Page 1


Editorial..................................................05 Exper News............................................06

>>>>>>

Entrevista

Foto: Wilson Camargo

Nesta Edição

Entrevista...............................................08 Capa.......................................................12 Fique de olho..........................................20 Business...............................................22 Inovação Tecnológica.............................24 Ponto de Vista........................................26 GRSAT...................................................28 De bem com a vida...................................30

Sidemir Carlos Inácio diretorpresidente Grupo Padrão

08

Capa

O processo de Coach nas indústrias

12

Fique de olho

Para expressar sua opinião, dar sugestões, enviar releases e fazer contato com a nossa redação, escreva para: redacao@revistaexper.com.br e siga-nos nas redes sociais:

Custo do despacho aduaneiro 4 - Revista Exper

20


Editorial

>>>>>>

Há 51 anos na defesa da indústria Foto Divulgação

Há 51 anos a missão do CIESP Alto Tietê tem sido a de defender os interesses da indústria e trabalhar para o seu desenvolvimento. E há de se convir que essa tarefa não é fácil dada a situação enfrentada pela indústria brasileira nos últimos anos e que não é segredo para ninguém. Juros altos, oscilações no câmbio, spread bancário, invasão de importados e desindustrialização são termos que já fazem parte do dia a dia de quem trabalha numa empresa. A surpresa está no fato de que, mesmo com todo o cenário adverso, a indústria do Alto Tietê se supera com

(49ª); Poá (61ª); e Ferraz de Vasconcelos

inovações tecnológicas, lançamento de

(88ª).

Essas estatísticas, saídas do forno há poucos dias, são importantes para mos-

produtos e novas plantas fabris, como bem

Uma região que registra um Pro-

trar que o CIESP Alto Tietê está, ao longo

pode ser visto nesta revista, que a cada edi-

duto Interno Bruto (PIB) de R$ 20,6 bi-

desses 51 anos, trilhando o caminho certo.

ção mostra o potencial produtivo nos oito

lhões, dos quais R$ 6,7 bilhões (32,81%)

Um caminho pavimentado por ações que

municípios que compõem essa importante

são originados pela indústria, que emprega

buscam focar onde estão os problemas da

Região no contexto estadual e nacional.

nada menos do que 77.896 trabalhadores

indústria e apontar soluções; de promover

Estatísticas divulgadas pelo Sis-

ou 30% das 256.932 pessoas com carteira

cursos voltados à qualificação e capacita-

tema Capital Humano, da FIESP/CIESP,

assinada. Um acréscimo de 4,30% em re-

ção da mão de obra; de conhecer iniciati-

confirmam esse potencial, já que cinco dos

lação à estatística de 2011.

vas que deram certo em outros polos in-

oito municípios abrangidos pela Diretoria

Esse aumento, mesmo com os

dustriais e procurar implantá-las também

do CIESP Alto Tietê estão entre os 100

cenários recentes de redução nos índices

aqui; de fazer gestões junto aos prefeitos

maiores do Estado no ranking da geração

de emprego, pode ser explicado principal-

para a implementação de políticas indus-

de empregos. E são justamente aqueles

mente pelo incremento do parque fabril do

triais; e, principalmente, de estar ao lado

que têm na indústria a principal fonte de

Alto Tietê, que registra hoje 1.933 empre-

dos empresários nos anúncios de novos in-

trabalho: Mogi das Cruzes (18ª no ranking

sas – 7,15% a mais do que tínhamos no

vestimentos e, antes de mais nada, também

estadual); Suzano (36ª), Itaquaquecetuba

último levantamento.

nos momentos de dificuldades.

Expediente Publisher: Márcio Junior MTB 59904-SP, Conselho Editorial: CIESP Alto Tietê, Editoração: Editora Off, Colunistas: Epaminondas Nogueira, Márcio Junior, Douglas de Matteu, Dr. José Virgílio Lacerda Palma, Vicente Gomes e Margarete Silvestrini, Publicidade: 11 2819-4457 ou 11 994.728.104 / publicidade@revistaexper.com.br, Foto Capa: Diego Barbieri, Fotógrafo: Diego Barbieri. A revista é uma publicação da Editora Off e distribuída aos associados do CIESP Alto Tietê, SESI, SENAI, UMC, UNISUZ, ACMC, ACE SUZANO, ACIDI, ACIFV, ACIP, Sebrae, Secretarias de Indústria e Comércio, Centros e Prédios Comerciais e algumas bancas. A revista não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios e as opiniões emitidas em artigos assinados são de responsabilidade dos autores.

Essas são algumas das missões que diariamente a equipe do CIESP Alto Tietê exerce e que, com o apoio das indústrias, vamos continuar a exercer nesses 51 anos e também nos 52, 53, 54... Werner Stripecke, Diretor do CIESP Alto Tietê e Diretor Infraestrutura de Serviços Clariant. Revista Exper - 5


Exper News

>>>>>>

GRESHT comemora 36 anos de atividades O Grupo Regional de Segurança

ça do Trabalho, de empresas da região e se

SESI ou CIESP. Esse mês é especial pois o

e Higiene do Trabalho - GRESHT é uma

reuni mensalmente nas empresas filiadas,

GRESHT competa 36 anos de atividade, é

entidade fundada em 20/09/76, na ci-

o segundo grupo mais antigo do Bra-

dade de Mogi das Cruzes, que além

sil.

de favorecer a troca de experiências,

Toda esta preocupação com o

discute as mudanças das Normas,

aperfeiçoamento técnico dos compo-

adaptação das empresas à elas, e traz

nentes do Grupo, reflete nas empre-

orientações técnicas e palestras com

sas onde estes prestam seus serviços,

especialistas em normas e diversos

pois um profissional devidamente

assuntos.

orientado e atualizado na área pre-

O Grupo é composto por

vencionista, contribui sobremaneira

Técnicos e Engenheiros de Seguran-

ao desempenho organizacional.

“Proposta para um Brasil + Competitivo ”

Nove anos de Skype

A Diretoria de Infraestrura do

sequência da divulgação do Programa pela

O Skype comemorou seu nono

CIESP/SP por meio seu Diretor Julio Dias

mídia, a TELEBRAS tomou a iniciativa de

ano de vida. O serviço que permite fazer

informa: A FIESP e a FIRJAN elaborarou

vir a publico se oferecer para atender a esta

ligações via internet modificou a indústria

documento conjunto “Proposta para um

demanda.

de telecomunicações e os negócios ao per-

Brasil + Competitivo” que elencam 4 fa-

A TelComp convidou as Opera-

mitir chamada de voz gratuitamente. De

tores críticos para assegurar o aumento da

doras de Telecomunicações Competitivas

acordo com Tony Bates, CEO do Skype,

competitividade da indústria.

para uma reunião de trabalho, quando o

atualmente são 254 milhões de usuários

Um dos 4 fatores críticos é a

CIESP/FIESP e FIRJAN apresentou suas

ativos mensais e um “crescimento em tor-

Banda Larga para as Indústrias. Este do-

demandas e indicaram como as empresas

no de 40% ano a ano”.

cumento foi entregue ao governo federal

usuárias (associadas CIESP) deverão ser

e teve ampla divulgação na mídia. A pro-

abordadas.

Uma pesquisa divulgada pela Telegeography projetou que, no final de

posta é criar um PNBL-Plano Nacional de

Esta é uma oportunidade de ar-

2011, o Skype representou 33 por cento do

Banda Larga Empresarial, para estimular a

ticulação das Operadoras de Telecomuni-

total de minutos de ligação de longa dis-

oferta de serviços com melhor qualidade e

cações Competitivas e TELEBRAS para

tância nos Estados Unidos - 145 bilhões

preços competitivos para as empresas. Na

responderem a uma demanda da indústria.

do total de 438 bilhões de minutos.

