Page 1

Revista Expans達o

Julho/2011

1


2

Revista Expans達o

Maio/2011


Revista Expans達o

Julho/2011

3


ÍNDICE

Foto: Divulgação

NA CAPA 12 Entrevista O empresário Ricardo Vontobel fala de sua história

18 Nossa Capa A Villa Baldo, padaria e cafeteria em Novo Hamburgo, é um convite ao apurado paladar

20 Especial SPFW Acompanhe as novidades para o verão 2012 da movimentada semana de moda

46 Reportagem Especial A medicina ocupacional alerta: os transtornos depressivos estão em alta

20 SEÇÕES

32 Fashion Chiara Gadaleta fala de sustentabilidade em Novo Hamburgo

58 Educação A excelência do Colégio Sinodal, de São Leopoldo

60 Comportamento A importância de ter amigos para a vida social e para saúde mental

72 Confraria Expansão Nomeados presidente e vice-presidente, na Todeschini

82 Book A juíza federal Mônica Aparecida Canato lança publicação

83 Evento Cine Facsom Gourmet, para amantes de cinema e tecnologia

84 Perfil

6 8 10 36 34 38 64 70 74 76 78 94 95 104 106 108 110 114 116 118 120 122 146

Carta ao Leitor Cartas Frases Sapatos & Cia No Provador - Silvana Homrich Estilo & Atitude - Maggda Rammé Mombach Zita Pereira Flash Casa & Estilo - Jaqueline Fischer Zapelini Multimídia Lado B da Publicidade De Brasília - Edgar Lisboa Golfe Classic - Luis Carlos Baumgarten Crônica - Osvino Toillier Comportamento - Cris Manfro Pensando Bem - César A. C. da Silva Vida Segura - Adriano Fleck Cada Vez Melhor - Daniel Müller Assuntos Notariais - Flávio Fischer Vida Digital - Evandro Kalfelz Schmitz Sobre Nós e Outras Coisas - César A. Pessin Departamento Jurídico - Marcelo Kern Em Cena - Gisele Sauer

125 128 132 134 136 138 139 140 141 142 143

Cidades Porto Alegre - Edith Auler e Letícia de Souza São Leopoldo - Letícia de Oliveira Estância Velha - Marcos Antonio Kroeff Encosta da Serra - Sandra Hess Sapiranga - Aline Schneiders Paranhana - Lidiani Lehnen Nova Petrópolis - Fabiane Sehnem Vale do Caí - Édio Otto Trein Santa Cruz do Sul - Ana C. dos Santos e Sandro Viana Campo Bom - Juraci Reichert

Acompanhamos o chef Claude Troigros em gravação na Serra Gaúcha

86 Esporte Conheça o jogador de vôlei do Vale do Sinos que ganhou o mundo

88 História A reconstrução da Pomerânia, por José Carlos Heinemann

90 Sem Fronteiras Margrid Sauer relata as maravilhas da encantadora Florença, na Itália

96 Do RS Os desafios do secretário estadual de Educação José Clóvis de Azevedo

4

Revista Expansão

Julho/2011

CIDADES


Revista Expans達o

Julho/2011

5


carta AO LEITOR

Um brinde à vida!

J

á parou para pensar que mais da metade de sua vida você passa no local de trabalho? E quantas vezes chegou em casa estressado depois de uma jornada e não quis falar com ninguém? Quais são as profissões mais estressantes do mercado? Porque as pessoas estão surtando nos seus locais de trabalho? O que empresa e colaborador podem fazer para relaxar depois de um expediente de estresse intenso? Este é o tema da nossa Reportagem Especial, que em 12 páginas aborda a face triste do labor, quando este causa sofrimento, dor e frustração. Saiba por que a depressão vem crescendo entre as doenças ocupacionais e o que pode ser feito para driblar este sério problema. É possível que o ambiente de trabalho seja fonte de alegria e realização, onde colegas se transformem em amigos e os resultados positivos apareçam cada vez mais. Por falar em amigos, o próximo dia 20 é lembrado como o Dia do Amigo. Assim, preparamos uma matéria sobre esta relação tão importante em nossa existência: a amizade, fundamental na definição do nosso caráter e personalidade. Qualidade de vida também está diretamente

relacionada a boas risadas, apoio, troca de ideias e experiências, e isso tudo pode ser muito bom ao lado daquele amigo do peito! E a Nossa Capa, da mesma forma, é um convite à celebração da amizade. Conheça a Villa Baldo, uma aconchegante padaria e cafeteria, em Novo Hamburgo, que vem conquistando amigos fiéis ao longo de seus quatro anos. É um dos mais doces espaços para confraternizar com quem nos é especial. Nesta edição também fazemos mais uma referência a um produto que nos enche de orgulho. Em maio, começou a circular a Expansão Noivas. Desde então, temos recebido manifestações de vários setores, que reconhecem nosso empenho em apresentar um trabalho de qualidade, bem próximos das necessidades de quem se prepara para o grande dia. Por isso, publicamos mais um grupo de cartas e e-mails recebidos em virtude deste novo produto. Confira como estamos fazendo bonito. E bonito vai ser o verão 2012. Criamos um especial com as principais tendências para a estação do calor apresentadas pelas mais importantes marcas do circuito fashion brasileiro durante o São Paulo Fashion Week, em junho. Boa leitura, até a próxima!

Coordenadora de Redação

NOSSA CAPA

Capa: Celso e Taís Cristina Baldo | Foto: Fábio Winter (51) 3594-1400 - www.fabiowinter.com.br | Direção de Fotografia: Graziela Dannenhauer - Revista Expansão | Make up e hair: Vida Beauty Estúdio de Beleza - (51) 3239-1403 - wwww.vidabeauty.com. br | Tratamento de imagem: Fábio Winter | Arte: Alexandre Bitello - Revista Expansão

6

Revista Expansão

Maio/2011


Revista Expans達o

Julho/2011

7


cartas Coluna de Porto Alegre Jornal O Taquaryense Sérgio Jost: parabéns pela reportagem O vovô da imprensa, narrada pela jornalista Vera Fernandes, na edição 139, de junho 2011, da Revista Expansão. Nesta época da veloz e alucinante tecnologia renovável, é reconfortante saber que ainda se faz um jornal retrô à moda antiga, mas permanente e com voluntários. Como diretor da Adjori por sete anos e Abrajori por quatro anos, pesquisei vários jornais retrô, e só o Taquaryense sobreviveu. O jornal Liberal, do seu Faustino, lá em Santa Vitória do Palmar, até não muito tempo atrás também era tipográfico. Mas agora o Faustino pai passou para o Faustino Filho, que o modernizou para disputar seu lugar ao sol das finanças. Continua bom e combativo, o Liberal, porém já não é mais tipográfico e nem poderia, para ser empresa. Fiquei feliz ao ler a reportagem do Taquaryense. Agradeça tua equipe por dar aos leitores a chance de saber que ainda existe quem guarde essa memória do jornalismo tipográfico intacta e atuante. Gostei mesmo. Muito bom! Alan Caldas Diretor do Jornal Dois Irmãos Dois Irmãos

Prêmio Top de Marcas É com enorme satisfação e orgulho que cumprimentamos os integrantes da Revista Expansão, por terem sido agraciados com o prêmio Top de Marcas 2011, no dia 9 de junho último. Evento esse que premiou somente os fortes, pois estes passaram pela análise dos fatores do sucesso empresarial, os quais indicam o grau de competitividade de cada empresa, para se chegar ao melhor dos melhores. Esse prêmio mostra o quão poderão crescer de forma constante e harmoniosa, alçando cada vez mais o respeito do segmento no mercado. Nós, da equipe NRamos Mudanças ficamos honrados por fazer parte deste seleto grupo de empresas e através deste, deixamos o nosso parabéns para todos vocês! Nelcio Ramos Sócio-gerente NRamos Mudanças Novo Hamburgo

Li a Revista Expansão aqui no Rio Grande do Norte. Quero dar os parabéns pelo excelente trabalho que apresentam. As matérias e notas da coluna Porto Alegre, assinadas pelas jornalistas Edith Auler e Letícia Souza, representam, com transparência, como deve ser o bom e velho jornalismo. Um abração a todos. Ana Krabbe de Holanda Marketing e Consultoria Empresarial Rio Grande do Norte

Agradecimento Aos amigos da Revista Expansão: a iniciativa do Banco de Alimentos representa, para a nossa cidade, o combate à desnutrição e à obesidade, gerando mais saúde, bem-estar, menor evasão e melhor assimilação na escola, diminuição da violência, maior inclusão social, mais respeito, mais dignidade, mais cidadania para o povo. Ao colaborar com o Banco de Alimentos, você ou sua empresa ganham o mais importante: a certeza de estar ajudando quem realmente precisa. Através desta demonstração de responsabilidade social e de cidadania empresarial, ganha também o reconhecimento dos fornecedores, da comunidade, dos funcionários, dos clientes e de toda a sociedade. Agradecemos imensamente a Revista Expansão pela cobertura na inauguração do nosso Banco de Alimentos. Juntos, transformaremos esta simples ideia em uma grandiosa atitude. Antonio Elton Zarth                                                       Presidente Administração Banco de Alimentos Região do Calçado                Celso Paulo Delai Presidente Conselho Banco de Alimentos

Errata A foto do autor da coluna Assuntos Notariais na edição 138, página 118 foi trocada. A correta é a que está ao lado, de Lauro Assis Machado Barreto, e não de Flávio Fischer, como foi publicado.

EXPEDIENTE Execução Editorial

Rua Quintino Bocaiuva, 99 - Centro Novo Hamburgo - RS - CEP 93510-270 Fones: (51) 3065-6380, 3036-6380 ou 3036-6381 revistaexpansao@revistaexpansao.com.br www.revistaexpansao.com.br

Diretora Geral Ana Maribel Pacheco ana@revistaexpansao.com.br Diretor Comercial Sérgio Luiz Jost sergio@revistaexpansao.com.br Gerente de Projetos Especiais Marcelo Foletto marcelo@revistaexpansao.com.br Conselho Consultivo Ana Maribel Pacheco Marcelo Foletto Sérgio Luiz Jost e Zita Pereira Auxiliares Administrativos Ana Cristina Pires cristina@revistaexpansao.com.br e Diogo Rodrigo de Oliveira Atendimento ao Cliente Janaína Winter atendimento@revistaexpansao.com.br

8

Revista Expansão

Julho/2011

Coordenadora de Redação Aline de Melo Pires - MTb 15.462 aline@revistaexpansao.com.br

Porto Alegre Representante: Starter Vitrine de Mídia fica na Avenida Cristóvão Colombo, 2834/602, bairro Higienópolis. Fone: (51) 3072-2801

Secretária de Redação Graziela Dannenhauer - MTb 12.338 graziela@revistaexpansao.com.br

Sucursal: Edith Auler e Letícia Souza leed@leedcomunicacao.com.br Fone: (51) 3028-8590

Editor de Arte Alexandre Bitello alexandre@revistaexpansao.com.br

Circulação circulacao@revistaexpansao.com.br

Redação redacao@revistaexpansao.com.br Colaboradores Adalberto Alexandre Snel, Aline Schneiders, César A. Pessin, César Silva, Cris Manfro, Édio Trein, Edgar Lisboa, Estêvão Trentz, Fabiane Sehnem, Four Comunicação, Jair Canalle, Jaqueline Zapelini, Janequeite Kunst, Juraci Reichert, Leed Comunicação, Letícia de Oliveira, Lidiani Lehnen, Luis Carlos Baumgarten, Marcelo Kern, Maggda Rammé Mombach, Marcelo Kern, Marcos Kroeff, Osvino Toillier, Sandra Hess, Silvana Homrich e Zita Pereira

Assinaturas assinaturas@revistaexpansao.com.br Comercial comercial@revistaexpansao.com.br Vendas vendas@revistaexpansao.com.br Impressão Gráfica e Editora Pallotti Cidades de Circulação Grande Porto Alegre, Vale do Sinos, Vale do Paranhana, Região das Hortênsias, Vale do Caí e Vale do Rio Pardo Encontre a Expansão nas bancas de Bom Princípio, Campo Bom, Canela, Dois Irmãos, Estância Velha, Feliz, Gramado, Ivoti, Montenegro, Morro Reuter, Nova Petrópolis, Novo Hamburgo, Picada Café, Portão, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, São Leopoldo, São Sebastião do Caí, Sapiranga e Taquara

Os artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento da revista. Não é permitida a reprodução parcial ou total dos artigos publicados na revista sem prévia autorização do editor.


Revista Expans達o

Julho/2011

9


Frases

Agora f*... Era surpresa a nossa gravação pra Xuxa e você entregou em rede nacional.

Eu aprendi, ainda que tardiamente, que a gente só deve abrir a boca quando tiver certeza e de que o que vamos falar realmente vai agregar alguma coisa. Jorge Gerdau, durante palestra no Congresso de Marketing da ADVB, em Porto Alegre, em junho

Não aceitei porque não devo nada e quero sair daquele presídio com a cara limpa e continuar minha carreira. Bruno Fernandes de Souza, ex-goleiro do Flamengo, ao afirmar, à Folha de São Paulo, que o delegado Edson Moreira, que presidiu o inquérito do desaparecimento de Eliza Samudio, pediu R$ 2 milhões para incriminar apenas Luiz Henrique Romão, o Macarrão

10

Revista Expansão

Julho/2011

No nosso entendimento ocorreu um fato em um processo no Tribunal do Júri, em que as discussões são acaloradas, para o qual se deu uma dimensão talvez exagerada. Marcelo Lemos Dornelles, subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Institucionais, referindo-se ao incidente envolvendo o promotor de Justiça Eugênio Paes Amorim durante sessão do Tribunal do Júri em Porto Alegre, em que o promotor recebeu voz de prisão da defensora pública Tatiane Boeira

Fotos: Divulgação

Zezé Di Camargo ao irmão Luciano durante participação no programa Bem Amigos, quando foram questionados por Galvão Bueno onde estariam no dia do jogo da Seleção na despedida de Ronaldo Nazário, em junho


Revista Expans達o

Julho/2011

11


ENTREVISTA

Ricardo Vontobel, empreendedorismo no DNA Por Aline de Melo Pires | Fotos: Divulgação

Um dos mais influentes empresários da atualidade no cenário econômico gaúcho fala sobre o conceito de marketing e faz uma reflexão sobre a sua influência na sociedade. Ele defende o espaço corporativo como um ambiente estimulador, não somente do crescimento coletivo, mas do desenvolvimento das habilidades individuais de cada colaborador

F

undado por João Jacob Vontobel, há 60 anos, o Grupo Vonpar, distribuidor da Coca-Cola, no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, tem hoje à sua frente um dos mais influentes empresários da atualidade. Conversamos com exclusividade com Ricardo Vontobel, dias após ele ter participado do 20º Congresso de Marketing da Associação dos Dirigentes de Vendas do Brasil (ADVB/RS), onde foi um dos palestrantes e durante o qual o tema central foi o Marketing (Veja mais na página 100). Hoje, Ricardo Vontobel, 50 anos e natural de Santo Ângelo, dá continuidade ao trabalho iniciado por seu pai no comando da empresa que distribui, além da Coca-Cola, as marcas da Heineken Brasil, e da Vonpar Alimentos, composta pelas empresas Mu-Mu, Neugebauer Chocolates e Divisão Candies, reunindo 4,1 mil colaboradores. Desde 1998, também é o presidente da Associação dos Fabricantes Brasileiros de Coca-Cola. O Grupo Vonpar emprega mais de 4,1 mil colaboradores entre a Divisão Bebidas e Alimentos. Apaixonado por golfe, motociclismo e surfe, Vontobel fala do seu comprometimento pessoal com a excelência e da dedicação à empresa que ele vê como um espaço em que todos os colaboradores devem sentir-se o todo e não somente uma peça.

12

Revista Expansão

Julho/2011

Paixão incondicional Natural de Santo Ângelo (RS), Ricardo Vontobel, tem 50 anos, é casado com Scheila Sena Vontobel e pai de Valentina e de Guilhermina. Neste bate-papo, o empresário faz considerações importantes sobre as rotinas de uma empresa e fala de sua paixão incondicional pelo trabalho. “Sou um homem realizado quando chego todos os dias na minha empresa”, afirma. Entretanto, engana-se que com tudo o que construiu até agora, Vontobel seja um homem totalmente realizado. Neste caso, vale a afirmação de que quando há realização plena não há mais nada a almejar e não é mais permitido sonhar. Ricardo Vontobel sonha sim, deseja fazer sua empresa crescer ainda mais e acredita na vida como grande estimuladora de projetos. As características de um grande líder também são apontadas nesta entrevista e ele fala ainda sobre a importância do debate do verdadeiro conceito da palavra “marketing” que muitas vezes pode ser confundido puramente com vendas. Conheça também as considerações de Vontobel sobre o que realmente forma um líder e garante a uma empresa competitividade e longevidade. Nas próximas páginas, confira os principais trechos da conversa da Revista Expansão com Ricardo Vontobel, um homem predestinado ao sucesso empresarial.


RICARDO VONTOBEL

Revista Expans達o

Julho/2011

13


ENTREVISTA O que significa estar à frente de um grupo como o Vonpar, com toda a representatividade que tem na economia do RS? Significa uma responsabilidade enorme, no sentido de representar quase cinco mil pessoas que trabalham conosco, além das marcas centenárias, como Neugebauer, Mumu e, claro, Coca-Cola. É uma responsabilidade grande tudo isso, mas ao mesmo tempo, um grande prazer. Eu gosto muito do que faço, é confortável. Mas também é um desafio manter a competitividade e estar focado no futuro. É um desafio gerar riquezas para todos, entre fornecedores, colaboradores, acionistas. E quando falo em riquezas não quer dizer somente o valor em dinheiro, me refiro aos valores morais, de comportamento. Estar nesta posição sempre foi uma meta sua? Não, não foi. Foi um processo natural, estamos em uma empresa familiar, fundada pelo meu pai, eu cresci neste meio. É claro que todo mundo almeja crescer dentro da função que desempenha, mas como eu disse, nunca fui focado nisso. Meu pai foi o fundador da empresa e eu sempre respeitei muito esta posição dentro dela. Então, a posição que eu tenho hoje acabou sendo algo muito natural. Na sua opinião, o sucesso do Grupo Vonpar é atribuído somente à Coca-Cola, com toda a sua força mundial? Sem dúvida que a Coca-Cola tem uma enorme participação, muito importante. Tudo o que é apresentado como gestão tem a ver com a marca. No entanto, é evidente que se não houvesse um forte trabalho, árduo, de dedicação, e uma preocupação de evoluir junto com a marca, o sucesso da empresa não seria possível. Sabemos que a combinação da empresa associada à marca é importante. Mas, sobretudo, nossa capacidade de empreender e de passar por todas as crises pelas quais passamos faz a diferença. Há vários grupos que também trabalham ou trabalharam com a marca Coca-Cola e passaram, a marca fica, vai além da gestão e da administração. Quais são os maiores desafios em comandar um grupo do tamanho e das dimensões do Vonpar? Entre os maiores desafios está o de continuar sendo sempre uma empresa inovadora no processo de gestão, seguir sendo competitiva, pois é a competitividade que nos mantém vivos, focados no futuro, em uma evolução constante. As empresas amadurecem e envelhecem mas, ao mesmo tempo, têm de se manter atualizadas. Nós temos 60 anos, mas precisamos ser contemporâneos, o tempo passa, mas precisamos nos ajustar ao mercado e nos renovar constantemente. E o que o senhor pode falar sobre as maiores compensações em conduzir o Grupo Vonpar com toda a dimensão que tem? São principalmente os resultados. Todo mundo tem que ter meta. Então, valorizo especialmente aquilo que conseguimos produzir.

Acredito no marketing responsável (..). Para mim, é importante que tenha continuidade, que obtenha o respeito das pessoas e a consolidação da imagem ao longo do tempo

14

Revista Expansão

Julho/2011

RICARDO VONTOBEL

Meu pai foi o fundador da empresa e eu sempre respeitei muito esta posição dentro dela. Então, a posição que eu tenho hoje acabou sendo algo muito natural.

O senhor fala dos resultados financeiros? Não somente deles. Eles são resultados dos primeiros aos quais me refiro, que são ética nos processos de gestão, respeito ao meio ambiente e aos colaboradores, valorização das pessoas que trabalham conosco, que têm seu lugar no mercado. Não são somente os resultados financeiros que mantém uma empresa viva. Mas há outras coisas que levam ao resultado econômico. O prazer em trabalhar é uma delas, me sinto realizado, emocionado estando na empresa todos os dias e fazendo o meu trabalho. A alegria e a inquietação também são características de nossa empresa, que são vistas como resultados. Precisamos ser inquietos, sou assim porque nunca estou satisfeito, e também tem de ser feito com alegria, cada gesto, cada ação. O senhor foi um dos palestrantes do Congresso de Marketing da ADVB, em junho. Como avalia a importância de iniciativas como esta no mundo contemporâneo? É uma iniciativa importante, o congresso da ADVB nasceu por uma necessidade, foi ainda na gestão de Nelson Sirotsky, quando ele era presidente. Desta vez, em junho, foi um modelo diferente. Eu e os outros palestrantes (Jorge Gerdau e Nelson Sirotsky) não somos especialistas em marketing, por isso demos uma abordagem diferente. Falamos sobre gestão que envolve aspectos internos, compromisso social, responsabilidade social, a importância da marca. Então, uma oportunidade como esta é sempre fundamental pela troca de ideias, de ações, é salutar, enriquece quem participa, quem palestra. Como o senhor analisa a importância do marketing no atual contexto sócio-econômico do País? A gente é impactado todos os dias com este assunto. O marketing é peça fundamental na questão de relacionamentos para as organizações. Eu acredito muito em marca, há marca, há valor. E marketing é valor. Eu acredito no marketing responsável, não transitório nem pontual. Para mim, é importante que tenha continuidade, que obtenha o respeito das pessoas e a consolidação da imagem ao longo do tempo, atravessando e conquistando gerações. A Coca-Cola é um exemplo disso? Sim, a Coca-Cola é um exemplo, sem dúvida, como tantos outros. São marcas que transpõem o tempo, se renovam ao longo dele. Um dos assuntos abordados no Congresso de Marketing foi a revisão do conceito da palavra marketing. O senhor acredita que ainda existe um entendimento errado deste conceito e que, com isso, os benefícios, as vantagens, o lado positivo se perde em detrimento desta compreensão? As pessoas confundem o conceito de marketing com venda. É um conceito errado, sem dúvida, antigo. Conceito de marketing vai desde a inovação, que significa a estabilidade da marca no mercado, a


Revista Expans達o

Julho/2011

15


ENTREVISTA O colaborador precisa saber e conhecer tudo o que é feito na organização na qual ele está todos os dias. As pessoas precisam saber e sentir que não são uma peça apenas, uma parte da engrenagem. Elas são o todo.

relação com a comunidade. Marketing é a capacidade de transformar um produto em um desejo. Um exemplo disso é o fascínio que uma bolsa Louis Vuitton exerce em uma mulher. Ela vai pagar sempre um valor muito maior do que a bolsa tem pelo desejo de ter esta marca, tudo está agregado, a mulher quer o que aquela sigla, aquele nome representa, o que vai muito além da marca em si. O senhor percebe alguma mudança no sentido de estimular o crescimento da cultura de marketing entre os empresários, especialmente os que são gestores há várias décadas? Sim, o que a gente vê no mercado é uma evolução, vemos empresários preocupados com a melhoria de suas marcas, de seus conceitos, e isso é identificado no produto final. É um processo que vem evoluindo. E hoje, sem dúvida, estamos melhores do que há dez anos. Já se discute isso muito mais do que antes nas entidades, nos meios de comunicação e dentro das empresas, o que é muito, muito positivo. O presidente do Grupo RBS, Nelson Sirotsky, falou, durante o congresso de marketing, sobre a necessidade de estimular o brilho no olhar do colaborador. Em tempos de avanços tecnológicos, de mudanças e da rapidez da informação, qual a sua estratégia, como gestor, para manter o seu colaborador não somente ao seu lado, mas fiel à organização e satisfeito? Este processo todo começa por respeitar as pessoas, fazê-las sentirem-se engajadas, interessadas em todos os processos e estágios da empresa. O colaborador precisa saber e conhecer tudo o que é feito na organização na qual ele está todos os dias. As pessoas precisam saber e sentir que não são uma peça apenas, uma parte da engrenagem. Elas são o todo. A diferença, em última análise, é a capacidade dos recursos humanos, a capacidade de enxergar o outro, o ser humano. Brilho nos olhos do colaborador você tem quando gera a capacidade de desenvolvimento profissional. A empresa tem obrigação de crescer para que os colaboradores queiram crescer. Acreditar nos valores, que têm de ser sólidos, também é importante para fazer o colaborador ter orgulho da empresa onde trabalha. E quando o empresário pratica os valores nos quais diz que acredita, passa a gerar confiança na sua equipe, em que está ao seu lado todos os dias. O senhor acredita que o conceito de marketing é tão ou mais importante quanto o posicionamento da empresa no que se refere às ações de responsabilidade social? Olha, estas são duas coisas diferentes, mas de importância equivalente. Uma empresa que queira ser competitiva tem que olhar para os dois lados. Tem que dar atenção à gestão, às finanças, à parte administrativa. Mas, ao mesmo tempo, precisa estar atenta às questões de responsabilidade social e ambiental, tudo está junto. E de tudo isso faz parte o processo de crescimento, de posicionamento no mercado e de competitividade. Estar atento a estas questões pode definir o futuro de toda uma organização, bem como de seus colaboradores.

16

Revista Expansão

Julho/2011

RICARDO VONTOBEL

O senhor disse há pouco que fica realizado diariamente quando chega à empresa para desempenhar suas funções. Mas, de um modo geral, considera-se um homem realizado? Por quê? Não. Porque eu acho que ainda há muita coisa para construir. A empresa pode ser maior e melhor, as pessoas podem crescer mais dentro da organização, encontrar e identificar novas oportunidades dentro de suas áreas, ou descobrir outras. Enquanto houver vida e estiver respirando, vou estar em busca da realização. O que o senhor ainda deseja realizar no Grupo Vonpar? Pode parecer clichê, mas é com trabalho que se cresce, não há outra possibilidade. Então, o negócio é mesmo trabalhar cada vez mais e manter nosso compromisso ético. Acredito que isso faz parte da estratégia de crescimento, não é por acaso que chegamos aos 60 anos. Existe um lema, que usamos internamente: para a empresa e não da empresa. Pois, vivendo para a empresa pode-se viver dela. Na sua opinião, como o senhor identifica, quais são as principais características de um líder e por quê? É difícil definir, pois existem diferentes modelos. Toda a pessoa que acaba, independente de sua formação, conquistando outras que a respeitem pelos exemplos que ela dá, e não pela posição ou pelo poder que exercem, são líderes, modelos a serem seguidos.


Revista Expans達o

Julho/2011

17


NOSSA CAPA

O charme da

conveniência A Por Graziela Dannenhauer | Fotos: Fábio Winter/Especial

O bom gosto, o requinte e a descontração em único lugar, Villa Baldo quele aroma de pão fresquinho, o atendimento exemplar, um ambiente ímpar, alimentos deliciosos e as melhoras tortas de Novo Hamburgo (RS). Tudo isso você pode encontrar na Villa Baldo. A única loja de conveniência da região que funciona também como padaria e cafeteria e com produção própria. É o lugar ideal para um bate-papo, uma paquera, uma discussão de trabalho, um encontro amoroso ou de negócios, ou quem sabe apenas para sentir-se em casa ou ainda trazer a família para um delicioso café. As características aromáticas e os alimentos produzidos com ingredientes sele-

18

Revista Expansão

Julho/2011

cionados garantem a sensação de estar em casa. Os funcionários sempre atendem sorrindo e transmitem a sensação de orgulho ao trabalhar em um ambiente gostoso e aconchegante. O aroma de frescor toma conta da loja, ainda mais quando as três máquinas sefl-service, as mais modernas, estão a todo vapor (literalmente), aguçando o paladar. E o mesmo é intensificado com o visual dos salgados e doces. Um mais gostoso que o outro. “Tudo feito com amor e carinho e produtos de excelência”, diz o proprietário Celso Baldo, 41 anos, que abriu o negócio há quatro anos com a filhota Taís Cristina, 23, acadêmica de Nutrição na Unisinos. Baldo é casado com Magda Cristina, com quem tem também a pequena Rafaela Cristina, de dois aninhos, que também frequenta a loja.


Qualidade e excelência Como se exige qualidade, a excelência é praticada diariamente. “Se você deixar um dia de oferecer essa excelência, nunca mais recupera o cliente”, destaca Baldo. Ele e sua família são pessoas simples que primam pelo requinte e ótimo atendimento. “Aqui você pode tomar um café com a família sossegado. Temos o Clubinho Villa Baldo para as crianças desenharem e se divertirem, enquanto os pais saboreiam seus pedidos”, conta o proprietário. E o carinho pelos pequenos é grande no coração desse empresário, que atua no ramo alimentício desde os 12 anos, quando trabalhava com o pai, com quem aprendeu sobre o mundo dos negócios. Sua filha Taís, ao atingir os 19 anos, foi colocada na “fogueira” do segmento e teve que aprender a fazer os doces e os salgados, entre pão de queijo, rocamboles, bolos, tortas, cuca, croissant, pastel de forno, pizza e pães. A família toda passou a administrar a loja de conveniência que funcionava como padaria, adquirida pelo clã dos Baldo em 1º de agosto de 2007, passando a atender como cafeteria também. Equipamentos modernos e econômicos foram implantados ao longo dos anos para melhorar o serviço e oferecer mais qualidade no atendimento. A reforma do empreendimento foi assinada pela arquiteta Vanídia Martini. As melhores tortas Taís aprendeu a fazer tortas e se saiu muito bem, vindo a receber o prêmio de Melhor Torta de Novo Hamburgo 2010, pela Revista Sabores do Sul. A loja recebeu consecutivamente até 2010, o título de Melhor Loja de Conveniência, pela mesma revista. “Eu não uso glacê nas tortas e até fazemos pedidos personalizados, como foi solicitado uma torta diet”, conta a empresária. Ao todo, são mais de 50 tipos de tortas e mais de cem de salgados e doces oferecidos pela loja, que conquistam os clientes – o estabelecimento é consagrado como ponto de encontro na cidade. Baldo construiu um deck ao lado do estacionamento para disponibilizar mais um ambiente descontraído, e alusivo ao nome local criou o pastel do deck. A Villa Baldo funciona basicamente como uma vila, onde você encontra pessoas especiais e acontece de tudo. Um dos principais forncedores é a Cooperativa Santa Clara, que abastece o local com seus produtos lácteos. Ambiente climatizado De acordo com Taís, responsável também pela parte técnica nutricional da padaria, a loja oferece Internet, clipes musicais, noticiários e desenhos. “Temos uma TV a cabo e um sistema wireless. É que pode acontecer de você acordar cedinho no domingo e querer tomar um café especial, com um aroma de casa, estamos abertos desde as 7 horas da manhã, esperando por você. Esse é o nosso diferencial”, explica Taís. Por isso, o público chega a cerca de 15 mil clientes por mês, e muitos são fiéis ao estabelecimento. “É um conceito diferente de tudo que se viu até agora em conveniência”, justifica Baldo. Há quem ache que a loja é uma franquia de uma rede de conveniências de tão qualificado que é o empreendimento. “Quem sabe um dia”, brinca Baldo, que não para de inovar e pretende este ano criar o site da Villa Baldo. No último final de semana de julho, a loja estará com promoções, sorteios e brindes, e uma extensa programação para comemorar seus quatro anos de sucesso.

Avenida Pedro Adams Filho, 3.912, Novo Hamburgo Telefone (51) 3594-4997/3066-3737/9791-7712 E-mail: villabaldo@yahoo.com.br Horário: de segundas a sábados, das 6h30 às 22 horas, e domingos e feriados, das 7 às 22 horas

Revista Expansão

Julho/2011

19


Viva a

diversidade!

Especial spfw/verão 2012

A

Por Aline de Melo Pires | Fotos: Agência Fotosite

multiplicidade no mundo contemporâneo chega, sem dúvida nenhuma, ao universo da moda, em que as criações permitem o surgimento de vários estilos – acredite, o seu também existe – e continuar sempre in. O São Paulo Fashion Week, que trouxe, em junho, as maiores tendências para o verão 2012 é prova disso. A semana de moda que movimentou o Brasil anunciou uma mistura de tendências e releituras capazes de agradar a gregos e troianos. Estampas florais, animal e cheias de grafismos dividiram a passarela com muitas propostas em acabamentos, tecidos e principalmente, cores. Acompanhe nas páginas seguintes o que rolou nas passarelas das principais marcas, em São Paulo, e inspire-se para a temporada de sol e calor que, já, já, estará aí.

20

Revista Expansão

Julho/2011


Revista Expans達o

Julho/2011

21


Especial spfw/verão 2012

Ellus

André Lima

O clima dos festivais e o design dos anos 60 deram o tom da coleção criada pela estilista Adriana Bozon para o verão 2012 da Ellus. Elementos mais pesados, que remetem ao rock, estiveram na passarela montada ao ar livre no Ibirapuera. Os vestidos com formas amplas, túnicas com uma espécie de cauda e peças assimétricas e pantalonas em tecidos brilhantes e também as calças justas fizeram parte do show. A mistura de texturas – como a pele de cobra, metalizados ou furta-cor são destaque para a temporada quente, além, é claro, do jeanswear, carro-chefe da marca, com denim blue, de aspecto sujo ou empoeirado e a linha color, com lavagens claras. A linguagem é urbana e cool.

As vedetes da coleção são as calças. Amplas e fluidas, elas chegam com fendas e movimentos e também se apresentam em macacões que se impõem na passarela. A variedade de tecidos usada pelo estilista da mesma forma, é ampla, porém nobre. Transparências, lamês, paetês brancos ou pretos. Os vestidos André Lima têm cores fortes e tecidos brilhantes. Curtos ou alongados, variam o comprimento em uma mesma peça. Verão pede pele em destaque e o estilista não fugiu à regra: a coleção tem ombros, colos ou costas, sempre à mostra, numa longa e gostosa viagem entre os anos 40 e 80.

Adriana Degreas A cultura indígena e as “coisas da terra” são a grande inspiração da estilista. Adriana Degreas mesclou as origens brasileiras com a elegância das divas e esta mistura resultou na imagem cheia de ousadia, sensualidade e beleza da eterna Sônia Braga, que fez bonito na passarela. A união do rústico e do sofisticado, reflete nos maiôs e biquínis, que levam aplicações de penas, pedras e brilhos. Estampas tropicais também marcam a coleção em tamanho maximizado. Adriana Degreas aposta nas cores fortes da bandeira nacional, explorando os tons de verde e mesclando com cores terrosas, destacando a brasilidade.

22

Revista Expansão

Julho/2011


São Paulo Fashion Week Salinas A cidade maravilhosa, que é sinônimo de praia e sol, é a grande inspiração de Jacqueline de Biase para a coleção Salinas. O verão 2012 chega com a cara do Rio de Janeiro, partindo da música, tão cantada mundo afora, como boa parte da moda praia produzida por aqui. A estratégia da estilista foi olhar o Rio de fora, com o ponto de vista de um estrangeiro. Flamingos, gaivotas, borboletas, o tradicional P&B dos calçadões e até notas musicais, em referência às músicas que homenageiam a capital fluminense desfilam pelos biquínis, maiôs e saídas de praia.

Revista Expansão

Julho/2011

23


Especial spfw/verão 2012 Neon

Colcci Os anos 70 dão a tônica para a coleção da Colcci na próxima temporada quente. Pantalonas de cintura alta, boca de sino, jaquetas curtinhas e cores quentes, aparecem nas peças que ganham companhia de outras criadas com listras, remetendo um estilo navy mais moderno. Blazers são acompanhados de shorts curtinhos e secos. Destaque para a cartela de cores, mais alegria não poderia haver: laranja, vermelho-tomate, amarelo e fúcsia, em uma animada profusão.

Maria Bonita Extra A estilista Ana Magalhães viajou até Nova York para buscar o tom da coleção verão 2012 da Maria Bonita Extra. Ela e sua equipe foram até o High Line, antiga ferrovia, construída nos anos 1930 e transformada em um parque suspenso. O resultado nas passarelas foram vestidos de seda com comprimento na altura do joelho e cintura ligeiramente deslocada, ideal para usar com cintos. A antiga ferrovia inspirou as estampas florais maximizadas e uma magnífica cartela de cores – roxo, vermelho, rosa e muito branco. Destaque para a leveza e para a harmonia.

24

Revista Expansão

Julho/2011

Dudu Bertholini e Rita Comparato, a dupla da Neon, criaram peças com destaque para os tons de laranja, vermelho e azul, mas também dão vez ao prata e ao dourado. Caftãs e túnicas, que caracterizam a marca, dividem espaço com macaquinhos e microvestidos. A leveza e o conforto marcam a coleção feita com materiais como o linho e a seda pura. Os anos 60 aparecem nos shapes curtos, trapézios e geométricos. Lenços usados na cabeça ou no pescoço remetem às divas retrô, com muitas cores.


Osklen Simplicidade e conforto são as palavras de Oskar Metsavaht para a coleção Osklen verão 2012. Ao homenagear a cultura negra, o estilista reinterpreta as influências africana e baiana, aos capoeiristas e aos pescadores, com um olhar todo peculiar. A marca apresenta a mescla de tecidos rústicos e high tech – as peças são feiras com tricô, mesclado com fios de metal, com tramas abertas, algodão tramado, linho natural e tricô de ráfia de seda, além do couro de pirarucu e salmão. A alfaiataria predomina em formas bem soltas. Macacões para eles e para elas também se destacam.

Tufi Duek O Brasil também é tema da Tufi Duek no verão 2012 na visão do estilista Eduardo Pombal. Cestaria, as texturas de látex e as pinturas indígenas mais gráficas dão formas a peças esculturais. As cores laranja, preto, verde e urucum se apresentam em vestidos que se destacam por meio da tecnologia, entrelaçados de palha com cobertura plástica conferindo brilho, ou ainda outros em látex, também em babados delicados, numa ode à brasilidade. Vestidos e tops em couro, linho, algodão e celulose – um tecido japonês feito de papel -, carregam traços geométricos que ganham pitadas de pinturas tribais e contas e aparecerem ora estruturados, ora revelando a pele. Já as calças são mais justas e urbanas, sempre com bocas mais largas, conferindo conforto.

Revista Expansão

Julho/2011

25


Especial spfw/verão 2012

Alexandre Herchcovitch (masculino)

Cia Marítima Com modelagem extramente democrática, a Cia Marítima chega com larguras e cortes ousados. As estampas são marcadas por pele de animais em cores vibrantes, combinadas com acabamento em cores flúor – até florais de ar vintage, e ainda listras em sobreposição de geometria. Os biquínis e maiôs têm acabamentos com crochê, bordados de canutilhos laminados, franjas de correntes e o logo da boneca Barbie – parceria com a marca nesta temporada. A exuberância fica por conta dos tons verde, laranja, rosa, amarelo e pink.

A coleção masculina de Herchcovitch apresenta cores nos tons cáqui, rosa, vermelho, marinho e várias nuances de verde. A caça, pesca e camping dão o tom da temática que chega em formas contemporâneas sem referências de outras épocas. Shapes mais limpos, com imagens abstratas marcam a alfaiataria e os coletes e casacos são mais longos e amplos com bolsos com diversos compartimento – neste caso, a inspiração são os coletes que carregam equipamentos de pescador. Nas matérias-primas, náilon leves ou matelados, lã, canvas de algodão e camurça sintética. Entre as cores, se destacam cáquis, rosa, vermelho, marinho e vários tons de verde.

Alexandre Herchcovitch (feminino) Para elas, Herchcovitch apostou no luxo francês do século18 e no visual clean japonique. Saias com comprimeto até os joelhos dão uma ideia de recatamento, proposta que se perde um pouco nas blusinhas e jaquetas cropped folgadas e deixam aparecer a barriguinha. O romantismo marca os vestidos com volume nas saias, calças curtas e tops de lingerie com florais. Na cartela de cores, bege, tons clarinhos de azul, amarelo e rosa, vermelho. Um look todo preto quebrou um pouco a suavidade da coleção. Todos os tecidos usados são vintage.

26

Revista Expansão

Julho/2011


Cavalera A pintora Frida Kahlo ouvindo Janis Joplin enquanto comemora o Dia dos Mortos, uma das festas mais coloridas e tradicionais do México, em homenagem aos que partiram. Esse é o tema da coleção verão 2012 da Cavalera, que se inspirou nas tradições mexicanas para o clima quente traduzidas em peças multicoloridas. Vestidos curtos e transparentes dividem espaço com batas mais amplas e calças bocade-sino. Destaque para os vestidos bordados em paetê com estampas de flores. A alfaiataria foi revisitada e apareceu bem do jeitão Cavalera: descontraída, em tecidos rústicos que compunham blazers e coletes. Numa coleção perfeita para quem gosta de cor – muita cor – há também espaço para o preto, off-white e tons pastel, para manter a sobriedade.

Glória Coelho O retorno de Netuno ao signo de Peixes, depois de 184 anos, o fim dos anos 1960 e a série de ficcção científica X-Men são as grandes referências de Glória Coelho para o próximo verão. Looks futuristas fazem parte das criações que trazem vestidos com estampas quadriculadas, multicoloridas e cheios de recortes. Os ombros ganham shapes arredondados à la anos 60. Em um segundo momento, conjuntos de túnicas e calças de couro parecem brincar com a Astrologia, trazendo aplicações no formato de alguns signos.

Revista Expansão

Julho/2011

27


eXPANSÃO NOIVAS

O“sim”

foi quase unânime Por Graziela Dannenhauer Fotos: Robison Kunz/Criativa Fotos e Filmagens/Especial

Leitores e assinantes da Revista Expansão manifestam suas opiniões sobre o projeto especial Noivas

F

oram muitas as manifestações que recebemos de leitores e colegas que apreciaram a edição especial anual, a Revista Expansão Noivas, novo produto da Editora Pacheco que entrou em circulação em maio passado. Como diz Theodore Roosevelt, “eu não me importo com o que os outros pensam sobre o que eu faço, mas eu me importo muito com o que eu penso sobre o que eu faço, isso é caráter”. E realmente, as equipes que trabalharam na edição da Noivas se esmeraram para dar o melhor de si porque queríamos mostrar o que há de excelência no mercado de casamentos e não fomos pelo o que os outros iriam pensar, mas sentir ao lerem a Expansão Noivas. A prova de que a dedicação a este trabalho rendeu bons frutos e que estamos no caminho certo. A repercussão da Revista Expansão Noivas na Francal, em Saõ Paulo, foi um sucesso e a edição foi indica a prêmios. A todos que nos enviaram seus elogios o nosso muito obrigado e com certeza estamos engajados a surpreendêlos cada vez mais.

