Issuu on Google+


Anuncie aqui !


Feuguerit at nonullam del ut loreetue mincinibh et at. Molorper sumsan et non er ad dolute molortissed dolore delis exerilla alisl ulla conumsan utat velit niat, sed moloreet wisl dolorem zzrilla ndreet wis eraessit il ullam, quisis nis nis augiam iriureet er sed tisit venit wisit ut nostis augiam niamcor tionseq uipsustrud tionum irit in ea conullan velesto dolorem dio odipsus ciduisim nisit wisl diam iusci tat nis eros essi exerit lan hent adionullan ut augait et lut vulla feugue cor si. Am, sed dunt augue et velit volorero dunt alismodigna feuguerit velit aliquisl ut lum irilit dolesed exerostrud dolor iriusci psusto dolor inim adio dipit eu faciduisit prat. Ut ulla faciduisi et er sed diamet, summodo lobore tet adit, cons dolor sustinim ecte min erostio eugait et ver suscipit wisi blan enim zzriureet loborper si bla feu feugue ero odolore facin henit praese dolestrud et iriustrud tem erit vullam aut niam, consent ilit augue cortis ea adipit praessed dolesti ncillan henisci duipiss equipis nonsent il eu faccum illa adions delesequat pratue feugue dolore dolent eum veros exeriureet iure mincipis auguer sum quipit eros elismod molorem zzrit la commy num et velenim volese dipsuscip ea commy nulla feuis do euguero ex elent veliquat ad ex ero odiatis ea faccum ea feui enit praesto et aut wis nim velesse quiscidunt nit inci ex ex ex elit alis alissisl utpat. Put vulput iure dolore doloboreet praesto conum quis acilisi. Rud doluptat, sum velessim ipsusci exerit aliquat. Nim velit dolenisse dolobore eriurerate te commy nulput aliquat loboreet luptat ex er aciduipis dolobore consed tio odionsecte dion ullutat, quat aci blam enit augiam adipit duipsus cillum dolobor erostissit etum iliquis dolenibh ex exeros essis nostio odolorem acip eniamcor in utet, con hent nit ver alit nibh esequi eugait laor sim ipsum eum ad molor sequi tisi erate modipisit aliquisim nostrud del ulluptat lumsandre vel delit vullaortio del utatisi te dionseq uissequatum veliquis nim il ercing eui eugait lan henit ulpute ming ero et vel ullandre digna adip enit aut velenibh et, quat. Te erat lamcorperil utet at. Onsent ipismod tie vel dolor susto commodipit, velisl ullam dolobore feugiam, consed tisit wisi tat. Ut amet nullumm odigna feugiatuer ilis nibh eum quatisl iuscipisis duis aute faci tem il irit autpat, con veliquis at. Ut pratis am dolore tinis aute faccum ipis am iriuscin veriuscidunt veliquate molore minim dolore dio ero odoloboreet autat. El ut acipit loreetummy nisisis do odignibh euismodigna feu feugiat, sequat, sit, quisi

Anuncie aqui !


Sumário

Sumário

CAPA: Batalha Espíritual. o que a bíblia fala sobre isso....................................................................................................................................

Palavra pastoral Palavras de benção, amor e de paz para seu coração

Agenda cristã O que está acontencendo nas igrejas................................................................................................................

testemunhos Grandes testemunhos para fortalecer sua fé.................................................................................................

música O que acontece no mundo da música gospel...............................................................................................

Projetos sociais ??????????????????????????............................................................................................................................................

classificados tecnologia............................................................................


Palavra Pastoral Pastor: ?????? de ??? igreja: ????????

A FÉ CRISTÃ

Anuncie aqui !

I- Definição da Palavra A simples fé implica uma disposição de alma para confiar noutra pessoa. Difere de credulidade, porque aquilo em que a fé tem confiança é verdadeiro de fato, e, ainda que muitas vezes transcenda a nossa razão, não lhe é contrário. A credulidade, porém, alimenta-se de coisas imaginárias, e é cultivada pela simples imaginação. A fé difere da crença porque é uma confiança do coração e não apenas uma aquiescência intelectual. A fé religiosa é uma confiança tão forte em determinada pessoa ou princípio estabelecido, que produz influência na atividade mental e espiritual dos homens, devendo, normalmente, dirigir a sua vida. A fé é uma atitude, e deve ser um impulso. A fé cristã é uma completa confiança em Cristo, pela qual se realiza a união com o Seu Espírito, havendo a vontade de viver a vida que Ele aprovaria. Não é uma aceitação cega e desarrazoada, mas um sentimento baseado nos fatos da Sua vida, da Sua obra, do Seu Poder e da Sua Palavra. A revelação é necessariamente uma antecipação da fé. A fé é descrita como “uma simples mas profunda confiança Naquele que de tal modo falou e viveu na luz, que instintivamente os Seus verdadeiros adoradores obedecem à Sua vontade, estando mesmo às escuras”. A mais simples definição de fé é uma confiança que nasce do coração. II- A Fé no AT A atitudes para com Deus que no NT a fé nos indica, é largamente designada no AT pela palavra “temor”. O temor está em primeiro lugar que a fé; a reverência em primeiro lugar que a confiança. Mas é perfeitamente claro que a confiança em Deus é princípio essencial no AT, sendo isso particularmente entendido naquela parte do AT, que trata dos princípios que constituem o fundamento das coisas, isto é, nos Salmos e nos Profetas. Não es está longe da verdade.

5


Música

“Onde dois ou três estiverem reunidos em Meu nome, Eu estarei presente...” Fonte: Mk Publicitá

A promessa de Deus mais uma vez se cumpriu. No último dia 12, Ele se fez presente com a banda OFICINA G3 na apresentação do Rock In Rio. Nunca achamos que seria fácil, pois o Senhor nos chama pra batalhas, como guerreiros, e não para o ostracismo, como parasitas. Com esta visão, PG (vocal), Juninho (guitarra), Duca (baixo), Jean (teclados) e Walter (bateria) subiram ao palco da Tenda Brasil e puderam pregar a palavra de Deus através da cobertura do RJ TV, na passagem de som, e também na apresentação, que começou às 13h30. Nem os portões fechados até às 13h50 - os demais só foram abertos depois das 14h15 Foram suficientes para abafar o som. É claro que tal incidente não foi proposital, muito menos motivado pelos organizadores da Tenda Brasil - que tiveram de fazer cumprir a agenda programada. Mas nós sabemos que nossa guerra não é contra a carne e o sangue e que Deus não esmorece, apesar de a nossa fé oscilar mediante a tempestade. Será que alguém tem dúvidas que o reino das trevas estava trabalhando para que desse tudo errado? Mais uma vez o inimigo foi envergonhado, pois temos convicção de que tudo aconteceu segundo a vontade do Todo

Poderoso, porque Ele é quem dirige nossas vidas. Nosso Deus é aquele que transporta os montes, opera milagres e será o mesmo hoje e sempre. Por isso, os muros da Cidade do Rock não puderam conter os cânticos e louvores que foram produzidos naquela tenda, na tarde de sextafeira. Tanto que as pessoas que não conseguiram entrar ouviam com nitidez o que se estava cantando. A banda despertou a atenção, também, das muitas equipes que lá estavam trabalhando, como também fez com que muita gente apagasse o preconceito em relação à música gospel. Foram músicos, cantores e operadores de som - dos mais conceituados no mercado - que pararam para ouvir a mensagem. A Oficina mostrou cinco canções do novo CD, O Tempo, com destaque para “Ele Vive” - na abertura - e “O Caminho” - no encerramento. A balada “O Tempo” também foi cantada e teve ótima aceitação, para a glória de Deus, claro. Tanto que ao término do show, o público que se chegava pedia “mais uma...”. Não foi possível, pois as apresentações tiveram horários rigorosos e registrados em contrato. Mas em nenhum momento a banda desmereceu o público, se negou a tocar ou abandonou o palco,

Anuncie aqui !

