Page 1

‘‘Nossa história conta sua história’’

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA EDIÇÃO 39 - ANO 7 - MARÇO 2015


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

Carta aos Leitores Depois do sucesso desfrutado em nossas edições anteriores, elaborar a edição de Pinhais foi um grande e prazeroso desafio. Falar sobre Pinhais sem demostrar crenças pessoais nem preconceitos, esclarecendo, formando e informando, foi nossa meta ao escrever cada linha desta edição, que traz como tema principal a história deste importante município que tanto representa para o Paraná e o Brasil.

Nossos agradecimentos aos colaboradores, que não mediram esforços para que fizesse-mos um trabalho sério e competente. Agradecemos também aos nossos patrocinadores que acreditaram no sucesso da Revista Destak do Paraná. Finalizando: É com muito prazer que convido a todos para um mergulho nas páginas seguintes. Uma ó ma leitura.

O Editor.

Expediente

Circulação

Diretor Geral: Paulo R. Jorge Comercial: Paula R. Jorge Diagramação/Capa: Marcelo Paes Impressão: Ajir Gráfica e Editora Revista Destak do Paraná CNPJ Nº 12.317.948/0001-54 e CMC nº 179220-2 Email: redestak@hotmail.com Rua Quero-Quero, 366 Cj. Violin - Londrina - PR

Associações comerciais, federações, sindicatos, cooperativas, orgãos públicos, prefeituras paranaenses, empresas e empresários do comércio local.

Agradecimentos Prefeitura do Município de Pinhais, Depto de Comunicação, Secretaria de Cultura Esporte e Laser, Secretaria da Educação, Centro Cultural: Wanda dos Santos Mallmann, Biblioteca: Bento Munhoz da Rocha Neto, Fundação Weiss-Scarpa, Moinho Nordeste Alimento.

As opiniões e artigos assinados não apresentam necessariamente a opinião da revista, sendo de total responsabilidade de seus autores.

5


PINHAIS • PR

pinhais e suas Origens. Evolução Politica A ocupação do Planalto Curitibano, em fins do século XVII, ensejou a formação de alguns povoados. O de maior expressão foi o que originou a Vila Nossa Senhora da Luz dos Pinhais de Curitiba. Outros posteriormente originaram a Vila de São José dos Pinhais e a Vila Nova do Príncipe (atual município da Lapa). A região que hoje é ocupada pelo município de Pinhais pertencia, nessa época, pertencia ao território de Curitiba. As delimitações de Curitiba se estendiam, a leste, até a serra de Paranapiacaba, ocupando assim quase todo espaço da atual região metropolitano da capital paranaense. Essa grande extensão de terras continuou pertencendo ao município até meados do século XIX, quando foram criados novos municípios. A área de Pinhais pertenceu ao território de Curitiba até fins do século XIX. No ano de 1890, uma parte do território de Curitiba foi desmembrada, passando a constituir o município de Colombo. A região que comportava Pinhais estava inserida nessa área desmembrada, o que significa que Pinhais passou assim a pertencer,

administrativa e politicamente, a Colombo. Isso pode ser comprovado pelo decreto nº71 de 31 de janeiro de 1890, que fixou os limites do novo município. No início da década de 1930 foi implantado o sistema de interventorias nos estados brasileiros, dando início a uma fase de centralismo, que se estendeu até o fim do Estado Novo. O Paraná passou a ser administrado pelo interventor Manoel Ribas. O então interventor promoveu mudanças de cunho político-administrativo, interferindo inclusive na delimitação geográfica de vários municípios do estado. Dentro desse processo, no ano de 1932, o território onde se situa Pinhais passou a pertencer ao município de Piraquara, no mesmo momento em que o município de Colombo foi extinto (seu território foi reanexado ao de Curitiba, sendo recriado mais tarde). O município de Piraquara havia sido desmembrado de São José dos Pinhais na mesma época em que a área de Colombo foi desmembrada de Curitiba. O decreto 2505 de 27 de outubro de 1932, fixou os novos limites de Piraquara, anexando o território de Pinhais.

