Distinção - Edição 73

Page 1

Mala Direta Básica

®

22.863.212/0001-35 TRIBUNA SC EIRELI

DISTINÇÃO 073

M A R Ç O - 2 0 2 1 - E D I Ç Ã O 7 3 - PA R A N Á E S A N TA C ATA R I N A

MAIS ENERGIA PARA O PROGRESSO: LT CURITIBA LESTE-BLUMENAU

BALNEÁRIO CAMBORIÚ COMEÇA A ALARGAR A PRAIA CENTRAL PÁGINAS 10 E 11

ILHA DO MEL MAIS SEGURA COM OS NOVOS TRAPICHES PÁGINAS 13 E 14


APOIO

ASSOCIAÇÃO AMOR PRA DOWN: 21 ANOS DE APOIO A PESSOAS COM A SÍNDROME DE DOWN ◤

Sediada em Itajaí e Balneário Camboriú, a Associação Amor Pra Down (AAPD), é uma organização da sociedade civil, de direito privado, sem fins lucrativos, de caráter beneficente, que no ano de 2000, no dia 21 de março, iniciou formalmente suas atividades definindo seu estatuto e elegendo a primeira diretoria, na época com 19 associados. Nos primeiros anos funcionou sem sede própria. Os associados reuniam-se em suas residências e salas cedidas pelo município. Nessas reuniões, os associados convidavam profissionais para explicar o que é a síndrome, quais os aspectos fisiológicos entre outros assuntos. Em janeiro de 2008, a associação aluga uma sala de 20m² e passa a ter estrutura física própria com um funcionário, realizando atendimentos de fonoaudiologia e educação especial. Em outubro de 2008, com o objetivo de atender as crianças que estavam em lista de espera e iniciar outros projetos, muda o endereço para um espaço maior. Ao mesmo tempo, realiza o seu primeiro planejamento estratégico e estabelece, com a participação dos associados e comunidade, o propósito de sua atuação, representado por sua missão e visão de futuro.

Visão “Ser reconhecida como um referencial de apoio a pessoa com síndrome de Down e seus familiares, em todos os aspectos - institucional, familiar, emocional,

2

social, educacional e de saúde. Um espaço de acolhimento, troca de conhecimentos e experiências”.

Missão “Promover acolhimento, apoio e inclusão de pessoas com síndrome de Down e seus familiares, por meio de atendimentos especializados, criando ações para a sua independência e autonomia, defendendo seus direitos, em todas as etapas de suas vidas”. Uma das metas estabelecidas no planejamento era conquistar a sede própria. Nessa trajetória conhecemos o Sr. Aducci Correa (in memoriam) que ficou encantado e entusiasmado com o trabalho realizado com as crianças, as famílias e a seriedade e transparência do projeto. Este, prontamente percebeu a necessidade de termos uma sede própria, pois os gastos com o aluguel, a seu entender, deveriam ser utilizados na ampliação dos serviços oferecidos aos associados e seus familiares. A partir deste momento, Sr. Aducci Correia, um visionário e entusiasta, passou a ser um benfeitor da AAPD. Manteve-se engajado na construção da sede, inclusive pela busca de um terreno, avalizando e incentivando as ações da diretoria junto aos órgãos municipais, até a aprovação do projeto de lei de concessão de uso de um terreno. O dia 15 de setembro de 2016 entrou para a história com a inauguração da sede própria da

Associação Amor pra Down em Balneário Camboriú! Uma estrutura com uma área de 320m², salas amplas, equipadas e preparadas para atendimentos de alto padrão e qualidade para as pessoas com síndrome de Down e seus familiares. Com a presença de associados, equipe técnica, diretoria, benfeitores, entidades, autoridades e simpatizantes ao projeto, a “Casa da Tia Lindinha” – em homenagem a mãe do seu Aducci Correia, abriu suas portas. A obra tem 12 ambientes criados e decorados pelo projeto NCD Solidário do Núcleo Catarinense de Decoração Regional Litoral. O projeto do NCD Solidário de 2016 contou com a participação de dezoito escritórios de arquitetura e cerca de vinte e três profissionais voluntários, que fizeram os projetos e execução da ambientação interna com móveis e decoração doados pelos empresários da região. No momento, a nossa luta é pela construção da nossa sede em Itajaí que tem uma necessidade de atendimentos maior do que Balneário Camboriú. Em 2021 temos 278 associados, 74 pessoas em atendimento e 25 em fila de espera. Atendemos nas áreas de Fisioterapia, Fonoaudiologia, Psicologia, Psicopedagogia, Terapia Ocupacional, Assistência Social e Neurologia Pediátrica.


| tribunasc.com/distincao Divulgação

PROJETOS - Fortalecendo a Inclusão de pessoas com síndrome de Down no mercado de trabalho: “este projeto foi aprovado com o Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (PRONAS/PCD) e as empresas parceiras (WEG, ZM, BRDE, Indumak e Lunelli) iniciou em julho de 2020 com duração de 2 ( dois) anos que tem por objetivo implantar o serviço de preparação e inclusão de pessoas com síndrome de Down no mercado de trabalho formal, além disso, busca sensibilizar pessoas com síndrome de Down e seus familiares sobre a relevância da inclusão no mercado de trabalho; oferecer oficinas de orientação profissional; realizar a inclusão no mercado de trabalho por meio da metodologia do Emprego Apoiado e fornecer assessoria às empresas para proposição de ações e práticas inclusivas. A inserção das pessoas com síndrome de Down no mercado de trabalho ocorrerá a partir da metodologia do Emprego Apoiado, em que se respeitam as escolhas, interesses, habilidades, pontos fortes e necessidade de apoio, além de partir do projeto de vida de cada um, dessa forma, essa metodologia é individualizada e centrada na pessoa. - Fundação Catarinense de Educação Especial: O CAESP atuará na estimulação precoce dos bebês e crianças, com serviços de pedagogia e educação física, porém o serviço contará também com profissionais de outras áreas, como fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicologia e serviço social. O objetivo geral do Programa de Estimulação Precoce da Amor pra Down é contribuir para o desenvolvimento e aprendizagem de bebês e crianças com síndrome de Down, por meio de atendimentos de estimulação precoce, para atingi-lo foram definidos os seguintes objetivos específicos: acolher,

