Issuu on Google+

Parceria entre AHEG e Crer: troca de informações que auxilia no crescimento dos hospitais

Cas@ dos Hospitais REVISTA DA

Ano I. Nº 1

Lançamento do livro da AHEG Associação dos Hospitais do Estado de Goiás ganha obra que aborda seus 40 anos de existência

Casa dos Hospitais: saiba quais as entidades que compõem esta instituição

Consultoria em CCIH: conheça este novo serviço

Banco de empregos: facilidade na hora da contratação


2 CASA DOS HOSPITAIS


{editorial}

Início de um desafio

B

uscar o fortalecimento de uma causa, unir pessoas em prol de um bem comum e promover o desenvolvimento de um determinado setor são ações que podem ser realizadas de diversas maneiras. Uma delas é na forma de instituição, que reúna várias entidades e seus devidos interesses na tentativa de tornar mais fácil promover o bem para todos. Este com certeza é um dos focos da Casa dos Hospitais: promover a melhoria das condições, dos atendimentos e do funcionamento dos hospitais privados do Estado de Goiás. Entretanto, outras formas de conquistar a melhoria deste setor podem vir por meio de um instrumento fundamental

Expediente Alameda Botafogo nº 101, Centro CEP 74030-020 - Goiânia - Goiás AHEG: (62) 3093-4307 SINDHOESG/ FEHOESG: (62) 3093-4309 IFL: (62) 3093-4310 casadoshospitais@casadoshospitais. com.br Diretoria AHEG Conselho Diretor Presidente Adelvânio Francisco Morato 1º Vice-Presidente Fernando Antônio Honorato da Silva e Souza 2º Vice-Presidente Valney Luiz da Rocha Secretário Geral Adilson Usier Leite Secretário Adjunto Gustavo Safatle Barros

para toda a sociedade: a informação. É por isso que temos o prazer de iniciar mais um novo desafio: uma revista que tem por objetivo levar informação aos profissionais que fazem a máquina da saúde funcionar. Só com a informação, com a profundidade da abordagem de temas que interferem diretamente na vida do cidadão, é que poderemos também trazer desenvolvimento e crescimento tão almejados por aqueles que colocam a saúde em primeiro lugar. Nesta primeira edição, damos destaque ao lançamento do livro que homenageia os 40 anos de fundação da Associação dos Hospitais do Estado de Goiás (AHEG). Como diz o próprio autor do livro, Ubirajara Galli, este é um estu-

do sobre a história desta entidade e dos hospitais de Goiânia. Um começo para despertar em quem atua nesta área o desejo de buscar mais pelas raízes e também de continuar a escrever esta narrativa. O leitor vai se deparar com informações sobre cada entidade que compõe a Casa dos Hospitais, alguns serviços importantes oferecidos pela AHEG e também refletir sobre as eleições que se aproximam. É tempo de informar, é tempo de evoluir, e a Revista Casa dos Hospitais assume sua postura presente neste tempo. Dr. Adelvânio Francisco Morato

Cas@ dos Hospitais REVISTA DA

SAÚDE EM FOCO

Tesoureiro Geral José Silvério Peixoto Guimarães Tesoureiro Adjunto Sebastião Eustáquio Lara Leão Conselho Fiscal Membros Efetivos Álvaro Soares de Melo Gil Teodoro Rodrigues Ricardo Bitencourt de Sousa Couto Membros Suplentes Ermínio Parralego Maria Alkina Alves Meneses Willian André Safatle

Comissão de Contratos e Convênios Ernane Martins Moulin Gustavo Suzin Clemente Joubert Vieira Toledo Roberto Helou Rassi Rodrigo Teixeira de Aquino Conselho Deliberativo Alexandre Chater Taleb Ignez Zita Duarte Roriz João Batista de Souza Salomão Rodrigues Filho Wilton Adriano da Silva Filho

Comissão de Sindicância e Ética Mário Bernardino de Souza Max Lânio Gonzaga Jaime Max Maury Lopes

Conselho Editorial Adelvânio Francisco Morato Presidente - AHEG Rosane Rodrigues da Cunha Assessora de Comunicação Casa dos Hospitais

