momento, se inicia o desenvolvimento das características de autonomia e iniciativa nos seres humanos. O que é importante para os pais: não precipi-

O Brasil já é considerado um

estímulos à iniciativa, risco e visão

tar esse momento, não ser rígido, mas

país de empreendedores, pode-se ima-

devem continuar. Quando ele entra na

orientar e assistir a criança. Quando

ginar daqui a uma geração, caso pais e

puberdade, um movimento hormonal,

ela sinaliza, é importante orientá-la a

professores colocassem em prática os

a inconsciência acorda e dá início à

segurar o instinto, sem fazer alarde.

métodos de aprendizado do empreen-

preparação da adolescência, quando

dedorismo.

o social passa a ter grande influência

vem ser trabalhados os núcleos do

De zero a dois anos de idade,

no desenvolvimento de uma pessoa.

risco e visualização. Inicia-se por pe-

temos a primeira infância, e de dois a

O aparelho psíquico do ser humano se

quenos movimentos de autonomia, a

sete anos, temos a segunda infância.

forma completamente aos 22 anos.

partir dos três anos de idade, como

A próxima fase é chamada de latên-

Na primeira infância, em

pegar a própria mala, guardar o car-

cia, entre sete ou nove e doze anos de

torno dos 26 meses de idade, temos

rinho, mas sempre sem tiranizar, sem

idade, quando o inconsciente dorme

o primeiro movimento importante: o

dar bronca, sem ser rígido. E a cada

até acordar com a puberdade. É a fase

treino ao toalete, ou seja, a retirada

vez que a criança conseguir ter auto-

em que menos lembramos de coisas,

da fralda. A criança começa a sentir

nomia de trazer ou fazer algo que jul-

as lembranças são em flashes, mas os

o esfíncter e com isso também a se-

gue importante, o pai e a mãe devem

Na segunda infância, de-

reforçar a atitude, pois estarão mexendo com o orgulho da criança.

No momento em que se ini-

ciam os primeiros desafios, por exemplo, a criança diz ao pai que quer um achocolatado, o pai deve encaminhar a criança até a cozinha, mostrar como se prepara. É importante que ela visualize toda a operação. A criança enxerga uma vez, e na segunda o pai deve apenas acompanhar e orientar, deixando a criança fazer sozinha.

Os desafios devem ser co-


m líderes? medidos, parcimoniosos e estar ao alcance da criança. Se ela não tiver a âncora da iniciativa e da autonomia, ela vai ficar amedrontada em provocar situações que exijam autonomia e vai requisitar que o pai o faça.

Um dos principais erros dos

pais na educação empreendedora é

qualquer rebeldia, uma valorização

à realização, à concretização de algo

tolher seu desejo. Por exemplo, o pai

contrária comum nessa fase da vida.

que se inicia do nada e viabiliza um

contou que sua filha queria ser profes-

Entre 13 e 16 anos, é preciso

produto final. Se os alunos pudessem

sora de creche. Ele, por ter uma con-

incentivar o tema negócios como uma

decidir como eles devem ser avaliados

dição melhor, disse à filha: quem sabe

possibilidade e que os professores in-

pelo tema e escolhessem trabalhos de

dona de uma creche, e não professora;

centivem os alunos a tomar decisões

campo orientados pelo professor, eles

você também pode ser médica ou ar-

próprias. É o que se chama de andra-

desenvolveriam mais qualidades em-

quiteta. Não importa o que ela vai ser,

gogia, o aprendizado pelo que o aluno

preendedoras.

isso vai se alterar durante o tempo,

tem dentro dele, o professor estimula

importa que ela começou a visualizar

o aparecimento, apenas. É preciso que

começar a ter negócios como possi-

questões futuras. A educação empre-

o empreendedorismo seja colocado

bilidade de sobrevivência, pequenos

endedora, principalmente na segunda

em pauta como possibilidade de em-

experimentos: fazer pizza e vender na

infância, exige muita participação e

prego, possibilidade de negócio. É

escola ou faculdade, montar uma bar-

calma.

preciso que se tenha uma matéria, um

raquinha na festa dos alunos e montar

tema, relacionado a como lidar com

um conjunto de produtos, comprar

primeira e na segunda infância com

negócios, por exemplo.

os insumos no supermercado, formar

autonomia e iniciativa, risco e visão,

A partir dos 17 anos, é pre-

preços. Sem enfatizar a questão do lu-

mais a criança vai perceber as caracte-

ciso incentivar os alunos a terem

cro, e sim a produtividade e a redução

rísticas essenciais e escolher pessoas

experimentações em campo, como

de custos. A valorização do lucro, e

importantes que tenham essas carac-

atividade complementar: por exem-

até mesmo a avaliação pelo lucro ob-

terísticas como modelo. Se os estímu-

plo, matemática, visitar uma empresa

tido, só é positiva após os 22 anos.

los da primeira e da segunda infância

e ver como eles montam o preço de

forem deficitários, é preciso compen-

um produto; biologia, discutir negó-

Luis Fernando Garcia

sar na adolescência, permitindo que

cios que já foram gerados e visitar um

______________________________

elas conheçam muitos tipos de pessoa

deles; química, como é feita a tintura

Administrador, consultor, autor, cre-

e que sejam estimuladas por parte do

de uma camiseta. Sempre com uma

denciado pela ONU para o desenvol-

pai e mãe, com parcimônia para evitar

vertente direcionada à produtividade,

ver educadores e empreendedores.