Fonte: Prefeitura de Pinhais

6


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

Emancipação política - Administrativa De Distrito à Cidade Com o crescimento do povoado de Pinhais a partir da década de 1960, a comunidade começou a reivindicar a instalação de serviços públicos locais. Paralelamente, começaram a ser eleitos os primeiros representantes pinhaenses que ingressaram na ordem política do município de Piraquara. Devido à importância e a participação que o povoado conquistou no cenário político municipal, Pinhais foi elevado à categoria de Distrito em 21 de Novembro de 1964. Nos anos 70 e 80, o distrito recebeu um enorme contingente populacional, acarretando, assim, demandas em vários setores. A implantação de uma infra-estrutura que suprisse as necessidades da população exigiu a organização e o gerenciamento de um poder público local. Dessa forma, no final do ano de 1991 foi realizado um plebiscito para verificar o interesse da população de Pinhais pela implantação de um poder executivo e legislativo local. Essa consulta apurou um alto índice de aprovação da emancipação política, cerca de 20.456 de um total de 23.310 participantes (87% de aprovação). Atendendo a essa solicitação dos moradores

do Distrito, o Deputado Estadual Aníbal Khury (então presidente da Assembléia Legislativa do Paraná), determinando a criação do município de Pinhais, sendo o seu território desmembrado do de Piraquara. O município de Pinhais foi oficial e solenemente instalado no dia 20 de março do ano de 1992. A partir de então, essa data passou para o calendário festivo da população pinhaense. Após a criação do município de Pinhais, a população local passou a contar com melhor assistência políticoadministrativa. As questões que afligiam os moradores passaram a ser canalizadas e atendidas por seus legítimos representantes. A organização e implementação das ações e projetos que iriam, a partir de então, moldar a fisionomia da cidade, começaram a ser encaminhadas de forma direta, aos organismos competentes para propor e agir na cidade, aos quais a população passou a ter acesso. O primeiro prefeito de Pinhais foi o senhor João Batista Costa, que assumiu a prefeitura em 01 de janeiro de 1993. Costa administrou o município até 1997. Fonte: Prefeitura de Pinhais

Vista aérea de Pinhais dec. de 50 Foto: Fundação Weiss Scarpa

7


PINHAIS • PR

Colonização A história recente do município de Pinhais, liga-se com a história da ocupação urbana de Curitiba. Tendo como referência as políticas desenvolvimentistas adotadas no Brasil, em meados da década de 1950 em diante, o norte do Paraná foi cenário da expansão agrícola, inicialmente com o plantio de cafezais. O estímulo à agricultura graneleira (soja, trigo, milho e algodão), expandiu vertiginosamente a ocupação de terras no Estado, especialmente no norte novo e sudoeste, nas décadas de 1960 e 1970, consolidando o Paraná como o "Celeiro do Brasil". Esta agricultura expansiva, aliada à pecuária de corte, assentou-se na lavoura mecanizada, na formação de latifúndios, dispensando a mão-de-obra. Os trabalhadores

8

rurais e mais os pequenos camponeses, expulsos do campo, viram-se na contingência de procurar a cidade, sempre num movimento da pequena para a média, e das médias cidades para os grandes centros urbanos. Assim o município de Curitiba foi recebendo contingentes populacionais do interior do Estado, assim como de Santa Catarina, nestas últimas três décadas. Vinham atrás de empregos e outras oportunidades oferecidas pela grande cidade. Aliado a esses fenômenos, o controle do uso do solo urbano, desenvolvido pelo município de Curitiba, foi elevando o custo da terra, centrifugando a população de menor renda para a periferia, cada vez mais distante. Este processo de periferização atingiu as áreas limítrofes dos municípios vizinhos ao da capital, incluindo aí o atual município de Pinhais.


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

A Locomotiva do Progresso Estação Ferroviária Por sua proximidade com Curitiba, o território do atual município de Pinhais acompanhou o correr dos fatos, durante a ocupação e desenvolvimento do planalto curitibano, tendo como centro a capital paranaense. Foi importante a construção da ferrovia Curitiba-Paranaguá, cortando a região na direção leste. A construção da Ferrovia Curitiba-Paraná em 1885 influenciou na formação de um pequeno povoado nas redondezas da estação de trem na região atualmente conhecida como Pinhais. Com base nos registros da Segunda Lei de Terras do Paraná, é possível trabalhar com a hipótese de que a Estação Ferroviária Pinhais tenha surgido para o tráfego do centro produtor de São José dos Pinhais, grande

produtor de erva-mate, madeira e outras mercadorias. Esta teoria foi aceita pois a maioria dos registros sobre a Estação Pinhais da época, faziam menção à estrada que dava acesso à São José dos Pinhais. A construção da ferrovia e a inauguração da Estação Ferroviária Pinhais impulsionou a construção de uma pequena comunidade onde ficaram estabelecidos os responsáveis pela manutenção da estrada-de-ferro. Nesta época, já estavam estabelecidos um grupo de proprietários de terras na região. Estes, desenvolviam atividades de plantio e criavam animais, tendo como centro de consumo, a capital paranaense, localizada próxima à região. Estas propriedades localizavam-se próximas ao Rio Palmital, Atuba e Iraí.