Anuncie aqui !


Minhas Canções Acaba de chegar para todo o Brasil o novo CD de André Valadão, Minhas Canções – R.R. Soares, pela gravadora Graça Music. “Mais pop do que nunca” como diz o próprio cantor, o disco chega ao mercado com 10 canções inéditas com letras escritas pelo missionário R.R. Soares e com música assinada por André Valadão em parceria com o produtor musical Ruben di Souza. Para André Valadão este trabalho chega para quebrar o paradigma ao unir duas gerações. Som pop e bem rock and roll como diz. O CD Minhas Canções é resultado de dois meses de intenso trabalho de produção e gravação. “O laboratório musical desse disco é muito moderno. Nele está do que escuto, gosto e estudo na música”. A produção musical é assinada por André Valadão em parceria com Ruben di Souza, um dos mais respeitados produtores musicais do Brasil, enquanto a masterização foi realizada em Nova Iorque, com um dos mais graduados técnicos nesta área, Tom Coyne. Uma das novidades do CD Minhas Canções são os back vocais todos gravados pelo próprio André Valadão, como ninguém nunca viu. “O resultado está surpreendente! Sem dúvida este é o CD em que trabalhei mais intensivamente na produção até hoje”, detalha André Valadão. O CD Minhas Canções sai com tiragem inicial de 50 mil cópias. “É muito bom acompanhar todo esse processo,

Deus tem nos surpreendido em tudo e tenho certeza que as pessoas irão se surpreender também. Existe a tentativa de entender o resultado desta parceria (risos) e confesso que me divirto com essa ‘pulga atrás da orelha’. Só posso dizer que as pessoas vão ter que ouvir para entender do que estou falando”, destaca André Valadão. O cantor adianta que a turnê para divulgação deste projeto está sendo viabilizada. A música de trabalho que está tocando nas rádios e webrádios de todo Brasil “Até Quando?” vem conquistando o público pela intensidade da letra e o chamado ao arrependimento. “Até quando você continuará, nessa sua indecisão, procurando no pecado, sua realização? Até quando?”, diz a música. Paralelamente ao lançamento do CD está sendo lançado o vídeo clipe dessa mesma música. Com direção de produção de Alex Passos e direção de fotografia de Roberto Saúde o clipe contextualiza histórias cotidianas ao tema da canção. “Escolhemos a música ‘Até Quando?’ para ser tanto a primeira música do CD quanto de divulgação, além de já gravar o primeiro clipe deste álbum justamente por ser uma das mais lindas que já ouvi em toda minha vida. É como dizer que o ‘culto já começa com o apelo’”, conta André Valadão. Além de “Até Quando?”, o CD Minhas Canções trás músicas como Acontece, Parte de Ti, Como posso me calar, O Verbo, Santidade, Tua Palavra, Ele Reina sobre tudo, entre outras. No MySpace do cantor (www.myspace.com/andrevaladaoofficial) já estão disponíveis além da música de trabalho, Até Quando, Um homem de bem; Parte de Ti, Santidade e Tua Palavra. Ao comentar sobre o sucesso da série Minhas Canções, com composições do missionário R.R. Soares, André Valadão sabe que quem não ouviu, não sabe o que está perdendo. “Como um disco pode ser tão popular e ter tanta repercussão? É porque são realmente muito bons”, afirma. Acompanhe as novidades do Ministério André Valadão no site www.andrevaladao.com.

Anuncie aqui !


Palavra Pastoral Pastor: ?????? de ??? igreja: ????????

A FÉ CRISTÃ I- Definição da Palavra A simples fé implica uma disposição de alma para confiar noutra pessoa. Difere de credulidade, porque aquilo em que a fé tem confiança é verdadeiro de fato, e, ainda que muitas vezes transcenda a nossa razão, não lhe é contrário. A credulidade, porém, alimenta-se de coisas imaginárias, e é cultivada pela simples imaginação. A fé difere da crença porque é uma confiança do coração e não apenas uma aquiescência intelectual. A fé religiosa é uma confiança tão forte em determinada pessoa ou princípio estabelecido, que produz influência na atividade mental e espiritual dos homens, devendo, normalmente, dirigir a sua vida. A fé é uma atitude, e deve ser um impulso. A fé cristã é uma completa confiança em Cristo, pela qual se realiza a união com o Seu Espírito, havendo a vontade de viver a vida que Ele aprovaria. Não é uma aceitação cega e desarrazoada, mas um sentimento baseado nos fatos da Sua vida, da Sua obra, do Seu Poder e da Sua Palavra. A revelação é necessariamente uma antecipação da fé. A fé é descrita como “uma simples mas profunda confiança Naquele que de tal modo falou e viveu na luz, que instintivamente os Seus verdadeiros adoradores obedecem à Sua vontade, estando mesmo às escuras”. A mais simples definição de fé é uma confiança que nasce do coração. II- A Fé no AT A atitudes para com Deus que no NT a fé nos indica, é largamente designada no AT pela palavra “temor”. O temor está em primeiro lugar que a fé; a reverência em primeiro lugar que a confiança. Mas é perfeitamente claro que a confiança em Deus é princípio essencial no AT, sendo isso particularmente entendido naquela parte do AT, que trata dos princípios que constituem o fundamento das coisas, isto é, nos Salmos e nos Profetas. Não es está longe da verdade, quando se suge-

Onimusic e Nívea Soares celebram parceria de distribuição Em fase de expansão e fiéis aos seus propósitos de levarem a todas as pessoas o que há de melhor em alimento espiritual a Onimusic e Nívea Soares celebram acordo de parceria na distribuição dos produtos do ministério Nívea Soares lançados a partir de junho de 2010. A parceria de distribuição inicia-se após a decisão de Nívea e Gustavo Soares criarem um selo musical próprio. Com um selo próprio o Ministério se responsabiliza por todo o processo de gravação e produção de CDs e DVDs de Nívea Soares ficando a cargo da Onimusic a promoção e distribuição dos produtos lançados. O novo trabalho em CD de Nívea Soares intitulado “Emanuel” está em fase de pré-produção. Neste novo projeto Nívea versa sobre a presença constante de Deus em nossas vidas e declara que “apesar de todas as tribulações e lutas Deus permanece o mesmo e está sempre conosco”. O lançamento do CD “Emanuel” está previsto para o mês de setembro na EXPOCRISTÃ 2010. Para Gustavo Soares, produtor musical e marido de Nívea, a criação de um selo musical próprio e a parceria de distribuição com a Onimusic é uma resposta de Deus às orações de sua família que só vem a fortalecer ainda mais os laços de comunhão e amizade com Nelson Tristão, diretor Onimusic, amigo muito chegado de sua família. Fonte: Supergospel.com.br

Anuncie aqui !