Quanto mais ancorada na

Entre 19 e 22 anos, pode-se

Revista Exper 17


Cover History

How to prepare children to be leade “The ideal family that all this work is complemented in schools. The theme of entrepreneurship should be approached across the school environment, as a complement to the learning of each discipline. Visit related companies under study, are ideal at this stage�

the trigger this time, in being rigidly, but to guide and assist the child. When she signals, orient it important to hold the instinct, without fanfare.

In the second childhood,

Brazil is already considered a

hormone movement, the beginning

should be worked out from scratch and

country of entrepreneurs, one can ima-

PREPARATION ed inconscincia wake

visualization of risk. It starts by small

gine a generation from now, if parents

of adolescence, when social influence

movements of autonomy, from three

and teachers put into practice the me-

is great to have in the development of a

years old, how to get the own bag, cart

thods of learning entrepreneurship.

person. The apparatus psquico human

storage, but always without bullying,

forms completely at age 22.

without scolding, without being rigi-

we have the first childhood, and from

In the first childhood, around

dly. And each time that the child be

two to seven years, we have a second

the age of 26 months, we have the first

able to have autonomy to bring or do

childhood. The next phase called latn-

important move: the toilet training, ie

something it considers important, both

cia between seven and nine and twelve

the removal of the diaper. The child

parents must reinforce the attitude,

years old when he sleeps at the un-

begins to feel the esfncter and thereby

because they will be playing with the

conscious agree with puberty. the pha-

also holding the instinct, asking to go

pride of the child.

se in which at least remember things,

in and remove the diaper. At this point,

the memories are in flashes, but est-

begins the development of characteris-

first challenges, for example, the child

mulos initiative, risk and vision must

tics of autonomy and initiative in hu-

tells his father that he wants a choco-

continue. When he enters puberty, a

mans. What is important for parents:

late, the parent should put the child at

From zero to two years old,

The moment you begin the

the kitchen as he prepares to show. important for her to visualize the entire operon. The child sees a time, and the second parent must accompany and guide only, leaving the child to do alone.

The challenges should be

sparing, thrifty and be within reach of children. If the child has not to anchor in the initiative and autonomy, she will be afraid to provoke situations that re-


ers? quire autonomy and will require that the father does.

One of the main mistakes of

the parents educate entrepreneurial father said his daughter wanted to be a nursery school teacher. He, having a condition better, said her daughter,

Fotos Divulgação

thwart his desire. For example, the

who knows the owner of a nursery

businesses need to encourage the the-

final product. If students could decide

teacher eno, you too can be an archi-

me as a possibility and that teachers

how they should be evaluated to choo-

tect or physician. No matter what she

encourage students to make decisions

se the theme and field work guided by

will be, this will change over time, it

own. what is called andragogy, lear-

the teacher, they would develop more

is important that she began to visualize

ning by the student has within it, the

entrepreneurial qualities.

future quests. The education of entre-

teacher encourages the appearance

preneurship, especially in the second

only. entrepreneurship needs to be

can get businesses to have a possibility

childhood, requires a lot participation

placed on the agenda as a possibility

of survival, small experiments, make

and calm.

of employment, the possibility of bu-

and sell pizza at school or college, set

The more anchored in the

siness. necessary to have a Matter, a

up a stall in the feast of students and

first and second childhood with auto-

theme related to how to deal with busi-

assemble a suite of products, buy su-

nomy and initiative, risk and vision,

nesses, for example.

pplies at the supermarket, train preos.

the more the child will understand the

From the age of 17, need to

Without emphasizing the issues of

key features and important to choose

encourage students to have experimen-

profit, but the productivity and the re-

people that have these features as a

tation in the field, as a complementary

duction of costs. The valorizao profit,

model. If estmulos the first and second

activity, eg mathematics, a company

and even the profit made by the Evalu-

childhood are deficitrios, must make

visit and see how they set the price of a

ation, s positive aps 22 years.

amends in the teens, allowing them to

product, biology, discuss neg busines-

many kinds of people known and are

ses they have already been generated

encouraged by the father eme with par-

and visit one of them; chemistry, made

Luis Fernando Garcia

cim nia to prevent any rebellion, a va-

as the dye from a shirt. Always with

______________________________

lorizao contrria common in this phase

a strand targeted productivity, accom-

Manager, consultant, author, accredi-

of life.

plishment, concretizao of something

ted by the UN to develop educators

that starts from nothing and makes a

and entrepreneurs.

Between 13 and 16 years,

Between 19 and 22 years, we

Revista Exper 19


Theatro e Outras Cousas...

