Issuu on Google+

1


2

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


3


4

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


5


Anderson Neves/Especial

CAPA

52 Especial 13 Anos Revista Expansão RS faz aniversário em dezembro, com novo projeto gráfico

Homero Schuh/Especial

18

30

Reportagem Especial Governo do Estado incentiva por meio de editais os empresários gaúchos a investirem em inovação

A última e quarta série do Especial Educação aborda a qualificação e qual o docente que se quer para daqui dez anos

Entrevista

Joel Reichert/Divulgação

44

Designer

80

Ruth Grieco ganha o mercado gaúcho e comercializa suas peças com exclusividade, em Novo Hamburgo 118

Esporte Obras Novo estádio do Grêmio, o Arena, em Porto Alegre, será inaugurado em 8 de dezembro

Siga-nos: Beleza Miss Brasil 2012, Gabriela Markus, destaca seus projetos, os concursos de Miss e sua vida

6

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

Transduarte Transportes aposta em gestão de alta performance, tendo o empreendedor Julio Prusch como líder

Educação

40

O presidente do Banrisul, Túlio Zamin, fala de sua gestão, projetos e metas à frente de um dos principais bancos do País

Negócios

126

@revistaexpansao Revista Expansão

Empreendedor

132

Esquadrias Selbach há quatro gerações, em São Sebastião do Caí, fazendo bons negócios no Estado

SEÇÕES

8 • Carta da Editora 10 • Cartas&E-mails 14 • De Brasília 60 • No Provador 62 • Estilo&Atitude 64 • Sapatos&Cia 66 • De AaZita 76 • Casa&Estilo 98 • Mídia&Cia 99 • Dicas da Redação 137 • Comportamento 138 • Crônica 140 • Cada Vez Melhor 142 • Sobre Nós e Outras Coisas 144 • Departamento Jurídico 146 • Vida Segura 156 • Ponto de Vista 158 • Cidades 178 • Em Cena


NATAL BOURBON SHOPPING.

Para vocE Ser feliz AOnde for.

*Sorteio de 1 Renault Duster com 3 bicicletas e acessórios por shopping.

Av. Nações Unidas, 2001 - Novo Hamburgo/RS - Fone: (51) 3593.5100 @bourbonshopping

www.facebook.com/bourbonshopping

www.bourbonshopping.com.br

7 Período da campanha: 24/11/2012 a 26/12/2012. Sorteio dia 27/12/2012. Consulte lojas participantes de cada shopping, no site e no balcão de trocas. Imagens meramente ilustrativas. Troca de notas somente no shopping onde foram emitidas. Regulamento no site www.bourbonshopping.com.br ou em cada um dos shoppings participantes. 01 Renault Duster, 02 bicicletas adultas Caloi e 01 bicicleta infantil Caloi, 02 capacetes e 02 luvas adultas e 01 capacete e 01 luva infantil por shopping. Certificados Autorizações: Bourbon Shopping Wallig Cert. Aut./SEAE/MF nº 6-1491/2012, Bourbon Shopping Country Cert. Aut./SEAE/MF nº 6-1492/2012, Bourbon Shopping Ipiranga Cert. Aut./SEAE/MF nº 6-1490/2012, Bourbon Shopping Assis Brasil Cert. Aut./SEAE/MF nº 6-1494/2012, Bourbon Shopping Novo Hamburgo Cert. Aut./SEAE/MF nº 6-1488/2012, Bourbon Shopping São Leopoldo Cert. Aut./SEAE/MF nº 6-1489/2012.


CARTA DA EDITORA

M

você

udanças são necessárias e atitu-

sempre divulgou iniciativas ou empreen-

des precisam ser tomadas para

dimentos que estivessem de acordo com o

que o objetivo do que se almeja

que hoje é reivindicado ao Estado – o Rio

seja atingido. A edição deste mês vem ao

Grande do Sim -, sempre mostrando que é

encontro desta proposta e muito mais, vem

possível desenvolver, crescer e expandir.

ao encontro daquilo que se quer para o Rio

No mês de aniversário, comemore conos-

Grande do Sul, se quer e muito crescer, ex-

co o ‘sim nosso de cada dia’, para que todos

pandir e ter empreendimentos de sucesso. A

possam ter êxito em seus negócios. O presi-

campanha do Rio Grande do Sim para a vin-

dente do Banrisul, Túlio Zamin; a Miss Bra-

da ou geração de negócios no Estado tam-

sil 2012, Gabriela Markus, e o empresário

bém foi aderida pela Editora Pacheco, que

Ricardo Vontobel, da Vonpar, são personali-

por meio de sua edição de aniversário rea-

dades entrevistadas nesta edição, que tam-

firma seu sim aos leitores, estimulando-os a

bém divulga uma matéria sobre a referência

abraçarem essa causa, em busca de um me-

dos símbolos gaúchos com a história da Re-

lhor desenvolvimento da economia gaúcha.

vista Expansão RS nos 13 anos de estrada.

O reposicionamento da Expansão RS,

SOBRECAPA PUBLICITÁRIA

A revista de variedade do Rio Grande do Sul

Há 25 anos no Vale do Sinos atendendo com ética e qualidade Modernização da marca altera toda linguagem visual da empresa

Ano 14 • nº 157 • R$ 13,00

expansão &

sobrecapa

Proprietária Véra Lucia Hahn

Imobiliária aprimora o atendimento para continuar priorizando o conceito de bem viver para seus clientes e colaboradores

SOBRE_CAPA_Viver_Imóveis4.indd 1

Sobrecapa: Proprietária da Viver Imóveis, Véra Lucia Hahn | Fotografia e tratamento de imagem: Oficina de Photografia - Joel e Isa Reichert - (51) 3593-3128/3593-4042 - www.joeleisareichert.com.br | Make up e hair: Eternity Studio de Beleza (51) 35939471 - Rua Joaquim Nabuco, 1552, Centro, Novo Hamburgo | Direção de Fotografia: Marcelo Foletto (Revista Expansão)

capa

Saiba mais sobre as mudanças ao folhear as

com sua nova sigla, novas nomenclaturas

páginas, permita-se descobrir um novo hori-

nas editorias e novo projeto gráfico, regis-

zonte e uma forma contundente de fazer re-

tra o aniversário de 13 anos da revista, que

vista, com qualidades gráfica e jornalística.

serão completados em 20 de dezembro deste ano. Ao longo de sua trajetória, a revista

Boa leitura!

Capa: Editorial Especial 13anos Fotografia: Divulgação

Editora 8

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

29/11/2012 09:23:23


9


C artas&E-mails Apoio ao empreendedorismo

A qualidade da informação transmitida pela Revista Ex-

pansão RS é inegável. Um leque vasto e refinado de as-

suntos interessantes do nosso dia-a-dia. Parabéns pela revista e pelo comprometimento em auxiliar os empreendedores de nossa região. Grato pela veiculação sobre a inauguração da loja Sociedad, em Santa Cruz do Sul (RS), na edição 154, de setembro de 2012. Henrique Constantin

Repovoamento da araucária

Santa Cruz do Sul (RS)

tigo sobre a campanha

Gostei muito do ar-

Proprietário da Loja Sociedad

estadual para o repovoamento da araucária,

Mérito Profissional

veiculada na Revista Expansão RS, edição 152, de julho de

Amigo Sérgio Jost, ao saudá-lo com cordialidade, quero

2012. Moro em Nova Petrópolis (RS),

deixar registrado meus efusivos cumprimentos pelo rece-

então, poderei ajudar na campanha,

bimento do destaque Mérito Profissional do Rotary Club

agora que estou sabendo dela.

Novo Hamburgo 25 de Julho. Parabéns. Esta distinção é RS, que muito contribui para o município. Aproveito para renovar sentimentos de respeito e consideração.

Raul Cassel

Divulgação

o reconhecimento do seu trabalho na Revista Expansão

Vítor André Schneider, 14 anos

Estudante da Escola

Municipal 25 de Julho Picada Café (RS)

Vereador

Novo Hamburgo (RS)

Cada vez mais bacana

Recebemos os exem-

Patrícia FOSSATI Druck Pela primeira vez em sua história, um dos eventos culturais mais conceituados das Américas, tem como presidente uma mulher. Patrícia Fossati Druck, assumiu a Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul este ano como presidente da gestão 2012/2013. Frequentando o circuito artístico mundial, jornalista e relações públicas, Patrícia vibra ao falar sobre o evento, que chega a sua 9ª edição, com início das atividades marcada para setembro do ano que vem em Porto Alegre (RS). Colecionadora de arte, ela também é patrona da Pinacoteca do Estado de São Paulo e conselheira do Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul. Mãe das gêmeas Marina e Caetana, 8 anos, nesta entrevista exclusiva à Expansão, ela fala sobre o desenvolvimento do trabalho, que executado ao longo do ano, aproximará ainda mais o público da bienal e valorizará a arte contemporân ea produzida aqui no Sul.

pansão RS. Adoramos a entrevista com a Paveiculada

na

Druck,

É a primeira vez que a Bienal do Mercosul tem uma presidente. Para as artes, esta sensibilidade feminina agrega valor ao evento? Fiquei muito satisfeita com o convite, me sinto honrada! Ser mulher e estar à frente de um cargo administrativo é uma prática cada vez mais consumada no Brasil. Do ponto de vista das artes, eu acho que é uma situação interessante, pois mostra este lado da sensibilidade e de entender cada vez mais, todos os públicos da bienal. Não que a figura masculina não o faça, mas acredito que a figura feminina, de alguma forma, tem sim uma facilidade maior dentro desta área, percebendo os anseios e necessidades dos públicos em geral envolvidos. Então, este lado mais humano do evento, de fato é percebido por eu ser mulher. Acredito que é uma vantagem que aporto à presidência, porque está me aproximando mais dos públicos da bienal. As pessoas estão se sentindo mais à vontade para vir aqui conversar conosco e trazer ideias e sugestões. É justamente este o efeito que se quer, pois a bienal é de todos, da cidade de Porto Alegre, do Rio Grande do Sul, do Brasil.

Divulgação

Fossati

edição

Como avalia a importância de Porto Alegre ser o berço da Bienal do Mercosul e o que a cidade agrega à mostra? Porto Alegre tem na sua constituição uma história de colonização de pessoas que fizeram um trabalho muito sério, bastante focado e dedicado. Acredito que a Bienal do Mercosul reflita estes componentes do nosso Estado, no que tange à seriedade e transparência, de como são tratados os assuntos aqui. Nós somos a única bienal brasileira, somos auditados, ou seja, temos toda uma transparência de governança no balanço social. A gente divide todos os processos e custos que se tem, ao fazer este evento, disponibilizan do informações. A transparência é essencial. E voltando a questão de Porto Alegre, cito o curador Hans Ulrich, considerado o curador mais importante do mundo. Ele diz que as bienais, a nível mundial, estão cada vez ficando mais parecidas umas com as outras, mas que a Bienal do Mercosul aqui em Porto Alegre preserva a sua localidade, mesmo sendo global. Então, este traço de valorizar o que é nosso, da nossa região, dando espaçoà arte contemporânea produzida aqui no Sul é um diferencial, percebido como bastante positivo.

154. Essa edição está ótima, aliás, a revista está cada vez mais bacana.  Parabéns. Obri-

O que + gosto na cidade:

gada por tudo e con-

Um restaurante: Hashi Art Cusine (Rua Desembargador Augusto Loureira Lima, 151, bairro Bela Vista) Um parque: Parcão Um lugar para se consumir cultura ao longo do ano: Theatro São Pedro e as apresentações da Ospa Um lugar da cidade: É genial a beira do Guaíba e o seu pôr do sol

tem conosco quando precisarem da Funda-

128 Revista Expansão Setembro/2012

A senhora vive na ponte aérea entre o Rio Grando do Sul e São Paulo. Isto auxilia no seu trabalho junto à bienal? Sim, ajuda muito! Ficar nesta ponte área traz uma grande vantagem, pois estar em São Paulo garante ainda mais visibilidade à Bienal do Mercosul. Eu tenho conseguido reunir, em São Paulo pessoas que estão lá, por ocasião de feiras, eventos e exposições de arte, divulgando a Bienal do Mercosul, agendada para setembro de 2013. O que poderia ser adiantado para os nossos leitores? A tradição da Bienal do Mercosul é de fato ocupar diferentes locais. Um deles, que nas últimas edições não estava sendo utilizado e vai ser no ano que vem e que nos traz grande satisfação e alegria, é a Usina do Gasômetro. Estamos muito contentes. Temos também a confirmação dos locais tradicionais, que é o Margs e o Santander Cultural. E o que será o boom desta nona edição em setembro de 2013? Uma das ideias que também temos é explorar o Guaíba, por meio de suas ilhas. Mas esta questão ainda está sendo estudada e a curadoria vai desenvolver melhor ao longo do ano este projeto.

Edição_154.indd 128

ção Bienal. Adriana Martorano

Coordenadora de Imprensa da Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul Porto Alegre (RS)

10

Aos diretores e equipe editorial da Revista Expan-

Por Edith Auler

Jornalista revistaexpansaopoa@hotmail.com

plares da Revista Ex-

trícia

Reportagem Especial Brasil Promissor

PORTO ALEGRE

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

são RS. Cumprimentos pela Reportagem Especial

Brasil Promissor (edição 155, de outubro de 2012), de Gustavo Henemann,  que apresenta o nosso País em perspectiva  com as grandes potências mundiais e analisa adequadamente a questão da identidade brasileira no cenário globalizado. Além disso, aborda o impacto da experiência multicultural com relatos de brasileiros no exterior e entrevista com os estudantes internacionais na Universidade Feevale. Enviamos exemplares da Expansão RS para as universidades conveniadas no exterior e recebemos manifestações

positivas de instituições da América Latina e Europa.

01/11/2012 16:42:03

Professora e doutora Paula Casari Cundari Diretora de Relações

Internacionais Universidade Feevale Novo Hamburgo (RS)


11


C artas&E-mails Repercussão nacional da 11ª Feira Internacional de Produtos, Equipamentos, Serviços e Tecnologia para Reabilitação, Prevenção e Inclusão na Expansão Prezado profissional da área da saúde,

dores de opinião.

Em agosto último tivemos a satisfa-

É por este motivo que lhe encaminha-

ção de realizar a primeira edição inde-

mos exemplar da Revista Expansão,

pendente da feira Reabilitação, que nos últimos noves anos aconteceu de forma integrada à Hospitalar Feira e Fórum.

com a reportagem citada.

Além da importância de seu conteúdo especializado, a iniciativa da editora

O evento teve excelente repercussão

e do jornalista em dar largo espaço ao

junto ao setor dedicado às pessoas com

tema mostra como a causa abraçada

deficiência, gerando para expositores e

pela Reabilitação – a de contribuir para

profissionais visitantes um volume con-

que as pessoas com deficiência possam

siderável de novas informações, conta-

ter uma vida mais feliz – pode ser apoia-

tos estratégicos e negócios.

da pelos mais variados setores da socie-

Recebemos também uma ótima cobertura da mídia especializada em saúde,

dade brasileira. Uma boa leitura a todos!

assim como da imprensa geral, tendo em vista a importância da causa das pessoas com deficiência tem para a so-

Doutora Waleska Santos

Fundadora e presidente

ciedade como um todo.

Hospitalar Feira e Fórum

Uma publicação, em especial, nos

Reabilitação Feira e Fórum

chamou a atenção.

São Paulo (SP)

A reportagem apresentada pela Revista Expansão – com texto desenvol-

vido pelo jornalista Edgar Lisboa, que vivenciou a feira em seus quatro dias de realização – é tão completa, abrangente e rica em informações sobre todo este setor, que merece ser levada ao conhecimento do maior número possível de profissionais do setor de saúde e forma-

Nota de Redação: Carta (íntegra) enviada pela fundadora e presidente Waleska, falando da reportagem especial nas páginas 26 a 35, da edição 154, em que pode ser acessada na versão digital pelo site www.revistaexpansao.com.br.

Coluna de Porto Alegre

Olá, Edith Auler. Sou jornalista. Edito e apresento o Correspondente Ipiranga, da Rádio Gaúcha. Estava lendo a Revista Expansão e achei muito

legal a Coluna de Porto Alegre. Gostei da entrevista com o colega e amigo João Garcia, na edição 153, de agosto de 2012. Parabéns e abraços. Rafael Kolling Jornalista

Porto Alegre (RS)

12

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

Mande sua opinião, seu elogio, sua sugestão ou suas críticas sobre a Expansão RS para redacao@revistaexpansao.com.br (51) 3065-6380 CEP 93510-270 , Novo Hamburgo (RS)


vanityjoias 13


D e Brasília Edgar Lisboa Jornalista edgarlisboa@uol.com.br www.egdarlisboa.com.br

Criação de secretaria

Pronunciamento

Aliados com mais empregos

Joaquim Barbosa quer justiça igual para todos

O ministro Joaquim Barbosa, assumiu a presidência do Supremo Tribunal Federal,

A criação da Secretaria de Micro e Pe-

no último dia 22, e já no primeiro pronunciamento criticou a desigualdade de acesso à Justiça e a subordinação pela qual os juízes precisam se submeter para ascender pro-

quena Empresa proposta pelo governo,

fissionalmente. Ao assumir o mais alto posto da justiça brasileira Barbosa disse que

em um primeiro momento parece não

‘há um grande déficit de Justiça entre nós. Nem todos os brasileiros são tratados com

trazer muita contribuição para a iniciati-

igual consideração quando buscam a Justiça. Ao invés de se conferir à restauração de

va privada. Tudo o que ela supostamen-

seus direitos o mesmo tratamento dado a poucos, o que se vê aqui e acolá – nem sem-

te  vier a fazer já vem sendo feito por

pre, é claro, mas às vezes sim – é o tratamento privilegiado, o bypass. A preferência

órgãos existentes sem ter que aumentar

desprovida de qualquer fundamentação racional.’

ainda mais encargos aos pobres contribuintes. A criação, já aprovada pela

‘Sem firulas, sem floreios e sem rapapés’

Câmara, terá bastante utilidade apenas

Para o ministro, o Judiciário deve ser ‘sem firulas, sem floreios, sem rapapés’ e deve

para o governo de Dilma Rousseff, que

se esforçar para dar resposta célere à sociedade, com duração razoável do proces-

terá algumas dezenas de trabalhado-

so. Segundo Barbosa, a lentidão processual pode produzir um ‘espantalho capaz de

res escolhidos pelo governo abrigados

espantar investimentos produtivos de que tanto necessita a economia nacional.’ ‘De

em mais um ministério. Esperamos que

nada valem as edificações suntuosas, os sistemas de comunicação e informação, se

mais esta despesa traga efetivos resulta-

naquilo que é essencial a Justiça falha porque é prestada tardiamente e porque presta

dos às 6,8 milhões de micros e pequenas

um serviço que não é imediatamente fruível’, argumentou Barbosa. Ele é o primeiro

empresas  em operação no País e que

negro a comandar a Suprema Corte e é bastante ligado a questões raciais. Veio de

constituem 95% do universo empresarial

uma família simples de Paracatu, em Minas Gerais, e ocupou vários postos até ser

e que pagam impostos escorchantes.

convidado pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva para integrar o STF em 2003, época em que atuava como procurador no Rio de Janeiro.

Tributação

Maior pagador

O uso de palavras estrangeiras é marca registrada do ministro

O relatório Estatísticas Tributárias

De acordo com Barbosa, que presidirá também o Conselho Nacional de Justiça, sua

da América Latina, elaborado pela Co-

passagem pelo comando do Supremo deve ser sem surpresas, pois gosta de agir by

missão Econômica da América Latina

the books – em tradução livre, segundo as regras. A mescla de palavras estrangeiras

e Caribe e pelo Centro Interamericano

com discursos em português é uma das marcas do ministro, que fala francês, inglês,

de Administrações Tributárias, mostra

alemão e espanhol. Entre centenas de autoridades do mundo todo, prestigiaram a

que o brasileiro está no topo, entre os

posse de Joaquim Barbosa: Dilma Rousseff, José Sarney e Marco Maia.

latino-americanos, que mais pagam imNelson Jr/STF/Divulgação

postos. Perde-se apenas para os argentinos. A proporção da receita tributária média em relação ao PIB, soma de todas as riquezas produzidas, foi 19,4% em 15 países latino-americanos em 2010. Enquanto no Brasil, o percentual passou de 28,2%, em 1990, para 32,4%, em 2010. O percentual brasileiro ficou próximo ao dos países integrantes da OCDE, de 33,8%. Vale lembrar que a OCDE tem como membros principalmente países do primeiro mundo.

14

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Só existe uma coisa melhor do que dar um presente O Boticário no Natal.

O sorriso que você recebe de volta.

15


17


E ntrevista

O pulso

18

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

firme


de Zamin Por Caren Souza e Marcelo Foletto Foto: Homero Schuch/Especial

Homem de gestos e pensamentos rápidos, a voz forte e sendo disparada na mesma velocidade de seu raciocínio, o presidente do Banrisul, Túlio Zamin, recebeu a Revista Expansão RS em seu gabinete em 23 de novembro para uma entrevista exclusiva. Durante uma hora, ele respondeu perguntas de forma rápida e ao mesmo tempo, com muita profundidade – conseguindo conciliar isso com outras tarefas. Pensamento na entrevista e olho no relógio, para não perder o horário da reunião que viria em seguida, ele demonstrou muita agilidade e versatilidade – qualidades que parecem estar intrinsecamente ligadas ao seu estilo de gestão.

E

m 60 minutos, ele anunciou, em

trabalhando fortemente na elaboração

Esta é a segunda gestão dele à frente da

primeira mão, um concurso do

do Plano Diretor de Sustentabilidade do

instituição financeira. Contador de for-

banco na área de TI e a possibi-

Banco, que irá normatizar todas as ações

mação, ele já foi agente fiscal do Tesouro

lidade de um novo concurso para outras

da instituição, ou seja, todos os demais

do Estado, e também secretário adjunto

áreas, assim como o grupo formado em

projetos a serem aprovados deverão es-

da Fazenda na gestão do governador Olí-

novembro para projetar ideias específi-

tar em conformidade. A concretização

vio Dutra, de 1999 a 2000 – ano em que

cas para a Copa do Mundo 2014. Tam-

deste projeto, que deverá ser concluído

assumiu pela primeira vez a presidência

bém falou – com muito orgulho – dos

até o final da gestão, é o maior sonho de

do Banrisul, cargo que ocupou até 2003.

projetos de sustentabilidade do banco,

Zamin, é o legado que ele quer deixar na

Em 2001, reassumiu o cargo máximo no

cujo comitê já foi formalizado e está

história do Banco do Rio Grande do Sul.

Banco dos Gaúchos.

19


E ntrevista

O prêmio que eu gostaria de contabilizar é demonstrar a evolução, o aumento da base de clientes, avaliação de melhora da imagem por parte da sociedade gaúcha. Isso deixa qualquer gestor com a sensação de estar evoluindo. Creio que as pessoas lembrarão de atitudes, como proximidade e disponibilidade.

Os quatro pilares anunciados em sua posse - expansão do crédito, continuidade nos investimentos em tecnologia, manutenção dos controles de custos e qualificação do atendimento e maior proximidade com as comunidades – permanecem válidos?

Qual a sua análise em relação às superintendências de microcrédito e crédito imobiliário criadas em sua gestão?

Mais do que nunca, permanecem atu-

Foi uma decisão acertada. O déficit ha-

ais. Mesmo com alteração no cenário

bitacional e a grande necessidade de mão

econômico e na indústria bancária em

de obra que o setor demanda foram fato-

geral – seja na sua forma de atender ou

res decisivos para a nossa decisão. Além

nos custos, em função da redução dos

da grande demanda por esta linha de cré-

spreads (diferença entre as taxas que os

dito, ela também fideliza o cliente. O mi-

bancos pagam ao captar o dinheiro e o

crocrédito deixou de ser uma simples li-

juro cobrado nos empréstimos). Vamos

nha de crédito e foi estruturado dentro

continuar ratificando nosso plano ini-

de um programa de governo com um no-

cial. Investir em TI é indispensável, com

vo conceito: “crédito assistido”. O micro-

plataformas mais modernas. Continuar

crédito é uma exigibilidade que os ban-

a disputa pelo mercado, com o conceito

cos têm de observar. Eles são obrigados a

de expansão, é vital para este momento,

aplicar cerca de 2% do seu depósito à vis-

como forma de competição e eventuais

ta nessa carteira. Trabalhamos com o con-

reduções de spreads bancários. Esse

ceito de microcrédito assistido, com o ob-

movimento deve se manter pelos próxi-

jetivo de impulsionar o microempreende-

mos anos, apesar de algumas oscilações

dor, a economia informal, os profissionais

que possam ocorrer em relação à taxa

autônomos, etc. Junto com a Secretaria

de inflação, à redução de atividades por

Estadual da Economia Solidária e Apoio à

parte da indústria. Ainda assim, os fa-

Micro e Pequena Empresa (Sesampe), nós

tores macroeconômicos nos permitem

formatamos uma estrutura, constituindo

acreditar que as taxas de juros permane-

uma rede com uma série de municípios,

cerão baixas, apesar de pequenas osci-

para que o microcrédito pudesse ser de

lações, mas estarão controladas. E isso,

fato assistido e orientado. Os valores vão

especialmente com a portabilidade da

de 300 reais a R$ 15 mil. Estamos com

folha de pagamento do serviço público

R$ 118 milhões aplicados desde que co-

(iniciada em janeiro deste ano) inaugu-

meçamos a operar, há cerca de um ano.

20

rou um ambiente mais competitivo entre a indústria bancária.

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

A carteira imobiliária está entre as mais rentáveis para o banco? Não, muito pelo contrário. Essas car-

teiras – agrícola e imobiliária – eram carteiras que os bancos, via de regra, operavam no limite da exigibilidade. Mas nós apostamos nelas por uma estratégia mercadológica e pelo que isso significa para a economia como um todo. Elas têm resultados muito baixos para todo o setor. As carteiras comerciais deixam uma margem melhor.

Em 2011, o Banrisul apresentou um lucro de R$ 904 milhões. Qual a sua expectativa para este ano em termos de resultados?

A perspectiva é ter um resultado im-

portante. Até o final de setembro, tivemos mais de R$ 620 milhões acumulados. Possivelmente, não consigamos repetir o lucro anterior, a exemplo dos demais bancos, em função da conjuntura, mas será um resultado importante. Esperamos um retorno sobre o patrimônio líquido de 18%, no mínimo. Mas é importante saber que, quando se fala do lucro do Banrisul, quase 60% deste resultado retorna para o caixa do Tesouro do Rio Grande do Sul. O Estado detém o controle acionário do ponto de vista da governança, mas sua participação no patrimônio total do banco é de 57%.

O último concurso público


21


E ntrevista

para o banco foi realizado em 2009. Para o próximo ano, existe uma expectativa de nova seleção? Neste período, desde a última seleção,

já contratamos mais de duas mil pessoas. Temos um concurso específico para a área de TI já aprovado. Temos um saldo de mais de mil pessoas deste concurso de 2009. A expectativa é que pouco menos de 50% destas pessoas, se chamadas, assumiriam. Mas como precisamos chamar mais de 800 profissionais, concluímos que temos que preparar um novo concurso. Talvez não seja realizado em 2013. É mais provável em 2014. Mas já estamos começando a planejar. O da área de TI, porém, deverá ser realizado em 2013.

giro bem mais competitiva aos tomado-

mentando fortemente nossas equipes. Há

res de crédito do banco.

perspectiva de retomada do nível de ati-

Em sua opinião, a atual política econômica e financeira do Brasil tem colaborado para atrair novos investimentos ao País e ao Estado?

Não tenho a menor dúvida. Primeiro é

preciso destacar a política industrial do Governo do Estado que identifica 22 setores estratégicos que estão recebendo estímulo especial dentro da política de desenvolvimento do nosso Estado. O grande desafio é ampliar os investimentos em infraestrutura, energia, logística, comunicações, etc. A presidente Dilma já está analisando, junto ao Ministério da Fazenda, a Alíquota Interestadual Única e,

No geral, existe algum produto novo a ser lançado?

se isso acontecer, será muito positivo. Te-

com a Associação Brasileira de Franchi-

atração de investimento. Pela diversida-

Lançamos nesta semana um convênio

sing (ABF), que parece apenas mais uma

remos o fim da guerra fiscal, onde a renúncia de receita é o principal fator para de da nossa economia e pela qualidade

operação, mas não se trata disso.

nosso Estado, e que achamos importante, porque serão novas empresas, principalmente de pequeno e médio porte. Não é apenas uma linha de crédito, mas um pacote de serviços, onde vamos au-

Será um ano de grandes enfrentamentos, em que o banco precisará acelerar seu processo de investimentos, movimentando fortemente nossas equipes.

nanceiro, ou seja, vamos participar e auxiliar na montagem do estudo de viabilidade. O que teremos como diferencial competitivo é que, no conjunto de serviços contratados, inclusive com rede de adquirência - a Rede Banricompras que agora aceita as bandeiras Visa e Mastercard - a trava destes recebíveis vai nos permitir fazer uma oferta de capital de 22

lizados. A manutenção da atual política monetária e fiscal, o conjunto de medidas que o governo federal vem adotando, como a redução de IPI e a desoneração da folha de diversos setores, nos fazem projetar um 2013 com nível de atividade superior ao desse ano.

Embora seja um banco estatal, o Banrisul tem características de banco privado, oferecendo uma série de produtos e serviços. Neste contexto, de que forma a economia internacional influencia em seu desempenho?

Influencia muito. Não pelo fato de ser público ou estatal. Somos um ban-

float (ações disponíveis no mercado) de 43%. Destes 43%, 95% são investidores estrangeiros, muitos europeus e americanos. Apenas 5% destes 43% são brasileiros. Temos Suécia, Inglaterra, França, Holanda, Noruega, entre os acionistas, só para ficar na Europa. In-

faz com que sejamos influenciados

através da ABF. Teremos também

dos aspectos jurídicos, econômicos e fi-

setor de óleo e gás, podem ser potencia-

acionária, a economia globalizada

endedores com as franqueadoras

listas em franquias para dar orientação

val de Rio Grande, de Charqueadas, e o

dependentemente da composição

xiliar a aproximação dos empre-

uma espécie de núcleo de especia-

tão em curso no Estado, como o polo na-

de capital público. Temos um free

ria nos dá uma boa assertividade endedores que vêm surgindo no

multiplicador de investimentos que es-

co com participação majoritária

Compreendemos que essa parceno financiamento destes empre-

vidade industrial e acredito que o efeito

pela economia externa. Isso se reda mão-de-obra, acreditamos que o diferencial competitivo do Rio Grande do Sul deve aumentar. Neste cenário, o processo de definição de novos investimentos das empresas será mais racional.

flete seja pelo risco, seja pela demanda nas operações bancárias.

Em função da Copa em 2014, há algum projeto do banco visando reforçar a marca e os produtos?

O ano de 2013 será um ano otimista para o banco?

dias para pensar de forma estratégica nas

tos, em que o banco precisará acelerar

interação com as ações do município e do

Será um ano de grandes enfrentamen-

seu processo de investimentos, movi-

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

Temos um grupo constituído há alguns ações, na inserção do banco na Copa, na Estado. Estamos demandados por ou-


23


E ntrevista

tras instituições e órgãos, inclusive o go-

Temos um modelo de gestão colegiada.

primeiros trimestres estão muito bem.

verno, para desenvolver e qualificar os

Todas as decisões passam pela diretoria.

serviços, como o comércio e a hotelaria.

Existe acúmulo da trajetória, de sensibi-

Quais são as estratégias do banco para incentivar o pequeno produtor agrícola e pecuário?

O ano de 2013 será o ano internacional da cooperação pela água. Qual sua opinião a respeito deste tema para o Rio Grande do Sul?

O Banrisul constituiu formalmente uma

estrutura ligada à área de sustentabilidade. Tínhamos, há mais de década, ações em caráter voluntário. Hoje, temos de 15 a 20 pessoas com uma tarefa fundamental encomendada por mim, que é constituir o Plano Diretor de Sustentabilidade do banco. É uma espécie de estatuto que vai normatizar o tipo de prédio, o padrão construtivo dele, as ações dos stakeholders (todos os envolvidos no processo), sejam fornecedores e clientes. Vai incidir na formação dos produtos de crédito, nos

lidades. Mas penso que, quando não se consegue avaliar os riscos de um desafio, o melhor é postergar a decisão. É preciso medir o tamanho da consequência, caso os objetivos não sejam atingidos. E respeitamos muito a estrutura. Temos 11 comitês que precedem o trabalho da direto-

Espero que sim. Depende muito do

resultado que entregarmos no final do ano. Em outros elementos que podem

Temos um grupo constituído há alguns dias para pensar de forma estratégica nas ações, na inserção do banco na Copa, na interação com as ações do município e do Estado.

quero ter orgulho de, no discurso de despedida, apresentar. Enquanto não acontece isso, não estamos parados. Somos a primeira instituição pública do Estado a aderir ao GRI, que é o relatório de sustentabilidade que segue um padrão, onde teremos indicadores de balanço ambiental disponíveis à sociedade.

des, como proximidade e disponibilidade.

Onde busca inspiração para a tomada de decisões e para lidar com as incertezas? 24

res, têm a nossa prioridade. Apesar da estiagem desse ano, existe uma expectativa positiva especialmente porque há uma ligeira expansão da área plantada para a próxima safra de verão, que deverá ser superior a do ano passado.

E como fica a tomada de novos créditos quando os agricultores já têm parcelamentos mais antigos, firmados geralmente em função das secas que assolam o Estado? Na questão da estiagem do

ano passado, tivemos a preocupação de acelerar o máximo possível as renegociações, com o claro objetivo de que isso não impedisse o acesso a novos créditos para a safra de verão de 2012 e 2013. O banco também viabilizou, junto com o governo do Estado, o Cartão Emergêntão para ser liberado um recurso aos agricultores familiares,

O grande prêmio que eu gosta-

Creio que as pessoas lembrarão de atitu-

1% a 4% ao ano). Mas na essência deste

cia Rural, onde foi feito um car-

Como o senhor quer ser lembrado após sua gestão?

gestor com a sensação de estar evoluindo.

de custeio e de investimento, que funcio-

produto, que são os pequenos agriculto-

nadas a isso. É o projeto que eu

da sociedade gaúcha. Isso deixa qualquer

nho, PSI, Mais Alimento, todas as linhas

O Banrisul é uma das cem marcas mais valiosas do Brasil, com valor de mercado de US$ 383 milhões. O senhor acredita que o banco poderá manter esta posição no ano de 2013?

Todas as decisões ficam subordi-

avaliação de melhora da imagem por parte

tuições bancárias, como Pronaf, Pronafi-

nam com juros negativos (que variam de

comportamento dos bancários.

evolução, o aumento da base de clientes,

também são utilizadas por outras insti-

ria da instituição bancária.

processos do banco, na atitude e

ria de contabilizar é poder demonstrar a

Estes setores têm prioridade. Todas as

linhas que nós trabalhamos, via de regra

ser considerados para a expansão deste valor nós estamos indo muito bem, como a expansão da rede, a compra da rede Bem-Vindo, que é um canal de distribuição. Conseguimos licenças da Visa e da

assentados e quilombolas, amenizando parte dos prejuízos com a estiagem.

A previsão é de seca para este verão, quais serão as providências? Com a previsão de nova seca, temos a

Mastercard para os seus cartões serem

disposição de ampliar a nossa área téc-

aceitos na Rede Banricompras. Fizemos

nica. Fizemos um convênio, ainda, com

renovação importante do quadro de fun-

a Secretaria Estadual de Agricultura e a

cionários e estamos com produtos de pon-

Emater, para financiar projetos do pro-

ta na prateleira. Os resultados dos três

grama Mais Água, Mais Renda.

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


25


S obrecapa • VIVER IMÓVEIS

Jubileu de Prata aponta para novas

estratégias Viver Imóveis renova sua marca e forma de atendimento na busca constante pela excelência nos serviços prestados ao cliente no Vale do Sinos

Por Graziela Dannenhauer Fotos: Joel Reichert/Especial

A imagem da Viver Imóveis é referência no Vale do Sinos dentro do mercado imobiliário, em função do trabalho e credibilidade construídos pela empresária hamburguense Véra Lucia Hahn. Contando com uma expertise adquirida ao longo de 37 anos dedicados a este segmento, ela atende os clientes com o mesmo cuidado desde que começou, como bancária chefiando o departamento de financiamento imobiliário. Graduada em Gestão Imobiliária pela Ulbra, de Canoas (RS), ela atua dentro de sua empresa como corretora e gestora de negócios imobiliários, além de ser vice-presidente do Sindicato da Habitação do Rio Grande do Sul (Secovi/RS) e da Associação Gaúcha das Empresas do Mercado Imobiliário (Agademi/RS), onde também exerce a função de delegada para a cidade de Novo Hamburgo (RS). Palavras como ética, qualidade, justiça e comprometimento são alicerces que fazem do dia-a-dia desta mulher uma gestora de negócios de sucesso. Sua trajetória, sempre com o apoio do marido, João Alberto Hahn, completa 25 anos à frente de uma das imobiliárias mais conceituadas do Vale do Sinos – a Viver Imóveis –, que completou seu Jubileu de Prata em 21 de setembro deste ano, alicerçado na ética, credibilidade e liderança. 26

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Jaqueline, Leila, Diefenbach, Hahn, Iara, Mirian, Véra, Iara H. e Renata

Sinergia de negócios

A história de vida da empresária e o conceito da Viver Imóveis formam uma sinergia de garantia de negócios bemsucedidos para quem procura o atendimento da imobiliária. Por assumir a postura de buscar descobrir junto a seus clientes, suas preferências, necessidades e condições de investimento, Véra, assim como toda sua equipe, auxilia a encontrar sempre o imóvel certo para a pessoa certa. Com esta maneira de trabalhar, Véra comprova a seriedade e credibilidade de seu empreendimento. “Buscamos auxiliar às pessoas a encontrarem o melhor lugar para elas viverem e isso reflete consequentemente no nosso atendimento”, frisa Véra. Ela enfatiza que o cliente precisa estar satisfeito com a sua aquisição ou locação. “Ele deve sentir-se à vontade com a nova moradia, que tem de estar de acordo com sua personalidade, levando em consideração atributos como segurança, comodidade, conveniência e localização”, arremata a

empresária. Para isso, ela conta com uma

com o serviço prestado pela imobiliária.

equipe qualificada - formada por Iara

Por isso, o slogan da campanha publici-

Hoelz, Iara Winter, Jaqueline Smaniotto,

tária passou a ser Uma Nova Marca, o

Leila Ahmad, Marcos Diefenbach, Mi-

Mesmo Compromisso. “Vivo aquilo que

rian Mentz, Renata Menezes e Carmen

digo. Por isso, a ética se faz presente em

Luciane Martins - para trabalhar com

tudo que eu faço”, reitera a empresária.

as mais diversas operações imobiliárias,

A marca agora tem uma seta verme-

assim como no atendimento de qualida-

lha, apontando para cima, mostrando a

de na pré e pós-venda, sempre buscan-

ascensão que a empresa quer ter e que a

do a satisfação plena dos clientes.

empresária quer que os clientes tenham

Marca foca o futuro

Durante a trajetória da empresa, a inovação sempre foi uma marca registrada da Viver Imóveis. E para comemorar o Jubileu de Prata, se fez necessária a realização, em etapas, de diversas ações estratégicas que refletissem todo o reposicionamento da marca, do conceito, do slogan, da comunicação visual, da logomarca, do material publicitário, dos uniformes da equipe, site, redes sociais e visual externo e interno da empresa. Dessa forma, é transmitido todo o alinhamento dos princípios da empresária

em seus negócios, voltados para o futuro. “Queremos que todos tenham sucesso naquilo que fazem, tanto nossos colaboradores como nossos clientes, quer sejam eles vendedores, compradores, locadores ou locatários. A marca mais dinâmica, contemporânea e com movimento, com a seta para cima, mostra o desejo de melhorarmos sempre”, explica Véra. Para ela, o negócio só é bom quando satisfaz todas as partes. As mudanças vêm para transmitir a constante busca no que diz respeito à atualização e capacitação da equipe além da qualidade em todos os serviços. 27


S obrecapa • VIVER IMÓVEIS

Viver no imóvel

Além disso, em toda a fachada foi aplicada uma película de representações de prédios para se ter a ideia de estar em tudo aquilo que envolve o sonho de uma pessoa que entra no empreendimento – a sua vida. “Estamos lidando com sentimentos, com investimentos, com desejos de nossos clientes, e tudo isso é depositado em nossas mãos e queremos auxiliálos na melhor escolha do imóvel, onde ele viverá muitos anos com sua família, ou mesmo num local agradável onde ele possa montar seu próprio empreendimento. É preciso que ele esteja certo da compra que vai efetivar e que aquele imóvel é o que ele realmente procura, almeja e o faça se sentir feliz”, explica.