Vale a pena vídeos na publicidade online?

Com a aquisição pela Microsoft, o futuro do Skype ainda não ficou claro

Mais de 80% da população bra-

tas vezes, não passa de uma repetição da

sobre seu novo posicionamento no merca-

sileira assiste a vídeos na internet, segun-

versão exibida na TV. Para estimular os

do. Em uma recente entrevista, Bates disse

do a ComScore. Neste contexto, análise

consumidores basta seguir algumas dicas:

que precisa tornar o serviço mais transpa-

da Media Mind aponta que as agências

Planeje e analise a audiência, mensure de

rente e fácil nos smartphones.

já incluem em suas campanhas anúncios

modo eficiente, ofereça interatividade, crie

que exploram essa mídia. Parece que fal-

anúncios sob medida, mantenha o anún-

ta pouco para a publicidade com vídeos

cio atualizado, simplifique os processos

online ocupar realmente uma posição de

e aproveite as inovações não apenas para

destaque. Porém, ainda há muito potencial

encantar sua audiência, mas também para

a ser explorado. O formato pre-roll, mui-

obter os melhores resultados.

6 - Revista Exper


Fotos: Divulgação

Brasil seja baseada na plataforma global. Desta forma, os lançamentos no país serão simultâneos aos da Europa e dos Estados Unidos. Esta aposta reflete a ótima posição da Ford no Brasil, que cresceu 10,7% em relação a 2011 e atualmente ocupa o quarto lugar no ranking das grandes montadoras. O novo EcoSport é equipado com o sistema de conectividade SYNC, que permite a realização de ligações no celular e seleção de músicas através do comando de voz. No Brasil deverá custar em torno de R$ 53,5 mil. O preço do carro na Europa ainda não foi divulgado.

Ford projeta plataforma global no Brasil O novo Ford EcoSport, desenvol-

peu e, até 2015, espera-se que cerca de 2

vido na América do Sul, será vendido na

milhões de unidades sejam vendidas pelo

Europa nos próximos 18 meses, anunciou

mundo, inclusive China, Índia e Tailândia.

a Ford em São Paulo. O modelo deverá ser

A montadora deseja que, den-

comercializado em todo o mercado euro-

tro de três anos, a produção de carros no

Produção industrial cresce 1,5% A produção industrial cresceu

tuto.

Pequena indústria paulista cresce 9,4%

1,5% em agosto na comparação com ju-

No índice acumulado nos oito me-

lho. Esse é o terceiro resultado positivo

ses de 2012, observou-se recuo de 3,4% na

(MPEs) paulistas tiveram um acréscimo

consecutivo, acumulando nesse período

comparação a igual período do ano anterior.

de R$ 2 bilhões na receita, na compara-

crescimento de 2,3%, segundo o IBGE. Na

No acumulado nos últimos doze meses, o

ção de julho/12 com julho/11. Por setores,

comparação com agosto do ano passado, a

índice recuou 2,9%, seguindo a mesma

os resultados do período foram: indústria

indústria registrou queda de 2%, décima se-

tendência descendente iniciada em outubro

(+9,4%), comércio (+9,2%) e serviços

gunda taxa negativa consecutiva nesse tipo

de 2010 (11,8%) e apresentando o resulta-

(-2,8%). É o que aponta a pesquisa de con-

de comparação, mas a menos intensa desde

do negativo mais intenso desde janeiro de

juntura Indicadores Sebrae-SP, feita com

dezembro último (-1,3%), segundo o insti-

2010 (-5%).

apoio da Fundação Seade, que realizou o

Elevação de imposto de importação

As micro e pequenas empresas

estudo com cerca de 2.716 MPEs. Embora a economia brasileira ve-

O governo oficializou o aumento

lizados e de 55% para produtos agrícolas.

nha crescendo num ritmo muito modesto,

temporário do Imposto de Importação para

A Câmara de Comércio Exterior (Camex)

medidas tomadas ao longo do ano, como

cem itens produzidos no Brasil com o ob-

recebeu do Ministério das Relações Exte-

as reduções nos juros básicos (taxa Selic),

jetivo de permitir uma maior margem de

riores, na última sexta-feira (28), a autoriza-

devem levar a uma melhora da economia

manobra para lidar com a crise econômica

ção para oficializar a medida, uma vez que

no último trimestre do ano, o que deve pu-

internacional. Os produtos que integram

nenhum membro do Mercosul fez objeção à

xar as vendas de fim de ano das empresas

a lista terão acréscimo de até 25%, dentro

lista de produtos.

de micro e pequeno porte, inclusive as do

do limite estabelecido pela Organização

A medida, publicada no Diário

setor industrial”. Em 2012, a indústria é o

Mundial do Comércio (OMC), que permite

Oficial da União, terá duração de 12 meses

setor com pior resultado relativo, dentre as

aumento de 35% para produtos industria-

e pode ser prorrogada.

MPEs. Revista Exper - 7


Entrevista

>>>>>>

Sidemir Carlos Inácio Exper - Para que nossos leitores conheçam um pouco mais sobre o Sidemir, conte-nos um pouco da sua trajetória? Sidemir Inácio - Em 1991 percebi uma

Alto investimento em tecnologia, na valorização e qualificação dos colaboradores e em comprometimento social são as bases que dão sustentação ao crescimento do Grupo Padrão nestes mais de 21 anos de existência.

grande oportunidade de negócio, a tercei-

Exper - Você administra o Grupo Pa-

atenção as mudanças do mercado para

rização da mão de obra. Foi quando resol-

drão há mais de 20 anos, hoje uma

oferecer ao cliente o que existe de melhor.

vi fundar a Padrão Segurança e Vigilân-

empresa líder no segmento de segu-

cia, que mais tarde faria parte do Grupo

rança e serviços, como é estar à fren-

Exper - O Grupo Padrão é composto

Padrão. A palavra terceirização era pouco

te de uma corporação como esta?

por 5 empresas com negócios comple-

conhecida na região, as empresas pouco

Sidemir Inácio - Atualmente o Grupo con-

mentares que geram grandes resultados.

utilizavam esse tipo de serviço, e este termo

ta com mais de dois mil clientes e mais

A que você atribui essas conquistas?

não era visto com bons olhos, o que exigiu

de dois mil colaboradores, são vários de-

Sidemir Inácio - Com as constantes mu-

muito trabalho, dedicação e perseverança.

safios a serem vencidos todos os dias, e

danças no cenário, o Grupo Padrão se

A empresa nasceu pequena e aos poucos

para estar na liderança, conto com uma

especializou em diferentes áreas, e hoje

foi agregando novos serviços para acom-

linha de frente competente que sempre

é formado por cinco empresas distintas:

panhar as exigências do mercado. Esse ano

busca melhorias e inovações para o ne-

Padrão Segurança e Vigilância: Respeita-

ao completar 21 anos de atividades, penso

gócio, beneficiando a todos. Para isso,

da e reconhecida pelo pioneirismo, legal-

no que fiz e em tudo que ainda posso fazer.

mantemos reuniões periódicas e treina-

mente registrada no departamento de As-

Ao pensar desta forma, não passo um dia

mentos, onde são discutidos assuntos

suntos de Segurança Pública da Secretaria

sequer longe da empresa, estou todos os

pertinentes para ambas as partes. Todos

da Polícia Federal do Ministério da Justiça,

dias no Grupo, colaborando com o cres-

os equipamentos da empresa são de pon-

conforme as Leis números 7.102/83 e pos-

cimento e desenvolvimento da empresa.

ta, frota atualizada constantemente em

teriores alterações e certificada ISO 9001.