Trazendo a Arca

O grupo surgiu em 2007, como dissidência do grupo Toque no Altar (principal grupo de louvor da igreja evangélica Ministério Apascentar de Nova Iguaçu), na cidade de Nova Iguaçu – Baixada Fluminense, com músicos que acreditaram em se manter fiéis a um sonho de juntos dedicarem suas vidas ao Senhor, da maneira que Ele revelara a eles. História O projeto do grupo original se tornou de grandes proporções, após gravarem o primeiro álbum em 2003 – “Toque no Altar”. A partir de então passaram a ser conhecidos em todo território nacional vendendo mais de meio milhão de cópias, dando início a uma carreira com marcas expressivas. Já no mês seguinte, lançaram um novo Cd – “Restituição” voltado apenas para uma campanha, e surpreendentemente alcançou recordes de vendas – mais de um milhão de cópias. Meteóricamente em 2005, com apenas dois anos de formação foi lançado “Deus de Promessas” uma gravação parte em estúdio, parte ao vivo também superou a marca de meio milhão de cópias. Em maio de 2006 gravaram “Olha pra mim” onde foi o último trabalho deles nesse período. No começo do ano de 2007, o grupo dissidente (com os principais integrantes do Toque no Altar em sua formação) passou a se chamar “Trazendo a Arca”, um nome que foi rapidamente aceito no Brasil por todos

que já os conhecia. Com o amadurecimento sonoro e Espiritual resultou na gravação do primeiro CD nessa nova fase intitulado “Marca da Promessa” que obteve grande aceitação no mercado, tendo êxito em vendas chegando a ultrapassar a marca de meio milhão de cópias vendidas em menos de um ano. No dia 24 de maio de 2008 o “Maracanãzinho” se transformou em palco para a maior produção de um DVD gospel já realizado no Brasil. Os ingressos foram trocados por um quilo de alimento não perecível e se esgotaram em apenas cinco dias, dando um brilho ainda maior ao evento, pois o público animado lotou o Maracanãzinho e agitou durante todo o evento, gritando desde a entrada até o final do evento. A gravação contou com uma estrutura de palco, som, iluminação e efeitos especiais inéditos em shows do segmento. Considerado atualmente como um dos grandes ícones da música gospel brasileira, o Trazendo a Arca ficou conhecido mundialmente pelos trabalhos realizados em sua breve trajetória incluindo um “CD gravado ao vivo no Japão”. As músicas do grupo são feitas de belas harmonias e com um estilo musical único, já atravessou as fronteiras do Brasil e conquistou corações do mundo inteiro, com melodias originais e letras que permeiam a alma e levam a análises profundas do ser.

Anuncie aqui !


testemunho “CURA DA AIDS!” Por: GILBERTO LEGEY

Nascido em 20/8/1962 e criado na Zona Sul do Rio de Janeiro. Venho de uma família de classe média toda voltada ao espiritismo. Sou filho de Marilu Scalzo Legey e Milton Pereira Legey (In Memorium), famoso compositor das décadas de 50 e 60, autor de várias músicas famosas, dentre elas: Fósforo Queimado, Rolei Rolei etc. Meu pai era irmão de Aloysio Legey, diretor de núcleo de vários programas da Rede Globo de televisão (Criança Esperança, Desfile das Escolas de Samba, Show da Virada etc.), do qual sou sobrinho e afilhado. Fiz faculdade de Letras(Port/Ing) e academia de artes maciais (Jiu-Jitsu/faixa-preta). Aos 18 anos, herdei do meu avô materno uma construtora, Arthur Scalzo & Cia Ltda. Fiquei rico, tinha poder, mulheres, carros, viagens etc. e tudo mais que o mundo poderia oferecer de melhor. “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam” (Mateus 6:19) Aos 21 anos, me tornei dependente químico e chegei a usar todas as drogas, tendo tido inclusive 3 overdoses. Com as drogas vieram a perda de caráter, da personalidade, a prostituição e a falência. Para tentar não cair de padrão de vida entrei na marginalidade e no mundo do crime, passando a comprar carros roubados, posteriormente roubando os própirios carros, emitindo cheques sem fundos, realizando golpes e participando de falcatruas. Fui preso, julgado e condenado a 23 anos pelos diversos crimes cometidos. Participei de diversas rebeliões, motins, greves de fome etc. Cumpri 8 anos em regime fechado em diversos presídios: Presídio Ary Franco (Água Santa), Instituto Penal Edgard Costa (Niterói), Presídio Hélio Gomes e Penitenciária Lemos

Brito no extinto Complexo Penitenciário da Frei Caneca/RJ e 4 anos em regime semi-aberto no Instituto Penal Plácido Sá Carvalho no Complexo Penitenciário de Gericinó/RJ. Lá deparei-me com o Diretor Paulo Roberto Rocha, que tinha sido meu aluno de defesa pessoal quando fez prova para o DESIPE. Ele foi um dos precursores a incentivar o convênio para usar a mão de obra carcerária para trabalhar nas ruas, e posteriormente assassinado na Av.Brasil. Em 1998, conheci a pessoa que me mostraria a palavra de Deus, e que hoje é a minha amada esposa, Verônica Legey. “Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.” (Mateus 19:6) Em 2001, como falei, foi feito um convênio entre a Secretaria de Justiça, a Fundação Santa Cabrini, a Secretaria de Administração Penitenciária e a CEDAE, pelo então Governador do RJ, Anthony Garotinho e o diretor da CEDAE/Zona Oeste na ocasião, Alcione Duarte. Consegui então, um emprego digno onde trabalhei até Dezembro/2006 na CEDAE. “Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça” (Romanos 5: 20) Mas, depois de tantos pecados e orgias, colhi o que plantei. Descobri que estava com AIDS. Passei 3 anos tomando os coquetéis anti-retrovirais. Participei de uma campanha feita pelo Pastor Ricardo Barros de Belo Horizonte/MG, que tem o Ministério da cura... “Ele é o que perdoa todas as tuas iniqüidades, que sara todas as tuas enfermidades” (Salmos 103:3) Deus continua operando os mesmos milagres de 2000 anos atrás, Deus curou-me da AIDS. Tenho os exames comprovando a cura. Basta aceitá-lo, arrepender-se, converterse dos maus caminhos e ter Fé, pois sem Fé é impossível agradar a Deus.

Anuncie aqui !


Anuncie aqui !


