Page 1


Editorial

>>>>>>

Foto: Evandro Maia

Ascensão das mulheres... casa. Dados do relatório Perfil do Trabalho

cuidar de si, de conquistar aquilo que dese-

Decente no Brasil: um Olhar sobre as Uni-

jam e de provocar mudanças profundas no

dades da Federação, divulgado pela Orga-

decorrer da história da humanidade.

nização Internacional do Trabalho (OIT),

E nesta edição especial conversa-

mostra que, no total, os homens têm jor-

mos com algumas executivas em nome de

nada de 52,9 horas semanais. As mulheres,

todas as mulheres que fazem a diferença

de 58 horas, 5,1 horas a mais do que o sexo

no mercado corporativo estadual.

oposto – o que equivale a 20 horas adicio-

Nossa entrevistada é a Christina

nais por mês, cerca de dez dias a mais por

Carvalho Pinto, presidente e sócia proprie-

ano.

tária do Grupo Full Jazz de Comunicação, O relatório da OIT analisou os

é nada mais, nada menos do que o maior

dados da Pesquisa Nacional por Amostra

nome feminino da história da propaganda

de Domicílios (PNAD), do Instituto Bra-

brasileira. Além de outras 13 executivas de

sileiro de Geografia e Estatística (IBGE),

diversos segmentos revelando com exclu-

que aponta que 90,7% das mulheres que

sividade suas expectativas para 2013.

estão no mercado de trabalho também re-

Nosso case de sucesso vai para o

alizam atividades domésticas – percentual

empresária Débora Lapique, a ousadia está

que cai para 49,7% entre os homens. No

no seu DNA e se manifesta de uma forma

á faz muito tempo que os negócios

trabalho, elas gastam, em média, 36 horas

peculiar que inclui convicção nos seus ide-

deixaram de ser um assunto mascu-

por semana; eles, 43,4 horas. Em casa, por

ais, respeito pelo próximo, muita força,

lino. Mais uma vez numericamente

outro lado, elas gastam 22 horas semanais.

garra e persistência. O destaque empresa-

as mulheres ultrapassaram os homens na

Os homens, 9,5 horas. Trabalhar fora de

rial vai para Michèlle Cocentino e Elizabe-

atividade empreendedora, é a primeira vez

casa é uma conquista relativamente recen-

te Otero, da MB Soluções, por trazer para

que a proporção de mulheres empreenden-

te para as mulheres. Ganhar seu próprio

as empresas um sistema de certificação on-

do por oportunidade supera a proporção de

dinheiro, ser independente e ainda ter sua

line, dinâmico e com 70% de redução do

homens na mesma condição.

competência reconhecida é motivo de or-

custo do modelo convencional.

J

As mulheres também trabalham

gulho para todas.

Boa leitura...

mais horas do que os homens, conside-

Já está mais do que provado que

Márcio Junior,

rando o tempo trabalhado fora e dentro de

as mulheres são perfeitamente capazes de

Publisher da Exper

Expediente Publisher: Márcio Junior MTB 59904-SP, Editoração: Editora Off, Colunistas: Epaminondas Nogueira, Leila Navarro e Tainá Veloso, Publicidade: 11 2819-4457 ou 11 994.728.104 / publicidade@ revistaexper.com.br, Foto Capa: Arquivo Full Jazz, Fotógrafo: Evandro Maia. A revista é uma publicação da Editora OFF e distribuída aos associados do CIESP Alto Tietê, Santos, Taubaté, São José, Jacareí, SESI, SENAI, Associações Comerciais, Sebrae, Secretarias de Indústria e Comércio, Prédios Comerciais e algumas bancas. A revista não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios e as opiniões emitidas em artigos assinados são de responsabilidade dos autores.


Editorial..................................................04

>>>>>> Capa

Foto: Diego Barbieri

Nesta Edição

Exper News.............................................06 Entrevista...............................................08 Capa.......................................................12 Business.............................................18 Case de Sucesso......................................20

Destaque Empresarial.............................24 Ponto de Vista.........................................26

Executivas revelam suas expectativas para 2013

12

Business

10 investimentos lucrativos para a vida

Foto: Divulgação

Cursos e Palestras...................................22

18 Foto: Divulgação

Destaque Empresarial

Para expressar sua opinião, dar sugestões, enviar releases e fazer contato com a nossa redação, escreva para: redacao@revistaexper.com.br e siga-nos nas redes sociais:

MB Soluções inova e traz a certificação on-line

24


Exper News

>>>>>>

Inovação garante prêmio a Empreendedora Individual Lucrar com um produto inova-

onde já teve clientes do México, Portugal

ganha mais dinheiro com o meu produto”,

dor e possibilitar que outros profissionais

e Espanha. Além de vender para salões e

conta satisfeita a empreendedora, que sabe

também ganhem dinheiro. Com esta ideia,

profissionais autônomos, também aluga

da importância da capacitação.

Gislaine de Fátima criou um lavatório mó-

para eventos. O preço de seus lavatórios

“Em 2007 desenvolvi o projeto

vel para cabelos, que ela já patenteou, para

varia entre R$ 680 (o mais simples) e R$

junto com o Sebrae-SP, e os consultores

que cabeleireiros possam atender clientes

2.980 (feito com material mais caro, pedal

me ajudaram com a questão de qual mate-

em domicílio. “Não existe outro deste no

e painel digital). “No começo tive prejuízo

rial usar, por exemplo. Também fiz cursos

Brasil. As clientes adoram, pois não preci-

e dor de cabeça, mas há o lado bom. Fico

de marketing, controle de estoque e gestão

sam sair de casa para cortar o cabelo”, ex-

feliz quando recebo elogios de um clien-

financeira.” Tanto trabalho deu resultado

plica a empresária. A inovação e sua capa-

te dizendo que a vida dele mudou porque

não só financeiro e de satisfação dos clien-

cidade de gestão empresarial serviram para

tes, mas também em premiações. “Meu

credenciar a empresária ao primeiro lugar

produto é inovador e isso contribuiu para

da categoria Empreendedora Individual do

eu chegar ao prêmio”, comentou Gislaine

Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, reali-

de Fátima.

zado ontem, em São Paulo.

A vencedora da categoria Empre-

Gislaine, Empreendedora Indi-

endedora Individual se diz perseverante e

vidual, deixou a atividade de cabeleireira

acha que o Prêmio Sebrae Mulher de Ne-

para dedicar-se ao negócio que comanda

gócios é um incentivo para as mulheres.

sozinha. É ela quem recebe todos os pe-

O Prêmio Mulher de Negócios

didos, encomenda a produção e organi-

que está em sua nona edição, recebeu

za as entregas, inclusive para o exterior,

1.180 mulheres inscritas na etapa estadual.

iPhone 5 passa Galaxy S3

Importados batem recorde no Brasil Os produtos importados tiveram participação recorde no mercado brasileiro

números foram divulgados pela CNI na segunda-feira 4.

em 2012. De acordo com a Confederação

A participação nos insumos ad-

tou o posto de smartphone mais vendido

Nacional da Indústria (CNI), o coeficien-

quiridos pela indústria, por sua vez, que

do mundo no último trimestre de 2012. O

te de participação de bens importados no

mostra o volume de importados usados na

aparelho desbancou o modelo Samsung

consumo doméstico foi 21,6%. Este é o

produção nacional, ficou em 23,2%, com

Galaxy S3. Os dados são de uma pesquisa

maior percentual desde o início da série

aumento de 1,9% em relação ao resultado

da Strategy Analytics. De acordo com os

histórica, em 1996. O resultado, segundo

de 2011. Já o coeficiente de exportação

números, a Apple comercializou 27,4 mi-

a entidade, reflete a perda de competitivi-

atingiu 20,6% em 2012, ultrapassando

lhões de unidades nos últimos três meses

dade dos produtos industriais nacionais em

a casa dos 20% pela primeira vez desde

do ano passado, enquanto a Samsung ven-

relação aos importados.

