Page 1

JUNIA RODRIGUES PEREIRA BARROS

Sinara Neves

Celebrar

A DIFERENÇA Ser moderno é respeitar o próximo!


MARCELA MORENA PERSIANO

Sinara Neves

O futuro

JÁ CHEGOU


JUNIA RODRIGUES PEREIRA BARROS

Sinara Neves

Celebrar

A DIFERENÇA

BAIXE GRATUITAMENTE O APLICATIVO DA REVISTA ESCOLHA NO SEU IPAD OU IPHONE

ESCOLHA Sinara Neves

7


8

ESCOLHA Sinara Neves


10 ESCOLHA Sinara Neves


ESCOLHA Sinara Neves 11


12 ESCOLHA Sinara Neves


ESCOLHA Sinara Neves 13


Michele Carvalho Quem conhece essa estilosa, sabe muito bem como é seu escândalo de risada. E é com esse sorrisão que abrimos a edição da Escolha, que traz nessa edição o editorial de moda cheio de astral com Chico Argolo, Maria Marião, Cláudia Startling, Ludy Ferrari...Foto assinada pelo Rodrigo D’Ávila, com consultoria de imagem da Carol Lima, produção Sinara Neves e beleza de Dginany Bittencourt e Oline Freitas (Afrô Atêlie).

14 ESCOLHA Sinara Neves

58


19 20 23 28 31 44 46 49 53 57 66

Editorial Sinara Neves Making of Dançando com Marcela Coelho Quem tem medo do novo? Editorial Clubber da Luta Haifa feito à mão Produtinhos Fila A João Marcos, o Mendelévio! Editorial Diferenças Douglas Passos

ESCOLHA Sinara Neves 15

15


60

Chico Argolo . Digital Influencer O irreverente e sem papas na língua, o legítimo ‘Digital Influencer’ Chico Argolo, integra ao meu time de personalidades. Ele estampa o editorial ‘Ser moderno é respeitar o próximo. Fotografia Rodrigo D’Ávila, e consultoria de imagem Carol Lima.

16 ESCOLHA Sinara Neves


68 Múltiplas Escolhas 69 Henrique faz 01 ano 70 Escolha Saúde 71 Katmos Z Moda Glamorosa 74 Talk Show CS 76 Casamento Luíza e Ricardo 78 Decora Relíquia em grande estilo 80 MamyPoko na Haf 82 Casamento Caroline + Carlos 84 Zeka Barros 86 O futuro já chegou! 101 Editorial Decora Relíquia ESCOLHA Sinara Neves

17


EDITORIAL

por Sinara Neves

#multiplasEscolhas

Ser moderno é respeitar o próximo

D

ecidir o que fazer em cada edição da Escolha é sempre um desafio que me deixa muito feliz, porque buscamos superar e surpreender mais do que a última edição. Queria uma edição hitech, mas no sentido amplo da palavra modernidade, no meu conceito do novo está no topo ‘Respeitar o próximo’, assumir seu rosto, seu corpo e sua idade com orgulho. É a isso que a escolha se propõe: ame-se! O mundo virtual popularizou uma variedade de referências de beleza, isso é fato. Mais do que buscar ter os padrões de beleza, tem gente investindo na autoestima, no ‘Ame-se’. Percebemos que, muito além da beleza, tornou-se necessário olhar para dentro para compreender o que é relevante. E assim levamos para o estúdio da Escolha uma turma que faz acontecer e causa muito barulho aqui em Valadares. Em cena, pelas lentes do nosso parceiro, o fotógrafo Rodrigo D’Ávila. Foram clicados: Cláudia Starling, Chico Argolo, Michele Carvalho, Mário Jorge de Lady Ferrari e Maria Marião, mostrando que bonito é ser diferente, é ter autoestima. O futuro já chegou e é agora! Numa parceria da Escolha com a Fogão de Lenha filmes, o primeiro editorial da Escolha fotografado por drones. E quem encarou o desafio foi a linda e exuberante Marcela Morena Persiano com looks da Cest Brasil, Ananda, Acqua Fitness, Lore e muitos acessórios esportivos da Planeta Esporte. Quem aterrissou aqui para produzir, em parceria, foi Marcela Bonfim. No octógono do MMA minha dupla em ação: Gisele Rangel Argolo e Junia Barros Rodrigues Pereira num duelo que quem ganhou fomos nós leitores com essas imagens belíssimas.

EQUIPE Diretora geral: Sinara Neves Textos: Andréa Mariano e Aminy Gusmão /Agência Mosca Designer: Mayer Lana/Agência Mosca Revisão ortográfica: Christian Mariano Fotografia: Rodrigo D’Ávila e Ana Paula Assis Produção: Sinara Neves / Gráfica: Formato Agradecimento: A equipe mega especial da Escolha

www.blogdasinaraneves.com.br escolhasinara@gmail.com

Esta revista é uma produção da Neves Comunicação. É proibida a reprodução total ou parcial sem autorização. Aplicativo para iPad desenvolvido pela M3

sinaraneves sinaraneves52 blogdasinaraneves 33.99105.4343

Look: Tal mãe tal filha desenvolvido pela KatmosZ para o batizado da Isa. Brincos: Rede Eliana Chisté Joias Foto: ANA PAULA ASSIS Beleza: ZeKA BARROS

#revista


20 ESCOLHA Sinara Neves

es a u ni rig ira JU od re os R er r na P r e Ba m c e

IG UAL D Ju ue ni lo av sG ise le

O Ch bo ico a p Ar ra go ç lo a

Making

of

O ST PO

D o ec D’Á fo or A v t a (F ssis ila ógr Re b og , , a lí pr elez ão Ale Fot fo qui od a de xa og R a uç Dg Le nd ra od co ão in n re fa ri m Ta any ha Mu Ana go ti S B Fil ni P ob itte me z au la re nc s), ira ou rt,

O

o nd da ca os no M is as n LANA cia fina gi la YERgên es s pá ce MA a A oqu da a ar N t n el e M m nt os sig de ve era já b o E exu sian A er P

Gi se Se le Ro n Ra dr do ng igo fo e D tog l A ed ’ Ávi rafa rg it la da ol da oria , pa po o Es l M ra o r co MA lh a

Escolha NOSSOS Dias de Escolha


A de pr o B o e on mod du dit fim a tor or , q Ma a ial ue r Dr as ce on si la e na

ta s! na llou do a Ba to mad go de ani Die to pe ia Fo ui em Eq cad a

A M ma a L r -s Hs ari ia M e N s s a De o e la sa rião co dito be ra ri co Re al r líq uia

C M on sa arc ta A c e to de lex and la P im Le and o o ers ed nh re dr ia ia a F M on no to ! ilm uni e d es z (F o ) og ão

O

ESCOLHA Sinara Neves 21

EMP AT IA

E T n an urm o D im a ec ad de or Gr íss pr a Do a n im ofi Re ed d a! ssi líq ito Fin on u ria a ais ia l p le ar aE sc ol ha


22 ESCOLHA Sinara Neves


DANÇANDO com

Marcela Coelho! Este texto é sobre felicidade. Você é feliz com suas escolhas? Fotos: Ana Paula Assis

ESCOLHA Sinara Neves 23


Bailarina: Tatiana Coelho

u m co te o a z n i r fel lme do e e é a cê ion uan sobr ilo o s q V e. rofis ou ense aqu ê d r h ida do p son as p e se voc veu, c i i e d n e el za e f eali mpr , ape égio o qu iu. V . r ob É r e se der ivil m “ egu ça s é as? qu on pr va ns dan o a t o p ex colh do o res êm o gunt la c ) da t ste as es e tu cisa ue t per arce iser! a su hoj pre os q ndo ”. M s qu pais a faz Não são qua cer? Deu eus ico n s s ? ça ucos iam cre (se ade cláss os n d o a á eu d o cri o. P spon and iver de i allet asse mo ava iss e re r qu pre v nos de b sert “Co gost a qu er se sem ve a ula con te!). ão io d qu e e s no na a e ela redi ora n o fe a viv Ao ram e qu s (ac fess tinh que r ca va d rto pro o pa hora ode os o l o p co tati os t ha, a , era ssa e o ra d das ten zinh din im É ne sobr a fo ma pe gor de m ela. ona enin ou u era ito , rev esti a m vir mu rma” e qu : um que tu nte s tino ciais ge des s so do drõe pa

E

de a z az tóri J e is ad àh r sso oltar a a e f m emi o sv u r ra cad r - p mo a r a p o v u na a ega a o elh as h su unca r a, c g m i M d e . n u o a ares s m ima do d obri nça ã o n an is an aba esc da se alad 2 a a, zz s 1 ma ia ac Ali d tão es or V m o r a r e a o d tu de j ao a, nte hav dão. e en elh erna a d e d e s a , d m v tiv difer a qu Bran Des nte. nas aula ado o o G la. sm a, or bia azz. lme alu dar traç s e e s v j s d D no ofe a Nú o, o litera ore ou a a ser r a o ã , nç a p es, ixã pé, elh eç ou a n r a m m a d i v u da a p eu as com meç a e a a p it er d ala eir o s a d os, co u d e e a V rdad aiu d um 6 an tino M acre que e qu lá ve is s r ser os 1 des , s a a s m Po 2, a seu av a fa logo no ” 8 h 19 í que ac um sar 34 a fase em oi a só pas ão sa “ ef v s

24 ESCOLHA Sinara Neves

ia se de


. é im ça a m n as o r a o s t d p d A do çan toda uis sa tu an ro onq es e D pe s, c … É e m su ore as qu d mig ia r a legr ive a zv fa

c po

a

ioéd su ino m , ta, e n s a s d ia en ditav o”, co o, lá a in ênc acre log oelh n e equ ão ssar o C de e m s i n pa id o a s i d úd nte o, tra ns d eu pa ue ia lo Gu t s u o efé “M se q Pau o e ia fo ápid r e i . r . e d m ade a fa sr pr is r m ó ais o i a r i o p r s r p d a m d rá ar facul só u ação ase”. seu p sua esse m ar na a dos tava nt c o c e fi ular- e era form ssa “f ntou tinha urec a ajud a fich do es u ela q stib a qu a in de mo a já mad ou ue çan c r a el e a ve hav ra nos cela M eç ca q dan a a m m ç qu co épo ver ac s p 34 a Mar ove an as” s a o o m i j d a n m vã 84 nda z co and ess de v de per onta e n o e u i m s E . A so f te q oi cio” di r as as c ham ú F t a s es ebra om o tin para m o nç a e i men asa. negó a o l d d a e c le “ to. e n “qu a. C s nã eu se co iar n p i e r inc as d ue cer ida lor téri na o d ar- e ad tro pr spes e aq ndo na v Col ma s alu o, nã cas qu e ou da de iu qu da rto lano essa o, a , log tes a ntão ca d ada ca smo o ce o p a d vern ade Pres ve e bus ais n e m Tud até a tem lo go salid rta. o, te r em r m no e um nte lho arin s pe en abe oelh e sai faze o t e e alh ran iram Co bail ada r a m mia n C tas esse b tra a du nance da nfisc paga cade ilso por oub e d dor e fi e co mo r a a Edm ar as ão s s e d da end ceri co nte eiro fech ra n r. n e v a m end os, mbo ança ortu mo abel Bailarina: faz plan go, e de d a op u co rest Juliana Tavares os pre ém um vive em em a al rgiu ela cada vid Su cio e e fo ér mpr m co o, se an

