Page 1

Mulheres somam 51% do total de profissionais de Contabilidade no Pará. Página 3

INFORMATIVO DO CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DO PARÁ

Ano 5 • nº 18 • janeiro, fevereiro e março / 2012

Saiba tudo sobre o 19º Congresso Brasileiro de Contabilidade. Página 8

Integração e compromisso marcam nova gestão Conheça o perfil da nova diretoria do Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Pará e as metas traçadas para os dois anos de gestão. Página 4 e 5


NTABILID

AD

SE

RÁ PA

CO N

EXPEDIENTE

O

O LH

ESTADO D

REGION

DO

AL

CO

E

DE

Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Pará Rua Avertano Rocha, 392. Comércio. Belém-PA. Fone: (91)3202-4150 Fax: (91) 3202-4168 e-mail: crcpa@crcpa.org.br www.crcpa.org.br Diretoria do CRC Presidente Eloi Prata Alves Vice-presidente de Administração Contador Paulo Fadul Neves Vice-presidente de Registro Contador Pedro Henrique Ribeiro Araújo Vice-presidente de Fiscalização Contador Anderson Carlos Nogueira Amaral Vice-presidente de Ética e Disciplina Contador Anderson Carlos Nogueira Amaral Vice-presidente de Controle Interno Contador Nélio Augusto Dantas Elias

Profissional, atualize seus dados no Conselho

G

arantir as prerrogativas da atuação profissional, como emitir a Declaração de Habilitação Profissional (DHP), registrar balanços, livro diário e outras peças contábeis; acessar aos cursos de educação continuada; usufruir de convênios e parcerias; além de receber informações atualizadas e ter acesso às ferramentas de comunicação do CRC-PA são alguns dos benefícios para o profissional de Contabilidade que está em situação regular e com os dados atualizados perante o Conselho. A partir de maio, o CRC-PA, por meio da Câmara de Registro, realizará uma grande ação para recadastramento dos cerca de quatro mil profissionais contábeis com cadastro desatualizado. “O que interessa nesse recadastramento é atualizar endereço, telefone e e-mail para que possamos fornecer informações aos profissionais, principalmente sobre o que o CRC está fazendo e oferecendo à categoria”, explica o vice-presidente de Registro, conselheiro Pedro Henrique. O contador Roberto Dias atua há 20 anos com registro profissional regular. Para ele, a regularidade do registro e das obrigações junto ao CRC-PA é, principalmente, uma obrigação ética. “O registro e a regularidade trazem muitos benefícios, como poder exercer a profissão nos mais variados campos, de forma correta, com ética e respeito aos princípios contábeis”, considera o empresário contábil.

O profissional que fizer o recadastramento, além de ter acesso aos benefícios do Conselho, poderá negociar suas dívidas com descontos e facilidades.

Vice-presidente de Desenvolvimento Profissional Contador Marco Aurélio Leal Alves do Ó Vice-presidente do Interior Téc. Cont. Manuel José Costa Martins

Para se recadastrar, o profissional não precisará ir à sede CRC-PA. Basta acessar o site do Conselho (www.crcpa.org.br), a partir de maio, e atualizar todos os seus dados pessoais e profissionais, sem nenhum custo. A substituição da carteira antiga pela digital é opcional e tem um custo de R$45. Já para as carteirinhas vencidas até maio de 2011, a troca é obrigatória.

Plenário CRC Conselheiros Efetivos (Contadores) Eloi Prata Alves Anderson Carlos Nogueira Amaral José Luiz Nunes Fernandes Nélio Augusto Dantas Elias Marco Aurélio Leal Alves do Ó Maria de Fátima Cavalcante Vasconcelos Paulo Fadul Neves Pedro Henrique Ribeiro Araújo Conselheiros Efetivos (Técnicos em Contabilidade) Carlos Augusto Frota Francisco Cavalcante Veras Filho Maria Zuleide Carneiro Jucá Conselheiros Suplentes Alex José Furtado Gonçalves Alcides da Costa Maués Carlos Alberto de A. Franklin Ernani Gomes da Silva José Roberto Dias Sobrinho Maria Izabel Gomes Borges Maria do Socorro Pessoa da Silva Maria Helena Gomes da Silva Nelma Raimunda de Almeida Lemos Rosemary Sousa da Silva Wildes Silva Ramos