28

Revista Expansão

Julho/2011


Maravilhosa Recebemos a Revista Expansão Noivas e gostaríamos de parabenizar você e toda a equipe de trabalho! Não tenho palavras para descrever o quanto a revista ficou M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A! Sinceramente mesmo. O conteúdo, as fotos, as páginas, tudo com uma qualidade espetacular. Creio que aqui no Estado nunca tínhamos produzido uma revista deste nível. Todos estão de parabéns pelo tamanho esforço desprendido. Por mais que acompanhamos um pouco da produção, conseguimos perceber que a equipe estava unida e engajada em busca do impossível. O que foi atingido, com certeza. E o editorial Ladies & Gentlemen? Ficou sensacional! Inclusive, gostaríamos de questionar se é possível adquirir alguma foto para utilização em nossos materiais de divulgação, como site, panfletos, etc... Em nome do Ecoland, só temos a agradecer também. A cada página virada (e são inúmeras, por sinal), encontrávamos o nosso nome, as nossas fotos ou notas a respeito. Não acreditávamos que teria uma repercussão tão grande – isso que a palavra grande não reflete toda essa ‘grandiosidade’. Gostaria que repassasse os nossos sinceros agradecimentos e deslumbramentos a todos que participaram da concretização da revista. Estão de parabéns, do fundo do coração! Desejamos muito, muito, muito sucesso mesmo e saiba que nossa parceria não se findou nem se limitou a este número. Estamos à disposição para as próximas edições! Abraços e beijos! Monique Willers Hoteleira Igrejinha

Encantador Quero parabenizar a Revista Expansão pela maravilhosa publicação da edição especial Noivas, mas de maneira muito particular, cumprimentar a Graziela pelos lindos textos e assuntos abordados de modo tão encantador. Para toda equipe muito sucesso hoje e sempre e para a Grazi um beijo especial. Magda Schneider Empresária Novo Hamburgo

Espetáculo Recebi as revistas! Gostaria de aproveitar o ensejo para parabenizar toda a equipe pela Expansão Noivas. Gente, arrasou, espetáculo de publicação! Ficou lindo demais! Orgulho em trabalhar com vocês! Abração, sucesso! Edith & Letícia Leed Comunicação Porto Alegre

Criatividade Gostei muito de ter participado da entrevista na Revista Expansão Noivas, teve uma ótima repercursão aqui no Centro Estético Nácul, as clientes elogiaram o conteúdo das matérias e a criatividade das fotos. Na próxima edição, poderíamos abordar alguns tratamentos que deixarão as noivas mais bonitas e confiantes no grande dia! Abraço Marcelo Kalil Nácul Sócio-diretor do Centro Estético Nácul Porto Alegre

Tendências Revista Expansão! Parabéns pela primeira edição especial de noivas, adorei as matérias, os editoriais e as dicas sobre as tendências no mercado de casamentos. Forte abraço! Kérellin Dias Gerente da Oficina de Photographia - Joel & Isa Reichert Novo Hamburgo

Melhor do mercado Gostaria de parabenizar a equipe da Expansão pela edição da Expansão Noivas. A revista conta com muitas dicas para quem está noiva, além de ter fotos lindíssimas e entrevistas com os melhores profissionais do mercado! Com certeza a Expansão Noivas vai auxiliar muito no meu casamento! Vou aguardar ansiosa a próxima edição! Um abraço! Michele Utzig Analista administrativo Novo Hamburgo

Revista Expansão

Julho/2011

29


eXPANSÃO NOIVAS Expectativas A equipe toda está de parabéns! A revista Expansão Noivas ficou um luxo. Qualidade em tudo, fotos, reportagens, impressão, diagramação. Excedeu as expectativas. Tem tudo para ser um sucesso! Recebam um grande abraço de reconhecimento  da turma da agência Carin Gerber Kupske Use - Imagem e Relacionamento Novo Hamburgo

Altíssima qualidade Equipe da Expansão. A edição está linda, de altíssima qualidade, com alto padrão, resultado gráfico e editorial. Fiquei impressionado com o alto padrão. Parabéns pelo profissionalismo, é disso que precisamos no Rio Grande do Sul. Tiago Costa DUE Relacionamento com a Imprensa Porto Alegre

Beleza ímpar Em primeiro lugar, escrevo este e-mail em nome da equipe Maison Milka para parabenizar os envolvidos pela edição da Expansão Noivas. A revista ficou de uma beleza ímpar! Fotografia, escolha da locação dos ensaios, modelos, conteúdo em geral, enfim, muito bom. Vocês merecem realmente os parabéns! Ainda, a dona Milka está em viagem e pede para ver a fotografia que foi publicada com um vestido da marca. Gostaríamos que nos enviassem por e-mail, para que possamos remeter a ela. Um abraço e que mais edições especiais como esta venham!  Priscila Maboni Assessoria de imprensa Maison Milka Porto Alegre

Dedicação Gostaríamos de agradecer a dedicação para que nossos vestidos estivessem na revista! A revista está linda demais, um luxo! Ficamos emocionadas de poder fazer parte desse trabalho tão lindo! Temos certeza que com esse empurrão iremos muito longe e seremos grandes anunciantes em futuros trabalhos, podes ter certeza! Muito obrigada de coração. Beijos, Bela e Gilian Atelier Bianca Rodrigues Novo Hamburgo

Inspiração O trabalho realizado na Revista Expansão Noivas foi de um profissionalismo de primeira grandeza. A Revista Expansão Noivas como um todo, expressa todo o bom gosto, sofisticação e criatividade que vocês, com toda competência, conseguiram transmitir. Nosso desejo é que essa revista sirva de inspiração para as próximas e que  com toda certeza terá todo o sucesso garantido. Parabéns para toda equipe que a idealizou, mas principalmente para vocês que tornaram tudo possível. Sucesso sempre! Silvia e Jorge Machado Pano de Luxo Novo Hamburgo

O máximo! Queridos Marcelo e Graziela, vocês são inegavelmente o máximo! Foi maravilhoso podermos participar da edição da Revista Expansão Noivas. O resultado do trabalho é admiravelmente extraordinário! A perfeição e a emoção das imagens nos remetem ao sonho genuíno do casamento. A seriedade e a veracidade dos artigos nos causou profunda admiração. As noivas têm um guia completo com a revista em mãos, além de belo e refinado. Participar com profissionais competentes, queridos, compromissados, só poderia dar no que deu: Sucesso Absoluto. A verdade está registrada a cada página da revista, não se trata de elogios infundados. A certeza do êxito está estampada na expressão verbalizada das nossas noivas que tiveram a oportunidade de ver a revista aqui na loja. Parabéns mesmo! É um orgulho para todos nós, que trabalhamos na realização de sonhos, podermos participar e contribuir em tão alto estilo de uma revista que, em seu editorial refere amor. Esta revista é toda amor! Percebemos e sentimos isto! Solaine Piccoli Estilista Porto Alegre

30

Revista Expansão

Julho/2011


Belo e mágico Expansão, através dessa mensagem, os parabenizo por toda beleza e empenho intrínsecos na Expansão Noivas,  um projeto que mostra a atualidade da nossa região, pontuando o que há de mais belo no  mágico universo  das noivas. Nos sentimos envaidecidos por fazer parte de um projeto dessa magnitude. Parabéns a Graziela Dannenhauer por sua dedicação e  pelo dom de nos prender em agradáveis leituras, e ao Marcelo Foletto, gerente de Projetos Especiais, que com maestria ofereceu ao mercado a oportunidade de conferir uma publicação com conteúdo ímpar, voltada a um dos mercados que mais cresce no Brasil. Atenciosamente, J. Wermann FlorEfeito Boutique de Flores Novo Hamburgo

Belíssima Antes de mais nada, meus parabéns pela belíssima edição especial Noivas da Revista Expansão! Achei o máximo! E as matérias com o Casa da Montanha e o doutor Guilherme Cerveira ficaram ótimas também! Vocês são o máximo! Quero nos colocarmos à disposição para qualquer futura oportunidade. Beijão! Robledo Milani Phosphoros Novas Ideias Porto Alegre (RS)

Orgulho Não poderia, de forma, alguma, deixar de parabenizá-los pela belíssima Revista Expansão Noivas. Diferentemente da maioria das publicações dedicadas a este assunto, ela não se deteve apenas em apresentar belos vestidos ou cenas de casamentos. A começar pela capa: criativa, bonita e com um humor sutil e muito verdadeiro. As matérias percorrem um universo de assuntos que despertam o interesse até de quem não está com o casamento marcado. Mais uma vez Grazi e Marcelo, parabéns. Senti orgulho de vocês. Cíntia Rosângela Redatora Publicitária da Compacta Comunicação Porto Alegre

Surpreendente Amigos da Editora Pacheco! Quero parabenizar toda a equipe da Expansão Noivas, pelo belíssimo trabalho, em especial aos diretores Sérgio Jost e Ana Pacheco. Não poderia esquecer também, da editora Graziela Dannenhauer pela condução do projeto que ficou show! A Expansão Noivas veio para somar com esse “mercado” na região, um dos que mais cresce no País. A revista é eclética e moderna. Traz informações atuais com um conteúdo rico, e é onde as noivas poderão adquirir tudo aquilo que precisam para o principal dia de sua vida. A Expansão Noivas começou a circular este ano, de forma que surpreendeu todos pelo profissionalismo e seriedade da equipe em levar um conteúdo atraente e moderno para nós leitores. Parabéns e muito sucesso! Sérgio Negri Jornalista Novo Hamburgo

Belo presente Prezados diretores da Revista Expansão, venho cumprimentar V. Sas. e à Graziela Dannenhauer pela excelência da Revista Expansão Noivas. Realmente é algo de deixar qualquer leitor apaixonado pelo lindo trabalho feito e apresentado com tanto bom gosto e muita pesquisa. Tenho absoluta certeza que as noivas e namoradas ficaram encantadas e muito aprenderam. Até os casais mais maduros reviveram a paixão e o verdadeiro amor no mais amplo sentido possível e imaginável. É um material recomendado para um belo presente. Abraços! Guaracy Antonio Velho Empresário Novo Hamburgo

Revista Expansão

Julho/2011

31


Fashion

A moda em prol da

sustentabilidade Por Aline de Melo Pires | Fotos: Alisson Brum/Divulgação

Chiara Gadaleta fala sobre a preservação ambiental em encontro de blogueiros

A

moda tem importante papel no contexto da preservação ambiental e da sustentabilidade.” A afirmação é da stylist, apresentadora de televisão e ex-modelo Chiara Gadaleta, que esteve em Novo Hamburgo, em junho. Ela foi uma das principais atrações do II Encontro de Blogueiros de Moda, encontro que reuniu, no auditório da Fenac, admiradores do universo fashion. O evento foi uma promoção da Valliosa, núcleo de moda e mídias sociais da J&J Comunicação, dirigida por Joyce Baggio. Elegante e consciente, Chiara discorreu sobre o tema por mais de uma hora, destacando os pilares da sustentabilidade e de como é fundamental estimular a conscientização em todas as esferas da sociedade. Depois da palestra, Chiara participou de um coquetel, durante o qual os blogueiros estiveram mais próximas dela, fazeram perguntas e trocaram ideias. Um dos nomes mais influentes na sua área, a stylist percorre o Brasil a ministrar palestras sobre os desafios de fazer moda e ao mesmo tempo preservar o meio ambiente. Fundadora do Instituto Ser Sustentável com Estilo (SSE), Chiara reforça que a moda é uma das expressões culturais mais importantes da sociedade. “Por meio dela, é possível difundir novas tendências, disseminar informações e enviar mensagens para muitas pessoas”, considera. ”

Criatividade Italiana de Nápoles, criada em São Paulo e formada em Moda pelo Studio Berçot de Paris, Chiara estreou na moda como modelo, mas queria mais. Tornou-se stylist, consultora de moda, designer e empresária (assinou a marca Tarântula), além de apresentadora no canal GNT. Criatividade Mas a vontade de destacar a criatividade em todas as etapas da cadeia produtiva, desde a mais artesanal e sempre com respeito ao meio ambiente, tornou-se o valor fundamental de sua vida e carreira. “Foi na época em que era modelo que eu descobri a paixão por reaproveitar tudo o que eu tinha garimpado durante a carreira possível, especialmente os tecidos”, diz, ao ressaltar que, desta forma, surgiu a marca Tarântula, grife que assinava. “Eu não jogava nada fora, reaproveitava até ficar impossível de usar novamente, e o contato com bordadeiras, costureiras, entre outras pessoas desta cadeia, bem artesanal, sempre me colocou muito próxima deste universo de criação”, completa Chiara.

32

Revista Expansão

Julho/2011


Quando a Tarântula começou a crescer cada vez mais, conta, seu consultor financeiro lhe sugeriu expandir o mercado para o exterior começando pela China, onde a mão-de-obra era barata em relação ao Brasil. No entanto, esta afirmação fez Chiara desistir da ideia, na busca por se afastar da exploração humana e ambiental. Assim, a marca deixou de existir. Nova energia O fechamento da grife deu-lhe uma nova energia para refletir acerca de como a moda lidava – ou não – com a questão da sustentabilidade e seus impactos. “Comecei a sentir a necessidade de olhar a moda de uma outra forma”, observa, ao defender a união de todos os elos da cadeia produtiva da moda, desde o produtor do fio do algodão, por exemplo, passando pela faculdade de moda, até a conclusão do produto e a chegada ao consumidor final. “Precisamos saber como a moda vai impactar produtivamente uma comunidade”, diz. Ao se dar conta de que este mercado não se conectava, Chiara decidiu, a partir de muita pesquisa e estudo “devolver” tudo o que a moda já havia lhe dado. “Tive a chance de trabalhar com os melhores profissionais e freqüentar as melhores escolas. Estava na hora de fazer algo em reconhecimento a tudo isso”, afirma. Durante o encontro na Fenac, em junho, Chiara esteve também reunida com o prefeito Tarcísio Zimmermann, e com o diretor-presidente da Fenac, Elivir Desiam. As relações se estreitaram e, recentemente, a stylist confirmou a participação na Courovisão, de 27 a 29 de setembro, na Fenac. Ela estará com a sua equipe, durante os três dias da mostra, promovendo uma oficina de transformação de material descartado pelas empresas. Dessa forma, a Fenac sincroniza moda, tendências de mercado e consciência ambiental em sua mesma proposta de feira.

Revista Expansão

Julho/2011

33


NO PROVADOR Por Silvana Homrich Consultora de Moda silvanahomrich@terra.com.br

O jogo do

mostra-esconde

J

á não é novidade que as informações mundiais estão cada vez mais ao nosso alcance e de forma muito rápida, em todos os setores. Particularmente, me assusta um pouco, mas precisamos nos adaptar, pois essa antecipação só irá aumentar daqui pra frente. Com a moda nem se fala! Junho marcou as semanas de moda no Brasil, o Fashion Rio e o São Paulo Fashion Week, mostrando as tendências de moda Verão 2012. Nas passarelas muitos elementos da natureza, mostrando estampas de frutas e flores, exageros nos acessórios e cores cítricas, principalmente o amarelo lima e o laranja. Sensualidade evidenciada pelas transparências, lingeries à mostra, rendas, laços e cores mais suaves, tecidos levinhos e o velho jogo do mostra-esconde. As principais tendências da estação são os tecidos bordados, estampas, transparências, brilhos, cores alegres, tons pastel e muitos detalhes. O brilho surge em tecidos bordados com paetês, canutilhos, cristais e pedrinhas brilhantes deixando as peças mais chiques e sofisticadas. As roupas também ganham um toque rústico em peças artesanais como o crochê, macramê e bordados,  recorte vazado complementa os looks através de formatos de desenhos geométricos, gráficos ou na arte decorativa. Ou seja, tem de tudo um pouquinho e a cada mês darei ênfase para uma tendência. Para esta edição, escolhi as calças e saias que surgem com nova modelagem. As calças vêm com cintura alta, barra mais curta e em duas versões: corte mais reto ou mais soltinho. A pantalona volta com a cintura também mais alta, mais ampla e mais comprida. Mas a grande aposta mesmo são as saias amplas, compridas. Esse modelo foi visto em quase todos os desfiles, nem que fosse uma pecinha só. Para mim essa será a aposta para um verão elegante, confortável e com peças perfeitas para suportar o calor! 

Lenny

34

Revista Expansão

Julho/2011

Patachou


TNG

Herchcovitch

Cant達o

Auslander

Revista Expans達o

Julho/2011

35


sapatos & cia

2

Por Aline de Melo Pires

3 4

1

Para esquentar

Embora estejamos em pleno inverno, é possível ir em busca de itens bem interessantes para o que resta da estação, para todas as idades. As pequenas consumidoras têm cada vez mais atenção, e os calçados infantis recebem tratamento especial na produção. Para caprichar no visual, as open boots estimulam a criação em looks pra lá de ousados. E, não esqueça da bolsa para completar o visual, quem vive sem uma? 1 – Monile´s | 2 – Zeket | 3 – Stephanie Classic | 4 - Contramão

36

Revista Expansão

Julho/2011

Foto: Raquel Braz Ribeiro/Especial


Revista Expans達o

Julho/2011

37


ESTILO & ATITUDE Por Maggda Mombach

Para ser insubstituível, você precisa fazer a diferença

Executiva de Negócios em Moda E-mail e msn: maggdamombach@hotmail.com

(Coco Chanel)

Gisele Stelzer

Casada com Jorge Stelzer e mãe da Júlia, 11 anos, Gisele nasceu em 22 de março, em Capão da Canoa/RS. É formada em Nutrição, pela Unisinos, mas, desde cedo, o apurado gosto por peças diferentes se evidencia em seu estilo pessoal, que hoje se traduz em aquisições para as duas conceituadas lojas multimarcas que administra,  uma em Capão da Canoa e a outra em Novo Hamburgo. Sempre muito bem conectada com o mundo fashionista, Gisele possui o feeling essencial para garimpar as peças que tornam seus empreendimentos únicos e diferenciados. Um grande homem: meu pai, Dario Silva Uma grande mulher: minha filha Júlia Essencial para sua vida: família, saúde e trabalho Ter estilo é: ser único, sem clichês Site preferido: www.zingabrasil.com.br Paixão: Minha família Livro: Médico de homens e almas

Filme: A Casa Monstro

Música: U2 e Bee Gees

Amuleto: Oração do Pai-Nosso

Marca registrada: Botas cowboy Acessórios: Brincos, anéis, colares, pulseiras

Estilo & Atitude by Gisele: Fé, família, amigos e trabalho 38

Revista Expansão

Julho/2011

Fotos: Raquel Braz Ribeiro/Divulgação

Perfume: Dolce & Gabbana Light Blue


Nova geração Classe C. Espetacular! C 180 Turbo. Venha fazer um test-drive.

Novo Hamburgo: Rua José do Patrocínio, 550 - Tel.: (51) 3581.4111 Porto Alegre: Av. Nilo Peçanha, 2.000 - Tel.: (51) 3378.1500 Caxias do Sul: Rua Cirilo Ruzzarin, 733 esq. BR-116 - Tel.: (54) 3212.1700 • www.savarauto.com.br

RESPEITE A SINALIZAÇÃO DE TRÂNSITO. Revista Expansão

Julho/2011

39


TUDO PELO SOCIAL

Sabão

ecológico Textos e fotos Graziela Dannenhauer/Especial

Alunos do Santa Catarina fabricam produtos de limpeza a partir da transformação com o óleo de fritura e recebem Selo Verde do Rotary Club pela iniciativa

T

udo começou com um projeto de aula e dali passou a ter outro sentido para os alunos. Desde 2007, estudantes do Colégio Santa Catarina, em Novo Hamburgo (RS), aprendem que o óleo de fritura pode limpar roupas e louças. A transformação do óleo em sabão, da gordura para a limpeza, permite que pessoas com consciência ambiental adquiram o produto a preço simbólico pelo educandário. De acordo com a coordenadora do Centro Integrado Pedagógico (Cipe), Bibiana Oliveira João de Deus, a iniciativa partiu de um projeto de aula, onde uma das atividades era um pedágio em frente à escola para coleta de óleo de cozinha usado. O óleo serviu como ferramenta interdisciplinar nas experiências práticas desenvolvidas pelos alunos nas aulas de Ciências. A partir dos resultados, a fabricação do sabão foi incorporada em uma gincana do meio ambiente com envolvimento de toda a comunidade escolar, conforme a coordenadora da gincana pscicóloga Vanda Lautert Moelhecke.

40

Revista Expansão

Julho/2011

Aula prática de Administração Depois que o processo foi descoberto na gincana, passou-se a utilizá-lo na prática da comercialização do sabão, que leva a marca Bio Sabão, para os alunos do curso técnico de Administração para que eles tenham uma breve e singela experiência nos negócios. No mês passado, a escola ganhou o Selo Verde do Rotary Club Novo Hamburgo, pelas mãos do presidente Hipóllyto Brum Jr., pela iniciativa no projeto. Desde o início da montagem da fábrica, segundo Bibiana, alguns aprimoramentos foram necessários, inclusive a contratação da funcionária Neusa Lair Klostermeyer para a fabricação e manuseio dos ingredientes. “Os estudantes ficam responsáveis pelo restante da produção, embalagem e estocagem”, explica Bibiana. São aproximadamente dez integrantes do curso técnico em Administração envolvidos no processo ambiental.


A mãe aprova os produtos A cada 15 dias, eles se reúnem em uma garagem situada no colégio para a fabricação. Os professores do curso Bárbara Rodrigues e Clóvis Bondan acompanham o processo. No mês passado, eles contaram com a presença do integrante do Rotary Club Ubirací Pottes de Melo. Kelvin da Silva, 17 anos, estudante do segundo ano do Ensino Médio, está há dois anos no projeto e destaca que tiveram que aperfeiçoar o produto para garantir melhor desempenho. “Com isso, demos mais qualidade. Essa atividade é importante para o curso de Administração e para que façamos nossa parte na busca por um mundo mais consciente e ambiental”, frisou o jovem. Segundo ele, a sua mãe aprovou os produtos e os utiliza muito em casa. A comunidade escolar auxilia com a entrega do óleo de fritura, que são trazidos em garrafas pets, à guaritas do colégio, situado no bairro Hamburgo Velho, em Novo Hamburgo (RS). O mesmo processo pode ser feito pela comunidade. Os interessados em adquirir as barras de sabão podem fazê-los nos dois pontos da escola.

Produto para a louça e para a roupa São produzidos dois tipos de sabão, o azul para o uso com a roupa e o branco para utilizar com a louça da cozinha e demais limpezas da casa. “A renda com a comercialização do produto é gasta com a matéria-prima, material de embalagem e pagamento da contratada”, explica Bibiana. O restante é repassado ao Centro Social Madre Regina. A fábrica produz em média 300 quilos de sabão por mês, com a utilização média de 80 litros de óleo. Conforme Bibiana, a barra (90 gramas) custa 60 centavos, uma embalagem com cinco barras, R$ 2,75, e a pasta (250 gramas), R$ 1,25. Conforme Bibiana, o projeto concretiza uma forma de contribuir, efetivamente, com a preservação e utilização de recursos naturais e, ao mesmo tempo, colabora com o reaproveitamento de materiais. A proposta, a partir da receita, é que famílias a façam em suas casas. “Se cada um fizer isso em sua residência, vamos diminuir e em muito a poluição.”

Pottes, Neusa, Bibiana, Bárbara e Bondan e a produção do Bio Sabão (ao fundo) feita pelos alunos

Como transformar óleo em sabão (Bio Sabão) 40 litros de óleo 20 litros água 10 quilos de soda cáustica 300 ml de essência corante à vontade da cor desejada

Preparo: Utilize água quente para desmanchar a soda e utilize uma colher de pau para mexer. Misture a água quente e a soda em um recipiente esperando alcançar a temperatura de 90°, depois deixar que esfrie até atingir 55°, só então coloca-se os demais ingredientes misturando tudo. Realizado este processo, o sabão deverá ser desenformado imediatamente, para que possa ser cortado sem quebrar.

Importante: Use luvas e máscaras para fabricar o sabão. Revista Expansão

Julho/2011

41


TUDO PELO SOCIAL

Na luta contra o trabalho

infanto-juvenil Reflexo de outro programa que foi pioneiro no setor, SindiTabaco, empresas associadas e Afubra lançam programa para combater e prevenir o trabalho infanto-juvenil na cultura do tabaco Por Four Comunicação/Especial

42

Revista Expansão

Julho/2011

Foto: Junio Nunes

O

setor fumageiro reforça a sua luta contra o trabalho infanto-juvenil nas lavouras de tabaco da região sul do Brasil com o lançamento do Programa Crescer Legal. O lançamento foi em 25 de maio, na sede do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), em Santa Cruz do Sul. O programa tem por objetivo combater e prevenir o trabalho de crianças e adolescentes na cultura do fumo por meio da conscientização dos produtores integrados e da sociedade, e incentivando a educação dos filhos destes agricultores e à qualificação do jovem rural.             Na linha de frente do Programa Crescer Legal está o SindiTabaco, as empresas associadas e a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), que possuem a função político-estratégica e oferecem suporte técnico e financeiro. A rede, formada por agentes públicos e privados e representantes do setor do tabaco, tem o papel de orientar e creditar as diretrizes estratégicas e ações desenvolvidas pelo Programa. A iniciativa vai funcionar em cima de cinco eixos estratégicos: Comunicação e Marketing, Desenvolvimento Educacional e Social, Capacitação e Aperfeiçoamento Profissional, Investimento Social Privado e Articulação Política.            O Programa Crescer Legal é um reflexo de um compromisso firmado em 1998, com o programa O Futuro é Agora, pioneiro no setor. A diferença entre as iniciativas está na faixa etária envolvida, que anteriormente estava mais focada em crianças. Apesar de o novo manter ações para este público, ele visa atingir de forma mais consciente o jovem rural. “É uma nova adequação com uma série de outras ações”, acrescenta o presidente do SindiTabaco, Iro Schünke.             A adequação se fez necessária devido a uma mudança dentro da legislação brasileira, em que o Decreto nº 6.481, de 12 de junho de 2008, incluiu as diversas etapas da produção e beneficiamento do fumo entre as piores formas de trabalho infantil, proibindo o exercício de menores de 18 anos na cultura do tabaco, inclusive na condição de aprendiz. Com isso, foi revogada a Portaria nº 20, de 13 de setembro de 2001, que regulamentava as atividades permitidas aos jovens

Empresas investem em projetos sociais para combater trabalho nas lavouras

de 16 a 18 anos na produção do fumo.  O funcionamento do Crescer Legal está alinhado com os preceitos legais vigentes no Brasil e com a legislação internacional.              Ações  A assinatura do convênio entre o Programa Crescer Legal e a Escola Família Agrícola de Santa Cruz do Sul (Efasc) aconteceu no início de junho. Esta é a primeira ação do Programa, com objetivo de oferecer aos jovens rurais uma oportunidade de qualificação nos estudos através de capacitação técnica. A parceria consiste em facultar dez bolsas escolares de Ensino Médio Técnico Agrícola. O Programa Crescer Legal também já possui a sua página na internet, que pode ser acessada através do endereço http://www.crescerlegal.com.br. No site, são encontradas todas as informações pertinentes ao programa, como histórico, funcionamento, missão e valores, estrutura organizacional, objetivos, legislação, ações, notícias, agenda de atividades e outras.


Leve o seu negócio para as nuvens e aumente seus lucros.

Já imaginou o sistema de gestão da sua empresa com todas as informações unificadas, atualizadas em tempo real, armazenadas em segurança e disponíveis a qualquer hora, de qualquer lugar? Estas são algumas possibilidades da computação em nuvem e certamente vão revolucionar a forma como você administra o seu negócio. A Virtual Age possui 25 anos de experiência na criação de soluções para o mercado de moda e é pioneira no desenvolvimento de sistemas com o conceito de computação em nuvem. Pare de perder tempo e dinheiro com sistemas ultrapassados e coloque seus lucros nas nuvens. Virtual Age. O tempo todo, de qualquer lugar. Escritório Rio Grande do Sul Tel: (51) 3581 2604 www.virtualage.com.br Revista Expansão

Julho/2011

43


ESTÉTICA & BELEZA

Cuidados especiais Novidades para manter a beleza e a saúde da pele do corpo e do rosto chegam em fragrâncias de morango e leite e também hidratantes de rosto para dia e noite

A

mulher brasileira adora cuidar da beleza, mas busca praticidade na hora de escolher seus produtos. Seguindo esta linha de pensamento, O Boticário amplia a linha Cuide-se Bem e acaba de lançar, em suas 3.020 lojas em todo o País, seis produtos – três para o rosto, dois para banho e um para o corpo. Com o conceito “acredite no poder dos dois minutinhos”, Cuide-se Bem foi desenvolvida para mulheres que querem cuidar da pele e dispõem de pouco tempo. “Entre as novidades, trouxemos a ação nutritiva do morango e as propriedades hidratantes do leite em uma deliciosa fragrância”, comenta Vanessa Schroeder, gerente da Categoria de Cuidados Pessoais de O Boticário, destacando a necessidade da praticidade para mulher. A nova Loção Hidratante Morango e Leite possui textura leve, fácil de espalhar e de rápida absorção. Sua formulação combina o Complexo Fruto-Sinérgico, composto por ativos hidratantes, anti-oxidantes e suavizantes, com as ações nutritivas e umectantes do extrato de morango e do leite. Além disso, a embalagem de 400 mililitros do produto já vem com a válvula dosadora e uma embalagem de refil, uma economia a mais para a consumidora. Com a mesma fragrância usada na loção, o Sabonete Perfumado Morango e Leite é 100% vegetal. Ele forma uma espuma cremosa que limpa a pele e a deixa delicadamente macia e perfumada, textura que conquista a consumidora. O produto vem em embalagem de duas unidades de 80 gramas cada uma.

44

Revista Expansão

Julho/2011


A família olfativa aveia e pêssego ganha uma novidade. O Sabonete Cremoso Aveia e Pêssego chega às lojas com formulação composta pelo Complexo Fruto-Sinérgico e as vitaminas e sais minerais da aveia e do pêssego, proporcionando limpeza, frescor e suavidade à pele. A embalagem de 250 mililitros do produto também vem com a válvula dosadora, que é prática tanto no banho, como para lavar as mãos. O Boticário também lança três novos itens para o rosto com refil. Eles agregam proteção solar, FPS 15, para os hidratantes de uso diurno, e prevenção aos primeiros sinais de envelhecimento a um custo acessível. As formulações trazem o Novo Complexo Fruto-Sinérgico Plus, que possui derivados vegetais da uva, ginkgo biloba e laranja. Têm ação antioxidante e prolongada para combater os efeitos do dia-a-dia, como calor, frio e poluição. O Creme Nutritivo Noturno age durante o sono, quando a pele está naturalmente mais apta a absorver o produto. A fórmula contém açúcar de frutas e manteiga de karité, que nutrem e recuperam a umidade natural porque deixam a pele mais macia e saudável. Para uso diurno, a marca desenvolveu o Creme Hidratante Pele Normal a Seca e o Gel Creme Hidratante Pele Mista a Oleosa, ambos com FPS 15, proteção às radiações UVA e hidratação 24h. O creme hidratante contém manteiga de karité, que hidrata e cuida da pele. Já o gel, tem textura leve e de rápida absorção, que evita o brilho. “A formulação desenvolvida para os produtos de rosto é um incentivo às mulheres que querem iniciar um tratamento de beleza de forma prática e segura. Eles também possuem tamanho adequado para carregar na bolsa e refil prático para reposição” explica a gerente.


Reportagem Especial

Quando o

trabalho adoece

Por Vera Fernandes/Especial

A doença do labor, a depressão no trabalho, o custo do afastamento. O que fazer quando a atividade pesa, quando as equipes não se entendem e o trabalho não faz bem

D

iferente dos animais, que se adaptam ao seu habitat com passividade e instinto, o homem atua sobre seu meio focado sempre na evolução da espécie. Neste contexto, o trabalho é ferramenta imprescindível. Ao longo da história, a evolução laboral passou pelo sistema feudal, o regime de escravidão, até chegar ao socialismo e ao capitalismo. Neste processo, a esteira do trabalhador brasileiro vem carregada de problemas, desde as mais árduas lutas pelos direitos, até os males da modernidade. São as histórias particulares de cada um e sua maneira de lidar com a vida versus as pressões impostas pelos sistemas de gerenciamento, pelas responsabilidades e sobrecargas de tarefas, pelo desenvolvimento tecnológico, pela produção e pelos cifrões.

Filme Tempos Modernos (1939) qual Charles Chaplin faz alusão à escravidão profissional

46

Revista Expansão

Julho/2011


As mais estressantes do mercado O site de empregos norte-americano CareerCast apresentou, recentemente, uma pesquisa com o ranking das dez profissões mais estressantes do mercado. Pela ordem: piloto comercial, relações públicas, executivo corporativo, fotojornalista, repórter, executivo de contas de agência de publicidade, arquiteto, corretor de ações, técnico de emergência médica e, por fim, o agente imobiliário. É claro que os contextos de Brasil e Estados Unidos têm características muito distintas. O certo é que o estresse ronda todo o mundo do trabalho, onde as convulsões econômicas, as pressões e as responsabilidades fazem com que um sentimento de impotência paire sobre a cabeça dos trabalhadores, num mercado embalado pelo “salve-se quem puder”. Ainda nos Estados Unidos, segundo pesquisas do American Institute of Stress, o estresse da profissão faz com que cerca de um milhão de profissionais faltem ao trabalho a cada dia, provocando à indústria americana mais de U$ 300 bilhões por ano em horas de trabalho perdidas. Desde que foi criado, o Serviço de Medicina Ocupacional do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), há 22 anos, apontou, com algumas oscilações, as doenças osteomusculares (ossos, nervos, músculos e tendões) como causa de cerca de 70% dos atendimentos. Mas os transtornos depressivos, segundo o professor médico-assistente do HCPA, no Serviço de Medicina Ocupacional, Álvaro Roberto Cres-

po Merlo, estão começando a aparecer com mais frequência, desde o segundo semestre do ano passado. Os transtornos depressivos, segundo dados do Ministério da Previdência Social, representam 5% dos motivos de afastamento que acabam em pagamento de auxílio-doença acidentários (doenças ou acidentes ocupacionais) e estão em terceiro lugar nas causas de afastamento por mais de 15 dias, perdendo apenas para as fraturas e as Lesões por Esforços Repetitivos Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER/Dort). “A ponta do iceberg é o diagnóstico. Hoje, o universo do trabalho transforma todo mundo em paranóico. Este diagnóstico é a pontinha, mas por baixo disso existe um enorme sofrimento que as pessoas vão gerenciando”, explica Merlo. Aí, segundo ele, depende da história de cada um, do momento que a empresa está vivendo, da relação familiar, de ter ou não uma relação afetiva estável. Desligar-se completamente das responsabilidades nos intervalos, ir à pé para o trabalho, trocar o café pelo chá, exigir menos de si, trabalhar em equipe, fazer uma harmonização do ambiente, escolher a profissão certa, a ginástica laboral, uma equipe harmoniosa. Tudo isso pode ser solução. Aí vale a criatividade dos gestores e a percepção dos colaboradores.

Revista Expansão

Julho/2011

47


Reportagem Especial

Em quatro meses, mais de R$ 750 milhões em benefícios No Brasil, a Previdência Social gastou, nos primeiros quatro meses de 2011, entre benefícios de auxílio-doença acidentários (acidente ou doença ocupacionais) concedidos e emitidos, mais de R$ 757 milhões. Em 2010, o Ministério da Previdência Social concedeu 327.894 benefícios acidentários no País. Do total de auxílio-doença desembolsado pelo governo federal a cada ano, 15% são acidentários. Destes, os transtornos depressivos ocupam a terceira posição nas causas que mais afastam trabalhadores de seus postos. De acordo com o diretor do Departamento de Saúde e Segurança Ocupacional do Ministério da Previdência Social, Remígio Todeschini, os transtornos depressivos foram responsáveis por 12.150 afastamentos em 2010, 5% do total. Já as doenças que mais afastaram foram as lesões e causas externas, com 202.740 casos, 60% do total; seguidas das LER/Dort, com 30%, num total de 88.270 casos em 2010. Até o início da aplicação da metodologia do Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário, em 2006, que combate a subnotificação e permite ao perito da Previdência Social relacionar a doença ao trabalho do segurado, o número médio de afastamentos por transtornos depressivos era de 612 ao ano. Esta melhoria do reconhecimento das doenças e acidentes do trabalho, segundo Todeschini, incide no Fator Acidentário de Prevenção (FAP), que bonifica ou onera as empresas de acordo com seus índices de acidentalidade. “O médico da previdência não faz o diagnóstico, mas com a nova metodologia, tem autonomia para identificar a relação da doença ao trabalho ou não. A partir desta associação, as empresas são obrigadas a preencher o comunicado de acidente de trabalho. Antes, esta associação só acontecia se houvesse a carta preenchida pela empresa. Hoje o perito chega ao trabalhador”, explica Todeschini. É com base nestes comunicados, que é calculado o Fator Acidentário de Prevenção, em níveis que vão de 0,5 a 2. E é este grau de risco que determina a alíquota paga pelas empresas de Seguro Acidentário, que pode variar de 1 a 3% do total da folha de pagamento. Segundo Todeschini, a Previdência Social está desenvolvendo um estudo em seu banco de dados para avaliar as predisposições das profissões aos transtornos mentais e comportamentais. Com esta avaliação será possível levantar quais as atividades econômicas que estão mais suscetíveis a estes males. O assédio moral e os transtornos pós-traumáticos estão entre as causas destacadas por Todeschini para doenças ocupacionais relacionadas à depressão. “O próprio fato de ocorrer um acidente de trabalho, a mutilação pode fazer com que a pessoa desenvolva um quadro de depressão.” Ele destaca ainda que a própria acidentabilidade pode agravar um quadro depressivo.

48

Revista Expansão

Julho/2011


Vera Fernandes/Especial

A doença do labor Burnout significa “queimar por completo”. No mundo do trabalho, é estar esgotado em resposta ao estresse laboral crônico. Conforme a psicóloga Sonia Maria de Wallau (foto) - estudiosa do Estresse Laboral e Síndrome de Burnout, com estudos de aperfeiçoamento na França -, se manifesta em profissionais da saúde, professores, executivos, bancários, policiais, entre outros, que manifestam decepção, desilusão frente à tarefa e perda de interesse pela atividade. O profissional, segundo ela, tem uma perda do significado do trabalho, que atinge sua identidade destruindo o prazer e o interesse. “A vida laboral fica restrita a executar o que é prescrito.” O desenvolvimento ou não da síndrome, relata, dependerá das características da capacidade de gerenciamento das situações de estresse pelo trabalhador. O principal sintoma é a despersonalização, com sentimentos negativos e de frieza no trabalho. Depois surge o esgotamento emocional, com cansaço, irritabilidade, depressão e doenças psicossomáticas. Também apresentam falta de realização no trabalho. A depressão manifesta-se pela sensação de ausência de prazer de viver e tristeza. “A Síndrome de Burnout ocorre em idealizadores, ambiciosos, com papel de liderança, que estão sempre lutando contra o tempo, são exigentes e perfeccionistas, responsáveis, competitivos e desafiadores, e têm dificuldades de relaxar”, explica. Em um primeiro momento, revela, a pessoa passa pelo idealismo e entusiasmo, depois vem a constatação da irrealidade das expectativas, a adaptação ao estresse e o enfrentamento defensivo, a frustração, a apatia e indiferença, o distanciamento emocional, a rigidez afetiva e a perda do significado do trabalho. Entre as causas estão: o ambiente físico inadequado, estressores ligados às novas tecnologias, realização de múltiplas tarefas, conflitos de papéis, falta de limites entre trabalho e lazer, acúmulo de informações e o próprio desajuste entre o perfil de cargo ocupado e a personalidade do profissional; que pode levar até mesmo ao abandono do cargo.

A terapia para o bem de todos

Muitas vezes, diz a psicóloga, o paciente chega ao consultório com queixas de insônia, irritabilidade, dificuldades nos vínculos pessoais, ansiedade, fobias. “Então, defronta-se com sua fragilidade e necessidade de mudanças em seu timing e no modo de como está dirigindo a sua vida. O apoio social, da família e amigos e grupos de apoio, são as estratégias mais utilizadas”, avalia. Programas de prevenção e cuidados com a qualidade de vida dos colaboradores, segundo Sonia, são a melhor maneira de prevenir este mal. “Quanto mais saudáveis seus colaboradores, mais saúde terá a empresa.”

Revista Expansão

Julho/2011

49


Reportagem Especial

A psicose da gestão moderna Há alguns anos, uma onda de suicídios entre funcionários da estatal francesa France Telecom chocou o mundo. O assunto ganhou a mídia e acabou com mudanças de gerenciamento e um pedido de desculpas do presidente da estatal pelo modelo de gestão implementado. Foram mais de 50 suicídios em um ano e meio. A referência é feita pelo médico Álvaro Roberto Crespo Merlo, do Serviço de Medicina Ocupacional do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). O fato foi citado como alerta: os brasileiros estão tendo transtornos depressivos em função do trabalho e casos de tentativas de suicídio já são vistos por aqui. O mais impressionante, segundo Merlo, é que muitos casos estão associados aos sistemas de gerenciamento das empresas, que trabalham, conta ele, fundamentalmente com assédio moral, pressões e cobrança de resultados atreladas à manutenção do emprego. Por este motivo, é mais difícil estabelecer uma lista de profissões que seriam mais suscetíveis aos transtornos depressivos do trabalho. “A questão não é a profissão, é a política de gestão”, diz o médico. Da preocupação da equipe do professor Merlo com os números crescentes destes casos, o HCPA está prestes a abrir uma agenda específica de atendimento no ambulatório, que levará o nome de Sofrimento no Trabalho. O serviço, que deve começar em agosto, teve como referência um modelo implementado na França, onde Merlo teve sua formação e especialização, e vai atender pacientes encaminhados pela rede pública de saúde. Até lá, as discussões sobre o assunto devem ser ampliadas. “Além da criação de uma agenda para o sofrimento no trabalho, minha ideia é desenvolver um curso de extensão sobre o tema, primeiro aqui dentro do HCPA, e a partir do ano que vem, um curso de extensão para formar profissionais de fora nessa matéria”, antecipa o médico.

50

Revista Expansão

Julho/2011

Fotos: Divulgação

O ambulatório de Medicina no Trabalho do HCPA foi criado em julho de 1988, por Merlo. O setor atende os cerca de 4,5 mil funcionários do HCPA e os pacientes encaminhados pela rede pública de saúde de todo o Estado. Álvaro Roberto Crespo Merlo é bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq, é médico, com doutorado em Sociologia na Université de Paris VII - Denis Diderot. Atualmente é professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, na Faculdade de Medicina, no Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional e é professor Médico-Assistente do HCPA, no Serviço de Medicina Ocupacional/Ambulatório de Doenças do Trabalho.

Vera Fernandes/Especial

O ambulatório laboral do HCPA


Mudança do quadro

Desde a década de 80, segundo o professor, quando começaram a aparecer os primeiros casos das doenças osteomusculares ocupacionais, elas sempre estiveram na ponta do ranking de afastamento do trabalho. “Nos 22 anos de existência do ambulatório, tivemos, com algumas variações, 70% de doenças osteomusculares, depois intoxicação por chumbo, por solventes orgânicos, cola de sapateiro, e outros. Mas agora crescem os números de transtornos depressivos, e eles muitas vezes não são diagnosticados corretamente, e acabam não tendo registro de relação com o trabalho”, explica. Segundo o médico, não há uma formação específica nos serviços de psiquiatria para entender o trabalho e as pessoas são totalmente incapazes de fazer este diagnóstico. O transtorno depressivo se instala devagar, o indivíduo não percebe, muda os hábitos, fica mais retraído, se isola. “Nós estamos em plena discussão desse tema hoje, porque começamos a receber estes casos”, revela. Quando uma pessoa chega com transtorno depressivo no psiquiatra, segundo o médico, este vai ter uma visão psicanalítica e medicar com antidepressivo. “Aliás, não é só o psiquiatra que receita o antidepressivo, todos os médicos o fazem, mas ninguém pergunta: - como é teu trabalho?”