2007. O indicador teve alta de 1,2%.

deu 15,4 milhões de aparelhos.

Informática, eletrônicos e óti-

O iPhone 4S também ultrapassou

cos, com alta de 6,4%, máquinas e mate-

o Galaxy com 17,4 milhões. No terceiro

riais elétricos, com crescimento de 4,8%,

trimestre de 2012 o ranking de vendas era

farmaquímicos e farmacêuticos, com in-

exatamente o inverso: Galaxy S3 em pri-

cremento de 4,6%, e máquinas e equipa-

meiro, iPhone 4S em segundo e iPhone 5

mentos, também com alta de 4,6%, foram

em terceiro.

os segmentos que mais se destacaram. Os

6 - Revista Exper

Fotos: Divulgação

O iPhone 5, da Apple, conquis-


bém. 74% das compras de mercado e padaria acontecem em estabelecimentos próximos de casa, assim como 62% dos gastos com produtos de beleza e perfumaria.

62% dos gastos com restaurantes

e lanchonetes acontecem na própria comunidade. As compras planejadas, de maior valor, são feitas em locais distantes. É o Fotos: Divulgação

caso de eletrodomésticos e produtos eletrônicos (60% das compras são realizadas em lojas longe das casas dos moradores).

Favelas movimentam R$ 56 bilhões por ano

A posse de bens nas comunida-

des, por sua, registrou crescimento significativo. Itens como máquina de lavar

O Brasil tem 12 milhões de ha-

dia. Já em 2013 os números praticamente

roupas, celular e microcomputador aumen-

bitantes morando em favelas. Se essa

se inverteram: 65% são da classe média e

taram sua presença nos lares 79%, 256% e

população fizesse parte de um estado da

32% da classe baixa. O percentual de 3%

1.333%, respectivamente. Hoje, nove em

federação, este seria o quinto mais popu-

de classe alta se manteve estável. Boa par-

cada dez moradores têm um celular. 52%

loso do País. As comunidades brasileiras

te do consumo é feito dentro das próprias

das casa agora têm máquina de lavar (con-

movimentam cerca de R$ 56 bilhões por

comunidades. As compras de conveniência

tra 25% em 2002) e 40% têm computador

ano, número comparável ao PIB da Bolí-

se destacam: 82% das recargas de celular

(em 2002 esse número era 3%). Além dis-

via. Em 2002, 60% dos moradores eram

são feitas dentro da comunidade, 81% dos

so, 45% das pessoas acessaram a internet

de classe baixa, contra 37% da classe mé-

gastos com barbeiro e salão de beleza tam-

recentemente.

Publisher da Exper recebe prêmio

10 instituições que formam bilionários Um levantamento realizado pela

seu crédito e fica no 3º lugar da classificação.

consultoria Wealth-X e publicado pela

A Universidade de Cambridge, a única esco-

Márcio Junior foi homenageado

CNBC revelou as 10 instituições que mais

la fora dos Estados Unidos para fazer o top

Homem de Sucesso no maior evento oficial

formaram bilionários. O ranking considerou

10, é um líder de alta tecnologia no Reino

comemorativo do Dia Internacional da Mu-

apenas os alunos que alcançaram, no míni-

Unido. Veja tabela abaixo:

lher. Há 28 anos a jornalista e publicitária

mo, US$ 1 bilhão.

Zildetti Montiel consegue reunir mulheres

especialíssimas de segmentos diversos. Pa-

seu currículo uma lista de 52 alunos nesse es-

ralelamente nessa cerimônia tiveram alguns

tágio financeiro. A instituição é a líder desse

homens de sucesso, cumprindo assim a mis-

ranking e, somando o dinheiro desse grupo,

são de dar honra aos homens que reveren-

a fortuna coletiva chega a US $ 205 bilhões.

ciam a força feminina.

Foto: Evandro Maia

A Harvard, por exemplo, tem em

O valor é quase o dobro do que a

escola n º 2, da Universidade da Pensilvânia, que tem 28 alunos bilionários e no somatório chega a $ 112 milhões. Os números de Harvard não incluem Bill Gates e Mark Zuckerberg que participaram da Harvard, mas não chegaram a terminar. Juntos, eles valem cerca de US $ 45 bilhões.

A Universidade de Stanford, no co-

ração do Vale do Silício, tem 27 bilionários a Revista Exper - 7


Entrevista

>>>>>>

Christina Carvalho Pinto Exper - Fale de sua trajetória profissional? Christina - Comecei muito cedo, aos 18 anos, como trainee de redação numa

Presidente do Grupo Full Jazz, coleciona prêmios nacionais e internacionais, de leões em Cannes ao de Profissional da Década pela ABRACOMP e embaixadora brasileira do Women’s Forum for Economy & Society.

agência muito conhecida na época: a P.A. Nascimento, do falecido Paulo Arthur

possível expansão da minha consciência

ro, sem bússola, sem todo o conhecimen-

Nascimento. Dali fui para a Thompson,

em benefício das marcas que nosso Grupo

to racional que nos traria segurança... e

depois, Salles-Rio, Salles- São Paulo (hoje

atende, para benefício não apenas delas

mesmo assim chegar a um novo patamar.

Publicis), CBBA, McCann-Erickson, FCB,

próprias, mas de todos os seus stakeholders,

O segundo grande aprendizado foi o do

Norton (hoje também Publicis), Young &

da sociedade como um todo e do Planeta.

difícil exercício do discernimento quando

sócios o Grupo Full Jazz, um grupo multi-

Exper - Você foi a primeira mulher na

Cheguei a um Grupo Young & Rubicam

disciplinar no setor de comunicações. Esse

América Latina a presidir um mega grupo

deficitário, com clientes desertando, uni

é meramente o relato cronológico, que não

multinacional, o Grupo Young & Rubicam,

uma equipe de valorosos guerreiros e mul-

agrega nada; apenas dá uma noção da di-

que liderou como sócia por 7 anos, qual foi

tiplicamos mais de dez vezes o tamanho

versidade de experiências e culturas empre-

o aprendizado desta grande experiência?

do Grupo, utilizando todo o potencial, as

sariais que vivenciei em algumas décadas.

Christina - O primeiro grande aprendizado

ferramentas disponíveis e a sinceridade no

Agora, existem muitas formas de analisar

foi o quanto nós, brasileiros, somos agra-

relacionamento com nossos clientes. No

uma trajetória. Do ponto de vista pura-

ciados como filhos de uma cultura que, em-

entanto, num dado momento, percebi que

mente profissional, muito jovem ainda me

bora caótica e desorganizada, é incrivel-

meus sócios internacionais, os grandes lí-

tornei Diretora de Criação (aos 25 anos,

mente criativa, alegre e empreendedora.

deres mundiais do Grupo (Alex Kroll, Pe-

na CBBA) e, a partir disso, o mercado

Existe uma grande magia na forma bra-

ter Georgescu), homens de indiscutível bri-

sileira de fazer acon-

lho e integridade, estavam vendendo suas

tecer nos momentos

ações e se retirando. Senti um cheiro de im-

mais

Nas

pessoalidade no ar. Recebi dos novos pares

grandes crises, em

solicitações de metas e procedimentos que

que

colegas,

entendi como inviáveis. Percebi que alma

líderes da corpora-

do Grupo estava se distanciando e duvidei

ção em outros países,

da única coisa que poderia me fazer per-

ficavam

totalmente

manecer: a certeza de que meus valores

engolidos

pessoais estariam sendo vividos em cada

cluiu minha associação com os ameri-

pela magnitude dos desafios e pouco po-

gesto de minha atuação profissional. Esses

canos no Grupo Young & Rubicam, que

sitivos em relação a qualquer caminho

são passos muito complexos, porque exi-

presidi por 7 anos, multiplicando sua atu-

novo, nossa equipe brasileira ousava criar

gem abrir mão de muitos privilégios. Mas

ação e resultados em todas as operações.

e implementar soluções inesperadas. Ten-

é dando passos corajosos que podemos

O Grupo Full Jazz é o precioso coroa-

tava, acreditava, ia em frente, corrigia

atingir o estágio mais sofisticado do viver,

mento dessa trajetória, porque aqui está a

os erros de percurso e, com isso, saía do

que é o da Realização Plena e Consciente.

síntese do mais importante: a minha tra-

imobilismo. Isso tem muito a ver com a

jetória enquanto ser humano, os frutos do

alma brasileira. Não valorizamos essa

Exper - Em sua opinião, quais foram

meu aprendizado e a aplicação de toda a

nossa capacidade de navegar no escu-

às mudanças de maior relevância que

me abriu oportunidades cada vez maiores e mais desafiadoras. Como sou movida a desafios, acabei percorrendo em pouco tempo um longo

“Mas é dando passos corajosos que podemos atingir o estágio mais sofisticado do viver, que é o da Realização Plena e Consciente”

caminho, que in-

8 - Revista Exper

difíceis. meus

travados,

Fotos: Divulgação

você está vivendo uma situação gloriosa.