ESCOLHA Sinara Neves 25


DE DI CA ÇÃO

oe o t i m ç e ir ta. D erra a t s n t is si de tim a no o alu em ra o scol and ara i e p b t ns lem a e quis -se e r p , iu ca rise” eabr econ uda n o os e r ém u ac ar , m n s o n n el r e u at m 35 a “E mo arc o ze os, e o. es u M u d z an ad z há ira. s, h z l m i e . e o e o ç z ia de am e ja carr s dor a Co atar m nem ass me r e o ó p o , ad é s ra d o da as a rcel ontr a) ac ulo rise e c eu p . s a c nd ec iro ma sso íci tod Ma e c eri a su tác a o ir r n c e s fe in o r , u ”, b ob que tica, rma Pinh ica pro e o per iver ve q par o pa or ea r ra um ssim Esté la pe ael quím mo esd o su faz v o, te de e ássic m p pa h d e d o a r l a n t e ne to! A ira Ali ua Is ncia ina c am nçan e me mui amiz let c e fic tou de e fei Palm na. a R ndê ass panh . Da a qu cer io ( bal o qu to, lu quê ar d o da r alu sa n depe elho com im legri cres apo as de beir tan por par om po a ca ece Co a a pra m sa a ou a m o aul a Ri ntre ica o quis os c um Par rcela que udo É es meç ta co e dá riss ela, e expl nca zinh tre n a s u v t u l a ae M luna ça é gas… la co con lusi e C arc lto e e n pne ç n M c e a an mi sco oje in ho z. du endo as e so”. ifere qu stão ua d z m a a n e e H i a e g s t “A isto o a ras. , qu out de j jazz hec ru m i á d com las e o s l h d u o m o nq uan fesso oelh ria C ntis el de enve com de c não a fez es. E , co . o c Q ro C a nfa fi ui as nta ho anç dar ida as” io ico n M a i f p a l d v d s a u a ais atian An mas turm “Eu o al à vo Coe . A d Val s da haça estú clás os. m T la, ur a o let in m so al la: nh te la ga de arce as t um à e a te men arce ami de e icio e “p ada, bal ailar a M nta d istou gad urm leta a M na / miza s del gria istr o o ra b nos gico co nqu ape ssa t omp anç alu de a mai a ale a reg , com s pa 18 a má co tão . Ne to c de D ora / zes tos uit arc nça ilate 21 e ndo r em ser nçar e sin dio fess e raí men or m ua m e da e p , de mu fica da e m Estú pro uíss mo da p zz, s es d eatro lho io ao nde s eu No vras nstr m o arca o ja idad ró, t Coe me rete ília. l ala la co vide s, m ém d oda , for Pilar em lar p fam p as arce e di ano a, al s m nce e e ram e, Pi e da M tas e 50 di utra a da aiqu esce mã çant jun ta d je em ce o ragg e C is cr o da dan fes Ho fere ito, ãe d s do mpl ado a o foi d é m e. O exe leg d t ain e já rcela en ao ar o qu Ma tivam , bem tinu ec ça e con p e s re dan res da lada do é a e s V s ai

a a ad Su im . n n a as da e s vi m d a g a a a di un id r nt , l a c u a i r a t l g pa cê a, gi fe er d a o r i p a v n a ue ra el eu br ha u. E p q c l e r z ? e a ar a ve qu av se az M nd íli j a n s a i l o e m p ra de ue ag esc fa ira es : Pa q e m p r i s o s da e cr ia u ist do s in a d o t q e a o nd os um u o qu bo a n a p u s a ri do re no ia q n ó r um u st da m er to hi s r e o s ve od vi m t é e b e qu tam a ad

Bailarina: ANA MARIA COUTINHO

26 ESCOLHA Sinara Neves

m


Para Marcela felicidade nada mais é do que isto: família reunida, alunas animadas e uma boa dose de jazz pra agitar a vida.

As Bailarinas: Tatiana Coelho, Ana Maria Coutinho e Juliana Tavares.

ESCOLHA Sinara Neves 27


NOVO? QUEM TEM MEDO DO

por Harley Cândido Nogueira

VAN GUAR DA

28 ESCOLHA Sinara Neves

A mesma tecnologia que, à primeira Quando algo se consolida vista, assusta, pode trazer generosos e se perpetua de forma benefícios se perdermos o “medo” de tentar, continuada é o que chamamos de manipular, de usar. Nos anos de 1950, após os terríveis de “Clássico”! Há uma sensível diferença entre o que é moda tempos da Segunda Guerra Mundial, e o que é clássico. Porém, as houve um reflorescimento de modismos e “novidades” lançadas pela novidades em todos os campos da produção moda sempre “bebem” das e da criação. No vestuário feminino houve fontes clássicas. um exagero de formas e volumes, com vestidos de saias muito amplas, penteados de coques enormes, maquiagens exóticas e etc. Nas casas dominam móveis em estilo “Chipandelle”, com suas características curvinhas delicadas. Os automóveis são enormes, coloridos e com muitos “cromados”. Já nos idos de 1960 estava em voga o chamado “estilo moderno”. Na arquitetura a leveza das linhas retas e das curvas fluidas, baseadas na natureza. Vidro, concreto armado torcido e retorcido e, cores claras ditam o novo conceito. Brasília torna-se um referencial na arquitetura mundial. Nas roupas a geometria das estampas, a mistura de cores fortes e o surgimento da temida mini-saia. Foram-se os modismos e ficaram as referências utilizadas até os dias atuais. Cada época, bem como, cada era da história humana deixam ricos legados para as gerações futuras, desde que respeitemos a sua originalidade e, não tenhamos medo de recriar e adaptar esses legados aos novos tempos. E assim, a cada nova “onda”, os designers se esforçam para criar novos conceitos sem, contudo, deixar de beber nas fontes eternas dos clássicos. Com o auxílio da tecnologia, os homens e mulheres de hoje e de amanhã estarão sempre na vanguarda do conhecimento. Seguir os modismos ou adotar os clássicos é uma escolha pessoal. Já o preconceito ao “novo” é algo a ser evitado sempre. Afinal de contas, o “novo” sempre vence!

O “novo” sempre causa algum tipo de reação positiva ou negativa. As referências de tudo o quanto é novidade, porém, se encontram no passado. Seja na moda, na arquitetura ou no design, os conceitos da criatividade se guiam por referenciais atemporais. As atuais tecnologias trazem o “novo” de uma forma assombrosa. O mundo todo na palma da mão. A informação é uma poderosa arma de conhecimento e isso, às vezes assusta. Alguns mais temerosos se perguntam: _Onde vamos parar? A resposta é simples e direta: Não vamos parar! O “novo” sempre vence! A palavra moda vem do francês “mode” e significa onda. Segundo o Aurélio, “É o uso passageiro que regula a forma de vestir, calçar, pentear, etc.” Bem, se considerarmos que a “onda” vai e volta, o mesmo podemos dizer da moda que, de tempos em tempos lança e relança tendências de cores, padrões, e estilos para as produções e criações da indústria do vestuário, mobiliário, arquitetura, enfim, dita comportamentos e influencia os costumes. Isso é moda! Quando algo se consolida e se perpetua de forma continuada é o que chamamos de “Clássico”! Há uma sensível diferença entre o que é moda e o que é clássico. Porém, as “novidades” lançadas pela moda sempre “bebem” das fontes clássicas. Os modismos lançados de tempos em tempos criam elos que unem os homens e mulheres de hoje aos seus antepassados. Assim, o penteado usado por sua bisavó pode ser recriado nos dias atuais, quase sempre, mais simplificado, executado com a ajuda de novíssimos e práticos aparelhos que facilitam e economizam o precioso tempo que sua “bisa” gastava. O que fica é a essência.


ESCOLHA Sinara Neves 29


NISSAN KICKS. O melhor da tecnologia japonesa em um SUV urbano.

Venha Fazer um Test Drive. Nissan Kicks Rio 2016 Entrada + 24 de

R$

990

*

GOV. VALADARES Av. Brasil 3550 (33) 3340 0005

IPATINGA

Av. Pedro Linhares Gomes (31) 3618 9999

MANHUAÇU BR 262 (33) 3332 1673

VITÓRIA

Goiabeiras (27) 3145 2900

VILA VELHA Lindemberg (27) 3311 0000

LINHARES

Nova Betânia (27) 3264 8950

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO E INSTITUTO NISSAN JUNTOS NO COMBATE AO TRABALHO INFANTIL.

Condições válidas para pessoa física, para o veículo Kicks CVT Rio 2016 - 16/17, pintura sólida, até 31/10/2016 ou enquanto durar o estoque veículos: preço à vista de R$ 92.340,00, nas seguintes condições: 78,55% de entrada 72.533,07, mais saldo financiado em 24 meses com parcelas fixas de R$ 990,00. Taxa de juros de 0,99% (a.m) e Taxa de juros de 12,55% (a.a). Tarifa de Cadastro de R$ 648,00 mais Impostos (IOF) R$ 705,75. Custo Efetivo total 1,50% (a.m) e 19,56% (a.a). Valor total do bem R$ 96.293,07. Financiamento pelo CDC (Crédito Direto ao Consumidor) através BANCO RCI BRASIL S.A, CNPJ/MF nº 62.307.848/0001-15. Crédito sujeito a análise e aprovação de cadastro. Condições válidas para pessoa física até 06/09/2016, todos os veículos anunciados possuem pintura sólida e Frete incluso. Mais informações no site www.nissan. com.br ou pelo SAC Nissan (0800 011 1090). Selo INMETRO. Valores medidos em condições-padrão de laboratório (NBR-7024) e ajustados para simular condições mais comuns de utilização. O consumo poderá variar para mais ou para menos, dependendo das condições de uso. Para mais informações, acesse www.inmetro.gov.br e www.conpet.gov.br. Garantia de três anos, sem limite de quilometragem para uso particular, 100 mil km para uso comercial, ou o que vencer primeiro; demais condições, conforme manual de garantia do veículo.

30 ESCOLHA Sinara Neves


Gisele Rangel Argolo & JUnia R. Pereira Barros Look: Cest Brasil Luvas: Planeta Sport Brincos: Rede Eliana Chisté

Clubber

da luta Peças com shape esportivo extravasam quadras e academias. Na Escolha tem octógonos fashion com Gisele Rangel Argolo vs Junia Rodrigues Pereira Barros. Locação: Academia Diego Ballouta Fotografia: Rodrigo D’Ávila Make: Dginany Bittencourt Hair: Elis Santana Produção: Sinara Neves e Tatiana Sobreira

ESCOLHA Sinara Neves 31


JUnia R. Pereira Barros Look: Ananda Choker: Carmen Steffens Brincos: Rede Eliana Chisté Bolsa e Sandália: Melissa Óculos: Vedere 32 ESCOLHA Sinara Neves


Gisele Rangel Argolo

Look: Carmen Steffens TĂŞnis e luvas: Planeta Sport Brincos: Rede Eliana ChistĂŠ Make: Dginany Bittencourt Hair: Elis Santana ESCOLHA Sinara Neves 33


JUnia R. Pereira Barros

Calça e blusa: Three Corpus Tênis: Planeta Sport Brincos: Rede Eliana Chisté Bolsa: Melissa

34 ESCOLHA Sinara Neves


JUnia R. Pereira Barros Look: EstereĂłtipo Luvas: Planeta Sport Brincos: Rede Eliana ChistĂŠ Make: Dginany Bittencourt Hair: Elis Santana

ESCOLHA Sinara Neves 35


JUnia R. Pereira Barros Look: Three Corpus Brincos: Rede Eliana ChistĂŠ

36 ESCOLHA Sinara Neves


Gisele Rangel Argolo Look: Hering Faixa: Planeta Sport Brincos: Rede Eliana Chisté Bolsa e Bota: Melissa Óculos: Vedere

