Page 1

Revista Estradas N째15 | Dezembro 2010

1


2


4


10

entrevista


Revista Estradas N째15 | Dezembro 2010

11


13


ponto de vista

5

4 6


7

8

9


artigos


Revista Estradas N째15 | Dezembro 2010

19


Tabela 1 Valores admissíveis da irregularidade longitudinal Pavimentos novos e sempre que realizados trabalhos de beneficiação e/ou reabilitação funcional Parâmetro

Unidade

IRI (VALOR MÉDIO DOS DOIS RODADOS, DETERMINADO PARA TROÇOS DE 100M)

m/km

percentagem de extensão da obra 50%

80%

100%

≤ 1,5

≤ 2,5

≤ 3,0

PAVIMENTOS EM EXPLORAÇÃO Parâmetro

Unidade

IRI (VALOR MÉDIO DOS DOIS RODADOS, DETERMINADO PARA TROÇOS DE 100M)

m/km

percentagem de extensão da obra 50%

80%

100%

≤ 2,0

≤ 3,0

≤ 3,5


Custo

Custo

Custo

Volume

Volume

Volume


Tabela 2 V85 x Curvacidade Horizontal - CH (276 postos) Equação 1

V85 (carros de passeio) = 96,394 – 0,0774 . CH

(R2 = 0,0943)

Equação 2

V85 (caminhões) = 82,533 – 0,05 . CH

(R2 = 0,0643)

Equação 3

V85 (semi-reboques) = 78,777 – 0,0577 . CH

(R2 = 0,0663)

Equação 4

V85 (veículos especiais) = 71,050 – 0,0698 . CH

(R2 = 0,0382)

Equação 5

V85 (motos/outros) = 88,317 – 0,0496 . CH

(R2 = 0,0572)

Equação 6

V85 (total de veículos) = 93,025 – 0,0685 . CH

(R2 = 0,0862)

Tabela 3 V85 x CH (Grupo Planalto – 153 postos) e V85 x CH (Grupo Litoral – 123 postos) a) Grupo planalto Equação 7

V85 (carros de passeio) = 100,27 – 0,0835 . CH

(R2 = 0,1064)

Equação 8

V85 (veículos especiais) = 73,137 – 0,092 . CH

(R2 = 0,0547)

Equação 9

V85 (total de veículos) = 95,956 – 0,0717 . CH

(R2 = 0,0906)

Equação 10

V85 (carros de passeio) = 92,261 – 0,0836 . CH

(R2 = 0,1303)

Equação 11

V85 (caminhões) = 82,007 – 0,0647 . CH

(R2 = 0,1112)

Equação 12

V85 (semi-reboques) = 77,433 – 0,0722 . CH

(R2 = 0,0959)

Equação 13

V85 (motos/outros) = 85,911 – 0,0577 . CH

(R2 = 0,0919)

Equação 14

V85 (total de veículos) = 89,902 – 0,0754 . CH

(R2 = 0,1197)

b) grupo litoral

Tabela 4 V85 x CH x IRI médio do posto (98 postos) Grupo planalto Equação 15

V85 (carros de passeio) = 107,5424 – 0,0670 . CH – 4,9318 . IRI

(R2 = 0,1501)

Equação 16

V85 (semi-reboques) = 89,8860 – 0,0544 . CH – 4,9766 . IRI

(R2 = 0,1695)

Equação 17

V85 (motos/outros) = 94,5081 – 0,0406 . CH – 3,0647 . IRI

(R2 = 0,0838)

equação 18

V85 (total de veículos) = 103,2565 – 0,0588 . CH – 4,6247 . IRI

(R2 = 0,1401)

Tabela 5 V85 x CH ou V85 x CH x CV, por intervalos de VMDA A) grupo com vmda < 1000

Tabela 1 Classificação dos Veículos por Intervalos de Comprimento Classe de veículo

Equação 19

V85 (carros de passeio) = 99,717 – 0,0987 . CH

(R2 = 0,2037)

Equação 20

V85 (caminhões) = 83,809 – 0,0568 . CH

(R2 = 0,1042)