apoiar e orientar as famílias dos bebês e crianças com síndrome de Down; e realizar atendimentos de pedagogia e educação física. - Projeto Jiu Jitsu Inclusivo: Este projeto tem como objeto a oferta de 40 vagas para aulas de Jiu Jitsu em turmas mescladas de pessoas com síndrome de Down e crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social do município de Balneário Camboriú. A atual política de atenção a pessoa com deficiência, embasada em dispositivos constitucionais, propõe um olhar mais profundo para a rotina de vida das pessoas com síndrome de Down, visando a promoção da inclusão em todos os espaços e fortalecendo a sua participação social. - Conselho Municipal da Criança e Adolescente de Balneário Camboriú (CMDCA): Atendimento a pessoas (crianças e adolescentes) com síndrome de Down e seus familiares. O principal propósito é dar atendimentos que favorecerão o pleno desenvolvimento de suas habilidades para que possam ter uma melhor qualidade de vida, preparando-os para as atividades de vida diária, o acesso às escolas regulares, o mercado de trabalho, e possibilitando sua inclusão na sociedade. - Conselho Municipal de Assistência Social de Balneário Camboriú (CMAS): atendimento socioassistencial de defesa e garantia de direitos para pessoas com síndrome de Down e suas famílias. - Conselho Municipal da Criança e Adolescente de Itajaí e Secretaria Municipal de Promoção da Cidadania (COMDICA e SEDAC): O principal propósito é dar atendimentos que favorecerão o pleno desenvolvimento de suas habilidades para que possam ter uma melhor qualidade de vida, preparando-os para as atividades de vida diária, o acesso às escolas regulares, o mercado de trabalho, e possibilitando sua inclusão na sociedade. →

3


APOIO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - Sistema Único de Saúde (SUS): As unidades de Balneário Camboriú e Itajaí são conveniadas e recebem recursos dos atendimentos de nossos usuários. - Avaliação Auditiva: Oferecemos serviço de avaliação auditiva para pessoas com síndrome de Down, e atendemos a demanda do município de Balneário Camboriú com a parceria da Prefeitura municipal através dos encaminhamentos da secretaria de saúde.

COMO AJUDAR - Legado 21: a partir de R$ 30,00 mensais através do cartão de crédito ou boleto o doador ajuda a instituição e faz parte de um clube de benefícios com mais de 5.000 lojas que dão descontos entre 5% a 100%. O link para fazer parte do Legado 21 está em nosso site: www.amorpradown. org/doacao - Doação pessoa física ou jurídica: através de PIX CNPJ 04.132.172/0001-70 (Balneário Camboriú) ou CNPJ 04.132.172/0002-50 (Itajaí) - Doação espontânea indo pessoalmente nas unidades de Balneário Camboriú localizada na Alameda Delfim de Pádua Peixoto Filho, 440 no bairro dos Municípios e na filial em Itajaí, rua Leonardo Teto, 190 no bairro Fazendinha. - Doação através do Imposto de renda pode fazer a doação pessoas físicas que fazem a declaração completa e tem imposto a restituir ou a pagar. Acesse o programa da receita federal. Clique em "resumo da declaração" > "doações diretamente na declaração" > "ECA" > "novo" > "tipo de fundo", e preencha: municipal,

4

SC, Balneário Camboriú, CNPJ: 12.285.121/0001-06. O valor doado não pode ser superior a 3% do imposto devido. Quem tem imposto a restituir também pode doar! O programa da receita emitirá uma DARF que ao ser paga completa a doação. Em caso de dúvidas, consulte seu contador ou entre em contato conosco! É importante que você informe para a Amor pra Down os valores doados. Mande uma cópia da DARF para nós! Sem isso, não conseguiremos acessar os recursos doados. Importante: você precisa enviar o comprovante para nós! envie por whatsapp (47) 9 8445-1773! - Caderno executivo para presentear parceiros e clientes de sua empresa ou para uso próprio, toda a venda é revertida para a Associação Amor pra Down, você contribui para que mais de 15.000 atendimentos à pessoas com síndrome de Down possam acontecer; você poderá inclui essa compra no projeto de responsabilidade social da sua empresa com os objetivo de desenvolvi-

mento sustentável nº 03; nº04; nº10; nº16 e nº17. Para arrecadar recursos realizamos eventos anuais como nossa Macarronada, bazar e pedágios nos dois municípios e contamos com ajuda de voluntários, se quiser fazer parte poderá enviar seus dados para, dani@amorpradown. org que iremos cadastra-los em nosso banco de voluntários. Desde a sua fundação, os gestores da AAPD sempre mantiveram viva a chama de oferecer aos associados espaço adequado, com serviços de qualidade, oferecendo conforto e atenção necessários para o sucesso das terapias e atividades, meta trilhada incansavelmente pelas gestões administrativas desde então. Nossa grande motivação é lutar para um futuro melhor, em que todos possam ser protagonistas de sua própria história, tendo no amor, no respeito e na solidariedade a mola mestra, que nos impulsiona a seguir.


| tribunasc.com/distincao

INVESTIMENTOS

Renault anuncia investimento de 1,1 bilhão ◤

A Renault do Brasil anuncia investimentos de R$ 1,1 bilhão no Complexo Ayrton Senna, no Paraná, voltados para a renovação de veículos da gama atual e um motor turbo. Serão cinco novidades até a metade de 2022. O anúncio foi feito em Curitiba, no Palácio do Governo, com a presença do governador do Estado do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, e do presidente da Renault do Brasil, Ricardo Gondo. Também serão lançados dois veículos elétricos no mesmo período. “Mesmo num cenário de muitos desafios, fico feliz em poder anunciar que seguimos investindo na atualização dos nossos produtos no Brasil”, destaca Ricardo Gondo. Para a Renault o ano de 2020 foi marcado pelos impactos da pandemia, mas trouxe também algumas boas notícias. Em março, o Duster foi completamente renovado, com importantes evoluções no interior e exterior do veículo. A Renault conquistou 19 reconhecimentos por parte do mercado, como por exemplo, o Fórum Econômico Mundial reconheceu o Complexo Ayrton Senna (CAS) pelas inovações relativas à indústria 4.0. O CAS é a primeira planta industrial da América Latina a receber este reconhecimento. Além disso, a montadora também recebeu diversos prêmios de produto e pós-venda. Outro importante acontecimento foi a aprovação do acordo coletivo com o Sindicato dos Metalúrgicos da grande Curitiba (SMC) e os colaboradores, o que trouxe previsibilidade e flexibilidade, fundamentais para a apro-