PROJETO SOCIAL Projetos Sociais

Alcançando o Protagonismo Social Junho 12, 2007

Por que formular Projetos Sociais? Publicado em Sem categoria às 7:40 pm por projetossociais Todo projeto social surge de uma necessidade de um problema concreto. Ao elaborar um projeto é necessário alertar para a solução de problemas de modo que as idéias sejam transformadas em ações.No desenvolvimento dos projetos sociais são fundamentais que sejam claros os objetivos, especificar os recursos, declarar parcerias e como serão analisados os resultados. Por outro lado, sabemos que planejar projetos sociais, é um processo bastante complexo, porém é verídico que muitos estão em vigor sem se quer contemplar um roteiro básico para apresentação. Antes de explicarmos os pontos importantes que devem ter em projetos sociais, relate o que você compreende sobre um roteiro básico para apresentação. Para saber um pouco mais sobre Projetos Sociais, clique nos links abaixo e veja exemplo de projetos que estão em vigor e são bem estruturados. Interesse por Projeto Social Publicado em Sem categoria às 7:38 pm por projetossociais Tivemos conhecimento sobre Projetos Sociais, devido as aulas ministradas no 4º ano do curso de Pedagogia da Universidade São Judas Tadeu, sob a orientação do Professor Ubajára. Após este primeiro contato ficamos curiosas e pretendemos nos aprofundar sobre o significado e a importância em desenvolver um Projeto Social. Ao realizar a pesquisa sobre o tema, percebemos a complexidade de sua estrutura e elaboração.

Permalink 2 Comentários Publicado em Aline, Edilúcia, Maria, Marina às 3:40 pm por projetossociais A Educação nos dias de hoje abre novos canais para comunicação e um dos mais usados atualmente é o blog, esse fenômeno é novo mas não tão recente e começamos a nos perguntar: “Afinal o que será esse tal de blog?” Em conversas e na procura de achar uma resposta foi que podemos ver que se tratava de uma espécie de diário eletrônico, um lugar para discussões e troca de idéias. E é isso mesmo que a educação precisa, não só os profissionais da área, mas também alunos. Esse sim será o lugar ideal para tirar aquela formalidade da sala de aula, neste mundo virtual todos podemos tratar de igual pra igual. O ponto de vista do outro é importante e também tenho liberdade para expressar o meu. A iniciativa do professor Jarbas é inovadora e antes de mais nada gostariamos mostrar nossa satisfação ao realizar esse trabalho, somos alunas do curso de Pedagogia da Universidade São Judas Tadeu, e realizar essa tarefa, que a primeiro momento se apresenta assustadora, mas ao longo se torna gostosa, nos foi colocada como um desafio entre tantos outros que um educador tem e deve enfrentar. A jornada é longa, com caminho de altos e baixos, e superável a todas nós. E para isso contamos com a colaboração de todos vocês nos dando comentários, sugestões e criticas. Por que projetos sociais? Os projetos sociais nascem do desejo de mudar uma realidade. Os projetos são pontes entre o desejo e a realidade. São ações estruturadas e intencionais, de um grupo ou organização social, que partem da reflexão e do diagnóstico sobre uma determinada problemática e buscam contribuir,


em alguma medida, para “um outro mundo possível”. Uma boa definição é formulada por Domingos Armani: “Um projeto é uma ação social planejada, estruturada em objetivos, resultados e atividades, baseados em uma quantidade limitada de recursos (...) e de tempo” (Armani, 2000:18). Os projetos sociais tornam-se, assim, espaços permanentes de negociação entre nossas utopias pessoais e coletivas – o desejo de mudar as coisas –, e as possibilidades concretas que temos para realizar estas mudanças – a realidade. A elaboração de um projeto implica em diagnosticar uma realidade social, identificar contextos sócio-históricos, compreender relações institucionais, grupais e comunitárias e, finalmente, planejar uma intervenção, considerando os limites e as oportunidades para a transformação social. Os projetos sociais não são realizações isoladas, ou seja, não mudam o mundo sozinhos. Estão sempre interagindo, através de diferentes modalidades de relação, com políticas e programas voltados para o desenvolvimento social. Um projeto não é uma ilha. Os trabalhos voluntários são iniciativas individuais ou coletivas que visam a proporcionar a melhoria da qualidade de vida de pessoas e comunidades. Por meio de contribuições voluntárias, a sociedade se mobiliza, organizando e desenvolvendo projetos e ações sociais para transformar determinada realidade para o bem comum. Os projetos sociais são um exercício de cidadania, pois envolvem as pessoas para além do seu campo de vivência, permitindo a transposição de barreiras e preconceitos em benefício do outro. Eles são um meio para que haja maior conscientização do indivíduo diante do papel que ele desempenha na sociedade , além de despertar o sentimento de solidariedade. O Projeto Social nasce do desejo de uma ou varias pessoas de mudar a realidade em que vive. Varios são os Projetos desenvolvidos pelo mundo a fora, todos com o mesmo objetivo: mudar a realidade em que vivem. Para um bom projeto é necessario conhecer bem a realidade problema, para isso torna-se necessario uma boa pesquisa para levandar os principais dados. E assim montar o projeto para mudar. “Projetos sociais x mercado de trabalho: intenções, fatos, mitos e realidade” Mesmo uma boa intenção precisa ser provida de conhecimento. Muitos projetos sociais sejam da área pública ou do 3º setor, sempre têm boas intenções. Entretanto, a boa intenção é bloqueada quando se esbarra no fato de não existir um processo seletivo eficiente, tanto para os profissionais quanto para os beneficiários. Existem vários projetos sociais que beneficiam jovens e adultos em situação de exclusão social. Geralmente, estes projetos são muito bons, mas não alcançam quase nunca seus objetivos (pelo menos os que são apresentados publicamente, seja a inclusão, a empregabilidade, o empreendedorismo, entre outros). Isso porque, na maioria das vezes, mesmo com bons profissionais, há um auto-índice de bene-

