Issuu on Google+

César, da Ginco, fala sobre de ENTREVISTA Júlio mercado, a construtora e projetos

Impresso Especial 9912265133/2010/DR/MT CRECI-MT

CORREIOS

DEVOLUÇÃO GARANTIDA

CORREIOS

CUIABÁ, DEZEMBRO DE 2010 | ANO XIV | Nº 50

2011 O ANO

www.revistacredencial.com.br

PROMETE SEGURANÇA Presidente do Creci-MT avalia política habitacional de Silval Barbosa

DEBATE Encontro Imobiliário promovido pelo Creci foi um sucesso

ELA VOLTOU A Lambreta voltou. Com inovação, mas com a mesma magia


â–„2

Credencial |

Dezembro 2010


Dezembro 2010

| Credencial

3â–„


CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS DE MATO GROSSO – 19ª REGIÃO

César, da Ginco, fala sobre de ENTREVISTA Júlio mercado, a construtora e projetos

CUIABÁ, DEZEMBRO DE 2010 | ANO XIV | Nº 50

creci@creci-mt.org.br imprensa@creci-mt.org.br

2011 O ANO

www.revistacredencial.com.br

Rua Coronel Leite, 637, Jardim Independência – CEP: 78.043-076

PROMETE

CREDENCIAL É O INFORMATIVO OFICIAL DE DIVULGAÇÃO DO SISTEMA CRECI/COFECI EM MATO GROSSO - 19ª REGIÃO

SEGURANÇA

DIRETORIA EXECUTIVA Presidente Vice-Presidente 2º Vice-Presidente Diretor-Secretário 2º Diretor-Secretário Diretor-Tesoureiro 2º Diretor-Tesoureiro DIRETORIA ADJUNTA Diretor Social Diretor de Fiscalização Diretor para Assuntos Legislativos Diretor Patrimonial Diretor para Assuntos Educacionais Diretor de Relações Institucionais

Ruy Pinheiro de Araújo João dos Santos Mendonça Pedro Antônio Simioni Carlos Tibaldi R. dos Santos Paulo Antunes Maciel Carlos Alberto Lucio da Silva Luiz Fernando Pinto Barcellos

credencial | ANO XIV | Nº 50 ELA VOLTOU

DEBATE

Presidente do Creci-MT avalia política habitacional de Silval Barbosa

ÍND

Encontro Imobiliário promovido pelo Creci foi um sucesso

A Lambreta voltou. Com inovação, mas com a mesma magia

Weismuller F. de Medeiros Miguel José Kalix Ferro Décio Bertrand Silva The Flávio Behling Alex Vieira Passos Marco Sério Pessoz

EXPEDIENTE w w w. r e v i s t a c r e d e n c i a l m t . c o m . b r Secretária Executiva Jocilma Brites Financeira/Tesouraria Cristiane A. Carvalho Coord. Fiscalização Mirela Silva Pereira Jackelynne Oliveira-Estagiária Contabilidade Silvio Santiago Assessoria Jurídica Dr. Marlon De Latorraca Barbosa Dr. Mário Benjamim B. Júnior Bruna Muriel, Ramilla Thuany Amaral e Maria Rita Teodozio de Oliveira – Estagiárias Atendimento Monaliza Ferrarez e Suellem Prado Assessoria de Imprensa Jorge Maciel - DRT - 414-BA/MTb 202-12 Camila Amorim – Estagiária

24

INVESTIMENTO Aquisição de imóveis continua sendo a “cartada” mais segura

Diretor Geral Valmir Nascimento Diretor de Redação Jorge Maciel Redação Camila Freire Amorim Érica Costa Jorge Maciel Editor de Arte Aroldo Cruz - DRT 18 -AM Equipe de Fotografia Moisés Mucce Walter Machado Revisão Camila Freire Amorim Dir. Administrativo Andréia Alves Departamento Comercial Joice Miranda Projeto Gráfico Aroldo Cruz - DRT 18 -AM Circulação Mato Grosso e Brasília

Anunciar (65) 9902-8748 . (65) 9618.6838 . (65) 3623-4880 contato@graphusmt.com.br – Atendimento ao leitor (65) 3623-4880 Impressão Gráfica Genus Tiragem 13.000 Exemplares Credencial é uma publicação bimestral do sistema Creci/Cofeci. Não nos responsabilizamos por opiniões expressas nos artigos assinados nem pelo conteúdo dos anúncios e informes publicitários. Reprodução proibida sem autorização. Cuiabá-MT Rua Coronel Benedito Leite, Nº 637, Bairro Jardim Independência, Cuiabá/MT CEP: 78.043-076 – Fone: +55 65 3623-4880 – Site: www.creci-mt.org.br e-mail: creci@creci-mt.org.br Brasília-DF COFECI – SDS Edifício Boullevard Center, Sls 201/210 – Brasília – DF CEP: 78.391-900 – Fone: +55 61 3321-2828 – Site: www.confeci.gov.br

▄4

6

HABITAÇÃO

Ruy Pinheiro diz que política habitacional precisa ser mantida

Credencial |

Dezembro 2010

18 COPA 2014

Mostramos mais vez parte do projeto de mobilidade urbana


ICE 11 ENSAIO Quanto custa sonhar

Tocando em frente Ruy Pinheiro de Araújo é presidente do Creci (MT)

A

Otimismo à toda prova

50ª edição de Credencial chega novamente às suas mãos, colegas corretores, com uma nova gama de informações pertinentes ao mercado imobiliário, mas a grande atenção continua sendo o grande trabalho que o Creci, o Secovi/MT, Sinduscon/ MT fizeram na avaliação da Planta Genérica de Cuiabá, cuja análise serviu de base para a atualização dos valores de imóveis urbanos para efeito do IPTU 2010. O tema ganhou grande repercussão, houve opiniões prós e contras, mas em nenhum momento se discutiu a legitimidade técnicocientífica dos organismos que compuseram tal planilha. Esse assunto está na página 10 desta edição. Mas Credencial enfoca outras pautas, como a lei de inquilinato, as investidas da Fiscalização para continuar garantindo terreno livre para o melhor trabalho das empresas e corretores imobiliários. Os lançamentos e empreendimentos para 2011, três anos da Copa 2014 – aliás, para os futuros anos – é outro aspecto abordado pela revista nesta edição. Os eventos do período, legislação, mobilização, mercado, entre outros assuntos, Credencial enfoca com grande profundidade, como aliás, é seu principal objetivo. Nesta edição 50, que encerra um ano frutífero e que precede mais um ano de realizações, continuamos a contemplar outros assuntos, como cultura, música, carros, motos, comportamento e, como novidade, criamos a sessão ‘Saúde’ que analisa, neste número, uma patologia que afeta uma grande parte de trabalhadores: as dores que se originam na coluna vertebral. Esperamos que o corretor e o leitor, em geral, ganhem com a nova edição de Credencial. Por outro lado, chegando ao fim de mais um ano de lutas, conquistas e empenho, quero deixar em nome de toda a diretoria do Creci-MT, desejo a todos os leitores um Ano Novo de conquistas e materialização de projetos. ▄

42 DUAS RODAS

Boa leitura !

14 PERFIL Referência de mercado 16 TECNOLOGIA Creci-MT reestrutura portal

20

E N CO N T R O IMOBILIÁRIO

27 SEGURANÇA O perigo mora à porta

29 CONVERSA FRANCA Vimos e vencemos

32 SORRISO ESPECIAL A força vem do campo

36 ENSINO Longe é um lugar que não existe

37 SAÚDE Males na coluna vertebral

38 SOM & ARTE Supreendente e talentosa

39 ESPORTE A bola vai rolar

40 CORRIDA DE REIS A cada ano maior

41 CARROS & ESTILO

Lambretta: ela voltou Dezembro 2010

| Credencial

5▄


H A B I TAÇ ÃO

Investimentos em casas populares pôs fim à ‘indústria do grilo’ em Cuiabá e desenham nova perspectiva para setor imobiliário em 2011

A

construção de conjuntos habitacionais e a ampliação de loteamentos urbanizados, colocou fim num problema crônico da Grande Cuiabá entre 2002 a 2010: as ocupações irregulares e invasões de propriedades públicas e privadas, conhecidas por décadas como “indústria do grilo urbano”. A avaliação é do presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci) de Mato Grosso, Ruy Pinheiro, ao fazer um balanço do ano, tomando a década como parâmetro, para traçar perspectivas do segmento como forma de ordenamento mercadológico para os próximos quatro anos. “O respeito à propriedade privada e aos investidores do mercado imobiliário é uma conquista ímpar dos investidores de Mato Grosso e, num contexto amplo, de todo o país”, argumenta ele. Ruy Pinheiro acredita que a política habitacional do governo Silval Barbosa, que se inicia em 1º de janeiro de 2011, será tão ou mais agressiva que a aplica▄6

da pelo governo Blairo Maggi (2003-10). “Ao mesmo tempo em que se resolve um problema social grave, contribui para a garantia e segurança de quem adquire um imóvel ou vários nas maiores cidades de Mato Grosso, porque o novo dono tem a certeza de que não será vítima de invasão”, afirma Pinheiro. O presidente do Creci argumenta que as obras, como as casas populares, criam oportunidades de emprego e renda para milhares de trabalhadores ► Credencial |

Dezembro 2010

Lenine Martins/Secom-MT

Segurança e estabilidade


Pinheiro: “acreditamos que a falta de respeito ao direito de propriedade é uma página virada em Mato Grosso”

da indústria da construção, principalmente pedreiros e serventes. “O que, na prática, também é bom para o setor privado, por conta da melhoria na segurança, já que o trabalhador inserido no mercado não se aventura a atos ilícitos”, pondera.