vação deste ciclo de investimentos. O acordo tem duração de quatro anos (2020-2024). “O mercado brasileiro continua sendo estratégico para o Grupo Renault. A aprovação de um novo ciclo de investimentos para futuros projetos depende da melhoria da competitividade. Fatores como a complexidade e alta carga tributária, os altos custos logísticos e de fabricação comprometem a competitividade para fabricar no país”, afirma Luiz Fernando Pedrucci, SVP para a América Latina. A Renault do Brasil tem uma gama completa no país. Mantiveram sua liderança nos respectivos segmentos: Kwid, há três anos consecutivos, e Master há sete anos consecutivos. Complementam essa gama de sucesso Sandero, Logan, Stepway, que foram renovados em 2019, Duster completamente renovado em 2020, além do Captur e da Oroch. A montadora é líder na venda de veículos 100% elétricos no Brasil. Desde 2013 a Renault comercializa veículos elétricos para empresas e projetos de mobilidade com os modelos: Zoe, Twizy e Kangoo Z.E. São cerca de 20 clientes e parceiros nesses projetos, como Beep Beep, administração da ilha de Fernando de Noronha, Porto Seguro, CPFL e Itaipu, entre outros. Além disso, o Zoe é comercializado ao cliente final desde 2018. Ao todo já são mais de 300 veículos elétricos Renault em circulação no país. A marca segue com a aplicação do plano estratégico mundial Re-

A Renault em São José dos Pinhais naulution, que prevê a mudança da estratégia do Grupo Renault de volumes para valor.

Renault do Brasil Produzindo no Brasil há mais de 22 anos, a Renault conta com cerca de 6.400 colaboradores diretos e gera aproximadamente 25 mil empregos indiretos. A Renault está localizada em São José dos Pinhais (PR), onde fica o Complexo Ayrton Senna, que reúne as quatro fábricas da marca no Brasil: a de automóveis (CVP), a de comerciais leves (CVU), a de motores (CMO), além da fábrica de injeção de alumínio (CIA). O Complexo Ayrton Senna está localizado em um espaço de 2,5 milhões de m², sendo que 60% dessa área são de mata preservada. O Complexo Ayrton Senna também conta com cerca de 800 engenheiros. Instalado em 2007, o centro de tecnologia Renault Tecnologia Américas (RTA) tem o objetivo de desenvolver produtos voltados às necessidades e ao perfil do consumidor latino-americano. No país, a Renault também conta com o Renault Design Center São Paulo, o único estúdio de design da marca no continente americano.

5


INVESTIMENTOS

LT Curitiba Leste-Blumenau, o progresso pelos fios ◤

Reforçando o sistema elétrico da região Sul do Brasil, a Copel implantou a Linha de Transmissão Curitiba Leste – Blumenau. O projeto fora arrematado no leilão Aneel 005/2015. Com tensão extra-alta, permite o transporte da eletricidade por longas distâncias. Somente em 2020 a empresa investiu ali cerca de R$ 130 milhões. Com 144,5 quilômetros de extensão, vai operar em 525 mil volts (kV). A implantação envolveu a montagem de 279 estruturas metálicas estaiadas e autoportantes para sustentação de 1.728 quilômetros de cabos elétricos. A obra torna o sistema Interligado Nacional – SIN – mais robusto e confiável. As regiões Sul e Extremo Sul de Santa Catarina, com altas demandas de eletricidade, estavam muito dependentes da operação da Usina Termelétrica Jorge Lacerda (Eletrosul) e a nova LT passa a promover reforço

6

e expansão no sistema.

montanhosos.

A Linha de Transmissão passa por 3 municípios do Paraná (São José dos Pinhais, Mandirituba e Tijucas do Sul) e por 6 de Santa Catarina (Campo Alegre, São Bento do Sul, Corupá, Jaraguá do Sul, Pomerode e Blumenau). No transcurso, terrenos planos e

Durante as obras, houve preocupações com as pessoas, a fauna e a flora, bem como com os impactos ambientais. Providências foram adotadas, desde o início, para a proteção máxima dos seres e do planeta.


| tribunasc.com/distincao

COPEL INVESTE PARA REFORÇAR SISTEMA ELÉTRICO DO SUL DO BRASIL (AE NOTICIAS) A Copel investiu R$ 511 milhões ao longo de 2020 no segmento de geração e transmissão de energia. Os recursos foram aplicados em obras de novas usinas, linhas de transmissão e subestações de energia e, também, em ampliações, reforços e modernização de instalações já existentes “Tivemos um do por conquistas Mesmo em meio conseguimos dar

ano marcaimportantes. à pandemia, continuidade

aos projetos. Tomamos todos os cuidados necessários e mantivemos os cronogramas de execução dessas obras que são essenciais para o País”, afirma o diretor de Geração e Transmissão da Copel, Moacir Carlos Bertol.

A linha com 144 quilômetros de extensão, vai operar em 525 mil volts (kV). A implantação envolveu a montagem de 279 estruturas metálicas para sustentação de 1.728 quilômetros de cabos elétricos.

Uma fatia expressiva desses investimentos, cerca de R$ 130 milhões, foi destinada às obras de implantação da linha de transmissão para conectar as subestações Curitiba Leste (PR) e Blumenau (SC), reforçando o sistema elétrico da região Sul do Brasil.