TDA Comunicação Ltda. Av. 85, 1.940, Galeria Nacional, Setor Marista – Goiânia-Goiás Fone/Fax: (62) 3087-7869/ 3087-2449 e-mail: tdacomunicacao@gmail.com Diretora – Patrícia Gomes Diretora Comercial – Keila Garcia Correção Ortográfica – Fátima Tolêdo Diretor de Criação – Juliano Fagundes Jornalista – Karla Rady - 01147JP-GO Fotografia - Marina Muniz Impressão – Gráfica Amazonas Tiragem – 1.000 exemplares Distribuição Gratuita

CASA DOS HOSPITAIS 3


{fique por dentro}

Conheça a Casa Saiba tudo sobre as quatro entidades que compõem a instituição

A

união de entidades em prol de objetivos em comum sempre traz mais força à luta pelo fortalecimento da classe, no caso, os estabelecimentos as­sistenciais de saúde privados em Goiás e pela qualidade dos serviços prestados. Foi a partir deste ideal que surgiu a Casa dos Hospitais, entidades re­presentativas do setor da saúde que se uniram para trabalhar em conjunto. A instituição é formada pela Associa­ção dos Hospitais do Estado de Goiás (AHEG), pelo Sindicato dos Hospitais e Estabe­lecimentos de Serviços de Saúde no Esta­do de Goiás (SINDHOESG), pela Federação dos Hospitais, Laboratórios, Clínicas de Imagem e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Goiás (FEHOESG), e pelo Instituto Francisco Ludovico (IFL). A Casa dos Hospitais tem como foco de trabalho diminuir o risco empresarial dos estabelecimentos de saúde, aumentar a qualidade do atendimento e possibilitar a sobrevivên­cia das organizações que, antes de serem empresas, têm o seu importante papel na sociedade. “So­mos quatro entidades e cada uma tem a sua personalidade, cada uma procura ficar dentro do que o estatuto lhe permite. Então, é muito difícil haver divergências de opiniões entre elas”, explica o presidente. Para ele, os principais avanços promo­vidos por essa união são a facilidade de encontrar em um mesmo local as institui­ções, manutenção barata, estacionamen­ to fácil e soluções melhores. “O associa­do tem um respaldo e um melhor suporte do que se fossem quatro entidades em lugares diferentes”, afirma o presiden­te.

4 CASA DOS HOSPITAIS


{fique por dentro}

a dos Hospitais FEHOESG Criada em fevereiro de 1997, a Fede­ração dos Hospitais, Laboratórios, Clíni­cas de Imagem e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Goiás, entidade sindical de segundo grau, é constituída para fins de coordenação e proteção dos interesses dos sindicatos filiados e das categorias econômicas dos Estabelecimentos Prestadores de Serviços de Saúde no Estado de Goiás onde não houver sindicato organizado. O intuito é o de fortalecer a represen­tatividade do setor de saúde privada em Goiás e também o Sistema Confe­derativo de Saúde no País. Cinco dos mais importantes sindicatos compõem a categoria: Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás; Sindicato dos Laboratórios de Análises e Bancos de Sangue do Estado de Goiás; Sindicato das Clínicas Radioló-

gicas, Ultrassonografia, Ressonância Magnética, Medicina Nuclear e Radioterapia no Estado de Goiás; Sindicato dos Hospitais de Iporá e Região e o Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Anápolis. A FEHOESG faz parte da Confede­ ração Nacional de Saúde, Hospitais, Estabelecimentos e Serviços (CNS), órgão sindical máximo que representa todos os estabeleci­ mentos assistenciais de saúde priva­dos no Brasil. A entidade é comandada pelo presidente, Carlos Al­berto Ximenes, e seus vices, Salomão Rodrigues Filho, José Silvério Peixoto Guimarães, Radif Domingos, Leonardo Rodrigues da Cunha e Eli Rosa. A Federação tem como principal objetivo a defesa dos interesses dos sindicatos filiados. Segundo Carlos

Presidente da FEHOESG, Carlos Alberto Ximenes

Alberto Ximenes, nestes 13 anos de existência houve grande crescimen­to da própria Federação, na amplitude de seu poder. “A FEHOESG participa da CNS e tem muito poder de resolução na discussão e solução de problemas das questões relacionadas aos estabelecimentos de serviços de saúde. Penso que ela cresceu bastante neste sentido”, afirma Carlos Al­berto Ximenes.