Fotos: Diego Barbieri

Proteka: Também certificada pela ISO 9001 integra o Grupo Padrão, com atuação predominante nas áreas de portaria, higienização, zeladoria, jardinagem e demais serviços que garantam a conservação do patrimônio dos nossos clientes. Mogiforte: Regulamentada pela Associação Brasileira de Empresas de Segurança Eletrônica (ABESE), é a área de segurança que completa os sistemas convencionais de alarme, com comunicação instantânea entre os sistemas monitorados e a Central de Monitoramento, supervisionados 24 horas por dia, todos os dias do ano, com total segurança. Support: Desenvolve criterioso programa de recrutamento, através de proces8 - Revista Exper


Revista Exper - 9

Foto: Wilson Camargo


Entrevista

>>>>>>

sos seletivos devidamente acompanhados

do Itapety, iniciou suas atividades em fe-

nesta trajetória de 21 anos de sucesso

por profissionais em Recursos Humanos,

vereiro de 2012 e, atualmente, atende a 15

com a filosofia de trabalho que engloba

Administração,

Direito

idosos. Lá, eles passam horas agradáveis

a transparência das relações, com os di-

e Psicologia, com o objetivo de deline-

de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas,

ferentes grupos envolvidos nas atividades

ar, com precisão, o perfil dos candidatos.

com acesso a socialização, atividades físi-

da empresa. O líder deve ter a capacidade

Copalco: A terceirização da atividade fim,

cas e lúdicas, atendimento médico, quatro

de ouvir os interesses das diferentes par-

ou seja, mão de obra para a atividade prin-

refeições, vestiários e até passeios exter-

tes envolvidas do grupo – colaborado-

cipal das empresas, oferecendo os mesmos

nos. Para maior comodidade, um veículo

res, prestadores de serviço, fornecedores,

benefícios já reconhecidos na terceirização

transporta todos os idosos de sua casa até

consumidores, comunidade e governo – e

de funções complementares, uma verda-

o local. A empresa já desenvolvia uma série

conseguir incorporá-las no planejamento

deira ferramenta de gestão organizacional

de ações socialmente responsáveis, como

e na execução das atividades no dia a dia.

que melhora continuamente a produtivi-

doações, incentivos a projetos e partici-

dade. Criamos essas empresas para aten-

pação ativa nos eventos locais, mas sentiu

Exper

-

der as necessidades de nossos clientes.

a necessidade de ir além e oferecer mais

mir

Inácio

à cidade na qual nasceu e se consolidou.

Sidemir Inácio - Espírito empreendedor,

Contabilidade,

Exper - Qual o significado do traba-

Como

é de

o

estilo

Side-

administrar?

dinâmico, sempre preocupado com a mo-

lho para o executivo Sidemir Inácio?

Exper

empresário

dernização dos sistemas de trabalho e na

Sidemir Inácio - Trabalhar é a atender as

de sucesso, quais são as caracte-

implementação das tecnologias que não

necessidades dos nossos clientes em âm-

rísticas

líder?

param de evoluir, atento aos interesses dos

bito nacional, sempre focado em superar

Sidemir Inácio - Empresas inteligentes

clientes, faço constantes investimentos na

positivamente as expectativas, conside-

são aquelas que fazem das dificuldades

qualidade em todos os níveis e adequações

rando e implementando as mais adequa-

oportunidades. O Grupo Padrão segue

da estrutura física e organizacional, todos

das alternativas para a melhoria contínua. Exper - Como você definiria o momento do Grupo Padrão, nos dias de hoje? Sidemir Inácio - Excelente, vivemos um

momento

de

conquistas.

Quan-

do sabemos com clareza aonde queremos chegar, fica bem mais fácil focar no que é de fato importante. Estabelecer metas arrojadas e associá-las a prazos é fundamental para o crescimento. Exper - Por que o Grupo Padrão decidiu ser mantenedor de uma ONG? Sidemir Inácio - A ONG sempre foi meu sonho, e através dos meus esforços o desejo se tornou realidade. Nada mais justo do que homenagear minha querida mãe Ignez Thuller Ignácio dando o seu nome a ONG. Instalada em local privilegiado na Serra 10 - Revista Exper

-

Você de

um

é

um

verdadeiro


esses atributos são os alicerces que sus-

cialistas apontam que nossa carga tributá-

tado surpreendente. É um ciclo positivo

tentam a credibilidade do Grupo Padrão.

ria não deveria ser superior a 25% do PIB

que tem na qualidade sua principal fonte.

e nos próximos 15 ou 20 anos, não deverá

E é com grande satisfação que podemos

Exper - Analisando o universo das

ser maior que 15%, sob pena de quebrar-

dizer que aderir a uma gestão corpora-

empresas no Brasil, o que está sen-

mos a economia do nosso país. Reduzir a

tiva moderna tem feito toda a diferença

do feito e o que pode ser melhorado?

carga

Sidemir Inácio - Pagar menos impostos é

significa geração

um dos sonhos de gestão de todo empre-

de trabalho, em-

sário brasileiro - seja ele grande, médio,

prego, renda, au-

pequeno ou micro. O Brasil possui a 14ª

mento substancial

maior carga tributária do planeta, corres-

dos investimentos

pondente a quase 35% do seu Produto In-

em infraestrutura,

terno Bruto, obrigando o brasileiro a pa-

saúde e educação,

gar, entre taxas, impostos e contribuições,

mas passa prioritariamente por uma ges-

é a consolidação da empresa e de suas

nada menos do que 61 tributos. Um dos

tão melhor dos recursos públicos, pela di-

operações, o aumento de sua respeitabi-

mais sérios entraves em se ter uma carga

minuição das despesas públicas e dívidas

lidade pelo mercado e pela comunidade,

tributária estruturada dessa maneira é que

de custeio da máquina governamental.

que reconhecem a aprovam suas ações.

impeditivo para o crescimento e desenvol-

Exper - Quais as regras que regem

Exper

vimento do país, uma vez que com esse ní-

atualmente

perspectivas

vel de tributação, especular e investir se

Sidemir Inácio - São muitas as variáveis,

Sidemir Inácio - Chegamos até aqui por

torna mais rentável do que produzir. Espe-

e ao serem atendidas, produzem um resul-

não termos medo de arriscar, de adotar

tributária

para o Grupo Padrão.

“A ONG sempre foi meu sonho,

e através dos meus esforços o desejo se tornou realidade. Nada mais justo do que homenagear minha querida mãe Ignez Thuller Ignácio dando o seu nome a ONG”

É possível, sim, crescer de forma consistente sem negligenciar nenhuma etapa, o que pode parecer “gasto” é, na verdade investimento. O resultado

ela termina por se caracterizar como fator o

mundo

corporativo?

-

Quais para

seus

planos o

e

futuro?