Encantamento

balhar e tudo isso se resume em viver.

A preocupação e o cuidado com a es-

A experiência de Véra está solidificada

colha do imóvel que o cliente vai fazer é

em sua trajetória profissional; pois, foi

tão minuciosa, que a ideia do nome da

no início como bancária, onde buscava

imobiliária se deu pelo motivo que mais

disponibilizar o financiamento imobi-

se aproximasse do morar, residir, tra-

liário ao comprador final e como cola-

28

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

boradora de uma imobiliária da cidade, onde aprendeu sobre as necessidades de quem está do outro lado do ‘balcão’. Ela também aprendeu a manter a liderança baseada no respeito mútuo e ética com o cliente interno que são seus colegas e


colaboradores e no gerenciamento de conflitos, conseguindo assim fazer com que todos busquem o que acredita ser primordial, o encantamento e confiança do cliente em seus serviços. Tanto é que tem clientes cativos há mais de 33 anos, a quem faz questão de atender pessoalmente sempre que precisem de algum esclarecimento ou mesmo de uma orientação como melhor investir no mercado imobiliário, atuando assim como uma verdadeira gestora imobiliária.

Relacionamentos genuínos

A forma como se relaciona com os clientes já lhe proporcionou novas amizades ao longo de tantos anos de trabalho. A simpatia também é uma característica muito forte da empresária. “Eu sei que sou responsável pela realização do sonho de meus clientes e, para conseguir isso, é preciso ter uma equipe atualizada e forte neste aspecto”, conta Véra. Ela é tão minuciosa neste aspecto, que como associada da Secovi/ RS-Agademi/RS repassa todas as informações e atualizações que recebe sobre o mercado, além de cursos, para a constante atualização do seu quadro de colaboradores. Segundo Véra, o apoio e o incentivo que sempre recebeu da família, a segurança e respeito profissional que existe entre colaboradores e colegas e o elevado grau de satisfação de seus clientes, a quem ela faz questão de agradecer sempre, pois são eles os responsáveis pela sua realização profissional. Esses valores são também, a garantia de que seus conceitos são os mais adequados ao mercado e a estimulam na busca permanente pela excelência no atendimento dentro da sua empresa.

Viver Imóveis

Avenida Pedro Adams Filho, 5712, loja 7, Centro Novo Hamburgo (RS) Telefone: (51) 3593-4499 E-mail: viverimoveis@viverimoveis.com.br Site: www.viverimoveis.com.br

29


E special • REPORTAGEM

Inovar para ganhar Empresas que investem em inovação podem abater em até 75% no ICMS incremental Por Caren Souza Fotos: Divulgação

30

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


R

ecentemente, o secretário es-

mental) em 2012, apenas 23 estão, de

tivo. “Os empresários, em sua maioria,

tadual de Ciência, Inovação e

fato, usufruindo do incentivo. Ou seja,

não entendem o conceito de inovação,

Desenvolvimento

Tecnológico,

um aproveitamento em torno de 10%.

que é nosso principal critério para libe-

Cleber Prodanov, fez um chamamento às

O mesmo acontece quando a Secretária

rar os incentivos.” De acordo com o titu-

empresas para que se inscrevessem nos

de Ciência, Inovação e Desenvolvimento

lar, muitos acreditam que inovar é ape-

benefícios oferecidos pelo governo por

Tecnológico abre editais. Muitas vezes,

nas modernizar seu parque produtivo, ou

meio de sua pasta, a SCIT. O motivo: há

os recursos precisam ser aplicados em

ainda que é comprar novas tecnologias

recursos disponíveis e poucas inscritas

outros programas, ou reinvestidos na

produzidas no exterior e vender aqui.

para recebê-los. Destas poucas, algu-

abertura de novos editais, por falta de

“Isso traz um resultado financeiro a curto

mas não preenchem todos os requisitos

uma cota de empresas suficiente para

prazo, mas, a longo prazo, o que garante

para serem contempladas. O titular da

atingir a liberação da verba.

a sobrevivência e a competitividade da

secretaria aponta que, das 200 empresas previstas para se beneficarem do Pró-Inovação (programa que permite desconto de até 75% no ICMS incre-

Liberar incentivos

empresa é a inovação, que consiste em fazer algo diferente envolvendo a pesqui-

Questionado sobre as causas da baixa

sa científica, a transferência de conheci-

procura das empresas, Prodanov é taxa-

mento entre empresa e universidade.”

“Os empresários, em sua maioria, não entendem o conceito de inovação, que é nosso principal critério para liberar os incentivos”,

Faltam bons projetos

Na opinião do secretário, não faltam recursos a serem investidos por parte do governo, mas bons projetos por parte das empresas. De acordo com ele, a inovação está alicerçada no tripé Poder Público (que fomenta a inovação com recursos financeiros), universidades (que realizam a transferência de conhecimento) e empresas (que realizam, de fato, a inovação). “Falta uma cultura inovadora para as empresas, que tentamos desenvolver, e falta pró-atividade por parte das universidades, que estão realizando pesquisas, mas não transferem seu conhecimento. As condições estão dadas, nossas universidades estão bem classifi-

cadas, tanto em âmbito nacional quanto internacional, mas falta ação.”

Investimento recorde

O secretário Prodanov aponta que, em 2012, foram investidos R$ 115 milhões – valor recorde nos 25 anos de atividades da SCIT. Neste valor estão incluídos recursos captados junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Bird (Banco Mundial), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes),

cinco vezes maior que no ano passado.

e editais no valor de R$ 85 milhões,

Precisamos multiplicar o número de

com recursos da Fundação de Amparo

parques tecnológicos”, sentencia Pro-

à Pesquisa do Rio Grande do Sul (Fa-

danov. Hoje, o Estado tem três parques

pergs). “O valor destinado aos polos é

consolidados e 12 em implantação. 31


E special • REPORTAGEM

Principal incentivo

O principal incentivo oferecido hoje às empresas é chamado de Pró-Inovação. Por meio dele, as empresas, que são inovadoras de fato e que atuam para o mercado global, ganham abatimento de até 75% no seu ICMS incremental, ou seja, na sua previsão de faturamento. Este valor deve ser comprovado no final do ano, e uma série de critérios deve ser atendida para que o desconto seja concedido. “É uma fonte de financiamento, pois o Estado abre mão do crédito”, atesta Prodanov. Outro destaque da SCIT é o projeto Rede Riosul, que abre editais para projetos nas áreas de petróleo, gás e tecnologias da informação. “É uma iniciativa extremamente inovadora.” Em 2011, o então presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, esteve no Rio Grande do Sul e anunciou investimento nesta área. Ele disse que dos 52 grupos cadastrados no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) para pesquisa de petróleo e gás, 22 eram gaúchos. “Então, temos grande conhecimento; porém temos apenas cerca de cem empresas fornecendo para a Petrobras no Estado. E apenas cinco projetos foram inscritos nesta área, e nenhum na área de TI. Isso significa que não há transferência de conhecimento por parte das universidades”, analisa Prodanov.

Empresas gaúchas têm dificuldade em inovar

primeira mão pelo secretário Prodanov, apenas 1,67% das empresas gaúchas possuem alta intensidade tecnológica

Conforme estudo realizado pelo Uni-

(que nada mais é do que a capacidade

tec, que é o núcleo de pesquisas da Uni-

de inovar). A pesquisa aponta ainda que

versidade Federal do Rio Grande do Sul

52,47% possuem baixa intensidade tec-

(Ufrgs), em Porto Alegre (RS), e divul-

nológica e o percentual restante está di-

gado para a Revista Expansão RS em

vidido entre muitas variáveis.

32

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

"E apenas cinco projetos foram inscritos nesta área, e nenhum na área de TI. Isso significa que não há transferência de conhecimento por parte das universidades."


Caren Souza/Especial

Consultorias encaminham projetos empresariais Há poucas delas no Rio Grande do Sul,

mas seu trabalho garante benefícios impor-

Caren Souza/Especial

tantes para as empresas. As consultorias especializadas encaminham a documentação das necessária e a inscrição para obter os recursos do governo. Em Novo Hamburgo, a SMR Assessoria e Consultoria Empresarial presta este serviço, tanto para obter recursos gaúchos quanto federais. Conforme o sócio-diretor da SMR, Silvio Luciano dos Santos (foto à direita), responsável pelo núcleo de captação de recursos, há falta de conhecimento por parte das organizações em relação aos recursos disponibilizados pelo governo. Entre seus clientes, ele destaca que os setores de química e metalúrgica estão entre os mais atuantes na captação. De acordo com o gestor de negócios da SMR, Gustavo de Paula (foto à esquerda), há vários tipos de recursos, porém os mais acessados pelas empresas

são o Pró-Inovação, estadual, e a Lei do Bem, federal. Os recursos federais, conforme de Paula, geralmente são direcionados a empresas de maior porte, em função das exigências do governo. “A procura por este tipo de incentivo é muito pequena no Estado. Muitos empresários os desconhecem ou acreditam que sua empresa não se enquadra nas exigências”, explica.

33


E special • REPORTAGEM

Buscando facilitar o envio de projetos para o governo, e o trânsito das informações entre as empresas e universidades, a SMR Consultoria e Assessoria Empresarial está criando o Instituto Brasileiro de Apoio à Inovação (Ibrain), que ajudará também a disseminar a cultura inovadora nas empresas. “Já temos o hábito de palestrar nas empresas sempre que temos um novo projeto, para que todos entendam como funciona o processo. Mas o instituto deve potencializar as informações, abrangendo mais empresas”, assinala Santos.

"Trabalhar no ramo de máquinas para o setor do calçados exige uma dinâmica acelerada de atualizações tecnológicas, realizando constantes investimentos no desenvolvimento de novos produtos e novas alternativas na melhoria do processo produtivo do calçados bem como nas adaptações às tendências da moda."

Empresas da região buscam benefícios Algumas empresas do Vale do Sinos

ção da gestão da inovação na empresa,

já procuram recursos para desenvolver

alterando a metodologia de trabalho no

produtos inovadores. Um exemplo é

desenvolvimento de produtos e crian-

a Máquinas Erps, de Novo Hamburgo

do processos internos mais eficientes

(RS). Conforme o diretor Marlos Schmi-

no acompanhamento desses produtos.

dt, o trabalho de consultoria vem sendo

Mara Silva, diretora Tecpol (Campo

desenvolvido desde 2010, quando a opor-

Bom/RS), está encaminhando, pela pri-

tunidade foi identificada. “Trabalhar no

meira vez, os projetos para ingresso nos

ramo de máquinas para o setor do cal-

incentivos do governo estadual. “A em-

çados exige uma dinâmica acelerada de

presa sempre teve a cultura da inovação

atualizações

realizando

de produtos, o que sempre alavancou o

constantes investimentos no desenvolvi-

faturamento, mas nunca teve nenhum

mento de novos produtos e novas alter-

benefício com isso”, justifica. A Tecpol

nativas na melhoria do processo produti-

está pleiteando o ingresso no Pró-Inova-

vo do calçados bem como nas adaptações

ção através de um novo produto. O foco

às tendências da moda. Isso despertou

da empresa está na tecnologia em po-

nosso interesse em trabalhar a Lei do

liuretano. Originalmente, a organização

Bem, na busca de ter retorno de parte

produzia componentes para calçados,

dos valores investidos no desenvolvi-

depois passou a fazer palmilhas. De tão

mento em inovação dos produtos”, apon-

inovadora, já desenvolveu produtos para

ta Schmidt. Ele acrescenta que, como

outros setores da economia, dando ori-

beneficio paralelo, houve a reestrutura-

gem a novas empresas.

34

tecnológicas,

Caren Souza/Especial

Instituto

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

Empresário destaca a importância do ambiente inovador

O sócio fundador da empresa Altus de São Leopoldo (RS) e presidente do Conselho Diretor do Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP), o empresário Ricardo Felizolla, frisa que é muito importante ter um ambiente inovador para estimular as empresas – o que ele define como um polo. “Cerca de 90% das empresas consideradas mais inovadoras do mundo estão sediadas nos Estados Unidos. Isso não significa que os americanos são mais inteligentes que nós, mas eles têm um ambiente mais favorável, privilegiado por universidades conceituadas e também pelo sistema capitalista, que propicia isso”, analisa. Ele foi o palestrante do evento 5ª do Empreendedor, realizado pela Associação Comercial, Industrial e de Serviços de São Leopoldo (RS), em 18 de outubro.


Caren Souza/Especial

“A inovação não é, ela acontece”, sentencia Felizolla. Ele esclarece que ela é um fenômeno gerador de riqueza, típico do ambiente econômico mundial e vigente, e que ocorre num espaço onde o mercado tem um papel preponderante. “O lançamento do iPhone5, por exemplo, é uma inovação. É um produto diferenciado, que em apenas dois dias sumiu das prateleiras. A empresa inovadora se joga no mundo, mas não há inovação se não há economia de mercado”, pontua. Ele define que o ambiente inovador é quase um Arranjo Produtivo Local, pois precisa ser definido geograficamente.

Design como evidência no calçado

Desenvolvimento

O ciclo de palestras Rotas da Inovação, que começou pela cidade

“Resumindo em uma linguagem bem simples, inovar

de Novo Hamburgo (RS), em 25 de setembro, evidenciou a inovação

é ganhar dinheiro fazendo algo diferente ou de um jeito

e o design como estratégias para o desenvolvimento do setor calça-

diferente”, assinala o consultor Marcelo Adriano da Sil-

dista. Promovido pelo Instituto by Brasil, o evento ocorreu na sede

va (foto), que abordou A importância da inovação como

da Associação Brasileira das Empresas de Componentes para Couro,

elemento estratégico das empresas. Ele deu exemplo das

Calçados e Artefatos (Assintecal), em 25 de setembro. A superinten-

lojas de vendas de calçados on-line, que faturam bastan-

dente da Assintecal, Ilse Biason Guimarães, vê o design não apenas

te com menos funcionários que as lojas convencionais e

como enfeite, mas como estratégia de negócios. “É um meio para a

menos encargos. O diretor da Dublauto, Evandro Wolfart,

inovação centrada no consumidor”, apontou Ilse, que palestrou so-

apresentou o case da empresa, produtora de tecidos e

bre o tema Inspiração, design e referências brasileiras. Ela lembra

não-tecidos e dublagem com adesivos, e onde é realizada

que o design é a ponte entre a ciência, a tecnologia e o consumidor.

a gestão da inovação através da participação em eventos,

“É a ligação entre a criatividade e inovação”, sentencia.

feiras e editais de incentivo do governo.

35


E special • REPORTAGEM

Entrando no mapa Por Four Comunicação/Divulgação

A

36

mobilização entre lideranças políticas, empresariais e da comunidade de Santa Cruz do Sul e Região do Vale do Rio Pardo foi de-

Com a instalação do Parque Tecnológico da Unisc, município e região se credenciam para receber investimentos em Pesquisa e Tecnologia

Desenvolvimento envolve custos de R$ 8 milhões

Focado nas áreas de Tecnologia da Informação e

cisiva para a implantação do Parque Científico e Tec-

da Comunicação, Tecnologia Ambiental, Biotecnolo-

nológico Regional da Universidade de Santa Cruz

gia, Oleoquímica e Tecnologia em Sistemas e Pro-

do Sul (TecnoUnisc), que começa a ganhar forma.

cessos Industriais, o projeto total das estruturas do

Os primeiros e decisivos passos apontam para uma

TecnoUnisc envolve cerca de R$ 8 milhões. O parque

grande estrutura focada em Pesquisa e Tecnologia,

também objetiva contribuir para o desenvolvimento

instalada junto ao campus de Santa Cruz do Sul, bem

municipal e regional a partir da atração e da ma-

como junto à área da antiga Escola Murilo Braga, às

nutenção de investimentos em atividades intensivas

margens da RST-471, que ainda este ano deve ser

em conhecimento e inovação tecnológica, e de esti-

repassada pelo município – após negociação com o

mular o aumento da eficiência produtiva e da com-

governo do Estado – para uso do Parque Tecnológico.

petitividade de empresas, com aumento do valor.

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


As incubadoras e os parques tecnológicos são excelentes alternativas Para o secretário municipal de

Para o presidente da Associação

ginp), no ano de 2009, as empresas

Desenvolvimento Econômico, Jair

de Entidades Empresariais de San-

instaladas nos três parques tecnoló-

Jasper, a instalação do parque tec-

ta Cruz do Sul (Assemp), Fábio Cos-

gicos implantados e as incubadoras

nológico é uma excelente alternati-

ta de Borba, o Rio Grande do Sul já

tecnológicas no Rio Grande do Sul

va – mundialmente testada e aprova-

tem excelentes exemplos nesta área

tiveram um faturamento na faixa

da – para incrementar a economia.

- como são os casos do TecnoPuc,

dos R$ 3 bilhões e empregaram

“As pesquisas mostram que países

em Porto Alegre (RS), do Tecno-

mais de 6,5 mil pessoas.

que investiram em pesquisa e difu-

sinos, em Novo Hamburgo (RS), e

são de novas tecnologias ampliaram

do Valetec, em Campo Bom (RS) –

o seu desenvolvimento econômico,

que já atraíram empresas, geraram

pois são áreas que andam juntas”,

empregos e que têm contribuído

destaca. Segundo ele, como Santa

decisivamente para o incremento

Cruz do Sul e região enfrentam um

da economia. “Existe a demanda

problema logístico – distante dos

por estas áreas e também recursos

grandes centros consumidores do

para serem investidos. Então, o Tec-

País – o desenvolvimento de produ-

noUnisc é um grande avanço para o

tos de alto valor agregado é mais

município, que começa a se tornar

que uma alternativa, é uma neces-

realidade”, enfatiza.

sidade. “E os primeiros resultados

De acordo com dados da Rede

demonstram que este realmente é o

Gaúcha de Incubadoras de Empre-

caminho”, enfatiza.

sas e Parques Tecnológicos (Re-

As pesquisas mostram que países que investiram em pesquisa e difusão de novas tecnologias ampliaram o seu desenvolvimento econômico, pois são áreas que andam juntas.

37


E special • REPORTAGEM “É

Estrutura

O primeiro prédio do TecnoUnisc, com

724 metros quadrados, será o Centro de Excelência em Produtos e Processos Oleoquímicos e Biotecnológicos, edificado e equipado com infraestrutura tecnológica de ponta capaz de gerar tecnologias voltadas à oleoquímica para a produção e transformação de óleos através de processos biotecnológicos. A obra já está em fase de licitação e a expectativa do coordenador do Parque Tecnológico, Fernando José Stanck, é que a construção inicie ainda neste mês. “Esperamos que a operação do local possa iniciar em até um ano, em dezembro de 2013”, frisa. Já o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Empresas Tecnologicamente Inovadoras, cuja obra deve iniciar em março de 2013, vai ocupar uma área de 669 metros quadrados. O prédio vai abrigar espaços adequados para instalação dos núcleos de pesquisa e desenvolvimento das empresas em sinergia aos programas de Pós-Graduação, Grupos de Pesquisa, Centro de Excelência em Produtos e Processos Oleoquímicos e Biotecnológicos e demais ambientes de inovação e tecnologia da Universidade. O local também vai abrigar a área administrativa e a Incubadora Tecnológica (Itunisc), atualmente instalada no centro.

38

Recursos

O TecnoUnisc foi contemplado pelo Programa Gaúcho de Apoio aos Parques Tecnológicos (PGTEC), criado em 2011 pelo governo do Estado, por intermédio

a primeira vez na história que uma universidade comunitária está recebendo recursos federais. Isso é resultado de uma grande mobilização liderada pela bancada gaúcha, comunidade empresarial e Unisc”.

da Secretaria de Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico (SCIT). O RS Tecnópole tem por objetivo fomentar o desenvolvimento científico e tecnológico e a inovação em todas as regiões do Estado. O PGTEC 1 liberou R$ 1.124.729,22 para a construção do Centro de Excelência em Oleoquímica e Biotecnologia (com contrapartida de R$ 474.292,80 da Unisc) e o PGTEC 2, mais R$ 929.563,92 para a edificação do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Empresas Tecnologicamente Inovadoras (com contrapartida de R$ 320.139,14 da universidade). Já a aquisição de equipamentos de pesquisa de última geração está sendo feita pelo governo municipal, graças ao repasse do Ministério da Ciência e Tecnologia através de emenda parlamentar da Bancada Gaúcha na Câmara Federal, no valor de R$ 3.777.695,97, com contrapartida institucional financeira e em horas de pesquisa de R$ 302.215,68. “É a primeira vez na história que uma uni-

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

versidade comunitária está recebendo recursos federais. Isso é resultado de uma grande mobilização liderada pela bancada gaúcha, comunidade empresarial e Unisc”, enaltece Stanck.

Saiba mais

O Parque Científico e Tecnológico Regional da Unisc (TecnoUnisc), com sede no câmpus de Santa Cruz do Sul, é um ambiente destinado a promover ações que visem ao desenvolvimento tecnológico em sua área de abrangência regional, proporcionando um ambiente favorável às empresas de base tecnológica, incentivando o empreendedorismo e a inovação, através da geração de um fluxo contínuo de transferência de conhecimento e tecnologia entre a universidade, empresas, cooperativas, Estado e sociedade.


Empresas incubadas atualmente na Itunisc Unidade Santa Cruz do Sul A Eagle Ray Technology desenvolve soluções baseadas na inovação tecnológica e focadas na melhoria dos processos de negócio de seus clientes. A empresa conta com o apoio e a parceria da Microsoft para desenvolver seus produtos, utilizando as mais avançadas ferramentas disponíveis no mercado. A Jet Laser desenvolve produtos voltados para a iluminação pública, urbana e privada e baseado na tecnologia de diodos emissores de luz – ou LEDs - a serem instalados nos postes das vias públicas, trevos de acesso, praças, orlas marítimas e gôndolas. Também são indicados para lugares em que existam grandes áreas, como estacionamentos, ginásios, monumentos, pontes, túneis, pontos turísticos, áreas industriais e edificações públicas. A empresa E-Nova que trabalha no desenvolvimento de um softwa-

re para recuperação de dados perdidos em hard disks e outras mídias através da utilização de uma linguagem visual C; também desenvolve softwares sob encomenda, além de desenvolvimento de sistemas para a Internet. A Interact é empresa de software que ocupa uma reconhecida posição de liderança no Brasil em pesquisa e desenvolvimento de softwares para a gestão corporativa. É detentora do consagrado Suite SA-Strategic Adviser, integrando soluções avançadas para a Gestão da Estratégia, Gestão da Qualidade, Gestão de Competências e Gestão de Riscos. A Datacom, em parceria com a Unisc, desenvolve um projeto de pesquisa em sistemas embarcados e microeletrônica que resultou em mais um produto pioneiro de fabricação no Brasil. Acompanhando o

crescimento da utilização das redes Metro Ethernet e a demanda por maior velocidade e qualidade nos serviços e produtos, a Datacom desenvolveu um Test Set Ethernet, capaz de executar uma grande variedade de testes, desde diagnóstico de cabo a testes de RFC2544, tudo na palma da mão. Projeto de pesquisa biodiesel - Os projetos que utilizam a planta piloto de biodiesel têm por objetivo contribuir para a consolidação da cadeia de produção de biodiesel. Através dos estudos propostos, objetiva a produção com matérias-primas alternativas e o aproveitamento dos subprodutos, interagindo com o setor produtivo, transferindo novas tecnologias e contribuindo para formação de recursos humanos na área de oleoquímica e biodiesel para atuarem no setor agroindustrial do Vale do Rio Pardo.

Unidade Vera Cruz A W2M é uma Agência de Marketing Digital e Publicidade com espírito inovador, que atua sobre dois aspectos: desenvolve e promove estratégias de vendas na internet assim como presta consultoria e adequação de estratégias de Marketing para Web.

Todo Natal é a mesma coisa: quanto maior o presente, melhor.

VENHA CONFERIR ESSES DOIS GRANDES LANÇAMENTOS NA FLORAUTO.

FAÇA REVISÕES EM SEU VEÍCULO REGULARMENTE.

NOVO HAMBURGO: NOVOS & SEMINOVOS DEPARTAMENTO DE VENDA DIRETA 51

3553.7400 Av. Nações Unidas, 3355

3553.7442 Faturamento direto de Fábrica

51

• SÃO LEOPOLDO • CAXIAS DO SUL • BENTO GONÇALVES • TAQUARA • GRAMADO

39


E special • EDUCAÇÃO

Os futuros professores A quarta e última reportagem da série Educação traz a reflexão final do tipo de docentes queremos para daqui dez anos na região Por Graziela Dannenhauer Fotos: Divulgação

F

inaliza-se nesta edição, a série Educação, da Revista Expansão RS. Ante a esta matéria, realizou-se uma

mesa redonda, em 15 de agosto deste ano, na sede

da publicação, em Novo Hamburgo (RS), com a participação de representantes de escolas particulares e estadual, a fim de se estabelecer parâmetros educacionais para a educação que se quer para daqui dez anos na região metropolitana de Porto Alegre. A preocupação mais latente, durante o debate, foi a pertinente possibilidade de não se ter mais profissionais que queiram dar aula. Que não existam mais aqueles que incentivam, são mediadores, instigadores, orientadores, consultores, e, igualmente, agentes da transformação. As mudanças no conceito Educação, estabelecido ainda em moldes retroativos, estão gerando na sociedade questionamentos sobre a qualificação que os docentes têm para com os alunos e que os garantam uma educação plena e de qualidade.

40

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Será que a responsabilidade é deles próprios, de se qualificarem com seus recursos ou será que a instituição que o contrata deveria pensar e elaborar diretrizes para prepará-lo para a demanda, denominada estudantes? Eles estão munidos de informações e de equipamentos tecnológicos em plena sala de aula atual, enquanto que o quadro negro e a falta de recursos públicos ou privados impedem o professor de utilizar o mesmo tipo de ferramentas tecnológicas para atrair a atenção do aluno para ensiná-lo. Algumas escolas tentam se adequar a essa realidade, mas devido ao avanço tecnológico se torna impossível, por exemplo, em uma sala de aula estadual disponibilizar equipamentos modernos para o docente trabalhar, quando se

Professores ministrando disciplinas que não são a sua especialidade, com dez ou doze cadernos diferentes empilhados nos braços(...)

Lídia Dutra/Divulgação

Falta de recursos

reivindica ainda o reajuste salarial ao governo do Rio Grande do Sul. Como pensar neste professor daqui a dez anos foi um questionamento na mesa redonda sem resposta definitiva, levando em consideração todos os temas norteados nesta série – o ensino, a tecnologia e a violência; por último, a qualificação. Alguns

Universidade disponível

O diretor da Faccat, Delmar Backes,

representantes destacaram que a res-

e Janete frisam que suas universidades

ponsabilidade seria da própria escola em

já estão se preparando para este tipo de

dar subsídios ao seu quadro funcional,

ensino, buscando qualificar o próprio

enquanto outros indicaram a busca por

quadro docente. Já a supervisora escolar

qualificação sendo do próprio professor.

da 2ª Coordenadoria Regional de Edu-

A assessora da direção da UCS Caí,

cação, Juliana Espinoza Souza, afirmou

Janete Maria Bonfati, destaca que edu-

estar preocupada com o futuro dos pro-

car demanda lidar com as novas tecno-

fessores porque a maioria não quer mais

logias, mas pontua todos os lados desta

dar aula devido ao salário e ao desgate

questão. “De que modo professores têm

que se tem na rede pública de ensino.

se atualizado, dada as inúmeras difi-

A pró-reitora de Ensino da Universida-

culdades pelas quais têm passado em

de Feevale, Inajara Vargas Ramos (foto),

decorrência de políticas salariais, cons-

entende que a busca de qualificação é

titucionais que os têm mantidos presos

responsabilidade do professor, que deve

à condição de ‘auleiros’? Professores mi-

ter as condições econômicas, materiais

nistrando disciplinas que não são a sua

e pessoais de realizá-la com dignidade.

especialidade, com dez ou doze cader-

Entretanto, ela se mostra apreensiva

nos diferentes empilhados nos braços,

com o futuro deles. “Hoje a carreira do-

sem tempo para reciclagens e sem uma

cente é pouco atrativa aos jovens e, se

remuneração que possibilite o seu aper-

este cenário não mudar, dentro de pouco

feiçoamento, dificilmente darão conta

tempo discutiremos como evitar a extin-

das tantas exigências que o cenário edu-

ção de professores, fenômeno já obser-

cacional exige”, complementa.

vado em algumas áreas."

41


E special • EDUCAÇÃO

As várias formas de ensinar

Em outros momentos da mesa redonda, ideias e percepções foram se formando, enquanto outras opiniões já eram formadas. A vice-diretora de Educação Básica da Instituição Evangélica de Novo Hamburgo (IENH), Déborah Cassel, levanta a questão que o professor precisa se adequar à realidade e buscar também o seu desejo de novas aprendizagens. “E não ter a percepção que a tecnologia concorre com o seu trabalho”, aponta. Enquanto isso, a vicediretora e coordenadora pedagógica do Colégio Marista Pio XII, Kátia Antoniolli,

Menos pode significar mais na hora de aprender

A paixão que os move a darem aula é outro aspecto levantando na discussão. A diretora-executiva do Colégio Santa Catarina, Karem Medeiros, questiona quantos professores realmente estão em aula? “Do número final, quantos estão atuando, quantos são apaixonados por ideias e pessoas? Às vezes menos pode ser mais. Ficarão aqueles que desejam ser educadores e certamente passará por eles a transformação do que hoje questionamos”, argumenta Karem.

42

caracteriza o professor daqui a dez anos como um profissional articulador, me-

O coordenador de Ensino e vice-dire-

diador, praticante de pedagogias cultu-

tor do Colégio Sinodal, de São Leopoldo,

rais, assumindo a responsabilidade pela

o professor Gerson Engster, pontua que

diversidade de temáticas do cotidiano

o primeiro interessado na qualificação

abordados na escola problematizando e

deve ser o próprio professor. “Aos res-

ampliando currículos e criando teias de

ponsáveis pela gestão cabe a motivação

significados, percebendo-se como autor

e a disponibilização dessa qualificação.

e agente do currículo. Para ela, todos que

A valorização financeira ajuda mas não

estão envolvidos com educação deverão

é o centro, é uma das etapas na valoriza-

estar atentos à qualificação dos profes-

ção do profissional em educação, que é o

sores em todas as estâncias, promoven-

que garantirá o estímulo ao surgimento

do a formação continuada adequando-se

de novos professores.”

a uma nova era contemporânea.

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


De geração a geração

as da qualificação e condições de traba-

panhar as gerações e ensinar com pai-

estatísticas educacionais, vai precisar

Aprender, se qualificar sempre, acomxão são indicativos apontados pela coordenadora pedagógica do Instituto Superior de Educação de Ivoti e da Instituição Evangélica de Ivoti, Dóris Gerber. “Quem quer ser professor ou já é professor sabe que a formação continuada é parte essencial da sua formação. É ela que o manterá atualizado para atuar com competência”, acrescenta. Ela acredita que se continuará a ter professores se os estudantes forem ‘contagiados’ por eles.

Programas de incentivo

Os investimentos por parte dos governos são apontados pela coordenadora de Comunicação do Colégio Cenecista Felipe Tiago Gomes, de Novo Hamburgo, Gislaine Darde Krüger, que frisa as áre-

lho. “Se o País quiser subir degraus nas investir muito não só na qualificação de professores como também em proporcionar melhores condições de trabalho e renda, principalmente, no que se refere a educação pública. As redes privadas de educação já oferecem e motivam seus professores a buscarem qualificação, também ao disponibilizar diversas momentos de discussão e troca de experiências, nas jornadas pedagógicas e nas reuniões de estudo. Para que mais pessoas se interessem pela profissão, deverá ser criado pelo governo, programas de incentivo à prática pedagógica, aliado a uma retomada de valorização e respeito à docência. Esta questão é muito ampla, pois envolve o resgate de valores. A sociedade pós-moderna precisa voltar a valorizar a família, valorizar

Dóris destaca o aprendizado entre as gerações

as relações e ajustar o comportamento, voltando ao desenvolvimento de limites nas crianças, tendo clareza da necessidade de educá-las para a vida”, finaliza a coordenadora de Comunicação.

43


Cassiano Grand/Divulgação

B eleza

As medidas da Miss Brasil 2012 Altura 1,80 m Peso 58 kg Busto 90 cm Cintura 62 cm Quadril 92 cm 44

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Gabriela Markus A gaúcha e Miss Brasil 2012 concede entrevista exclusiva à Expansão RS e fala sobre a sua vida, a de pretty woman, seus projetos e os concursos Por Graziela Dannenhauer

A

Fotos: Robison Kunz/Criativa Fotos e Filmagens/Divulgação

té 19 de dezembro, brasileiros

Rio Grande do Sul 2012. Na produção do

tranquilamente como qualquer mulher

e, principalmente, os que são

editorial, em Porto Alegre, Gabi conce-

brasileira com dignidade. Em sua pági-

de Teutônia (RS), cidade natal

deu autógrafo a uma já fã sua que a viu

na no Facebook, Gabriela escreve sobre

durante os flashes de Robison Kunz.

ela assim: “o que dá sentido à vida, é o

da Miss Brasil 2012, Gabriela Markus, estarão na torcida para que ela conquis-

Ela nasceu em 20 de fevereiro de

que faz com que ela não seja nem curta,

te o título de Miss Universo. O concur-

1988, em Teutônia, onde ainda moram

nem longa demais, mas que seja intensa,

so começou em 2 de dezembro, em Las

seus pais e irmão. Reservada, Gabi não

verdadeira e pura... enquanto durar”.

Vegas (EUA), e prossegue até o dia 19,

gosta de falar de sua vida pessoal, se

quando será transmitida a final ao vivo

tem namorado ou não. Ela se permite vi-

pela Band. Gabriela é mulher de 1,80

ver intensamente, mas com muita caute-

metro, humilde e muito inteligente. A

la. Gosta e prima muito pelas amizades e

da desta linda mulher, que é simpática e

pisciana de 24 anos já recebeu a equipe

as coisas boas da vida. Ainda antes de se

muito bem resolvida. Após a conquista

da Revista Expansão RS algumas vezes

mudar para São Paulo (SP), em seu apar-

dos dois títulos de beleza, como é de se

em sua residência, no bairro Jardim Bo-

tamento, em Porto Alegre (RS), os deta-

esperar, a tietagem aumentou e ela pre-

tânico, em Porto Alegre (RS). Isso antes

lhes e os cuidados com as suas coisas

cisou ter muito jogo de cintura para se

dela ir para morar em São Paulo (SP),

sempre foram feitos por ela mesma. Ela

desvencilhar dos convites que recebia

após vencer o Miss Brasil em outubro.

que lavava sua louça, cuidava de sua sala

para um jantar, um chope ou até mesmo

Gabi, como carinhosamente é chamada

de estar e organizava seu quarto. “Gos-

um café. Todas as mudanças, que a Miss

pelos amigos, foi a principal modelo da

to das coisas do meu jeito e de cuidar

Brasil 2012 está tendo em sua vida, es-

Revista Expansão Noivas, veiculada

delas com muito carinho”, diz a mulher

tão sendo muito bem alinhadas pela jo-

em maio deste ano. Ela foi a capa da re-

mais bonita do Brasil de 2012, que, se

vem, que não deixa que suas conquistas

vista quando tinha já conquistado o Miss

necessário, sabe limpar o chão de casa

derrubem sua coroa.

As várias vezes que a equipe da Ex-

pansão RS se encontrou com Gabriela, o sorriso sempre foi uma marca registra-

45


Ivo Gonçalves/PMPA/Divulgação

B eleza

Como está sendo essa mudança de vida com a conquista doMiss Brasil?

Está sendo muito boa, é tudo muito

novo, muito recente, mas posso dizer que estou gostando muito! É um período muito curto, apenas um ano, estou aproveitado as coisas boas que o título me proporciona, é uma experiência muito grande.

Já sabemos que a Gabriela gosta de cuidar de suas próprias coisas, é uma pessoa simples, humilde e batalhadora, que quando quer vai à luta. Como é a vida da mulher mais bela do Brasil e a vida da Gabriela, que vive o dia-a-dia como mulher brasileira, quais as diferenças do cotidiano?

finais de semana. Agora como Miss Brasil, me mudei de Porto Alegre (RS) para São Paulo (SP), tranquei a faculdade, estou conhecendo um mundo novo cumprindo a agenda de Miss, mas o melhor de tudo, é que as pessoas que realmente me amam continuam comigo, não importa onde eu esteja, e é isso que importa.

Como estás lidando com a sua vida pessoal? A conquista desse título está trazendo discussões e necessidade de adequações? Sempre tive o total apoio da minha fa-

O que é ser a Miss Brasil?

Ser a Miss Brasil é a realização de um sonho. É uma honra e uma responsabilidade muito grande poder dizer que eu represento todo nosso País, às vezes, parece que nem acredito ainda (risos). Mas quero desfrutar muito esse título e fazer muitos trabalhos, quero poder ser uma boa Miss para nossa nação, ajudando em projetos sociais principalmente.

Quais seus os projetos futuros, o que vai fazer depois desse um ano de Miss Brasil?

mília, eles estão me ajudando bastante

O futuro a Deus pertence, ainda não

nessa nova fase de adaptação, mudança

sei qual será o rumo que a minha vida

para São Paulo, etc. Mas agora não tenho

irá tomar depois deste ano tão diferen-

A minha vida era mais normal, frequen-

muito como separar a minha vida pessoal

te, mas quero retornar à faculdade e me

tava faculdade, trabalhava no laborató-

da minha vida como Miss Brasil, uma faz

formar como engenheira de Alimentos,

rio de pesquisas dentro do curso, saía

parte da outra, e está sendo muito bom,

pela Universidade Federal do Rio Gran-

com os amigos e visitava a família nos

não estou tendo muitas dificuldades.

de do Sul (Ufrgs), em Porto Alegre.

46

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Como estás se preparando para o concurso Miss Universo?

Da mesma maneira que me preparei

para o Miss Brasil, com muita determinação, frequentando academia e clínica de estética, cuidando do corpo e da mente.

Você achou difícil o concurso do Miss Brasil, que foram 17 dias de competição? Como achas que vai ser o Miss Universo?

O difícil é o cansaço, foram muitos

dias, então acaba ficando um pouco cansativo, mas pude fazer várias amizades e juntas tudo se tornava mais divertido. Agora, no Miss Universo, imagino que será um pouco mais difícil, serão 90 candidatas, ou seja, muitas culturas diferentes. Mas estou muito ansiosa, já pude conhecer algumas meninas em um evento beneficente na Nicarágua, então já tenho

algumas amigas. Mas tenho certeza que será uma experiência maravilhosa, cheia de aprendizado e coisas para contar!

O que a Gabriela acha da utopia sobre a Paz Mundial?

Acho que essa história ficou mui-

to clichê no mundo Miss. Hoje em dia, acho muito mais importante estarmos preocupados em fazer nossa parte, em cuidar do nosso mundo e tentar ajudar, de alguma forma, aqueles que mais precisam.  É isso que eu quero fazer como Miss, tentar mudar um pouco essa visão ultrapassada da Paz Mundial, quero fazer projetos sociais e incentivar as pessoas a fazerem o mesmo.

Se pudesse mudar algo no mundo o que seria? 

Eu mudaria as desigualdades sociais e

o respeito às diferenças.

Qual a sua opinião sobre a mulher se cuidar, ficar bonita para si? Ela deve buscar a beleza externa?