Surto psicótico

Merlo conta que uma paciente, funcionária de uma grande rede de lojas, teve surto psicótico e fez Nós nos assustamos. duas tentativas de suicídio. “Aos 27 anos, ela não tinha história psiquiáComeçamos a ver estas trica, nem histórico familiar, e como coisas acontecerem no este, houve outros casos”, diz o ménosso mundo. dico. “Nós nos assustamos. Começamos a ver estas coisas acontecerem no nosso mundo”, frisa. Segundo ele, os casos foram em profissões completamente diferentes. O especialista destaca que não existe uma relação entre o tipo de agressão que a pessoa sofre e o diagnóstico, porque é sempre o encontro de uma organização com uma história individual. “Algumas áreas estão mais suscetíveis, são aquelas onde se estabelecem metas individuais para cobrir e que na maior parte das vezes não são ‘cumpríveis’”, explica. O médico também chama a atenção para o estresse pós-traumático ocupacional, que, afirma, é pouco lembrado no Brasil. Ele acontece quando há uma ameaça à vida. “Por aqui há uma despreocupação. Estas pessoas precisam ser acompanhadas”, diz. O estresse pós-traumático é uma síndrome associada a uma agressão imediata, como um assalto, uma morte, um acidente. “Podemos admitir que a pessoa tenha alguns problemas por algum tempo, depois disso pode se transformar numa situação crônica”, relata. Os fatos que geraram o trauma começam a aparecer em flashes de memória e pesadelos, ocasionando distúrbios do sono, culpa, medo. “No Brasil, com toda a violência que se vive, deveria ser levado em consideração”, completa.

Revista Expansão

Julho/2011

51


Reportagem Especial

Modelos de gestão e o assédio moral As políticas de gerenciamento aplicadas com o uso do assédio moral são situações em que as pessoas ficam coagidas, diz Merlo, porque o assédio moral ataca o indivíduo isoladamente. “Quem não atinge o que foi estabelecido é demitido”, conta. No meio desse processo, destaca, o assédio moral funciona, por exemplo, quando o indivíduo sofre desmoralização ou enfrenta situações em que tentam fazer desmoronar sua identidade e personalidade. Isso isoladamente, conta o médico, porque se os colegas seguram as pontas, a coisa se desfaz. O problema, conforme Merlo, é que hoje os coletivos desapareceram ou tendem a desaparecer. “As pessoas estão sozinhas, antes se ajudavam, hoje o julgamento é individual. É um salve-se quem puder.” Na avaliação do médico, estes novos modelos de gestão medem o quanto o trabalhador fez, mas não o esforço feito para chegar até ali, e quando se quantifica, não se consegue medir o resultado do trabalho. “E isso é em todas as profissões. Eu tenho uma bolsa de produtividade de pesquisa do CNPq e tenho que estar na faixa do número de artigos publicados no ano. É aí, por exemplo, que a qualidade ou o esforço do trabalho deixa de ser medida para dar lugar à quantidade”, revela o médico. Segundo ele, as pessoas têm que enfrentar isso sozinhas e os modelos de gestão ainda as colocam umas contra as outras, numa competição predatória, em concorrências por produtividade.

As pessoas estão sozinhas, antes se ajudavam, hoje o julgamento é individual. É um salve-se quem puder.

Ultrapassando o limite da estrutura física

As doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho começaram a ser diagnosticadas, segundo o professor Merlo, em 1984, com trabalhadores do processamento de dados, a maioria de grandes estatais que compraram uma guerra e acabaram conseguindo, a partir de 92, alterar a legislação com a inclusão das normas regulamentadoras. A partir de 92 os casos de LER/Dort praticamente desapareceram nos trabalhadores de processamento de dados, mas começaram a aparecer em outros lugares. “Hoje não dá pra dizer especificamente de onde vem. Na verdade sempre foram doenças que já existiam e eram fáceis de tratar, não se tornavam crônicas e não estavam relacionadas com o trabalho, então o que mudou? Mudou o trabalho, que hoje é mais intenso, tem mais pressão e está ultrapassando o limite da estrutura física dos seres humanos”, alerta. E as pessoas, segue o médico, sabem seu próprio limite, mas estão ultrapassando, estão se lesionando. “Elas têm dor e não param porque têm meta, salário vinculado à produtividade, e esse é o grande problema da área ocupacional.” E quando chegam ao ambulatório, com seus casos crônicos, já estão com depressão vinculada. “No ambulatório hoje, 90% das mulheres que vem com LER-Dort têm quadro depressivo associado, em função da dor crônica, do afastamento do trabalho, de ser uma doença invisível”, finaliza.

52

Revista Expansão

Julho/2011


A saúde das organizações

Se muitas políticas de gerenciamento levaram milhares de colaboradores ao afastamento do trabalho, ou ao fim trágico, em outras organizações, as estratégias de bem estar laboral ganham espaço, geram menos prejuízo, e mais lucro. Nestes locais, a produção deixa de ser um campo de guerra, e passa a ser um ambiente harmônico. Esta preocupação está levando gestores a buscarem alternativas para prevenir doenças e tratar seus funcionários. A formação de equipes pela personalidade, a harmonia do ambiente, o exercício do corpo e o tratamento da mente são exemplos disso.

O espaço da psicologia

Com 570 funcionários e boa parte deles – os motoristas e cobradores – trabalhando em estresse constante, a Central Transportes ampliou o espaço que a psicologia tinha dentro da empresa. Há nove meses, Bianca de Oliveira do Amarante não é apenas a profissional que analisa currículos e avalia candidatos aos cargos da empresa. Hoje, com expediente diário, ela está totalmente à disposição de quem precisa conversar, e desestressar. “Aqui nós temos uma demanda clínica e organizacional voltada ao colaborador, visando à saúde e à qualidade de vida”, explica. Motoristas e cobradores, segundo ela, são os que estão na linha de frente com um agente estressor relevante, seja no trânsito, na relação com passageiros, possibilidade de assaltos, acidentes, com cumprimento de horários, entre outros. “Viver uma situação estressante uma vez ao dia é uma coisa, mas 50 vezes, é diferente. É preciso haver uma adaptação”, lembra. O estresse pós-traumático, conforme a psicóloga, também é tratado. “É normal, durante um tempo, que a pessoa reaja em resposta àquele estresse, mas se a situação persistir, é preciso avaliar melhor”, explica. No atendimento, o colaborador é induzido a atividades relaxantes fora da empresa. “Primeiro no auxílio para encontrar prazer na vida pessoal, para depois chegar ao prazer dentro da empresa”, conta. Quem se deu conta disso, segundo ela, está mudando. Para Bianca, os resultados têm sido positivos. “Costumo dizer que somos um todo. No começo, para ganhar a confiança, andei por todos os setores, conversei com os funcionários, perguntei sobre suas funções, visitei os terminais, tomei café com os motoristas, não criei barreiras”, lembra. Hoje ela tem a função de trabalhar gestores e colaboradores. “Tenho que trabalhar o bem estar do funcionário e pensar na empresa também, identificar a necessidade de ambos, porque esta relação pode ser humanizada”, completa.

Revista Expansão

Julho/2011

53


Vera Fernandes/Especial

Reportagem Especial

A equipe harmonizada

O funcionário não é apenas uma peça de xadrez, mas está sendo reconhecido como ser humano. A afirmação é do grafologista José Carlos Heinemann (foto). Seu trabalho consiste em analisar equipes e selecionar cargos, sobretudo de alto escalão, por meio da análise da personalidade pela letra das pessoas. “Hoje, nas empresas, as relações humanas são muito complexas, há muita mistura das situações pessoais com profissionais e isso exige mais autocontrole”, explica. Seus principais clientes são governos, companhias aéreas e bancos. “As empresas também fazem um trabalho mais geral, pedem a análise da grafologia de todos os funcionários, com isso, conseguem apontar as potencialidades de cada um, e com base nisso ajustam equipes conforme suas vocações”, conta o grafologista. Através da análise da letra, é possível, segundo ele, perceber aptidões já a partir dos 13 ou 14 anos e permitir uma escolha certeira da profissão. “A grafologia aprimora o grupo, não só no momento da escolha dos colaboradores, mas na adequação da equipe. Permite uma melhora como seres humanos e promove o autoconhecimento”, lembra.

Divulgação

Cada coisa no seu lugar

54

Revista Expansão

Marilda Romero (foto) é relações públicas - uma das profissões mais estressantes do mercado, segundo a pesquisa norte-americana -, e pós-graduada em Planejamento Ambiental, na área de Ciências Ambientais. Mas sua atuação, atualmente, está voltada para uma área bem menos estressante. Em 1996 ela passou a atuar na área de harmonização de ambientes até deixar definitivamente a comunicação. Professora de Feng Shui, Geobiologia e consultora para projetos de uso consciente dos espaços residenciais e profissionais, sua tarefa no mundo do trabalho é harmonizar os ambientes e auxiliar empregados e gestores. “A partir do nascimento já é possível traçar um mapa de origem (astrologia chinesa), baseado em informações sobre o nascimento. Dados como a energia da pessoa quando entra em idade de trabalhar ou as características que vai ter neste período podem ser interessantes”, conta. Este é um instrumento, continua, de autoconhecimento, que coloca energia no lugar certo, e pode servir também para a empresa conhecer o seu funcionário individualmente e em equipe, ou fazer novas contratações. Harmonizando o ambiente, conforme Marilda, no posicionamento mobiliário, nas cores, na iluminação, é possível chegar a uma sinergia. “Uma mesa de frente para uma parede, por exemplo, poda a criatividade, com uma janela na frente, a situação pode mudar. Até numa negociação o lugar de sentar influencia nas energias”, revela. O mapa de origem pode ser válido, por exemplo, com informações para escolha da liderança e subordinação. “Pessoas com características semelhantes num departamento colaboram muito melhor”, destaca.

Julho/2011


Sabrina Martins/Feevale/Divulgação

Relaxando com a ginástica

No Brasil, o pioneirismo da ginástica laboral é atribuído à Universidade Feevale, que, em 1978, junto com o Serviço Social da Indústria (Sesi), implantou o primeiro projeto com investigação científica, como explica a coordenadora do curso de Educação Física da instituição, Magale Konrath (foto). As atividades, segundo ela, ganharam força a partir da metade dos anos 90, e foram impulsionadas há cerca de cinco anos. A atividade é realizada no próprio local de trabalho, com duração de 10 a 15 minutos. Segundo ela, envolve exercícios de aquecimento articular, alongamento muscular, respiratórios, de relaxamento e atividades lúdicas e motoras. “Pode ser realizada ao início da jornada de trabalho (preparatória), durante (compensatória), ou, antes do final da jornada (relaxamento). O momento de aplicação vai depender do ramo de atividade, das necessidades principais na realização do trabalho e até do processo produtivo”, diz. Na maioria dos casos, avalia, é recomendada a ginástica laboral compensatória até por uma questão de redução nos acidentes de trabalho, pois esta pausa deixa o trabalhador mais atento. Os benefícios são a redução da fadiga muscular, do desconforto ou da dor. “Isso contribui para a diminuição dos distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho, para o alívio do estresse ocupacional e interfere nos estados de humor do indivíduo, além de melhorar o aspecto social e as relações interpessoais”, lembra a coordenadora. Um dos objetivos, comenta, é as pessoas se conscientizarem de que são gestoras da sua própria saúde e procurarem adotar um estilo de vida mais ativo e saudável. “Em geral, a prática é bem aceita pelos trabalhadores que valorizam o cuidado que a empresa está tendo com eles. O clima organizacional melhora e a imagem da empresa também”, completa.

Arquivo Aspacer/Divulgação

Adeptos da prática

Conforme a professora, organizações de diversos segmentos têm adotado a prática, desde empresas pequenas com dez funcionários, até empresas com milhares de colaboradores. No Rio Grande do Sul, conta, tem o exemplo do Banrisul, que adota a ginástica laboral há mais de dez anos. Além da questão física, da repetição de tarefas, o bancário tem uma sobrecarga mental e emocional muito grande. “Cada profissão tem sua particularidade e a ginástica laboral vai se moldando na busca por atingir os resultados esperados em cada situação. Para isto, avaliações são feitas e metas traçadas. Em um programa, é importante trabalharmos com indicadores e sempre apresentarmos os resultados a todos os envolvidos, assim teremos o comprometimento com a prática e a compreensão do que ela representa”, afirma Magale.

Com uma adega de vinhos, carnes, frutas

O melhor do Happy Hour, aquela gelada, ou um saboroso café e os melhores pães da região. Carnes, frutas selecionadas, e aquela salada especial.

www.padariatrentin.com.br

Tudo isso a sua disposição, durante sua caminhada.

Av. Dr. Maurício Cardoso, 954 | Fone 51 3594.6901 | 3035.3135

Av. Dr. Maurício Cardoso, 1554 | FoneRevista 51 3593.6065 | 3065.6066 Expansão Julho/2011 55


Reportagem Especial

A mente é um computador

Ele precisa estar atento ao trânsito, passageiro, ciclista, carro pequeno, pedestre, patrimônio da empresa, horário, engarrafamento, assalto. Como encarar o “fervo” do trânsito entre Novo Hamburgo e Porto Alegre e se manter tranquilo? Para o motorista da Central Transportes, Gonçalo Fernandes (foto), 60 anos, um CD com solo de violino e saxofone, um cochilo depois do almoço e uma caminhada com a esposa resolvem o problema. Em 24 anos de empresa já fez todas as linhas, passou por três assaltos, já teve arma na cabeça, já pensou que era o fim; já teve problemas com passageiros, e já levou mais de três horas para fazer um trajeto NH-POA. O expediente é das 4 horas até as 12h20min. O mais estressante de uma viagem, diz, é olhar no retrovisor e ver os passageiros olhando o relógio, atrasados. “Hoje, se o engarrafamento é grande, a gente chega no destino e o horário de voltar já passou faz tempo. E aí já está passando do horário de chegar em casa, e aí a esposa fica preocupada”, relata. Para ele, é preciso adaptação com o trânsito e passageiros. “Carregamos um bocado de vidas que temos que proteger, precisamos cuidar do patrimônio da empresa, cumprir os horários e permitir que os passageiros também cumpram os seus. Não é fácil”, conta.

(Gonçalo Fernandes, motorista da Central)

“Uma das cenas que mais me chocou foi uma criança, entre 6 e 7 anos que sofreu um acidente e acabou morrendo, mesmo depois de todos os esforços para salvála. Então a família doou os órgãos, que foram retirados aqui no Hospital Geral mesmo. A cena dos profissionais levando ela para o bloco cirúrgico para a retirada dos órgãos foi triste. Todos os técnicos estavam chorando” (Gládis Wojahn, técnica de enfermagem)

56

Revista Expansão

Julho/2011

Expediente dobrado

Gládis Wojahn (foto) tem 33 anos, é de Santa Cruz do Sul, de uma localidade pacata chamada Sinimbu. Esta tranquilidade do lugar onde nasceu ela só traz no jeito e no olhar, porque de pacata, sua rotina não tem nada. Ela está na linha de frente, é técnica de enfermagem da emergência do Hospital Geral, em Novo Hamburgo, das 7 às 13 horas, e ainda cumpre expediente no Pronto Atendimento da Unidade de Saúde do Bairro Campina, em São Leopoldo, das 18h30min às 6h30min. “Não podemos errar, temos que ter agilidade, raciocínio rápido, firmeza no que fazemos. Não há tempo para pensar em estresse”, argumenta. Mãe de dois filhos, diz que o que mais choca é o atendimento a crianças. “As que chegam vítimas de acidente, com traumas, baleados”, revela. O técnico também tem que ouvir o paciente, que, aliás, nem sempre é tão paciente assim. “Temos que entendê-los”, afirma. E muitas vezes os corredores são cheios, por causa da demanda, então o atendimento é mais complicado, conta. Apesar disso, ela está feliz. “Não estou arrependida da escolha profissional que fiz, estresse tem em todo lugar e o cansaço é mais psicológico. Minha casa é meu refúgio. Chegar em casa e encontrar os filhos depois de tanta coisa trágica é muito bom”, argumenta.

Fotos: Vera Fernandes/Especial

Numa ocasião, todos os assentos para idosos, na frente, estavam ocupados e uma senhora atacou o ônibus. Parei com a porta de trás bem na frente dela, para que pudesse viajar sentada. Ela correu para a porta da frente e me encheu de desaforos. Passou a viagem inteira me xingando, até na hora de descer, e eu só tentei ser gentil. Aquilo não só estragou minha viagem, mas estragou também meu dia. Fiquei mal o dia todo.


O estresse que vale a credibilidade O Corpo de Bombeiros, vinculado à Brigada Militar, tem 98% de credibilidade junto à população. Os bombeiros são uma espécie de anjos salvadores. Em Novo Hamburgo (RS), são cerca de 10 a 15 ocorrências diárias, segundo informações do major Cleber Valinodo Pereira (foto), comandante da corporação. Os incêndios, segundo ele, são as ocorrências mais estressantes. “Os equipamentos de proteção são pesados, e molhados, triplicam o peso. E além de vidas, você tem que salvar um patrimônio”, conta. O trauma de não conseguir salvar uma criança num incêndio, conta, é muito grande, desgasta. Para aliviar o estresse, cabe a cada comandante buscar os mecanismos. “Em Novo Hamburgo temos um projeto em maio e junho, que abre o quartel para a comunidade, e os benefícios são do próprio efetivo”, relata. Além disso, existem cursos, palestras e competições esportivas. “Mas no final, nossa melhor terapia é terminar o turno e voltar para casa”, avalia o comandante, que já perdeu colegas durante ocorrências.

Uma das ocorrências mais traumatizantes que tive foi o deslizamento de terra no Bairro Kephas, em Novo Hamburgo (RS). Quando chegamos, encontramos três crianças entre 8 e 12 anos, soterradas. Depois de constatar que nada mais podia ser feito, tive que dar a notícia ao pai, que me pediu que tirasse os corpos de lá para que ele pudesse enterrar. Isso é difícil, porque as pessoas sempre acreditam que a gente vai conseguir. (Major Cleber Valinodo Pereira, Corpo de Bombeiros de NH)

Ela tem 39 filhos e uma rotina apertada

Ao todo são 39, divididos em 12 pela manhã e 27 à tarde. Terças, quintas e sextas-feiras tem faculdade, em fase de Trabalho de Conclusão de Curso. Nas quartas, curso de especialização. Na porta do apartamento, o aviso diz: - aqui mora uma pessoa feliz. É solteira, por opção, e segundo ela, se tivesse casado, o marido já a teria abandonado. O dia começa às 6h45min, e só termina por volta de 23 horas, quando chega em casa. Adriane da Silva (foto) tem 45 anos, é professora há 13 e atua na rede pública municipal de São Leopoldo. Leciona na Escola Dilza Flores, no bairro Feitoria. Os alunos da manhã são multirrepetentes, em séries muito aquém de onde deveriam estar, e sua tarefa é fazer estes meninos e meninas, com idades entre 11 e 15 anos, seguirem adiante. À tarde sua turma é do terceiro ano do Ensino Fundamental. Fora dos horários de aula, a rotina envolve a casa, relatórios, TCC, cursos, trabalhos de faculdade, correções dos trabalhos dos alunos. Para a turma multirrepetente a avaliação envolve parecer descritivo individual. A maioria tem problemas familiares, neurológicos, entre outros. “São criaturinhas que foram esquecidas. A história deles faz a gente chorar. Certa vez um aluno me disse: - Queria ir embora daqui, ser eu mesmo e poder sempre falar a verdade”, conta. A falta de respeito e a agressão verbal existem, segundo ela. “A gente compreende e tem que aprender a lidar com isso”. Ainda assim, se sente realizada. “Esta é a profissão onde me encontrei, embora às vezes me sinta sugada. A estratégia é um bom filme e receber amigos. Em primeiro lugar eu me amo”, finaliza.

Uma vez um aluno surtou na sala de outra professora, jogou uma mesa contra um colega. Tiramos ele da sala, fechamos a porta e a colega ficou com os outros alunos lá dentro. Ele queria entrar, chutava a porta e eu parei na sua frente. Então ele me ameaçou de morte. Chamamos a mãe e o Conselho Tutelar. A mãe do menino disse que eu havia agredido seu filho. Se os conselheiros e a direção não conhecessem o garoto eu teria tido problemas. (Adriane da Silva, professora)

Revista Expansão

Julho/2011

57


Educação

Sinodal: por voos cada vez

maiores

Por Aline de Melo Pires | Fotos: Divulgação

C

Colégio completa 75 anos e comemora o reconhecimento como o melhor da Região Sul de acordo com o Enem

hegar aos 75 anos não é algo fácil. Atualmente, conquistar alunos e mantê-los é um grande desafio para uma instituição de ensino em vista da competitividade e dos avanços tecnológicos. É preciso buscar a excelência e fazer o diferencial. O Colégio Sinodal, de São Leopoldo/RS, tem feito exatamente isso. Não por acaso tem sido, nos últimos cinco anos, uma das instituições de ensino com melhor colocação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em nível nacional e o primeiro lugar no ranking gaúcho no último ano, alcançando a nota 710,95. E, para coroar essa trajetória, acaba de receber a primeira colocação no exame como a melhor escola particular da Região Sul do Brasil. “Essa classificação é o resultado da soma de todos os esforços e de uma visão que a escola tem. Esse reconhecimento do Enem não é uma prioridade atual, é histórica”, avalia o diretor do Colégio Sinodal, Ivan Renner (foto). Mas a excelência do Sinodal vai mais além. Segundo o diretor, o reconhecimento como a melhor escola particular da Região Sul é consequência do foco, que tem sido sempre a qualidade na educação. “Nós damos uma formação muito ampla ao aluno, desenvolvemos todas as inteligências, proporcionando a habilidade e a competência de adquirir conhecimento e estimulando a capacidade de análise, entendimento e solução. E são exatamente essas as competências exigidas no Enem”,

58

Revista Expansão

Julho/2011

complementa Renner. “Nosso esforço é para criarmos no aluno uma abertura de visão de mundo. Se conseguirmos isso, vamos torná-lo uma pessoa mais crítica, com mais argumentos e experiências de vida”, avalia o diretor. A equipe docente também é altamente qualificada e comprometida com o aprendizado dos alunos. Um total de 60% tem mestrado e doutorado e todos recebem incentivos financeiros para se atualizar em congressos da área de educação. Por todos esses motivos, o Colégio Sinodal é referência em educação. Pilares e futuro Segundo o diretor, são quatro os principais pilares da educação do Colégio Sinodal: o estímulo ao desenvolvimento artístico, esportivo, científico e humanístico. A proposta, diz ele, é fazer com que o aluno alce voos cada vez mais altos e queira aprender e descobrir sempre mais. “Não somos a escola da decoreba. Motivamos o aluno, que, motivado, faz a diferença”, afirma Renner. E esse diferencial pode ser exemplificado pelo aprendizado da música. A música sociabiliza e reforça a sensação de pertencer a um grupo. Tem ainda a incrível capacidade de desenvolver o raciocínio lógico-matemático e a memória. Conhecendo todos esses benefícios, o Colégio Sinodal tem por tradição oferecer aos alunos aulas de música como parte do currículo escolar desde o Ber-


Ex-aluna faz medicina em faculdade federal onde ingressou pelo Enem Isadora Ely, 19 anos, formou-se no Sinodal em 2008 e ingressou, em 2010, na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre através do Enem. Ela cursa o segundo semestre do curso de Medicina e, por enquanto, não decidiu qual especialidade quer seguir; acha mais adequado manter-se aberta a tudo o que cada especialidade pode oferecer, para que no futuro possa escolher a que mais a tenha motivado. Em seu relato, ela fala sobre o curso, sobre o Enem e relembra a época do colégio: “Aproveite as oportunidades que o colégio oferece e corra atrás de seus objetivos, mas sem deixar de viver por causa deles. Se você tem um sonho, não desista. Por mais que pareça perda de tempo, conquistar o que se deseja é essencial para que, no futuro, sua vida faça sentido; então, não receie em dedicar algum tempo nessa conquista, ele com certeza se converterá em grandes realizações no futuro. Sempre estudei no Sinodal (desde a Educação Infantil). A fase colegial simplesmente foi a construção da minha vida e do meu caráter e, consequentemente, da pessoa que sou hoje.”

Um ex-aluno muito especial Apreciadores do bom e puro jornalismo também podem agradecer ao Colégio Sinodal por ter contribuído com a formação de um dos maiores nomes da comunicação no Rio Grande do Sul. O jornalista Ruy Carlos Ostermann cresceu entre a cozinha e o salão do Café Comercial, de propriedade de seu pai, que atendia aos clientes enquanto sua mãe comandava os bastidores. “Como tinha de subir o Morro do Espelho diariamente, acabei indo para o internato do Sinodal”, conta. Depois de prestar o serviço militar, voltou para ser aluno na condição de morador de São Leopoldo e, erradamente, como afirma, prestou vestibular para Direito. “Foi um vestibular equivocado, não me preparei, não cuidei de nada. Mas o colégio não teve culpa de nada”, avisa. Mais tarde, continua, por escrever bem, foi convidado a trabalhar na Folha da Tarde Esportiva, em Porto Alegre. Naquela época, aventurava-se pela poesia, pela ficção. Depois de uma espécie de estágio, foi contratado pelo jornal. Foi o grande impulso na sua vida, dado pelo Sinodal, pois o gosto pela leitura, pela literatura e pela escrita foi impulsionado dentro da instituição de ensino. A literatura, aliás, merece um registro à parte. No internato, só eram permitidos os livros desse estilo durante os finais de semana. Nos dias úteis, apenas os didáticos. No entanto, Ostermann deixava os livros de literatura dentro da gaveta de sua mesa e, durante as aulas, seus olhos “fugiam” para as páginas que se revelavam sorrateiramente. O futebol era proibido no Sinodal, de modo que, em várias ocasiões, o menino precisou bater bola escondido. “E foi por isso que eu fui jogar basquete, me dei bem, cheguei a fazer parte da seleção gaúcha”, recorda ao ressaltar que sempre foi uma pessoa maleável demais e que a disciplina e a severidade, impostas pelo Colégio Sinodal, que ele classifica como severo, foram decisivas na sua formação. “Como aluno fui muito exigido, e isso foi bom”, pondera. São depoimentos como esses que confirmam a condição do Sinodal como referência na educação e reforçam a afirmação do educador Paulo Freire: “Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas transformam o mundo.”

Foto: Luis Ventura/Divulgação

çário e a Educação Infantil até o Ensino Médio. Ao olhar para o futuro, o diretor do Sinodal vislumbra ainda mais consolidação. “Estamos trabalhando justamente no planejamento estratégico para os próximos cinco anos, e disso faz parte a ampliação da unidade do colégio em Portão”, explica Renner citando a nova unidade como consequência da excelência já alcançada. “Recebemos alunos e professores de todo o Brasil e também do exterior. É uma honra e alegria imensa saber que as famílias firmam residência em São Leopoldo ou Portão por causa do colégio”, observa Renner.

A educação modela as almas e recria os corações. Ela é a alavanca das mudanças sociais. (Paulo Freire) Revista Expansão

Julho/2011

59


Comportamento

Porque ser,e ter,

amigo é tão bom Por Aline de Melo Pires | Fotos: Divulgação

F

No mês em que se comemora o Dia do Amigo, saiba porque é tão importante cultivar verdadeiras amizades ao longo da vida

az parte da natureza humana estar em contato com outros, estar conectado, trocar ideias e, com isso crescer. Nossa história também é construída a partir dos relacionamentos que firmamos ao longo da nossa vida. Pode ser uma relação amorosa, com colegas de trabalho ou com vizinhos. No entanto, poucas são tão importantes como as amizades que conquistamos no decorrer da nossa existência, e, que muitas vezes, ajudam a formar nosso caráter, nossa personalidade. Ter e ser amigo é muito bom. Vinte de julho é lembrado como o Dia do Amigo e fazemos nossa homenagem a partir de conversas com especialistas para relatar um pouco mais sobre a importância desta figura em nossas vidas, que faz bem para a alma e também para a saúde mental. Não há nenhuma outra espécie animal com a capacidade de dar e receber amor e amizade, fatores que evoluíram junto com as espécies. Apenas os humanos são capazes de morrer por aquilo que amam. De acordo com estudiosos, há fortes evidências de que a capacidade de amar e estabelecer vínculos depende das funções do córtex cerebral, que é maior e mais evoluído no ser humano que nas demais espécies. A amizade, então, nada mais é do que uma forma importantíssima do amor. Amizades podem mudar vidas para sempre, o cinema está aí para contar histórias deste tipo, ficção ou não. O grande vencedor do Oscar 2011 relata exatamente isso. Foi a partir da busca por seus serviços para curar problemas da fala que um plebeu tornou-se o melhor amigo de um rei. O filme O Discurso do Rei mostra a relação que nasceu entre o excêntrico terapeuta da fala Lionel Logue e o rei George VI. O vínculo que se formou ao longo do tratamento da gagueira do monarca se transformou em uma sólida amizade, para o resto da vida de ambos. E ainda continuando no âmbito da telona, quem se esquece da amizade incondicional de Thelma & Louise. Geena Davis e Susan Sarandon encarnaram duas mulheres que, unidas pela amizade verdadeira e pela cumplicidade, deram um rumo totalmente inusitado a seus destinos.

60

Revista Expansão

Julho/2011

Para o que der e vier A palavra amizade vem do latim amicus, e diz respeito a estar ligado por uma afeição recíproca. Quem explica é a psicóloga clínica Sonia Nunes, de São Leopoldo. “Creio que, na verdade, vive melhor aquele que consegue ter pessoas próximas nas quais confia e com as quais consegue trocar experiências e emoções, tanto agradáveis quanto não agradáveis”, completa a diretora sócio-cultural da Sociedade de Psicologia do Rio Grande do Sul (SPRGS), Luciana Azevedo. De acordo com Sônia, que também é membro da SPRGS e da Federação Brasileira de Terapia Complementar, do ponto de vista evolutivo, a amizade pode ser vista como um sentimento que se originou de um instinto de sobrevivência da espécie, onde se identifica a necessidade de proteger e de ser protegido. “Afinal, quem não gosta de uma atenção, de um cuidado?”, indaga Sônia. Proteger e ser protegido Por isso, caso contrário, ou seja, caso não tenhamos ou não queiramos ter amigos, negamos nossos semelhantes, encerrando-nos em nós mesmos, contrariando uma tendência que faz parte da natureza humana: proteger e ser protegido. Os momentos difíceis, prossegue, nos mostram quem são nossos verdadeiros amigos. “Isso ocorre porque a finalidade da amizade, ainda em termos evolutivos, é salvar você na dificuldade, quando ninguém mais acredita que vale a pena fazê-lo – aí temos a salvação do amigo”, considera Sônia. Um santo remédio Para Luciana, pode-se dizer que a amizade em si pode ser vista como “um remédio”, algo saudável que nos ajuda a ficar de bem com a vida. A afirmação da diretora sócio-cultural da SPRGS é reforçada por Sônia: boas amizades podem ser promotoras de saúde, pois aumentam a capacidade de enfrentar e tolerar os medos, as ansiedades, tornando as pessoas mais aptas a suportar situações de estresse por meio de experiências compartilhadas.


A dinâmica afetiva encontrada em uma amizade vem desde a infância, a partir da relação mamãe-bebê. A ligação estabelecida entre a dupla faz parte de um sistema comportamental cuja serventia está ligada à preservação da espécie. “A criança que recebe apoio e cooperação dos pais é capaz de desenvolver a crença da utilidade dos outros. Tal fato favorece um modelo para formar relacionamentos futuros”, completa Sônia. Desta forma, ainda do ponto de vista biológico e neurológico, estudos indicam que passamos nossa vida fazendo amizades para alimentar nosso cérebro com uma substância chamada ocitocina, hormônio relacionado à reprodução, responsável pelo afeto que a fêmea desenvolve pelo macho, e pelo amor incondicional que ela tem pelos filhos. “Outros animais também desenvolvem este hormônio, mas entre os humanos ele é muito mais intenso. Ao longo da evolução humana, a ocitocina facilitou a formação das alianças que a humanidade precisava. Elas nos condicionou a fazer amigos. Graças à ocitocina, o cérebro aprendeu a transformar algo que era necessário à sobrevivência – a cooperação –, em prazer”, observa Sônia, ao acrescentar que a ocitocina age no corpo como um oposto à adrenalina. Enquanto a adrenalina aumenta o nível de estresse, a ocitocina reduz os batimentos cardíacos e a pressão sanguínea, o que diminui a probabilidade de ataques cardíacos e derrames.

Para conseguir a amizade de uma pessoa digna é preciso desenvolver em nós mesmos as qualidades que naquela admiramos (Sócrates)

Um novo jeito de fazer amigos Sabe aquela antiga discussão de que as redes sociais criam um distanciamento entre as pessoas e acabam por enfraquecer as relações? Como se tudo fosse muito superficial via internet? Pois é, uma pesquisa do Pew Research Center, nos Estados Unidos, constatou que quem usa o Facebook tem laços mais fortes com os amigos da vida real. A pesquisa entrevistou 2 mil pessoas. Segundo o estudo, os americanos disseram ter, em média, apenas dois amigos de verdade, daqueles que podemos contar a qualquer momento, entende? Enquanto isso, usuários do Facebook declararam ter 9% mais relacionamentos deste tipo. Ou seja, quem tem “face”, disse ter mais amigos verdadeiros. Em outro quesito, os usuários do Facebook também saíram na frente. Ao responder o quanto eles podiam contar com as pessoas do seu círculo social, quem tinha perfil no Facebook disse poder contar 80% com quem estava em seu convívio. Já, quem não era usuário da rede, respondeu que, numa escala de 0 a 100, o percentual ficaria em 75%. Para completar, os pesquisadores perguntaram o quanto os entrevistados confiavam nas pessoas. O povo do Facebook se mostrou bem mais acessível, três vezes mais propenso a confiar, do que os entrevistados que não mantinham um perfil na rede social. Fonte: MM Conteúdo


Curiosidades

mar Lixo em alto Por Graziela Dannenhauer

Maior depósito de lixo do mundo está no Oceano Pacífico e especialistas acreditam que o acúmulo seja do tamanho dos Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo O alerta já foi emitido, mas a preocupação é constante em relação ao lixo, principalmente, plástico que se joga ao mar. As notícias sobre o tamanho, a quantidade e a profundidade aparecem a cada ano, algumas de formas singelas ou alarmantes. Independente disso, devemos fazer uma reflexão sobre o uso do plástico no planeta para evitar que a mancha poluída em alto mar aumente. Alguns especialistas dizem que ela já tem o tamanho dos Estados de Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Poucos da população mundial fazem alguma coisa para interromper o crescimento da sujeira no oceano. A mancha de lixo se mantém em uma constância devido às correntes marítimas que fazem com que a maioria dos itens despejada, jogada, largada ou depositada ao mar se acumulem no Norte do Oceano Pacífico. Dados da Internet informam que o lixão clandestino foi encontrado em 1997, com aproximadamente 100 milhões de toneladas. O plástico é o principal inimigo dos animais marítimos, que os confundem com comida e morrem, muitas vezes sufocados. Retalhos de plásticos, de sacolas plásticas, foram encontrados no estômago de tartarugas, pássaros e golfinhos.

A mancha de lixo é formada em sua maioria por plásticos jogados ao mar. As correntes marítimas fazem com que a maioria dos itens se acumulem no Norte do Oceano Pacífico.

62

Revista Expansão

Julho/2011


Revista Expans達o

Julho/2011

63


COLUNA SOCIAL Por Zita Pereira Colunista social zitapereira@revistaexpansao.com.br

Uns queriam o supérfluo... outros apenas o necessário... (Chico Xavier)

Caixinha de surpresa

Exuberante e de personalidade forte, Naiara Schmitt, 42 anos, tem como marca registrada a beleza e o empreendedorismo. Casada com Glênio Schmitt, com quem tem duas filhas, Júlia, 14, e Luíza, 11, marcou época com a Letras & Conceitos, café e livraria com perfil metropolitano, frequentado por leitores vorazes e gente cult, que sabiam apreciar nobres ambientes. O espaço, que fazia uma releitura de Paris no decor, trouxe era cultural à cidade e ele e sua criadora ficarão infinitamente na história de Novo Hamburgo. A Letras marcou época. Campo-bonense, com o casamento, Naiara tornou-se uma das maiores fãs da capital do calçado, onde é ícone com seu porte de rainha e sorriso tipo Colgate. Com visão arrojada, tanto profissional, quanto pessoal, sempre esteve à frente de seu tempo. Boa filha, irmã, esposa, mãe e amiga para todas as horas, demonstra o caráter que tem. Objetiva, sua bolsa é amostra disso. “Levo uma Bíblia, perfume – eternamente o mesmo -, carteira, celular e maquiagem. Na verdade é isso.” O que acrescentou mesmo e que não sai nunca, é a Bíblia. Bela de sempre, Naiara é focada, determinada, elegante e magistralmente atemporal. Seu ser/estar é único e inconfundível.

Foto: Divulgação

O céu é o limite

Com fôlego de gato, Anamaria Cachapuz Cypriano, no alto de sua eterna juventude, vale por mil. Sempre elegante e na ativa, foi porta-estandarte, durante anos, de conhecida marca de cosméticos, assina, há 14 anos, coluna semanal no Jornal NH, é muito bem casada com Roque, tem filhos e netos, foi professora, já escreveu um livro, e, certamente, já plantou sua árvore. Agora é garota propaganda da Mary Kay e decanta com o mesmo entusiasmo de sempre, aliás, entusiasmo é o que a rege, as maravilhas da marca. Cada vez mais bonita e jovial, é o espelho dos produtos pelos quais levanta a bandeira. Ela é e sempre faz sucesso! Atitude: Anamaria é porta-estandarte da felicidade, da multiplicidade e da parceria, sempre com Roque ao seu lado

64

Revista Expansão

Julho/2011


As ofertas mais quentinhas deste inverno.

Atuação em todo o território nacional Central de Negócios em Porto Alegre (51) 3012.7777 tarssobueno@terra.com.br

CRECI: 4234

Os melhores negócios imobiliários para investir, plantar, lotear, construir grandes empreendimentos, empresas ou residênciais.

www.buenoimoveis.com Revista Expansão

Julho/2011

65


Jogar o quê?

Atenção noivas e candidatas a tal. Antes, a moda era jogar o buquê, depois veio o buquê que se divide em três ou mais, após, veio o sapo e agora a onda é jogar Santo Antônio. Sim, o próprio. Inclusive já foram lançados os inquebráveis. Então, quem sabe no próximo casamento a escolhida não será você? Acho que vou abrir uma fabriqueta do santo casamenteiro...vai dar um lucro...

La vie em rose... Milka e suas mil inspirações sempre a levam a cenários glamourosos para os lançamentos de cada estação. Desta vez quem esteve na Sogipa se sentiu em Paris. A sonorização, espetacular, as criações da estilista e tudo o que cercou o grandioso evento remeteram ao belo cenário da capital francesa e de seu singular luxo. A noite foi apenas isso. Um luxo no plural.

Janir Wermann vem mostrando o por quê de seu sucesso. Florista de olhar incomum, sua loja é reflexo de seu bom gosto. Usando flores e materiais inusitados, faz misturas raras e de sua FlorEfeito um lugar de deleite para quem aprecia a beleza em forma de flor, com arranjos, buquês, ramalhetes e vasos de únicas espécies ou de mix que dão efeitos colaterais às obras de arte feitas por ele. O gosto de Janir é “caleidoscópico”...

Estilo e criatividade: Janir, o Mago das Flores, usa e abusa ao criar suas obras-primas

66

Revista Expansão

Julho/2011

Foto: Aline de Melo Pires/Especial

Mistura fina


Tim-tim ao empreendedorismo Grande circuito

O sol e o mar da República Dominicana serviram de cenário as férias a dois de Liziane Richter e Ruben Berlitz, que aproveitaram a orla da paradisíaca Punta Cana para brindar seus respectivos aniversários. Na volta, felizes, bonitos e bronzeados receberam grupo de amigos na nova e supermoderna casa que tem todos os elementos que os identificam, personalizando cada recanto, tanto externa, quanto internamente. Na decoração se misturam o oriental, o cult, o religioso e a fé, que movem a espiritualizada dona da casa, que também é a bam bam bam na moda. Ela faz arte em couro. Em recente aparição em seu programa, Luciana Gimenez estava a bordo de uma jaqueta de phython assinada por ela e pela filha, a jovem estilista Camila Grassi. Também boa amiga, recebeu petit comitê na loja que leva seu nome, em torno do aniversário da bela ex-primeira-dama Iris Foscarini, que deixou bem marcado seu posto. Aliás, será sempre lembrada como tal. Liziane é incondicionalmente pronta a regar amizades, é uma big friend.

A família Trentin já mostrou, por tudo o que tem e faz, que tem visão empreendedora. Além das famosas Padaria Trentin e a Casa de Carnes Fronteira, ambas na Maurício Cardoso, acabam de lançar a Adega do Trentin. A novidade é que a casa de vinhos e espumantes foi adaptada dentro de um container, ao lado da Casa de Carnes. Centenas de nomes conhecidos foram prestigiar os Trentin, quando apresentaram oficialmente a inovadora ideia, com degustação dos vinhos da casa. Kelen, a física formada pela Ufrgs, onde também atuou como professora, que acaba de retornar à cidade e aos negócios da família, esteve à frente dos preparativos de lançamento apoiada pelo pai Ernesto Trentin, a mãe, Zaida, e as irmãs, Regina e Franciele. Então, está no mercado mais um empreendimento da grife que é sinônimo de sucesso.

Saca-rolhas: Zaida e Ernesto com as herdeiras Regina, Franciele e Kelen, e o mascote da família, o neto Bruno. Unidos na paixão pelo que fazem

Alta rotatividade

A Sociedade Aliança, que tão bem esteve sob o comando de Freddy e Claude Elias, que deixaram a presidência do clube, mas não o próprio, e tiveram mandato à altura de sua competência, esteve de aniversário. Agora sob a batuta de Gabriela Streb - que por si só já fez história e ficará nos anais da Aliança como a primeira mulher presidente do clube -, a festa dos 123 anos foi moderna e descontraída para dar toque jovial ao centenário aniversariante. Em vez de baile ou boate, garden party, cheio de atividades, com direito a camiseta para personalizar o evento, que teve pipoca, algodão doce, chope, e intensa agenda musical e esportiva e a inauguração da arena para esportes na areia, lotaram o clube de animação. Inovaram e tiveram dia dos mais movimentados abrindo as portas para associados e, também, não sócios. Élio Becker, o vice-presidente administrativo, assinou pelo evento junto com a presidente. Quem esteve no clube de Hamburgo Velho saudou com informalidade a nova idade deste que é patrimônio histórico da cidade. Foi um grande dia!

Revista Expansão

Julho/2011

67


Novo nome, novo endereço

Equipe Luiz Cabelereiros & João Mendonça Beauty trocou de endereço e de nome. Saíram da Victor Hugo Kunz direto para o centro da cidade. Elegantemente instalados no novo prédio, todo reestruturado para abrigar o centro de beleza que têm como líderes a colorista Cleusa Lemes, que agora empresta seu nome ao salão, e o cabeleireiro João Mendonça, os ambientes ficaram iluminados e modernos bem como no endereço anterior. A nova casa, situada entre a área nobre da rede bancária da cidade, no número 48, da Lucas de Oliveira, só vem facilitar o acesso a quem vive no corre-corre de todo o dia. Pessoalmente, achei a mudança providencial. Gostei. PS : Cleusa Lemes Cabelereiros vem substituir a marca Luiz Cabelereiros, selando a era do saudoso coiffeur que liderava os irmãos Lemes, e começando uma nova história, onde ele terá sempre um lugar muito especial. Já era hora.

A força do batom

Ele funciona como uma espécie de termômetro de status. Quanto maior a crise, mais ele é vendido no mundo. Segundo pesquisas, as consumidoras se voltam para pequenos luxos como forma de compensação quando prazeres mais caros estão fora do alcance. Além disso, há quem afirme que os batons revelam aspectos da personalidade de quem os usa. E não existe fidelidade na cor. As mulheres escolhem o tom de acordo com a intenção e a imagem que desejam passar para os outros. Portanto, meninas, o batom pode oferecer leitura de intenções aos outros, então, olhem lá que cor de batom usar... ele diz tanta coisa...ou melhor, tudo.