Outro projeto que avançou em 2020 é a recapacitação da linha de transmissão que conecta Londrina e Ibiporã, em 230 kV. A obra vai tornar a rede mais confiável e robusta na região Norte do Paraná, o que na prática significa conforto para a população e infraes- →

Sempre indo mais além Presente no Brasil desde 1959, com mais de 600 milhões de isoladores instalados no mundo em Linhas de Transmissão de Alta Tensão, dos quais 60 milhões somente no Brasil. Para vencer os desafios de um mercado inovador, como é o Brasil, a SEDIVER conta com uma equipe técnica especializada, com vasto conhecimento das particularidades de cada região do país. Esta equipe está totalmente comprometida em apoiar as Empresas de Energia e de Projeto de Linhas de Transmissão desde a fase de aquisição até a Operação e Manutenção das LT’s, sendo apoiada, quando necessário, pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento na França.

More info: info@sediver.com – www.sediver.com

7


INVESTIMENTOS trutura para o desenvolvimento do Estado. PARCERIAS - Em 2020 a Copel também obteve êxito em suas parcerias. Um dos destaques é a conclusão das obras da empresa Mata de Santa Genebra Transmissão – constituída por Copel GT (50,1%) e Furnas (49,9%) – que englobam cerca de 880 quilômetros de linhas de transmissão

operando em 500 kV nos Estados de São Paulo e no Paraná, além da nova subestação Fernão Dias (SP) e das ampliações das subestações Bateias (PR), Itatiba, Araraquara 2 e Santa Bárbara d’Oeste (SP). GERAÇÃO - No segmento de geração de energia, a maior parte dos investimentos de 2020, cerca de R$ 93 milhões, foi direciona-

da à instalação da Pequena Central Hidrelétrica Bela Vista (29,81 MW), que já entrou na reta final. Além da usina, o projeto inclui a construção de uma subestação elevadora e uma linha de distribuição de alta-tensão que fará a conexão com a subestação Dois Vizinhos e permitirá o escoamento da energia a ser gerada a partir de 2021 para o Sistema Interligado Nacional.

SUBESTAÇÃO BLUMENAU CELEBRA 42 ANOS Divulgação

(ELETROSUL) Situada no município catarinense de mesmo nome, a Subestação Blumenau comemora, no dia 20 de abril, 42 anos de operação comercial. Sua energia abastece o Vale do Itajaí e as regiões Norte, Sul e litorânea de Santa Catarina, além do Sistema Interligado Nacional (SIN). No total, 13 linhas de transmissão passam pela subestação – Biguaçu, Curitiba e Campos Novos (525 kV); Joinville Norte, Joinville, Gaspar 2-1, Gaspar 2-2, Itajaí 1 e 2 (230 kV); Blumenau 1 e 2, Ilhota e Gaspar (138 kV). São sete autotransformadores, que somam 2.634 MVA de potência instalada. Na Eletrosul, a Subestação Blumenau é operada pelo Centro Regional de Operação de Blumenau e mantida pelo Centro Regional de Manutenção e Apoio à Operação de Joinville. O telecontrole da subestação foi implementado no dia 23 de dezembro de 2015.

®

ENDEREÇOS: Al. Augusto Stellfeld, 873, Ap. 202. Cond. Agostinho França do Nascimento, Ed. Bigorrilho — Curitiba, PR Rua 300, 130, Conj. 502 — Balneário Camboriú, SC

DISTINÇÃO PR e SC tribunasc.com/distincao facebook.com/GrupoTribunaSC

EDITOR E JORNALISTA RESPONSÁVEL: Victor Grein Neto victorjornal@yahoo.com.br — (41) 99191-3296

CNPJ 22.863.212/0001-35 Tribuna SC Eireli ME

PROJETO GRÁFICO E DESIGN: Ulidh Motion — CNPJ 31.180.791/0001-02 Luiz Paulo Pietsiaki Moraes — (41) 98814-8436

IMPRESSÃO: GRAFINORTE (Apucarana - Paraná)

8


| tribunasc.com/distincao Curitiba Leste foi inaugurada em 2015 A Copel inaugurou a Subestação Curitiba Leste, que na verdade fica em São José dos Pinhais, no dia 2 de julho de 2015. O reforço no sistema de distribuição custou R$ 130 milhões, incluindo uma linha de transmissão de 29,4 km que liga a SE Curitiba Leste à antiga SE Curitiba e passou a beneficiar toda a região leste do Paraná. Na obra foram utilizados três

A Copel A Copel – Cia Paranaense de Energia – é a maior empresa do Paraná. Foi fundada no dia 26 de outubro de 1954, no Governo Bento Munhoz da Rocha Neto, com o objetivo de construir um sistema elétrico no Estado. A empresa produz energia elétrica com 21 usinas próprias, sendo 19 hidrelétricas e uma termelétrica.

transformadores, que somam 672 megavolt-ampères de potência, e 72 torres metálicas para sustentar a linha que opera em extra alta tensão (525 kV). O pacote de obras incluiu ainda dois trechos de linha de transmissão em 230 mil volts, com extensão total de 7,2 km, que permitiram a conexão de Curitiba Leste às subestações Uberaba e Santa Mônica (em Curitiba), Distrito Industrial de São José dos Pinhais e Posto

A Copel tem também 51% das ações da Compagas.

Em momento crucial do destino de nossa grande nação, ingenuamente adormecida sob a égide de um conforto aparente, dois gigantes do seu tempo Moro e Dallagnol abrem às portas de seus lares, templo sagrado dos fiéis cristãos e embanhando a espada de sua deusa Themis, aos brados despertam seu povo. Cavaleiros do Apocalipse, nunca, são jovens intrépidos e destemidos que sacodem e acordam sua nação e, outras, pelo troar de seus brados a proclamar por honestidade, liberdade e independencia.

Nenhum exército, nenhum outro alicerce de escora institucional se perfilou, a não ser a coragem, o arrojo e o destemor impactante que por mais de um lustro de existência deixou surpresos, perplexos e imobilizados os traidores da pátria que melhor dizendo, sorrateiramente e sob o manto de autoridades, nos espoliava, subjugava e, se enriquecia pelo suor e sacrifício de seus compatriotas. Sem sangue e sem bala, somente com a lei sob poucos códigos, atormentou corruptos, ladrões e estelionatários a prisão cabível, a ressarcir luxúrias e destruir parasitismos.