9


PINHAIS • PR

Etimologia Origem do Nome O termo "Pinhais" provém da palavra pinus, porque durante seus primeiros anos, a região abrangia uma grande quantidade de pinheiros.8 A palavra 'pinha', descende do latim e significa pinus, como é chamado os pinheiros. Durante o início da povoação, Pinhais abrangia uma enorme quantidade de Pinheiros-do-Paraná (Araucaria angustifolia), árvore símbolo do estado paranaense.8 As criaturas responsáveis pela disseminação, ou seja, da plantação destas árvores são as gralhas-azuis, que ao alimentarem-se de pinhões acabam por semear a semente. A gralha-azul tornou-se um símbolo municipal sendo até mesmo citada no hino municipal de Pinhais.9 As araucárias foram empregadas na bandeira e no brasão do município. A araucária [Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze 1898] é a espécie arbórea dominante da floresta ombrófila mista, ocorrendo majoritariamente na região Sul do Brasil, mas também sendo encontrada no leste e sul do estado de São Paulo, sul do estado de Minas Gerais, principalmente na Serra da Mantiqueira, na Região Serrana do estado do Rio de Janeiro e em pequenos trechos da Argentina e Paraguai, sendo conhecida por muitos nomes populares, entre eles pinheiro-

10

brasileiro e pinheiro-do-paraná; é também chamada pelo nome de origem indígena, curi. A espécie foi inicialmente descrita como Columbea angustifolia Bertol. 1819. Sua origem remonta a mais de 200 milhões de anos, quando sua p o p u l a ç ã o s e disseminava pelo Nordeste brasileiro. Conífera dióica, perenifólia, heliófita, pode atingir alturas de 50m, com um diâmetro de tronco à altura do peito de 2,5 m. Sua forma é única na paisagem brasileira, parecendo uma taça ou umbela. Ocupando uma área original de 200 mil km², a partir do século XIX foi intensamente explorada por seu alto valor econômico, dando madeira utilíssima e sementes nutritivas, e hoje seu território está reduzido a uma fração mínima, o que segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN) coloca a araucária em Perigo Crítico de Extinção. Fonte:wikipedia


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

Galeria de prefeitos Simbolos do município

SIEGFRIED BOVING 1997 - 2000

LUIZ CASSIANO DE CASTRO FERNANDES 2001 - 2004 2005-2006

MÁRIO BONALDO 2006-2008

LUIZ GOULARTE ALVES 2009-2012 2013-2016

Hino à Pinhais

BANDEIRA DO MUNICÍPIO

Pinhais... Pinhais... Pinhais... És de um povo varonil... Terra dos Mananciais Uma estrela que surgiu... Estribilho Altaneira, vigorosa Na Terra dos Pinheirais No canto da gralha azul Vou cantar de Norte a Sul Pinhais... Pinhais... Pinhais... Tua gente é esperança... O teu céu é cor de anil, Tua força se agiganta, No chão deste meu Brasil.

BRASÃO DO MUNICÍPIO

Desfralde tua Bandeira, No progresso, amor e paz, Nas cores alvissareiras, Tu serás sempre Pinhais. Avante Pinhais, avante, No caminho do porvir... Tu serás a mais brilhante Das estrelas a luzir! Fonte: Prefeitura de Pinhais

Letra de Valdir Pereira de Araújo

11


PINHAIS • PR

Organização Política Dados e ìndices Fundação: 20 de março de 1992 População: 112.038 (IBGE 2007) Distância à capital do Estado: 7 km Área territorial: 61.137 km² (ITCG 2007) Altitude: 893 m Limites: Curitiba, Piraquara, Colombo, Quatro Barras e São José dos Pinhais Gentílico: Pinhaiense Padroeira: Nossa Senhora da Boa Esperança Prefeito: Luiz Goularte Alves (PT) (2013–2016) O Município de Pinhais é o menor município do Paraná, com cerca de 61,007 quilômetros quadrados.11 Está localizado a 893 metros de altura,12 e é considerado um local plano com algumas suaves inclinações, como no bairro Vila Amélia e nas proximidades do Centro e Jardim Pedro Demeterco. Cerca de 1/3 de seu território encontra-se nas proximidades da Área de Proteção Ambiental do Iraí,5 enganosamente considerado propriedade do Município de Piraquara. Pinhais pertence à Região Metropolitana de Curitiba e limita-se com Curitiba, Colombo, Piraquara, São José dos Pinhais e Quatro Barras. Durante os primeiros anos após o início de povoação (séculos XIX e XX), Pinhais abrangia uma