Produção

Travessa Benjamin Constant, 1416 Bairro: Nazaré | Cep: 66035-060 Tel: (91) 3205-6500 www.temple.com.br temple@temple.com.br

EIRELI

Novo formato de empresa traz vantagens para o empreendedor Quem sonha abrir uma empresa sozinho tem mais uma opção. Desde janeiro deste ano, é possível formar a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli), instituída pela Lei nº 12.441 de 2011. Com ela, uma única pessoa pode ser titular da empresa com sua responsabilidade limitada ao capital declarado e sem a necessidade de sócios. “No ato constitutivo da Eireli, o empresário vai declarar o capital da sua empresa e sua responsabilidade ficará restrita a esse valor declarado, não atingindo todo o patrimônio dele, como acontece com o empresário individual”, explica o procurador-geral da Junta Comercial do Pará, Fernando Velasco. Outra vantagem é que um profissional liberal, por exemplo, pode abrir um escritório como Eireli. Assim, ganhará status de pessoa jurídica e poderá fazer declaração simplificada ou aderir ao Simples Nacional. Para o procurador, a Eireli ainda precisa de alguns ajustes, mas representa avanços, principalmente por reduzir a informalidade, desestimular os chamados “sócios-laranjas” e permitir que um sócio remanescente de outro tipo de empresa a transforme em Eireli. “É mais uma das alternativas para garantir a continuidade de um empreendimento”, conclui.

2

janeiro / fevereiro / março de 2012


Bruno carachesti

Mulheres são destaque na área de Contabilidade no Pará

Q

ue as mulheres vêm ocupando cada vez mais espaços em diferentes atividades, inclusive em profissões que antes eram reduto masculino, não há dúvida. Na Contabilidade não é diferente e este quantitativo tem crescido. De acordo com dados da Câmara de Registro do Conselho Regional de Contabilidade, o número de mulheres contadoras no Pará, em 2009, era de 4.353 e hoje elas representam 51% (5.050) dos profissionais paraenses. A contadora Maria Helena Gomes de Lima é exemplo de mulher empreendedora na Contabilidade. Há seis anos ela montou a Consult Pará, primeira empresa de consultoria em Contabilidade de Belém. Juntamente com as sócias Vanise Paixão, Nilde Carvalho e Ivanete Campos, Maria Helena forma um verdadeiro time de mulheres campeãs no ramo da consultoria. Elas comandam uma equipe formada por 12 funcionários e acumulam mais de 400 clientes. “No ramo da consultoria as mulheres sempre têm mais destaque. As contadoras só precisam ter uma visão mais empre-

Maria do Socorro é uma das mulheres de destaque na Contabilidade. Ela é controladora do Tribunal de Contas do Município e professora de Contabilidade Pública.

endedora de sua atuação”, assegura Maria Helena. Com a primeira formação em Economia, a contadora Maria do Socorro Pessoa da Silva sentiu necessidade da formação em Contabilidade logo que começou a trabalhar com auditoria. Formada há 26 anos, ela já exerceu cargos de destaque como contadora atuante no setor público. “Sinto-me realizada nesta profissão, que já me rendeu várias conquistas e me permite trabalhar com aquilo que gosto”, confessa a controladora do Tribunal de Contas dos Municípios, que também é professora de Contabilidade Pública. As razões para essa verdadeira invasão das mulheres no universo da Contabilidade podem ser várias, mas as contadoras justificam que as elas têm características únicas. “As mulheres têm mais sensibilidade, tato e paciência para ouvir e orientar seus clientes”, analisa Maria Helena. Para Maria do Socorro, a profissão tem mais a ver com mulher devido ao seu senso de organização e responsabilidade. “A mulher é mais minuciosa, organizada e cuidadosa com as normas e regras”, defende Socorro.