Pelas suas ousadias sempre despertas e atentas ao perigo, calam e silenciam pelo temor as infiltrações do mal a perverter povos e nações. Pelos mandamentos de nossos códigos, o pecado, crime e desgraça foram afas-

Não foram horas inúteis de tensão e estudo para adentrarem em emaranhadas teias de venenosas aranhas, foram, também horas indormidas de articulações argutas para destruição do mal. Ao desprezo em alguns

Os Anjos sob a proteção de Deus acamparão sempre às portas daqueles que por Ele são predestinados a fazer e distribuir Justiça.

Divulgação - Copel

Produz também energia eólica com usina em Palmas, Paraná, e 3 complexos no Rio Grande do Norte. A capacidade total é de 4.756,1 megawatts, com 3.821 km de linhas de transmissão e 44 subestações. Nos próximos meses ainda de 2021 deverão ser acrescidos 1.581 km.

tados pela inteligência e pela caneta. É não somente isto, se escancararam as portas do inferno a revelar seus segredos silenciosos sob a égide do martelo e da foice, símbolos de sua supremacia atéia.

Moro e Dallagnol

Fiscal (em Paranaguá).

momentos o tecnicismo, o rigorismo formal que somente a covardia assusta e o comodista aceita, escancarou-se ao País a fraude e seus condutos e um novo tempo surge, ainda, com sequelas e metástases que merecem atenções sequentes. Em momentos de defesa iminente jamais se afere o potencial de sua arma. Nada sem ousadia ou força se constroi, o Brasil sem dispêndio e, ao contrário, ressarcido em parte, sem exército e sem sangue, veio a conhecer seus algozes, os apátridas do tempo. O Brasil e o seu povo destemido e patriota soergue e erige a estes nossos grandes heróis templos à virtude. Os seus exemplos de amor a pátria integrarão nossa história. Clamamos aos Anjos que às portas de seus lares acampam sob o comando do Altíssimo que neles ressurjam novos ímpetos e luzes para servir com tamanha altivez a pátria de todos nós. Jamais deixaremos de admirá-los, prestígiá-los onde estiverem e lhes agradecer.

Osman de Santa Cruz Arruda - Procurador de Justiça e Advogado OAB 4242/PR.

9


NOVIDADES

Alargamento da Praia Central de Balneário Camboriú começa a tornar-se realidade ter sol na areia após o meio- dia. ◤

Praticamente debaixo da Roda Gigante (FG BIG WHEEL), no Pontal Norte, começou a ser montado o canteiro de obras para o alargamento da faixa de areia da Praia Central de Balneário Camboriú. Uma ampla área está cercada. Enfim, depois de muitos anos – décadas - de expectativa, a Prefeitura de Balneário Camboriú vai construir uma obra para o futuro da cidade que, por causa dos arranha-céus na Avenida Atlântica, estava com a má fama de não

A empresa vencedora da concorrência é o consórcio DTA Engenharia, empresa paulista fundada em 1998 e especializada em engenharia portuária e ambiental e a luxemburguesa Jan de Nul. A proposta foi de R$ 66 milhões. Nos próximos dias, deverão chegar ali 333 tubos que serão utilizados para o preenchimento da orla. Eles serão soldados e estendidos ao longo da praia. Depois, serão levados ao mar para fazer a conexão entre a praia e a draga que trará a areia nova – distante

15 quilômetros. Vão ser transportados cerca de 3 milhões de metros cúbicos. O preenchimento será feito em trechos de 1 quilômetro e meio. Esses trechos serão interditados durante os trabalhos. O prefeito Fabrício Oliveira diz que “a revitalização do principal cartão-postal da cidade, vai incrementar o turismo e atrair novos investimentos, que vão gerar emprego e renda para nossa população”.

Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Em 2018 aconteceu a entrega da Licença Ambiental Prévia

Entrega da Licença Ambiental Prévia Foi no dia 27 de abril de 2018 que o então Governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, acompanhado do também então Ministro do Turismo Vinicius Lummertz, entregou ao prefei-

10

to Fabrício Oliveira a Licença Ambiental Prévia para a obra de alargamento da faixa de areia da Praia Central. Já a assinatura do contrato

com o consórcio DTA/Jan de Nul ocorreu no dia 18 de dezembro de 2020, com a presença do Governador Carlos Moisés.


| tribunasc.com/distincao

PRIMEIRO, O ALARGAMENTO Masterplan - Jaime Lerner Arquitetos Associados

Na simulação, a Praia Central alargada e urbanizada

As obras do alargamento (engordamento) da praia central permitirão que, dos 25 metros atuais, a faixa de areia passe a ter 70 metros. Está acertado que a fase de urbanização dos 7 quilôme-

tros da orla (incluindo a Avenida Atlântica) só começará após a conclusão do preenchimento com areia. Os projetos mostram, no entanto, uma total transformação que ocorrerá na praia cen-

tral, com novos quiosques e espaços de lazer. O prazo para o alargamento é de 9 meses.

Carretas com os tubos Estão chegando as carretas com o carregamento de tubos para o alargamento da Praia Central. Cerca de 80 serão necessárias para depositar o material no canteiro de obras do Pontal Norte. Os atuais 25 metros de praia passarão para 70 metros

No total, serão 333 tubos.

As 6 primeiras carretas chegaram à cidade no domingo, dia 14.

Os tubos sendo descarregados

Conforme a Prefeitura de Balneário Camboriú, “à medida que foram chegando da BR-101 pela Avenida do Estado, os motoristas se dirigiram ao terreno existente em frente à Praça das Bandeiras. Ali foi organizado o comboio e a escolta, feita pelos Agentes de Trânsito, para levar as carretas e o máquinário até o Pontal Norte, onde as cargas foram descarregadas.

No tapume, o projeto O comboio em direção ao Pontal Norte começou a partir das dez horas da noite deste domingo para causar menos impacto no trânsito da cidade. A logística desta operação se repetirá a cada nova leva de tubos que chegar para esta importante obra”.