Revista Expansão

Julho/2011

Pétalas de rosas vermelhas por toda parte, almofadas de coração com declarações de amor, balões no mesmo formato, maçãs do amor, velas e outros detalhes mais, remeteram ao clima romântico que cerca o Dia dos Namorados. Assim Simara e João César Pedrotti, o Lala, receberam grupo dos mais entrosados para brindar a ocasião a portas fechadas na bela casa onde vivem com os filhos Katielle e Nicholas. Linda de sempre, Simara foi hostess atenciosas e mostrou o por quê da fama do casal como grande anfitrião. Foi encontro dos muito divertidos, que iniciou ao anoitecer e se estendeu até alta madrugada, como habitualmente acontece nas festas oferecidas por eles. Érico Pierotto, o Tininho, e o dono da casa foram os chefs e, como sempre, receberam elogios mil pelo menu, que foi regado a carta de finas bebidas. Para encerrar a noite, a música de Loni e Rúbia Seiva empolgou a turma dos “sem hora para acabar”. A dupla deu show de voz e violão. Se algum produtor musical os descobrir, a fama chegará junto... Eles, Simara e Lala são tudo de bom.

Fotos: Divulgação

Foto: Aline de Melo Pires/Especial

68

Dia dos Namorados e dos amigos


flash

Bênção pelos 40 anos

Os diretores da Bagunça Automóveis, João Narciso e esposa Ilasy, e João Alfredo, o Baguncinha, com a esposa Regina, comemoraram, com colaboradores e familiares, os 40 anos da empresa, no dia 15 de junho. O almoço festivo foi no Galeto D’Itália. Na manhã do dia 15, o padre Günter Büttenbender abençoou a loja. Foto: Divulgação

Ana Paula entre Gabriela e Paola

Padre Günter, o diretor Narciso e esposa Ilasy e Baguncinha, com a esposa Regina

Eleita Miss Novo Hamburgo 2012

Ana Paula Consorte dos Santos, 18 anos, foi eleita Miss Novo Hamburgo 2012 em 4 de junho, na Sociedade Ginástica. Onze candidatas concorreram nessa etapa para representar o município no Miss Rio Grande do Sul, maior concurso de beleza do Rio Grande do Sul. Ana Paula recebeu a faixa de Ronedy Engrof. O concurso é uma realização da Escola de Modelos Vera Monteiro, de Novo Hamburgo. Em segundo lugar ficou Gabriela Matias de Oliveira, 20, e, em terceiro, Paola Doceline Rodrigues, 25.

Colaboradores com Padre Günter

Simone Amaral Rodrigues, estudante de Direito da Unisinos, aproveitou as férias da universidade para realizar um intercâmbio remunerado nos Estados Unidos. Além de aperfeiçoar o inglês, aproveitou também para conhecer a cultura norte-americana e viajar pelo país, em especial, a cidade de San Francisco, na Califórnia.

Simone na Golden Gate Bridge, em San Francisco

70

Revista Expansão

Julho/2011

Fotos: Divulgação

Intercâmbio nos Estado Unidos


Anonymus no TAO

No início de junho, o Espaço de Eventos TAO, em Novo Hamburgo (RS), se transformou no estúdio de gravação do programa Bistrô do Anonymus Gourmet, com o apresentador José Antônio Pinheiro Machado. Com o tema “Caminhos do Vinho”, não poderia faltar a degustação de vinhos e de espumantes produzidas em Garibaldi, com guarnições de queijos, pizza e outras iguarias. Entre os presentes na gravação do evento estava Michele Souza, do Marketing da Boutique É.

Aniversário na CDL

Pinheiro Machado, da Voltaremos, e Michele

Nova loja Adolfo Silva, Natália Bischoff, Renata Martins e Daniel Confortin em Gramado na inauguração da nova loja de Jorge Bischoff.

O empresário Flávio Carvalho reuniu, em 13 de maio, na sede social da CDL Novo Hamburgo, familiares, amigos e integrantes da diretoria da entidade para um jantar de confraternização. Foram momentos de descontração, bate-papo e, como não poderia ser diferente, com o tradicional Parabéns pra você, oportunidade em que a esposa Ângela Maria Riegel, o filho Alexandre, a nora Letícia e o neto Pedro emocionaram o aniversariante com uma bonita homenagem, além de um caloroso e fraternal abraço.

Encontro da família Bohlke

Giane, Caroline e Grings, agradecidos pelo apoio recebido

O presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Sapiranga, Araricá e Nova Hartz (Acisa), Luiz Paulo Grings, sua esposa Giane Maria Grings e sua filha Caroline Mayara marcaram presença no 22º Encontro da família Bohlke, em 29 de maio, em Rolante (RS).

Revista Expansão

Julho/2011

71


CONFRARIA

Nomeados presidentes Luiz Anschau e Afonso Cardoso receberam o título de presidente e vice da Confraria Expansão, na Todeschini, em Novo Hamburgo

A

Por Graziela Dannenhauer | Fotos: Nasa Wecker/Especial

Revista Expansão reuniu novamente mais um grupo de empresários gaúchos em torno da boa mesa. Em 17 de junho de 2011, mais de 60 empresários e autoridades participaram da segunda edição da Confraria Expansão, que ocorreu na Todeschini, nos altos da Avenida Maurício Cardoso, em Novo Hamburgo (RS). O chef da noite foi o empresário Luiz Alberto Anschau, do Sucos Petry, de Ivoti, que preparou uma bela carne de cordeiro ao molho de vinho, acompanhado de massa, arroz e mix de folhas verdes. A promoção é da Revista Expansão, com o patrocínio da Comlines Tramontina, da Todeschini Novo Hamburgo e da Piá, e apoio da Savarauto e da Porto Madero. Na ocasião, Anschau foi nomeado o presidente da Confraria Expansão e o diretor da Agência de Publicidade e Propaganda da RBA, Afonso Cardoso, foi nomeado o vice-presidente. Ambos ficaram enaltecidos com os títulos e receberam o kit da confraria, o chapéu de cozinheiro e o avental personalizados pela estilista Milka. A solenidade de nomeação contou com a presença dos diretores da Revista Expansão Ana Maribel Pacheco, que entregou o kit à Cardoso, e Sérgio Jost, além dos patrocinadores e apoiadores do evento. A próxima e terceira edição ocorre na segunda quinzena de julho, junto ao Espaço Gourmet da Comlines, em Novo Hamburgo (RS), com data a ser divulgada.

72

Revista Expansão

Julho/2011


Inovação ao prato O vice-presidente brincou “nós sabemos fazer com muita dificuldade, o que vocês mulheres sabem fazer com muita facilidade (cozinhar)”. Na hora da sobremesa, Cardoso inovou acrescentando iogurte da Piá sobre o petit gateau. Os iogurtes e os sucos das Piá estavam expostos pelos ambientes para serem degustados pelos convidados, assim como os demais produtos dos patrocinadores e apoiadores. A esposa Rosane Petry foi o braço direito do cozinheiro que encantou a todos com o seu prestígio e paladar. Em meio às conversas sobre negócios ou novidades no mercado, o aroma do prato principal foi tomando conta do ambiente. Todos estavam ansiosos para saborear o cordeiro. Durante a janta, os elogios foram tamanhos e o chef pode ficar contente porque o jantar foi suficiente para repetir e agraciar os mais de 60 presentes. O vídeo da segunda edição da Confraria Expansão foi produzido por Rafa Vídeo Maker, e as fotos por Nasa Wecker, da Rafaela Fotografias, estão publicadas na galeria de fotos do site da revista em www.revistaexpansao.com.br.

Veja +

http://www.youtube.com/watch?v=Mdt8MyMt73I&feature=related

Revista Expansão

Julho/2011

73


CASA & ESTILO Por Jaqueline Fischer Zapelini Arquiteta jaque@zapelini.com.br

Mesmo em pequenas doses, peças de época impõem um ritmo diferente no espaço. Elas aquecem os ambientes despojados. Fernando Piva

Estilo. Qual é o seu?

Clássico, contemporâneo, retrô, provençal, rústico qual é o seu estilo na hora de decorar? Cada tendência tem suas peculiaridades e desperta uma emoção. Na arquitetura e na decoração são muitos os estilos, no entanto é possível selecionar os mais marcantes ao longo da história.

Contemporâneo Prima pelas linhas retas e formas puras, em ambientes bem definidos e esteticamente belos. Neste estilo destacam-se as cores claras e os tons pastéis. Os móveis possuem desenho limpo, sem muitos detalhes e trazem sensação de bem-estar. Hoje, este é o estilo mais usado no mundo todo, pois acompanha a praticidade da vida moderna e também permite mesclar outros estilos.

74

Revista Expansão

Julho/2011


Retrô Este estilo é caracterizado pelo uso de móveis e objetos antigos, principalmente dos anos 1940, 50 e 60. O retrô veio para ficar, e é uma forma de trazer de uma forma moderna o antigo para os nossos dias atuais, integrando o passado com a multifuncionalidade da casa do século 21.

Provençal É inspirado na atmosfera bucólica e romântica do interior da França do século 17. São características as pátinas, a pintura branca e os decapês, imprimindo ar desgastado aos móveis. Tudo aliado aos tecidos claros, em composição com cores pastel, como o verde, o bege, o lilás e o azul. Estampas florais, xadrez, listrados e cenas campestres, arrematam o contexto.

Clássico O estilo Clássico traz para a decoração a ostentação e os exageros dos franceses e ingleses vivenciados no século 17.Os ambientes são refinados, com muito trabalho nos tetos e nas paredes, tapeçarias, lustres de cristal, espelhos, mobiliário entalhado, cores fortes, como dourado, vinho e vermelho e tecidos sofisticados, como seda e veludo.

Rústico Neste estilo destacam-se as madeiras brutas, escuras, em que a rusticidade da madeira, veios, e ranhuras ficam aparentes. Aqui também entram os móveis de fibras naturais, como vime e o bambu, peças de linhas retas e simples, que integram o homem à natureza. Apesar da rusticidade, estes móveis são utilizados na decoração sofisticada, proporcionando contraste e elegância ao ambientes. Na decoração atual, contemporânea, todos os estilos se misturam. As linhas retas, as cores claras, a neutralidade dos materiais e a distribuição simétrica do mobiliário, permitem a utilização de objetos de outros estilos formando contrapontos.

Existem inúmeros estilos de decorar, seja qual for o seu estilo, o importante é tornar a casa em um lugar que você se sinta bem, que seja confortável, que possa relaxar, conviver com a família e receber amigos.

Revista Expansão

Julho/2011

75


MULTIMÍDIA LIVRO

DICAS DA REDAÇÃO

Encrenca, diversão e música Quando foi lançado, achei que fosse tratar do cotidiano em uma assessoria de imprensa. Grata surpresa, é muito divertido, narra a vida da autora como assessora de imprensa e esposa de Vinicius de Moraes. Passou muitos anos acompanhando a nata da música brasileira. Gilda conheceu Vinicius em Paris e trabalhou também com Tom e João Gilberto. O livro mostra os bastidores dos eventos, viagens para turnês e manias artísticas. A sua filha Marina não conseguia pronunciar a profissão dela, que de assessora de imprensa virou assessora de encrenca. Rosa Lemes Diretora da Midia Help/Novo Hamburgo

FILME

Vidas pelo avesso

Filme: Demônio Lançamento: junho 2011 Distribuidora: Universal Pictures

LIVRO

Desafios filosóficos Provocador, ousado e irreverente: essas são apenas algumas características desse grande pensador. Um dos mais instigantes filósofos do século XIX, Friedrich Nietzsche não hesitava em propor desafios aos leitores nos textos que redigia. Inspirado em seus escritos, Mauro Araujo de Sousa, doutor em Filosofia pela PUC-SP, analisa algumas de suas teorias em Nietzsche: Para uma crítica à ciência. Livro: Nietzsche: Para uma crítica à ciência Autor: Mauro Araujo de Sousa Editora: Paulus

76

Revista Expansão

Julho/2011

Livro: Assessora de Encrenca Autora: Gilda Mattoso Editora: Ediouro

LIVRO

Leis do poder definem lideres Um livro marcante porque mostra o jogo do poder, como agem os grandes homens e como as mulheres vêm conquistando esse universo, considerando a inteligência, perspicácia, planejamento e até dissimulação, além da capacidade de lidar com as emoções. Pela leitura é possível avaliar muitas das atitudes dos nossos líderes, através da compreensão de que, muitas vezes, as circunstâncias determinam as atitudes e que nem sempre eles são totalmente honestos. Simone Diefenthaeler Leite Presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Canoas Livro: As 48 Leis do Poder Autor: Robert Green e Joost Elffers Editora: Rocco

FILME

Para os apaixonados por vinho Indico o filme O Julgamento de Paris. É um ótimo filme para os apaixonados por vinho. Seria um comparativo com os vinhos brasileiros nos dias de hoje. Mostra a história do vinho californiano nos anos 70, onde estes estavam desacreditados pelo mundo e por eles próprios, em uma época em que os destaques eram sempre os vinhos do velho mundo. Num concurso realizado em Paris, depois de anos, os vinhos californianos foram incluídos em uma degustação às cegas e ficaram em primeiro lugar. Daniel Panizzi Gerente comercial da Vinhos, Vinhedos e Pousada Don Giovann/Porto Alegre Filme: O Julgamento de Paris Ano: 2008 Diretor: Randall Miller

Fotos: Divulgação

Em um dia comum, cinco pessoas normais têm suas vidas viradas do avesso ao entrar em um elevador, que simplesmente para de funcionar. O que não se dão conta é de que o demônio está entre eles. O detetive Bowden (Chris Messina) está no mesmo prédio atendendo a um chamado de suicídio, e ao perceber estranhos acontecimentos tenta controlar a situação. O medo se instala no momento em que a luz acaba por instantes, e quando retorna, um deles está morto. A desconfiança e o medo tomam conta de todos, que temem por suas vidas. O que eles não sabem, nem imaginam, é que existe um motivo para todos estarem ali.


Cinema

Espaços mais nobres

Festival de Cinema de Gramado volta a concentrar atrações no Centro e é criada a Vila do Festival Por Graziela Dannenhauer

C

omo há muito tempo já era, a 39ª edição do Festival de Cinema de Gramado volta às suas origens. Todos os espaços voltados para o evento estão sendo organizados no Centro de Gramado (RS), na Região das Hortênsias. De acordo com o presidente do festival, Alemir Coletto, em seu sexto ano consecutivo de coordenação, a estratégia nesta edição é atrair mais público e atores para a área central. “É fundamental essas novas estratégias porque não estamos autorizados a nos acomodar. A cada ano, temos que melhorar e qualificar ainda mais a mostra competitiva, oferecer a oportunidade de encontros de negócios entre produtores e fomentar ainda mais o cinema”, frisa Coletto. O lançamento oficial ocorre dia 13 de julho, no Sheraton Hotel, na capital gaúcha. A novidade nesta edição é que a concentração dos atores e da imprensa passa a ser no Hotel Serra Azul, situado na Avenida Borges de Medeiros, próximo do Palácio dos Festivais, onde está o tradicional tapete vermelho das celebridades. “Não teremos mais eventos no Serra Park. E vamos contar também com o apoio do Hotel Serrano para os atores. Vamos aproximar as estrelas ainda mais do público”, explica Coletto. Os patrocinadores do 39º festival, até o fechamento da revista, em 30 de junho, eram Banrisul, Oi, Petrobrás, Ambev, Kia Motors, Correios e Pepsi. O festival ocorre de 5 a 13 de agosto, com uma intensa programação paralela à mostra de filmes.

Vila do Festival Patrocinadores ou interessados poderão usufruir do espaço nobre disponibilizado na Vila do Festival, que estará situado no entorno do Largo Joaquina Rita Bier. Conforme o presidente, haverá ambientes para o público com lounge, café, padaria e baladas, para a circulação de artistas e a exibição de filmes consagrados em uma mega tela de projeção, com tamanho de 12 por oito metros. “Haverá uma pista de patinação no gelo que será o maior atrativo da Vila do Festival”, acrescenta Coletto. A logística vai permitir, segundo o organizador, uma maior convergência, com espaços dentro dos hotéis para demais ações do festival. A programação estará disponível a partir de 20 de julho. O festival receberá, segundo Coletto, cerca de 1,8 mil convidados, provenientes de 30 países, mais de 300 celebridades do meio artístico, mais de 800 jornalistas de 38 países, mais de 25 mil pessoas desfilando entre os nove dias de atrações e um público de mais de 120 mil pessoas no total. “O evento tem um cunho social, com suas atrações como o Winter Festival (no Serrano) e o Green Valley (no Serra Park) e também o cunho econômico, pois movimenta a economia da cidade, fortalecendo ainda mais o comércio local”, destaca.

Divulgação

Coletto desenvolve estratégias para aproximar ainda mais o público do mundo das celebridades, com a parceria do Hotel Serra Azul e Hotel Serrano

A lista dos filmes selecionados para o 39° Festival de Cinema de Gramado, assim como os nomes dos homenageados desta edição, serão divulgados no próximo dia 11 de julho. Neste ano, foram inscritos 180 filmes de longa-metragem, dentre eles, 105 longas brasileiros (11 produções gaúchas), sendo 57 documentários, 48 de ficção, e 75 longas estrangeiros.   Já na categoria de curta-metragem nacional foram 323 filmes inscritos. A Mostra Gaúcha, coordenada pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul e em conjunto com entidades de classe, recebeu 48 inscrições de curtas.

Revista Expansão

Julho/2011

77


Lado b da Publicidade

Por Aline de Melo Pires E-mail aline@revistaexpansao.com.br

Pela valorização das grandes ideias A 18ª edição do Festival Mundial de Publicidade de Gramado será de 31 de agosto a 2 de setembro comandada pelo vice-presidente da DCS Roberto Callage. O presidente afirma que, antes de tudo, o evento, que terá como mote Onde Está a Ideia?, é um espaço para troca de experiências e uma oportunidade de aproximação entre todas as categorias da publicidade. A proposta do encontro, de acordo com Callage, é valorizar a essência do trabalho da publicidade, ou seja, as grandes ideias. Nesta edição do festival, serão homenageados o governador Tarso Genro; Airton Zaffari, do Grupo Zaffari; Armando Ferrentini, da editora Referência; o jornalista Caco Barcellos e o presidente da Associação Latino-Americana de Propaganda, João Firme, que receberão a Medalha Maurício Sirotsky. O publicitário Luiz Lara, da Lew´Lara, é o patrono, e o presidente do júri será Guga Ketzer, da Loducca.

Sinoscar é da Selling A agência Selling acaba de assumir a conta da maior revenda Chevrolet do Sul do Brasil. A empresa do especialista em planejamento Arthur Bender está à frente das operações do Grupo Sinoscar. As ações começaram em 15 de junho.

DCS cria para Vonpar A DCS Comunicações, agência do Leite Mu Mu e de Vonpar Bebidas está programando um lançamento exclusivo na Internet. Uma ação na plataforma futebol, que utilizará um dos maiores comunicadores jovens do Grupo RBS, Luciano Potter. É a DCS juntando a torcida, a paixão pelo futebol e o mundo digital.

As agências Competence e Escala foram as responsáveis pela criação da marca do governo do Estado. A imagem institucional, que deverá ser utilizada durante a gestão de Tarso Genro, utiliza as cores do Rio Grande do Sul e tem o objetivo de transmitir a ideia de uma base sólida, mas com contínua expansão e crescimento. A diretora de Publicidade da Secretaria de Comunicação e Inclusão Digital (Secom), Christel Fank, informou que o material foi produzido sem nenhum custo. A peça já foi inserida na Campanha do Agasalho 2011 e será utilizada em todo o material publicitário das secretarias e estatais. A nova marca visa apresentar o pilar central do governo de Tarso: crescimento com equidade. A união das faces, de acordo com eles, representa o diálogo estabelecido entre Governo e sociedade, “em uma relação de senso comum em busca do melhor para todo o Estado”. Juntamente com este material foi distribuído um Manual de Identidade Visual do Governo.

SICC + Y Propaganda: parceria que dá certo Ano após ano o SICC tem surpreendido com seu crescimento e, ultimamente, também com suas campanhas. Este ano, seguindo o conceito “A nova cara da moda”, a Y Propaganda trabalhou sobre as tendências do mitológico, do tecnológico e cinematic. A campanha da 21ª edição foi lançada durante a feira, em junho, que entre as novidades traz uma mostra da evolução da comunicação nos últimos anos.

As NOVE afirmações de... Pedro Ênio Schneider Ele fundou uma agência pioneira no Vale do Sinos, e a mais antiga em operação no Rio Grande do Sul. A New PS foi fundada em 1963 por Pedro Ênio Schneider, misto de criativo e empresário, que, motivado pela sua formação na Escola de Belas Artes, iniciou o seu negócio de propaganda. Depois de dois anos trabalhando em Porto Alegre, veio para o Vale do Sinos, aproveitando o início da Fenac, para atender empresas de sapato. Desenvolveu e ampliou suas atividades em várias cidades gaúchas num raio de 150 quilômetros da sede. Realizou também trabalhos para algumas empresas do Paraná e Santa Catarina.

78

Revista Expansão

Julho/2011

1) Publicitário é: Um constante estudioso 2) Viver a profissão é: Um desafio contínuo 3) Ética e criatividade são: A criatividade é livre, mas a ética é um respeito

4) O Pelé da criação é: Diego da Silva Drewke 5) As redes sociais são: Ferramentas que precisam observação, como e o que disponibilizar

6) Uma marca: A Piá, que criamos na década de 60 7) Boa publicidade é: A que vende seguindo um minucioso planejamento

8) Cliente bom é: O exigente 9) Uma campanha que gostaria de ter feito: A que não consegui fazer, ocupado com as outras que foram sucesso

Fotos: Divulgação

Competence e Escala assinam a imagem institucional para a gestão de Tarso Genro


o CULTURA

Fantástic prêmi literári

A

noveleta de fantasia The Fortuitous Meeting of Gerard van Oost e Oludara, no Brasil colonial, escrita pelo professor do curso de Jogos Digitais da Universidade Feevale Christopher Kastensmidt, recebeu mais uma honra este ano. Ela foi escolhida como melhor ficção publicada na revista Realms of Fantasy durante o ano de 2010. A seleção foi feita por votação dos leitores. A história empatou com outra, Queen of the Kanguellas, escrita por Scott Dalrymple, e as duas levaram o prêmio Realms of Fantasy Readers’ Choice Award. O anúncio foi feito na edição número 100 da revista. A publicação norte-americana Realms of Fantasy é uma das maiores revistas do mundo dedicada à publicação de literatura fantástica. A mesma obra foi indicada este ano como finalista do prêmio Nebula, considerado o maior da literatura fantástica do mundo. Kastensmidt receberá em sua casa, pelo correio, o prêmio, que consiste de uma placa comemorativa. Para ele, é uma grande honra ter sua história escolhida como melhor do ano pelos leitores. “Realms of Fantasy publica muitos grandes autores da literatura fantástica. E a seleção de uma história brasileira por um público norte-americano mostra que é possível exportar a cultura brasileira para o mundo”, afirma.

Filho adotivo do Brasil Christopher Kastensmidt nasceu nos Estados Unidos, mas vive no Brasil há mais de dez anos, residindo em Porto Alegre. Cursou engenharia de computação na Rice University, em Houston, Texas. Criou o conceito original e design do jogo brasileiro mais vendido no exterior, Casamento dos Sonhos, com mais de um milhão de vendas. Atualmente, é professor na Universidade Feevale. Já publicou ficção em diversos países, incluindo Brasil, Estados Unidos, Dinamarca, Escócia, Grécia, Polônia e República Checa. A primeira aventura da dupla de heróis criada por Kastensmidt fez sua estreia na revista Realms of Fantasy em abril de 2010, com o título The fortuitous meeting of Gerard van Oost and Oludara. No Brasil, O encontro fortuito de Gerard van Oost e Oludara foi lançado em São Paulo pela Devir Editora em 2010, no primeiro volume da coleção Duplo Fantasia Heroica. Para divulgar a série, o escritor criou um site, no qual publica arte, notícias e explicações sobre as referências históricas e culturais da série. O endereço é www.eamb.org/brasil.

o

Fotos: Divulgaçã

Christopher Kastensmidt

Professor da Feevale recebe homenagem e reconhecimento internacional por obra sobre literatura fantástica

Revista Expansão

Julho/2011

79


cultura

s o c r a M

a d Bre

Por A line d

e Melo Pir

odrigo M es | Fotos: R

igliorin/Div

ulgação

Um caso de amor com a arte de representar

E

le pode ser definido como um homem incansável. Multifacetado, atua, no sentido mais literal da palavra, em uma diversidade de áreas com maestria. É ator, professor, produtor teatral e locutor. Leva o nome do Rio Grande do Sul no peito Brasil afora e é um dos nomes mais fortes da nossa dramaturgia. O porto-alegrense Marcos Breda, 50 anos, acaba de filmar Os Senhores da Guerra, longa-metragem que conta uma importante parte da história do Rio Grande do Sul, e agora se prepara para viver o pai do cantor Renato Russo, músico ícone da geração anos 80, no cinema em sua biografia. Conversamos com o ator por telefone logo que chegou ao Rio de Janeiro, onde mora, depois das filmagens da produção gaúcha, e poucos dias antes de embarcar para Brasília e dar início à imersão na vida do vocalista da Legião Urbana que faleceu em 1996. Marcos Breda, que recentemente viveu o Pelópidas na novela Caras&Bocas, da Rede Globo, é um artista formado e, declaradamente, apaixonado pelo teatro. Em 1981, estreou nos palcos da capital, no espetáculo Marat-Sade, dirigido por Nestor Monastério. De lá para cá, foram 29 peças, em 30 anos de carreira. “É no teatro que o ator mostra todas as possibilidades de expressão e nenhuma outra forma de atuar exige tanto, pois na televisão ou no cinema existem as interferências tecnológicas. No teatro, não, é a sua essência”, afirma. Desta forma, Breda também não poderia estar de fora de uma das maiores produções teatrais já realizadas no Rio Grande do Sul. Ele fez parte do elenco de Bailei Na Curva, em 1985, espetáculo dirigido por Júlio Conte, e também participou da remontagem comemorativa aos dez anos da peça na temporada 94/95.

80

Revista Expansão

Julho/2011


Breda, ao centro no set com Tabajara Ruas (E) e com o ator Marcos Verza

Material humano de qualidade O ator gaúcho destaca, com muito carinho, a excelência com que se faz arte no Estado, especialmente o cinema e o teatro. Há aqui, diz ele, um material humano de alta qualidade. “O que falta no Rio Grande do Sul são recursos financeiros, qualidade, temos de sobra”, completa Breda, ao reafirmar seu orgulho por ser natural daqui. “Acredito no teatro, por isso, sigo fazendo”, completa. A chegada à televisão foi também na década de 80. Ele participou da produção O Tempo e o Vento, minissérie baseada na obra homônima de Erico Veríssimo. Sua estreia em novelas foi em horário nobre, ao lado de ninguém menos que Vera Fischer. Foi no folhetim Mandala, em 1988, que Marcos Breda se revelou para o grande público. “Era um personagem intenso, gostei de fazer. Era um jovem com problemas com drogas, uma história muito forte”, assegura. Experiência O filme Os Senhores da Guerra traz a carga da experiência para Marcos Breda, especialmente pela configuração de seu personagem, o Major Soveral. É a trajetória de dois irmãos pertencentes à elite do Rio Grande do Sul, no começo do século 20. A história aborda a Guerra Civil de 1924, que separa os irmãos, divididos entre maragatos e chimangos. “É um personagem experiente, um major que é o mentor intelectual das estratégias do chefe chimango. Um homem mais velho e experiente, gostei de fazê-lo”, completa o ator que passou um mês e meio no set, ao lado de jovens artistas que também já trilham o caminho do reconhecimento, como o também gaúcho, André Arteche. Os Senhores da Guerra, assim como a biografia de Renato Russo, tem previsão de estreia para daqui a cerca de um ano. Vem aí Marcos Breda em dose dupla no cinema em 2012.

Os Senhores da Guerra tem previsão de estreia no ano que vem

Revista Expansão

Julho/2011

81


Book

Penalidades

internacionais

Por Graziela Dannenhauer | Fotos: Sérgio Jost/Especial

Juíza federal Mônica Aparecida Canato lança livro de sua tese de doutorado, em encontro descontraído, na presença de amigos, colegas e familiares, em Porto Alegre

Rosilei, Mônica, Cácia, Jacobs e Flores e Pacheco

juízas federais Thais Helena, Maria Lúcia e Jacqueline

Uequed

Vecchio e esposa

Dr. Messias

82

Revista Expansão

Paulo Eduardo e Mariléia

Jania, Mônica e Marilene

A

juíza federal titular Mônica Aparecida Canato, da 3ª Vara do Juizado Especial Cível (3ºJEF) de Novo Hamburgo, lançou seu livro O princípio da Legalidade no Direito Penal Internacional, da Editora Norton. A sessão de autógrafos ocorreu em 27 de junho deste ano, na Livraria Cultura, no Bourbon Country, na capital gaúcha, com a presença de autoridades, personalidades regionais e estaduais, amigos, familiares e sua equipe de trabalho. “Todas as pessoas importantes da minha vida estiveram presentes comigo neste momento muito especial e quem não pode estava em meu coração”, frisou a doutora. A juíza federal fez referência às pessoas que não puderam comparecer ao seu evento: a sua mãe Bárbara Laudade Canato, com quem aprendeu os valores que traz no coração; doutora Cláudia Lima Marques; querido amigo doutor João César, oficial do Registro de Imóveis de Canoas; a doutora Juliana de Alvarenga Paes; e a Cruz Vermelha do Rio Grande do Sul, sediada em Porto Alegre, nas pessoas de doutor Paulo Paim dos Santos, médico psiquiatra, e doutor Wambert Gomes di Lorenzo, diretor do Departamento de Direito Internacional Humanitário.

Julho/2011

Tupinambá

Isaac Felipe e Mônica

O livro é a publicação da tese dela de doutorado em Direito Internacional, defendida em banca na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), em 2009. Conforme a doutora, o livro trata da legalidade e dos princípios dela nas jurisdições penais internacionais. O prefácio foi escrito pelo professor e doutor Tupinambá Pinto de Azevedo, desembargador aposentado do Tribunal de Justiça e professor de Direito Penal e Direito Penal Internacional da Ufrgs, que também prestigiou a sessão de autógrafos. Presenças A juíza federal agradeceu a presença do filho Isaac Felipe e de demais amigos e colegas, entre eles: Elisete Airoldi Dias; Luís Carlos Ferreira Soares; o advogado Humberto Luiz Vecchio e esposa; as juízas federais Thais Helena della Giustina Kliemann, Maria Lúcia Germano Titton e Jacqueline Michels Brilhalva; o advogado Jorge Uequed; peritos da Justiça Federal Messias e Maria de Lourdes Viscardi; funcionários do 3º JEF Rosilei Marques, Cácia de Conto Capp, David Jacobs e Maurício Flores; Luís Roberto Pacheco; advogado Paulo Eduardo e Mariléia; doutor Francisco José Lux; as advogadas Jania Celinga e Marilene Klauck; o procurador Regional do Ministério Público Federal, doutor Ângelo Roberto Ilha da Silva, e advogado da União Igor Fonseca Rodrigues.


evento

Noite para celebraro

amore a

tecnologia Cine Facsom Gourmet reuniu apaixonados

U

ma proposta para amantes do cinema e, acima de tudo, da tecnologia. A primeira edição do Cine Facsom Gourmet, em Novo Hamburgo (RS), foi em clima de aconchego, na semana do Dia dos Namorados, em 9 de junho, e reuniu convidados especiais dos patrocinadores e apoiadores da iniciativa da Facsom, dirigida por Cláudio Pletsch e Marcelo Laux. O filme escolhido para a estreia não poderia ser mais adequado para a data. Comer Rezar Amar foi projetado em todos os ambientes e televisões da Facsom, ao mesmo tempo em que era servido cardápio com base no que a estrela Julia Roberts comia no filme. “Foi tudo muito cronometrado, as pessoas comeram a massa com molho vermelho no mesmo instante em que a Liz, personagem principal do filme, comia a massa na Itália”, explica Alessandra Becker, que coordena o evento junto com Maricel Vittore e Gisele de Oliveira. A parte gastronômica ficou por conta da chef Taci Klein, que estimulou o paladar dos convidados desde a abertura do encontro, que teve 20 casais convidados. Convidados A ideia, explica Maricel, é fazer com que clientes novos se aproximem da Facsom e conheçam a forma de trabalho da loja. Há, de acordo com ela, muitas pessoas que desconhecem os ambientes e os produtos que a loja oferece. O Cine Facsom Gourmet acontece nos mesmos moldes do Cine Gourmet já consagrado no Hotel Casa da Montanha, em Gramado, com a diferença que, em Novo Hamburgo, não há hospedagem. “O evento tem hora para começar e acabar, as pessoas podem se programar, principalmente por que acontece em dia de semana”, completa Maricel. O Cine Facsom Gourmet teve o patrocínio da Sulbra, Todeschini, Taci Klein e Valduga. A Revista Expansão esteve entre os apoiadores, ao lado de Vanity Joias, Floricultura Ideal, Luis Seewald, Cia da Imagem, Hotel Casa da Montanha e VT Vídeo. O evento é gratuito e somente para convidados, acontecerá a cada dois meses e o filme só será revelado no dia. O próximo está marcado para 4 de agosto. “Cada patrocinador terá seus convidados, os clientes da Facsom serão convidados gradativamente”, explica Maricel.

Cardápio Massa artesanal recheada com queijos e molho ao sugo Berinjela com tomate confit e mousse de mozzarela de búfala Salada de rúcula com presunto de parma e óleo de manjericão Sobremesa: Tiramissu e Mil folhas de gianduia Fonte: Chef Taci Klein

Revista Expansão

Julho/2011

83


Perfil

Que Marravilha! Acompanhamos o chef Claude Troigros em uma maratona de gravações para o especial de inverno de seu programa no canal GNT

U

m homem na cozinha, com talento e sensibilidade para selecionar o melhor tempero e preparar aquela receita dos deuses já é por si sedutor. Adicione um forte sotaque francês e... voilà! Claude Troigros é o resultado de uma receita que vem dando certo no Brasil desde 1979, quando resolveu firmar raízes aqui e se tornou um dos chefs mais respeitados e seguidos. Hoje, apresenta um dos programas de maior audiência do canal a cabo GNT, o Que Marravilha!, assim mesmo, com “r” dobrado, ensinando a cozinhar e desvendando os mistérios da cozinha. A Serra Gaúcha foi o cenário escolhido por Claude Troigros e por sua equipe para gravar os programas especiais de inverno, que vão ao ar neste mês, acompanhado por nomes gaúchos reconhecidos nacionalmente como os atores Werner Schünemann e Larissa Maciel, e a escritora Martha Medeiros. Acompanhamos como tudo aconteceu e, de quebra, batemos um papo animado regado a um bom sotaque francês, na Estalagem e Pousada La Hacienda, que serviu de cenário para as gravações do Que Marravilha!. Apesar de ter chegado no Brasil há pouco mais de três décadas, a história da família Troigros com a gastronomia acompanha pelo menos três gerações. Foi nos anos 30, na França, que a tradição teve início. A inovação e a ousadia começaram com o avô de Claude, Jean-Baptiste, que provocou grande tumulto no restrito círculo culinário daquele país quando sugeriu vinho tinto para acompanhar peixe. “Minha família foi a responsável pela criação do que se denominou de Nouvelle Cuisine”, explica o chef, figura fundamental no elo entre as cozinhas brasileira e francesa. Dono do restaurante Olympe, que tem quatro unidades no Rio de Janeiro, sua dedicação é total à arte de elaborar e executar receitas, deixando para o administrador Fernando Sá, cuidar do setor de gestão. O foco diz ele, é a gastronomia.

84

Revista Expansão

Julho/2011

Divulgação

Por Aline de Melo Pires


Divulgação

Mais que trabalho E se você pensa que cozinhar é somente trabalho para Claude Troigros, enganase. Ele adora preparar refeições para amigos e família, inclusive nos finais de semana, quando está “de folga”. Grande apreciador da culinária brasileira, precisou usar muito da criatividade quando chegou ao Brasil. “Havia a técnica, mas as ferramentas eram poucas”, diz ele ao referir-se à pouca quantidade de temperos e especiarias encontrada por aqui. Então, conta, teve de usar o que havia à disposição e encantou-se com quiabo, maxixe e pimentas. Aliás, continua, as pimentas brasileiras são suas grandes paixões. “Gosto especialmente da dedo-de-moça, ela tem a medida certa, fica entre o ‘arde não arde’, mas aprecio todas”, complementa. Aline de Melo Pires/Especial Nas suas receitas, é frequente encontrar tucupi, comum na região norte do País; o coentro e o azeite de dendê, além do cominho. “A técnica do chef faz toda a diferença, é possível fazer muitas transformações”, pondera Troigros. Em um primeiro momento, a imagem da cozinha francesa e seus chefs pode remeter ao glamour e à complexidade. Até pode ser, mas no caso de Claude, o estilo se alia à simplicidade. Questionado sobre cinco itens que não faltam de jeito nenhum em sua cozinha, ele lista sal, pimenta do reino, azeite, vinagre e, claro, pimenta dedo-de-moça. Quer mais simplicidade que isso? E com ingredientes simples e básicos, Claude Troigros faz verdadeiras “marravilhas”. Quando fala em Brasil, ele faz um reconhecimento especial aos nordestinos que, segundo ele, são mestres na arte de temperar. “Isso é um dom, ou você tem ou não tem”, considera. E isso, de acordo com Troigros, vale para a formação em geral dos chefs. “Pegue uma mesma receita e passe para duas pessoas diferentes. O resultado não será igual, nunca”, afirma. Desta forma, estar em frente às câmeras ou em seu restaurante, constituise prazer constante, seja ensinando, em seu programa, seja criando em sua própria cozinha. A audiência agradece.

Revista Expansão

Julho/2011

85


ESPORTE

Jogadordo

mundo O leopoldense Adriano Lamb vive o vôlei em sua carreira e retornou recentemente do Irã, na Ásia

Por Graziela Dannenhauer | Fotos: Divulgação

E

Ele está esperando novas propostas para ver para onde vai (clube ou país) desta vez. O jogador de vôlei Adriano Lamb, 30 anos, de São Leopoldo, é assim - um cidadão do mundo por meio do esporte profissional. Conhece culturas diferentes, praticando o esporte que mais ama, com o qual já conquistou títulos como campeão romeno, português, Cyprus Super Cup, brasileiro juvenil, infanto-juvenil e carioca juvenil, além de ser bicampeão da Taça de Portugal, bicampeão gaúcho adulto, Bi juvenil e vice-campeão da superliga brasileira. Desde os 17 anos, quando jogava no Colégio Sinodal, em solo leopoldense, o levantador ganhou as quadras mundiais, somando ao seu currículo quatro temporadas jogando no Brasil (superliga brasileira), cinco temporadas em Portugal, uma no Chipre, uma na Romênia e uma no Irã.

Adriano Lamb Posição: Levantador Altura: 1,93 m Peso: 92 quilos Data de nascimento: 16/09/80 Nacionalidade: Brasileiro Veja mais em www.adrianovolley.com.br

86

Revista Expansão

Julho/2011

Jogar no exterior Para ele, este é o momento em que retorna para casa antes de buscar novos ares. Lamb tem uma página sua na Internet, onde as pessoas podem buscar informações a respeito de seu trabalho e conquistas. No Irã, ele aprendeu muito sobre a cultura local e destaca que há muita segurança por lá e que é bem diferente do Iraque. “As pessoas confundem os países”, lembra o rapaz do Vale do Sinos. Caçula da família A partir de abril, o jovem se encontra na casa dos pais. Fica até agosto quando abre a temporada de jogos no Hemisfério Norte. “O meu sonho é concluir o meu curso de Administração, na Unisinos, mas devo terminá-lo só quando parar definitivamente com o vôlei”, adianta. Ele que já fala português e inglês, quer aprender ainda a língua espanhola e se for possível a italiana ou a alemã. Lamb é o caçula da família, constituída pelos pais e duas irmãs mais velhas, sempre recebe o aconchego do pai e da mãe, que algumas vezes já viajaram para visitá-lo. “Também fico nove meses fora e três aqui com eles. Não é possível ter um apartamento para deixar fechado por muito tempo. Já minha namorada, a Manuela, estamos juntos fazem seis anos, sempre me visita por dois meses em suas férias quando estou no exterior e quando estou aqui, no RS, nos encontramos no final de semana. Ela mora em Caxias do Sul”, conta o jogador.


Ele divide seu tempo entre a família, a namorada e atividades físicas, que pratica na On-Line, em Novo Hamburgo. Faz três aulas de musculação, duas funcionais e duas de jogar vôlei por semana. “É uma forma de se manter, mas quando entro no batente, os treinos são sempre mais puxados, chegando a treinar por até cinco horas por dia”, lembra o rapaz. “Jogador de vôlei pode jogar até os 37 ou mais, eu pretendo daqui cinco anos, terminar minha faculdade de Administração”, diz Lamb. Competição saudável Para ele, o esporte é uma prática com uma carga de treinamento, onde o prazer passa a ser uma profissão. E já a atividade física é fundamental para a manutenção do corpo e da mente. A criança, na sua opinião, deve praticar um esporte para aprender a competir, a ter disciplina, a aprender a ganhar e perder, a trabalhar em equipe, além e ser saudável, a criança ou o adolescente não fica tanto tempo na frente da Internet e se ocupa com uma atividade saudável. “O esporte é ótimo como complemento do ensino e no desenvolvimento do caráter das pessoas. A competitividade nos coloca em alguns momentos uma carga emocional bastante elevada, ajudando-nos a desenvolver o coleguismo (altruísmo), a disciplina e o comprometimento. A criança precisa praticar se gosta de fazer, se tem prazer. Quem sabe ela continue a particar esportes e o trate como uma profissão”, frisa Lamb.

Revista Expansão

Julho/2011

87


História

De volta à

Pomerânia

Heinemann no Portão de Brandenburgo, Alemanha

Por Vera Fernandes/Especial

m presente com data e hora marcada marcou a vida do grafologista e historiador José Carlos Heinemann numa noite de junho de 2010. Menos de um ano depois, no início de maio de 2011, ele embarcava para a Alemanha e Polônia, onde realizaria uma tourné pela região da antiga Pomerânia, a convite da empresa catarinense de Jaraguá do Sul, Malwee Malhas. Ele acompanharia o grupo de danças folclóricas da empresa, o Regenwalde Tansgruppe, que tinha por missão, comemorando os 150 anos da comunidade descendente de pomeranos em Santa Catarina, divulgar a cultura brasileira e trocar experiências das tradições pomeranas mantidas pelos imigrantes que vieram daquela região. Mas Heinemann tinha uma missão a mais: aprofundar seus estudos numa região cuja história o havia cativado, anos atrás, e gravar imagens para seu terceiro documentário sobre o tema. A viagem durou cerca de um mês e incluiu um passeio pela maioria dos povoados de onde saíram os imigrantes que vieram para o Brasil. “Conheci cidades como Regenwalde, hoje com o nome Resko; Bel-

88

Revista Expansão

Julho/2011

gard (Bialogard); Kolberg (Kolobrzeg) - localizada junto ao mar Báltico -, e Köslin (Koszalin). Foi desta região, que vieram, em 1858, os pomeranos para o Espírito Santo”, explica o historiador. A visita incluiu ainda locais de onde vieram os imigrantes que formaram o núcleo catarinense em Pomerode e no Vale do Itajaí, com as famílias Weege (Regenwalde), Harckbart (Latzig-Köslin), Lüdtke (Labuhn-Regenwalde), Reblin (Seydel-Köslin) Butzke (Kurzdorf-Regenwalde), Nienow (Gross Tychow-Belgard) e a família Piske, que veio da Pomerânia ocidental, do povoado de Rambin na Ilha de Rügen. Remontando a história José Heinemann aproveitou para realizar filmagens para o terceiro documentário, mas não ficou satisfeito. “Naturalmente pretendo voltar e filmar mais”, antecipa. Ele explica que descobriu no território polonês monumentos históricos intactos ou restaurados depois dos bombardeios de que foram alvos. “Hoje são marcos de uma história que deve ser contada, para os descendentes de imigrantes que vieram para o Brasil há mais de 150 anos”, avalia.