Suficiência

Profissionais passam por exame da categoria Com a responsabilidade de cuidar da área econômica, financeira e patrimonial de pessoas físicas e jurídicas, o contador precisa estar habilitado junto ao Conselho Regional de Contabilidade do Estado onde atua. Mas, antes do registro, esse profissional tem que ser aprovado no Exame de Suficiência da classe contábil. No dia 25 de março, mais de 30 mil recém-graduados ou técnicos em Contabilidade vão realizar a primeira edição do Exame deste ano, em todo o Brasil. O Exame é aplicado,

desde o ano passado, pela Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC). Diante do número cada vez maior de profissionais formados pelas instituições, o CRC-PA tem reforçado junto à classe a importância do Exame. No Pará, em março do ano passado, foram aprovados 17,74% dos 496 inscritos, na primeira edição. Na segunda edição, em setembro, dos 712 candidatos que fizeram a prova, 38,34% foram aprovados, percentual que está abaixo da média nacional, que registrou 58,23% de aprovação.

janeiro / fevereiro / março de 2012

3


Queremos ter mais convergência e interação de todos, para que o Conselho alcance seus objetivos e acompanhe grandes discussões que atingem o contador”

Fotos: Bruno carachesti

eloi prata alves Presidente do CRC-PA

Uma gestão baseada na integração

A

conciliação dos propósitos de todos os que compõem o Conselho Regional de Contabilidade do Pará será a marca da nova gestão pelos próximos dois anos. “Queremos ter mais convergência e interação de todos para que o Conselho alcance seus objetivos e acompanhe grandes discussões que atingem o contador”, assegura o novo presidente do CRC-PA, o contador Eloi Prata Alves. Eleito para a presidência, no início de janeiro, pelos membros da entidade, Eloi Prata integra o Conselho desde 2006. Já exerceu as funções de vice-presidente de Ética e Fiscalização, em 2008, e vice-presidente de Registro, entre 2010 e 2011. A eleição do presidente aconteceu após a posse dos quatro novos conselheiros, escolhidos pela categoria em novembro do ano passado. Na ocasião, também foram selecionados os pro-

4

janeiro / fevereiro / março de 2012

fissionais que integram a diretoria da instituição. A nova direção pretende se voltar, principalmente, para a educação continuada, a fim de contribuir com a atualização e a formação dos profissionais contábeis diante das constantes mudanças que atingem a sua atuação, como os avanços da tecnologia de informação e as normas internacionais de Contabilidade, com o International Financial Reporting Standards (IFRS). Outro ponto de atenção da nova gestão será o 19º Congresso Brasileiro de Contabilidade, que será realizado pela primeira vez na região Norte. Por receber personalidades do mundo contábil, nacionais e internacionais, haverá tradução simultânea para outros idiomas. “A responsabilidade enquanto anfitriões de um evento que reunirá cerca de seis mil participantes é muito grande”, avalia o presidente.


Perfis das vice-presidências vice-presidência de Fiscalização e Ética

vice-presidência de Desenvolvimento Profissional

vice-presidência de Registro

Desempenhando o papel fiscalizador, a Vice-presidência de Fiscalização, Disciplina e Ética buscará, nesta nova gestão, o aperfeiçoamento e a evolução da forma de fiscalização para corresponder às necessidades da classe, dos profissionais e da população em geral. O vice-presidente de Fiscalização é o contador Anderson Carlos Nogueira Amaral, que foi eleito conselheiro em 2009. A contadora Maria Terumi é a coordenadora desta vice-presidência. “Queremos ser reconhecidos pelos profissionais e pela sociedade pela excelência, ética, transparência, independência e pela atuação de forma abrangente para que permaneçam em atividades os bons profissionais”, ressalta o vice-presidente Anderson Amaral.