ESCOLHA Sinara Neves 37


Lutador Academia Diego Ballouta: Nana Capa: Estereรณtipo Luvas: Planeta Sport

38 ESCOLHA Sinara Neves


Gisele Rangel Argolo

Look: KatmosZ Luvas: Planeta Sport Brincos e anéis: Rede Eliana Chisté

ESCOLHA Sinara Neves 39


JUnia R. Pereira Barros Bodie: Espaço Juliana Viera Saia: Three Corpus Tênis e cordas: Planeta Sport Brincos: Rede Eliana Chisté Óculos: Vedere Choker: Carmen Steffens

40 ESCOLHA

Sinara Neves


ESCOLHA Sinara Neves 41


42 ESCOLHA Sinara Neves


HaifaFeito Feito aaMão Haifa Mão agoraééHaifa Haifa Premium. agora Premium. CONHEÇA A NOVA LOJA:

Av. Piracicaba,CONHEÇA 257 - Ilha dos Araújos,LOJA: Gov. Valadares - MG A NOVA

Av. Piracicaba, 257 - Ilha dos Araújos, Gov. Valadares - MG


ESCoLHA

Estilo

Em novo endereço Haifa agora é Haifa

Feito à Mão Premium

o

SUELLEN MAIKEL A empresária comemora a expansão da loja Haifa

s empresários Suellen Maikel e Bruno Maikel estão comemorando a expansão da loja que, aliás, mudou de nome: a antiga Haifa “Feito à Mão” agora assina como Haifa “Premium”. A mudança reflete o momento em que o casal está vivendo profissionalmente, buscando conquistar um público maior e mais exigente. A loja, que já completou sete anos e tem fabricação própria (com distribuição para todo Brasil), agora está na Avenida Piracicaba, 257, na Ilha dos Araújos. Suellen explica que a decisão de sair do Centro foi basicamente para oferecer mais conforto aos clientes. “Eu vendo móveis feitos de madeira de demolição, então tenho necessidade de expor tudo para que eles possam ver e na loja do centro isso não era possível”, esclarece. A empresária relatou ainda que principalmente os homens tenham certa dificuldade de ver um móvel em uma revista e imaginar como ficaria em sua casa. Com a loja nova

Os meus clientes precisam de conforto e atenção, pois decoração é um investimento que exige planejar com cautela

44 ESCOLHA Sinara Neves

Fotos: ANA PAULA ASSIS


...tenho necessidade de expor tudo para que eles possam ver e na loja do centro isso não era possível...

e o espaço disponível para expor o mostruário, esse problema não vai mais existir. Além do espaço físico, uma das maiores vantagens da “casa nova” é a facilidade de estacionamento e tranquilidade do bairro. “Os meus clientes precisam de conforto e atenção, pois decoração é um investimento que exige planejar com cautela”, comenta Suellen. E os planos para a Haifa Premium na Ilha não param! Eventos de demonstração, com chefes gastronômicos fazendo demonstração de utensílios da área gourmet e mini cursos de como montar uma mesa para diversas ocasiões, por exemplo, já estão sendo estudados para atrair e fidelizar o público. Mal podemos esperar! Então se você planeja (re)decorar sua casa, fica essa dica de uma loja de extremo bom gosto, qualidade e que está investindo alto no conforto e bemestar dos clientes.

ESCOLHA Sinara Neves 45


ESCoLHA

Produtinhos *

t™ r a i l a! m s o ostos le. e p g u e e n t tura pele. o da q ã n i t m a tex po de paraç m. i a e c l r eaem umuer ti o e re . BB cr Manhã t ensa ualq taçã ante o ou e

Manhã e Tarde

P

a d r q ra hidr tioxi filt a P ra an do Pa eito ntes Ef ar a Us

r a c l u r á. a f l h e f b b r, não . b ho lur

Dia e Noite

. de a sid o e o. el b ol M eito anti brilh . le. s e p i f r E eito ant ola de içoe Ef eito ão s tipo erfe Ef oteç uer -imp Pr ualq anti Q eito ta. Ef edia im

Tarde

30dia.

s o f prante

*

a ar a p o lh fan sco tos i P E en ibé o da lem r Ca diçã ro E a i e at v Lí Qu

pa

r

v ç za ensí i l . i ic a ut ele s de a d r ml par ara p ali n e to d etino até p e e d r r 1º do as. ças O dica rug ren In duz dife Re duz Re

Hidratação no Banho

ç s nte prote a ue e ag ira d x en rre e D a ba e ec l a rt Fo

*

. sto o a re do r l m c e pel al. ar e r e m i ila a faci o sol d a o maqu nete , filtr r m çã e de sabo agem n oo lu, trata pós o aqui de. . s impa sar a de m sida leosa a L ra u ção oleo le o rat . t e a e o e l p P m d a e ue Re ceso eixa a a p porq ex o d ssec ver, . Nã o re mo bém Nã o re tam Nã ele ap Limpeza Facial

te n n a ri o. t a c e rcad ar. r d u e us . h i - e e do m il de veiro a. o h oidad e fác chu oalh le. ã ç a n nov atant o no m a t a pe lo b ande Hidr icaçã r co ral d o Gr pl seca atu A n ra de ão

46 ESCOLHA Sinara Neves

uvão du el.

*

Área dos Olhos

*

o di

x u . y e i d es os h e r l o m n os è d c r tiodiato. a área x p r ecr ime ssão d e r nso pre r u co eu te de ex t p e el! V has a c autditáv e lin h acre ugas In ra r Pa

r


foto: Aline Stevam ESCOLHA Sinara Neves 47


Tem que fazer a diferenรงa! Tem Origen na FILA A. foto: NINA ASSIS entrevistadO: Heverton Neves Pettersen

ESCOLHA Sinara Neves 49


ESCoLHA

HEVERTON NEVES PETTERSEN *

Conceber, gerar, sonhar… Para muitas pessoas são palavras sinônimas Vamos conversar sobre reprodução assistida e sobre a Origen de uma história que fez nascer muitas vidas. 50 ESCOLHA Sinara Neves


C

om o currículo digno de aplausos, Heverton Neves Pettersen, natural de Brasília, passou a morar em Governador Valadares - MG com os pais aos 6 anos de idade. Aos 17, deixou a cidade para tornar-se o “Dr.” Heverton, graduado pela UFMG, com residência em ginecologia e obstetrícia. Ele é especialista em medicina fetal pelo King College, de Londres, uma das instituições mais prestigiadas e importantes do mundo. Ao voltar para o Brasil, tornou-se diretor científico da Revista Brasileira de Ultrassom e ainda é diretor técnico de medicina fetal da clínica de medicina reprodutiva Origen, de Belo Horizonte, assunto que iremos abordar a seguir. A origem da Origen Referência em reprodução assistida em toda a América Latina, a Origen foi fundada em Belo Horizonte em 1995, com o objetivo de centralizar a atenção médica, disponibilidade da tecnologia e o atendimento humano no bem-estar de quem pretende realizar o sonho de ter um filho por meio de reprodução assistida. Quando dr. Heverton voltou de Londres, em 1994, trouxe para o Brasil novos e mais modernos testes para a confirmação da saúde do bebê. “Há 21 anos, as informações que tínhamos sobre má formação se limitava ao ultrassom do quinto mês, por meio de um procedimento invasivo e que, apesar de seguro, tinha o risco de 1% de complicações que podiam ocasionar a perda do bebê”, explica dr. Heverton, ainda lembrando que na época era neces-

*

“Há 21 anos, as informações que tínhamos sobre má formação se limitava ao ultrassom do quinto mês, por meio de um procedimento invasivo e que, apesar de seguro, tinha o risco de 1% de complicação que podiam ocasionar a perda do bebê”

*

sário selecionar as pacientes para realizar os testes genéticos, os chamados “quadro de risco” e não era qualquer laboratório que realizava o procedimento. “Hoje em dia, com 12 semanas já é possível ver a formação do bebê e calcular os riscos de complicações futuras. Se identificarmos precocemente uma paciente de alto risco, já começo a medicá-la e diminuir em 80% as chances de complicações, investindo na qualidade da gestação da mãe e do bebê”, ressalta. O desenvolvimento da medicina fetal no Brasil foi notório e a Origen acompanhou o avanço da tecnologia. Com o investimento em alto padrão tecnológico, a clínica se destaca pelos excelentes resultados e pela qualidade e relevância nas pesquisas científicas realizadas.

*

“O carinho, a atenção é obrigação da assistência técnica e isso é fundamental, pois estou lidando com o sonho da pessoa de ter um filho”

*

Mas quando o assunto é a geração de uma vida, algo tão sublime, outro aspecto é abordado pelo Dr. Heverton: as relações humanas entre médico e casal. “Tratar de um ‘caso’ é diferente de ‘cuidar de uma pessoa’. O carinho, a atenção é obrigação da assistência técnica e isso é fundamental, pois estou lidando com o sonho da pessoa de ter um filho”, sustenta seu argumento. Antigamente era comum uma família ter muitos filhos. Algumas, inclusive, com dez ou mais. Hoje em dia essa realidade mudou, as pessoas levam uma rotina mais intensa de trabalho e, por isso, acabam adiando o sonho de ter um bebê. “A minha mulher teve o primeiro filho aos 38 anos. Eu deixei porque fui estudar na Inglaterra, voltei para o Brasil e fui trabalhar, não tínhamos tempo para assumir uma criança antes”, revela. “Cheguei aos 40 e ainda não tenho filhos. E agora?” Se você se identificou com o título desse capítulo, a primeira coisa que temos a dizer é: calma!

*

“Independente da idade da mãe, a maioria dos bebês são perfeitos. É claro que a idade avançada nos obriga a fazer mais testes para garantir a tranquilidade, mas não é proibido ter filhos”

* Não conseguir engravidar antes dos 40 anos é um grande pesadelo de muitas mulheres, pois é cientificamente comprovado que há um maior grau de dificuldade para gerar um filho nessa idade. Mas dr. Heverton afirma que, ainda que sejamos pessimistas, 7 em cada 8 bebês nascem sem nenhum problema genético. “Independente da idade da mãe, a maioria dos bebês são perfeitos. É claro que a idade avançada nos obriga a fazer mais testes para garantir a tranquilidade, mas não é proibido ter filhos”, e conclui dizendo que “mesmo que a gravidez tenha algumas complicações, podemos fazer algo, temos recursos pra tudo. Ainda não temos a cura, mas com diagnóstico precoce, consigo fazer o acompanhamento pré-natal diferente, para que a criança não tenha mais agravamentos do que a própria doença”, tranquiliza as mulheres. Há vida além do trabalho? Embora muitas vezes essa pergunta paire sobre os pensamentos, a resposta de dr. Heverton é “sim”, uma vida que o faz muito feliz ao lado da esposa Ana Paula Pettersen e os filhos Arthur, de 11 anos, e Pedro, de nove. O médico admite que conciliar a profissão com os compromissos familiares é uma tarefa difícil, mas prazerosa, já que realiza ambos papéis com muito amor. “Saio cedo de casa e chego tarde todos os dias. Tenho saído de madrugada da clínica, devido ao livro que estou escrevendo e ouço muitas queixas todos os dias (risos)”, e conclui: “Como todo pai moderno, tenho medo de ficar muito ausente na vida dos meus filhos. Eu gostaria de almoçar em casa, o que não é possível, infelizmente”. ESCOLHA Sinara Neves 51