Brincando com teorias

Hoje, o executivo tem inú-

percebeu que metade dos alunos nota

meras fontes de informação e pesqui-

dez formados nos anos anteriores não

sa para se preparar para a tomada de

estava em carreiras de sucesso, nem

decisões. Novas tendências, novos

tampouco promissoras; mas outros,

conceitos administrativos, novas vi-

que recebiam notas regulares, des-

sões de negócios, e um número sem-

pontavam como grandes líderes pela

pre crescente de teorias e estudos pu-

capacidade de relacionamento inter-

blicados aqui e no exterior.

pessoal, ou inteligência emocional.

O profissional super-especia-

Segundo Gardner, os indi-

lizado perdeu o posto para o versátil,

víduos nascem com uma mistura sin-

o inventivo, o criativo, o inovador, o

gular dos vários tipos de inteligência.

profissional que diante de um desafio

A questão é que por volta dos quatro

é capaz de apontar soluções surpreen-

ou cinco anos tem início um proces-

dentes.

so de fechamento, e as experiências

A criatividade, a inovação e a

mais determinantes serão vividas até

meses, com uma aula semanal. Os

inventividade nos negócios são indis-

os vinte e cinco anos de idade; porém,

objetivos são exercitar a criatividade,

sociáveis de uma busca semelhante na

sempre é tempo para o exercício das

melhorar a comunicação, a expressão

vida pessoal dos executivos. O equi-

habilidades. As competências inte-

e o auto-conhecimento. Através de

líbrio holístico entre corpo, intelecto

lectuais são relativamente indepen-

consciência e expressão corporais,

e espírito favorece não só o sucesso

dentes, e os seres humanos dispõem

vocais, jogos e improvisações teatrais

profissional, mas uma vida mais feliz.

de graus variados de cada uma das

há oportunidades para a descoberta e

A carga de estresse acumulada pelas

inteligências, e maneiras diferentes

desenvolvimento de potencialidades.

pressões do trabalho, falta de descan-

de combiná-las e organizá-las para

As atividades acontecem no palco da

so, pouca atividade física, afastamen-

resolver problemas e criar produtos.

companhia, em ambiente acolhedor e

to da família e outros fatores não per-

Às sete iniciais, somam-se mais duas:

estimulante.

mitem um olhar para si, embotando o

Inteligência Verbal ou Linguística;

auto-conhecimento fundamental para

Musical; Lógico/Matemática; Visual/

Waleska Firmino

a percepção do ontem, do hoje e do

Espacial; Corporal/Cinestésica; Inter-

______________________________

amanhã.

pessoal; Intrapessoal; Naturalista e a

Atriz, cenógrafa, diretora de tea-

Existencialista.

tro e sócia-fundadora da Cia Ra-

Múltiplas começou a ser desenvolvida

A Cia. Radiophônica de The-

diophônica de Theatro, é pós-gra-

na década de 80, na Universidade de

atro e Outras Cousas... promove regu-

duada em Marketing pela ESPM.

Harvard. Na época, o líder da pesqui-

larmente uma oficina voltada para o

Estudou

sa, o cientista Howard Gardner, com

desenvolvimento das inteligências.

de Comunicações e Arte da USP

formação em psicologia e neurologia,

Cada módulo tem duração de dois

w w w. c i a r a d i o p h o n i c a . c o m . b r

A Teoria das Inteligências

20 Revista Exper

Cenografia

na

Escola


Agronegócio

Mais alimentos para cinco países na África

O presidente Luiz Inácio

Familiar do MDA, Adoniram Peraci,

milhões para cada país africano que

Lula da Silva deve anunciar a ex-

e o coordenador do Programa Mais

participar do programa, que terá pra-

pansão do programa Mais Alimentos

Alimentos, Hercílio Matos. “Ainda

zo de 15 anos, dois anos de carência e

para a África. Segundo o presidente

temos muitas coisas para acertar, mas

juros de 2% ao ano.

do Sindicato das Indústrias de Má-

foi um bom encontro. A preocupação

quinas e Implementos Agrícolas no

do governo federal era saber se as em-

plica que a Embrapa irá oferecer as-

Rio Grande do Sul (Simers), Cláudio

presas teriam condições de atender à

sistência técnica aos produtores afri-

Bier, o Ministério do Desenvolvimen-

demanda, e informamos que estamos

canos que comprarem máquinas e

to Agrário (MDA) já definiu Gana e

preparados para vender na África”,

implementos agrícolas brasileiros. A

Zimbabwe como dois cinco países

disse Bier. Também participaram do

Simers, Anfavea e Abimaq acertaram

onde agricultores familiares recebe-

encontro representantes da Associa-

de gestionar junto à direção do Banco

rão financiamento para a moderniza-

ção Nacional de Fabricantes de Ve-

do Brasil a liberação de linhas do BN-

ção de suas propriedades rurais.