Para ele, quando governador, o senador Blairo Maggi não se notabilizou apenas por construir casas, mas, também, por prevenir as invasões às propriedades privadas. Em outra vertente, o presidente do Creci adverte que, apesar da euforia de setores do mercado com o advento da Copa do Pantanal de 2014, o Conselho Regional recomenda cautela. Ruy Pinheiro pondera que na Copa do Pantanal 2014, apesar de assegurar a valorização dos imóveis da Capital e de Várzea Grande, o risco de haver ‘boom’ imobiliário é praticamente nulo. “O mercado tem força para regular a demanda, entre oferta e procura, o que, na verdade, desaponta os especuladores”, justifica ele. Quem investir alto, apostando na especulação imobiliária para remunerar o capital acima da média, corre o risco de levar prejuízo em alto escala. “É imprescindível que haja respeito ao mercado, que, graças a décadas de aprendizado contínuo, atingiu um nível de maturidade que há muito era esperado”, completa Ruy. ▄


Insumos em alta

A indústria de material de construção está otimista com as expectativas de vendas no mercado interno durante o mês de dezembro. O maior volume de compras no período é de louças e artigos para banheiros e lavatórios, mas insumos básicos têm promessas de crescer em comercialização devido às linhas de crédito para reformas e construção. Pesquisa da Abramat (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção) mostra que 75% das empresas apontam para um cenário “bom” no período, enquanto 20% responderam “regular” e apenas 5% estão pessimistas. ▄

Registro de imóveis Está em análise na Câmara o Projeto de Lei 7889/10, do deputado Vitor Penido (DEMMG), que reduz para 15 dias o prazo para que o Cartório de

Registro de Imóveis efetue o registro. Atualmente, a Lei de Registros Públicos (Lei 6.015/73) estabelece prazo de 30 dias. O prazo foi fixado na década de 70 do século passado, quando a comunicação era muito difícil, o País não possuía a estrutura de hoje, nem, tampouco, havia informatização. A mudança beneficiaria quem compra imóvel pelo Sistema Financeiro Habitacional. O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). ▄

N ÃO CO N D I Z

Credencial |

A Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social (Setecs) definiu, que em 04 de fevereiro de 2011 acontecerá o primeiro sorteio do Programa Minha Casa, Minha Vida em Mato Grosso. A decisão foi tomada em conjunto com membros do Ministério Público Estadual, Caixa, representantes de habitação de Cuiabá e Várzea Grande e Conselhos Municipais de Habitação. ▄

P RIMA ZIA

Primeiro esta imagem foi capa de uma importante revista local e, posteriormente, tem sido largamente explorada em anúncios publicitários, principalmente por meio de out-doors. Em primeiro plano, a ponte Sérgio Motta (Cuiabá-Vàrzea Grande), com a cidade de Cuiabá ao fundo. O detalhe é que os prédios que surgem atrás estão muito próximos na foto, e, na realidade, estão a mais de seis quilômetros. ▄ ▄8

Minha casa, minha sorte

Dezembro 2010


RANKING

Ao contrário da nossa vã imaginação, Cuiabá não está entre as melhores cidades de Mato Grosso considerando setores básicos em desenvolvimento social e infraestrutura. A capital está em 81º lugar, na relação dos melhores avaliados em educação, renda, saúde e ecologia, conforme levantamento do Índice de Desenvolvimento Social Municipal (IDSM) encomendado pela Assembleia Legislativa. A pesquisa foi feita no primeiro semestre de 2010, com base em dados da Sefaz, Seduc, Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe) e Ministério

]

As 10 mais do Estado

AS

10

PELA ORDEM Alto Taquari

da Saúde. Outro fator que contribui Primavera do Leste para o enfraquecimento de Cuiabá Rondonópolis com relação aos municípios do interior de Mato Grosso no quesito Diamantino renda trata da capacidade própria Lucas do Rio Verde de investimentos que está em queda Nobres comparado aos municípios dominados economicamente pela força do Sorriso agronegócio como Rondonópolis, Sapezal Primavera do Leste, Sorriso e Lucas do Alto Araguaia Rio Verde. Segundo maior município de Mato Campos de Júlio. Grosso, Várzea Grande aparece em 39º lugar, atrás de Sapezal, Campos de Júlio, Água Boa, FALE Juara, Sinop e Alta Floresta. CONOSCO

Moradias inadequadas O número de moradias inadequadas erguidas principalmente em bairros surgidos da grilagem urbana) caiu, mas o défict habitacional em Mato Grosso continua alto, mesmo com diversos programas habitacionais e a entrega de mais de 70 mil moradias nos últimos oito anos. Em nível nacional, déficit habitacional cresceu 0,17% entre 2008 e 2010. Em Mato Grosso, mesmo com muitas ofertas, o déficit ainda é de mais de 10 mil moradias. ▄

]

creci Envie críticas, sugestões e observações para imprensa@creci-mt.org.br ou para valmir@diariomt.com.br Se preferir, ligue:

(65) – 9902-8748 (65) – 8604-5283

P E R I M E T R AL Com mais de 15 quilômetros, cortando toda a cidade, a Perimetral, aberta pelo ex-governador Garcia Neto, no final da década de 70, foi duplicada e transformada em avenida Miguel Sutil pelo então prefeito Dante de Oliveira em 83, e até hoje configura como a mais importante via expressa da Capital. O termo “Perimetral”, delimitava o perímetro urbano e significava que a partir dali o que ficava de fora era considerado zona rural. ▄

Erquido na praça Alencastro, construído em meados da década de 70, o “Maria Joaquina” foi o primeiro edifício residencial da capital mato-grossense, com 15 andares, e apartamentos de mais de 300m2, sendo uma cobertura, que era residência do seu construtor, o entusiasta José Filogônio Correa, o Filó, que ainda mora no edifício. Naquela época, como até hoje, era ‘chic’ morar no centro, no mais novo prédio da cidade. ▄ Dezembro 2010

| Credencial

9▄


Super mini

Assento e tanto

Prevendo uma poupança de energia e economia de dinheiro as lâmpadas incandescentes além de não iluminar direto gastam muita energia e só produzem calor. Diferentemente das lâmpadas incandescentes estas mini lâmpadas Xenon G9, 42W, são produzidas com vidro transparente (material amplamente reciclado) e vem com seu próprio mini adaptadores que podem ser adaptadas há uma infinidade de objetos que utilizam estes tipo de bocal, sejam eles em um abiente retrô ou modernistas. ▄ ▄ 10

Credencial |

Muito utilizados no Japão e conhecidos como Washlets, os produtos finalmente chegaram ao Brasil. Importado com tecnologia japonesa, mantém o aquecimento do assento, - duchas controladas de água quente e fria, através de controle remoto, secagem por ar quente, - remoção de odores e maus cheiros, - massagem íntima sistema autolimpante e bactericida. Os Washlets são adaptáveis, e a maioria vem com ou sem sistema de pressurização.