Equação 21

V85 (motos/outros) = 95,956 – 0,0622 . CH

(R2 = 0,1285)

equação 22

V85(total de veículos) = 96,229 – 0,0878 . CH

(R2 = 0,1870)

b) grupo com vmda > 5000

Comprimento (m) Mínimo

MáXIMO

Equação 23

V85 (carros de passeio) = 91,886 – 0,1177 . CH

(R2 = 0,1161)

Motos/Outros

0,50

2,40

Equação 24

V85 (caminhões) = 84,4662 – 0,0766 . CH – 0,03672 . CV

(R2 = 0,2165)

Carros de passeio

2,50

7,00

Equação 25

V85 (s.reboques) = 81,008 – 0,0865 . CH – 0,03421 . CV

(R2 = 0,2354)

caminhões

7,10

15,00

equação 26

V85 (veíc.especiais) = 78,806 – 0,1090 . CH – 0,3505 . CV

(R2 = 0,1950)

SemiRreboques

15,10

20,00

equação 27

V85 (motos/outros) = 88,603 – 0,4046 . CV

(R2 = 0,1184)

Veículos especiais

20,10

99,00

equação 28

V85 (total veículos) = 91,896 – 0,0873 . CH – 0,0326 . CV

(R2 = 0,1663)

Fonte: DEINFRA (2008)


Revista Estradas N째15 | Dezembro 2010

37


Tabela 1 Composição dos traços do CCR e da placa de concreto Unidades

Traço Concreto Magro

Traço Placa de Concreto

Cimento CPIV 32 RS

kg/m3

160

400

Areia Natural

kg/m3

111

660

Pedrisco

kg/m

3

378

-

Pó de Pedra

kg/m3

711

-

Brita 9,5/25

kg/m

3

556

480

Brita 19/32

kg/m3

467

587

Água

kg/m

132

198

Materiais

Aditivo Fibra de polipropileno Abatimento (“Slump Test”)

l/m

3

-

2,087

kg/m3

-

0,343

mm

60 ±10

60 ±10

3


5 35 5

20

4

30


Tabela 1 Composição dos traços do CCR e da placa de concreto análise estatística do concreto Resistência à compressão (f ck) 30Mpa

Resistência à tração (f ctm) 4,5Mpa

Fator a/c 0,50

Cimento tipo CP IV-32 RS

Cálculo da resistência característica Lote Nº

Área (m 2)

Data da execução

Número de exemplares (n)

Coefic. (k)

Resistência à compressão

Resistência à tração na flexão

Média (x)

Desvio Padrão

f ck, est, X - ks

Média (x)

Desvio Padrão

f ck, est, X - ks

1

2448,00

27 e 28/10/09

10

0,88

35,22

1,49

33,90

5,71

0,59

5,19

2

2390,40

24 e 26/10/09

9

0,89

36,12

2,32

34,06

5,58

0,54

5,10

3

2030,40

22 e 23/10/09

9

0,89

36,73

2,05

34,91

5,75

0,64

5,18

4

1915,20

20 e 21/10/09

8

0,90

34,86

2,10

32,98

5,30

0,34

5,00

5

2412,00

16 e 17/10/09

12

0,88

37,06

0,98

36,20

6,31

0,33

6,02

6

2001,60

11 a 15/10/09

9

0,89

35,79

2,13

33,90

5,58

0,69

4,96

7

1956,40

09 e 15/10/09

9

0,89

32,31

0,69

31,70

5,07

0,22

4,87

8

2053,50

06 e 07/10/09

8

0,90

32,95

2,37

30,83

5,24

0,39

4,89

9

2130,60

04 e 05/10/09

9

0,89

33,83

1,87

32,17

5,37

0,52

4,90

10

1475,60

28/10 a 09/11/09

8

0,89

34,41

2,36

32,32

5,54

0,64

4,96


10

95

75

25 5 0

arte_final_betunel_rev_estrada ter�

a�feira��19�de��utubr��de�2010�11�15�20


60

REVISTA ESTRADAS Nº15  

Revista técnica sobre rodovias, publicada pela Sociedade dos Técnicos Universitários do DAER/RS - SUDAER e pela Sociedade dos Engenheiros Ci...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you