É responsável pela apresentação de projetos voltados para o complemento de educação profissional, por meio de cursos, seminários, palestras e eventos similares, além de tratar de convênios com instituições de ensino relativos à educação continuada. O vice-presidente de Desenvolvimento Profissional é o contador Marco Aurélio Leal Alves do Ó, que foi eleito conselheiro no ano de 2011. A coordenação desta vice-presidência é da contadora Eliana Bueres. “Nós queremos atuar da forma mais democrática possível, escutar a opinião de todos sobre o que o CRC-PA precisa fazer pelo desenvolvimento profissional da classe”, destaca o vice-presidente Marco Aurélio.

Com um importante projeto a ser realizado, que é o recadastramento de milhares de profissionais contábeis com cadastro desatualizado perante o CRC-PA, a Câmara de Registro tem o desafio de valorizar e facilitar a atuação do profisional contábil. O vice-presidente de Registro, o contador Pedro Henrique Ribeiro Araújo, foi eleito conselheiro no ano de 2007. A coordenação desta vice-presidência é do contador Alan Ferreira. “Precisamos ser mediadores para resolver problemas de atuação profissional. Solucioná-los significa respeito e prestígio ao profissional, em contrapartida, ele passa a colaborar de forma mais efetiva com o exercício da profissão”, analisa o vice-presidente Pedro Henrique.

vice-presidência do Interior

vice-presidência de Assuntos Administrativos

Vice-presidência de Controle Interno

Tem a função de organizar as delegacias do CRC-PA espalhadas pelo Estado. O grande desafio é levar para o interior cursos e eventos, além de atualizar os profissionais sobre o que acontece na sede do CRC-PA e na capital. O vice-presidente do Interior, o contador Manuel José Costa Martins, foi eleito conselheiro em 2009. E desde 2011 está como vice - presidente do Interior. “O profissional do interior tem dificuldade de estar constantemente em Belém para se qualificar e atualizar, então temos que levar o máximo de informação e formação até eles”, ressalta o vice-presidente Manuel Martins.

Para oferecer serviços e um ambiente de qualidade aos contabilistas, além de permitir condições adequadas de trabalho para os funcionários do CRC-PA, a Câmara de Assuntos Administrativos tem como principal projeto a reestruturação interna do Regional, por meio da implantação do plano de cargos e salários e da adoção do pregão eletrônico. A Câmara é dirigida pelo vice-presidente de Administração, o contador Paulo Fadul Neves, que foi eleito conselheiro em 2009. O advogado Márcio Cordovil é o coordenador da Câmara. “Queremos otimizar as atividades através de uma eficiente gestão dos recursos humanos, patrimônio e processos administrativos”, ressalta o vice-presidente Paulo Fadul.

Responsável por examinar as demonstrações de receitas arrecadadas e acompanhar a execução orçamentária e as operações econômico-financeiras, a vice-presidência de Controle Interno tem a importante missão de cuidar do equilíbrio financeiro do CRC-PA. Também está entre suas responsabilidades principais emitir parecer sobre a prestação de contas, balancetes mensais, balanço do exercício, proposta orçamentária e fiscalizar operações financeiras e de crédito. O vice-presidente de Controle Interno é o contador Nelio Augusto Dantas Elias. A coordenação é da contadora Edenilze Amorim.

janeiro / fevereiro / março de 2012

5


ENTREVISTA Fernando Sampaio Contador e consultor empresarial

O gerente da inspetoria fiscal do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), João Batista Calçavara, trouxe vários temas para orientar os recém-empossados conselheiros na análise de processos sobre irregularidades na atuação contábil. Dentre os assuntos, o inspetor falou sobre a atualização da legislação de processos administrativos, as atribuições da Câmara de Fiscalização do CFC e os critérios para julgar um processo ou analisar uma denúncia.

A turma do Contabilizando Sucesso, de Marabá, recebeu a certificação pela conclusão do curso, no dia 13 de fevereiro. Os 14 contadores concluintes receberam, por cerca de 10 meses, capacitação em consultoria contábil. O curso é uma parceria CRC-PA, CFC e Sebrae.