ficiários não preparados para o conhecimento oferecido – não se trata de má vontade, falta de empenho ou de querer crescer e melhorar - mas, é importante, termos em mente, que o ser humano tem um processo evolutivo natural, que deve ser respeitado. Fato é que há uma preocupação com relação aos resultados, mas, número de concluintes não é sinal de sucesso. Intenção é empregar estes participantes, mas não deixa de ser mito se não percebermos o que o mercado de trabalho quer e precisa. Mito é acreditar que se está “fazendo o bem”, realidade é a decepção de quem acreditou, confiou e teve esperanças de melhorar de vida, de crescer. O mercado exige cada dia mais qualificação, habilidades e atitudes de seus profissionais, mas, infelizmente os projetos sociais que visam re-qualificar ou qualificar pessoas para o trabalho, não priorizam àqueles que realmente teriam alguma chance de ingresso. Assim, nos parece que muitos destes projetos são apenas manobra política para manipular a “massa” que não possui criticidade suficiente, nem consegue associar, analisar ou correlacionar as “boas idéias” (projetos) com as necessidades mercadológicas, o que ainda fica mais comprometido pela “carência” que temos de uma educação de base e profissional adequada e não valorizada. Tudo isso, independente de classe social; muitas pessoas querem e acreditam ter boas idéias, ações e projetos, mas infelizmente, têm apenas boa vontade, mas não a amplitude de conhecimento tão necessária para suprir os interesses do mercado de trabalho. Exemplos claros podem ser verificados nos Projetos frente de Trabalho, Programa Profissão ou Capacitação Solidária, todos privilegiam pessoas de baixa renda, com certo número de pessoas na família, com baixa instrução, mas que têm como um de seus objetivos principais a empregabilidade. Como podemos fazer estas pessoas acreditarem que terão novamente emprego, se a maioria delas não têm nem grau de escolaridade suficiente para as exigências do mercado? O papel do educador neste caso fica restrito muitas vezes ao incentivar os beneficiários sobre a necessidade de se retomar os estudos. Ótimo, muito bom. Um dos papéis de um educador social é justamente este. Mas será que é justificável gastar milhares de reais com projetos que estão fadados a não ter seus objetivos atingidos? Não por vontade profissional, mas talvez, por vontade política. Talvez fosse essencial se pensar em alternativas que focassem a resolução das causas do desemprego, como a falta de escolaridade suficiente, de maturidade ou mesmo de habilidades como ter autonomia e ser capaz de analisar e resolver problemas. “Fazer o bem”, sempre compensa, mas precisamos ter claros os objetivos, queremos dar o peixe ou ensinar a pescar? Se a resposta for pescar, será preciso que o projeto seja embasado em conhecimento, seja fato e capaz de se tornar realidade. Para isso, é imprescindível que os objetivos sejam focados, para não existir desperdício de verba, de tempo e principalmente, desmotivação dos envolvidos, sejam eles profissionais ou participantes. E nunca se esquecer do mais importante: O pior de todos os ladrões é aquele que rouba a esperança das pessoas.


T e c n o l o g i a . Window Phone: a previsão do tempo na palma da mão. Conheça o celular conceitual que mostra a temperatura de um jeito diferente, como você nunca viu!

Por Wikerson Landim em 5/7/2010

Será que chove hoje? Quem nunca puxou assunto em um elevador ou uma fila de banco com uma pergunta como essa que atire a primeira pedra. E não há como negar que, ao acertar uma previsão do tempo, certamente seus conhecimentos serão motivo de orgulho e admiração para alguém. Por mais que existam técnicas avançadas utilizadas pelos meteorologistas para prever a temperatura e as condições climáticas com até uma semana de antecedência, infelizmente os fatores climáticos não são uma ciência exata, podendo ocorrer as famosas “variações ao longo do período”. Aplicativos que mostram a previsão do tempo existem aos montes. O Baixaki já apresentou uma seleção especial de aplicativos do gênero no artigo “Seleção: previsão do tempo no computador”. Mas que tal uma maneira original de ter sempre a previsão do tempo na palma da mão?

você respondeu “janela” já tem meio caminho andando para compreender a ideia do designer Seunghan Song. Foi partindo desse conceito que ele desenvolveu os primeiros esboços do Window Phone - ou Telefone Janela, numa tradução literal. Trata-se de um dispositivo, em formato similar ao de um aparelho celular, mas com uma tela sensível as interações com o ambiente. A placa de vidro é similar a de uma fina tela de OLED. Seu diferencial fica por conta da maneira como a informação é exibida. Por exemplo: em um dia chuvoso a tela simula as gotas d’água no vidro de uma janela, dando a impressão que você está olhando através de uma. Já em um dia nublado ou com neve, o visor fica embaçado, da mesma maneira que ficaria caso o vidro estivesse exposto à referida condição climática que ele ilustra. Como funções complementares, o aparelho exibiria ainda a temperatura atual e funcionaria como um aparelho celular, permitindo ao usuário enviar e receber ligações e mensagens de texto. Outro atrativo fica por conta de uma função que permite ao utilizador “embaçar” a tela de vidro com um sopro e, posteriormente, escrever sobre ela. A mensagem escrita na superfície suada pode ser enviada da mesma forma para os seus contatos

O conceito: telefone-janela Se você está dentro de casa e pretende descobrir se fará sol ou chuva no final da tarde, para onde você irá olhar? Se

Anuncie aqui !


Paraplégicos podem andar novamente usando “calças-robóticas” Batizado de ReWalk, aparelho ajuda pessoas paralizadas a andar e até subir escadas Paciente faz testes com o ReWalk Pessoas que sofrem de paralisia da cintura para baixo podem ter ganhado uma esperança de andar novamente graças a um par de “calças-robóticas” inventadas pelo israelense Amit Goffer. O próprio criador sofre de paralisia causada por um acidente de carro em 1997. O acidente o inspirou a criar um aparelho que o libertasse da cadeira de rodas. Batizadas de ReWalk, as calças usam sensores e motores para permitir que paraplégicos possam andar e até subir escadas. Usadas por cimas das roupas, as calças são equipadas com juntas motorizadas ativadas pelos sensores, que respondem a movimentos súbitos da parte superior do corpo o ajuste da estabilidade é feito com ajuda de muletas. Goffer fundou a empresa Argo Medical Techonologis

para comercializar o aparelho que estará disponívei a partir de janeiro de 2011 em centros de reabilitação ao redor do mundo, depois de vários anos de testes em clínicas de Israel e dos EUA. O custo das calças-robóticas é alto: US$ 100 mil por unidade. Apesar de criador da tecnologia, Goffer não poderá fazer uso dela, pelo menos não dessa versão. O acidente que sofreu o deixou paralisado do pescoço para baixo e o aparelho depende de movimentos das mãos e dos ombros para ser operado. Goffer, no entanto, já está trabalhando em uma versão para tetraplégicos.

No site do jornal The Daily Mail é possível ver um vídeo do ReWalk em ação.

Anuncie aqui !


Palavra Pastoral Pastor: ?????? de ??? igreja: ????????

Curiosidade a Segunda Vinda de Cristo “Então se verá o Filho do homem vindo Numa nuvem. Com poder e grande glória.” Lc 21.27