Eu gosto muito de me cuidar, fazer hi-

dratação no cabelo, passar meus cremes no corpo e no rosto, cuidar das unhas. Acho que é muito importante a mulher ter esse tempo para se cuidar, para se sentir bem, pois a beleza vem de dentro, vem do nosso estado de espírito. Quando estamos nos sentindo bem e estamos em paz, isso se reflete externamente. Com o passar dos anos, a beleza externa muda, mas a beleza que cada um tem dentro de si, essa sim fica pra sempre!

Já fez alguma cirurgia plástica, onde, quando e para quê? 47


Divulgação

Divulgação

B eleza

Tenho prótese de silicone, coloquei em

nha avó paterna, foi um momento muito

brasileiros. Deixo aqui um agradecimen-

2009, pois achava que ficaria mais pro-

triste. Lidar com perdas de pessoas tão

to e um abraço especial para a Graziela

porcional ao meu corpo, mas nada exa-

queridas nunca é fácil.

Dannenhauer e o Marcelo Foletto, am-

gerado, pois não gosto de exageros.

Quais os valores que Gabriela aprendeu em casa com os pais?

A educação, principalmente, é a base de

tudo. Aprendi a ser uma pessoa justa e honesta, a respeitar os outros e ser humilde.

O que você aprendeu até agora nesta sua trajetória e qual foi o momento mais delicado que você passou nesta sua vida?

Aprendi que devemos aceitar o que

chega até nós, muitas vezes não entendemos o sentido das coisas. Mas precisamos ter calma e paciência porque tudo sempre se ajeita da melhor forma. O momento mais difícil foi a perda de mi-

48

Qual sua mensagem para os gaúchos e gaúchas?

Bom, eu só tenho a agradecer ao povo

gaúcho por ter me dado a oportunidade de representar o nosso Rio Grande do Sul no Miss Brasil. Eu consegui realizar meu sonho de ser Miss Rio Grande do Sul e depois chegar à coroa de Miss Brasil. Agora irei concorrer ao Miss Universo, já embarco para Las Vegas (EUA), em 2 de dezembro, pois já começa o concurso, que se estende até 19 de dezembro, quando acontece a grande final. Que assistam o concurso, em 19, ao vivo na Band, e que   torçam muito por mim, torçam por nós gaúchos, por nós

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

bos da Revista Expansão RS, que puderam acompanhar de perto essa minha trajetória como Miss. Obrigada pelo carinho e pela ajuda de vocês! Beijos

Você recebeu, em 26 de novembro, o título de Embaixadora da Cidade Sede da Copa do Mundo Brasil Fifa 2014. Na ocasião, o prefeito José Fortunatti destacou que és a primeira mulher a receber este título, assumido por outras 17 personalidades masculinas. Como se sente e o que isso significa para você?

Fiquei muito feliz, me sinto honrada por mais essa conquista! Será muito bom poder divulgar Porto Alegre na Copa, como cidade sede do evento.


As 11 afirmações de Gabriela

1 Suas qualidades: determinada, responsável e leal 2 Seus defeitos: teimosa e perfeccionista 3 O que mais gosta de comer: churrasco, e gosto muito de sushi 4 Ler: sempre que posso, gosto de crônicas e espiritismo 5 Escutar (música): escuto todos os dias, me alegra e me motiva sempre! Gosto do sertanejo ao house 6 E o que faz nas horas de folgas: descanso (risos), fico com a família e amigos 7 Quando que choras: quando me decepciono com as pessoas ou tenho muita saudade 8 E quando sorri: Todos os dias, por ter uma família unida, bons amigos e uma vida iluminada, mas principalmente quando vejo minha pequena sobrinha Helena. 9 Time do coração: Grêmio 10 O que você mais gosta de comer e não pode: doces 11 E o que você não gosta de comer: nada em específico, mas não gosto muito de comer côco 49


E special • 13 ANOS

SIM É TEMPO DE

N

a vida, nada acontece por acaso e, dessa forma, justificase acontecimentos que irão

nortear o sentido de expandir. SIM é

uma das palavras simples, que em um primeiro momento, ao ser analisada

Mudanças gráficas e editoriais na Revista Expansão aderem à bandeira da campanha para o desenvolvimento do Rio Grande do Sul Por Marcelo Foletto Foto: Divulgação

mais profundamente, tenha uma complexidade infinita de entendimentos. Aqui, ressalta-se, segundo Dicionário Aurélio, a palavra SIM que significa advérbio; afirmação, consentimento e

a gama de sinônimos que a compete como o positivo e afirmativo.

cm

ç

du

re

50

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

ão

a

im

áx

m

8 2,

a

ur

rg

la


Princípio jornalístico

É nesta linha de pensamento que fundamenta-se a premissa de veículo de comunicação, norteado de princípios jornalísticos, que rege a Revista Expansão ao completar seus 13 anos de existência,

em 20 de dezembro. Emana-se a uma causa de valor nobre e que acredita-se

Diversas pessoas e entidades de classe

Não é mera coincidência esta ação

no RIO GRANDE DO SIM (campanha

do RIO GRANDE DO SIM, evidencia-

Congresso de Marketing, que ocorreu

classe que surge no exato momento em

evidenciada pela ADVB/RS no último no mês passado em Porto Alegre/RS).

da por diversas pessoas e entidades de

que na Revista Expansão pensam-se novas atitudes, novas ações; enfim; um

novo tempo para apresentar a partir da edição especial de aniversário, um novo projeto gráfico; com novo formato e outro posicionamento diante do mercado.

gicos e a tendência à polarização. Tempo este que se deixa de ficar omisso ao descarte de oportunidades para uma retomada do crescimento, de uma nova ordem

A Revista Expansão RS - assim, passa

de revitalização do Rio Grande do Sul.

faz jus a sua trajetória, pois, ao longo

o primeiro passo para construir mudan-

a ser chamada a partir deste momento e

desta década o reconhecimento e a sua característica ímpar a destacaram no mercado, o que se valeu da força para continuar rompendo barreiras e superando as dificuldades.

Levar informação

De cara nova, a Revista Expansão RS

chega ao mercado para elucidar novas possibilidades de defender com ética e, acima de tudo, levar informações a respeito de um novo Rio Grande do Sul, ou seja, falar ao pé do ouvido de gaúcho para gaúcho, fortalecendo ainda mais os seus laços e defendendo seus ideais, que acredita-se ser fundamentais para se construir um novo tempo. O Rio Grande do Sul é um dos Estados mais importantes do Brasil, graças à força da economia e aos valores que orientam e fazem com que cada um de sinta-se orgulho de morar aqui. Por isso, é preciso melhorar diversos indicadores em diversas áreas, que antes eram referências e hoje não são mais. É tempo de mudar e a mudança não começa em algo, e sim em alguém. Tempo este que deixaremos de lado, as diferenças culturais, os conflitos ideoló-

É tempo de SIM. Parar de dizer ‘não’ é

ças significativas para o Estado. A divergência é importante, mas ela precisa ser uma etapa do crescimento e não um fim. A vocação para crescer não pode ser sufocada pela falta de uma visão de longo prazo. Fiéis à história que se constrói no passado, precisa-se adotar uma nova postura, que permita a construção dos consensos necessários para destravar o crescimento do Estado.

Visão estratégica

A Revista Expansão RS há 13 anos

nasceu com o nome que possui uma visão estratégica e busca apoiar esta ideia do RIO GRANDE DO SIM, a esta visão,

a este norte, a este pensamento de forma única, reforçando seu lado jornalístico, destacando, opinando e divulgando a nossa gente, as ações de nossos gaúchos. E neste mês comemora-se mais uma passagem, um novo marco com orgulho, porque se sabe que, de forma positiva, apoiar e contribuir para o aperfeiçoamento das relações, para o crescimento das pessoas, das empresas, enfim, para o Estado. Não é dever, é obrigação porque vive-se por aqui e ecoa-se a frase, que reforça o novo tempo, eu sou gaúcho! 51


E special • 13 ANOS

es d a d Sul e i r va edo e d ista rand v e Ar RioG do

Treze anos com você Por Graziela Dannenhauer e Caren Souza Ilustrações: Anderson Neves/Especial

A Revista Expansão RS completa 13 anos em 20 de dezembro. Com suas pautas sempre alinhadas aos assuntos que interessam ao Rio Grande do Sul – fator reforçado com as mudanças que ocorrem nesta edição - celebra a data festiva contando um pouco dos assuntos veiculados nesta trajetória, todos eles intrinsecamente ligados à cultura gaúcha. O toque artístico das páginas que seguem fica por conta do artista plástico Anderson Neves, que emprestou seus traços característicos para mostrar o melhor do Rio Grande – suas paisagens, economia, desenvolvimento, esportes e cultura. Neste aniversário, a revista homenageia também os leitores e parceiros, que é o principal parceiro nesta caminhada. 52

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Rumo ao crescimento

As reportagens que foram destaque ao longo de 13 anos na Expansão RS e que estão estampadas neste especial, foram selecionadas pela redação por serem assuntos norteadores da economia, cultura e desenvolvimento do Estado, e que abrilhantaram muitas edições. Desta forma, o veículo reforça seu posicionamento como A revista de variedades do Rio Grande do Sul. Esta publicação vai continuar, cada vez mais, trazendo temas de interesse dos gaúchos, sempre acompanhando o desenvolvimento do Estado. 53


E special • 13 ANOS

Vinho, beleza e frio

A produção de uvas e vinhos no Estado – reconhecida nacional e, aos poucos, internacionalemente – é estampada constantemente nas páginas da Expansão RS. Setor que movimenta fortemente a economia da região serrana, sempre destaque editorial. Assim como assuntos relacionados ao frio – ao tradicional inverno gaúcho, que movimenta uma fatia importante do turismo nacional – e a beleza das mulheres gaúchas, o que também é considerado uma tradição do Estado. Confirmação sustentada pela quantidade de misses estaduais e nacionais que nasceram aqui. O exemplo mais recente é da Miss Brasil2012, Gabriela Markus, que teve sua trajetória acompanhada pela revista. Ela figura também nesta edição, onde fala da carreira e da disputa pelo título de Miss Universo.

54

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Turismo recheado de cultura e beleza

Os pontos turísticos do Estado também estiveram em evidência na revista ao longo de sua trajetória. Mais do que turismo, alguns lugares são verdadeiros símbolos históricos do Rio Grande do Sul, como a cruz missioneira e pórtico da cidade de Gramado. Eles remetem automaticamente aos livros estudados nos bancos escolares, com a beleza e cultura das reduções jesuítas e com a arquitetura das imigrações italiana e alemã, que encantam os olhos de turistas e moradores locais. São culturas totalmente diferentes, mas ambas estão intimamente ligadas ao jeito de ser de pensar do povo rio-grandense. 55


E special • 13 ANOS

Esporte

Conhecido pela sua bravura, o povo gaúcho trava uma batalha há décadas entre seus dois grandes times, Grêmio e Internacional. Além de esporte em si, o futebol muitas vezes traz junto o desenvolvimento, como no caso do Grêmio, que inaugura este mês seu novo estádio, a Arena, que sediará jogos importantes. A famosa dupla Gre-Nal arranca fortes emoções dos gaúchos a cada jogo, o que não tira o brilho de outros times fortes do interior do Estado, como Juventude, Brasil de Pelotas, Novo Hamburgo e outros. Este é um dos assuntos constantes na Expansão. Assim como na história do Rio Grande do Sul é muito acirrada a briga entre maragatos e chimangos, gremistas e colorados também brigam constantemente pela melhor posição no ranking dos campeonatos.

56

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Economia e crescimento

A economia gaúcha, puxada por diversos setores como agricultura, pecuária e pesca, cada vez mais se moderniza e se desenvolve – transformação que tem sido acompanhada pela revista ao longo de sua história. A cobertura de feiras, eventos e fatos importantes no crescimento do Estado sempre norteou textos e o próprio posicionamento editorial da publicação. E, cada vez mais, a Expansão RS reforça seu compromisso de noticiar tudo o que for importante para o desenvolvimento das finanças do Estado.

57


E special • 13 ANOS

Desenvolvimento

Nos seus treze anos de atividade, a Revista Expansão RS teve a honra de publicar matérias sobre o desenvolvimento regional, como a construção do Parque Eólico, em Osório, e a expansão da linha do Trensurb até Novo Hamburgo. Mais recentemente, notícias sobre o desenvolvimento da área de petróleo e gás no Estado e da preparação para a Copa do Mundo de 2014, que transformou vários municípios em canteiros de obras, têm sido muito apreciadas pelos leitores.

58

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Cultura e política

A Revista Expansão RS sempre deu especial destaque aos artistas e a todas as formas de produção cultural originadas em território gaúcho. Música, artes plásticas, literatura, cinema e tudo mais que existiu ou que ainda venha a ser criado. Este tema sempre terá um espaço reservado nesta revista. O imortal Moacyr Scliar aceitou o convite de ser colunista da revista, mas infelizmente escreveu apenas uma crônica, pois veio a falecer logo em seguida. O texto foi publicado após sua morte e foi o último que escreveu. Assim como a cultura, a política também é pauta permanente, pois entendemos que é um assunto essencial para que nossos leitores acompanhem a evolução do Estado.

59


N o Provador Silvana Homrich Consultora de Moda silhomrich@gmail.com

8

Mix de tendências

C

1

omo fazem bem as mudanças. Mudar padrões, para encontrar mais sucesso. Este é o principal

foco desta nova edição da revista. Novo formato e coluna diferente para você. O olhar agora será mais completo, formar e compor um look inteiro, com a roupa

2

somada a acessórios, maquiagem, sugestão de perfumes e esmaltes, sempre mostrando as novidades do mundo fashion.

3

Este look foi elaborado pensando no

básico, não tão básico assim, e no estar confortável e bem vestida. Calça estampada, camiseta que se comunica com a estampa da calça e os detalhes, mais para o metal, rock-and-roll, que é uma supertendência de moda, leva você do trabalho a happy hour, para de um sábado no shopping para uma balada. Altere

4

o sapato, sapatilha ou anabela para o dia e um salto alto e poderoso para a noite. A dica bacana é o batom vermelho, use

sem medo todo o dia e siga com ele na noite. Complementando o modelito, os óculos com formato meio gatinha, retrô que não segue a tendência rock-androll dos outros acessórios, pode compor seu visual, isso porque a moda, cada dia mais democrática, pede que misture

6

tendências, porque somos únicas e com nossos próprios estilos. Espero que gostem e aproveitem nos-

5 60

Fotos: Divulgação

sa nova proposta!

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

7


Neste Natal, presenteie com seus melhores sorrisos.

9

1

Brincos geométricos e grandes!! O toque que faltava para que o look com a camiseta não ficasse básico.

2

A boa e velha camiseta, o que dizer sobre ela que nos acompanha na vida! Com jeans, lisinha, com estampa, baby look, mais larguinha, por baixo de um blaser ou jaqueta jeans nos levam a todos os ambientes.

3 Esmalte metalizado, fosco,

misturado, com desenho, textura, uma unha de cada cor... vale tudo, mas eu prefiro o tradicional, um esmalte de cores incríveis, e escolhi este para o look por combinar muito com os demais acessórios.

4 Anel que fica no meio do dedo,

você mantém o movimento super bem e mostra um ar de atitude e ousadia com esta peça. Não fazendo seu estilo, fique sem. Ou opte por uma versão com pedraria.

5

Sempre presente na nossa nécessaire, há algumas temporadas de moda vem ganhando mais status e se popularizando. Nunca se imaginaria ele sendo usado durante o dia, mas agora pode.

7

Bracelete tubular, também encontrei no site da Top Shop fazendo parte da linha Galactica. Este site também vende essas peças. O site é www.topshop.com e busque em coleções.

8

O Chance da Chanel teve a primeira versão, lançanda em 2003. O perfume é floral e tem uma ótima fixação. As versões mais suaves são as minhas preferidas.

9 Bolsa com alça mais comprida

removível. Você pode usar pendurada no ombro para o dia a dia, ou sem a alça como clutch, bolsa de mão, para a noite.

10 Sou fascinada por relógios e

quando escolhi este modelo foi por ele não ser apenas um relógio e sim uma pulseira. Design incrível que combina com absolutamente tudo.

11

Este óculos segue a tendência de moda lady like, remetendo aos anos 60, combina perfeitamente com a modelagem reta da calça, rostos com formato redondo e pera ficam perfeitos.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

6

Ando amando as calças estampadas, mais na moda impossível! Hoje encontramos nas mais variadas estampas, esta encontrei no site da Top Shop e faz parte da coleção Galactica. Não é incrível?

10

11

Av. João Corrêa, 1137 Centro - Sapiranga - 51.3559.1964

Av. 20 de Setembro, 3770 Centro - Sapiranga - 51.3529.3882

/lojaelementobasico

61


E stilo&Atitude Maggda Mombach

Fotos: Graziela Dannenhauer/Especial

Executiva de Negócios E-mail e msn: maggdamombach@hotmail.com

A

Solange Flesch moda - e seus bastidores - desde sempre acompanham esta estilista de traços ousados e atemporais. Natural de Campo Bom (RS), filha

de Hugo e Inês Flesch e mãe da querida Eduarda, 6 anos, Solange descobriu seu talento quando começou a trabalhar na loja de seus pais. De lá para cá, aprimorou seus conhecimentos e alçou voo solo com

Fonte de inspiração: música

um atelier homônimo que é referência de estilo e atitude. O bom-humor, o gosto apurado, a dedicação e o sorriso constante são características que tornam esta empreendedora uma referência em seu segmento.

Ter atitude é:

agir de acordo com suas convicções

Sinônimo de estilo: identidade própria

O que te faz perder a elegância: a intolerância Atitude zero: política corrupta Hour concour: Zilda Arns Uma paixão na moda:

minha paixão atual é a simetria, a exemplo dos anos 60 Momento zen: leitura Merece aplauso: o estilista da linha feminina da Lanvin, Alber Elbaz Livro: Personal Branding, do Arthur Bender Perfume: Burberry Sport DVD: Jeff Beck CD: Compay Segundo/Devendra Banhart 62

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


NOVA S10

CRUZE SPORT 6

SONIC SEDAN

A SINOSCAR ESTÁ CHEIA DE NOVIDADES, MAS COM A MESMA FACILIDADE DE NEGOCIAÇÃO DE SEMPRE. VENHA CONHECER OS LANÇAMENTOS CHEVROLET NA SINOSCAR E APROVEITE VANTAGENS EXCLUSIVAS.

SONIC HATCH

NOVO HAMBURGO • 3584.1414

SPIN

63


S apato&Cia

Caren Souza

E-mail: caren@revistaexpansao.com.br Fotos: Divulgação

1

Deu

branco! E

m clima de final de ano, esta edição apresenta uma seleção

2

de sapatos, com e sem salto,

no melhor estilo paz e amor, que sempre é uma boa pedida para receber o ano que se inicia. Em branco e nas suas variações, como o off-white, a mensagem que ele transmite sugere paz, pureza, simplicidade e harmonia. Com pitadas de prata ou dourado, em modelos mais despojados ou mais elaborados, o que importa é dar leveza à produção de ano-novo. E isso é válido para todas as idades, desde os pés dos bebês, das crianças um pouco maiores aos adultos. E que venha 2013!

1 2 3 4 5

Werner Corso Como Bibi Koquini Klin

3

4 5

64

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Empreendimento

Realização e Gestão

couromoda Feiras Comerciais

Peça CREDENCIAL para visitar as feiras

www.couromoda.com Tel. (11) 3897.6100 visitantes@couromoda.com.br

Uma grande Semana de Negócios da Moda em São Paulo

Calçados e Acessórios Anhembi

Confecções e Artigos de Moda Expo Center Norte

Salão de Marcas Premium Expo Center Norte

Feiras de Nova Iorque, convidadas da São Paulo Prêt-à-Porter Expo Center Norte

65


D e AaZita

“Nunca o mundo precisou tanto

de paz e temperança. Que neste Natal reaviva nos corações a chama pacificadora que nos relembra sermos todos filhos de Deus.”

Zita Pereira Colunista social zitapereira@revistaexpansao.com.br

(Remzija Tatarevic)

Paz, ano-novo, vida nova

Infelizmente, Novo Hamburgo (RS) se tornou exemplo desta frase, com o que aconteceu com Bruno Zimmermann Kirsch e Nicolas de Freitas, culminando com a partida, também, precoce de Guilherme Isoppo Leão. Que o novo ano traga paz, sossego, menos violência e esperança de tempos melhores para todos, mas principalmen-

de nada, eu

te nos corações das famílias enlutadas,

sei, mas re-

porque a saudade será eterna. Como

forço

mãe e amiga dos pais do Gui, Rosamaria

solidariedade

Isoppo e Paulo Leão, fica meu pesar, meu

sentimento. Que o

abraço apertado e minha solidariedade

tempo seja o bálsamo,

a esses pais que vivenciaram esta tragé-

o remédio para esta que é a

dia. Tudo o que eu disser, não adiantará

maior dor de amor...

minha e

Ecologicamente correto

O relógio da marca WeWood é feito de madeira reutilizada, mas o bacana mesmo é que a cada peça vendida, uma árvore é plantada, graças a uma parceria com a American Forests Global Releaf. Bom exemplo que a natureza e o planeta agradecem.

A tiracolo

Hit total, a bolsa de prata criada pela

arquiteta

paulistana

Brunete

Fraccaroli tem alça de seda e foi apresentada em desfile de Reinaldo Lou-

Sebos e livrarias

Moacyr Scliar continua na berlinda. gaúcho aumentou e o título mais procurado é A Guerra no Bom Fim, lançado em 1972 e marca sua estreia no romance. A obra relembra a infância do autor, nascido e criado no bairro Bom Fim, endereço da maioria da comunidade judaica de Porto Alegre (RS). 66

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

fashionistas e deixou suas carteiras mais leves. Mas, quem pode, pode... Fotos: Divulgação

A busca pelos livros do saudoso escritor

renço. O acessório virou a cabeça das


Viajante dos mares

Gladis Fleck, uma das mulheres mais elegantes e atuantes da cida-

Tropicalidade em spray

O SprayBronze desenvolvido pela Ana-

de, sempre em dia com o visual e o

derme é o primeiro autobronzeador que

astral, mantem agenda cheia e pique

confere cor imediata e não tem e aque-

total. Entre uma viagem e outra, a

le cheiro típico que todo produto do gê-

hamburguense, uma cidadã do mun-

nero tem e todo mundo sente de longe.

do, dá uns rasantes por Novo Ham-

Proporcionando tom natural a pele, dei-

burgo (RS). De volta de viagem pela

xa o bronzeado uniforme e duradouro.

Europa, trouxe da Grécia os famosos

O revolucionário Cancun em spray é

olhos... gregos para presentear os

a sensação do momento. Desenvolvi-

amigos. Dizem que eles têm o poder

do pela farmacêutica Ana Paula Die-

de afastar a negatividade e outras

ter, diretora da farmácia de manipu-

más energias. Supersticiosos, os gre-

lação junto com o irmão Tiago Dieter,

gos sabiam das coisas e suas crenças

que administra os empreendimentos,

ultrapassam os séculos. Ilhas gregas,

está na lista dos produtos mais vendi-

Turquia – onde visitou as locações em

dos da Anaderme. Com matriz em Sa-

que foram gravadas as cenas da nove-

piranga e filial no Centro Clínico Re-

la global Salve Jorge – e Itália fizeram

gina, em Novo Hamburgo, é uma das

parte do roteiro do cruzeiro. Capri,

mais atualizadas no setor, criando fór-

Atenas e Istambul deixaram maravi-

mulas diferenciadas para todas as ne-

lhada a voluntária da Liga Feminina

cessidades. Mas a fórmula desenvolvi-

de Combate ao Câncer (LFCC), de

da por Ana Paula para bronzear é o hit

Novo Hamburgo, que milita pela cau-

do momento, aprovadésimo por meni-

sa há mais de duas décadas, atuando

nos e meninas. Para falicitar para os

no setor social. Além, fina, chique,

mais acomodados, pode ser comprado

superbonita, querida, etc e tal, ela

pelo site www.anaderme.com.br. É pra

ainda é do bem. Tipo assim, Bom-

ninguém ficar sem o tom da estação

bril... tem mil e uma utilidades.

mais quente e bela do ano.

21

ANOS

67


D e AaZita

Fotos: Divulgação

Aliança e ABO brindam 2013

A Sociedade Aliança e a Associação Brasileira de

Odontologia – Seção Novo Hamburgo (ABO/NH), juntas, organizaram o Baile de Réveillon 2013 e fizeram da noite uma grandiosa comemoração, em meio a brindes ao novo ano. Com jantar assinado pelo bufê Martins, que funciona junto ao Vagão, e sob a regência da Banda Groove, a festa se estendeu em danças. Foi noite especial, com mais de 300 convidados, que foram recebidos com muitas surpresas e animação. A presidente do clu-

Viva 2013! As diretorias da Aliança e da ABO/NH selaram o ano com categoria

be, Gabriela Streb, e o presidente da ABO/NH, Berto dos Santos, foram os anfitriões da noite que teve João Dorneles como mestre de cerimônias. Passagens aéreas, colares de pérolas da Vanity Jóias, TVs, bicicletas e eletrodomésticos fizeram a alegria dos premiados. Mário Carlet, ex-presidente da ABO/NH foi um dos homenageados durante a festa que se estendeu a madrugada com pista sempre movimentada. Foi encontro nota dez em todos os quesitos, o que sugere que os bons tempos voltaram a Aliança, numa feliz parceria do clube com a ABO daqui da cidade. Foi uma grandiosa festa!

Outros tempos

A Snob Antiguidades e a Scherer Antiques agora estão juntas, assim como seus proprietários sempre estiveram. Os inseparáveis Paulo e Pedro Scherer, que de tão unidos nasceram gêmeos, mas por força do destino tiveram que se separar, devido a partida precoce de Pedro, optaram até pela mesma profissão. Antiquários reconhecidos e premiados no Rio de Janeiro (RJ), os hamburguenses, filhos de mãe americana, herdaram a finesse da matriarca e se adentraram ao mágico mundo das peças raras e antigas. Com 56 e 18 anos de tradição, a Snob e a Scherer, respectivamente, revelam o caminho que une o passado à atualidade. As lojas estão repletas de história. Luxuosas, diga-se. 68

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

Competência: Berto dos Santos e Mário Carlet, nomes ilustres da Associação

Cerimônia de casamento

Damiana Campanhol e Gustavo Travi Heurich foram noivos lindos e felizes quando disseram sim diante de centenas de convidados das duas famílias. Ari José Campanhol e Vera Schmitz Campanhol e Carlos Edgar Heurich e Márcia Travi Heurich foram impecáveis anfitriões junto a seus herdeiros. Com festa no Ok Center, em Novo Hamburgo, os brindes ao casamento se estenderam a madrugada ao som de músicas dançantes. A bela mulher de Gustavo passou a assinar Damiana Campanhol Heurich. De volta da lua de mel, agora, os recém-casados vêm recebendo grupos para mostrar o bom gosto que impera no interior do novo endereço. Tudo bem ao estilo deles, moderno e clean. Par perfeito: dupla bonita, Gustavo e Damiana prometeram um ao outro fazer e ser feliz para sempre


Princesa: linda, Thayna teve festa de contos de fada

Surpresa!

Thayna Ondere fez 15 anos e a comemoração foi organizada pela dedicada mãe, Magali, e pela irmã Thassya. Os convidados participaram mantendo sigilo absoluto até alguns minutos antes da festa surpresa em Novo Hamburgo. Preparada para uma princesa, como a aniversariante é chamada pela família, a comemoração teve como cenário o Swan Tower, palco da valsa dançada com o pai, Roger, com o avô e o padrinho. Irmã e amiga inseparável, Thassya fez homenagem a aniversariante levando os convidados às lágrimas. Com pique total, a festa foi, literalmente, até o sol raiar, regida pelo DJ Rubi-

Divulgação

nho Andrade, o melhor dos melhores quando a pauta é som. Tudo foi uma grande surpresa, o que tornou a festa de 15 anos de Thayna inesquecível.

CVC em nova loja

Localizada nos altos da Rua Joaquim Nabuco, a nova loja da CVC, em Novo Hamburgo, reuniu nomes de peso na ocasião de apresentação. O diretor-administrativo da Comlines Tramontina, Valcir Klein, e o fundador e sócio da operadora de viagens CVC e também proprietário da GLP Hotéis e Resorts, Guilherme Paulus, e o diretor comercial da Revista Expansão RS, Sérgio Jost, trocaram ideias durante a comemoração que se transformou em encontro de empreendedores.

Graziela Dannenhauer/Especial

Homens de negócios: Klein, Paulus e Jost, exemplos de sucesso

69


D e AaZita

Fotos: Homero Schuch/Divulgação

Boa ação conjunta: os anjos do bem abriram suas asas para abraçar a nobre causa

Corações alados

Para bons gourmets

A terceira edição do Anjos na Cozinha lotou o Clube 15

O Empório 26 chegou a Novo Ham-

de Novembro, em Campo Bom

burgo e deixou a cidade cheia de aro-

(RS), de gente de boa vontade.

mas e sabores. Loja de especiarias, veio

Realização da ACI, com total

de Porto Alegre para nos trazer o que

apoio da Apae, a noite foi en-

há de melhor em chás, temperos, quei-

contro de bons gourmets e de

jos, bacalhau, charque e tudo o mais

quem gosta de fazer o bem.

que compõe um cardápio gourmet, com

Sob a liderança de Débora Trierweiler e Jeane Blankenheim, o encontro foi cheio de atitude, com Clemi e Gustavo

mais de 2 mil itens. A sofisticação dos Atitude: Sérgio e Rejane Cordeiro e Débora e Roberto Trierweiler, trabalho incansável pelas justas causas

Sauer e Anderson Roxo receberam com

Bruno Seibert, Jussara e Fer-

a camaradagem que lhes é peculiar e

nanda Ramos, Luiz Antonio e

mostraram a que vieram. Quem lá este-

Samuel Marques, Luiz e André

ve, aprovou tudo e aplaudiu a iniciativa

Möller, Roque e Igor Patuzzi,

dos investidores. A cidade e nós ganha-

Sérgio e Márcio Staudt, Volnei

mos com a vinda deles para cá.

e Rafael Bohrer, Josué e Nicole Bauer, Marcia e Josias Fraga,

Obra-prima

Silvana Fraga e Isabella e Nestor e Marcella Riedi fazendoàs

Laerte Santos encerra o ano com mais

vezes de salvadores, doando

uma cria. Lançou Os Verdadeiros Va-

seu tempo e habilidade para O céu para todos os anjos...

mente apropriadas à proposta. Na noite de abertura, seus proprietários Ademir

Trott, Jeanine Blankenheim e

ajudar aos menos favorecidos.

produtos se mescla às instalações total-

lores da Vida e vem rodando a região Casal nota 1000: Ingrid e Jorge Brusius, sempre atuantes em prol do bem estar dos outros

apresentando sua obra cheia de relatos reais e emocionantes. Lições VI imprime o talento do jornalista, radialista, palestrante motivacional e assessor empresarial, que sabe como ninguém tocar corações. Vale a pena ler e reler suas obras, que realmente nos revelam grandes li-

70

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

ções. Ele próprio é uma lição.


Eduardo Metinger/Especial

Campeões de tudo

Depois de vencerem o Mundial de Clubes em casa, o time de punhobol da Sociedade Ginástica/NH trouxe de Santa Catarina o título de campeão brasileiro e, por último, do Paraná, de campeão sulamericano. Com isso, vão dispu-

Luxo e sedução para os recém-casados

Heitor Borella e Gislaine Marques, os gestores do Union Hotel, atentos à modernidade, vêm fazendo mudanças no interior do prédio para atender cada vez melhor seus hóspedes e empresas que locam seus espaços para convenções, palestras e festas. O café da manhã é um convite a permanecer no Union. O restaurante, igualmente, com seu cardápio caprichadamente montado para agradar a todos os paladares. E a suíte exclusiva para lua de mel é um brinde aos noivos, toda decorada com motivos românticos. Com sintonia plena, o casal vem fazendo incontáveis mudanças no hotel. Os hóspedes agradecem e elogiam.

tar em 2013 o campeonato mundial na África. O timão formado por Fausto, Ique, Dani, Chico, Tunga, Dão, Polaco Gladiador, Marcelão, Ju, Alemão e Pilha, comandado pelo supertécnico Marquinho Schmidt e o pelo auxiliar técnico Todinho, é certo, vai trazer de lá seu terceiro título de melhores do mundo e a oitava estrela para o clube, sendo, com esta, a sexta do punho. Jogadores do primeiro escalão, têm entre eles o melhor jogador do Mundial, Luís Henrique Poersch, o Ique, com todo orgulho, meu filho. Um orgulho pra mim, para o pai, Felipe, para os irmãos, Bárbara, Chico, Marina e Patrícia, para nossos familiares, para o time e para nossos amigos. Juntos, eles são bons demais! Não teve pra ninguém. Então, rumo à Namíbia! Lá estarei... Leonardo Savaris/Divulgação

Maravilha da mamãe e do papai!

Alice transformou a casa de seus pais em um autêntico País das Maravilhas. Muito esperada, a filha de Michele Ferraz e Alexandre Velho, causou sensação na chegada. Uma galera assistiu de camarote ao primeiro tempo da guria, entre eles, os avós Teresinha e Guaracy Velho e Susana e Luiz Antônio Ferraz. Como o avô materno, o pai, a mãe, a tia Janaína Ferraz, o tio Uli Ferraz, todos jogadores de punhobol, será que vem mais uma hamburguense louquinha por punhobol por aí? Punhobolista, ou não, ela chegou e abafou. Toda fashion, com guarda-roupa dos States, pequenininha, cabeluda, moreninha e linda, vai incomodar o papai... Atletas e loucos por punhobol eles vibraram por mais uma vitória

71


D e AaZita

Leonardo Savaris/Divulgação

Parabéns a vocês!

Isabel e Angela Brum comemoraram juntas, de maneira tão estilo quanto elas próprias. Amigas de longa data, optaram por festejar seus respectivos aniversários usando como mote a soma das idades. A festa, supercolorida, no Vagão da Sociedade Aliança, reuniu convidados tão amigos,quanto elas são uma da outra. A festança das duas dentistas hamburguenses vai ficar na história e na memória de quem lá esteve. Foi uma grande reunião entre amigos de sempre que foram dos mais entusiasmados ao puxar o ‘’parabéns a vocês’’ e os aplausos. Foi uma festa de arromba! Sandra Wagner/Divulgação

O brasileiro que virou suíço

O jogador de punhobol hamburguense, Juliano Fontoura, que vive na Suíça desde que casou com Rebeca Schreiber, irmã do também jogador de punho, Cyrill Schreiber, o Fausto, que completa o plantel ginasticano, é papai de um suíço, o loirinho e lindo Luca. Depois de ganharam de tudo e todos, Ju voltou para Walsenhausen com a mulher e o hedeiro, que promete ser tão bom jogador como o pai, o tio e o avô suíço, Huldrich. É o intercâmbio Brasil/Suíça e vice e versa. O timão já está com saudades de seu levantador.

Casa bela e bem montada

Susana Bernardes mudou de endereço com sua loja e se instalou em área mais central, na Marcílio Dias, 631. Toda enfeitada para a época, a Bristol Casa está linda e remete ao encantamento que só o Natal transmite. Recentemente fez coquetel de apresentação do novo endereço. Lotou o espaço e todos saíram de lá elogiando o bom gosto dela, explícito nos produtos para cama, mesa e banho. Repôs o estoque e em 29 de novembro fez o Bazar de Natal. Outro sucesso que levou até a loja gente que gosta de tudo o que é bom e bonito. Os produtos são de primeira linha. Copos, petisqueiras, faqueiros, camisolas, baby dolls, mantas, cortinas e outra infinidade de coisas bacanas, compõem o acervo da Bristol. A festa foi bemnatalina, com direito a cardápio típico para o tempo em que tudo lembra Papai Noel. Tem mimos para tudo e todos. É só ir lá conferir Tim-tim: Isabel e Angela, um brinde à amizade e à vida

72

e não resistir a tentação de comprar, comprar e comprar....

Boas Festas!!!

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


73


E xpansão&Você

Seja bem-vindo A Revista Expansão RS recebeu em novembro visitas de leitores e colaboradores da publicação

Graziela Dannenhauer Fotos: Graziela Dannenhauer/Especial

A

Revista Expansão RS está de portas abertas para rece-

ber sua visita na sua sede, si-

tuada na Rua Quintino Bocaiúva, 99, no Centro de Novo Hamburgo (RS). Cada leitor, colaborador, amigo ou cliente tem sua presença registrada

Lassakoski e Bruna, da Cia Malma

Jost, Velho e Alexandre

Padre Günther e Ana Maribel

Consultor Klein

Gislaine e Borella, do Union Hotel

César, da Paulo César Imóveis, e Borges

Simone, da Idélli de Novo Hamburgo

Huyer, da Huyer Arquitetos Associados Ltda

em foto para publicarmos nesta editoria nas edições seguintes. Os diretores da revista Ana Maribel Pacheco e Sérgio Luiz Jost destacam que essa é uma das maneiras que se tem de valorizar aqueles que prestigiam a Expansão RS. Em novembro, a revista recebeu as visitas do diretor-

artístico da Cia Malma, Alex Lassakoski, e da bailarina Bruna Alves; do padre Günther Büttenbender; do consultor da Abicalçados Ênio Klein; dos proprietários do Union Pergamon Premium Hotel, Heitor Borella

rio da Huyer Arquitetos Associados Ltda, Luiz Carlos Huyer; do proprietário da Paulo César Imóveis, Paulo César, e o diretor da Unidade Publicidade e Propaganda, Michel Rodri-

Gustavo Henemann/Especial

Fitas RM, João Rauber; do proprietá-

Gustavo Henemann/Especial

e Gislaine Marques; do diretor das

gues Borges; da gerente comercial da Idélli, Simone Falkoski, e dos proprietários da Agrícola do Vale, Guaracy Antônio Velho e seu filho Alexandre – todos de Novo Hamburgo.

Rauber, da Fitas RM

74

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

Venha nos visitar e registrar a sua presença na Revista Expansão RS (Rua Quintino Bocaiúva, 99, Centro de Novo Hamburgo). Agende sua visita pelo e-mail graziela@revistaexpansao.com.br ou pelo telefone (51) 3065-6380, com a editora da Expansão RS, Graziela Dannenhauer.


Parque Temático Canela - RS

Cinema 7D Praça de Alimentação

-

75


C asa&Estilo

“A arquitetura desenha a realidade urbana que acomoda os seres humanos no presente. É o pensamento transformado em pedra, mas também a criação do pensamento.”

Jaqueline Fischer Zapelini Arquiteta jaque@zapelini.com.br

o melhor tipo de esquadria para sua casa Foto: Vanessa Bohn/Divulgação

Quando projetamos nossa casa, uma preocupação que surge é: qual esquadria usar? Qual me dará maior segurança e durabilidade? Esse é um dos itens mais importantes e caros de uma obra, por isto é muito importante sabermos escolher.

Projeto da arquiteta Jaqueline Zapelini

Os tipos de materiais

As esquadrias podem, além das variações de funcionamento, ter aspectos e qualidade totalmente diferentes em função do material.

Alumínio: possui várias opções de

acabamentos e é de um material extre-

mamente durável. O alumínio não enferruja, sendo adequado para construções, principalmente, à beira-mar.

PVC:

proporciona alto desempenho

térmico e acústico, são leves, de fácil 76

manuseio e bonito design. Podem ter vidro duplo ou triplo diminuindo consideravelmente a passagem de som.

Madeira:

pode ser utilizada em

quase todos os tipos de abertura, e em diferentes tipos de madeira.

Ferro:

a vantagem do material é o

custo baixo em relação aos demais, mas

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

a manutenção do aço é mais trabalhosa e constante por conta da oxidação.

Vidro:

são esquadrias apenas em

vidro, geralmente temperados, com pequeninos perfis ou cantoneira de alumínio em suas laterais. Destaca-se pela transparência obtida, como um pano de vidro inteiriço quando fechado.


Jaqueline Fischer Zapelini/Divulgação

Projeto da arquiteta Jaqueline Zapelini

As mais De abrir:

Uma folha ou mais se

abre, girando sobre dobradiças ou pivô (no caso das portas pivotantes) para fora ou para dentro do ambiente.