Ferro futurista Atenção, atenção... Fim do martírio. Um novo eletrodoméstico recentemente lançado pela Panasonic realmente valoriza o conforto, a praticidade, com bons

Dezembro 2010

resultados. O modelo PNI-WL600 360° Freestyle funciona sem fios, tornando ele um marco na história dos ferros de passar roupas. Totalmente econômico e prático. ▄


ENSAIO

Quanto custa sonhar

Pesquisa recente aponta para os principais sonhos de consumo, que integram TVs LED, TV por assinatura e a casa própria

O

sonho da casa própria ainda faz parte do principal item de desejo dos brasileiros, revelou estudo desenvolvido pela agência Voltage e pela empresa de pesquisa Bridge Research. Ter o direito à moradia está no topo do imaginário de 43% dos entrevistados, principalmente os integrantes das classes C (48%) e B (37%). A pesquisa também identificou que “ser alguém na vida” (17%), “ser mais espiritual” (9%), “desistir de tudo e viver a boa vida no campo” (8%) figura entre os anseios dos brasileiros. Para se chegar ao padrão de ida confortavelmente necessário, 72% dos entrevistados disseram precisar de TVs de tela plana, LCD, plasma e LED. Destes, 76% compõem a classe A, enquanto 72% as classes B e C. Outras formas de tecnologias para viver bem foram lembradas: celular (67%), TV por assinatura (61%), telefone fixo (57%) e notebook (56%). Notase que ter internet banda larga sem fio, com 55% das citações,

não ficou entre as primeiras necessidades. Crise mundial - Quando questionados sobre como a crise mundial afetou a percepção e os hábitos de compra do brasileiro, os pesquisadores apresentaram três hipóteses a serem escolhidas pelos entrevistados. A maioria (31%) afirmou ter se tornado mais consciente das coisas que realmente trazem felicidade, como amigos e família. Neste quesito, boa parte dos respondentes pertencia à classe B, com 34% das citações. ▄ Dezembro 2010

| Credencial

11 ▄


C reciNews CreciNews reciNews C C reciNews

Camila Amorim

Atraindo corretores

Fórum imobiliário No último dia 14, o Creci/MT, em parceria com a Ginco Empreendimentos, Caixa Econômica Federal, Secovi-MT, Cetep, realizou o 2º Encontro do Mercado Imobiliário de Mato Grosso que contou com a participação do presidente do Cofeci, dr. João Teodoro da Silva e do dr. Oscar Hugo Monteiro Guimarães, economista e presidente do Creci-GO, que proferiram palestra sobre o mercado de imóveis brasileiro e captação de imóveis. Na ocasião também foi realizado um curso de Técnicas de Captação de Imóveis para acadêmicos e corretores.

Recesso Como acontece todos os anos, em função das festividadaes de final de ano, o Creci entrou em recesso no dia 20 deste mês, voltando às suas atividades normais no dia 03/01/2011.

▄ 12

]

A Atração Motos, revenda Yamaha, acaba de receber as últimas linhas da marca, onde se destacam a Teneré (foto) com opções imperdíveis para aquisição neste final de ano, por financiamento e consórcio. Ainda assim, a revenda criou uma promoção especial para empresários do setor imobiliário e construtivo para outros modelos, como YBR Factor, K, E e ED, além das do tipo `scooter` Neo 115 e Crypton . O consultor José Mauro, na foto com o modelo Teneré, diz que a promoção especial vai até final de janeiro e que demais financiamentos continuam em até 50 meses. A Atração Motos fica na Couto Magalhães, em Várzea Grande. Fone 3029-2000. ▄

Votorantim em Cuiabá

]

O grupo Votorantim escolheu Mato Grosso para instalar mais uma fábrica, acreditando no potencial econômico e as projeções de crescimento do Estado. Foi concedido pelo Governo incentivo que reduz em 50% o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), num período de dez anos. Cerca de mil empregos serão gerados na nova fábrica de cimento da Votorantim, sendo 400 diretos. O funcionamento com capacidade total está previsto para o final de 2012.

Carteiras a estagiários

No mês de novembro foram entregues mais 16 carteiras a estagiários que trabalham em empresas do setor e a última solenidade de entrega do ano foi na segunda quinzena de dezembro. Com o recebimento das carteiras de estagiários os profissionais tornam-se aptos ao mercado imobiliário e podem trabalhar dentro das normais legais. ▄ Credencial |

Dezembro 2010

Evento nacional O presidente do CreciMT, Ruy Pinheiro de Araújo, e o conselheiro Décio Berthand da Silva The, compareceram na segunda semana de dezembro no evento, realizado na Plenária Nacional do Cofeci, em João Pessoa (PB), no hotel Verdegreen. A reunião teve como pauta principal o julgamento de processos de anuidades, revisões e legislações. ▄


Dezembro 2010

| Credencial

13 â–„


PERFIL

Referência de mercado Como um dos mais experientes executivos do setor em Mato Grosso, César torce para novas parcerias e deseja sucesso àqueles que estão determinados a crescer oferecendo bons produtos

▄ 14

P

erto de chegar às três décadas de atividade no mercado imobiliário, César Moraes, gerente de Negócios e Comercialização da Construtora São Benedito, a maior empreendedora do Estado, é um profissional realizado, um dos mais bemsucedidos do segmento, e carrega consigo uma qualidade rara: a de conseguir produtividade sempre atuando com franqueza, com a linguagem direta e respeito aos parceiros. “Ninguém consegue nada sozinho, tudo é fruto de trabalhos conjuntos, em combinação, em perfeita harmonia. Isso aprendi desde cedo e aprimorei esses princípios trabalhando com empresários que valorizam e reconhecem a força dos parceiros e os seus colaboradores”, diz César, que, ainda na infância viu fluir toda a sua vocação para os negócios. Junto com o irmão Aparecido, com quem abriu a CID Imóveis anos depois, César vendia mangas na Joaquim Murtinho, nos anos 60 e ainda ajudava o pai, que tinha um comércio muito tradicional na época. César atuou com o irmão na CID Imóveis por anos, intermediando vendas de unidades residenciais e comerciais e chácaras, até que foi convidado pelo Grupo Maluf, onde está até hoje. ForCredencial |

César Moraes, gerente de Negócios e Comercialização da Construtora São Benedito

mado em Administração de Empresas, com cursos e muitas viagens, que lhe auxiliaram em conhecimento e currículo, César Moraes é um conhecedor dedicado e detalhado do mercado imobiliário, sendo uma indiscutível fonte de consulta no segmento. Viveu experiências como a chegada de grandes empreendedoras a Cuiabá e viu a cidade crescer verticalmente, acompanhando passo a passo do processo. Já como diretor na São Benedito observou a quebra da Encol e agora acompanha o advento de novas empresas do setor por conta da Copa 2014, onde se vê surgindo muitos empreendimentos. Ele é muito reservado em relação à euforia. Durante o fechamento desta edição César fez questão de desejar aos colegas de trabalho e demais parceiros, muita determinação e sucesso neste ano, quando a São Benedito e outras empresas do grupo farão muitos investimentos. “Quero que todos tenham sucesso nos seus planos e que nossa cidade possa crescer e ficar ainda mais bonita e atraente”, disse ele. ▄ Dezembro 2010


Dezembro 2010

| Credencial

15 â–„


TECNOLOGIA

Creci-MT reestrutura portal Texto: ÉRICA COSTA | Fotos: JORGE MACIEL

Através da Searom Informática, Creci reestrutura plataforma, moderniza o site e multiplica as ferramentas para auxiliar o corretor de todo o Estado ▄ 16

N

o mundo altamente competitivo de hoje, a informação deve correr em grande velocidade, a prestação de serviços tem que ser cada vez mais ágil e com segurança, e os investimentos em informática tornam-se tão necessários quanto a própria razão de existir das instituições. O Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-MT), da 19ª Região, acaba de reestruturar toda a sua plataforma, incluindo banco de dados, site e layout com a idéia de ampliar ainda mais os serviços para aos corretores de imóveis, dando-lhes maior consistência ao noticiário do setor. Desde dezembro passado, o corretor de imóveis que acessa o site Credencial |

Dezembro 2010

Equipe do Creci-MT que participou do treinamento aplicado pela Searom

www.creci-mt.org.br já pode desfrutar de muito mais ferramentas de serviços e consultas, criadas para facilitar seu trabalho. “O corretor já gozava desses benefícios, mas criamos outros campos e dinamizamos o site tornando o portal bem mais atraente e funcional”, diz ►


o analista de Sistemas, Leonardo Moraes, que responde pela implantação de serviços de informática e integração de vários sites do sistema Cofeci-Creci em outros estados. Através da Searom Informáti-

ca, empresa com matriz em Goiânia (GO), da qual é diretor-proprietário, Leonardo Moraes, que opera no sistema há mais de uma década, redefiniu o site (o novo site) do Creci-MT, tornando-o rico em ofertas de serviços para o corretor. No mês de dezembro, após a reestruturação do site, ele ministrou treinamento de uma semana para os técnicos e servidores do Creci-MT, explicando as novas ferramentas e os novos sistemas, como a Ouvidoria, áreas restritas, que vão auxiliar os profissionais no seu dia-a-dia. Com esse novo portal, o Creci oferece aos corretores de imóveis de todo o estado um site completo, com vídeos, galerias, notícias, tabelas, legislação, fiscalização, inscrições, banco de dados e uma gama de informações e alternativas para um melhor desempenho de suas funções, assim como atrativa navegação. ▄