Rubicam e, desde 1996, fundei com meus


ocorreram no mundo dos negócios nos

destruir. Para que isso seja possível, nas-

últimos anos e o que ainda esta por vir?

cem novas formas de sonhar e

Christina - É redundante dizer que esta-

pensar empresas e

mos vivendo uma era de macrotransição:

projetos

o fechamento de um mega ciclo simultane-

vida, o

amente à abertura de um outro. É visível,

que

implica numa imediata redefinição de muitos aspectos, a começar pela redefinição do sucesso. O modelo vigente

de

confundiu

qualidade

de vida (escolha consciente para

é sensível, foi anunciado e pré-desenhado

satisfazer

por pensadores contemporâneos do nível

demandas

de Ervin Lazlo, Hazel Henderson, Peter

do

uni-

Senge, John Naisbitt, Leonardo Boff e tan-

verso in-

tos outros. O mundo dos negócios, espelho

terior)

do mundo como um todo, passa exatamen-

c o m

te por esse momento, que à primeira vista

padrão

transmite a sensação de esquizofrenia:

de vida

discursos que não batem com as práti-

(pro-

cas, líderes que pensam de um jeito

jeção

em casa e se comportam do avesso

imagéti-

no trabalho, pacotes atraentes que

ca

desnudam metas a ser cumpridas a

o

para mundo

qualquer preço (ainda que esse preço

exterior) e o

seja o abandono da ética, o mergulho

resultado tem

no álcool e nas drogas, a depressão, o

sido desastro-

pânico, o abandono dos afetos e da famí-

so. A nova ge-

lia etc.). Parece terrível e, se olhado isola-

ração sabiamen-

damente, o é. Mas, dentro de grande parte

te questiona essa

desses seres humanos, nasce aqui e agora

perversa

o desejo irreprimível de viver de uma

confusão

(na verdade a arma-

outra maneira, compatível com as

dilha maior dos tem-

crenças mais profundas de cada

pos de hoje) e busca o

um; um desenho capaz de

equilíbrio

nos fazer vencedo-

para que a qualidade

res sem nos

de

necessário

vida possa existir. Pesqui-

sas revelam que 43% dos jovens rejeitam a carreira corporativa e querem empreender. A nova empresa (ou Neoempresa, como sabiamente César Souza a denomina em seu último livro) entende que, para multiplicar suas chances de vida e perenidade, precisa contribuir para a Vida em todas as suas expressões. muda

Isso essa

v i s ã o


Entrevista

>>>>>>

esquizofrênica vigente e abre um gigan-

e, claro, da diversão, numa direção mais

ponsabilidades as quais, em nossa opi-

tesco portal para o retorno à inteireza.

luminosa e menos sombria. O desa-

nião, envolvem a responsabilidade éti-

fio é esse. E as mentes

ca, social e ambiental, e elas devem ser

criativas

de-

inseparáveis e até indistinguíveis, sendo

safios, não é verdade?

que o exercício dessas responsabilida-

Exper - Quais são as principais

respon-

“Acreditamos que o grande desafio criativo destes novos tempos é justamente potencializar essa soma do poder das ideias com o poder da consciência”

adoram

des fará a empresa trilhar o caminho da Exper - Com a pressão

tão sonhada sustentabilidade. A susten-

por resultados ficando

tabilidade nos negócios é possível ou se

maior, como podemos en-

trata apenas uma utopia empresarial?

frentar e superar os dile-

Christina - Sustentabilidade, essa pala-

mas éticos que encontra-

vra tão banalizada, não é a coisa em si,

mos a todo o momento?

mas a consequência da coisa! O que é

criação de novas visões para marcas e

Christina - Redefinindo o que entendemos

então a coisa? É a apreciação pela Vida.

para o universo da mídia, aliando o po-

por resultados. Se resultado se restringe a

Sustentabilidade nada mais é do que a

der das ideias ao poder da consciência?

multiplicar o dinheiro no bolso do acionis-

consequência de uma sincera apreciação

Christina - A responsabilidade – não a mi-

ta e os bônus dos top-executives, não há

pela Vida: a sua, a minha, a de todos, a do

nha, mas a de todo líder – é manter clara

qualquer possibilidade de ética. Se o resul-

Todo. Quando essa apreciação é legítima,

coerência entre o que eu sinto, penso e re-

tado mensura um equilíbrio

as estratégias corporativas passam a girar

entre a contribuição

em torno de como progredir e se perpetuar

para o bolso dos

fazendo parte, positivamente, dessa fas-

acionistas (e

cinante malha da Vida. Isso é totalmente

dos executi-

possível, mas requer mudança de para-

provoca um grande e

vos) com a

digma. Mais: é urgente e não tem volta.

humano clamor por

contribui-

novas formas de

ção para

Exper - Além desta belíssima trajetó-

entreter, informar

todas as

ria profissional, você é presidente do

e encantar, que

formas

Grupo Full Jazz, nos fale um pouco da

sabilidades, atribuições

e

desafios de ser uma das maiores lideranças planetárias na

alizo. No caso específico da mídia, a inundação de conteúdos voltados ao binômio T.V (Tragédia e Vulgaridade)

Vida

proposta do grupo para nossos leitores?

i m p a c -

Christina - O Grupo Full Jazz entende que

contribuam para a

de

expansão

pela

as visões hoje vigentes no setor das comu-

da

nicações estão, em grande parte, empo-

empresa, aí po-

eiradas. Existe toda uma nova sociedade

demos falar de

clamando por novos papéis das marcas, de

do conheci-

tadas

mento, do

atuação

entendimento

ética

corporativa.

seus interlocutores e da própria comunicação. Acreditamos que o grande desafio

Exper - O principal objeti-

criativo destes novos tempos é justamen-

vo de uma empresa é e sem-

te potencializar essa soma do poder das

pre será o lucro, pois sem

ideias com o poder da consciência. Ao

resultados nenhu-

concretizar essa visão, abrem-se imensos

ma

10 - Revista Exper

empresa

horizontes para as marcas que nos con-

pode exer-

fiam seus destinos. Somos uma butique de

cer suas

porte médio, atuando em todas as discipli-

r e s -

nas da comunicação 360º: branding, pro-


paganda, eventos, promoções, endoma-

com nossa curta passagem pela Terra.

a boa forma e a saúde? Christina - Não ligo para

rketing, estratégias digitais, redes sociais, canais de convergência em mobile, todo

Exper - Muitas mulheres neste exato

grifes e rejeito a ideia

o universo das disciplinas fora-da-caixa

momento da entrevista devem estar co-

de ser “assinada” por

e uma consultoria pioneira em Susten-

mentando. “Ela está sempre está muito

alguém. Posso usar um

tabilidade, a The Key, que atua conosco

bem vestida e em

de forma sinérgica, mas independente. A

forma”. Qual

The Key vem realizando projetos de alta

o

eficácia para muitas corporações que são

dos

clientes de outras agências de propagan-

figurinos

quina que me caiu bem. Ando cada

da. Não há qualquer conflito nesse caso.