De correr:

correm lateralmente a

partir de um trilho no chão ou no teto (apoiadas ou penduradas). A desvantagem é que geralmente metade do vão da esquadria acaba sempre fechada pelo recolhimento das folhas.

usadas Basculante:

é aquela que abre

graças a pivôs localizado em suas laterais. Quando a báscula abre, parte da janela se projeta para fora e parte para dentro do ambiente.

Maxim-Ar: é similar à basculante,

mas toda sua folha se projeta para fora do ambiente, podendo chegar a uma abertura de quase 90 graus.

Guilhotina:

é a conhecida janela

de fazenda – uma folha em cima e uma embaixo, com venezianas de abrir. Quando colocada as duas folhas para cima, elas ficam presas por meio de borboletinhas metálicas nas laterais.

Camarão:

são aquelas em que as

folhas vão correndo e dobrando ao mesmo tempo, recolhendo-se e deixando quase 100% do vão aberto. Às vezes são conhecidas como sanfonadas.

O importante é imaginar que, quando estamos colocando aberturas em uma construção, elas possuem forte impacto nas fachadas e na aparência final da casa. É importante analisar a funcionalidade, o design, o conforto e a baixa manutenção. Valorize sua obra, tenha uma casa bonita e confortável!

77


N atal

Ideias de como elaboraR sua mesa para a ceia Mesas natalinas são preparadas com carinho por lideranças da sociedade hamburguense que exprime em artigos e objetos os sentimentos da data

Por Graziela Dannenhauer Fotos: Homero Schuch/Especial

O

projeto foi idealizado por Heda Seffrin e está no segundo ano sendo realizado em

conjunto com a Comlines Tramontina, em Novo Hamburgo. A 11ª edição do Mesas Natalinas Arte & Cozinha está em exposição até 6 de janeiro de 2013 no showroom da Tramontina, com 11 mesas elaborados por lideranças da comunidade hamburguense (veja lista). O lançamento do evento ocorreu em 6 de novembro, com a participação do cerimonialista Renato Maciel. A visitação é gratuita e os interessados em buscar ideias de como elaborar sua mesa de Natal podem visitar a loja que funciona de segunda-feira a

sexta-feira, das 9 às 19 horas, e sábados e domingos, das 9 às 18 horas. De acordo com Heda, que é consultora de gastronomia e etiqueta e apresentadora do Programa de TV Arte & Cozinha, no Canal 20 Net, as mesas foram decoradas com muito carinho pelos convidados e os visitantes poderão ter ideias criativas de como decorar a sua mesa para o Natal. O diretor-administrativo da Comlines, Valcir Klein, explica que as mesas foram elaboradas com muito carinho e ternura, e é com esse sentimento que as pessoas prepararam a sua mesa da ceia, para fazer as pessoas se sentirem especiais. "Queremos 'tocar' as pessoas e sensibilizá-las com o evento” complementa.

Stoffel e Inês destacaram a solidariedade em sua decoração natalina

78

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Klein, Maciel e Heda durante a celebração

Vanessa e Serafim frisaram a união das pessoas

Tema das mesas e colaboradores

União – Para Estar Junto não é Pre-

ciso Estar Perto, e Sim do Lado de Dentro – Vanessa Becker, Adauto Serafim e Alessandra Serafim

Solidariedade –

Ajudar os Mais

Fracos Não Nos Faz Mais Fortes, e Sim Iguais – Inês Vaz e Jorge Luis Stoffel

Família –

Melhor do Que Todos os

Presentes Debaixo da Árvore de Natal é a Presença de Uma Família Feliz – Lia Scheffel Kirsch e Marco Aurélio Kirsch

Amor –

As Mais Lindas Palavras de

Amor são Ditas no Silêncio de um Olhar – Renata e Zenaide Konzen

Generosidade –

Generosidade

é Abrir a Mão e Estender a Quem Mais Precisa – Heda e Simone Seffrin

Felicidade –

O Segredo da Feli-

cidade é Encontrar a Nossa Alegria na Alegria dos Outros – Thaís Della Tôrres e Leila Dipp Bassani

Fraternidade – A Verdadeira Fra-

ternidade Respeita Todas as Diferenças,

Criando uma Relação de Afeto e Igualdade entre Todas as Pessoas, Como se Elas Fossem Irmãs de Sangue – Rejane Maria Schuch Forte

Simplicidade – A Simplicidade é

a Essência de Tudo, Inclusive das Coisas Mais Complexas – Mentes Coloridas

Esperança –

A Esperança Não

Murcha, Ela Não Cansa, Também Como Ela Não Sucumbe à Crença. Vão-Se Sonhos nas Asas da Descrença, Voltam Sonhos nas Asas da Esperança – Liga Feminina de Combate ao Câncer Fonte: Comlines Tramontina

79


D esigner

Uma joia de mulher A brasileira Ruth Grieco, com reconhecimento internacional, tem peças exclusivas no Estado

O

trabalho

da

designer

de

joias

catarinense Ruth Grieco – que já foi agraciada com diversos prêmios nacionais e internacionais – reforça sua presença no Rio Grande do Sul, com exclusividade na Vanity Jóias, de Novo Hamburgo (RS). Tendo a natureza como sua principal fonte de inspiração, ela traz à cidade a coleção Asas, cuja concepção partiu de um concurso, onde ela abordou o trabalho da mulher no mundo. “A ideia foi dar asas às mulheres, pois lembra a liberdade e acredito que este seja um atributo da mulher contemporânea”, analisa Ruth. Ela trará também algumas peças da coleção Caqui, cujo ponto de partida foi a forma de um caqui seco que ganhou de uma cliente. Dali surgiram colares, anéis, brincos e pulseiras. Ruth foi uma das primeiras designers brasileiras a receber royalties – importância cobrada

Por Caren Souza Fotos: Divulgação

pelo proprietário de uma patente de produto ou marca, para permitir seu uso ou comercialização – ao desenhar para uma indústria. Recentemente ela figurou nas páginas da Vogue Itália, que escolheu peças suas com pedras turquesa para figurar ao lado de joias de

80

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

marcas consagradas, como Bvlgari e Van


Pulseiras maleáveis borboletas ouro branco, topazios azuis, turmalinas verdes, peridotos e diamantes

Cleef&Arpels. Além do seu sucesso, ela comemora também o fato de suas filhas, Carolina e Paula, trabalharem com ela. Ambas são formadas em desenho industrial, mas ao ingressar no mercado de trabalho, optaram por ajudar a mãe. O marido, Paschoal Grieco, que também é colecionador de arte, contribui para o clima de total inspiração. O design parece que está mesmo no DNA da família.

“Sou muito ligada à natureza e à arte. Acredito que a arte educa o olhar, e por isso eu consigo enxergar formas interessantes nos lugares menos convencionais”.

81


D esigner

Obra retratada em livro

A designer tem seu trabalho homenageado no livro Ruth Grieco – Poetizando a joalheria, escrito pelo jornalista francês Didier Brodback, autor de dezenas de livros sobre relógios, pérolas e diamantes. Lançado em 6 de março em Paris, e poucos dias depois na Suíça, com conferência para a imprensa inter-

Natureza e arte

Na obra, a coleção de arte, a natureza e o estilo de vida de Ruth aparecem como principais fontes de inspiração para suas coleções. Além de ilustrações, o livro conta com pequenas crônicas que narram os momentos de criação, sempre enaltecendo as gemas brasileiras, pelas quais ela nutre grande paixão. “Sou muito ligada à natureza e à arte. Acredito que a arte educa o olhar, e por isso eu consigo enxergar formas interessantes nos lugares menos convencionais”, sustenta, mencionando a coleção Caqui.

Prêmios

Entre uma série de premiações importantes, a designer foi agraciada em 2007 com o Tanzanite – Celebration of Life, em Londres, e com o HDR Awards – A night at the opera, na Bélgica. No

nacional durante a Baselworld, a maior feira de joias do mundo. No Brasil, o lançamento ocorreu nos meses de maio e junho, em São Paulo (SP) e Florianópolis (SC). A designer, radicada em São Paulo (SP) há 40 anos, tem seu atelier em um dos pontos mais nobres da moda na capital paulista, a Rua Oscar Freire. Todo escrito na Europa, o livro foi editado em português e inglês. Nele está incluso um breve relato da história da joalheira brasileira desde 1.700, dando destaque às joias crioulas mostradas nas gravuras da época de Debret. As páginas vêm recheadas de ilustrações e fotos. Brodback também é editor da revista Dreams, a primeira publicação francesa dedicada à joalheria. 82

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

ano de 2006, foi contemplada com o IF Design Awards, na Alemanha, e com o Tahitian Pearl Trophy. Este mesmo prêmio havia sido conquistado em 2005, bem como o prêmio Embrarad. Porém, para Ruth o maior prêmio foi um renomado jornalista francês ter reconhecido seu trabalho e lhe prestado homenagem com a edição de um livro. “Não existe premiação maior que esta”, comemora.


Vanity tem exclusividade no Estado

Para o diretor da Vanity

Jóias, Oswaldo Portella, a exclusividade nas vendas das peças de Ruth Grieco não é uma novidade. Desde que fundou a loja, há oito anos, sempre trabalhou com as peças dela. “Ela sempre fez alguns trabalhos para a Vanity, porém agora teremos uma quantidade maior de suas criações”, comemora o joalheiro. “Ela é uma profissional de extremo bom gosto, com capacidade ímpar de criar, tanto que é reconhecida dentro e fora do Brasil, principalmente na Europa”, frisa Portella. No dia 4 de dezembro, quando a loja lança suas coleções para 2013, Ruth prestigiará o evento com sua presença.

Rua Julio de Castilhos, 109 loja 5 Novo Hamburgo Fone: 3594 1144 83


E stilo de Vida • RICARDO VONTOBEL

84

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Prático e objetivo Por Caren Souza Fotos: Divulgação

Do alto dos seus 53 anos, o presidente do Conselho de Administração da Vonpar S/A, o empresário Ricardo Vontobel, confessa ter dificuldade em falar sobre si mesmo, mas tem uma certeza: é prático e objetivo em tudo o que faz. Casado com Scheila Vontobel – com quem tem os filhos Valentina, Guilhermina e João Ricardo – tem toda a sua experiência profissional ligada à Vonpar, uma empresa familiar que começou como distribuidora da Coca-Coca e hoje abrange várias marcas. Gaúcho, natural de Santo Ângelo, figura na categoria dos pesos-pesados entre os empresários do Estado, atuando em diversas funções, como o Conselho Deliberativo da Federasul e o Conselho de Administração do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. Nem por isso assume uma personalidade complexa perante os negócios e a gestão de pessoas. Pelo contrário, na entrevista concedida à Expansão RS, ele demonstra que alicerça seus conceitos em pensamentos simples, como aqueles conselhos que recebemos da família desde a mais tenra idade e no convívio com os colegas.

O que significou para você ganhar o prêmio Top Ser Humano?

Foi a primeira vez e foi muito impor-

tante. Não trabalhamos ou vivemos para receber prêmios. No entanto, quanto isto ocorre, principalmente em se tratando de um prêmio de tamanha relevância, fiquei muito orgulhoso, feliz e valorizado pela conquista.

Qual o princípio mais importante para a gestão de pessoas?

Para mim, é o exemplo. Seja qual for o discurso, se não tiver consistência prática na ação, nas atitudes, a partir do exemplo, não tem credibilidade para mim e ninguém.

O senhor tem experiência em uma multinacional, porém tratase também de uma empresa familiar. Seus maiores aprendizados profissionais vieram de casa ou dos bancos escolares?

O que aprendemos na vida é a soma

de tudo que vivemos. Aprendi valores e princípios em casa, conceitos na escola, relacionamento e conhecimento das diferentes pessoas com a vida.

Quem o senhor considera um ícone na gestão de pessoas? Uma pessoa que admiro na gestão de

pessoas é o Hermes Gazzola, da Refeições Puras. Ele montou a sua própria empresa, cresceu, conquistou o mercado e nunca mudou a sua forma de 85


E stilo de Vida • RICARDO VONTOBEL

"O princípio mais importante na gestão de pessoas é o exemplo. Seja qual for o discurso, se não tiver consistência prática na ação, nas atitudes, a partir do exemplo, não tem credibilidade." ser. Entre seus milhares de funcionários,

Respeito: toda a pessoa deve ser

a grande maioria o conhece pessoal-

respeitada; desperdício: é inaceitável;

mente e tem muita admiração por ele.

humildade: nunca perca a humildade;

O Hermes conhece e gosta de pessoas.

lealdade: sou leal e gosto de lealdade;

Quais os principais valores que o senhor recebeu na família e que busca transmitir a seus colaboradores na Vonpar?

"Uma coisa é uma cultura forte como temos, altamente positiva, uma tradição que passa de geração para geração. Isto é uma fortaleza do Rio Grande do Sul."

alegria: quem é alegre vive melhor e produz mais; e inquietação: estar sempre atento a novas oportunidades.

Qual o principal desafio das empresas na gestão de pessoas? E qual o ponto mais forte?

O principal desafio é o processo natu-

ral de evoluir na velocidade que a dinâmica de hoje exige. A qualidade da mão de obra no Rio Grande do Sul é o ponto forte.

O bairrismo, peculiar do povo gaúcho, influencia de alguma forma o desenvolvimento dos negócios, atrapalha ou ajuda?

Acho que influencia e, para mim, atra-

palha. Uma coisa é uma cultura forte como temos, altamente positiva, uma

86

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

tradição que passa de geração para geração. Isto é uma fortaleza do Rio Grande do Sul. No entanto, o bairrismo é um atraso. A própria palavra já remete a algo que já não cabe mais em um mundo globalizado. É muito pequeno!

Para o senhor, quais os principais desafios de atuar em uma empresa familiar? Nossa empresa tem capital familiar,

mas a gestão é altamente profissional. Manter-se é o desafio constante.

Como é sua atuação no Grêmio?

Até dezembro ainda serei vice-presidente na gestão do presidente Paulo Odone. Em função das minhas atribuições profissionais, nunca pude estar com


"O principal desafio das empresas hoje é o processo natural de evoluir na velocidade que a dinâmica atual exige."

eu vá ou esteja que não vivencie o nosso

Não tem fórmula. O sucesso tem ta-

negócio. Neste sentido, estou sempre

manho e dimensões diferentes, depen-

trabalhando. Sempre tem uma garrafa

dendo do caso e do ponto de partida.

ou lata de Coca-Cola me perseguindo!

O senhor tem algum sonho pessoal ainda não realizado? Sonhar é necessário!

Qual seu maior sonho em âmbito profissional e pessoal? a assiduidade que gostaria participando do dia a dia. De qualquer maneira, desde 1977, sempre que chamado participo de alguma forma da vida do clube.

O senhor acredita que vida pessoal e vida profissional se confundam, ou é possível separá-las?

Elas acabam se confundindo, ainda

mais no meu caso. Não existe um local que

Continuar sempre sonhando e viver

com saúde até os cem anos.

Qual o seu principal segredo na gestão de pessoas? Não ter segredo, ser absolutamente

transparente e honesto.

O que é ter sucesso? Existe uma fórmula para atingi-lo?

Após atuar em entidades como Fiergs, Federasul e ADVB-RS. Como vê o papel delas no desenvolvimento empresarial? Entidades são importantes para o de-

bate de ideias e o posicionamento dos mais diversos setores. Cada uma precisa cumprir o seu papel para desenvolver.

Como o senhor se autodefine no seu dia-a-dia? Quem é a pessoa e o empresário Ricardo Vontobel, da Vonpar?

Esta é uma das poucas perguntas que

tenho dificuldade de responder. Uma coisa é definitiva: sou muito prático e objetivo em relação a tudo.

87


A no-Novo • METAS

Planejando 2013 Por Caren Souza Fotos: Divulgação

C

Aprenda a otimizar o seu tempo, estabelecer metas e cumprir as promessas feitas antes da virada

om a chegada de um novo ano, costumamos fazer promessas de dias melhores, muitas vezes sem sucesso. Que tal se organizar melhor para atingir

seus resultados em 2013? A pedido da Revista Expansão

RS, Christian Barbosa – maior especialista no Brasil de ad-

ministração do tempo e produtividade – elaborou algumas dicas infalíveis para que o seu ano seja bem aproveitado do início ao fim. “Todo mundo reclama que falta horas no dia, que não consegue ter tempo para tudo o que precisa. Mas o problema não está na quantidade de horas, e sim no uso que fazemos delas”, avalia. Confira as dicas do mestre. Anote os afazeres em uma ferramenta

Separe as atividades em três esferas diferentes, para avaliar o que realmente precisa ser executado.

1. Importante: todas as atividades que você

faz e que têm importância em sua vida são aquelas tarefas que trazem resultado a curto, médio ou longo prazo. É a esfera da estrada certa, na qual é garantido que você coloca seu carro e sabe que na linha de chegada estará realizado.

2. Urgente: é toda a tarefa que deve ser fei-

(agenda, smartphone, caderno, Outlook)

ta imediatamente, pois o prazo para execução é

Planeje sua rotina com antecedência

curto ou já acabou. Essas atividades não podem

mínima de três dias Priorize as atividades ao invés de sair fazendo o que aparece primeiro

ser previstas, por isso geralmente causam estresse desnecessário nas pessoas.

3. Circunstancial: tarefas desnecessárias ou

Se tiver várias agendas, sincronize-as

excessivas. São os gastos do tempo de forma inú-

Priorize você na agenda

til, tarefas realizadas por comodidade ou por se-

Diga 'não' quando necessário

rem socialmente apropriadas. É a esfera da estra-

Planeje eventos importantes com antecedência (férias,

da que não leva a lugar algum, aquela que não traz

check-up médico, cursos e renovação de documentos) Fazer o balanço de final de ano é fundamental antes de planejar um novo 88

A fórmula para o bom planejamento

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

resultados, apenas frustrações. Podemos citar como exemplo o uso demasiado da Internet, ou os emails improdutivos, as conversas fúteis, etc.


89


S ounds

Porto Alegre na rota dos

grandes shows Capital gaúcha integra o circuito de espetáculos que antes era promovido no eixo Rio-São Paulo Por Caren Souza Fotos: Divulgação

Nos últimos tempos, a capital dos gaúchos tem sido palco de uma série de shows internacionais de grande porte – a exemplo de Lady Gaga, que aconteceu em novembro, e Madonna, que ocorre no início de dezembro – o que lhe confere, definitivamente, um lugar no mapa das grandes turnês. Vários fatores contribuíram para este crescimento, desde o avanço das vendas pela web até a oferta maior de casas de espetáculos na Graziela Dannenhauer/Especial

cidade. Desta forma, o círculo da economia

90

gira mais rápido e o lucro cultural do público cresce. Em 2012, a capital sediou grandes espetáculos, como Kiss, Linkin Park, Marillion, Roger Waters, Bob Dylan, Evanescence, Tony Bennett e Slash. Além de outros Revista Expansão RS • Dezembro 2012

shows, como Shakira e Black Eyed Peas.


Economia aquecida

A executiva de Entretenimento da

promotora RBS Eventos, Karina Fernandes, vê a economia aquecida brasileira como o principal motivo do crescimento de Porto Alegre na agenda de shows. “O momento econômico, com crescimento de consumo e explosão da classe média transformou o Brasil em um País em alta, na moda e sedento por receber cultura. E com isso, o mercado porto-alegrense de produção artística está cada vez mais capacitado para atender todos os tipos de espetáculo”, avalia. Ela frisa também que o nível de investimento está cada vez mais profissional, o que inclui novas casas de shows sendo abertas. “A possibilidade de trazer novos grandes espetáculos aumenta em 2013 em razão dos grandes festivais que ocorrerão no País, como Lollapalooza, Rock in Rio e SWU.”

Crise europeia

“A capital gaúcha é hoje um mercado

promissor e a oferta cultural da cidade cresce a cada ano”, constata o diretor artístico da promotora Tickets for Fun, Alexandre Faria. “O público da cidade é

Internet, qualificação do staff e valores reduzidos

exigente e o que queremos é oferecer o que há de melhor na área de entreteni-

Para o diretor da promotora de es-

cadas de produção e locais adequados,

mento ao vivo.” No primeiro semestre

petáculos Opus, Carlos Konrath, muito

com excelente acústica, para shows de

de 2012, a empresa trouxe para Porto

da entrada ‘oficial’ de Porto Alegre no

médio porte, como o Teatro Bourbon

Alegre nomes como Roger Waters e Bob

circuito das turnês se deve à Internet,

Country e o Oi Apresenta Araújo Vianna,

Dylan. E no segundo semestre, Madon-

que mudou a forma de arrecadação dos

reaberto recentemente e com capacida-

na, Lady Gaga, Linkin Park, Creed e

eventos, facilitando a compra de ingres-

de para quase 5 mil pessoas. “O desafio

Fiona Apple fazem parte da programa-

sos, e também a divulgação das bandas,

agora é fazer com que os valores dos in-

ção. A agenda de 2013 ainda está sendo

que agora se tornam mais conhecidas

gressos sigam reduzidos”, pontua Konra-

elaborada. Faria sustenta que mesmo

independentemente das gravadoras. “E

th. Este ano, a Opus já trouxe a Porto Ale-

um mega show, como o da Madonna,

mesmo distante dos grandes centros do

gre artistas como Buddy Guy e Richard

foi negociado sem muitas dificuldades.

País, a capital gaúcha é uma das qua-

Clayderman, e bandas como Marillion e

Pelo contrário. Segundo o diretor artísti-

tro melhores para integrar o roteiro das

Misfits. “Vale também mencionar a pro-

co, com a crise econômica da Europa, o

turnês brasileiras”, aponta Konrath. Isso

gramação nacional, com nomes como

Brasil é um mercado muito promissor e

porque a cidade possui equipes qualifi-

Marisa Monte e Chico Buarque”, lembra.

não fica fora das turnês dos artistas. 91


S ounds

Graziela Dannenhauer/Especial

Lady Gaga

De um castelo iluminado surge em uma poderosa armadura, montada num cavalo, Lady Gaga  cantando  Highway Unicorn. Ela leva ao delírio o público

92

queixo caído’. O show durou cerca de duas horas. (Por Edith Auler/Especial)

O guitarrista Slash

Fãs não se contiveram ao assistir o

em Porto Alegre. Este foi o início de um

seu ídolo tocar. Slash se apresentou em

show, que deve ficar na memória daque-

9 de novembro, na capital. O guitarris-

les que compareceram ao estacionamen-

ta e ícone do rock encerrou sua turnê

to da Fiergs, em novembro, para assistir

Apocalyptic Love no Brasil, no Pepsi

a diva da música pop internacional. O

On Stage lotado, a capacidade do local

público foi menor que o esperado,  mas

é de 7 mil pessoas. Ele se apresentou ao

não menos receptivo,  mantendo uma

lado de Myles Kennedy and The Cons-

boa ‘química’ com Gaga. Ela não chega

pirators e levou a galera ao delírio com

a ser uma cópia de Madonna, pelo con-

suas unhas ‘afiadas’. Um dos melhores

trário, tem estilo próprio, mas é impos-

guitarristas do mundo viajou pelo Brasil

sível não lembrarmos da outra musa,

para os demais shows, com sua família.

como por exemplo, nas insinuações se-

A noite estava abafada, quente e preven-

xuais, que sempre geram alguma polê-

do temporal, e o interior do Pepsi esta-

mica. Chama atenção que tudo no show

va mais de 40 graus. Em meio à plateia,

é absolutamente cronometrado, dando

muitos fãs passaram mal e tiveram que

uma impressão que é a prova de erros.

ser removidos para o lado externo. Mes-

Mas foi justamente em um momento de

mo assim, teve aqueles que na beira da

improviso, que o show teve seu ponto

grade (barreira de contenção para o pal-

alto. A diva pop cantou, ao lado de três

co) receberam água do pessoal da segu-

fãs escolhidos por ela. Entre elas, estava

rança, produção e do Corpo de Bombei-

Laura Pinzon, 13 anos. A menina, emo-

ros. Os fãs que estavam na primeira fila

cionadíssima, pediu para tirar uma foto

não quiseram sair dali para não deixar

com Gaga de sua câmera. Foi pronta-

de assistir ao guitarrista que ao lado do

mente atendida. Ela então quis o micro-

Guns N’Roses arrebatou milhares de fãs

fone e com uma voz incrível cantou, à ca-

pelo mundo desde a década de 80. (Por

pela, You And I, deixando o público ‘de

Graziela Dannenhauer/Especial)

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


93


C oleção

Mais de

25 mil latas de cerveja Colecionador de Porto Alegre reúne um dos maiores acervos de raridades do Rio Grande do Sul

Por Caren Souza Fotos: Caren Souza/Especial

E

le tem entre 26 mil e 28 mil latinhas de cerveja. Não se sabe ao certo, pois parou de cadastrar novas aquisições em 2001, quando chegou a 21 mil

itens em sua coleção. Coronel aposentado da Brigada Militar, Ibes Carlos Schmitz Pacheco começou a colecionar em 1994, de uma forma inusitada. Ao anunciar que faria um curso na Europa, com passagem por oito países, sua irmã solicitou que trouxesse algumas latinhas para o filho, que estava colecionando. “Fui com cerca de 30 oficiais e solicitei que todos guardassem suas latas. Voltei com 298 delas”, lembra. Porém, com as notas baixas do sobrinho na escola, a irmã cancelou o presente. E foi assim que tudo começou.

Internet amplia opções de compra para leilões

Pacheco colocou as latas para decoração em um espaço da casa, e começou a buscar outras. “Nenhuma lata é igual. São detalhes diferentes como a inscrição lateral, o tipo de lata”, explica. Depois iniciar este hobby, não foi só a decoração da casa que mudou, mas outro horizonte se abriu na vida do coronel. Passou a se corresponder com colecionadores do mundo inteiro e a frequentar encontros temáticos, onde compra ou troca raridades. Depois da massificação da Internet, ampliou a gama de opções de compra, principalmente com os leilões virtuais. Com essa movimentação em torno de seus objetos de desejo, Pacheco tornouse sócio de clubes de colecionadores, cujas credenciais exibe com orgulho. Hoje, ele está entre os maiores colecionadores do Rio Grande do Sul, em qualidade e quantidade. Também é motivo de orgulho sua aparição em alguns jornais, inclusive fora do Brasil, dignos de ganhar moldura para exibição. Uma das publicações é da cidade alemã de Hamm, onde ocorre um dos maiores eventos de colecionadores do mundo.

94

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Curiosidades

Raridades

Ao longo de tantos anos adquirindo

Atualmente, o colecionar parou de

as mais variadas latas, Pacheco tam-

buscar itens da Europa e Estados Uni-

bém coleciona boas histórias. Algu-

dos, com exceção de coleções temáticas.

mas das maiores preciosidades, ele

“Busco apenas as sul-americanas e al-

adquiriu por acaso. “Um item raro,

gumas brasileiras importantes. Entre as

uma lata de ferro da Brahma feita

latas mais importantes, ele destaca uma

entre as décadas de 70 e 80, veio no

coleção temática da Brahma de 1994,

meio de um lote que comprei por outro

que trazia alguns craques brasileiros da

motivo. É um modelo diferente, onde

Copa do Mundo. Ele exibe as imagens de

a inscrição ‘Brahma Chopp’ vinha em dourado, ao invés do tradicional prateado da época. Quando fui verificar o lote, percebi que a enlatadora não era a tradicional empresa brasileira que aparece em todas as demais. Era uma indústria norte-americana”, explica Pacheco. Ele supõe que a empresa estrangeira tenha feito um protótipo, mas que não foi aceito pela Brahma. “Esta lata é única no mundo”, conta com orgulho.

Raí, Bebeto e Zinho. Qual a raridade? A Outra façanha foi quando entrou em um leilão virtual em busca de uma rari-

coleção não foi comercializada pelo fabricante. Foi comprada em um leilão.

dade. Interessado em um modelo, levaria outro de brinde. Para sua surpresa, até o final do leilão ninguém havia feito apostas e ele comprou pelo lance mínimo, com valor baixíssimo. “Quando fui buscar a lata, reparei que a outra que vinha junto era uma raridade muito maior, que até então eu não conhecia.”

Salão temático em casa

Não bastasse as milhares de latas decorando parte da casa, além de uma peça inteiramente dedicada a estes objetos de desejo, Pacheco decorou também o salão de festas de sua residência inteiramente com latas e barris de cerveja. O charme especial fica por conta do bar, que conta com uma chopeira espanhola, e dos anúncios luminosos das marcas de cerveja, garimpados com minúcia pelo colecionador. Outros acessórios como baldes, barris e diversos enfeites temáticos completam a decoração do espaço, que é o preferido para receber os amigos. Uma mesa de sinuca estrategicamente colocada no local completa a sensação de que se está dentro de um bar.

95


G olfe Classic Luis Carlos Baumgarten Empresário e vice-presidente da Confederação Brasileira de Golfe royal.golfe@terra.com.br

Destaque juvenil foi para Balestrin

Balestrin acumula troféus em torneios locais

O Belém Novo Golf Club, localizado em Porto Alegre (RS), recebeu de 10 a 11 de novembro, cerca de 70 atletas que entraram em campo para disputar o torneio interno do clube. O grande campeão foi o jovem de apenas 16 anos Matheus Balestrin, integrante da 1 Equipe Juvenil de Alto Rendimento do Estado. Na segunda colocação, ficou o golfista Roberto Davis. “Essa vitória é muito importante, pois mostra que todo o esforço que eu coloco nos treinos estão dando resultado. Isso me dá confiança e me ajuda a melhorar cada vez mais”, destacou Balestrin.

Excelente nível técnico

Com a presença de nove damas e 80 cavalheiros, o Aberto do Santa Cruz Country Club, em Santa Cruz do Sul (RS), realizado em 13 e 14 de outubro, trouxe à tona o excelente nível técnico do jovem Fotos: Divulgação

Rohan Boettcher, que, com apenas 13 anos, venceu o torneio e começa a despontar no esporte como grande revelação do golfe gaúcho. Entre as damas, a experiência de Marinez Pontes falou mais alto, e a atleta ficou com a primeira colocação.  Boettcher campeão do torneio

Dias, Reinert, Villar e Longhi

Aberto de Caxias foi um sucesso e reuniu 79 atletas

O 6º Votorantim Private Bank Open, realizado de 2 a 4 de novembro, foi um grande sucesso. A 11ª etapa do Tour Gaúcho por Categorias 2012 reuniu 79 atletas no tradicional campo de Caxias do Sul (RS). O golfista número 1 do País, Octávio Villar, natural de Pelotas (RS), ficou com o título. Entre as damas, a local player Lúcia Reinert  mostrou que domina a cancha e levou a primeira colocação. O evento foi uma grande festa social com sorteio de prêmios oferecidos pelos patrocinadores, jantar de confraternização e a inauguração da nova sede do clube. Entre as presenças, Daniel Dias, Ruy Reinert Jr., Octávio Villar e Rodolfo Longhi Jr.

96

Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Sustentabilidade.

Mais que uma palavra, um compromisso com o futuro. A AES Sul, assim como as demais empresas do Grupo AES Brasil, tem o compromisso de atuar de forma transformadora com soluções inovadoras para o desenvolvimento sustentável das comunidades onde está presente. É por isso que fomos reconhecidos como empresa modelo em sustentabilidade, um orgulho para todos da organização e a certeza de que estamos no caminho certo para promover a verdadeira transformação.

97


Mídia&Cia

Mande o quê está acontecendo em sua agência para

E-mail: redacao@revistaexpansao.com.br

graziela@revistaexpansao.com.br

Divulgação

A nova presidente do Grupo de Mídia Daniela Schenato é da Agência Escala de Porto Alegre e assume o cargo gestor por dois anos

Pela segunda vez, a publicitária Daniela Schenato assume a presidência do Grupo de Mídia. Após tomar posse, em 9 de outubro, para gestão no próximo biênio, ela acredita que agora é um desafio ainda maior, pois está à frente de um grupo sólido, forte e de grande importância para o mercado gaúcho. “A meta é dar continuidade ao trabalho que vem sendo desenvolvido e proporcionar cada vez mais conhecimento técnico aos associados, buscando qualificação e valorização dos mídias no mercado gaúcho”, avalia Daniela. A publicitária, que atua como gestora de Conexões da Agência Escala, de Porto Alegre (RS), destaca que há várias dificuldades encontradas pelos mídias hoje, variando de acordo com o tamanho da agência. “A falta de tempo, muitas vezes, é uma grande dificuldade a ser considerada”, enfatiza. Uma das estratégias de sua gestão é proporcionar mais cursos para estes profissionais. Daniela faz parte da diretoria desde 1996, e já contribuiu com diversas iniciativas, como o Top de Mídia e Papo de Mídia, evento que promove o encontro entre mídias e atendimentos dos veículos de comunicação.

A Y Propaganda, de Novo Hamburgo (RS), passa a atender a comunicação da Faxon

Química,

empresa

hamburguense que atua nacionalmente no tratamento de água. Em 2013, ela completa 20 anos de atuação no mercado. A Faxon tem estrutura operacional nos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catrina, São Paulo e Pernambuco. A Y Propaganda deverá trabalhar o reposicionamento da marca.

98

Grupo Defferrari no Salão de Inovação

Estudio Me/Divulgação

Faxon é novo cliente da Y

A DSi é uma Internet via rádio com excelente qualidade, funcionando mui-

DCS cria campanha de final de ano para a Body Store

As novidades e sugestões de presentes da Empório Body Store para as festas de final de ano inspiraram a nova campanha criada pela DCS Comunicações, de Porto Alegre (RS), veiculada desde o mês passado. Um dos carros-chefe é o lançamento do sabonete de arruda com sal grosso da marca na versão de 1 quilo, que trazem o conceito Feliz Natal e Boa Sorte Body Store. A campanha também destaca os kits artesanais e personalizados como sugestões de presente, com anúncio ilustrado por uma das linhas de produtos, a Lolita Serum.

Revista Expansão RS • Dezembro 2012

to bem até mesmo nos locais de mais difícil acesso. Para fixar ainda mais a ideia de que a comunicação é peça chave no seu desenvolvimento e história, o grupo disponibilizou, durante o Salão da Inovação, realizado na 28a Mostratec, na Fenac, em Novo Hamburgo (RS), um painel interativo, onde os visitantes trocavam informações por meio de post-it (adesivos autocolantes). A Defferrari contou com a experiência e conhecimento da agência D+E, de Novo Hamburgo.


D icas da Redação E-mail: redacao@revistaexpansao.com.br Fotos: Divulgação

Livro

Fröhlich lança livro sobre sua trajetória

O empresário gaúcho Lauro Carlos Fröhlich lançou o livro Mãos à Obra, da

Livro

Feedback Corporativo

Feedback Corporativo – como saber se está indo bem é o livro que a psicóloga, consultora empresarial, exe-

em Ivoti (RS), a Fröhlich pertence à constelação de empresas que sedimentaram

cutive coach e professora universitária

o pioneirismo empreendedor do Rio Grande do

Simoni Missel lançou em 5 de dezembro,

Sul. O autor concedeu sessão de autógrafos na

na Livraria Saraiva, em Porto Alegre

Feira do Livro de Porto Alegre deste ano, em 7

(RS), pela Editora Saraiva. O exemplar

de novembro, quando autografou o livro para

apresenta o resultado de uma pesquisa

o então governador em exercício, Beto Grill.

feita com 427 líde-

Fotos: Divulgação

Editora Alcance, relato que funde a história da vida do empresário com a trajetória da Fröhlich, fundada há 57 anos e onde atua como diretor-presidente. Sediada

Dividida em 11 capítulos, a obra conta a vida

res de 249 empre-

de Fröhlich até o presente momento, relatando

sas, sobre a utili-

em ordem não cronológica, passagens importan-

zação do feedback

tes e curiosas, por meio de uma narrativa que

como

ferramenta

mistura detalhes pessoais e profissionais do em-

para

desenvolver

presário gaúcho. O mosaico de histórias cobre

potenciais

desde os tempos de menino, quando aos treze

duais

anos começou a trabalhar ao lado do pai fazendo

nas equipes. O que

fretes, passando pela experiência política do autor como vereador da então recém

motivou a pesquisa

emancipada Ivoti, até as viagens internacionais para os Estados Unidos e Europa,

foi a vontade da psicóloga de conhecer

na década de 80, quando foi pesquisar novas tecnologias para a própria empresa.

a realidade das empresas. Ela lembra

Sonho antigo

e

indivicoletivos

que “as pessoas são contratadas por suas habilidades técnicas e são demitidas por

A ideia de escrever o livro, esclarece o autor, era um

suas dificuldades de comunicação e pro-

sonho antigo que foi aquecido pelo desejo das filhas de

blemas comportamentais”. O livro é uma

ver no papel histórias que elas já conheciam. “Elas me in-

espécie de manual que pode auxiliar pro-

centivaram a realizar este projeto, que me trouxe muitas

fissionais a conhecer a técnica de feed-

alegrias, recordações maravilhosas e bastante orgulho”,

back. Além da apresentação do tema, a

afirma. Os capítulos são independentes e utilizam a lin-

publicação traz ainda uma série de testes

guagem de conto para focar em períodos significativos da

que auxiliam o leitor a entender melhor o

vida do empresário. O livro foi desenvolvido pelo escritor Kleber Boelter.

seu perfil de relacionamento profissional.

99


S em Fronteiras

Mosteiro de São Sérgio

100 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


As heranças dos czares Verdadeiras relíquias edificadas pela Ucrânia e pela Rússia ainda fazem destes países ´impérios´ culturais Por Renaldino Gehlen Fotos: Arquivo Pessoal

Qualquer pessoa que goste de viajar, creio que um dia pensou em visitar a Rússia. Até bem poucos anos, era meio temerário fazer isso, quando ainda era vigente o comunismo. Atualmente, viajar em grupo, como nós fizemos, ou fazer uma minuciosa preparação, não há problemas. Fomos entre 28 pessoas, com guia brasileiro, acompanhando desde a saída do Brasil até a volta. A viagem era tipo slow travel, próprio para pessoas de mais idade, tanto que nos 19 dias (de 23 de agosto a 10 de setembro de 2012), nos hospedamos em apenas três hotéis: cinco dias em Kiev (Ucrânia); sete em São Petersburgo e sete dias em Moscou, ambas na Rússia. Os dias em que viajamos foram suficientes para eu e a minha esposa Claudete conhecermos bem cada cidade.

101


S em Fronteiras

Kiev, a capital da Ucrânia

Começamos a viagem pela Ucrânia. Este país, especialmente sua bela capital Kiev, só recentemente entrou na rota turística e ainda não está bem preparada. Há dificuldade de compreensão verbal, pois a língua ucraniana (denominada ciríaco) é, para nós, neolatinos tão estranha quanto a grega. Kiev foi a primeira capital da Rússia, e que originou o país. Em razão de sua longevidade e

Catedral de Santa Sofia, junto ao mosteiro do mesmo nome

mistura de culturas, suas ruas possuem riquezas históricas, com construções seculares, de diversos estilos, muitos monumentos e igrejas, a maioria muitas vezes reconstruídas. Em especial, merece uma tarde, um passeio pelo bairro boêmio de Podil, onde se pode apreciar uma exposição magnífica de pinturas, expostas nas calçadas e no meio da rua. Na época da Perestroika (reconstrução política e econômica da União Soviéti-

Monumento à Mãe Pátria e Mosteiro de San Miguel, vista do Rio Dnipro

ca), em agosto de 1991, Kiev teve proclamada a sua independência da Rússia. Hoje denomina-se República da Ucrânia. Uma característica das igrejas são as reluzentes cúpulas douradas, algumas pintadas de verde ou azul. Dizem que, realmente, são de ouro. Uma da mais bonitas é a Catedral de Santa Sofia (ortodoxa), construída após a libertação de Kiev pelos nômades, em 1037. Um monumento símbolo de Kiev é o Portão de Ouro, que teria sido a porta de entrada principal da cidade, murada para se proteger nos séculos das invasões.