Leonardo Moraes, da Searom: know-how e sistemas integrados com certificação do Cofeci Dezembro 2010

| Credencial

17 ▄


URBANISMO

Caminhos do amanhã-2 Mostramos mais uma etapa dos projetos de mobilidade urbana de Cuiabá para os próximos quatro anos Texto: JORGE MACIEL

França: “temos capacidade, knoh-how e decisão de concluir todas as obras tranquilamente”

▄ 18

Nem mesmo o evento da Copa do Mundo, em 2014, gera tamanha expectativa. A maior aflição é mesmo as transformações de Cuiabá. Sede da Copa do Pantanal, Cuiabá consumiu 2010 com projetos e agora é a hora das obras propriamente ditas. As primeiras intervenções de desbloqueio de trânsito começaram no início de outubro com obras na avenida Afonso Pena. Dois meses depois, as máquinas chegaram à avenida Mário Palma. As 23 grandes obras só terão início Credencial |

Dezembro 2010

quando os desbloqueios estiverem concluídos, mas o presidente da Agência da Copa (Agecopa), Yênes Magalhães, garante que tudo está devidamente monitorado. São viadutos, trincheiras, duplicações, pontes e corredores de Bus Rapid Transit (BRT) – que são pistas exclusivas para transporte coletivo. Como uma autarquia séria e que já mostrou sua habilidade com homens competentes em sua direção, a Agecopa começa 2011 com um desafio: agilizar as obras de desbloqueio e tratar de acelerar o processo licitatório das grandes obras. O ex-prefeito Roberto França, que duplicou toda a avenida Monte Líbano e construiu o Viaduto duplicado da ►


No Despraiado, um grande viaduto, que vai até na Rodoviária, por cima da Miguel Sutil

Rodoviária, com seu belo desenho em “dois 8”, um dos cartões postais de Cuiabá, não vê motivo para tanta aflição. “Fizemos aquele viaduto em menos de um ano e meio. Brasília, nossa capital federal, Juscelino fez em três anos e meio. Temos condições e tempo suficientes para essas obras”, afirma. ▄ Na edição passada, CREDENCIAL mostrou algumas futuras intervenções. Veja outras:

Trevo do Santa Rosa, hoje um gargalo: trincheira diminuirá em 70% engarrafamentos

BRT da Fernando Correa, com uma estação bem à frente do 9º BEC Dezembro 2010

| Credencial

19 ▄


o r t n rio o ĂĄ c n ili b E imo

â–„ 20

Credencial |

Dezembro 2010


Dezembro 2010

| Credencial

21 â–„


â–„ 22

Credencial |

Dezembro 2010


23 ▄


CAPA

Imóveis, o melhor “presente” Com um rosário de opções em níveis de preços e localizações, o investidor continua buscando a modalidade de investimento que, historicamente, apresenta melhor resultado

C

om 15 anos de casamento, o empresário catarinense Mario Henrique Rotter e a médica várzea-grandense Maria Eugênia reconhecem que “já jogaram muito dinheiro fora em pouco mais de uma década juntos”. Com rendimento mensal combinado perto dos R$ 25 mil, Rotter rodava por aí num Ford Fusion (R$ 130 mil) e Eugênia num Hilux SRV (R$140 mil), cujas prestações iam a patamares de R$ 6,8 mil, mais R$ 1,4 por dois consórcios, R$ 1,8 mil em aluguel e despesas com outros investimentos que consumiam, sem retorno, quase 70% de toda receita doméstica. Há dois anos, estimulados por um anúncio publicitário, e após a decisão de encarar um financiamento imobiliário num agente bancário, ambos mudaram a direção dos seus planos. Com pouco mais de 24 meses de espera, eles continuam com os mesmos carros, mas já estão de malas prontas para um apartamento de mais de 140 m2, bem além da casa que alugam, com toda estrutura em lazer, conforto e segurança, ▄ 24

por um preço pouco acima dos dois carros e o valor anual do aluguel que ainda vêm pagando. A diferença é que, nos próximos três anos, o imóvel de R$ 290 mil já estará quitado e a valorização ficará nos ares de R$ 400 mil. “O imóvel é o único bem que se valoriza nessa escala”, afirma o empresário do segmento imobiliário e presidente do CreciMT, Ruy Pinheiro de Araújo, 30 anos de profissão, observando que o casal fez a escolha certa. O caso do casal Rotter ilustra inúmeros exemplos de pessoas que estão investindo em imóveis, algumas das quais estão até utilizado esse “produto” como presente de fim de ano, diz o presidente do Sindicato da Habitação (Secovi-MT), Marcos Pessoz. Romilson Silva, de Sinop, acaba de comprar um apartamento na planta de uma construtora local no valor de R$ 190 mil para o filho Lucas de 12 anos. “Quando ele estiver com 18 anos já terá seu imóvel”, afirma. Quem casa quer casa... Não é de hoje que investir em imóveis é a mais freqüente recomendação dos analistas de operações financeiras e economistas, uma vez que esse tipo de investimento é indicado► Credencial |

Dezembro 2010

Henrique e Eugênia: valorização do dinheiro por meio de investimento em imóvel


Charme Goiabeiras, empreendimento da MRV já totalmente comercializado para as classes B e C: opções como presentes

GERENCI

AL

MELHORES INVESTIMENTOS

Imóveis Informática Reserva em ouro Ações/bolsas de valores Minérios/Mineração Agronegócio Comunicações Siderurgia Prestação de serviços Transportes

como mais seguro e longe das agruras de mercado. Com uma nova concepção que vai se tornando um padrão, jovens casais já planejam, antes do casamento, o seu primeiro imóvel e várias construtoras buscam em nicho de mercado, como é o caso do Grupo Plaenge, que tem num dos seus braços a Vanguard, uma construtora voltada, basicamente para atender à essa demanda. Com o mercado em ebulição sem precedente, Cuiabá pode receber, nestes próximos 20 meses, mais de 10 mil unidades, adicionadas às mais de 7.000 em ofertas hoje. São imóveis de variados padrões, contemplando as classes A, B, C e D, o que significa dizer que não será por falta de opções que os que procuram imóveis para investir ou presentear deixarão de materializar seus projetos de vida. ►

Torres do Coxipó Localidade: Coophema -Cuiabá Entrega: 2011 Siciliano Localidade: Duque de Caxias - Cuiabá Entrega: 2011 Villaggio Pompéia Localidade: Rua Comandante Costa - Cuiabá Entrega: 2012

SÃO BEN

EDITO (*)

Goiabeiras Tower Localidade: Goiabeiras – Cuiabá Entrega: 2010 Parque Residencial Beira Rio Localidade: Avenida Beira Rio – Cuiabá Entrega: 2012 Residencial Parque Pantanal 3 Localidade: Em frente ao Shopping Pantanal - Cuiabá Entrega: 2011 *A construtora possui outros 25 empreendimentos em obras

PLAENGE Modigliani Localidade: Avenida Buenos Aires Entrega: 2011 Eco-Vita Ideale Localidade: Consil – Cuiabá Entrega: 2012 Innovare Condomínio Clube Localidade: Jardim das Américas Entrega: 2011 Sofisticato Localidade: Avenida Rubens de Mendonça Entrega: 2012

Dezembro 2010

| Credencial

GINCO

(*)

Garden 3 Américas Localidade: Estrada do Moinho Entrega: 2013 Residencial Monte Carlo Localidade: Saída para Chapada Ano Entrega: 2011 Residencial Barcelona Localidade: Saída para Chapada Ano Entrega: 2012

25 ▄


CAPA

URBANA/CO

NCREMAX

Morada do Parque 6 torres - Apartamentos com 2 a 4 dormitórios Entrega/Etapas 2011 Show de Morar Entrega em 2014 5 torres de 18 andares Florais do Valle Loteamento- Entrega imediata