Fotos: Divulgação

U

José Carlos Heinemann volta à Europa e desbrava a região da antiga Pomerânia, hoje com território dividido entre a Polônia e a Alemanha


Para fazer este trabalho, Heinemann seguiu por uma parte do caminho sem a comitiva da Malwee. “Fiquei grande parte da viagem na Alemanha e Polônia com a comitiva”, explicou. Por duas vezes, na Polônia, o historiador deixou o grupo. “Tinha interesse em buscar informações com historiadores locais e um membro militar pomerano de Stettin, que serviu na Segunda Guerra Mundial, tudo para meu terceiro documentário e meu livro, que está quase pronto”, revela. O foco foram informações dos pomeranos que viviam em Maldewin (hoje com o nome polonês de Moldawin) e Kolberg (Kolobrzeg) no século XIX. “Estas cidades são importantes, pois de lá que vieram muitos imigrantes.”

Castelo de Stettin. Partes de tijolos a vista são originais do Castelo. Partes claras reconstruídas após a Segunda Guerra Mundial.

Dificuldade em obter informações Mas Heinemann também voltou sem algumas informações não obtidas. “Em toda Polônia há transformações, sociais, no campo e na política. Mas, tudo anda mais devagar do que nas grandes cidades da Europa ocidental”, avalia. Segundo ele, uma das maiores dificuldades para recompor a história da Pomerânia, extinta desde a Segunda Guerra Mundial, está em obter informações na área que ficou sob o domínio da Polônia, que inclusive, mudou todos os nomes das cidades e aldeias. “Toda vez que precisei informações da antiga Pomerânia, que hoje integra o lado polônes, sempre ouvi a mesma resposta: - podemos fornecer dados relativos a estas terras de 1945 em diante, antes havia outros moradores e a província pomerana não existe mais. Para pesquisadores e historiadores, a obtenção de informações do lado oriental sempre foi muito difícil”, explica Heineman. “Nos livros encontrados do lado alemão, entretanto, há farta literatura”, completa o historiador. Esta foi a segunda vez que José Heinemann realizou uma viagem para Alemanha e Costa Báltica. A primeira foi em 2000 e 2001, quando cumpriu um programa de palestras com o tema Os Pomeranos no Brasil. Foram sete palestras na Alemanha, uma na Suíça, uma na Dinamarca e duas na Holanda. O passeio, na ocasião, ainda incluiu um roteiro pela Aústria e Suécia. A paixão pela Pomerânia Sua paixão pela antiga Pomerânia teve início em 1968, quando conheceu comunidades de imigrantes descendentes de pomeranos na região serrana do Espírito Santo. “Fiquei impressionado, pois muitos não falam a língua portuguesa, nem alemã, e sim um dialeto que somente eles entendem. As crianças, até 7 e 8 anos de idade, só aprendiam o dialeto pomerano e tinham grandes dificuldades quando chegavam em idade escolar.” Heinemann já fez dois documetários sobre a região. Ele, que não é descendente de pomeranos, casou-se com Julia, descendente de imigrantes da região ocidental de Barth-heim, perto da Ilha de Rügen. Mais informações sobre a antiga Pomerânia podem ser obtidas no site mantido por Heinemann, no endereço www.pomeranos.com.br.

Sul da Polônia, perto da antiga aldeia de Arswalde, antiga terra pomerana

No mês do comerciante, o Sindilojas-NH cumprimenta a classe que representa há 62 anos. Sindilojas-NH, representante legal do comércio varejista de Novo Hamburgo,Campo Bom, Sapiranga, Araricá e Nova Hartz.

Fone: 3524-5555 Revista Expansão

Julho/2011

89


SEM FRONTEIRAS

Florença, uma viagem através da história Por Margrid Sauer e Miguel Sellitto | Fotos: Arquivo pessoal

E

sta foi nossa segunda visita a Florença. Desde a primeira vez, o que mais chamou nossa atenção foram as impressionantes construções que datam da Renascença e a imensa quantidade das obras de arte que ali se encontram. Para que se tenha uma ideia da grandeza do lugar, em Florença viveram Michelangelo, Galileu Galilei, Leonardo Da Vinci, Maquiavel e também Dante Alighieri. E foi justamente graças à obra de Dante, que a língua falada em Florença, por ocasião da unificação do país, no século XIX, tornou-se a língua oficial da Itália. Em janeiro de 2010, quando lá estivemos pela primeira vez, saímos com a decisão de voltar. Era preciso dedicar mais tempo àquele lugar, e assim o fizemos. Voltamos a Florença em maio deste ano e lá ficamos por cinco dias. Nessa época do ano, é primavera na Itália, o que deixou a nossa estada ainda mais bonita. Florença foi governada pela família Medici desde o século XV até meados do século 18. Apreciadores das artes, estimularam a produção de um acervo de obras de arte sem paralelo na história da humanidade. Talvez Florença seja a cidade com maior densidade de obras de arte do mundo. Ao fim da trajetória da família, a última herdeira, Annamaria Ludovica doou à cidade todo o acervo acumulado ao longo de séculos. Os principais lugares de visitação são a Academia de Artes de Florença, na qual está o David de Michelangelo e a Galeria degli Uffizzi, onde se encontra o famoso quadro Nascimento de Afrodite de Botticelli, além de obras de Leonardo Da Vinci.

90

Revista Expansão

Julho/2011


Duomo O ponto central de Florença é o Duomo, cuja construção iniciou no século XIII. Seu aspecto atual data do século XIX e é composto por placas de mármore da região da Toscana, mescladas com obras de arte. O Duomo é um complexo composto por três edificações: o campanário, projetado por Giotto, a catedral de Santa Maria del Fiore e sua majestosa e improvável cúpula, projetada por Brunelleschi, e o batistério, com sua porta central, cuja construção durou vinte e seis anos. Michelangelo referia-se a esta porta como a Porta do Paraíso, tamanha sua beleza e encantamento. A porta que está hoje na entrada do batistério é uma réplica da verdadeira, nem por isso menos maravilhosa. Uma curiosidade para quem visita Florença e outras cidades da Itália é a presença do batistério. Até cerca do século XIII, não se podia entrar na igreja antes de ser batizado, por isso a cerimônia se dava num prédio construído fora da igreja para esta finalidade. É possível ver o Duomo e a majestosa cúpula de qualquer ponto da cidade. De especial beleza é vê-lo das colinas que ficam do outro lado do rio Arno, dominando a paisagem da cidade. Castelo Vecchio e Praça Della Signoria Como nessa cidade tudo é grandioso e belo, outro local que faz a gente ficar sem fôlego é a Praça Della Signoria, centro cívico da vida florentina até o século XVIII. O nome faz referência aos senhores que dominaram Florença na Renascença. A principal edificação é o Castelo Vecchio, sede dos governantes florentinos. Na praça, encontram-se réplicas de famosas estátuas, entre elas o David, de Michelangelo. Ainda na praça, você vai ver Netuno, rei dos mares, Perseu e a morte de Medusa, o Rapto das Sabinas, entre outros. O original de David está na galeria da Accademia. Esculpida em um único bloco de mármore da região de Carrara, a obra impressiona pelo tamanho, 5,17 metros. Michelangelo levou três anos para concluir a escultura, trabalhando de 1501 a 1504. Esta obra é tão importante, que réplicas do David se encontram em vários pontos da cidade. Atrás do castelo, dois pontos importantes para visitar, o museu Bargello e a casa de Dante, onde viveu o poeta florentino criador da língua italiana. Ponte Vecchio A ponte Vecchio é um dos principais símbolos de Florença. Construída em 1565, faz a ligação entre o Castelo Vecchio e o Palácio Pitti, residências dos Medicis e de seus aliados, os Pitti. Para situações de risco, havia caminhos de fuga entre os palácios, que foram usados diversas vezes pelos governantes. A ponte Vecchio é uma entre as muitas travessias do Rio Arno. Hoje, no interior da ponte, estão instaladas famosas joalherias e ourivesarias, nas quais se pode apreciar e comprar joias. Na outra margem do rio, encontram-se os bairros construídos no período em que Florença foi capital da Itália (1865-1870), a casa e o observatório astronômico de Galileu, o forte Belvedere, a igreja de San Miniato al Monte e a Praça Michelangelo, de onde se pode observar todo o panorama da cidade. Igreja de Santa Croce Esta igreja do século XIII ainda guarda marcas da época dos templários. No interior encontram-se os túmulos de Michelangelo, Machiavel e Galileu Galilei e um monumento fúnebre a Dante. Grandiosas obras de arte decoram a nave principal da igreja e as diversas capelas que a compõe. A sua fachada foi reformada no século XIX e também usa os mármores coloridos da região de Massa e Carrara. Na praça em frente à igreja, no século XV, era dedicada ao esporte e ali foi jogada a primeira partida do esporte que mais tarde deu origem ao futebol. Na cidade de Florença é possível provar a maravilhosa gastronomia italiana e na rua em frente à igreja de Santa Croce, na Via del Greco, encontramos uma típica trattoria Fiorentina. Este lugar serve um maravilhoso pannini, acompanhado de um ótimo vinho.

Revista Expansão

Julho/2011

91


SEM FRONTEIRAS

Margrid e Miguel em frente ao Duomo

Castelo Vecchio e Praça della Signoria

Cidade de Florença

Túmulo de Galileu, um dos grandes atrativos

92

Revista Expansão

Julho/2011

Vista lateral do Duomo


Margrid na Praça della Signoria

Duomo: construção imponente em mármore


GOLFE CLASSIC Por Luis Carlos Baumgarten Empresário e vice-presidente da Confederação Brasileira de Golfe royal.golfe@terra.com.br

Show de golfe e rock-and-roll A lenda do rock Alice Cooper visitou os dois clubes de golfe da capital gaúcha. Em 30 de maio, ele esteve no Belém Novo Golf Club e arriscou algumas tacadas. Cooper e seu guitarrista Damon Johnson completaram os 18 buracos e mostraram muita simpatia e talento ao atender fãs e curiosos que acompanharam a partida. Os companheiros de jogo foram o presidente do clube, Sérgio Moraes, o head-pro Fernando Guimarães e o diretor Maurício Motta. No dia seguinte, os roqueiros conheceram o Porto Alegre Country Club e jogaram 18 buracos com os golfistas gaúchos Leonardo Conrado e Christiano Saboya, e, como lembrança de sua passagem pelo clube, Cooper autografou os cartões de jogo.

O roqueiro Alice Cooper com os diretores do Belém Novo

Aberto de Rosário é a sexta etapa do Tour Gaúcho Realizado em 11 e 12 de junho, no Rosário Colf Club, em Rosário do Sul, a sexta etapa do Tour Gaúcho por Categorias, contou pontos para o ranking estadual. Glauco Righi, local player, e Marinez Pontes, de Santa Cruz, ficaram com título de campeões da competição.

Fotos: Divulgação

Circuito de golfe profissional Líder do torneio desde a primeira rodada, o golfista paraguaio Ramon Franco conquistou o título do CBG Pro Tour, que foi realizado entre os dias 9 e 11 de junho, no Porto Alegre Country Club, que reuniu os melhores profissionais do Brasil, Uruguai e Paraguai. Este circuito faz parte do preparativo dos atletas brasileiros para as Olimpíadas e distribuiu R$ 100 mil em prêmios. Entre os dez atletas melhor classificados na competição dois são gaúchos, Tiago Silva, que atualmente reside no Rio de Janeiro e Leonardo Conrado, de Pelotas.

No Aberto de Bagé, realizado em 21 e 22 de maio, as damas abrilhantaram o torneio. Marinez Pontes, Cecília Lacerda e Laura Cersósimo fizeram bonito dentro e fora do campo.

Conrado foi o golfista amador melhor colocado no torneio O golfe é um esporte que integra gerações. A família Suñe pratica a atividade e leva para casa as lições aprendidas em campo. Na foto, o papai Jorge Teixeira, o filho Vitor, a mamãe Luciana e a filha Camila.

94

Revista Expansão

Julho/2011


DE BRASÍLIA Por Edgar Lisboa

privilégios

Jornalista edgarlisboa@uol.com.br www.egdarlisboa.com.br

“O foro privilegiado foi uma esperteza que os políticos conceberam para se proteger. Um escudo para que as acusações formuladas contra eles jamais tenham conseqüências.” A afirmação é do ministro Joaquim Barbosa (foto), relator do mensalão, que no final do próximo ano deve assumir a presidência do Supremo Tribunal Federal (STF). O magistrado diz que os processos demoram muito porque “as leis são mal feitas, não foram pensadas para dar solução rápida aos litígios. É cultural, falta de sentido prático para resolver as coisas”. O ministro acha que deveríamos nos espelhar um pouco na Justiça americana, na rapidez com que ela resolve a maioria dos casos. Para Joaquim Barbosa, “o sistema penal brasileiro pune principalmente negros, pobres e as minorias”. O senador Pedro Simon (PMDB-RS) concorda com Barbosa: “só ladrão de galinha vai para a cadeia no Brasil”. Outro parlamentar, o deputado Enio Bacci (PDT-RS), também é contra o foro privilegiado e o considera como “a racionalização da impunidade”.

Além de buscar a pacificação com o Congresso Nacional, ao nomear as petistas Gleisi Hoffmann (foto) para a Casa Civil, e Ideli Salvatti, para a Secretaria de Relações Institucionais, a presidenta Dilma Rousseff estrategicamente reforça o partido na Região Sul, onde o PT perdeu mais cadeiras nas últimas eleições. Em 2010, a bancada federal perdeu três deputados, um em cada Estado. Para reconquistar a força do Sul, o governo se articula para as eleições municipais de 2012 e começa a negociar alianças. Gleisi Hoffmann deverá ser candidata ao governo paranaense em parceria com o ex-deputado federal, Gustavo Fruet, hoje ainda tucano; mas rumo a uma nova legenda. A ministra Salvatti não tem o mesmo poder de fogo em Santa Catarina. Por isso, o PT ainda busca estratégias e tenta fazer o trabalho para conquistar as prefeituras catarinenses.

Bola dividida não. Mais uma vez o Congresso Nacional deve deixar que o Supremo Tribunal Federal (STF) decida sobre assuntos que deveriam ser de responsabilidade dos parlamentares. Deputados e senadores admitem que não terão condições de dar uma resposta rápida sobre os parâmetros para cálculo de aviso prévio proporcional para trabalhadores demitidos sem justa causa. É clara a falta de consenso sobre o assunto, uma vez que existem cerca de 50 projetos no Congresso, propondo alternativas mais variadas para esta proporcionalidade. O senador Paulo Paim (PT-RS) (foto) admite que o caminho mais curto para a definição do cálculo do aviso prévio proporcional é o STF. Ele vai tentar debater no Senado, mas acha muito difícil que haja uma tomada de decisão pelo Congresso Nacional. Na avaliação do deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), presidente da Força Sindical, um projeto com essa falta de consenso levaria, no mínimo, “uns cinco anos para ser votado”.

Agência Senado/Divulgação

Aviso prévio proporcional

Alianças petistas no Sul

Waldemir Barreto/Agência Senado/Divulgação

STF/Divulgação

Político não vai para a cadeia

Próximo prefeito de Porto Alegre

O PT gaúcho entra em campo com o governador Tarso Genro; com a ministra da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Maria do Rosário, e com Dilma Rousseff, para ter um nome forte à prefeitura de Porto Alegre. O prefeito, José Fortunatti (PDT), tem se aproximado do PT para tentar pavimentar sua reeleição. Hoje, o PDT é aliado do PMDB, PSDB e do DEM e a capital tem dois candidatos anunciados: Fortunatti e a deputada federal Manuela D`Ávila (PCdoB). Os dois partidos são da base dos governos estadual e federal. O PT fica numa encruzilhada. Hoje, Manuela tem mais probabilidades de apoio, já que a base que sustenta o prefeito Fortunatti tem como aliados o PMDB, PPS, PP, PSDB e o DEM, que são adversários históricos do PT no Rio Grande do Sul.

Revista Expansão

Julho/2011

95


DO RIO GRANDE DO SUL

Azevedo: tranquilidade nos primeiros seis meses de governo

José Clóvis de Azevedo Educação em reconstrução A relação do governo com os professores foi o foco principal dos primeiros seis meses de gestão do secretário de Educação do Estado. Mas outras ações também estão nos planos de Azevedo

96

Revista Expansão

Julho/2011

E

Por Vera Fernandes/Especial | Foto: Cláudio Fachel/Palácio Piratini/Divulgação

stabelecer uma relação de diálogo com professores, equipar e reformar escolas em situação precária, atrair 90 mil jovens para o ensino médio. Estes são alguns dos desafios da Secretaria de Educação do Estado, comandada por José Clóvis de Azevedo. Natural de São Sebastião do Caí, o secretário formou-se em História e lecionou na rede pública nas décadas de 70 e 80. Foi secretário-geral do Centro de Professores do RS (CPERS/Sindicato), e em 1997 assumiu como titular Secretaria de Educação de Porto Alegre. Coordenou o grupo responsável por criar e estruturar a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS), e foi seu primeiro reitor. Antes de assumir a Secretaria Estadual da Educação, Azevedo, 66 anos, atuava como professor e coordenador de pesquisa e pós-graduação do Centro Universitário Metodista IPA.


O governo de Tarso Genro, acaba de completar seis meses de gestão. Quais as principais ações até este momento? Primeiro, tivemos a preocupação de mudar a relação do governo com professores e sua entidade de classe, e de fato mudamos, estabelecemos um diálogo respeitoso e construtivo com o sindicato, professores e escolas, algo almejado e importante.

E como está a estrutura física das escolas? Todas estão com problemas que precisam ser resolvidos, de muros, instalações hidráulica, elétrica, e outros. Além disso, precisamos ampliar o espaço para os professores, que vão ter suas horas de atividade ampliadas de 20% para 30%, e, portanto, vão precisar de mais espaço.

Como se chegou a este diálogo respeitoso? Deixamos de ter a postura de culpabilizar o professor e passamos a reconhecer o não atendimento às condições de trabalho, questões salariais, e a falta de acesso à formação permanente. Sabemos dos nossos limites, mas estamos conversando com os professores.

Que percentual de escolas está equipada para a informatização, para efetivamente haver inclusão digital? A maioria das unidades de ensino no Rio Grande do Sul tem algum tipo de informatização, algumas têm computadores novos, mas sem uso por falta de acesso a energia adequada, ausência de fibra óptica e outros problemas, mas já estamos encaminhando a solução.

Os professores receberam um aumento também. Sim, 10,9% em folha suplementar no início de junho. O governo tem um compromisso de pagar o piso nacional. Precisaríamos um aumento de 50% para alcançar, mas vamos gradativamente, e queremos conseguir até o final do governo.

Mais grave era esta forma desrespeitosa de tratamento com os educadores e a falta de diálogo.

A questão salarial era a mais grave? Mais grave era esta forma desrespeitosa de tratamento com os educadores e a falta de diálogo. Nós revogamos, para se ter uma ideia, a portaria que impedia professores de participarem de cursos de formação em horário de aula, e estamos certificando todos os cursos de formação que estamos fazendo. Além de melhorar a sua formação, o que vai ter impacto na qualidade de ensino, na vida do estudante, o professor vai poder utilizar o certificado para promoção na carreira de magistério.

E como isso é resolvido dentro da sala de aula? As escolas se organizam coletivamente para garantir que alguns professores possam sair sem deixar de atender os alunos. É feito rodízio entre os professores. Tudo de forma planejada, organizada. A questão curricular está sendo revista? Está sendo revista na sua totalidade. Estamos implantando o ciclo de alfabetização, que é uma determinação do Conselho Nacional de Educação e que considera alfabetização os três primeiros anos. Vamos fazer o concurso para implantação do currículo do ensino fundamental por área de conhecimento, dentro de uma concepção interdisciplinar, e não mais por disciplina. Isso está sendo feito dentro da secretaria ou os educadores, em geral, têm tido participação? As equipes da secretaria estão coordenando a formação dos professores dentro dessa concepção. Este é um trabalho inicial.

Analisando de uma forma geral, qual região do Estado tem o problema de estrutura física, é mais grave? Em todo o Estado tem problema. E como será implementada a solução? Existe um diagnóstico, onde problemas são hierarquizados por prioridade. Os de risco são prioridade um; as obras que têm projetos prontos são prioridade dois; as que estão em fase de projetos são prioridade três; e as demandas que estão chegando são prioridade quatro. Vamos atender por ordem de prioridade, isso já está acordado em todo o Estado com as Coordenadorias de Ensino. Existe expectativa de aumento de alunos na rede estadual? O Estado está preparado para isso? O que está acontecendo hoje é um processo inverso. Uma diminuição da população em idade escolar e no número de matrículas no ensino fundamental da rede estadual. O ensino fundamental o Estado divide com o município. Sim, e estão diminuindo as matrículas tanto na rede estadual quanto nas redes municipais. Isso acontece porque temos no Rio Grande do Sul o menor índice de crescimento da população, entre os estados brasileiros, em torno de 0,4% a 0,5%, índice de primeiro mundo. Isso facilita a vida da Secretaria de Educação? A curto prazo não, porque os problemas acumulados são grandes, mas a médio prazo sim, porque a Seduc vai poder se preocupar mais com a qualidade do que ampliar o acesso. No ensino médio ocorre também a diminuição da população etária em idade escolar, mas o ensino médio não foi universalizado ainda, nós temos em torno 90 mil estudantes fora do ensino médio. E como trazer esta população para a sala de aula? Vamos articular a profissionalização no ensino médio, aproveitando um projeto do governo federal, o Pronatec (Programa Nacional

Revista Expansão

Julho/2011

97


de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego). Com a reforma do currículo, voltando-o para o mundo do trabalho e associando às possibilidades que o Pronatec vai abrir, esperamos atrair o jovem para o ensino médio. Mas qual é o problema que afasta o jovem da escola? É falta de atrativos, tem um currículo desinteressante, picoteado, não faz formação profissional. Apenas prepararia para a universidade, mas a gente sabe que não prepara. Aí não tem muito sentido cursar, por isso o desinteresse, e queremos recuperar isso. Quando será iniciada essa nova fase? Nós estamos elaborando o projeto, discutindo com as universidades. Já está praticamente pronto para ser aplicado no ano que vem. Que tipo de profissões serão trabalhadas? Cada região terá um perfil diferente de ensino médio, já preparando o aluno para um quarto ano de ensino profissional ou um curso profissional paralelo ao ensino convencional. Esta profissionalização será em horário de aula? O ensino médio terá um currículo voltado para o trabalho, mas não será o ensino médio a fazer a profissionalização. Ele vai encaminhar o aluno. Começando com uma formação geral no primeiro ano; no segundo uma formação geral e outra específica menor; e no terceiro ano trabalhando mais com as questões do mundo do trabalho. Estamos com a expectativa de que no próximo ano o aluno já possa estar fazendo o curso de profissionalização no turno oposto, no programa do Pronatec. Mas isso tudo vai ser sem custo para os estudantes da rede? Tudo financiado pelo governo federal. É um ganho para o aluno e para nós, porque estaremos preparando o jovem, fazendo ele entender como funciona o mercado, as profissões, e ele já pode ir se encaminhando para fazer um curso paralelo.

O que mais o surpreendeu de tudo que foi visto na Coreia? Vimos uma situação nova, daquele que era há 40 anos, um dos países mais pobres do mundo, e hoje, em desenvolvimento científico e tecnológico, estão à frente dos EUA, Europa e Japão. Em quatro décadas, saíram de uma renda per capita de menos de U$ 200, em 1960; para U$22 mil dólares em 2011. A educação teve um papel importante, mas não foi só ela. A Coreia teve uma posição estratégica na Guerra Fria e o Ocidente derramou lá muitos dólares, para construir uma receita de efeito demonstrativo. Os coreanos criaram um sistema educacional e social para superar as dificuldades. E a educação tem um papel importantíssimo e aí a gente vê que quando se fala que a educação é importante, tem que ser materializado, não pode ficar só no discurso. A sociedade de lá se dedica também então? Os estudantes de lá são imbuídos de que têm que estar entre os melhores. Só que essa ideia do melhor é diferente da nossa. A nossa é sempre passar por alguém, a ideia lá é ser o melhor numa competição muito mais consigo mesmo do que contra o outro.

Revista Expansão

Julho/2011

A missão foi bastante elogiada na Coreia pela organização... Sim, pelo embaixador brasileiro, um descendente de japonês. Ele disse que a nossa delegação seria tomada como modelo no Brasil pela clareza dos objetivos, a agenda potencializada, pontualidade e disciplina. Aonde chegávamos as pessoas já tinham o dossiê com o nosso interesse. Não tinha improvisação. E brasileiros têm lá uma imagem de devagar, não pontualidade, não objetividade, embora tenha também a avaliação positiva, que o vê como criativo, alegre, com facilidade para dar resposta a problemas imprevisíveis e sair bem de situações de improviso. Lá na Coreia estivemos muito próximos de entidades e autoridades, que são importantes como referência para nós aqui. Integraram a missão representantes de universidades, empresários, prefeituras e governo do Estado. Para a Secretaria de Educação foi produtiva então a missão? Tivemos como desdobramento um seminário de educação conjunto entre Coreia e Brasil. Se for efetivado, será organizado pela Assessoria de Relações Internacionais do Palácio e poderia acontecer este ano ainda, no Brasil. A ideia é trazer o ministro brasileiro da Educação e um grupo de uma escola técnica da Coreia para discutir conosco a nossa experiência e a deles.

Dá para ter experiências como referência, e o ensino técnico é um exemplo. O que se faz lá (Coreia) teria que ser feito aqui.

O senhor acompanhou a missão do governo do Estado à Coreia do Sul. Como foi essa missão, quais os resultados práticos para a secretaria? A grande lição da Coreia é que a educação naquele país é prioridade para todo mundo, tanto para governo, quanto famílias, não é apenas um discurso político como aqui. Eles aplicam grandes investimentos em educação. As escolas são muito bem equipadas, os professores ganham salário inicial de U$ 60 mil anuais.

98

Dá para aplicar aqui no Rio Grande do Sul algum projeto partindo do que foi visto durante a missão na Coreia? Dá para ter experiências como referência, e o ensino técnico é um exemplo. O que se faz lá teria que ser feito aqui. São escolas extremamente equipadas e com equipamento de última geração. Nós temos poucas, mas boas escolas técnicas, como por exemplo a Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, em Novo Hamburgo (RS), e a partir destas experiências nossas e da experiência da Coreia, podemos pensar que não basta apenas dizer: nós criamos o curso técnico, temos que ter equipamentos de última geração, senão de última, mas de penúltima.

Qual é o próximo passo que a Secretaria Estadual de Educação vai adotar a partir do próximo semestre? O aprofundamento da formação permanente de professores. Isso é o mais importante, para mexer na qualidade de ensino. É claro que tem outras questões, mas a formação de professores é a principal. Temos também outras ações a caminho, como o sistema de avaliação que vamos implementar no segundo semestre e o concurso para professores e funcionários da rede estadual. Também tivemos R$ 40 milhões para obras liberados no início de junho para o sistema educacional. O que se consegue fazer com R$ 40 milhões, quando quase todas as escolas estaduais registram precariedade na estrutura física? É possível construir mais de cem escolas, é um número bem significativo, muito expressivo para um primeiro ano de governo. O senhor está satisfeito com o primeiro semestre? A gente nunca está satisfeito porque, por mais que tenha feito, temos sempre a impressão de que foi pouco. Tivemos um ano letivo com traquilidade, sem avalanche de falta de professores, sem a greve e com uma boa relação com os servidores. Estabelecemos prioridades e iniciamos as obras. Atacamos em várias frentes. Começamos também a reestruturação da própria secretaria, que tinha sido desconstituída enquanto espaço de elaboração de políticas e de reflexão pedagógica. Como será esta reestruturação? As gestões anteriores trabalhavam com terceirização e conveniamento. A secretaria funcionava com pessoas que administravam convênios, a Seduc só administrava. Instituimos espaços de construção teórica, de desenvolvimento de conceitos, que estão orientando a política educacional. Na Secretaria de Educação, a atividade fim tem que ser o conteúdo da educação.


Revista Expans達o

Julho/2011

99


VIDA CORPORATIVA

Encontro de

gigantes Por Aline de Melo Pires | Fotos: Tânia Meinerz/Divulgação

Congresso de Marketing da ADVB/RS reúne Nelson Sirotsky, Ricardo Vontobel e Jorge Gerdau e lota teatro na capital

100

Revista Expansão

Julho/2011

Nelson Sirotsky

P

essoas felizes produzem mais e melhor. Pessoas felizes têm brilho nos olhos e têm mais produtividade. Empresas com mais produtividade produzem excelência e bons resultados. E, por fim, empresas com bons resultados atingem seus objetivos e estratégias e tendem a se perpetuar. Foi seguindo esta linha de raciocínio que o presidente do Grupo RBS, Nelson Sirotsky, mobilizou uma plateia de 1070 pessoas durante a 20.ª edição do Congresso de Marketing da Associação dos Dirigentes de Vendas do Brasil (ADVB/RS) no começo de junho. Com o tema Marketing de Resultados: Os desafios do novo cenário econômico do Brasil, o presidente do Grupo RBS discorreu sobre a importância do brilho no olhar do colaborador como estratégia de marketing. Ao seu lado, também como palestrantes, mais duas grandes personalidades no atual contexto empresarial do Estado, os empresários Ricardo Vontobel, do Grupo Vonpar, e Jorge Gerdau, do Grupo Gerdau. Em clima de bate-papo e descontração, o congresso ocorreu com tiradas inteligentes dos empresários que são líderes em suas áreas e atraem público onde quer que estejam. O anfitrião, o presidente da ADVB/RS Daniel Santoro, que fez a abertura do congresso dando as boas vindas ao público, ressaltou a importância em reunir representantes de tanto peso no atual contexto econômico do Estado e do País. Logo depois das palestras, Santoro participou do talk show mediado pela jornalista Gloria Maria com os três líderes. Ricardo Vontobel apresentou o case da Coca-Cola, marca mundial representada pelo grupo que dirige no Brasil . Ele destacou a presença da marca em um dos maiores eventos do planeta, a Copa do Mundo, da qual é patrocinadora desde a década de 70. Ele falou da emoção como ferramenta de marketing usando como exemplo a música que embalou o mundial no ano passado. Da mesma forma, Vontobel apontou a comemoração do ex-jogador Roger Millah, como fonte inspiradora de publicidade da marca.

Empresas com bons resultados atingem seus objetivos e estratégias e tendem a se perpetuar. Nelson Sirotsky, presidentre do Grupo RBS


Jorge Gerdau

Ricardo Vontobel

Não é com artificialismo de marketing que eu consigo fazer a diferença. Eu quero ser a primeira escolha do meu cliente, sempre, e isso só vou conseguir sendo verdadeiro.

Glória Maria

Jorge Gerdau, presidentre do Grupo Gerdau

Bom humor e posicionamento Praticamente roubando a cena, Jorge Gerdau usou de bom humor para falar do case de sua empresa. Um vídeo institucional apresentou as filiais da Gerdau no Brasil e no exterior e teve como foco a emoção. O afeto, aliás, foi a tônica da apresentação dos três empresários e Gerdau destacou a emoção como grande instrumento para conquistar a felicidade e, consequentemente, a produtividade. “Esse negócio dá certo, a gente vê o funcionário feliz e ainda dá lucro”, disse, entre risos o homem forte que para a maioria de suas afirmações apresentou um argumento com base em alguma obra literária ou histórica. “Precisamos nos acostumar com a cultura do marketing nas empresas, isso não existe em nosso País”, disse. “Não é com artificialismo de marketing que eu consigo fazer a diferença. Eu quero ser a primeira escolha do meu cliente, sempre, e isso só vou conseguir sendo verdadeiro”, reiterou. Gerdau ressaltou ainda que o que interessa em uma organização é poder contar com um “ser pensante” e não somente com o funcionário registrado, em forma de número na folha de pagamento. Durante o talk show, o conceito de marketing na atualidade também foi amplamente debatido e Jorge Gerdau também destacou a necessidade de mudar este conceito que hoje, na maioria das vezes, está ligado a um aspecto pejorativo, como se fosse basicamente a venda de um produto ou serviço.

Revista Expansão

Julho/2011

101


EMPRESAS & PRODUTOS Novas tecnologias

Feira A Arteflex, marca de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) do Grupo Artecola, participou, de 8 a 10 de junho, em Porto Alegre (RS), da Prevensul 2011, feira do setor de Segurança do Trabalho, realizada no Centro de Eventos da PUC. Na feira, a Arteflex reforçou os conceitos de qualidade, inovação e desempenho de suas linhas. Na feira, a empresa também apresentou a linha Basic, da marca Polistep, igualmente produzida na unidade de EPIs do Grupo Artecola. Também em 8 de junho, o Grupo realizou o 4º Encontro Confiança, que reuniu seus fornecedores, de toda a América Latina, para alinhar estratégias e reforçar a parceria. Na ocasião, houve premiação com o Troféu Confiança Artecola, dos melhores de 2010. O encontro foi realizado no NH Hall, em Novo Hamburgo (RS).

Só Bifes adquire equipamento de ponta Em constante atualização, o gerente do Só Bifes, Fabiano Luckmann, marcou presença na 28ª Feira Internacional de Produtos e Serviços para a Alimentação Fora do Lar (Fispal), que ocorreu no início de junho, em São Paulo. Sendo este o maior evento do setor na América Latina, o empresário adquiriu Luckmann e Cleonice com a nova aquisição mais um equipamento de ponta, da renomada Wintherhalter, para lavagem e higienização dos utensílios de cozinha do restaurante. O sabor da comida caseira permanece o mesmo, mas a tecnologia para garantir a segurança e a satisfação do cliente está sempre em evolução.

Cozinhas

Cuba Centinox é a novidade da Franke A Franke, maior  fabricante  mundial de cubas e pias, completa 100 anos com o lançamento de um novo produto no mercado, com um conceito inovador em cuba: a Centinox. Em aço inox e vários acessórios diferenciados, a cuba Centinox possui um cesto escorredor, bandeja e tábua para corte de alimentos, o que facilita o trabalho no dia-adia. O misturador completa o conjunto com detalhes marcantes exclusivos. A variedade de produtos para cozinha contemporânea fabricados pela Franke, empresa suíça que opera em mercados diferentes em escala global, inclui ainda coifas, cooktops, fornos, misturadores e cubas.

Reforço

Terramar amplia instalações e reforça equipe A Terramar está ampliando suas instalações no Centro Executivo Torre Prata, em Novo Hamburgo (RS). São mais de mil metros quadrados de conforto para atender seus clientes externos e internos. A empresa também ganha reforço na equipe de vendas, com a chegada dos consultores Otávio Soares (Pheyjão), William Streibel, Henrique Keffer e Cristian Calixtro.

Referência

Escola

Yázigi completa 10 anos

Os pacientes do Hospital Regina têm, desde 29 de junho, mais um motivo para comemorar. Com a inauguração da UTI Cardiovascular, a instituição deu mais um passo para tornar-se, cada vez mais, referência na região. O setor está equipado para atender pacientes com patologias cardiovasculares como infarto, para efetuar cirurgias vasculares e para recuperação de angioplastias e terá cinco leitos para este atendimento. “Os pacientes cardíacos são lúcidos e precisam de um ambiente tranquilo e uma atenção especial”, explica a médica Renata Duarte, que vai coordenar o setor, juntamente com o médico Manoel Meine. Além deles, integram também a equipe, entre outros, os especialistas Leandro Roese e Luciano Annerl. Segundo Renata, outra função da UTI Cardiovascular será dar suporte para o plantão cardiológico, que o hospital já mantém, nas 24 horas do dia. Na inauguração, estiveram presentes convidados e o corpo clínico do hospital. Na oportunidade, o setor recebeu uma bênção do Monsenhor Inácio Schuster.

Em 27 de junho de 2011 a escola Yázigi de Sapiranga recebeu em sua sede convidados para um coquetel festejando os 10 anos da escola na cidade. Alunos, amigos e colaboradores que fizeram parte dessa história deixaram suas mensagens. O diretor Faber Becker foi o anfitrião da noite.

Vera Fernandes/Especial

Hospital Regina inaugura UTI Cardiovascular

Meine, Renata, Roese e Annerl integram a equipe que vai atuar no setor

102

Streibel, Keffer, Pheyjão e Calixtro na equipe da Terramar

Revista Expansão

Julho/2011

Novidade

Killing lança Bellacasa A Killing S/A está lançando mais um item para a linha de tintas imobiliárias. A Bellacasa Pinta Mais é uma tinta acrílica standard de alto rendimento, indicada para acabamento em superfícies externas e internas de reboco, concreto, massa acrílica, massa corrida, texturas e repintura. Um balde de 18 litros pinta até 400 metros quadrados de superfície. A nova tinta pode ser encontrada em oito cores prontas: Gelo, Areia, Palha, Bergamota, Verde Esmeralda, Caju, Azul Horizonte e Azul Oceanic; e outras 2.024 opções. O novo produto está disponível em balde de 18 litros e galão de 3,6 litros. Mais informações pelo site www.killing.com.br ou pelo 0800-3434.

Fotos: Divulgação

Fotos: Divulgação

Arteflex na Prevensul


ECONOMIA & NEGÓCIOS

Clássicos

invejáveis Textos e Fotos Graziela Dannenhauer /Especial

Maior encontro de automóveis antigos do Brasil em área coberta ocorre na Fenac, com o tema Las Vegas

O

Encontro Nacional de Veículos Antigos do Rio Grande do Sul (Expoclassic) está em sua nona edição e ocorre de 15 a 17 de julho, nos pavilhões da Fenac, em Novo Hamburgo. Apaixonados por carros antigos, com mínino de 25 anos, poderão conferir as novidades desta edição, que traz o tema Las Vegas. O lançamento do evento ocorre no dia 5 de julho, no Locanda Hotel. O presidente do Expoclassic, Diogo Boos, destaca que a proposta é qualificar a cada ano, os exemplares que ficam expostos nos três dias do evento. Uma comissão de São Paulo avaliará os modelos para a entrega dos troféus destaques. Vinte exemplares da Copaclassic também estarão no encontro. Na ocasião, haverá a ClassicBus, com 15 ônibus antigos e um zero-quilômetro. O destaque é um Cadilac Hartop azul, modelo série 62, ano 1963, que já é usado para a divulgação na mídia. Boos, o presidente do Veteran Car Club, Canisio Edelwein, e o vice-presidente do clube Daniel Premaor, trouxeram o carro antigo até a Revista Expansão (foto). A promoção é feita pela Associação Gaúcha de Veículos Antigos e Fenac. O estacionamento e a bilheteria são de responsabilidade da Associação dos Lesados Medulares do Rio Grande do Sul (Leme) e parte da verba será revertida para a entidade. Cerca de 700 carros estarão expostos nos três dias para cerca de 25 mil pessoas.

Programação Sexta-feira - 15/07 9 horas - Abertura 15h30min - Visitação de lojas de calçados e pontos turísticos de Novo Hamburgo 18 horas - Apresentação de palco 21 horas - Fechamento Sábado - 16/07 9 horas - Abertura 11 horas - Desfile de veículos pelas ruas de Novo Hamburgo 14h30min - Abertura Oficial 16h30min - Apresentação Musical 19 horas - Apresentação de palco 21 horas - Fechamento Domingo – 17/07 9 horas - Abertura da secretaria e recepção dos veículos 11 horas - Apresentação cultural 15 horas - Apresentação com o ator Jairo Mello, interpretando Elvis Presley 16h30min - Premiação dos veículos 18 horas - Encerramento oficial 18h30min - Fechamento Saiba mais Informações em www.expoclassic.com.br Ingressos Único: 12 reais Crianças com até 12 anos, idosos acima dos 60 anos e estudantes com carteira de estudante e comprovante de matrícula: 6 reais

Revista Expansão

Julho/2011

103


CRÔNICA

ECONOMIA & NEGÓCIOS

Por Osvino Toillier Professor, escritor e presidente do Sinepe/RS osvino@sinepe-rs.org.br

E

Reivindicações de melhorias ao longo da RS-239, no Vale do Sinos, foram feitas ao secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque, pelo presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Sapiranga, Araricá e Nova Hartz (Acisa), Luis Grings (foto). O presidente da entidade falou sobre esta necessidade, durante visita à sede da Revista Expansão, no mês passado. “Eu vejo a região do Vale do Sinos, especialmente o trecho da RS 239 como unificada, não podemos ver as cidades separadas”, pondera Grings. Ele ressalta a importância de mais atenção à manutenção da estrada, bem como melhor sinalização e condição de tráfego. “Outro ponto que temos de discutir mais é a questão do pedágio. Pagamos e não vemos o retorno deste investimento”, observa o presidente da Acisa.

Palestra

Eduardo Tevah em São Leopoldo Em comemoração aos 12 anos de atuação na região, a socióloga e terapeuta holística Eliane Locks, promove em São Leopoldo, em 18 de agosto, uma palestra com o empresário gaúcho Eduardo Tevah. Ele vai falar aos presentes sobre o tema: “Os caminhos do sucesso: o que fazer hoje para ter sucesso amanhã”. O encontro será realizado na Câmara de Dirigentes Lojistas de São Leopoldo, com início às 19h30min. O custo para assistir a palestra é de R$ 80,00, e as inscrições podem ser feitas até 29 de julho, pelo e-mail eslocks@gmail.com. Parte da arrecadação reverterá em benefício da Casa Aberta Padre Cândido Santini, de São Leopoldo.

e-tab/Divulgação

ncantar clientes é a máxima da gestão de qualidade. A história conta que um homem estava dirigindo havia horas e, cansado da estrada, resolveu procurar um hotel para descansar. Quando chegou à recepção, o hall estava iluminado com luz suave. Atrás do balcão, uma moça saudou-o amavelmente: “Bem-vindo”! Minutos após, o hóspede já se encontrava confortavelmente instalado no quarto. No quarto, cama, impecavelmente limpa, lareira com fósforo em posição apropriada para ser riscado. Era demais! Mudou de roupa para o jantar. A refeição foi tão deliciosa, como tudo o que tinha experimentado, naquele local, até então. Assinou a conta e retornou para o quarto. Fazia frio e ele estava ansioso pelo fogo da lareira. Qual não foi a sua surpresa: alguém havia se antecipado, pois havia lindo fogo crepitante na lareira. A cama estava preparada, os travesseiros arrumados e uma bala de menta sobre cada um. Na manhã seguinte, o hóspede acordou com estranho borbulhar, vindo do banheiro. Saiu da cama para investigar. A cafeteira ligada por um timer estava preparando o café e, junto um cartão que dizia: “Sua marca predileta de café. Bom apetite!” Era mesmo! Como eles podiam saber desse detalhe? De repente, lembrouse: no jantar perguntaram qual a sua marca preferida de café. Em seguida, ele ouve leve toque na porta. Ao abrir, havia um jornal. “Mas, como pode?! É o meu jornal! Como eles adivinharam?” Lembrou-se do check in: a recepcionista havia perguntado qual jornal ele preferia. O cliente deixou o hotel encantado, feliz pela sorte de ter ficado num lugar tão acolhedor. Mas, o que esse hotel fizera mesmo de especial? Apenas ofereceram um fósforo, uma bala de menta, uma xícara de café e um jornal. O suficiente para surpreender com momentos mágicos!