AHEG A Associação dos Hospitais do Estado de Goiás foi fundada no dia 6 de agosto de 1968, com o objetivo de oferecer definições e orientações de políticas e padrões hospitalares a seus associados. Ela é constituída de várias atividades, como departamento jurídico, departamento de cobrança, departamento de classificação, departamento de farmácia, departamento de assessoria às farmácias, consultoria em comissões de controle de infecção hospitalar e o Banco de Empregos. À frente da entidade, encontra-se o presidente, Adelvânio Francisco Morato, apoiado por um grande corpo diretor e pelos vices, Fernando Antônio Honorato da Silva e Souza e Valney Luiz da Rocha. A associação integra também um grupo, que é o Comitê de Integração das Entidades de Representação dos Médicos e dos Estabelecimentos Assistenciais de Saúde - Cier-Saúde. Ele não possui uma personalidade jurídica, mas é responsável por unir todas as entidades médicas, sindicatos, laboratórios, hospitais, anestesiologistas, banco de sangue e outros prestadores de saúde, visando discutir valores financeiros e lutar por todas as classes médicas. Nestes 40 anos de vida, a principal conquista da AHEG

foi conseguir aglutinar todos os hospitais particulares do Estado com seus problemas e tentar resolvê-los. Na opinião do presidente da entidade, unir as dificuldades desses hospitais foi o grande êxito da associação. “Na medida em que você tem um grupo e um objetivo, você tem força. A associação proporcionou isso ao discutir os problemas dos hospitais e todos os presidentes vêm superando as dificuldades a cada dia que passa”, enfatiza Morato. Presidente da AHEG, Adelvânio Francisco Morato

CASA DOS HOSPITAIS 5


{fique por dentro} SINDHOESG O Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Servi­ ços de Saúde no Estado de Goiás foi fundado em 13 de outubro de 1980. Ele compõe a Federação dos Hospitais, Laboratórios, Clínicas de Imagem e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás (FEHOESG) e é liderado pelo presidente da entidade, José Silvério Peixoto Guimarães, e seu vice, Euclides Abrão. O sindicato é constituído para fins de estudo, coordenação, proteção e representação legal da categoria econômica dos Hospitais, Clínicas Médicas, Clínicas de Endoscopia, Clínica de Fisiatria, Clínicas Odontológicas, Clínicas Veterinárias, Institutos de Assistência à Saúde, Cooperativas de Serviços Médicos, Estabelecimentos de Fisioterapia, Estabelecimentos de Duchas e Massa­gens, Empresas de Prótese Dentária, Empresas de Auditoria de Serviços de Saúde, Empresas de Consultoria para Serviços de Saúde e Empresas de Prestação de Serviços Relacionados com a Assistência à Saúde em Geral. Além disso, o SINDHOESG tem como prerrogativa defen­

Presidente do SINDHOESG, José Silvério Peixoto Guimarães

der as necessidades de seus filiados, na busca pela me­ lhoria da relação entre os estabelecimentos assistenciais e os trabalhadores, o poder público e todos os setores ligados à saúde no Estado. Escla­recer quanto às novas leis e negociar pela reposição salarial para os empregados da saúde via Convenção Coletiva de Trabalho são algumas de suas atividades.

IFL O Instituto Francisco Ludovico (IFL) foi criado em 1998, com o objetivo de formar, qualificar e requalificar os profissionais de saúde. A entidade promove o estímulo à pesquisa e à capacitação de mão-de-obra, por meio de cursos e palestras nos hospitais. O Instituto é presidido por Aristóteles de Castro Barros e conta com o secretário Radif Domingos, o tesoureiro Robson Paixão de Azevedo e os membros Adelvânio Francisco Morato, Antônio César Teixeira, José Silvério Peixoto Guimarães e Paulo Rassi. O IFl conta este ano com a parceria do Banco de Empregos para a divulgação de seus cursos. Além disso, está ampliando a abrangência de seus cursos, com foco não

6 CASA DOS HOSPITAIS

só em faturamento, mas também em cursos rápidos voltados para a administração hospitalar nos seus diversos segmentos, como gestão de estoques de farmácia, custos hospitalares, gerenciamento de conflitos, dentre outros. Tem ainda parceria com a Faculdade São Camilo no curso de Pós-graduação em Administração Hospitalar, e estuda o lançamento de mais um curso de pós-graduação em Direito para profissionais da saúde, o que vai atender em muito uma demanda antiga dos hospitais por profissionais especializados em Direito Hospitalar. O IFL também oferece curso in company para Secretarias de Saúde de todos os municípios goianos.