12

enorme quantidade de Araucárias (Araucaria angustifolia), fator que influenciou na nomeação do local.8 Junto com as araucárias, a fauna da região contava com a presença de gralhasazuis que ajudam na proliferação e disseminação da espécie de árvore. Fonte: wikipedia


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

Aspecto Geográfico Características Gerais Pinhais é um município brasileiro do estado do Paraná, localiza-se na Região Metropolitana de Curitiba. Tornou-se oficialmente um município em 1992, quando emancipou-se do município de Piraquara. Mesmo sendo o menor dos 399 municípios paranaenses,5 em área territorial, com 60,92 km², figura entre as 14 cidades mais populosas do estado, com uma população de 117.166 hab, segundo dados do IBGE-2010.6 Pinhais se destaca no cenário nacional e estadual, em uma pesquisa realizada pela revista Exame, a cidade foi relacionada entre as 100 melhores cidades brasileiras para se fazer negócios, é a 14° maior economia do Paraná, consolidando-se como um importante pólo de serviços e comércio da região.7 Destaca-se também por possuir o 14° melhor IDH3 do Paraná, mais recentemente foi apontada como tendo o 3° IFDM do estado, índice elaborado pela FIRJAN - Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro que mede a qualidade de vida dos municípios brasileiros. Fonte: Wikipedia

13


PINHAIS • PR

Aspecto Religioso Manifestações religiosas Os primeiros habitantes da região, eram majoritariamente católicos e como na época não havia uma igreja nas redondezas, as reuniões religiosas geralmente ocorriam em residências ou no pátio de uma clássica serraria da região.35

Adelaida Weiss com Humberto Scarpa, sendo assim, a celebração ocorreu na igreja, inaugurando o estabelecimento. Tal templo, atualmente, é tombado pelo patrimônio histórico do município, e pertence à Fundação Weiss Scarpa - Ordem Soberana e Militar de Malta.

Por volta de 1926, foi construída a primeira igreja na região, chamada Paróquia Nossa Senhora da Boa Esperança, e aos poucos, as reuniões religiosas foram transferidas para o templo. O proprietário da Indústria Cerâmica36 foi o responsável pela doação do terreno e dos materiais de construção,35 e os operários da indústria dispuseram seu tempo livre para ajudar na construção do templo. A inauguração ocorreu no mesmo dia do casamento da filha de Guilherme Weiss,

Outras comunidades religiosas que abrangem um grande número de fiéis no município, são as igrejas Batista, Luterana e Assembleia de Deus. Até a atualidade, realizam-se procissões e festas com grande participação da comunidade católica, sendo que atualmente ocorrem geralmente no novo pavilhão, construído há alguns anos. A padroeira do município é a Nossa Senhora da Boa Esperança, comemorada no dia 13 de Maio.

14


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

Padroeira de Município Nossa Senhora da Boa Esperança A escolha da padroeira está relacionada com a história de José João Sordo, imigrante de origem italiana que, no ano de 1900, encomendou uma imagem de Nossa Senhora da Boa Esperança. A imagem foi entalhada em madeira na Itália. A princípio, foi abrigada numa escola existente em Pinhais naquela época. Na década de 1930, a imagem de Nossa Senhora da Boa Esperança passou a ocupar o altar da recém-inaugurada igreja,

desde então denominada pelo nome da santa, conforme tradição católica. A comunidade começou a festejar o dia da Padroeira na data de 13 de Maio. Era costume a realização de procissões oferecida à Padroeira, assim como no dia de Corpus Christi. A manifestação religiosa através de procissões constituía um evento do qual participava grande parte da comunidade local. Igreja Nossa Senhora da Boa Esperança, Tombada como patrimônio histórico do município

15


PINHAIS • PR

Tunel do Tempo

16


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

Revivendo o Passado

17


PINHAIS • PR

Tunel do tempo

18


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

Revivendo o Passado

19


PINHAIS • PR

Pinhais Hoje Orgulho de viver aqui!