ículos Automotores (Anfavea) e da

DES Finame que estão represadas em

Bier liderou uma comitiva

Associação Brasileira de Máquinas e

razão da recente greve dos bancários.

de empresários do Simers em encon-

Equipamentos (Abimaq). Estima-se

Calcula-se que cerca de R$ 300 mi-

tro com o secretário de Agricultura

que sejam disponibilizados US$ 150

lhões tenham sido retidos.

O presidente do Simers ex-


Liderança

Liderança para construir pirâmides

Com frequência me questio-

E certamente não há nada

a minha força estão a serviço dos

no o porquê das pessoas tanto que-

de errado em se buscar o dinheiro, a

milhares de trabalhadores que carre-

rerem a liderança nas organizações.

segurança, a liberdade e a atenção.

gam os tijolos, pois afinal, são eles

Mas, de novo, onde entra a liderança?

é quem de fato levantam as paredes.

derança, tantos programas de trei-

namento, tanta briga dentro das em-

meio para conseguir o que queremos.

com a construção. Eu agradeço por

presas. Basta perguntar a qualquer

Estamos preocupados com o que vamos

já conhecer nesta vida, o formato, as

jovem trainee que entra em uma

tirar dela, e não com o que vamos dar.

cores e o local da pirâmide dos meus

grande corporação e a resposta virá

E ultimamente tenho pensa-

sonhos. E a cada dia tenho tido a ale-

imediatamente: “Quero ser líder!”

do que talvez a liderança não seja isso.

gria de ajudar àqueles que comparti-

A verdadeira liderança tem a

lham comigo dessa visão, a assenta-

nada de errado em se querer a li-

ver com doação. É quando, por abso-

rem os tijolos. E não há nada que me

derança ou qualquer outra escolha

luta inspiração divina, eu consigo ver

deixe mais inteiro do que este serviço.

para a sua própria vida. Mas você

um mundo melhor que ainda não exis-

sabe por que realmente quer isso?

te. E por ter tamanha necessidade desse

rem levantadas. Já sonhou com a sua?

Tenho visto pessoas buscan-

mundo melhor, eu dedico todas as mi-

Como ela é? Onde ela fica? E afinal,

do o aumento de poder, a sensação

nhas ações para que isto aconteça. Eu

qual o propósito da sua liderança?

de controle e o comando de outros.

fico disponível para ouvir as pessoas

e orientá-las para este mundo, ao qual

Há tantos livros sobre li-

E

certamente

não

Outras pessoas seguem bus-

A liderança entra como um

E todos nós estamos felizes

E há muitas pirâmides a se-

cando apenas o dinheiro. “Eu realmen-

elas também querem pertencer.

te não me importo em dirigir pessoas

E não há mais preocupa-

______________________________

e tudo o mais, o que quero é ganhar

ção em ser visto, em comandar, em

Consultor, treinador, palestrante e

mais dinheiro”. E como o dinheiro

ser o centro das atenções. Há apenas

sócio-diretor da Iluminatta Brasil

não vale nada numa ilha deserta, o que

o chamado para que a pirâmide seja

Desenvolvimento Humano.

sempre se busca é o que o dinheiro

feita. E toda a minha inteligência e

www.iluminattabrasil.com.br

pode comprar. Meu valor certamente depende da nota dos outros. Ou pode ser a segurança, para poder acabar com a ansiedade e o mundo de pensamentos de sobrevivência, sempre um dia à nossa frente. Ou mesmo, a liberdade de poder estar mais tempo em casa com os filhos, ter um pouco mais de lazer e o merecido prazer que, com certeza, todo ser humano tem direito. 22 Revista Exper

Nicolai Cursino


Seguro

Porto Seguro Auto inova

O Porto Seguro Seguros foi a

companhia responsável pela iniciativa de oferecer benefícios gratuitos voltados para a segurança de seus clientes,

Quando o assunto é proteger o seu patrimônio, o Porto Seguro Auto faz bem mais do que só cuidar do seu carro, oferecemos serviços e vantagens para você ficar cada vez mais protegido. Porto Socorro Carro + Casa

o que acabou se transformando em

tão o Help Desk em Informática e o

uma tendência no ramo de seguros

Porto Socorro Carro + Casa”, ressalta

para automóveis. Desde 1982, a em-

Anderson.

consertos emergenciais no imóvel do

presa adota a filosofia de proteção ao

Mão-de-obra gratuita para

segurado, como chaveiro, reparos elé-

segurado, que significa proporcionar

Help Desk em Informática

tricos e hidráulicos, desentupimento

segurança ao cliente antes que o sinis-

Oferece suporte técnico para

e substituição de telhas. Além disso,

tro aconteça.

instalação de computadores, softwa-

contratando a Assistência Completa,

A filosofia de proteção ao

res originais e placas de memória e

o segurado terá consertos de eletro-

segurado inclui hoje uma série de pro-

vídeo; diagnóstico e solução de pro-

domésticos: refrigerador e freezer,

dutos e serviços. Segundo o gerente

blemas de acesso à Internet e outros

máquina de lavar roupa e louça, se-

da sucursal Mogi das Cruzes, Ander-

danos causados por vírus; além de

cadora de roupa, tanquinho, fogão a

son Alves, são oferecidos ao segura-

esclarecimento de dúvidas. Os segu-

gás, forno de microondas e serviço de

do diversos benefícios, vinculados ao

rados da Grande São Paulo e de outras

telefonia, Pet e Help Desk*.

tipo de cobertura, veículo e região de

localidades também têm direito a uma

contratação. “Entre esses benefícios

visita técnica para solução de proble-

horas, inclusive nos feriados e finais

oferecidos pelo Porto Seguro Auto es-

mas.

de semana.