ANUNCIO

52 ESCOLHA Sinara Neves


Cores, inspirações e amores

joão marcos,

o Mendelévio

Fotos: ANA PAULA ASSIS

ESCOLHA Sinara Neves 53


O

jeitinho de garoto engana, talvez seja pela alma elevada de criança que ele carrega consigo. Para João Marcos Pereira Mendonça, é preciso subir preciosos degraus para conseguir ver o mundo com o olhar de um pequeno. E ele consegue. Você acredita em destino? Se a resposta for “não”, ao final desse texto supomos que pensará diferente. João Marcos se formou em 1999 em Belas Artes na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), mas a arte já o havia escolhido desde a barriga de sua mãe. Ireny trabalhava com pintura em roupas enquanto o marido João-Pai, funcionário da Usiminas, era um exímio leitor. “Quando minha mãe ficou grávida, meu pai começou a fazer uma coleção de quadrinhos. Ainda guardo com carinho uma revistinha do Pato Donald’s assinada ‘para João Marcos ou Clarissa’”, lembra saudoso. Desde criança João Marcos foi influenciado pelos pais a ter contato com a arte. “Ficava horas vendo minha mãe pintar, esse foi o meu primeiro contato com desenho. Sempre esperava ansioso para que meu pai chegasse do trabalho com jornais, livros e revistinhas da Turma da Mônica”, revela. Quando foi alfabetizado, começou a fazer suas próprias revistas, com rascunhos de papel

Mendelévio, João Marcos e Telúria

54 ESCOLHA Sinara Neves

que seu pai levava da Usiminas. Na escola, entretanto, nunca teve aula de artes, mas passava as aulas de matemática desenhando com caneta BIC. A travessura lhe rendeu duas bombas na disciplina de exatas, que ainda é o seu pior pesadelo. “Até hoje não confiro o troco na frente das pessoas”, brinca. Com 14 anos surgiu uma oportunidade de emprego no Diário do Aço, indicado por uma tia coruja que conhecia a esposa do dono do jornal. Embora ainda sem muita credibilidade por nunca ter trabalhado na vida (evidente rs), João levou seus desenhos, fez caricaturas de políticos da época e foi aceito. No outro dia, começou a trabalhar. Ele pegou a fase de transição do jornalismo brasileiro, quando as máquinas de escrever estavam sendo substituídas por computadores. Saía do colégio às 17h30 e chegava ao Diário do Aço às 18h. Enquanto no trabalho estava tudo dando certo, na escola nem tanto. Certo dia, na terceira oitava série, completamente desestimulado a estudar João recebeu o conselho de uma professora de história que mudou seu destino: “Sai desse colégio”, disse. “Seu negócio é desenhar, João. Aqui os alunos são moldados para serem robozinhos que passam no vestibular, você é maior que isso e não pode desistir do seu sonho. Você nasceu pra desenhar e não para fazer contas”, aconselhou, inusitadamente. João seguiu o conselho da professora (ou “fada madrinha”), mudou de ares e foi para uma escola que incentivava muito a parte artística e cultural dos alunos. Lá, participou de uma feira de profissões e descobriu que podia fazer de seu dom uma profissão. Começou a ler as opções: arquitetura, design de moda, diagramador de jornal, ilustrador de quadrinhos...“Pera aí, quadrinhos???”, assustou, “É isso que quero fazer da vida!!!”. * João quase desistiu de prestar “Já estou há 7 anos lá e vestibular para Belas Artes quando até hoje a ficha não caiu. viu que na ementa do curso tinha Tenho o maior prazer em matemática, mas sua paixão por trabalhar com a quadrinhos era ainda maior que a Turma da Mônica” aversão ao conteúdo, ainda bem!

*

Mendelévio

e


Telúria

Em 1995, quando entrou na universidade, queria publicar tirinhas no jornal Hoje em Dia, mas precisava de histórias novas pra contar todos os dias. Daí começou a lembrar-se de suas “briguinhas” na infância com as irmãs Deise e Flávia. Deu certo. Pra quem não sabe, Mendelévio é um personagem inspirado no próprio João Marcos e Telúria é uma mistura das aventuras de suas duas irmãs. O roteiro trata-se de um casal de irmãos com personalidades, manias, preferências e gostos distintos. Mas mesmo sendo tão diferentes, um não vive sem o outro. Um retrato caricato das relações familiares. Anos mais tarde, as histórias de Mendelévio e Telúria foram publicadas pela editora Saraiva e o prefácio feito por ninguém menos que Maurício de Sousa.

Bem-vindo ao Bairro do Limoeiro Já como profissional, João Marcos voltou à UFMG para fazer o mestrado. O objetivo de sua dissertação era provar que quadrinhos podiam, sim, ser considerados artes, ao contrário do que um professor havia lhe dito no primeiro dia de aula na faculdade. Sua dissertação ganhou o prêmio HQMIX, o “Oscar” dos quadrinhos no Brasil. Então ele foi para São Paulo receber o prêmio e aproveitou para realizar o grande sonho de conhecer a sede da Turma da Mônica e, claro, o mestre Maurício de Sousa. Para seu azar, o cartunista estava de férias e João conheceu “apenas” a incrível empresa. Um ano depois, ele voltou a São Paulo para palestrar na USP sobre sua dissertação. Dessa vez a sorte lhe sorriu e ele deu uma gargalhada de volta. Pediu novamente ao seu amigo Sidney, que trabalha com Maurício, para conhecer o ídolo. Pimba! Antes de palestrar, João conheceu o grande ídolo de infância. “Ele foi muito simpático comigo, fiquei até emocionado. Estava tremendo, segurando uma revista que tinha feito, quando ele perguntou ‘é pra mim?’, entreguei morrendo de vergonha, mas ele elogiou meu trabalho e fui dar a palestra feliz da vida”. Ainda antes de entrar no auditório da USP, João recebeu a ligação do seu amigo Sidney, dizendo que Maurício tinha gostado muito de seu trabalho e que estava convidando-lhe para trabalhar com ele. “Já estou há 7 anos lá e até hoje a ficha não caiu. Tenho o maior prazer em trabalhar com a Turma da Mônica”, revela. Também pudera! Ser um dos redatores da Turma da Mônica não é pra qualquer um. Vamos ver se a ficha cai agora que Maurício mandou um depoimento surpresa para o João:

“O João Marcos é um de nossos melhores roteiristas. Gosto muito do seu estilo e desenvolvimento com os personagens em suas histórias. Esse modo mineiro de ver o mundo casa bem com nossos personagens. Tem aquela pitada de interior do Brasil que adora uma prosa, com jeitinho de inocência, que só as crianças têm. Além de tudo, o João Marcos também é ótimo desenhista”, Maurício de Sousa.

A principal fonte de inspiração Pai de Ana de 8 anos e Pedro de 2, João Marcos tem na convivência com os filhos sua maior fonte de inspiração. “A Ana é igual uma florzinha: delicada, sensível, tímida e amorosa. Parece que se soprar vai desmanchar. O Pedro já é mais engraçado, extrovertido…”, conta o pai babão. Assim como João, os dois gostam muito de ler, um cuidado que ele recebeu e fez questão de repassar. Com 11 livros publicados, João Marcos revela que para escrever suas histórias, fica sempre ligado às crianças. O que elas falam, fazem, pensam, tudo é importante no processo de criação. Embora elas sejam sua grande paixão, em 2011 surgiu a oportunidade de lecionar na Universidade Vale do Rio Doce - Univale e João aceitou o desafio. Desde então, divide seus dias entre a família, alunos, Mendelévio, Telúria e a Turma da Mônica. Ah! E sabe aquela professora de história que o aconselhou a apostar em seu talento? Hoje ela publica seus livros na mesma editora de João Marcos.

*

“O João Marcos é um de nossos melhores roteiristas. Gosto muito do seu estilo e desenvolvimento com os personagens em suas histórias. Esse modo mineiro de ver o mundo casa bem com nossos personagens. Tem aquela pitada de interior do Brasil que adora uma prosa, com jeitinho de inocência, que só as crianças têm” Maurício de Sousa

* ESCOLHA Sinara Neves 55


56 ESCOLHA Sinara Neves


Ser

MODERNO é respeitar o próximo! O smartphone que “até” faz ligações. As roupas recémsaídas da passarela que “até” servem para vestir-nos. O relógio que “inclusive” aponta as horas. Os óculos que “também” protegem do sol. O carro que “ainda” é um meio de transporte. O que é ser moderno pra você? No editorial a seguir, a sétima edição da Revista Escolha te faz refletir sobre o assunto. Para nós, desconstruir estereótipos e quebrar paradigmas é o mais complexo e perfeito significado da expressão “Hitech”. Folheando essas páginas o que vê? Desafiamos você a ler o texto que acompanha cada foto e tirar suas próprias conclusões. Fotografia: Rodrigo D’Ávila Texto: Mosca Personagens: Ludy Ferrare, Maria Marião Maravilha, Chico Argolo, Michele Carvalho e Claudia Starling Beleza: Dginany Bittencourt Produção: Sinara Neves Consultoria de imagem: Carol Lima

ESCOLHA Sinara Neves 57


o alh v ivo cat de u Car ed e ãe l, io ll óc a e m ora s e a h sad o m ou a em ic is st . É ca caçã eç M is. du Com ma no nais e a ra s. tu io riu ou de e a frac seve uena par a s ue o n o ma s peq e nã mpr paro l an tos i u s i a a e e sse s de isu a om agen 2015 a. S ,d e c v z m s ao rm m de tore ado ve atu de u o t bro a”, afi o jo vido roble m há ri r a t c a d s te p o tu n gr ua te ad de og scen ais sã m q e ou é ne Qua ego, é um você sar”. v . Ad dole s qu a. Te desd lma tes mpr nge ança e ou n s a o a a o o l lo a b re ur ed e de hos, eligi ab mas e tur uma m de s seg dad l c r i r e er s fi no lara, ças m ar ca ne ma a lib trê colar ads n c o a i t e r t re ele é fís uan es ãe em rd q mo a m ncia p êt e “ c o z a e c o d fa rê qu inh ro, io is v pa “M ilo af rece e a a ante , ma r o oj ga est são m ao e co nte. H , que rofis s p le re ve ichel a sua e r n ir M ra pa

Look: Carmen Steffens Hair: Oline Freitas (Afrô Ateliê) Make: Dginany Bittencourt

58 ESCOLHA Sinara Neves


g in arl om St o b em a i e nd D ud sco a Ph unca e Clá d o nã ade vel. N por a s m id e sí à nc onal aces ra co nha a r a i s f e r p a pa pe ples nal cam rou a sic a s e o á i o a cl ss sim hã pir let ma omp ssoa profi man r com trans no u c e ha pe de tor m ia se a por ma de u ala d abal láud on hora c r , i u d l tr os er g, da ve pe est ai eC ão e v ão re arlin a aju , ela , já v é qu s olh alqu as n u d t u o e l s o t n S m q e t e n vo jei mas udia a com gen vez egáv nco (em hos, ão or a O r n t , a á n n o l o r en ”. on omo e, p ra im e sto ia C é i is b rost t c m o s e a e g s o qu o láp em nte c u qu o a rug og es ci as n l r h n o s O a a , l n t e s n so na. pe on alão . G olh . Na ão te e cad so fes a Od ao s ções con otur osta Jhon noto n d d , n i s e ulho an mp da “Eu o va rodu sive nha o m n c o a rg . p clu adi ke ção 46 to o da inh as n su ite. In inh ma poz istra cora nho si A eo reg meu z. Te pois no a cam ade. a o i , c d fel isso ar ue elh cid r nti verm ua m o o q i ser e t mi ç s lh a u au bial é f o s ó sc e as r) la ga us ue d e lu nta, e ue e nha q o a r i ad r, po verg da mu

Look: Acervo Pessoal Bolsa: Chanel

ESCOLHA Sinara Neves 59


lo o o” g d a r A oc ro” o sb e e c i d nc , i o” s a d c r i Ch lou supe atrev as” @ o “O relo pess ua, #% * ag “P as ng “M itar na lí oe t r r e s ir e m papa ro ab e qu e d o iv re est ”. Sem um l . Des ciaçã a “M fala a é tória Asso a vid d o i ov ua v a his da go d em a p o s i u s r on ão t seu e o que á l e t u d n o n o q ma nte rs). ho volu or. A isso, l e m r u s ( r fi m org a se melh sar d avel ntar me tar a í a e n em sou soa ap prov lame ; sso ame es, t s s i s a r l r o p pe igo rque o pa a ud r par pesa ãe e t m o r m i u s o m se u e in é p deco t “So ssess r do da a u u q e a r o, o a apes uida orno s do lític lta d o c o fa e ,t qu ou a uzia amig ser p por L e o s ss pa anta mai são d ssad a S uiu eten ria c r t r p se ns to or co a n nd me a m