Gerencial oferece três novos empreendimentos

CARAJÁ Verdes Mares Localização: Baú ▄ 26

Dentro de um grande leque de opções em imóveis, a Gerencial Construtora, 30 anos de mercado, está construindo três novos empreendimentos em Cuiabá: O Villaggio Pompeia (19 andares), em pleno centro da cidade, na tranqüilidade do início da rua Comandante Costa, O Villaggio Siciliano, 20 andares 2x1 no valorizado Duque de Caxias, e o Torres do Coxipó, quatro blocos de sete andares com apartamentos de 3 dormitórios, que será entregue em duas etapas, a primeira em setembro 2011. Com muito estilo, de alto padrão construtivo, os empreendimentos da Gerencial devem manter o ritmo de comercialização acelerado, uma tradição da construtora, que, Credencial |

Dezembro 2010

nestas três décadas de atuação, ganhou a confiança do mercado, e por conseqüência do investidor, pela entrega no prazo e localização privilegiada. Outro atrativo é o que a construtora tem como característica a opção de três plantas conforme a escolha do cliente. O Villaggio Pompeia está ainda com obras na fundação. Já o Villaggio Siciliano se encontra na 20ª lage com a entrega em Outubro 2011. Não esquecendo o Torres do Coxipó, que valoriza ainda mais uma região com excelente infra-estrutura básica e tranqüila, ao sul da capital, já tem as duas primeiras torres na sétima laje, um bloco na quarta laje e outro na fundação.” ▄


S egurança Os agentes de portaria dos condomínios devem ser orientados e bastante seletivos também neste período

Fim de ano, festas, visitas, correspondências e as ameaças constantes de assaltos e furtos. Como fazer para afastar esse risco e outros dissabores nos condomínios?

O perigo mora à porta

P

assado o período de festas, quado as atenções relacionadas à segurança devem ser redobradas, os cuidados permanecem. Tradicionalmente, nesta época, aumentaram os volumes de presentes, cestas, ceias, entregas de lavanderia, além do movimento de prestadores de serviços, e agora vêm o Carnaval, e as férias, que exigem ainda mais cuidados. Para garantir a segurança do condomínio, o ideal é que o morador deixe a portaria informada a respeito das entregas, e desça para recebê-las. Caso ele não esteja em

TEXTOS: JORGE MACIEL | FOTOS: WALTER MACHADO

casa, e a entrega não precise ser feita em mãos, o pacote pode ser deixado com os funcionários do prédio. “Nenhum entregador pode ter acesso ao apartamento, pois 100% das invasões em edifícios são feitas pela porta da frente”, diz o comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso, coronel Benedito de Farias. De acordo com o major-PM reformado e hoje consultor em segurança privada, Manoel Moreira, para garantir a segurança do edifício, é importante deixar uma lista de convidados na portaria com antecedência, caso você pretenda receber ao menos Dezembro 2010

| Credencial

12 pessoas nas festas de Natal ou Ano Novo. Em condomínios que possuem vagas de garagem para visitantes, o modelo do carro e número da placa também devem constar juntamente com os nomes. Segundo ele, esse procedimento deve ser adotado tanto para comemorações no apartamento do morador, como em áreas comuns, como o salão de festas ou espaço gourmet. “Isso não invalida a questão do porteiro comunicar a chegada da visita. É obrigação do condômino estar atento para atender o interfone e liberar a entrada”, diz ele. ► 27 ▄


Móveis & Decorações

Tapetes | Adornos Móveis Internos Móveis Externos

No Clarice Lispector, da Plaenge, preocupação com a segurança com guarita planejada

É sabido que muitas reclamações de moradores sobre funcionários que deixam as visitas esperando até a identificação para liberar a entrada no edifício têm diminuído, em grande parte, devido ao aumento de assaltos a condomínios. “As pessoas estão mais preocupadas com a segurança, mas sempre tem aquele

morador que acha que o porteiro é funcionário dele, que recebe ordens dele e tem a obrigação de conhecer a família dele, e não é assim que funciona”, diz o especialista em segurança, Devárzio Gomes, lembrando que é importante ter paciência com o maior rigor adotado nas portarias dos prédios. ▄

S I G A E S TA S R E C O M E N D A Ç Õ E S Mande anotar a placa de todos os veículos que acessarem a garagem e avise a chegada de parentes e amigos, informando ao porteiro a marca do veículo e placas Recomendar à portaria que exija documentos originais e que avise no interfone sobre as visitas Entregar na portaria uma lista de convidados e de possíveis visitantes Se viajar, deixar as chaves, se possível, com um parente próximo para visitas diárias Adie execução de pequenas obras de reformas ou reparos durante o período

Av. Isaac Póvoas, 1.555 Goiabeiras - Cuiabá-MT CEP 78.005-340

Nunca deixar as luzes acesas, mesmo em apartamentos Os equipamentos de vigilância eletrônica devem estar perfeitos

email: decoracuiaba@decoracuiaba.com.br

▄ 28Fone: 65 . 3028-3402

Credencial |

Dezembro 2010


C onversa franca

Vimos e vencemos Pioneira no conceito de condomínios horizontais em Mato Grosso, a Ginco Empreendimentos vê um mercado promissor e estável em 2011. O sócio-diretor da construtora fala da participação no mercado, planos futuros e responsabilidade social

O

advogado Júlio Cesar de Almeida Braz comanda, em Cuiabá e Várzea Grande, Mato Grosso por extensão, uma das construtoras mais arrojadas do setor imobiliário, com centenas de ofertas no segmento de condomínios horizontais de alto padrão. Júlio dedica grande parte do seu tempo a planejamentos e a acompanhar projetos em curso, mas arranja espaço para que a Ginco Empreendimentos, pioneira nesse segmento imobiliário no Estado, faça parcerias voltadas às transformações das cidades, campanhas de respon-

Júlio, da Ginco: pioneirismo e projetos permanentes para o futuro

sabilidade social e participe de projetos urbanos, como é o caso do plano de recuperação operacional da Usina de Compostagem de Cuiabá, é uma das parceiras da Prefeitura Municipal nesse ambicioso projeto. Com 20 anos de experiência no segmento imobiliário, natural de Goiânia, atualmente, Júlio é sócio-diretor da Ginco Empreendimentos e ocupa a vice-presidência do Sindicato das Indústrias da Construção de Mato Grosso (SindusconMT). Na semana passada, ele recebeu CREDENCIAL para falar da Ginco, dos planos para Dezembro 2010

| Credencial

2011, de parcerias e do mercado de imóveis mato-grossense. Acompanhe:

CREdenCIal - Cuiabá, e a re-

gião Centro Oeste são mercados viáveis no segmento de condomínios horizontais de alto padrão? Júlio César - Veja bem ... A implantação da Ginco no mercado de Cuiabá é uma forte amostra da viabilidade do segmento de condomínios horizontais. Até então, o conceito do condomínio horizontal ainda não havia sido implementado em sua totalidade na cidade. Passados dez anos do primeiro investimento, o Florais Cuiabá, a marca da Ginco é de ► 29 ▄


sucesso nesse setor, atendendo à uma demanda reprimida já existente. Tanto que, após o Florais Cuiabá, já se lançou no mercado mais três novos empreendimentos – Belvedere, Florais dos Lagos e Florais do Valle. Em Cuiabá há uma cultura de bem receber e de convívio interpessoal que casa perfeitamente bem com as conveniências do formato de condomínio horizontal – lotes para construção de residências com toda a infraestrutura entregue já finalizada. É um retorno a um modo de morar que prioriza as relações de amizade, o bem viver e a qualidade de vida.

etc.), aprovação de projetos, entrega do condomínio para o início das obras dos futuros moradores e habitação. Considerando esse ciclo, pode-se observar que temos, somente na Ginco, a média de um novo empreendimento lançado a cada três anos. Isso sem contar as demais empresas que atuam na área de condomínios horizontais. Outro aspecto que deve ser considerado é que o condomínio horizontal é praticamente um novo bairro, reunindo de 300 a 900 unidades residenciais, como é o caso do Belvedere, que soma mais de 900 lotes para construção no total.