Os serviços são prestados 24

Revista Exper 23


Motos

A MV Augusta F4 2011 teve

modificações no motor de 4 cilindros em linha e 998 cm3, que agora passa a ter 186,3 cv de potência máxima,

Fotos Divulgação

F4 2011: A Ferrari das Motos 12.900 rpm, torque de 11,4 kgmf e 9.500 rpm. Para que isso fosse possível, algumas mudanças foram feitas internamente (em termos de diâmetro e curso, os valores são os mesmos da versão Tamburini, isto é, 76 x 55 mm), tais como: virabrequim, dutos de admissão e exaustão foram redesenhados e os cilindros (no total de

4), ganharam novos corpos de aceleração, com 49 mm e oito bicos injetores. E, pela primeira vez na história das motocicletas em série, tudo isso é controlado por uma central eletrônica.

Ela pode atingir os 305

km horários, de acordo com a disposição e coragem do piloto, claro.

Outra novidade no mo-

delo está em seu elegante painel. Digital,

ele

informa

velocidade,

rotação do motor, dados sobre o controle de tração e também os mapas de gerenciamento de motor.

O

escape

também

cha-

ma a atenção: são quatro saídas posicionadas abaixo do banco do passageiro, sendo duas de cada lado. Um show em design.

A Ferrari das motos não sai

por menos de 48 mil euros. Lá, viu? No Brasil, dá até medo de fazer as contas. ver vídeo no revistaexper.com.br


Empreendedorismo

A criatividade nossa de cada dia

Encontre uma solução, faça di-

férios do cérebro, o direito e o esquer-

ferente, invente, procure outro caminho.

do. É na associação dos dois lados – o

Quantas vezes ouviu essas frases ao

direito (intuitivo) e o esquerdo (racio-

longo da sua vida?

nal) – que estão o bom humor, a ini-

Para que você atenda a to-

ciativa, a força para arriscar. Se você

das essas solicitações basta uma única

usa só um lado do cérebro, o direito,

coisa: Criatividade!

por exemplo, você pode até ser criati-

Mas como ser criativo?

vo, mas é uma criatividade que não é

Criatividade não é exclusivi-

prática, que não deixa a vida melhor,

dade de apenas um ramo de atividade,

que não dá para usar. Portanto, seja

ela está presente em todas as profis-

múltiplo, experiente tudo que você

sões – empregada doméstica, médico,

puder. Para ter ideias, é importante

profissional liberal, enfim ela pode es-

conhecer tudo o que for possível so-

tar presente em todas as nossas ações.

bre o assunto em questão.

Tenha certeza: Você também

Você pode estar se pergun-

é criativo. Mas saiba, esta habilidade

tando: “Mas por que eu preciso ser

não é um talento inato. É preciso suar

criativo?” E a resposta é direta: por-

para aprender, estimular e desenvol-

que sem essa ferramenta você não

mos criando idéias o tempo todo, não

ver uma qualidade imprescindível a

consegue atuar de maneira competiti-

teremos tempo de implementa-las. E,

todo tipo de profissional que deseja

va no mercado de trabalho.

mais importante do que gerar a ideia,

ser bem-sucedido.

E o que isso tem a ver com a

é realiza-la com perfeição. Por isso,

sua carreira e com o seu negócio? Tudo!

busque soluções simples para ter cer-

duro, disciplina, porém suas idéias

A criatividade é o oxigênio

teza de que se concretizarão no prazo

também surgem quando sua mente

da inovação e a pessoas são as únicas

e orçamento previstos. Procure viver

está brincando, ociosa, quando está

fontes de criatividade nas empresas.

criativamente. A rotina torna o cotidia-

curioso, inquieto, por vezes incomo-

no profissional monótono e previsível.

dado. Se você for uma pessoa curiosa,

nesse ambiente, devem inovar o tempo

idéias vão bater à sua porta, pois vai

todo. Isto é, precisam de novos produ-

perceber lacunas, necessidades, cos-

tos e serviços, descobrem novos merca-

Ivan Melo

tumes, o que certamente favorecerá

dos e nichos, reinventam-se a cada dia.