20


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

23 ANOS DE EMANCIPAÇÃO

21


PINHAIS • PR

Industria Considerado um grande potencial econômico da Região Metropolitana de Curitiba, Pinhais participa ativamente da economia paranaense, em 14º lugar na lista de IDH dos 399 municípios do Paraná. Responsável por uma significativa parcela da economia do estado paranaense, Pinhais teve um bom desempenho econômico nos últimos dezessete anos, onde foram empregadas muitas indústrias e estabelecimentos comerciais, melhorando o padrão de vida da população. O município possui dois pólos industriais bem definidos e pólos comerciais estrategicamente distribuídos, atingindo a marca de 454 indústrias no setor secundário, 750 empresas que participam do

setor terciário e mais 1426 estabelecimentos comerciais. Na região, existem indústrias muito fortificadas como as moveleiras, gráficas, metalúrgicas, mecânicas e de materiais plásticos. O ritmo do crescimento da cidade é, atualmente, fato observado nos mais diferenciados meios que avaliam o desenvolvimento da Região Metropolitana da capital paranaense. A economia do município esteve diversificando-se nos últimos anos, principalmente pelas indústrias de ponta de serviços especializados, que possuem um ótimo desempenho, destacando-se e oferecendo ótimas oportunidades para o investimento da região. Fonte: Wekpedia

22


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

Comércio

23


PINHAIS • PR

Cultura

Centro Cultural Wanda dos Santos Mallmann

Fonte: site prefeitura de Pinhasi

24

Fonte: NP


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

Lazer e Turismo

Fonte: marcioantoniassi.wordpress.com

Fonte: neyleprevost.com.br

25


PINHAIS • PR

Esportes em Destaque

VOLEIBOL PINHAIS - VICE CAMPEÃO BRASILEIRO ESCOLAR - 2014

TORNEIO DE GINÁSTICA RITMICA

26

PARAJAP´S EQUIPE NATAÇÃO


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

És de um Povo Varonil ...

27


PINHAIS • PR

Nossa terra Nossa Gente

28


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

O Melhor de Pinhais é o Pinhaiense

29


PINHAIS • PR

Nossa terra Nossa Gente

30


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

O Melhor de Pinhais é o Pinhaiense

31


PINHAIS • PR

Nossa terra Nossa Gente

32


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

O Melhor de Pinhais é o Pinhaiense

33


PINHAIS • PR

Apae A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Pinhais, mantenedora da Escola de Educação Básica Rodolfo Bescorovaine na Modalidade de Educação Especial, surgiu da necessidade de ampliação do atendimento Especial, na área de deficiência Intelectual e Múltipla.

cartonagem, pintura em tela, tear e outros. Recebem ainda, atendimento com professor de Arte e Educação Física, incluindo-os em atividades diversas como artes cênicas, danças, esportes, entre outros. o desenvolvimento de atividades relacionadas à natureza, plantação de hortaliças e ervas aromáticas e medicinais,

A Escola inicialmente recebeu o nome de Escola Especial Padre Antonio Carlos Zago, devido ao apoio recebido pelo mesmo, inclusive com o espaço cedido temporariamente para funcionamento da escola, que lá funciona até os dias de hoje. Em 2011 teve seu nome alterado, homenageando seu fundador Rodolfo Bescorovaine.

A Escola conta com salas para atendimentos na área da saúde como: fonoaudiologia, psicologia, terapia ocupacional e assistência social. Há também, uma sala para atendimento fisioterápico, equipada com diversos aparelhos e materiais específicos para o trabalho com o alunado.

A APAE Pinhais conta hoje, com uma equipe muito comprometida de colaboradores, atuantes e preocupados com o desenvolvimento do trabalho realizado. A frente do trabalho está o presidente Fábio Perdigão e na direção escolar Maria Aparecida de Lima.

A associação se mantém com doações de diversas áreas e um bazar de usados realizado semanalmente. Contamos também com um convênio da ação social para projeto específico, sendo o objetivo principal o desenvolvimento pessoal e humano.

A mesma oferece hoje atendimento pedagógico para 76 alunos com Deficiência Intelectual e múltiplas, sendo distribuídos em dois períodos, manhã e tarde, com idades entre 0 e 60 anos.

O que se busca é o atendimento de qualidade e o respeito com estas pessoas. Trabalhamos em prol do desenvolvimento pessoal, social e se possível profissional dos educandos.

Estes alunos recebem atendimento pedagógico (alfabetização), cursos livres de

34

A escola encontra-se aberta para que todos possam conhecer e entender melhor o trabalho realizado aqui.