11


INFORMAÇÃO

Cartilhas sobre pesca artesanal aproximam Porto e pescadores em São Francisco do Sul Publicação teve três edições produzidas com dados da empresa de Acquaplan Tecnologia e Consultoria Ambiental e ajudam profissionais a conhecerem melhor o próprio ganha-pão

O Porto de São Francisco do Sul apresentou em fevereiro a terceira edição da cartilha “Informativo da Pesca”. Com o tema “Os Peixes da Baía da Babitonga e Região Costeira”, a publicação reúne dados sobre as espécies capturadas em atividades pesqueiras artesanais na baía da Babitonga. Também apresenta informações importantes, como períodos de defeso, ocorrência de espécies exóticas e a vulnerabilidade das espécies ameaçadas. As informações foram obtidas em estudos realizados pelos analistas, educadores ambientais e colaboradores da empresa de consultoria Acquaplan Tecnologia e Consultoria Ambiental Ltda. nos últimos dez anos, junto aos pescadores artesanais da baía

12

da Babitonga. A empresa, com sede em Balneário Camboriú, é contratada pela SCPar Porto de São Francisco do Sul e responsável pela execução dos Programas Ambientais.

na pesca do camarão na baía da Babitonga e na região costeira próxima à desembocadura, detalhando as espécies mais capturadas, os períodos de safras e informações sobre o defeso.

A terceira edição da cartilha “Informativo da Pesca” segue a linha das duas edições anteriores do informativo, lançadas em 2019 e 2020, com dados, ilustrações e imagens exclusivas. A primeira edição, intitulada "Monitoramento da Pesca Artesanal na Baía da Babitonga e Região Costeira Adjacente”, apresentava dados do monitoramento da pesca artesanal na Babitonga, com informações sobre as espécies mais capturadas, períodos de maior captura e petrechos de pesca utilizados.

As três edições estão disponíveis para leitura gratuita nas redes sociais do Grupo Acquaplan. “Com estas cartilhas acreditamos estar contribuindo para uma aproximação maior do Porto de São Francisco do Sul com os pescadores artesanais da Babitonga, a fim de estreitar relacionamentos institucionais e contribuir para um conhecimento mais aprofundado e técnico-científico sobre a atividade pesqueira artesanal na baía, uma das mais importantes do país”, comenta o diretor do Grupo Acquaplan, Fernando Luiz Diehl.

Já a segunda edição teve foco


| tribunasc.com/distincao

NOVIDADES

ILHA DO MEL GANHA NOVOS TRAPICHES E ESTRUTURA PARA ESTIMULAR O TURISMO ◤

Depois de 20 anos, os antigos – e perigosos – trapiches em Nova Brasília e Encantadas, na Ilha do Mel, estão sendo substituídos. As obras, pela empresa Portos do Paraná, fazem parte de medida compensatória de licenciamento ambiental da dragagem de aprofundamento do Porto de Paranaguá, conforme orientação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA. Na verdade, a importante atração turística paranaense está ganhando toda uma nova estrutura para atender bem os turistas. Ambos os trapiches recebem uma área flutuante, que dará acessibilidade e conforto aos usuários no embarque e desembarque de passageiros. Outras intervenções que irão valorizar bastante a Ilha do Mel são as novas coberturas, novos guarda-corpos, iluminação, piso (no trapiche da Encantadas), substituição de escadas de acesso às embarcações, novas defensas para preservação da superestrutura e cabeços de amarração para as embarcações, execução de novo quebra-ondas (no trapiche de Encantadas), mobiliário. E também um píer constituído por 3 flutuantes e estacas de fixação, rampa articulada de acesso, flutuantes intermediários e estacas de fixação, acessórios de atracação e amarração, placas de sinalização turísticas e de segurança e iluminação em LED.

estando presentes o Governador Ratinho Junior e o Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas.

Fotos: Rogério Theodoro

A empresa responsável pelas obras é a Construtora AJM Eireli, vencedora da licitação. Ela tem sede em Jaraguá do Sul (SC) . Na ocasião, o Governador destacou que a Ilha do Mel é um cartão-postal do Paraná e que nunca teve tratamento adequado do poder público em termos de acessibilidade e infraestrutura. Transformar essa realidade, disse, é uma das prioridades do Estado. "São trapiches extremamente modernos, com segurança”, disse o governador. “Temos um grande pacote de investimentos para a Ilha do Mel, dentro do conceito de turismo sustentável. Queremos buscar mais turistas e atender melhor os moradores”. →

Os investimentos, pela Portos do Paraná, são de cerca de 9,5 milhões de reais. A autorização para o início das obras aconteceu no dia 27 de fevereiro de 2020,

13


NOVIDADES Ele também disse que o Estado desenvolve ideias em parceria com os barqueiros para modernizar a travessia e citou a entrega de duas estações de recolhimento de resíduos sólidos e os projetos de tratamento de esgoto e de dragagem, que estão em andamento. “O turista quer infraestrutura adequada. A maior vocação do Litoral é o turismo, e o que mais vai crescer é o turismo de natureza. O Paraná é o Estado que mais tem potencial nessa área. Temos um grande pacote de obras para transformar a realidade do Litoral”, complementou Ratinho Junior.

são parte de uma programação muito extensa de obras na Ilha do Mel. “O que faltava era esse olhar diferenciado. Estamos dando condições melhores para os serviços, hospedagem, destinação dos resíduos. Temos as águas mais limpas do País e queremos

turistas o ano todo. A Ilha do Mel está muito perto de grandes conglomerados urbanos como Curitiba, Ponta Grossa e São Paulo, temos que aproveitar essa localização estratégica e a sua beleza natural”, acrescentou.