Acisa reinvindica melhorias na RS-239

Foram tomados cuidados para que a nova logomarca seja duradoura

Modernização

E-tab lança nova identidade visual Durante a reunião mensal entre direção e colaboradores da E-tab Tecnologia e Gestão, realizada em 30 de maio, foi lançada a nova identidade visual da empresa. A decisão pela alteração foi tomada para marcar a modernização e o crescimento do empreendimento. Os novos padrões serão aplicados de forma gradativa, ao longo do ano. Foram tomados cuidados para que a nova logomarca seja duradoura, e pensando nisso, foram usados elementos baseados na atualização conceitual e uma identidade adequada ao contexto atual. O símbolo, que antes era integrado, agora separado, representa a solidificação e segmentação de serviços oferecidos aos mais diversos tipos de mercados. Conforme o diretor da E-tab, Marcelo Haeser, a partir de agora, os colaboradores, clientes e a comunidade irão ver a nova marca estampada na comunicação interna, nos uniformes e em todas as ações externas.

104

Revista Expansão

Julho/2011

Aline de Melo Pires/Especial

Momentos mágicos

Infraestrutura


Tendências

SICC é preferência Feira gramadense de calçados e acessórios traz as tendências primavera/verão e se consolida como destaque no mercado nacional

Por Graziela Dannenhauer Foto: Graziela Dannenhauer/Especial

Maraolo

O diretor Fredão, Rogério Müller, Ricardo Müller e o presidente do sindicato Bernardi debatem o sucesso da feira gramadense

O Salão Internacional do Couro e do Calçado (SICC) ganhou nos últimos quatro anos a preferência dos gaúchos, realizado em Gramado (RS) . Muitas empresas calçadistas estão preferindo expor seus produtos no SICC a destinar os itens para outras feiras no Brasil. E melhorias estão sendo feitas pelos organizadores para que a cada ano, a feira seja cada vez mais competitiva e receba muitos compradores. A 20ª edição, que ocorreu no mês passado, no tradicional Serra Park, registrou um aumento de 50% em visitação e mais da metade dos contratos com os expositores foram renovados para 2012, quando se ocupará o terceiro pavilhão do Serra Park. A 21ª edição ocorre de 28 a 30 de maio de 2012, em Gramado. Satisfação e surpresa De acordo com o diretor da Merkator Feiras e Eventos, promotora do SICC, Frederico Pletsch, o Fredão, a novidade para 2012 será a antecipação da feira em um dia. “Ou seja, antes ela começava em uma terça e agora passará para uma segunda-feira, terminando em uma quarta-feira. Isso foi feito para atender a demanda do público comprador”, explica Fredão. Segundo ele, o salão foi além das expectativas. “A aceitação e a satisfação nos surpreenderam”, afirma. Foram 362 expositores e mais de 800 marcas comercializadas. Sobre números de vendas, Fredão explica que a contabilização é inviável porque os negócios ocorrem ainda após a feira. Ele destaca que, para as tendências outono/inverno, ocorre a Zeroº, de 21 a 23 de novembro, no Serra Park.

Biondini

Visitantes Ao todo, a feira surpreendeu pelo crescimento na ordem de 50% em número de visitantes e em 30% de expositores, em relação ao ano passado. Para Pletsch, diversos fatores são responsáveis pelo crescimento da mostra, entre eles estão a data, os lançamentos e o local, que segue o conceito do turismo de negócios. “A movimentação da feira realmente surpreendeu a todos. Nós da promotora que já tínhamos dados antecipados de um grande número de visitantes, ficamos felizes com uma visitação acima das nossas expectativas. Fechamos os três dias de feira com mais de 17 mil visitantes, o que para nós é importante, pois tínhamos uma média de 11 mil visitantes nas últimas edições”, acrescenta Pletsch. Encontro Ricardo Müller, da Miúcha Calçados; o presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados de Três Coroas, Orceni Bernardi, e o vice-presidente do sindicato e sócio-gerente da Divalori Calçados, Rogério Müller, se encontraram com Fredão para um bate-papo no SICC. Na ocasião, eles debateram o sucesso com que a feira se consolidou. O vice-presidente do sindicato destacou a satisfação dos expositores e a logística. Müller, da Miúcha, frisou a geração de renda indireta para a cidade e de concorrência para as demais feiras. Bernardi explicou que os compradores querem os produtos em seus estandes em julho e que o SICC se consolidou como uma feira de compra antecipada das coleções. “A feira em Santa Catarina, que é pequena, vai agregar à nossa para que se tenha apenas um evento do segmento no Sul do País de moda feminina para calçado”, conclui Bernardi.

Revista Expansão

Julho/2011

105


COMPORTAMENTO

ECONOMIA & NEGÓCIOS

Por Cris Manfro Psicóloga clínica, terapeuta de família e mediadora familiar acmanfro@terra.com.br

E

106

Revista Expansão

Julho/2011

O deputado Luis Lauermann (foto), presidente da Frente Parlamentar do Couro e do Calçado, participou, em 27 de junho, de reunião com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel. O prefeito de Novo Hamburgo, Tarcísio Zimmermann, e entidades do setor coureiro-calçadista estiveram presentes no encontro, que aconteceu na 43ª Feira Internacional da Moda em Calçados e Acessórios (Francal), em São Paulo. Na oportunidade, Pimentel anunciou que o governo federal vai determinar imediatamente a exigência de certificado de origem para conceder licenças de importação para o calçado. De acordo com Lauermann, a iniciativa vai proteger o País do produto importado da China. “A exigência do certificado é garantia de crescimento das nossas indústrias”, afirmou o deputado.

Solidariedade

Primeira-dama recebe doações A primeira-dama hamburguense, Silvia Zimmermann, recebeu em 20 de junho, cerca de 600 pares de calçados masculinos e femininos produzidos pelo projeto Fábrica Conceito, durante a última edição da FIMEC. O material será comercializado nos tradicionais brechós que acontecem na cidade. Acompanharam a ação, o prefeito Tarcísio Zimmermann; o presidente do IBTeC (Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçados e Artefatos), Rui Guerreiro; e o diretor-presidente da Fenac, Elivir Desiam. O projeto Fábrica Conceito foi resultado de uma parceria entre o IBTeC, a Coelho Assessoria Empresarial e a FENAC, com a coparticipação da West Coast.

Fenac

Mais empresas procuram os pavilhões O prêmio recebido pela Fenac no final de abril, em Roma, continua repercutindo. Desde que a distinção passou a ser divulgada, a diretoria da Fenac contabilizou um aumento na procura de empresas promotoras interessadas na realização de feiras, congressos e promoções, nos pavilhões da Fenac. A Fenac foi agraciada com o The Bizz 2011, conferido pela World Confederation Of Businesses. O próximo evento da autarquia é a Courovisão - Feira Internacional de Componentes, Couros, Produtos Químicos, Equipamentos e Acessórios para Calçados e Artefatos, que acontece em 27, 28 e 29 de setembro. O evento foi apresentado oficialmente durante reunião da AICSul - Associação das Indústrias de Curtume do Rio Grande do Sul, em 20 de junho. Durante o encontro, o diretor-presidente da Fenac, Elivir Desiam (foto), apresentou a nova formatação da Courovisão. “A Fenac, ao lado das entidades parceiras e da prefeitura de Novo Hamburgo, está trabalhando de forma intensa para que a feira tenha resultados positivos para o setor”, destacou Desiam. Entre as atrações da feira, já está programado para 28 de setembro, uma palestra sobre tendências da moda, com a jornalista, empresária e consultora de moda Glória Kalil.

Ricardo de Moraes/divulgação-Fenac

la é uma mulher adorável. Se precisa contar com alguém para alguma coisa, pode contar com ela. Mãe dedicada, cuidadosa. Quando nós namorávamos, de vez em quando tinha alguns comportamentos esquisitos, mudava de humor fácil, mas com a família maluca que ela tinha não era de se estranhar. Casamos. E,como todo início, tudo era bom. Mas as mudanças de humor começaram a ser mais frequentes e mais extremas. Quando estava bem, acabava ficando tão bem que exagerava na bebida porque estava contente. Exagerava nas compras porque achava tudo maravilhoso. Exagerava no próprio contentamento que até deixava os filhos preocupados porque nessa hora ela comprava, vendia, criava um monte de projetos, que na maioria das vezes não concluía, ou seja, eles já esperavam a queda da montanha russa. Da noite para o dia ela mudava e ia para o outro extremo. Ficava deprimida, rritada, com raiva de tudo e de todos, se vitimando, a ponto de falar em morrer. Nessas horas não adiantava nada falar, tudo era ruim. Nessas horas bebia demais. Cansava de me mandar embora, de falar mal de mim, de destratar nossos filhos a tal ponto que um deles, assim que ficou maior, foi embora. Mesmo assim, ele não se livrara dela porque ela ligava sempre para atormentá-lo. Tínhamos a fase da calmaria, que chegava a durar meses, e nessas horas eu me dava conta do quanto eu a amava. Mas em outras fases eu a desconhecia. Não sabia com quem eu estava casado, não sabia com quem dormia. Qual o problema maior? Era dizer que ela precisava de ajuda. Ela?! Jamais iria procurar ajuda, até porque ela não tinha problemas! O mundo tinha problemas e os outros eram os responsáveis pela sua infelicidade. Nos momentos em que ela estava mal usava golpes baixos, que prefiro nem relatar. Depois, pedia desculpas e nada tinha acontecido. Eu nunca sabia quem encontraria em casa. Mas eu ficava ali! A parte encantadora e que eu amava me segurava, até o dia em que, depois de uma crise, com direito à roupa rasgada, bofetada no filho, vidros quebrados, enfartei! Jurei mudar minha vida e fugir dos altos e baixos.Fiz terapia e me fortalecer para ter vida nova. Eu era tão doente quanto ela. Separado, entendi o que era o transtorno bipolar. Também acho que há muito de desculpa e sem-vergonhice.Vejo que muita gente se aproveita da tal doença para controlar toda a família. É doença, requer tratamento, mas será que alguém pensa no desgaste, na tristeza e na dor de quem convive com um?(Inspirado na reportagem “Diário de uma Bipolar” 2009)

Lauermann se reúne com Pimentel Divulgação

Quem encontrarei em casa?

Francal


Advocacia

Jurídico do Sindilojas-NH recebe prêmio Divulgação

A Assessoria Jurídica do Sindilojas-Novo Hamburgo recebeu o prêmio Paulo Braga, de melhor trabalho jurídico apresentado durante o 27.º Encontro Nacional de Sindicatos Patronais do Comércio de Bens e de Serviços, realizado no Mato Grosso. O trabalho foi desenvolvido pelos advogados Ana Paula Pacheco e José Cacio Bortolini (foto), da Bortolini Advogados - Assessoria e Consultaria Jurídica, e tratou da desoneração tributária em relação às contribuições previdenciárias. Por meio desta ação, o Sindilojas-Novo Hamburgo já obteve importante vitória, em mandado de segurança coletivo, em defesa de seus associados, desonerando-os destes recolhimentos indevidos.

Diversificação

Avicultura colonial como alternativa de renda Luciana Jost/Afubra/Divulgação

Aviário localizado no Parque da Expoagro foi mostrado aos produtores

A viabilidade da avicultura colonial de postura como alternativa para a diversificação na agricultura familiar foi o tema do Dia de Campo, promovido pela Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) e a Embrapa Clima Temperado, em 10 de junho, no Parque da Expoagro, em Rio Pardo (RS). Estiveram presentes 130 produtores de várias regiões do Rio Grande do Sul. “A avicultura colonial tem um grande potencial e precisamos incentivar os agricultores familiares a investirem em novas fontes de renda”, enfatizou o engenheiro agrônomo da Afubra, Marco Antonio Dornelles. Para o vice-presidente da Afubra, Heitor Álvaro Petry, a avicultura colonial tem um amplo espaço na agricultura familiar. “Não defendemos a substituição da cultura do tabaco, mas sim, a introdução de novas culturas nas propriedades para, gradativamente, reduzir a dependência do fumicultor”, enfatizou Petry.

Comunicação

Pela excelência na circulação da Revista Expansão

Aline de Melo Pires/Especial

Jucelene Silva (foto) assumiu a gerência de Circulação da Revista Expansão, em junho. Ela agrega toda a experiência no setor, em mais de duas décadas, com a proposta de aumentar o número de assinantes a partir de um trabalho focado na qualidade e na excelência. “Vamos trabalhar para alcançar a posição número um em circulação no setor de revistas no RS, já que na área de variedades, ela já alcançou destaque”, considera a gerente, ao acrescentar a satisfação em fazer parte de uma equipe altamente qualificada e reconhecida no mercado. Na manhã de 14 de junho, a vinda de Jucelene foi comemorada com um bate-papo entre a equipe da revista e Clébio Buchaim Rodrigues, ex-superintendente regional Leste do Banrisul. Ele contou um pouco de sua trajetória no banco e falou sobre liderança e motivação. “A grande dificuldade do lider é conhecer as dificuldades dos subordinados”, disse Buchaim, que encerrou a conversa afirmando que as coisas mudam na vida e que temos que mudar para melhor.

Revista Expansão

Julho/2011

107


PENSANDO BEM Por César Silva Empresário cesarcor@terra.com.br

A-Ten(ç)ão!

A

Revista Expansão

Maio/2011

Dalponte divulga novidades no SICC A Dalponte registra crescimento de 30% nas vendas em 2011 em relação ao mesmo período do ano passado. “O consumidor está mais exigente, por isso investimos em sistemas de conforto e performance e na renovação da linha de produtos”, enfatiza o diretor comercial e de marketing Leonildo Dal Ponte. Duas novas fábricas foram inauguradas recentemente em Muritiba e Ubaíra, ambas na Bahia. A Dalponte voltou a assinar o uniforme do Juventude (Caxias do Sul). Estas novidades foram anunciadas no SICC, em Gramado. Na ocasião, o técnico de futebol Antônio Picolli, os jogadores Ramiro e Anderson Pico e o goleiro Jonatas, além de Dal Ponte, prestigiaram a explanação feita pelo gerente comercial Éverton Santos, que falou sobre as novas tecnologias e, em seguida, os jogadores e técnico assinaram as novas camisetas do time.

Picolli, Ramiro, Dal Ponte, Anderson, Santos e Jonatás no estande da empresa

Transporte

Impacto das obras do trem em NH O impacto social e econômico das obras e da chegada do trem a Novo Hamburgo foi o tema da Oficina de Negócios do Sindilojas Jovem, que abrange também Campo Bom, Sapiranga, Araricá e Nova Hartz. O diretor-presidente da Trensurb, Humberto Kasper, palestrou durante almoço na sede social e falou do efeito que a passagem, mais barata em relação ao ônibus pode gerar na economia da região. Economizando nas passagens do trem, disse Kasper, o usuário poderá investir em outros bens e serviços. Ele ainda falou sobre as consequências do investimento em infraestrutura, comparando com o saneamento. “De cada R$ 500 milhões investidos em saneamento, há uma economia de R$ 2 bilhões na área da saúde”, comparou.

Evento

Presidente da FCDL em Novo Hamburgo O presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL/RS), Vitor Koch, esteve recentemente, em Novo Hamburgo, Koch, Carla e Carasai em visita à sede da Revista Expansão onde palestrou na CDL local. O presidente discorreu sobre a importância da qualificação no comércio. Antes do evento, Koch, acompanhado da esposa, Carla, e do presidente da CDL/NH, Remi Carasai, esteve na sede da Revista Expansão, onde foi recebido pelo diretor comercial Sérgio Jost. Durante o encontro, trocaram ideias e experiências e falaram das atividades do veículo de comunicação e da entidade. Koch ficou impressionado com a estrutura da Expansão, destacando que não é à toa que nos últimos três anos a revista obteve o troféu Mérito Lojista do RS. “Tenho certeza de que a Expansão está apta em receber verbas da FCDL e do Sebrae”, disse Vitor Koch.

Sérgio Jost/Especial

108

Crescimento

Graziela Dannenhauer/Especial

temperatura sobe, os nervos estão “à flor da pele”, os palavrões tomam conta do ambiente e a briga é real, sendo quase um ataque físico. É como se aquele momento resumisse vários anos de relacionamento familiar. É como um copo d´agua, quase completo, que extravasa o conteúdo guardado no fundo dos sentimentos. Será que a situação precisa chegar a esse ponto para resolverse? A essa altura, quase, afirmo, quase, não tem mais volta. O tempo vai passando e vamos permitindo situações assim em nossas vidas. Assuntos mal resolvidos, momentos fragmentados de angústia e dor que se aliançam num hausto resoluto. É mais fácil postergar do que resolver. É mais simples desconversar do que conversar. É mais cômodo deixar assim, pois é normal que isso aconteça! Normal o que? Ser infeliz? Que conversa é essa... São pequenos momentos que constroem grandes relacionamentos. Desde um “bom dia” até o empréstimo do ouvido amigo para o desabafo. É o simples toque no ombro indicando um gesto de carinho, um beijo no rosto como demonstração de afetividade, um momento de atenção focada, sem a presença da televisão ao fundo. Atenção! Não praticar esses pequenos gestos demonstra nossa grande falta de atenção com aqueles que amamos. É lógico que depois de um tempo vai dar um ataque de tensão na turma! A coisa fica elétrica! É o pai destinando mais atenção ao seu filho, é uma mãe mais atenta às palavras e ações, é uma família mais atenta a saúde do seu relacionamento, são os amigos ajudando os amigos verdadeiramente, independente da cervejinha ou da farra. Adoramos focar nossa atenção em questões que nos geram status, visibilidade e, de preferência, em quem não merece nossa atenção. Somos especialistas em desviar nossa força para situações que, na maioria das vezes, não nos agregam quase nada. E nem perdemos tempo em perguntar: tal situação que me envolvi, agregou, foi construtiva ou simplesmente roubou tempo do pouco tempo que disponho? O amor se constrói com momentos de dedicação, companheirismo, amizade, carinho e paixão. Sem falar de tantos outros sentimentos envolvidos. Mas o fato é que construímos casas, monumentos, cidades, países, e, esquecemos de construir o que a vida tem de melhor: os sentimentos de amor pelas pessoas e por si. Há vários exemplos! Ainda bem! Mas são tão poucos que soam como um eco na escuridão da ignorância. É o tempo da razão, muitos afirmam. É o tempo da fé, dizem outros. O fato é que a humanidade é muito pobre em sentimentos. Eles chegam a ser até grandes desconhecidos, causando surpresa aos próprios “sentidores”. Tem algo errado por aqui! A falta de sentimentos nobres e o hiato do sentir se refletem na imensa turba de drogados, depressivos, solitários, doentes, enjaulados, bandidos e afaimados que nos rodeiam. Será que não nos encaixamos em alguma categoria anterior? Não dá mais pra postergar: precisamos nos envergonhar do que vivemos hoje em dia! Há muita coisa boa no mundo, mas não dá pra entender felicidade sem envolver aos que nos rodeiam. Felicidade solitária sem solidariedade não passa de uma expressão chula do egoísmo. E pensar que tudo isso poderia ter sido evitado se cada família, em seu lar, disponibilizasse mais atenção aos seus filhos, parentes e amigos. Com a atenção vem a intimidade, o carinho, os valores morais e a educação. Com ela vem o amor verdadeiro, alicerce de um mundo justo e bom. Onde está a origem da desatenção do mundo?

ECONOMIA & NEGÓCIOS


Banrisul

Novidade

Presidente visita Vale do Sinos e empresas Graziela Dannenhauer/Especial

O presidente do Banrisul, Túlio Luiz Zamin, visitou no mês passado a Superintendência Regional Leste do banco dos gaúchos, situada em Novo Hamburgo. Na ocasião, ele percorreu algumas cidades para conhecer e também fomentar negócios com visitas em algumas empresas da região. “A visita contou com um estreitamento de negócios da diretoria com a superintendência”, explica o superintendente da Regional Leste, Luiz Carlos Carbolin, Ele está desde o início de abril na gestão regional e destaca estar no caminho certo. “Estamos indo bem e crescendo com os nossos negócios na região”, afirma Carbolin. Compuseram a comitiva, o diretor comercial do Banrisul, Jone Pfeifer, e o gerente geral da agência Novo Hamburgo, Jorge Fabre Dias Júnior. Na foto, Pfeifer, Carbolin, Fabre e Zamin.

Aline de Melo Pires/Especial

Depois de dois anos, a equipe da Dapper Empreendimentos Imobiliários, com sede em Novo Hamburgo, comemora uma importante conquista. Colaboradores concluíram o curso de graduação de Gestão de Negócios Imobiliários, pela Ulbra. Em visita à Revista Expansão, os direConsultores se formaram em Gestão de Negócios pela Ulbra tores, Paulo Adélio Dapper e Inácio Dapper, que também fizeram o curso, destacaram a importância da qualificação do seu quadro de colaboradores para oferecer, cada vez mais, serviços qualificados ao exigente grupo de clientes. “Não é somente melhoria no atendimento, mas uma qualificação na gama de serviços prestados”, complementa Inácio Dapper. A equipe de consultores imobiliários, formada em Gestão de Negócios Imobiliários é composta por Leandro Teixeira, Maria Noêmia Dapper Wecker, Thiago Martinez e Jânio Graeff.

Foi realizado, em 16 de junho, pela Comusa – Serviços de Água e Esgoto de Novo Hamburgo (RS), o primeiro teste do novo equipamento para leitura e emissão simultâneas das contas de água no município. O sistema deve entrar em funcionamento em julho, segundo informou o diretor geral da autarquia, Mozar Dietrich. “Vamos começar a implantação gradual, por bairros”, ressalta o diretor-geral da autarquia, Mozar Dietrich. O novo sistema consiste num computador e impressora portátil para o leiturista fazer a coleta dos dados no hidrômetro e, no próprio local, na mesma hora, emitir e entregar a fatura ao usuário. O serviço deve reduzir o custo com a impressão e mão-de-obra. Além disso, o leiturista passará a desempenhar uma nova função: o relacionamento direto com o cliente. Outra vantagem é que os clientes podem verificar na hora se há alguma incoerência quanto à leitura de hidrômetros ou se há vazamentos na rede. Fotos: Divulgação

 Imóveis Equipe da Dapper está mais qualificada

Automatização na conta de água

Leituristas testam o novo equipamento

Negócios

ACI disponibiliza serviço Escritório de Projetos

Iniciativa foi apresentada em reunião com a imprensa

A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI) fez o lançamento da mais nova ação dirigida aos associados da entidade: o Escritório de Projetos, que tem por objetivo auxiliar as empresas associadas na elaboração de projetos para o desenvolvimento empresarial. “A iniciativa vai oferecer programas de capacitação e assessoria na captação de recursos para a implementação de suas inovações”, explica a presidente da ACI, Fatima Daudt. O serviço será prestado por uma equipe interna da ACI, com o apoio da Venti Inteligência em Projetos, empresa de consultoria especializada em projetos de inovação e alavancagem de negócios. As associadas interessadas nos serviços do Escritório de Projetos devem entrar em contato pelo e-mail escritoriodeprojetos@acinh.com.br ou pelo telefone (51) 2108-2108, ramal 2153.

Copa 2014

Lançada Câmara Temática O secretário estadual do Esporte e do Lazer e coordenador geral do Comitê Gestor da Copa 2014 RS (CGCopa), Kalil Sehbe, participou do lançamento da Câmara Temática de Infraestrutura e Mobilidade Urbana de preparação para a Copa 2014. O evento foi no Auditório do Centro Administrativo do Estado, em Porto Alegre. Formada em parceria entre Estado e município, a Câmara é coordenada pela engenheira Maria do Socorro Barbosa, no Estado, e pelo secretário municipal de Gestão e Acompanhamento Estratégico, Newton Baggio. O governo estadual ainda está representado pela secretaria de Infraestrutura e Logística. O Grupo de Trabalho composto por sindicatos ligados à construção civil, arquitetura, engenharia, Ministério Público, associações de moradores, conselhos, federações, órgãos municipais e Infraero tem o objetivo de gerenciar as ações de mobilidade e infraestrutura na cidade-sede Porto Alegre.

Revista Expansão

Julho/2011

109


Vida segura

ECONOMIA & NEGÓCIOS

Aline Viezzer/Castelli ESH/Divulgação

Por Adriano Fleck Consultor de segurança adrianofleck@revistaexpansao.com.br

Segurança nossa de cada dia

C

om o avanço da criminalidade, o papel do consultor de segurança tem estado em evidência cada vez mais. Muitas empresas possuem em seu quadro de funcionários o gestor de segurança, outras contratam os serviços de um consultor. Com base na inteligência estratégica, o consultor atua com agilidade e firmeza capaz de planejar sistemas de segurança integrado, executar políticas estratégicas de proteção à continuidade dos negócios, analisa os problemas na sua origem, avalia alternativa e propõe soluções pontuais aos riscos, ou aos pontos vulneráveis, elabora planos de segurança e contingências, faz análise de riscos, cria planejamento tático e técnico para o dia a dia da empresa, orienta prestando assessoria e consultoria para a melhor solução mais viável na segurança pessoal. É responsável ainda pelos projetos de segurança dos shopping centers, condomínios verticais e horizontais, residências, empresas, aeroportos, teatros, escolas, industrias, estabelecimentos comerciais e tantas outras atividades. Com base nestas afirmações, a Revista Expansão abre um espaço para esta discussão que é tão latente em nosso cotidiano: a segurança. A partir deste mês você conta com esta coluna para apresentar questionamentos sobre este assunto que faz parte da vida de todos nós. Afinal de contas, todos os dias, quando acordamos e saímos de casa, para trabalhar ou levar os filhos na escola, queremos antes de mais nada, nos sentirmos seguros.

Assuntos que também serão abordados

Desmitificando a Segurança – Conceitos que durante muito tempo foram “omitidos” e julgados “desnecessários”. Seus filhos estão seguros? – O que pode ser feito e utilizado nos dias de hoje em que valores principalmente de segurança estão sendo colocados de lado. Invasão de privacidade, controle ou segurança?;   Segurança em Condomínios Verticais, Horizontais e Comerciais – É um trabalho em conjunto com o pessoal da portaria, prestadores de serviços e todas as pessoas que moram ou de alguma forma utilizam o condomínio; Eletrônica Aliada da Segurança– Tecnologias podem e devem ser utilizadas em nossa segurança. Novos eletrônicos e suas facilidades. Faça as suas perguntas por e-mail que na edição seguinte vamos compartilhar com os leitores.

110

Revista Expansão

Julho/2011

Homenagem

Castelli ESH é Destaque Gaúcho 2011 Em cerimônia que reuniu cerca de 900 convidados no NH Hall, em Novo Hamburgo (RS) na noite de 30 de maio, a Castelli Escola Superior de Hotelaria recebeu o prêmio Destaque Gaúcho 2011. “Esta premiação reconhece o esforço conjunto da equipe da Castelli, focada no desenvolvimento de profissionais de ponta para a hotelaria mundial”, disse o diretor da faculdade, professor Geraldo Castelli, que foi ao evento acompanhado da esposa Ana Maria. Estiveram presentes ao evento ainda: o professor Darcy Kops, a coordenadora acadêmica Cláudia Medeiros Jahnke e Marcelo Facchinetto, todos da Castelli. A Castelli ESH está localizada em Canela, na Região das Hortênsias, e atente a um publico de todo o Estado do Rio Grande do Sul.

twitter

Secretaria Rural agora na rede social A Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo do Estado do RS aderiu ao Twitter para divulgar as suas ações. A partir de agora, as informações relacionadas à secretaria também podem ser conferidas no twitter pelo endereço @SDR_RS. A secretaria foi criada em 1º de janeiro de 2010, para formular, coordenar e executar políticas públicas de desenvolvimento para a agricultura familiar, assentados da reforma agrária, pescadores, comunidades.

Empresariado

Simone Leite assume a CICS de Canoas A empresária Simone Leite, do grupo Urano, assumiu em 28 de junho, a presidência da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Canoas (CICS) e recebeu o cargo de Paulo Fritzen. Entre os planos da nova presidente estão o apoio intensivo aos setores que agregam tecnologia para diversificar a economia do município e o incentivo à qualificação profissional através de cursos à distância e Simone sucede Fritzen na presidência da entidade a participação da CICS nas discussões e alteração do Plano Diretor de Canoas. A empresária, de 33 anos, é diretora administrativa e financeira do grupo Urano e responsável pelos projetos sociais desenvolvidos pelas empresas do grupo. Entrou na CICS em 2002 como vice-presidente de marketing quando coordenou missões empresariais para a China. Foi secretária de Desenvolvimento Econômico de Canoas de 2009 a 2011 e é vice-presidente regional da Federasul.

Sérgio Gonzales/Divulgação

Você e sua Segurança - Medidas básicas de prevenção que reduzam ou eliminem oportunidades de sinistros, são de fácil execução e não exigem gastos, pois na sua maioria envolvem apenas mudança de atitude;

Kops, Cláudia, Castelli, Ana Maria e Facchinetto


Mix

cooperativismo

A união que está trazendo

resultados O

Dia Internacional do Cooperativismo é comemorado no primeiro sábado de julho. E para enaltecer ainda mais esta data, no próximo dia 15, será constituída a Casa Cooperativa de Nova Petrópolis, com a participação de várias cooperativas municipais, como a Piá, a Sicredi Pioneira e a Associação Amstad, além da prefeitura de Nova Petrópolis, Construcia, Ahica, Bom Pastor, Acinp, Cobomsul, Facenp, Facenp e PF, por meio de seus representantes. Algumas foram fundadas no conceito de cooperativas instituído pelo padre suíço Theodor Amstad, que difundiu a prática para 35 cooperativas criadas no interior do Estado, entre os anos de 1902 e 1940. A proposta é que a união dessas entidades e empresas gere uma reflexão e articulação sobre o futuro do cooperativismo no Jardim da Serra (como é conhecido o município) e o seu título de Capital Nacional do Cooperativismo no Brasil. Promovendo, principalmente, a história do cooperativismo e divulgando para o comércio local. Agora com a casa, haverá diretoria e conselhos fiscal e econômico e autonomia. Na Câmara de Vereadores, tramita o projeto que trata da instituição da Semana do Cooperativismo. De acordo com o coordenador do Conselho Executivo da Casa Cooperativa, Daniel Hillebrand, cada cooperativa se constituiu e cresceu a sua maneira. “Agora, com a Casa Cooperativa, vamos poder pensar juntas e fortalecer ainda mais o conceito de cooperação, por meio dessa associação que vai direcionar o segmento”, frisa Hillebrand. O presidente da Sicredi Pioneira, Márcio Port, será o diretor-presidente da nova associação.

Cooperativas e sociedade civil se unem em prol do desenvolvimento de Nova Petrópolis

Primeiro monumento criado na América Latina referente ao conceito aplicado pelo padre Theodor Amstad

Símbolo dos dois pinheiros e educação Port explica que a partir do momento em que passou a descobrir ainda mais a do cooperativismo, se entendeu mais profundamente o que significa o símbolo do cooperativismo com os dois pinheiros, iguais e dentro de um mesmo ambiente. “São os pilares econômico e social. Eles precisam ser praticados no conceito do cooperativismo e a Sicredi desenvolveu muito o seu lado econômico e estamos nos encontrando mais ainda com o lado social ao saber mais sobre nossa história”, frisa Port. O prefeito de Nova Petrópolis, Luiz Irineu Schenkel, frisou que os estudantes aprendem sobre o cooperativismo e ensinam seus pais. Além disso, estimula-se, por meio deste conceito, a formação de líderes que vão fomentar ainda mais o desenvolvimento do município e sua região.” A ideia é implantar o sistema nas escolas Piá e Amstad.

Revista Expansão

Julho/2011

111


Mix Top de Marcas

Mais lembrados pelos

consumidores Asulpe entrega mais de 60 títulos a empresários hamburguenses na 14ª edição do evento

Homenageados Os agraciados da noite foram Alegria Pravaler; Automais Multimarcas; Belsinos; Bnz Club; Bombas D’Água Beck; Brindes Novo Hamburgo; Burgobrás Eletros; Casa e Companhia; Celsom Sonorizações; Celsom Sonorizações; Cerutti & Cia Ltda; Chapincar; Dispack; Dr. Evandro Bastianello Porto; Eletro Som; Equiperol Rolamentos; Espaço Animal; Everton Rosa; Revista Expansão; Fábrica das Festas; Ferragem Total; Floricultura Ideal; Funilaria do Vale; Garfão Restaurante e Pizzaria; General Signs; Giro Certo; Grupo Educacional Uninternh; Informatize; Jaki Tecidos; Klaudiu’s Móveis; Laser Copiadoras; Mapa Papelaria; Mark Produtora; Millforross; Muck Imóveis; Novodente; Nramos Mudanças; Óska Cosméticos; Óticas Diniz; Panitz Extintores; Pingo De Gente; Praloja; Programa Viver Bem; Rádio 88.7 FM; Recanto Tropical; Red House Tattoo; Retificadora Scharlau; Ritmo Veículos; Scheffel Recursos Humanos; Sinos Caixa; Solar Filmes; Toque de Mágica; Transmaq Transportes Ltda; W.L.G Distribuidora, e Wizard.

112

Revista Expansão

Julho/2011

Fotos: Divulgação

S

essenta e duas empresas de Novo Hamburgo foram agraciadas com o prêmio Top de Marcas, em uma solenidade de entrega que ocorreu em 9 de junho, no Restaurante Panorâmico, em Novo Hamburgo. Representantes das empresas de Novo Hamburgo receberam o prêmio e se destacaram por terem sua marca mais lembrada pelos consumidores. O vereador hamburguense Gerson Peteffi falou em nome de todos os homenageados e frisou que o título enaltece e valoriza cada investimento feito pelos empreendedores da cidade. “Nossos empresários são responsáveis pelo desenvolvimento de nosso município e devem ser valorizados sempre”, completou Peteffi. O troféu é um prêmio promovido pela Agência Sul de Pesquisa e Estatísticas (Asulpe) há 14 anos em Novo Hamburgo. E a Revista Expansão recebeu o prêmio Top de Marcas na categoria Revista Local. O gerente de Projetos Especiais da revista, Marcelo Foletto, e a coordenadora de Redação, Aline de Melo Pires, receberam o prêmio, representando os diretores Ana Maribel Pacheco e Sérgio Jost.


Revista Expans達o

Julho/2011

113


CADA VEZ MELHOR Por Daniel Müller Palestrante motivacional daniel@dalecarnegiers.com.br

Borrão de Tinta

Trabalhistas

PDT hamburguense tem nova Executiva Em 21 de maio, o PDT hamburguense elegeu a nova Executiva. No começo de junho, o novo presidente, Antônio Lucas, visitou a Revista Expansão, acompanhado da vice-prefeita Lorena Mayer; da primeira vice-presidente, Jane Barbosa; do ex-presidente e atual tesoureiro, Lino Augusto De Negri e do secretário Creso Pacheco. A comitiva destacou a unidade na eleição, que teve chapa única, e o fortalecimento do partido como resultado do consenso para a formação desta chapa. Uma das metas da nova Executiva é aumentar o número de vereadores pedetistas no legislativo na próxima eleição. Vera Fernandes/Especial

B

Pacheco, Jane, De Negri, Lorena e Lucas em vista à Expansão

Esporte

Integração entre alunos hamburguenses O Torneio Integração, organizado pelo Departamento de handebol da Sociedade Ginástica/Pio XII, foi em 18 de junho. Participaram dos jogos as equipes da Ginástica, Colégio Santa Catarina, Caí e as crianças do Projeto Integração do departamento de handebol nas escolas municipais de Novo Hamburgo. As categorias disputadas foram pré-mirim, mirim, infantil e juvenil. Na ocasião foram entregues as camisetas para as 49 crianças do Projeto Handebol Social, parceria da SGNH/Pio XII e da prefeitura de Novo Hamburgo. Fizeram as entregas das camisetas, o prefeito Tarcísio Zimemmann, a diretora do Departamento de Handebol da Ginástica Margarida Picoli. A proposta do torneio foi integrar equipes da região além de divulgar a prática do esporte nas escolas.

Integração

SindusCon-NH em ciclo de palestras Divulgação

runa sempre foi o tipo de aluna aplicada e exigente, que não se conformava com uma nota menor do que a máxima. Mara, sua mãe, orgulhava-se do esmero de sua filha. Ao mesmo tempo em que ficava preocupada com a obsessão da filha por excessos de detalhes. Já na faculdade de arquitetura, era comum ver Bruna fazendo e refazendo seus projetos até a perfeição. “Filha, você já não havia aprontado esse projeto?”, perguntava-lhe sua mãe. “Não, joguei esse trabalho no lixo, pois há um detalhe que não ficou como eu queria. Eu quero que fique “perfeito.” Mara ouvia com frequência este tipo de resposta de sua filha. Uma noite, enquanto as duas caminhavam pelo centro de uma praia gaúcha, avistaram em plena calçada um artista pintando paisagens em azulejos. Ele estava reproduzindo uma paisagem de verão, justamente de uma praia ensolarada. De repente, por um descuido, o artista deixou cair acidentalmente um pingo de tinta preta bem no meio da paisagem. A plateia que assistia com curiosidade lamentou imediatamente o estrago. Mas, como se nada tivesse acontecido, o artista pegou o pincel e transformou aquele pingo de tinta num lindo coqueiro. Agora havia um lindo coqueiro naquela paisagem. O erro se transformou num acerto como que por um passe de mágica. O artista olhou para plateia e dize com naturalidade: “era para ser assim”. Quantas vezes ficamos nos lamentando porque as coisas não acontecem “exatamente” como queremos? Quantas vezes deixamos de fazer coisas em nossa vida ou paramos no meio do caminho porque tudo não está “perfeitamente” como planejamos? Por isso recomendo que desenvolva a flexibilidade e adapte-se com rapidez às situações que nos acontecem. Não espere pela hora certa e nem queira que tudo esteja perfeito para fazer algo. Faça já! Tudo está em seu lugar, a hora certa é agora e a pessoa certa é você. Seja flexível para ajustar o seu diário de bordo e você terá uma vida Cada Vez Melhor.

MIX

Associados, filiados e parceiros do SindusCon-NH reuniram-se em 31 de maio para o 1º Encontro do Projeto Ciclo de Palestras 2011. O evento ocorreu no Salão da Portobello Shop e teve como palestrante o superintendente regional da Caixa Econômica Federal no Vale do Sinos, Mauro Roberto Bom, que trouxe para o público o tema “Caixa de Oportunidades”. Além dos convidados ligados ao SindusCom, um expressivo grupo da Caixa Econômica Federal de Novo Hamburgo (RS) esteve presente. A SindusCom-NH congrega as indústrias da construção civil, de olarias, de ladrilhos, hidráulicos e produtos de cimento, de serrarias e marcenarias.

114

Revista Expansão

Julho/2011


MIX Marco Dieder/Divulgação

Fórum

Economia e investimentos em debate

Campanha

Hospital Regina homenageia os avós O Hospital Regina lançou, no mês de abril, a campanha Amor de Gerações, com o objetivo de valorizar os avós. Participaram da promoção 34 famílias, enviando fotos das pessoas que nasceram no hospital, com seus respectivos avós. A ideia é valorizar os nascidos no Regina e aproveitar para isso o mês de julho, quando se comemora o dia dos avós. Para a votação, organizou-se um comitê julgador que escolheu três famílias que irão representar o hospital nas próximas campanhas publicitárias. Todas as fotos enviadas serão expostas durante o mês de julho nas dependências do Regina.

Frederico Berghan/e-tab/Divulgação

Mais de 200 pessoas acompanharam, na manhã de 9 de junho, o Fórum de Economia e Finanças, promovido pela Amcham, no Teatro do CIEE, em Porto Alegre. O evento, patrocinado pelo Finding e apoiado pelo CieeRS e Unisinos, destacou as perspectivas para o País, que possui grande potencial de desenvolvimento nos próximos anos com a realização de eventos como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas, em 2016. Um paO jornalista Lasier Martins foi o mediador do encontro norama geral da posição do Brasil frente ao mercado internacional e a realidade econômica no Rio Grande do Sul foi abordado em diferentes painéis. O Fórum teve como mediador o jornalista Lasier Martins. No final do evento, um talk show, comandando pela jornalista Magda Beatriz, oportunizou aos palestrantes fazerem suas considerações finais e responderem às perguntas do público. Na oportunidade, Rodrigo Esteves apontou os parques tecnológicos do RS como projetos de sucesso, que devem servir de exemplo para outros Estados. Em comum, todos apontaram a necessidade de investimento na educação.

Cristhie e Schenkel, durante a nomeação

Carreira

De estagiária a secretária Foi em 2007 que Cristhie Lenz, hoje com 31 anos, ingressou no quadro de funcionários da prefeitura de Nova Petrópolis (RS), como estagiária. Cinco anos mais tarde, em 1º de junho de 2011, a profissional de arquitetura assumiu um dos mais importantes postos do primeiro escalão do Executivo. Foi numa solenidade que o prefeito Luiz Irineu Schenkel empossou Cristhie como secretária de Planejamento, Coordenação de Trânsito e Habitação. Ela substituiu o vice-prefeito Ricardo Lawrenz, que, segundo Schenkel, deve assumir uma função estratégica no governo, aproximando o Executivo da comunidade.

2 de Julho de 2011

DIA INTERNACIONAL DO COOPERATIVISMO Nova Petrópolis, Capital Nacional do Cooperativismo

www.novapetropolis.com.br www.capitaldocooperativismo.com.br

Revista Expansão

Julho/2011

115


ASSUNTOS NOTARIAIS Por Flávio Fischer Tabelião (*) e presidente do Colégio Notarial do Brasil www.fischer.not.br

T

estamento vital tem sido o nome atribuído à escritura pública que contém a declaração antecipada de vontade, manifestada por uma pessoa no exercício pleno de sua capacidade, para cumprimento ainda em vida do outorgante. O conteúdo desta escritura pode variar de extensão, abrangendo desde disposições sobre a conduta médica a ser adotada para o declarante, em caso de acidente ou de doença que não lhe permita exteriorizar sua vontade, até as disposições sobre doação de órgãos, nomeação de responsável para representá-la, autorizando ou desautorizando determinadas condutas médicas hospitalares, ou ainda para exercer a função de tutor de menores. Juridicamente, a escritura pública de declaração antecipada de vontade é um instrumento dotado de fé pública, lavrado pelo tabelião de notas, profissional que tem, dentre as suas atribuições, o dever de qualificar o declarante e aferir a sua capacidade para o ato. Porém, muito mais do que um documento com fé pública, é um instrumento para o exercício da cidadania, pois permite à pessoa dispor, de modo a preservar a sua dignidade, valor máximo em nossa Constituição Federal. É a orientação para o caso de ocorrer algum infortúnio que retire sua capacidade de expressar seu desejo em relação ao tipo de tratamento médico que considera digno e à imagem que deseja preservar. Deste modo, familiares e médicos poderão agir de acordo com a vontade do declarante, respeitando-a e fazendo-a valer. Importante referir que a valorização e o respeito à vontade do paciente são tratados no próprio Código de Ética Médica (Resolução 1.931/2009). Ao exercer esse direito de dispor antecipadamente orientando as ações futuras, o declarante retira o encargo da tomada de decisões extremamente difíceis e por vezes dolorosas das mãos de seus entes queridos. Trata-se, portanto, de instrumento valioso para aqueles que não querem, de um lado, sobrecarregar seus parentes, com relação a decisões muito difíceis de tomar, quando alguém permanece com vida, porém sem condições de expressar sua vontade. De outro, possibilita deixar, em vida, em momento de plena lucidez, manifesto e claro seu desejo, com relação a eventos futuros, como os acima referidos.

(*) Tabelião do Primeiro Tabelionato de Notas e Protestos de Novo Hamburgo – Tabelionato Fischer

116

Revista Expansão

Julho/2011

Exposição

Luxo serve de alimento para baratas Publicidade de luxo e a corrosão por insetos são as duas principais ferramentas neste trabalho de Magna Sperb. A artista de Novo Hamburgo inaugurou, em 16 de junho, a exposição de fotografia Metamorfose, na galeria Xico Stockinger, do Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul (MAC-RS), no 6º andar da Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre. Baseada na crítica à superficialidade, a artista apresenta fotografias em grandes formatos até 10 de julho. Desprender-se da ideia de beleza, fazer uma crítica à sociedade de consumo e discutir sobre o ciclo da vida são pontos centrais da obra de Magna. Polêmica, a artista escolheu entregar como alimento de baratas, páginas de revista que apresentam anúncios de produtos de luxo, criando imagens ao mesmo tempo belas e repugnantes. A visitação ocorre às segundas-feiras, das 14 às 21 horas; de terças às sextas-feiras, das 9 às 21 horas; sábados, domingos e feriados, do meio-dia às 21 horas. Informações (51) 3221-5900. A entrada é franca.