Fotos: Diego Barbieri

políticas modernas e investir sempre. Nossa promessa é de que continuaremos neste caminho, sempre buscando inovar e compartilhar com todos os parceiros as nossas conquistas. O Grupo está expandido suas atividades para o Vale do Paraíba, Penápolis e interior do Estado de São Paulo. Este crescimento também é fruto de clientes que estão indicando outros clientes e vamos continuar oferecendo sempre um excelente serviço, para que possamos crescer cada vez mais. Uma das maiores conquistas do Grupo Padrão foi a concretização da ONG, uma Organização Não Governamental voltada ao atendimento de idosos. Em 2013 o Grupo vai investir tempo, energia e recursos para poder oferecer dignidade, carinho e atenção a um maior número de idosos possível. Revista Exper - 11


Capa

>>>>>>

O Processo de Coaching nas Indústrias Por: Douglas de Matteu Master Coach

N

a sociedade contemporânea a

Entre os benefícios apontados

palavra de ordem é resultado.

como resultado do coaching:

Nas indústrias, isso não é di-

Melhor relacionamento de traba-

pelos executivos também podem chegar ao setor Industrial. No mundo das grandes corpora-

ferente, ou seja, precisamos a todo o mo-

lho com os colaboradores 77%;

ções tem-se utilizado o Coaching, como

mento maximizar a Produtividade e os

exemplo, temos o gigante da tecnologia In-

Resultados. Nesse sentido, o processo de

derança 71%;

tel, que apresentou um estudo elogiando o

Coaching pode ser uma solução. A práti-

retorno sobre investimentos de seu progra-

ca do Coaching tem se espalhado por todo

pares 63%;

ma de Coaching de mais de 600%. A De-

o mundo e vem ganhando cada vez mais

loitte aplica constantemente treinamento

espaço no contexto empresarial. A Revista

com o trabalho 61%;

em habilidades de Coaching para todos os

Forbes, sinalizou que Executivos que pas-

sócios. Na Avon, o Coaching faz parte da

saram pelo processo de Coaching classifi-

com a empresa 44%.

caram o retorno quantitativo em 6 vezes o valor do investimento. 12 - Revista Exper

Melhor relacionamento com a LiMelhor relacionamento com os Aumento do nível de satisfação Aumento de comprometimento

gestão global de talentos, pois o trabalho

Conforme descrito, esses resul-

de Coaching oferece garantia de resultados

tados e outros podem também ser obtidos

e desperta altos potenciais. Organizações


Coach: Profissional que exerce a profissão Coaching: O processo de desenvolvimento que o coach conduz Coaches: Plural de coach Coachees: Indivíduos que passam pelo processo de coaching Cliente: Sinônimo de coachee

Revista Exper - 13


Capa

>>>>>>

como Sony, Johnson & Johnson, Unilever

“Coach”, palavra inglesa, cuja tradução

ou seja, o Coach atuará despertando o po-

e Dell também fazem uso do Coaching.

literal é “treinador”, porém o papel do Co-

tencial humano do seu coachee ao apoiar

Imagine como seria um profis-

ach transcende a palavra treinador, repre-

no percurso de realização de seus objetivos

sional especializado em desenvolver as

senta o profissional que conduz o processo

seja em nível pessoal e/ou industrial.

pessoas e que tenha foco na produtividade

transformacional de Coaching, em que o

O processo Coaching pode ser

e no resultado. Esse profissional existe: o

coachee (cliente) concretiza suas metas,

definido como um processo de desenvolvimento humano no qual convergem conhecimentos de diversas ciências, como,

As Principais aplicações do Coaching:

Neurociência, Programação Neurolinguís-

Life Coaching:

tica, Psicologia Positiva, Filosofia, Admi-

Também conhecido com Coaching de vida, esta atrelado a elevar o desempenho do

nistração de Empresas entre outras com o

coachee. Tem como base a realização de um determinado objetivo, que pode estar

objetivo de levar o indivíduo a alcançar re-

associado a resultados em nível de relacionamento, equilíbrio e bem estar, perda de

sultados extraordinários. Nesse processo,

peso, aquisição de bens matérias entre outros.

considera-se o desenvolvimento de com-

Coaching de Liderança (Líder Coach):

petências técnicas, emocionais, psicológi-

Os resultados organizacionais estão relacionados à condução do líder, uma boa

cas e comportamentais, permite também a

liderança pode acarretar resultados fantásticos. O modelo de Liderança Coaching,

expansão da consciência humana de ma-

pode revolucionar a condução das equipes. O processo geralmente se inicia no

neira focada, para potencialização do ser

gerenciamento de nós mesmos, no sentido de reconhecermos nossos comporta-

humano e de seus resultados.

mentos, sentimentos e buscar a excelência no nosso modo de liderar com base nos princípios do Coaching. Coaching de Equipe: Aplicado para potencializar os resultados de uma determinada equipe frente os

As Principais aplicações do Coaching: A aplicação do Processo de Co-

objetivos organizacionais.

aching nas indústrias, pode ser uma alter-

Coaching de Performance:

nativa no sentido de potencializar a produ-

Atua na potencialização dos resultados, mesmo que você tenha atingindo um bom

tividade e maximizar os resultados. Uma

resultado em nível profissional/pessoal o Coaching de performance centra-se auto-

pesquisa recente da Confederação Nacio-

conhecimento e conscientização rumo aos objetivos, que perpassa pela reavaliação

nal da Indústria, indicou que a produtivi-

crenças e valores para ampliar o desempenho.

dade da indústria brasileira teve queda de

Coaching Esportivo:

3,7% de janeiro a maio de 2012 em relação

Destinado elevar o desempenho de esportistas.

ao mesmo período do ano passado. Logo,

Coaching de Carreira:

emerge a necessidade de reverter esse qua-

Está centrado no traçar dos objetivos e das ações para alcançar os resultados na

dro e o Coaching pode ser a resposta.

carreira almejada.

O Jornal Folha de São Paulo des-

Coaching Organizacional:

tacou que Executivos que passaram por

Também conhecido como Executive e/ou Business

Coaching melhoraram 90% em produtivi-

Coaching:

dade, 80% se mostraram mais abertos para

Pode se aplicar na organização como um todo focalizando excelência organizacio-

mudanças organizacionais e 70% deles

nal e o desenvolvimento de toda organização. Esse modelo pode ser aplicado na

conseguiram melhorar o ambiente e rela-

Indústria.

cionamento no trabalho. O Dr. Brian Underhill em um grande estudo e pesquisa de-

14 - Revista Exper


tectou que o Coaching agora está presente

dia de ROI de 5.7 vezes o valor investido

Manchester Review descobriu que os in-

nos maiores níveis da organização. Outro

com o Coaching.

divíduos que utilizam o processo de Coa-

dado revelador, é que 92% dos líderes que

ching tiveram benefícios como:

fizeram Coaching disseram que planejam

Benefícios Intangíveis

Um estudo científico indepen-

maior autodescoberta;

fazê-lo de novo. Todos os indicadores for-

necem uma forte recomendação do Coa-

dente sobre Coaching de negócios da The

Aumento da autoconsciência e Melhor visualização de objetivos;

ching.

Fato evidenciado que as empresas

Coaching : Mitos e Verdades

nacionais vêm utilizando, como é o caso da Petrobras, Nestlé, O Boticário, HSBC e

Coaching

Terapia esta relacionado ao alívio de sintomas

Banco do Brasil entre outras.

é igual a terapia

psicológicos ou físicos. Coaching está focado

em Resultados

Diferentemente do Treinamento,

o processo de Coaching não diz às pesso-

Coaching

O Consultor é um especialista em determinado

as o que devem fazer, o Coaching ajuda

é igual a consultoria

assunto e oferece respostas. O Coach é um

as pessoas a avaliar o que estão fazendo

especialista em perguntas que leva o coachee

e alinha seus objetivos, valores e sonhos.

encontrar a resposta.