O ministro da Infraestrutura disse que o potencial turístico da Ilha do Mel é imenso e que a integração entre o porto e as comunidades litorâneas é um exemplo para o País. “Esses recursos serão indutores do desenvolvimento sustentável e vão potencializar a região. Todos os brasileiros deveriam conhecer esse lugar”, afirmou Tarcísio Gomes de Freitas. Foi a primeira visita de um ministro em exercício do cargo na praia de Encantadas. Os antigos trapiches foram instalados há 20 anos e sofrem com a ação do tempo e da maresia, causando riscos para as pessoas. Eles repercutem mal para a Ilha do Mel em função das estruturas debilitadas e antigas, avalia Gilberto Espinoza, dono de uma pousada há 24 anos na praia de Encantadas. “Essa ação é muito bem-vinda. A Ilha do Mel é um dos cinco destinos que as pessoas recebem dos operadores de turismo para visitar no Sul do País. Queremos qualificar o turismo, agregar serviços e melhorar a oferta de possibilidades na região nos próximos anos”, concluiu. Márcio Nunes, secretário de Desenvolvimento Sustentável e Turismo, disse que os trapiches

14

/pioneiragrupo

47 3263 3400 47 99631 0540

CONTABILIDADE

EMPREENDIMENTOS

CONSULTORIA

DESDE 1991 CUIDANDO DO SEU PATRIMÔNIO. Rua 904, 958 - Centro - Balneário Camboriú - SC PIONEIRA.CNT.BR


| tribunasc.com/distincao

A ILHA DO MEL Bem precioso dos paranaenses, atração turística nacional e internacional, a Ilha do Mel possui um papel importante para o equilíbrio e preservação de ecossistemas. A localidade guarda alguns tesouros que são únicos no litoral do Paraná. Os principais são a Fortaleza Nossa Senhora do Prazeres, Patrimônio Histórico da União, construída em 1770 para proteger a Baía de Paranaguá de possíveis ataques de inimigos da Coroa Portuguesa; o Farol das Conchas, construído em meados do século 19 e que tem uma vista privilegiada de toda a ilha; e a Gruta de Encantadas; além de trilhas no meio da Mata Atlântica que chegam a belas praias.

anuncio_grupo_acqua_2021_2.pdf 1 18/03/2021 15:14:22

A Ilha do Mel tem 98% de sua área voltada à proteção ambiental e abriga duas categorias de unidades de conservação: o parque estadual e a estação ecológica, que protegem uma área remanescente da Mata Atlântica. Foto: José Fernando Ogura (AEN)

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Em fevereiro de 2020 aconteceu a assinatura da Ordem de Serviço, presentes o Governador Ratinho Junior e o Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas

15


RESULTADO

Paraná inicia 2021 como segundo maior exportador de mel in natura Foto: Arnaldo Alves – Arquivo AEN

(AE NOTICIAS) ◤ O Paraná se destaca como segundo maior exportador de mel in natura neste início do ano. Nos dois primeiros meses, já enviou 2.039 toneladas para o Exterior. Esse é um dos temas analisados no Boletim de Conjuntura Agropecuária, elaborado pelo Departamento de Economia Rural, da secretaria estadual da Agricultura e do Abastecimento, referente à semana de 13 a 19 de março. Nos dois primeiros meses de 2021, o Brasil exportou 8.891 toneladas de mel in natura. O volume é 112,4% superior às 4.186 toneladas do mesmo período em 2019. O faturamento cresceu de US$ 8,121 milhões para US$ 29,151 milhões (358,95%). Os dados são do Agrostat Brasil, ferramenta que reúne números de exportação e importação de produtos agropecuários.

16

Neste cenário inicial do ano, o Paraná se destaca como segundo maior exportador. Foram 2.039 toneladas do produto in natura enviadas para o Exterior, com receita cambial de US$ 6,360 milhões, um crescimento de 35,2% no volume e de 133,6% no faturamento, em comparação com os meses de janeiro e fevereiro de 2020. O Piauí está na primeira colocação, com 2.825 toneladas e recursos de US$ 9,830 milhões. Como no ano passado, os Estados Unidos continuam como principal destino para o mel brasileiro, com 87% do volume exportado. Em seguida vem, pela ordem, Alemanha, Canadá, Países Baixos, Reino Unido e Panamá. Durante todo o ano de 2020, o Brasil exportou 45.728 toneladas, um volume 50,5% superior ao obtido no ano anterior. O faturamento nacional foi 44,1% maior,

chegando a US$ 98,560 milhões. Nesse cenário, o Paraná ocupou a terceira colocação, com 9.230 toneladas e a entrada de US$ 18.238 milhões em recursos. FEIJÃO E MANDIOCA – A segunda safra do feijão está com 97% plantados até o fim desta semana. Em campo, 86% apresentam condições boas e 13% medianas. Em relação ao preço médio, os produtores paranaenses do feijão classe cores receberam 2,2% a menos em relação à semana anterior, já o classe preto mantém o mesmo patamar. A colheita de mandioca avançou durante a semana no Paraná e, consequentemente, aumentou a oferta de matéria-prima às indústrias de fécula e de farinha. No entanto, o boletim do Deral aponta que, aos produtores, isso representou uma queda no preço, que está 19% menor comparado a outubro de 2020.


| tribunasc.com/distincao MILHO E SOJA – O plantio da segunda safra de milho atingiu 72% da área estimada de 2,4 milhões de hectares, com recuperação do atraso que vinha se observando em razão das condições climáticas. Da primeira safra, a colheita alcançou 64% da área prevista de 360 mil hectares. Em relação à soja, o boletim destaca a colheita de 58% da área semeada na safra 2020/21. No entanto, mesmo com esse avanço,

Mel de Ortigueira O mel produzido em Ortigueira foi o primeiro produto paranaense a receber o registro de Denominação de Origem (DO). A concessão reconhece que as características físico-químicas do produto decorrem das condições botânicas da região, sendo diferenciado do mel produzido nos arredores. O registro consolida a estratégia do Sebrae/PR para o

os trabalhos ainda estão atrasados em comparação com anos anteriores. Em 2019, por exemplo, neste mesmo período, 75% da área cultivada já estavam colhidos. OUTROS PRODUTOS – O documento preparado pelos técnicos do Deral traz, ainda, análise sobre o impacto do reajuste de 11% determinado pelo governo federal para os preços mínimos do trigo na região Sul do Brasil. Da

setor do agronegócio, com foco em produtos de diferenciação pela qualidade e tipicidade. A conquista é decorrente do Projeto APIS, do Município de Ortigueira, iniciativa apoiada pelo Sebrae/PR e parceiros, como a Apomel, Emater, Iapar, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e Prefeitura de Ortigueira, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura.

mesma forma, discorre sobre as consequências do cenário pandêmico na produção e mercado do leite em termos mundiais. Sobre a produção de batata no Paraná, a informação é de que 93% da área já está plantada, com previsão de colheita de 352 mil toneladas, o que elevaria em 20% o volume em relação ao período anterior. O boletim inclui também dados da produção suína paranaense e brasileira em 2020.