Presidente do IFL, Aristóteles de Castro Barros


{atenção, hospital}

De olho na qualidade Consultoria em Comissões de Controle de Infecção Hospitalar é o mais novo serviço oferecido pela Associação dos Hospitais de Goiás

N

a tentativa de buscar melhorias no trabalho exercido pelos hospitais da região, a Associação dos Hospitais do Estado de Goiás (AHEG) oferece um novo serviço para orientar os profissionais da saúde. É a Consultoria em Comissões de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH). Tal trabalho, criado em fevereiro deste ano, consiste em orientar todos os processos, desde a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCHI) até sua rotina estabelecida. A consultoria é gratuita e necessita ser agendada previamente. O hospital que

solicitá-la poderá apontar os pontos em que quer ser avaliado, e o atendimento prestado é individualizado. Quem realiza este trabalho é a médica coordenadora Sheila Almeida, que é responsável por avaliar desde as rotinas dos institutos, protocolos até manuais. Ela também conta com o auxílio de uma enfermeira que contribui nas visitas, fazendo a classificação, e também na consultoria. Segundo Sheila, o pré-requisito para uma boa avaliação do hospital é possuir uma CCIH. “A classificação dos hospitais tem um peso maior e muito disso se dá

pela CCHI ser efetiva. Quando não existe essa consultoria, fazemos uma crítica ao hospital e o convidamos a participar”, explica a médica. Sheila também apresenta novas perspectivas para este trabalho, como o Curso de Capacitação e Educação Continuada em CCIH, a ser oferecido pela AHEG. “Não temos ainda data definida, mas queremos aplicá-lo este ano ainda. Vamos convidar colegas especializados na área para oferecer esses cursos aos profissionais da saúde”, informa.

Classificação Hospitalar Análise dos serviços prestados pelos hospitais pode elevar a qualidade do trabalho e do ambiente hospitalar Para que os hospitais possam exercer de fato seu maior objetivo, que é promover a vida, tanto o ambiente quanto seus profissionais devem estar devidamente qualificados. Pensando neste quesito, a diretoria da AHEG criou a Classificação Hospitalar, um serviço que constitui numa avaliação do hospital mediada por uma equipe da associação. A análise é feita a partir de uma visita desta equipe aos hospitais associados, na qual é avaliada a qualidade dos serviços oferecidos, a partir dos seguintes critérios: •Estrutura física; •Capacidade técnica e profissional; •Resolutividade (aplicação das normas da Anvisa). Segundo a coordenadora do Departamento de Classificação, Thaísa Rodrigues Chaves Santos, “é por meio destes elementos que os planos de saúde efetuam o pagamento, logo, avaliam a classificação”. Após a análise destes quesitos, a equipe orienta os profissionais do hospital quanto às mudanças necessárias para adequar o local para que este possa alcançar uma boa classificação. Esta classificação é dinâmica e possui a validade de quatro anos. Os institutos que precisam fazer alterações podem solicitar uma nova vistoria técnica. CASA DOS HOSPITAIS 7