São Peter, a capital cultural

Catedral de São Miguel

Igreja de Santo André

dos Romanov, iniciada com Pedro I, o

do Rio Neva, no golfo da Finlândia,

Sem medo de errar, é uma das cida-

Grande, desde sua fundação, em 1703,

Mar Báltico. Se Moscou é hoje a capi-

des europeias mais importantes, pelo

até o último czar, Nicolau II, assassina-

tal política e econômica da Rússia, São

conjunto arquitetônico, pela opulência e

do, juntamente com toda sua família, in-

Petersburgo, chamada carinhosamente

obras de arte, a mais bonita e suntuosa,

clusive crianças, pelo regime comunista

pelos russos São Peter, é a capital cultu-

que conheci. Herança do período histó-

em 1918.

ral. É também denominada de 'a Veneza

rico governado pelos czares da Dinastia

A cidade foi construída às margens

102 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

do Báltico', em razão de seus inúmeros


canais, que cortam toda a cidade antiga, possibilitando navegar pelo seu interior, com uma vista espetacular das construções e palácios. Sua principal avenida, chamada Nevsky, abriga as principais lojas, hotéis e vários prédios históricos, como a Igreja de Nossa Senhora de Cazan, também conhecida como a Catedral Mãe de Deus.

Lugares mais visitados pelos turistas

Claudete no Salão de Baile do Palácio de Verão de Pedro, hoje parte principal do Museu Hermitage

Um dos lugares mais visitados pelos

turistas em São Petersburgo é a Igreja da Ressurreição de Cristo, mais conhecida por Catedral de Nosso Salvador do Sangue Derramado, por haver sido construída no local em que foi assassinado, por um rebelde, o czar Alexandre II, em 1881. Visitamos o palácio de verão de Pedro, o Grande, chamado de Versaille russo ou Peterhof. Puskin, também fora da cidade, foi o palácio de Catarina I, e é um retrato da extravagância dos

Palácio Petherof, com suas escadarias ladeadas por estátuas pintadas a ouro, o versaille russo

Todas vistas externas, panorâmicas do jardim e escadarias frontais ao Palácio Petherof

Claudete no Salão de Baile, do Palácio de Catarina

Sala Âmbar, toda revestida de ouro

governantes imperiais russos (czares). Cada sala tem uma decoração temática, com riqueza de detalhes e esbanjamento de ouro, pedras preciosas, tecidos coloridos, vasos chineses, japoneses, destacando-se o multicolorido salão de âmbar (totalmente revestido desse material). O museu Hermitage, um dos maiores do mundo, é composto por nada mais nada menos do que dez prédios, que abrigam mais de 3 milhões de obras de arte - entre as quais, pinturas de Da Vinci, Michelangelo, Rafael, Ticiano, Rembrandts e muitos outros. O prédio principal é chamado de palácio de verão dos czares, por situar-se às margens do Rio Neva. Após São Petersburgo, embarcamos no Falcão Pelegrino, trem de alta velocidade, que nos levou a Moscou.

Vista histórica de São Petersburgo, tirada da torre da Igreja de São Isaac

103


S em Fronteiras

Hotel Radison, um dos cinco prédios, todos iguais, construídos pelo regime comunista

Praça do Picadeiro, externo à entrada principal da Praça Vermelha, no Kremlin

Estações de Metrô, verdadeiros palácios subterrâneos Catedral da Anunciação, na Praça da Catedral

São Sérgio, estações do metrô e convento

Visitamos o Mosteiro de São Sérgio, distante 150 quilômetros de Moscou. O conjunto arquitetônico do convento não é muito grande, mas composto por vários prédios muito bonitos, com belas cúpulas douradas, e várias igrejas, na verdade pequenas capelas ricamente pintadas.

Moscou

As estações de metrô são verdadeiros

Apesar de sempre ter alguém que fale

com as inúmeras cúpulas douradas,

inglês nos melhores hotéis, restaurantes

multicoloridas, ofuscantes à luz do sol.

e lojas, nas repartições e lugares

Se pudéssemos sintetizar toda a Moscou

públicos, inclusive metrôs, ninguém

em um único símbolo, diríamos que

entende inglês. A poucas quadras do

o Kremlin é o coração dela. Surgido,

hotel que ficamos, situava-se a sede da

originalmente, como toda cidade antiga,

famosa KGB. Um prédio com aparência

como uma fortaleza, foi paulatinamente

apropriadamente séria, que não obstante

se alargando e agregando em seu

ter apenas quatro andares, diziam os

interior,

russos, com um humor um tanto negro,

também aspectos artísticos, culturais

ser o prédio mais alto do mundo: quem

e

entrava nele via a Sibéria. A parte

arquitetônico ímpar. A Praça Vermelha,

histórica da cidade é simplesmente

palco das comemorações populares, é

fabulosa. Visitamos o Kremlin, o metrô

onde encontra-se o Mausoléu de Lênin,

e algumas igrejas. O primeiro é um

onde seu corpo jaz mumificado, desde

conjunto arquitetônico de embasbacar:

sua morte em 1924.

além

religiosos.

104 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

do Hoje

poder é

um

político, conjunto

palácios subterrâneos, com suas obras de arte, como pinturas, estátuas e revestimentos. Fundado em 1524, o Monastério Notre Dame, de Smolensk, servia como prisão de pessoas da realeza. Quando um czar queria se livrar de uma esposa, por exemplo, mandava-a para o convento. Em 1689, foi nesse convento que Pedro, o Grande, encarcerou sua irmã, czarina Sofia, que se opunha ao seu reinado. Mais tarde, sua primeira esposa Eudoxia Leopoldina também virou freira. Retornamos ao Brasil, convictos de que vale muito a pena visitar a Rússia. Dois períodos distintos e contraditórios fazem a história deste país: a época dos czares e o regime comunista.


Transportamos com agilidade e seguranรงa os presentes de Natal.

Transduarte w w w. t r a n s d u a r t e . c o m

105


R egião Metropolitana

Grande Porto Alegre recebe

R$ 2,2 bilhões Trinta e dois municípios são beneficiados com recursos em obras e programas entre 2011 e 2012 Por Raquel Wünsch/Divulgação Fotos: Divulgação

A

Região Metropolitana de Porto

gre já recebeu mais de R$ 2,2 bilhões

Alegre (RMPA), também conhe-

em investimentos em 2011 e 2012.

cida como Grande Porto Alegre,

que abrange 32 municípios em um processo de unificação da malha urbana.

Avaliação do secretário

Os recursos públicos mais significati-

Atualmente compreende 10.097,186 qui-

vos estão direcionados aos projetos de

lômetros quadrados e, segundo o censo

infraestrutura e logística, saneamento

do IBGE de 2010, possui 3.979.561 ha-

e educação. Para o secretário estadual

bitantes, sendo a quarta mais populosa

de Habitação e Saneamento, Marcel Fri-

do Brasil – superada apenas pelas regi-

son, a RMPA é prioridade para o governo

ões metropolitanas de São Paulo, Rio de

do Estado, que está implementando um

Janeiro e Belo Horizonte. Com o quarto

conjunto de ações articuladas que visam

maior PIB do Brasil, a Grande Porto Ale-

enfrentar os graves problemas da região.

106 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

De acordo com Frison, no caso do saneamento básico, os investimentos que estão em execução ou captados pela Corsan, somado aos esforços municipais, irão transformar a face das bacias do Rio dos Sinos e do Rio Gravataí – atualmente, consideradas das mais poluídas do País – para se tornarem, em um futuro breve, em mananciais de água saneados. “Algo semelhante ocorre nas ações de regularização fundiária colocadas em curso por nossa iniciativa. Estas diminuirão as desigualdades entre a


Cidades da Região Alvorada Canoas Gravataí Porto Alegre Sapucaia do Sul Eldorado do Sul Nova Hartz Triunfo Nova Santa Rita São Jerônimo Capela de Santana Cachoeirinha Estância Velha Guaíba São Leopoldo Viamão Glorinha Parobé Charqueadas Montenegro Arroio dos Ratos Rolante

Campo Bom Esteio Novo Hamburgo Sapiranga Dois Irmãos Ivoti Portão Araricá Taquara Santo Antônio da Patrulha cidade formal e a informal, e permitirão que as políticas públicas alcancem aos que hoje estão apartados da cidadania. Portanto, a RMPA receberá uma atenção digna da sua importância social, política e econômica. Este é o nosso desafio e o nosso compromisso”, revela Frison.

Infraestrutura e energia

Com o objetivo de oferecer melhores condições de tráfego, o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), realiza constantemente obras e ações de manutenção nas estradas gaúchas. Na RMPA, os investimentos chegam a R$ 276 milhões. O destaque fica com a RS-118 entre Sapucaia e Gravataí, que em dois trechos está em duplicação. A Companhia Estadual de Energia Elétrica (Ceee) investiu este ano em geração, transmissão e distribuição de energia cerca de R$ 336 milhões em obras, em várias cidades da região. A Ceee Distribuição está realizando obras de expansão, melhoria e renovação das redes de distribuição de baixa e média tensão, onde os benefícios incluem novos alimentadores de redes rurais e urbanas na área de concessão.

Transmissão e gás natural

A Ceee Geração investe em novos empreendimentos, estudos, projetos e manutenção. Já a Ceee Transmissão realiza obras para eliminar sobrecarga e adequação de procedimentos de rede. Além disso, existem investimentos em curso para novas linhas de transmissão de energia por gás natural, por meio da Sulgás, de cerca de R$ 117 milhões, que beneficiará toda a região.   107


R egião Metropolitana

Camila Domingues/Divulgação

Obras de melhorias na RS-118, no trecho entre Sapucaia do Sul e Gravataí

Saneamento

A Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) realiza investimentos na Grande Porto Alegre, que chegam ao valor atual de R$ 623.086.449,65 milhões (entre recursos próprios e PAC 1 e 2). Estes contemplam obras de implantação e melhoria no sistema de esgotamento sanitário, estudos e projetos, melhorias no sistema de abastecimento de água, elevatórias de esgoto e estação de tratamento. As cidades contempladas são Alvorada, Viamão, Sapiranga, Campo Bom, Canoas, Araricá, Estância Velha, Esteio, Sapucaia do Sul, Gravataí, Cachoeirinha, Ivoti, Nova Santa Rita, Parobé, Portão, Taquara, Arroio dos Ratos, Charqueadas, Eldorado do Sul, Glorinha, Guaíba, São Jerônimo e Triunfo.

Habitação

As ações realizadas pela Secretaria da Habitação e Saneamento (Sehabs) de habilitação e regularização fundiária be-

neficiaram mais de 9,2 mil famílias, nos

pitalares. Com capacidade de atender

municípios de Araricá, Eldorado do Sul,

até 90% dos problemas de saúde, con-

Gravataí, Parobé, Portão, Porto Alegre,

tribuem para diminuir as filas nas emer-

Sapiranga e Sapucaia do Sul, por meio

gências dos hospitais. Esta é a sexta uni-

de 17 loteamentos. O destaque é para

dade desse tipo no Estado e, assim como

Porto Alegre, onde houve  a doação de

as demais, ela funciona 24 horas por dia,

duas áreas do patrimônio do Estado uma

sete dias por semana. Para a construção

no valor de R$ 1,8 milhão e outra de R$

da unidade a Secretaria Estadual da

480 mil. Os terrenos foram repassados ao

Saúde investiu R$ 1,72 milhão.

Fundo de Arrendamento Residencial em

Além de Porto Alegre, Viamão recebeu

parceria com a Caixa Econômica Federal.

ampliação e qualificação da atenção se-

 

Educação e saúde

cundária e terciária com dois centros de especialidade instalados. Também uma

A Secretaria da Educação já inves-

base municipal do Samu foi implantada

tiu em obras escolares o valor de R$

em Eldorado do Sul. Também foi reali-

52.381.172,21 na RMPA. Das 363 obras

zado o fortalecimento da atenção básica

escolares previstas, 137 já foram con-

em toda a Grande Porto Alegre, além

cluídas. Já na Saúde, Porto Alegre conta,

das contratualizações com a sociedade

desde setembro de 2012, com sua pri-

para fundação e manutenção do Hospi-

meira Unidade de Pronto Atendimen-

tal de Caridade Santa Rita, de Triunfo,

to (UPA), localizada na Zona Norte. As

no valor de R$ 1,02 milhão; e com a As-

UPAs são estruturas de complexidade

sociação Educadora do Hospital Santo

intermediária entre as Unidades Básicas

Antônio, de Santo Antônio da Patrulha,

de Saúde e as portas de urgência hos-

no valor de R$ 4,71 milhões.

108 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Os maiores investimentos R$ 210 milhões – Melhorias no sistema de esgotamento sanitário de Alvorada e Viamão, alcançando 202 mil pessoas. R$ 42.202.622,22 - Estudos e projetos de esgotamento sanitário, reforma da ETA e otimização do sistema em Sapiranga e Campo Bom, beneficiando 120.487 pessoas. R$ 102.374.690,79 - Estudos e projetos de esgotamento sanitário, além de melhorias no sistema de abastecimento de água. Ocorre em Canoas e atinge 131.689 pessoas. R$ 188.105.080,18 - O investimento destinado para a implantação do sistema de esgotamento sanitário em Esteio e Sapucaia do Sul, beneficia mais de 155 mil pessoas.

Segurança, Turismo, Esporte e Lazer

Na área de segurança pública foram

tramento, fiscalização, certificação dos

compradas 625 novas viaturas para a Bri-

novos serviços turísticos, qualificação

gada Militar, 29 novos postos de policia-

de profissionais que atuam na área ho-

mento comunitários instalados, 95 novas

teleira e outras áreas do turismo. Além

viaturas para a Polícia Civil do Estado,

do diagnóstico, projeto e implantação da

além de 27 viaturas para o Instituto Geral

sinalização turística e viária para os mu-

de Perícias (IGP). Também foram amplia-

nicípios com centros de treinamento de

das em 830 vagas prisionais em Guaíba.

seleções para a Copa de 2014 e para o

A Secretaria do Turismo realizou es-

roteiro caminho Farroupilha.

tudos de capacidade instalada dos servi-

Já a Secretaria do Esporte e Lazer

ços turísticos para a atração de novos in-

investiu R$ 1.525.678,56 em obras, me-

vestimentos. Cumpriu também o cadas-

lhorias e eventos esportivos. Camila Domingues/Divulgação

Vistoria na RS-118, melhorias na infraestrutura para descongestionar o trânsito

109


C ausa Nobre

Brincalelê Festa promovida pelo Projeto Social Regina Comunidade reuniu cerca de 700 crianças em Novo Hamburgo

E

Por Gustavo Henemann Fotos: Divulgação

m 10 de novembro, o Projeto Social Regina Comunidade,

comunidade obter renda com a comercialização de alimentos”,

do Hospital Regina de Novo Hamburgo (RS), realizou a

conta a coordenadora do Regina Comunidade, Sandra Hele-

terceira edição do Brincalelê, que consiste em uma festa

na Moraes. Para ela, a participação da comunidade na orga-

de integração da comunidade com a equipe da unidade de saú-

nização foi fundamental para proporcionar um dia diferente

de que atende a Vila Palmeira, no bairro Santo Afonso. O evento

para as crianças, com muita brincadeira e comida à vontade.

ocorreu em frente à unidade de atendimento e reuniu cerca de 700 crianças de zero a 12 anos, em uma tarde repleta de diversão. O evento contou com a participação da banda da Brigada

Aniversário do Clube Reginaldo

Durante a atividade foi cantado o Parabéns a Você, pelo

Militar que realizou a abertura da festividade, e ainda, 45 vo-

segundo ano do Clube do Reginaldo – projeto que atua com a

luntários auxiliaram na organização da festa.

saúde bucal de crianças de zero a 7 anos -, e que atende cerca

No dia, as crianças ganharam cachorro-quente, algodão-doce, suco, entre outras guloseimas. Para garantir a diversão da garotada foram disponibilizados brinquedos como cinco camas elásticas e duas piscinas com bolinhas.

Participação da comunidade

de 400 associados. O clube é representado pelo cachorro Reginaldo, que possui uma dentadura.

Para o Natal

Visando o Natal das crianças do bairro Santo Afonso, o Regina Comunidade realizará em 15 de dezembro, o Natal do Re-

Já a comunidade geral pode conferir um brechó de roupas e

ginaldo, onde os 400 beneficiados receberão brinquedos novos

sapatos, venda de refrigerante, bolos e churrasquinhos. “Além

e usados, que serão reformados e embalados pela equipe do

de oferecer a festa para as crianças, abrimos espaço para a

projeto social. Mais informações em www.hregina.com.br.

110 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


111


U niverso Feminino

Sensibilidade e talento unidos Em prol dos negócios, mulheres se organizam e buscam seu reconhecimento no mundo empresarial Por Caren Souza Fotos: Caren Souza/Especial

O

famoso

feminino,

e única mulher à frente da ACI-NH/

que sempre é útil na hora

toque

CB/EV até o momento. “A ex-presi-

de resolver conflitos ou

dente Fatima, assim como a presi-

encontrar soluções em meio a cri-

dente da República, Dilma Rousse-

ses, cada vez mais é valorizado no

ff, são inspirações e provam que a

mundo dos negócios. A Comissão

valorização do trabalho da mulher

de Mulheres Empreendedoras, ins-

é possível”, aponta Marilce.

talada em março de 2007 na Asso-

Desafio profissional

ciação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Cam-

112 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

A coordenadora da comissão

po Bom e Estância Velha (ACI-NH/

explica que o principal desafio

CB/EV), tem promovido uma série

profissional da mulher nos dias de

de eventos com o intuito de forta-

hoje permanece o mesmo que vem

lecer ainda mais o papel da mulher

sendo falado há décadas: conciliar

no ambiente empresarial. De acor-

a vida profissional e pessoal, prin-

do com a coordenadora do comitê,

cipalmente quando o assunto em

Marilce Hanauer, desde que foi im-

questão são os filhos. A valoriza-

plantada a iniciativa, um número

ção profissional e a compensação

muito maior de mulheres passou a

salarial ainda incomodam. “O mais

frequentar os eventos da entidade,

interessante é que muitos homens

bem como cresceu também o nú-

se

mero de associadas.

também. Aqueles que trabalham

interessam

nestes

assuntos

Um dos eventos mais importan-

com mulheres buscam melhorar

tes da associação, o Prato Princi-

em muitos pontos”, avalia Marilce.

pal, que teve 21% de participação

Ela comemora o fato de que algu-

feminina em 2005, tem fechado seu

mas empresas já olham de forma

balanço anual com um índice que

diferenciada para as mulheres,

varia entre 30% e 38% de presença

oferecendo horários especiais e re-

de mulheres desde 2007. A insta-

conhecendo o valor dos resultados

lação da comissão partiu da então

de seu trabalho, e não somente das

presidente Fatima Daudt, primeira

horas trabalhadas.


Modelo de negócios

Sempre trazendo às mulheres empresárias – mas sem fechar as portas ao público masculino – uma série de temas para ampliar seus conhecimentos em negócios, a comissão trouxe à sede da ACI-

e senso crítico. Isso foi descoberto após Disney ser alvo de estudo pela neurolinguística”, aponta a palestrante.

Foco nas pessoas

Na análise de Simone, o segredo de

NH/CB/EV, em 5 de novembro, Simone Si-

sucesso da Disney World é manter o foco

mon, que é professora e palestrante nas

nas pessoas. “O produto é extremamen-

áreas de marketing, vendas e negocia-

te fácil de copiar. Mas o que vende é o

ção. Ela abordou o modelo de negócios ao

serviço, que agrega valor pelas pessoas.

estilo Disney, transmitindo um conceito

É preciso gerar alegria e encantamento

diferenciado de atendimento ao público.

o tempo inteiro para um público anual

A palestrante explica que Walt Disney,

estimado em 100 mil visitantes, e não

idealizador do complexo Disney World

importa sua idade ou cultura”, enfatiza.

– conhecido por sua excelência no mun-

“Os frequentadores da Disney não com-

do inteiro – conseguiu desenvolver três

pram um produto, mas um sonho. E para

capacidades diferentes, enquanto geral-

poder realizá-lo, uma das ferramentas

mente o ser humano desenvolve uma só.

de gestão é diminuir a hierarquia, pois

“Ele tinha características importantes

assim cada colaborador pode solucionar

como criatividade, poder de execução

problemas”, frisa.

113


114 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


115


E sporte • FUTEBOL

Iser

O comandante

Por Gustavo Henemann Foto: Gustavo Henemann/Especial

O treinador que mais trouxe alegrias para os torcedores do Esporte Clube Novo Hamburgo está de volta à casamata anilada Visto como o técnico que mais trouxe vitórias importantes para o Esporte Clube Novo Hamburgo (ECNH) nos últimos anos, Gilmar Iser volta ao comando do clube para a disputa do Campeonato Gaúcho 2013, que inicia-se em 20 de janeiro de 2013. Após uma participação ruim do Nóia na Copa Hélio Dourado 2012, o treinador vem mais uma vez para arrumar a casa e buscar resultados semelhantes à conquista da Copa RS e da Copa Emídio Perondi de 2005, do vice-campeonato da Taça Fernando Carvalho (1º turno do Gauchão 2010), ano em que foi eleito o melhor técnico do campeonato. Iser foi apresentado em 29 de outubro, quando já iniciou os trabalhos à frente da equipe. Em entrevista exclusiva para a Revista Expansão RS, Iser conta que foi contratado pelos seus resultados anteriores no clube, principalmente pelos títulos já citados e também pelo bom trabalho na Série C do Brasileiro de 2005. “E é lógico pela força da torcida que sempre me apóia, fala no meu nome, principalmente quando eu não estava aqui. Porém, quando estou aqui estão sempre contentes. Eu sinto quando eu saio na rua, que eu tenho uma empatia com a torcida. Isso foi fundamental para que eu voltasse para dar continuidade nesse trabalho que está sendo bem profissionalizado agora”, destaca. 116 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Na caça de talentos

O comandante anilado recebeu uma equipe muito desfalcada para a disputa do Gauchão 2013. Durante entrevista, Iser afirmou que o plantel da equipe mudará bastante. O treinador citou a importância de ter a Copa RS como base para o Gauchão, mas para o Novo Hamburgo haverá um recomeço. Para isso, alguns reforços já chegaram, mas Iser afirma que novas contratações estão por vir e a procura do time ideal não passa somente por jogadores do Estado, mas do País inteiro. “Quem jogou futebol sabe que o jogador precisa ter uma personalidade a mais para ser um grande profissional, para não ter dificuldades de enfrentar equipes grandes”, destaca. A preferência de Iser é por jogadores que, além de apresentarem uma forte marcação, precisam ser inteligentes, que tenham boa visão de jogo, que se posicionem bem. “Mas também que sejam jogadores ambiciosos, que possuam rapidez na transição entre ataque e defesa, que cheguem com mais velocidade e queiram fazer gols.”

O segredo para o sucesso

Quando aceitou a proposta da atual direção do Novo Hamburgo, Iser apontou o clube como a terceira força do futebol gaúcho, e garantiu que o seu trabalho com os jogadores é bastante democrático. O técnico disse ainda que o relacionamento com o grupo de jogadores é essencial para o bom andamento da equipe em uma competição. “O futebol é 50% composto pelo relacionamento com

os atletas. É preciso mostrar a eles que o grupo necessita trabalhar unido, com os mesmos objetivos. Precisamos de um grupo muito alegre que busque os resultados positivos”, alega Iser.

Iser na balada

Uma das principais preocupações dos comandantes técnicos são as chamadas ‘baladas’, ou seja, as festas, bebidas e tudo mais. Iser destaca que este é um dos focos do seu trabalho. “Temos que mostrar para o grupo que o campeonato é curto, que precisamos estar bem preparados, e qualquer saída à noite resultará em uma baixa em termos de preparação física”, ressalta. O treinador afirma que a comissão técnica e a direção tentam controlar no ‘bom sentido’ os atletas. “Existe o momento certo para sair para as baladas, fazer a noite. Nós cobramos muito esse compromisso dos jogadores”, detalha.

Saudade da família

O coração também fica “apertado” quando o assunto é a saudade da família. Iser conta que sempre que há uma folga ele viaja para Vera Cruz (RS), onde reside com sua esposa e as duas filhas, e mantém uma empresa de distribuidora de gás. “Fico longe, às vezes até um mês. Mas, estou sempre em contato com elas por telefone ou pela internet”, garante. O treinador lembra ainda que a esposa sempre que pode visita-o em Novo Hamburgo, mas a saudade sempre chega. “A saudade existe, mas procuro focar no trabalho e me comprometer com as metas estabelecidas pelo clube”, destaca. 117


E sportes • OBRAS

A nova casa tricolor Com a inauguração da Arena do Grêmio, dirigentes e torcedores não veem a hora da estreia do futuro palco gremista Por Gustavo Henemann Foto: Juliano Kracker/Divulgação

U

ma nova fase para o Grêmio FootBall Porto Alegrense está para nascer. Com uma excelente campanha

no Campeonato Brasileiro de 2012, a equipe gremista já dava uma prévia do que pode vir quando a Arena do Grêmio for inaugurada em 8 de dezembro. Para a inauguração o clube preparou uma série de atrações que iniciarão as atividades a partir das 20 horas. Os espetáculos serão divididos em cinco blocos, intercalados com shows e queima de fogos. Para o dia estão programadas homenagens ao autor do hino gremista, Lupicínio Rodrigues, e para o jogador Eurico Lara. O hino Riograndense será executado pela Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais, acompanhada por Renato Borghetti. O evento contará com o mega show do Blue Man Group de Nova York, onde o trio Americano se apresentará com roupa preta e os rostos pintados de azul. Após, os torcedores irão reviver a histórica final do Mundial de Clubes de 1983, onde o Grêmio enfrenta-

Capacidade

O novo estádio, que abrigará até 60 mil pessoas, foi construído em parceria com a OAS Empreendimentos, e fica localizado na Avenida Padre Leopoldo Brentano, 110, no bairro Humaitá, em Porto Alegre (RS). O empreendimento contemplará um complexo multiuso que terá um centro de convenções com 20 mil metros quadrados, um hotel com 240 apartamentos, um shopping Center, um centro empresarial, uma área residencial e 5,3 mil vagas de estacionamento. O espaço conta ainda com seis acessos para o estacionamento, 14 elevadores para o público em geral, quatro rampas de acesso ao mezanino, mais de 600 vagas de estacionamento exclusivas para área dos camarotes e cadeiras Gold.

Meio Ambiente e Acessibilidade

A Arena possui também a certificação Leed, que é um selo que reconhece os

rá o Hamburgo, da Alemanha, a partir das

empreendimentos que geram menor impacto ao meio ambiente. A obra con-

22h30. Em 9 de dezembro, Madonna se

siderada a primeira do País a receber o selo verde, pode ser comparada com

apresenta em um mega show no Estádio

o Emirates Stadium, do Arsenal e o Amsterdan Arena, do Ajax. Além disso, a

Olímpico, para marcar a despedida da anti-

Arena do Grêmio disponibiliza 270 lugares distribuídos pelo estádio para ca-

ga para a moderna estrutura.

deirantes e acompanhantes, obesos e pessoas com mobilidade reduzida.

118 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Marketing

Branding Congresso de Marketing da ADVB tem como tema principal a valorização da marca

Por Marcelo Foletto Fotos: Eduardo Metinger/Especial

M

arca, Reputação e Resultados: o Mar-

para debater os melhores conceitos e práticas

keting como Agente Transformador

mercadológicas, as perspectivas de negócios e

de Marcas e Organizações foi o tema

os desafios dos empresários e gestores diante

escolhido para a reflexão e o debate junto ao 21º

de um cenário em constantes transformações. E

Congresso de Marketing, promovido pela Asso-

mais, possibilitou estar à frente de líderes empre-

ciação dos Dirigentes de Venda do Brasil (ADVB),

sariais consagrados no País e no mercado inter-

em 31 de outubro, no Teatro Bourbon Country, em

nacional, oportunizando a troca de conhecimen-

Porto Alegre (RS). Com o patrocínio da Unisinos,

tos e aprimoramento de novos e velhos conceitos

de São Leopoldo (RS), a valorização da marca, ou

de marketing estratégico, e ações competitivas.

seja, o branding, foi o principal foco de todo o encontro. Esta edição histórica serviu para o lançamento do selo alusivo aos 50 anos da instituição

Comissão organizadora

A organização do 21º Congresso de Marketing

no mercado e teve como patrono do congresso,

da ADVB mereceu o destaque pela grandeza de

o presidente do Conselho de Administração e do

ter selecionado líderes para abrilhantar o con-

Comitê Editorial do Grupo RBS, Nelson Sirotsky.

gresso, como o vice-presidente do Grupo Pan-

Agenda gaúcha, conceitos e práticas

vel, Julio Mottin Neto; o presidente da DM9/São Paulo, Sérgio Valente; o CEO da BMW Brasil, Henning Dornbusch; líder mundial e pioneiro em

O evento reuniu um público qualificado de

gestão de reputação das marcas e da Reputation

mais de 1,2 mil pessoas entre estudantes, em-

Institute, Marcus Vinícius Dias, entre outros con-

presários, publicitários e formadores de opinião,

vidados que fizeram parte ao longo do dia, apre-

validando a tese de que é hoje um dos grandes

sentando seus cases de sucesso, e servindo de

eventos da agenda gaúcha. O congresso serviu

mediadores em cada um dos painéis.

119


Marketing

Pioneiro na introdução das marcas

O presidente da Thymus Branding, Ricardo Guimarães, concedeu entrevista exclusiva à Revista Expansão RS. Ele é considerado pioneiro na introdução do branding, como abordagem de gestão, sua história é pautada pela definição de Comunicação,

como exercício de identidade, o que levou a criar a Thymus, em 1988, como uma consultoria estratégica para empresas que atuam em cenários em constante mudança e, portanto, têm suas identidades e perenidade colocadas em risco. A experiência e cases da Thymus são destaques em diversas publicações nacionais e internacionais. Entre seus clientes estão Banco do Brasil, Odebrecht e Editora Abril. Ao longo de sua trajetória, já realizou serviços para marcas como Natura, Banco Real, Santander, Bunge e Vivo. A seguir, a entrevista concedida:

Como as empresas e os líderes que estão à frente das organizações deverão estar preparados para enfrentar os riscos?

isso mesmo o que ocorre. As  empresas

A novidade de nossa época é a acele-

quinas não evoluem. Devem ser tratadas

ração do tempo em função da tecnolo-

como sistemas vivos, porque estes apren-

gia de informação e comunicação. Isso

dem, se adaptam, evoluem e se pereni-

aumenta absurdamente a perda de con-

zam. Por sua vez, as pessoas não podem

trole e a imprevisibilidade do cenário.

mais ser tratadas como peças de engre-

Para esta situação, as empresas devem

nagem, mas como células vivas e sensí-

desenvolver uma nova competência que

veis. Elas são as responsáveis pelo bom

é a adaptabilidade ao cenário no tempo

fluxo de informação no sistema que per-

dado pelo cenário sob o risco de entrar

mite a adaptação no tempo necessário.

não podem ser mais estruturadas e gerenciadas como máquinas porque má-

em processo de extinção. Estou usando

Em seu artigo Vítimas ou campeões

termos da teoria da evolução porque é

da incerteza, uma reflexão nos chama a

120 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


"Inovação e criatividade são palavras que podem se confundir. Para mim, fica um pouco acadêmico. Prefiro apostar em uma visão crítica, que sabe ver a possibilidade de fazer melhor, propor novas soluções e fazer acontecer."

atenção. ‘A incerteza não vem para nos fazer vítimas. Vem para subir o sarrafo da competência dos humanos para tornar suas empresas mais sistemas vivos e menos máquinas e nos fazer mais humanos e menos peças de engrenagem. Pode crer. A incerteza veio para nos melhorar e valorizar o humano. Quem viver verá. Fazendo uma analogia destas afirmações, como podemos proceder ou fazer uma reflexão quanto o assunto for à certeza quando referimos às organizações. Em outras palavras, em um mundo em constantes transformações, o que podemos ter certeza em sua opinião do ponto de vista administrativo? A certeza é a interdependência crescente entre os atores do cenário para uma dinâmica mais complexa e ágil que pede vínculos de mais qualidade entre a empresa e todos os públicos de seu ecossistema. Daí a marca se tornar ativo estratégico.

Como a evolução das marcas que estão diversificando as verbas de marketing para a publicidade digital ou on-line? Redes sociais são ambientes e digital

é uma linguagem. Como você disse, é evolução, portanto, sem julgamento - do or die (fazer ou morrer).

Se tivesse que vender o País como uma marca, quais seriam os atributos tangíveis e inatingíveis que destacaria lá fora? Sol, água, floresta, rios, mar, calor

humano, sensualidade, afetividade, solidariedade, arte, sexo, comida, festa, alegria, expontaneidade, gente bonita, música, futuro, oportunidade, liberdade, esperança - todas essas abundâncias tropicais de um povo miscigenado que ainda não é o que será e; por isso, se define como um vir a ser.

Se tivesse que em um único livro reunir todos os conselhos, visões, ações, estratégias e exemplos que são úteis para diferenciar-se no mercado. Qual seria a sua recomendação?

O livro que mais me ajudou a me en-

tender e as dinâmicas naturais, sociais e mercadológicas foi o Livro das Mutações, em chinês, I Ching. É um livro com mais

Qual (is) marca (s) hoje falam por si e sensibilizam?

de 2 mil anos e quanto mais à tecnologia

A Apple, a Natura e a Virgin.

em nossa sociedade, mais ele fica atual.

Qual o segredo de uma marca?

Existem várias ferramentas estratégicas e de tomada de decisão para nortear o caminho de uma organização. Qual a sua opinião a respeito do papel do líder?

Credibilidade e relevância, nesta ordem.

Como devemos lidar com cada um dos constructos na ora de potencializarmos novas oportunidades e enfrentar os desafios da nova ordem de gestão organizacional? Inovação e criatividade são palavras

que podem se confundir. Para mim, fica um pouco acadêmico. Prefiro apostar em uma visão crítica, que sabe ver a possibilidade de fazer melhor, propor novas soluções e fazer acontecer. Chamo isso de uma inquietação e uma insatisfação permanentes que fazem o mundo ir para frente.     

Melhor ensinamento ou conselho que já ganhou?

Do  meu pai: “diga sempre a verdade,

mas lembre-se: ninguém espera que a verdade seja dita.”

de informação e comunicação se instala

Na empresa, sistema vivo do século 21,

pessoas fazem a diferença. E onde pessoas fazem diferença, líderes fazem a diferença. Importante: nem sempre o gestor é o líder. Gestor tem autoridade e respeito, líder tem admiração e confiança.

O que mais lhe frustra ou deixa chateado quando o assunto é administração de marca?

Reduzir a ideia de marca, a logomarca

e a imagem, e confundir branding, com comunicação institucional ou empresarial. Marca é nome com significado e administrar marca é administrar significado em tudo que se faz em nome da marca.

Quais são os mandamentos de Guimarães para um jovem – quando o assunto é ser competitivo?

Faça o que você gosta de fazer; estude

O que mais admira em uma marca? Por quê?

apaixonadamente para ser o melhor que

ecossistema, o que a mantém eternamen-

principalmente, preste muita atenção na-

Sua capacidade de interagir com seu

te contemporânea. 

puder e preste muita atenção nos outros, quele que faz melhor do que você.

121


V ida&Saúde

Humanização na medicina Unimed Vale do Sinos prioriza proximidade com o paciente por meio de um atendimento mais qualificado e que garanta o bem-estar Por Caren Souza Fotos: Divulgação

C

om a tecnologia avançando cada vez mais rápido, o que beneficia

diretamente a medicina com equipamentos modernos e tratamentos mais eficazes, a Unimed Vale do Sinos (VS) busca seu diferencial em um quesito muito importante, mas que tem ficado esquecido, de um modo geral: o aspecto humano do atendimento. “O grande desafio da medicina é a humanização, e essa característica está presente na cultura da Unimed, em todos os serviços. Isso significa garantir o bem-estar do paciente, ofere-

Todos os setores engajados no mesmo atendimento De acordo com o presidente, todos os setores estão engajados neste tipo de atendi-

cendo-o conforto e cuidado, ao

mento, que busca uma aproximação com o paciente, chamando-o pelo nome e fazendo

mesmo tempo que o investimen-

o esforço máximo para promover seu bem-estar. Um dos pontos altos é o curso de

to em melhores condições de tra-

gestantes e visa a esclarecer dúvidas e compartilhar experiências com os pais, de for-

balho dos nossos profissionais e

ma gratuita e aberta à comunidade. Outra ação importante é a festa dos prematuros,

da comunidade também fazem

realizada a cada dois anos, que reúne equipe médica e famílias de ex-internos da UTI

parte dessa visão”, avalia o pre-

Neonatal, para comemorar a vitória destes bebês. “A humanização é um dos nossos

sidente da Unimed VS, o doutor

valores. É nossa filosofia. O atendimento humanizado gera satisfação, conforto e fide-

Luis Carlos Melo (foto acima).

lização do nosso cliente”, arremata o presidente da Unimed VS.

122 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Tratamento é exemplo

bebê algum tempo antes, para acalmá-

foram momentos muito difíceis, de mui-

lo”, conta Schmitz. Uma vez por sema-

tas incertezas, e que este atendimento

mento humanizado é a UTI Neonatal,

na, a equipe médica, que conta ainda

foi fundamental durante os 2 meses ali.

Um dos melhores exemplos de trataque funciona no Hospital da Unimed. Tudo começa com uma boa conversa, pois a maioria dos pais não está preparada para ver seu bebê na UTI, uma vez que a internação geralmente ocorre por problemas detectados no nascimento. “Tentamos manter os pais o maior tempo possível com o bebê. Quando o recémnascido vai direto para a UTI, há uma separação dos pais que não é boa para a criança. Então tentamos aproximá-los e, assim que possível, liberamos a visita dos avós e parentes mais próximos uma vez por dia”, frisa o responsável pela unidade, o pediatra Fábio Schmitz. Na incubadora, geralmente é colocado um objeto com o cheiro da mãe, para que o bebê se sinta mais seguro. “Em procedimentos mais dolorosos, como as punções, um pouco de sacarose é colocada sobre a chupeta e oferecida ao

com o apoio da psiquiatra Ângela Wirth, reúne-se com o neonatologista Renato Fiori, para discutir a situação clínica de cada bebê. O time ainda é formado por dez pediatras com especialização em neonatologia, quatro enfermeiras e 23 técnicos de enfermagem.

Satisfação tripla

Hoje, Taís Manique de Castilhos sorri com facilidade ao falar dos filhos, os trigêmeos Tiego, Cecília e Júlia. Porém quando nasceram prematuros, em 30 de dezembro de 2011, a situação era preocupante. Logo foram encaminhados para a UTI Neonatal do Hospital da Unimed. “Eu fiquei muito surpresa com o atendimento. Todos os profissionais nos tratavam como se fossem da família, explicavam cada situação, nos davam conforto”, conta a mãe, lembrando que

Festa celebra a vida

No início de novembro, a Unimed realizou a Festa do Bebê com cerca de 220 pessoas. Trata-se de um evento onde os convidados especiais são os bebês prematuros que foram atendidos na UTI Neonatal do Hospital Unimed, pois todos passaram por um período de luta e superação. A última edição foi na Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo, em um ambiente de celebração entre equipe médica, enfermagem e famílias. Segundo Schmitz, este momento é muito importante. O pediatra Davi de Paula, que faz parte do quadro médico da UTI Neonatal, sustenta que além das equipes médicas e de enfermagem qualificadas, é muito importante a luta da família e do bebê pela vida. "A equipe sempre se esforça para reduzir o sofrimento."

123


V iagem

No espaço sideral

Em 2014, os primeiros passageiros poderão realizar o sonho de voar no espaço Por Gustavo Henemann Foto: Divulgação

Q

ual a criança, jovem ou adulto que nunca sonhou em viajar e ultrapassar a fronteira

do espaço? Já em 2014, os primeiros passeios para o espaço sideral estarão disponíveis para todas aquelas almas aventureiras. A iniciativa pioneira da agência de viagens Sanchat Tour Operadora de São Paulo (SP) foi lançada durante o Festival de Turismo (Festuris) de Gramado (RS), que ocorreu de 22 a 25 de novembro. O diretor-presidente da empresa, Roberto Silva, conta que os voos terão duração de uma hora e que a nave abrigará apenas duas pessoas, ou seja, um passageiro e o piloto. A nave Lynx partirá de uma longa pista da base aérea de Curaçao, no Caribe. O diretor-presidente explica que a nave irá decolar por meio de um avião convencional. “Uma vez no ar, a nave se inclina a 90 graus para então atingir a velocidade necessária para chegar ao espaço”, observa. Ao todo, a Lynx atingirá altitude de 338 mil pés, que correspondem a cerca de 103 quilômetros de altura.