O

especialista em Sistemas e Tecnologias voltadas para a Contabilidade e Gestão Empresarial, como o SPED e a NF-e, fala sobre as mudanças do Sped Fiscal e Contábil. Quais as principais mudanças trazidas pela Escrituração Fiscal Digital (EFD)? Todo contribuinte do ICMS está obrigado a declará-la, exceto os enquadrados no Simples Nacional que não ultrapassem o limite anual de R$ 1,8 milhão. Estes estão dispensados do SINTEGRA. Passou a ser considerado um erro de validação dos dados a falta de informação da chave de acesso na Nota Fiscal e Conhecimento de Transporte Eletrônicos na EFD. E deve-se atentar para os 185 registros e 1.491 campos de preenchimento da EFD. Quais as principais novidades trazidas pela Escrituração Contábil Digital (ECD)? Passou a ser necessário evidenciar ao máximo os históricos contábeis para o cruzamento com as informações fiscais. E, a cada novo exercício, é preciso revisar o plano de contas próprio com o plano de contas referencial, além de informar na EFD e EFD PIS/COFINS as contas analíticas do plano de contas próprio. Como essas mudanças atingem a atuação do profissional contábil? O impacto positivo é a qualidade da informação prestada, pois com as exigências de detalhamento dos fiscos ganha-se em análise tributária. Entretanto, o impacto negativo é inserir esta qualidade nos valores da prestação de serviços, pois contratos já foram discutidos e não contemplam estas novas demandas.

Os contabilistas paraenses ganharam, em março, a nova sede campestre do Clube dos Contadores, localizado na Rodovia BR-316, km-3, Passagem São Pedro, N° 108, Guanabara, ao lado do Hospital Metropolitano. O novo espaço oferece uma ampla estrutura recreativa com piscinas, quadra de esportes, campo de futebol, bar e restaurante. O cadastro pode ser feito pelo fone: (91) 3086-7577.

6

janeiro / fevereiro / março de 2012

Essas mudanças representam aumento de faturamento para consultorias contábeis e escritórios de contabilidade? Devem representar. Esta discussão é importantíssima para toda a classe contábil. É natural o aumento do faturamento ao se repassar estes impactos aos custos dos serviços contábeis.


Interação reflete na qualidade profissional

DHP e DECORE trazem mudanças

“A

interação entre os cursos de Ciências Contábeis e o CRC-PA pode dar mais dinamismo às discussões sobre o ensino da Contabilidade no Pará”. Essa foi a avaliação do diretor da Faculdade de Ciências Contábeis da Universidade Federal do Pará (UFPA), Isaac Matias, após o encontro que reuniu os coordenadores dos cursos de Ciências Contábeis do Pará com o Conselho Regional de Contabilidade. No Estado, mais de 30 instituições de ensino, presencial e à distância, oferecem o curso. Para o coordenador do curso de Contábeis da Faculdade do Pará (FAP), José Ivandir, a integração é muito importante. “Essa iniciativa aproxima as IES entre si e do Conselho. Isso é fundamental para aprimorar a atuação contábil no dia a dia”, destacou. Dentre as ações que o CRC-PA quer realizar com a colaboração das instituições de ensino superior estão eventos como o Encontro da Mulher Contabilista e os dias alusivos aos contabilistas e contadores, além de cursos como o de Formação para Professores e Coordenadores. Este último, programado para março, quer reunir o máximo de educadores e trazer temas atuais e fundamentais para aqueles que contribuem para a formação do profissional contábil. Segundo o vice-presidente de Desenvolvimento Profissional, conselheiro Marco Aurélio, essa iniciativa mostra que o CRC quer reforçar seu papel junto às instituições. “Queremos mostrar que o Conselho não tem apenas o papel de registrar e fiscalizar, mas também de contribuir com a educação continuada dos profissionais por meio de várias parcerias, principalmente com as instituições de ensino”, enfatizou.