e o que

dia mais simples e preciso cada vez

você faz

de menos. Há décadas pratico tai chi

Exper

-

Como

você

conci-

Cavalli (que aprecio pela criatividade) junto com a bol-

segredo

sa produzida por moradoras de

seus

rua... ou a roupinha da loja da es-

para

chuan, a ancestral arte marcial chine-

lia a vida pessoal e profissional?

man-

sa. Me formei em música: piano e dan-

Christina - Essa conciliação nem sempre

ter

ça. Adoro dançar! Sou também muito

se torna possível. Há inúmeras situações em que um dos lados tem que ceder e o que procurei fazer foi justamente evitar que o

andarilha: caminho quase todos os dias e faço ginástica sempre que posso. Minha alimentação é a mais simples e básica possível: mui-

lado pessoal fosse sem-

ta fruta, verduras, legumes e

pre o que cedia. De novo,

grãos integrais. Peixe de vez

esse tema passa pela rede-

em quando, mas na verda-

finição pessoal de sucesso

de minha alma é vegeta-

e realização. Eu sempre

riana. Não como carne

gostei de trabalhar, mas

vermelha nem aves.

tenho paixão pela minha

Adoro uma boa taça

família, pelos meus afetos,

de vinho. Acima de

pelos momentos de silên-

tudo, amo a Vida e

cio, pela Natureza, da qual

não me preocupo

somos obviamente parte in-

com frivolidades.

trínseca. O equilíbrio implica em escolhas; as escolham implicam em renúncias e na hu-

Exper

-

Quais

os planos para o futuro?

mildade de conviver diariamente

Christina - Morar no campo, con-

com a imperfeição. Mas a maturi-

tinuar minha missão no universo

dade me mostra que o mais impor-

das comunicações, escrever meus

tante a conciliar não é o binômio

livros, viajar mais com Luiz e

vida pessoal e vida profissional:

nossa família, ter mais tem-

são os movimentos da nossa mente,

po para não fazer nada... e

que quer tudo ao mesmo tempo. No

brincar muito mais com meu

plano sutil, isso é possível. No plano

neto! O plano maior, nos bas-

físico, não. Há que perguntar todos

tidores de todos os planos, é

os dias o que de fato queremos fazer

Evoluir. Vim aqui para isso. Revista Exper - 11


Capa

>>>>>>

13 Executivas revelam

suas expectativas para 2013

P

ara o Sebrae-SP, Escritório Regio-

direcionada para essa área. Além disso,

nal Alto Tietê, entre os principais

dando continuidade ao trabalho desenvol-

desafios deste ano está o estímu-

vido em 2012, vamos atuar em diversos

lo às micro e pequenas empresas da nossa

segmentos este ano: indústria de vestuário

região para pensar no futuro e organizar o

e da construção civil, comércio de veículos

presente.

automotores, vestuário e construção, agroPara isso, elas devem planejar e

negócios (frutas, olericultura).

participar de grupos com envolvimento

Nossa expectativa este ano é le-

de outros empresários do mesmo setor e

var informação, desenvolvimento do com-

de projetos que pensem as necessidades e

portamento empreendedor e melhoria da

oportunidades de cada segmento, buscan-

competitividade a mais de 7.000 empresas

do soluções para desenvolver e melhorar a

da região do Alto Tietê, por meio das fer-

competitividade dos negócios.

ramentas acima mencionadas, bem como, estimular o desenvolvimento da cultura

Tietê acompanha as tendências do Estado

empreendedora na rede de ensino da re-

de São Paulo de expansão, principalmente

gião e estimular a melhoria do ambiente

no setor de serviços. Por isso, boa parte de

dos pequenos negócios, por meio de parce-

nossa meta de atendimento e projetos está

ria junto as Prefeituras e Entidades locais.

como diretora da Juntas Brasil Indústria

E temos certeza que com a rea-

e Comércio Ltda., única fábrica de juntas

lização destas ações contribuiremos para

para vedação e isolação industrial no Vale

que a Região do Alto Tietê continue acom-

do Paraíba, mais especificamente na cida-

panhando as tendências de expansão de

de de Jacareí, percebo o tamanho da nossa

nosso Estado.

responsabilidade ao levar soluções às in-

A

dústrias, com agilidade e qualidade, pro-

Fotos: Divulgação

Percebemos que a região do Alto

Cristiane Rebelato - Diretora do Sebrae-SP - Regional Mogi das Cruzes 12 - Revista Exper

Cláudia Oliveira - Empresária e 1ª Vice-Diretora do Ciesp-Jacareí

credito que 2013 será um ano

porcionando sempre algo inovador, como

repleto de oportunidades, desa-

por exemplo: a nossa parceria no Painel

fios e grandes conquistas, não

de Juntas.

somente para as empresas atuam dentro do

Finalizo agradecendo a Deus pela

meu segmento, mas para todos os setores

família maravilhosa; pelos pais, marido e

que investirem em inovação, tecnologia e

filhos, grandes pilares que me encorajam

usarem toda a sua criatividade para fazer

a não desistir, e aproveito para parabenizar

mais e melhor. Isso tudo exigirá dos em-

todas as mulheres que um dia ousaram es-

preendedores planejamento, disciplina,

tudar e se preparar, e hoje se ainda não são,

determinação, ação e foco no seu negócio.

com certeza serão grandes empreendedo-

Mulher, mãe, empresária. Hoje

ras.


A

a mobilidade tecnológica e as diversidades

Q

de perfis comportamentais, permanecerão

para obter sucesso em 2013. Fortalecer o

sendo assuntos amplamente discutidos em

setor industrial e, ao mesmo tempo, for-

2013. Investimento em Programas de De-

talecer os laços de parceria entre o poder

senvolvimento de Líderes será um dos fato-

Executivo e as indústrias, é com esse ob-

res mais discutidos nas empresas, resultado

jetivo que a Secretaria de Indústria e Co-

da visão sistêmica e da conscientização que

mércio de Poá iniciou o ano de 2013. As

o desafio de reter talentos é uma atividade

parcerias com a Fiesp, Senai e Governo do

compartilhada, não apenas da área de recur-

Estado são os melhores caminhos para se

sos humanos.

alcançar esses objetivos.

escassez de mão de obra qualificada, o papel das redes sociais no processo de seleção de talentos,

Sueli Segura - Diretora Executiva

tivo o desenvolvimento comportamental

da RS Produtos Controlados

e de gestão, trabalhando questões vinculaestratégicos e departamentais, desenho e implantação de processos, criação e acompanhamento de indicadores, programas de

talecer o setor industrial, esse é o caminho encontrado pela Se-

cretaria de Indústria e Comércio de Poá

Os programas terão como obje-

das a clareza e transparência nos objetivos

ualificar a mão de obra para for-

A

“Oferecemos cursos por meio do

Pronatec, em parceria com o Senai visando qualificar o cidadão e, consequentemente, oferecer ao setor industrial mão de obra

s expectativas são otimistas, e

qualificada, para suprir as necessidades da

não poderia ser diferente consi-

indústria e ao mesmo tempo, recolocar o

derando as previsões de cresci-

munícipe no mercado de trabalho”.

coaching, psicologia organizacional, busca

mento para a indústria no Brasil. Como a

pela identificação dos valores individuais

RS Produtos Controlados trabalha neste

lecer o setor industrial na cidade, uma vez

com os valores organizacionais e a utiliza-

segmento, tivemos um crescimento sólido e

que, devido à pequena área territorial, Poá

ção do feedback nas avaliações de perfor-

estável nos últimos anos, mesmo com todos

já não conta com locais que possam abri-

mance individuais e em grupo, dando ên-

os problemas enfrentados, as empresas têm

gar novos empreendimentos. “Infelizmen-

fase aos planos de remuneração variável e

a necessidade de ampliar os negócios, suas

te, não temos mais área disponíveis para

ao processo de autoavaliação dos indivídu-

instalações e ramos de atuação. É neste con-

receber novas indústrias, então focamos na

os, cujo objetivo é gerar um sentimento de

texto que a RS Produtos Controlados sur-

qualificação da mão de obra e também na

constante desenvolvimento e crescimento,

preende aqueles que estão nos procurando.

melhoria da comunicação entre o setor e o

aumentando sua lealdade com a empresa.