{capa}

O começo de u Livro remonta à trajetória de 40 anos trilhada pela AHEG

O

dia 12 de agosto de 2010 ficará marcado pela data em que se lançou o primeiro registro histórico em forma de livro sobre a Associação dos Hospitais do Estado de Goiás, com autoria de Ubirajara Galli. A cerimônia ocorreu no auditório da AHEG e contou com a presença de ex-presidentes da entidade, autoridades da saúde do Estado de Goiás e presidentes de outras entidades de hospitais de várias regiões do Brasil. Durante a solenidade, vários convidados tiveram a palavra no palco, como o presidente da Federação Brasileira dos Hospitais e presidente do Sindicato dos Hospitais do Ceará, Luiz Aramicy Pinto; o diretor cultural Avellar de Castro Louredo; o presidente da Associação Nordestina de Hospitais, Renato Boto; o atual presidente da AHEG, Adelvânio Francisco Morato, e o ex-presidente da entidade Robson Paixão de Azevedo. A cerimônia apresentou também uma homenagem aos ex-presidentes da AHEG, com a entrega do livro pelas mãos do presidente Adelvânio Francisco Morato, do presidente Luiz Aramicy Pinto e da secretária de Saúde do Estado de Goiás, Irani Ribeiro, aos ex-presidentes da AHEG

8 CASA DOS HOSPITAIS

Homenagem aos ex-presidentes da AHEG

Délio Menezes Sena; Djalma José do Prado; presidente do Conselho Regional de Medicina, Salomão Rodrigues Filho; Claudio Aguiar da Silva Neto; secretário municipal de Saúde, Paulo Rassi; Alberto Rassi Júnior, representando o pai, Alberto Rassi; Francisco Ludovico de Almeida Filho, representando o pai, Francisco Ludovico de Almeida Neto; Lorena Camargo, representando o pai, José Bernardino Carneiro. O LIVRO A obra AHEG – Associação dos Hospitais do Estado de Goiás faz um histórico da fundação da entidade, a partir dos registros feitos desde a sua criação e tam-

bém por depoimentos de ex-presidentes que ajudaram a construir a trajetória da associação. O leitor tem a oportunidade de conhecer o pioneirismo e as dificuldades enfrentadas pelos médicos desde aquela época, na tentativa de unificar a categoria. A ideia de colocar a história da AHEG em um livro surgiu há dois anos, motivada pelo ex-presidente Robson Paixão de Azevedo, que se uniu ao escritor Ubirajara Galli (autor de outras 28 publicações) em busca de manter viva a memória da entidade. O intento também foi apoiado pelo atual presidente da entidade, Adelvânio Francisco Morato.


um estudo

{capa}

Para o escritor Ubirajara Galli, o livro é considerado um breve estudo da história dos 40 anos da associação. “Acredito que este trabalho seja apenas um estudo porque seria impossível em um livro, com cento e poucas páginas, você registrar, avançar historicamente, na importância de quem primeiro pensou na materialização da associação”, explica Galli. Na opinião de Avellar de Castro Louredo, este é o primeiro de outros volumes que virão sobre a história dos hospitais de Goiás. Escritor Ubirajara Galli fala sobre seu mais recente trabalho

CASA DOS HOSPITAIS 9


{capa}

40 anos de uma construção sólida Placa em alusão à construção e reforma da sede da AHEG é descerrada em cerimônia realizada na entidade

O ex-presidente Robson Paixão de Azevedo recebe homenagem das mãos do presidente da AHEG, Adelvânio Morato; do presidente da FBH, Luiz Aramicy Pinto; e da secretária da Saúde de Goiás, Irani Ribeiro

A

noite de cerimônia de lançamento do livro AHEG – Associação dos Hospitais do Estado de Goiás, escrito por Ubirajara Galli, também reservou outras emoções para os convidados ali presentes. No mesmo evento, foi descerrada a placa em alusão à reforma e construção da nova sede da associação. Primeiramente uma placa em homenagem aos 40 anos da entidade foi entregue ao atual presidente, Adelvânio Francisco Morato, pelas mãos do presidente da Federação Brasileira dos Hospitais e do Sindicato dos Hospitais do Ceará, Luiz Aramicy Pinto, e pelo diretor cultural Avellar de Castro Louredo. A AHEG ainda foi homenageada com uma placa em homenagem aos 40 anos de existência pelo presidente da Asso-