124 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

Muitas ‘verdinhas’

Para viajar os interessados terão que desembolsar a bagatela de US$ 107 mil. O empresário reforça que no Brasil a comercialização dos pacotes já iniciou e são feitas exclusivamente pela Sanchat Tour. Além disso, as saídas regulares terão início somente em março de 2014. “Iremos oferecer pacotes completos, que incluem a parte aérea até Curaçao e a hospedagem antes da viagem ao espaço, pois é preciso fazer um treinamento antes do passeio”, detalha. Silva conta que cinco brasileiros já se credenciaram para a vivência inovadora.

Experiência para a vida

Silva ressalta que além de conhecer o espaço, as pessoas que tiverem a oportunidade de participar do passeio terão histórias para contar a vida inteira. “O ponto de partida da decolagem, que é Curaçao, além de ser a localização ideal devido suas condições climáticas e infraestrutura, possui a visão das Caraíbas, que são simplesmente espetaculares com suas belas águas azuis e praias de areia branca. Somente a decolagem já é uma experiência extremamente rara e magnífica”, enfatiza.


125


N egócios

Gestão de alta

performance Por Gustavo Henemann Fotos: Homero Schuch/Especial

Investimentos na qualidade da gestão garantem as metas da Transduarte Transportes de Novo Hamburgo

Um ambiente diferenciado e descontraído tornou a Transduarte Transportes, situada na RS-239, próximo à Universidade Feevale, em Novo Hamburgo (RS), em uma empresa formadora de líderes e profissionais de alta qualidade. O trabalho do diretor-presidente, Julio Prusch, pode ser considerado peça-chave na criação de uma gestão de alta performance do empreendimento. Prusch, que atuava como diretor de Desenvolvimento Corporativo desde 2010, em outubro deste ano, passou ao comando geral da empresa. Em entrevista para a Revista Expansão RS, ele destaca que tem buscado nesses dois anos uma equipe com um ‘degrau’ acima de uma equipe convencional. De acordo com o diretor-presidente, uma equipe de alto desempenho acontece não só com respeito e bom relacionamento. “Foi um trabalho árduo, mas agora possuímos uma equipe de alta performance, onde as pessoas não só se respeitam, elas se gostam, se admiram e entendem o posicionamento uma da outra, ou seja, elas têm empatia, se colocam no lugar da outra e se ajudam”, enfatiza.

A união e a força dos colaboradores

Prusch afirma que sua equipe só atingiu as metas com a união, força, transparência com os colaboradores. “O trabalho para uma boa gestão é a inclusão de todos os funcionários. É impossível alcançar os objetivos da empresa sem o engajamento de todos os colaboradores”, ressalta. A equipe é formada pelo diretor comercial e de Logística, Otávio Joner; o diretor de Administração, Fabio Gomes; o superintendente de Logística, João Amaral; a gerente de Recursos Humanos, Luciana Firmino; a gerente administrativo-financeira, Caren Savaris, e o gerente comercial, Gileno Silva. 126 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Gomes, Silva, Caren, Prusch, Amaral, luciana e Joner

Metas atingidas

entre outros. “Em 2011, atuávamos

jornalísticas no site corporativo, como

Em 2012, a empresa que possui 14

ainda somente com calçado. Em 2012,

cases de sucesso. Prusch acrescenta que

unidades distribuídas nos Estados do

nossa meta era atingir 15% para outros

todos os anos são realizados encontros

Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Ge-

mercados. Conseguimos chegar a 13%”,

de final de ano com gerentes de todas

rais e Santa Catarina, atingiu as metas

aponta Prusch. Para 2013, a expectativa

as filiais. Em 2011 todos estiveram na

para o ano. Desde que Prusch assumiu

do diretor-presidente é crescer em 10%,

Ecoland em Igrejinha, RS. Em 2012, este

a Transduarte, a transportadora atua

com rentabilidade de 6%.

encontro contemplou além de  todos os

com planejamento estratégico baseado em indicativos de resultado. O executivo conta que uma das metas foi a diversifi-

Valorização dos colaboradores

gerentes, também  supervisores de departamentos, que passarão um final de semana  de trabalho, lazer e confraterni-

Uma das vertentes da gestão de Prus-

zação em Bombinhas (SC). Para 2013, a

passou a transportar não só componen-

ch é a valorização de todos os funcio-

intenção é viajar com toda a equipe para

tes para calçados, mas a atuar com brin-

nários. Aqueles colaboradores que se

o  Nordeste do País, e em 2014 a empre-

quedos, máquinas de sorvete, material

destacam nas unidades da empresa,

sa já faz planos para que a Convenção

escolar e esportivo, autopeças, pneus,

frequentemente aparecem em matérias

seja para o Caribe.

cação de mercado, onde a Transduarte

127


T urismo

O mundo mágico da

Florybal

Pioneiro na região serrana do Estado, o Parque Terra Mágica Florybal completa um ano de atividades em dezembro

H

Por Gustavo Henemann Fotos: Gustavo Henemann/Especial

á um ano, a cidade de Canela (RS) era palco da

gante Semeador que carrega o Mundo Florybal. Ao aden-

inauguração do primeiro parque temático cons-

trar o parque, muitas surpresas são reservadas, como o

truído na Serra Gaúcha, onde crianças, jovens e

Território dos Dinossauros – que apresenta espaços como

adultos são tomados pela alegria e encantamento. O Par-

a Aldeia dos Índios e vários animais motorizados que emi-

que Terra Mágica Florybal, criado pela empresa Florybal

tem sons. Além disso, os ambientes apresentam aromas,

Chocolates, trouxe dos sonhos à realidade um universo

barulho de águas das cascatas sustentáveis. Vários pas-

de magia. São diversas atrações para todos os gostos. Já

seios também são feitos pelo parque, com o Dinomóvel e

na entrada do local, os visitantes são recebidos pelo Gi-

com voo panorâmico nas asas de um pterodáctilo.

Maior acervo de esculturas

Em novembro, o proprietário e idealizador das obras do parque, Valdir Cardoso (foto à esquerda), abriu as portas para receber a equipe da Revista Expansão RS. Em entrevista exclusiva, Cardoso conta

que o empreendimento foi construído com o intuito de divertir as pessoas, que elas possam alegrar suas vidas a partir das experiências vividas lá. O empresário destaca que o espaço conta com mais de 2 mil esculturas. “Além disso, queremos alcançar a meta de ter o maior acervo de esculturas de dinossauros do mundo. Atualmente, temos mais de 40”, observa Cardoso. 128 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


A construção da obra

Cardoso conta que as ideias para o parque surgiram ao natural. O empresário detalha que a obra não contou com a ajuda de arquitetos, pois foi ele mesmo que transmitia as ideias para os escultores e pedreiros, além de gastar o suor em parceria com os funcionários. “Eu vivo a obra. Não é um parque qualquer que será encontrado no mundo. Foi tudo criado pensando no divertimento das pessoas”, classifica. Cardoso acredita que não adianta construir um parque, sem ter de cuidá-lo permanentemente. “Tudo o que é faço é com amor e carinho. Eu passo aqui e vejo algum detalhe fora do lugar peço para ser consertado, ou se há um lixo no

Lúdico em meio à natureza

São mais de 67 mil metros quadrados de beleza natural, sendo que nesse meio, Cardoso aproveitou todas as paisagens para abrigar belas esculturas que ilustram o lugar. “A preservação ambiental é um dos fatores que aproveitamos. Recebemos muitos elogios por isso.

tureza”, pontua o empreendedor.

Cinema 7D

Só pelo título já é de arrepiar. Se o cinema 3D é bom, o 7D (sete dimensões) é melhor ainda. No Parque Florybal, os visitantes podem conferir essa, que é uma das principais atrações do local. É um tempo de uma experiência incomparável. Ao assistir os dois filmes exibidos, nos 15 minutos em que os visitantes permanecem na sala, é possível sentir sensações como o vento, a água e até mesmo neve.

Projeto social

Além de tudo isso, a Florybal ainda

Divulgação

chão eu mesmo recolho e jogo no lixo”, salienta.

Por ter conseguido unir o lúdico à na-

trabalha em um projeto social chamado Sementinha de Amor, onde crianças de 1o ao 4o anos de escolas da região realizam passeios gratuitos, com direito a lanche e refrigerante. Saiba mais em www.florybal.com.br.

129


F eiras&Eventos

Os vários pés de um calçado Expositores da Feira Zero Grau, em Gramado, adaptaram os mecanismos de exportação aos níveis de exigência do mercado interno Por Gustavo Henemann Fotos: Gustavo Henemann/Especial

A

s tendências mundiais em todos os setores vão ao encon-

te e Nordeste, pois produzem mais calçados fechados, como

tro às novas condições de exigência dos consumidores.

botas e sapatilhas destinadas aos consumidores das Regiões

Cada pessoa possui um gosto diferente da outra, cada

do Sul e Sudeste. “No Nordeste a produção é feita para o ano

país ou Estado possui características próprias, que precisam

todo devido ao clima. A prioridade são os calçados abertos

ser consideradas na hora de produzir e desenvolver os modelos

como sandálias, rasteirinhas e

das marcas. Na Zero Grau – Salão de Tendências em Calçados

peep-toes. Entre os calçados

e Acessórios, que ocorreu de 19 a 21 de novembro, no Sierra

fechados as mais encontradas

Park em Gramado (RS), pôde-se observar um intenso movimen-

são as sapatilhas. Raramente

to de produtos e lançamentos da moda outono/inverno.

as botas”, contou Ellwanger.

O contraste dos invernos

Para a gerente da Capodarte, do grupo Paquetá, Julia-

Lançada durante a Zero Grau, a 40 Graus – Feira de Calçados e

na Cambruzzi, todos os anos

Acessórios vem para contrastar o ‘inverno’ das diferentes regiões

a empresa produz cerca de

do País. A primeira vez do evento ocorrerá entre 4 e 6 de março

200 modelos, onde a metade

de 2013, em Natal, no Rio Grande do Norte. Conforme o gerente

é produzida com a ‘cara’ do

regional Norte/Nordeste da Bebecê, com matriz em Três Coro-

Nordeste. “Para a região, são

as (RS), Jarles Ellwanger (foto), a tendência de várias empresas

produzidos chinelos, sandálias

é a mescla de produtos que atendam todas as regiões do País.

e peep-toes. Isso porque o

O executivo afirma que o clima é um dos fatores que influen-

mercado nordestino concentra

ciam diretamente na produção. Ele conta que no primeiro se-

um alto faturamento para a

mestre a indústria calçadista, tem pouco foco no mercado Nor-

empresa”, observa.

130 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Novos mercados

Ellwanger afirma que as empresas gaúchas têm aumentado a participação no Nordeste do País. O gerente destaca que, em 2011, foram produzidas apenas de duas a três linhas de produtos específicos para a sua região de atuação, e em 2012, a produção ultrapassou os 50%. “A 40 Graus proporcionará maior aproximação das empresas com o mercado do Norte e do Nordeste. Isso é importante, pois é um mercado que gera de 50% a 100% no faturamento das empresas naquela região”, pontua. De acordo com Juliana, o foco das empresas está em explorar mercados que têm área para o desenvolvimento. “Com o aumento do poder aquisitivo das pessoas,

a elevação das classes e o acesso ao consumo, se adquire mais mercado”, afirma.

Exigências

Lojistas e visitantes de todo o Brasil que estiveram presentes na Zero Grau procuravam a realização de bons negócios para suas empresas. Para a empresária paulista Luciana Takata, a diversificação de produtos é de fundamental importância para contemplar todos os públicos. “Em São Paulo, as pessoas vivem enclausuradas nas suas casas e prédios, por isso preciso ter produtos que atendam as necessidades de todos, como por exemplo, ter sandálias para venda no inverno e botas no verão”, detalha a empresária paulistana.

Atenção ao Norte e Nordeste O diretor da Merkator Feiras e Even-

vezes maior que o Sul nos próximos

tos Ltda realizadora da Zero Grau,

anos, por isso trabalhamos com as ca-

Frederico Pletsch, em entrevista para

racterísticas de cada região”, afirma.

a Revista Expansão RS destaca que a

Pletsch ressalta que Natal (RN) foi a

feira ganhou muito em profissionalismo

cidade escolhida para a realização da 40

em relação ao evento anterior. O exe-

Graus, pois é o ponto que fica no meio

cutivo destacou também a atenção que

entre todos os Estados alvos das empre-

o mercado calçadista tem tido com o

sas calçadistas. “A Feira em março foi

Norte e Nordeste do País, assim como

pensada por ser a maior temporada do

está atento com a concorrência do mer-

comércio Norte e Nordeste, devido às

cado argentino. “Essas regiões do Bra-

vendas paras as festas juninas, além de

sil terão um poder de crescimento três

unir o negócio ao turismo”, explica. 131


E mpreendedor

Selbach Esquadrias completa

106 anos Quarta geração da família é responsável pela modernização e por manter o sucesso da marca, referência no Estado

Por Gustavo Henemann Fotos: Castor Becker Júnior/C5 News-Press/Divulgação

T

John e Sabrina, casal à frente dos negócios da família

udo começou nos primórdios do

nistrado pela diretora financeira, Sabri-

com a parceria da empresa alemã Veka,

século 20. Quando João Alfredo

na Selbach, e pelo seu marido, o diretor

que é referência mundial em perfis de

Selbach fundou em 16 de novem-

comercial, Cristiano John.

PVC para portas, janelas e persianas, e

bro de 1906, a Selbach Esquadrias, que

Em 2012, a empresa, que completou

fica situada às margens do quilômetro

106 anos, alcançou novos objetivos de

16, da RS-122, 1.013, em São Sebastião

crescimento. Em outubro, inaugurou a

John afirma que a Selbach observou

do Caí (RS), no Vale do Caí. A pequena

ampliação o negócio, com um novo pa-

na Europa a tendência de esquadrias

fábrica de esquadrias de madeira hoje

vilhão para fabricação das esquadrias

em PVC, e tomou a iniciativa de trazer o

é um empreendimento de referência

de PVC (cloreto de polivinila) e que abri-

investimento para a região, tornando-se

no Estado. Atualmente, a empresa é co-

gam as máquinas de origem alemã para

a fábrica pioneira. “Percebemos a evo-

mandada pela quarta geração da família

montagem de janelas, recentemente ad-

lução do mercado e que o consumidor

Selbach. Após passar pelo comando dos

quiridas. De acordo com John, a Selba-

ficou mais exigente, fazendo com que

herdeiros Mauro Selbach, posteriormen-

ch Esquadrias está voltada agora, para

buscássemos novos produtos e investi-

te, Cláudio Selbach (atual diretor de

o mercado das esquadrias de PVC, pois

mentos para atender a demanda”, pon-

Produção), o empreendimento é admi-

desde 2006, a organização gaúcha conta

tua o diretor comercial da Selbach.

132 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

também pelo compromisso com o meio ambiente e a qualidade dos produtos.


Feito sob medida

A Selbach atua com produtos feitos sob medida e elaborados a partir de projetos arquitetônicos. John reforça que as esquadrias de PVC geram mais conforto para as pessoas, devido ao poder de isolamento acústico, térmico e de vedação, além de ser um dos materiais mais utilizados na construção civil na contemporaneidade. “A vantagem das esquadrias de PVC é a pouca manutenção. Além disso, elas possuem dez anos de garantia”, destaca. A empresa trabalha também com as esquadrias de madeira, como portas externas e internas de maior porte e pivotantes, indicadas para entrada de

John no showroom da empresa situada em São Sebastião do Caí

residências. Outro produto que o em-

sistema de motorização de janelas

preendimento está lançando é voltado

para automação, que permitem

para a sustentabilidade e a preservação

que os consumidores planejem o

do meio ambiente, que é a utilização

horário em que a janela deve ser

do lyptus – madeira de reflorestamen-

fechada, e que o comando de fe-

to que substitui as madeiras nobres.

char pode ser feito até por tele-

O diretor comercial lembra ainda

fone. Mais informações em www.

que a Selbach Esquadrias possui um

selbachesquadrias.com.br.

Na Avenida tem!!!

Confira outras sugestões em nossa loja.

133


E mpresas&Produtos

Câmbio

São Leopoldo ganha nova agência

A cidade de São Leopoldo (RS) agora conta com mais uma opção em serviços de câmbio. A Latina Exchange Bureau foi inaugurada em 1º de outubro, na Rua Independência, 181, sala 1.201. Embora tenha pouco tempo de atividade, conta com know-how, pois é credenciada da empresa paulista B&T Corretora, que atua desde 1989. Atendendo o mercado corporativo e também fins particulares, a corretora tem entre seus principais serviços os pagamentos internacionais, o cartão Visa Travelmoney e o de câmbio simplificado. Os serviços podem ser solicitados no escritório ou casa do cliente, dependendo da localização geográfica.

Champagne

A Moët & Chandon lança edições limitadas

Para as festas de final deste ano, a Moët & Chandon lançou duas edições limitadas. A Moët Golden Diamond Suit é uma capa isotérmica, que preserva o frescor e a qualidade do célebre champagne da Maison, o Moët Imperial. A garrafa de Moët Imperial 750 mililitros vem revestida com uma capa dourada de textura semelhante ao diamante, decorada com uma gravata requintada, que dá um toque brilhante e festivo a qualquer confraternização de final de ano. Já a Moët Golden Lace Jeroboam é uma luxuosa interpretação em versão 3 litros da garrafa icônica do champagne Moët Impérial. Uma obra de arte elaborada de forma artesanal, a garrafa vem vestida com uma brilhante roupa dourada.

Comunicação

Empresa trabalha com assessoria e consultoria

PlanejeBEM é uma assessoria e consultoria em marketing, administração e publicidade. Trabalha a comunicação de forma completa endomarketing, propaganda, assessoria de imprensa, Internet e redes sociais. Além disso, oferece cursos e palestras nas áreas administrativas, financeiras e de planejamento. Informações pelo telefone (51) 30991515, ou e-mail contato@planejebem.com. 134 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


E conomia&Negócios

Contrato

Ortopé lança moda sleep A empresa Ortopé, de Sapiranga (RS), assinou contrato com a Miss Universo Infantil 2012, Mirella Scheeffer, para o lançamento das sapatilhas Shine Sleeper da marca, na Zero Grau, Salão de Tendências em Calçados e Acessórios, que ocorreu entre 19 e 21 de novembro, em Gramado (RS). A Ortopé antecipou sua versão para o mercado nacional nos pés da Miss da da marca. Há cinco anos, sob a gestão da Corporação Paquetá, a Ortopé deve contabilizar um crescimento de 22% este ano com relação a 2011, totalizando 2 milhões de pares de calçados infantis vendidos, resultado que deve garantir um incremento de 24% no faturamento da marca para o ano.  Deste total, 10% já são exportados, principalmente para países do Mercosul, Europa e Oriente Médio.

Arrozeiros param de bombear em nível arriscado O Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos (Comitesinos) acertou em outubro, os detalhes sobre o acordo entre as categorias Abastecimento Público e Produção Rural, para possíveis situações de escassez de água durante este verão. O acerto ocorreu em uma reunião especial do Grupo Técnico Multidisciplinar, representantes dos arrozeiros e companhias de abastecimento. O novo acordo deve vigorar a partir de 1º de dezembro deste ano a 30 de março de 2013. Assim, sempre que o nível do Rio dos Sinos atingir 80 centímetros sobre o nível da bomba de Campo Bom (RS); 72 centímetros na bomba de Novo Hamburgo (RS), e 60 centímetros

sobre

Castor Becker Júnior/Divulgação

Universo Infantil 2012 como garota propagan-

Acordo

a

bomba de São Leopoldo (RS), os arrozeiros da parte alta da Bacia do Sinos param de bombear água para as lavouras por 48 horas. Informações

www.co-

mitesinos.com.br.

135


E conomia&Negócios

Reformulação

IBTeC comemora

40 anos

Mudança de estatuto e eleições do conselho deliberativo marcam a passagem das quatro décadas de aniversário

O

Por Caren Souza Foto: Divulgação

Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC), que completou 40

anos em outubro, deu início a uma nova fase na consolidação como referência na oferta de soluções para o desenvolvimento do sistema coureiro-calçadista brasileiro. Uma das estratégias foi a alteração de seu estatuto, realizada em agosto. “Essa mudança vai fortalecer a representatividade do associado”, explica o presidente do IBTeC, Rui Guerreiro. Com as modificações, a estrutura básica da entidade fica composta por uma Assembleia Geral, instância máxima de poder, composta por associados; um conselho deliberativo, órgão com poder de decisão sobre as matérias relativas ao instituto e o conselho fiscal, que é o órgão fiscalizador da entidade.

Eleitos assumem a partir de 1° janeiro de 2013 Em 24 de outubro, foi eleito o conselho

o instituto com a mesma competência da

deliberativo, por aclamação. O mandato

atual gestão, manter o alto padrão técni-

da nova gestão inicia no dia 1º de janeiro

co agregando novos serviços, sustentar

de 2013, pelo período de dois anos, e a so-

a boa imagem já conquistada pela ins-

lenidade de posse ocorrerá em São Paulo

tituição junto ao mercado e aproximar

(SP), durante a Couromoda. O presidente

o IBTeC, o máximo possível, da cadeia

eleito do órgão, Claudio Chies, enfatiza

produtiva do calçado, principalmente o

que os maiores desafios são administrar

canal de distribuição.

136 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Comportamento Por Cris Manfro Psicóloga clínica, terapeuta de família e mediadora familiar acmanfro@terra.com.br

Vá em frente Um conhecido meu perguntou à minha mãe qual a idade dela. Ela orgulhosamente disse: farei 90 anos. Então, ele perguntou qual a receita para se viver tanto e tão bem. Pensei que ela fosse dizer que era ter fé, pode ser. Pensei que ela responderia que eu cuidava bem dela, cuido mesmo. Pensei que ela poderia dizer que gosta de viver, sem dúvida alguma ela gosta. Pensei que ela diria que é feliz, ela sempre deixa claro que é. Mas, não. Ela respondeu: ‘nunca em minha vida fiquei olhando para trás, sempre olhei e fui para frente, acho que é isso.’ Minha mãe nunca leu Nietzsche, mas ele já escreveu isso com outras palavras. Ele disse: ‘se você estiver ocupado construindo o seu futuro julgará menos o seu passado.’ Eu acrescentaria dizendo que sempre há um futuro a ser construído e isso é motivador. Ficar julgando, ou pior, se lamentando pelo passado, sem dúvida envelhece muito. Ficar supervalorizando a preocupação com o futuro também envelhece. Falência, a dor inimaginável para mim da perda de um filho jovem, a perda do marido, por todas essas coisas minha mãe passou. Mas, nunca parou de ir em frente. Tem vezes que, dependendo da ‘paulada’ que se leva da vida, ir em frente se torna quase impossível. Sempre digo que nessas horas é só tratar de sobreviver. Mas aos poucos você olha em frente e faz movimentos pequenos, mesmo que se seja a passos muito lentos, pé por pé, pondo um pé à frente do outro. Aqueles que param em suas dores e não mais se movem vivem cheios de preocupações. Os que não conseguem olhar para frente, ficam tristes, mais desanimados e com mais dificuldade em criar esperanças. É um ‘abraço’ para a depressão. Dessa forma, cada vez mais coisas que poderiam ser prazerosas e de felicidades são sentidas como distantes ou inacessíveis. Assim que a dor der uma trégua comece a fazer movimentos para ir em frente. Mesmo com muita dor, faça pequenos movimentos e vá para frente.

3584.3266 | www.tempoimoveis.com.br 137 Av. Pedro Adams Filho, 5812 | Centro | Novo Hamburgo De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h48min.


E conomia&Negócios

Turismo

crônica Por Osvino Toillier Professor, escritor e presidente do Sinepe/RS osvino@sinepe-rs.org.br

Ecoland prepara pacotes especiais O Ecoland, em Igrejinha (RS), preparou diversos pacotes especiais para as festas de final de ano. Tanto para o Natal como para o ano-novo, o empreendimento é uma excelente opção para aqueles que desejam passar as comemorações em um local repleto de paz e em meio à natureza. Para o Natal, o pacote é válido de 21 a 25 de dezembro e os hóspedes poderão desfrutar de toda a infraestrutura. Além da ceia de Natal especial, o complexo também promove a chegada do Papai Noel, com muita alegria para pequenos e adultos. Já para quem quer aproveitar a virada do ano, o Ecoland oferece um pacote que vai de 28 de dezembro a 1º de janeiro de 2013. Para a festa que dá as boas-vindas ao novo ano, terá um cardápio tropical, espumante e um belo show de fogos de artifício. Informações pelo telefone

“O fantástico da vida é estar com alguém que saiba fazer de um pequeno instante um grande momento.” Frase de autor desconhecido remete a reflexão sobre a vida que vai acontecendo a cada instante ao nosso redor. A gente precisa se antenar para isso, porque senão o tempo passa, e todos precisam assumir a condição de protagonistas em lugar de se conformarmos como coadjuvantes. Está nos reservada a condição de protagonistas, desde que nos disponhamos a assumir este papel. O segredo da vida está ao alcance de todos, mas é preciso sensibilidade para captar os momentos mágicos. Nada vem de graça, por passe de mágica. É preciso determinação pela busca, desejo insaciável de superação, trabalho incansável por novas conquistas, transformar sonhos em metas e não se importar com os sacrifícios que serão necessários. Se a gente observar a caminhada de muita gente, a começar por nossos pais e avós, teremos exemplos suficientes para nos inspirar para não desistirmos dos sonhos. Mas sonhar junto com outras pessoas vai gerar energia imensurável e nos lançar ao encontro dos desafios com a fé da superação. Não dá para mergulhar no pessimismo derrotista de que nada adianta, de quem já entregou os pontos e nada mais espera da vida. Não dá para se render à solidão. O deprimido, segundo o psicanalista Abrão Slavutzky, não suporta a própria companhia, gostaria de tirar férias de si mesmo. 'Ele é o guarda de seu cemitério, onde mantém suas perdas. É preciso coragem para sair desse lugar e ajudar a construir um novo sentido de viver.' Momentos mágicos produzem encantamento e importam energias incríveis para a vida, mas que se tornam realmente poderosas quando compartilhadas com quem caminha com a gente. Descubra as energias mais incríveis adormecidas dentro de você, descortine o mundo maravilhoso e abra o coração para a vida trepidante que está ao alcance de suas mãos. 138 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

Divulgação

Pequenos instantes

(51) 3545-5500 ou pelo site www.ecoland.com.br.

Componentes

Exportações crescem 16% Depois de uma série de resultados negativos com as exportações ao longo do ano, o setor brasileiro de componentes para calçados, couros e artefatos atingiu bom desempenho nos embarques em outubro. Os fabricantes movimentaram US$ 97,07 milhões no comércio internacional, um crescimento de 16% sobre o mesmo mês de 2011. O percentual é o maior atingido em 2012, dentro de um histórico de outros dois resultados positivos: em julho, o incremento foi de 2%, e, em agosto, foi de 6%. Além disso, dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) apontam que as exportações brasileiras de calçados cresceram 24,7% em outubro deste ano com relação ao mesmo período de 2011.


Integração

Sicredi reúne comunidade Em 25 de outubro, a cooperativa de crédito Sicredi Pioneira RS realizou um encontro de integração com a comunidade do bairro Ouro Branco e bairros próximos de Novo Hamburgo (RS) no espaço Decora Festas. Mais de 90 pessoas participaram do evento, que apresentou à comunidade e ao empresariado, a cooperativa que foi inaugurada no bairro, em 9 de outubro. O presidente da Sicredi, Márcio Port, destacou na oportunidade os diferenciais do cooperativismo para o desenvolvimento regional. “As cooperativas de crédito captam e emprestam recursos somente de associados e para associados, estimulando a economia e o de-

Bianca Hennemann/Divulgação

senvolvimento da região em que estão inseridas”, afirmou.

Port explicou sobre a importância do cooperativismo de crédito

Referência

Pro>Target comemora 30 anos A agência de comunicação e marketing Pro>Target, de Novo Hamburgo (RS), completa 30 anos em 2012. Para compartilhar a conquista com seus clientes e parceiros, a agência promoveu dois grandes encontros em 21 de novembro, como parte da programação da Semana da Associação Riograndense de Propaganda (ARP), em Porto Alegre (RS). A primeira atividade foi a palestra com o inglês Martin Darbyshire, sócio-fundador da Tangerine

Consequências do mau uso da minha coluna

D

ificuldade em caminhar, fraqueza e dor nas pernas? Entenda o que pode ser. A coluna como qualquer outro órgão sofre com o passar do tempo. As alterações ocasionadas pelo tempo sofrem influência principalmente da nossa genética e da forma como a usamos. As mudanças acontecem lentamente e podem, muitas vezes, ocasionar sintomas. As queixas frequentes são fraqueza nos membros inferiores, dormência, diminuição da distância caminhada, dor em uma ou duas pernas, entre outros. O fato é que nosso organismo sofre alterações que vão comprimir os nervos na coluna lombar desencadeando tais sintomas. O diagnóstico é feito por meio do exame de ressonância magnética. O tratamento com medicações e exercícios é a conduta inicial. Porém, não modificamos ou desfazemos a compressão dos nervos que é a causa dos sintomas. Quando os sintomas não respondem ao tratamento clínico, lançamos mão de procedimentos invasivos. Uma opção com bons resultados são os bloqueios. São procedimentos seguros, executados em média em 20 minutos e realizados ambulatorialmente (alta hospitalar no mesmo dia). Quando essas alternativas não funcionam, a cirurgia é a melhor opção. Realizamos uma descompressão dos nervos por meio de pequenos cortes ou por videoendoscopia, sem a necessidade de colocação de implantes (parafusos). A cirurgia dura em média 1 hora e a alta é prevista para um a dois dias. Após a cirurgia há melhora dos sintomas e aumento da distância caminhada.

Design, com sede em Londres e representado desde 2010 no Brasil pela Pro>Target. O evento foi mediada por Annie Müller, gerente de Planejamento da agência. Após a palestra, os convidados foram direcionados a um bar no hotel para um coquetel exclusivo por conta das comemorações dos 30 anos de atividade ininterrupta de uma das primeiras agências do Rio Grande do Sul.

139


E conomia&Negócios

cada vez melhor Por Daniel Müller Palestrante motivacional daniel@cadavezmelhor.com.br

Recorde

CDL e FCDL projetam Natal Em novembro, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Novo Hamburgo (RS), Remi Carasai, reuniu-se com o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL/RS), Vitor Augusto Koch, para falar sobre o otimismo no comércio

Um lugar no bosque

tativa é que as vendas de Natal incrementem de 8% a 10% as contratações temporárias em relação a 2011 e promoções. A CDL-NH lançou em 12 de novembro, a campanha Natal de Prêmios, que sorteará um carro zero-quilômetro e uma TV de 50 polegadas, de 23 de novembro a 3 de janeiro. Koch ressaltou que R$ 7,8 bilhões devem ser injetados na economia do Estado nesta temporada. O diretor de Marketing da entidade, Pedro Schneider, apresentou a iniciativa para os colaboradores hamburguenses. Divulgação

Era uma vez um mestre, muito conhecido na comunidade onde vivia. Todos diziam que era um homem sábio e tão puro que Deus escutava suas palavras. Naquela comunidade havia uma tradição: todos aqueles que tinham um desejo ou algo que não conseguiam, iam falar com o mestre. Ele os ouvia e, uma vez por ano, em um dia muito especial que ele mesmo escolhia, levava a todos juntos a um lugar no bosque. Conta a lenda, que neste local o mestre armava com galhos e folhas uma linda fogueira, e, em voz bem suave, celebrava uma oração. E dizem que Deus gostava tanto daquelas palavras, e que lhe agradava tanto o fogo armado daquela forma e que queria tanto àquelas pessoas reunidas ali no bosque, que concedia todos os desejos. Quando o mestre morreu, seus fiéis perceberam que ninguém sabia quais eram as palavras que ele utilizava. Mas conheciam o lugar e sabiam como armar a fogueira. Assim, uma vez por ano, seguindo a tradição que o mestre tinha lhes ensinado, todos àqueles que tinham desejos insatisfeitos se reuniam no mesmo lugar. Lá, ascendiam o fogo e, como não conheciam as palavras do mestre, entoavam cantos ou simplesmente se olhavam e falavam sobre os seus desejos. E dizem que Deus gostava tanto do fogo armado daquela forma e que queria tanto àquelas pessoas reunidas ali no bosque, que concedia todos os desejos. O tempo passou e hoje não sabemos onde fica o lugar, nem sabemos como armar àquela fogueira e muito menos quais eram as palavras. Mas sabemos desta história, que basta que alguém a relate e que alguém a escute para que Ele conceda qualquer desejo. Que Deus nos conceda a benção de termos uma vida Cada Vez Melhor.

para as vendas de final de ano. Conforme Carasai, a expec-

Koch e Carasai na sede da CDL de Novo Hamburgo

Mobilidade

Venda de veículos recorde no Estado De acordo com informações do Sincodiv/Fenabrave-RS, o mês de outubro registrou recorde de venda de veículos novos no Rio Grande do Sul. Os dados apontam que as vendas de carros comerciais leves, caminhões e ônibus subiram 33,41%, com relação a setembro, e 13,28% ao mesmo período de 2011. Já para as motos o aumento foi de 26,56% sobre setembro, mas em relação a 2011 houve redução de 14,98%. No acumulado do ano e incluindo todos os segmentos emplacados, o Estado apresenta crescimento de 8,05% em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto que no Brasil o registro é de uma 140 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

redução de 0,64% neste período.


Calçado

Turismo

missão governamental e empresarial

Capacitando ateliêres

Brocker tem espaço VIP

do Estado no país, o Badesul apresen-

A primeira etapa do projeto de capaci-

A Brocker Turismo, agência de viagens

fica para empresas que exportam para

tação de ateliêres no Vale do Paranhana, com apoio do Programa Caminho Sustentável – A Opção Consciente, do Sindicato da Indústria de Calçados de Igrejinha (Sindigrejinha)

e receptivo de Canela (RS), inaugurou em novembro o Espaço Class Brocker Turismo, que conta uma vista exclusiva para a principal via de Gramado (RS), a

tou uma linha de financiamento especílá. O Programa Cuba Pró Exportación disponibilizará R$ 40 milhões a projetos que buscam capital de giro naquele mercado. A Shoes Export, agente comercial da Picadilly,

começará com a realiza-

receberá um financia-

ção de um seminário de

mento de R$ 1 milhão.

sensibilização. O objetivo é aprimorar as 60 micro e

Prêmios

pequenas empresas pres-

Comprar em NH é Show

tadoras de serviços ao setor calçadista. A ação,

Já está no comércio

que integra o projeto

hamburguense a pro-

promovido pela Abicalça-

moção Natal Show de

dos, por meio do Comitê

Prêmios. Quem com-

de Terceirização do Rio

prar

Grande do Sul, e pelo Sebrae, ocorrerá em 10 de

zero-quilômetro ou um

no auditório do sindicato.

televisor LG de 50 polegadas. A campanha

Fenac

começou em 23 de no-

Salão Automotivo

vembro e irá até 3 de janeiro de 2013. Os ganhadores serão conhe-

Um coquetel realizado em

cidos às 19h30 do dia

20 de novembro reuniu

6 de janeiro, em sorteio

empresários, autoridades

que será realizado na

e convidados na Fenac, mento do Salão Automotivo Sul 2013, que acontecerá no mesmo local. A feira, que será realizada de 9 a 17 de novembro do próximo ano, pretende atrair um público estimado em 150 mil visitantes. O evento apresentará os principais lançamentos da indústria automotiva, com foco na realização de negócios nas áreas de autopeças, acessórios, componentes e combustíveis, lubrificantes e aditivos, além de contar com espaço para pales-

estabelecicredenciados

poderá ganhar um Uno

dezembro, às 19 horas,

em Novo Hamburgo (RS), para o lança-

nos

mentos

Avenida das Hortênsias. O Espaço Class fica no andar superior da empresa em Gramado, e oferece comodidade para os interessados em curtir os principais eventos da cidade serrana. Com a chegada no Natal Luz, o espaço possui um excelente ângulo para acompanhar o Grande Desfile de Natal, além de oferecer coquetel durante as atrações.

Incremento

Praça do Imigrante, no Centro de Novo Hamburgo. O regulamento completo da promoção está disponível no site da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Novo Hamburgo (www.cdl-nh.com.br).

Banrisul

Lucro de R$ 627,1 mi O terceiro trimestre de 2012 registrou evolução positiva de 1,2% em relação ao mesmo período de 2011, totalizando

tras, cursos e outras atividades relacio-

Picadilly aposta em Cuba

R$ 207,5 milhões. No acumulado de ja-

nadas. De acordo com o diretor da GSI

A empresa calçadista Picadilly, de Igre-

lucro líquido de R$ 627,1 milhões, com

Projetos, responsável pela realização da atividade, Paulo Roberto Paz, o evento deverá contar com 280 expositores.

jinha (RS), recebeu em novembro incentivo governamental para incrementar a sua comercialização em Cuba. Durante

neiro a setembro, a instituição alcançou retração de 7,5% ao obtido em 2011. O resultado até setembro se deve ao crescimento do salto de carteira de crédito. 141


E conomia&Negócios

sobre nós e outras coisas Por César A. Pessin Administrador de empresas cesar.pessin@hotmail.com

Recursos

Estado investe R$ 29,2 bilhões O governo do Estado apresentou em 14 de novembro, dados que apontam que o volume de investimentos privados previstos para o Rio Grande do Sul é de R$ 29,2 bilhões. Deste total, R$ 24,4 bilhões estão sendo gerenciados pela Sala do Investidor (foto). Além disso, no início

A queda

um protocolo de intenções para a realização do projeto de ampliação da usina riograndense, em Sapucaia do Sul (RS), no valor de R$ 460 milhões. Em 20 de novembro, o governo assinou outros dois protocolos de intenção para instalação de empresas no Estado. A empresa suíça Ammann investirá R$ 15 milhões na construção da unidade que produzirá compactadores e pavimentadores asfálticos em Gravataí (RS). Já o outro investimento será de R$ 20 milhões, por parte da empresa de gruas e elevadores de construção civil Irmãos Tavares, de Portugal, que terá unidade em Dois Lajeados (RS). Caco Argemi/Palácio Piratini/Divulgação

A manhã mal principiara quando uma ligação a cobrar despertou-me da letargia: minha mãe havia caído. Não era a primeira vez, porém, nesta, os anjos estavam distraídos. A dor parecia insuportável e o rosto externava com clareza a pungência do infortúnio. Alguma coisa havia quebrado dentro daquele pequeno corpo quase centenário. Constrangido, o pequeno chinelo emborrachado se culpava pelo ocorrido, porém a pressa era a verdadeira responsável. Muito cedo ela amassara um pão e rachado lenha para alimentar o fogo, e a pressa desconsiderou as limitações e a idade dela. Contudo, mesmo a imensa dor não foi maior que a preocupação com o alimento que preparava. Gemendo diante do fogão, pediu para dispersar as brasas e aguardar dez minutos até o pão assar por inteiro e só aceitou a ambulância depois que ele foi retirado e untado com óleo para que dourasse a crosta. Já no hospital, o otimismo logo desvaneceu, abrindo espaço para a inquietude e aflição. Sobre o semblante cada vez mais distante, medidores vitais sinalizavam números aquém da expectativa. Um prenúncio instaurou-se no ar e quando fui chamado, o ar grave e circunspecto do médico dispensava as palavras. Lembrei então do pão, magnífico, macio e ainda quente. Abstraído em meus pensamentos, lembrei-me de que nada é mais circunstancial do que ter saúde aos 95 anos. Porém, estranhamente, meu coração não entristecia. Para ser franco, sequer assimilava. Tudo vicejava com exuberância e nada indicava que seria uma despedida. Não era, portanto, a hora de partir, pois muito havia ainda a fazer. Subitamente então tudo mudou. Os olhos dela se abriram e um sorriso terno encheu-me de lágrimas.

de novembro, o governo do Estado e a Gerdau assinaram

Regulamentação

Calçadistas querem a terceirização

As indústrias de calçados brasileiras estão mobilizadas para regularmente a terceirização do setor. Para isso, a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) participou de uma audiência pública que ocorreu na Universidade Feevale, em Novo Hamburgo (RS), convocada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), em 8 de novembro. No evento foi apresentada a Notificação Recomendatória, distribuída pelo MPT para as empresas participantes, que consta os requisitos mínimos para regular a terceirização na indústria calçadista. Mais infor142 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

mações em www.abicalcados.com.br.