Nesse sentido as indústrias podem promo-

Coaching

O Treinamento acontece um para muitos, o

ver o alinhamento desses referenciais aos

é igual treinamento

Coaching o foco é individualizado.

objetivos corporativos. O Coaching pode

O Treinamento foca ensinar algo novo, o

também ser somado ao treinamento para

Coaching e acessar a sua sabedoria interna.

potencializar os resultados como destaca a

(autoconhecimento)

pesquisa publicada pela International Per-

Coaching

Mentoring ou Mentor fornece conselhos e serve

sonnel Management Association que veri-

e igual Mentoring

de modelo. No Processo de Coaching o coach ajuda o Coachee encontrar as respostas.

ficou que o treinamento aumenta a produtividade em até 22%, e quando combinado

Para ser coach precisa ser

Para ser um Coach é necessário fazer uma

com Coaching aumenta a produtividade de

psicólogo

formação especifica em Coaching

88% a 400%. Ou seja, oferecer mais eficá-

PNL

O Coaching é mais abrangente do que a PNL,

cia em treinamentos, multiplicar os resul-

é igual ao Coaching

o Coaching geralmente faz uso da PNL.

tados.

Coaching

Coaching não dá conselho, pelo contrario,

é igual aconselhamento

oferece perguntas e ferramentas para que coachee encontre as respostas.

O Coaching e o Retorno sobre Investimento (ROI)

A revista Fortune que classifica

as 500 maiores empresas dos EUA, enco-

Coaching

O Coaching não é apenas uma conversa, é uma

é como conversar

conexão, uma parceria entre um especialista

com grande amigo.

em resultados e o coachee( cliente) para alcance de resultados

mendou um estudo do seu próprio programa de Coaching. O estudo evidenciou um

Coaching

O ensino transmite conhecimento do professor

retorno sobre investimento de 529%, sem

é igual ao Ensino

ao aluno. O professor sabe algo que o aluno

contar os significantes diversos benefícios

não sabe. O aluno faz as perguntas para o professor.

intangíveis. Um estudo de executivos da

Ni coaching é o contrário, o cliente é o especialista

Fortune 1000 mostrou que as empresas

e é o cliente quem tem as respostas, e não o coach.

que receberam Coaching tiveram em mé-

Desenvolve-se o autoconhecimento Revista Exper - 15


Capa

Vida mais equilibrada;

Níveis mais baixos de estresse e

>>>>>>

melhoria da qualidade de vida; •

Aumento da confiança;

Habilidades de comunicação;

Aumento do índice de conclusão

de projetos; •

Melhoria da saúde;

Melhores relações com colegas e

com a família. Os resultados do processo de Coaching são notórios e podem ser incorporados nas indústrias, seja na aplicação de Coaching para os executivos, ou no desenvolvimento de líderes Coaches, ou ainda Coaching combinado com treinamento entre outras opções. Cada organização precisa identificar sua necessidade e contratar

corre a perguntas poderosas e ferramentas

propósito de vida de quem a ele se subme-

um Profissional de Coaching devidamente

próprias, promovendo, dessa forma, uma

te. Nesse sentido, contribui para a clarifi-

certificado para atuar.

investigação interna por meio da reflexão

cação de suas motivações pessoais, além

O processo de Coaching permite

que perpassa pela reavaliação de crenças

de favorecer uma clara apreciação de seus

acessar as potencialidades humanas e re-

e pode gerar a conscientização quanto ao

valores. Essa reflexão mental permite o

16 - Revista Exper


despertar da conscientização de si mesmo,

ferramentas. Isto é, por meio dos questio-

reconhecimento de suas responsabilidades

e o reconhecimento de suas responsabi-

namentos se busca respostas, que levam a

frente os resultados de vida profissional e

lidades ante os resultados tanto em nível

conscientização e posteriormente a ação.

pessoal.

profissional como pessoal.

Outro fato marcante do Coaching é que ele

As ferramentas de Coaching per-

não oferece respostas. Oferece perguntas

vimento humano, fornecendo o foco, ener-

mitem o real desenvolvimento do coachee

que levam o coachee a encontrar as res-

gia e motivação para mobilizar e realizar

de modo consciente e

“No futuro todos os líderes serão

postas.

O Coaching permite o desenvol-

as ações que direcione ao resultado alme-

No processo de Coacoaches, quem não desenvolver essa consciente pode proching considera-se o habilidade, será automaticamente cessar até 4.000 bits de desenvolvimento de

jado.

informação por segun-

descartado pelo mercado”

competências técnicas,

mentas que permitem o Coach e o coachee

do. Já a mente incons-

Jack Welch

interpessoal, intrapes-

organizar e desenvolver metas e objetivos,

soal, emocionais, psi-

bem como contribui no caminhar rumo

fantástica de processar até 400.000.000

cológicas e comportamentais focadas na

aos objetivos pré-estabelecidos. O Coach

bits de informação por segundo (REES,

elevação do desempenho humano e con-

acompanha ao fornecer as técnicas, ener-

2009). Ou seja, com base nos conhecimen-

sequentemente da organização. O proces-

gia e motivação necessárias para realiza-

tos da neurolinguística entre outras ciên-

so perpassa pela reflexão e clarificação de

ção das tarefas e consequentemente vão

cias, o coaching pode estimular o incons-

seus valores e crenças. Essa ponderação

conduzir ao êxito.

ciente e potencializar os resultados.

mental desenvolvida por meio da cocria-

inconsciente. A mente

ciente tem a capacidade

No processo de Coaching são

mobilizados um vasto conjunto de ferra-

Nesse sentido, o Coach se ins-

ção, do diálogo entre coach (profissional)

Coaching na Indústria:

trumentaliza para realização de poderosas

e o Coachee (cliente) permite o aflorar da

Business Coaching

perguntas que são uma das suas principais

conscientização de si mesmo, bem como o

Evocar

o

comprometimento,

Revista Exper - 17


Capa

>>>>>>

alinhar valores, resgatar identidade, desenvolver foco, estabelecer ações para alcançar os resultados é uma das vertentes em que o Business Coach pode atuar, principalmente no sentido de acompanhar o coache rumo ao alcance dos objetivos. As sessões de Coaching geralmente aplicam-se individualmente em cargos executivos. Outra abordagem são as sessões de Coaching Group, onde o processo acontece em grupo. O Business Coaching pode ser aplicado na organização no sentido de criar uma cultura que valoriza o Alto

todos funcionários nortearem sua ações fo-

É relevante destacar que Coa-

Desempenho, ou seja, o desenvolvimento

calizando o alto desempenho, isto é apli-

ching pode contribuir para aceleração dos

da “Cultura do Coaching” desta maneira

cam o Coaching no seu cotidiano e conse-

resultados e maximizar a produtividade

a organização se beneficia no sentido de

gue alcançar todo o seu potencial.

das organizações. Para tanto, o profissional

18 - Revista Exper


presente, e com foco no futuro. É relevante sinalizar que ao final de cada sessão o coach e o coachee definem em conjunto ações/tarefas, que devem ser realizadas em um prazo pré-estabelecido.

O Coachee também é estimulado

a refletir quanto ao aprendizado do encontro e é assegurada a confidencialidade e Ética em todo o processo.

O Coaching é atualmente uma

das mais poderosas ferramentas para o desenvolvimento humano e organizacional. O processo de Coaching contribui para a de Coaching segue diversos princípios que

bem como a imperiosa necessidade da de-

determinação do Foco, a escolha de Ações

norteiam a atuação do Coach dentre eles

terminação de um foco logo no inicio do

e de tarefas que levam ao Resultado.

destaca-se:

processo, ou seja, um objetivo.

e Resultado.