10 CASA DOS HOSPITAIS

ciação Nordestina dos Hospitais, Renato Boto. Por fim, a placa instalada em frente à porta da entidade foi descerrada pelas autoridades presentes à cerimônia. Esta placa é o símbolo de uma história de 40 anos que vem sendo construída pelo corpo de trabalhadores que leva a AHEG para a frente. Mas entre todos esses anos de existência, a instituição teve seu espaço em diferentes lugares de Goiânia. A primeira construção da sede ocorreu em 1968, na Avenida Anhanguera, levada a cabo pelo então presidente na época, Délio Menezes Senna. Ainda na gestão do mesmo, no ano de 1975, a AHEG foi deslocada para a Avenida Goiás, mais especificamente no Edifício Governador Magalhães. Uma mudança que resultou na aquisição de mais móveis e equipamentos, dinamizando seu funcionamento. Novamente outra alteração de espaço, desta vez sob a gestão de Francisco Ludovico de Almeida Neto, levou a AHEG, em 1979, para a região atual em que se encontra: a Alameda Botafogo. Entretanto, a nova cara da sede da entidade começou a se firmar mesmo com a gestão de Claudio Aguiar da Silva Neto, que promoveu uma reforma no ambiente. Reforma esta que se materializou em uma nova construção. Ela foi erguida sob a

coordenação de Max Maury Lopes, entre os anos de 1992 e 1993. Enquanto a sede era reconstruída, os associados trabalhavam em um local improvisado na Rua 20, Centro de Goiânia. No intuito de melhorar ainda mais a acessibilidade das pessoas idosas à entidade, com a implantação de rampa e elevador, a sede passou por mais uma reforma em 2008, sob o comando de Robson Paixão de Azevedo. A reforma foi realizada na parte inferior do prédio, com a instalação também de salas climatizadas, novos móveis, mesas ergonômicas, cadeiras adequadas, computadores com telas de última geração e ambiente bem iluminado. Um lugar adequado para atender com conforto tanto as entidades que trabalham no local como também as pessoas que precisam ter acesso aos serviços da Casa dos Hospitais. Plateia do evento


{capa}

Descerramento da placa

Cerimônia de descerramento da placa alusiva à construção e reforma da sede da AHEG. Da esquerda para a direita: presidente da AHEG, Adelvânio Morato; secretária de Saúde de Goiás, Irani Ribeiro; diretor cultural da FHB, Avellar de Castro Louredo; presidente da FBH, Luiz Aramicy Pinto, e o ex-presidente da AHEG Salomão Rodrigues Filho

CASA DOS HOSPITAIS 11


{reivindicações}

Eleições 2010 Associação dos Hospitais do Estado de Goiás promove encontros com candidatos ao governo de Goiás para apresentar problemas que precisam da atenção da próxima gestão

E

m período eleitoral sempre é necessário reforçar as demandas que precisam ser resolvidas em todas as áreas que envolvem a população, assim como planejar novas perspectivas para estas. Com a saúde, isto é indispensável. Por esta razão, a Associação dos Hospitais do Estado de Goiás (AHEG) e outras entidades que representam os prestadores de serviços estão promovendo encontros com os candidatos ao governo de Goiás, a fim de apresentar os problemas que necessitam de atenção para a próxima gestão. O primeiro encontro foi realizado no dia 11 de maio, com o candidato Marconi Perillo, do PSDB. Já no dia 17 de agosto, a AHEG se reuniu com o candidato Iris Rezende, do PMDB – o encontro também contou com as presenças de representantes do Cremego e do Sindicato dos Médicos do Estado de Goiás (Simego). Durante a reunião, aberta a todos os

12 CASA DOS HOSPITAIS

prestadores de serviços de saúde, os presidentes das entidades entregaram ao candidato uma pauta de reivindicações da área da saúde. O documento incluirá também sugestões do setor de saúde para o plano de governo de Iris Rezende. Nestes encontros, é levado em conta o contexto de crise vivida pelo Ipasgo nos últimos tempos, principalmente em relação ao cumprimento de acordos firmados para o pagamento das obrigações em atraso com hospitais, clínicas e demais fornecedores. Para os candidatos, são apresentadas as seguintes demandas a serem solucionadas: o pagamento em dia dos serviços executados, plano de carreira para os médicos que trabalham para o Estado, a volta do Fórum de Saúde, reajuste nos valores dos serviços prestados e melhor remuneração aos profissionais médicos. Outras solicitações referem-se às políticas de incentivos fiscais para aquisição de equipamentos de diag-