______________________________

geração de idéias, ou seja, o processo

Enfim, como qualquer ferra-

MBA Executivo – Gestão Empresa-

criativo nasce da diversidade e se es-

menta, você utiliza a criatividade em

rial Estratégica. Mestre em Semi-

tabelece no equilíbrio.

momentos específicos, quando julgar

ótica, Tecnologia da Informação e

Cientificamente, a criativi-

que vale a pena investir tempo para

Educação. Autor do Livro: Empreen-

dade depende do uso dos dois hemis-

tentar uma nova idéia. Afinal, se ficar-

dedorismo para a Sala de Aula

Ser criativo exige trabalho

E essas, para sobreviverem

Ivan Melo: colunista da Revista Exper

Revista Exper 25


Motivação

Descomplicando o sucesso

Parece incrível, mas houve

ga aonde deseja. E conclui, desen-

isso. Escolhemos aprender um idioma,

um tempo em que bastava seguir o

cantada: fazer sucesso é complicado.

fazer uma pós-graduação, e desenvol-

plano de carreira da empresa para fa-

Mas será que o sucesso é

ver determinadas habilidades, somen-

zer sucesso na profissão. Geralmente

mesmo complicado, ou são as pes-

te se estivermos convencidos de que

esses planos estabeleciam o tempo

soas que complicam o sucesso?

isso é importante e coerente para nós.

mínimo para ocupar cada cargo, os

cursos que deviam ser feitos, as habi-

necessidade de competir, as pessoas

petir, mas concorrer – correr com,

lidades que precisavam ser desenvol-

acabam fazendo o que todo mundo

correr junto. Concorrer é ter consci-

vidas, tudo bem explicadinho.

faz para atingir determinado resulta-

ência de que somos únicos em nos-

Um profissional competente,

do. Sentem-se quase que na obrigação

sas habilidades, potenciais, pontos

aplicado e ambicioso podia alcançar

de ter os mesmos cursos, treinamen-

fortes e fracos. É reconhecer e ex-

um alto posto na hierarquia em 20 ou

tos e informações que os outros têm,

plorar o nosso diferencial, o traço

30 anos. Era como se tivesse apenas

pois não querem ficar em situação

pessoal inimitável, a marca regis-

que galgar os degraus de uma escada-

de desvantagem. E assim, motiva-

trada que nos distingue dos outros.

ria que levava ao topo da organização.

das a fazer o que todos estão fazen-

Hoje, devido à realidade

do, acabam adquirindo informação e

únicos, não teremos a necessidade de

do mundo corporativo, quem sonha

qualificação sem refletir se serão úteis

ficar nos comparando com ninguém,

com uma carreira de sucesso já tem

para sua carreira. Criam um acúmu-

nem medindo nossas competências

de começar com uma lista de diplo-

lo de atividades, interesses e focos de

ou resultados. Como somos únicos,

mas, idiomas, competências e habili-

atenção que pode mais atrapalhar do

nossa trajetória de desenvolvimen-

dades – e sabe que terá de aumentar

que melhorar seu desempenho no tra-

to também é única, nossas oportu-

a lista com o passar dos anos. Nessa

balho. Depois se queixam do stress,

nidades e necessidades são únicas

ânsia de ser super qualificada, a pes-

das pressões e da falta de tempo.

e nosso sucesso também é único.

soa se queixa da falta de tempo, é

claro, porque acha que tem de fazer

blasfêmia em um mundo que valo-

curso atrás de curso, participar do

riza a competição, mas acredito que

maior número de projetos e absorver

competir não leva ninguém ao suces-

Leila Navarro

uma quantidade enorme de informa-

so. O que conduz ao sucesso é clare-

______________________________

ção. Reclama de stress, é óbvio, por-

za do que é importante para nós, de

Conferencista, Especialista Compor-

que vive nessa correria, cobra de si

acordo com nosso referencial interno.

tamental. Autora de 13 livros, ganhou

mesma o mais alto desempenho e se

Se escolhemos fazer o que tem a ver

por duas vezes o Prêmio de “Pales-

compromete com objetivos cada vez

conosco, e não o que os outros fazem,

trante do Ano” (2005 e 2009). Aces-

mais difíceis de conquistar. Lamenta

optamos naturalmente por adquirir as

se também www.leilanavarro.com.

que, apesar de todo esforço, não che-

competências de que precisamos para

br ou www.leilanavarro.com.br/blog

26 Revista Exper

O fato é que, ao se guiar pela

O importante não é com-

Se entendermos que somos

Sei que isso soará como


Turismo

Santos vai sediar fórum de turismo

O 2º Fórum de Turismo, Pre-

servação e Desenvolvimento Econômico e Social, promovido pelo Ministério do Turismo, acontecerá no mês de novembro, em Santos. O mês foi definido em Pirenópolis (GO), durante o 2º Encontro Nacional das Cidades Históricas e Turísticas, que teve a participação de profissionais da Prefeitura Municipal de Santos.

O Programa Alegra Centro e

a Santos Film Commission foram destacadas pelos resultados positivos. O primeiro vem restaurando a zona mais antiga da cidade, por meio de ações governamentais, oferta de estímulos

sessões fotográficas, vídeo clipes e

representados nos três dias de progra-

e isenções fiscais. Já a Santos Film

lançamentos de filmes. “São iniciati-

mação. Discutiram-se, entre outros

Commission garante a retaguarda ne-

vas que divulgam a cidade”, observa

temas, o PAC (Programa de Acelera-

cessária para a realização de obras au-

o prefeito João Paulo Papa.