CREdenCIal - Mas porque ainda há poucas ofertas? Júlio César - O formato de condomínio horizontal consiste num empreendimento cujo ciclo é considerado de médio a longo prazo para sua maturação. Inicialmente, projeta-se um ciclo de três anos e meio para o processo de lançamento comercial, obras de infraestrutura (asfalto, água e tratamento de esgoto, áreas de lazer, áreas verdes, equipamentos como fitness center, espaço gourmet

CREdenCIal - Com a sua experiência, quais as projeções que o sr faz sobre 2011? Júlio César - Impulso dado pelo governo federal com o projeto “Minha casa, minha vida” e as condições atuais de financiamento privado nos permitem afirmar que o cenário de crescimento do setor imobiliário tende a se firmar em 2011. Especialmente em Cuiabá, cidade que vive a expectativa de receber obras de infra-estrutura extremamente necessárias por

▄ 30

Credencial |

Dezembro 2010

conta do recebimento da Copa do Mundo de 2014, as projeções são muito positivas. Espera-se que, em quatro anos, tenhamos sanados problemas estruturais que hoje não permitem o surgimento de mais eixos de crescimento urbano na cidade. Como o setor imobiliário pensa em médio prazo, é hoje que plantaremos as sementes para esse novo ciclo de oportunidades que não apenas a Copa do Mundo, mas também o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) trará. Importante ressaltar que esse ritmo de crescimento não estará circunscrito a uma ou outra faixa ou perfil socioeconômico: nossas projeções apontam para o atendimento a uma até então reprimida demanda por imóveis mais populares nos próximos quatro anos, bem como para o surgimento de imóveis focados em públicos de maior poder aquisitivo, além das opções de imóveis comerciais, que deverão enfim se multiplicar em Cuiabá.

CREdenCIal - O que faz a Ginco ser destaque nas ofertas desse tipo de produto? Júlio César - Costumamos ►


dizer que a Ginco não tem um proempresa cuiabana, com atuação sem que haja danos ambientais, duto único, ou que não é uma emfocada, neste momento, nas cidacomo minimizar os impactos que presa focada em apenas um perfil des de Cuiabá e Várzea Grande. a ação do homem pode causar. de público. Temos como norte Para isso, fechamos uma parceria CREdenCIal - Porque inves- com a Universidade Federal de para nossas ações o compromisso timentos em ações sociais? com imóveis de boa qualidade, Mato Grosso (UFMT), que com Júlio César - Como ressalque garantam conforto, condições seu corpo de pesquisadores e alutei, uma das marcas da Ginco é melhores de vida e uma proximinos está nos ajudando a ouvir a a preocupação com o meio amdade e muito respeito com o meio população, a fazer um diagnóstico biente. Cumprimos a legislação ambiente. Essas marcas estão sério e, daqui para frente, a agir ambiental e superamos limites de presentes em todo o nosso porde forma ambientalmente correta áreas, fazendo além do que pede tifólio, que hoje inclui, além dos junto com essas comunidades de a lei. Por quê? Entendemos que condomínios horizontais, prédios cerca de 20 bairros. esse respeito ao ambiente é um de apartamentos residenciais, CREdenCIal - Qual a preodos ativos que podemos oferecer residenciais com casas térreas, cupação e o que fez a Ginco fazer ao nosso cliente, que se mostra entregues prontas para morar, e parte de parceiros para reciclatambém sensível a esse tipo de asresidenciais de sobrados também gem do lixo na capital? sunto. Essa preocupação significa prontos para morar. Fixamos parJúlio César - Houve um chamanter grandes áreas verdes em cerias estratégicas com importantes players do mercado nacional, como é o caso da construtora paulista Goldfarb “Nossos “Você não “Temos como norte e do grupo Plaenge, empreendimentos constrói imóveis para nossas ações dono da marca Vantendem a se tornar de qualidade em o compromisso guard Home, com a bairros, onde o locais desfavoráveis qual temos emprecom imóveis de convívio social entre no ponto de endimentos. Além boa qualidade, que os moradores é uma vista ambiental. disso, realizamos garantam conforto, forte marca. Nossa Fora isso, a Ginco periodicamente pescondições política de trabalho tem um intenso quisas de mercado e é oferecer conforto, compromisso com melhores de vida e de opinião junto ao segurança, lazer e o meio-ambiente e nosso cliente e aqueuma proximidade e todos os requisitos le que poderá vir a mantemos parcerias muito respeito com ser nosso cliente, do conceito bem com as prefeituras e o meio ambiente” para identificarmos morar” universidades” potencialidades, sugestões, críticas e avaliação sobre nosmamento da parte da prefeitura, nossos empreendimentos, invessos produtos e serviços. Mantee não ousamos dizer não. Seretir ao máximo no paisagismo, e mos uma equipe administrativa, mos parceiros do município nessa também atuar de forma direta em técnica e de atendimento permainiciativa, que casa perfeitameniniciativas de cunho ambiental, nentemente em treinamento, para te com o Projeto Preservar, pois como é o caso do Projeto Preserbem atender ao nosso cliente. Ou busca definir hoje ações de cunho var. Criamos um projeto integraseja, ouvimos o cliente, analisapreventivo e corretivo para garando de educação e ação ambiental mos essas percepções e a partir tir o futuro da cidade. O lixo é um para atender os bairros do entorno delas formatamos, melhoramos e dos aspectos de maior impacto do Ribeirão do Lipa, córrego que projetamos nossos produtos. ambiental nas cidades. Nada mais está presente em mais de 70% dos CREdenCIal - Qual a parti- nossos projetos. A idéia é discutir acertado do que investir na coleta cipação da Ginco no mercado naseletiva e do lixo gerar oportunijunto com a comunidade dos baircional e de MT? dades de renda e reaproveitamenros vizinhos como manter o córJúlio César - A Ginco é uma to. ▄ rego vivo, como conviver com ele

ESTILO

MEIO AMBIENTE

Dezembro 2010

| Credencial

BEM MORAR

31 ▄


S orriso especial

Situado, na região mais fértil de Mato Grosso, Sorriso tem o melhor IDH-M do Estado, é recorde nacional de produção de grãos e começa a se formar como uma das principais cidades no sentido vertical

O vistoso Portal da Amazônia, na Avenida Porto Alegre: a cidade começa a se expandir também para o alto

A força vem do campo Texto: CAMILA AMORIM

A

bela cidade de Sorriso se situa na região norte do Estado, no Km 742 da rodovia federal BR-163, Cuiabá - Santarém, a 412 quilômetros da Capital, Cuiabá, formada por um projeto de colonização privada, com a maioria absoluta da sua população constituída por migrantes do Sul do País. Até dezembro de 1980, ainda era Distrito, de Nobres, e só em 1986 a Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso, aprovou a Lei 5.002/86, elevando o Distrito de Sorriso à categoria de Município, desmembrado de Nobres, Sinop e Diamantino. A economia do município se susten▄ 32

Clomir “Chicão” Bedin, prefeito de Sorriso

Credencial |

Dezembro 2010

ta predominantemente no agronegócio, sendo o cultivo da soja a principal atividade, mas a cidade oferece forte infraestrutura em serviços. Atualmente é o maior produtor de soja do País, mas se destaca pela produção de algodão e milho. É o município que, individualmente, mais produz grãos no Brasil: 3% da produção nacional, e 17% da produção estadual. Em seus 600.000 hectares agricultáveis, produz mais de 1,8 milhão de toneladas de grãos, além de 26,4 mil toneladas de pluma de algodão. A soja é a principal cultura, atingindo quase 84% da produção. Sorriso é uma cidade planejada sob certos aspectos, pois suas avenidas principais são amplas. Há praças, jardins e áreas verdes bem distribuídos. As boas condições de vida permitem construções de alto padrão e começam a surgir enormes prédios nas principais avenidas. A cidade é bem sinalizada e tem pouco mais de 60% de suas ruas pavimentadas. Está entre os 200 municípios brasileiros com melhor qualidade de vida, ►


A moderna e ampla estrutura da prefeitura municipal: Sorriso já é a segunda maior do Norte do Estado

Fortalecimento do profissional na região

já ocupando o primeiro lugar de Mato Grosso no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M), segundo o relatório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). No aspecto urbano, começa a se destacar no segmento imobiliário, com vários empreendimentos no campo residencial e comercial. A verticalização é apenas uma questão de tempo. Sorriso é ponto referencial da Rodovia BR-163, que cruza a região, formando um eixo rodoviário de ligação norte/sul, favorecendo o transporte da produção. O rio Teles Pires também é uma importante fonte de riquezas. Tais características fazem de Sorriso um importante pólo gerador de rendas e divisas para o País.(Com Assessoria). ▄

PERFIL Fundação: 26 de dezembro de 1980 Gentílico: Sorrisense Prefeito: Clomir Bedin - Chicão Área: 9.345,755 km² População: 66.506 hab. IBGE/2010 Densidade: 5,9 hab./km² Clima: Tropical Úmido, 26°C IDH: 0,824 elevado PNUD/2000 Pib: R$ 1.253.357 mil IBGE/2005 Pib per capita: R$ 25.935,00 IBGE/2005