O encontro reuniu os coordenadores dos cursos de Ciências Contábeis e o CRC-PA

Desde janeiro de 2012 estão em vigor as resoluções, do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), nº 1.363/2011 e nº 1.364/2012, revogando as resoluções/CFC nº 871/2000 e 872/2000, respectivamente. As resoluções determinaram que a Declaração de Habilitação Profissional (DHP) e a Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos (DECORE) sejam emitidas, exclusivamente, de forma eletrônica, pelo site do CRC-PA. A DHP tem validade em todo o território nacional, com prazo de 90 dias. O limite para emissão de DECORE é de 50. A liberação da senha para a emissão das demais é condicionada à prestação de contas ao Conselho dos documentos legais. As referidas resoluções estão disponíveis no endereço eletrônico do CFC.

Pregão eletrônico: mais agilidade e menos custos Para dar maior transparência e competitividade nas aquisições de bens e serviços comuns, o CRC-PA está implantando o pregão eletrônico, conforme determina o decreto federal 5450/2005. Segundo o vice-presidente de Administração, conselheiro Paulo Fadul, com o pregão eletrônico o Conselho irá agilizar os processos licitatórios, minimizando seus custos e consolidando a economia, que vem sendo obtida com os demais procedimentos administrativos. A previsão para implantação do sistema é a partir de abril. Vantagens do pregão eletrônico: • Participação de mais licitantes; • Mais transparência nos negócios, economia e reduzida margem de erro; • Redução dos custos e de tempo nas aquisições e contratações; • Não há contato do servidor público com os fornecedores; • Documentos são produzidos automaticamente pelo sistema.

janeiro / fevereiro / março de 2012

7


Belém receberá o 19º Congresso Brasileiro de Contabilidade

A

capital paraense se prepara para sediar, em agosto deste ano, o maior evento da área contábil brasileira. Em clima de últimos preparativos, os organizadores do 19º Congresso Brasileiro de Contabilidade (CBC) esperam receber mais de cinco mil participantes. A programação do Congresso será composta por temas relevantes para os profissionais e estudantes, apresentados em palestras e discutidos em painéis, cujas mesas contarão com algumas das maiores autoridades do mundo contábil nacional e internacional. Inscrição de Trabalhos Também haverá, durante o 19º CBC, apresentações de dezenas de trabalhos de caráter técnico e científico. A seleção está sendo feita com base nas seguintes áreas temáticas: Auditoria e Perícia; Contabilidade e Governança Corporativa; Contabilidade Financeira; Contabilidade Governamental e do Terceiro Setor; Contabilidade Socioambiental e Sustentabilidade; Contabilidade Tributária; Controladoria; Educação e Pesquisa em Contabilidade; Teoria da Contabilidade; e Temas Livres.

Os interessados em submeter trabalhos à avaliação do Comitê Científico do 19º CBC têm até o dia 2 de abril para inscrevê-los. Os aprovados serão conhecidos no dia 15 de junho. Feira de negócios No evento, também acontecerá a Feira de Negócios e Oportunidades, na qual várias empresas de segmentos de interesse da área contábil irão expor seus produtos. Cultura Na programação cultural, teremos, no dia 26/8, show da cantora paraense Fafá de Belém; no dia 28/8, um jantar ao som de Diogo Nogueira. A compra de ingressos para o jantar pode ser efetuada no site www.congressocfc.org.br/diogo.html

Serviço: O 19º CBC acontecerá no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, no período de 26 a 29 de agosto de 2012. Mais informações: www.congressocfc.org.br.

Reunião com o vice-governador Membros do comitê de organização do 19º Congresso Brasileiro de Contabilidade se reuniram com o vice-governador do Pará, Helenilson Pontes, para solicitar o apoio do governo ao evento. O vice-governador, que é tributarista, também foi convidado a integrar um painel sobre reforma tributária. Participaram da visita os presidentes: do CFC, Juarez Carneiro; da Fundação Brasileira de Contabilidade, José Martonio Coelho; do CRC-PA, Eloi Prata Alves; da Academia Brasileira de Ciências Contábeis, Maria Clara Bugarim, que também coordena o evento, e os representantes do Pará no CFC, conselheiros João Oliveira e Regina Vilanova.

Revista CRC PA 18  
Revista CRC PA 18  

Canal de comunicação com os associados do CRC-PA, levando informações institucionas, sobre a profissão e temas relacionados à Contabilidade.

Advertisement