ção do Crescimento), direitos do con-

diovisuais no município, como longas

Cerca de 40 municípios his-

sumidor, condutores de turismo, pro-

e curtas-metragens, novelas, séries,

tóricos, dos 60 enquadrados nessa

gramas de qualificação para a Copa de

documentários, filmes publicitários,

qualificação pelo ministério, foram

2014 e classificação hoteleira.

Novembro é mês de visitar a Patagônia e ver pinguins

Se você foi um dos que en-

fazer ninhos e chocar ovos. Mas só

trou na pingüim-mania ao ver o filme

agora as cascas se abrem e milhares

Happy Feet, vai enlouquecer. Este é

de pingüins bebês dão seus primeiros

o melhor mês para ver os bichinhos

passos. A reserva, criada em 1979, é

de perto na reserva Punta Tombo, na

a maior pingüineira da América do

Patagônia Argentina. É verdade que,

Sul. É possível andar entre as aves,

desde setembro, os pingüins-maga-

mas você terá de resistir à vontade de

lhães já dão as caras no norte da re-

tocá-las. E não fique com medo de ter

gião, para onde foram em busca de

overdose de pingüins: você poderá

temperaturas mais amenas, a fim de

ver ainda leões-marinhos e baleias.


Direito

O seguro e os bancos

Na atualidade todos os ban-

Antigamente, o caixa pegava

arguir em prejuízo dele uma demora

cos vendem seguros. Isso é conve-

no arquivo a ficha do cliente e via o

que iria beneficia-la.

niente por vários motivos: “receita,

movimento diário: cheques debita-

cobertura de empréstimos e fideliza-

dos, lançamentos diversos, inclusive,

mum é o caso do segurado ignorar a

ção do cliente”.

prêmios de seguros e a quantidade de

incapacidade, ou não ter conhecimen-

clientes era muito menor.

to da causa do acidente ou da doença,

pagamento dos prêmios (assim se

ou da natureza e grau da sua redução

chama o pagamento da seguradora)

seus seguros e, digo mais, os seus fa-

de capacidade.

que quando parcelados são debitados,

miliares também, porque nem sempre

diretamente, nas contas correntes.

os pagamentos serão feitos à sua pes-

ças de evolução lenta e imperceptível,

soa, caso dos seguros de vida.

assintomáticas durante muito tempo e

que não vai se esquecer dos pagamen-

Ocorreu-me lembrar vocês

quando eclodem, i.e., se manifestam a

tos, se mantiver saldo suficiente para

a respeito disso porque é bastante co-

seguradora do dia se recusa ao paga-

os descontos. Muito bem, apesar des-

mum o direito se perder pela simples

mento alegando não ter sido informa-

sas vantagens, uma dificuldade costu-

falta de pedido pelos interessados.

da pelo segurado, e, a seguradora anti-

ma acontecer nesses casos porque fa-

O prazo de um ano se você

ga do tempo em que se presume possa

zer seguro não é o negócio típico dos

estiver vivo, ou da sua família se você

ter-se iniciado a doença alega que o

bancos e nem coisa corriqueira para

estiver morto, têm para reclamar o pa-

direito já caducou ou prescreveu.

os segurados.

gamento das indenizações, como tudo

no mundo, tem algumas exceções.

formada sobre os seus seguros. Ano-

soas, simplesmente, se esquece de

A mais comum é a dos bene-

te-os em uma agenda. Não convém fa-

que fez o seguro e quando ocorre um

ficiários menores de idade e aqui vale

cilitar, na dúvida você deverá pedir a

acidente recebe o seguro obrigatório,

lembrar que o prazo começa a correr

indenização, os antigos já diziam que

o benefício do INSS e acaba se esque-

quando a pessoa se torna relativamen-

o direito não socorre quem dorme.

cendo dos que fez através dos bancos.

te capaz aos 16 (dezesseis) anos.

Ao cliente a facilidade do

O segurado fica garantido de

Um grande número de pes-

Segurados costumam recla-

Hoje você tem que saber dos

Outra exceção bastante co-

Há ainda o caso das doen-

Mantenha a sua família in-

Outra exceção: quando após

Epaminondas Nogueira

mar porque recebem benefícios do

o sinistro (acidente) a pessoa se sub-

______________________________

INSS por invalidez total ou parcial,

mete a tratamento cujo objetivo é di-

Mogi das Cruzes

muitas vezes, no mesmo banco onde

minuir o dano e, por consequência, a

Av. Narciso Yague Guimarães, 664,

têm outros seguros e não são avisados

indenização que a seguradora deveria

Centro Cívico – Tel: (11) 4799-1510

pelo banco a respeito das indeniza-

pagar.