Com soluções cada vez mais competentes

poder Público”.

Essa é a única maneira de forta-

Fotos: Divulgação

no âmbito da Polícia Federal, Polícia Civil, IBAMA, CETESB e Meio ambiente.

Para realizarmos o atendimento

que as empresas exigem, a RS Produtos Controlados mantêm investimento da ordem de 30% do faturamento, para ampliar o quadro de funcionários, nossa parceria com os setores jurídicos e instituições ligadas ao segmento industrial.

Um exemplo de uma atuação mo-

derna é nosso modelo de contrato, nele ficam definidas as responsabilidades de cada processo (prazos, taxas, valores, quantidades, etc.), diferente do que ocorria no passaSabrina Medeiros - Sócia Diretora da

do, as empresas necessitam que os trabalhos

Adriana Borges - Secretária Indústria

Visão Sistêmica RH e Consultoria

sejam realizados de forma clara e objetiva.

e Comércio de Poá Revista Exper - 13


Capa

>>>>>>

C

restaurantes de coletividade. Seu principal

A

objetivo é oferecer produtos e serviços de

documento eletrônico. A empresa é espe-

alta qualidade. Moderna e ágil a Ativa+ é

cializada em direitos pessoais e aplicações

reconhecida por sua alta qualidade e com-

de gerenciamento de fluxo, com base em

petência técnica que possibilita oferecer

biometria, setor no qual é líder mundial,

implantação de cozinhas, com layout e

assim como terminais seguros e cartões

marketing visual.

inteligentes. Nossos equipamentos são im-

om mais de 8 anos de experiência a Ativa+ é uma empresa es-

pecializada em administração de

Morpho é empresa de alta tecnologia da Safran, e um dos principais fornecedores mundiais

de soluções de detecção, identificação e

O mercado nacional encontra-se

plantados em todo o mundo e contribuem

em plena movimentação, as empresas bra-

para a segurança dos transportes, dados,

sileiras de inúmeros seguimentos e portes,

pessoas e países. Localizada em Taubaté,

buscam parceiros que possam oferecer-lhes

produz e personaliza mais de 100 milhões

serviços de alta qualidade e com preço aces-

Rose Schultz - Diretora Executiva

de cartões/ano, a empresa fabrica cartões

sível. As corporações visam e prezam pela

da Água Leve Mogiana

biométricos com tecnologia de policarbo-

competentes e comprometidas. A Ativa+

Á

sa experiência rendeu muito prestígio no

a riqueza em crescer e aprender com essas

sempre teve como palavra-chave o “en-

mercado do Alto Tietê, Litoral e São Paulo.

superações é um prêmio.

cantamento”, e em 2013 não será diferente,

Oferecemos suporte técnico, através de

O Recursos Humanos está sem-

iremos continuar a investir em tecnologia e

nosso laboratório próprio e terceirizado e

pre presente nos assuntos estratégicos e

pessoas para continuar a desenvolver uma

nossa empresa trabalha dentro das normas

esse é um dos elementos que me motiva

alimentação balanceada e nutritiva para sa-

do DNPM e laudos exigidos pela ANVI-

e me faz estar sempre atenta e pronta a

tisfazer plenamente todos os colaboradores

SA. Para 2013 espero um ano de cresci-

apoiar e caminhar junto com os interesses

na melhor hora do dia deles.

mento no setor de água mineral, como vem

da empresa, que se reinventa diariamente.

qualidade e flexibilidade nos serviços, sem se esquecer do custo benefício, e estão encontrando no mercado nacional empresas

gua Leve Mogiana, fundada há

nato, além de atender aos maiores bancos e

mais de 50 anos, oferece um

os principais players de Telecom.

produto de alta qualidade, nos-

Em 2013 os desafios continuam e

Foto: Diego Barbieri

acontecendo nesses últimos anos, o clima tem ajudado consideravelmente, as pessoas estão mais conscientes da importância de se beber água mineral para ter uma vida mais saudável e com a vinda de muitos turistas para o Brasil, em junho, por conta da Copa das Confederações o mercado de água mineral tende a crescer. Outra expectativa que temos é que o governo de São Paulo se inspire na ideia de Santa Catarina e inclua a água mineral como item indispensável na cesta básica, seria uma grande vitória para nossa região, com isso as pessoas de baixa renda teriam acesso a um Eliane Morais - Diretora Executiva da Ativa+ Alimentação Empresarial 14 - Revista Exper

item tão valioso para sua saúde. E como sempre digo: Água é vida!

Waleska Almeida de Lima - Gerente de RH da Morpho do Brasil


pras na cidade promete trazer ainda mais

habitantes também. E já entendemos que

novos negócios.

morar bem é cuidar da nossa casa. É o adque

mirável mundo novo. As empresas ao se

reflete muito no crescimento do mercado

comprometerem com a sustentabilidade

publicitário, para repercutir esses novos

do negócio, da comunidade e do planeta,

empreendimentos aos consumidores po-

estarão fazendo a sua parte. É nessa sinto-

tenciais por meio do instrumental do ma-

nia de cuidar e compartilhar bons hábitos

rketing e da propaganda. Portanto para

em que passa o nosso planeta, que me vejo

este ano, temos boas notícias e, juntamente

preparada para assumir o desafio de ser

com os 15 anos do jornal A Semana repre-

consultora nesta área. São atitudes e ações

senta a consolidação do nosso jornal como

sustentáveis que farão a diferença.

uma importante fonte de informação ao

nosso público leitor e uma mídia poderosa.

oportunidades que as organizações precisa-

2013, no meu ponto de vista, será

rão contratar ou terceirizar os profissionais

Fabíola Pupo - Sócia e Diretora Comercial e de Marketing do jornal A Semana

O

Crescimento

empresarial

É nesse momento de ameaças e

com certeza um ano de oportunidades.

da área de responsabilidade social. É aí que

G

está a minha grande expectativa para 2013, no papel de consultora: elaborar, implantar

senta toda expectativa gerada

e gerenciar projetos corporativos que aten-

numa condição de esperança de

dam as necessidades de cada empresa, as-

alguma coisa não é mesmo? É o famoso

sessorando dentro de uma formação técni-

meu marido João Manoel Beraldi de Al-

desejo intenso por algo próspero tanto na

ca, visando o desenvolvimento contínuo e

meida e eu, neste ano estaremos comple-

vida profissional ou na pessoal. Os sonhos

sustentado dos negócios de cada organiza-

tando 15 anos de um trabalho sério pauta-

sempre devem ser grandes, mas deve tam-

ção. Por meio da responsabilidade social,

do em credibilidade e no compromisso de

bém ser factível, o que tem a ver com a

em parceria com as organizações, sairá na

levar informação, cultura e entretenimento

situação do presente. Por isso, no início

frente neste novo mundo, quem entender o

a um público de 128 mil leitores de Mogi

de cada ano, eu sempre faço planos para o

conceito de que cada um depende de todos

das Cruzes e Região.

ciclo que começa novamente, é convenien-

e todos de cada um.