As características únicas do produto são consequência, principalmente, das flores de capixingui e de assa-peixe (arbusto nativo), plantas típicas das pastagens apícolas da região, que servem como fonte de pólen para as abelhas. De cor clara e sabor suave, o mel ortigueirense se destaca no mercado.

O selo de indicação geográfica

A flor da planta nativa na região Assa-Peixe

O mel com predominância Assa-Peixe

17


QUALIDADE

Engerey amplia unidade fabril para atender novos mercados em 2021 ◤

A Engerey, fabricante de painéis elétricos com sede em Curitiba,, está ampliando sua unidade fabril a fim de dar conta do crescimento na demanda por painéis elétricos que ocorreu no mercado. Segundo a direção da empresa, o crescimento deve-se à retomada da economia em geral, que ficou estagnada durante o período de pico da pandemia de Covid-19. Além disso, a alta também está relacionada à abertura realizada pela Engerey para novos mercados. O CEO Fábio Amaral explica que o período de instabilidade no início da pandemia levou a empresa a realinhar suas estratégias e enxergar novos mercados para seus painéis certificados, quadros de distribuição, automação, tomadas e uma série de outros produtos voltados à gestão elétrica de empreendimentos. Então, optou-se pela diversificação de mercados e os escolhidos foram as regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste do Brasil. Para isso, foram e estão sendo contratados representantes

A empresa em Curitiba

nessas regiões para captação de novos clientes, já que a carteira de clientes da empresa era fortemente concentrada no Sul do país. “Durante a pandemia nossa estratégia foi abrir novos mercados. Enquanto o Sul tinha suas atividades restringidas a ações de distanciamento social para contenção do coronavírus, focávamos nossa ação no Norte e Nordeste e vice-versa, por exemplo. Assim, mantivemos nosso faturamento durante o período de crise e, hoje, com a retomada,

Painéis Certificados Outro aspecto que garantiu grande penetração da empresa em novos mercados foi o seu foco na fabricação de Painéis Elétricos Certificados. Cerca de 70% dos painéis elétricos no Brasil não atendem às normas e o fato da Engerey ser rigorosa com a certificação de seus painéis se tornou um grande atrativo. Fábio explica que existem duas normas atualmente em vigor no Brasil para painéis elétricos certificados: a ABNT NBR IEC 60439 – que deixará de

18

esta ação foi revertida em crescimento acelerado”, conta Amaral. Para suprir o grande número de pedidos, a empresa contratou novos profissionais para a montagem de painéis e expandiu sua fábrica, que agora totaliza 2,5 mil metros quadrados. A movimentação impacta diretamente na capacidade produtiva da empresa em mais de 20%, mesmo percentual de crescimento esperado para o ano de 2021 com relação a faturamento.

ter validade no final do ano de 2021 – e a ABNT NBR IEC 61439 – que foi publicada em 2016 e, após um período de adequação de cinco anos, em 2022 passará a ter obrigatoriedade de conformidade. Porém, elas são de uso facultativo no Brasil, já que o que as tornam obrigatórias são as suas regulamentações. E o que regulamenta a norma para painéis elétricos são as legislações vigentes, que se resumem à portaria 414 da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), ao Código de Defesa do Consumidor e à NR-10. A primeira estabelece as condi-


| tribunasc.com/distincao ções gerais de fornecimento de energia elétrica e o Código diz que ninguém pode fornecer um produto que não esteja de acordo com as normas que ele precisar atender. Já a NR-10 descreve os procedimentos para manipulação de painéis elétricos e outros tipos de instalações elétricas, estando mais ligada à segurança no trabalho – aplicando-se não apenas às pessoas que terão contato diário direto com os painéis elétricos, mas também aos funcionários responsáveis por sua instalação. “Contudo, o que poucos sabem é que, em caso de sinistro, todos podem responder. A lei seguirá a norma vigente e a responsabilização recairá sobre to-

dos os envolvidos. Isso modifica consideravelmente o modo como a certificação deve ser encarada no Brasil”, avalia Fábio Amaral. Segundo o especialista, mercados específicos têm optado mais por painéis ensaiados, pois enfrentam situações que exigem confiabilidade, como data centers, hospitais, aeroportos, shopping centers e indústrias, onde o custo é muito alto em caso de paralização. “Contudo, estes produtos são indicados para todos os tipos de instalações: de residenciais até comerciais e industriais. Então, há muito o que avançar ainda no Brasil”, finaliza. CEO Fábio Amaral

Quase 20 anos A Engerey iniciou suas atividades em 2002, através da criação de um departamento de montagem de Painéis dentro da Reymaster – Materiais Elétricos. A empresa está, pois, perto de comemorar 20 anos de existência. A linha de produtos: SM6 Schneider, cubículos blindados, TTA/PTTA, quadro de distribuição, quadro de comando, quadro de tomadas, painel de saneamento, banco de capacitores, quadro de automação, entradas de energia em Baixa Tensão, automação de subestação.

A ampliação da fábrica

ENGEREY Painéis Elétricos

Dedicação, comprometimento e crescimento robusto escreveram os 20 anos desta história de sucesso!

PARABÉNS!

Phoenix Contact e Engerey, uma parceria tão completa quanto o

Conheça a nossa linha Complete Line para quadros de comando.

19


RUA FRANCISCO TORRES, 285

Conheça o Master Curitiba! Com localização privilegiada, o Master Curitiba está no centro da cidade e é perfeito para quem vem a trabalho ou a lazer. Quem se hospeda no Master Curitiba tem fácil acesso aos pontos turísticos mais procurados da capital paranaense. São apenas 10 minutos até o Museu Oscar Niemeyer e ao Jardim Botânico. Em 20 minutos você está no Aeroporto Internacional Afonso Pena.

178 APARTAMENTOS

ACADEMIA

RESTAURANTE

Central de Reservas: 0800 707 6444 | reservas@masterhoteis.com.br Whatsapp: (51) 99878 8898