ções que lhe seriam devidas se as ti-

Aqui se tem entendido que

Rua do Bosque, 1589 –

vessem pedido dentro do prazo que é

sendo ela favorecida, também, pela

Ed. Capitolium, Bl. II, Conj. 1207

apenas um ano.

providência do segurado não poderá

Tel: (11) 3392-3229

28 Revista Exper

São Paulo – Barra Funda


Financeiro

Os 10 principais erros do trader iniciante

Quem inicia no mercado de

ações e acabam pagando o pedágio do

3. Excesso de otimismo – considera

ações costuma cometer certos erros

aprendizado, com as perdas iniciais.

que, com toda a certeza, a operação

constantemente verificados:

2. Falta de humildade – o operador lê

será lucrativa;

1. Pressa nas operações – muitos in-

dois livros de análise gráfica e acha

4. Falta de disciplina – contagiado

vestidores aplicam todo o capital em

que já sabe tudo;

pelo excesso de otimismo e vencido pelo fator emocional não utiliza o stop

Nosso dever de aprender a investir

(parada);

Mesmo pequenos valores,

constantes na forma de operar e dos

mo de orientação financeira seja dever

no futuro, farão grandes diferenças.

indicadores utilizados. O investidor

de todos, para assim valorizar seu pa-

Faz parte do processo de poupar, va-

não definiu um set up;

trimônio conquistado com muito sa-

lorizar qualquer quantia, por menor

6. Informações em excesso – o in-

crifício e trabalho. Trabalhamos, em

que seja, pois ela fará a diferença se

vestidor procura ter conhecimento de

média, 180 horas mensais, e a maioria

aplicada por anos, a juros compostos.

todos os dados disponíveis, onde os

das pessoas não dispõe de 1 hora por

Abaixo ilustro essa situação com uma

mesmos geram muita confusão;

mês para acompanhar os investimen-

economia singela de apenas R$ 3,00

7. Viés de confirmação – ele pode

tos desse dinheiro conquistado nessas

por dia, como, por exemplo, a de um

acessar dez notícias ruins, mas ao ler

180 horas. Pequenas atitudes fazem

ex-fumante. Após dez anos é possível

apenas uma relativamente boa, irá vi-

muita diferença. Apenas a obtenção

comprar um automóvel, após 20 anos

brar de alegria e acreditar que a em-

de maior conhecimento o auxiliará no

uma casa, após 40 anos a pessoa é mi-

presa irá recuperar-se;

processo de desenvolvimento de suas

lionária e após 60 anos possui quase

8. Compra na alta – atraído pela eufo-

habilidades financeiras, capacitando-

R$ 12 milhões investidos, poupança

ria do mercado a compra é efetuada;

o corretamente em suas escolhas e nas

que daria uma aposentadoria bastante

9. Vende na baixa – apenas após con-

definições de metas e objetivos. De-

tranquila para qualquer um. Aplica-

secutivas quedas, e contagiado pelo

vemos equilibrar nossos gastos para

ção de R$ 3,00 ao dia em investimen-

pânico, a venda com grande prejuízo

existir investimentos periódicos, para

to com taxa de retorno líquida de 1%

é realizada.

alcançarmos no futuro próximo nossa

ao mês (Exemplo CDB prefixado com

10. Excesso de ganância – atraído pela

liberdade financeira, onde o dinheiro

rendimento bruto de 15% ao ano),

ganância o investidor assumi maiores

poderá trabalhar por você.

aplicados a juros compostos.

riscos em operações.

Acredito que possuir o míni-

5. Sem metodologia – mudanças

Leandro Martins ______________________________ Economista, com MBA em Economia e Finanças pela USP e pela FIPE, com Master em economia realizado na Universidade de Grenoble. Revista Exper 29


Comportamento

Teste a sua autoestima

A Escala de Autoestima de

Rosenberg (Ph.D.) é um dos testes mais utilizados para medir a autoestima.

A tradução e adaptação fo-

ram feitas por mim. Como no próximo número da Exper estarei adaptando parte do texto do meu livro “A Psicologia da Autoestima”, tema que pesquiso e aplico em treinamento há mais de uma década, quero a sua sugestão ou opinião a respeito pelo site www.revistaexper.com.br

Instruções: No quadro ao

lado segue uma lista com 10 declarações de como você elabora seus sentimentos e o seu autoconceito. Anote com um X as respostas que mais retratem o seu pensamento. CT - Concordo Totalmente C - Concordo D - Discordo DT - Discordo Totalmente

Em dezembro, na edição

especial de natal, vamos dar dicas para melhorar a autoestima, explicar como ela se forma, desde a infância, e quais os fatores que contribuem para estabelecer uma elevada autoestima, independente dos problemas e obstáculos que tenhamos que enfrentar no nosso dia a dia.

Não perca a próxima edição.

30 Revista Exper

Manoel de Barros Cavalcante __________________________________________________________________ Diretor da Oriom Editora – Psicólogo – Palestrante - Autor dos livros: Psicologia da Autoestima (2010), O Segredo da Riqueza (2008), Reengenharia da Mente (1997) e editor da História Colonial de Mogi das Cruzes (2010).


Revista Exper  
Revista Exper  

Edição Número 03

Advertisement