Mogi da Cruzes a cada ano que

te revisar o que fiz no ano anterior e me

passa tem mostrado seu franco desenvolvi-

perguntar qual a expectativa real neste mo-

mento em vários setores e mercados, assim

mento. O presente é a ponte entre o passa-

como mostrada também sua vocação para

do, que se chama memória, e o futuro que

modernidade. Graças à sua posição estra-

se chama sonho. Eu caminho nesta ponte.

tégica, ser próxima à Capital, aeroporto,

O meu presente sinaliza perspectivas fa-

rodovias e Litoral, permite uma logística

voráveis ao meu crescimento profissional

que proporciona facilmente o escoamento

como consultora em projetos de responsa-

de sua produção por terra, mar ou ar.

bilidade social e sustentabilidade, tanto na

relação das empresas com a comunidade

ano de 2013 é importante para o jornal A Semana. Fundado no dia 08 de maio de 1998, por

Para este ano, a cidade foi esco-

Fotos: Divulgação

osto do verbo esperar. Ele repre-

lhida para abrigar novos lançamentos imo-

como com o seu público interno.

biliários, entre eles, uma unidade de uma

famosa rede de hotéis, filiais de grandes

passando por uma mudança interior de

empresas de varejo, expansão física e co-

conceitos, valores e sonhos, para que me-

mercial do Mogi Shopping e a comentada

lhoremos a nossa convivência neste pla-

Magaly Sant’Anna - Sócia Diretora da

vinda de mais um grande centro de com-

neta, a própria vida dele e todos os seus

MSX Integração Empresarial

Atualmente todos nós estamos

Revista Exper - 15


Capa

M

>>>>>> inhas

expectativas

para

cada vez mais em relação a esse mal que

2013 estão relacionadas à

às atinge silenciosamente, sem escolha

promoção de saúde atra-

de classe, cor ou raça. O Instituto “Quem

vés da conscientização da importância dos

Ama a Mama” veio para somar através

exames preventivos. Muito já se foi feito,

de profissionais atuantes na área da saú-

mas temos muito avançar para que possa-

de para que, com muita luta, possamos

mos desmistificar inúmeros mitos que difi-

realizar campanhas de prevenção e evitar

cultam o diagnóstico precoce.

consideravelmente a disseminação dessa

A necessidade de se falar de hu-

doença. Com nossas campanhas buscamos

manização no atendimento em saúde surge

fazer a diferença na vida dessas mulheres,

como necessidade para melhorar a quali-

dando-lhes o apoio que precisam para que

dade de vida do paciente. Nesse contexto

não desanimem no caminho da recupera-

O Instituto “Quem Ama a Mama” é uma

ção total e que, conheçam e façam uso de

organização independente, sem fins lucra-

seus direitos.

tivos, cujo principal objetivo é desenvolver, programar e facilitar a integração de mulheres portadoras do câncer de mama à

A

empresa

Ângela H. Shintani, Diretora Executiva Takashi

Shintani

da Takashi Shintani Usinagem

está no ramo de usinagem desde 1954. A empresa possui os

é o único país do mundo que consegue

mais modernos equipamentos, e uma equi-

ter duas colheitas por ano, sempre com

Somos um grupo empenhado

pe de profissionais que asseguram a satis-

recordes de safra, mas perdemos compe-

no combate, prevenção, conscientização,

fação dos clientes com a EXCELÊNCIA

titividade na logística. Com o advento da

atendimento e apoio psicológico, às mu-

nos produtos e nos serviços.

Copa do Mundo e das Olimpíadas, espero

sociedade de forma ativa e consciente, retirando o estigma da doença.

“Eu atuo na empresa há mais de

que nossos governantes invistam em infra-

que é a segunda maior causa da mortali-

20 anos e posso dizer que esses últimos

estrutura. Como o país será uma enorme

dade feminina no Brasil. Nossa meta é fa-

anos têm sido espetaculares, em 2012 fui

vitrine, todo e qualquer investimento em

zer com que as mulheres se conscientizem

homenageada pelo Consef. No início de

prol destes eventos, beneficia a indústria, a

2013 a Takashi Shintani conquistou um

agricultura e o comércio. E claro que mexe

prêmio de EXCELÊNCIA, oferecido pela

com o nosso negócio indiretamente.

Fotos: Divulgação

lheres vítimas desta implacável doença

Dra. Rosângela Pinheiro - Diretora do Instituto Quem Ama a Mama 16 - Revista Exper

Valtra, aos seus melhores fornecedores”

A indústria brasileira está madura

conta Ângela Shintani. O cenário para 2013

e consciente, o que precisamos é de melho-

mostra-se bastante promissor. O país deve-

res condições para escoar nossa produção

rá mostrar expressivos investimentos nos

com EXCELÊNCIA em qualidade e gestão

portos, estradas e infraestrutura. O Brasil

de pessoas.


de Projetos, Criação e Coach. Apoio novos escritores, execu-

tivos, coaches, empresas e equipes com

nadora de uma dezena de projetos.

Foto: Divulgação

A

tuo no mercado como Diretora

É possível ver o meu trabalho em

vários livros. Atualmente a Editora Leader seleciona e convida profissionais renoma-

sessões de Coaching e PNL.

dos, dentro e fora do Brasil, para participar

de obras que estão fazendo a diferença no

Também executo um trabalho di-

ferenciado para autores, palestrantes e no-

mercado literário.

vos escritores, ultilizo a PNL e o Coaching

para despertar sua criatividade para escre-

de desenvolvimento. Devido a mudanças

ver artigos e roteiros. Na Editora Leader

nas tendências econômicas nos mercados

atuo com desenvolvimento de biografias,

que atuamos, nosso Plano de Negócio para

autobiografias, artigos, livros e assessoria

2013, contempla metas agressivas, aumen-

digital em redes sociais. Hoje no mercado

to da produtividade através do lançamento

de trabalho muitos profissionais, não tem

de novos livros, já em desenvolvimento.

O país tem um excelente potencial

tempo de desenvolver ou escrever um li-

Andréia Roma - Diretora Executiva

vro, um artigo, um relatório de trabalho,

da Editora Leader

Editora Leader para torná-la sempre com-

um discurso ou uma conferência.

treinamentos em diferentes Institutos no

petitiva em sua estrutura funcional, orien-

Nesses 10 anos de experiência em

Brasil para uma dezena de editoras, desen-

tada por um plano de metas e avaliação por

vendas e marketing, já participei de vários

volvi e participei como diretora e coorde-

resultado.

Minha missão é profissionalizar a

Revista Exper - 17


Business

>>>>>>

10 investimentos lucrativos para a vida Foto: Divulgação

S

er mulher é algo gratificante e sempre que se inicia um novo ano, eu defino alguns planos, mas diferente dos anos anteriores, eu decidi fazer 10 investimentos lucrativos para a vida e, com muito prazer, compartilho essas ideias com pessoas

poderosas, que merecem ser felizes e viver plenamente a vida! 1.

Simplifique a vida! Você pode fazer coisas extraordinárias com muito pouco!

2.

Reflita e adote como estilo de vida um novo comportamento.

3.

Mantenha bons relacionamentos, tenha vida social ativa, encontre amigos e familiares para conversar, rir e relembrar coisas faz um bem enorme!

4.

Transforme situações comuns em algo inusitado. Invente, recrie, experimente e faça coisas diferentes! Surpreenda a si mesmo.

5.

Diversão não precisa ser sinônimo de alto investimento. Invista algum tempo em diversões simples como piquenique no parte ou andar de bicicleta e verá o efeito extraordinário que elas podem gerar.

6.

Encare o seu trabalho como um “espaço” para você se divertir.

7.

O futuro começa aqui! Viva o momento presente com todo o entusiasmo, alegria, plenitude e energia possível porque tudo passa muito rapidamente.

8.

9.

Leila Navarro, é palestrante motivacional com reconhecimento no Brasil e no Exterior. Autora de 14 livros, entre eles, “Ta-

Esteja constantemente atento à sua intuição! O hábito de dar atenção a si mes-

lento para ser Feliz”, “Talento à prova de

mo o fará encontrar respostas surpreendentes para decisões importantes em sua

crise” e “A vida não precisa ser tão compli-

vida, carreira, relacionamentos...

cada” e, mais recentemente, “O poder da

Invista no seu bem-estar e nas pessoas que são importantes para você!

superação” e “Obrigado, equipe”.