Debate

Congresso do Calçado em janeiro

Papai Noel, eu quero

O evento, que ocorrerá em 13 de janeiro, na véspera da Couromoda 2013, reunirá cerca de 700 lojistas e indústrias do setor de calçados e acessórios de moda. Neste

Hering Kids e

ano, a atividade debaterá o perfil do varejo brasileiro de calçados e bolsas, o perfil do varejo nos Estados Unidos, e as tendências em calçados e bolsas para o mercado interno, com foco no varejo. O 17º Congresso Brasileiro do

PUC.

Calçado será no Hotel Holiday Inn, no Parque Anhembi, em São Paulo (SP). As inscrições são gratuitas e limita-

Jefferson Bernardes/Divulgação

das, e podem ser feitas pelo site www.couromoda.com.

C

M

Y

CM

Neste Natal, o seu filhote merece

se divertir com cor e conforto.

MY

CY

CMY

Internet

Mais uma opção de compras na web O portal especializado no segmento de design e decoração, o cupomdacasa.com.br, está disponível para compras. O site reúne ofertas a preços bem mais em conta do que se costuma encontrar no mercado. Para o lançamen-

K

amos

l Pemaartéce

6x sem

juros

to, apresenta uma coleção exclusiva de tapetes e promete boas surpresas para quem gosta de produtos de casa e decoração, além de dicas, tendências e atualidades. O empreendimento é de um grupo de profissionais de comunicação, vendas e marketing, que atua há mais de 15 anos no mercado. Tudo com a segurança do sistema PagSeguro.

Exclusividade

Rede Dia vende a cerveja TAG Bier

Desde o início de novembro, a rede de Supermercados Dia está comercializando com exclusividade a TAG Bier, que é uma cerveja que pode ser encontrada nos sabores

Em breve nova loja

no Bourbon Hipermercado

Pilsen e Extra Lager. Para o lançamento dos produtos nas lojas em São Paulo e no Rio Grande do Sul, a Rede Dia preparou uma campanha comercial e marketing e a expectativa é vender mais de 2 milhões de latas.

143


E conomia&Negócios

departamento jurídico Por Estêvão Trentz Kunst & Trentz Advogados Associados advocacia@kt.adv.br

Comemoração

D’Closet completa um ano de casa Buscando o conforto e a comodidade para o dia-a-dia, a D’Closet abriu sua loja há um ano com um showroom em closets na Avenida Pedro Adams Filho, 4.486, Centro, em Novo Hamburgo (RS), para os interessados em melhor organizar seus ambientes íntimos e otimizar o seu tem-

O codicilo

da Silva e Aline Oliveira Soares (foto) promoveram um coquetel para convidados no mês passado, junto com a equipe de colaboradores Denise Silva e Andréia Bueno, que integram o time de vendas. De acordo com Oliveira, a loja é referência no mercado de closets e acessórios, é uma ótima opção para quem procura design moderno e funcionalidade. “Oferecemos soluções inteligentes para organização de dormitórios, closets e armários”, destaca Oliveira. Informações www.dcloset.com.br. Denise Dutra/Divulgação

Sobre o assunto, a doutrina define o codicilo como ato de última vontade destinado a tratar de disposições de pequeno valor. Não é exigida grande formalidade para a sua constituição, justamente por conter disposições sem conteúdo patrimonial relevante. A forma manuscrita e particular, ou seja, de próprio punho é o requisito essencial do codicilo, porém, assim como no testamento particular, admite-se a forma datilografada e a digitalizada, não havendo necessidade de testemunhas, a teor do que estabelece o artigo 1.881 e seguintes do Código Civil, in verbis. “Toda pessoa capaz de testar poderá, mediante escrito particular seu, datado e assinado, fazer disposições especiais sobre o seu enterro, sobre esmolas de pouca monta a certas e determinadas pessoas, ou, indeterminadamente, aos pobres de certo lugar, assim como legar móveis, roupas ou joias, de pouco valor, de seu uso pessoal.” O codicilo é muito parecido com o testamento, embora não possua suas formalidades legais. Além disso, a diferença entre o codicilo e o testamento está no conteúdo, ou seja, no primeiro, são bens de pouca monta (valor inexpressivo), no segundo, tratase de dispor do patrimônio substancial. Os dois institutos podem coexistir, desde que, se o testamento for posterior, em nada contrariar ou modificar o contido no codicilo, conforme estabelece o artigo 1.884 do Código Civil. O codicilo pode ser utilizado pelo seu autor para várias finalidades previstas em lei, como por exemplo: fazer disposições sobre seu enterro; deixar esmolas de pouca monta; legar joias, roupas ou móveis de pouco valor, de seu uso pessoal; nomear ou substituir testamenteiro; e reconhecer filho havido fora do casamento (artigo 1.609, II, do Código Civil). Em todos os casos as liberalidades previstas em codicilo devem ter por objeto bens e valores ‘de pouca monta’. Ocorre que no Código Civil não há qualquer referência quanto ao tipo ou valores considerados de ‘pouca monta’, apenas lista como sendo ‘esmolas de pouca monta’, ‘móveis, roupas, joias de pouco valor e de uso pessoal’. Assim, a doutrina inclina-se pela aplicação do bom senso para a correta interpretação do codicilo. As expressões ‘pouca monta’ e ‘pouco valor’ referidas no artigo 1.881 são relativas e dependem, é claro, do tamanho da herança. A jurisprudência tem se posicionado no sentido de que valores de até 10% do patrimônio total podem ser dispostos por meio de codicilo.

po. Para comemorar a data, os diretores Gustavo Oliveira

Destaque

Clientes da e-tab recebem prêmio Quatro clientes que já concluíram o módulo de gestão estratégica da e-tab Tecnologia e Gestão, de Novo Hamburgo (RS), foram premiados com o Troféu Ouro, no Prêmio de Qualidade Total. Os premiados são o 9º Registro Civil das Pessoas Naturais e Tabelionato da Comarca da Capital do Rio de Janeiro; o 1º Tabelionato de Notas e Protesto de Palhoça (SC), o 1º Tabelionato de Notas e Protestos de Criciúma (SC), e o Tabelionato de Notas e Protesto de Içara (SC). A entrega do Prêmio de Qualidade Anoreg (PQTA) ocorreu em 18 de novembro, durante o 14º Congresso Brasileiro de Direito Notarial e de Registro, em Salvador

144 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

(BA). Mais informações em www.e-tab.com.br.


Mauro Stoffel/Divulgação

45 anos

Piá reuniu 5,5 mil pessoas em sua festa de aniversário Em novembro, a Cooperativa Piá reuniu cerca de 5,5 mil pessoas na festa de 45 anos da empresa. O evento ocorreu no estádio do Esporte Clube Nova Petrópolis, e contou com o fechamento da gincana dos colaboradores e com um coquetel que teve a presença dos fundadores e descendentes, que foram homenageados com placas comemorativas. Conforme o presidente da Piá, Gilberto Kny, nos 45 anos da cooperativa houve um avanço no processamento do leite, que passou de 2 mil litros para 400 mil litros diários. O empresário lembrou ainda, que a Piá conta atualmente com 4 milhões de consumidores e cerca de 300 produtos. “Temos a melhor marca de leite do mercado, e estamos investindo cada vez mais em tecnologia e inovação”, afirmou. E para finalizar as festividades, teve show da banda Papas da Língua.

145


E conomia&Negócios

Comércio

vida segura Por Adriano Fleck Consultor de segurança adrianofleck@revistaexpansao.com.br asi@sinos.net

CDL-SL e Sindilojas firmam parceria Em 19 de novembro, mais de 140 representantes do comércio de São Leopoldo (RS) participaram da cerimônia que marcou a assinatura da parceria entre a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da cidade e o Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas) de São Leopoldo, para alavancar as vendas do comércio na reta final do ano. A primeira atividade foi o lançamento do Natal Show, que sorteará um automóvel Celta zero-quilômetro e 25 viagens com acompanhante para o Beto Carreiro. Na ação, até os vendedores poderão ser premiados com notebook. A campanha é válida para compras até 12 de janeiro de 2013. Mais informações em (51) 3097-5433. Fotos Divulgação

Vale-alimentação Golpe usa e-mail e página falsa em nome da Sodexo. Site aceita diferentes cartões emitidos pela empresa. Especialistas em segurança brasileiros estão alertando para um novo golpe que busca roubar dados de cartões de vale-alimentação, vale-presente, entre outros, emitidos pela Sodexo. Uma mensagem que chega por e-mail informa o internauta que é necessário desbloquear o cartão. A página seguinte, clonada do site oficial, solicita o número e a senha. A Sodexo foi questionada se sabia da existência da tentativa de roubo de dados e também quais orientações teriam aos donos dos cartões. A empresa não se pronunciou. A fraude é classificada como phishing (pescaria). No phishing, um criminoso envia um e-mail para milhares de pessoas, solicitando aos destinatários que acessem uma página falsa e forneçam os dados solicitados. O golpe é chamado de pescaria porque o e-mail enviado pelo criminoso é a isca na qual as vítimas precisam cair para serem roubadas. Os ataques de phishing mais comuns envolvem instituições financeiras, principalmente bancos e empresas de cartão de crédito. No Brasil, o roubo de contas de programas de fidelidade de companhias aéreas também é popular. A fraude com o nome da Sodexo, envolvendo o roubo de cartões de vale-alimentação, é nova. Faça as suas perguntas por e-mail que na edição seguinte vamos compartilhar com os leitores.

146 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

Capacitação

Profissional mais especializado A Lounge Hair, de Novo Hamburgo (RS), proporcionou ao hairstylist Filipe Henke, recentemente, um dos cursos internacionais  mais requisitados pelos profissionais da área, o Pivo Point. Após o curso, Henke (foto) recebeu o certificado e fez o registro junto com a proprietária do salão de beleza, Isis da Silva.


Pedro Revillion/Divulgação

Fumicultura

Coréia do Sul e Brasil discutem acordo Em 14 de novembro, durante a Conferência das Partes da Convenção Quadro para o Controle do Tabaco (COP 5), que ocorreu de 12 a 17 de novembro, em Seul na Coréia do Sul, foi realizada reunião entre lideranças do setor fumageiro do Estado e de Santa Catarina com o ministro-conselheiro da embaixada do Brasil na Coréia do Sul, Sergio Luis Lebedeff Rocha, para definir as diretrizes do futuro do setor. A comitiva de deputados e dirigentes de instituições gaúchas relatou à Rocha as potencialidades do setor. O ministro foi alertado sobre os prejuízos ao sistema integrado de produção, assim como foram lembradas questões referentes à redução da área de plantio, ao atual sistema de crédito que financia a lavoura de tabaco e a elevação da tributação que incide sobre o fumo. Conforme o ministro, o governo brasileiro não permitirá que haja interferência e limitação no País. Em 23 de novembro, ocorreu o desdobramento da missão governamental gaúcha à Coreia do Sul, de 2011. Em razão disso, o governo do Estado

promoveu um café da manhã com a delegação da Korea International Trade Association (Kita). A comissão integrada por representantes de 17 empresas visitou também empreendmientos na Serra Gaúcha e participou de uma rodada de negócios na Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs).

De 18 de novembro a 31 de dezembro de 2012 Nova Petrópolis - RS REALIZAÇÃO

FINANCIAMENTO

www.novapetropolis.com.br/natalemcores

PATROCÍNIO

147


V itrine

Extensão

Feevale lança cursos EaD A universidade apresentou novas ferramentas para soluções corporativas e qualificação de empresas Por Gustavo Henemann Foto: Leonardo Rosa/Feevale/Divulgação

C

om o objetivo de auxiliar na forma-

apontou que a área é vista como mistério

ção profissional de colaboradores

para muitos. “Esta é uma ótima forma de

e empresas, a Universidade Fe-

qualificação e evolução das empresas de

evale lançou em 8 de novembro, durante

maneira contínua”, afirmou Zeni. Ana ex-

café da manhã, realizado no Teatro Feeva-

plicou também que a Educação Corporativa

le, com a participação de empresários da

buscará atender as demandas de mercado e

região, a mais nova modalidade de cursos

auxiliar na aplicação do conhecimento. Na

da instituição, a Educação Corporativa EaD

apresentação, a coordenadora contou que

– Educação a Distância. No evento, a co-

o principal diferencial dos novos cursos é

ordenadora geral de Educação a Distância,

que os alunos contarão com um processo

Ana Karin Nunes, destacou que a iniciati-

de tutoria focado na construção colabora-

va atuará em duas frentes, a primeira no

tiva e no acompanhamento dos estudantes.

auxílio empresarial e profissional, com 15

Inscrições abertas

cursos EaD, que já estão disponíveis, e a segunda frente onde a Feevale atuará na

Os cursos ofertados para as soluções

presenciais obrigatórias) e cursos

customização de projetos corporativos, for-

corporativas apresentam as seguintes mo-

customizados ou in company (cursos

matação de cursos pela Internet com foco

dalidades: cursos de extensão (capacita-

de extensão ou pós-graduação criados

na qualificação profissional das empresas.

ções de curta duração, a distância ou semi-

para demandas específicas, para os

Na atividade, o pró-reitor de Planejamen-

presencial), cursos de pós-graduação – es-

setores públicos e privados). Inscri-

to e Administração, Alexandre Zeni (foto),

pecialização e MBA (a distância com aulas

ções www.feevale.br/cursosead.

148 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Boas maneiras

Heda lança livro de etiqueta

Montrengro

Prefeito visita a Revista Expansão RS Graziela Dannenhauer/Especial

A consultora de etiqueta Heda Seffrin lançou, durante a feira do livro de Novo Hamburgo (RS), ocorrida em novembro, o livro Etiqueta & Comportamento Social, da editora Oikos. Trata-se de uma coletânea de textos publicados em suas colunas de jornais e revistas gaúchas, assim como alguns textos ainda inéditos. Em 172 páginas, a autora aborda as boas maneiras relacionadas aos mais diversos assuntos, como escola das crianças, elegância no mundo virtual, celular, roda de chimarrão, amigo secreto, relações entre vizinhos, uso de luvas e comidas difíceis à mesa. Heda exerce a função de consultora há mais de 20 anos, e conta com o auxílio da filha Simone Seffrin. A publicação foi editada seguindo o princípio de que as boas maneiras não mudam. “É perfeitamente possível unir a elegância do passado ao estilo de vida atual, pois bom senso e gentileza não mudam com o passar do tempo”, sustenta a autora.

Oliveira, Jost e Silva

Em 30 de outubro, o prefeito de Montenegro, Percival Souza de Oliveira

Gustavo Henemann/Especial

(PMDB), visitou a Revista Expansão RS, para conhecer o espaço e ava-

liar os seus oito anos de mandato. Oliveira, que foi o único prefeito reeleito em 139 anos de Montenegro, declarou que considera positiva sua contribuição. “Trabalhamos muito na atração de novos investimentos para o município, como empresas de grande porte que se instalaram na cidade, gerando mais emprego e renda”, conta. Ele aponta ainda outros investimentos realizados em seu governo, como a criação de cem novas salas de aula, que atendem cerca de 4 mil crianças, a ampliação e reformas de 25 escolas. Além disso, Oliveira frisou que o governo paga as passagens escolares para estudantes da área rural e também para universitários. Investimentos na área da saúde também foram citados pelo prefeito. Questionado sobre o seu futuro na política, ele afirmou que possivelmente será candidato a deputado estadual em 2014. Oliveira foi recepcionado pelo diretor comercial Sérgio Jost e estava acompanhado Heda e Simone em visita à Revista Expansão RS

do chefe de Gabinete, Marcelo Silva.

149


V itrine

Celebração

Companheirismo

Novo Hamburgo lança Natal dos Sinos

Rotary premia hamburguenses

Com o tema Paz e um Futuro Sustentável, a prefeitura de Novo

Com o objetivo de estimular o companheirismo nas salas

Hamburgo (RS) divulgou em 27 de novembro, a programação ofi-

de aula, o Rotary Club de Novo Hamburgo (RS) premiou

cial do Natal dos Sinos, em evento realizado na Fundação Ernesto

em 29 de outubro, na Comlines Tramontina, quatro alu-

Frederico Scheffel, em Hamburgo Velho. A abertura oficial das fes-

nas das 6ª séries do Colégio Santa Catarina e das unida-

tividades ocorre em 6 de dezembro, a partir das 20 horas, com apre-

des Pindorama e Oswaldo Cruz da Fundação Evangélica

sentação da Orquestra de Sopros de Novo Hamburgo, Atelier Livre

IENH, com o Prêmio Melhor Companheiro 2012. As me-

e Coros Municipais, na Praça do Imigrante, no Centro. O Natal dos

ninas que receberam as premiações foram Rafaela Braun

Sinos 2012 contará também com várias atrações entre elas o Desfile

Decker, Daniela Maria Schwan da Gama Lobo, Vitória Ca-

de Natal, Natal nos bairros, tour natalino e a Casa do Papai Noel.

roline Souza dos Santos e Nathália Celina Schimitz Dias.

Além disso, haverá shows com Claus e Vanessa, Tchê Garotos, Lu-

O presidente do Rotary Club, Márcio De Negri, ressaltou

cas e Felipe, Wilson Paim, Toni Konrath e Banda, e show gospel com

a importância de estimular os alunos ao companheirismo

Mattos Nascimento, entre outros. “Desde 2009 procuramos trazer

para serem bons cidadãos e possíveis futuros rotarianos. Sérgio Jost/Especial

para a cidade a magia do Natal. Este ano temos um mês inteiro de atividades para preparar o espírito de Natal e o ano de 2013”, afirmou o prefeito Tarcísio Zimmermann. Confira a programação

Gustavo Henemann/Especial

completa em natal2012.novohamburgo.rs.gov.br.

Tecnologia

Abicalçados inaugura blog A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) inaugurou em novembro a nova página da entidade na Internet. Com o objetivo de destacar as novidades do

Parceria

ThyssenKrupp se alia à Asbem Em novembro, a filial de Novo Hamburgo (RS) da ThyssenKrupp

mercado calçadista e antecipar as tendências e comportamentos do circuito fashion, o Blog da Abi (www.abicalcados.com.br/blog) apresenta um mosaico de informações sobre vários temas, como moda, cultura, marketing e outros.

Elevadores firmou uma parceria com Associação do Bem-Estar da Criança e do Adolescente (Asbem), para a implantação de um dos primeiros projetos piloto de voluntariado da empresa no País. A associação foi escolhida pela empresa devido à seriedade do trabalho

Vídeo

desempenhado com a socialização de jovens. Para a ação, a Thys-

MegaDriver lança novo clipe

senKrupp conta com sete integrantes do comitê local e 20 colabo-

A banda MegaDriver lançou, em outubro, o novo videocli-

radores voluntários. O trabalho é realizado por meio de palestras

pe Pac Man Rock. O vídeo retrata o cotidiano de um joga-

com temas como ética, legislação trabalhista, formação de currículo

dor que iniciou seu vício por videogames e Rock N’ Roll

e preparação para entrevistas e segurança no trabalho. Ainda em

na infância e o cultiva até hoje. A estreia do clipe ocorreu

novembro, a entidade encerrou as atividades da 9ª Feirarte, que

durante a abertura do concerto de Video Games Live, em

ocorre anualmente para apresentar as produções dos jovens e adul-

São Paulo (SP). O conteúdo está disponível no canal oficial

tos vinculados à Asbem. Informações em www.asbem.org.br.

da banda no Youtube, www.youtube.com/megadriver.

150 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Divulgação

Artes

Nova Petrópolis participa da feira

Aluna da Feevale recebe prêmio

Mais uma vez Nova Petrópolis fez-se presente na maior feira da América

A acadêmica do curso de Artes Visuais da Universida-

Latina no segmento turístico. A Abav - A Feira de Turismo das Américas,

de Feevale de Novo Hamburgo (RS), Carmen Salazar

que ocorreu em outubro no Rio de Janeiro, fez uma discussão séria de

(foto), recebeu em 5 de novembro, o terceiro lugar no

como o País está se preparando para receber esses visitantes, seja na es-

2º Prêmio Ibema de Gravura. A vernissage de lança-

truturação de sua logística e pontos turísticos como também na capaci-

mento do catálogo, a exposição dos trabalhos vence-

tação das pessoas que vão interagir com os turistas. Nova Petrópolis par-

dores e premiação ocorreram na Escola de Música e

ticipou da Abav por meio do prefeito Luiz Irineu Schenkel, do diretor de

Belas Artes do Paraná, em Curitiba. Outro destaque

indústria e Comércio e coordenador da participação de Nova Petrópolis

da instituição foi a sessão de autógrafos em 24 de

nas feiras, Fernando Rodrigues de Sousa, o diretor de Marketing Públi-

novembro, durante a 30ª Feira Regional do Livro de

co, Marco Aurélio Dieder, João Pedro Bender - o Alemão Babaloo - e Verli

Novo Hamburgo (RS), da obra Duplo Fantasia Heroi-

Mewius - a Frida. Foram distribuídos quase dois mil kits promocionais

ca 3, do professor de Jogos Digitais, Christopher Kas-

entre os agentes de viagens, operadoras, agências e órgãos de imprensa.

tensmidt. Além deles, a professora Guadalupe da Silva

Fotos: Divulgação

Vieira, graduada em Artes Visuais e pós-graduada em Arte-educação pela Feevale, será agraciada em 11 de dezembro, no SESC Vila Mariana, em São Paulo, pela 6ª edição do prêmio Educar para a Igualdade Racial. Por meio do seu trabalho com crianças de uma escola de São Leopoldo (RS), intitulado Contos Africanos e seu universo mágico: artístico e literário, ela será premiada na categoria Professor Fundamental I. Mais informações em www.feevale.br.

Prefeito Schenkel (à direita): ativa participação e fomento no turismo

151


V itrine

Espaço

Lounge deve movimentar a região Novo Hamburgo (RS) acaba de ganhar um novo espaço para desenvolver os negócios de moda. O Lounge Fashion

Novela

Schuck é contratado por Malhação

Natural de Sapucaia do Sul (RS), Marlon Schuck (foto), 25 anos, é o novo contratado da novela Malhação, da Rede Globo. O ator fez

+ Business, da empresária e colunista da Expansão RS,

um contrato de um ano, e na dramaturgia dá vida ao personagem

bro. Desde então, a sala 201 da Rua Augusto Jung, 400,

no Rio de Janeiro, já participou da Companhia de Teatro Arte Rio,

Maggda Mombach (foto), foi inaugurado em 30 de oututem sido palco de muita movimentação de fashionistas e empresários do fashion business. Trata-se de uma empresa de consultoria, assessoria e prestação de serviços em negócios de moda. Porém o charme conferido pela decoração pode ser emprestado a eventos diversos, uma vez que multifuncional e oportuniza o lançamento, a demonstração e a venda de produtos. “O Lounge viabiliza um mix de atividades como showrooms, bazares, treinamentos na área de vendas e workshops, que podem ser ministrados no local ou in company”, aponta. O ambiente, peculiar, foi todo decorado por ela, de forma minuciosa. A composição de móveis, cortinas, vasos, lustres, cadeiras, armários, esculturas e espelhos encantam os olhos de quem

Caren Souza/Especial

entra, e funciona como um cartão de visita.

onde fez a versão brasileira do musical da Disney – High School Musical, no papel do protagonista, Troy Bolton. A partir da experiência, o jovem ator participou do quadro Talentos Malhação, no Programa Caldeirão do Huck, e ficou entre os 24 finalistas dos mais de 15 mil inscritos, mas acabou sendo eliminado. Atualmente, ele também é modelo e agenciado pela agência Premier Models. “Cada

Raoní/Divulgação

pode ser alugado. De acordo com Maggda, o ambiente é

Pepê. Schuck que está há cerca de um ano e sete meses vivendo

etapa deste crescimento é uma experiência única e aproveito ao máximo cada momento. Sei que, nesta carreira, é preciso abdicar de algumas coisas, mas se ganha outras. Estando em ação, estarei feliz!”, garante.

Justiça

Asseprev referência em contratos

A Asseprev Assessoria Jurídica, com matriz em Porto Alegre (RS) e 15 filiais em todo o Estado, atualmente sob a direção do advogado Larri Feula, é considerado um dos maiores escritórios do País, quando se trata de ações de revisão de contratos. Informações em www.asseprevrs.com.br ou pelo telefone (51) 3094-7500.

Unimed Vale do Sinos é premiada A Assembleia Legislativa divulgou em novembro, os vencedores da 13ª edição do Prêmio de Responsabilidade Social. Dentre as cooperativas, a Unimed Vale do Sinos teve o melhor desempenho, e conquistou o Troféu Destaque RS, devido à contribuição por meio de projetos e ações sociais. O objetivo é incentivar as organizações do Estado, a realizar projetos voltados para o bem-estar social e para a preservação do meio ambiente. A cerimônia de entrega da premiação ocorreu em 28 de novembro, no Teatro Dante Barone, em Porto Alegre (RS). 152 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

Divulgação

Responsabilidade Social


Aprovação

MEC aprova curso superior na Instituição Evangélica Em outubro, representantes do Ministério da Educação (MEC) realizaram o processo de avaliação de reconhecimento do Curso Superior de Administração da Faculdade IENH. Nas três grandes dimensões avaliadas, que são Organização Didático-Pedagógico, Corpo Docente e Infraestrutura, o resultado obtido foi a nota 4, grau considerado quase de excelência, pois a nota máxima é 5. O vice-diretor de Ensino Superior, Cezar Miguel Monteiro da Silva, avaliou o resultado. “Isso evidenciou para os avaliadores do MEC a elevada responsabilidade e compro-

Divulgação

misso de todos nós com a manutenção, consolidação e fortalecimento deste Curso”, destacou.

Possibilidade

Museu do Calçado deve ser na Fenac Os mais de 40 mil itens que integram o acervo do Museu Nacional do Calçado (MNC) podem ser trocados de lugar. Desde que abriu as portas em 1999, o MNC fica localizado no Câmpus 1 da Universidade Feevale de Novo Hamburgo (RS), mas para contribuir com a preservação e ampliação da área física do museu, a Fenac, pode ser a nova casa do acervo. Esta possibilidade será viabilizada a partir da concretização do projeto Fenac do Futuro, que inclui a construção de novos pavilhões, auditórios, torre empresarial e hotel, entre outros investimentos.

153


V itrine

uma fábrica de metilato de sódio, cata-

Moda

Nipper lança marca

lisador usado na produção de biodiesel.

O estilista Eduardo Nipper, de Sapiran-

deste ano e ser concluídas em setembro

ga (RS), lançou em outubro a própria marca de roupas femininas, que leva o seu nome. Ele é formado em Design de Moda pela Universidade de Palermo, na Argentina, e lançou também a sua coleção primavera/verão. o designer de moda utiliza muitas cores e se

As obras deverão iniciar-se em dezembro de 2013. A expectativa, ainda, é a geração de 72 empregos diretos, levando a companhia a superar a marca de 1,8 mil colaboradores em mais de 60 unidades corporativas, operacionais e de negócios pelo interior do Estado.

De 15 a 18 de novembro, o jornalista e escritor hamburguense Felipe Kuhn Braun esteve na Argentina, onde palestrou sobre a imigração alemã no Sul do Brasil e Nordeste da Argentina, durante a conferência que integra a programação oficial dos 100 anos da cidade de Puerto Rico, no Estado de Misones. A em 1912, por teuto-bra-

de vanguarda do início

sileiros – descendentes

do século 20. As cole-

de

ções de Nipper podem

alemães

nascidos

em sua maioria nos Va-

ser conferidas em www.

les dos Sinos e Caí, que

eduardonipper.com.br.

emigraram para o país vizinho em 1910. Em

Feevale

2007, Braun já esteve

Reajuste reunião

em Puerto Rico, onde fez pesquisas sobre as

realizada

famílias que se estabe-

em 8 de novembro, o Conselho

Braun na Argentina

localidade foi fundada

inspira na arte europeia

Em

Palestra

leceram na região, en-

Universitário

tre elas, os Kuhn, Heck,

da Feevale deliberou o

Stoffel e Luft.

reajuste das mensalidades para 2013. O percentual foi fixado em

Tarcísio

6,98%. Conforme o rei-

Negado no TSE

tor Ramon Fernando da

Novo Hamburgo (RS) é

Cunha, a Instituição vem

uma das poucas cidades

trabalhando sob a ótica

do País que ainda não

de ter o menor reajuste

conhece o futuro pre-

possível, mas fundamen-

feito. Isso porque, o atual

tal para manter o equilíbrio financeiro e fazer os investimentos necessários em ensino, pesquisa e extensão. Informações em www.feevale.br.

Clak

Premiado no Peru

prefeito hamburguense, que tentou a reeleição, Tarcísio Zimmermann (PT), teve sua candidatura impugnada pelo

Os alunos Amanda Neumann, Daniel

Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Mes-

Klein Momberger e Victoria Zwartjes, do

mo com a conquista de 53,21% dos votos

Colégio Luterano Arthur Konrath (Clak),

válidos nas eleições de 7 de outubro, a

de Estância Velha (RS), estiveram em

derrota por 4 votos a 3 no tribunal pode-

O governo do Estado e a Camera S.A. –

Lima, no Peru, de 18 a 23 de novembro,

rá ocasionar um novo pleito a partir da

Agricultura, Alimentos e Energia assina-

onde apresentaram o trabalho Capturos-

segunda quinzena de 2013, pois as urnas

ram em 14 de novembro, um protocolo

cópio – que se trata de um aparelho que

permanecem lacradas até 15 de janeiro.

de intenções que viabiliza a realização

visa capturar o hidrogênio para utilizá-

Antes disso, os advogados de Zimmer-

de investimento de R$ 45 milhões em

lo como fonte de energia. O trabalho foi

mann entraram com recurso no Supre-

uma área junto ao porto de Estrela (RS).

premiado na Mostraclak e recebeu além

mo Tribunal Federal (STF) no sábado,

Serão implantadas duas plantas indus-

de medalhas, o credenciamento para

24 de novembro, que até o fechamento

triais, sendo uma usina de biodiesel e

participação na Cientec 2013.

desta edição não havia sido julgado.

Biodiesel

Assinatura de protocolo

154 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Conscientização

Semear tem novo projeto

Encontro

Infantil

Máyra lança novo livro

Em 6 de novembro, a Fundação Semear

Juad reúne cerca de 750 fiéis em Gravataí

de Novo Hamburgo (RS) lançou o projeto

Em novembro, ocorreu, em Grava-

durante a Feira do Livro de Porto Alegre (RS),

taí (RS), o 1º Encontro Regional do

ocorrida em novembro, seu novo 14º livro,

Ministério Juad. Participaram mais

intitulado Contos

de 650 juniores e adolescentes e

e Cantos do Ca-

mais de cem líderes e colaborado-

carejar. Em visita

res voluntários provenientes de di-

à Expansão RS,

Mudanças de comportamento e atitudes para salvar a água do planeta, em parceO projeto atenderá 164 moradores da Vila Diehl, em Novo Hamburgo.

versas cidades do Rio Grande do Sul

a escritora apre-

(Portão, Novo Hamburgo, Gravataí,

sentou sua obra.

Cachoeirinha, Parobé, Estância Ve-

Além de escritora,

Em 11 de novembro, ocorreu o 1º Cam-

lha, São Leopoldo, Campo Bom e

Máyra é professo-

peonato de exercícios com base no mé-

Ivoti). Com o tema União, o evento

ra da rede mu-

todo Crossfit, na Fenac, em Novo Ham-

foi marcado por diversas ativida-

nicipal de Novo

burgo (RS). O evento foi organizado pelo

des lúdicas realizadas com muito

Hamburgo

professor hamburguense Thiago Ferrei-

carinho e disposição de uma dos

Mais informações

ra, do Centro de Treinamento Filadélfia

grupos para que por meio desta ge-

no blog www.pi-

Inc. Ao todo participaram 11 pessoas,

ração possa-se resgatar valores tão

poblogpororoca.

entre homens e mulheres.

corrompidos na atual sociedade.

blogspot.com.

Competição

1º CrossFit na Fenac

Caren Souza/Especial

ria com o Instituto HSBC Solidariedade.

A escritora Máyra Salete Leie (foto) lançou,

(RS).

155


E P onto de Vista

mais presente do que nunca Eduardo Metinger/Especial

É

sempre bom e agradável dar presentes para expressar carinho e admiração por quem gostamos,

principalmente nesta época do ano. E ficamos verdadeiramente felizes ao sermos responsáveis pela felicidade dos nossos próximos, devido aos presentes que os ofertamos. Aliás, se prestarmos atenção, vamos perceber que é assim mesmo que sempre acontece: ao fazermos o bem a alguém, em qualquer circunstância, estamos automaticamente fazendo o bem a nós também, pois é tão grandiosa a satisfação que sentimos em dar alegria ao outro, que o maior beneficiado somos nós, mais ainda do que ele. E o que é melhor: podemos presentear a todo instante, todas as pessoas com as quais nos relacionamos e nos envolvemos. Temos sempre muito a dar! Por exemplo: dar mais compreensão. Como? Se esforçando para evitar possíveis desentendimentos (vale lembrar o sábio e oportuno dito popular ‘quando um não quer, dois não brigam’), podemos dar sinceros sorrisos, elogios, gentilezas, en-

Cleo Boa Nova

Publicitário, consultor e autor do livro A nossa vida é a gente quem cria. Senão não seria a nossa vida cleoboanova@gmail.com

tre tantas manifestações de paz e amor, que resultam em convívios harmoniosos. Importante não esquecer de pôr na lista uma das mais justas e nobres formas de demonstrar apreço por alguém, que é saber se colocar no lugar desse alguém em certas atitudes suas, que com as quais não concordamos, mas por meio desse exercício de auto-projeção poderemos verificar honestamente se

156 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

estivéssemos na mesma situação, quem sabe não faríamos igual, ou até pior. Esse tipo de reflexão nos faz compreender que não precisamos esperar o final do ano, ou ocasiões especiais, para demonstrar carinho pelas pessoas e harmonizar relações. Vamos sempre dar presentes de Natal  para alegrar quem gostamos. Mas no dia seguinte, e em todos os dias seguintes a esse, que a vontade sincera de beneficiar os outros não fique só naquele presente do passado, mais precisamente no último 25 de dezembro, e que se faça mais presente, pois sempre que ajudarmos alguém a resolver qualquer problema, certamente estaremos dando tudo o que esse alguém mais gostaria de ganhar no momento!       Que se possa cada vez mais estar junto de quem gostamos, presenteando-os com atitudes adequadas para beneficiálos, o que deixará fatos e lembranças realmente importantes em suas vidas. E o verdadeiro espírito de união, amor e solidariedade assim se fará presente!

"(...)não precisamos esperar o final do ano ou outra ocasião especial para demonstrar carinho e admiração pelas pessoas de quem gostamos (...)"


(161)

Com as vendas deste Natal, CDL de Porto Alegre estima crescimento de 10% em relação ao ano passado

Campo Bom

(168)

Paranhana

(170)

Estância Velha

(166)

São Leopoldo

(164)

Nova Petrópolis

(171)

Vale do Caí

(172)

Novo Hamburgo

(158)

Vale do Rio Pardo (174)

Município recebe prêmio Gestor Público da Assembleia Legislativa

Dilkin Tintas abre loja na cidade e inauguração foi em novembro

Cooperativa Piá é uma das vencedoras da 30ª edição do Top de Marketing da ADVB

Reunião entre Estado e Município debateu desenvolvimento

MEC apoia instalação de faculdade em Igrejinha

SupperRissul patrocina livro Poemas em Sala de Aula

Tupandi prepara atrações da festa de Natal

Afubra, com sede em Santa Cruz do Sul, recebeu o Prêmio Folha Verde

CIDADES

Cleberson Almeida/Divulgação

Porto Alegre

157


Gustavo Henemann/Especial  

C idades

Novo Hamburgo

Fotos: Sabrina Schuster/Divulgação

Estado e prefeitura se reúnem para discutir desenvolvimento Para discutir ações de desenvolvi-

para serem levadas ao governador Tarso

lícia; financiamento dos custos do Hos-

mento para Novo Hamburgo (RS), o

Genro, estão a parceria para investimen-

pital Municipal, e uma regulação para

prefeito Tarcísio Zimmermann esteve

tos na nova Fenac, Centro de Inovação

abastecimento e reserva de água para

reunido em 19 de novembro, em seu

e Tecnologia (CIT), cedência de área da

a cidade. Participaram da atividade os

gabinete, com os secretários do Con-

Escola Estadual Senador Alberto Pas-

secretários estaduais Marcelo Danéris

selho de Desenvolvimento Econômico e

qualini para ampliação da Hamburgtec

(Conselho de Desenvolvimento Econômi-

Social do Estado, para uma reunião de

e o distrito industrial; finalização da

co e Social), Cléber Prodanov (Ciência,

trabalho, proposto pelo deputado Luís

Avenida dos Municípios, complemen-

Inovação e Desenvolvimento Tecnológi-

Lauermann, que discutiu temas sobre

tação da RS-239, ligações intermunici-

co), Ciro Simoni (Saúde), Mauro Knijnik

infraestrutura, desenvolvimento econô-

pais; criação do Pelotão de Operações

(Desenvolvimento e Promoção do Inves-

mico, segurança pública e saúde. Entre

Especiais, moradias para policiais mili-

timento), Airton Michels (Segurança

as pautas levantadas por Zimmermann

tares, instalação da 4ª Delegacia de Po-

Pública), e outras entidades municipais.

Gramado

Sucesso na abertura da 1ª Semana de Especialidades

A 1ª Semana de Especialidades da Cozinha Bávara ocorreu em grande estilo, em 26 de outubro, no Hotel Casa da Montanha, em Gramado (RS), e antecede as comemorações do Ano da Alemanha+Brasil 2013-2014. Um delicioso jantar com menu bávaro, elaborado pelo chef alemão Alexander Zimmermann, vindo especialmente da Bavária para o evento e pela primeira vez no Brasil, foi servido aos convidados na apresentação das Trompas dos Alpes, tocadas por músicos alemães. “Considerando que aquela noite foi especialmente planejada para os convidados, foi um momento onde os presentes tiveram a oportunidade de reviver a história que nos remete aos castelos alemães, com todas as suas sutilezas românticas, em um ambiente totalmente decorado ao estilo bávaro”, ressaltou o presidente da Associação Rota Romântica, Cláudio José Weber. A 1ª Semana de Especialidades é resultado de uma parceria inédita entre a Associação Rota Romântica, Hotel Casa da Montanha de Gramado e Neuschwanstein Hotels & Events da Alemanha, onde fica o castelo que serviu de inspiração para a construção do Castelo da Cinderela, no parque temático Walt Disney.

158 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Marco Dieder/Divulgação

Nova Petrópolis

Prefeito eleito de Pelotas almoça com Schenkel

O futuro prefeito de Pelotas, Eduardo Leite (PSDB), 27 anos, esteve em Nova Petrópolis por um breve período em 17 de novembro. Descansando alguns dias na Serra Gaúcha, Leite aproveitou para visitar seu companheiro de partido, para trocar algumas ideias com o prefeito Luiz Irineu Schenkel, que tem experiência de 16 anos como chefe de Executivo. Leite e sua prima Helena almoçaram com Schenkel em uma galeteria e depois rumaram a Pelotas. Leite foi uma surpresa na eleição de Pelotas já que as pesquisas iniciais lhe conferiam somente 7% das intenções de voto. O prefeito eleito tem vivido momentos de celebridade por onde passa, com grande assédio das pessoas que querem conhecê-lo e registrar em fotos.