Look: Fortune Tênis: Fortune Óculos: Vedere Pulseiras: Vedere

60 ESCOLHA Sinara Neves


HA l , vi em b e do qu e t e Mara c n ia ge nhe , mas e a d reco ções ue o d Mar , a a a erc igos imit is q será s, c a i l ss pre os am mas am m eso nte A m u d el e p ame jo Se g ia o p l d . ” aa er da om ão da ve Mar a vi heci tenh e inc duç sinc lho lar e e r n e u r a e p l o p u m r v s e c q e s e po ntos “vi o é ue oisa a fiz , por ra o o é q ã e ela , com com ras c m di úde o pa a é t e ev isso d a é u sa z sd . ut lh nh ha lem ravil so fa e. “O e alg inha do o ordi s, de sta e e vá O g a pe rist igo ispo er qu . “S a m uan A M e a t i m d a ar e d s: “Q s é… os a pre d e qu ixa so ari M xces a de diz M nom ai oi ite d sem ond P m e . , a o ” ” e o da conv está dos nã po te em ou” a r o ria or to iss eu co men o s e am ta de a m s z M ap m ple liz co a feli reple as. ad m d í o é si u fe a m s r a a s pe end cont tão so a g s a um ua a s de z del e s festa e fa qu qu is a a m for

Look: Big Piter Sandália e Bolsa: Carmen Steffens Cordão e brincos: Rede Eliana Chisté Beleza: Dginany Bittencourt

ESCOLHA Sinara Neves 61


Look: Acervo pessoal Beleza: Mário Jorge Lara Almeida Veste Kleber Vieira

i

o rrar s pel e F no já se y a 5 e d á 2 e qu , em Lu h o da org clar tida, a J t , pre ário ria e over sso, r e int nse M Vitó extr por i ela , é m ge dare aulo , ela do e ou p o. a n la P ele tími pass balh i: rso o va São d e a , rio mais unca a tr nclu a p ireir H á r m B e t o u é u abele em on rio é la. “N esto ”. E c arte i c r y s á c o a ud s. A il. M is de li eu poio enas ssoa err cido L F a e a e p A ”. dy nhe omo adar o fác ta m esti. tal e, é a as p orta o t l c o s Lu e p a c os trav ri dá idad qu e im tou de V sor te) g e n m e m iscu com qu i s res esta e tem cred me u mo, p m aço éo f i a o a a r x ( s f o r á s e on na á p ito e ria , is vá calh te qu a tor a o m ão h m u h n ç m a mi n in e br m ge cabe ia ac ws o -m s. Pr l í o h a te t s m s nh a fa vir hada i u i e m nh m to. D rgal i m M “E men m ga i e en t de e r t en

62 ESCOLHA Sinara Neves


Múltipla escolha

A moda a seus pés A loja Viva que já é referência do que há de mais bacana das nossas produções (Bob store, Skank, Tigresse, Skunk...)agora encara o desafio, ser destaque em nossos pés. O que há de mais moderno e ousado já se encontram na loja. Fotos: ANA PAULA ASSIS

rua Israel Pinheiro, 1855 . Esplanada. 33.3271.9953

lojaviva


Ponto de luz

Aposte alto nos acessórios metalizados neste verão.

Dias úteis

Deixe o guarda-roupa de trabalho versátil e em sintonia com seu mood.

Zona de conforto

Acessórios clean compõem um look despojados em sintonia com a estação.

Faça a Fina

As sapatilhas de shape slim dão sofisticação tanto às produções despojadas quanto às mais sociais.

Verão suave

Encare o calor com um visual de tons pastel da cabeça aos pés


fotografia Marquinho Silveira

*

“Desde pequeno preferia ir com minha mãe no salão aos sábados de manhã do que ir com meu pai no futebol” *

66 ESCOLHA Sinara Neves


Viajante da beleza

Passos DOUGLAS

fotografia Marquinho Silveira

O

mim”, explica. mercado da beleza está crescendo astronomicamente mundo afora e um dos principais motivos é a influência de grandes hairstylists e as técnicas O sonho de consumo que se transformou revolucionárias que eles ensinam nas academias. Llongueras em uma carreira brilhante em Barcelona, Kryolan em Buenos Aires e Dessange em Paris são umas das mais conceituadas do mundo, que o expert Os “grandes” sonhos de crianças e adolescentes geralmente Douglas Passos tem a honra de colocar no currículo. são coisas supérfluas. A boneca dos sonhos, a bota que não “Eu comecei a fazer esse tipo de investimento em 2009, dá mais pra viver sem e por aí vai. Aos dez anos Douglas quando fui à Portugal e conheci a dona de um salão que me sonhava em ter um patins e a mãe, que já morava nos EUA apresentou a Academia Llongueras. Me apaixonei! Daí em na época, mandou o dinheiro pra ele comprar. Na hora “H”, diante eu passei a me interessar mais por esses profissionais ele desistiu do brinquedo e gastou todo dinheiro em uma loja de alto nível e decidi que queria me tornar um deles”, revela, de cosméticos. ambicioso. “Desde pequeno preferia ir com minha mãe no salão aos Com o passar dos anos, Douglas sábados de manhã do que ir com meu pai cumpriu a promessa que tinha feito a si no futebol”, recorda. * mesmo: carimbar o passaporte, aprender Mas a avó, dona Nazira, que o criou “Eu busco sempre com os mestres da beleza e voltar pra desde pequeno, não gostou nada quando casa com a bagagem cheia de novidades o viu chegando em casa cheio de tesouras, aprimorar minhas para as clientes virou um hábito. Há um cremes, navalhas… e mandou que ele técnicas porque o mês, inclusive, ele voltou de um curso devolvesse tudo aquilo. Ele não o fez e universo da beleza é que fez em Paris, investimento alto que hoje, ao ver o sucesso do neto, fica feliz extremamente dinâmico. o cabeleireiro faz questão de arcar. pela decisão rebelde que tomou na época. O que aprendo hoje, “Eu busco sempre aprimorar É a ela que ele dedica o maior tempo minhas técnicas porque o universo da daqui a três meses já está livre. Aos finais de semana faz questão de beleza é extremamente dinâmico. O que ultrapassado, por isso enchê-la de carinho e atenção, de forma a aprendo hoje, daqui a três meses já está retribuir a educação e apoio que recebeu não posso parar.” ultrapassado, por isso não posso parar”, da matriarca da família Passos. explica. * “A pessoa que senta na minha cadeira “Desacelerar” para merece que eu busque me especializar, é percorrer com segurança por elas que eu me dedico tanto”, comenta. E a agenda lotada um caminho mais longo até o final do ano é a prova de que seu esforço tem valido a pena. Ele atende clientes fiéis há mais de 20 anos, algumas, Esse é o objetivo do hairstylist pra daqui a uns anos. “Eu inclusive, vem de outras cidades só para cuidarem do cabelo trabalho muito intensamente desde meus 15 anos, quero nas mãos dele (quanta honra, hein?!) diminuir um pouco a correria, meu corpo está pedindo um Embora tenha uma equipe de sete cabelereiros que o descanso” comenta. Mas parar nem de longe está nos planos, auxiliam no dia a dia, Douglas confessa que sua rotina não pra alegria da clientela. é fácil. Vaidoso, acorda cedo e vai treinar. Dedicado, das 9 Mas quando Douglas irá tirar o pé do acelerador, não horas da manhã em diante suas horas são destinadas ao salão sabemos. O que podemos contar é que para 2017 ele já que trabalha. Estiloso, não dispensa uma roupa elegante. está programando-se pra fazer a academia Toni&Guy em Equilibrado, faz terapia Reichiana e acupuntura. “Eu procuro Londres, a única que ainda não fez das quais ele deseja muito. me cuidar pra receber bem as pessoas, doando o melhor de ESCOLHA Sinara Neves 67


Múltiplas ESCoLHAs

F

ala-se... Da campanha bombástica do grupo Coelho Diniz em New York com Luah Galvão, desenvolvida pela Meta Propaganda....Marral Lage é nosso olímpico empresário mega empreendedor...Bruno e Suellen Maikel inauguraram a bacanérrima Haifa Premium na Ilha...O Casal Sheila e Geraldo Bicalho celebraram o batizado da filha Maria Teresa...Caroline Bicalho Cortes, a Karol, é campeã de vendas on-line. fotografia: Josie Nader

*

Original - Histórica a campanha e o sucesso da Black Friday Coelho Diniz. Com promoções arrasadoras e imbatíveis a Rede Coelho Diniz fez lotar todas os supermercados, registrando recorde de vendas.

E 2016 foi o ano da Nissan – Na foto o empresário Marral Lage, convidado pela patrocinadora oficial das Olimpíadas, Nissan, para fazer o percurso com a tocha olímpica no Rio. E agora saiu o resultado de que a Nissan KOBE ocupa 6 posições entre os 12 primeiros colocados das 150 concessionárias do Brasil em Qualidade de atendimento ao cliente. 68 ESCOLHA Sinara Neves

Para a campanha publicitária a Meta Propaganda, responsável pela conta do cliente, esteve em New York. Na foto a turma com a atriz Luah Galvão, Alexandre Muniz do Fogão de Lenhas Filmes, Fabrício Magno, Cena 2 Filmes e Charles Soalheiro, Meta Propaganda.

Domingo de bênçãos nessa família. Sheila e Geraldo Bicalho celebraram o sacramento do batismo da filha Maria Teresa. Ao lado dos padrinhos Mageste e Cristina receberam amigos e parentes para comemorar a data.

@LojasKarol pelo mundo! O fenômeno Karol em vendas pela internet, com mais de meio milhão de seguidores no instagram, ela registrou recorde de venda no Black Friday Karol.

Os empreendedores Bruno e Suellen Maikel celebraram a inauguração Haifa Premium. Com leque de produtos de altíssima qualidade e várias opções, a loja bacanérrima da cidade, está situada na Ilha dos Araújos, na avenida Piracicaba (onde funcionou o restaurante Concept).


Junia, Áquila, Lolô, Rosalina, Mônica e Renata

ÁLVARO LOPES E CELINA CASQUEL LOPES

Henrique faz 1 ano Heloísa Casquel Neves e Rodrigo Neves celebram o primeiro aninho do filho Henrique com festa apaixonante, Brinquedos e antigos. Fotos: MARIANA BRETAS

Heloísa, Henrique, Rodrigo e Amanda

Nathália, Sinara, Lolô e Anelise

Amanda, Ana Paula e Henrique

Com cartela de cores no tom de azul tifany e dourado, foi encantadora a festa que celebrou o primeiro aninho, de Henrique segundo filho do casal Heloísa Casquel e Rodrigo Neves. Festa lindíssima e rica em detalhes executada pela design Pri Trindade, a começar pelo esplêndido bolo feito pela Laurimê bolos, dos ricos em detalhes e de sabores majestosos os personalizados da Grace Trindade, e ainda os saborosos churros da La churreria, as maravilhosas pipocas gourmet. A animação ficou a cargo do espetáculo atores xx. E quebrando o protocolo que bebe dorme cedo, em sua festa de um aninho, Henrique era o mais animado, que aproveitou o tempo todo os encantos de sua festa.