EDIÇÃO 39 • ANO 7 • MARÇO DE 2015

Fundação Weiss-Scarpa – Pinhais – PR A Fundação tem a missão de garantir a emancipação social, política e econômica dos

salubridade e bem estar. Por muitos anos A Fundação também

segmentos vulneráveis da comunidade, contribuindo

manteve a Creche Cruz de Malta, que atendeu

para a formação de uma sociedade fundamentada

inúmeras crianças da comunidade. Hoje a Fundação

em princípios éticos de liberdade, eqüidade,

cede o espaço para a APAE Pinhais, que

cidadania e democracia.

desenvolve um excelente trabalho com as pessoas

É pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, instituída no dia 07 de junho de 1988,

portadoras de deficiência. O Centro de Educação Profissional

através de escritura pública; e declarada de utilidade

Comendador Umberto Scarpa foi criado pela

pública estadual através da Lei 8.958 de 19 de abril

Fundação Weiss Scarpa em parceria com a Ação

de 1989. A administração da Fundação é exercida

Social Família Camiliana. Tem por finalidade

pela “Associação dos Cavaleiros da Soberana

oferecer cursos profissionalizantes à comunidade,

Ordem Militar de Malta”.

visando a qualificação profissional e a colocação no

A Fundação Weiss Scarpa nasceu da vontade do Comendador Umberto Scarpa e sua

mercado de trabalho dos alunos. Desde sua criação em 2003, já qualificou

esposa, Eleonora Adelaide Isolda Weiss Scarpa, de

mais de 12.000 (doze mil) alunos, por meio de

legar em testamento público todos os seus bens

parcerias com o SENAI, SENAC, empresas da

para uma fundação assistencial. Com o falecimento

região e Conselho Municipal dos Direitos da Criança

da esposa, em 1991, o Com. Umberto Scarpa,

e do Adolescente.

resolveu iniciar as atividades da Fundação, formulou

A Fundação também firmou e mantém

projetos e iniciou seu trabalho com a construção do

parceria com o SENAI de Várzea Grande-MT e com

Lar dos Idosos em Pinhais-PR, um projeto

a Obra Kolping, uma organização não

desenvolvido em parceria com a Congrega-ção de

governamental.

Irmãs da Copiosa Redenção, que tem por objetivo

Para poder atender a um contingente maior

oferecer atendimento integral para pessoas idosas,

de pessoas a Fundação ainda repassa recursos

incentivando a integração com a família, no intuito

financeiros para a Pastoral da Criança dos

de promover uma melhor qualidade de vida,

municípios de Pinhais, Piraquara, São José dos

disponibilizando espaço físico, garantindo sua

Pinhais e Quatro Barras.

AV. AYRTON SENNA DA SILVA, 2650 - CENTRO - PINHAIS - PARANÁ 55 (41) 3033 - 6600 - 55 (41) 3667 - 2999

35


PINHAIS • PR

Dicas de Educação Colégio Estillo

Assim como a nossa Pinhais, o Colégio Estilo cresceu espelhando-se na garra e determinação que o povo dessa cidade sempre teve. É uma História baseada na crença de que é através de muito trabalho que se consolida as bases fortes do respeito e confiança. Com a filosofia de trabalho consolidada nesses valores, o colégio Estillo tem sua logo criada a partir dos Quatro Pilares da Educação: aprender a conhecer (adquirir instrumentos da compreenção),, aprender a fazer (para poder agir sobre o meio envolvente), aprender a viver juntos (cooperação com os outros em todas atividades humenas), e finalmente aprender a ser entre (conceito principal que integra todos os anteriores), que leva os nossos alunos e familiares a preocupação do Colégio com uma educação integral e transformadora. O colégio possui uma equipe qualificada e conta, em sua infraestrutura com Ginásio Poliesportivo, Centro de Natação, Laboratório de Química e Física, Laboratório de Educação Tecnológica e Informática e opcionais com

36

Balet, Jazz, TaeKwondo e Futsal. Oportuniza aos alunos, de maneira interdiciplinar, a vivencia de valores éticos e moraes,considerando cada um como ser único e potencialmente cidadão, que trará grandes transformações à sua geração. No ano que Pinhais completa 23 anos, a equipe do colégio estilo aproveita para agradecer tanto carinho, respeito e apreço que todos nesta cidade sempre tiveram e demonstraram por nós, o que nos faz crescer e despontar cada dia.


Educação Infantil Fundamental I e II Ensino Médio Período Integral

CONFORTO

PRATICIDADE

SEGURANÇA

QUALIDADE

Profile for Revista Destak do Paraná

Edição 39 Pinhais  

Revista Destak

Edição 39 Pinhais  

Revista Destak

Advertisement