A FÉ CRISTÃ I- Definição da Palavra A simples fé implica uma disposição de alma para confiar noutra pessoa. Difere de credulidade, porque aquilo em que a fé tem confiança é verdadeiro de fato, e, ainda que muitas vezes transcenda a nossa razão, não lhe é contrário. A credulidade, porém, alimenta-se de coisas imaginárias, e é cultivada pela simples imaginação. A fé difere da crença porque é uma confiança do coração e não apenas uma aquiescência intelectual. A fé religiosa é uma confiança tão forte em determinada pessoa ou princípio estabelecido, que produz influência na atividade mental e espiritual dos homens, devendo, normalmente, dirigir a sua vida. A fé é uma atitude, e deve ser um impulso. A fé cristã é uma completa confiança em Cristo, pela qual se realiza a união com o Seu Espírito, havendo a vontade de viver a vida que Ele aprovaria. Não é uma aceitação cega e desarrazoada, mas um sentimento baseado nos fatos da Sua vida, da Sua obra, do Seu Poder e da Sua Palavra. A revelação é necessariamente uma antecipação da fé. A fé é descrita como “uma simples mas profunda confiança Naquele que de tal modo falou e viveu na luz, que instintivamente os Seus verdadeiros adoradores obedecem à Sua vontade, estando mesmo às escuras”. A mais simples definição de fé é uma confiança que nasce do coração. II- A Fé no AT A atitudes para com Deus que no NT a fé nos indica, é largamente designada no AT pela palavra “temor”. O temor está em primeiro lugar que a fé; a reverência em primeiro lugar que a confiança. Mas é perfeitamente claro que a confiança em Deus é princípio essencial no AT, sendo isso particularmente entendido naquela parte do AT, que trata dos princípios que constituem o fundamento das coisas, isto é, nos Salmos e nos Profetas. Não es está longe da verdade.Wisi. Ro corpero conse mod dolore do dui bla feuguero consed tie eum vel utet, conullandiam delit dolor si blaorperatie delessed erit iriurem nonsequip ercip et, consed estisi. Accum irilit elit lumsandipis esequam consendre tisci bla feu feum illa feuisit, consecte moloborer ad min ut dolore voloree tueros er sed tat am zzrit alissis ismolobore te duipiscidunt vent doleniam ilit vel er iureriliquis nibh ecte el estrud magna feuissequam, veros nim ilit dolore faci blandignis acil ulputatinim ex er irilit ut acipis nim qui eriurem vel ipsusto odolorperos nim zzriustrud min vullan henim vendiam enibh eliquat autpat. Ut autet la feuguerat, corting ex eum alit utpat. Dui elestrud te dio od molenim nibh exerostrud dolore tin eratin henis at.

A seguir relaciono uma série de texto a respeito da breve volta de Cristo. Abra sua Bíblia e em oração e na sensibilidade ao Espírito Santo medite na Palavra. Não faço comentários, pois a Bíblia não diz literalmente como será este retorno, e prefiro não entrar na área das suposições. Mas afirmo sem medo de errar: “Cristo voltará! Veja: “Respondeu-lhe Jesus: Tu o disseste; entretanto, eu vos declaro que, desde agora, vereis o Filho do Homem assentado à direita do Todo-Poderoso e vindo sobre as nuvens do céu.” Mt 26.64; “E lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para as alturas? Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir” At 1.11; “E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo, assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação.” Hb 9.27,28 A volta está próxima, Prepare-se!” 1) Ela é predita e descrita pelos: a) Profetas: “Eu estava olhando nas minhas visões da noite, e eis que vinha com as nuvens do céu um como o Filho do Homem, e dirigiu-se ao Ancião de Dias, e o fizeram chegar até ele.” Dn 7.13 “Quanto a estes foi que também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que veio o Senhor entre suas santas miríades...” Jd 14 b) Pelo próprio Cristo: “Quando vier o Filho do Homem na sua majestade e todos os anjos com ele, então, se assentará no trono da sua glória;” Mt 25.31; “E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também.” Jo 14.3 c) Pelos Apóstolos: “a fim de que, da presença do Senhor, venham tempos de refrigério, e que envie ele o Cristo, que já vos foi designado, Jesus.” At 3.20; “que guardes o mandato imaculado, irrepreensível, até à manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo.” 1Tm 6.14 d) Pelos Anjos: “E, estando eles com os olhos fitos no céu, enquanto Jesus subia, eis que dois varões vestidos de branco se puseram ao lado deles e lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para as alturas? Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir.” At 1.10,11


2) Denominada de: a) Tempos de refrigério: “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados,” At 3.19 b) Tempos de restauração: “ ao qual é necessário que o céu receba até aos tempos da restauração de todas as coisas, de que Deus falou por boca dos seus santos profetas desde a antiguidade.” At 3.21 com “na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.” Rm 8.21 c) Últimos tempos: “5 que sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação preparada para revelar-se no último tempo.” 1Pe 1.5 d) Revelação de Jesus: “Por isso, cingindo o vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que vos está sendo trazida na revelação de Jesus Cristo.” 1Pe 1.13 e) Dia vindouro de Deus: “Visto que todas essas coisas hão de ser assim desfeitas, deveis ser tais como os que vivem em santo procedimento e piedade, esperando e apressando a vinda do Dia de Deus, por causa do qual os céus, incendiados, serão desfeitos, e os elementos abrasados se derreterão.” 2Pe 3.11,12 f)Dia de nosso Senhor Jesus: “...vos confirmará até ao fim, para serdes irrepreensíveis no Dia de nosso Senhor Jesus Cristo.” 1Co 1.8 3) Será: a) Entre nuvens: “Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; todos os povos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e muita glória.” Mt 24.30 mais: Mt 26.64; Ap 1.7 b) Na glória de Deus: “Porque o Filho do Homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos, e, então, retribuirá a cada um conforme as suas obras.” Mt 16.27 c) Na sua própria glória: “Quando vier o Filho do Homem na sua majestade e todos os anjos com ele, então, se assentará no trono da sua glória;” Mt 25.31 d) Em fogo: “ em chama de fogo, tomando vingança contra os que não conhecem a Deus e contra os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus.” 2Ts 1.8 e) Com poder: “Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; todos os povos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e muita glória.” Mt 24.30 f) Da forma como subiu: “Ditas estas palavras, foi Jesus elevado às alturas, à vista deles, e uma nuvem o encobriu dos seus olhos. E lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para as alturas? Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir.” At 1.9,11

g) Acompanhada por anjos: “Porque o Filho do Homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos, e, então, retribuirá a cada um conforme as suas obras.” Mt 16.27; mais: Mt 25.31; Mc 8.38; 2Ts 1.7 h) Com seus santos: “pois vós mesmos estais inteirados com precisão de que o Dia do Senhor vem como ladrão de noite.” 1Ts 5.2; “Eis que veio o Senhor entre suas santas miríades,” Jd 14 i) Subitamente: “para que, vindo ele inesperadamente, não vos ache dormindo.” Mc 13.36 j) Inesperada: “Por isso vocês também fiquem vigiando, pois o Filho do Homem chegará na hora em que vocês não estiverem esperando.” Mt 24.44; mais: Lc 12.40; 1Ts 5.2; 2 Pe 3.10; Ap 16.15 k) Como o relâmpago: “Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até no ocidente, assim há de ser a vinda do Filho do Homem.” Mt 24.27 l) Com ressurreição de mortos: “Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro.” 1Ts 4.16 m) Com arrebatamento: “depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor.” 1Ts 4.17 4) Com o propósito de: a) Completar a salvação dos santos: “assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação.” Hb 9.28; “que sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação preparada para revelar-se no último tempo.” 1Pe 1.5 b) Trazer à luz as coisas ocultas das trevas: “ Portanto, nada julgueis antes do tempo, até que venha o Senhor, o qual não somente trará à plena luz as coisas ocultas das trevas, mas também manifestará os desígnios dos corações; e, então, cada um receberá o seu louvor da parte de Deus.” 1Co 4.5 c) Julgar: “Vem o nosso Deus e não guarda silêncio; perante ele arde um fogo devorador, ao seu redor esbraveja grande tormenta. Intima os céus lá em cima e a terra, para julgar o seu povo.” Sl 50.3,4 com “E o Pai a ninguém julga, mas ao Filho confiou todo julgamento.” Jo 5.22; “Conjuro-te, perante Deus e Cristo Jesus, que há de julgar vivos e mortos, pela sua manifestação e pelo seu reino:” 2Tm 4.1; mais: Jd 15; Ap 20.11-13


Batalha Espiritual É muito comum ouvirmos no meio evangélico o termo “Batalha Espiritual”; houve uma época na qual o tema virou “modismo”, soldados levantaram-se aos milhares e manuais de guerra foram escritos às centenas, detalhando ações, ensinando estratégias. A guerra foi travada, mas, poucos resultados positivos foram colhidos. Qual o motivo para tantos fracassos? Porque em alguns lugares funcionou e em outros não?