Garibaldi

Vinícola começa embarque de vinho para a Rússia

A Cooperativa Vinícola Garibaldi embarcou 480 mil litros de vinho branco vinífera para a Rússia no mês passado. O carregamento de 20 contêineres iniciou-se em uma sexta-

Rodrigo Nunes/Divulgação

Schenkel e Leite, troca de experiência

feira, em 9 de novembro, e seguiu até 11 de novembro, em Garibaldi (RS), sede da cooperativa. O volume total da exportação para a Rússia até dezembro somará 1,7 milhões de litros de vinho branco elaborados pela Garibaldi na safra 2011/2012. A negociação foi feita por intermédio da Cenecoop Serra (Central das Cooperativas da Serra Gaúcha) e Fecovinho (Federação das Cooperativas Vinícolas do Rio Grande do Sul). A operação foi viabilizada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), por meio do Prêmio de Escoamento de Produto (PEP). Este ano, a Garibaldi Maiquel Vignatti/Divulgação

ainda exportou para a China e os Estados Unidos.

Kasper, Ribeiro, Molling e Hoff durante o planejamento

Sapiranga

Audiência para expansão do trem

O diretor-administrativo da Trensurb, Leonardo Hoff esteve em Brasília (DF), recentemente, em audiência com o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, juntamente com o diretor-presidente da Trensurb, Humberto Kasper, e o deputado federal e coordenador da bancada gaúcha no Congresso, Renato Molling (PP). O encontro tratou dos estudos de expansão do trem até Sapiranga, além da reivindicação de um aeromóvel até a Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha e a Universidade Feevale. Segundo Hoff, a direção da Trensurb está em sintonia com o método de gestão proposto pelo ministro. “Quando o diálogo flui, é possível fazermos planejamento a longo e médio prazo e isto inclui o estudo da expansão do trem até Sapiranga e possivelmente até Taquara”, declara Hoff. Para Molling, um importante passo está sendo dado para que a região dos Vales dos Sinos e Para-

Primeiro carregamento de 480 mil litros em 20 contêineres

nhana esteja integrada com as cidades da região metropolitana.

159


P orto Alegre Edith Auler Jornalista revistaexpansaopoa@hotmail.com

Gustavo Schifino Edith Auler/Divulgação

Quais são as perspectivas e o futuro para o varejo?

Tudo tem mudado e de maneira

intensa. E uma das maneiras é por meio do franchising. Hoje, tu vais a um shopping, numa praça de alimentação e vê que 90%, ou até mesmo 100%, das operações são franquias. As iniciativas autônomas estão tendo dificuldade de prosperar. Já as

O que + gosto na cidade

franquias têm conseguido navegar neste mar, mesmo turbulento e têm crescido bastante.

Um lugar: A pistas de skate, em especial do Parque Marinha

A tecnologia tem sido fundamental para ampliar as oportunidades de vendas?

Uma pessoa pública: Irene Abranches, do Lar Santa Rita de Cássia

Sem dúvida. O varejo está se

A cidade é: Querida

transformando por meio de diferentes canais. Não dá mais para pensar nele só com a loja física ou e-commerce. Tem que ter o f-commerce, o m-commerce, venda por catálogo, call-centers. Todas as maneiras de contato com o cliente devem se tornar oportunidades de venda.

N

ascido em uma família de seis filhos, aos 12 anos, Gustavo Schifino começou a vender doces de

porta em porta, para auxiliar na renda. Já estudante de Direito, aos 17 anos, ele e sua família vislumbraram uma boa oportunidade. Um cliente, que comprava seus doces, decidiu colocar à venda uma pequena loja na Galeria Champs Elysees, na Avenida 24 de outubro, na Capital. Em 1986, Schifino

e a família fecharam negócio, adquirindo a Trópico, especializada em artigos para

O que é o projeto Brilha Porto Alegre?

O Brilha Porto Alegre (www.bri-

surfe. Hoje já são 20 unidades no RS e

lhaportoalegre.com.br) é um con-

uma filial em Blumenau (SC). “Entramos

curso cultural que vai premiar com

na onda certa”, diz Schifino, sócio e diretor

seis passagens para Paris, casas,

da Trópico. O empresário também preside

lojas, prédios e carros que fizerem

a Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto

as melhores iluminações natalinas.

Alegre (CDL). Em janeiro próximo, deve

Com isso, recuperamos um sonho

assumir a vice-presidência nacional da As-

que era fazer de novo a cidade ficar

sociação Brasileira Franchising (ABF).

iluminada, no final de ano.

160 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


Evandro Oliveira/Divulgação

Plauto Cruz recebe carinho de fãs e músicos em show beneficente música brasileira. Com a saúde fragili-

sambas, MPB - Cruz já compartilhou o

Cruz. Este foi o nome do show benefi-

zada e passando por dificuldades finan-

palco com praticamente todos os músicos

cente que ocorreu no Teatro Renascença,

ceiras, Cruz chegou no show em cadeira

gaúchos. Hoje necessita de cuidados es-

recentemente, reunindo grandes nomes

de rodas acompanhado por profissionais

peciais e quem quiser contribuir direta-

da música gaúcha. Eles prestaram uma

da área médica. Foi ovacionado de pé por

mente pode efetuar depósito na seguinte

belíssima e mais que merecida homena-

alguns minutos. O público lotou o Re-

conta: Plauto de Almeida Cruz, na agên-

gem ao flautista porto-alegrense Plauto

nascença. Com 83 anos, boa parte deles

cia 0432, conta 00024653, na Caixa Eco-

Cruz (foto), grande representante da

dedicados a música tocando bossa nova,

nômica Federal (104).

Vendas de Natal

O comércio vibra com a chegada das festas. E a direção da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Porto Alegre, que representa mais de 4 mil pontos de vendas na capital, tem grandes expectativas. Em relação ao Natal do ano passado, projeta-se crescimento de 10%. A competiti-

Fotos Cleberson Almeida/Divulgação

Um por Todos e Todos por Plauto

vidade é grande e os shoppings e lojas estão atentos, colocando suas equipes de marketing e de vendas a usar da criatividade, ofertando bons preços para atrair os clientes. É o caso da empresa Mundo do Artesanato. Ainda em novembro, toda loja, que fica localizada no centro da capital, na Rua Pinto Bandeira, já disponibilizava centenas de itens para o Natal. Entre os mais vendidos, estão as tradicionais árvores e bonecos, de todos os taBonecos do Papai Noel estão entre os líderes de vendas no Mundo do Artesanato

manhos e gostos, do nosso bom velhinho. Informações mundodoartesanato.com.br. 161


Carime Graziadei/Divulgação

P orto Alegre

O setor de turismo apresenta crescimento

A nova edição do Boletim Estatístico Municipal do Turismo em Porto Alegre (Bemtur) revelou números expressivos. No período de maio a agosto deste ano, a taxa média de ocupação de leitos foi de 68,36%, mas bateu os 88,5% durante a Expoagas e 82,93% na Expointer, comprovando mais uma vez, a importância de grandes eventos para atração

Uma das peças da coleção

Maria Pimenta RS lança coleção by Laisa Portela

do turismo de negócios. Já no city tour Linha Turismo julho foi o mês recordis-

A Maria Pimenta RS lançou, em even-

táveis. A produção nacional faz muito

ta em público, com a marca histórica

to no restaurante Cokan Sushi, na capi-

sucesso com o público. De acordo com

de 8.593 passageiros, a maior desde o

tal gaúcha, a coleção by Laisa Portela.

as informações da Associação Brasilei-

início do serviço, em janeiro de 2003.

Com estampas diferenciadas, os tecidos

ra da Indústria Têxtil (Abit), este é um

De maio a agosto, a oferta de passeios

dos biquínis possuem secagem rápida.

dos itens mais vendidos da confecção

aumentou a partir da ampliação da

Aliás, as peças que são produzidas aqui

nacional para o mundo todo. Aliás, com

frota. Os três ônibus de dois andares

no País, de maneira geral, são lindas,

a chegada do calor, o biquíni é uma

transportaram 28.443 passageiros, su-

sofisticadas e ao mesmo tempo confor-

grande opção de presente de Natal!

perando em 142% o público de 2011.

Divas em Porto Alegre

A simpatia de Ana Botafogo e a busca pela dança A bailarina Ana Botafogo (foto), que inte-

nacional desembarcam em Porto Alegre

gra há 31 anos o balé do Theatro Municipal

agora em dezembro. Um baita presente

do Rio de Janeiro, esteve em Porto Alegre.

de Natal para o público. A primeira a

Foi madrinha na decoração do BarraShop-

se apresentar é nada mais nada menos

pingSul. Em entrevista exclusiva à Expan-

que a diva, rainha absoluta das pistas de dança do mundo inteiro - senhoras e se-

são RS, Ana disse que adora a cidade. “Tenho grandes amigos e recordações ótimas.

nhores, com vocês, Madonna. Ela estará

Adoro o Theatro São Pedro, é uma joia, tenho

em Porto Alegre, em único show dia 9

um carinho todo especial. E adoro a maneira

deste mês no Estádio Olímpico. Ingres-

de ser dos gaúchos, as pessoas te recebem

sos ticketsforfun.com.br ou televendas

com muita cordialidade e alegria.” A baila-

4003-5588. Patrocinadora master da

rina acredita que Porto Alegre mereceria ter

turnê de Madonna no Brasil, a Renner

um corpo de baile oficial. “Os talentos têm

confirmou a presença do seu diretor pre-

surgido cada vez mais. A gente precisaria de

sidente, José Galló, no show. Fechando

mais companhias em todo o Brasil. E acho

a agenda de dezembro, Norah Jones vai

que Porto Alegre mereceria ter um corpo de

brilhar no palco do Araújo Vianna, em

baile oficial. Com tantos teatros e material

12 de dezembro. A abertura ocorre às

humano que o Rio Grande do Sul tem na dan-

20h30min, com Jesse Harris. No caso do

ça, com escolas muito boas e movimentos de

show de Norah, são dois grandes belos

dança grandes, seria primordial”, avaliou

espetáculos. Ingressos show (51) 8401-

Ana. A profissional tem razão. É um cartão

0555 e livepass.com.br.

de visita que ainda não temos.

162 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

Edith Auler/Especial

Dois grandes nomes da música inter-


Todos os shoppings capricham e muito na decoração de Natal. O BarraShoppingSul está entre eles e a sua gerente de Marketing, Tânia Nascimento (foto), disse que a expectativa é aumentar em 20% as vendas em comparação

Ricardo Giusti/Divulgação

Decoração e promoções

a 2011. No shopping, os clientes que efetuarem compras acima de 400 reais poderão participar do sorteio de três carros de luxo da Mercedes-Benz, além de três viagens para os Nabor Goulart/Agência Freelancer/Divulgação

destinos Milão, Paris e Londres.

Iniciativa do projeto Brilha Porto Alegre, A Casa do Papai Noel funciona até dia 24

Clima natalino no Centro Histórico

A Casa do Papai Noel encanta a crianças e adultos, deixando o Largo Glênio Peres, no Centro Histórico da capital, ainda mais bonito e iluminado! O bom velhinho e seus ajudantes vão entregar as cartinhas que vêm sendo recebidas aos Correios. Muitas chupetas também já foram entregues no local ao Papai Noel. Quem visita a casa é convidado a doar brinquedos, que devem ser encaminhados a entidades carentes. Vale uma visita! Muito bacana a iniciativa que faz parte do projeto Brilha Porto Alegre. A casa

Centro Infant é inaugurado

Foi inaugurado, em 12 de novembro, o Centro Infant, uma referência mundial na área de pesquisa em doenças respiratórias infantis e vinculado ao Instituto de Pesquisas Biomédicas da PUC/RS (IPB). O reitor da universidade, Joa-

quim Clotet, destacou a importância do novo ambiente para o conhecimento científico e qualidade de vida das crianças. De acordo com os registros, 60% das internações infantis no

Galileu Oldenburg/Agência ALRS/Divulgação

fica aberta à visitação diariamente, das 10 às 19 horas, até 24 deste mês.

Mérito Farroupilha

João Antônio Dib (foto) foi agraciado com a Medalha do Mérito Farroupilha, a mais alta honraria concedida pela Assembleia Legislativa gaúcha. Dib está no 10º mandato na Câmara de Porto Alegre, sendo o vereador mais antigo em exercício. Além de familiares e amigos do homenageado, estiveram presentes na

Estado são por doenças respiratórias, como a

solenidade, o prefeito de Porto Ale-

bronquiolite e a asma. Recentemente, o Centro

gre, José Fortunati, entre outras li-

Infant realizou pesquisas feitas sobre a asma

deranças. No final da cerimônia, foi

no Brasil, ao mapear os seus tipos e acesso ao

lida correspondência do senador Pe-

tratamento. Foram investigados 1.975 estudan-

dro Simon, que parabenizava-o pela

tes de 13 escolas públicas estaduais e munici-

sua trajetória política e pelo recebi-

pais, em diferentes bairros de Porto Alegre.

mento do Mérito Farroupilha.

163


S ão Leopoldo Letícia de Oliveira Relações Públicas Conrep 2494 - RS/SC leticia@revistaexpansao.com.br

Fotos: Divulgação

Mostra de Artes da Escola Eleven C

A 3ª Mostra de Artes apresentou trabalhos dos alunos de Artes 2012, da professora Mariana Seferin, da Escola Criação e Artes Eleven C. O evento ocorreu na Galeria de Arte Liana Brandão, no Centro Cultural José Pedro Boéssio, e permaneceu em exposição até o final de novembro, valorizando o trabalho dos alunos. Na foto, Régis Bondan teve seu trabalho exposto, acompanhado de sua namorada Thais Escouto.

Rissul patrocina livro de alunos

A Escola José Plácido de Castro de Sapucaia do Sul lançou mais um livro Poemas em Sala de Aula, elaborado com alunos da 6ª a 8ª série do colégio. Esse ano, o lançamento contou com a presença da escritora e poetisa Isabel Cristina para dar uma palestra sobre suas poesias, trabalhadas em sala de aula. O SupperRissul patrocinou a confecção e diagramação do livro.

Mutirão de Audiovisual promove curtas-metragens

Novembrada de Cinema apresentou produção local, o Mutirão de Realização Au-

Chá beneficente

A BannyPel, confecção de moda em

diovisual realizou a mostra de curtas-metragens. O projeto fez parte da 8ª edição da

couro, realizou chá beneficente em

Novembrada de Cinema, promovido pela Secretaria Municipal de Cultura (SMC). O

favor da Casa Matriz Diaconisas. O

Mutirão de Realização foi proposto pelos realizadores Lucas Moreira e Mauro Menine.

local do evento foi o salão da comuni-

Trata-se uma ação coletiva para possibilitar a realização de curtas com um mínimo de

dade e contou com o desfile (foto) pri-

recursos, com o apoio da SMC por meio de locação de equipamentos para captação de

mavera-verão 2012 e 2013, da moda

imagem e som. A edição de todos os curtas foi feita pelo próprio Moreira e a produção,

em couro BannyPel e com a presença

e demais tarefas, pela equipe da SMC e pelos que incentivaram o projeto.

da marca de cosméticos Mary Kay.

Novo Centro Cultural leva o nome de artista

A cultura de São Leopoldo terá novo espaço. Foi apresentado o novo projeto do Centro Cultural Luís Brasil, o nome é uma homenagem ao artista leopoldense. O evento ocorreu no Salão Nobre da antiga prefeitura, local escolhido para ser a sede, na Praça Tiradentes. As antigas repartições darão lugar a salas de cinema, exposições de arte, sala multimídia e a um café. É a antiga sede da prefeitura dando espaço à cultura local.

Prêmio Literário homenageia o professor Farina

Em 20 de novembro, ocorreu o lançamento oficial do Prêmio Literário Sérgio Farina, que tem como objetivo valorizar e incentivar a literatura local. A iniciativa é da prefeitura de São Leopoldo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC). A solenidade ocorreu no Centro Administrativo. Aprovado pela Lei do Livro de São Leopoldo em abril de 2007, a premiação homenageia o escritor e professor Sérgio Farina, que foi um grande incentivador da criação literária e da leitura no município e na região.

164 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


165


E stância Velha Marcos Antonio Kroeff Colunista kroeffecia@ig.com.br

Fotos: Divulgação

Natal Premiado é Aqui

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Es-

tância Velha/Ivoti lançou a 11ª Edição da Promoção Natal Premiado é Aqui, que conta com o apoio do Sicredi e da Carburgo. A promoção estende-se de 1º de novembro até 12 de janeiro de 2013. A cada 150 reais em compras, nas lojas participantes da promoção, o cliente terá direito de receber um cupom para participar dos sorteios – dois Gol zero-quilômetros e certificados em barras de ouro no total de R$ 25 mil. Os sorteios ocorrerão em 19 de janeiro de 2013.

Estancienses na Mostratec

A cidade foi representada na 28º edição da Mostratec, que ocorreu em outubro, em Novo Sílvia, Valdir, Luana e Ramon, família administra lojas situadas em Ivoti e Estância Velha

Dilkin Tintas inaugura filial

Dilkin Tintas chega na cidade, com a mesma qualidade e bom atendimento

de Ivoti (RS). Valdir Dilkin e sua família, a esposa Sílvia e os filhos Luana e Ramon, inaugurou sua filial, na Avenida Presidente Vargas, 337, em 19 de outubro, onde estavam presentes na solenidade, amigos, clientes e convidados. Trabalham com uma das marcas mais conceituadas do mercado, Tintas Renner,

e Caroline Flores. Elas são alunas do curso de Eletrônica, da Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, e junto com a leopoldense Aline Bernardes da Costa apresentaram o projeto de Eficiência Residencial no Reuso da Água (Erra), e conquistaram o 1o lugar na área de Gerenciamento do Meio Ambiente.

Clarisse Teixeira/Divulgação

Clarisse Teixeira/Divulgação

com mais de 2000 cores para escolha e ainda todos os outros complementos.

Hamburgo (RS), pelas alunas Ana Paula Utzig

Vista panorâmica

Lopes que sabe como lidar com cavalos

Hipismo: Copa Terra Santa ocorre em 16 de dezembro

A Hípica Terra Santa promove a sua Copa Terra Santa em 16

preendedor César Teixeira, e criada em 1996, pode comparecer

de dezembro, a partir das 14 horas. Prova de saltos à fantasia,

qualquer dia e horário. Além dos eventos esportivos, a hípica

apresentação de pôneis (com crianças de 3 a 6 anos) e do en-

oferece cursos e aulas de hipismo para várias faixas etárias, au-

cantador de cavalos João Peres Lopes, 82 anos, e formatura de

las de Equoterapia. Vale a pena uma visita. A hípica está situada

alunos fazem parte da programação. A entrada para a copa é

na Rua José Francisco da Costa, 827, no bairro Encosta do Sol.

gratuita e quem quiser conhecer a hípica, gerenciada pelo em-

Mais informações em www.hipicaterrasanta.com.br.

166 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


167


C ampo Bom Juraci Reichert

Cláudio Etges/Divulgação

Colunista juraci_tr@yahoo.com.br

Vencedor do prêmio Gestor

Pela segunda vez, o município recebeu o Prêmio Apresentação foi realizada por alunas dos 2 aos 85 anos

A dança rende-se ao rock

O estilo musical mais revolucionário da história foi o tema central do espetáculo 2012 da Maria Bailarina. O elenco da escola apresentou, em sessões nos meses de outubro e novembro, no auditório Marlise Saueressig do Complexo Cultural, do CEI, Maria Bailarina dança Rock. Começando pelas origens desta música, nos anos 50, com Bill Haley, Buddy Holly, passando por Elvis Presley, Beatles, Pink Floyd, Led Zeppelin, Janis Joplin, The Who, entre outros. Embaladas por estes ícones, as bailarinas, de 2 a 85 anos, apresentaram coreografias de sapateado, dança contemporânea, jazz, street e ballet clássico.

Gestor Público 2012, promovido pelo Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Tributária do Rio Grande do Sul (Sindifisco). Os vencedores foram divulgados em cerimônia, realizada em novembro, na Assembleia Legislativa, em Porto Alegre (RS). O projeto de inclusão digital foi desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação (Smec) evenceu na categoria Troféu Tecnologia da Informação. A coordenadora do Departamento de Estatísticas e Informática Educacional, Nilva Dambros, e a titular da Smec, Eliane dos Reis (foto), receberam o troféu e o município foi contemplado com um Telecentro Comunitário.

A Maria Bailarina, escola criada pela professora e coreógrafa Denise Pacheco, completa 12 anos de atividades em Novo Hamburgo e, há

Fotos: Divulgação

três anos, conta com unidade em Campo Bom.

Flávia Garcia é a musa 2013

Durante cerimônia interna, realizada em 29 de outubro, na Construtora Modelo, foi eleita a nova Corte da Festa do Sapato. Flávia Noll Garcia substituirá o dedicado trabalho de Gabriela Bauer. Isabela Raupp

Natal da Integração 2012

Adams e Taísi Correa, madrinhas 2011, também passaram as faixas para as novas eleitas Marceli Rosa e

Como tradicionalmente acontece, Campo Bom se destaca pelas atra-

Aline dos Santos. O presidente da 5ª edição da Fes-

ções e pela beleza na decoração natalina (foto). O Natal da Integração

ta, Christoph Schmeling, salienta que a os jurados

2012, que ocorre de 30 de novembro a 17 de dezembro no Largo Ir-

acompanharam as candidatas por um período de dois

mãos Vetter, terá abertura oficial em 1º de dezembro na presença de

meses, envolvendo diversas atividades para que se

autoridades municipais. Informações no site www.campobom.rs.gov.br.

pudesse chegar ao resultado.

168 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


169


P aranhana

Taquara | Rolante | Igrejinha Três Coroas | Riozinho | Parobé

Lidiani Lehnen Colunista lidilehnen@gmail.com

JAluine/Divulgação

Parobé está mais iluminada

A Loja Decorabi chegou a Parobé (RS) com a proposta de oferecer mais luz e contribuir com o embelezamento dos lares. O amplo espaço oferece enorme variedade de produtos com foco em luminárias e decoração criativa, como papéis de parede, utensílios domésticos, entre outros artigos para a casa. A loja é a primeira do município neste segmento. Inaugurada em 29 de outubro, a Decorabi fica na Avenida Taquara, 276. Mais

Romina posa com as peças de Bruna que são confeccionadas manualmente

Jovem estilista lança marca de acessórios

Aos 23 anos, a estudante de moda

básica ou ousada, que gosta de valo-

Bruna de Leão lança marca que leva

rizar suas produções com acessórios

seu nome. Confeccionadas por ela

diferenciados. O corte das peças a

artesanalmente em couro sintético,

laser garante a perfeição. A modelo

com corte a laser e aplicação de pe-

Romina Haydeé Casas foi escolhida

drarias e enfeites de metal, as pe-

para divulgar o trabalho da estilista.

ças Bruna Leão Acessórios buscam

Mais informações na fanpage: www.

atender uma mulher moderna, seja

facebook.com/brunaleaoacessorios.

Programação natalina

Decorabi/Divulgação

informações em www.decorabi.com.br.

Loja oferece produtos para uma decoração criativa

Três Coroas é opção de lazer e aventura

A única cidade do Paranhana a promover uma

O Parque das Laranjeiras, localizado a 15 quilômetros do Centro, ofere-

programação natalina para a comunidade é Três

ce infraestrutura completa para camping e lazer, com campo de futebol,

Coroas (RS). Os decks, junto ao Rio Paranhana,

quadra de vôlei, mesas, churrasqueiras, pousada e cabanas. O local é

serão palco de parte da programação ao ar livre,

uma ótima opção para quem deseja descansar junto à natureza e também

que começou em 1º de dezembro, e prossegue em

para quem gosta de adrenalina e deseja praticar esportes, como Trilhas

16 de dezembro, às 19 horas, com a Cantata de

ecológicas, rafting, tirolesa e paintball jungle. O local recebe visitação

Natal. O Centro de Cultura recebe em 15 de de-

de terça a domingo. Informações pelo telefone (51) 3546-7800. Bruna Schneider/Divulgação

zembro, às 20 horas, o Concerto de Natal, com o Coral de Câmara da Funarte. Já a Biblioteca Municipal, em 13 de dezembro, às 20 horas, realiza o Sarau de Natal. Alguns locais contarão com Natal nos Bairros. A programação culmina com show com Daniel Torres, a Chegada do Papai Noel e show de fogos em 20 de dezembro, na Praça Affonso Saul. Já Taquara (RS) recebeu o clima natalino em sua decoração pelas ruas centrais da cidade devido ao trabalho realizado pelas Voluntárias do Natal, com apoio da administração municipal.

170 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

As corredeiras do Rio Paranhana oferecem a opção de entretenimento


N ova Petrópolis Rebbie Forian

Marco Dieder/Divulgação

Colunista rebbieforian@yahoo.com.br

Piá vence 30ª edição do Top de Marketing

A Cooperativa Piá foi uma das vencedoras da 30ª edição do Prêmio Top de Marketing da ADVB/RS, de Porto Alegre Alunos orgulhosos com seus livros

Escrevendo.com incentiva novos talentos

Cerca de 250 estudantes e seus professores apresentaram suas criações literárias no projeto Escrevendo.com, que instigou alunos de 4ª e 5ª séries, de 12 escolas de Nova Petrópolis, a desenvolverem sua avidez por conhecimento e literatura. As produções literárias foram contempladas em 16 de novembro, podendo os estudantes fazer trocas de obras para conhecerem as performances dos colegas. Para a coordenadora do projeto Nova Petrópolis Cidade Leitora, no qual o Escrevendo.com está inserido, Paula Alessandra Schoeler, a cada ano nota-se uma evolução. “Lançado em 2009, a ação tem sido aprimorada ano a ano, para que a curiosidade sobre os temas reflita em produções de grande qualidade”, frisa Paula.

(RS), recebendo a premiação na categoria Segmento de Mercado, com o case Essence Pedaços. De acordo com o gerente de marketing da Piá, Tiago Haugg, a premiação reconhece a efetividade da estratégia que vem sendo implantada. “Estamos com um trabalho forte de reposicionamento da marca, investindo em inteligência e executando ações diferenciadas. Este prêmio coroa o trabalho de muita gente.” Esta é a segunda vez que a Piá é agraciada.

Jeison Heydt e Mauro Stoffel/Divulgação

Diversas atrações abrilhantam o Natal

Aliando as luzes natalinas ao colorido natural de Nova Petrópolis, o Natal em Cores iniciou sua programação em 18 de novembro, com atrações para todos os gostos. Caminhada das lanternas com a participação de famílias, mensagens religiosas nos domingos de advento, show nacional com Agnaldo Rayol, espetáculos musicais, teatrais e de dança são as atividades programadas para as noites de sexta-feira, sábado e domingo, até 31 de dezembro. As atividades ocorrem na Rua Coberta, Praça das Flores, Centro de Eventos e igrejas do município. A programação completa pode Empreendimento espera atrair turistas e excursões

Um

novo

empreendimento

comercial

traz

Vanessa Birk/Divulgação

Nova opção de compras na Serra

ser conferida no site www.novapetropolis.rs.gov.br.

uma

alternativa de passeio e compras para turistas e consumidores locais: trata-se do Aspen Shopping, centro que abriga uma gama de 18 lojas com um mix de produtos como malhas, couros, calçados e outros. A inauguração do centro de compras ocorreu em 14 de novembro, com a presença da imprensa e autoridades locais, além dos principais agentes de turismo da região. O endereço é Rua Presidente Lucena, 273, Centro. O Aspen Shopping está aberto diariamente, das 8 às 19 horas.

Grupo Luz & Cena na abertura do Natal em Cores

171


Divulgação

V ale do Caí Édio Otto Trein Colunista ediotrein@terra.com.br

Registros

As escolas municipais de Bom Prin-

Escolhida a nova corte

Salvador do Sul (RS) escolheu em

cípio (RS) já receberam o roteiro para os

9 de novembro a corte da 10ª Festur

desfiles do Bom Natal Sonho e Fé, que

para 2013, em baile realizado no Giná-

ocorre de 8 a 21 de dezembro.

sio Poliesportivo. Entre 12 candidatas,

A Associação Comercial, Industrial

os jurados escolheram a rainha Daiana

e de Serviços de Montenegro e Pareci

Stein e as princesas Michele Jaine Lud-

Novo comemorou 91 anos em 25 de ou-

wig e Greice Spier para representar o

tubro. Associados, comunidade e autori-

município em eventos. O presidente da

dades festejaram a data com um jantar

comissão organizadora do baile, Cléo

no Clube Cantegril.

Meurer, e a prefeita Carla Maria Specht,

A equipe de planejamento da pre-

salientaram que o concurso assinala a

feitura de São Sebastião do Caí (RS) está

abertura dos festejos do cinquentenário

programando o calendário de eventos

de emancipação política da cidade, a ser

para 2013. Nos meses de abril e maio de

comemorada em 9 de outubro de 2013,

2013, devem ser comemorados os 138

juntamente com a 10ª Festur. Cerca de

anos do município, com intensa progra-

1,7 mil pessoas participaram do evento.

mação, com a realização da Multifeira,

Cada eleita recebeu uma viagem ao Rio

transferida para novembro.

de Janeiro (RJ).

Mensagem do colunista  Durante 12 meses, estivemos juntos

e neste período procuramos noticiar os fatos que marcaram as comunidades do Vale do Caí. Agradecemos o apoio recebido da direção, gerentes, editora e de todos os colegas da Expansão RS. Agradecemos também nossos parceiros comerciais, leitores e colaboradores pelo prestígio. Desejamos a todos um Feliz Natal e um próspero ano-novo.

Rodrigo Weber\Divulgação

Homens Luteranos na Cozinha

A Comunidade Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, de Portão (RS), promoverá o 3° Homens Luteranos na Cozinha, programado para 8 de dezembro, a partir  das 20 horas, no pavilhão de eventos da própria comunidade. Serão diferentes pratos, como carne bovina, sushi, sashimi, peixes, paella, galinhada, massas, saladas e sobremesa, pelo valor individual de 35 reais.  O evento será em benefício da própria comunidade e a previsão será vender no máximo 250 cartões.   Os cozinheiros Flávio da Silva, Lauro Török, Leandro Lemmertz, Marcos Lima, Marcus Nied, Romeu Lemmertz, Salmeron de Souza, Sérgio Arend e Vilson de PaiEvento realizado no ano passado

Tupandi prepara a sua festa de Natal

va serão os responsáveis por preparar os pratos.  Contatos pelo telefone (51) 3562-4616. Rejane Paiva\Divulgação

Tupandi (RS) está preparando a festa natalina para este ano, com diversas atrações. Dia 8 de dezembro, ocorre a confraternização da terceira idade, com entrega de mimos a todos os integrantes. Já para dia 12, haverá espetáculo do grupo de Ballet Tupandi, no Centro de Eventos. Dia 14, ocorre a confraternização dos funcionários públicos, com a presença do prefeito Carlos Vanderley Kercher, e da primeira-dama Denise Kercher, juntamente com a equipe de governo. Dia 16, a partir das 20 horas, ocorre a festa com a chegada do Papai Noel e show surpresa, no Ginásio Poliesportivo Júlio Redecker.

172 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

Silva, Török, Lemmertz, Lima, Nied, Lemmertz, Souza, Arend e Paiva


Se os seus negócios indicam expansão, a gráfica é a Pallotti.

Em 2013, pense como em 2012. Pense Pallotti. Pensando diferente há 89 anos.

GRÁFICA EDITORA

www.graficapallotti.com.br www.facebook.com/graficapallotti pallotti@pallotti.com.br

imprimindo inovação


V ale do Rio Pardo

Arroio do Tigre | Herveiras | Rio Pardo | Santa Cruz do Sul Sinimbu | Sobradinho | Vale Verde | Venâncio Aires | Vera Cruz

Ana Cristina dos Santos Four Comunicação assessoria@fourcomunicacao.com.br Marciano Rehbein/Divulgação

Exposin destaca economias de Sinimbu

A Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Sinimbu (Cacis) e a prefeitura realizaram, de 14 a 18 de novembro, da 10ª Exposin – Feira Comercial, Industrial e Agropecuária de Sinimbu (RS). As principais atrações foram o show humorístico do Willmutt; feira de artesanato; exposição de cucas; parque infantil; corrida da amizade; jogos germânicos, e o Espaço Cultural. Durante o evento, foi realizada a apresentação do mascote do município – a cuqueira Petúnia. “A Exposin enalteceu as tradições do município. Ao longo dos anos, ela está se consolidando e se tornando uma referência Aline Haag/Tribuna Popular/Divulgação

na região”, destacou a presidente da Cacis, Sandra Backes.

Barreto durante o workshop promovido na Giroflex

Refinando o Olhar

Em 13, 14 e 15 de novembro, o fotógrafo santa-cruzense Eugenio Barreto ministrou o workshop Refinando o Olhar, especialmente voltado para profissionais e amadores que querem algo mais de suas fotografias. Durante o evento, que aconteceu na Giroflex, em Santa Cruz do Sul (RS), os participantes receberam informações para ampliar seus conhecimentos, aprender a olhar de uma forma diferente e perceber as diversas possibilidades da máquina fotográfica. Entre os conteúdos abordados estavam noções básicas de fotografia, utilização da câmera, técnicas de composição, aula prática e dicas de Photoshop.

Lucas Dalfrancis/Divulgação

Público prestigiou evento que contou com várias atrações

Divulgação

De blog a livro

O livro Palavraneios, do jornalista Cássio Filter, de Santa Cruz do Sul, surgiu do blog de mesmo nome, nascido em dezembro de 2011. A publicação, de 85 páginas, da Editora Gazeta, aborda as felicidades e os dilemas de homens e mulheres do nosso tempo, principalmente no que se refere aos relacionamentos amorosos. Homens que não querem nada sério, mulheres bem resolvidas, e a coragem de dizer eu te amo são alguns dos temas Filter assina Palavraneios

abordados nos 21 textos curtos.

174 Revista Expansão RS • Dezembro 2012

Enfeites de Natal são fruto do trabalho de 30 voluntárias

Vera Cruz prepara o Natal

A decoração de Natal já embeleza o centro de Vera Cruz (RS). A oficina de artesanato, mantida pelo município, foi novamente responsável pela confecção dos enfeites – duendes, anjos e papais-noéis de todas as cores – que prometem encantar a comunidade e os visitantes. A Praça José Bonifácio, a prefeitura e a Caixa D’Água são os pontos de maior concentração de ornamentos. A oficina de artesanato é permanente e produz material para a Páscoa e Natal. A coordenadora do projeto, Maristela Hoesker, estima que mais de mil itens serão expostos pelas ruas centrais, sendo 100% feitos à mão e 80% confeccionados com material reutilizado.


Michele Amador/Divulgação

Artesãos participam de seminário

Feira, oficinas e palestras marcaram o 1º Seminário Regional de Artesanato realizado em 17 de novembro, no Parque Municipal do Chimarrão, em Venâncio Aires (RS). O evento reuniu artesãos do município e também de Rio Pardo (RS), Arroio do Meio (RS), Santa Cruz do Sul e Lajeado (RS). O encontro teve como objetivo a integração e a troca de experiências entre artesãos da região, além de apresentar novas técnicas de trabalho e contribuir para o desenvolvimento sustentável do artesanato como gerador de renda. Entre as técnicas trabalhadas, destaque para as oficinas de tecelagem, macramê, palha de milho e desenho. Alunos participaram da gravação de clipe em homenagem à instituição

Apae comemora 50 anos de fundação

Afubra recebe Prêmio Folha Verde

de Santa Cruz do Sul é o lançamento, no início de dezembro, do

sede em Santa Cruz do Sul, recebeu, em 5 de dezembro, o

Uma das primeiras ações em comemoração aos 50 anos da Apae clipe da música Um tanto estranho, em parceria com a Banda Maria do Relento. Gravado com alunos da instituição, o clipe mostra que as pessoas com deficiência podem desenvolver as mais diversas atividades e se relacionar com todos, mesmo sendo diferentes, conforme o presidente da entidade, Edemilson Severo.

A Associação de Fumicultores do Brasil (Afubra), com Prêmio Folha Verde da Assembleia Legislativa. A premiação - indicada pelos deputados e escolhidas por uma comissão julgadora formada por jornalistas e representantes de Seapa, Mapa, Adjori/RS, ARI e Sindicato dos Jornalistas do Estado – contemplou a entidade na categoria Setor Florestal.

Maiara Halmenschlager/Divulgação

Enart divulga campeões

A tradição gaúcha tomou conta de Santa Cruz do Sul em 16, 17 e 18 de novembro, durante mais uma edição do Encontro de Artes e Tradição Gaúcha (Enart), promovido pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). Considerado o maior festival amador da América Latina, o Enart de 2012 contou com a participação de 50 entidades tradicionalistas de várias regiões do Estado, numa soma de quatro mil competidores para 22 modalidades nas forças A e B. O Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Rancho da Saudade, de Cachoeirinha (RS), foi o grande campeão Danças tradicionais foram destaque durante o festival que reuniu mais de 50 entidades

do evento na modalidade de Danças Tradicionais.

175


E S hopping Expansão

Produtos:

redução máxima • 2,8cm largura

Rua Quintino Bocaiúva, 99 - Centro | Novo Hamburgo - RS - CEP 93510-270 Telefones: (51) 3065-6380, 3036-6380 ou 3036-6381 www.revistaexpansao.com.br

Siga-nos: Revista Expansão

@revistaexpansao

Diretora Geral

Ana Maribel Pacheco ana@revistaexpansao.com.br Diretor Comercial Sérgio Luiz Jost

sergio@revistaexpansao.com.br Gerente de Projetos Especiais Marcelo Foletto

marcelo@revistaexpansao.com.br Redação redacao@revistaexpansao.com.br Editora

Graziela Dannenhauer - MTb 12.338 graziela@revistaexpansao.com.br Repórter

Caren Souza - MTb 11.800 caren@revistaexpansao.com.br

Gerente de Circulação Jucelene da Silva

jucelene@revistaexpansao.com.br Auxiliar Administrativo Ana Cristina Pires

cristina@revistaexpansao.com.br Atendimento ao Cliente

atendimento@revistaexpansao.com.br

Estagiário

Gustavo Henemann reporter@revistaexpansao.com.br Editores de Arte Alexandre Bitello

alexandre@revistaexpansao.com.br Eduardo Metinger eduardo@revistaexpansao.com.br

Colaboradores - Adriano Fleck, Ana Cristina dos Santos, César A. Pessin, Cris

Manfro, Daniel Müller, Édio Trein, Edith Auler, Edgar Lisboa, Estevão Trentz, Jaqueline Zapelini, Juraci Reichert, Letícia de Oliveira, Maggda Mombach, Marcos Kroeff, Osvino Toillier, Rebbie Forian, Silvana Homrich e Zita Pereira Coluna de Porto Alegre Edith Auler

revistaexpansaopoa@hotmail.com Telefone: (51) 3028-8590 Circulação circulacao@revistaexpansao.com.br

Assinaturas assinaturas@revistaexpansao.com.br Comercial comercial@revistaexpansao.com.br Vendas vendas@revistaexpansao.com.br Impressão Gráfica e Editora Pallotti Cidades de Circulação

Porto Alegre, Grande Porto Alegre, Vale do Sinos, Vale do Paranhana, Região das Hortênsias, Vale do Caí e Vale do Rio Pardo Os artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento da revista. Não é permitida a reprodução parcial ou total dos artigos publicados na revista sem prévia autorização do editor.

176 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


177


E m Cena "Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim." (Chico Xavier)

Foto: Rafael Petry/Divulgação | O detalhe de uma abelha em uma flor, no estacionamento do Câmpus 2, da Universidade Feevale, em 18 de outubro de 2012, tendo como pano de fundo o bairro Hamburgo Velho, em Novo Hamburgo (RS). 178 Revista Expansão RS • Dezembro 2012


179


180


SOBRECAPA PUBLICITÁRIA

A revista de variedade do Rio Grande do Sul

Há 25 anos no Vale do Sinos atendendo com ética e qualidade

Ano 14 • nº 157 • R$ 13,00

Modernização da marca altera toda linguagem visual da empresa

Proprietária Véra Lucia Hahn

Imobiliária aprimora o atendimento para continuar priorizando o conceito de bem viver para seus clientes e colaboradores

181


Revista Expansão RS - 157