A suspensão total de julgamentos,

Os trabalhos acontecem no tempo

Portanto, Coaching é Foco, Ação

Revista Exper - 19


Fique de Olho

>>>>>>

Custos do Despacho Aduaneiro Dr. José Virgílio Lacerda Palma Especialista em Direito Civil e Processo Civil pe1a UCDB - Universidade Católica Dom Bosco. Especialista em Direito Tributário pelo IBET - Instituto Brasileiro de Estudos Tributários.

O

funcionalismo público federal

Assim, passados dez dias e al-

iniciou o que denominam de

gumas horas o pedido está autorizado e

Em todos os casos o judiciário

operação padrão. Não estão em

sua concessão é claro está condicionada à

tem determinado a liberação antecipada,

greve, uma vez que o direito constitucio-

discricionariedade do chefe de seção, que

e a Receita Federal tem realizado o ime-

nal à greve, para o funcionalismo público,

para quem não sabe, é um auditor fiscal

diato desembaraço aduaneiro das cargas,

depende de regulamentação.

nomeado em cargo de confiança, e prova-

o que também se aplica ao Ministério da

das antecipadamente.

A greve é a paralisação da ati-

velmente também

Agricultura.

vidade, já a operação padrão é apenas o

está em operação

Age com acerto o em-

cruzar os braços, o fazer pouco caso, ou o

padrão.

presário que busca am-

mínimo esforço, que no Brasil já é Lei no

toda

paro jurídico para a

sentido figurativo da palavra, mas agora é

sorte ao empresá-

liberação de suas mer-

afirmação aberta e declarada.

rio, essa medida se

cadorias, pois sua ativi-

Para amenizar as repercussões

aplica apenas para

dade não pode parar, há

da operação padrão, a Receita Federal

os casos em que

fins sociais e econômi-

irá permitir a retirada de mercadorias não

não haja pendên-

cos a serem observados,

desembaraçadas diretamente aos importa-

cia, ou seja, que estejam esperando ape-

e o funcionalismo público não tem o di-

dores, e o motivo é a greve dos auditores

nas a assinatura de liberação. Caso o fisco

reito de intervir na atividade econômica

fiscais, ou operação padrão, como alguns

constate divergências de valores ou erros

cruzando os braços.

preferem chamar. A medida foi publicada

de classificação fiscal a cobrança será fei-

em 27/07 em portaria que regulamenta a

ta posteriormente.

substituição de servidores em greve.

De

De fato a aduana dá com uma

Não se discute o direito de greve, o que se discute é o prejuízo causado por interesses particulares de uma categoria.

Com tal medida o importador

mão e tira com a outra, pois os produtos

Diante do quadro de espera nos

poderá requerer a entrega caso a libera-

que pendem de análise documental per-

portos e aeroportos, àquele que pretende

ção ultrapasse em 30% o tempo médio

manecerão presos em navios, pátios e

importar é possível solicitar à justiça a

de desembaraço registrado no primeiro

armazéns, gerando gasto e aumentado o

liberação da mercadoria antes mesmo da

semestre deste ano de 2012, o que varia

custo empresarial.

operação ser realizada, e àquele que já

conforme a unidade do órgão e o tipo de

Por essa razão empresas estão

importou é possível liberá-la com funda-

fiscalização a que está submetida a mer-

ingressando no judiciário, e com sucesso,

mento no caos que se instalou e não tem

cadoria, mas em regra é de oito dias.

para que suas mercadorias sejam libera-

previsão para se encerra.

20 - Revista Exper


Revista Exper - 21


Business

>>>>>>

Se não ensinar. Vai pagar!

R

Fotos: Divulgação

ecentemente adentrei ao mundo do Coaching, e digo com toda propriedade é um universo maravilhoso, onde você tem acesso a uma dezena de ferramentas simples e de extrema eficácia.

Para aqueles que não conhecem, segundo o site wikipedia, “Coaching é um

processo definido com um acordo entre o coach (profissional) e o coachee (cliente) para atingir a um objetivo desejado pelo cliente, onde o coach apoia o cliente na busca de realizar o objetivo, ou seja as diversas metas que somadas levam o coachee de encontro ao seu desejo maior estabelecido dentro do processo de coaching. Isso é feito por meio de reflexões e posterior análise das opções e da identificação e uso das próprias competências, como o aprimoramento e também o adquirir novas competências, além de perceber, reconhecer e superar as crenças limitantes, os pontos de maior fragilidade”. E essa mágica acontece usando uma das ferramentas mais antigas do planeta que é a comunicação. Quando uma criança nasce, os pais não veem a hora das primeiras palavras serem balbuciadas e mal isso acontece já estão pedindo para a criança ficar QUIETA. Já presencie esta cena uma dezena de vezes, quando feita de maneira apropriada e educativa é interessante, mas quando feita de maneira ofensiva e aos berros, causa enormes traumas. E esse trauma cresce junto com a criança e quando atinge a idade que necessita utilizar desta comunicação para se colocar no mercado de trabalho, ou para relacionar-se, começa a confusão. E este comportamento faz com que muitos pais atualmente paguem

Publicitário e Jornalista, cursando espe-

uma fortuna para seu filho aprender o que eles não foram capazes de ensinar.

cialização em Psicologia Organizacional e

O Ser Humano é o único ser vivo no planeta Terra que utiliza a palavra como

do Trabalho pela Mackenzie. Publisher da

meio de comunicação intrapessoal (consigo mesmo) e interpessoal (com o outro). Se dei-

revista Exper, Consultor de Comunicação

xarmos de lado essa capacidade exclusiva que temos com certeza o fim estará próximo e

Empresarial há mais de 10 anos e autor do

no final corremos o risco de ouvir de amigos que não sabia ou que ninguém avisou.

livro Um dia Maravilhoso, comercializado

Quem viver verá!

22 - Revista Exper

pela Livraria Saraiva.


Intermediação profissional na venda de uma empresa

C

ada vez mais se fazem necessários procedimentos estruturados e bem conduzidos quando o assunto é venda e compra de empresas. Principalmente no momento da venda, já acompanhei casos de empresas em situações vulnerá-

veis e que, sem o amparo de uma consultoria especializada na intermediação, não teriam como mostrar todo o seu potencial e, consequentemente, maximizar seu valor de mercado. Estariam assim à mercê dos compradores de plantão ávidos pelas oportunidades de aquisição a preços muito abaixo do valor de mercado.

Aliás, a abordagem ativa dos potenciais compradores em cada caso faz toda a dife-

rença no sucesso da venda de uma empresa, afinal através de uma cuidadosa seleção, devese evitar os “especuladores” e “curiosos” que só prejudicam o processo. Outro diferencial trazido por uma empresa especializada no momento da venda e compra é o sigilo que deve haver nas negociações, pois o nome da empresa à venda só deve ser conhecido pelo potencial comprador após este assinar o Contrato de Confidencialidade e sempre após autorização dos proprietários da empresa à venda.

Assim, através dessa consultoria especializada, a empresa à venda terá à disposi-

ção diversas propostas dos potenciais compradores, podendo decidir após análise sobre as melhores opções para abrir negociação em busca do fechamento. Feita a escolha da melhor proposta, a consultoria continua sendo decisiva na reunião final entre vendedor e comprador, oferecendo apoio jurídico caso seja necessário. Tudo de maneira transparente e oferecendo

Eng° Vicente Gomes é sócio-diretor da In-

à empresa que está em processo de venda condições de maximizar seu valor para venda no

terMaster Brasil, especializada na compra

mercado.

e venda de empresas.