Um dos pontos importantes, geradores de fracassos é menosprezar o inimigo ou não conhecê-lo o suficiente. A Bíblia deixa claro, que o diabo é extremamente sagaz e poderoso, tem em suas mãos poder para fazer grandes feitos e conhece profundamente o ser humano. Ele conhece todas as chamadas estratégias de guerra e está devidamente preparado com o seu exercito para anular os possíveis ataques e pronto para um contra-ataque eficaz contra a igreja. As histórias narradas em livros, vitoriosas, não se aplicam

necessariamente em outras regiões ou cidades, o opositor já conhece os passos e está pronto para a resistência. É aconselhável ler tais narrativas, mas, fazer uso das mesmas práticas não é sábio. A Batalha Espiritual, como o nome afirma, é travada no mundo espiritual e é necessário que haja homens santos e cheios do Espírito Santo, agraciados com dons (visão, revelação, profecia, etc.) para que sejam canais, através dos quais o Senhor Deus orientará o Seu exercito de servos, revelando as estratégias certas para cada ocasião, bem como, os passos do inimigo. A Batalha não é segundo a carne (“Embora andando na carne, não militamos segundo a carne.” 1Co 10.3), não é contra homens, sim, contra satanás (“Pois nós não estamos lutando contra seres humanos, mas contra as forças espirituais do mal que vivem nas alturas, isto é, os governos, as autoridades e os poderes que dominam completamente este mundo de escuridão.” Ef 6.12; veja mais: Gn

Anuncie aqui !


3.15; 2Co 2.11; Tg 4.7). Os servos chamados à guerrear precisam ser irrepreensíveis em suas ações, a santidade é uma qualidade imprescindível. Neste exército não há espaço para os chamados “crentes carnais”, ou desprovidos de compromisso verdadeiro com Deus. Aventurar-se na batalha com brechas é morte certa! A recomendação de Paulo a Timóteo foi: “Este é o dever de que te encarrego, ó filho Timóteo, segundo as profecias de que antecipadamente foste objeto: combate, firmado nelas, o bom combate, mantendo fé e boa consciência, porquanto alguns, tendo rejeitado a boa consciência, vieram a naufragar na fé.” (1Tm 1.18,19). O soldado de Deus precisa manter-se firme na fé e procurar desempenhar com seriedade e zelo a missão confiada. A vigilância (“Sede vigilantes, permanecei firmes na fé, portai-vos varonilmente, fortalecei-vos”. 1Co 16.13) deve ser constante, não se contaminar com o mundo, abrindo brechas através das quais o inimigo possa tocá-lo. A oração é tão importante quanto o ar que se respira (“com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos”. Ef 6.18), se não houver vida de oração, a derrota está próxima. A Batalha Espiritual engloba todos os servos que procuram vivenciar o senhorio de Cristo Jesus (Fp 1.30), não apenas alguns: “Por isso peguem agora a armadura que Deus lhes dá. Assim, quando chegar o dia de enfrentarem as forças do mal, vocês poderão resistir aos ataques do inimigo e, depois de lutarem até o fim, vocês continuarão firmes, sem recuar.” (Ef 6.13). Mas, como já foi tratado antes, é indispensável que haja compromisso e vida santa. Os soldados são capacitados e protegidos pelo próprio Senhor a desempenharem a missão (“Porque eu, o SENHOR, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo.” Is 41.13; “Ó SENHOR, meu Deus e meu Salvador, tu me protegeste na batalha.” Sl 140.7). A força vem de Cristo! (“Mas o Senhor me assistiu e me revestiu de forças, para que, por meu intermédio, a pregação fosse plenamente cumprida, e todos os gentios a ouvissem; e fui libertado da boca do leão. O Senhor me livrará também de toda obra maligna e me levará salvo para o seu reino celestial. A ele, glória pelos séculos dos séculos. Amém!” 2Tm 4.17,18). A vitória na guerra vem do próprio Senhor! (“Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo.” 1Co 15.57). Não é à força do homem, não são objetos e recitações de textos que nos fará vencedores. Somos nesta batalha apenas soldados sob o comando do nosso General. Leiam sobre o tema, os relatos edificam a fé e mostra o quão sério é o mundo espiritual, no entanto, não queiram

imitar as ações descritas, sem a devida revelação do Senhor, serás motivo de gargalhadas para os dominadores das trevas. As estratégias de uma batalha espiritual são reveladas por Deus, são orientações únicas para cada localidade. Mais um longo, horrível dia de trabalho – e agora isto. O carro de alguém sofrera um superaquecimento e bloqueara uma das três pistas ainda disponíveis da estrada enquanto as outras estavam em obras. Sueli fervia de raiva. Como se não bastasse um dia absolutamente desastroso no serviço, agora ela tinha que agüentar isso. Ela iria se atrasar pelo menos uma hora para pegar o Zezinho na creche, e as despesas com o conserto do ar-condicionado não lhe deixaram dinheiro para jantar fora. Depois de um dia como esse, Sueli detestava ter que preparar o jantar quando chegasse em casa. Ela se sentia enjaulada. Não podia entender porque a vida não melhorava, agora que se tornara uma cristã verdadeira. Nos últimos meses, parecia que tanta coisa tinha dado errado. Primeiro o carro precisou de uma troca de válvula, depois o Zezinho quebrou o braço de tal forma que precisou de cirurgia, e então o compressor do ar-condicionado pifou. Ela não podia crer no acúmulo de contas a pagar. Levaria pelo menos um ano, talvez dois, para ter todas essas contas pagas. E ela sabia que nesse ínterim, outros imprevistos haveriam de acontecer. Ela realmente precisava de algo que lhe levantasse o moral agora. Enquanto esperava no tráfego, decidiu ligar o rádio; talvez isso ajudasse. Foi então que ela ouviu um anúncio de uma nova churrascaria recém-inaugurada. Enquanto pensava no assunto, ela pôs-se a sonhar em como seria bom poder pegar o Zezinho e ir até lá para um bom churrasco e uma deliciosa sobremesa. Ela sabia que não tinha como pagar esse tipo de refeição e deveria esquecer o assunto. Mas aquela voz insistente dentro dela dizia que ela merecia um bom jantar. Afinal, que diferença aquele dinheiro iria fazer no seu cartão de crédito? Ela merecia! Ela encararia o problema financeiro mais tarde.