IMOBILIÁRIAS Araguaia Imóveis Avenida Ademar Raiter, 375 (66) 3544 0563 E-mail: araguaia.imoveis@hotmail.com Associação Habitacional da Cidade de Sorriso Perimetral Sudoeste, 2345 (66) 3544 7785 Colonizadora Feliz Avenida Natalino Brescansin, 1500 (66) 3545 6500 E-mail: colfeliz@terra.com.br D.N.V Empreendimentos Imobiliários Avenida Natalino Brescansin, 105 (66) 3544 4161 Dalla Valle & Dalla Valle Avenida Natalino Brescansin, 1125 (66) 3544 9000 / 3544 3238 EMG Construtora Avenida Otávio Souza Cruz, 768 (66) 3544 4160 E-mail: emg@emgconst.com.br Gaspar Imobiliária Rodovia BR 163, KM 703 (66) 3584 1000 Imobiliária Confiança Rua Genésio Roberto Bagio, 721 (66) 3544 7028 Imobiliária Independência Rua Foz do Iguaçu, 1 andar, 1004 (66) 3544 3043 / 3544 1202 Imobiliária Tapajós Rua Mario Spinelli, 2474 L.I. Imobiliária Avenida Blumenau, ed. Vitória Régia, 2625 (66) 3544 1065 Luciano Imóveis Rua Mato Grosso, 2372 (66) 3545 1089 E-mail: lucianocorretor@hotmail.com Sorriso Imóveis Avenida Tancredo Neves, 258 (66) 3544 2185 E-mail: sorrisoimoveis@uol.com.br

Luciano, atual delegado regional do Creci-/Sorriso Dezembro 2010

Em setembro passado, o Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-MT), dentro de sua política de expansão, instalou a Delegacia Municipal na cidade, empossando o corretor Luciano Ricardo Spanhol. Para o presidente do Creci-MT, Ruy Pinheiro de Araújo, o projeto de expansão prevê maior estabilidade ao mercado imobiliário e aos profissionais do setor da região e a melhoria na Fiscalização. Para tal, além da intensa visita dos fiscais do Creci-MT, garantindo tranquilidade ao mercado, o Creci recomenda que os próprios corretores ajudem a denunciar a prática irregular, revelando aqueles que não são qualificados para exercer a profissão de corretor de imóvel na região. “A intenção da nova delegacia é promover uma união maior entre os corretores, oferecendo cursos, palestras, ferramentas para melhorar ainda mais o trabalho dos corretores do município” disse a CREDENCIAL o delegado Luciano Spanhol. O papel do delegado é dar auxilio aos demais corretores e suporte junto ao Creci, encaminhando denúncias e trabalhando para que as empresas e profissionais atuem em segurança, oferecendo aos clientes garantias nas operações imobiliárias. (Camila Amorim). ▄

| Credencial

33 ▄


â–„ 34

Credencial |

Dezembro 2010


Dezembro 2010

| Credencial

35 â–„


E nsino

Longe é um lugar que não existe Unec avança com quatro cursos aprovados pela CEE, cobre a demanda do Interior e se firma como excelente opção de ensino técnico médio à distância no Estado

H

oje em dia somos servidos pela tecnologia da informação, um fenômeno que nos favorece no ganho de conhecimento, revolucionando os métodos tradicionais de aprendizagem. Esse fenômeno se conhece como Educação Online, E-learning ou em bom português Educação à Distância, que alguns preferem chamar “Educação Sem Distâncias”, metido que através de sistemas integrados, via rede, internet, plataformas, tem auxiliado pessoas que querem aprender, se graduar, mas não dispõem de tempo. Já vão anos e anos aquele tempo em que conseguir acesso às escolas profissionalizantes era uma tarefa dispendiosa, em tem-

po e recursos, e em que apenas os institutos classistas – como do Sistema CNI, por exemplo - ofereciam oportunidades, com detalhe para as limitações das vagas. Com o advento da informática e a sistematização de serviços, começaram a surgir os cursos via web, com sistema semipresencial, melhorando a produção de ensino, sem exigir, entretanto, muito tempo do aluno. Dentro desse conceito e com um maior poder de alcance, a Unidade de Educação de Cuiabá (Unec) vem conseguindo, com sucesso, preencher e atender à uma demanda verificada, principalmente no Interior do Estado, através de quatro cursos à distancia regulares, entre os quais o

CURSOS EM ATIVIDADE Técnico em Segurança do Trabalho Técnico em Transações Imobiliária (*) Técnico em Meio Ambiente Técnico em Seguros

de TTI (Técnico em Transações Imobiliárias). Reconhecidos pelo Ministério de Educação (MEC) e Conselho Estadual de Educação (CEE), os cursos da Unec (Técnico em meio ambiente, Segurança do trabalho e Seguros) têm o reconhecimento do MEC e CEE, cujas plataformas se adéquam perfeitamente à disponibilidade do aluno. “Temos tido boa recepção e vamos avançando em tecnologia e melhor atendimento”, diz a diretora administrativa Sandra Cristina Dondo Gonçalves, destacando que a metodologia aplicada através do sistema modular e o moderno e eficiente processo de avaliação tem colocado a Unec como uma das mais preparadas instituições de ensino à distância de Mato Grosso. ▄ Parte da equipe técnica da Unec, que atua atualmente em quatro frentes educativas

(*) Já inscrito no Cofeci

▄ 36

Sandra Cristina: método avançado prepara o aluno com o melhor conteúdo hoje disponível

Credencial |

Dezembro 2010


saúde

No seu consultório, o médico Rodrigo Bortholacci explica algumas causas de freqüentes afastamentos de pessoas do trabalho

a adotar uma postura escoliótica, ou postura inadequada, que, a depender do tempo de permanência, pode se instalar em definitivo, até que seja tratada adequadamente”, diz ele. Segundo ainda o médico, outra patologia que causa dores na coluna é a hérnia de disco, situação de “saída” do líquido dos discos que ficam entre as vértebras, que pinçam os nervos causando a dor, algumas vezes tão fortes a ponto de acamar o paciente e exigir intervenção cirúrgica. A hérnia discal pode ser causada por fatores traumáticos como uma queda na posição sentada, como também, devido a compressão prolongada de determinada vértebra sobre a outra, postura inadequada, acidentes, carregamento de peso entre outros. Num primeiro passo, o tratamento inicial normalmente é dado pelo médico ortopedista e algumas vezes pelo neurologista, no caso da hérnia discal, com uso de medicamento e quando necessário, repouso. Imediatamente após um alivio, mesmo que parcial, o paciente pode e deve ser encaminhado para um tratamento mais definitivo como por exemplo a RPG (Reeducação Postural Global - método Souchard. E o paciente pode seguir com o tratamento com a própria RPG apenas ou em conjunto com o Pilates (para melhora da flexibilidade, alongamento e força do corpo em geral). Um bom projeto de ergonomia (adaptação entre indivíduo, local e equipamento de trabalho) junto com a ginástica laboral formam um contexto geral de conduta para prevenção e tratamento destes males que afetam a coluna. ▄

Males na coluna vertebral Fomos buscar junto a um reconhecido especialista, algumas causas e como tratar das dores da coluna, hérnia de disco e outras patologias relacionadas à má postura, acidentes e outras causas patológicas

N

TEXTO: ÉRICA COSTA | FOTO: JORGE MACIEL

o mundo atribulado de hoje, com extrema correria, vários problemas afetam à saúde e bem estar das pessoas, comprometendo a qualidade de vida e desempenho profissional. A maioria são problemas de ordem física, responsáveis por muitos casos de afastamento temporário ou definitivo do trabalho e funções, principalmente pelo

elevado nível de desconforto e pelas conhecidas dores na coluna. Para o médico Rodrigo Bortholacci, no caso das dores na coluna, constata-se duas importantes causas: as escolioses e as hérnias de disco. “A escoliose é o desvio lateral da coluna, causado por vários motivos, e que pode ser a causa da dor na coluna. Nesse caso, a dor crônica de origem muscular obriga o indivíduo Dezembro 2010

| Credencial

37 ▄


som & arte

Talento genuinamente mato-grossense, Íris Araújo reúne composições para seu primeiro CD, com banda, violão e voz

▄ 38

Supreendente e talentosa

Íris Araújo durante apresentação em grande evento em Cuiabá: repertório vasto e multiinfluência

N

a vida musical, há músicos, que inclui compositores, instrumentistas, percussionistas, vocais de todas as tendências e, não raramente, vamos nos deparando com talentos que parecem vir do nada, mas que nos fascinam à primeira vista. Um desses talentos com muito know-how e largo conhecimento das harmonias, a gente ainda pode, qualquer dia, encontrar pelos bailes e bares da cidade. Com experiências pelos bailes da vida, barzinhos, altas rodas, a cuiabana Íris Araújo têm se dedicado à música, é verdade, como passatempo e para atender a convites para eventos, barzinhos e outros variados tipos de encontros. Mas uma força bem maior nos faz crer que, a qualquer momento, ela pode se lançar ao desafio das notas e sons e nos surpreender. Estagiária de Administração, Íris tem planos na carreira empresarial, mas Credencial |