Érica, Fernanda e Lolô ESCOLHA Sinara Neves 69


ESCoLHA Saúde

por Camila Leite

Nutricionista Funcional . CRN 13377

O

estômago é um órgão alvo de muitas agressões e há muitas queixas relacionadas a ele, como: a gastrite, queimação, refluxo (azia), má digestão e empachamento. O uso de antiácidos é comumente visto nessas situações e eles têm como função neutralizar a acidez estomacal e, com isso, proporcionam alívio imediato aos sintomas de queimação. Para muitas pessoas, essa solução imediata é mais fácil do que adotar hábitos alimentares saudáveis, retirando os alimentos comumente consumidos, que promovem a agressão da parede do estômago. O uso prolongado de antiácidos e inibidores de bombas de prótons (como Omeprazol®, Pantoprazol®) irá gerar uma alcalinização do conteúdo gástrico, o suco gástrico perde sua acidez e, assim, ocorre comprometimento da digestão de proteínas, minerais como o Ferro, além de vitaminas como a B12. Com a diluição do conteúdo gástrico, a digestão fica comprometida e assim, o alimento permanece por mais tempo no estômago, o que gera desconforto e sensação de empachamento. Além disso, a má digestão de proteínas favorece que macromoléculas mal digeridas penetrem pelo intestino e cheguem à corrente sanguínea, disparando a ação do sistema imunológico e o início de diversos processos inflamatórios que podem estar relacionados com a causa do refluxo. Causa principal desses sintomas: Dieta desequilibrada (Frituras, café, refrigerantes, bebidas alcoólicas e doces, grande volume de alimentos em uma refeição, uso excessivo de anti-inflamatórios, excesso de alimentos industrializados, uso excessivo de antiácidos, chocolates, gorduras, água com gás, leite e derivados, soja.

Proteção Gástrica através da Nutrição

Conduta * Nutricional

Tem por objetivo reequilibrar a produção e concentração de ácido clorídrico estomacal e das enzimas essenciais para a digestão de todos os nutrientes através da utilização de chás digestivos: Alecrim Considerado um omeprazol natural Hortelã Função digestiva Espinheira Santa Possui taninos que ajudam na proteção do epitélio gástrico Melissa Acalma a irritação Maracujá Acalma a irritação Guaçatonga Protege o estômago e evita lesões sem modificar a produção do suco gástrico (cicatrizante) Boldo do Chile Aumenta a produção de sais biliares melhorando a digestão

* Dica Tomar Chá de alecrim em jejum (esquentar 01 copo 70 ESCOLHA Sinara Neves

de água e colocar 1 colher de sobremesa da erva seca, deixar em infusão 5 a 6 minutos, coar e tomar)


Minas Trend Preview

KATMOS Z Moda Glamorosa

ESCOLHA Sinara Neves 71


72 ESCOLHA Sinara Neves


Glória Kalil sendo recebida pela Karina Lencar no estande da KatmosZ

Dudu Bertholini e Nathália Dornelas no estande da KatmosZ, sendo recebidos pela Karina Lencar, na foto a modelo Líssia Avelar

modelo Líssia Avelar e Karina Lencar

Com peças de alto impacto, capazes de atrair todos os flashes nos eventos mais disputados, a KatmosZ fundada há mais de duas décadas, foi uma das mais prestigiadas nessa última edição do Minas Trend Preview. A marca vem atualizando a moda festa com looks glamorosos que demonstram todo o poder do handmade mineiro. A última coleção inverno 2017, apresentada na maior feira de moda mineira, Minas Trend Preview recebeu elogios de nomes de peso na moda mineira como Glória Kalil e Dudu Bertholini, e no quesito negócios, superou as expectativas.

Karina Lencar com a estilista Patrícia Banaldi ESCOLHA Sinara Neves 73


Carmen Steffens de Valadares promove o concorrido

TALK SHOW CS Fotos: ANA PAULA ASSIS

74 ESCOLHA Sinara Neves


A Anfitriã com Dginany Bittencourt

Mirian Fernandes recebendo Henrique Kamizão, o consultor de imagem e relacionamento da Carmen Steffens

Cibele de Paula, Mirian Fernandes e Leidiseni Boechat

Produção CS de Jackeline Malcate

Mirian com a equipe CS de Valadares

Um verdadeiro encontro com a moda, uma noite inesquecível que a Carmen Steffens proporcionou a suas especiais clientes/amigas . O evento contou com a presença do consultor de imagetm e relacionamento, Henrique Kamizão, que abordou o estilo da mulher CS, com dicas de moda, estilo, tudo bem descontraído usando as convidadas como belíssimo exemplo de looks. O Talk Show, finalizou surpreendendo as participantes, cada convidada Vip, recebeu uma caixa e todas abriram no mesmo momento. Dentro, um lindíssimo sapato CS personalizado com o nome de quem foi presenteada. Nesse momento foi um burburinho geral, gritos de alegria e contentamento. Pelas fotos vocês vão ver a energia boa e gostosa do Talk Show CS.

No centro os anfitrioes da noite, Mirian Fernandes e Henrique Kamizão com as convidadas Vip do Talk Show CS

SURPRESA!!!

Brindando o evento! Sinara Neves e Mirian Fernandes

A surpresa da Nayara Ramos

Mirian ladeada pela Rosámelia Apolinário e Renata

Mirian com Zulmira Camocardi e Juliana

Mazé Santiago e Mirian Fernandes

Pensa na alegria! Tereja Nadjar e Henrique Kamizão

sandália personalizada da Sheila Schwenck ESCOLHA Sinara Neves 75


Casamento

LUÍSA+RICARDO Fotos: BEBEL TOSTES

76 ESCOLHA Sinara Neves


bençãos do padre Paulo Nascimento

buffet Célia Bittencourt

Doces Bia Miranda

Os noivos com os pais. Os pais dele, Ricardo Rodrigues Pereira e Maria Inês, os pais dela, Eugênio Cunha Coelho e Regina Coelho Sabino

Depois de um ano e três meses do pedido de casamento, que aconteceu bem na data de aniversário da noiva, Luísa Coelho e Ricardo Rodrigues Pereira, celebraram a união. Os noivos receberam 450 convidados para uma cerimônia na Catedral Santo Antônio, com bênçãos do padre Paulo de Nascimento, seguida de festa animadíssima, que não teve hora para acabar. E o Ilusão foi o cenário da recepção com buffet assinado pela Célia Bittencourt, decoração Feliz Aniversário, bombons Bia Miranda...tudo orquestrado pela competente promouter Érika Coelho.

RICARDO RODRIGUES PEREIRA, MARIA INÊS, OS NOIVOS, FELIPE, LUCAS, MARCELO E JUNIA, ALESSANDRA E WELLINGTON

ESCOLHA Sinara Neves 77


Em grande estilo!

DECORA RELÍQUIA A anfitriã Vanessa Zagne, arquiteta Aparecida Corrêa e Adriana Voloski

78 ESCOLHA Sinara Neves

Fotos: ANA PAULA ASSIS


Célio Nogueira ( Líder), Dalmy Zagne ( relíquia) e José Reis ( movéis Planejados)

A arquiteta Vânia Xavier, Leonardo Coelho e Tatiane

Marina Félix e Filipe Leonídio da Combrasil

Alessandro freitas da Construcenter em visita ao espaço da arquiteta Anna Cristina

Priscila Barreto com Patricia e a mãe Teresinha

Dulce e Vânia Xavier

Liana Rocha e Bila Pinheiro

Arquiteta Marilene Esteves

A mostra Decora Relíquia apresenta produtos e projetos exclusivos de sete profissionais da arquitetura e decoração da cidade. Idealizado pela empresária Vanessa Zagne e suas filhas Amanda e Andressa, e total apoio do empresário Dalmy, formando assim um evento da família Relíquia. Para tudo sair como planejado foram dias de dedicação, planejamentos e agilidade, para que a data da inauguração toda mobília estivesse em cena. Para assinar os ambientes um time especial com Priscila Barreto, Vânia Xavier, João Daniel, Marilene Esteves, Heloísio Andrade, Anna Cristina Cotta e Aparecida Andrade. As fotos são da noite de lançamento, e os ambientes ganham destaque especial em editorial inédito de arquitetura, decoração e moda aqui na Escolha.

Heloísio Andrade recebendo em seu espaço os amigos Alexandre Costa, Claudinha Murta e Tina Bitencourt

Geraldo Abd El Nasser da PRosom com a esposa Josi em visita ao espaço do João Daniel, acompanhado pela esposa Isabela Cruz

Marcos Roberto Magrão da IAM com a arquiteta Priscila Barreto

Dalmy Zagne com washington da Essenza e Jonathan da Herval ESCOLHA Sinara Neves 79


mamypoko na haf Fotos: ANA PAULA ASSIS

A Haf é o distribuidor das fraldas MamyPoko na Região. Na foto: Bel Taipina com Vitória, Sinara Neves com Isa e Danielle Martins com Gabriel

80 ESCOLHA Sinara Neves


Viva a MomyPoko - Maria Clara e Henrique

Thais Pimenta com Alice, e Larissa Coelho com Maria ANtônia

Maria Antõnia sendo paparicada pela avó Cláudia Coelho e a mãe Larrisa Coelho

Lorena Fraga com Alicia, Sinara Neves com Isa e Thaís Pimenta com Alice

MAmyPoko e Maria Antônia

Isa e Théo

ALÍCIA

Nathália Ceccato com Maria Clara, Heloísa NEVES com Henrique e Luciana Silveira com Antônia

Nada como celebrar uma marca tão conceituada de fraldas infantis reunindo um time mega especial de clientes, os bebês. E foi assim que a HAF, autorizada a fazer a distribuição das fraldas MamyPoko na região, fez para comemorar a chegada de mais um produto. Conceituada como a número 1 no Japão, a MamyPoko é a preferida das mamães. Confira as cenas de pura fofurice registrada pela fotografa Ana Paula Assis.

Estela Pascoal com Theo, Luana Bittencourt com Duda e Marjorye SOUZA com Nicolas

DUDA

Vitória e Antônia

Antônia e Duda

gabriel

Larissa Gualberto com as filhas Ester e Sofia

ESCOLHA Sinara Neves 81


O elegantérrimo casamento de

Caroline + Carlos Frederico Fotos: LECA NOVO

“Deus operou o milagre mais poderoso, desafiador e transformador que há nos céus e na terra, um milagre chamado família, o milagre do coração, meu milagre do coração, você! ” Por Caroline Bicalho cortes

82 ESCOLHA Sinara Neves


Carlos Frederico e Joelva, pais do noivo, Karol e Fred, Otacilio José Bicalho e Nair Margarete Bicalho, mãe da noiva

Pablo, Ludmilla, os noivos, o pai da noiva Alcides Cortes, a mãe da noiva Nair Margarete Bicalho com Ricardo Bicalho

Família na plenitude: Fred, Karol e Luiza.

A celebração a dois em Cancun

Classic - A Casa Bernardi foi o ambiente charmoso para compartilhar o amor entre Caroline Cortes Bicalho & Carlos Frederico Soares. A Casa está localizada em um dos bairros mais nobres e charmosos de BH, e reuniu familiares, amigos e parceiros dos noivos, para presenciar a charmosa cerimônia seguida de recepção, tudo no mesmo endereço. A decoração uniu o clássico e o contemporâneo, em tons de dourado com enormes candelabros e lustres de cristais. Confira os momentos de pura felicidade do casal, que passou a lua de mel em Cancum, onde tiveram o Caribe para celebrar novamente as bodas.

Amigas do coração: Parceiras de GV

ESCOLHA Sinara Neves 83


ESCoLHATalentos

Zeka Barros

Ele acredita em anjos e porque acredita, eles existem.