Será que essa é uma resposta válida às pressões e circunstâncias da vida? Ou será que aquela voz interior é na verdade influência do sistema mundano? Como Sueli poderia evitar esse tipo de pensamento?

Anuncie aqui !


Anuncie aqui !


Veículos Usados(2.003 anúncios) • Carros Usados • Motos Usadas • Caminhões Usados • Ônibus Usados • Motor Home - Motor Trailer • Lanchas - Barcos - Veleiros • Aluguel Carros - Barcos - Motos • Peças para Reposição Agronegócios(171 anúncios) • Animais do Campo • Alimentação Pecuária - Grãos • Produtos Rurais • Maquinária Agrícola • Serviços Agropecuários • Fazendas - Sitios à Venda Animais Estimação(607 anúncios) • Animais Estimação à Venda • Adoção Animais de Estimação • Veterinários-Serviços-Acessórios Imóveis(2.500 anúncios) • Apartamentos - Casas Venda • Alugar Casas - Apartamentos • Aluguel Temporada - Mobiliados • Dividir Apartamento - Quartos • Terrenos - Lotes • Troca de Casas - Apartamentos • Estacionamentos - Garagens • Imóveis Exterior • Casas Venda Exterior

• Aluguel Temporada Exterior • Terrenos Venda Exterior • Imóveis Comerciais • Venda Imóveis Comerciais • Aluguel Imóveis Comerciais Comunidade(300 anúncios) • Artistas - Músicos • Guia Restaurantes - Bares • Receitas Culinárias • Contatos Perdidos • Atividades Locais • Eventos • Eventos - Shows - Festas • Serviços para Eventos Serviços(2.829 anúncios) • Serviços Turismo - Agência Turismo • Traduções - Serviços de Traduções • Serviços de Informática • Mudanças - Frete • Profissionais Liberais • Reparo Conserto - Reforma • Bem-Estar - Saúde - Beleza • Astrologia - Serv. Espirituais • Outros serviços Empregos(266 anúncios) • Ofertas de Emprego • Estágios - Trainee • Anunciar Currículo - Procurar Emprego • Trabalhos Domésticos • Babás • Empregada Doméstica - Diarista • Acompanhante Idosos - Enfermeira • Caseiros - Porteiros - Outros • Trabalhar em casa

Anuncie aqui !

• Empregos mais buscados: • Vagas em Vendas • Vagas em Telemarketing • Vagas em Administração • Vagas em Informática • Vagas Finanças • Vagas em Turismo • Vagas em Marketing • Mais Profissões Compra Venda(1.707 anúncios) • Artigos para Casa • Móveis-Camas-Cadeiras • Decoração Casa • Eletrodomésticos Usados • Artigos de Coleção • Equipamentos Profissionais • Lazer e Entretenimento • Artigos Esportivos - Bicicletas • Artesanato - Feito à Mão • Idéias para Presentes • Instrumentos Musicais • Bebidas - Comidas • Artigos Eletrônicos • Notebooks - Computadores Usados • DVD - Video Games - Livros - CD • TV - Som - Fotografia • MP3 - Ipod - Celulares • Moda e Acessórios • Antiguidades - Jóias • Brinquedos Artigos Infantis • Roupas - Acessórios Usados • Produtos Beleza - Saúde • Diversos


agenda das igrejas • AGENDA DA IGREJA EVANGELICA DEZEMBRO 2009 • Dia 01 – C. Boas Novas – Sem. Jairom Quintino; • Dia 01 – C. Videira – Sem. Luis Silva; • Dia 02 – Culto Administrativo; • Dia 03 - F. M. Cajueiro II - Dgs. Francisco Araujo e Ricardo Batista; • Dia 04 – Tarde da Intercessão – Casal – Zaqueu e Jordânia; • Dia 05 – Reunião com TODOS os Líderes e futuros líderes da OPC (pequenos grupos); • Dia 06 – Foro de Debate: Continuamos ou Aperfeiçoamos; • Dia 06 – Celebração da SANTA CEIA DO SENHOR; • Dia 06 – EBD – C. Boas Novas – Sem. Jairom Quintino e Dcs. Maria D. Freitas; • Dia 07 – Reunião da Associação de Pastores; • Dia 08 – C. Boas Novas – Sem. Jairom Quintino; • Dia 08 – C. Videira – Sem. Luis Silva; • Dia 09 – Quarta da Intercessão pela FAMÍLIA; • • Dia 10 – F.M. Cajueiro II – Dgs. Francisco Araujo e Ricardo Batista; • Dia 11 – Tarde da Intercessão – Casal – Zaqueu e Jordânia; • Dia 12 – Acampa Dentro – Adolescentes e Jovens – Chácara – EL-CHADDAY; • Dia 13 – Eleição da Nova Diretoria – 2010; • Dia 13 – Noite – DIA DA BÍBLIA – Praça Cel. Borges; • Dia 13 – EBD – C. Boas Novas – Sem. Jairom Quinino e Dcs. Maria D. Freitas;

• Dia 15 – C. Boas Novas – Sem. Jairom Quintino e Dcs. Maria D. Freitas; • Dia 15 – C. Videira – Sem. Luis Silva; • Dia 16 – Profissão de Fé para alguns candidatos ao batismo; • Dia 17 – F. M. Cajueiro II - Dgs. Francisco Araujo e Ricardo Batista; • Dia 18 – Tarde da Intercessão – Casal – Zaqueu e Jordânia; • Dia 19 – Ensaio Geral – Peça de NATAL – T O D OS! • Dia 20 – Batismos pela manhã – Noite – Peça natalina: A VERDADIRA PAZ; • Dia 20 – EBD – C. Boas Novas – Sem. Jairom Quintino e Dcs. Maria D. Freitas; • Dia 22 – C. Boas Novas – Sem. Jairom Quintino; • Dia 22 – C. Videira – Sem. Luis Silva; • Dia 23 – Quarta da Intercessão pela IGREJA, 2010; • Dia 24 – F. M. Cajueiro II Dgs. Francisco Araujo e Ricardo Batista; • Dia 25 – N A T A L ! • Dia 26 – Reunião de Confraternização da UNIÃO MASCULINA; • Dia 27 – Inspirativo Culto – Batismos (?); • Dia 28 – Casamento; • Dia 29 – C. Boas Novas – Sem. Jairom Quintino; • Dia 29 – C. Videira – Sem. Luis Silva; • Dia 30 – Reunião GERAL do pr. Freitas com a Diretoria Eleita; • Dia 31 – V I G I L I A - J a n t a r após o Culto; • Última atualização em Dom, 20 de Dezembro de 2009 23:20

Anuncie aqui !


Anuncie aqui !

Anuncie aqui !

Anuncie aqui !

Anuncie aqui !

Anuncie aqui ! Anuncie aqui !



Modelo da revista do cristao