Revista Exper - 23


Inovação Tecnológica

>>>>>>

Redução no consumo de energia

N

o Brasil desde 2008, a DGI

a aumentar. A pro-

* As características da infraestru-

foca-se na distribuição, instala-

cura de eletricidade

tura da rede e o fornecimento de

ção e manutenção de soluções

deverá aumentar ao

energia até ao IMOP são positi-

inovadoras e únicas no mercado, na área

longo dos próximos

vamente alteradas.

de economia energética. Sendo a indústria

dez anos, mas a ca-

Principais

um forte consumidor de energia elétrica,

pacidade de produ-

mudança?

o IMOP tem um excelente impacto, não

ção não aumentará

* Redução de perdas de energia;

apenas na redução do consumo de energia

na mesmo propor-

* Melhor utilização da infraes-

como, a médio prazo, aumenta a eficiência

ção, logo o custo da

trutura elétrica;

dos motores, diminui os seus custos de ma-

energia consumida sem dúvida aumentar.

nutenção e aumenta a sua vida útil. Equipamentos

como

chillers,

bombas de circulação, câmaras frigorífi-

implicações

desta

*Aumento da vida útil do motor; * Maior estabilidade de corrente;

Qual o significado desta mudança? * A carga indutiva mantém-se inalterada;

* Diminuição na fatura do seu fornecedor de energia.

cas, entre outros são equipamentos facilmente otimizáveis pelo IMOP. O que é o IMOP? O IMOP – “inductive motor optimisation panel” (Painel Optimizador de Motores Indutivos) é um equipamento de-

Vantagens do IMOP Redução nas quebras de energia dos sistemas de distribuição

energia cobrarem a energia reativa das instalações, ou, quando não o fazem, o

senhado para aumentar a eficiência de um

Uma vez que a energia reativa

cliente terá que suportar a aquisição de

motor indutivo. Instalando o IMOP junto

requerida pelo equipamento indutivo é

uma bateria de condensadores a instalar,

ao motor este gera com eficácia o forneci-

agora fornecida pelo IMOP, a energia

regra geral, junto ao Quadro Geral Baixa

mento da energia reativa necessária ao seu

que flui pelo sistema de distribuição é

tensão (QGBT). No entanto este equipa-

funcionamento. Desta forma, o consumo

bastante reduzida. Perdas nesse sistema

mento maximiza apenas a instalação até

total da energia é reduzido, uma vez que a

elétrico são proporcionais ao quadrado da

ao contador, não tendo quaisquer efeitos

energia reativa, antes desperdiçada, é ago-

corrente que flui pelo sistema (I²R), sen-

na rede do cliente. Instalando o IMOP

ra aproveitada pelo IMOP.

do assim ainda mais reduzida. É comum

junto ao equipamento do cliente, me-

pensar que os ganhos são poucos embora

lhoramos o Fator Potência, não só desse

na realidade o que se vê é uma poupança

equipamento mas de todo esse circuito

bastante significativa.

até à entrada de energia.

Os seus custos de energia estão

24 - Revista Exper

Melhoria na regulação de vol-

Melhor utilização de equipa-

tagem devido a uma queda de energia

mento elétrico, beneficiando o fator po-

reduzida. Esta melhoria resulta numa uti-

tência reduzimos a corrente que, por sua

lização mais eficiente dos motores, com

vez vai reduzir a necessidade de potência

menos energia a ser transformada em

total. Diminuímos assim os consumos, o

calor e por consequência motores menos

aquecimento das infraestruturas de rede

quentes que duram mais e requerem me-

aumentando desta forma a durabilidade

nos manutenção. Redução de Consumos

dos equipamentos e diminuindo a sua

É comum as empresas fornecedoras de

manutenção.


Revista Exper - 25


Ponto de Vista

>>>>>>

Efeitos da greve no trabalhador Dr. Epaminondas Nogueira Mogi das Cruzes - Av. Narciso Yague Guimarães, 664, Centro Cívico – Tel: (11) 4799-1510 São Paulo – Barra Funda Rua do Bosque, 1589 – Ed. Capitolium, Bl. II, Conj. 1207 - Tel: (11) 3392-3229

A

Constituição de 18 de setembro

séria enfim.

realidade.

de 1946 definia o trabalho como

Basta considerar que há grevistas

Ao longo dos anos em que nos de-

uma função social. Logo, a para-

de todas as idades, de todas as condições

dicamos ao DIREITO DO TRABALHO vi-

sociais, econômicas e familiares.

mos inúmeros trabalhadores se lastimando

lização do trabalho é uma disfunção. Disfunção é a perda do sentido ou

Considere-se um grevista de 18

da participação em movimentos grevistas,

anos e outro 60 anos, um com mulher e fi-

especialmente porque em tempos de redu-

Transportando essas noções para a

lhos pequenos, outro de um casal envelheci-

ção de pessoal os primeiros a serem demiti-

vida social, a greve equivaleria à necrose do

do, pessoas que têm necessidades e respon-

dos são aqueles em cujo histórico profissio-

tecido social, ao desfazimento do formato

sabilidades diferentes, especialmente, em

nal havia o registro de integrarem greves,

da organização social, como acontece com

relação a terceiros, como citado.

ao passo que seus líderes são poupados.

da eficácia da ação de um órgão.

a forma dos nossos corpos quando morre-

Tais pessoas têm que resolver cada

Acresça-se que se trata de proble-

uma delas assumir os

ma sazonal e mais ainda que é a oportunida-

riscos de participar de

de para a aparição das lideranças sindicais

uma greve.

de aventureiros.

mos. É, portanto, de muito longe o pior e o mais dramático

“Riscos que vão desde o enfrentamento de eventual repressão, à incompreensão dos colegas na hipótese de recusar

Riscos que vão

Finalmente, muitas são as greves

dos problemas da so-

a participação, à perda do emprego,

desde o enfrentamen-

promovidas pelos empregadores para pres-

ciedade, já que signi-

de benefícios...”

to de eventual repres-

sionar governos e fornecedores ou clientes.

fica a sua desorgani-

são, à incompreen-

O trabalhador é nesse jogo um

zação.

são dos colegas na

simples peão no tabuleiro. Isso é um tiro

Nesse sentido, não se limita às par-

hipótese de recusar a participação, à perda

próprio pé pelo empregador que compro-

tes em conflito, mas atinge a todos, como

do emprego, de benefícios decorrentes da

mete a sua credibilidade, treina seu pessoal

podemos ver ela redução da produção e

função, da descontinuidade do tempo de

para o exercício da intolerância, do despre-

suas consequências de diminuição dos bens

serviço e das carências de seguros, de perda

zo pela arte da negociação e mais dia e me-

e serviços cujos preços sobem, pela insegu-

da cobertura da assistência médica para si e

nos dia, chega a sua vez.

rança e pela perda do tempo que jamais se

para os familiares etc.

recupera.

Concluindo, sem sombra de dúvi-

Essas pessoas ficam mais apre-

da, no que concerne ao relacionamento das

Ainda quando justa a greve signi-

ensivas quando os movimentos grevistas

partes do contrato de trabalho a greve é o

fica sempre anarquia, badernas, agitações,

sendo animados por companheiros que têm

conflito de mais desastrosas consequências

aflições e medos como o de perder empre-

estabilidade no emprego em razão de man-

para a sociedade que sempre acaba pagan-

gos, benefícios como aposentadoria, a mi-

datos sindicais e muitas vezes não tem pé na

do a conta.

26 - Revista Exper


Revista Exper - 27


GRSAT

>>>>>>

Responsabilidade Social Margarete Silvestrini Sócia Diretora da MSX Integração Empresarial e Coordenadora do GRSAT.