C

om uma gargalhada contagiante, o entrevistado dessa matéria é uma daquelas pessoas que dá vontade de ser amigo, pra dividir sonhos e segredos. A carteira de identidade diz “Ezequiel Barros”, mas é como “Zeka” que o cabeleireiro de Alvarenga - MG assina os capítulos de sua história, construída dia após dia com a ajuda de verdadeiros anjos. Dona Onofra Barros, mãe de Zeka, sempre foi cobaia das mãos mágicas do filho com o dom que já demonstrava desde… sempre. Aos 16 anos surgiu a primeira oportunidade de trabalho, no salão de uma vizinha chamada Luzia, o primeiro anjo de sua vida. Por lá ficou dois anos, até um curso em Governador Valadares fazer com que se mudasse “temporariamente” por seis meses. A palavra temporariamente foi escrita entre aspas, pois a ideia era ficar na cidade por cerca de meio ano, tempo de duração do curso, mas Zeka se apaixonou pela cidade (e vice-versa). “Seja bom pra vida que ela será boa pra você” Caçula de uma família de 5 filhos, Zeka foi o responsável pela síndrome do ninho vazio da casa dos pais, mas o trabalho o chamou e ele disse “sim”. “Hoje eu moro em Valadares por opção. Amo essa cidade! Já tive oportunidade de morar fora do país, mas eu escolhi viver e construir minha vida aqui”, conta. Seu primeiro emprego na cidade foi em um salão na Rua Caio Martins. Com pouco tempo foi convidado pelo amigo Breno Cabral, cabeleireiro que já trabalhava com o consagrado Vando Fernandes, para integrar o time. “Trabalhar com o Vando, um profissional com a bagagem que ele tem de 26 anos de carreira, é uma honra”, revela. “Durante cinco anos eu ia pra lá só aos finais de semana, aprendi muuuito com ele e desde 2011 ele trabalha comigo. Vando e Breno, meus colegas de trabalho (não, não! Põe ‘amigos’ de trabalho)...” ressaltou à jornalista, “...foram outros anjos em minha vida”.

*

Foto: ANA PAULA ASSIS

84 ESCOLHA Sinara Neves


BELEZA

Fotos: Arquivo Escolha

O poder dos pincéis

Zeka Barros começou sua carreira “Acontece muito como cabeleireiro, mas foi como de a pessoa chegar maquiador que ganhou destaque entre pra baixo e sair as mulheres. Para ele, o poder de uma daqui com a energia make bem feita vai além de deixar as mulheres mais lindas: é capaz de resgatar renovada. Eu a autoestima. “Acontece muito de a pessoa amo quando elas chegar pra baixo e sair daqui com a energia encaram o renovada. Eu amo quando elas encaram mulherão que o mulherão que há dentro delas! O olhar há dentro muda, o andar transforma e elas se sentem delas!” bem mais confiantes”. São 14 anos de profissão em 30 de vida, mas para Zeka isso é só o começo. “Já deixei de engatinhar e estou começando a dar os primeiros passos, mas ainda tenho muito pela frente”, diz. Zeka diz que sua maquiagem preferida é aquela que parece que a pessoa já acorda linda daquele jeito e não a que parece uma máscara. Ezequiel é exatamente assim, uma pessoa de fé, gratidão e que exala uma energia tão boa que explica o porquê a vida tem sido tão generosa com ele.

Produções assinadas por Zeka Barros na Escolha

Foto: Mariana Bretas

*

ESCOLHA Sinara Neves 85


Marcela Persiano Macaquinho: C’est Brasil Clutch: Atara 86 ESCOLHA Sinara Neves


Geometria:

O FUTURO JÁ CHEGOU e é agora! Com Marcela Persiano Moreno fotografia:Rodrigo D’Ávila Assistentes fotografia: Ana Paula Assis e Josie Nader Drone: Alexandre Muniz (Fogão de Lenha Filmes) Produção: Marcela Bonfim e Sinara Neves Beleza: Josias Rodrigues Locação: Parque Municipal Gov. Valadares

ESCOLHA Sinara Neves 87


Marcela Persiano Look: Viva Brincos: Aramez Luvas: Planeta Sport

88 ESCOLHA Sinara Neves


Marcela Persiano

Peep toe: Arezzo Gv Vestido: Ananda Brincos e anel: Aramez

ESCOLHA Sinara Neves 89


Marcela Persiano Óculos: Luxurius Bodie: Acqua Fitness Raquete: Planeta Sport 90 ESCOLHA Sinara Neves


ESCOLHA Sinara Neves 91


Marcela Persiano

ร“culos: Luxurius Look: Lore Sandรกlia: Carmen Steffens Luvas: Planeta Sport Choker: Azai design

92 ESCOLHA Sinara Neves


ESCOLHA Sinara Neves 93


Relacionamento social de crianças e seus pares tem sabor de emoção sim senhor! Sâmara Nick | Psicóloga

Q

*

uando observamos qualquer grupo de crianças em idade pré-escolar, fica evidente que brincar com seus pares é motivo de muita alegria para a maioria delas. Porém, para algumas poucas, essas relações já são desafiantes e não muito divertidas. Muitas crianças diante de dificuldades de convivência com seus pares se isolam do grupo sentindose rejeitadas pelos parceiros de sua idade. Não ter com quem brincar faz com que elas se sintam infelizes. Manter relações entre pares é fundamental porque constitui uma das tarefas mais importantes e desafiadoras da primeira infância, que é a fase que marca a entrada do ser humano no cenário da vida. Nesse período, a criança é totalmente dependente do adulto que é o responsável direto pela gestão dos espaços e tempos do “lugar”, de onde será o continente potencialmente indicado para o desenvolvimento infantil saudável. É neste “lugar” que a criança estabelece seu primeiro vínculo que é o seu olhar fixado ao olhar da mãe, aquela que ama, que protege e que cuida. Diversas estruturas do cérebro, responsáveis pelo funcionamento social e emocional no decorrer da vida, estão atreladas à qualidade do vínculo entre a criança e o provedor de cuidados. Será ele que irá possibilitar à criança vivências de experiências de aconchego, acolhimento, negligência ou abandono. Vínculos seguros na infância minimizam a frustração, a agressividade e permitem a criança superar contrariedades com mais rapidez, já os vínculos ambivalentes ou desorganizados promovem sentimentos de inquietação e agressividade e comprometem a habilidade da criança de moderar as emoções e lidar com o estresse do início da convivência social com seus pares, que invariavelmente é desafiador para ela. Consequentemente, crianças que não estabelecem relações positivas com seus pares tendem mais a ter problemas de relacionamentos interpessoais no futuro; já as que brincam cooperativamente passam a ser cada vez mais apreciadas ao longo do tempo e as que se envolvem em comportamentos aversivos com seus pares passam a ser rejeitadas e vitimizadas. A criança tende inicialmente associar-se aos pares com as quais compartilham interesses e características comportamentais semelhantes. Cabe a nós, os adultos, a função de estimulá-las a serem mais abertas, curiosas e receptivas às diferenças e convivência com as diversas possibilidades do grupo, para que ela possa ir ampliando o olhar para seus semelhantes. Dessa forma, estaremos ajudando-as a desenvolver o senso crítico para compreender a diversidade de nossa sociedade tendo em mente que a diversidade ou diferença não é por si só um problema. Assim, faz sentido oferecer possibilidades para que as crianças desenvolvam habilidades sociais entre seus pares, principalmente neste momento em que ela se encontra em plena constituição e fortalecimento do seu eu que é na primeira infância. Osanospré-escolaressãoconsideradosporpesquisadores do desenvolvimento infantil como mais importantes do que

94 ESCOLHA Sinara Neves

os anos seguintes à escolarização, pois é nesse tempo que se torna possível alterar padrões emocionais centrais do sujeito em seu desenvolvimento, assim como desenvolver as habilidades sociocognitivas, emocionais e comportamentais que são fundamentais para a interação social bem sucedida. Essas habilidades podem ser desenvolvidas e ensinadas por meio de educação direta. Vemos hoje, muitas famílias reforçando práticas em seus lares que dificultam esse processo de convivência social com seus pares, quando em suas casas e entre os membros da família o que impera é o individualismo: crianças que têm seu próprio quarto, nesse quarto sua própria TV, cada criança com seu Tablet, cada irmão com seu brinquedo, vão fortalecendo conceito de individualidade, distanciando-se de práticas solidárias de compartilhamento e trocas. Crianças com dificuldade de esperar seu tempo, de apreciar o belo no outro, de oferecer e compartilhar sua produção naquilo o que há de melhor de si, crianças com baixa capacidade de tolerância a frustrações que carregam forte indicativo de se desenvolverem sujeitos sociais egocêntricos, narcisistas e hedonistas. Promover competência social desenvolvendo as habilidades de convivência social é uma missão importante de toda comunidade familiar. Essa missão é endossada por educadores do seguimento do Ensino Fundamental que identificam que desenvolver as habilidades e competências sociais e emocionais é muito mais importante do que as habilidades acadêmicas nessa fase da criança. As faculdades mais importantes da mente estão enraizadas nas experiências emocionais desse começo de vida. Talvez o papel mais importante das emoções seja criar, organizar e orquestrar muitas das funções mais importantes da mente. Elas possibilitam todo pensamento criativo e ajudam o sujeito a organizar-se nas situações e dilemas desafiadores que surgem a partir da convivência com seus pares. “Convivência social em grupos é fator central da prontidão para a aquisição de conhecimentos e aprendizagem formal em fases posteriores e também como tema urgência na contemporaneidade para saúde social do planeta que precisa ser cuidado pelos que nele habitam.” Os desafios que enfrentamos de ordem ecológica, econômica e social exigem de nós ação coletiva e para isso, faz-se fundamental reconhecer a dimensão da importância de cuidados da infância, para que as pessoas possam desenvolver-se como sujeitos criativos, inovadores, solidários, responsáveis e produtivos. Isso só será possível existir, se nossa sociedade propiciar ambiente saudável para o desenvolvimento das nossas crianças. Crianças que se sentem percebidas, amadas e honradas são muito mais capazes de se tornarem pais amorosos e cidadãos produtivos no futuro à medida que se sentem capazes de enfrentar os dilemas e desafios que constituem a convivência social humana.

CON VI VÊN CIA


ESCOLHA Sinara Neves 95


Inventário e divórcio podem ser feitos em cartório Por Paulo Henrique Brunetti Cruz | Advogado

*

o

inventário e o divórcio podem ser feitos em cartório, sem a necessidade de uma demorada ação judicial. Essa não é uma informação totalmente nova e eu sequer escreveria sobre ela, exceto por uma boa razão: 80% das pessoas que me consultam perguntam coisas como “Ouvi falar que existe inventário feito no cartório. Isso é verdade?”, ou então “Mesmo eu fazendo o divórcio no cartório, o juiz precisa avaliar, não é?”. Penso que essas dúvidas mostram que essa informação ainda não ecoou o tanto que deveria, não tendo chegado à maioria das pessoas. É isso que eu vou fazer agora: levar até você aquilo que você precisa saber para fazer um inventário ou um divórcio em cartório (também chamados de inventário extrajudicial e de divórcio extrajudicial). O procedimento extrajudicial não é submetido ao juiz¹, sendo integralmente feito em cartório, por isso é bem mais veloz (afinal, o cartório não tem acúmulo de toda sorte de processos, ao contrário do que ocorre com um juiz). É verdade que o inventário e o divórcio podem ser feitos extrajudicialmente ² ³, contudo, não em qualquer hipótese. Não basta que os envolvidos prefiram resolver tudo em cartório, método muito mais rápido (isso todo mundo desejará); também é necessário preencher alguns requisitos, que passo a expor.