Dezembro 2010

não deixa de pensar na música, uma vocação que rebentou ainda na infância. “Não sou muita afeita às movimentações da noite e nem encaro a música, ainda, como profissão, mas atendo a convites para eventos e para bares, onde atuo só, com violão e voz, ou com uma pequena banda”, afirma ela. Íris tem forte influência das baladas, do rock’ in roll, mas nota-se também um quê de suíngue, de reggae, MPB e samba no seu trabalho. Enquanto pensa na faculdade, Íris Araújo guarda um espaço para tornar um sonho realidade: seleciona músicas do seu próprio punho e inspiração para formar 12 ou pouco mais composições para um CD que ainda não está no forno, mas pode pintar nos próximos meses. Os ingredientes? Música de boa qualidade, sob o alcance de tudo que a inspirou até aqui, o rock, a balada, o reggae, samba e todos os ritmos que se formam num conjunto de talento e musicalidade. ▄


ESPORTE

Começa neste mês a temporada da bola 2011, com dois regionais e três modalidades nacionais de competições

Quem disputa o Estadual 2011 REGIÃO NORTE Sorriso Sinop Luverdense CENTRO (CAPITAL) Operário Mixto Cuiabá EC

A bola vai rolar

D

LESTE Crac Primavera Barra do Garça SUL Rondonópolis Vila Aurora União

TEXTO E FOTOS: FUTEBOLPRESS

ia 26, com transmissão direta pela TV Centro América (Globo), dentro da grade nacional, Sinop e Mixto abrem o Campeonato Mato-grossense de 2011, competição que também abre o calendário do estado no futebol profissional. A partida acontece no Gigante do Norte, Sinop, às 21 horas. Neste ano, devido a punições e falta de estrutura dos clubes, Cáceres EC, Cacerense, Grêmio de Jaciara, Alta Floresta, Xavantina e Tangará não disputam o títu-

lo, mas, em compensação, entram na briga o Primavera, bicampeão estadual, Barra do Garças, Sorriso e Crac, de Campo Verde. Para os que acompanham o futebol, será uma temporada fértil, pois o União, Cuiabá e Luverdense disputam competições nacionais, como Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro da Série C e D, enquanto que a Agência para Assuntos da Copa 2014 (Agecopa) investirá na estrutura do estádio Dutrinha para receber clubes nas duas competições de âmbito nacional. ► Dezembro 2010

| Credencial

39 ▄


CORRIDA DE REIS

A cada ano maior

Flagrante da corrida, que reuniu atletas de renome nacional e internacional no grupo de elite

Numa verdadeira integração mes Trindade e Cruz Nonata. O mais de 10 mil atletas profissioQuênia foi bem representado por nais e amadores do País e de ouMark Korir, Barnabas Koplagat tras partes do mundo mais uma Kosgei e Eunice Kirwa. Da Tanvez coloriram as ruas de Cuiabá, zânia, Marco Joseph e Anastazia no domingo (09), durante a 27ª Mhomi Ghamaa. Corrida de Reis promovida pela A piauiense Cruz Nonata, 2ª TV Centro América afiliada da colocada na elite Feminina, eloRede Globo em Mato Grosso. giou a organização da prova. A Os quenianos foram os venceprimeira colocada, a queniana dores da prova, com o Eunice Kirwa, participrimeiro lugar femi- CINCO PRIMEIROS pou pela primeira vez FEMININO nino e primeiro masda Corrida de Reis. 1º Eunice Kirwa culino do pelotão de Ela achou o percurso 2º - Cruz Nonata elite. bastante difícil para A 27ª edição reucontrolar a prova, com 3º - Simoni Alves niu no pelotão de elite 4º - Fabiana Cristine da Silva muitas subidas e o clios brasileiros Frank ma quente e úmido 5º - Anastazia Ghamaa Caldeira, Clodoaldo que atrapalharam um MASCULINO Gomes da Silva, Sipouco, mas também 1º - Barnabas Kosgei moni Alves, Nadir garantiu participação 2º Mark Korir Sabino, Fernando Gona próxima edição. ▄ 3º - Frank Caldeira 4º - Marco Joseph

▄ 40

Credencial |

Dezembro 2010


C arros & estilo

Briante: projeções animadoras apesar do ‘freio’ do governo, e campanhas para atrair mais clientes

Otimismo à toda prova

N

TEXTOS E FOTOS: JORGE MACIEL

a onda da comercialização de autos, diante das medidas anunciadas pelo governo para frear o consumo, principalmente no fim de ano, refletem preocupação do setor de novos e seminovos, mas não devem afetar tanto o desempenho das vendas de seminovos nem no final de ano, e tampouco em 2011, prevê o empresário Marcelo Briante, da Indycar Multimarcas, revenda que comemora duas décadas de operações no mercado matogrossense. Pelas novas regras do Banco Central, os bancos vão exigir entrada de pelo menos 20% nos financiamentos entre 24 e 36 meses para carros novos ou usados. Nos parcelamentos entre 36 e 48 meses, a entrada sobe para 30%. Entre 48 e 60 meses, para 40%. Todas as vendas de veículos com prazo superior a 60 meses terão restrição, independentemente da entrada. “Os preços dos veículos foram reajustados abaixo da inflação, as montadoras estão produzindo e há produto suficiente no

mercado para evitar a cobrança de ágio e estamos, contudo muito otimista”, afirma Briante, observando que mesmo antes das medidas, pelo menos nas suas três lojas, as carteiras de financiamentos seguiam o atual patamar editado pelo governo. Há 20 anos no mercado comercializando autos de primeira linha e operando com todos os tipos de financiamentos, a Indycar Multimarcas criou uma campanha onde os clientes, ao fechar a operação, ganha um passeio especial de fim de ano. Além de tudo, criou um programa que vai até o final de janeiro de 2011, onde construtores e corretores de imóveis ganham descontos especiais. “Vamos continuar monitorando nas próximas três, quatro semanas para observar o que acontece. O ajuste que teve de ser feito, para atender o aumento de reservas para financiamentos de prazos mais longos, não deve ser suficiente para afetar a confiança do consumidor a ponto de dizer que está com medo de comprar”, disse Briante. ▄ Dezembro 2010

| Credencial

As recentes medidas de contenção de consumo e restrição ao crédito não devem ser tão impactantes no segmento de semi-novos

41 ▄


duas rodas

Produzida entre 1947 a 1971, ela reinou absoluta por uma década como veículo urbano funcional e barato. Agora, a Motom relança o modelo com muitas mudanças

O desenho retrô ainda fascina saudosos e novos adeptos aos predicados da Lambretta

Lambretta: ela voltou

O Modelo LN 125 chega com propulsores de quatro tempos de 125 cm3

Texto: Jorge Maciel Fotos: Divulgação

▄ 42

D

epois de 30 anos de aposentadoria, a saudosa Lambretta está de volta à linha de produção. O veículo que fez sucesso ao redor do mundo nas décadas de 1950 e 1960 foi relançado pelo grupo italiano Motom durante o Salão de Motos de Milão -- Eicma 2010, megaevento motociclístico realizado no início de novembro na Itália. Com visual retrô, agora este Credencial |

Dezembro 2010

ícone da mobilidade ganhou rodas de 12 polegadas (com freio a disco na dianteira), partida elétrica e motor com alimentação por injeção eletrônica. Os novos modelos LN 125 e LN 151 estão equipados com propulsores quatro tempos, bem diferentes do que era usado na época de seu lançamento. A sabedoria popular diz: “Se a vida lhe der um limão, faça uma limonada”. Ferdinando Innocenti tinha uma fábrica de tubos de aço em Milão, na Itália, que foi bombardeada e destruída durante a Segunda Guerra Mundial. Em vez de desistir, o empreendedor usou este revés para fazer uma das melhores “limonadas” da história mundial. Com o final da guerra, Ferdinando começou a reconstruir sua fábrica e ao mesmo tempo percebeu que a população precisava de um meio de transporte barato e econômico. Unindo forças com o engenheiro Pierluigi Torre, surge a primeira Lambretta. Diferente da Vespa, sua rival histórica, a primeira versão construída por Innocenti tinha o motor totalmente aparente. ▄


Dezembro 2010

| Credencial

43 â–„


â–„ 44

Credencial |

Dezembro 2010


Revista Credencial Edição 50