10. Ame. Respeite o próximo, seja generoso, comprometido e solidário!

18 - Revista Exper


D

esde o advento do Plano Brasil Maior, muito se tem falado e especulado sobre os problemas da economia industrial nacional, especialmente no que se refere ao prejuízo decorrente do grande número de insumos importados. Um dos pon-

tos fortes desta acalorada discussão é a denominada guerra dos portos, a qual se refere a

Foto: Divulgação

A Guerra dos “Porcos”

benefícios fiscais de ICMS concedidos por alguns Estados para tornarem-se um atraente local para importações, o que acabaria prejudicando a indústria nacional.

Em face dos efeitos perniciosos da guerra dos portos, em 2010 foi apresentado um

projeto de Resolução do Senado com o escopo de eliminar a guerra dos portos, o que resultou na Resolução do Senado nº 13 de 25.04.2012, em vigor desde 1º de janeiro de 2013. A Resolução disciplina que deve ser aplicada uma alíquota unificada de 4% nas operações interestaduais com produtos importados, sendo considerado importados os produtos que não sofreram industrialização, o que após a industrialização possuam um conteúdo de importação maior que 40%. Acontece que após a publicação da Resolução, foram publicadas diversas normas para regulamentar a questão – diga-se de passagem, não é uma questão simples de ser regulamentada. No Estado de São Paulo, por exemplo, a Portaria que regulamenta a questão somente foi publicada no dia 30.12.2012, ou seja, 2 dias antes da obrigatoriedade de aplicação da nova alíquota. Mas, como se não bastasse o curto espaço de tempo que as empresas tiveram para se adaptar às novas normas – e ainda estão tentando se adaptar, a regulamentação da Resolução nº 13/2012 fere preceitos legais e constitucionais e acarreta graves prejuízos às relações comerciais. É que as empresas devem indicar na documentação fiscal informações que deveriam ser confidenciais como o custo do produto e a margem de lucratividade. Assim, uma medida que teoricamente serviria para minimizar os reflexos da guerra dos portos, acabou por aflorar um pouco mais os dissabores da economia nacional, o que tem levado as empresas a socorrem-se do Poder Judiciário para fazer valer o direito à confidencialidade de suas operações.

Tainá Veloso, Advogada e Consultora Empresarial nas áreas Tributária, Aduaneira e Internacional, experiência em Direito Tributário Empresarial, Comércio Exterior e Contratos Internacionais; Pós Graduada em Direito Empresarial Internacional e Direito Tributário, Professora e Coordenadora do GT de Comércio Exterior do CIESP Jacareí.

Revista Exper - 19


Case de Sucesso

>>>>>>

Débora Lapique

Sinônimo de força, garra e persistência Ela é uma excelente profissional. Sabe que tempo é um dos bens mais escassos e irrecuperáveis que existe. Sempre se caracterizou pelo seu ótimo desempenho, experimentando um contínuo crescimento e assumindo rapidamente, o destaque empresarial no setor. Rápida e objetiva se divide entre as empresas e a participação como membro em vários conselhos.

S

ou diretora comercial da L’essence

cado nacional, podendo atender também

de encapsulamento à frio, que permite

Fragrances, Lapiendrius Flavors

empresas no âmbito internacional. A Petite

uma excelente performance nos aromas e

e Petite Marie Química Fina, um

Marie é uma empresa certificada pela ISO

fragrâncias permitindo grandes possibili-

Grupo composto por três empresas. Cada

9001 e trabalha em conformidade com a

dades em aplicações e principalmente um

uma delas com suas próprias peculiarida-

legislação ambiental.

extenso shelf life.

des e desafios.

A Lapiendrius Flavors é o tercei-

“Gosto do meu trabalho e de par-

A L’essence foi fundada no final

ro “pilar” atuando nos vários segmentos;

ticipar dos Conselhos, acredito que todos

da década de 80, na cidade de Mogi das

Forneados (bakery), bebidas (beverage),

nós estamos aqui para fazer a diferença.

Cruzes, partiu a ideia de fornecer fragrân-

lácteos (dairy), salgados (savory), higiene

Faço o que for preciso para contribuir com

cias para todos os segmentos, trabalhando

bocal (oral care). Além de ter um centro

as causas que acredito.”

com agilidade, confiabilidade, qualidade e

criativo de atuação nos mais variados ti-

segurança.

pos de produtos, a empresa é referência

coração, ela dedica grande parte do seu

A Petite Marie atua no mercado

no mercado brasileiro por estar muito bem

tempo as crianças e aos adolescentes, afi-

há 26 anos, destaca-se na parte de insumos

posicionada no ranking das casas de aro-

nal são o nosso futuro e alicerce da família.

para composição aromática e também com

mas, de capital 100% nacional. A única no

a planta de esterificação que atende o mer-

Brasil que utiliza a tecnologia patenteada

DNA e se manifesta de uma forma pecu-

Sempre dinâmica e com Deus no

A ousadia de Débora está no seu

Foto: Divulgação

liar que inclui convicção nos seus ideais, respeito pelo próximo, muita força, garra e persistência. O tripé de apoio para tudo o que ela faz é a família constituída pelo seu marido Carlos Lapique e dos filhos Jéssica e Carlinhos, a religião e a qualidade de vida das pessoas. Sempre disposta, alegre, com um alto-astral contagiante e preparada a ajudar. Devota do Divino Espírito Santo, ajuda a promover uma dezena de eventos para arrecadar fundos. Fala sempre com um sorriso, conserva um ótimo relacionamento com os amigos, presente na maioria dos eventos sociais da cidade, não dispensa diversão e lazer. 20 - Revista Exper


Revista Exper - 21

Foto: LethĂ­cia Galo


Empowerment

>>>>>>

Um dia que irá marcar a sua vida Sérgio Ricardo Mestrando em Coaching pela Flórida Christiam University, Educador Físico, com especialização em Psicossomática, Pesquisador: Neurociência Comportamental, Neurofisiologia das Emoções. Master Coach Internacional pelo World Coaching Coucil. Master Trainer em PNL e membro do Conselho Mundial de Pro-

E

gramação Neurolinguística.

MPOWERMENT é um evento

precisa está dentro de você. Libere e saiba

Você vai testar e surpreender-se, mas,

de um dia e poderoso, onde irá

como canalizar a força interior para uma

acima de tudo, vai crescer passando pelas

criar inovações que permitam

verdadeira transformação.

5 etapas de empoderamento: 1- A Consciência e o Campo

mudar a qualidade de sua vida, fisicamen-

Você não pode fazer essa mudan-

te, mentalmente, emocionalmente, finan-

ça até descobrir o que está dirigindo você.

2- A Transformação de Medo em Poder

ceiramente, em seus relacionamentos e

Suas convicções, necessidades, e padrões

3- O Poder do Condicionamento

em seu negócio.

emocionais são forças invisíveis que de-

de Sucesso

Depois de uma década ajudando

terminam como você vive a cada dia.

as pessoas, empresas e líderes a melhorar

A boa notícia é que esses hábitos

suas vidas, o Master Coach Sérgio Ricar-

podem ser mudados! Você pode aprender

do criou EMPOWERMENT, um progra-

a tornar-se mais forte, com mais recursos

ma de desenvolvimento humano como

e com mais poder do que você imaginou

a chave para projetar sua vida para algo

ser possível.