O

tema Sustentabilidade vem to-

com o objetivo de unir 1º, 2º e 3º setor

a realidade social;

mando forma cada vez mais no

em torno de um único objetivo: o de dis-

meio empresarial, o que justi-

seminar boas práticas de responsabilida-

nal de Resíduos Sólidos;

fica a crescente demanda de pesquisas e

de social e fazer com que os setores não

serviços com apelo para os aspectos do

dividam apenas seus conhecimentos em

social em prol de uma transformação.

desenvolvimento sustentável.

torno de assunto, mas que deem oportu-

Recentemente, candidatos à Pre-

nidade aos que ainda não estão alinhados,

feitura de Mogi das Cruzes aderiram ao

de criarem uma política que direcione o

compromisso da Rede Nossa Cidade - Ci-

investimento social privado (ISP).

Discutir sobre a Política NacioSomar esforços e criar uma rede

MISSÃO Proporcionar discussões e ações sobre R S E que promovam o desenvol-

dades Sustentáveis, esta é uma vertente da

O grupo não tem limite de parti-

vimento do Alto Tietê dentro do tripé da

Responsabilidade Social. Falaremos aqui

cipantes nem tampouco segmenta a par-

sustentabilidade: social / ambiental / eco-

da Responsabilidade Social Empresarial,

ticipação dos três setores, uma vez que

nômico, além do compartilhamento de

que é o compromisso que as empresas têm

enxerga como fundamental a existência

iniciativas conjuntas que influenciem a

com a comunidade na qual está inserida,

de todos os segmentos da sociedade para

construção de políticas públicas.

de forma a devolver para ela os benefícios

provocar discussões e levantar temas que

que recebem através do seu produto.

se alinhem aos objetivos estratégicos de

O que falta no Alto Tietê é uma

cada membro.

estruturação de indicadores de sustenta-

VISÃO Ser um Grupo inovador e influenciador de boas práticas de sustenta-

bilidade que possam nortear as ações do

Objetivos Específicos:

bilidade, reconhecido pela atuação e rele-

poder público para administrar a cidade

Criar um selo de Responsabili-

vância das ações em R S E no Alto Tietê.

de acordo com as demandas sociais. Foi

dade Social/CIESP para todas as empre-

Faz parte do GRSAT atualmente

pensando nisto que formamos o Grupo de

sas participantes;

Responsabilidade Social do Alto Tietê – o

GRSAT, dentro do CIESP Alto Tietê, que

práticas;

já tem know how na estruturação de gru-

pos temáticos, como por exemplo o GRH,

mento social privado;

energia. Para que o caminho a ser per-

o GAT, PAM, etc.

corrido não seja meta de algumas, mas

O GRSAT - Grupo de Responsabilidade Social do Alto Tietê foi formado 28 - Revista Exper

Proporcionar a troca de melhores

18 empresas da região. Fica nosso convite para outras empresas, independentemente de ser as-

Fazer diagnóstico do investiFomentar a formação de cidada-

sociada ou não ao CIESP, de entrar nesta

nia e voluntariado;

de todas, e que gerações futuras possam

ganhar e agradecer.

Somar esforços para transformar


Revista Exper - 29


De bem com a vida

>>>>>>

Viva bem com o presente que tem João Capozzoli Empresário no setor educacional, diretor do Instituto Capozzoli de Cultura e Educação, com sede em Suzano e pólo em Arujá. Formação médica, neurocientífica, psicanalítica e filosófica. Palestrante e educador, ministra cursos sobre conhecimento cerebral e programação cognitiva. Autor do livro “As Três Faces de Eva”

T

anto um passado maravilhoso,

subliminar nem sempre agradável à vista

moço, se pudesse trazê-los de volta...”

cercado de gente maravilhosa e

daqueles que visitam nossa casa. E, por-

Outra causa? O medo....

acontecimentos

maravilhosos,

que não dizer, muitas vezes também de-

Dentre os quatro gigantes que

ou um passado que insiste ainda em se

sagradável ao nosso próprio olhar, pois,

tanto agem governando nossa vida, dire-

fazer presente através da lembrança de

afinal, é no porão que guardamos objetos

cionando nossas emoções: o Amor, a Ira,

“fantasmas” assustadores, têm em sua

em desuso, vetustas quinquilharias, ve-

o Dever e o Medo, observamos e senti-

essência a mesma constituição: deixaram

lando por elas às vezes como verdadeiras

mos ser este último o mais impiedoso e

de modo real e palpável de existir. Fatos,

relíquias.

tenaz algoz que insiste em sabotar nosso

gentes, emoções, risos e lágrimas que se

Mas, por questão de justiça,

progresso. O fato é que temos medo de

fizeram íntimos um dia em nossas vidas,

diga-se que nem só de maus guardados

nos lançarmos em novos empreendimen-

foram-se e foram-se para sempre, queira-

vive nosso subconsciente, nosso misterio-

tos, de sermos felizes e até mesmo (pas-

mos ou não. Passaram e não tornarão...

so porão... Eis que também no “id” que

mem!) de enriquecermos!

Você deve estar se perguntando,

abrigamos fatos e feitos agradáveis do

Deixemos o medo no porão!

então por que nos deixamos envolver de

nosso passado, ainda que nem sempre nos

Divorciemo-nos do passado, tenha sido

forma tão marcante por este tempo ido e

déssemos conta de que ali permanece-

ele bom ou mal, tenha ele nos marcado

que tanto prejudica nossa evolução? Por

ram arquivados estes anos todos. Por que

por tempos felizes ou assustadores. Tran-

que o passado nos marca tanto?

muitos não progridem? Não evoluem na

quemos a porta de nosso porão e, se não

A melhor maneira de pensarmos

vida ainda que tenham tanta inteligência

pudermos jogar a chave fora, pelo menos

nisso é a través do esquema proposto pelo

e capacidade para fazê-lo? Falta de sor-

não ouçamos tanto o clamor de seus ecos.

próprio Freud, pai da psicanálise, que

te, oportunidade? Ignoram, talvez, que

Cada dia que Deus nos conce-

comparava nossa mente a uma casa. Uma

são os senhores de seu próprio destino?

de, é sempre um novo começo à espera

casa que, além de seus cômodos comuns

Nada disso.... Infelizmente, uma força co-

que façamos dele algo de bom, de útil e

a outras casas, tem ainda em sua estrutu-

ercitiva e enorme nos prende ao passado,

proveitoso. Olhemos em nosso redor: há

ra sótão e porão. Ao corpo da casa deu o

nos detém no porão de nossa mente sem

vida, muita vida em torno de nós. Recuse-

nome de “ego”, área mostrável da cons-

permitir que de lá nos apartemos. Quantos

mos o passado, façamos de um novo dia

trução, onde recebemos visitas, alojamos

pensam “fui infeliz, não vou arriscar de

uma grande e imperdível oportunidade de

amigos e transitamos de modo consciente,

novo, para mim acabou...” ou agem como

ser feliz. Inspiremo-nos, em nossas pri-

pensado. Ao porão, espaço escuro e sinis-

perdedores saudosistas: “Aqueles bons

meiras horas do amanhecer, num sorriso

tro, chamou “id” e escolheu-o como sede

tempos? Nunca mais conseguirei reavê-

de criança e viva bem com o presente que

representativa de nosso inconsciente, área

los, se pelo menos fosse vinte anos mais

tem.

30 - Revista Exper


Revista Exper - 31


32 - Revista Exper

REVISTA EXPER  
REVISTA EXPER  

Edição Número 20

Advertisement