Meio Ambiente

O Bifão e Fundação Semear comemoraram O Restaurante O Bifão, em parceria com a Fundação Semear, realizou, em 5 de junho, uma ação especial pelo Dia do Meio Ambiente. Na oportunidade, a educadora Rosecler Böes Ferst e as jovens Elba Franciele Lopes Oliveira, 17 anos, e Pâmela Fernanda Vargas Esser, 15 anos, alunas do Projeto Vencer, da Fundação Semear, participaram da ação socioambiental. Um espaço especialmente elaborado para a data foi montado no restaurante e os clientes receberam mudas de árvores nativas com folders explicativos. As mudas foram doadas pelo Horto Municipal de Novo Hamburgo. A ação ainda contou com uma pesquisa, realizada pelos alunos do Projeto Vencer nos bairros Vila Diehl e São José - Loteamento Kephas, para verificar como a comunidade está cuidando do seu bairro e quais as ações que contribuem para a melhoria da qualidade de vida dos moradores e do meio ambiente.

Convenção

CDL participa de evento regional

Doze pessoas representaram a CDL Estância Velha/Ivoti

No dia 25 de maio, nove empresários ligados à CDL de Estância Velha/Ivoti participaram da 11ª Convenção Regional Lojista, que teve como tema Central: Inovação - um degrau para o sucesso. O grupo que representou a CDL foi: o presidente da entidade, Pedro Jacó Schneider; e os membros da diretoria Henrique Dimer Borges, Rochele de Souza Pinto Borges, Fábio Lüdke, Tânia Elisabete Stoffel, Tiago Luiz Schmidt, Gabriel Romeo Brandt, Joice Wilborn Lohmann, além da gerente administrativa da CDL, Sandra Beatriz de Oliveira. De 11 a 14 de setembro acontece em Fortaleza a 52° Convenção Nacional Lojista, e de 10 a 12 de novembro, em Gramado, será realizada a 42° Convenção Estadual Lojista. Para mais informações sobre os eventos, os conveniados devem ligar para (51) 3561-1111 ou 3563- 1500.

Fotos: Divulgação

Testamento vital

MIX


Divulgação

Trotes

Aprovado projeto para punir autores

Equipe da IENH com os avaliadores do MEC

Academia

Faculdade IENH é recredenciada pelo MEC Entre os dias 1º e 3 de junho, a IENH recebeu avaliadores do Ministério da Educação (MEC), para fins de recredenciamento da Faculdade IENH. Foram avaliadas as 10 dimensões do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), junto a Direção, professores do Ensino Superior, corpo técnico administrativo e estudantes. Na escala de 1 a 5, a Faculdade IENH recebeu o conceito 4. De acordo com as diretrizes do MEC, esse conceito constata que as dimensões avaliadas configuram um quadro além do que expressa o referencial mínimo de qualidade. “O conceito final nos enche de orgulho e sentimento de dever cumprido”, revela o vice-diretor de Educação Profissional e Ensino Superior da IENH, Cezar Miguel Monteiro da Silva.

A Assembleia Legislativa aprovou por unanimidade, em 21 de junho, o projeto de lei 43/2011, do deputado Carlos Gomes, que obriga o ressarcimento aos cofres públicos das despesas decorrentes do acionamento indevido dos serviços de emergências envolvendo remoções, resgates, combate a incêndios ou ocorrências policiais. O custo deverá ser cobrado na fatura de pagamento da conta telefônica de aparelhos convencionais e também de celulares póspagos. Ao defender o projeto na tribuna, Carlos Gomes utilizou informações divulgadas pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP), que compreende os serviços da Brigada Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil. De acordo com o órgão técnico, de 1 milhão e 500 mil ocorrências registradas no ano passado, 330 mil foram consideradas como trote. E nos quatro primeiros meses deste ano, o serviço foi prejudicado com 108 mil trotes entre as 475 mil ligações recebidas – correspondendo a 23% do total.

Revista Expansão

Julho/2011

117


VIDA DIGITAL

MIX

Por Evandro Kalfelz Schmitz Consultor e Palestrante Pós-graduado em Administração e Marketing contate@atraining.com.br

A Missão, o Brio e o Tesão

118

Revista Expansão

Julho/2011

O centro de idiomas Cultura Americana, de Novo Hamburgo (RS), homenageou as mães, em maio, no restaurante Lakes, do Ok Center. Na oportunidade, as mulheres tiveram um momento de bate-papo com a dermatologista Fátima Helena Sertório, que falou sobre cuidados e tratamentos de saúde e de estética da pele. Elas também receberam mimos da Yes! Cosméticos, da Pro Corpo Massoterapia e Estética e da floricultura Rio Branco, além de aproveitarem o rodízio de pizzas. “A proposta é colocar em foco o feminino, proporcionando a sensação de cuidado consigo mesma. É o nosso jeito de presentear nossas alunas e mães de alunos, que, não podemos esquecer, são mulheres, logo, vaidosas”, afirmou a diretora da Cultura, Taiane Malabarba.

Fátima palestrou sobre cuidados com a pele

Prestação de Contas

Câmara fala do primeiro semestre CMNH/Divulgação

profissional? O primeiro passo é descobrindo sua real missão de vida. Muitos trabalham de forma frustrada, na profissão errada ou com desempenho pífio, pois não descobriram sua verdadeira missão, ou porque fazem muitas coisas, mas nenhuma de forma superior, que faça a diferença. Não existem gênios completos. Cada pessoa tem uma habilidade suprema, geralmente em uma só área. Mozart, por exemplo, era um excelente músico e colocou todos seus esforços nisto. Vou te ajudar a descobrir sua Missão: Que tipo de trabalho/tarefa você faz de forma extremante superior em relação a outras pessoas? No que você é muito bom? Escreva de uma a quatro opções. Dos itens relacionados, qual tipo de trabalho você faria de graça? Este que você faria até de graça, pois tem maestria e aprecia muito, é a sua missão, é o seu dom, é sua profissão ideal, que você deve exercer de forma remunerada, e se possível com um bom percentual de trabalho comunitário não remunerado também, para retribuir à comunidade e ao universo. O segundo passo é ter Brio. O brio é uma dedicação máxima, focada. Significa estar num processo mental silencioso o suficiente para ver, ouvir e sentir o universo real, não as nossas superadas opiniões a respeito dele. O brio é similar ao tesão. Tenha tesão naquilo que faz, e dará certo sempre. Sucesso!!!! Para saber mais, acesse www.atraining.com.br/072011

Cultura Americana homenageia as mães

Divulgação

V

ocê já pensou em como pode alcançar resultados mais esplendorosos em sua vida pessoal e

Especial

Martins, Hoff, Ica e Schenlrte prestando contas

O presidente da Câmara de Novo Hamburgo, Leonardo Hoff, junto com o vice-presidente Matias Martins; o primeiro secretário, Ricardo Ritter, o Ica; e o segundo secretário, Luiz Carlos Schenlrte; visitaram a Revista Expansão em junho, quando apresentaram um relatório de prestação de contas das ações do primeiro semestre de 2011. Hoff destacou a reestruturação administrativa, a licitação transparente, a implantação da ouvidoria parlamentar, o fortalecimento das comissões e os investimentos em comunicação como ações principais do semestre. “Estamos buscando mecanismos para estabelecer a transparência, buscar a qualificação e a desburocratização”, disse o presidente. Para o primeiro secretário, Ica, destacou o pluripartidarismo da composição da mesa. “Estou aprendendo muito com esta mesa. Há tolerância e diplomacia na condução dos trabalhos”, avalia. Segundo Schenlrte, são pessoas com visões diferentes trabalhando pela comunidade. “Agora o trabalho dos vereadores está sendo bem divulgado”, comentou. Para Matias, a principal ação da mesa começou com o pluripartidarismo com que foi formada. “Criamos uma relação de respeito e tranquilidade”, revela. A prestação de contas, segundo eles, é uma forma não só de informar, mas de valorizar o trabalho do vereador.


Tradição

O 39º Festival Internacional de Folclore ocorre de 30 de julho a 14 de agosto, em Nova Petrópolis, com grupos folclóricos do Brasil e do exterior

Jardim dos

folclores C

om as soberanas eleitas e o lançamento oficial já realizado, cresce a expectativa pelo 39º Festival Internacional de Folclore de Nova Petrópolis, que ocorre na Rua Coberta, situada na Praça das Flores, de 30 de julho a 14 de agosto. Para o evento no Jardim da Serra (título da cidade), são aguardados 11 grupos internacionais vindos da Argentina, Turquia, Peru, Alemanha, Estados Unidos e Bolívia; 13 nacionais, da Bahia, São Paulo, Pará, Ceará, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Alagoas, Paraná, Ceará; além de dezenas de grupos regionais e locais. As soberanas foram eleitas em 18 de junho, na Sociedade Concórdia, na Linha Imperial, em Nova Petrópolis. A corte foi formada pela rainha Edinéia Werner, 16 anos, do Grupo Volkstanzgruppe Edelstein, de Fazenda Pirajá; junto com as princesas Jovana Pauletti, 16, do Grupo Lustige Volkstanzgruppe Bergtal, de São José do Caí, e Vanessa Jeniffer Zeni, 18, do Grupo de Danças Folclóricas Sonnenschein, de Linha Brasil. Elas acompanharam a comitiva que se formou em 19 de junho, para o lançamento oficial do festival. Exaltando as tradições e legados germânicos, bandinhas, grupos folclóricos locais e visitantes de Picada Café, Indaial (SC) e Porto União (SC), autoridades e comunidade, além das soberanas, participaram de um desfile de integração. Ladeados pelo Bierwagen (carro de chope), que se locomoveu pela avenida com a força da pedalada dos jovens, integrantes dos grupos distribuíram chope aos visitantes e à comunidade. Manifestações culturais Além das manifestações folclóricas regionais, nacionais e internacionais, o festival vai oferecer aos visitantes as tradições culturais de vários povos. São artesanatos da Bolívia, Equador, Indonésia, África, dos índios Pataxós, gaúcho e alemão, em estandes abertos diariamente das 8 às 21 horas, atrás do palco principal. A decoração vai evidenciar a união das etnias, colorindo as ruas, o palco de apresentações, a praça central e outros locais. A primeira atração, em 30 de julho, será o baile infantil com a presença mais de dez grupos infantis, que vão mostrar suas habilidades. Os jogos germânicos também são a garantia de muita diversão nas manhãs de domingo. As comunidades do interior disputarão entre si nas provas do chope em metro, debulhar o milho, serrar o tronco, pregar o prego, bolão de corda e arremesso de chope. Sob o slogan A diversidade é o que nos une, diversos trabalhos serão realizados para a integração dos grupos locais com os grupos visitantes.

Revista Expansão

Julho/2011

119


SOBRE NÓS E OUTRAS COISAS Por César A. Pessin Administrador de empresas cesar.pessin@hotmail.com

S

O inço

120

Revista Expansão

Julho/2011

Mérito Empresarial

Rotary 25 de Julho entrega diplomas O Rotary Club Novo Hamburgo 25 de Julho, presidido por Pedro Moacir Joazeiro, fez a entrega do diploma Mérito Empresarial 2011 a sete pessoas da cidade que se destacaram em diversas áreas de atuação. Foi em 16 de junho, no salão de eventos da ACI/NH/CB/EV. Para Joazeiro, é o reconhecimento àqueles que exercem com profissionalismo suas funções. Os homenageados, com os respectivos padrinhos de indicação, são o comerciante José Correa Lessa, indicado por Alvanir Carlos Hoffmann; a gerente financeira Leonice Regina Klein, indicada por Edison Elyr dos Santos; a médica Leonor Trevisan Prima, indicada por Vitor Lotário Cassel; a comerciante Melvi Teresinha Risatto, indicada por Pedro Henck; o voluntário Simão Pedro Froehlich, indicado por Pedro Moacir Joazeiro; e a odontóloga Simone Hoffmann, indicada por Edgar da Silva Soares. Na mesma oportunidade, o Rotary entregou o cheque de R$ 13.115,00, para a Apae de Novo Hamburgo. O valor obtido no baile da linguiça e servirá para construção do ginásio coberto da instituição. Fotos Divulgação

abe, tenho certa implicância com a sujeira e, às vezes, fico incomodado com isso. Talvez você estranhe, mas dentre os meus relacionamentos, a vassoura é uma grande amiga e o lixo um velho conhecido. Hábitos tão heterodoxos deram-me um olhar de lince e foi por isso que, ao descer a pequena rampa que dava acesso ao portão da casa da dona Iria, torci o nariz para um inço enorme que vicejava entre os cascalhos. Enquanto aguardava para ser atendido, olhei para aquela planta desprezível e a extirpei dali, com o cuidado de depositá-la sobre o lixo que já se encontrava na calçada. Alguns dias depois, precisei retornar à casa de Iria e ela perguntou-me: - César, quando você esteve aqui, na última vez, por acaso retirou um inço que estava ali, no meio da rampa? Envaidecido por ela ter percebido meu belo gesto, prepareime para o elogio, não sem antes fazer uma expressão de reconhecida humildade, parte integrante da falsa modéstia. Com o ego insuflado, respondi: - Sim, fui eu! Foi quando ouvi, em alto e severo tom: - César, sua... (anta ela não disse, mas estava ali, nas entrelinhas, feito fratura exposta), você arrancou o meu pé de tomate! Não sentiu o cheiro? Não, eu não havia sentido cheiro algum. Aliás, nem aproximei o inço, quero dizer, o pé de tomate, do nariz. Só então soube que aquela planta vinha sendo tratada com deferência de rainha e eram tantos os cuidados que a filha entrou em pânico, quando viu sua majestade completamente esquálida e murcha sobre o lixo na calçada. Estarrecida, teria perguntado à mãe: - Alguém esteve aqui, hoje? Dona Iria pensou, pensou... e teria dito: - Não, ninguém! Ela insistiu: - Mãe, alguém veio aqui hoje? E ela reiterou: - Não, minha filha! E pensou mais alguns segundos... só o César! Mas o César não ia arrancar o meu pé de tomate! Pois arranquei, pensando que inço fosse. Pois, esta historinha aparentemente boba plantou sementes na minha cabeça. Às vezes, ficamos incomodados com os hábitos das outras pessoas e não aceitamos suas atitudes, principalmente porque privatizamos o conceito daquilo que consideramos certo e errado. Revestidos do poder supremo de julgar, invadimos a privacidade dos outros sem que sejamos convidados para isso. Seria este o berçário da intolerância? Bem, enquanto não chego a uma conclusão, alguém poderia me escrever informando onde consigo comprar uma bandeja de tomates cerejinha?

MIX

Os diplomados e seus padrinhos

Teatro

Jordana ganha prêmio de melhor atriz A atriz Jordana Moraes Eltz, 10 anos, aluna de teatro do Grupo Tubo de Ensaio, da Paranóia, ganhou o prêmio de Melhor Atriz Revelação 2011, prêmio especial do júri entregue no 20º Festival de Esquetes Teatrais de Novo Hamburgo por duas peças teatrais: Os ninguéns, com direção de Luis Fernando Rodembuch, e Aprendendo a ser criança, com direção de Bernardo Guedes. O Grupo Tubo de Ensaio ficou em segundo lugar na categoria de Melhor Esquete Teatral pelo Júri Popular.

Artes

Nova exposição de Anderson Neves O artista hamburguense Anderson Neves (foto) faz exposição Viva a Arte, de 12 a 23 de julho, no Espaço Cultural Albano Hartz, no Calçadão Oswaldo Cruz, em Novo Hamburgo. A mostra marca um momento especial do artista, que se prepara para ir à Europa. A viagem à França registra os 20 anos de carreira do jovem que desenvolve seus conhecimentos em várias técnicas como aquarela, xilogravura, além de obras elaboradas a partir da reciclagem. Tudo isso poderá ser conferido na exposição a partir de 12 de julho. A abertura é às 19h30min. Em visita à sede da Revista Expansão, Neves, acompanhado de Renate Gigel, sua grande incentivadora, falou também das expectativas para a abertura de uma escola de arte. Neves tem garimpado muitos talentos neste âmbito.


Instituto IER

Randon recebe balanço da Rede de Parceria Social

Gastronomia Magrão Scalco/Divulgação

Secretário Lara, com representantes das Empresas Randon

As Empresas Randon receberam na manhã de 13 de junho, o secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Social do Rio Grande do Sul, Luís Augusto Lara. O secretário entregou ao presidente do Conselho de Administração das Empresas Randon, Raul Anselmo Randon, o relatório parcial da terceira edição do Programa Rede Parceria Social, do qual o Instituto Elisabetha Randon Pró-Educação e Cultura (IER) atua como entidade-âncora. A publicação apresenta um relato das iniciativas sociais desenvolvidas no Estado. O Instituto IER patrocina atualmente 14 projetos de atendimento a crianças e adolescentes no contraturno escolar, em situação de vulnerabilidade social. As entidades contam com as Empresas Randon como financiadoras, dentro da Lei da Solidariedade.

Belgrano inaugura nova casa A Belgrano Pizzeria, de Caxias do Sul (RS), inaugurou, em 9 de junho, mais uma casa na cidade, no Centro Comercial Arno Palavro. Comandada por Otmar Alberti, José Gava e Milton Araldi, a nova unidade da pizzaria manterá o cardápio com mais de 60 sabores de pizzas, preparadas artesanalmente e levadas ao forno à lenha, com serviço de rodízio e À la carte. A capacidade é para 240 pessoas. A nova Belgrano Pizzeria fica na Avenida Perimetral Bruno Segalla, 151, bairro São Leopoldo, no antigo depósito das Lojas Arno. No bairro Santa Catarina, fica a outra unidade da Belgrano. Informações e reservas (54) 3213-5550. 

Revista Expansão

Julho/2011

121


DEPARTAMENTO JURÍDICO Por Marcelo Kern Advogado advocacia@kklt.com.br

A nova Lei Pelé

A

122

Revista Expansão

Julho/2011

Iniciativa

Banco de Alimentos é inaugurado Em uma solenidade com a presença de autoridades municipais e representantes da sociedade civil gaúcha, foi inaugurado o Banco de Alimentos da Região do Calçado em 20 de junho de 2011 na cidade de Novo Hamburgo. A rede hamburguense vai atender, além da cidade-sede, Campo Bom, Sapiranga e Estância Velha. Esta é a 16ª unidade da Rede de Banco de Alimentos, organizada pela Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais, uma iniciativa do Sistema Fiergs. “Os bancos já atendem 667 instituições de 20 municípios, distribuindo, mensalmente, 360 toneladas de alimentos. E com certeza, esta região calçadista vai conseguir colaborar muito para que a solidariedade e a transformação do desperdício em benefício social aconteçam de forma cada vez mais intensa no nosso Estado e no Brasil”, disse o presidente da Fiergs, Paulo Tigre. Em Novo Hamburgo, uma parceria já foi estabelecida com a Feevale para organização deste trabalho. “Nossa cidade e nossa região certamente saberão aproveitar esta oportunidade e fazer com que este Banco de Alimentos ajude a alimentar a cidadania em nossos municípios de uma maneira definitiva e não transitória”, ressaltou o prefeito de Novo Hamburgo, Tarcísio Zimmermann. O presidente da diretoria executiva do Banco de Alimentos da Região do Calçado, Antônio Zarth, ficou entusiasmado com a receptividade da ideia junto da comunidade. “Trabalharemos em conjunto, como uma equipe, porque queremos vencer o desafio contra a fome. O primeiro passo foi a instalação do Banco. Agora, o trabalho é fazê-lo funcionar e crescer cada vez mais”, enfatizou. O Banco de Alimentos é uma organização que atua como um gerenciador de desperdícios, administrando três operações: coleta, armazenamento e distribuição qualificada de alimentos para entidades beneficentes. As entidades (creches, escolas, asilos, lares de excepcionais, associações de bairros, entre outras) também recebem treinamento de segurança alimentar, higiene, e aproveitamento adequado dos alimentos. Graziela Dannenhauer/Especial

s disposições promovidas pela Lei 12.395, de 16 de março de 2011, que alterou a Lei Pelé (9.615/98) trouxeram grande repercussão no mundo jurídico-desportivo nacional. Dentre as mudanças havidas com a nova redação da lei que rege a organização desportiva no Brasil, a que está gerando maior discussão dentre os profissionais que militam na área são as relativas à atividade dos agentes de atletas e os chamados “direitos econômicos” oriundos dessa relação. Direitos econômicos, de forma singela, são direitos patrimoniais decorrentes de uma indenização prevista no contrato de trabalho do jogador de futebol profissional para transferências durante a vigência do vínculo trabalhista do atleta com o clube. Tais direitos econômicos são negociados pelos clubes com agentes/investidores visando receber à vista, uma venda futura e incerta. Para os clubes, o negócio visa manter sua estrutura que é cara, garantindo o recebimento de um valor futuro e incerto, e para o investidor é uma aposta de realização de lucro no futuro caso tal atleta venha a se destacar e valorizar, sendo negociado por valor maior daquele no momento da compra de seus direitos econômicos. Em que pese essa relação possa (e por vezes é) ser salutar ao clube, que assim encontra um mecanismo eficaz de sustentação econômica de suas atividades, que são caras, muitas vezes tais cessões de direitos econômicos envolvem contratos onde é dado ao investidor o direito de influenciar negócios envolvendo seus atletas nos clubes através de cláusulas contratuais, como por exemplo, a que obriga o clube a vender o atleta caso surja uma proposta a partir de determinado valor, ou então, caso deseje manter o jogador, pague ao agente o valor que lhe corresponderia (percentual dos direitos econômicos sobre tal atleta) sobre tal negócio, cláusula essa muito comum envolvendo esse tipo de negócio e que acaba forçando o clube a negociar seu atleta ou comprar os direitos econômicos que pertencem ao agente do atleta quando essa não era sua vontade, dentro de um planejamento previamente estabelecido. A alteração ora destacada vem disposta no artigo 27-B, que assim dispõe: “São nulas de pleno direito as cláusulas de contratos firmados entre as entidades de prática desportiva e terceiros, ou entre estes e atletas, que possam intervir ou influenciar nas transferências de atletas ou, ainda, que interfiram no desempenho do atleta ou da entidade de prática desportiva, exceto quando objeto de acordo ou convenção coletiva de trabalho.” Existem, entendimentos de que, com a nova redação da Lei Pelé, foi decretado o fim dos direitos econômicos, porém, limitados ao espaço deste artigo, entendemos que não é essa a melhor interpretação do texto legal, senão que agora os investidores não poderão mais se valer, no contrato de cessão de direitos econômicos, de cláusulas que interfiram na gestão dos clubes de futebol, estando inserida aí a transferência de seus jogadores, situação essa que visa à preservação da gestão e gerência dos clubes em relação aos seus atletas e planejamento, e não a proibição da negociação dos seus direitos patrimoniais (direitos econômicos) com terceiros. Inegável, entretanto, que, da maneira como a nova Lei está disposta, houve aumento do risco do investidor, pois, além de depender da performance do atleta, este não terá mais influência na sua venda por parte do clube para realizar seu lucro, motivo pelo qual é vital ao investidor possuir contratos bem redigidos e eficazes garantindo maior segurança ao seu investimento.

MIX

Autoridades e presidentes descerraram a fita de inauguração

Soberanas

Beldades na Costa do Sauípe As soberanas da 24ª Oktoberfest de Igrejinha embarcam em agosto para um dos mais belos destinos turísticos do País: a Costa do Sauípe, no litoral da Bahia. A viagem, oferecida pela MGM Operadora de Turismo e Costa do Sauípe, em parceria com a Agência de Turismo Rota 21, de Igrejinha/RS, será um momento de descontração antes da Oktoberfest. A rainha Tassia Pricila Kehl, 21 anos, e as princesas Taila Brocker Schäfer, 20, e Bruna Tavares, 20, serão hospedadas no hotel Sauípe Premium. A Costa do Sauípe é um complexo turístico isolado, localizado no meio da rota ecológica batizada de Costa dos Coqueiros, a 76 km de Salvador, na Bahia. A 24ª Oktoberfest de Igrejinha ocorrerá de 14 a 23 de outubro de 2011, no Parque de Eventos Almiro Grings, no centro de Igrejinha/RS. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3545-1077 ou pelo site www.oktoberfest.org.br.


Divulgação

Destaque

Ginástica homenageada A Sociedade Ginástica de Hamburgo Velho foi homenageada pelo Legislativo hamburguense em 16 de junho, 16, pela passagem dos seus 115 anos. O requerimento foi assinado por todos os 14 vereadores. A Sociedade Ginástica de Hamburgo Velho, atualmente voltada principalmente à prática do bolão, tem conquistado diversos títulos nesta modalidade. Na tribuna, o presidente do clube, Heitor Müller, falou sobre a dificuldade de se manter. Ele recebeu das mãos do presidente da Câmara de Vereadores de Novo Hamburgo, Leonardo Hoff, uma placa comemorativa.

Beneficente

Feijoada dos Cheffs para a Fundação Semear O 1º Jantar Solidário promovido pelo Restaurante Garagem dos Cheffs (Rua 24 de Maio, 946, Vila Rosa, em Novo Hamburgo/RS) ocorre em 13 de julho, a partir das 20 horas. A verba arrecadada será revertida integralmente para projetos sociais da Fundação Semear, de Novo Hamburgo. Interessados devem fazer a reserva pelo telefone (51) 2108-2108, ramal 2193, ou pelo e-mail semear@fundacaosemear.org.br. O convite individual custa 40 reais e as bebidas não estão inclusas. Será servido uma feijoada especial elaborada com ossobuco, bisteca suína, linguiça, bacon e costelinha de porco defumada, e acompanhamento arroz, farofa, laranja e couve refogada.

Revista Expansão

Julho/2011

123


MIX

Prêmio

Destinos de viagens

StoreAge, a tecnologia cresce no mercado A VirtualAge, empresa que atende o segmento têxtil e começou a trabalhar com o segmento do calçado há pouco tempo, disponibiliza softwares para o mercado, conhecido como StoreAge. De acordo com o representante da empresa no Rio Grande do Sul, Fernando Messias, de Novo Hamburgo, o sistema permite que empresas, principalmente, têxtil, tenham um investimento menor de capital ao abrirem o seu negócio ou ainda reduzir os custos, além de garantir total segurança no armazenamento dos dados. O StoreAge é uma tecnologia que permite que os dados fiquem armazenados em um servidor, que pode ser acessado de qualquer lugar do mundo, independente do horário. “É o conceito de computação nas nuvens que vem surgindo com mais ênfase no mercado. Você consegue utilizar os mais variados aplicativos através da Internet, com a facilidade de não precisar instalar nada no seu computador”, explica Messias. A VirtualAge é pioneira no desenvolvimento deste tipo de sistema no mundo. Informações www.virtualage.com.br.

Trajetória

Miguel Schmitz conta sua história Com um carisma que lhe é peculiar, o diretor de Relações com a Comunidade do Grupo Sinos, Miguel Henrique Schmitz, apresentou sua trajetória profissional durante mais uma edição do De Sócio Para Sócio, evento promovido pela Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, em 22 de junho. “Sempre tive muita dedicação e entusiasmo em tudo que fiz e olha que a vida é muito desafiadora. Por isso, temos que buscar nossa realização em tudo que nos satisfaz”, enfatizou o palestrante, ao relatar suas etapas de vida. Em 1973 ele assumiu como prefeito de Novo Hamburgo, até 1977, período que tem muito orgulho e no qual fez várias realizações para o município, como abertura e pavimentação de ruas, maior estruturação da Fenac, o lançamento da Galeria de Artes Ernesto Frederico Scheffel, a implantação da Lei de Incentivos a novas indústrias, o que resultou em 117 novas empresas na cidade, além do parque industrial.

124

Revista Expansão

Julho/2011

Workshop reuniu mais de cem agentes O workshop Destino Natal e Pipa, promovido pela CVC Vale do Sinos, contou com a participação de mais de cem agentes de viagens, durante evento que ocorreu em 31 de maio deste ano no American Bowling em Novo Hamburgo. Mais de 20 hoteleiros, além da Secretaria de Turismo do Rio Grande do Norte, estiveram expondo as opções de sua rede hoteleira, com seus hotéis e produtos turísticos das cidades nordestinas de Natal e Pipa, no Rio Grande do Norte. Os receptivos Potiguar Turismo e Lucky apresentaram seus roteiros que incluem passeios às praias e city tour. Teve ainda sorteio de estadias e até viagem com passagem aérea, mais sete diárias com acompanhante, entre os agentes de viagens participantes.

Ensino Superior

Feevale apresenta relatório de Responsabilidade Social A Universidade Feevale lançou, em 1º de julho, no Câmpus 2, o Relatório de Responsabilidade Social 2010. O material, organizado pela Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários, contém os principais destaques operacionais e de desempenho econômico, social e ambiental, e apresenta as iniciativas da Instituição a partir de suas políticas de responsabilidade social, distribuídas em dez dimensões. A Feevale é a primeira instituição comunitária do Brasil a lançar o Relatório de acordo com as diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI). Trata-se de um núcleo oficial de colaboração do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, com sede em Amsterdam, na Holanda. Ao adotar esse padrão internacional, a Instituição pretende melhor diagnosticar suas deficiências e avanços, além de ampliar o relacionamento e a transparência com seus diversos públicos.

PITT JEANS

Gianecchini brilha em desfile O ator global Reynaldo Gianecchini foi o astro maior do desfile da Pitt Jeans no desfile de lançamento da coleção Primavera/Verão da marca em Santa Cruz, no mês passado, no Clube União. As calças skinny, push-up, baggy e as bermudas ciclista, meia-coxa e boyfriend continuam com força total na coleção. Com lavagens bem variadas, que partem desde o amaciado, passando pelos tons médios, chegando até um azul mais claro. Variam das mais escuras às claras, a Pitt traz uma coleção bem variada de camisetes curtas e alongadas, listradas e xadrez e também em jeans.


Campo Bom

Allegro Ballet encanta ao comemorar 15 anos de trajetória (143)

Encosta da Serra

Dois Irmãos foi sede para escolha da Miss Germany Brasil 2011 (136)

Estância Velha

Feira do Livro vai homenagear organizadores da mostra ao longo dos anos (134)

Nova Petrópolis

Sicredi Pioneira homenageia o ex-presidente Édio Spier (140)

Sapiranga

A Toca Rock é nova opção em diversão (138)

Campo Bom Allegro Ballet encanta ao comemorar 15 anos de trajetória (143)

Paranhana

Coleção Crysalis, de Três Coroas, é inspirada na era Disco (139)

Porto Alegre

Conheça a microcervejaria Schmitt Bier (128)

Santa Cruz do Sul Escolhidas as soberanas da Festa da Alegria (142)

São Leopoldo

Clássicos do cinema em concerto (132)

Vale do Caí

Implantados 32 metros de canalização no Centro de Bom Princípio (141)

Revista Expansão

Julho/2011

125


CIDADES Fotos: Divulgação

Campo Bom

Turma do Projeto Vencer recebe visita de voluntário Em 8 de junho, a turma do Projeto Vencer Campo Bom recebeu a visita de Alan Gloss. Ele conversou com os alunos sobre o  perfil do jovem líder; como liderar um grupo; as características de um líder; e como administrar conflitos em uma equipe. Gloss possui experiência em grupos de jovens, faz parte da Coordenação Diocesana da Juventude e é atual vice-coordenador do Setor Juventude da Paróquia Santa Terezinha de Campo Bom. O Projeto Vencer Campo Bom é oferecido gratuitamente a jovens estudantes com idade entre 15 e 18 anos, moradores da cidade, com o objetivo de capacitá-los para a iniciação profissional. Esta edição do projeto tem parceria da empresa CEEE e do Sesi/RS. Desde a implantação do Programa Vencer, 212 jovens se formaram em 17 edições do projeto.

Gloss com os integrantes do projeto: lições de vida de um líder

Representantes diplomados

Novo Hamburgo

Festa Colorada na Ginástica de Hamburgo Velho

Fanático Colorado animando a gurizada

126

Revista Expansão

Julho/2011

O Consulado Colorado reuniu, em 6 de maio, 450 colorados na Sociedade Ginástica de Hamburgo Velho. O objetivo foi homenagear o Sport Club Internacional. O encontro teve a presença do vice-presidente de Relações Sociais colorado, Gelson Pires; do diretor de Relações Sociais, Luis Carlos Hauber, o Lilico; dos diretores Rodrigo Barbosa, Marcelo Breitsameter e Maria da Graça Gavião Lopes; da Supervisora do Interagir e esportes amadores, Janice Cardoso; da coordenadora do Espaço Mulher Colorada, Lorena Boelter; da coordenadora do projeto Interagir, Lutiene Catapan e também de Leonardo Wihelm e Damian Cardoso, da imprensa do Inter. Cônsules de cidades da região também estiveram presentes. As figuras ilustres do Sport Club Internacional: Haílton Corrêa Arruda (Manga), Milton Vergara, Claudiomiro Ferreira e o goleiro Agenor, atleta do grupo profissional do Inter também estiveram presentes. Na oportunidade, os representantes do Consulado receberam seus diplomas simbolizando sua participação nas ações do Consulado Colorado Novo Hamburgo.


Divulgação

São Leopoldo

CDL São Leopoldo premia consumidores

Juliano Kirinus/Divulgação

Na noite de 20 de junho, a Câmara de Dirigentes Lojistas de São Leopoldo (CDL) realizou, na sua sede, o sorteio da Campanha dia das Mães e dia dos Namorados – Pessoas Essenciais Merecem Datas Especiais. Estiveram presentes lojistas, a diretoria, consumidores e a imprensa. Os premiados foram Sandi Ester Wist, com uma TV 32’ e cupom da Di’Anna Mulher; Rosalina Pereira, com uma TV 32’ e cupom da Loja Taqi; Ivone Lamb ganhou um notebook por compras no Magazine Luiza – 424; Rogério Cauduro ganhou outro notebook por compras feitas na Passini – Relojoaria; Milton Rodrigues recebeu um forno de microondas e tinha cupom da Loja Taqi; e Roberto da Silva ganhou também um microondas por cupom da Ferragem Feldmann.

Porto Alegre

Tholl é a grande atração de julho no Theatro São Pedro

Nova Petrópolis

Corsan anuncia investimentos

Bianca Hennemann/Divulgação

Em reunião realizada em 2 de junho com o prefeito de Nova Petrópolis, Luiz Irineu Schenkel e o vice Ricardo Lawrenz, representantes da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) anunciaram uma série de investimentos na cidade. O chefe da autarquia em Nova Petrópolis, Heleno da Silva Rosa e o superintendente, Alexsander Cerentini Pacico apresentaram ao Executivo propostas para ampliação da rede de água na Linha Pirajá Alta; instalação de reservatório no Bairro Piá; andamento ao processo de distribuição da água dos poços perfurados no Morro Korb; ampliação de captação da barragem Santa Isabel; e apresentação de dois projetos no Ministério das Cidades para execução com recursos do PAC 2: um para melhorar a infra-estrutura de captação de água e outro para construir a estação de tratamento e rede de esgoto. Os investimentos são resultado de reivindicações feitas em outro encontro, realizado em 1º de abril.

Tholl com espetáculos e oficinas no São Pedro

O Theatro São Pedro já está divulgando a programação que estará disponível para os gaúchos em julho. Nos dias 8 e 9, às 21h e 10, às 18h, tem Hammelin, do Rio de Janeiro, peça que conta a história de um jovem juiz determinado a provar o envolvimento de um importante membro da sociedade em um crime. No elenco: Vladimir Brichta, Alexandre Mello, Oscar Saraiva, Cláudia Ventura, Patrícia Simões e Alexandre Dantas. Em 18 de julho tem o concerto oficial da Orquestra de Câmara Theatro São Pedro, às 21h. Imagem e Sonho, do Grupo Tholl, será o espetáculo, de 12 a 17 de julho, às 21h. No domingo, será às 20 horas. O Circo de Bonecos é a atração dos dias 16, 17, 23, 24, 30 e 31, às 15h. O espetáculo fala da importância de um amigo, a busca pela liberdade e o desejo pela realização dos sonhos. O Grupo Tholl volta de 19 a 31, com Exotique. O espetáculo será às 21 horas e no domingo, às 20 horas. De 13 a 31 de julho acontecem no Multipalco, Workshops e oficinas, com o Grupo Tholl. A formação interdisciplinar na arte circense, incluindo dança, teatro e música será tema das atividades, abertas para crianças a partir dos sete anos. As inscrições são feitas diretamente no Multipalco Theatro São Pedro (Praça da Matriz, s/nº) e as informações pelos telefones (51)3227-5300 e 3227-5100.

Lawrenz, Schenkel, Pacico e Rosa: avanços

Revista Expansão

Julho/2011

127


PORTO ALEGRE Por Edith Auler e Letícia Souza Leed Comunicação leed@leedcomunicacao.com.br

Gustavo Stefanello Dal Ri Há 20 anos, dentro de sua residência em Porto Alegre, o engenheiro químico Gustavo Stefanello Dal Ri começou a produzir cervejas artesanalmente para a família e amigos. Apaixonou-se pela técnica. “Fui então estudar alemão para poder ler e entender a produção de cerveja como um todo, pois não existia literatura disponível sobre o tema aqui no Brasil em português naquela época”, explica. Em 1993 criou a microcervejaria Schmitt Bier. Conquistando cada vez mais adeptos e apreciadores dos produtos desenvolvidos pela casa, Dal Ri, em entrevista exclusiva à Revista Expansão, falou sobre o orgulho em trabalhar com cervejas artesanais aqui na capital e dos problemas econômicos enfrentados pelos produtores no Rio Grande do Sul. Hoje, ele é presidente da Associação Gaúcha de Pequenas e Microcervejarias (AGPM).

Produzir cerveja é uma paixão antiga? Sim, começou no início da década de 80. Tinha uma vizinha que produzia artesanalmente e acabei me apaixonando pelo processo de fazer cerveja, acho muito legal. Hoje temos aqui na Schmitt Bier sete produtos em garrafas descartáveis, uma em garrafa retornável e chope. E as vendas estão cada vez aumentando mais, com grande potencial!

E como funciona a produção? Produzimos em torno de 15 mil garrafas por mês. Nossos principais compradores são os supermercados e bares e restaurantes, especialmente do Sudeste, que é um público bastante ávido por novidades. Quando começamos como cervejaria, iniciamos vendendo para São Paulo e Rio de Janeiro e a partir daí fomos também conquistando o mercado no Rio Grande do Sul. Temos aqui na microcervejaria produtos bastante diferenciados e com muita qualidade.

Vocês têm planos de expansão? Com certeza. Vamos para o distrito industrial da Restinga, aqui em Porto Alegre, na zona sul. Existe a possibilidade de ampliar, em médio prazo, também nossa linha de produtos. Queremos crescer na questão do chope.

128

Revista Expansão

Julho/2011

O que + Gosto de Porto Alegre Um bairro: Ipanema Uma rua: avenida Guaíba Uma pessoa: o empresário Paulo Velhinho

E quais os problemas que este mercado enfrenta? O grande problema que nós temos hoje é a carga tributária, não somente a nossa microcervejaria, mas todas as outras aqui do Rio Grande do Sul. Não nos encaixamos no simples nacional, então pagamos impostos igual a uma cervejaria grande, mesmo sendo uma cervejaria pequena. Isto nos limita bastante no sentido de poder crescer e gerar novos empregos.

E o que está se buscando fazer para auxiliá-los nesta questão? Atualmente, o RS possui 25 microcervejarias e temos trabalhado esta questão junto à Associação Gaúcha de Pequenas e Microcervejarias (AGPM), que existe há dois anos e que presido. Temos muitas cervejarias espalhadas por todo o interior. Estamos tentando marcar uma reunião o mais breve possível com o governador Tarso Genro para expor a ele esta situação. Informações sobre a microcervejaria na capital em www.schmittbier.com.br 


Total Pop! Garantido: neste show você vai sacudir e muito o seu esqueleto! A inesquecível banda inglesa Erasure chega a Porto Alegre em 11 de agosto para uma apresentação que promete. Sucessos como Love To Hate You e Oh L´amour estão entre os hits a serem apresentados. Como o nome da turnê já diz, é Total Pop! Às 21 horas, no Pepsi on Stage. Ingressos à venda pelo site www.ingressorapido.com.br.

Muito samba e pagode

Fotos Divulgação

Duas bandas de grande sucesso do samba e do pagode chegam neste mês à capital. Dia 14, o Raça Negra se apresenta no Teatro Bourbon Country, a partir das 21 horas. Já no dia 20, é a vez do quinteto do Exaltasamba (foto) desembarcar na cidade, para única apresentação na Fiergs. Quem quiser garantir o passe para estes dois grandes espetáculos basta ligar para (51) 40031212 ou 4003-5588 e adquirir os ingressos.

Crescimento da Zona Sul I O crescimento da zona sul de Porto Alegre é impressionante. Diversos bares, bistrôs, restaurantes, casas noturnas e de espetáculos têm instalado unidades na região. Em boa parte, os empreendimentos já têm sucesso de público na zona norte da capital ou em bairros como o Moinhos de Vento, por exemplo. Entre as novidades estão a Da Francesco, que inaugurou sua primeira loja na Avenida Assis Brasil, ainda em 2007. Misto de restaurante e boteco, o local atende com gastronomia estilo fast-food. O recentemente inaugurado Da Francesco Zona Sul fica na Avenida Wenceslau Escobar, ao lado do shopping Paseo, e já é um sucesso. “O público aqui é muito exigente e a expectativa é crescer a passos largos para cá”, avalia Gustavo Hilzendeger, proprietário da casa.

Elsi ajudou a criar o logo, uma das apostas da empresa

Crescimento da Zona Sul II

Diversidade é marca do cardápio no Da Francesco

E o setor imobiliário não fica de fora. Pequenos condomínios com sete, oito ou mais sobrados conjugados, em largos terrenos, que um dia deram espaço a grandes casas, surgem a cada dia. “É sem dúvida um dos melhores lugares para se trabalhar hoje em Porto Alegre dentro do segmento de imóveis. Tem muitas áreas para empreendimentos por aqui”, afirma Elsi Peiter, proprietária da imobiliária que desenvolveu o logo “A Zona Sul é Tudo de Bom”. Verdade, grande local para se viver em Porto Alegre.

Revista Expansão

Julho/2011

129


PORTO ALEGRE

Tudo Para Mulher completa um ano

130

Revista Expansão

Julho/2011

Parcerias movimentam mercado imobiliário A empresa gaúcha Bmarket e o BTG Pactual, banco de investimentos independentes baseado em mercados emergentes, acabam de adquirir uma área em Porto Alegre para desenvolvimento de empreendimento imobiliário comercial e residencial. Segundo o diretor da Bmarket, Rodrigo Bernardi (foto), essa ação conjunta consolida a construção de uma parceira que teve início no segundo semestre de 2010.

Elias Eberhardt/Divulgação

A Abic Cursos e Intercâmbio no Exterior expandiu os negócios e fechou parceria com a empresa Ponto do Turismo, em Canoas. Recentemente, a agência de turismo passou a oferecer seis modalidades de intercâmbio para mais de 70 destinos diferentes. A Ponto do Turismo atua há mais de vinte anos em setores corporativos e vendas de pacotes nacionais e internacionais.