4- O Poder da Transformação 5- O Poder da Energia Pura Alimentação Prepare lanches rápidos, pois durante todo o evento só haverá um in-

extraordinário, calibrando suas crenças

tervalo para refeição. Este horário é inde-

limitantes sobre o que você acredita que

finido podendo ser até mesmo no final da

é possível, e aprender a agir de imediata e

tarde. Certifique-se de que tenha comida

positivamente para obter resultados.

suficiente na mochila, você não vai querer

Esta capacitação é realizada através do evento, de uma maneira poderosa

perder nem um segundo do evento! Como se Vestir

para alavancar as mudanças que você de-

A temperatura varia entre 17 a

seja e para contornar qualquer obstáculo

30 graus em São Paulo, leve casacos para

que você esteja enfrentando. No EMPO-

ambientes fechados e abertos. Durante

WERMENT você vai testar e surpreen-

todo o evento use roupas leves e confor-

der-se, mas, acima de tudo, você vai cres-

táveis. O ar condicionado pode ser bem

cer.

forte em alguns momentos, portanto leve EMPOWERMENT é um even-

um casaco (tipo moletom) e use sapatos

to único, que ficará marcado na sua vida.

fechados e confortáveis. Você é a Soma e

Um dia que pode mudar tudo, desde as

o resultado de tudo que você pensou até

suas finanças, sua carreira, relacionamen-

hoje. Informações no anúncio ao lado.

tos, saúde e autoestima. Tudo que você

Garanta a sua participação.

22 - Revista Exper


Revista Exper - 23


Destaque Empresarial

>>>>>>

MB traz novidade na certificação Foto: Divulgação

rança, gestão e competência. Trabalhamos com tecnologia de ponta, atualização constante, criatividade e pessoal qualificado. Preparamos a sua empresa para conquistar a certificação proporcionando: consultoria completa, uma auditoria presencial, a redução de até 70% dos custos em relação ao modelo convencional de consultoria e a garantia de ressarcimento

A

de 100% do valor investido caso a sua emMB Soluções nasceu com o pro-

atendimento.

presa não seja certificada.

pósito de promover serviços de

Através do know-how adquirido,

Crescimento, lucratividade, satis-

Consultoria Empresarial e de

Michèlle Cocentino e sua sócia Elizabete

fação do seu cliente, organização, controle,

Recursos Humanos contribuindo para a

Otero, trazem uma grande novidade que é

eliminação de custos desnecessários, rede-

solução de problemas, superação de me-

a certificação on-line. Além dos cursos, pa-

senho de processos, são termos que respi-

tas e obtenção dos níveis mais elevados

lestras e da consultoria estratégica de RH, a

ramos no dia a dia e podemos compartilhar

de qualidade em serviços e produtos, agre-

MB Soluções, é uma empresa reconhecida

com sua empresa de forma ágil, eficiente e

gando valor humano no relacionamento e

pelos serviços oferecidos, estrutura, segu-

acessível.

Sua certificação de forma prática e acessível ISO 9001 - Gestão da Qualidade

O PBQP-H é definido como um Programa de Gestão da Qualidade específico para Construção Civil e tem, como base nor-

Conquistar a certificação representa um

Reduza ou Elimine os Riscos Existentes

mativa, o SiaCK - Sistema de Avaliação de

atestado de reconhecimento nacional e in-

no Ambiente de Trabalho. A OHASAS é

Conformidade de Empresas de Serviços e

ternacional à qualidade do trabalho, pois a

uma norma de sistema de gestão reconhe-

Obras da Construção Civil, que segue os

ISO 9001 assegura boas práticas de gestão

cida internacionalmente, que visa a pre-

princípios da ISO 9001.

e relacionamento entre clientes e fornece-

venção de lesões e doenças ocupacionais

dores.

através da identificação de riscos, de forma a reduzir ou eliminar os perigos existentes

ISO 14001 - Gestão Ambiental

SGI - Gestão Integrada

no ambiente de trabalho. A união das normas, ISO 9001, ISO 14001 e ISO 18001, forma o SGI - Sistema de

É uma norma de sistema de gestão que per-

PBQP-H - Qualidade Habitacional

mite às organizações prevenir a poluição

Gestão Integrada que reúne de uma forma mais prática e eficientes todos os procedi-

ambiental gerada durante suas atividades,

A Organização do Setor da Construção

mentos necessários para a gestão da quali-

tanto na fabricação de produtos quanto na

Civil através da Melhoria da Qualidade e

dade, do meio ambiente e da segurança e

prestação de serviços.

Modernização Produtiva.

saúde ocupacional.

24 - Revista Exper


Revista Exper - 25


Ponto de Vista

>>>>>>

O peso sobre o contribuinte Dr. Epaminondas Nogueira Mogi das Cruzes - Av. Narciso Yague Guimarães, 664, Centro Cívico – Tel: (11) 4799-1510 São Paulo – Barra Funda Rua do Bosque, 1589 – Ed. Capitolium, Bl. II, Conj. 1207 - Tel: (11) 3392-3229

T

oda a legislação tributaria até hoje

como, por exemplo, os do programa de ha-

elaborada e até mesmo as modi-

bitação em 35 anos e com sistema de seguro

ficações sugeridas pelos colégios

para garantir as receitas.

neta de poupança. Se o comércio está aberto a China não se justifica que míseros muambeiros se-

legislativos e pelos doutrinadores partem do

Vale observar que assim proce-

jam desapossados das suas “quinquilharias”

pressuposto de que todo contribuinte torna-

dendo, o Governo não estará dispondo de

que lhes garantem os alimentos, proibindo-

se inadimplente por ser relapso.

nenhum real, não estará abrindo mão de

se a venda nas calçadas.

E diante disso avançam sobre o

nenhuma receita, não estará assumindo ne-

Afinal, o Pai da Pátria, o TIRA-

patrimônio do devedor como se as consequ-

nhum risco de inadimplência e, isso sim,

DENTES encabeçou uma revolta contra o

ências apenas atingissem a pessoa dele.

estará acelerando em muito a liquidação de

quinto de ouro, contra os 20%, que os mine-

uma enorme dívida cuja perpetuação gera

radores tinham que mandar ao Rei de Portu-

muito prejuízo para toda a sociedade.

gal e hoje quanto pagamos nós?

Ignoram que cada pessoa é apenas um ponto de passagem e que o descontrole financeiro sofrido por alguém vai sendo

Isso é necessário não apenas para

Por derradeiro, vale insistir que

transmitido a outros, muitos até ingênuos,

se fazer justiça fiscal aos devedores, mas

todo abalo econômico e financeiro repercu-

como as ondas de uma pedra lançada na

para assegurar a sobrevivência dos seus

te invariavelmente na ponta mais pobre da

água.

negócios e empresas que empregam inúme-

corrente: famílias ao desamparo, empresas

ras pessoas cuja participação movimenta o

em liquidação, aumento do desemprego

mercado.

e, obviamente, redução do giro comercial.

Procura-se não ver que se os encargos não puderam ser satisfeitos no tempo certo pelo valor originário os acréscimos de

Por outro lado, considerar que se

É ilusão apostar que o maior prejudicado

correção monetária, multas, e juros de mora,

a situação econômica e financeira do país

é o contribuinte devedor. Ele arrasta uma

despesas processuais e honorários dos ser-

é boa isso não é fruto de mágica e nem de

multidão. Os devedores também merecem

vidores, quase sempre pagos pelo Poderes

milagres, mas sim do trabalho de toda a

justiça, mormente quando se sabe que as

Público e, novamente, pelo devedor tornam

sociedade que deve usufruir desse estado

aposentadorias e pensões são irrisórias, os

a obrigação quase impossível de ser liqui-

gozando da serenidade que decorre da es-

serviços públicos de saúde, educação, segu-

dada. Os números estão aí. Os juízos estão

tabilidade criada pelos fautores desse sta-

rança são lastimáveis ou inexistentes e reter

congestionados e isso é fato público, notó-

tus, dentre eles até mesmo os contribuintes

dinheiro passa a ser quase legítima defesa

rio e até oficial.

inadimplentes.

própria e da família.

É hora de se aproveitar o instante

Se o dinheiro manter o valor a

É hora de se repensar o sistema

favorável da economia e oferecer um alívio

redução drástica ou suspensão da correção

tributário, especialmente, para se passar a

aos devedores com a redução das multas

monetária se impõe e, também, a dos juros

olhar o devedor mais como vítima do que

e dos juros de mora. Com parcelamentos

de mora, tudo como aconteceu com a cader-

como em reles infrator.

26 - Revista Exper


Revista Exper - 27


REVISTA EXPER  

Edição Número 24

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you