nóstico, por meio da redução do ICMS para a importação. No primeiro encontro realizado, o coordenador-geral do Cier-Saúde, Paulo Francescantonio, reivindicou do candidato do PSDB a implantação de um Plano de Cargos e Salários para os médicos com a adoção do piso salarial definido pela Federação Nacional dos Médicos (Fenam), atualmente em torno de R$ 8,3 mil; a criação do Fórum das Entidades de Saúde e consulta aos prestadores de serviço da saúde para a escolha do novo presidente do Ipasgo. Durante o encontro com Iris Rezende (PMDB), foi entregue ao candidato uma pauta de reivindicações da área da saúde. O documento incluiu também sugestões do setor de saúde para o plano de governo do candidato. Muito trabalho e mudança são esperados para a próxima gestão.


{emprego}

Banco de Empregos Projeto visa facilitar e qualificar a contratação de pessoal para serviços da saúde

H

á aproximadamente cinco anos um projeto tem garantido renovação e trabalho no setor hospitalar do Estado. É o Banco de Empregos, uma proposta criada pela AHEG em busca de crescimento, aperfeiçoamento e contratação de pessoal pelos estabelecimentos associados. Quem está em busca de um trabalho

no ramo da saúde ou de administração, pode enviar seu currículo para a AHEG para agendamento de entrevista e cadastramento. O currículo será analisado pela entidade e, caso aprovado, o candidato passa a integrar o banco de dados. A partir da solicitação de um estabelecimento interessado na contratação, o candidato terá seu perfil analisado e pas-

sará por uma avaliação psicológica. Depois desta etapa, caso não seja aprovado para o trabalho, os dados do candidato continuam guardados para uma nova avaliação de outros estabelecimentos. Os serviços mais visados na área da saúde e administração são as funções de recepção (inclui telefonista) e técnico de enfermagem. Entretanto, o que conta mais na hora da contratação é o quesito experiência. Segundo a coordenadora do Banco de Empregos, Lorena Borges, o número de cadastros é grande, mas a contratação não segue a mesma proporção devido à qualificação. “A procura pelo perfil adequado está sempre voltada para a experiência deste profissional”, explica a coordenadora. Gisele da Silva Pereira foi uma das contempladas pelo Banco de Empregos. Hoje ela atua como telefonista no Hospital da Visão. Segundo a profissional, sua contratação foi rápida. “Mandei e-mail e liguei. No prazo de três dias surgiu uma vaga. Duas semanas depois, já estava contratada”, explica Gisele. Este é o segundo emprego da telefonista conseguido por meio do Banco de Empregos, e Gisele está segura de que sempre pode contar com este recurso. “Quando eu precisar novamente, com certeza posso utilizar o Banco de Empregos. Inclusive hoje eu acabei de indicar uma amiga”, enfatiza.

CASA DOS HOSPITAIS 13


{união}

Troca de conhecimento Parcerias entre AHEG e unidades de referência promovem trocas de informações e melhorias nas gestões dos hospitais do Estado

C

onhecer outros ambientes de trabalho no ramo da saúde pode ser uma oportunidade de ampliar horizontes, adquirir mais experiência, promover a troca de ideias de gestão e troca de informações para cuidar do próprio meio profissional. Estes são os objetivos que norteiam o projeto desenvolvido pela AHEG de firmar parcerias com unidades referenciais da saúde de Goiás. O trabalho teve início em 2009, com o estabelecimento de uma parceria com o Instituto de Neurologia de Goiânia. Este ano, a AHEG firmou parceria com o Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo, o Crer. O trabalho consiste em visitas mensais de uma equipe aos institutos parceiros. Esta equipe é formada por aproximadamente dez pessoas oriundas de diversos hospitais associados da capital ou do interior. Nesta visitação, o grupo tem a oportunidade de conhecer a sede e trocar informações com os profissionais que trabalham no local. A primeira atividade exercida pelo grupo é a participação de uma palestra ministrada por gestores da instituição, com apresentação de um vídeo explicando o funcionamento do ambiente. Logo após, é feita a vistoria técnica. Este mesmo grupo deve realizar uma análise do trabalho executado no dia. Para a coordenadora deste projeto de parceria com o Crer, Lorena Borges, o trabalho tem agradado a todos. “O projeto está com um índice de 99% de satisfação”, afirma. Lorena acrescenta a importância de se ter um grupo composto por pessoas com perfil de liderança. “Sempre pedimos líderes, ou pessoas com cargos maiores, pois elas têm capacidade de aplicar o que aprendem nessas vistorias”, diz. As visitas ao Crer começaram em junho deste ano e vão se prolongar