Dessa maneira, o menor de idade é considerado sem plena faculdade mental, por ser visto pelo Código Civil4 como presumivelmente inexperiente, imaturo, vulnerável para decidir sozinho sobre seus atos (há uma exceção aqui, entretanto, para não delongar, explicarei sobre ela em outro artigo). Mas não são só os menores que recebem o título de incapazes. Também os índios e as pessoas interditadas não detêm capacidade civil. Esse último caso contempla os alcoólatras, toxicômanos (dependentes químicos), deficientes mentais (congênitos, crônicos ou temporários) e pródigos5. Os chamados incapazes por déficit mental podem ser exemplificados por aqueles portadores de moléstias como Alzheimer, sequelas psíquicas graves de AVC, psicoses, dentre outras, bem como aqueles sujeitos que estão em coma ou que por algum motivo temporário ou contínuo não conseguem exprimir sua vontade de modo claro. Talvez o pródigo pudesse figurar nessa lista, posto que a compulsão pela gastança desenfreada não deixa de ser uma doença do psiquismo. Portanto, sendo todos maiores e capazes, o procedimento pode ser feito extrajudicialmente6.

Comum acordo (consensualidade)

Não, não é em razão de eu ser advogado que estou incluindo esse requisito. Foi a lei que o fez, tanto na realização de inventário quanto na de divórcio 7. Com efeito, é muito importante que as pessoas estejam amparadas por um advogado. Não digo isso por corporativismo gratuito, mas por perceber o quanto esses temas são complexos e causam confusões várias entre os interessados. Em se tratando de questões que em regra envolverão familiares, o legislador fez bem em dispor que os sujeitos da causa devem estar assistidos por causídico. Não tenho dúvida de que muitas brigas totalmente desnecessárias entre parentes são evitadas através dos esclarecimentos de um bom advogado.

O primeiro pressuposto para fazer-se um inventário ou um divórcio de maneira extrajudicial é que os interessados estejam em comum acordo quanto a todos os aspectos inerentes à causa. Portanto, devem concordar, por exemplo, com os bens que compõem a herança (inventário) ou o patrimônio do casal (divórcio), o valor que é atribuído a cada um deles, as pessoas que se apresentam como herdeiros ou meeiro(a), com quem cada bem ficará, etc.. Havendo discordância sobre qualquer ponto, não é possível que o procedimento seja feito em cartório, cabendo a análise do caso pelo Poder Judiciário.

Acompanhamento por advogado

Partes legalmente capazes Outro requisito é que os envolvidos sejam considerados capazes. Essa capacidade não tem muito a ver com o seu significado comum, sendo antes um termo jurídico técnico, que significa que as pessoas devem estar em plena faculdade mental para que o inventário ou o divórcio sejam feitos sem a intervenção judicial.

96 ESCOLHA Sinara Neves

1. Cf., a propósito, o conteúdo do § 1o do art. 733 do CPC/15. 2. No caso do inventário, vale conferir o que dispõe o art. 610, § 1o, do Novo Código de Processo Civil (cf. também o art. 982, caput, do CPC/1973). 3. Sobre o divórcio, a permissão consta da Lei Federal no. 13.105/2015 (art. 733). No Codex anterior, a disposição estava no seu art. 1.124-A, caput). 4. Arts. 3o e 4o. 5.Vide art. 1.767 do CC/2002. 6. Há também aqui uma exceção, tanto para o inventário quanto para o divórcio: a existência de feto (nascituro) com interesse na causa. Todavia, por necessitar de uma explanação específica e detalhada, esse tema será retomado por mim em um novo artigo. 7. Nesse sentido, observe-se o que os arts. 610, § 2o, e 733, § 2o, ambos do NCPC, determinam.


ESCOLHA Sinara Neves 97


Carine Jacarandá Psiquiatra CRM-48138

*

TAPETES EMOCIONAIS

e

ncapsular nossos mais profundos e verdadeiros sentimentos é como “varrer o pó para debaixo do tapete”. Aparentemente, a sensação é que os problemas desaparecem. Já não é mais necessário enfrentar o monstro no meio da sala, e consequentemente submeter-se ao “tribunal social” que julga, condena e pune com a marginalização quem se atreve a sair do modelo estabelecido pelas convenções. Abdicar ou desapegar-se de regras e modelos sociais é a única maneira de preparar-se para esse inevitável julgamento cujo veredito – por mais que o processo possa parecer doloroso – é inevitavelmente a libertação. Entretanto, esse está longe de ser o caminho mais fácil. Render-se ao comodismo e a aparente tranquilidade dá bem menos trabalho. E menos satisfação também. Dentro dos padrões ditados pela sociedade, não podemos andar fora das normas. Quando isso acontece, fica a impressão de deixarmos de ser o modelo ideal, sendo, em muitos casos, descartados como mercadorias com a data de validade vencida, mas com uma diferença fundamental: a de sermos colocados em uma “despensa social”. Uma espécie de “quartinho dos fundos” para onde vão os objetos momentaneamente sem função, mas que, caso um dia voltem a ser úteis, podem ser resgatados. Será que vale a pena tanta renúncia para isso?! Muitas pessoas passam vários anos de sua existência sentindo angústias que vão persistindo ao longo da vida. Preferem fugir da resposta que pode levar ao alívio desse sintoma, do que realmente enfrentar o que está debaixo dos tais “tapetes emocionais”.

98 ESCOLHA Sinara Neves

Os dias passam e tudo parece perfeito: nenhuma doença na família, nenhuma falta material. E ainda assim, ao final de cada dia, um aperto no peito, a sensação de que existe um buraco que nada consegue preencher. A falta de algo que não se sabe, difícil de compreender e mais ainda de suportar. Com a busca pela liberdade, acontece o mesmo. É mais fácil enganar-se acreditando que a tão sonhada sensação virá com a próxima conquista, com a promoção na empresa, com aumento do salário ou com o carro novo. Conquistas es-

*

“Dentro dos padrões ditados pela sociedade, não podemos andar fora das normas. Quando isso acontece, fica a impressão de deixarmos de ser o modelo ideal ”

*

tas que, ao contrário nos prendem cada vez mais às responsabilidades e obrigações necessárias para manter o que foi conquistado. Assim, perde-se a essência do que originalmente buscou-se: a nossa liberdade de escolha e a possibilidade de vivenciarmos sentimentos livres. Vamos parar de existir e começar a viver, aproveitar cada momento que a vida tem para oferecer, respeitar os valores, mas não ficarmos refém deles, porque se isso acontece podemos passar a ter dentro de nós, mágoas que se transformam em feridas que não cicatrizam.

LI BER DA DE


ESCOLHA Sinara Neves 99


100 ESCOLHA Sinara Neves


Rodrigo D’Ávila, Fogão de Lenha, Revista Escolha, Instituto de beleza Dginany Bittencourt apresentam

DECORA relíquia Produção: Sinara Neves e Tatiana Sobreira

Rodrigo

D’Ávila

Sinara Neves

ESCOLHA Sinara Neves 101


102 ESCOLHA Sinara Neves

Vestido: KatmosZ Beleza Dginany Bittencourt Brincos: Rede Eliana Chisté Sandália: Ser Chic


Arquiteta

Anna Cristina Cotta

Um ambiente com vocação para a reunião da família e dos amigos, para relaxar, bater papo, cozinhar, comer e beber, com o jardim e os temperos da horta ao alcance da mão! A base neutra com “pegadas” de cor confere contemporaneidade e aconchego.

VARANDA GOURMET

ESCOLHA Sinara Neves 103


Vestido: Ser Chic 104 ESCOLHA Sinara Neves


Arquiteta

Marilene Esteves

O ambiente Sala de Jantar inspirada em uma família que gosta de viver e celebrar bons momentos. Ela apostou na elegância e sofisticação.

sala de jantar

ESCOLHA Sinara Neves 105


106 ESCOLHA Sinara Neves

Saia e blusa: Loja Viva Clutch Loja Viva Sandália Guilhermina para Loja Viva Brincos: Rede Eliana Chisté


Aparecida Corrêa

Designer de Interiores

Mescla de estilo clássico e contemporâneo, garantindo assim o equilíbrio, a leveza e o charme do ambiente. Predominância de tons neutros com toques de amarelo e turquesa. Piso em madeira. Iluminação em LED e pendentes de cristal.

SUÍTE DO CASAL

ESCOLHA Sinara Neves 107


108 ESCOLHA Sinara Neves

Vestido Juliana Maria Clutch: Loja Viva Brincos: Rede Eliana ChistĂŠ


Arquiteto

João Daniel

ESCOLHA Sinara Neves 109

Espaço desenvolvido para que os arquitetos da cidade possam atender seus clientes, oferecendo conforto e um clima agradável para todos. Ambiente completamente revestido por painés de madeira e porcelanatos marmorizados, que são destacados por uma iluminação quente e dimerizável. Destaque para a TV “embutida’’ nas portas espelhadas do armário, possibilitando que o interlecutor acompanhe todo o processo criativo, simultaneamente com o arquiteto.

Home Office do Arquiteto


110 ESCOLHA Sinara Neves

Saia e blusa: KatmosZ Brincos: Rede Eliana ChistĂŠ


Arquiteto

João Daniel

Ambiente que propicia o encontro de toda família, com equipamentos e mobiliário que integram as atividades dentro de um mesmo espaço. Uma área de SPA com ducha e escalda-pés, e permeada por um belíssimo paisagismo, com jardim vertical e suspenso, separado somente por uma divisória de cobogós de concreto, da área de estar/tv e da copa, contando também com uma área de trabalho/estudos. O ambiente também conta com a tecnologia de automação, que controla por um Smartphone ou Tablet toda a iluminação, áudio,gerando cenas, e também as cortinas elétricas, além da TV, que percorre todo o espaço por um tilho elétrico de 7 metros e com possibilidade de giro 360 graus, trazendo assim conforto e liberdade para seus usuários.

Spaço Família

ESCOLHA Sinara Neves 111


112 ESCOLHA Sinara Neves

Vestido: Stação Têxtil Brincos: Rede Eliana Chisté


Arquiteta

Priscila Barreto

O projeto foi inspirado nos estilos moderno e contemporâneo, resultando um espaço aconchegante para um casal de jovens arrojados. A área de 54m² foi organizada em ambientes distintos, porém, integrados, utilizando os móveis para demarcar os ambientes em seu interior. Funcionalidade e elegância são as marcas registradas desse projeto, sem perder o ar descontraído e prático de um casal jovem.

Loft do Casal Jovem

ESCOLHA Sinara Neves 113


114 ESCOLHA Sinara Neves

Vestido: Jamille Lopes Sandália: Ser Chic Brincos: Rede Eliana Chisté


Heloisio Andrade

Arquiteto e Urbanista

Espaço aconchegante de interação das pessoas. A proposta é fazer a família e até seus convidados partilharem de momentos de descontração e integração. Foram usadas poltronas e estofados com total conforto e comodidade. É um lugar para passar bastante tempo e sem recurso tecnológico. Foi feito para curtir a presença das pessoas.Com a cartela de cores marcantes e fortes, o verde traz toda a tranquilidade.

LOUNGE

ESCOLHA Sinara Neves 115


116 ESCOLHA Sinara Neves

Vestido: Bere Berenice Clutch: Loja Viva Sandรกlia: Ser Chic


Arquiteta

Vânia Xavier

Espaço dedicado à conexão e interação familiar, com um conceito intimista e ambientação aconchegante para promover momentos de relax e entretenimento. A alta tecnologia do sistema de projeção mirror da tv e sua qualidade sonora excepcional, usadas para conectar as pessoas, promovendo encontros entre a família e amigos. A iluminação indireta , suave amarela, cria um clima de aconchego e elegância.

HOME THEATER

ESCOLHA Sinara Neves 117


12

ANOS

Rede Eliana Chisté

Sinara Neves

Luísa Vieira dá boas-vindas à alta estação da rede

eliana chisté 118 ESCOLHA Sinara Neves

Revista Escolha - Celebrar a direfença  

Revista Escolha por Sinara Neves 8ª Edição

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you