Gilberto Perin, coordenador do Núcleo de Projetos Especiais da RBS, esteve no evento

Fotos: Divulgação

Luciano Garcia/Divulgação

Muito bacana a nova série da RBS TV intitulada O Fim do Mundo. Toda a equipe está de parabéns! A proposta, o roteiro, as belas imagens e, sobretudo, a valorização do povo latino americano que se fez presente em todos os episódios da bela trajetória. Dividida em quatro capítulos a série narra as aventuras vividas por Paulo Nascimento, Leonardo Machado e Voltaire Danckwart, que durante 26 dias percorreram 6, 2 mil quilômetros com três potentes motocicletas, enfrentando muito frio. O último episódio foi ao ar em 2 de julho. A direção de produção é de Mônica Catalane.

Festival de Inverno

ABIC com representante exclusivo

Bonita e carismática, Cláudia Fleury está à frente do TPM

Quando o fim do mundo é bom

A atriz e cantora Soledad Villamil se apresenta em 23 de agosto

Soledad Villamil está entre as atrações confirmadas do sexto Festival de Inverno de Porto Alegre. A programação está muito bacana! Diversos cursos, shows e palestras vão acontecer entre os meses de julho e agosto. Os ingressos, com preços bastante acessíveis, começam a ser vendidos em 18 de julho, no Centro Municipal de Cultura Erico Veríssimo, na Avenida Erico Verissimo, 307, sempre das 10 às 18 horas, ou no ponto de venda do Teatro Bourbon Country, na Avenida Túlio de Rose, 80, das 14 às 22 horas. Tudo que vai rolar está no site www.portoalegre. gov.br/festinverno. Confere lá!

Luciana Vaz/Divulgação

A jornalista Cláudia Fleury está faceira! O programa que ela comanda na Ulbra TV, TPM – Tudo para Mulher, está cada dia conquistando mais espaços! Com conteúdo jornalístico variado, o TPM aborda de forma descontraída diversos temas como saúde, beleza e comportamento. “O retorno dos telespectadores tem sido bacana! É muito gratificante quando se percebe que podemos ajudar quem está do outro lado da telinha”, afirma Cláudia. O TPM vai ao ar de segunda a sexta, ao vivo, das 15h45min às 16h30min, na Ulbra TV (21 da net e 48 UHF). E a reprise é bem cedinho, sempre às 5h50min da manhã.


Muita beleza no Glamour Girl 2011

Klein & Associados inaugura unidade na capital

Fabrício Klein traz a experiência da capital do País para a unidade de Porto Alegre

Ana Luisa Cavalcanti Carchedi (foto) foi eleita a Glamour Girl 2011. Promovido pela Liga Feminina de Combate ao Câncer, o evento aconteceu no salão da Associação Leopoldina Juvenil, na capital gaúcha, ainda no final de maio.

A empresa de consultoria empresarial Klein & Associados conta agora com uma unidade em Porto Alegre, que reúne grupo de consultores e profissionais com formação na área de gestão, contabilidade, finanças e tributária. Além disso, a unidade de Brasília da empresa se especializou na realização de fóruns interativos. “Desde junho do último ano, já realizamos três grandes eventos, em São Paulo, Brasília e o mais recente em Não-Me-Toque, durante a Expodireto”, esclarece Klein. Na segunda quinzena de agosto, a empresa vai lançar um fórum virtual destinado exclusivamente à cadeia do milho, que promete ser um canal de interlocução para todos os interessados no tema.

Escola de Moda Pompéia Mais uma vez a Pompéia resolveu inovar e criou a escola de moda que leva o nome da marca. O projeto, já na segunda edição, tem como objetivo instrumentalizar e capacitar as equipes de venda a atender aos clientes que estão cada vez mais exigentes e ligados ao mundo fashion. A produtora de moda ícone do Rio Grande do Sul, a queridíssima Madeleine Muller é a responsável pela elaboração e execução do programa da Escola, que inclui palestras com profissionais de diversas áreas do segmento fashion. Já passaram por lá a estilista Greice Antes e o empresário Eduardo Santos. Ao final do projeto, o aluno com a pontuação mais alta ganhará uma viagem a São Paulo.  Sem dúvida, uma iniciativa de sucesso!

Feira reunirá todos os elos da cadeia têxtil no Centro de Convenções do Ceará, em Fortaleza

Gaúchos rumo ao Ceará Estão a mil os preparativos para a Feira de Máquinas, Equipamentos, Serviços e Química para a Indústria Têxtil – Maquintex 2011 (www.maquintex.com.br), que será realizada de 9 a 12 de agosto de 2011, em Fortaleza (CE), no Centro de Convenções. Durante o evento, promovido pelo grupo gaúcho FCEM, também acontecerá a final do concurso Brasil Fashion Designers 2011 – Etapa Nordeste e da categoria design 3º Concurso Sinditêxtil de Costura Modelagem e Design 2011. O vencedor do concurso para a categoria design sairá de lá com uma viagem de pesquisa de moda com todas as despesas pagas para Berlim, na Alemanha.

Mariana Fontoura/Divulgação

Fotos: Divulgação

Autoridades e comunidade prestaram homenagem à instituição de ensino

Colégio Farroupilha completa 125 anos Foi realizada no plenário Otávio Rocha da Câmara Municipal de Porto Alegre, em junho, homenagem pelos 125 anos do Colégio Farroupilha. Amigos, familiares dos alunos, diretores e autoridades como comunidade participaram do evento. A instituição tem hoje 2,3 mil alunos matriculados.

Boa música E pra quem gosta de boa música vale a pena acessar o site amador.mus.br . No endereço você pode conhecer mais sobre o talento do compositor, cantor e violonista Mário Falcão e até fazer o download gratuito do seu mais recente álbum “Amador”. O trabalho foi lançado durante espetáculo no Teatro Renascença, ainda no mês de junho, em Porto Alegre, e conta com o patrocínio da Petrobrás. Vale a pena!

Revista Expansão

Julho/2011

131


SÃO LEOPOLDO Por Letícia de Oliveira

Cristo Rei ganha nova delegacia

Relações públicas Conrerp 2494 - RS/SC leticia@revistaexpansao.com.br

Carreira sintonizada Divulgação

Dia 22 de junho, foram inauguradas as novas dependências da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), do Bairro Cristo Rei. O Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro) iniciou a reforma e ampliação do local em novembro do ano passado. O investimento foi de cerca de R$ 65 mil, em ampliação e melhorias diversas. A DPPA fica na Rua João Alberto, 98, Cristo Rei.

Temporada de fondue Aberta a temporada de fondue na Villa D´Assisi. As delícias podem ser encontradas todas as quintas-feiras, nos sabores queijo e chocolate. A procura é tanta que é melhor reservar pelo fone (51) 3037-3370.

Sessão especial de cinema O concerto com entrada franca no Anfiteatro Padre Werner foi um sucesso. Clássicos do Cinema com regência de Evandro Matté, participação especial da atriz Fernanda Carvalho Leite e dos solistas Juliano Barreto e Luana Pacheco. No repertório, trilhas de filmes como Harry Potter, Dr. Jivago, O Poderoso Chefão e O Fantasma da Ópera.

Pub para todos os estilos O Satolep Pub é uma boa pedida para quem gosta de curtir um pop rock, samba rock e outros estilos musicais, além de degustar petiscos de dar água na boca e cervejas de marcas nacionais e internacionais. A agenda versátil mantém o pub sempre movimentado. No último dia 11, ocorreu a Festa dos Solteiros, que lotou a casa. A novidade para as sextas-feiras de julho é o happy hour organizado pela Beinder Idiomas.

Desde que Gabriela se formou, continua a se aperfeiçoar na área A leopoldense Gabriela Consalter é graduada em odontologia pela Ulbra e seguiu se especializando. Realizou cursos em prótese e cirurgia e especialização em implantodontia pela PUC/RS. Em fevereiro, Gabriela finaliza o doutorado em Odontologia com área de concentração em implantodontia na USC- Bauru. Dentro do doutorado, participou de um meeting na Universidade de Gotemburgo, na Suécia, onde apresentou um trabalho. Além disso, ela é membro da Academia Brasileira de Osseointegração e do International Team for Implantology. Gabriela revela que desde pequena tem um contato íntimo com a odontologia porque sua mãe, Sidoni Maria Cadore Consalter, é ortodontista, e certamente foi uma forte inspiração para escolha da sua profissão. A clínica de Gabriela existe há  32 anos na cidade, foi fundada por Sidoni. Hoje, profissionais de diversas especialidades odontológicas atendem no local.Quando perguntada sobre família, é categórica: “o maior bem da vida, e isto eu posso me orgulhar de dizer que tenho. Meus pais e meu irmão sempre me apoiaram  muito e me incentivaram a seguir em frente e batalhar sempre.” Nas horas vagas, adora viajar, dar uma caminhada ao ar livre, ir ao cinema, teatro, mas principalmente estar na companhia das pessoas que ama, da família, do namorado, e dos amigos.

Colégio Sinodal e escola de Córdoba firmam convênio

Rogério Vargas e Patrícia Rosa curtem a Noite dos Solteiros com o animador Paulo Maskarte

132

Revista Expansão

Julho/2011

O Colégio Sinodal assinou convênio para oferecer aos alunos do Ensino Médio o programa de intercâmbio com o Instituto Educacional Novo Milênio, de Córdoba, na Argentina. A assinatura da parceria aconteceu no Sinodal, entre o diretor da instituição, Ivan Renner, e a diretora do Instituto Educacional, Alejandra Iris Gait. Com esse convênio, o Sinodal passa a oferecer possibilidade de intercâmbio nos três idiomas do currículo: espanhol na Argentina, inglês no Canadá e alemão na Alemanha.


Revista Expans達o

Julho/2011

133


ESTÂNCIA vELHA Por Marcos Antonio Kroeff Colunista kroeffecia@ig.com.br

PMEV/Divulgação

Tenha um coração solidário: aqueça vidas! Estância Velha lança campanha do agasalho com a liderança da primeiradama Magda Rocha. A arrancada da campanha deste ano recebeu como primeiras doações as roupas que foram colocadas no varal solidário, junto ao Pavilhão de Atividades Culturais (PAC). Os locais de recolhimento dos agasalhos estarão distribuídos no comercio local. A campanha do agasalho em Estância Velha, com o slogan Tenha um coração solidário: aqueça vidas!, ocorre até 31 de agosto.

Leuck (ao centro) com integrantes do Conselho Municipal do Meio Ambiente

A Semana do Meio Ambiente movimenta a cidade

Decom/PMEV/Divulgação

Com uma programação eclética, a 18ª Semana do Meio Ambiente de Estância Velha ocorreu de 5 a 11 de junho. Várias atividades foram realizadas como a Cãominhada, esquete teatral O Lixo, o Seminário de Sustentabilidade Humana, o plantio de mudas (espécies nativas) nas margens de córregos e arroios pelos estudantes, além de homenagens. O ex-prefeito Frederico Leuck foi homenageado e teve evidenciadas suas ações em prol do Meio Ambiente. Ele recebeu o diploma de Protetor da Natureza e Ecologia, conferido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Preservação Ecológica (Semape).

Lançamento da campanha do agasalho, com o mascote Bob Esquenta

134

Revista Expansão

Julho/2011

A 30ª Feira do Livro de Estância Velha ocorre de 5 a 9 de julho de 2011, nas dependências do Pavilhão de Atividades Culturais (PAC). De acordo com a secretária de Educação e Cultura Marly Arigony (foto), serão homenageada s nesta edição as pessoas que estiveram à frente da organização de todas as feiras anteriores, que são as ex-diretoras da Biblioteca Pública Municipal. “Vamos rememorar as feiras anteriores, lembrar dos momentos e histórias e promover encontros.” Escritores para o público infantil, infanto-juvenil e adulto, foram convidados para estimular a leitura e realizar bate-papos com os o público. Luis Dill, Ricardo Silverstrin, Henrique Schneider, Mário Pirata e Thalita Rebouças são alguns dos escritores que terão suas publicações divulgadas na feira.

Claudia Utzig/Divulgação

Feira do Livro homenageia organizadores


Claudia Utzig/Divulgação

A Festa do Padroeiro, na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, ocorre em 10 de julho, no Pavilhão de Eventos, ao lado da igreja, no Centro. Zuleika Ferrareze, Jaqueline Maurer Schmitt e Nair Sanabria da Silva receberam o troféu Mães Destaques, em sessão especial da Câmara de Vereadores.

Vitrine Sabores está localizado na Avenida Brasil, 574

Novo espaço gastronômico Vitrine&Negócios mais uma vez inova, agora com a Vitrine Sabores. O novo espaço foi inaugurado em 1º de junho, e comercializará produtos para quem tem requinte e bom gosto, como vinhos, sucos, queijos, salames e outras opções de presentes. A noite foi contemplada com a palestra de Caren Muraro, mestre em Biotecnologia e graduada em Viticultura e Enologia, que falou sobre o universo do vinho. Na palestra, surgiu a ideia de ser criada em Estância Velha, a Confraria do Vinho, com sede na Vitrine.

Intercâmbio agenciado pelo Yázigi Estância Velha Juntamente com a rede de escolas Yázigi, o compromisso do Yázigi Travel é preparar o aluno para se sentir em casa em qualquer lugar do planeta; é ajudar o aluno a se tornar um verdadeiro cidadão do mundo capaz de atuar de forma consciente em tudo o que está a sua volta e colocar a sua contribuição pessoal em tudo que faz. Somente este ano, cinco pessoas tiveram a experiência de um intercâmbio agenciado pelo Yázigi Estância Velha. Yuri Podhorodeski foi uma destas pessoas e descreve abaixo o sentimento único de uma viagem à África do Sul. Yuri diz que conhecer gente do mundo todo e estudar inglês na Cidade do Cabo foi maravilhoso. “Recomendo a todos que um dia se libertem de qualquer preconceito e vão conhecer a África do Sul. Passar um mês na Cidade do Cabo e arredores é a experiência mais incrível que tive em minha vida.”

Registros

Yuri ao fundo a Cidade do Cabo

Caren falou sobre o mundo do vinho

Os alunos da oficina de teatro, do Colégio Luterano Arthur Konrath, participaram do 20º Festival de Esquetes Teatrais. A atividade ocorreu de 7 a 12 de junho, no Centro de Cultura de Novo Hamburgo, e os alunos contaram com a direção e a coordenação de Cássio Schonarth. A Conferência Municipal da 1ª Jornada de Estudos da Frente Parlamentar dos Direitos da Criança e do Adolescente ocorreu em 21 e 22 de junho, no Plenário da Câmara. A Frente Parlamentar é presidida pela vereadora Sônia Brites.

Revista Expansão

Julho/2011

135


ENCOSTA DA SERRA

Dois Irmãos | Ivoti | Lindolfo Color | Morro Reuter | Picada Café | Presidente Lucena | Santa Maria do Herval

Delícias à vista!

H Lar lança mais um empreendimento A construtora H.Lar, do Grupo Herval, lançou em junho para o mercado imobiliário, o condomínio Moselheim, nome referente aos imigrantes alemães que ajudaram a desenvolver Dois Irmãos. Divididos em três torres, os 96 apartamentos contam com dois ou três dormitórios. Segundo o gestor de negócios Rodrigo Seger, o condomínio será fechado com guarita e contará com salão de festas, playground e a opção de mais uma vaga de estacionamento por apartamento. Seger diz que “é o maior empreendimento mobiliário da cidade”. Este é o quarto condomínio de apartamentos da empresa, há quatro anos no mercado.

Jornalista sandrahess2003@yahoo.com.br Sandra Hess/Divulgação

A Encosta da Serra é conhecida pelas suas paisagens e delícias oferecidas nos estabelecimentos. Nos próximos meses, no entanto, duas cidades se preparam para receber os visitantes com dois eventos que envolvem a comunidade inteira: o Mês do Café Colonial, em julho, em Dois Irmãos, e a 2ª Feira do Café, Cuca e Linguiça, nos dias 13 e 14 de agosto, em Picada Café. Já em Ivoti, o sabor da colônia ficará por conta da Kolonistenfest (Festa do Colono), em 24 de julho, no Memorial da comunidade japonesa.

Por Sandra Hess

Escola da Flor semeia sensibilidade em Ivoti Toda a semana é aquela expectativa. Nas segundas-feiras, 28 alunos do primeiro ao quinto ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental da Guilhermina Mertins, da Feitoria Nova, trabalham junto a uma estufa montada pela Casa da Flor, de Dois Irmãos. Trata-se do Projeto Escola da Flor. A atividade começou no ano passado durante as aulas curriculares. O projeto ganhou força e, em 2011, o estabelecimento de ensino apostou em uma atividade extraclasse, além das oficinas de teatro e dança, do grupo vocal e do laboratório de aprendizagem (reforço). “Temos amorperfeito e sálvia. Até agora, nenhuma planta morreu”, citou o aluno Eduardo Luiz Heck Marques, de 9 anos, do terceiro série. O colega Vitor de Melo Scherner, de 10 anos, do quarto ano, conta que gosta do projeto porque “mexe na terra e suja a mão”. Atualmente, são mais de 500 mudas cultivadas em bandejas. “Nossa escola já sofreu os efeitos do projeto e nos deixa muito orgulhosos com os excelentes resultados produzidos”, destaca a diretora Andréia Elize Stölben Schilling. Segundo a coordenadora pedagógica, Carla Haupenthal, o projeto oportuniza que os alunos se sintam corresponsáveis pelo cuidado do meio em que vivem. “Através do cultivo de flores, favorecemos o desenvolvimento de crianças que conseguirão se encantar com as belezas simples do cotidiano”, explica. A comunidade e a região inteira poderão conhecer o projeto na 6ª Feira das Flores, em outubro, quando os trabalhos serão expostos.

Ações para a educação infantil Cinco ivotienses estão com livros novos nas prateleiras da região, do Estado e do Brasil. As especialistas e professoras Circe Mara Marques e Simone Mundstock Jahnke apresentam a obra Educação Infantil: Projetando e registrando a ação educativa, da Editora Paulinas. A professora Márcia Funke Dieter, escritora e membro da Associação Rio-grandense de Contadores de Histórias, lançou O sonho de Angelina, da Editora Oikos. Já o secretário de Educação e Cultura, Marcelo Augusto Fröhlich, e a diretora de Ensino da Semec, Raquel Dilly Konrath, participam da obra Avaliação e Aprendizagem: entre o pensar e o fazer, organizado por Isabel Parolin, da Editora Melo, que já está sendo preparada a segunda edição.

Trajetória de dedicação à comunidade de Dois Irmãos

Grupo de profissionais da Escola 10 de Setembro

136

Revista Expansão

Julho/2011

Dois estabelecimentos comemoram aniversários que merecem reverência neste ano. O Colégio Imaculada Conceição completou em 4 de junho, 111 anos, onde pelo menos quatro gerações de uma mesma família estudaram no local. A escola está situada na Avenida São Miguel. Também no Centro, na Rua 10 de Setembro, é sediada a Escola Estadual 10 de Setembro que completou 70 anos em abril. Um jantarbaile para mais de 500 pessoas já foi realizado, assim como outras ações estão programadas ao longo do ano, como o encontro com a ex-aluna e ex-professora Líria Lawisch, que criou o grupo de danças folclóricas em 1979, ano das comemorações dos 150 anos da imigração alemã.


O lema Sempre alerta! voltou a ser bradado, em Ivoti, desde o dia 20 de junho de 2009, quando o Grupo Escoteiro Germânia foi fundado pelo diretor-chefe Neventon Figueiredo. As comemorações do segundo ano foram marcadas pelos 30 membros com um carreteiro escoteiro e o Fogo do Conselho, no dia 18 de junho. Diferentes ações promovem o desenvolvimento pessoal do participante. As inscrições ficam abertas o ano inteiro para crianças a partir dos sete anos de idade, divididos nas classes Lobinhos (7 a 10 anos), Escoteiros (11 a 15 anos) e Chefes (adultos a partir dos 18 anos). Os encontros ocorrem aos sábados, das 14 às 18 horas, na Escola Estadual Mathias Schütz.

Fotos: Divulgação

Sempre alerta!, há dois anos

Registros: Dois Irmãos sediou uma etapa regional do Miss Germany Brasil 2011, organizado pelo Jornal Dois Irmãos. As candidatas Bruna Luana dos Reis, Carla Luísa Schumacher, Débora Strassburger, Estefânia Ellwanger Henckel e Greice Graciele Schmitz participaram da etapa final, que ocorreu em 13 e 14 de maio, em Santa Cruz do Sul. O título regional ficou com Rute Bock, de Agudo.

Atividades de equilíbrio e de habilidades manuais são praticadas aos sábados

Degustare é destaque no Rio Grande do Sul

A Chocolate Degustare foi laureada com o prêmio Destaque Gaúcho 2011 do Rio Grande do Sul entre fabricantes de chocolates. Sediada em Morro Reuter, a empresa atua no mercado desde 2002. O organizador Daniel Dummer entregou o prêmio aos proprietários de Chocolate Degustare, Silvane e Eduardo Arnold, na presença das Misses Rio Grande do Sul Bruna Jaroscescki (2010) e Priscila Machado (2011).

A Apae de Ivoti realizou, em 9 de junho, mais uma edição do seu já tradicional jantar Apaexonados. Dessa vez, alusivo ao Dia dos Namorados, no Sport Club Ivoti, sendo muito prestigiado pela comunidade ivotiense. De acordo com a colaboradora Roseli Ruff Anschau, o evento é realizado desde 2002, com o objetivo de arrecadar fundos para auxiliar na manutenção da entidade, que comemorará 32 anos em outubro. A diretoria é composta por Mirna e Luis Carlos Heck, Fabiane de Lima e Adir Ely, Roseli Ruff e Andre Marcelino Anschau, Lourdes e Vitor Riehl, Rosani e Luiz Alberto Anschau, Lorenice Schnorr e Rosane Rodrigues.

Revista Expansão

Julho/2011

137


SAPIRANGA Fotos: Divulgação

Crianças atendidas pelo Projeto Fundação Tênis de Sapiranga, em visita a Copa Gerdau

Fundação Tênis atende crianças e adolescentes Instalado na cidade desde 2004, o programa Fundação Tênis vem promovendo o desenvolvimento de 132 crianças e adolescentes provenientes de comunidades mais necessitadas. Através do projeto, as crianças tem a oportunidade de reescreverem seu projeto de vida, por intermédio da prática sistemática e disciplinada do tênis. Neste ano, oito alunos da Fundação Tênis ingressaram em cursos profissionalizantes de Mecânica Geral, Informática e Cidadania e Desenho Técnico. O projeto é realizado em parceria com a rede municipal onde participam as escolas Erico Veríssimo, Maria Ruth Raymundo, Maria Emília de Paula, Ayrton Senna, 1º de Maio, Anita Lídia Wingert, Dr. Décio Gomes Pereira e 28 de Fevereiro. O projeto é coordenado por André Luís Werb, que conta com o auxílio dos profissionais Rafael Hammes, Dolores Viana e Henrique Hammes. Fundada em 2001, a Fundação Tênis atua em dois Estados do Brasil, o Rio Grande do Sul e São Paulo, atendendo em todos os seus núcleos cerca de 700 crianças. A Metodologia aplicada em suas atividades é baseada na Educação Olímpica, que através da parceria com o Comitê Brasileiro Pierre de Cobertin desenvolve os valores olímpicos em seus alunos. Quem tiver interesse em ajudar a Fundação Tênis existem algumas modalidades de investimento que podem ser realizados com benefício fiscal através do Funcriança ou Lei do Incentivo ao Esporte e também sem benefício fiscal. Contato no e-mail andré@fundacaotenis.org.br

Por Aline Schneiders Colunista aschneiders@gmail.com

São Mateus organiza Jantar Neste mês acontece o Jantar Baile do São Mateus, promovido pelo Clube das Mães. O evento acontece no dia 9, no Restaurante Cairú, com início previsto para às 20 horas, com participação da Banda 10. A intenção é oportunizar um momento de descontração e de integração com a comunidade sapiranguense. Os ingressos individuais podem ser adquiridos na secretaria da escola, pelo valor de R$ 35,00. Mais informações através do telefone (51) 3559-5051.

A Toca Rock: um novo espaço A cidade acaba de receber mais um espaço para diversão na noite. A Toca Rock, que no dia 13, comemora o Dia Mundial do Rock, com muito som. Discotecagem de Bia Jones, apresentando todas as décadas do rock desde os anos 50 até 2010 em ordem cronológica. No bloquinho interativo você leva sua música no pen drive e ela será tocada. O local fica Avenida João Corrêa, 201. Informações pelo telefone (51) 3064-1044. Além de curtir a boa música, é possível fazer lanches no local, via reservas.

E-Commerce na Feevale

Disputa acirrada marcou o fim da Copa Sapiranga, que teve o Vasco como Campeão

Vasco, campeão da Copa Sapiranga Foram conhecidos os campeões da Copa Sapiranga de Futebol de Campo nas categorias Livre e Quarentões. Na categoria Livre, a mais disputada, Vasco e Canarinho fizeram uma partida equilibrada, decidindo nos pênaltis. O título ficou com o time do Vasco. Já pela categoria Quarentões, a disputa ficou entre Vasco/Avenida e Tchê Gambás. A decisão também foi nos pênaltis e o Vasco/Avenida ficou com o título.

138

Revista Expansão

Julho/2011

Rodrigo Luis da Silva profissional em desenvolvimento web  há cerca de 10 anos, será ministrante do curso de extensão de “E-Commerce - Tendência de Vendas On-Line” promovido pela Feevale. O curso é destinado a alunos da Instituição e também para a comunidade externa. As aulas iniciam no dia 11 deste mês e as inscrições podem ser feitas até o dia nove, na Feevale. Rodrigo tem conhecimento em diversas linguagens de programação para internet, com domínio especifico em PHP, além de vasto conhecimento de SEO e de otimização de produtos para venda on-line.


Taquara | Rolante | Igrejinha | Três Coroas | Parobé

PARANHANA Fotos: Divulgação

Por Lidiani Lehnen Colunista lidilehnen@gmail.com

Crysalis inspirada na era Disco

Foto de Fato/Divulgação

A intensidade da década de 70, com todo e seu glamour e pitadas de romantismo inspiraram a coleção primavera/verão da Crysalis, de Três Coroas. Detalhes suaves, delicados e florais chamam para a sensibilidade e a poesia. A badalação da era disco fica por conta das maxiplataformas, saltos encorpados, anabelas e cores vibrantes. A coleção vai dos acabamentos suaves, com nobuk, ao brilho, com o verniz. Aplicações em cordas, presença de palha, cortiça e lona, apliques de renda, laços, plissados e trançados dão o ar especial à coleção.

Chef de Taquara abre central de eventos O jovem Fred Gonzaga é um dos primeiros chefs gastronômicos da região e abriu a mais nova empresa na região: a Imperial Eventos. Juntamente com o pai Luiz Paulo Gonzaga e o irmão Vinicius Gonzaga, eles vão trabalhar com eventos, personal chef e consultoria em cardápios. A formação de Fred aconteceu na Escola de Gastronomia Aires Scanvone, em Porto Alegre. A empresa tem a proposta de realizar os sonhos gastronômicos dos clientes. Informações pelo e-mail imperialeventos@hotmail.com.

Médicos assumem a presidência e vice-presidência da cooperativa

Unimed Encosta da Serra tem novos dirigentes Foram empossados como presidente da Unimed Encosta da Serra, o doutor Hendley Reschke, e como vice-presidente, o doutor Dirceu Marílio Martins Filho. A cooperativa médica tem atuação em 14 municípios da Região do Vale do Paranhana. Os dois médicos atuam na mesma área. A Unimed Encosta da Serra possui dois prontos-atendimentos (em Taquara, onde é também a sede da instituição, e outro em Gramado), três núcleos de atendimento (Sapiranga, Parobé e Igrejinha), e quatro escritórios administrativos (Três Coroas, Gramado, Canela e São Francisco de Paula).

Equipe Foto Both/Divulgação

Foto é premiada em concurso Os noivos Gládis Finger e Saulo Benedetto foram fotografados pela Equipe da Foto Both em uma bela paisagem do Morro Grande, em Rolante. A foto ficou entre as 100 primeiras colocadas na categoria Do nascer ao pôr-do-sol, do Wedding Brasil, concurso nacional de fotografias de casamentos. Entre as mais de 6 mil imagens de fotógrafos de todo o País, a imagem do estúdio rolantense foi um dos destaques.

Revista Expansão

Julho/2011

139


NOVA PETRÓPOLIS Mauro Stoffel/ Divulgação

Ex-presidentes da Acinp foram homenageados na comemoração dos 25 anos da entidade

Jantar festivo lotou Sociedade Amizade A Associação Comercial e Industrial de Nova Petrópolis (Acinp) organizou, em junho, um jantar festivo como parte das comemorações dos 25 anos de fundação. Mais de 250 pessoas lotaram a Sociedade de Canto Amizade da Vila Olinda para prestigiar a noite, em momentos de muitas emoções e lembranças. Foram homenageados dez ex-presidentes da entidade, além dos integrantes das diretorias ao longo da história da casa. Os primeiros diretores de departamentos da Acinp também fora lembrados, e receberam uma medalha dos atuais diretores. Os associados, que em 2011 completaram dez, 15, 20, e 25 anos de associação receberam um troféu comemorativo. O jantar servido após a cerimônia descontraiu ainda mais o clima, e os festejos continuaram entre os convidados, que puderam rememorar 25 anos de histórias pessoais, profissionais e de desenvolvimento do município.

Piá participou da Exposuper Acats em Joinville

Colunista fabiane@evidencyeventos.com.br

Sicredi homenageia Édio Spier O dia 15 de junho marcou o primeiro ano do falecimento de um visionário cooperativista que ficou à frente da presidência da Sicredi Pioneira RS por 36 anos: Édio Spier. A homenagem foi no centro histórico cooperativista, em Linha Imperial, onde foi descerrado um painel com relatos de sua vida no cooperativismo. Marcaram presença familiares de Édio Spier, representantes da Sicredi Pioneira RS, da Piá, da prefeitura e da Casa Cooperativa de Nova Petrópolis. Também prestou reconhecimento uma comitiva de seis pessoas da cidade-coirmã Sunchales, com destaque para Raul Colombetti, presidente Casa Cooperativa de Sunchales, que, juntamente com Édio, não mediu esforços para que a irmandade entre as capitais nacionais do cooperativismo se tornasse realidade. A homenagem contou, ainda, com a apresentação de um vídeo de Édio, depoimentos de Márcio Port, Raul Colombetti, esposa Asta Michaelsen Spier e a filha Mônica Spier.

Fotos Divulgação

Vídeo mostrou o entusiasmo de Spier Marcelo Werkhausen/Divulgação

A Cooperativa Piá participou da 24ª Feira de Produtos, Serviços e Equipamentos para Supermercados, a Exposuper Acats 2011, de 20 a 22 de junho, no Complexo Expoville em Joinville (SC). Na ocasião foi lançada a Linha Essence Light com sabores morango e ameixa nas embalagens garrafa de 800 gramas e 180 gramas. O iogurte Essence traz em sua fórmula Na mostra em Santa Catarina, empresa apresentou a Linha Essence Light os probióticos, microorganismos que fortalecem o funcionamento do sistema digestivo e imunológico, prevenindo doenças e trazendo uma melhor qualidade de vida. A feira já consagrada tem como principais objetivos, gerar oportunidades de negócios, proporcionar acesso a informações atualizadas, novas tecnologias e promover a integração de todo o setor. Na edição 2011, participaram da feira mais de 30 mil visitantes, 300 expositores e o volume de negócios gerados foi acima de R$ 100 milhões.

Por Fabiane Sehnem

Amigos e parceiros marcaram presença

Marco Dieter/Divulgação

Sohr inaugura sede

A entidade tem agora amplo espaço para promover suas atividades

140

Revista Expansão

Julho/2011

A Sociedade Ornitológica Região das Hortênsias inaugurou, em 18 de junho, sua sede própria no bairro da Fazenda Pirajá. O pavilhão comporta uma ótima infra-estrutura para a realização dos diversos eventos que a entidade promove anualmente. Como prova da importância do espaço adequado nesse final de semana, a Sociedade sediou uma etapa do Campeonato Estadual de Canários e o Campeonato Regional da Sorh. A inauguração teve a presença de autoridades locais. Destaque para o presidente da Sociedade Ornitológica do Brasil, Ubiratan Alencastro. A prefeitura colaborou com a construção, por meio do serviço de máquinas pesadas, na preparação do terreno e no repasse de R$ 7.980,00 para a compra de material de construção. Para marcar a inauguração foi descerrada uma placa comemorativa seguida de uma revoada de pombos.


VALE DO CAÍ Castor Becker Júnior\Divulgação

Por Édio Otto Trein Colunista ediotrein@terra.com.br

Caí inaugura Posto da Justiça do Trabalho Foi inaugurado o Posto da Justiça do Trabalho em São Sebastião do Caí, em 15 de junho, na Avenida Bruno Cassel, 211, Centro. A nova unidade é vinculada ao Foro do Trabalho de São Leopoldo e, tem jurisdição, além de São Sebastião do Caí, sobre os municípios de Alto Feliz, Bom Princípio, Capela de Santana, Feliz, Linha Nova, São José do Hortêncio, São Vendelino, Vale Real e Tupandi. A solenidade contou com a presença de autoridades do Vale do Caí, magistrados, servidores e convidados. A instalação do Posto de São Sebastião do Caí facilitará o acesso aos jurisdicionados, reduzindo as distâncias a serem percorridas. Foram investidos cerca de R$190 mil na adequação do prédio. O atendimento é das 10 às 18 horas. As soberanas da 14ª Festa Nacional do Moranguinho, Amanda, a rainha Susan e Adriana

Fotos Divulgação

Rápidas A Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de São Sebastião do Caí criou sua ala jovem, em 1° de junho, em um almoço e, elegeu e empossou sua primeira diretoria. Presidente, Eduarda Mello; vicepresidente, Cassius Schiavini; Planejamento e secretária, Romana Schneider; Comunicação, Rafael Mello; Administrativo e Financeiro, Diovana Minetti; Ação Social, Ana Tais Ledur. Os suplentes são André Ismael Macek, Francisco Frozi Soares, Pedro Goulart e Camila Blauth e os colaboradores, Tiago Nunes e Ismael Luiz Pedruzzi.

Festa do Moranguinho elege soberanas Bom Princípio promoverá jantar-baile de lançamento da 14ª Festa Nacional do Moranguinho (Fenamor), em 8 de julho, no Espaço Werner, no centro da cidade. Os ingressos estão sendo vendidos a R$25,00 por pessoa, com diretio ao jantar e ao baile e poderão ser adquiridos na prefeitura. A partir das 20 horas, a rainha Susan Laís Luft e as princesas Amanda Luísa Ledur e Adriana Rambo apresentarão os trajes oficiais para 14ª Festa Nacional do Moranguinho, evento que deverá acontecer nos finais de semana de 3 a 20 de setembro, no Parque Municipal. O jantar será servido a partir das 20h30min e terá a apresentação da Orquestra Municipal de Sopros Winterschneise Blaskapelle. O baile terá início às 23 horas e contará com o Musical Encanto.

A Ordem Auxiliadora de Senhoras Evangélicas (Oase) de Feliz festejou 85 anos, dia 2 de junho, num café comemorativo, com a presença de mais de 300 pessoas, no salão da própria comunidade, entre associadas e convidados. O ato iniciou com um culto festivo e após foi servido o café com doces e salgados. Segundo a presidente Nelci Graebin, esta data vem sendo comemorada desde a sua fundação, em 1945. A prefeitura de Bom Princípio começou no final do mês passado a instalar um trecho de 32 metros de canalização pluvial entre a Avenida das Flores e o antigo traçado da ERS-122, junto ao Centro. Os canos têm diâmetro de um metro e deverão prevenir alagamentos em uma residência e um comércio situados no local. Os tubos estão sendo colocados entre dois trechos de drenagem que já eram canalizados.

Morgana Moraes\Divulgação

O Corpo de Bombeiros Voluntários de Bom Princípio completou 13 anos de bons serviços prestados à comunidade, em 8 de junho. A corporação conta com dois caminhões de combate a incêndios e duas ambulâncias. Os bombeiros voluntários oferecem serviços com plantão permanentes, com duas equipes, sendo uma que atende as ocorrências de emergência e outra que fica no quartel para atender uma segunda chamada, segundo o comandante Paulo Portinho.

Antônio, Stein, Molling, Petry e Cristiane

Nova escola para São José do Sul O prefeito de São José do Sul, Anildo Petry, assinou convênio em 9 de junho, em Brasília, para a construção de uma escola de educação infantil (creche) no município. O recurso é de R$ 164 mil e será liberado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), por indicação do deputado federal Renato Molling. A nova escola será construída a partir de setembro, no centro do município e atenderá 60 crianças em turno integral.  “Trabalhamos muito para conseguir elaborar este projeto. E em Brasília tivemos o apoio do deputado federal Molling, que priorizou o projeto junto ao FNDE e nos acompanhou em diversas audiências”, finalizou o prefeito Anildo Petry. Acompanhou a comitiva do prefeito Petry, o vice-prefeito de São José do Sul, Odacir Stein, o vereador Cristiano Antônio e a secretária municipal da Educação Cristiane Andrea Gallas.

Revista Expansão

Julho/2011

141


SANTA CRUZ DO SUL Por Sandro Viana e Carlos Nyland/Divulgação

Ana C. dos Santos

Four Comunicação assessoria@fourcomunicacao.com.br

Um centro para a pesquisa e desenvolvimento

Paula, Emily e Bruna são as soberanas da 27ª Oktoberfest

Eleita a corte da Festa da Alegria Emily Dockhorn, de 20 anos, representante da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), foi eleita Rainha da 27ª Oktoberfest e Feirasul, em 11 de junho, no Ginásio Poliesportivo do Parque da Oktoberfest. Paula Fengler, 22 anos, representante da Liga de Integração do Futebol Amador (Lifasc), e Bruna Jeanine Molz, 21, da Bela Casa Materiais de Construção, foram eleitas princesas. O júri que elegeu a nova corte da Festa da Alegria foi integrado pela jornalista Cris Barth, apresentadora do Programa Studio Pampa, da TV Pampa; pelo gerente de Eventos do Grupo Gazeta de Comunicação, Edson Marques; pelo editor-Chefe do Riovale Jornal, Nelson Treglia; pela diretora-administrativa do Grupo Santa Cruz de Comunicação, Bruna Bogorni; pela jornalista da RBS TV dos Vales e Âncora do Jornal do Almoço, Francine Rabuske Schwengber,  pela diretora Institucional da Secretaria de Estado de Políticas para Mulheres, Fátima Beatriz da Silva Maria; e pelo diretor comercial da Revista Expansão, Sérgio Luiz Jost.

Carlos Nyland/Divulgação

A Japan Tobacco International (JTI) anunciou, em 16 de junho, a criação de um Centro Mundial de Desenvolvimento Agronômico, Extensão e Treinamento (Adet), na localidade de Cerro Alegre, interior de Santa Cruz. O local, fruto de um investimento de R$ 10 milhões, será dedicado à pesquisa e ao desenvolvimento de novas tecnologias relacionadas ao cultivo do tabaco. Marcaram presença a prefeita Kelly Moraes e os representantes da JTI Eduardo Renner, Flávio Goulart e Luis Augusto Campis.

Renner, Kelly Moraes, Goulart e Campis no anúncio da JTI

Carolina Almeida/Divulgação

Confraria Control A em confraternização

Paulo Brito (centro) participou da gravação do Control A

Um público seleto confraternizou na noite de 9 de junho na Confraria da Cervejaria Heilige, que abriu as portas para a gravação do programa Control A, da Rádio Atlântida. O convidado da noite foi o conterrâneo e jornalista esportivo Paulo Brito, apresentador da versão gaúcha do Globo Esporte.

Fotógrafo premiado no Top Etanol O fotógrafo santa-cruzense Inor José Assmann ficou em segundo lugar no 2º Prêmio Top Etanol, uma das iniciativas do Projeto Agora, liderado por entidades do setor suproenergético. Assmann concorreu na categoria Fotografia com o trabalho Caminhos do Futuro, recebendo como premiação diploma e valor em dinheiro. Além disso, ele recebeu uma menção honrosa pela foto Transportando Energia. As imagens foram capturadas em propriedades do município de Batatais (SP).

142

Revista Expansão

Julho/2011

Foto Caminhos do Futuro rendeu prêmio


CAMPO BOM Por Juraci Reichert Colunista juraci_tr@yahoo.com.br

A administração municipal homenageou, na noite de 30 de junho, 52 pessoas ligadas ao desenvolvimento da cidade. Além de reconhecer essas pessoas, o evento Resgaste Histórico teve como objetivo registrar para o futuro a história de cada um, caracterizando-se como um apanhado cultural em vídeo e texto, que passará a integrar o acervo de Campo Bom. O chefe de Gabinete da prefeitura, Valdir de Ataydes (foto), organizou o evento, demonstrando grande comprometimento em resgatar o passado.

Cena do espetáculo Quebra Nozes que encantou o público campo-bonense

Allegro Ballet se apresenta no Complexo Cultural do CEI Um espetáculo que marcou os 15 anos da Escola Allegro Ballet, de Novo Hamburgo, encantou o público, que lotou, no mês passado, o Teatro Marlise Saueressig, no Complexo Cultural do Centro de Educação Integrada (CEI). Márcia Del Rei e Patrícia Bassani Secco dirigiram os 120 alunos que fizeram do espetáculo Quebra Nozes, Um Momento de Magia.

Internet de Campo Bom é destaque nacional Pesquisa realizada pela Editora Momento Editorial, em parceria com o CPqD, indicou Campo Bom ao prêmio destaque na categoria Cobertura Geográfica, em 14 de junho, em São Paulo. Desde 2009, o município implantou o programa W-Campo Bom, disponibilizando Internet wirelles gratuita para toda a cidade. O coordenador do Departamento de Informática da prefeitura, Fabiano Boff, responsável pela implantação do W-Campo Bom, representou o município.

Robson Regato/Divulgação

Fotos: Divulgação

Resgate histórico

Boff (à direita) recebeu o prêmio em São Paulo

A corte da festa com os homenageados

As palestrantes Célia e Eliane

Secretárias palestram na ACI As secretárias municipais Célia Froelich e Eliane dos Reis foram as palestrantes da reunião almoço, em 19 de maio, em comemoração aos 11 anos da Regional da Associação Comercial, Industrial e de Serviços em Campo Bom (ACI). As secretárias campo-bonenses mostraram a inovação tecnológica utilizada pelo município.

Noite de gala para homenagear voluntariado O tradicional jantar de homenagens da Festa do Sapato destacou o voluntariado. A noite de gala do evento ocorreu em 17 de junho, nas dependências do Clube 15 de Novembro. O evento, que ocorria durante os dias da festa, este ano foi promovido uma semana antes, como forma de possibilitar que os voluntários participassem. Para representar a edição 2011, foram agraciados representantes da comunidade, sendo o Voluntário Master, Armin Rudy Blos, presidente da 1ª e 2ª Festa do Sapato. As entidades, pela atuação voluntária e comprometida em Campo Bom são Apae, Fundação Cultural, Liga Feminina de Combate ao Câncer, Lions Clube Campo Bom, Lions Clube Campo Bom Pequeno Gigante, Rotary Club, Rotaract, Interact e o Grupo Escoteiro Werner Saenger e ainda, pela passagem dos 100 anos de aniversário do Departamento de Futebol e 50 anos do clube.

Revista Expansão

Julho/2011

143


Shopping Expans達o Shopping Expans達o

144

Revista Expans達o

Julho/2011


Revista Expans達o

Julho/2011

145


O melhor amigo é aquele com quem nos sentamos por longas horas sem dizer uma palavra e, ao deixálo, temos a sensação de que foi a melhor conversa que já tivemos. Autor desconhecido

146

Revista Expansão

Julho/2011

Gisele Sauer/Divulgação | Flagra da pequena Sofia de Moura Rodrigues em momento encantador

EM CENA


Revista Expans達o

Julho/2011

147


A arte de bem viver

Revista Expans達o

Julho/2011

148

Expansao 140  

Edição 140

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you