14 CASA DOS HOSPITAIS

por oito meses. Até agora, três equipes visitaram a instituição – uma em junho, outra em julho e a última foi realizada no último dia 17 de agosto. Segundo a gerente de Marketing do Crer, Anna Luiza Rucas, os grupos podem focar nas áreas de maior interesse dentro do instituto. “Recebemos grupos variados, com diversos interesses, e procuramos atendê-los”, explica a gerente. Ela também reforça a positividade com que o projeto vem sendo recebido. “A parceria está sendo excelente e enriquecedora. Os grupos estão bastante interessados e saindo satisfeitos daqui”, diz Anna. Quem também aprova os benefícios da parceria da AHEG com as unidades de saúde é Marivalda Cândida Pereira, que foi coordenadora do diálogo entre a Associação dos Hospitais e o Instituto Neurológico de Goiânia, realizado no ano passado. “Foi muito interessante. Na época, foi feita uma avaliação entre as equipes visitantes e o trabalho foi muito elogiado. Elas conheceram outros hospitais e isso foi fundamental para os profissionais do interior”, explica Marivalda. Marta Steckelberg, administradora da Clínica Hospitalar Mater Maria, de Anápolis, foi uma das profissionais do interior de Goiás que tiveram a oportunidade de conhecer o Instituto Neurológico. “Foi importante porque conhecemos outros métodos, a forma como atuam, como aplicam programas que aqui também utilizamos, mas não de forma completa”, comenta a administradora. Para o administrador do Instituto de Neurologia de Goiânia e secretário geral da AHEG, Adilson Usier Leite, um dos criadores do projeto de parcerias, a troca de informações com os profissionais da saúde do interior foi de grande importância. “Estes hospitais não possuem a facilidade de visitar outros ambientes. Portanto, essa parceria é fundamental para que eles conheçam outras estruturas e possam voltar para seus respectivos municípios com todo esse aprendizado”, afirma Usier. Nas visitas promovidas ao hospital, as equipes tiveram a oportunidade de conhecer alguns setores da instituição, participaram de palestras sobre infecção hospitalar, conheceram mais profundamente o setor de diagnóstico a partir de imagens (tecnologia não tão aplicada em outras cidades do Estado), compreenderam os setores de compra, farmácia, organização de recepção e convênios. A supervisora em atendimento do Instituto do Rim de Goiânia, Gilssa Quinta Esteves, gostou tanto da experiência que a repetiu por duas vezes. “O Instituto de Neurologia é referência, então quis saber mais sobre internação e atendimento de emergência. Nas visitas, conhecemos tudo, desde o atendimento na recepção até fatura e recebimento. Por conta disso, incentivei outras pessoas de onde trabalho a também participarem”, conta Gilssa Esteves.


CASA DOS HOSPITAIS 15


Abraccinti

Faz sentido operar com a Unicred.

Os produtos de uma instituição financeira. As vantagens de uma cooperativa. Uma cooperativa de crédito existe para beneficiar seus associados, os donos da instituição. Somente uma cooperativa de crédito que é sua oferece exatamente o que você precisa. Todos que mantêm movimentação de conta corrente, aplicam ou tomam crédito, usam produtos próprios da cooperativa e, portanto, contam com o melhor custo ou rentabilidade. Por isso, recebem de volta os ganhos dos recursos gerados em conjunto pelos associados, as sobras, que são distribuídas anualmente. Diferente do setor bancário que ganha com sua movimentação, já que é para eles um serviço que deve ser lucrativo. Que outra instituição financeira devolve resultados de sua movimentação a você? Conheça mais a Unicred e opere com uma instituição financeira que é sua.

UNICRED CENTRO BRASILEIRA Telefone: (62) 3221-2000 www.unicredgyn.com.br


Revista da Casa dos Hospitais - Ano I nº 1